Page 1

Quarta-feira

Ano XVII w NATAL-RN, 4 DE JUNHO DE 2014 w Nº 4.951

R$ 2,00 w jornaldehoje.com.br José Aldenir

> RESPOSTA ÀS CRÍTICAS RECEBIDAS

PARA WILMA, ROSALBA É “IRRESPONSÁVEL”, “CARA DE PAU” E “TRAIDORA”

EX-GOVERNADORA NÃO ACEITA SER ACUSADA DE TER DEIXADO O ESTADO ‘FALIDO E DESACREDITADO’, COMO DISSE ROSALBA NA REUNIÃO DO DEM POLÍTICA 3 José Aldenir

Grande demanda fez com que as vendas fossem iniciadas antes, o que não evitou confusões

> VENDA DE INGRESSOS DA FIFA

Torcedores reclamam de filas e falta de informações CIDADE 8

> TRATAMENTO DE CÂNCER

Varela Santiago reforma ala com ajuda da população CIDADE 6

Governo pretende liberar obras no entorno da Arena até dia 15

> PESQUISA DA CDL

Menos de 9% dos natalenses assistirão jogo no estádio

Apenas o viaduto na marginal da BR-101 não ficará pronto, mas obra continuará em andamento e deverá ser concluída no dia 30 de junho. CIDADE 8

ECONOMIA 7 José Aldenir

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Berilo de Castro Ronaldo Fernandes Elísio Augusto Medeiros Silva Francisco Rodrigues João da Mata Costa Gileno Guanabara Kátia Azevêdo OPINIÃO - Página 2

> “MILAGRE”

Arquibancadas móveis da Arena das Dunas ficarão prontas no prazo Faltando 9 dias para o primeiro jogo da Copa do Mundo em Natal, as arquibancadas móveis da Arena das Dunas (que deverão custar R$ 11 milhões para o Governo do RN), ainda estão em fase de

montagem. Uma espécie de tábua de madeira servindo como suporte para a estrutura chamou atenção da reportagem, mas a Secopa apenas confirmou que faz parte e garante finalizar serviço. CIDADE 10

> SÉRIE B

ABC volta ao G-4 e dá férias coletiva. América sofre a 5a derrota e demite 7 ESPORTE 15

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Danilo Sá

Vicente Serejo

Daniela Freire

Página 3

Página 7

Página 11

Página 14

Página 14

w O processo de impeachment da governadora venceu sua primeira etapa na Assembleia. INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,28 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,34 R$ 2,28

w Veja o que diz sobre a economia do RN o "briefing" que analisa o país sede da Copa. Euro x real R$ 3,10 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 11%

w Com a Copa chegando, natalenses confirmam expectativas: obras entregues "meia boca".

E-MAIL REDAÇÃO:

w De como Alice, a do País das Maravilhas, chega a Natal na guerra, em janeiro de 1943.

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

w Em Mossoró são muitas as críticas à posição adotada por Agripino contra Rosalba.

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

BERILO DE CASTRO, médico (berilodecastro@hotmail.com.br)

Artigo

O menino da Salgadeira Domingo, 1 de junho de 2014, faltando apenas onze dias para o início da Copa do Mundo de Futebol, o Brasil perde um dos seus maiores ídolos. Morre o menino da Salgadeira; morre o endiabrado moleque dos campos de pelada das Sete Bocas; desaparece o irreverente craque avesso a obediência tática dos treinadores; morre enfim, o nosso mito, o menino fenômeno com a bola nos pés : Marinho Chagas. A cidade amanheceu triste e se vestiu de preto, em reverência ao seu maior lateral-esquerdo, revelado e consagrado na Copa do Mundo de Futebol na Alemanha, no ano de 1974. Francisco das Chagas Marinho (Natal/RN, 1952 - João Pessoa/PB, 2014). Iniciou a sua vida de atleta nos campos de pelada da Salgadeira, região conhecida como "Sete Bocas", às margens dos manguezais do rio Potengi. Logo cedo se destacou entre os peladeiros pela sua versatilidade, pela sua grande intimidade com a bola e o seu chute forte e certeiro. Oriundo de família simples e modesta do Bairro do Alecrim (rua Benjamin Constant, 920), onde conviveu com cinco irmãos, todos praticantes do futebol, com destaques para: Badeco, o mais velho, já falecido, que defendeu as cores do Alecrim FC no final da década de 1950; Clodoaldo, meio de campo do Riachuelo Atlético Club (RAC) e Toinho, que defendeu a equipe do América FC em meados da década de 1960. As brilhantes exibições nas peladas no campo da Salgadeira, lhe renderam um convite para treinar na equipe juvenil do Riachuelo, capitaneada pelo tenente Castro. Estágio esse que não durou muito tempo, uma vez que foi visto e enamorado pelo então diretor de futebol do ABC FC, José Prudêncio. O convite foi feito e prontamente aceito, passando o fazer parte do elenco do mais querido.

Artigo

Sua ascensão foi rápida no alvinegro, chegando logo ao time titular na posição de lateral-esquerdo, quando sagrou-se campeão da cidade no ano 1970. Asua permanência na equipe do ABC FC foi curta, sendo rapidamente negociado com o Clube Náutico Capibaribe do Recife, juntamente com o irrequieto centroavante Petinha, considerado o foco maior da negociação. Na equipe Timbu, passou a se destacar de forma surpreendente e brilhante, a ponto de ser cobiçado pelas grandes equipes do sudeste do país, entre elas a forte e gloriosa equipe do Botafogo de Futebol e Regatas, por quem foi contratado. Durante a sua permanência na equipe do Botafogo, marcou época e consagrou-se com o seu ousado, desobediente e agressivo futebol. Naquela época, já se comportava como um verdadeiro "ala", hoje tão em voga. Nada mais desafiador para um jovem bonito, irreverente, vibrante, cheio de dinheiro, fama e pisando em terreno propício: a cidade maravilhosa do Rio de Janeiro. Seguiu a sua brilhante trajetória com passagens honrosas e vitoriosas em outras grandes equipes: Fluminense/RJ, Seleção Brasileira, Nova Iorque Cosmos (Estados Unidos), quando atuou ao lado de Pelé, Carlos Alberto Torres, Michel Platini, Franz Backenbauer e Chinaglia (falecido); no São Paulo FC e, muitos outros clubes. Foi um iluminado e incansável vitorioso enquanto atuou. Infelizmente, Marinho perdeu sua última peleja, e, foi tristemente abatido no campo da vida. Perdeu o duelo fora das quatro linhas. Afastado das arenas, tomou um rumo que só ele poderia desviar e sair da perigosa, maléfica e mortal rota. Foi chamado e juntou-se ao mal maior da decadência humana: o alcoolismo e dele não soube mais sair. Perdemos o amigo, perdemos o mito, perdemos sim, o "menino da Salgadeira."

RONALDO FERNANDES, engenheiro agrônomo

Sobre educação Há poucos dias assisti num dos canais de TV reportagem sobre a Coreia do Sul, país localizado no extremo oriente hoje participando do seleto mundo desenvolvido. O tema principal da matéria foi o processo de desenvolvimento da Nação e o papel estratégico da educação. Houve depoimentos de estudantes, professores e autoridades. Todos unânimes em destacar que o programa de Estado para educação tinha sido fundamental na geração do conhecimento e da competividade da população. Percebe-se no decorrer do programa, que existe uma verdadeira febre pelo desenvolvimento do conhecimento e tecnologia nas classes estudantil e empresarial. Vale lembrar que a península coreana foi devastada por uma guerra (19501953), e dividida em dois territórios: o do norte comunista ligado a então União Soviética e China - o do sul capitalista com forte vínculo com o ocidente principalmente os Estados Unidos da América. Por fidelidade a historia, é importante referir que a Coreia do Sul era no início dos anos 60 uma economia essencialmente agrícola com grande contingente de pessoas na zona rural. Tinha à época, 72% de analfabetos e outros índices sociais semelhantes aos do Brasil. Atualmente, aquele país de 50 milhões de habitantes é o maior construtor naval do planeta, um dos líderes da indústria automobilística, eletroeletrônica e química. O sistema educacional exemplar e uma prioridade do Estado Coreano. Suas universidades tem bom nível e acompanham de perto as congêneres europeias e americanas. O IDH está no mesmo nível do Japão e um pouco abaixo da Alemanha e Suécia Terminada a reportagem desliguei a TV e fiquei pensando. Por que nossos di-

Artigo

Opinião

Natal, 4 de junho de 2014

rigentes nunca priorizaram efetivamente a educação como uma questão permanente de responsabilidade do Estado, independente do partido que estiver do poder? Ao mesmo tempo, é desconcertante identificar que o Brasil como 7ª economia do mundo, ainda tenha 14 milhões de analfabetos, um sistema de saúde e educação básica caindo aos pedaços, principalmente nas regiões Norte e Nordeste. Em paralelo, acrescente-se que a nossa nobre classe politica não para de ocupar a mídia com escândalos os mais diversos, sempre sangrando os cofres da viúva. Seria tão bom que a maioria do nosso povo fosse esclarecido e qualificado para lidar com os políticos. Certamente eles seriam diferentes, haveria ética e responsabilidade social - o voto teria valor e não mais, mercadoria de compra e venda. Refleti um pouco mais e lembrei que depois do Estado Novo da ditadura Vargas (1937-1945), ninguém acumulou tantos poderes como os militares que assumiram os destinos da Nação Brasileira de 1964 a 1985, período denominado de " Anos de Chumbo " não entro nos aspectos políticos desse tempo pois é bastante conhecido do povo. Fico a me perguntar por que um governo tão forte, não mudou o país pela educação. Tempo não faltou foram 21 anos de mando absoluto com o congresso quando em funcionamento, dócil e obediente. Recursos financeiros existiam, pois grandes obras de infraestrutura foram realizadas. É uma pena que tenha se perdido tamanha oportunidade. Repito com insistência, que a politica e os políticos seriam outros pela força do voto do eleitor consciente. O analfabetismo essa chaga que envergonha o povo brasileiro em pleno século XXI, já teria sido erradicado.

ELÍSIO AUGUSTO DE MEDEIROS E SILVA, empresário, escritor e membro da AEILIJ (elisio@mercomix.com.br)

Recordações da Ribeira Lembro-me da Ribeira na década de 1930. O bairro tinha ruas largas e arborizadas, amplas, com calçadas sombreadas e quase sempre desertas. Os lampiões elétricos já substituíam os velhos lampiões a gás. Belas casas - porém, poucas com garagens, onde se via um reluzente automóvel estrangeiro. Eram prédios antigos, com belas sacadas, onde sempre tinha alguém a ler um livro. Os muros dos quintais e oitões das residências eram altos, com estilhaços de garrafas nas partes superiores. Nas partes frontais, os muros eram baixos, sem medo dos ladrões, com grades e portões de ferro trabalhados e bonitos. O ar perfumado dos jardins floridos e dos pomares invadia as ruas. Por ali, diariamente, circulavam os vendedores ambulantes - peixeiros, padeiros, cuscuzeiros, garrafeiros, verdureiros na sua labuta diária. As ruas, entrecortadas aqui e acolá por becos e travessas estreitas, haviam surgido das necessidades dos moradores primitivos e não das regras e compassos dos arquitetos. Nelas, o sol estacionava o dia inteiro, e parecia conhecer todos os habitantes pelo nome. AAvenida Tavares de Lira desembo-

cava no Rio Potengi ainda despoluído, ali se podia tomar banho, nadar e pescar. Os pássaros voavam aos pares, em meio aos seus gorjeios alegres. As noites eram sossegadas, e a prosa entre vizinhos corria solta nas calçadas até as 21 horas. A partir desse horário iniciava-se a vida boêmia do bairro. Lembro dos espetáculos do Teatro Carlos Gomes; das sessões do Cine Polytheama; das retretas da Praça Augusto Severo; das competições de remo no Rio Potengi; dos hidroaviões pousando e decolando no Rio Potengi; do badalar dos sinos da Igreja Bom Jesus; do suspiro das moças apaixonadas à espera dos namorados; do "footing" na Rua Dr. Barata; do barulho do bonde elétrico. Eram tempos que o luar serpenteava pelas ruas, invadia as casas e se banhava no Potengi saudável. Mas, o que aconteceu à Ribeira? Continua no mesmo lugar, embora pobre de aparência, mas rica de espírito. Vejoa de cabelos brancos e rugas profundas escavadas em sua face, por onde escoam lágrimas. A Ribeira tem uma alma - é capaz de sentir e vibrar nos acordes e chamadas dos sentimentos antigos. Essas lembranças do passado me trazem boas recordações!

Quarta-feira

Artigo

FRANCISCO RODRIGUES, médico e membro da Associação de Moradores e Amigos da Praia do Meio)

KÁTIA AZEVÊDO, estudante de Jornalismo-UFRN (katianatal@hotmail.com)

Adeus, Marinho Chagas Marinho Chagas, o atleta que foi considerado o melhor lateral esquerdo da Copa do Mundo ocorrida em 1974, partiu para o mundo espiritual no dia 01/06/14. Marinho morava na Praia do Meio, no mesmo condomínio que moro. Antes nós tínhamos um relacionamento à distância, ele algumas vezes como paciente a me procurar e eu a atendê-lo como médico. Logo nos distanciávamos e o relacionamento passava a ser apenas de um simplesmente "oi" quando nos encontrávamos, na beira da praia, pelos quiosques, ou nas áreas comuns do condomínio. Foi com a criação do Projeto "Foco de Luz", uma inspiração de Deus para formar um modelo de associação para a comunidade e que foi iniciado pela Praia do Meio, que tive oportunidade de me aproximar de Marinho e por força da influência divina nos tornar realmente amigos, como amigos todos se consideram, quem participa desse Projeto e agora, da nova Associação de Moradores e Amigos da Praia do Meio (AMA Praia do Meio). Na última quinta feira, dia 29/05/14, organizamos uma palestra na Escola Estadual Olda Marinho com pais e alunos daquela escola para falar sobre "Futebol, Drogas e Prevenção". Eu participei da palestra como médico e organizador,

Artigo

mas Marinho era a figura central. Ele chegou de calção e com a camisa que usara nos jogos da Seleção Brasileira de 1974. Justificou os trajes, pois acabara de chegar de uma promoção de figurinhas da Copa do Mundo, mas que a camisa que ele vestia iria ser doada para algum membro da reunião. Falou sobre a sua vida, sua trajetória profissional, desde criança até o estrelato mundial. Falou também como foi o início do mal que o atacou na forma do álcool, e que corrompeu a sua mente causando a dependência. Eu estava ao seu lado enquanto ele falava tudo isso. Sentia que a emoção subia à sua mente e era preciso que eu desse um "toque" em alguns momentos para que ele deixasse falar alguém da plateia que levantava a mão e queria se manifestar. Eu era o palestrante junto com ele, mas eu sentia que aquela palestra era mais dele do que minha. Eu estava ali ao seu lado apenas como um colaborador, um amigo, para ajudar na melhor expressão do seu pensamento. Foi um belo momento, todos riam com suas piadas feitas sobre si mesmo, de sua ingenuidade na vida e sabedoria, força e destreza nos campos de futebol. Aquele rosto que ria pra todos, mas com uma expressão de tristeza no fundo, mar-

cou a minha alma. Fez foto com todos os pais e filhos que foram à reunião, abraçou os amigos fez gestos positivos de amizade, respeito e consideração. Era uma estrela de primeira grandeza da Copa do Mundo deste ano, em nosso país, em nossa cidade, em nossa comunidade. Ao final da reunião fizemos uma grande roda com todos os presentes e com as mãos dadas para fazer a oração do Pai Nosso que sempre fazemos ao término de nossas reuniões. Foi a última vez que toquei na mão de Marinho. Ao final da oração do Pai Nosso, ele fez questão de puxar também a oração da Ave Maria, com a sua preocupação de trocar o "Santa Maria, mãe de Deus" pelo "Santa Maria, mãe de Jesus". Foi a última vez que ouvi a voz de Marinho. Hoje, talvez ninguém que passe por cá perceba, mas a Praia do Meio está com a sua maré mais alta, a brisa mais fria, o sol menos brilhante... As lágrimas de seus moradores, a distância do amigo que se foi com o seu calor, e a tristeza que ficou como nuvem cinzenta, fazem essa diferença. Adeus, Marinho Chagas... Agora, para nós da comunidade, resta a saudade, e a saudade é o Amor que fica!

JOÃO DA MATA COSTA, Prof. Depto de Física - UFRN (damata@dfte.ufrn.br)

Futebol dá música Os belos estádios foram construídos com nosso dinheiro. Nessas arenas poucos podem entrar. Moro aqui nessa cidade e o ingresso pago à prestação como cantou Raul Seixas / Sérgio Sampaio referindo-se ao Maraca. Logo mais o Brasil da Bola entra em campo. E o Brasil oficial vai parar. Não podemos ir contra essa corrente. Vamos gritar gol novamente e esquecer que somos um país consumidor e carente de cultura e educação. Inútil frear esse sentimento que nos arrebata e chora quando o Hino do Brasil é tocado. Protestar até pode mas não vai mudar esse sentimento. Um sentimento que também pode ser o de um povo miscigenado e alegre. De um grande país que deve receber bem os povos do mundo. Que canta orgulhoso querendo vê o Tio Sam tocar pandeiro para o povo sambar. A música popular brasileira sempre esteve associada ao futebol num casamento perfeito. Grandes jogadores foram apaixonados pela música. O Diamante Negro - Leônidas da Silva - ganhou várias músicas. O Estádio Maracanã também.

Artigo

Vamos esperar a Música para o "Arena das Dunas." De todos os Clubes de Futebol o Flamengo foi o mais cantado. O Sambista Wilson Batista compôs em seu louvor verdadeiras obras primas. Um dos primeiros sambas em homenagem ao Timão foi composto por Samuel Andrade e Paulo Gallo ( Conosco não tem bão) em 1969. A fantástica Seleção Brasileira de 1982 comandada por Telê Santana ganhou um belo hit, Voa Canarinho. Desde 1970, quando o Brasil foi tricampeão, quase que triplicamos em população para torcer pelo Brasil. Vestimos a camisa do time e nos enfrentamos quais tribos ancestrais. Morremos pela camisa. Brigamos nos campos nossas frustrações. Somos penta - campeões e o mundo não mais respeita o futebol brasileiro. Fomos vaiados na pátria que criou o football. Perdemos mais uma. O futebol é parte da nossa cultura e está intrinsecamente relacionado com a política brasileira. Em 1950 o Brasil inteiro emudeceu com a derrota para o Uruguai no final da Copa do Mundo. No sábado, 11 de agosto de 2012, perde-

mos mais uma vez, quando o Brasil inteiro estava preparado para festejar o ouro olímpico. Em 1970 o poder e o ópio do Futebol. Em plena ditadura militar muitos companheiros torturados e mortos. Brasil tricampeão. O compositor Miguel Gustavo escrevia: "Pra frente Brasil salve a seleção. Todos juntos, parece que o Brasil deu a mão ... E, Don e Ravel cantavam: "Eu te amo meu Brasil, eu te amo ..." Nas olimpíadas 2012 foram poucas as medalhas ganhas por um país - continente do tamanho do Brasil. Menos de uma medalha para cada dez milhões de habitantes. Um resultado pífio. Ainda é pouco o que é investido no Brasil em saúde, educação e esportes. Que a alegria não falte nesses dias e a paz reine. Alguns grandes países não desejam a copa que beneficia uns poucos. A FIFA vai mandar no Brasil durante um mês e receberá bilhões. A saída pelo Aeroporto de Natal ficou mais difícil. Melhor relaxar e gritar. Já temos cinco estrelas no peito. A camisa oficial não vou comprar, mas na hora do gol, ninguém me segura.

GILENO GUANABARA, advogado (gilenoguanabara@gmail.com)

O capitalismo em São Paulo seiscentista Ao fim do século XVI, as atividades de um inglês que residiu em Santos constam da coletânea Navigations, Voyages, Traffiques and Discoveries if the English Nation, publicada naquele século por Richard Hakluyt, republicada em Edimburgo (1890). De pronúncia nada fácil para os contemporâneos, John Whital, o seu nome originário, passou a João Leitão, como se tornou conhecido na Baixada Santista. No registro da coletânea revela-se a realidade seiscentista do Brasil, haja vista reproduzir a carta que João Leitão escreveu a um amigo residente em Londres, em junho de 1587. Por ela, sabe-se que a Capitania de São Vicente - que o autor diz ser muito saudável quase sem doenças - acolhia ingleses e italianos dedicados ao comércio e a agricultura. Ou a presença de padres vicentinos que descobriram uma mina de ouro, no monte do Jaraguá, nos atuais limites da cidade de São Paulo. Naquela época, o porto de Santos se dedicava a exportar índios para o Peru e enviar açúcar para a Inglaterra, de onde os negociantes recebiam em troca tecidos e ferragens. A carta de João Leitão faz revelações sobre o seu casamento: Tive o ensejo de escolher esposa entre quatro moças dignas. Acabei comprometendome com um cavaleiro italiano, aqui residente, a casar-me com uma sua filha dentro do prazo de quatro dias ... Êsse amigo e sogro é José Doria (José Adorno, nome adaptado em São Vicente), nascido em Gênova, na Itália ... Ele somente tinha uma filha e achou que ela ficaria melhor comigo do que com qualquer dos portuguêses desta região. E mais adiante diz o missivista: Êste casamento dar-me-á uma renda de mil ducados por ano, mais ou menos. Meu sogro vai entregar-me a direção de todo o seu engenho, com 70 escravos, fazendo-me seu sócio, em partes iguais. Ao sogro o escrevinhador teria informado e ao Capitão-mor da Capitania solicitara licença para o desembarque de mercadorias vindas em navios de Londres, cujos lucros afirma serão triplicados, voltando com meu carregamento de açúcar, custando 400 rs. a arroba ... Uma viagem a Santos dará tanto proveito como costumam dar as que se fazem ao Peru. Nesta parte final referia-se aos navios de índios apresados enviados para as minas de Potosi, no Peru. Por fim, a origem pecaminosa de ne-

gócios e a política entremeados pelos interesses familiares: Se quiser negociar neste porto ou mandar navios para cá, não duvide que, com ajuda de Deus, eu tudo porei em ordem, porquanto meu sogro influi no ânimo do capitão-mor, que governa esta terra. E o obséquio final: Mande-me uma dúzia de camisas para meu uso, bem como seis ou oito peças de tecidos "Sayes", para mantos de mulheres, tecido que aqui é muito apreciado. Do seu amigo John Withal. Informações quanto a utilização da primeira máquina a vapor no Brasil, no século XIX, constam do estudo notável sobre a introdução da ferrovia em nosso país - A primeira Concessão de Estrada de Ferro dada no Brasil - de Garcia Redondo, em notas publicadas recentemente pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (Revista vol. nº 06), atribui ao alemão Frederico Fomm a iniciativa daquela inovação. Redondo se baseia no trabalho biográfico realizado por Miranda Azevedo (1789), sobre as atividades do bem sucedido empreendedor. Nascido na Prússia Renana, em 1793, Frederico Fomm iniciou seus estudos na Alemanha e os concluiu em Londres. Viajou para o Brasil e se instalou em Santos. Contraiu matrimônio, no ano de 1824, com Bárbara da Costa Aguiar, com quem e pelos laços familiares se incorporou à firma Viúva Aguiar, Filhos e Cia. Segundo o seu biógrafo, um ano depois de casado, Fomm viajou à Europa, de onde regressou no ano seguinte. A firma familiar ganhara novos rumos, no ramo da produção, comercialização e exportação de açúcar através do porto de Santos. Utilizou de forma pioneira a técnica da estufa, para a secagem do açúcar mofado que recebia do interior, o que antes era feito precariamente, com o açúcar a secar sob o sol, na superfície de um couro cru. Coube a Fomm a instalação da primeira usina de refinação da cana, o que se deu na localidade chamada Vila Nova. Para isso, adquiriu na Inglaterra a primeira máquina industrial a vapor que se teve notícia naquela região. Ao fim dos anos de 1830, retornou a Londres. Visitou o banqueiro Rotschild, a quem pleiteou financiar o projeto da rota marítima Santos/Londres, através da navegação a vapor. Ao pensamento e iniciativa progressistas de Frederico Fomm deve-se o projeto de interligação regional, ao porto de Santos, através de linhas férreas, bem

como o projeto de promover a hidro navegação pelos rios paulistas. Os fundamentos capitalistas de suas iniciativas continham, já naquela época, a repulsa ao trabalho escravo no Brasil. Ao refazer a trajetória inovadora daqueles estrangeiros, a quem tanto deve a Província de São Paulo, é sintomático o registro histórico que fez Garcia Redondo referente a Frederico Fomm, ao assinalar as cláusulas contratuais firmadas, nos anos finais de 1830, proibindo a posse de mão-de-obra escrava pelos concessionários: Por iniciativa deste europeu inteligente e amigo do Brasil, cabe a São Paulo a dupla glória de haver importado a primeira máquina a vapor que funcionou no Brasil e a ideia de ter cogitado, antes que qualquer outra província do Império, de estabelecer linhas férreas e de navegação fluvial a vapor, dando a primeira concessão ferroviária com a cláusula humanitária de não poderem os concessionários possuir escravos. A par das iniciativas de Fomm, há o histórico sobre a obra de Felisberto Caldeira Brant Pontes, o Marquês de Barbacena, que residiu em Salvador por dezenas de anos. O opúsculo Vida do Marquês de Barbacena, de Antônio Augusto de Aguiar (1896), dá-nos conta da máquina a vapor de moer cana que adquiriu no ano de 1813, a qual foi assentada no engenho Ingaaçu, em Itaparica, pertencente a um seu cunhado, Coronel Antônio Cardoso dos Santos. A navegação a vapor na Bahia foi objeto de Decreto governamental de 1818, que estabeleceu a concessão para a exploração da navegação por vapor nos rios da Província da Bahia, desde o Recôncavo Baiano até o litoral do Estado. Tal permissão perdurou até a eclosão da Guerra da Independência. Segundo as anotações do Instituto Histórico e Geográfico da Bahia (Revista vol. nº 31), no ano de 1819, o marquez adquirira na Inglaterra uma máquina a vapor. Para sua utilização fluvial, construiu no estaleiro Preguiça um barco a ser movido a vapor, cujo itinerário inaugural deu-se nas águas do rio Paraguassú, tendo a bordo o governador e capitão general da Bahia, o conde de Palma, o marquez de Barbacena e outras autoridades. Nas notas do Instituto, sob o título O Primeiro Barco a Vapor no Brasil, temse a advertência de que Ao general marquez de Barbacena cabe a glória de haver iniciado a navegação a vapor na Bahia.

Sonho de 42 anos: realizado! O Castelão estava cheio. As torcidas vieram em passeata que acontecia desde a manhã pelas Praias dos Artistas, do Meio e do Forte. Todos chegavam logo cedo, para pegar um bom lugar, perto das charangas, bem ali "no meio", de onde tínhamos uma visão de todo o estádio. No meio do gramado, ao lado do nosso ídolo "Bola de Prata", Alberi, estava um jogador, que diziam, viera do Uruguai. Mas como? De tão longe!??!! Na verdade, viera do Uruguai para o Vasco da Gama, estava prestes a ir para a Seleção Brasileira, quando foi contratado pelo Mais Querido. O nome dele? Danilo Menezes. Era mais um show de bola naquele ano de 1972, quando o Mais Querido ganhou de novo do seu eterno rival. Danilo Menezes, mais uma vez, demonstrou que a sua contratação valia cada centavo gasto. O time era formado por outros grandes nomes como Maranhão, Soares, Édson e o goleiro baixinho, mas que pulava como um gato, Erivan. Os tempos eram outros. Após o jogo, era certeza todos se encontrarem na Assen, porém nunca tive a felicidade de cruzar com o Danilo, talvez porque fosse casado e estaria curtindo as vitórias ao lado da família. Talvez porque o destino não queria o nosso encontro naquele momento. O tempo passou, foram várias oportunidades de conhecê-lo, mas não coincidia. Uma palestra ali, um comparecimento em determinada associação, passava de carro e ele ali na calçada em Ponta Negra, porém o trânsito não podia parar. Nada, não dera certo daquela vez, quem sabe outro ano? Sempre acontecia algo e nunca dava certo. Eis que, sexta-feira, dia 30 de maio, os colegas do Curso de Jornalismo avisam que Danilo Menezes e Marinho Chagas iriam gravar o programa de entrevistas na TV-Universitária chamado Xeque-Mate. Mesmo sem ter aulas nesse dia e já cumprida essa disciplina, fui "bater" lá, como se diz no interior. Encontrei Danilo no camarim, conversando com a responsável pelo programa, uruguaia como ele. Tivemos a oportunidade de colocar em dia quarenta e dois anos de assunto. Comecei falando-lhe sobre minha admiração, o tempo que frequentei com meus pais o Castelão e via suas jogadas magistrais. Passamos para as matinês da ASSEN, o assédio das meninas em cima dos jogadores (moda à época e agora de novo, diz ele), sobre a briga que houve no final do campeonato de 1975 e o medo de um confronto direto dentro do clube ao ver chegar alguns jogadores do time rival, mas que foi descartado por todos, porque a luta era somente dentro de campo. Falamos sobre Natal daquele tempo, onde toda violência que existia dentro do estádio era uma laranja jogada nas costas de algum rival inadvertido que achava de subir para a arquibancada pelo lado inimigo. A conversa continuou sobre a família construída em Natal, dos filhos e do netinho que acabara de nascer. Da felicidade de fincar raízes nessa cidade que o acolheu tão bem, dos amigos de ontem e os de hoje, em especial o Marinho Chagas que viria para a entrevista e não pode comparecer por já estar em João Pessoa. "As pessoas têm que entender os problemas pelos quais Marinho passou e não condená-lo para sempre!", foi mais uma frase dele, no que concordei, por conhecer o Marinho do Botafogo de 1974 no jogo contra o ABC, primeiro representante do RN em campeonato nacional ou Série A, como é chamado agora. Falamos sobre a radiola e os discos de Waldick que Alberi ganhou tornando-se um caso folclórido do nosso futebol, do fusquinha verde-abacate - o primeiro de Natal dado pela diretoria alvinegra. Foram tantas as recordações, mas era hora dele ir para a entrevista. Precisaria encerrar a realização de meu sonho e pedi, como registro, que autografasse minha bandeira do ABC, com o devido registro fotográfico feito pela minha netinha.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITOR DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 300,00 Interior (via ônibus): R$ 350,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 2,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 6,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Quarta-feira

Natal, 4 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 3

Wilma ataca: “Rosalba é cara de pau. Enganou, traiu e abandonou o povo” EX-GOVERNADORA RESPONDE AS CRÍTICAS FEITAS POR ROSALBA, QUE A CULPOU POR IMPOPULARIDADE DA GESTÃO ATUAL ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

A presidente do PSB e pré-candidata do partido ao Senado, viceprefeita de Natal e ex-governadora Wilma de Faria, respondeu críticas da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) proferidas durante evento do DEM na última segunda-feira. Rosalba afirmou que, ao assumir o governo, em 2011, encontrou uma administração falida e abandonada e que estava "ficha suja" perante o Tesouro Nacional. Em resposta, Wilma chamou Rosalba de "cara de pau", afirmando que ela enganou, traiu e abandonou o povo. "No meu governo, nós éramos aprovados pela população. E eu não tinha vergonha de nenhuma pesquisa de avaliação administrativa, porque sempre tivemos o apoio popular. E isso era traduzido nos bons índices de aprovação que a gente tinha em todas as pesquisas. A desaprovação a Rosalba não é apenas porque o governo dela é ruim ou péssimo. É porque o povo sentiu que foi en-

ganado, traído e abandonado. Ela prometeu, prometeu, prometeu, foi irresponsável e enganou o povo", afirmou Wilma nesta manhã, em contato com O Jornal de Hoje. Wilma foi alem nas críticas à atual governadora. Ela afirmou que na gestão da democrata também houve grande decepção, traduzida no aumento da violência, descaso com a saúde pública e abandono com o homem do campo. "Também houve o desrespeito e a falta de diálogo com os servidores, e, principalmente, a falta de capacidade gerencial e a crise de autoridade. E o pior de tudo: insensibilidade com os problemas de todos, principalmente, com os mais pobres", afirmou a vice-prefeita. Segundo a ex-governadora, é inconcebível que, após quase quatro anos de governo, a democrata queria transferir culpas e responsabilidades administrativas. "Depois de quase quatro anos de governo, ela ainda querer culpar o governo que antecedeu pelos desastres do seu governo? É muita cara de pau", afirmou Wilma. "O governo dela é um fracasso, tanto de

José Aldenir

Wilma apontou: “No meu governo, éramos aprovados pela população. E eu não tinha vergonha de nenhuma pesquisa de avaliação” crítica, como de público. É fracasso total". Durante discurso na sede do DEM, na última segunda-feira,

Rosalba, ao defender sua reeleição, culpou o governo anterior, do PSB, por parte do fracasso da sua administração. "Encontrei um esta-

do falido, sem credibilidade, incapaz de exercer com eficiência as funções que lhe são atribuídas constitucionalmente. Tive que assumir

posições políticas desgastantes para, inicialmente, viabilizar obras", afirmou a democrata. Segundo Rosalba, o Rio Grande do Norte tinha ficha suja perante o Tesouro Nacional. "O BNDES ou qualquer outro órgão não firmaria compromissos financeiros conosco, se essa ficha suja não se tornasse limpa. Consegui limpá-la, a custa de muitos sacrifícios pessoais, porém tendo sempre em mente", afirmou. Rosalba também confirmou o desejo de ser candidata à reeleição. No entanto, o DEM, por 45 votos contra 10, preferiu a proposta de priorizar as candidaturas a deputado estadual e federal do partido nessas eleições. Neste sentido, a legenda, comandada pelo senador José Agripino Maia no Rio Grande do Norte, deverá desconsiderar a candidatura de Rosalba e apoiar a chapa composta pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves para o governo e Wilma de Faria para o Senado. A convenção do DEM, que dará a palavra final sobre o assunto, está agendada para o próximo dia 15 - número do PMDB.

“Obras de Rosalba: desaprovação, improbidade e impeachment” A ex-governadora Wilma de Faria usou de ironia para enumerar as obras do governo Rosalba Ciarlini no Rio Grande do Norte. Segundo a presidente do PSB, se perguntar quais as obras do governo do Estado, ela responde que são: desaprovação popular, cassação, improbidade administrativa, inelegibilidade e, agora, a negativa do próprio partido do direito de disputar a reeleição.

"Se perguntar quais as obras de Rosalba, a desaprovação popular, a cassação, os atos de improbidade administrativa que foram encaminhados pelo Ministério Público, a inelegibilidade decretada pela Justiça, o pedido de impeachment solicitado pelo Movimento Articulado de Combate à Corrupção (MARCCO)", afirmou Wilma. De acordo com a vice-prefeita de Natal, o tiro de misericórdia governista, ou a cereja do bolo oposi-

cionista, da gestão de Rosalba, foi dado pelo próprio partido da governadora: a rejeição à proposta de candidatura à reeleição da governadora. "E agora, para completar, a decisão do seu próprio partido, de negar apoio ao seu projeto de reeleição", afirmou. Segundo Wilma, Rosalba teve todas as chances de realizar um bom governo, mas foi incompetente. "E olhe que Rosalba governou com o

apoio de todos os senadores, a maioria dos deputados federais, dos estaduais também, com o apoio de Dilma, que ela própria disse, e anunciou que tinha o apoio da presidenta Dilma, publicamente agradeceu varias vezes a ela. E tudo isso não foi capaz de encobrir a incompetência". Wilma finalizou reafirmando sua total e irrestrita rejeição ao voto da governadora, insinuando que a gestora estadual atuará nessas eleições

com o chamado "voto por debaixo do pano", ou seja, indiretamente. "Não quero o voto de Rosalba. Só quero o voto que não seja por debaixo do pano. Voto dado porque merece", disse, informando, sobre sua candidatura ao Senado, que está intensificando as conversas em torno de alianças e apoios. Sobre a possibilidade de receber o apoio do DEM, em caso de a legenda de Agripino não lançar Rosal-

ba à reeleição, conforme direcionamento do próprio partido, Wilma disse que ainda não é o momento de falar a respeito. "Eu já respondi sobre esse assunto. Já disse que não tenho preconceito com o DEM. E a gente não tem que definir nada agora, porque o DEM não definiu ainda. Tem que esperar a definição do DEM. Vamos discutir depois que as coisas estiverem decididas lá no DEM", afirmou.

José Dias: “Não há nenhuma condenação mais contundente do que a sofrida por Rosalba Ciarlini no próprio Democratas” Apesar de terem respondido e criticado o deputado Fernando Mineiro pelos comentários feitos por ele tanto com relação a decisão do DEM de não dar a legenda para Rosalba tentar a reeleição no Estado, quanto com relação ao pedido de impeachment aprovado na CCJ, os parlamentares evitaram comentar as fortes declarações que o parlamentar estadual José Dias, do PSD, fez na mesma sessão e sobre os mesmos assuntos. E, talvez, as declarações do pessedista tenham sido até mais fortes que as do petista. "Não há nenhuma condenação mais contundente que a que Rosalba sofreu do seu próprio partido", afirmou José Dias, se referindo à re-

Wellington Rocha

união interna do DEM realizada na segunda-feira, quando o partido decidiu se coligar ao PMDB e, assim, praticamente, sepultar a possibilidade da candidatura a reeleição de Rosalba. "Ou é uma perseguição política violenta ou é uma prova que o Governo faz mal ao próprio DEM", analisou José Dias, acrescentando que "não se pode imaginar um chefe de Estado tão fragilizado quanto Rosalba Ciarlini, governadora hoje agarrada a duas liminares da Justiça Eleitoral". DENUNCIA O pedido de impeachment entregue à AL por representantes do

José Dias: “Ou é perseguição ou prova que o Governo faz mal ao próprio DEM” MARCCO/RN denuncia a governadora pelos seguintes crimes de re-

sponsabilidade: Uso de bens e serviços públicos do Estado para

promover a campanha política nas Eleições Municipais em Mossoró/RN no ano de 2012, promovendo o impedimento ao livre exercício do voto pelos cidadãos mossoroenses; Atos de improbidade administrativa imputados pelo Ministério Público Estadual; e Transporte de verbas do orçamento sem autorização legal, através da suplementação acima do limite legal permitido pela LOA 2012 e da transferência de recursos constitucionalmente vinculados à educação para pagamento de pessoal inativo. Os representantes do MARCCO ainda denunciam a chefe do Poder Executivo por afronta às regras de competências constitucionais

que asseguram a independência entre os Poderes e órgãos com autonomia financeira (LOA 2013 e LOA 2014), através da decisão política de não repassar integralmente os valores dos orçamentos dos Poderes Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público e do Tribunal de Contas, manipulando dados financeiros para uma readequação orçamentária decorrente de frustração de receita inexistente (corte orçamentário arbitrário por ato governamental ilegal em 2013 e ausência de qualquer ato em 2014; e descumprimento generalizado das decisões do Poder Judiciário em todas as áreas de Governo. Pelo menos 26 ações descumpridas. (CM)

reeleição. O senador José Agripino prefere a aliança com Henrique Alves e Wilma de Faria, com expectativa de que o acordão vai aceitar o DEM na coligação proporcional. Nesse aspecto, Henrique deu a palavra a Agripino e dificilmente mudará de posição. O problema é com Wilma.

forte de da mãe de Lauro. EQUAÇÃO Do respeitado professor e jornalista Gaudêncio Torquato: "Quanto maior desemprego e mais alta inflação, menos votos p Dilma. Equação: BO+BA+CO+CA(BOlso, BArriga,COração, CAbeça)".

PERIGO II O perigo que corre o DEM é realizar sua convenção, após rifar sua possível candidata, ficar isolado e tentar formalizar a coligação com o PMDB e PSB e Wilma não aceitar aliança formal com o partido de Rosalba. Apesar de não ser explícita em seu posicionamento hoje, a questão é que a palavra de Wilma para acordos políticos é tão valiosa quanto a promessa de Rosalba fazer um bom Governo. Compromisso nunca foi o

LIVRO Pensando em desvendar os aspectos constitutivos do pleito de 2012 na capital potiguar, os cientistas sociais Daniel Menezes, Dennys Lucas, Gustavo Ribeiro e Anderson dos Santos produziram um livro "Eleições 2012: a geografia do voto em Natal". O livro será lançado hoje, 04, às 18h30, no restaurante A cozinharia, localizado na rua Ismael Pereira da Silva, 1637, Capim Macio.

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS IMPEACHMENT O processo de impeachment da governadora Rosalba Ciarlini venceu sua primeira etapa na Assembleia Legislativa. Admitido pela Comissão de Justiça da Casa, o pedido vai seguir sua tramitação normal. Em que velocidade e quando chegará para votação, ainda não é possível saber. AMPARO O pedido de impeachment foi elaborado pelo MARCCO e sua admissibilidade comprova o amparo jurídico e sua seriedade. Resta agora ao Parlamento, votar de acordo com sua consciência. Quem achar que a governadora cometeu os crimes descritos no pedido de impeachment, deve votar pelo afastamento; quem não encontrar subsídio que levem ao impeachment,

tuliolemosjh@gmail.com / @tuliolemosrn

vota contra. PROPOSTA O processo de votação do impeachment deve ser justamente esse. Não pode ser moeda eleitoral para servir à conveniência desse ou daquele grupo. A declaração do deputado Nélter Queiroz, de que o impeachment favorece ao vice-governador Robinson Faria e por isso ele deve renunciar, caso contrário o afastamento não terá maioria, é de absoluta falta de responsabilidade com o próprio mandato. VINCULAÇÃO Uma coisa os deputados já sabem: o povo reprova o Governo Rosalba Ciarlini e vincula, negativamente, quem deu ou dá respaldo a sua desastrada gestão. Os parlamentares, que convivem direta-

mente com o eleitorado no interior, têm consciência do desgaste que pode ocorrer em pleno ano de renovação de mandato. LIMPEZA A OAB pediu e os dois principais partidos que disputam a sucessão presidencial atenderam: As eleições serão limpas. Para Dilma Rousseff e Aécio Neves, o que representa eleição limpa? Será que eles entendem por eleição limpa, um pleito sem denúncias, sem acusações? Se assim for, não teremos eleições limpas, mas covardes e hipócritas, em que as mentiras são liberadas e as verdades são omitidas. COCAÍNA Por falar em eleição limpa, o senador Aécio Neves já viu que terá que responder situações indigestas

e que geralmente não evitadas pela imprensa. Entrevistado pelo programa Roda Viva, da TV Cultura, o neto de Tancredo foi obrigado a dizer se cheirou ou não cocaína. Não vejo nada demais nisso. Quem se dispõe a ser presidente da República, tem que se submeter a questionários políticos, administrativos e pessoais. Quer preservar a intimidade? Não entre na política. DESCOBERTA Os políticos do RN descobriram agora que o aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim, ficará sem utilidade. É uma grande surpresa. E agora? O que faremos? Nossa classe política é uma piada interminável. PERIGO O DEM vai negar a legenda para Rosalba Ciarlini ser candidata a


Política

Natal, 4 de junho de 2014

4 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

A realidade adverte Duas questões com a marca da preocupação foram levadas, ontem, a Dilma Rousseff: 1. Reconstrução das pontes do Palácio do Planalto com o empresariado; 2. Aumento da desconfiança sobre a capacidade de reação do governo para promover mudanças. nnn A primeira foi recomendada por Lula da Silva, perspicaz avaliador da tendência do mercado. Há algum tempo - ano e meio, mais ou menos -, o ex-presidente da República chamara a atenção da sucessora para as falhas do diálogo dela com os empreendedores. nnn Foi o núcleo de marketing da campanha de reeleição que advertiu a recandidata. Ela soma pontos negativos na contabilidade do desempenho. A análise dos marqueteiros tem o toque de pessimismo. E essa perspectiva só não é mais grave porque os principais desafiantes da senhora Rousseff têm sido vagarosos na conquista dos descontentes. Divulgação

O FUTURO SOMBRIO

Complica-se a situação do PT na região Sul do país. Tarso Genro, governador gaúcho em busca do segundo mandato, perde, nas sondagens de opinião, para Maria Amélia Lemos (PP). A diferença é de seis pontos percentuais, mas a pepista esta em alta desde abril. nnn Em Santa Catarina, o petismo não conseguiu lançar candidatura competitiva tanto para o Executivo quanto para o Senado. Ideli Salvatti, ministra dos Direitos Humanos com subnutrição eleitoral, desistiu de concorrer. O governador Raimundo Colombo (PSD) será reeleito com o apoio do PMDB. nnn No Paraná, caso Roberto Requião (*) não seja indicado pelo PMDB para concorrer ao Executivo estadual, a senadora petista Gleisi Hoffmann (foto), ex-ministra da Casa Civil, fica fora do segundo turno para o governo. O tucano Beto Richa lidera todas as sondagens de opinião para se reeleger nas urnas da primeira fase do pleito (5 de outubro). nnn (*) Senador pela terceira vez, pleiteia o quarto mandato de governador. Perdeu, porém, o comando regional do peemedebismo.

HISTÓRIA DE HOJE

Levantamento de intenção de voto no Distrito Federal. Conforme o Instituto Dados, Aécio Neves (PSDB) lidera a corrida ao Palácio do Planalto, seguido de Dilma Rousseff (PT). O tucano é o preferido de 24,5% dos eleitores; 18,9% escolhem a presidente recandidata; e Eduardo Campos (PSB) crava 10 pontos percentuais. Segundo grupo: Everaldo Pereira (PSC), 2,9%; Randolfe Rodrigues (PSOL), 1,9%; e Eduardo Jorge (PV), 0,8%. nnn Índices para governador: José Roberto Arruda (PR), 23,1%; Agnelo Queiroz (PT), 16,4%; Rodrigo Rollemberg (PSB), 10%; Antônio Carlos de Andrade - o Toninho - (PSOL), 5,2%; e Luiz Pitiman (PSDB), 3,3%. nnn Números para a vaga de senador: José Antônio Reguffe (PDT) 24,5%; Geraldo Magela (PT), 11,2%; Gim Argello (PTB), 8%; Alberto Fraga (DEM), 7%; e Eduardo Brandão (PV), 4,6%.

LEITURA DINÂMICA t Eduardo Campos exclui Lula da Silva das críticas que faz ao PT, sigla da qual foi aliado. E o ex-presidente ordena aos liderados: nada de bater em Campos. t O deputado Miro Teixeira (PROS), estabilizado em degrau inferior das pesquisas de opinião, retira-se do embate para governador do Rio de Janeiro. Vai apoiar o candidato do PT (Lindbergh Farias) ou do PR (Anthony Garotinho). t Amanhã, Aécio Neves cumpre agenda político-eleitoral no Recife. t Líder do PSB na Câmara, Beto Albuquerque (RS) pede voto para o Senado. Está no palanque de José Ivo Sartori (PMDB), candidato a governador e apoiador de Eduardo Campos. t Surpreende o desempe-

nho de Fátima Bezerra (PT), em Mossoró. Wilma de Faria (PSB) lidera para o Senado, mas a petista se aproxima da ex-governadora. t Márcio França (PSB) caminha para ser candidato a senador e Gilberto Kassab (PSD), a vice do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Para presidente da República, França vota em Campos; Kassab, em Dilma; e Alckmin, em Aécio. t Vez do PP: amanhã, entra em rede nacional de rádio (20h às 20h10) e tevê (20h30 às 20h40). O deputado Betinho Rosado comanda a seção potiguar da sigla. t Para refletir: "Mais que de máquinas, precisamos de humanidade" (Charles Chaplin, ator, diretor e roteirista inglês).

Quarta-feira

Nélter: “Querem entregar o Estado para Robinson terminar de torrar o RN” E JOSÉ DIAS RESPONDE CONCORDANDO COM NÉLTER: “DÊ A OPORTUNIDADE PARA ELE” Arquivo

Ciro Marques Repórter de Política A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou na manhã desta terça-feira a admissibilidade do pedido de impeachment feito pelo Movimento de Combate à Corrupção (MARCCO) contra a governadora Rosalba Ciarlini (DEM). E, apesar dos pedidos de alguns parlamentares para que o assunto não virasse um debate meramente eleitoral, alguns deputados não se controlaram e discutiram o tema sobre a ótica das eleições 2014. Afinal, o pré-candidato ao Governo do Estado, Robinson Faria, do PSD, é vicegovernador e assumiria o cargo se Rosalba fosse afastada. "Querem entregar o Governo para Robinson Faria, que será candidato a eleição e vai terminar de torrar o Estado", afirmou Nélter Queiroz, do PMDB, que vai lançar Henrique Eduardo Alves, justamente, para concorrer com o vice-governador. "Por trás (dos defensores do impeachment de Rosalba) tem sim o interesse que Robinson assuma o Governo do Estado", acrescentou o peemedebista. A declaração de Nélter não ficou sem resposta, contudo, a afirmativa não foi, necessariamente, negada. Isso porque o deputado José Dias, também do PSD, afirmou que, diante do desastre administrativo do Governo Rosalba Ciarlini, não há nada demais em Robinson assumir a chefia do Executivo. "Dê essa oportunidade a ele para saber se ele tem condição de ser governador", respondeu Dias. O curioso desse cunho eleitoral que o debate sobre o impeachment de Rosalba Ciarlini ganhou é porque a discussão foi "por esse lado", exatamente, após os deputados Fernando Mineiro (PT) e Kelps Lima (SDD) ressaltarem a importância de manter o tema, estritamente, no aspecto jurídico e administrativo. "Não devemos colocar esse caso no processo eleitoral. Temos que discutir e debater quais os parâmetros de

Nélter leva debate para lado eleitoral: “Por trás (dos defensores do impeachment) tem interesse que Robinson assuma o Governo” postura que o governador deve ter para ser afastado do cargo, porque isso passará a valer no futuro. A personificação desse tema é perigosa demais", ponderou Kelps Lima. TRAMITE A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa votou pela admissibilidade formal de tramitação do pedido de impeachment - Denúncia por Crimes de Responsabilidade - contra a governadora do Estado do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini. O processo será encaminhado para a Mesa Diretora da ALRN que vai designar uma comissão especial formada por todos os partidos com assento na Casa para emitir parecer sobre o mérito do pedido feito por representantes do Movimento Articulado de Combate à Corrupção (MARCCO/RN). A comissão emite parecer que seguirá para votação no Plenário. Caso a denúncia seja admitida pela maioria dos deputados, a Mesa Diretora emite ato para que seja criada uma comissão especial formada

por cinco deputados estaduais eleitos. Paralelamente, cópia do processo é remetida ao Tribunal de Justiça do Estado. O TJRN sorteia cinco desembargadores. É instalado o Tribunal Especial, presidido pelo presidente do TJRN, e formado pelos cinco deputados e cinco desembargadores. Este tribunal vai analisar o mérito da denúncia. O afastamento definitivo, caso seja necessário, se dará por votação do Tribunal Especial e aprovação de dois terços de seus membros. DENÚNCIA O pedido de impeachment entregue à AL por representantes do MARCCO/RN denuncia a governadora pelos seguintes crimes de responsabilidade: Uso de bens e serviços públicos do Estado para promover a campanha política nas Eleições Municipais em Mossoró/RN no ano de 2012, promovendo o impedimento ao livre exercício do voto pelos cidadãos mossoroenses; Atos de improbidade administrativa imputados pelo Ministério Público Estadual; e Transporte de verbas do

orçamento sem autorização legal, através da suplementação acima do limite legal permitido pela LOA 2012 e da transferência de recursos constitucionalmente vinculados à educação para pagamento de pessoal inativo. Os representantes do MARCCO ainda denunciam a chefe do Poder Executivo por afronta às regras de competências constitucionais que asseguram a independência entre os Poderes e órgãos com autonomia financeira (LOA 2013 e LOA 2014), através da decisão política de não repassar integralmente os valores dos orçamentos dos Poderes Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público e do Tribunal de Contas, manipulando dados financeiros para uma readequação orçamentária decorrente de frustração de receita inexistente (corte orçamentário arbitrário por ato governamental ilegal em 2013 e ausência de qualquer ato em 2014; e descumprimento generalizado das decisões do Poder Judiciário em todas as áreas de Governo. Pelo menos 26 ações descumpridas. Wellington Rocha

Getúlio: “Mineiro se mete nos assuntos do DEM, quando tem explicações a dar sobre o PT” Além de Rosalba Ciarlini, outro personagem bastante falado - e criticado - durante a sessão da Assembleia Legislativa foi o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), definido pelo parlamentar governista Getúlio Rêgo (DEM) como o "paladino da moralidade de hoje", mesmo tendo sido "o omisso de ontem". Isso porque, para o democrata, o petista se aproveita para criticar o atual governo e se meter em assuntos do DEM, mesmo tendo explicações a dar pelo Partido dos Trabalhadores. "Mineiro deve explicar como é que se comprou uma refinaria nos Estados Unidos colocando um prejuízo cujos acionistas foram lesados em mais de 800 milhões de dóla-

res. Mineiro deve explicar ao pessoal do Rio Grande do Norte que ele fez parte de um governo que patrocinou escândalos escancarados do conhecimento da sociedade do Estado e nunca levantou a voz aqui para pedir o impeachment do governo que ele defendeu aqui no plenário", afirmou Getúlio Rêgo. "Sobre os democratas, quem vai se pronunciar é a convenção do partido, no próximo dia 15. Mineiro se intromete nos assuntos de outra legenda, quando tem explicações a dar do partido dele", ressaltou o democrata. "Não se preocupe que o partido não vai se intrometer na situação se vai ser Dilma ou Lula. Sobre o nosso, deliberamos nos", acrescentou Getúlio.

Getúlio citou os escândalos nacionais envolvendo o PT e que Mineiro não fala

> MENINGITE

Ex-governador Iberê amanhece melhor, mas continua internado no São Lucas O ex-governador Iberê Ferreira de Souza, que se encontra hospitalizado no Hospital São Lucas, após ter sido internado na última segunda-feira no início da noite com meningite bacteriana, amanheceu bem no dia de hoje, inclusive recebendo visita de familiares. Ele está sendo atendido por uma equipe médica multidisciplinar e segundo sua assessoria, apresenta um quadro de melhora progressiva. A

bactéria instalou-se no couro cabeludo resultado de um processo de cicatrização de uma cirurgia realizada na cabeça do ex-governador há 1 mês no Hospital Sírio Libanez em São Paulo. Iberê Ferreira havia sido internado na última segunda-feira á noite no São Lucas após se sentir mal e com suspeita de meningite. Foram imediatamente feitos exames laboratoriais e constatado nesta

última terça-feira que o ex-governador e ex-deputado, estadual e federal, teria contraído mesmo uma meningite bacteriana. Iberê Ferreira participa da vida pública do Rio Grande do Norte há mais de 40 anos. Além de exercer mandatos eletivos em várias oportunidades, foi governador do Estado em substituição a então governadora Wilma de Faria e candidato ao Governo do Estado nas eleições de 2010, quan-

do se elegeu Rosalba Ciarlini. Considerado um homem afável e político bom articulador, Iberê Ferreira, que é filiado ao PSB, vem enfrentando problemas de saúde desde quando assumiu o Governo do Estado. Santacruzense, recentemente ele recebeu o presidenciável Eduardo Campos, do seu partido, na sua cidade por ocasião dos festejos alusivos à padroeira local, Santa Rita de Cássia. CMYK


Quarta-feira

Natal, 4 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 5

CMYK


Natal, 4 de junho de 2014

Fotos: Heracles Dantas

6 O Jornal de HOJE

MARCELO LIMA REPÓRTER

O Centro de Onco-hematologia Infantil (COHI) do Hospital Varela Santiago foi reinaugurado hoje. Com a humanização do ambiente, tudo ficou com cara das crianças. A reforma teve o investimento de R$ 122 mil. "O hospital cresceu em qualidade. Além da humanização, ele ficou mais seguro em termos de infecção. Todo esse novo lay-out veio tanto para melhorar para o paciente quanto para os profissionais", disse Paulo Xavier, diretor superintendente. Logo quando se sobe as escadas do centro, percebe-se que o piso é um mapa de uma cidade, onde cada quarteirão é o cômodo de uma casa. As paredes também foram pintadas com motivos infantis. As enfermarias agora são chamadas de "espaços". Em vez de números, cada uma delas ganhou um sobrenome mais aprazível, como "espaço amor". Também tem os espaços acolher, vida, alegria, carinho e felicidade. Cada um desses espaços possui uma televisão ligada a um canal infantil para entreter as crianças. Também há a sala "classe hospitalar", onde ficam livros, revistinhas, jogos educativos e lápis de colorir para que os jovens pacientes não deixem de ter sua mente estimulada.

Cidade

Quarta-feira

Varela reinaugura ala através de campanha

promovida por mãe de ex-paciente

PROJETO PIRLIMPIMPIM ARRECADOU R$ 96 MIL PARA HUMANIZAÇÃO DO TRATAMENTO DO CÂNCER A implantação dessas medidas de humanização foi possível por meio do projeto Pirlimpimpim, campanha de arrecadação de fundos capitaneada pela arquiteta Nailka Saldanha. Ela é uma das mães que teve seu filho atendido pelo hospital depois de ter sido diagnosticado com câncer há dois anos. "Com 11 anos de idade, descobrimos um linfoma no pescoço do meu filho. Fui até São Paulo, mas decidi fazer o tratamento aqui. Conheci as necessidades e a luta deles e resolvi fazer isso para aliviar um pouco a dor das crianças e das mães", declarou. A campanha de doações começou em setembro do ano passado e se encerrou em março. Só nesse período, o projeto de Nailka conseguiu arrecadar 79% dos R$ 122 mil necessários. O valor arrecadado superou a expectativa da idealizadora. "Nós queríamos só R$ 80 mil, mas conseguimos R$ 96 mil", disse. Só em uma escola privada da cidade, foi possível contar R$ 28 mil vindo dos

Heracles Dantas

Campanha conseguiu 79% do investimento de R$ 122 mil necessário para a reforma

pais. "Os alunos levavam para casa um envelope na agenda escolar contando a história e contribuíam", explicou Nailka Saldanha. Além desse tipo de doação, a arquiteta disse que a campanha ocor-

reu majoritariamente por meio de mídias sociais. O hospital contribuiu com o resto do valor advindo de receita própria. O Centro volta a operar amanhã com a mesma capacidade anterior: 16 leitos. Em 2013,

foram realizados 511 procedimentos e 50 internações no centro. As obras também ocorreram em tempo recorde: dois meses. "Se fosse no serviço público seria seis meses e custaria R$ 1,5 milhão", disse o superin-

tendente do Hospital Varela Santiago. "Isso aqui é um exemplo", completou Xavier. CAMISAS Outra campanha do hospital infantil para comprar um tomógrafo está em andamento. Até agora, segundo Paulo Xavier, 27,5 mil camisas foram vendidas. A ideia da Campanha "Amor pelas Crianças, o legado da Copa" é arrecadar dinheiro para comprar um tomógrafo. "Dessa forma nós poderemos realizar o diagnóstico precoce aqui. A capacidade mensal de procedimento é de 1.200. Vamos fazer 100 aqui e abrir para a população, adulta inclusive", declarou o diretor superintendente. A venda das camisas, ao preço de R$ 25,00 começou em março em uma loja no primeiro piso do Midway Mall e no próprio hospital no centro da cidade. "Nós queremos vender 50 mil camisas até o fim da Copa, se Deus quiser vamos conseguir", acrescentou. Wellington Rocha

> R$ 1,5 BILHÃO

Cerca de 70% do orçamento anual da Sesap é gasto com pagamento de pessoal Com um orçamento anual de R$ 1,5 bilhão, o Rio Grande do Norte é o segundo estado do Nordeste com maior aplicação de recursos próprios na área da saúde e o segundo no ranking nacional. No entanto, cerca de 70% desse montante é gasto apenas no pagamento de pessoal, conforme o secretário estadual Luiz Roberto Fonseca. Ele apresentaria, na manhã desta quarta-feira (04), o relatório das ações realizadas entre os meses de setembro a dezembro de 2013, aos deputados estaduais, que não compareceram à prestação de contas. Segundo Luiz Roberto, os 30% que sobram do orçamento anual são usados em custeios gerais e investimentos na área, o que é insuficiente para se garantir as melho-

rias necessárias no Estado. Entre as soluções possíveis citadas por ele estão um plano de demissão voluntária dos servidores ou aumentar a arrecadação da área e tentar, junto ao Ministério da Saúde, como corrigir a distorção nos investimentos realizados pelo governo federal. "A primeira não passa na nossa cabeça porque já trabalhamos com um déficit grande de pessoal, então a solução é arrecadar mais para a saúde. Agora, temos R$ 8 milhões que não estão sendo repassados todos os meses para o Estado, que fica sem poder oferecer serviços que os demais estados conseguem porque tem verba para isso", explicou o secretário. Entre algumas das melhorias conquistadas pela Sesap no ultimo

quadrimestre de 2013 estão: a liberação de R$ 3,5 milhões para o custeio de leitos de UTI; outros R$ 1 milhão para compra de equipamentos para o Hemonorte; aumento do número de pessoas atendidas pela Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) de 26 mil para 33 mil e repasse de R$ 2 milhões, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para adequação do Laboratório Central (Lacen), visando a Copa do Mundo no Brasil. SAMU ATENDE 69 MUNICÍPIOS NO RN Outros benefícios foram a ampliação de 42% para 75% da cobertura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu),

que atende hoje 69 municípios, com 25 bases descentralizadas. Segundo Luiz Roberto Fonseca, a meta é atingir 85% em cobertura populacional até o final deste ano. Mais um destaque ficou por conta da ampliação das Redes de Atenção à Saúde, que possui cinco prioridades: Rede Cegonha, com a habilitação de leitos de retaguarda para obstetrícia, neonatologia e pediatria; Rede de Atenção Psicossocial, com a adesão ao plano "Crack, é possível vencer"; Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência, com investimento de R$ 4,5 milhões para assistência dos ostomizados; Rede de Atenção às Doenças e Condições Crônicas e a Rede de Urgência e Emergência.

Secretário foi prestar contas na Assembleia, mas nenhum deputado compareceu

> ENTRAVES

Obras de mobilidade atrapalham atração de eventos para Arena das Dunas As obras de mobilidade urbana no entorno da Arena das Dunas estão atrapalhando a possibilidade de utilização da praça de eventos vizinha ao estádio. Isso é o que afirma as principais empresas promotoras de shows artísticos da cidade. O empresário Jarbas Filho, da Viva Promoções, realizou em abril deste ano o Natal Music, evento que inaugurou a praça externa da arena. Com o público de 15 mil pessoas, o festival teve como atrações Bell Marques, Ivete Sangalo e Wesley Safadão com sua banda Garota Safada. Para ele, as obras de mobilidade e a ineficiência do sistema de drenagem atrapalharam o evento. "O local é excelente, um dos principais problemas foi o acesso com aquelas obras ali e a drenagem. No dia choveu muito. Mas é um lugar charmoso e bem localizado. Em Natal, não há nada que se compare para realização de eventos", analisou. Conforme o empresário, a capacidade do espaço é de 20 mil pessoas. Muitas ruas foram interditadas para receber os equipamentos urbanos do Complexo Viário de Natal

José Aldenir

Direção do Carnatal confirma utilização da Praça de Eventos do estádio Dom Eugênio Sales desde outubro passado. A delimitação do canteiro de obras, que cerca praticamente todo o estádio, também foi decisivo para o entrave no acesso do público. "Esperamos que as obras fiquem prontas para garantir o fácil acesso do público", disse o proprietário da Viva Promoções. Para o segundo semestre, quando as obras deverão estar com fluxo liberado, Jarbas Filho planeja promover mais três eventos no espa-

ço. "São dois festivais e o show de um artista, mas ainda não podemos divulgar os nomes porque os contratos ainda não foram fechados", disse. Sobre a ideia amplamente difundida que a capital ganharia uma estrutura para receber shows internacionais, Jarbas Nascimento afirma que esse tipo de programação continua economicamente inviável. "O problema de Natal é público. As pessoas aqui só gostam de

Axé e Forró. Quem gosta de música internacional é uma minoria", explicou o produtor de eventos. CARNATAL A Destaque Promoções confirmou que o Carnatal vai voltar para o bairro de Lagoa Nova em Natal. A praça de eventos da Arena das Dunas também está confirmada como locação. Mas para definir se a festa vai ser indoor (fechada) ou de rua, a empresa espera o início do funcionamento do Complexo Viário para analisar a possibilidade de interação, inclusive considerando o fluxo das vias. "Até agora ficamos marcados só com o Carnatal. O modelo a gente ainda não tem certeza porque estamos aguardando mais um mês para definir", disse Roberto Bezerra, um dos sócios da Destaque Promoções. No ano passado, o maior carnaval fora de época do Brasil foi realizado no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, depois da impossibilidade de realização no prolongamento da Prudente de Morais. Segundo Roberto, a Destaque cancelou dois eventos que iriam ocorrer na praça de eventos em fun-

ção das obras. Um deles estava marcado para julho e outro para setembro deste ano. "A gente estava até com um calendário interessante. Mas com essas obras tivemos que cancelar tudo porque não tínhamos a certeza de conclusão", afirmou o sócio da produtora do Carnatal. Fora os problemas temporários

no entorno e da drenagem, Roberto Bezerra ressaltou a qualidade do espaço. "Acho que vai ser o melhor equipamento de eventos de Natal. A nossa cidade não tinha um espaço dessa qualidade. Quase todos os eventos poderão ser feitos ali, de missa campal a comício", avaliou.


Economia

Quarta-feira

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Veja o que diz sobre o RN o relatório "FIFA World Cup Brazil 2014 Economic Profiles of the Host States" n Um dos maiores bancos privados do país, fortemente atuante no mercado financeiro internacional, incumbiu nas últimas semanas sua equipe de economistas de elaborar um "briefing" sobre a realidade macroeconômica de cada um dos doze Estados brasileiros em cujas capitais serão disputados nos próximos dias os jogos da Copa do Mundo de Futebol, a fim de distribuí-lo aos seus clientes corporativos no exterior. n Deixando muito claro a quem recebeu o documento (redigido em Inglês e cujo título é "FIFA World Cup Brazil 2014 - Economic Profile of the Host States") que este não possui qualquer objetivo de motivar aplicações financeiras, nem de influir no comportamento do mercado de capitais no período da Copa, mas que visa tão somente proporcionar a quem o ler informações gerais sobre as diversidades econômicas e sociais deste país continental, o Banco explica que seus economistas apenas compilaram dados que são (quase todos) de caráter público e sintetizaram opiniões de analistas frequentemente encontráveis nos meios acadêmicos e na imprensa especializada. n O nome da instituição financeira que encomendou e fez divulgar o "briefing" pelo mundo a fora, em caráter reservado, não é aqui divulgado porque houve nesse sentido um apelo de confidencialidade. Mas se pode garantir que os dados apresentados pelo documento são fidedignos. n Sobre o RN (que receberá a partir da próxima semana quatro partidas da megacompetição futebolística), por exemplo, o estudo faz, entre outras, as seguintes observações: n "O Estado do Rio Grande do Norte tem o décimo oitavo PIB do Brasil e representa 1 por cento da economia nacional. A composição do seu PIB é diferente da maioria dos Estados, pois tem altíssima concentração no setor de serviços e pouco foco na agricultura e na indústria. n "A nossa perspectiva para os próximos anos, até 2020, é de que o PIB do Rio Grande do Norte crescerá à base de 1,6 por cento ao ano. Este crescimento advirá do direcionamento de investimentos para os setores de mineração, da construção civil e da geração de energia. Ainda assim, o setor de serviços será o que mais contribuirá para o crescimento da economia, puxado pelo turismo, já que a capital do Estado, Natal, é uma das cidades que mais atrai turistas no país. n "O aeroporto da área metropolitana de Natal está entre os mais importantes da região Nordeste do Brasil, tanto em movimento de passageiros quanto no transporte de cargas. Ele responde por 1,7 por cento dos embarques e desembarques de passageiros do país e por 1,6 por cento das cargas transportadas. n "O porto de Natal se destaca como exportador de frutas, principalmente o melão, do qual o Rio Grande do Norte lidera as exportações brasileiras. Também exporta açúcar. Nas importações, o Grande leilão de cavalos da raça Quarto de Milha n Será sábado, dia 7, a partir das 18:00 horas, no tatersal do Parque Aristófanes Fernandes,

trigo aparece em primeiro lugar, boa parte advinda dos Estados Unidos. Em termos de balança comercial do Brasil, o Rio Grande do Norte responde por 0,1 por cento das exportações e por 0,2 por cento das importações. n "O Rio Grande do Norte compreende um território de 52.811 quilômetros quadrados, o que corresponde a 0,62 por cento da área do Brasil. Sua população é de aproximadamente 3,4 milhões de habitantes, correspondendo a 1,7 por cento da população do país. O Estado possui 1,1 por cento dos trabalhadores formais brasileiros e a renda per capita anual estadual é de R$ 11.101,00, enquanto a do país é de R$ 21.219,00. O Índice de Desenvolvimento Humano está abaixo da média nacional." n No final, a parte do "briefing" que aborda a realidade econômica do Rio Grande do Norte, recheada de gráficos para facilitar a compreensão dos estrangeiros, divide o território estadual em quatro sub-regiões (Leste, Agreste, Centro e Oeste) e faz uma análise sobre cada uma delas, com a seguinte introdução: n "Em sua maior parte a economia do Rio Grande do Norte é baseada no setor de serviços, com foco no turismo. Entretanto, outros setores também são significantes, tais como a produção de petróleo, a extração de sal e a pecuária leiteira. n "Grande parte do PIB estadual está concentrada na Região Leste (que inclui a área metropolitana de Natal), que responde sozinha por 56,9 por cento da riqueza, enquanto a Região Oeste contribui com 24,2 por cento. n "A Região Leste é a mais rica e mais populosa de todas. É onde está localizada a capital do Estado, Natal, que gera quase toda a atividade turística. As indústrias alimentícias também estão concentradas nesta região. A força dos ventos na costa Leste do Rio Grande do Norte está mostrando um grande potencial para a produção de energia nos anos recentes. A cultura do abacaxi também merece destaque. n "A Região Agreste inclui algumas das áreas mais secas e quentes do Estado e os setores mais dinâmicos de sua economia são o ecoturismo, a produção de leite e as culturas da mandioca e da castanha de caju. n "A Região Central é onde está situada a cidade de Macau, centro da indústria salineira, responsável pela maior parte da produção de sal do Brasil. Algumas das cidades desta região possuem as mais elevadas rendas per capita do Estado, em razão da produção de petróleo. n "A Região Oeste possui uma estrutura econômica bastante diversificada, com ênfase para a fruticultura irrigada e outros modernos projetos agrícolas. A produção de petróleo e gás também merece realce, já que ali estão treze dos quinze municípios do Rio Grande do Norte que possuem reservas de hidrocarbonetos."

em Parnamirim, a sétima edição anual do "Natal Quarter Horse", reconhecido como o mais importante leilão de cavalos da raça Quarto de Milha do Rio Grande do Norte. n Promovido pelos selecionadores Júnior Teixeira (Haras Bom Pasto) e José Sally (Haras Vertentes), o leilão comercializará 51 lotes de animais de linhagem de vaquejada, entre eles vários filhotes de éguas como o "Eternaly Fred", "Thunder Chief" e "Dom Diego", detentoras de títulos nacionais. n O leilão também trará potros da geração 2012/2013, des-

cendentes de campeões de vaquejada como o "MR Blue Keys" e "Shade Steel". n Além dos dois organizadores, outros 17 haras - da Paraíba, Alagoas, Pernambuco e Rio Grande do Norte - estarão colocando animais à venda pelo maior lance. n "Quem comprar algum desses lotes estará adquirindo o resultado de muitos anos do trabalho de seleção a que esses haras vêm se dedicando", disse o agropecuarista Júnior Teixeira, que em 2013 foi eleito "Criador do Ano" pela Associação Brasileira de Quarto de Milha.

Natal, 4 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 7

Só 8,77% dos potiguares assistirão jogos na Arena PESQUISA FEITA PELA CDL ABORDOU A COPA DO MUNDO Wellington Rocha

MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

A Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal reuniu hoje a imprensa para divulgar sua mais nova pesquisa, que desta vez avalia o grau de participação da população da capital na Copa do Mundo. O trabalho de campo foi realizado nos dias 17 e 18 de maio nas quatro regiões administrativas na cidade, onde foram ouvidas 600 pessoas. Do total entrevistado, quase 67% vivem em famílias com renda de no máximo quatro salários-mínimos. Do total - revela a pesquisa 51,49% dos entrevistados são a favor da Copa no Brasil, mas só a outra metade concorda que o evento da Fifa aconteça em Natal. Nesse ambiente de polarização, os varejistas buscaram entender qual seria o comportamento do consumidor durante o mês de Copa do Mundo na cidade. Eles chegaram a algumas conclusões já esperadas e outras nem tanto. Para quase 17% dos entrevistados, a Copa será sinônimo de prejuízo para a economia. Mas outros 15,73% viram vantagens com as obras de mobilidade; 11,25% benefícios para o turismo e apenas 9,11% enxergaram alguma vantagem na construção da Arena das Dunas. Itens como geração de empregos ou infraestrutura foram mencionadas por percentagens menores de entrevistados. Um dado interessante da pesquisa, que de certa maneira reforçou o que já se sabia, é que uma minoria dos natalenses irão ao

Presidente da CDL, Amauri Fonseca confirma perspectivas de lucros pós-evento Arena das Dunas para acompanhar os jogos da Copa. Dos pesquisados, apenas 8,77% irão a um jogo; 1,8% a dois jogos; 0,66% a três jogos e 0,99% aos quatro jogos. Para o presidente da CDL Natal, Amauri Fonseca, há uma grande perspectiva de lucros não só durante o evento, mas depois dele, por parte dos comerciantes. "Alguns setores, como bares e restaurantes, verão resultados imediatamente, mas há outros que só perceberão isso com o decorrer do evento e depois dele a partir a injeção de dinheiro por parte das pessoas que vierem a se beneficiar", explicou. Segundo ainda a pesquisa, os setores que mais se beneficiarão com o evento da Fifa serão vestuário (47,85%); brindes (32,9%);

eletroeletrônicos como aparelhos de televisão (17,5%) e os demais com apenas 1,75%. Ainda segundo o dirigente, é difícil quantificar os benefícios, pois há uma série de questões intangíveis envolvidas nessa análise. Mas ele deixou claro que os lojistas ficaram bem mais tranquilos depois que foram divulgados os horários de recesso durante a Copa. Ontem, O JORNAL DE HOJE, divulgou com exclusividade dados da Cosern - comparativa entre abril deste ano e abril do ano passado relativa a consumo de energia, onde a instituição diz esperar uma queda de 30% no consumo por ocasião dos jogos do Brasil. Essa economia é determinada pelo recesso de lojas e demais atividades comerciais por ocasião das partidas disputadas pela seleção.

> POLÊMICA

Fecomércio defende Centro de Convenções no Augusto Severo Um antigo pré-projeto da Federação do Comércio do RN sobre utilização das instalações e do estacionamento ao aeroporto Augusto Severo voltará a ser debatido nesta sexta-feira durante uma reunião extraordinária do conselho do Sebrae-RN. O presidente da Federação do Comércio, Marcelo Queiroz, que faz parte do conselho, apresentará a proposta, que inclui a construção no local de um grande centro de convenções junto a um museu da aviação. O Augusto Severo foi um dos baluartes da aviação militar por ter sido base durante a Segunda Grande Guerra. A idéia do préprojeto é manter essa mística, agregando a ela um centro capaz de atrair investimentos comerciais. O projeto já foi apresentado à Prefeitura de Parnamirim e ao Governo do Estado. Mas a esperança é que envolvendo o SebraeRN haja um adensamento no debate, que já envolve o presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves, o potiguar mais influente em Brasília. Esta semana, o presidente do Conselho Delibetaivo do Sebrae/RN, engenheiro Silvio Bezerra, teve uma conversa com Henrique Eduardo e comentou ele que o assunto já preocupa o parlamentar. Ironicamente, é o deputado Henrique Eduardo o político que

mais atuou para a viabilização do novo aeroporto de São Gonçalo que não à toa ganhou o nome do seu pai, o ex-governador e ex-ministro Aluízio Alves. Durante a pré-inauguração do novo terminal, um forte marketing foi realizado para consolidar o local como novo “aeroporto de Natal”. No evento, um alto executivo da Inframérica falou em alto e bom som ao avistar Henrique: “Este é o homem que tornou o aeroporto possível!” Portanto, seguindo essa lógica, o fim das operações do Augusto Severo devem também fazer parte das preocupações políticas de Henrique, já que representou o desemprego de mais de 200 trabalhadores do Augusto Severo, entre taxistas e lojistas e seus empregados. Quando foi fechado, o aeroporto de Parnamirim recebia em média 72 voos por dia e em 2013 movimentou 2.408.206 passageiros. Em 2012, obteve sua requalificação com a modernização do terminal de passageiros. Foi o resultado de investimentos de R$ 16,4 milhões, que contemplaram novas salas de embarque e desembarque, instalação de novo sistema de ar-condicionado, novos elevadores e escadas rolantes, 12 novos balcões de check-in e fraldário, entre outras melhorias. Segundo a Fecomércio, o es-

tudo do órgão sobre o futuro do Augusto Severo é detalhado, mas ainda é um pré-projeto que está sendo debatido com a sociedade. “É o que presidente Marcelo Queiroz vai fazer durante esta convocação extraordinária do Conselho Deliberativo do Sebrae-RN, do qual ele faz parte”, acrescentou. Hoje, ao O JORNAL DE HOJE, o presidente do Conselho, Silvio Bezerra, deixou claro que outras possibilidades poderão ser examinadas durante a reunião, que se dará em um almoço na sede do Sebrae-RN, fechado aos conselheiros. “Vejo muitas possibilidades para a área, mas é preciso um entendimento muito amplo, já que não podemos perder um equipamento que ainda custa dinheiro aos cofres do Estado”, assinalou. Desde que foi anunciada a transferência das operações do Augusto Severo para São Gonçalo, vários encontros já foram promovidos por iniciativa de políticos de Parnamirim junto com a Associação dos Lojistas do antigo aeroporto. Para Silvio Bezerra, chegou a hora de encaminhar uma solução que preserve o domínio da Aeronáutica sobre a pista e as instalações militares, mas que tenha “o bom senso” de direcionar as instalações do aeroporto para uma finalidade social e economicamente útil. José Aldenir

Augusto Severo foi desativado e será anexado a Base Aérea, ficando sob responsabilidade da Aeronáutica


8 O Jornal de HOJE

Natal, 4 de junho de 2014

Cidade

Quarta-feira

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Quem tirou a manhã para garantir ingressos para a Copa do Mundo no último lote oferecido pela FIFA teve que enfrentar uma fila extensa no shopping Cidade Jardim, ponto de vendas oficial dos ingressos do mundial, e ainda passar por situações de desorientação. Segundo as próprias pessoas que estavam na fila de compra, a equipe de suporte da Match Services, empresa escolhida para fornecer os ingressos do mundial, estava destratando aqueles que buscavam informações. Cerca de 180 mil novos bilhetes foram postos à venda no site www.fifa.com/ingressos, na madrugada desta quarta-feira (4), com entradas para todos os 64 jogos. O objetivo foi de dar chances iguais a todos os torcedores interessados, independentemente do fato de viverem em uma das 12 sedes da Copa do Mundo da FIFA, em outras cidades brasileiras ou no exterior. Porém, as vendas também foram feitas em cada cidade-sede do mundial, presencialmente. Na capital potiguar, quem chegou ao local por volta das 9h da manhã, horário de início das vendas, já encontrou a fila se formando nas dependências do shopping. A alta demanda fez com que as vendas fossem iniciadas meia hora antes. Muitos que chegaram depois do início e buscaram informações, foram destratados e saíram sem uma orientação clara. "Cheguei por volta das 10h40, fui ao balcão perguntar sobre os jogos que estavam disponíveis, e a mulher disse que eu procurasse me informar na internet. Achei uma grosseria. Ainda fiquei alguns minutos pensando se valeria apena esperar mais um tempo, mas vou embora", disse a estudante Camila Torres, 24. Antônio Bessa, português que mora em Natal há dois anos e meio,

Torcedores encaram longas filas na busca por últimos ingressos para jogos da Copa VENDAS

TAMBÉM FORAM RETOMADAS PELA

FIFA

NA INTERNET, DESDE A MADRUGADA DE HOJE Fotos: José Aldenir

Filas e muita desorganização marcaram a retomada das vendas dos ingressos para a Copa do Mundo em Natal. Funcionários contratados para orientar torcedores no Shopping Cidade Jardim destrataram clientes e jornalistas foi com a esposa e o filho ao ponto de vendas para tentar garantir algum ingresso para o jogo de Natal. "Quando vi a notícia da liberação de mais ingressos, me programei para vir atrás de entradas para o jogo de Grécia e Japão. Perguntei se tinha disponível e me mandaram aguardar na fila. Isso sem nem olhar para mim", disse. "Tenho intenção de comprar ainda, mas acho um desrespeito a falta de educação das pessoas da organização. Eles

têm que ter bom senso e calma", afirmou. Este novo lote de ingressos vem da cota de contingência da FIFA em algumas arenas, possível após a entrega dos estádios. Além disso, após cerca de 10 meses de vendas, a FIFA observou que há uma demanda muito pequena por assentos dedicados a pessoas com mobilidade reduzida. Portanto, a FIFA tornou a maior parte deste inventário disponível para todos os torce-

dores, mantendo alguns destes assentos ainda reservados. Pedro Augusto, 23, disse que estava disposto a comprar ingresso para qualquer jogo de Natal. "Já estava afim de comprar algum jogo, mas tinha perdido a oportunidade. Vou arriscar o que tiver para Natal. Acho que vale a pena participar desse mundial", afirmou. SEM CONTROLE Alguns veículos de comunica-

ção que foram registrar a ocasião de vendas dos ingressos, como a equipe de reportagem deste vespertino, saiu de lá sem uma única informação oficial das vendas de hoje em Natal, por falta de controle e educação dos funcionários da Match Services. O despreparo e destrato com a imprensa chegou a causar tumulto no ambiente e indignação dos profissionais que estavam lá a trabalho. Ao chegarmos à área do shopping, por volta das 11h, uma funcionária que recepcionava o púbico na formação da fila se negou a orientar a reportagem. A forma que a funcionária encontrou para dizer que não tinha autorização de dar entrevista foi virando as costas a equipe do JH. "Apenas os torcedores poderiam dar entrevista, desde que es-

Antonio Bessa, português que mora em Natal há dois anos, também reclamou da falta de educação e do destrato que sofreu dos funcionários durante venda dos ingressos tivessem fora da área de acesso ao ponto de vendas", foi o que um dos seguranças disse, já expulsando a equipe da área isolada aos torcedores. Do lado de fora, onde a imprensa era permitida abordar as pessoas, uma barra de ferro que estava sendo usada para suporte de uma tenda caiu e atingiu a cabeça desta repórter. Na hora, os funcionários da Match Services não prestaram assistência. A 'solidariedade' ficou por conta de funcionários terceirizados que fazem controle do estacionamento do Cidade Jardim.

> EM CIMA DA HORA

Mundial se aproxima e Natal corre contra o tempo para concluir obras ao redor da Arena

José Aldenir

Diferente do que as pessoas estão julgando, as obras de mobilidade urbana de Natal iniciadas em prol da realização da Copa do Mundo estarão prontas antes da abertura do mundial. A afirmação é do secretário de Obras Públicas e Infraestruruta (Semopi), Tomaz Neto. Segundo ele, apenas o viaduto que está sendo construído na marginal da BR-101 não terá tempo hábil de conclusão. A previsão é que ele seja finalizado no dia 30 de junho. Essa era uma das obras de mobilidade mais aguardadas pela população. O viaduto facilitará o trânsito na marginal do estádio Arena das Dunas, ligando à Avenida Lima e Silva. Por não poder ser usada, a estrutura ficará escondida com a ajuda de tapumes, os quais já começaram a ser instalados. Os tapumes serão decorados com imagens da cidade, de modo a não deixar a região com cenário de 'canteiro de obras'. Tomaz Neto garantiu que a Avenida Prudente de Morais, uma das mais importantes da cidade, estará

"totalmente livre" já no dia 9 de junho. "Nesse mesmo dia estarão liberados os túneis da Lima e Silva em direção a Avenida São José; da Lima e Silva em direção ao bairro de candelária e o túnel na Avenida Jerônimo Câmara. Além disso, também será liberado o viaduto estaiado da Prudente de Morais. Toda a Prudente estará totalmente livre", afirmou. O titular da Semopi ainda afirmou que o túnel da Avenida MorGouveia será liberado no dia 12 de junho e o túnel da Raimundo Chaves ficará para o dia 15 do mesmo mês. "Temos total certeza de cumprimento desses prazos. O único risco que corremos é se enfrentarmos dias de chuva forte", destacou. Ainda sobre o viaduto da marginal da BR-101, Tomaz Neto acrescentou que os homens estarão trabalhando diariamente, mesmo com a estrutura envelopada. "Eles só irão parar os serviços nos dias de jogos em Natal e de jogos do Brasil. Fora isso, continuaram empenhados em entregá-

lo no tempo previsto". Natal receberá quatro jogos da Copa do Mundo, todos válidos pela primeira fase: México x Camarões (que integram o grupo do Brasil), Gana x Estados Unidos, Japão x Grécia e Itália x Uruguai. Os lotes das obras de mobilidade foram orçados em R$ 366 milhões. SEM INTERNET Dos 12 estádios que vão sediar jogos da Copa do Mundo, seis não terão reforço do sinal de internet com redes sem fio (wi-fi), por falta de acordo entre as operadoras de telefonia e as administrações dos estádios. Na Arena Corinthians (São Paulo), Arena Pernambuco (Recife), Arena das Dunas (Natal), no Estádio Castelão (Fortaleza), Mineirão (Belo Horizonte) e na Arena da Baixada (Curitiba), os torcedores contarão apenas com o reforço nas antenas de telefonia móvel para transmissão de voz e dados (3G e 4G). O SindiTelebrasil alega que não houve autorização para instalar as estruturas.

Viaduto que não ficará pronto antes da Copa já começou a receber tapumes gigantes, que impedirão acesso de torcedores

CMYK


Cultura

Quarta-feira

GeneroSá

Natal, 4 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 9

CURTAS ccpsilva@hotmail.com Fotos: Divulgação

Roberta Sá faz show beneficente hoje à noite (04) e mostra porque é a artista potiguar mais aplaudida pela imprensa nacional nas últimas décadas; para iniciantes e iniciados, ela precisa vir mais vezes aqui CONRADO CARLOS EDITOR DE CULTURA

Roberta Sá é daquelas artistas que durante uma viagem para além da Bahia sentimos prazer em dizer: “É lá da minha terra”. No que um olhar espantado costuma retrucar: “Mas como, ela é de Natal?”, “Sim, amigo, e mesmo morando por aqui mantém fortes ligações com o povo que a gerou”. Mal sabe o

desconfiado ignorante em biografias que a cantora potiguar estará no palco do Teatro Riachuelo nesta quartafeira (04), às 21 horas, para um show especial. Se o repertório será baseado em seu mais recente disco, Segunda Pele, ela doará sangue, suor e notas precisas em favor da revitalização da Catedral Metropolitana. A renda de hoje à noite será revertida para tapar goteiras e infiltrações do templo católico. Abro um parêntese para abordar o problema estrutural do bonito e importante prédio natalense. Mais que sede de uma religião, a Catedral é um marco arquitetônico da cidade. Com tanta grana investida em túneis e viadutos questionáveis do ponto de vista funcional (falo a médio e longo prazo), nos últimos meses, deixar às traças o lugar onde Dom Jaime Vieira Rocha trabalha é mais uma infâmia do poder público. Digo isso sem ter simpatia por qualquer religião. Da mesma forma, acho que o centro cultural proposto por Lucinha Madana Mohana para abrigar a turma da umbanda, ciganos e demais minorias no Paço da Pátria deveria ser visto com urgência. Criou-se um projeto para levantar recursos para recuperar a Catedral – que inclui aquisição de equipamentos e substituição da rede elétrica e hidráulica. Ao cantar de graça, Roberta Sá comprou um talão de senhas para a ‘rifa’ que presenteará não apenas um felizardo, mas todos os fiéis que frequentam a casa cristã. Samba e MPB em nome de Deus. Artista potiguar com maior espaço e aceitação na mídia nacional desde sei lá quem, ela passeará por épocas e linguagens distintas, com temas de Caetano Veloso, Jorge Dexler, João Cavalcanti e uma

penca de compositores que enaltecem o prazer da parceria – Roberta vem de excursões com Alcione e Martinho da Vila, o que não é pouco. Marchinhas de carnaval, festa mundana que é a antítese da paz do Senhor, também estão do programa. Tudo acompanhado por quatro feras: o diretor musical, arranjador, guitarrista e violonista Rodrigo Campello, o baixista André Rodrigues, o baterista Élcio Cafaro e o saxofonista e flautista Eduardo Neves. Aos 33 anos, Roberta Sá é uma celebridade, no melhor sentido que a batida palavra pode ter. Sem lobby parental ou investimentos vultosos, predominou o trabalho de formiguinha pelo circuito carioca, com amizades aqui, boas impressões ali, até que discos começaram a ser lançados e consumidos, um atrás do outro. “Tenho a sorte de ter gravado os discos que quis, com as pessoas que escolhi”, ela costuma dizer. Eleita em 2012 a melhor cantora de MPB no Prêmio da Música Brasileira, seus cinco discos são obrigatórios em qualquer discoteca – uma pessoa que em seu álbum de estreia tem Ney Matogrosso e MPB4 como colaboradores merece, no mínimo, um minuto de sua atenção. Procure por “Que belo estranho dia para se ter alegria”, de 2007, que poderia ser renomeado para ‘Que belo estranho título para se ter na prateleira’. Para os iniciantes, o show de logo mais pode ser um divisor de águas, um fio do novelo que, com esmero, manufatura bonitas peças. Para os iniciados, fica a certeza de nunca o mais do mesmo soa enfadonho com esta figura que precisa vir mais vezes por estas bandas. SHOW DE ROBERTA SÁ Local: Teatro Riachuelo Data: Quarta-feira (04) Horário: 21h Ingressos: Entre R$ 120,00 e

Informações: 4003-1212

Mais libertinagem, menos violência baforando crack na rua. Também alcoólatra, ele está internado. Vejam bem: Toronto, a quarta melhor cidade do mundo em qualidade de vida, segundo a Economist Intelligence Unit (empresa de consultoria pertencente ao mesmo grupo que edita a famosa revista econômica), pegou seu gestor com a boca no cachimbo, noiado de terno e gravata. O que é que eles fizeram? Nada de onda moralista, como seria óbvio. Lançaram uma atriz pornô como candidata. Sim, é isso que a ucraniana de nascimento, mas canadense desde a infância, registrada Alla Montchak e famosa em todo o país como Nikki Benz (a meliante aí de cima), está propondo. Com um plano de governo que prevê a transferência da indústria de entretenimento adulto da Califórnia para a província de Ontário, onde fica Toronto, a devassa quer

virar Prefeita. Ela tem 32 anos, fez mais de 200 filmes e diz que sexo anal, com dois homens ou negros não é com ela. Queria ser atriz de Hollywood ou advogada de celebridades. Terminou abraçando o capeta. Com quase três milhões de habitantes (6,4 na região metropolitana), Toronto tem uma taxa de criminalidade baixíssima, menor que qualquer correlata americana. Para compararmos, lá são 3 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Em Natal, 57. Não achei números absolutos da urbe em questão, mas em Montreal, no Canadá francês, com cerca de 1,8 milhão de habitantes, em 2013, mataram, ao todo, 28 infelizes. Pouco mais de dois por mês. Por aqui, o Conselho Estadual de Direitos Humanos informou que nos primeiros cinco meses deste ano, só em Macaíba (75 mil habitantes) fulmina-

HOJE À NOITE Nesta quarta-feira (04), acontece mais uma edição da "4a. Cultural do Mercado de Petrópolis". A partir das 17h, uma série de artesãos, sebistas, cozinheiros, atores, poetas e músicos farão exibições e venderão seus produtos. Às 19h, Ricardo Wanamarque e Victor Júnior trazem a MPB em formato voz, violão e sax. Programa que vale uma conferida. ACROBACIAS AÉREAS Parceria da Tropa Trupe com o grupo argentino Colectivo Xibalba itinerante, o Seminário de Acrobacias Aéreas está com inscrições abertas. Ele acontecerá entre os dias 10 e 12, 17 e 19 e 24 e 26 de junho, das 18h às 19h30 e das 19h30 às 21h, na sede da própria Tropa (av. Alto do Monte Belo, 103, Neópolis, próximo ao Atacadão da BR-101). NOVA ARENA Copa do Mundo pertinho de começar e muita gente prepara a farra para o dia de jogos do Brasil e em Natal. Uma das opções é a Arena Pepper´s, montada na concessionária Megastore (BR-101). A programação está no site www.arenapeppers.com.br. Ingressos à venda na loja Avohai do Midway Mall ou pelo site http://www.peppershall.com.br.

R$ 140,00

> ELEIÇÕES 2014

É incrível como o Brasil perde oportunidades, não agrega valor às abundantes matérias-primas e vê estrangeiro tirar onda com o que temos de sobra. Produzimos um terço do café consumido no mundo, mas o fino é o italiano, o espresso. Somos o segundo maior produtor de ferro, mas os chineses, os primeiros por pouco, compram boa parte de nossa produção e a transforma em algo nove vezes mais valioso. Agora é a vez de os canadenses nos superarem em uma paixão nacional: a sacanagem. É, amigo libertino, depois das suecas e das eslavas mostrarem com quantos paus se faz uma revolução, é a vez da turma do hóquei no gelo. E quando falo em sacanagem, falo do sexo propriamente dito. Em Toronto, maior cidade do rico Canadá, o prefeito está afastado desde o ano passado, após ter sido flagrado

UM SORRISO, POR FAVOR Filho doente estabelece a seguinte ordem de preocupação em um pai: 1º A saúde dele, claro. 2º- Quanto gastaremos com o tratamento. 3º - A qualidade do atendimento do hospital escolhido. Mas, às vezes, o terceiro item vira o primeiro. Basta chegar a um estabelecimento da rede privada e encontrar uma médica fria, sisuda, sem a menor doçura com uma criança enferma e com pais insones. Ainda mais sendo uma daquelas que a jornalista Micheline Borges disse que se impõe só pela aparência - jeitão esnobe, escovada e maquiada com dupla camada, cheia de penduricalhos dourados. Minha madrugada de hoje teve esse roteiro. O que me fez pensar em vocação e escolhas profissionais. Detesta criança? Passe longe de pediatria, né, sujeita? Acho que seus pais entenderiam.

ESOTERISMO DE FERNANDO PESSOA Na terça-feira (10) acontece a palestra "Metamorfose do Fausto: O Esoterismo de Fernando Pessoa", com a presença do professor Piero Ceccucci da Universitá degli Studi di Firenzi (ITA). A palestra sobre o português (1888-1935) curioso também por ocultismo ocorre no Auditório B do CCHLA/UFRN, às 9h30. HOMENAGEM À NATALENSES ILUSTRES Fica a sugestão para as empresas de ônibus natalenses copiarem a Cidade do México, que liberou trens do metrô para artistas locais retratarem escritores como o nativo Octavio Paz, o colombiano Gabriel Garcia Márquez e o argentino Juan Gelman. Além de ser uma bonita e criativa homenagem, incrementaria a paisagem urbana com a face de quem contribuiu (não só escritores) para a formação e registro da cultura potiguar. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Sem entender patavinas de economia, financiamento público e a ruma de siglas que existe na administração federal, leio no blog de Reinaldo Azevedo uma comparação sobre investimentos de países europeus e norte-americanos e a nova proposta do Governo para a educação no Brasil. Até 2024, a meta é investir 10% do PIB (ano passado bateu os R$4,8 trilhões). Como hoje investimos 5,7%, porcentagem maior que a do Reino Unido (5,6%), Japão (3,8%) e Estados Unidos (5,5%), creio que somos analfabetos por falta de eficiência nos gastos (e honestidade). Mas o ano é de eleição. Vamos gastar sem pena e prometer o impossível, pois os filhos dessa incompetência acreditam em tudo.

ram 30. Em Parnamirim, 66. E em Natal, assombrosos 244. A lei canadense veta qualquer droga, só que a tolerância com maconha e haxixe, por exemplo, é bem maior do que aqui - pesquisas locais demonstram que a prática reduz crimes como furtos, assaltos e formação de gangues. Qualquer jovem que morou algum tempo em países norte-americanos e europeus sabe o quanto a juventude deles é mais 'disparada', permissiva (e adepta) com entorpecentes. Nem por isso a carnificina dispara - será que o fato de eles estudarem em tempo integral, numa escola que preste, e terem maior educação artística tem a ver? Ou que, talvez, os tabus sexuais sofram menos influência religiosa? Para Nikki Benz, que acredita na surreal eleição, a coisa deve fazer sentido. (C.C.).


Cidade

Natal, 4 de junho de 2014

10 O Jornal de HOJE

Quarta-feira

Comandante da PM já vislumbra aumento da segurança com legado da Copa no Estado INVESTIMENTOS

MILIONÁRIOS FORAM REALIZADOS NESTE SETOR.

EQUIPAMENTOS Heracles Dantas

DIEGO HERVANI REPÓRTER

Novos equipamentos, policiais mais qualificados e melhor estrutura. Esses são os benefícios que a Copa do Mundo está trazendo para a segurança pública de Natal e região metropolitana. Com as melhorias garantidas, o comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo, já vislumbra um futuro mais "seguro" para a população. "Tudo o que está sendo investido na segurança para ser utilizado no Mundial ficará como legado para Natal após o fim do Mundial. Teremos policiais mais capacitados. Pois os policiais que foram capacitados, também ficarão em Natal. Melhores equipamentos e uma estrutura melhor para o policial. Com os policiais encontrando uma melhor condição de trabalho, eles irão conseguir prestar um serviço melhor para a sociedade. Então todos estamos ganhando com a Copa do Mundo", destacou. Um dos maiores legados para a cidade será o chamado Centro Inte-

Modernos equipamentos já estão funcionando na Escola de Governo e ficarão como legado da Copa para Natal grado de Comando e Controle Regional (CICCR), que foi montado na Escola do Governo, no Centro Administrativo. "O Centro já está funcionando há algum tempo. A Estrutura é da Secretaria Extraordinária de Grandes Eventos, que aqui tem como representante o delegado da PF, Paulo Henrique. No período da Copa todos os gestores de segu-

rança pública estarão ligados diretamente a esse centro. Nós temos o controle de escolta, de batedores, de saídas de delegações, chegadas, rotas protocolares, deslocamentos aos estádios, aos Centros de Treinamentos. Tanto tem visibilidade com monitoramento de câmeras quanto o sistema de rádio comunicação. É um acompanhamento em tempo real de

tudo o que está acontecendo no Arena das Dunas, no entorno do Arena e nos deslocamentos. Todas as rotas estarão monitoradas", explicou coronel Araújo. Ao todo são 200 câmeras de segurança espalhadas pela cidade e monitoradas diretamente no CICCR. No centro, que foi construído com investimentos de R$ 80 milhões, es-

FICARÃO NO

RN

tarão diversos órgãos da segurança pública do Estado, como Polícia Federal, Civil, Rodoviária Federal, Militar, Corpo de Bombeiros, Agência Brasileira de Inteligência e Força Nacional. Além do CICCR, dois Centros Integrados de Comando e Controle Móveis (CICCMs) estarão trafegando pelas ruas da cidade. Os veículos são equipados com 12 estações de vigilância, uma câmera térmica e uma câmera móvel. "Para a Copa, foram instaladas mais 30 câmeras, além das da Prefeitura do Natal, que passam imagem para o Centro. Depois da Copa, esse Centro fica como legado para o sistema de segurança pública do Rio Grande do Norte. Todas as ações de segurança na região metropolitana estarão ligadas diretamente ao Centro", frisou Araújo. Novas viaturas e equipamentos também estão chegando nos próximos dias para a Polícia Militar do Estado. "Nós temos essas viaturas que já foram adquiridas e estamos aguardando a chegada. São 200 viaturas de 4 rodas e 60 motocicletas, um total de 260 que irão melhorar a situação atual dos nossos policiais.

APÓS O MUNDIAL PREOCUPAÇÃO COM AUTORIDADES Além das preocupações com a segurança de torcedores e delegações, um dos maiores desafios do sistema de segurança do Estado para a Copa do Mundo é fazer a escolta das autoridades estrangeiras que estarão na capital potiguar. Até agora apenas o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, confirmou que virá para Natal. Ele acompanhará a estreia da seleção americana no Mundial, contra Gana, no dia 16 de junho, na Arena das Dunas. Mas existe a possibilidade de outras autoridades virem. Para evitar qualquer tipo de problema um esquema especial está sendo preparado. "A escolta das autoridades será feita por vários batedores e terá a direção do Ministério da Defesa. Temos o Exército, a Marinha. Também teremos integrantes da Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Força Nacional. Será uma operação mista. Toda essa escolta e o trajeto que essa escolta irá fazer será monitorado diretamente do CICCR", afirmou coronel Araújo.

> ÚLTIMOS PREPARATIVOS Fotos: José Aldenir

Arquibancadas móveis estão apoiadas em tábuas de madeira. Internamente, últimos preparativos são aprontados

Tábuas de madeira dão suporte a arquibancadas Faltando nove dias para o primeiro jogo da Copa do Mundo em Natal - México e Camarões se enfrentam no dia 13 de junho - as arquibancadas móveis, que custaram cerca R$ 11 milhões para o Governo do RN, ainda estão em fase final de montagem. Nesta terça-feira (3), o Comitê Organizador Local (COL) fez um tour com jornalistas pelo estádio e uma situação chamou atenção. Espécies de tábuas de madeira esta-

vam servindo como suporte para as arquibancadas móveis. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Secretaria Extraordinária de Assuntos Relativos à Copa do Mundo (Secopa), essas tábuas realmente servirão como suporte até o final do Mundial, quando os mais de 11 mil lugares serão retirados da Arena das Dunas. Durante o tour, o gerente de serviços ao espectador do COL, Marco Sansoni, falou em "milagre" quan-

do questionado se as arquibancadas ficariam prontas até o início da competição. "Eu tenho bastante experiência para responder que já vi acontecerem milagres. Há coisas que não dão para acreditar, mas que, de um dia para o outro, acontecem. Não tenham dúvida que vão acontecer. Isso aqui é a Copa do Mundo e todo mundo está trabalhando para que as coisas, apesar do atraso, que é totalmente normal, possam acontecer", afirmou. Em entrevista recente, o

titular da Secopa-RN, Demétrio Torres, confirmou que tudo estará pronto até o próximo dia 8. Marco Sansoni também explicou como funcionará a entrada do público em dias de jogos. Serão duas entradas, que ficam especificadas nos ingressos: a Norte fica localizada na avenida Lima e Silva, e a Sul, na BR101, próximo ao viaduto que está sendo construído. Como os dois locais ainda passam por obras de mobilidade urbana, o gerente aconse-

lhou que os torcedores cheguem mais cedo. "Não são as condições ideais (as obras de mobilidade), mas o que estamos planejando é informar os espectadores quanto à chegada, evitando uma aglomeração em cima da hora do jogo. Por causa das obras do viaduto na entrada Sul, haverá uma atenção quanto à segurança do público. Pedimos aos espectadores para utilizar o transporte público, baseado no ponto

de chegada, ou seja, se o ingresso indica a entrada pelo setor Sul, certamente deverá chegar com um transporte que passe por este setor". Para estimular a ir ao Arena das Dunas cedo, o os portões serão abertos 3 horas antes dos jogos. O público poderá "passar o tempo" na chamada de Fan Zone, que terá atividades organizadas pelos patrocinadores da Copa do Mundo, com a distribuição de brindes, além da venda de bebidas e comidas.

> SEM LIMITES

> FLAGRANTE Fotos: José Aldenir

Na manhã desta quartafeira (04), os motoristas que passavam pela BR-101, na altura da Arena das Dunas, se depararam com uma operação policial inesperada. Conforme mostram as imagens em flagrante do repórter-fotográfico José Aldenir, um motoqueiro identificado como Francisco Fabiano Bezerra da Silva, 33, natural de Santa Cruz, suspeito de ter praticado dois assaltos, foi parado por vários policiais militares do 5º BPM, no meio da rodovia. O homem ainda tentou evitar a abordagem, mas acabou se rendendo. Com ele, foram encontrados três telefones celulares escondidos dentro do capacete e um canivete, que teria sido utilizado para a prática do crime. Segundo apurou este O Jornal de Hoje, o suspeito teria assaltado a mulher de um policial e um estudante em Cidade Verde, e foi seguido até o local, quando os policiais interromperam o trânsito.

Ibama detém caçadores de arribaçãs em Pendências Agentes de fiscalização do Ibama detiveram no início da noite desta terça-feira (3) três caçadores de arribaçãs no município de Pendências, a cerca de 200 km de Natal. Juntos, os caçadores portavam 96 arribaçãs mortas, espingardas de calibres diversos, 173 cartuchos e farto material para recarga, como pólvora, chumbo e espoletas. O total de multas aplicadas será de R$ 48 mil – segundo a legislação ambiental brasileira, cada ave morta é contabilizada em R$ 500,00. O Ibama também apreendeu um veículo Pálio que era utilizado pelos caçadores dentro da área de postura das aves. Todos deverão responder na justiça por crimes contra o meio ambiente e se condenados poderão pegar até três anos de detenção. O Ibama alerta que a caça é proibida no Brasil, não havendo justificativas para isentar de punição quem for flagrado na atividade. Atualmente, com a chegada das chuvas, em diversos pontos do RN está havendo a formação de pombeiros – áreas de reprodução de arribaçãs – que devem ser respeitadas. Essas aves têm grande impor-

Cedida/Ibama

Centenas de aves foram apreendidas, já mor tas, pelos fiscais do Ibama tância para o meio ambiente, pois fertilizam o solo, dispersam sementes e combatem insetos. No início da semana, Magno Moura Vidal, que tem uma fazenda em Pendências, se mostrou revoltado com a situação. “É um absurdo. As aves estão indefesas. Tem um monte de gente com a geladeira cheia com arribaçãs mortas. Eles metem paulada nelas. Uma coisa muito violenta mesmo, revoltante.

Eles matam as aves e também os ovos delas, já que eles estão em período de reprodução. Um absurdo”, desabafou Magno, que disse não se preocupar com suas terras sendo invadidas pelos caçadores. “Os caçadores vêm atrás das arribaçãs aqui no meu terreno. Eles invadem, quebram cerca, mas isso eu posso arrumar depois. As arribaçãs não têm a mesma sorte. Isso tem que acabar”.


Cidade

Quarta-feira

Natal, 4 de junho de 2014

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

História das Copas - 1994 E que empate o melhor. A frase sentencial estava presente em todas as piadas das rodas de papo e nos programas de humor da TV. Era a representação cômica do estilo retranqueiro que Parreira adotara na seleção após a queda de 1990 para a Argentina. Substituindo Sebastião Lazaroni, o novo técnico defendia a posse de bola como regra natural para não tomar gol: se eu tenho a bola, o adversário não finaliza, óbvio. Mas, não era a posse que vemos hoje com a Espanha, que domina e logo ataca em bloco. Sorte do Brasil que tinha o baixinho Romário com apetite renovado e um xerife Dunga em missão de resgate da própria honra e reputação. O fiasco de quatro anos antes ganhou da imprensa o epíteto de "geração Dunga" para marcar o estilo Robocop. O estigma caiu sobre o volante gaúcho como aquele slogan do cigarro Vila Rica sobre o meia Gerson, nos anos 1970. E Dunga levantou a cabeça e virou capataz de um time que jogava feio, mas não deixava os outros jogar. Sem ele e Romário, o fim seria outro. Em Natal, muitos bares e restaurantes adquiriram televisores maiores para receber os clientes torcedores. Até o requintado Raro Sabor, que fez história na Praça das Flores, adaptou-se, na sugestão de Jener Tinoco, Ricardo Rosado, Fernando Fernandes e outros. Eu me dividi em vários locais para ver os jogos. Além do Raro, vi alguns nas casas de Luciana Ubarana e de Roseanne Azevedo e a maioria no meu próprio apartamento, colando figurinhas com minha filha Marana Torrezani, então com apenas nove anos. No primeiro jogo, o feijão com arroz da seleção foi suficiente para mastigar o futebol sem tempero da Rússia, com Romário abrindo e Raí consumando os 2 x 0. Depois, degustou Camarões em três pitadas de gol, com Romário, Márcio Santos e Bebeto. Naquela primeira fase, dois acontecimentos chamaram a atenção da mídia especializada: a surpreendente vitória dos EUA sobre a Colômbia da geração dourada de Valderrama e Asprilla; e o entrosado toque de bola da Romênia de Gheorghe Hagi. No terceiro jogo do Brasil, a confirmação das nossas suspeitas sobre as dificuldades do time. Um empate insosso com a Suécia com Romário fazendo um gol de bico de chuteira no comecinho do segundo tempo. E os suecos voltariam lá na semifinal. No grupo D, a Argentina se classificaria com duas vitórias e uma derrota, com Maradona começando a mostrar que um craque veterano dava pro gasto. No grupo E, a Itália se arrastou com uma vitória, um empate e uma derrota, quase não classifica. O Brasil pegou os anfitriões nas oitavas, num jogo duríssimo em que um amante do rock 'n' roll comandou os EUA como uma versão do General Custer combatendo nações Cheyennes e Sioux num campo fechado por desfiladeiros de poltronas. Faltando menos de vinte minutos para o fim, Be-

MUNDO PERDIDO

A COPA

ESTÍMULO AO CRIME

IDADE NA COPA

Duas adolescentes americanas de 12 anos poderão ser condenadas a 60 anos de prisão por assassinato de uma jovem de 19. Inspiradas num jogo online elas esfaquearam a garota 19 vezes, uma cutilada para cada ano de vida. O caso chocou os EUA.

Ainda segundo o Pew Research, 61% dos brasileiros acham "ruim abrigar a Copa porque tira dinheiro dos serviços públicos", enquanto apenas 34% aceitam sediar a Copa "porque cria empregos". Os dados estão sendo criticados pelo PT.

O ato violento das duas meninas foi para impressionar um personagem de Internet chamado "Slenderman" (homem fraco), surgido a partir de um concurso de edição fotográfica em que a figura de um ser alto e magro aparece ao lado de adolescentes.

A seleção da Argentina será a mais velha na Copa 14, com uma média de idade de 28 anos e 336 dias. A seleção mais jovem será a Bélgica, que vem surpreendendo a Europa com um belo futebol. Tem média de 25 anos e 241 dias. Brasil é a quinta mais velha.

REGALIAS

PREOCUPAÇÃO

PESQUISA

VIVA O MARECHAL

REJEIÇÃO

MUSA PORNÔ

Representantes das diversas categorias dos servidores públicos poderão entrar com pedido de "auxilio moradia" caso a regalia seja paga ao Ministério Público. Médicos, professores, delegados e outros, com salários menores que os doutores promotores.

beto salvou a pátria num gol concluído em passe de Romário, que foi coberto de beijos pelo parceiro de ataque. A Itália passou pela Nigéria no sufoco, com Roberto Baggio virando um jogo que parecia perdido. O belo futebol da Romênia despachou a Argentina num 3 x 2 histórico, marcado pela suspeitíssima expulsão de Maradona, que parecia um gladiador insano, pronto para levar seu time mais longe. E a Holanda passou pela Irlanda para encontrar o Brasil. Havia um clima de revanche no ar, por causa do baile holandês vinte anos antes, quando a geração Cruijff despachou o time de Marinho Chagas e Rivellino. Foi um duelo tático sem brilhantismo em ambos os lados, um jogo cheio de sustos lá no Raro Sabor. Romário abriu a contagem aos 8 minutos do segundo tempo e Bebeto aumentou aos 18. Quando se imaginava fatura fechada, o gol holandês em cima do gol de Bebeto e o empate doze minutos depois nos levaram a reabrir nossa conta com Gracinha Ferreira. Faltavam 9 minutos para encerrar, os comentaristas já debatiam sobre o preparo físico para a prorrogação e o estado emocional nas cobranças de pênaltis, quando Branco mandou o petardo e Romário curvou a coluna dois milímetros para a bola passar. Num 3 x 2 chorado e angustiado lá foi a seleção de Parreira para a semifinal com os suecos, que já haviam engrossado na primeira fase. Revivendo Garrincha em 1962 e Maradona em 1986, Romário carregou o piano até o show de encerramento. 1 x 0. A estrela do craque Roberto Baggio brilhou de novo por duas vezes e a Itália venceu a Bulgária do talentoso Stoichkov, um amigo de Romário. E veio a final, doze anos depois do clássico duelo de 1982 em que a Itália de Paolo Rossi matou o Brasil de Zico. Talvez tenha sido a mais feia decisão de uma Copa do Mundo, um jogo feio que se arrastou num zero a zero pelo tempo normal e pela prorrogação. O Brasil não venceu, a Itália perdeu no chute desperdiçado por Baggio. O Tetra foi tétrico no grito de Galvão Bueno. (AM)

Enquanto isso, o marqueteiro do PT, João Santana, apresentou segunda-feira para Dilma Rousseff e Lula uma pesquisa comprovando que caiu a confiança do eleitor na capacidade do governo petista promover mudanças. A luz vermelha foi acesa.

Houve um tempo que o principal instituto de pesquisa do Brasil era originário dos EUA, o famoso Gallup. Depois veio o Ibope e demais marcas nacionais - com seus critérios nada ortodoxos - e o instituto americano caiu fora do nosso mercado.

O ex-comandante do Exército egípcio, marechal Abdel Fatah al Sisi, foi proclamado oficialmente presidente do país norteafricano após vencer a eleição com 96,9% dos votos. O povo consagrou a intervenção militar contra a corrupção no país.

Ontem, um outro instituto americano, o Pew Research, que atua em toda a América Latina, publicou pesquisa mostrando que 72% dos brasileiros estão insatisfeitos com os rumos do Brasil e com o governo Dilma Rousseff. Um grande índice de rejeição.

Aos 56 anos, a atriz Nicole Puzzi, musa da geração que curtiu os filmes pornochanchadas nos anos 70/80, vai estrear um programa na TV Brasil chamado "Pornolândia", onde ela promete apresentar vestida numa blusa transparente.

COPA DE ELITE O título da nota, que virou filme nacional, em cartaz, cabe perfeitamente na tal "Copa das copas". Os preços praticados pela FIFA são semelhantes ao circo da F1 e não contempla a população mais pobre, onde reside os mais apaixonados torcedores da seleção brasileira. Ontem, em Goiânia (foto), o ingresso mais barato era R$ 180. Assim como foi na Copa das Confederações, será um evento para bacanas e dondocas.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

O espírito do tempo

SEMPRE HÁ JEITO Divulgação

Com a Copa praticamente em cima, começam a se confirmar as expectativas da população quanto a realização do mundial em Natal. As obras de mobilidade ao redor do Arena das Dunas ficarão meia boca. Alguns trechos serão liberados para facilitar, de forma mínima, o fluxo de veículos e de torcedores nos dias do evento. De certa forma, prevalecerá o velho jeitinho brasileiro de se resolver as coisas.

PADRÃO DA COPA

FERNANDO RODRIGUES COLUNISTA DA FOLHA DE S. PAULO

Nenhum dos três principais précandidatos ao Planalto conseguiu até agora capturar o espírito do tempo que se manifestou nas ruas desde o ano passado. A presidente Dilma Rousseff tenta se apresentar como agente de mudanças, mesmo que o PT já esteja há 12 anos no poder. Na dúvida, amedrontará os beneficiários dos programas sociais --"votem em mim para que nada mude". Os oposicionistas Eduardo Campos e Aécio Neves têm discursos parecidos. Dizem que é possível melhorar a gestão. Que o Brasil é mal administrado. Que uma nova política é necessária. Ocorre que as alianças de Aécio e Campos são semelhantes às do PT --no plano nacional e nos Estados. Falam em reduzir a inflação sem listar uma só medida amarga para alcançar tal objetivo. Para piorar, querem os brasileiros votando apenas uma vez a cada cinco anos (hoje, vota-se a cada dois anos). Num momento em

que os cidadãos desejam ser mais ouvidos, os candidatos de oposição caminham na direção contrária. Há um ponto a favor de Aécio e Campos. Sabe-se o que eles pensam (ou não pensam) porque ambos estão se submetendo a uma bateria de entrevistas e seminários públicos. São escrutinados de maneira livre quase todos os dias. Dilma Rousseff prefere o ar condicionado do Palácio do Planalto ou jantares no Alvorada. Nada de entrevistas regulares e gravadas com jornalistas. Debates eleitorais durante a campanha? Talvez, mas só se for com regras bem engessadas, na TV, sem se submeter ao contraditório. A petista tampouco parece propensa a enfrentar um debate na internet, no qual seria viável ter só os três principais candidatos --evento do qual ela participou em 2010. Talvez este cenário se altere após a Copa. Caso contrário, haverá três candidatos pregando uma variável da máxima de Lampedusa: para mudar é preciso não mudar nada. (Publicado na Folha de São Paulo 04/06/2014)

Mas, o que ninguém esperava, era a correria que existe hoje para concluir a instalação das arquibancadas móveis do Arena das Dunas. A oito dias do jogo entre Camarões e México, o primeiro do estádio potiguar, os setores ainda não estão prontos. A empresa contratada para realizar o serviço corre contra o tempo para deixar tudo no tal do padrão Fifa.

LAMENTÁVEL

Nada seria mais deprimente para o natalense do que outra cratera, como a que se abriu na Avenida Afonso Pena, aparecesse durante a Copa do Mundo. Uma clara imagem de país subdesenvolvido, que Natal parece não querer contribuir para apagar. Em tempo: foi já na gestão do prefeito Carlos Eduardo que outro buraco, de grandes proporções, apareceu três vezes consecutivas em poucos dias na Avenida João Medeiros Filho.

FILA

E já que o tema é Copa, o brasileiro realmente não aprende. Apesar das vendas dos ingressos continuarem pela internet, milhares de pessoas foram aos pontos de venda pessoalmente enfrentar as filas abertas para venda presencial. Em Natal não foi diferente. Desde as primeiras horas da manhã, muita gente já estava no Cidade Jardim.

Gira Mundo Divulgação

A 9 dias da abertura da Copa do Mundo, os viajantes que passaram nesta terçafeira, 3, pelo aeroporto de Brasília tomaram um susto: depois de uma rápida e forte chuva, parte do saguão do terminal 1 ficou alagado. Vários passageiros e até mesmo funcionários que trabalhavam na obra pararam para filmar o alagamento e distribuíram as imagens nas redes sociais. É possível ver uma boca de lobo transbordando em uma área já reformada na área de desembarque. A Inframerica inaugurou a nova ala do aeroporto, com a presença da presidente Dilma Rousseff, há pouco mais de um mês.

Megafone Arquivo

“O governo é tão ruim que até o PT quer mudar. Essa que é a verdade”

AÉCIO NEVES SENADOR , DURANTE ENTREVISTA CONCEDIDA AO PROGRAMA RODA VIVA , DA TV CULTURA

ARTICULAÇÃO

FUTEBOL MUNDIAL

LANÇAMENTO

FUTEBOL POTIGUAR

O PSL realiza no próximo dia 7, sábado, a solenidade de posse da primeira diretoria do PSL Mulher no Rio Grande do Norte. Sob o comando do advogado Araken Farias, a legenda articula uma candidatura própria a sucessão da governadora Rosalba Ciarlini. O evento será realizado na Assembleia Legislativa, a partir das 9 horas.

Pensando em desvendar os aspectos constitutivos do pleito de 2012 na capital potiguar, os cientistas sociais Daniel Menezes, Dennys Lucas, Gustavo Ribeiro e Anderson dos Santos produziram um livro – “Eleições 2012: a geografia do voto em Natal” – que será lançado hoje, às 18h30, no restaurante A cozinharia, localizado na rua Ismael Pereira da Silva, 1637, Capim Macio.

Se a Copa do Mundo fosse igual ao amistoso de ontem, o Brasil estaria bem na fita. Mas, todos sabemos que, na hora da decisão, o jogo é bem mais duro. Contra o Panamá, o time brasileiro começou com alguma dificuldade, mas acabou vencendo facilmente. Neymar mostrou que é mesmo nosso principal jogador. Se ele for mal, adeus Hexa.

Já que o tema é futebol, vale o registro da campanha dos times potiguares no Campeonato Brasileiro da Série B. O ABC chega a esta parada do torneio em 3º lugar, enquanto o América ocupa a 10ª colocação. Se conseguirem manter minimamente o nível, ambos têm chances de brigar pelo acesso no final do ano. Esta paralisação para a Copa será decisiva.


12 O Jornal de HOJE

CMYK

Natal, 4 de junho de 2014

Quarta-feira


Quarta-feira

Natal, 4 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 13

CMYK


14 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 4 de junho de 2014

Quarta-feira

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w LUTA - I Os rosalbistas não guardaram as armas. Apostam agora numa vitória jurídica, acaso a convenção do DEM não discutir, e votar, a candidatura de Rosalba Ciarlini. Mesmo se for para negar sua legenda. w MEDO - II Segundo afirmam os rosalbistas, foi manobra jurídica do senador José Agripino antecipar a decisão para a reunião da executiva do partido, sob seu controle absoluto, ferindo a autonomia da convenção. w MAIOR - III Os rosalbistas, descontentes, afirmam que o senador Agripino não controla os cerca de 170 votos da convenção e onde estão refletidas de forma ampliada as divisões do partido nas lutas de cada colégio. w RISCO - IV A luta jurídica contra a decisão da executiva do DEM não será tão fácil assim como imaginam os aguerridos rosalbistas. É possível que sequer o tema volte a ser discutido, mesmo indo para a Justiça. w PREÇO - V O partido, a rigor, tem o controle agripinista com votos de cozinha, e deu o troco diante do governo que não prestigiou ninguém. Para eles, a executiva não tem votos. É apenas uma reunião de amigos. w AGENDA Hoje tem Quarta Cultural no Mercado de Petrópolis: o show voz e violão - de Ricardo Wanamarque e Victor Júnior com seleção de clássicos da MPB. Além de bons papos, livros, discos, comes e bebes.

w CUIDADO - I Os analistas partidários pecam pelo excesso: quando analisam a vitória da oposição em Ipanguaçu como uma derrota dos poderosos reunidos em torno de Henrique, mas também quando a desprezam.

De estórias, ainda U

ma coisa puxa outra e, dado que este cronista não é pródigo em novidades, caído de moda que ficou na teia das frenéticas redes sociais, volta às estórias. Há nos seus enredos mais verdades do que pensam nossos vãos senhores. Poucos imaginam, por exemplo, que naquela Natal de janeiro de 1943, em plena guerra, Câmara Cascudo buscaria num diálogo tão distante uma razão próxima e um lugar tão perto para levar aos leitores de sua Acta Diurna a história de Alice no País das Maravilhas. Bom repórter, Cascudo vai buscar numa pergunta de Cecil Brown, então correspondente da Columbia Broadcasting System, a bordo do couraçado 'Repulse' - que iria a pique nos mares do sul da China, em maio de 1941 - qual a melhor leitura em tempo de guerra. 'O inglês - narra Cascudo - a bordo da belonave inglesa, esperando o ataque de aviões japoneses, respondeu que o melhor livro era 'Alice no País das Maravilhas, e que Cascudo conhecia na tradução do seu amigo Monteiro Lobato. A informação caiu nos olhos do colunista de Acta Diurna abrindo ricas indagações. Ora, se apenas é uma história para crianças que se passa num 'mundo impossível, onde os animais falam e os reis de baralho governam', como poderia ser aconselhada por um oficial britânico a bordo do H.M.S. Repulse, com seus 1.260 marinheiros e suas 32 mil toneladas? Como escreve Cascudo, há de 'haver uma razão séria e um argumento lógico', ainda que pareça apenas um enredo mágico e inverossímil. As estórias, por força da magia, embriagam. O oficial do 'Repulse', na verdade, lia 'Alice no País das Maravilhas' não para vencer a guerra. Não foi à toa que os olhos de Lobato foram atraídos pela leitura original de 'Alice's Adventures in Wonderland', e por isso ele foi o primeiro a traduzir o texto. E Cascudo, bem informado, acrescenta: 'Há poucos anos foi a leilão o original do 'Alice's Adventures in Wonderland. Um americano o arrematou por l5,4 mil libras ou $ 75,2 mil dólares'. No Brasil, e passados tantas décadas, há belas edições de Alice no País das Maravilhas e bons leitores. Em 1980, a Summus Editorial lançou a tradução e organização das duas aventuras de Alice - 'No País das

Maravilhas' e 'Através do Espelho e o que Alice encontrou lá', de Sebastião Uchoa Leite, naquela que talvez seja a tradução mais erudita em leitura e compreensão. E que vai merecer o ensaio de Uchoa - 'Universo visual de Lewis Carroll, pseudônimo de Charles Lutwidge Dodgson. Mesmo que não tenhamos espaço, nem talento, neste pedaço de página - só num livro caberia tal circum-navegação em torno das viagens de Alice, leitura do filósofo e poeta Antônio Cícero e ainda de Alberto Manguel, em 'À mesa com o Chapeleiro Maluco'. A este caberia toda a glória por ter percorrido o país de Alice e ter sido um leitor mágico da biblioteca do Capitão Nemo, no submarino Náutilus, como se fora um convidado e amigo de Júlio Verne. Ora, o livro de Alice pode ter razão e é tanto que o gato avisa: 'Aqui todos somos loucos'. Talvez. Voltando a Cascudo, o oficial do H.M.S. Repulse não era etnógrafo, não olhava Alice como alguém que estuda as coisas do folclore em busca de explicações. Ali, em pleno teatro de operações da Segunda Guerra Mundial, no couraçado que aguarda nos mares da China o bombardeio dos caças japoneses, o oficial inglês lia Alice vivendo o mistério encantado do maravilhoso. Ou, como escreve Cascudo, talvez na busca de voltar à infância e regressar ao presente 'revigorado e sadio de espírito'. Na conclusão, Cascudo revela a razão de ter buscado tão longe o motivo do seu artigo em plena guerra que ele também viveu aqui, na sua vila humilde, entre oficiais e soldados, aviões e navios americanos. Sonhava 'com vagar e teima', 'curiosidade e carinho' em erguer a história da literatura oral, 'abandonada, esquecida, como um tesouro, na memória imortal do povo'. Em 1952, nove anos depois, estava pronto o livro. A pedido, figurou na primeira edição como volume seis da História da Literatura Brasileira, um sonho de Álvaro Lins. Mas, informa Cascudo na nota à segunda edição, 'vinte e seis anos depois, circula a primeira edição autônoma, transitando independente do desfile anterior'. E fecha a nota saudando a chegada de D. Sebastião, aquele que até hoje ainda é esperado, desde a batalha de Alcácer Kibir, em 1578. Era só e até amanhã.

w SINAIS - II Depois de Mossoró e Ipanguaçu duas derrotas - quem faz política sabe que pelo menos numa coisa os números são reveladores: o poder do forte ainda continua sob a influência de cada liderança local. w AGENDA Hoje tem Quarta Cultural no Mercado de Petrópolis: o show voz e violão - de Ricardo Wanamarque e Victor Júnior com seleção de clássicos da MPB. Além de bons papos, livros, discos, comes e bebes. w PEDAL Hoje tem pedalada e, como sempre, com concentração de largada na lateral da agência Arituba para uma jornada até o Morro do Careca. Roteiro de 29 quilômetros, ida e vinda, será via Campus/UFRN. w POSSE Dia 10 a historiadora Leide Câmara toma posse na Academia Norte-Rio-Grandense de Letras. Ela reuniu o maior e mais completo acervo da nossa música. Na vaga do escritor Pedro Vicente da Costa. w SAUDADE Será dia 22 julho, no salão nobre da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, a sessão solene de homenagem à memória de Pery Lamartine. Com discurso de saudação será de Anna Maria Cascudo.

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br Márlio Forte

w DIFÍCIL DE DIGERIR

Não tem repercutido bem pelo interior o "xeque-mate" dado pelo senador José Agripino na governadora do DEM Rosalba Ciarlini, ao conseguir fazer o diretório da legenda que ele comanda votar contra o projeto de reeleição da chefe do Executivo. >>> Isso porque muitos interpretam que, na verdade, Agripino fez tudo isso não para beneficiar o partido com uma coligação proporcional, ou porque a administração demo vai de mal a pior, mas para, única e exclusivamente, salvar a vida política do filho Felipe Maia, deputado federal candidato à reeleição. >>> E para conseguir o sucesso de Felipe, Agripino não se importa em derrotar o próprio partido - anulando a chance de a legenda ter candidatura própria ao Governo - e favorecer os ex-rivais políticos Henrique Alves e Wilma de Faria.

w MARCADOS EM MOSSORÓ

Em Mossoró, por exemplo, a dupla Agripino-Felipe já deve ter perdido muitos votos com a posição adotada contra a filha da Terra. >>> Em tempo: na eleição suplementar, realizada em maio, ficou claro que a Rosa ainda tem muito prestígio nas urnas mossoroenses...

w UM DEM SÓ

DE OBEDIENTES... Segundo um informante de lá, na capital do Oeste o que as lideranças políticas comentam é que o diretório da legenda agripinista é formado por pessoas que já não militam mais na política, mas que são amigos do senador e presidente nacional do Democratas, prontos para obedecer . “São velhos (no sentido de antigo) e sem expressão política, pois Agripino nunca renovou o diretório justamente por querer manter o cabresto. Já os que militam pelo partido, que são poucos, não possuem força no diretório, formado por amigos de almoços e viagens a Nova Iorque de José”, disse a fonte à coluna.

Bobflash

Ju Flor e Thacyanne Flor em evento de moda no Espaço Quatro Olhares-vigilantes de Agripino e Felipe Maia para o voto de Cláudia Regina, ex-prefeita de Mossoró, durante reunião da executiva de DEM que decidiu não apoiar reeleição de Rosalba

Desaboya.com

w ARRUMANDO A CASA...

w FALANDO NISSO... Ontem mesmo o Diário Oficial já divulgava o Edital de convocação "urgentíssima" da Convenção do DEM, definida para o próximo dia 15 de junho (um domingo), entre 9h e 13h, na sede do partido. w PREVISÕES... Sobre o assunto, o ex-deputado federal Ney Lopes de Souza, defensor da candidatura de Rosalba, comentou em seu blog: >>> "O senador José Agripino fez a convocação imediata para dá satisfação e atender exigência de Henrique Eduardo e Vilma Faria. Se não agisse com essa urgência, Henrique e Vilma negariam legenda ao DEM. Mesmo concedendo o direito à coligação, o PMDB e PSB desprezarão os Democratas, que não participarão da chapa majoritária, que serão obrigados a apoiar, em função da lei vigente". >>> É aguardar!

À frente da Emprotur, empresa que cuida do Turismo do RN, o jornalista Alexandre Mulatinho está focado na chegada dos turistas para a Copa do Mundo 2014, que começa semana que vem. >>> De acordo com ele, neste período o foco será "atender bem aos operadores de turismo dos oito países que estarão aqui no RN no período da Copa 2014, reforçando nossas potencialidades". >>> Para isso, segundo contou à coluna o presidente do órgão, o Governo do RN montou uma estrutura no Centro de Convenções para as embaixadas e consulados, e através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico montou rodadas de negócios na FIERN para atrair potenciais investidores durante o campeonato.

w ...PARA AS VISITAS

A equipe da Emprotur está finalizando a instalação dos Centros de Informações Turísticas no Porto de Natal, Rodoviária, Aeroporto e Centro de Turismo. >>> "Além disso, vamos atuar no Centro Aberto

Com missa em ação de graças, o líder do prefeito na Câmara Municipal de Natal, vereador Júlio Protásio (PSB), comemora a chegada de nova idade amanhã. >>> E ele vai receber familiares, amigos e políticos para o "ato de reverência cristã", às 18h30, na Igreja Bom Jesus Das Dores, na Ribeira. >>> Os convidados devem levar um quilo de alimento não perecível para doação ao Instituto Juvino Barreto.

w GIRO PELO TWITTER...

...da Justiça Federal/RN: "Subseção de Caicó da Justiça Federal cumpre, com seis meses de antecedência, Meta 4 do CNJ";

Cedida

Anninha Melo foi a cabeleireira potiguar convidada para o Congresso Kerastase 2014, na Russia, na cidade de São Pettesburgo. O evento apresenta os lançamentos da marca para 2015

w FESTEJANDO

Vera Lúcia e Maria Luiza Lamas no lançamento do Anuário NDecor

de Mídia, instalado na UFRN em parceira com Governo do RN, Prefeitura, Fiern e Sebrae, para atender jornalistas não credenciados pela FIFA mas que desejam cobrir o destino RN", avisou Mulatinho, que completou: "Montamos roteiros e passeios guiados para que os jornalistas vivenciem experiências gastronômicas, culturais e tenham informações econômicas e socio-culturais no RN".

w CAOS São muitas as reclamações de quem transita pela Avenida Ulisses Caldas, nas proximidades da Prefeitura de Natal. >>> É que há três dias que a via continua interditada por manifestantes do SindSaúde, atrapalhando a vida de quem precisa trafegar pelo local. >>> Hoje pela manhã, a cena era de caos total, com barracas, mesas e cadeiras no meio da rua, e, claro, um trânsito infernal... >>> E até agora nada de Carlos Eduardo sentar para negociar com esse pessoal. >>> Quem sofre é a população.

...do publicitário do governo e cunhado de Henrique Alves, Arturo Arruda: "Aécio Neves dando show no Roda Viva. Fala e convence. Eleição presidencial será uma briga boa de se assistir".

w DICA

Pensando em desvendar os aspectos constitutivos do pleito de 2012 na capital potiguar, os cientistas sociais Daniel Menezes, Dennys Lucas, Gustavo Ribeiro e Anderson dos Santos produziram um livro - "Eleições 2012: a geografia do voto em Natal" - que será lançado hoje, às 18h30, no restaurante A cozinharia, localizado na rua Ismael Pereira da Silva, 1637, Capim Macio. Mulheresnofds

Coleção Inverno 2014 Hortências Adriana


Cidade

Quarta-feira

Natal, 4 de junho de 2014

O Jornal de HOJE 15

José Aldenir

ABC VOLTA AO G-4 E DÁ FÉRIAS COLETIVAS ALVINEGRO EMPATOU COM O

NÁUTICO

PELO

ÚLTIMO JOGO ANTES DA

COPA

O ABC empatou em 1 a 1 com o Naútico, ontem, no estádio Iberezão, em Santa Cruz (RN), pelo último compromisso pelo Campeonato Brasileiro da Série B antes da paralisação da competição para a realização da Copa do Mundo. Com o resultado, a equipe retornou ao G4 (Grupo dos quatro primeiros clu-

bes postulantes ao acesso), assumindo a terceira colocação, com 17 pontos ganhos. Como planejado pelo Departamento de Futebol alvinegro, depois da partida os jogadores abecedistas entraram em recesso e só retornarão aos treinamentos no próximo dia 16. Na volta aos trabalhos, o grupo iniciará um período de intertemporada visando o retorno da disputa da Série B e da Copa do Brasil. O primeiro compromisso do ABC depois da Copa do Mundo está marcado para o dia 15 de julho, quando enfrentará o Luverdense/MT, em Lucas do Rio Verde (MT). O técnico Zé Teodoro parabenizou o grupo que conquistou 17 pontos jogando dez partidas e

disse que vai continuar trabalhando no recesso. "O grupo está de parabéns pela boa campanha nesta pré-fase de Copa do Mundo, eles saem de férias, mas nós vamos continuar nos reunindo diariamente. O ABC é grande e a nossa equipe é madura", revelou o treinador que prometeu um ABC muito mais forte depois da Copa. "Vocês terão a oportunidade de ver uma equipe bem melhor no nosso retorno. Eu só tenho que agradecer ao nosso torcedor que tem nos apoiado desde o início da série B. Temos muita gente boa de fora por contusão. Junior Timbó, Renato, Patrick, Samuel e Somália irão nos ajudar muito no nosso retorno" finalizou Zé Teodoro.

ALVINEGROS E ALVIRRUBROS

PRESTAM HOMENAGEM A MARINHO ABC e Náutico prestaram antes do jogo uma série de homenagens a Marinho Chagas, ídolo nos dois clubes. O alvinegro colocou o número 6, eternizado pelo melhor lateral-esquerdo da Copa de 74, nas costas de todos os jogadores do time. Quem era o camisa 10, por exemplo, jogou com a 106, e assim por diante. Já o Náutico entregou uma camisa do clube pernambucano ao diretor executivo do ABC, Rogério Marinho. O uniforme também com o número 6, será destinado a família do ex-atleta. Ainda antes do jogo, Rogério entregou uma placa a prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa, em agradecimento ao apoio dado pelo município ao ABC nos jogos realizados no Iberezão, neste início de Série B. Em retribuição, Fernanda repassou a Rogério uma imagem de Santa Rita de Cássia. A prefeita pediu para que a mesma ficasse no estádio Frasqueirão, junto aos troféus do clube, "pois ainda daria muitas alegrias" ao alvinegro, assim como deu neste início de competição.

Divulgação

Diretor executivo do ABC, Rogério Marinho, recebeu a camisa 6 do Náutico

Técnico Zé Teodoro prometeu um time muito mais forte após o recesso da Copa do Mundo

AMÉRICA SOFRE A QUINTA DERROTA E MANDA SETE EMBORA O América perdeu de 3 a 0 para o Sampaio Corrêa, ontem à noite, no estádio Castelão, em São Luiz, no Maranhão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com a quinta derrota sofrida, o alvirru-

bro caiu para o meio da tabela de classificação, passando a ocupar o nono lugar, com 13 pontos. No último jogo antes do recesso do futebol nacional para a Copa do Mundo, a diretoria americana deu início a rees-

truturação do time, dispensando sete jogadores. O diretor de futebol americano, Eliel Tavares, anunciou ontem que o goleiro Rafael Roballo, o zagueiro Luís Felipe, os volantes Felipe

Macena e Dener, o lateral-esquerdo Alex Barros, o lateral-direito George Lucas, mais o meia-atacante Rafinha não pertencem mais ao elenco alvirrubro. Todos os sete jogadores assinaram rescisão de contra-

Fábio Pacheco fabiopachecorn@gmail.com

REFÉNS DE NEYMAR O amistoso do Brasil contra o Panamá ontem serviu para constatar que nossa seleção só fará sucesso no Mundial se continuar com a genialidade e o brilho de Neymar. Simplesmente ele fez tudo em campo. Marcou, brigou, armou, driblou, atacou, fez um belo gol de falta e ainda fez a jogada para mais três. Alguém viu Fred em campo? E Oscar? Neymar ocupou todos os espaços do meio-campo pra frente e deu um show de bola. Jogou tão bem que não deu pra ver os erros da seleção, problemas que só aparecerão no decorrer do Mundial, quando o nosso camisa 10 se machucar ou não estiver nos seus dias, ou muito bem marcado. Corremos o risco de sermos um país codjuvante dentro da sua Copa do Mundo. A atual geração é uma das mais discretas desde 1950. Mas se Neymar for o Garrincha de 1962, escaparemos de um novo Maracanazzo, e o mundo irá coroar o camisa 10 como o melhor jogador da Copa. Salve, salve Neymar! SAI FERDINANDO A diretoria do ABC aceitou o pedido de demissão do superintendente de futebol, Ferdinando Teixeira. O trabalho do professor foi prejudicado com a chegada de Zé Teodoro, pois há mais de um mês que não conseguia fazer uma contratação. Como não tem mais idade para esquentar a cabeça e muito menos provar algo para alguém, o maior vencedor do futebol potiguar decidiu retirar o seu time de campo.

Divulgação

SEM APOIO O atleta potiguar Ramon Denier sagrou-se vice-campeão brasileiro de luta olímpica, em evento disputado no final de semana na Vila Militar de Deodoro, no Rio de Janeiro. Com o resultado, Ramon subiu para o segundo lugar no ranking nacional, entrando na briga por uma vaga nas Olimpíadas de 2016. Porém, o grande desafio do atleta é conseguir apoio financeiro para seguir treinando e competindo. ESTÁDIO MARINHO CHAGAS O deputado Kelps Lima oficializou ontem sua sugestão para que o Estádio Arena das Dunas seja batizado como Marinho Chagas. Para Kelps, é muito importante que a Assembleia analise este projeto antes da Copa. O deputado está repleto de razão, uma homenagem desta grandeza antes do início da Copa se tornaria mundialmente conhecida.

to e não disputam mais a Série B. Ontem, na derrota para o Sampaio, a principal queixa do técnico Oliveira Canindé foi a falta de opções no banco de reservas e por isso, a diretoria já trabalha na contratação de

novos reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B e Copa do Brasil. Na próxima rodada, no dia 15 de julho, o América volta a campo para enfrentar o Bragantino, na Arena das Dunas.

REESTRUTURAÇÃO A diretoria do América vai aproveita o recesso da Copa para fazer uma reestruturação na equipe. Não adianta ficar com jogadores no plantel que não correspondem, que não suprem as ausências dos titulares. As sete dispensas foram bem avaliadas e o correto agora é trazer jogadores de melhor nível técnico, que cheguem para jogar e resolver os problemas do time, principalmente do meio-campo. RODADA PÉSSIMA A derrota em São Luíz era previsível, principalmente depois que o Sampaio bateu o América-MG fora de casa, um dos líderes da Série B. O problema é que o América chega a sua quinta derrota, apenas duas de diferença para o lanterna Vila Nova-GO. Já o ABC pisou feio na bola. O empate dentro de casa contra o Náutico só não foi pior porque o time manteve-se no G-4. SEM WI-FI Os torcedores que forem aos jogos da Copa do Mundo na Arena das Dunas não terão acesso a uma rede de internet wi-fi. A informação é do Sindicato dos de Empresas de Telecomunicações do Brasil (Sinditelebrasil). De acordo com a entidade, além de Natal, os estádios de São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Recife e Fortaleza não terão o serviço. UM MAL MUNDIAL Sonegação fiscal é um mal mundial. A Agência Tributária da Espanha concluiu que o Barcelona cometeu crime fiscal na contratação de Neymar, sonegando mais de 9 milhões de euros no negócio que fez o atacante trocar o Santos pela equipe catalã. Se condenado pelo seu suposto delito fiscal, o Barcelona poderá ter de desembolsar até 54 milhões de euros de multa.


16 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 4 de junho de 2014

Quarta-feira

Divulgação

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Salve, Menga

BRASIL TERÁ FORÇA MÁXIMA NO ÚLTIMO TESTE NA

VITÓRIA SOBRE O

O Brasil não teve problemas para golear o frágil Panamá por 4 a 0, ontem, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, no primeiro amistoso do time de Luiz Felipe Scolari na fase preparação para a Copa do Mundo. Neymar, Hulk, Daniel Alves e Willian fizeram os gols brasileiros na partida. A seleção brasileira voltou para Teresópolis, treina nesta quarta e na quinta para o amistoso contra a Sérvia, na próxima sexta-feira, às 16, no Morumbi. Para o último teste, o técnico Felipe Scolari promete escalar todos os titulares.

PANAMÁ, THIAGO SILVA

Poupados do jogo contra o Panamá, o capitão Thiago Silva e o volante Paulinho, foram confirmados pelo treinador. "A ideia é escalarmos o time que estará em campo na estreia, contra a Croácia. Não pretendemos poupar ninguém, só em caso de problemas nesses próximos dias", afirmou Felipão. Segundo Scolari, nem mesmo o atacante Neymar, que atuou o tempo todo no amistoso frente ao Panamá, será preservado. "Ele precisa jogar, precisa de ritmo de jogo, pois já esta-

E

PAULINHO

va sendo poupado em seu clube por causa de lesão", afirmou. Sobre o fraco início da partida contra o Panamá, Felipão disse que foi em decorrência dos três meses sem atuar. "Temos que saber que faz três meses que esses atletas não jogam juntos e tivemos até hoje apenas sete dias de treinamentos. Dá para dar um desconto sim. As coisas deram errado nos primeiros 20 minutos de jogo e seria diferente se tivéssemos uma seleção de nível maior como adversária", disse.

NÃO JOGARAM

Dormia no vestiário. Quando deixava a pensão onde ficava concentrada a patota inteira, para tomar cerveja, costumava calçar o sapato preto no pé direito e no esquerdo, um cinza. Desligado, o Menga. Abreviatura de Mengálvio Feijó, o catarinense termômetro organizador do Santos de Pelé. O Menga reapareceu ontem, antes do amistoso entre Brasil x Panamá em Goiânia, o Brasil com Neymar carregando o time e o Panamá, um pouco menos sofrível que a Anapolina, lá daqueles mistérios planaltinos. Estava num grupo de campeões mundiais à beira do gramado, acompanhado por outros coroas sensacionais: os pontas Pepe e Edu, criador e criatura das maravilhas pela esquerda do ataque campeão de tudo e mais seis meses na segunda metade dos anos 50 até a despedida do monstro da camisa 10. Viola, o centroavante reserva de 1994 também foi visto, mas Viola desafina comparado aos três. O Menga era tão desligado que o seu apelido era Pluto, o personagem aéreo de Walt Disney. O Menga deu algum azar na seleção brasileira. Na sua posição, era o reserva mais moderno de Didi e jamais seria titular. Fez parte do grupo do segundo título mundial no Chile em 1962. Legal, o Menga. Cumprimentou Felipão e conseguiu fazer o nosso emburrado treinador abrir um sorriso dos Chuís. Mengálvio deve ter cochilado muito no primeiro tempo, sem ver Ramires maratonista na posição que era tão charmosa e restrita, que para circular por suas imediações, o sujeito precisava lançar, driblar e chutar bem. Pensar, principalmente. O Menga é do tempo de cinco no ataque. Dorval, ele, Coutinho, Sua Majestade e Pepe. Aos 74 anos, é simpático e sossegado, mantendo o andar de um camponês usando macacão nos filmes sobre o Mississipi, nos Estados Unidos. Pela camisa do Menga, seu papel era de estrela comercial de um cartão de crédito que ele e os campeões estavam fazendo. Merchandising, palavra que o Menga deve desprezar e perguntar o tempo todo a Pepe o que significa. Pepe deve explicar que é um rádio. Transistor. Ele concorda e pronto. Mengálvio fez parte de uma cintilante constelação de armadores, de homens de planejamento e criatividade. Sua decantada lerdeza foi cruel armadilha para o Benfica de Eusébio e para o Milan de Mazzola e Amarildo, vítimas do Santos nas finais intercontinentais de 1962 e 1963. Gente igual a Mengálvio faz falta ao universo humano do esporte. Um craque. Um personagem real de literatura e humor fino. Conta Pepe em seu livro que o Menga, num "vilipendiado Fusca", encontrou uma bela morena no centro de Santos. Ensaiou a cantada, ofereceu a carona e ficou bobo com a facilidade. A mulata encostou, abriu a porta, sentou e disse: "Vamos pra casa." Era a irmã dele. Mengálvio copiava o hilário de história em quadrinho na rua, mas em campo jamais foi um Pateta. Que está multiplicado em vários endeusados de hoje. ABC EM VANTAGEM ABC encerra a participação antes da Copa do Mundo com um dos melhores desempenhos em largada de campeonatos brasileiros. Nem Madre Teresa, se viva fosse, acreditaria no alvinegro com 17 pontos e no G-4. DEIXOU ESCAPAR Mas o empate contra o Náutico deixou na torcida uma sensação de resultado "mais ou menos". O ABC voltou a recuar cedo demais, esquema aceitável longe de casa. Começou frenético, fez 1x0 e parecia dono dos três pontos. Deu espaço e o Náutico empatou num chute despretensioso. Gilvan traído pelo quicar da bola. Bem mesmo jogou o volante Michel. Seguro e lúcido nos passes. NO MARANHÃO Tragédia o segundo tempo do América. Apagou após a falta de energia no Estádio Castelão. O camisa 10 Eloir, do Sampaio Corrêa, acabou com o jogo com direito a drible descadeirante no beque antes do 3x0. BARCA O América mandou embora quatro jogadores que, se não fosse a notícia da dispensa, pouca gente saberia que tinham vindo para o clube. Foram embora o goleiro Rafael, o lateral Alex Barros, o zagueiro Luís Felipe e o volante Macena. Falta nenhuma. HÁ 42 ANOS Faz dois anos e cinco meses que o Estádio Machadão foi inteiramente destruído para a Copa do Mundo. Orgulhoso viúvo, porque o Machadão desde Castelão é minha infância infinita, lembro que, se vivo fosse, o Poema de Concreto faria 42 anos neste 4 de junho. WILLIAM O primeiro gol do estádio por onde desfilaram craques legítimos e multidões em frenesi, foi marcado pelo volante William, do ABC, que venceu o América por 1x0 na preliminar rodada dupla de inauguração. Público pagante de 37.346 pessoas. Público total superior a 40 mil.

TIMES ABC: Erivan; Preta, Edson, Josemar e Anchieta; William, Gonzaga e Alberi; Zé Maria, Jailson e Soares; América: Juca, Pimentel, Cláudio (Osmar) , Djalma e Duda; Amaro, Nunes e Naúva; Bagadão, Petinha (Gonçalves) e Chiquinho. FALCÃO EM CAMPO Na partida principal, a seleção olímpica brasileira empatou em 0x0 com os profissionais do Vasco. Em campo, esteve o futuro Rei de Roma, Paulo Roberto Falcão - blasfêmia - reserva naquela tarde em Natal. Também Dirceuzinho, titular em 1974 nas Copas de 1974 e 1978 e entre os 22 de 1982. ESCALAÇÕES O Brasil do técnico Antoninho: Nielsen; Aloisio (Terezo), Abel Braga, Wagner e Celso; Fred, Marco Aurélio (Falcão) e Dirceuzinho (Ângelo); Pedrinho Gaúcho (Tuca), Zé Carlos Olímpico e Manoel. Vasco do técnico Mário Travaglini: Andrada; Haroldo, Moisés, Miguel e Eberval; Edson, Suingue e Gilson Nunes; Jorginho Carvoeiro, Silva Batuta e Marco Antônio (Ademir). Wagner e Zé Carlos Olímpico jogariam pelo ABC e seriam campeões estaduais de 1976. UM DIA COMPLICADO E hoje faz 15 anos que Rubens Lemos, pai, morreu. Aos 57, era exatamente 15 anos mais velho do que o Machadão, que conhecia em todos os concretos e emoções, quando o estádio desceu ao pó. Rubão foi o melhor comentarista de futebol do Estado e um jornalista de primoroso texto. AMIGOS RETARDATÁRIOS Ser humano quixotesco. Depois de morto, o meu pai ganhou tantos amigos que lotam três ou quatro estádios de idolatria intrusa, duvidosa e até de vibrações macabras. Seus companheiros de verdade são os anônimos e solidários até 4 de junho de 1999. Importante é lembrá-lo. Todo dia e até quando for minha vez. Bom, basta, ele diria. Gostaria de ouvir. De novo.

04062014  
Advertisement