Page 1

pub

9 DEZ a 16 DEZ

2011 Ano XI | Nº 289 Bi-Mensal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar

0,50 €

IVA incluído

\\ educação

PUB

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

Insólito em época de Crise

Ninguém sabia desligar as luzes da Secundária da Maia Durante meses, luzes dos projectores exteriores da escola e zona desportiva, estiveram ligados 24 horas seguidas. Escola aponta responsabilidade para a “Parque Escolar”. Empresa diz que é da Escola. p. 04

OFERTA

comemoração 50 anos da Escola da Prozela

NESTA EDIÇÃO

\\

iniciativa

Carros antigos percorreram ruas da Maia

p.07 pub

p.03 pub


02

Página dois

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

maiahoje

editorial \\ artur bace|ar director

Folga, que folga? Esta semana ficamos a saber pela boca do primeiro-ministro que no orçamento para 2012 existe um excedente de dois mil milhões de euros. Logo a oposição veio reclamar que havia uma “folga” suficiente para pagar os cerca de um milhão que vão ser retidos aos funcionários públicos. O que me parece que ainda ninguém percebeu é que o Estado deve muito mais aos seus simpáticos fornecedores (que têm aguentado heroicamente pelo pagamento das suas facturas) e, na generalidade, nada deve aos seus funcionários. Porque é que eu, trabalhador privado, tenho que ter o meu salário em atraso porque o estado deve dinheiro à minha empresa? É preciso ter lata. A aparente normalidade é que o Estado deve, paga, mas tarde. Mas esta “normalidade” não se aplica também aos vencimentos. Que lhe parece o leitor se chegar ao balcão de uma instituição pública, é atendido por um funcionário que recebe direitinho por volta do dia 20 e com a maior das calmas lhe diz que, apesar de vencida há mais de 12 meses, a sua factura ainda não está a pagamento? Folga? Qual Folga? O Estado caloteiro não tem folgas. Acresce ainda que já diz o ditado «quem não tem dinheiro não tem vícios» e se o Estado não tem capacidade para pagar a tempo e horas, dispense alguns serviços e já agora também alguns funcionários. Há apenas um pequeno pormenor… o Estado não pode dispensar funcionários. Defendo a privatização de alguns serviços estatais, o que não interessa a muita gente, porque quem paga é o Estado, essa figura invisível que somos todos nós. Será que se privatizarmos por exemplo uma Escola Primária, mantendo ou mesmo até elevando a qualidade dos serviços não teríamos poupanças na ordem dos 50%? Será? Querem experimentar? Alguém acredita que, tendo acesso, funcionários públicos compram uma resma de papel para sua casa? Ou produtos de limpeza, ou mesmo papel higiénico? São milhões que vão pelo “cano abaixo”, mas o exemplo tem de vir de cima. Quando é que se acabam as famosas despesas de representação que, tanto quanto sei, ronda os 30% do salário só em cartões de crédito? Quem quer ser o primeiro? Como é que Juntas de freguesia têm “folga” para pensar em pagar o 13º por inteiro e ao mesmo tempo não cumprir com fornecedores, ou não investir esse dinheiro em… cultura, deporto, saúde e muitos outros. Além do exemplo vir de cima, existe um problema muito grande: A mentalidade de grande parte dos Portugueses. pub

\\ DIÁRIO do CONCELHO (contratos de ajuste directo entre 27/10/2011 a 04/11/2011) DATAPUB....ADJUDICANTES ..............................ADJUDICATARIOS...........................................................OBJECTO.....................................................................................PRAZO........... PREÇO 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................ANA SOFIA MARTINS AZEVEDO.................................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO ..................................................................270 ...................6715,8 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................MAURO DA SILVA RODRIGUES..................................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA ............................................................. .............................................................................................................................................................................................PRESTAÇÃO SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO.............................................270 ...................6715,8 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................SERGIO ALEXANDRE PIRES MONTEIRO ....................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO......................................... .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................330 ...................7589,1 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................ANTONIO PAULO VERISSIMO GRAÇA FERRAZ..........................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................330 ..................6408,3 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................RUI ALEXANDRE FLORES AZEVEDO MAIA.................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................330 ..................8708,4 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................PEDRO MANUEL MAGALHAES RODRIGUES..............................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300 .................6611,25 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................ANA CRISTINA SILVA LOBO BANDEIRA .....................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300.................6664,14 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................MARIA MARILITA DIAS ALMEIDA CUNHA..................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300.................6822,81 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................RICARDO HENRIQUE LEITE VIEIRA DE MENEZES......................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300 ..................6346,8 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................JASNA JOVICEVIC CVETICANIN ...................................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300 ................6452,58 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................ANA CRISTINA PINTO DA COSTA MELO.....................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300 ................6399,69 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................FILIPE JOAO MENDES DE CALDAS FIDALGO..............................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO......................................... .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................300..................7351,71 23-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................JOAO PEDRO NUNES SOUSA .....................................................CONTRATAÇÃO AVENÇA DE TECNICOS DESPORTO PARA PRESTAÇÃO ........................................ .............................................................................................................................................................................................SERVIÇOS NO DEP. DESPORTO..................................................................330.................9354,15 24-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................ACADEMIA DE KUNG-FU DA PÓVOA DE VARZIM ......................AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS CARIZ DESPORTIVO ............................................... .............................................................................................................................................................................................NA MODALIDADE KUNG FU E TAIJIQUAN PARA O COMPLEXO GINÁSTICA270.....................9774 28-11-2011......SMEAS DA MAIA ....................................MAIVEX COMERCIO AUTOMOVEL SA........................................AQUISIÇÃO DE UMA VIATURA DA MARCA MITSUBISHI, MODELO L200, 4X2, ............................. .............................................................................................................................................................................................DE CABINE SIMPLES E CAIXA METÁLICA .....................................................20 ..................15461,8 30-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................MOREIRA & AUGUSTO, LDA. .....................................................REPAVIMENTAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS EM VÁRIAS ZONAS DO ......................................... .............................................................................................................................................................................................CONCELHO - CONSTRUÇÃO DE UM TROÇO DE PASSEIO NA RUA ................................................. .............................................................................................................................................................................................DA SERRA, XNA FREGUESIA DE FOLGOSA...................................................60................16653,29 30-11-2011......MUNICÍPIO DA MAIA..............................GERTAL - COMP. G. REST. E ALIMENTAÇÃO, S. A......................AQUISIÇÃO DE REFEIÇOES NO AMBITO DAS FERIAS DESPORTIVAS............................................. ............................................................................................................................................................................................. MUNICIPAIS DE VERAO 2011.......................................................................60 ...............22702,68


maiahoje

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Grande Maia

ANIVERSÁRIO Recordar tempos de outrora

\\ Opinião

Escola da Prozela comemorou 50º Aniversário A Escola da Prozela completa este ano o seu 50º aniversário e para assinalar a efeméride a Associação de Pais organizou, em parceria com o agrupamento e a Junta de Freguesia e com a colaboração da Câmara Municipal da Maia, um conjunto de iniciativas. Assim, a principal iniciativa levada a cabo foi a realização de uma exposição na qual iria estar representada uma sala de aula característica dos anos 70, com uma mesa do professor e outra de alunos, nas quais estavam colocados adereços antigos, como canetas, uma pasta do aluno e a “régua” que antes era usada pelo professor para castigar os alunos. Susana Lira, presidente da Associação de Pais, falou ao Maia Hoje acerca desta iniciativa: «todas as turmas desta escola vão ter uma aula naquela sala, para conhecerem e perceberem os materiais e falarem sobre o contexto da Escola». Atrás da mesa do professor estavam colocados na parede três adereços representativos de um regime totalitário: no centro a cruz de Cristo, do lado esquerdo a fotografia do Presidente da Republica, “Almirante Américo Deus Rodrigues Thomaz” e do lado direito o chefe de governo António de Oliveira Salazar. Em baixo um texto explicativo dos principais valores da época: família, pátria, trabalho, mundo e escola. Na sala onde decorreu a exposição estavam ainda diversos objectos que os visitantes apreciavam curiosamente. Desde os carimbos que eram usados pelos professores para leccionar consoante a matéria, as lousas, as sebentas, entre outros materiais escolares antigos, jornais de 1974, um documento de 1957 acerca da “Proibição do Pé Descalço”, circulares que eram enviadas para a escola, entre outros documentos históricos. Para além da exposição, realizaram-se mais dois eventos significativos nesse dia: um sarau na Junta de Freguesia de Vila Nova da Telha, no qual iam participar antigos e actuais alunos da escola e um jantar de confraternização, que teve lugar na Quinta do Maiato, no qual estiveram presentes Nogueira dos Santos, vereador da Educação, Floriano Pinho Gonçalves, Presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova da

03

Orlando Leal

O Carteiro já não passa tantas vezes…

Telha e José Mesquita, Director do Agrupamento Vieira de Carvalho, entre ex-alunos, ex-professoras e ex-funcionários da Escola, bem como actuais Professores e Funcionários. Nesse jantar foi apresentado, para além de um vídeo realizado com os alunos da Escola, o «grande projecto da Associação de Pais para este ano lectivo que é a construção de uma biblioteca», contou Susana Lira, que continuou referindo que «a Associação de Pais é bastante activa, temos feito um conjunto diversificado de melhoramentos e

este ano lectivo temos a ambição de construir uma biblioteca, a Câmara Municipal ajudou-nos com o projecto e estamos a reunir dinheiro para conseguir fazer isso». José Santana, professor e coordenador da Escola, congratulou-se, no seu discurso, por participar na celebração dos 50 anos de existência do estabelecimento de ensino, reiterando que «o prazer se torna redobrado por que tenho o privilégio de poder homenagear os 50 anos da escola que me acolheu para poder exercer a minha actividade profissional».

Referindo-se às novas gerações que vão fazer parte da escola, José Santana salienta que é importante que a «identidade desta escola perdure e se estenda às novas gerações. É a partir desta identidade que também se constrói a autonomia, espaço privilegiado, de construção de sonhos, liberdade, do conhecimento, da renovação constante, dos saberes da busca responsável e da inovação». Luís Filipe Azevedo

Por estes dias, e por estar à espera de receber via correios uma correspondência que aguardava há algumas semanas estive mais atento às “voltas do carteiro” e apercebi-me de uma nova realidade. O carteiro já não passa todos os dias. Pelo que entendi, após ter indagado sobre a questão, agora, exceptuando a entrega de correio azul a distribuição de correspondência passou agora a ser feita, e no meu caso, numa zona urbana dia sim, dia não, ou mesmo apenas 2 vezes por semana. Claro que com esta medida, que para mim é uma novidade e o fim do romantismo do mensageiro que nos traz as cartas e outra correspondência, quer tocando uma, duas ou nenhuma vez, era o sinónimo das novidades da família, do cheque da reforma, ou até mesmo das contas para pagar. Claro que nos dias que correm as notícias da família chegam pelo telefone o telemóvel, pelos e-mails, pelas redes sociais. Os pagamentos são feitos por transferência bancária e uma boa parte dos serviços anteriormente feitos porta a porta pelos carteiros é agora realizado remotamente com recurso às novas tecnologias. Obviamente que todas estas alterações irão provocar uma menor frequência de carteiros e com isso a mais que provável redução de efectivos nesta empresa que por enquanto ainda é do Estado, pelo menos os que tratam directamente do “giro do correio”. Claro está que a empresa, que continua a apostar na modernização e a investir em mecanismos mais eficientes de distribuição e de redução de custos fixos, como é o caso da central de distribuição que se localiza há cerca de um ano na zona industrial da Maia, bem como aposta nas novas tecnologias como forma de evoluir e procurar novos mercados. É pois no meu entender um exemplo claro daquilo que vai ser a nossa realidade nos próximos tempos. Optimizar os recursos (se bem que, infelizmente esta optimização possa levar a mais desemprego), a sobretudo estar atento aos mercados e á evolução tecnológica para redireccionar investimentos para nos tornarmos mais competitivos e capazes de dar a volta à situação. Embora gostasse de ver o carteiro passar todos os dias à minha porta, prefiro vê-lo apenas duas vezes por semana, mas que os nossos correios continuem a trabalhar por muitos anos, sem correrem o risco de falência técnica. É um exemplo para esta empresa, mas também deverá ser um exemplo para o País. Não escreve de acordo com o acordo ortográfico

pub


04

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Grande Maia

\\ Ângulo Recto António Neto

EDUCAÇÃO

maiahoje

Escola Secundária da Maia

Escola não sabia quem apagava as luzes \\

Milhares de euros foram gastos em energia eléctrica para iluminação nos meses de Verão. Situações anómalas ainda se verificam. Ninguém assume a culpa, nem direcção da escola, nem ministério.

O duplo sentido!.. A Greve Geral de 24 de Novembro teve um duplo sentido. Os comentários e análises à Greve Geral trouxeram à colação os preconceitos ideológicos e não são, de todo, aceitáveis análises parciais e distorcidas da realidade, que visam desvalorizar os seus resultados, escamotear o descontentamento expresso e encoberto e sustentar a inevitabilidade de determinadas opções políticas governativas. A Greve Geral, marcada pela CGTP e UGT, não foi, nem de longe nem de perto, uma Greve do sector público. Nas empresas privadas, com peso em muitos sectores da actividade económica, a adesão foi elevada. A título meramente exemplificativo, a unidade industrial Sakthi, sedeada na Maia, teve uma adesão de 80%. Por outro lado, bastava percorrer a cidade para se perceber uma significativa diminuição da circulação de pessoas. Muitas das afirmações categóricas de alguns comentadores – os mesmos de sempre - fizeram-me lembrar uma frase de Mark Twain “ Uma mentira pode dar a volta ao mundo enquanto a verdade ainda calça os seus sapatos”. Pode-se discordar dos objectivos da Greve, mas nunca se poderá ter um ponto de partida sério da discussão desta acção de luta se não se reconhecer os seus resultados e consequências, que estão muito para além dos números. A greve geral de 24 de Novembro teve um duplo sentido: a afirmação de cidadania de muitos trabalhadores do público e do privado, dos reformados, dos desempregados, de todos os precários sem voz e a confirmação da necessidade de se encetar um diálogo sério entre todos os parceiros sociais em torno de matérias que a todos afectam e que não podem ser impostas, nem representar um retrocesso de décadas nos direitos laborais e sociais. Não há desenvolvimento e crescimento sem os empresários, mas também não o há sem os trabalhadores e uma política governativa que aponte num só sentido está condenada ao fracasso. Há sacrifícios inaceitáveis e mal explicados e outros que não são compreendidos porque não apostam nas pessoas e no capital humano dos jovens com elevada capacidade científica e técnica. Deste ângulo espero que todos compreendam que não há futuro sem diálogo e uma concertação social séria que não respeite os direitos e a dignidade dos que trabalham e procuram emprego. Técnico Superior Acção Jurídica/Formador (Não escrevo ao abrigo do novo acordo ortográfico) pub

À primeira leitura o título poderá ser estranho, mas ao que parece algo que lhe dá significado literal, sucede ou sucedeu na Escola Secundária da Maia. Há algumas semanas atrás fomos alertados por um leitor que nos referiu que as luzes exteriores (projectores) e do recinto de jogos da Escola Secundária da Maia estavam ligadas dias inteiros e mesmo ao fim-de-semana, situação que segundo referiu se arrastou por meses «já alertei os responsáveis que me dizem nada poderem fazer até porque não sabem lidar com o equipamento, ao que parece moderno», disse o leitor que ainda questionou «como é que é possível, que numa Escola onde existem pessoas licenciadas nas mais variadas áreas, mesmo informática, não consigam lidar com um aparelho que desliga as luzes. É absolutamente extraordinário a impavidez destas pessoas perante a situação. Eu que assisto como eles todos os dias a esta situação, mas que nada tenho a ver com isto fico com uma enorme

SAÚDE

dor na alma e tentei resolver, mas esbarrei numa parede burocrática», disse. De facto, o leitor ao que nos disse deu-se ao cuidado de efectuar por mote próprio um registo das horas e dias em que a situação esteve irregular desde Julho passado «é impressionante, são milhares de euros deitados fora», disse. Mas os problemas não ficam por aqui. Ao que parece a instalação de ventilação ou ar condicionado (leitor não soube definir com certeza), está ligada em permanência, todos os dias até às 23 horas, provocando inclusive um mal-estar a quem trabalha nas instalações devido ao ruído. Contactada a direcção da escola, não nos foi possível ouvir declarações da directora que relegou na sua adjunta Olga Coelho algumas explicações. Segundo nos disse não estava inteirada do problema, mas tal situação deve-se à “Parque Escolar”, empresa pública que gere as obras de remodelação das escolas, disse nada mais adian-

tando por desconhecer. No entanto o nosso leitor afiançou ter contactado na altura com um outro elemento da direcção que na altura lhe referiu nada poder fazer porque não sabiam como funcionava o sistema e remeteu também responsabilidades para a referida empresa pública. Ao que parece a situação da iluminação estará resolvida, mas ninguém sabe como, em que condições e por quem foi resolvida «eu sei que a escola vive com dificuldades orçamentais, estamos a chegar ao Inverno e não sei como haverá dinheiro para pagar as contas do essencial aquecimento. Por este motivo fico pasmado com esta impavidez que no mínimo revela falta de princípios. Dou-me bem com a directora da escola que é uma excelente pessoa, bem como com os seus colegas, mas sinceramente falta ali qualquer coisa que faz com que esta e outras situações existam», disse o leitor. O Maia Hoje falou com o gabinete de imprensa da “Parque Esco-

lar” que contrariamente as informações da direcção da escola afirma ter assinado o auto de disponibilização das instalações com a direcção da Escola em 31 de Março de 2011. Explicando o processo «todos os sistemas AVAC e de iluminação estão, actualmente, ligados a uma gestão técnica centralizada (GTC), que está a funcionar com normalidade e de acordo com os parâmetros estabelecidos», dizem, acrescentando que a programação da central «só é possível com a escola em normal funcionamento, o que durou cerca de 4 a 6 semanas», nada referindo ao facto das luzes terem estado 24 horas ligadas, dias a fio, desde Junho passado. A empresa refere ainda que está a assegurar na Escola Secundária da Maia um serviço diário de manutenção de equipamentos e que pelo facto da escola ter ensino nocturno, alguns sistemas de ventilação e de iluminação têm necessidade de ficar ligados até ao final das aulas», informaram.

Destinado aos pais

Dúvidas sobre células estaminais esclarecidas na Maia Realizou-se no passado dia 3 de Dezembro, na Junta de Freguesia de Milheirós, na Maia, uma sessão que teve como principal objectivo esclarecer os pais e futuros pais acerca das células estaminais do sangue do cordão umbilical. Estas sessões são realizadas pela Bebé Vida, banco familiar português que disponibiliza o serviço de criopreservação das células estaminais do sangue do cordão umbilical de recém-nascidos para utilização familiar. Se pretende conhecer todo o processo relativo à criopreservação das células estaminais do sangue do cordão umbilical em sessões gratuitas conduzidas por profissionais da área, incluindo as vantagens da criopreservação deste tipo de células e como é feita a sua recolha pode garantir a sua presença inscrevendo-se através do e-mail mamas.sem.duvidas@bebevida.com ou do telefone 212 744 021 / 918 258 113, indicando nome, contacto, localidade e data prevista para o parto.


maiahoje POLÍTICA

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade

Apresentada moção para reinventar tecido empresarial

\\ Opinião

JSD Maia representada no I Congresso Regional da JSD Porto Realizou-se no passado dia 3 de Dezembro, em Lordelo, Paredes, o I Congresso Regional da JSD Porto. A JSD Maia esteve representada neste congresso pelo recém-eleito presidente da Comissão Política Concelhia, Marco Correia, bem como pelos cinco delegados a que a concelhia da Maia teve direito. Marco Correia apresentou em nome da Comissão Política da JSD Maia a moção sectorial intitulada “Cultura empresarial”. Com esta moção, que mereceu a aprovação unânime por parte dos delegados ao congresso, a JSD Maia defendeu que se afigurava necessário reinventar o tecido empresarial português a nível estratégico e operacional. Para essa mudança é fundamental que se verifique uma transformação na forma de estar dos empresários. Nesse

JUVENTUDE SOCIALISTA

sentido, a aposta na formação inicial e contínua, de qualidade, da classe empresarial é crucial. Neste congresso foram eleitos e tomaram posse os novos órgãos da regional da JSD Porto, continuando Simão Ribeiro como líder da estrutura. Ivo Ribeiro, presidente do Plenário da JSD Maia, foi eleito vogal da Comissão Política Regional da JSD Porto e, Hélder Oliveira, Vice-presidente da Comissão Política da JSD Maia, foi nomeado como membro do gabinete de estudos da Educação da JSD Regional do Porto. No congresso foi também decidido pela JSD Maia levar para nomeação como militantes honorários da JSD, Nuno Silva, Alcídia Moreira de Castro e Ângelo Aral.

No passado dia 26 de Novembro a JSD maiata foi a votos. A lista B de Dionísio Mendonça saiu derrotada, sendo vencedora a lista A, liderada pelo gestor Marco Correia de 25 anos. Comissão Política Concelhia Presidente: Marco Correia, gestor, 25 anos; Vice-presidentes: Pedro Carvalho, técnico de Loja, 22 anos; Mário Oliveira, advogado, 26 anos; Hélder Oliveira, Mestre em História e Geografia, 22 anos; Secretária-geral: Cátia Silva, mestre em Arquitectura, 24 anos; Vogais: Rui Cardoso, cantoneiro, 29 anos; Daniel Monteiro, economista, 29 anos; Nuno Soares, administrativo, 28 anos; Nuno Oliveira, mestre em administração, 25 anos; Ana carneiro,

estudante, 20 anos; Filipa Rafael, psicóloga, 28 anos; Maria Fontes, técnica marketing, 28 anos; Lisete Fontes; Suplentes: Luís Barros, estudante, 21 anos; José Amorim, cantoneiro; João Loureiro, estudante, 23 anos; Tânia Sampaio, Técnica educativa, 23 anos; Carina Pereira, Operadora armazém, 27 anos. Mesa Plenário Presidente: Ivo Ribeiro, empresário, 28 anos; Vice-presidente: Pedro Patoilo, estudante, 18 anos; Secretário: Rui Ferreira, empresário, 28 anos; Suplentes: Fernando Barros, administrativo, 28 anos; Andreia Moura, estudante, 20 anos; Diogo santos, Técnico, 23 anos.

Novo site para estar mais próximo dos maiatos

COMUNICADO

os jovens socialistas irão apresentar o seu novo site de internet. Com esta nova funcionalidade, a JS Maia pretende aproximar-se de todos os maiatos, em especial dos mais novos. De acrodo com Ana Leite, coordenadora concelhia, «a utilização das novas tecnologias é essen-

cial para o contacto com a população. Mais do que uma mera ferramenta de divulgação, pretendemos utilizar o novo site como um efectivo canal de interacção com as gentes do concelho». O almoço contará com a participação especial de Pedro Delgado

Alves, Secretário-Geral da Juventude Socialista e deputado à Assembleia da República. O líder da JS está a percorrer todo o distrito do Porto no âmbito da Semana Federativa.

Juventude Popular da Maia pede bom senso aos autarcas do concelho

A Comissão Política Concelhia da Juventude Popular da Maia vem por este meio expressar a sua preocupação pelo que parece a tentativa de alguns órgãos autárquicos da Maia infringirem a Lei no que diz respeito às últimas regras de atribuição do Subsídio de Natal aos funcionários destes organismos. Foi com surpresa que constatamos, nomeadamente, a tentativa do executivo da Junta de Freguesia de Pedrouços em contornar este corte fiscal colocando a hipótese do seu orçamento suportar esta des-

pesa. O simples facto desta proposta ter sido debatida em reunião de executivo coloca muitas preocupações num assunto em que a Lei é clara e deve ser respeitada por todos, sem excepção. Ficamos, contudo, aliviados por esta proposta ter sido recusada nessa mesma reunião transparecendo assim uma lucidez e ponderação que, nestes tempos atribulados, deve ser uma preocupação de todos os responsáveis políticos. A Juventude Popular da Maia compreende perfeitamente a du-

Joaquim Jorge

\\

Almoço de tomada de posse com Secretário-Geral da JS A JS Maia vai realizar, no próximo dia 8 de Dezembro, pelas 12h30, o almoço de tomada de posse dos seus órgãos recentemente eleitos. O evento terá lugar no Restaurante Paparoca.come, na freguesia de Santa Maria de Avioso. Aproveitando a oportunidade,

05

reza da realidade presente do nosso país. O estado calamitoso em que os últimos anos de governação do Partido Socialista deixaram as contas públicas nacionais trouxeram-nos a uma situação de grandes dificuldades económicas e desconforto social. Acreditamos que Portugal deve honrar os seus compromissos de ajuda externa dando um exemplo de esforço diário na contenção da despesa pública e extinção de todos os cancros que nos trouxeram a esta situação. Mais do que nunca, estes tempos

exigem muita dedicação e sentido de responsabilidade para que Portugal possa recuperar a sua credibilidade e prestígio internacional. Devemos remar todos na mesma direcção respeitando os nossos compromissos e, inquestionavelmente, a Lei. Comissão Política Concelhia Juventude Popular da Maia www.jpmaia.com maia@juventudepopular.org

Pedro Passos Coelho deu uma entrevista ao jornal Público e entre outras coisas disse: «há um excedente de dois mil milhões para injectar na economia». Bem, afinal há uma folga como disse António José Seguro. Existe uma verba excedente que, ao que parece, vai ser destinada a pagamentos à economia, para o seu crescimento. Porque não o disseram antes de aprovado o orçamento? Será que essa folga foi feita a contar com as habituais derrapagens do défice? Se foi não aceito mais medidas de austeridade sobre os meus rendimentos e afins. Se não foi, isto é, uma forma de alavancar a economia, o esforço de ficar sem o 13º e 14º mês logo que a economia cresça, deverme-ão ser restituídos esses subsídios. Tudo isto é claro e transparente. Na constituição está consagrado, o direito de resistência - todos têm o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos, liberdades e garantias. E o direito de participação na vida pública - todos os cidadãos tem o direito de ser esclarecidos objectivamente sobre actos do Estado e demais entidades públicas e de serem informados pelo Governo e outras autoridades acerca da gestão dos assuntos públicos. Pedro Passos Coelho não esteve bem, mas António José Seguro não foi claro e preciso, mas tinha razão, há folga mas não é para os portugueses, é para a economia. Miguel Relvas foi interrompido num discurso e vaiado, nada que me espante. A rua é o último refúgio dos portugueses, muitos deles serão mandados para a rua brevemente. A situação social vai-se degradar, há enormes razões para a insatisfação e desespero. A conflitualidade vai aumentar, ainda não aumentou pelo factor medo. Quando as pessoas perderem o medo e não tiverem nada a perder será o princípio do fim. A conclusão que se tira é que há mais caminhos e não esta política do inevitável. Biólogo - clubedospensadores.blogspot.com *artigo escrito ao abrigo do antigo acordo ortográfico

pub


06 \\ Opinião

Ricardo Oliveira

Casa roubada, trancas à porta! Este espaço tem sido sucessivamente aproveitado para apresentar aos seus leitores aquilo que consideramos ser pontos de vista diferentes, com sugestões e opiniões quase sempre construtivas. Num acto futurologista quase só alcance de predestinados como o grande Houidinni, apresentamos num artigo passado, que os cortes na saúde não poderiam ser feitos cegamente, tal como estavam a ser feitos, sob risco de termos de pagar uma factura ainda maior num futuro próximo. Num outro artigo, expusemos que se por um lado concordamos em racionalização, reformas estruturais, por outro também acreditamos na premiação da competência, num método avaliativo centrado no mérito e sobretudo que todas as grandes decisões devem ser centradas no doente. O Dr. Paulo Macedo, actual ministro da saúde, tem feito um esforço colossal para tentar colocar o Sistema Nacional de Saúde (SNS), ou aquilo que ainda vai restando dele, nos carris do futuro. Infelizmente, a sua grande competência numa área exigente como a dos números objectivos, não pode ser transportada “à letra” para o domínio da economia da Saúde. Aliás, mal tomou posse, alertámos que seria uma grande responsabilidade a escolha dos seus directores gerais, pois teriam de o alertar que saúde, mais do que números, são pessoas. Por isso mesmo, veia a púbico os custos complementares para que se pudessem fazer transplantes hepáticos pediátricos, agora que o único (!) especialista não estava disponível para o SNS. Pelo meio, mais do que os custos adicionais apresentados ao SNS, e por isso a todos os Portugueses, perderam-se vidas de crianças, que como todos nós concordamos não têm preço… Confesso que de economia, não percebo muito. O que sei é que agora já se pensa numa solução alternativa, não só para poupar os cuidados prestados em Espanha, como também para dar melhores cuidados, e quem sabe salvar mais vidas. Como diz o dito popular “Casa roubada, trancas à Porta!” Ricardo Filipe Oliveira, Disc. Medicina UL; Doc. Universitário UP; Lic. Neurof. UP; Mestre Eng. Biomédica FEUP, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico. pub

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade CIDADANIA

maiahoje

Francisco Assis fechou Ciclo 2011 no Clube de Pensadores

«Governo podia ter ido mais longe» Encerrou com uma brilhante participação o Ciclo de Debates 2011 do Clube de Pensadores. Na habitual unidade hoteleira de Vila Nova de Gaia, os assistentes foram muitos para ouvir Francisco Assis e Joaquim Jorge falar sobre “Política Alternativa”, um debate muito actual na actual conjuntura europeia. O actual deputado Socialista e ex-líder da bancada parlamentar afirmou que «as alterações introduzidas pelo Governo no Orçamento são “mínimas”», considerando que se «poderia ter ido mais longe». Contudo o deputado é da opinião que, apesar das propostas de alteração, o PS não fica «prisioneiro» do documento. Ao longo do ano de 2011 já foram convidados de Joaquim Jorge

CULTURA

o actual primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho; Rui Rio, presidente da Câmara Municipal do Porto; Bagão Félix, ex-ministro; Jerónimo de Sousa, actual líder do Partido Comunista português; Rui Moreira, ex-presidente da Associação Comercial do Porto; Manuel Serrão, entre outros convidados a discutir os temas mais prementes da actualidade. Ao MaiaHoje, Joaquim Jorge faz um balanço positivo com «debates muito interessantes, pertinentes pela sua actualidade e plateia sempre cheia de pessoas interessadas e activas, o que preenche por completo os objectivos que traçamos para este ano», disse o fundador do Clube dos Pensadores. Para 2012 e apesar da actualidade “obrigar” a marcações muito

próximas da data dos eventos, Joaquim Jorge pensa abrir o novo Ciclo

com a presença de um membro do governo, a divulgar oportunamente.

Formação artística e musical

Clube UNESCO da Maia visitou Casa da Música O Clube UNESCO da Maia persegue os seus objectivos estruturais e culturais interagindo na comunidade e fora dela para proporcionar momentos de cultura e de lazer e foi por isso que, no dia 20 de Novembro, realizou uma visita de estudo à Casa da Música com o objectivo de assistir ao concerto “Fala-me dos Sopros”, da Orquestra Sinfónica do Porto da Casa da Música. De acordo com Ana Alice, do

AMBIENTE

Clube Unesco, foram «momentos de enlevo, mas também de formação artística e musical, já que os associados e simpatizantes do Clube Unesco da Maia tiveram oportunidade de conhecer a família das madeiras, com as flautas, oboés, clarinetes e fagotes, e a família dos metais, com as trompas, os trompetes, os trombones e as tubas, e de sentir como se combinam e que timbres exploram». Na primeira parte do concerto o

grupo ouviu a Sinfonia nº 1 de Beethoven, reescrita para sopros e contrabaixo e na segunda parte uma obra moderna, Gran Duo para Sopros, de Magnus Lindberg. Trata-se de um grupo de executantes invulgar que transmitiu aos assistentes uma nova forma de sentir e compreender a música, devido à «transformação efectuada na obra já conhecida de Beethoven, na qual  as melodias da sinfonia estavam totalmente presentes e pude-

ram ser apreciadas na sua total simplicidade», referiu Ana Alice. A segunda parte transmitiu a evolução musical dos últimos anos, numa obra escrita propositadamente para instrumentos de sopro. Assim decorreu mais uma acção cultural organizada pelo Clube Unesco da Maia. Ana Alice termina salientando que «quanto mais cultos formos, mais progressiva é a aculturação de todos».

Carta aberta a Bragança Fernandes

Savinor refuta acusação de emissão de maus cheiros Na sequência de uma notícia publicada no Jornal de Notícias do dia 1 de Dezembro, na qual o Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Bragança Fernandes, refere a Savinor como fonte dos maus cheiros que se faziam sentir, a referida empresa enviou uma carta aberta ao Presidente da Câmara, que foi igualmente enviada para a redacção do Maia Hoje. A Administração da Savinor começa por referir na carta que no período indicado por Bragança Fernandes, o funcionamento da empresa «não originou a emissão de odores fora dos parâmetros normais nesta actividade», salientando que

afirmação do edil maiato «só pode ter como causa um lapso na identificação da real e efectiva fonte dos mesmos». A Savinor defende que não foi identificada nenhuma anomalia que provocasse maus odores. Refere ainda que no período em causa não recebeu qualquer reclamação por parte da população local ou entidades públicas, lembrando a linha permanente de reclamações que criou para que sempre que exista qualquer tipo de ocorrência a empresa é contactada, porém, não foi registada qualquer reclamação, em particular do centro da Maia e das proximidades da Savinor. A administração refere ainda que

tem sido várias vezes atribuída erradamente a responsabilidade de problemas ambientais o que, após averiguação, concluiu-se que a Savinor não era responsável, afirmando que «estas situações estão demonstradas e documentadas e são do efectivo conhecimento das autoridades oficiais». Relativamente ao pedido de inspecção sugerido por Bragança Fernandes, a administração da empresa refere que é «regularmente inspeccionada por um conjunto de entidades como a APA, a IGAOT, a Direcção Geral de Veterinária, a CCDRN e a Câmara Municipal da Trofa», salientando que

os relatórios destas entidades «evidenciam a existência de melhorias no desempenho da Savinor». A terminar a carta a Savinor pede que seja feita uma investigação acerca da origem de eventuais odores antes de ser acusada como fonte desses odores, convidando Bragança Fernandes a visitar as instalações da empresa, para que possa comprovar o seu bom funcionamento e consultar a documentação oficial acerca da actividade da Savinor. O Jornal Maia Hoje contactou a Câmara Municipal para obter alguma reacção, mas tal não foi possível.


maiahoje MOTORES

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade

Relíquias automóveis deslumbraram

\\ Opinião

Casa do Povo de Vermoim organizou I Encontro de Carros Antigos Decorreu no passado dia 1 de Dezembro o “I Encontro de Carros Antigos”, uma iniciativa organizada pela Casa do Povo de Vermoim e que levou a passar pelas ruas de Vermoim e da Maia algumas relíquias automóveis. Esta iniciativa insere-se num conjunto de actividades que a Casa do Povo se propôs a realizar durante este Mandato. De acordo com a organização, os participantes no encontro mostraramse satisfeitos com o evento e manifestaram o desejo de que a Casa do Povo de Vermoim continue a organizar mais actividades como esta. «Foi realmente espectacular este movimento pois quem teve a oportunidade de assistir, quer à passagem pelas ruas quer no largo do Lago na Urbanização dos Maninhos ficou deslumbrado com algumas das preciosidades tendo muitas dessas pessoas aproveitado para tirar fotografias», referiu a organização do evento. Para a Casa do Povo de Vermoim esta iniciativa foi um sucesso e fica a certeza que no próximo ano, à semelhança do que acontece com o ciclismo, se realizará um novo encontro.

CULTURA

LISTA DE PARTICIPANTES (Nome e Veiculo) 1 ANTÓNIO Q. FERREIRA: Posrche 911T 2 ANTÓNIO S. PINTO: Mercedes 3000 W123 3 ANTÓNIO T. VIEIRA: BMW 1800 4 ARMANDO A. RIBEIRO: Corvett 5 ARMANDO C. MORAIS : Porsche 944S 6 ARMANDO C. MORAIS: Renault 10 7 AURÉLIO MARTINS: BMW 2002 8 AVELINO J. NOGUEIRA: Fiat 127 9 CARLOS PEREIRA: Fiat 124 10 DIAMANTINO R. SANTOS: Mini 11 DOMINGOS FARIA: MG B PULLHANDLE 12 DOMINGOS OLIVEIRA: Fiat 600 13 FERNANDO SILVA: VW Carocha 14 GERÓNIMO MAIA: VW Carocha 1302S 15 H. M. T. ARAÚJO: Chevrolet Corvette 16 H. M. T. ARAÚJO: Chevrolet Camaro 17 H. M. T. ARAÚJO: MGA 18 H. M. T. ARAÚJO: Fiat 600 19 HUGO J.TEIXEIRA: Ford Taunus 20M 20 JAIME C. RAMALHO: Volkswagen Carocha 1200 21 JOAQUIM F. LESSA: Austin A35 22 JOAQUIM L. LOUREIRO: Mercedes 180 23 JOAQUIM NOGUEIRA: Jaguar XJ6

24 JOSÉ F. ASCENÇÃO: Fiat 127 25 JOSÉ M. ROCHA: Moris Mini 26 JOSÉ M. PINHEIRO: Triunf Spit Fire 27 LUCIANO A. RAM.: Ford Consul 315 28 MANUEL ALEIXO: Mini 29 MÁRIO ARAÚJO: Austin Mini 30 MÁRIO ARAÚJO: Land Rover

31 NELSON CARVALHO: Fiat 127 900C 32 RUI PINTO: BMW 1602 33 TERESA F.MOREIRA: Peugeot 204 34 VICTOR J. SOARES: Austin Mini Ima 35 VIRGÍLIO MANDIM: VW Carocha 36 VITORINO MATOS CARDOSO: Land Rover S.IIA SAFARI

Fontineiros da Maia organizam concurso de quadras

POESIA

que têm que ser inéditas, caso contrário serão retiradas do concurso. Os trabalhos, que poderão ser dactilografados ou escritos à mão, neste caso com letra legível, devem ser entregues em envelope fechados, devidamente identificados, com o nome ou pseudónimo, morada, número de telefone ou telemóvel e correio electrónico e serem enviados para: Associação Cultural e Recrea-

Pedro Miguel Carvalho

31 anos depois

No âmbito da quadra Natalícia

Tal como tem sido hábito em anos anteriores, a direcção da Associação Cultural e Recreativa “Os Fontineiros da Maia” vai realizar a XVII edição do Concurso de Quadras de Natal. O concurso está aberto a todos os poetas nacionais e para participar é obrigatório o mote “A Esperança do Natal”. Cada concorrente poderá apresentar no máximo quatro quadras,

07

tiva “Os Fontineiros da Maia” “Concurso Quadras de Natal 2011 “ Rua de Moutidos, 233 – Centro Cultural de Moutidos - 4425-143 Aguas Santas – Maia. Quanto a prémios, será entregue uma taça ao primeiro, segundo e terceiro classificado, e uma medalha ao quarto, quinto e sexto classificado, podendo ainda o júri atribuir menções honrosas. O dia para a entrega de prémios

será 16 de Dezembro, pelas 21h30. A cerimónia realiza-se no auditório da sede da Associação. Os trabalhos devem chegar à sede até às 23 horas do dia 11 de Dezembro e o júri reserva o direito de não qualificar qualquer trabalho que não preencha as condições do presente regulamento.

Noite de 4 de Dezembro de 1980, a rádio e a televisão interrompiam a sua emissão para informar o país que o avião em que seguiam o Primeiro-Ministro Francisco Sá Carneiro e o ministro Amaro da Costa havia caído poucos minutos após descolar do Aeroporto de Lisboa. Trinta e um anos volvidos, e apesar de por ser muito novo não ter “conhecido” Sá Carneiro, julgo por vezes o “conhecer” melhor do que aqueles a que a idade permitiu ver, ouvir e sentir Francisco Sá Carneiro. Francisco Sá Carneiro, era um comunicador por natureza, um homem capaz de mobilizar centenas de pessoas em torno das suas ideias e convicções, um homem honesto que tinha a capacidade peculiar de mesmo quando ficava sozinho continuar a lutar pelas suas convicções. A melhor forma que enquanto Social-Democrata tenho de homenagear Sá Carneiro, não é apenas falando dele e participando nas acções concertadas de homenagem, mas sim cumprindo e partilhando o seu ideário. Posto isto desafio todos os social-democratas a reflectirem sobre o que ainda temos de Sá Carneiristas no nosso PSD, e se por ventura chegarem a conclusão que temos muito pouco, então há algo que é preciso corrigir. Caro companheiro Francisco, esteja onde estiver, receba o meu abraço social-democrata. Pedro Miguel Carvalho, VicePresidente da JSD Maia. Não Escreve ao Abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Ultima tertúlia de 2011

Mais um sarau das Noites de Poesia em Vermoim \\

Realizou-se no passado dia três de Dezembro, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Vermoim, a última tertúlia do ano das “Noites de Poesia em Vermoim”, numa altura em que o Movimentum - Arte e Cultura fez 18 anos de actividades.

E a gripe desceu às “Noites de Poesia em Vermoim”… uma forma de justificar, entre outros, as ausências da Maria Mamede e de outros poetas. Já para não falar dos amigos que deveriam estar presentes para animar musicalmente esta tertúlia. José Gomes, acompanhado por Mário Jorge, foi o “maestro” que coordenou esta Noite de Poesia. Uma Noite com muito poucos poetas mas com o entusiasmo de sempre dos presentes. O tema escolhido para esta Noite de Poesia foi “RENASCE A ESPERANÇA”. Armindo Cardoso deu início a este

Sarau de Poesia, seguindo-se José Carlos Moutinho, Manuela Miguéns, Ricardo Tavares (presente pela primeira vez), Maria José Santos Leite, Helena Guimarães, Carlos Rebordão Teixeira, José Ribeiro, José Gomes, Teresa Gonçalves e Silvino Figueiredo. Na “Poesia na Net” foi lido por José Gomes o poema enviado por João Diogo, de Recife, Brasil. Teresa Gonçalves, nesta ocasião do 18º aniversário do Movimentum – Arte e Cultura, dedicou-lhes este poema: hoje é dia de verter taças prateadas

em louvor ao amor à arte beber gota a gota com fervor a música cristalina do bater das taças pelo movimento Movimentum Arte e Cultura que ao longo destes anos remando contra a maré segura o leme com trabalho partilhado em delicado espaço ao sábado primeiro de cada mês em afagos de amor e ternura à serena beleza da poesia faça calor ou faça frio. uns permanecem outros chegaram alguns partiram

e mais virão mas o que interessa realçar é a entrega sem revês de quem sabe, tão bem a arte amar. Parabéns, amigos José Gomes e Maria Mamede. Parabéns aos que ficaram aos que partiram e aos que chegaram. No próximo sábado, dia 10 de Dezembro de 2011, pelas 17,30 horas, a poetisa Maria José Santos Leite vai fazer mais uma apresentação dos seus livros recentemente editados, na

ARTE ALIADOS, Rua de Francos 131 (Junto à Casa de Saúde da Boavista. Mais uma vez reiteramos os nossos votos de Feliz Natal e de um Novo Ano bem melhor do que está a ser apregoado. Muita Saúde, muita Paz, muitas Felicidades e muita Força e Engenho para ultrapassarmos as pedras que nos vão colocar no Caminho, já a partir do próximo ano. A próxima Noite de Poesia em Vermoim é no dia 7 de Janeiro de 2012, no mesmo local, à mesma hora e com o tema: ENQUANTO HÁ VIDA… José Gomes


08

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade

maiahoje pub

\\ Opinião Nelson Ferraz

O pilha-galinhas Anda, por aí, um pilha-galinhas… e usa estatísticas para levar as galinhas. E nestes tempos em que tudo o que nós temos, cabe num comentário catastrófico de um desses milhares de economistas europeus que têm, desde a pré-história, todas as explicações do mundo para tudo o que aconteceu por aqui desde o ano de 1143, temos de ter o máximo cuidado para não cacarejarmos, não comermos couves cruas nem mostrarmos inclinação para saborear artefactos “made by” qualquer tipo de milho (pipocas incluídas). Anda, por aí um pilha-galinhas.. e usa sacos para levar as galinhas. E há um medo real que nos deve apoquentar: o medo dos sacos de serapilheira e dos seus forros inexistentes, onde o frio aperta e o ar rareia. Em guarda, temos de manter-nos em guarda, para que os ventos das colinas não despenteiem os locutores de telejornal. Queremos vê-los, sempre sorridentes, gozando a morbidez das notícias que falam de tristezas, de porcarias, de galinhas e de ladrões de galinhas que, à custa de miopias estrategicamente irreversíveis, já não perdem tempo a parar nos galinheiros. Seguem, antes, coutada fora, para as nossas ruas, para as nossas casas e para as nossas jornadas de sacrifico sem sequer pararem para uma “mijinha” de circunstância. Anda, por aí, um pilha-galinhas enorme, com cara de político sem ética, com corpo de pessoa sem cérebro e falinhas mansas sem sentido. E rouba-nos. Em nome de uma terra com as contas em dia, mas com os valores autênticos e vitais em baixa. Anda, por aí, um pilha-galinhas que, dia após dia, se multiplica por dez, por cem, por mil e nos vai destruindo a sociedade, os conceitos de cidadania e a vontade de sermos humanos. E nós, vamos acenando com a cabeça e quase aceitamos que nos impinjam que tem de ser assim. Lá mais para diante, saberemos se estamos a saber lidar com esta situação esquisita. Nelson Ferraz, escritor (não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico) pub

AUTOMOBILISMO

Primeira edição foi um sucesso em Valongo

Pilotos deram espectáculo perante um público entusiasta A primeira edição do Special Sponsor Day, o “rali dos patrocinadores”, que terminou com uma super-especial no centro da cidade, reuniu milhares de espectadores, numa jornada em que os pilotos proporcionaram excelente espectáculo a um público entusiasta. A prova, organizada pelo Gondomar Automóvel Sport, registou 26 equipas à partida, verificando-se algumas ausências de última hora, como a de Bernardo Sousa, que por questões de índole técnica relacionadas com o seu Mitsubishi Lancer não pôde disputar as 4 classificativas, comparecendo na super-especial de Valongo. Num rali de características inéditas, em que os patrocinadores dos pi-

lotos guiaram os carros nas 4 classificativas e estes na super-especial de encerramento, a dupla André Cabeças/Filipe Martins (VW Golf) acabou por se revelar a mais regular, vencendo por uma margem de 33,2s face a Martim Azevedo/Vítor Pascoal (Mitsubishi Lancer). Questionados acerca da táctica usada, André Cabeças e Filipe Martins afirmam: «procurámos, acima de tudo, aumentar o ritmo de forma gradual, de acordo com a sequência das classificativas. Não pegava neste carro há muito tempo, daí que procurasse evitar cometer exageros logo de início. Este rali foi uma iniciativa muito gira, acabando por ser uma festa fantástica de final da época automobilística».

Armindo Araújo (Mini Cooper) e José Pedro Fontes (Ford Transit Trophy) foram outros dos animadores, ao conduzirem os carros 0 de segurança da prova. No final, em frente à Câmara de Valongo, onde esteve exposto o Mercedes SLS AMG da Vodafone BP Ultimate Team – com o qual Fontes conquistou os títulos de campeão no Iberian Supercars Trophy e no Campeonato de Portugal de Circuitos - participaram numa sessão de autógrafos, juntamente com Bernardo Sousa. O Pitts S2B, avião de acrobacias da Ford, pilotado pelo comandante Luís Garção, contribui para a festa, ao exibir-se no céu de Valongo enquanto decorria a super-classificativa que encerrou o Special Sponsor Day. CLASSIFICAÇÃO FINAL 1º André Cabeças/Filipe Martins (VW Golf) 10m09,5s 2º Martim Azevedo/Vítor Pascoal (Mitsubishi Lancer) 10.42,7 3º Paulo Carvalheiro/Marco Cordeiro (BMW3) 10.42,7 4º Filipe Garcia/António Costa (Ford Transit) 11.37,0 5º Ivo Nogueira/Paulo Condé (Citroen DS3 R 3T) 11.39,9 6º Fernando Costa/Casimiro

MÚSICA

Guimarães rendida à banda

Blind Charge no Bar N101 Grande concerto dos BLIND CHARGE na apresentação de “Lamia” em Guimarães. Foi no passado dia 26, no Bar N101. A noite começou com uma boa actuação dos “Imploding Stars”. Depois ouviu-se “Medusa”, a música escolhida pelos Blind Charge para o início de uma viagem emotiva e brilhante ao universo fantástico de Lamia. Um turbilhão de experiências doces e selvagens para os sentidos foi o que aconteceu durante todo o tempo do concerto.

Pedro, Telmo, Márcio e Daniel estiveram magníficos, como sempre. Depois do Porto (Basement) e de Lisboa (Musicbox), Guimarães conheceu e aplaudiu, com entusiasmo, este 1º álbum dos Blind Charge que, em todas as suas apresentações tem deixado, ao vivo, uma tremenda marca de génio e qualidade. O álbum está disponível para download gratuito em www.blindcharge.com/download Texto: EneEfe Foto: Ana Lógica

Costa/Tiago Lemos (Peugeot 206) 11.40,7 7º Jorge Ribeiro/Hugo Queirós/Leonel Ribeiro (Fiat Uno)11.45,7 8º Pedro Rebelo/Armindo Peixoto/Fernando Peres (Mitsubishi Lancer Evo VII) 11.45,9 9º Renato Machado/Paulo Ribeiro (Ford Transit) 11.54,5 10º José N. Carvalho/António N. Carvalho/Mariana Carvalho/F. Martins (Peugeot 206) 12.00,2 11º Carlos Almeida/Ricardo Neves/Valter Cardoso (Peugeot 206 GTi) 12.05,4 12º Carlos Braga/Emanuel Gonçalves/Pedro Peres (Mitsubishi Lancer Evo IX) 12.17,7 13º Filipa Sanguedo/Paulo Guimarães (Ford Escort RS 2000) 12.38,5 14º Artur Antunes/José Gomes/Filipe Castro/Álvaro Pontes (BMW M3) 12.40,5 15º Rui Azevedo/Justino Reis (Ford Transit) 12.48,8 16º Luís Sá/Rui Garcia (Seat Marbella) 13.16,6 17º Mário Machado/Luís Miguel Bastos (BMW 325i) 14.07,8 18º Paulo Barros/José Gomes/António Campos (Seat Marbella) 26.05,6


maiahoje

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade

09 pub

SOLIDARIEDADE

Sob o olhar atento de mais de oito mil pessoas

David Carreira brilha em acção de solidariedade no VIVACI Maia \\

A jovem estrela distribuiu presentes e animou a tarde de todas as crianças que passaram pelo centro comercial

O VIVACI Maia já iniciou as celebrações da época mais mágica do ano. Durante o último sábado, milhares de pessoas tiveram a opor-

tunidade de desfrutar da companhia de David Carreira. Divertido, o filho de Tony Carreira animou a chegada do Pai Natal ao VIVACI Maia e,

juntamente com o velhinho de barbas brancas, distribuiu presentes pelas crianças que por lá passaram. A visita de David Carreira levou ao

centro comercial mais de oito mil pessoas, mais 15 por cento do que durante o arranque das celebrações natalícias do ano anterior.

Ao entregar o primeiro cabaz de alimentos à Cruz Vermelha Portuguesa, David Carreira apadrinhou o arranque da campanha solidária do centro comercial. Até ao dia 24 de Dezembro, todos os visitantes do VIVACI Maia podem contribuir com bens alimentares e brinquedos para que as famílias menos favorecidas da região possam comemorar o Natal com mais conforto. A iniciativa contou, ainda, com a presença de mascotes em tamanho real de personagens dos filmes de animação “Madagáscar”, que mantêm um espectáculo diário até à véspera de Natal. Durante a quadra natalícia, as crianças que passarem pelo centro comercial vão receber como presente um DVD, especialmente criado pelo centro comercial. A película infantil “Uma Floresta Solidária” conta a história de um grupo de amigos que se une para reunir presentes para as crianças mais desfavorecidas, apelando, desta forma, a que as crianças e as respectivas famílias contribuam para a “Campanha Solidária de Recolha de Alimentos e Brinquedos”. VIVACI recheia sapatinho dos visitantes Todos aqueles que escolherem o VIVACI Maia para fazer as tradicionais compras de Natal habilitamse a ganhar uma barra de ouro no valor de cinco mil euros. Para tal, os clientes necessitam apenas de fazer compras de valor igual ou superior a cinco euros e, de seguida, elaborar uma frase original que inclua os termos “VIVACI” e “Natal Dourado”. Os cupões de participação devem ser depositados numa tômbola instalada no interior do centro comercial, até 24 de Dezembro.

pub


10 \\ Opinião

Mário Lopes

UNIÃO EUROPEIA: FIM A União Europeia caminha rapidamente para o seu fim, pelo menos na forma como foi inicialmente imaginada. A sua construção visou ultrapassar assimetrias entre países que culminavam em conflitos, dos quais a Segunda Grande Guerra foi o mais devastador. Se a união social seria conseguida sem grande problema, já a união económica apelava ao abdicar de alguma soberania. O processo da construção europeia ficaria concluído com a união política federalizada, na qual os seus membros transfeririam partes importantes da sua soberania para a esfera da nova supraentidade, entre as quais as relacionadas com a defesa e cunhagem de moeda. Incapazes de convencer os seus eleitorados para a ideia federalizadora, os líderes europeus limitaram-se a empurrar com a barriga, criando uma moeda comum para que este desiderato funcionasse mais tarde como potenciador da desejada união política. A ideia poderia ser arrojada mas falhou, precisamente pela falta da necessária união política existente nos estados unitários, federados ou confederados, que permite uma regulação eficaz da economia, numa óptica holística. Contudo existe um pequeno grande pormenor que faz toda a diferença e ajuda a explicar a razão do falhanço da união europeia. O POVO. A União Europeia é, de modo simplificado, uma criação de gabinete e não de rua. A não inclusão dos povos nas esferas das decisões mais importantes foi, na minha opinião, o seu maior e mais grave defeito. Construiu-se uma utopia que mais ninguém teve coragem de parar. Até ao presente. A cimeira marcada para a próxima sexta-feira será o início de qualquer coisa híbrida, onde assumidamente as nações mais fortes economicamente imporão a sua vontade àquelas que experimentam dificuldades, como acontece com os países do Sul da Europa, cujo corolário se traduzirá na substituição da democracia política pela ditadura económica. Esta, sem dúvida, não será a União Europeia Europeia imaginada por Robert Schuman e Jean Monnet. Mário Lopes, Lic. Ciências Sociais UAb, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico. pub

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade ANIMAIS

maiahoje

Tudo o que deve saber sobre o seu animal de estimação (parte II - conclusão)

Tudo o que deve saber sobre parasitas externos CARRAÇAS Apanhar uma carraça é o preço que os cães e, menos frequentemente, os gatos têm de pagar por explorarem arbustos, silvas e ervas daninhas. O que é uma carraça e como posso reconhecê-la no meu animal? As carraças são parasitas hematófagos com um ciclo de quatro estados. As carraças adultas alimentam-se do sangue do hospedeiro, abandonando de seguida para depositar os ovos em grande quantidade no solo. Estes ovos dão origem a larvas que se alimentam dos cães e pequenos roedores que se transformam em ninfas, que ao crescer se tornam adultas. A exposição às carraças é normalmente sazonal, mas depende da localização geográfica. As carraças são fáceis de observar a olho nu, particularmente quando estão fixadas e repletas de sangue. São encontradas com maior frequência no pescoço, orelhas, axilas, virilhas e entre os dedos no cão. No gato aparecem normalmente no pescoço e nas orelhas.

A mordedura das carraças pode provocar irritação de pele. Mas mais grave do que isto é que as carraças são capazes de transmitir doenças infecciosas como a babesiose ou a erlichiose, conhecidas como febre da carraça, que podem ser transmitidas ao Homem. O que posso fazer para o meu animal não ter carraças? E se tiver? A remoção rápida das carraças é muito importante, porque diminui a possibilidade de transmissão de doenças. Para remover a carraça o ideal é molhá-la com álcool ou éter e depois puxá-la gentilmente com a ajuda de uma pinça mesmo junto à pele. Depois de removê-la convém esmagá-la. No entanto, o melhor método de protecção é a prevenção com

produtos adequados. O seu médico veterinário pode recomendar um produto que melhor se adapte às necessidades do seu animal. Os donos que levem os seus animais para locais típicos como campismo, campo, trilhos devem examinar os seus animais no retorno a casa e remover as carraças. Se o seu cão apanha as carraças no seu jardim, ter a erva/relva sempre cortada pode diminuir a quantidade de carraças. PONTOS IMPORTANTES * Procure por pulgas, carraças e alterações do pêlo/pele sempre que escovar o seu animal. * Procure o seu médico veterinário sempre que o seu animal coce, mastigue ou lamba o pêlo ou se abanar persistentemente a cabeça.

* O tratamento precoce diminui o desconforto do seu animal, diminuindo a possibilidade de transmissão de doenças e reduz o grau de infestação da sua casa. * Discuta a saúde de todos os animais da casa com o seu médico veterinário sempre que o seu animal estiver infestado. Alguns parasitas circulam entre diferentes animais, tornando o controlo da infestação difícil. * Diga sempre ao seu médico veterinário se já utilizou algum tipo de medicação, pois podem interferir com as suas recomendações. * Especial cuidado ao aplicar insecticidas aos gatos, já que os gatos são extremamente sensíveis. NUNCA utilize um produto que não esteja aprovado para gatos, pois o resultado pode ser fatal. * Siga sempre a instrução das embalagens. * Deixe os tratamentos para os médicos veterinários, só eles com a sua formação específica saberão aconselhá-lo da melhor forma. Hospital Veterinário da Maia Rua do Mosteiro, 680 4425-140 Águas Santas – MAIA

Que riscos corre o meu animal quando apanha uma carraça?

CAMPANHA

Tlf. 22 972 12 51 Urgências: 91 77 00 104

Promover o civismo, a solidariedade e a esperança

Legião da Boa Vontade participa em Campanha solidária O projecto “Boas Acções Dolce Vita”, resultado da parceria entre o Boas Noticias, o Dolce Vita, a Legião da Boa Vontade no Porto e a Comunidade Vida e Paz em Lisboa, decorrerá durante todo o mês de Dezembro de 2011, simultaneamente nos Centros Comerciais Dolce Vita do Porto e Lisboa. Contará com a presença no dia

AVIAÇÃO

1 de Dezembro, no Dolce Vita da cidade do Porto, às 11h30/12h00 de várias figuras públicas: To Zé (Perfume), Fernando Rocha (humorista), Ricardo Couto (Porto Canal), Isidro Lisboa (locutor rádio Nova) e Aurora Cunha (Ex-Atleta). A iniciativa, inédita pela sua duração (30 dias), visa a recolha de diversos bens (alimentos não

perecíveis, produtos de higiene pessoal e mantas/cobertores individuais) para a população Semabrigo, com o objectivo de promover o civismo, a solidariedade e a esperança num futuro melhor para todos os portugueses. O Projecto Boas Acções defende que a responsabilidade social não passa simplesmente por

divulgar o que está correcto, mas também fazer o que está correcto e agradece a voluntários, colaboradores, órgãos de comunicação social, entidades públicas e privadas que, com o seu apoio, permitem a manutenção e o desenvolvimento de acções benéficas para a sociedade.

Nova rota para Dole na França

Ryanair Celebra 2 milhões de passageiros no Porto A Ryanair celebrou no passado dia 28 de Novembro 2 milhões de passageiros transportados de e para o Porto desde Janeiro 2011 e anunciou mais uma nova rota para o norte de Portugal, Porto – Dole em França. Joana Henriques, representante

da Ryanair congratulou-se pela companhia celebrar os 2 milhões de passageiros transportados pela companhia, referindo que «continua a investir no desenvolvimento turístico e promoção da região Norte de Portugal em toda a Europa contribuindo com o aumento e di-

vulgação de rotas». A companhia irlandesa anunciou também mais uma rota a partir do aeroporto do Porto para Dole em França. «Esta rota vem a fortalecer a ligação a França aumentando para onze o número de rotas disponíveis para este país». A Ryanair

apresenta assim uma nova rota que permitirá aos imigrantes portugueses em França visitar a sua terra natal e reconhece também a grande vantagem turística que este destino representa para turistas que viajam de e para Porto.


maiahoje SETAS

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade

11

Campeonato Distrital do Porto

Addicted da 2ªDivisão vence Estádio Darts da primeira Realizou-se no passado fim-desemana a 5ª jornada do Campeonato Distrital de Setas do Porto, com o principal destaque para a vitória de 8-1 dos Addicted, clube que milita na 2ª divisão, sobre a equipa Estádio Darts da 1ªDivisão. Com este resultado os Addicted subiram ao primeiro lugar na 2ª divisão com o mesmo número de pontos da equipa Pedros Bar.

FUTSAL

Também na 1ª divisão o primeiro lugar é dividido por duas equipas, TNT Caverneira que venceu fora o 40’s Bar por 8-1 e Bar Bombeiros Sto. Tirso que na condição de visitados derrotou o Pedros Bar por 7-2. Resultados 5ª Jornada

Pedros Bar 2-7 Bar Bombeiros Os Arrebola Setas4-5 Eleet Team - Ca Tu La Dragoes Vale do Ave6- 3 Casablanca G.C.R Alvarelhos9- 0Pedros Bar 40’s - Paulo e Martinho1- 8 TNT - Q. Caverneira Darts Carneiro 2-7 Latitude

Addicted Q. Caverneira8 1 Estádio Darts - C. Infante

Classificações 1ªDIVISÃO 1-TNT - Quinta da Caverneira 15 2-Bar Bombeiros 15 3-Eleet Team - Cá-Tu-Lá Café 12 4-GCR Alvarelhos 10 5-Dragões Vale do Ave 9 6-Estádio Darts - Café Infante 9 7-Os Arrebola Setas 7

2ª DIVISÃO 1-AddictedQ. Caverneira 11 2-Pedros Bar 11 3-Latitude 9 4-40’S Bar Paulo e Martinho 9 5-Pedros Bar X 7 6-Darts Carneiro 7 7-Casablanca 5

Facto histórico para o GD Os Maiatos

Manuel Fundo na Selecção Nacional da GNR O jogador de Futsal do clube Grupo Desportivo Os Maiatos, Manuel Fundo, tornou-se internacional ao representar a Selecção Nacional da GNR - Guarda Nacional Republicana. A Selecção participou no torneio internacional World Police Futsal Tournament que decorreu na Bélgica, tendo vencido a competição. Para Paulo Ribeiro ter um jogador do GD Os Maiatos a representar Portugal numa competição internacional «é uma honra para este clube, assim como para a cidade da Maia». O Grupo Desportivo Os Maiatos é uma equipa da cidade da Maia que milita na Liga de Futsal da Maia.

VOLEIBOL

Ciclo decisivo para o apuramento

Vitória do GDC Gueifães sobre o AAS Mamede alimenta a esperança Realizou-se no passado dia 3 de Dezembro o jogo que colocou frente a frente a equipa do GDC Gueifães e o AAS Mamede. Este jogo estava enquadrado num ciclo de quatro jogos fundamentais para a equipa de Gueifães, que precisa de os vencer para garantir o apuramento para a fase intermédia que dará acesso à fase seguinte, uma vez que o 1º lugar desta fase está pub

entregue ao Leixões. De acordo com Carlos Manuel Simão, do GDC Gueifães, «a equipa entrou muito bem no jogo, como uma formação muito jovem mas a dar bem conta de si» No primeiro set a equipa de Gueifães venceu por 25-10, num set quase sem erros. No 2º Set, com algumas alterações na equipa, esta respondeu bem, claudicando ape-

nas na parte final acabando derrotada por 25-22. No 3º set, o GDC Guefães controlou o jogo até aos 22-18, mas após uma série de erros consecutivos, permitiu ao S.Mamede passar para 23-22. A equipa maiata mostrou frieza e inteligência conseguindo vencer o set por 25-23. No 4º set, apesar de alguma

instabilidade, realizou um set bem conseguido. Alguns erros quase deitavam por terra o apuramento. Se a equipa sofresse o 4º set, mesmo em caso de vitória conquistaria apenas 2 pontos e arredava o Gueifães da luta pelo apuramento. Na parte final a equipa mostrou qualidade e personalidade acabando por vencer o set por 30-28 e o jogo por 1-3, continuando assim

na luta pelo apuramento. Os próximos jogos serão em casa, o primeiro contra o Senhorense, no dia 8 de Dezembro às 17h e o segundo contra o FC Foz no dia 10 de Dezembro às 18h. Aproxima-se a paragem de Natal que Carlos Manuel Simão está certo que «fará bem a todos e em Janeiro viremos com nova e renovada energia».


12

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade

Opinião \\ Não mostre o teu pranto. Alexandra Alvura

Maria, Por que andas sempre a correr? Lutas tanto pela vida, E andas sempre a sofrer. Maria, Por que andas sempre a correr? Lutas pelos teus filhos, Pra nada lhes acontecer. Maria, Não corras tanto,

De tanto correr O teu coração, Pode não aguentar, E deixar de bater... Maria, Abranda o teu passo, Vive devagar, Recebe um abraço Daquele que te vê Sempre a correr. —————————————Não chores, Maria, Não chores,

Eu estou aqui, Pra te proteger. Não chores, Maria, Não chores, Eu estou aqui Pra te entender. Maria, Não chores, Não estragues Os teus lindos Olhos, Eu estou aqui Pra te defender. Maria, Deixou de chorar, Pois encontrou alguém Que a sabe amar.

À Paz \\ Fernando Pedroso

Eu queria ser um ás Queria fazer a paz Para o mundo tão no fundo, Paz que andas arredia Se faltas, falta alegria, Eu queria a paz p’ro mundo Paz é coisa preciosa De origem maravilhosa Vem dos céus e é de Deus, É divina, é querida É luz que ilumina a vida, Dai Senhor a paz aos meus Não quero ouro nem dinheiro Quero a paz p’ro mundo inteiro

Tanta como para mim, Nada tem tanto valor Ela é filha do amor E a vida só presta assim A solidão não é paz É coisa que mais mal faz É desordem interior, É um constante lamento Um constante sofrimento, É dor a falta de amor… Conheço a falta da paz E logo desde rapaz Por diferentes motivos, Por isso eu sei dizer O quanto ela faz doer, Dos males mais depressivos Viva a paz, viva a vida Só com paz ela é querida É fácil crendo querê-la, A fé alimenta a paz

Aniquila as coisas más Dá alma para vivê-la Ter paz é ter alegria Pão-nosso de cada dia Amor com realidade, É isto a maior riqueza Viver a vida em beleza É isto a felicidade Mas mesmo sendo um paz d’alma Sinto que ela me acalma Sinto-a dar-me o amor Com ela vivo feliz É coisa que mais me diz É obra do Criador… 24 de Outubro de 2011 Abílio Fernando Dias Pedroso, empresário, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico

Observações de Natal 2011 \\

Esperança de um novo Natal \\ Henrique Carvalho

Natalidade vem Natal. Natal de nascimento. Nascimento vem de Menino Jesus. Menino Jesus foi o Antes e o Depois. Triliões de pessoas nasceram antes e depois deste Menino, mas nenhuma causou partilha na contagem do tempo, nem foi razão para tantos testemunhos escritos e levados à vivência das pessoas como os daquela criatura. Ninguém citou tantas frases que merecessem tanta atenção e se tornassem tão mensageiras para a humanidade, a tal ponto, de serem citadas em Cartas Magnas dos Direitos Humanos, da Criança, do Ambiente, dos Animais, nos estatutos de grandes organizações de âmbito mundial como a ONU, a UNESCO, A Constituição Europeia e de outras grandes organizações, e mesmo constituições nacionais e, nos estatutos da Caritas, da CV, dos Bombeiros, das Misericórdias, de todas a instituições de bem-fazer e até na nossa vida do dia a dia. Ninguém esqueceu nesses documentos as palavras paz, liberdade, dignidade, bem-estar, cooperação, perdão, fraternidade, segurança e muitos outros adjetivos… contidos nas parábolas bíblicas. Todas a religiões e regimes acabam por estar guiados por estas ideias pondo-as em prática ou não?! Desde a sua fundação, a Europa, sempre se manteve dentro destes parâmetros. Nem os seus responsáveis quiseram sair deles. Dos países que travaram guerras entre si, os que acabaram vencedores, foram os que mais se aproximavam das realidades com base bíblica, dando de seguida a mão aos derrotados colaborando, quantas vezes, na sua reconstrução. Em 1951, quando foram dados os

15/10 A atitude dos políticos Na proposta orçamental Mais o corte dos subsídios Fez logo lembrar o Natal.

20/11 Estão os arguidos de fraudes A ser julgados em tribunal Em prisão preventiva ou não Terão sempre um triste Natal.

Está aprovado o orçamento Na sua versão final Já todos estamos cientes Do que temos após o Natal…

Lembro as vítimas dos ata-

…Mas o dinheiro não é tudo E o amor é fraternal Um gesto. Uma palavra amiga -Que bela prenda de Natal!?

ques Às igrejas de Cristo Celestial Por fanáticos de outras crenças

28/10 Passei na Grande Superfície E no Centro Comercial Vi milhares de brinquedos Fazendo lembrar o Natal. 3/10 A propósito do referendo Na Grécia tradicional Foi alarme para a Europa Pouco antes de Natal. 11/11 Onze do onze de dois mil e onze Foi uma data excecional Outra capicua do género Só daqui a muito Natal!

Que não sabem o que é o

E, depois de tanta crise Perante a deceção geral Quais irão ser as palavras Para desejar; Bom Natal!?

Natal. 25/10 As revoltas de origem Árabe Parecem não ter final Esperemos não se agravem Entre este e o próximo Natal. Os programas e publicidade Na comunicação social Esqueceram o Menino Jesus E sem ELE não haveria Natal! 01/12 Há menos iluminação Na cidade comercial São os ataques da crise

-Boas Festas para quem escreve Edita e lê o nosso jornal Saúde, paz, felicidade E para todos; Santo Natal.

Henrique António Carvalho 2011/12/01 Texto escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico

primeiros passos para a formação do que hoje é a União Europeia, dos documentos construídos, lá consta que a Europa deve ser fiel às suas tradições. Ora, dessas tradições fazem parte as regras do catolicismo, que embora com cismas, todas as fações religiosas mantêm ligação cristã. Mas, por ignóbil que pareça, a sociedade europeia tem feito tudo para evitar os hábitos cristãos nas famílias, nas escolas, nos hospitais, na sociedade em geral, optado por um laicismo sem regras nem moral humana e cívica e… parece que as coisas estão a andar ao contrário, todos aqueles adjetivos bíblicos tão úteis à socialização do ser humano estão traduzidos para pior e, o respeito pelo próximo está numa degradação a todos os níveis. A velhice está desamparada, a sexualidade banalizada, o respeito pelo próximo esgotado, a fé está em coisas fictícias como a Internet ou vida noturna, as aglomerações de pessoas em centros comerciais e discotecas, o consumo é a adoração generalizada, a espiritualidade esquecida e a família transformada em uniões de facto. O resultado está à vista. Abortos, divórcios, maus tratos matrimoniais vindos de ambos os sexos, (ninguém pense que só a mulher é maltratada, elas também são bem agressivas… apenas mais lentas) o fosso entre a pobreza e a riqueza aumentam. A globalização abriu as fronteiras e a invasão dos países subdesenvolvidos entrou na Europa onde reina a tolerância e a absorção de imigrantes vindos de todo o mundo. Novas culturas, religiões e hábitos podem apoderar-se de alguma força e usar de certos meios para atingir certos objetivos… Os ataques a igrejas católicas pelo mundo estão a banalizar-se e podem ser o rastilho para futuras guerras religiosas. Não foi para nisso que ELE nasceu. O Natal é muito mais que isso! Haja esperança. Texto escrito ao abrigo do AO

Opinião \\

Aos negócios de Natal. Henrique Carvalho

maiahoje

Rogério Gonçalves

Deve estar a fazer um ano que foi muito publicitado na Maia contentores de lixo que tinham a particularidade de ter buracos mais baixos o que com isso facilitaria, às pessoas mais baixas e que andassem em cadeira de rodas, em depositar os resíduos. Só que por mais voltas que dê eu não encontro nenhum e por isso eu pergunto: Onde estão colocados estes instalados estes recipientes do lixo? Está na ordem do dia a extinção de alguns feriados o que eu acho muito bem, pois temos feriados a mais e a maior parte deles serve apenas para o povo passar férias, dado que a maioria nem se lembra do seu significado. Depois há a dúvida sobre quais anular e também há que negociar com a igreja sobre os feriados religiosos. Em tempo de crise financeira do país sejam religiosos ou patriotas um feriado é um dia de paragem que em nada nos beneficia. Sugiro assim que anulem o feriado do Carnaval pois já temos a Assembleia da República que é o carnaval

mais popular do Pais e onde os atores se digladiam como se estivessem numa arena. Os feriados podem ter o mesmo significado de lembrança se forem comemorados ao domingo e assim evitamos as baldas ao trabalho. Mas pior que os feriados são as tolerâncias de ponto e pontes que muita gente faz quando os feriados são às quintas ou às segundas, isso sim são dias e dias em que o trabalho e o PIB nacional se ressentem. Tirem os feriados mas retirem algumas dezenas de deputados da Assembleia da República pois já temos desperdício de dinheiro a mais, mas parece que nestes senhores ninguém lhes toca. A terminar espero que um dia se faça um almanaque com as vigarices que todos os políticos fizeram depois do 25 de Abril de 1974, pois acredito que em poucas horas seria o livro mais vendido de todos os tempos. «Quem jamais caiu, não conhece a alegria de se levantar». (Armando E. Oliveira). Aproveito este ensejo para desejar a todos os MAIATOS Boas Festas  e a toda a equipa que trabalha e colabora no jornal MAIAHOJE.


maiahoje

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

Sociedade \\

13

Avisos Tribunais e Conservatórias Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Pedrouços Fundada em 31 de Dezembro de 1981 RECONHECIDA DE UTILIDADE PÚBLICA (DEC. -LEI N.º 460/77 DE 7 DE NOVEMBRO) CONTRIBUINTE N.º 501621270 RUA LUIS DE CAMÕES, 139 - TELEFONE - 229012744 961786470 / FAX - 229014677 - 4425-666 PEDROUÇOS

ANÚNCIO Processo nº 2819/11.8TBMAI – 4º Juízo Competência Cível - Tribunal Judicial da Maia INSOLVÊNCIA DE: ANTÓNIO PEDRO NUNES SARMENTO DOS SANTOS e LAURA MARIA MADAIL RAFEIRO SARMENTO DOS SANTOS

EDITAL

Eleições para o Triénio 2012/2014 Nota informativa da mesa de Assembleia Geral

Por determinação da Administradora da Insolvência e com a concordância do Credor Hipotecário, vai procederse à venda extra-judicial, por proposta em carta fechada, do bem apreendido a favor da massa insolvente, que a seguir se identifica:

1-Informam-se todos os Associados que as eleições para o Triénio 2012/2014 terão lugar no próximo dia 7 de Janeiro de 2012 pelas 15.00 horas até às 19: 00 horas nas instalações da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Pedrouços de acordo com o previsto nos actuais Estatutos, podendo estes serem consultados na secretaria da Associação.

BEM IMÓVEL

EDITAL ALBINO BRAGA DA COSTA MAIA, Presidente da Junta de Freguesia da Vila de Moreira, Concelho da Maia:

Composição das listas 1. As candidaturas às eleições são feitas segundo o sistema de lista completa para a Mesa da Assembleia-geral, Direcção e do Conselho Fiscal são compostas por Associados Efectivos no pleno gozo dos seus direitos sociais, das quais deverá constar o nome completo dos candidatos, o seu número de associado, o órgão social a que se candidata e a respectiva função, incluindo os suplentes. 2. As listas concorrentes aos órgãos Sociais, a submeter ao sufrágio, deverão ser entregues ao Presidente da Mesa da Assembleia-geral, na sede da Associação, até ao dia 20 do mês anterior ao da realização da Assembleia-geral eleitoral. 3. A Direcção deve propor uma lista às eleições. 4. As listas de candidatura aos órgãos deverão incluir um número de candidatos efectivos igual ao número de membros do respectivo órgão acrescido dos suplentes, não podendo qualquer associado subscrever ou integrar mais do que uma lista, nem integrar mais do que um órgão da Associação. 5. As listas são nominais devendo contemplar candidatos para todos os órgãos, que serão votados conjuntamente. 6. As listas a submeter á eleição, deverão ainda ser acompanhadas da declaração dos candidatos, onde expressamente manifestem a sua aceitação, e subscritas por um número mínimo de vinte e cinco associados efectivos no pleno gozo dos seus direitos. 7. As listas definitivas serão referenciadas, de acordo com a ordem de apresentação, por letras maiúsculas (exemplo: AB-C-D) e mandadas afixar na sede da Associação.

Fracção autónoma designada pela letra “ C ”, destinada a habitação, localizada no rés-do-chão direito traseiras, do tipo T-Três, com entrada pelo número 307, com um espaço fechado destinado a aparcamento automóvel, designado por C-Um, ao nível da cave com entrada pelo número 287, prédio em regime de propriedade horizontal sito na Rua Vitorino Nemésio, números 287 e 307, Urbanização dos Maninhos, freguesia de Vermoim, concelho da Maia, inscrita na matriz predial urbana sob o artigo 3537 – C e descrita na 1ª Conservatória do Registo Predial da Maia sob o número 2287 / 20000106 - C.

TORNA-SE PUBLICO que tendo em vista a regularização da concessão do Jazigo nº 7, da 7ª Secção, do Cemitério Paroquial da Vila de Moreira, a Junta de Freguesia, em sua reunião ordinária de 22 de Novembro de 2011, deliberou mandar

Valor base de licitação: 117.000,00 Euros (cento e dezassete mil euros), sendo aceite propostas correspondentes a 70% do valor base de licitação. As propostas deverão ser entregues até às 17 horas do dia 20 de Dezembro de 2011, no escritório da Administradora de Insolvência, Dr.ª Maria Alcina Fernandes, sito na Rua S. Nicolau, nº 42 – 1º Esq., em Santa Maria da Feira (C.P. 4520-248).

publicar editais avisando os herdeiros daquela concessão para apresentarem, no prazo de 60 dias, prova da sua legitimidade, sob pena de, não o fazendo, só se considerarem aqueles que, documentalmente, provem tal legitimidade. Para que conste e produza os efeitos pretendidos, se publica este e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de

Os proponentes deverão juntar às suas propostas um cheque, no montante correspondente a 10% (Euros 11.700,00) do valor base de licitação, à ordem de Massa Insolvente de António Pedro Nunes Sarmento dos Santos e mulher.

Artigo 67º Apreciação das Candidaturas 1. O Presidente da Mesa da Assembleia-geral, recepciona as listas candidatas e no prazo de cinco dias verifica da sua conformidade tendo em conta as disposições estatutárias. 2. As listas que não estejam de acordo com as disposições estatutárias serão rejeitadas e comunicada a decisão ao seu mandatário, que poderá corrigir ou rectificar até ao ultimo dia do prazo de apresentação de listas ou recorrer da decisão para a Assembleia – geral no prazo de cinco dias após o conhecimento da decisão. 3. A Assembleia-geral extraordinária convocada pelo Presidente da Mesa para apreciação e decisão do recurso, reunirá no prazo máximo de dez dias.

A abertura das propostas far-se-á no mesmo dia, logo após o fecho da sua apresentação, no escritório da Administradora, podendo estar presentes todos os interessados. O imóvel a vender poderá ser visto, em dia e hora a combinar com a Administradora de Insolvência, Dr.ª Maria Alcina Fernandes, através do telefone n.º 256 377 410.

Artigo 68º Forma de Votação 1. A mesa de voto funcionará na sede da Associação, por um período não inferior a quatro horas e cada lista terá um representante junto da mesa, devidamente credenciado pelo respectivo candidato a Presidente da Direcção. 2- A composição das listas é a seguinte: - Direcção – Sete efectivos e dois suplentes - Conselho Fiscal – Três efectivos e um suplente - Mesa Assembleia Geral - Três efectivos

estilo. Junta de Freguesia da Vila de Moreira, 2 de Dezembro de 2011.

Para qualquer esclarecimento poderão os interessados contactar a Administradora da Insolvência no escritório acima referido, ou através do telefone 256 377 410, ou consultar o processo de insolvência.

O Presidente da Junta

A Administradora da Insolvência,

(a) ALBINO BRAGA DA COSTA MAIA

Pedrouços, 01 de Dezembro de 2011

(Maria Alcina Fernandes)

Jornal MaiaHoje - Ed. 298 - 09/12/2011

O Presidente da Assembleia-geral Daniel Joaquim Santos Ferreira Silva

Jornal MaiaHoje - Ed. 298 - 09/12/2011

Jornal MaiaHoje - Ed. 298 - 09/12/2011

pub

EXPLICAÇÕES - MATEMÁTICA - FÍSICA - GEOMETRIA DESCRITIVA

POR ALUNO DE ENGENHARIA, ENSINO SUPERIOR

PREÇOS MUITO ACESSÍVEIS. CONTACTAR 91 714 43 08

EXPLICAÇÕES - ALEMÃO E PORTUGUÊS (até ensino universitário) POR LICENCIADA

BONS RESULTADOS! CONTACTAR 960 144 111

EXPLICAÇÕES - FÍSICO-QUÍMICA

(Básico e Secundário) POR PROFESSORA DO QUADRO DE ESCOLA, A LECCIONAR A DISCIPLINA

CONTACTAR 91 959 37 16


14

Desporto

\\ Opinião

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

maiahoje

VIAGENS

Um paraíso em Angola: a Barra do Kwanza Chegar à barra do Kwanza, vindos de Luanda, é como chegar ao Paraíso. Luanda é uma grande cratera e quando chove, que foi o que aconteceu quando aterrámos na capital angolana, então ainda é pior, porque as estradas tornam-se num lago de lama. As poucas ruas asfaltadas que há são buracos – às vezes até faltam pedaços de asfalto, parecendo que caiu uma bomba. As outras são de terra batida. Como tinha chovido muito... As beiras das “ruas” são lixeiras entremeadas de vendedores. Vende-se tudo, (e é mesmo como estou a dizer: TUDO) nas beiras E no meio dos carros: cigarros, lenços de papel, bebidas, papel higiénico,..., espelhos de 1x1 metro com luz, bengaleiros de pé alto de 1,5 m, tábuas de passar a ferro... You name it! Metemo-nos então a caminho para a famosa Barra do Kwanza. Depois de passarmos muitos musseques, saímos da cidade. A paisagem melhorou bastante. A estrada até tinha poucos buracos – ou será que nós já tínhamos deixado de ser exigentes? O Sr. Mento, o nosso condutor, era muito simpático e foi sempre a divagar sobre o país, as pessoas, o partido, o presidente. À beira da estrada, sempre vendedores de frutas, legumes, peixe, seco e fresco. Por fim, chegámos à Barra do Kwanza. Situada a sul de Luanda, na província do Bengo, é um local paradisíaco, que para além da sua vasta flora, oferece-nos um espectáculo maravilhoso onde as dunas do mar se encontram com o rio na foz. A antiga pousada existente deve ter sido muito simpática – agora está um conjunto de prédios abandonados, sem portas nem janelas. A uns metros, um resort novo, o Kwanza Tarpon Lodge, com bungalows virados para o rio, no meio dum relvado, repleto de palmeiras, um bar e um restaurante, mesmo junto ao rio, tudo construído num cenário pitoresco, entre a vegetação natural nas margens do rio. Aproveitámos para dar um grande passeio de barco rio acima – o Kwanza é o maior rio de Angola - até à nova ponte do Kwanza, serpenteante o maior de rio Angola. O rio faz-nos sentir verdadeiramente em África. A terra vermelha, a vegetação exuberante das suas margens, com mangais, mata densa, savana, cactos, imbondeiros, árvores dispersas e árvores centenárias frondosas cheias de lianas, é o lar de inúmeros pássaros raros, animais selvagens como, entre outros, manatins africanos, palancas vermelhas, talapoins, hienas, gato bravos, macacos e até crocodilos quando saem das águas do rio para uns bons belos de sol. No rio, vivem placidamente tartarugas africanas – e centenas de peixes. Mas também há a praia. Para lá se chegar, à praia do Oceano Atlântico, temos de ir de barco, que o resort disponibiliza gratuitamente. A praia é extensa e deserta. O cenário é deslumbrante. Perto do sítio onde o rio Kwanza desagua, podemos dar belos mergulhos num mar picado – e depois, para relaxar, podemos deitar-nos nas águas quentes e calmas do rio.

CRACK NO BRASIL Sendo o Crack, um dos entorpecentes mais devastadores do organismo humano, o seu uso não só cria em seus consumidores alguns minutos de prazer, como até no plano de saúde, ele é catastrófico, porquanto imediatista o Crack, derruba rapidamente todas as auto-defesas do usuário, incapacitando-o fisicamente e moralmente. Conhecida como uma substancia altamente estimulante, o Crack, leva cerca de 10 segundos a fazer efeito, deixando o usuário mais impulsivo e agitado, gerando ainda euforia e excitação, além dos batimentos cardíacos, depressão e delírio. De valor aquisitivo muito menor em relação ao álcool, o Crack Brasileiro de há uns tempos a esta parte, não só adquiriu um aumento substancial de pessoas a querer experimentar a nova droga, como até e segundo dados obtidos e a realidade o confirma, que o grande crescimento do uso do Crack em substituição do álcool nas grandes metrópoles, nas cidades de pequeno porte e na zonas rurais, se deveu ao seu baixo custo e á facilidade em adquirir o produto. Ainda e no que toca aos usuários, bastam apenas 1 ou 2 pedras diárias, para que o efeito da droga se instale, tornando-se a partir daí, totalmente dependentes desse novo entorpecente Espalhados e consumidos pelas diversas camada sociais divulgadas recentemente pela CNM- Confederação Nacional dos Municípios, o Crack é hoje uma das drogas que mais Problemas causam aos Municípios. De acordo com as estatísticas, cerca de 90% das cidades Brasileiras sofrem com o Entorpecente. Totalmente incontrolável, o “Crack”, é usado praticamente em todos os Países da América do Sul, América Central e América do Norte. Vinda do Peru, Colômbia e principalmente da Bolívia, este novo entorpecente, extraído da Cocaína como sua matéria-prima, chega ao Brasil em forma de pasta endurecida, mais parecendo uma “pedra” que depois de queimada, fumada, é liberada gerando fumo como se fosse de Cachimbo. Aspirada a “pedra”, ela actua directamente nos pulmões, gerando efeitos excitantes no sistema nervoso e no cérebro, tudo em questão de segundos, ficando a partir daí viciados nessa nova dependência Vinda da folha da cocaína, (não existe no Brasil), esta planta chega ao Brasil por várias vias de percurso, sendo incontrolável até este momento, desativar a imensa rede de fornecedores do Crack, que á margem da lei fazem chegar às regiões mais carentes um dos mais destruidores e mais nocivos entorpecentes que se conhece. Com cerca de um milhão e duzentos mil usuários do Crack, o entorpecente virou epidemia, violando a integridade física do cidadão e o que é mais grave, é que senão se estabelecer medidas de combate á dependência do Crack no Brasil, ela se alastrará cada vez mais por todo o território. Note-se que a Presidente do Brasil Dilma Rousseff, em nota recente, diz que o combate á Droga, é uma prioridade em seu Governo. João Diogo Recife - Novembro 2011 Correspondente do Jornal Maia Hoje

M. Margarida Pereira-Müller

pub


maiahoje

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

\\ EMERGÊNCIAS NACIONAIS • SOS Número Nacional de Socorro............................................112 • Incêndios Florestais .......................................................................117 • Emergência Social (crianças, idosos, vitimas, s/abrigo)....144 • Intoxicações ...............................................................808 250 143 • Emergência Gás (EDP)............................................800 215 215

\\ EMERGÊNCIAS LOCAIS • Bombeiros Voluntários de Moreira...................22 942 10 02 • A. H. Bombeiros de Pedrouços...........................22 901 27 44 • PSP Maia (Esquadra Cidade)...............................22 947 96 90 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Segurança)22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Trânsito).....22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Es.Intervenção) 22 948 26 93 • PSP Águas Santas (Esquadra Vila).....................22 977 42 80 • PSP Maia (Divisão Policial)...................................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Trânsito) .............................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Interv. e Fiscalização) ....22 978 51 90 • GNR Maia (Posto Territorial da Maia) ...............22 986 74 30 • GNR Maia (Posto Fiscal de Pedras Rubras).....22 944 91 00 • GNR Maia (Posto Trânsito da Maia) ..................22 968 84 70 • Polícia Municipal Maia ..........................................22 940 86 00 • Protecção Civil (CM Maia) ....................................22 940 87 22 • Protecção Civil (CM Maia) Linha verde.............800 205 169 • Protecção Civil (Com. Distrital Op. Socorro)..22 619 76 50 • Cruz Vermelha Portuguesa (Núcleo Maia).....22 941 12 21

\\ LINHAS

SAÚDE NACIONAIS

• Saúde 24......................................................................808 242 424 • Saúde 24 (orientação pediátrica) .......................808 242 400 • Linha Saúde Cancro ................................................808 255 255 • Linha Saúde Sexualidade......................................808 222 003 • Linha Saúde SIDA.....................................................808 266 266 • Linha Saúde SOS Criança ......................................808 202 651 • Linha Saúde SOS Medicamento .........................800 222 444 • Linha Saúde SOS Grávida......................................808 201 139 • Linha Saúde SOS Droga ............................................................1414 • Linha Saúde Deixar de Fumar .............................808 208 888 • Informação a Vitimas Violência Doméstica.....800 202 148 • Linha APAV (Apoio à Vítima)..................................707200 077

\\ SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE LOCAIS • USF Alto da Maia (Águas Santas) ......................22 977 42 50 • USF Viver Mais (Castêlo Maia) ............................22 986 51 70 • USF Saúde em Família (Pedrouços)..................22 977 47 10 • USF Pirâmides (Maia).............................................22 947 85 90 • USF Odisseia (Vermoim).......................................22 947 09 50 • USF Íris (Águas Santas)..........................................22 986 70 35 • USF Lidador (Gueifães) .........................................22 943 84 40 • USF Pedras Rubras (Moreira) ..............................22 943 14 70 • Extensão Saúde Nogueira (Nogueira).............22 961 77 10 • Extensão Saúde Milheirós (Milheirós) .............22 972 33 22 • Extensão Saúde Moreira (Moreira) ...................22 943 14 70 • Hospital S. João (Porto) ........................................22 551 21 00 • Hospital Pedro Hispano (Matosinhos) ............22 939 10 00 • Hospital Sto. Tirso (Sto.Tirso)................................252 830 700 • Hospital Joaquim Urbano (Porto).....................22 589 95 50 • Hospital N. Sra. Conceição (Valongo)..............22 422 00 19 • Hospital Sto. António (Porto) .............................22 207 75 00 • Hospital Maria Pia (Porto)....................................22 608 99 00 • Hospital Póvoa Varzim/V.Conde (P. Varzim)....252 690 600 • Hospital Magalhães Lemos (Porto) ..................22 619 24 00 • Inst.Port. Oncologia Francisco Gentil (Porto)22 508 40 00 • Unidade Alcoologia do Norte (Matosinhos).22 004 50 60 • Centro Regional de Sangue (Porto) .................22 004 52 40

mh jornal regional de grande informação

PROPRIEDADE DE:

Publireferência, Lda. REGISTADA NA 2ª CRPC MAIA CONTRIBUINTE NÚMERO 509 316 620

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar artur@maiahoje.pt COLABORADORES REDACTORES: Manuela Bacelar, TPJ CO 711 manuela@maiahoje.pt Luís Filipe Azevedo luis@maiahoje.pt Carlos Barrigana, TPJ 8037 carlos@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CO592 francisco@maiahoje.pt Rita Santos rita@maiahoje.pt

Grande Maia \\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA NACIONAIS • Serviço Informações telefónicas PT . . . . . . . . . . . . . . . . . .1820 • Serviço Apoio a Clientes Optimus . . . . . . . . . . . . . . . . . .16103 • Serviço Apoio a Clientes TMN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1696 • Serviço Apoio a Clientes Vodafone . . . . . . . . . . . . . . . . .16912 • Aut.omóvel Clube ACP (assistência) . . . . . . . .707 509 510 • Brisa Auto-estradas de Portugal . . . . . . . . . . . .808 508 508 • CP Combóios de Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 208 208 • TAP Air Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 205 700 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede fixa) . . . .808 202 653 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede móvel) .808 962 690 • Cartões Crédito American Express . . . . . . . . . .707 504 050 • Cartões Crédito Mastercard . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 272 • Cartões Crédito Visa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 107 • EDP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 506 506 • EDP (Comunicação de Avarias) . . . . . . . . . . . . .800 246 246

\\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA LOCAL • Loja do Cidadão (Porto) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 241 107 • Posto de Atendimento ao Cidadão (Maia) . .22 948 24 62 • Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 98 10 • Cartório Notarial de Cláudia Barbas . . . . . . . .22 940 67 22 • Conservatória do Registo Civil (Maia) . . . . . .22 943 98 00 • Conservatória do Registo Predial . . . . . . . . . .22 943 62 80 • Conservatória do Registo Comercial . . . . . . .22 947 76 50 • Serviços de Finanças da Maia . . . . . . . . . . . . . .22 947 06 40 • Tribunal Judicial da Comarca da Maia . . . . . .22 941 90 73 • Tribunal do Trabalho da Comarca da Maia . .22 941 41 52 • Inst. Info. Apoio Form. Profissional (IAFE) . . .22 977 39 10 • Inst. Fomento Desenvolv. Económico . . . . . .22 942 70 26 • Centro de Emprego da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 943 27 00 • Segurança Social da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 10 90 • Com. Protecção Crianças e Jovens da Maia .22 949 03 33 • CTT Correios de Portugal (Gueifães) . . . . . . .22 960 83 27 • CTT Correios de Portugal (Moreira) . . . . . . . .22 943 76 10 • CTT Correios de Portugal (Vermoim) . . . . . . .22 943 95 30 • CTT Correios de Portugal (Águas Santas) . . .22 974 33 50 • CTT Correios de Portugal (Castêlo) . . . . . . . . .22 986 66 00 • CTT Correios de Portugal (Aeroporto) . . . . . .22 940 00 11 • Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 24 00 • Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 34 72 • Consulado de Chipre (Maia) . . . . . . . . . . . . . . .22 902 38 68 • Consulado do Paquistão (Maia) . . . . . . . . . . . .22 947 93 21 • Lipor II (Central de Valorização Energética) 22 947 73 40 • Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 26 60

\\ MUNICIPIO DA

15

\\ FARMÁCIAS Dia

09

10

11

12

13

14

15

16

Turno

Dg

Fh

Gi

Aa

Bb

Cc

Dd

Ee

A (SERVIÇO PERMANENTE) AGRA - MILHEIRÓS GRAMAXO - MOREIRA DA MAIA B (SERVIÇO PERMANENTE) LIMA COUTINHO - GUEIFÃES DA MAIA - ÁGUAS SANTAS C (SERVIÇO PERMANENTE) BASTOS - GUEIFÃES NOVA DE ARDEGÃES - ARDEGÃES D (SERVIÇO PERMANENTE) MARTINS DA COSTA - ÁGUAS SANTAS ÁLVARO AGANTE - VERMOIM E (SERVIÇO PERMANENTE) MOREIRA BARROS - PARADA CENTRAL - CATASSOL F (SERVIÇO PERMANENTE) DO LIDADOR - ARDEGÃES BOM DESPACHO - MAIA G (SERVIÇO PERMANENTE) SOUSA BEIRÃO - MAIA ALIANÇA - VERMOIM a (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) DO AEROPORTO - PEDRAS RUBRAS b (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) GEMUNDE - CAMPA DO PRETO c (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) CASTÊLO - CASTÊLO DA MAIA d (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) VILA NOVA DA TELHA - QUIRES e (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) EUGÉNIA - PEDROUÇOS f (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) SILVA ESCURA - FREJUFE g (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) ARAÚJO - NOGUEIRA h (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) VALES - ARROTEIA i (REFORÇO ATÉ ÀS 24H) DAS GUARDEIRAS - GUARDEIRA y (DISPONIBILIDADE ATÉ ÀS 22H) MENDONÇA - SÃO PEDRO FINS

esta informação é patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

MAIA

• Câmara Municipal da Maia (Central) . . . . . . .22 940 86 00 • Serviços Águas e Saneamento da Maia . . . . .22 943 08 00 • Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . . . . . . .22 968 73 22 • Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 20 • Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . . . . .22 944 24 62 • E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . . . . . . .22 940 87 21 • Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 30 • Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 • Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 905 95 20 • Canil Municipal da Mai . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 982 36 87 • Quinta da Gruta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 986 71 80 • Espaço Municipal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 80 30 • Loja da Juventude S. Pedro Fins . . . . . . . . . . .22 968 91 69 nota: Informação actualizada em 2011/10/01 COLABORADORES FOTOGRAFIA: António Caldeira, TPJ CO 707 Ferreira Silva, TPJ CO 850 Edgar Alves, TPJ CO 708 José Barbosa . TPJ CO 924 Manuel Jorge Costa, TPJ CO 710 Paulo Jorge Maia, TPJ CO 851 Raúl Silva, TPJ CO 852

CORRESPONDENTES: João Diogo (Brasil) Williams James Marinho (EUA) Ainhoa Carrasco Robles (Espanha) Catarina Almendra (Lisboa)

CRONISTAS HABITUAIS: António Neto (política) Deco (Defesa do Consumidor) Fernando Pedroso (poesia) Fordoc (A.N.J.Form. e Docentes) Luís Clemente Ribeiro (contos) Mário Lopes (sociedade) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Ricardo Filipe Oliveira (sociedade) Rogério Gonçalves (sociedade) DESIGN / PAGINAÇÃO: Maxim Bukharov maxim@maiahoje.pt

De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

SERVIÇO PERMANENTE

11 e 17 de Dezembro Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35

COLABORE CONNOSCO Acompanha a sua equipa e/ou colectividade? Asssitiu a algum evento ou facto de notícia? Faça-nos chegar as notícias/comentários e fotos, via internet para: reporter@maiahoje.pt descubra o jornalista que há em si! DEPARTAMENTO COMERCIAL: Pedro Martins pedro@maiahoje.pt Ferreira Silva comercial@maiahoje.pt SEDE/ REDACÇÃO / D.COMERCIAL Rua dos Altos, Edifício Arcada, 16 4470 - 235 Maia Telefone 22 406 21 26 Fax. 22 406 21 25 Depósito legal 147209/00 DGCS nºo 123524 Tiragem 3.000 exemplares

IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados. MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007


16 CIDADANIA

sexta-feira 9 de dezembro de 2011

A fechar

maiahoje

Voluntários do Canil da Maia

Animais para adopção ATHENA Sou a Athena, cadela ainda jovem, meiga, gosto de brincar e adoro companhia. A minha irmã foi adoptada há pouco e sofro imenso por estar sem ela, além disso a vida no canil não é boa para ninguém, preciso de um lar, uma família que me ame como eu quero amar também. Preciso que me coloquem no seu sapatinho e me salves a vida antes deste Natal.

muito meigo no convívio com as voluntarias e tratadores, possui características de líder e como tal poderá ser um óptimo cão de guarda. De porte médio, tem no entanto uma grande força... mas ternura na mesma proporção. Os voluntários apelam a quem queira adoptar um óptimo cão de forma responsável e a troco de muitos mimos e alguns cuidados o faça salvando o GUI do canil.

arisca mas muito meiga! Terá de ser adoptada por uma pessoa que saiba lidar com as “manias” dela. A Leia foi recolhida pelo canil. Está stressada por estar no canil e por isso seria óptimo que alguém a adoptasse brevemente.

SANSÃO O Sansão é um macho de porte grande. Entrou no canil há pouco tempo. Carrega a tristeza no olhar. Está muito bem tratado, não está habituado a andar de trela mas devia ter um terreno para andar. O canil não sabe se o Sansão teve dono e não esta chipado. Se conhecer este animal e/ou seu dono, entre em contacto com o canil. Caso não apareça dono num curto prazo o Sansão irá precisar de alguém que o ame e cuide como merece. Sairá do canil chipado e desparazitado para uma adopção responsável.

uma parede ate que os voluntários iniciaram com ele uma socialização que se revelou um sucesso. Adora conforto e sofre com o frio e humidade constantes no canil. É um cão sossegado mas bom guarda, um espaço para passear seria a alegria dele. Muito resistente ainda tem um caminho longo pela frente se lhe for dada uma oportunidade de ser feliz...

POLLY

CALVIN O CALVIN recolhido pelo canil da Maia não aceita estar entre grades e reage muito mal à reclusão. É um animal muito meigo e dócil, mas fechalo na box é de uma tristeza quase insuportável. Sairá chipado, vacina antiraivica e desparazitado interna. SWEETIE Porque acontece o mesmo com as pessoas, algumas tem mais sorte que as outras. O Sweetie viu os seus amigos do canil serem adoptados um a um. Apesar de ser um doce beijoqueiro não foi ainda escolhido e começa a desesperar, é lindo e muito meigo...

JÉSSICA A Jéssica chegou ao canil num estado de stress... Babava-se imenso e não queria contacto humano. Agora é um amor... adora festas e o passeio é uma cadela simplesmente fantástica. Tem ar de zangada mas é um doce. Precisa de um lar e de uma família. O canil não é casa para ninguém.

BLOO O BLOO não sendo já jovem, mantém a energia vital para alegrar uma casa...de preferência com jardim. Precisa de adopção antes que o inverno se instale.

CINDY

BLACKIE Olá, sou o Blackie. Os meus olhos dizem tudo. Estou disponível para adopção responsável no canil da maia. Sou um cão adulto muito meigo. Sairei chipado, vacina contra a raiva e desparatização interna a troco de imenso amor e ternura... GUI O GUI foi recolhido pelo canil da Maia quando nadava no rio Leça. Desde então revela ser um cão muito dócil mas com muita energia. Embora

LARA A história deste menino é como muitas outras, infelizmente! A Lara foi vítima de negligência e maus-tratos. A pessoa que a tinha tem imensos cães em condições degradantes. Com a intervenção da polícia e do canil municipal conseguiu-se tirar a Lara e os seus 5 filhotes. A Lara veio com sequelas… magríssima, com feridas nas patinhas, lombo e orelhas. Mas há algo de especial nela… uma doçura fora do normal, é extremamente meiga. LEIA A Leia está também para adopção no canil. É pequenina e lindíssima. Tem um feitio especial, é um pouco

A Cindy revela ser super super dócil, sabe brincar e tem também momentos de sossego. Adora colocar as patinhas na nossa barriga e receber miminhos. È de porte médio (cerca de 16 kg) e aguarda uma adopção responsável para ser definitivamente feliz...

BILLY

O Polly teve cerca de duas horas á beira da estrada atropelado, muitas pessoas passaram por ele e nada fizeram até que alguém não conseguiram ficar indiferentes. Deu entrada no canil e está neste momento á nossa responsabilidade. O Polly foi ao veterinário exterior para ser examinado mais pormenorizadamente e o resultado da indiferença foi : bacia fracturada em três pontos, com desnível de ossos do lado direito e inflamação da perna; abcesso no canino esquerdo, cuja infecção está no ouvido e dermatite acentuada por alergia à pulga. Está a ser medicado, mas o canil não oferece as condições necessárias ao seu conforto, Um cão fora de série, muito meigo apesar das dores. Adora beijinhos e conforto...ajudem o Polly! TIGRE O Tigre tem evoluído a olhos vistos. Não aceitava muito bem a coleira e trela mas já as suporta e por isso tem vindo passear ao pátio. Já permite o toque humano, entre outras que não tolerava e agora já permite. Neste momento o canil considera já ser possível levar o Tigre para casa, com cuidado claro, mas este velhote merece, viveu durante muito tempo no buraco de

O Billy foi recolhido pelo canil por ter levado uma pancada de um carro. Sofreu apenas uma pequena luxação e está tratado. É um cão muito. Deverá ter cerca de 4/5 meses. LULU

A Lulu entrou grávida no canil, os seus bebes já foram encaminhados para adopção. É uma cadela extremamente dócil. Precisa de uma adopção responsável para sair do canil onde não tem condições dignas para ser tão doces como ela. Para qualquer contacto, visita ou questões ligue para 91 923 45 87 ou através de e-mail animaisdocanildamaia@gmail.com Ajude também a ajudar. Contribua para esta causa. Note que 1 Euro, para nós faz a diferença. Envie o seu donativo para NIB 0035 0620 0069 9395 13020.

PUB

289