Issuu on Google+

pub

adira ao cartão 100% maiato que lhe vai dar descontos!

saiba mais na página 2

20 JUN a 3 JUL

2014 Ano XV | Nº 347 Bi-Mensal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar

apenas 0,70 € IVA incluído

\\

PUB

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

Caso Cooperzoo Relatório da Comissão de Trabalho aponta para ilegalidades

Era azul (o saco), toda a gente sabia, mas ninguém concordava É opinião unânime dos intervenientes que ilegalidades não foram em proveito pessoal. p. 03 \\

basquetebol

\\ condecoração

Maiatos João Miranda (Frulact) e José Marques de Amorim (Cerealis) distinguidos comendadores da Ordem de Mérito Empresarial – Classe de Mérito Industrial.

p. 11

\\ polícia

Assalto presumivelmente frustrado danifica caixa multibanco e destroi viatura de alta p. 06 cilindrada furtada na Foz.

p. 13

Torneio de Formação Juvemaia

\\ futebol

Futebol Clube de Pedras Rubras vence em Oliveira do Douro e regressa aos Nacionais

p. 20

pub

\\ desporto

Gala premiou cerca de 800 desportistas em ano de Cidade Europeia do Desporto. p. 10


02 Cartão MH

sexta-feira 20 de Junho de 2014

maiahoje

Chegou o cartão que lhe traz descontos e ainda inúmeras vantagens! Seja assinante, adira já! 22 406 21 26

LOJAS E SERVIÇOS ADERENTES EM 2014/06/01 CATEGORIA......ADERENTE.........................MORADA .........................................................TELEFONE.VANTAGEM ARTES GRÁFICAS .........PUBLIREFERÊNCIA ....................................Rua Pedro Julião, 114 r/c..........................................................................224 062 126 ......15% em cartões de visita 10% em serviços gráficos ACT. LÚDICAS................ESPAÇO 2 ....................................................Av. António Santos Leite 452(junto McDonalds/Cepsa) ..............916 304 716 ...... oferta inscrição e 10% desconto mensalidade ANIMAL ...........................HUSSE - Aliment. p/cães e gatos.........Ao domicílio .................................................................................................918 325 442 ...... 15% desconto ANIMAL ...........................OS BICHOS DO GUI - Pet Shop.............R. D. Afonso Henriques, 2406 - Corim - Águas Santas ...................936 550 935 ......15% acessórios e rações de cão e gato (>1,5Kg) ARTES ..............................TEXTURAS – Artes Decorativas............Travessa Dr.Augusto Martins,12-16 Maia...........................................919 417 006 ...... 20% desconto nos workshops, ao trazer um amigo ARTES...............................FUN TATTOO ..............................................Galeria Rosa dos Ventos, R. Do Viso, 79 - Lj.8 ....................................229 490 331 ...... 10% em qualquer serviço AUTOMÓVEIS ................IMPORFASE – Escapes.............................Rua do Outeiro, 15 - Z.Ind.Maia I Sector II Gemunde.....................229 410 780 ...... 36% desconto em todos os serviços AUTOMÓVEIS ................GOMES CAR WASH...................................Centro Comercial Plaza Piso -3 Maia....................................................912 216 882 ...... 30% em lavagem auto e 10% outros serviços AUTOMÓVEIS ................AUTO PNEUS MAIA ..................................Rua Dr.Joaquim Nogueira Santos, 836 Nogueira Maia .................229 608 317 ......10% desconto serviços mecânica e eletricista BEBIDAS ..........................GARRAFEIRA DO JOFRE..........................Praceta Artur Marques, 92 Maia ............................................................229 481 540 ...... 5% desconto em bebidas e 10% em acessórios CABELEIREIRO...............CHIPAMBO ..................................................Rua António Oliveira Braga nº105 Maia .............................................912 283 681 ...... 20% desconto em cabeleireiro e estética CABELEIREIRO...............ELISA MOURA ............................................Rua D. João IV, 263 Maia...........................................................................229 410 811 ......10% desconto no corte CRIANÇAS.......................DIDATIC – Jogos didácticos ..................Av. Visconde Barreiros, 108 Maia...........................................................223 210 835 ......10% em compras iguais ou superiores a 10 eur DECORAÇÃO .................MAIS CASA – Decoração/Prendas ......Rua Simão Bolivar, 253 Maia...................................................................229 443 485 ......10% em todas as compras DECORAÇÃO .................KADECOR - Low Cost Mobiliário .........Rua Frederico Ulrich, 2816 (Junto à Efacec) ......................................229 447 756 ......10% em todos os artigos DESPORTO......................RIBEIROS BIKE SHOP ................................Av,. Eng. José Afonso M Figueiredo, 42 (ao Maia Jardim).............229 426 418 ......10% desconto ESOTERISMO..................DOMÍNIO DA ALMA .................................Gaveto Tv. dos Loureiros com Alvaro Castelões, 2..........................224 944 060 ......10% em artigos ou serviços ENSINO ............................ESCOLA CONDUÇÃO OLIVEIRA ...........Av. D. Manuel II, 1148 ................................................................................229 485 798 ......10% desconto sobre preçario todas as categorias Carta ENSINO ............................EXPERTALENT – Centro de estudos ...Rua 5 de Outubro, 1809 Gueifães Maia ..............................................229 419 925 ......10% inscrição + 5% cursos intensivos de línguas ENSINO ............................ESCOLA DE CONDUÇÃO BOA NOVA..Rua D. Afonso Henriques, 4515, r/c......................................................229 725 577 ......7% desconto carta condução + oferta manual ENSINO ............................TURMA DOS CURIOSOS..........................Av. D. Manuel II, 958...................................................................................220 927 993 ......50%inscrição + 5% 3 primeiras mensalidades sala estudo FOTOGRAFIA .................EAFOTOCENTER ........................................Rua dos Altos, 18 – Edifício Arcada Maia............................................224 966 894 ......120 euros Book + 5 Euros passe + 10% serviços estúdio GINÁSIO ..........................BFREE fitness club ....................................Rua Augusto Simões, 822 Loja A...........................................................913 142 740 ......10% desconto qq modalidade B) pag. 6 meses oferta 2 GINÁSIO ..........................MAIA CLUB..................................................Av. Visconde Barreiros, 198 .....................................................................229 438 150 ......Isenção inscrição e 10% no cartão uniactividade INFORMÁTICA ...............SOS PC - M. AGUIAR.................................Centro Comercial Plaza - Espaço SOS PC ...........................................229 420 032 ......15% em Assistência Técnica INFORMÁTICA ...............GLOBALTECH.............................................."Rua Cerfil, 9 Maia ; C.C.Vivaci Maia 0.107" ........................................229 602 177 ......15% assist.técnica e reenchimento de tinteiros e toners INFORMÁTICA ...............PORTUGAL INTERACTIVO......................Praceta Almada Negreiros, 46 Maia .....................................................224 049 313 ......Website institucional com backoffice por 450 euros INFORMÁTICA ...............TINTEIROS POLVO.....................................Rua Viso,55 Maia .........................................................................................913 297 228 ......10% em tinteiros/toners recicl. e comp. 5% Assis.Técnica MODELISMO..................MARSIGOR...................................................Praceta Artur Marques, 80 Maia ............................................................229 489 483 ...... ver na loja OURIVESARIA ................BARCA D’OURO .........................................Parque Central, Maia Jardim, Gaia Jardim e Vivaci Maia...............229 480 196 ......10% desconto todos os artigos PAPELARIA/TABACOS .ATRATIVA PALAVRA ..................................Centro Comercial Plaza Piso -loja 21....................................................229 444 000 ......15% em Gift e Brindes + 10% em Papelaria RESTAURAÇÃO..............CERVEJARIA MAIOR .................................Parque Comercial, 14 – Lugar do Chiolo – Barca.............................229 415 507 ......10% desconto RESTAURAÇÃO..............REFÚGIO SUMPTUOSO...........................Av. D. Manuel II, 1169 Maia......................................................................912 772 547 ......8% refeições económicas e 15% restantes refeições RESTAURAÇÃO..............D. PERNIL – Taberna.................................Rua de Salgueiros, 1016 Nogueira Maia.............................................914 325 300 ......Oferta de uma sande de pernil na compra de outra RESTAURAÇÃO..............SAL E PIMENTA ..........................................Rua de Argentat 78( centro Maia junto R. Aug. Simões)...............229 442 784 ......5% desconto RESTAURAÇÃO..............CONTRADIÇÃO..........................................C.C. Vivaci loja 1.55 Moreira - Maia ......................................................229 481 103 ......10% desconto RESTAURAÇÃO..............TUTTO PER TUTTI .....................................C.C. Vivaci loja 1.100 Moreira - Maia....................................................229 481 104 ......10% desconto RESTAURAÇÃO..............DOCE TENTAÇÃO ......................................CC Vivaci Maia e CC Jumbo Maia ..........................................................914 789 139 ...... Menú Sumo de Laranja Natural + Torrada: 1,80Eur. RESTAURAÇÃO..............GULA - Padaria & Pão Quente ..............Rua Afonso Henriques, 2696, Águas Santas......................................914 678 972 ......10% Menus, p.alm., almoço, lanche.15% bolo aniversário RESTAURAÇÃO..............CASA DOS PROFITEROLES.....................Rua do Viso, 71 (100 mts PSP Maia)......................................................309 910 167 ......10% desconto em Bolos de Aniversário e Sobremesas ROUPA ACESSÓRIOS...MARIA MAIA – Lingerie ..........................Praça Dr. Vieira de Carvalho, 135 Maia ................................................229 448 196 ......10% desconto em artigos de lingerie ROUPA ACESSÓRIOS...A LOJA DO PAULO– Pijamas, Lingerie ...................................................e Homewear ................................................Rua 5 de Outubro, 1853 Gueifães (rotunda Lidl).............................224 965 473 ......10% desconto em qualquer compra e 20% em sedas ROUPA ACESSÓRIOS...ENCANTO- Noivas/festas .......................Rua Dr. Carlos Felgueiras 77 Lj 1 e 115................................................229 444 252 ......10% desconto ROUPA ACESSÓRIOS...ANAMATIS - Pronto-a-vestir..................Rua dos Altos, 10 ........................................................................................................................15% desconto em todos os artigos SAÚDE..............................PFARMAC – Parafarmácia ......................Rua Augusto Simões, 1442 Maia...........................................................229 423 013 ......10% excepto leites, fraldas, papas e medicamentos SAÚDE..............................ORTOPEDIA PORTUGAL .........................Av. D. Manuel II, 1164/1168 Maia..........................................................229 428 360 ......10% desconto em todos os artigos SAÚDE..............................SEARA DE LUZ - Ervanária/Dietética..Av. D. Manuel II, 1951 Maia......................................................................220 105 677 ......11% desconto SAÚDE..............................CLINILUZ ......................................................Av. Padre Manuel Alves Rego, 661 Maia.............................................220 944 153 ......Consultas 2 eur. Especiali.: 35 eur. Dentária desde 7,5 eur. SAÚDE..............................GOOPTICS – Centro Óptico...................Rua Fernando de Almeida, 108 – Vermoím (Maninhos) ..............................................10% desconto SAÚDE..............................PURAFIBRA – Supl. Desp./Ervanária...Rua de Fernando Almeida, 30 Vermoim - Maia ...............................938 771 832 ......15% desconto em todos os produtos SAÚDE..............................HAPPY & HEALTH EMOTIONS CLINIC.Av. Visconde Barreiros, 215 loja 4 Maia...............................................220 963 698 ......1ª sessão de Hipnose Clínica para Desintox. Tabágica ou ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Banda Gástrica Mental - 20% desconto; Tratamentos de ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Rosto e Corpo e Massagem Spa - 25% desconto SAÚDE..............................MULTIÓPTICAS - Multivista ...................Rua Augusto Simões, 1466 - Loja 8 ......................................................229 481 090 ......15% na compra de qualquer produto óptico SAÚDE..............................DENTALMOURA - Clínica Dentária .....Rua Manuel Gonçalves Lage, 930 (frente à Milaneza)...................224 003 704 ......Check up gratuito + 5% desconto em tratamentos SAÚDE..............................MEDICAL ÓPTICA......................................Rua D. Afonso Henriques, 4485 .............................................................229 742 688 ......30% desconto sobre tabela SERVIÇOS CASA............A CLÍNICA DA ROUPA.............................Tratamento de roupa ao domilício.......................................................916 086 910 ......8% desconto em todos os serviços e packs SERVIÇOS CASA............ROUPA FRESCA..........................................Vereda Alberto Pimenta, 8 Maia............................................................220 991 234 ......10% desconto lavandaria e 15% engomadoria SERVIÇOS CASA............SPA DA ROUPA...........................................Rua Dr. Joaquim Nogueira sos Santos, 246 - Lj.8.............................918 925 393 ...... 10% desconto SERVIÇOS GLOBAL ......CHAVES CORTE REAL...............................Rua José Rodrigues Silva Júnior, 477 Maia ........................................229 422 361 ......Serviço domiciliário: 20% deslocação e mão-de-obra SERVIÇOS GLOBAL ......DOREFAL – Quinagem e Calandra......Rua Cesário Verde, 50 – Silva Escura ....................................................229 441 136 ......5% em Corte Computorizado Jacto D’Água em Aço, ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Acrílico, Pedra, Vidro, Plástico e outros materiais SERVIÇOS GLOBAL.......CHAVES ERMESINDE................................Rua Camilo Castelo Branco, 17 ..............................................................229 715 037 ......5% desconto TAKE-AWAY ....................SEGREDO DO TEMPERO .........................Rua Cons. Camp.Henriques, 31 (traseiras BP Lavrador) ...............917 744 038 ......Oferta 1 sopa na compra de ½ ou 1 dose VETERINÁRIA .................HVT – CASA DE SAÚDE ANIMAL..........Rua Poeta Tomás Ribeiro, 63 Trofa........................................................913 083 525 ......10% desconto em serviços veterinários ADESÕES E PROMOÇÕES VÁLIDAS À DATA DESTA PUBLICAÇÃO • TODAS AS OFERTAS NÃO SÃO ACUMULÁVEIS COM OUTRAS EVENTUAIS PROMOÇÕES TEMPORÁRIAS DO ADERENTE • CONSULTE AS CONDIÇÕES ESPECÍFICAS NO LOCAL • EM CASO DE DÚVIDA, RECUSA, OU OUTRO ASSUNTO DESTA TEMÁTICA, POR FAVOR CONTACTE O DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE CARTÕES DO NOSSO JORNAL.


maiahoje

sexta-feira 20 de Junho de 2014

editorial \\ artur bace|ar director

A Silly Season Finalmente, para a generalidade da comunicação social, chegou a chamada “Silly Season” que numa tradução livre será “Temporada das Tontarias”. Esta “temporada” caracteriza-se por uma falta generalizada de notícias de real interesse jornalístico e onde tudo ou quase tudo

POLÍTICA

Sociedade

vale para ser notícia. Este ano, temos ainda o mundial da “Bola” que acrescenta ainda mais um colorido à temporada. Tudo vale, desde a entrevista a adolescentes que tatuaram no braço o nome do seu craque favorito, àquelas que choram por ter estado a metros dos ídolos e não terem conseguido uns rabiscos feitos à pressa com uma caneta. Ou seja, até meio de Julho, o que “vale” é o mundial. Nada de troikas, aumentos de impostos. Esses assuntos passam a segundo plano. Numa altura em

que é necessário aumentar a produtividade, fábricas param as máquinas para os adeptos poderem assistir aos jogos, esplanadas enchem-se e vendem-se mais uns hectolitros de cerveja. Em dia de jogo, acho que na rua, nem os pássaros se ouvem porque devem estar assistir em qualquer galho. Portugal estreou-se com uma valente derrota, arranjinho da Fifa e da senhora Merckl, digo eu, que mais uma vez nos vai obrigar a andar de calculadora na mão. No entanto acredito na equipa, não na selecção feita, e que os jogadores têm ca-

pacidade para passar a eliminatória de grupos. Por cá, pelo burgo, continua a saga “Junta e Zoo da Maia” que parece um folhetim sem fim. Na Assembleia de Freguesia convocada para discutir o assunto, disse-me quem lá esteve que “a montanha pariu um rato”, ou seja de um debate que se exigia com elevação, factual, desapaixonado e apolítico, esteve-se mais de três horas a discutir “o sexo dos anjos”, com troca de acusações, bitaites e principalmente luta “intestina” política. Foi-nos vedada a filmagem da reu-

03

nião e o registo digital do som para utilização jornalística. Para nós, o interesse público, exigia uma transmissão em directo do evento, mas o entendimento de “interesse público”, claramente deve ser diferente, até porque, ao que sabemos, a Junta não terá verbas para este tipo de acções. Nós por cá vamos fazendo o nosso serviço, como nos deixam. Happy Silly Season (Feliz temporada das tontarias).

Comissão de Inquérito entregou relatório final

Era Azul (o saco), toda a gente sabia, mas ninguém concordava... No seguimento da entrega e discussão pública do relatório que a Comissão de Inquérito produziu, houve lugar esta semana a uma reunião pública para discussão de resultados. Após cerca de quatro horas de discussão foi aprovada uma moção entregue pelo presidente da Comissão de Trabalho que sugeria a entregue do mesmo e documentos adjacentes à Mesa para envio às autoridades que esta julgue competentes, tendo sido aprovada por unanimidade. O MaiaHoje, tendo por base o relatório apurado, faz um apanhado da situação. A Comissão Recorde-se que esta Comissão de Trabalho teve por base a Assembleia de Freguesia Extraordinária de Janeiro passado e que reúne deputados de todas as forças políticas representadas na Assembleia de Freguesia, a saber, Paula Castro e Aloísio Nogueira (PSD/PP); João Monteiro e Adão Bastos (PS); Mário Martins e Cecília Gunawardena (MMM); Manuel Cunha (CDU) e Francisco Silva (BE). A Comissão elegeu como órgãos Mário Martins (presidente); João Monteiro (vice-presidente); Cecília Gunawardena (1ºsecretário) e Paula Castro (2ºsecretário). A Comissão diz na introdução do seu relatório que «em situação alguma avaliou em termos pessoais quaisquer dos intervenientes e visou substituir-se às entidades judiciais», limitando-se no seu entender a «com este trabalho, baseado em factos, contribuir para levar ao conhecimento dos interessados a verdade dos factos e as necessárias recomendações». Actual executivo critica anterior O actual Executivo diz não ser possível «ignorar que fruto das opções erradas que foram sendo tomadas no passado, tem hoje um problema seríssimo de sustentabili-

%

dade económica» que segundo dizem, a não serem tomadas medidas «pode mesmo ameaçar a viabilidade financeira da autarquia», tendo assumido que «a autonomização foi precipitada e mal preparada».

Em Setembro 2013, foram efectuados protocolos de comodato de cedência de bens móveis, imóveis, animais e funcionários. A Cooperzoo iniciou actividade em 1 de Outubro de 2013

Quem foi questionado Foram interpeladas 10 pessoas, a saber Carlos Teixeira; Joaquim Pacheco; Joaquim Ferreira; Mário Ramos; Natércia Pedrosa; André Sobral; António Silva; Olga Freire; Paulo Ramalho; Adão Bastos e a notária Cláudia Barbas.

Demissões Joaquim Pacheco e Joaquim Ferreira demitiram-se, justificando o primeiro que tal se devia a haver «um buraco nas contas salvo erro de 4600 euros», comunicado por André Sobral, que tinha conhecimento da existência de um “saco azul” e que futuramente não iria pactuar com isso», disse. Joaquim Ferreira diz ter conhecimento de problemas existentes nomeadamente o “saco azul”, que estipularam que essa regra iria ser alterada, mas que ficaram na mesma. Que André Sobral era o responsável directivo pelas contas e que este o informou que havia uma diferença de «quatro mil e tal euros», prosseguindo «uma vez que o sr. Carlos Teixeira confirmou, informei que me iria demitir», justificou a sua decisão. A 31 de Outubro, por unanimidade, a direcção do Executivo da Junta, liderada pela presidente Olga Freire, demitiu Carlos Teixeira, alegando a presidente que «a falta de confiança não é política», apenas não confiando na gestão do anterior presidente da Junta. Seguidamente a Junta indicou a presidente Olga Freire, Manuel Tavares e Sandra Campos para substituir os demissionários e o demitido.

Como foi criada a Cooperzoo O Zoo da Maia foi criado em 1985 por Carlos Teixeira, reconhecendose-lhe inegável valor, sendo actualmente referência do Norte. Com 30 anos de existência houve a intenção de tornar autónoma a gestão para «viabilizar a instituição e nomeadamente captar investimentos privados». Em 2012, obteve o tão almejado licenciamento. A criação da Régie Cooperativa foi efectuada por proposta do Executivo da ex-Junta da Maia e entregue administrativamente a Mário Ramos (ex-secretário), tendo colaborado nos Estatutos e contado com o apoio técnico de direito do advogado Rui Assis e colaboração do departamento jurídico da Câmara Municipal da Maia, nomeadamente Virgílio Noversa e Romana Abreu. Foram cooperadores fundadores, com 75 títulos, a saber, Freguesia da Maia (45); Câmara da Maia (10); Carlos Teixeira (10); Caixa de Crédito Agrícola (5) e EPAMAC (5). Cronologia inicial Houve dois estatutos, um inicial e outro com alterações sugeridas pela notária, correspondendo à versão final do documento registado na Conservatória e aprovado na Assembleia Constituinte, em 2 de Julho de 2013.

pub

x

Actividade A Cooperzoo não exerce actividade dado ter havido resolução do Contrato de Comodato com a Junta, retirando-lhe os funcionários e os bens, alegando a Junta que a Cooperzoo não tinha, já no segundo mês da actividade, liquidez suficiente para honrar os seus compromissos com

x

16,80 14eur./ano ou 33,60 25eur./2 anos

pessoal e fornecedores. Financiamento Todos membros da anterior direcção da Cooperzoo disseram ser do seu conhecimento que a cooperativa necessitava de 100.000 euros de financiamento que pensavam porvir de empréstimo bancário. Foi apurado que os anteriores autarcas, Carlos Teixeira e André Sobral, disponibilizaram-se para emprestar à Cooperzoo 30.000 euros para pagamento imediato de salários. O deputado António Fernando Oliveira disse que a Cooperzoo não iria contrair empréstimo nenhum e que pelo menos a «CM Maia não estaria para isso». O ex-presidente Carlos Teixeira apresentou em sua defesa um e-mail da Caixa Agrícola dando conta da aprovação de crédito de 100.000 euros, o que viabilizaria , no imediato, o funcionamento da cooperativa. A Comissão concluiu que a falta de aceitação do empréstimo ou outra proposta de financiamento, ditou a falta de liquidez dado que o capital de 15.000 euros era manifestamente insuficiente para fazer face a uma despesa mensal de 40.000 euros. Criticas Relatório critica a falta de debate na passagem da gestão de novo para a Junta, dos bens e pessoal, dizendo haver também «factos de evidência de mau relacionamento entre a Cooperzoo e a Junta» como o canhão da porta do gabinete cedido à direcção da Cooperzoo nas antigas instalações da Junta da Maia, que foi mandado retirar pela presidente da Junta, reiterando esta que o fez porque tinha legitimidade para o fazer, não se mostrando arrependida, mas que hoje faria as coisas de outra forma. Irregularidades Segundo o relatório apuraram-se

irregularidades no funcionamento das receitas e pagamentos, crendose no entanto, e segundo testemunhos, que de tal não resultaram nem foram em benefício pessoal». Recomendações A terminar a Comissão tece algumas recomendações, nomeadamente que se deve questionar os órgãos dirigentes à altura porque é que não feito Estudo de Viabilidade Económica; porque é que não foi pedido visto do Tribunal de Contas; indagar junto do actual executivo sobre quais os Estatutos que serviram de base à substituições na Cooperzoo; solicitar enquadramento legal a entidade competente sobre a resolução de acordos e protocolos e saber se foram equacionadas alternativas e por último, auscultar os cooperadores “esquecidos” como a Caixa de Crédito Agrícola e a EPAMAC. Este relatório foi aprovado com 5 votos a favor (Mário Martins, Cecília Gunawardena, Adão Basto, Manuel Cunha e Francisco Silva, sendo contra Aloísio Nogueira e Paula Castro, não esteve presente João Monteiro. Constam ainda duas declarações de voto, uma de Adão Basto (PS) e outra assinada pelos deputados Aloísio Nogueira e Paula Castro (PSD/PP). O Maiahoje, por dificuldade de agenda não conseguiu chegar à fala com o presidente da Comissão por incompatibilidade de agenda. No entanto contamos na próxima edição ter esse depoimento, bem como de outras pessoas ligadas a tão complexo processo de apuramento de factos. A terminar refira-se que todos relactos e factos apontados constam do relatório a que o MaiaHoje teve acesso, sem os anexos, não tendo este sido disponibilizado oficialmente aos órgãos de Comunicação social. Artur Bacelar

NOME_____________________________________________

Sim, desejo ser assinante do jornal MaiaHoje pelo período de ___anos, automaticamente renováveis por igual periodo. Recebo também de oferta o Cartão de Descontos MH

MORADA__________________________________________

assinatura

TELEFONE______________ TELEMÓVEL_________________

Recorte e envie para: Jornal MaiaHoje - Rua dos Altos, 18 • 4470-235 Maia

COD POSTAL_______-____ LOCALIDADE_________________ CN____________EMAIL_______________________________


04

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Sociedade

\\ Ângulo Recto António Neto

Notas que voam!... “…Uma pessoa não é como uma coisa que se larga num sítio e ali se deixa ficar, uma pessoa mexe-se, pensa, pergunta, duvida, investiga, quer saber (…) não se julgue que tal submissão é, em todos os casos, definitiva.” José Saramago - A Caverna”. Nestes dias voei até ao livro que cito de Saramago, num palpitar de reflexões e interrogações que me fazem perder no tempo de uma realidade, que não é, porque nunca foi, imutável e definitiva. Há quem julgue que as pessoas se deixam embarcar pelos embalos do conformismo, do poder insano de uma lógica conservadora que não permite mudar o rumo das coisas ou travar os caminhos que nos deixam em becos com saídas cada vez mais difíceis. Há quem tenha o poder e o exerça, não para honrar o seu compromisso e juramento solene, mas para servir os interesses dos poucos que sempre alimentaram uma medíocre existênciano pedestal do poder, poder que julgam absoluto e apenas tem lesado uma maioria que têm como submissa, mas em que emerge um descontentamento visível! Há quem se deixe engodar pela sistemática venda de uma mensagem e de uma imagem, vendida qual “sabonete” ou “perfume” como se a política e os políticos não fossem instrumentos ao serviço das pessoas e da comunidade… As pessoas em Portugal descrêem, expressam o seu descontentamento, duvidam, interrogam e não se deixam submeter, mas há quem, arrogando-se evitar uma crise, como se não estivéssemos em crise permanente, teme dar a voz ao povo nem que para isso tenha de mandar às urtigas o juramento que fez e que há muito desrespeita. As minhas notas repousam naqueles que confrontados com a justiça, e em vez de acatarem a decisão, sem prejuízo de dela discordarem, pretendem que mudem o Juiz até que a sentença seja decidida de acordo com a sua vontade. Ainda mais grave quando os mesmos que escolhem parte dos decisores consideram que precisam de ser mudados aqueles que decidem em consciência mas não em função de quem os escolheu. Um absurdo que só sobrevive com a mediocridade de quem não gosta de respeitar as regras do jogo quando os resultados não lhes são favoráveis. Há quem, face a duas negações da sua lógica de poder, expressas quer pelos votos dos eleitores nas urnas, quer pelo Tribunal Constitucional continue a persistir agarrado ao poder, sustentado pelos interesses que alimenta, e não tenha a dignidade de se submeter à vontade democrática do povo. Não há na Europa exemplo de alguém que tenha sido constantemente rejeitado pelo povo nas ruas, nas urnas e tenha violado em tanto pouco tempo a Constituição da República e continue, sem pingo de humildade democrática, a recusar entregar nas mãos, dos que também o elegeu, o rumo do País. O culpado principal voará para sempre nos anais do esquecimento da história. Essa é para já a única certeza! Técnico Superior Acção Jurídica/Formador (Não escreve ao abrigo do novo acordoortográfico)

INICIATIVA

maiahoje

Conhecer a riqueza etnográfica e natural existente nas margens do Rio Leça

Percurso pelas margens do Rio Leça - Viagens no Tempo A Câmara Municipal da Maia, em colaboração com a Quercus – Núcleo Regional do Porto, vai promover, amanhã, uma nova edição do percurso Viagens no Tempo, no âmbito do Projeto Corrente Rio Leça. Esta visita será guiada por técnicos municipais que vão apresentar a riqueza etnográfica e natural exis-

CULTURA

tente nas margens do Rio Leça, tornando este percurso numa “viagem no tempo” e pela história da Maia. Os participantes poderão ainda ver o Moinho Gericota a moer cereais com recurso à energia hidráulica dos engenhos tradicionais. Este percurso decorre da edição 2013, na qual foram desencadeadas

várias ações de participação pública, que poderá revisitar através do seguinte link: http://ambiente.maiadigital.pt/ destaques/projeto-corrente-rioleca-2013-viagens-no-tempo As inscrições são gratuitas e obrigatórias devendo ser encaminhadas para o e-mail:

artur.branco@cm-maia.pt com os dados de cada participante: nome, B.I./C.C. e email. Os participantes devem levar comida e bebida para partilhar no final do percurso.

Iniciativa visou a fruição cultural, paisagística e turística do património molinológico do concelho

Clube Unesco visita moinhos da Maia Ao longo do Rio Leça, desfrutando do rico património molinológico que o tempo e a tradição souberam conjugar, realizou-se no dia 31 de Maio o “peddy paper” pelos moinhos da Maia. Numa realização conjunta dos Serviços de Turismo da Maia e o Clube Unesco da Maia (CUMA), esta acção teve como objectivos a fruição cultural, paisagística e turística. Ao longo dos cerca de três quilómetros do percurso iniciados no moinho do Gericota, imperou a boa disposição, o convívio e a acalorada participação dos cerca de trinta elementos que aderiram a esta ini-

POLíTICA

ciativa. Do percurso previamente definido, constou a visita ao interior do moinho do Gericota, onde foi possível observar o moinho em funcionamento, onde se lembraram tempos e ditos antigos. A temperatura primaveril ajudou a marcha tranquila. O grupo sem evidenciar qualquer necessidade competitiva que não fosse a de desfrutar de uma agradável iniciativa, aproveitando de forma participativa para conhecer um pouco mais do património moageiro da terra da Maia. Como nos diz a sabedoria popular “nem só do pão vive o Homem”,

e esta iniciativa não ficaria completa se não fosse enriquecida com a presença de vultos da literatura portuguesa cujo caminho, apesar de desfasado no tempo, acabamos por trilhar. Relembrar Guerra Junqueiro, ou as raízes familiares que ligam Carolina Michäelis e a terra da Maia. De moinho em moinho até ao ponto final da nossa caminhada, fomos ainda recebidos com cortesia pelo proprietário do moinho do Pisão (Dr. João Ribeiro), local aprazível e perfeitamente enquadrado no espírito desta iniciativa, que serviu na perfeição para conjugarmos a tertúlia sobre a actividade com o aconchego

gastronómico de uma tradicional merenda de moleiro acrescida de aletria confeccionada seguindo a receita de Carolina Michäelis. Da partilha de conhecimento e da vontade de relembrar este património que sendo da Maia a todos pertence, esta pequena contribuição conjunta serviu para enriquecer culturalmente todos os participantes e também como forma de sensibilização para a necessidade de uma intervenção activa para a preservação e conservação da actividade moageira. Mário Aguiar

Clube dos Pensadores fecha ciclo de debates com o Professor

Marcelo não descarta candidatura à Presidência da República Marcelo Rebelo de Sousa, o conhecido “professor” comentador, fechou mais um ciclo de debates do Clube dos Pensadores. Joaquim Jorge, fundador do Clube disse que o interlocutor «é um homem muito inteligente, escorreito, sagaz, com uma capacidade de análise notável e uma figura incontornável da política portuguesa. Um verdadeiro “senador” da nossa democracia, sendo uma reserva da República». O debate iniciou-se dizendo que combinou com Joaquim Jorge tudo menos do que iria falar. Pelo que começou por fazer uma retrospectiva da sua própria vida e o que dela retirou como experiência para a posteridade. Para Marcelo Rebelo de Sousa a Educação é a chave do sucesso de uma Nação e a sua grande aposta. Aliás, a única coisa que sempre quis ser foi Professor, como é, um catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa. Todos os outros cargos e até profissões que teve, foram consequência de ser Professor. Foi respondendo a várias

questões colocadas por Joaquim Jorge, ressaltou a pergunta feita sobre o governo tentar interferir num órgão de soberania como é o Tribunal Constitucional (TC). Respondeu que o TC tem que ter a liberdade de decidir sem interferências e as recentes declarações da ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, só vieram «deitar água na fervura». Não tem obsessão de ser Presidente da República (PR), como outros terão. Instado, mais que uma vez, a afirmar-se ou não como candidato, refugiou-se sempre que não é necessariamente o que o seu espírito analítico lhe recomenda. «Obviamente que não percebo este desejo de algumas pessoas. Penso que só é possível por desconhecimento do valor do cargo ou por confundirem que um PR terá necessariamente de ser um Cavaco Silva, uma eminência parda». Sobre António Costa disse que o povo português vê-o com ar messiânico, ao contrário de Seguro, que é afável, mas não é líder, revelado quando ao ser desafiado fez o teatro que se lhe conhece e atirou para

Setembro umas Primárias que ele sabe que os estatutos que ele blindou não o permite. Reconheceu que Pedro Passos Coelho é um «líder teimoso, que não ouve ninguém e que nunca soube gerir bem a comunicação de um conjunto de dossiers», mas nem assim o líder do PS se aproveitou desses «tiros no pé» que amiúde Passos Coelho dava. Para Marcelo Rebelo de Sousa, o consenso entre os partidos seria, por exemplo, todos acordarem em que não mentiriam aos portugueses

como tem acontecido. «Eu diria que este compromisso é algo elementar entre pessoas sérias, coisa que há muito os portugueses não sabem o que é da parte dos políticos, que são mentirosos. Em países onde há honra na prática política, demitiamse antes por vergonha. Em Portugal, pelos vistos, é carreira ser mentiroso compulsivo». Esclareceu ainda que foi contra a Regionalização proposta em referendo, mas vaticina que após sair da crise, o país volte a discutir o tema.


maiahoje CRIANÇAS

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Sociedade

05

Espaço situado no centro da Maia

Maia Didatic(a) Aberta ao público desde Novembro do ano passado, a Didatic Maia, situada na avenida Visconde Barreiros, nº 108, tem como filosofia oferecer novos conceitos e novas abordagens no universo infantil. Sempre com a finalidade de trabalhar para as crianças, para que a sua experiência com os produtos e-

xistentes à venda neste espaço comercial seja vivida ao máximo e que dela retirem o maior gozo, conhecimento, prazer, informação, criatividade, imaginação e sobretudo interacção numa relação que se quer proporcional e intensa na entrega. Liliana Pedrosa, proprietária da

Didatic Maia, pretende que, para além dos objectivos anteriormente descritos, «queremos apresentarlhes (às crianças) o que de melhor se faz no universo infantil, queremos que aprender seja um processo espontâneo e gracioso, queremos acrescentar algo mais e proporcionar conteúdos pedagógicos al-

ternativos, seja apelando ao conteúdo de um livro, à ilustração de um puzzle ou ao design de um jogo. Queremos proporcionar às Crianças, bem como às famílias, tempo de lazer e aprendizagem de qualidade», conclui. A Didatic Maia tem organizado vários eventos temáticos, como o

Dia do Pai, Dia da Mãe, Dia Mundial da Criança, entre outras iniciativas alusivas à interacção entre crianças e respectivos pais e/ou familiares e amigos. Para mais informações contacte através dos números 917 149 299, 223 210 835 ou ainda pelo e-mail: maia@didatic.pt.

\\ Cascata de S. João em Barca

\\ Cascata do Quim do Pedro

A Associação JB – Juventude Barcarense inaugurou, no dia 7 de Junho, no Centro Cívico de Barca - Castêlo da Maia, a Cascata de S. João. Totalmente criada pelo jovem artesão Bruno Maia, tem vindo a tornar-se uma tradição. Este ano conta com mais de 500 figuras e uma área de perto de 12 metros quadrados. Organizada pela Juventude Barcarense, com o apoio da Junta de Freguesia do Castêlo da Maia, a Cascata de S. Joaõ vai estar em exposição até ao dia 29 de Junho. Luís Filipe Azevedo

A tradicional Cascata do Quim do Pedro está, uma vez mais, patente na Casa do Povo de Vermoim. Rodrigo e Augusto do Pedro, netos do criador, Rodrigo do Pedro, continuam a tradição iniciada pelo avô e preservada pelo pai Quim do Pedro, tendo todos os anos novas criações. Este ano uma das novidades é o Zoo da Maia. A cascata, com mais de 300 figuras em movimento, é possível visitar até ao final do mês. Luís Filipe Azevedo

\\ Opinião Ricardo Oliveira

Tanta parra para tão pouca uva Escrevo no meu triste rescaldo do resultado entre a Alemanha e Portugal. No fundo, e tal como a maioria dos portugueses esperava uma certa superioridade desportiva para tentar compensar, embora apenas de forma astral, uma superioridade em quase todos os capítulos dum país como é a Alemanha. O nosso país precisou da assistência económica e do aval dos germânicos, e logo a seguir somos goleados (mais uma vez), por uma organização logístico-desportiva francamente melhor. Não vou, nem quero entrar em comparações desportivas de domínio táctico, porque treinadores de bancada somos todos, e ainda por cima, temos todos razão, mas gostava que o leitor aten-

tasse nas semelhanças entre o que se passe nos países e nas respectivas selecções. Repare o leitor, os germânicos logo perceberam que se tinham de adaptar ao clima independentemente do seu valor desportivo. Por isso, com a sua humildade e rigor, esqueceram os jogos festivos, os números de circo, a passerelle, e puseram mãos ao trabalho, chegando mais cedo ao Brasil e concentrando-se naquele que consideravam o jogo mais difícil: ao jogo de estreia contra Portugal. Os portugueses passeavam pelos EUA, distribuindo autógrafos e tendo uma cobertura mediática de todos os seus movimentos particularmente ridícula. Tão Ridícula que o conhecido humorista Ricardo Araújo Pereira tratou de parodiar (e bem)… Percebemos durante o jogo, os portugueses cansados, e com o infortúnio de terem tido lesões musculares, comportamentos menos dignos… Apenas uma triste e infortunada coincidência, pois os Alemães que já lá estavam e escolheram um local de estágio com a humidade próxima da dos jogos a que estarão sujeitos, tiveram a “sorte” de estar melhor adaptados ao clima, e por isso terem tido menos esforço, melhores performances físicas, resultando num ónus de lesão quase nulo… Os portugueses seguiam o fuso horário de Por-

tugal, chegando atrasados ao jogo, os germânicos… nem por isso! Será coincidência…? O seleccionador germânico explicava a vitória com a adaptação ao clima, o português explica a derrota com o árbitro… Mas será que minguem lhe disse que todos vimos o jogo pela TV? Bem, e pensando melhor, se me oferecessem um mês no Brasil, e perdesse um jogo por goleada, também culpava o árbitro!!! O jogo seguinte da selecção será ainda num local mais húmido, e a federação portuguesa de futebol escolheu para estágio um dos locais menos húmidos do Brasil nesta altura do ano… Mas que raio, não há ninguém que se organize em Portugal? Não há ninguém que pense? Iremos ser sempre dependentes do desenrasque tuga (que eu muito aprecio) e da sorte alheia para vivermos? Neste contexto, confesso que me faz alguma confusão a recusa do governo português do último cheque da troika com uma taxa de juro (muito baixa) garantida. Compreendo que nos temos financiado a taxas muito atractivas nos mercados, mas será que somos já autosustentáveis?! Não me parece… então porque será? Será que assim pagamos o favor a outros países que nos ajudaram como … a Alemanha (entre outros)…? Estranho… Muito estranho, e pior, uma jogada de enorme risco que

pode trazer consequências imprevisíveis ao nosso país e aos portugueses. Não aproveitamos a conjuntura e não fizemos as reformas estruturais, queixamonos continuamente do nosso fado, da nossa saudade, mas não somos capazes de planear, de projectar, de reformar… Até a constituição portuguesa tem culpa! Mais curioso é que se emigrarmos somos dos mais competentes que pode existir, pois aliámos de forma explosiva o nosso desenrasque, com o rigor que nos é exigido. Quererá isto dizer que só ficam em cargos importantes nacionais alguns espertalhões desenrascados, e quem tem valor procura outros voos? Mudo de assunto para falar de António Costa… Tanta sede de poder, tanta sede de protagonismo… Há um dito popular que elucida que “quem vai com sede ao pote, raramente encontra que beber ou que comer”. Esta manobra politica de António Costa tem a meu ver a vantagem de ser uma manobra de tudo ou do nada. De facto, pelos estudos disponíveis na imprensa, António Costa goza de uma popularidade tremenda, mesmo com casos sensíveis e públicos como o do túnel do Marquês de Pombal ou das contas publicas da câmara Municipal de Lisboa, ou dos fundos para a Fundação de Mário Soares, mas quem vai com sede ao pote... O José Seguro, coitado, que até era contra as eleições

primárias, agora já acha que é uma excelente solução, dando o dito por não dito… O que não se faz para estar próximo do poder! No meio disto tudo apetece mesmo dizer “tanta parra para tão pouca uva”, e nós vamo-nos entretendo em fait divers que apenas nos distraem do essencial, nos afastam do importante, e que faz com que a ultima taxa de absentismo para as eleições europeias tenha permitido a eleição de fracções extremistas e, mesmo, anti-politica Europeia… Como e onde conseguimos esquecer da importância de votar? Quando é que perdemos vontade de estar em democracia e de honrar esse gesto nobre que é simplesmente Votar? Nem que seja em branco, nulo… apenas o de honrar o nosso dever democrático… O leitor desculpe este meu pessimismo, mas por favor compreenda… Fui goleado pela Alemanha… Mas pensando bem, se tirarmos hoje, somos goleados por eles todos os dias…! Médico Mestre Eng. Biomédica (FEUP) Lic. Neurofisiologia (UP) Não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico.


06

\\ Opinião Joaquim Jorge

PS Portugal não se pode dar ao luxo de ter um PS dividido e sem rumo. Este enfrentamento e divisão que se manifesta, entre António José Seguro e António Costa, vai levar o partido a não conseguir vencer as eleições legislativas de 2015. Uns querem e defendem um Congresso extraordinário e directas, quem está com António Costa, outros querem primárias, quem está com Seguro, que não constam dos estatutos do PS e estão marcadas para Setembro. Por outro lado, ainda não se sabe a decisão de todas as federações do PS (21) sobre se há ou não congresso extraordinário mas já se sabe que um congresso extraordinário não poder ser electivo e que um líder eleito em directas com António José Seguro tem legitimidade própria não podendo ser destituído por qualquer órgão do partido. Em vez de se ter um PS forte, mobilizador e de corporizar uma mudança política capaz de mobilizar o país, discute-se processos electivos, normas estatutárias e rebuliço interno que passa ao lado da maioria dos portugueses. Enquanto António Costa andou a pensar se concorria ou não à liderança do PS, António José Seguro blindou o acesso ao poder no PS como uma muralha intransponível. Os militantes, ao que parece, vão ter a liberdade de votar no que crêem melhor para o partido. Se o PS não tem rumo, segue dividido e não oferece um projecto alternativo de governação arrisca-se a tornar-se um partido médio ou pequeno. Durante estes últimos anos, o PS não soube aproveitar a onda de descontentamento e não foi capaz de interpretar o que os cidadãos lhe disseram em 2011, nas últimas legislativas e recentemente nas autárquicas e europeias, apesar de vencer de uma forma agridoce. O PS sem complexos deveria ter-se libertado do fantasma José Sócrates, mas não o fez. Antes pelo contrário, querem ressuscitar esse pesadelo que ficou caríssimo aos portugueses. Os portugueses ainda não se esqueceram e ainda não perceberam qual o caminho que o PS quer seguir. Com certeza que há muitas coisas que os sucessivos governos PS ao longo de quarenta anos de democracia, fizeram foram boas: saúde pública; ensino público; pensões; etc.. Os portugueses olham para o PS de duas formas distintas: Seguro é um líder fraco que não consegue inspirar confiança e António Costa um líder forte que inspira alguma confiança mas está ligado ao pior de um governo PS, na era Sócrates. Este é o dilema. A situação que os portugueses atravessam questiona a forma de governação mas não querem nunca mais governos à moda de José Sócrates. O momento de desassossego social, os cidadãos têm outras prioridades e o debate actual do PS pela sua liderança não vai ao encontro das suas necessidades. Basta ver as manifestações de rua em que há milhares de famílias que passam mal. As pessoas querem que lhes fale de emprego e que não se branqueie a era Sócrates. Isto quer dizer que têm relutância em aceitar Seguro porque é fraco e sem carisma, por outro lado querem António Costa mas que corte de uma vez por todas a sua ligação umbilical a Sócrates. Este dilema do PS é muito bem aproveitado pela coligação do governo que vive um momento de alguma instabilidade com os chumbos no TC. O PS que tinha tudo para vencer as próximas eleições dificilmente deixará de ficar dividido e debilitado. O governo que está dividido parecendo que tem dois primeiros-ministros: Pedro Passos Coelho e Paulo Portas, tudo vai fazer para se manter unido e continuar no poder.

pub

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Sociedade

maiahoje

CASOS DE POLÍCIA

Caixa multibanco furtada e viatura incendiada na Maia Na madrugada de dia 18 de Junho foi furtada, na Foz, uma carrinha BMW que, posteriormente foi usada para roubar uma caixa multibanco instalada num supermercado, sito na rua Carlos Oliveira Campos, no Castêlo da Maia. Depois, os assaltantes abandonaram o ATM numa zona iso-

lada, na Travessa do Souto, junto à antiga estação de comboios da Maia, e incendiaram a viatura usada no furto. A PSP da Maia foi chamada ao local, por volta da 01h30, alertada pelos moradores para o que pensavam ser uma «queima na mata», disse ao Maia Hoje fonte

policial. No local estiveram também os Bombeiros Voluntário de MoreiraMaia que extinguiram o incêndio. O montante do prejuízo é desconhecido, uma vez que a máquina estava protegida com um sistema de destruição de notas com tinta.

GNR e PSP da Maia tomaram conta da ocorrência e a investigação ficou a cargo da Polícia Judiciária do Porto. Rita Santos Foto: Luís Filipe Azevedo

\\ Tomada de Posse dos Órgãos do Núcleo de Aguas Santas/Pedrouços do PSD José Manuel Sampaio foi empossado como novo presidente da Comissão Política do Núcleo de Águas Santas/Pedrouços do PSD, no dia 7 de Junho, na Casa do Alto, Pedrouços


maiahoje

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Sociedade

SOLIDARIEDADE

Apresentados os Caminhos Maiatos de Santiago

07

\\ No fio da Pena Pedro Ferreira*

\\

Em junho será o caminho português, em setembro o caminho português pela costa, mas independentemente da rota o destino será sempre o mesmo: Santiago de Compostela. O meio de transporte a bicicleta, os participantes, 90 BTTistas maiatos (45 em cada viagem).

Pelas 21h30 do passado dia 30 de Maio o Fórum Jovem da Maia encheu-se de adeptos e praticantes do BTT para a apresentação dos caminhos Maiatos de Santiago. Ao todo serão realizados dois caminhos. Em Junho o Caminho Português com saída no dia 20 pelas 6h30 da Praça Doutor José Vieira de Carvalho rumo a a Santiago de Compostela, onde chegam na manhã de dia 22. O percurso terá passagem por localidades como São Pedro de Rates, Barcelos, Ponte de Lima, Valença, Redondela Caldas de Reis e Padrón. Em Setembro o Caminho será junto à costa, por Vila do Conde, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, Cerveira, Baiona, Vigo, Pontevedra e Padrón. Ambos visam o convívio e a promoção da prática desportiva através da modalidade de BTT. Nesta apresentação, estiveram presentes para além do vereador do

POESIA

Desporto do Município da Maia, Hernâni Ribeiro, os representantes dos clubes organizadores, Paulo Ribeiro dos Maiatos e Altino Ferreira do CBK, este último foi também orador tendo explicado os aspetos técnicos e logísticos dos passeios. José Maia Marques fez uma apresentação sobre a História dos Caminhos de Santiago e a sua ligação à Maia. Para além da palestra em si foi entregue o kit a todos os participantes que era composto pela Jersey oficial, meias oficiais, frontal, credencial do peregrino e seguro desportivo ao qual a organização junta ainda o transporte de pessoas e bicicletas no regresso a Portugal, os jantares, os abastecimentos líquidos durante o percurso e a assistência mecânica e médica. De salientar ainda que os referidos passeios não têm fins lucrativos. No enquadramento do evento

Na Escola Príncipe da Beira, em Gueifães

Noites de Poesia de Vermoim A última sessão da "Noites de Poesia em Vermoim" desceu até Gueifães, à Escola Príncipe da Beira. A sessão contou com música e poesia, com jovens e menos jovens, com poetas que apareceram pela primeira vez e com poetas que já acompanham o evento ao longo dos 15 anos. Foi a segunda vez que a "Noites de Poesia em Vermoim" visitou Gueifães e foi acolhida na escola centenária, que a Junta de Freguesia da Cidade da Maia tem posto ao serviço da Cultura. A parte musical da noite esteve a cargo de alunos do Professor Pedro Brito, da Filarmonia de Vermoim, Verónica que interpretou "River Flower in You". Zahra tocou as peças "O Urso Que Sabe Dançar" "Todos a Saltar" e o "Perú Alegre". Nicole interpretou as peças "Sinfonia do Novo Mundo", "Passos Gigantes" e "Som dos Índios". Bernardo Balancho trouxe as peças "Gaita de Foles", "História de Adormecer" e "Estrela Cadente". A Noite Musical terminou com as peças "A Ovelha Maria", "O Paraquedista" e "Os Sinos da Igreja", interpretadas por José Luís. A rubrica "Poesia na Net" esteve representada com poe-

mas enviados por Armindo Cardoso (declamados pela Maria Mamede) e João Diogo (declamado por José Gomes). Armindo Cardoso, embora ausente, não quis deixar de estar "presente" através dos seus poemas que foram lidos pela Maria Mamede. Seguiramse, depois, as declamações dos poemas dos poetas presentes: Ana Paula, pela primeira vez, Bernardo Balancho, com a alegria da sua juventude, Maria Rosa Oliveira, Manuel Mota Soares, José Ribeiro, Ilídio Cruz, Conceição Lage, Angelino Santos Silva, Manuela Miguéns, José Gomes, Maria Mamede, Silvino Figueiredo, Maria José Santos Leite, Nelson Ferraz e Miguel Leitão. A "Noite de Poesia em Vermoim" terminou com todos a cantar os "Parabéns A Você" à Maria Mamede e a Mário Jorge. A próxima "Noite de Poesia em Vermoim" será no dia 5 de Julho, no Salão Nobre da Junta de Freguesia da Cidade da Maia e terá como tema “Maré Alta. No dia 23 de Junho decorrerá a "Noite de S. João", uma iniciativa da Banda Marcial de Gueifães, no Terreiro de Gueifães. No dia 28 Junho a “Festas das Cerejas", no Zoo da Maia.

prevalece uma postura humanista que se traduz na recolha de bens e dinheiro que posteriormente serão distribuídos por instituições de solidariedade social. Todas as receitas de patrocínios e excedentes da inscrição dos participantes serão doados às referidas instituições. Depois da sessão a organização

SOLIDARIEDADE

ficou com a certeza de que os passeios «têm tudo para correr bem e o sucesso dos mesmos está assegurado à partida, bastando agora aguardar pelo dia de partida e pedalar desfrutando do convívio e das belíssimas paisagens do Caminho». Orlando Leal

Didasan promove colheita

“Uma gota de sangue por uma vida” Hoje e manhã, entre as 16h00 e as 19h30 e entre as 09h00 e as 12h30, respectivamente, o Didasan organiza uma colheita de sangue na Cripta da Igreja de Gueifães, na freguesia da Cidade da Maia. Este evento pertence ao plano de actividades do grupo para Gueifães, mas o mesmo espera uma forte adesão não só da população da fregue-

sia, mas também das localidades vizinhas. De frisar que nesta iniciativa também se realiza uma colheita para potenciais dadores de medula óssea, inserida numa campanha para ajudar a maiata Maria de Fátima Russo que tem leucemia mieloide aguda e precisa de um transplante urgente.

A realidade social do nosso país nos dias de hoje, herança de três anos de política de pobreza, é o sinal mais claro do caminho descendente que tem sido seguido e cujas consequências, lamentavelmente, perdurarão muitos mais anos do que os que foram necessários para delapidar os Portugal e os portugueses. Perdurarão, por certo, muito mais anos do que este governo de fraca memória que tão pressurosamente nos conduziu ao passado, ao tempo da emigração em massa, da dificultação do acesso a cuidados de saúde para os mais pobres, ao aumento da dependência da caridade para parte significativa da população, nomeadamente sectores que tinham realizado percursos sociais ascendentes e que, em três anos, retrocederam o que levou mais de uma geração a conquistar. Os arautos do modelo usurário que nos conduziu ao abismo, despudoradamente identificam sinais de sucesso na política destes anos. Por exemplo, escutámos nestes dias o ainda presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, explicar como os baixos juros com que Portugal actualmente se endivida são um claro sinal de que eles tinham razão. Assim mesmo, com esta simplicidade, Barroso nos diz que valeu a pena. Valeu a pena a proliferação dos baixos salários, valeu a pena o Estado deixar de ser pessoa de bem e quebrar o compromisso firmado com quem trabalhou e durante décadas fez os seus descontos para a Segurança Social, roubando – não há outro termo – nas reformas e pensões dos mais velhos entre nós, valeu a pena a emigração em massa, cujos números atingem os verificados durante o fascismo e a Guerra Colonial, valeu a pena os aumentos nas rendas das casas, dos preços da energia, dos bens de primeira necessidade e dos impostos, acompanhados pela diminuição do poder de compra. Sim. Barroso, como Passos Coelho, Cavaco ou o irrevogável ministro, acham em consciência que valeu a pena. Graças a eles e seus pares europeus ficou intacto o sistema bancário que entrou em crise e foi salvo pela intervenção do Estado com o nosso dinheiro e que, na volta, retribuiu com usura ao mesmo Estado, que é como quem diz, às mesmas pessoas que o salvou. Barroso, Passos, Cavaco, o irrevogável e outros, com muita competência, deram o seu contributo, indispensável para a saúde financeira dos bancos e para a anemia económica de Portugal. Para quem já não se lembra, tudo isto era necessário para diminuir a dívida pública do país. Três anos volvidos, a dívida aumentou, atingindo máximos históricos e, segundo o FMI, irá aumentar mais nos próximos tempos. Era necessário também para que Portugal criasse mais riqueza e se tornasse um país mais competitivo. Pois é, valha-nos ao menos a realidade, esse demónio, para que a ignomínia não caia no esquecimento.


08

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Sociedade

\\ Opinião Henrique Carvalho

Dormentes ou anestesiados Começou o Campeonato Mundial de Futebol, anda tudo embevecido com os jogos de grupo e quase não se escuta viva alma preocupada com a crise. No PS já se ouvem ameaças de tribunal para decidir a escolha da próxima “vitima” e arranjaram um sarilho que vai levar mais de quatro meses a resolver digladiandose os dois candidatos, o enquanto o governo vai pondo a troica a léguas. O TC fez peito e venceu nos cortes salariais, o governo respondeu tomando a decisão de prescindir da massa que faltava chegar, desarmando toda a estratégia de ser encostado às cordas. Se não faz falta o cheque é porque estamos bem de finanças?! Então reduzam-se os cortes!?. Não será bem assim… Há almofada financeira e ficamos com menor dívida… O que é bom. O consumo continua a aumentar, e o défice e o desemprego a baixar, os mercados com juros aceitáveis e os portugueses de coração vermelho e verde à espera que a seleção nacional faça boa figura. Então e as bandeiras nas janelas!? Vamos a isso! O Concelho de Concertação Social vai preparando a estratégia para chegar em breve o aumento do Ordenado Mínimo reivindicado pela estrema esquerda, que, cega e coxa, não dá uma para a caixa. Parece que já se pensa em outra moção de censura… A ser verdade, que grande disparate. O senhor PR que talvez se indispõe ao ouvir protestos ou, se fizer o pequeno-almoço de chã e turradas, (espero não esteja mesmo doente) recomenda incentivos para o interior e em novas tecnologias e a produtos com mais-valias para o país. Convoca ao partidos a entenderem-se ate Setembro… Será que o vão ouvir? A meteorologia deu um ar da sua graça, apetece praia e descanso, estão por aí as merecidas férias para quem as pode gozar. Os jogos da Santa Casa vendem que se farta, hotéis, barcos e aviões cheios, restaurantes a abarrotar… É a “crise” no seu auge… Entretidos com tudo isto, os portugueses, dormentes ou anestesiados com a bola e os Santos Populares, deixam o governo trabalhar com rapidez para mandar a troica embora enquanto o principal partido da oposição faz primárias lá para Setembro. Até lá o país vai a banhos, há festas de verão e não vai ligar nenhum aos candidatos a qualquer coisa!... Boas Férias!?... Henrique António Carvalho Junho 2014-06-17 Escreve ao abrigo do AO

EMPRESAS

«Valorizar a empresa, valorizar a competitividade»

José Manuel Fernandes é o novo presidente da AEBA

Na sequência do acto eleitoral, que decorreu no dia 29 de Maio, José Manuel Fernandes, presidente do Grupo Frezite, é o novo presidente da direcção da Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA), para o triénio 2014/2017. A cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos sociais decorreu no dia 3 de Junho, na sede da associação, localizada na Trofa. A direcção da AEBA inclui ainda conhecidos empresários portugueses, como Paulo Sousa, Filipe Vila Nova, Rui Alves, Henrique Soares, Pedro Roquette, Ricardo Carneiro, Mário Ramos, Alexandre Teixeira, António Campos e Mário Azevedo. «Valorizar a empresa, valorizar a competitividade, valorizar a região» é o lema da nova direcção que vai funcionar como uma «bíblia empresarial, em ambiente que pretendemos que seja eficaz na execução pela nossa equipa e com a participação dos associados, ao serviço da nossa comunidade empresarial e pela cooperação com as autoridades autárquicas, regionais e do governo, de forma a que se maximize

os resultados», disse José Manuel Fernandes. Assim, ss «linhas de força» vão no sentido de «contribuir e defender a concretização de uma cúpula agregadora de todo o movimento associativo empresarial; elaborar eventos de análise económica e promover a valorização de requisitos de conjuntura regional e, sempre que necessário, em cooperação com os poderes regionais autárquicos; valorizar a dimensão internacional exportadora das empresas associadas e criar condições de melhoria dos apoios para esse fim; reforçar e aumentar a base de apoio aos associados tanto a nível do associativismo sectorial como o regional; reforçar os programas de formação na AEBA, como o formato interempresarial com empresas de dimensões semelhantes; criação da informação digital para as empresas sobre fiscalidade, economia e artigos técnicos; responder às necessidades de promoção das empresas, da divulgação tecnológica, da cooperação e da subcontratação e fomento de serviços».

maiahoje

CARTORIO NOTARIAL Sofia Carneiro Leão CERTIFICADO

Certifico, para efeitos de publicação, que por escritura celebrada hoje, dia dezoito de Junho de dois mil e catorze, lavrada a folhas oitenta e cinco do livro número quarenta e oito deste Cartório, VIRGÍLIO MONTEIRO VEIGA, natural da freguesia de Nogueira da Maia, concelho da Maia, e mulher, LUCINDA GONÇALVES DA SILVA, natural da freguesia de Ermesinde, concelho de Valongo, casados no regime de comunhão de adquiridos, emigrantes em França, em 12, Rue Docteur Branet, 32000 Auch, mas com residência em Portugal na Rua António da Silva Torres, em Silva Escura, na Maia, declararam: Que, o primeiro outorgante marido, é o único dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, do seguinte bem: Prédio urbano, composto de casa de rés-do-chão e andar, com a área coberta de cento e cinquenta metros quadrados e quintal com cento e setenta e três virgula cinquenta metros quadrados, sito na Rua António da Silva Tones, número 1, da freguesia de Silva Escura, concelho da Maia, não descrito na Primeira Conservatória do Registo Predial da Maia e inscrito na matriz, em nome do justificante marido, sob o artigo 10 da União das Freguesias de Nogueira e Silva Escura (que corresponde ao anterior artigo matricial 1201 da extinta freguesia de Silva Escura), com o valor patrimonial de 105.370,00 euros. Que o mencionado artigo matricial 1201 resultou da participação do prédio à matrlz em 2A14, isto depois de terem realizado buscas nos documentos que o justificante detêm e junto das competentes entidades e terem verificado que o mesmo se encontrava omisso na matriz. Que o outorgante marido adquiriu, no estado de divorciado, o terreno rústico com a área total de trezentos e vinte e três vírgula cinquenta metros quadrados onde edificou o referido prédio urbano por compra verbal aos antepossuidores Maria Rosa da Silva Santos e marido António Augusto Silva Maia, casados no regime da comunhão geral de bens, residentes no Lugar de Taim, em Silva Escura, na Maia, em dia que não pode precisar do mês de Janeiro do ano de mil novecentos e noventa e quatro, contrato esse que nunca foi formalizado pela competente escritura de compra e venda e, desde essa data, entrou na posse do referido imóvel. Que sempre esteve e se têm mantido na posse e fruição do indicado prédio há mais de vinte anos, usufruindo por isso de todas as utilidades por. Ele proporcionadas, cultivando-o, limpando-o e desbastando o mato inicialmente, construindo e mantendo um muro de vedação e, posteriormente, edificando o referido prédio urbano, passando a habita-lo quando se desloca a Portugal, procedendo às obras de conservação e melhoramento necessárias, pagando os respectivos impostos, administrando-o com ânimo de quem exercita direito próprio, pacificamente, porque sem violência, pública e continuamente, com conhecimento de toda a gente e sem qualquer interrupção ou oposição de quem quer que seja. Que dadas as enumeradas características desta posse, o primeiro outorgante marido adquiriu o mencionado prédio por usucapião que invoca, o qual constitui seu bem próprio, justificando o seu direito de propriedade para efeitos de primeira inscrição no Registo Predial, dado que esta forma de aquisição não pode ser comprovada por qualquer outro título formal extrajudicial. Está conforme o original na parte reproduzida. Gondomar, Cartório Notarial Sofia Leão. A Notária, Sofia Carneiro Leão JORNAL MAIAHOJE ED. 347 DE 20/06/2014

\\ Opinião Victor Dias

A abrangência do conceito de Cultura Nas últimas décadas, as Ciências Sociais têm vindo a desenvolver o conceito de Cultura, tornando o seu espectro antropológico e sociológico, muito mais lato e abrangente. A ideia de Cultura, como forma de pensar, ver, ser e estar no Mundo, que explica os usos, costumes, tradições, técnicas, formas de expressão e organi-

zação de um povo, é a meu ver, aquela que, sendo a de âmbito mais lato, se apresenta como chave de análise, que melhores ferramentas nos fornece, para procurar compreender, de onde vem, onde está e para aonde pretende ir esse povo. No entanto, esta mesma chave de análise permite indagar, estudar e, porventura, explicar o carácter estrutural de uma organização, bem como o seu ambiente social. Hoje, não há nenhuma organização de média, grande ou mega dimensão, que não adopte um conceito de Cultura, o qual está, quase sempre, directamente relacionado com a missão e visão estratégica. Se é verdade que a Cultura de uma organização não pode, em caso algum, deixar de estar alinhada com a sua missão e visão estratégica, não é menos verdade, que em muitos casos, a Cultura não contempla o factor essencial que aporta o seu carácter fundamental, re-

firo-me obviamente à comunicação. Da mesma maneira que só encontramos na História Universal, civilizações ou povos, que ao longo dos séculos, nunca puderam prescindir dessa permanente descoberta e inovação, e foram aperfeiçoando a sua comunicação, aprimorando a língua, os signos, as formas de expressão artística e todos os meios para comunicar, também as organizações humanas empreendedoras, só alcançam o sucesso, se tratarem com eficiência e total eficácia, a sua comunicação. E a comunicação tem de ser muito cuidada e gerida com plena eficácia, sobretudo no plano interno, comprometendo nesse processo, os seus altos dirigentes, e envolvendo com elevada motivação, todas as pessoas que operam, em todos os níveis hierárquicos. Só por essa via, da comunicação eficiente e eficaz, é possível fazer com que uma organização humana, seja qual for a sua natureza e fins, passe a pensar,

ver, ser e estar em sociedade ou no mercado, comunicando ao exterior, uma coerência e solidez que não permitem qualquer margem de dúvida, e a tornam a esse nível, forte, competitiva e até um referencial apontado pela concorrência. Por fim, deixo apenas a ideia de que não me refiro a nenhuma organização em particular, sublinhando que esta dimensão da comunicação, tem de ser tratada com todo o rigor e assertividade, estejamos nós a trabalhar numa empresa, instituição pública, organização militar, ou mesmo até numa congregação religiosa. Seja lá onde for, havendo pessoas, tem de se cuidar da comunicação. Caso contrário, o ruído, a distorção das mensagens, a forma errática como se escolhe os meios, canais e produzem os conteúdos, pode ter efeitos contraproducentes ou mesmo desastrosos. Victor Dias


maiahoje

sexta-feira 20 de Junho de 2014

\\ Opinião Raul da Cunha e Silva

Dia mundial do combate à desertificação (17 de junho) O dia mundial do combate à desertificação e à seca, proclamado pelas Nações Unidas em 1995,é celebrado anualmente no dia 17 de junho. Visa promover a cooperação internacional no combate à desertificação e à seca. É um imperativo vital na medida em que há zonas do mundo em que a desertificação e a seca avançam. Muitas destas situações são fruto da incúria e da ignorância dos homens. Não precisamos de trazer á colação a existência dos desertos, alguns geograficamente bem próximos de nós. Temos exemplos verdadeiramente dramáticos cá dentro. Há aldeias sem habitantes no nordeste e no centro do país. Há freguesias em que morre gente e não nasce ninguém. Há um grande património edificado que está a ser paulatinamente destruído. Há grandes parcelas do país completamente abandonadas. Fogem as pessoas e avança a floresta. E entretanto, as terras produzem, mas não há quem recolha, quem consuma esses produtos fica mais cómodo comprar ao estrangeiro. Assim pensam o capital e o centralismo nacional. Todos vêem estes factos, menos quem manda ou finge mandar no país. O centralismo exacerbado, com a consequente macrocefalia, venda os olhos dos políticos para estas realidades. O que fica longe não se vê e por isso, seguindo a prática da avestruz, não existe. A Associação Nacional de Municípios Portugueses tem defendido a "descentralização de competências" como forma de esbater a desertificação, reclama "uma conjugação de políticas, com meios financeiros nacionais e comunitários, de incidência regional para inverter" esta tendência, lamenta que os sucessivos governos "nada tenham feito para contrariar o despovoamento do interior e a desertificação acelerada que estamos a assistir "Mais de metade do País pode transformar-se em solo árido se nada for feito, com consequências tão graves como o aumento das assimetrias entre as regiões, criando perdas demográficas, pobreza, abandono e desemprego. Também a Liga para a Proteção da Natureza reclama a implementação, rápida, de medidas para inverter a desertificação acelerada que estamos a assistir". Sustenta que "a chave do problema são as pessoas, mas para isso é preciso criar instrumentos que as ajudem a fixar-se. Sem pessoas as terras vão ficando menos aráveis, engolidas pela vegetação. Raul da Cunha e Silva

pub

GINÁSTICA

Desporto Iniciativa contou com a presença de mais de 2400 atletas

Ginastas de todo o país em festa na Maia O Complexo Municipal de Ginástica, o Complexo Municipal de Ténis e o Pavilhão Municipal da Maia acolheram, de 6 a 8 de Junho, o evento gímnico “Festa Nacional de Ginástica 2014”. Esta competição, inserida no projecto “Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014” contou com a presença de mais de 2400 ginastas de todo o país, que competiram nas disciplinas de ginástica Acrobática, Aeróbica, Artística Feminina e Masculina, Rítmica e de Trampolins. No enquadramento competitivo das referidas especialidades marcaram presença só os ginastas Campeões Nacionais que travaram a “Batalha dos Campeões” e competiram pelo título de “Campeão dos Campeões” e por um prémio monetário.

INICIATIVA

O Complexo Municipal de Ginástica da Maia foi o palco principal das competições gímnicas. Destaque para a presença de dois ginastas de referência: Ana Filipa Martins, vencedora da medalha de ouro no exercício de solo, na Taça do Mundo de Ginástica Artística 2014 e Diogo Ganchinho, 11º classificado nas preliminares em Pequim 2008 e 13º em Trampolins nos Jogos Olímpicos Lon-

dres 2012. No enquadramento não competitivo foram realizadas exibições gímnicas, protagonizadas por atletas federados e amadores, tendo como objetivo divulgar a modalidade e as suas diferentes disciplinas. As referidas actuações localizaram-se principalmente no Pavilhão Municipal da Maia e no Complexo Municipal de Ténis da Maia.

Duelo de guarda-redes na Maia

GINÁSTICA

nos; juvenis e juniores masculinos, seniores e veteranos. Destaque para a presença dos guarda-redes profissionais André Caio, do Futebol Clube do Porto, Pedro Soares, do Futebol Clube Tirsense, Ricardo Moura, do Clube Desportivo das Aves, e Pedro Trigueira do Clube de Futebol União (União da Madeira) que se enfrentaram no duelo de guarda-redes na categoria de veteranos. Todos os atletas participantes receberam um kit oficial do torneio, composto por uma camisola de guarda-redes, um par de luvas de guarda-redes personalizadas e também um diploma de participação.

Atleta do Acro Clube da Maia

Beatriz Dias sagrou-se campeã nacional Realizou-se no passado sábado, dia 14 de Junho, no Centro de Alto Rendimento de Anadia o Campeonato Nacional – I Divisão/Elite, de Ginástica Artística Feminina (GAF). O Acro Clube da Maia (ACM)esteve representado pelas seguintes ginastas: Beatriz Dias (Juvenis), Beatriz Aleixo (Iniciadas) e Mafalda Guimarães (Juniores). Destaque para a prestação de Beatriz Dias, que lhe valeu um título de Campeã Nacional (Trave) e um de Vice-Campeã (Cavalo).

\\ Opinião Joaquim Armindo

CRISTÃOS PERSEGUIDOS

Prova contou com mais de 80 atletas

O torneio “Combate de GuardaRedes Maia 2014” realizou-se, no dia 10 de Junho, entre as 09h30 e as 19h00, no Estádio Municipal Prof. Dr. José Vieira de Carvalho. Inserida no programa “Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014”, a competição teve como objectivos, valorizar e divulgar a posição de guarda-redes como elemento fundamental numa equipa de futebol e incentivar o público para a prática desportiva. Esta prova contou com a participação de mais de 80 atletas federados e amadores, de todas as idades, divididos pelos escalões: traquinas, benjamins, infantis, femininos, juvenis e juniores femini-

09

No momento em que o Papa Francisco vai iniciar uma viagem de peregrinação a países em guerra: Palestina e Israel, com o consequente apoio de outros países, para ambos os lados, convém referirmos a oportunidade desta viagem. No seu âmago as guerras sempre tiveram uma origem religiosa. No seu livro “Projeto para Uma Ética Mundial”, o famoso teólogo Hans Küng, isso refere. Uma ética mundial capaz de superar a morte, a carnificina, a destruição, só terá êxito, quando as religiões se (re) ligarem ao sagrado, sentindo o profano com um conteúdo sagrado, pois tudo vem do Sagrado. As igrejas, sejam quais forem, têm um sentido numérico, somos tanto melhores, quantos mais aderentes contarem, um engano. Jesus afirmou que os seus amigos seriam como fermento na massa, ora esta é sempre mais que aquele. Não é por proselitismos, e tantos entre as igrejas cristãs, que lá iremos, mas sim pela capacidade das nossas ações, semeando, sem querer colher. Francisco leva em si uma mensagem de fé e de esperança, mas também de amor, para aquelas terras e povos tão martirizados. E para os cristãos tão massacrados. Lembramo-nos de países onde a “primavera árabe” começou a gritar pela liberdade, foi o Egito, logo sufocado por grupos islâmicos aguerridos e radicais, assim como a Síria, onde os rebeldes são formados pelas cadeias internacionais de bandoleiros, aqui a cidade de Maaloula, cristã, foi dizimada, bispos, sacerdotes e religiosos presos e 600 mil cristãos tiveram que abandonar o país. No Egito, só num templo os kamikaze muçulmanos assassinaram 85 fiéis cristãos e mais de cem igrejas destruídas. No Iraque, depois da democracia americana, milhares de cristãos, fugiram à morte, refugiando-se noutros países. Os extremistas islamitas querem estados confessionais, como os cristãos também quiseram, quando a ONU, era o vaticano, estados que retirem a dignidade humana, principalmente às mulheres. Na Arábia Saudita, as mulheres nem podem conduzir um carro. E recentemente mais de duas centenas de meninas foram raptadas por um delito: estudarem, lerem e escreverem. Em todo este contexto Francisco vai viajar, sem medo, com fé, esperança e amor, levando um pedido de perdão por tudo aquilo que os cristãos fizeram e fazem de mal, mas, também, uma firmeza de dizer ao mundo que nós, cristãs e cristãos, somos um povo à procura incessante do bem comum, sem interesse nenhum em qualquer poder; e, mesmo, rejeitando qualquer poder económico ou político, mas, também, querendo saber ler os sinais dos tempos, proclamando uma Boa Nova, dum mundo onde a Ética e a Liberdade permanecem. Joaquim Armindo Mestre em Gestão da Qualidade Doutorando em Ecologia e Saúde Ambiental Diácono da Diocese do Porto


10

Sociedade

sexta-feira 20 de Junho de 2014

maiahoje pub

EVENTO

Mais de 800 atletas foram homenageados

Gala do Desporto da Maia

O Complexo de Ténis da Maia recebeu, na noite do dia 17 de Junho, mais uma Gala do Desporto. As bancadas do Complexo encheram para verem ser homenageados, mais de 800 atletas de 18 modalidadades, profissionais e amadoras. Os homenageados foram distinguidos pelos seguintes títulos: Regionais, Nacionais e Internacionais alcançados na época 2013/14. A ex-atleta olímpica e madrinha da “Maia Cidade Europeia do Desporto”, Fernanda Ribeiro, Hernâni

pub

Ribeiro, vereador do Desporto, António Silva Tiago, vice-presidente da Câmara da Maia e António Bragança Fernandes, presidente da Câmara entregaram as medalhas aos atletas. No evento foi ainda apresentado o CD musical da “Maia Cidade Europeia do Desporto”. A Gala teve vários momentos musicais proporcionados por diversos artistas como Rubim, Skeezos, Rogg, Sketch, Mariana, Os EKU, Kira & Keepers, Curto Circuito e Orquesta do Conservatório de Música da Maia. Luís Filipe Azevedo


maiahoje

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Sociedade

11 pub

RECONHECIMENTO Presidentes do conselho de administração da Frulact e da Cerealis

João Miranda e José Marques de Amorim são comendadores Entre os 30 condecorados por Cavaco Silva a 10 de Junho, dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, estão os presidentes do conselho de administração das empresas Frulact e Cerealis, respectivamente, João Miranda e José Marques de Amorim. Os CEO das duas empresas sedeadas na Maia foram distinguidos como comendadores da Ordem de Mérito Empresarial – Classe de Mérito Industrial. João Miranda confessou-se «muito honrado» com o reconhecimento e afirmou que, no momento, sentiu «um misto de emoções bastante fortes». «Na verdade senti uma vontade enorme de dizer obrigado a muita gente. Gratidão, foi o sentiJoão Miranda

mento que mais me assolou», disse ao Maia Hoje. O presidente da Frulact (empresa de processamento de fruta sedeada no Castêlo da Maia) considerou que os prémios e os reconhecimentos funcionam como «estímulo e tónico» para a organização e são mérito de toda a equipa. «Todos sabem que eu apenas sou a cara mais visível de uma fantástica equipa que fomos construindo ao longo dos últimos 27 anos. Este reconhecimento e mérito que me é atribuído, jamais poderá ser dissociado da Frulact. Este é um reconhecimento a todos os “Frulacteanos”, aqueles que continuam nas nossas estruturas, bem como, todos aqueles que passaram pela empresa, por muito ou pouco tempo que ti-

vesse sido. Foi com o contributo de todos eles, que nos distinguimos pela nossa performance», sublinhou. João Miranda garantiu ainda que «literalmente nada» vai mudar na sua e na vida da empresa, até porque «não é suposto que estas distinções impactem na nossa vida profissional, nem mesmo pessoal». Na verdade, acrescentou, «uma distinção, seja ela qual for, vive-se no momento e no dia e recorda-se no futuro. Não conseguimos viver no dia-a-dia “assentes” num título honorífico que advém de uma distinção ou reconhecimento que muito nos honrou, mas que de forma estática não sustenta aquilo que a justificou. Pelo contrário, numa atitude responsável, temos a obrigação reforçada de provar que merece-

mos este reconhecimento». «Prosseguirei com a minha missão de “fazer indústria”» José Marques de Amorim, presidente do concelho de administração da Cerealis (um dos maiores grupos agro-alimentares portugueses focalizado em produtos derivados da transformação de cereais, com sede em Águas Santas) também assinalou a «honra» que acompanha o reconhecimento público dos seus 60 anos de actividade industrial. No entanto, o agora comendador da Ordem de Mérito Empresarial – Classe de Mérito Industrial assegurou que continuará «a ser o mesmo», pois sente-se «feliz e realizado com os valores que tenho aplicado na

condução dos negócios e na minha vida particular». «Prosseguirei com a minha missão de “fazer industria” tendo sempre presente, em primeiro lugar, o meu país; depois, a memória dos fundadores, especialmente a do meu pai, a quem devo os valores que sempre me orientaram em todas as actividades da minha vida. Em seguida, a minha mulher e os meus filhos que estão sempre presentes no meu dia-a-dia de trabalho, e finalmente os colaboradores, pois sem eles nada teria feito», frisou.

Rita Santos

José Marques de Amorim

pub


12 \\ Opinião Rogério Gonçalves

Por vezes chego à triste conclusão que vivemos num país dividido em duas partes que são o norte e o sul e sempre que o norte tem algum sucesso os "sulistas" cheios de inveja tentam acabar com tudo. Tivemos o grande sucesso da prova aeronáutica que foi o “Red Bull Air Race” e como viram que no norte o povo adere e faz tudo com alma e devoção, não descansaram enquanto retiraram a prova para Lisboa. Mas não tiveram competência para organizar, restou o contentamento de terem retirado a prova do norte. O mais recente "roubo" foi terem levado a “Praça da Alegria” do centro de produção do Porto para Lisboa, pois fazia muita confusão a estes invejosos do sul como é que um programa destes e com dois excelentes apresentadores, Sónia Araújo e Jorge Gabriel, conseguia granjear tanto sucesso e durante tantos anos. Levaram o programa para Lisboa e passado um ano e uns meses acabaram com tudo. E só vão descansar quando encerrarem em definitivo o centro de produção do Porto. O Norte tem que se revoltar com estes "sulistas" invejosos e se tivermos que ser independentes até damos o parlamento de borla...Poupem-nos a tanta inveja. Rogério Gonçalves

KRAV MAGA

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Desporto WUSHU

Campeonato da Europa

Jorge Magalhães Rodrigues conquista três medalhas Realizou-se entre os dias 3 de Maio e 13 de Junho o Campeonato da Europa de Wushu. A primeira representação portuguesa foi composta pelo maiato Jorge Magalhães Rodrigues nas vertentes de Taichi Moderno Punhos e Espada, Taichi Tradicional Espada e Tuishou (categoria de -60kg). Nestas quatro categorias subiu três vezes ao pódio. Em Taichi Quan (punhos) moderno, Jorge obteve o Bronze ultrapassando o Francês Pierre Rouvière que conquistou Bronze no Campeonato do Mundo de 2013. Em Taichi Jian (espada) Tradicional, obteve a medalha de Prata, sagrando-se assim Vice-Campeão

FUTEBOL

Europeu. Em Tuishou (sistema de combate dos estilos internos de Wushu) categoria -60Kg, obteve a última medalha, uma vez mais de Bronze, tendo apenas sido derrotado nas semi-finais pelo atleta da Rússia que viria a sagrar-se Campeão Europeu. Para terminar, apesar de não ter chegado ao pódio, obteve ainda um 5º lugar em Taichi Jian (espada) moderno. O atleta esteve presente em Dezembro nos Campeonatos Nacionais de Taichi e Wushu onde obteve quatro medalhas de Ouro, e nos Jogos da Lusofonia em Janeiro, tendo obtido nesta última duas medalhas de Bronze.

TRANSPOSIÇÃO DA DIRETIVA DOS DIREITOS DOS CONSUMIDORES Saiba o que vai ganhar e o que vai perder

Campeonato da Europa

“Magia do Futebol de Rua” chegou ao fim O Estádio Prof. Dr. Vieira de Carvalho acolhe, no dia 15 de Junho, a quinta e última jornada da 6ª edição do torneio “A Magia do Futebol de Rua”. Todos os jogos vão ser disputados num só estádio de futebol, dividido em três campos. No final da competição terá lugar a entrega dos prémios e a cerimónia de encerramento.

\\ Classificações Porto 1º - Dragon Force Porto 11 pts 2º - Leixões - A 9pts 3º - SC Coimbrões 6 pts Maia 1º - Dragon Force Ermesinde 1 pts 2º - Academia Fabio Coentrão 9pts 3º - ADR Gondim-Maia 8 pts

Evento contou com a presença de 50 praticantes da modalidade

9º aniversário da Israeli Krav Maga – Gidon System em Portugal

A Escola Secundária Alexandre Herculano recebeu, entre os dias 31 de Maio e 1 de Junho, um Seminário comemorativo do 9º aniversário da Israeli Krav Maga Association – Gidon System. Este seminário contou com a presenta do israelita Yigal Arbiv, 5º Dan, Instrutor Sénior da Isareli Krav Maga-Gidon System, com mais de 25 anos de experiência e aluno directo do Grande Mestre pub

maiahoje

Haim Gidon. No evento estiveram presentes 50 participantes, maioritariamente praticantes da modalidade em Portugal, mas também com praticantes de outros desportos de combate e praticantes de Krav Maga de outros países sendo o mais expressivo Itália. O objectivo deste evento foi marcar o 9º aniversário da Israeli Krav Maga – Gidon System em Portugal.

Durante o primeiro dia, de manhã, o seminário incidiu em técnicas de combate corpo a corpo. Durante a tarde foram ensinadas técnicas de defesa pessoal contra estrangulamentos, empurrões, entre outros. Durante o segundo dia o seminário incidiu sobretudo, na parte de manhã, em técnicas de combate de chão, submissão e arremessos. Na segunda parte do seminário, dia

1 de Junho, foram ensinadas técnicas de defesa contra armas, facas, pistolas e bastões. De acordo com a organização, o balanço foi «bastante positivo, com todos os participantes a gostarem imenso do evento e das técnicas aprendidas».

Foi publicado o diploma que transpõe a diretiva comunitária relativa aos direitos dos consumidores e que entra em vigor a partir do dia 13 de Junho de 2014. Mais informação e melhor adequação ao atual mercado de consumo, mas, também, menos direitos e maiores riscos para o consumidor. São estas as novidades deste diploma que a DECO critica por diminuir a proteção do consumidor atualmente existente em Portugal. Saiba, pois o que vai ganhar e o que vai perder: Ganha: - Mais e melhor informação sobre o preço dos bens e serviços, duração mínima do contrato, assistência pós venda, garantias, prazo de entrega do bem e tratamento de reclamações; - Maiores garantias relativamente à responsabilidade do profissional em caso de não cumprimento dos deveres de informação e do próprio contrato. - Novos direitos de informação relativamente a sites e produtos vendidos através da internet. Mas perde porque: - Passa a ser responsabilizado por custos de devolução do bem em caso de cancelamento do contrato nos 14 dias que a lei estabelece. - Possibilita ao profissional reter o montante pago enquanto o bem não for devolvido. - Na prestação de serviços, o prazo para a livre resolução passa a contar da data da celebração do contrato e não do início da sua prestação. - Ainda na prestação de serviços, durante os primeiros 14 dias, passa a poder ser exigido o pagamento de um montante proporcional ao serviço prestado até à data do seu cancelamento. - São criadas novas restrições ao direito de livre resolução. A DECO vai acompanhar a implementação deste novo diploma, salientando a necessidade de que as empresas se adaptem rapidamente às novas regras e, simultaneamente, que as entidades reguladoras e fiscalizadoras atuem em conformidade com a proteção dos direitos dos consumidores.

Para qualquer esclarecimento adicional pode dirigir-se à DECO, Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - Delegação Regional do Norte, sita na Rua da Torrinha nº 228, H, 5º andar, 4050-610 Porto, ou através do endereço: deco.norte@deco.pt


sexta-feira 20 de Junho de 2014

maiahoje BASQUETEBOL

Desporto

II Torneio Internacional Minibasquete este fim-de-semana

\\ Opinião

I Torneio de Basquetebol de Formação A primeira edição do Torneio de Basquetebol de Formação, nos escalões de sub-14 e sub-16 marcaram o passado fim-de-semana no Pavilhão Municipal de Nogueira. Organizado pela Juvemaia – Associação Cultural, Desportiva e Cívica com o apoio da Câmara Municipal da Maia, o evento contou com a presença da equipa da casa, da Sanjoanense, do Vitória SC, CTM Vila Pouca, Barcelos e a equipa espanhola do Porriño. Este fim-de-semana vai ser novamente preenchido com basquetebol com a realização do II Torneio Internacional Minibasquete, a ter lugar novamente no Pavilhão Municipal de Nogueira e vai contar com a presença de centenas de atletas.

Mário Lopes

\\ Classificações

Sub-14 Feminino 1 2 3

Equipa Porriño Juvemaia CTM Vila Pouca

Vitórias 2 1 0

Derrotas 1 1 2

Vitórias 2 1 0

Derrotas 0 1 2

Vitórias 2 1 0

Derrotas 0 1 2

Vitórias 2 1 0

Derrotas 0 1 2

Sub-14 Masculino 1 2 3

Equipa CTM Vila Pouca Barcelos Juvemaia

Sub-16 Feminino 1 2 3

Equipa Juvemaia Sanjoanense Porriño

Sub-16 Masculino

Luís Filipe Azevedo

TAÇA

1 2 3

Equipa Porriño Juvemaia Vitória SC

Liga Futsal da Maia

Clube Académico de Sangemil é o vencedor Disputou-se no dia 14 de Junho, no Pavilhão Municipal do Formigueiro em Águas Santas, a final da Taça da Liga da Maia que colocou frente a frente o A.D.C. das Arregadas e C. A. Sangemil. Com o Pavilhão a apresentar uma moldura humana de relevo, o Clube Académico de Sangemil foi vencedor. Ambas as equipas realizaram um bom campeonato e proporcionaram uma final emocionante, disputada até à marcação da última grande penalidade, pois no final do tempo regulamentar o marcador apresentava um empate. O A.C.D. das Arregadas esteve a vencer por 2-1, mas nos minutos finais o Clube Académico de

INICIATIVAS

\\ Títulos de Campeão I Divisão: Pedrouços A.C. Desceram: A.D.C. Teibas e A. Dadores de Sangue da Maia II Divisão: Atl. C. Teibas Subiu: A.D.C. das Arregadas Desceram:G.D. Leões da Guarda e A.B. Campa do Preto III Divisão: Bomporto C.S.S. Subiu: Compact Records Sangemil empatou. Na lotaria das grandes penalidades, a sorte esteve do lado Clube Académico de Sangemil que venceu por 4-3.

De seguida procedeu-se à cerimónia de entrega de prémios. Ainda se vai realizar a Gala da Liga de Futsal da Maia em data a designar.

Maia acolheu torneios de ténis de mesa

pub

Troféu Fair Play I Divisão: Pedrouços A.C II Divisão: A.D.C. das Arregadas III Divisão: A. M. Meilão

"Torneio Maia Cidade Europeia do Desporto 2014" e "XXXVIII Torneio Aberto 2014"

O Pavilhão Municipal recebeu, nos dias 14 e 15 de Junho, as competições de ténis de mesa "Torneio Maia Cidade Europeia do Desporto 2014" e "XXXVIII Torneio Aberto 2014". As provas, inseridas no programa "Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014", contaram com a presença de mais de 380 atletas masculinos e femininos em representação de 29 equipas nacionais, distribuídos pelos escalões de iniciados, infantis, cadetes e juniores.

13

Estes torneios de tipo A, pontuáveis para o "ranking" nacional, têm também em disputa o Troféu Câmara Municipal da Maia. Destaque neste torneio para a participação de Rita Fins, vencedora do Campeonato Nacional Individual Juniores Femininos 2013, do Clube de Ténis de Mesa de Mirandela, e de Ricardo Correia, vencedor do Campeonato Nacional Individual Iniciados Masculinos 2013, do Atlântico da Madalena.

GESTÃO DE EXPECTATIVAS Se existem aspectos que compõe o nosso ADN cultural passíveis de aperfeiçoamento, a gestão de expectativas é, sem sombra de dúvida, um deles. A pouco eficiente gestão resulta, na minha opinião, de um enviesamento sobre a forma como nos avaliamos, sobretudo nas comparações com outros povos sobre as mais diferentes áreas sendo o futebol uma delas -, nas quais nos consideramos, em regra, muito piores ou muito melhores. No entanto, seria redutor da minha parte entender o fenómeno do desportorei sem descontar a grande subjectividade de microfenómenos que o compõe, que são alheios a condicionalismos culturais mas que não deixam de afectar a acção do indivíduo no seio do seu grupo (comunidade). Em termos objectivos e reportandonos ao evento Campeonato do Mundo de Futebol 2014, verificamos a dificuldade que a nossa selecção experimentou para concluir com sucesso a fase de qualificação. Já nessa altura os factos sugeriam a adopção de baixas expectativas, tendo em conta os constrangimentos evidenciados na ultrapassagem de obstáculos de valia comprovadamente inferior às nossas capacidades reais para os ultrapassar. Deveríamos considera-los como meros acidentes de percurso? Não creio, muito pelo contrário. E se dúvidas existissem, elas ficaram praticamente dissipadas com o episódio da convocatória, na qual alegadamente imperaram os atletas agenciados pelo empresário Jorge Mendes, mesmo que fora de forma e/ou a recuperar de lesões. Se tudo isto nos deveria merecer séria reflexão, eis que a comunicação social se encarregou de dourar a pílula, visando a criação de um clima de ansiedade nos indivíduos potenciador do consumo de notícias. Embora discorde desse aproveitamento no que concerne à representação da nação, não deixo de compreender que a venda de conteúdos é o seu ganha-pão, pelo que a responsabilidade última das nossas acções vincula-nos individualmente. Contudo, não posso deixar de notar alguma melhoria relativamente às expectativas criadas pelos portugueses sobre o desempenho esperado da nossa selecção no Brasil. Penso que muita dessa evolução é consequência da abordagem à crise vivida desde 2008 e da qual ainda não vislumbramos um fim, pelo que falta comprovar sobre seu carácter conjuntural ou, pelo contrário, da sua cristalização como um importante traço cultural. Até lá, que siga a bola! Mário Lopes, Licenciado em Ciências Sociais, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico.


14 ANDEBOL

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Desporto

maiahoje

Competição foi vencida pelo Jac-Alcanena

Maiastars sagra-se vice-campeão nacional O Pavilhão Municipal de S. Pedro Fins acolheu, de 13 a 15 de Junho, a fase final do Campeonato Nacional de Juvenis Femininos de andebol. O Jac-Alcanena sagrou-se campeão nacional, com 9 pontos, retomando assim o título que tinha perdido na época passada para o CS Madeira. A equipa maiata conquistou o segundo lugar (7 pontos), tendo vencido, na primeira jornada, o CD B. Perestrelo por 28-27, e na segunda jornada o Alavarium por 29-25. No último jogo, frente ao Jac-Alcanena, o Maiastars perdeu por uma diferença de nove golos (40-31). Na terceira posição, com 5 pontos, ficou o CD B. Perestrelo e o Alavarium ficou em último, com 3 pontos. A prova foi organizada pela Federação Académica do Porto (FAP), pela Associação de Andebol de Braga e pelo Maiastars.

INICIATIVA

\\ Resultados da Fase Final

1º Jornada Maiastars 28-27 CD B. Perestrelo Alavarium 36-42 JAC-Alcanena

2.ª Jornada CD B. Perestrelo 22-28 JAC-Alcanena Maiastars 29-25 Alavarium

3.ª Jornada Alavarium 25-26 CD B. Perestrelo JAC-Alcanena 40-31 Maiastars

CICLISMO

Uma corrida de 10 km com 23 obstáculos

“Conquer Race Maia 2014” A corrida de obstáculos “Conquer Race Maia 2014” realiza-se no próximo domingo, 22 de Junho, a partir das 08h15, com início no Estádio Municipal Prof. Dr. José Vieira de Carvalho. Esta prova de atletismo, inserida no programa “Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014”, conta até ao momento com 1389 participantes inscritos.

HIP HOP

A corrida é constituída por um percurso de dez quilómetros com 23 obstáculos, tais como ultrapassar muros de madeira, transportar troncos, carregar sacos de areia, escorregar numa superfície inclinada, saltar sobre fogo ou rastejar na lama. O atleta com o melhor tempo de cada uma das categorias: Homens, Mulheres e Equipas será premiado e terá a oportunidade de participar na

próxima corrida gratuitamente. Todos os participantes recebem um kit de Corrida Conquer Race, composto por uma t-shirt oficial, um dorsal e um chip. A atleta olímpica Fernanda Ribeiro, madrinha da Candidatura Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014 dará uma das partidas da prova.

Prova realiza-se no próximo Domingo

4º Grande Prémio Casa do Povo de Vermoim No próximo Domingo) realiza-se o “4º Grande Prémio Casa do Povo de Vermoim” em Ciclismo, organizada pela Casa do Povo de Vermoim com a colaboração da Câmara Municipal da Maia. No evento, vão participar as categorias de escolas, cadetes e juniores estando o início marcado para as 9h e o final pelas 13h.

Competição elegeu os representantes portugueses para os Campeonatos do Mundo, em Las Vegas

Maia vibrou ao som do “hip hop” O "court" central do Complexo Municipal de Ténis da Maia acolheu, nos dias 14 e 15 de Junho, o evento que apurou os bailarinos e os grupos que vão representar Portugal no "World Hip Hop Championships" e "World Battles: Bboy, Popping, Locking and All Styles", em Las Vegas, nos E.U.A. A prova internacional, inserida no programa de "Maia, Cidade Europeia dos Desporto 2014". contou com a presença de 1500 bailarinos, que disputaram individualmente e em equipas um lugar em Las Vegas. No campeonato de grupos, os ”Yo!Crew” venceram no escalão “junior” (7-12 anos), os “Dance Coolture” em “varsity” (12-18 anos) e na divisão “adult” (mais de 18 anos) o primeiro lugar foi conquistado pelos “Jukebox Crew”. Já nas qualificações das “world battles”, Cesariny (“Locking”), Silvio (Popping), Edgar & Ratinho (“All Styles”) e Carlton (“Bboying”) foram os distinguidos. As performances foram avaliadas

por aqueles que são considerados os maiores bailarinos e coreógrafos da actualidade: P. Lock, vencedor do concurso "Juste Debout 2013", Niako, bailarino e coreógrafo de várias marcas, e Lagaet, dos "Momentum Crew", vencedor do "Red Bull BC One Qualifier Barcelona 2011". Para além da vertente desportiva, esta iniciativa teve também um carácter formativo e académico. O evento integrou diversos seminários e workshops ministrados por instrutores nacionais e internacionais de renome mundial, como a espanhola Aina Lanas Cartes e o bailarino João Assunção. David Moore, coreógrafo e bailarino norte-americano, não pôde estar presente por «ter sido seleccionado para personagem principal de uma produção cinematográfica», explicou a organização. A vertente académica foi alcançada através de um congresso que incidiu sobre o panorama das danças urbanas no contexto sociocultural português.

A partida será em frente à Casa do Povo de Vermoim, depois uma viragem à esquerda para rua do Cavaco. Passagem pela avenida Eng.º José Afonso Figueiredo e rotunda pela esquerda para D. Manuel II. Os ciclistas viram depois para a rua de São Romão e passam pela rua Santo Condestável, rua Eurico Tomas Lima e rua Dona Sílvia Alves Teixeira.


sexta-feira 20 de Junho de 2014

maiahoje CAVALOS

Desporto

15

Trote Montado foi a novidade da última jornada na Maia

Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos O Hipódromo Municipal da Maia recebeu, no passado fim-de-semana, mais uma jornada do Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos. Num dia de sol e calor a tarde foi de emoção numa jornada que ficou marcada por ser a que teve maior número de mangas e participantes. A novidade da jornada foi uma nova categoria, a de trote montado,

sem a utilização do atrelado. De acordo com Manuel Armando Oliveira, Director Nacional de Corridas e presidente do Centro Equestre da Maia, esta nova categoria «teve uma boa adesão por parte dos proprietários», garantindo que é para continuar nas próximas jornadas. As corridas de cavalos regressam à Maia no próximo dia 27 de Julho.

\\ Vencedores 1ª Manga - Trote Atrelado | 2000m “Run” (FR) Driver: Acúrcio Peixoto Quadra Jardins Acúrcio, Lda.

5ª Manga - Trote Atrelado | 2400m “Unkiar” (FR) Driver: Ricardo Duarte Quadra Quinta de Stª. Justa

2ª Manga - Galope | 1550m “Crack Gold” (POR) Jockey: Luís Fonseca Quadra Criação Gold

6ª Manga - Galope | 1800m “Bipolar” (SPA) Jockey - Carlos M. Oliveira Quadra Best Of Caffé

3ª Manga - Trote Atrelado | 2200m “Maitre Du Gite” (FR) Driver: Acúrcio Peixoto Quadra Jardins Acúrcio, Lda.

7ª Manga - Trote Montado | 1800m “Jackpot du Rib” (FR) Driver: Bruno Bessa Quadra Mustang

4ª Manga - Galope | 1550m “Luna Bruna” (FR) Jockey: Bruno Sampaio Quadra Carlos Alves

8ª Manga - Galope | 2000m “Icy River” (FR) Jockey: Augusto Pereira Quadra Maia Alfe

MINIBASQUETE

Prova envolveu cerca de 400 atletas portugueses e espanhóis

XIII Torneio Internacional Prof. Dr. José Vieira de Carvalho O torneio Prof. Dr. José Vieira de Carvalho é um convívio de Minibasquete, realizado anualmente pelo Maia Basket Clube, em homenagem ao sócio nº 1, fundador do clube e aquele que é reconhecido como o grande impulsionador da criação do Maia Basket. Este ano, a 13ª edição deste evento foi realizada nos dias 6 a 8 de Junho, no Pavilhão Municipal de Nogueira da Maia e na E.B. 2,3 de Nogueira, tendo integrado o programa “Maia – Cidade Europeia do Desporto 2014”.

O torneio destinou-se, como habitualmente, a todos os escalões de Minibasquete e contou com a presença de 29 equipas da Península Ibérica, envolvendo directamente cerca de 600 pessoas, desde atletas (cerca de 400), treinadores, dirigentes e elementos da organização (mais de 120), com um total de 130 jogos e várias actividades divididas por nove campos. Tal como nas edições anteriores, as actividades da prova realizaramse em dois dias (sábado e domingo), embora este ano a recepção às equi-

pas de Mini 10 e Mini 12 tenha sido na sexta à noite, 6 de Junho, com os atletas a pernoitarem nas salas de aula da escola durante duas noites. As actividades para o escalão de Mini 8 decorreram apenas no domingo, 8 de Junho, das 09h30 às 17h30, enquanto que para os escalões de Mini 10 e de Mini 12 a actividade estendeu-se pelos três dias, sendo um fim-de-semana em que cada equipa teve um elevado número de jogos e concursos, aliados sempre a muita diversão. Os atletas, para além das várias

actividades desportivas, puderam ainda contar com o almoço, lanche da tarde e jantar no sábado e com o pequeno-almoço, lanche da manhã, almoço e lanche da tarde no domingo, oferecidos pelas várias empresas que apoiam o torneio, para além da t-shirt oficial do torneio, medalhas individuais, diplomas, vários brindes e outros prémios que foram entregues na cerimónia de encerramento.

\\ Clubes presentes Maia Basket (7 equipas) Guifões SC (4 equipas) CB Marín PeixeGalego (2 equipas) Académica Coimbra (2 equipas) AB Albicastrense (2 equipas) Académico FC (2 equipas) SC Coimbrões (2 equipas) AD Ovarense (1 equipa) BC Barcelos (1 equipa) SC Marinhense (1 equipa) CD Póvoa (1 equipa) GDB Leça (1 equipa) Juvemaia ACDC (1 equipa) CDC Juventude Pacense (1 equipa)

JF Campo (1 equipa)


16

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Publireportagem

PARQUE URBANO NOVO RUMO - Cidade da Maia

Este parque urbano tem a área de 2 hectares, nasceu num terreno expectante, que confina a Oeste com a EN14 e a Este com a Urbanização do Novo Rumo, na freguesia da Cidade da Maia. As características físicas do terreno assentam essencialmente na existência de taludes acentuados,

que definiram a criação de diversas zonas de lazer, em que a abertura dos ângulos visuais não é sempre a mesma, permitindo que o parque seja descoberto à medida que o utente o percorre. A zona do bosque, constituído por sobreiros e eucaliptos, faz a ligação entre as zonas de cotas mais bai-

xas e as zonas de cotas mais altas, onde se situam os parques infantil e geriátrico. Ao longo do parque serpenteia um percurso pedonal que convida o utente a passear pelo parque ou a utilizá-lo de uma forma mais dinâmica, através do exercício físico.

PARQUE URBANO DE QUIRES - Vila Nova da Telha Contando com 17 mil metros quadrados, o Parque de Quires, fica situado na freguesia de Vila Nova da Telha, junto da Urbanização do Lidador e tem entrada quer pela Rua do Castanhal, quer pela Rua Nova de Quires. O Parque de Quires é composto por dois níveis em socalco. Na parte superior do parque encontramos um

moderno parque infantil, rico em estruturas originais que apelam à diversão. Esta zona dos mais pequenos é, por sua vez, rodeada por uma ampla área relvada que se estende até ao passeio e a um pequeno muro de granito com vista para a zona inferior do parque. Quer escolhamos o caminho que atravessa longitudinalmente o par-

que ou a rampa junto a esse muro, podemos contar com uma área repleta de canteiros geometricamente estudados e plantados numa simbiose de plantas rasteiras, flores, relva e de arbustos combinados com árvores jovens que prometem vir a oferecer agradáveis sombras nos bancos de jardim.

PARQUE URBANO DE CALVILHE - Milheirós Situado na freguesia de Milheirós, o equipamento está vocacionado para actividades desportivas e culturais. Além de uma área ajardinada, é composto por uma zona para merendas, um parque infantil, um

bar de apoio com esplanada e um pátio polivalente. Foi reservado igualmente um espaço para a sede do rancho folclórico infantil da freguesia.

maiahoje


maiahoje

sexta-feira 20 de Junho de 2014

Publireportagem

17

PARQUE AVIOSO - São Pedro O Parque de Avioso - S. Pedro situa-se na freguesia do Castêlo da Maia e desenvolve-se num terreno com cerca de 30 hectares, no qual se articulam diversos espaços e edifícios. Encerra no seu interior a nascente da Ribeira de Avioso que, juntamente com outras linhas de água, forma a Ribeira do Arquinho, o

maior afluente do Rio Leça. O conceito do parque assenta numa zona de lazer e de desporto informal, no qual possam ser integradas diversas outras actividades de apoio mais continuado. Entre estas destaca-se a educação ambiental, através da criação de elementos educativos e de apoio à realização de ac-

tividades como interpretação, campos de férias de natureza ou formação ambiental de base. O Parque de Avioso potencia o contacto dos seus visitantes com a natureza num espaço moderno, dinamizado e precursor de projectos de Educação para o Desenvolvimento Sustentável. O espaço possui um parque de

PARQUE DOS AMORES - Pedrouços O Parque Urbano doa Amores situa-se em Pedrouços, tem cerca de 20 mil metros quadrados de área verde e está instalado numa área onde vivem mais de 20 mil pessoas. O Parque dos Amores possui uma área informal para a prática de desporto com duas balizas, um parque infantil, uma rede de caminhos que faz a interligação do parque com a malha urbana, nomeadamente a

Rua da Cooperação, Rua Rodrigues de Freitas, Rua António Carneiro Azevedo e Polidesportivo e Complexo Municipal de Teibas. Tem ainda uma ampla zona pedonal, uma ponte de madeira ecológica, recuperação e requalificação das margens e da Ribeira dos Amores. A Ribeira dos Amores, que na Maia é conhecida como Ribeiro do Boi Morto, foi o grande elemento ge-

rador de interesse do espaço definindo o tipo de vegetação e a localização dos percursos pedonais. No lado sul do Parque está colocado um equipamento infantil, numa zona de anfiteatro natural existente e que foi prolongado criando uma zona protegida que possibilita um acompanhamento por parte dos pais.

PARQUE URBANO DOS MOUTIDOS - Águas Santas O Parque Urbano de Moutidos localiza-se na freguesia de Águas Santas e tem uma área de cerca de quatro hectares. Devido às características intrínsecas do terreno, este espaço de lazer e de fruição da Maia, divide-se em quatro áreas distintas: a zona aluvional, zona de declive mais acentuado, zona de mata e zona de prado. O Parque de Moutidos convida o visitante, desde a sua entrada, a desfrutar de uma ampla área de espaços

verdes distribuída por diferentes níveis e tipos de flora que se vão descobrindo ao longo desses desníveis. Num primeiro nível e acompanhando o arruamento principal, o parque oferece um relvado que, pela sua regularidade, permite uma funcionalidade multiusos, seja para as crianças brincarem, seja para os adultos relaxarem acompanhados de uma vista privilegiada para a zona sudeste do Concelho da Maia. À medida que se avança em di-

recção ao ponto mais elevado do parque - a cafetaria, passa-se por várias infra-estruturas de madeira harmoniosamente integradas na paisagem que foram concebidas para sanitários, áreas de apoio a actividades pedagógicas e para áreas de merendas. A paisagem do parque é ainda fortalecida por um pequeno bosque pré-existente que consegue dar ao cidadão uma sensação aconchegante e resguardada do exterior.

estacionamento com capacidade para 500 carros ligeiros e cinco autocarros. Possui ainda um Edifício de Acolhimento, discretamente inserido na paisagem, um parque infantil moderno e original, uma zona de restaurante e cafetaria com esplanada e um Edifício de Alojamento com oito quartos, 32 camas, uma sala comum

e multiusos, balneários e uma cozinha com refeitório. O Parque de Avioso – S. Pedro conta com percursos ladeados por árvores e arbustos de variadas espécies vegetais, num total de 4,5 quilómetros de trilhos.


18

sexta-feira 20 de Junho de 2014

magazine

maiahoje

VIAGENS

A herança espanhola em San Antonio, no Texas Mais do que a história americana, mais do que a história do Texas, as missões coloniais espanholas de San Antonio simbolizam um momento em que o mundo se estava a expandir, as culturas se estavam a entrelaçar e o mundo mudaria para sempre. Ter uma representação arquitetónica intacta desta história é um tesouro mundial, é um verdadeiro património da Humanidade. Cheguei a San Antonio pensando que iria encontrar uma cidadezinha de província adormecida no tempo. O primeiro impacto foi grande: a cidade estava apinhada, sim, cheíssima de turistas nacionais. Estávamos em pleno spring break, umas férias escolares no meio do 2º trimestre, uma altura muito procurada pelas famílias para fazerem férias internamente. Na parte história da cidade, leia-se, na zona do Álamo, river walk, e mercado mexicano quase não se podia andar. As filas para o passeio de barco ao longo do river walk eram enormes! Nem, que fazer? Mergulhar na multidão ir conhecer a cidade que, apesar da invasão de turistas, tinha um ar muito simpático, acolhedor. O nosso hotel, o Drury Plaza, é mesmo no centro e assim deu para estacionar o carro na garagem do hotel e fazermos tudo a pé. Este hotel de estilo contemporâneo é um impressionante arranha-céu de 24 andares onde funcionava antigamente a sede do Banco Nacional Álamo. Construído em 1929, tem um pé-direito de 15 metros, embutidos pub

em folha de latão, bronze e ouro, chão em mármore e, numa das paredes, duas grandes estátuas em altorelevo (que poderíamos encontrar em qualquer edifício do Estado Novo) e, no meio das duas, um grande vitral em art nouveau. Uma grande escadaria de madeira levanos à mezzanine onde está o bar e a sala dos pequenos-almoços e da happy hour, durante a qual todos os clientes do hotel têm direitos a três cocktails – a tequila sunshine estava ótima e o Manhattan não lhe ficava atrás – e uma série de finger food. A atenção para com o cliente é tanta que têm à sua disposição durante todo o dia (e noite) a fonte de bebidas não alcoólicas. Mas o que nos interessava mesmo era partir à descoberta da parte histórica da cidade. A catedral de São Fernando é das igrejas mais antigas do Texas (e a catedral mais antiga dos Estados Unidos), sendo também conhecida como igreja de Nossa Senhora da Candelária e Guadalupe. A igreja original de São Fernando Rei foi construída entre 1738 e 1750 por imigrantes das Ilhas Canárias, pelo que no seu interior há uma imagem da Virgem da Candelária, patrona das Ilhas Canárias. A catedral foi ampliada consideravelmente em 1868 em estilo gótico; as estações da via-sacra, em pedra, foram acrescentadas em 1874. Na única viagem que um Papa fez ao Texas, o Papa João Paulo II celebrou missa nesta catedral a 13 de setembro de 1987.

Perto da catedral, o palácio do governador espanhol, construído em 1749, representa os mais de 260 anos ed colonização espanhola do Texas. Está agora transformado em museu e mostra o modo de vida do sáculo XVIII; à frente da casa está a estátua do Conquistador, oferecida pelo governo espanhol em 1997. Um quarteirão adiante, temos El Mercado, o mercado mexicano, um conjunto de lojas de lembranças, cafés, restaurantes, entre eles o Mi Tierra, a pastelaria mais antiga de San Antonio; na secção de padaria, está à venda uma enorme variedade de bolos mexicanos. Revivendo a história do Álamo Depois de um café e de um prato de diversas especialidades tex-mex, metemo-nos de novo na confusão dos turistas e fomos até à fortaleza de Álamo, famosa pelo cerco de 13 dias durante a Batalha de Álamo que levou à independência do Texas em 1836, tendo sido então criada a República do Texas, um país que existiu até ser voluntariamente anexado pelos Estados Unidos em 1845. A Revolução do Texas e esta anexação motivaram a guerra mexicano-americana, que acabou por consolidar o Texas como estado norte-americano, bem como permitiu aos Estados Unidos ampliar o seu território em cerca de um quarto, enquanto o México perdeu aproximadamente metade do seu. O exército mexicano chegou em San Antonio em 23 de fevereiro de 1836. A guarnição texana estava totalmente despreparado pela chegada do exército mexicano e tinha de reunir rapidamente o alimento da cidade para abastecer a missão antiga de Álamo, que se tinha convertido numa fortaleza improvisada. Durante 13 dias, o exército mexicano cercou o Álamo. Na madrugada de 6 de março, o exército mexicano atacou a fortaleza – a famosa Batalha do Álamo. Quase todos os defensores texanos, uns 182-257 homens, foram mortos, incluindo James Bowie, Davy Crockett e William B. Travis e aprox. 400-600 mexicanos mortos ou feridos. Muitos colonos texanos — e muitos aventureiros — uniram-se ao exército de Texas; animados por um

desejo de vingança e tende em mente a crueldade mostrada pelo ditador mexicano Santa Anna durante o cerco, os texanos derrotaram o exército mexicano na Batalha de São Jacinto, a 21 de abril de 1836. O complexo da antiga missão está no meio da cidade e pode ser visitado gratuitamente, como aliás todas as outras quatro missões. A igreja foi transformada num santuário com regras muito apertadas, não possível, por exemplo, tocar nas paredes nem tirar fotografias, pois é um lugar sagrado. River walk Para descontrair, fomos fazer o passeio de barco. As missões estão agora ligadas entre si pela recém expansão do River Walk, uma rede de caminhos orlados de jardins ao longo do rio San Antonio que ligam grande parte da história da cidade, com hotéis, restaurantes, teatros e muito mais. Para o passeio de barco, que se paga, a fila era enorme. Marcámos o lugar e fomos ver a bela imagem de Santo António, oferecida pelo governo português. O passeio de barco tem uma duração de 30-40 minutos, dando uma volta de aprox. 3.3 km, durante os quais o manejador do barco vai explicando os locais por onde vamos passando. No entanto, todo o river walk tem uma extensão de aprox. 24 km, um projeto de expansão de 358.3 milhões de dólares americanos, ligando a zona dos museus e à histórica Cervejaria Pearl a norte. A Cervejaria Pearl, local de nascimento da cerveja Pearl e um dos lugares economicamente mais importantes de San Antonio, está a ser transformada numa espécie de aldeia urbana repleta de arte, tecnologicamente avançada, ecologicamente amigável – tem o maior sistema de painéis solares em todo o Texas e, uma vez completa, será "o" local da cidade para viver, estudar, fazer compras, trabalhar e jogar. Destacamos o campus do novíssimo Instituto de Culinária das Américas, restaurantes de alguns dos melhores cozinheiros de San Antonio, lojas de autor, e o maior mercado de camponeses da cidade, aos sábados, além

de mais de 500 habitações. História das Missões Como locais históricos protegidos, as missões recebem milhões de visitantes todos os anos. Todas, exceto o Álamo, ainda são paróquias católicas ativas que servem as comunidades vizinhas e, em alguns casos, os descendentes dos povos originais ajudados pelas missões. As missões coloniais espanholas de San Antonio no Texas (incluindo o Álamo) ganharam ainda mais importância ao serem nomeadas pelos Estados Unidos para inclusão na Lista do Património da Humanidade. Organizado pela UNESCO, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, a Lista do Património da Humanidade reconhece os locais culturais e naturais mais importantes do mundo – caso as missões espanholas de San Antonio ganhem esse atributo seriam o primeiro Património da Humanidade no estado do Texas e apenas o 22º nos Estados Unidos com esse atributo. Sendo a maior coleção de arquitetura colonial espanhola na América do Norte, a Missão Conceição, a Missão São José, a Missão São João, a Missão Espada e a Missão Álamo (Santo António de Valero) foram construídas no início de 1700 para converter os nativos americanos ao cristianismo e ajudar a estabelecer esta região sob a bandeira da Espanha. Cravejado ao longo do rio San Antonio, as missões localizam-se a um dia de viagem a cavalo umas das outras. Elas desenvolveram-se durante décadas, criando uma cultura única que misturou tradições nativas com as tradições espanholas – e estiveram envolvidas em batalhas épicas, sob o governo do México, da República do Texas e, por fim, dos Estados Unidos. Estas comunidades construíram as bases e moldaram a personalidade de San Antonio, agora a sétima maior cidade do país e um exemplo da nova face da América: um caldeirão de culturas latinas, europeias e nativas. M.Margarida Pereira-Müller Fotos: Hans-Jürgen Müller


maiahoje

sexta-feira 20 de Junho de 2014

\\ EMERGÊNCIAS NACIONAIS • SOS Número Nacional de Socorro............................................112 • Incêndios Florestais .......................................................................117 • Emergência Social (crianças, idosos, vitimas, s/abrigo)....144 • Intoxicações ...............................................................808 250 143 • Emergência Gás (EDP)............................................800 215 215

\\ EMERGÊNCIAS LOCAIS • Bombeiros Voluntários de Moreira...................22 942 10 02 • A. H. Bombeiros de Pedrouços...........................22 901 27 44 • PSP Maia (Esquadra Cidade)...............................22 947 96 90 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Segurança)22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Trânsito).....22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Es.Intervenção) 22 948 26 93 • PSP Águas Santas (Esquadra Vila).....................22 977 42 80 • PSP Maia (Divisão Policial)...................................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Trânsito) .............................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Interv. e Fiscalização) ....22 978 51 90 • GNR Maia (Posto Territorial da Maia) ...............22 986 74 30 • GNR Maia (Posto Fiscal de Pedras Rubras).....22 944 91 00 • GNR Maia (Posto Trânsito da Maia) ..................22 968 84 70 • Polícia Municipal Maia ..........................................22 940 86 00 • Protecção Civil (CM Maia) ....................................22 940 87 22 • Protecção Civil (CM Maia) Linha verde.............800 205 169 • Protecção Civil (Com. Distrital Op. Socorro)..22 619 76 50 • Cruz Vermelha Portuguesa (Núcleo Maia).....22 941 12 21

\\ LINHAS

SAÚDE NACIONAIS

• Saúde 24......................................................................808 242 424 • Saúde 24 (orientação pediátrica) .......................808 242 400 • Linha Saúde Cancro ................................................808 255 255 • Linha Saúde Sexualidade......................................808 222 003 • Linha Saúde SIDA.....................................................808 266 266 • Linha Saúde SOS Criança ......................................808 202 651 • Linha Saúde SOS Medicamento .........................800 222 444 • Linha Saúde SOS Grávida......................................808 201 139 • Linha Saúde SOS Droga ............................................................1414 • Linha Saúde Deixar de Fumar .............................808 208 888 • Informação a Vitimas Violência Doméstica.....800 202 148 • Linha APAV (Apoio à Vítima)..................................707200 077

\\ SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE LOCAIS • USF Alto da Maia (Águas Santas) ......................22 977 42 50 • USF Viver Mais (Castêlo Maia) ............................22 986 51 70 PUB • USF Saúde em Família (Pedrouços)..................22 977 47 10 • USF Pirâmides (Maia).............................................22 947 85 90 • USF Odisseia (Vermoim).......................................22 947 09 50 • USF Íris (Águas Santas)..........................................22 986 70 35 • USF Lidador (Gueifães) .........................................22 943 84 40 • USF Pedras Rubras (Moreira) ..............................22 943 14 70 • Extensão Saúde Nogueira (Nogueira).............22 961 77 10 • Extensão Saúde Milheirós (Milheirós) .............22 972 33 22 • Extensão Saúde Moreira (Moreira) ...................22 943 14 70 • Hospital S. João (Porto) ........................................22 551 21 00 • Hospital Pedro Hispano (Matosinhos) ............22 939 10 00 • Hospital Sto. Tirso (Sto.Tirso)................................252 830 700 • Hospital Joaquim Urbano (Porto).....................22 589 95 50 • Hospital N. Sra. Conceição (Valongo)..............22 422 00 19 • Hospital Sto. António (Porto) .............................22 207 75 00 • Hospital Maria Pia (Porto)....................................22 608 99 00 • Hospital Póvoa Varzim/V.Conde (P. Varzim)....252 690 600 • Hospital Magalhães Lemos (Porto) ..................22 619 24 00 • Inst.Port. Oncologia Francisco Gentil (Porto)22 508 40 00 • Unidade Alcoologia do Norte (Matosinhos) .22 004 50 60 • Centro Regional de Sangue (Porto) .................22 004 52 40

mh jornal regional de grande informação

EDITADO POR

Publireferência, Lda. REGISTADA NA 2ª CRPC MAIA CONTRIBUINTE NÚMERO 509 316 620

Depósito legal 147209/00 DGCS nº 123524 Tiragem 3.000 exemplares

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar artur@maiahoje.pt COLABORADORES REDACTORES: Manuela Sá Bacelar TPJ CO711 manuela@maiahoje.pt Luís Filipe Azevedo, TPJ luis@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CO592 francisco@maiahoje.pt Rita Santos, TPJ E12 rita@maiahoje.pt Ana Luisa Azevedo, TPJ analuisa@maiahoje.pt

Úteis \\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA NACIONAIS • Serviço Informações telefónicas PT . . . . . . . . . . . . . . . . . .1820 • Serviço Apoio a Clientes Optimus . . . . . . . . . . . . . . . . . .16103 • Serviço Apoio a Clientes TMN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1696 • Serviço Apoio a Clientes Vodafone . . . . . . . . . . . . . . . . .16912 • Aut.omóvel Clube ACP (assistência) . . . . . . . .707 509 510 • Brisa Auto-estradas de Portugal . . . . . . . . . . . .808 508 508 • CP Combóios de Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 208 208 • TAP Air Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 205 700 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede fixa) . . . .808 202 653 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede móvel) .808 962 690 • Cartões Crédito American Express . . . . . . . . . .707 504 050 • Cartões Crédito Mastercard . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 272 • Cartões Crédito Visa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 107 • EDP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 506 506 • EDP (Comunicação de Avarias) . . . . . . . . . . . . .800 246 246

\\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA LOCAL • Loja do Cidadão (Porto) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 241 107 • Posto de Atendimento ao Cidadão (Maia) . .22 948 24 62 • Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 98 10 • Cartório Notarial de Cláudia Barbas . . . . . . . .22 940 67 22 • Conservatória do Registo Civil (Maia) . . . . . .22 943 98 00 • Conservatória do Registo Predial . . . . . . . . . .22 943 62 80 • Conservatória do Registo Comercial . . . . . . .22 947 76 50 • Serviços de Finanças da Maia . . . . . . . . . . . . . .22 947 06 40 • Tribunal Judicial da Comarca da Maia . . . . . .22 941 90 73 • Tribunal do Trabalho da Comarca da Maia . .22 941 41 52 • Inst. Info. Apoio Form. Profissional (IAFE) . . .22 977 39 10 • Inst. Fomento Desenvolv. Económico . . . . . .22 942 70 26 • Centro de Emprego da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 943 27 00 • Segurança Social da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 10 90 • Com. Protecção Crianças e Jovens da Maia .22 949 03 33 • CTT Correios de Portugal (Gueifães) . . . . . . .22 016 55 12 • CTT Correios de Portugal (Moreira) . . . . . . . .22 947 84 00 • CTT Correios de Portugal (Vermoim) . . . . . . .22 943 95 30 • CTT Correios de Portugal (Águas Santas) . . .22 974 33 50 • CTT Correios de Portugal (Castêlo) . . . . . . . . .22 982 64 53 • CTT Correios de Portugal (Aeroporto) . . . . . .22 940 00 11 • Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 24 00 • Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 34 72 • Consulado de Chipre (Maia) . . . . . . . . . . . . . . .22 902 38 68 • Consulado do Paquistão (Maia) . . . . . . . . . . . .22 947 93 21 • Lipor II (Central de Valorização Energética) 22 947 73 40 • Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 26 60

\\ MUNICIPIO DA

• Câmara Municipal da Maia (Central) . . . . . . .22 940 86 00 • Serviços Águas e Saneamento da Maia . . . . .22 943 08 00 • Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . . . . . . .22 968 73 22 • Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 20 • Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . . . . .22 944 24 62 • E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . . . . . . .22 940 87 21 • Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 30 • Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 • Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 905 95 20 • Canil Municipal da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 982 36 87 • Quinta da Gruta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 986 71 80 • Espaço Municipal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 80 30 • Loja da Juventude S. Pedro Fins . . . . . . . . . . .22 968 91 69 • TURISMO Maia Welcome Center . . . . . . . . . . .22 944 47 32 nota: Informação actualizada em 2011/10/01

CORRESPONDENTES: João Diogo (Brasil) Williams James Marinho (EUA) Ainhoa Carrasco Robles (Espanha) Catarina Almendra (Lisboa) CRONISTAS HABITUAIS: António Neto (política) Deco (defesa do consumidor) Fernando Pedroso (poesia)

\\ FARMÁCIAS Dia

19 20 21

PERM

H

REF

-------------------------------------------------------------------------------------------

I

J

22 23 24 25 26 27 28 29 30 K

L

M

N

O

P

Q

R

S

31 01 T

U

02 V

TURNO A AGRA - MILHEIRÓS TURNO B AEROPORTO - PEDRAS RUBRAS TURNO C LIMA COUTINHO - GUEIFÃES TURNO D SILVA ESCURA - FREJUFE TURNO E BASTOS - GUEIFÃES TURNO F GEMUNDE - CAMPA DO PRETO TURNO G ÁLVARO AGANTE - VERMOIM TURNO H CENTRAL - CATASSOL TURNO I MOREIRA BARROS - PARADA TURNO J ALIANÇA - VERMOIM TURNO K VILA NOVA DA TELHA - QUIRES TURNO L SOUSA BEIRÃO - MAIA TURNO M MARTINS DA COSTA - ÁGUAS SANTAS TURNO N BOM DESPACHO - MAIA TURNO O CASTÊLO - CASTÊLO DA MAIA TURNO P GRAMAXO- MOREIRA DA MAIA TURNO Q EUGÉNIA - PEDROUÇOS TURNO R NOVA DE ARDEGÃES - ARDEGÃES TURNO S LIDADOR - ARDEGÃES TURNO T ARAÚJO - NOGUEIRA TURNO U GUARDEIRAS - GUARDEIRAS TURNO V MAIA - ÁGUAS SANTAS

esta informação é patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

SERVIÇO PERMANENTE

MAIA

COLABORADORES FOTOGRAFIA: Ferreira Silva, TPJ CO 850 Edgar Alves, TPJ CO 708 Manuel Jorge Costa, TPJ CO 710

19

Joaquim Armindo (sociedade) Mário Lopes (sociedade) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Pedro Ferreira (política) Ricardo Filipe Oliveira (sociedade) Rogério Gonçalves (sociedade) DESIGN / PAGINAÇÃO: Luís Filipe Azevedo DEPARTAMENTO COMERCIAL: António F Silva silva@maiahoje.pt

21 Junho Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35

SEDE/ REDACÇÃO / D.COMERCIAL

Rua dos Altos, 18 4470 - 235 Maia Telefone 22 406 21 26 Fax. 22 406 21 25 IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga

Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados.

MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007


maiahoje FUTEBOL

sexta-feira 20 de Junho de 2014

A fechar

20

Após vitória em Oliveira do Douro

FC Pedras Rubras retorna aos Nacionais O Futebol Clube Pedras Rubras garantiu este domingo a subida ao Campeonato Nacional de Seniores de futebol com uma vitória de 2-0 no terreno do Oliveira do Douro.

Antes do jogo, dois pontos separavam as duas equipas e em Valongo jogavam o Sobrado, primeiro classificado e o Paredes que ocupa o 3º lugar da classificação.

Destaque para João Jesus que apontou dois golos. Para o treinador do clube maiato, António Pedro, «acreditar foi a chave do sucesso», considerando esta con-

\\ Sto. António de Silva Escura De 10 a 15 de junho, decorreram na Paróquia de Silva Escura as tradicionais festividades em honra de Santo António. Com um programa muito variado, mas contido devido às limitações financeiras que a organização sabiamente geriu, apresentou um cartaz que satisfez, com destaque para a grande e tradicional Noite das Marchas Populares, a Feira de Artesanato e como não podia deixar de ser, os famosos bailes, berço de muitas das famílias da terra. Vítor Bastos da organização disse ao MaiaHoje ser «muito difícil organizar um evento com o orçamento disponível, mas a motivação da equipa superou as dificuldades e este ano tivemos Santo António», disse.

\\ Moreira em Festa A, agora apelidada, iniciativa “Moreira em Festa”, organizada pela Junta de Freguesia da Vila de Moreira, teve início a 30 de Maio com a 4ª Feira Medieval (com o apoio do Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho) que terminou a 1 de Junho. Mas a festa não fica por aqui e é um mês de diversão gratuita. No programa consta muita música que iniciou a 13 de Junho e terminará apenas a 28 de Junho, sempre no parque “Brincar no Bosque”.

quista «uma página que se desenhou na história do clube». Na próxima época, o Pedras Rubras vai jogar na série C do Campeonato Nacional de Seniores, defrontando

equipas como o Salgueiros 08, Espinho e Gondomar.

pub


347