Page 1


2

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

As vantagens do implante dental Um belo sorriso abre portas. Mas, o que fazer quando faltam alguns dentes na boca? Uma das alternativas é o implante dental. E é sobre esse assunto que explana o Dr. Pablo Santos (CRO-ES 5206), que é Doutorando em Implantodontia, Mestre em Ortodontia, Especialista em Implantodontia, Ortodontia, Planejamento, Gestão e Avaliação em Saúde Coletiva. Confira:

O que são implantes dentários? O implante dental é uma estrutura de titânio no formato de um parafuso que substitui a raiz de um dente extraído. Ele servirá como um suporte para que a prótese seja instalada por cima, devolvendo ao paciente uma estética e uma condição de mastigar próxima a dos dentes naturais.

Qual é a sua indicação? Pode ser indicado tanto para casos de perda de apenas um dente, vários ou para situações de extração e colocação imediata no espaço do dente extraído. A perda de um ou mais dentes, leva a uma condição estética desfavorável, além de comprometer todo um equilíbrio que ocorre no sistema mastigatório, que causa problemas de mordida e favorece o aparecimento de outras disfunções. Portanto é fundamental uma rápida reposição do espaço para coibir a perda óssea. Dentre todas as alternativas reabilitadoras existentes, o implante, quando indicado em condições adequadas, é a melhor opção para substituir dentes perdidos.

Quais as vantagens do implante dental? O tratamento oferece benefícios ao paciente devolvendo principalmente a função da mastigação e a estética. Como o implante dental é instalado de maneira definitiva e fixa, não há o desconforto causado por problemas de instabilidade de próteses parciais removíveis ou dentaduras, e também não há necessidade de comprometer os dentes naturais adjacentes, situações muito comuns em pessoas que usam prótese. Além disso, a extração de um dente promove um aspecto de envelhecimento com a perda de estrutura óssea e falta de suporte para os lábios e bochechas. O implante dental minimiza esses problemas melhorando a auto-estima do paciente.

Antes

Nova luz sobre o Melasma Melasma é provocado tanto pela excessiva exposição da pele à luz do sol quanto pela susceptibilidade individual de cada um, principalmente nas mulheres. A radiação solar estimula as células produtoras de melanina (melanócitos), levando à formação de Drª Gina Garcia maior quantidade de pigmento no interior da epiderme. Pacientes portadores de manchas na pele, entre elas o temido Melasma, acabam de ganhar um apoio da comunidade científica no combate a este mal, cada vez mais comum. Este ano, foi publicado um artigo que revê o papel da “Luz Intensa Pulsada” na renomada revista Aesthetic Plastic Surgery e também foi amplamente debatido no Encontro Anual da Academia Norte-Americana de Dermatologia, considerado um dos mais importantes congressos desta especialidade médica em todo o mundo, que reuniu mais de 5 mil dermatologistas e pesquisadores de diversos países, o uso da Luz Intensa Pulsada no Meslasma. O sistema de luz intensa pulsada (IPL) emite um espectro amplo de comprimentos de onda, em geral na faixa de 400nm a 1200nm, sendo que sua seleção é feita por meios de filtros. A energia é emitida em todas as direções, podendo atingir níveis maiores que 80J/cm2, e a focalização e direcionamento da luz são feitos através de superfícies espelhadas. A variedade dos comprimentos de onda faz com que este sistema seja muito versátil podendo assim ser usado para lesões vasculares, rejuvenescimento da pele e lesões pigmentadas benignas como sardas, manchas café com leite e o Melasma. Mas muito cuidado na escolha do profissional. Este tratamento é prescrito e realizado por médicos pois a falta de conhecimento pode gerar o desconforto de manchas, depilação de sombrancelhas e queimaduras.

Depois

Melasma provoca manchas na pele


3

Procura por cirurgia plástica sobe no frio Geizy Gomes

Mais da metade são mulheres à procura do “corpo perfeito”

A temperatura diminuiu e com isso aumenta o número de pessoas que procuram os consultórios médicos para fazer cirurgia plástica. Maior parte dos pacientes são mulheres que querem ficar com o “corpo ideal” para exibir em praias e piscinas durante o verão. O cirurgião plástico João Carletti relata que logo após o carnaval aumenta o movimento no consultório “Geralmente de maio a janeiro o circulação aumenta, em julho e agosto a procura é maior porque a temperatura diminui e o conforto durante a recuperação é maior por causa do frio. Com a temperatura baixa diminui a incidência de cicatriz”. Mais da metade dos pacientes são mulheres e as cirurgias mais procuradas são a lipoaspiração e a prótese de silicone. Durante a recuperação dessas intervenções cirúrgicas é preciso ter alguns cuidados. “No verão a pessoa sua mais e, no calor, a chance de infecção cresce. O paciente tem que usar cinta ou sutiãs especiais, o que aumenta ainda mais a sudorese, se o tempo estiver quente”, conclui. A educadora física, Rosana Coelho, fez mamoplastia e colocou prótese de silicone com doutor Carletti em setembro do ano passado e assegura que a recuperação foi excelente “Não senti desconforto por causa da cirurgia, durante a recuperação não fez muito calor. Achei a época ótima para fazer a operação, quando o verão chegou, estava bem e já pude usufruir, claro que com alguns cuidados”.


Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Fitoterapia ganha espaço Prática antiga, a fitoterapia vem ganhando cada vez mais espaço no serviço público de saúde em todo o Brasil como alternativa ao uso dos medicamentos tradicionais. Mas a utilização de plantas medicinais para tratar doenças requer uma série de cuidados e, na maioria dos casos, depende de uma prescrição de profissional qualificado da área. Atualmente o Ministério da Saúde (MS) reconhece 71 tipos diferentes de plantas medicinais que podem ser usadas na rede pública, como, por exemplo, o Guaco (usado contra problemas respiratórios), a Espinheira Santa (trata gastrite e úlceras gástricas) e a aroeira, muito comum no Espírito Santo, que tem

efeitos na cicatrização de lesões de colo de útero. Embora sejam produtos naturais, o seu uso deve seguir uma série de cuidados. “Esses remédios são comprados em drogarias e farmácias com prescrição médica, só a minoria não precisa de receita. É preciso observar a procedência e se está bem acondicionado”, ressalta a farmacêutica que atua no Centro de Referência em Homeopatia e Acupuntura da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Áurea Scárdua Saade Cavalcanti. Além disso, é preciso ficar atento ao modo de utilização. “A grande vantagem do remédio fitoterápico é que diminui os efeitos indesejáveis se comparado aos medicamentos tradicionais, vemos muito disso nos anti-inflamatórios. Mas deve-se respeitar a dose, o modo de preparo, caso contrário se torna tão perigoso quanto os remédios convencionais”, alerta a farmacêutica.

SAIBA MAIS - Os fitoterápicos são comercializados em diversas apresentações, como pomadas, pastas, cremes, comprimidos, cápsula e podem ser usados em forma de infusão ou chá fervido. A apresentação respeita a melhor maneira de se extrair os princípios ativos. - A aprovação desses produtos é feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). - Ao todo, 16 estados oferecem o tratamento por meio de plantas medicinais na atenção primária, o Espírito Santo é um deles.

Fitoterápicos diminuem efeitos colaterais, mas devem ser usados com orientação


6

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Obesidade infantil preocupa Beatriz Caliman

A obesidade infantil já pode ser considerada um dos graves problemas de saúde atuais do país. Segundo o Ministério da Saúde, em 2009, 16,6% dos meninos entre 5 e 9 anos estavam obesos no Brasil - a taxa era de 2,9% em 1975. Maus hábitos na alimentação e na qualidade de vida dos pais estão entre as causas que contribuem para o problema. O mal também começa a ter reflexos em Cachoeiro, segundo a nutricionista responsável pelo setor de nutrição e dietética do Hifa, Mônica Cerqueira. Ela comenta uma recente pesquisa feita por uma cardiopediatra. A especialista em alimentação, afirma que há incidência de pré-adolescentes obesos. Segundo Mônica, as crianças atualmente estão mais sedentárias e procuram praticar menos atividades físicas. Além disso, afirma que a alimentação tem sido pobre em fibras e rica em gorduras. A responsabilidade recai sobre os pais, que devem incentivar a alimentação saudável.

“Os pais devem estimular a ingestão de pratos coloridos e mais saudáveis. O arroz e o feijão são fundamentais. Esta combinação é rica em aminoácidos, que fornece nutrientes para o crescimento da criança”, ressalta a nutricionista. SINAIS A diferença entre o “fofinho” e o risco a saúde com a obesidade é pequena. A criança é considerada obesa quando seu peso ultrapassa 20% do peso compatível com a sua idade e estrutura óssea. A especialista afirma que os parâmetros devem ser analisados pelo pediatra, de acordo com a idade, altura e peso da criança. A obesidade é o resultado de um desequilíbrio na troca de energias, quando mais energia é armazenada do que consumida. Neste caso, o corpo transforma este excesso de calorias em gorduras e as armazena. A obesidade além de causar problemas na estrutura óssea, pode desencadear doenças, como hipertensão e aumentar os índices do colesterol.

Nutricionista, Mônica Cerqueira, alerta sobre alimentação pobre em fibras

Hifa tem projetos O Hospital Infantil São Francisco de Assis (Hifa) tem programa de reeducação alimentar, desde o ano passado. Dez voluntários (funcionários da unidade) são acompanhados, mensalmente, pelos médicos e fazem refeições balanceadas. O objetivo, segundo Mônica, é disseminar bons hábitos na vida destes voluntários. Outro projeto do Hifa é o Prato Feliz. Nele, os pacientes do hospital são estimulados a se alimentar de forma saudável. “Mesmo que por pouco tempo, as crianças recebem pratos coloridos e saudáveis. O hospital não é um local de mudança de hábitos, a intenção é orientar a saúde através da qualidade de vida”, afirma.


7

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Inverno: a melhor época para dietas Beatriz Caliman

No inverno, a temperatura cai e o tecido gorduroso do corpo, que tem um importante papel de manter o calor, começa a gastar mais energia. Assim, é natural haver aumento do apetite e maior necessidade energética nos dias frios. A época em que as pessoas acabam se descuidando da alimentação e engordando, também é ideal para fazer dietas. De acordo com a nutricionista Andressa Cordeiro, é um hábito comum dos brasileiros ingerirem mais alimentos gordurosos nesta época do ano, como por exemplo, as massas, pão, bolo, torrada, arroz, além de doces. O problema, explica ela, é que o consumo de calorias é maior do que o gasto de energia, já que nesta época, as atividades físicas são “deixadas de lado” por conta do frio. A dica é substituir alguns ingredientes por outros, menos calóricos, como sopas sem massas e com mais legumes. Outro exemplo é o leite desnatado, que substitui o leite comum, rico em gordura, na preparação de molhos e bebidas, como o chocolate quente.

CALORIAS NA MEDIDA Como o corpo gasta mais energia, a atividade física, aliada a dieta equilibrada, pode trazer bons resultados, segundo Andressa Cordeiro. Para isso, não é preciso se privar dos prazeres gastronômicos da estação. Uma boa pedida para se aquecer no inverno é ingerir alimentos mais quentes e picantes. São medidas simples, como, por exemplo, temperos: coentro, cominho, gengibre, pimenta, cebola e canela. “Todos estes alimentos tem propriedades termogênicas, ou seja, capazes de aquecer nosso organismo e aumentar o gasto calórico durante

a refeição, além de aguçar o sabor dos pratos”, explica a especialista. O inverno também é a época em que as pessoas estão mais propensas a gripes e resfriados. Alimentos como as frutas cítricas e o alho fortalecem o sistema imunológico, de acordo com a nutricionista. Ainda de acordo com Andressa, manter a hidratação do corpo é fundamental. Como há maior necessidade de produção de calor, o corpo necessitará também de água para esse fim. “A necessidade de água pelo organismo é de, no mínimo, dois litros por dia”, frisa.

Nutricionista, Andressa Cordeiro, dá dicas para não se privar dos prazeres gastronômicos da estação


Caderno especial de saúde  

espirito santo de fato

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you