Page 1

pub

17 MAI a 6 JUN

2013 Ano XIV | Nº 322 Bi-Mensal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar

apenas 0,70 € IVA incluído

\\

PUB

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

autárquicas Crescente “descrença” nos partidos e políticos irá aumentar listas organizadas de grupos de cidadãos?

Independentes mobilizam-se para candidaturas autárquicas Término de mandatos e novas freguesias também baralham partidos. Poderá pela primeira vez em muitos anos haver uma candidatura independente à Câmara da Maia. p. 03

\\ cinotecnia

iniciativa Quinzena das Artes na EB 2,3 de Águas Santas

30 equipas e 150 cães marcam presença domingo no 2ºEncontro Canino/PAS da Maiap. 04 \\ folclore

XXIII Festival da Primavera realiza-se este fim-de-semana em Moreira da Maia p.08

\\ iniciativa p. 09 pub

Feira de usados e artesanato amanhã em Gueifães

p.06

\\ karate

Nuno Moreira é o 5º melhor da Europa

p.11

pub

\\ atletismo

Daniel Pinheiro campeão nacional em 10.000 metros p.10


02

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Página dois editorial \\ artur bace|ar director

Os sanguessugas Os autarcas, e as suas autarquias, não quero de forma nenhuma dizer na sua grande maioria ou totalidade mas algumas que eu conheço, são quase agências de emprego e de favor (há aqui pessoas que vão dizer que “ele escreve que não quer dizer, mas escreveu”).

Nos últimos anos em que estive atento a algumas movimentações autárquicas reparei que alguns, tal qual sanguessugas de poder, colam-se a este poder e do nada que eram e ainda são, passam a usufruir de algo que julgam ser muito importante, mas que para qualquer pessoa mais atenta, afinal não passa da alimentação provinciana do seu ego. A esses, “noves fora” o abuso público, não lhes é reconhecida qualquer capacidade de iniciativa ou

gestão privada. Orgulham-se até do pequeno poder público a que se agarram. Usam e abusam das autarquias como trampolim para os seus planos de altos voos. Julgam-se importantes, mas não passam de parolos. Sentem-se “servidores da Pátria” como quem deu o corpo para combater pelo território. A maior parte desconhece a História de Portugal e o que ela nos ensina, alguns nem o serviço militar fizeram. Há mais vida para além do apro-

veitamento, digo, serviço público. Se por uns tempos perdessem o tacho e as benesses do “favor” público, que prestaram a alguns privados menos escrupulosos, engrossariam as filas do Centro de Emprego. Numa qualquer entrevista de emprego a sua experiência (à parte a forma de obter favores) vale zero. Alguém competente, no seu perfeito juízo, sairia do sector privado para politicamente servir a Pátria e ser enxovalhado? Só mesmo a quem

maiahoje

lhe falta o adjectivo competente. Mas há autarcas e servidores que muito respeito e a esses conheço-lhes um passado privado, que a ele voltarão sem qualquer problema, finda a sua “comissão de serviço”. Esses não arranjaram um “tacho” público após uma qualquer licenciatura, a existir, sem anteriormente provarem no privado que são competentes e principalmente demonstrarem que o fazem pela causa pública. Esses são poucos… mas bons! PUB

\\ DIÁRIO do CONCELHO ( entre 01/05/2013 e 14/05/2013) DATA DE PUB. .ADJUDICANTE(S) .................ENTIDADE(S) ADJUDICATÁRIA(S) .............................OBJETO DO CONTRATO............................................................................................................................................PRAZO DE EXECUÇÃO.................PREÇO 02-05-2013 .....ESCOLAS DE PEDROUÇOS ..QUALIFICA - CONTAB. ESTUDOS ..............................CONSULTADORIA FINANCEIRA.............................................................................................................................................................361 ..........9.000,00 € 02-05-2013 .....ESCOLAS DE PEDROUÇOS ..GONDHUMANIS - EDU E FORMAÇÃO .......................CONSULTADORIA TÉCNICA/PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTADORIA FINANCEIRA. ................................................................355 ........25.596,00 € 02-05-2013 .....ESCOLAS DE PEDROUÇOS ..CEPRA ......................................................................FORMAÇÃO CURSO DE EDUCAÇÃO-FORMAÇÃO DE MECÂNICA DE VEÍCULOS LIGEIROS - TIPO 2 (2º ANO).........................................314.........12.202,69 € 02-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........CITY 21 .....................................................................FORN. E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO INFANTIL NO JARDIM MIRAPARQUE NA FREGUESIA DA MAIA ...............................................45 .........11.073,00 € 03-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........NOBRECER...............................................................REFEIÇÕES NO ÂMBITO DA XX TAÇA INTERNACIONAL MAIA JOVEM........................................................................................................9...........9.150,00 € 03-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........PLAY PLANET ...........................................................FORN. E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO INFANTIL NO JARDIM DA GRANJA, AGUAS SANTAS .............................................................45.........21.986,50 € 06-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........GERTAL ....................................................................REFEIÇÕES NO ÂMBITO DAS FÉRIAS DESPORTIVAS MUNICIPAIS - 2013 ...............................................................................................75 .........32.183,19 € 06-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........PRÉGAIA .................................................................."SUBSTITUIÇÃO DOS QUATRO PASSADIÇOS EM ""DECK"" EXISTENTES NO PARQUE CENTRAL DA MAIA".........................................30.........17.280,00 € 07-05-2013......MUNICÍPIO DA MAIA ...........COMPLETO & FARIA .................................................MURO DE SUPORTE EM BETÃO ARMADO RUA LUÍS DA SILVA NEVES, NA FREGUESIA DE GUEIFÃES ....................................................30 ........42.449,77 € 07-05-2013......MUNICÍPIO DA MAIA ...........JOSE DA SILVA ARAUJO & FILHOS ............................CONSTRUÇÃO DO COMPLEXO DESPORTIVO DE NOGUEIRA ..................................................................................................................30.........15.986,52 € 08-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........AXIS PORTO BUSINESS SPA HOTEL .........................AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE ALOJAMENTO NO ÂMBITO DA XX TAÇA INTERNACIONAL MAIA JOVEM .....................................................9 .........18.349,13 € 09-05-2013 .....ARS NORTE .........................H.R. - PROD.UTOS QUIMICOS ..................................COMPRA DE MATERIAL DE CONSUMO CLÍNICO...................................................................................................................................365 ..........8.367,84 € 09-05-2013 .....ARS NORTE .........................DCOWORLD .............................................................AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE CONSUMO CLÍNICO-COMPRESSAS EM METILCELULOSE ......................................................................240 ..........7.250,00 € 09-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........SOINCA ...................................................................FORN. E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO INFANTIL NO MONTE STO. ANTÓNIO, SILVA ESCURA...........................................................30 ..........7.358,40 € 09-05-2013 .....MUNICÍPIO DA MAIA ...........BRICANTEL..............................................................."FORN. E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO INFANTIL NA URBANIZAÇÃO ""SOLHEIRINHO"", NOGUEIRA"...........................................30 ..........7.476,00 € 10-05-2013 ......MUNICÍPIO DA MAIA ...........MOREIRA & AUGUSTO .............................................PARQUE INFANTIL DO JARDIM MIRAPARQUE, NA FREGUESIA DA MAIA - TRABALHOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL .....................................30 ..........7.796,00 € 11-05-2013 ......CENFIM ...............................M.H.T .......................................................................SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM 2013 ..................................................................................................................................324 ..........4.579,55 € 11-05-2013 ......CEPRA .................................CLECE ......................................................................SERVIÇOS DE LIMPEZA DA SEDE E DA DELEGAÇÃO .............................................................................................................................619.........68.844,13 € 11-05-2013 ......CEPRA .................................TICKET ....................................................................VALES DE REFEIÇÃO , PARA 51 FUNCIONÁRIOS DO CEPRA EM 2013....................................................................................................307 .............246,45 € 11-05-2013 ......CEPRA .................................LUSILECTRA .............................................................LINHA DE INSPEÇÃO DE VEÍCULOS LIGEIROS E RESPETIVA INSTALAÇÃO, NA DELEGAÇÃO DO CEPRA EM PEDROUÇOS NA MAIA. .......30 ..........6.000,00 €

pub


maiahoje AUTÁRQUICAS

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Sociedade

Crescente “descrença” nos partidos e políticos irá aumentar listas independentes?

Independentes mobilizam-se para candidaturas autárquicas Nos últimos meses e com especial incidência nos últimos dias, têm chegado ao MaiaHoje rumores de várias listas independentes que irão concorrer às eleições autárquicas de este ano. A aplicação da chamada “lei dos mandatos” que impede autarcas a concorrerem a um quarto mandato, pelo menos à mesma freguesia, irá gerar uma onda de renovação no panorama das freguesias maiatas. Por outro lado, a agregação de freguesias como é caso da “cidade da maia” com Gueifães, Maia e Vermoim a constituírem apenas uma freguesia gerará menos eleitos e também menos consensos devido, quanto mais não seja ao “bairrismo”. Será assim natural que haja uma disputa pelos “lugares” disponíveis, mesmo dentro dos próprios partidos, com fações a digladiarem-se o que muitas vezes origina roturas graves. Nada de novo, mas algo que muitas vezes acaba na disputa eleitoral através de listas independentes. Nova freguesia da Maia A “apetitosa” nova freguesia da cidade da Maia é um desses casos e o MaiaHoje soube de algumas reuniões “secretas” que envolvem militantes do PSD, do PS, bem como figuras ilustres das freguesias. Na calha segundo nos foi dito por fonte anónima presente nas reuniões, estará «uma eventual candidatura de peso e capacidade para vencer a nova freguesia».

APRESENTAÇÃO

Das três freguesias citadinas, todos os presidentes fazem agora o seu último mandato, ficando alegadamente impedidos de se recandidatarem. Recorde-se que todas elas têm tido o mesmo vencedor há anos, sendo que, das três freguesias, duas foram ganhas pelo PSD e uma pelo PS (Gueifães). O PS terá já escolhido o seu candidato que dizem ser consensual, mas que alegadamente tem oposição interna. Por seu lado o PSD terá vários candidatos ao cargo o que também não gerará consensos. Candidatura independente à Câmara? No entanto uma candidatura à Câmara Municipal da Maia também está em aberto «não faz sentido haver um poder instalado há tanto tempo no Concelho da Maia. As intenções até podem ser boas mas criam-se vícios que levam a injustiças e desigualdades nada dignas para um regime democrático», disse. Da mesma forma, para estes “independentes” «a mensagem partidária está esgotada e é necessário uma lufada de ar fresco de cima a baixo». O poder económico das candidaturas de Bragança Fernandes e de Ricardo Bexiga, respectivamente pelo PSD e PS «não assusta» estes independentes prometem estar «à altura» para o combate político «para Bragança Fernandes este seria o último mandato, mais leve, uma vez que as “facturas” grandes dos juros dos empréstimos, ao que soubemos, só

começam a aparecer fortemente daqui a quatro anos. Não é assim que se tratam as pessoas. Também não é dizendo que sim a tudo e na realidade nada fazer que se resolvem as coisas. É preciso saber dizer não e dizer sim, coisa que o actual presidente não sabe porque pensa que lhe é favorável, mas não é. A população não é ignorante e conhece esses “nins”. A candidatura do senhor Bragança Fernandes é um projecto esgotado que nada mais traz para a Maia, basta lembrar-nos do protagonismo que a Maia tinha com Vieira de Carvalho, a nível metropolitano e mesmo a nível europeu com o Eixo Atlântico e que se perdeu com o seu falecimento. A Maia tem que mudar e já, antes que seja tarde». Já sobre o candidato do PS diz ser «uma candidatura que não traz esperança. Houve alguma expectativa que o PS este ano trouxesse algo de bom para a Maia, ou mesmo efectuasse uma candidatura interna de prestígio, mas não, apresenta alguém de fora, que desconhece o concelho e que, ao jeito eleitoralista a que estamos habituados noutras paragens, a primeira coisa que fez foi visitar o Bairro do Sobreiro, como quem passa pelo Bolhão no Porto. Já tivemos oportunidade de ler algo sobre o que pretende e há pouca imaginação e de baixa qualidade nesta candidatura. Apesar do que se diz esta candidatura não é unificadora dentro do partido e não mobilizará os socialistas. Também não percebo como é que alguém mais con-

hecido por estar ligado a problemas dos futebóis do que aos cargos que tem ocupado quer vencer. Já lhe perguntou como é que foi deputado por um dia, em 2002? Ou como é que sendo advogado chegou a administrador da CP, CEO da Fernave, Ecosaúde, Vice-presidente do IGAPHE, INH, entre outros, e qual a obra conhecida em cargos como o de Vereador da Câmara de Gondomar. Já reparou que o seu slogan “Maia Liderante” nem é original e é uma cópia do “Porto liderante” de Guilherme Pinto à eleição da Federação do ano passado? É esperar para ver», disse. Independentes transversais O facto de muitos apoiantes e integrantes desta eventual candidatura serem filiados em vários partidos não os incomoda com eventuais conotações «quando se fala em candidaturas independentes, pelo menos para mim, fala-se de ideias comuns e interesse em servir a comunidade e não servir-se da comunidade. Esta é uma ideia transversal a todos, não importa a “cor” partidária, tendo também como ponto agregador o bom-senso», transmitiu, finalizando que «não sabemos se iremos avançar à Câmara Municipal e freguesias, mas se o fizermos será certamente para ganhar», terminou. Para já tudo não passam de intenções, situação que levou o nosso interlocutor a preferir não se identificar, mas garante que se avançar assumirá esta opinião.

Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores, apresenta novo livro a 31 de Maio

“Pensamentos” Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores, vai apresentar no próximo dia 31 de Maio, pelas 21:30, no Hotel Hollyday Inn o seu novo livro "Pensamentos". O MaiaHoje está em condições de informar que apresentação da obra será feita por uma conhecida pub

personalidade da Justiça em Portugal e estarão presentes muitas figuras públicas. Joaquim Jorge é biólogo, fundou o Clube dos Pensadores em 2006, dinamiza debates há mais de sete anos com figuras políticas e sociais, como Ministros, líderes da

oposição, empresários, professores universitários, economistas, sindicalistas, de uma forma transversal e independente abordando assuntos de interesse público. A sua intervenção cívica passa pela publicação de livros, artigos de opinião, por um blogue, comentário

e por dar voz às pessoas nos inúmeros debates realizados. O fundador do Clube dos Pensadores disse ao MaiaHoje que «o livro questiona o sistema político e que o país precisa de uma redefinição ética, cívica e moral, em tudo».

03

\\ Ângulo Recto António Neto

O discurso da mentira!... “O neo-liberalismo, em minha opinião, é um totalitarismo disfarçado de democracia da qual não mantém mais do que as aparências ” – José Saramago Na sexta-feira, 04 de Abril, assistimos a mais uma conversa em família do portavoz do Primeiro-Ministro real, Vítor Gaspar, a anunciar o mais sinistro ataque ao Estado social com um conjunto de medidas de um fundamentalismo ultra liberal insustentável que espelham a concepção totalitária da actual desgovernação. O consenso é apenas uma palavra usada para esconder a lógica impositiva de mais e mais medidas de austeridade depois de terem falhado todas as previsões e de terem conduzido o País a uma situação de maior endividamento e de total submissão aos credores. Muito da “conversa em família”, a lembrar velhos e tristes tempos, foi acompanhada de mentiras de modo a justificar, entre outras, as insensíveis e recessivas medidas, de aumento do horário de trabalho e os despedimentos na função pública, diminuição dos direitos dos trabalhadores, cortes brutais nos rendimentos dos pensionistas. Não é verdade que haja funcionários públicos a mais; não é sério que, ao mesmo tempo, se aponte para os despedimentos de trabalhadores da função pública e se aumente a carga horária; não é verdade que os portugueses trabalhem mais horas e os custos do trabalho sejam mais elevados; não é moralmente aceitável que se penalize quem trabalhou uma vida e descontou para ter uma reforma justa que permita viver um fim de vida com dignidade. Estas medidas gerarão mais recessão e o colapso económico, mais desemprego e o empobrecimento inevitável do Pais. Não há uma medida contra a despesa parasitária, de combate à fraude e evasão fiscal para não se falar da forma “amigável” como gerem as PPP, como conduziram o processo do casino financeiro nas empresas públicas “SWAPS”, como são pagas as consultadorias, como são processadas algumas nomeações! E mentem e erram sempre! Mas não mudam a rota! As medidas apresentadas, muitas delas de constitucionalidade duvidosa (a ver vamos),recaem sobre os mesmos de sempre! Não há consenso possível para cortes cegos que apenas visam destruir o Estado Social. Como é referido na convocatória da Conferencia sobre o Estado Social convocada pelo Congresso Democrático das Alternativas, para 11.04.2013,“ O Estado social não é gordura é músculo!”. ANTÓNIO NETO Técnico Superior Acção Jurídica/Formador (Não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico)

pub


04 \\ Opinião

Joaquim Jorge

PORTO A equipa do Porto este sábado venceu o Benfica, no limite, porque naquela casa não existe a palavra - desistir. A mística do Porto veio ao de cima pela batuta de Pinto da Costa, acreditar sempre e as contas fazem-se no fim. Este ano o Benfica praticou melhor futebol, foi mais regular, está na final da Liga Europa esteve em três frentes: campeonato, taça e competições europeias. Porém como dizia o fantástico corredor de Fórmula 1, Niki Lauda, nos despiques com Alan Prost, «uma coisa é chegarmos à traseira de um carro, outra é ultrapassá-lo». Este raciocínio aplica-se ao Benfica, está sempre perto mas não chega. Por este andar arrisca-se a perder tudo: campeonato, Liga Europa e Taça de Portugal. Os seus dirigentes e principalmente o seu treinador, uns convencidos, que pensam que se ganham jogos na imprensa e por se dizer até à exaustão que somos melhores, vamos vencer, temos melhor equipa, blá, blá, blá, etc. Ao contrário o Porto esteve calado, discreto, acreditou sempre, fez o trabalho de casa, não dá nas vistas, tem atitude e comportamento de quem sabe o que está a fazer. Reparem que venceram o Benfica e sempre com humildade e os pés assentes na terra. Fizeram constar e passaram a mensagem no fim do jogo, de que ainda não ganharam nada, que falta ainda o Paços de Ferreira. O Benfica não aprende, não tem consistência e é dirigido e organizado por uns espalha brasas. São campeões para os jornais, para a sua verborreia e alteregos descomunais. Não aprenderam, não querem aprender e não passam de uns medíocres. Podiam fazê-lo com José Mourinho, num jogo desta importância deveriam ter vindo para o jogo umas horas antes directamente para o Dragão, em vez de obrigar os jogadores a todo o tipo de pressão e incidentes à sua volta e com a sua presença. Assim o faz Mourinho quando visita Barcelona. Que saudades de Borges Coutinho e daqueles tempos, de postura, atitude, comportamento e de vitórias. O jogo foi correcto, intensivo e emocionante, o árbitro Pedro Proença mostrou por que é um dos melhores do mundo. O treinador do Porto, Vítor Pereira arrisca-se a vencer mais um campeonato, a ter um registo memorável e muitos portistas querem que ele se vá embora. Fica a imagem de um Jorge Jesus a ajoelhar-se no segundo golo do Porto perante tanta estupidez e dislates ditos antes do jogo, nunca pensando que poderia perder. E, a correria de loucos de Vítor Pereira e expressões de alegria inaudita Para já Pinto da Costa está-se a rir baixinho e para a semana provavelmente vai-se rir alto...

pub

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Sociedade CINOTECNIA

2º Encontro Canino/PAS da Maia

\\ Opinião

Mais de 150 cães em exibição do Norte e Centro do país Realiza-se este fim-de-semana o 2ºEncontro Canino/PAS da Maia. Este encontro será dividido em duas partes: no dia 18 e 19 de manhã, será K9-Busca e Salvamento e no dia 19 de tarde, o Concurso de Beleza. Estima-se a presença de 30 equipas e 150 cães de norte e centro do país. No Sábado, dia 18, cerca das 8h30 o evento tem lugar no Fórum Jovem da Maia. O Vereador do Pelouro do Desporto, Hernâni Ribeiro dará início ao evento. Neste primeiro dia, será dada uma palestra “Vamos falar de cães”, onde serão abordados os cães de Busca e Salvamento, Legislação e o equipamento essencial para a prática do mesmo. Por fim, as equipas realizarão exercícios no terreno, onde estarão envolvidas as equipas de extração de Vitimas dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia e os Bombeiros Voluntários de Pedrouços. No Domingo, dia 19, o Concurso de Beleza terá lugar no Complexo Municipal de Ténis onde será apre-

maiahoje

Nelson Ferraz

o fato claro

sou o homem da garagem. mexo em óleos parafusos fusíveis e travões mas não deixo que o meu fato claro se enegreça de fumos e fique sujo de coisas previstas por mecânicos desconhecidos de além-portas.

olha o meu lenço é um desperdício limpo passado a ferros de uma rotina aperfeiçoada pelas marcas mais credíveis da praça.

sentado o Grupo Operacional Cinotécnica do 2º Esquadrão Serviços Prisionais e a Equipa de demonstração Cinotécnica da Força Aérea. Decorrerá ainda o julgamento do concurso de beleza canino.

No fim será a entrega de prémios para melhor cão adulto, melhor cão jovem, melhor par, melhor grupo de criadores e o troféu Best in Show.

sou o homem da garagem e às doze e trinta de todos os dias normalmente saio e também normalmente acho que as pessoas já não estão iguais pelo menos às doze e trinta de todos os meus dias.

sou o homem da garagem e uso um

SAÚDE Cruz Vermelha da Maia

fato claro.

Posto de assistência aos peregrinos

me viram ou escrevem-me a dizer que me

às vezes em sonhos dizem-me que

A Cruz Vermelha da Maia fez deslocar um posto móvel em frente ao mercado do Castelo da Maia, onde deu apoio a todos os peregrinos que se deslocavam em direcção a Fátima. A todos os que colaboraram neste projecto de humanidade, uma palavra de apreço pois ser voluntário é algo que não há dinheiro que pague.Bem hajam.

viram mas em sonhos deles e não meus. bom sinal penso eu.

é bom ser visto mesmo em sonhos pelos outros e dizerem-me que me viram. é sinal de que gostam de mim mesmo que eu esteja quase sempre na garagem a olhar para as válvulas para os carburadores e para os filtros usados das pessoas que entram e se vão embora.

Rogério Gonçalves

sou o homem da garagem e outro

JUSTIÇA No âmbito das comemorações do Dia do Advogado

Consulta jurídica gratuita A Delegação da Maia da Ordem dos Advogados vai realizar no próximo sábado, dia 18 de Maio de 2013, entre 10h e as 12h30 e das 14h às 18h, uma iniciativa inserida no âmbito das comemorações do Dia do

Advogado, denominada "Dia de Consulta Jurídica Gratuita". Tal iniciativa irá realizar-se na sala da Associação Jurídica da Maia situada no Edifício da Câmara Municipal da Maia.

A delegação da Maia do Concelho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados considera que «esta iniciativa pode ser muito útil para a população em geral».

dia disseste-me escreveste-me só para dizer que me viste por lá e eu estava de fato claro. curioso que por várias questões mecânicas… desde esse dia que já não tenho bem a certeza onde devo deixar o carro: na rua que vem para cá ou na rua que vai embora? diz-me tu.


maiahoje DEBATE

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Sociedade

João Semedo no Clube de Pensadores, em dia de anúncio de mais cortes na Função Pública

\\ Opinião

«A solução é renegociar a dívida, reduzindo-a a metade» Debate com muita gente, em dia que Pedro Passos Coelho anunciou na televisão, nos telejornais das televisões as medidas de austeridade: rescisões amigáveis na função pública, idade da reforma de 66 anos, mobilidade especial limitada a 18 meses, contribuição adicional nas pensões, 40h de trabalho para os funcionários públicos, revisão da tabela remuneratória única, mais contribuições para a ADSE, etc. Perante as várias perguntas de Joaquim Jorge, fundador do Clube e que moderou o debate, João Semedo foi deixando a sua opinião: Passos Coelho está «a contornar e a iludir o acórdão do Tribunal Constitucional» com as medidas anunciadas na sexta-feira, considerando-as «uma violência contra o Estado moderno e democrático» e contra aqueles que o construíram nos últimos 40 anos. O primeiro-ministro anunciou foi uma vaga de despedimentos como nunca houve em Portugal, na administração pública, foi o embarateci-

POESIA

mento do trabalho dos funcionários públicos e foi mais um ataque aos pensionistas e reformados». Considerou «uma violência contra o Estado moderno e democrático, que se construiu nos últimos 40 anos e uma violência para quem tem, ao longo dos anos, construído este Estado: os funcionários públicos. Que se desiludam aqueles que julgam que estas medidas vão apenas afetar os funcionários públicos, os pensionistas e os reformados». E sugeriu: «Portugal deve procurar anular "parte" da sua dívida e reduzi-la "sensivelmente a metade"». A solução que os bloquistas propõem para o problema é «renegociar a dívida, anulando parte dela e reduzindo sensivelmente a metade o seu valor atual, que hoje está nos 126% e que "vai aumentar com todas estas medidas». Acerca das medidas, considerou que «se nós baixarmos os juros a situação melhora e se prolongarmos os prazos de pagamento da dívida a situ-

Ricardo Oliveira

Mexia, mas já não mexe…

ação também melhora, mas resta saber se baixar os juros e prolongar os prazos é suficiente. Na opinião do BE, não é e isso diferencia-nos dos outros partidos». Joaquim Jorge salientou que foi uma pena que o movimento “Que Se Lixe a Troika” que protagonizou recentemente um episódio caricato no Clube dos Pensadores com Miguel Relvas impedido de discursar ao ser interrompido pela Grândola Vila Morena, num debate moderado por

Joaquim Jorge, o BE que tem nas suas fileiras gente que simpatiza com este movimento deveriam estar presentes para fazerem propostas alternativas, Joaquim Jorge questionou João Semedo sobre a necessidade de reinventar as formas de protesto. João Semedo respondeu que neste momento da vida política portuguesa é importante protestar mas também propor soluções e aposta num governo de união com todas as forças de esquerda.

Noites de Vermoim há 14 anos no primeiro sábado de cada mês

Crise? Mas que Crise é o tema a 1 de Junho Realizou-se no passado dia 4 de Maio mais uma sessão de poesia das “Noites de Poesia de Vermoim”. Armindo Cardoso, recentemente saído de uma grande intervenção, enviou um poema que foi lido por Marília Teixeira. Uma vez que Maria Mamede não esteve presente e as perguntas foram tantas que, apesar de estar doente, teve o cuidado de mandar um grande

abraço para todos os poetas e amigos, que a plateia agradeceu com uma grande salva de palmas. A parte musical esteve a cargo da professora Ana Tedim que interpretou, em violino, Gavotte en Rondeau, da 3ª partita de Bach e, mais tarde, Adagio, da 1ª Sonata de Bach. Colaboraram poeticamente nesta Noite os poetas: Carla Sofia, Pedro Cabral, Teresa Vaz, Conceição Lages,

05

Fernanda Garcias, José Ribeiro, Jorge Castelo Branco, que esteve pela primeira vez nesta Noites de Poesia, Fernando Neto, Marília Teixeira, que leu um poema de Maria Mamede, incluído na Poesia na Net, João Diogo com o seu habitual poema na Net e que foi lido por José Gomes, Virgínia Sousa, também primeira presença no evento, José Carlos Moutinho, Manuela Miguéns, José Gomes, que leu o poema

1º de Maio de autoria de Fernando Peixoto, Irene Lamolinairie, de regresso às Noites de Poesia, Manuela Carneiro e Angelino Santos Silva. Por fim, José Gomes relembrou os 14 anos de vida das Noites de Poesia em Vermoim. A próxima “Noite de Poesia em Vermoim” está marcada para o dia 1 Junho e terá como tema “CRISE?...mas que crise?!!!” PUB

CENTRO DE EMPREGO DA MAIA Rua Dr. Carlos Pires Felgueiras, 418 4470-157 Maia • Tel.:22 943 2700 e-mail: cte.maia@iefp.pt

PROFISSÃO ...............................Nº OFERTA..REGIME DE TRABALHO ..........................................................................................................................FREGUESIA Promotor Comercial (m/f).............587817636...A tempo parcial, por turnos, para promover e vender cartões de crédito + info. ............................................Ág.Santas Costureira de Peles (m/f) .............588092752..."A tempo completo, com conhecimentos de peles - pref. de trabalho em ""banca""" ....................................Pedrouços Serralheiro caldeireiro (m/f) .........588083426..."A tempo completo, conhecimentos de trignometria, traçagem,leitura de desenho técnico - montagem de ..........................................................................contadores de eletricidade;exp. naconstrução de cubas transformação eletrica." .......................................S.M.Avioso Programador informática (m/f) .....588077417...A tempo completo, com conhecimentos de instalação/administração de servidores windows 2008 R2, .......................................................................... e de linguagens de programação:VB6,ASP,NET (C# EVB) E SQL. ................................................................Milheirós Impressor Offset (m/f) ..................588010345...A tempo completo, com muita experiencia, sobretudo em maquinas de 4 cores .............................................S.P. Fins Vendedores porta a porta (m/f) ....588076445..."A tempo parcial - 17h-21h - para trabalhar no mercado residencial das telecomunicações; .......................................................................... forte vertente comercial e facilidade de comunicação." .........................................................................................Maia Vendedores ao domicílio (m/f) .....588078728..."A tempo parcial - venda de produtos de telecomunicaçõess; acompanhar processos de venda no cliente .......................................................................... e estar presente em ações de marketing." .............................................................................................................Maia Operadores de CNC (m/f) ............587821911...A tempo completo, com experiência e/ou formação profissional.......................................................................VNTelha Torneiro Mecânico (m/f) ...............587821914...A tempo completo, com experiência e/ou formação profissional.......................................................................VNTelha Op.Rectificadora Mecânica (m/f) .587821917...A tempo completo, com experiência e/ou formação profissional.......................................................................VNTelha Torneiro Mecânico (m/f) ...............587956714...A tempo completo, capacidade ler e interpretar desenhos para a const. peças e c/conhecimentos de freza. ..Folgosa Técnico de Vendas (m/f) ..............587968294...A tempo parcial, das 18h00 às 22h00, para vendas na área das telecomunicações..............................................Maia Mecânico de Frio (m/f) .................588061334..."A tempo completo, assist. técnica e mont. sist. refrigeração; equip. hotelaria e AC - experiência." .................Gondim Pintor auto (m/f) ...........................588067885...A tempo completo, tratamento de chassis, para pintura com todas as tarefas inerentes á função. ...................Moreira Eng.º Mecânico (m/f) ...................588067890..."A tempo completo, c/conh. man. industrial; formação em autocad ou programa de desenho equivalente."....Folgosa Téc. Controlo de Qualidade (m/f).588069488...A tempo completo, p/ implement. HACCP, lienciatura engenharia alimentar e experiencia comprovada na área. Maia Técnico de Vendas (m/f) ..............588064785...A tempo completo, área da moda internacional (tecidos) - carta de condução e dominio ingles .......................Moreira Contabilista (m/f)..........................588078852...A tempo parcial, técnico oficial de contas com experiencia na função..............................................................VNTelha Ajud. Tratamentos Térmicos (m/f)588078864...A tempo completo, com exp.trabalho em obra no setor metalomecanico, área dos tratamentos térmicos. .....VNTelha Op. Telemarketing (m/f) ...............588078137...A tempo parcial, Disponibilidade para trabalhara nos seguintes turnos: 16h00-20h00/18h00-22h00....................Porto Delegados Comerciais (m/f) ........588084230...A tempo completo, telecomunicações empresarial - para prospeção e venda.Obrigatório carta e viatura própria.Maia Técnico de manutenção (m/f) ......588086545...A tempo completo, áreas de eletricidade e hidrualica, epxeriencia nas funções - . .........................................Gueifães Costureira Especializada (m/f).....587876554...A Tempo Completo, com experiência em todas as máquinas de costura industrial.......................................Ág.Santas As ofertas de emprego divulgadas fazem parte da Base de Dados do Instituto do Emprego e Formação, IP. Para obter mais informações ou candidatar-se dirija-se ao Centro de Emprego indicado ou pesquise no portal http://www.netemprego.gov.pt/ utilizando a referência (Ref.) associada a cada oferta de emprego. Alerta-se para a possibilidade de ocorrência de situações em que a oferta de emprego publicada já foi preenchida devido ao tempo que medeia a sua disponibilização e a sua publicação.

Após o clássico o presidente do FCP, Jorge Nuno Pinto da Costa, como grande líder nortenho, da região norte e mesmo nacional, tocou mais uma vez com o dedo na ferida, que cada vez mais parece uma úlcera necrotizante … Não é que o sr. presidente da EDP, doravante Sr. Mexia, com grandes responsabilidades nas vidas nacionais, na politica nacional, na vida empresarial, consegue verbalizar tanta asneira junta que até me custa acreditar se não se tratará de um grande erro de impressão e de audição jornalística. O Sr. Mexia terá dito que o Benfica campeão ajudará à recuperação nacional do PIB…!!! Confesso que esta declaração está ao nível de outras atitudes por ele tomadas juntamente com o seu conselho de administração. Claro que é fácil para uma empresa com o monopólio nacional da energia, criar taxas e taxinhas de 1 euro, ou poucos cêntimos, que na prática não servem para mais nada que não seja equilibrar as contas da empresa e os seus lucros … será tão difícil gerar lucro numa empresa com estas regras de mercado… acho pouco provável.. falhar… nem sequer é preciso ser competente…! Ora ao fazer tal declarações, o Sr. Mexia enveredou por um campo muito perigoso: Por um lado assume a EDP que deveria ter uma vertente nacional, com uma vertente bairrista, ignorante e limitada… Por outro lado, esta atitude poderá desencorajar todos aqueles, que eventualmente estejam ligados à EDP e que se não identificam com o clube seu patrocinado, a procurar outras alternativas no seu fornecedor de energia eléctrica… em todo o caso parece-me que quer uma, quer outra alternativa são muito limitadas para alguém com tamanha responsabilidade. Claro está que podemos sempre fiar nas estimativas de simpatizantes do presidente do SLB, que considera pelos últimos censos vermelhos e brancos serem mais de 13 milhões (n.b fonte não confirmada nem de possível citação)… Parece que já estou a ver o Sr. Mexia a contratualizar energia na Austrália, no Japão, por esse mundo fora à custa de toda essa nação estimada nos últimos censos supra-referidos. A mim parece-me que o Sr. Mexia, queria mexer, mas não conseguiu, ou se calhar nem sequer tem potencial para o fazer… Pois o PIB parecia que Mexia, mas afinal não mexe!!!! Médico UL; Docente Universitário UP; Lic Neurofisiologia. UP; Mestre Engenharia Biomédica FEUP


06 \\ Opinião

Mário Lopes

ECO SEM SAÍDA Vivemos dias difíceis, do ponto de vista económico, financeiro e social, de tal modo que se diagnostica Portugal como um país altamente deprimido. Ao longo dos tempos fomos criando expectativas e anseios sobre o nosso futuro, nomeadamente sobre o quão consolidadas nos pareciam as nossas conquistas, de tal forma que nos limitámos a seguir a corrente sem nos questionarmos colectivamente sobre o nosso caminho, pelo menos de forma sistemática e organizada. A história encarregou-se de criticar Salazar por este não ter aceitado integrar o Plano Marshall, gizado pelos Estados Unidos da América no pós-guerra, com o intuito de ajudar a reerguer a economia europeia dizimada por um conflito atroz. Como consequência, tivemos que custear uma auto-estrada do Minho ao Algarve em condições muito mais adversas das oferecidas pelo pacote de ajuda americano e a qual ainda hoje pagamos. A mesma história encarrega-se de nos mostrar o enorme erro que significou a nossa adesão ao Euro, com a agravante da mesma ter resultado numa enorme perda de soberania, sobre a qual o soberano (povo) nunca se pronunciou. Muitos estudiosos da ciência social Economia alertaram para o perigo da aventura. Bastaria folhear algumas páginas de um qualquer manual de história económica, como o de Rondon Cameron (História Económica do Mundo) para entender o estado da evolução económica em que nos encontramos e o atraso que evidenciamos relativamente aos países do Norte da Europa, bem como algumas das suas causas. Hoje, tal como no passado, experimentamos sistematicamente pedidos de ajuda externa para viver, como se a tal estivéssemos condenados. Não estamos, estimado leitor. Perante este quadro complexo esperava-se uma atitude responsável e assertiva por parte das nossas elites – económica, científica, social, cultural, política, religiosa – que criasse o clima propício que nos permitisse traçar planos colectivos de longo prazo que ofereçam metas à população. Pelo contrário! Assiste-se a um espectáculo deprimente que exprime claramente um “cada um por si”, onde apenas proliferam anúncios de intenção e sound bites que partilham a ideia errada de que o nosso sucesso está apenas dependente dos outros (Europa) e não de nós mesmos. Ou seja, estamos mesmo num beco sem saída! Mário Lopes, Licenciado em Ciências Sociais, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico.

pub

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Sociedade INICIATIVA

maiahoje

Feira de usados e artesanato

«Bemore vintage» em Gueifães Realiza-se amanhã, no Terreiro da Junta de Freguesia de Gueifães, a segunda edição da “Bemore Vintage”, uma feira de compra, troca e venda de artigos em segunda mão que permite ainda a comercializa-

LANÇAMENTO

ção de produtos hortícolas, produtos artesanais e produtos alimentares previamente confeccionados pelos próprios vendedores. A feira representa uma solução para quem procura artigos usados

e amigos do Ambiente, promovendo a consciencialização ambiental e um mercado mais sustentável. A par da Exposição realiza-se ainda o Workshop de Decoração de Cupcakes, também em Gueifães,

sujeito a inscrição, para dar a oportunidade a todos os que queiram aprender uma nova arte. A entrada na Feira é livre e horário será das 10h às 19h.

Obra do Clube Unesco da Maia, explicada na primeira pessoa

Moinhos da Maia no Leça e noutras linhas de água \\

Prefaciado por Jorge Fernandes Alves «Um trabalho apaixonante pelo contacto com o povo rural da Maia».

Foi um trabalho apaixonante pelo contacto com o povo rural da Maia. Pensamos que este trabalho cumpriu um dos objetivos da UNESCO, ou seja, o levantamento do Património edificado e material. O levantamento dos moinhos tem sido trabalhado por muitos municípios, dentro da perspetiva de que fazem parte da identidade dos seus povos. Após o termo desta investigação, ficámos com a sensação de que tudo fizemos para preservar uma parte significativa do património moageiro da Maia, antes que tudo se perdesse para sempre. O que está para além deste estudo implica outros esforços, outras motivações, outros poderes que vão mais longe do que podemos, efetivamente, fazer. Um desafio para quem gere os destinos de uma autarquia que conserva ainda um satisfatório património moageiro de que muitos maiatos se recordam e que, a ser conservado, seria orgulho para todos quantos vivem na Maia”. É assim que termina a obra: Moinhos da Maia no Leça e noutras linhas de água, apresentada em 19 de Abril de 2013. Este estudo é composto de 9 partes: Enquadramento geográfico, Modelo de Moinhos do Leça; Moinhos da Maia no Leça e noutras linhas de água (aspetos gerais da moagem); Maia terra de pão; O pão nosso; Tipo de moinhos e estrutura social da Maia rural, vista pela perspetiva dos moinhos;As novas tecnologias no progresso agrícola e moageiro; Histórias de vida; as freguesias da Maia e os moinhos onde se registam 76 moinhos, com fichas individuais (tenho uma grande parte delas a história do respetivo moinho). Dos 76 estudados, 35 eram priva-

dos (46%), 29 de maquia (38%), 5 de Igrejas e Instituições religiosas (7%), em relação a 7 desconhece-se a titularidade. Do total de 76 estruturas moageiras, 20 estão em ruinas; 26 em estado bom ou satisfatório e 30 já não existem. Agrupámos os moinhos em três grupos, de acordo com o uso e funcionalidade de cada um. Assim, encontrámos moinhos privados, de maquia e moinhos das igrejas e instituições religiosas. Destacámos, nesta síntese, os moinhos privados que estão, neste estudo, em primeiro lugar. Na parte 6, quisemos correlacionar a sua posse com a estrutura social rural da Maia, num passado ainda recente. Têm uma tipologia específica: de um só piso, alimentados por pequenos cursos de água, com um ou dois pares de mós. Pertenciam a Lavradores da Maia. A posse destes bens contribuíam também para legitimar o estatuto dos seus donos. Moíam apenas para a casa agrícola a que pertenciam, como refere Joaquim Antunes de Azevedo: Tem também a casa uma roda de moinho na ribeira de Guindes que moe só para casa, ou por favor para alguém da família ou vizinho… (Manuscrito de Joaquim Antunes de Azevedo) Os donos destes moinhos moravam em casas cuja tipologia foi estudada por Fernando Galhano e Veiga de Oliveira que, neste contexto, poderemos identificar na expressão de Pierre Bordieu: “Uma família importante é identificada não apenas pela extensão das suas propriedades, mas também por todo o conjunto de sinais entre os quais o aspeto exterior da casa” Foram estudados os moinhos das 14 freguesias que não haviam sido

tratadas no volume anterior. Silva Escura foi a freguesia onde encontrámos mais moinhos (11), dos quais 6 ainda se encontram em bom estado de conservação; seguido de Vermoim (9), com 4 em bom estado. Quisemos também quantificar os moinhos que possuíam estruturas de moagem no interior. Podemos afirmar que muitos dos moinhos registados conservam ainda as mós e outras estruturas de moagem intactas, no entanto, não podemos apresentar dados fiéis, pois não tivemos acesso ao interior de alguns deles. Este estudo só foi possível devido à colaboração de muitos intervenientes: associados do Clube UNESCO da Maia, Presidentes de Junta ou seus representantes. Os nossos informantes foram de uma extrema disponibilidade, não se pouparam a esforços, apesar das ocupações nos trabalhos dos campos. Houve sempre tempo para falarmos de moinhos.

Notámos forte motivação pelo tema e não foram raros os contactos em cadeia para uma informação mais precisa. A intencionalidade deste levantamento foi o que registámos no início desta síntese – preservar arqueologia moageira tão importante nas terras da Maia - contudo, gostaríamos de ver a recuperação de alguns moinhos, para a qual sentimos forte motivação de muitos dos proprietários. Esta componente pedagógica, a exemplo do que recentemente visitamos em Ul, seria providencial. Lourdes Graça (Associada do Clube UNESCO da Maia e coordenadora da edição)


maiahoje TECNOLOGIA

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Aproximar munícipes e autarquia

Municipio da Maia no “Instagram” A Câmara Municipal da Maia lançou a sua página na plataforma digital Instagram, a qual é a primeira do país a estar presente e tem como objetivo aproximar e aumentar a interação entre os munícipes e autarquia. Esta página, que se vem juntar ao site (www.cm-maia.pt) e ao facebook (www.facebook.com/municipiomaia), visa ir de encontro às novas tendências de comunicação e complementar o plano de comunicação sustentável da autarquia, contribuindo para uma diminuição da necessidade de investimento em publicidade paga para comunicar as iniciativas levadas a cabo pela Câmara Municipal. Os munícipes que queiram ver as suas fotografias da maia publicadas na nossa página de INSTAGRAM, basta enviarem-nas por email para imprensa@cm-maia.pt A página no Instagram pode ser consultada em: http://instagram.com/camara_municipal_da_maia

Sociedade \\ Opinião Orlando Leal

Qual é o maior clube Português? A incrível campanha protagonizada pelo Paços de Ferreira na atual liga portuguesa associada aos caprichos do sorteio das jornadas da mesma fazem com que o clube da Capital do Móvel seja, pelo menos esta semana o clube português com mais adeptos. Depois de um título quase entregue ao Benfica, um desaire caseiro (empate com o Estoril) seguida de uma derrota nos descontos no estádio do Dragão que transformaram uma confortável vantagem de 4 pontos numa desvantagem mínima de 1 ponto, mas que, por mínima que seja é uma desvantagem. Assim as hostes benfiquistas apostam agora num desaire dos azuis e brancos no estádio “Capital do Móvel” associado a uma vitória caseira frente ao Moreirense, o que faz com que cada um dos seis milhões de benfiquistas sejam agora também “castores”, o que juntando a uns cinquenta mil adeptos efetivos do Paços de Ferreira façam com que este clube tenha agora cerca de seis milhões e cinquenta mil adeptos. Claro que toda esta massa adepta é efémera e meramente circunstancial com início no fim do jogo final da Liga Europa (com nova e desmotivante derrota nos descontos) e que irá terminar no final do jogo de domingo para

07

grande alegria dos verdadeiros benfiquistas (com a vitória do Paços) ou o desânimo de uma nação encarnada que esteve perto de ganhar tudo e pode acabar por não ganhar nada. Isto claro que o Benfica ganhar ao “aflito” Moreirense (único resultado que ainda lhes pode garantir o campeonato. Mas sem querer prever o futuro, que para já se afigura mais azul e branco há que relembrar alguns aspetos fundamentais acerca do maior clube Português da atualidade. O Paços de Ferreira, para o campeonato apenas perdeu com o Benfica e com o Porto, estando invicto contra todos os emblemas e apenas a com mais 3 derrotas que os líderes invictos e 2 em relação ao Benfica (quantos campeões já tivemos com mais de 3 ou eventualmente 4 derrotas?), depois apresenta uma equipa ainda com bastantes portugueses, alguns oriundos de escalões secundários e a quem foi dada uma hipótese, provando que nem tudo o que vem de fora é melhor do que aquilo que é nacional, e finalmente é um dos poucos clubes profissionais que paga a tempo e horas e onde não se ouve falar em salários em atraso. E com o encaixe do apuramento para a liga dos campeões, associado ao rigor financeiro que existe e parece que irá continuar a existir a sustentabilidade do clube não estará em causa. E é isto que torna o futebol um desporto tão apaixonante, com uma equipa que esteve quase a descer de divisão há um ano a estar agora apurada para a liga dos campeões, quase com o mesmo plantel, que quase por milagre não está na segunda liga, o que prova que não devemos desanimar nunca e até ao ultimo minuto dos descontos todas as que entram contam e por isso ainda falta muito campeonato…


08

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Sociedade

maiahoje pub

SOLIDARIEDADE

\\ Opinião Joaquim Armindo

ARREGAR MANGAS “O humano como chave do trabalho político-social, em que a pessoa humana – todo o homem e toda a mulher – é o centro da preocupação, o fim da ação e, além do mais, o sujeito da ação. Quer dizer, vamos criar este facto humano se nos integrarmos, não apenas como profissionais mas também como homem e como mulher. Isto é, “arregaçar as mangas”. E o humano – é esse o valor – à frente do antivalor. Hoje em dia, o antivalor, em minha opinião, é a mercadoria humana, ou seja, o mercantilismo de pessoas. O homem e a mulher convertem-se em mais uma mercadoria dos projetos que nos chegam de outro lado, que se instalam na sociedade e que, de alguma maneira, vão contra a nossa dignidade humana. Esse é o antivalor. A pessoa humana como mercadoria no sistema político-económico-social” – eis palavras do então arcebispo de Buenos Aires, agora Papa Francisco. Caem como uma luva no panorama em que vivemos em Portugal. A citação é do livro “O verdadeiro poder é servir, agora publicado” com inúmeras intervenções do Bispo de Roma. É neste país que amamos, que alguns políticos fazem dos homens e das mulheres, pessoas sem dignidade, o “antivalor”, somos a “mercadoria”, sujeita aos números de qualquer programa informático, mas cheio de vírus. Estamos a chegar a um estado do “mercantilismo das pessoas”, reduzidas a loucuras que só vêm o “sistema” e subjugam todas as situações por mais críticas que sejam, mentindo e mentindo, a nós todos que cumprimos o nosso dever de trabalhar e descontar para uma melhor velhice. Mudar regras do jogo, quase no fim dele, não é mais que uma charlatanice grosseira, pedante, de quem em português, fala como para um povo ignorante, e em inglês a sua fluência é outra. O poder só é poder quando serve, não quando se serve, para fins inconfessáveis. Estamos no ponto de “arregaçar as mangas”, para ensinar, aqueles que nunca tiveram quaisquer dificuldades. Tal como ainda diz o Papa Francisco, no livro citado, “Tal como a dona Rosa, quantos velhos vivem vidas tristes, sem muitas vezes terem dinheiro para comprar remédios. (…) Quantos jovens vivem as suas vidas atordoados com as drogas e o barulho porque não encontram um sentido, porque ninguém lhes disse que havia algo de grandioso.” E lança este repto perante situações como as que vivemos hoje em Portugal: “E nós vamos ficar em casa?!(…) Não podemos ficar sós, não nos podemos limitar à paróquia e à escola. Cristãos, saiam à rua! A educar, a procurar, a bater às portas.” Joaquim Armindo

Em conjunto com a Positivus

Didasan organiza colheita de sangue No próximo dia 18 de maio, entre as 9 horas e as 12H30, o didasan- Associação de Dinamizadores para a Dádiva de Sangue da Paróquia de Gueifães, numa iniciativa conjunta com Agrupamento de Escuteiros de São Mamede de Infesta, Positivus, irá realizar uma colheita de sangue e o registo de potenciais dadores para a Medula Óssea. O local da colheita será no Centro de Escutimos de S. Mamede de Infesta e esta será a segunda atividade entre os grupos intervenientes.

INICIATIVA

No Parque Central de 16 a 18 de maio

Feira das Oportunidades 2013 A Câmara Municipal da Maia está a organizar, desde o dia 16 de Maio e até amanhã, a edição de 2013 da Feira das Oportunidades. O público pode visitar entre as 14h e as 23h, no Parque Central da Maia. A Feira das Oportunidades tem como objetivo reunir um amplo conjunto de agentes que se movimentam na área do Emprego, da Formação e Valorização Profissional e Pessoal, do Empreendedorismo e do Voluntariado, constituindo uma oportunidade de a população conhecer as diversas possibili-

FOLCLORE

dades do mercado, de encontrar soluções para os seus problemas de emprego, de concretizar os seus planos de valorização profissional e de corporizar os seus projetos empresariais. Participam nesta edição da Feira das Oportunidades Associações Empresariais e Instituições de Crédito, Empresas de Recrutamento, Forças Armadas e Forças de Segurança, Escolas Profissionais e Centros de Formação, Institutos de Línguas, Ensino Artístico, Agrupamentos Escolares, Universidades e Juventudes Partidárias, entre ou-

tras instituições. Também nesta edição vai ser levada a cabo uma operação de transporte em autocarros de todos os alunos dos 9º, 11º e 12º anos das Escolas do Concelho, efetuada em formato de visita de estudo no âmbito da orientação vocacional e profissional, com um programa especial de acolhimento e orientação da visita ao certame. Será, igualmente, realizado um diversificado programa de animação, tanto no recinto, como no palco da Feira, com mostras de atividades das enti-

dades participantes e com bandas e grupos de dança do concelho da Maia convidados pela organização, que animarão as três noites do evento. Como novidade nesta edição da Feira das Oportunidades, terá lugar no amanhã, às 15h, no Auditório Venepor e com entrada livre, uma conferência designada “Os pais e o futuro dos filhos: a construção do itinerário vocacional”, com a participação de especialistas na área da orientação vocacional.

Em Moreira da Maia

XXIII Festival da Primavera O Gabinete de Actividades Culturais da Junta de Freguesia de Vila de Moreira – Maia e o Grupo Regional de Moreira da Maia vão organizar, no próximo Domingo, pelas 15h, no Adro da Igreja Conventual do Divino Sal-

vador de Moreira o XVIII Festival de Folclore “Primavera 2013”. No início do evento será feita a recepção dos grupos em palco. Às 18h será o encerramento do Festival. Os grupos que vão actuar

são: Grupo Regional de Moreira da Maia, Rancho Folclórico da Casa do Povo de Arouca, Grupo Típico “O Cancioneiro de Águeda” e o Grupo Folclórico da Corredoura, proveniente de Guimarães.

Se as condições meteorológicas o impuserem, o Festival realizar-se-á na Quermesse Paroquial.

pub


maiahoje FESTA

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Sociedade

Iniciativa da Câmara Municipal da Maia

“Com o sol no coração vamos ter precaução?” A Câmara Municipal da Maia vai organizar uma festa com o mote do Sol. Trata-se de uma festa que irá ocorrer no Centro Escolar Vermoim/Gueifães, dentro do projeto anual implementado no concelho, cujo nome é “Com o sol no coração vamos ter precaução?”. Neste projeto de Saúde Escolar que a Câmara Municipal da Maia tem

em execução, conta como parceiro científico, a Liga Portuguesa Contra o Cancro núcleo Norte. Nele se fala dos benefícios e malefícios do Sol e cuidados associados. A festa será no período da manhã do dia 17 de Maio do presente ano letivo, com início às 9h30 e com o seu desfecho por volta das 12h. A temática que deu corpo ao pro-

jeto foi a de um desfile de moda em que os alunos que trabalharam no projeto durante o ano escolar, mostrarão a suas composições na arte da moda, feitas sobre uma t-shirt, ou não fosse a madrinha do projeto, a estilista de moda, Katty Xiomara. Concluído o desfile de moda, o Júri, composto por um representante do FCPorto (embaixador do PSE da

Maia) e Teresa Osório, Diretora Jubilada da LPCC, decidirá pela t-shirt que reflita as práticas assertivas no uso do Sol. A t-shirt vencedora será mostrada e premiada na 8ª Gala de Saúde Escolar da Maia que se realizará no dia 8 de Junho no Fórum da Maia.

\\ O grupo de Artes Visuais da Escola E. B. 2,3 de Águas Santas organiza a Quinzena das Artes , iniciativa inserida no Plano de Atividades da Escola, e que acontece a cada ano letivo que passa.

09

\\ Opinião Arminda Moura

Façam o favor de ser felizes Para que é que nós nascemos? Para sermos felizes! Bela epifania expelida da boca dos que realmente são felizes ou da boca dos dementes que desconhecem o verdadeiro sentido da palavra. O ser humano não pode selecionar o lugar onde nasce. O simples gesto de nascer em benigno berço dita caminho indutor de felicidade, efetivamente “em casa que falte pão todos berram e ninguém tem razão”. A felicidade é engenho de Deus, nos presenteia com alegria. Quiçá a felicidade se apresente como a melhor carcaça das boas sensações. Talvez o clímax deste desejo se baseie em espantar a tristeza, negativismo, inação e insatisfação. Tantas possibilidades derrotistas e autodestrutivas da felicidade. Um combate injusto de tantos contra um só objectivo, ser feliz. Tudo vale a pena pois a vida é muito pequena e a felicidade acrescenta mais anos à vida, porém pode fermentar em paladar amargo quando nasce a sensação do inexequível. Não há felicidade quando se trabalha e os resultados são esnobados pelos desencontros da vida. Se o corpo precisa de nutrientes absorvidos através dos alimentos também a felicidade necessita de estímulo e motivação para existir ou transporta em vida o esquife e nada tem sentido. Não adianta dizer que para ser feliz basta viver mesmo que existam incompreensões, crises e derrotas. Nenhum sorriso bonito que cobre rostos que falam palavras vãs silencia a mágoa que cobre o íntimo de vírus que derrotam e estropiam a felicidade. Palavras não enchem a barriga e não podemos dizer “Olha que lindo dia está!”, quando o prognóstico é um mundo cinzento. É bom ter felicidade com a família, os amigos, no trabalho e no lazer desbastada de incómodos e insucessos. Estranhamente a felicidade é um acto de resistência e o rosto é a fotocópia da alma em que o sorriso sincero é a melhor e mais bela curva no corpo de uma pessoa. De nada adianta iludir os outros e a nós mesmos… a felicidade é como a verdade, ou há ou não há. A felicidade é subjetiva para cada um de nós, releva a quantidade como medida de existência artificial e estremece se a qualidade não enriquece mais a vida. É sensação de bem-estar e contentamento, desafoga as pessoas e renova energias libertando sensações positivas. Precisamos recordar, e não querendo fazer chorar as pedras da calçada mas expondo realidades, de que a felicidade é partilhar e ao não emprestarmos os ouvidos por um pouco ou, não ouvindo fazendo de conta que ouvimos, esquecemos palavras de Raúl Solnado. Homem da vida do teatro e representação, um talentoso visionário contador de sonhos. Na sua simplicidade, e na sua grande escola de vida, deixou-nos uma mensagem a partilhar. Que as agruras nos fortaleçam positivamente e não esqueçamos o que viemos fazer a este mundo. A felicidade é ser feliz, gostar, amar, partilhar, sentir prazer em viver, por isso não esqueçam esta missiva do destino e “façam o favor de ser felizes”. Arminda Moura pub


10

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Desporto

maiahoje

CAVALOS Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos

Tarde de sol e emoções fortes no Hipódromo

Realizou-se no passado domingo a 4ª jornada do Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos. O Hipódromo Municipal da Maia recebeu uma vez mais as emoções e adrenalina proporcionada pelas seis corridas realizadas na tarde de domingo. Num dia de sol, o ambiente convidava a que a tarde de domingo fosse passada em família no Hipódromo. A época primaveril proporcio-

ATLETISMO

nou que, entre os intervalos das corridas, pais e avós vagueassem pelo amplo espaço com os seus filhos e netos em busca dos grilos que abundavam no local. No que às corridas diz respeito, a tarde foi preenchida com a realização de seis mangas, duas de trote atrelado e quatro de galope. A primeira manga foi de trote atrelado. Numa distância de 2200 metros “ROITELET DU PARC” (FR)

com a driver Elina Urrila, da quadra Casa Nova, foram os vencedores. Na segunda manga, na categoria de galope, com uma distância de 1800 metros, a vencedora foi “BIPOLAR” (SPA) com o jockey Gaspar Vaz da quadra Best Of Caffé. A terceira manga da tarde foi novamente de trote atrelado.” ONYX DE SAINT LUC” (FR) com o driver Sérgio Oliveira, da quadra Pec. E Vit. Vizela, foram primeiros a completar os 2200

metros. De volta ao galope, numa distância de 1800 metros, o vencedor da quarta manga foi “SKI FRANQUE “(FR) com o jockey Paulo Jorge da quadra Maia Alfe. Na quinta manga, categoria de galope e com um percurso de 2250 metros, “HONG KONG BOY” (FR) com o jockey Paulo Jorge, da quadra Maia Alfe, foram os primeiros a cortar a linha de meta.

A última manga da tarde foi igualmente na categoria de galope. Numa distância de 1300 metros, a égua “BEROA” (GB) e uma vez mais com o jockey Paulo Jorge da quadra Maia Alfe, foi a vencedora. As corridas regressam ao Hipódromo Municipal no próximo dia 2 de Junho com a realização da 5ª jornada do Campeonato Nacional. Luís Filipe Azevedo

Atleta conquista primeiro título nacional

Daniel Pinheiro Campeão de Portugal de 10.000m Foi um dia histórico para Daniel Pinheiro ao conquistar pela primeira vez um título nacional absoluto. De acordo com o clube, «este título só foi possível graças à humildade, ao querer, à ambição do Daniel em marcar a sua carreira desportiva pela diferença, ao definir e traçar objetivos bem definidos em consonância com o seu treinador e clube», que não esqueceu de referenciar a importância de Bruno Silva

\\ Opinião Rui Madureira

O Fim da Humanidade Quando se fala no fim da humanidade às mãos das máquinas, geralmente imagina-se uma batalha apocalítica com uns robôs

Disputou-se, em simultâneo com o campeonato nacional de 10.000m, o Km jovem nacional. Pedro Silva, único representante do Maia AC, e em representação da AAP, venceu, e convenceu, os 1000m juvenis.

que, desde o primeiro momento, se voluntariou para o ajudar no lançamento da corrida. Depois da tarefa de Bruno Silva, até cerca dos 5.ooo metros, Daniel Pinheiro tomou conta da corrida e não mais deixou de a controlar a seu belo prazer, apesar das condições meteorológicas que se fizeram sentir com muito vento, o que impediu um melhor resultado final, vencendo com 29.59, 0,

aquém do seu record pessoal, cumprindo assim um dos seus objetivos propostos: sagrar-se campeão de Portugal de 10.000m. Daniel Pinheiro dedicou este triunfo a Bruno Silva, Maia AC, Alfredo Barbosa (ex-treinador) e para o Presidente Rui Borges, para além do seu atual treinador e esposa. Pedro Silva Campeão nacional do Km Jovem

Atletas maiatas cruciais no título nacional coletivo em juvenis Depois das vitórias de Daniel Pinheiro e Pedro Silva, em Cantan-

com ar de mau a rebentarem com tudo e os pobres seres humanos a correrem pela vida num cenário devastado. Não me atrevo a dizer que uma guerra desses contornos irá ocorrer daqui a uns anos, pois decerto mandar-me-iam para o Conde Ferreira observar os passarinhos a pousar nas árvores enquanto me enchiam o organismo de antipsicóticos. Vou, contudo, manifestar a minha consternação pelo rumo que as coisas estão a tomar. Quando afirmo que as tecnologias hão de ser o nosso fim, normalmente respondem-me com veemente discordância. Quando rogo pragas ao Facebook e me recuso a aderir a uma moda que pa-

rece estar a deixar toda a gente louca, os meus amigos riem-se e dizem que não posso ser tão radical. No entanto, gosto de observar o que me rodeia com olhos de ver e não consigo desencantar um futuro risonho para esta geração viciada em downloads e redes sociais. Há, sem dúvida, várias tecnologias que garantem o nosso conforto e elevam a nossa qualidade de vida. Mas muitas mais há que somente contribuem para a artificialização da humanidade. As redes sociais são uma praga que está a corromper a alma do ser humano. Os jovens encaram o Facebook como uma divindade

inatacável, dizendo que lhes permite estar em contacto permanente com os amigos e familiares. Mas de que contacto estamos nós a falar? Digitar frases num teclado durante duas horas não tem o mesmo valor de uma conversa cara-a-cara, pois não desenvolve qualidades interpessoais e apenas promove a verborreia. Os seres humanos adquirem competências através de experiências no terreno e interações palpáveis, não através de chats e partilhas de fotos. Os jovens correm o risco de se tornarem autómatos sem chama própria graças a esta robotização do espírito humano e é preciso pôr um travão a esta evolução dos

hede, a equipa do desporto escolar da ES Maia constituída, na sua maioria, por atletas do Maia AC, sagrou-se campeã nacional de Desporto Escolar coletivamente em femininos e vice-campeões em masculinos, no escalão de juvenis. Com a vitória alcançada, obtiveram o passaporte para representar Portugal nos Jogos da FISEC, que se disputam no próximo mês de Julho na Hungria.

acontecimentos. Mais tecnologia significa mais automatismo e menos individualidade. Mais automatismo significa mais desemprego e menos oportunidades de trabalho (que o digam os trabalhadores que foram substituídos por máquinas nos seus postos de trabalho). Há, portanto, muitas formas das tecnologias nos destruírem. Duvido que o façam através de raios laser numa guerra futura, mas estou certo de que o farão através do apagão da alma humana se ninguém puser um cobro a isto. Escritor/Psicólogo


sexta-feira 17 de Maio de 2013

maiahoje

\\ Opinião Rogério Gonçalves

KARATE

Desporto

11

Atletas do CK Maia em Budapeste

Nuno Moreira é o 5º melhor da Europa

Esta máquina de pagamento está instalada na entrada do Hospital da Prelada e facilmente podem observar que o o local onde se colocam as moedas é muito alto para quem anda em cadeira de rodas. Se este Hospital pertence á Misericórdia tinha por obrigação de ter pessoas mais sensíveis para este tipo de situações, o mundo deve ter acessos para todos não acham? Bem sei que as leis são feitas por pessoas que andam de pé e dificilmente saem dos gabinetes para verem certas realidades, se os elementos da TROIKA andassem de cadeira de rodas aposto que já tinham mudado todas as máquinas. Para estar junto não é preciso estar perto mas sim do lado de dentro do coração. Rogério Gonçalves

pub

A capital da Hungria, Budapeste, acolheu o 48ºCampeonato da Europa Sénior da EKF onde estiveram os melhores na luta por um difícil e concorrido lugar de pódio. Meia centena de países estiveram representados por 600 atletas, que não perderam a oportunidade de mostrar o melhor karate internacional. A seleção portuguesa constituída por 19 competidores, dois técnicos, dois dirigentes e cinco árbitros, estiveram em bom plano ao conquistar uma medalha de bronze, dois quintos lugares e três sétimos. O treino trouxe algumas complicações. Gonçalo Pinto lesionou-se num dedo do pé que acabaria por o impedir de participar na prova, para além de conselho médico o árbitro não permitiria que o atleta competisse com ligadura no pé. Outro lesionado seria Nuno Moreira que apresentava um traumatismo no pé desde o Open da Maia. No entanto continuou a treinar. No penúltimo treino, ao realizaram pontapé circular, escorrega e cai com o corpo em cima do braço deixando o ombro em mau estado. Com um dia de tratamento com um especialista para recuperar a lesão que conseguiu atenuar a dor para poder estar em melhores condições para realizar a prova. Na prova de individual, Nuno Moreira iniciava a prova com passagem por Bye e de seguida enfrentava a atleta da Irlanda, com resultado de 3-0 para o maiato. Seguia-se o atleta da Letónia que começou por levar a melhor sobre Moreira por 0-1. Rapidamente o resultado mudou e terminava com um 6-1. Na terceira ronda apanhava Rafael Agayev e o atleta do CK Maia té começou bem a vencer por 1-0 mas o azeri pontuaria com técnica de ippon numa açao que não tinha finalizado e o jogo acabaria com 5-1. Falhada a final, Nuno Moreira entraria na repescagem e venceria o

atleta da Eslováquia em menos de um minuto por 9-0. Ana Almeida conseguiu realizar um excelente jogo ao nível de controlo de distância e movimentação, mas não conseguiria parar atleta húngara que acabaria na terceira posição e venceria a atleta portuguesa por 1-0. Na prova de equipas, a equipa portuguesa defrontava a equipa da Bósnia que se mostrou superior. Nuno Moreira seria o 5º elemento acabando por não competir. Com a Bósnia na final, Portugal entrava na repescagem que iniciou frente à Polónia com Moreira no primeiro jogo. O atleta português começou por sofrer um ippon, mas rapidamente mudaria o resultado acabando com um total de 8-3. No terceiro encontro frente à equipa de Montenegro, Portugal esteve em bom plano com o maiato a vencer por 8-0 e a colocar a equipa na luta pela medalha. Por fim, Nuno Moreira defrontou o campeão mundial Luigi Busa. A vitória não chegaria desta vez. Moreira fica marcou um rotativo mas não assinalaram. No Domingo, a equipa portuguesa procurou mais uma medalha e frente à equipa da Eslovénia não conseguiu levar a melhor e acabarias com mais um quinto. Campeonato Regional Norte de Infantis a Juvenis Decorreu no passado dia 20 de Abril o Campeonato Regional Norte de Infantis a Juvenis no Pavilhão Municipal Rota dos Moveis em Lordelo. O CK Maia esteve presente nesta prova que encheu o Pavilhão com muitos praticantes, que não perderam a oportunidade de tentar alcançar uma presença no Campeonato Nacional. Os atletas maiatos (na foto) estiveram em bom plano e conseguiram apurar 16 competidores

para a prova que se realizaria no Mucifal, em Sintra. Até aos 9 anos, Telma Franco alcançaria o 1º lugar. Conseguiram o apuramento, no 5º e 7ºLugar, Inês Silva e Bárbara Valente. No escalão 10-11 anos Ana Pereira acabaria em 5ºLugar depois de perder na passagem à final e na luta do 3ºLugar. No escalão Juvenil, Ricardo Valente e Diogo Biscaia dividiram o 3ºlugar e com mais dois apurados: na 5ªposição Pedro Lopes e na 7ª posição Alexandre Esperança. Nos femininos apenas Daniela Ferreira alcançava o apuramento para o Nacional. Nas provas de Combate, nos -45Kg Pedro Almeida perderia na final acabando no 2ºLugar. Já nos 50kg Jorge conseguia o apuramento no 7º lugar e na categoria de -55Kg José Carlos venceria a concorrência conquistando o Título Regional. Na categoria de -60kg Diogo Sousa conquistou o 3ºlugar e via as suas colegas a repetir a mesma proeza, Daniela Ferreira nos -45Kg, Diana Barros nos -55Kg e Mariana Semblano e Beatriz Guedes nos +55Kg. Balanço final: 10 medalhas numa prova difícil. Maiatos conquistam 31 medalhas no CSK Decorreu no passado dia 1 de Maio mais uma edição do Open CSK. A 3ª edição do torneio contou com mais de 400 atletas, que procuravam assim grandes prestações para solidificar o trabalhar que se tem vindo a desenvolver durante o ano. A cidade de Gaia acolheu assim cerca de 50 maiatos que se debateram com grande qualidade e nível técnico ajudando na conquista 31 lugares de pódio. No terceiro lugar estiveram Telma Franco, Dora Brandão, Patrícia Ascensão, Daniela Ferreira, Diana Barros, Mariana Semblano, Inês Almeida, Mariana Moreira, Fábio Fer-

reira, Diogo Gonçalves, Fábio Pinto, Diogo Monteiro, Diogo Sousa, Fábio Barbosa, José Carlos, Diogo Biscaia e Jorge Real. Na segunda posição acabariam Mariana Semblano, Inês Sousa, Ricardo Rocha, Rui Ferreira, Luis Vandermuren, Bernardo Semblano e Ricardo Coelho. Os vencedores seriam oito que não deixaram escapar o lugar mais alto do Pódio: Diogo Biscaia, Sofia Almeida, Cátia Saraiva, Rafael Cruz, Emanuel Moreira, Alexandre Costa e Bruno Pinto. 4 Medalhas para o CKMaia no Campeonato Nacional de Infantis a Juvenis O Complexo Desportivo da União Mucifalicense acolheu, no passado dia 4 de Maio, o Campeonato Nacional de Infantis a Juvenis. O CKmaia deslocou um comitiva de 16 competidores que alcançaram excelentes prestações. Destaque para Diogo Sousa que se sagrou Campeão Nacional de Juvenis na prova de Combate -60Kg. O atleta realizou cinco encontros de grande nível e muitas vezes esteve a perder por margens elevadas, conseguindo sempre dar a volta e terminar com uma postura exemplar. Telma Franco acabaria na 3ª posição depois de perder na passagem à final na prova de Kata Infantil. Na prova de Combate, mais dois medalhados de Kumite: Daniela Ferreira em -45Kg e Jose Carlos em 55Kg onde após cinco encontros acabariam por alcançar a medalha de Bronze. Os restantes atletas não conseguiram chegar ao pódio. Bárbara Valente, Inês Silva, Pedro Lopes, Alexandre Esperança, Beatriz Guedes, Diogo Biscaia, Mariana Semblano, Ricardo Valente, Pedro Lopes, Ana Pereira, Pedro Almeida, Jorge Real e Diana Barros participaram na competição.


12 ANDEBOL

sexta-feira 17 de Maio de 2013

Desporto Maiastars

Fase Final Iniciados Femininos Na fase final do Campeonato de Iniciados Femininos o Maiastars tem este fim-de-semana três jogos em casa importantes. Hoje, às 18h30, recebe o Alavarium. Amanhã, pelas 17h, o Lagoa será o adversário e, por fim, no domingo, às 12h, o Maiastars defronta o Didáxis. Todos os jogos vão se realizar no pavilhão municipal da Maia

FUTEBOL

O dia em que Jesus ajoelhou no relvado do Dragão

\\ Opinião

Emoção a rodos no volte-face azul e branco Quando já estava a cair o pano sobre o jogo e o respetivo título de campeão da liga portuguesa de futebol, certamente já com muitos adeptos do clube da Luz a abrirem garrafas de champanhe, Kelvin, um miúdo brasileiro irreverente até no corte de cabelo, recebeu com o pé-di-

reito um passo do veterano Liedson, levantando a bola para remate de primeira com o outro pé e encaixou a “redondinha” no fundo da baliza de Artur, conseguindo com isso a proeza de fazer Jesus ajoelhar perante um estádio cheio de público e emoção. Foi o culminar de um jogo de ner-

vos, muito tático dos dois lados, mas em que a equipa do norte acreditou mais, e fez por isso, do que a equipa de Jesus a quem o empate servia esquecendo o velho adágio: ”quem joga para o empate, normalmente perde”. E assim foi, sangue novo dentro das quatro linhas, uma jogada rápida de transição e estava consumada a reviravolta que será completa caso o FC do Porto ganhe em Paços de Ferreira, ou no mínimo faça o mesmo resultado do Benfica na derradeira jornada. As emoções, parte 2, seguem dentro de momentos. Ao princípio da noite de domingo próximo saberemos o resultado. Águias ou Dragões terão uma noite de festa rija pela frente. Francisco Bacelar

KICKBOXING

Campeonato Regional de Kickboxing

Atletas da Lifecombat em bom plano

No passado dia 4 de Maio a Escola de Kickboxing Lifecombat participou no Campeonato Regional de Kickboxing nos escalões cadete, iniciado, juvenil e júnior. Neste evento a escola participou com 19 atletas dos 8 aos 17 anos de idade. Destes 19 atletas todos arrecadaram um lugar entre os três primeiros e 14 conseguiram o apuramento para o campeonato nacional ao se consagrarem campeões ou vice-campeões regionais. No escalão Cadete (8-10 anos) Hélder “Buakaw” Silva, Ana Mota, Sílvio Silva, Miguel e Jorge Areal realizaram excelentes combates e subiram ao 1º lugar do pódio como pub

campeões regionais. Já Eugénia Ponimasova foi vice-campeã regional e Marcelo Pereira arrecadou o 3º lugar. No escalão seguinte (Iniciado – 11-12 anos) Vera Soares, conseguiu o apuramento para o campeonato nacional na categoria -35Kg ao se consagrar campeã regional. No escalão Juvenil (13-15 anos) foram cinco os atletas a representar a escola: João Pereira, Vanessa Soares e Patrícia Soares são os campeões regionais nas suas categorias de peso; Ana Cristina é vicecampeã regional e Bruno Gouveia arrecadou o 3º lugar no pódio. Por último, no escalão Júnior (16-18 anos) a Lifecombat contou com 6 atletas: Pedro Martins, Rui Barbosa e Carlos

Paiva campeões regionais; os gémeos Hugo e Adriana Jesus, vicecampeões regionais e Pedro Miguel Faria que conseguiu o 3º lugar. Para além destas vitórias algumas atletas femininas da Escola Lifecombat competiram ainda na disciplina de Aerokick e sagraram-se todas campeãs regionais, são elas: Vera Soares e Adriana Jesus (modalidade individual) e Ana Cristina, Vanessa Soares e Patrícia Soares (modalidade de grupo). Devido ao desempenho destes atletas a Escola Life Combat arrecadou o 1º lugar por equipas, na variante de semi-contact e o 3º lugar em light-contact.

maiahoje

Nádia Barbosa e Luís Ferreira, professores da Life Combat estavam «extremamente contentes com o desempenho dos seus pequenos atletas. É de salientar a importância destas conquistas no futuro da nossa escola e destes jovens ao desenvolver neles competências pessoais, grupais e técnicas que aumentam a sua estima e os tornam pessoas mais felizes e ativos na sociedade. Este projeto de parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa é um caso de sucesso no país, uma vez que está a conseguir desenvolver competências fundamentais para o desenvolvimento das crianças e jovens que nele participam. Esta acaba por ser a vitória mais importante». A CVP, Delegação da Trofa mostrou-se «muito orgulhosa dos jovens participantes neste projeto e dos seus resultados no campeonato regional. Consideramos que esta parceria é um sucesso e uma prova que a inclusão pelo desporto e a promoção de hábitos de vida saudável são o mais eficaz para a prevenção e para uma vida equilibrada. Estamos confiantes no seu desempenho no campeonato nacional e consideramos desde já que este projeto é um sucesso para prolongar e no qual continuaremos a investir. Juntos vamos mais longe e continuaremos a espalhar sorrisos».

Henrique Carvalho

Proverbio Há um conhecido proverbio português que diz: “Na primeira quem quer cai, na segunda cai quem quer, na terceira quem é estúpido”!? Lembrei-me disto a propósito dos vários pedidos de resgate a que já fomos submetidos. No primeiro ainda tolero, pois, tendo em conta os acontecimentos no Pós 25 de Abril, com a triste descolonização que fizeram, a avalanche de pessoas que tivemos de receber e a inexperiência dos governantes de então, aconteceu... Na segunda, já se podia prever que se gastássemos mais do que recebíamos não governávamos a casa e, resultado final, lá fomos de mão estendida de novo aos credores submetermonos às condições que eles ditaram. Não se entende, é que os nossos políticos não tenham aprendido a lição, criado condições em termos constitucionais que previssem castigo para quem prevarica, obrigando à transparência política e honesta, para que não houvessem surpresas para a população em geral nem para os governantes que sucedem. Afinal, quem noutros tempos fez disparate, arvoram-se agora em arautos da nação e debitam discurso do pior, não se responsabilizando pela asneira que fizeram e culpando quem não deu um passo para estar metido neste “colete-de-forças” que os nossos credores nos impõem. É por isso que não tolero a ideia de branquear quem nos meteu nesta terceira angústia financeira e, agora papagueiam como se nada fosse com eles. Se atentarmos às declarações desses “senhores” que tiveram as mais altas responsabilidades da nação, parece-me que seriam bem mais respeitados se estivessem caladinhos… Ressalvo a dignidade dos poucos que sabem o lugar que ocuparam e ocupam na sociedade. É por esta razão que hoje sofremos todos quando os culpados foram apenas alguns. É por isso que temos de reformular os procedimentos do estado, dividir melhor os lucros e regalias usufruídas por alguns, de forma a melhorar um pouco quem menos tem, porque está justificado que há os que pouco recebem e, os que recebem de forma a levarem uma vida bem flauteada… Ora vejam este exemplo: Durante as duas últimas semanas deu-me para pedir orçamentos a algumas agências de viagens para férias nos destinos mais correntes. Para os melhores destinos estão esgotados quase todos os voos chárteres até ao fim de junho, nos valores compreendidos entre quinhentos e mil e tal euros! Isto só prova uma coisa. Apesar da crise, ainda há dinheiro para gastar, nas mãos daqueles que embora alguma vez tenham cometido o pecado “da primeira vez”, não completaram o provérbio atrás citado. E… Não venham com desculpas internacionais!? Os nossos governantes é que não fizeram o que deviam. Façam-no agora… Caramba! Henrique António Carvalho Maio de 2013


sexta-feira 17 de Maio de 2013

maiahoje BASQUETEBOL

Desporto

Maia Basket em bom plano bate Oliveirense

Equilíbrio na final do Campeonato Proliga O Maia Basket recebeu e venceu, por 81-72, no passado domingo a equipa da Oliveirense, empatando a final do campeonato da Proliga a um. O equilíbrio foi dominante visto que até perto do final do encontro a equipa maiata vencia pela diferença mínima (55-54). De destacar a presença de do Pavilhão no público Formigueiro, algo que o clube espera que volte a acontecer nos próximos jogos em Oliveira de Azeméis. Motivada pela vitória no dia anterior, a equipa da Oliveirense entrou melhor no jogo, vencendo por 17-14 até perto do fim do primeiro período. O segundo período proporcionou mais pontos, beneficiando o espectáculo. O Maia Basket deu a volta ao marcador antes do final do primeiro tempo, vencendo por 40-34. De destacar o facto de nos primeiros vinte minutos Nuno Marçal ter convertido 17 pontos.

VOLEIBOL

pub

Fernando Pedroso

Mandim, aldeia velhinha Foi uns tempos também minha, Me recordo com saudade Dos comboios a vapor Do povo trabalhador Da sua pura humildade Dos pregões das vendedeiras, Lavadeiras, galinheiras, Limões, alhos e cadeiras Colheres de pau e caixões, Electricistas e pedreiros Trolhas e carpinteiros, Iam ganhar uns tostões

O intervalo foi benéfico para o conjunto de Oliveira de Azeméis que no início do segundo tempo aproximaram-se no resultado, ter-

minado o 3º período a perder por um 54-55. No momento decisivo o clube maiato, comandado por Rui Silva,

foi superior, ampliando a diferença do marcador, reagindo bem à pressão.

Iniciados sem atitude perdem em casa

Infantis Feminino – Nacional

\\ Opinião

MANDIM, UMA ALDEIA SIMPÁTICA

GDC Gueifães

Foi a última jornada da 2.ª Fase do Campeonato Nacional de Iniciados Masculinos, onde tudo estava já decidido neste grupo. AA Espinho e Vitória SC apuradas directamente para a Fase Final e GDC Gueifães obrigado a realizar o jogo de “playoff” com a equipa do Atlântico da Madalena, para discutir o último lugar vago na Fase Final. Sem qualquer tipo de pressão para qualquer uma das equipas, esperava-se um embate interessante e que os conjuntos se divertissem a jogar voleibol. No entanto foi a equipa de Guimarães que se divertiu às custas da equipa da Maia que não esteve em jogo com uma atitude vencedora. Assim, no fim o resultado final dava a vitória do Vitória SC por 13, com parciais de 19-25, 25-14, 1425 e 16-25.

13

A equipa de Infantis Feminino do GDC Gueifães deslocou-se ao Castelo onde não esperava um jogo nada fácil. No início do jogo a equipa entrou bem cumprindo com tudo o que foi pedido, alcançando um 1923 no primeiro set. No entanto a equipa não foi capaz de fechar o set, não só por demérito mas também por um pouco de falta de sorte. Depois do primeiro set a equipa deixou de existir, desligando por completo do jogo e isso refletiu-se no resulto, o mesmo aconteceu no quarto set. No terceiro set a equipa de Gueifães a jogou bem como e acabou por ganhar mas entrou no quarto set com uma atitude totalmente diferente, de acordo com a equipa técnica, composta por Tiago Sineiro e João Pinto «por motivos inexplicáveis», salientando que este jogo provou que «quando as atletas cumprem o

que lhes é pedido as coisas correm bem e os resultados aparecem, mas quando isso não acontece a equipa acaba por não ter argumentos contra o adversário». Infantis Feminino – Taça AVP Na deslocação a Amares a equipa do GDC Gueifães fez um jogo algo semelhante ao que tem vindo a fazer, apresenta alguns pontos positivos no jogo mas depois acaba por ter pequenas falhas que acabam por se refletir no resultado. Apesar da derrota, os treinadores Tiago Sineiro e João Pinto consideram que a equipa «teve uma boa prestação. Resultado final, derrota do Gueifães por 3-0 em Amares, com parciais de 25-12, 25-10 e 25-16. Cadetes Feminino Um bom jogo da equipa de Cadetes Feminino do Gueifães, onde apenas a vitória interessava

na luta pelo apuramento, uma vez que no confronto direto com o Vit.Guimarães e GCS Tirso ficaria em vantagem em caso de igualdade pontual. Se em relação ao Vit. Guimarães isso já está garantido, em relação ao GCS Tirso, o conjunto maiato tem que esperar pelo próximo fim-de-semana e pelo desfecho do jogo entre GCS Tirso e AVC. Caso o AVC vença por qualquer resultado o GDC Gueifães classifica-se para a fase final do campeonato nacional. Apesar de entrar mal nos três sets, com calma e rigor deram a volta e inverteram as coisas a seu favor. Com um bom bloco e defesa, e a partir do 2º set com um serviço forte, criou muitas dificuldades ao Colégio de Lamego. Resultado final, vitória do GDC Gueifães por 3-0 sobre o Colégio de Lamego, com parciais de 25-20, 25-20 e 25-14.

Todos com destino ao Porto O comboio era um conforto Mesmo negro, bem escuro, Com putos p’rá tábua da cal Se fez assim Portugal Povo pobre, alegre e duro Lembro a “Tasca da Galera” E a do “Costa Fandinga” O povo cantava a “Severa” Quando estava com a pinga Também se ouvia com brio Os cantares ao desafio Com saber bem popular, Era assim esta terrinha Onde nasceu filha minha E eu gostei de morar Fiz amigos e cientes Por lá me nasceram dentes Tenra era a minha idade Sessenta anos passaram Muitas coisas me encantaram E deram felicidade Mandim, tu és p’ra mim Terra que sempre gostei Tenho histórias sem fim Tanto assim que as guardei Verdejante como um jardim Foste lindo e altaneiro És menos belo, Madim, Sem o velho apeadeiro. 16 de Abril de 2013 Abílio Fernando Dias Pedroso


sexta-feira 17 de Maio de 2013

Úteis

14

\\ EMERGÊNCIAS NACIONAIS • SOS Número Nacional de Socorro............................................112 • Incêndios Florestais .......................................................................117 • Emergência Social (crianças, idosos, vitimas, s/abrigo)....144 • Intoxicações ...............................................................808 250 143 • Emergência Gás (EDP)............................................800 215 215

\\ EMERGÊNCIAS LOCAIS • Bombeiros Voluntários de Moreira...................22 942 10 02 • A. H. Bombeiros de Pedrouços...........................22 901 27 44 • PSP Maia (Esquadra Cidade)...............................22 947 96 90 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Segurança)22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Trânsito).....22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Es.Intervenção) 22 948 26 93 • PSP Águas Santas (Esquadra Vila).....................22 977 42 80 • PSP Maia (Divisão Policial)...................................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Trânsito) .............................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Interv. e Fiscalização) ....22 978 51 90 • GNR Maia (Posto Territorial da Maia) ...............22 986 74 30 • GNR Maia (Posto Fiscal de Pedras Rubras).....22 944 91 00 • GNR Maia (Posto Trânsito da Maia) ..................22 968 84 70 • Polícia Municipal Maia ..........................................22 940 86 00 • Protecção Civil (CM Maia) ....................................22 940 87 22 • Protecção Civil (CM Maia) Linha verde.............800 205 169 • Protecção Civil (Com. Distrital Op. Socorro)..22 619 76 50 • Cruz Vermelha Portuguesa (Núcleo Maia).....22 941 12 21

\\ LINHAS

SAÚDE NACIONAIS

• Saúde 24......................................................................808 242 424 • Saúde 24 (orientação pediátrica) .......................808 242 400 • Linha Saúde Cancro ................................................808 255 255 • Linha Saúde Sexualidade......................................808 222 003 • Linha Saúde SIDA.....................................................808 266 266 • Linha Saúde SOS Criança ......................................808 202 651 • Linha Saúde SOS Medicamento .........................800 222 444 • Linha Saúde SOS Grávida......................................808 201 139 • Linha Saúde SOS Droga ............................................................1414 • Linha Saúde Deixar de Fumar .............................808 208 888 • Informação a Vitimas Violência Doméstica.....800 202 148 • Linha APAV (Apoio à Vítima)..................................707200 077

\\ SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE LOCAIS • USF Alto da Maia (Águas Santas) ......................22 977 42 50 • USF Viver Mais (Castêlo Maia) ............................22 986 51 70 • USF Saúde em Família (Pedrouços)..................22 977 47 10 • USF Pirâmides (Maia).............................................22 947 85 90 • USF Odisseia (Vermoim).......................................22 947 09 50 • USF Íris (Águas Santas)..........................................22 986 70 35 • USF Lidador (Gueifães) .........................................22 943 84 40 • USF Pedras Rubras (Moreira) ..............................22 943 14 70 • Extensão Saúde Nogueira (Nogueira).............22 961 77 10 • Extensão Saúde Milheirós (Milheirós) .............22 972 33 22 • Extensão Saúde Moreira (Moreira) ...................22 943 14 70 • Hospital S. João (Porto) ........................................22 551 21 00 • Hospital Pedro Hispano (Matosinhos) ............22 939 10 00 • Hospital Sto. Tirso (Sto.Tirso)................................252 830 700 • Hospital Joaquim Urbano (Porto).....................22 589 95 50 • Hospital N. Sra. Conceição (Valongo)..............22 422 00 19 • Hospital Sto. António (Porto) .............................22 207 75 00 • Hospital Maria Pia (Porto)....................................22 608 99 00 • Hospital Póvoa Varzim/V.Conde (P. Varzim)....252 690 600 • Hospital Magalhães Lemos (Porto) ..................22 619 24 00 • Inst.Port. Oncologia Francisco Gentil (Porto)22 508 40 00 • Unidade Alcoologia do Norte (Matosinhos) .22 004 50 60 • Centro Regional de Sangue (Porto) .................22 004 52 40

\\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA NACIONAIS • Serviço Informações telefónicas PT . . . . . . . . . . . . . . . . . .1820 • Serviço Apoio a Clientes Optimus . . . . . . . . . . . . . . . . . .16103 • Serviço Apoio a Clientes TMN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1696 • Serviço Apoio a Clientes Vodafone . . . . . . . . . . . . . . . . .16912 • Aut.omóvel Clube ACP (assistência) . . . . . . . .707 509 510 • Brisa Auto-estradas de Portugal . . . . . . . . . . . .808 508 508 • CP Combóios de Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 208 208 • TAP Air Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 205 700 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede fixa) . . . .808 202 653 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede móvel) .808 962 690 • Cartões Crédito American Express . . . . . . . . . .707 504 050 • Cartões Crédito Mastercard . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 272 • Cartões Crédito Visa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 107 • EDP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 506 506 • EDP (Comunicação de Avarias) . . . . . . . . . . . . .800 246 246

\\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA LOCAL • Loja do Cidadão (Porto) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 241 107 • Posto de Atendimento ao Cidadão (Maia) . .22 948 24 62 • Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 98 10 • Cartório Notarial de Cláudia Barbas . . . . . . . .22 940 67 22 • Conservatória do Registo Civil (Maia) . . . . . .22 943 98 00 • Conservatória do Registo Predial . . . . . . . . . .22 943 62 80 • Conservatória do Registo Comercial . . . . . . .22 947 76 50 • Serviços de Finanças da Maia . . . . . . . . . . . . . .22 947 06 40 • Tribunal Judicial da Comarca da Maia . . . . . .22 941 90 73 • Tribunal do Trabalho da Comarca da Maia . .22 941 41 52 • Inst. Info. Apoio Form. Profissional (IAFE) . . .22 977 39 10 • Inst. Fomento Desenvolv. Económico . . . . . .22 942 70 26 • Centro de Emprego da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 943 27 00 • Segurança Social da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 10 90 • Com. Protecção Crianças e Jovens da Maia .22 949 03 33 • CTT Correios de Portugal (Gueifães) . . . . . . .22 960 83 27 • CTT Correios de Portugal (Moreira) . . . . . . . .22 943 76 10 • CTT Correios de Portugal (Vermoim) . . . . . . .22 943 95 30 • CTT Correios de Portugal (Águas Santas) . . .22 974 33 50 • CTT Correios de Portugal (Castêlo) . . . . . . . . .22 986 66 00 • CTT Correios de Portugal (Aeroporto) . . . . . .22 940 00 11 • Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 24 00 • Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 34 72 • Consulado de Chipre (Maia) . . . . . . . . . . . . . . .22 902 38 68 • Consulado do Paquistão (Maia) . . . . . . . . . . . .22 947 93 21 • Lipor II (Central de Valorização Energética) 22 947 73 40 • Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 26 60

\\ MUNICIPIO DA

maiahoje

\\ FARMÁCIAS Dia

18 19 20 21

PERM

H

REF

-------------------------------------------------------------------------------------------

I

J

K

22 23 24 25 26 27 28 29 30 L

M

N

O

P

Q

R

S

T

31 01 U

V

TURNO A AGRA - MILHEIRÓS TURNO B AEROPORTO - PEDRAS RUBRAS TURNO C LIMA COUTINHO - GUEIFÃES TURNO D SILVA ESCURA - FREJUFE TURNO E BASTOS - GUEIFÃES TURNO F GEMUNDE - CAMPA DO PRETO TURNO G ÁLVARO AGANTE - VERMOIM TURNO H CENTRAL - CATASSOL TURNO I MOREIRA BARROS - PARADA TURNO J ALIANÇA - VERMOIM TURNO K VILA NOVA DA TELHA - QUIRES TURNO L SOUSA BEIRÃO - MAIA TURNO M MARTINS DA COSTA - ÁGUAS SANTAS TURNO N BOM DESPACHO - MAIA TURNO O CASTÊLO - CASTÊLO DA MAIA TURNO P GRAMAXO- MOREIRA DA MAIA TURNO Q EUGÉNIA - PEDROUÇOS TURNO R NOVA DE ARDEGÃES - ARDEGÃES TURNO S LIDADOR - ARDEGÃES TURNO T ARAÚJO - NOGUEIRA TURNO U GUARDEIRAS - GUARDEIRAS TURNO V MAIA - ÁGUAS SANTAS

esta informação é patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

SERVIÇO PERMANENTE

MAIA

• Câmara Municipal da Maia (Central) . . . . . . .22 940 86 00 • Serviços Águas e Saneamento da Maia . . . . .22 943 08 00 • Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . . . . . . .22 968 73 22 • Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 20 • Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . . . . .22 944 24 62 • E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . . . . . . .22 940 87 21 • Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 30 • Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 • Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 905 95 20 • Canil Municipal da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 982 36 87 • Quinta da Gruta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 986 71 80 • Espaço Municipal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 80 30 • Loja da Juventude S. Pedro Fins . . . . . . . . . . .22 968 91 69 • TURISMO Maia Welcome Center . . . . . . . . . . .22 944 47 32 nota: Informação actualizada em 2011/10/01

20 Maio Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35

pub

mh jornal regional de grande informação

EDITADO POR

Publireferência, Lda. REGISTADA NA 2ª CRPC MAIA CONTRIBUINTE NÚMERO 509 316 620

Depósito legal 147209/00 DGCS nº 123524 Tiragem 3.000 exemplares

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar artur@maiahoje.pt COLABORADORES REDACTORES: Manuela Bacelar, TPJ CO 711 manuela@maiahoje.pt Luís Filipe Azevedo luis@maiahoje.pt Carlos Barrigana, TPJ 8037 carlos@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CO592 francisco@maiahoje.pt Rita Santos, TPJ rita@maiahoje.pt

COLABORADORES FOTOGRAFIA: António Caldeira, TPJ CO 707 Ferreira Silva, TPJ CO 850 Edgar Alves, TPJ CO 708 José Barbosa . TPJ CO 924 Manuel Jorge Costa, TPJ CO 710 Raúl Silva, TPJ CO 852

CORRESPONDENTES: João Diogo (Brasil) Williams James Marinho (EUA) Ainhoa Carrasco Robles (Espanha) Catarina Almendra (Lisboa)

CRONISTAS HABITUAIS: António Neto (política) Deco (Defesa do Consumidor) Fernando Pedroso (poesia) Fordoc (A.N.J.Form. e Docentes) Mário Lopes (sociedade) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Ricardo Filipe Oliveira (sociedade) Rogério Gonçalves (sociedade)

DESIGN / PAGINAÇÃO: Maxim Bukharov maxim@maiahoje.pt

DEPARTAMENTO COMERCIAL: Pedro Martins pedro@maiahoje.pt Ferreira Silva comercial@maiahoje.pt SEDE/ REDACÇÃO / D.COMERCIAL

Rua dos Altos, 18 4470 - 235 Maia Telefone 22 406 21 26 Fax. 22 406 21 25

IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados. MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007


322  
Advertisement