Issuu on Google+

pub PUB

26 AGO - 09 SET 2011

Ano XI | Nº 282 Bi-Mensal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar press@maiahoje.pt

0.50 =C

IVA incluído

\\ Hipismo

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

Nova época promete mais Corridas, Saltos e Convívios equestres, em número recorde.

Hipódromo Municipal da Maia quer ser referência a nível nacional Grande prémio da Maia de Corridas de Cavalos abre a temporada a 17 e 18 de Setembro. Provas de Saltos incluem o programa. «Estamos a construir o futuro», dizem os dirigentes do CEM. p. 11

\\

futebol Campeão Ilídio Vale recebido na sua terra natal

iniciativa

Cooperativa Agrícola levou 60 jovens a conhecer a Hidroponia p.03

\\

futebol

Calendários das equipas maiatas para a época 2011/12 p.13

\\

animais

Clínica oferece diagnóstico contra a Leishmaniose

p.09 pub

p.11 pub


02

Página dois editorial \\ artur bace|ar director

sexta-feira 26 de agosto de 2011

maiahoje

\\ DIÁRIO do CONCELHO (contratos de ajuste directo entre 09/08/2011 a 22/08/2011) DATAPUB ...ADJUDICANTES..........ADJUDICATARIOS.............................................................................OBJECTO ........................................................................................PRAZO ...... PREÇO 09-08-2011....MUNICÍPIO DA MAIA ......CHARON, P.S. SEGURANÇA E VIGILÂNCIA, S.A..............................................SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA/ELECTRÓNICA DE DIVERSAS INSTALAÇÕES MUNICIPAIS, .............. .........................................................................................................................................................................................PARA O 2.º SEMESTRE DE 2011.......................................................................180........214317,42 09-08-2011....MUNICÍPIO DA MAIA ......EDILAGES, LDA................................................................................................CONSTRUÇÃO DO COMPLEXO DESPORTIVO DE PEDRAS RUBRAS, NA ...................................... .........................................................................................................................................................................................FREGUESIA DE VILA NOVA DA TELHA, INCLUINDO A AQUISIÇÃO DE TERRENOS, ...................... .........................................................................................................................................................................................AS TERRAPL., A CONST. DA BANCADA E O SEU APROVEIT. INTERIOR, A CONST. ....................... .........................................................................................................................................................................................DO RECINTO DE JOGO - FORNECIMENTO E COLOCAÇÃO DE VEDAÇÃO EM PLACA DE ............... .........................................................................................................................................................................................POLICARBONATO DE 10MM TIPO LEXAN EXELL E CADEIRAS TIPO MARCA ................................ .........................................................................................................................................................................................MONDO MOD. MONDOSEAT 6 ........................................................................30 ...........31769,11 09-08-2011....MUNICÍPIO DA MAIA ......CLIMEX - CONTROLO DE AMBIENTE, SA........................................................SERVIÇOS DE LIMPEZA NO POSTO DE TURISMO PELO PERIODO DE 12 MESES ........................ .........................................................................................................................................................................................E NOS PAÇOS DO CONC. INC. A TORRE LIDADOR, PELO P. DE 9 MESES......365 .........61082,07 11-08-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA ......SISTELMAR - SOC. DE CONSTRUÇÕES, LDA..................................................INTERVENÇÕES DE CARÁCTER URGENTE EM RAZÃO DE INTEMPÉRIES OU ...............................

A crise e as férias Em época tipicamente de férias, seria natural que víssemos aqueles que trabalham a rumar a outras paragens, locais onde as águas mais tépidas proporcionam bem-estar. No entanto, pelo que me contam, o ambiente que se vive nas praias a Norte é mais de estudantes e…desempregados, dado que aos restantes não resta alternativa senão trabalhar, sendo raras as famílias completas que, juntas, desfrutam do Sol. A Sul, pouco ou nada diferente. O que me impressiona mesmo é que os hotéis de luxo, restaurantes, bares e discotecas, estão a passar ao lado da crise, com lotações esgotadas. Mas afinal quem está em crise? Questionei-me. Olhando em redor pelas tardes nas esplanadas, lojas, bares e locais de consumo, são os jovens que frequentam, são os jovens que gastam. E os pais? Esses, sabem bem as dificuldades, fechamse em casa ou estão a trabalhar para ser possível “alimentar” esse estilo de vida. Continuação de boas férias. Em Setembro abrirá a “saison” política que nos trará mais novidades do que a “silly season”.

.........................................................................................................................................................................................OUTRAS SITUAÇÕES FORTUITAS – DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS E REPAVIMENTAÇÃO ..... .........................................................................................................................................................................................DA RUA DE ANTÓNIO FELICIANO DE CASTILHO, NA F.DE PEDROUÇOS........180 ..........175071,7 11-08-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA ......AAJ CARNEIRO - ENG. E OBRAS PÚBLICAS, LDA............................................AMPLIAÇÃO DA ESCOLA DE EB1 DOS ARCOS, DA FREGUESIA DE S. PEDRO FINS ...................... .........................................................................................................................................................................................– ARRANJOS EXTERIORES ................................................................................90 ........135383,85 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....IRRADIARE - INVESTIGAÇÃO E DESENV. ENGEN. AMBIENTE,LDA................ASSESSORIA PARAA FORMALIZAÇÃO DA CANDIDATURA AO SISTEMA DE INCENTIVOS EFICIÊNCIA .........................................................................................................................................................................................ENERGÉTICA EM EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO SOCIAL EXISTENTES NO ÂMBITO........................... .........................................................................................................................................................................................DO ON.2 - QREN - 1ª FASE – MAIA I, MAIA II E EMP. NOVOS...........................15................12500 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....HABIROBIM – CONSTRUÇÕES, LDA...............................................................OBRAS DE REABILITAÇÃO DE HABITAÇÃO DEVOLUTA SITUADA NO .......................................... .........................................................................................................................................................................................EMPREENDIMENTO DO SOBREIRO, BLOCO 12, CAVE 22 ...............................10 ..................1795 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....MORAIS, TAVEIRA & SANTOS – CONSTRUÇÕES, LDA. .................................OBRAS DE REABILITAÇÃO INTERIOR DE UMA HABITAÇÃO SITUADA NO .................................... .........................................................................................................................................................................................EMPREENDIMENTO DA BAJOUCA, Nº 199 - 2º ESQ.........................................15 .................3699 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....PAINEL LINEAR – ENGENHARIA CIVIL, LDA. ...................................................OBRAS DE REABILITAÇÃO DE UMA HABITAÇÃO DEVOLUTA SITUADA NO ................................. .........................................................................................................................................................................................EMPR. MAIA I, RUA DR. CARLOS PIRES FELGUEIRAS, Nº 195 - 1º ESQ...........15..................6195 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....HABIROBIM – CONSTRUÇÕES, LDA...............................................................EMPREITADA PARA TRATAMENTO DE PEITORIS, PINTURA DE MUROS E OUTROS .................... ......................................................................................................................................................................................... TRAB. NO EMPR. DE GONDIM III, VEREDA DO MONTE, GONDIM, MAIA.......15 .................2358 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....NOVA ERA 2 - SERVIÇOS DE LIMPEZA, LDA...................................................LIMPEZA REGULAR DA SEDE DA EMPRESA ADJUDICANTE A ESPAÇO MUNICIPAL..................... ......................................................................................................................................................................................... E BALNEÁRIOS DA SUA EQUIPA DE MANUTENÇÃO......................................730 ...............11760 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....MORAIS, TAVEIRA & SANTOS – CONSTRUÇÕES, LDA. .................................EMPREITADA DE SUBSTITUIÇÃO DE BANHEIRAS POR BASES DE CHUVEIRO NOS .................... ......................................................................................................................................................................................... APARTAMENTOS SITOS EMEMPREENDIMENTO DO SOBREIRO – BLOCO 3, 1º ......................... .........................................................................................................................................................................................ESQUERDOEMPREENDIMENTO DO SOBREIRO – BLOCO 35, RC DIREITO................................... .........................................................................................................................................................................................EMPREENDIMENTO DO SOBREIRO – TORRE 2, 1º DIREITO............................10..................1305 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....MORAIS, TAVEIRA & SANTOS – CONSTRUÇÕES, LDA. .................................OBRAS DE REABILITAÇÃO DE UMA HABITAÇÃO SITUADA NO EMPREENDIMENTO ................. .........................................................................................................................................................................................DA RUA DAS FIGUEIRAS, Nº 826, R/C DIR, MILHEIRÓS, MAIA .......................15..................3120 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....HABIROBIM – CONSTRUÇÕES, LDA...............................................................OBRAS DE REABILITAÇÃO DE UMA HABITAÇÃO DEVOLUTA SITUADA NO ................................ .........................................................................................................................................................................................EMPREENDIMENTO DE SR. AFLITOS, 136 – 2º ESQ., ÁGUAS SANTAS, MAIA 15..................3410 11-08-2011 .....ESPAÇO MUN., E.E.M .....ACUSTEKPRO – SOLUÇÕES TÉCNICAS DE ISOLAMENTO, LDA....................INSONORIZAÇÃO DE CAFÉ SITUDADO NO EMPR. DE SANTA M. DE AVIOSO 15................16000 16-08-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA ......LÚCIO DA SILVA AZEVEDO & FILHOS, S.A. ....................................................RECTIFICAÇÃO, DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS, PAVIMENTAÇÃO E REPAVIMENTAÇÃO ........ .........................................................................................................................................................................................DE ARRUAMENTOS DIVERSOS EM VÁRIOS LOCAIS DO CONCELHO, INCLUINDO A ................... .........................................................................................................................................................................................AQUISIÇÃO DE BETUME ASFÁLTICO E A RESPECTIVA APLICAÇÃO - DRENAGEM DE .................. .........................................................................................................................................................................................ÁGUAS PLUVIAIS DO CENTRO CÍVICO DE ÁGUAS SANTAS COM LIGAÇÃO AO ........................... .........................................................................................................................................................................................COLECTOR EX. NA RUA DOS FONT. DA MAIA, NA FREG. DE ÁGUAS SANTAS30..........56073,36 16-08-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA ......MIND - SOFTWARE MULTIMÉDIA E INDUSTRIAL, SA ....................................AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE PRESERVAÇÃO DE DOCUMENTOS ELECTRÓNICOS...................... ......................................................................................................................................................................................... COM VISTA À PROSSECUÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO ARQUIVO MUNICIPAL, ................. .........................................................................................................................................................................................NO ÂMBITO DO SIMA - SISTEMA INTEGRADO DE MOD. AUTÁRQUICA. ........15 ...............40000 17-08-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA ......REDEGÁS - PROJECTO INSTALAÇÕES DE GÁS, S.A. ......................................REPAVIMENTAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS EM VÁRIAS ZONAS DO CONCELHO – .................. .........................................................................................................................................................................................REPAVIMENTAÇÃO DE UM TROÇO DA AVENIDA PADRE MANUEL ALVES REGO ........................ .........................................................................................................................................................................................NA FREGUESIA DE VERMOIM...........................................................................15.............7797,12 19-08-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA ......CEDIS - CONSULT. SISTEMAS DE INFO. INFORMÁTICA, LDA........................AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA INCLUINDO ACTUALIZAÇÕES ................. .........................................................................................................................................................................................DE SOFTWARWE, PARA OS COMPLEXOS DE PISCINAS, GINÁSTICA E DE TÉNIS,........................ .........................................................................................................................................................................................PELO PERÍODO DE UM ANO PRORROGÁVEL POR IGUAIS PERÍODOS ATÉ AO ............................ .........................................................................................................................................................................................MÁXIMO DE TRÊS ANOS. ...............................................................................1096..............15390 19-08-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA ......RENAULT PORTUGAL,SA ................................................................................AQUISIÇÃO DE 1 VEÍCULO INCLUINDO A INERENTE TRANSFORMAÇÃO PARA ........................... .........................................................................................................................................................................................BIBLIOTECA ITINERANTE, NO ÂMBITO DO PROGRAMA OPERACIONAL DA ................................ .........................................................................................................................................................................................REGIÃO NORTE (O.N.2).....................................................................................90...............43660 22-08-2011....MUNICÍPIO DA MAIA ......JOSÉ PIMENTEL ALVES ...................................................................................AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE ALOJAMENTO PARA ARTESÃOS FAM 2011 ................................... .........................................................................................................................................................................................NA SEQUÊNCIA DA REALIZAÇÃO DA XV FEIRA DE ARTESANATO DA MAIA....12..........4382,075

o seu jornal! pub


maiahoje

sexta-feira 26 de agosto de 2011

mh jornal regional de grande informação

PROPRIEDADE DE:

Publireferência, Lda. REGISTADA NA 2ª CRPC MAIA CONTRIBUINTE NÚMERO 509 316 620

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar, TPJ 6262 artur@maiahoje.pt SUB-DIRECTOR: Domingos Loureiro REDACÇÃO: Carlos Barrigana, TPJ 8037 carlos@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CO592 francisco@maiahoje.pt Rita Santos rita@maiahoje.pt

Grande Maia

AGRICULTURA

COLABORADORES FOTOGRAFIA: Ana Soares, TPJ CO 849 António Caldeira, TPJ CO 707 Ferreira Silva, TPJ CO 850 Edgar Alves, TPJ CO 708 José Barbosa . TPJ CO 924 Luís Filipe Azevedo Manuel Jorge Costa, TPJ CO 710 Paulo Jorge Maia, TPJ CO 851 Raúl Silva, TPJ CO 852 CORRESPONDENTES: João Diogo (corresp. Brasil) Williams James Marinho (corresp. EUA)

Iniciativa

Filhos de Agricultores da Maia visitaram exploração de Hidroponia em Torres Vedras A Cooperativa Agrícola da Maia levou a cabo, no passado dia 17 de Agosto, uma visita que contou com a participação de 60 jovens, filhos de agricultores da Maia, a uma exploração de hidroponia em Torres Vedras á qual se seguiu um passeio nos moliceiros na ria de Aveiro e na praia da Costa Nova. A Hidroponia consiste em cultura em água, ou seja, a planta é alimentada pela água que contém

SAÚDE COLABORADORES REDACTORES: Manuela Bacelar, TPJ CO 711 manuela@maiahoje.pt Luís Filipe Azevedo luis@maiahoje.pt

03

os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. A Câmara Municipal da Maia considera este tipo de iniciativas uma aposta na formação, convívio e trocas de experiencias entre os filhos dos associados para que estes tomem conhecimento da importância da agricultura e sejam motivados à prática da mesma de forma a darem continuidade ao trabalho da sua família.

Investimento

Reforço da rede de cuidados de saúde dedicados a pessoas dependentes \\

Investimentos apoiados pelo ON.2 reforçam rede de cuidados de saúde continuados da região norte

No passado dia 18 de Agosto foram assinados, na sede da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDRN), os contratos de cofinanciamento relativos aos 19 projectos de construção, ampliação ou remodelação de unidades de

saúde de cuidados continuados na Região do Norte, que resultará na criação de 733 camas e num significativo reforço da rede de cuidados de saúde dedicados a pessoas dependentes. Os projectos em causa foram aprovados pelo “ON.2 –O Novo Norte” (Programa

Operacional Regional do Norte). A cidade da Maia terá um dos investimentos mais elevados previstos para unidades de cuidados continuados, com 2,6 milhões de Euros de financiamento comunitário, de um investimento total na ordem dos 42 milhões de

Euros. O ON.2 tem como principais apostas o desenvolvimento das redes locais de equipamentos e serviços de cuidados de saúde, proporcionar qualidade de vida das populações e inclusão social.

Ainhoa Carrasco Robles (cor.Espanha) Catarina Almendra (cor.Lisboa)

pub CRONISTAS HABITUAIS: António Neto (política) Deco (Defesa do Consumidor) Fernando Pedroso (poesia) Fordoc (A.N.J.Formadores e Docentes) Luís Clemente Ribeiro (contos) Mário Lopes (sociedade) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Ricardo Filipe Oliveira (sociedade) Rogério Gonçalves (sociedade) DESIGN / PAGINAÇÃO: Maxim Bukharov max@maiahoje.pt DEPARTAMENTO COMERCIAL: Pedro Martins pedro@maiahoje.pt comercial@maiahoje.pt SEDE / REDACÇÃO / D.COMERCIAL Rua dos Altos, Edifício Arcada, 16 4470 - 235 Maia Telefone 22 406 21 26 Fax. 22 406 21 25 Depósito legal 147209/00 DGCS nºo 123524 Tiragem 3.000 exemplares IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados.

MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007

pub

EXPLICAÇÕES - MATEMÁTICA - FÍSICA - GEOMETRIA DESCRITIVA

EXPLICAÇÕES - ALEMÃO E PORTUGUÊS (até ensino universitário)

POR ALUNO DE ENGENHARIA, ENSINO SUPERIOR

POR LICENCIADA

PREÇOS MUITO ACESSÍVEIS. CONTACTAR 91 714 43 08

BONS RESULTADOS! CONTACTAR 960 144 111

Jornal MaiaHoje - Edição nº 254 - 25 de Junho de 2010

EXPLICAÇÕES - FÍSICO-QUÍMICA (Básico e Secundário)

POR PROFESSORA DO QUADRO DE ESCOLA, A LECCIONAR A DISCIPLINA

CONTACTAR 91 959 37 16


04

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Grande Maia

\\ Opinião * Ricardo Oliveira

“que arde, normalmente cura”!… No dia em que recebemos boas notícias com a descida do défice nacional, não podia deixar de comentar as boas noticias que o ministério da saúde nos tem dado consecutivamente. Ciente da enorme carga de dívida, o ministro da saúde- Dr. Paulo Macedo, começa a tomar atitudes que apesar de impopulares são extremamente necessárias. Com a coragem que se conhecia do ministério das finanças, anunciou o fim das parcerias público-privadas (PPP), ciente que estas têm funcionado como uma espécie de buraco negro aspirativo de fundos com incremento incontrolável da dívida pública. Curiosa, foi igualmente a reacção do governo espanhol à dívida induzida pelos serviços de saúde que tomou medidas já defendidas neste espaço, como a receita por unidose, receita por principio activo (com as devidas excepções que reconhecem ao médico o poder de prescrever como entender no melhor benefício do doente) e outras ainda mais duras para aquilo que o ministro espanhol da saúde nomeou como sendo um “uso mais justo e coerente do dinheiro que é de todos os Espanhóis”. Após conhecer o nome de alguns secretários de estado e directores gerais nomeados para o ministério da saúde fiquei bem mais tranquilo, uma vez que pelo seu perfil compreendi que embora houvesse uma preocupação economicista, as pessoas e a sua saúde, com estes dirigentes, não serão com certeza esquecidas. Mas voltando às PPP, cujo fim foi anunciado pelo ministério da saúde. O seu fim condiciona o encerramento do filão de ouro a muito dos privados. E se em alguns destes grupos, até reconheço que trouxeram uma mais valia ao serviço público da saúde, outros sei que ficam muito a desejar. Outra medida necessária, e que requereu igual coragem, foi o anuncio da tentativa de uma maior rentabilização dos exames complementares de diagnóstico e por conseguinte das suas clínicas com parcerias com o SNS. Sempre defendi, e continuo a defender que o mercado da saúde tem lugar para todos, e que os privados têm um nicho de mercado cujos objectivos e tratamentos diferirem daqueles que temos nas instituições públicas. Cabe ao utente/ cliente decidir aquilo que acredita ser o melhor para si, baseado numa escolha que deve ser o mais transparente possível. Em Portugal existem recursos públicos extraordinários nos meios complementares de diagnóstico, sendo que devem ser potencializados ao máximo. Os privados surgem como apoio a estes serviços no caso de o serviço público não o suportar, e como complementaridade e objectivos diferentes daqueles que existem nos serviços públicos, mas que respondem ao nicho de mercado que pretendem conquistar. Aproximam-se reformas difíceis, mas necessárias, tal como tenho consecutivamente apregoado, mas como diz a tão certeira sabedoria popular “ o que arde, normalmente cura”!

CASOS DE POLÍCIA

\\ Opinião

Várias detenções em operação de prevenção e combate à criminalidade O Dispositivo da Policia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto realizou, entre as 2:00h do dia 12 de Agosto e as 4:00h do dia 13 de Agostro, na área do Grande Porto, uma operação policial no âmbito da prevenção e do combate à criminalidade. Da operação policial supra referida, que abrangeu as áreas da Maia e Vila Nova de Gaia, resultou a detenção de dez indivíduos. Sete por condução sob o efeito de álcool, um por falta de habilitação legal para a condução de veículos, outro por permanência ilegal em território nacional e mais um individuo por injurias, coacção e resistência ao exercício da actividade policial. Foram ainda registadas 21 infracções verificadas ao Código da Estrada e demais legislação rodoviária assim como identificados 214 condutores e respectivas viaturas dos quais 69 foram submetidos ao teste de alcool no sangue.

HOMENAGEM

Os detidos serão presentes junto das Autoridades Judiciárias. Detenção em Operação Internacional por Tráfico de Cocaína No passado dia 16 de Agosto, a Directoria do Norte da Polícia Judiciária foi judicialmente autorizada a proceder a uma operação de cooperação internacional em Espanha, na sequência de uma comunicação da DGAIEC - Direcção Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais de Consumo do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Em Espanha e em estreita colaboração com a UDYCO - Unidade de Drogas e Crime Organizado de Vigo e na sequência de uma operação conjunta, detiveram um cidadão sul-americano, assim como apreenderam cocaina suficiente para a preparação de 65.000 doses individuais. Esta detenção foi possível graças à utilização de instrumento legal de cooperação internacional, em célere

articulação entre a Polícia Judiciária Portuguesa e a Polícia Nacional Espanhola, bem como das respectivas autoridades judiciárias e uma vez que o suspeito já tinha aprazado o embarque para o seu país de origem. Jovem sequestrado em Gemunde Na passada noite do dia 22 de Agosto um jovem foi sequstrado na sua moradia em Gemunde. Os ladrões esperaram até que os proprietários, pais do jovem de 19 anos, abandonassem a moradia para entrarem e supreenderam a vitima que foi sequestrada, agredida e obrigada a dar a chave do cofre. Os ladrões fugiram posteriormente na viatura da dona da casa.O jovem de 19 anos ficou em choque e teve de receber assistência médica. O jovem foi libertado pela mãe quando esta chegou a casa. O caso está a ser investigado pela GNR da Maia e pela Polícia Judiciária.

Festival de Folclore de Folgosa 2011

António Armindo Soares lembrado No passado dia 13 de Agosto de 2011, o Rancho Regional de S. Salvador de Folgosa, organizou o seu tradicional Festival de Folclore. Na ocasião foi lembrado o recente desaparecimento do nosso jornalista António Armindo Soares. No seu discurso, emocionado, Paulo Ramalho, vereador da Câmara Municipal da Maia disse que «o António Armindo Soares foi uma figura que ninguém podia esquecer no mundo do Folclore maiato, pelo seu trabalho como jornalista no então Jornal da Maia, como posteriormente no MaiaHoje. Sempre acompanhou estas actividades, pelo qual nutria especial gosto e revelou-se muito importante em fazer chegar estas actividades a todas as comunidades espalhadas pelo mundo, quer através do Jornal da

Maia, quer através do MaiaHoje. Como pessoa desapareceu um amigo, com muito carinho e dedicação à Maia e como autarca deixou uma obra que não pode ser esquecida», disse o vereador que, a terminar, solicitou uma forte salva de palmas em sua homenagem, o que aconteceu de pé. Maria José, presidente do Rancho Regional de S. Salvador de Folgosa, também homenageou o jornalista e o entusiasta, oferecendo a familiares presentes uma placa comemorativa do festival, que o próprio rece-

beria se estivesse vivo. Faltou a reportagem com a mestria do nosso saudoso colega. Fica o apontamento.

Comunicado \\ Henrique Cayola

Chamada de atenção sobre atitudes que podem prejudicar a nossa PETIÇÃO METRO TROFA. Eu criei a Petição suprapartidária, pretendendo assim dar voz a TODO O POVO, não sendo contra quem quer que seja, mas sendo a favor de se repor a jus-

maiahoje

tiça, exigindo aos responsáveis, que assumam de uma vez por todas, que ao ponto a que isto chegou, não há hipótese de retrocesso ou de se pensar em alternativas, e assim sendo, a solução é só FAZER A OBRA, e ponto final parágrafo! Como mentor, autor, e administrador da Petição, tenho assim toda a legitimidade para pedir a união de TODO O POVO DA TROFA, e ainda da solidariedade de todos os cidadãos da Região Norte (e porque não, até do País), indo buscar inteligentemente tudo o que nos une nesta justa causa, e pondo de parte querelas ou posições que criem antagonismos, ati-

Ricardo Filipe Oliveira Neurofiologista Mestre em Eng. Biomédica Regente/Docente Universitário Discente de Medicina

tudes estas que só prejudicam o andamento da adesão à Petição Metro Trofa, e a consequente recolha de assinaturas de que tanto precisamos, PARA DAR FORÇA Á RAZÃO. Um dos grandes objectivos da Petição é provocar o debate na AR, para o Governo reconhecer que tem que fazer já a obra. Poderá não ser o suficiente, mas aí, já se está a preparar o terreno para se recorrer às instâncias internacionais. Não se pode pois fragilizar o movimento que está a crescer, pois UNIDOS E COM DETERMINAÇÃO VAMOS VENCER.

Troika \\ Nelson Ferraz

Quando se troika, sistematicamente, uma bomba de gasolina por outra bomba de gasolina a alguns metros de distância, algo deveria ser feito no sentido de estudar as razões mais profundas para a vulgaridade de tal acontecimento. 20 de Agosto de 2011: Numa delas, a 95 custa 1,305 euros o litro. Na outra, paga-se 1,579 euros pela mesma quantidade.

Uma fica em Espanha. A outra, em Portugal. Uma está sempre cheia e com filas constantes. A outra, sempre vazia. Creio que, na bomba portuguesa, os pouquíssimos clientes serão, apenas, de dois tipos diferentes: - os que são apanhados de surpresa pela falta iminente de combustível e - aqueles que, por vários motivos (profissionais ou não), não tiram dos seu bolso o valor do abastecimento. Claro que a troika acaba por ser muito vantajosa para a concorrência espanhola, mas, o que mais impressiona, neste caso tão normalizado, é a nossa política engraçadíssima de preferir não vender, a ter que baixar os preços. Hum… haverá alguém, neste país, que consiga ganhar com isso?

Mário Lopes

SEDE DE PROTAGONISMO O futebol é um fenómeno desportivo cuja matriz social engloba diversas abordagens. É facilmente reconhecido pela sociedade como um desporto que desperta paixões, actuando ao nível emocional do ser humano, particularmente nos seus adeptos. Com efeito, entendo que a vivência deste fenómeno se poderá repartir do seguinte modo: 90% de emoção e 10% de razão. Humildemente reconheço não possuir qualquer estudo que o verifique, baseando esta evidência numa mera opinião e nada mais. Feita esta introdução importa reflectir sobre alguns acontecimentos ocorridos na passada semana e que transitaram para esta, conforme o relatado pela comunicação social desportiva. Refiro-me concretamente ao comunicado emitido pelo Sporting Clube de Portugal, subordinado ao tema das arbitragens bem como à recusa de um árbitro em cumprir o compromisso assumido de dirigir o jogo para o qual foi nomeado, onde um dos intervenientes era precisamente o Sporting Clube de Portugal. O Sporting Clube de Portugal está inscrito nos campeonatos profissionais de futebol no âmbito de uma Liga (Liga Portuguesa de Futebol Profissional) – da qual é também associado - e, deste modo, subordina-se a todos os seus regulamentos. Neste sentido, as acções dos seus dirigentes ou o resultado destas estão em permanente escrutínio em face de todas as Leis e regulamentos vigentes, independentemente do órgão com competência para os aplicar. Cumpre-se assim um dos requisitos do nosso Estado de Direito. No entanto surge um facto que – este sim – representa um precedente perigoso e inaceitável, na minha opinião. Refiro-me à alegada tentativa na obtenção de protagonismo levada a cabo por um árbitro, que se recusou dirigir um jogo para o qual estava escalado pelo organizador da competição, por razões desconhecidas ou não evidenciadas pelo próprio, algo que foi assumido pela imprensa como uma alegada represália relativamente ao teor do referido comunicado. Esta conduta é inaceitável e sujeita a procedimento disciplinar por parte do organizador do referido jogo (BeiraMar – Sporting), pois as suas consequências ultrapassam completamente o âmbito desportivo. Concomitantemente, os colegas de ofício - a quem a Liga atribuiu autorização para dirigir encontros por si organizados - decidiram participar na contenda solidarizando-se com o colega na recusa da direcção daquele jogo, caso fossem solicitados. O árbitro, de seu nome João Ferreira – com a patente de capitão no Exército Português - tomou uma posição pessoal que se traduz num enorme problema para a Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Nenhum juiz poderá deixar de julgar apenas porque foi criticado por um qualquer agente judicial. Salvo opinião contrária, foi isto o que se passou. Este assunto deveria ter ficado circunscrito às partes, no entanto tal não aconteceu. Em plenário, os árbitros decidiram alegadamente abrir uma “guerra” ao Sporting Clube de Portugal, através de um alegado boicote aos jogos onde este clube seja interventor, embora esta não seja uma posição defendida por todos eles. Para além de insensata, esta conduta é socialmente perigosa, atendendo ao actual contexto, onde a “crise” pode camuflar muitas acções, especialmente aquelas socialmente mais reprováveis. Espero que o bom senso impere com a maior celeridade e este alegado boicote não se traduza numa forma de vingança por actos recentemente ocorridos contra árbitros de futebol e que configuram casos de polícia. Também se revelará pouco digna a tentativa de transformar o Sporting Clube de Portugal – instituição centenária - no bode expiatório de todos os males que padece a arbitragem portuguesa. Licenciado em Ciências Sociais


maiahoje

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Publicidade

05


06

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Política

\\Ângulo Recto António Neto

SOLIDARIEDADE

Associação Caminho Suave

A MARÉ AGITADA!...

Após o término de gozo de um período de dias descanso e lazer, fora do nosso Concelho, que me permitiu, também, actualizar a leitura e retemperar forças para mais um ano cheio de dificuldades económicas e sociais e de uma grave recessão que atingirá fundamentalmente as famílias e pessoas de menores recursos, a minha crónica retoma a reflexão sobre a vida política caseira. O Agosto é habitualmente um mês menos agitado e pouco susceptível à conturbação política. Ainda assim, as medidas anunciadas pelo Governo e as já implementadas redobraram atenção e preocupação dos Portugueses transformando a acalmia tradicional do Verão em maré agitada. Assistimos a uma novela de Verão, repetitiva no que concerne à prática política em Portugal. Promete-se “uma coisa” na oposição e em campanha e faz-se outra no exercício do poder, aponta-se hoje uma solução e acorda-se de manha a anunciar e a fazer tudo diferente. Basta pensar nos aumentos dos Impostos, em particular o IVA, os cortes no Subsídio de Natal e a substituição de “boys” por outros “boys” bem remunerados… A Troika pode ter responsabilidades, mas não pode ser responsabilizada pela falta de firmeza dos nossos Governantes, pelas piruetas governativas e por programas que apenas visam transformar o Estado Social num Estado de “caridade” em que os direitos fundamentais são postos em causa com as medidas do PES (Programa de Emergência Social) tão propagandeadas pelo Governo (pelos mesmos que se queixavam da propaganda do Governo de Sócrates). Por muito que haja uma ou outra medida positiva, não deixa de ser um programa caritativo que não corresponde às necessidades, nem responde aos problemas estruturais causadores do desemprego, da pobreza e da exclusão social. É um Programa que não apresenta um calendário concreto de aplicação das medidas nem propostas que apontem para a criação de emprego. O Programa, em alguns aspectos, põe em causa o carácter e a tradição reformadora e social-democrata do Partido maioritário do Governo. A maré agita-se porque o Governo se prepara para retirar à ASAE a fiscalização das Cantinas e Refeitórios das Instituições Sociais num tratamento imoral e injusto que discrimina pobres e ricos. Este tratamento diferenciado levará a que na confecção e distribuição de refeições a crianças, jovens, idosos e famílias pobres não sejam garantidas as mínimas condições de higiene e qualidade exigida aos demais estabelecimentos hoteleiros e afins. Sabemos que muitas dessas Instituições não se pautam pelo rigor na alimentação aos mais frágeis (crianças e idosos). . A maré está agitada pelas intenções de privatização das Águas de Portugal e da RTP que não lembram ao diabo, nem aos governantes mais liberais da Europa. Temos de ser inovadores pela negativa!? Quais são os interesses que movem o “apetite” não consensual e contra natura pela privatização da RTP? Não tenho dúvidas que, a não ser travada tal agressiva intenção, o futuro ficará comprometido. A Maré está agitada porque os portugueses foram confrontados com os maiores aumentos dos transportes públicos desde o 25 de Abril, pondo em causa o seu carácter e finalidade e a ameaça de mais aumentos a curto prazo dificultando ainda mais a vida dos Portugueses, numa lógica pautada pela entrega aos privados das empresas públicas de transporte. A maré está agitada em face dos serviços de propaganda que pretendem fazer crer que o Passe Social é o mais barato da Europa sem efectuar a necessária comparação com os níveis salariais desses Países, incluindo o salário mínimo nacional praticado. A maré está agitada e não tenderá acalmar se não houver ponderação nas medidas. Deste ângulo sempre pugnarei pela acalmia, mas não a qualquer preço. Antevêse agitação social determinada pela ausência de medidas no lado da despesa e por uma prática política que tende a penalizar os mesmos de sempre.

CONVÍVIO

«Sentimo-nos muito orgulhosos do nosso trabalho», salientou Idalina Couto, para quem o esforço, carinho e perseverança dedicados a todas as campanhas tem compensado, pois «em troca recebemos o mesmo carinho e sorrisos felizes que nos preenchem». A presidente da Associação agradece a todos os que se têm colocado ao lado da Associação deixando a promessa «vamos continuar a caminhar, de forma suave… mas segura».

Morninhas e Fresquinhas

Clubes organizam jantar em conjunto Após um ano de rivalidades, finalmente a oportunidade e a honra de aparecer no programa Praça de Alegria, e revelar o nosso campeonato gastronómico. No dia 13 de Agosto, os dois clubes tiveram finalmente a oportunidade de organizar um jantar onde se juntaram todos os membros. Na ementa, um churrasco com entrecosto, costelinha, frango, papas, caldo verde, vinhos e sumos que ajudaram a juntar  na mesa mais de 40 elementos. A fome era tanta que tudo foi devorado com muito gosto e animação. Nesse dia o café AVIDOCE estava por nossa conta pois as mesas  percorriam o espaço de uma ponta à outra. Foi um convívio muito saudável neste bairro social que apesar da crise, arranja arte e engenho para esquecer algumas desgraças do dia-a-dia. A época gastronómica foi muito disputada, mas ficou a promessa de voltar na próxima época com o mesmo empenho , camaradagem e a mesma animação. Vivam os MORNINHAS e as FRESQUINHAS! Rogério Gonçalves

pub

\\Opinião

Irondina recebeu cadeira de rodas Na edição nº277, o Jornal Maia Hoje informou acerca de um espectáculo que tinha como objectivo ajudar a Irondina, uma jovem de 29 anos que necessitava de uma cadeira de rodas. No passado dia 18 de Junho, a presidente da Associação Caminho Suave, Idalina Couto, deslocou-se à Ilha de S.Miguel para em conjunto com o presidente da junta de freguesia de Ponta Garça, em S.Miguel, entregaram a cadeira de rodas a Irondina. A viagem e o transporte da cadeira foram patrocinados pela SATA, companhia aérea dos Açores.

maiahoje

Orlando Leal

Tempo de férias Apesar de estar no gozo do meu período de férias, aproveitei um final de noite para escrever estas curtas linhas que irão visar exactamente esta época de descanso em crise que vivemos. Há dias, numa manha de férias ao ler uma revista deparei-me com uma combinação de notícias que me fazem pensar que as coincidências são algo de verdadeiramente extraordinário, e quando a estas se junta a língua portuguesa, que dizem ser traiçoeira obtemos resultados ainda mais fantásticos. A última confidência linguística que encontrei deparou-se com as feris do Primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho que tirou uns dias de descanso na “Manta Rota”, logo o homem que está incumbido de tirar o país de uma manta de retalhos que nos conduzia à bancarrota, optou por descansar numa praia cm tão caricato nome em função da situação que actualmente vivemos. Por seu turno, quem nos conduziu a esta manta, ou banca “rota” já optou por ir apanhar sol ao luxuoso Pine Cliffs Resort, o que não sendo condenável acaba por ser caricato, pois se compararmos as atitudes dos actual e anterior Primeiros-ministros com a simples escolha do nome do local onde estes passam férias podemos facilmente concluir aquilo que é a ideia de cada um deles para a governação de um país. Passamos de um luxo com tiques de Europa rica para uma manta rota, pois não tínhamos o dinheiro para continuar com o despesismo de dinheiros públicos que os últimos anos de governação socialista nos habituaram. Depois devemos também verificar as atitudes de cada um deles, o antigo a tirar férias de luxo e o novo a optar por uma situação mais contida, indo inclusivamente ao talho comprar carnes para um churrasco com os amigos, como fazem milhares e milhares de portugueses conscientes e cada vez mais atacados pela crise que nos atravessa. Mas se o tempo é de descanso, e férias, para quem ainda as pode tirar, por ter um emprego e capacidade financeira para tal, brevemente voltaremos à realidade do dia-a-dia, com mais cortes e mais austeridade que irão afectar os bolsos de todos e que tornarão esta travessia de dificuldades envolta em tormentas várias, para as quais devemos ser capazes de resistir, bem como, estou certo que muitas das “gorduras” do estado serão cortadas e lá mais daqui por algum tempo poderemos voltar a tempos de prosperidade, caso o caminho até lá seja percorrido com a consciência necessária para afastar todas as pedras d caminho e seguir em frente como uma nação forte unida e solidária. Certamente que depois das férias ainda falaremos muito de crise, mas por agora fica o meu desejo de umas óptimas férias e bom descanso para todos que como eu aproveitam esta altura do ano para uns dias de relaxamento.


maiahoje

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Publicidade

07


08

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Sociedade

maiahoje pub

AVIAÇÃO

Ryanair

Ryanair promove acção de caridade No passado dia 24 de Agosto, a Ryanair iniciou a procura de um parceiro caritativo que receberá a totalidade da receita (até 100,000 euros) da edição de 2012 do Calendário Caritativo da Ryanair. As vendas do Calendário 2012 da Ryanair que revertem para a Caridade, onde vão estar pelo menos 12 deslumbrantes

COMUNICADO

hospedeiras da Ryanair, vai elevar o total de receitas angariadas para mais de 500,000 euros em apenas cinco anos. Instituições de caridade que estejam interessadas em receber até 100,000 euros do Calendário Ryanair 2012 devem fazer o pedido submetendo uma apresentação realizada em Powerpoint (máximo 10 slides)

explicando porque deveriam ser seleccionadas pela Ryanair para se tornarem o parceiro do Calendário Ryanair de 2012 e como seriam empregues os fundos. Os pedidos dever ser enviados por email para ryanaircharitycalendar@ryanair.com antes da meia noite de Domingo, 25 de Setembro de 2011. Daniel de Carvalho, da Ryanair,

disse, acerca desta iniciativa: «as hospedeiras vão, mais uma vez, tirar a roupa para angariar os muito necessários fundos para a caridade. Desde o lançamento do primeiro Calendário de Hospedeiras em 2008, os nossos tripulantes angariaram mais de 400,000 euros para grandes causas incluindo Angels Quest, Dublin Simon

Community, KIDS e Die Tafel». Por fim dá conta do objectivo que pretende para esta iniciativa, «angariar mais 100,000 euros para outra instituição de caridade».

DECO

Faça as contas a mais um ano letivo -Na abertura de mais uma temporada de aulas, a DINHEIRO & DIREITOS preparou um dossiê especial com conselhos para os pais. Compra de livros e mochilas, ação social escolar, seguro e benefícios fiscais são as matérias principais de um estudo para usar ao longo do ano. -Os livros estão sujeitos a um regime de preços convencionados ou tetos máximos. É proibida a venda em pacote, punida com coima entre os 2500 e os 44 mil euros. Se tentarem impor-lhe esta prática, denuncie o caso à

AVIAÇÃO

Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE). -Na hora de comprar a mochila, leve a criança, para que esta a experimente. Opte por um modelo confortável. O tamanho e o peso devem ser adequados à estatura. Quando vazia, a mochila não deve pesar mais de meio quilo. Escolha alças reguláveis e costas acolchoadas. -A lei obriga os estabelecimentos de ensino público a facultar um seguro de acidentes aos alunos. As privadas

também deveriam estar abrangidas por esta regra. Dos 81 estabelecimentos privados que participaram no estudo da DINHEIRO & DIREITOS, 8 não proporcionam a apólice. Mas a maioria dos que a disponibilizam preveem indemnizações que podem ser insuficientes para pagar os tratamentos médicos: entre 400 e 25 mil euros. Face a uma incapacidade física, os capitais analisados pela revista de consumidores variam entre 2 mil e 50 mil euros. -Em 2011, o fisco permite

deduzir à coleta até 30% das despesas de educação e formação profissional do contribuinte e seus dependentes, com o limite de 760 euros. Em famílias com 3 ou mais dependentes, o patamar sobe 142,50 euros por cada, desde que todos sejam estudantes e apresentem despesas de educação ou formação. Uma família constituída por pai, mãe e 3 filhos estudantes tem um acréscimo de 427,50 euros (3 142,50 euros). Logo, pode deduzir um total de 1187,50 euros (427,50 + 760). Guarde todos os comprovativos de despesas com propinas, taxas de

inscrição, livros, computadores, etc. -Os alunos de todos os graus de ensino beneficiam de apoios do Estado para propinas, alimentação e transportes, consoante os rendimentos do agregado familiar. Informe-se nos serviços de ação social escolar de cada estabelecimento. Para mais informações, visite o portal www.deco.proteste.pt. Contactos: Isabel Lencastre - 21 841 87 15 - 96 570 00 58 press@deco.proteste.pt

ANA

Tráfego de Passageiros cresce 6,3% \\

O melhor mês de Julho de sempre nos aeroportos geridos pela ANA

O Tráfego de Passageiros nos Aeroportos ANA, no mês de Julho de 2011, revela um crescimento de 6,3% em relação ao período homólogo do ano transacto com destaque para o crescimento do segmento tradicional (+13,2%). Em termos de mercados, destaque para os crescimentos do Reino Unido, Espanha e França. Relativamente a companhias aéreas, destaque positivo para a Ryanair e TAP Portugal. TAP

Portugal (35,1%), Ryanair (13,3%) e easyJet (12,1%) representam 60,5% do tráfego dos Aeroportos ANA. Destaque ainda para o facto de o mês de Julho de 2011 ter sido o melhor mês de Julho desde 2000 em termos de passageiros processados no conjunto dos aeroportos ANA (3.154.763 passageiros), tendo sido igualmente registados recordes nos aeroportos individualmente. Assim, no Aeroporto de Lisboa foram

processados 1.566.983 passageiros, no Aeroporto de Faro 798.390, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro (Porto) 626.249 e no Aeroporto João Paulo II (Ponta Delgada) 163.017. Esta tendência de crescimento é generalizada nos Aeroportos geridos pela ANA apesar de mais acentuada no Aeroporto Francisco Sá Carneiro com um crescimento de 14,4%. No Continente, nos aeroportos

de Lisboa e Faro o aumento no processamento de passageiros foi de 5,1% e de 3% respectivamente. Nos quatro aeroportos açorianos geridos pela ANA o crescimento foi de 5%. Em termos acumulados - Janeiro a Julho de 2011 versus Janeiro a Julho de 2010 - o tráfego comercial de passageiros processados nos aeroportos geridos pela ANA apresenta um crescimento de 10,1%. Também no acumulado o

destaque vai para o crescimento do segmento tradicional (+12,2%). Em termos de mercados, registe-se os crescimentos de Reino Unido, França e Espanha. TAP Portugal (38,1%), Ryanair (14,1%) e easyJet (12,5%) representam 64,7% do tráfego acumulado dos Aeroportos ANA. No primeiro semestre do ano de 2011 foram abertas 20 novas rotas, 13 a partir do Aeroporto de Lisboa e 7 a partir do Aeroporto de Faro.

pub


maiahoje

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Sociedade

09 pub pub

ANIMAIS

Clínica Veterinária de Águas Santas

Clínica oferece diagnóstico sorológico para vacinação contra Leishmaniose \\

Até ao final do mês os clientes podem levar os seus cães a fazer análise sorológica para avaliar se poderão ser vacinados contra a doença acaba de adquirir uma carrinha –, banho e tosquias. A importância da identificação electrónica Por que devo colocar o microchip no meu cão? Todos os anos milhares de animais desaparecem de suas casas. Ao mínimo descuido – uma porta ou janela entreabertas – o seu animal pode abandonar o lar à procura de novas aventuras (Ex: fêmeas em cio, machos na época de acasalamento, desorientação). Por outro lado, o roubo é cada vez mais frequente e o destino final é muitas vezes a revenda. Em inúmeras situações a identificação electrónica tem feito com que os donos encontrem os seus animais.

A primeira vacina preventiva da Leishmaniose canina está disponível, em Portugal, desde Maio último, e embora sejam já muitas as pessoas que já a administraram aos seus cães, muitas há que ainda não o fizeram. Preocupados com a importância de vacinar os cães contra esta doença, os profissionais da Clínica Veterinária de Águas Santas (CVAS), na Maia, estão a promover, até ao final do mês, uma campanha que consiste na oferta do diagnóstico sorológico, essencial para avaliar se o animal pode, ou não, ser vacinado contra esta doença. A leishmaniose canina é uma doença prolongada cujos sintomas incluem febre, queda de pelo, perda de peso, lesões cutâneas e problemas nas unhas. É frequentemente fatal e transmitese aos humanos. Por isso mesmo, Miguel Mateus, um dos médicos veterinários da CVAS, considera essencial todos os donos vacinarem os seus cães: «é fundamental

proteger os nossos animais desta epidemia. Nos últimos anos tem estado a alastrar-se a todo o país e o número de casos diagnosticados tem sido cada vez maior. Não devemos esquecer que esta é uma doença que se transmite aos seres humanos, sobretudo a crianças, idosos e pessoas imunodeprimidas». Durante o mês de Agosto a Clínica Veterinária de Águas Santas tem todos os serviços em funcionamento normal, das urgências 24 horas por dia às consultas de clínica geral e de especialidade, cirurgias ou ao laboratório. Também o hotel, muito procurado nesta altura, tem ainda vagas para receber os animais de estimação daqueles que não podem levá-los consigo durante as férias de Verão. Inaugurada em Julho de 2005, a CVAS destaca-se pelo leque alargado de valências, disponibilizando também entrega de ração, consultas e pet sitting ao domicílio – serviços para os quais

O que é a Identificação electrónica? A identificação electrónica é o único método capaz de fazer uma identificação correcta. É aplicável à maioria das espécies como cães, gatos, aves, répteis e animais exóticos. Esta identificação é feita através da aplicação de um microchip. O que é e como funciona o micro-chip? O micro-chip é uma pequena cápsula electrónica do tamanho de um grão de arroz que possui um código de barras individual, único e permanente. É colocado na face lateral esquerda do pescoço e apenas pode ser lido por um leitor de micro-chip. Os dados do proprietário e do animal ficam armazenados numa base de dados (SIRA e/ou SICAFE). Sempre que um animal portador de micro-chip é encontrado, através destas duas bases de dados consegue-se entrar em contacto com o proprietário do animal.

Como se aplica o micro-chip? O micro-chip é introduzido sob a pele do animal através de uma injecção indolor, na face lateral esquerda do pescoço. Após a sua aplicação deve confirmar-se com o leitor se este se encontra na posição correcta. O micro-chip é obrigatório? O micro-chip é obrigatório para: * Todos os animais nascidos a partir de 1 de Julho de 2008; * Animais perigosos ou potencialmente perigosos (Portaria 421/2004 de 24 de Abril); * Animais usados na caça; * Animais para fins comerciais ou lucrativos; * Animais colocados em estabelecimentos de venda, locais de criação, feiras, concursos, exposições, provas funcionais, publicidade ou similares; * Animais que vão viajar no espaço da União Europeia e outros (consoante legislação local). Quais as vantagens do microchip? A identificação electrónica de animais de companhia assume um papel extremamente importante no controlo de questões sanitárias, jurídicas e humanitárias: * Permite a recuperação mais rápida do animal em caso de perda;

* É um comprovativo de propriedade em caso de roubo; * Facilita o trabalho dos criadores, evitando confusões de ninhadas; * Controla a utilização e o comércio dos pequenos animais; * Permite a contagem estatística do número, espécie e raças de animais em Portugal; * Diminui com especial importância o grave problema que é o abandono dos animais. O que devo fazer em caso de furto ou perda do meu animal? Contacte as clínicas veterinárias da zona e forneça a descrição pormenorizada do animal e número do micro-chip. Contacte as bases de dados existentes em Portugal: SICAFE – 21 343 06 61 SIRA – 21 323 97 63 Para qualquer esclarecimento adicional contacte o seu Médico Veterinário.

Clínica Veterinária de Águas Santas Rua do Mosteiro, 680 4425-140 Águas Santas – MAIA Tlf. 22 972 12 51 Urgências: 91 77 00 104

pub


10

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Opinião Breves notas...\\

Simão Mata

... sobre a intervenção nas toxicodependências em Portugal A intervenção portuguesa nas toxicodependências está contaminada pela lógica da reprodução das desigualdades sociais, contrariando os próprios intentos de ajuda a que estava incumbida aquando da sua criação nos finais dos anos 80 e ao longo de toda a década de 90 até à atualidade. No seio do vasto leque de intervenções, as equipas de rua deparam-se, cada vez mais, com as decisões erradas das políticas neo-liberais a que estamos submetidos. Numa sociedade cada vez mais orientada para o mérito e, por consequência, geradora e reprodutora de desigualdades profundas, os utilizadores de drogas duras fortemente “enterrados” cairão num abandono profundo, sem precedentes. Por outro lado, as equipas de tratamento funcionam cada vez mais numa lógica burocrática que tem duas consequências imediatas: a primeira é a asfixia dos próprios técnicos que ali trabalham; a segunda, e mais grave, é a internalização da ineficácia no sistema por parte dos utentes que recorrem a estes serviços. A uma ineficácia pessoal já devidamente atestada ao longo da trajectória junkie, os utilizadores de drogas acrescentam uma ineficácia no sistema, o que pode explicar largamente a elevada taxa de dropout nestas populações. Papéis, declarações, transferências, processos abertos acolá que impossibilita abrir processo aqui, são tudo exemplos de um funcionamento que esbarra com um toxicodependente momentaneamente motivado, que até recorre à ajuda da rede de cuidados, mas que daqui a pouco terá desistido porque a sua preo-

cupação é “matar a ressaca” devido às dores no corpo que já são insuportáveis e que falam mais alto. Este funcionamento das instituições, despersonalizado, é fruto de uma política de cunho troikista que insiste em avaliar os serviços pela lógica quantitativa em detrimento da sua vertente qualitativa, menos mensurável mas mais apropriada quando é de pessoas que se trata. Toda esta lógica burocrática funciona em torno da cúpula médica, muitas vezes lenta, incapaz de alcançar uma visão pessoalizada do toxicómano e de promover uma abordagem que sucumba à leitura estritamente clínica do “problema”. Paralelamente a isto temos as Políticas de Cidade que cada vez mais estão imbuídas pela ideia higienista de limpeza da urbe, uma limpeza que extravasa o domínio físico circunscrevendo-se também no domínio simbólico. O arrumador de automóveis que a maior parte das vezes encarna também a figura do heroinómano é o alvo a abater: retirá-lo da rua e isolá-lo em pensões pagas pelo erário público, quando a resposta já existe nas instituições da sociedade civil, são algumas das pretensões dos desenhadores destas intervenções meramente redistributivas e assistencialistas. Quanto à participação social dos sujeitos utilizadores de drogas, à consequente mobilização em defesa dos seus direitos e deveres, muito pouco ou quase nada é dito. Acompanho por isso com especial interesse as organizações dos grupos marginalizados que, ativamente, procuram que a sua voz se oiça junto da sociedade civil e das instâncias governamentais à escala nacional e internacional. Parece-me que com o trabalho de empoderamento e levantamento social destes grupos se construirá um bloqueio contra os mecanismos que geram, reproduzem e ampliam a violência sistemática em determinados grupos sociais. Simão Mata – Licenciado e Mestre em Psicologia, Universidade do Porto. Contacto: simaopedromata@gmail.com

Desde há cerca de dois anos a esta parte, que as bolsas mundiais vêm em queda acentuada provocada pela crise financeira que nasceu nos estados Unidos e atravessa a Europa. Por essa razão, há muita gente desesperada porque investiu tudo com o pensamento no lucro e hoje, provavelmente perdeu imenso. Com isso, os países, as empresas e os particulares tem sofrido grandes perdas, levando ao colapso financeiro das nações que antes criaram deficits excessivos como é o caso português. Contudo, nos anos anteriores vimos os lucros das empresas, da banca, das ações, e outros, a aumentarem constantemente, os gestores e acionistas radiantes pela distribuição de lucros, os governos vangloriarem-se porque o PIB crescia. Tudo falso. Perguntava-me como era possível o constante crescimento de lucros e de vendas. As pessoas são as mesmas, as coisas duram bastante tempo, os ordenados são pequenos, as pessoas cada ano gastam mais e os lucros são anunciados sempre superiores aos do ano anterior. Quando a bolsa perdia durante uns dias os especialistas diziam que corrigiu. Lembro a célebre frase de Cavaco Silva no início dos anos noventa quando se

As inovações, o desenvolvimento e aumento da complexidade nos mercados financeiros aumentam as dificuldades dos consumidores para adoptarem decisões financeiras, avaliarem todas as opções que têm disponíveis e compreender todos os termos e condições dos produtos e serviços financeiros disponíveis no mercado. Os estudos realizados pela OCDE e vários países revelam que os consumidores têm baixos níveis de literacia financeira e, muitas vezes, sobrevalorizam as suas capacidades e conhecimentos neste domínio. A literacia financeira é absolutamente indispensável para que sejam adotados comportamentos mais racionais que levem à tomada de melhores e mais vantajosas decisões financeiras. Actualmente, face ao contexto de crise que se vive, a falta de competências de literacia financeira é uma preocupação que está na ordem do dia, sendo reconhecidas as graves consequências que esta ausência pode ter na economia familiar. Neste contexto, a DECO, com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, procura dar o seu contributo para a melhoria

destas competências de literacia financeira das famílias portuguesas, desenvolvendo conteúdos essenciais sobre a gestão do orçamento familiar, o planeamento de despesas, os produtos e serviços bancários, as aplicações financeiras de poupanças, a fiscalidade, o recurso ao crédito e o sobreendividamento, através da realização de acções de informação e sensibilização entituladas “Gerir e Poupar”. Trata-se de uma campanha informativa nacional, a decorrer até Dezembro de 2011, que visa promover a educação financeira das crianças e jovens e educar, formar e informar os consumidores sobre questões financeiras, como forma de desenvolver as competências necessárias para a tomada de decisões económicas informadas, vantajosas e benéficas, garantindo a protecção dos seus interesses, num mercado cada vez mais exigente e competitivo.

aproximava o célebre Crash da Bolsa: “Há pessoas a comprar gato por lebre.” Desta vez ninguém avisou… Não dá para entender que as coisas estejam sempre a subir, alguma vez tem de voltar a descer, para que os valores sejam equiparados ao produto. Chamem-lhe ajustar, pouco importa. O governo talvez esteja a fazer o trabalho certo para acertar o passo do andamento da nossa economia, ajustando as dívidas (buracos) todos às contas deste ano, fazendo com que o orçamento do próximo decorra de forma normal e sem desacertos de contas, de maneira a não haver próximos ajustamentos. Aumentem o IVA de bens que importamos de consumo supérfluo e, que, apenas serve para saciar vícios, assim como alguma taxa sobre lucros não ficava mal. Nem que esses negócios “ajustem” um pouco... voltaram rapidamente aos lucros. Façam os cortes despesistas nas gorduras do estado que tiverem de ser feitos, despeçam quem estiver a mais, atualizem a constituição, avancem com o junção de cidades, faça-se a regionalização, transformem as comunidades urbanas em concelhos, fundão freguesias, aprovem as leis necessárias à reviravolta que este país precisa enquanto estão em estado de graça e todos sentem na pele a dor deste difícil parto. Talvez esteja aqui a chave de sucesso deste governo, ajustando as coisas ao seu valor real, para que depois partindo de baixo para cima, todos saibamos com verdade e transparência o que temos pela frente. Só depois a bolsa pode ajustar ou crescer.

Todos os dias...\\ Rogério Gonçalves

Faça contas à vida!\\ DECO

O casamento\\

A bolsa Desce, Sobe ou Ajusta?\\ Henrique Carvalho

Todos os dias somos inundados com notícias que em nada ajudam este povo Português a ter motivos para sorrir. Mas quando faço uma resenha pelos acontecimentos que decorrem confesso que fico confuso e a palavra crise parece que em certos casos está mesmo encapuçada senão vejamos: Decorreram vários festivais de música em vários locais do Pais e todos eles estiveram repletos de jovens que pagaram bilhetes de 30 e 40 euros fora o resto do dinheiro para as refeições, viagens e muitos até para droga conseguiam comprar. Ainda esta semana, 9 de Agosto,

foram publicadas listas de mais umas reformas douradas que vão ser atribuídas (imaginem 4000 euros mensais), portanto os sacrifícios continuam a não ser para todos. Conheço algumas famílias carenciadas que vivem em casas de habitação social com rendas apoiadas e a TV cabo é um bem que não prescindem. E outras onde o marido está mais preocupado em arranjar o bilhete para ver o jogo de futebol Barcelona-Porto. Perante estes factos eu não percebo onde a crise está instalada e a ser assim a TROIKA um dia vai acordar e deixar de emprestar mais dinheiro a políticos que dão estes exemplos que a população não entende. Somos um Pais muito pequeno com pouca gente a contribuir e muita gente a pedir subsídios por tudo e por nada, mas nada fazem para tentar mudar o rumo das sua vidas.

Faça contas à vida. Consulte a nossa Campanha Gerir e Poupar no site: www.deco.proteste.pt/associacao É também possível imprimir a brochura da Campanha, com informações indispensáveis à tomada de decisões racionais, face ao actual contexto de crise que vivemos.

maiahoje

Fernando Pedroso

É fruto da natureza Tudo ao redor tem beleza Até mesmo a própria idade Sonho lindo, lindo passo, É criar um forte laço, Laço da fraternidade. Casamento sem fantasia Faz um mundo d’alegria É o tal sonho lindo… Um casal de mão dada Com fé é coisa sagrada, Tudo depois é bem-vindo. Duas palavras pequenas Com cinco letras apenas, Uma delas é ser forte A outra é mais importante É precisa a cada instante E essa chama-se sorte. Nunca deve rejeitar-se, O casal deve beijar-se Mesmo sem grande vontade Ficará mesmo guardado Muitas vezes recordado Com respeito e lealdade. Cuidado com inimigos, São dois os grandes perigos, São orgulho e dinheiro “Valores” materiais Diabólicos, banais E o mal do mundo inteiro. O melhor que há na vida É ter família, e unida, Vida dada p’lo Senhor, Nas horas mais complicadas Orai sempre de mãos dadas A grande prova d’amor. Voltai de novo à igreja Como Deus manda e deseja Sempre com muita humildade, Ireis levar de vencida Dificuldades da vida, Isso é a felicidade. Rápido vem a velhice, Tolerar, uma chatice É ser bom e enaltece, A cruz será mais pesada Com amor é superada Porque amor… não envelhece! 27 de Maio de 2010 Abílio Fernando Dias Pedroso

o seu jornal Recorte e envie o cupão para a seguinte morada: JORNAL MAIA HOJE - Rua dos Altos, Ed. Arcada,

Brigada Gerir e Poupar da DECO Norte Para qualquer esclarecimento adicional, por favor dirija-se à DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, Delegação Regional do Norte – Rua da Torrinha, nº 228-H, 5º andar, 4050-610 Porto.

n.º 12 • 4470-235 ou através do Fax 22 406 21 25

"

boletim de assinaturas

maiahoje

SIM, desejo ser assinante do JORNAL MAIA HOJE por um período de: 1 ano ou 24 números - 10 Euros

2 anos ou 48 números - 20 Euros

APROVEITE A CAMPANHA DA ASSINATURA ANUAL 15% DE DESCONTO NO PREÇO DE CAPA Envio Cheque ou V. Postal Nº . no valor de

euros, do Banco

Nome Data de Nascimento

Naturalidade

Morada Profissão

Código Postal

Telefone

Telemóvel


maiahoje

O CAVALOS

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Desporto NATAÇÃO

desporto

CN Maia alcança oito pódios

11

ANDEBOL Handball Project na Maia

Hipódromo Municipal com agenda preenchida para a época 2011/2012

«Hipódromo de referência em Portugal» \\ Nogueira dos Santos, vereador, diz que aposta tem sido gradual e aguarda desenvolvimentos sobre as apostas. Manuel Armando Oliveira, do Centro Equestre fala em “revolução” no meio hípico. O MaiaHoje soube que o Hipódromo Municipal da Maia, actualmente sob gestão do Centro Equestre da Maia, na próxima época desportiva equina que tem já início em Setembro vai ter uma agenda «muito superior à das épocas anteriores». Assim, estará já agendada a nova partida para o fim-de-semana de 17 e 18 de Setembro, onde haverá um Concurso de Saltos de Obstáculos, Prova de Masters em Saltos; Corrida de Póneis e o Grande Prémio da Maia.

espaço «Estamos a construir o futuro. 2012 poderá ser o ano da liberalização das apostas e sua implantação no terreno. Tanto nós como a Liga Portuguesa de Criadores de Cavalos de Corrida estamos atentos e a envidar todos os esforços para que tal aconteça. No entanto, não como dirigente nacional, mas como maiato, tudo farei para que a Maia esteja na linha da frente. O primeiro passo será organizar cerca de duas dezenas de eventos num ano hípico», disse o presidente.

Apostas em 2012? Ao MaiaHoje, Manuel Armando Oliveira, presidente do Centro Equestre da Maia, disse que está a ser ultimado um protocolo entre a Câmara Municipal da Maia como proprietária; o Centro Equestre da Maia, como entidade gestora e a empresa de eventos “Events2win”, com vista a realizar um calendário credível que optimize e dinamize o

Um Hipódromo de referência Para o vereador Nogueira dos Santos este incremento é «o fruto de uma actividade crescente que leva já dois anos em parceria com o Centro Equestre da Maia. Temos vindo a investir no local e aguardamos sobretudo a nova legislação sobre as Apostas Hípicas», disse acrescentando que «foi publicado em Diário da República uma Comis-

FUTEBOL

são que trabalhou o assunto e onde os maiatos estiveram representados, foram apresentados os resultados ao anterior governo e agora aguardamos que o novo elenco go-

Vice-campeões do mundo na Maia

Seleccionador recebido no aeroporto Sá Carneiro No passado dia 22 de Agosto, os muitos presentes no aeroporto

pub

de Pedras Rubras receberam entusiasmados a comitiva nortenha que esteve presente na Colômbia na final do Mundial de sub-20 em futebol, evento que colocou os portugueses, de madrugada, colados ao televisor até ao último minuto. À cabeça estava Ilídio Fernando Torres do Vale, seleccionador nacional, natural da Maia, que insatisfeito com o resultado, mas satisfeito com as prestações da sua equipa, foi recebido por alguns dos seus anteriores pupilos no Inter de Milheirós, onde foi atleta e treinador da equipa de ciclismo. A chegada Ilídio Vale disse aos presentes que «Quero partilhar este momento com todos os colegas, jogadores, treinadores, e clubes que nos disponibilizaram os jogadores.

O nosso feito não é uma coisa que se consiga sozinho, por isso é que temos de partilhar este momento que para nós é de enorme felicidade», rematou. O Inter Milheirós Futebol Clube, na sua página oficial apresenta também «Felicitações à Selecção Portuguesa, Vice-campeã do Mundo de Futebol Sub-20, com especial destaque ao Prof. Ilídio Vale, pois não esquecemos a ligação que teve com o nosso Clube, quer como Dirigente, quer como atleta, integrando mesmo a equipa que efectuou o primeiro jogo federado do Clube, na época 1981/1982. O Prof. Ilídio Vale foi ainda distinguido em 2007 com o “Prémio Inter” para a categoria de “Personalidade do Ano”», noticiam. Tiago Costa

vernamental dê andamento ao preconizado pelo relatório dessa Comissão. Assim agiremos em conformidade e esperamos garantir que o Hipódromo Municipal da

Maia, pelo seu pioneirismo, seja referencial no Norte do país e em Portugal».


12

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Desporto

PAINTBALL

maiahoje

Campeonato Nacional

Maia recebe o Campeonato Nacional de paintball O Campeonato Nacional 2011 é um evento organizado pela Federação Portuguesa de Paintball, entidade que regula e tutela a competição de paintball em Portugal. Trata-se de uma prova itinerante que se desloca em função e com a motivação de dar as melhores condições para a prática do

ANDEBOL

paintball e divulgar o mesmo. A competição está dividida em 4 divisões sendo as duas primeiras de acesso restrito, e com duas de acesso livre que reúne habitualmente cerca de 35/40 equipas de todo o país representando associações, clubes e equipas. Fruto de parcerias realizadas com clubes de futebol a competição

conta com equipas como o SL Benfica, Sporting, Boavista, Beira-mar, União de Leira e Belenenses. A Maia irá receber a 5ª e decisiva etapa do Campeonato Nacional, que contará com a organização da Associação de Jogos do Norte e colaboração da Câmara Municipal da Maia. A competição decorrerá entre os dias 3 e 4 de Setembro no

Campo de Jogos de São Pedro de Fins que irá estar dividido em dois campos de competição e que trará até a Maia mais de 350 Atletas de todo o país. A entrada é gratuita, sendo que para além da natural animação da competição será ainda criada uma FUN ZONE com bar e estruturas insufláveis para os mais jovens.

Actualmente na frente da principal divisão encontram-se os algarvios da Azimut com 386 pontos, seguidos pelo SL Benfica com 364, os Metralhas Porto com 326 e a UD Leiria na quarta posição com 317. O primeiro lugar de cada etapa confere 100 pontos o que aumenta a importância desta 5ª e ultima etapa do campeonato.

Apresentação da equipa

ADA/ISMAI apresentou a equipa para 2011/2012 A Associação Desportiva Académica da Maia/ISMAI apresentou, no passado dia 17 de Agosto a equipa sénior de Andebol que militará no Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Andebol. A cerimónia decorreu no Pavilhão Municipal da Maia e após a

FESTA

apresentação a equipa realizou-se um treino da equipa. Para a nova época a equipa vai contar com cinco caras novas, o central André Monteiro, de 22 anos que jogava no Águas Santas, o lateral-direito Manuel Sousa, 22 anos que na época passada representava

Angariação de fundos

o AC. S. Mamede, o Guarda-Redes Rui Pereira, de 30 anos proveniente do Col. 7 Fontes e por fim dois reforços provenientes do Xico Andebol, Daniel Costa, de 27 anos, jogador polivalente que joga nas laterais e Diogo Oliveira, lateral esquerdo de 23 anos.

KARATE

A estrutura técnica da equipa é composta pelos treinadores Paulo Sá, Mário Santos, Bruno Silva e Eduardo Abade, pela fisioterapeuta Vera Pinheiro, pelos dirigentes Nuno Bernardo e Jorge Veloso e o presidente Eduardo Soares. O equipamento principal da

equipa será composto por camisola de cor azul barclays e calção azulmarinho, o equipamento alternativo será composto por camisola azulmarinho e calção azul barclays com o patrocínio da Câmara Municipal da Maia e do ISMAI – Instituto Superior da Maia.

CKMaia

S. Cosme Futsal em festa Instrutores de Karate sobem de

graduação no Gasshuku

No passado dia 20 de Agosto, o Salão da Junta de Freguesia de Gemunde foi pequeno para acolher as cerca de 260 pessoas que estiveram presentes na festa de angariação de fundos para a nova época do S. Cosme, equipa de Futsal. A noite, muito animada, teve a actuação dos artistas Kiko Rogério; João Norte; Teresa Regodeiro; Rogério Santos; Grupo de bombos “Os amigos da galhofa” e grupo de dança “Boom dance”. Com muitos emigrantes presentes que visitavam a sua terra natal, a festa teve direito de transmissão rádio, ao vivo via internet, para todo o mundo. No final, a festa encerrou cerca da uma da manhã com fogo-de-

pub

artifício. Filipe Fernandes, dirigente do clube e dinamizador disse ao MaiaHoje estar «muito satisfeito com a iniciativa e gostaria de agradecer a todos os que a tornaram possível, dirigentes do Clube e atletas. Para mim foi uma das melhores que se fez em Gemunde», disse satisfeito.

Decorreu na última semana de Julho o Gasshuku Internacional de Karate da GKI na cidade de Lisboa. Este evento decorre uma vez por ano em cada país associado a esta organização internacional, e desta vez a capital acolheu mais um evento desta envergadura que juntou mais de 300 atletas, servindo para corrigir e uniformizar o trabalho que os praticantes têm vindo a desenvolver. De acordo com António Moreira, presidente do CKMaia, «foram 5 dias de treinos intensos não só para interiorizar certos movimentos mas também aprender diferentes formas de trabalhar sobre um objectivo específico». No último dia deste estágio internacional alguns atletas maiatos foram submetidos a subida de graduação, sendo aprovados e vendo a sua graduação subir mais um patamar no conhecimento desta arte do Goju-Ryu. O esforço, atitude, empenho e dedicação estiveram sempre presentes bem como a beleza da componente técnica e da garra maiata, palavras do Exponente máximo da Modalidade, o mestre James Rosseau. Na entrega dos diplomas, uma especial felicitação ao líder do clube maiato, António Moreira, que gra-

duou para 6ºDan merecendo os mais rasgados elogios dos presentes e da comissão de avaliações: «Moreira parabéns pelo Magnifico exame, fizeste uma mudança de graduação como não assistíamos à anos». Para o CKMaia, estas palavras são um grande incentivo para todo o grupo que «continuará a trabalhar de forma assídua nas pisadas do seu mestre António Moreira». As felicitações não foram apenas para o professor mas também

para os alunos que mostraram passaram com notas excelentes. Luís Brito Serafim Moutinho António Costa Diogo Gonçalves Sandra Cruz Joel Gouveia Sílvia Freitas Nuno Gonçalves Armando Gonçalves

4ºDan 3ºDan 3ºDan 2ºDan 2ºDan 1ºDan 1ºDan 1ºDan 1ºDan


maiahoje AUTOMOBILISMO

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Desporto

13

Rali de Ferrol

Ivo Nogueira com estreia positiva em Espanha Ivo Nogueira voltou a estar em bom plano numa prova que desconhecia por completo e que marcou a sua estreia a nível internacional. O jovem piloto maiato obteve o 12º lugar absoluto no tradicional Rali de Ferrol, em Espanha, sendo um dos concorrentes mais rápidos entre os veículos de tracção dianteira, num evento que serviu sobretudo para preparar a derradeira fase do CPR e CPR2. Numa prova muito competitiva e repleta de viaturas S2000, Grupo N, S1600 e com um Porsche 997 GT3, do vencedor Sergio Vallejo, Ivo

AUTOMOBILISMO

Nogueira suportou as exigências de um rali novo para si e bastante extenso, rubricando tempos de bom nível durante o primeiro dia do evento. No sábado, alguns problemas físicos (gastroenterite) condicionaram a sua prestação mas o jovem piloto conseguiu levar o Citroën DS3 R3T até ao fim e acumular uma experiência valiosa. No final do Rali, Ivo Nogueira estava satisfeito com a sua prestação «foi um rali muito disputado e difícil mas penso que os objectivos foram totalmente cumpridos», referiu o piloto de 21 anos. «Os troços

na Galiza são bastante técnicos, mas tal como na Madeira voltámos a acumular quilómetros e experiência numa prova que não conhecíamos. Foi uma boa aprendizagem para mim e sobretudo uma forma de preparação para os nossos grandes objectivos, o CPR e o CPR2. Espero estar em pleno nessa fase», concluiu Ivo Nogueira. A equipa do Citroën DS3 R3T tentará agora continuar os bons resultados no Rali Centro de Portugal (17 de Setembro), pontuável em simultâneo para o CPR e CPR2.

Troféu Ibérico Montanha

QF/PRMiniracing de Paulo Ramalho vence Troféu Ibérico de Montanha  Paulo Ramalho e sua equipa - QF/PRMiniracing venceram a 1ª edição do Troféu Ibérico de Montanha. Este troféu juntou pilotos Portugueses e Espanhóis em quatro rampas pré-seleccionadas dos calendários de Montanha dos dois países: subida a Ubrique, Ramapa Internacional da Falperra, Subida A Santo Emiliano e Rampa de Bragança. Paulo Ramalho foi o piloto que mais pontos amealhou no conjunto de todas as provas, culminando com a vitória final deste Troféu Ibérico de Montanha. Para a equipa esta vitória «traduz uma vez mais todo o trabalho e dedicação levado a cabo pela equipa e a excelente performance do Juno SSE CN», realçando que «esta vitória é a melhor forma de a equipa retribuir o importante apoio de todos os seus parceiros». 1- PAULO José Gomes RAMALHO 58 2- JOSÉ A. LOPEZ FOMBONA 48 3- JOSÉ ANTONIO AZNAR SANCHEZ28 4- ANGEL CASTRO 24 5- Daniel FILIPE Melo MATIAS 21 6- JOAQUIM Belmiro TEIXEIRA 10 7- RAUL BORREGUERO 9 8- ANTÓNIO Manuel AREAL 8 9- NUNO Jorge GUIMARÃES 4 10- JOÃO Manuel GUIMARÃES 3

INICIO DOS CAMPEONATOS: HONRA: 11 DE SETEMBRO 1º E 2ª DIVISÃO: 18 DE SETEMBRO Foto: Edgar Alves

pub

OFERTA 50€! Para todos os nossos planos webdesign, oferecemos um vale no valor de 50 euros de publicidade Google Adwords.


O Tempo

14

sexta-feira 26 de agosto de 2011

Coffee Break

maiahoje

26/08

26/08

27/08

27/08

28/08

28/08

29/08

29/08

SEX-dia

SEX-noite

SAB-dia

SAB-noite

DOM-dia

DOM-noite

SEG-dia

SEG-noite

Parcialmente Nublado. Máxima: 21 °C. Vento NW 11 - 16 km/h.

Céu Limpo. Mínima: 9 °C. Vento ENE 6 - 11 km/h.

Hotspots Wi-Fi (MAIA) Aeroporto Francisco Sá Carneiro . . . . .Pedras Rubras ANJE . . . . . . . . . . . . . . . . . .Tr. Cruzes Monte, 46 - R/C CEPSA . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Av. António Santos Leite CTT . . . . .R. Dr. José Rodrigues Silva Júnior, 355 - R/C Galeria Central Plaza . . . . . . . . .R. D. Manuel II, 2076 GALP - A.S. Águas Santas . . . . . . . . . . . . . .A4, Km 9.8 (Porto/Amarante - Ermesinde) GALP - A.S. Águas Santas . . . . . . . . . . . . . .A4, Km 9.8 (Amarante/Porto - Ermesinde) Loja PT . . . . . . . . . . . . . . . . .Av. Visconde Barreiros, 15 Lusomundo MaiaShopping . . . . . .Lugar de Ardegães Maioritelica . . . . . . . . . .R. Eng. Frederico Urich, 3196 McDonald’s (Maia Centro) . . . . . . .Lugar de Catassol McDonald’s (Maia Jumbo) . . . . . . .Jumbo, EN14, Km9 McDonald’s (MaiaShopping) . . . . . . . . .Lj. 238, Piso 2 TOTAL . .Via Eng. Belmiro de Azevedo - Z. Ind. Maia I

Telefones úteis EMERGÊNCIAS: SOS Número Nacional de Socorro . . . . . . . . . . . . . .112 Intoxicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 250 143 Bombeiros Voluntários de Moreira . . . . .229 421 002 Assoc. Human. Pedrouços . . . . . . . . . . . .229 012 744 P.S.P. Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 413 853 P.S.P. Aeroporto de Pedras Rubras . . . . .229 482 693 G.N.R. Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 867 430 Protecção Civil (C.M. Maia) . . . . . . . . . . .229 408 722 Protecção Civil (C.M. Maia) Fax . . . . . . . .229 412 038 Protec. Civil (C.M.M) Linha verde . . . . . . .800 205 169 Polícia Municipal Maia . . . . . . . . . . . . . . .229 408 600 PSP Águas Santas . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 713 537 SERVIÇOS DE UTILIDADE PÚBLICA: Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . .229 439 810 Conservatória do Registo Predial . . . . . .229 436 280 1.ª Repartição de Finanças . . . . . . . . . . . .229 448 133 2.ª Repartição de Finanças . . . . . . . . . . . .229 785 040 1.ª Tesouraria da Fazenda Pública . . . . .229 484 332 2.ª Tesouaria da Fazenda Pública . . . . . . .229 717 271 Tribunal Judicial da Maia . . . . . . . . . . . . . .229 430 110 Santa Casa da Misericórdia . . . . . . . . . . .229 448 136 Correios de Vermoim . . . . . . . . . . . . . . . . .229 427 517 EN - Electricidade do Norte . . . . . . . . . . .800 506 506 EN - (Comunicação de Avarias) . . . . . . . .800 246 246 S.M. Águas e Saneamento da Maia . . . .229 430 800 Inst. Emprego Form. Profissional . . . . . .229 432 700 Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . .229 432 400 Câmara Municipal da Maia . . . . . . . . . . .229 408 600 Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . . .229 687 322 Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . .229 483 472 Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 408 643 Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . .229 478 120 Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . .229 442 462 E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . . .229 408 721 Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . .962 518 558 Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . . .229 478 130 Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 059 520 Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 482 660 Canil Municipal da Mai . . . . . . . . . . . . . . .229 823 687 Quinta da Gruta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 867 180

Céu Limpo. Máxima: 25 °C. Vento SW 8 km/h.

Céu Limpo. Mínima: 14 °C. Vento SW 5 - 13 km/h.

Muito Nublado. Máxima: 25 °C. Vento Oeste 8 km/h.

Parcialmente Nublado. Mínima: 12 °C. Vento WSW 3 - 8 km/h.

Céu Limpo. Máxima: 24 °C. Vento WNW 5 km/h.

Parcialmente Nublado. Mínima: 14 °C. Vento SSE 5 km/h.

Código QR, i-nigma ou 2D

Farmácias de serviço

O leitor já deve ter visto estes quadrados “esquisitos” em publicidade, paragens de autocarro, edifícios e até T-shirts. Mas afinal o que é isto?

Dia

26

27

28

29

30

31

01

02

Turno

Ca

Eb

Fc

Gd

Ae

Bf

Cg

Dh

O chamado Código QR (Quick Response), também conhecido por 2D ou i-nigma é uma espécie de código de barras que substitui as “velhinhas” riscas que tinha pouca capacidade de informação. Criado em 1994 pela empresa japonesa DensoWave, tem a particularidade de conter muita informação, ao contrário dos anteriores códigos de barras. Para terem uma ideia, este código tem a capacidade máxima de “guardar” 7.089 caracteres numéricos ou 4.296 caracteres alfanuméricos. Como funciona? Quem “desenha” o código, recorre a programas informáticos ou páginas Web que disponibilizam o “desenho” instantaneamente. Depois de impresso, seja numa publicidade, na fachada de um prédio, numa paragem de autocarro, ou mesmo numa t-shirt, qualquer pessoa que disponha de um telemóvel com câmara fotográfica e suporte ligação à internet pode obter um programa para o telemóvel que, com uma simples fotografia tirada na hora, descodifica o código. No caso do MaiaHoje, o nosso código foi “desenhado” com a ligação ao site da nossa página internet, pelo que para aceder à página em www.maiahoje.pt, fotografar, descodificar e já está! Como instalo o programa? Fácil. Vá a www.i-nigma.mobi (http://www.i-nigma.mobi) e de forma gratuita descarregue o programa. Antes verifique a compatibilidade do seu equipamento em www.i-nigma.com/personal/devices.asp?lang=pt). Instale, siga as instruções e fica pronto a navegar nas novas tecnologias. O futuro Futuramente poderá em determinadas páginas e artigos do MaiaHoje, ter acesso a mais informação ou mensagens multimédia como vídeo e som. Siga a sua imaginação.

A (SERVIÇO PERMANENTE) AGRA - MILHEIRÓS GRAMAXO - MOREIRA DA MAIA B (SERVIÇO PERMANENTE) LIMA COUTINHO - GUEIFÃES DA MAIA - ÁGUAS SANTAS C (SERVIÇO PERMANENTE) BASTOS - GUEIFÃES NOVA DE ARDEGÃES - ARDEGÃES D (SERVIÇO PERMANENTE) MARTINS DA COSTA - ÁGUAS SANTAS ÁLVARO AGANTE - VERMOIM E (SERVIÇO PERMANENTE) MOREIRA BARROS - PARADA CENTRAL - CATASSOL F (SERVIÇO PERMANENTE) DO LIDADOR - ARDEGÃES BOM DESPACHO - MAIA G (SERVIÇO PERMANENTE) SOUSA BEIRÃO - MAIA ALIANÇA - VERMOIM a (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) DO AEROPORTO - PEDRAS RUBRAS b (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) GEMUNDE - CAMPA DO PRETO c (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) CASTÊLO - CASTÊLO DA MAIA d (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) VILA NOVA DA TELHA - QUIRES e (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) EUGÉNIA - PEDROUÇOS f (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) SILVA ESCURA - FREJUFE g (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) ARAÚJO - NOGUEIRA h (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) VALES - ARROTEIA i (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) DAS GUARDEIRAS - GUARDEIRA y (DISPONIBILIDADE ATÉ ÀS 22H) MENDONÇA - SÃO PEDRO FINS

Informação patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

Cinemas Warner lusomundo cinemas MAIASHOPPING DE 25 de AGOSTO- 31 de AGOSTO

Todos os filmes têm inicio 10 minutos após hora marcada Tel: 22 977 04 50 • Fax 22 972 45 37 Os Smurfs

[10h50 (Dom.), 13h30, 16h00, 18h40, 21h20, 23h50 (6ª e Sáb.)]

Cowboys & Aliens

[13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 (6ª e Sáb.)]

Conan - O Bárbaro

[13h20, 16h10, 19h00, 21h50, 00h35 (6ª e Sáb.)]

O Planeta dos Macacos

[13h40, 16h20, 19h10, 21h40, 00h20 (6ª e Sáb. )]

Capitão América

[14h00, 17h00, 21h10, 00h10 (6ª e Sáb.)]

De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

SAÚDE: C. de Saúde da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .229 448 790 (Linha Azul) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .229 487 918 C. Saúde de Á.Santas . . . . . . . . . . . . . . . .229 448 790 C. Saúde do Castêlo . . . . . . . . . . . . . . . . .229 867 030 Unid. Saúde de Moreira Maia . . . . . . . .229 431 471/8 U. S. Moreira Maia(Linha Azul) . . . . . . . .229 427 968 Unidade de Saúde de Gueifães . . . . . . . .229 438 440 Unidade de Saúde de Milheirós . . . . . . .229 723 322 Unidade de Saúde de Nogueira . . . . . . . .229 617 710 Unidade de Saúde de Vermoim . . . . . . . .229 448 790 Serv. Atend. a Situações Urgentes . . . . .229 448 790 Cruz Vermelha Port. (Núcleo Maia) . . . . .229 411 221

VIVACINE MAIA NÃO RECEBEMOS INFORMAÇÃO ATEMPADA PERMANENTE

29 de Agosto

(*) Só ao Domingo - (**) Só 6ª e Sábado - (***) Excepto Seg, Terça e Quarta - (****) Sexta a Sábado

Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35

(*****) Domingos e Feriados

PUB


sexta-feira 26 de agosto de 2011

Magazine pub

maiahoje VIAGENS

Wadi Dhar e Hajjrah – os arredores de Sana’a

Já falámos aqui de Sana’a, a capital iemenita. Mas os arredores da capital são muitíssimo interessantes. Logo após o pequeno-almoço, partimos para o vale de Wadi Dhar, um desfiladeiro por onde passa o rio Dahr, seco na época seca e com água na época das chuvas. A saída da medina foi complicada. Apesar de estarmos em Outubro, choveu bastante durante a noite. A ligação entre a medina e a cidade nova faz-se pelo canal Sayilah, construído para escoar as águas das monções. Só que… o canal encheu-se de água, com uma grande corrente. Como é que tal é possível? Ainda há poucas horas ali passáramos a pé seco e agora muitos são os carros que se “afogaram” na corrente e ficaram parados no meio do canal à espera que uma alma caridosa o empurre ou, melhor ainda, venha um carro potente rebocá-lo. Quem se diverte com a situação são as crianças que chapinam na água e molham os amigos! Felizmente, o nosso jipe consegue passar facilmente. Chagamos à vila de Ar-Raudah que foi descrita no século XVII como uma terra onde abundavam belas casas com pomares, lagos onde viviam muitos peixes, e jardins decorados com fontes. É aqui que se encontra o famoso palácio Al-Hajar, construído no século XVIII sobre uma rocha enorme com uma vista soberba sobre o vale de Dhar. Tradicionalmente, os imãs construíam os seus palácios particulares fora das cidades, como medida de segurança. O melhor exemplo é, sem dúvida, este Bayt al-Hajar, mandado erigir pelo poeta e académico Ali Saleh Al-Ammar. Tendo conhecimentos alargados de engenharia arquitectural, concebeu diversos palácios, muitos deles para o rei Al-Mansur. No início do século XX, o Imã Yahya Hameed Al-Ddin acrescentou ao palácio os andares superiores e os anexos. Este palácio é um verdadeiro cartão-de-visita e símbolo da arquitectura nacional, reflectindo bem a alma iemenita: harmonia, irreverência, informalidade, leveza,

beleza e preciosidade. Hajjrah Seguimos para as montanhas de região de Haraz, com mais de 3.000 m de altitude. Com seus terraços intensamente cultivados, relevo dramático e vilarejos incrustados nas montanhas, Haraz serviu de refúgio durante a ocupação otomana. Aqui e além, um arranha-céus de pedra, com portas e janelas decoradas igualmente a pedra, a acompanhar a montanha ou a “cair”, assim nos parece, pela falésia abaixo. Duas horas depois de sairmos de Sana’a, chegamos a Manahah. A confusão é total. É dia de mercado e o caos – pelo menos assim nos parece – tomou conta da vila. Os vendedores espalham as suas mércolas – fruta, legumes, animais vivos, tecidos, joalharia, etc. – pela rua principal. O cheiro a lixo e a podre é penetrante. Ninguém liga aos carros que pretendem passar, quase em vão pois a rua está praticamente tomada pelos vendedores e pelos compradores. O nosso condutor perde o espelho, que, aliás, estava somente preso com fita gomada, e que ele volta a colar nessa mesma noite… Para alcançar Hajjrah é necessário um carro de tracção às quatro rodas; logo à saída de Manahah, a estrada alcatroada transforma-se num verdadeiro carreiro de cabras. Pedras, pedrinhas e pedregulhos fazem a base da estrada. No interior do jipe, dançamos da esquerda para a direita, pulamos nos assentos, batemos constantemente no tecto e nos lados do veículo. Finalmente, chegamos a um sopé. À nossa frente, no meio e em cima de grandes rochas, ergue-se Hajjrah. Trepando pelos pedregulhos – não há ruas, só carreiros de pedras – vamos visitando a cidade, que vive completamente isolada do resto do mundo. Edifícios altos de terracota e pedra marcam a sua silhueta. As ruas são o local privilegiado para depositar o lixo e assim a vila fica transformada numa verdadeira lixeira a céu aberto…

Thula e Kaukaban A caminho de Thula, considerada um raro exemplar das cidades de pedra fortificadas, rápida paragem em Mathbat, uma aldeia com casas antigas em terracota, no seu estado original, sem terem sofrido ainda nenhum restauro. Thula é uma cidade préislâmica, mas já virada ao turismo: as casas principais têm uma placa em árabe e em inglês. Teve em tempos uma importante comunidade judaica que deixou essencialmente a sua arte de trabalhar a prata (até meados do século XX viviam no Iémen 50.000 judeus que emigraram para Israel por volta dos anos 50, havendo actualmente somente 300). As casas são feitas de pedra e não de terracota, como viramos em Mathbat. Thula foi a sede duma revolta falhada em 1590 contra a primeira ocupação otomana, cujo líder, o imã Qasim al-Mansur, foi homenageado no século XII com um túmulo mandado construir pelo Imã Yahya, o líder da segunda revolta – desta feita com êxito – contra a ocupação otomana. Seguimos para Shibam, a cidade que fica no vale, e continuamos para o cimo do monte, para Kaukaban, uma cidade medieval, igualmente murada – aliás, as portas da cidade ainda se continuam a fechar à noite para se voltarem a abrir ao nascer do sol. A cidade, construída no cimo dum monte com 3.000 de altura, está ligada a Shibam, o centro comercial e religioso da região, por um estreito carreiro que demora uma hora a descer (e, claro, muito mais

a subir. Felizmente, o governo mandou construir uma estrada, toda em serpentina, que liga as duas terras). Regressamos a Sana’a. São horas de deixar este reino oriental, com a sua arquitectura tão típica, e com os seus habitantes que recebem os forasteiros de braços abertos. Já o profeta Maomé falou dos iemenitas como “um povo muito amigável e bom de coração”. Qat Esta planta narcótica é uma instituição nacional. Após o almoço, os homens sentam-se em grupo e mascam qat durante toda a tarde. Como o trabalho chama, mantém a bola de folhas de qat na bochecha, quais hamsters. Durante a tarde, qualquer homem que se cruze connosco tem de certeza uma bochecha tão inchada que qualquer pessoa inadvertida poderá pensar tratar-se dum grande abcesso... A obsessão pelo qat é tão grande que muitos agricultores arrancaram as suas culturas de trigo e outros cereais para passar a ter somente qat. Estudos recentes provaram que 80% dos homens iemenitas mascam qat. Porque contém componentes idênticos à efedrina, o qat produz excitação e um sentimento de libertação do tempo e do espaço, promovendo a comunicação. É usado como estimulante para afastar tanto a fome como a fadiga. O qat é usado no Iémen já antes do café e é muitíssimo popular. Texto: M.Margarida Pereira-Müller Fotos: Hans-Jürgen Müller

15


maiahoje

sexta-feira 26 de agosto de 2011

A fechar

16


282