Issuu on Google+

19 DEZ - 08 JAN 2008

Ano IX | Nº 218 Quinzenal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar press@maiahoje.pt Porte

0.50 =C

Pago

IVA incluído

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

pub


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008


pub

19 DEZ - 08 JAN 2008 Ano IX | Nº 218 Quinzenal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar press@maiahoje.pt Porte

Pago

0.50 =C

www.maiahoje.pt

maiahoje

PUB

jornal regional de grande informação

IVA incluído

política Reunião entre Federação Distrital e as diversas Concelhias do PS

Candidato Socialista à Câmara escolhido até ao fim do ano Decisão saiu do encontro, onde foi realçado que a Federação não se deixará «influenciar». PS Distrital aproveita para criticar autarquias com gestão PSD.

Concelhias votam nome até meados de Janeiro

P. 08 P.06

segurança Comandante da PSP Maia, Manuel Eira, em entrevista

cooperação

Acordo entre autarquia e universidade Câmara Municipal e Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto assinaram acordo de colaboração. Projecto poderá “abrir as portas” de África à Maia.

P.03

cidadania

Cidadão deficiente tem nova voz na Câmara Executivo aprovou a criação do Conselho Municipal do Cidadão com Deficiência. Organismo reúne diversos responsáveis e pretende defender os interesses e direitos dos munícipes portadores de deficiência. P.04

saúde

Renascer da esperança Diogo Ribeiro é uma criança maiata que frequenta a primeira escola para autistas em Portugal, que abriu portas em final de Setembro. Depois de anos de terapia sem resultados, um mês de acompanhamento já trouxe progressos como a primeira palavra P.07 falada.

celebração

Especial natalício Multiplicam-se as iniciativas dedicadas ao Natal. O MaiaHoje dedica um espaço especial à época. P.10 a 19 e 28P.20 a 32

a opinião de.... João Diogo . . . . . . . .27 Alfredo Soares . . . . .27 Helena Cid . . . . . . . .27 José Paiva Netto . . .26

Orlando Leal . . . . . .27 António dos Santos 27 Scarvalhas . . . . . . . .26 Leonel Duarte . . . . .26

dito e escrito «Se dissesse que estávamos bem em termos de meios estava a mentir» Manuel Eira, Comandante da PSP Maia

«Policiamento de proximidade é via a seguir» P.05

PUB


02

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

MENSAGEM

Editorial artur bacelar | director

“Annus horribilis” HAJA ALEGRIA. NASCEU JESUS! para que possam investir e aguentar a economia. A resposta dos bancos é a de sempre. Querem, podem e mandam. Agora o nosso conterrâneo Ministro das Finanças pressiona os bancos a emprestar dinheiro às empresas, dizendo que ou emprestam às empresas ou é-lhes retirado o apoio do estado. Resultados nas próximas semanas, mas não acredito em milagres destes. Quantos

são

os

empresários

que

Eis chegada a última edição do ano.

pretendem modernizar as suas empresas e

Um “annus horribilis” para a economia

são-lhes recusados acesso ao crédito? Muitos

portuguesa e internacional que infelizmente

certamente. Quantos devido a essa falta de

vem mostrar os “podres” do sistema bancário

condições terão que despedir em massa ou

português.

mesmo fechar portas? Muitos certamente.

Que solução deu o Estado para estas situações? A oferta de caução das entidades bancárias. Será que resolve o problema? Parece-me que não.

Onde está então o verdadeiro motor da economia portuguesa? Nas empresas claro. A ver vamos se 2009 nos reserva alguma boa surpresa. Sou por defeito optimista e

Belmiro de Azevedo, disse esta semana

acredito, contrariamente às previsões, que

que “nenhum mal vem ao mundo se dois ou

2009 não vai ser um ano de recessão, mas de

três bancos portugueses fecharem as portas” e

crescimento. Esperemos que este governo

sinceramente eu partilho destas palavras.

tenha juízo e tome as medidas necessárias.

Porque será que depois de anos de ouro,

A terminar, um muito obrigado aos nossos

consecutivos, com lucros brutais e sempre

leitores pela fidelidade com que nos honraram

galopantes, os bancos vêm agora dizer que

e com um desejo: que em 2009 tornemos a

estão falidos? Porque é que o contribuinte tem

merecer a Vossa confiança.

que ajudar quem não o ajuda? O primeiro-ministro anunciou que iria pedir, leu bem, pedir, aos bancos que emprestem dinheiro às empresas carenciadas

CARTOON

Padre Domingos Jorge

Uma palavra também de apreço a todos que durante o ano colaboraram directa ou indirectamente na edição do MaiaHoje. Boas Festas.

Os pastores de Belém ouviram, já passa de dois mil anos, numa noite em que faziam guarda aos seus rebanhos, uma voz vinda do Céu: “Não temais! Eis que vos anuncio uma grande alegria, que será para todo o povo: Nasceu-vos hoje um Salvador, que é CristoSenhor, na cidade de David. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido envolto em faixas deitado numa manjedoura... E de repente juntou-se ao Anjo uma multidão do exército celeste a louvar a Deus dizendo: “Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na Terra aos homens por Ele amados... Eles foram e voltando glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, conforme lhes fora dito.”(Lc 2,10-20) O Nascimento de Jesus, anunciado pelos profetas, revolucionou todo o mundo. A partir daí tudo foi diferente, até a contagem do tempo vai obedecer ao “antes e ao depois” de Cristo. Jesus não foi mais um personagem que apareceu na história, como tantos outros havidos ou que irão surgir e dos quais agora a história lembra o facto, mas que já pouco ou nada tem a ver com o presente. Ele é diferente porque é o Salvador, o Messias, o Filho de Deus, o Emanuel (Deus connosco). Ele é de hoje. Ainda ecoam, nos ouvidos de muitos, um cântico do ano dois mil que se cantou e canta com muito entusiasmo: “Cristo ontem, Cristo hoje, Cristo sempre, meu Salvador...”. Eu celebro-o muitas vezes, como acto de fé. Jesus trouxe o Céu à Terra, como lemos: “Deus amou de tal maneira o mundo que lhe enviou o Seu Filho Unigénito...” A Sua Mensagem ecoou por toda a terra e chegou até nos. Hoje somos nós ouvintes e portadores dela para toda a humanidade. É entusiasmadora. Quem a ela se converte jamais se pode calar reservando-a só para si. Olhando o mundo, constatamos que ainda há quem a não conheça Jesus e a Sua mensagem, num ou noutro ponto do mundo, ela é silenciada e quem a anuncia é perseguido. Alguns meios de comunicação são manipulados para a ignorar, dizendo que ela é do passado e nada tem a ver com o hoje do homem. E, num ou noutro país de raízes cristãs, aparece gente que impõe outras coisas para substituir o verdadeiro Natal... até os postais de

Boas Festas ignoram tudo o que, acerca do Natal, se deveria falar. Fico a pensar comigo mesmo: Se se esquece Aquele que deu origem ao Natal, este tempo deixa de ter sentido. Mas eu creio que nenhuma onde laicizante ( a nova religião que se tenta impor, embora falando de liberdade religiosa) será capaz de fazer submergir Jesus e tudo quanto a Ele diz respeito, começando pelo Natal. Ao longo da nossa história (depois de Cristo) têm aparecido pessoas que têm a veleidade de O querem arrumar e substituir, mas Ele emerge cada vez mais com nova vitalidade. Só Ele é “Caminho, Verdade e Vida”. Vivamos o Natal de Jesus. Desejo que, na casa de toda a gente, haja a Bíblia, o Presépio ou a Imagem de Jesus come referência para a celebração do Natal que entusiasma. Se não se tem qualquer referência como é que se vai celebrar? Haverá aniversário de alguém sem os cumprimentos de Parabéns? E poderá haver Ceia de Natal sem Jesus? Não se compreenderia. Nesta Maia, na Torre do Lidador, ao cair da noite, uma grande estrela de luz aparece. Dou os Parabéns a quem preside ao Conselho e ao artista que a realizou. Não me fico na arte, mas sinto o apelo da estrela da grande estrela que mais do ser a maior, é para mim o sinal de Jesus, o Sol, a Luz do Mundo e que Ele da Sua luz nos faz portadores. O Natal de Jesus encanta-se. Desejo que Jesus tenha lugar em todos os corações e neles fique para que seja Natal todos os dias. A todas as pessoas, que esta mensagem lerem, pois são minhas irmãs e meus irmãos, desejo um Santo Natal e um Ano Novo Bom.

Gustavo Teixeira


maiahoje

mh

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

03

jornal regional de grande informação

PROPRIEDADE DE:

MAIAPRESS Editores, Lda. REGISTADA NA CONS. REG. COM. PORTO nº 1313 CONTRIBUINTE NÚMERO 504 786 954 SÓCIOS: Maria Manuela Areosa de Oliveira e Sá Bacelar (>10%) Paulo Augusto Machado Bacelar

-DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar, TPJ 6262 artur@maiahoje.pt CHEFE DE REDACÇÃO: António Manuel Marques, TPJ 6268 antonio@maiahoje.pt REDACÇÃO: Ainhoa Carrasco Robles acr@maiahoje.pt Carlos Barrigana, TPJ 8037 carlos@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CR327 francisco@maiahoje.pt COLABORADORES REDACÇÃO: António Armindo Soares, TPJ CR 446 soares@maiahoje.pt Manuela Bacelar, TPJ CR 451 Miguel Ângelo Machado Rita Santos COLABORADORES FOTOGRAFIA: António Caldeira, TPJ CR 447(motos) Bruno Ferreira da Silva Edgar Alves, TPJ CR 448 (automóvel) Eduardo Jorge Abreu, TPJ CR 449 Manuel Jorge Costa, TPJ CR 450 Maxim Bukharov, TPJ CR 452 Raul Silva (corresp. França) CORRESPONDENTES: Joana Pinto (corresp. França) João Diogo (corresp. Brasil) Williams James Marinho (corresp. EUA)

CRONISTAS HABITUAIS: Deco (Defesa do Consumidor) Dipe (poesia popular) Fordoc (A.N.J.Formadores e Docentes) Leonel Duarte (medicinas alternativas) Luís Clemente Ribeiro (contos) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Pedro Resende (cronista) DESIGN / PAGINAÇÃO: Maxim Bukharov maxim@maiahoje.pt Pedro Ribeirinho pedro@maiahoje.pt DEPARTAMENTO COMERCIAL: Manuela Sá Bacelar (Directora) manuela@maiahoje.pt DISTRIBUIÇÃO: Millennium Press - Maia SEDE / REDACÇÃO / D.COMERCIAL Rua dos Altos, Edifício Arcada, 12 4470 - 235 Maia Telefone 22 947 62 62 Fax. 22 947 62 63 Depósito legal 147209/00 DGCS nºo 123524 Tiragem 3.000 exemplares IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados.

MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007

Porque é Natal, É tempo de sonhos, de recordações, de memórias perpetuadas que o próprio horizonte do tempo não esconde. Porque é Natal, É tempo de reluzirem as pupilas dos mais pequenos quais estrelas que brilham por entre o cinzento dos céus. Porque é Natal, É tempo, também, de reflexão e de esperança. Esperança que o tempo não apague da nossa memória O Natal dos nossos tempos. Desejo-lhe a si, meu caro amigo leitor, e à sua Exma. família, um Santo Natal, pleno de saúde, paz, amor e alegria, e um Ano Novo repleto de felicidade e sucesso. O Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Gonçalves Bragança Fernandes COOPERAÇÃO Entidades assinam acordo de cooperação em Portugal

Autarquia e Centro de Estudos Africanos oficializam protocolo pioneiro A Câmara Municipal da Maia e o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto assinaram esta quarta-feira um protocolo de colaboração, o primeiro do género da instituição académica em Portugal. Os objectivos do acordo passam pela junção de esforços em determinados objectivos, como seja a organização de colóquios, o estudo de potencialidades económicas e de projectos de investigação em África ou o envio de missões empresariais ao continente africano. «Para tudo isto precisamos de ajuda. Queremos ajudar a desenvolver as províncias com quem estamos geminados. Por exemplo, temos quatro ambulâncias para oferecer mas temos dificuldade no transporte», adiantou o edil Bragança Fernandes nesta ocasião. À margem do acordo, o presidente da Câmara Municipal adiantou que existem planos para mais uma geminação, desta feita com uma província angolana, cujo PDM a autarquia maiata vai ajudar a elaborar. O autarca referiu ainda ter planos para organizar um congresso de grande dimensão em 2009, projecto para o qual conta com o apoio do Centro de Estudos. Em contrapartida, a autarquia contribui com um valor anual de 7500 euros para o Centro de Estudos, tal como pode empreender candidaturas conjuntas a fundos europeus, «a união entre universidades e autarquias dá mais peso a candidaturas europeias», reconheceu Elvira Maia, presidente do Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto. «É um protocolo que honra as instituições que têm “knowhow” diferentes. É um passo em frente para podermos poupar tempo, esforço e dinheiro no sentido de cumprir objectivos comuns. É o primeiro protocolo do género em Portugal. Temos projectos comuns e a Câmara pode dar mais visibilidade a projectos que, por vezes, ficam dentro da Universidade», continuou a responsável. Este acordo de colaboração tem a vigência de três anos e obriga a uma reunião anual de balanço do trabalho desenvolvido. António Manuel Marques

Bragança Fernandes e Elvira Maia formalizaram a cooperação

PUB


04

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

CIDADANIA Conselho Municipal do Cidadão com Deficiência aprovado

Cidadão com deficiência passa a ter voz na autarquia Executivo municipal aprovou a criação do CMCD, que terá como função fazer valer os direitos destes munícipes na política autárquica, nomeadamente ao nível do urbanismo. Ainda assim, os pareceres não terão carácter vinculativo. A Câmara Municipal da Maia avançou recentemente com a criação do Conselho Municipal do Cidadão com Deficiência. Este órgão, que ainda terá de ser efectivado em Assembleia Municipal, pretende ser voz activa dentro da autarquia na defesa dos interesses e direitos do cidadão portador de deficiência. Este Conselho será constituído por um conjunto de representantes de entidades como a Câmara Municipal, Assembleia Municipal, Instituto Nacional para a Reabilitação, Provedor Metropolitano dos Cidadãos com Deficiência, IPSS´s do município que actuem nesta área e ainda cidadãos com “reconhecida intervenção neste domínio, a convidar pelo presidente do CMCD”, lê-se no regulamento que gere o recém-criado órgão. Com reuniões bimestrais e com um mandato idêntico ao do executivo camarário, o CMCD terá como principais competências a

emissão de pareceres sobre projectos e iniciativas de reintegração social dos deficientes, a apreciação de queixas apresentadas por cidadãos neste âmbito e a promoção de iniciativas, que poderão ser em colaboração com outras entidades, com vista à igualdade de oportunidades da pessoa portadora de deficiência. O CMCD terá ainda como funções promover acções junto da opinião pública e a inserção do cidadão portador de deficiência. Apesar das várias competências, os pareceres emanados do CMCD não terão carácter vinculativo. Este Conselho Municipal surge da “necessidade de promover a intervenção activa das pessoas portadoras de deficiência na construção da Sociedade e do objectivo de melhorar a qualidade de vida, acessibilidade e mobilidade na cidade da pessoa com deficiência”, respeitando directrizes emanadas

O urbanismo será previsivelmente uma das principais áreas de actuação do CMCD

da Organização Mundial de Saúde e da União Europeia, como da legislação vigente em

Portugal, acrescenta o mesmo documento. António Manuel Marques

CULTURA Câmara Municipal inaugura avenida e lança CD recompilatório

Maia comemora Eurico Thomaz de Lima Na quarta-feira, cumpriram-se cem anos do nascimento de compositor, pianista e pedagogo Eurico Thomaz Lima, que morou na urbanização Cidade Jardim, em Vermoim, os últimos 22 anos da sua vida. A Câmara Municipal da Maia quis fazer-lhe uma homenagem e para isso preparou uma série de eventos dedicados ao artista. Um autocarro que transportava amigos e familiares do falecido, chegou às 14.30 à avenida que, desde esse momento, passou a ter o nome do compositor: Avenida Eurico Thomaz de Lima, que une a rua de S. Romão e a rua de D. Sílvia Alves Teixeira, em Vermoim. O presidente Bragança Fernandes e o filho do homenageado, homónimo do pai, descerraram a placa. Mas este não foi a única iniciativa da Câmara Municipal. Seguidamente, teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho a cerimónia de lançamento do álbum discográfico intitulado “Eurico Thomaz

de Lima – Canções, Canção sem Palavras, Sonatina nº2”, promovido também pela autarquia. O filho do compositor mostrou-se muito emocionado e agradecido pela comemoração. «Isto é muito difícil de expressar em palavras. O trabalho que fez a Câmara da Maia foi muito bonito e surpreendeu-me. Também não esperava que a comemoração alcançasse esta magnitude. Que darem o nome à avenida era impensável, mas para além disso, fizeram o CD», expressou comovido. Eurico Thomaz de Lima confessou ter vivido angustiado pela falta de reconhecimento da obra do seu pai em Portugal, já que o compositor era reconhecido internacionalmente. «O meu pai foi dar concertos ao Brasil em duas ocasiões, impulsionado pelo embaixador do Brasil em Portugal, que era um grande admirador seu. Já

na primeira vez que esteve lá, uma das críticas mais conceituadas e temida, a do jornal Correio da Noite de Rio de Janeiro, afirmou que o meu pai apresentou o programa mais original do ano e que o nome do artista Eurico Thomaz de Lima deveria estar escrito a letras de ouro na história da música portuguesa. Em Portugal, entretanto, foi esquecido», contou. Por este motivo, o filho do artista agradeceu à autarquia esta iniciativa, «que diz bem da sensibilidade artística das pessoas que a compõem». O vereador da Cultura, Mário Nuno Neves, assegurou que «a Câmara Municipal faz da Cultura uma das principais apostas. Comemorar Eurico Thomaz de Lima é um acto de Cultura que se perpetuará com a avenida e chegará às pessoas e ficará nelas com o CD». Bragança Fernandes acrescentou que «para Maia e para os maiatos esta comemoração é, para além de um

imperativo de Justiça, uma grande honra». Do CD realizaram-se 2.000 exemplares que estarão a venda nas lojas por 10 euros. Ainhoa C. Robles

EMPREGO Regulamento Interno de Segurança, Higiene e Saúde da CMM

Autarquia pretende minorar riscos para funcionários Executivo camarário aprovou o Regulamento Interno de Segurança, Higiene e Saúde da autarquia. Objectivos passam por proporcionar melhores condições de trabalho que minorem riscos para Segurança e Saúde dos trabalhadores. Dando cumprimento à legislação actual e pretendendo proporcionar melhores condições de trabalho aos seus funcionários, a autarquia aprovou em Reunião de Câmara o Regulamento Interno de Segurança, Higiene e Saúde. Do documento fazem parte o Regulamento Interno sobre a Prevenção e Controlo do Consumo de Bebidas Alcoólicas, o Regulamento de Procedimentos em caso de Acidente de Trabalho e as Normas de utilização de vestuário de trabalho e equipamentos de protecção

individual. Na globalidade, este conjunto de normas tem por objectivos a melhoria das condições de trabalho com vista à segurança e saúde dos trabalhadores, a definição de uma política de prevenção de riscos profissionais e prevenir situações de risco que levem à conflitualidade no trabalho, entre outros. Na prática, estas funções serão executadas por dois organismos: o Serviço de Higiene e Segurança no Trabalho constituído por dois

técnicos e o Serviço de Saúde Ocupacional que é assegurado pelo Gabinete de Medicina e Enfermagem da autarquia, composto por médicos especialistas em Medicina no Trabalho. Este Regulamento Interno de Segurança, Higiene e Saúde prevê igualmente a formação dos funcionários nestas áreas, ficando a autarquia obrigada a formar o número suficiente de trabalhadores responsáveis pela aplicação das medidas de primeiros socorros, de combate a incêndios e de evacuação de pessoas.

Os serviços de segurança, higiene e saúde no trabalho ficam também obrigados a elaborar um relatório anual das actividades, que deverá ser entregue ao delegado concelhio de saúde e ao organismo competente em matéria de prevenção da segurança, higiene e saúde no trabalho. Serão igualmente elaborados Manuais de procedimentos específicos a aprovar pela Comissão de Segurança, Higiene e Saúde no prazo de um ano. António Manuel Marques PUB

CARTÓRIO NOTARIAL

DE

MAIA

A cargo de Lic. Edgar Maia Santos

SERVIÇOS RÁPIDOS, EFICIENTES E DE QUALIDADE, TANTO NO ATENDIMENTO COMO NA REALIZAÇÃO DE ESCRITURAS, PROCURAÇÕES, RECONHECIMENTOS, TESTAMENTOS E DEMAIS ACTOS NOTARIAIS Sito na Praceta Artur Marques, n.º 37 • 4470-079 Maia • Tel. 22 943 16 70 • Fax 22 943 16 79


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

05

SEGURANÇA Comandante da Esquadra da Maia, Manuel Eira, em entrevista

Furto automóvel continua a ser o principal crime A propósito da campanha de policiamento de proximidade que está a ser implementada nesta época natalícia, o comandante Manuel Eira da PSP Maia traça um balanço do ano que termina em termos de acção policial e criminalidade. O furto automóvel continua a ser o crime mais comum, e as ourivesarias e postos de combustíveis os alvos preferenciais dos “amigos do alheio”. MaiaHoje - Em que consiste esta campanha de proximidade que está a ser implementada? Manuel Eira - Esta iniciativa é de índole nacional e, portanto, aqui na Maia não fazemos mais que cumprir aquilo que está determinado. Colocamos alguns elementos em determinadas áreas, como é o caso do agente Renato Ferreira no Comércio, que é a parte que afecta mais o cidadão nesta altura de maior consumismo. Nesse sentido, com a experiência que temos, tentamos dar alguns conselhos úteis principalmente aos comerciantes e outros. Sentimo-nos bem com isso e podemos dar uma grande ajuda ao cidadão. MH - Que tipo de conselhos transmitem? ME - Relativamente aos comerciantes alguns conselhos são por exemplo, não ter grandes quantidades de dinheiro nas caixas registadoras, não deixar matérias de valor expostas, não abrir a gaveta e expor dinheiro aos clientes, e terem também alguma atenção nas próprias montras, não deixando artigos de grande valor, porque “a ocasião faz o ladrão”, como se costuma dizer. É este tipo de conselhos que costumamos dar. MH - Esta campanha justifica-se por algum aumento deste tipo de criminalidade nesta altura? ME - Não posso dizer isso e não tenho números que me permitam afirmar isso. O que verificamos é que há um movimento maior nos estabelecimentos comerciais. Poderá haver algum aumento de criminalidade, mas não será algo de muito substancial. MH - Como é que foi o Natal do ano passado neste contexto? ME- Foi dentro do normal. No ano passado não tivemos grande criminalidade na área da Maia. MH - E qual tem sido a reacção dos comerciantes? ME - Não tenho tido contacto directo com eles, mas através do feedback do agente Renato Ferreira, a reacção tem sido extraordinária. O agente até dá o contacto dele e da esquadra e os próprios comerciantes ligam com dúvidas e questões. Pedem explicações sobre como agir em determinadas situações que acontecem no dia-a-dia. MH - Em termos de números, tem ideia de quantos comerciantes contactaram ou pretendem contactar? ME - A nossa área de intervenção são as três freguesias: Maia, Vermoim e Gueifães. O

alvo principal são todos os comerciantes, apesar de determinado tipo de estabelecimentos ser mais vulnerável, como as ourivesarias ou os postos de combustível. Mas de qualquer forma, o nosso objectivo é chegar a todos os comerciantes, incluindo estabelecimentos de restauração, de pronto a vestir, etc. Ainda não conseguimos contactar todos, mas já conseguimos alguns e continuamos já que a recepção é boa. MH - Referiu as ourivesarias e os postos de combustível… são esses os alvos mais apetecíveis deste tipo de criminalidade? ME - Quanto às ourivesarias, empolou-se um pouco a situação por causa dos casos de carjacking, e aí já vem de há muito a prevenção. São pontos que consideramos sensíveis, tal como os postos de combustível e outros que merecem especial atenção. Efectivamente, temos tido aqui na Maia vários assaltos a papelarias. O que procuram não são artigos de valor, mas principalmente o tabaco. Isto porque é um produto que consomem e, além disso, é fácil de vender. Em relação a outros bens há dificuldade em vender, a não ser que exista um receptador. MH – Para além desta informação a comerciantes, a PSP continua a levar a cabo outras iniciativas no âmbito deste “policiamento de proximidade”?

MH - O tipo de crime mais praticado também continua a ser o mesmo? ME - O tipo de criminalidade que mais se verifica é realmente o furto automóvel, quer do próprio veículo, quer de bens do interior do automóvel. É um dos tipos de furto que se verifica mais. Mas também tivemos alguns assaltos a estabelecimentos, a papelarias, restauração, pronto-a-vestir… há outros tipos de crimes mas sem grande impacto.

é o que é possível, e é o que foi pensado na altura da abertura da esquadra. MH - A saída da esquadra da GNR do centro poderá influenciar de alguma maneira a actividade da PSP aqui nesta zona? ME - Naquela rua obviamente não existe criminalidade. Agora, com a saída da GNR penso que não haverá grande influência, dado que até é uma via aqui próxima.

MH - Em termos de funcionamento da esquadra, como está a nível de meios, quer humanos, quer materiais?

MH - Em relação à população em geral, quer deixar algum conselho para esta época?

ME - Se dissesse que estávamos bem em termos de meios estava a mentir. Temos alguma dificuldade quer em materiais, quer humanos. Nos primeiros a nível informático, a nível de viaturas… mas já estivemos bem pior. Também não me posso escudar nesse aspecto para não cumprir o nosso dever. Os meios que temos vão sendo suficientes, mas é claro que se tivéssemos melhores condições poderíamos fazer mais e melhor.

ME - Tendo em conta que um dos principais crimes é o furto de veículos, o que posso dizer é para as pessoas não deixarem bens dentro do carro. Um blusão ou carteira é o suficiente para levar alguém a partir o vidro. Está também na moda o GPS, que não deve ficar dentro do carro. Às vezes as pessoas levam artigos no carro, estacionam e colocam os bens na mala. Também não devem fazer isso, porque podem estar a observar. As pessoas também deixam a chave de casa dentro do carro. Com os documentos do veículo, o ladrão passa a saber onde a pessoa mora e depois vai lá. Enfim, são diversas as situações a ter em atenção.

MH - Não chegam a beliscar o serviço mínimo da esquadra? ME - Não, de maneira nenhuma. Só conseguimos ter um carro patrulha a circular. Seria desejável ter pelo menos mais um, mas

António Manuel Marques

ME - Além deste programa, também estamos a implementar o programa Escola Segura e o Idoso Seguro. Na Escola Segura temos dois agentes que já trabalham nesta área há muito, e no Idoso Seguro tenho um agente que tem feito um trabalho muito bom. Tem feito vários contactos com idosos que vivem sós e conseguimos encaminhá-los para instituições, para que tenham apoio a nível de alimentação, a nível médico e até mesmo psíquico, onde já conseguimos alguns internamentos. Penso que este tipo de policiamento de proximidade é a via a seguir.

«Se dissesse que estávamos bem em termos de meios estava a mentir» MH - Como foi o ano de 2008 em termos de criminalidade na Maia? ME - Sem falar em números que ainda não tenho presentes, não houve um índice de criminalidade muito diferente de anos anteriores. Poderá em determinadas áreas haver uma pequena subida ou até diminuição, mas não foi muito diferente do que em outras alturas.

foto arquivo

PUB


06

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

PS Distrital e Concelhia preparam autárquicas

Cabeça de lista à Câmara definido até ao fim deste ano Os diferentes candidatos socialistas às autarquias do distrito do Porto, incluindo a Maia, serão definidos até ao fim deste ano, e votados pelas concelhias até meio do mês de Janeiro. Esta foi uma das principais conclusões que ressaltou da reunião entre o Secretariado da Federação Distrital do PS e os presidentes das Comissões Políticas Concelhias, com vista à avaliação do processo autárquico. Do encontro saiu ainda a ideia de que as escolhas não serão influenciadas “por notícias e afirmações públicas de camaradas” lê-se em comunicado. No documento, os órgãos distritais socialistas frisam que os “timings” políticos serão definidos pela distrital em articulação com as concelhias e direcção nacional do PS. Os socialistas afirmam ainda não se “conformar com a situação de apatia, imobilismo, ausência de ambição e estratégias de investimento que têm caracterizado os mandatos autárquicos do PSD e independentes”, assegurando “tudo fazer para nos 18 concelhos do distrito apresentar os melhores candidatos às câmaras e juntas de freguesia”. AMM

PS Castêlo defende variante e travessia desnivelada para a EN14 O secretariado da secção PS do Castêlo da Maia efectuou recentemente um périplo pela freguesia de Avioso Stª Maria, com vista a avaliar alguns pontos e obras fulcrais da localidade. Os socialistas começaram por avaliar a EN 14, defendendo que actualmente “representa uma barreira para a população nas suas deslocações”, defendendo a construção de uma travessia desnivelada. Além disso, o grande volume de tráfego justifica “a construção de uma variante à EN 14”. Os socialistas defendem ainda a construção de passeios na zona do Centro de Saúde e das escolas, tal como reclamam melhores transportes para o PER local, dado que “os habitantes com fraca mobilidade, incluindo as crianças para o transporte escolar têm que se deslocar para Rua Souto de Cima (sem abrigo) ou para a N14”, referem em comunicado. A Quinta da Gruta é outra estrutura avaliada pelos responsáveis do núcleo castelense, que criticam o investimento de meio milhão de euros, “para ser utilizado durante três meses do ano”. A finalizar, este périplo a comitiva passou pela Zona Industrial de Ferreiró, para onde defende melhores acessos rodoviários. Quanto ao Centro Cívico da freguesia, é criticada a falta de dinamização do espaço e reivindicada a conclusão da obra exterior. Esta visita contou com a presença do presidente da concelhia do PS Maia, Mário Gouveia, do secretário coordenador de Gueifães, Hélder Ribeiro e do deputado municipal, Hugo Campos.

POLÍTICA Último debate do 6º Ciclo do Clube dos Pensadores

«Crise é anormal e não se sabe se veio para ficar» Do último debate da sexta série do Clube dos Pensadores debruçou-se sobre a crise económica instalada. Com um painel constituído por Miguel Beleza, economista, Ricardo Costa, jornalista, Joaquim Jorge, biólogo e fundador do Clube, e José Vitorino, economista, membro do clube, conclui-se que a crise é profunda e o Ocidente tem que tomar medidas urgentes para salvar o sistema financeiro. Novamente com sala cheia, o Clube de Pensadores reuniu mais uma vez numa unidade hoteleira de Vila Nova de Gaia para discutir a situação económica. Como habitualmente, convidados de “peso”, dissertaram sobre a temática em discussão. Miguel Beleza preferiu assentar a sua opinião em três vertentes: expectativas, felicidade da economia e economia do comportamento. O antigo Governador do Banco de Portugal salientou que a Economia assenta em «expectativas», sendo que «é impossível medir e gerir expectativas de uma forma correcta. Para o economista «o que fica no presente são as expectativas para o futuro. É preciso alterar as expectativas dos agentes económicos». Quanto à felicidade da economia, o antigo ministro das finanças de Cavaco Silva afirmou que está subjacente ao «aumento de bens e serviços» e ao «aumento da felicidade das pessoas tem vários patamares». Já sobre a economia do comportamento, Miguel Beleza, sem o referir directamente, deixou no ar que está relacionado com o «despesismo» e com a «inveja do que o nosso vizinho tem». Sem querer adiantar soluções para terminar com a crise económico-financeira, o antigo Governador do Banco de Portugal assumiu a preferência por um «IVA alto e o IRS e IRC baixos», sendo que esta não é «a melhor altura para fazer grandes investimentos públicos», mas sim de «igualar os rendimentos». Já o jornalista Ricardo Costa defendeu que esta crise possibilitou aos governos «ter nas

mãos instrumentos com os quais não estavam habituados a lidar». O jornalista da SIC referiu-se à nacionalização, como um desses instrumentos, e que esta crise advém da globalização, já que o fluxo de capitais se dá por todo o lado. O fundador do Clube dos Pensadores afirmou ter que «existir o reconhecimento social das profissões e Portugal tem que ser melhor do que é». Joaquim Jorge exigiu «medidas para travar a crise e diminuir a insatisfação dos portugueses. Já estávamos a definhar. É preciso voltar a ter vontade de viver, mudar o destino», concluiu. José Vitorino assentou a sua palestra na diferença da distribuição da riqueza sendo absolutamente necessário «reformar a Administração Central, Judicial e Educativa». Mais uma vez com a sala cheia do Gaia Hotel, apesar de ser um dia muito chuvoso e de época de Natal, o debate foi animado e a incerteza quanto ao futuro pairou no ar.

Os socialistas alertam para a má condição de diversos arruamentos da freguesia

NATAL Juventude Socialista promove mais uma edição da iniciativa “Um Brinquedo, Um Sorriso”

JS entrega brinquedos a crianças desfavorecidas A JS Maia em conjunto com o PS de Águas Santas levou a cabo o evento “Um Brinquedo, Um Sorriso” que consiste na recolha e atribuição de brinquedos a uma instituição de Águas Santas. Mais uma vez o Lar Evangélico Português foi a instituição aquasantense eleita para a iniciativa “Um Brinquedo, Um Sorriso”, da responsabilidade da JS Maia e do PS Águas Santas. Este ano, o quinto em que se realiza o evento, foram angariados cerco de 150 brinquedos que serão entregues às crianças daquela instituição de Águas Santas. «Em relação a outros anos, penso que correu muito bem, talvez tenha sido a melhor de sempre mas não posso dizer isso com toda a certeza. Ficamos muito contentes com a participação», contou ao MaiaHoje, o secretário coordenador da JS Maia, João Torres. Este responsável acrescentou ainda que o evento tem bastante significado nas actividades da JS Maia, «faz sentido que uma estrutura partidária juvenil dedique um dia do ano às crianças e a este tipo de iniciativas, quando passa o resto do ano ocupado com questões políticas». A entrega dos brinquedos

realizou-se este Sábado na sede socialista de Águas Santas e contou com a presença de diversos responsáveis socialistas locais e concelhios, para além das “estrelas” da iniciativa, as crianças. Texto: AMM Foto: Jorge Costa

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

07 PUB

SAÚDE Primeira escola para crianças autistas em Portugal

A alegria da primeira palavra Diogo Ribeiro é uma criança maiata de 6 anos que frequenta a primeira escola para autistas existente em Portugal. Depois de anos de vários tratamentos e terapias, os pais vêem finalmente progressos. Diogo é uma das dez crianças que “inauguraram” a primeira escola para autistas de Portugal, que entrou em funcionamento em Setembro, no Colégio Campo das Flores, em Lisboa. Baseada no método ABA - Applied Behavior Analysis (Análise Comportamental Aplicada), oriundo dos Estados Unidos onde é aplicado há cerca de três décadas, esta escola tem como principal objectivo preparar crianças autistas para que ingressem no ensino a par das crianças ditas normais. Trazido para Portugal por Carlos França, também pai de uma criança autista, este tratamento funciona de forma intensiva com um acompanhamento diário de cinco horas, cinco dias por semana.

Depois de alguns anos de tratamentos e terapias sem resultados aparentes, Paulo e Ana Ribeiro vêem a esperança renascer com um método que ao fim de um mês já mostra progressos, «já noto resultados. Está mais calmo e concentrado e já conseguiu dizer a primeira palavra… “papá”», conta com alguma emoção, Paulo Ribeiro. Mas a mudança também trouxe dificuldades. A localização da escola em Lisboa, obrigou a que a mãe de Diogo, Ana Ribeiro, fosse viver para a capital, em casa de familiares, pedindo transferência do Jumbo da Maia para o Jumbo de Almada, onde actualmente trabalha. Além disso, o custo do tratamento é de mil euros

mensais. Despesa avultada, mas que feitas as contas acaba por compensar, conta Paulo Ribeiro, «antes tinha duas sessões de terapia por semana e, às vezes, só uma e gastava entre os 500 e 600 euros por mês. Agora o valor é superior, mas o tipo de tratamento é muito diferente». Entretanto, a família Ribeiro beneficia de um apoio da Fundação Auchan de 300 euros mensais, que Paulo muito elogia, enquanto espera a resposta a uma candidatura ao subsídio estatal de 3ª pessoa, «temos tentando ter o subsídio de 3ª pessoa, uma compensação por a minha mulher ter de trabalhar em part-time para cuidar do Diogo. Mas entregamos a candidatura

em Julho e ainda não tivemos resposta», lamenta. No total, serão dois anos de terapia e 24 mil euros no total, mas o pai de Diogo acredita principalmente na melhoria do filho, dado que nos Estados Unidos o ABA apresenta uma taxa de sucesso de 40%, ou seja, 40% das crianças entre os três e os seis anos recuperam substancialmente do autismo e conseguem frequentar o ensino normal. «Mas o mais importante é ele ganhar mais autonomia. Mas esperamos que consiga falar mais e escrever». António Manuel Marques

PEREGRINAÇÃO Périplo religioso de grupo nogueirense conta com Padre Daniel

Grupo maiato viaja até Fátima Um grupo de oração oriundo da freguesia de Nogueira, viajou no início do mês de Novembro, até Fátima, numa viagem que contou com a presença do Padre Daniel Lima que acompanhou todas as celebrações. Aliás, um dos objectivos da peregrinação, que contou com algumas dezenas de pessoas, foi a angariação de fundos para o projecto “Casa Vidas” da responsabilidade daquele pároco. A partida deu-se por volta das 7h00 com o objectivo de assistir à celebração da eucaristia na igreja da Santíssima Trindade pela 11h00. Depois do almoço a peregrinação continuou, pelas 14h30, com a realização da via-sacra aos Valinhos. Posteriormente houve tempo para os participantes cumprirem as suas promessas no santuário, com a viagem de regresso a dar-se pelas 17h00.

PUB


08

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008 PUB

RELIGIÃO Raul Cunha e Silva edita “12 Lições de História Comparada das Religiões”

Religiões idênticas, visões diferentes Presidente do Instituto Cultural apresentou oficialmente a obra no Fórum da Maia, com a presença dos professores Coelho Dias e Jorge Alves. Livro versa sobre o estudo comparado das religiões para chegar à conclusão que os diferentes credos têm mais em comum do que parece à primeira vista. “12 Lições de História Comparada das Religiões” é o título do novo livro de Raul da Cunha e Silva, presidente do Instituto Cultural da Maia. A obra dedica-se a «comparar as religiões ao longo da História. Se formos aos tempos primordiais encontramos que os grandes temas do monoteísmo ou politeísmo são iguais. O céu, o inferno, a alma ou a imortalidade são idênticos. A maneira de os abordar é que é diferente», explicou o autor durante a apresentação oficial do livro realizada no Fórum da Maia, este Sábado, que contou com as presenças do professor Geraldo Coelho Dias e do professor Jorge Alves, presidente da FLUP. Raul da Cunha e Silva defende ainda que tendo em conta as semelhanças entre os credos, principalmente os monoteístas (Judaísmo, Cristianismo e Islamismo) ganha força a ideia de uma origem comum, na opinião do autor a chamada “religião cósmica”. Ainda assim, o autor salienta que neste livro, que irá servir de manual à cadeira de “História Comparada das Religiões” do Instituto Cultural da Maia, não pretendeu aprofundar muito o assunto. «Não vou ser muito profundo e num ambiente católico não vou tirar consequências para além do senso comum. É uma obra acessível a quem tenha alguma cultura, mas distingue o aspecto da fé e da ciência, e é um livro rigorosamente científico. Quem não compreender isto vai ter dificuldade em entendê-

lo. Já há casos aqui na Maia que dizem que o presidente do Instituto é ateu», exclama. Nas “12 Lições de História Comparada das Religiões”, Raul da Cunha e Silva aflora ainda

outros credos como o Hinduísmo, o Bramanismo, o Budismo Tibetano e as religiões da China e do Japão. Esta apresentação contou com a presença

de diversos elementos do executivo camarário, como o edil Bragança Fernandes e os vereadores Nogueira dos Santos, Paulo Ramalho e Hernâni Ribeiro. António Manuel Marques

Raul da Cunha e Silva, Coelho Dias e Jorge Alves

SENSIBILIZAÇÃO Marcha contará com a presença de Ximenes Belo, Prémio Nobel da Paz em 1996

Uma “Onda da Paz” percorrerá a cidade da Maia No próximo 30 de Dezembro terá lugar na cidade da Maia uma marcha pedestre. Com o lema “Onda da Paz”, esta iniciativa pretende «chamar a atenção para os conflitos existentes pelo mundo fora e mostrar que inúmeras vezes os Direitos Humanos não são respeitados» refere comunicado da Agência Ecclesia. A marcha começará às 19 horas na Praça do

Dr. José Vieira Carvalho e percorrerá as ruas da Maia. A primeira paragem, intitulada “Ondas Turbulentas”, será às 20.15 na Escola EB 2/3 da Maia e nela se falará dos conflitos do mundo. A segunda paragem, “Surfar na Onda”, terá lugar na Casa dos Missionários Combonianos, às 22 horas. Lá, os assistentes terão a oportunidade de ouvir o testemunho do bispo Ximenes Belo. A

última paragem será às 24 horas na Igreja Nova da Maia, onde haverá uma vigília de oração. Durante o percurso, os participantes poderão colaborar com um projecto de solidariedade que tem como objectivo a construção de um poço de água na Etiópia, «país assolado desde há muito pela seca». A Marcha da Paz é uma organização do

Missão Jota, plataforma formada por alguns jovens de paróquias da Vigararia da Maia (Águas Santas, Corim, Gueifães, Folgosa, Milheirós, Moreira, Vermoim) e pelo CVJ dos Missionários Combonianos.

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

09 PUB

DESPORTO Primeira corrida da campanha de sensibilização para o Consumo Humano da Água da Torneira.

Água fez correr quase duas centenas e meia de jovens Cerca de 250 jovens das escolas secundárias do concelho reuniram-se nesta terça-feira no Complexo Municipal de Ginástica da Maia para participar na 1ª Corrida organizada dentro da campanha de sensibilização para o Consumo Humano da Água da Torneira. Às 10.30, todos equipados com T-shirt promocional da campanha e dorsais, situavam-se na linha de saída na Av. Luís Camões. O percurso, de aproximadamente 2.800 m., incluía duas voltas ao Estádio Municipal da Maia (uma por fora e outra por dentro), terminando novamente no Complexo Municipal de Ginástica. Na meta, esperavam-lhes um pacote de bolachas e cantis com água da torneira para recuperar as forças. No evento estiveram presentes, Arménio da Assunção Pereira, administrador da Águas de Douro e Paiva, uma das empresas fornecedoras de água do concelho e responsável do lançamento da campanha Água da Torneira, e Bragança Fernandes, presidente da Câmara Municipal da Maia. «A água da torneira é muito boa. Aliás, eu acho admirável como é que numa altura tão difícil como é a que vivemos, ainda há famílias que continuam a comprar água. A nossa água é uma água de qualidade», referiu Arménio Pereira. O administrador quis também transmitir confiança aos consumidores, recordando que «na Águas de Douro e Paiva fazemos cerca de 70.000 análises por ano. A nossa água é acessível e mais barata. Portanto, as pessoas têm de reflectir um pouco acerca desta problemática e pensar que podem beber

perfeitamente a água da torneira: um produto em que dezenas de funcionários trabalham todos os dias para que seja de qualidade e boa para o consumidor». Sobre quais foram os motivos que levaram a organizar uma corrida com jovens do 5º ao 10º ano para promover a água da torneira, Arménio Pereira respondeu que «é fundamental animar

os mais novos. Serão só eles que podem dizer aos pais para consumir água da torneira, porque já a beberam aqui». Para Bragança Fernandes “a água é um bem que falta, que temos que poupar e é importante começar com os mais novos. Eu em casa só bebo água da torneira e os meus filhos estão também habituados a beber água da torneira. Portanto, posso afirmar que a água da

torneira é boa». Do mesmo modo, Arménio Pereira anunciou que «esta é uma iniciativa que surge da Câmara Municipal da Maia e é uma experiência piloto. Mas a Águas de Douro e Paiva pretende alargá-la a todo o domínio da empresa». Na categoria masculina, o vencedor foi João Cruz, da Escola EB 2/3 da Maia, seguido de João Pinto e Leonardo Melo, ambos do INED. Na categoria feminina, venceu Ana Sofia Magalhães, do INED, e na segunda e terceira posição ficaram Mariana Melo e Maria Gonçalves, as duas da Escola EB 2/3 da Maia. Arménio Pereira e Bragança Fernandes entregaram os prémios aos participantes. Troféus para os primeiros classificados de cada categoria e uma máquina fotográfica digital para os primeiros de cada classe. A Campanha Água da Torneira é uma iniciativa pioneira organizada pelo Grupo Águas de Portugal que escolheu o município da Maia para o lançamento. A campanha, que começou no dia 17 de Novembro e se prologará até 20 de Dezembro, divulga informação e tenta sensibilizar às pessoas sobre a importância e a qualidade que a água de torneira tem na actualidade. Com este objectivo promoveram diversas actividades como concursos, acções porta-a-porta, distribuição de copos de água, “kits restauração” compostos por uma garrafa de vidro e copos de plástico para os restaurantes, etc. Ainhoa C. Robles

CULTURA “Olhares” foi o tema destacado nas passadas “Noites de Poesia”

A última sessão do ano ainda no “velho”salão As esperanças dos membros do Movimentum – Arte Cultura, organização criadora das Noites de Poesia em Vermoim, de realizar a última sessão do ano no novo edifício da Junta de Freguesia viram-se goradas. A noite de poesia do dia 6 de Dezembro teve lugar ainda na “velho” Salão Nobre da Junta. «Problemas com o mobiliário…», referiu Mário Jorge, tesoureiro da Junta. «Esta é a ultima Noite de Poesia, este ano, e neste espaço. Para o ano há mais, em espaço novo. Espero!», gracejou José Gomes, responsável do Movimentum,

aproveitando a presença do presidente da Junta, Aloísio Nogueira. Movimentum e a Junta de Vermoim abriram a noite com a saudação aos presentes, os votos de Feliz Natal e Ano Novo e uma especial lembrança do poeta Armindo Cardoso. Desse modo, deram seguimento à primeira parte das Noites de Poesia, nesta ocasião dedicada ao tema “Olhares”. Neste primeiro bloco, Maria Mamede leu um poema de Lena Maltez, incluído na rubrica “Poesia na Net”. Participaram também os

autores Jaime Gonçalves, Manuela Carneiro, Manuela Miguéns, entre outros, que expuseram os seus trabalhos. Para além disso, Maria de Lourdes, declamou “Cântico Negro” de José Régio; Cesário Costa leu dois pequenos textos poéticos de Hélder Pacheco; e José Gomes, recitou o poema que Inocêncio Vidal, ausente nesta noite, lhe entregara em mão. A segunda parte da noite, com o tema livre, começou com a leitura de um texto de António Castilho Dias, sobre as suas “aventuras” dos tempos de estudante, seguindo-se poemas

declamados por Maria de Lourdes Diogo, José Gomes, Lourdes Costa, entre outros. Neste bloco também, Aloísio Nogueira mostrou, além da função como autarca, a sua faceta de poeta, lendo um poema a que deu o título “Sem Título”. Toda a sessão foi acompanhada por música da Filarmonia de Vermoim que, a cargo de Pedro Gomes, interpretou vários temas do compositor holandês Rick Elin.

PUB


10

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008 PUB

NATAL Santa Casa da Misericórdia distribuirá donativos do projecto “Cabaz de Solidariedade da Época Natalícia”

«Há coisas num estado excelente, que vão agradar e satisfazer muitas crianças» A iniciativa consiste na recolha de vestuário, brinquedos e livros em bom estado, através do Museu de História e Etnologia da Terra da Maia. Os donativos serão distribuídos pela Santa Casa da Misericórdia às pessoas mais desfavorecidas do Concelho. Pelo terceiro ano consecutivo, a Divisão das Bibliotecas, dos Arquivos, Centros de Estudo e Museus Municipais, através do Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, realizaram a actividade “Cabaz de Solidariedade da Época Natalícia”. Esta iniciativa consiste na recolha de vestuário, brinquedos e livros, em bom estado, que depois são distribuídos pela Santa Casa da Misericórdia às pessoas mais desfavorecidas. O Museu de História e Etnologia da Terra da Maia solicitou brinquedos a todas as escolas do Concelho. Os próprios estabelecimentos educativos levaram ao museu o produto da recolha, embora, também tenha sido necessário os serviços do museu recolherem donativos em alguns centros. Uma vez realizado isto, a provedora da Santa Casa da Misericórdia, Maria de Lurdes Maia, explica ao MaiaHoje que «a função da nossa instituição é organizar a nossa logística, que é uma logística familiar, e ver de que forma fazer chegar estes bens às respostas sociais, às crianças e a aqueles que mais o

necessitam». O resultado da recolha, segundo a responsável foi muito positivo. «Trouxeram brinquedos em perfeitas condições, que tinham utilizado só uma ou duas vezes. Há coisas lindíssimas, num estado excelente e que vão fazer muito jeito e vão agradar e satisfazer muitas crianças», contou. Para a provedora, «mesmo nesta época de crise, apesar das dificuldades serem maiores, as pessoas são mais solidárias». Na quarta-feira teve lugar a cerimónia de entrega simbólica dos bens recolhidos à Santa Casa da Misericórdia, pelo presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes. No entanto, «já tem acontecido nos anos anteriores que depois da época do Natal, as escolas telefonam a dizer que ainda têm mais brinquedos. No ano passado, depois do Natal pediram à Santa Casa para ir recolher mais brinquedos e nós fomos buscá-los directamente às escolas com as nossas viaturas», assegurou

Maria de Lurdes Maia. Para a provedora da Santa Casa da Misericórdia, «esta é uma questão dos meninos e os pais demonstrarem solidariedade. A nossa

instituição fica muito reconhecida e muito grata por ter sido escolhida para a distribuição». Ainhoa C. Robles

SOLIDARIEDADE Sala infantil, espaço de ATL e zona de apoio a idosos entre as novas valências.

Nova casa para o projecto “Novos Laços” O projecto funciona agora na Associação “Os Vencedores de S. Gemil”, em Águas Santas e foi apresentado na semana passada. O projecto “Novos Laços” apresentou no dia 11 de Dezembro a sua nova casa. O crescimento deste projecto de solidariedade social, nos seus quase dez anos de existência, tem já obrigado a mudar várias vezes de local. Desta vez, as instalações da Associação “Os Vencedores de S. Gemil”, em Águas Santas, substituem a Casa do Alto, em Pedrouços. Para além das valências que tinha o anterior edifício, o novo inclui uma sala infantil, um espaço de ATL e uma zona de apoio a idosos. E precisamente os idosos constituem o desafio mais recente do projecto. «Esta era a nossa lacuna, porque já tínhamos serviços para as

famílias e as crianças, mas não para os idosos. O novo edifício inclui o “cantinho do idoso”, que funciona como centro de dia para os idosos e tem uma capacidade de 20 pessoas», referiu Teresa Frade, técnica da Câmara Municipal da Maia. Para além disto, o projecto tem criado o serviço “Novos Laços ao domicílio”, «destinado aqueles que não têm ninguém que os ajude. Este serviço é para atendê-los em tudo o que for preciso: mudar uma lâmpada, reparar uma janela… tudo. O que queremos é minimizar os seus problemas, porque consideramos que são a franja mais desprotegida», explicou a responsável.

A apresentação do novo edifício decorreu em simultâneo com a distribuição de cabazes a algumas das famílias carenciadas do Concelho. Nesta iniciativa, que «começou há alguns anos, o número de famílias tem aumentado muito. Um total de 625 famílias recebeu este ano um cabaz. Ou seja, existem já mais de 1800 utentes deste projecto que também beneficiam mensalmente dos mantimentos que chegam da União Europeia e do Banco Alimentar», declarou Teresa Frade. Durante estes três últimos meses do ano estão a ser distribuídas 50 toneladas de alimentos, das quais 23 toneladas neste mês de Dezembro.

Neste momento, toda a equipa de “Novos laços” encontra-se já instalada no novo edifício. Com estas novas instalações, este projecto de solidariedade social, que é um dos mais importantes da Maia, pretende dar continuidade às actividades já desenvolvidas, mas em melhores condições. Ontem, “Novos Laços” proporcionou a 30 idosos carenciados e sem retaguarda familiar uma Ceia e Festa de Natal, nas suas novas instalações. O convívio contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes. Ainhoa C. Robles

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

11 PUB

VN TELHA Concerto do Advento

NATAL Coral infantil maiato actuou mais uma vez no programa televisivo

Natal comemorado com música A Junta de Freguesia de Vila Nova da Telha organizou mais uma edição do Concerto Comemorativo do Advento. A iniciativa que já se vem realizando há alguns anos, teve desta vez como palco o novo Centro Cívico da freguesia inaugurado recentemente. Com a participação de quatro coros (Coral Polifónico 7 Notas, Coral Senhora do Ó, Coral Senhora da Paz e Coral Jovem do Divino Salvador de Gondim) a iniciativa teve grande participação da população, à semelhança de outros anos, reunindo na tarde de Domingo mais de duas centenas de pessoas no novo auditório. Para além do presidente de Junta, Pinho Gonçalves, e de alguns elementos do executivo local, a iniciativa contou com a presença do

presidente de Câmara, Bragança Fernandes. O edil deixou o elogio à iniciativa e distinguiu o trabalho feito em Vila Nova da Telha, à

semelhança do que referiu na inauguração do novo Centro Cívico. FOTO :Carlos Barrigana

SILVA ESCURA Junta de Freguesia realizou festa de Natal

Um gesto de carinho para as crianças A autarquia de Silva Escura realizou, no passado domingo, no Salão Paroquial, a sua habitual festa de Natal destinada às crianças. Um festival do Circo México animou a Festa de Natal da Junta de Freguesia de Silva Escura, onde as crianças tiveram a oportunidade de apreciar os números de ilusionismo, as pombas acrobáticas, os palhaços, e demais momentos humorísticos, que divertiram todos os presentes no Salão Paroquial. Como já vem sendo prática desta autarquia, foram 120 crianças que se inscreveram e receberam a prendinha que a Junta oferece nesta quadra natalícia. Esta iniciativa foi implementada pelo actual presidente, José Torres Sousa Dias, que frisou que a festa decorreu «de um modo especial, porque ao olharmos para os rostos dos meninos e meninas e notarmos que estão a viver com intensidade e alegria estes momentos únicos, ficamos muito orgulhosos em proporcionar esta acção». O autarca disse ainda estar muito «reconhecido e grato à população pela forma intensa como participa na festa, acompanhando os seus filhos. São estes gestos que nos dão força para continuarmos a trabalhar mais e melhor em prol de todos, sem excepção». Sobre o espectáculo, José Sousa Dias é peremptório: «É o programa mais adequado a

este tipo de realizações e que as crianças mais apreciam». Por isso, conclui, «justificou-se plenamente e estou amplamente feliz pela tarde bem especial. O Pároco de Silva Escura, José Silva,

presenciou o evento. Presença pela qual o presidente da Junta disse estar «muito grato, não só por disponibilizar o Salão Paroquial, como também vir até cá e assistir à festa».

Pequenos Cantores abrem “Natal dos Hospitais” À semelhança de anos anteriores, o Coro infantil dos “Pequenos Cantores da Maia” liderado pelo maestro Vítor Dias abriu a Gala do Natal dos Hospitais que este ano, a Norte, teve lugar no Hospital de Magalhães Lemos. A 50ª edição do “Natal dos Hospitais” foi também transmitida pela RTP Internacional, RTP África e RTP Mobile, sendo objecto de várias reposições neste tempo especial de natal, sendo previsível um visionamento por largos milhões de telespectadores em todo o Mundo. Os Pequenos Cantores da Maia interpretaram uma canção de Cris Rea, originalmente intitulada “Driving Home for Christmas”, mas que na sua versão portuguesa se intitula “Volto para Casa”, numa adaptação de Mizé Rouxinol que preserva o espírito original da canção e sublinha por inteiro, a sua mensagem de apelo a uma condução cautelosa, prudente e a um regresso a casa, pautado pela alegria. Entretanto, os Pequenos Cantores da Maia têm mais duas actuações marcadas, desta feita para o MaiaShopping, amanhã e Domingo, pelas 18h00. FOTO: Artur Bacelar

PUB

as melhores marcas aos melhores preços

IMPORTADOR DIRECTO pneus • jantes • alinhamentos calibragem • serviços

a i a M a n us é connosco! pne

RUA DO RIO, 15 • NOGUEIRA • 4475-493 MAIA • TEL 22 960 71 75 • FAX 22 960 80 64 www.martinsetorres.com • martinsetorres@martinsetorres.com

venha conhecer as novidades 2008


12

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

O Natal de “Nuestros Hermanos”

Festa de Natal do infantário Monfortinhos de Real

O verdadeiro espírito de Natal No passado sábado, dia 13, o Salão Paroquial da Igreja de Vermoim foi mais uma vez palco de uma calorosa festa de Natal organizada pelo infantário Monfortinhos de Real. Os espectáculos, que se realizaram durante a parte da manhã e tarde, versaram a mesma temática crítica “Consumismo no Natal”. Desta forma pretenderam apelar ao verdadeiro significado da época, bem como para a

Uma espanhola a viver pela primeira vez a época do natal em Portugal não tem que notar muitas diferenças, pois não? Na realidade, todos somos vizinhos, todos somos “ibéricos”. De facto, até este momento não percebi nenhuma diferença: publicidade de brinquedos na televisão, luzes nas ruas, decorações natalícias nas vitrinas das lojas, canções de Natal e publicidade do “El Corte Inglés” por todos os lados. E tudo isto, dois meses antes do dia do Natal. Não, a verdade é que até agora, não vi diferenças. No entanto, nos dias centrais de Natal, os costumes não são iguais nos dois países. Com a licença do leitor e porque considero uma questão interessante, através da experiência pessoal, contarei como é que nós, espanhóis, vivemos o natal e tentarei compara-lo com as vossas tradições portuguesas. Espero não enganar-me! O meu caso é um pouco especial: madrilena, mas com as origens famíliares no País Basco, concretamente em Bilbao. Lá, no norte de Espanha, é onde passo os dias 24 e 25 de Dezembro. Desde que era criança, sempre me trouxe vantagens. Implicava uma viagem, ver os avós, tios e primos, … e sobretudo, mais presentes! Eu recebia duas vezes prendas no Natal e isto de menina (e não tão menina), fazia do Natal uma época ainda mais especial. Em Espanha, na noite do dia 24 de Dezembro, não vem o Pai Natal (Papá Noel para nós), ainda que seja cada vez mais habitual que deixe nas casas um pequeno detalhe. No meu país vêm os “Reyes Magos” (Reis Magos) e eles vêm na noite do 5 de Janeiro. No entanto, no País Basco é outra a personagem mágica que reparte prendas entre as crianças. Chama-se “Olentzero” e é um carvoeiro que na noite do dia 24 de Dezembro trepa pelas paredes das casas e dos prédios deixando presentes. Acho que, em Espanha, o País Basco é a única região com uma tradição diferente neste sentido, mas seja como for, o facto é que eu desfrutava (e ainda desfruto) do Olentzero e dos Reis Magos. Será que sou uma boa menina? A gastronomia típica em Espanha, nesses dias tão especiais, é diferente em cada região e ainda mais, em cada família. Na minha, eu penso, estou convencida, que o objectivo das mães (ainda nenhum pai se atreveu a cozinhar) é fazer-nos rebentar. Não sei se aqui é igual, mas

lá cozinha-se tanto e tão variado que depois temos comida para pelo menos um par de semanas! Estas “intensas” comidas fazem com que me enfarte no Natal. No jantar do dia 24 e no almoço do dia 25, primeiro, encha-se a mesa com múltiplas entradas: presunto ibérico, croquetes caseiros, vários tipos de marisco, saladas, queijo, patê, etc. Acreditem que com isto já teríamos jantado e ficado muito bem, mas para as cozinheiras ainda não é suficiente. Trazem “Gulas”, que são como uma “imitação” das caríssimas Enguias, feitas com extracto de peixe (muito boas). Preparam ameixas. Depois come-se carne, normalmente vitela assada ou peru. Para quem não goste da carne, há peixe, quase sempre bacalhau. Quando já não tens forças nem para levar o garfo à boca, vêm os doces… A minha mãe e as minhas tias, preparam três ou quatro diferentes e, claro, temos de prova-los todos! Veremos se com a crise isto muda. Embora, na minha opinião talvez mudarão os pratos, mas não a quantidade. Em Espanha, e mais no norte, somos assim. Ah! Esquecia-me de uma coisa: o turrão! O turrão é um produto que no meu país é muito típico comprar no Natal, quase como o Bolo-Rei para os portugueses. De facto, praticamente só se compra nesta época. Posso até dizer que foi para mim uma grande surpresa, ver aqui em Portugal senhoras vender turrão na praia, em pleno mês de Agosto. Todos nós, no Natal, temos caixas e caixas de turrão em casa, mas a verdade é que depois quase não lhe tocamos. Temos tantas outras coisas tão boas, que nos esquecemos do turrão! No que diz respeito aos costumes dos jovens, estes tradicionalmente, só saíam na noite da passagem de ano. No dia 24, ficava-se sempre em família, mas os costumes mudam. Agora saem também na noite no Natal. Vão a um bar ou a uma festa. Eu, por mim, fico sempre em casa com a minha família. Juntamo-nos todos tão poucas vezes no ano que tenho de aproveitar. Falamos, jogamos às cartas ou a algum outro jogo e cerca das quatro horas, já cansados, todos a dormir, que no dia seguinte temos que continuar a comer! Que duro é isto do Natal… mas alguém tem que fazer o sacrifício. Ainhoa C. Robles

importância de viver esta quadra de uma forma calma, solidária e no seio familiar. O espectáculo envolvendo as várias gerações, contou com a presença das cerca de 110 crianças daquele estabelecimento de educação, e dos seus familiares. É de realçar a participação e colaboração activa de vários Pais na elaboração dos cenários, nas actuações e nos acessórios cénicos.

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

13

A sugestão do Chef

PERNA DE CORDEIRO RECHEADA COM FRUTOS SECOS 1 perna de cordeiro grande (+-) 1 kg 600 gr de batatas pequenas 40 gr amêndoas laminadas 40 gr miolo de noz 40 gr de pinhões 0,5 dl azeite 1 colher de sopa de manteiga 1 colher de café de colorau 1 laranja 1 limão 2 dentes de alho 1 folha de louro Salsa, Sal e Pimenta q.b. Fio de cozinha Arranje a perna de cordeiro, faça-lhe um corte junto ao osso e retire-o. Cubra a perna com água e junte o limão e a laranja às rodelas e tempere com sal. Deixe de um dia para o outro. No dia, corte o miolo de noz em pedaços pequenos, deite-os para uma frigideira, junte a amêndoa e os pinhões e leve ao lume, mexendo sempre, até que fiquem bem coradinhos. Retire do lume. Ligue o forno a 180 graus. Escorra a perna do cordeiro. Abra-a, espalhe a mistura dos frutos secos, feche e ate com fio de cozinha. Ponha num tabuleiro, tempere com o colorau, sal e pimenta, o alho picado e a folha de louro, regue com o azeite e junte a manteiga em nozinhas por cima. Descasque as batatas, corte aos cubos e coloque à volta da carne. Leve ao forno cerca de 40 minutos, regando com o molho da carne. No final rectifique os temperos, retire do forno e sirva polvilhado de salsa picada. Sugestão: acompanhar com grelos salteados. Chefe Albino PUB

PUB


14

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

NATAL Autarquia vermoense leva a cabo mais uma edição da “Idade d’Ouro”

ANIMAÇÃO “Um Natal sem Igual” pretende transmitir o princípio de solidariedade às crianças.

Vermoim junta seniores em festa natalícia Cerca de centena e meia de seniores reuniram-se este Sábado na Escola Secundária da Maia, para mais uma edição do “Natal Idade d’Ouro”, organizado pela Junta de Freguesia de Vermoim. O evento que se realiza há três anos tem como principal objectivo proporcionar um momento de boa disposição aos idosos da freguesia tendo como mote a época natalícia, propósito plenamente cumprido, «acho que atingimos os objectivos a que nos propusemos quando iniciamos este evento há três anos. E esses objectivos são proporcionar a oportunidade aos nossos seniores de conviverem e encontrarem os seus amigos numa agradável festa e, além disso, mostrar o que a Junta e a comunidade têm feito ao longo do ano», referiu ao MaiaHoje, o presidente de Junta de Vermoim, Aloísio Nogueira.

Por entre a conversa amena, salpicada por petiscos natalícios, os participantes tiveram oportunidade de ver uma representação da Oficina de Teatro de Vermoim, da autoria de Carlos Frazão. Em jeito de revista à portuguesa, os actores fizeram uma adaptação de alguns excertos de filmes e outros, plenamente reconhecidos pelo público presente, contando com a colaboração da Filarmonia de Vermoim, que “musicou” a peça. O convívio contou ainda com a presença do edil Bragança Fernandes, que elogiou a iniciativa e relembrou que a política da autarquia tem como prioridade o apoio a crianças e idosos. No final, o balanço foi positivo, «pelo que percebi foi um sucesso e todos gostaram muito», finalizou Aloísio Nogueira. AMM

O Pai Natal visita as Escolas EB1 e Jardins-de-infância do concelho Antes de receber a visita do Pai Natal, os jovens doaram brinquedos, jogos, livros e alimentos, destinados a causas sociais. “Dar e Receber” é o lema que desde a Câmara Municipal quiseram transmitir às crianças com esta iniciativa. Todas as Escolas EB1 e Jardins-de-infância do concelho receberam nesta semana uma visita muito especial. O Pai Natal, acompanhado de uma equipa de animadores, foi ver as crianças e entregar-lhes uma prenda de Natal. Era a recompensa para os jovens que durante todo o mês doaram brinquedos, jogos, livros e alimentos a causas sociais. Esta iniciativa, intitulada “Um Natal sem Igual” e promovida pela Câmara Municipal no âmbito da animação natalícia, cumpre este ano a sua terceira edição. «O que pretendemos é incutir nas crianças o lema de “dar e receber”, que tem implícito o princípio de solidariedade», referiu o vereador da Juventude, Hernâni Ribeiro. O responsável acrescentou que «“Um Natal sem Igual” tem um grande valor porque, para além dos princípios que contém, é uma iniciativa do agrado das crianças». Na iniciativa, trabalharam dez pessoas repartidas em duas equipas, que recorreram a um total de 47 estabelecimentos de segunda a quinta-feira. Os primeiros a receber as prendas de Natal foram os jovens da EB1 da Maia, que para além da visita do Pai Natal, contaram com a presença do presidente Bragança Fernandes e Hernâni Ribeiro. Das mãos destas três individualidades receberam uma mochila que, segundo o presidente, «era para que os miúdos guardassem o Magalhães. Para proteger o computador de golpes e pontapés». «Nós pensávamos que para esta época todos teriam o Magalhães, mas ainda só alguns alunos da Escola de Currais o têm. Os próximos

computadores só virão em Março. Nós cumprimos, o Governo não», afirmou. Em relação aos donativos das crianças, estes foram destinados a causas sociais. Hernâni Ribeiro declarou que «este ano, propusemos que os jovens doassem produtos alimentares não perecíveis», mas no final, os jovens deram mais do que isso. Ana Paula Ribeiro, coordenadora da EB1 da Maia, garantiu que «a recolha correu muito bem» e que «as crianças, para além de alimentos, trouxeram jogos, brinquedos e livros». Nesta escola também quiseram reforçar a ideia da autarquia de despertar nas crianças o sentido da solidariedade com a iniciativa “Natal a Meias”. «Este lema tem um significado duplo. Por um lado, os miúdos decoraram toda a escola com meias que eles fizeram à mão. Por outro lado, “Natal a Meias”quer dizer partilhar», explicou a coordenadora. Ainhoa C. Robles

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

15


16

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008 PUB

ARTE Exposição “Natal no Jardim” nos Jardins do Monumento à Comunidade Maiata

Árvores de Natal recicláveis decoram “pirâmides” As obras foram feitas pelos idosos de quatro instituições de Solidariedade do concelho e sete estabelecimentos de apoio a idosos da Santa Casa da Misericórdia da Maia Os Jardins do Monumento à Comunidade Maiata estão decorados, desde a passada sexta feira, com pequenas árvores de Natal construídas com materiais recicláveis e naturais. Este bonito quadro natalício é o resultado de uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia da Maia. Os artistas: os idosos de quatro instituições de Solidariedade (Amanhã da Criança, Lar de Santo António, em Gueifães, Centro Social e Paroquial de Águas Santas e APPACDM da Maia) e de sete estabelecimentos de apoio a idosos da Misericórdia maiata. A ideia surgiu das coordenadoras dos estabelecimentos comunitários da Santa Casa e dos centros de dia com o objectivo de «entreter os seniores com estes trabalhos manuais e também para que saiam do local onde estão sempre, pelo menos, no dia da inauguração da exposição», refere a provedora da Santa Casa da Misericórdia da Maia, Maria de Lurdes Maia ao MaiaHoje. Os idosos estiveram a trabalhar nessas árvores de Natal durante semanas.

«Primeiro solicitamos este espaço à Câmara Municipal e quando eles aceitaram a proposta, com a promessa de não estragar a erva, começamos a trabalhar. Tivemos bastantes semanas para fazer as árvores, mas temos de ter em conta que o ritmo de trabalho dos idosos é mais lento», afirmou a provedora. Entre os materiais utilizados, todos recicláveis e naturais estão: papel, sisal, arame, pacotes de leite, rede, plástico, celofane, cartão, copos de iogurte, garrafões, esponja, ripas de madeira, tubos eléctricos, tecidos, folhas e CDs. Em representação da Câmara Municipal, esteve presente na inauguração o vereador Nogueira dos Santos. «Hoje em dia nada se resolve sem ser em parceria. O trabalho e a cooperação são precisos. A vida está muito difícil na actualidade, mas se cooperamos uns com outros, podemos continuar a avançar», declarou. Nogueira dos Santos não quis deixar passar a ocasião sem reconhecer o grande esforço

realizado. «Esta camada de “jovens” fez um grande trabalho. Também as coordenadoras porque, com certeza não foi fácil pôr todas estas pessoas em movimento», admitiu. O vereador ressaltou a atenção que a Câmara Municipal tem com os idosos e, entre risos, referiu: «o presidente, Bragança Fernandes, que disse que está a chegar à 3ª idade, sempre se preocupou muito com os idosos. A partir da Câmara Municipal queremos criar um bom ambiente para que todos possam estar sempre com um sorriso». O responsável, aproveitou também para anunciar a criação de um observatório social. «Servirá para investigar as dificuldades que estão a desenvolver-se e minimizalas. O nosso objectivo primordial são aquelas pessoas que estão isoladas. Haverá uma equipa para atende-las», afirmou.

Apesar de ser a primeira vez que a Santa Casa da Misericórdia organiza esta exposição “O Natal no Jardim”, já estão a pensar em continuar com a iniciativa nos próximos anos. «De facto, já surgiram novas ideias, como pôr luzes nas árvores, para que as pessoas possam desfrutar delas, dia e noite», reconheceu a provedora da instituição. A inauguração finalizou com a entrega de um certificado, uma medalha e um livro da história da Santa Casa da Misericórdia da Maia às instituições participantes e com um pequeno passeio pelo jardim. «Esperamos que no próximo ano possamos estar todos juntos novamente», desejou Maria de Lurdes Maia. Ainhoa C. Robles

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

17


18

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008 PUB

MOREIRA Forças vivas da freguesia participam em iniciativa

Colectividades unidas em mais um “Natal em Moreira” Pelo terceiro ano consecutivo, as colectividades e associações da Vila de Moreira uniram-se para celebrar o Natal. Com organização das mesmas e apoio da Junta de Freguesia, as actividades repartiram-se por três dias. O pontapé de saída foi dado pelas Escolas EB 1 e pelo Grupo de Jovens “Alfa”, na passada sexta. No sábado actuaram a Escola da Banda de Musica de Moreira e a Banda de Música de Gondomar. O ponto alto aconteceu no domingo. Pelo palco da Junta de Freguesia passaram o Rancho Infantil de Moreira da Maia, o Grupo Coral Litúrgico Dominical, o Grupo Coral Santo Lenho, o Grupo Coral Divino Salvador, o Grupo Juvenil da Catequese “Cantar para Jesus”, o Grupo Regional de Moreira da Maia e os Escuteiros. Bragança Fernandes, presidente da Câmara Municipal da Maia, revelou sentir-se bem em todas as freguesias, “mas particularmente em Moreira. Tem um óptimo presidente de Junta e as gentes de Moreira são muito simpáticas”. Relativamente à iniciativa, o autarca considera-a “muito interessante”, preconizando que “todas as freguesias deviam ter acções deste género: unir as colectividades para que estas se conheçam umas às outras.” A propósito do “maior entrosamento” que considera dever existir entre as diversas associações, Bragança Fernandes ressaltou a inauguração, no próximo sábado, de um monumento às colectividades, “em que vão estar presentes todas as colectividades do Concelho sejam elas desportivas, culturais ou recreativas.” “É um grande monumento em pedra que atesta a pujança das mais de cem colectividades e associações do Concelho”, asseverou o presidente, aditando que se trata de mais uma obra reveladora do pioneirismo do Concelho. Albino Maia, presidente da Junta de Freguesia da Vila de Moreira, fez um balanço positivo desta terceira edição, porque “continuamos a trabalhar para que as colectividades da nossa vila estejam cada vez mais unidas”. Prova disso é o facto “deste conjunto de actividades ter sido praticamente todo promovido por elas. Nós disponibilizamos os espaços e coordenamos algumas coisas. A partir daí tudo foi possível com e o seu empenho e trabalho”, afirmou. Albino Maia considerou, ainda, que esta iniciativa revelou “bastante qualidade, a aumentar de ano para ano não só nos painéis de exposição que cada uma das

colectividades elabora, como também nas actuações que cada um dos grupos vem fazendo.” Este ano, “O Natal em Moreira”, contou com uma estreia: o Grupo Juvenil da Catequese “Cantar para Jesus”, o que para o autarca é revelador de uma maior proximidade entre as colectividades e a Junta de Freguesia e “pode trazer todos os frutos que a comunidade espera, porque o meu propósito e o do executivo que me acompanha nesta estadia na Junta de Freguesia de Moreira é trabalhar para a comunidade. Portanto, se nós estamos a trabalhar para a comunidade e a comunidade está connosco, representada nas suas colectividades, estamos a trabalhar com um futuro muito objectivo que é, realmente, servir tudo e todos”, frisou. “É um projecto que para mim, e como Junta de Freguesia, atingiu a sua plenitude, mas terá momentos muito mais altos para o futuro, porque se o que nós conseguimos ver hoje é verdadeiro para o futuro, está garantido que vai ser um sucesso”, assegurou Albino Maia. A edição deste ano contou, ainda, com uma novidade. No final das actividades, o encerramento foi feito no parque “Brincar no Bosque” (contíguo às instalações da junta de freguesia) com lanche/convívio de Natal. Rita Santos

FOTOLEGENDA Silva Escura ilumina-se

Junta de Freguesia de Silva Escura resolveu este ano adoptar uma iluminação natalícia nas proximidades do edifício sede. Com a colaboração da Câmara Municipal da Maia colocou um motivo luminoso na rotunda da Via Diagonal.


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

19


20

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

EMPRESAS Elisa Moura Cabeleireiros com nova gerência e decoração.

A arte da beleza feminina Nas artes creativas, é fundamental, de vez em quando, que haja um refrescamento de imagem, bem como actualização das instalações. Este é um dos principais segredos da arte da “haute-coiffure”. Elisa Moura é hoje, no grande porto, um nome incontornável quando se fala em cabeleireiros de topo. Desde cedo a trabalhar com os “mestres” Isabel Queirós do Vale e Humberto Marum do qual se tornaria sócia, sempre lhe foram reconhecidos méritos na Arte que sempre abraçou. Várias deslocações anuais a importantes Salões internacionais, deram a Elisa Moura o conhecimento dos equipamentos e técnicas mais utilizadas em todo o mundo. A sua escolha na preparação de manequins para desfiles de moda, tem sido uma constante da sua vida ligada à beleza feminina e masculina. Actualmente a trabalhar pela primeira vez num espaço próprio, sem parcerias, Elisa Moura e a sua equipa garantem a qualidade que já fidelizou centenas de clientes satisfeitos. Muitos são também os homens que já não dispensam cuidados de beleza e que os entregam nas mãos dos profissionais da “Elisa Moura Cabeleireiros”. De Matosinhos, sua terra Natal, para a Maia, terra que adoptou para viver e onde mantém o seu atelier há mais de 17 anos, tem vários clientes que fazem dezenas de quilómetros para entregarem o seu cabelo ao cuidado da conhecida estilista.

Recentemente procedeu a uma actualização de gerência que acompanhou com um refrescamento estético do seu espaço, conferindo ainda mais um toque pessoal para receber os seus clientes.

INAUGURAÇÃO Loja especializada abre bem em Leça do Balio, perto da Maia

Da Ortopedia à Puericultura bem perto de nós Hoje em dia, para matérias específicas, normalmente temos que nos deslocar invariavelmente ao centro do Porto, mas cada vez mais, fruto do crescente aumento da procura, abrem novos espaços, mais próximos das populações alvo. Assim nasceu a “OrtoPueri”, espaço dedicado exclusivamente ao comércio de artigos de ortopedia e puericultura. Com gerência de Helena Cunha, a Ortopoeri tem disponíveis na ortopedia, cadeiras de rodas, assentos moldados, ajudas de banho e wc, rampas, artigos de higiene, cintas, almofadas, mastectomia, bengalas, canadianas, andarilhos, pirâmides, camas, colchões, sofás, antiescara, elevadores, ajudas para a vida diária, artigos para incontinência, colares cervicais, calçado ortopédico, próteses e ortóteses, artigos de compressão e imobilização e ajudas para pediatria. Na área da Puericultura, estão disponíveis cadeiras de passeio, cadeiras auto, espreguiçadeiras, cadeiras de refeição, parques, tapetes com actividades, camas de viagem, andarilhos, alcofas, marsupiais, biberões, tetinas, chupetas, anéis de dentição, artigos para a papa, segurança, higiene corporal, higiene oral, acessórios de aleitamento e esterilização. Todos estes artigos podem ser consultados no local, de segunda a sábado,

das 9.45 às 19 horas, com intervalo para almoço entre as 12.45 e as 13.30 horas. A loja está localizada na Rua de Recarei, nº 108, em Leça do Balio, junto ao balcão do banco Santander/Totta. O contacto telefónico pode ser pela linha 22 952 02 17, fax 22 952 02 15 e voip (gratuito pela internet) 302002300.

No referido espaço está ainda disponível solário, gabinete de estética e um sem número de produtos de tratamento e beleza capilar, bem como produtos de beleza. O estabelecimento de cabeleireiro está

localizado na Rua D. João IV, 263, bem no centro da cidade da Maia. Marcações podem ser efectuadas pelo telefone 22 941 08 11.

ARTES Nova loja no centro da cidade

«Texturas» No final do passado mês de Novembro, abriu na Maia, na Travessa Dr. Augusto Martins, um novo espaço destinado às Artes Decorativas. De seu nome “Texturas”, é propriedade da artista plástica Andreia Nunes. A proprietária pretende ter um espaço diferente e interactivo. Desse modo é possível frequentar o Atelier onde funciona a formação em três modalidades: Aulas de pintura semanais; Artes de decoração e Workshops. Actualmente as aulas de pintura são dadas uma vez por semana com carga horária de 3 horas por dia. Quanto às aulas decorativas são fornecidas “avulso” ou em packs de quatro aulas (mensal). Os

workshops serão pontuais e anunciados oportunamente, havendo já confirmação por parte de fornecedores de equipamentos de demonstrações. Na área comercial, destacam-se as caixas e outras peças de madeira, pratos de vidro e peças em marfinite para posterior decoração. Neste espaço pode-se ainda encontrar aplicações várias muito utilizadas em “scrapbooking”, mas também colas, vernizes, pincéis e tintas, importados e nacionais e ainda guardanapos para “decoupage”. O espaço está localizado na Travessa Dr. Augusto Martins, loja 23º contacto telefónico é o 91 941 7006. Manuel Jorge Costa

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

21

ANDEBOL Maiatos vencem Belenenses na 1ª mão da Taça da Liga

Águas Santas ganha vantagem na eliminatória

O resultado final fixado nos 31-30 para o Águas Santas deixa adivinhar o equilíbrio na partida com o Belenenses, a contar para a 1ª mão da eliminatória de apuramento para a fase final da Taça da Liga em Andebol. Foi precisamente um jogo equilibrado e emotivo, onde nenhuma das equipas se conseguiu distanciar no marcador o que levou a que ao longo do encontro, o marcador estivesse 17 vezes empatado. O início do desafio foi algo incaracterístico, com muitas falhas técnicas de ambos os lados principalmente a nível atacante. Ao intervalo, o “score” estava num empate a 17 golos. Na segunda metade do embate, manteve-se a mesma toada da primeira parte o que deixou incerto o resultado final pois a vitória poderia pender para

qualquer das formações. Foi mais feliz o Águas Santas ao aproveitar o seu último ataque para concretizar, num momento em que o Belenenses estava em inferioridade numérica por exclusão do seu atleta José Rocha. Estiveram em destaque dois atletas maiatos, o Guarda Redes Alexandre Teixeira (33% de eficácia) e Jorge Carvalho que com nove golos foi o melhor marcador do encontro. O resultado final de 31-30 deixou tudo em aberto para a 2ª mão que se disputou esta quarta feira em Belém, já depois do fecho desta edição. Já a fase final da Liga tem lugar entre 15 e 18 de Janeiro, em Portimão. Texto: AMM Foto: Jorge Costa

ATLETAS SENSIBILIZAM MAIS NOVOS Seis jogadores do plantel sénior da AA Águas Santas deslocaram-se recentemente à EB1 dos Moutidos para uma acção de divulgação do Andebol. Perante os diversos alunos, os atletas aproveitaram para promover o clube tentando captar jovens interessados para os escalões de formação, Na acção que decorreu ao longo do dia, a parte da manhã foi dedicada a actividades com Alexandre Teixeira, Armando Pinto, Nuno Pimenta, Kleyton Eusébio, Pedro Neto e Vasco Nogueira. À tarde e em função do mau tempo fez-se uma visita às salas de aulas que esteve a cargo do técnico-adjunto da equipa sénior, Vladimir Cveticanin. No final realizou-se uma pequena sessão de autógrafos e a distribuição de panfletos e brindes aos mais pequenos.

DISTRITAIS Pedrouços atrasa-se na luta pela liderança da Honra Distrital

“Pedras” sai vencedor de dérbi maiato A 15ª jornada da Divisão de Honra Distrital foi palco de mais um dérbi maiato, com a recepção do Pedras Rubras ao Nogueirense. Depois de uma primeira parte discutida taco-a-taco, na segunda metade o Pedras adiantou-se no marcador por intermédio de Luís, aos 58 minutos. O Nogueirense esboçou uma reacção, mas foi incapaz de virar o marcador. Na próxima jornada o Pedras desloca-se ao campo do antepenúltimo Perosinho, enquanto o Nogueirense recebe o Valonguense, que nesta jornada goleou o segundo Ataense por seis golos sem resposta. Pedrouços atrasou-se na luta pela liderança ao empatar no terreno do Rio Tinto a zero bolas.

A formação pedroucense figura agora na 3ª posição a três pontos do líder Candal, numa divisão competitiva em que os primeiros sete classificados estão separados por seis pontos. Na próxima jornada o Pedrouços recebe o Custóias. Castêlo consegue os três pontos “a caminho” do balneário Pode-se dizer que o Castêlo da Maia conseguiu a vitória na recepção ao Guilhabreu no último fôlego. O relógio passava cinco minutos dos 90, quando Fitas conseguiu o tento que valeu três pontos para a formação maiata.

Os castelenses preparam-se para receber o Balasar, seguindo na oitava posição. Quanto às outras duas formações maiatas na 1ª Distrital, Gondim e Folgosa, ficaram-se pela divisão de pontos. Quando à equipa liderada por Manuel Maria, ficou a nulo frente ao Lavrense. O equilíbrio patente ao longo da partida materializou-se no resultado final. Na próxima jornada o Gondim viaja até ao terreno do Gulpilhares. Quanto ao Folgosa, arrancou um empate a uma bola no terreno do Ermesinde. A formação de Hugo Reis recebe agora o S. Pedro de Rates.

O Inter de Milheirós foi desfeiteado no campo do S. Romão por quatro bolas a uma. A formação de Joaquim Canário mostrou-se impotente perante o adversário e acabou o jogo reduzida a nove, depois da expulsão de Douglas e Franklin. O Milheirós desce para último da tabela, em igualdade pontual com o Ramaldense. Segue-se mais um dérbi maiato frente ao Águas Santas. Quanto aos aquasantenses, empataram em casa precisamente com os de Ramalde a duas bolas. O equilíbrio ao longo da partida espelha a divisão de pontos.

Milheirós desce para último

PUB


22

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

VOLEIBOL Maiatos não conseguiram ultrapassar detentor do troféu, o SC Espinho

Castêlo da Maia fica pelo caminho na Taça O Castêlo da Maia Ginásio Clube ficou pelo caminho na 1ª eliminatória da Taça de Portugal em Voleibol Masculino 2008/09. Os maiatos encontraram logo pelo caminho o vencedor da edição passada, Sporting Clube de Espinho que veio à Maia vencer por 3 sets a um. O Castêlo até começou melhor e num set bastante disputado passou para a frente, vencendo por 26-24. O Espinho entra melhor no segundo set e com um arranque de rompante

chega rapidamente à vantagem de 2-8. O Castêlo reage e consegue empatar a 17, mas os erros no serviço e no ataque custaram o set aos maiatos, que ficou nos 22-25. O terceiro set acabou por ser dominado pelos “tigres” que venceram por 17-25. A correr atrás do prejuízo, o Castêlo deu boa réplica no set decisivo, chegando-se a verificar igualdade a 21 pontos. No entanto, o Espinho voltou a adiantar e levou de vencida o último set por 22-25.

MINIS VENCEM TORNEIO DE NATAL A equipa Mini B Feminino do Castêlo da Maia conquistou a primeira posição no Torneio de Natal, promovido pela Associação de Voleibol do Porto. Organizado pelo Juventude Pacence, o torneio feminino contou com três principais candidatos, o Leixões, o Castêlo da Maia e o Colégio de Lamego. Na final muito equilibrada,

as pequenas maiatas acabaram por sair vencedoras, seguidas de Arcozelo, Lamego e Leixões em igualdade pontual. A próxima competição é o Torneio de Ano Novo, marcado para 18 de Janeiro. Em masculinos, o troféu ficou em casa, ganho pelos Mini B do Juventude Pacence.

BASQUETEBOL Maiatos somam mais uma derrota na Proliga

MaiaBasket continua na “mó de baixo” Formação maiata deslocou-se ao terreno do Sampaense para jogo a contar para a 14ª jornada da Proliga, em Basquetebol. Apesar de discutir o andamento do marcador ao longo do desafio, o MaiaBasket acabou derrotado por 83-78. O conjunto do Maiabasket somou mais uma derrota na Proliga. Desta vez, os maiatos não conseguiram superiorizar-se na viagem a casa do Sampaense, neste caso, “casa emprestada”, dado que o jogo realizou-se no Pavilhão de S. Romão. Ocupando o 10º lugar da classificação à partida para este jogo, os atletas do MaiaBasket (equipa composta inteiramente por jogadores

nacionais) entraram em campo determinados em conseguir a 4ª vitória do campeonato. Perante o muito público presente, os maiatos iniciaram o jogo com boa réplica discutindo o andamento do marcador e fazendo valer a média de altura dos seus atletas, superior à do adversário. Os lançamentos exteriores com fraca oposição permitiram aos maiatos ganhar algum ascendente, chegando a metade do jogo na

frente por 40-43. No entanto, o intervalo foi tónico para os anfitriões que melhoraram a resposta defensiva e assim passaram para a frente, sempre com o MaiaBasket a controlar a distância. No quarto e último período, os maiatos ainda conseguiram equilibrar o marcador mas o Sampaense acabou por se superiorizar, terminando o desafio com o resultado de 83-78.

O MVP deste jogo foi José Gomes com 36 pontos. Na formação maiata merecem referência Rui Monteiro com 15 pontos e Márcio Morais com nove. O Maiabasket defronta amanhã a formação do Angra Basket em casa. Os maiatos ocupam agora a 11ª posição da tabela. AMM

NATAÇÃO Campeonatos do Mundo de Natação para Síndrome de Down em Albufeira

Telmo Dias volta dos mundiais com quatro recordes nacionais O nadador do Clube de Natação da Maia/Real Seguros, Telmo Dias, e a sua treinadora, Ana Querido, foram os representantes maiatos na Selecção Nacional de Natação Adaptada que participou na quarta

edição dos 4º Campeonatos do Mundo de Natação para Síndrome de Down, que terminaram no passado dia 4. O nadador maiato, de apenas 16 anos, era o mais novo representante do sexo masculino da

Selecção e obteve uma primeira participação considerada positiva numa prova Internacional. Telmo Dias conseguiu quebrar dois recordes nacionais, que já lhe pertenciam, nas provas de 50m costas e 100m costas. As estafetas de

4x50m livres e 4x50m estilos, onde o Telmo Dias participou, alcançaram também novos recordes nacionais, sendo que o nadador trouxe para casa no total quatro novos recordes nacionais. De referir que, embora tenha sido desclassificado por uma falha numa das viragens, fica o registo de um tempo excepcional alcançado na prova de 200m costas, que seria recorde nacional por 12 segundos de diferença e mínimos A para os Campeonatos do Mundo. Depois de uns dias intensos de trabalho e competição, o jovem nadador vai agora gozar alguns dias de descanso, para regressar e continuar a trabalhar com vista a uma nova chamada para representar a Selecção Nacional daqui a dois anos, nos próximos Campeonatos do Mundo de Síndrome Down, que se vão realizar em Taiwan.

PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

23

DESPORTO Atribuição dos subsídios anuais às colectividades do Concelho

Executivo aprova mais de um milhão de euros em subsídios O executivo camarário aprovou recentemente em reunião de Câmara os subsídios desportivos a atribuir às colectividades para a época de 2008/09. Em termos de valores, o Andebol é a modalidade mais beneficiada com um total de 355 mil euros, sendo a Atlética de Águas Santas, a colectividade maiata com verba maior atribuída, neste caso 197.600 euros. Segue-se Voleibol com 263 mil euros, dos quais 168 mil são atribuídos ao Castêlo da Maia Ginásio Clube, a segunda colectividade a receber a maior fatia dos subsídios autárquicos, sendo a terceira o GDC de Gueifães, também na modalidade de Voleibol. O Futebol só aparece na terceira posição, em termos de modalidades. Em termos comparativos, de referir que o Basquetebol ou a Ginástica com apenas dois representantes maiatos, recebem substancialmente mais do que os 18 clubes de Futsal. O mesmo se passa com a União Ciclista da Maia que recebe apenas menos dois mil euros. A proposta aprovada refere em jeito de justificação que os valores atribuídos à AA Águas Santas, ao Castêlo da Maia GC e ao GD de Águas Santas incluem igualmente um apoio à manutenção das infraestruturas próprias e gastos com água ou gás. Na totalidade, os subsídios tiveram um aumento na ordem dos 2,5 por cento, seguindo os valores previstos da inflação. AMM

SUBSÍDIOS AOS CLUBES Andebol AA Águas Santas Académica da Maia/ISMAI MaiaStars N. D. Santa Joana CDC Santana

(355.100) 197.600 47.500 40.000 40.000 30.000

Voleibol Castêlo da Maia GC GDC Gueifães

(263.150) 168.150 95.000

Futebol FC Pedras Rubras Pedrouços AC União Nogueirense FC SC Castêlo da Maia ARDC Gondim Folgosa da Maia FC GD Águas Santas Inter de Milheirós FC Mocidade S. Gemil AC Juventude de Pedrouços FC

(221.000) 40.000 40.000 40.000 20.000 20.000 20.000 18.000 13.000 5.000 5.000

Basquetebol Maia Basket Clube Juvemaia

(85.000) 60.000 25.000

Ginástica Ginásio Clube da Maia Acro Clube da Maia

(74.819) 37.409,8 37.409,8

Futsal O Amanhã da Criança Monte das Pedras CA Sangemil Arsenal de Parada

(52.000) 7.000 7.000 6.000 3.000

ADR S. Pedro Fins ACD Coopermaia GCR Vermoim ARDACM Lusitana de Pedrouços GD Avioso S. Pedro GD Silva Escura Juventude de Águas Santas Académico de Pedras Rubras Clube Amigos de Corim AC de Teibas Ass. Moradores da Granja AD Recreativa de Parada GRC Ardegães

2.500 2.500 2.500 2.500 2.000 2.000 2.000 2.000 2.000 2.000 2.000 2.000 1.500 1.500

Ciclismo União Ciclista da Maia

(50.000) 50.000

Hóquei em Patins CD Nortecoope

(25.000) 25.000

Natação Clube de Natação da Maia

(20.500) 20.500

Atletismo Maia Atlético Clube

(20.500) 20.500

Karaté Clube de Karaté da Maia

(5.000) 5.000

Ténis de Mesa S. Cosme Ténis de Mesa Clube

(5.000) 5.000

Total:

1.177.070

KARATÉ Campeonato Nacional de Cadetes, Juniores e Sub-21 teve lugar no Pavilhão Municipal de Santo Tirso

CKMaia conquista quatro Títulos Nacionais Foram nove os participantes do CKMaia no Campeonato Nacional de Cadetes, Juniores e Sub-21 e sete as medalhas obtidas. Um resultado positivo para o Clube maiato nesta competição organizada pela maior entidade nacional de Karate, a Federação Nacional de Karate de Portugal. O Pavilhão Municipal de Santo Tirso foi o lugar escolhido para albergar a prova, que decorreu no sábado e que contou com a presença de 500 atletas procedentes de várias regiões de Portugal. O CKMaia melhorou os resultados obtidos no Campeonato Regional, conseguindo pela primeira vez na história do clube neste campeonato, liderar o quadro das medalhas. No total foram quatro as medalhas de ouro vencidas, uma de prata e duas de bronze. Os restantes integrantes do CKMaia não poderam competir por «motivos escolares», segundo o clube. Filipe Emanuel foi um dos ganhadores da medalha de ouro. Este atleta conseguiu o seu segundo Título Nacional na categoria de +78Kg, no escalão de sub-21, vencendo nos parciais por 12-4, 9-1 e 8-0 e na final por 3-1. Outro Título Nacional foi obtido por Inês Rodrigues no escalão Júnior +59Kg. Apesar de apresentar uma lesão no joelho, Inês eliminou as suas quatro adversárias pela diferença de oito pontos, alcançando o primeiro lugar e o seu

segundo Titulo Nacional. Gonçalo Pinto conseguiu a medalha de ouro e o seu primeiro Título Nacional no escalão Júnior -68Kg. Segundo comunicado do CKMaia, no final do campeonato «todos foram unânimes nos comentários ao atleta, revelando que este se apresentava uma verdadeira “maquina”». A última medalha de ouro foi ganha por Vítor Silva no escalão de sub-21, -68Kg. O atleta, que faz todos os dias mais de 40 km para treinar no clube, venceu seis combates, obtendo assim o Título Nacional. A medalha de prata foi para Hugo Soares no escalão de júnior +76Kg. Segundo o clube, este jovem «realizou combates difíceis mas conseguiu mostrar um bom trabalho, vencendo sem problemas os adversários e perdendo apenas na final para o atleta do Barreiro». Ana Almeida e Francisco Campos foram os dois atletas que acabaram na terceira posição. A primeira perdeu na passagem à final da prova de Cadetes -54Kg frente à atleta das Aves por um ponto (4-5), quando faltavam quatro segundos para o fim. Já na repescagem venceu a adversária de Matosinhos por 2-1, alcançando a medalha de bronze. Francisco Campos, que foi o terceiro no escalão Júnior -68Kg, «venceu bem os seus três adversários, mas na passagem à final perdeu para o atleta do Porto no desempate. Mesmo assim na repescagem venceu sem problemas».

Segundo o próprio clube, os jovens vencedores do Título Nacional, Vítor e Gonçalo, receberam no final da competição em mão uma carta que solicitava a sua presença no treino de Selecção Nacional do passado Domingo. Nesse treino estiveram também presentes Inês Rodrigues, Hugo Soares, Duarte Lima e Francisco Campos pela convocatória que foi enviada para as Associações. O treinador maiato Nuno Moreira, revelou uma enorme alegria pelos resultados. «Este clube tem ajudado muito e apoiado bastante estes atletas e a vontade de retribuir foi notória. Os atletas estavam felizes pelas prestações e

mostraram ainda mais vontade de trabalhar, agora terminaram um sonho e o objectivo foi cumprido, mas existem outros que estarão próximos. Trata-se do Campeonato Europeu de cadetes Juniores e Sub-21 a realizar no final de Janeiro em Paris”, referiu. O CKMaia anuncia que já esta confirmada a presença de muitas crianças na festinha de Natal do CKMaia no próximo Sabado no Pavilhão Municipal de Nogueira, bem como a participação de mais de 400 pessoas na Taça Eng. Bragança Fernandes, no dia 21 no mesmo pavilhão. ACR

PUB


24

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

VELOCIDADE Crónica de António Barros faz balanço de época desportiva.

«Uma época de altos e baixos» Em 2008, participei em dois Campeonatos Nacionais. O Campeonato de Portugal de Clássicos em circuitos e Campeonato de Portugal de montanha. Para os circuitos tinha um objectivo claro, a conquista do titulo nacional, ao volante do Porsche 911 RSR. Infelizmente, muitas desistências não me permitiram chegar ao título, deixando todavia bem claro a minha superioridade em pista, tendo sido sempre o piloto mais rápido em condições normais. Na primeira jornada, composta por duas corridas no autódromo do Estoril, não consegui vencer a primeira corrida porque corri sem embraiagem, no entanto, consegui ser segundo no final. Na 2ª corrida venci com alguma facilidade. Na segunda jornada, disputada no circuito citadino de Vila Real, consegui uma grande vitória na primeira corrida, deixando bem longe os meus adversários. No entanto, viria a desistir na segunda corrida quando liderava a prova. Na terceira jornada, de novo no autódromo do Estoril, nova vitória na primeira corrida, tendo abandonado na segunda corrida quando comandava. Na quarta jornada e mais uma vez no autódromo do Estoril, saldou-se por duas desistências, quando era primeiro nas duas corridas! Na quinta jornada, disputada no circuito Vasco Sameiro, em Braga, depois de desistir na primeira corrida quando liderava, tive de sair das boxes para a segunda corrida. Nesta, demonstrei a tudo e a todos que, era de longe o mais rápido,

demorei apenas 4 voltas a passar de último até primeiro, posição essa que conquistei com larga margem. Seguiu-se nova jornada no autódromo do Estoril, saldada de novo com duas desistências, arredando-me em definitivo da luta pelo Campeonato. A última jornada disputou-se no novo autódromo do Algarve, naquela que foi a primeira corrida para automóveis lá disputada, um circuito novo para todos, o que representava um desafio acrescido. Terminei a primeira corrida em terceiro lugar, em virtude de prematuramente terem dado por finda a corrida quando ainda estávamos a meio e eu à espera das últimas voltas para “atacar”, tal como sucedeu na segunda corrida em que venci, num duelo vergonhoso, em que fui abalroado pelo meu adversário, que não teve contemplações para tentar vencer a todo o custo. Em jeito de balanço final, mesmo tendo desistido em 7 provas, consegui ser o terceiro no Campeonato, bastar-me-iam apenas mais duas pontuações, para ter sido o vencedor. Em relação ao Campeonato de Portugal de montanha, apareci com um carro novo para mim, um BRC já com alguns anos, o menos competitivo de todos os que estavam a participar, sem qualquer tipo de objectivo a não ser o de me divertir. Pela primeira vez, fui eu e uns amigos que assistimos e desenvolvemos o carro ao longo das Rampas, conseguindo a partir do meio do Campeonato, lutar taco-a-taco pelo segundo lugar em cada rampa, dando-nos a ideia de que,

com um carro mais competitivo, poderíamos ter sido um sério candidato a lutar pelo titulo absoluto. Quem sabe se para a próxima época.... Gostaria de agradecer aos meus patrocinadores: Tintas 2000 - Inspauto inspecções - Stand Lamelas - Auto Reno Classus - Rectigaia - Kartódromo de Bragança Avon - CRN - Imobiliária S.Bartolomeu - Jorge amortecedores - M.Quintela - Sport pneus e um obrigado muito especial para a Garagem Aurora e para a equipa do Paulo Ramalho. Espero voltar para o ano, com menos azares e mais forte, para que possa no fim da época, festejar com títulos! Saudações Desportivas, António Barros

Edição 2009 do Circuito da Boavista realiza-se a 5 e 12 de Julho

Bólides aceleram em pista melhorada Foi na passada quarta-feira oficialmente apresentada a edição 2009 do Circuito da Boavista, que, à semelhança da de 2007, terá uma jornada dupla, ao longo de dois fins-de-semana consecutivos: no dia 5 de Julho realiza-se mais uma etapa do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), no qual participa Tiago Monteiro, e uma semana depois será a vez do Grande Prémio Histórico do Porto de Fórmula 1. Depois de fazer um balanço claramente positivo - a todos os níveis - das edições anteriores, o Presidente da CMP mostrou-se convicto na possibilidade de, no próximo ano, o sucesso ser ainda maior, fruto do conhecimento e experiência entretanto adquirida, o que permitirá, assim, aprender com os erros e aspectos menos conseguidos e, portanto, fazer melhor. Para 2009, Rui Rio anunciou um novo modelo de gestão, cuja base fundamental reside em separar a esfera eminentemente desportiva de todos os outros aspectos que não pertencem ao foro desportivo «Com isto, pretendemos conseguir uma coisa, que é difícil mas não impossível, ou seja, vamos fazer mais barato e melhor», referiu o autarca, que anunciou ainda

algumas alterações ao nível da pista. A título de exemplo, revelou que o traçado ganhará mais um metro de largura nalguns locais, como acontecerá na Avenida do Parque com a substituição de maciços por rails. Onde não poderá ser alargada - referiu - será na Avenida da Boavista, enquanto perdurar a situação referente ao traçado do Metro do Porto. Outro dos aspectos que serão melhorados com evidentes vantagens para os pilotos, têm que ver com a alteração de algumas curvas quase “cegas”, que passarão a ter mais visibilidade. O jovem piloto portuense Álvaro Parente será o primeiro patrono do Circuito, o que também foi devidamente assinalado pelo Presidente da CMP, para quem os circuitos

citadinos têm tendência a ser valorizados «as cidades que os podem acolher, como é o caso do Porto, não podem desprezar esta marca e esta mais valia que os mesmos podem representar», disse Rui Rio. A organização do Circuito da Boavista, que conta com o apoio institucional do Turismo de Portugal, é da responsabilidade da CMP através da PortoLazer, em parceria com a empresa PA Leading. Serão parceiros da organização a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), a empresa francesa Laujac Automobiles e o Automóvel Clube de Portugal (ACP), que estiveram representadas na cerimónia de apresentação ao mais alto nível, bem como a KSO, da Eurosport. Edgar Alves

EXPOSIÇÃO Caetano Retail promete...

Mega exposição de viaturas de serviço Se nesta altura está a pensar em comprar um carro usado, talvez a Caetano Retail tenha a solução. Desde o passado dia 6 e até ao próximo 21 de Dezembro, a Caetano Retail tem em exposição mais de 70 viaturas de serviço que prometem a «preços de usados». Localizada junto ao Edifício Baviera, na Rua

do Barreiro, 547, em Vila Nova de Gaia, esta aberta todos os dias entre as 10 e as 19 horas. Associado ao evento existe ainda uma campanha intitulada «compre agora, pague na primavera». A Caetano Retail é uma organização que agrega várias empresas do Grupo Salvador Caetano que desenvolvem a actividade de

distribuição e reparação automóvel de diversas marcas em Portugal. Abrangendo seis áreas de negócio automóveis novos, automóveis usados, assistência, colisão, peças e financiamento, tem uma presença geográfica que se estende por todo o território nacional. A Caetano Retail representa actualmente

uma marca na comercialização de viaturas usadas, a CarPlus e dezoito marcas automóveis: Alfa Romeo, Audi, Chevrolet, Citroën, Dacia, Fiat, Lancia, Mazda, Mercedes, Peugeot, Opel, Nissan, Renault, Seat, Skoda, Smart, Toyota e Volkswagen. PUB


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

O Tempo

25

Cinema

19/12 | sex | dia

19/12 | sex | noite

20/12 | sáb | dia

20/12 | sáb | noite

21/12 | dom | dia

Céu limpo. Máxima 14 °C . Vento ESSUDESTE 21 km/h .

Céu limpo. Mínima 7 °C . Vento ESSUDESTE 18 km/h .

Céu limpo. Máxima 15 °C . Vento ES-SUDESTE 14 km/h .

Céu limpo. Mínima 8 °C . Vento SUDESTE 18 km/h .

Céu limpo. Máxima 60 °F / 16 °C . Vento NORTE 13 mph milhas por hora / 21 km/h .

www.sudoku-puzzles.net

21/12| dom | noite

22/12 | seg | dia

Pouco nublado. Céu limpo. Máxima Mínima 8 °C . Vento 14 °C . Vento ESTE SUDESTE 21 km/h . 14 km/h .

22/12| seg | noite

Pouco nublado. Mínima 7 °C . Vento SUDESTE 18 km/h .

Hotspots Wi-Fi (MAIA) Aeroporto Francisco Sá Carneiro . . . . .Pedras Rubras ANJE . . . . . . . . . . . . . . . . . .Tr. Cruzes Monte, 46 - R/C CEPSA . . . . . . . . . . . . . . . . . .Av. António Santos Leite CTT . . . .R. Dr. José Rodrigues Silva Júnior, 355 - R/C Galeria Central Plaza . . . . . . . . .R. D. Manuel II, 2076 GALP - A.S. Águas Santas . . . . . . . . . . . . . .A4, Km 9.8 (Porto/Amarante - Ermesinde) GALP - A.S. Águas Santas . . . . . . . . . . . . . .A4, Km 9.8 (Amarante/Porto - Ermesinde) Loja PT . . . . . . . . . . . . . . . .Av. Visconde Barreiros, 15 Lusomundo MaiaShopping . . . . . .Lugar de Ardegães Maioritelica . . . . . . . . . .R. Eng. Frederico Urich, 3196 McDonald’s (Maia Centro) . . . . . . .Lugar de Catassol McDonald’s (Maia Jumbo) . . . . . . .Jumbo, EN14, Km9 McDonald’s (MaiaShopping) . . . . . . . .Lj. 238, Piso 2 TOTAL . .Via Eng. Belmiro de Azevedo - Z. Ind. Maia I

SOLUÇÕES

Telefones úteis Cinemas Warner lusomundo cinemas MAIASHOPPING DE 18 de DEZEMBRO A 24 de DEZEMBRO

Todos os filmes têm inicio 10 minutos após hora marcada Tel: 22 977 04 50 • Fax 22 972 45 37 Perigo Espreita

[11:10; 13:40; 16:20; 18:50(**)]

Madagascar 2 VP

[10:30(*); 13:05; 15:30; 17:55; 20:10; 22:25; 00:35(**)]

Bolt 3D

[11:00(*); 13:30; 16:10; 18:40; 21:05; 23:40(**)]

A Lenda de Despereaux

[11:10(*); 13:40; 16:20; 18:50]

Amália - O Filme

[13:10; 16:00; 19:05; 21:50; 00:40(**)]

(*) Só ao Domingo - (**) Só 6ª e Sábado - (***) Excepto Sábado e Domingo

Farmácias de serviço

(P.) - Permanente; (R.) - Reforço até 24h00) (D.) - Disponibilidade

Dia

19

Turno E

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

1

F

G

H

J

K

L

M

N

O

P

R

S

-

Turno A DA MAIA [Águas Santas (P.)] • DO AEROPORTO [P. Rubras - V. N. da Telha (P.)] LIMA COUTINHO [Gueifães (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno B CENTRAL [Maia (P.)] • VALES [Pedrouços (P.)] V. NOVA DA TELHA [V. N. da Telha (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno C ALIANÇA [Vermoim (P.)] • EUGÉNIA [Pedrouços (P.)] GRAMAXO [Moreira da Maia (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno D DA AGRA [Milheirós (P.)] • DAS GUARDEIRAS [Guardeiras - Moreira (P.)] MARTINS DA COSTA [Águas Santas (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno E ÁLVARO AGANTE [Vermoim (P.)] • GEMUNDE [Gemunde (P.)] SOUSA TORRES [Ardegães - Águas Santas (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno F BOM DESPACHO [Maia (P.)] • DO CASTELO [Castêlo da Maia - Sta. Mª de Avioso (P.)] MOREIRA BARROS [Parada - Águas Santas (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno G ARAÚJO [Nogueira (P.)] • BASTOS [Gueifães (P.)] DE SILVA ESCURA [Frejufe- Silva Escura (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno H DO AEROPORTO [Pedras Rubras - V.N. Telha (P.)] • LIMA COUTINHO [Gueifães (P.)] DA MAIA [Águas Santas (P.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno I VALES [Pedrouços (P.)] • VILA NOVA DA TELHA [V. N. da Telha (P.)] CENTRAL [Maia (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno J EUGÉNIA [Pedrouços (P.)] • GRAMAXO [Moreira da Maia (P.)] ALIANÇA [Vermoim (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno K DAS GUARDEIRAS [Guardeiras - Moreira (P.)] • MARTINS DA COSTA [Águas Santas (P.)] DA AGRA [Milheirós (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno L GEMUNDE [Gemunde (P.)] • SOUSA TORRES [Ardegães - Águas Santas (P.)] ÁLVARO AGANTE [Vermoim (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno M DO CASTELO [Castêlo da Maia - Sta. Mª de Avioso (P.)] • MOREIRA BARROS [Parada - Águas Santas (P.)] BOM DESPACHO [Maia (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno N BASTOS [Gueifães (P.)] • DE SILVA ESCURA [Frejufe- Silva Escura (P.)] ARAÚJO [Nogueira (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno O LIMA COUTINHO [Gueifães (P.)] • DA MAIA [Águas Santas (P.)] DO AEROPORTO [P. Rubras - V. N. da Telha (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno P VILA NOVA DA TELHA [V. N. da Telha (P.)] • CENTRAL [Maia (P.)] VALES [Pedrouços (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno Q GRAMAXO [Moreira da Maia (P.)] • ALIANÇA [Vermoim (P.)] EUGÉNIA [Pedrouços (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno R MARTINS DA COSTA [Águas Santas (P.)] • DA AGRA [Milheirós (P.)] DAS GUARDEIRAS [Guardeiras - Moreira (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno S SOUSA TORRES [MaiaShopping - Águas Santas (P.)] • ÁLVARO AGANTE [Vermoim (P.)] GEMUNDE [Gemunde (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno T MOREIRA BARROS [Parada - Águas Santas (P.)] • BOM DESPACHO [Maia (P.)] DO CASTELO [Castêlo da Maia - Sta. Mª de Avioso (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)] Turno U DE SILVA ESCURA [Frejufe- Silva Escura (P.)] • ARAÚJO [Nogueira (P.)] BASTOS [Gueifães (R.)] • MENDONÇA [S. Pedro de Fins (D.)]

EMERGÊNCIAS: SOS Número Nacional de Socorro . . . . . . . . . . . . .112 Intoxicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 250 143 Bombeiros Voluntários de Moreira . . . . .229 421 002 Assoc. Human. Pedrouços . . . . . . . . . . . .229 012 744 P.S.P. Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 413 853 P.S.P. Aeroporto de Pedras Rubras . . . .229 482 693 G.N.R. Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 448 190 Protecção Civil (C.M. Maia) . . . . . . . . . . .229 408 722 Protecção Civil (C.M. Maia) Fax . . . . . . . .229 412 038 Protec. Civil (C.M.M) Linha verde . . . . . .800 205 169 SERVIÇOS DE UTILIDADE PÚBLICA: Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . .229 439 810 Conservatória do Registo Predial . . . . . .229 483 929 1.ª Repartição de Finanças . . . . . . . . . . . .229 448 133 2.ª Repartição de Finanças . . . . . . . . . . .229 785 040 1.ª Tesouraria da Fazenda Pública . . . . .229 484 332 2.ª Tesouaria da Fazenda Pública . . . . . .229 717 271 Tribunal Judicial da Maia . . . . . . . . . . . . .229 438 900 Santa Casa da Misericórdia . . . . . . . . . . .229 448 136 Correios de Vermoim . . . . . . . . . . . . . . . .229 439 610 EN - Electricidade do Norte . . . . . . . . . . .800 506 506 EN - (Comunicação de Avarias) . . . . . . . .800 246 246 S.M. Águas e Saneamento da Maia . . . .229 430 800 Inst. Emprego Form. Profissional . . . . . .808 200 670 Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . .229 413 141 Câmara Municipal da Maia . . . . . . . . . . .229 408 600 Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . .229 687 322 Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . .229 483 472 Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 408 643 Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . .229 436 390 Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . .229 442 462 E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . .229 408 643 Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . .229 408 721 Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . .229 484 821 Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 059 520 Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 482 660 SAÚDE: C. de Saúde da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .229 470 940 (Linha Azul) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 487 918 C. Saúde de Á.Santas . . . . . . . . . . . . . . . .229 735 420 C. Saúde do Castêlo . . . . . . . . . . . . . . . . .229 810 238 Unid. Saúde de Moreira Maia . . . . . . . . .229 867 036 U. S. Moreira Maia(Linha Azul) . . . . . . . .229 427 968 Unidade de Saúde de Gueifães . . . . . . . .229 438 449 Unidade de Saúde de Milheirós . . . . . . .229 723 322 Unidade de Saúde de Nogueira . . . . . . .229 448 655 Unidade de Saúde de Vermoim . . . . . . .229 484 707 Serv. Atend. a Situações Urgentes . . . . .229 448 790 Cruz Vermelha Port. (Núcleo Maia) . . . . .229 411 221

A Lenda de Despereaux Duração: 94min Género: Animação Classi.: CB Realização: Sam Fell e Robert Stevenhagen Actores: (VO)Matthew Broderick, Emma Watson, Dustin Hoffman, Frank Langella, Sigourney Weaver, Christopher Lloyd, Robbie Coltrane, Kevin Kline, William H. Macy (VP) Alexandra Lencastre, Simon Frankel, Quimbé, Luísa Cruz, Mafalda de Castro, Rui Luis Braz, José Jorge Duarte Sinopse: Um conto de fadas moderno que conta a história de vários heróis improváveis: Despereaux, um valente ratinho banido para as masmorras por falar com um humano; Roscuro, uma ratazana com bom coração que adora a luz e a sopa mas que se vê exilado na escuridão; Pea, uma princesa prisioneira do desgosto de seu pai; e Mig uma criada que sonha ser princesa.

Informação patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

• Reforço 23 de Dezembro

FARMÁCIA ALIANÇA De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim • Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35


26

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

Chegou o Inverno… Leonel Duarte

Um dia destes, acordámos e qual não é o nosso espanto. Surpresa… chegou o Inverno! É época de Natal. Para a Medicina Chinesa, o Inverno está associado à energia yin no seu máximo (o yang está adormecido). Esta estação corresponde ao elemento água e aos órgãos Rim e Bexiga. Para os orientais, este é um período de reflexão e armazenamento. Os Rins são a bateria energética do corpo humano e é lá que estão armazenadas as nossas reservas. A eles estão associados directamente a nossa vitalidade e apetite sexual. Na Medicina Chinesa, o Rim é um dos órgãos mais importantes e a ele é atribuído o crescimento, envelhecimento, morte natural, etc. A emoção que desequilibra os rins é o medo. Quando me refiro ao medo, estou a falar de medo de morrer, medo de andar de elevador, medo de viver. Não é o medo saudável, que nos leva a

discernir entre o que devemos ou não fazer. Que nos faz pensar duas vezes antes de realizar o quer que seja. O medo é necessário para a sobrevivência, no entanto quando o medo se torna paralisante, algo não está bem e deve ser tratado. A cor mais favorável para usar nesta estação do ano é o preto. Na alimentação, nesta fase do ano, devemos reduzir ao sal e ao açúcar. O Rim é um órgão que segundo a Medicina Chinesa rege os ossos. O sabor salgado em doses moderadas estimula o bom funcionamento do rim. Em excesso promove a sua destruição, assim como o excesso de açúcar contribui para o desmineralizar dos ossos. Durante o Inverno o ideal é andarmos sempre bem agasalhados, deitarmo-nos cedo e se possível acordar tarde (quando o sol já nasceu). Devemos reprimir e ocultar alguns dos nossos desejos. Os

banhos devem ser mornos e sempre que possível deve-se tomar chás quentes. As pessoas, sempre que possível, devem fugir ao frio e procurar o calor. Devem evitar inalar ar frio, assim como realizar actividades que façam transpirar. A alimentação deve incluir feijão (já repararam na forma do feijão?), sopas e carnes. Para os Chineses esta fase do ano, deve ser passada de preferência em ambientes fechados e aquecidos. É uma boa altura para idealizar novos projectos, delineá-los, visualizá-los e planificá-los, mas nunca para os por em prática. É uma excelente fase do ano para o recolhimento e para quem se quer iniciar na meditação e no auto-conhecimento. Os antigos tratados indicam que todos aqueles que desrespeitam as leis do Inverno sofrerão dos rins, o que no caso dos homens leva por vezes à

impotência com a chegada da Primavera. Pelo sim, pelo não, o melhor é vivermos em harmonia com a natureza. A obediência as leis da natureza significa a vida; a desobediência significa a morte… Boas festas. o Inverno chegou. Aproveitem para repousar e para até mais tarde, na caminha ficar. * Diplomado pelo Instituto Português Medicina Tradicional Chinesa (I.P.M.T.C.) em Acupunctura e Fitoterapia Tradicional Chinesa (APA–DA). Membro APPA – Associação Portuguesa Profissionais Acupunctura (www.appa-mtc.org) Coloque as suas questões em 96 853 50 83 ou clinicadeacupunctura@hotmail.com

Tesouro Precioso José Paiva Netto 2008 vive suas derradeiras horas. E não há melhor oportunidade para desejar-lhes um próspero Ano Novo. O Salvador dos povos passou pela Terra e, para trazer-nos a libertação espiritual, teve de pagar pesado tributo. Mas venceu. Venceu e deixou o ensinamento de que, ao látego da dor, surge a Luz. O sofrimento não abate a Alma do Ser Humano integrado Nele, o Cristo Ecuménico. Pelo contrário, ergue o indivíduo ao seio compassivo do Seu Criador. Ali a pessoa se aquece, pois encontra o Lume inapagável da Celeste Caridade. E conhece, enfim, a verdadeira realização material e espiritual. E vê! Vê, mesmo no plano das formas, além das estritas fronteiras do horizonte terrestre, que não mais pode amesquinhar suas visões do Mundo Infinito, em que impera a alegria inefável do Natal Permanente. E ela, a criatura, começa a distinguir de onde vem um poder que não se abastarda na promiscuidade dos lamaçais das corrupções humanas. E assim se vai libertando do mal.

Mais uma vez não morreu a esperança, porquanto Jesus de novo nasce, como a ressuscitar, todos os dias, nos corações dos que O amam. Prece E a Ele, Jesus, dirigimos esta súplica. Glória Te damos, ó Sublime Redentor; porque, se ressuscitaste, como assim realmente ocorreu, o fizeste para que nos mantenhamos vivos no Teu Amor, na Tua Clemência, na Tua Compassividade, porém vivos, também, na Tua Justiça. Cremos em Ti, e este é, finalmente, o verdadeiro tesouro que nos sustenta e nos acompanha pela Existência Eterna. As lutas servem para em Ti nos fortalecer, ó Libertador Sagrado, que nos livras das injustiças do mundo. Servir-Te, Jesus, é privilégio dos que já compreenderam a real destinação dos peregrinos das estradas terrenas.

Se as pedras ferem os pés desnudos, o coração e a mente aprendem a perseverar na trilha que, com infalibilidade, conduz o que persiste no momento de, redimido, beijar-Te as mãos e, como o fizeste há dois milénios aos Teus Apóstolos, lavar-Te os pés; pois igualmente Tu, Razão de nossas vidas, caminhaste, descendo até nós, enquanto, por Teu Amor, por Tua Misericórdia, subimos ao Teu encontro. Eis mais um acto da Tua Generosidade Infinita. Contigo desejamos permanecer, laboriosos, visto que não aprovas a ociosidade, aguardando o toque da trombeta de Josafá, isto é, o sinal da transição dos tempos. Gratos, Senhor, pela Fé que diviniza e com a qual nos revestiste, de modo que não precisemos esperar a morte para mais claramente ver-Te e filialmente servir-Te. Somos Teus tutelados! Que mais poderíamos ambicionar, conquanto és o Precioso Tesouro, aquele que o Ser Humano instintivamente busca, muita vez sem ao menos saber,

em toda essa grandeza, defini-lo sequer? Amor Fraterno também é um nome Teu! Glória a Ti, Jesus, ó Divino Ressuscitado, que nos tiraste, pelo Teu Indescritível Sacrifício, da orfandade para os braços do Pai Celeste. Não mais vivemos perdidos nos chavascais da intolerância de todos os matizes. Aceita-nos, Senhor, como Teus humildes cireneus. Glória a Ti, portanto, Jesus, Bússola para a nossa acertada marcha. Dela, dessa Bússola que és Tu, jamais abriremos mão. Que assim seja! “Glória a Deus nas Alturas, Paz na Terra aos Homens, às Mulheres, aos Jovens, às Crianças e aos Espíritos da Boa Vontade de Deus!”. Quem confia em Jesus não perde o seu tempo! Porque Ele é o Grande Amigo que não abandona amigo no meio do caminho. José de Paiva Netto, Escritor, jornalista, radialista Presidente da Legião da Boa Vontade

Ano novo... Orlando Leal O ano aproxima-se rapidamente do final, o reboliço das compras de natal dá uma azáfama diferente às ruas iluminadas com as decorações da época, de entre as quais se destaca a estrela da Maia, que irradia milhares de leds de cor azul para bem longe, até onde a vista alcançar. Mas os últimos raios emanados de 2008 lançam já as perspectivas do ano que ai vem. Para já temos a tão falada crise a prometer atazanar os comuns mortais, trazendo as dificuldades económicas á sociedade civil (exceptuando claro alguns grandes grupos económicos protegidos pelo estado central) e não prometendo dar tréguas para um futuro próximo. É pois tempo de pensar e repensar a economia, e procurar novas soluções para a governação de todos nós. E neste campo o ano não poderia ser mais produtivo com eleições para o Parlamento Europeu,

Autárquicas e Legislativas. E embora o sistema político português esteja alicerçado nos partidos políticos tradicionais, mais um ou outro fenómeno de variação casuística como o PRD, o PSN e a fusão ideológica que originou o Bloco de Esquerda, este ano político será, no meu entendimento processado de uma forma não “político / religiosa” mas sim com motivações que vão muito para além disso. Nas Europeias o discurso passará não pelo combate em si, mas sim por um aquecimento para os actos eleitorais seguintes, tentando a oposição atacar o poder instalado enquanto este se defenderá atacando a oposição. Para além disto, outra “guerra” será o combate à abstenção tradicional deste acto, que no meu entendimento passaria por uma forte campanha de sensibilização sobre os assuntos e instituições europeias junto da sociedade. Depois teremos as Autárquicas, onde mais uma vez

os partidos serão substituídos pelas pessoas, sendo que em muitos casos a figura institucional do Presidente de Câmara será sobranceira sobre as cores e os símbolos da democracia. Concelhos tipicamente de um partido, votam nas autárquicas noutro. É assim um pouco por todo o País, é assim que acontece na Maia. Embate interessante será no entanto o da Câmara Municipal de Lisboa, com um Presidente actual a candidatar-se contra um antigo e com putativas listas de independentes a surgirem no horizonte tal como nas intercalares. E por falar em independentes, também prevejo que estas comecem a ser mais comuns por esse país fora, e ai sim a conseguirem baralhar os resultados previstos. Finalmente as Legislativas, onde ao que parece o maior problema da “esquerda” Socialista em chegar à maioria será a “esquerda” do PS, com Manuel Alegre a encabeçar a contestação dos Socialistas mais

“tradicionais” em relação ao socialismo “Liberal” de Sócrates, ou então mesmo os partidos à esquerda a tentarem ganhar com a contestação social. À Direita, nada de novo para já, pelo que espero pelo novo ano para ver como a coisa corre e se a crise social ou uma intervenção mais incisiva, tentando talvez incidir sobre os problemas sociais, possa dar uma volta ás sondagens até agora nada favoráveis. Mas tudo isto são apenas previsões, o futuro a Deus pertence, e não vá alguém ter a tentação de alterar as datas das eleições para dar um pouco mais de pimenta a tudo isto. Independentemente de qualquer um dos casos, um cenário que irei observar com interesse será a aplicação prática da lei da paridade... Já deve andar muita boa gente a fazer contas à vida!... Mas tudo isso é só para o próximo ano, até lá tenham umas boas festas.

NATAL DE “IL POVERELLO” Scarvalhas Natal em Paz, durante décadas reflecte ilusão. Com vento ou com neve “choviam” cartões de boas festas, telefonemas, SMS e eram tantos que nem davam tempo para saber de quem vinham ou a quem se ficava a dever resposta. Entre amigos e clientes trocavam-se prendas: caixas de vinho ou de chocolates! Mandavam-se aos vizinhos rabanadas, travessas de aletria, sonhos … especialidades da dona da casa … o bolo-rei esgotavase pelas lojas e o vinho de preço saltava generosamente das garrafas. Este Novembro gélido, cru e seco já lembra a preparação do Natal! Já são preocupação as prendas, para familiares e amigos, mas obriga a contas e a cortes, em listas dos preparos. O Natal ainda vem longe mas, já se corta nos “projectos”. O Inverno insinua-se mais pesado e o Natal apresenta fria realidade. Noutros tempos as ruas eram só luzes multicoloridas e música; hoje o povo, que deixara de cantar, Era Natal de ilusões; ilusões, coisas e tudo em quantidade e qualidade. Hoje continua a ouvir a sempre voltada grafonola.

a celebração. Nos tempos, na véspera de Natal aquecia-se a casa para receber os que ainda andavam fora. No fogão a panela ia cozendo a hortaliça e o magro bacalhau para a ceia. Preparava-se o “molho fervido”.

O povo da Porciúncula e das vizinhanças - “Homens de boa vontade” - compareceu e a custo subiu a serra branca de neve, acompanhando Francisco.

Os mais novos treinavam-se no “rapa, tira, deixa, põe”; debulhavam os pinhões que tinham apanhado pelos pinhais, ou davam os últimos retoques no Presépio que São Francisco recreara.

Na noite gélida o boi, a jumentinha e as ovelhas, como em Belém, ajudaram a aquecer o Menino. A celebração decorreu com contentamento e foi grande o êxito deste primeiro Natal naturalista do Irmão Francisco.

Na pobreza da serra coberta de neve e celebrou S. Francisco seu Presépio.

Diria que o Natal pode regressar à sua autenticidade se lembrarmos São Francisco “il Poverelo” *).

Na longínqua Belém o autêntico Presépio foi mais pobre.

O Natal antes de mais deve ser aquecido pela amizade, aconchego e “calor” do lar; pela concórdia “entre Homens de “boa vontade”.

São Francisco montara na serra coberta de neve um Presépio naturalista mas cheio de significado e de encanto; substituíra imagens por pessoas e animais autênticos.

Os Anjos e os pastores tinham sido os primeiros a souber da «Boa Nova», pelos Anjos e foram os primeiros a chegar. Além dos trapinhos e do calor do boi, das ovelhas e da jumentinha, nada mais havia com que assistir ao Deus Menino. A pobre manjedoura, e as palhinhas dos animais, era quanto havia para receber Jesus; o Messias; o Deus nascido da Virgem.

Um menino, nascido há pouco, figurara de “Menino Jesus”; a própria mãe aconchegava-o ao peito como Maria fizera. As ovelhinhas e os seus pastores, lembravam Belém. O coro da Capela da Porciúncula *) imitou os Anjos cantando pelas alturas, «Glória in excelsis Deo».

O Natal de luxos, de grafonolas e pinheiros enfeitados e iluminados levaram quase dois milénios a chegar e pouco ou nada tem a ver com o Natal de Jesus em Belém; o Presépio que Francisco ajudou a recuperar

O Natal nada tem a ver com luxos; quer-se celebrado em Família, em Paz e amor.

As palhinhas da gruta de Belém e o calor dos animais valeram ao Menino recém-nascido.

É isso que tornam o Natal mais feliz. É isso que faz com que todos sintam que da Virgem Maria acaba de nascer o Salvador! *) - “Il Poverello”. Célebre apelido atribuído a São Francisco, “o pobrezinho”. **) – Porciúncula é a capela onde São Francisco inicialmente instalara os seus primeiros freires.


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

27

Mensagem de Natal Alfredo Soares Migalhas de Vida, Pedaços de Sol Quente No corpo que se sente, O frio; gente a tremer De tanto sofrer.

Roupa que aquece pela madrugada. Casa que não é, Família desfeita de boca fechada. Vaga que se desfaz ao som da maré Migalhas de Vida. Pedaços de Sol Quente.

O Inverno que chega, trazendo geada

Rosto envelhecido, com rugas além, Menino que ri de felicidade. O mundo vivendo nesta crueldade, Dia de amanhã tão perto vem. E nos vai trazer, rios de verdade. No corpo se sente O frio, gente a tremer.

Perdão te peço irmão e amigo, Vem aí o Natal, novo dia, nova luz. Vem cear comigo, Quero aliviar tua cruz, De tanto sofrer.

Natal João Diogo Mais um ano é passado e a essência do Natal continua inquebrantável por esse Mundo fora. Não importa as condições sociais, econômicas e religiosas, nem tão pouco o idioma, raça ou idade, o que importa sobremaneira, é que haja mais amor, alegria, esperança, música, presentes e sobretudo muita humildade entre os povos de todo o Universo.

Como evento mundial, o Natal é uma festa rica em tradições, costumes e alegorias. Esmeradamente familiar, o Natal como acontecimento, tem por finalidade mudar a nossa história, a nossa vida e o nosso interior, embora no fundo como festividade religiosa, o Natal se apresente na figura do próprio Jesus Cristo a nascer de novo em nossos corações para nos

vestir interiormente de um espírito novo, (o verdadeiro) o do próprio Jesus Cristo. Unidos a “Ele” sentimos que as nossas vidas não foram em vão. Com este propósito e apelando aos nossos bons sentimentos, evocamos a figura do Criador como símbolo máximo das festas natalinas Tradicionalmente evolutivo, ele vai de Pai para

Filho, de padrão para figurino, de jornal para leitor e assim sucessivamente. Neste caso, a você que me lê, você que escreve, você que edita, você que dirige, páginas do Jornal MAIA HOJE, quero deixar aqui expresso o sentimento inviolável e ao mesmo tempo carismático de um desejo profícuo e salutar. “UM SANTO E FELIZ NATAL DE 2008”.

A magia do Natal… na mesa! Helena Cid A época da magia está de volta. Tudo é mágico nesta época do ano e, encantados por ela, embarcamos em alguns excessos. No final das festas, a balança, não perdoa: os quilinhos aumentam e os níveis de colesterol e de triglicéridos também… Nesta época de iguarias, que duram para muitos um mês ou mais, seja prudente e contido, porque de facto mais tarde vai pagar “caro”. Mas não precisa de ser completamente radical e fazer uma dieta rígida, abstendo-se completamente de usufruir das iguarias Natalícias. Seja realista e razoável, tenha comportamentos comedidos. Se é daqueles que não resiste às “tentações festivas” tome algumas medidas, e siga os conselhos:

- Inicie a refeição com uma sopa e, quando se servir, opte por começar por uma salada ou por legumes cozidos. - Use pratos mais pequenos, como os de sobremesa e sirva-se pouco de cada vez. - Não abuse do sal, use a imaginação e utilize ervas aromáticas. - Beba água ou chá antes das refeições e, seja moderado no consumo de bebidas alcóolicas (sim, por que elas também engordam). - Resista aos doces e prefira consumi-los logo a após as refeições. Um truque consiste em servir-se de vários doces, sempre em pequenas doses. Assim prova de tudo e fica com a sensação de saciedade.

Natal António Pedroso Dias dos Santos Natal: Evocação da infância distante, nostalgia da pureza perdida, afastamento, adolescência constante, milagre que nos chama à vida, medição do tempo e da eternidade, recordações, sonhos… Natal é saudade.

“Um Menino que nasceu, um Filho que nos foi dado.” Filho do homem, connosco viveu, Deus que permanece ao nosso lado. Pai que quer que a humanidade se torne mais viva e amiga, que cante o hino da solidariedade no trabalho e na fadiga. Deus que quer ser nosso Irmão, que escutemos a voz da consciência que acreditemos na fonte da luz e da inspiração e numa pátria mais bela, onde a existência escute os acordes profundos dum hino de paz e alegria do infinito dos mundos onde reina a suprema alegria. Ou apenas viver, ser criança. Natal é esperança. 1997

Animas o pai saudoso, escutas o oprimido, amparas o idoso, levantas o caído, ajudas quem nada tem, ensinas-me a rezar, ouves o silêncio daquela mãe, crês em destinos que sabem cantar. E alegras-te porque nasceu o Salvador. Irmão: Natal é amor.

o seu jornal "

BOLETIM DE ASSINATURAS

maiahoje

SIM, desejo ser assinante do JORNAL MAIA HOJE por um período de: 1 ano ou 24 números - 10 Euros

2 anos ou 48 números - 20 Euros

APROVEITE A CAMPANHA DA ASSINATURA ANUAL 15% DE DESCONTO NO PREÇO DE CAPA Envio Cheque ou V. Postal Nº . no valor de

euros, do Banco

Nome Data de Nascimento

Naturalidade

Morada Profissão

Código Postal

Telefone

Telemóvel

- Reduza a quantidade de açúcar das suas receitas, mesmo assim verá que ainda continuam doces. Nas receitas que contêm muitas gemas, substitua parte delas por maizena, farinha custarda ou por claras, o resultado irá surpreendê-la! - Substitua as natas pelas suas congéneres “light” ou por iogurte natural magro ou queijo batido em creme magro. - Não abuse dos fritos. Mas quando tiver que escolher prefira as gorduras vegetais, ricas em ácidos gordos polinsaturados; - Sonhos, rabanadas e afins são muito ingeridos nesta época. Tente torná-los mais saudáveis e não os deixe fritar em demasia. Enxugue bem os alimentos antes de os fritar. Não utilize o óleo de fritura mais de

cinco vezes e não o aqueça a temperaturas superiores a 170ºC. Após a fritura escorra sempre bem os alimentos sobre papel absorvente. Sem dúvida que a melhor prenda de Natal que pode dar a si e à sua família é uma alimentação saudável e equilibrada. É na moderação e na variedade que está o truque para se manter saudável e ter muitos e muitos Natais felizes! Seja moderado, use de bom senso! E já agora… Boas Festas!


28

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

NATAL Ainda a tempo

50 Presentes de Natal na Internet... ou escolha e procure numa loja perto de si. O MaiaHoje foi às compras... na Internet e encontrou alguns produtos que serão uma boa ideia para oferecer neste Natal. Faça como o nosso primeiro-ministro, esqueça-se que estamos em recessão e gaste como se não houvesse amanhã. Psssssst... depois não se esqueça de colocar o cartão de crédito na carteira do seu marido/esposa.

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

1- Jogo de Dardos Magnético www.prendinhas.com 17,45 Eur. Jogo de dardos magnéticos podendo assim ser utilizado com toda a segurança por crianças (> 3 anos). 2- Mini Hummer telecomandado www.prendinhas.com 22,75 Eur. Carro telecomandado com cerca de 16 centímetros de comprimento. Inclui telecomando, 1 Hummer e instruções. Garantia: 2 anos. 3- Kit 3 fichas c/comando www.prendinhas.com 34,95 Eur. O comando funciona via rádio, o que lhe confere um elevado alcance. A embalagem inclui: 3 tomadas, 1 telecomando, instruções e 1 pilha para o telecomando. 4- Mini-Heli telecomandado www.prendinhas.com 39,70 Eur. Com 14 centímetros de comprimento, fará as delícias de miúdos e graúdos: ele verdadeiramente voa e é totalmente controlável através do telecomando. 5- FlexiK - Teclado flexível www.prendinhas.com 24,90 Eur. Fantástico teclado, incrivelmente flexível e impermeável. 6- Gira-discos multifunções Doctor SOUND www.dmail.com 149,90 Eur. Reproduza cassetes áudio, discos de vinyl e CD,

transforme a sua música em formato digital (MP3/WMA) e ouça-a onde quiser com o seu leitor MP3! 7- Maleta “Poker” www.dmail.com 54,90 Eur. Kit completo para jogar poker composto por uma maleta de metal que contém: 2 baralhos de cartas de jogar, 5 dados de poker e 300 fichas. 8- Porta-chaves para distraídos www.dmail.com 6,90 Eur. Porta-chaves que responde ao som do seu assobio com uma intensa luz vermelha intermitente e um bipbip claramente audível. 9- Luz USB com 3 LED e clip www.dmail.com 9,90 Eur. Dispõe de 3 LED brancos direccionáveis, Luz alimentada através da tomada USB do computador. 10- Arrancador auto www.dmail.com 59,00 Eur. Tem 400 AMP de potência e é utilizável em veículos cujo sistema eléctrico funcione a 12 V. 11- Detector de cabos e tubos www.dmail.com 24,90 Eur. Para detectar canos de água ou cabos eléctricos na parede. Visor LCD e sinalizador sonoro de detecção. 12- Conjunto de arte de 79 peças www.dmail.com

19,90 Eur. Tudo o que precisa para desenhar, pintar e estimular a sua criatividade, numa prática maleta de madeira!

www.loja21.com 39,09 Eur. A T-Qualizer vem equipada com equalizador sensível ao som.

13- Viagem à Madeira e Porto Santo www.halcon.pt desde 209 euros Até Maio de 2009 desfrute de propostas imbatíveis para passar um fim-de-semana espectacular na Madeira ou no Porto Santo.

18- Rimax Emissor Divx / Audio Video sem fios www.loja21.com 68,99 Eur. Partilhe som e imagem de uma fonte de audio/video (VHS, DVD, Cabo codificado, Satélite, Playstation, etc) para uma televisão ou aparelhagem no mesmo local ou numa divisória diferente da sua casa/escritório.

14- Sistema de monitor DVR e Câmara a Cores Sem fios com gravação www.loja21.com 240,00 Eur. Kit de Vídeo vigilância dotado de um monitorgravador com um monitor de 2.4” e uma câmara com detecção de movimento e visão nocturna. 15- T-Sketch A T-Shirt Editável! www.loja21.com 60,00 Eur. O ecrã da T-Shirt será activado através da camada retro-iluminiscente sob o qual iluminará o que for esboçado na mesma. Imagine por exemplo colocar o seu logótipo empresarial e número de contacto telefónico. 16- Roomba 560 - Robot Aspirador www.loja21.com 389,00 Eur. O Roomba é considerado o Robot aspirador mais vendido no Mundo. Pode programar para toda semana as horas a que o seu roomba deverá começar a trabalhar. 17- T-Qualizer

19- Child Locator “Mãe, estou aqui!” www.loja21.com 359,00 Eur. Sistema de localização GPS em tempo real. Fácil de utilizar, simples e de fabrico nacional, é o método perfeito para saber sempre onde estão as crianças. Pode aceder à localização a qualquer momento através de um PC com ligação à Internet, de um PDA ou mesmo de um telemóvel. 20- Medidor de Álcool Digital www.loja21.com 39,00 Eur. Media de detenção de álcool:0.00-0.10mg/L BAC.; Exactidão: +/-10%. 21- T-Clock, T-shirt relógio www.loja21.com 39,00 Eur. A T-Clock dá as horas. Tem um painel Led que mostra o relógio. Inclui ainda cronómetro como opção.


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008

29

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

22- TMN Serviço de localização “Localizz” www.tmn.pt - desde 3,50 euros mês Saiba, em tempo real, onde se encontram filhos, familiares, amigos ou outras pessoas. Disponível para qualquer telemóvel e em roaming. A TMN oferece a adesão e o primeiro mês. 23- Canos EOS 40D www.digiwowo.com 699,00 Eur. Escolha uma câmara à altura dos desafios, oferecendo 6,5 fotogramas por segundo, 10,1 megapixels e um conjunto de funções concebidas para ajudá-lo a alcançar novos horizontes. 24– Lente Sigma EX 50mm f/1,4 DG HSM www.digiwowo.com 699,00 Eur. A Sigma 50mm f/1.4 EX DG HSM lente autofocus. Lente standard com abertura máxima de f/1.4. Tecnologia DG corrige aberrações cromáticas. HSM, que assegura um auto focos estável e de alta velocidade. 25- cartão SD Low Budget 16GB www.digiwowo.com 34,00 Eur. Cartão de baixo custo para máquina digitais, molduras, telemóveis, etc... 26- Flash SIGMA EF 530 ST DG www.digiwowo.com 157,00 Eur. O flash tem número guia de 53 (53 metros a iso100). 27- Câmara de Filmar JVC GZ-MS 100 EG silver www.digiwowo.com 194,00 Eur. Captura até 1 hora de vídeo de alta qualidade com um cartão de 4Gb SD/SDHC. Super-zoom óptico de 35 X e estabilizador digital de imagem. 28- Câmara de Filmar JVC GZ-HD 10 www.digiwowo.com 485,00 Eur. Câmara digital de alta definição. Até 16 horas de gravação num disco duro de 40Gb no formato 1920x1080/50p. 29- Câmara de filmar profissional Canon XM2 www.digiwowo.com 2.077,00 Eur. Câmara digital de elevada qualidade para

profissionais. Excelentes imagens, as melhores da gama, sem rivais. 30- Casio Exilim EX-Z 80 silver www.digiwowo.com 117,00 Eur. Com 8.1 Megapixel; 3x Zoom óptico; LCD panorâmico de 2.6”; design ultra fino; gravação vídeo H.264; modo de captura YouTube; auto focos; detecção de faces. 31- Passagem Drake e Península Antártida www.rotasdovento.com desde 7300 Euros (15 dias de viagem, 10 de navegação, 11 noites em cabine, 3 noites em hotel) Magnífica expedição a um continente mítico e quase inacessível. Esta é a viagem a realizar uma vez na vida! Datas: Dez 27-Jan 10, Jan 6-20, Jan 16-30, Jan 26Fev 9, Fev 5-19, Fev 15-Mar 1, Fev 25-Mar 11, Mar 7-21. 32- Camisa de Noite www.merci21.com 50.90 Eur. Camisa de noite curta, em tule liso, com remate a contrastar. Oferta de tanga a condizer. Elegancia e requinte nas tuas noites... 33- Novidade: Soutien Halter + Short www.merci21.com 52.90 Eur. NOVIDADE: novo sistema de realce Halter, com 3 alças removíveis e multiposicionais, uma para o pescoço e duas para os ombros. A alça no pescoço, sistema Halter, realça os seios conforme o ajuste, as alças tradicionais, elevam como habitualmente os seios. Pode usar só com 1, 2 ou as 3 alças. Soutien com copa moldada com aro, em lycra lisa com sobreposição de tule bordado. Short em tule bordado, com elástico decorativo na cintura. Também disponível com tanga. 34- Pijama senhora www.merci21.com 49,00 Eur. Pijama em algodão spandex estampado. Oferta tanga sem costuras. 35- Pijama senhora www.merci21.com 38,90 Eur. Pijama short em algodão spandex liso, com estampado.

36- Bustier cai-cai + Tanga www.merci21.com 58,10 Eur. Bustier cai-cai com efeito push-up, em lycra lisa, meia copa moldada com realce interno. Tanga em lycra lisa igual ao bustier. 37- Soutien + Tanga www.merci21.com 54.90 Eur. Soutien de copa pré-moldada com aro, em tule bordado. Aplicação de renda frou-frou sob as copas. Realce natural. Alças multiposicionais. Tanga em tule bordado. Também disponível com short. 38- Soutien + Tanga www.merci21.com 49.90 Eur. Soutien de copa pré-moldada com aro, em lycra estampada. Ideal para decotes. Realce natural. Alças multiposicionais. Tanga em lycra estampada na parte da frente e tule bordado na parte de trás. Elástico na cintura em lycra lisa, para maior conforto. Também disponível com slip. 39- Boxer senhora sem costuras www.merci21.com 12.00 Eur. As peças SEM COSTURA ou SEAMLESS são confeccionadas com uma microfibra especial, que possui um número maior de filamentos e fio LYCRA, que garante durabilidade e elasticidade ao tecido. Esta junção, garante às peças um toque extra macio e alta maleabilidade, fazendo com que as peças abracem o corpo. Não marca na roupa. 40- Tanga sem costuras www.merci21.com 8.00 Eur. Peça SEM COSTURA ou SEAMLESS. Não marca na roupa. 41- SHORT SEM CUSTURAS www.merci21.com 12.00 Eur. Peça SEM COSTURA ou SEAMLESS. Não marca na roupa. 42- Boxer homem sem costuras www.merci21.com 13,50 Eur. Peça SEM COSTURA ou SEAMLESS. Não marca na roupa.

43- Pack 3 Slip Homem sem costuras www.merci21.com 25,00 Eur. Pack 3 slip, em cores sortidas. Peça SEM COSTURA ou SEAMLESS. Não marca na roupa. 44- Botas Nadia Girls www.sapataria-principal.com 59,95 Eur. Marca: Crocs (EUA); Cores: Várias; Composição: Croslite PCCR e tecido. 45- Sapatos Hi Cruiser www.sapataria-principal.com 89,95 Eur. Marca: Crocs (EUA); Cores: Várias; Composição: Camurça. 46- Botas Paco Herrero www.sapataria-principal.com 115,50 Eur. Modelo 4578PH Marca: Paco Herrero (Espanha); Cores: Prata; Gáspea: Pele; Sola: Anti deslizante. 47- Botas Rosa www.sapataria-principal.com 106,90 Eur. Modelo 8773ROS Marca: Rosa (Portugal); Cores: Castanho; Gáspea: Pele; Sola: Anti deslizante. 48- Botas homem StoneFly www.sapataria-principal.com 95,00 Eur. Modelo 86396STF Marca: Stonefly (Itália); Cores: Castanho; Gáspea: Camurça; Sola: Anti deslizante. 49- Carteira Victoria Delef www.sapataria-principal.com 37,50 Eur. Modelo 410VD Marca: Victoria Delef (Espanha); Cores: Preto, castanho e prata; Tamanho: 28cmx33cmx12cm. 50- Cinto Homem www.sapataria-principal.com 10,00 Eur. Modelo 215CNC Marca: Cincal (Portugal); Cores: Preto e castanho; Material: Pele; Altura: 3cm; Comprimento: de 85cm a 125cm.


30

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008 pub

Passagens de ano Para todos os gostos, idades e bolsas a oferta é sempre grande. Fomos pesquisar alguns programas na internet e contamos aos nossos leitores o que vimos. -Super Fim-de-Ano 2008 PACHA OFIR O super fim de ano é no Pacha Ofir. Com Concerto ao vivo “Os Azeitonas”, Dj Pete Tha Zouk, Dj Demo (Expensive soul), Mc Dino, Dj USB (United Soul Brothers), Dj Nelly Deep, Dj Dirty Faders, e muito mais… Localização: Pacha Ofir Lugar das Pedrinhas – Ofir 4741-908 Esposende – Portugal Telef: +351 253 989100 Fax: +351 253 989108 Infoline: +351 964943826 E-mail: info@pacha-portugal.com Website: http://www.pachaportugal.com/ Passagem de Ano 2008 - 2009 - Solar das Rosas - Barcelos Passagem de Ano 2008/2009 - Solar das Rosas - Barcelos - Música | Animação | Pirotecnia | Oferta 3 Fins de Semana em Hoteis de Portugal | BAR ABERTO Desde 30Eur. / Pessoa Toda a informação em: w w w . c a v a d o n e w s . c o m www.carlosalbertobanquetes.com Reservas: 965806560 ou 963046736 . Fim de ano nas pousadas de Portugal Acabe da melhor forma o seu ano de 2008, aproveitando uma das excelentes propostas de Reveillon nas Pousadas de Portugal. Programas de 2 noites ou a opção de 3=4 noites, para que desfrute do melhor que o nosso País tem para oferecer. Faça já a sua reserva! Mais informação em http://netviagens.sapo.ptnnelID=3503504E9853-A420-6865-7CE2570144A8/ Passagem do ano promete noite animada em Figueira da Foz A Figueira da Foz espera receber na noite da passagem do ano milhares de visitantes com a actuação do grupo brasileiro Banda Eva e um espectáculo piro-musical, as duas atracções prometidas pela Empresa Municipal Figueira Grande Turismo (FGT). Os dois palcos da grande festa serão o areal da praia da Claridade e a Avenida 25 de Abril, onde já está assegurada a presença de forças de segurança para garantir que a animação corra sem incidentes, segundo a FGT. O objectivo do programa, com características únicas na região centro, é atrair tanto o público mais jovem como as famílias, através da oferta de música diversificada e fogo-de-artifício. O orçamento das festas da cidade, que incluem a iluminação de Natal, ronda os 350 mil euros. Passagem de ano na Nazaré. Beach Party Muita música e dançar em plena praia são as principais propostas da Passagem de Ano na Nazaré que, este ano, volta a oferecer quatro noites de animação. O programa, promovido pela Câmara Municipal, pela empresa municipal “Nazaré Qualifica” e pela Região de Turismo

Leiria/Fátima, é diversificado e aposta na promoção das bandas e dos talentos locais, assim como em Dj’s que asseguram a animação em conceito “beach party”.As festividades abrem com chave de ouro na noite de sábado, 27, com a realização da Party Zone da Antena 3. O areal da praia, junto à Praça Manuel de Arriaga, vai transformar-se numa gigantesca pista de dança, ao som dos Dj’s Fox, Nuno Miguel e Paulo G.Os sons latinos dominam nas noites seguintes, com os grupos “Afro Club” e “Cubanitos”, na Praça Sousa Oliveira. Na madrugada de terça-feira, 30, voltam a fazer-se ouvir os sons da música de dança no areal da praia, com Dj’s convidados.Na grande noite do adeus a 2008, para a qual se esperam largas dezenas de milhares de pessoas na rua, a Nazaré proporcionará, em simultâneo, seis pontos de animação. Mais informação em http://www.cmnazare.pt Passagem de ano na neve! Serra de Estrela. A Turistrela, concessionária do turismo e desportos na Serra da Estrela, acaba de informar que está prestes a ficar com lotação esgotada na passagem de ano. Os Chalés de Montanha já não têm alojamento disponível, enquanto a Estalagem Varanda dos Carqueijais e o Hotel Serra da Estrela já estão com poucos quartos. Dê-se pressa! O programa 3 dias/2 noites na Estalagem Varanda dos Carqueijais e no Hotel Serra de Estrela inclui descida nocturna, free-pass para visita ao Centro de Interpretação da Torre e aos Museus de Belmonte, Jantar de gala no dia 31, animação, fogos de artificio, entre outros. Informe-se em http://www.turistrela.pt, w.turistrela.pt/turi/programas/fimdeano.pdf Fim-de-ano no Porto Mesmo a fechar o ano, a música e o fogode-artifício vão preencher a baixa da cidade. Ás 22.00 horas, concerto de Quim Barreiros; às 00.00 horas, fogo-de-artifício e às 00.20, Santamaria. Acesso livre. Natal e fim do ano Rio Douro. Cruzeiro Rio Douro Passagem do Ano no Ferry Douro Azul, preço por pessoa 98 euros. O programa inclui: às 20 horas embarque no Cais de Gaia e recepção a bordo, Às 21 horas, início do cruzeiro e Porto de Honra, às 21.30 jantar a bordo, Às 24 horas, entrada do Ano Novo, à 1 hora regresso ao Cais de Gaia e continuação do Reveillon (DJ) e Às 3 horas buffet de frios e mesa de doces. Existe também um programa de cinco dias com excursões, jantar de gala no dia 31, musica ao vivo, entre outros, desde 625Euros. Mais informação e reservas em http://www.telereserva.net.

minutos de Lisboa e inserida numa região de grande beleza natural e de importância proeminente em termos culturais e históricos. Na noite de Passagem de Ano dispõem de 2 programas distintos: Prestige e Real. Em ambos os programas está incluído 1 cocktail antes do Jantar; jantar com bebidas incluídas durante a refeição; o Champagne e passas à 00:00, acompanhado pelo já “famoso” e inesquecível fogo de artifício sobre a falésia e Oceano Atlântico e o Brunch no dia 01 de Janeiro 2009. Temos também disponível um programa animador somente direccionado às crianças com idade até aos 12 anos (inclusive) no Ocean Lounge. Preços: Programa Prestige (Menu Buffet): 220,00Eur. por adulto Programa Real (Menu Gourmet): 300,00 Eur. por adulto Programa Crianças: 80,00 Eur. por criança Mais informação em http://www.portugalvirtual.pt/ Festejar até às tantas em Madrid! Quem gosta “mais ou menos” da passagem de ano mas quer aproveitar para sair de Portugal tem uma boa solução: ficar relativamente por perto e aderir à folia, não para celebrar a data, mas porque está numa cidade quase mais conhecida pelo seu andamento nocturno do que pelo mundialmente famoso Museu do Prado. Falamos de Madrid, naturalmente. Todas as noites são de festa na capital espanhola. Os espanhóis vivem na rua e permanecem por lá até altas horas, deixando incrédulos povos como o nosso, que tem medo da chuva, do frio e de qualquer outro fenómeno meteorológico que sirva de desculpa para ficar em casa. Nesta perspectiva, a passagem de ano para os nuestros hermanos é só mais um motivo para beber umas copas e deitarem-se de manhã. Outra vez. - Programa especial Fim de Ano válido para 5 noites com entradas a 28, 29 ou 30 de Dezembro de 2008. Sujeito à disponibilidade hoteleira. Desde 429 euros O preço inclui: 5 noites de alojamento em quarto standard; Regime de alojamento e pequeno almoço; Jantar de Gala; e reveillon com música ao vivo e bar aberto na noite de 31 de Dezembro. Mais informação em http://netviagens.sapo.pt/ - Programa especial Fim de Ano, 325Eur. por pessoa em quarto duplo com pequenoalmoço. Inclui três noites no hotel de quatro estrelas Sofitel Madrid Plaza de España e voo de ida e volta com a TAP. Mais informação em http://www.abreu.pt

Fim de ano num Resort de luxo O Praia D’el Rey Marriott Golf & Beach Resort é o primeiro luxuoso resort hotel de 5 estrelas em Portugal Ocidental, a apenas 40

pub

VENDE-SE Caixa Registadora Samsung ER-4615 Usada, como nova. Dois ecrãs, caixa de metal com chave e capacidade para 8 moedas e 4 notas diferentes. Pesa 18 Kg. Mede 400x450mm. Duas impressoras de tikets + impressão de factura. Protecção de memória com bateria autónoma. 15 Departamentos personalizáveis e programáveis. Gestão de 4 empregados distintos. Somatórios dia/mês/ano. Configuração de data e hora. Manual de instruções.

Bom preço. Contacto: 92 653 96 59.

31


32

maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008


maiahoje

sexta-feira 19 de dezembro de 2008


218