Page 1

pub PUB

14 OUT - 27 OUT 2011

Ano XI | Nº 285 Bi-Mensal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar press@maiahoje.pt

0.50 =C

IVA incluído

\\ política

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

Mário Gouveia, vai aceitar convite de Bragança Fernandes para ingressar na direcção de empresa municipal

Vereador do PS vai ignorar instruções

da concelhia para cargos políticos Comissão política maiata determinou a 27 de Setembro que seus representantes não devem aceitar cargos políticos e diz que governantes da Câmara «não se devem entreter com jogos de corredor». p. 03

Karaté Nuno Moreira trouxe título europeu para a Maia. Inês Rodrigues e Gonçalo Pinto foram “vices”

\\

5 de Outubro

Maiata Ana Rouxinol Dias, brilhou nas comemorações nacionais em Lisboa. p.10

\\

Voleibol

“TGV” - Torneio Gueifães Voleibol foi um êxito.

p.15

\\

Testdrive

Dacia Logan 1.5 dCi

p.18 pub

p.15 pub


02

editorial \\ artur bace|ar director

Fiscalização na hotelaria, já! A uns dias de serem conhecidos os números, ou pelo menos os traços gerais, do primeiro orçamento do governo de Pedro Passos Coelho, parece já saltar à vista (ou pelo menos mediatizada) uma medida que tem por intenção aumentar o Iva na Restauração dos actuais 13% para 23%. Logo saíram a terreiro os profetas da desgraça, as associações sindicais e patronais, que coitadinhos dizem que vão perder milhares de empregos e que levará à ruína de milhares de empresas. Algo de muito confuso, pelo menos para mim. Mentiras atrás de mentiras. Então as questões colocam-se. Quem paga o Iva? São os comerciantes ou são os clientes? Alguém acredita que por 10% (50 cêntimos em 5 euros numa refeição), alguém vai deixar de ir ao restaurante? Este “chorar” de coitadinho, numa actividade comercial onde mais se foge aos impostos, onde a grande parte dos serviços não imitem factura no acto, onde alguns comerciantes vão fazer compras aos “Continente” para não terem de meter factura na empresa e fugir aos enganadores contratos das “cafeeiras” , convence alguém? Claro que não. Então o que pretendem estes senhores? Certamente algo que nem os próprios, decentemente, sabem explicar. Mas é fácil, contrate o Estado uma boa centena de fiscais, bem pagos, quem se sentem num qualquer café, esplanada, ou restaurante durante um dia e que avaliem se o movimento corresponde ao declarado. Reponham a Lei. Ora aqui está uma medida que gera emprego e tenho a certeza irá arrecadar bem mais do que os 10% do aumento do Iva, só não sei é se os patrões e empregados vão gostar… ou se vão preferir o aumento do Iva.

CIDADANIA

MaiaHoje Aproveito a ocasião para informar que a página internet do Jornal está a ser renovada e brevemente aparecerá mais atractiva, actual e com novas funcionalidades. Assim, actualmente, apenas disponibilizamos conteúdos novos para o espaço “Última Hora”, pelo que pedimos desculpas aos nossos leitores, mas garantimos que a espera compensará. Na edição jornal, também haverá novidades, estando em curso mais uma renovação gráfica, não tão profunda como nas anteriores, mas que tornará o jornal ainda mais atractivo graficamente. Os conteúdos, esses mantêm a qualidade a que já habituamos os nossos leitores.

maiahoje

Voluntários do canil da maia

PARA ADOPÇÃO NO CANIL DA MAIA - OUTUBRO 2011 Os “Voluntários do Canil da Maia” surgiram em Julho de 2011. Tudo começou com visitas regulares ao Canil para se fotografarem os animais em risco. Com o tempo foi-se formando um grupo mais coeso, tendo surgido pouco tempo depois a oportunidade de criar um grupo de voluntariado. Este grupo tem vindo a alargarse e neste momento tem pessoas suficientes para actuarem em várias áreas. Existem vários campos de acção no que diz respeito ao voluntariado. Voluntários de terreno, voluntários de boleia, voluntários de divulgação, etc ... Todas estas pessoas têm dado o seu melhor todos os dias para que os cães que estão no canil tenham uma vida digna e pouco dolorosa. Toda a divulgação é no sentido da adopção responsável.

A “Mela” começou por ser o “Melo” por pensarmos que se tratava de um rapaz, até que um dia as voluntárias repararam que faltava algo ao menino. Afinal é uma menina! Diziam que era feroz e que não devíamos chegar-nos a ela, foi precisamente o contrário. Actualmente tem cerca de 4 anos, é muito meiga, baixinha de patas...imensamente brincalhona e pelo raso. Será entregue para adopção responsável, vacinada, desparazitada e “chipada”.

O “Alex” é um macho com cerca de 4 anos, muito activo. Quando solto, salta bastante de alegria... Tem pêlo médio, é meigo, porte médio. SWEETIE

A “Tita” é uma fêmea bonita e jovem. Está há demasiado tempo no Canil. Tem porte médio/grande, adora correr e brincar. Muito meiga. Tem pelo cerdoso. Está disponível para adopção responsável, vacinada, desparazitada e “chipada”. TIGRE O “Tigre” é um cão de grande porte, tem cerca de 6 anos, pêlo raso e tigrado. É o cão mais pachorrento do canil, compensa em ternura o tamanho que tem. Por ser alto precisa de um jardim ou pátio para poder andar um pouco.

SHEILA

MELA

A “Sheila” é uma fêmea de dois anos de idade no máximo. Na rua, era feliz, alimentada por moradores da Maia até que um dia alguém incomodado(a) chamou o canil … Pelo raso, castanho-escuro e dourado, porte médio, mas com imensa energia, por ser jovem. Poderá precisar de um jardim ou passeios frequentes. Está muito bem de saúde e está disponível para adopção responsável. Sairá “chipada”, vacinada e desparazitada.

Eleições na Madeira No passado fim-de-semana, foram as eleições na Madeira, com um resultado, não na totalidade, esperado. Esperada era a perda percentual de Alberto João Jardim, mas sem “largar” a maioria. Não esperado tudo o resto, a saber: O PS pensava capitalizar os votos do PSD e pelo contrário perdeu, resultado derrota pesada. A CDU e o BE, também pensavam crescer e mais uma derrota pesada. Grande vitória do CDS que inesperadamente triplica a sua votação. Uma última ilação, não muito mediática, mas realista, é que a Madeira teve uma clara viragem do centroesquerda para a direita, representando cerca de 70% do eleitorado, o que apenas se traduz numa coisa: que a esquerda, velha, caduca, utópica e enraivecida, já não conquista almas e pelos vistos, muito menos estômagos à fome.

pub

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Página dois

ALEX

pub

O “Sweetie” é um macho com cerca de 4 anos, de cor preta e branca. Bastante enérgico, mas muito meigo. Tem pêlo encaracolado e porte médio. TITA

Caso queira ajudar o nosso projecto, fazendo um donativo monetário: NIB : 0035 0620 00699395130 20 IBAN: PT50 0035 0620 00699395130 20 (envie-nos um email dizendo o valor do donativo, nome e data para animaisdocanildamaia@gmail.com e se pretender que se destine a um caso específico por favor indique-nos a qual se refere.) Todos as entradas e saídas de dinheiro podem ser visualizadas no Relatório de contas em: animaisdocanildamaia.blogspot.com Não pense que 1 euro não faz diferença. Para nós é essencial.


maiahoje

sexta-feira 14 de outubro de 2011

mh jornal regional de grande informação

PROPRIEDADE DE:

Publireferência, Lda. REGISTADA NA 2ª CRPC MAIA CONTRIBUINTE NÚMERO 509 316 620

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar artur@maiahoje.pt COLABORADORES REDACTORES: Manuela Bacelar, TPJ CO 711 manuela@maiahoje.pt Luís Filipe Azevedo luis@maiahoje.pt Carlos Barrigana, TPJ 8037 carlos@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CO592 francisco@maiahoje.pt Rita Santos rita@maiahoje.pt COLABORADORES FOTOGRAFIA: Ana Soares, TPJ CO 849 António Caldeira, TPJ CO 707 Ferreira Silva, TPJ CO 850 Edgar Alves, TPJ CO 708 José Barbosa . TPJ CO 924 Manuel Jorge Costa, TPJ CO 710 Paulo Jorge Maia, TPJ CO 851 Raúl Silva, TPJ CO 852 CORRESPONDENTES: João Diogo (corresp. Brasil) Williams James Marinho (corresp. EUA)

Ainhoa Carrasco Robles (cor.Espanha) Catarina Almendra (cor.Lisboa) CRONISTAS HABITUAIS: António Neto (política) Deco (Defesa do Consumidor) Fernando Pedroso (poesia) Fordoc (A.N.J.Formadores e Docentes) Luís Clemente Ribeiro (contos) Mário Lopes (sociedade) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Ricardo Filipe Oliveira (sociedade) Rogério Gonçalves (sociedade) DESIGN / PAGINAÇÃO: Maxim Bukharov max@maiahoje.pt DEPARTAMENTO COMERCIAL: Pedro Martins pedro@maiahoje.pt Ferreira Silva comercial@maiahoje.pt SEDE / REDACÇÃO / D.COMERCIAL Rua dos Altos, Edifício Arcada, 16 4470 - 235 Maia Telefone 22 406 21 26 Fax. 22 406 21 25 Depósito legal 147209/00 DGCS nºo 123524 Tiragem 3.000 exemplares IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados. MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007

Grande Maia

POLÍTICA

03

Mário Gouveia vai aceitar o convite endereçado por Bragança Fernandes

«Entre servir a Maia ou os Partidos, prefiro a Maia» \\ Apesar de parecer em contrário da Concelhia do PS Maia, o vereador Mário Gouveia vai aceitar um cargo de gestão na empresa municipal “Academia das Artes”. Em Maio deste ano, o presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes, efectuou convite ao primeiro vereador da oposição para integrar a direcção da empresa municipal “Academia das Artes”. Por diversos motivos na altura o convite não foi na altura tornado público e salta agora para a actualidade política maiata através de um comunicado da concelhia local do PS a denunciar a situação que publicamos nesta edição. Tal comunicado levou a uma reacção do vereador em causa, Mário Gouveia que diz ao MaiaHoje não estar de acordo com a forma como as coisas foram feitas «um documento aprovado internamente,

deve ser interno e não ser tornado público, tendo sido inclusive enviado a todos os deputados municipais do PSD por e-mail. Esta situação não me parece admissível dado que viola o dever do sigilo», mas o vereador vai mais longe «é ainda mais lamentável que numa reunião de um partido democrático, tenham pedido um intervalo na Comissão Política onde tem lugar 51 elementos e reunido apenas 12 elementos para fazerem sair este comunicado. Não me parece muito democrático», disse. Convite vai ser aceite Mário Gouveia contou ao MaiaHoje que «o convite foi efectuado pelo Sr. Presidente em

seguintes três pressupostos condicionantes: Não quero ser remunerado pelo eventual cargo, que repito exercerei numa perspectiva de servira a Maia. Não abdicarei de ser oposição activa e por último, liberdade para ajudar na gestão da empresa e recuperar o passivo actual de cerca de 200.000 euros que me parece uma meta aceitável», disse o vereador. A terminar o vereador disse que «ainda não aceitei o convite, mas irei fazê-lo por todos os pressupostos que enunciei anteriormente» e remata «entre servir a Maia ou os Partidos, prefiro a Maia», terminou.

Maio deste ano e imediatamente, de forma formal, dei conhecimento deste facto ao Sr. Presidente da Concelhia do PS Maia. Declinei o convite do Sr. Presidente da Câmara depois de consultar a Concelhia e foi-me pedido para reconsiderar até depois do Congresso Nacional do PS. O que se passou no Congresso foi uma reviravolta no processo. António José Seguro venceu, retirou nesse congresso a disciplina partidária aos deputados com o intuito de que o PS deve servir os portugueses e não os interesses partidários. Assim sendo, reconsiderei a minha posição, entendo que devo aceitar o cargo no sentido de servir a Maia e não os interesses partidários, com os

\\ DIÁRIO do CONCELHO (contratos de ajuste directo entre 21/09/2011 a 11/10/2011) DATAPUB....ADJUDICANTES ..............................ADJUDICATARIOS...........................................................OBJECTO.....................................................................................PRAZO........... PREÇO 26-09-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA..............................JOSÉ DA SILVA ARAÚJO & FILHOS, LDA.....................................RECUPERAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE ARRUAMENTOS DIVERSOS EM VÁRIAS .............................. .............................................................................................................................................................................................ZONAS DO CONCELHO, COM ESPECIAL INCIDÊNCIA NA CONSTRUÇÃO DE ................................. .............................................................................................................................................................................................PASSEIOS E SEU LANCILAMENTO - REPOSIÇÃO DE MURO DE SUPORTE ..................................... .............................................................................................................................................................................................NA RUA MOINHO DE TRIGO, NA FREGUESIA DE ÁGUAS SANTAS..............30.......................2670 26-09-2011.....MUNICÍPIO DA MAIA..............................JOSÉ DA SILVA ARAÚJO & FILHOS, LDA.....................................SUBSTITUIÇÃO DE TELA DE ISOLAMENTO EM ALUMÍNIO, NAS TRASEIRAS ................................ .............................................................................................................................................................................................DAS HAB. DA RUA TEÓFILO BRAGA, NA FREG. DE ÁGUAS SANTAS...........60..................3728,14 28-09-2011.....CENT. FORM. IND.CIVIL O. PÚB. N.........DIVULTEC - SERVIÇOS DE INFORMÁTICA, LDA .........................AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO INFORMÁTICO (21 COMPUTADORES ........................................... .............................................................................................................................................................................................DESKTOP E MONITORES).............................................................................20 ..................16316,5 28-09-2011.....INTELI - INTELI.INOV., C. INOVAÇÃO .....ARTVISION, LDA .........................................................................O OBJECTO DO CONTRATO CONSISTE NA AQUISIÇÃO APARELHOS DE ....................................... .............................................................................................................................................................................................COMUTAÇÃO PARA TELEFONIA - CALL CENTRE - E RESPECTIVA SERVIÇOS ................................. .............................................................................................................................................................................................DE INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO DE TELEFONIA POR FIO, CONFORME ................................... .............................................................................................................................................................................................CADERNO DE ENCARGOS E PROPOSTA A. PELA 2ª OUTORGANTE............30......................11000 30-09-2011.....APPACDM DA MAIA ...............................CIVARQ - PROJETOS, UNIPESSOAL, LDA. ..................................PROJETOS DE EXECUÇÃO DE ARQUITECTURA E ENGENHARIAS RESPEITANTES.......................... .............................................................................................................................................................................................À EMPREITADA DE CONSTRUÇÃO DO LAR RESIDENCIAL - APPACDM DA MAIA,........................... .............................................................................................................................................................................................A LEVAR A EFEITO NA RUA DA PROSELA, FREGUSIA DE VILA NOVA DA ........................................ .............................................................................................................................................................................................TELHA, CONCELHO DA MAIA.......................................................................730....................40000 30-09-2011.....INTELI - INTELI.I., C.INOVAÇÃO..............ARTVISION, LDA .........................................................................AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PARA POSTOS DE............................................ .............................................................................................................................................................................................TRAB. (DESKTOP COMPUTERS) E V.PROJ. U.PORTÁTIL WXGA ..................15 .....................10000 03-10-2011 .....INTELI - INTELI.I., C.INOVAÇÃO..............ARTVISION - BUSINESS SOLUTIONS, LDA ...............................AQUISIÇÃO DE MONITORES PARA VIDEOWALL .........................................30 .....................14400 03-10-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA..............................LÚCIO DA SILVA AZEV.& FILHOS, S.A .......................................PROCEDIMENTO N.º 1230/2011 – ARRUAMENTO DE LIGAÇÃO ENTRE A ...................................... .............................................................................................................................................................................................RUA DE JOA-QUIM DE VASCONCELOS E A RUA DO MOSTEIRO NA ............................................... .............................................................................................................................................................................................FREGUESIA DE ÁGUAS SANTAS.- ACESSO AO CENTRO CÍVICO DE Á.S. ....60................148505,5 03-10-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA..............................SEC - SOC. EMP.E CONST., LDA. ................................................INTERVENÇÕES DE CARÁCTER URGENTE EM RAZÃO DE INTEMPÉRIES ....................................... .............................................................................................................................................................................................OU OUTRAS SITUAÇÕES FORTUITAS - LIMPEZA E VEDAÇÃO DE 2 LOTES,.................................... ............................................................................................................................................................................................. SITOS NA RUA 4 DA URBANIZAÇÃO DO LIDADOR, NA F. DE MOREIRA.....15 ..................17496,5 03-10-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA..............................ARCONORTE - IN.VENT.AR COND., LDA.....................................CENTRO E. DE GUEIFÃES/VERMOIM - INS. DE SISTEMA DE AVAC ............30................83515,47 03-10-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA..............................SEC - SOC. EMP.E CONST., LDA. ................................................TRABALHOS URBANÍSTICOS EM DIVERSAS ÁREAS DO CONCELHO COM .................................... .............................................................................................................................................................................................VISTA À SUA RECUPERAÇÃO URBANA - REMOÇÃO DE ATERROS DEPOSITADOS ........................ .............................................................................................................................................................................................NOS GAVETOS SUL E NORTE DA VIA DIAGONAL COM A VIA CENTRAL ......................................... .............................................................................................................................................................................................DE GONDIM, NA FREGUESIA DE GONDIM...................................................30......................30311 03-10-2011 .....SERV.MUN. ELECT. ÁGUAS E SAN.........PROTERMIA-PROJ.TÉRM. IND. A., LDA. .....................................PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE ELAB. DO PROJECTO DE EXECUÇÃO ............................................... .............................................................................................................................................................................................DAS MELHORIAS A INTR. NO SIST. DE COG. DA ETAR DE PARADA............90 .....................21700 03-10-2011 .....SERV.MUN. ELECT. ÁGUAS E SAN.........EQUIFLUXO-EQUIP. PROD. IND., LDA........................................RECLORAGEM DA ÁGUA ARM. NO RESERVATÓRIO DA QUINTÃ................30 .....................12550 04-10-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA..............................DECMODIL - DECORAÇÃO DE INT., LDA.....................................TRABALHOS URB. EM DIVERSAS ÁREAS DO CONCELHO, COM VISTA À ...................................... .............................................................................................................................................................................................SUA RECUPERAÇÃO URBANA - MON. D. ALICE, NA F. DE MILHEIRÓS .......30................18492,06 04-10-2011 .....FREGUESIA DA MAIA .............................TELEMAX - TELECOM. E ELECTRÓNICA, LDA .............................AQUISIÇÃO DE 2 TERMINAIS DE CONTROLO DE PONTO E ASSIDUIDADE, ................................... .............................................................................................................................................................................................SOFTWARE, CONFIGURAÇÃO E FORMAÇÃO ...............................................30......................963,5 07-10-2011 .....CEIIA - CENTRO EX. E INOV. IND. AUT. ..POLIEXPORT ...............................................................................CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATÉRIAIS E SERVIÇOS DE MONTAGEM ..................................... .............................................................................................................................................................................................DE PAINÉIS EXTERIORES DE UM VE ............................................................90.....................23532 07-10-2011 .....CEIIA - CENTRO EX. E INOV. IND. AUT. ..CRITICAL SOFTWARE..................................................................CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE SISTEMAS INFOTAINMENT ..................120 ..............24088,73 07-10-2011 .....CEIIA - CENTRO EX. E INOV. IND. AUT. ..EOS GMBH..................................................................................CONTRATO PARA PARA AQUISIÇÃO DE MATERIA PRIMA PARA .................................................... .............................................................................................................................................................................................PRODUÇÃO DE PROTOTIPOS.......................................................................30 ....................34828 07-10-2011 .....MUNICÍPIO DA MAIA..............................EDP COMERCIAL - COM. ENERGIA, S.A......................................FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA PARA 42 INS. MUN...................90 ...................191544 10-10-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................BELTRÃO COELHO (PORTO).......................................................AQUISIÇÃO DE 5 QUADROS INTERACTIVOS INCLUINDO O INERENTE ......................................... .............................................................................................................................................................................................EQUIPAMENTO PARA AS EB1 DO MONTE CALVÁRIO, EB1/JI DE MONTE ..................................... .............................................................................................................................................................................................DAS CRUZES E CENTRO ESCOLAR DA GANDRA, NO ÂMBITO DA .................................................. .............................................................................................................................................................................................CAND. QREN DO PLANO TECNOLÓGICO DO CONC. DA MAIA.....................15.......................6950 10-10-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................HAY GROUP, SA..........................................................................SERVIÇOS DE CONSULTORIA NO ÂMBITO DE AUDITORIA E OPTIMIZAÇÃO ................................. .............................................................................................................................................................................................ORGANIZACIONAL DA ESTRUTURA DA CÂMARA MUNICIPAL DA MAIA, ....................................... .............................................................................................................................................................................................EMPRESAS MUNICIPAIS E SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS........................172....................74900

pub

EXPLICAÇÕES - MATEMÁTICA - FÍSICA - GEOMETRIA DESCRITIVA

EXPLICAÇÕES - ALEMÃO E PORTUGUÊS (até ensino universitário)

POR ALUNO DE ENGENHARIA, ENSINO SUPERIOR

POR LICENCIADA

PREÇOS MUITO ACESSÍVEIS. CONTACTAR 91 714 43 08

BONS RESULTADOS! CONTACTAR 960 144 111

Jornal MaiaHoje - Edição nº 254 - 25 de Junho de 2010

EXPLICAÇÕES - FÍSICO-QUÍMICA (Básico e Secundário)

POR PROFESSORA DO QUADRO DE ESCOLA, A LECCIONAR A DISCIPLINA

CONTACTAR 91 959 37 16


04

\\ Ângulo Recto António Neto

A “Taxa” não encaixa!... O País depara-se com dificuldades reconhecidas, com problemas estruturais que há que atalhar e está confrontado com a necessidade de apostar na produção nacional e no aumento da produtividade. No entanto, todos os dias as medidas apresentadas e mais debatidas são os Impostos, a Taxa Social Única, a Legislação Laboral o que não deixa de ser paradigmático! Espelha uma determinada concepção de sociedade que deita para as antípodas os princípios da social-democracia e até de um Estado Social mínimo que caracteriza a Europa. Fala-se pouco de competitividade, crescimento e desenvolvimento e muito de flexibilidade, mobilidade e de que são necessários mais e mais sacrifícios e lá se vai dizendo que pode não ficar por aqui! Aumentam as receitas do IRS e IRC e em compensação os aumentos brutais do Imposto indirecto e cego (IVA) não tem a mesma correspondência na receita porque naturalmente o consumo desce e estamos a caminho de uma recessão. Aposta-se em menos Investimento, em mais Impostos para quem trabalha e se deixa à rédea solta a especulação financeira e não há uma política de responsabilização que tem a sua maior evidência nos últimos acontecimentos da Madeira, já para não falar do tão conhecido caso BPN. Em qualquer País democrático em que fossem cometidas um décimo das tropelias de Jardim na Madeira o mínimo que aconteceria a esse Governante é que sairia pelo seu próprio pé…Não vivemos na República das Bananas, mas há bananeiras apodrecidas que ninguém quer tocar. Há alguns sinais positivos nesta matéria dos actuais Governantes Nacionais, mas espero que não fiquem pelas simples intenções só porque os ovos – embora chocos – são do mesmo cesto. A situação do “buraco financeiro da Madeira” fez-me lembrar uma frase de Luís Sepúlveda de “A Sombra do Que Somos” – Um homem sabe quando chega ao fim o seu caminho.” Há quem queira ignorar esse fim e não tenha a humildade de parar nem que não haja saída e esteja a hipotecar o futuro de um Ilha bonita e com uma população acolhedora. O título apontava para que esta minha crónica se inclinasse para a discutida redução da Taxa Social Única e as conclusões do relatório. As palavras são como as cerejas e no próximo artigo aprofundarei a minha opinião. Neste Ângulo e na minha singela opinião depois de lido o relatório considero que a diminuição da Taxa Social Única não resolveria os problemas de competitividade das empresas e a medida apenas agravaria a injustiça fiscal (pois teria de ser compensada com o aumento do IVA) e tornaria mais frágil a Segurança Social. Basta reter que a redução de cerca de quatro pontos percentuais na TSU representaria uma elevadíssima redução das contribuições num custo estimado de 406 milhões de Euros. Esta história da TSU não encaixa nas necessidades do País, pois a sua eventual redução e o aumento de mais Impostos, em particular do IVA, como consequente compensação originaria de imediato a redução do consumo, ou seja, diminuiria a procura interna que determinaria um clima recessivo. Não posso deixar de neste artigo saudar num até sempre a Teresa Rosmaninho pelo trabalho que desenvolveu em prol das mulheres vítimas de Violência. Na minha passagem como autarca com responsabilidades na área Acção Social apenas guardo a memória de alguém que dava o seu melhor pela causa nobre em que acreditava e transmitia sempre a esperança de um País sem violência contra as mulheres. Todos saberemos contribuir para honrar esse legado e essa esperança.

pub

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Grande Maia INICIATIVA

maiahoje

No âmbito da “Semana europeia de luta contra o Cancro”

Cordão Humano pela prevenção contra o cancro A Câmara Municipal da Maia em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, assinalou a “Semana europeia de luta contra o cancro” com a realização de um Cordão Humano pela prevenção do cancro. Esta iniciativa decorreu no passado dia 11 de Outubro, na Praça Doutor José Vieira de Carvalho. O evento teve como objectivo sensibilizar, assim como consciencializar a população para a importância da prevenção e da escolha de hábitos de vida saudáveis, como forma de minimizar os factores de risco no cancro. Para Nogueira dos Santos, Vereador da Câmara Municipal da Maia, o importante nesta iniciativa foi «ter dado o alerta, estar ao lado da Liga Portuguesa Contra o Cancro, sentirmos que passamos a imagem, sentirmos que fizemos o nosso dever». Prevenir a doença pode ser mais fácil quando se levam a cabo actividades como esta, tal como refere Vítor Veloso «uma actividade

CULTURA

ao ar livre, aquilo que estamos a fazer hoje. Também uma prevenção em relação à alimentação, uma alimentação saudável, com conteúdo de vegetais e frutas que seja adequado, uma ingestão de álcool adequada e não demasiada, a abolição

completa do tabaco». As actividades desenvolvidas abordaram aulas de Tai-chi – Departamento do Desporto da Câmara Municipal da Maia e de Aerobica – Maiafit. O momento mais significativo

da actividade foi a realização de um Cordão Humano com a presença de Vítor Veloso, da Liga Portuguesa Contra o Cancro e representantes da Autarquia.

Presentes Companhias de diversos países

Humor em tempo de crise Decorre desde o dia 7 de Outubro o Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia, organizado pela Câmara Municipal da Maia e com produção e direcção artística do Teatro Art’ Imagem. Neste evento estão presentes 24 companhias de teatro, nove delas são estrangeiras, a saber Cia Forrobodó (Brasil), Elefante Elegante (Galiza / Espanha), Verena Vondrak (Áustria), Nacho Vilar (País Basco, Espanha), Cia Lá vem Rizzo (Brasil), Teatro San Martín de Caracas / Texto Teatro (Venezuela), Produciones Teatráis Excêntricas (Galiza/ Espanha), Alessandra Cassali (Itália), Cal y Canto Teatro (Burgos/ Espanha). Relativamente a presenças nacionais vão estar 14 companhias: Companhia Chapitô, Cenasdefora, Nós Mesmos, O Nariz – Grupo de Teatro, Urze Teatro, Jangada Teatro, D’Orfeu, Terra na Boca, AlMasrah, Entretanto Teatro, Cotas em Dia, Chão de Oliva, Varazim Teatro e Stand da Comédia. Neste Festival serão apresentados 30 espectáculos diferentes, sendo 12 portugueses e 10 estrangeiros, espectáculos teatrais e animações de rua, nos quais participam um total de 150 profissionais das diversas áreas do teatro. Tal como em anteriores edições, espera-se que mais de 12.000 espectadores visitem o Festival, o que o torna num dos mais populares e com

mais público em Portugal. A Câmara Municipal da Maia salienta a importância deste Festival caracterizando-o como «o maior do País no seu género e um dos maiores festivais de Teatro da Península Ibérica» Defende ainda que este Festival impôs-se no panorama cultural português porque apostou na «qualidade, diversidade e baixos preços de bilheteira». Por este Festival já passaram centenas de Companhias e Grupos Profissionais de todo o mundo, o que

garantiu «casa cheia». A Câmara Municipal lembra ainda a importância deste evento numa altura em que Portugal vive «uma profunda crise, que é económica e financeira mas que também é de valores», considerando que é muito importante « a existência de espaços de crítica social construtiva, que levem as pessoas a reflectir e a agir». José Leitão, Director do Teatro Art’Imagem, o que se pode esperar deste Festival é «bom e muito teatro»

das diferentes companhias nacionais e internacionais. Realça também a importância deste evento no momento que Portugal atravessa, referindo que «valerá a pena o confronto com as personagens cervantinas que liderados pelo “cavaleiro da triste figura” ora lutando com moinhos de vento, ora procurando uma miragem chamada Dulcineia, acredita em valores e luta pelo seu ideal».


maiahoje PSMAIA

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Comunicado da Comissão Política Concelhia

1. Na sua reunião de 27 de Setembro de 2011, a Comissão Política Concelhia do PS Maia informada sobre o convite formulado pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal da Maia ao 1º Vereador do PS para integrar a Administração da Empresa Municipal Academia das Artes, aprovou a seguinte linha de orientação política:

POLÍTICA

Grande Maia

“A Comissão Política Concelhia da Maia do Partido Socialista, reunida em 27 de Setembro de 2011, determina que os seus representantes no Executivo Municipal, na Assembleia Municipal ou em qualquer outro órgão não devem aceitar quaisquer responsabilidades ou cargos de nomeação de natureza política.”

\\ Opinião 1. Aos maiatos o PS Maia reafirma que continuará a fazer uma oposição firme, responsável e construtiva. Que continuará determinado a fazer política em nome de causas e com um único interesse: o progresso da Maia e o bem-estar dos maiatos. 2. Aos actuais governantes da Câmara Municipal da Maia o PS

Maia insta, mais uma vez, a que, ao invés de se entreterem com jogos de corredor, concentrem as suas energias a trabalhar para retirar o concelho da letargia em que se encontra. Maia, 28 de Setembro de 2011 O Presidente da Comissão Política Concelhia Hélder Ribeiro

Clube dos Pensadores

Bagão Félix dissertou acerca de “Como um sem Ética na política e na economia gera uma crise” \\

Jerónimo de Sousa será o próximo convidado

O Clube dos Pensadores (CdP) contou com a presença de Bagão Félix cuja participação assentou em questões centradas nos comportamentos da economia e da sociedade onde a ética está pelas ruas da amargura e sobra uma sociedade sem valores. Depois da apresentação do convidado, por Joaquim Jorge, Bagão Félix esmiuçou sob o ponto de vista económico e demográfico a evolução de um conjunto apreciável de indicadores que justificam o estado deplorável em que se encontra Portugal e a génese da crise. Começou o seu discurso abordando a persistente queda do PIB, década após década. Na década de 60 o país crescia, em média, 7,5% ao ano, passando na década seguinte para cerca de 5% e sempre a descer até chegar à última década com uma média de crescimento de apenas 0,4%. Em contrapartida, as dívidas pública e externa têm experimentado

PSMAIA

crescimentos significativos, a ponto de Portugal ser hoje o 5º país mais endividado do mundo. Enquanto o PIB cresce 20%, a dívida no mesmo período cresce 100%. Porém, Bagão Félix chama a atenção para o trágico da situação portuguesa que contrai dívida não para o crescimento, mas para se tornar mais pobre. Outro aspecto relevante indicado por Bagão Félix é a evolução da demografia portuguesa, que arrasta o país para o limbo do precipício, porque depois de 1990 a quebra na natalidade é tal que deixou de haver a reposição geracional. Por outro lado, graças à melhoria das condições de vida, a mortalidade infantil é residual e a esperança de vida dos portugueses aumentou muito, mas que não atenuam a fraca natalidade e introduz, por outro lado, maior pressão sobre a saúde financeira do sector da segurança social. Em 1974 havia cerca de 5,6 trabalhadores no activo para cada

pensionista, hoje é de cerca de 1,9 trabalhadores para cada pensionista, que põe em risco a sustentabilidade do sistema de reformas dos trabalhadores portugueses, se nada for feito. Por fim, Bagão Félix traçou o diagnóstico da crise que assola o mundo e apontou para a falta de ética na economia, na política e nas relações sociais. Há uma desvalorização dos valores éticos que Homens como Ghandi, Mandela, Luther King e tantos outros, abraçaram. Neste contexto, Bagão Félix apresentou um gráfico cartesiano para definir as pessoas em inteligentes, generosas, malfeitoras e estúpidas. Os grandes Homens são generosos pois ao potenciar ganhos pensam sempre nos outros em detrimento de si próprios. São cada vez menos. Em contrapartida sobram os egoístas e os malfeitores. O antigo Ministro das Finanças apelou ainda para a transformação da escola do facilitismo, que hoje ensina

ferramentas mas que deixou de ensinar valores, arrastando a sociedade para o lodaçal em que nos encontramos. Em resposta a perguntas da plateia, disse ser contra a baixa da TSU, justificando que ninguém pode garantir minimamente a sua eficácia, arrastando o país para uma aventura sem saber qual o destino, salientando que Portugal não é uma cobaia do FMI, como sugere esta medida. Jerónimo de Sousa no Clube dos Pensadores O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, será o convidado de Joaquim Jorge para o próximo debate, dia 17 de Outubro. O tema vai ser “A situação do país: Orçamento de Estado” e haverá tempo para a plateia questionar e pedir esclarecimentos a Jerónimo de Sousa.

Convenção Autárquica do PS Maia a 22 de outubro no Fórum Jovem da Maia

1. A I Convenção Autárquica do PS Maia vai realizar-se a 22 de Outubro, no Fórum Jovem da Maia, a partir das 14 horas. Um momento concebido para que todos os socialistas maiatos possam dar o seu contributo em termos de balanço e de desígnio para o PS e para a Maia. 2. A 3 de Novembro realizar-se-á uma visita à Assembleia da República para os militantes e simpatizantes maiatos. O evento constará de visita guiada à Assembleia da República, almoço e assistir ao debate com o Governo.

3. Com a remodelação apresentada à Comissão Política Concelhia, na reunião de 27 de Setembro último, o Secretariado do PS Maia passou a ter a seguinte constituição: Coord. Política e Relações Institucionais: Hélder Ribeiro Comunicação e Informação: Hugo Campos e Rita Ribeiro; Organização Administrativa: Daniel Teixeira Organização e Coordenação das Estruturas:

Nuno Linhares Formação e Coordenação Autárquica: Octávio de Sousa e Silva; Juventude e Igualdade de Género: Joaquim Lopes e Mónica Santos; Coordenadora JS Maia Ana Maria Leite Maia, 4 de Outubro de 2011 O Secretariado Comissão Política Concelhia

pub

Auditório da Junta de Freguesia de Barca 14 Outubro, Sexta-feira, 21.00 horas Somos por este meio a informar que o PSD/Maia vai realizar uma Conferência/debate subordinada ao tema:

Reforma Administrativa do Estado Português

Informação Convite pub

05

Será conferencista o Doutor Carlos Abreu Amorim, Professor Catedrático, Vice-presidente da Direcção do Grupo Parlamentar do PSD e membro da Comissão Parlamentar do Ambiente, Ordenamento do Território e Poder Local na Assembleia da República. No momento em que está em curso a reforma administrativa do Estado Português e em que o Governo apresenta ao país o Documento Verde da Reforma da Administração Local, esta iniciativa da Comissão Política do PSD/Maia é sem dúvida merecedora do interesse de todos os autarcas, de todas as forças políticas e de todos os cidadãos. O Presidente da Comissão Política do PSD/Maia, António Gonçalves Bragança Fernandes

Orlando Leal

Buracos há muitos O “Buraco” orçamental da Madeira tem sido assunto de conversa um pouco por todo o lado, com particular incidência na classe política e concomitantemente transmitido pela comunicação social generalista ou especializada. Depois de muitos anos de governação de Alerto João Jardim, e num período em que a crise é real, a Troika paira sobre as nossas cabeças e os cortes das gorduras do estado estão a ser feitas como nunca antes se viu, qualquer pequeno desvio aos objectivos de consolidação do deficit se tornam em dramas diário e novas medidas de austeridade num futuro próximo. Então quando se fala nos valores do deficit da Madeira há que levar as mãos a cabeça, pois o esforço de consolidação terá de ser feito por todo o país e não apenas pela região autónoma. Claro que agora que a crise aperta todos apontam o dedo a este ou aquele gastador em excesso que foram esbanjando dinheiros públicos ao longo de décadas e décadas sem que nada acontecesse. Aqueles que agora falam em escândalo e pedem justificações são muitos que o longo dos últimos anos tiveram responsabilidades governativas e foram tapando o sol com a peneira e deixando este tipo de situações avolumarem-se. Por outro lado, quando o ministro das finanças anunciou o valor total do deficit da região autónoma da Madeira, nele incluiu também as dívidas das autarquias e de empresas públicas, regionais e municipais, o que levou ao protesto de Alberto João Jardim, dizendo que estas ultimas não lhe poderiam ser imputadas. Obviamente que independentemente de quem deverá ser responsabilizado pelo “buraco” o que é um facto é que ele existe, e creio que esta intensificação de busca de valores e responsáveis pelo deficit desta região se devem, nesta altura, muito, ao clima de campanha eleitoral e a guerra partidária, bem como a alguma irresponsabilidade de controlo deste tipo de despesas no passado. Mas aquilo que me deixa ainda mais preocupado é o facto de este tipo de contas estar a ser esmiuçado desta forma muito profunda apenas na Madeira, pois, infelizmente, acredito que quando se fizer uma analisa mais profunda a todas as nossas autarquias, empresas publicas e empresas municipais vamos verificar o aumento da despesa pública para valores muito mais graves que os actuais. Por exemplo, creio que quando se avanças com a reorganização autárquica e redução de freguesias e de municípios vamos verificar qual a verdadeira situação financeira destes, e se existe ou não dívida escondia um pouco por todo o país. Confesso que nestes assuntos tenho a tendência em ser pessimista, mas infelizmente aquilo que acabo por ir descobrindo ao longo do tempo é que o meu pessimismo é, com muita pena minha, uma visão optimista em relação à nossa realidade.


06 \\Opinião

Ricardo Oliveira

Os novos desafios na saúde Vivemos tempos conturbados, as noticias menos positivas e os problemas multiplicam-se, os esforços para os resolver também, e o ânimo nacional parece ser o único que se subtrai. Embora pareça ser difícil aceitar estas novas circunstâncias, a verdade é que mais do que buracos financeiros, mais do que crises económicas, mais do que quaisquer outros problemas, o que na realidade estamos a viver não é mais do que uma oportunidade para superar estes novos desafios. No caso particular da saúde o desafio é semelhante a muitas outras áreas, ou seja como manter a qualidade que nos orgulha este SNS, reduzindo custos. Impossível dizem uns, utópico dizem outros, realizável digo eu! O segredo será sempre a manutenção da pessoa doente no centro do sistema, e a partir dela partirem ramificações de soluções. A única utopia está no tendencialmente gratuito fundador deste SNS! O SNS deve ser isso sim tendencialmente competente, tendencialmente racional, tendencialmente contido e poupado nos gastos e desperdícios em material médico, hospitalar e farmacêutico. Ninguém diz que é fácil, mas também não é difícil, é sim Desafiador. São muitas e boas as propostas em cima da mesa. A começar pelo programa eleitoral que venceu as eleições. Apresentou reformas capazes de resolver os problemas. Há possibilidades e rumos alternativos, mas as apresentadas já seriam suficientes para nos colocar novamente no rumo certo. É com muito orgulho, e mesmo alguma arrogância que afirmo termos hoje um dos SNS com maior qualidade por aquilo que nos vai sendo apresentado por esse mundo fora. Damo-nos ao luxo de exportar conhecimento, tecnologia e profissionais de excelência para ajudar países sobejamente mais desenvolvidos. Pena é, a exemplo do nosso estado, não ser o mais equilibrado no que concerne à sua rentabilidade. Já todos entendemos que o grande desafio agora é no mínimo manter a qualidade actual com menores recursos. E para isso nada melhor do que o sempre desenrascado TUGA para arranjar soluções onde todos viam problemas. O único caminho é acreditar, é ser rigoroso, é ser justo, é ser ponderado, é criar mecanismos de co-responsabilização para que os objectivos propostos sejam atingidos, porque só assim o desafio é superado. Chega de elos mais fracos! Ricardo Filipe Oliveira, Disc. Medicina UL; Doc. Universitário UP; Lic Neurof. UP; Mestre Eng. Biomédica FEUP, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico.

pub

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Grande Maia EDUCAÇÃO

maiahoje

Promover uma boa postura na estrada

Caravana de Educação Rodoviária esteve na Maia A Caravana de Educação Rodoviária esteve, entre os dias 27 de Setembro a 1 de Outubro na Praça do Doutor José Vieira de Carvalho, no centro da Maia. Esta foi uma iniciativa levada a cabo pela Fundação MAPFRE, numa acção conjunta com a Câmara Municipal da Maia e o Governo Civil do Porto, que disponibilizaram uma Unidade Móvel (Caravana de Educação Rodoviária) equipada de diversos meios audiovisuais e um circuito que simulava a realidade rodoviária com diversos elementos que encontramos na via pública como rotundas, semáforos, sinalizações, entre outros. No espaço foram, ministradas aulas teóricas e práticas à população escolar do ensino básico do Concelho, enquanto condutores e peões. O objectivo desta iniciativa foi pro-

mover comportamentos e atitudes responsáveis e cívicas em relação ao tráfego rodoviário, disponibilizando os conhecimentos necessários e concre-

tizando situações “quase reais”, de maneira que os formandos fiquem mais habilitados a resolver questões de perigo e que se responsabilizem no

seu papel de peões e de condutores adquirindo também conhecimentos básicos de forma a respeitarem a sinalização rodoviária.

CASOS DE POLÍCIA

Detenções e apreensões em Operação Policial O Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto, através do efectivo da 1.ª e 2.ª Divisão Policial, Divisão da Maia e Divisão de Vila do Conde, com a colaboração da Força Destacada da Unidade Especial de Polícia – Corpo de Intervenção e da ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica), realizou Operação Especial de Prevenção Criminal, entre as 23h do dia 30 de Setembro e as 8h do dia 2 de Outubro, no âmbito da fiscalização em

CONFERÊNCIA

estabelecimentos de diversão nocturna e fiscalização rodoviária nas áreas das cidades do Porto, Maia, Vila do Conde e Póvoa de Varzim. Desta acção policial resultou a detenção de 33 indivíduos, 7 por tráfico de estupefacientes, 22 por condução sob o efeito do álcool, 4 por permanência ilegal em território nacional . Foram identificados 782 condutores e respectivas viaturas, dos quais 434 foram submetidos ao teste de álcool no sangue. Para além dos factos referidos

foram emitidos 33 Autos de Notícia por contra-ordenação relativos a infracções relacionadas com a Legislação que regula o funcionamento de estabelecimentos e 100 infracções verificadas ao Código de Estrada e demais legislação rodoviária. Relativamente a apreensões foram apreendidos os estupefacientes Heroína e Cocaína suficientes para cerca de 366 e 72 doses individuais respectivamente e duas máquinas de jogos de fortuna ou azar.

No âmbito da fiscalização em estabelecimentos de diversão nocturna, resultou o encerramento de um estabelecimento por falta de condições de higiene do espaço para exercício da actividade. Os detidos relacionados com a condução sob o efeito de álcool, foram notificados para comparecerem junto da Autoridade Judiciária, os restantes detidos foram presentes junto do respectivo Tribunal.

Uma das mais eficientes organizações humanas

A Orquestra como paradigma das organizações humanas Numa organização do Clube UNESCO da Maia, com o alto patrocínio da Câmara Municipal da Maia e da Associação empresarial da Maia, realizada no passado dia 1 de Outubro, Dia Mundial da Música, Victor Dias, proferiu no Fórum Jovem da Maia, uma conferência que abordou as relações interpessoais e os métodos de trabalho de uma das mais eficientes organizações humanas. Para Victor Dias, «o paradigma da orquestra, tenha ela uma dimensão de Câmara, Clássica ou Sinfónica, radica no facto do seu sucesso, depender fundamentalmente das pessoas, ou seja, dos músicos e do seu Maestro». Segundo o conferencista, “instrumentos, partituras, estantes, iluminação, cadeiras, sala de concertos, são aspectos importantes para a sua produção artística, mas não deixam de ter uma função secundária, porque o que é verdadeiramente importante e está sempre em primeiríssimo plano, são

as pessoas, os instrumentistas e o seu líder”. Victor Dias afirmou: «numa orquestra o todo é muito mais do que a soma das partes, equação que só um excelente Maestro consegue resolver na perfeição. É o líder que explora, valoriza e integra os desempenhos individuais de excelência e virtuosismo, para enriquecer a performance do conjunto. O Maestro é um género de líder cuja autoridade é reconhecida na superioridade do seu conhecimento e experiência, tornando-se consentida. São essas qualidades que lhe permitem pedir a cada músico, a cada naipe, secção ou a toda a orquestra que lhe dê tudo quanto ele lhes pede, no tempo e no modo solicitados». Numa visão que integra alguns dos contributos teóricos de um dos maiores gurus da gestão, Peter Drucker e que vai na senda das experiências levadas a cabo, com sucesso, pelo Maestro, Benjamin Zander, a apresen-

tação de Victor Dias, tocou áreas como, a Sociologia das Organizações, a Música e a Comunicação, num discurso fluente e cativante, ricamente ilustrado pela projecção de vídeos cujo conteúdo facilitava imenso a compreensão dos conceitos abordados, além de proporcionar momentos de pura fruição intelectual. Ao longo de quase uma hora, Victor Dias, conseguiu manter intacta a atenção e interesse da sala, completamente lotada por um público de alta qualidade, constituído por empresários, gestores, altos quadros técnicos, músicos e pessoas de Cultura. A presidir o momento solene de abertura da conferência esteve o Vereador do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal da Maia, Hernâni Ribeiro, o Presidente do Clube Unesco da Maia, Raul da Cunha e Silva, o Presidente da Assembleia Geral da Associação Empresarial da Maia, António Ambrósio e o Vice-Presidente da FAP-

MAIA, Alberto Santos. Entre os presentes contavam-se ainda alguns autarcas e jovens estudantes de Música. e associados do Clube UNESCO da Maia. Numa referência global aos trabalhos, o presidente do Clube UNESCO da Maia agradeceu a presença de todos os intervenientes, louvou a competência do Víctor Dias e a sua brilhante comunicação, bem patente no seu currículo que foi lido publicamente. Recordou ainda que o dia mundial da Música era tributária da UNESCO tendo como objectivos: promover a música em todos os estratos da sociedade; aplicar os ideais da UNESCO como a paz, a cultura entre as pessoas e as sociedades; desenvolver a educação, os valores artísticos e religiosos da humanidade. Raul da Cunha e Silva


maiahoje INICIATIVA

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade

Animação e boa disposição

\\Opinião

Os Seniores de Folgosa em convívio A Junta de Freguesia de Folgosa organizou, no passado dia 24 de Setembro, o convívio anual com a população sénior. A iniciativa consistiu na realização de um passeio que este ano levou a população sénior de Folgosa até à cidade de Barcelos. A partida estava marcada para bem cedo e as centenas de Folgosenses que iam participar estavam prontos para uma partida que se deu cedo rumo a Barcelos. Chegadas a Barcelos, as pessoas tiveram oportunidade de tomar o pequeno-almoço e para um passeio pela cidade. A próxima paragem foi Balugães, freguesia pertencente ao concelho de Barcelos. Chegados ao local, tempo para

PALESTRA

uma visita guiada ao Monte da Senhora da Aparecida. Depois de passear e conhecer, a comitiva de

Folgosa rumou à Quinta da Gandra, em Alheiras, onde foi servido o almoço.

Aqui, o grupo contou com a presença do Presidente da Câmara da Maia, António Bragança Fernandes, o Padre Orlando Santos e o executivo da Junta de Freguesia de Folgosa. Após o almoço foi altura para o convívio entre os seniores que se divertiram, uns dançando ou jogando cartas enquanto outros optaram por descansar, conversando ao ar livre ou passeando pela Quinta. Para o presidente da Junta de Freguesia de Folgosa, Luís Cândido Ribeiro de Sousa, «foi um dia importante para os autarcas locais e Seniores da freguesia que conviveram entre si com muita animação e boa disposição».

Rotary Club de Águas Santas/Pedrouços

Clube realiza palestra sobre corrupção O Rotary Club de Águas Santas/Pedrouços realizou no passado dia 29 de Setembro numa unidade hoteleira na cidade da Maia um janpub

pub

tar/palestra no qual participou o exvice Presidente da Câmara do Porto e actual Vice-Presidente da Organização Transparência Internacional,

07

Paulo Teixeira de Morais. O tema da palestra foi “A corrupção e instrumentos de combate”. As receitas do jantar

reverteram a favor de uma instituição social das freguesias de Águas Santas/Pedrouços, do concelho da Maia.

Joaquim Jorge

O governo, por imposição da troika ou por própria imposição, vai continuar a escalada do corte dos benefícios sociais. Os medicamentos mais caros, tudo na saúde mais caro, principalmente nos seus cuidados primários. Todo o tipo de subsídios cortados e com duração menor, por exemplo, o subsídio de desemprego. Não chegava isto, vão escalar o último reduto de um trabalhador, a sua doença. O governo prepara-se para fazer cortes nos subsídios de doença dos trabalhadores. Um funcionário por estar doente já recebe menos, no caso de funcionário público que faça descontos para a CGA (Caixa Nacional de Aposentações), nos primeiros 30 dias perde 1/6 do vencimento e não tem direito a subsídio de refeição. Se estiver doente mais de 30 dias por ano recebe a totalidade do vencimento e não tem direito a subsídio de refeição. Depois desse prazo (ano e meio) tem que ir trabalhar esteja bem ou mal, pelo menos 30 dias, ou perde os seus direitos. Caso sejam trabalhadores que descontam para a Segurança Social, depende da duração da doença. Recebe: - até 90 dias - 65% da remuneração de referência - de 91 a 365 dias - 70% - mais de 365 dias - 75%. A escalada continua. As medidas do lado da receita são as únicas concretizáveis segundo Vítor Gaspar, mas uma pessoa doente que sempre deu o seu melhor no seu emprego, vê-se privado de um apoio a que tem direito. É vergonhoso. Esta tentativa de virar quem trabalha contra quem não trabalha (está doente) e ninguém está livre de ficar doente, muitas vezes com doenças invisíveis e dramáticas, é obsceno, desonesto, sem pudor e torpe. Estão no red line , passaram o limite. Não se brinca com a doença. Continuam a estrangular as pessoas. A troika deve ter em conta que há um novo governo. O desvio colossal (2.000 mil milhões de euros) e o buraco da Madeira (500 milhões de euros) não são culpa dos portugueses e muito menos dos doentes portugueses. Deve-se alertar a troika desta situação e pedir mais algum tempo para implementar a redução do défice. Esta ditadura e escravização dos portugueses, perdendo direitos e serem tratados como números e sem doenças. O governo pratica a eugenia, a ideologia da cultura da morte. A eugenia é a filha de Darwin: se as espécies se transformam por selecção natural, há raças inferiores e raças superiores. Darwin declarava: «Entre os selvagens, os corpos ou as mentes doentes são rapidamente eliminados». Porém, a nossa sociedade civilizada, apoia os doentes e incapacitados para terem uma vida digna permitindo que sobrevivam mais uns anos. A sociedade deve tratar todas as pessoas bem sejam doentes ou saudáveis e deve envolver três partes: o Estado, o médico e o doente. O Estado está demitir-se das suas funções e a praticar eutanásia social, a induzir a morte mas com dor. Joaquim Jorge Fundador do Clube dos Pensadores


08 \\Opinião

Pedro Carvalho

Igualdade e Integração

Existem momentos na nossa vida em que a realidade nos obriga a reflectir sobre coisas que nunca nos haviam passado pela cabeça, em que aqueles casos que julgávamos só acontecer aos outros acontecem no nosso seio familiar, e os problemas que nos pareciam distantes passam a estar muito perto. Aconteceu comigo quando há cerca de 4 anos quando fui confrontado com o facto de uma das pessoas mais importantes da minha vida ser portadora de surdez profunda. No momento em que nos é dada a notícia somos assolados por misto de sensações impossíveis de explicar, ficamos a pensar no que será possível fazer, em como será o futuro. Com este caso a acontecer na minha vida, tornei-me uma pessoa muito mais atenta e muito mais preocupada com os deficientes. Há alguns dias enquanto conversava com um amigo sobre estas questões, ele dizia-me que já muito está feito em prol dos cidadãos com deficiência, por exemplo (diz-me ele), “hoje um deficiente já pode aceder a quase todos os serviços públicos porque os acessos já o permitem”. Eu, apesar de não concordar com isto, perguntei-lhe: - “E se por ventura chegar à repartição de finanças ou ao Centro de Saúde da Maia um surdo?”. Ele, depois de pensar alguns segundos, respondeu-me que quando lhe falei em deficientes, apenas se lembrou dos deficientes motores, e nunca lhe passou pela cabeça o caso, por exemplo, dos surdos. A verdade é que em qualquer serviço público ou mesmo privado em Portugal, escasseiam pessoas preparadas para comunicar devidamente com os surdos. É preciso começar a incutir na população a necessidade de para além do Inglês, do Espanhol e do Francês, aprenderem uma nova língua, a Língua Gestual Portuguesa. Sobre esta matéria ouvia há dias a Dra. Amélia Amil, Vice-Presidente da Associação de Surdos de Apoio a Surdos de Matosinhos em entrevista à Rádio Antena 1 falar das “Portagens da Linguagem”, ou seja, da necessidade de pagamento de uma intérprete para que um surdo possa comunicar devidamente com alguém externo ao seu mundo, desta forma estamos a violar um direito básico, o da comunicação, e isto não pode nem deve acontecer. Felizmente no final do passado mês de Setembro foi dado um grande passo no nosso distrito rumo à inclusão da pessoa surda. Nasceu numa antiga escola primária de Matosinhos a “Casa do Surdo”, uma união de esforços entre a Câmara Municipal de Matosinhos a Associação de Apoio a Surdos de Matosinhos, a Associação de Tradutores e Intérpretes de Língua Gestual Portuguesa e a Associação Portuguesa de Apoio a Implantes Cocleares. Além de acolher os serviços administrativos das três associações, este espaço conta também com uma sala polivalente para a dinamização de diversas actividades, uma biblioteca, uma sala de formação, um bar de apoio aos utentes, um centro de dia para idosos e apoio e animação a crianças surdas. Esta casa, para além de apoiar os portadores de deficiência auditiva e as suas famílias, vai também permitir que os ouvintes se interessem mais pela vida dos Surdos e pelas suas dificuldades, uma vez que, entre as várias iniciativas e formações, estará também aberta e disponível para todos a Formação em Língua Gestual Portuguesa. Esta maior interacção advém do facto desta Casa integrar estas quatro associações sendo portanto um espaço mais aberto a TODOS! Um grande passo para a igualdade, não é só o integrarmos os deficientes no nosso meio é essencialmente termos nós a capacidade de nos integrar no meio deles e de os compreender.

pub

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade CULTURA

maiahoje

Pintura e Escultura

António Matos realiza exposição na Maia Está patente no Maia Welcome Center a exposição “Trabalhar – a Cor e a Madeira”, uma exposição de pintura e escultura da autoria de António Matos. Nascido em Vilamarim, Mesão Frio, a 19 de Maio de 1938, António Carlos Menezes Teixeira Matos, fez o curso de Pintura na Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis, no Porto, tendo como mestres, entre outros, Coelho Figueiredo e Isolino Vaz. António Matos, ilustrador e criador gráfico, trabalhou com D. Thomas de Melo. O autor conta com várias exposições colectivas realizadas ao longo dos anos como os Encontros com a Arte Moreira da Maia, de 1987 a 2006, na Semana Cultural de

POESIA

Ribeira de Pena em 1996, nas Festas de Moledo do Minho em 2000 e 2001, entre muitas outras. Realizou também diversas exposições individuais como na Câmara Municipal de Caminha em 1990, na Câmara Municipal de Viana do Castelo em 1995, Delta boutique em 1995 e 1996, no Posto de Turismo de Moledo do Minho, em 1991, 1992 e 1993 e várias no Concelho da Maia. António Matos conquistou vários prémios ao longo da sua vida. 1ºPrémio Poster “100 Anos de Gravação Sonora” SPA, criador do troféu para a inauguração do Estádio Dr. José Vieira de Carvalho, artista convidado para a inauguração do Espaço d’Arte Eugénio Torres, em 1997, prémios

“Encontros com a Arte”, Medalha de Mérito Artístico/Grau de Ouro/Câmara Municipal da Maia, 1º e 2º Prémio – Vindimas, Câmara Municipal de Murça, 1º Prémio Bienal Rotary Club da Maia, em 2004 e Menção honrosa Rotary

Club da Maia, em 2007. A Exposição pode ser visitada de Segunda a Sexta das 9h ás 19h, Sábado e Domingo das 9:30h às 15:30h, na Loja 19 do Maia Welcome Center no Parque Central da Maia, estando encerrada aos

Expressar através de Poesia

Fonte de Leitura dos Fontineiros Os poetas e poetisas voltaram a declamar os seus pensamentos, ser e sentir poético na Tertúlia mensal, cujo encontro tem lugar na biblioteca da Associação Cultural e Recreativa “Os Fontineiros “ da Maia. Presentes e entusiastas intervenientes participaram Olívia Marinho, José Faria, Alfredo Moreira, Daniel Carvalho, Arminda Pinto a que se juntou José Oliveira Ribeiro, poeta de intervenção, autor do livro “Poemas e Versos – A Razão de Eu ter Nascido. É aqui que desde Fevereiro de 2011 as Tertúlias acontecem todos os meses nas primeiras sextasfeiras a partir das 21,30 horas. Sempre divulgando um ou mais poemas dos declamadores, este poema, da autoria de José Faria, é precisamente dirigido a este evento literário e cultural, e a todos quantos já se realiza, tal como nas

SAÚDE

proximidades, na freguesia de Vermoim, na Maia e no Grupo Dramático e Musical Flor de Infesta. Os “Fontineiros” contam e esperam a amizade de mais amantes da poesia na próxima primeira sexta-feira de Novembro. Aproveitam para relembrar que em todos os encontros, desde Fevereiro, os trabalhos poéticos declamados tem sido guardados e

arquivados, para que num jantar Poético de Fim de Ano, possam providenciar consensualmente na elaboração de uma antologia que poderá conter até dez trabalhos (com currículo) de cada autor. ESPALHAM-SE AS PALAVRAS Rompeu da terra, um fio de cultura, Regato de palavras que

correndo; É arte de comunicar bem mais madura, É saber do porvir se promovendo. Ansiando crescer em sã candura, Frases e versos se vão lendo; Deslizam da fonte que perdura, E voltam à terra, não morrendo. Espalham-se palavras, letras, poesia… Aromáticas pétalas no ar que nos rodeia, De origem d’alma e do pensamento. Suaves, dóceis e de euforia, São do poeta, são da veia; Que as declama sem fingimento. José Faria

Prevenir problemas de visão nas crianças

Fundação Alain Affelelou promove exame visual e óculos gratuitos para as crianças A Fundação Alain Affelelou esta a levar a cabo a 4ª Campanha de Prevenção do insucesso escolar, oferecendo óculos completos a todas as crianças que precisem deles. O objectivo desta campanha é transmitir aos pais e profissionais da educação a importância da

detecção de possíveis problemas de visão nas crianças, evitando por vezes algum insucesso escolar, associado ao facto da criança ver mal, sem saber. Assim, e tal como em anos anteriores, de 15 de Setembro a 31 de Outubro oferecem, em todas as ópticas Alain Afflelou, exames

visuais gratuitos a crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 7 anos e se for detectado algum problema visual, ser-lhes-ão oferecidos uns óculos graduados (armação + lentes) adaptados à sua graduação. Em qualquer caso a criança receberá o seu Boletim de Saúde

Visual personalizado. Para participar nesta Campanha deve solicitar consulta numa óptica Alain Afflelou e apresentar o B.I., a cédula de nascimento ou qualquer outro documento que comprove a idade da criança.


maiahoje CULTURA

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade

Noites de Poesia de Vermoim

\\Opinião

Evento lembrou e homenageou poetas A Noite de Poesia de Vermoim de 1 de Outubro foi de lembrança e homenagem aos poetas Fernando Peixoto e Dionísio Leitão, ambos já falecidos. Cesário Costa declamou um poema a homenagear Fernando Peixoto de nome “Tragédia Absurda”, a última encenação que este último escreveu. No final uma salva de palmas dos presentes no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Vermoim. Depois, José Gomes proferiu um texto no qual lembrou o poeta e fotografo Dionísio Leitão,

MÚSICA

recebendo também uma salva de palmas de homenagem ao poeta. No evento esteve também presente Fernando Ribeiro, compositor, músico e cantor que contribuiu com uma prestação musical. A Noite de Poesia começou com a intervenção do poeta Armindo Cardoso, seguiu-se António Mendes que esteve pela primeira vez em Vermoim, Maria José Santos Leite, Marina Yela, uma mistura de língua espanhola e portuguesa e esteve também pela primeira vez em Vermoim, Pedro Cabral, Teresa

Vaz, José Carlos Moutinho, Manuela Miguéns, José Gomes declamou o Poema de Outono de Florbela Espanca, Irene Lamolinairie, Maria Mamede declamou o seu trabalho de casa Folhas Outonais, Silvino Figueiredo, Fernanda Garcias, Maria Acilda e Angelino Santos Silva. Na rubrica Poesia na Net foi apresentado o trabalho “Poemas de Outono” de João Diogo. A Noite de Poesia em Vermoim terminou com os autógrafos do mais recente livro da Maria Mamede “E Por Falar em Olhos”.

Na sessão foram fetos convites para apresentações de três livros, ambos na Biblioteca do Fórum da Maia. Dia 8 de Outubro, às 21h o romance “Mágica Ponte Entre Diferentes Mundos” de Maria José Santos Leite e no dia 21 de Outubro, às 17h, a apresentação de dois livros infantis: “Bicharoquices” de Maria Mamede e “O Coelho Jiróca” de José Gomes. A próxima sessão das Noites de Poesia de Vermoim será no dia 5 de Novembro e terá como tema “Mês das Castanhas”.

Noite inesquecível no Basement

“LAMIA” dos Blind Charge \\ “LAMIA” apresentou-se, conforme estava previsto, no local perfeito: o “Basement”. E o “Basement” é um daqueles sítios interessantes que o Porto, actualmente, tem. E estava completamente cheio. A apresentação do primeiro Álbum dos Blind Charge foi uma coisa fantástica. Um presente incrível para quem lá esteve. A noite começou com os “Halo”, uma banda de uma novíssima geração, muito promissora e em constante evolução. Depois, “O Abominável” confirmou o que, deles, já sabíamos: são

consistentes, seguros e têm uma margem de progressão enorme. Em seguida, aconteceu “Blind Charge” e foi possível assistir a um concerto brilhante de uma banda que já dispensa apresentações. E o “Basement”, cheio de fãs, foi um anfitrião perfeito. O público (muito) gostou, cantou em coro alguns dos temas e

09

impressionou-se com a qualidade. Foi uma enorme festa. Inesquecível, ouviu-se. E foi. “LAMIA” é um álbum muito bom. Muito bem conseguido em todas as suas matérias: som, grafismo, ideia criativa. Perfeito no seu todo. Mas o melhor é a qualidade das músicas. Emotivas, poderosas e

muito bem construídas. Para encomendar “LAMIA” em formato convencional ou fazer o download gratuito, deverá acederse a

Nelson Ferraz

Afinal quem ganhou? De vez em quando, ouvem-se coisas fantásticas como, por exemplo, histórias sobre regiões que são autónomas, separatistas, independentes e que, ao mesmo tempo, buscam de outras gentes de outras regiões (centrais), os materiais financeiros para os seus desígnios gastadoiros com que se pavoneiam, década após década, em nome de uma monarquia quixotesca. Só que um dia, alguém se lembra de dizer que o rei, afinal, não vai nu porque, simplesmente não existe rei, nesse tipo de paragens. Foi o que, de certa forma, aconteceu antes destas eleições da Madeira. No entanto, o povo, chamado a escolher, prestou, mais uma vez, vassalagem a um tipo muito peculiar de governo que, muito para lá do défice financeiro que foi fomentando, desenvolveu um outro – bem mais preocupante – relacionado com o pluralismo político e social que devem assistir qualquer exercício de poder. No fundo, não me parece que o povo tenha culpa destas situações que se prolongam, até porque, é notória a infindável influência do doutor Jardim no quotidiano de muitas famílias. E isso explica uma boa parte destes resultados. Mas, daqui para a frente, talvez haja um despertar cadenciado de consciências, bem no interior de tais cortes tão homogéneas no acatar das repetidas carências de transparência social. Se assim for, quem ganhou, afinal, perdeu. E todos os outros, mesmo os que votaram a continuidade, poderão considerar-se parte da vitória. Nelson Ferraz Escritor (não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico)

pub


10

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade

maiahoje pub

CONDECORAÇÃO

No âmbito das comemorações do 5 de Outubro

Ana Lídia Dias discursou no Aniversário da Implantação da República A Maiata Ana Lídia Rouxinol Dias, foi condecorada no passado dia 12 de Outubro na Sala D. Pedro IV, dos Passos do Concelho. A Distinção veio no seguimento do Discurso na Cerimónia Solene do 101º Aniversário da Implantação da República, presidida pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, em 5 de Outubro passado. Ana Rouxinol foi vencedora do Concurso “A República, o meu discurso em 2010”, em que o objectivo passava pela elaboração de um texto escrito, em forma de discurso, que tinha como resultado a reflexão dos jovens sobre o modo como

olham, sentem e vivem os ideais e os valores republicanos na actualidade e como gostariam que os mesmos se projectassem e renovassem na sociedade portuguesa do futuro. O texto vencedor, da autoria de Ana Lídia Dias, foi assim, premiado com a leitura do mesmo pela autora na cerimónia oficial das Comemorações do Centenário da República em 5 de Outubro de 2011. O presidente da C. M. da Maia, Eng. António Bragança Fernandes, mostrou-se muito sensibilizado pelo discurso executado, um momento que já mais esquecerá, dando os parabéns à criadora e aos

respectivos pais, sendo este acto um orgulho para o Município. A autora Ana Rouxinol, por sua vez agradeceu todo o apoio que lhe foi dado não só na execução do discurso, mas também por tudo o que lhe têm ensinado ao longo da vida. O Presidente da Junta de Freguesia de Águas Santas, Carlos Vieira, presente no espaço do Município, à semelhança de outras edilidades, prestou também homenagem em nome da Freguesia de Águas Santas. Manuel Jorge Costa

pub


maiahoje SAÚDE

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade

11 pub

Animais de estimação

Faça check-up ao seu gato com regularidade Porque devo fazer um check-up periódico ao meu gato/ gata? O envelhecimento nos nossos animais é mais rápido do que na espécie humana – um ano na vida de um gato pode equivaler até sete anos no Homem. A medicina preventiva é a melhor forma de aumentar a qualidade e tempo de vida do seu gato. Proteja o seu animal! Prevenir é o melhor remédio! Em que consiste um check-up? Um check-up é um exame clínico geral para avaliação do estado de saúde e para o rastreio de eventuais doenças ainda não manifestadas. Qual a importância de realizar um check-up ao meu animal de estimação? Muitas vezes ouvimos a frase: “O meu animal não precisa de um check-up, tem sido sempre saudável”. No entanto, um exame veterinário semestral é a chave para um animal saudável e duradouro. É no exame clínico e laboratorial que o médico veterinário vai encontrar sinais precoces de doenças graves que podem afectar o seu gato no futuro. Estas alterações podem ser corrigidas ou evitadas se forem desde cedo detectadas. Sem um check-up regular algumas doenças são diagnosticadas já num estado avançado, sendo muitas vezes impossíveis de tratar. A realização de um check-up é importante também por permitir a obtenção de valores actuais normais que podem ser comparados com análises futuras e ajudar no diagnóstico de doenças posteriores. Quais as patologias mais frequentemente diagnosticadas num check-up no gato e que passam despercebidas aos proprietários? Cistite (Inflamação da bexiga), hipertiroidismo, insuficiência renal crónica, diabetes, FIV (sida dos gatos), obesidade, doença periodontal, tumores mamários, otite, cancro ou artrite. Com que frequência devo levar o meu gato a fazer um check-up? Todos os cães e gatos devem ser vistos pelo seu médico veterinário duas vezes por ano, uma para a vacinação e outra para a realização de um check-up completo. Se pensarmos bem, um check-up completo anual num gato não é muito.

Já imaginou uma pessoa adulta ou idosa ir ao médico apenas uma vez a cada 5/7 anos? Quando é que o meu gato é adulto? São considerados gatos adultos aqueles que têm entre 10 meses a 9 anos e idade. A Clínica Veterinária de Águas Santas desenvolveu um programa de despiste e prevenção das doenças mais comuns nos nossos animais. Se o seu gato é adulto, poderá procurar esta unidade para que ele seja sujeito a um check-up adulto, que inclui consulta, exame físico completo, orientação nutricional, orientação comportamental, exames otológico, oftalmológico e dentário, análises laboratoriais (hemograma, bioquímica básica e tira de urina) e medição da pressão arterial. Mudança de denominação Aproveitamos a ocasião para comunicar aos nossos estimados clientes e amigos a mudança de nome de Clínica Veterinária de Águas Santas para Hospital Veterinário da Maia. O motivo desta mudança prende-se apenas a questões legais. Durante muitos anos a classificação dos Centros de Atendimento Médico-veterinários era da competência da Ordem dos Médicos Veterinários e passou a ser da competência da Direcção Geral de Veterinária. Segundo a nova classificação da Direcção Geral de Veterinária, os serviços que prestamos são de um Hospital Veterinário e não de uma Clínica Veterinária pelo que fomos obrigados a mudar o nome do nosso estabelecimento. A única alteração que irá ocorrer será apenas o nome. Não existirá qualquer alteração de funcionamento da clínica, perdão hospital. A Clínica Veterinária de Águas Santas, agora Hospital Veterinário da Maia, oferece o serviço mais completo para o bem-estar do seu animal de companhia. Dispomos da melhor equipa humana e técnica, disposta a tratar o seu animal 24 horas por dia 365 dias por ano. A saúde do seu animal é para nós uma prioridade. Se o seu animal de companhia é importante para si e quer o melhor para ele, estamos aqui para o atender 24 horas por dia 365 dias por ano.

\\ Alunos do 4º ano da Escola Básica de Sta. Cristina, visitaram a caravana rodoviária e escreveram uma carta onde contam a sua experiência na actividade.

URGÊNCIAS 24H: 91 770 01 04 CONSULTAS: de 2ªa 6ª feira das 10 às 20 horas; sábados das 10 às 19 horas. Rua do Mosteiro, 680, Águas Santas

pub


maiahoje SAÚDE

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade

11 pub

Animais de estimação

Faça check-up ao seu gato com regularidade Porque devo fazer um check-up periódico ao meu gato/ gata? O envelhecimento nos nossos animais é mais rápido do que na espécie humana – um ano na vida de um gato pode equivaler até sete anos no Homem. A medicina preventiva é a melhor forma de aumentar a qualidade e tempo de vida do seu gato. Proteja o seu animal! Prevenir é o melhor remédio! Em que consiste um check-up? Um check-up é um exame clínico geral para avaliação do estado de saúde e para o rastreio de eventuais doenças ainda não manifestadas. Qual a importância de realizar um check-up ao meu animal de estimação? Muitas vezes ouvimos a frase: “O meu animal não precisa de um check-up, tem sido sempre saudável”. No entanto, um exame veterinário semestral é a chave para um animal saudável e duradouro. É no exame clínico e laboratorial que o médico veterinário vai encontrar sinais precoces de doenças graves que podem afectar o seu gato no futuro. Estas alterações podem ser corrigidas ou evitadas se forem desde cedo detectadas. Sem um check-up regular algumas doenças são diagnosticadas já num estado avançado, sendo muitas vezes impossíveis de tratar. A realização de um check-up é importante também por permitir a obtenção de valores actuais normais que podem ser comparados com análises futuras e ajudar no diagnóstico de doenças posteriores. Quais as patologias mais frequentemente diagnosticadas num check-up no gato e que passam despercebidas aos proprietários? Cistite (Inflamação da bexiga), hipertiroidismo, insuficiência renal crónica, diabetes, FIV (sida dos gatos), obesidade, doença periodontal, tumores mamários, otite, cancro ou artrite. Com que frequência devo levar o meu gato a fazer um check-up? Todos os cães e gatos devem ser vistos pelo seu médico veterinário duas vezes por ano, uma para a vacinação e outra para a realização de um check-up completo. Se pensarmos bem, um check-up completo anual num gato não é muito.

Já imaginou uma pessoa adulta ou idosa ir ao médico apenas uma vez a cada 5/7 anos? Quando é que o meu gato é adulto? São considerados gatos adultos aqueles que têm entre 10 meses a 9 anos e idade. A Clínica Veterinária de Águas Santas desenvolveu um programa de despiste e prevenção das doenças mais comuns nos nossos animais. Se o seu gato é adulto, poderá procurar esta unidade para que ele seja sujeito a um check-up adulto, que inclui consulta, exame físico completo, orientação nutricional, orientação comportamental, exames otológico, oftalmológico e dentário, análises laboratoriais (hemograma, bioquímica básica e tira de urina) e medição da pressão arterial. Mudança de denominação Aproveitamos a ocasião para comunicar aos nossos estimados clientes e amigos a mudança de nome de Clínica Veterinária de Águas Santas para Hospital Veterinário da Maia. O motivo desta mudança prende-se apenas a questões legais. Durante muitos anos a classificação dos Centros de Atendimento Médico-veterinários era da competência da Ordem dos Médicos Veterinários e passou a ser da competência da Direcção Geral de Veterinária. Segundo a nova classificação da Direcção Geral de Veterinária, os serviços que prestamos são de um Hospital Veterinário e não de uma Clínica Veterinária pelo que fomos obrigados a mudar o nome do nosso estabelecimento. A única alteração que irá ocorrer será apenas o nome. Não existirá qualquer alteração de funcionamento da clínica, perdão hospital. A Clínica Veterinária de Águas Santas, agora Hospital Veterinário da Maia, oferece o serviço mais completo para o bem-estar do seu animal de companhia. Dispomos da melhor equipa humana e técnica, disposta a tratar o seu animal 24 horas por dia 365 dias por ano. A saúde do seu animal é para nós uma prioridade. Se o seu animal de companhia é importante para si e quer o melhor para ele, estamos aqui para o atender 24 horas por dia 365 dias por ano.

\\ Alunos do 4º ano da Escola Básica de Sta. Cristina, visitaram a caravana rodoviária e escreveram uma carta onde contam a sua experiência na actividade.

URGÊNCIAS 24H: 91 770 01 04 CONSULTAS: de 2ªa 6ª feira das 10 às 20 horas; sábados das 10 às 19 horas. Rua do Mosteiro, 680, Águas Santas

pub


12 \\Opinião

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade INAUGURAÇÃO

maiahoje

Grupo de Comunicação Social “IMPRESA”

Impresa inaugurou delegação Norte Sou desempregado de longa duração e enfrento actualmente muitas dificuldades para pagar os serviços essenciais como a electricidade. Há alguma forma de ultrapassar este problema? O Decreto-Lei n.º 138-A/2010 de 28 de Dezembro criou uma Tarifa Social para proteger as pessoas em situação de carência económica perante as variações do preço da electricidade. Assim, os consumidores que se encontrem nessas circunstâncias podem beneficiar, em 2011, da Tarifa Social que garante a subida de apenas 1% no preço da electricidade. Estão abrangidos, para efeitos deste regime legal, nomeadamente, os beneficiários: * Do complemento solidário para idosos; * Do rendimento social de inserção; * Do subsídio social de desemprego; * Do primeiro escalão do abono de família; * Da pensão social de invalidez; * Titulares de um contrato de electricidade com uma potência eléctrica contratada igual ou inferior a 4,6 kVA (informação que pode ser confirmada na factura). Para poderem usufruir da tarifa social devem os interessados apresentar ao comercializador de energia contratado, declaração que lhes será enviada pela Segurança Social comprovativa de que recebem um dos apoios referidos. De notar que tal desconto se aplica apenas à electricidade usada para fins domésticos, em habitação permanente, devendo ser identificado de forma clara e visível nas facturas enviadas pelos comercializadores aos clientes que beneficiem de tal regime. Na atribuição da tarifa social devem ser assegurados os princípios da transparência, da igualdade de tratamento e da não discriminação. Tendo em consideração o direito à informação, os comercializadores de energia eléctrica devem promover toda a informação sobre a existência da tarifa social e da sua aplicação aos clientes finais economicamente vulneráveis, através dos meios considerados adequados ao seu efectivo conhecimento, designadamente nas suas páginas na Internet e em documentação que acompanhe as facturas aos clientes. A manutenção da tarifa social depende, contudo, da confirmação periódica da condição de consumidor economicamente carenciado. Cláudia Gomes Sousa Jurista Para qualquer esclarecimento adicional, por favor dirija-se à DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, Delegação Regional do Norte – Rua da Torrinha, n.º 228-H, 5.º andar, 4050-610 Porto.

O Grupo IMPRESA, liderado por Francisco Pinto Balsemão, inaugurou no passado dia 6 as novas instalações na região Norte, reunindo no mesmo espaço – o antigo matadouro de Matosinhos - as várias publicações do grupo, ou seja as redacções da SIC, do “Expresso”, da “Visão”, da “Caras”, bem como o portal AEIOU e a InfoPortugal. A qualificação do espaço custou 1,8 milhões de euros à autarquia. As novas instalações que reúnem 130 trabalhadores do grupo pretendem reforçar a presença do grupo na região do Porto, através de um edifício moderno, da autoria de Susana Mota Freitas, mas também reunir de uma forma centralizada, com menores custos e aproveitamento de sinergias, por troca com os diversos espaços que utilizava anteriormente. A área total do novo espaço é de 3200 m2. A SIC, que comemorou

AVIAÇÃO

nessa data o seu 19.º aniversário (ainda parece ter sido ontem que surgiu o primeiro canal privado!), passa a ter na região Norte um novo estúdio de informação. Assim, o “Primeiro Jornal”, o “Jornal da Noite”, bem como outra programação da estação reúnem agora condições para serem exibidos a partir deste espaço. “Este é um passo muito importante na vida do Grupo IMPRESA. Estas instalações que inauguramos agora são, em primeiro lugar, a consolidação da nossa presença na região Norte. São não só uma forma de continuarmos a dar voz, através dos melhores conteúdos, a esta região, mas também de agradecermos e de retribuirmos a preferência que o Porto e esta região têm pelas nossas marcas”, afirmou Pedro Norton, vice-presidente da comissão executiva da IMPRESA, congratulando-se ainda com o facto de na

região e em Setembro as diversas emissões televisivas dos canais SIC serem líder de audiências obtendo melhores médias do que no resto do país. A nível de imprensa escrita Pedro Norton também destacou os números de leitores do Expresso e da Visão, cada um com 250.000 leitores, e ainda a Caras com 162.000 leitores na região. Por fim lembrou que o portal AEIOU e a Infoportugal são empresas criadas no norte e

bons “exemplos de como o Norte pode ser o berço de boas ideias”. Em representação da Câmara Municipal de Matosinhos tomou a palavra o seu vice-presidente Nuno Oliveira, que deu as boas vindas ao grupo e a congratular-se com a escolha pela cidade de Matosinhos, garantindo que da parte da autarquia terão todo o apoio possível. Francisco Bacelar

Alcochete adiado e voos low cost na rota de Lisboa

Intenção do governo provoca “guerra de comunicados” entre a TAP e a Ryanair Na passada semana Álvaro Santos Pereira, ministro da Economia e do Emprego, esteve na comissão da Assembleia da República para apresentar “os princípios gerais” do Plano Estratégico dos Transportes do governo, com aprovação para breve em conselho de ministros. As novidades consistem no adiamento da construção do Aeroporto de Alcochete justificado pelo actual momento económico, e no estudo de uma infraestrutura low cost para a capital, com recurso a várias pistas existentes na periferia de Lisboa, bastando para tal a sua adaptação às exigências deste mercado, que tão benéfico tem sido para o turismo no Porto e no Algarve. Esta tomada de posição é a viragem para a opção da Portela, mais um posicionando-se Alverca como uma possibilidade uma vez que está a apenas 15Km de Lisboa e dispõe de linha férrea. Acto imediato reagiu a Ryanair, em comunicado do seu director de comunicação Daniel Carvalho, que agradeceu e solicitou condições para

transportar 5 milhões de passageiros por ano, afirmando: “este é um grande dia para o Turismo de Lisboa e damos as boas vindas à decisão do governo de disponibilizar infra-estruturas low cost, que trarão grandes benefícios para o desenvolvimento económico, criação de empregos e crescimento do turismo. Esperamos que o governo acelere o processo onde a Ryanair estaria apta para operar e trazer, pela primeira vez, a Lisboa as tarifas baixas, importantes para o crescimento do rácio de passageiros por população que se encontra bastante abaixo das outras capitais europeias.” Mas se há quem aplauda também há quem se oponha, no caso a TAP, que assim vê um concorrente de peso a retirar-lhe mercado, acusando a Ryanair de obter subsídios como forma de obter as tarifas baixas que pratica, lamentando que “a União Europeia feche os olhos a estas ajudas das regiões de turismo e mesmo aeroportos porque é um modelo que distorce a concorrência”, terminando a

questionar-se sobre o número de empregos e impostos pagos em Portugal”. Esta posição levou a uma resposta contundente da companhia Irlandesa com envio à TAP de uma inédita lição de “Gestão de Companhias Aéreas para Totós”! No documento a Ryanair afirma que a TAP não está interessada em crescer o turismo e os empregos nesta área, e em não estar interessada em acabar com as suas altas tarifas em detrimento “dos passageiros que as procuram e claramente não têm futuro”, passando de seguida a elencar uma série de 10 procedimentos de gestão praticados pela Ryanair com benefício na sua operacionalidade e baixos custos comparando-os com os da TAP, desde a pontualidade (93% contra 85%); a tarifa média (43 euros contra 244 euros, cuja diferença é 525% superior); a perca de malas por passageiro (1/1000 contra 17/1000); o check-in online evitando os custos dos balcões físicos e as longas filas de pas-

\\ Aeroporto do Porto recebe XIII PortoCartoon

sageiros; o encorajamento ao transporte de malas de mão, gratuitas até aos 10Kg; o pagamento de comidas e bebidas apenas por quem as pretender, usando o principio do utilizador/pagador; o não fazer greves que custam milhares de reservas perdidas; o uso de aeronaves Boeing 737 com consumo eficiente de combustível; a não existência de comissões, pois os passageiros fazem as reservas directamente; por fim fazer reverter a favor dos passageiros todas as poupanças obtidas com as nove medidas anteriores. Com a para breve anunciada aprovação das medidas anunciadas, esperam-se novos capítulos desta “guerra”, desejando-se que no final o cidadão/utilizador saia beneficiado, mas também e sobretudo o contribuinte, ou não fossem esses os princípios base da concorrência. Francisco Bacelar


maiahoje SOLIDARIEDADE

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Sociedade

Lutar pelos interesses das pessoas com deficiência auditiva

\\Opinião

“Casa do Surdo” com novas instalações em Matosinhos Com o lema de dar melhores condições a todas as pessoas com qualquer tipo de deficiência auditiva, foi inaugurada em Custóias – Matosinhos, no passado dia 24 de Setembro a nova “Casa do Surdo” no edifício da antiga escola EB/1 de Esposade, sita na Rua António José de Almeida. Estas instalações foram cedidas pela Câmara Municipal de Matosinhos, com o aval da Junta de Freguesia de Custóias e tem sediado as três associações fundadoras da “Casa do Surdo”, sendo elas a Associação Portuguesa de Apoio aos Implantes Cocleares (APAIC), a Associação de Surdos de Apoio a Surdos de Matosinhos (ASASM) e a Associação de Tradutores e Interpretes de Língua Gestual Portuguesa (ATILGP). O plano de acção será desenvolvido pela APAIC em parceria com as restantes associações, que permitirá ter um centro de recursos em que as três associações conjuntamente possam lutar pelos interesses junto das entidades governamentais. Estiveram presentes para a inauguração, que contou com “casa cheia”, o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Gui-

EXPOSIÇÃO

lherme Pinto, as presidências das várias associações, o Presidente da Junta de Freguesia de Custóias, José Tunes, entre outras Edilidades. O apresentador televisivo e músico Francisco Mendes, embaixador oficial, abraçou esta causa desde que tomou conhecimento das dificuldades de vida e de integração na sociedade das pessoas que possuem surdez. O músico brindou ainda a inauguração com um Hino protagonizado por si e pelo seu pai Carlos Mendes. Francisco Mendes afirma ser um dever cívico como figura pública dar a cara por estas causas, ficando

a sensação de dever cumprido ao dar visibilidade, promovendo várias associações, ajudando quem mais precisa, «sendo uma obrigação, mas uma obrigação salutar», agradecendo o convite que lhe foi feito, numa tentativa de se conseguirem ultrapassar alguns entraves que precisam ser contornada. Guilherme Pinto disse que esta foi uma forma de «quebrar o silêncio” num país e num mundo onde há mais gente que não sabe comunicar, mas que tem essa capacidade comunicativa sem necessidade de apoio, causando alguns entraves aos espaços que podiam ser reabi-

litados e ocupados por este tipo instituições. O Presidente do Município de Matosinhos referiu ainda que esta casa apesar de estar sediada em Matosinhos, está propositadamente junto à estação de Metro, para uma possibilidade facilitada de uso para utentes fora do Concelho. Fátima Salazar, presidente APAIC, afirma que apesar das dificuldades o dever da casa está cumprido, mas vêm outros deveres inerentes aos objectivos de transformar a “Casa do Surdo” num centro de recursos, não só para os associados da APAIC, mas sim para todos os surdos, que poderão ter explicações gratuitas em termos educativos, como o ensino de Português, o Inglês, passando ainda por actividades como a dança, que de outra forma não teriam acesso. A APAIC é uma associação a nível nacional, que necessita de apoio de mais municípios, nomeadamente de uma casa em Coimbra, local onde são efectuadas as cirurgias e é necessário um local onde os pais e crianças possam ficar para poder usufruir de condições de descanso e um local para refeições, afirmou a presidente da associação. Manuel Jorge Costa

Clássico e de Época

Exponor recebeu a Auto Clássico Porto Decorreu na Exponor entre 30 de Setembro e 2 de Outubro a IX Edição do Salão Automóvel e Motociclo Clássico e de Época. O evento, que teve início em Outubro de 2003 tem vindo a crescer ano após ano, registando sempre um aumento significativo, não só em expositores, como em visitantes. No ano de inauguração a primeira edição contou com a presença de 100 expositores e recebeu mais de 25 mil visitantes, em 2010 o número de expositores triplicou para os 300 e contou com a visita de mais de 40 mil pessoas, um crescimento expressivo em 8 anos. Nesta nona edição a organização previu o enchimento total do

EXPOSIÇÃO

espaço da feira, com 42 000 m2 repartidos por cinco pavilhões e zonas anexas às galerias comerciais. A Auto Clássico Porto 2011 es-

teve dividida em quatro grandes áreas, automóveis e motociclos, associações e clubes, mercado de peças, acessórios e publicações, e actividades paralelas.

A organização ficou a cargo da “Eventos Del Motor”, empresa externa à Exponor, que vê na Auto Clássico Porto, uma campanha estratégica de promoção e divulgação na Península Ibérica. Na edição deste ano os visitantes puderam ainda assistir a uma “super-especial” a “Motor Show Porto 2011”, onde pilotos nacionais e Espanhóis, puderam competir com o convidado especial Massimo Biasion, piloto Italiano, que foi Campeão do Mundo entre 1988 e 1989. A edição deste ano contou com a participação de cerca de 300 expositores e mais de 35 000 visitantes. Manuel Jorge Costa

Sector em crescimento

PORTOJÓIA apresenta as últimas criações de jóias Decorreu entre 21 e 25 Setembro a 22ª Edição Portojóia - Feira Internacional de Joalharia, Ourivesaria e Relojoaria e arrancou com o desfile Portojóia/Portugal Fashion, com criações de nove estilistas entre eles Ana Salazar e Fátima Lopes.

Este ano a Portojóia foi apadrinhada pelo apresentador televisivo Manuel Luís Goucha como embaixador do evento. “Revivalismo”, foi o tema escolhido para os projectos apresentados a concurso para o “Prémio Portojóia Design”, uma iniciativa que visa distinguir a originalidade, inovação e design dos 21 projectos concorrentes, apresentados por estudantes e formandos de design de jóias, de produto e de cursos de ourivesaria. Uma forma de aproximação dos formandos ao mercado de trabalho. O prémio deste ano foi para o anel “Gumus”, da Autoria de Marta Reis Costa, que terá o seu próprio protótipo produzido e comercializado exclusivamente pela empresa parceira da iniciativa António Marinho, Lda., a qual

pagará à vencedora durante cinco anos o correspondente a 5% sobre o preço de venda à saída da fábrica. A laureada será ainda convidada a participar na feira de 2012, no “Espaço Criadores”. Em 2010 a Exponor – Feira Internacional do Porto, recebeu um total de 13.667 visitantes em 4.464 m2 de espaço com 171 expositores. Na edição deste ano, com 150 expositores directos, foram previstos nas mesmas instalações pela organização cerca de 13.000 visitantes. Dos expositores não passou despercebido o mercado Asiático, com a venda dos mais diversos tipos de materiais para a fabricação de Bijuterias. No âmbito da Ourivesaria, Relojoaria e Joalharia, a Portojóia evidencia a evolução no comércio internacional

13

do sector em Portugal. Segundo um estudo do Gabinete de Informação Económica (GIE), da Associação Empresarial de Portugal (AEP), os indicadores económicos nacionais de transacção internacional de pedras e metais precioso ou semiprecioso e semelhantes, folheados ou chapeados de metais preciosos e suas obras, pérolas naturais ou cultivadas, bijuterias e moedas, registaram em 2010 um excedente comercial de 73,95 milhões de euros, que surge do resultado de um aumento muito significativo das exportações, valor que quase duplicou em relação ao ano de 2009, com uma taxa de crescimento de 95,8%. Manuel Jorge Costa

Simão Mata

Breve Ode ao Desempregado Aquele homem da frente aparece por vezes na Janela da sua casa velha e triste só para dizer que existe. Passa os dias ali, procurando na rua o espanto que tanto entreteria a sua alma cansada. Olha o frenesim citadino, os carros, as pessoas, e é conhecedor profundo do quotidiano que observa. Durante a manhã, por exemplo, o senhor de fato com a gravata vermelha que atravessa o quarteirão com o jornal debaixo do braço, os rapazes que caminham para a Escola e as velhinhas que, tal como ele, ficam a admirar com nostalgia o desenrolar do novelo do Tempo. Não se pode dizer, contudo, que o Sr. Mário seja um homem velho, embora a sua aparência nos iluda um pouco devido ao semblante carregado que arrasta consigo, aos olhos esbugalhados devido ao cansaço, e à sua careca já devidamente pronunciada relativamente à sua idade. Os 56 anos são vividos com uma nostalgia profunda, agravadas por crises existenciais que se chegam a misturar com os sentimentos mais básicos como ir ao quarto de banho, ou não fosse na sanita que pensamos em coisas que aparentemente não tem ligação nenhuma com o ato de defecar. E, claro, aquele cigarro pensativo que fuma enquanto admira nostalgicamente os “nervos da cidade”, como lhe chamou um dia John Steinbeck, é uma companhia irresistível quando se está assim, sozinho, desrespeitado e inútil. Não venham agora os médicos dizer para ter cuidado com o cigarro quando a única coisa que lhe resta são os momentos como este em que contempla a cidade agitada, vingando no cigarro a sua tristeza, tirando passas prolongadas e desmedidas. O acordar da cidade lembra-lhe os tempos em que ia para a fábrica, nos dias chuvosos, ele e os outros camaradas à espera do João, com um impermeável até aos pés, que vinha recolhê-los naquele comboio de Auschwitz, que se encarregaria de os levar ao campo de trabalhos forçados que os esperava todos os dias. Lembra-se de estar na fábrica, e o barulho repetido das máquinas soa-lhe agora aos ouvidos com uma nitidez absoluta. Esta recordação da sua função na fábrica, sempre a juntar ligas metálicas, leva-o, instintivamente, a repetir os movimentos que fazia e, quando dá por isso, cai numa estupidez mais profunda ainda porque para além da inutilidade que vivencia por estes tempos também tem a leve sensação de que enlouqueceu. Mas não. O Sr. Mário não enlouqueceu. Não tem culpa que a sua vida tenha sido uma constante movimentação fábrica-casa durante os 40 anos de serviço. Há qualquer coisa nele que se mantem naquele binómio fábricacasa e ele não sabe o que é, parece que parte do Sr.Mário ficou irreversivelmente fixo no tempo e a outra parte segui o curso normal da existência. É então que o Sr. Mário sente um buraco, um abismo, que o vai puxando violentamente para as rédeas do desespero e da inutilidade social, agravado por um Estado que, exigindo que se lembrasse dele todos os meses durante 40 anos de serviço na fábrica, agora lhe diz que o subsídio de desemprego acabou, que são políticas ativas de emprego, que não se pode tornar os sujeitos dependentes destes subsídios, que é o mesmo que dizerem que o Sr.Mário e todos os desempregados são todos uns malandros, que temos quase 13% de malandros no nosso País, que não querem trabalhar, e que ainda tem o atrevimento de sugar, verdadeiros parasitas, os rendimentos de um Estado que, como toda a gente já sabe, está com a corda ao pescoço. Tem que se ser patriota, isso sim, ajudar o País quando os tempos são bons para que quando forem maus nos darem um pontapé no cú. E é então que este pensamento lhe leva a trilhar violentamente os dentes, dando um soco seco no vidro da janela e o faça dizer, consciente da sua ausência de voz, que são todos uns valentes filhos da puta. Tudo isto se lembra enquanto olha, numa espécie de desinteresse interessado, o quotidiano lá fora. Não sabe o que há-de fazer com a Joana. Queria entrar na faculdade e o dinheiro da Matilde não dá para sustentar a casa. Sempre ouviu dizer, nas televisões e nos jornais que os livros são muito caros porque são muito complexos, que nunca estariam ao alcance de um modesto metalúrgico. A Matilde diz que faz um esforço, que não quer ver a Joana condenada ao mesmo destino dos pais. Isto de se dizer que os estudos hoje em dia não servem para nada faz rir o proletariado profundo, considerando um chorar de barriga cheia, um cliché de classe. É então que o Sr. Mário vai ao frigorífico, pega na última cerveja de que dispõem e bebe-a, que é da maneira que se vai dissolvendo o nó que permanece há 3 anos na garganta sempre seca daquele homem que aparece na janela da frente só para dizer que existe. Simão Mata – Licenciado e Mestre em Psicologia, Universidade do Porto.Contacto: simaopedromata@gmail.com


14

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Opinião

Rogério Gonçalves

Causa-me alguma repulsa quando vejo algumas associações que estão sempre contra todas as medidas que se tomam, mas quando os seus associados prevaricam nunca comentam essas anormalidades. Vem isto a propósito de uma médica que estava de baixa prolongada ter passado 413 certificados de incapacidade e como se não bastasse foram passados entre Outubro de 2010 e Janeiro deste ano a incrível quantidade de 70031 atestados e eu pergunto: Mas houve alguma epidemia em Portugal? Claro que não, mas como neste País certas classes ganham o ordenado na totalidade com as baixas fraudulentas e como não são investigadas, continuamos a brincar com o dinheiro de todos nós. A FENPROF que supostamente defende a classe dos professores e que raramente concorda com as medidas dos governos, não se pronunciou sobre estes certificados. Tanto a médica como os professores que enganaram a segurança social deviam ser penalizados e terem a obrigação de devolverem o dinheiro auferido durante esse tempo. Mas como não há justiça em Portugal para os grandes poderes vai ficar tudo em “águas de bacalhau”. Continuo a achar que temos “ladrões” a mais por metro quadrado para uma País tão pequeno. Necessitamos de um grande conhecimento só para nos apercebermos da enormidade da nossa ignorância. (Thomas Sowell) Estamos em pleno Outono mas com temperaturas de verão, o que não é muito normal. Também foi uma semana fértil em notícias que dão mesmo vontade de rir e pensar “mas que País é este?”. Comecemos pelo senhor que brinca com as contas da Madeira, pois além de ocultar as mesmas continua em plena campanha eleitoral e como sempre a lançar “farpas” para os continentais e com a arrogância do costume. Mas eu fiquei deveras furioso quando ouvi este mau gestor a proferir - «já estou a perder a paciência». Não há ninguém com responsabilidade neste País que coloque um travão e tire este senhor do Governo da Madeira? Depois não se admirem que as contas da dívida continuem a aumentar.

O programa...\\

A Saga dos ditadores\\

Tivemos também o caso “prolongado” da injustiça Portuguesa que prendeu o autarca Isaltino Morais e teve que o soltar no dia seguinte por supostamente haver um erro processual. Mas ninguém é responsabilizado por estas palhaçadas? Não tarda muito o processo vai prescrever e ainda vão pedir desculpa ao senhor que colocava dinheiro na Suíça nas contas de um sobrinho e não declarava. A TROIKA se estiver bem atenta deve ter enormes motivos para dar uns bons sorrisos e perguntar: Vale a pena emprestar mais dinheiro a este país onde até na justiça brincam? Já estamos fartos de ver as cadeias cheias com a classe pobre, pois os ricos fazem fraudes de milhares mas continuam a ter os melhores advogados que descobrem numa vírgula o suficiente para libertarem os “artistas” deste Pais desgovernado há décadas.

povos, mas, ao que parece, o incentivo às formações partidárias é pouco ou nenhum, sobressaindo os grupos organizados em fações religiosas ou outras, ávidos pelo assalto ao poder, fazendo temer, que novos ditadores se proponham prolongar “ditaduras” ainda mais sagazes. Ora, se uma democracia mais ou menos estabilizada como a portuguesa, teve de limitar o tempo de exercício do poder a dois mandatos de cinco anos e, mesmo assim há excessos e abusos desmesurados, como é que se pode chamar democracia a regimes sem regras desta natureza? Em Angola, ouvimos Eduardo dos Santos a dizer que estava a cumprir o último mandato, agora vemos dezenas de milhares em manifestações de apoio, será que se vai mesmo embora, ou vai considerar que estão a pedir-lhe para se recandidatar?! Dizem que Angola vive em democracia… Mas… Nem sempre uma eleição é alteração de poder!.. Na Rússia, a coisa é gira. Nas últimas eleições o presidente candidatou-se a primeiro-ministro e, o primeiro-ministro a presidente. Um destes dias ouvi nas notícias que nas próximas eleições voltam a trocar de candidaturas… Em Timor idem, idem. Que belas democracias!?... Na Madeira… O “caruncho” pegou e não vai ser fácil eliminá-lo… Há uns anos D. Manuel Martins fez a seguinte declaração. “Enquanto a Democracia se transformar em demagogia e a Liberdade em libertinagem, não saímos disto! ”Eu acrescentaria um trocadilho ao vocabulário português: -Este texto fala das (Ditas dores) que poderes autoritários causam ao povo.

Os homens inteligentes querem aprender; os outros ensinar. (Antón Tchékov) O 5 de Outubro foi mais um feriado para os nossos políticos colocarem uma gravata nova e aproveitarem para falarem da crise em que nos colocaram ao longo dos anos. Mas os senhores da TROIKA se estivessem cá a assistir às comemorações iam ficar confusos ao ver tanta opulência e carros topo de gama, que nem pareciam membros de um País que pediu dinheiro emprestado. Quando chega a hora dos discurso lá vem o disco “temos de poupar bla bla bla” e o mais curioso é que todos estes senhores que falam na tão propalada desgraça, ganham seguramente mais de 2000 euros mensais!!!! Passeiam sapatos de couro genuíno numa passadeira vermelha ao som da banda militar, enquanto milhares de famílias vivem no desespero, no limiar da sobrevivência, ficam sem casas e o comer para os filhos é uma aflição diária. Se os feriados servem para passearem os fatos de seda e não trazem nada de benéfico para o povo, então sugiro que poupem esse dinheiro e mostrem ao povo que também estão a fazer sacrifícios. Até hoje não me lembro de ver um político preso pela má gestão dos dinheiros públicos e no final dos mandatos fecham a porta com milhares de dívidas e auferem milhares de euros pela incompetência demonstrada. Em política, quanto mais ela muda, mais é a mesma coisa. (Alphonse Karr).

A união é a alma do negócio \\ Fordoc

“Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória.” HENRY FORD Poucos dias depois do terrível terramoto que abalou a Cidade do México em 19 de Setembro de 1985, uma criança é vista a caminhar descalça vendendo, de porta em porta, cartões pessoais ao preço de 25 centavos cada. O objectivo deste pequeno menino seria arrecadar o máximo de dinheiro possível para ajudar as vítimas do terramoto. Uma das pessoas que comprou alguns cartões postais perguntou-lhe quanto é que ele estaria à espera de arrecadar com a estratégia que tinha delineado. Sem hesitar, a criança respondeu que pretendia recolher um milhão de dólares. O homem, então, sorriu e disse: Estás à espera de conseguir um milhão de dólares para ajudar as vítimas do terramoto sozinho? - Ah não, senhor – respondeu o menino. – O meu irmão mais novo está a ajudar-me! Segundo o jornal “Los Angeles Times”, esta é uma história verídica, e que, apesar de simples, revela algumas coisas importantes para a nossa vida: seja o que acontecer, nunca devemos deixar de, pelo menos, tentar mudar o estado das coisas e, acima de tudo, quando tentamos, nunca devemos estar sozinhos. Lá dizia o sábio ditado popular que a união faz a força e em momentos difíceis essa frase faz mais sentido do que nunca. A verdade é que, trabalhando em equipa, os momentos difíceis são mais fáceis de suportar e, em momentos vitoriosos, a felicidade é ainda maior.

Se pensarmos nas empresas portuguesas, quantas realmente desenvolvem um trabalho em equipa capaz de sobreviver a qualquer terramoto? Todos os dirigentes apelam, verbalmente, ao desenvolvimento de um verdadeiro espírito de grupo como factor crítico de sucesso, mas quantos deles realmente sabem colocar no terreno estas palavras? Infelizmente muitíssimo poucos. Se pensarmos bem, facilmente concluimos que o contexto empresarial tem vindo a traduzir-se num verdadeiro campo de batalha onde todos, de forma individual, anseiam o poder e, quanto pior estiver o meu “colega” de trabalho, melhor para mim, porque é sinal de que eu posso ou vou estar melhor. Sempre eu, eu, eu…. Este é o melhor espírito de grupo desenvolvido na maior parte das organizações: o individualismo. Felizmente existem pequenos microclimas onde esta realidade não faz qualquer sentido, como é o caso das associações sem fins lucrativos. Aqui, o espírito de grupo nasce de forma natural, pois todos trabalham, num ambiente saudável, em prol de um objectivo comum. Aqui deixa-se de falar de “colegas” para falar de “amigos” e com este tipo de alicerces criados sabemos à partida que podem vir terramotos, tsunamis… ou qualquer outro tipo de catástrofe inesperada que a estrutura nunca cairá. Sem hierarquias as pessoas com diferentes habilidades, talentos e experiências moldam-se umas às outras pensando sempre e, acima de tudo, trabalhando para um benefício mútuo e para o bem-estar colectivo. Analisando as associações como casos de estudo de sucesso, facillmente se conclui que… a união é, sem dúvida alguma, a alma do negócio. Cristela Bairrada sugestao.fordoc@gmail.com Associação Nacional de Jovens Formadores e Docentes (FORDOC)

Henrique Carvalho

A meio da década de setenta a Península Ibérica foi cenário de duas revoluções transformando Portugal numa Democracia Republicana e Espanha numa Democracia Monárquica (qual delas a melhor?) acabando com duas prolongadas ditaduras. Pouco depois, outros países da zona do Magrebe iniciaram a revolução dos Aiatolás, com a intenção de se livrarem dos monarcas corruptos e ditadores que massacravam os povos dos vários países. Aparecem então na Tunísia, na Síria, no Egito, na Líbia, entre outros países, os homens fortes a assumirem o poder onde ficaram até aos nossos dias e hoje, estão a contas com protestos e revoltas da população, a fim de se libertarem dos ditadores que há dezenas de anos os governam com mão de ferro. O mais curioso, é que estes ditadores, apenas prolongaram a seu belprazer, os anteriores regimes que eles próprios apelidaram de corruptos e autoritários, prometendo então, liberdade e democracia aos povos que os levaram ao poder, rapidamente se esqueceram disso e hoje são corridos e, alguns, levados a tribunal engaiolados, qual animal selvagem… As revoluções de 2011 também estão a prometer democracia e eleições livres aos

Doce Sol\\ Fernando Pedroso

Vejo sempre o sol nascer Parece dizer olá Mais um dia p’ra viver És tu sol que dás vida Nos aqueces e iluminas És natureza querida És das coisas mais divinas

O sol anda lá no céu, As nuvens servem de véu Para afagar com carinho, À terra sua namorada Constantemente beijada E aquecida a miminho Brilha o sol claro e forte Além no cume da serra Traz calor amor e sorte Vem beijar a face à terra Um dia ao romper da aurora Vi bem lindo o sol raiar Como a juventude d’outrora Como quem nasce p’ra amar O sol é, vida é alegria Nos anima o seu calor Ilumina, dá luz ao dia E é obra do criador

És amigo visto à letra Quem dá vida à pobre terra Dizem que és seu planeta P’ra viver sem fome e guerra Todos os dias, ensinas Nos dependemos de ti Sabes, podes e dominas, Que bom que vives aqui. Da janela do trabalho Vi-o lindo p’la manhã Veio limpo e mimalho Dizer-me amigo olá, O sol tem rara beleza É brinde da natureza Natureza é rica e nobre, É bela e imponente Igual para toda a gente Só afaga mais o pobre…

maiahoje

\\ Avisos, Tribunais e Conservatórias

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Por solicitação da Direcção e ao abrigo do disposto no Artigo 19º dos Estatutos do Ginásio Clube da Maia convoco a Assembleia Geral Extraordinária para o próximo dia 15 de Outubro de 2011, pelas 10.00 Horas, na sede do Ginásio, com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1.– Preenchimento de vagas na Direcção por pedido de demissão de Directores; 2.– Proposta da Direcção de Aumento do valor das Quotas dos Sócios Ordinários – análise, discussão e votação. No caso de na hora marcada para o início da Assembleia Geral não estiverem presentes pelo menos 50 % (cinquenta por cento) mais um dos Associados com direito a voto a Assembleia reunirá com qualquer número de sócios 30 ( trinta ) minutos depois. Maia, 21 de Setembro de 2011. O Presidente da Mesa da Assembleia Geral Manuel Cândido das Neves Saraiva JORNAL MAIAHOJE ED. Nº 285 14/10/2011

09 de Agosto de 2010 Abílio Fernando Dias Pedroso

Na voltinha da manha

\\ Avisos, Tribunais e Conservatórias JUSTIFICAÇÃO

Certifico para fins de publicação que, por escritura de onze de Outubro de dois mil e onze, lavrada a folhas quarenta e quatro e seguintes do livro de notas para escrituras diversas número trinta e trêspub – A, do Cartório sito na Maia, na Rua Dr. Carlos Felgueiras, número cento e três, primeiro andar, sala cinco, da notária Licenciada Cláudia Sofia Duarte da Silva Barbas, Carlos Santos Teixeira, casado, natural da freguesia de Vermoim, concelho da Maia, residente na Rua Augusto Simões, número 405, na freguesia e concelho da Maia, titular do bilhete de identidade número 1815186, emitido em 29 de Novembro de 2007, pelos Serviços de Identificação Civil do Porto, que outorga na qualidade de Presidente da Junta e em representação da “FREGUESIA DA MAIA”, com sede na Rua da Igreja, sem número, freguesia e concelho da Maia, pessoa colectiva número 507.877.772, declarou: ---------Que sua representada é dona e legítima possuidora, com exclusão de outrem, dos quatro seguintes bens imóveis, todos sitos na freguesia e concelho da Maia: ---------UM – Prédio urbano, composto por edifico de apoio ao Jardim Zoológico e terreno destinado a fins zoológicos, sito na Rua Padre José Pinheiro Duarte, com a área de seis mil duzentos e trinta e oito metros quadrados, sendo a coberta de duzentos e três metros quadrados e a descoberta de seis mil e trinta e cinco metros quadrados, a confrontar a norte com Joaquim Pereira da Silva e arruamento privado, a sul com Junta de Freguesia da Maia, nascente com comissão fabriqueira da Paróquia e a poente com o Município da Maia, inscrito na matriz sob o artigo 2569, com o valor patrimonial tributário e atribuído de setecentos e cinco mil euros, não descrito no registo predial. ---------DOIS – Prédio urbano, composto por edifício da sede da Junta de Freguesia, com logradouro, sito na Rua da Igreja, sem número, com a área de dois mil trezentos e seis metros quadrados, sendo a coberta de duzentos e sessenta e seis metros quadrados e a descoberta de dois mil e quarenta metros quadrados, inscrito na matriz sob o artigo 2566, com o valor patrimonial tributário e atribuído de cem mil trezentos e noventa euros, não descrito no registo predial. ---------TRÊS – Prédio urbano composto pelo Parque de Nossa Senhora do Bom Despacho e edifício de apoio, sito na Rua da Estação, com a área de quatro mil novecentos e cinco metros quadrados, sendo a coberta de quinhentos metros quadrados e a descoberta de quatro mil quatrocentos e cinco metros quadrados, a confrontar a norte e a nascente com a Junta de Freguesia da Maia, sul com a Rua da Estação e a poente com Palmira Ferreira da Silva, inscrito na matriz sob o artigo 2567, com o valor patrimonial tributário e atribuído de novecentos e noventa mil e quinhentos euros, não descrito no registo Predial. ---------QUATRO – Prédio urbano, composto por pavilhão “Expozoo”, sito na Rua da Igreja, com a área total e coberta de dois mil e sessenta e cinco metros quadrados, a confrontar a norte com Comissão Fabriqueira e Junta de Freguesia da Maia, a sul e poente com Junta de Freguesia da Maia e a nascente com Albertina Adélia Moreira da Silva, inscrito na matriz sob o artigo 2568, com o valor patrimonial tributário e atribuído de um milhão quatrocentos e sessenta e quatro mil oitocentos e trinta euros, não descrito no registo predial. ---------Que a sua representada justificante, possui os referidos prédios há mais de cem anos, havendo documentos da Freguesia que referem essa posse desde esses tempos, não sendo possível, no entanto, precisar a data da aquisição com melhor rigor, devido à distância temporal e cujo título, por isso, não dispõe. ---------Que desde aquele ano a sua representada entrou na posse dos imóveis, agindo sempre por forma correspondente ao exercício do direito de propriedade plena, aproveitando todas as suas utilidades, usufruindo-os, fazendo obras e melhoramentos, colhendo produtos e suportando os respectivos encargos, posse esta que exerceu até hoje, de modo contínuo, pacifica e publicamente e de boa fé, pelo que se afirma proprietária dos prédios, justificando a sua aquisição, por usucapião. ---------É certidão de narrativa e está conforme o original. ---------Maia, onze de Outubro de dois mil e onze. A Notária, (Cláudia Sofia Duarte da Silva Barbas) Conta registada sob o n.º P-2645 Incluída na da escritura. Foi passado recibo. JORNAL MAIAHOJE ED. Nº 285 14/10/2011

CONVOCATÓRIA Nos termos do disposto no art.º 39 º ponto 3; alínea b) dos Estatutos, convoco os sócios (a pedido da Direcção) da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços, a reunir em Assembleia Geral Extraordinária na sede social, sita na Rua Luís de Camões nº 139, da freguesia de Pedrouços, Concelho da Maia, no próximo dia 21 de Outubro de 2011, pelas 21 horas e com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS Em face da situação atual relativamente á novas regras de transportes de doentes, implementadas pela ARS-NORTE a partir do dia 01 de Setembro de 2011,a Direcção desta Associação deseja esclarecer todos os Associados. 1.Cujo ponto único: Qual o futuro da Associação Humanitária e seu Corpo de Bombeiros? 1.1 Situação Financeira atual 1.2 Qual o futuro dos funcionários que se dedicavam quase em exclusividade ao transporte de doentes. Se à hora marcada não houver número legal de associados, a Assembleia funcionará trinta minutos depois com qualquer número de presenças e com a mesma Ordem de Trabalhos. Para exercer os seus direitos é indispensável a apresentação do cartão de sócio e a prova das quotas em dia (pagas até Julho de 2011). Pedrouços e Sede da A. H. B. V. Pedrouços, 12 de Outubro de 2011 O Presidente da Assembleia-Geral Daniel Joaquim Santos Ferreira Silva JORNAL MAIAHOJE ED. Nº 285 14/10/2011


maiahoje

O KARATE

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Desporto VELOCIDADE

desporto

15

FUTEBOL

Ivo Nogueira brilhou na

Euro 2012, Portugal

“especial” da Exponor

comprometeu com a Dinamarca

CKMaia

Maiatos conquistam cinco medalhas no Campeonato Europeu da EGKF em Barcelona A Catalunha acolheu o 15º Campeonato Europeu da EGKF. Esta prova, que junta os melhores atletas das vertentes de Kata e Kumite do Estilo Goju-Ryu, correu da melhor maneira para a comitiva portuguesa. Na comitiva Portuguesa estiveram oito elementos do Clube de Karate da Maia. No dia 1 de Outubro teve lugar a prova de equipas na qual a equipa feminina composta por Inês Rodrigues, Catarina Santos e Catarina Vilhena garantiram a sua participação na final ao vencerem a equipa espanhola na passagem á final. Já na Final, onde tudo parecia difícil com um empate nos jogos realizados e disputado até ao último encontro, Catarina Santos conseguiu vencer por expressivos 7-1. Nos Masculinos a equipa foi composta pelo núcleo duro do CKMaia com Nuno Moreira, Gonçalo Pinto, Vítor Silva, Diogo Gonçalves e Ricardo Rocha. Na passagem às meias-finais os maiatos caíram por 3-2 frente à Rússia que acabaria por vencer a prova de equipas. Na repescagem os atletas venceram a selecção da Espanha por 3-0 conquistando a

VOLEIBOL

medalha de Bronze. As provas Individuais foram um sucesso com a passagem de várias eliminatórias. Catarina Santos em -54Kg, venceu o primeiro encontro frente à Eslováquia e perderia no segundo encontro no desempate frente à Roménia. Na repescagem e a um passo das medalhas a jovem não conseguiu ultrapassar a alemã.

Republica Checa. Na final não conseguiu vencer a experiente atleta romena Cláudia Nitu, acabando com a medalha de Prata. A Competidora dos -61Kg mostrou que com apenas 19 anos consegue eliminar a concorrência Sénior neste difícil Escalão. Na categoria de -67Kg, Gonçalo Pinto mostrou estar em grande forma, pressionando os seus adversários

Inês Rodrigues apresentou-se em grande forma e eliminou a concorrência com resultados expressivos de 4-1 frente à Espanha, 6-0 frente à Alemanha e 4-0 frente à

constantemente para os obrigar a falhar e finalizar nas transições, conquistando a Medalha de Prata. O atleta venceu o austríaco na primeira volta, na segunda volta

eliminou o atleta da Rússia e na passagem á final eliminou o atleta da Ucrânia. Na final, alguma infelicidade nos últimos 10 segundos numa acção em simultâneo, daria a vitória ao Espanhol por 3-2. No mesmo escalão participou Vítor Silva que venceu o austríaco na primeira volta e acabaria por perder frente ao atleta checo, saindo lesionado devido a uma acção descontrolada do adversário. Após conquistar, em 2010, o título mundial em Cascais, Nuno Moreira viu mais uma vez o seu trabalho compensado ao eliminar os adversários na luta pela categoria de -75Kg. Após uma preparação específica com êxito nos Opens do Luxemburgo e Budapeste, o maiato encarou esta prova como «mais uma oportunidade que não pode ser desperdiçada». Moreira realizou no total 7 combates nas provas individuais e em equipa. O atleta maiato ajudou a equipa a conquistar a medalha de Bronze vencendo a Rússia por 2-1 e a Espanha por uns expressivos 12-5, após estar a perder por 5-1. Na prova individual ultrapassou a primeira ronda devido à desistência do atleta russo.

No segundo encontro levou de vencida o atleta Espanhol por 6-1 e na terceira volta eliminaria o Italiano por 3-0. Na passagem à final o alemão perdeu no desempate por 2-0 e na final frente ao atleta da República Checa Jan Kocik com um resultado de 7-1. Na mesma Categoria esteve Diogo Gonçalves que voltou em grande forma à competição. Após uma preciosa ajuda na equipa, o maiato ainda eliminou o Russo por 4-3 na primeira eliminatória e perderia por um ponto frente ao atleta da Alemanha que, de acordo com António Moreira, Presidente do CKMaia «deveria ser penalizado pelo excesso de contacto». A sorte não esteve do lado de Ricardo Rocha, na Categoria de +84Kg. O atleta recuperou de 0-2 para o empate. Nos segundos finais sofreu um ponto que acabaria com o encontro. António Moreira que esteve destacado para as funções arbitrais mostrou-se satisfeito pelos resultados e prestações realizadas.

Castêlo da Maia Ginásio Clube vencedor

2º Edição do Torneio Gueifães Volei Realizou-se no passado dia 1 de Outubro a 2ª edição do Torneio Gueifães Volei, uma iniciativa idêntica à que tinha sido realizada há dois anos atrás, na altura os escalões de Juvenis Femininos. Este foi um dia de festa do voleibol, para isso contribuíram as equipas participantes, árbitros e assistência. De acordo com Carlos Manuel Simão, da organização, «os pais foram absolutamente incansáveis na colaboração para o sucesso desta actividade, que tiveram como prémio a vitória das suas filhas. Não temos palavras para agradecer todo o envolvimento, apoio, dedicação, disponibilidade e garra total, que tornou este TGV, num feito de âmbito nacional». Esta iniciativa foi considerada pela organização como uma aposta ganha e o objectivo que marca “TGV” exista por muitos anos e que seja aproveitada por todas as equipas do clube em futuros torneios. O responsável agradece também à direcção do clube «pelo apoio prestado nesta iniciativa e foi bom ver que acompanharam durante quase todo o dia os jogos da nossa equipa», salientando também o apoio da Câmara Municipal da Maia, da Unicer, Henisa e Egor, «pelo apoio mais directo a esta iniciativa, bem como a outros particulares que nos ajudaram antes e durante o torneio». Os jogos que constituíram o Torneio foram muito disputados, proporcionando a quem esteve

presente bons momentos de voleibol. O Castêlo da Maia GC conquistou 11 pontos sagrando-se vencedor, no segundo posto ficou o Sporting Clube de Braga com 10 pontos e o 3º lugar foi pub

para a Ass. Acad. S.Mamede também com 10 pontos. O GDC Gueifães acabou o torneio em 4º lugar com 9 pontos. Durante este mês o clube vai

realizar jogos de forma a preparar a equipa para a primeira fase de apuramento do Campeonato Nacional. Este ano a equipa conta com algumas caras novas, todas elas da

formação do Gueifães havendo necessidade de as entrosar com o grupo para que possam fazer frente aos grandes desafios que estão para vir.

VENDO

ROVER 214SI - 1200€

EM BOM ESTADO C/ INSPECÇÃO ATÉ 07/2012 Direcção assistida - Vidros Eléctricos Fecho Central - Ar Condicionado - Rádio/Mp3 AMORTECEDORES NOVOS - FILTROS E ÓLEO MUDADOS

De 1997, carro em bom estado, usado até agora no dia-a-dia. O motivo de venda é a aquisição de carro a diesel. Contacto: 91 334 57 06


16

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Desporto

ARTES MARCIAIS

maiahoje

Campeonato do Mundo de Kung Fu/Wushu

Atletas da Maia representam Portugal Está a decorrer desde o dia 6 de Outubro, até ao dia 16, na Turquia, o Campeonato do Mundo de Kung Fu/Wushu 2011 no qual está presente a Selecção Nacional Portuguesa de Artes Marciais Chinesas. A Selecção Nacional é composta por quatro atletas, todos da Escola de Artes Marciais Chinesas She-Si do Porto, encontrando-se entre esse restrito número, os atletas maiatos Margarida Santos e Jorge Rodrigues. Margarida Santos, á semelhança do que já tinha acontecido anteriormente, continua a ser a única mulher a integrar a Selecção Nacional, onde no ano

PESCA SUBMARINA

excelentes resultados que tem vindo a alcançar, quer nacionais, quer internacionais. A tarefa apresenta-se também como um grande desafio para o atleta, atendendo á evolução que o Kung Fu/Wushu tem nos países asiáticos e onde se espera, venha a ser considerada modalidade Olímpica nos Jogos de 2020, uma vez que para o ser, terá que concorrer sete anos antes dos próximos jogos, situação que se verifica. Este atleta, competirá também em TaoLu em três vertentes: ChangQuan (Punhos do Norte), JianShu (Espada) e QuianShu (Lança).

anterior e com o apoio da Câmara Municipal da Maia, conquistou para Portugal duas Medalhas de Bronze, no 13º Campeonato da Europa de Kung Fu/Wushu, também realizado na Turquia - (Antalya). A atleta maiata tem como principal objectivo classificar-se entre as dez melhores no ranking mundial e competirá em TaoLu em três vertentes, nomeadamente: NanQuan (Punhos do Sul), NanDao (Sabre) e NanGun (Bastão) Jorge Rodrigues, estreante nestas provas de alta competição, conquistou também por mérito próprio o direito de integrar esta Selecção Nacional, em virtude dos

Campenato Euro-Africano

Atleta do Clube Costa Norte da Maia na Selecção Portuguesa A Selecção Nacional de Pesca Submarina conquistou o primeiro lugar no Campeonato Euro-Africano que se realizou nos dias 17 e 18 de Setembro em Peniche. A Selecção era constituída por três atletas sendo que um é do Clube CostaNorte, da Maia. O atleta Rui Torres ficou em 4º lugar no que toca à classificação individual, no entanto permitiu que Portugal alcançasse o primeiro posto a nível de Selecções, num total de 17 países que estavam representados na competição.

FUTSAL

G.D. Os Maiatos

Equipa sénior apresenta-se com três caras novas O Grupo Desportivo “Os Maiatos” apresentou, no passado dia 8 de Outubro, a equipa de futsal nos escalões sénior masculino. Depois da apresentação da equipa veterana de futsal, a equipa sénior entrou em campo para defrontar a equipa dos Leões da Guarda. Tratou-se de um dérbi de Moreira da Maia, entre duas equipas separadas por uma

participassem no jogo, onde tiveram oportunidade de mostrar as suas qualidades de jogo, encontrando pela frente uma defesa forte. No final do jogo o G.D. Os Maiatos venceu por dois golos sem resposta, com os golos a serem marcados por Paulo Cruz, um em cada parte. A equipa do G.D. Os Maiatos

centena de metros. No entanto, o fair-play e amizade caracterizaram este jogo. De acordo com os responsáveis do clube, a equipa mostrou uma boa atitude no jogo, apesar do jogo não ter sido fácil e os Leões da Guarda apresentarem uma equipa jovem e de qualidade. A equipa técnica proporcionou a que todos os jogadores

apresenta três reforços para a nova temporada na qual o objectivo é lutar pelo título. Assim, a equipa é constituída pelos seguintes jogadores: Filipe Duarte, Paulo Cruz, Hugo Cruz, Fábio Fernandes, Francisco Oliveira, Jorge Martins, Marco Pinto, Bruno Fernandes e os reforços Flávio Teixeira (ex-Amanhã da Criança), André Martins (ex-Amanhã da

Criança), Joel Carvalho (ex G.D.R. Ardegães). José Costa e Victor são os Treinadores e Fausto Saavedra é o Delegado. O clube equaciona a possibilidade de integrar na equipa mais dois reforços, um guardaredes e um jogador de campo.

"

boletim de assinaturas

maiahoje

SIM, desejo ser assinante do JORNAL MAIA HOJE por um período de: 1 ano ou 24 números - 10 Euros

2 anos ou 48 números - 20 Euros

APROVEITE A CAMPANHA DA ASSINATURA ANUAL 15% DE DESCONTO NO PREÇO DE CAPA Envio Cheque ou V. Postal Nº . no valor de

o seu jornal

euros, do Banco

Nome Data de Nascimento

Naturalidade

Recorte e envie o cupão para a seguinte morada:

Morada

JORNAL MAIA HOJE - Rua dos Altos, Ed. Arcada,

Profissão

Código Postal

n.º 12 • 4470-235 ou através do Fax 22 406 21 25

Telefone

Telemóvel


maiahoje AUTOMOBILISMO

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Desporto

17

Perante 45 mil pessoas

Ivo Nogueira brilhou na Exponor Ivo Nogueira, jovem piloto maiato, foi uma das estrelas do AutoClássico/Motorshow, evento que todos os anos junta alguns dos melhores pilotos nacionais e uma vedeta estrangeira numa competição em formato de SuperEspecial no recinto da Exponor. Ao longo de três dias cerca de 45 mil pessoas passaram pelo local, que este ano tinha como vedeta o italiano bicampeão do Mundo de Ralis, Miki Biasion. Ao volante do habitual Citroën DS3 R3T, Ivo Nogueira foi uma das surpresas do evento ao colocar em causa a natural supremacia dos potentes Mitsubishi Lancer de quatro rodas motrizes, sendo mesmo o mais rápido nas mangas de qualificação e o quarto classificado da Super Final, na frente de Miki Biasion. A exibição serviu para reforçar a popularidade de Ivo Nogueira junto do público nacional e espanhol, com o piloto a ser alvo de atenção e pedidos de

EURO 2012

autógrafos por parte dos adeptos presentes na Exponor. No final, Ivo Nogueira estava satisfeito por ter participado no evento «foi de facto um evento diferente, mais vocacionado para o espectáculo, mas certamente para recordar», referiu o promissor piloto de 21 anos. Continuou salientando a presença do piloto Italiano «estar ao lado de uma figura como Miki Biasion e lutar com os melhores pilotos portugueses pela vitória, é algo que nunca vou esquecer. Quero sobretudo agradecer o carinho e apoio dos adeptos que me abordaram e espero retribuir com uma vitória nas próximas provas do Campeonato de Portugal de Ralis». Ivo Nogueira e a sua equipa vão agora preparar a participação na penúltima prova do CPR, o Rali de Mortágua, marcado para 22 e 23 de Outubro.

“Equipa Portugal” obrigada ao playoff

Portugal venceu a Islândia, mas perdeu e comprometeu na Dinamarca Na penúltima jornada do grupo H, e como se esperava, pelo menos a quase totalidade dos 35.715 adeptos que marcaram presença e coloriram o estado do Dragão com cores menos habituais, a “Equipa Portugal” recebeu e venceu a sua homóloga Islandesa. Os números foram expressivos com a obtenção de 5 golos, mas após o segundo golo dos forasteiros aos 68m minutos, e com o resultado em 3-2 chegou a pairar a hipótese do empate que viria a ser desfeita quando aos 81m com um golo do “caseiro” João Moutinho, a nossa selecção desfez todas as dúvidas. Não obstante até final ainda houve mais dois golos, um para cada lado, primeiro por Eliseu que efectuou uma excelente exibição, e no último minuto, de grande penalidade por Gylfi Sigurdsson. Com este resultado a equipa das quinas mantinha a esperança a que só faltava um empate na deslocação à Dinamarca para discutir a liderança do grupo, sabendo que mesmo em caso de derrota se encontrava em excelente posição para garantir um lugar no “playoff”, graças à substancial vantagem sobre a Noruega na diferença de golos marcados e sofridos. Mas, como vem sendo nosso “triste fado” as contas ficaram novamente adiadas para um playoff do tudo ou nada, uma vez que perdemos “generosamente” na Dinamarca por 2-1, pois o resultado poderia ter-nos sido bem mais desfavorável tal foi o caudal de jogo dos anfitriões a que a equipa de todos nós raramente soube, ou conseguiu opor-se. Os carrascos foram Michael Krohn-Dehli e Nicklas Bendtner, com resposta de Cristiano Ronaldo, de livre, já sobre

o apito final. O sorteio do payoff está marcado para quinta-feira dia 13, em Cracóvia, às 12 horas portuguesas. Uma vez que é levado em conta o coeficiente das selecções, felizmente entramos no grupo dos cabeças-de-série, com o segundo melhor registo (31.202) depois da Croácia(32.723) e antes da Irlanda e da República Checa, tendo como possíveis adversários e por ordem decrescente de coeficiente a Turquia, a BósniaHerzegovina, o Montenegro e a

Estónia.Os jogos disputar-se-ão em Novembro, com a primeira mão a 11 e 12 e a segunda a 15. Na última experiência para o Mundial vencemos. A história pode voltar a ter um final feliz, mas ajudava que não nos calhasse a Turquia, à partida a selecção do lote de possíveis que nos poderá ser mais difícil. Seja quem for o adversário o mais importante é não voltar a cometer os erros defensivos do jogo com a Islândia nem o apagamento histórico pela negativa desta exibição na

Dinamarca. Como “Heróis do Mar” que somos, as contas fazem-se no final dos finais pelo que haja coração até ao fim, mantendo viva a esperança, de cuja se diz ser sempre a última a morrer, e que este “Nobre Povo” bem merece como parte da “mezinha” que ajude a aliviar as dificuldades económicas que atravessamos. Francisco Bacelar Manuel Jorge Costa (Foto)

\\ Ficha do jogo - Portugal: Rui Patrício, João Pereira, Bruno Alves, Rolando, Eliseu, Raul Meireles (Miguel Veloso, 60), João Moutinho, Carlos Martins (Ruben Micael, 72), Nani, Cristiano Ronaldo e Hélder Postiga (Nuno Gomes, 88). (Suplentes não utilizados: Beto, Sereno, Ruben Amorim, e Ricardo Quaresma) Treinador: Paulo Bento - Islândia: Stefán Magnússon, Birkir Saevarsson, Solvi Jonsson, Kristján Sigurdsson, Hjortur Valgarosson, Aron Gunnarsson, Hallgrímur Jonasson(Matthías Vilhjálmsson, 89) , Jóhann Gumundsson (Kjarton Finnbogason, 81), Gylfi Sigurdsson, Birkir Bjarnason e Rúrik Gislason (Arnór Smárason, 89). (Suplentes não utilizados: Hannes Halldorsson, Indrid Sigurosson, Arnor Adalsteinsson, Goomundur Kristjansson) Treinador: Olafur Johannesson Árbitro: Bas Nijhuis (Holanda). Golos: Nani aos 13 e 21, Hélder Postiga aos 44, Hallgrímur Jonasson, 48 e 68, João Moutinho aos 81, Eliseu aos 87 e Gylfi Sigurdsson, 90(GP). Ação disciplinar: Cartão amarelo para Birkir Savarsson (36), Carlos Martins (60) e Rolando (90+4).


18 TEST-DRIVE

sexta-feira 23 de setembro de 2011

Test-Drive

maiahoje

Dacia Logan 1.5 Dci

Bonito, confortável, modular e espaçoso. Um carro económico para a família e amigos. \\

É carrinha, é monovolume, é carro de trabalho, é de lazer, o leitor decide. Uma verdadeira polivalência a descobrir, diz a marca.

O Dacia Logan é um veículo da classe dos pequenos familiares, produzido em parceria entre a marca francesa Renault e a sua subsidiária Logan da Roménia. É fabricado em vários países atendendo a vários mercados, nomeadamente em Mioveni, Roménia; São José dos Pinhais, Brasil; Envigado, Colômbia; Moscovo, Rússia; Casablanca, Marrocos; Nashik, Índia; Teerão, Irão e Pretória, África do Sul, com os nomes de Dacia Logan, Renault Logan, Nissan Aprio, Mahindra Verito e Renault Tondar. É considerado o “Lowcost” da marca francesa. Desenhado no Tecnocentro da Renault em Paris, é o resultado de quatro anos de desenvolvimento do projecto X90, anunciado pela Renault em 1999, depois da aquisição da marca Dacia em 1998. Durante uma visita à Rússia do então presidente Jacques Chirac, os gestores da Renault notaram que a versão de 6.000 euros da marca Lada eram um sucesso de vendas enquanto que os Renault de 12.000 euros ficavam nos stands. Ficou então decidido fazer um carro avançado tecnologicamente, mas de baixo custo, que fosse moderno, fiável e barato, tendo uma vasta lista de opcionais. Lançado oficialmente em Setembro de 2004, a Renault

pub

inicialmente não fazia intenção de vender este novo veículo nos mercados ocidentais, mas em Junho de 2005, teve inicio a importação de uma versão algo melhorada que teve sucesso imediato, num carro sem grandes “modernices” que o próprio proprietário podia reparar. Logan MCV O Logan MCV (Multi Convivial Vehicle), lançado em 2006 no Salão automóvel de Paris é a carrinha do sedan Logan. Está disponível em 5 ou 7 lugares, multi-funcional e capacidade máxima de bagagem entre 200 e 2350 litros, além de múltiplos espaços de arrumação para pequenos objectos. Em Portugal a sua comercialização teve inicio no inicio de 2007, uma nova versão, objecto de restyling apareceu em 2008. A sua popularidade é elevada e os números confirmam: 300.000 unidades vendidas até Junho de 2010. Em termos de motorizações monta de fábrica as mesmas do sedan, sendo que em Portugal existe uma versão gasolina (1,4 mpi 75 cv) e uma diesel (1.5 dCi 85 cv). O preço A versão de 5 lugares orça em 13.700 euros e a ensaiada, de 7 lugares os 16.300 euros. No

entanto estes valores podem bem subir aos 18.270 euros com mais alguns acessórios. Note-se que estes valores são sem despesas administrativas e de transporte. A primeira impressão Sabendo de antemão que este é um carro “lowcost” já esperávamos plásticos de menor qualidade e outros detalhes que de certeza aqui não os iríamos encontrar. A primeira vista já foi uma surpresa. Longe das muitas vezes enganadoras fotografias dos catálogos, ao vivo, o Logan MCV é bonito na cor apresentada (cinza metalizado) e apresenta umas linhas modernas que em nada envergonham a marca. Desde a traseira moderna, bem dividida, discreta, mas com faróis interessantes. À frente, onde sobressai o logo da marca no centro de uma grelha

ondulada e bem estilizada, o Logan agradou e aumentou as nossas expectativas. Ao volante Já ao volante, no essencial, notava-se uma boa escolha de materiais, nada antiquados, de design, sóbrio, mas simpático. Ao toque nos principais mecanismos necessários para condução, estamos perante um carro normal, até que, já entusiasmados fomos ao pormenor e descobrimos os tais plásticos de fraca qualidade ao toque e uma montagem a denunciar que estávamos perante um carro que não será certamente para uso diário em 10 anos. Acreditamos que a simplicidade, muitas vezes é mais fácil de superar pequenos problemas o que nos parece no Logan. A título de exemplo notamos que a borracha que isola o vidro frontal do painel de instrumentos já estava deslocalizada e à mostra o que é inaceitável, mas no

entanto, como referimos, são pequenos problemas fáceis de resolver e em caso grave, a baixo custo. Actualmente tudo isto tem de ser ponderado na aquisição de um veículo e o Logan parece ser justo no que oferece. Em condução, já nos esquecíamos o que era bom ser transportado no belíssimo motor Renault 1.5 dCi. Boas prestações, honestas e de consumo reduzido. Um autêntico anti-crise. Opinião geral No início, após a observação exterior, subimos a fasquia em demasia, mas depois, a frio, ponderados os prós e contras, este vosso escriba, fã de carros suecos e de grande habitabilidade, não tinha qualquer problema em fazer uso diário deste veículo, até porque está em altura de mudar de casa e fazia jeito os generosos 2.350 litros da bagagem no transporte dos móveis bem como os sete lugares no passeio com as crianças e amigos já que os lugares, mesmo os detrás são igualmente espaçosos. Para quem teve o prazer de conduzir nos anos 80 uma 4L esta é uma versão do século 21. Apaixonante. È como o Tintim, dos 7 aos 77 anos, em passageiros claro está.


maiahoje

sexta-feira 14 de outubro de 2011

\\ EMERGÊNCIAS NACIONAIS • SOS Número Nacional de Socorro............................................112 • Incêndios Florestais .......................................................................117 • Emergência Social (crianças, idosos, vitimas, s/abrigo)....144 • Intoxicações ...............................................................808 250 143 • Emergência Gás (EDP)............................................800 215 215

\\ EMERGÊNCIAS LOCAIS • Bombeiros Voluntários de Moreira...................22 942 10 02 • A. H. Bombeiros de Pedrouços...........................22 901 27 44 • PSP Maia (Esquadra Cidade)...............................22 947 96 90 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Segurança)22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Trânsito).....22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Es.Intervenção) 22 948 26 93 • PSP Águas Santas (Esquadra Vila).....................22 977 42 80 • PSP Maia (Divisão Policial)...................................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Trânsito) .............................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Interv. e Fiscalização) ....22 978 51 90 • GNR Maia (Posto Territorial da Maia) ...............22 986 74 30 • GNR Maia (Posto Fiscal de Pedras Rubras).....22 944 91 00 • GNR Maia (Posto Trânsito da Maia) ..................22 968 84 70 • Polícia Municipal Maia ..........................................22 940 86 00 • Protecção Civil (CM Maia) ....................................22 940 87 22 • Protecção Civil (CM Maia) Linha verde.............800 205 169 • Protecção Civil (Com. Distrital Op. Socorro)..22 619 76 50 • Cruz Vermelha Portuguesa (Núcleo Maia).....22 941 12 21

\\ LINHAS

SAÚDE NACIONAIS

• Saúde 24......................................................................808 242 424 • Saúde 24 (orientação pediátrica) .......................808 242 400 • Linha Saúde Cancro ................................................808 255 255 • Linha Saúde Sexualidade......................................808 222 003 • Linha Saúde SIDA.....................................................808 266 266 • Linha Saúde SOS Criança ......................................808 202 651 • Linha Saúde SOS Medicamento .........................800 222 444 • Linha Saúde SOS Grávida......................................808 201 139 • Linha Saúde SOS Droga ............................................................1414 • Linha Saúde Deixar de Fumar .............................808 208 888 • Informação a Vitimas Violência Doméstica.....800 202 148 • Linha APAV (Apoio à Vítima)..................................707200 077

\\ SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE LOCAIS • USF Alto da Maia (Águas Santas) ......................22 977 42 50 • USF Viver Mais (Castêlo Maia) ............................22 986 51 70 • USF Saúde em Família (Pedrouços)..................22 977 47 10 • USF Pirâmides (Maia).............................................22 947 85 90 • USF Odisseia (Vermoim).......................................22 947 09 50 • USF Íris (Águas Santas)..........................................22 986 70 35 • USF Lidador (Gueifães) .........................................22 943 84 40 • USF Pedras Rubras (Moreira) ..............................22 943 14 70 • Extensão Saúde Nogueira (Nogueira).............22 961 77 10 • Extensão Saúde Milheirós (Milheirós) .............22 972 33 22 • Extensão Saúde Moreira (Moreira) ...................22 943 14 70 • Hospital S. João (Porto) ........................................22 551 21 00 • Hospital Pedro Hispano (Matosinhos) ............22 939 10 00 • Hospital Sto. Tirso (Sto.Tirso)................................252 830 700 • Hospital Joaquim Urbano (Porto).....................22 589 95 50 • Hospital N. Sra. Conceição (Valongo)..............22 422 00 19 • Hospital Sto. António (Porto) .............................22 207 75 00 • Hospital Maria Pia (Porto)....................................22 608 99 00 • Hospital Póvoa Varzim/V.Conde (P. Varzim)....252 690 600 • Hospital Magalhães Lemos (Porto) ..................22 619 24 00 • Inst.Port. Oncologia Francisco Gentil (Porto)22 508 40 00 • Unidade Alcoologia do Norte (Matosinhos) .22 004 50 60 • Centro Regional de Sangue (Porto) .................22 004 52 40

Úteis \\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA NACIONAIS • Serviço Informações telefónicas PT . . . . . . . . . . . . . . . . . .1820 • Serviço Apoio a Clientes Optimus . . . . . . . . . . . . . . . . . .16103 • Serviço Apoio a Clientes TMN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1696 • Serviço Apoio a Clientes Vodafone . . . . . . . . . . . . . . . . .16912 • Aut.omóvel Clube ACP (assistência) . . . . . . . .707 509 510 • Brisa Auto-estradas de Portugal . . . . . . . . . . . .808 508 508 • CP Combóios de Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 208 208 • TAP Air Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 205 700 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede fixa) . . . .808 202 653 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede móvel) .808 962 690 • Cartões Crédito American Express . . . . . . . . . .707 504 050 • Cartões Crédito Mastercard . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 272 • Cartões Crédito Visa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 107 • EDP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 506 506 • EDP (Comunicação de Avarias) . . . . . . . . . . . . .800 246 246

\\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA LOCAL • Loja do Cidadão (Porto) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 241 107 • Posto de Atendimento ao Cidadão (Maia) . .22 948 24 62 • Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 98 10 • Cartório Notarial de Cláudia Barbas . . . . . . . .22 940 67 22 • Conservatória do Registo Civil (Maia) . . . . . .22 943 98 00 • Conservatória do Registo Predial . . . . . . . . . .22 943 62 80 • Conservatória do Registo Comercial . . . . . . .22 947 76 50 • Serviços de Finanças da Maia . . . . . . . . . . . . . .22 947 06 40 • Tribunal Judicial da Comarca da Maia . . . . . .22 941 90 73 • Tribunal do Trabalho da Comarca da Maia . .22 941 41 52 • Inst. Info. Apoio Form. Profissional (IAFE) . . .22 977 39 10 • Inst. Fomento Desenvolv. Económico . . . . . .22 942 70 26 • Centro de Emprego da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 943 27 00 • Segurança Social da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 10 90 • Com. Protecção Crianças e Jovens da Maia .22 949 03 33 • CTT Correios de Portugal (Gueifães) . . . . . . .22 960 83 27 • CTT Correios de Portugal (Moreira) . . . . . . . .22 943 76 10 • CTT Correios de Portugal (Vermoim) . . . . . . .22 943 95 30 • CTT Correios de Portugal (Águas Santas) . . .22 974 33 50 • CTT Correios de Portugal (Castêlo) . . . . . . . . .22 986 66 00 • CTT Correios de Portugal (Aeroporto) . . . . . .22 940 00 11 • Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 24 00 • Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 34 72 • Consulado de Chipre (Maia) . . . . . . . . . . . . . . .22 902 38 68 • Consulado do Paquistão (Maia) . . . . . . . . . . . .22 947 93 21 • Lipor II (Central de Valorização Energética) 22 947 73 40 • Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 26 60

\\ MUNICIPIO DA

MAIA

• Câmara Municipal da Maia (Central) . . . . . . .22 940 86 00 • Serviços Águas e Saneamento da Maia . . . . .22 943 08 00 • Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . . . . . . .22 968 73 22 • Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 20 • Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . . . . .22 944 24 62 • E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . . . . . . .22 940 87 21 • Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 30 • Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 • Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 905 95 20 • Canil Municipal da Mai . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 982 36 87 • Quinta da Gruta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 986 71 80 • Espaço Municipal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 80 30 • Loja da Juventude S. Pedro Fins . . . . . . . . . . .22 968 91 69 nota: Informação actualizada em 2011/10/01

19

\\ FARMÁCIAS Dia

14

15

16

17

18

19

20

21

Turno

Ce

Ef

Fg

Gh

Ai

Bg

Cb

Dc

A (SERVIÇO PERMANENTE) AGRA - MILHEIRÓS GRAMAXO - MOREIRA DA MAIA B (SERVIÇO PERMANENTE) LIMA COUTINHO - GUEIFÃES DA MAIA - ÁGUAS SANTAS C (SERVIÇO PERMANENTE) BASTOS - GUEIFÃES NOVA DE ARDEGÃES - ARDEGÃES D (SERVIÇO PERMANENTE) MARTINS DA COSTA - ÁGUAS SANTAS ÁLVARO AGANTE - VERMOIM E (SERVIÇO PERMANENTE) MOREIRA BARROS - PARADA CENTRAL - CATASSOL F (SERVIÇO PERMANENTE) DO LIDADOR - ARDEGÃES BOM DESPACHO - MAIA G (SERVIÇO PERMANENTE) SOUSA BEIRÃO - MAIA ALIANÇA - VERMOIM a (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) DO AEROPORTO - PEDRAS RUBRAS b (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) GEMUNDE - CAMPA DO PRETO c (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) CASTÊLO - CASTÊLO DA MAIA d (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) VILA NOVA DA TELHA - QUIRES e (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) EUGÉNIA - PEDROUÇOS f (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) SILVA ESCURA - FREJUFE g (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) ARAÚJO - NOGUEIRA h (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) VALES - ARROTEIA i (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) DAS GUARDEIRAS - GUARDEIRA y (DISPONIBILIDADE ATÉ ÀS 22H) MENDONÇA - SÃO PEDRO FINS

esta informação é patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

SERVIÇO PERMANENTE

17 de Outubro Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35

COLABORE CONNOSCO Acompanha a sua equipa e/ou colectividade? Asssitiu a algum evento ou facto de notícia? Viu alguma coisa que não está bem? Faça-nos chegar as notícias/comentários e fotos, via internet para: reporter@maiahoje.pt descubra o jornalista que há em si! PUB


maiahoje

sexta-feira 14 de outubro de 2011

Publicidade

20

285  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you