Issuu on Google+

SUPLEMENTO ESPECIAL Cachoeiro de Itapemrim, 2012 - este suplemento integra a edição 2.445 do ES de FATO

SUA CHANCE! Empregos, cursos e concursos


3

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Aprenda a elaborar um currículo Na busca por um emprego, o curriculum vitae (também chamado de currículo ou CV) é o passaporte para conquistar uma vaga no mercado de trabalho. É o documento que reúne os dados pessoais, formação acadêmica e experiências sionais p pprofisrtão de visitas que do candidato, ou seja, é o cartão será apresentado na empresa. Porém, com a era da informação e da velocidade, esse velho documento também se modernizou e o primeiro passo para chamar a atenção do empregador é demonstrar poder de síntese e objetividade na hora de redigir a sua vida profissional. Embora um bom currículo não seja garantia para conquistar uma vaga, ele pode ser de grande auxílio na convocação para uma entre-o vista. Portanto, os dados do candidato devem ser sucin-o, tos e caber em, no máximo, o duas páginas, demonstrando oum breve perfil do profissioes nal. As demais informações serão exploradas durante a entrevista, quando o empregador deverá tirar as d úvidas sobre os objetivos, habilidades e competências do candidato.

Estrutura de um currículo Dados pessoais Nome completo, idade, endereço, dois números de telefones e e-mail para contato. Números de documentos não devem ser colocados. Formação acad acadêmica Citar todos os nníveis de ensino. Colocar apenas os nomes das instituições instituiçõ e datas de conclusão dos cursos de Nível Superior (se houver), começando pelo título maior e mais rec recente. Cursos complementares Cur Citar Cit apenas os cursos voltados para a área em que deseja atuar na empresa. Esqueça cursos de d desenvolvimento pessoal, como culturais e hobbies. desen É ne neste campo que também se deve citar cursos na área de informática e de idiomas, colocando apenas o nível de conhecimento. Instituição de ensino é n irrelevante. irre Experiência profissional Colocar o nome das empresas, algumas atividades desenvolvidas, nome e contato a para referência nas empresas citadas. Não é aconselhável citar o período em que trabalhou em cada empresa. Se o candidato tiver muitas experiências, colocar apenas as mais recentes (dos últimos dois anos) e relacionadas à vaga ( pretendida. Não é aconselhável inserir pretensão salarial, mas caso o candidato prefira, ele deve citar um valor de mercado, nunca um valor fechado.


4

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Informática: inclusão a um click Beatriz Caliman

Saber o “ABC” da informática se tornou algo fundamental para quem quer conquistar um espaço no mercado de trabalho. Mas não basta apenas dominar esse mundo, é preciso ter certificação. Hoje, a maioria das empresas exige do candidato um mínimo de conhecimento sobre o assunto. E este pode ser o diferencial na seleção de candidatos a um emprego. Em Cachoeiro existem diversos cursos básicos de informática, que incluem os programas Windows, Excel, Access, Power Point, Word e também a Internet. A capacitação, que normalmente leva um ano, custa em média R$ 500,00. No entanto,

a Prefeitura Municipal está com inscrições abertas, até o dia 6 de agosto, gratuitas, nos telecentros da cidade (box). Sã0 600 vagas. As inscrições devem ser realizadas no próprio local. MERCADO A entrada no mercado de trabalho tem sido o alvo para a realização de um curso básico de informática, segundo a diretora de uma instituição em Itaipava (Itapemirim), Ivny Matos Gonçalves. Para ela, o curso é a chave para o sucesso. “As pessoas ainda não se deram conta da relação entre custo e benefício de um curso de capacitação básico. É sempre importante investir em conhecimento”, ressalta Ivny.

• Telecentro da Associação dos Moradores do Amarelo (Amobam). Rua Jerônimo Ribeiro, 348, bairro Amarelo. Telefone: 3526-8852 • Telecentro da Igreja Presbiteriana Central. Rua Virgínia, 33 (atrás do Mercado da Pedra “Quincas Leão”), bairro Guandu. Telefone: 3521-1886 • Telecentro do colégio IPE. Rua Laudelina Louzada, 14, bairro Campo Leopoldina. Telefone: 3522-1071 • Telecentro do Cras do bairro Jardim Itapemirim. Rua Alyo Sandemberg. Telefone: 3155-5329-Adilson • Telecentro do projeto Nossa Criança. Rua Pedro Estelita Herkenhoff, 113, bairro Basiléia. Telefones: 3517-0157 e 3511-5673 • Telecentro do projeto Vill’agindo. Rua Lauro Lemos, 18, bairro Alto Village. Telefones: 3522-5473 e 3521-5524

Objetivos diferem com faixa etária Segundo a coordenadora comercial de uma empresa de treinamento, Thallyta Paschoal Oliveira, a motivação muda de acordo com a idade do aluno. Ela comenta que a procura pelo curso vai desde crianças, para realização de trabalhos escolares; jovens, para ingressar no mercado, a até idosos para o entretenimento e uso doméstico.

TELECENTROS

Para coordenadora Thallyta Paschoal, curso básico atende necessidades de crianças a idosos

• Telecentro da Paróquia São Sebastião. Rua Praça da Bandeira, s/nº. Telefone: 3522-9417 • Telecentro da Paróquia Sagrados Corações. Bairro Zumbi. Telefone: 3522-1806 • Telecentro do Sisteci. Rua Araújo Machado nº 17- Centro. Telefone: 3522-5769 • Telecentro do Cras do bairro Alto União. Rua José Nunes Sobrinho s/nº. Telefone: 3155-5413 • Telecentro da ADICI - Distrito São Joaquim. Telefone: 9271-4101 • Telecentro Centro Cultural Mestre Salatiel – Centro. Telefone: 3155-5246


5

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Vantagens da educação à distância Geizy Gomes

O Ensino à Distância (EAD) surgiu no Brasil há mais de 70 anos. No início as aulas aconteciam pela TV, impressos, telégrafos, entre outros meios. Hoje, ocorre por meio de inúmeros recursos tecnológicos. Antes de ingressar numa faculdade à distância, porém, o estudante deve observar os modelos e as transparências da universidade onde pretende realizar o curso, orienta o diretor do Pólo UNIP, Leonidio Arruda. “Conta também como ponto alto, se o ambiente é adequado para uma universidade, os espaços destinados, a qualidade do atendimento e se a tutoria tem formação e conhecimento para orientação”, enumera o diretor. Ainda de acordo com Arruda o investimento para um curso superior à distância é menor. “Hoje, a tecnologia oferece condições de aprendizagem em níveis bastante elevados e adiantados, minimizando tempo e tarefas, com melhor resultado de capacitação e com custo ainda inferior”, garante. Existem mitos acerca da modalidade EAD. O estudante de Serviço Social, Jhone Souza de Paula (foto), alega que um deles é de que a cobrança é menor. “A maioria das pessoas acha que a educação à distância é mais fácil, mas a cobrança é a mesma que a de uma faculdade presencial. Nós temos os tutores eletrônicos, que nos orientam”, relata o aluno. Segundo Jhone, existem diversas vantagens de fazer um curso à distância. “Uma delas é a facilidade de poder fazer o seu horário. Os custos também são menores”, conclui o estudante, que se forma este ano e atua como estagiário na Secretaria de Desenvolvimento Social.

Petróleo e Gás estão entre os cursos mais procurados

Procuram-se pessoas qualificadas Geizy Gomes

O mercado de trabalho está à procura de pessoas qualificadas para preencher as vagas que são oferecidas a cada dia. Em Cachoeiro de Itapemirim há cursos profissionalizantes em diversas áreas. A ‘Prepara Cursos Profissionalizantes’, localizada no bairro Ibitiquara, oferece cursos nas áreas de informática, administrativa, preparatório para o Enem, línguas estrangeiras, entre outros. De acordo com a diretora da instituição de ensino, Vilma Dardengo, as pessoas têm, cada vez mais, procurado se especializar. “Temos uma grande procura pelos cursos de Personal Cad, Rotinas Administrativas, Operador de Computador, Petróleo e Gás, WebDesigner, Designer Gráfico. Todos

os cursos têm procura e estamos cientes de que a cada dia mais pessoas precisam se profissionalizar, pois não há lugar para amadores no mercado de trabalho”, avalia a diretora. As empresas hoje procuram profissionais com habilidades específicas. “Não basta dizer que fez um curso. O profissional precisa provar que sabe. Muitas vezes a pessoa cursou o Ensino Médio e não tem nenhum conhecimento específico para o mercado de trabalho. No mundo em que vivemos, tudo acontece com muita rapidez. O conhecimento se multiplica e aquele que não se profissionaliza por meio de cursos específicos fica fora do mercado”, alerta Vilma. Um curso profissionalizante tem duração média de 12 meses, uns são mais longos e outros mais rápidos.


6 Abertas inscrições para Ufes com salário de até R$ 3,2 mil Quinta-feira, 12 de julho de 2012A Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) está com 35 vagas abertas nos campus de Vitória, Alegre e São Mateus. As oportunidades são para profissionais de todos os níveis de escolaridade na área técnico-administrativa. As inscrições podem ser feitas a partir desta quinta-feira (12) até o dia 06 de agosto, no site www.drh.ufes.br. Os salários para nível fundamental são de R$ 1.777,58 e para o nível médio são R$ 2.125,94. Já para o nível superior, a remuneração é de R$ 3.293,33. A jornada de trabalho pode chegar a 40 horas semanais e a taxa de inscrição é de R$ 60, R$ 80 ou R$ 100, dependendo do nível de escolaridade do candidato. A seleção vai ser realizada em uma única etapa, que é a prova objetiva, prevista para ser aplicada no dia 02 de setembro, no turno da tarde. A validade deste concurso é de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

CARGOS - Técnico de Laboratório (Biologia) - Técnico em Artes Gráficas

Nível Fundamental - Auxiliar de Creche Nível Médio: - Assistente em Administração - Técnico em Alimentos e Laticínios - Técnico em Radiologia - Técnico de Laboratório (Física) - Técnico de Laboratório (Química) - Técnico de Laboratório (Análises Clínicas) - Técnico de Laboratório (Industrial)

Nível Superior: - Engenheiro-Agrônomo - Engenheiro Civil - Engenheiro Eletricista - Jornalista - Nutricionista - Produtor Cultural - Programador Visual - Publicitário - Relações Públicas - Técnico Desportivo - Zootecnista

Inscrições para o concurso do MCTI terminam na quarta Terminam na próxima quarta-feira (18) as inscrições do concurso do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Ao todo são 510 vagas, sendo 334 de nível médio e 176 de nível superior. As chances são para Analista em Ciência e Tecnologia Pleno 1, Tecnologista Pleno 1, Assistente em Ciência 1 e Tecnologia 1 Técnico. O cadastro pode ser feito no site www.cespe.unb.br. Os salários variam de R$ 2.705,38 a R$ 9.157,15, para uma jor-

nada de trabalho de 40 horas semanais. As taxas de inscrição para Assistente em Ciência e Tecnologia 1 e Técnico 1 são de R$64,00. Já para Analista em Ciência e Tecnologia Pleno 1 e Tecnologista Pleno 1, são de R$87,00. A seleção vai ser realizada em três etapas: prova objetiva, prova discursiva e prova de títulos. A primeira etapa está prevista para o dia 26 de agosto. A validade deste concurso é de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Inscrições para Aprendizes-Marinheiros terminam na quinta As inscrições para a Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros (CPAEAM) da Marinha do Brasil terminam na próxima quinta-feira (19). Ao todo, são oferecidas 2,2 mil vagas. O cadastro pode ser feito nos sites www.ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A taxa de inscrição é de R$ 12. Para participar da seleção, o candidato deve ser brasileiro, não ser casado ou ter constituído união estável, ter entre 18 e 22 anos de idade e ter concluído o ensino

fundamental. Os candidatos selecionados vão atuar em uma das unidades da escola que ficam nos estados do Espírito Santo, Ceará, Pernambuco e Santa Catarina. De acordo com o edital a seleção vai ser realizada em duas etapas: prova objetiva e eventos complementares, constituídos de Inspeção de Saúde (IS), Teste de Aptidão Física (TAF) e Verificação de Dados Biográficos (VDB). No Espírito Santo, as avaliações vão ser realizadas em Vila Velha

Marinha oferece 30 vagas na área da saúde A Marinha está com inscrições abertas até o dia 03 de agosto. São oferecidas 30 vagas, sendo 16 para o quadro de Cirurgiões-Dentistas e 14 para o quadro de Apoio à Saúde. Os interessados devem fazer o cadastro nos endereços eletrônicos www. ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br. O salário recebido por cada candidato varia de acordo com sua graduação. Os selecionados também vão receber alimentação, uniforme e assistência médica. Para concorrer a uma das vagas o candidato deve ser brasileiro, ter menos de 36 anos de idade, estar em dia com as obrigações militares e eleitorais e, se for militar ou membro da Polícia ou do Corpo de Bombeiros Militar, deve estar autorizado pela Força Armada ou Força Auxiliar. Os candidatos selecionados vão fazer o Curso de Formação de Oficiais, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). A seleção dos candidatos vai conter prova escrita, prova de redação, inspeção de saúde, teste de aptidão física, verificação de dados biográficos, prova de títulos e prova prático-oral de conhecimentos profissionais para os candidatos ao quadro de cirurgiões-dentistas. No Espírito Santo, as provas vão ser realizadas em Vila Velha (ES).

CONFIRA AS VAGAS Cirurgião-Dentista - Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial (02) - Dentística (04) - Endodontia (02) - Implantodontia (01) - Odontopediatria (01) - Ortodontia (01) - Patologia Bucal e Estomatologia (01) - Periodontia (02) - Prótese Dentária (01) - Radiologia (01) Apoio a Saúde - Enfermagem (03) - Farmácia (04) - Fisioterapia (03) - Fonoaudiologia (01) - Nutrição (01) - Psicologia (02


7

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim

Iniciativas para garantir um emprego melhor Com o mercado de trabalho mais competitivo, o profissional precisa movimentar-se caso queira conquistar uma promoção ou uma oportunidade melhor em outra empresa. Investir nos estudos, por exemplo, é fundamental. Um estudo do Centro de Políticas Sociais,

Para quem está começando - Quando se trata de iniciantes, a pouca experiência não conta tanto em uma entrevista. É claro que ter feito um estágio, remunerado ou não, vai acrescentar pontos, mas o importante é mostrar para o empregador vontade de trabalhar, disposição para aprender e crescer profissionalmente. Pessoas que passam vivacidade e iniciativa sempre têm melhores chances de ser contratadas. - Um diploma universitário é importante e sempre bem-vindo em qualquer currículo, como foi dito, mas não é a única opção de formação. Os cursos técnicos estão em alta e podem ser uma boa alternativa de escolaridade específica.

Para quem já está trabalhando - Para você se destacar na sua área de trabalho, mexa-se. Procure saber quais são as características das pessoas que fazem o que você gostaria de fazer. É preciso se perguntar: o que está sendo cobrado para a vaga desejada? Qual a tendência do segmento e como eu posso me preparar? Seja ambicioso (a), mas fique atento às exigências do mercado e busque diferencial na profissão escolhida. - Ser promovido significa merecer uma vaga de maior responsabilidade dentro de sua empresa. Mostrar um bom serviço, cumprir prazos e mostrar-se disponível são pontos importantes para quem quer ganhar visibilidade na empresa em que trabalha.

Para quem quer mudar de área - Antes de mudar de área, tenha clareza do motivo que o levou a essa decisão. Se a certeza é absoluta, o primeiro passo é buscar especialização no novo campo escolhido. De novo: busque uma boa formação. Cursos de pós-graduação e mestrados podem apoiar sua mudança de ares profissionais. - Se você sabe que quer mudar, mas não tem idéia para qual área, o trabalho de um “coach” pode ajudar. Trata-se de um especialista em reposicionamento profissional, que vai trabalhar com ferramentas de diagnósticos de comportamento e avaliar suas características e qualidades, direcionando-o para o caminho mais provável de sucesso.

da Fundação Getúlio Vargas (FGV), intitulado “Equidade e Eficiência na Educação: Motivações e Metas”, de 2007, mostrou a vantagem na ponta do lápis: o salário daquele que cursou apenas o ensino fundamental era, em média, de R$ 517,11. Quem fez ensino médio, tinha salário médio de R$ 767,08. Já quem tem

ensino superior acumulava ganhos médios de R$ 1.681,52. Hoje, os números devem estar atualizados, mas a diferença entre os salários de quem estuda mais ou menos é uma tendência que se mantém. Veja abaixo algumas dicas para atingir metas mais ambiciosas na carreira profissional:


8

Julho de 2012 Jornal FATO | Cachoeiro de Itapemirim


caderno especial cursos e concursos