Page 1

Usinas Petrobras solares não vai mais no RN investir no RN Usinas solares serão construídas pela Ufersa nas cidades de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros. estado 3 @defato_rn

17os an

Matéria especial do jornalista Magnos Alves enfatiza que a Petróleo Brasileiro S/A não vai mais investir no Rio Grande do Norte. mossoró 1 /photos/jornaldefatorn

/jornaldefatorn

A vice-prefeita Nayara Gadelha está no exercício do mandato. Saiba o que ela pensa. Política 3 MOSSORÓ (RN), DOMINGO, 11 DE FEVEREIRO DE 2018 | EDIÇÃO 5.089 – ANO XVIII | R$ 2,50

Carnaval 2018

>> A revista Domingo e o caderno Estado trazem amplo material sobre o carnaval deste ano. Veja roteiro, dicas e o que fazer durante o período. Boa folia. DOMINGO

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

Nayara Gadelha, a vice titular


2 OPINIÃO

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

ESPAÇO JORNALISTA MARTINS DE VASCONCELOS

PERFIS LITERÁRIOS: DAVID DE MEDEIROS LEITE cular interseções entre um conhecimento destituído de formalidade e apegado a emoções artísticas. A visão poética que ele tem do sertão lhe permite, por exemplo, retratar num contexto poético um nível da sensibilidade que caracteriza e marca seu “Ruminar”. Atente-se particularmente para os trechos do poema a seguir:

Thiago Gonzaga Escritor e pesquisador da Literatura Potiguar thiagokats@hotmail.com

A gemedeira do carro de boi faz o homem, de beira da estrada, admirar nossa passagem Em outro, dando voz ao boi: Por que nos marcam a ferro e fogo ?

mia

D

avid de Medeiros Leite é escritor e poeta, professor da UERN, doutor pela Universidade de Salamanca, Espanha. Publicou diversos livros, dentre os quais, Ruminar (poesia) e Cartas de Salamanca (crônicas), ambos pela Sarau das Letras, editora de cuja diretoria participa. Seu mais recente trabalho, intitulado Rio do Fogo, contém vinte poemas e quarenta fotografias, retratando diversos aspectos do cotidiano da praia de Rio do Fogo e da cidade homônima, situada no litoral norte do Estado, região que se distingue sobretudo pela pesca. A parceria é com o magistrado Bruno Lacerda, fotógrafo bastante experiente na arte da fotografia, inclusive com prêmios e exposições no currículo. Dessa obra, elogiada, recentemente pelo crítico literário Hildeberto Barbosa Filho, destacamos um trecho do seguinte poema: VIVER NO MAR Viver no Mar é não precisar de endereço fixo. Minha casa anda comigo (ou ando com minha casa), navegando amplidões. Escritor operoso e versátil, David de Medeiros Leite é autor de outros livros: igualmente bem acolhidos pela crítica e pelo público: Incerto Caminhar (poesia), Ombudsman Mossoroense e Casa das Lâmpadas (crônicas). Em coautoria publicou: Mossoró e Tibau em Versos (com Edilson Segundo), antologia; Sarau das Letras – Entrevistas com Escritores (com Clauder Arcanjo); Os Carmelitas em Mossoró (com Gildson Souza Bezerra e José Lima Dias Junior), Duarte Filho: Exemplo de Dig-

nidade na Vida e na Política (com Lupércio Luiz de Azevedo). Publicou, também, Companheiro Góis – Dez Anos de Saudades (org). Seu livro de estreia na poesia, Incerto Caminhar, foi premiado no II Concurso de Poesia em Língua Portuguesa, realizado em Salamanca. A respeito de Cartas de Salamanca, considerado o seu melhor livro de crônicas, disse Manoel Onofre Jr., em A Servidão Diária 2: “Se um estudante me pedisse para lhe indicar um bom livro de crônicas, uma obra referencial do gênero, na literatura potiguar, eu indicaria esse sem nenhuma dúvida. Não digo que seja obra-prima, mas é Crônica (com C maiúsculo) na melhor expressão da palavra” (2015, p. 53). David de Medeiros Leite é membro da Academia Mossoroense de Letras, e sócio do Instituto Cultural do Oeste Potiguar, e do IHG-RN – Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, além de outras instituições. Atualmente ocupa o cargo de Pró-Reitor de Recursos Humanos da UERN.

Sobre Ruminar tivemos oportunidade de escrever para o Substantivo Plural, do jornalista Tácito Costa: Todos sabemos que o vocábulo “ruminar” significa “entre os ruminantes, remastigar, remoer os alimentos, aqueles que retornam do estômago à boca” (Dicionário Aurélio, 2010). Mas, em sentido figurado também quer dizer, “cogitar profundamente; pensar, refletir muito” (Ob. cit.). David Leite joga com essa ambivalência, e faz com que o eu lírico se expresse pelos ângulos do boi e do vaqueiro. É o leitmotiv da sua obra. No entanto, o poeta invoca outros elementos do mundo rural. O carro de boi, por exemplo, presente na ilustração da capa do livro – é um dos mais primitivos meios de transporte, ainda em uso no interior do país, para a condução de cargas e pessoas. Quando em movimento, o autêntico carro de boi emite um som estridente, característico, que anuncia a sua passagem. Com elementos como este, formulou-se a proposta de David Leite: cantar o espaço, os ani-

di­re­ção ge­ral: Cé­sar San­tos diretor de redação: Edilson Damasceno Ge­ren­te AD­MI­NIS­TRA­TI­VA: Ân­ge­la Ka­ri­na

mais – principalmente, o boi – as coisas e o homem do sertão. A poesia de “Ruminar”, que tem caráter rural como escrita cultural, de revelação da subjetividade, é exercitada, neste trabalho, dentro dos princípios de significação que o homem dá a sua existência. Mesmo morando em cidade grande, distante do sertão, o escritor assumiu através da linguagem poética uma forma de mediação entre sua experiência humana individual e a experiência do sertanejo. Sua palavra registra as transformações e adaptações de formas tradicionais de relacionamento com o território e com o meio social, revelando transições nas vidas dos indivíduos. O universo descrito por David Leite apresenta-se como um vasto campo de possibilidades de entendimento e de despertar de sensações. Mesmo que percorrendo caminhos tão peculiares, como é o da poesia popular, gerada a partir da oralidade e que na transcrição para o suporte gráfico procura manter as características originais da fala, é possível arti-

Um produto da Santos Editora de Jornais Ltda. Fun­d a­d o em 28 de agos­to de 2000, por Cé­s ar San­tos

www.de­fa­to.com E-mail:re­da­cao@de­fa­to.com TWITTER: @jornaldefato_rn | REDAÇÃO E OFICINAS: SEDE: Avenida Rio Branco, 2203, Centro, Mossoró-RN – CEP: 59.063-160 TELEFONES: (84) 3323-8900 (Mossoró) | COMERCIAL/ASSINATURAS: (84) 3323-8913 / 3323-8918

AS CO­LU­NAS E MA­TÉ­RIAS AS­SI­NA­DAS SÃO DE RES­PON­SA­BI­LI­DA­DE DE SEUS AU­TO­RES

“Ruminar” é, para David, um ser vivo, ora humanizado ora zoomorfizado. Mas é no que tange à prefiguração linguística dominante no texto, a metonímia, que se verifica a força maior da poesia. Estas afirmações apontam para qualidades que tornam “Ruminar”, antes de tudo, uma obra poética, embora contenha, um esboço atinado e intenso da realidade sertaneja, não apenas no lírico, mas nos aspectos histórico e sociológico. Quanto à programação visual, não nos parece que seja feliz a capa com uma pintura passadista. David Leite retrata, nos caracteres de sua obra, a impressão conjunta das paisagens, dos animais e das gentes do Sertão, numa poesia puramente brasileira. Dentro do padrão nordestino, uma poesia que é livre das rimas, da métrica, mas arraigada principalmente na sabedoria sertaneja, nos costumes, tradições, e plena de um franciscano sentimento em relação aos nossos “irmãos menores”, os bichos. Em entrevista que fizemos para o livro Impressões Digitais, Escritores Potiguares Contemporâneos, destacamos aqui duas respostas do autor mossoroense: “E seu processo de criação poética, como acontece? Diferencia-se, por exemplo, do processo do David cronista?” - Praticamente, não. Acho que a diferença está na abordagem do tema e nos aspectos literários, como a questão da concisão que se espera na poesia. Em geral, parafraseando Ferreira Gullar, temos que sofrer o “espanto” necessário com o tema e, a partir daí, desenvolver o trabalho. Quem é o escritor David de Medeiros Leite? - Vou de Gonzaguinha: “um eterno aprendiz”.

FI­LIA­DO À


entrevista 3

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

cafezinho com césar santos

cesar@defato.com

Nayara Gadelha

então essa presença precisa avançar ainda mais. Temos responsabilidade e podemos, com o nosso olhar e ação, fazer bem feito em qualquer missão, inclusive na gestão pública.

‘Estou consciente da responsabilidade que é ser prefeita de Mossoró’ >> Na titularidade do cargo pela quinta vez, a vice-prefeita Nayara Gadelha, do Partido Progressista, analisa que a juventude tem que estar inserida no contexto da política em todos os segmentos. Para ela, não existe nenhuma dificuldade em administrar Mossoró seguindo o planejamento iniciado no começo da gestão. Nayara assumiu a Prefeitura de Mossoró na quarta-feira (7), substituindo a prefeita Rosalba Ciarlini (PP),

COMO a senhora analisa o cenário político estadual? TEMOS um cenário indefinido, situação semelhante à que ocorre em todo o país, que enfrentou e enfrenta momentos de instabilidade política e institucional.

que está em viagem internacional e ficará ausente da cidade até o dia 28 deste mês. Nesta entrevista, a prefeita interina analisa a sintonia administrativa e política que mantém com Rosalba Ciarlini, discorre sobre o papel da juventude na política – a começar pela experiência iniciada nas eleições de 2016 – e fala sobre os caminhos que o seu partido terá nas eleições deste ano. Confira abaixo: Assessoria

Por César Santos e Edilson Damasceno DE FATO – A senhora está assumindo a Prefeitura de Mossoró pela quinta vez. Nesse tempo, o que mudou, em termos de sua percepção, sobre o funcionamento do Executivo? NAYARA GADELHA – Estamos à frente da Prefeitura há um ano e pouco mais de um mês e posso começar afirmando que vivenciamos diariamente um grande desafio. Quando assumimos a gestão, já tínhamos a noção de que existiriam grandes dificuldades e que o trabalho seria intenso, buscando trazer de volta a credibilidade da cidade, a autoestima do mossoroense e, sobretudo, retomar as obras e os serviços essenciais. Após um ano, conseguimos olhar para a nossa trajetória e identificar que diversas dificuldades foram superadas e isso nos dá confiança para avançar ainda mais. Percebo que a própria dinâmica da administração pública exige paciência, especialmente neste período de crise nacional e escassez de recursos, e que a burocracia, muitas vezes, dificulta a urgência que alguns casos precisam. Mas também entendi que tudo passa por planejamento e capacidade de analisar o contexto, elegendo prioridades. É assim que o Executivo Municipal tem buscado trabalhar. ESTE será o tempo mais longo que a senhora permanecerá na titularidade do cargo. O que poderá ser feito nesse tempo? INDEPENDENTE do período em que estarei à frente da Prefeitura de Mossoró, a ideia é a mesma: continuidade das ações em sintonia com as prioridades que traçamos e acompanhamento

e orientação das atividades de todas as secretarias. COMO é sua participação na Prefeitura de Mossoró? PARTICIPO ativamente das decisões administrativas. O nosso trabalho é realizado em conjunto, há uma sintonia muito boa entre mim e a prefeita Rosalba. A prova disso é a minha presença pela quinta vez à frente da Prefeitura. EXISTEM ações que podem ser desenvolvidas por um vice-prefeito, fora assumir o cargo em ausência do titular? COMO disse, há uma sintonia muito boa, sou bastante ouvida, participo das decisões. Além disso, a prefei-

ta me deu a missão de capitanear e atrair projetos específicos voltados para o jovem, a exemplo do Estação Juventude. Essa iniciativa buscamos em Brasília, em reunião na Secretaria Nacional da Juventude, onde firmamos o convênio e Mossoró está inclusa entre as 18 cidades do Brasil contempladas, em um cenário de mais de 5 mil municípios. Além disso, o gabinete da vice-prefeita realiza atendimento ao público diariamente, ouvindo a população e buscando caminhos para melhor servir à comunidade. POR ser jovem, a sua indicação à composição da chapa, em 2016, causou desconfiança naquele ano eleitoral. Como a se-

nhora vê a participação da juventude na política? NÃO diria desconfiança, provavelmente surpresa. Não senti rejeição nas ruas e tive aprovação nas urnas. Estar à frente mais uma vez da Prefeitura é a prova de que a união da experiência com a juventude tem dado certo. Eu me sinto honrada pela oportunidade. Foi uma atitude política ousada do PP e da prefeita Rosalba de inclusão dos jovens nas decisões políticas e administrativas e me sinto gratificada de ser uma representante dessa geração que já é hoje um contingente significativo da força de trabalho da nossa cidade. Há jovens em todos os segmentos do mercado de trabalho, mas há poucos na vida política da cidade,

''

A prioridade hoje é valorizar a confiança dada pela população mossoroense na nossa gestão

DÁ PARA vislumbrar algum caminho para o seu partido? O PARTIDO Progressista (PP) continuará buscando ampliar a representatividade política. Hoje, já é bastante expressiva nos municípios potiguares. Em Mossoró, temos prefeita, vice-prefeita, deputado federal, vereador. O presidente estadual do partido é mossoroense, que é o ex-deputado Betinho Rosado. Mesmo assim, o desejo é aumentar a presença em todo o estado, com quadros qualificados e sempre em busca de melhorias para a população. MOSSORÓ, até pouco tempo, tinha boa representação na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. Será possível retornar ao que se tinha antes? A NOSSA convicção é de que Mossoró vai restabelecer a força política e representatividade no Legislativo. O resultado das últimas eleições estaduais penalizou a população. O Município precisa desse apoio parlamentar na defesa de projetos importantes, nos cenários estadual e nacional. Podemos citar a atuação do deputado Beto Rosado (PP), que tem sido voz atuante em Brasília na defesa de projetos e alocação de recursos através de emendas parlamentares. Isso resultou em benefícios diretos para a população, através de investimentos nas áreas de saúde, infraestrutura, desenvolvimento social, entre outras. COMO será a sua participação no processo eleitoral deste ano? SEGUIREMOS as orientações do partido. Ainda é cedo para definições. No momento certo, estaremos presentes nas discussões. A prioridade hoje é valorizar a confiança dada pela população mossoroense na nossa gestão. Estou tendo a oportunidade de assumir o comando da cidade pela quinta vez, em pouco mais de um ano, o que mostra a confiança da prefeita Rosalba no nosso trabalho. Estou consciente da responsabilidade que é ser prefeita de Mossoró e espero mostrar, cada vez mais, o quanto nós jovens somos capazes.


4 gerais

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Carnaval

BRs que formam a malha viária de Mossoró têm tráfego intenso

A

fiscalização continua de forma intensificada em todas as rodovias federais do Rio Grande do Norte. As ações de fiscalização estão ocorrendo na BR 101 Norte, BR 110 (entre Areia Branca e Mossoró), BR 226 (liga Natal a Patu, passando pela região Seridó), BR 304 (liga Natal ao estado do Ceará, passando por Mossoró), BR 405 (entre Mossoró e Apodi), BR 406 (liga Natal a Macau) e BR 427 (liga Currais Novos a Serra Negra do Norte, passando por Caicó). De acordo com a PRF, durante o carnaval 2017, a PRF registrou 28 acidentes de trânsito nas rodovias federais do RN. Ao todo, foram oito acidentes graves, que resultaram em 28 feridos e cinco mortes. Agora em 2018, a ação visa reduzir os números de 2017. O trabalho faz parte de mais uma etapa da Operação RodoVida, que começou no dia 22 de dezembro de

>> Para oferecer melhores condições de tráfego de veículos, a PRF está intensificando a fiscalização em todas as rodovias federais Marcos Garcia

Tráfego nas rodovias que formam a malha viária de Mossoró tem se intensificado no carnaval

2017 e se encerrará no dia 18 de fevereiro de 2018. A PRF também está intensificando a fiscalização nas condutas consideradas mais gravosas, como: ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou cadeirinhas para crianças). Algumas das rodovias no Rio Grande do Norte apresentam os maiores índices de acidentes graves e grande movimentação de veículos durante o carnaval. A estratégia da PRF é oferecer reforço concentrado no policiamento preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade e diminuir o fluxo dos veículos de carga. Foram fiscalizadas 5.829 pessoas em 5.102 veículos; realizados 3.123 testes por etilômetro que resultaram em 68 pessoas multadas e 12 presas; 1.477 motoristas flagrados trafegando acima da velocidade máxima; 312 multas por ultrapassagens indevidas e 171 pelo não uso do cinto de segurança. Em Mossoró, como é de costume em feriados prolongados, aumenta o fluxo de veículos nas principais BRs que fazem parte da malha viária do município. Desde a última sexta-feira (9), a PRF tem registrado um grande fluxo de veículos transitando nas BRs 110, 304 e 405.


opinião 5

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

césar santos cesar@defato.com

O QUE SOBROU DO PT

E

m 2011, no aniversário de 29 anos do Partido dos Trabalhadores, a jornalista Lúcia Hipólito fez um texto com rara fidelidade sobre a agremiação política que desviou de todos os caminhos, de acordo com as suas necessidades, para alcançar o poder pelo poder. Lúcia Hipólito narra: “O PT nasceu de cesariana. O pai foi o movimento sindical, e a mãe, a Igreja Católica, através das Comunidades Eclesiais de Base. Os orgulhosos padrinhos foram, primeiro, o general Golbery do Couto e Silva, que viu dar certo seu projeto de dividir a oposição brasileira. Da árvore frondosa do MDB nasceram o PMDB, o PDT, o PTB e o PT… Foi um dos únicos projetos bem-sucedidos do desastrado estrategista que foi o ge-

''

neral Golbery. Outros orgulhosos padrinhos foram os intelectuais, basicamente paulistas e cariocas, felizes de poder participar do crescimento de um partido puro, nascido na mais nobre das classes sociais, segundo eles: o proletariado. O PT cresceu como criança mimada, manhosa, voluntariosa e birrenta. Não gostava do capitalismo; preferia o socialismo. Era revolucionário. Dizia que não queria chegar ao poder, mas denunciar os erros das elites brasileiras. O PT lançava e elegia candidatos, mas não “dançava conforme a música”. Não fazia acordos, não participava de coalizões, não gostava de alianças. Era uma gente pura, ética, que não se misturava com picaretas. O PT entrou na juventude como muitos outros jovens: mimado, chato e brigando com o mundo adulto. Mas nos estados, o partido começava a ganhar prefeituras e governos, fruto de alianças, conversas e conchavos. E assim, os petistas passaram a se relacionar com empresários, em-

Temos exemplos de candidatos que tinham 1% ou 2% nas pesquisas e ganharam a eleição."

preiteiros, banqueiros. Tudo muito chique, conforme o figurino. E em 2002, o PT ingressou finalmente na maioridade. Ganhou a presidência da República. Para isso, teve de se livrar de antigos companheiros, amizades problemáticas. Teve de abrir mão de convicções, amigos de fé, irmãos camaradas. A primeira desilusão se deu entre intelectuais. Gente da mais alta estirpe, como Francisco de Oliveira, Leandro Konder e Carlos Nelson Coutinho, se afastou do partido, seguida de um grupo liderado por Plínio de Arruda Sampaio Júnior. Em seguida, foi a vez da esquerda. A expulsão de Heloisa Helena em 2004 levou junto Luciana Genro e Chico Alencar, entre outros, que fundaram o PSOL. Os militantes ligados à Igreja Católica também começaram a se afastar. Primeiro, aqueles ligados ao deputado Chico Alencar; em seguida, Frei Betto. E agora, bem mais recentemente, o senador Flavio Arns, de fortíssimas ligações familiares

1

O Thermas tem programação para este domingo de carnaval, com atividades na área das piscinas, saída do Bloco do Pererê e animação da cantora Kelly Lira no salão Virgolino. A partir das 10h.

2

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, aceitou convite para fazer palestra no "Motores do Desenvolvimento", em Natal, no dia 5 de março. É convidado da Federação das Indústrias do Estado do RN e do sistema Fecomércio/RN.

3

A cozinha pedagógica do Sesc-Mossoró será inaugurada com o curso "Especial Páscoa". A inscrição está aberta e é gratuita para comerciários, dependentes e alunos da escola pública.

Presidente, com 70% de reprovação popular, ainda acreditando que é possível sua reeleição.

Baraúnas

A Associação Cultural e Desportiva Potiguar (ACDP) é aniversariante do dia; 73 anos. Fundada em 11 de janeiro de 1945, teve como primeiro presidente o sargento Edwardo Monteiro de Medeiro. Visto como o clube de elite, ganhando o "Príncipe" como símbolo, perdeu essa condição ao longo do tempo. Hoje, resume-se a um time que sofre para se manter em atividade. Ficou pobre.

A goleada do Baraúnas sobre o Vasco pela Copa do Brasil de 2005 será lembrada em reportagem especial do Sportv – canal fechado do sistema Globo. Uma equipe da emissora esteve em Mossoró, entrevistando personagens daquela jornada quase impossível. O Baraúnas surpreendeu o Vasco por 3 a 0, com o quarentão Cícero, em pleno São Januário, no dia 20 de abril de 2005.

4

O Carnajuca, que por anos fez a folia no bairro Doze Anos, anima hoje e amanhã as ruas do município-praia de Tibau. Por lá, outros blocos e grupos organizados ocupam o asfalto neste domingo.

5

O folião (bom de bolso) se transferiu para o carnaval de Caicó. Hoje, tem Márcia Felipe; amanhã, Xand Aviões; e na terça-feira, Wesley Safadão. Ingresso mais barato chega a R$ 200,00.

Secretarias de Saúde de Tibau e Mossoró garantem UTI móvel no carnaval

P

ensando em contribuir para a segurança de vida dos mossoroenses e tibauenses que vão passar o carnaval na cidade praiana de Tibau, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Mossoró e Secretaria de Saúde da Prefeitura de Tibau articularam junto ao Corpo de Bombeiros do Estado a disponibilização de

uma unidade de UTI móvel para auxiliar no atendimento médico da cidade litorânea durante o carnaval. Nesta época do ano, muitos mossoroenses se deslocam ao município vizinho para aproveitar os festejos carnavalescos. Preocupada com a maior concentração de pessoas, a Secretaria de Saúde de Mossoró teve a

ela quer A ex-primeira-dama Juliane Faria dá como certa a renúncia do governador Robinson Faria (PSD) e imprime ritmo no carnaval para levar o seu nome aos cantos e recantos do RN. Deseja disputar cargo eletivo no palanque de novos companheiros. Se Robinson renunciar, ela se torna elegível.

via ápia O movimento "RN Melhor" optou pelo silêncio em relação ao escândalo envolvendo o ex-deputado João Maia (PR), acusado de ter recebido R$ 1,2 milhão de propina. Como se sabe, Maia é um dos cabeças do "RN Melhor", ao lado dos empresários Marcelo Alecrim, Tião da Prest e Jorge Rosário.

É NOTÍCIA

MICHEL TEMER

potiguar

com a Igreja Católica. Os ambientalistas, por sua vez, começaram a se retirar a partir do desligamento da senadora Marina Silva do partido. Afinal, quem do grupo fundador ficará no PT? Os sindicalistas.” Hoje, oito anos depois da pergunta da jornalista Lúcia Hipólito, é certo afirmar, em forma de resposta, que restaram os sindicalistas e os corruptos, com raríssimas exceções. O PT se transformou em DEM, PSDB, MDB e outras siglas desse naipe, tornando-se, junto com eles, símbolo da corrupção que varre o país. Assim, nesta data, quando completa 36 anos de registro definitivo concedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Partido dos Trabalhadores não passa de uma sigla ordinária, mergulhada no submundo, e apostando todas as fichas no seu ídolo, um condenado a 12 anos e um mês de prisão por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, para sobreviver nas urnas de 2018 e se manter vivo na política – suja – do país.

iniciativa de promover uma parceria com o objetivo de aumentar a atuação e quantidade de profissionais da área médica na cidade durante este período. O Município está ofertando o suporte de nove técnicos de enfermagem que auxiliarão a equipe da UTI móvel, assim como a Unidade de Saúde de Tibau.

O Corpo de Bombeiros proporciona a permanência da UTI móvel e dois socorristas durante os dias de festa. Já a Prefeitura de Tibau está garantindo o alojamento onde os profissionais ficarão, alimentação, além de dois enfermeiros, quatro técnicos de enfermagem e dois médicos por plantão.

segue A presença de João Maia derruba o discurso do "RN Melhor" de honestidade e ética na política. Um abacaxi para o movimento descascar. Só não vale fazer de conta que nada aconteceu.

chapa O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), vai brincar o carnaval com a "chapa" de governadorável. Ele decidiu. Será candidato dos Alves e Maia, tendo Garibaldi Filho e Agripino como os seus senadores.


6 OPINIÃO/GERAIS

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Análise

PROSA

Temer pede estudos para & VERSO reduzir preço do gás de cozinha Gilmar Mendes: ‘Auxíliocrispinianoneto@gmail.com

>> O governo está examinando uma fórmula para compensar os constantes aumentos do produto e compensar as famílias de baixa renda

O

Palácio do Planalto informou que o presidente Michel Temer pediu à área técnica do governo a realização de estudos que permitam redução no preço do gás de cozinha para beneficiar famílias de baixa renda. Mais cedo, o próprio presidente, em entrevista à Rádio Guaíba, se queixou da elevação dos preços no gás de cozinha e avisou que seu governo está “examinando uma fórmula para compensar esse aumento para os mais pobres”, acrescentando que a medida será adotada logo. Essa preocupação do presidente foi um dos temas da conversa, no final da manhã desta sexta-feira, 9, de Temer com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. Embora o modelo, que poderá ser adotado já no mês que vem, não passe por subsídio ao preço do botijão de 13 kg, uma das ideias é introduzir este valor no Bolsa Família. Seria uma forma de elevar o valor do benefício, que já estava sendo estudado pelo governo, só que direcionado para o gás de cozinha. O governo informou ainda

G

ilmar Mendes destaca que a questão é apenas "a ponta do iceberg" no que diz respeito aos privilégios do Judiciário. Gilmar declarou à CBN que tem magistrados que ganham até o triplo do teto salarial do Judiciário e classificou a cobrança de parte da categoria como um "problema de responsabilidade fiscal". "As situações mais esdrúxulas mostram que 'Ah, bom. Nós estamos ganhando pouco. Não houve revisão (salarial), então vamos dar um jeito'. Dar um jeito é o quê? Pedir uma liminar aos colegas? Isso compromete a magistratura e é um problema de responsabilidade fiscal". A afirmação de Gilmar tem endereço certo. É na testa de juiz Sergio Moro, que cinicamente declarou que o benefício compensaria a falta de reajuste nos salários, como se todas as categorias profissionais que estão com salários defasados pudessem dispor de algum penduricalho para manter seu poder de compra. Em março, o STF vai decidir se os magistrados têm direito ao benefício e em quais condições ele pode ser pago. Mais de 17 mil juízes recebem até R$ 4.377,00 para moradia. Muitos deles possuem apartamento próprio, como o juiz Moro, responsável pela primeira instância da Lava-Jato, em Curitiba. Somente em dezembro, por exemplo, os Tribunais de Justiça pagaram mais de R$ 49,4 milhões na ajuda de custo. Em 2013, um grupo pediu ao Supremo o direito e foi atendido, via liminar, pelo ministro Luiz Fux.

Fiscais do Temer Gás de cozinha deve ter preço reduzido para população de baixa renda que não pensa em adotar medidas como vale gás ou uma redução para todos os consumidores. Na reunião, Temer manifestou também a sua preocupação com o aumento exagerado no preço do litro da gasolina em todo o país. O presidente avisou que determinou ao Conselho de Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e à

Prefeita Iraneide oficializa abertura do carnaval de Areia Branca Aconteceu na noite da última sexta-feira (9) a abertura oficial da programação de carnaval de Areia Branca. Uma solenidade breve, ocorrida no Largo do Carnaval, no palco montado na Rua do Cais, marcou o início dos cinco dias de festa na cidade. A prefeita Iraneide Rebouças fez a entrega simbólica da chave da cidade ao rei momo, Ícaro Silva e a Rainha, Giih Nogueira. A primeira noite do evento contou com as atrações musicais Ronny e Mega e ainda a banda Som da Ilha. “Estou muito feliz por poder proporcionar ao povo de Areia Branca esse resgate do carnaval. Uma festa que tem a cara da cidade e que durante anos foi esquecida. E foi o trabalho de nossa equipe, na redução de gastos e equilíbrio das contas públicas, pagando em

moradia é apenas a ponta do iceberg no Judiciário’

dia os servidores e fornecedores, que tivemos o aval dos órgãos de controle e fiscalização para realizar essa grande festa. Desejo que todos aproveitem com muito amor no coração, na paz e na alegria”, declarou Iraneide. A programação do carnaval de Areia Branca tem atrações de nível nacional (Saia Rodada e Peruano & Cavaleiros), estadual (André Luví, Renata Falcão, Aline e David) e também a presença efetiva dos artistas areiabranquenses, como a cantora Fernanda Azevedo, participante do programa The Voice Brasil da Rede Globo. O Município está realizando o carnaval com recursos próprios e ainda verba federal, destinada por meio do Ministério do Turismo, programa Turismo Sustentável e Infância. A festa contará com

Polícia Federal que investigue o cartel em postos de gasolina. Na entrevista à rádio, o presidente anunciou que vai colocar a Polícia Federal e o Cade para fiscalizar e “impedir essa agressão ao consumidor”. Disse ainda que “não vai permitir preços abusivos”. O presidente, depois de lembrar que o Brasil adotou o crité-

trio elétrico na praia (tarde) e no Centro da Cidade (noite), bem como shows no Largo do Carnaval (palco). No portal da Prefeitura de Areia

rio de alterar o preço dos combustíveis, de acordo com a variação do preço internacional do petróleo, reclamou que houve aumentos exagerados e que, “quando tem aumento, os preços nas bombas aumentam, mas quando tem redução, o mesmo não acontece”. Por isso, advertiu, que serão feitas fiscalizações para evitar os abusos.

Branca (www.areiabranca. rn.gov.br) constam a programação completa e dicas de locais para alimentação e hospedagem.

O presidente golpista Michel Temerário manda a Polícia Federal investigar aumentos de preços de combustíveis. Não sabe ele que no seu curto período de governo golpista, a Petrobras já fez 133 aumentos de preços de combustíveis. Temer ressuscita, assim, a tática dos velhos "fiscais do Sarney" do Plano Cruzado,

tragédia econômica que pensávamos estar superada na vida nacional. A diferença é que, com Sarney, foi o povo que foi aos supermercados. Temer vai criminalizar os donos de postos, como se a culpa fosse deles. A qualquer hora, ele começa a mandar prender boi no pasto e confiscar a poupança.

Coisa feia Carmen Lúcifer é o retrato macabro da degradação do Judiciário brasileiro. Quando você olha para ela, sente-se obrigado a dizer: A coisa tá feia...

Cláusula pétrea Lewandowski matou a pau em artigo na Folha de S.Paulo desta sexta-feira (9). A prisão após condenação em segunda instância sem que se espere o julga-

mento em último grau de recurso fere cláusula pétrea da Constituição Federal. Só Carmen Lúcifer não entende isso. Que mulher medíocre.

iMAGEM

QUE MARCA O humorista José Simão, da Folha de S.Paulo e da Rádio Bandnews, também conhecido como Macaco Simão, resumiu num banner a essência da campanha midiática escrota que está sendo feita demonizando o pobre aposentado, falando de privilégios, quando se sabe que essa reforma não propõe mexer com coronéis, generais e militares em geral, juízes e promotores, tampouco em deputados e senadores. Ele cita alguns nomes famosos, mesmo sabendo que não são os privilegiados aqui nominados, mas o conjunto deles, que estão quebrando a Previdência.


gerais /opinião 7

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Em baixa

Universidades de Mossoró registram baixo número de inscritos ao Sisu >> Enquanto na Uern menos de 50% dos listados na primeira chamada efetuaram matrícula, na Ufersa foram apenas 54% dos convocados em primeira chamada

A

s duas universidades públicas de Mossoró registraram baixo índice de cadastramento de matriculados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (SISU). Dos 2.351 candidatos convocados na primeira chamada do Sisu na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), 1.056 compareceram à universidade para cadastro e matrícula institucional. A presença corresponde somente a 44,9% dos convocados. A informação foi publicada pela assessoria de comunicação na tarde da última sexta-feira, 9. Segundo a Uern, o edital com as informações referentes à inscrição na lista de espera e convocação em segunda chamada do Sisu para as vagas remanescentes para os cur-

UERN

Uern tem menos de 50% dos convocados em primeira chamada com matrícula confirmada sos de graduação na instituição deverá ser divulgado no dia 20 de fevereiro. A confirmação é da titular

da Diretoria de Admissão, Registro e Controle Acadêmico (DIRCA), Elizabeth Veiga. Conforme o Ministé-

rio da Educação (MEC), as instituições de ensino possuem autonomia para definir as datas das chamadas,

da matrícula e a quantidade de convocações que serão feitas. “O MEC sugere a data inicial do prazo para a

convocação, mas cabe às universidades decidir seu cronograma”, explica. Já a Pró-reitoria de Graduação da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) divulgou balanço da matrícula da chamada regular do Sisu, que apresenta um índice um pouco melhor do que o da Uern. Pelos dados da Prograd, houve um preenchimento de 54% das 1.415 vagas ofertadas. Ao todo, 768 candidatos compareceram à Ufersa para efetuar a matrícula. As informações são da assessoria. Segundo a instituição, em Mossoró, os cursos que obtiveram as maiores taxas de ocupação foram Medicina (78%); Ciência & Tecnologia (75%); Administração (66%) e Direito (62%). Nos campi de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros, os cursos de Ciência & Tecnologia foram os mais procurados. Com o fim da chamada regular, agora a expectativa é para a lista de espera da Ufersa, que teve um total de 10.137 candidatos inscritos, sendo 53,8% cotistas e 46,2% para ampla concorrência. Serão 641 vagas para a lista de espera nos quatro campi da universidade. As orientações para a lista de espera começam a ser divulgadas pela Prograd a partir do dia 15 de fevereiro.

Fiern divulga pesquisa sobre modais e embarques para exportação Pesquisa realizada pelo Centro Internacional de Negócios da Fiern mostra que no ano passado, 87% do valor das exportações do RN foi escoado por via marítima. O porto de Natal foi responsável por 39,2% do valor total das cargas exportadas pelas empresas do RN por esse modal. Pelos portos cearenses, principalmente o de Pecém, foram embarcadas 32,5% das cargas marítimas do Rio Grande d Norte em 2017. Em toneladas embarcadas, o Porto Ilha, em

Areia Branca, se destaca pelo grande volume de sal exportado. De acordo com o levantamento do CIN/Fiern, as frutas, principalmente melões, foram responsáveis pela maior parte da carga embarcada em Natal. O crescimento no valor de mercadorias exportadas pelo porto de Natal foi de 63% em relação a 2016, que foi de US$ 63,6 milhões. Pelo modal aéreo foi embarcado 9,5% do total das exportações do RN. O aeroporto de São Paulo

(Guarulhos) apareça com destaque como ponto de saída (44,3% do modal), devido à grande oferta de linhas aéreas para os mercados de destino que de lá partem. “É importante observar que a maior parte dessa carga é embarcada em voos domésticos no aeroporto de São Gonçalo do Amarante para conexão em São Paulo ou em outros aeroportos do Brasil”, explica o gerente do Centro Internacional de Negócios, Luiz Henrique Guedes.

Assessoria

Porto de Natal foi responsável por 39,2% do valor total das cargas exportadas


8 GERAIS

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Avaliação

Ambiental apresenta relatório sobre terminais de transportes O

Setor de Vigilância em Saúde Ambiental e do Trabalhador (VISAMT) apresentou o relatório quadrimestral no período do começo de 2015 ao início de 2017, sobre as “Condições dos Terminais de Transportes Coletivos Urbanos de Natal”. A Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Contaminantes Químicos (VIGIPEQ) participa do relatório. Baseado na ação da equipe da Vigilância em Saúde do Trabalhador (VIGISAT), que estabeleceu um roteiro de visitas aos terminais de ônibus na capital potiguar, observando as condições ambientais, estruturais e sanitárias desses locais. Além disso, foram aplicados questionários aos motoristas e cobradores que circulam nestes ambientes, a fim de traçar o perfil dos trabalhadores. Nessa ação foram visitados terminais de ônibus dos cinco Distritos Sanitários de Natal, tratandose de um minucioso trabalho investigativo acer-

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

>> Documento mostra que atual quadro e as más condições de trabalho dos profissionais podem se agravar futuramente YouTube

Terminais de ônibus na capital potiguar não oferecem as condições ambientais, estruturais e sanitárias ideais

ca das condições de trabalho dos motoristas e cobradores de ônibus dos transportes urbanos de Natal, possibilitando ampliar a compreensão dos fatores estressantes presentes no cotidiano dos motoristas de ônibus urbano da cidade. A proposta da Vigisat busca, neste sentido, estabelecer um olhar especial sobre esses trabalhadores, pois ocupam um lugar de destaque no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), no que se refere aos transtornos mentais, além disso, estes são os profissionais que mais procuram o serviço do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) para tratamento de enfermidades. Segundo aponta, o relatório atenta para o atual quadro preocupante no que se refere às condições de trabalho desses profissionais e que pode se agravar futuramente se algumas providências não forem tomadas. “Recomenda-se que se tenha infraestrutura adequada, um cuidado maior na conservação dos prédios onde funcionam os terminais e seus entornos, além do acompanhamento, reformas, mudanças e melhorias reivindicadas para esses locais, a fim de atender e proporcionar a qualidade de vida destes profissionais”, destacou o chefe da Visamt, Marcílio Xavier.


mossoró /jornaldefatorn

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

Mossoró (RN), domingo, 11 de fevereiro de 2018

Em 2018

Petrobras não vai investir um centavo a mais no RN >> Estatal pretende manter neste ano o mesmo patamar de investimentos e custos operacionais do ano passado nas atividades de produção de petróleo no estado magnos alves

Da Redação

A

Petrobras não vai ampliar os seus investimentos no Rio Grande do Norte neste ano. A informação foi repassada pela Gerência de Imprensa da Petrobras, no Rio de Janeiro, ao JORNAL DE FATO. Segundo a Gerência, a Petrobras pretende manter neste ano o mesmo patamar de investimentos e custos operacionais do ano passado nas atividades de produção de petróleo no Rio Grande do Norte. A informação jogou um balde de água fria no setor, que estava animado após o gerente do Ativo de Produção de Mossoró, José Wellington de Paiva, anunciar investimento da ordem de R$ 288 milhões na região de Mossoró. Os números até chamaram a atenção, mas estão no mesmo patamar do que foi investido no ano passado. Não se tratam de recursos que ampliem o que foi feito no ano passado. Os dados foram repassados durante audiência na base da Petrobras em Mossoró, com uma comissão da Câmara Municipal de Mossoró, na última quarta-feira (7). Na oportunidade, o gerente informou que os recursos serão aplicados em

todo o Ativo de Produção de Mossoró, que compreende também os municípios de Upanema, Felipe Guerra, Governador Dix-sept Rosado, Apodi e Areia Branca. Segundo José Wellington de Paiva, a Petrobras projeta aprovação de 11 projetos de perfuração, intervenção e outras medidas, “que aumentarão o número de sondas em operação e,

consequentemente, a quantidade de empregos em Mossoró e região”, assegurou aos vereadores Izabel Montenegro (presidente da Câmara), Manoel Bezerra, Petras Vinícius e Aline Couto. O discurso otimista do gerente vai de encontro ao encolhimento da Petrobras no Rio Grande do Norte. Segundo o Sindicato dos

Petroleiros do Rio Grande do Norte (SINDIPETRO/ RN), a Petrobras começou a reduzir investimentos no RN em 2011. “Desde então, o Sindipetro vem alertando a sociedade para as consequências desastrosas dessa política, numa economia em que a cadeia do petróleo chegou a comandar 40% do valor da produção industrial do estado”, destaca.

O Sindipetro aponta que entre os desdobramentos negativos então a redução de número e valores dos contratos de prestação de serviços; abandono de atividades e fechamento de empresas; extinção de postos de trabalho; ampliação da terceirização; e precarização das condições de ambiência e segurança. “O corte de investimen-

tos e a diminuição da produção representaram, entre 2015 e 2016, somente no quesito repasse de royalties, perdas de 33,68% para o Governo Estado, ante uma variação negativa do preço do barril, em reais, da ordem de 12,17%”, complementa. No mês passado, a Petrobras rescindiu o contrato com uma empresa terceirizada que era responsável pelo serviço de recepção nas bases da Unidade de Operações de Exploração e Produção do Rio Grande do Norte e Ceará, deixando algumas áreas operacionais sem serviço de recepção, denunciou o secretário-geral do Sindipetro-RN, Pedro Lúcio. “O cenário é de abandono”, reforçou. A produção diária atual no estado é de 46 mil barris de petróleo e de 930 mil metros cúbicos de gás. Edilberto Barros - CMM

Reunião na Petrobras discutiu investimentos para Mossoró

Valores são considerados baixos Para o presidente da Redepetro, Gutemberg Dias, o investimento anunciado não anima a cadeia de petróleo e gás de forma alguma. “Se voltarmos ao passado, em 2009, a Petrobras investia algo próximo de US$ 900 milhões no Rio Grande do Norte. De lá para cá, os investimentos foram minguando. Esses R$ 288 milhões para 2018, algo próximo a US$ 88 milhões, ou seja, comparado

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

2009 com 2018, a Petrobras está investimento aproximadamente 10% do que investiu em 2009”, atenta. Gutemberg Dias acrescenta que no período de grandes investimentos, a Petrobras tinha 5 sondas de exploração e 24 de produção funcionando. “Hoje, não tem nenhuma de exploração operando e apenas quatro de produção. O cenário atual é muito diferente de anos

atrás”, observa. Dono de empresa de perfuração, o empresário Sebastião Couto destaca que faltam investimentos da Petrobras na perfuração de novo poços e também nos poços maduros. “Investimento nos poços que já existem seria um resultado certo”, defende. O empresário afirma que é necessário trocar equipamentos de poços maduros e estimular o setor.

Cedida

Gutemberg Dias: volume representa 10% do que era investido em 2009


2 MOSSORÓ

DOMINGO, 11 DE FEVEReiro de 2018

economia

Cresce procura por financiamento à infraestrutura no Nordeste

A

recente redução das taxas de juros do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e aumento no limite financiável para projetos de infraestrutura na Região estão entre os benefícios que vem proporcionando a maior busca por crédito pelas empresas do setor em 2018. O Banco do Nordeste já possui projetos no montante de R$ 11,8 bilhões em análise para os próximos meses. Desse montante, mais de R$ 2 bilhões são voltados a empreendimentos das áreas de água, esgoto e logística, que possuem taxas ainda menores: cerca de 5,12% a.a., já incluído bônus de adimplência. “A demanda por investimentos em infraestrutura tem sido grande neste início de ano, inclusive em logística. Nesse segmento, por exemplo, temos operações em andamento com as em-

Assessoria

Infraestrutura recebe beneficio do Banco do Nordeste presas Fraport Brasil e Vinci Airports Brasil, para ampliações e melhorias nos aeroportos internacionais de Fortaleza e Salvador, respectivamente. Também estamos em negociação com empresas que venceram o último leilão de rodovias no

norte de Minas Gerais”, afirma o presidente do BNB, Romildo Carneiro Rolim. Para água e esgotos, podem ser financiados projetos de implantação de redes de captação, adução e distribuição de água bruta e potável, redes de interceptores

e emissários de esgoto, unidades de tratamento de efluentes domésticos e não domésticos, estações de tratamento de águas residuárias, efluentes industriais e químicos; saneamento básico, inclusive estudos, projetos e tecnologias de gerenciamento para o aumento das áreas de cobertura dos sistemas de abastecimento d'água e de esgotamento sanitário. Estão classificados como operações de logística os projetos que contemplem estudos, obras civis, treinamento, despesas pré-operacionais e bens de capital, desde que voltados à implantação, expansão, modernização e reforma da infraestrutura logística do país, em equipamentos como aeroportos, estradas e portos, dentre outros. O BNB possui R$ 30 bilhões com recursos do FNE para investimentos na Região durante o ano de 2018.

outras palavras José Nicodemos

aristida603@hotmail.com

UMA HIPÓTESE VÃ

L

eio constrangido sobre os países direitos; e ponho-me logo a comparar com o meu país. Com íntima vergonha. A verdade é que, todos eles, já experimentaram em outros tempos o fruto amargo da injustiça social, mas quiseram, e conseguiram, dar a volta por cima, sacudindo a poeira. De maneira que, neles, todos têm o pleno direito de viver em condições humanas. Nem todo mundo é rico, mas todos vivem com dignidade. Quer dizer, ser pobre não é ser miserável, como entre nós. É que, lá, se estabeleceu a equidade em relação ao particular da distribuição da renda, pela paz social. A propósito disso, muitos por aqui argumentam que não pode haver justiça social sem prosperidade econômica; e eu diria que semelhante conceito, com ser verdadeiro, não será absoluto. Até certo ponto, oferece margem à contestação; basta pôr os termos nos seus devidos lugares, observada a razão das coisas. Explico-me. Falo do Brasil, bem que seja isto impensável, um país decidido pela implantação da justiça social, e para isso adotando uma política de salários sem a humilhação das distâncias. Ou seja, uma aproximação tanto ou quanto razoável, de modo a permitir

a vida com dignidade. Sem os sobressaltos e escândalos vigentes. Como? Só para argumentar: o maior salário estipulado em trinta mil reais, e o menor em dez por cento desse valor, no caso, três mil. Ora, um diretor de empresa estatal ganha sessenta mil, não falando em salários que passam dos cem mil. Se você pensar nisso, sem esforço fará uma ideia da viabilidade de um salário mínimo digno. Quer dizer, apareceria o dinheiro. E que dizer ainda em relação a um deputado, a um senador, enfim, aos demais detentores dos cargos do prestígio nas instituições do governo? Faça aí sua reflexão, de todo isenta, e depois me diga bem ligeirinho se, por aí além, não se dá dignidade à vida dos trabalhadores brasileiros. Sim, no caso, haveria que reduzir os bojudos salários intermediários, por vezes fora de propósito, em função do levantamento dos recursos para o fim de acabar, de vez, com a miséria social do país. Resumindo, o mal está é nas disparidades, e não propriamente em razões de ordem econômica, como querem. Bom, vai apenas uma hipótese – vã, é certo. Sem outra convicção que não seja a de que a injustiça social, aqui como em toda parte, não será um problema exclusivamente gerado pelo atraso econômico; qualquer país pode ser pobre com dignidade. O problema é de HOMENS.

JUSTIÇA

PROCESSO

CONCEITO

Por força é de notar que não há justiça neste país, sem contemplações. No particular de políticos corruptos, faz-se um estardalhaço dos diabos, para acabar tudo em coisa nenhuma.

Não é outro o processo: prisão domiciliar, perda de direitos políticos por oito aninhos, e depois... a volta triunfal, em braços do povo, a mandato eletivo. Um país, mesmo, de anedota.

Continua vivo o conceito do jornalista e escritor Mário Rodrigues, em seu tempo: a lei no Brasil existe para castigo do pobre, e escudo do rico. O resto, acrescento eu, é conversa fiada.

linguagem Ainda, concordância verbal. Quando o sujeito composto é ligado pelas conjunções alternativas “ou...ou”, “nem... nem” – verbo no plural ou no singular: Nem o pai, nem o filho souberam administrar a empresa. Nem o pai, nem o filho soube administrar a empresa. Tanto faz. No caso de haver ideia de exclusão (ou um ou outro), a concordância se faz no singular, obrigatoriamente: Ou Pedro ou Paulo assumirá o cargo de gerente. Fica clara a exclusão de um ou do outro. De onde ser obrigatória a concordância no singular.


MOSSORÓ 3

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Avaliação

Versatilidade do crochê amplia possibilidade de empreendimento >> De cestinhas para pet a artigos de vestuário e decoração, o crochê tem aparecido como tendência nas peças do artesanato. A tipologia tem atraído cada vez mais empreendedoras

O

uso de uma agulha, linhas e muitas ideias. Essa é a combinação perfeita para dar forma a objetos utilitários e artigos para vestir e decorar. A arte é antiga e se apresenta pelo nome de crochê, uma tipologia que tem atraído muitas artesãs potiguares e, principalmente, conquistado consumidores conscientes que não abrem mão do bom gosto e da exclusividade. Com o trançado, elas criam peças originais, que vão desde uma bolsa descolada a até cestinhas para animais de estimação. Tudo feito com muito talento e criatividade. Faz apenas sete meses que Priscila Miranda percebeu que o crochê poderia ser uma excelente fonte de renda. A marca iniciou para ser uma atividade em que Priscila Miranda pudesse conciliar a vida de mãe e o trabalho em casa. "Monto meus horários. Trabalho uma média de cinco a seis horas por dias. Às vezes, é mais puxado, depende da quantidade de pedidos, mas consigo conciliar bem”, disse. A jornalista Sheyla Azevedo também é uma dessas que têm o talento para tran-

Agencia Sebrae

pouco mais de um ano a arte virou sinônimo de empreendedorismo. Ela criou a empresa Bicho Esquisito

Regionalidade na produção das peças de crochê Também a mesma habilidade, a artesã Silvia Dias aprendeu a fazer o crochê com a mãe quando tinha por volta de cinco anos em Portugal e profissionalmente começou fazendo peças para

Hob & Job para dar marca às peças feitas em crochê. "Vi no crochê uma forma de criar, de ser criativa.

Ele me ajudou a encarar os vazios profissionais que estava passando." Ela descobriu um movimento mun-

dial de se trabalhar com o fio de malha, que é um resíduo da indústria têxtil e, por isso, carrega consigo o conceito de sustentabilidade, de menos degradação ao meio ambiente e menos emissão de carbono. E assim são produzidos bolsas, tapetes, pochetes, vasos, cachecóis e colares. "As pessoas pensam que, por ser um fio mais grosso, o crochê é mais fácil; não é. Mas, no geral, acho muito gostoso de fazer. As peças únicas e feitas com exclusividade têm o seu charme", confessa. Para ela, a aquisição de peças com esse conceito ajuda a fugir do consumo exacerbado e entrar mais no chamado slow fashion. "Espero que esse movimento não seja apenas uma moda, mas uma forma de resgate das artesanias de seus pais, avós."

formalizou como microempreendedor individual (MEI) e passou a encarar a arte de fazer peças regionais em crochê como uma profissão. "Usar o caju como um elemento de identidade regional vem da necessidade de vender. Precisamos fazer peças originais e criativas, mas também vendáveis", explica Silvia Dias, que atualmente produz os artigos em Caicó, onde reside. A artesã Rosa Márcia também encara o crochê como uma arte que gera renda. Há sete anos, ela produz e vende, com o apoio do Sebrae, artigos para decoração, como tapetes, puffs, sousplats, cestos, cactus, chaveiros, vasinhos, terrários e pesos de porta. Mas, usa ainda o trançado para confeccionar vestidos e blusas por encomenda, além de bolsas em vários tipos e modelos. "Hoje, existe uma grande procura pelo que é feito à mão, inclusive como

forma de personalizar na decoração", analisa. Uma dedicação que exige de 8 a 12 horas de trabalho por dia. "Algumas peças

compensam essa dedicação e outras não. No entanto, pela questão de o cliente valorizar o tempo gasto na execução, vale a pena."

Criatividade na produção das peças em crochê çar o crochê. Desde os sete anos de idade aprendeu a fazer crochê, ensinada por uma tia, mas somente há

enxoval. Somente ao chegar ao Brasil, sua arte foi ganhando identidade e a artesã adotou o caju como ícone do seu trabalho. "O que ainda me encanta no crochê é que, com um novelo de linha e

uma agulha, conseguimos fazer peças incríveis e de várias formas. Me dá orgulho pegar uma peça e dizer: olha no que se transformou!" Atendida pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, ela se Agencia Sebrae

A artesã Rosa Márcia há sete anos produz peças em crochê

Com o trançado, elas criam peças originais, que vão desde uma bolsa descolada a até cestinhas para animais de estimação. Tudo feito com muito talento e criatividade


4 MOSSORÓ

DOMINGO, 11 de fevereirO de 2018

Avanços

Uern é protagonista na melhoria socioeconômica do Estado >> A cada colação de grau, são novos relatos de pessoas que têm na graduação a oportunidade de melhorar de vida

C

omo instituição de ensino superior, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) tem cumprido com responsabilidade e excelência o papel de formar profissionais nas mais diversas áreas do conhecimento. E mais além. A universidade, com raízes no interior do Rio Grande do Norte, tem sido protagonista na transformação da vida de pessoas, na ascensão social e econômica de milhares de famílias potiguares e de outros estados brasileiros. Vida como a de Alcides de Oliveira Queiroz, que aos 50 anos concluiu a sua primeira graduação na última terça-feira, 6, em solenidade no Campus Avançado Prefeito Walter de Sá Leitão, em Assú. Hoje, o então motorista é licenciado em Geografia. Alcides de Oliveira trabalha como motorista da Uern há 11 anos. Natural de Martins, ele adotou Mossoró como sua terra natal. “Moro em Mossoró e trabalho em Assú”, revela. Com anos de experiência no volante, Alcides viu no curso superior uma oportunidade de melhorar de vida. “Fazia o curso pela manhã e trabalhava no outro expediente. Foi muito difícil conciliar o trabalho e os estudos, mas graças a Deus, consegui essa conquista”, diz, orgulhoso. Ele enfatiza a relevân-

Assessoria

!

Alcides de Oliveira Queiroz concluiu sua primeira graduação aos 50 anos cia da Uern para a concretização desse momento. “Se não tivesse a Uern em Assú, com ensino público e de qualidade, eu não esta-

Cotas sociais e de pessoas com deficiência possibilitam maior pluralidade à Uern Com o objetivo de equilibrar o processo seletivo para os cursos de graduação, a Uern reserva anualmente 50% das vagas dos seus cursos de graduação para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino fundamental e o médio em escola pública. A medida é regulamentada pela lei 8.258/2002. A universidade reserva ainda 5% das vagas da Uern para pessoas com deficiência, conforme a lei 9.696/13. As cotas sociais e para pessoas com deficiência repre-

“Eu estou saindo e ela entrando na universidade. É uma alegria muito grande. A Uern faz parte da história da minha vida”, diz. Assim como na vida de Alcides, a universidade instalada e fortalecida no interior do estado é de fundamental importância para a realização do sonho de ter uma graduação e a perspectiva de um futuro melhor. “Se a Uern não estivesse onde está, muitos dos que se graduam aqui não teriam condições de ter acesso a um curso superior. A universidade tem desempenhado importante papel em oferecer uma educação pública, gratuita e de qualidade”, enfatiza a diretora do campus avançado de Assú, a professora doutora Marlúcia Barros Lopes Cabral. De fato, a universidade tem cumprido, com louvor, o papel de oferecer oportunidades para que alunos de baixa renda possam estar em pé de igualdade com estudantes com maior poder aquisitivo. Devido ao sistema de cotas, atualmente, 89,15% dos estudantes da Uern são oriundos de escola pública, conforme dados do ID-Uern.

sentam grande avanço no processo de construção de uma universidade plural e inclusiva. Ademais, as cotas para pessoas com deficiência impulsionaram o desenvolvimento de ações inclusivas dentro da universidade. As obras de acessibilidade no campus central, a instalação de uma equipe multiprofissional para acompanhamento dos discentes com deficiência e o trabalho da Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas (DAIN) são exemplos desses avanços.

ria formado hoje. A universidade é de grande importância, principalmente para as pessoas de renda mais baixa, que não podem pa-

gar uma universidade particular”, declara. Mesmo tendo concluído o curso, Alcides de Oliveira não desatará os laços com a

Uern. E não será somente porque ele trabalha na instituição. Sua filha mais velha, Williane, começará a cursar Letras no semestre 2017.2.

A universidade tem desempenhado importante papel em oferecer uma educação pública, gratuita e de qualidade

Nome social otimiza a política de inclusão Ainda com vistas à promoção de políticas de incentivo à inclusão social, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) permite ao estudante transexual e travesti a optar pelo uso do nome social no âmbito da instituição. A resolução 22/2016 aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEP) está em vigor desde 13 de abril de 2016. O nome social é aquele pelo qual os travestis e tran-

sexuais são conhecidos em meio social. A estudante Glendha Eulália, personagem de capa da revista dos 49 anos da Uern, é uma das estudantes beneficiadas com a resolução. Ela colou grau em Geografia na última terça-feira, 6, em Assú, e no momento em que foi chamada para receber seu diploma, foi anunciada por seu nome social. “Foi uma felicidade muito grande para mim ser chamada por meu nome social

na solenidade da colação de grau. É uma sensação maravilhosa, é uma vitória que não é somente minha, mas que é de todas as pessoas trans”, declara. Glendha Eulália é a única da família que terminou o ensino médio e entrou na universidade. Para ela, além do conhecimento adquirido, o estudo oferece oportunidades que vão além do senso comum. “Por ser trans, as pessoas olham de forma diferente. Quando você tem

uma formação, as pessoas tendem a lhe respeitar”, afirma. A Resolução do Nome Social representa um importante avanço na luta LGBT. Conforme a resolução, o nome social pode ser utilizado nos registros dos discentes e no Registro Diário de Atividades (RDA). A exceção é apenas para os diplomas e certificados de conclusão de curso, que constará o nome de identificação civil.


SEGURANÇA 5

DOMINGO, 11 DE FEVEREIRO DE 2018

>> Governo do Rio Grande do Norte promete um reforço maior na segurança durante o período momesco deste ano, em comparação com o ano passado

OPERAÇÃO CARNAVAL O

carnaval deste ano no Rio Grande do Norte deverá ser mais seguro do que o do ano passado. Pelo menos é o que se espera, levando-se em conta a diferença entre o número de agentes de segurança pública anunciados pelo Governo potiguar para atuar no período momesco em 2018 e o que foi anunciado em 2017. Para os dias de folia deste ano, o Estado anunciou um efetivo com mais de sete mil integrantes, contra quase três mil anunciados na mesma época do ano passado. Depois de impasses, a Secretaria do Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) divulgou na última quarta-feira (7) a Operação Carnaval 2018 e informou que estarão nas ruas do RN, ao longo de todos os dias de festa, 7.415 agentes de segurança. Desse total, 6.307 são policiais militares para os principais polos carnavalescos, sendo 2.129 homens do Comando de Policiamento do Interior (CPI), 3.674 do Comando do Policiamento Metropolitano (CPM) e 504 do Comando do Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE). Ainda segundo a Sesed, o Corpo de Bombeiros Militar distribuirá 650 homens no litoral e interior do estado e a Polícia Civil contará com efetivo de 458 policiais em pontos estratégicos. "Além

das forças policiais, contaremos também com o efetivo da Força Nacional nas ruas da Região Metropolitana. Os nossos policiais, que trabalharão na escala extra, contarão com a liberação da diária até o final desta semana", garantiu, na ocasião, a secretária de Segurança Pública e Defesa Social, Sheila Freitas. Até o fechamento desta matéria na última

sexta-feira (9), ainda não havia novas informações sobre isso. No material divulgado pelo Governo neste ano sobre a operação Carnaval não foram fornecidos detalhes sobre valores de investimentos em diárias operacionais. Já no material divulgado no ano passado sobre a mesma operação, o Estado informou na época que, na ocasião, a

Polícia Militar investiria R$ 680 mil em diárias operacionais, a Polícia Civil, R$ 79.950,00, e o Corpo de Bombeiros, R$ 23.200,00. O Governo divulgou também que estariam nas ruas do estado 2.761 agentes de segurança, sendo 1.370 policiais militares do Comando de Policiamento do Interior, 577 do Comando do Policiamento Metropolitano, 200

RN registrou 44 assassinatos no carnaval do ano passado Durante os seis dias do carnaval de 2017, o Rio Grande do Norte registrou 44 assassinatos. O dado foi divulgado logo após o período pela própria Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED). O órgão ressaltou, na época, que apenas um dos crimes foi em área de festividades. A Sesed ainda destacou, na ocasião, que no mesmo período do ano de 2016, o estado notificou 29 mortes. E como é de praxe, a secretaria também atribuiu “boa parte dos casos a disputas entre facções criminosas pelo tráfico de drogas”. Além do registro de assassinatos, a Polícia Militar diz ter reali-

zado 121 prisões e registrado 314 roubos no carnaval passado. A PM divulgou, também, na época que apreendeu 11 adolescentes e crianças, notificou 75 ocorrências de vias de fato, apreendeu 13 armas de fogo e 11 brancas e retirou de circulação aproximadamente 5 kg de entorpecentes. Quanto a ocorrências de trânsito, a Sesed diz ter registrado 28 acidentes sem vítimas, 12 com vítimas lesionadas e três com mortes. Já a Polícia Civil realizou 128 prisões durante o período carnavalesco de 2017, que inclui crimes de tráfico de drogas, lesão corporal e roubo, dentre outros delitos.

do Comando do Policiamento Rodoviário Estadual, 114 do Corpo de Bombeiros e 500 policiais civis. Na época, o estado também contava com a presença da Força Nacional. DESFALQUE A operação Carnaval deste ano correu o risco de ser desfalcada. É que policiais e bombeiros militares

estaduais anunciaram que não participariam de escalas extras no período caso o Governo não adotasse determinadas medidas, como o pagamento de salários. Após negociações no decorrer da semana, Estado e categoria chegaram a um acordo e os militares anunciaram que acatariam a proposta do Governo e trabalhariam no período momesco.

PRF-RN orienta motoristas sobre cuidados nas estradas Já a Polícia Civil realizou 128 prisões em 2017 E o Corpo de Bombeiros informou no ano passado que o carnaval de 2017 foi considerado tranquilo no litoral do estado. A corporação registrou três salvamentos aquáticos e auxílio ao público de uma pessoa com dificuldade respiratória, além de 2.168 pessoas que receberam orientações nas praias e 834 foram advertidas por estar em situação de risco iminente.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza a Operação Carnaval 2018 em todo o Brasil desde a última sextafeira (9). A ação, que segue até estaquarta-feira(14),émais uma etapa da Operação RodoVida, que começou no dia 22 de dezembro de 2017 e se encerrará no próximo dia 18. Sabendo que o período momesco conta com grande fluxo de veículos nas rodovias, a PRF orienta motoristas sobre os cuidados nas estradas. Entre as dicas do órgão para uma viagem segura está o primeiro passo: antes de pegar a estrada, faça uma revisão atenta no veículo. A recomendação da PRF é para que se verifique prin-

cipalmente pneus (inclusive, o estepe), limpadores de para-brisa, retrovisores e itens de iluminação e sinalização, além da documentação do veículo e do condutor. Outra dica do órgão é planejar a viagem, lembrando de programar o horário do início da viagem. “A melhor hora de viajar é ao amanhecer. Evite viajar durante a noite. Redobre a atenção na rodovia. Respeite a sinalização e os limites de velocidade. Não ultrapasse nos aclives sem visibilidade, nas curvas e pontes. Não dirija falando ao celular. Use o cinto de segurança. E se vai dirigir, não faça uso de bebida alcoólica”, orienta a PRF.


6 segurança

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

“#NãoéNão”

RN adere à campanha contra assédio sexual no carnaval >> Órgãos como o Ministério Público Estadual e a Prefeitura de Natal reforçaram nesta semana a campanha “#NãoéNão” que combate o assédio sexual

O

Rio Grande do Norte aderiu a uma campanha nacional contra o assédio sexual no carnaval. Órgãos como o Ministério Público Estadual e a Prefeitura de Natal reforçaram nesta semana a campanha “#NãoéNão”, que combate esse tipo de crime que atinge predominantemente o público feminino. Nos eventos festivos, a mulher se torna ainda mais alvo de assédio e estupro. Com a proximidade do carnaval, o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) reforçou em seus perfis oficiais nas redes sociais a campanha #NãoéNão, que ganhou a internet nos últimos dias. "Carnaval é uma festa de alegria e de liberdade. No entanto, as pessoas não devem confundir isso como uma licença ou salvoconduto para praticar o assédio contra as mulheres", disse a promotora de

justiça e coordenadora do Núcleo de Apoio à Mulher Vítima da Violência Doméstica e Familiar (NAMVID-MPRN), Érica Canuto, ressaltando que comumente as pessoas – não só os homens, mas também as mulheres – têm muita dúvida sobre o que é assédio e o que é a paquera. "O limite é justamente a autonomia e a liberdade da mulher. Entendam quando a mulher diz um não como um não. Muitas vezes, o homem encara como sendo a mulher se fazendo de difícil, e aí puxa a mulher, puxa o braço, puxa o cabelo. Quando ela se recusa, ele xinga com palavrões", afirmou ela. Um material divulgado nesta semana pelo MPRN destacou que forçar um beijo, passar a mão e encostar é tudo considerado como assédio, podendo até se configurar estupro, dependendo das circunstâncias;

Cedida

Nos eventos festivos, a mulher se torna ainda mais alvo de assédio e estupro além da importunação ofensiva ao pudor e a perturbação e da tranquilidade. De acordo com a representante ministerial com atribuição na defesa dos direitos da mulher, são violações, agressões psicológi-

cas e morais e também agressões contra a dignidade sexual, pois, quando o homem se aproveita do fato de a mulher ter bebido para forçar uma situação de intimidade sexual, esse ato é considerado como estupro.

Érica Canuto ainda observou que estar bêbado não atenua a responsabilidade do agressor. "A paquera deixa de ser paquera depois do não. A partir do não, é assédio", completou a promotora de justiça. Em casos de assédio e estupro, as pessoas podem fazer denúncias pelo telefone, no número 180 – discagem gratuita. O número é nacional, mas a denúncia vai para a mesa do promotor e para a mesa das delegadas da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM). "Caso não queiram denunciar pelo telefone, podem ir direto à Deam ou à Delegacia de Plantão", orientou. A promotora ainda sugere que as mulheres tenham sempre à mão o celular, para tentar gravar e filmar. "A violência doméstica é sempre de alguém do convívio da vítima. Porém, o assédio, especialmente no carnaval,

será de uma pessoa desconhecida. E nesse caso, ficará mais fácil localizar e responsabilizar o autor da agressão se a mulher conseguir filmar ou fotografar", concluiu ela. NATAL Além do MPRN, a Prefeitura de Natal também aderiu à campanha contra o assédio sexual no carnaval. O Município adotou o tema "Não estrague minha alegria com sua falta de limite". Para a secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Andréa Ramalho, "Tudo o que vier após um não, é assédio". Este é o terceiro ano da campanha municipal que visa alertar os foliões, em especial o público masculino, sobre atos desrespeitosos contra mulheres durante os festejos de momo. Andréa Ramalho acredita que, por conta do machismo, a mulher ainda é a maior vítima de violência. "Não queremos mais ver nenhuma mulher assediada, agredida e intimidada em nossa cidade; devemos dar às mãos e acabar de vez com o machismo e a violência contra a mulher", finalizou. São configurados como assédio contra a mulher beijos e abraços forçados, puxões de cabelo, de braços e cantadas agressivas.


esporte 7

domingo, 11 DE fevereiro de 2018

Estadual

Globo x Potiguar

E

m jogo isolado do Campeonato Estadual, o Potiguar visita o Globo neste domingo de carnaval, 11, às 17h, no estádio Barretão, em Ceará-Mirim, na sequência da 6ª rodada do 1° turno. O alvirrubro vem de vitória sobre o Força e Luz, enquanto a Águia, de derrota para o ABC. Juntando com os confrontos da Copa do Nordeste e Copa do Brasil, aí são três derrotas consecutivas do Globo, o que causou a saída do técnico Luizinho Lopes. Enquanto não chega um novo treinador, o time será comanda-

>> Equipes fazem duelo isolado neste domingo de carnaval em Ceará-Mirim; time da casa terá atleta orientando o time

Allan Phablo

do interinamente pelo meia Renatinho Potiguar, espécie de líder do grupo. Mesmo que estivesse com treinador, o Globo não contaria com Renatinho dentro das quatro linhas, pois o jogador se recupera de lesão na coxa sofrida na semana passada. A situação do adversário não ilude o Potiguar, porque o time mossoroense entende que o Globo é forte, atua em casa, tem um time já entrosado e com investimentos altos no elenco, e tam-

FICHA TÉCNICA Potiguar

Globo

Jaime, Jackson, Matheus Avelar, Wellerson e Leandro Mendes; Yago, Lucas Santos, Romeu e Jozicley; Gabriel Maia (Sorriso) e Sávio (Ricardo); técnico Emanoel Sacramento.

Rafael, Ângelo, Nagreti, Galiardo e Renatinho Carioca; Reinaldo, João Victor, Tiago Lima e Denis; Glauco e Vanger; técnico interino Renatinho Carioca.

Local - Barretão Horário – 17h Árbitro – Pablo Ramon Assistentes – Francisco Jailson e Luciana da Silva

Lucas Santos, em lance no clássico com o Baraúnas, disse que o Potiguar não se ilude com a situação do adversário bém o próprio Potiguar ainda busca encontrar um padrão de jogo, em face da reformulação feita já no começo do campeonato. “O que eles estão passando não muda em nada no nosso foco e projeto para o jogo, que será complicado”, comentou o apoia-

dor Lucas Santos. “Eles vão querer reagir nesse jogo, por isso temos que entrar bem concentrados e determinados”, disse o zagueiro Matheus Avelar. O time titular do Potiguar será definido horas antes da partida, porque o técnico Emanoel Sacramento tem

dúvida se repete a formação do último jogo ou se inicia lançando o estreante Sorriso no meio de campo. Outra incerteza de Sacramento é se mantém Sávio como referência ou se aposta em Ricardo, que entrou no segundo tempo contra o Força e Luz e marcou o gol da vitória.

contra o Assu e dependen-

TRÊS FRACASSOS Leandro Campos cole-

cionou fracassos em sua passagem pelo América-RN. Ele assumiu o comando do time rubro pouco antes da Série D do ano passado. A campanha foi irretocável até o principal mata-mata, contra a Juazeirense. A goleada por 3 a 0 sofrida no interior da Bahia colocou por terra o principal objetivo de 2017, que era o acesso à Série C. Apesar disso, o "Bigode" teve a confiança da diretoria para dar sequência ao trabalho em 2018. De contrato renovado, conseguiu manter uma boa base que jogou a Série D e se reforçou com peças pontuais.

A pré-temporada, como há muito tempo o clube não fazia, durou dois meses até a estreia na temporada. No estadual, foram cinco vitórias seguidas, incluindo o "passeio" em cima do rival ABC. Perdeu a invencibilidade justamente diante do Santa Cruz, o que causaria a sua demissão. No meio do caminho, também fracassou na Copa do Brasil. A eliminação na primeira fase - com a derrota por 2 a 0 para o Tubarão - fez com o que o América deixasse de arrecadar R$ 600 mil, valor da premiação paga pela CBF. (Fonte: Globo.com)

se enfrentar no dia 17, em Natal, no fechamento da primeira etapa da competição. Além da incômoda posição na tabela, co-lanterna, o Baraúnas ainda persegue o primeiro gol, que poderia ter saído neste último jogo, mas o atacante Douglas Pecém bateu fraco o pênalti, facilitando a defesa do goleiro

Wadson. Agora são 540 minutos sem marcar um gol sequer. Depois da partida, o técnico Williams Rodrigues criticou o desequilíbrio do time no primeiro tempo, mas elogiou a postura no segundo tempo, em que a equipe foi valente, jogou em cima do Assu, mas “infelizmente o

gol não saiu”. Williams adiantou que o Baraúnas está preparando a vinda de novos jogadores. Sobre dispensas, o treinador não entrou no assunto, mas nos bastidores, comenta-se a saída de vários atletas também por questões financeiras. Para vir atletas, outros terão de sair.

Goleada causa demissão de do das próprias forças. O encara o Globo na Leandro Campos no América América última rodada e teria que A derrota por 3 a 0 para o Santa Cruz de Natal na noite de sexta-feira, 9, custou o cargo do técnico Leandro Campos, do América-RN. Após reunião realizada na manhã deste sábado, 10, a direção rubra e o treinador chegaram a um acordo e decidiram que o melhor para o clube seria a mudança de comando da equipe. A torcida também pressionou para que isso acontecesse. O América-RN é o líder

do primeiro turno do Campeonato Potiguar, com 15 pontos - tinha 100% de aproveitamento e não havia sofrido gols até enfrentar o Santa Cruz. A saída de Leandro Campos é justificada pelo risco de perda do título da Copa Cidade do Natal. Caso o rival ABC vença o lanterna Força e Luz na quarta-feira de Cinzas, vai para a última rodada com maior probabilidade de ser campeão - jogará em casa

Baraúnas virará o turno brigando contra a ‘degola’ Vivendo uma crise de resultados não vista havia muito tempo, o Baraúnas vai virar o primeiro turno do Campeonato Estadual brigando contra o rebaixamento.

Depois de ter perdido em casa na sexta-feira para o Assu por 1x0, o Leão mossoroense segue com apenas um ponto, atrás apenas do lanterna Força e Luz. Ambos vão

vencer e torcer por um tropeço do rival. Uma vitória sobre o Santa Cruz praticamente daria o título ao América. A equipe chegaria a 18 pontos e abriria uma boa vantagem no saldo de gols. Deu tudo errado. Como foi goleado, diminuiu o saldo que tinha e deixou o caminho aberto para o ABC tomar a ponta da tabela ao fim desta sexta rodada.

Ricardo comemora titularidade e destaca bom momento no Vasco Destaque neste início de temporada, o jovem zagueiro Ricardo, de 20 anos, falou nesta sexta-feira, 9, sobre o momento especial que vive no Vasco e também sobre a expectativa de estar em campo no próximo duelo da Libertadores - na quartafeira, 16, o time carioca recebe o Jorge Wilstermann, em São Januário, em jogo de ida da fase preliminar. "Passou a ansiedade da estreia. A última partida em São Januário foi a primeira que joguei como profissional com a presença da torcida vascaína. Minha família também esteve me acompanhando e foi um momento muito especial", afirmou. Ricardo subiu para o profissional do Vasco no ano passado, mas não chegou a entrar em campo em 2017. O jogador apenas compôs elenco nos treinamentos. Na atual temporada, o zagueiro participou dos dois jogos contra o Universidad Concepción pela fase preliminar da Libertadores com vitórias por 4 a 0, fora, e 2 a 0, em casa. "O mais importante foi ter saído com mais uma vitória, sem sofrer gols e classificados para a próxima fase da Libertadores. Agora temos que manter os pés no chão, não tem nada ganho. Diante do próximo adversário temos que jogar melhor ainda, sempre evoluindo", disse. Ricardo Graça fez parte do time sub-20 do Vasco e também falou sobre a satisfação em atuar no profissional com outros atletas revelados pelo clube, como Paulinho, Andrey, Alan Cardoso, Bruno Cosendey, Evander e Paulo Vitor. "É especial jogar ao lado de outros meninos também revelados aqui. São atletas até mais novos do que eu, que não jogaram na minha época e subiram antes. Fico feliz demais por eles. Paulinho e Evander estão em um grande momento, os mais jovens a marcar pelo Vasco na Libertadores. Tudo que ajuda o Vasco nos deixa muito satisfeitos e a base tem feito seu papel", finalizou.


8 OPINIÃO/esporte

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

fábio oliveira fabiowillard@hotmail.com

fabio willard de oliveira

Quem será o próximo a cair?

A

ntes do final do primeiro turno, o Campeonato Potiguar já registra a queda de cinco treinadores: Higor César, Luizinho Lopes, Agnaldo Fidélis, Mastrillo Veiga e, por último, Leandro Campos. Se contabilizarmos aqueles que entregaram o cargo, a soma sobe para oito: Cícero Ramalho, Célio Isidro e Baíca. Faltando uma rodada, esse número poderá subir, entendendo que Williams Rodrigues não é unanimidade no Baraú-

nas e balança forte. Fernando Tonet, Raniele Ribeiro, Emanoel Sacramento e Neto Matias são os únicos que vivem situação “tranquila”, pelo menos até algum dirigente dizer que eles estão prestigiados, o que é um sinal claro que a dispensa está próxima. Na dança das cadeiras, o Força e Luz é o campeão. Já são quatro treinadores neste pouco tempo de campeonato. Aceitar dirigir o time Elétrico é sempre um risco de choque.

iMAGEM QUE MARCA

Reprodução

''

Entrega o teu “caminhão” ao Senhor!” João Filho, torcedor do Baraúnas, tentando confortar um colega durante uma derrota do time, utilizando uma versão bem particular da passagem bíblica.

DISPENSADO O goleiro Victor Hugo foi dispensado pela diretoria do Baraúnas na noite de sexta-feira (9), logo após a derrota para o Assu. Ele não jogou e não teve culpa no resultado, mas teria feito o pior, comenta-se.

ESQUENTOU No vestiário, enquanto todos buscavam forças para recuperação, o goleiro teria desdenhado, parecendo ter comemorado, fato que já teria ocorrido contra o América, explicando a decisão do então técnico Agnaldo no primeiro afastamento. Agora, além da dispensa, houve até socos e pontapés.

DO PECÉM

Quando a situação é ruim, tudo colabora para piorar. Não bastasse não ter marcado ainda um gol no campeonato, o Baraúnas ainda pegou Edilene para bandeirar dois jogos em que o resultado poderia ter sido outro. É incompetência e azar juntos. Na imagem congelada do gol anulado de Selson, claramente se vê Eduardo Recife dando condições. Onde está o impedimento?

A semana na história Se estivesse vivo, ontem (10), o amigo e grande repórter cinematográfico José Lacerda teria completado 54 anos. Entre as saudades, as inúmeras histórias contadas ao longo das viagens pelas estradas do RN, em cobertura do nosso futebol.

Torcedor

Futebol Clube

Quem também perdeu o emprego foi o atacante Douglas Pecém. As informações sobre seu caráter são muito boas, porém seu futebol veio em outro ritmo. O pênalti perdido contra o Assu, que veio acompanhado por uma firula carnavalesca na hora da cobrança, foi só a cereja do bolo. Lembrou Beleu.

SUPEROU Este é o pior início de campanha do Baraúnas em todos os tempos, superando até a pífia campanha de 2001, quando colheu, em 18 jogos, 16 derrotas e dois empates. Naquele ano, em seis jogos, o Leão já tinha dois empates. Agora, nem isso.

LIMPEZA

Walter Hipólito

Não deve parar em Victor Hugo e Pecém a varredura no Baru. Até o segundo turno, pelo menos uma dezena não deve continuar. A necessidade obriga, mas a falta de dinheiro para dispensar atrasa o processo.

Bairro Nova Betânia Torcedor do Botafogo

A LUTA

QUE FASE, HEIM EDILENE? A auxiliar Edilene Freire tem pecado muito nas marcações de impedimento. E em se tratando de jogos do Baraúnas, o destino tem sido muito cruel. Além dos inúmeros erros no jogo contra o Globo, o gol de Selson contra o Assu, anulado pela auxiliar, foi legalíssimo. O árbitro Eduardo Marinho, um dos melhores do estado há anos, ainda lhe deu a chance de rever sua posição, mas ela se manteve no erro. Pena. Além de reciclagem, um banho de sal grosso não faria mal.

CLAUDER ARCANJO

Escritor e editor da Sarau das Letras

Tinha razão Cícero Ramalho, quando em entrevista na TCM, antes da largada do estadual, declarou que não iludiria o torcedor e que o Baraúnas lutaria para não cair.

REAL Vendo os lances de América 0x3 Santa Cruz, que determinaram a queda de Leandro Campos, ficou claro. O América massacrou, mas foi o Santa que, nos contra-ataques, fez os gols. As imagens revelam. Futebol é assim.

O esporte é a nossa paixão notícias GOLS e COMENTÁRIOS www.f9.net.br


estado /jornaldefatorn

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

Mossoró (RN), DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Divulgação

Carnaval de Macau terá investimentos da iniciativa privada

Folia

já iniciou os festejos juninos, embora afirme que não está colocando dinheiro nas festas de carnaval. O prefeito de Macau, Túlio Lemos, anunciou oficialmente que conseguiu viabilizar recursos financeiros, através da iniciativa privada, para a realização do tradicional carnaval do município. Na cidade de Caicó, a Secretaria Municipal de

Desenvolvimento Econômico e Turismo cancelou neste ano os shows que acontecem gratuitamente no espaço de eventos Ilha de Santana durante o carnaval. O Município vai destinar o ISS recolhido nos shows privados e também com os comerciantes que vão trabalhar na festa para os blocos de rua. Além disso, a Prefeitura fará polos de festa em lugares dife-

rentes da cidade a um custo mais baixo do que os shows da Ilha. O objetivo é enxugar os gastos com o evento, por questões financeiras. O Município pretende investir em ações relacionadas à agricultura. Em 2017, houve carnaval em Caicó com festas na Ilha de Santana. Segundo a secretaria, foi possível realizar as apresentações musicais com ajuda do Governo do RN, porém neste ano a intenção é buscar dinheiro nas esferas estadual e federal para o combate à seca. Em Parnamirim, a Prefeitura está realizando a festa de carnaval normalmente. Até o fechamento desta edição do jornal, a programação ainda não tinha sido disponibilizada. Também em Natal, a festa está sendo realizada normalmente. A programação vem sendo divulgada desde dezembro.

tes vão vender seus produtos de maneira ordenada, de forma a faturar uma grana extra sem causar incômodo aos que brincam na frente ou atrás do trio-elétrico. Quanto à segurança, o planejamento da festa foi uma questão tratada com responsabilidade. A própria prefeita Iraneide Rebouças (PSD) tratou do assunto junto aos órgãos competentes do Estado, que vão dar o suporte necessário para que o carna-

val de Areia Branca seja tranquilo. De acordo com o procurador geral do Município, Ígor Campos, a recomendação do Ministério Público não atingiu Areia Branca por estar com os salários do ano de 2017 em dia, inclusive o pagamento do décimo terceiro salário. Ígor Campos informou ainda que além do entendimento com a Promotoria Pública, a Prefeitura está contando com o trabalho integrado de diversos ór-

gãos do município, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, e que faltavam alguns ajustes para a divulgação da programação oficial dos dias de carnaval. “Desde o início, buscamos o entendimento para trabalhar dentro da legalidade e da responsabilidade que um evento como esse exige. Essa parceria com as instituições públicas, e até privadas, só favorece o sucesso que esperamos acontecer”, enfatizou.

Mesmo alegando crise, Municípios mantêm carnaval Os prefeitos que decidiram realizar os eventos tiveram de atender algumas exigências feitas pela Promotoria Pública, como pagamento de salários em dia FABIANO SOUZA fabianosouz@hotmail.com

M

esmo com as dificuldades financeiras enfrentadas pelo país, que a reboque atinge os Municípios, algumas cidades do Rio Grande do Norte tradicionais, que haviam deixado de realizar o carnaval nos últimos anos, estão retomando os

festejos neste ano de 2018. Apesar da orientação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para que os Municípios priorizem o pagamento do salário de servidores efetivos e contratados em vez da realização de eventos carnavalescos, muitos prefeitos estão realizando o evento. Os prefeitos que decidiram realizar os eventos ti-

veram de atender algumas exigências feitas pelo MPRN, para direcionamento de investimentos à agricultura e em outros setores produtivos. Para os que decidiram atender à recomendação do MP e não vão promover os eventos carnavalescos, os festejos só serão realizados através da iniciativa privada. Em Macau, a Prefeitura

Areia Branca promove ‘A folia é de paz e alegria’ A Prefeitura de Areia Branca preparou uma estrutura para os seis dias de festa que começou na sexta-feira, 9, e só termina na quarta-feira de Cinzas (14), com o “Mela Mel” na vilapraia de Ponta do Mel. Com o tema “A Folia é de paz e alegria”, o carnaval 2018 de Areia Branca

terá atrações nacionais, regionais e locais para todos os gostos. A expectativa da comissão organizadora do evento, que envolve todas as secretarias e gerências, é de um público recorde nos arrastões nos dois circuitos de trio (na praia durante o dia e à noite na cidade), além dos diversos

eventos alternativos de natureza carnavalesca que vão animar os foliões nos quatro cantos da cidade. Visando esse público que aproveita também a oportunidade para fazer turismo, a rede hoteleira já está preparada para receber os visitantes. Nos circuitos de trio, os ambulan-


ESTADO 3

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Energia limpa

Ufersa construirá usinas solares em municípios

>> Cada usina que será instalada no solo terá potência de 62,5 quilowatts e os módulos fotovoltaicos serão da Trina Solar, com garantia de desempenho de 30 anos

A

Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) recebeu a autorização de fornecimento para a construção de mais três usinas solares nos campi fora da sede. Com isso, Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros vão ganhar uma usina solar fotovoltaica de geração de energia. Cada usina será instalada no solo e terá potência de 62,5 quilowatts (KWp). Os módulos fotovoltaicos serão da Trina Solar, com garantia de desempenho de 30 anos. Já os inversores serão da Fronius, um dos principais fabricantes mundiais, ou seja, serão usinas solares de excelente qualidade, que vão contribuir para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e também para a economia de energia elétrica nos campi da universidade. O investimento total com a instalação das três usinas será de R$ 780 mil. Os recursos fazem parte do projeto de desenvolvimento da Ufersa referente à emenda de bancada de 2016 com o financeiro liberado no final de 2017. As novas usinas devem ficar prontas em 60 dias. O reitor, o professor José de Arimatea de Matos, exaltou a importância das usinas e agradeceu o empenho da bancada potiguar na liberação dos recursos. “Essas usinas vão gerar energia limpa para a Ufersa e fomentar pesquisas

para os nossos alunos e para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, destacou o reitor. Além disso, a Fundação Guimarães Duque também emitiu outra autorização de

fornecimento para instalação de duas usinas de 7 KWp para instalação no telhado do prédio Engenharia I, no qual funciona, os cursos de Engenharia Mecânica e Elétrica. Essa usi-

na será utilizada para as aulas práticas do curso de Engenharia Elétrica. Desde o final de 2016 que a Ufersa vem investindo em painéis solares como alternativa de geração de

energia. Em janeiro de 2017, a universidade inaugurou a usina solar de Mossoró com 580 painéis numa área de 933 metros quadrados. É o maior parque solar de uma universidade fede-

ral brasileira. A usina funciona no campus leste e, desde outubro de 2016, vem gerando energia limpa para a universidade. São cerca de 20 mil quilowatts-hora gerados a cada mês, o que equivale a até 7% do consumo da Ufersa em Mossoró. Em termos práticos, a usina gera uma economia de R$ 7 mil por mês no custeio da instituição. Além da economia, os painéis geram ganhos ambientais com a redução da emissão de gases como o monóxido de carbono, o grande vilão do aquecimento global. Com a usina produzindo energia limpa, a estimativa é que 1,5 tonelada de CO2 deixe de ser emitida. ilustração

Exportação em crescimento no RN faz o Porto de Natal superar o porto do Pecém no CE

Escola Municipal Júlio Benedito passa por reforma

Francielly Linhares

Escola Municipal Júlio Benedito está sendo reformada

Em Messias Targino, a gestão da prefeita Shirley Targino vem trabalhando em sintonia com a Câmara Municipal, que tem como presidente o vereador Anderson Medeiros. Além de participar ativamente do apoio a projetos que visem à coletividade, o Legislativo tem buscado alternativas em parceria com a prefeita para melhorar a estrutura das escolas municipais. Uma dessas parcerias está promovendo a reforma total da Escola Municipal Júlio Benedito, uma das mais importantes unidades de educação do Município. De acordo com Shirley Targino, a reforma e a adaptação dos espaços da

escola para oferecer melhores condições aos que integram a comunidade escolar estão sendo desenvolvidas com recursos próprios da Prefeitura e cerca de R$ 40 mil devolvidos pela presidência da Câmara Municipal de Messias Targino. Segundo ela, a Escola Municipal Julio Benedito será entregue no início deste ano letivo de 2018, após a reforma. “Estamos melhorando a estrutura física de uma das nossas principais escolas para que os estudantes, professores e colaboradores da rede pública municipal possam contar com um ambiente de qualidade quando as aulas forem retomadas. Sabemos que devemos enfrentar mais um ano

de dificuldades financeiras e, diante disso, decidimos aplicar os poucos recursos em obras que possam garantir melhores condições de vida para os messienses”, disse. O vereador Anderson Medeiros disse que toda e qualquer iniciativa de Shirley Targino para melhorar as condições da educação em Messias Targino terá o apoio dos vereadores messienses. “Estaremos sempre dispostos a qualquer esforço necessário para melhorar a educação em nossa cidade. O trabalho da escola Júlio Benedito é apenas mais uma ação da prefeita Shirley nesse sentido. Tenho certeza que muito mais esta por vir”, disse Anderson Medeiros.


2 ESTADO

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Cont. pág. anterior

Tibau deve ampliar número de visitantes durante carnaval

>> A Prefeitura está seguindo as orientações do MPRN, para garantir que os festejos carnavalescos possam ocorrer dentro da normalidade

T

ibau, que anualmente nesta época do ano, principalmente no carnaval, recebe mais de 100 mil pessoas, deve manter a tradição de promover um dos carnavais mais movimentados do interior do RN. A expectativa é que a cidade aumente ainda mais o fluxo de visitantes nos próximos dias. Após uma recomendação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Município de Tibau anunciou que não vai gastar com bandas e trio elétrico para o carnaval deste ano. De acordo com o prefeito Naldinho (PSD), a Prefeitura dará apoio na parte da segurança, saúde e limpeza pública durante o período. Em um decreto publicado no último dia 29 de janeiro, a Administração Municipal determinou os locais para instalação de barracas,

fixação e circulação de vendedores ambulantes, bem como a interdição de vias públicas para o trânsito de veículos durante os festejos, em apoio às manifestações carnavalescas voluntárias. Só poderão instalar os equipamentos comerciantes que estiverem devidamente cadastrados no órgão competente da Prefeitura de Tibau e que possuam o alvará de licença para localização e funcionamento. Ainda de acordo com o decreto, o período carnavalesco acontece do dia 9 até 15 de fevereiro, bem como horário, que será das 15h à 0h. Não será permitido qualquer equipamento de som fora do horário citado. O decreto também definiu o trajeto das manifestações carnavalescas, devendo percorrer seu itinerário nas seguintes rotas: início na Avenida Tereza Patrício, seguindo pelas ruas 22 de De-

Mossoro em Foco

Fluxo de visitantes na praia de Tibau deve superar as expectativas zembro, sentido Icapuí (CE); Neném Marciano, Tubarão, Avenida Governador Tarcí-

Carnaval de Apodi deve atrair 25 mil pessoas por noite Como ocorre todos os anos, a expectativa dos organizadores e do prefeito Alan Silveira é que o município de Apodi realize um dos maiores eventos carnavalescos do interior do Rio Grande do Norte. Esperase que o carnaval de Apodi possa repetir o sucesso do ano passado, quando registrou média de 25 mil pessoas por noite. Com a programação definida desde o início do mês de janeiro, a festa contará com grandes atrações. A programação do carnaval de Apodi 2018, que começou nesta sexta-feira (9), segue até a próxima quartafeira (14), com várias bandas reconhecidas do público regional. Na programação, a banda Grafith, Avine Vinny, Saia Rodada e o cantor Tatau serão atrações principais. Conforme Alan, a Secretaria Municipal de Turismo está trabalhando desde o ano passado para realizar um dos maiores eventos do interior do RN. “A ideia de fazer uma ampla divulgação em todos os meios de comunicação do interior e da capital tem surtido efei-

Josemario Alves

Com a programação definida desde o início do mês de janeiro, a festa contará com grandes atrações to e a procura de pessoas pelo carnaval de Apodi tem se concretizado”, disse. Ele acrescentou ainda que a cidade está preparada para receber mais visitantes nos próximos dias. “Estamos preparando uma grande festa para o nosso povo, pois sabemos que o carnaval movimenta a economia da cidade e

mantém viva uma tradição que não pode acabar”, publicou o prefeito. Neste ano, o carnaval acontecerá de 9 a 14 de fevereiro. Sob o tema “A festa é nossa”, o município de Apodi pretende atrair um grande número de foliões e superar o público do ano passado, que foi de 25 mil pessoas por noite.

sio Maia, e encerramento no Espaço Luz (Gancho). Para garantir a tranquili-

dade dos foliões em melhores acomodações, desde o mês de dezembro de 2017,

a Prefeitura de Tibau, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Urbanismo, vem intensificando o trabalho de limpeza da praia, recuperação de ruas, melhorias no acesso às praias, iluminação e calendário com maior frequência da coleta do lixo. São essas algumas das ações que a Administração Municipal implementou para receber os visitantes e turistas durante o período de alta estação. De acordo com o secretário municipal de Obras, Cleiton Marques, a Administração Municipal fez parceria com a empresa Agrícola Famosa, esta cedendo tratores e carroções, e realizou limpeza nas praias e em diversas ruas. “O que nós pedimos aos visitantes é que não sujem as praias, que não joguem objetos, restos de comida, vasilhames, enfim, que mantenham a praia limpa. Sabemos que neste período aumenta o volume de lixo, mas estamos preparados para garantir a limpeza de nossas praias e ruas”, disse o secretário Cleiton Marques. Ainda em relação à limpeza, Cleiton ressalta que a Agrícola Famosa fez a doação de tambores para o projeto “Praia Limpa”, que já foram distribuídos em diversos locais, entre eles, em bares, restaurantes e barracas para que todos possam dar destino certo ao lixo.


4 ESTADO

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

Variedades

Carnaval em Natal e região atende todos os gostos

>> As opções para quem quer cair na folia e festejar vão desde blocos carnavalescos aos shows de grandes nomes da música nacional

D

esde a última quinta-feira, 8, a folia corre solta em Natal e região metropolitana, com atividades para todos os tipos de foliões. As opções vão desde os blocos carnavalescos de rua aos shows de grandes nomes da música nacional, como Paralamas do Sucesso, Roberta Sá, Margareth Menezes e Sandra de Sá. O Agora RN listou as principais atrações para o carnaval 2018. Em Natal, o carnaval foi aberto quinta-feira, com o tradicional Baile de Máscaras do largo do Atheneu, no Polo Petrópolis. O show de abertura será por conta do baiano Carlinhos Brown. Para o encerramento na próxima quarta-feira, 14, a cidade terá seis polos carnavalescos – Rocas, Ponta Negra, Petrópolis, Redinha, Centro e Praia dos Artistas. Ao todo, serão mais de 250 músicos se apresentando nesses locais. A Prefeitura também dispôs de roteiros para que os foliões acompanhem blocos de carnaval. Por toda a cidade, serão realizadas diversas festas pelas ruas. O polo Ponta Negra já recebeu show dos Paralamas do Sucesso, mostrando que a folia de momo em Natal também é eclética. Também estão presentes no evento Roberta Sá, Academia da Berlinda, Orquestra Contemporânea de Olinda, Sandra de Sá, Renata Arruda, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, Margareth Menezes, Monobloco, Eduardo Dussek, Ricardo Chaves, Spok Frevo, Antônio Nóbrega, Grafith, Cavaleiros do Forró. O carnaval de Parnamirim foi aberto oficialmente no sábado, 10, com a entrega das chaves da cidade ao rei e a rainha do carnaval. A Prefeitura de São Gonçalo abriu oficialmente o carnaval desde o último sábado, 3, com encontro de tribos de índio, blocos de ruas e escolha do rei momo, rainha e quenga de 2018, e segue até a próxima quarta-feira. Vale salientar que durante o período de carnaval, as agências bancárias terão horário diferenciado no referido período. Os

Quero Abadá

Carnaval em Natal tem reunido grande número de participantes

Caern alerta para consumo consciente de água no carnaval O Rio Grande do Norte está enfrentando a pior seca da história. São seis anos de uma estiagem severa, quadro que prejudica, sobretudo, o abastecimento de água para a população. Em virtude disso, é preciso que todos estejam conscientes sobre a importância da racionalização de água a fim de evitar gastos desnecessários. Com a chegada do carnaval, esse cuidado deve ser maior, especialmente em cidades turísticas, que atraem pessoas de todas as partes (a exemplo de Natal), e aquelas que se encontram em situação de emergência. Muitas famílias optam por comemorar o feriadão em casas de praia. Isso contribui para o aumento da utilização de água em piscinas e chuveiros. O folião consciente deve abrir mão dos excessos e estar atento ao desperdício, tomando banhos mais curtos, fechando a torneira quando necessário e sempre verificando se há vazamentos. Para se ter uma ideia, to-

Blog Jair Sampaio

Foliões devem economizar água durante o carnaval mar banho continuamente e sem fechar o registro representa perda aproximada de

90 litros (casa) e 162 litros (apartamento), de acordo com dados da Sabesp.

Outras atitudes simples no dia a dia ajudam a reduzir consideravelmente os gas-

bancos ficarão fechados do sábado, 10, com a volta programada a partir do meiodia da quarta-feira de cinzas, 14. Já o autoatendimento está funcionando durante todos os dias. O comércio de rua terá funcionamento normal até o sábado. O retorno das atividades será retomado na quarta-feira. Já os shoppings terão abertura diferenciada. As salas de cinema terão sua programação exibida normalmente durante os dias de folia. Para garantir a segurança dos foliões, durante todo o período de carnaval, a Secretaria Estadual de Segurança colocará nas ruas um total de 6.307 policiais militares nos principais polos carnavalescos. Eles vão atuar nas cidades de Natal, Caicó, Areia Branca, Tibau, Macau, Assú, Touros, Barra de Maxaranguape, São Miguel do Gostoso, Pipa, Barra de Cunhaú e Baía Formosa. A Polícia Civil terá um esquema especial para as delegacias de Natal. Funcionarão os distritos das praias de Pirangi e Barra de Maxaranguape. Também atuarão em regime especial a 1ª Delegacia de Plantão da Zona Sul, a 2ª Delegacia de Plantão da Zona Norte e a Delegacia Especializada Assistência ao Turista (DEATUR), que funcionará seguindo horário do Praia Shopping.

tos de água. Não deixar a torneira ligada ao escovar os dentes, evitar a lavagem de calçadas, do carro ou até mesmo da rua são medidas que caracterizam o consumidor racional. Embora o carnaval exija atenção maior com relação ao consumo de água, essa preocupação com o meio ambiente deve ser constante. “O desperdício tem que ser combatido a todo momento. Isso deve fazer parte do costume e da cultura das pessoas”, afirma o gerente de Inovação Tecnológica e Controle de Perdas da Caern, Josildo Lourenço dos Santos. Prática muito comum durante as festividades carnavalescas, o mela-mela, apesar de divertido, também pode resultar, indiretamente, no consumo desenfreado, uma vez que as roupas ficam sujas e exigem sucessivas lavagens. “Não é porque temos a aparente impressão de água em abundância que devemos exagerar. É preciso usá-la para o que é estritamente necessário”, acrescenta Josildo Lourenço dos Santos. Portanto, neste carnaval vista sua melhor fantasia e aproveite cada momento, lembrando sempre dos cuidados e precauções com o uso da água. O consumo consciente faz a festa ficar completa.


/jornaldefatorn

mulher

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

DOMINGO, 11 DE fevereiro de 2018

3 dicas para

garantir energia e saúde no Carnaval

>> Com tanta festa, o funcionamento do organismo pode sair prejudicado com a alteração da rotina de sono e a alimentação

O

carnaval está chegando e já tem muita gente animada para aproveitar a folia. Seja nos blocos de rua ou na passarela do samba, é preciso estar preparado para aguentar o ritmo. Para que você tenha energia e possa pular os quatro dias de carnaval com muita animação e samba no pé, o clíni-

co-geral Paulo Sampaio, do Hapvida Saúde, preparou 3 dicas essenciais para aumentar a energia e deixar este carnaval muito melhor. Com tanta festa, ninguém pode descuidar da saúde nesses dias, ainda mais quando o funcionamento do organismo pode sair prejudicado com a alteração da rotina de sono e a alimentação.

1) Bebeu água? Não! Tá com sede? Tô! Como diz a música, é preciso se hidratar. Parece ser uma dica boba, mas é a principal de todas. Consuma um copão de água assim que acordar e não saia de casa sem levar uma garrafinha de 500 ml. Assim, você já garante a hidratação pelas próximas horas. Quando terminar, procure um bebedouro para enchê-la ou compre uma nova. O ideal, em dias de festa, é consumir pelo menos 3 litros de água.

2) Foi para a folia e se esqueceu de se alimentar direito? As frutas são uma ótima opção. Além de nutritivas, garantem bastante energia, como a banana e a maçã. Além disso, a barrinha de cereal pode ser uma escolha, pois tem um bom valor nutricional e evita que o folião opte por alimentos que não têm boa procedência, evitando intoxicações alimentares. Ao escolher as barrinhas, é interessante priorizar as sem chocolate e que tenham fibras em sua composição. Hoje, temos, além das barrinhas de cereais, as com castanhas ou de amêndoas e também as de proteína, opção para as pessoas que querem evitar perda de massa muscular durante o carnaval.

3) O que calçar e o que evitar? Os mais indicados para sambar, sem perder o rebolado, são os modelos rasteira ou tênis. O ideal é ser leve e preso aos pés, de modo que proporcionem mais segurança ao folião. Além disso, o calçado deve ter solado aderente, espuma no calcanhar para evitar bolhas, material que proteja a costura e acabamentos que possam causar desconfortos. Evitar sapatos apertados também é uma superdica que pode salvar os seus dias de carnaval.

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO


defatocom

2 OPINIÃO

DOMINGO, 11 DE fevereiro de 2018

contexto

BOM DIA! “A vida fica mais fácil quando você entende que a outra pessoa tem o direito de não ter a mesma opinião que você.”

Sérgio Chaves

www.sergiochaves.com | sergiodefato@gmail.com

EDUARDO JORGE

Festa

TALENTOS ABRASEL

HORÁRIOS

Hoje (11), domingo de carnaval, é dia de festejar a dra. Carla Portela Araújo, a gente fina Berlene Belmont, Lucenildo Paiva, Mozart Crystian, Conrado Júnior e Diego Ramalho de Medeiros. Amanhã (12), é dia de vivas para o jornalista William Robson, Jorge Moreira Neto, o professor Frank Felisardo, a sra. Francinete Soares Capistrano, Paloma Medeiros Vale e Daniel Monteiro. Para vocês: paz, saúde, amor e alegrias. Parabéns!

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL) realizou, no período de 30 de janeiro a 3 de fevereiro, o seu 11° Encontro de Talentos, oferecendo aos presidentes e diretores executivos de suas seccionais e regionais espalhadas por todo o Brasil o treinamento do Programa Nacional de Qualificação de Talentos Abrasel. O encontro aconteceu na paradisíaca Vila Mattioli, em Cláudio (MG), uma excelente oportunidade para o desenvolvimento de ações, reciclagem, amadurecimento e – claro – o surgimento de novas oportunidades. Do RN, representando a seccional Natal e a regional Oeste potiguar, estavam os diretores executivos Glauco Gobbato e Rafaella Costa. Voltaram com as malas recheadas

O Partage Shopping abre hoje (11), das 14h às 20h. Amanhã (12) e terça (13), só a praça de alimentação e cinemas, das 11h às 22h. Os supermercados terão funcionamento normal hoje, fechando amanhã e terça e reabrindo normalmente na quarta (14). Comércio de rua e bancos só reabrem na quarta, ao meio-dia.

É CARNAVAL O país vive um dos seus períodos mais festivos. É carnaval! Em Mossoró, as opções são as troças que ganham as ruas dos bairros da cidade e o Carnaval das Antigas do Café & Artesanato, na Praça de Convivência. Na região, as folias de Apodi e Almino Afonso são as que prometem o maior público. Mas, muitos mossoroenses optaram por Aracati (CE) e pelo Carnaval Multicultural de Natal. Faça sua escolha e caia na folia!

LUBE Logo após o período de momo, Katharina Gurgel e a sua Lube Produções colocam o bloco na rua, literalmente. Dia 8, tem início a parceria com o restaurante Buscapé Budd, com a Quinta do Humor, trazendo os mais consagrados artistas da comédia e do standup nacional. Na estreia, a dupla Dion Queiroz e L. C. Galleto promete muitas risadas. Já para a garotada, a pedida é o espetáculo Aventuras Caninas, que se apresenta no dia 11, às 17h, no Teatro Municipal Dixhuit Rosado, com senhas antecipadas à venda a partir da sexta (16), no Universo da Criança (3321-5737).

Rafaella Costa e Glauco Gobbato, executivos da Abrasel/RN, no XI Encontro de Talentos em Minas Gerais.

de conhecimentos e com ânimos renovados para fazer 2018 render muito mais. A regional Oeste potiguar da Abrasel é instalada em Mossoró e tem como presidente o empresário Rawlinson Freitas, do Nemo Sushi, que conta com o apoio de vários colegas do setor já associados e participando ativamente das atividades.

A prefeita Rosalba Ciarlini transmitiu o cargo à viceprefeita Nayara Gadelha na quarta (7). Rosalba sai de férias, retornando no próximo dia 27.

FESTAS

PARABÉNS

Romeika em festa para comemorar a vida do marido Marcelo Rosado Batista, aniversariante da quarta (14).

Maísa em vivas para o esposo Emery Costa, folhinha da terça (13).

D. Clotilde e Marcos Araújo em vivas para a querida Carla Portela, festejando a vida neste domingo (11).

O blogger Cesimar Oliveira, folhinha da quinta (15).

O publicitário Jozeíldo Rodrigues comemora a vida na sexta (16).

Alguns amigos blogueiros/ colunistas já fecharam datas de eventos para este ano. Em Umarizal, Cesimar Oliveira agendou mais uma edição da sua Noite do Guerreiro para o dia 10 de março. Em Areia Branca, Jean Rodrigues marcou a sua Feijoada Vip para o mês de abril. E em Pau dos Ferros, o amigo/irmão Lisboa Batista fechou a data de 2 de junho para a realização da sua tradicional Festa dos Destaques. Sucesso para vocês!

MATER

Mara prepara a festa para o amado Frank Felisardo, com idade nova na segunda (12).

Carlos Yes! Araújo pilota sessão bolo confeitado para festejar a amada Viviana Cláudia, aniversariante da quinta (15).

Por meio da Educação Física, os alunos terão oportunidade de conhecer as inúmeras possibilidades de atividades físicas para desenvolver um estilo de vida ativo e o gosto pela prática esportiva. Desde as séries iniciais, o foco deverá ser no indivíduo – que joga, que brinca e que se movimenta, baseado nos princípios do desenvolvimento das habilidades físicas, necessário para o desempenho humano. Eis o conceito Concept Life do Colégio Mater Christi. Show!

CELEBRATION

RESIDÊNCIA

E, aos poucos, a nossa promoção Sérgio Chaves Celebration vai tomando forma. O evento acontece no dia 19 de maio, nos salões do Requinte Buffet, com cardápio e serviço assinado por Socorro Paiva e equipe, produção da Máster Eventos de Eronildo Pereira e Liane Dantas e arte da Quinze Comunicação de Eduardo Pedrosa. Além de Katharina Gurgel, a Orquestra Radiola Clube é outra atração fechada. Aos poucos, vamos informando sobre tudo que acontecerá. Agende!

A dra. Carminha Rêgo comemora a aprovação do filho, o médico Marcos Vinícius de Freitas Rêgo Montenegro, para Residência Médica em Cirurgia Geral e Mastologia no Hospital dos Servidores em São Paulo. A coluna festeja também!

R. Antônio Vieira de Sá, 440 Tel.: 3317-4545 / 3316.0409


defatocom

DOMINGO, 11 DE fevereiro de 2018

opinião 3

conexão saúde conexaosaude.defato@outlook.com

Ney Robson Vieira Alencar

Cuidado com a saúde no Carnaval!

O

carnaval no Brasil é quase uma maratona. Curtir os blocos de rua, correr atrás do trio elétrico ou desfilar nas escolas de samba, a verdade é que sobra pouco ou nenhum tempo para os foliões se preocupar com a alimentação. Muitas vezes, eles acabam fazendo apenas uma refeição por dia, optando por comidas em barracas de rua ou até “desabando na cama” sem comer ao final do dia. O problema é que esse descuido pode gerar um grande desgaste físico e baixar a imunidade, debilitando o organismo. Você não deve encarar o momento da refeição como “perda de tempo”, e sim como forma de recarregar as energias para continuar aproveitando a festa.

Algumas dicas valiosas

1 2 3 4

Tome um café da manhã reforçado. Aproveite sucos naturais, iogurtes, pão integral e frutas e se prepare bem para começar o dia de uma maneira saudável. Leve com você alimentos que podem ser consumidos no meio da folia quando a “fome bater”. Maçã, barrinhas de cereal e biscoito (de preferência os integrais) são ótimas opções. Se a opção for comer na rua, opte pelos lanches mais leves e evite frituras. Sanduíches naturais podem ser bem nutritivos, mas é importante observar se são feitos na hora e se os alimentos estão armazenados em boas condições. Evite consumir itens que estragam com facilidade, como maionese, por exemplo. Uma intoxicação alimentar pode prejudicar totalmente a sua programação carnavalesca.

5

O calor está forte? Sorvetes de fruta alimentam e ajudam a refrescar.

6

Mantenha-se hidratado e não abuse do álcool.

Prof. Dr. Francisco Limeira Junior

Cirurgião-Dentista e Terapêuta Naturalista Iridologista - Professor de Anatomia Humana da UFPB


defatocom

4 MULHER / moda

STYLE georgianoazevedo@gmail.com

DOMINGO, 11 DE fevereiro de 2018

Georgiano Azevedo

Chegou a época do ano em que a ousadia predomina as ruas, já é carnaval!!! Nas ladeiras, avenidas, bloquinhos e bailes a folia é contagiante, e todo detalhe faz a diferença nessa festa popular. O modelo Mateus Lima, vencedor da Trafego Look 2017, aparece nesse editorial com fotos de Jefferson Fernandes e styling de Railson Miran esbanjando dicas que não podem ficar de fora do folguedo e que dão um toque especial no estilo. Preparem o glitter, preparem as meias divertidas (queridinhas do momento) e não esqueçam os acessórios como os quepes, gorros, chapéus e os calçados confortáveis e resistentes. Seja de cowboy, marinheiro, criança ou palhaço o importante é entrar na brincadeira e se divertir com segurança.

This is my

Carnaval!!!

FICHA TÉCNICA Fotos: Jefferson Fernandes Styling: Railson Miran Beleza: Salão Bellaria Modelo: Mateus Lima (Tráfego Models Mossoró)

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO


o. MOSSORÓ 3

@defato_rn

descoberta da doença. MOSSORÓ 1 /photos/jornaldefatorn

O milagre da folhadomingo da moringa

/jornaldefatorn

Agrônomo revela os poderes milagrosos da "árvore da vida", a moringa oleífera, que ele cultiva. ESTADO 1

7s o

MOSSORÓ �RN�, DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017 | EDIÇÃO 5.020 � ANO XVIII | R$ 2,50

O TORTO ossoró ANDAR DO OUTRO ve ter 17os Jornalismo n de Verdade pelade staque não importa m 2018 a plataforma

Mossoró (RN), Cedida domingo, 11 de fevereiro de 2018

do maior colégio eleitoral dade deve assumir posição ues com nomes à disputa a do próximo ano. PRINCIPAL 3 @defato_rn

CMYK

o de s para o CMYK

Governo vai suspender novos cursos

/photos/jornaldefatorn

/jornaldefatorn

Especial

Carnaval

Nesta semana, DOMINGO traz uma edição especial sobre os dias de folia, com orientação de especialistas sobre a prevenção de doenças comuns transmitidas neste período do ano, e programações alternativas para quem busca distância das festividades, como os retiros religiosos e viagens em família para aproveitar o feriado prolongado.


editorial [ índice

Especial Carnaval

adoro comer

Entrevista Clínico geral Paulo Sampaio fala sobre a doença do beijo, um dos problemas comuns transmitidos durante o carnaval. Página 4

Boa leitura, Nara Andrade

(Fortaleza Cream Cracker Tradicional) Ingredientes

E

stamos em pleno carnaval e DOMINGO traz uma edição especial sobre os dias de folia, com orientação de especialistas sobre os cuidados com a prevenção de doenças comuns transmitidas neste período do ano, como as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Outros assuntos abordados nesta edição são as programações alternativas para quem busca distância das festividades, como os retiros realizados tanto por igrejas evangélicas quanto por comunidades católicas, e dicas para quem decide viajar com a família para aproveitar o feriado prolongado, inclusive levando crianças.

Torta de milho salgada Ingredientes da massa 1 pacote de Fortaleza Cream Cracker Tradicional 4 colheres de sopa de azeite 3/4 de xícara de leite integral Ingredientes do recheio 3 latas de milho em conserva 1 cebola pequena picada 2 colheres de sopa de margarina 3 colheres de sopa de farinha de trigo 1 xícara de leite integral 1 xícara de queijo parmesão ralado

Dias de adoração

Modo de preparo No liquidificador, bata os biscoitos e misture os outros ingredientes da massa, até formar uma farofa. Preencha o fundo e as laterais da forma. Em um liquidificador, bata 2 latas de milho com a água da conserva. Peneire. Em uma panela em fogo baixo, refogue a cebola na margarina. Junte a farinha de trigo e doure um pouco, adicione o leite e mexa bastante até incorporar e dissolver completamente. Junte o milho da terceira lata (sem a água), o milho batido peneirado e o queijo ralado. Cozinhe até engrossar em fogo bem baixo. Coloque o recheio em cima da massa na assadeira e leve para assar a 180°C por aproximadamente 45 minutos. Tempo de preparo: 1h30min Rendimento: 10 porções Tipo: almoço, jantar, lanche.

Igrejas evangélicas e católicas realizam programação religiosa durante feriado prolongado. Página 6

Colunas

José Nicodemos

Página 3

José de Paiva Rebouças Página 14

• Edição – C&S Assessoria de Comunicação • Editor-geral – Edilson Damasceno • Editora – Nara Andrade • Dia­gra­ma­ção – Rick Waekmann • Projeto gráfico – Augusto Paiva • Im­pres­são – Grá­fi­ca De Fa­to • Re­vi­são – Gilcileno Amorim • Foto – Marcos Garcia Re­da­ção, pu­bli­ci­da­de e cor­res­pon­dên­cia Av. Rio Bran­co, 2203 – Mos­so­ró (RN) Fo­nes: (0xx84) 3323-8900/8909 Si­te: www.de­fa­to.com/do­min­go E-mail: re­da­cao@de­fa­to.com Do­min­go é uma pu­bli­ca­ção se­ma­nal do Jor­nal de Fa­to. Não po­de ser ven­di­da se­pa­ra­da­men­te.

2

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

15


OPINIÃO [ ARTIGO

OPINIÃO [ CRÔNICA

O brasileiro prefere a mentira José de Paiva Rebouças josedepaivareboucas@gmail.com

A

nálise realizada pelo jornal Folha de São Paulo revelou que o brasileiro se interessa mais por mentira do que por notícias verdadeiras. Pelo menos é o que vem acontecendo nas redes sociais. Em 72 páginas pesquisadas, o jornal identificou crescimento de 61,6% no compartilhamento de notícias falsas, as chamadas “Fake News”, e queda de 17% no interesse de matérias verdadeiras, publicadas por jornalistas profissionais. Os dados chamaram bastante e geraram muita discussão. Mas, o fato é que nós gostamos de fofoca. Yuval Harari, que escreveu o brilhante best seller “Sapiens – uma breve história da humanidade” explica que nossa linguagem evoluiu como uma forma de fofoca. Segundo ele, a teoria da fofoca pode parecer uma piada, mas vários estudos a corroboram. “Ainda hoje, a maior parte da comunicação humana – seja na forma de emails, telefonemas ou colunas nos jornais – é fofoca”. As “Fake News”, no entanto, ficam mais sérias quando observado o momento que atravessamos. Talvez, o mais delicado dos últimos 60 anos. Momento político tenso e grave de per-

14

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

da de direitos e comportamento social apático idêntico ao de 1964. Retrocedemos. Moralistas e fundamentalistas brotam em cachoeiras. Desinteressados, que não estão nem aí com nada, da mesma forma. Cenário perfeito para manipuladores. Várias das teorias jornalísticas poderiam ser utilizadas como base para ampliar esta discussão. Trago duas para a discussão. Para os que se calam, podemos ver com nitidez a teoria do “espiral do silêncio”. Elaborada pela socióloga e cientista política alemã Elizabeth Noelle-Neuman, esta teoria acredita que as pessoas se calam diante de fenômenos como esses devido a falsa sensação de que a suas opiniões, filosofias, visão e concepção de mundo, são frágeis e minoritárias. Aos que criam os Fake News e se aproveitam delas, percebo o fortalecimento da Teoria da Persuasão (Empírico-Experimental). Desenvolvida por Carl Hovland e Harold Lasswell, o estudo defende que o indivíduo costuma se interessar por informações que estejam inseridas em seu contexto e com as quais ele concorde. Neste sentido, a tendência é reproduzir qualquer coisa que esteja em seu campo de interesse, não importando, muitas vezes, se são verdadeiras ou falsas. Embora sejam observações inci-

pientes, é possível concluir a existência de uma grande força simbólica agindo no ambiente virtual. Utilizam meios de comunicação de massa para disseminar certa concepção e os mesmos espaços para fortalecer seus interesses. Para isso, usam lógicas básicas do tipo: todo político é ladrão, este partido é político, portanto, este partido é composto de ladrões. Ou então: bandido bom é bandido morto, na favela tem muito tráfico, então, todo favelado é bandido. Acontece que quando políticos de outro partido ou criminosos de colarinho branco reforçam estas lógicas, a população não percebe o embuste. Embora sejam políticos e criminosos, não são vistos desta forma, mas como influenciadores a serem seguidos. Nesta era da informação, contraditoriamente, as pessoas estão menos informadas. Há tanta informação na rede que as pessoas adotaram o hábito de ler apenas as manchetes. Poucos se preocupam em procurar a procedência, de pesquisar outros veículos, de verificar a informação. Afinal de contas, foi só um compartilhamento. O problema é quando jornalistas com instrução acadêmica fazem isso. Mas aí entra em voga outra teoria, a do “jeitinho brasileiro”. Neste caso, é só pedir desculpas e esperar que ninguém reclame quando outra mentira for compartilhada.

Cena de bar noturno josé nicodemos aristida603@hotmail.com

U

m casal conversava a face, à mesa de um desses bares da noite. Cada um atrás do seu copo de bebida. Num primeiro instante, pelo tom, se cuidaria ser uma briga de resultado. Depois se acalmaram. Regulavam ter idade ali pelos trinta e tantos, e ela vestia um decote a mostrar metade dos seios, uma saia igualmente desonesta deixando à mostra metade das coxas. Brancas e fornidas. Quase se pode dizer que ela não trazia mais roupa do que o pano necessário a cobrir-lhe as partes do pudor feminino. Ele, notava-se nos seus olhos, como no semblante, um ar de grande sofrimento íntimo. Falava-lhe baixinho, segurando, mãos trêmulas, as mãos dela, sempre fugidias. A impressão era a de uma rogativa. Ou, notoriamente, isso. O bar já desertando de gente àquela hora da noite, ali pelas onze, o garçom, braços cruzados, cochilava por trás do balcão. Entrementes, o dono do bar, murmurando em silêncio com suas bochechas gordas e escanhoadas, contava o apurado do dia, lá no seu canto. Era hora de cerrar as portas. “Sai a última dose” – pediu ele, um ar assim de desengano, despertando o garçom, meio assustado. Passos indolentes de sonâmbulo. Ela não aceitou a última dose, com o pretexto de ter seus limites na bebida; já bebera além do que se permitia – que ele a desculpasse. E antecipou-se a ele, em retirar-se, mostras aparentes de quem tinha al-

gum encontro marcado. E tomou os caminhos da noite, em seu carro. Sozinho à mesa, diante do seu copo vazio, ele correu os olhos em redor, nos

olhos e no semblante uma tristeza desenganada. Uma lágrima pendurada do canto do olho.

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

3


adoroda Longe comer folia

ENTREVISTA

Paulo Sampaio

‘Essa ‘facilidade’ de se relacionar sem compromisso no período de folia pode trazer consequências indesejadas’

Por Nara Andrade naraandrade@gmail.com

Estamos em pleno carnaval, período do ano em que as pessoas tendem a extravasar e se divertir sem moderação, no entanto esse comportamento característico do período de folia pode representar riscos à saúde dos foliões, com o aumento da transmissão de doenças virais. O clínico geral Paulo Sampaio, do Hapvida, fala sobre a doença do beijo, um dos problemas comuns transmitidos durante o carnaval. De acordo com o médico, a mononucleose infecciosa, como a doença do beijo também é conhecida, é uma doença viral causada por um vírus da família do herpes. Na entrevista a seguir, Paulo Sampaio fala sobre sintomas, métodos de transmissão, transmissão e formas de prevenção.

4

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

gamentos”, ensina. - Otimizem o espaço: De acordo com Marlli Pires, é importante para quem viaja em grupos escolher hospedagem que ofereçam quartos que acomodem até quatro pessoas, pois isso torna o orçamento mais barato. Além disso, escolher destinos e hospedagens que ofereçam diversão e recreação também pode tornar a hospedagem mais atrativa. “A localização é um detalhe importante, por isso, deve-se escolher hotéis ou pousadas próximas dos centros de interesse para o turismo, evitando grandes transtornos com deslocamentos e traslados. Isso faz que o passeio fique mais econômico”, enfatiza Marlli Pires. - Economize: A viagem pode ficar ainda mais barata se o grupo optar por voos em horários menos atrativos (como os da madrugada, por exemplo) ou hospedagens mais baratas. Nesse caso, os hotéis são excelentes opções para quem quer gastar menos. “Se houver hospedagens com quartos equipados com cozinha pode ser uma forma de economizar com alimentação, pois, pode-se preparar lanches e pratos no próprio apartamento. Além disso, roteiro de passeios e atividades definidos com antecedência também pode ajudar a economizar com gastos desnecessários e imprevistos”, ressalta. - Consulte um agente de viagens: A personal travel explica que o agente de viagens tem o compromisso de auxiliar os passageiros em todas as questões apontadas nas dicas anteriores, além de proporcionar a segurança nas reservas, nas necessidades do passageiro antes e durante a viagem garantindo

!

É sempre bom lembrar de não consumir alimentos sem saber qual é a procedência e que não estiver acostumado a consumir

Fernando de Noronha (PE) está entre os destinos mais procurados por quem quer fugir da folia

que tudo ocorra de acordo com as expectativas do viajante. - Prepare bem as malas: Consultar as condições climáticas do lugar a ser visitado e levar roupas adequadas ao clima local é uma dica importante. A diretora da Flyworld Cotia diz que o viajante deve calcular o que usar a cada dia da viagem, não levar objetos, vestimentas e calçados desnecessários. E um alerta: não esquecer documentos e medicamentos em uso. - Cuidado com as crianças: Observar as condições climáticas também é uma dica para quem quer viajar com crianças; isso permitirá escolher roupas adequadas. Atenção especial para a carteira de vacinação que deve estar em dia e não esquecer medicamentos em uso são detalhes a que se deve atentar.

“Levar um kit de primeiros socorros é sempre bom e é interessante oferecer às crianças a alimentação mais próxima possível daquela feita em sua casa, a fim de não causar nenhum transtorno alimentar que possa atrapalhar os dias de descanso e férias”, explica Marlli. - Todo cuidado é pouco: Outros cuidados básicos como nunca esquecer protetores solares e roupas leves para os destinos mais quentes e ensolarados podem garantir o sucesso da viagem. Além disso, é sempre bom lembrar-se de não consumir alimentos sem saber qual é a procedência e que não estiver acostumado a consumir. “Beber muita água e sempre procurar levar água durante os passeios, principalmente, se estiver com crianças, é uma dica importante”, finaliza.

Cuidado com as crianças e atenção especial para a carteira de vacinação, que deve estar em dia DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

13


Longe da folia

ENTREVISTA DOMINGO – O que é a doença do beijo? PAULO SAMPAIO – A mononucleose infecciosa, que também é conhecida como doença do beijo, é uma doença contagiosa, causada por um vírus da família do herpes chamado vírus Epstein-Barr (EBV), transmitido através da saliva.

Sete dicas para curtir o carnaval com os amigos ou família >> Personal travel afirma que cerca de 60% das pessoas aproveitam o carnaval para descansar e é muito comum viajar com os filhos

C

omeçou um dos feriados mais aguardados pelos brasileiros: o carnaval 2018. Neste ano, a festa acontece entre os dias 9 e 13 de fevereiro. Rio de Janeiro e Salvador estão entre os destinos mais disputados pelos foliões que querem aproveitar os dias de festa pulando na avenida ou correndo atrás do trio elétrico. A personal travel Marlli Pires, diretora da franquia Flyworld, enfatiza que o feriado também pode ser aproveitado por quem prefere descansar com a família ou amigos. “Hoje, 60% das pessoas aproveitam o carnaval para descansar e é muito comum viajar com os

12 DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

filhos”, diz. Ela explica que entre os destinos mais procurados estão Fernando de Noronha (PE), São Miguel dos Milagres (AL), Jalapão (TO), Bonito (MS), Chapada dos Veadeiros (GO), Serra da Canastra (MG), São Francisco Xavier (SP) e Cunha (SP). A escolha do destino pode variar de acordo com a disponibilidade financeira de cada viajante. “O orçamento e o destino podem variar de acordo com as preferências e exigências em relação à categoria de hotéis e horários e escaladas de voos, no caso do destino necessitar de passagem aérea, por exemplo”, diz.

Marlli Pires enfatiza que a palavra de ordem é organização, principalmente, para quem deseja viajar em grupos. Confira as dicas: - Entrem em consenso: viagens em grupos exigem certa organização. Todos têm que estar de acordo com o destino escolhido, o tipo de hospedagem, os roteiros a serem feitos, os passeios e os orçamentos. “Depois de escolher o destino, as condições de pagamento e demais detalhes, o grupo pode eleger uma pessoa para ser o intermediário nas negociações com a agência de viagens, coletando dados cadastrais, fazendo as reservas e pa-

QUAIS os sintomas? QUANDO adquirida na infância, a mononucleose costuma passar despercebida. Menos de 10% das crianças infectadas apresentam sintomas. Essa incidência começa a subir com o passar dos anos, atingindo seu ápice entre os 15 e 24 anos. Esta é a faixa etária que mais costuma apresentar infecção sintomática. A mononucleose é rara após os 30 anos, uma vez que, virtualmente, todos nesse grupo já terão sido expostos ao vírus em algum momento da vida. Nas pessoas que desenvolvem sintomas, o período de incubação (intervalo de tempo desde o contato até o aparecimento dos primeiros sintomas da doença) é, em média, de 4 a 8 semanas. Os sintomas típicos da mononucleose incluem febre, cansaço, dor de garganta e aumento dos linfonodos do pescoço (ínguas). O quadro pode ser muito semelhante às faringites comuns causadas por outros vírus e bactérias. QUAIS os métodos de transmissão? O VÍRUS Epstein-Barr é transmitido de humano para humano através da saliva. Por esse motivo, ganhou a alcunha de “doença do beijo”. Além do beijo, a mononucleose pode ser transmitida através da tosse, espirro, objetos como copos e talheres ou qualquer outro modo em que haja contato com a saliva de uma pessoa contaminada. Um indivíduo infectado pelo EpsteinBarr pode manter-se com o vírus na sua orofaringe por até 18 meses após a resolução dos sintomas, podendo contaminar pessoas com quem mantenha algum contato íntimo, principalmente se prolongado. É por isso que a maioria das pessoas que desenvolve mononucleose não se recorda de ter tido contato com alguém doente. A própria pessoa que transmite o vírus também

nem sequer imagina que ainda possa transmiti-lo. COMO evitar? 1) EVITE “ficar” – Essa “facilidade” de se relacionar sem compromisso pode trazer consequências indesejadas. Contrair a mononucleose é uma delas. A saída mais responsável para evitar a infecção é sair (no sentido real da palavra) com a pessoa do sexo oposto por um tempo, como amigos, e quando decidir ter algo mais sério com ela, você poderá beijá-la. Isso não lhe dará garantia de que você não será contaminado, mas poderá reduzir o risco, principalmente se a pessoa que você beijar tiver o mesmo padrão de comportamento. Quanto menos pessoas você beijar na vida, menor será o risco de sofrer contaminação. 2) Lave bem as mãos – Você pode ter contato com a saliva e o muco da pessoa infectada sem que ela te beije. Basta colocar a mão contaminada na boca. Por isso, procure lavar bem as mãos sempre que estiver em locais públicos. 3) Não compartilhe objetos pessoais – Cuide para que talheres, copos, toalhas, escovas de dente e outros objetos pessoais não sejam compartilhados com outras pessoas. 4) Não beije uma criança na boca – Alguns pais têm o costume carinhoso de dar beijinhos nos lábios de seus

filhos. É um costume nada higiênico. Eles podem ser infectados por muitos vírus e bactérias, além de cárie. Cuide também para não deixar resíduos de saliva na mão ou em qualquer parte do corpo que a criança leva à boca. 5) Não coloque a chupeta, mamadeira, mordedor ou qualquer outro objeto da criança na sua boca, nem permita que outra pessoa o faça, seja criança ou adulto. 6) Quando você estiver aparentemente resfriado, não tussa ou espirre perto dos outros. Retire-se. Quando não der tempo, coloque o rosto contra um objeto, de forma que faça uma barreira. Pode ser a manga da blusa, um lenço, uma toalha etc.. QUAL o tratamento? O TRATAMENTO baseia-se em sintomáticos e repouso. Não há droga específica para o vírus e o quadro costuma se resolver espontaneamente em duas semanas. Devido ao risco de ruptura do baço, recomenda-se evitar exercícios por pelo menos quatro semanas. Durante muitos anos, associou-se a mononucleose à síndrome da fadiga crônica. Porém, hoje, sabese que a fadiga da mononucleose é diferente. O cansaço prolongado que pode ocorrer normalmente não vem associado com os outros sintomas da síndrome e normalmente ocorre por reativações mais fracas do vírus. DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

5


Dias de adoração

Saúde

E

m meio aos períodos festivos, como o verão e o carnaval, cresce a interação informal entre as pessoas, facilitando a prática de relações sexuais sem proteção e, com isso, permitindo novos casos de doenças sexualmente transmissíveis, como HIV, sífilis e hepatite. Segundo o urologista Tarcísio Lucena, sóciodiretor do Centro Urológico Potiguar (CEUP), “é importante ressaltar que a camisinha reduz significantemente o risco de contaminação. Portanto, é indicado usá-la no sexo vaginal, anal e oral. No entanto, vale lembrar que algumas doenças, como o vírus do HIV e da hepatite B podem ser transmitidas por outras maneiras, como por objetos cortantes contaminados. Já no caso do HPV, a transmissão pode ocorrer por meio de objetos contaminados”.

Igrejas evangélicas e católicas realizam programação religiosa durante feriado prolongado >> Eventos religiosos são alternativas para quem pretende se distanciar de programações que incluem, geralmente, excesso de consumo de bebidas, drogas e outras práticas comuns ao período

6

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

IST OU DST? O termo IST é mais adequado do que DST. O ‘D’, de ‘DST’, vem de doença, que implica em sintomas e sinais visíveis no organismo do indivíduo. Já as ‘infecções’ podem ter períodos assintomáticos (que podem ocorrer no caso de HIV, sífilis, herpes genital e condiloma acuminado, por exemplo) ou se mantêm assintomáticas durante toda a vida do indivíduo (como em casos de infecção pelo HPV e vírus da herpes). Além disso, a sigla IST já era utilizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelos principais organismos que lidam com a temática das infecções sexualmente transmissíveis ao redor do mundo desde novembro de 2016. Veja quais são as principais ISTs, bem como sintomas, forma de transmissão e tratamento recomendado para cada infecção. HEPATITE B Sintomas: infecção hepática causada pelo vírus da hepatite. Os principais sintomas são náuseas, vômitos, mal-estar, febre, fadiga, perda de apetite, pele amarelada, dores abdominais e urina escura. Alguns casos po-

dem evoluir para o câncer de fígado. Transmissão: O vírus penetra na corrente sanguínea por meio de injeções, transfusões e relações sexuais ou, ainda, no momento do parto, pode ser passado da mãe para o recémnascido. Tratamento: Na maioria dos casos, o tratamento consiste em aliviar os sintomas e afastar o risco de complicações. A vacinação é a melhor prevenção. HERPES GENITAL Sintomas: Doença sexualmente transmissível causada pelo vírus herpes simplex. Os sintomas geralmente aparecem como lesões vesiculares arredondadas que, ao se romperem, são dolorosas na região genital. Transmissão: Por meio de relação sexual (oral, anal ou vaginal). Porém, pode permanecer assintomático por anos, dependendo de fatores imunológicos. Tratamento: Atente-se aos cuidados de higiene: lave bem as mãos, evite contato direto das bolhas e feridas com outras pessoas e não fure as bolhas. Use preservativos. HIV Sintomas: O vírus da imunodeficiência adquirida pode atacar as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos. A síndrome da imunodeficiência pode apresentarse como fraqueza, febre, emagrecimento, diarreia prolongada sem causa aparente. No estágio de infecção aguda, aparecem os sintomas de infecção viral, como febre, afecções dos gânglios linfáticos, faringite, dores musculares e nas articulações. Transmissão: Pelo sangue, sêmen, secreção vaginal, leite materno e uso compartilhado de seringas contaminadas. Tratamento: O controle da infecção pelo HIV é realizado com drogas específicas, que impedem a multiplicação do vírus no organismo atuando em várias etapas de seu ciclo reprodutivo. O tratamento não elimina o HIV, mas é fundamental para que os

pacientes vivam mais e com qualidade de vida. SÍFILIS Sintomas: Doença causada pela bactéria Treponema pallidum, a sífilis primária se manifesta por meio de ulcerações nos órgãos genitais, lesões endurecidas e indolores. Na secundária, ocorrem lesões avermelhadas em mãos, pés, mucosa oral, além de febre, mal-estar e dor de cabeça. Já a terciária, o último estágio, apresenta comprometimento do sistema nervoso central, sistema cardiovascular e ossos. Transmissão: Pode ser transmitida durante o sexo sem camisinha com alguém infectado, por transfusão de sangue contaminado, ou da mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto. Tratamento: O tratamento é feito à base de antibióticos como a penicilina benzatina. A dosagem varia de acordo com o estágio da doença. Pode levar a partos prematuros, abortos ou malformação. HPV Sintomas: Infecção viral causada pelo Papilomavírus Humano, normalmente, causa verrugas nas áreas atingidas. As características anatômicas dos órgãos sexuais masculinos permitem que as lesões sejam mais facilmente reconhecíveis. Já nas mulheres, no caso do colo do útero, os exames de papanicolau e colposcopia são fundamentais para o diagnóstico. Transmissão: É transmitida por vias sexual, mas pode ser adquirida por outros meios. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o vírus está presente em mais de 90% dos casos de câncer do colo do útero. Tratamento: O tratamento pode ser clínico, com o uso de medicamentos, ou cirúrgico, com cauterização química, eletrocauterização, crioterapia, laser ou cirurgia convencional em casos de câncer. É importante ressaltar que não há tratamento específico para eliminar o vírus; só para as lesões. DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

11


Saúde

Dias de adoração

P

ara muitas pessoas, o carnaval é sinônimo de folia, festas regadas a muita bebida e um momento em que tudo é permitido. Essas pessoas passam o ano contando os dias para a chegada do feriado prolongado para extravasar e aproveitar ao máximo, como se não houvesse o dia de amanhã, algumas vezes sem pensar nas consequências de alguns desses comportamentos. Na contramão dessa tendência, grupos religiosos, tanto de igrejas evangélicas quando católicas, separam esses dias para momentos de reflexão, comunhão e estudos bíblicos. Essa prática já virou tradição, por exemplo, entre os membros da Igreja Presbiteriana Central de Mossoró (IPCM), que anualmente programam seu retiro no período do carnaval para locais afastados da cidade ou mesmo outros municípios que não tenham histórico de festividades de rua nesta época. De acordo com o pastor da IPCM, reverendo Samuel Ribeiro, neste ano cerca de 140 membros da igreja vão se reunir no Chalé dos Ingás, no município serrano de Martins. Entre o sábado (10) e a quarta-feira de cinzas

Carnaval seguro: cuidado redobrado com IST

Reverendo Heliomar Dias, da Igreja Presbiteriana do Abolição

>> Urologista Tarcísio Lucena alerta para os riscos das principais infecções sexualmente transmissíveis Reverendo Samuel Ribeiro, da Igreja Presbiteriana Central de Mossoró

10 DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

(14), eles vão participar de estudos com o tema "Os desafios de uma vida piedosa: removendo os ídolos do coração". A programação é extensa e contará com palestras, estudos bíblicos e pregações ministradas pelo próprio reverendo e pelo pastor convidado Fulvio Leite, professor do Seminário

Presbiteriano do Norte, em Recife (PE). E ainda, momentos de comunhão e gincanas. Sobre a decisão de realizar o acampamento em um hotel, diferente dos tradicionais acampamentos religiosos que são realizados por outras igrejas da região, o reverendo Samuel Ribeiro frisa que um nesses DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

7


Dias de adoração

Dias de adoração

Comunidade Shalom promove retiro no carnaval; deficientes auditivos terão espaço

Chalé dos Ingás, em Martins, sediará retiro da IPCM

momentos a igreja optou por juntar a pregação da palavra, a comunhão dos irmãos e o conforto. "Há irmãos mais velhos e casais que preferiam assim. Os adolescentes e jovens se acostumaram. Aproveitamos esses dias para crescer mais na Palavra e na comunhão com Deus e com o Corpo de Cristo", explica. A Igreja Presbiteriana do Abolição (IPABOL) também decidiu realizar seu retiro de carnaval, mesmo neste ano reunindo um número menor de membros do que o de costume. "Neste ano, reuniremos cerca de 20 irmãos em um sítio de um membro da própria igreja. Mas, manteremos a programação de costume, que inclui estudos bíblicos e momentos de lazer", comenta o reverendo Heliomar Dias, pastor da Ipabol. O tema central do acampamento, conforme o reverendo Heliomar, será "A Família conduzida segundo a Palavra de Deus" e terá como subtemas "A Família Puritana", "Efésios 6.1-4

8 DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

– Pais e Filhos", "Resgatando a responsabilidade do Marido no lar", "Resgatando a responsabilidade da esposa no lar" e "Culto Doméstico", ministrados por ele e pelo reverendo Levi Gadelha, da IPB de Ipanguaçu. "Teremos momentos de gincanas bíblicas, lazer e atividades esportivas", afirma o pastor. O reverendo explica que a Igreja Presbiteriana do Abolição não se opõe à realização de um acampamento com maior conforto em um local mais estruturado. No entanto, fala que "as condições financeiras devem ser pesadas, e isso tem nos feito realizar o acampamento no sítio de um irmão". "Cremos que há inúmeras vantagens no estudo da Palavra de Deus, sobretudo neste momento em que a igreja se reúne para estudar um tema específico, em que o pastor pode orientar mais uma vez o povo", enfatiza o religioso sobre os benefícios de reunir os membros como alternativa às festividades tradicionais deste período.

!

Na contramão dessa tendência, grupos religiosos, tanto de igrejas evangélicas quando católicas, separam esses dias para momentos de reflexão, comunhão e estudos bíblicos.

A Comunidade Católica Shalom também realizará seu retiro de carnaval. O evento, denominado Renascer, acontecerá entre os dias 11 e 13 de fevereiro e terá como sede o Centro de Evangelização da Comunidade, localizado na Rua Lopes Trovão, 805, bairro Doze Anos (zona sul de Mossoró). O Renascer deste ano vem com uma temática bíblica, conforme o evangelho de Lucas: "Para Deus, nada é impossível" (Lc 1,37). Estão programados momentos de oração, formação, adoração, além de confissões e celebrações eucarísticas. Haverá, ainda, apresentações artísticas e culturais. Para conduzir as manhãs de pregação, foi convidado o missionário Cleilson de Lima Messias, de Fortaleza (CE). Na parte da tarde, serão ministrados cursos para jovens, famílias e o público em geral. O evento pretende oferecer uma alternativa para os que buscam uma experiência diferente no período de carnaval, ficando mais distantes de programações que incluem, não raras vezes, excesso de consumo de bebidas, drogas e outras realidades que terminam por estragar a festa pretendida. O retiro contará, ainda, com espaço reservado para os pequeninos: o Renascer Kids, que terá programação específica com atividades de oração e formação para a criançada. INCLUSÃO O Renascer deste ano terá uma equipe que fará tradução simultânea de todos os momentos para a língua brasileira de sinais (libras). Segundo a organização, a ideia é transformar o retiro em uma experiência ainda mais inclusiva. Dados do Governo Federal apontam que 4.879 pessoas no Rio Grande do Norte são surdas. Pela primeira vez, o

Comunidade Shalom realizará o Renascer, entre os dias 11 e 13 de fevereiro

Renascer de Mossoró viabilizará uma participação mais adequada desse público. “O evangelho é para todos. Precisamos torná-lo cada vez mais acessível aos jovens, aos homens e mulheres de hoje. Para nós, é uma alegria poder levar

aos irmãos que têm essa necessidade particular uma experiência com o amor de Deus, por meio do serviço de outros irmãos que partilham do conhecimento da língua de sinais”, comentou Arthur Alexandre, um dos responsáveis pelo Renascer.

Renascer terá como sede o Centro de Evangelização da Comunidade em Mossoró

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

9


Dias de adoração

Dias de adoração

Comunidade Shalom promove retiro no carnaval; deficientes auditivos terão espaço

Chalé dos Ingás, em Martins, sediará retiro da IPCM

momentos a igreja optou por juntar a pregação da palavra, a comunhão dos irmãos e o conforto. "Há irmãos mais velhos e casais que preferiam assim. Os adolescentes e jovens se acostumaram. Aproveitamos esses dias para crescer mais na Palavra e na comunhão com Deus e com o Corpo de Cristo", explica. A Igreja Presbiteriana do Abolição (IPABOL) também decidiu realizar seu retiro de carnaval, mesmo neste ano reunindo um número menor de membros do que o de costume. "Neste ano, reuniremos cerca de 20 irmãos em um sítio de um membro da própria igreja. Mas, manteremos a programação de costume, que inclui estudos bíblicos e momentos de lazer", comenta o reverendo Heliomar Dias, pastor da Ipabol. O tema central do acampamento, conforme o reverendo Heliomar, será "A Família conduzida segundo a Palavra de Deus" e terá como subtemas "A Família Puritana", "Efésios 6.1-4

8 DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

– Pais e Filhos", "Resgatando a responsabilidade do Marido no lar", "Resgatando a responsabilidade da esposa no lar" e "Culto Doméstico", ministrados por ele e pelo reverendo Levi Gadelha, da IPB de Ipanguaçu. "Teremos momentos de gincanas bíblicas, lazer e atividades esportivas", afirma o pastor. O reverendo explica que a Igreja Presbiteriana do Abolição não se opõe à realização de um acampamento com maior conforto em um local mais estruturado. No entanto, fala que "as condições financeiras devem ser pesadas, e isso tem nos feito realizar o acampamento no sítio de um irmão". "Cremos que há inúmeras vantagens no estudo da Palavra de Deus, sobretudo neste momento em que a igreja se reúne para estudar um tema específico, em que o pastor pode orientar mais uma vez o povo", enfatiza o religioso sobre os benefícios de reunir os membros como alternativa às festividades tradicionais deste período.

!

Na contramão dessa tendência, grupos religiosos, tanto de igrejas evangélicas quando católicas, separam esses dias para momentos de reflexão, comunhão e estudos bíblicos.

A Comunidade Católica Shalom também realizará seu retiro de carnaval. O evento, denominado Renascer, acontecerá entre os dias 11 e 13 de fevereiro e terá como sede o Centro de Evangelização da Comunidade, localizado na Rua Lopes Trovão, 805, bairro Doze Anos (zona sul de Mossoró). O Renascer deste ano vem com uma temática bíblica, conforme o evangelho de Lucas: "Para Deus, nada é impossível" (Lc 1,37). Estão programados momentos de oração, formação, adoração, além de confissões e celebrações eucarísticas. Haverá, ainda, apresentações artísticas e culturais. Para conduzir as manhãs de pregação, foi convidado o missionário Cleilson de Lima Messias, de Fortaleza (CE). Na parte da tarde, serão ministrados cursos para jovens, famílias e o público em geral. O evento pretende oferecer uma alternativa para os que buscam uma experiência diferente no período de carnaval, ficando mais distantes de programações que incluem, não raras vezes, excesso de consumo de bebidas, drogas e outras realidades que terminam por estragar a festa pretendida. O retiro contará, ainda, com espaço reservado para os pequeninos: o Renascer Kids, que terá programação específica com atividades de oração e formação para a criançada. INCLUSÃO O Renascer deste ano terá uma equipe que fará tradução simultânea de todos os momentos para a língua brasileira de sinais (libras). Segundo a organização, a ideia é transformar o retiro em uma experiência ainda mais inclusiva. Dados do Governo Federal apontam que 4.879 pessoas no Rio Grande do Norte são surdas. Pela primeira vez, o

Comunidade Shalom realizará o Renascer, entre os dias 11 e 13 de fevereiro

Renascer de Mossoró viabilizará uma participação mais adequada desse público. “O evangelho é para todos. Precisamos torná-lo cada vez mais acessível aos jovens, aos homens e mulheres de hoje. Para nós, é uma alegria poder levar

aos irmãos que têm essa necessidade particular uma experiência com o amor de Deus, por meio do serviço de outros irmãos que partilham do conhecimento da língua de sinais”, comentou Arthur Alexandre, um dos responsáveis pelo Renascer.

Renascer terá como sede o Centro de Evangelização da Comunidade em Mossoró

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

9


Saúde

Dias de adoração

P

ara muitas pessoas, o carnaval é sinônimo de folia, festas regadas a muita bebida e um momento em que tudo é permitido. Essas pessoas passam o ano contando os dias para a chegada do feriado prolongado para extravasar e aproveitar ao máximo, como se não houvesse o dia de amanhã, algumas vezes sem pensar nas consequências de alguns desses comportamentos. Na contramão dessa tendência, grupos religiosos, tanto de igrejas evangélicas quando católicas, separam esses dias para momentos de reflexão, comunhão e estudos bíblicos. Essa prática já virou tradição, por exemplo, entre os membros da Igreja Presbiteriana Central de Mossoró (IPCM), que anualmente programam seu retiro no período do carnaval para locais afastados da cidade ou mesmo outros municípios que não tenham histórico de festividades de rua nesta época. De acordo com o pastor da IPCM, reverendo Samuel Ribeiro, neste ano cerca de 140 membros da igreja vão se reunir no Chalé dos Ingás, no município serrano de Martins. Entre o sábado (10) e a quarta-feira de cinzas

Carnaval seguro: cuidado redobrado com IST

Reverendo Heliomar Dias, da Igreja Presbiteriana do Abolição

>> Urologista Tarcísio Lucena alerta para os riscos das principais infecções sexualmente transmissíveis Reverendo Samuel Ribeiro, da Igreja Presbiteriana Central de Mossoró

10 DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

(14), eles vão participar de estudos com o tema "Os desafios de uma vida piedosa: removendo os ídolos do coração". A programação é extensa e contará com palestras, estudos bíblicos e pregações ministradas pelo próprio reverendo e pelo pastor convidado Fulvio Leite, professor do Seminário

Presbiteriano do Norte, em Recife (PE). E ainda, momentos de comunhão e gincanas. Sobre a decisão de realizar o acampamento em um hotel, diferente dos tradicionais acampamentos religiosos que são realizados por outras igrejas da região, o reverendo Samuel Ribeiro frisa que um nesses DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

7


Dias de adoração

Saúde

E

m meio aos períodos festivos, como o verão e o carnaval, cresce a interação informal entre as pessoas, facilitando a prática de relações sexuais sem proteção e, com isso, permitindo novos casos de doenças sexualmente transmissíveis, como HIV, sífilis e hepatite. Segundo o urologista Tarcísio Lucena, sóciodiretor do Centro Urológico Potiguar (CEUP), “é importante ressaltar que a camisinha reduz significantemente o risco de contaminação. Portanto, é indicado usá-la no sexo vaginal, anal e oral. No entanto, vale lembrar que algumas doenças, como o vírus do HIV e da hepatite B podem ser transmitidas por outras maneiras, como por objetos cortantes contaminados. Já no caso do HPV, a transmissão pode ocorrer por meio de objetos contaminados”.

Igrejas evangélicas e católicas realizam programação religiosa durante feriado prolongado >> Eventos religiosos são alternativas para quem pretende se distanciar de programações que incluem, geralmente, excesso de consumo de bebidas, drogas e outras práticas comuns ao período

6

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

IST OU DST? O termo IST é mais adequado do que DST. O ‘D’, de ‘DST’, vem de doença, que implica em sintomas e sinais visíveis no organismo do indivíduo. Já as ‘infecções’ podem ter períodos assintomáticos (que podem ocorrer no caso de HIV, sífilis, herpes genital e condiloma acuminado, por exemplo) ou se mantêm assintomáticas durante toda a vida do indivíduo (como em casos de infecção pelo HPV e vírus da herpes). Além disso, a sigla IST já era utilizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelos principais organismos que lidam com a temática das infecções sexualmente transmissíveis ao redor do mundo desde novembro de 2016. Veja quais são as principais ISTs, bem como sintomas, forma de transmissão e tratamento recomendado para cada infecção. HEPATITE B Sintomas: infecção hepática causada pelo vírus da hepatite. Os principais sintomas são náuseas, vômitos, mal-estar, febre, fadiga, perda de apetite, pele amarelada, dores abdominais e urina escura. Alguns casos po-

dem evoluir para o câncer de fígado. Transmissão: O vírus penetra na corrente sanguínea por meio de injeções, transfusões e relações sexuais ou, ainda, no momento do parto, pode ser passado da mãe para o recémnascido. Tratamento: Na maioria dos casos, o tratamento consiste em aliviar os sintomas e afastar o risco de complicações. A vacinação é a melhor prevenção. HERPES GENITAL Sintomas: Doença sexualmente transmissível causada pelo vírus herpes simplex. Os sintomas geralmente aparecem como lesões vesiculares arredondadas que, ao se romperem, são dolorosas na região genital. Transmissão: Por meio de relação sexual (oral, anal ou vaginal). Porém, pode permanecer assintomático por anos, dependendo de fatores imunológicos. Tratamento: Atente-se aos cuidados de higiene: lave bem as mãos, evite contato direto das bolhas e feridas com outras pessoas e não fure as bolhas. Use preservativos. HIV Sintomas: O vírus da imunodeficiência adquirida pode atacar as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos. A síndrome da imunodeficiência pode apresentarse como fraqueza, febre, emagrecimento, diarreia prolongada sem causa aparente. No estágio de infecção aguda, aparecem os sintomas de infecção viral, como febre, afecções dos gânglios linfáticos, faringite, dores musculares e nas articulações. Transmissão: Pelo sangue, sêmen, secreção vaginal, leite materno e uso compartilhado de seringas contaminadas. Tratamento: O controle da infecção pelo HIV é realizado com drogas específicas, que impedem a multiplicação do vírus no organismo atuando em várias etapas de seu ciclo reprodutivo. O tratamento não elimina o HIV, mas é fundamental para que os

pacientes vivam mais e com qualidade de vida. SÍFILIS Sintomas: Doença causada pela bactéria Treponema pallidum, a sífilis primária se manifesta por meio de ulcerações nos órgãos genitais, lesões endurecidas e indolores. Na secundária, ocorrem lesões avermelhadas em mãos, pés, mucosa oral, além de febre, mal-estar e dor de cabeça. Já a terciária, o último estágio, apresenta comprometimento do sistema nervoso central, sistema cardiovascular e ossos. Transmissão: Pode ser transmitida durante o sexo sem camisinha com alguém infectado, por transfusão de sangue contaminado, ou da mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto. Tratamento: O tratamento é feito à base de antibióticos como a penicilina benzatina. A dosagem varia de acordo com o estágio da doença. Pode levar a partos prematuros, abortos ou malformação. HPV Sintomas: Infecção viral causada pelo Papilomavírus Humano, normalmente, causa verrugas nas áreas atingidas. As características anatômicas dos órgãos sexuais masculinos permitem que as lesões sejam mais facilmente reconhecíveis. Já nas mulheres, no caso do colo do útero, os exames de papanicolau e colposcopia são fundamentais para o diagnóstico. Transmissão: É transmitida por vias sexual, mas pode ser adquirida por outros meios. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o vírus está presente em mais de 90% dos casos de câncer do colo do útero. Tratamento: O tratamento pode ser clínico, com o uso de medicamentos, ou cirúrgico, com cauterização química, eletrocauterização, crioterapia, laser ou cirurgia convencional em casos de câncer. É importante ressaltar que não há tratamento específico para eliminar o vírus; só para as lesões. DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

11


Longe da folia

ENTREVISTA DOMINGO – O que é a doença do beijo? PAULO SAMPAIO – A mononucleose infecciosa, que também é conhecida como doença do beijo, é uma doença contagiosa, causada por um vírus da família do herpes chamado vírus Epstein-Barr (EBV), transmitido através da saliva.

Sete dicas para curtir o carnaval com os amigos ou família >> Personal travel afirma que cerca de 60% das pessoas aproveitam o carnaval para descansar e é muito comum viajar com os filhos

C

omeçou um dos feriados mais aguardados pelos brasileiros: o carnaval 2018. Neste ano, a festa acontece entre os dias 9 e 13 de fevereiro. Rio de Janeiro e Salvador estão entre os destinos mais disputados pelos foliões que querem aproveitar os dias de festa pulando na avenida ou correndo atrás do trio elétrico. A personal travel Marlli Pires, diretora da franquia Flyworld, enfatiza que o feriado também pode ser aproveitado por quem prefere descansar com a família ou amigos. “Hoje, 60% das pessoas aproveitam o carnaval para descansar e é muito comum viajar com os

12 DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

filhos”, diz. Ela explica que entre os destinos mais procurados estão Fernando de Noronha (PE), São Miguel dos Milagres (AL), Jalapão (TO), Bonito (MS), Chapada dos Veadeiros (GO), Serra da Canastra (MG), São Francisco Xavier (SP) e Cunha (SP). A escolha do destino pode variar de acordo com a disponibilidade financeira de cada viajante. “O orçamento e o destino podem variar de acordo com as preferências e exigências em relação à categoria de hotéis e horários e escaladas de voos, no caso do destino necessitar de passagem aérea, por exemplo”, diz.

Marlli Pires enfatiza que a palavra de ordem é organização, principalmente, para quem deseja viajar em grupos. Confira as dicas: - Entrem em consenso: viagens em grupos exigem certa organização. Todos têm que estar de acordo com o destino escolhido, o tipo de hospedagem, os roteiros a serem feitos, os passeios e os orçamentos. “Depois de escolher o destino, as condições de pagamento e demais detalhes, o grupo pode eleger uma pessoa para ser o intermediário nas negociações com a agência de viagens, coletando dados cadastrais, fazendo as reservas e pa-

QUAIS os sintomas? QUANDO adquirida na infância, a mononucleose costuma passar despercebida. Menos de 10% das crianças infectadas apresentam sintomas. Essa incidência começa a subir com o passar dos anos, atingindo seu ápice entre os 15 e 24 anos. Esta é a faixa etária que mais costuma apresentar infecção sintomática. A mononucleose é rara após os 30 anos, uma vez que, virtualmente, todos nesse grupo já terão sido expostos ao vírus em algum momento da vida. Nas pessoas que desenvolvem sintomas, o período de incubação (intervalo de tempo desde o contato até o aparecimento dos primeiros sintomas da doença) é, em média, de 4 a 8 semanas. Os sintomas típicos da mononucleose incluem febre, cansaço, dor de garganta e aumento dos linfonodos do pescoço (ínguas). O quadro pode ser muito semelhante às faringites comuns causadas por outros vírus e bactérias. QUAIS os métodos de transmissão? O VÍRUS Epstein-Barr é transmitido de humano para humano através da saliva. Por esse motivo, ganhou a alcunha de “doença do beijo”. Além do beijo, a mononucleose pode ser transmitida através da tosse, espirro, objetos como copos e talheres ou qualquer outro modo em que haja contato com a saliva de uma pessoa contaminada. Um indivíduo infectado pelo EpsteinBarr pode manter-se com o vírus na sua orofaringe por até 18 meses após a resolução dos sintomas, podendo contaminar pessoas com quem mantenha algum contato íntimo, principalmente se prolongado. É por isso que a maioria das pessoas que desenvolve mononucleose não se recorda de ter tido contato com alguém doente. A própria pessoa que transmite o vírus também

nem sequer imagina que ainda possa transmiti-lo. COMO evitar? 1) EVITE “ficar” – Essa “facilidade” de se relacionar sem compromisso pode trazer consequências indesejadas. Contrair a mononucleose é uma delas. A saída mais responsável para evitar a infecção é sair (no sentido real da palavra) com a pessoa do sexo oposto por um tempo, como amigos, e quando decidir ter algo mais sério com ela, você poderá beijá-la. Isso não lhe dará garantia de que você não será contaminado, mas poderá reduzir o risco, principalmente se a pessoa que você beijar tiver o mesmo padrão de comportamento. Quanto menos pessoas você beijar na vida, menor será o risco de sofrer contaminação. 2) Lave bem as mãos – Você pode ter contato com a saliva e o muco da pessoa infectada sem que ela te beije. Basta colocar a mão contaminada na boca. Por isso, procure lavar bem as mãos sempre que estiver em locais públicos. 3) Não compartilhe objetos pessoais – Cuide para que talheres, copos, toalhas, escovas de dente e outros objetos pessoais não sejam compartilhados com outras pessoas. 4) Não beije uma criança na boca – Alguns pais têm o costume carinhoso de dar beijinhos nos lábios de seus

filhos. É um costume nada higiênico. Eles podem ser infectados por muitos vírus e bactérias, além de cárie. Cuide também para não deixar resíduos de saliva na mão ou em qualquer parte do corpo que a criança leva à boca. 5) Não coloque a chupeta, mamadeira, mordedor ou qualquer outro objeto da criança na sua boca, nem permita que outra pessoa o faça, seja criança ou adulto. 6) Quando você estiver aparentemente resfriado, não tussa ou espirre perto dos outros. Retire-se. Quando não der tempo, coloque o rosto contra um objeto, de forma que faça uma barreira. Pode ser a manga da blusa, um lenço, uma toalha etc.. QUAL o tratamento? O TRATAMENTO baseia-se em sintomáticos e repouso. Não há droga específica para o vírus e o quadro costuma se resolver espontaneamente em duas semanas. Devido ao risco de ruptura do baço, recomenda-se evitar exercícios por pelo menos quatro semanas. Durante muitos anos, associou-se a mononucleose à síndrome da fadiga crônica. Porém, hoje, sabese que a fadiga da mononucleose é diferente. O cansaço prolongado que pode ocorrer normalmente não vem associado com os outros sintomas da síndrome e normalmente ocorre por reativações mais fracas do vírus. DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

5


adoroda Longe comer folia

ENTREVISTA

Paulo Sampaio

‘Essa ‘facilidade’ de se relacionar sem compromisso no período de folia pode trazer consequências indesejadas’

Por Nara Andrade naraandrade@gmail.com

Estamos em pleno carnaval, período do ano em que as pessoas tendem a extravasar e se divertir sem moderação, no entanto esse comportamento característico do período de folia pode representar riscos à saúde dos foliões, com o aumento da transmissão de doenças virais. O clínico geral Paulo Sampaio, do Hapvida, fala sobre a doença do beijo, um dos problemas comuns transmitidos durante o carnaval. De acordo com o médico, a mononucleose infecciosa, como a doença do beijo também é conhecida, é uma doença viral causada por um vírus da família do herpes. Na entrevista a seguir, Paulo Sampaio fala sobre sintomas, métodos de transmissão, transmissão e formas de prevenção.

4

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

gamentos”, ensina. - Otimizem o espaço: De acordo com Marlli Pires, é importante para quem viaja em grupos escolher hospedagem que ofereçam quartos que acomodem até quatro pessoas, pois isso torna o orçamento mais barato. Além disso, escolher destinos e hospedagens que ofereçam diversão e recreação também pode tornar a hospedagem mais atrativa. “A localização é um detalhe importante, por isso, deve-se escolher hotéis ou pousadas próximas dos centros de interesse para o turismo, evitando grandes transtornos com deslocamentos e traslados. Isso faz que o passeio fique mais econômico”, enfatiza Marlli Pires. - Economize: A viagem pode ficar ainda mais barata se o grupo optar por voos em horários menos atrativos (como os da madrugada, por exemplo) ou hospedagens mais baratas. Nesse caso, os hotéis são excelentes opções para quem quer gastar menos. “Se houver hospedagens com quartos equipados com cozinha pode ser uma forma de economizar com alimentação, pois, pode-se preparar lanches e pratos no próprio apartamento. Além disso, roteiro de passeios e atividades definidos com antecedência também pode ajudar a economizar com gastos desnecessários e imprevistos”, ressalta. - Consulte um agente de viagens: A personal travel explica que o agente de viagens tem o compromisso de auxiliar os passageiros em todas as questões apontadas nas dicas anteriores, além de proporcionar a segurança nas reservas, nas necessidades do passageiro antes e durante a viagem garantindo

!

É sempre bom lembrar de não consumir alimentos sem saber qual é a procedência e que não estiver acostumado a consumir

Fernando de Noronha (PE) está entre os destinos mais procurados por quem quer fugir da folia

que tudo ocorra de acordo com as expectativas do viajante. - Prepare bem as malas: Consultar as condições climáticas do lugar a ser visitado e levar roupas adequadas ao clima local é uma dica importante. A diretora da Flyworld Cotia diz que o viajante deve calcular o que usar a cada dia da viagem, não levar objetos, vestimentas e calçados desnecessários. E um alerta: não esquecer documentos e medicamentos em uso. - Cuidado com as crianças: Observar as condições climáticas também é uma dica para quem quer viajar com crianças; isso permitirá escolher roupas adequadas. Atenção especial para a carteira de vacinação que deve estar em dia e não esquecer medicamentos em uso são detalhes a que se deve atentar.

“Levar um kit de primeiros socorros é sempre bom e é interessante oferecer às crianças a alimentação mais próxima possível daquela feita em sua casa, a fim de não causar nenhum transtorno alimentar que possa atrapalhar os dias de descanso e férias”, explica Marlli. - Todo cuidado é pouco: Outros cuidados básicos como nunca esquecer protetores solares e roupas leves para os destinos mais quentes e ensolarados podem garantir o sucesso da viagem. Além disso, é sempre bom lembrar-se de não consumir alimentos sem saber qual é a procedência e que não estiver acostumado a consumir. “Beber muita água e sempre procurar levar água durante os passeios, principalmente, se estiver com crianças, é uma dica importante”, finaliza.

Cuidado com as crianças e atenção especial para a carteira de vacinação, que deve estar em dia DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

13


OPINIÃO [ ARTIGO

OPINIÃO [ CRÔNICA

O brasileiro prefere a mentira José de Paiva Rebouças josedepaivareboucas@gmail.com

A

nálise realizada pelo jornal Folha de São Paulo revelou que o brasileiro se interessa mais por mentira do que por notícias verdadeiras. Pelo menos é o que vem acontecendo nas redes sociais. Em 72 páginas pesquisadas, o jornal identificou crescimento de 61,6% no compartilhamento de notícias falsas, as chamadas “Fake News”, e queda de 17% no interesse de matérias verdadeiras, publicadas por jornalistas profissionais. Os dados chamaram bastante e geraram muita discussão. Mas, o fato é que nós gostamos de fofoca. Yuval Harari, que escreveu o brilhante best seller “Sapiens – uma breve história da humanidade” explica que nossa linguagem evoluiu como uma forma de fofoca. Segundo ele, a teoria da fofoca pode parecer uma piada, mas vários estudos a corroboram. “Ainda hoje, a maior parte da comunicação humana – seja na forma de emails, telefonemas ou colunas nos jornais – é fofoca”. As “Fake News”, no entanto, ficam mais sérias quando observado o momento que atravessamos. Talvez, o mais delicado dos últimos 60 anos. Momento político tenso e grave de per-

14

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

da de direitos e comportamento social apático idêntico ao de 1964. Retrocedemos. Moralistas e fundamentalistas brotam em cachoeiras. Desinteressados, que não estão nem aí com nada, da mesma forma. Cenário perfeito para manipuladores. Várias das teorias jornalísticas poderiam ser utilizadas como base para ampliar esta discussão. Trago duas para a discussão. Para os que se calam, podemos ver com nitidez a teoria do “espiral do silêncio”. Elaborada pela socióloga e cientista política alemã Elizabeth Noelle-Neuman, esta teoria acredita que as pessoas se calam diante de fenômenos como esses devido a falsa sensação de que a suas opiniões, filosofias, visão e concepção de mundo, são frágeis e minoritárias. Aos que criam os Fake News e se aproveitam delas, percebo o fortalecimento da Teoria da Persuasão (Empírico-Experimental). Desenvolvida por Carl Hovland e Harold Lasswell, o estudo defende que o indivíduo costuma se interessar por informações que estejam inseridas em seu contexto e com as quais ele concorde. Neste sentido, a tendência é reproduzir qualquer coisa que esteja em seu campo de interesse, não importando, muitas vezes, se são verdadeiras ou falsas. Embora sejam observações inci-

pientes, é possível concluir a existência de uma grande força simbólica agindo no ambiente virtual. Utilizam meios de comunicação de massa para disseminar certa concepção e os mesmos espaços para fortalecer seus interesses. Para isso, usam lógicas básicas do tipo: todo político é ladrão, este partido é político, portanto, este partido é composto de ladrões. Ou então: bandido bom é bandido morto, na favela tem muito tráfico, então, todo favelado é bandido. Acontece que quando políticos de outro partido ou criminosos de colarinho branco reforçam estas lógicas, a população não percebe o embuste. Embora sejam políticos e criminosos, não são vistos desta forma, mas como influenciadores a serem seguidos. Nesta era da informação, contraditoriamente, as pessoas estão menos informadas. Há tanta informação na rede que as pessoas adotaram o hábito de ler apenas as manchetes. Poucos se preocupam em procurar a procedência, de pesquisar outros veículos, de verificar a informação. Afinal de contas, foi só um compartilhamento. O problema é quando jornalistas com instrução acadêmica fazem isso. Mas aí entra em voga outra teoria, a do “jeitinho brasileiro”. Neste caso, é só pedir desculpas e esperar que ninguém reclame quando outra mentira for compartilhada.

Cena de bar noturno josé nicodemos aristida603@hotmail.com

U

m casal conversava a face, à mesa de um desses bares da noite. Cada um atrás do seu copo de bebida. Num primeiro instante, pelo tom, se cuidaria ser uma briga de resultado. Depois se acalmaram. Regulavam ter idade ali pelos trinta e tantos, e ela vestia um decote a mostrar metade dos seios, uma saia igualmente desonesta deixando à mostra metade das coxas. Brancas e fornidas. Quase se pode dizer que ela não trazia mais roupa do que o pano necessário a cobrir-lhe as partes do pudor feminino. Ele, notava-se nos seus olhos, como no semblante, um ar de grande sofrimento íntimo. Falava-lhe baixinho, segurando, mãos trêmulas, as mãos dela, sempre fugidias. A impressão era a de uma rogativa. Ou, notoriamente, isso. O bar já desertando de gente àquela hora da noite, ali pelas onze, o garçom, braços cruzados, cochilava por trás do balcão. Entrementes, o dono do bar, murmurando em silêncio com suas bochechas gordas e escanhoadas, contava o apurado do dia, lá no seu canto. Era hora de cerrar as portas. “Sai a última dose” – pediu ele, um ar assim de desengano, despertando o garçom, meio assustado. Passos indolentes de sonâmbulo. Ela não aceitou a última dose, com o pretexto de ter seus limites na bebida; já bebera além do que se permitia – que ele a desculpasse. E antecipou-se a ele, em retirar-se, mostras aparentes de quem tinha al-

gum encontro marcado. E tomou os caminhos da noite, em seu carro. Sozinho à mesa, diante do seu copo vazio, ele correu os olhos em redor, nos

olhos e no semblante uma tristeza desenganada. Uma lágrima pendurada do canto do olho.

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

3


editorial [ índice

Especial Carnaval

adoro comer

Entrevista Clínico geral Paulo Sampaio fala sobre a doença do beijo, um dos problemas comuns transmitidos durante o carnaval. Página 4

Boa leitura, Nara Andrade

(Fortaleza Cream Cracker Tradicional) Ingredientes

E

stamos em pleno carnaval e DOMINGO traz uma edição especial sobre os dias de folia, com orientação de especialistas sobre os cuidados com a prevenção de doenças comuns transmitidas neste período do ano, como as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Outros assuntos abordados nesta edição são as programações alternativas para quem busca distância das festividades, como os retiros realizados tanto por igrejas evangélicas quanto por comunidades católicas, e dicas para quem decide viajar com a família para aproveitar o feriado prolongado, inclusive levando crianças.

Torta de milho salgada Ingredientes da massa 1 pacote de Fortaleza Cream Cracker Tradicional 4 colheres de sopa de azeite 3/4 de xícara de leite integral Ingredientes do recheio 3 latas de milho em conserva 1 cebola pequena picada 2 colheres de sopa de margarina 3 colheres de sopa de farinha de trigo 1 xícara de leite integral 1 xícara de queijo parmesão ralado

Dias de adoração

Modo de preparo No liquidificador, bata os biscoitos e misture os outros ingredientes da massa, até formar uma farofa. Preencha o fundo e as laterais da forma. Em um liquidificador, bata 2 latas de milho com a água da conserva. Peneire. Em uma panela em fogo baixo, refogue a cebola na margarina. Junte a farinha de trigo e doure um pouco, adicione o leite e mexa bastante até incorporar e dissolver completamente. Junte o milho da terceira lata (sem a água), o milho batido peneirado e o queijo ralado. Cozinhe até engrossar em fogo bem baixo. Coloque o recheio em cima da massa na assadeira e leve para assar a 180°C por aproximadamente 45 minutos. Tempo de preparo: 1h30min Rendimento: 10 porções Tipo: almoço, jantar, lanche.

Igrejas evangélicas e católicas realizam programação religiosa durante feriado prolongado. Página 6

Colunas

José Nicodemos

Página 3

José de Paiva Rebouças Página 14

• Edição – C&S Assessoria de Comunicação • Editor-geral – Edilson Damasceno • Editora – Nara Andrade • Dia­gra­ma­ção – Rick Waekmann • Projeto gráfico – Augusto Paiva • Im­pres­são – Grá­fi­ca De Fa­to • Re­vi­são – Gilcileno Amorim • Foto – Marcos Garcia Re­da­ção, pu­bli­ci­da­de e cor­res­pon­dên­cia Av. Rio Bran­co, 2203 – Mos­so­ró (RN) Fo­nes: (0xx84) 3323-8900/8909 Si­te: www.de­fa­to.com/do­min­go E-mail: re­da­cao@de­fa­to.com Do­min­go é uma pu­bli­ca­ção se­ma­nal do Jor­nal de Fa­to. Não po­de ser ven­di­da se­pa­ra­da­men­te.

2

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

DOMINGO, 11 de fevereiro de 2018

15


o. MOSSORÓ 3

@defato_rn

descoberta da doença. MOSSORÓ 1 /photos/jornaldefatorn

O milagre da folhadomingo da moringa

/jornaldefatorn

Agrônomo revela os poderes milagrosos da "árvore da vida", a moringa oleífera, que ele cultiva. ESTADO 1

7s o

MOSSORÓ �RN�, DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017 | EDIÇÃO 5.020 � ANO XVIII | R$ 2,50

O TORTO ossoró ANDAR DO OUTRO ve ter 17os Jornalismo n de Verdade pelade staque não importa m 2018 a plataforma

Mossoró (RN), Cedida domingo, 11 de fevereiro de 2018

do maior colégio eleitoral dade deve assumir posição ues com nomes à disputa a do próximo ano. PRINCIPAL 3 @defato_rn

CMYK

o de s para o CMYK

Governo vai suspender novos cursos

/photos/jornaldefatorn

/jornaldefatorn

Especial

Carnaval

Nesta semana, DOMINGO traz uma edição especial sobre os dias de folia, com orientação de especialistas sobre a prevenção de doenças comuns transmitidas neste período do ano, e programações alternativas para quem busca distância das festividades, como os retiros religiosos e viagens em família para aproveitar o feriado prolongado.


tv

>> bastidores

Mosaico feminino contundente e recheado de estrelas no elenco, a bem-sucedida “Mulheres Apaixonadas”

/jornaldefatorn

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

defato com

>> INSIDE

Clarissa Pinheiro comemora convite para interpretar Gilvânia em “Onde Nascem Os Fortes” Mossoró (RN), domingo, 11 de fevereirO de 2018

>> close

Maria Eduarda de Carvalho vibra com personagens distintos na tevê página 4

Em constante

construção


2 televisão

via CAbo

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

>> por Geraldo Bessa

Destaques dos canais por assinatura

Reino animal (HBO, dom., dia 11, às 18h50) Em “Kong: Ilha da Caveira”, uma equipe de cientistas é levada para uma aventura em uma ilha remota no Pacífico, sem saber que irão se encontrar com o mítico Kong. O que parece ser apenas uma missão de descoberta se transforma em uma guerra explosiva entre monstros e homens. O filme é estrelado por Brie Larson, Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, John Goodman e John C. Reilly.

Armário cheio

(GNT, seg., dia 12, às 23h) O “Desengaveta” desta semana está em clima de “intimidade indecente”. Fernanda Paes Leme invade o closet de João Vicente Castro e desfruta do passe livre para fazer o amigo mandar boa parte de suas quase mil peças para a lojinha do programa.

Tudo misturado

(Canal Brasil, ter., dia 13, às 22h) Nesta terça, a faixa “Seleção Brasileira” exibe o longa “Pendular”. Em um galpão abandonado, um casal observa a arte e sua intimidade se misturarem. Aos poucos, eles vão perdendo a capacidade de distinguir o que faz parte de seus projetos e o que é a relação amorosa.

Sem morrer

(Megapix, qua., dia 14, às 17h) Em “O Último Caçador de Bruxas”, Kaulder é um caçador de bruxas amaldiçoado a viver eternamente. Ele se une a uma instituição religiosa e passa séculos lutando para combater o mal. Com a ajuda da jovem bruxa Chloe, ele terá que enfrentar uma nova ameaça que coloca em risco o futuro da humanidade.

Acerto de contas

>> DICAS

(Universal, sex., dia 16, às 20h35) No quinto episódio de “Lucifer”, o anjo Uriel vem à Terra e dá 24 horas para Lucifer entregar Charlotte ou ele vai matar Chloe. Enquanto isso, Lucifer e Chloe investigam a morte de um antigo ator de filmes de ação. # O longa “Faroeste Caboclo” retrata a saga de João de Santo Cristo desde sua infância no interior da Bahia até sua ascenção, quando vai tentar a sorte em Brasília. (Warner, seg., dia 12, às 22h30) # Nesta semana em “Emergências Noturnas”, a paramédica Keeley fica com o coração partido por conta da tragédia do tiroteio em Orlando. Mas não há tempo para lamentos, já que ela e o resto da equipe encontram mais vítimas da intolerância nas ruas. (A&E, ter., dia 13, às 20h)

Comunicação pura

(Cinemax, sex., dia 16, às 22h) Na comédia “Miss Simpatia 2 – Armada e Poderosa”, a nova estrela do FBI, Gracie Hart depois de participar de um concurso de beleza sob disfarce, assume o Departamento de Relações Públicas. Mas o sequestro de dois amigos é razão mais do que suficiente para trazê-la de volta à ação. # Em “Perigo por Encomenda”, Wilee é um jovem que adora pedalar desde pequeno, por isso, ganha a vida como entregador pelas ruas conturbadas de Nova Iorque. (TNT, sáb., dia 17, às 21h30) # Em “As Loucuras de Dick & Jane”, o casal vive confortavelmente, até que Dick perde o emprego. Com o acúmulo das contas, eles decidem realizar roubos para pagar as dívidas e manter o estilo de vida. (TBS, sáb., dia 17, às 22h30)


televisão 3

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

>> principal No ar em “O Outro Lado do Paraíso”, Eriberto Leão valoriza a função social do ator

Questões eternas

parte do caminho. Não preciso inventar uma história à parte para o personagem porque todas as informações necessárias estão no capítulo. P – Mas você chegou a buscar referências externas? R – Sim, claro. Fiz muitas pesquisas em livros, filmes e séries. Acho que, em alguns pontos, me inspirei no filme “Veludo Azul”, do David Lynch. Eu fiz muita coisa para construir o Samuel. Demoraria horas falando sobre, mas é difícil revelar porque é como perguntar ao mágico como ele faz sua mágica (risos).

A

cabeça de Eriberto Leão vive em constante ebulição. E talvez seja por isso que o ator de 45 anos tenha o habito de racionalizar e refletir sobre sua profissão em todos os momentos possíveis. No ar como o psiquiatra Samuel, de “O Outro Lado do Paraíso”, ele mantém uma postura enfática e assertiva sobre a importância da função social do ator ao questionar assuntos pertinentes à sociedade. “Sou um ator, um intérprete. Esse personagem do Walcyr Carrasco é uma fonte de discussões. A arte abre as portas e o público escolhe se quer entrar ou não. Estou a serviço da arte e esse personagem faz com que as pessoas se questionem e trabalhem a dialética”, filosofa. Na trama das nove, Samuel é um médico que escondia ser homossexual. No entanto, o profissional entra na mira de Clara, papel de Bianca Bin, após ser responsável por sua internação em uma clínica psiquiátrica no passado. Para se vingar de Samuel, ela decide expor seu caso com o motorista Cido, vivido por Rafael Zulu. “A princípio, o mundo dele acaba quando é descoberto pela mãe e pela mulher, mas, depois, se torna um alívio. Afinal, ele não precisa mais mentir”, afirma. Paulista de São José dos Campos, Eriberto começou na tevê na novela “Antônio dos Milagres”, exibida pela Rede CNT em 1996. Após o folhetim, o ator colecionou mais algumas tímidas passagens pela televisão, como na série “Sandy & Júnior” e na novela “O Amor Está no Ar”. No entanto, o papel que colocou

Eriberto no radar dos autores e diretores de tevê foi o bronco Tomé de “Cabocla”, de 2004. De lá para cá, ele entrou para o principal “casting” da emissora e protagonizou produções, como “Paraíso” e “Insensato Coração”. “Amo muito minha profissão. Meu personagem atual é um grande desafio e faz refletir em como enfrentar os medos”, opina. P – Apesar de estar inserido em um texto com toques cômicos, você representa um personagem bastante contido em cena. Como você fugiu da construção caricata do Samuel? R – Fui muito cuidadoso. Minha composição é minimalista mesmo. Os detalhes são captados pela câmera, que percebe bem mais que o olho humano porque ela tem o close, tem o foco maior. Fico muito feliz porque tem coisas que não são conscientes, como um ombro que levanta, a forma em que a boca se movimenta ou o olhar. Acho

que esse minimalismo trouxe verdade ao personagem. P – Como assim? R – Tem uma autenticidade grande e que distancia da construção de outros personagens gays, que a gente já viu e que geralmente têm gestos mais largos. Ele é muito contido. O Samuel tem uma amargura no olhar o tempo todo. Acho que essa amargura é notada com a aproximação da câmera. Por mais que ele tenha sucesso profissional, a vida dele é uma mentira e não o torna pleno. Os olhos são as janelas da alma. P – “O Outro Lado do Paraíso” é seu terceiro projeto com Walcyr Carrasco. De que forma conhecer o texto do autor ajudou no seu processo artístico? R – O texto foi base de tudo. O Walcyr escreveu uma história ótima. O mais importante foi seguir o que o ele criou e como a direção traduziu. Mas apenas seguindo o texto encontrei boa

P – Logo no início da novela, o Samuel arma contra a mocinha da história. Você acredita que o personagem beira a vilania? R – Não dá para defender ele de forma alguma. O lado vil do Samuel surge a partir do momento que, para defender a sua mentira, ele destrói o mundo de outra pessoa. Ele entra na vingança da Clara porque deu o remédio para ela ter um surto, o laudo médico e também o nome do hospício no qual ela foi internada. Ele faz tudo para tentar se defender e conseguir apoio para seu livro. P – Quando começaram os trabalhos para “O Outro Lado do Paraíso”, você afirmou que o Samueleraumdospersonagensmais complexos de sua carreira. Com pouco mais da metade da novela no ar você ainda acredito isso? R –Sim, claro! Ele é o mais difícil em termos de camadas, de lugares que vou descobrindo junto com o público, assim que os capítulos que chegam, ao lado da direção. Tudo de uma maneira muito sutil. A construção de um personagem é uma preparação muito intensa e longa e trouxe a todos nós da novela a possibilidade desses personagens existirem desde o início.


4 televisão

>> close Maria Eduarda de Carvalho vibra com personagens distintos na tevê

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

Em construção

O

tempo é um aliado de Maria Eduarda de Carvalho ao longo de sua trajetória profissional. Não à toa, recentemente, a atriz de 35 anos tem descoberto grande satisfação em encarar papéis de complexas composições. No ar em “Tempo de Amar”, onde está imersa na glamorosa década de 1920, e na série “Brasil a Bordo”, em que aparece com uma chamativa peruca loura, ela valoriza o intenso trabalho de se desconstruir em cena para se aproximar de novos universos. “Estou apaixonada por essa faceta de personagens de composição. Fui descobrindo que a desconstrução é mais importante do que eu imaginava. Geralmente vamos em busca de uma memória emotiva do papel como um atalho na composição. Quando coloco maquiagem, roupas e perucas já me sinto na década de 20”, explica. Na atual novela das seis, Maria Eduarda vive Gilberte, braço direito de Lucerne, papel de Regina Duarte, na Maison Dorée. Moderna e falante, a personagem é bastante ambiciosa e, apesar de ter algumas atitudes de caráter duvidoso, ela mantém um carinho muito forte pela dona do bordel. Além disso, Gilberte também tem uma relação divertida com Giuseppe, de Guilherme Prates. “Adoro esses personagens que não são uma coisa só. São pessoas mais próximas do que somos e assim temos um milhão de pos-

sibilidades em cena. Fico fascinada quando não é algo chapado”, afirma a atriz, que buscou inspirações no cinema para se aproximar da época retratada. “Vi muitos filmes mudos, alguns do Charles Chaplin. Pesquisei também sobre os cabarés da época”, completa. Enquanto em “Tempo de Amar” Maria Eduarda flerta com a narrativa romântica e cômica de Alcides Nogueira e Bia Corrêa do Lado, em “Brasil a Bordo”, ela mergulha a fundo na comédia escrachada de Miguel Falabella na pele da carente Caravelle. No seriado, ela é a filha única de Vadeco, interpretado por Falabella, e mulher de Johnny

Beautiful, de Magno Bandarz. Cleptomaníaca, a personagem gosta de expressar seu amor de forma exagerada e sonha com o dia em que o marido fará bastante sucesso na música. “A série retrata uma família totalmente disfuncional. O Miguel trata de assuntos atuais de forma inteligente e perspicaz. Fala várias coisas importantes, mas sem acusar ninguém de cara”, aponta. Maria Eduarda foi um dos últimos nomes confirmados para integrar o elenco da série. Inicialmente, o papel seria de Dani Calabresa, mas, por questões de agenda, a humorista precisou deixar a produção. Então, a equipe decidiu abrir testes

para a personagem. “Fiz o teste de um dia para o outro. Enquanto estudava o texto, fiquei completamente apaixonada pelo projeto. Fui com muita vontade e para brigar por essa personagem. Até fui de aplique no cabelo porque achava que combinava mais com a Caravelle”, lembra. Confortável no ar em dois trabalhos em envolvem comédia, Maria Eduarda ficou conhecida na tevê pelas personagens dramáticas. No entanto, o início de sua vida profissional foi no humor. Aos 13 anos, quando entrou para o curso de formação de atores Tablado, no qual ela era conhecida como uma atriz cômica. “Com uns 20 e poucos anos, eu cheguei a duvidar se seria capaz de fazer algo que não fosse cômico. Quando migrei para a tevê, isso se transformou. Hoje em dia, poucas pessoas sabem que sou uma atriz de comédia”, ressalta. Natural do Rio de Janeiro, a atriz está nas novelas desde 2007, quando estreou em “Paraíso Tropical”. De lá para cá, ela foi fortalecendo sua relação com a carreira artística no teatro e na tevê, com projetos como “A Vida da Gente”, “Em Família” e “Sete Vidas”. Porém, nos últimos anos, a atriz também começou a investir em seu lado escritora e não hesitou em desenvolver seu potencial. No último ano, ela esteve em cartaz com a peça infantil “Atrás do Mundo” e, em maio, pretende estrear outro espetáculo autoral ao lado de Joaquim Lopes. “A vida do artista dá muitas possibilidades e é muito versátil. É legal poder inventar uma nova história diariamente. Estou feliz e plena com essa fase da minha vida”, vibra.


televisão 5

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

>> ponto de vista

Família e bonachão, "Encrenca" escora seu humor nas redes sociais e se destaca na grade da RedeTV!

Criador e criatura

A

o perder o passe da trupe do “Pânico!” para a Band, em 2012, a RedeTV! parecia estar a um passo do colapso. À frente da produção de maior faturamento e audiência da emissora, Emílio Zurita e o elenco aceitaram a proposta da concorrência na ânsia por melhores salários e investimentos. Com a grade tomada por programas independentes de igrejas evangélicas, audiência estacionada e sem grandes nomes em seu "casting", a Rede TV! foi obrigada a se reformular e contratar novidades. Afinal, a busca por um novo trunfo era essencial. Somente em 2014, a emissora encontrou uma saída válida para suas noites de domingo. E a "vingança" para a debandada do “Pânico!” foi simples e eficaz. De olho na boa repercussão do

programa de rádio "Quem Não Faz Toma", veiculado pela 89FM de São Paulo, a emissora contratou os quatro integrantes, Tatola Godas, Dennys Motta, Ricardinho Mendonça e Ângelo Campos, e encomendou um programa nos moldes do "Pânico na TV!". Por sorte, só cerca de 70% da sugestão dos executivos da emissora foi respeitada. No ar, o "Encrenca" surgiu modesto. Com cenário extremamente colorido e em formato de arena, o programa também conta com mulheres voluptuosas dançando e público tomado por uma alegria ensaiada, bem ao gosto da concorrência. De "cara", o quarteto já mostrou a que veio. Em vez de repetir o humor escatológico, misógino e extremamente agressivo do "Pânico na Band!", optou por

um caminho mais leve e família. Com restrições de orçamento, driblou os quadros megalomaníacos e investiu em uma simples conexão com as redes sociais e aplicativos de celular. Em um sofá, como uma versão brasileira dos americanos "Beavis and Butt-Head", os quatro se reúnem para comentar de forma esdrúxula os vídeos mais viralizados pelo "app" Whatsapp no quadro "Zap Zap", carrochefe do programa de dispensáveis três horas de duração. Desde o início de janeiro, o "Encrenca" não tem mais o "Pânico na Band!" como concorrente. Cancelado pela Band por conta de audiência, o programa sofreu com as debandadas de nomes como Sabrina Sato para a Record e Ceará para o Multishow. Sobrevivente, tentou

diversas reformulações, mas seu humor defasado e desgastado já não tinha mais espaço entre o grande público. Sozinho nas noites de domingo, o "Encrenca" já cresceu em audiência. Nos últimos dois anos, ficou à frente de Emílio & cia. Por diversas vezes. Atualmente, acumula média acima de 5 pontos. E o bom desempenho será recompensado. O programa tem uma renovação na identificação visual prevista para o primeiro semestre de 2018 e deve ganhar mais capital de produção ao longo do ano. Resta saber se tem cacife para ganhar o pouco público que restou da concorrência com seu humor mais família, pasteurizado e bonachão. Em todo caso, o programa da Rede TV! é um belo exemplo de que a "criatura" pode engolir o "criador".


6 televisão

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

Terça (13/02) - Malu vê Clara e Fio juntos. Anderson se emociona com a música que Tina escreve sobre seu pai. Lica é gentil com Taís. Ellen e Juca conversam com Ernesto sobre o projeto que implantarão no Cora Coralina. Fio e Taís se interessam um pelo outro. Marta decide ajudar Ellen com seu projeto. Anderson e Tina terminam a nova música. Telma chora ao ver Mitsuko perder os cabelos.

Quarta (14/02) - Edgar gosta do clipe de Fio Malu tenta denegrir o rapaz. As Five estuda juntas para o Enem. Há uma passagem de temp Ellen e Jota começam a ensinar as crianças. Be e Guto escolhem as músicas que irão tocar e suas provas de habilidade. Keyla decide fazer um festa surpresa para Tato. Tina sai de casa abala com o estado de Mitsuko. Chega o dia da prov Clara vê Fio entrosado com Taís.

>>Tempo de Amar Globo – 18h15

Segunda (12/02) - Maria Vitória mostra Mariana para Vicente. José Augusto cobra explicações de Delfina sobre suas atitudes enquanto esteve fora. Inácio lamenta para Izabel a perda do amor de Maria Vitória. Fernão parabeniza Lucinda pelo que fez com Maria Vitória, e os dois se beijam. Delfina conta a José Augusto que Fernão abandonou Tereza, e Maria Vitória tenta consolar a irmã. Delfina mente para José Augusto para justificar a ausência de Firmino.

Terça (13/02) - Maria Vitória e Inácio se abraçam emocionados, mas não conseguem conversar. Vicente tranquiliza Maria Vitória e a leva de volta para Quinta. Padre João tenta consolar Inácio. Maria Vitória se declara para Vicente. Vasco afirma a Inácio que pode tirar Vicente da vida de Maria Vitória. Tereza diz que quer ir ao Brasil encontrar Fernão e José Augusto se irrita. Edgar sai para dançar com Carolina. Conselheiro descobre que o carro que Homero dirigia é de Teodoro.

Quarta (14/02) - A novela não será exibi neste dia em virtude da transmissão do jogo R al Madrid e PSG, válido pelas oitavas de final Liga dos Campeões.

>>Deus Salve o Rei Globo – 19h15

Segunda (12/02) - Amália descobre que Afonso é seu marido. Saulo diz a Selena que talvez eles não tenham sido feitos um para o outro. Catarina e Constantino se sentem vitoriosos quando Augusto indica o duque para ser o general do exército de Artena. O médico informa a Afonso que não tem como prever quando a memória de Amália voltará. Rodolfo estranha a decisão de Lucrécia de parar com as aulas de pintura. Betânia e Brumela recebem Tila, a nova cozinheira do castelo.

Terça (13/02) - Catarina contesta a prisão de Constantino. Demétrio informa a Augusto que Constantino vinha recrutando mercenários com a intenção de derrubar o rei de Vicenza. Augusto anuncia que Constantino será julgado. Constância e Martinho decidem não contar a Afonso que Virgílio esteve com Amália. Constantino teme ser julgado em Vicenza. Augusto manda Demétrio comunicar aos convidados o cancelamento do casamento de Catarina.

Quarta (14/02) - Afonso suplica para Amá se lembrar dele. Virgílio se aproveita da falta memória de Amália para dizer que Afonso a s duziu com mentiras. Virgílio instiga Amália a an lar seu casamento. Afonso avisa à família de Am lia que se afastará por um tempo para pensar que fazer. Constantino declara a Catarina que s vida está nas mãos dela. Lucrécia se abala com proximidade de Pietro durante a aula de harp Lucrécia tenta provocar ciúmes em Rodolfo.

>>O Outro Lado do Paraíso Glo. – 21h

Segunda (12/02) - Renato e Gael brigam. Adriana faz insinuações contra Duda/Elizabeth. Radu separa a briga e Gael vai embora do baile de Carnaval com Sophia e Aura. Adriana pede para falar com Renan. Patrick questiona Clara sobre seus sentimentos por Renato. Suzy e Irene provocam uma briga entre Samuel e Cido. Patrick alerta Clara sobre o interesse de Renato pelas esmeraldas. Aura comenta com Sophia que pode ter direito às minas de esmeralda.

Terça (13/02) - Renato socorre Clara, que afirma que denunciará Vinícius. Patrick desconfia das intenções de Aura mas promete agilizar o encontro dela com Clara. Lorena afirma que ajudará Vinícius. Clara faz um pacto com Renato. Zé Victor se declara para Tônia. Bruno incentiva Raquel na fisioterapia. Sophia questiona Mariano sobre Amaro. Leandra tenta convencer Cleo a ir para o bordel. Xodó aconselha Cleo a não trabalhar no local.

Quarta (14/02) - Laura tenta expulsar Viníci do flat. Gustavo diz a Nádia que não pode arqu var a denúncia contra o delegado. Sophia afirm a Amaro que Estela ficará sem herança se dec dir se casar com ele. Cleo procura Leandra bordel. Vinícius constata que Bruno encaminh sua denúncia ao tribunal. Aura conta a Gael q pode ser irmã de Clara. Duda/Elizabeth se pr para para viajar ao Rio de Janeiro com Henriqu Vinícius é afastado do cargo.

Segunda (12/02) - Fabiana e Diana passam um trabalho em dupla na escola e Dulce Maria pede para fazer com o projeto com Frida. A menina diz para Dulce Maria que existe uma importante tradição para os casamentos durarem, que é pintar um coração grande em um lençol. Com isso, Dulce se empolga em fazer uma surpresa para Cecília e Gustavo. Vitor chega em Doce Horizonte com Cassandra para morar com o pai. Solange fica surpresa ao saber da novidade.

Terça (13/02) - Estefânia abraça Cassandra após a notícia e diz que não está compreendendo o motivo dela ter vindo para Doce Horizonte com Vitor. Dulce Maria e Emílio pintam corações no lençol da cama do quarto de Gustavo e Cecília para eles serem surpreendidos ao voltar da lua de mel. Vitor conta para Estefânia que é pai de Cassandra. Tia Perucas fica abalada e chateada por mais uma vez não saber de nada. Diana conta para Rosana que está planejando largar sua carreira.

Quarta (14/02) - Gustavo e Cecília voltam lua de mel e são recebidas por Dulce Maria. Ca sandra fica nervosa ao saber que Estefânia embora após descobrir que ela é filha de Vitor e d que irá embora. Gustavo vê a pintura no lençol, q era herança de família, e fica bravo, mesmo Cecí tentando acalmar o marido. Irmã Didi revela pa Inácio e Diana que fez a inscrição de Zé Felipe e uma peneira de futebol. Dulce Maria revela q pintou o pano com o conselho de Frida.

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.

Até o fechamento da edição, a emissora n divulgou o resumo do capítulo.

Record - 19h30

>>Apocalipse

Globo – 17h35

>>malhação

Segunda (12/02) - Keyla e Tato esclarecem a desavença que tiveram por causa de K2. Bóris diz a Edgar que não expulsará Rafael. Ellen solicita a ajuda de Dóris em seu projeto. Gabriel pede para assistir ao filme no Cora Coralina. Edgar se recusa a ir com Malu se encontrar com JM. Luís gosta da atuação de Fio no comercial e sai com Clara para comemorar. Dóris libera a entrada de outros alunos para o CineCora. Felipe procura Lica.

>>Carinha de Anjo SBT - 20h30

Resumo das novelas


televisão 7

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

o, e am po. enê em ma ada va.

Quinta (15/02) - Aldo ataca Tato e Roney. Marta reclama das notícias falsas sobre as escolas públicas. JM passa para Malu o contato do jornalista que publica as notícias falsas sobre o Cora Coralina. Dóris obriga Josefina a ir atrás de Cícero para pagar a pensão para os filhos. Tato chega com Roney à lanchonete e encontra a festa surpresa para ele. Roney conta a Keyla o que aconteceu com Tato.

Sexta (16/02) - Keyla tenta conversar com Tato sobre Aldo. Bóris comunica a Jota e Ellen que eles darão uma entrevista sobre o projeto que desenvolvem no Cora Coralina. Edgar repreende Malu por falar com o jornalista da sala dele. JM passa para o nome de MB o novo colégio de Malu e Edgar. Guto convence Benê a treinar com ele para a prova de habilidade específica da faculdade. Juca começa a trabalhar na lanchonete de Roney.

ida Reda

Quinta (15/02) - Maria Vitória conversa com Inácio sobre tudo que aconteceu no Brasil. Vicente fala para José Augusto que sua esposa já viu Inácio. Maria Vitória avisa a Inácio que voltará para o Brasil com Mariana. Firmino questiona Delfina sobre o incêndio em sua casa. Lucinda pede a Bernardo para ajudá-la a vender sua casa em São Vital, e Leonor conta o que ouviu para Gregório. Celeste decide fazer um evento em sua casa para apresentar Eva para as damas da cidade.

Sexta (16/02) - Maria Vitória apresenta Vicente a Inácio. Vicente sente ciúmes do pai de Mariana, e Maria Vitória o tranquiliza. Delfina manda Vasco não a procurar mais na Quinta. Lucinda descobre que foi roubada e pede ajuda a Fernão. Gregório mostra a Leonor o que tirou do cofre da casa de São Vital. Helena chama Reinaldo para atender Geraldo, e o médico decide interná-lo. Fernão tem uma ideia para ajudar Lucinda a recuperar sua fortuna.

Sábado (17/02) - Inácio discute com José Augusto, e Maria Vitória libera a entrada do pai de sua filha. Tereza tenta convencer José Augusto a aceitar Inácio. Olímpia flagra Edgar e Carolina aos beijos no Grêmio. Helena encontra Giuseppe no Empório esperando para ajudá-la com o trabalho. Nicota não conta a Eva sobre a doença de Geraldo. Lucinda pergunta pela tia para Reinaldo e avisa a Fernão, que surpreende Emília na livraria e tenta se aproximar dela.

ália de senumáno sua ma pa.

Quinta (15/02) - Augusto é informado de que Constantino fugiu. Constância conta a Amália que Afonso abdicou do trono de Montemor para viver com ela. Virgílio afirma a Amália que devolverá o dinheiro da dívida de Martinho para compensar o mal que fez a ela e à família. Constantino volta para seu exército e inventa para Diógenes que Hermes o traiu. Constantino consegue o apoio de Diógenes para pedir cinco mil moedas de ouro em troca do resgate de Catarina.

Sexta (16/02) - Augusto dá um prazo para Constantino libertar Catarina. Diógenes aconselha Constantino a libertar Catarina, mas o duque prefere lutar. Martinho não aceita o dinheiro de Virgílio. Lucrécia desabafa com Pietro sobre o desinteresse de Rodolfo por ela. Tirso sugere aos outros presos da masmorra que eles aproveitem que a guarda do castelo foi reduzida para fugir. Saulo consegue emprego na mina com Hélvio. Augusto decide pagar o resgate de Catarina.

Sábado (17/02) - Tirso e os fugitivos saqueiam as barracas da feira. Tirso invade a casa onde Amália, Constância e Diana estão escondidas. Virgílio chega na hora em que Tirso pensa em levar Amália e vence o bandido. Afonso e Catarina se deparam com dois soldados de Constantino. Augusto decide atacar a tropa de Constantino mesmo com o desaparecimento de Afonso. Após ser orientada por Afonso a fugir pela mata, Catarina consegue encontrar Augusto e Demétrio.

ius uima cino hou que reue.

Quinta (15/02) - Vinícius deixa a delegacia. Henrique diz o que Duda/Elizabeth deve falar na audiência. Tônia confirma sua gravidez e ameaça denunciar Renato se ele revelar seus planos. Mariano conta a Sophia que pretende se casar. Lívia afirma a Tomaz que apresentará seu namorado a ele. Gael descobre que Amaro pediu Estela em casamento e decide conversar com ele. Gael suspeita que Sophia esteja aliada a Aura. Cleo começa a trabalhar no bordel.

Sexta (16/02) - Patrick convence Alzira a denunciar Vinícius. Mariano se culpa por Cleo ter ido trabalhar no bordel. Alzira denuncia Vinícius, e Patrick tem uma ideia para conseguir provas contra o delegado. Henrique beija Duda/Elizabeth. Tônia revela a Bruno que está grávida dele na frente de Raquel. Zé Victor não se conforma com o desaparecimento de Tônia. Raquel termina com Bruno e volta para sua casa. Clara ajuda Raquel e deixa Radu para cuidar dela.

Sábado (17/02) - Gael ouve a conversa de Vinícius com sua mãe e estranha o comportamento de Sophia. Sophia manda Rato acabar com Vinícius dentro da mina de esmeralda. Mercedes afirma a Caetana que já sabia sobre Cleo trabalhar no bordel. Lívia avisa à família que levará seu namorado para eles conhecerem. Clara garante a Patrick que Aura não é sua irmã. Cido sente ciúmes de Samuel com Suzy. Patrick diz a Laura que Vinícius pode ser inocentado.

da asfoi diz que ília ara em que

Quinta (15/02) - Estefânia vai até sua casa conversar com Vitor. O chef diz que a filha quer voltar para o Rio e Estefânia explica que isso não é justo. Os dois fazem as pazes. Cecília conta para Madre Superiora sobre o que aconteceu e a religiosa pede para que ela leve o lençol até a escola. Estefânia pede para que Cassandra fique e a adolescente é firme ao dizer que espera que a esposa de seu pai pense bem, pois ela não é nada fácil.

Sexta (16/02) - Vitor e Estefânia revelam para Gustavo, Cecília e Dulce Maria sobre Cassandra. Gustavo fica irritado com a falha de Cristóvão e tenta compreender o ocorrido. Fabiana diz que Frida precisa devolver o lençol para Dulce Maria e pede desculpa. Gustavo diz que o advogado precisa ser mais ousado e que ele mesmo irá investigar o mistério que envolve o concorrente ter conseguido roubar o contrato da Rey Café. Cassandra diz para o pai que não quer estudar no internato

religioso.

não

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.


8 televisão

>> cinco

perguntas Depois de 15 anos na RedeTV!, Amaury Jr fala sobre seu retorno à Band e descarta aposentadoria

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

Fome de trabalho

A

os 67 anos – destes, quase 40 dedicados à tevê –, Amaury Jr é sinônimo de prestígio. É só pensar nele que a música “Keep It Comin’ Love”, dos americanos KC and The Sunshine Band vêm à cabeça, seja por seus programas ou pelas paródias exibidas em outras produções. Autor de entrevistas icônicas, seja na cobertura de festas ou na intimidade dos famosos, o apresentador celebra sua volta a Band, emissora que o revelou, para comandar o “Amaury Jr”. “Depois de 15 anos, saí da RedeTV! em absoluta paz e harmonia. Mas estava em um programa diário em um horário que não gostava”, admite. Desta vez, seu programa irá ao ar aos sábados, a partir das 23h30. Segundo ele, o seu novo contrato é para sempre. “Para eu não precisar ter o trabalho de me aposentar”, diverte-se. Com novos quadros e viagens planejadas, Amaury quer ir além da cobertura da noite. “Defino meu programa como uma revista variada de fim de noite”, explica. Alçado à fama por apresentar o “Flash” de 1983 a 2001 pela Band, Amaury relembra que o ofício já o colocou em algumas saias justas. “As gafes não preciso nem comentar. Já esqueci muitos nomes, mas o pior é ter de entrevistar um desafeto e não deixar transparecer. Até porque o público não tem nada a ver com isso”, diz, com bom humor. Para a nova empreitada, ele garante que

quer diversificar sua audiência, já que seu público é majoritariamente feminino e com idade superior a 40 anos, segundo um estudo feito por encomenda do apresentador. “Por isso quero estar sempre atualizado. Fico sempre de olho nas redes sociais e nos lugares que estão em alta em cada momento, em todo o mundo”, exagera.

para realizar as alterações que queria e consegui.

P – Após 15 anos na RedeTV!, por que você decidiu voltar à Band? R – Acho que tudo tem um prazo de validade e acredito que a estagnação não gera progresso. Eu queria fazer um programa semanal ao invés de diário. Cansei do dia a dia, mas lá as condições não permitiam. Tenho a vaidade de falar e ser ouvido, na verdade, existiram vários fatores. E sempre tive um caminho aberto com a Band. Sempre tive vontade de voltar para a casa que consagrou o formato que criei. Por isso, pedi

P – Como assim? R – Não quero ficar preso às festas, por exemplo. É claro que isso não vai faltar, continuo querendo estar em grandes eventos. Acho que é na noite que as coisas acontecem. Mas quero fazer alguma coisa dentro do estúdio também, já pensamos em alguns quadros. Além disso, quero viajar. Vou à Rússia para mostrar algumas cidades que vão sediar a próxima Copa do Mundo, por exemplo. Quero promover debates pontuais sobre temas da atualidade, mas de forma divertida.

P – Quais eram as principais alterações que você tinha em mente? R – A ideia é fazer uma releitura de tudo que eu já fiz, acrescentando ingredientes às marcas registradas do programa.

P – Com quase 40 anos de carreira, você ainda se prepara para suas entrevistas? R – Depende. Fui entrevistar o presidente Michel Temer e me preparei. Já com o Roberto Carlos, não muito. Quando vou às festas, quase nada. Tem que saber dosar o que está acontecendo ali, naquele momento, o que aquela pessoa está sentindo e o que é relevante perguntar. A produção me ajuda com algumas colas também, é claro. Mas isso eu aprendi de forma intuitiva aqui na Band. Hoje já fiz mais de 60 mil entrevistas, já estou calejado. P – E você não pensa em parar? R – Eu? Aposentar? Ainda não. Não me enchi e festa não enche ninguém. Além disso, minha mãe me ensinou que tenho que raspar o prato. Ainda tem comida e eu estou morto de fome.


Domingo, 11 de fevereiro de 2018

Dia após o outro >> raio x Em “Apocalipse”, Paulo Vilela se empolga com “hacker” malvado

A

tuar na televisão é um grande exercício para Paulo Vilela. Em cada dia de gravação na pele do HD, em “Apocalipse”, da Record, ele aprende a se “desapegar” da autocrítica. Afinal, não é sempre que sai de um dia de trabalho com a certeza de que realizou uma boa sequência. Por isso, com o passar do tempo, entendeu a importância de ser resiliente. “A vida é assim mesmo. É difícil acertar sempre, mas eu estou na luta para agradar a quem me assiste e a mim também”, pondera. Aliás, o próprio perfil do personagem que interpreta na novela de Vívian de Oliveira contribui para Paulo se sentir estimulado. Na história, o ator vive um “hacker” do mal, que comete crimes na internet. “Isso é tão distante de mim. E o mais legal da profissão é poder brincar com essas vidas tão diferentes e mostrar que não é bacana ser uma pessoa que comete crimes”, salienta. Para se inteirar do universo em que HD está inserido, Paulo fez uma intensa pesquisa sobre o comportamento dos “hackers”, além de seguir as orientações do texto e da direção. “Vi que são pessoas muito inteligentes e bastante comuns”, conta. Contratado da Record, o ator também faz parte do elenco da série “Conselho Tutelar”, cuja terceira temporada foi exibida no início do ano, onde interpreta o conse-

lheiro César. Aparecer no ar em dois papéis de perfis diferentes, inclusive, é visto como um privilégio para Paulo. “Se eu fiz tudo direitinho e atuei com verdade, posso mostrar uma versatilidade e deixar meus empregadores contentes. Assim vou continuar empregado e podendo mostrar mais meu talento”, ressalta. Nome: Anderson Paulo de Melo Vilela.

Nascimento: Em 27 de julho de 1981, em São Paulo. Ao que assiste na tevê: “Assisto ao que me dá vontade no dia”. Ao que não assiste na tevê: “Filme chato”. O que falta na televisão: “Mais temporadas da série ‘Conselho Tutelar’”. O que sobra na televisão: “Não sei. Só vejo o que me interessa”.

televisão 9 Livro:“CemAnosdeSolidão”, de Gabriel García Márquez. Música: “Estou ouvindo muito Elis Regina”. Ator: Roberto Bomtempo. Atriz: Zezé Motta. Mania: “Comer o tempo inteiro”. O primeiro trabalho na tevê: “Beleza Pura”, exibida pela Globo em 2008. Sua atuação inesquecível: “Fazer o filme ‘Tropa de Elite’ foi inesquecível para mim. Passei momentos bons e ruins nas filmagens e até hoje, dez anos depois da estreia, o povo ainda me para na rua para falar bordões do filme, como ‘vou botar platina no seu nariz’”. Interpretação memorável: “Aquela interpretação que me faz chorar de emoção. Adoro me emocionar assistindo a um filme, sentir aquele nó na garganta”. Um momento marcante na carreira: “Um dia, quando eu estava me preparando para entrar em cena e vi a Fernanda Montenegro, quietinha, se concentrando para entrar em cena no estúdio ao lado. Fiquei emocionado”. Com quem gostaria de contracenar: “Com quem aparecer. Trabalhar é muito bom”. Se não fosse ator, o que seria: Piloto de avião. Novela preferida: “Maria do Bairro”. Vilão marcante: Coringa, interpretado por Heath Ledger, no filme “Batman: O Cavaleiro das Trevas”. Papel que mais teve retorno do público: Natan, da segunda temporada de “Os Dez Mandamentos”. Que novela gostaria que fosse reprisada: “Novelas antigas, dos primórdios da tevê”. Filme: “Adoro assistir a ‘Central do Brasil’”. Vexame: “Política brasileira”. Um medo: Violência. Projeto: “Viver o hoje”.


10 televisão

>> inside

Clarissa Pinheiro comemora convite para interpretar Gilvânia em “Onde Nascem Os Fortes”

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

Luzes acesas

P

assar por testes de elenco sempre fez parte da rotina de Clarissa Pinheiro. Desde que a pernambucana se mudou para o Rio de Janeiro há sete anos, acumulou algumas participações na televisão, em produções como “Babilônia”, “A Regra do Jogo” e “Justiça”. Quase todas conquistadas através da avaliação produção. Até que recebeu um convite do diretor José Luiz Villamarim para interpretar a motorista Gilvânia em “Onde Nascem Os Fortes”, próxima trama das 23 horas da Globo. Premiada no cinema pelos filmes “Casa Grande” e “Aquarius”, a atriz aproveita a nova personagem para mostrar ainda mais seu trabalho ao grande público. “O Rio de Janeiro abriu muitas oportunidades para mim. Sou uma atriz sempre em construção e disposta a trabalhar em novos desafios”, afirma. Em papéis anteriores, Clarissa se preocupou em neutralizar o sotaque. Principalmente porque tinha receio de ficar estereotipada e ser escalada apenas para personagens nordestinos. Mas, desta vez, a atriz pode tirar proveito de sua prosódia, já que a história é ambientada no sertão. “Na verdade, só precisei soltar o freio de mão. Pude até para acentuar um pouco”, acrescenta. Atualmente, ela nem pensa nos “rótulos” que poderiam lhe ser atribuídos e um dia causaram incômodo. “Acho que há um movimento interessante de respeitar a diversidade”, observa.

Na história, Clarissa dá vida à motorista de Pedro Gouveia, protagonista de Alexandre Nero. Leve e engraçada, Gilvânia não se deixa abater pela vida difícil que leva no Sertão. “Através das piadas que faz, ela tira um pouco o patrão do estado de tanta seriedade e preocupação”, adianta. Ao mesmo tempo, a personagem tem uma relação de gratidão com o empresário e está sempre pronta para defendê-lo. “É como se Gilvânia fosse o cão de guarda dele. Talvez não concorde com tudo, mas é fiel”, reforça. Devido à fidelidade que nutre a Pedro, Gilvânia tem porte de arma para conseguir proteger

melhor o patrão. Por isso, Clarissa participou de um laboratório de tiro para aprender a manusear um revólver. Apesar de ter atirado com festim e não com uma arma de verdade, Clarissa se surpreendeu com a experiência. “No começo, eu até fechava o olho quando ia atirar. Esse laboratório foi muito legal e importante para a gente tentar retratar da forma mais fiel possível”, explica. Já no quesito direção de veículos, a atriz não precisou de nenhuma aula. “Adoro dirigir e dirijo muito mais que muito homem. É errado falar assim, mas, como há uma crítica contra a mulher, posso dizer que dirijo muito bem”, orgulha-se.

Ser homossexual é outra característica de Gilvânia. E vai aparecer não só na trama como na caracterização da personagem. Como interpreta uma motorista de carros pesados, Clarissa usa calça jeans e botas em quase todas as cenas. “Ela puxa para uma testosterona mais exacerbada, mas tem os seus truques e seu charme que usa na hora certa e não no trabalho”, esclarece ela, que ressalta a importância de, através da ficção, mostrar a realidade de mulher homossexual. “Para mim, é uma honra tentar quebrar tantos preconceitos dentro de um cenário tão machista como o sertão”, conclui.


televisão 11

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

>> BASTIDORES Mosaico feminino contundente e recheado de estrelas no elenco, a bemsucedida “Mulheres Apaixonadas”

Entre amigas

M

anoel Carlos é um exímio cronista da classe média-alta. Por proximidade, suas novelas sempre foram ambientadas na Zona Sul carioca, mais precisamente, pelas ruas do famoso bairro onde reside, o Leblon. A força das histórias retratadas pelo novelista, entretanto, funcionaria bem em qualquer ambiente. Com obras centralizadas em amores e dilemas universais, Manoel sempre se utilizou da visão feminina sobre o mundo para criar seus folhetins. Percebendo que sua “fórmula” se encaixava perfeitamente no gosto do público, de forma quase “marqueteira”, em meados dos anos 1980, criou sua primeira personagem Helena, nome pelo qual passou a chamar as protagonistas de suas novelas seguintes. Em meados de 2002, prestes a voltar ao ar depois do retumbante sucesso de “Laços de Família”, o autor resolveu ousar um pouco sobre sua própria dinâmica de criação. Em vez de concentrar todo o drama e atenção na personagem principal, diluiu histórias de apelo popular e criou um verdadeiro mosaico feminino em “Mulheres Apaixonadas”, que completa 15 anos de exibição neste mês. “Essa novela nasceu de tanto conversar com minhas amigas. Anotava cada história que chegava até mim e uma hora vi que tinha material para falar sobre mulheres de forma abrangente e honesta. Foi um projeto complexo, com elenco grande. Além da Helena, as histórias iam se revezan-

do no protagonismo da trama”, explica. O ponto de partida da história era o trio de irmãs formado por Helena, Heloísa e Hilda, personagens de Christiane Torloni, Giulia Gam e Maria Padilha. Diretora de escola, a protagonista vivia um casamento tedioso e recheado de traições com o músico Téo, de Tony Ramos. Disposta a retomar as rédeas da própria vida, decide reviver um amor adolescente com o sedutor César, de José Mayer. “A minha Helena estava em plena crise existencial porque achava que sua vida era resultado de escolhas ruins. O que gosto nessa personagem é que ela é uma heroína totalmente errante. Nada na Helena é definitivo. Ela muda, erra, ama, acerta, sofre”, derrete-se Torloni. Os problemas das irmãs ainda afetavam diretamente a vida da protagonista. Hilda é empresária e vive feliz ao lado do marido e da filha, mas sua vida sofre um grande baque ao descobrir um câncer de mama. Já a ciumenta Heloísa, está em uma relação destrutiva com Sérgio, de Marcello Antony. In-

segura e agressiva, ela tenta afastar qualquer figura feminina que está perto do marido, vasculha informações no seu celular e o persegue nas ruas. Tudo porque acha que está sempre sendo traída. “Heloísa era uma doente de amor, uma personagem muito difícil e visceral. Fez um sucesso tremendo e ajudou muita gente que vivia na mesma situação. Foi a primeira vez que vi que a novela poderia ir além do puro entretenimento. Um trabalho que me marcou para sempre”, conta Giulia Gam, que chegou a ir a reuniões do grupo MADA – Mulheres que Amam Demais – para compor a personagem. “Mulheres Apaixonadas” ainda jogou luz sobre o problema do alcoolismo com as cenas fortes de Santana, de Vera Holtz, e mostrou o primeiro casal jovem lésbico com o amor de Clara e Rafaela, personagens de Alinne Moraes e Paula Picarelli. Com sucesso, levantou a bandeira de violência doméstica com a personagem Raquel, de Helena Ranaldi, que era agredida com uma raquete por Marcos, de Dan Stulbach. “A

novela repercutia nas ruas de diversas formas. Muito antes da violência contra mulheres virar um assunto da moda, ele já era tratado de forma urgente pela trama. Foi um trabalho de cenas complexas. A Raquel estava desesperada para se livrar do ex-marido e não conseguia”, relembra Ranaldi. Mais leves e cotidianas, a história também abordava o renascimento da libido de Lorena e Silvia, personagens de Susana Vieira e Natália do Vale, que se apaixonavam por homens mais jovens, abordou a eterna atração entre primos, com Luciana e Diogo, de Camila Pitanga e Rodrigo Santoro e uma paixão entre classes diferentes, com a apagada mocinha Edwiges e o playboy Cláudio, papéis defendidos por Carolina Dieckmann e Erik Marmo. Por fim, chamou a atenção do público ao exibir a paixão proibida de Estela e o Padre Pedro, interpretados por Lavínia Vlasak e Nicola Siri. “Ironicamente, foi uma trama que conquistou o público. O amor sincero da Estela acabou superando as questões morais”, acredita Lavínia.


12 televisão

Zapping

Domingo, 11 de fevereiro de 2018

>> por Caroline Borges

Drama sem fim Érika Januza enfrenta uma rotina intensa em “O Outro Lado do Paraíso”. Desde a estreia da novela das nove, a intérprete da decidida Raquel viu sua personagem encarar um turbilhão de emoções. Ao longo dos últimos meses, a jovem precisou lidar com os comentários racistas da ex-patroa Nádia, vivida por Eliane Giardini, voltou para Palmas como juíza e briga para viver seu amor ao lado de Bruno, de Caio Paduan. Agora, a personagem descobre que está paraplégica após um acidente armado por Sophia, interpretada por Marieta Severo. “É uma personagem muito intensa e atual. Tenho estudado bastante. Percebi que vi muitas situações antigas que explicam comportamentos atuais da sociedade. O racismo está impregnado na sociedade e precisamos falar sempre sobre isso”, explica. Nos próximos capítulos, Raquel irá morar na casa de Nádia, que terá de ajudar a nora em sua recuperação ao lado do filho Bruno. “O amor do Bruno e da Raquel enfrenta muita coisa, mas acho que vale a pena lutar por um amor. Claro, desde que não exista nenhum tipo de desrespeito com ninguém”, aponta.

Soltando a voz

Emílio Dantas está desenvolvendo múltiplos talentos para “Segundo Sol”, próxima novela das nove. O ator está fazendo aulas de canto e dança para viver um cantor de axé na trama de João Emanuel Carneiro. Com estreia prevista para maio, o folhetim irá substituir “O Outro Lado do Paraíso”.

Mudança de temperatura

Após os Jogos Olímpicos de Inverno, o “Planeta SporTV” volta das férias sob o comando de Janaína Xavier. A produção passará a ser exibida pelo SporTV, de segunda a sexta, às 9 horas. Antigamente, o programa ia ao ar no SporTV2.

Nome na lista

Sophie Charlotte está cotada para integrar o elenco de “Travessia”, nova novela de Duca Rachid e Thelma Guedes. Sem data de estreia prevista, a produção será exibida no horário das seis. Por enquanto, a atriz se dedica as gravações da série “Ilha de Ferro”.

Nova direção

A nova temporada do “Power Couple Brasil”, que expõe casais

a vários tipos de testes, será produzida pela Cygnus em parceria com a Record. A produtora foi responsável pela última temporada de “A Fazenda”. Este ano o programa será apresentado por Gugu Liberato.

Tevê fechada

Fábio Porchat fará parte do elenco do GNT por um ano. A partir de março, ele comandará o “Papo de Segunda” no lugar de Marcelo Tas. O programa terá seu elenco reformulado, com exceção de João Vicente de Castro. Além disso, ele retorna para mais uma temporada do “Programa do Porchat”, da Record.

Outros rumos

A trama de “Apocalipse” passará para uma nova fase e ganhará novo ritmo a partir do arrebatamento. Fernando Pavão, que vive o policial César, é um dos que terá seu enredo potencializado. Após o evento, ele ficará desesperado com o desaparecimento de sua esposa e sua filha. No entanto, verá a conturbada relação com seu filho Guto, de Ronny Kriwat, ser refeita. “Ele sempre foi um sujeito bronco e grosseiro com a esposa e a família. A Raquel sempre via um lado bom dele e acho que era o ponto de conexão entre os dois”, explica. Ao longo da novela, ele seguirá na investigação do misterioso “serial killer” do enredo.

Jornal de Fato  

Jornalismo de verdade

Jornal de Fato  

Jornalismo de verdade

Advertisement