Page 1

Sinônimo de aprovações em Curvelo e região

Confira os novos colunistas, nas áreas de Beleza, Cidadania, Casamento e Alimentação

UM JORNAL QUE QUESTIONA

ANO VII - Nº 93 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - DISTRIBUIÇÃO DIRECIONADA - 5000 EXEMPLARES - R$1,00

Por um fio

Funcionários protestam contra leilão da CASEMG Prefeito Maurílio abraça a causa e promete acionar a Justiça

Dezenas de funcionários da Dimavi Têxtil saíram em passeata, na última segunda-feira, 28/10, da sede da empresa, no bairro Vila de Lourdes até à Câmara Municipal de Curvelo, contra a decisão da Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais – CASEMG- de leiloar seus galpões. Considerada uma das líderes em fornecimento de panos para limpeza

Página 04

no país, a Dimavi Têxtil atua no mercado a 18 anos, dispondo de mão de obra qualificada e equipamentos modernos nos municípios de Curvelo e Inimutaba, empregando aproximadamente 200 trabalhadores, atendendo a demanda de diversos estados do Brasil. Matéria completa na página 09

Acompanhe os trabalhos e inciativas da Obra Social São Geraldo

Greve Nacional dos Bancários

Página 03

Sindicalista Gilceu Ferreira é ouvido no projeto Personalidades de Expressão

Lançamento supera expectativas do Grupo RZ Matéria completa na página 07

Coopermineral Central já está em funcionamento e deve beneficiar centenas de trabalhadores de Curvelo e Inimutaba Página 05


“E agora?” - Página 02 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

NÓS E OS OUTROS Afonso Guerra-Baião Em seus passeios pelos bosques da ficção, Umberto Eco diz que as pessoas gostam das histórias policiais porque estas fazem a mesma pergunta formulada pela filosofia e pela religião: “Quem fez isso?”. Assim também, eu penso, será possível dizer que a ficção científica nos fascina por trazer implícita em sua estrutura narrativa a pergunta ontológica: “Quem somos nós?”. Na verdade, essa pergunta espelha uma outra – “Quem é você?” – , através da qual procuramos nos redescobrir no outro, no alien, em histórias de outros tempos e outros mundos. Paradigma dessa ficção é o conto “O piquenique de um milhão de anos”, de Ray Bradbury, publicado no livro “As crônicas marcianas”, cuja edição argentina mereceu um prefácio de ninguém menos que Jorge Luis Borges. Escrito quinze anos antes da chegada do homem à Lua, quando ainda se acreditava na existência de vida inteligente em Marte, o conto relata a colonização do Planeta Vermelho por famílias

que fugiam de uma Terra dominada por ditadores e devastada pela guerra. As crianças de uma dessas famílias logo querem ver os marcianos. Então, o pai as conduz até a beira de um canal e lhes mostra suas próprias imagens refletidas no espelho das águas. Eu me lembro dessa cena, sempre que se formula uma afirmação discriminatória nas perguntas “Quem ele pensa que é?”, como se o outro fosse não-ser; “Que gente é essa?”, como se o outro fosse alheio a nós; sempre que dizemos ou (ainda) cantamos “Que país é esse?”, como se não houvesse História. Para além destas, no entanto, é preciso retomar aquela busca do conhecimento, aquela procura da verdade sobre nós mesmos e sobre o universo em que vivemos, expressa na contínua interrogação que a ficção figura. E é como se a todas essas perguntas respondesse o Oráculo de Delfos que, segundo Heráclito de Éfeso, não fala nem silencia, mas indica através de sinais: “Conhece-te a ti mesmo”.

Violência patrimonial José de Paiva Netto é jornalista, radialista e escritor. - paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

Escolhi apresentar a Vocês hoje o retrato da violência patrimonial, que provoca lastimável sofrimento, mormente a mulheres e crianças. A advogada Cíntia de Almeida, fundadora e diretora-executiva do Centro de Integração da Mulher, em Sorocaba/SP, trouxe-nos valiosas informações sobre o assunto: “A violência patrimonial envolve aquela mulher que deseja colocar as suas potencialidades a serviço do trabalho para contribuir com a família, mas seu companheiro, seu marido, a impede. Ele destrói os seus documentos pessoais, a sua carteira de trabalho. É também quando as divergências se instalam na vida da família. Ao optar pela

separação, a mulher faz a denúncia competente. Então, o companheiro destrói os seus bens, os bens que ambos adquiriram conjuntamente. Ou quando ele a coloca para fora do lar: ‘A casa é minha. Os filhos são seus. Então, eu fico com a casa’”. Segundo a dra. Cíntia, “essa outra forma de violência patrimonial depois na Justiça se esclarece, mas há uma demora grande. A Justiça está assoberbada e existem numerosos casos. Até que se resolva tudo, muitas vezes, a mulher é obrigada a sair com os filhos dessa situação constrangedora e violenta para buscar um abrigo, uma casa onde possa falar que é sua por um tempo predeterminado, intermediário, e onde vai ter toda a assistência possível. Mas não é a casa dela. Então, é um constrangimento que ela vive. Essa é

GENTE DO POVO FALANDO PARA O POVO Valério Diniz Mourthé – engenheiro civil / E-mail : valeriodiniz@hotmail.com Lisonjeado estou com convite do jornalista Geraldo Magela, jornal "E agora?", para assumir espaço no jornal, para falar à comunidade sobre temas variados. Muito importante ter oportunidade de falar para meu povo, procurarei sempre focar assuntos de interesses comuns de nossa sociedade. Estarei sempre aberto às criticas e sugestões, o que poderá acontecer pelo meu e-mail, ou pessoalmente. Vamos lá, meu primeiro tema será CIDADANIA. Cidadania é o exercício dos direitos e deveres civis, políticos e sociais, estabelecidos em nossa constituição. Quanto mais aprimorada a prática da cidadania em um país, mais alto será seu índice de desenvolvimento, mais civilizado será seu povo, mais equilibrada será a convivência entre as pessoas, melhor equalizada estará a distribuição das riquezas. EXERCÍCIO DE CIDADANIA É TAMBÉM PARTICIPAR EM TUDO QUE FOR DO INTERESSE COMUM DO POVO. O exercício da cidadania plena deve ser uma obrigação? Claro que não. O exercício pleno de cidadania deve acontecer por questão de compromisso e responsabilidade, de visão de que nossos diretos só serão respeitados se respeitarmos os direitos das outras pessoas. Vivemos num mundo conturbado, o desequilíbrio social cada vez mais marcante, a cada dia se agiganta diante de nossos olhos. O homem demonstra sua capacidade e inteligência nos avanços tecnológicos que não tem fim, mas não consegue inventar algo que resolva seus problemas de convivência, desigualdades sociais, desequilíbrio de renda, desequilíbrio de oportunidades, a violência aumenta a cada dia, crimes e acidentes matando mais que as guerras. As soluções necessitam ser urgentes, mas o homem, parecendo que anestesiado, não consegue estabelecer a equação que resolvesse tão aflitivo e duradouro problema, levando a crer ser inimaginável a solução. Os problemas são tantos e de tal dimensão que não serão resolvidos da noite para o dia, mas o mundo poderá ser muito melhor, é possível sim, basta acreditarmos e nos movimentar.

uma violência patrimonial, além de psicológica, em que ela vê os sonhos destruídos, e uma violência moral, em que se vê impossibilitada de reação. O companheiro que ela ama a destrói como pessoa e destrói a sua vontade de viver, de ser feliz e de transformar os filhos dessa união em pessoas saudáveis para a sociedade. Ela fica muito vulnerável, muito exposta”. O AGRESSOR Atenção agora a esta consideração de nossa entrevistada: “Geralmente, o agressor é alguém que conhece a mulher em todas as situações e como reage; sabe de todos os detalhes do seu dia a dia e conhece o seu cheiro, os seus sonhos”. Grato, dra. Cíntia, pelas elucidações levadas ao ar no programa “Sociedade Solidária”, da Boa Vontade TV (canal 20 da SKY). William Shakespeare (1564-1616) dizia que “aos infelizes o melhor remédio é a esperança”. Contudo, é dever de

A solução está no exercício pleno da cidadania, na medida que conseguirmos avançar na prática honesta e saudável da cidadania, avançaremos na mesma proporção no rumo

do mundo melhor e mais justo. Mas o que fazer? Vamos estabelecer exercício lógico de raciocínio: - Para que eu esteja bem, tudo que está em minha volta deve estar bem. Se tenho uma pessoa carente de meu lado, no mínimo, a situação de dificuldade dela irá me incomodar e preocupar; se no lugar dele tenho uma pessoa próspera, ela vai me vender o que produz e comprará o produto de meu trabalho. Ao produzir coisas e comprar o que produzem a meu redor, estarei exercendo cidadania, esta troca gera impostos, que deverão ser gastos com ações para o bem comum, logo eu tenho sempre que estar atento para contribuir para que esta movimentação aconteça, e da maneira mais saudável. - Se estou com minha vida estabilizada, não poderei estar indiferente ao que em minha volta acontece, quanto melhor estiverem as pessoas em minha volta, mais se consolidará minha situação de estabilidade. Sou engenheiro, minha situação pode estar tranquila, mas as pessoas em minha volta em situação difícil, ai não me dão serviço, meu dinheiro vai sendo gasto sem reposição, de repente estarei também entre os que estão em dificuldade, faltou exercício pleno de cidadania. Ser indiferente ao que em minha volta acontece é no mínimo atestado de burrice. - O que faz o Poder Público andar é gente, estas pessoas deveriam ser as mais comprometidas pelo melhor exercício de cidadania, são escolhidas e pagas pra isto, serem gestores e fiscais da prática do exercício de cidadania. Na realidade acontece o inverso, estas pessoas que deveriam cuidar das ações para o bem estar coletivo, esquecem de seu compromisso com a cidadania, passando a usar suas funções e poder, trabalhando para interesses pessoais, sendo que, pelo pleno exercício da cidadania, teriam que se conduzir de forma impessoal. Votar com sabedoria e vigiar cada passo de nossos representantes eleitos significa exercer plenamente nosso direito constitucional à cidadania, significa contribuir para um país melhor, para um futuro melhor. E quem busca exercer a cidadania de forma plena pensa e age: exige o respeito às leis, exige a aplicação eficiente do dinheiro público, não se deixa levar por marketing eleitoral chique (porém enganoso) e não se contenta em ficar só reclamando de longe, sem fazer nada, omissão é nosso maior pecado.

todos nós e dos poderes constituídos tornar realidade o socorro às vítimas da violência em seus vários aspectos. Mais que isso, chegar antes, não permitindo que ocorram. REGINA CASÉ E ESTEVÃO CIAVATTA A 16ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, encerrada em 8/9, contou com a presença do casal Regina Casé e Estevão Ciavatta. Eles autografaram aos leitores e amigos a obra “Buriti”, da coleção “Um Pé de Quê?”. O trabalho é inspirado em um programa de mesmo nome, da TV Futura, apresentado por Regina e dirigido por Estevão. Grato aos autores pelas fraternas palavras que me endereçaram: “Paiva Netto, Saúde e Sorte! Regina Casé” e “Paiva Netto, um pouco da nossa história para você. Abraços, Estevão”.

- Devemos entender, as mudanças só acontecerão se cada um de nós perceber que devemos individualmente nos conduzir praticando cidadania, pregando seu exercício como se fosse uma doutrina, entendendo e fazendo entender, que o único caminho que temos é este, não podemos esperar pelas soluções, nós temos que as promover, em seguindo este caminho, a velocidade das soluções estará atreladas ao grau de avanço que conseguirmos da verdadeira prática da cidadania. - O pleno exercício da cidadania combateria: as ações do capitalismo selvagem, onde o lucro está acima das pessoas, cobrança de juros escorchantes, por exemplo; exercício de protecionismo social que coloque as pessoas dependentes dele, ofuscando – lhes a visão de crescimento e melhoria de vida, pelo caminho da própria capacidade e esforço, que será exercício da dignidade, este protecionismo é a mais gritante conduta ante – cidadania, é o estado assumindo o papel de chefe de família, o filho aprende com o pai que o caminho é se acomodar, horizonte não existe; a conduta distorcida dos poderes constituídos, os que deveriam aprimorar as Leis e as fazer cumprir, deslavadamente, usando suas funções, as desconhecendo( as Leis) , ou até as manipulando, em prejuízo dos interesses do povo, focando seus interesses ou de alguém em particular, aqui temos exemplos claros disto, mostrarei em momento oportuno; irracionalidade e irresponsabilidade no gasto do dinheiro público, gasta –se milhões em uma obra sem o menor sentido para se ganhar uma eleição, aplica – se milhões em publicidade, pela propaganda de quem no poder está, para que propaganda para Petrobrás, por exemplo.

Podemos pois estabelecer a equação chave: Exercício pleno da cidadania + convicção de que podemos = sociedade equilibrada e feliz + nação próspera

Está em nossas mãos.


“E agora?” - Página 03 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Greve Nacional dos Bancários chega ao fim com resultados satisfatórios

“As tarifas são exorbitantes e a população merece respeito por parte dos banqueiros e do governo”, diz sindicalista Em entrevista ao vivo, no projeto “Personalidades de Expressão”, no último dia 11, sexta-feira, o presidente do Sindicado dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Curvelo e Região – SEEB- falou a respeito da presença do SEEB em Curvelo e região, desdobramentos da Greve Nacional dos Bancários, pauta de reivindicações, condições atuais de trabalho, repercussão na sociedade e outros. Curvelano da gema, o bancário Gilceu Ferreira da Costa (foto), é filho de Adolfo Ferreira da Costa e Juracy Medeiros Costa. Graduado em Ciências Biológicas pela FACIC, cursa o 5º período do Curso de Direito da FAC. Sempre

As origens do movimento Em sua fala inicial, agradeceu pela oportunidade e colocou-se à disposição de todos para esclarecer os assuntos de interesse comum. De acordo com ele, o sindicato tem suas origens no ano de 1959: “Fruto da abnegação e idealismo de bravos companheiros, foi criada a Associação Profissional dos Bancários de Curvelo, tendo como seu primeiro presidente o então funcionário do Banco Hipotecário, Cirilo Alves Ferreira. Naquela conturbada época da nossa história era necessário mais do que idealismo para levar adiante o objetivo proposto, e nossos companheiros Cirilo, Vicente, Otacílio, Cláudio, Teófilo, e tantos outros, souberam enfrentar com firmeza as adversidades e venceram. Mais tarde, já sob o comando do também lutador e dinâmico, Dirceu Augusto Alemão, com a colaboração do companheiro João Rodrigues Araújo, foi reconhecido oficialmente o Sindicato dos Bancários de Curvelo com a expedição, pelo Ministério do Trabalho, da sua Carta Sindical, datada de 07 de julho de 1961. Começa então nova etapa e juntam-se aos pioneiros novos companheiros de igual bravura, entre outros, Cláudio Castilho, Augusto Saraiva, Piffer e Éder Martins Sobrinho, este último presidindo o Sindicato com muita dedicação de 1980 a 2000. No ano de 1981, aconteceu a extensão da base territorial do Sindicato, que passou a abranger também as cidades de Diamantina, Corinto, Gouvêa e Morro da Garça, passando a entidade a chamar Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Curvelo e Região. A semente plantada em 1959 fez nascer o Sindicato em 1961, portanto já são 52 anos de existência, e com muita luta e dedicação, cresceu e transformou-se, hoje, numa entidade sólida, reconhecida e respeitada nacionalmente”, observou.

Projetos Entre os planos e projetos do SEEB, está a extensão de base que passará a abranger, no futuro próximo, aproximadamente 60 cidades, dentre elas: Pitangui, Pompéu, Três Marias, Serro, Guanhães, Rio Vermelho, Conceição do Mato Dentro e Itabira. O processo já está em fase final de conclusão, no Ministério do Trabalho e Emprego – MTE onde a documentação tramita desde o ano de 2001. Apontou que neste 3º mandato, que se estenderá até março de 2015, priorizou a criação e manutenção de um Departamento Jurídico sólido, tendo contratado o consagrado advogado Dr. Humberto Marcial, especialista na área bancária, para defender os interesses individuais e coletivos da categoria. Lembrou que no 1º mandato fora construída a sede própria e no 2º mandato houve um trabalho de maior aproximação com a categoria.

Convênios Pensando no bem-estar e comodidade de seus associados, o Sindicato mantêm diversos convênios nas cidades de Curvelo, Corinto, Diamantina e Gouveia, com descontos que variam de 5 a 20%. Curvelo: Alécio Confecções, Audácia, Casa Fausto, Fausto Infantil, Fênix Copiadora e Papelaria, Espaço Livre, Pontal Plaza Hotel, Sitoxu Jeans, Loja do Curtume, Drogaria Vital Med, 4ª Dimensão, Via 4, Academia Impacto, JM Eletrônica, CCAA, Master Informática, Casa Boa Esperança, Musilar, Celeste Joias, Ótica Exótica, Comercial Múltipla, Prhocar Som e Acessórios, Comercial Peças, RD Suspensões, Grantell Celulares, Relojoaria e Joalheria Technos, HD Brinquedos Presentes e Papelaria e Tapeboots. Corinto: Eletro Vianna, Drogaelisa Santo Antônio Ltda., Churrascaria Ponto Certo e Laboratório Deusdeth Ferreira. Diamantina: Ótica do Vale

voltado às causas sociais e humanas participou de várias associações, dentre elas merecem destaque: o Comitê de Cidadania Contra a Miséria e a Fome – Cidadania Opção de Vida, o Rotary Clube de Curvelo e exerceu o cargo de vereador em Curvelo nos anos 20012004. Atualmente, é membro da Academia Curvelana de Letras – ACL - e diretor da NCST – Nova Central Sindical dos Trabalhadores - presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Curvelo e Região, está em seu 3º mandato. Por Geraldo Magela/da redação

Ltda., Drogaria Arraial Ltda., Hotel Restaurante coisas, o assédio moral sofrido pelos bancários, Santiago Ltda., Sapataria Calce Bem, Marques as metas abusivas impostas pelos bancos aos seus funcionários Center Sulevando-os, muipermercatas vezes, a insisdos, Beths tir com o cliente Modas Mase praticar a culina, Posto “venda casada” Vista da de produtos e Serra Ltda., serviços. DiscorPremoldados reu acerca da Lei Diamante e de Greve expliPosto Jequiticando que, nhonha MG. mesmo não haGouveia: vendo imposição Ótica do Vale legal, foram toLtda. Gilceu madas medidas destacou que com o objetivo o Sindicato de manter o pretende traatendimento aos balhar mais aposentados e proximapensionistas. mente com “Foram 23 dias as entidades de intensas mobeneficentes bilizações em e prestadoque os bancários ras de servidemonstraram ços da Sindicalista Gilceu Ferreira da Costa, no momento em que ressua força e dersociedade pondia aos diversos questionamentos rubaram a incivil organizada de Curvelo a fim de intensificar a sua atua- transigência dos banqueiros, obrigando-os a ção em favor de uma de suas principais metas apresentar uma proposta, não a desejada pela que é a solidariedade e responsabilidade social. categoria, mas uma proposta que contempla, Destacou que, sob a eficiente coordenação da dentre outros benefícios, um aumento real de Federação dos Bancários de MG, GO, TO, DF e 1,82%, chegando a 2,29% no piso salarial, e alda Confederação Nacional dos Trabalhadores gumas melhorias na PLR. O mais importante em Empresas de Crédito, o Seeb Curvelo e Re- nesta Campanha Salarial, no entanto, é que gião desenvolve trabalhos de interesse geral da ficou claramente demonstrado aos banqueiros sociedade, participando efetivamente dos deba- e ao governo a insatisfação dos bancários no tes de assuntos relevantes, como foi o caso da que diz respeito à sua dignidade, ao trataPEC 33, da terceirização, do fator previdenciário, mento desprezível que vêm sofrendo nos postos de trabalho”, comemorou. A decisão de dentre outros. voltar ao trabalho veio através de deliberação tomada em Assembléia Geral realizada na úlPauta de reivindicações e Balanço tima segunda-feira, dia 14. Condenou veemenda greve temente, a maneira como os profissionais Esclareceu que as convenções e acordos cebancários vem sendo tratados pelos banqueiros lebrados pelo Sindicato nos últimos anos tem e governo. “No atual sistema financeiro, os sido satisfatórias e que a receptividade dos asbancários foram coisificados e o dinheiro persociados tem sido muito boa. Com relação à sonificado. O bancário tem que ser visto como Greve Nacional dos Bancários, disse que os regente, como pessoa e não como coisa. Os lucros sultados da mobilização foram positivos, uma dos banqueiros são grandes e cada ano cresvez que, pela primeira vez na história, além da cendo mais”. Apresentou vários levantamentos Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, os que comprovam a afirmativa. Com relação ao bancos privados de Curvelo e da região (Bratempo máximo de 15 minutos na fila dos bandesco, Itaú, Santander, Mercantil do Brasil e cos, esclareceu que em nosso município existe aderiram ao movimento grevista, reforçando a lei que trata do assunto e conclamou a popuassim a campanha que pedia, dentre outros, aulação a reclamar junto aos órgãos de defesa do mento real de salário, maior participação nos luconsumidor – PROCON - e Ministério Público, o cros, contratação de mais funcionários para seu efetivo cumprimento. atendimento ao público, fim do assédio moral e das terceirizações e melhores condições de traDiretoria e sede própria balho. Ainda de acordo com o entrevistado, a Informou que a diretoria do Sindicado dos participação dos bancários foi satisfatória, supeEmpregados em Estabelecimentos Bancários de rando assim, expectativas iniciais. “O resultado Curvelo e Região – SEEB- é composta por funé fruto do trabalho desenvolvido pelo Sindicato junto aos bancários e gerentes, através do diá- cionários de todos estabelecimentos bancários logo e da legalidade”. Reconheceu que a greve de Curvelo e Região e está assim composta: preteve o apoio quase total da sociedade, uma vez que, as causas defendidas são legítimas e de interesse da população. “A sociedade paga caro pelo serviço bancário. As tarifas são exorbitantes e a população merece respeito por parte dos banqueiros e do governo. A luta não é só dos bancários, é de todos. A greve não é só em Curvelo, é em todo o país”. Ressaltou que as negociações com os banqueiros são permanentes, através das mesas temáticas durante todo o ano e que, em uma campanha salarial, só se faz greve quando não há negociação séria, pois os bancários não gostam de fazer greve, somente usam deste expediente para derrubar a intransigência dos patrões. Denunciou entre outras

sidente, Gilceu Ferreira da Costa; diretor secretário, Milton Ribeiro D. Filho; diretor tesoureiro, Rogério de Barros Silva; diretor de relações do trabalho, Heldair Pereira Mariz; diretor social, Geraldo Antônio Costa; diretor de esportes, Alberto Pessoa Coimbra; 2º secretário, Vera Lúcia C. da Silva; 2º tesoureiro, Saulo Geraldo Alves; 2º diretor de relações do trabalho, Célia Irene de O. Alves; e 2º diretor social, Rubens Silvério da Silva. Suplentes diretoria: Ângelo C.de Miranda, André Lima Pinto, Geber Jardim Alves, Paulo César Diniz Matos, Elizeu Caitano de Morais, José Renato R. Pereira, Sandra Maria de Jesus Miranda, Geisa Mendes da Rocha, José Carlos de Araújo e Afonso B. da Conceição. Conselho Fiscal: Titulares: Alceu Galupo P. Penna, Elizete de Souza Pinto e Gustavo Batista Gontijo. Suplentes: Gilson Dayrell Pizani, Ione Moreira Cruz e Altair Pereira da Silva. Delegado representante junto à FEEB: Titulares: Gilceu Ferreira da Costa e João Rodrigues de Araújo. Suplentes: Vânia Matoso C. Sabino e Íris Maria Barbosa Lages. O SEEB, está situado em moderna e funcional sede própria, localizada à Av. Othon Bezerra de Mello, 1.315 – Centro, funcionando de segunda a sextafeira, das 08:00 às 18:00, conta com o telefone (38) 3721-2113, e-mail: seebcvo@veloxmail.com.br e site: www.seebcurvelo.com. Gilceu classificou sua diretoria como “atuante, responsável, participativa e comprometida com a qualidade de vida e de trabalho de seus associados”. Segundo ele, o sindicato tem 300 bancários em sua base de atuação e 315 associados, portanto mais de 100% de associados, uma vez que alguns bancários são transferidos e optam por continuar filiados. Esclareceu ainda que, após a homologação da extensão de base pelo MTE, há a expectativa de mais que dobrar o número de bancários na base do Seeb Curvelo e Região.

Papel da imprensa Falou a respeito da influência dos banqueiros e do governo sobre a mídia nacional. Destacou o importante papel desenvolvido pela imprensa local, destacando o jornal “E agora?”, através do projeto Personalidade de Expressão, oportunizando à população o conhecimento das demandas da categoria e os desdobramentos do movimento grevista. Em suas considerações finais, Gilceu Ferreira agradeceu ao entrevistador Geraldo Magela, a quem chamou de “jornalista futurista” e aos demais profissionais da imprensa e de forma especial aos convidados que ali se encontravam, colocou-se à disposição de todos para outros esclarecimentos acerca das atividades sindicais, quer seja em sua sede ou através dos outros meios. “A população é sempre bem-vinda e neste sentido, vamos fazer o máximo para atendê-la a contento”, concluiu. Estiveram presentes: Rubem Serrão (Central Notícias), Paulo Roberto (www.soumaiscurvelo.com), Alexandre Benony (Portal Pequi) e sargento Raimundo de Oliveira, representando o jornal “Centro de Minas”.

Registro - A entrevista foi prestigiada por dezenas de convidados e bancários


“E agora?” - Página 04 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

MINHA CELA

Um pintor, por nome Aurélio, ao debuxar seus painéis, costumava desenhar neles aquelas mulheres a quem consagrava estima e apreço. É este um emblema de como cada um se afigura e traça a sua devoção, empregando as cores que lhe surgem às paixões e inclinações. Quem é dado ao jejum tem-se na conta de um homem devoto, quando é assíduo em jejuar, embora fomente em seu coração um ódio oculto, e, ao passo que não ousa umedecer a língua com uma gota de vinho ou mesmo com um pouco de água, receoso de não observar a virtude da temperança, não se faz escrúpulo de sorver em largos haus, tudo o que lhe insinuam a murmuração e a calúnia, insaciável do sangue do próximo. Uma mulher que recita diariamente um acervo de orações se considera devota, por causa desses exercícios, ainda que, fora deles, tanto em casa como alhures, desmande a língua em palavras coléricas, arrogantes e injuriosas.

Esse alarga os cordões da bolsa pela sua consideração para com os pobres, mas cerra o coração ao amor do próximo, a quem não pode perdoar. Aquele que perdoa ao inimigo, mas satisfazer as dívidas é o que não faz sem ser obrigado á força. Todas essas pessoas têm-se por devotas e são talvez tidas no mundo por tais, conquanto realmente de modo algum o sejam. Estão bastante claras essas palavras de São Francisco de Sales, não estão? Estão falando bem diretamente ao nosso coração... é o que pressinto de todos vocês, já, leitores atentos. Estou certo? Vale a pena ter esta coluna no jornal? Gostaria que me notificassem, a fim de não estar a escrever à toa. O tempo é precioso, não vamos perdê-lo inutilmente.

Pe. Mário Ferreira Gonçalves- CssR

Obra Social São Geraldo informa São Geraldo Menino

São Geraldo nasceu na cidade de Muro Lucano, Itália. Como toda criança Geraldo Majella gostava de brincar. Os seus encontros não eram só com o menino Jesus trazendo-lhe o pãozinho branco. Encontrava-se com outras crianças do seu tempo. Frequentou a escola quando criança e foi um aluno brilhante. Era inteligente e muito dedicado. Assim testemunhou um dos seus professores. Aprendeu muito rápido a ler, a escrever e a fazer contas. Várias vezes colocava-se disponível para ensinar os seus colegas quando estes encontravam-se em alguma dificuldade. Nas aulas de religião, dominava com facilidade, pois em casa recebera uma boa formação religiosa dos seus pais. Exercera verdadeira liderança sobre seus colegas, sempre levando-os á

Igreja, para visitar Jesus no Sacrário. Por vezes organizava uma procissão com as crianças junto as grandes árvores da mansão da família CILLIS, que ficava um pouco fora da cidade. Certa vez ele fez uma cruz com uns galhos secos, prende- a em um tronco de carvalho e comandou os seus coleguinhas. – “De joelhos adoremos a cruz de Jesus.” – E a criançada de olhos grandes e felizes, uns por piedade, uns por brincadeira, outros, talvez, por brincadeira e sem entender, prostraram-se reverentes. A cena com certeza foi engraçada e bonita. E nós, hoje, pedimos a São Geraldo Majella que continue a liderar as nossas crianças. (Do livro: São Geraldo Majella. Braz Delfino Vieira, editora Santuário).

A Obra Social São Geraldo parabeniza todas as crianças pelo seu dia, sabemos que na infância é que construímos bases sólidas para formar cidadãos conscientes e construtores da diferença em nosso país. Ser criança é ser livre, brincar, sonhar, construir, buscar, descobrir, ser puro, sorrir, chorar, é a fase em que tudo se aprende, montando um pequeno alicerce para construir pilares de um grande universo. Agradecemos á Deus por contribuir e proporcionar as nossas crianças momentos de amizade, união, fé, carinho, comprometimento e

respeito, isso faz toda diferença em nossas vidas, esses valores vem através das Oficinas de Artes, Artesanatos, Oficinas de Informática, brincadeiras, leitura, Oficina de Esportes e da Oficina de Reforço Escolar e dos momentos de entretenimento, tudo para construir um amanhã e cidadãos capazes de fazer toda a diferença na sociedade.

A Obra Social São Geraldo chega ao mês de novembro com as esperanças renovadas e com a certeza de que os ensinamentos deixados por São Geraldo estão se multiplicando no coração de cada um de nossos usuários. No Projeto Construir o amanhã as comemorações de outubro na semana da criança nos renderam momentos de descontração, fortalecimento de vínculos e alegria, foram executadas durante toda a semana atividades de recreação, teatro, brincadeiras e ludicidade que despertaram em nossas crianças sentimentos de companheirismo, respeito e cidadania. Novas crianças se juntaram a nós aumentando nossa capacidade de atendimento para 80 crianças. No Projeto Profissionalizar e Incluir aconteceu em outubro a Formatura do Curso de Braille, onde foi celebrada uma missa em Ação de Gra-

ças presidida pelo Pe. Antônio Luiz de OliveiraC.Ss.R - diretor da Obra Social- pela conclusão de mais essa etapa na vida de nossos usuários, e também pela certeza de que a inclusão social acontece realmente em nossa comunidade, através do acesso aos deficientes visuais e da oportunidade de preparar profissionais capazes de atende-los em todas as suas especificidades. Agradecemos aos nossos colaboradores que com pequenos gestos nos engrandecem todos os dias e pelo carinho com que acolhem nossas crianças e possibilitam que sua infância possa ser realmente uma infância repleta de valores, afetividade e cidadania. Que São Geraldo continue iluminando a cada um que se faz doação para que este projeto possa ser transformação na vida de cada usuário por nós atendido.

Pe. Antônio Luiz de Oliveira – C.Ss.r. Diretor Obra Social São Geraldo

Liliane Alves Bonifácio. Educadora Social – Obra Social São Geraldo

Extravio de Documentos A empresa Collection Games Locadora LTDA., inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ sob o nº 07.344.839/0001-96, estabelecida na cidade de Curvelo, estado de Minas Gerais, declara para os devidos fins legais que, foi extraviado um bloco de Nota Fiscal – Série A, talão nº 10, cuja numeração vai de 000451 à 000500. Curvelo (MG), 13 de setembro de 2013. Mário da Silva Batista CPF 291.849.916-15 Responsável legal

Histórias

da

PMMG

A sintonia do comandante com o comandado Sargento Raimundo de Oliveira Quase sempre estou recorrendo ao videoteipe da tela da minha mente buscando fatos, pessoas, coisas, enfim, resto de memória, reminiscências, mas, sobretudo, verdades. A Polícia Militar de Minas Gerais - PMMG, na sua constante evolução, jamais ficou perdida na corrida do tempo. Nossa cidade, outrora sede da 4ª Cia. da PMMG, transformou-se em maio de 1982 em 39ª Cia., aumentando seu efetivo, abrangendo espaço maior do que o 42° BPM, aqui sediado. Pois foram inclusos nesta Cia. as seguintes cidades: Paraopeba, Araçaí, Cordisburgo, Santana de Pirapama, Lagoa Bonita e Caetanópolis. Ficou no comando, o competente oficial, Capitão Ciro dos Santos Santana, hoje coronel. Com seu grande tirocínio, conduziu de maneira sábia a missão a ele atribuída. Durante o seu comando, houve fatos marcantes que elevaram o nome não só da Cia. PM, mas também o da corporação miliciana de Minas, a nossa Polícia Militar de Minas Gerais. A exemplo disso: a primeira apreensão de drogas na história poli¬cial curvelana e a prisão do infrator que ocorreu na antiga zona boê¬mia, onde eram cultivados vários pés de maconha. A segunda atuação foi quando da campanha contra a fome para nossos irmãos nordestinos. Recuando no tempo, é bom ressaltar que esse oficial foi o primeiro a ser destacado na segurança pública em 1981, pela nossa sociedade e por muitos outros trabalhos que contaremos num futuro próximo. E, como prova de tal fato, eu tenho documentos, em meu arquivo particular, pois acompanhei todos os trabalhos, juntamente com meu comandante. Naquele tempo, o Quartel da 39a Cia. era situado na rua Zuzu Angel, 50, Centro de Curvelo. Quando se deu um fato atípico que veio quebrar a rotina da Cia. Fato esse que até então não ouvira dizer, tivesse acontecido outro semelhante. Estando de serviço de guarda no Quartel, ouvi gritos de socorro, aproximadamente às 20 horas, nas imediações do referido Quartel. Imediatamente fui até a porta e me deparei com um quadro inédito: um cidadão de nome Raimundo Nonato, vinha correndo pela rua gritando: - Pelo amor de Deus, me acode! Notei que atrás dele estava o Capitão Elisiário Martins Robaina, delegado do Serviço Militar, empunhando uma arma, acompanhado de seu filho, que o acobertava, dizendo para o civil: _ Vou te matar, desgraçado! Naquele momento, pedi à “suposta vítima” que entrasse no Quartel e, em ato contínuo, barrei a entrada do Capitão Robaina, impedindo seu intento criminoso.

Acionei o fiscal de serviço, sargento Francisco Bernardino Ferreira, que chegou o mais rápido possível e me dizendo: - Fique firme, companheiro. Ele retornou em seguida, acompanhado do Capitão Ciro dos Santos Santana, que me deu razão quanto ao meu comportamento no ocorrido. Em pouco tempo, chegou a Curvelo o alto escalão do Exército Brasileiro e da Policia Militar de Minas Gerais, com a finalidade de apurar os fatos acontecidos. Neste momento, notei a grande firme¬za e coragem e por que não falar do heroísmo do meu eterno comandante Ciro, sempre ao meu lado, apoiando-me e orientando-me. Lembro-me quando fui prestar esclarecimentos no Tiro de Guerra - TG 04.029, ao Cel. do Exército ele me acompanhou. Assim que confirmei as declarações, retornamos à nossa 39ª Cia. Mas mesmo assim, dias após, o nosso bravo comandante, por ter sido o suporte de seu comandado, foi transferido para o 3º BPM de Diamantina, passando o comando, ao seu sucessor capitão Dirceo Brás da Silva. Tendo eu aqui permanecido inconformado, ficando sempre a me perguntar: - Uma vida não foi salva? - E esta não é a missão de um policial quando a voz do dever exige? Vejo sempre escrito nas revistas da bicentenária corporação mineira uma frase: "Nossa profissão, sua vida". Mesmo com toda cobertura que me foi proporcionada pelo comando da Cia. e o sacrifício em meu favor, parecia que estávamos no Brasil colonial, quando os brasileiros tinham direito e o rei tinha razão. Quanto ao capitão Robaina foi para outra unidade do Exército Brasileiro. Tantos anos se passaram... vez por outra, encontro-me com o coronel Ciro, homem formado em vários cursos superiores, huma¬no, justo, voltado para as coisas divinas. Fico a pensar que, por ser diamantinense, a força daquelas montanhas e a coragem de nossos antepassados lhe deram ânimo para enfrentar mais esse desafio. Reprodução

Registros da época - Capitão Ciro, hoje, coronel PM; e soldado Raimundo, hoje, sargento

ANUNCIE CONOSCO E FAÇA BONS NEGÓCIOS (38) 3721-5055 / 9861-5218

“Serei pobre em fazer a minha vontade, e rico em buscar a tua.” (São Geraldo Majela) Geralda Luciene dos Santos Assistente Social – Coordenadora da Obra Social São Geraldo

UM JORNAL QUE QUESTIONA

EXPEDIENTE G.M.A. PRODUÇÕES E EVENTOS LTDA. CNPJ: 04.930.180/0001-61 - INSC. EST.: Isento INSC. MUN.: 1281-5 Endereço Avenida Dom Pedro II, 742, 2º andar, Centro - Curvelo-MG – CEP: 35790-000 Fone: (38) 3721-5055 / 9861-5218 E-mails: jornal_e_agora@yahoo.com.br radialistageraldomagela@hotmail.com

Diretores: Geraldo Magela de Abreu e Roberto de Abreu

Reportagens: Geraldo Magela de Abreu Diagramação: Jornal “E agora?” Copydesk: Afonso Guerra-Baião Departamento Jurídico: Cynara Costa Oliveira - OAB/MG 121.402 Tiragem: 5.000 exemplares Os artigos assinados não expressam necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores


“E agora?” - Página 05 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

União de objetivos comuns entre Curvelo e Inimutaba COOPERMINERAL CENTRAL já é realidade Por Geraldo Magela/da redação

A Assembleia Geral para eleição e posse da primeira diretoria da COOPERATIVA GARIMPEIRA DE CURVELO E R E G I Ã O LTDA. - COOPERMINERAL CENTRAL aconteceu na residência do vereador Devanir Pereira da Silva (foto), em Inimutaba, na última quinta-feira, dia 19/09/2013. A reunião contou com a presença de autoridades políticas, empresários, garimpeiros e convidados especiais. Em sua fala inicial, Devanir Pereira agradeceu a presença de todos, de forma especial a dos garimpeiros e seus familiares e a da comunidade inimutabense, ali representada por dezenas de populares. Coube à assessora jurídica da Cooperativa, Ronise de Magalhães Figueiredo (foto), a confecção da Ata de fundação e os esclarecimentos pertinentes à nova entidade. O Estatuto Social da Cooperativa foi apresentado e discutido amplamente pelos presentes, sendo aprovado, com algumas alterações e adequações que se fizeram necessárias. Em entrevista ao “E agora?”, Dra. Ronise afiançou que se todos os garimpeiros trabalharem de acordo com os princípios legais que norteiam o cooperativismo e com eles tudo se resolverá. “Os diretores avaliaram e discutiram o Estatuto ao longo dos últimos meses e só agora o aprovaram. A COOPERMINERAL CENTRAL terá futuro promissor, pois é composta de pessoas de garra, determinação e visão. São homens e mulheres comprometidos com as causas

comuns dos garimpeiros. Os cooperados viabilizarão o sucesso do negócio”, destacou. Diretoria A diretoria da COOPERMINERAL CENTRAL terá mandato de 04 anos e ficou assim constituída: Conselho Administrativo: Diretor Presidente, Vinícius da Silva Marques; Diretor Administrativo Financeiro, Rodrigo de Macedo Oliveira; Diretor Comercial, Devanir Pereira da Silva; Chang Chai Zon e Valter Aparecido da Costa. Conselheiros Fiscais efetivos e suplentes: Armelino Ostaque da Silva, Ricardo de Souza Silva e Edvaldo Pereira Lopes; Elias dos Santos Rodrigues, Wellington Guimarães Sampaio e Uirajara Gomes. Objetivos primeiros A COOPERMINERAL CENTRAL está localizada à Av. Bias Fortes, 879 e 879 A, no bairro Vila de Lourdes, em Curvelo e representa todas as cidades circunvizinhas, tendo como objetivos principais: a atividade de garimpagem de seus cooperados, a comercialização e exportação sob suas diversas modalidades; o estímulo, o desenvolvimento progressivo e a defesa de suas atividades econômicas de caráter comum; a venda em comum de sua produção extrativo-mineral, nos mercados locais, nacionais e internacionais e a prestação de serviços de qual-

quer natureza a terceiros inerentes à atividade principal da cooperativa. Além desses, a defesa e a proteção dos interesses e direitos de seus cooperados. Uma filial, segundo Vinicius da Silva, será inaugurada no futuro próximo, em Inimutaba. De acordo com a Dra. Ronise de Magalhães, “a COOPERMINERAL CENTRAL poderá entre outras coisas, transportar do local de produção para as suas dependências os produtos de origem mineral de seus cooperados; receber, classificar, padronizar, armazenar, beneficiar, industrializar e registrar as marcas de tais produtos; adquirir gêneros e artigos de uso doméstico e pessoal para fornecimento aos seus cooperados, assim como utensílios, máquinas e equipamentos de mineração; prestação de assistência médica, dentária, educacional, social e jurídica aos seus associados e empregados; celebrar contratos, convênios e ajustes com pessoas físicas, instituições e entidades públicas e privadas, inclusive companhias de seguro de vida para os cooperados; adoção de modelos de exploração e exportação, segundo as peculiaridades de cada minério extraído; celebração de contratos, convênios e ajustes com entidades nacionais e estrangeiras para todas as operações intercooperativas de interesse da sociedade e seus cooperados; dentro dos limites da possibilidade de operação, reunião e controle, constituir filiais em qualquer parte do território nacional; firmar convênios ou contratos, com pessoas físicas ou jurídicas da iniciativa pública ou privada; criar departamentos de serviços; contratar pessoal técnico nas áreas de informática, médica, administrativa, jurídica, financeira ou qualquer outra; adquirir

Vinicius da Silva Marques, presidente da Coopermineral Central; ladeado pelos diretores empossados e pela assessora jurídica, Dra. Ronise de Magalhães

materiais, bens móveis e imóveis para a sociedade e seus cooperados; criar e operar fundos especiais e poderá promover ainda o aprimoramento técnicoprofissional de seus cooperados, por conta própria ou por convênio com entidades especializadas, públicas ou privadas”, pontuou. Condições para se associar “Só podem se inscrever na Cooperativa, pessoas físicas, residentes e domicíliadas na região, que se dedicam à atividade-extrativo-mineral, em forma coletiva (Economia Social e Solidária), ou por conta própria, em imóvel de sua propriedade ou ocupado por processo legítimo. Uma proposta de adesão será fornecida ao interessado pela Cooperativa, mediante a apresentação de cópia dos documentos pessoais e do certificado do curso básico de cooperativismo e outros exigidos por Lei”, explicou Devanir. Presenças E s ti v e r a m presentes dentre outros, os vereadores à Câmara Municipal de Inimutaba, José Pedro, tenente Saraiva e Wilton Perácio; Marcos Dayrell, secretário adjunto de Comércio/Prefeitura Municipal de Curvelo; José de Jesus, presidente da Associação Mineral do Centro de Minas, Alair, Lícinio, Marconi Smith Resende, Renato da Associação Comercial e Indus-

trial de Curvelo, Daniel da FAC, Vadson pesquisador do CEFET e Dr. Mário Henrique Guimarães. Fizeram o uso da palavra, Vinícius da Silva, Marcos Dayrell, Alair e José de Jesus. Após a aprovação do Estatuto Social e assinatura da Ata de eleição e posse, foi oferecido pelo anfitrião, um churrasco. Em suas conclusões finais, Devanir Pereira agradeceu aos idealizadores e colaboradores da Cooperativa e conclamou a categoria a se unir em torno dos objetivos comuns e na construção de uma nova realidade para todos: “Temos que nos organizar e fazer a coisa certa. A Cooperativa é para todos os garimpeiros de Inimutaba, Curvelo e região e hoje estamos dando um passo definitivo para a oficialização e legalização do nosso projeto. Me preocupo muito com Inimutaba e sua gente, enfim, com o meu povo. Já estávamos legalizados, agora teremos mais possibilidade de ajudar aqueles que precisam do meu apoio”, concluiu.

Fazendo história – Diretores da Coopermineral Central, autoridades políticas e demais convidados de Curvelo e Inimutaba, no momento da foto oficial


“E agora?” - Página 06 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

MICAELA E RAFAEL FATURAM O TÍTULO DE MISS E MISTER CURVELO Falando de beleza... O 1º Concurso Miss e Mister World Curvelo, sob a coordenação de Clara Luciana e Maria Simone, aconteceu no último sábado (05), nas dependências luxuosas do Curvelo Clube e Clube Beer e contou com a participação de 18 lindos candidatos, conforme mostra sequência fotográfica de Paulo Roberto, do site: soumaiscurvelo.com: Enália Rodrigues Rocha (99 pontos), Cyntia Santos Soares (110), Deborah Lorrany Amaral (135), Jeane Aparecida Viana (104), Lorena Oliveira Campos (147), Maine Soares de Oliveira (126), Micaela Teixeira Valgas (165), Rosiane Araújo (78), Thaís Mendes da Silva (142), Bruno de Matos Vieira (98), Daniel Rocha Nery (80), Hérick Dyeison Alves (145), Pablo Fernandes Coutinho (118), Pedro Otávio Gonçalves (107), Rafael Rodrigues Soares (146), Rahony Batista Campos (132), Thalys Junio Carneiro Alves (144), e Vagner Rocha dos Santos (117). O certame teve como apresentador Geraldo Magela de Abreu, leia-se jornal “E agora?”; e as coreografias receberam a rubrica de Rayane Almeida. Como apoiadores culturais merecem destaque, as seguintes empresas e personalidades: Tapeboots Calçados, Toque de Sedução Confecções, Rabo de Saia Boutique, vereador Guerino Cardoso, Curvelo Tênis Clube (Marcelo Coutinho e Zé Branco), Elisangela Lopes (cabelereira), Charlene e Tamara Mendes (maquiagem); e Marília Moda Íntima e Praia. Fernanda Diniz, e Fabiana Noivas (Felixlândia) foram as patrocinadoras. O júri foi composto por ilustres personalidades da sociedade curvelana e regional: Ideumar Gonçalves e Soraya Soares (Folha de Curvelo), casal presidente do júri; Newton

Vieira, Aroldo Pinto, representante do prefeito de Curvelo Maurílio Guimarães; Maxuel Mendes, Théo Monteiro, Marisley Monteiro, representante de Fernanda Diniz; Rubem Serrão (Central Notícias), Dr. Aurélio Araguaia, Luane Nunes, representante de Fabiana Noivas; e Maria do Carmo, professora na E. E. Interventor Alcides Lins. A abertura do evento coube a Tayne de Jesus, Garota Alcides Lins que fez belíssima apresentação, granjeando aplausos animados da plateia. Os candidatos foram acolhidos com carinho pelos familiares e amigos durante toda a apresentação. Já era de madrugada quando o resultado foi anunciado. Sagraram-se campeões os candidatos: Micaela, 1º lugar; Lorena, 2º lugar; Thaís, 3º lugar; Maine, 4º lugar; e Rafael, 1º lugar; Hérick, 2º lugar, Thalys, 3º lugar, e Rahony, 4º lugar. Após o anúncio, DJ Lucas comandou o som com variados ritmos musicais.

E agora doutora? DIREITO MILITAR Direito Militar é o ramo do Direito relacionado à legislação das Forças Armadas. Com origem no Direito Romano, é conhecido também como Direito Castrense, utilizado nos acampamentos do Exército Romano. O Direito Militar passou a adquirir importância no Brasil com a vinda da família real portuguesa para nosso país em 1808, sendo aqui aplicado deste o Império, quando a família real organizou o primeiro Tribunal que a Nação conheceu, o Supremo Conselho Militar e de Justiça, que posteriormente se transformou no Superior Tribunal Militar (STM), que atualmente tem sede em Brasília e jurisdição em todo o território nacional. O Direito Militar é um ramo do direito que desperta o interesse das pessoas em razão de cuidar de uma categoria de funcionários públicos que são considerados como sendo funcionários especiais, com direitos e prerrogativas que na sua maioria não são assegurados aos funcionários civis. Mas, ao mesmo tempo que os militares estaduais ou federais possuem direitos especiais,

também possuem obrigações diferenciadas como, por exemplo, o sacrifício da própria vida no cumprimento de missão constitucional. Por ter peculiaridades a profissão, o legislador assegurou aos militares o direito de serem processados e julgados perante uma Justiça Especializada, que é a Justiça Militar da União ou a Justiça Militar dos Estados e do Distrito Federal. Importante frisar que a legislação militar, em grande parte, possui na área penal penas mais rígidas que do aquelas que se encontram estabelecidas no vigente Código Penal Brasileiro. Que para instituição e seus membros representa grande responsabilidade perante a possível pratica de um ilícito penal. Ressaltamos também que a instituição protege toda a sociedade contra pratica de crimes, trazendo mais segurança a população. Papel muito importante e fundamental para o dia a dia dos cidadão brasileiros. Cynara Costa Oliveira - OAB/MG: 121.402

Vencedores

Jurados

Participantes

Por que eu saí do Partido dos Trabalhadores Depois de 10 anos de filiado, decidi me desligar definitivamente do Partido dos Trabalhadores, assim como me afastar de toda e qualquer força política e/ou ideologia com tendências esquerdistas. Hoje tenho a convicção de que a esquerda só traz prejuízo para o ser humano. São inúmeras as razões que me levaram a essa decisão, de modo que, através deste artigo, vou expor as razões principais. (me encantei pela esquerda ainda na adolescência, mas hoje, momento em que estou ingressando na fase adulta, posso perceber o quanto eu estava equivocado) Com o julgamento do mensalão e as respectivas condenações, eu sinceramente tinha a esperança de que todos os condenados filiados ao PT pudessem ser expulsos do partido, resgatando, dessa forma, a ética partidária, que fora profundamente lesionada, aliás, isso seria o mínimo que se poderia esperar. Embora eu seja leigo em ciências jurídicas, tive a oportunidade de acompanhar boa parte da leitura do relatório final do Procurador Geral da República, que apresentou formalmente a denúncia do mensalão ao Supremo Tribunal Federal, relatório que me pareceu muito bem fundamentado. Mas o que vimos, ao invés da expulsão dos condenados, foi justamente o contrário. Os deputados João Paulo Cunha e José Genoíno, ambos condenados pelo STF, permaneceram normalmente no partido e, além disso, passaram a ocupar vagas permanentes na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, uma das comissões permanentes mais importantes da Câmara. Delúbio Soares, que havia sido anteriormente expulso do PT, depois de um tempo foi readmitido no partido, com direito a festa e tudo mais. Nem sequer foi aberto processo ético-disciplinar no partido para que os mesmos (João Paulo Cunha, Ge-

noíno, José Dirceu) pudessem responder formalmente a processo de expulsão no partido. Na minha condição de filiado (hoje ex-filiado) eu até poderia ter dado entrada nesse tipo de processo, entretanto, depois que vi o presidente do PT, Rui Falcão, dizer de forma bem clara que nenhum condenado no mensalão seria expulso do partido, depois de ver o partido promover formalmente jantares caríssimos com objetivo de arrecadar dinheiro para ajudar os condenados, depois de ver o irmão de José Genoíno assumir a liderança da bancada do PT na Câmara dos Deputados, depois de assistir incrédulo a todo esse espetáculo, percebi que de nada adiantaria meus esforços para tentar expulsar esses condenados do PT, ou seja, de nada adiantaria meus esforços para tentar moralizar o partido. E para aumentar ainda mais minha decepção, pude ver claramente pela imprensa todos os esforços do ex-presidente Lula no sentido de facilitar ao máximo a vida dos mensaleiros, antes do início do julgamento do mensalão. Facilitar no sentido de tentar influenciar ao máximo os ministros do STF (através de conversas particulares que ele teve com os ministros do STF), a fim de que dessem penas mais brandas aos réus. Cadê aquele Lula que tinha dito, há alguns anos, que iria “cortar na própria carne”? Por quê o ex-presidente Lula demonstrou tanto interesse em tentar aliviar tanto as penas aos réus? Qual o interesse de Lula nisso? Minhas deduções lógicas me levam a crer hoje naquilo que duvidei no passado: que o expresidente Lula não apenas sabia do esquema do mensalão, bem como foi o principal articulador, o chefe do mensalão. Durante o julgamento, tive a oportunidade de acompanhar os debates no STF sobre a teoria do “Domínio do Fato”, principal fundamento para a condenação de José Dirceu. Ora, com base nessa mesma teoria, que vi ser muito bem embasada na oportunidade, minha dedução lógica me leva a concluir que Luiz Inácio Lula da Silva também

deveria ter sido julgado como réu no mesmo processo. E ao mesmo tempo em que ocorria esse julgamento, pude ver iniciativas políticas no sentido de tentar diminuir o poder de investigação do Ministério Público, órgão que contribuiu muito para a investigação, coleta de provas e elaboração de dados fundamentais que contribuíram para muitas condenações no processo do mensalão. Por que agora esse desejo de certas forças políticas em calar a voz do Ministério Público? Por que o líder (à época) do governo federal na Câmara, deputado Vacarezza, do PT de SP, fez tanta questão de tentar atacar e desmoralizar o Procurador Geral da República (à época)? É muita cara de pau dessa gente que quis calar o Ministério Público, mas felizmente não conseguiram. Tudo isso eu assistia atônito, incrédulo, e ao mesmo tempo cada vez mais decepcionado, porque eu tinha a convicção de que a ética no meu partido (hoje ex-partido) caminhava para um destino inexorável de morte encefálica, ou seja, o corpo permanece vivo, mas o cérebro está morto e não pode voltar mais à vida, de modo que o corpo permanece num estado vegetativo permanente. Mais decepcionado ainda fiquei com a Presidente Dilma, que nomeou para o STF o ministro Barroso, muito conhecido como defensor do aborto. A Presidente Dilma, dessa forma, traía de forma brutal um compromisso de campanha que havia feito em 2010: o compromisso de que ela não iria favorecer o aborto, de forma nenhuma, nem a ampliação das formas previstas para aborto legal, entretanto, ao nomear um defensor do aborto como juiz da Suprema Corte, Dilma está favorecendo indiretamente a causa abortista, uma vez que se, um dia, o STF tiver que dar a palavra final sobre esse tema, a causa abortista já tem um voto ganho, o do ministro Barroso. E como se já não bastasse tudo isso, a presidente Dilma está cometendo o maior crime da História contra a saúde pública brasileira, ao

favorecer a importação ilegal de médicos formados no exterior, médicos de formação muito duvidosa, dispensando os mesmos da realização da prova de revalidação de diploma, o Revalida, como prevê a Lei, única forma de garantir que esses profissionais possuem um mínimo de conhecimento em medicina. Dessa forma, as populações que estarão sob os cuidados desses médicos de formação duvidosa, correm grande risco de sofrer danos irreversíveis, que podem culminar até mesmo em morte, danos decorrentes de erros extremamente grosseiros, como já ocorreu em outros países (como, por exemplo, na Venezuela) nos quais houve a importação de médicos cubanos, erros que já começam a ocorrer também aqui no Brasil! Erros extremamente grosseiros desses “médicos” formados no exterior, que já estão ocorrendo com pouco mais de 1 mês de existência do programa, amplamente divulgados nas redes sociais. Por exemplo, o caso da Amoxicilina prescrita para uma criança em dose única ao dia, erro grave! (as bactérias é que agradecem, porque o correto seria de 8/8h.) Outro caso foi a Azitromicina, comprimido de 500 mg prescrito 3 vezes ao dia (8/8h), erro também muito grave, uma vez que o correto seria apenas uma vez ao dia. Os responsáveis por eventuais danos e mortes decorrentes desses e de outros erros absurdos são o ministro da saúde, Alexandre Padilha, e principalmente a presidente Dilma Rousseff. A presidente Dilma está cometendo flagrante crime de responsabilidade, uma vez que ela atenta de forma grave contra a saúde pública brasileira. Isso cabe abertura de processo de Impeachment contra a Presidente Dilma, por Crime de Responsabilidade, como prevê a Constituição de 1988. Se você, caro leitor, me desse um alto-falante para falar alguma coisa, minhas palavras seriam “Fora Dilma! Impeachment Já!”. Pois é isso também o que escrevo agora: Fora Dilma, impeachment já! Igor Gabriel Álvares Rodrigues Assis


“E agora?” - Página 07 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Grupo RZ lança a tecnologia SMARTSHOP Lançamento contou com a participação de inúmeros convidados e com badalado show do ex-BBB7, Alberto Cowboy Com a popularização dos smartphones e tablets e do acesso à internet, as empresas vem se adaptando as necessidades de seu público. Atualmente o consumidor está conectado e interagindo a todo momento com aplicativos e sistemas compatíveis a tecnologia. O SMARTSHOP é um sistema de vendas ágil e eficiente, é a conexão do mundo real ao virtual através de soluções equilibradas e inovadoras. Diariamente milhares de pessoas acessam internet, efetuam compras mobile e acompanham a tecnologia. De acordo com a tendência de mercado foi criado o SMARTSHOP que é de fácil acesso, pois possui funções práticas, objetivas e autoexplicativas. Em entrevista exclusiva a “E agora?”, o presidente do Grupo RZ e idealizador do SMARTSHOP, Rayfran Darllyson de Andrade Reis (foto), falou a respeito da nova tecnologia e das possibilidades reais de ganhos para as partes envolvidas. Natural de Corinto (MG), o empresário radicado em Curvelo, é técnico de Estradas pelo CEFET/MG e atua no mercado da informática desde o ano de 1993. “Cresce cada dia mais o número de pessoas com acesso à internet em seus smartphones e tablets, aumentando a demanda por aplicativos que facilitam a vida dos consumidores. Os aplicativos estão cada vez mais populares e passam a ter papel de destaque na vida dos usuários, oferecendo diversas ferramentas para cada tipo de necessidade ao alcance das mãos. O SMARTSHOP surgiu para atender a essa demanda”.

Nova tecnologia: O que é? Como funciona? A quem interessa? O SMARTSHOP, segundo explicou o empresário, nada mais é do que um indicador de clientes potenciais. O interessado baixa o aplicativo gratuitamente na Google Play para sistemas Android, e posteriormente estará disponível para sistemas IOs e Windows Phone, e também pode se cadastrar no site. “É um aplicativo ágil e eficaz de vendas de produtos e serviços, que proporciona comodidade e segurança para o cliente, vendedor e usuário. O usuário faz suas indicações, que automaticamente são enviadas para a Central do SMARTSHOP que funciona a partir do fornecimento dos dados do cliente potencial para a concretização da venda. Após a concretização da venda, o usuário ganhará uma comissão. A pessoa que foi indicada pode indicar outras pessoas, gerando assim uma cadeia de ganhos, com comissão para toda a rede de usuários. O pagamento das comissões é realizado via depósito bancário, no prazo máximo de 60 dias, após o fechamento do mês em que a venda foi realizada. Indicando clientes e usuários para o SMARTSHOP, você conquista sua independência financeira: quanto mais pessoas você indicar, mais dinheiro você pode ganhar”.

Lançamento Ainda de acordo com Rayfran, o SMARTSHOP foi lançado em Curvelo, no último dia 04, no Curvelo Clube, em parceria com a RZ Net, Claro TV, Claro Banda Larga e Claro Controle e deverá se expandir para todo o Brasil, através das redes sociais e da mídia (televisão, rádio, revista e jornal). Destacou que o projeto conta com parceiros de peso e de credibilidade no Brasil e no mundo como é o caso da Claro, terceira maior empresa

Augusto de Lima, Buenópolis, Joaquim Felício, Vila Alexandre Mascarenhas, Rodeador, Gama, Gentil de Matos (Picão), Estiva e Nossa Senhora da Glória), contando com a colaboração de 80 funcionários. Segundo Rayfran, “a internet é um segmento que cresce diariamente. A expansão acontece naturalmente e o nosso projeto atual é a implantação de fibra óptica, já em andamento, através de projeto aprovado pela CEMIG. A tecnologia de fibra óptica é o que temos de mais moderno no mercado tornando possível a transmissão de dados em altíssima velocidade, sem variações. Pretendemos implantar o serviço até 2014 em todos os bairros e na sequência, nos municípios atendidos por nossa empresa”, informou. de telecomunicações do mundo. “O lançamento foi produtivo uma vez que, contou com a presença da sociedade e de diversas autoridades constituídas de Curvelo e Região. Está provado que nós de Curvelo e desta região, somos capazes de criar novas tecnologias, aplicativos e ideias para difusão no Brasil e no mundo, através de projetos inovadores”. Elmo Melquíades de Souza Júnior, supervisor do SMARTSHOP; aproveitou para agradecer a presença e boa aceitação da sociedade ao projeto lançado. “A receptividade foi ótima, e os resultados puderam ser sentidos através dos comentários e gestos de apoio e incentivo dos participantes”. Ainda de acordo com ele, a venda de produtos diversos, será analisada futuramente, pois envolve logística e outras adequações.

Mensagem aos clientes e colaboradores Em suas considerações finais, Rayfran Darllyson avaliou o trabalho realizado ao longos dos últimos anos à frente do Grupo RZ, salientando a importância dos colaboradores e parceiros, nos projetos desenvolvidos com sucesso. “A equipe é a principal responsável pelo sucesso do Grupo RZ. Deixo aqui minha mensagem de agradecimento a toda população curvelana, de forma especial aos meus clientes, sem os quais o Grupo RZ não existiria”, finalizou.

Grupo RZ O Grupo RZ é formado pelas empresas RZ Net (Curvelo e região), RZ Florestal (Gentil de Matos, em Inimutaba), RZ Panificadora (Buenópolis), RZ Corretagem (prevista para iniciar as suas atividades em novembro) e RZ Celulares (lojas em parceria com a Claro, em Montes Claros, Pirapora, Várzea da Palma e Curvelo). “O Grupo RZ está em constante evolução realizando investimentos para melhorias em sua estrutura e qualificação da mão-de-obra, para satisfazer as necessidades dos seus clientes tendo por missão, proporcionar serviços que visam qualidade e preço acessível a seus usuários, através da busca e do desenvolvimento de novas tecnologias. Sua visão é ser referência no mercado de atuação, na busca constante da excelência em todas as áreas, oferecendo soluções compatíveis com a necessidade dos clientes. Ética, Qualidade, Tecnologia, Compromisso e Trabalho em equipe são os nossos maiores valores”. Sua sede administrativa funciona de segunda à sexta-feira, em modernas e funcionais instalações, localizada a Rua Sete de Setembro, 205, centro, em Curvelo. Dispõe dos seguintes contatos: telefone: (38) 3722-2207, email: rz@rznet.com.br e site:www.rznet.com.br.

01

02

Fazendo história... A RZ Net, primeira empresa do Grupo, atua no ramo de telecomunicações, com outorga da Anatel, fornecendo acesso à internet de alta qualidade, oferecendo suporte aos usuários com preço acessível. Atende a aproximadamente sete mil clientes das mais diferentes classes sociais, 12 prefeituras e 16 municípios (Curvelo, Inimutaba, Presidente Juscelino, Morro da Garça, Santo Hipólito, Monjolos, Lassance, Várzea da Palma, Registro fotográfico

04

01 - Alberto Cowboy, ex-BBB7, contagiou o público com sua apresentação 02 - Equipe de funcionários que atuou durante o lançamento 03 - Fachada do Grupo RZ, sinônimo de credibilidade na prestação de serviços 04 - O lançamento do SMARTSHOP contou com a participação de autoridades, populares e imprensa de Curvelo e região

03


“E agora?” - Página 08 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Embelezando a vida com Valéria Carneiro Condé - Gerente de Setor 208 MAQUIAGEM Brasil, a grande passarela do mundo. Onde as mulheres desfilam traços negros, brancos, indígenas, amarelos e mestiços. Onde a diversidade é revelada sob o holofote de mulheres vibrantes, sensuais, bem humoradas e elegantes. Onde você revela seu lado mais poderoso como uma sofisticada inspiração para o mundo. A linha de Maquiagem Avon está cada vez mais próxima da mulher brasileira. Com uma variedade de cores que atende a todos os tons e tipos de pele, texturas diferenciadas e tecnologias inovadoras, que vão realçar a sua beleza e, acima de tudo, a sua personalidade. OUSE E REVELE A MULHER MAIS PODEROSA DE TODAS: VOCÊ. KIT PRÁTICO PARA UM LOOK PERFEITO 1 - ESPUMA LIMPEZA RENEW: Pele:Pele perfeitamente limpa é um dos segredos para uma boa absorção dos hidratantes e cremes de tratamento, além de garantir poros menos dilatados e prevenir acne.Remove excesso de oleosidade, deixando sua pele tonificada.Use antes da maquiagem e também após retira la. 2 - BB CREAM: Sem tempo de passar filtro-solar, hidratante, anti-idade, primer e base? Agora você tem tudo isso num só produto. O BB Cream é muito mais que uma base tradicional, ele é uma base de beleza com 10 benefícios que ajudam a deixar sua pele ainda mais perfeita!10 efeitos incríveis e tonalidades perfeitas. 3 - IDEAL FACE PÓ COMPACTO: Textura fininha e uma aderência incrível à pele, ajudando você a revelar sua beleza sem brilho excessivo no rosto. O efeito é super natural, pois é formulado com partículas iluminadoras, que deixam a pele naturalmente radiante. É fácil de espalhar e, quando aplicado em todo o rosto, ajuda a fixar a base e matifica à pele. - Indicado para todos os tipos de pele- Textura macia e fácil de aplicar 4 - QUARTETO SOMBRAS: Dez coleções incríveis, com cores super intensas para você combinar à vontade e experimentar novos looks. Do olho mais básico ao colorido total. É só deixar a criatividade fluir! A nova fórmula tem cobertura excelente e alta dura-

bilidade, para garantir um olhar impactante o dia todo! - Alta cobertura - Tecnologia Ultra Color, com cores mais vivas e radiantes, que se mantém o dia todo - Paleta de cores mais completa e variada Mais opções de acabamento: Matte, Cintilante e Metálico - Embalagem prática, com espelho e aplicador. 5 - BLUSH: O Blush que ilumina seu lado Ultra Sexy. O blush em pó iluminador realça sua beleza natural- Deixa sua pele com aparência saudável e radianteFórmula mineral e luminosa espalha facilmente para um look de arrasar. 6 - BATOM ULTRA COLOR:A Avon apresenta a sua nova linha de Maquiagem que traz a inovadora tecnologia Ultra Color para deixar seus produtos preferidos ainda melhores. Nos batons, a cor viva e intensa que você vê no bastão é a mesma que fica nos lábios. A fórmula ultrapigmentada das sombras ajuda a deixar o olhar super marcado com apenas uma aplicação e as tonalidades sofisticadas vêm com um passo a passo já incluído na embalagem, facilitando ainda mais o uso. Tudo para você revelar seu lado mais poderoso. 7 - CANETA DELINEADORA P/OLHOS: Traço versátil para seduzir do seu jeito: Define o contorno dos olhos/ Formato de caneta/ Aplicação fácil com resultado profissional/ Aplicador versátil para traços do mais fino ao mais e- Secagem rápida/ Não forma flocos/ Oftalmologicamente testado. 8 - MÁSCARA DE CÍLIOS: Mais Volume e alongamento. A Super Drama é a nova máscara da Avon que reúne os dois efeitos para criar um Look incrível: Aparência de cílios até 21% maiores. O aplicador em formato de hélice completa o visual glamoroso: À Prova d’água. AGUARDEM NOVAS DICAS DE BELEZA!!! QUER TRANSFORMAR SUA VIDA E CONQUISTAR SUA INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA? SEJA UMA REVENDEDORA AVON ACESSE E CADASTRE: www.avon.com.br ou faça-nos uma visita em nosso escritório: AV. DOM PEDRO II, 521-SALA 09(GALERIA GRÃO MOGOL) CENTRO, EM CURVELO/MG. (38)3721-2541 (das 13:30 às 17:30)

Dicas de Casamento Caros leitores, Estarei aqui a partir dessa edição dando a vocês dicas de casamento para todos que tem dúvidas sobre esse momento tão especial, começaremos pelo convite e daremos dicas de todas as etapas para um casamento perfeito. Educação e elegância nunca saem de moda. Os noivos devem levar em conta algumas regras básicas de etiqueta ao enviar o convite de casamento para amigos e parentes. Tire suas dúvidas! Com quanto tempo de antecedência devo mandar o convite de casamento? É importante entregá-los com tempo suficiente para que os convidados consigam se programar. Pode ser 30 dias antes da data da festa. Se você mora em outro país, pode enviar com até seis meses de antecedência. Como devo entregá-los? O ideal é que a entrega seja feita pessoalmente, sempre que a distância permitir. Os noivos também podem contar com a ajuda da família para fazer a entrega. E se a pessoa mora longe, pode enviar o convite de casamento por correio, dentro de um outro envelope. Uma boa ideia é colocar um post-it no envelope dizendo que adoraria entregar em mãos, mas a distância não permite. Quero convidar apenas amigos e colegas de trabalho mais próximos. É indelicado com os ou-

tros? Não, não é. Várias pessoas passam por essa situação. Os noivos têm seus motivos para serem seletivos ao fazer a lista de convidados, e os conhecidos que ficaram de fora devem ter compreensão. Posso colocar no mural da minha empresa um convite único convidando todos do meu departamento? Se realmente quiser a presença de todos, sim. Mas o gesto traz a dúvida de quantas pessoas realmente vão comparecer ao evento – informação importante para o buffet. Devo pedir confirmação de presença dos convidados? Sim, é bom que o faça, porque os buffets cobram por pessoa. Coloque essa observação no próprio convite de casamento, pedindo a gentileza de confirmar a presença. Forneça os contatos e a data limite. Tenho uma família numerosa, com vários primos e primas. Posso enviar um único convite para cada família? A regra é: um convite de casamento para cada casa. Se todos moram juntos, está liberado para mandar um só. Mas se todos os primos se casaram e cada um mora em um local, então será um convite de casamento para cada um. Eduardo Pinto Petit Sabor Buffet

Inconformados

Romanos 12.2: "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Sabemos que a Vontade de Deus para nós é a melhor... mais como vive-la? A bíblia nos ensina a reescrever a nossa própria realidade e a não conformarmos com o mundo (Sistema) Ela nos orienta a nos Transformarmos pela Renovação da nossa Mente, portanto se você está dentro de um quadro injusto e desigual, mude, transforme-se, não aceite essa realidade passivamente, repense a sua vida, valores e história. A única coisa inquestionável na vida é a sua aliança com Deus, as outras necessitam ser questionadas, então não se conforme, transforme-se, sacrifique-se, e seja forte para transformar o ambiente em que vive, pois quando você muda, tudo o que gravita ao seu redor também muda! Saiba que Deus te ama, e fará com que todas as situações de sua vida, por mais difíceis que sejam se transformem em mananciais de vida, e viver é Nossos Cultos Culto da Família: domingo as 19:00h Culto da Vitória: quarta-feira as 19:30h Quebra de Maldições: quinta-feira as 19:30h Arena Jovem: sábado as 19:30h

crescer sempre! Portanto antes de lutar contra o mundo (sistema) você precisa se resolver; primeiro você luta contra si mesmo, e depois de vencer, você pode lutar contra fortalezas, injustiças, inimigos, demônios, etc. A primeira pessoa que precisa receber os seus golpes é você mesmo. Você tem que se enquadrar voluntariamente para estar qualificado a viver em plenitude, ao contrario, não terá autoridade para vencer e ser o ator principal de sua historia. Assim que você vencer a si mesmo (rejeições, traições, perdas, feridas e traumas) você estará pronto para experimentar a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus, e ela é para você! Tenha força e determinação para cumprir a vontade de Deus e receba o melhor do Pai, pois você foi feito perfeito para ser você! Viva a Vida que Deus determinou para você, decida seu Destino e seja Feliz em Deus! Pastor Robson Souza

Rua João Pizani, nº 13, Bairro Centro, Curvelo – MG Contatos: sntcentrominas@gmail.com ou www.facebook.com/snt.curvelo Dúvidas? Pergunte ao Pastor! www.curveloonline.com.br/pergunteaopastor


“E agora?” - Página 09 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Cotonifício Dimavi pode estar com seus dias contados Galpões da CASEMG serão leiloados pelo governo “É um absurdo o que se propõe: desfazer de um imóvel desse que está gerando renda para o cidadão, município e governos”, diz Ricardo Malheiros A direção da Dimavi Têxtil ficou surpresa com o comunicado verbal, recebido no último dia 13/10, domingo, através de um representante da Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais – CASEMG dando conta de que os galpões onde a empresa está sediada, no bairro Vila de Lourdes, em Curvelo, seriam leiloados, nos próximos dias. Fundada no dia 21 de fevereiro de 1996 por Geraldo Magela Mascarenhas Diniz, de saudosa memória, e outros empresários, está em atuação no mercado há exatos 18 anos, sendo atualmente administrada por Ricardo Gonzaga Gonçalves Malheiros (foto) e Aguinaldo Mascarenhas Diniz. Em entrevista exclusiva ao “E agora?”, o presidente Ricardo Malheiros falou a respeito da decisão governamental de lotear as instalações da CASEMG e de outros assuntos de interesse da comunidade. De acordo com ele, com a fabricação inicial de fios, a empresa cresceu e no ano de 2000 agregou em suas instalações uma tecelagem para produção de pano de chão, de prato e de pia. Nesse período, a empresa contava apenas com três sócios. Ao longo do tempo, várias modificações ocorreram e a empresa alcançou uma produção de excelente qualidade. “O Cotonifício Dimavi tem o orgulho de ser um empreendimento inovador que produz reciclando, buscando sempre a satisfação das pessoas e o respeito ao meio ambiente”, destacou. O início das atividades... O imóvel de aproximadamente 10.000 m2 estava semidestruído, com telhas e portas inexistentes quando a empresa iniciou suas atividades. “Os galpões eram usados durante o dia como campo de futebol e a noite como antro de drogas e prostituição. A situação era objeto de reclamação por parte da vizinhança”, lembrou. Procurado pela direção da empresa, o prefeito à época, Paulo Dayrell de Oliveira, e três vereadores marcaram uma audiência com o presidente da CASEMG, em Belo Horizonte. Com o apoio irrestrito do então governador Eduardo Azeredo, foi feito um termo de arrendamento para a Prefeitura Municipal de Curvelo, também chamado de Seção de Direito Oneroso, por um período de 3 anos, cuja finalidade era a promoção do emprego, indústria e o desenvolvimento econômico do município, em que autorizava a prefeitura a ceder o imóvel em todo ou em parte para particulares. Um contrato fora celebrado com a prefeitura e o imóvel passou a ser utilizado pelo Cotonifício Dimavi. A renovação do contrato assim como o valor do aluguel, sofrem reajustes anuais. Os primeiros equipamentos para a montagem do parque industrial foram adquiridos em São Paulo. Inicialmente, foi confeccionado o fio 4 para fabricação de rede, logo após passou-se a produzir o fio 8, que tinha maior demanda comercial sendo vendido para tecelagens que fabricavam panos de prato e de limpeza. “O engenheiro mecânico Geraldo Mascarenhas Diniz percebeu que a reciclagem dos resíduos têxteis, abundantes nas indústrias no entorno da cidade, era uma grande oportunidade para o desenvolvimento de uma atividade industrial que, a princípio, pudesse produzir fios grossos para a fabricação de barbantes, redes e sacaria em geral. Com o passar do tempo e a crescente demanda, foi arrendada uma fábrica no município de Inimutaba, e posteriormente foi adquirida uma tecelagem moderna que foi instalada em Curvelo, junto com a fiação, cuja finalidade era fabricar o nosso próprio pano. Hoje, funciona assim: fiação e tecelagem em Curvelo e acabamento em Inimutaba”, comemorou, animado. Doação do terreno Segundo conta o empresário, a Câmara Municipal descobriu a existência da Lei de Doação do Terreno para a CASEMG, quando era prefeito Dr. Paulo Salvo, a quem chamou de “engenheiro extremamente competente”, e que teve o cuidado de ressalvar no contrato de doação do terreno que, no dia em que a finalidade fim deixasse de existir, o imóvel seria devolvido ao município, com todas as benfeitorias sem qualquer direito indenizatório. Veja no detalhe o que diz a Lei 327, datada de novembro de 1958, em seu art. 3º - Desvirtuada a finalidade da presente doação, a prefeitura declarará caduca a liberalidade, revertendo ao patrimônio municipal, de pleno direito, o terreno doado, perdendo a donatária sem qualquer indenização, as edificações e benfeitorias nele introduzidas. Manifestação em defesa dos empregos Por iniciativa dos funcionários foi realizada manifestação pacífica, na última segunda-feira, dia 28, através de passeata que contou com a participação de aproximadamente 100 funcionários que

seguiram da sede da empresa, no bairro Vila de Lourdes até à Câmara Municipal de Curvelo, onde estavam presentes os prefeitos Maurílio Soares Guimarães, de Curvelo, e Rafael Dotti de Carvalho, de Inimutaba, além dos vereadores de Curvelo e Inimutaba (José Pedro, Devanir Pereira da Silva, Wilton Perácio e Antônio Oliveira Pereira). Maurílio Guimarães mostrou-se receptivo e se comprometeu a apoiar a causa dos funcionários que querem a manutenção de seus empregos e o pleno funcionamento da fábrica, colocando a municipalidade à disposição dos empresários e dos trabalhadores, informando a eles que o município entrará com Mandado de Segurança contra a CASEMG, requerendo a devolução do imóvel com suas benfeitorias, baseado na Lei Municipal 327; uma vez que, é de interesse do município a manutenção das atividades da empresa. De acordo com Malheiros, o setor jurídico da empresa também foi acionado, no sentido de tomar todas as providências cabíveis. “A verdade é que a briga hoje não é só do

“Política é uma panela de pressão e só funciona sob pressão” Cotonifício Dimavi. É uma questão dos municípios de Curvelo e Inimutaba e que está envolvendo toda a sociedade. Trata-se de uma questão social que atinge 200 empregos diretos, sem contar os indiretos como transportadora, fornecedores e outros. Só de aluguel nós pagamos para a CASEMG durante os últimos 18 anos, 1/3 do valor pelo qual eles querem vender os galpões, sem contar com os impostos que são pagos ao município e aos governos estadual e federal. É um absurdo o que se propõe: desfazer de um imóvel desse que está gerando renda para o cidadão, município e governos. Porque eles não vão atrás dos imóveis que estão ocupados e invadidos em Felixlândia e em outros vários lugares? O imóvel que foi recuperado e está sendo mantido eles estão querendo fazer dinheiro dele, o que não consigo entender”, questionou. A CASEMG, de acordo com informações seguras, teria sido federalizada na década de 2000 e atualmente é administrada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Resultados práticos da manifestação “A manifestação promovida por nossos colaboradores, em defesa da manutenção das nossas atividades, demonstra o grau de satisfação deles para com a empresa. Nós não pagamos o melhor salário da praça, mas damos a eles condições de trabalho com conforto, satisfação e alegria. A coisa mais importante que fizemos foi o plano de cargos e salários, com o intuito de prestigiar o profissional que veste a camisa da empresa”. Ainda segundo Malheiros, a manifestação promovida pelos funcionários foi importante para que a sociedade curvelana e regional tomasse conhecimento da gravidade de um possível fechamento da empresa, uma vez que ninguém, além dos diretores, tinham conhecimento do fato. “A boa acolhida por parte do prefeito Maurílio Guimarães e sua administração, nos anima a continuar lutando pela manutenção de nossas atividades, pois trata-se de um político sério, honesto e comprometido com as causas e demandas maiores da comunidade. Maurílio tem prestigio de sobra para nos ajudar neste momento difícil junto às esferas maiores de governo”, ressaltou, convicto. Expectativas Ainda de acordo com Ricardo Malheiros, as expectativas da direção da empresa é que a situação se resolva no menor espaço de tempo, sob pena de comprometer os investimentos e a tranquilidade administrativa. Entre os muitos planos para 2014 está a modernização da área de acabamento, com a compra de novos equipamentos e a quitação de investimentos já feitos anteriormente. Classificou como grave a atitude da CASEMG e descartou a possibilidade de mudança repentina. “Qualquer mudança exige planejamento, calma, gastos e aquisição de novos equipamentos, uma vez que, a empresa não pode parar de fabricar no período da mudança. Não se muda uma empresa deste porte da noite para o dia”, sentenciou. Modernização de máquinas e equipamentos Visando o conforto e comodidade de seus colaboradores, o Cotonifício Dimavi investiu na melhoria de suas dependências, de forma especial, a cantina e banheiros. O plano de cargos e salários, implantado pela área de Recursos Humanos, também se revela uma doce oportunidade de ascensão profissional. “Nossa priori-

dade ao longo dos últimos 18 anos foi investir em tecnologia e em mão de obra qualificada, através de treinamentos e estágios permanentes dos nossos funcionários, nas indústrias fornecedoras de equipamentos. Os investimentos já somam mais de 2 milhões de reais em equipamentos novos, que foram financiados pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. A Dimavi não está aqui só para ganhar dinheiro. Visamos o crescimento profissional de nossos colaboradores, uma vez que, são o principal fator que movimenta a empresa. Investimos neles da mesma forma que investimos em equipamentos modernos e de ponta e por essa razão, é inadmissível ser despejada da noite para o dia”, observou. Em sua fala final, exaltou os esforços feitos pelo Governo Federal ao incentivar a geração de emprego, renda e oportunidades pelo Brasil a fora. “O social mais importante é o social que garanta a renda. A dignidade vem através do trabalho e independência financeira do cidadão. A Dimavi espera continuar dando oportunidade para que os trabalhadores possam continuar crescendo profissionalmente fortalecendo assim, o compromisso existente com os nossos colaboradores e, desta forma, contribuir para o desenvolvimento do país”, concluiu. De família genuinamente curvelana, Ricardo Malheiros é fazendeiro e graduado em Engenharia Civil. A Dimavi Têxtil está localizada a Rua Ministro Gonçalves de Oliveira, 262, no bairro Vila de Lourdes, em Curvelo. Conta com o telefones: 0800 724 2310 e (38)3721e vendas@dimavitextil.com.br e-mails: 2310, sac@dimavitextil.com.br.

Tomada geral da fábrica

Galpões da fábrica, e no detalhe, cantina, poço artesiano e gerador de energia

Máquinas funcionando a pleno vapor


“E agora?” - Página 10 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Por Aílton Trindade (Risonho)

Apoio Cultural: José Carolino ``Grande nome do esporte de Curvelo e região``

curvelofutebolamador@yahoo.com.br

Matéria completa na próxima edição – Campeonato Curvelano de Futsal 2013, sob a coordenação de Zé Branco.

ANUNCIE CONOSCO E PRESTIGIE O ESPORTE (38) 9914-8409

CAMPEONATO CURVELANO DA AMIZADE

O Campeonato que também se encontra em destaque é o 1o Campeonato Curvelano da Amizade 2013. O Campeonato teve início em 03/08/2013 e esta com término previsto em 06/10/2013 conforme tabela. O Departamento Municipal de Esportes esteve lá na abertura do Campeonato apoiando e garantindo presença em mais uma atividade esportiva curvelana. Em destaque fotos de alguns times participantes do Campeonato. Nesse Campeonato há oito times em busca da taça e são eles: ASA BRANCA, GRÊMIO, PASSAGINHA, PSG, SÃO JORGE, SANTA MARIA, SANTA RITA e SUPERMERCADO SANTOS. Coordenação de Wando, Arnaldo e do senhor Carolino e colaboradores. Veja na próxima edição: Todos os torneios e campeonatos com total apoio do desportista José Carolino.

Corrida de São Geraldo

Aconteceu no dia 27 de outubro a primeira corrida de São Geraldo, que teve percursos de 4 e 10 kms e contou com a presença de atletas de mais de 10 cidades mineiras. A campeã da Categoria Feminina Livre 10 Km, foi Ingrid Abrahão Soares, da cidade de São João Nepomuceno, com tempo de 42:01, na categoria feminina light 4 km, a campeã foi Delza Maria de Matos, de Curvelo, com o tempo de 24:27, na categoria Masculina A 10 Km, o campeão foi Patrick Wallace de Oliveira, de Martinho Campos, com o tempo de 41:15, na categoria Masculina B 10 Km, o campeão foi Wesley Sérgio de Andrade, de Martinho Campos, com o tempo de 32:39. Wesley foi também o campeão geral da prova de 10 Km. Na categoria Masculina C 10 Km, o campeão foi David José Silva, da cidade de Diamantina, com o tempo de 34:02, na categoria Masculina D 10 Km, o campeão foi Valmir Santos de Andrade, de Diamantina, com o tempo de 34:35, na categoria Masculina E 10 Km, o campeão foi José Afonso Silva, da cidade de Sabará, com o tempo de 35:50 e na caategoria Masculina Light 4Km, o campeão foi Caique Mendes dos Santos, de Curvelo, com o tempo de 14:05. O resultado completo está disponível no site www.corridadesaogeraldo.com.br. Para 2014 o evento será realizado no dia 26 de outubro, com largada e chegada da Praça da Basílica.

IV CAMPEONATO DE FUTEBOL INTERNO DO MAJOR ANTÔNIO SALVO MATHEUS COSTA. TABAJARA F.C. – 9 ANO 20: VICTOR HUGO, LUCAS, LUIZ FERNANDO, LUIZ AFONSO, GUSTAVO, DIEGO E LUCAS MESSIAS. SIMPSON – 2º PAV 22: OTÁVIO, CHARLES EMERSON, SAMUEL, GABRIEL, LUIZ HENRIQUE E VINÍCIUS. Resultado final: TABAJARA 8 X 6 SIMPSON TIMES DO MÓDULO III: TAITI – 3º ANO 12: CARLOS, CÉSAR, RAFAEL, MATHEUS, AILTON E LUIZ FERNANDO. CHURUPITA – 2º ANO 09: LUÍZ FELIPE, MIKE JORDAN, MATHEUS VAZ, PEDRO HENRIQUE, RAFAEL, LEONARDO E MARCOS HENRIQUE. SE PERDER AZAR – 2º ANO 08: CHRISTIAN, YURI, VICTOR, GLAYDSON, MICHAEL, NATANAEL, SILAS, MATHEUS, YGOR E GUSTAVO. SEM NOME – 1º ANO 06: THALES, JOHN, DANIEL, BRUNO, VINÍCIUS, LUIZ GUSTAVO, MARQUINHO E JOÃO VITOR.

O objetivo é integrar comunidade/escola, promovendo competições esportivas que valorizem o respeito, o trabalho em equipe, o saber ganhar e perder com dignidade e humanidade para com os atletas e comigo mesmo. TIMES DO MÓDULO I: NELLO ONGS BOYS – 6º ANO 01: PEDRO LUCAS, JACSON, GUSTAVO, CLAYTON, PATRICK E JOÃO. GANIMBE - 7º ANO 16 E 17: PAULO ROBERTO, MATHEUS VINICIUS, PAULO HENRIQUE, LUCAS VINICIUS, GABRIEL ANTÔNIO, ALEXANDRE BARBOSA, HUGO LEONARDO E JEFFERSON FRANCISCO. FUZILEIROS – 6º ANO 01 E 7º ANO 02: LUCAS, ADRIAN, IAGO, FABRICIO, EMERSON, ANTÔNIO LUPÉRCIO, GUILHERME E EDUARDO. STAR BLACK – 6º ANO 14: PABLO, GABRIEL, LUIZ FELIPE, KELVIN PEDRO, YURY, PEDRO LUCAS E VITOR. A final aconteceu na Quadra da Associação do Bairro Bela Vista, no dia 20/09, entre as equipes STAR BLACK 0 X 6 GANIMBE. TIMES DO MÓDULO II: BONDE DO STRONDA – 8º ANO 03 HUGO SILVA, MATHEUS FELIPE, GUSTAVO SILVA, GABRIEL CAMPOS, WESLEY VINÍCIUS, JOÃO PEDRA, GABRIEL MENDES E

Participe da edição especial de Natal. ANUNCIE. Adquira já o seu!

Após o jogo, houve premiações com troféu e medalha para o 1º lugar e medalha para o 2º lugar.

Sinta-se feliz... Sabes que és feliz? A felicidade tem que ser aceita com carinho interiormente. É você confiar em seus valores e aceitar críticas e elogios, pois é através deles é que crescemos. Sinta-se feliz sempre, na tristeza e na alegria. Pois a maior dádiva da vida que Deus nos deu é sempre a oportunidade de sermos felizes. Em nossas vidas há sempre grandes dúvidas, mas devemos acreditar que Deus, nosso pai, sempre nos dará uma solução para enfrentarmos os problemas que insistem em nos dominar. Sorria e confia em ti e em Deus, que tudo se resolverá. Devemos erguer os nossos pensamento positivos, só assim veremos um mundo amigo e feliz. Elsa Menezes

Salão (38) 9944-4779 da Letícia Av. Dep. Renato Azeredo, 827A - Vila de Lourdes - Curvelo

CIDADÃO REPÓRTER Veja na próxima edição matéria sobre o descaso dos peritos do INSS, em Curvelo


“E agora?” - Página 11 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Bombeiro, o amigo certo nas horas incertas! 10ª Expo Mineral já tem data marcada

Ocorrências e dicas importantes

O 2º Tenente Waldiney, comandante do 2º Pelotão de Bombeiros Militar de Curvelo, juntamente com a equipe do jornal “E agora?”, busca informar a população quanto ás principais ocorrências de destaque ocorridas na área de atuação daquele Pelotão e repassar algumas dicas importantes de segurança para prevenção no período de chuva que se aproxima, contribuindo assim para o bem estar de todos. Na tarde do dia 06 de outubro de 2013, o 2º Pelotão de Bombeiro Militar, sediado na Cidade de Curvelo foi acionado para atender a uma ocorrência de acidente automobilístico na BR 135, zona rural de Curvelo. No local tratava-se de uma Mercedez Benz, placa JPW5630, que perdeu o controle e veio a capotar, causando o óbito do motorista, o jovem Raimundo Adriano Salú de Lima, de 23 anos, que ficou preso ás ferragens. A GU BM, usando de técnicas de salvamento e desencarceramento, retirou a vítima das ferragens, entregando-o

aos cuidados da equipe da Funerária Mada Pax, de Curvelo. Na manhã da última quarta-feira (09), os bombeiros do 2º Pelotão sediado em Curvelo/MG, região central, foi acionado para atender a uma grave ocorrência de acidente automobilístico na BR 040, Km 320, zona rural de Três Marias. No local tratava-se de uma colisão frontal entre dois caminhões, o primeiro com placa BXG-9902, Anápolis/GO, e o segundo com placa GUX-4245, Santa Luzia/MG . Um dos caminhões caiu da ponte no córrego local, ficando parcialmente submerso. O Motorista, Sr. João Alexandre de Souza, de 54 anos, foi lançado para fora da gabine, ficando no meio da vegetação da ribanceira. A equipe dos bombeiros realizou buscas no local e utilizou técnicas de rapel e para resgatar o corpo do motorista. A outra vítima, o Sr. Hilário Pastor da Silva, de 68 anos, ficou presa às ferragens do segundo caminhão envolvido, mas foi retirado pelos Bombeiros Civis da cidade de Três Marias. Os dois caminhões seguiam no sentido Sete Lagoas, sobre a ponte do Córrego Extrema, quando um bateu na traseira do outro.

DICAS DE SEGURANÇA PARA A POPULAÇÃO Antes das chuvas: Faça limpeza dos telhados; desobstrua as calhas; mantenha limpos os ralos, esgotos, galerias, valas, etc; retire entulhos dos quintais áreas, becos e ruas; providencie a poda ou corte de arvores com risco de queda; e reforce (ou escore) muros e paredes pouco confiáveis. Durante chuvas intensas: Mantenha um membro da família atento e vigilante ao nível de subida das águas, mesmo a noite; tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso; armazene água potável; mantenha os objetos de maior valor em partes mais elevadas; desligue a energia elétrica; e procure abrigo em local alto e seco. Se estiver no carro: Procure um local alto e espere o nível da água baixar; não pare o carro próximo de postes ou arvores; poças de água podem ocultar crateras; ao atravessar poças mantenha a aceleração contínua em primeira marcha; e dirija devagar, fique longe do carro da frente e evite locais baixos. Sob risco de inundações ou desabamento: Nos casos de maior gravidade (havendo infiltração, rachadura ou barulhos estranhos) abandone sua residência; quem mora as margens de rios e próximo a encostas também deve sair de casa; procure manter a calma acima de tudo; providencie a evacuação do local e retirada de pessoas que ainda estão correndo risco; transmita alarme aos vizinhos em caso de súbita elevação das águas; e na iminência de ser levado pelas águas, procure se agarrar em algum obstáculo ou flutuar. Cuidados - Em caso de Tempestades: Se estiver chovendo forte ou trovejando, fique dentro de sua casa ou procure um lugar onde você possa se abrigar, desde que não seja uma área de risco. Evite viajar durante chuvas fortes e nunca dirija por estradas alagadas. Se notar que seu carro poderá ser arrastado pelas águas, pare, abandone o veículo e procure um local seguro. Cuidado com Raios: Desligue aparelhos elétricos das tomadas; fique longe de janelas; não fique próximo de árvores ou postes, porque eles atraem raios; não fique em pé em campo aberto; evite campos de futebol,

praias e outros locais abertos; não retire roupas de varais de arame durante as chuvas fortes; mantenha distância de alambrados, cercas, linhas telefônicas e elétricas, assim como estruturas metálicas em geral; permaneça dentro do carro, já que automóveis oferecem excelente proteção contra raios; não fique dentro da água; use o telefone somente em casos de emergência. Deslizamentos de terra e desmatamento: Evite desmatar os morros, pois sem vegetação o solo fica sujeito a deslizamentos Principalmente, jamais plante bananeiras nas encostas já que elas deixam a terra mais frágil; fique atento para os sinais de perigo, como árvores, paredes, postes ou muros inclinados, portas e janelas emperradas e paredes com trincas ou barrigas; rochas também são muito perigosas, especialmente se estiveram muito expostas na terra, em local sem vegetação e acima de sua casa; abandone a área de risco com rapidez, mas sem correrias. Ninguém deve se preocupar em levar objetos; evacue a área, evitando que pessoas desabilitadas ou curiosos entrem no local. Prevenção: Mantenha ralos e calhas limpos, para que o fluxo de água não seja interrompido; tenha cuidado ao realizar a limpeza no telhado, evitando quedas; não jogue lixo em calçadas, bueiros, rios, córregos ou galerias; fique atento às notícias pelo rádio ou televisão sempre que puder, principalmente em dias de chuvas fortes. Isso pode evitar que você se coloque em situação de risco; limpe os locais atingidos pela água e lama usando botas e luvas, assim você evita doenças graves, como a leptospirose; não reaproveite alimentos que possam ter sido atingidos pelas águas das chuvas, mesmo os que estão fechados em pacotes, pois algumas embalagens podem ser de material absorvente, o que propicia a contaminação; e febres, diarreia, vômitos e dores de cabeça ou no corpo, após o contato com águas de inundação, podem indicar doenças, como a leptospirose e hepatite A, e a pessoa deve ser encaminhada ao posto de saúde mais próximo.

Evento deve atrair investimentos nacionais e internacionais A Associação Mineral do Centro de Minas – AMCM fundada em 26 de março de 2004, com o objetivo de unir todos os comerciantes ligados ao ramo de pedras semipreciosas e preciosas de Curvelo e região, promoverá entre os dias 14 e 17 de novembro, das 08:00 às 20:00, no Ginásio Poliesportivo Coberto de Curvelo, a 10ª Expo Mineral do Centro de Minas. O evento realizado anualmente, com entrada franca, conta com o patrocínio e apoio cultural da Prefeitura e Câmara Municipal de Curvelo, RZ Net, Secretarias Municipais de Desenvolvimento Social e Econômico, e de Cultura, Desporto, Lazer e Turismo. Estarão participando as cidades de Curvelo (sede), Corinto, Belo Horizonte, Itinga, Itaobim, Coronel Murta, Virgem da Lapa, Araçuaí, Inimutaba, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Diamantina, Montes Claros, Paraopeba e Rio de Janeiro/RJ, Fortaleza/CE e Salvador/BA. A abertura oficial será no dia 14, quinta-feira, às 20:00 e contará com a presença de autoridades e convidados especiais. De acordo com José de Jesus Facury dos Santos (foto), presidente da AMCM; serão instaladas 50 bancas e 50 stands distribuídos entre as empresas expositoras e órgãos parceiros. O evento contará ainda com som mecânico, restaurante para atender um público estimado de aproximadamente 2.000 pessoas/dia. A presença efetiva da Polícia Militar e Civil e empresas de segurança privadas está garantida: antes, durante e depois da Exposição. “Nosso objetivo é trabalhar pelos interesses da classe empresarial do ramo de cristais e pela classe garimpeira, assegurando condições dignas de sustentação e continuidade de trabalho”, ressaltou.

Celeiro de cristal A região de Curvelo é considerada por Facury como uma das mais ricas em quartzo do Brasil, tanto em quantidade como em variedade de formas. “Podemos destacar o quartzo rosa, o branco, o fumê, com lodolita, formas livres, pinhas, pedras em estado bruto, coleções naturais, lascas de cristais de 1ª e 2ª, dentre outras. A tendência da cidade e região é desenvolver um polo de extração e lapidação de pedras de quartzo, devido ao grande movimento comercial da área”. Entre os principais compradores e visitantes, destacou a participação dos chineses, japoneses, italianos, americanos, peruanos, alemães, argentinos, indianos, coreanos e franceses. A Associação Mineral do Centro de Minas é reconhecida com o Título de Utilidade Pública Municipal, através da Lei n° 2.304/2004 e Estadual, através da Lei n° 17.058/2007. A AMCM funciona de segunda

a sexta-feira, em horário comercial, e está localizada a Av. Bias Fortes, 259, no bairro Léo Batista, em Curvelo, dispondo dos telefones (38) 3721-7205 / 9964-1335, site: www.amcm.com.br e e-mail: amcm@amcm.com.br

Diretoria A diretoria da AMCM está assim composta: Presidente, José de Jesus Facury dos Santos; vice presidente, Geraldo Saraiva Filho; vogais, Michelson Sena Dutra, Michel Anderson Barbosa e Davis Lincon Borba de Marton; 1º secretário, Romilson Boamonde Rodrigues; vice-secretário, Lery Barton da Silva; tesoureiro, Geneci Camilo de Almeida; vice tesoureiro, Claudiney de Carvalho; diretor social, Nilson Wigberto Vieira Dutra e 2º diretor social, Romulo Leite de Souza. Além desses, conta com a assessoria eficiente da secretária executiva, Paula Renata da Silva, idealizadora da feira.

Parcerias público-privadas e viagem à China José Facury destacou, entre outras coisas, o importante papel desenvolvido em benefício da associação por Maurílio Soares Guimarães, prefeito; Carlos Augusto Ribeiro, ex-chefe do Departamento de Indústria e Comércio/Prefeitura de Curvelo; e pelo ex-vereador Édson Eugênio da Silva, a quem chamou de apoiadores incondicionais dos comerciantes do ramo de cristais. Ressaltou a importância da viagem da comitiva curvelana à cidade chinesa de Donghai, sob a coordenação de Marcos Dupim Mattoso, vice-prefeito, e Dalton Moreira Canabrava Filho, secretário municipal de Assuntos Estratégicos, reforçando assim os laço de amizade que unem os curvelanos e chineses. “A ida da comitiva a China, renova minha esperança em dias melhores para o ramo cristaleiro e, neste sentido, esperamos contar com mais apoio e incentivo do poder público e assim garantir dias melhores para todos nós, com mais oportunidade e renda”.

Legalização da atividade e representatividade em eventos Conclamou ainda maior atenção das autoridades constituídas do município, do es-

tado e da federação para o ramo de cristal, sobretudo na aprovação dos locais a serem explorados pelos garimpeiros que dependem diretamente deste trabalho. Enalteceu os investimentos chineses aplicados em Curvelo e região, através de construções e aquisições de terras para exploração do minério. Reclamou da falta de suporte para os garimpeiros desenvolverem suas atividades, de acordo com a Lei, uma vez que, as licenças ambientais são difíceis de serem aprovadas junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM - e órgãos afins (Meio Ambiente). Lamentou a não participação dos empresários do ramo de cristal de Curvelo na famosa feira que acontece, anualmente, em Soledade/RS e conta com infraestrutura de ponta para acolher os participantes e visitantes. De acordo com Facury, o cristal que é comercializado durante a feira é oriundo da região central de Minas. “Nosso objetivo é divulgar Curvelo além fronteira uma vez que, a cidade é mãe do cristal nesta região mineira”, apontou. Aproveitou a oportunidade para convidar os curvelanos e os moradores das cidades vizinhas a prestigiarem o evento que será abrilhantado por inúmeros visitantes do Brasil e exterior. “A exposição gera divisas para o município com a contratação de cerimonial, chapas, marceneiros, gráficas, imprensa, e com isso aumenta a demanda dos hotéis e restaurantes movimentando a economia”, enumerou.

Planos e projetos para 2014 Ainda de acordo com Facury, as duas primeiras edições da Expo Mineral foram realizadas na Praça Central do Brasil e, a partir daí, no Ginásio Coberto. Em 2014 o evento voltará a ser realizado na Praça Central. Atualmente, a entidade conta com 42 associados, oriundos dos municípios de Curvelo, Corinto, Itinga, Taquaral, Coronel Murta, Virgem da Lapa, Araçuaí, Inimutaba, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Diamantina, Rio de Janeiro/RJ, Fortaleza/CE e Salvador/BA. “Às vezes os nossos negócios são iniciados na feira e se estendem por todo o ano”, observou. Destacou e agradeceu o apoio recebido da Associação Comercial de Curvelo, Sebrae/MG e Secretaria Estadual de Turismo ao longo dos últimos anos. Lembrou a colaboração efetiva de João Comunitário e Marivete Alves, ambos ligados à Secretaria Municipal de Cultura, Desporto, Lazer e Turismo.

Por Geraldo Magela/da redação


“E agora?” - Página 12 - 2ª quinzena de outubro/1ª quinzena novembro de 2013 - Edição 93

Qualidade de vida é com o Sacolão JK radialistageraldomagela@hotmail.com

Festiva Jovem - O níver da garota Lohana Juliane foi comemorado com festa, no dia 04/10, sexta-feira, no Clube da Copasa, em Curvelo. A noite foi pequena para a aniversariante acolher os inúmeros amigos, familiares e convidados especiais que por lá passaram a fim de cumprimentá-la pelos seus 15 anos. Participaram comigo do evento Geraldo Heleno e Dr. Ronaldo Ricardo da Silveira. Lohana, desejo que a vida lhe proporcione muitas alegrias ao longo de sua caminhada. Meus parabéns e votos de muitas felicidades... O aniversário do pequeno Yago Stephânio, de 07 anos, foi comemorado com festa, no último dia 12, sob a coordenação eficiente dos pais Renata Rocha e Thiago Stephânio. Meus parabéns e votos de muitos anos de vida...

Atuação política Preocupado com o bem estar da população, sobretudo, dos mais sofridos, o vereador Guerino Cardoso busca apoio político nas mais diferentes esferas de governo com o objetivo único de atender às demandas da comunidade. No registro fotográfico, podemos vê-lo com autoridades e lideranças municipais, estaduais e federais: Antônio Augusto Anastasia, governador de Minas Gerais; Jô Morais, deputada federal e presidenta estadual do PCdoB/MG, e Dásio Ramos, presidente do PCdoB/Curvelo; Marques Abreu (PTB) e Mário Henrique Caixa (PCdoB), deputados estaduais; Márcio Lacerda (PSB), prefeito de Belo Horizonte; e Maurílio Soares Guimarães (DEM), prefeito de Curvelo. Guerino Cardoso é líder do Bloco Parlamentar União Independente e vice-presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Curvelo.

Dicas para comer frutas, legumes e vegetais de maneira saudável e sem abrir mão de hábitos alimentares: • Evite comprar uma grande quantidade de vegetais de uma vez só, porque eles estragam facilmente e o sabor fica comprometido. • Prefira os vegetais da estação, pois têm mais nutrientes, além de serem mais saborosos e baratos. • Se puder, freqüente as feiras orgânicas, onde são comercializados alimentos livres de agrotóxicos e, por isso, com o sabor mais acentuado. • Aumente o teor de vitaminas e sais minerais de refeições simples. As saladas, por exemplo, ficam mais agradáveis — e saudáveis — com gomos de laranja, morangos ou tirinhas de manga. O arroz pode ser cozido com cenoura, brócolis ou espinafre. A carne ganha nutrientes extras quando acompanhada por frutas ou legumes e verduras cozidos. • Até a farofa do churrasco pode fi- car mais nutritiva. A dica é trocar a lingüiça ou o toucinho pela cenoura, couve ou pimentão.

• Deixe as frutas sempre à vista para facilitar seu consumo. Quando sentir aquela fome fora de hora, será mais fácil você (e sua família) optar por uma maçã no lugar de tentar achar aquele pacote de bolachas. • Leve frutas frescas ou secas para a escola ou trabalho. Quando sentir fome, você deixará de lado sanduíches, chocolate, salgadinhos e outras guloseimas e frituras. • Esqueça o refrigerante e peça um suco natural, preparado na hora. • Se possível, consuma os vegetais crus, pois eles perdem seus nutrientes quando cozidos. Além disso, legumes, frutas e verduras crus têm uma quantidade de fibras maior, o que ajuda no funcionamento do trânsito intestinal e também prolonga a sensação de saciedade. • Não desperdice nada. Abuse dos talos de couve, agrião, espinafre e brócolis na sopa ou no feijão. Use as folhas de beterraba e cenoura como acompanhamentos para carnes ou mesmo para incrementar uma omelete. As cascas de abacaxi e laranja servem para deixar os sucos (e mesmos os bolos) mais ricos em vitaminas.

Edição 93  

Edição 93 - E agora?

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you