Issuu on Google+

Segunda-feira

Ano XV w NATAL-RN,

12 DE NOVEMBRO DE 2012 w Nº 4.489

R$ 1,00 w jornaldehoje.com.br

> OPINIÃO DE JURISTA

Paulinho Freire pode permanecer no cargo de prefeito de Natal até final do mandato EX-JUIZ DO TRE E ADVOGADO ATUANTE NA ÁREA ELEITORAL, FÁBIO HOLLANDA ASSEGURA QUE NÃO HÁ NECESSIDADE DO VICE-PREFEITO, EM EXERCÍCIO, RENUNCIAR PARA SER DIPLOMADO VEREADOR. "O QUE NÃO PODE É ACUMULAR CARGOS”, DIZ POLÍTICA 3 Wellington Rocha

> ELEIÇÕES MOSSOROENSES

Gastos de Cláudia Regina na campanha foram o dobro dos apresentados por Larissa POLÍTICA 5

> PREPARATIVOS PARA A COPA

Canteiros das principais vias de Natal são pintados com as cores do Brasil CIDADE 8

> OUTRO TERMINAL...

Petrobras afirma que o Pier das Dunas será desativado em fevereiro do próximo ano Mutirão de limpeza iniciado pelo prefeito Paulinho Freire entra na fase de embelezamento. Canteiros centrais da Roberto Freire já estão "verde e amarelos"

ECONOMIA 7 Divulgação

> CONSTRUÇÃO CIVIL

> BRASILEIRÃO

Operários em greve planejam outro protesto para amanhã

Fluminense bate Palmeiras e antecipa a comemoração

Assembleia de hoje foi suspensa porque não houve proposta dos empresários e nem convocação do TRT. CIDADE 13

Restando três rodadas para o fim do campeonato, Flu abre 10 pontos de vantagem para o Atlético Mineiro. ESPORTE 16

> SEGURANÇA PÚBLICA

Rosalba anuncia o retorno da Operação Sertão Seguro e entrega mais 21 viaturas CIDADE 10

Marcos A. de Sá

Alex Medeiros

Em solenidade no Centro Administrativo, governadora diz que objetivo é levar segurança para uma das regiões mais afetadas pela violência no Estado

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 12

Página 13

Página 16

CONRADO CARLOS INTERINO

Página 11

Página 7

w ALE conquista prêmio nacio- w Creio que tinha onze anos nal por eficiência na comuni- quando cometi meu primeiro cação com seus revendedores. sacrilégio sentimental.

w PMDB é o partido com maior chance de indicar o novo Conselheiro do TCE pela AL.

w Velhas imagens mostram a Redinha há quase um século e casas que o mar levou.

w O Fluminense, sem saber, estava inspirado por Nelson Rodrigues neste campeonato.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE José Carlos Leite Filho Anísio Marinho Neto Ailton Salviano Ana Luíza Rabelo Spencer Alcimar de Almeida Silva Lúcia A. de Medeiros Chacon OPINIÃO - Página 2 INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,05 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,10 R$ 2,05

Euro x real R$ 2,60 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 7,25%

E-MAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 12 de novembro de 2012

JOSÉ CARLOS LEITE FILHO, general de Exército (linsleite@supercabo.com.br

Amancio

Segunda-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

Conjuntura ameaçadora e perniciosa Não há como ignorar a indesejável realidade brasileira nem como justificar a paralisia dos sentidos das pessoas desconectados da própria consciência. Não é aceitável que o cidadão brasileiro, fonte inesgotável de arrecadação de impostos supostamente destinados ao bem estar social e ao crescimento e desenvolvimento do país, se mantenha inconformado e, até mesmo, revoltado com a absurda situação reinante na capital federal e na maioria dos estados, mas permaneça passivamente à espera de dias melhores. Já se tornou lugar comum enfatizar as mazelas dos deveres de estado que não são cumpridos pelos governantes, a exemplo do que se observa na educação, na saúde e, em escala ascendente, na segurança pública. Li, recentemente, uma citação de Gustavo Corção, onde ele diz: "Quem quiser entender, menos superficialmente, as angústias e esperanças dos tempos presentes, para entrever as esperanças ou ameaças do futuro, terá de volver às experiências passadas, recapitular as buscas, os erros, as conquistas fecundas e as grandes expectações frustradas, tudo isto sentido como coisa passada e ao mesmo tempo atuante, perempta e atual". Em artigo de Anatoli Oliynik, publicado em 01/11/12, por Editor, chamou-me a atenção a citação de George Orwell em seu romance "1984": "Quem domina o passado domina o futuro; quem domina o presente domina o passado." No caminho do passado apontado por Corção e referido por Orwell vamos encontrar a Revolução de Março de 1964, fruto de um desejo coletivo da população de por fim às nefastas ações governamentais contrárias às liberdades do povo brasileiro. Foi o clamor popular, ecoando incontestáveis líderes civis, que impulsionou as Forças Armadas à reação. Decorridas quase cinco décadas, volta a ser sentida a insatisfação popular de então ao mesmo tempo em que parece se repetir uma tentativa de tomada do poder mediante nova estratégia cujo alvo principal é o domínio das mentes visando a aceitação de mudanças. Não é à toa que a moral e os bons costumes vêm sendo modificados, vulnerando o núcleo familiar até com a eliminação da figura do pai, e que se busca o enfraquecimento das instituições tradicionais e suas substituições por outras a ocupar os mesmos espaços, tais como as ONGs que já ultrapassam a cifra de 500 mil, com inspiração e origens financeiras nem sempre conhecidas. Ao mesmo tempo, direitos democráticos e constitucionais, como a propriedade, são paulatinamente menosprezados com a conivência

Artigo

ou omissão do governo que os deveria preservar. E assim parece seguir a destruição da sociedade capitalista para a implantação de um novo regime em escala mundial, nitidamente de feição comunista-socialista! Havendo uma ameaça à Democracia e aos seus valores intrínsecos, que dizer das Forças Armadas no papel permanente de defensoras do sistema imunológico da vida livre da sociedade? Evidentemente que como instituições nacionais terão que ser enfraquecidas e neutralizadas para o êxito do projeto de mudanças. O término recente da campanha eleitoral nos Estados Unidos evidenciou quão diferente é conduzido e se comporta o seu povo. Desde logo, os dois candidatos, em suas primeiras declarações buscam a união de esforços da nação em prol de um melhor bem estar social. É a presença do estadista que nos falta! No Brasil, presidentes se sucedem interessados em se locupletar e na perpetuação no poder, buscando, para tanto, o domínio da máquina estatal. O voto do cidadão não é instrumento de escolha do mais capaz para o fortalecimento do povo, mais sim do mais comprometido com a distribuição de benesses. As instituições sistematicamente enfraquecidas, inclusive as Forças Armadas, perdem a capacidade de defender a nação e o que se vê são Poderes Constitucionais abrigando elites privilegiadas que usam e abusam dos seus cargos, ignorando a população inerte, com uma parte anestesiada pelo controle dos pensamentos e distribuição de benesses e a outra desmotivada entregue à própria sorte. No tocante às Forças Armadas, em especial o Exército, basta lembrar o descaso com o reequipamento e a modernização agravado pela continuada tentativa de solapar o prestígio conquistado junto à população. Para tanto, a mentira repetida é a arma principal usada na farsa de uma Comissão da Verdade, verdade que só existe no título, em busca de torturadores militares respaldada na notória questão ideologizada dita dos direitos humanos com a participação de setores da OEA; e para piorar, com a agressividade governamental contando com a condescendência de chefes militares que parecem despreocupados com o novo registro histórico que se delineia. Mudanças são imperiosas, mas para uma nação coesa, com cidadãos conscientes capazes de impor sua vontade na edificação do bem comum consentâneo com suas tradições, de desprezar pseudo salvadores e de verberar contra os maus políticos, máxime os governantes.

ANÍSIO MARINHO NETO, 1º procurador de Justiça Criminal, professor e membro da ALEJURN e do IHGRN (anisiomarinho@hotmail.com)

Plano individual O Plano Individual de Atendimento - PIA será elaborado sob a responsabilidade da equipe técnica do respectivo programa de atendimento, com a participação efetiva do adolescente e de sua família, representada por seus pais ou responsável. Constarão do plano individual, no mínimo: os resultados da avaliação interdisciplinar; os objetivos declarados pelo adolescente; a previsão de suas atividades de integração social e/ou capacitação profissional; atividades de integração e apoio à família; formas de participação da família para efetivo cumprimento do plano individual; e as medidas específicas de atenção à sua saúde. Para o cumprimento das medidas de semiliberdade ou de internação, o plano individual conterá, ainda: a designação do programa de atendimento mais adequado para o cumprimento da medida; a definição das atividades internas e externas, individuais ou coletivas, das quais o adolescente poderá participar; e a fixação das metas para o alcance de desenvolvimento de atividades externas. O PIA será elaborado no prazo de até 45 dias da data do ingresso do adolescente no programa de atendimento. Para o cumprimento das medidas de prestação de serviços à comunidade e de liberdade assistida, o PIA será elaborado no prazo de até 15 dias do ingresso do adolescente no programa de atendimento. Para a elaboração do PIA, a direção do respectivo programa de atendimento, pessoalmente ou por meio de membro da equipe técnica, terá acesso aos autos do procedimento de apuração do ato infracional e aos dos procedimentos de apuração de outros atos infracionais atribuídos ao mesmo adolescente. O acesso aos documentos de que trata o caput deverá ser realizado por funcionário da entidade de atendimento, devidamente credenciado para tal atividade, ou por membro da direção, em conformidade com as normas a serem definidas pelo Poder Judiciário, de forma a preservar o que determinam os arts. 143 e 144 da Lei nº 8.069/90 (ECA). A direção poderá requisitar, ainda: ao estabelecimento de ensino, o histórico escolar do adolescente e as anotações sobre o seu aproveitamento; os dados sobre o

resultado de medida anteriormente aplicada e cumprida em outro programa de atendimento; e os resultados de acompanhamento especializado anterior. Por ocasião da reavaliação da medida, é obrigatória a apresentação pela direção do programa de atendimento de relatório da equipe técnica sobre a evolução do adolescente no cumprimento do plano individual. O acesso ao plano individual será restrito aos servidores do respectivo programa de atendimento, ao adolescente e a seus pais ou responsável, ao MP e ao defensor, exceto expressa autorização judicial. A atenção integral à saúde do adolescente no Sistema de Atendimento Socioeducativo seguirá as seguintes diretrizes: previsão, nos planos de atendimento socioeducativo, em todas as esferas, da implantação de ações de promoção da saúde, com o objetivo de integrar as ações socioeducativas, estimulando a autonomia, a melhoria das relações interpessoais e o fortalecimento de redes de apoio aos adolescentes e suas famílias; inclusão de ações e serviços para a promoção, proteção, prevenção de agravos e doenças e recuperação da saúde; cuidados especiais em saúde mental, incluindo os relacionados ao uso de álcool e outras substâncias psicoativas, e atenção aos adolescentes com deficiências; disponibilização de ações de atenção à saúde sexual e reprodutiva e à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis; garantia de acesso a todos os níveis de atenção à saúde, por meio de referência e contrarreferência, de acordo com as normas do SUS; capacitação das equipes de saúde e dos profissionais das entidades de atendimento, bem como daqueles que atuam nas unidades de saúde de referência voltadas às especificidades de saúde dessa população e de suas famílias; inclusão, nos Sistemas de Informação de Saúde do SUS, bem como no Sistema de Informações sobre Atendimento Socioeducativo, de dados e indicadores de saúde da população de adolescentes em atendimento socioeducativo; e estruturação das unidades de internação conforme as normas de referência do SUS e do Sinase, visando ao atendimento das necessidades de Atenção Básica.

LÚCIA ALMIRA DE MEDEIROS CHACON, professora da UFRN, aposentada (lucialmira@supercabo.com.br)

A Violência Urbana

Artigo

AILTON SALVIANO, geólogo e jornalista (ailton@digi.com.br)

Expectativa de vida - pesquisas e ironias Quem dobrou o cabo dos 60 anos, naturalmente é contumaz leitor de pesquisas sobre expectativa de vida. Pertenço a esse universo de pessoas. Faço também questão de apresentar aos meus amigos de "faixa etária" (desculpem esta expressão que já se tornou reles) alguns estudos recentes e inusitados sobre longevidade humana. Alguns são bem recebidos; outros, por não atenderem às expectativas permanecem e com razão, no domínio do ceticismo. Em setembro passado, apareceu com destaque na imprensa mundial, o resultado de uma pesquisa realizada por cientistas coreanos sobre a longevidade dos homens e publicada no jornal "Current Biology". Estudando os eunucos (homens castrados) que prestaram serviços aos nobres coreanos da Dinastia Chosun (1392-1897), pesquisadores da Universidade de Inha (Coreia do Sul) chegaram à conclusão que os hormônios masculinos são responsáveis por encurtar a vida dos homens. Tal estudo revelou que homens castrados propositadamente (eunucos) e outros que perderam os testículos em acidente vivem de 14 a 19 anos a mais que os homens normais (inteiros). Enquanto os nobres, contemporâneos aos eunucos, tinham vida média de 40 anos, três dos oitenta e um eunucos pesquisados

Artigo

passaram dos 100 anos, valor considerado elevado até para as condições atuais de vida. Além disso, o estudo deu a entender porque as mulheres têm longevidade maior que a dos homens. Quando mostrei a notícia dessa pesquisa aos meus amigos septuagenários e octogenários houve polêmica. Alguns acharam que valia à pena desfazer-se dos testículos para ter como recompensa 15 ou mais anos de vida. Outros acharam o preço muito alto e disseram que estavam satisfeitos com a idade que tinham e que preferiam morrer inteiro sem qualquer mutilação. A discussão ainda provoca rodadas de risos e deboches. Agora, início de novembro de 2012, outra pesquisa sobre expectativa de vida despontou na imprensa internacional. Vem da Universidade de Queensland na Austrália e foi publicada pela revista "The British Journal of Sports Medicine", edição de agosto. Um trabalho de pesquisa sobre diabetes, obesidade e estilo de vida, ouviu 12 mil australianos que responderam a um questionário com perguntas relacionadas. Uma dessas perguntas era quantas horas diárias o entrevistado ficava diante da TV. Os pesquisadores pretendiam saber apenas quantas horas por dia as pessoas ficavam sentadas. Na compilação dos

dados, porém, foi verificado que as pessoas que permanecem seis horas diárias assistindo à televisão vivem de 4 a 5 anos menos que as pessoas que não veem TV. Usando o método chamado "modelagem preditiva" (uso da estatística para previsões), o titular da pesquisa informa que cada hora diante da TV, o telespectador de maioridade reduz sua expectativa de vida em 21 minutos. O homem adulto moderno permanece de 57 a 70% do dia sentado. No emprego, no lar ou no lazer. Segundo os médicos, com a permanência do corpo muito tempo sentado, a taxa metabólica cai. Os músculos mais longos das pernas por falta de contração consomem menos energia. A energia que sobra se acumula no sangue sob a forma de açúcar e assim, eleva-se o risco de diabetes e doenças cardiovasculares. Infelizmente, o projeto homem não contemplou o sedentarismo. Quando mostrei o resultado dessa outra pesquisa aos meus amigos, um senhor de oitenta e poucos anos, rispidamente me deu sua decisão: "Ora, não vejo problema nessa nova pesquisa. Castrar-se é a solução. Afinal de contas, o ganho com a castração é de 19 anos. Com esta operação, o tempo de vida perdido diante da TV pode ser perfeitamente compensado!"

ANA LUÍZA RABELO SPENCER, advogada (rabelospencer@ymail.com)

Gente boa... É um adjetivo engraçado, uma forma carinhosa e, de minha parte, pelo menos, uma maneira elogiosa de dirigir-se a alguém. Quem é gente boa, é camarada, "boa praça", tranquilo. Porém, algumas pessoas "sem querer" confundem ser "gente boa" e ser tolo, "boboca" mesmo. Aí começa a inversão de valores. "Ah, Fulano é tão 'gente boa'... então vou me aproveitar disso...!" Interessante. Moramos num país onde as qualidades humanas, tais como honestidade, discrição e moralidade, são vistas como defeitos ou matéria de jornal. Se alguém encontra algo e restitui ao dono, ou é 'besta' ou vai ser entrevistado no Fantástico. Se é corrupto, é sabido. Tão complicado isso que as pessoas ficam sem saber como agir. Ser honesto

Artigo

ou ser sabido? Ser gente boa ou ser chato? A vantagem, muitas vezes, é o fator determinante para escolher o caráter. Todo mundo aprende, pelo menos em teoria, a tratar os outros da mesma forma que gostaria de ser tratado. Na prática, muitas lições importantes são esquecidas, e atropelar o próximo vira uma máxima semelhante a um mandamento religioso, porque ninguém quer ser o 'boboca'. Já foi dito em outros artigos, mas acredito que nunca seja demais repetir boas lições: ser bom não é, necessariamente, ser tolo. Algumas das melhores pessoas que conheço sabem detectar uma mentira de longe e isso não depõe contra o caráter de ninguém. Esperteza não é sinônimo de safade-

za, de má fé. Esperteza é inteligência, só. Não sei por que se confunde tanto essas coisas. Do contrário, bastava fazer um teste de Q.I. para saber quem era 'do bem' e quem seria 'do mal'. Simples assim. A Força Policial bastava fazer psicologia e o mundo seguiria tranquilo. Se tudo fosse preto e branco seria assim mesmo. Ocorre que existem mais de 'cinquenta tons de cinza' e a verdade é uma só, sobre várias nuances, porém. Precisamos aprender tão somente que não se dá ao outro nada do que não gostaríamos de receber e, a partir disso, lições importantes de humanidade e cidadania serão repassadas por gerações, nos dando a chance de, se não vivermos num mundo melhor, ajudarmos a construí-lo.

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA, advogado, economista, consultor fiscal e tributário (aasconsultoria@bol.com.br)

Royalties e fogos de artifício Definitivamente o esforço em busca de nova cultura na administração pública municipal é caso perdido para muitos, pois enquanto está em discussão a sanção ou veto da presidente da República à lei fixando novos critérios para distribuição dos "royalties" do petróleo, abrem-se os jornais e se depara com o aviso de licitação na modalidade de pregão presencial da Prefeitura Municipal de Alto do Rodrigues, cujo objetivo é a aquisição de fogos de artifício para serem utilizados nas inaugurações de obras públicas, festejos natalinos e reveillon, cuja despesa certamente será efetuada aqueles recursos. Pois se trata de município de reduzido FPM e cuja arrecadação própria limita-se ao ISS retido na fonte pela Petrobras no pagamento dos contratos ali executados, havendo renúncia de receita de IPTU, de Taxa de Licença (Alvará) e de ISS de outros contribuintes. Aplicar os recursos dos "royalties" em investimentos públicos sustentáveis, com resultados para o futuro parece não estar na agenda de prioridades daquela administração municipal. Ao passo que os impactos negativos ambientais decorrentes da própria exploração de petróleo não são prevenidos ou corrigidos, ficando a população entregue a um destino de qualidade de vida questionável. Pois ali não há uma infraestrutura de bens públicos de uso comum e de uso especial que possam atender os direitos coletivos e difusos, assistin-

do-se apenas a expansão de negócios privados de alguns poucos, pouquíssimos comerciantes, que implantaram um verdadeiro oligopólio, fazendo os consumidores dependentes da ganância de quantos têm ou tiveram a oportunidade de melhorar as condições de vida local e não o fizeram. Repetem-se comportamentos já tantas vezes criticados, desprezando-se idéias de técnicos e profissionais com experiência comprovada quanto à mais adequada aplicações dos "royalties" do petróleo, bem como deixando de ser aproveitada a motivação da participação popular na indicação de alternativas mais recomendáveis. Isto somente para evitar pessoas que tenham ou não votado em A ou B, lamentavelmente assistindo-se ali a uma verdadeira vulgarização de recursos públicos que já deveria ter sido estancada pelo Tribunal de Contas do Estado ou pelo Ministério Público do Estado, muito embora aquele tenha divulgado no final do ano passado que iria voltar a atenção para a qualidade do gasto público com recursos de "royalties" pelos municípios produtores de petróleo e gás natural, de forma a se fazer compatível com a realidade e necessidade da população. Enquanto é notória a inexistência de investimentos em áreas prioritárias e de forma sustentável, incomuns não são as despesas com contratação de bandas e sofisticadas estruturas de som e luz para a promoção não apenas de festas tradicionais mas, como se

não bastassem estas, para as famosas "fora de época". A esta altura, as populações dos Municípios produtores de petróleo e gás natural estão se preparando para se divertir nas festas de Natal e Ano Novo às custas dos "royalties", sem atentar para as deficiências que possam estar havendo na prestação dos serviços públicos e para a perspectiva de em futuro não muito longínquo ser esgotada a fonte daqueles recursos, os quais faltarão não apenas para a promoção destas festas, como para o cumprimento das demais obrigações. Tudo isso porque a legislação vigente escancarou as portas para a aplicação daqueles recursos em tudo, ou quase tudo, vetando apenas em despesas com o quadro permanente de pessoal e dívidas, a menos que estas sejam com a União. Pois a Lei nº 7.525/86 estabelecera que os "royalties" deveriam ser aplicados preferentemente em energia, pavimentação de rodovias, abastecimento e tratamento de água, irrigação, proteção ao meio-ambiente e saneamento básico, logo após sendo alterada para determinar a aplicação não preferentemente mas exclusivamente naquelas despesas, até que a Lei nº 7.990/89 instituiu a liberalidade já mencionada que permanece. Com isso os municípios passaram a aplicar os recursos dos "royalties" quase que exclusivamente em despesas correntes (de custeio), com pessoal não pertencente ao quadro permanente, com material de consumo e serviços de terceiros.

A população brasileira está bastante preocupada e temerosa com o que vem presenciando no dia a dia, em relação à violência que está se instalando no país, a qual, de forma gradativa, se propaga assustadoramente, alcançando índices inimagináveis. Alguns poderão dizer que isto ocorre na maioria dos países, portanto é um comportamento internacional, resultado desta era globalizada. Até certo ponto, talvez, esta afirmação seja verdadeira, mas a realidade é que o Brasil sempre foi considerado um país pacato sem explosões de agressividade mórbida, ao contrário de outros nos quais o terrorismo, religioso ou político, era, e continua sendo, uma constante. Os relatos jornalísticos sobre o que está acontecendo na cidade de São Paulo-SP expressam o motivo da preocupação de nosso povo, porque o que vem realmente aterrorizando, é que aos poucos essas ocorrências estão se expandindo em todas as regiões do país, em cidades de qualquer porte. Entendo que ainda está em tempo da população se unir, sem qualquer tipo de preconceito, para tentar dar um basta em tudo isto. Quando digo toda a população, imagino os poderes executivo, legislativo e judiciário, dos governos federal, estaduais e municipais, onde tiverem representação, pensando e agindo em conjunto, usando as mesmas estratégias, preventivas e combativas. O que não cabe mais é comportamento passivo, omisso e descompromissado por parte daqueles que têm a responsabilidade de manter a ordem social, preservação da ordem pública e incolumidade das pessoas e do patrimônio, de conformidade com o que dispõe o art. 144 da Constituição Federal (CF). Em síntese, os três poderes deveriam sempre investir prioritariamente na defesa da vida do ser humano, que se traduz na dedicação exaustiva nas ações de Saúde e Segurança Pública, as quais, se bem executadas, resultariam em minimização da mortandade da população. Assim, no que se refere à segunda, assunto deste artigo, ao Poder Executivo caberia a preocupação, ou investimento maciço, em ampliação do acervo de pessoal dos órgãos de defesa pública com equipamentos e materiais modernos e eficientes, necessários para a eficácia dos resultados; treinamento integrado dos agentes públicos desses respectivos órgãos; ampliação do número de presídios, com estrutura adequada e ocupação do tempo dos presidiários em estudo e trabalho, entre outras preocupações; Ao Poder Legislativo caberia uma revisão da nossa legislação, especialmente do novo Código Penal que se encontra em sua fase final de análise, próximo, portanto, da sua implantação. Todos esses últimos episódios, ora vivenciados, precisam ser sancionados de forma bastante enérgica e clara, incluindo, também, a diminuição da idade penal para 14 ou 16 anos, de imediato. Caberia ainda legislar sobre a reforma e modernização das estruturas dos presídios, com ações educativas, voltadas para o aproveitamento qualitativo do tempo do presidiário, entre outras preocupações, e; Ao Poder Judiciário caberia, finalmente, a cobrança do cumprimento da lei de todos, indistintamente, e a exigência, dos setores competentes, da ampliação do quadro dos Órgãos da Justiça, com vistas à adoção de maior celeridade no julgamento das ações judiciais. Ao Ministério Público, instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado (Art. 127 da CF), caberia exercer o papel de fiscalizar e proteger os princípios e interesses fundamentais da sociedade, abrangendo, também, a guarda e a promoção da democracia, da cidadania, da justiça e da moralidade. Concluindo, embora partes das medidas aqui sugeridas já estejam sendo adotadas, o que falta entender é que todas elas, e muito mais, precisam ser priorizadas e executadas com a maior urgência possível, em combate ao grave comprometimento da ordem pública nacional. Por todo o exposto pode-se afirmar que a sociedade, como um todo, encontra-se em estado de guerra com a marginalidade, em posição de inferioridade, em face desta última encontrar-se mais organizada e equipada. "Urge, portanto, a adoção de medidas enérgicas e urgentes de combate ao caos instalado, para que não ocorra de que a sociedade fique em desigualdade com a marginalidade, bem equipada e organizada. Não deixa de ser, portanto, uma grande preocupação, em função da legislação vigente, imaginar a sociedade, vencida nesta batalha, assistindo os vencedores desestabilizando toda a ordem pública do país."

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Fernanda Souza Juliana Manzano João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 - Assinaturas: (84) 3221-5058 ramal 214 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 3

Jurista afirma que Paulinho Freire pode ficar na Prefeitura até o final do ano EX-JUIZ

DO

TRE

A discussão a respeito da renúncia do prefeito de Natal Paulinho Freire (PP) do cargo ganha um novo capítulo. O ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Fábio Hollanda, especialista em Direito Eleitoral, assevera que se Paulinho quiser, permanece no cargo até o dia 31 de dezembro, sem qualquer prejuízo a sua diplomação ou à posse como vereador de Natal. Indagado se Paulinho precisaria renunciar para ser diplomado, Fábio Holanda respondeu que ele pode continuar no cargo de prefeito. O que não pode, segundo o advogado, é acumular cargos. Diploma, no caso, pode. Para ilustrar, o advogado Fábio Holanda cita dois exemplos. O primeiro é o do vereador de Natal Adenúbio Melo (PSB). Eleito vereador em 2008, Adenúbio se candidatou ao cargo de deputado federal e ficou na primeira suplência, sendo, sem nenhum empecilho, diplomado como primeiro suplente, acumulando o diploma com o de vereador. Outro exemplo citado por

AFIRMA QUE NÃO HÁ PROBLEMA EM ACUMULAR DIPLOMAS, DESDE QUE NÃO ACUMULE MANDATOS Holanda é o da própria governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM). Eleita em 2010, Rosalba foi diplomada governadora e acumulou o diploma de governadora com o de senadora da República até alguns dias antes da posse no cargo de governadora do Estado, só então renunciando ao cargo, sem prejuízo a nenhum dos dois mandatos. "O que não pode é acumular mandatos eletivos", continua Fábio, lembrando que na época houve uma discussão para saber se o vice-prefeito poderia ser deputado federal. "No começo entendia-se que podia; depois, que não podia devido ter salário e ficou decidido que não pode. Agora, ser diplomado vereador no exercício de mandato de prefeito não tem o menor problema. Não fere nenhum principio constitucional, nada", afirmou. Fábio Holanda lembra que a prefeita Micarla de Sousa (PV) se encontra apenas afastada do cargo de prefeita. "Inclusive ela deve estar recebendo remuneração de

Adriano Medeiros/Divulgação

Prefeito Paulinho Freire poderá permanecer no cargo até a posse de Carlos Eduardo, segundo o jurista Fábio Holanda prefeita. Ela está apenas afastada do exercício. A diferença entre isso e ter pedido licença para viajar, é que o afastamento é compulsório",

exemplificou. Entre advogados, cita-se a Lei Orgânica do Município, que veda o exercício de cargos na estrutura

municipal desde a diplomação. "Mesmo que a Lei Orgânica tenha previsão, é inconstitucional, e não prejudicaria Paulinho no exercí-

cio de vereador. Se quiser, Paulinho fica como prefeito até o final, sem nenhum prejuízo", afirma Holanda. Caso prevaleça o entendimento da Lei Orgânica, tanto Paulinho quanto o presidente da Câmara Municipal de Natal, Edivan Martins (PV), ficariam proibidos de acumular diplomas. Neste caso, o vice-presidente da Câmara, o vereador Ney Lopes Júnior, do DEM, poderá assumir o cargo de prefeito de Natal e governar a cidade por 13 dias - de 17 de dezembro a 1º de janeiro. O artigo 51, da mesma Lei Orgânica, em seu parágrafo único, dispõe que "em caso de impedimento do Prefeito ou do VicePrefeito, ou de vacância dos respectivos cargos, são, sucessivamente, chamados ao exercício da Chefia do Executivo Municipal o Presidente, o Vice- Presidente e o Primeiro Secretário da Câmara Municipal", afirma o texto. Pela ordem, então, ficaria a critério de Ney Júnior assumir a prefeitura de Natal.

> JULGAMENTO DAS CONTAS

Processo de Carlos Eduardo contra a Câmara Municipal de Natal recebe nova petições na primeira instância A ação que o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) move contra o Poder Legislativo Municipal e que tramita na 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal recebeu na manhã de hoje uma nova movimentação. Atendendo ao pedido do promotor de Justiça Christiano Baia Fernandes de Araújo, que na semana passada proferiu um parecer pela improcedência da ação, os procuradores da Câmara Tiago Fernandes, Leonardo Mello, Dijosete Veríssimo, Pedro de Alcântara, Rodrigo Dantas e Eriberto Neves protocolaram ao processo, nesta manhã, duas contestações e quatro decretos municipais que fazem

parte de outra ação, desta feita Popular, de autoria do ex-vereador Salatiel de Sousa, datada de 2008, que questiona a chamada venda da conta única do município, por R$ 40 milhões, para o Banco do Brasil. O promotor Christiano Baia, da 33ª Promotoria da Comarca de Natal, emitiu parecer preliminar em que pede que o juiz Geraldo Motta rejeite a ação proposta por Carlos que visa anular o ato da Câmara que reprovou suas contas relativas ao exercício financeiro da Prefeitura de Natal do ano de 2008. Para embasar seu pedido, o promotor instruiu que fossem anexadas aos autos as contestações do ex-prefeito e da ex-se-

cretária de Planejamento e Finanças, Virginia Ferreira - atual coordenadora da equipe de transição. Além disso, o promotor solicitou que fossem acrescentadas cópias dos decretos municipais n.º 7.348, de 13.01.2004; n.º 7.562, de 13.01.2005; n.º 7.839, de 09.01.2006; e n.º 8.097, de 16.01.2007. Em ambas as contestações, Carlos Eduardo e Virgínia Ferreira negam qualquer irregularidade na chamada venda da conta única. A venda da conta única faz parte do rol de irregularidades analisadas pela Câmara Municipal de Natal em março deste ano e que culminaram na reprovação das contas do

ex-prefeito pelos vereadores. Segundo os vereadores, a venda da conta única foi realizada sem licitação e com prejuízo de mais de R$ 9 milhões aos cofres públicos verba que teve de ser devolvida à Caixa Econômica Federal (CEF) pelo distrato do contrato. Além disso, segundo o relator da reprovação das contas, Enildo Alves, os recursos da venda da conta única foram inseridos no orçamento municipal sem a existência de rubrica orçamentária. Da mesma forma, a verba também foi gasta, sem que houvesse dotação para tanto. Além da venda da conta única, outras duas irregularidades em-

basaram a reprovação das contas do ex-prefeito, sendo elas, os saques de mais de R$ 22 milhões do sistema previdenciário dos servidores da Prefeitura de Natal e também a implantação de mais de três mil benefícios aos servidores do município em pleno período proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Diante disso, o Ministério Público, através do promotor Christiano Baia Fernandes de Araújo, proferiu parecer contrário à ação do ex-prefeito, que tenta anular o decreto da Câmara. Em seu parecer, o representante do Ministério Público questiona a tese de defesa de Carlos Eduardo,

que afirma que a Câmara jamais poderia ter reprovado suas contas desconhecendo o parecer do Tribunal de Contas do Estado. Ele disse que "o parecer prévio do Tribunal de Contas não vincula, nem delimita o que pode ser objeto de fiscalização pela Câmara Municipal, uma vez que o papel da Corte de Contas, enquanto órgão auxiliar, é subsidiar o papel fiscalizador do Legislativo Municipal, não determina-lo. Assim, tratando-se de julgamento de contas, todo e qualquer fato com relevo financeiro ou orçamentário, ocorrido no exercício, pode ser considerado pela Câmara Municipal". Heracles Dantas

> MAIS CARGOS

Prefeito eleito de Jucurutu defende mais espaço para o PMDB no Governo JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O prefeito de Jucurutu, Júnior Queiroz, do PMDB, está defendendo uma maior ampliação do espaço do partido no governo Rosalba Ciarlini, segundo ele, "como forma do PMDB ajudar a governadora sair dessa situação de dificuldade". O prefeito fez essa declaração momentos antes de participar do Encontro Estadual do partido, na manhã desta segunda-feira no Imirá Plaza na Via Costeira. Com relação ao encontro, o prefeito Júnior Queiroz

afirmou ter o objetivo de preparar e capacitar prefeitos e vereadores do PMDB para o exercício da administração municipal. Júnior Queiroz avalia que o relacionamento dos líderes peemedebistas com o governo é o melhor possível, entretanto, defende uma maior participação do PMDB na equipe de governo para ajudar na governabilidade. Sobre a situação dos municípios, que o prefeito considera também de dificuldades, Júnior Queiroz diz que a crise só será superada com uma maior participação dos municípios na receita

da União. "No passado existia uma divisão de 50 por cento dos recursos entre Governo Federal e Municípios, atualmente, o Governo Federal fica com quase 80 por cento deixando os Municípios em dificuldades, já que a receita não acompanha a despesa", constata o prefeito. REELEIÇÃO Questionado sobre a possibilidade da governadora disputar a reeleição, o prefeito Júnior Queiroz afirmou o seguinte: "Acredito que se a situação do Estado estiver boa, ela esteja bem avaliada e se for manti-

da a união, Rosalba certamente disputará o cargo em 2014", observa. PROGRAMAÇÃO Os trabalhos do encontro do PMDB foram iniciados às 9 horas com o Hino Nacional. Em seguida falou o deputado Henrique Eduardo Alves, presidente estadual da legenda e o senador Garibaldi Filho. Elisiane da Silva, presidenta da Fundação Ulisses Guimarães abordou o tema "Transparência e Controle Social" e Leene Marques falou sobre "Emendas Parlamentares e Convênios". (JP)

Evento do PMDB reuniu dezenas de prefeitos e vereadores eleitos pelo partido

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS -

tuliolemosjh@gmail.com / www.tuliolemos.com.br / @tuliolemosrn

FORTALECIMENTO O deputado Henrique Alves se fortalece para ser o próximo presidente da Câmara, mas precisa evitar defecções dentro do próprio PMDB e se livrar de eventuais problemas que possam arranhar sua imagem.

há também quem defenda maiores espaços e comprometimento da legenda com a reeleição da Rosa. Os principais líderes, Henrique e Garibaldi, não expressam publicamente, mas o desejo é de ficar longe de Rosalba, para evitar contaminação pelo desgaste.

ALIANÇA O aumento da participação do PMDB no Governo Rosalba Ciarlini não é tão pacífica assim. Há lideranças que defendem distanciamento estratégico com a gestão desaprovada pela população; mas

QUEIXA A situação da saúde pública no RN continua em dificuldades e produzindo fatos negativos para o Governo administrado por uma médica. A última foi de um médico que prestou queixa na Polícia

porque não havia material para proceder uma cirurgia. Num Estado governado por uma médica, é inaceitável uma situação como essa. MOSSORÓ As promotoras eleitorais de Mossoró ingressaram com seis ações contra a diplomação da prefeita eleita Cláudia Regina. Em todas elas, o uso e abuso da máquina pública ficam evidenciados. Cláudia foi beneficiada pela força da máquina municipal, com a prefeita Fafá Rosado e pela máquina estadual, com

Rosalba Ciarlini. AJUDA Por falar na governadora, é impressionante como o Estado gosta de pegar carona em outros órgãos e entidades. A Rosa se apropria de obras do Governo Federal como se fossem dela. Agora, para recuperar o Atheneu, tradicional escola estadual, o Governo precisa do apoio da FIERN. ESSE CARA Sherloquinho aproveita a música de Roberto Carlos, trilha da nov-

ela das 9 da Globo, e faz paródia de "Esse cara sou eu" com os políticos: "Sabe aquele que promete tudo e quando chega ao poder não realiza nada? Esse cara sou eu. Sabe aquele que encena sofrimento pela dor dos pobres na campanha e depois de eleito mete a mão no dinheiro do povo? Esse cara sou eu". DÍVIDAS Paulinho Freire ficou ainda mais impressionado com a situação financeira da Prefeitura de Natal após ter acesso aos dados da gestão. É assustadora a situação de dívi-

das deixadas pela prefeita Micarla de Sousa. Os números ainda são desencontrados, mas fala-se em valores superiores a R$ 200 milhões. Presentão para o próximo prefeito. LANÇAMENTO Será lançado no próximo dia 23 de novembro, o livro "Processo Penal Eletrônico e Direitos Fundamentais", de autoria da professora e juíza de Direito, Alba Paulo de Azevedo. O lançamento do livro da competente e respeitada magistrada será às 18hs na Escola da Magistratura, em Candelária.


Natal, 12 de novembro de 2012

4 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br INTERINO - JOAQUIM PINHEIRO - jtpinheirojh@gmail.com A coluna cede espaço hoje para o leitor Arthur Ribeiro.

Na coluna "Walter Gomes", do Jornal de Hoje de 05 de Novembro de 2012, que o senhor escreveu como interino, foi feita a seguinte pergunta: "No entendimento do Natalense, diante das dificuldades enfrentadas pelo atual prefeito de Natal, qual deverá ser a prioridade de Paulinho Freire nesses dois meses à frente da administração municipal?" Essa chamada para um debate é bastante válida, pois fica a dúvida do que resta de útil para o município depois que todas as ações administrativas possíveis que demandam mais terem sido descartadas. Digo-lhe o que eu faria: - Uma auditoria para exonerar os funcionários fantasmas. Estes são muitos, fruto de anos de hábito de empregar funcionários através de apadrinhamento político. - Faria o possível para apressar a exoneração de funcionários incompetentes. O prefeito deve ter compromisso com os resultados de sua administração, não com o emprego dos funcionários públicos. - Uma seleção através de currículo dos secretários municipais e demais funcionários comissionados. Através do envio dos currículos pela internet seria possível fazer essa seleção. Mesmo que ao final esses secretários trabalhassem por poucos dias, seria válido para dar o exemplo para a população, do que pode ser cobrado dos próximos prefeitos, governadores, presidentes, etc. A seleção através das "indicações políticas" nada mais é do que um caminho que leva à falta de assiduidade, à ineficácia, à corrupção e à impossibilidade do prefeito de cobrar resultados administrativos dos funcionários comissionados. Paulinho Freire contrata alguém "por indicação", para as empresas dele, ou contrata por competência? - Permitiria a quebra do sigilo fiscal antes e depois do mandato, e exigiria que os secretários e demais funcionários comissionados fizessem o mesmo. - Renunciaria ao salário até o fim do mandato. Não sou favorável que qualquer trabalhador trabalhe de graça, inclusive o prefeito. Nessa situação de penúria que vive o município de Natal, porém, essa seria uma maneira de mostrar aos eleitores que os sacrifícios devem ser feitos. Paulinho Freire tem dinheiro para se sustentar mesmo sem o salário de prefeito. Essa renúncia seria, na verdade, um investimento com retorno em capital político. - Iria ao velório e ao enterro dos policiais que morressem em serviço. - Chamaria os líderes sindicais dos diversos setores da administração municipal para conversar e explicar a situação, antes mesmo que esses líderes propusessem essas reuniões. - Não me declararia oposição ao prefeito eleito logo de cara. Chamaria publicamente Carlos Eduardo para discutir a situação da prefeitura. - Colaboraria com o Ministério Público para elucidar quaisquer irregularidades cometidas pela administração de Micarla ou administrações anteriores. - Chamaria a população para mutirões de limpeza das ruas, e inclusive eu e minha esposa também participaríamos. Pediria (não poderia obrigar) aos secretários e ocupantes de cargos de alto escalão da prefeitura que também participassem. Os natalenses que não quisessem participar não poderiam dizer que o prefeito estava totalmente se aproveitando do povo, pois afinal ele também participou. Esses mutirões serviriam também para chamar a atenção da população que o lixo muitas vezes é jogado na rua pelo povo mesmo quando o recolhimento dos detritos está em dia. Caso o mutirão não tivesse uma adesão significativa, a "derrota" do prefeito seria sua vitória. A causa é nobre e o prefeito daria um exemplo de humildade. - Criaria uma auditoria médica dos pedidos de exames médicos e referências médicas feitas no âmbito do município. Essa auditoria, antes de bloquear um pedido de exame ou uma referência, deveria entrar em contato com o médico que solicitou para discutir o caso. - Faria um concurso para escolher a rua mais bem enfeitada para o Natal. O prêmio poderia ser, por exemplo, um desconto de 100% do IPTU das casas daquela rua. Seria uma maneira de enfeitar a cidade mesmo sem as ações do "Natal em Natal" que, sabiamente, Paulinho Freire já cancelou. - Mandaria os fiscais municipais do trânsito, os chamados "amarelinhos", serem muito rigorosos com as multas. Só sentindo no bolso os motoristas dirigem com cuidado. - Vetaria qualquer aumento de salário dos vereadores ou outros gastos imorais ou irregulares propostos pela câmara dos vereadores.

Advogados de renome apóiam Aldo para a presidência da OAB O advogado Herbert Spencer, que detém um dos mais importantes escritórios de advocacia formado pelos advogados, Hysaac Spencer, Sara Spencer, Maria Clara Spencer e Dyandro Pinheiro, declarou apoio à candidatura do advogado Aldo Medeiros a presidência da OAB. O advogado Erick Pereira, que é uma das referências em direito eleitoral no Estado, é outro que apóia a candidatura de Aldo Medeiros. Segundo Erick, Aldo é o único com possibilidades de unir a categoria.

Descaso governamental A 53ª Convenção Nacional do Comercio Lojistas acontecerá em Natal, quarta, quinta e sexta-feira. Detalhe: a Empresa "Espacial Eventos" teve que assumir despesas com aluguel de aparelhos de ar-condicionado, instalação de tendas e até colocação de pisos no Centro de Convenções, o que seria obrigação do Governo do Estado.

LEITURA DINÂMICA Instituto dos Amigos do Patrimônio Histórico e Artístico, Cultural e da Cidadania Ricardo Tersuliano (COBRA) e o seu vice Charles Machado firmaram parceria com o IFRN/Instituto Federal de Ciência e tecnologia do Rio Grande do Norte na criação do museu ferroviário Manoel Tomé de Souza. t Constitui-se no primeiro

Lucena quer ser presidente para resgatar “autonomia” da Câmara PRÉ-CANDIDATO PETISTA QUE RESGATAR PRESTÍGIO DO VEREADOR E TRANSPARÊNCIA

Caro Joaquim Pinheiro,

t O presidente IAPHACC/

Política

Segunda-feira

Museu do Trem do Estado. Os ferroviários que desejarem colaborar doando peças poderão telefonar para: 9977-1920 (TIM), 94751591 ( Claro) 8726-7829 (Oi) ou enviar e-mail para iaphacc@yahoo .com.br t Para refletir: "O planejamento de longo prazo não lida com decisões futuras, mas com o futuro de decisões presentes". (Peter Drucker)

O terceiro mandato do vereador Fernando Lucena, do PT, tem tudo para ser diferente. E para melhor. Isso porque na semana passada o petista lançou a pré-candidatura para a presidência da Câmara Municipal de Natal. O motivo?! Recuperar a autonomia e a transparência que deveriam ser o norte do Poder Legislativo municipal, reaproximando-a do povo natalense. "O estado republicano tem os três poderes, o Executivo, o Legislativo e o Judiciário. O que temos que mudar na Câmara é a questão da autonomia. Essa autonomia não quer dizer que seja um polo de oposição ou de entrave para a gestão do prefeito seja ele quem for. O que a Câmara tem que fazer é ser respeitada enquanto Poder Legislativo e não ser uma subsecretaria ou secretaria do Poder Executivo. Nos queremos é dar independência, autonomia e transparência a Câmara", avalia o vereador, que foi eleito pela primeira vez em 2004, em 2008 foi suplente e só voltou para a Câmara em 2010. Segundo Fernando Lucena, hoje, são 18 vereadores que fazem parte do grupo a qual o petista está fazendo parte sobre a escolha do novo presidente da Câmara. E as propostas devem ser um diferencial para evitar a concorrência partidária. "Nenhum partido vai querer engessar ou obrigar um vereador a votar contra mim. Afinal, qual partido vai ser contra a transparência? Qual o partido vai ser contra a autonomia no Poder Legislativo? Ele vai estar votando contra os interesses da sociedade e não vejo nenhum partido que queira votar contra os interesses sociais. Quero o apoio de todos os partidos e de todos os vereadores". Nessa busca pela transparência, por sinal, Lucena pretende inovar. "Nós vamos colocar um painel na Câmara para todo mundo ver

Wellington Rocha

Lucena afirma participar de grupo que é formado por 18 nomes: votos serão suficientes para escolher futuro presidente quanto está gastando. Porque, veja bem, o dinheiro é meu? Não é. O dinheiro é do povo. E como pode o 'patrão' não saber o quanto está gastando? Então nós vamos informar tudo isso aí, os salários, os projetos, todas as informações da Câmara", afirmou, justificando que "nenhum vereador quer esconder o seu trabalho. Todos querem mostrar o seu trabalho". Transparência, claro, não é a única proposta do pré-candidato. "O vereador é o parachoque, vamos dizer assim. Dificilmente você encontra um deputado, federal ou estadual, ou senador, num bairro, mas o vereador ele mora nos bairros, ele vive nos bairros. Todos os problemas da cidade passam literalmente pelo vereador. E o que acontece? Ele não tem o apoio da Câmara necessário para exercer o seu mandato. A Câmara tem que ser

dos vereadores. E não tem sido", avalia. Além disso, Lucena pretende realizar a cada dois meses reunião com os 29 vereadores, para que eles façam uma análise de produção, qual foram seus problemas. "Tem projeto meu de 2007 que não foi se quer visto pelas comissões. Então, nós temos que analisar isso, discutir com os vereadores. As comissões têm que ser bem constituídas, quem quer o que. Para que o vereador não vá para aquela comissão e, simplesmente, deixe para lá". Essa confusão não era para menos. Segundo alerta Lucena, a Câmara de Natal é o único setor legislativo que não é informatizado. "Se eu não souber o número do meu projeto, eu não tenho como encontrar. Porque ele tem apenas uma papeletinha de controle e alguém ainda pode chegar lá e tirar

aquilo ali e ele sumir. Ele some. Então a primeira medida que nós vamos tomar é informatizar os projetos". Para exemplicar as dificuldades para um vereador acompanahr o andamento de um projeto, por sinal, Lucena cita um caso próprio. "Os projetos de combustível eu não sei em qual comissão ele se encontra, se ele vai ser votado este ano, se ele ainda pode ser votado este ano. É um absurdo e eu deveria saber, o povo deveria saber. Deveria poder entrar no site da Câmara e ver isso aí. Ver o nome do projeto e saber onde ele anda, a quanto tempo está em determinada comissão, se o prazo é de 15 dias, porque está há 20 dias lá? Queremos fazer como é na Câmara Federal. A Câmara (Municipal) tem que saber os projetos que são de interesse dela".

Para petista, houve omissão do Poder Legislativo no afastamento de Micarla Em entrevista concedida aO Jor- uma coisa e a Câmara decidindo nal de Hoje, Fernando Lucena, outra. As vezes você tem que corporém, não falou apenas dos seus tar da própria carne, mas tem que planos futuros. O vereador do PT fazer. O povo não quer uma coisa, também comentou o afastamento da o povo é o patrão e eu vou ser conprefeita Micarla de Sousa, do PV, por tra o patrão? Não tem como". envolvimento no escândalo denunDentro dessa discussão, por ciado na Operação Assepsia. "Nin- sinal, Fernando Lucena reafirmou guém pode ficar feliz com o que a importância do trabalho de fiscaaconteceu. É muito triste ver um lização da Câmara. "O orçamento da caso como esse, uma divulgação na- Câmara é de R$ 63 milhões, mas cional como essa", nós vamos fiscaavalia. Porém, lizar mais de R$ como qualquer ve1,6 bilhão, então reador de oposição, a medida que nós “Ninguém pode ficar o petista não tenta vamos fiscalizar a feliz com o que aconjustificar os atos da destinação correteceu. É muito triste prefeita. Pelo conta de recursos para ver um caso como trário: "A Câmara a educação, a perdeu o 'timing'. saúde, os valores esse (afastamento Acho que deveria vão chegar a seus da prefeita), uma ter afastado a predestinos e não será divulgação nacional feita naquele monecessário tirar como essa” mento (votação no mais recursos. Se ano passado, sobre a Câmara fiscalio impeachment de zar e cumprir o Micarla por não seu papel, esse utilização integral da verba para Edu- valor fica pequeno, porque vai haver cação). Porque lá ela teria um amplo a sua destinação correta, sem os desdireito de defesa e, de lá para cá, a vios que prejudicam tanto". situalção mudou muito pouco. Só Fernando Lucena, por sinal, piorou", afirma. afirma discordar de alguns contraAlém do pedido de impeach- tos e convênios firmados pela próment proposto pelo vereador Pro- pria Câmara Municipal, que acabam fessor Luís Carlos, do PMDB, em por desviar a função principal da que Lucena votou favorável, o pe- Casa Legislativa Municipal. "Eu distista citou ainda o caso da Comis- cordo, por exemplo, de alguns consão Especial de Investigação (CEI) tratos devido aos convênios que se dos contratos da Prefeitura. "A Câ- firma, porque são vários e, se você mara comeu mosca, foi omissa. O vai procurar um projeto hoje, num Ministério Público sobre os desvios computador, não encontra. Quero da educação, a questão dos contra- que a Câmara volte a ser essencialtos levantados pela CEI, mas o que mente legislativa". aconteceu? A Câmara se retraiu. Faltou ali cumprir o seu papel consti- CARLOS EDUARDO tucional", afirma o petista, ressalEvitando fazer comentários netando que "eu digo isso porque sou gativos sobre o prefeito eleito Carda Comissão de Fiscalização e es- los Eduardo Alves, Fernando Lucetamos acompanhando o processo da na ressaltou que vai se manter na CEI. Encaminhado para o MP, TCU oposição ao próximo gestor munie CGU. A CEI já mostrava esse qua- cipal, mas vai se manter imparcial dro que está aí". caso consiga ser eleito presidente Fernando Lucena também le- da Câmara. "Nâo faço política pesvanta a necessidade do presidente soal. Não vamos confudir o vereada Câmara não integrar o mesmo dor de oposição Fernando Lucena partido do prefeito, como forma de com o presidente da Câmara", gaevitar uma eventual submissão. "Até rante. para preservar o presidente, porque Por sinal, Fernando Lucena ofeficou 90% da população querendo rece até mesmo uma trégua ao pró-

ximo prefeito. "Ele vai ter muita, trocas de acusações. "Ele falou de muita dificuldade. Muito endividado, mim e eu falei dele, então, estamos muito desorganizado. Por isso ele vai empatados", analisa. De qualquer ter que ser o parceiro da Câmara. Eu forma, Lucena ressalta que não vai quero deixar bem claro que todos os haver trégua no que diz respeito a vereadores têm que dar uma trégua participação petista na próxima gese colaborar com a situação de Natal, tão: "está mantida a necessidade de que está muito dificil". afastamento do partido. Se insistir A relação entre Lucena e Car- (em integrar a gestão Carlos Eduarlos Eduardo começou a complicar do), vai ser expulso". depois que o vereador Enildo Alves, Dentre as dificuldades que Cardo DEM, denunlos Eduardo vai enciou o ex-prefeito contrar ao assumir pelas irregularidaa Prefeitura de des apresentadas Natal, pelo menos, “O dinheiro é meu? na prestação de não vai estar a limcontas dele refepeza urbana. Isso Não, o dinheiro é do rentes a 2008. porque neste final povo. E como pode o "Votei contra de gestão, comanpatrão não saber o todos, mas não foi dada por Paulinho quanto está gastando? contra as contas de Freire, o vereador, Vamos informatizar 2008. Eu vou queque também é prerer nos prazos da sidente do Sindicatudo isso aí” Lei. Mandar e coto dos Trabalhadobrar a volta dos reres da Limpeza Urlatórios. Mandar e bana (Sindlimp), votar 12 anos depretende tirar o pois? Sem mais nenhum resultado lixo da cidade. "Acredito que vai político? Assim o vereador fica dar tempo. Está havendo uma mocaro", avalia. bilização muito grande. Acredito Durante a discussão sobre lega- que antes estava faltando decisão", lidade ou não, não foram poucas as avalia.


Política

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 5

Cláudia Regina arrecadou o dobro de Larissa Rosado durante campanha PREFEITA

ELEITA DE

MOSSORÓ

RESPONDE A SEIS AÇÕES DE IMPUGNAÇÃO POR PARTE DO

MINISTÉRIO PÚBLICO

Divulgação

José Aldenir

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

A coligação encabeçada por DEM e PMDB em Mossoró, que conseguiu levar a candidata democrata Cláudia Regina a ser eleita prefeita, pode até dizer que não houve uso da máquina pública na disputa eleitoral na cidade. Pode dizer também que as seis representações feitas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) contra a candidata são infundadas e que a governadora Rosalba Ciarlini e o secretário-chefe do Gabinete Civil de Mossoró, Gustavo Rosado, não usaram seus cargos para desequilibrar a disputa. O que a coligação não pode dizer, porém, é que o dinheiro não foi suficiente. Afinal, o nome da democrata arrecadou R$ 3,154 milhões, mais que o dobro que a principal adversária, Larissa Rosado, do PSB: R$ 1,424 milhão. Dentre os gastos de Cláudia Regina, se destacam os investimentos feitos em publicidade. Foram R$ 525 mil só para a Art & C, agência de publicidade de Natal, por "serviços prestados por terceiros". Publicidade por carros de som, só com a Associação dos Supermercados Queiroz, os gastos foram de outros R$ 45 mil. Contudo, o valor mais alto mesmo foi o pago ao PHS Suassuna Barreto Produções, para

Cláudia Regina foi beneficiada pelo volume de recursos arrecadados oficialmente na campanha a produção de programas de rádio, televisão ou vídeo. Foram R$ 650 mil. Chama a atenção também os gastos com gasolina da campanha de Cláudia Regina pelo fato deles terem sido feitos com o Posto Mais Comércio de Combustíveis, na ordem de R$ 146,5 mil. O curioso está no fato da campanha de Cláudia Regina ter recebido doações (no

total de R$ 375 mil) de outro posto, o Líder. LARISSA ROSADO A deputada estadual Larissa Rosado, do PSB, também tem números que se destacam na sua prestação de contas eleitoral. No caso dela, eles estão na arrecadação. A União e Refinaria de Sal doou para a campanha da pessebista quase

Larissa Rosado liderou todas as pesquisas feitas durante a campanha, mas perdeu por 5 mil votos

R$ 400 mil. Mais de R$ 260 mil, inclusive, foram feitos por meio de "depósito em espécie". No que diz respeito aos gastos, o destaque de Larissa Rosado são os valores pagos a ASMG Assistência Serviços e Manutenção. Foram 17 itens de despesa, que variam entre gastos com pessoal, a publicidade por carros. Ao todo, a campanha da candidata do PSB pagou R$ 264

mil a empresa. REPRESENTAÇÕES Para quem não lembra, na semana passada, o Ministério Público Eleitoral ingressou com seis ações contra Cláudia Regina pedindo, além do pagamento de multa, a cassação do registro ou da diplomação da candidata. O motivo seria a atuação decisiva do

Governo do Estado, por meio da governadora Rosalba Ciarlini, e da Prefeitura de Mossoró, através do secretário-chefe do Gabinete Civil, Gustavo Rosado, em prol da candidata do DEM, representando o uso da máquina pública. Por isso, além do impedimento da posse da prefeita eleita, o MPE solicita a realização de uma nova eleição em Mossoró.

Cláudia Regina não explica destinação de R$ 140 mil Não é apenas de quem as coligações de Cláudia Regina e Larissa Rosado arrecadaram e com quem gastou que chama atenção na prestação de contas das duas candidatas. A relação do total arrecadado com as despesas também se destacam, pelo fato das duas não terem explicado o destino de quantias consideráveis. O caso de Cláudia Regina, prefeita eleita de Mossoró, por exemplo. A candidata do

DEM arrecadou R$ 3,145 milhões, contudo, divulgou os gastos apenas de R$ 3 milhões. Ou seja: Cláudia Regina não explica para onde foram R$ 140 mil de diferença de caixa de sua campanha. Do outro lado, Larissa Rosado também não foi totalmente transparente na prestação de contas. Afinal, assim como no que foi divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da adversária

de Cláudia Regina também faltou explicar o destino de R$ 47 mil. A candidata do PSB arrecadou 1,424 milhão e prestou conta de 1,377 milhão. Vale ressaltar que o prazo para os candidatos que concorreram ao primeiro turno apresentar prestação de contas de campanha acabou na semana passada e a Justiça Eleitoral se encontra na fase de julgamento dessas contas, que deve

ocorrer antes da diplomação. Pouco disseminado no meio jurídico, o artigo 30-A foi introduzido na Lei Eleitoral com o objetivo de combater de forma efetiva o Caixa 2 nas eleições. Essa inovação foi aprovada em 2006, após o escândalo do Mensalão. Pela lei, os candidatos estão obrigados a declarar todos os gastos de campanha, desde a produção do programa eleitoral, jingles, assesso-

ria jurídica e contábil, locação de veículos e até a gasolina dos carros. De acordo com o advogado Caio Vitor Barbosa, "o Artigo 30A determina a perda de mandato do candidato que não declare todos os gastos de campanha e seja comprovado que ele tentou ludibriar a Justiça". O advogado ainda complementa afirmando o motivo dessa ação ser mais efetiva para

perda do mandato. "Na ação fundada nesse Artigo não é avaliada a potencialidade da conduta ilícita influenciar no pleito. Quando essa é analisada, o julgamento do processo pode ser mais complexo. O Ministério Público e os partidos adversários só podem acionar o candidato sobre algum erro na prestação de contas até 15 dias após a diplomação", explica Caio Vitor Barbosa.

José Agripino enviou mais de R$ 1,6 milhão para Mossoró A disputa eleitoral em Mossoró era mesmo importante para o DEM. Tanto foi assim que para eleger a vereadora Cláudia Regina prefeita da cidade, o partido investiu bastante. Foram mais de R$ 2,3 milhões que os democratas tiraram dos seus cofres para custear a campanha. Só essa quantia já é quase R$ 1 milhão a mais que o total arrecadado por Larissa Rosado, do PSB, principal opositora e que acabou derrotada, mesmo tendo liderado quase todas as pesquisas eleitorais divulgadas

durante o ano. Ao todo, a candidata do DEM arrecadou para sua campanha mais de R$ 3,154 milhões. Foram R$ 62 mil da Direção Municipal do DEM, contudo, os maiores valores foram repassados pelo senador José Agripino, presidente estadual e nacional dos Democratas. Da parcela estadual, foram R$ 650 mil repassados para a campanha de Cláudia Regina, enquanto da nacional, foram R$ 1,6 milhão. Dessa forma, o DEM gastou

mais em Mossoró que em outras capitais do Nordeste, inclusive, capitais como Fortaleza e Maceió. Na cidade cearense, por exemplo, o repasse total ficou na casa do R$ 1,4 milhão do Diretório Nacional do partido. Do estadual, não recebeu nada. Pelo menos, não segundo a prestação de contas divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De qualquer forma, o repasse nacional feito pelo DEM é R$ 200 mil menor em Fortaleza do que foi em Mossoró. Isso, mesmo a "Capi-

tal do Oeste" tendo apenas 164 mil eleitores, enquanto a cearense tem mais de 1,6 milhão de eleitores. Ou seja, para cada votante em Mossoró o DEM nacional enviou, quase, R$ 10, ao ponto que em Fortaleza, foram apenas 87 centavos. Dessa forma, inclusive, há até de se justificar o fato do DEM ter feito o caminho inverso em Mossoró e em Fortaleza. No Ceará, Moroni, candidato Democrata, começou a disputa eleitoral liderança as pesquisas, mas terminou em 4º lutar.

Cláudia Regina foi o contrário. Começou atrás de Larissa Rosado e, no dia 7 de outubro, ultrapassou a adversária, vencendo com uma maioria de 5 mil votos. PSB A força que Mossoró demonstrou ter para o PSB ao conseguir que o partido forçasse o apoio do PT a Larissa Rosado, desistindo inclusive de uma candidatura própria com Josivan Barbosa, a cidade não teve na hora de conseguir recursos do

próprio partido. Afinal, nas doações feitas pela iniciativa privada, o montante destinado as duas candidatas foi parecido, mas a balança desequilibrou mesmo foi nos repasses partidários. Afinal, se o DEM priorizou a disputa em Mossoró, enviando mais de R$ 2,3 milhões, o PSB não gastou tanto. Alias, nem perto. Foram apenas 54 mil doados pelo partido. Esse valor, inclusive, proveniente do Diretório Municipal. Do Estadual e do Nacional, não chegou nada.

No RN, DEM só enviou dinheiro para a eleição de Cláudia Regina O fato do presidente nacional do DEM ser o senador potiguar José Agripino Maia não quer dizer que o partido privilegiou o Rio Grande do Norte na hora da destinação de recursos para a campanha eleitoral. Na verdade, no Estado, apenas Mossoró foi ajudada por verbas do partido. Não que Agripino não achasse

as disputas eleitoral em outras cidades importantes. Afinal, ao final da campanha, o senador mesmo enalteceu algumas conquistas em "cidades-polos". "O importante agora não é o número de prefeituras e sim a qualidade delas. E o Democratas conquistou municípios importantes, cidades-polo. Por isso, representamos quase a mesma coisa de

quem fez 50 prefeituras", afirmou o democrata após o dia 7 de outubro. Na "cidade-polo" de Pau dos Ferros, por exemplo, a conquista foi do DEM, mas não graças aos recursos do partido. Afinal, Fabrício Torquato, candidato apoiado pelo atual prefeiro democrata, Leonardo Rego, recebeu ao todo R$

178 mil para gastar durante a campanha, mas nenhum centavo foi proveniente do DEM. Outro exemplo de "cidade-polo" esquecida financeiramente pelo partido foi João Câmara, onde o atual prefeito, Ariosvaldo Targino, o Vavá, democrata, buscou e conseguiu a reeleição, arrecadando cerca de R$ 68 mil. Lá, assim como em Pau dos

Ferros, não veio nenhuma "ajuda" dos diretórios municipal, estadual e nacional do partido. Porém, nem só de vitórias sem dinheiro do partido pode ser contada a história da disputa eleitoral do DEM no RN. Em Currais Novos, que pode ser considerada mais uma "cidade-polo" do Rio Grande do Norte, a falta de recursos pode jus-

tificar a derrota do candidato democrata. Isso porque o atual prefeito, Geraldo Gomes, perdeu para a oposição liderada. A campanha do DEM, que na cidade arrecadou R$ 90 mil, mas nada dos diretórios do partido, perdeu a disputa para o grupo do exprefeito Zé Lins, que indicou o candidato Vilton Cunha, do PR.

> QUESTÃO DE ORDEM

PSDB embarga cassação de Dibson Nasser na Justiça Eleitoral O PSDB recorreu junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra a decisão da Corte que cassou o mandato do deputado estadual Dibson Nasser (PSDB). O acórdão da cassação do parlamentar foi publicado na última sexta-feira. Hoje, o advogado do PSDB, André Castro, interpôs embargo de declaração junto ao próprio TRE, sob a alegação de que o órgão deixou de analisar uma questão de ordem pública. "Existe uma questão de ordem pública, nulidade absoluta, que não foi apreciada pela Corte. Essa nulidade precisa ser analisada antes de se dar cumprimento à decisão de cassação", explicou o advogado André Castro. Na quinta-feira passada, o TRERN publicou no Diário da Justiça o acórdão da cassação do mandato do

deputado estadual Dibson Nasser, cassado sob a acusação de abuso de poder econômico e político nas eleições de 2010, quando foi eleito pela primeira vez para um cargo público. Filho do ex-presidente da Câmara Municipal de Natal, então presidente na época, vereador Dickson Nasser (PSB), Dibson foi eleito com 41.883 votos. "Na realidade, ele foi cassado por um motivo que não estava estampado na petição inicial. Ou seja, ele foi acusado de uma coisa e condenado por outra, o que fere o direito de defesa", afirma André Castro, apontando qual seria a questão de ordem. "Ele foi acusado de receber doações ilegais e foi condenado por uma suposta desproporção entre a capacidade econômica dos doares e as doações efetua-

das", completou. Segundo André Castro, o procedimento fere os artigos 128 e 460 do Código de Processo Civil, que estabelecem o princípio da congruência. "O juiz não pode decidir sobre aquilo que não foi pedido. Existe um recente precedente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), da lavra do ministro Arnaldo Versiani, que num caso idêntico ao de Natal, anulou a sentença, exatamente pelo mesmo vício", exemplifica Castro. O embargo de declaração foi protocolado na manhã desta segunda-feira no TRE. Ainda segundo André Castro, o próprio TRE teria obrigação de analisar as questões de ordem pública, ainda que de ofício, mesmo sem a provocação das partes. Contudo, como o órgão eleito-

ral não tomou a iniciativa, o advogado está embargando. "Acontece que o próprio TRE poderá anular a decisão", esclarece. Quanto à posse do primeiro suplente de deputado estadual para o lugar de Dibson Nasser, o atual presidente da Companhia de Abastecimento do RN (CEASA), ex-deputado José Adécio (DEM), esta só poderá acontecer após o julgamento desse recurso. "A posse do suplente só poderá ser feita após o julgamento deste recurso e de um eventual recurso para o TSE", acrescenta André Castro. O embargo será relatado pelo juiz eleitoral Jailsom Leandro, após a abertura de vista ao Ministério Público. Em seguida, o embargo será levado para apreciação do pleno do TRE.

Heracles Dantas

Dibson Nasser foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral mas pode permanecer


6 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Pronto-socorro do Hospital Santa Catarina deverá ser inaugurado no final deste mês USUÁRIOS

RECLAMAM DE PROBLEMAS ESTRUTURAIS COMO A ‘MISTURA’ DO ATENDIMENTO OBSTÉTRICO E CLÍNICO Fotos: José Aldenir

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

As obras de ampliação do Hospital Doutor José Pedro Bezerra, popularmente conhecido como Hospital Santa Catarina, deverão ser concluídas ainda neste mês de novembro. A inauguração do novo prontosocorro, que beneficiará centenas dos atendimentos diários da unidade estadual de saúde, está prevista para o dia 28. Enquanto isso, médicos, servidores e usuários do hospital reclamam de alguns déficits da estrutura, como, por exemplo, a ausência de condicionadores de ar nos setores e superpopulação nos corredores. Os problemas de estrutura física, falta de médicos e abastecimentos de remédios vinham prejudicando o funcionamento do hospital, que é considerado o segundo maior hospital de urgência e emergência do Estado. Entretanto, de acordo com o diretor médico da unidade, Leonardo Mota, os entraves da estrutura estão perto de serem sanados. "Por causa de processos burocráticos, essas reformas vieram se arrastando até os dias de hoje. Os problemas existem, não estou aqui para encobrir isso, mas as pessoas falam demais", disse o diretor. As reformas de reestruturação do Hospital Santa Catarina iniciaram legalmente em 2009, conforme calendário do Estado. Problemas políticos, econômicos e de licitação dificultaram a conclusão da obra em um tempo hábil, disse o diretor médico. "Isso dificultou um pouco a nossa vida, já que somos responsáveis por uma demanda de mais de 1 milhão de habitantes, que inclui moradores da zona Norte da capital, da Grande Natal e municípios do litoral Norte", afirma Leonardo Mota. Segundo Leonardo, a falência do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Estado fez com que a demanda do hospital aumentasse. Os pacientes que não conseguem atendimento em seus municípios de origem

Área que abrigará novos leitos do pronto-socorro está sendo concluída. Obras foram iniciadas há mais de três anos acabam se voltando para a estrutura oferecida no Santa Catarina. "Com a demanda aumentada, precisamos melhorar a nossa estrutura física, mas também a de recursos humanos. Só que esse processo leva um longo tempo e a Secretária de Saúde demora a dar procedimento", disse. Perguntado sobre o problema com os condicionadores de ar, relatado por uma médica pediatra da unidade, o diretor afirmou que as medidas cabíveis já foram tomadas. "Realmente tivemos problemas aqui em diversos setores, mas esse foi mais um caso da burocracia licitatória. Já temos 36 aparelhos que serão instalados até o dia da inauguração do pronto-socorro", disse Leonardo. De acordo com a pediatra, Hígia Macêdo, o calor é insuportável e prejudica o atendimento das crianças, que ficam inquietas. Os equipamentos de raio-X que estavam sem funcionamento no hospital deverão ter suas instalações con-

cluídas até quarta-feira. "Passamos três anos sem o serviço de raio-X no hospital. Apenas em alguns casos foram utilizados um equipamento portátil. Mas já temos dois equipamentos modernos de radiografia e duas salas amplamente adaptadas. A empresa de engenharia elétrica responsável pelas instalações estará entregando tudo funcionando ao hospital ainda nesta quarta-feira", reforça Leonardo. Devido à reforma do hospital, um dos corredores principais do Santa Catarina divide o atendimento obstétrico, que fica de um lado do corredor, e a clínica médica, na localização oposta. Para alguns usuários, isso prejudica o atendimento de ambas as especialidades. "Fica um tumulto muito grande aqui por causa disso, além de nos deixar expostos a outras doenças", disse Ana Maria, 45, que acompanhava sua filha no atendimento clínico. Para a direção do hospital, essas

reclamações são infundadas. "Não há uma mistura da parte obstétrica com a clínica. É apenas um corredor que divide as duas estruturas, mas garantimos que não há mistura de pacientes. Entretanto, esse será mais um problema resolvido com estrutura do novo pronto-socorro", garantiu o diretor médico. SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Com a inauguração do novo pronto-socorro, algumas adaptações deverão ser feitas para melhorar o atendimento aos usuários do SUS. O Hospital Santa Catarina é classificado como uma unidade de média complexidade, tendo como prioridade o atendimento de urgência e emergência, alto risco materno e UTI neonatal. Entretanto, com o caráter de hospital de 'portas abertas', atualmente todos os pacientes que vão aos hospitais são atendidos. "Atendemos uma média diária

Após 3 anos sem realizar raio-X, equipamentos devem ser instalados até 4ª feira de 300 a 350 pacientes. Além de ser muita gente, o número se torna insuficiente por causa da quantidade de profissionais, os insumos são gastos mais rapidamente e, a partir disso, surgem os problemas de desabastecimento e reposição de material. O usuário, por qualquer tipo de queixa que apresente, consegue atendimento no hospital", disse Leonardo Mota. De acordo com o diretor, na política de urgência e emergência e no plano do Sistema Único de Saúde esses atendimentos diversos são equivocados. "Com o novo pronto-socorro, tivemos a ideia de implantar o Sistema de Classificação de Risco. Os pacientes que procurarem o hospital serão classificados por um pro-

fissional de enfermagem, com nível superior, e, juntamente com o programa que foi desenvolvido para este fim, ele será classificado em cores que indicam o grau de risco", afirmou. As cores azul e verde serão destinadas aos pacientes de menor gravidade, que serão orientados juntamente por assistente social e psicólogo a procurarem o serviço básico de saúde. Os pacientes classificados na cores amarela, laranja e vermelha adentrarão no hospital e serão atendidos em um plano de prioridade. "Reduzindo a demanda, a gente espera melhorar a qualidade do atendimento e dar uma atenção mais integral aos pacientes", explica Leonardo Mota.

> SEM ACORDO

Sinsenat mantém indicativo de greve para dia 20 Em mais uma tentativa de negociação na Prefeitura de Natal, desta vez com a presença do atual prefeito Paulinho Freire, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat) não obteve grandes resultados em suas reivindicações. Com isso, os servidores mantiveram o indicativo de greve para o próximo dia 20, caso nenhuma resposta seja dada pelo Executivo Municipal. Na pauta de hoje, os temas discutidos foram os mesmos das reuniões anteriores, com a categoria reivindicando o pagamento dos salários do mês de outubro, que até agora não foi efetuado, e, ainda, o pagamento referente ao desconto na folha de pagamento dos servidores

da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) que tiveram pontos cortados por aderirem à última greve. Outra reivindicação, que também já dura há meses é referente à revogação da redução de 80% do adicional noturno dos servidores. Esta também não foi definida. No entanto, apesar de todas as reivindicações serem reapresentadas aos gestores do Município, apenas uma delas foi aparentemente solucionada. Nesta manhã, a Prefeitura se comprometeu a efetuar o pagamento de uma folha adicional aos servidores da Semtas, referente ao desconto irregular de seus salários devido à greve, até o próximo dia 14 de novembro.

Já em relação ao adicional noturno, a Prefeitura afirmou que irá fazer um estudo de um projeto de lei sobre o benefício, para apresentar ao sindicato até o próximo dia 20. Para a mesma data, ficou estabelecida a apresentação do calendário de pagamento dos atrasados do mês de outubro, bem como a data do pagamento dos meses de novembro, dezembro e do 13° salário. De acordo com a presidente do Sinsenat, Soraya Godeiro, a Prefeitura tem um prazo para cumprir os acordos e evitar a greve. "Tentamos em mais uma reunião chegar a um acordo com a Prefeitura, sem precisar recorrer novamente à Justiça. Demos um prazo para o cumprimento do que foi

acordado, e caso isso não aconteça, uma nova greve será deflagrada", disse Soraya Godeiro. A categoria, composta por servidores das secretarias de Serviços Urbanos (Semsur), Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), Mobilidade Urbana (Semob), Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), de Trabalho e Assistência Social (Semtas) e por agentes da Guarda Municipal, plantonistas da Saúde, técnicos de Enfermagem e agentes patrimoniais, votou a favor do indicativo de greve no último dia 31, em assembléia extraordinária, e caso a Prefeitura não atenda às reivindicações, a greve será deflagrada no próximo dia 20 de novembro.

Divulgação/Adriano Medeiros

Durante reunião esta manhã, apenas uma pauta foi parcialmente atendida

> APÓS DEZ DIAS

Manifestantes desocupam prédio da Reitoria da UFRN O grupo de estudantes que ocupava a Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em protesto contra o sistema de segurança da unidade, finalmente desocupou o prédio. Os jovens tomaram conta do espaço por dez dias, preocupando alguns setores da Universidade quanto à postura adotada por alguns dos manifestantes. Na última visita ao local feita pela equipe de O Jornal de Hoje foi vista uma criança de cinco de anos que convivia no clima de protesto junto com os pais. Os manifestantes deixaram a Reitoria na última sexta-feira, após diversas rodadas de negociação com representantes da instância máxima da universidade. O protesto estava relacionado à permanência da empresa Garra Vigilância na UFRN, que presta serviços de segurança particular à Universidade. O contrato com a empresa vinha sendo contestado pelos manifestantes, que descobriram algu-

mas irregularidades no processo que envolve R$ 25 milhões entre a Garra e a UFRN. A equipe de vigilantes circula armada pela Universidade, sendo culpada por um incidente ocorrido com um estudante, onde foram disparados três tiros contra ele. Foi assinado um documento entre estudantes e reitoria, onde os ocupantes aceitaram as propostas de garantia da não represália a membros da universidade; processo de desarmamento dos seguranças em espaços de sociabilidade seja feito imediatamente no campus de Natal; criação de um fórum que discute sobre o comportamento dos seguranças na UFRN e que os debates sejam abertos à comunidade; e participação dos alunos nas discussões sobre o Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnae). Mensagens de protesto contra a reitoria que estavam expostas nos arredores do prédio começaram a ser retiradas no local. Cartazes com

José Aldenir

Mesmo após limpeza geral do local, sinais da ocupação como mensagens de protesto contra a reitoria, ainda foram encontradas mensagens truculentas pedindo atenção para a segurança da universidade já não são mais vistas nas paredes. De acordo com servido-

res da UFRN, hoje pela manhã foi feita uma limpeza geral da sala utilizada pelos ocupantes. Muita sujeita e pichações nos quadros e mó-

veis foram encontradas. Os ocupantes da Reitoria solicitaram que fosse providenciada uma capacitação profissional da

segurança, através da formação política e humanística junto ao grupo Tirésias, núcleo interdisciplinar em estudos em diversidade sexual, gênero e direitos humanos da UFRN; Ampla participação dos estudantes nas políticas de segurança e fim das perseguições políticas, com a garantia da liberdade de expressão e real democracia. O Jornal de Hoje tentou entrar em contato com a reitora Ângela Maria Paiva e um dos mediadores das negociações, mas eles não retornaram as ligações. As opiniões sobre o acampamento na reitoria estavam divididas. Alguns membros da Universidade falaram que a atitude dos ocupantes foi exagerada, outros afirmaram que essa atitude foi uma forma correta de reivindicar direitos. Os jovens tiveram apoio de alguns professores e servidores da instituição de ensino superior, além de advogados e do Conselho Estadual de Direitos Humanos.


Economia

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 7

José Aldenir

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

A necessidade do cidadão/contribuinte ter pleno conhecimento dos valores que lhes são cobrados de impostos a cada vez que realiza uma compra no comércio ou que paga pela prestação de um serviço, é fundamental para que os brasileiros se tornem conscientes do

seu direito - e dever - de cobrar dos administradores públicos a aplicação honesta das receitas tributárias em ações que beneficiem a sociedade. Por tratar dessa questão de forma precisa e atual, a coluna abre espaço para a publicação do artigo abaixo.

Transparência tributária é direito da sociedade VAGNER JAIME RODRIGUES MESTRE EM CONTABILIDADE, SÓCIO DA TREVISAN GESTÃO & CONSULTORIA E PROFESSOR DA TREVISAN ESCOLA DE NEGÓCIOS, COM SEDE NA CAPITAL PAULISTA

Em numerosos países, em especial na Europa e nos Estados Unidos, os consumidores sempre sabem quanto pagam de imposto na compra de um produto ou serviço, pois o valor vem discriminado com clareza na nota fiscal. Ou seja, o Estado presta conta ao contribuinte dos tributos que ele paga. E não faz mais do que sua obrigação, pois é seu dever informar, atendendo ao direito dos indivíduos de saberem o que, quanto e para quem estão pagando. Somente não há essa obrigatoriedade no Brasil porque continua tramitando a passos letárgicos na Câmara dos Deputados projeto, aprovado há cinco anos no Senado, que estabelece a inclusão nas notas fiscais dos impostos federais (IPI e PIS/Cofins), estaduais (ICMS) e municipais (ISS) recolhidos em cada operação de vendas. Seria, de fato, um grande avanço nas relações de consumo e também na transparência do poder público ante os cidadãos. Por uma questão de clareza, no Brasil, onde três instâncias de poder - municipal, estadual e federal - legislam sobre tributos e taxam simultaneamente a mesma base de contribuintes, a discriminação dos impostos nas notas fiscais é ainda mais importante do que nos países que têm o IVA (Imposto de Valor Agregado), taxação única incidente sobre as operações de venda. É importante que, em cada nota fiscal, o contribuinte saiba que impostos está pagando. Por outro lado, esse projeto é particularmente imporALE conquista prêmio da ABT pela comunicação eficiente com seus clientes n A ALE Combustíveis, quarta maior distribuidora de derivados de petróleo do país, presidida pelo empresário natalense Marcelo Alecrim, recebeu no último dia 6, em São Paulo, o XII Prêmio ABT (Associação Brasileira de Telecomunicações), que este ano teve como tema "Pratique Excelência no Relacionamento com o Cliente". n O "case" que classificou a ALE entre os três melhores trabalhos da categoria "Motivacional" foi desenvolvido por executivos e colaboradores do Call Center da distribuidora e teve como foco uma campanha interna de incentivo aos atendentes do FALE (o centro responsável pela política de relacionamento com os revendedores dos produtos ALE). n O trabalho relata ações que possibilitaram maior integração entre os colaboradores, ampliação do conhecimento, aumento da capacitação profissional e a manutenção de um ambiente de trabalho saudável e acolhedor. nApós receber o prêmio da ABT

tante, pois nasceu de um instrumento altamente democrático consagrado em nossa Constituição, que é o direito de a própria sociedade apresentar propostas de leis aos legislativos dos municípios, dos estados, Câmara dos Deputados e Senado. Foi durante a campanha "De olho no imposto", criada em 2007 por entidades empresariais paulistas, que 1,5 milhão de consumidores enviaram ao Congresso Nacional abaixo assinado no qual reivindicavam o direito de saber quais tributos constavam de suas compras. Desse processo exemplar de democracia participativa surgiu o Projeto de Lei nº 1.472, que aguarda votação - há cinco anos! A transparência dos impostos nas notas fiscais é um princípio constitucional, a ser regulamentado, que nem precisaria, portanto, ter tamanho apelo popular para ser implementado pelo Parlamento. Considerando essa premissa, o empenho da sociedade em se mobilizar em defesa da lei e a aprovação no Senado, é de se esperar que os deputados, representantes diretos da população no Congresso Nacional, cumpram seu dever de votar a matéria, cuja aprovação ampliará o conhecimento das pessoas sobre os tributos e colocará à disposição da sociedade informações importantes para que possa cobrar ações e programas dos municípios, estados e União. Seria ótimo se a aprovação e colocação em prática desse projeto estimulassem o poder público a realizar a reforma tributária da qual o Brasil precisa. Ademais, ter plena consciência sobre os tributos recolhidos é um direito mais do que legítimo de quem, como os brasileiros, trabalha quatro meses e meio por ano só para pagar impostos, bancando carga tributária de 35 por cento do PIB.

em nome da ALE, o presidente Marcelo Alecrim afirmou que "investir no bom relacionamento com a clientela é um diferencial cada vez mais necessário para o sucesso nos negócios, principalmente diante de um mercado altamente competitivo como é o caso da distribuição de combustíveis". n E prosseguiu: "O investimento na comunicação e relacionamento com a rede de revenda faz parte da rotina da ALE. Procuramos sempre otimizar ferramentas, sistemas e processos para atender nossos revendedores de forma ágil e precisa, o que nos obriga a cuidar da constante capacitação profissional do nosso quadro de pessoal para que ele sempre esteja apto a oferecer atendimento de alta qualidade. n Em 2012, pela décima vez consecutiva, o FALE conquistou o "Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente". A premiação é um reconhecimento às empresas que praticam as melhores estratégias de atendimento aos clientes em todos os pontos de contato e que buscam a excelência como diferencial competitivo na prestação de seus serviços. n A ALE Distribuidora possui uma rede de 1,8 mil postos revendedores de combustíveis espalhados por 22 Estados brasileiros, com perspectivas de alcançar este ano o faturamento de R$ 8,5 bilhões. Miranda Computação é a mais lembrada entre todas as marcas do comércio do RN n Pesquisa aplicada em Natal

pelo Instituto Consult neste segundo semestre aponta a rede de lojas Miranda Computação como "a marca mais lembrada" entre todos os segmentos do comércio local. n A classificação rendeu à empresa dirigida pelos irmãos Afrânio, Luciano e Paulo Miranda o prêmio "Top dos Tops", no evento promovido semana passada no Olimpo Recepções pelo jornal "Tribuna do Norte", que foi entregue pela governadora Rosalba Ciarlini aos diretores da rede de revenda de produtos e serviços de informática. n Na ocasião, a empresa também recebeu - pelo nono ano consecutivo - o prêmio "Top Natal de Informática" como a marca mais lembrada da categoria, com 72,5 por cento de "recall" dos natalenses. Presidente da Assurn assume Diretoria Regional da Abras n O presidente da Associação dos Supermercados do Rio Grande do Norte (Assurn), Geraldo Paiva Junior, foi eleito no último final de semana, em São Paulo, para ocupar uma das Diretorias Regionais da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). n A eleição ocorreu durante a 102ª. Reunião do Conselho Deliberativo da Associação, na qual também foi eleito novo presidente da Abras o empresário Fernando Yamada, que passará a exercer o cargo a partir de 1º. de janeiro de 2013.

Pier das Dunas fechará em fevereiro de 2013 INFORMAÇÃO É OFICIAL E VEIO, POR E-MAIL, DA PETROBRAS MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

"A Petrobras está realizando investimentos para produção de gasolina no Terminal de Guamaré. O projeto contempla a desativação do terminal de Natal. A previsão é que o terminal de Natal opere até fevereiro de 2013." Assim, economicamente, a Petrobras negou, por e-mail, a informação de que o Pier das Dunas, no Canto do Mangue, seria desativado imediatamente, paralisando toda a entrega por ali de gasolina e óleo diesel. A notícia foi ventilada pela tripulação do navio Marta, o último a atracar no píer usado pela Transpetro, subsidiária da Petrobras. Em sua resposta à consulta feita por este JH, a Petrobras não respondeu a pergunta sobre quantidade de combustíveis desembarcados ali por seus navios, que fazem escalas a cada oito dias em Natal. Em 2011, a empresa já havia se comprometido com a Prefeitura que desativaria sua área de tanques localizada no bairro de Santos Reis. Desde então, não foi divulgado um plano alternativo para manter o abastecimento da Transpetro,

cujo combustível também enche os tanques dos rebocadores a serviço da Petrobras. O boato de que o Marta seria o último ou o penúltimo navio a atracar no Pier das Dunas gerou mal estar na praticagem do porto, por representar menos quatro navios por mês na rotina dos profissionais, que ganham por embarcação que entra no terminal. Esse problema nada tem a ver administrativamente com a Codern, que é a autoridade portuária. Está sendo aguardado para amanhã, 13,o anúncio de um pacote para os portos. Faz parte das medidas investimentos emergenciais nos portos e nos acessos a eles por rodovias e ferrovias. Cogitam-se cortes desde tarifas da utilização de faróis e canais, até as cobradas pela Polícia Federal e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) , consideradas mais delicadas e as quais encontram-se em análise. Os valores associados à praticagem também estão na mira. Hoje, com os recursos da moderna tecnologia, como a localização por satélite, a presença de práticos poderia ser mais restrita, segundo a lógica do governo, que busca competitividade do custo portuário.

Atualmente, existem cinco práticos habilitados e outros três praticantes, que precisam concluir um estágio de um ano antes de assumir a responsabilidade de guiar um navio sozinho. O salário deles não é pago pelo governo, mas em acordos com os próprios armadores e contratantes. Segundo o capitão dos portos, Rodolfo Góis, a dispensa do prático só pode ser feita mediante a uma consulta à Capitania dos Portos, mas só ocorre em operações de rotina em embarcações menores. "Jamais em caso de navios com capitães estrangeiros e até por uma exigência da Companhia de Seguros que cobre o armador", explicou Góis. Ao todo, o País conta com 18 portos ligados a sete Companhias Docas, 13 portos administrados por Estados, três de responsabilidade de municípios, um porto público privado (Imbituba-SC), além dos terminais privativos, que pertencem a companhias como Transpetro (da Petrobras) e Vale. Para melhorar e padronizar a gestão, a tendência é que seja criada uma Autoridade Portuária nos moldes da extinta Portobras, segundo ventilou na semana passada o jornal O Estado de S.Paulo.

> HOJE À NOITE

Associação Comercial do Estado comemora 120 anos O vice-governador de São Paulo e presidente de honra da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), Afif Domingos, vem a Natal participar hoje a noite da cerimônia em comemoração aos 120 anos da Associação Comercial do Rio Grande do Norte, no Teatro Alberto Maranhão. Afif Domingos irá proferir palestra sobre o atual momento da economia brasileira. O evento contará ainda com a participação do presidente do Sebrae/SP, Alencar Burti, e do presidente da Confederação da CACB, José Paulo Cairolli. O jornalista Woden Madruga e o jurista e escritor Heider Furtado comandarão um talk show sobre "O bairro da Ribeira e os 120 anos da ACRN". Durante a cerimônia, serão homenageados dez empresários do RN com a Medalha do Mérito dos 120 anos para aqueles que mais se destacaram no desenvolvimento dos setores do comércio, indústria e serviços. A mesma comenda será oferecida in memoriam a cinco personalidades do RN. Hoje, o presidente da Associação Comercial de RN, Sérgio Freire, lembrou que a entidade potiguar é a sexta em antiguidade no Brasil. A primeira é a da Bahia, com 201 anos seguido da do Rio de Janeiro. "É importante que saibamos disso para festejar o pioneirismo da organização comercial no Estado, que já enxergava longe seu potencial de crescimento", afirmou Freire. AAssociação Comercial do Rio Grande do Norte foi fundada em 1892, inspirada em entidades similares às que já existiam na Eu-

Heracles Dantas

Sérgio Freire: potencial de crescimento da entidade foi visto há muito tempo ropa e América do Norte - as Câmaras de Comércio. Logo estava instalada num prédio situado à Praça Marechal Deodoro, tendo como primeiro presidente Fabrício Gomes Pedroza. Quase que simultaneamente, outras entidades do gênero surgiram no Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, São Paulo e Maranhão, voltados para a defesa do empresariado e do desenvolvimento econômico, tendo como suporte básico a 'Livre Iniciativa' e de desenvolver no cidadão a capacidade de criar e transformar sua criação em agente de progresso e do bem estar comum. Em 24 de julho de 1927, a ACRN mudou-se para a rua Dr. Barata, e, em 10 de março de 1929, foi apresentado aos associados, em Assembleia Geral, pelo presidente José Lagreca, a sugestão para constru-

ção de sede própria, com o intuito de abrigar a Associação Comercial do Rio Grande do Norte. O projeto de construção foi orçado em 180 contos de réis. Em 19 de abril de 1944, o presidente Manoel Gurgel de Amaral inaugurava o prédio da Associação Comercial do Rio Grande do Norte, na rua Sachet, hoje avenida Duque de Caxias, denominado Palácio do Comércio, atual Casa do Empresário. AAssociação Comercial e Empresarial do RN é filiada à Federação das Associações Comerciais do RN e à Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil. Ao longo da sua existência, a entidade teve 27 presidentes, e no dia 2 de outubro de 2008 empossou sua atual diretoria que tem como presidente, o empresário Sérgio Roberto de Medeiros Freire. (MH)


8 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Canteiros da avenida Roberto Freire ganham cores da Copa do Mundo 2014 EXPECTATIVA DA URBANA É DE QUE ATÉ O FINAL DE DEZEMBRO, OS PRINCIPAIS CORREDORES DA CIDADE ESTEJAM COLORIDOS VÍTOR AZEVEDO MCVITOR@GMAIL.COM

As ações de limpeza e conservação das grandes vias de Natal entraram hoje em uma nova fase, que teve início na avenida Engenheiro Roberto Freire. Os canteiros centrais do corredor que dá acesso a um dos principais cartões postais da cidade começaram a ser pintados com as cores do Brasil, com o objetivo de deixar o espaço urbano mais colorido e bonito para o Mundial de 2014. Os canteiros centrais que dividem os oito quilômetros da avenida deverão ser inteiramente pintados nos próximos dias, nas cores verde, amarela, azul e branco. Conforme informado pelo diretor de operações da Urbana, Márcio Ata-

liba, o colorido se estenderá por, pelo menos, mais cinco vias de grande circulação da cidade. "Hoje estamos contando com uma equipe de 350 garis e pintores nas principais ruas de Natal, trabalhando em um mutirão de limpeza e conservação das mesmas. Nos próximos dias, a pintura dos meios fios deverá ser realizada nos canteiros da avenidas Prudente de Morais, Hermes da Fonseca e das vias que compõem o eixo principal do Plano Palumbo, que corresponde a bairros nobres como Tirol e Petrópolis", explica Márcio Ataliba. A zona Norte da cidade também é um dos focos da equipe de limpeza organizada pela Urbana, que deverá atuar nas vias de maior movimento, incluindo a avenida Itapetinga e a João Medeiros Filho.

Wellington Rocha

Garis estão intensificando trabalho para pintar os 8 km de extensão da avenida

As ruas de acesso às praias urbanas, viadutos e pontes também deverão ganhar as cores que já começam a estampar a Roberto Freire. Espalhar as cores do Brasil pelas ruas da cidade é uma forma de estimular os natalenses e turistas a entrar no clima da Copa do Mundo que se aproxima. O diretor da Urbana acredita que as medidas de 'embelezamento' deverão mudar a cara da cidade, exatamente na época e nos locais de maior de maior fluxo turístico. Questionado a respeito do que será feito com os canteiros quando do início das obras de mobilidade urbana, Márcio Ataliba espera que o trabalho ganhe continuidade com a nomeação do prefeito Carlos Eduardo, em janeiro de 2013. "O sentimento é de vontade que ações

como essa sejam constantes, ainda que as cores pintadas pela cidade possam representar uma marca da atual gestão do prefeito Paulo Freire", ressalta o diretor de operações da Urbana. A expectativa do órgão é que até o final do próximo mês os principais corredores da cidade estejam com seus canteiros e calçadas limpos e pintados, a despeito da situação de total abandono em que se encontravam. A operação 'Limpa Natal' deverá passar pelos 15 bairros da cidade, aplicando os serviços de varrição, capinação e pintura dos canteiros, em uma parceria entre a Urbana e o Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Higienização e Limpeza do Rio Grande do Norte (Sindlimp). Fotos: Wellington Rocha

> DESRESPEITO

Infrações de trânsito cometidas na Alexandrino de Alencar são comuns O desrespeito dos condutores à sinalização e às leis de transito vem gerando uma série de transtornos para quem circula pela Avenida Alexandrino de Alencar. O grande número de carros estacionados irregularmente em vagas destinadas a portadores de deficiência física, sobre canteiros e até mesmo obstruindo retornos começam a preocupar os que fazem trafegam corretamente pela via. O problema parece evidenciar uma questão de ignorância e falta de bom senso de boa parte dos motoristas que, a despeito das inúmeras ações educativas já realizadas e da intensa sinalização ao longo da via, continuam cometendo infrações. De acordo com denúncia do jornalista Christiano Couceiro, aconteceram diversos exemplos de descumprimento às normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), na manhã deste domingo, próximo ao Parque das Dunas. Na ocasião, estava sendo realizada a 2ª Caminhada pela Saúde Auditiva e o tráfego de veículos era intenso. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) chegou

a ser acionada e registrou dezenas de infrações. O ponto mais crítico aconteceu quando um ônibus que transportava portadores de deficiência física, após horas procurando um retorno sem sucesso, colidiu com um carro estacionado em local proibido. A ação dos flanelinhas orientando motoristas a estacionarem fechando retornos ao longo da via também é revoltante. "É impressionante como os flanelinhas daqui incentivam o desrespeito ao Código de Trânsito. Buscando mais lucratividade nos estacionamentos irregulares, eles contribuem com esta falta de respeito e prejudicam todos os demais", declara Ivete Lima, dona de casa. Para o diretor de fiscalização de trânsito da Semob, Kennedy Diniz, o reduzido número de agentes de trânsito e a falta de educação dos condutores contribuem para agravar a situação. "Natal tem hoje 343 mil veículos e apenas 87 fiscais de trânsito. Realizamos constantemente campanhas educativas e implementamos sinalização em todos os pontos da cidade. Mas a conduta do mo-

torista natalense ainda é o nosso maior entrave para um bom trânsito", desabafa Kennedy.

Desrespeito ao Código de Trânsito é recorrente em vários trechos da via e atrapalha até os pedestres que tentam atravessar

Motoristas estacionam de qualquer forma, inclusive em locais proibidos

CMYK


Cidade

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 9

Movimento ‘Saúde+10’ quer coletar 1,5 milhão de assinaturas PROJETO

PREVÊ CRIAÇÃO DE

GÉSSICA RIBEIRO GESSICAJORNALISTA.UFRN@GMAIL.COM

Em defesa da necessidade de priorização da saúde pública pelos governos Federal e Estadual, está em andamento um projeto de lei de iniciativa popular para garantir a correta aplicação dos recursos públicos no Sistema Único de Saúde (SUS). O movimento 'Saúde+10' é de iniciativa de servidores, técnicos e gestores da saúde de todo o Brasil que fazem parte do Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública, que luta por melhorias nesta área. O movimento 'Saúde+10' tem como objetivo coletar assinaturas para a criação de um Projeto de Lei que assegure o repasse efetivo e integral de 10% das receitas correntes brutas da União para a saúde pública brasileira. Dessa forma, o projeto pretende alterar a Lei Complementar n° 141, de 13 de janeiro de 2012, que determina a obrigatoriedade de repasse sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde. Assim, ficam estabelecidos os critérios de distribuição proporcional dos recursos de transferências para a saúde e as normas de fiscalização, avaliação e controle das despesas com saúde nas três esferas de governo. Apesar dessa obrigatoriedade, a Lei Complementar n° 141 não há vinculação sobre os 10% da União para a Saúde e atualmente os recursos re-

LEI

QUE ASSEGURE REPASSE DE

passados da União para os Estados e Municípios não chega nem a 5%. Para que o projeto de Lei seja implantado, é necessário que o movimento 'Saúde+10' arrecade 1,5 milhão de assinaturas de eleitores de todo o País. Para que esse total seja alcançado, formulários de assinatura estão sendo distribuídos em diversos pontos do País, especialmente em instituições integradas à saúde pública. No Rio Grande do Norte, o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/RN) encabeça a campanha e para divulgá-la, distribuiu formulários em todos os municípios do Estado, em órgão ligados à saúde, além de apresentá-

los a diversas instituições, como universidades e faculdades que estão colaborando com a adesão de mais pessoas ao movimento, buscando mais assinaturas. De acordo com a presidente do Cosems/RN, Solane Costa, os municípios sofrem com as altas demandas e os poucos recursos investidos na área refletem direta e negativamente na saúde da população. "Os municípios não têm mais condições de arcar com a saúde pública. Estão sobrecarregados com tantas demandas e isso dificulta o atendimento das pessoas, seja pela longa espera por exames ou até mesmo na estrutura básica do serviço. O nosso Estado arca com

10%

DAS RECEITAS DA

16% dos gastos com saúde, quando este deveria ser de até12%. Sabemos que a corrupção existe no País, mas mesmo que exista um Estado ou município 'limpo', os recursos repassados pelo Governo Federal ainda não seriam suficientes. Todos esses problemas, em conjunto, resultam na crise da saúde pública que estamos vivendo há anos", disse Solane Costa. Para possibilitar a implantação do Projeto de Lei de iniciativa popular, cada Estado brasileiro tem uma quantidade de assinaturas para arrecadar, proporcional à quantidade de habitantes. No Rio Grande do Norte, onde o número de habitantes gira em torno de 3 milhões,

UNIÃO

PARA SAÚDE PÚBLICA

serão necessárias, em média, sete mil assinaturas. A contagem final das assinaturas será realizada no dia 7 de abril de 2013 e caso o número de 1,5 milhão em todo o País seja alcançado, assim como no projeto "Lei da Ficha Limpa", será estabelecida a nova Lei. Para Solane Costa, a presidente do Cosems/RN, é importante que a população se mobilize em prol dessa grande mudança na gestão da saúde pública, que lhe trará retornos positivos. "Infelizmente a população brasileira ainda não tem essa consciência de vestir a camisa e participar de mobilizações como essas, que buscam trazer benefícios a eles. Como aconteceu na

campanha em prol da 'Lei da Ficha Limpa' seria ideal que todos assinassem essa emenda em prol da saúde pública, mas não é o que acontece. Estamos nos mobilizando para conseguir o máximo de adesão possível e buscamos conscientizar a população que este é um direito que ela tem. Direito aos serviços de saúde dignos e eficientes. Temos esperança que até abril de 2013 teremos mais assinaturas do que o necessário e esse projeto de Lei será estabelecido", afirmou Solane Costa. Quem deseja apoiar a campanha, pode preencher o formulário disponível no site do www.saudemaisdez.org.br .

> EVENTO

Centro de Convenções precisou ser ampliado Para garantir a realização da 53ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, que deverá ter a participação de mais de cinco mil participantes no Centro de Convenções de Natal (CCN), a partir desta quarta-feira, a organização do evento teve que "estourar" em R$ 100 mil o orçamento previsto de R$ 2 milhões. O organizador Neiwaldo Guedes, da Espacial Eventos, explicou que a área do Centro de Convenções está sendo ampliada provisoriamente em 2 mil metros quadrados, cerca de 20%, aproveitando regiões que servem de estacionamento e mirante (com aluguel de tendas, aparelhos de ar condicionado, e até mesmo colocação de piso). Em paralelo à convenção acontecerá a 41ª Feira Nacional de Produtos, Serviços e Soluções para o Lojista, com a presença de palestrantes conhecidos da mídia como o técnico de futebol Luiz Felipe Scolari; o diretor do Grupo Guararapes e Lojas Riachuelo, Flávio Rocha; a escritora, roteirista e apresentadora Fernanda Young; entre empresários e consultores de sucesso. O tema central dos painéis girará em torno do tema "Craques do Varejo, Campeões na Vida". O custo adicional será bancado pelos patrocinadores, CNDL, FCDL/RN, CDL Natal, CDL Jovem e SPC Brasil, que concordam que já é hora do Governo do Estado retomar o projeto de ampliação do Centro de Convenções, a exemplo do que fez há alguns anos com a construção do Pavilhão Morton Mariz. Neiwaldo lembra que em 2007, com o atraso da expansão, quase perderam o maior evento que Natal receberia: de dermatologia. Diante dos apelos, o Poder Executivo investiu também em uma estrutura provisória, quando climatizaram uma área criada no estacionamento em frente ao Pavilhão das Dunas. Para Neiwaldo Guedes, que é também vice-presidente do Conselho Curador do Natal Convention & Visitors Bureau, a necessidade desta ampliação é cada vez mais presente, diante da alta competitividade com estados vizinhos do Nordeste, que estão investindo na ampliação dos seus centros de convenções, além dos bem estruturados pólos do Centro-Sul e Sudeste do País. "Os eventos estão cada vez maiores. Esta é a quarta vez que esta convenção acontece aqui (1988, 1993, 2007 e 2012), mas no início era realizado para cerca de mil pessoas e agora para mais de cinco mil", lembrou.

CMYK


10 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Oito fogem da Cadeia de Caraúbas ACESSO AO TÚNEL FOI CAVADO EMBAIXO DO VASO SANITÁRIO DA CELA 6 E GUARITEIRO EVITOU QUE OUTROS FUGISSEM ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Uma nova fuga em massa foi registrada no precário sistema carcerário do Rio Grande do Norte, ontem. Desta vez, a evasão aconteceu na Cadeia Pública de Caraúbas, onde oito detentos conseguiram sair através de um túnel cavado a partir de uma cela. Conforme informações da direção da unidade, o número de fugitivos só não foi maior porque um dos guariteiros percebeu a movimentação e atirou para o alto, assustando os outros. Os presos cavaram o túnel embaixo do vaso sanitário da cela de número 6 do pavilhão B, que foi arrancado do solo, em direção à rua lateral à unidade. Além disso, as grades das demais celas do prédio foram serradas pelos próprios detentos, que por muito pouco não conseguiram fugir também. Segundo André França, agente administrativo da unidade, não há muro entre a parede da cela seis e a rua, o que facilitou a fuga dos detentos. E o número de fugitivos poderia ser maior, já que os detentos das outras celas conseguiram serrar as grades e se arrastaram até o cômodo onde havia o túnel, também para se evadirem do local. No entanto, no momento em que os oito presidiários corriam para a rua, um dos guariteiros que estava de plantão na unidade prisional percebeu a movimentação suspeita durante a madrugada de ontem e efetuou tiros de advertência para o alto. Isso alertou os agentes penitenciários e policiais que estavam nas demais guaritas, que entraram em ação. "Se não fosse isso, todos teriam

fugido, porque eles conseguiram sair das celas e alguns já estavam dentro do túnel, mas ficaram com medo de serem atingidos pelos disparos e voltaram, desistindo do plano. Nesse meio tempo, os agentes penitenciários e policiais do Corpo de Guarda entraram em ação e conseguiram dominar os presos", afirmou França. Imediatamente após a fuga, a Polícia Militar foi avisada sobre o fato e iniciou as diligências para localizar os oito fugitivos, que são considerados pessoas perigosas. São presos que foram condenados por assaltos a mão armada, tráfico de drogas e homicídios. No entanto, até a manhã de hoje, nenhum deles havia sido recapturado ainda. São eles: Francisco Wendel Carneiro Sales, mais conhecido pelo apelido de "Graúna"; Francisco Gleison Dantas de Oliveira, "Peba"; Lucas Soares Pereira, o "Madruga"; Leonardo Tomaz de Aquino, acusado de assaltos, tráfico de drogas e homicídios; Luciedson Soares da Silva, o "Pirrola", assaltante perigoso; Edivaldo José Ferreira da Silva, assaltante; Janiere Francisco Maia, homicida e Ikaro Mikael da Silva Jácome, traficante de drogas. Segundo França, a Cadeia Pública de Caraúbas abriga hoje 148 detentos, mas possui capacidade apenas para 96 pessoas. São cinco agentes penitenciários e nove policiais militares para fazerem a guarda do local. Ele disse que, apesar da fuga em massa, os detentos que não conseguiram se evadir estão tranquilos e que a direção já se prepara para uma nova revista nas celas. "Todas as semanas fazemos

Cedidas: Assessoria de Imprensa da Degepol

Edivaldo José Ferreira da Silva

Francisco Gleison Dantas, o “Peba”

Ikaro Mikael da Silva Jácome

Janiere Francisco Maia: homicida

Leonardo Tomaz de Aquino

Lucas Soares Pereira, o “Madruga”

Luciedson Soares, o “Pirrola”

Francisco Wendel Carneiro: ‘Graúna’

duas revistas nas celas e sempre encontramos alguma coisa nova. A última foi na quinta-feira passada e temos certeza de que eles cavaram o túnel entre a sexta e o sábado, porque no dia da revista estava tido normal", explicou o agente administrativo.

nou com um policial e dois presos feridos. O princípio de motim aconteceu em uma cela do Setor de Triagem, onde nove homens estão isolados, e foi controlado após a chegada da Polícia Militar. Segundo André de França, a confusão teve início quando os agentes penitenciários tentaram revistar a cela onde os nove detentos estavam. Irritados com a presença dos servidores, os presidiários passaram a desacatá-los e ameaçar de morte quem entrasse no local após os agentes terem dito que, quem

impedisse a entrada deles na cela seria levado para a delegacia. "Eles ameaçaram, jogaram comida e pedras contra os agentes, dando início ao confronto, que só terminou após a chegada dos policiais militares, que negociaram com eles para que desse fim à confusão. O problema só não se tornou maior porque aconteceu na ala de triagem, que fica distante do pavilhão onde estavam confinados 150 homens", explicou André. Na confusão, um policial militar e dois presidiários sofreram es-

coriações, sem maior gravidade. Após o fim da revolta, os três feridos foram encaminhados para o hospital local, para curativos. André informou ainda que os nove presos estavam isolados na triagem porque haviam sido expulsos do pavilhão onde estavam internados, após terem se metido em brigas com outros detentos. Depois que o tumulto foi extinto e os feridos, levados para o hospital, os revoltosos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas, onde foram autuados.

CONFUSÃO TERMINOU COM TRÊS FERIDOS EM OUTUBRO Há cerca de um mês, um desentendimento entre detentos e agentes penitenciários da Cadeia Pública de Caraúbas, no Oeste Potiguar, termi-

> PROMESSA DA GOVERNADORA

‘Sertão Seguro’ será retomada em 2013 A Operação "Sertão Seguro", deflagrada ano passado, retornará à região de Mossoró a partir do dia 1º de janeiro de 2013. A notícia foi dada pela governadora Rosalba Ciarlini, durante solenidade de entrega de 21 viaturas à Polícia Civil, nesta manhã, no Centro Administrativo Estadual, em Natal. Segundo Rosalba, o objetivo é levar segurança para uma das regiões mais afetadas pela violência no Estado. Para isso, serão enviados homens que atuam no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e no Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). O comandante geral da Polícia Militar do Estado, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, disse que a corporação irá receber um reforço extra de 220 novas viaturas, algumas para o “Sertão Seguro”, além do efetivo normal que atua na região de Mossoró, que abrange importantes municípios do Oeste Potiguar. "Serão 20 caminhonetes e 200 veículos Renault Sandero, que irão reforçar o policiamento em toda a região, que recebe um grande número de visitantes e turistas durante o período de férias e Carnaval. Uma boa notícia que também podemos dizer é que esses veículos serão integrados ao policiamento efetivo na região, ou seja, a operação será realizada de forma permanente e não apenas em um período do ano", explicou o comandante.

Assessoria de Imprensa da Degepol

Delegado geral de Polícia Civil, Fábio Rogério Silva, ressaltou a importância dos novos veículos para agilizar as investigações, oferecendo melhores condições de trabalho para os policiais do Estado Rosalba disse ainda que as viaturas entregues hoje também fazem parte dos investimentos que estão sendo feitos na Segurança Pública do Estado e afirmou que está aguardando o resultado do levantamento que está sendo feitos nas secretarias e órgãos estaduais para a convocação dos 824 aprovados no concurso público para a Polícia Militar. Ela disse que há muitos policiais cedidos para secretarias e prefeituras municipais no RN e que precisa saber quantos estão nestas condições para que possa

dar encaminhamento à convocação dos aprovados. "Somente com estes dados é que posso fazer algo. Sem ele, não dá", explicou a governadora, sem dizer se havia uma data prevista para o anúncio. PARA O INTERIOR Ao todo, foram entregues vinte picapes e um caminhão-baú distribuídos para as unidades regionais de São Paulo do Potengi, Caicó, Pau dos Ferros, Macau, Nova Cruz, Patu, Alexandria, Santa Cruz e João Câmara, além das delegacias de Extremoz, São José do Mipibu,

Macaíba, Ceará-Mirim, São Gonçalo do Amarante, Parnamirim, plantões Zona Sul e Zona Norte de Natal, bem como as Delegacias Especializadas do Turista (Deatur) e de Furtos e Roubos (Defur), além da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) de Mossoró. Segundo o delegado geral da Polícia Civil, Fábio Rogério da Silva, além das 21 viaturas entregues hoje, a instituição deve receber outras 30 até o final deste ano. "Sabemos que esses veículos são de suma importância para valorizar e dar melhores condições aos

trabalhos dos nossos policiais, além disso, as investigações serão feitos com maior agilidade e com esse caminhão-baú poderemos fazer o transporte de materiais apreendidos", afirmou. Para o secretário estadual adjunto da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Clidenor Cosme da Silva Júnior, isso demonstra os avanços que vem sendo realizado na área de Segurança. "Nós avançamos esse ano, isso é verdade, isso é patente. Hoje toda delegacia tem uma viatura para efetuar suas diligências e eu,

como parte da Polícia, sei dessa importância", afirmou. No último dia 19 de outubro, a governadora Rosalba Ciarlini entregou 49 novas viaturas à Polícia Civil, em solenidade realizada na Degepol. Os veículos foram distribuídos entre as delegacias distritais e especializadas de Natal, Região Metropolitana e do interior do estado. Até o final do ano o número de novas viaturas recebidas pela Polícia Civil em 2012 deve chegar a 163 veículos, totalizando um investimento de R$ 1,8 milhões.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

INTERINO - CONRADO CARLOS - ccpsilva@hotmail.com

VIOLÊNCIA

Investigação do Coaf (Conselho de controle de atividades financeiras) detectou que aproximadamente 4 mil pessoas têm ligação com o PCC. Com a tática de minar movimentações bancárias para iniciar o processo de desmantelamento do grupo que envergonha o país afrontando o Estado mais rico da nação, a notícia é assustadora. Os 151 mortos dos últimos quinze dias são uma pequena mostra do poder paralelo que governos insistem em negar.

MORTES DE POLICIAIS NO RN

Por aqui, os números são menores, mas não a porcentagem. Onze policiais perderam a vida neste ano. Em qualquer país sério, a guerra estaria declarada pelo Estado. Mas investir em inteligência não é muito nossa praia.

CAMINHÃO PIPA

Ouvir a presidente Dilma alardear que o Governo Federal está fazendo "o maior investimento da história do país" em caminhões com água para distribuir entre os fariseus do semiárido, em pleno 2012, é decepcionante.

MALI

Berço de alguns dos principais impérios da África Ocidental ao longo dos séculos, o país desértico está prestes a ganhar espaço no noticiário internacional após nações africanas concordarem com uma intervenção militar no norte do país, ocupado por extremistas islâmicos.

ANIVERSÁRIO

Paulinho da Viola completa 70 anos nesta segunda-feira (12). Não é preciso gostar da obra de artista para reconhecer sua importância, certo? É meu caso com Paulinho que, além de ser um ícone da Música Popular Brasileira, é uma figura simpática e de uma leveza ímpar.

Cão do Senhor Creio que tinha onze anos quando cometi meu primeiro sacrilégio sentimental. Estudava no Maristella, colégio administrado pelas irmãs Ivaneide e Iraneide. Como toda criança nessa faixa etária, ansiava pela adolescência. Enxerido ou não, eu estava nessa. Morria de amores por uma coleguinha de sala. D. era das meninas mais bonitas e conhecidas de Natal, neta de uma famosa cafetina dos anos 1980. Certo dia, sem saber o que fazer, entrei na capela da escola com meu amigo Gustavo e resolvi suplicar por ajuda divina. Acreditava que O Onipresente empurraria aquela gatinha popular para os braços do boy convencional. Caí na besteira de contar o motivo da reza para meu amigo. No outro dia, todos sabiam da história. Inclusive ela, que não tardou em me procurar durante o recreio. "Nem rezando, meu filho!", virou até bordão humorístico na turma. Minha recuperação foi longa, sofrida e incompleta. O primeiro fora ninguém esquece. Relembrei o episódio ao ler "A Fantástica Vida Breve de Oscar Wao", de Junot Diaz - prêmio Pulitzer de Ficção em 2008. Para quem conhece, estou aberto a comentários. Mas para quem o ignora, segue a dica: foi um dos melhores romances que já li. O drama de Oscar, jovem apaixonado por mulheres, ficção científica e literatura, e sua família, é sufocante. Ele é um jovem desengonçado, não domina nenhuma atividade esportiva, não tem talento para música, negócios, dança, nem malícia, papo, grana. Charme passa longe - usa óculos fundo de garrafa, um repulsivo bigodinho ralo e tem olhos pequenos e centralizados. Ambientado entre Santo Domingo, na República Dominicana, terra natal do autor, e Nova

Iorque e arredores, "A Fantástica Vida..." tem o seguinte enredo: Oscar está doido para beijar (e transar!) pela primeira vez. A cada semana, seu coração é dominado por um novo amor. E timidez não é com ele. Dá em cima das gatas com tamanha intensidade que o reverso o deixa deprimido. Isso em pleno Caribe, lugar sensual, onde "não se pode contar nem com energia elétrica, nem com a lei, mas com sexo, sim". A mudança para os Estados Unidos renova suas esperanças. Porém, o filme se repete. Pior: assumindo o perfil nerd, passa os dias entre livros, sonhando em ser "o Tolkien dominicano". Enquanto Oscar vive desilusões amorosas, sua família é uma tragédia só. A mãe é uma órfã que descobriu a sensualidade nos tempos de colégio. Transou com metade de Santo Domingo até conhecer um gângster de meia-idade, marido da irmã do ditador Trujillo, e ter sua reputação destruída na cidade mais antiga do Novo Mundo. Lola, sua irmã, vira punk no Caribe, briga com a mãe e foge para a América. Em latim, Senhor é domini, e cão, canis. Dominicanis. Junot Díaz emoldura a desgraça da vida de Oscar e família na pequena e atrasada República Dominicana, assolada pelo regime de Rafael Trujillo. Ao aceitar o apelido de Oscar Wilde, o "gordo gay" - na boca dos dominicanos semianalfabetos, Oscar Wao - após fantasiar-se para um baile, o protagonista define seu futuro. Se Jorge Luis Borges escreveu que "Wilde foi o chefe dos estetas e dos decadentes", Nietzsche diz que "O homem é mais sensível ao desprezo que vem dos outros do que ao que vem de si mesmo". O sonho de Oscar Wao em ser amante e escritor deparou-se com a barreira da decadência e do desprezo em que viveu.

FLUMINENSE

Quem também sopra velas hoje é o campeão brasileiro de 2012. Fundado em 1902, o clube da elite carioca tem motivo de sobra para comemorar a data. Se até a década passada, via Vasco e Flamengo na linha de frente do futebol carioca, nos últimos anos, o clube deixou os rivais para trás e virou um dos clubes mais poderosos do continente.

MÃO DE GALO

Os erros de arbitragem nos jogos do Atlético-MG, durante todo o campeonato, foram gritantes. Ontem, o Vasco marcou um gol legítimo, enquanto o pênalti convertido por Ronaldinho foi pra lá de esquisito. Ficou feio.

ILHA-PRESÍDIO

Em seu blog (www.desdecuba.com/generationy), traduzido para vinte idiomas, dentre eles, romeno, persa, húngaro, russo, coreano, finlandês e búlgaro, a cubana Yoani Sánchez comenta a nova política do regime para viagens ao exterior no texto "¿De quién es el cerebro?". Como sempre, no alvo.

SEM TRAGÉDIAS

Fora as derrotas para Palmeiras e Ponta Preta, ambas por 2x1, ainda no primeiro turno, em casa, o Glorioso não teve sobressaltos neste ano. Mesmo que não ultrapasse o São Paulo, atual quarto colocado, oito pontos à frente, o que vejo como impossível, a campanha merece comemoração. Ficar entre os seis no Brasileirão (atualmente é o quinto), com a estrutura que tem, é quase título. A lamentar, aqueles empates com o Corinthians e Palmeiras (semana passada) no finzinho.

PRIMAVERA DE LIVROS

São Paulo voltará a ter, depois de três anos, sua versão completa da Primavera dos Livros, evento promovido por editoras independentes da associação Libre e que no Rio já está na 11ª edição. Será entre os próximos dias 22 e 25, na tenda de eventos ao lado da Biblioteca São Paulo, com as editoras vendendo livros com até 50% de desconto.

GALERIA INGLESA ABRE FILIAL NO BRASIL Uma das maiores galerias de arte do Reino Unido abre sua primeira filial na América Latina. A partir do próximo dia 01 de dezembro, a White Cube estreia na Vila Mariana, em São Paulo, com a proposta de invadir o efervescente mercado paulistano - hoje, um dos mais badalados do mundo. Um dos artistas representados pela galeria é Damien Hirst, líder do movimento Young British Artists. Polêmico, dono de trabalhos que retratam, sobretudo, a morte, ele é dono do recorde de dinheiro levantado em um leilão individual, com mais de 140 milhões de libras esterlinas, em 2008 - o recorde anterior era de Pablo Picasso.

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / @joaoricardo_rn

SANEAMENTO 2 “A ministra é sensível e se comprometeu em trabalhar pela liberação dos recursos para que possamos concluir o saneamento”, disse Maurício, que esteve semana passada em Brasília para tratar também de outras parcerias com o governo federal. O prefeito lembrou que a primeira etapa do esgotamento sanitário já está funcionando desde o dia 20 de julho atendendo aos moradores de Liberdade e Primavera. Em média são tratados 1 milhão de litros por dia pelo sistema aeróbico. ELEITOS A Escola de Contas do Tribunal de Contas do Estado promoverá no dia 10 de dezembro o ‘Encontro dos Prefeitos Eleitos’ e daqueles que estão encerrando o mandato. Será no auditório do Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), na Cidade da Esperança. O objetivo é dar boas vindas aos novos prefeitos e oportunizar espaço de informação e debate de temáticas sobre a boa governança.

Wellington Rocha

ATENTADO O DNIT precisa instalar um semáforo na BR-101, se quiser evitar novos acidentes, inclusive alguns fatais. O retorno em frente ao Parque de Exposições Aristófanes Fernandes é um atentado; o risco de uma colisão, ou atropelamento, é constante, principalmente no horário de pico. Um semáforo na altura das madeireiras Zani e Gigante da Madeira resolveria a falta de uma passarela no local, onde centenas de pessoas se arriscam diariamente, como também melhoraria a situação no retorno em frente ao Parque. Fica a sugestão. MORTAL A pneumonia é a doença que mais mata crianças menores de 5 anos e chega a ser responsável por 18% do total de mortes nessa faixa etária. De acordo com a Organização Mundial da Sáude, mais de 99% dos óbitos provocados pela pneumonia são registrados em países em desenvolvimento, onde a maioria das crianças não tem acesso ao sistema de saúde. No Dia Mundial contra a Pneumonia, lembrado hoje, a OMS pediu que os governos deem prioridade a esforços para reduzir as mortes provocadas pela doença, consideradas preveníveis. De acordo com a organização, a pneumonia é um dos problemas mais passíveis de solução no cenário da saúde global. Ainda assim, uma criança morre pela infecção a cada 20 segundos. MORTAL 2 A pneumonia é uma forma aguda de infecção respiratória que afeta os pulmões e pode ser tratada por meio de antibióticos, mas apenas 30% das crianças infectadas recebem o tratamento adequado. Segundo a Agência Beasil, a estimativa é que a doença mate 1,2 milhão de crianças menores de 5 anos todos os anos no mundo, mais que os óbitos provocados pela aids, pela malária e pela tuberculose juntas. PETRÓPOLIS A arte ganhará as ruas de Petrópolis. No dia 01 de dezembro, a Praça das Flores recebe a primeira edição da Feira de Artes de Petrópolis. Um evento com o melhor do artesanato local e regional, antiguidades, gastronomia, apresentações artísticas, oficinas culturais e sustentabilidade ambiental. CONSTATAÇÃO Nesses tempos de globalização e numa época em que “com certeza” virou resposta para quem não tem vocabulário, a competência, nos antros empestados pela babaquice, tem sido deixada em segundo plano, por causa do puxa-saquismo.

DeE as virar a cabeça obras de mobilidade para a Copa 2014 em Natal?

SANEAMENTO Os recursos para as obras do esgotamento sanitário de Parnamirim, previstas para 2013, estão assegurados. A garantia foi dada ao prefeito Maurício Marques pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, durante audiência solicitada pela deputada federal Fátima Bezerra. Os recursos vão permitir levar a rede de esgotos aos três bairros mais populosos da cidade: Nova Parnamirim, Emaús e Parque Industrial, onde moram cerca de 100 mil pessoas.

Soneca matinal Avenida Bermardo Vieira, Tirol, nesta manhã. O cochilo foi ali mesmo, na velha rede armada do caminhão à árvore. Uma cena comum, simples, mas cheia de contexto, num cenário onde o cansaço não esperou mais e venceu o homem. É da simplicidade que retiramos as belezas puras, porque no conteúdo é que se encontra o valor de cada um. O resto é passageiro e apodrece rápido.


12 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br Canindé Soares

w FORÇADALEGENDAPARAO TCE O PMDB deverá ser decisivo para a eleição da vaga de conselheiro no TCE entre os parlamentares da Assembleia Legislativa. >>> A cadeira, que ficará aberta a partir dessa semana com a aposentadoria de Valério Mesquita, será ocupada por indicação da Casa. >>> E com a maior bancada - Walter Alves, Poti Júnior, Nélter Queiroz (licenciado), Gustavo Fernandes e Hermano Morais -, o PMDB tem chances redobradas, inclusive pelo fato de o líder peemedebista Henrique Eduardo Alves exercer também influência política sobre deputados de outras legendas, como Ezequiel Ferreira (PTB), Fábio Dantas (PHS) e Tomba Farias (PSB). >>> Apropósito, esses últimos têm parentes eleitos prefeitos pelo PMDB em São José do Mipibu e Santa Cruz, respectivamente. w NESSE CENÁRIO... ...os deputados Fábio Dantas, Nélter Queiroz e Poti Júnior já vinham trabalhando discretamente, porém de forma exaustiva, os seus nomes para indicação da Assembleia no cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas. >>> E dentre esses, Poti era o peemedebista que vinha surgindo com força, devido aos atritos que o colega Nélter já colecionou dentro e fora da Assembleia Legislativa. Nelter, inclusive, teria "algumas barreiras nos requisitos" para se tornar conselheiro. >>> Em contrapartida, Poti vinha surgindo como "pacificador" e poderia reunir a maioria dos 24 votos, como aconteceu para a 1ª Secretaria da Casa recentemente. w AÍ FICA DIFÍCIL...

Porém...

A blondíssima Liege Barbalho conseguiu arrastar até a governadora Rosalba Ciarlini para a farra no fim de semana: na bombada festa The Best Of The Year, promovida pela jornalista. Além da Rosa, personalidades do RN como o ex-deputado Nelson Freire e o jornalista diretor deste JH Marcos Aurélio de Sá marcaram presença...

João Neto

Paulo Coutinho e Sérgio Freire Desaboya.com

Desaboya.com

Dodora Pessoa e Joacir Fonseca na festa da blonde Liege Barbalho no Pirâmide w NA CIDADE Arquivo

Renato Teles e Leila Vasconcelos marcando presença em festa da Officina Designers

>>> ...hoje começou a circular a informação de que Poti responde por vários atos de improbidade em Natal e São Gonçalo.

Cedida

São ações de execução fiscal em Natal e mais cinco ações de improbidade administrativa movidas pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte. >>> O parlamentar peemedebista também responde a três outras ações civis públicas movidas pelo Ministério Público Estadual - MPE, na Comarca de São Gonçalo do Amarante.

w DEU VENCIMENTO O relacionamento entre o PT e PMDB no RN já não é mais o mesmo. >>> E está cada vez mais tenso, já que os peemedebistas vêm ganhando cada vez mais espaço no governo federal de Dilma Rousseff. >>> Além do Ministério da Previdência, com Garibaldi Filho, o partido recentemente indicou o presidente do INSS, Lindolfo Sales. >>> Uma relação nacional que acaba influenciando por aqui... w OUTRO FATOR Aliás... >>> ...em 2013, Henrique deverá ser eleito presidente da Câmara Federal e ainda não se sabe se nessa eleição ele poderá contar com o apoio do PT local. >>> Detalhe: a única apta a votar é a deputada Fátima Bezerra.

MARAVILHOSA... Encontro de poderosos potiguares neste fim de semana em território carioca... >>> No chique restaurante Antiquários, Rio, na última sexta-feira, foram vistos em uma mesa o prefeito eleito de Natal Carlos Eduardo Alves, o vicegovernador do RN Robinson Faria e o marqueteiro Alexandre Macedo. >>> Conversas políticas sobre o futuro?

w FAMÍLIA REUNIDA Já neste domingo, a residência oficial amanheceu em clima de festa! >>> É que com almoço em família, a governadora Rosalba Ciarlini comemorou o aniversário da filha Lorena.

GIRO PELO TWITTER

A psicóloga Ana Tereza e o jornalista José Alves selaram amor eterno em linda cerimônia de casamento no último dia 7, mesma data do aniversário da bela

w RAZÕES Fátima, por sua vez, não esconde de ninguém a insatisfação pelo fato de o PMDB ser o principal partido da base de sustentação do governo Rosalba (DEM) ao mesmo tempo em que é o aliado de Dilma com mais força em nível federal. >>> Para a petista, o DEM, através do senador José Agripino, presidente nacional da legenda, faz uma oposição raivosa e ofensiva ao governo da presidenta. w REFLEXO DA SITUAÇÃO...

É tanto que Fátima já começa a dar sinais de que seu relacionamento com o PMDB local está esfriando. >>> No TRT, por exemplo, vai haver a escolha do novo Desembargador e a deputada, que sempre incentivou a juíza Joseane Dantas a disputar a vaga - já que o irmão de Joseane é filiado ao PT e com Fátima fundaram o partido no RN -, deverá terminar apoiando outro candidato. >>> O motivo é o que explica o distanciamento do

Ex/futura secretária de Educação de Natal, a professora Justina Iva comemora aniversário hoje

PT-PMDB no Estado. >>> Bastou o PMDB dizer que também apoia Josiane para Fátima anunciar que o seu candidato é o juiz Bento Herculano.

w CONTAS FEITAS A decepção de Josiane foi tão grande que a juíza, apesar de estar na lista tríplice, se dedica integralmente ao seu mestrado. >>> Com isso a vitória de Bento Herculano já é dada como certa.

...do Estadão: "PSB é sigla que mais sobrevive no poder nas últimas eleções municipais"; ...da governadora Rosalba Ciarlini: "(A) Governo já investiu R$ 15 milhões no aparelhamento segurança pública, segundo Rosalba"; ...do deputado Ezequiel Ferreira: “Veja: Dilma declarou apoio a Henrique Alves para a presidência da Câmara. Henrique também tem compromisso oficial dos votos do PT. Ainda segundo a Veja, os partidos de oposição apoiam o nome de Henrique”.


Cidade

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w NINGUÉM - I Fonte da comissão de transição da Prefeitura garante: ninguém da gestão Micarla de Sousa fica na nova equipe. Não é que todos sejam suspeitos, mas basta manter um só para desrespeitar o repúdio popular. w PRINCÍPIO - II Como disse a mesma fonte, seria um gesto moral e eticamente reprovável alguém pedir ou lutar para ser mantido num governo de oposição e tendo integrado uma gestão posta sob grave suspeita de desmandos.

Álbum de retratos Devo a Eunélio Silva a remessa, via e-mail, de um pequeno álbum de retratos da vila sempre velha da Redinha. Umas dos primeiros anos; outras das primeiras décadas do século passado, de quando ainda existiam as ruas que o mar levou. A pequena vila com duas ou três construções de palha em torno da pequena capela de Nossa Senhora dos Navegantes, a procissão, o arruado numa visão aérea, e o Rio Doce correndo manso entre dunas e manguezais. Redinha derramada à margem do seu mar antigo na sua resistência sem trégua. E para que essas fotografias não fiquem escondidas aqui, ainda que alguns possam co-

nhecê-las, vão todas como aqui chegaram. Vista do alto, a ponta do areal no encontro do rio com o mar, a capela grande, de pedras pretas, o clube, o mercado, as casas pioneiras feitas de alvenaria marcando a presença dos primeiros veranistas das casinhas de palha dos pescadores e as gamboas do Potengi na paisagem de fundo. O trapiche, a casa da esquina que o mar engoliu, a vila vista do alto com as casas que também desapareceram e só retornam de tempos em tempos, em forma de ruínas. Como se aqui existisse uma pobre Atlântida que um dia desapareceu levada pelas ondas de um mar sem sossego.

w SINAL Pode haver mudança na Secretaria da Administração e Recursos Humanos. Há quem admita o retorno do secretário Antônio Alber da Nóbrega a Mossoró, a convite da prefeita Cláudia Regina. Em janeiro. w METAS Alguns vigários temem o valor fixado pelo ecônomo, padre Antônio Gomes da Silva para os repasses mensais à Arquidiocese e que podem variar entre quatro e seis mil reais. Muito para pequenas paróquias.

w CIFRA - III Já tem gente séria que projeta em mais de R$ 300 milhões de reais a dúvida acumulada na gestão de Micarla de Sousa. Os mais exigentes chegam a admitir um patamar que pode alcançar R$ 400 milhões.

w PIPA Ormuz Barbalho Simonetti avisa: seu livro sobre a praia da Pipa do tempo dos seus avós já está a venda nas livrarias Saraiva, via e-mail - ormuzsimonetti@yahoo.com.br ou ainda via seu telefone: 9928.1176.

w NOME Sebastião Ronaldo Martins Cruz, diretor geral da Emater, é o nome mais contado para assumir a pasta da agricultura. Uma solução que além de legitimamente mossoroense é da confiança total do governo.

w VALOR A Unimed incorporou à edição da 'Revista Cooperando' o artigo deste cronista 'Litigância Hospitalar', publicado dia 18.10.2012. É o reconhecimento institucional da posição assumida livre e publicamente.

w ANOTEM Ninguém considere impossível o retorno do jurista Paulo de Tarso Fernandes ao governo, agora como consultor geral. Convite já teve. Resta saber se quem foi chefe da Casa Civil deve retornar por menos.

Vista aérea da Redinha

Redinha no início do século

Casa que o mar levou

Rio Doce

w FORÇA Os negros já representam hoje 52% da classe média brasileira, segundo apontou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio. E uma classe média que já agregou 40 milhões de pessoas nos últimos dez anos.

Fotos: Canindé Santos

Paralisação dos trabalhadores da construção civil leve começou na última quinta-feira (8), com adesão de 14 mil operários no RN

Luciano Ribeiro, o “Xuxa”, diretor financeiro do Sintracomp/RN, garantiu que categoria está respeitando a lei de greve

Operários da construção civil continuam paralisados e prometem nova mobilização ASSEMBLEIA MARCADA PARA MANHÃ DE HOJE FOI SUSPENSA DEVIDO À FALTA DE CONVOCAÇÃO DO TRT PARA DISSÍDIO COLETIVO ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

A assembleia dos operários da construção civil realizada na manhã desta segunda-feira (12), em frente ao Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil Pesada, Montagens, Instalações e Afins do Rio Grande do Norte (Sintracomp/RN), no Alecrim, foi suspensa, haja vista que não houve nenhuma proposta do sindicato patronal e nem uma convocação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Os trabalhadores reivindicam reposição salarial e o dissídio coletivo, que devia ter ocorrido em outubro. Com isso, mais de 14 mil operários da construção civil leve, que engloba as empresas que atuam em obras de menor porte, como os condomínios residenciais,

permanecem com suas atividades paralisadas desde a última quintafeira (8), quando rejeitaram a proposta de 3,5%. Nesta terça-feira (13), os operários realizarão um novo protesto e sairão em caminhada do Sindicato até o Tribunal do Trabalho, na Avenida Capitão Mor Gouveia, em Lagoa Nova. De acordo com o diretor financeiro do Sindicato, Luciano Ribeiro da Silva, conhecido entre os operários como Xuxa, a assembleia foi suspensa porque o Tribunal Regional do Trabalho não convocou o Sindicato para discutir as negociações salariais e que a caminhada de amanhã tem o objetivo de pressionar o TRT a fazer a convocação. Xuxa explica que a categoria quer um reajuste de 12% mais um vale alimentação no valor de R$ 150, tal como foi oferecido aos tra-

"Queremos reajuste de 12%, vale alimentação de R$ 150 como foi oferecido aos trabalhadores da construção pesada e lutamos pela redução no desconto do vale transporte” LUCIANO RIBEIRO DIRETOR FINANCEIRO DO SINTRACOMP/RN

balhadores da construção pesada. O sindicato também luta pela redução no desconto do vale transporte de 6% para 3%. Atualmente, o salário dos operários da construção civil leve é de R$ 810 para pedreiros e R$ 630 para serventes de pedreiros. Xuxa garantiu que os operários estão respeitando a lei de greve e que 30%

dos trabalhadores estão nos canteiros de obras do Estado. “O resto está parado e continuará na luta por seus direitos”, afirmou. Em relação aos trabalhadores da construção pesada, que reúne as empresas que atuam em obras de infra-estrutura e em grandes empreendimentos, como é caso da construção do Estádio Arena das

Dunas, os empresários ofereceram um reajuste de 12% e uma cesta básica no valor de R$ 150. O Sindicato acatou a proposta e os operários, que passaram dois dias parados, voltou ao trabalho desde a última sexta-feira (9). Na próxima terça-feira (13), haverá uma nova reunião entre o Sintracomp e o sindicato patronal da construção civil pesada, homologada, de forma definitiva, a proposta dos empresários. Para Luciano Ribeiro, a luta da categoria é a unificação da convenção coletiva de trabalho, que hoje é realizada separada. São dois sindicatos patronais, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do RN (Sinduscon-RN) e o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon), que oferecem reajustes diferentes, para a mesma ca-

tegoria. Hoje são cerca de 40 mil operários, trabalhando em mais de mil canteiros de obras espalhadas em todo o Rio Grande do Norte. Apenas na construção da Arena das Dunas são aproximadamente 1.500 operários trabalhando. Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do RN, Arnaldo Gaspar Júnior, como as tentativas anteriores de negociação com a categoria, tanto com o Sintracomp, quanto na Delegacia Regional do Trabalho (DRT), não chegaram a um acordo, “estamos caminhando para o dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT)”. O Sindicato ofereceu um reajuste de 3,5% à categoria. “Como não chegamos a um acordo a respeito do reajuste, vamos para o dissídio”, afirmou o presidente do Sinduscon-RN.


14 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Cidade

As vantagens de ser família nos negócios OS

ENSINAMENTOS DE UM ESPECIALISTA MOSTRAM QUE DIFÍCIL NÃO

É CRESCER , MAS MANTER E AMPLIAR AS CONQUISTAS ASSEGURADAS MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Num estado como o Rio Grande do Norte, onde 95% são micros e pequenas empresas, aquelas que realmente cresceram, aumentaram sua fatia de mercado e prosperaram nas últimas décadas ainda enfrentam um dilema - como manter e ampliar suas conquistas a partir da mesma base sobre a qual foi fundada a família. Muitos negócios promissores não conseguiram se perpetuar e algumas conhecidas empresas genuinamente da terra foram vendidas ou tiveram as sociedades desfeitas, apesar dos bons resultados ostentados por algumas no balanço do fim de ano. Mas o que parecia um problema crônico envolvendo gestões familiares, onde as disputas por espaço extrapolam o ambiente do escritório e vão parar na mesa da sala de jantar, virou uma oportunidade para o florescimento de novas ideias no campo da governança corporativa. Para quem acha esse conceito sofisticado demais para a realidade local, o caso a seguir vai mudar sua opinião. Com a experiência de quem pilota uma carteira de mais de 300 clientes, o consultor Rui Cadete, da Rui Cadetes e associados – consultores e auditores – resolveu entender melhor esse vespeiro que são as relações familiares na empresa e oferecer novos serviços que fossem realmente necessários. Afinal, faz parte das atribuições dele e de seus sócios orientarem clientes no movediço terreno dos negócios. Mas, ao contrário de buscar inspiração na cartilha daqueles que acham a família incompatível com empresa, ele trilhou o rumo oposto. Bateu na porta de John Ward, um eminente professor da Kellog School of Management, e um defensor incondicional das vantagens que as empresas familiares têm sobre as não-familiares. E como se trata justamente da quase totalidade de seus clientes, Rui Cadete se debruçou sobre o ideário de Ward em busca de uma contribuição ao trabalho diário do escritório. A organização fundada por Cadete, há 21 anos, pode ser considerada pioneira na abordagem local desse problema, pois ela mesma inoculou essa ideia ao introduzir dentro da própria empresa, há cinco anos, o processo de governança corporativa. Com a ajuda de uma auditoria contratada para esse fim, a Rui Cadete e associados criou um regulamento na sociedade para preservar a empresa de possíveis turbulências causadas por desentendimentos ou saídas de alguns de seus componentes. Estabeleceu a supremacia da gestão profissional, onde os entes familiares são treinados a entender que o negócio deve sempre estar acima dos interesses familiares e das vaidades pessoais. Há pouco mais de dois anos, como consequência do caminho já adotado, ele mergulhou de cabeça no ideário de John Ward. Na essência, Ward acredita que empresas familiares constroem pontes eficientes entre os valores cultivados no núcleo familiar e a alta gestão e isso conduz aos melhores resultados. Para ele, a liderança baseada no longo prazo e não no imediatismo, enraíza a cultura empresarial, produzindo então as grandes diferenças em favor da empresa familiar. Ou seja, valores mais humanos, duradouros e fundamentais e que remetem a princípios como postura, moral, ética e filosofia. Em suas palestras pelo mundo, Ward costuma dizer que enquanto empresas não-familiares falam em inovação, trabalho em equipe, qualidade e prestação de serviço aos clientes, empresas familiares abordam as mesmas coisas com outras palavras: coragem, justiça, trabalho duro, confiabilidade e – esta bem tipicamente americana – “fazer a coisa certa”. Ward não acha casualidade

Rui Cadete estuda a a arte de conciliar interesses e usar todas as qualidades que só empresas familiares podem ter as empresas familiares estarem entre os melhores lugares para se trabalhar, com 26% da participação nesse ranking, enquanto 8% estão nas empresas de capital aberto. E isso, é claro, reflete integridade, respeito mútuo, responsabilidade social, diversão e a tal “stewardship” (gestão para gerações futuras).

"Você pode separar as responsabilidades, mas jamais dividi-las...” O professor acredita firmemente que nas empresas familiares a finalidade é perpetuar o negócio e dessa necessidade inerente deriva sua cultura corporativa. E isso não significa ignorar a importância da inovação, mas valorizar o aprimoramento contínuo dos processos até que, em determinado momento, a inovação surja.

"O caminho é superar rivalidades, ciúmes e estimular a parceria, o respeito" RUI CADETE

Essas são ideias de um americano e logo elas teriam que ser adaptadas à cultura brasileira, onde a família gera o mesmo apego, mas onde os valores nem sempre são os mesmos. Logo, Rui Cadete percebeu que teria que incorporar uma cartilha própria de boa convivência empresarial em família, o que nem sempre é fácil. Como superar rivalidades, ciúmes, como estimular habilidades interpessoais na parceria, como estabelecer respeito mútuo como valor – tudo isso precisava ser administrado não só com esforço educacional, mas instrumentos corporativos que garantissem a governança. A resposta estava na “holding”, uma sociedade criada especificamente para administrar um grupo

de empresas. “Quando uma empresa começa a crescer é natural que ela crie outras frentes de negócio e não há nada que harmonize mais uma sociedade do esse esforço de crescimento”, diz Rui Cadete. “Nesse modelo, negócios não se misturam e isso faz muito bem para a saúde da empresa”, acrescenta. Rui gosta de uma frase que diz o seguinte: “Uma coisa é separar as responsabilidade, jamais dividi-la”. Essa nuance sutil sobre como se devem gerir empresas, onde decisões são frequentemente compartilhadas, mostra como é educativa a governança corporativa e como ela pode produzir valores caros e longo prazo. Para Rui Cadete, que bem cedo na vida começou a roer os ossos antes de atingir o filé, educar por meio da história e do exemplo são fundamentais quando o objetivo é preparar as gerações para assumir as responsabilidades de um negócio em crescimento. “Foi o que eu tive na minha casa e é o que eu passo para a minha família”, diz ele. “E quando eu digo em casa é no almoços de domingo, nas conversas nos fins de semana, é no exemplo do dia a dia”, acrescenta. Aos 13 anos, o hoje consultor reconhecido ajudava no sustento da casa. Essa experiência de vida serviu para que ele estabelecesse o esforço como o grande mérito de quem quer chegar lá, independentemente de ser da família ou não. “Agora - ressalta - o exemplo sempre deve vir de cima”. Depois que travou contato com as ideias de John Ward, ele já fez dois cursos completos com o professor, em São Paulo, o que não é novidade para Cadete que mantem uma rotina de reciclagens conhecida dentro e fora da sua empresa. Isso faz com que a cabeça esteja sempre aguçada e a empresa sempre busque enfoques criativos para além das questões contábeis e administrativas. As questões de governança resumiram para ele os meios pelos quais os planejamentos ganhem consistência e permitam ao empresário estabelecer melhor onde quer chegar e o que será necessário fazer para atingir os objetivos. Dentro dessa perspectiva, família, empresa e proprietários são representados por conselhos, o que torna a fluidez nas decisões maior e o risco de choques e danos causados à vida da empresa menor. Nesse sentido, entender a governança é uma questão da empresa familiar e a ela cabe adquirir habilidade para para participar do conselho. Hoje, Rui Cadete sabe que a boa aplicação desses prinincípios pode salvar muitas empresas.

Segunda-feira


Esporte

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 15

Fotos: Wellington Rocha

Zé Carlos, artilheiro da Série B, comemora gol contra o América mostrando a língua para a torcida americana. Quando jogou no América, Zé Carlos era extremamente vaiado pela torcida

Com dois gols, Éderson vai se consagrando como peça fundamental na permanência do ABC na Série B. Um verdadeiro artilheiro dos gols decisivos

“De férias”, América é goleado. ABC ainda luta para se manter O

FIM DE SEMANA DO FUTEBOL POTIGUAR FOI DE SITUAÇÕES BEM DIFERENTES . SE

G OLEADO, O A MÉRICA ENTREGA DE VEZ ÀS FÉRIAS DE FIM DE ANO. C OM EMPATE FORA DE CASA O ABC SEGUE AINDA COM PEQUENOS RISCOS DE SER REBAIXADO E NÃO GARANTE PERMANÊNCIA NA S ÉRIE B

"Para nós, férias. Para eles, final de Copa do Mundo". A frase do técnico Roberto Fernandes após o América ser goleado em Goianinha por 4 a1 pelo Criciúma retrata bem o momento vivido pelo time na Série B do Campeonato Brasileiro. Garantido na competição do próximo ano há várias rodadas e sem condições matemáticas de buscar o acesso, os jogadores praticamente não entraram em campo na última rodada.

"Todo pontinho ajuda". Já essa frase, é do técnico do ABC, Givanildo Oliveira. O alvinegro potiguar foi até Minas Gerais e enfrentou o América Mineiro. O empate em 3 a 3 poderia ter sido suficiente para garantir matematicamente o time na segunda divisão, porém, como todos os demais adversários que ainda lutam para não cair venceram, a celebração vai ter que esperar mais um pouco. A difer-

ença é de seis pontos para o Z4, mesma quantidade de pontos que ainda restam em disputa. Os caminhos diferentes dos dois clubes nesta reta final de campeonato é muito claro, porém, ambos ainda tem dois confrontos. O América enfrentará o xará mineiro no Nazarenão na próxima rodada. O ABC, fora de casa novamente, enfrenta o Boa Esporte, que também ainda corre riscos. Para finalizar, o

clássico potiguar da última rodada encerra o ano esportivo para os clubes, que já começaram a pensar na próxima temporada. Com mais tempo, o América já começou a negociar com os jogadores as férias antecipadas. Porém, alguns atletas preferem terminar o ano para não ter que retornar antes das festas de fim de ano. As negociações com o treinador Roberto Fernandes também

prosseguirão e é possível que novas situações sejam esclarecidas já nos próximos dias. No ABC a permanência do treinador Givanildo Oliveira para a próxima temporada é questão de tempo. O técnico afirmou que só falaria sobre o assunto após garantir a permanência, porém, depois do empate da última rodada, já citou que tem interesse em permanecer e que o presidente alvinegro, Rubens

"Foi um jogo de um time que veio para a decisão de Copa do Mundo contra outro que está em ritmo de férias. Exceto o Isac, que ainda briga por algo pessoal, quem do time tem mais motivação para treinar? O foco é outro. Fizemos uma baita temporada, mas não merecíamos subir. O Acesso está nas mãos de quem tem mais poder de investimento, como o Goiás. Estávamos há quatro jogos invictos e agora é hora de fechar o campeonato e pensar mais a frente"

Guilherme, também já se mostrou positivo para a renovação. As duas últimas rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro serão disputadas nos dois próximos sábados, inclusive nos mesmos horários, sempre às 16h20 de Brasília (15h20 horário local). Porém, a CBF pode desmembrar alguns jogos que não interferem mais diretamente nas disputas para atender a solicitação das TVs.

“No momento que estamos vivendo, todo pontinho ajuda. Vencer o América aqui em Minas não é tarefa fácil e fizemos um bom jogo. Poderíamos ter conquistado nossa permanência hoje, mas o árbitro não deixou. Além de amarelar nossos dois volantes (Serginho e Bileu) ele os eliminou do próximo jogo. Também teve o lance do impedimento (terceiro gol do América Mineiro estava impedido). Mas é assim, vamos enfrentar o Boa e vamos buscar nossa permanência.”

Série B: Uns sobem, outros caem e alguns chegam As competições vão chegando ao fim e alguns times tem muito o que comemorar, outros a lamentar. A Série B do Campeonato Brasileiro vai ganhando nova forma

e alguns times se despedem. Um time já pode dar adeus feliz da vida. O Goiás foi o primeiro a conquistar matematicamente o acesso à Série A do Brasileirão. A vitória

por 3 a 0 diante do Grêmio Barueri garantiu a festa da torcida esmeraldina. Por outro lado, o próprio Barueri é só tristeza e já pode também arrumar a mala, mas para a

Série C. O Ipatinga-MG o fará companhia na terceira divisão. Também tristes, mas vindo da Série A, já reservaram suas vagas na Série B o Figueirense-SC e o

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro FÉRIAS? Há pelo menos um mês, desde que o América se garantiu na Série B do Campeonato Brasileiro, escrevo a respeito da necessidade de colocar os jogadores mais novos em campo. Tempo de dar rodagem, de fazer testes, de real oportunidade. Mas, o América foi adiando, esperando não sei o que. Segundo Roberto Fernandes, era questão de honra enfrentar adversários da ponta da tabela com o time principal. Até aí, tudo bem. O que não consigo entender é o discurso do treinador depois do jogo afirmando que o time está de férias. Que ninguém tem mais motivação para treinar. Hora, então está tudo errado. Por que não dar oportunidade aos garotos? Por que escalar atletas que não querem jogar? Neste mesmo espaço já escrevi por diversas vezes a respeito do grande trabalho de Roberto a frente do América, porém, algumas entrevistas de Roberto são completamente sem nexo. A deste final de semana foi apenas uma delas. Resultado: restam apenas dois jogos da Série B para o América. Nenhum jogador da base foi para a vitrine. Nenhum titular. Os dois jogos restantes são suficientes para tes-

tar? A propósito, e o torcedor que investiu na Timemania, na promoção de ingressos, que foi ao estádio, estava realmente interessado em ver um time "em férias"? O UNIFORME AZUL Que o uniforme azul do América é realmente bonito, ninguém discute. Para o torcedor, é ótimo. Porém, no time, ainda não consegui me adaptar. Olho na TV e acho estranho. Olho as imagens do jogo e não "vejo" o América. América é vermelho e branco e o terceiro uniforme azul eu penso que deveria ser uma edição especial apenas comemorativa, para a torcida. ÉDERSON Mais dois gols na conta de Éderson, que vai realmente se consagrando como o artilheiro dos gols decisivos. Pelo menos nesta Série B do Campeonato Brasileiro o atacante tem sido fundamental e a cada jogo mostra que tem condições de ser titular do ABC. O poder de finalização é a grande vantagem de Éderson, que tem uma facilidade incrível de arrematar bem em gol. O que é novi-

dade são as cobranças de falta. Esse é um requisito novo. PELADA DA IMPRENSA Hoje tem pelada da imprensa no Jiqui Countru Club. Das últimas vezes que eu fui levamos "pêia" grande do time da casa. O time da imprensa é ruim de doer! Vamos ver se hoje conseguimos pelo menos fazer o de honra. RALLY Após as etapas de Maceió, Aracaju e João Pessoa, a cidade de Fortaleza definiu os campeões do ano no Nordeste no Mitsubishi Motorsports. A categoria Graduados foi extremamente disputada e os três primeiros colocados terminaram a prova com 78 pontos. Pelos critérios de desempate, comemoração para Omar e Bruno Dantas, daqui de Natal. "O Mitsubishi Motorsports é um evento indescritível. Um campeonato extremamente competitivo e isso faz com que nos motive mais", descreveu Bruno. A dupla ganhou uma viagem para Amazônia, uma aventura 4x4 de oito dias pelos misteriosos caminhos do Rio Negro até a Reserva de Xixuaú.

Atlético Goianiense. Há mais duas vagas disponíveis no rebaixamento da Série A e uma delas pode ser do Palmeiras. A Série C também chegou ao fim e quatro times

comemoram as vagas conquistadas para a Série B: Icasa-CE, Paysandu-PA, Oeste-SP e ChapecoenseSC estarão na segunda divisão do próximo ano.

PisandonaBola AMÂNCIO

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Esporte

Segunda-feira

Passe Livre

RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Campeão do Centenário

É TETRA! COM

TRÊS RODADAS DE

FLUMINENSE É O BRASILEIRO DE 2012

ANTECEDÊNCIA O CAMPEÃO

Os números são incontestáveis e o título do Fluminense era apenas questão de tempo. O tricolor chega a 76 pontos e não pode mais ser alcançado nas próximas três rodadas pelo Atlético, que tem 65. No domingo que vem, contra o Cruzeiro, no Engenhão, o técnico Abel Braga, Diego Cavalieri, Fred e todo o elenco do Flu serão ovacionados com a faixa de campeões no peito. Fred, herói da conquista e artilheiro da competição com 19 gols, marcou duas vezes, a segunda delas nos minutos finais, e Maurício Ramos fez contra para o Flu - Barcos e Patrick Vieira descontaram. Como seus jogadores, o técnico Abel Braga demorou um pouco a sair comemorando após o Flu derrotar o Palmeiras e confirmar o tetracampeonato brasileiro. Um pouco mais comedido que seus jogadores, o treinador saiu abraçando integrantes da comissão técnica e alguns de seus comandados. Quando parou para falar com os repórteres, dentro do gramado do Prudentão, Abel reclamou da imprensa, elogiou o grupo de jogadores e disse que vai permanecer na equipe. "O grande problema da imprensa é procurar dentro do ambiente do Fluminense notícias bombásticas. E isso não existe aqui. Nosso dia a dia é sempre igual, ganhando ou perdendo. Chegou um momento da campanha que as pessoas falavam de favorecimento de árbitros, tirando

o valor da nossa campanha. E ainda falaram que estava com contrato acertado com o Inter desde setembro. Isso são coisas que me aborrecem, falam isso conhecendo meu caráter. Precisamos valorizr quem", discursou o treinador, de forma dura. Com contrato por se encerrar no fim do ano, Abel garantiu ainda no gramado, que vai ficar no Fluminense para tentar o título da Libertadores do ano que vem. "Eu vou ficar", disse ele à torcida que pedia insistentemente pela sua permanência nas Laranjeiras para a temporada 2013. BRIGAS Irritados com a demora, os torcedores primeiro se manifestaram com gritos em coro de "falta de respeito" e vaias a cada infomação no sistema de som que os jogadores estavam chegando, mas não apareciam. Em certo momento, alguns conseguiram invadir a área da arquibancada que estava fechada e chegaram até o local reservado para a imprensa e a tribuna de honra. Para tentar conter o avanço, toda a segurança se deslocou para onde se formavam princípios de confusão e deixou desguarnecido o estoque de cervejas que abastecia a festa, atrás do campo. Foi quando alguns torcedores começaram a recolher os produtos. Um deles foi vistos escondendo até nove caixas. Pequenas brigas também foram registradas.

A felicidade era tratada por Nelson Rodrigues como uma idiotice. A vida sem o trágico valia tanto quanto um Chicabon, sorvete que cheguei a saborear na infância. O maior tricolor de todos os tempos recebeu um senhor presente do seu time no ano do seu centenário. Do seu túmulo, no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro, Nelson Rodrigues dedilha uma crônica espetacular em que compara o zagueiro Gum ao vigoroso Pinheiro, do trio final com Castilho e Píndaro. O trio final iniciava as escalações dos tempos da bola de gomo marrom. O Fluminense, sem saber, estava inspirado por Nelson Rodrigues quando exuberou numa campanha incontestável, conquistando seu quarto campeonato brasileiro com três rodadas de antecipação. Uma campanha de invejar o time limitado de Mickey em 1970, o ótimo esquadrão de Delei, Romerito, Assis e Washington em 1984 e o campeão de dois anos atrás na liderança do baixinho argentino Conca. E o Fluminense, desta vez, não manteve a escrita patenteada de ganhar com timinhos, como aquele que derrotou o Botafogo no Campeonato Carioca de 1971, gol de Lula, num escandaloso empurrão do lateral Marco Antônio no goleiro Ubirajara. O Fluminense, mantido com opulência pela Unimed, poderoso plano de saúde, foi às compras no supermercado escasso do futebol brasileiro e formou, dentro da mediocridade ululante que Nelson Rodrigues jamais concordaria, um time excelente aos padrões nacionais. Seu goleiro, Diego Cavalieri, é da linhagem de Castilho, a Leiteria, Veludo e Paulo Vítor, ou, se os fantasmas acompanhantes de Nelson Rodrigues fizerem questão, da elegância de Marcos Mendonça, do scratch de 1919. Seu meio-campo exibiu a classe jazzística de um Deco, o meia-armador de antigamente, o cara que domina a bola com uma categoria dos pianistas de cafés europeus. E um Thiago Neves bem aceitável na safra brasileira atual. Seu ataque tem Fred, um artilheiro mascaradão

RIBAMAR O primeiro eleitor a votar na eleição dos melhores do Estádio Juvenal Lamartine é o militar e ex-jogador Ribamar Cavalcante, colaborador de Passe Livre e um dos homens mais prestativos que o Rio Grande do Norte produziu. Riba é espécie rara. A SELEÇÃO Ribamar escalou Erivan (ABC), Gaspar(ABC/Alecrim),

e eficiente e um ótimo Rafael Sóbis, revelado pelo Internacional, e com uma técnica em corpo esquálido que só não consegue convencer Mano Menezes, admirador do mastodonte Hulk. O Fluminense é campeão chupando Chicabon. O Campeão do Centenário de Nelson Rodrigues. Antecipado. De lambuja, saindo com duas mulatas de uma só vez, para humilhar adversários fracotes e desmoralizados. E como o fantasmagórico é o espírito voador de Nelson Rodrigues, o Fluminense chega ao seu

quarto caneco levando para a imortalidade o zagueiro Abel Braga, que, jogando pelo Vasco, falhou no gol de Doval, que deu o bicampeonato carioca ao tricolor. Abel é campeão e aclamado como um Messias em pó-de-arroz. Aquela Máquina, com Rivelino, Pintinho e Paulo César Caju, parou duas vezes nas semifinais do Brasileirão. O Fluminense tem sina de campeão. Nem precisa ser com um Barcelona vestindo grená, verde e branco. >>> Nelson Rodrigues morreu no dia 21 de dezembro de 1980, dia em que o Brasil jogou e venceu a Suíça em Cuiabá por 2x0. O cadáver genial e pornográfico virava defunto fático. A última crônica de Nelson Rodrigues foi escrita em 30 de novembro daquele ano. Muito doente, proibido pelo médico de ir ao

Edson(ABC), Berilo de Castro(Alecrim e América) e Marinho Chagas(ABC em 1970); Pedrinho(Alecrim) e Véscio(América); Toinho de Macau(ABC), Alberi(ABC), Evaldo Pancinha(América) e Burunga (ABC/Alecrim/América). O sistema tático é o da época: O ofensivo: 4-2-4. Aguardamos votos pelo e-mail da coluna. ERIVAN Ribamar lembra que ontem

Maracanã, Nelson Rodrigues acompanhou a final do Campeonato Carioca ao lado do filho, Nelsinho, em casa. O Fluminense vencia o Vasco por 1x0 com gol de falta de Edinho, num frangaço do goleiro Mazarópi. O Fluminense de 1980, à exceção de Edinho, dos meias Delei e Mário e do centroavante Cláudio Adão, era um timinho. Mas venceu. Nelson Rodrigues conseguiu escrever seu derradeiro e belo texto, que reproduzo nesta segunda-feira, homenageando todos os tricolores que conheço em especial o médico Luiz Alberto Marinho, um primo muito mais irmão que a vida me deu. Nelson Rodrigues, campeão do centenário, pela última vez: "Amigos, em futebol, nunca houve uma vitória improvisada. Tem sido assim através dos tempos.Foi uma doce e santa vitória. Vocês viram como aconteceu o nosso triunfo. Foi uma tarde maravilhosa. Tudo começou há seis mil anos atrás. Vocês compreenderam? Podia ser o Flamengo, o Botafogo, o Vasco ou outro, mas estava escrito que a arrancada era tricolor. Há quarenta anos antes do nada, Nelsinho foi chamado. E foi tão fulminante sua presença no túnel tricolor que merecia ser carregado numa bandeja com uma maça na boca. Amigos, os idiotas da objetividade custaram a perceber a evidência ululante, segundo a qual seríamos campeões. Eu lhes falei do Roberto Arruda. Pois o Arruda, desde o primeiro jogo do campeonato, me procurou dizendo: - "Seremos campeões". E neste domingo, o Arruda telefonou para dizer uma única e escassa frase: - "Ninguém nos tira a vitória". E desde o primeiro momento do jogo, ficou claro que a vitória era tricolor. Foi 1 x 0 mas poderia ser dois ou três.O Edinho fez o gol e o Fluminense em vez de recuar para garantir o resultado partiu para cima do Vasco como um leão faminto de mais gols. E vocês viram: nosso adversário não pode esboçar a menor reação. Gostaria de falar dos campeões. Fluminense tem um elenco fabuloso do goleiro ao ponta-esquerda, e só os lorpas e pascácios não veem que o futebol brasileiro está encarnado nos craques tricolores".

fez 11 anos da morte de Erivan, um dos mais carismáticos jogadores do futebol potiguar. Baixinho, tinha agilidade felina. Lembro de Erivan em 1977, na reserva do monstro Hélio Show no ABC. EDERSON Segue calando a boca de quem o considerava um jogador comunzinho. No ABC de hoje, sobra. E Cascata, num lance, provou que não se pode prescindir de

um craque. ANDREY E RAUL O silêncio grita: O goleiro Andrey e o meia Raul, do ABC, podem ser contratados pelo América para a temporada de 2013. RODRIGUINHO O golaço de Rodriguinho deve ter entrado goela abaixo das víboras que o expulsaram do Frasqueirão. A Lei do Retorno.

CMYK


Cultura

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 17

Fotos: Divulgação

LIVRO Fotos: Divulgação

Sobre pteridófitas

e humanidade ASSOCIAÇÕES EXTRAMUSICAIS NO

LIVRO

“ESCUTA SÓ: DO CLÁSSICO

AO

POP ”,

CRÍTICO

ALEX ROSS

DESMISTIFICA MÚSICA CLÁSSICA E QUESTIONA PAPEL DA ARTE ATRAVÉS DE PERFIS DE NOMES COMO CONRADO CARLOS CCPSILVA@HOTMAIL.COM

Outro dia, uma amiga pediu um CD emprestado. Era o original de uma banda marcial italiana que ela viu ao vivo, em recente viagem. Queria relembrar o momento em todos os detalhes. Com scanner em casa, a cópia ficaria completa, com capa e encarte à disposição (texto introdutório; ficha técnica das gravações, dos músicos e do estúdio; fotos; letras das músicas, etc). Por isso, fiquei surpreso quando disse que queria apenas o arquivo em sua Pen Drive. “Não faz diferença”. Aos vinte e cinco anos, doutrinada pelo mundo virtual, a abstração do download satisfaz sua ânsia por consumo rápido e simples de uma arte cada vez mais sem rosto – ou sem o culto elitista medíocre, formulada como uma vazia superioridade intelectual? Na mediação entre estabelecidos e outsides, especialistas lutam contra a fetichização do passado que afasta o público do presente; ao passo que têm a missão de selecionar, dentre incontáveis opções, aquelas que merecem atenção; além de saber tirar proveito das técnicas modernas de execução. É o caso de Alex Ross, crítico de música da New Yorker. Em seu novo livro, “Escuta Só: Do Clássico ao Pop” (Cia das Letras), o embate entre tradição e contemporaneidade é temperado por biografias de ícones distintos como

MOZART, B OB DYLAN, S CHUBERT

Mozart e Björk, Schubert e o Radiohead, John Cage e Kurt Cobain; por movimentos artísticos e seus contextos históricos; e muita teoria musical – antes de descobrir o punk, nos anos 1970, Ross só ouvia música clássica. A expressão ‘clássica’, aliás, é refutada com veemência por ele. “[...] é uma obra-prima da publicidade negativa”. Com a sacralização de sinfonias, óperas, minuetos, sonatas, o gênero adquiriu aspecto de culto, restrito a um refinamento aristocrático que monopoliza a fruição das obras, enquanto a massa tateia o vazio. “Não escuto música para ser civilizado”. Do ensaio inicial, “Escuta Só: Atravessando a fronteira do clássico para o pop”, escrito para ser o prefácio de “O Resto é Ruído” (indicado ao Pulitzer de não ficção), Ross extraiu a base para uma série de textos publicados na New Yorker. “O que me recuso a aceitar é que um tipo de música acalma a mente, enquanto outro abranda a alma. Depende da mente de quem, da alma de quem”. Com profunda erudição e uma linguagem direta feito um número dos Ramones, a evolução técnica e conceitual da música, nos últimos séculos, é contada sem especulação ou abuso dos clichês biográficos dos grandes artistas - por mais que episódios entre Mozart e seu pai tenham semelhanças com o conflito Joe x Michael Jackson, é na criação que Ross investe seu cabedal.

Particularmente, quatro ensaios chamaram minha atenção. Em “O Antimaestro: Esa-Pekka Salonen na Filarmônica de Los Angeles”, o talento do regente finlandês à frente da orquestra da segunda cidade norte-americana serve de pano de fundo para Ross falar sobre o panorama da música clássica nacional – como em todo lugar, emperrada na eterna briga entre velhos aficionados e jovens ávidos por experimentalismos. Já “Sinfonia de Milhões: A música clássica na China” é a extensão de uma análise econômica, onde o gigante asiático transfere parte dos trinta anos de crescimento de dois dígitos para a formação de um exército de solistas – em detrimento de abertura no processo criativo. Na regra do bom jornalismo, Ross convive com nomes e instituições relevantes da cena chinesa para comentar sobre pressões políticas e comerciais. “As garras de Verdi: A ópera como arte popular” tem na vida do compositor italiano a matéria-prima da velha contenda erudito-popular. O autor de “Rigoletto” e “Aida”, cujo lema era: “É preciso ser estrábico, com um olho no público e outro na arte”, revolucionou o meio com textos e melodias fáceis, que ativavam sentimentos primais. E “Eu vi a luz: Seguindo Bob Dylan” tem ótimas sacadas sobre cultura pop, essa manifestação de pedófilos. O envelhecimento do ídolo folk e a permanência de sua

E

BJÖRK

obra é abordada em termos musicais, sem a mistificação em torno da ‘poesia’, da ‘sabedoria’ de suas composições. Em certos casos, o passar dos anos ofusca o apogeu. Dizem que a propriedade afetiva da música depende de associações extramusicais. Na era tecnológica, ela virou radicalmente virtual. Se a possibilidade difusora aumentou, a padronização e a superfluidade seguiram o mesmo caminho. Alex Ross sobe e desce a ladeira da arte que mais encanta e escraviza.

Cultura HOJE

“Escuta Só: Do Clássico ao Pop” Autor: Alex Ross Editora: Cia das Letras Preço médio: R$50,00

Até meus quinze, dezesseis anos, vivi cercado de samambaias. Minha mãe sempre adorou plantas e mesmo com a mudança para um apartamento, em 1989, jarros e xaxins foram instalados no teto da sala, o que dividia opiniões familiares – eu e meu pai gostávamos do cenário luxuriante, mas o tráfego aéreo de insetos nos assustava frequentemente, o que abreviou a ideia. Por isso, foi com um misto de curiosidade e nostalgia que mergulhei em Diário de Oaxaca (Cia das Letras), do neurologista pop Oliver Sacks. Queria saber o que o médico-escritor, famoso por destrinchar a mente humana em obras como Alucinações Musicais e Tempo de Despertar (adaptado para o cinema), tinha para contar sobre uma viagem que fez aos confins do México, em busca das pteridófitas mais antigas do mundo. A botânica é o pano de fundo para um texto fluente, erudito e prazeroso. Pois além de saber que as samambaias têm mais de trezentos milhões de anos e centenas de variações, algumas esmiuçadas no livro, mas sem abusar da paciência de quem é leigo no assunto, somos envolvidos por uma rede de informações que perpassam a história das civilizações pré-colombianas e suas peculiaridades culturais. A semana que Oliver Sacks passou em território mexicano foi no começo de 2000. Integrou um grupo de trinta intelectuais da American Fern Society (Sociedade Americana de Samambaias), que enfrentou a aridez, a miséria e os perigos da região, perto da fronteira com a famigerada Guatemala e vizinho ao conflituoso Estado de Chiapas, “mais que tudo, [para observar] a fascinante humanidade”. A três mil metros de altitude, perseguiram raridades da flora local com uma dedicação que só os amadores apaixonados possuem. O que força uma comparação do universo sisudo e competitivo da neurologia e da neurociência com a camaradagem e harmonia entre botânicos, biólogos, geógrafos e naturalistas. A mesma Oaxaca fora visi-

tada pelo polímata Alexander Von Humboldt, de quem Sacks é fã, na década de 1930 (o que gerou o clássico Narrativa Pessoal). Epicentro de grandes civilizações indígenas, como zapotecas e aztecas, aglomerações urbanas como Monte Albán foram arrasadas por Hernán Cortés, quando da Conquista Espanhola, no século 16 – a atrocidade dos ibéricos ganha destaque em Diário... Assim como a gastronomia centro-americana, muito parecida com a nossa. Alimentos tradicionais dos ameríndios, o cacau (chocolate era servido amargo para reis e nobres zapotecas, antes de atravessar o Atlântico e ser industrializado e adocicado por ingleses e holandeses) e o milho ganham a companhia de cactos, que funcionam como legumes e são indissociáveis da paisagem mexicana, e gafanhotos, “crocantes, com gosto de nozes, deliciosos e nutritivos”. Londrino radicado na Big Apple há quarenta e dois anos, Oliver Sacks mostra nesse pequeno estudo antropológico que o mundo verde e inodoro das samambaias, se entendido em sua relação com outras plantas, animais e seu habitat, explica o processo evolutivo do homem. “O poder e a grandiosidade do que vi tiveram grande impacto sobre mim e alteraram minha noção sobre o que é ser humano”.

Diário de Oaxaca Autor: Oliver Sacks Editora: Cia das Letras Preço médio: R$30,00

com Dani Pacheco

DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com - INTERINO - CONRADO CARLOS - ccpsilva@hotmail.com

Viola Extrema Adaptar clássicos do rock, como “In The Flesh”, do Pink Floyd, “Master Of Puppers”, do Metallica e “Aces High”, do Iron Maiden, para a viola caipira. É isso que os músicos Ricardo Vignini e Zé Helder apresentarão na próxima quinta-feira (15) no Taverna Pub, a partir das 22h.

Calistoga Uma das bandas mais legais de Natal está de videoclipe novo. “Lost and Found” comemora os oito anos de carreira. Dirigido por Gustavo Rocha, também baixista, a música foi extraída do disco lançado em 2011, “Time and Understand”, e vale uma conferida.

Livro PETISCOS A R$10,00 Segue até dia 18 deste mês, o Festival Bar em Bar, realizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O evento realizado em todo o país tem em Natal a participação dos estabelecimentos Marco Zero, Dom Vinícius, Dom Miguel, Tom Maior (Maturi), Botequim Tá na Hora, Bud Bar, Pitanga e Paçoca de Pilão. Os bares participantes escolhem um petisco que simbolize o seu bar, usam a criatividade e capricham no tempero, oferecendo um prato diferenciado pelo preço único de R$ 10. Alguns petiscos são criações exclusivas para o Festival.

Lançado pela Companhia das Letras “O que o Brasil quer ser quando crescer?”, de Gustavo Ioschpe. O livro traça um vasto panorama sobre o sistema educacional brasileiro, sempre embasado no conhecimento formal e na literatura empírica sobre o tema, deixando de lado as discussões filosóficas e ideológicas que ainda dominam o debate nacional.

CINEMA E DIREITOS HUMANOS Hoje é o penúltimo dia do Festival Cinema e Direito Humanos, no IFRN da Cidade Alta. A programação do dia prevê os seguintes filmes: 13h30, “Uma, Duas semanas”, de Fernanda Teixeira (Brasil, 17 min., 2012, fic.), 13h30 e “A Demora” (FOTO) - Rodrigo Plá (Uruguai / França / México, 84 min., 2012, fic.). Classificação indicativa: 10 anos. Às 15h30, “Com o Meu Coração em Yambo”, de María Fernanda Restrepo (Equador, 137 min., 2011, doc.). Classificação indicativa: 10 anos. 18h, “ Estruturas Metálicas”, de Cristian Vidal L. (Chile, 47 min., 2011, doc.) e “Saia se Puder”, de Mariano Luque (Argentina, 66 min., 2012, fic.). Classificação indicativa: 12 anos. 20h, “Elvis & Madona”, de Marcelo Laffitte (Brasil, 105 min., 2010, fic.). Classificação indicativa: 12 anos.


18 O Jornal de HOJE

Cultura

Natal, 12 de novembro de 2012

Canal 1

BATE-REBATE w Batizada informalmente como "Lei Carolina Dieckmann", a Câmara, em Brasília, aprovou projeto de lei que tipifica delitos cometidos pela Internet.

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery / flavioricco@gmail.com.br / http://twitter.com/flavioricco

As contas das TVs nunca fecham

>> TV - TUDO w OLHA SÓ Roberto Carlos e o empresário Ubirajara Guimarães, em nova tabelinha, estão finalizando negociações para a construção do Condomínio Emoções, em Indaiatuba, São Paulo. Cada rua terá o nome de uma música do Rei.

no dia 25, e a "Escolinha", que já chegou, estão dentro deste novo processo.

w Por meio de sua página no Twitter, Tom Cavalcante pediu também "a proibição para crimes mostrados explicitamente na TV". Assino embaixo. w A partir de hoje, o jornal do Heródoto Barbeiro passa a ser reprisado em três horários diferentes na Record News.

Antonio Chahestian/Record

Televisão, desde muito tempo se fala, é um brinquedo caro e toda a sua operação é bastante complexa. Mas, no fundo, funciona como qualquer comércio, que tem lá os seus produtos para vender. Produtos esses que além de pagar o custo, precisam obrigatoriamente oferecer certa margem de lucro, para fazer a empresa rodar. Simples assim. No fundo, é conta de padaria. O problema é que, na grande maioria das emissoras de TV, um mais um, definitivamente, não dá dois. Salvo raras e honrosas exceções, a prática de adiantar o faturamento, no fim de tudo, sempre acaba no comprometimento da mídia. Por mais que se tente mascarar, o caixa nunca bate. Um exemplo é a receita do carnaval, que acontece em fevereiro, mas sempre entra no faturamento três ou quatro meses antes. Um belo dia, quando se resolve colocar as coisas às claras, se verifica que a conta não é bem aquela. O que hoje assistimos na Record, com as medidas anunciadas no decorrer dos últimos dias, lamentavelmente, está longe de surpreender ou ser uma novidade na televisão brasileira. A maioria delas, repito, age desta maneira.

wEstreia do novo programa da Luciana Gimenez, o talk-show, agora teve a sua estreia marcada para o dia 20.

RETA FINAL Com direção de Del Rangel, estão sendo finalizadas em São Paulo as gravações do especial "A tragédia da Rua das Flores", baseado no romance de Eça de Queirós. A história relata o incesto involuntário entre Jô Lisboa (Daniela Galli) e seu filho, Vítor (Arthur Aguiar). Também no elenco Gabriela Durlo, Guilherme Lopes e Jonas Bloch. No ar, em dezembro.

w LIDERANÇA FEMININA Uma mulher irá protagonizar o novo seriado de Aguinaldo Silva na Globo, com estreia prevista para outubro de 2013. Portanto, uma "Doutora", chamada Priscila, na casa dos 40 e poucos anos. Traição será um dos seus principais temas. Na última quinta-feira, o Aguinaldo comandou mais uma reunião com os colaboradores do programa.

w NÚMEROS INTERESSANTES Existem 167 FMs e 89 TVs educativas distribuídas no território nacional, todas convenientemente mantidas com dinheiro público. Só em São Paulo, são 38 rádios e 20 emissoras de televisão. Segundo dados do IBGE, divulgados em setembro, ainda temos cerca de 12,9 milhões de analfabetos.

w TV FAMÍLIA Imagine a cena - o contato da Rede TV! chega na agência de propaganda para vender os produtos da emissora. Puxa da pastinha um catálogo com tudo o que tem direito e começa: "tenho aqui um programa da Luciana na segunda. Mas também vai ter um outro da Luciana, novo, na terça. Na quarta, a Luciana volta com aquele mesmo da segunda. Na quinta, vamos estrear o programa da Daniela, mulher do Amílcar e, que também apresenta o "Dr. Hollywood", domingo. Ah! E, no sábado, tem o do marido da Luciana". A gente brinca...

w VEM AÍ Sigilosamente, o SBT colocou algumas pessoas na produção de um novo programa, que leva o singelo nome de "Amigos Sacanas". Nem são necessárias maiores pesquisas para se imaginar do que se trata.

Áries 21/03 a 20/04 Comece a semana com o pé direito focando atenção nas suas finanças - especialmente as compartilhadas. Noticias sobre um corte de finanças deixam apreensivo seu coração. Mas é um ciclo que está terminando.

Leão 22/07 a 22/08 Ou bem está se encerrando um novo capitulo de sua vida, ou você está terminando uma fase importantíssima na elaboração de projetos de fôlego. Estes dependem da sua credibilidade e vice versa; portanto, escolha bem os parceiros.

Sagitário 21/11 a 21/12 Mal estar passageiro pode ser um efeito menor do clima astral reinante nestes dias. A pressão aumenta, as cobranças se multiplicam, enquanto os problemas de comunicação também. Organize seu tempo com calma.

Touro 21/04 a 20/05 Destaque total para seus relacionamentos estáveis, e para as pessoas que você consulta como medico, advogado etc. É preciso perceber que estas pessoas têm seus limites. E que não vão com você até o inferno, como imaginava.

Virgem 23/08 a 22/09 Preparativos de viagem, mesmo que seja corriqueira, requer conferencia e revisão de dados, para evitar situações criticas nas próximas horas.. Cuidado com o que não diz ao seu amor; ser honesto e claro evitará situações pesadas.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Um dia marcante para estabelecer novos limites com certos amigos, e também impor alguns aos projetos que fez com eles. o problema é delegar poder para uma pessoa apenas. Um ciclo se encerra, prepare-se para aceitar.

Gêmeos 21/05 a 20/06 É véspera de eclipse, daqueles poderosos, que mudam algo e revelam o que estava oculto. Prepare-se para novos reposicionamentos, necessários na saúde, tarefas cotidianas etc. Vale buscar o essencial apenas.

Libra 23/09 a 22/10 Harmonia astral favorece ganhos, vida financeira e convites para novos trabalhos. Você pode aceitar um novo desafio, pois tem o talento e o controle das circunstâncias e saberá produzir muito com o que já sabe e tem.

Aquário 21/01 a 19/02 Fique de olho na sua carreira, profissão, reputação, porque vem vindo por ai alguma onda a fim de te desestabilizar - só pra ver como é que seu instinto de sobrevivência funciona. Uma virada boa também pode ser benvinda, não?

Câncer 21/06 a 21/07 Juntinhos, Lua e Saturno aprofundam decisões de longo prazo relativas a filhos, amores e projetos pessoais. Some instinto com emoção e descubra como se orientar em relação a tudo isto. Mais estabilidade no amor.

Escorpião 23/10 a 21/11 Sensibilidade maior hoje e amanhã, dias em que seu signo está em total destaque. Cuidados pessoais são imprescindíveis para que se mantenha firme, centrado e inspirado. Não bata de frente com ninguém, preserve-se.

Peixes 20/02 a 20/03 Um dia criativo, exuberante, profundo, mas com os filhos e com seu amor será essencial impor limites, e não fraquejar. Tudo tem um preço, tudo tem um tempo. Ensine-os enquanto pode. E atenha-se ao seu próprio poder. Não mais.

Moviecom 7 - 15h10/ 18h05/ 21h (leg)

Moviecom 2 - Hora: 14h05 (sáb/dom e feriado) e 21h50

ATIVIDADE PARANORMAL 4 (12 Anos) Cinemark 3 - Hora: 17h50 / 20h00 / 22h05; 00h10 (sáb)

DIÁRIO DE UM BANANA 3 Livre Cinemark 5 - Hora: 11h00 (sáb); 12h55 / 15h00 / 17h20 / 19h40

FRANKENWEENIE (10 Anos) Cinemark 3 - Hora: 12h40 Moviecom 6 - Hora: 16h / 20h (3D)

QUEEN - HUNGARIAN RHAPSODY (12 Anos) Cinemark 7 - Hora: 23h55 (sáb)

w IDIOTICE É POUCO Chris Matthews, apresentador e comentarista político da rede MSNBC, teve a coragem dizer no ar que estava muito feliz com a tempestade Sandy, porque ela ajudou a reeleger Obama, mas esquecendo que ela matou 110 americanos. O fanatismo político chega a tal ponto na imprensa dos Estados Unidos, que em alguns casos ultrapassa todos os limites da estupidez. w VAI TER QUE MUDAR Gugu Liberato tem que reforçar o seu tempo de palco e diminuir os quadros mais longos do programa, como o da "entrega de casa", que derrubam a audiência - é essa a avaliação da direção da Record, algo há tempos já constatado por esta santa coluna. A chegada do "Qual é a música?",

w NOVA TEMPORADA Começaram as gravações de mais uma temporada da série "Globo Mar". Para a edição do ano que vem, a Globo mantém na condução das reportagens os jornalistas Poliana Abritta e Ernesto Paglia.

HORÓSCOPO

CINEMA GONZAGA DE PAI PARA FILHO (12 Anos) Cinemark 1 - Hora: 11h05 (exceto sex); 13h45 / 16h30 / 19h30 / 22h15 Cinemark 6 - Hora: 13h00 / 15h45 / 18h40 / 21h35; 00h15 (sáb) Moviecom 4 - Hora: 15h50 / 18h30 / 21h10 007: OPERAÇÃO SKYFALL (16 Anos) Cinemark 2 - Hora: 14h00 / 17h10 / 20h20; 23h40 (sáb) Cinemark 3 - Hora: 14h40 Cinemark 5 - Hora: 21h50 Moviecom 2 - 16h10 e 19h (dub)

ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE (12 Anos) Cinemark 4 - Hora: 13h30 / 15h50 / 18h20 / 20h50; 23h20 (sáb)

Segunda-feira

ARGO (14 Anos) Cinemark - Hora: 11h20 / 13h50 / 16h20 / 19h00 / 21h30 Moviecom 1 - Hora: 14h25/ 16h50/ 19h15 e 21h40

Exibição nas noites de quintafeira, no terceiro horário da linha de shows. w ESQUEMADIFERENTE - 1 As gravações de "Carrossel" no SBT não seguem determinada ordem. Na verdade, obedecem a um padrão parecido com o do cinema ou de séries americanas, em que alguns cenários são utilizados no mesmo dia, para receber situações de capítulos diferentes. Isso acelera os trabalhos. w ESQUEMADIFERENTE - 2 Agora, só como exemplo, tem uma equipe de "Carrossel" gravando cenas do 220 - que é o de encerramento, enquanto outra, está às voltas com o de número 121. Isso força também um cuidado maior com a continuidade e a necessidade de se manter o elenco. Não pode acontecer, no meio disso, rigorosamente nada com ninguém. Caso contrário, tempo e trabalho perdidos.

w A passagem da Lady Gaga pelo

Rio, como de praxe, foi meio tumultuada. w Teve muita gente reclamando da truculência dos seguranças da cantora no Cantagalo. w Amanhã, 5 da tarde, na Fnac, do Barra Shopping, a Xuxa vai lançar o Calendário Happy Down 2013. w O diretor Jorge Fernando, em conversas com o pessoal de "Guerra dos Sexos", deixa claro que poderão acontecer modificações na novela. w Mas só depois do primeiro grupo de discussão. wAinda assim, tudo em acordo e na mais perfeita sintonia com o autor Silvio de Abreu.

C´EST FINI A Espn Brasil promove o lançamento de sua programação 2013, amanhã, terça-feira. Entre executivos e apresentadores, estarão presentes, Germán Hartenstein - diretor-geral, e os jornalistas João Palomino, Paulo Soares e Antero Greco. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!


Cidade

Segunda-feira

Natal, 12 de novembro de 2012

O Jornal de HOJE 19

Oficina gastronômica entra no clima natalino SOBREMESAS

NIVIA PEDROZA,

GANHARAM ESPAÇO SOB O COMANDO DA CHEF

O clima de festas natalinas já começa a aparecer na decoração das casas e estabelecimentos comerciais da cidade. Inspirado pela atmosfera lúdica da época, o coordenador do projeto Oficina Gastronômica, Marcelo Dieb, convidou a chef Nívia Pedroza para conduzir a última edição do evento em 2012, sábado passado, no Ocean Palace Hotel. Desta vez, o tema da oficina foi a preparação de doces que vão encher de sabor a comemorações do natal. A Oficina Gastronômica é promovida pela Unicred Natal, desde o início de 2012, e reúne os melhores chefs da cidade para ensinar, dar dicas e tirar dúvidas enquanto preparam um delicioso cardápio. As reuniões obedecem a um eixo temático que varia de acordo com as épocas do ano. No sábado pela manhã, os cerca de 60 participantes do evento puderam acompanhar e aprender o modo de preparo de sobremesas como a torta filo com maçã, nozes e amêndoas, mimos de amoras e tiramichoco, uma versão do famoso tiramissu, com um toque delicioso de chocolate. Para o coordenador das oficinas, Marcelo Dieb, o balanço deste primeiro ano de projeto ultrapassou as expectativas. "Estamos tendo uma participação expressiva dos credenciados, que comparecem em bom número e interagem com os chefs e entre si, de forma positiva. A escolha dos chefs e os temas escolhidos a cada edição também influenciaram bastante no interesse dos participantes", avalia Dieb. A dentista Lecy Gadelha participa das oficinas gastronômicas desde o início do projeto e diz que passou a aplicar os ensinamentos dos chefs na cozinha de

Fotos: Wellington Rocha

A partir de março do próximo ano, projeto deverá promover novas edições das oficinas gastronômicas em Natal casa. "Meu gosto pela culinaria vem desde que eu tinha oito anos de idade e chorava pra que minha máe me deixasse usar o fogão para preparar doces caseiros. Hoje em dia, sempre que tenho tempo livre, gosto de preparar as receitas que aprendemos para minha família e amigos. Depois que comecei a freqüentar as oficinas, me sinto mais segura para ousar nos pratos e dar o meu toque", conta Lecy. A organização das oficinas gastronômicas adianta que o projeto deve realizar novas edições a partir de março do ano que vem. Os chefs já estão sendo selecionados e o coordenador Marcelo Dieb afirma que a expectativa é que o projeto reúna cada vez mais cooperados da Unicred, ao lado de outras ações promovidas pela empresa como cursos de degustação de vinhos, feirões de informática e concursos de fotografia.

Coordenador Marcelo Dieb: balanço do primento ano superou as expectativas

> IRMÃOS DO CAMINHO

Semana Espírita de Ponta Negra começa hoje a noite sua 16ª edição Para comemorar os 30 anos de sua fundação, o Centro Espírita Irmãos do Caminho (Ceic) promove no período de hoje a 17 de novembro, a 16ª Semana Espírita de Ponta Negra (Semesp). Com entrada franca, o evento acontecerá na sede da instituição, na rua Praia de Muriú, 9150, e abordará o tema "Casa Espírita: Uma Fonte de Luz". Para expor o tema, o Ceic contará com a participação de expositores de outros estados, dentre os quais Ana Guimarães, do Rio de Janeiro; Liszt Rangel, de Pernambuco e o parapsicólogo baiano Clóvis Nunes, que tem em todo o país. Serão ministradas seis palestras sobre a Casa Espírita e seus diversos aspectos e características, como: "Dimensões Espirituais da Casa Espírita", "Uma Fonte de Luz", Templo de Amor e Caridade", "A Casa Espírita e a Família do Terceiro Milênio", "A Casa Espírita como Oficina de Trabalho e Crescimento Espiritual" e "Os Trabalhadores da Casa Espírita e suas Relações Espirituais". De acordo com o presidente da Entidade, José da Costa Júnior, mais conhecido como Duda, a 16ª Semana Espírita de Ponta Negra será um momento de confraternização e integração de pessoas, independente de suas religiões, para conhecer mais do plano espiritual. "Convidamos toda a comunidade a participar da nossa Semana Espírita, independente de sua religião, para nos confraternizamos e conhecermos a doutrina de uma casa espírita. Entendemos que toda casa religiosa, tem uma dimensão espiritual e queremos apresentar essa dimensão no ponto de vista de um plano material e espiritual aos participantes. Vamos lhes apresentar a dimensão fantástica da estrutura espiritual de uma casa espírita e contamos com a participação de todos nesse momento de reflexões, aprendizados e entendimentos acerca do plano espiritual", disse.

A programação da 16ª Semana Espírita de Ponta Negra também contará com apresentações artísticas, a partir das 19h30, com foco na arte espírita e não espírita, antes das palestras, que terão início às 20 horas.

CENTRO ESPÍRITA IRMÃOS DO CAMINHO O Centro Espírita Irmãos do Caminho, fundado em 20 de outubro de 1982, é uma Instituição filantrópica, civil, sem fins lucrativos, que tem por objetivo estudar, praticar e difundir a Doutrina dos Espíritos, com base nos

ensinamentos de Allan Kardec. Outra vertente da instituição é relacionada à prática da caridade material e moral, com base os ensinamentos de Jesus, desenvolvendo atividades solidárias voltadas, principalmente para a comunidade carente da Vila de Ponta Negra e Favela do Alagamar.

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

apronianocfs@hotmail.com

Começa no próximo dia 27 a temporada de cruzeiros no Porto de Santos com o Navio Fantasia, de 333 metros de comprimento NATAL Navio Marta Lagoa Carioca Lagoa Paranaense Golia h Global Iroquois Pegasus CMA-CGM Aristote Thais Marfret Marajó Silver Cloud

Bandeira Brasil Brasil Brasil Panamá Vanuato Panamá U. Kingdom I.Marshall França Bahamas

Agência Petrobras W. Sons W. Sons Semaster Semar Semaster CMA-CGM Petrobras W. Sons Superservice

Chegada No Porto No Porto No Porto Ao Largo Ao Largo Ao Largo 17/11 20/11 24/11 08/12

Destino Suape(PE) --MÉXICO MÉXICO MÉXICO Algeciras/ESP São Sebastião(SP) Algecira/ESP Recife(PE)

Carga Descarga -Combustível Em Operação -Em Operação -Reabastecimento -Reabastecimento -Reabastecimento -Contêineres --Combustível Contêineres --Turismo

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN TBM

Brasil

Petrobras

16/11

Salvador (BA)

Óleo Cru

--

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Callio TBN

Dia 12 13

Panamá Itália

A. Marítima 14/11 A. Marítima 18/11

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 15:09 2.2 21:02 0.1 03:38 2.4 09:23 0.1

Santos(SP) Santos(SP)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

Sal Sal

---

FASES DA LUA Minguante (06/11 - 21:36h) Nova

(13/11 - 19:08h)

Crescente

(20/11 - 11:31h)

Cheia

(28/11 - 11:46h)

SÁBADO PASSADO, NO

OCEAN PALACE


20 O Jornal de HOJE

Natal, 12 de novembro de 2012

Cidade

Segunda-feira

Érika Nesi Moda & Atitude erikamnesi@hotmail.com

Ah, quer saber...

to de emagrecimento dos potigua-

Os 10 anos da Donna Donna

100m², distribuídos em sete am-

Essa semana será toda de come-

bientes. Como diferencial, a admi-

moração para os mais queridos

nistração de um método científico

Thaysa e Beto Santos. É que a

e eficaz aliado aos mais modernos

Donna Donna comemora 10 anos

equipamentos e tratamentos, como

de sucesso no mercado de moda,

a hidrolipoMagrass, e exclusiva

sempre buscando trazer o melhor

linha de estética corporal e facial,

para seu consumidor exigente, que

além do monitoramentode nutri-

conhece o mundo fashion e gosta

cionista e médico nutrólogo.

Uma clínica diferente... A clínica que mudará o conceires está localizada na Prudente de Morais, num espaço de cerca de

de se vestir bem. Comentaremos... t

t

t

Reunião de famíia: Fernando Nesi, Fred Queiroz,Auxiliadora Nesi, Gabi Nesi, esta colunista e Matheus

As amigas reunidas antes de entrar na Catedral: Gabriella Nesi,Juliana Oliveira Castro, Fernanda Galvão Braga, Rafaela Montenegro Shelman de Souza, Dominique Feijó,Gabriela Porto Gaspar,Marina Sapucahi

t

t

t

Acompanhamento personalizado

Primeira Eucaristia Sábado, a Nova Catedral ficou

Na Magrass o acompanhamen-

lotada com a Primeira Eucaristia

to é personalizado para atender a necessidade individual de cada pessoa,

dos alunos do quinto ano do CEI,

começando por uma avaliação com-

que compareceram em peso junto

putadorizada que determina o per-

com suas respectivas famílias, que

centual de gordura corporal, risco

prestigiaram o acontecimento tão

cardiometabólico, predisposição

importante na vida religiosa de uma

para hipertensão arterial sistêmica,

criança.

entre outros. A mesma equivalent

t

te a um laudo médico, que orienta

t

o cliente na adoção do melhor programa, visando atingir sua compo-

Primeiros passos

sição corporal ideal.

Num mundo conturbado, onde tudo é muito fácil, é dever dos pais não só educar e amar seus filhos,

Sábado em família: as queridas Cristine Rosado e Tatyanna Bulhões

Depois da Eucaristia, Georgia Melo mima o filho George

mas ensinar-lhes uma religião, seja

t

t

t

ditar em Deus e apesar de não ser

Dermage apresenta sua sweetsummercollection para um verão mais colorido

um colégio católico, o CEI demons-

A Dermage celebra a chegada

trou sim que está preocupado com

da estação mais colorida do ano

essas questões extra curriculares.

com uma coleção divertida e deli-

A coluna parabeniza toda a dire-

ciosa, exatamente como o verão

ção pelo cuidado e atenção de como

deve ser. Foi pensando nesta tem-

tem feito tudo isso e em nome de

porada despretensiosamente colo-

Maria Lucia Azevedo faz essa ho-

rida que a marca criou a Sweet

menagem à todos que fazem dessa

Summer Collection, com novidades

escola, uma referência.

que vão fazer meninas de todas as

ela qual for. O que importa é acre-

idades correrem para o espelho. É t

t

hora de brincar com uma paleta de

t

cores suaves na produção!

Seriedade Muito emocionante ver nos

Comemorando a primeira Eucaristia de Gabi: João Neto, Tales Rosado e Edward Garcia

Matheus Santos recebendo pela primeira vez a hóstia sagrada

t

t

t

olhos de cada criança a responsa-

Novidades

bilidade desse encontro religioso. Apesar da pouca idade, todas esta-

As novidades na linha makeup

vam levando muito à sério, esse se-

são a sombra Tahiti, em tom verde

gundo encontro com Deus.

água, e a sombra Istambul na tonalidade rosa aquarelada. Os batons

t

t

ganham seis novas cores e tem aca-

t

bamento mate, FPS 15 e manteiga de cacau em sua composição.

A Rua do Samba O evento que reuniu no último

t

sábado todos que gostam de samba de raiz foi o maior sucesso. Devi-

t

Summer Blue

do a organização e cuidado com os

Para as mãos, a Dermage apre-

mínimos detalhes, a festa superou

senta o queridinho Summer Blue,

as expectativas, levando um gran-

da novíssima coleção Nail Color, a

de público para o evento que aconteceu na Rua Ângelo Varela, bem

t

primeira de esmaltes hipoalergêniAs queridas Cassinha Pontes e Chris Potter

Cassio Paiva e Jota Oliveira

em frente aos bares: Pitanga, Dom

cos da marca, com exclusivo complexo fortalecedor Pantenol + Que-

Vinicius e Cervantes.

ratina, que aumenta a hidratação e melhora a flexibilidade das unhas.

t

t

t

O vidrinho chega às lojas com mais seis cores de arrasar.

Magrass chega a Natal nesta terça

t

t

t

No próximo dia 13 de novembro, terça-feira, o médico brasilien-

Pra finalizar

se Guilherme Lopes, membro da

E, para completar o visual fofo

Associação Brasileira de Nutrolo-

que a temporada pede, lapiseira

gia, inaugura em Natal a Magrass,

HighlightEyes para destacar as so-

franquia da maior e melhor rede de

brancelhas, Blush Rose Mate, para

emagrecimento natural e saudável

dar aquele ar de saúde e, por fim,

do Brasil. Na ocasião oferece co-

o Gloss iluminador 3D na cor Piña

quetel para convidados, a partir das

Colada.

19h, com a assinatura de Simone Silva.

Fred Queiroz e Mário Barreto

Pedro Henrique Alves na hora de acender as velas bentas Até amanhã!


FLIP 12/11/2012