Issuu on Google+

IPTU: Desconto para os ricos

A bancada de oposição na Câmara Municipal lutou pelo desconto de 50% do IPTU, mas foi amassada pelo rolo compressor dos vereadores que dão sustentação ao prefeito Roberto Farias (PSD) que tem como líder naquela Casa o vereador Kiko (PT). O ex-prefeito Wanderlei Farias já concedia o desconto de 30%. A atual gestão arredondou para 40%. Aos que ganham um salário mínimo, que são a maioria em Barra, nenhuma vantagem já que não podem pagar à vista. Página 7

“Vamos colocar Baliza de volta nos trilhos’’ afirma Roldão

ANO V - NO 88 - 20/01 A 10/02/2013 - BARRA DO GARÇAS-MT - FUNDADO EM 01/01/2009 - R$ 2,50 - EMAIL: ASEMANA@ARAGUAIA.NET - WWW.SEMANA7.COM

Magali herda 2 milhões, em dívidas

Antes de completar um mês à frente da Prefeitura de General Carneiro a prefeita Magali Vilela (PSD) já fez três viagens a Brasília, bateu à porta de gabinetes, conversou com membros da bancada mato-grossense no Congresso Nacional, participou de um encontro de prefeitos com a presidente Dilma Rousseff e já anotou em sua agenda as primeiras conquistas de infraestrutura

O grupo liderado pelo prefeito de Baliza (GO) Roldão do Carmo (PDT) quebrou a hegemonia política do PT no município ao vencer o ex-prefeito Divino Maia nas eleições de outubro passado. Por duas vezes vice-prefeito, a última ao lado do petista Maia, Roldão neste seu início de mandato já esteve três vezes com o governador em Goiânia. Página 6

Wentz prestigia eleição de Cezinha Gilmar Wentz fez um ligeiro discurso onde ressaltou a importância da Câmara de Vereadores de Querência para sua gestão, independente da cor partidária dos cargos naquela Casa. “Peço que dediquem o melhor de si para que possamos avançar em direção ao desenvolvimento. Página 10

ASFALTAMENTO DA MT-100 SE TRANSFORMA NO

‘Conto do Vigário’

Um balde de água fria nos prefeitos e prefeitas do Araguaia. Este seria o termo para a suspensão da licitação dos lotes de pavimentação da rodovia MT-100 na região do Araguaia pelo governador Silval Barbosa e que estava prevista para serem abertos nesse início de fevereiro, conforme publicação no Diário Oficial do Estado, em 30 de janeiro, quando se alegou a necessidade de revisão dos projetos e planilha de custos.

para seu município. Numa entrevista no final da tarde de terça-feira (5) Magali Vilela enfatizou ser muito difícil encontrar um setor da administração petista, de seu antecessor, Juracy Rezende (Buchudo), “onde não há erros, pormenores que são uma lástima para uma prestação de contas, a uma gestão séria ou compromissada com a comunidade”. Página 5

Início do ano passado quando recebeu um abaixo-assinado de vereadores e prefeitos do Araguaia Silval Barbosa assumiu o antigo compromisso feito em campanha na região, o de ligar todos os municípios por via asfáltica a capital Cuiabá, incluindo neste pacote a pavimentação da MT-100, uma promessa que já ultrapassou três décadas e uma infinidade de governos. Página 13

Roberto demite controlador interno

Em recente data a Justiça estipulou o prazo de 72 horas para que a prefeitura de Barra do Garças se manifestasse sobre a demissão do controlador Interno do Município Daniel Casella pelo prefeito Roberto Farias. Em duas semanas o juiz poderá valer-se de uma liminar

Editorial

ou, se preferir, enviar o processo ao Ministério Público para determinar se Casella retorna ao cargo a que foi aprovado em concurso público e demitido em evidente represália às atividades da Unidade de Controle Interno (UCI), sob alegação de que faltava ao trabalho. Página 4

Página 2

Araguaia, a luta para sair do atoleiro

IMAGEM EXTRAÍDA DE UM VÍDEO POSTADO PELA PREFEITURA DE ARAGUAIANHA NO FACEBOOK

‘Folia’ de buracos deixa motorista nervoso

O longo período de chuva conseguiu estragar o cenário de várias cidades da região, incluindo o de Barra do Garças e suas vizinhas Aragarças (GO) e Pontal do Araguaia. Mas esta é cena que se repete todos os anos e que salta aos olhos da população indefesa que se vê obrigada a conviver com esse arremedo de lama, poças d’água e buracos que oferecem risco ao tráfego. Em junho do ano passado, quando a frota de carros e motos de Barra do Garças, segundo estimativas da Ciretran, já ultrapassava a casa de 30 mil unidades, (quase metade de sua população de 76 mil habitantes), o cenário era menos desagregador e muitos dos locais críticos de hoje já careciam de reparos para receber com mais estrutura este período de inverno. Páginas 8 e 9

Feira da Lua em Aragarças será transformada

Os frequentadores da Feira da Lua em Aragarças, que se realiza aos sábados à noite, já começaram a sentir as mudanças estruturais que estão sendo feitas pela administração do prefeito Aurélio Mendes. Conforme disse o coordenador de Feira e Comércio da

Secretária Municipal de Indústria e Comércio, Hudson da Silva, (Manteiguinha), serão instalados lavatórios e banheiros químicos já nos próximos dias, demarcação e pontos comerciais, a iluminação será restaurada e os serviços de coleta de lixo regularizados. Página 11

Odoni transforma atendimento de saúde

Já no arremate de seu primeiro mês de gestão à frente da prefeitura de Torixoréu, o prefeito Odoni Mesquita (PSD) faz planos para transformar a realidade econômica e social do município. “Ninguém sai mais de um PSF ou do hospital com receitas, mas com o remédio” e para exemplificar essa mudança em tempo recorde ele cita Barra do Garças onde um parto custa cerca de 1500 reais e em sua cidade “é de graça”, conforme disse ao jornal a SEMANA. Página 6

Ação social faz parte da igreja Assembleia de Deus A maior comunidade cristã evangélica de Barra do Garças realizou neste carnaval a campanha “Trânsito Consciente, uma Ideia Inteligente” que envolveu também as cidades de Aragarças (GO) e Pontal do Araguaia, com apoio de prefeituras Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Detran, Ordem dos Advogados (OAB) local, entre outros que se agregaram à campanha como o Grupo Edição que edita este jornal. Página 15


2

Araguaia, a luta para sair do atoleiro

A

oposição experimentou neste início de ano a força do rolo compressor da bancada que dá sustentação ao prefeito Roberto Farias na Câmara de Vereadores de Barra do Garças. Reinaldo Silva (Chocolate) (PMDB), Julio Cesar (PSDB), José Maria (PR), Weliton Andrade da Silva (Mandioquinha) (PMDB) e Valdei Leite Guimarães (Pebinha) (PSB) não conseguiram elevar de 40 para 50% o desconto do IPTU. A encenação foi digna de qualquer governo populista. Ganhou os meios de comunicação, mas não convenceu aquele que pegou o lápis ou a calculadora e partiu para o campo matemático. Se o antecessor do prefeito Roberto Farias já concedia desconto de 30% o aumento de agora foi de apenas 10%. Ótimo para a elite. Para não amargar o apedrejamento público a oposição votou nos 40%, é claro. Melhor que nada, já que de contrapartida nada se deve esperar desse poder público de plantão. Enquanto você enfia a mão no bolso, na bolsa, saca o cartão ou abate seu carnê na boca de um caixa que recolhe esse tipo de malvada contribuição, dê uma volta pela cidade, conheça seus pontos cardeais, os pontos críticos de sua periferia e fique estupefato diante de tantas crateras ou ande pelo quadrilátero comercial, a região nobre da cidade, não menos esburacada e que inferniza a vida dos condutores de uma frota de mais de 30 mil veículos, incluindo carros e motos,

Editorial

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

sem contar as carretas que mortificam o trânsito, seus semáforos defeituosos, a falta de estacionamento, os acidentes graves e fatais, o socorro dos bombeiros, a cobertura de TV, essa rotina quase petrificada de Barra do Garças, sem uma Secretaria de Obras, uma Coordenadoria de Trânsito, uma Câmara de Vereadores que sejam pelo menos capazes de explicar a população o que está acontecendo, oras. Esse estado de desolação de não perder suas características primitivas não se limita somente a Barra do Garças, mas praticamente à região esquecida pelo o Governo que saiu vitorioso em todos os municípios do Araguaia, mas que faz vistas grossas à realidade social e econômica da maioria de nosso povo. São várias as cidades que enquanto fechávamos esta edição estavam ilhadas no Norte-Araguaia por falta de estradas, enquanto seus rios tomaram pontes, alagamentos, atoleiros, esta mesma panaceia de todos os anos. O que se conta em tudo isso são os impostos que pagamos sem recebermos praticamente nada em troca, a não ser a indiferença de que o povo do Araguaia nunca foi merecedor. Para quem ainda se assusta, neste final de janeiro Silval Barbosa mandou publicar no Diário Oficial do Estado a ordem para suspender a licitação de asfaltamento dos lotes na MT-100 que corta vários municípios do Araguaia. O início das obras estava previsto para este semestre, mas agora não se sabe quando elas retornam pelo

Para quem ainda se assusta, neste final de janeiro Silval Barbosa mandou publicar no Diário Oficial do Estado a ordem para suspender a licitação de asfaltamento dos lotes na MT-100 que corta vários municípios do Araguaia. O início das obras estava previsto para este semestre, mas agora não se sabe quando elas retornam pelo menos ao debate público. Para que a demarcação dos trechos dessa aconsumidas décadas de infeliz espera.

Os novos prefeitos, ou mesmo os reeleitos já contavam como certo aquela realidade que fez o deputado Baiano Filho (PMDB) dizer que “seria a redenção econômica do Araguaia”, enquanto seu colega de partido, Adalto de Freitas - Daltinho resumia a questão nos seguintes termos: “não temos mais que esperar, o momento é este”. menos ao debate público. Para que a demarcação dos trechos dessa rodovia se tornasse realidade foram consumidas décadas de infeliz espera. Os novos prefeitos, ou mesmo os reeleitos já contavam como certo aquela realidade que fez o deputado Baiano Filho (PMDB) dizer que “seria a redenção econômica do Araguaia”, enquanto seu colega de partido, Adalto de Freitas – Daltinho resumia a questão nos seguintes termos: “não temos mais que esperar, o momento é este”. Mas não foi isso o que disse a página do Diário Oficial de Silval Barbosa. Comentários dão conta de que o vereador Arlan Catulé, do município de Ribeirãozinho e um dos articuladores das audiências públicas para pavimentar a rodovia estadual chegou a chorar diante da página do Diário Oficial, tamanha foi sua decepção. O vereador tem um consolo de que esse malogro poderá ser dividido com pelo menos meio milhão de habitantes entre os quais pode-se contar mais de 300 mil eleitores que poderiam eleger facilmente um senador, dois deputados federais, cinco estaduais para mudar a cara do Vale do Araguaia. Mudar para melhor. Mas não é essa prática que se tem visto ao longo das décadas. A região praticamente está sem representantes. Os políticos que por aqui pavoneiam, se este é o termo, é mais em período de campanha para pedir votos. Atualmente, como primeiro suplente, Daltinho representa o Araguaia na vaga da deputada Teté Bezerra. Os outros votos todos foram depositados nas urnas para eleger nomes de candidatos de domicílio ignorado muitas vezes pelo próprio eleitor. Esse hábito necessita de uma medida

de contenção sob pena de continuarmos assim, sob o mando alheio. É de se esperar que neste início de gestão vários municípios consigam modificar o aspecto de suas cidades e a qualidade de vida de seus habitantes. Um desses poderá vir a ser General Carneiro, onde Magali Vilela assumiu a prefeitura com uma dívida de 2 milhões de reais, sem prestação de contas da administração de Juracy Rezende (Buchudo) (PT). A cidade e o interior estavam entregues à própria sorte. Seria ideal que se imputasse pena aos responsáveis por desmandos dessa natureza, tanto em General quanto em qualquer outra cidade no sentido de moralizar a administração pública paga com o dinheiro do contribuinte. Para finalizar e dar ênfase a Barra do Garças, o barulho político continua. Sobram farpas e agulhadazinhas pra muita gente. Há um buchicho de que pelo menos dois vereadores estão na corda bamba. No Executivo, não se sabe por quê (e aqui não se discute o mérito desta questão), o prefeito Roberto Farias demitiu os servidores Daniel Casella e Renato Mazurek. O primeiro Controlador Interno da prefeitura, o segundo, servidor da Controladoria. Segundo fontes a medida foi em represália após os servidores solicitarem ao prefeito documentos referentes a gastos públicos. Solicitações de rotina. Agora não se sabe quem está realizando estas funções que são imprescindíveis a qualquer gestão. A Controladoria é quem faz a auditoria interna, supervisiona, recomenda, fiscaliza, avalia o grau de confiabilidade. O termo é este – confiabilidade.

Você acha que o Governo Estadual dá importância ao Araguaia?

Fred Oliveira 20 anos, gerente comercial

Gedeon Santos 34 anos, vendedor

“Não. Muitas promessas que eles fazem não cumpridas, o anel viário por exemplo”.

“Não. Basta ver na mídia, eles falam no Nortão e o Araguaia nunca é lembrado”.

Plínio Marques P. Sobrinho 28 anos, vendedor

Poliana Mendes de Moraes 30 anos, comerciante

“Não. No Araguaia não existe estrutura nenhuma por falta do Estado. Como sempre somos sempre esquecidos”.

“Acho que não. Porque há um descaso principalmente com relação a pavimentação asfáltica”.

Sebastião F. Silva 52 anos, autonomo

Ronaldo B. Ramos 55 anos, repres. comercial

“Não. Por Falta de interesse, pois nosso colégio eleitoral é pequeno demais”.

“Nunca. A falta de representação política na região leva a esse descaso. O Araguaia consegue eleger quatro a cinco deputados, veja Primavera que tem dois”.

Renato Cubas 44 anos, comerciante

Lucas R. Simões 27 anos, comerciante

“Não. É só chover na região e não precisa dizer mais nada”.

“Sim. Indiretamente através de incentivos para eventos. Se aumentasse essas ações a região ganharia muito mais”.

Maria das Graças de Melo 48 anos, comerciante

Antônio Olinte G. Machado 47 anos, assessor parlamentar

“Não. Quando ele vem pedir o voto, são promessas para todos lados, vamos fazer isso vamos aquilo, e depois nada. Veja o anel viário, teleférico, aeroporto, centro de convenções, MT-100 e outras”.

“Não. Somos mesmo considerados o Vale dos Esquecidos. Falta tudo, não tem asfalto, não tem grandes empresas com possam gerar emprego e renda. O Estado não tem interesse no Araguaia”.

A Semana no Araguaia é uma publicação de Edição Publicidade. Rua Presidente Vargas, 938 - Sala 4 - Centro - Barra do Garças - Mato Grosso - CEP: 78.600-000 - Fone: (66) 3407-2976 - CNPJ. 10.828.250/0001-78 - Email: asemana@araguaia.net - WWW.SEMANA7.COM Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião deste Jornal. Os originais impressos recebidos, tenham ou não sido publicados, não serão devolvidos.

Diretor Geral RONAN DE SÁ - (66) 9630-6605 Redação WANDERLEY WASCONCELOS Estagiária SÉRGIO ALVES Diagramação e Arte KARLA PATRÍCIA

Fotos SEMANA7.COM Departamento Comercial JERUSA HELENA - (66) 9227-2740 SHEILA COSTA - (66) 9292-7336 Circulação: Barra do Garças, Vale do Araguaia, Cuiabá e Brasília


Opinião

Espinafre

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

NA MIRA

O deputado estadual do PT, Admir Brunetto. A executiva de seu partido quer expulsá-lo porque o parlamentar quer deixar a bancada de sustentação de Silval Barbosa. As más línguas dizem que a questão não é deixar a base governista, mas os cargos que o PT tanto aprecia.

NA REAL

Na realidade Brunetto sempre defendeu um PT limpo, independente. O próprio Brunetto afirma já ter sido advertido verbalmente pela direção partidária para se “realinhar”. Realinhar, na linguagem petista é seguir à risca o que diz sua cúpula. Esse realinhamento é conveniência do partido.

POSTURA

Segundo noticiou o Diário de Cuiabá a postura de Brunetto, conforme seu colega de parlamento Alexandre César, tem prejudicado o diálogo do partido dentro da Assembleia. César defende críticas, mas não fazer oposição. Quem te viu e quem te vê, Alexandre!

O deputado Alexandre César já esteve em Barra do Garças a bordo de campanha eleitoral, abraçando companheiros de quem ele já se esqueceu há muito tempo. Agora, alinhado ao governo, Alexandre César vai bem, não se sabe se seu partido pretende esquecer os cargos e voltar às bases.

CONVERSA DE BOTEQUIM

Um secretário da atual gestão municipal veio tirar satisfações com um jornalista de nossa equipe de reportagem. Falou muito sozinho, arrotou poderes, disse sobre pagamento de funcionários e parecia encantado com o poder, assim como seu chefe prefeito e pelo que disse parece acreditar na redenção de Barra do Garças e que o poder é eterno.

A FOLIA A PARTE

JARDIM “NOVO BARRO”

É precária a situação no Nova Barra. Moradores questionam o reinício das obras que parecem esquecidas pela Secretaria de Obras do município. Com a palavra César Magrini, justamente quem começou a empreita.

Somados os esforços da administração Divina Oda, de Pontal do Araguaia, o pátio do Posto Fiscal entre as pontes do Araguaia e rio Garças está em petição e miséria. Que o diga quem por ali trafega todos os dias. A reconstrução do pátio é do Governo do Estado, o trecho da Avenida Ministro João Alberto, do Dnit.

LIXO

Em pleno carnaval a população começa a reclamar da empresa responsável pela coleta de lixo. Nenhuma autoridade do município deu satisfação a respeito. Quem andou pelas ruas no período de carnaval pode conferir o descaso que oferece riscos à saúde humana.

Ao contrário do que foi propalado em campanha, continua fechado o Ginásio de Esportes no setor Serrinha, antigo “Jayme Campos”. Desportistas reclamam e temem que este setor da administração fique relegado para segundo plano. O secretário Rafael Farias (primo do prefeito) ainda não disse nada a respeito.

O projeto de opção turística de Barra do Garças terá que sair da gaveta. Até a presente data o secretário Romário Queiróz não se manifestou a respeito de nenhum projeto a não ser a realização do carnaval na Avenida Salomé Rodrigues, (ex-Antonio Joaquim). O sucesso de público da folia orquestrada pelo chef Romário não justifica, até a presente data, que o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) permaneça fechado. Ano que vem é ano de Copa do Mundo e Barra do Garças precisa espernear (para usarmos um termo local, mas que os doutores não gostam) para mostrar a sua vocação turística. Uma ação dessa envergadura é preciso competência e afastar para longe todos os puxa-sacos que na realidade não querem bem a Barra do Garças. É de se espantar e não se sabe como não fizeram, por artimanha sabe-se lá de quem, um ‘Cordão do puxa-saco’ para brilhar neste início de administração. Voltando ao turismo esta pasta, assim como todas outras , precisa dizer a que veio para justificar sua existência. Uma agulhadazinha para clarear sua vocação turística, Romário. Comentários dão conta de que pelo menos dois vereadores devem se despedir da Câmara Municipal por decisão da Justiça. Um deles é da situação legítima, aliado fiel de Roberto Farias. O outro da chamada ‘oposição’ de Barra do Garças. Não se sabe que tipo de oposição aquele senhor pratica. O que se sabe é que os suplentes, o pentecostal ortodoxo Airton Rocha (PSDB) e o apresentador de TV Ronaldo Couto (agora no PSD) (esse mesmo, aquele senhor que fica abanando o jornal A SEMANA na TV, esconjurando-se quando o assunto que não lhe agrada em relação ao seu ídolo Roberto Farias), já estão de nécessaire prontas para assim que puderem tomar assento na ‘grandiosa’ Câmara Municipal. Titulares e suplentes merecem agulhadazinhas que devem ser mais amenas que outras estocadas.

LAMAÇAL

POSTO FISCAL

ESPORTES

TURISMO

O líder do prefeito Roberto Farias na Câmara de Vereadores, Odorico Ferreira Cardoso Neto - Kiko (PT) disse certa vez que o orçamento da prefeitura está apertado. Disse que depois de tudo pago restaria a bagatela de apenas 80 mil reais para administrar a cidade. Ora essa, se resta apenas esse valor para fazer Barra do Garças ‘andar’, então por que o excesso de contratação no quadro funcional da prefeitura? Por que não se ater ao cadastro de reserva do concurso público realizado na gestão passada? Talvez a folia do carnaval possa amenizar esta situação, já que sobram 80 mil que não se sabe se dá para se fazer tudo isso. É, os tempos são outros, a nova administração está ainda em fase de ‘namoro’ com menos da metade da população e deve saber fazer seus cálculos, embora mereça agulhadazinhas para despertar para a vida real, enquanto é tempo.

Há risco na BR-070 próximo a Aragarças. A Defesa Civil e Polícia Rodoviária Federal sugerem prudência aos que trafegam naquela rodovia no trecho que liga Aragarças à Jussara.

Para admiração pública de Barra do Garças, o amigo fiel do ex-prefeito Wanderlei Farias estreita suas relações com o atual prefeito. Ele foi visto na abertura do carnaval ao lado de Roberto Farias. Fagundes que publicamente saía em defesa do ex-prefeito agora joga em outro time no município. Em sua cidade, Rondonópolis, não se sabe em que escalação se encontra.

Antes que a eminência parda de certo prefeito corra para a Justiça com pedido para cercear a liberdade de expressão deste jornal, queremos afirmar que todos têm o direito de cair na folia de Momo. Ressaltamos, no entanto, que outros municípios, a exemplo de Aragarças (GO) mesmo que ao som da batucada, a equipe da Secretaria de Obras comandou sem constrangimento uma operação tapa buraco para a alegria de muitos aragarcenses. Não muito longe de Barra do Garças, a prefeita Magali Vilela aproveitou a ocasião para mandar limpar a cidade que estava quase coberta pela erva daninha, ruas esburacadas, Centro Comunitário abandonado, entre outros. Cada cabeça, uma sentença. Cada gestão a capacidade de seu gestor. Uma agulhadazinha é pouco para quem pensa que Barra do Garças pode esperar. Esperar por quem?

80 MIL

BR-070

FAGUNDES

MOMO

CORDA BAMBA

ESTE CÉSAR

Enquanto isso, na cidade de Aragarças (GO), a equipe da Secretaria de Obras da administração Aurélio Mendes, em pleno carnaval, comandou uma operação tapa buracos na Avenida Pedro Ludovico que se encontrava em condições de quase abandono tamanho o estrago que herdara de seu antecessor. O governador Marconi Perillo, numa audiência com o prefeito aragarcense liberou 200 mil metros de asfalto para remediar a situação até que se faça, em breves dias o recapeamento dos pontos críticos de várias ruas. Na Avenida Ministro João Alberto, que não pertence à alçada do município, mesmo em dias de chuva foram feitos reparos ao longo de seu percurso que corta a cidade que não pode ficar entregue a sua própria sorte.

3

PESA

Se não tomarem providências o acesso ao Parque Estadual da Serra Azul (Pesa) vai se desintegrar. O zelo daquele Parque é de responsabilidade do Estado que não se manifesta a respeito. Não se sabe como incrementar o turismo no município a partir de um cenário de abandono.

É uma vergonha o estado em que se encontram as estradas na região do Vale do Araguaia. Como se não bastasse o descaso do governo estadual com a região (de onde saiu vitorioso em todas as urnas), seus mais de 300 mil eleitores não tem a quem reclamar. A paciência já se esgotou neste lengalenga de todos os anos. Mal saímos de uma eleição já estamos na iminência de outra e as promessas só se multiplicam. Para o arremate dessa ópera burlesca Silval Barbosa mandou suspender as licitações de asfaltamento da MT-100 para a decepção e unanimidade de quase todos os prefeitos do Araguaia. Várias cidades estão praticamente ilhadas, prefeitos se viram como podem. O governo parece ignorar essa realidade. O nome Silval Barbosa soa quase como um xingamento em certas regiões. Uma agulhadazinha para que os refrigerados gabinetes de Cuiabá despertem para a realidade aquecida do Araguaia.

SEFAZ

É crime desacatar o servidor público. Este mesmo servidor tem que respeitar o cidadão que bate à porta de sua repartição. Dia destes um repórter do SEMANA foi até o posto da Sefaz em Pontal do Araguaia, saber sobre a liberação de uma nota fiscal de onde saiu decepcionado depois do atendimento oferecido pelo servidor João Carlos. “A Xavante já pegou as notas. Não tem nota aqui não”, disse ele de tom áspero. Ao chegar à Xavante o atendente retrucou dizendo que as notas ainda estavam na Sefaz. Um cidadão, que assistiu ao diálogo do repórter no balcão da empresa se queixou: “Acabei de levar uma dura na Sefaz”. Esse tratamento, felizmente não ocorre na Delegacia Regional e Polícia. Por telefone ou pessoalmente, qualquer informação, a qualquer cidadão, é prontamente atendida. Uma agulhadazinha na medula da Sefaz.

HÁ CONSERTO?

As crateras existentes em vários pontos da cidade e que tiravam a paciência de certos motoristas sumiram como resultado da ação da Secretaria de Obras que deu-se ao trabalho de tampá-las. Os remendos podem ser vistos na Avenida do Córrego do Monjolo e em várias ruas da cidade. Em tempo, suplica-se uma posição do setor de limpeza pública para retirar o monte de lixo na esquina da Rua Cristino Cortês com a Dom Aquino, em frente a empresa Evoluson, na Vila Santo Antonio. Suplica-se também a ordem no estacionamento daquela esquina, incluindo a parafernália dos carros da dita empresa de som que atrapalha o fluxo de veículos naquele local. É só conferir.

SALÁRIOS

Parece ser estonteante a alegria dos vereadores de Barra do Garças que pela graça da ação própria de cada um deles terão aumento salarial pelos relevantes serviços prestados à população que sofre com a escola pública de qualidade duvidosa, com a saúde pela hora da morte e, por aí vai. O povo, todos sabem, espera uma decisão que seja abrangente e que beneficie todos os setores da administração pública. É cedo para cobrar resultados, mas não para criticar os salários aviltantes desses senhores numa cidade que amarga o desemprego pela ineficácia. Ineficácia de quem?

ESCOMBROS

Felizmente passaram os oito longos anos da administração de Gerson Rosa em Pontal do Araguaia. O que muitos esperam naquela cidade é que aquele senhor tenha desistido para sempre de mexer com política, mesmo no perímetro urbano de Pontal. Devagar, quase parando, Gerson Rosa cumpriu seu mandato com lentidão invejável e entregou o prédio da prefeitura a sua sucessora, Divina Oda, como Deus quis, sem nenhum arranjo que pudesse marcar sua capenga administração. Oda, por sua vez alugou um prédio para tocar seu mandato e precavendo-se, claro, de administrar entre escombros.


4

Política

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

DEMISSÃO

Roberto demite controlador interno SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Em recente data a Justiça estipulou o prazo de 72 horas para que a prefeitura de Barra do Garças se manifestasse sobre a demissão do controlador Interno do Município Daniel Casella pelo prefeito Roberto Farias. Em duas semanas o juiz poderá valer-se de uma liminar ou, se preferir, enviar o processo ao Ministério Público para determinar se Casella retorna ao cargo a que foi aprovado em concurso público e demitido em evidente represália às atividades da Unidade de Controle Interno (UCI), sob alegação de que faltava ao trabalho. Contrapondo as acusações que motivaram sua demissão e a do técnico Renato Mazurek, Casella postou em sua página na rede social uma nota de esclarecimento onde diz que compareceu em 2 de janeiro ao local e trabalho, mas a porta estava “trancada com um cadeado”. Depois de uma semana de espera para que se abrisse a porta ele protocolou um pedido de providências à Prefeitura, enquanto a 3ª Promotoria Cível de Barra do Garças expediu uma Notificação Recomendatória ao prefeito e somente sete dias depois (23 de janeiro) lhe foi franqueada a entrada na sala da Controladoria. Para dar substância ao seu ato Roberto Farias alegou que os funcionários Casella e Mazurek não estavam trabalhando. A reportagem apurou que os dois permaneciam em frente à sala da UCI, no prédio da Secretaria de Finanças, expostos à curiosidade de seus colegas funcionários, que passaram por humilhações, incluindo a proibição, a certa altura da demanda, a de entrarem no prédio da prefeitura. Tudo isso contradiz frontalmente as alegações daquele gestor em reconhecido tropeço de início de carreira pela senda espinhosa da política local. Logo ele que vezes sem conta prometeu em campanha que não haveria

retaliações caso fosse eleito. Funcionários da prefeitura, que por medo de represália preferiram não se identificar, afirmaram que por diversas vezes viram os demitidos Casella e Mazurek esperando para falar com Roberto Farias, mas sem sucesso algum. A vitória que os dois conseguiram no final de janeiro foi através do Ministério Público, o de ter acesso à sala já desguarnecida de seus arquivos e onde receberam ciência de sua exoneração e, com o agravante: sem qualquer direito de defesa. Casella, em seu escritório na Rua Independência, negou-se a falar à reportagem e limitou-se a dizer que não queria dar cunho político a esta questão. É difícil imaginar ao certo quem estaria exercendo as funções de ‘controlador ou fiscal’ no momento em que a Prefeitura realizava vultosos contratos para substituir a empresa responsável pela limpeza pública da cidade e a folia de carnaval. Só a prestação e contas e a transparência poderão dizer. Ao que se sabe é que ‘controlar e fiscalizar’ são termos que tem motivado a Justiça de todo o país a exigir pessoas concursadas para este fim. Do último concurso público realizado pela prefeitura, em dezembro de 2010, resta um cadastro de reserva, enquanto o atual gestor contrata pessoas para seu quadro funcional. Logo não se sabe para que serve esta lista de servidores. Talvez a Câmara de Vereadores pudesse explicar à população, uma vez que é aquela Casa que aprova projetos dessa natureza saídos da mesa de Roberto Farias. A redação consultou advogados, que mesmo sem conhecer o mérito da questão, contestaram a demissão de qualquer servidor público concursado e lembraram que existe inclusive uma súmula do Supremo Tribunal Federal (STF) que proíbe atos truculentos e arbitrários conforme ocorrido com Daniel Casella e Renato Mazurek.

EDEVILSON ARNEIRO/ASCOM-BG

A demissão de Casella e Mazurek pode reverter o quadro de decisões do prefeito de Barra do Garças em relação ao que determina a Lei

O EX-CONTROLADOR INTERNO DA PREFEITURA DANIEL CASELLA, CONSELHEIRO DO TCE, ANTÔNIO JOAQUIM E PREFEITO ROBERTO FARIAS

O que faz uma Controladoria Interna Em tese uma Controladoria Interna exerce suas funções através de Auditoria Interna com o proposito de supervisionar, normalizar, recomendar, fiscalizar e avaliar o grau de confiabilidade dos procedimentos da prefeitura. A artigo 74 da Constituição Federal diz que a CI deve ter atuação sistêmica e integrada nos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário para fim de avaliar o cumprimento das metas e execução dos programas governamentais e orçamentos, comprovar a legalidade e avaliar resultados, entre outros. A Resolução Normativa (33/2012-TP) do Tribunal de Contas do Estado (TCE) diz que esse controle tem por função a representação à Corte de Contas sobre todas as irregularidades e ilegalidades que evidenciem danos

ou prejuízos ao erário não reparados integralmente pelas medidas adotadas pela administração pública municipal. Logo, a função de controlador Interno do Município deve ser exercida por servidores de carreira, vinculado ao dirigente máximo, sem qualquer tipo de vinculação intermediária. O controlador deve ter livre acesso a todas as dependências da Prefeitura, assim como aos processos, documentos, sistemas informatizados e informações consideradas indispensáveis ao cumprimento de seu trabalho, não lhes podendo ser negado, sob qualquer pretexto. Substituir um controlador efetivo por um interino leva qualquer ser que pensa que o gestor em questão estaria tentando não ser supervisionado e fiscalizado em relação aos seus atos.

CORRESPONDÊNCIA EM ENVIADA À REDAÇÃO Ao Jornal A Semana Pedimos desculpas mas não iremos nos pronunciar em qualquer meio de comunicação sobre o caso, posição que estamos mantendo desde 2 de janeiro de 2013, quando se iniciaram nossos problemas. Fazemos isso para manter o caráter puramente técnico e apolítico de nossas ações. Infelizmente essa semana, um repórter ligado a TV do Sr. Roberto Farias tomou conhecimento de nossa demissão que já ocorreu há aproximadamente 2 (duas) semanas e emitiu reportagem inverídica e tendenciosa sobre o ocorrido. Entretanto vamos manter nossa posição, especialmente pois medidas judiciais já foram tomadas. Atenciosamente, Daniel Casella e Renato Mazurek

RELÂMPAGO

Câmara aprova projetos do Executivo SEMANA7.COM

ASPECTO PARCIAL DO PLENÁRIO DA CÂMARA DE VEREADORES DE BARRA DO GARÇAS QUANDO DA VOTAÇÃO DO DESCONTO DO IPTU QUE GEROU, ATÉ AGORA, MAIS POLÊMICA QUE A DEDUÇÃO ESPERADA SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores o projeto de lei do prefeito Roberto Farias que dispõe sobre a contratação de servidores por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse de 58 professores indígenas, 14 professores de escolas rurais, 32 substitutos, 18 assistentes pedagógicos, 22 nutricionistas (indígena) 15 para infraestruturas e mais seis para escolas rurais. Outro projeto autoriza o prefeito abrir crédito de 180

mil reais para atender a Secretaria de Meio Ambiente com a dotação orçamentária de equipamentos e veículos para fiscalização, instalação da Secretaria, gabinete de secretário, administração, administração geral, meio ambiente regional e obras e instalação de 50 mil reais. Um terceiro projeto pede a contratação por tempo determinado para o CRAS/Sentinela de um assistente social, um auxiliar administrativo, para o CRAS PAIF de um assistente social e dois auxiliares administrativos e igual número para o Bolsa Família. Para o projeto Projovem/

Estação Juventude o prefeito Roberto Farias solicita a contratação de um professor de teatro, um de música, de música e percussão, taekwondo, de artes, dança, grafite e um professor de música. Por último a Câmara de Vereadores aprovou a doação e 30 mil reais mensais para a Associação Beneditina da Providência (Abrigo de Idosos em Aragarças), reconhecendo desse modo a necessidade de ajudar de proteger as pessoas idosas do município, uma vez que maioria dos hóspedes daquela instituição é oriunda de Barra do Garças.

NOVO PRÉDIO: A Câmara Municipal de Barra do Garças teve o número de seus pares alterado de dez para 15. Agora além dos gastos que o município terá com os salários e outras regalias terá também que custear o aluguel de um prédio para acomodar alguns deles sem gabinetes na sede do Legislativo. Hoje a Câmara conta apenas com dez gabinetes, o que deixou, por lógica, cinco vereadores atendendo nos corredores ou mesmo no plenário. O presidente Miguel Moreira da Silva - Miguelão (PSD) disse em entrevista a este jornal que terá que alugar um espaço maior para funcionar a parte

administrativa da Câmara e fazer alguns ajustes no prédio atual de modo que seja feito outros cinco gabinetes. “Essa era uma atitude que deveria ter sido tomada na antiga gestão da Câmara, mas não o fizeram, agora nós teremos que tomar essa providência, pois entendemos que, se temos 15 vereadores teremos que ter igual número de gabinetes” pondera Miguelão. “Nós já alugamos um prédio comercial próximo a Câmara de Vereadores, ( ao lado do Móveis Estrela), onde irá funcionar toda a parte administrativa e vamos ajustar aqui na sede uma forma de acomodar todos

os vereadores para melhorar o funcionamento de gestão. O presidente, disse ainda que Barra do Garças ganhou com o aumento do número de vereadores. Para ele “a população fica mais a vontade e tem mais opções para cobrar e reivindicar benefícios para sua comunidade”, imagina.

C O N T R ATA Ç Ã O :

A prefeitura de Barra do Garças realizou em 2010, concurso público para preenchimento de vagas para servidores em diversas áreas, muito já foram chamados e estão trabalhando. Outros ainda aguardam no cadastro de reserva.


Política

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

5

HERANÇA MALDITA

Magali herda 2 milhões, em dívidas

PREFEITA DE GENERAL CARNEIRO MAGALI VILELA ANALISA NÚMEROS NEGATIVOS QUE RESULTARAM NA INADIMPLÊNCIA DO MUNICÍPIO

gue pelo prefeito Buchudo sem a infraestrutura como asfalto e meio-fio. Além dos diversos problemas apontados pela prefeita Magali, talvez o mais complexo é a situação fiscal do município, pois o ex-gestor deixou de prestar contas de diversos convênios e deixou General Carneiro numa situação calamitosa, “mas com a habilidade que tem nossa equipe vamos superar essa fase, colocar o município adimplente, apto a buscar novos recursos e convênios que possam atender e melhorar a vida de nossa gente”.

MANOEL EPIFÂNIO

MANOEL EPIFÂNIO

Paredão Grande a situação é pior. A antiga gestão não dava a devida atenção ao assunto. Segundo Magali havia veículos sem a mínima condição de uso. Mesmo diante de dificuldades Magali anuncia mais 40 casas na área urbana e 50 na zona rural, que serão destinadas aos pequenos produtores com renda até 15 mil reais anual. A Secretaria de Ação Social já está fazendo o levantamento das pessoas para o Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. O conjunto Dauri Riva, que teve início em sua gestão terá uma atenção especial. O conjunto foi entre-

EM SENTIDO HORÁRIO: GABINETE DENTÁRIO ABANDONADO, ÔNIBUS ESCOLAR SUCATEADO E LIXO HOSPITALAR AO RELENTO, TRADUZEM O ZELO QUE HERDOU A ADMINISTRAÇÃO PASSADA MANOEL EPIFÂNIO

Antes de completar um mês à frente da Prefeitura de General Carneiro a prefeita Magali Vilela (PSD) já fez três viagens a Brasília, bateu à porta de gabinetes, conversou com membros da bancada mato-grossense no Congresso Nacional, participou de um encontro de prefeitos com a presidente Dilma Rousseff e já anotou em sua agenda as primeiras conquistas estruturais para seu município. Numa entrevista no final da tarde de terça-feira (5) Magali Vilela enfatizou ser muito difícil encontrar um setor da administração petista, de seu antecessor, Juracy Rezende (Buchudo), “onde não há erros, pormenores que são uma lástima para uma prestação de contas, a uma gestão séria ou compromissada com a comunidade”. Entusiasmada ela disse que sua gestão “vai marcar um novo tempo em General Carneiro”, mesmo considerando de início o volume em dívidas em torno de 2 milhões de reais que o ex-prefeito não foi capaz de honrar em dois anos e pouco de gestão. Só para a Cemat a dívida chega a 120 mil, Há dividas com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), entre outros credores que chegam ao balcão da Prefeitura em busca de soluções”, disse. Segundo disse, “eu não tive opção a não ser a de receber a Prefeitura acossada de dívidas por todos os seus flancos, porque não conseguimos, por imposição do ex-prefeito, fazer uma transição para tomar ciência da situação. Para se ter uma ideia eles não nos entregaram nem o balanço de final e ano. Não tivemos informações contábeis ou financeiras a respeito de nada”. A prefeita disse ainda que todos os dias ela recebe fornecedores querendo receber por serviços prestados ao município, mas não tem como efetuar os pagamentos devido ao “rombo deixado pelo ex-gestor que fez questão de cancelar todos os empenhos e não temos nenhum documento. Só existe um meio dessa pessoas receberem, recorrendo à Justiça, até porque nós temos que documentar tudo isso”. Apesar dos percalços, Magali Vilela não fica apenas no âmbito das reclamações, “já que eu sempre preferi tomar atitudes e por isso já recorremos ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado. Estamos exigindo as prestações de contas, custe o que custar”, avisa. Depois que tomou par da situação, Magali disse que não ficou surpresa em saber que a gestão anterior, recebeu 70% de verba federal para construção de rede de esgoto que cortou quase toda a cidade deixando-a com um aspecto lastimável. Essa obra não está nem na metade de sua conclusão. “Já estive em Brasília com o deputado Valtenir Pereira (PSB) e também com técnicos da Funasa cobrando providências a respeito dessa obra”.

“São diversas as ações imediatas que temos que tomar para resgatar a dignidade do nosso povo que não merece tanto descaso. Uma delas será acabar com o lixão na entrada da cidade”. Segundo disse o ex-prefeito adquiriu uma área e depois vendeu a terceiro e sua gestão vai tentar reaver essa área para construir um aterro sanitário. Outra atitude da prefeita será a de organizar o quadro funcional do município, “uma vez que existe desvios de funções, pessoas que deveriam estar trabalhando em um local, se encontra em outro setor, as vezes sem necessidade. Outro problema que vamos enfrentar será o Plano de Carreira de Salários (PCCS) adotado na gestão anterior, copiado integralmente da prefeitura de Cuiabá, o que é totalmente fora da nossa realidade. Essa medida comprometeu todo orçamento do município. E o pior de tudo isso é que foi com o aval da Câmara de Vereadores, na gestão vereador Joaquim Borges Neto. Magali adiantou ainda que está tentando junto à Funasa estabelecer convênios para os indígenas de seu município, para que eles possam ser atendidos no hospital municipal, até mesmo pela distância. “O transporte escolar que considero de fundamental importância está em situação deplorável. Os ônibus estão sucateados e que vão desde os pneus carecas até falta de bomba injetora. Esses veículos estavam colocando em risco a vida da criança e dos servidores. Estive com o secretário de Educação, em Cuiabá, e apontei a necessidade que mais seis novos ônibus, para atender essa demanda”, disse. Magali lembra ainda que quando deixou a prefeitura em 2010. Ela havia conseguido um ônibus grande e três micro-ônibus novos em parceiro com governo do Estado todos novos e dois antigos reformados, mas agora todos estão sucateados no pátio da prefeitura. No distrito de

MANOEL EPIFÂNIO

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

MAYKE TOSCANO

Dois anos e pouco de pleno desastre administrativo, Buchudo conseguiu deixar a cidade um caos e dívidas espalhadas pelo município a fora

SUMIÇOS

Em trinta dias foram feitos levantamentos em todos os setores da Prefeitura, e todos apresentaram problemas, segundo disse. De início a prefeita cita a bomba injetora que foi retirada de um ônibus escolar e que custa 14 mil reais, “sem contar sumiços de panelas que foram parar na fazenda do ex-prefeito e me disseram que a tela do Ginásio de Esportes hoje serve de cerca ao chiqueiro de porcos, também de sua fazenda”. Esse motor vai ter que aparecer para desmascarar esse tipo de gatunagem que tanto envergonha as pessoas de bem do nosso município” Destrinchando mais os achados do ex-prefeito, Magali Vilela denuncia “a falta de um tanque e rodas de um trator que atendia o Assentamento Santa Acácia, [adquiridos em sua gestão], que foram trocados por outros velhos da propriedade de Buchudo”. Na verdade eles [Buchudo], pintaram e bordaram, e eu estou tendo dificuldades para resolver tantos problemas deixados pela ex-administração.

AÇÕES

Quando assumiu a Prefeitura, o setor de saúde não funcionava e não tinha remédios. O posto de Saúde, no bairro Dauri Riva, deixei em fase de construção, eles conluíram a obra, mas, com muitos problemas, vaso sanitário com problemas, goteiras por todo lado, gabinete odontológico sem as devidas instalações, uma lastima. Hoje, de acordo com Magali, há um rodízio de médicos com especialidades que atendem de segunda a sexta, além de um médico que reside na cidade. Em uma de suas visitas a Cuiabá a prefeita falou com o secretário de Educação Ságuas Moraes da necessidade de sua administração e recebeu garantia de que mais seis ônibus devem aportar à cidade em abril desse ano para atender a demanda de transporte escolar na cidade e interior. “Nesses dois primeiros anos pretendemos colocar General Carneiro adimplente, livre de todas suas dívidas”, diz a gestora e acrescenta que a merenda escolar, que no cardápio da gestão passada às vezes se limitava a arroz com chá, “agora tem frutas, doces, carne, arroz, feijão, verduras e legumes, como qualquer escola que valoriza seus jovens, suas crianças” e acentua que há um déficit do programa Bolsa Família no município, “um índice muito baixo que a nossa Ação Social vai resolver indo em busca dessas famílias”. Além disso, a prefeita já trabalha um projeto para que as escolas da rede municipal de ensino possam aderir ao programa de período integral, além de ampliar serviços e atenção aos povos indígenas em aldeias das duas etnias, xavante e bororos, no interior do município, que hoje, sua administração os assistem, inclusive na área da saúde que não sua obrigação, e sim da Funasa, mas para não deixar seu povo as minguas, Magali autorizou esses atendimentos. Numa recente visita a Barra do Garças Magali Vilela sentou-se com o gerente do Banco do Brasil, Rogério Staub, que lhe garantiu a instalação e uma agência em seu município até o mês de julho, uma vez que a cidade possui apenas postos de atendimento do próprio BB, Caixa e Bradesco.

TURISMO

Outro setor em pauta da atual administração será o turismo. O município esbanja campos para esta indústria do entretenimento como o turismo ecológico praticamente em todo seu território. Magali Vilela disse que vai instituir um calendário para um Festival de Praia com atrações nacional, festas culturais, folclóricas e promete para o final deste ano a realização e um show nacional e para os aptos da pescaria esportiva um festival de pesca. No distrito de Paredão Grande Magali Vilela lembra que a Cavalgada realizada todos os anos no mês de julho terá requintes de uma grande festa. “Temos que explorar nossas potencialidades, investir na grandeza de nosso povo”.

LIMPEZA PÚBLICA

GINÁSIO LARGADO À PRÓPRIA SORTE COM SEU ALAMBRADO DESPROVIDO DE TELA DE PROTEÇÃO ENTRE OUTROS DANOS

A reportagem do SEMANA acompanhou na manhã de segunda-feira (28) o secretário de Cultura de General Carneiro, Valdeli Forte, que mostrou alguns pontos críticos existentes na cidade, mas que estão sendo recuperados neste início de gestão da prefeita Magali Vilela (PSD). Além dos danos causados às ruas da cidade pelas chuvas desses últimos dias, o prédio da prefeitura passa por reformas, assim como setores de urbanismo da cidade, limpeza de escolas nesta véspera de início de ano letivo, entre outras ações, segundo ressaltou o secretário. A visita da equipe do SEMANA coincidiu com a participação de Magali Vilela de um Encontro Nacional de Prefeitos e de Prefeitas em Brasília, cuja abertura foi feito naquele dia pela presidenta Dilma Rousseff. Na visita ao Centro Comunitário da cidade, para se ter um exemplo, Valdeli disse que juntamente com uma equipe retiraram daquele local cerca de seis toneladas de lixo, animais peçonhentos, além de ter matado 22 ratos. “A gente não está querendo criticar nada, o tempo que temos é para consertar o que encontrarmos de errado pela frente”, disse.


6

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

Política

TORIXORÉU

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Já no arremate de seu primeiro mês de gestão à frente da Prefeitura de Torixoréu, o prefeito Odone Mesquita faz planos para transformar a realidade econômica e social do município. “Ninguém sai mais de um PSF ou do hospital com receitas, mas com o remédio” e para exemplificar essa mudança em tempo recorde ele cita Barra do Garças onde um parto custa cerca de 1500 reais e em sua cidade “é de graça”, conforme disse ao jornal a SEMANA. Durante o mês de janeiro o atendimento ao público foi feito por uma entrada lateral, uma vez que o prédio da administração estava em reforma “enquanto organizava minha equipe, conhecia melhor as pessoas e indicava suas funções a partir da capacidade de cada uma delas, já que não pretendo ser injusto com ninguém”. Com uma população e pouco mais de 5 mil habitantes, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Torixoréu, segundo Odone Mesquita tem “um problema grave que precisa ser resolvido em curto espaço de tempo que é o desemprego, principalmente para as mulheres”. A Prefeitura do município emprega em torno de 200 pessoas e a outra parte trabalha na agricultura e pecuária, a exemplo da Fazenda CPA, do ex-senador Gilberto Goellner, locali-

SEMANA7.COM

Odone transforma atendimento de saúde

PREFEITO ODONE MESQUITA IMPLANTANDO NOVA DINÂMICA ADMINISTRATIVA AO MUNICÍPIO DE TORIXORÉU

zada a 40 quilômetros da cidade e que emprega 60 pessoas. Toda frente de trabalho “é bem-vinda” em Torixoréu, conforme frisou o prefeito ao citar o linhão que está sendo

construído e que vai ligar Ribeirãozinho a Barra do Garças e que Odone contabiliza otimista empregos para pelo menos 50 pessoas. “Estou aqui para lutar pela conquista de todo mundo,

sem política pelo meio, pelo bem comum”, avisa. Somada a questão de emprego Odone Mesquita diz que consertou o sistema de saúde, “um dos principais fo-

cos da nossa administração, em poucos dias. Não existe mais essa coisa de se pagar por fora o médico que já recebe pelo SUS [Sistema Único de Saúde].

A saúde pública não vai se restringir somente à cidade, mas também às comunidades de Pouso Alto, Diamantino e Furnas a partir de fevereiro. Para funcionar o atendimento em saúde no município “foi muito simples”, segundo Odone, “troquei os quadros de pessoal, estabeleci normas e escalas. É uma questão e comando”, diz. “Outras pastas representam outras conquistas” ele diz e enumera as escolas da rede municipal de ensino e promete transformar o turismo local numa fonte de renda, ampliando o acesso aos locais como o da Ponte de Pedra (na MT-100), Águas Quentes e, entre outros, ampliar a temporada de praia agregando novos valores e atraindo visitantes à cidade. Correligionário de seu antecessor Antonio Máximo (Barriga), Odone Mesquita diz que apesar das dificuldades inerentes a todo começo de gestão “nós estamos de parabéns, recebemos a Prefeitura sem dívidas, a folha de pagamento em dia. Há uma dívida fundada, de pouco mais de 1 milhão de reais, mas estabelecidas de 2005 para trás que nós iremos honrar cada centavo,” assegura. Por último, a grande expectativa da administração será o assalto da rodovia MT100 que vai de Araguaiana a Alto Araguaia, já dividida em cinco lotes a custo de mais de 200 milhões de reais. Infelizmente o governador Silval Barbosa suspendeu a licitação das obras.

GOIAS

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

O grupo liderado pelo prefeito de Baliza (GO) Roldão Lisboa do Carmo (PDT) quebrou a hegemonia política do PT no município ao vencer o ex-prefeito Divino Maia nas eleições de outubro passado. Por duas vezes vice-prefeito, a última ao lado do petista Maia, Roldão do Carmo neste seu início de mandato já esteve três vezes em Goiânia, numa delas para uma audiência com o governador Marconi Perillo para expor a atual situação de seu município. Segundo disse à reportagem do SEMANA “é preciso moralizar a gestão, corrigir as folhas que estão em atraso, sem contar uma demanda judicial de 35 funcionários que pretendem rever na Justiça acertos salariais que foram deixados de lado. Neste primeiro momento Roldão disse que seu emprenho será a reforma do hospital municipal e a construção e uma UPA (Unidade de Pronto Atendimen-

to), uma vez que a população local utiliza os serviços emergenciais de saúde na vizinha Torixoréu, Aragarças ou Barra do Garças. Paralela à atenção à saúde pública bancada por um PSF local com médico de segunda à sexta, Roldão disse que pretende transformar o interior de Baliza com “estradas para todos, conforme dissemos em campanha. Nós vamos honrar este compromisso, suste o que custar”. A demanda por estradas vicinais no município vem de encontro ao setor produtivo local que só em soja são cultivados mais de 8 mil hectares por safra, sem contar a bacia leiteira que exporta esse produto para laticínios de Bom Jardim e Doverlândia, ambos em Goiás. Sua população de 4 mil pessoas é receptiva ao turista que aporta à cidade, uma referência histórica da região. Neste setor da indústria do entretenimento, o turismo, Roldão do Carmo pretende fazer tombamento histórico de prédios da cidade, construção e um

museu com apoio e incentivo do jornalista Batista Custódio, proprietário do Diário da Manhã, em Goiânia concluir o Ginásio de Esportes, entregar as 30 casas do programa do Governo Federal “Minha Casa, Minha Vida”, e administrar com máxima atenção a rede municipal de ensino com cerca de 400 alunos. Por falar em Governo Federal há também em Baliza a expectativa da pavimentação da MT-100 de Alto Araguaia a Araguaiana, já dividida em lotes, cujo início de asfaltamento estava previsto para março deste ano. Assim quando for concluído o trecho Torixoréu-Pontal do Araguaia, os balizenses vão reduzir essa distância em torno de 40 quilômetros para chagar a Barra do Garças. Fundada por volta de 1924 tendo como foco as margens do ribeirão João Velho, pelos garimpeiros Cosme e Borges, a procura de diamantes, Baliza foi emancipada 1936, três anos depois da capital Goiânia. Referência econômica e social na segunda e terceira

SEMANA7.COM

“Vamos colocar Baliza de volta nos trilhos’’ afirma Roldão

PREFEITO ROLDÃO PROMETE TRANSFORMAR BALIZA E SE QUEIXA DOS ERROS DO SEU ANTECESSOR

décadas do século passado, Baliza recebia com frequência a visita de políticas e também do governador Pedro Ludo-

vico que é homenageado com uma rua na cidade. Sua arquitetura sofreu danos irreparáveis, mais há, ainda,

modelo arquitetônico de época que o prefeito Roldão e os filhos de Baliza pretendem preservá-los para a posteridade.

AÇÃO

NOTICIA DOS MUNICÍPIOS

José Marra promete transformar Araguaiana

PREFEITO DE ARAGUAIANA ACOMPANHA EQUIPE DE LIMPEZA PÚBLICA EM RUAS DA CIDADE

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

A voz corrente em Araguaiana é a de que a administração do prefeito José Marra Nery (PSDB) chegou para mudar para melhor os destinos do município. Nas entrevistas à mídia regional Marra diz que há muito para ser consertado, “mas não nos queixamos de nada, temos todo tempo pela frente para honrar os compromissos que firmamos em campanha”. Educador e de sólida formação evangélica, o novo prefeito disse que não pretende fatiar seu governo servindo este ou aquele segmento social. “Queremos fazer uma administração que seja para todos e não para meia-dúzia de privilegiados. Nosso propósito é o de estar presente com nossas ações em todo o município”, disse. Entre os itens que destaca para sua administração Marra acentua a responsabilidade, ousadia, honestidade e transparência em todas suas ações de sua equipe de modo que possa valorizar as pessoas,

seus interesses pessoais e, sobretudo seus direitos. Logo de início José Marra liderou um mutirão de limpeza pública que contou com a ajuda de voluntários convidados pela prefeitura. Foram removidas toneladas de lixo de ruas da cidade e mais acentuadamente em terrenos baldios no sentido de combater os ataques do mosquito da dengue que é um dos principais assuntos de saúde pública na cidade.

ESTRADAS Recuperar a malha viária do município será o ponto pacífico da administração de José Marra, com vistas ao transporte escolar de comunidades do interior, dos alunos que residem na zona rural e estudam na cidade. Cortada pela rodovia estadual MT-100, a população de Araguaiana já esperava a chegada do asfalto no trecho de 55 quilômetros que liga a cidade a Barra do Garças, prevista para este ano. “Será o início de nossa redenção”, diz o prefeito depois de citar a recente publicação feita no Diário Ofi-

cial indicando cinco trechos de asfalto ligando cidades ainda “isoladas por estradas de chão” na região do Araguaia, mas concelada a licitação pelo governo do Estado.

EQUIPE A equipe do prefeito José Marra é formada por oito secretarias: Finanças, Carlos Mesena, Educação, Maria Lúcia Ramalho Lima, Agricultura e Abastecimento, José Rodrigues de Freitas, Ação Social, Marta Augusta Nery, Saúde, Vera Lúcia Dantas, Obras e Transportes, Getúlio Vieira, Esporte e Lazer, Antonio Moreira Rosa, Administração, Diego Santiago, Turismo e Meio Ambiente, Daiane Cristine Moraes. No que diz respeito às parcerias que devem juntar-se a sua administração o prefeito José Marra Nery diz contar com apoio dos deputados federais Nilson Leitão (PSDB) e Welington Fagundes (PR), do senador Pedro Taques (PDT) e os deputados estaduais Sebastião Resende (PR), Airton Português (PSD), Baiano Filho (PMDB) e Zeca Viana (PDT).


Política

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

7

IMPOSTO

IPTU: Oposição gritou por 50%

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

A bancada de oposição, liderada pelo vereador Reinaldo Silva - Chocolate (PMDB), juntamente com os vereadores Julio Cesar (PSDB), José Maria (PR), Weliton Andrade da Silva - Mandioquinha (PMDB) e Valdei Leite Guimarães - Pebinha (PSB) apresentou emenda ao projeto de redução do IPTU, sugerindo que ao invés de 40% se desse um desconto de 50%. Amassada pelo rolo compressor da bancada de sustentação do prefeito na Câmara de Vereadores, os oposicionistas terminaram votando nos 40%, mas conscientes de que o aumento real foi apenas de 10%, uma vez que o antecessor de Roberto Farias, Wanderlei Farias, já concedia um desconto de 30%. Autor da emenda que pedia 50%, Chocolate justificou que o desconto de 50% viria de encontro à população pobre da cidade, as pessoas de baixo poder econômico, mas não conseguiu convencer a bancada do prefeito que tem como líder o petista Odorico Ferreira Cardoso Neto - Kiko (PT). O ex-presidente da Câmara, o vereador Julio Cesar (PSDB) também defendeu os 50% de desconto e disse que na realidade se “abaixou o valor venal do imposto” que todos sabem beneficia mais aos ricos que aos pobres, que na verdade esse desconto beneficia quem paga o imposto a vista, e o mais pobre raramente consegue esse feito. Na entrevista que concedeu ao Semana, Julio ainda expos o excesso de contratações de servidores DAS [cargos de confiança] com salários médios que podem deixar os digitos da folha de pagamentos no vermelho. O tucano lembrou ainda que existe um cadastro de reverva do concurso passado, que precisa ser respeitado o direito de quem participou desse concurso e esperam por uma vaga de trabalho, finalizou Julio Cesar. José Maria (PR) disse que a Câmara não deve agir com sensacionalismo e sim com seriedade e que 50% seria uma porcentagem justa, “atenderia mais as pessoas carentes” e defendeu ainda as parcelas mínimas de 20 reais e não 30 como ficou estabelecido.

SEMANA7.COM

O ex-prefeito Wanderlei Farias já concedia o desconto de 30%. A atual gestão arredondou para 40%. Aos que ganham um salário mínimo, que são a maioria em Barra, nenhuma vantagem já que não podem pagar à vista.

BANCADA DE OPOSIÇÃO: REINALDO SILVA - CHOCOLATE (PMDB), JULIO CESAR SANTOS (PSDB), JOSÉ MARIA (PR), WELINTON ANDRADE DA SILVA - MANDIOQUINHA (PMDB) E VALDEI LEITE GUIMARÃES - PEBINHA (PSB) QUE RELUTARAM PELO DESCONTO DO 50% DO IPTU PARA ATENDER A POPULAÇÃO CARENTE, SEM SUCESSO

IPTU

SEMANA7.COM

Prefeito aprova desconto de 40%

ROBERTO FARIAS E SUA PROMESSA DE CAMPANHA, A DE REDUZIR O IPTU QUE IMPACOU EM 40%. O DESCONTO GEROU MAIS POLÊMICA QUE SATISFAÇÃO ENTRE OS POBRES DA CIDADE. AO FUNDO, OS FIÉIS ESCUDEIROS, OS VEREADORES: BIROSKA E MIGUELÃO

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores, o projeto de Lei em que a prefeitura de Barra do Garças concede desconto de 40% no Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), em sessão extraordinária ocorrida em janeiro (18). Além do desconto o contribuinte poderá parcelar em até 3 vezes seu débito, um valor mínimo de R$ 30,00. O projeto que concede o desconto não se trata de renúncia fiscal, pois segundo o prefeito Roberto Farias, o impacto na receita tributária não comprometerá o alcance das metas por ele estabelecidas. “O pagamento dos tributos municipais está inadimplente, e o momento econômico que passa o país, está seriamente prejudicado em função da falta de incentivos na criação de empregos e capitação de receitas”. O líder do prefeito na Câmara, o vereador Odorico

Ferreira Cardoso Neto – Kiko (PT) disse do alto da tribuna que todos os números foram minuciosamente calculados por técnicos e especialistas de forma que esses valores não irão causar prejuízos aos cofres públicos, usando, inclusive, dados e informações do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Levantamento feito pelo Executivo, de acordo com o projeto, a forma que estava sendo usada na arrecadação municipal apresentava falhas e constrangia o contribuinte, que deixava de pagar seus impostos por considera-los abusivos. O levantamento apresentou queda de arrecadação, no período de 2008 a 2012. Em 2012 a previsão de recebimento era de R$ 7.9 milhões. A prefeitura recebeu R$ 4.5 milhões e deixou de receber R$ 3.3 milhões. Muitos contribuintes foram parar na Divida Ativa. Esta situação, segundo Kiko, deve mudar com a aprovação desse projeto dos 40% de descontos.


8

Cid

‘Folia’ de buracos deixa m Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

FOTOS: SEMANA7.COM

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

O longo período de chuva conseguiu estragar o cenário de várias cidades da região, incluindo o de Barra do Garças e suas vizinhas Aragarças (GO) e Pontal do Araguaia. Mas esta é cena que se repete todos os anos e que salta aos olhos da população indefesa que se vê obrigada a conviver com esse arremedo de lama, poças d’água e buracos que oferecem risco ao tráfego. Em junho do ano passado, quando a frota de carros e motos de Barra do Garças, segundo estimativas da Ciretran, já ultrapassava a casa de 30 mil unidades, (quase metade de sua população de 76 mil habitantes), o cenário era menos desagregador e muitos dos locais críticos de hoje já careciam de reparos para receber com mais estrutura este período de inverno. A reclamação pública, (apesar do entusiasmo neste início de administração), não quer calar. E nem deveria. O que se notou é que homens da prefeitura atacavam em alguns setores da cidade, mas sem grande efeito, a chuva desmanchava, sem contar mais de 300 bueiros, que segundo denúncia da Câmara de Vereadores estariam entupidos ou mesmo a céu aberto. Semana passada o prefeito Roberto Farias foi à televisão, pediu desculpas à população e justificou-se que para acabar com esse cenário quase lunar só seria possível em período de estiagem. Ao longo de sua conversa ele disse que pretende recorrer ao BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) e, caso não vingue sua tentativa sairá em busca de emendas parlamentares para solucionar este problema que já se tornou crônico. Dia 13, no entanto, a administração Roberto Farias começou a recapear vários desses trechos indicados pela nossa reportagem que fez uma radiografia do aspecto de centenas de ruas da cidade enquanto foliões dançavam o carnaval. Se a equipe de obras assim continuar, ao cabo de alguns meses talvez as ruas de Barra do Garças estejam dignas de recepcionar os visitantes, que segundo disse o prefeito na ocasião “a cidade estava tomada de turistas”. A reportagem fotografou vários setores da cidade em petição de miséria e visitou lojas que vendem peças para autos, incluindo suspensão e freios que são os mais vulneráveis em função da irregularidade do asfalto em certos locais da cidade. Por alto, um incidente que termine na quebra da suspensão da roda traseira de um Gol, (apenas para citar um exemplo), a despesa, incluindo mecânico e peça não fica por qualquer pechincha, gira em torno de R$ 600. Conforme matéria que publicamos ao lado, o poder público municipal tem responsabilidade civil pela conservação do asfalto das ruas. Na gestão comunista do prefeito Zózimo Chaparral a prefeitura foi acionada na Justiça e teve que pagar danos materiais a motoristas. Enquanto isso, na cidade de Aragarças (GO), a equipe da Secretaria de Obras da administração Aurélio Mendes, em pleno carnaval, comandou uma operação tapa buracos na Avenida Pedro Ludovico que se encontrava em condições de quase abandono tamanho o estrago que herdara de seu antecessor. O governador Marconi Perillo, numa audiência com o prefeito aragarcense liberou 200 mil metros de asfalto para remediar a situação até que se faça, em breves dias o recapeamento dos pontos críticos de várias ruas. Na Avenida Ministro João Alberto, que não pertence à alçada do município, mesmo em dias de chuva foram feitos reparos ao longo de seu percurso que corta a cidade que não pode ficar entregue a sua própria sorte.

ROTATÓRIA DE ACESSO AO BNH E AO PARQUE DAS ÁGUAS QUENTES EM PETIÇÃO DE MISÉRIA COMO DISSE UM MORADOR LOCAL

BAÉ: O MAIS NOBRE PONTO TURÍSTICO DE BARRA, CUJO O ACESSO ESTÁ RECHEADO DE REMENDOS, CRATERAS, LAMA E SUJEIRA

TRECHO DA RUA INDEPENDÊNCIA NA ALTURA DO JARDIM PETRÓPOLIS. MOTORISTA FAZEM MALABARISMO PARA A TRAVESSIA

VIA DE ACESSO AO OURO FINO. É PRECISO REDOBRAR CUIDADOS PARA SE EVITAR ACIDENTES QUE JÁ OCORRERAM NESTE TRECHO

VIA DE ACESSO AO FÓRUM DA CIDADE. REMENDOS, BURACOS, LAMA, POÇAS D´ÁGUA E SUJEIRA À MARGEM DA AVENIDA

SAÍDA DO ZECA RIBEIRO PARA O NOVA BARRA. USAR A CONTRA-MÃO NESSE TRECHO PARECE NÃO INFRINGIR AS NORMAS DO TRÂNSITO

CUSTOS DE PEÇAS E MÃO DE OBRA SUSPENSÃO - Molas Dianteiras PAR..........................................................R$ PAR...........................................R$ 195,00 195,00 - Molas Traseiras PAR...........................................................R$ PAR...........................................R$ 190,00 190,00 - Amortecedores Dianteiros PAR........................................R$ PAR.........................R$ 250,00 250,00 - Amortecedores Traseiros PAR............................................R$ PAR.............................R$ 260,00 260,00 - KIT Pivor...............................................................................R$ Pivor................................................................R$ 40,00 40,00 - KIT Batente Dianteiro..........................................................R$ .........................................R$ 50,00 50,00 - KIT Batende Traseiro...........................................................R$ Traseiro............................................R$ 50,00 50,00 - Buchas...................................................................................R$ ..................................................................R$ 105,00 105,00 - Buchas Agregados...............................................................R$ Agregados ...............................................R$ 80,00 80,00 - Mão de Obra........................................................................R$ Obra.........................................................R$ 260,00 260,00 FREIOS - Disco PAR.............................................................................R$ PAR..............................................................R$ 170,00 170,00 - Pastilhas PAR........................................................................R$ .......................................................R$ 125,00 125,00 - Fluido....................................................................................R$ Fluido.....................................................................R$ 12,50 12,50 - Mão de obra.........................................................................R$ obra .........................................................R$ 80,00 80,00


dade

motorista nervoso

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

FOTOS: SEMANA7.COM

CRATERA EMEM FRENTE CRATERA FRENTE À CASA DEDE VELÓRIO À CASA VELÓRIO

9

Responsabilidade civil pela conservação do asfalto Analisa a questão da responsabilidade civil pela conservação do asfalto, tanto dentro do perímetro urbano, nos Municípios, bem como a responsabilidade pela conservação das estradas e rodovias estaduais e federais. Por Rodrigo Mendes Delgado

A responsabilidade pela conservação da camada asfáltica, ou, simplesmente, pela conservação do asfalto é tema simples e que deve ser abordado para fins de preservação dos direitos dos cidadãos. Neste ensaio, vamos abordar a responsabilidade civil do Município e, portanto, do Estado, pela preservação do asfaltamento das ruas, que se encontram localizadas dentro do perímetro urbano. Os apontamentos aqui tecidos aplicam-se integralmente a esfera Estadual e Federal, quanto às estradas e rodovias. Responsável por algo é a pessoa, física ou jurídica (de direito privado ou público), que tem, por lei, a obrigação de zelar, fiscalizar ou administrar certas situações ou bens. Ademais, autor do dano é aquele que produziu o mesmo. Dentro do Município, a responsabilidade pelo asfalto é da Administração Pública local. Para tanto, as pessoas, quando adquirem um determinado terreno para a construção de suas casas, ou estabelecimento de suas empresas, tem que pagar uma taxa, quando da pavimentação da localidade. Ademais, é com o dinheiro dos impostos coletados dos munícipes, que a Administração Pública Municipal irá proceder à manutenção da camada asfáltica que esteja danificada. O problema é que, enquanto os defeitos não são devidamente consertados, vários transtornos podem se verificar na vida das pessoas. Não é incomum, pessoas que caem em buracos e se machucam, ou carros que se danificam em decorrência de referidos problemas na camada asfáltica, bem como, em alguns locais, pedras que, em decorrência da degeneração do asfalto, são arrancadas quando veículos passam e são lançadas contra casas, carros e pessoas, podendo produzir danos. E nestas situações: fica o munícipe de mãos atadas, sem ter quem repare os danos experimentados? Evidente que não. A responsabilidade pela reparação dos danos experimentados por defeitos existentes no asfalto é da pessoa responsável pela conservação do mesmo. No caso dos Municípios será da Prefeitura local. Aconselhamos a confecção de Boletim de Ocorrência, notadamente quando houver danos, pois, extrajudicialmente, dificilmente se chegará à composição amigável para reparação dos prejuízos experimentados. Tratando-se de rodovias estaduais ou federais, a responsabilidade poderá ser ou do ente público, quando o mesmo é diretamente responsável pela conservação das estradas de rodagem, ou, das concessionárias, isto é, as entidades particulares que, mediante processo licitatório, ganham a concessão de conservar as estradas e, em contraprestação, serem pagas pelos cofres públicos. Alguns podem alegar que não compensa acionar judicialmente o Poder Público, visando à devida indenização pelo dano experimentado, pois, o processo se arrastará por anos a fio. Bem, a isso respondemos da seguinte forma: primeiro, seria mais interessante amargar o dano, notadamente, quando o Município tem a obrigação de conservar o asfalto, mantendo-o íntegro? Segundo, quem assim pensa, paga duas vezes, tendo, por conseguinte, duplo prejuízo financeiro, pois, paga pelo conserto do asfalto, via imposto, que não foi consertado, e ainda terá que suportar o dano experimentado, como, por exemplo, uma ponta de eixo quebrada, ou ainda, um amortecedor que se danificou pelo impacto com o buraco existente na camada asfáltica. Isso para não se falar dos danos pessoais, experimentados pela pessoa atingida por um pedaço de pedra ou asfalto, que se desprendeu do mesmo, em decorrência de sua má conservação ou degradação. Isso gera impunidade ao autor do dano, que se sente estimulado a continuar a inobservar a lei, bem como a não cumprir com suas obrigações legalmente previstas. O Estado (Município, Estados, Federação ou concessionárias), passam a fazer as obras de reparo e conservação quando melhor lhes aprouver, sendo muito comum, no Brasil, que as obras de recuperação e conserto das ruas, estradas e rodovias se deem às vésperas das campanhas eleitorais. Terceiro, atualmente, pela Lei n.º 9.099/95, o cidadão tem, à sua disposição, os Juizados Especiais Cíveis (JECiv), para causas de até 40 (quarenta) salários mínimos, consoante inciso I, do art. 3º de referida lei. Como, nos termos do art. 2º, da Lei n.º 9.099/95, o processo que tramita pelo Juizado Especial Cível “orientar-se-á pelos critérios da oralidade, simplicidade, informalidade, economia processual e celeridade”, tem-se que, o andamento processual é muito mais célere, possibilitando ao jurisdicionado (o cidadão) uma resposta mais rápida do Poder Judiciário. Imagine-se a situação na qual, um carro, ao passar por uma rua cheia de pedregulhos, que estão soltos da camada asfáltica, em decorrência de má conservação desta, lança uma destas pedras em uma criança, vindo a atingir um de seus olhos e, comprometendo, desta forma, sua visão, pelo resto de sua vida, reduzindo sua capacidade visual ou fazendo-a perder definitivamente esta função (lesão corporal de natureza grave ou gravíssima). É justo deixar o responsável impune? Neste caso, além dos danos materiais experimentados pela criança, com tratamento médico e medicamentoso, caso haja redução da acuidade visual da mesma ou perda da visão, ainda é possível acionar o Município por danos morais, a serem arbitrados pelo prudente arbítrio do juiz, ou estabelecidos, “a priori”, pelo requerente, como parâmetro. A pessoa responsável pelo dano (material ou moral) deve ser obrigada a repará-lo. Isso o que determina a legislação em vigor. Ademais, permitir que a impunidade impere é o caminho mais curto para o caos social. Se o Estado não permite erros de seus cidadãos, agindo, de forma imediata, tão logo constate o erro, igualmente, é direito e dever do cidadão fiscalizar os atos do Poder Púbico, em suas três esferas de administração (Municipal, Estadual e Federal), bem como na manifestação de seus poderes ou funções políticas (Executivo, Legislativo e Judiciário). Portanto, a responsabilidade pela conservação do asfalto, dentro do perímetro urbano, é do Município (Administração Pública municipal), sendo que, todo e qualquer dano oriundo de defeitos ou problemas na camada asfáltica é de responsabilidade da Prefeitura do Município, parte legitimada para ser acionada judicialmente em ação civil de reparação de danos. Já quanto às estradas e rodovias estaduais e federais, o lesado terá que averiguar qual destas pessoas jurídicas de direito público são as responsáveis pela conservação das mesmas, bem como averiguar se, o trecho no qual o dano ocorreu está sob a responsabilidade de alguma concessionária. Estando o trecho da estrada ou rodovia, no qual o dano ocorreu, sob a responsabilidade de empresa concessionária de serviço público, sugerimos que o lesado acione, conjuntamente, tanto a empresa concessionária, quanto a pessoa jurídica de direito público cujo trecho lhe é afeto, pois, ambas são responsáveis pelo evento danoso. Há aqui, uma responsabilidade solidária entre o setor público e a empresa concessionária. Essa solidariedade decorre do fato de que, a conservação é de responsabilidade do setor público que, consoante permissão da legislação, permite que o setor privado preste o serviço de sua competência. Como é o Poder Público quem faz a escolha da concessionária, mesmo sendo através de processo licitatório, tem, referida entidade de direito público, a obrigação de escolher empresa idônea e que prestará serviços de qualidade. Assim, caso haja dano, o setor público será solidariamente responsável com a empresa concessionária. Há, neste caso, culpa “in eligendo”. A culpa “in eligendo” ocorre, quando a pessoa faz uma má escolha daquele em quem se confia a execução ou prática de determinado ato ou o adimplemento de uma obrigação. Como é o setor público o responsável pela escolha das concessionárias, deve responder solidariamente pelos danos causados por esta. Esse nosso posicionamento quanto à responsabilidade civil quanto à conservação da camada asfáltica das ruas, nos Municípios e das estradas e rodovias na Federação.


10

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

Geral

QUERÊNCIA

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Por cinco votos a quatro o vereador João Cézar da Silva Rodrigues (Cezinha) (PSD) foi eleito presidente da Câmara Municipal de Querência, derrotando na manhã de 1° de fevereiro seus colegas Rose Zang (PMDB), Neuri Norberto Wink (PP), sem contar Telmo Alves de Brito (PSD), pela oposição, que retirou de última hora sua candidatura, para revolta de alguns que contavam com sua participação. A disputa pela presidência do Legislativo mexeu com os ânimos da população da cidade e do interior do município de onde vieram cabos eleitorais para assistir a acirrada eleição da Mesa Diretora que se prolongou quase ao longo de toda a manhã. O concorrido evento contou com a participação do prefeito Gilmar Wentz, do vice-prefeito Luzimar Pereira Luz, o ex-prefeito Fernando Görgen, João Pizzi, o juiz Cassio Barros, líderes comunitários, pastores evangélicos, profissionais liberais,

entre outros. Anunciada sua vitória o novo presidente Cezinha fez agradecimentos “primeiramente a Deus” para depois citar várias personalidades, incluindo vereadores, prefeito, ex-prefeito, entre outras autoridades. Ao prefeito Gilmar, o novo presidente disse que vai trabalhar em sintonia, mas irá cobrar ações de interesse da população e que promete fazer um trabalho com transparência e colaborar com o trabalho da imprensa. Gilmar Wentz fez um ligeiro discurso onde ressaltou a importância da Câmara de Vereadores para sua gestão, independente da cor partidária dos cargos naquela Casa. “Peço que dediquem o melhor de si para que possamos avançar em direção ao desenvolvimento. Querência é pujante e muito bem conduzida até aqui, precisa avançar mais. Portanto, reforço a minha disposição de ser parceiro, naquilo que for possível e que for necessário, terão na pessoa do prefeito e do vice Luzimar o total apoio”. [Com dados da Assessoria].

FOTOS HOMERO SERGIO

Wentz prestigia eleição de Cezinha

PREFEITO GILMAR WENTZ EM SOLENIDADE DE POSSE DO PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE QUERÊNCIA

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES, JOÃO CÉZAR - CEZINHA EM CONCORRIDA SOLENIDADE QUE LEVOU CENTENAS DE PESSOAS PARA PRESTIGIAR OS NOVE VEREADORES DE QUERÊNCIA

GENERAL CARNEIRO

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Ex-vice-prefeito de Luciano Monteiro do Prado (19982002), o presidente da Câmara Municipal de General Carneiro, Aluízio Gabriel de Moraes voltou ano passado a incursionar pelos meandros da política local de onde saiu das urnas com 133 votos, popularidade em alta. Eleito presidente pela unanimidade dos vereadores da Câmara Municipal, Aluízio terá pela frente durante os próximos dois anos a costura de ações políticas que possam ajudar a prefeita Magali Vilela a devolver aos trilhos o município de General Carneiro, cuja gestão passada deixou uma dívida de cerca de 2 milhões de reais. Filho de tradicional família da região, Aluízio Moraes, de 55 anos, nasceu em Paredão Grande, o mais próspero distrito do município, com

SEMANA7.COM

Vereador promete empenho da Câmara em defesa do município

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, ALUÍZIO GABRIEL DE MORAES

cerca de 200 famílias, onde são cultivados por safra cerca de 120 mil hectares de soja, além de sua pecuária em torno de 130 mil cabeças. Seus esforços como gestor

público, conforme disse à reportagem, não se restringem somente à cidade, “eu tenho preocupação com as comunidades do interior e em particular com Paredão Grande,

onde produzimos muito e não temos recebido em troca quase nada em relação aos impostos que pagamos”. Em Paredão Grande, segundo disse, “há necessidade de infraestrutura em vários setores, a começar pela duplicação da rodovia que corta o povoado, uma antiga reivindicação de seus moradores, além de saúde pública adequada e educação de qualidade e construção e estradas vicinais”. Paredão Grande tem cerca de 40 anos de fundação e é formado praticamente por agricultores e pecuaristas, pequenos sitiantes e comerciantes que residem na zona urbana. O nome do distrito se deve as grandes montanhas e que atraem turistas de várias regiões por sua beleza natural intacta. Seus primeiros moradores foram os comerciantes Bilenga e Gonzaga, ainda presente no imaginário da população da vila.

SERRA NOVA DOURADA

ÁGUA BOA NEWS Redação

A juíza da Ribeirão Cascalheira, Christiane Trombini Baggio, determinou busca de apreensão de bens retirados da Prefeitura, que se encontram na casa de filho do ex-prefeito e atual vereador do município de Serra Nova Dourada, Valdinei Carmo Cândido. Ele é conhecido na cidade como “Ligeirinho”, que é funcionário de carreira do município. Entre os bens que integram o patrimônio público estão maquina de solda, compressor de ar, geladeira e botijão de gás. O prefeito da cidade era Valdivino Carmo Cândido Segundo consta do processo, os bens foram retirados por “Ligeirinho” e outro funcionário, identificado

como Severino Pereira dos Santos, que trabalho no setor de máquinas da Prefeitura e se encontrava de férias. A retirada dos objetos aconteceu no dia 31 de dezembro, véspera de entrega do cargo ao novo prefeito eleito. Ao assumir o mandato o novo prefeito verificou a inexistência de alguns bens pertencentes ao patrimônio municipal: uma geladeira, um bebedouro, dois galões de água, um botijão de gás, seis toalhas, uma roda traseira da motocicleta honda nxr 150 bross, uma máquina de solda elétrica, um compressor, um jogo de chaves, quando registrou boletim de ocorrência perante a autoridade policial. Em suas considerações, a juíza relatou que “havendo indícios de materialidade acerca do desaparecimento dos

ARQUIVO

Justiça manda vereador devolver bens retirados da Prefeitura

objetos elencados na inicial, bem como de que pertencem à administração municipal e,

ainda, de que possam estar em posse dos requeridos, a liminar deve ser deferida”.

GOIÁS

Calendário festivo implementa turismo em Baliza, diz Ubirajara SEMANA7.COM

VEREADOR UBIRAJARA PEREIRA (PMDB), EM DEFESA DE BALIZA SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Neste final de julho, conforme o calendário de atividades do município acontecerá a quarta edição da festa Filhos de Baliza que reúne a população local e os filhos da terra que residem em outras cidades, mas que fazem questão de prestar o tributo de amor à terra natal. O autor desse projeto de lei que foi incorporado ao calendário turístico de Baliza é o vereador Ubirajara Pereira Pinheiro (PMDB), eleito em outubro passado para o quarto mandato na Câmara de Vereadores, além e ser autor de inúmeros projetos, conforme disse à reportagem. Conhecedor de todas as particularidades sociais e econômicas de seu município, Ubirajara estende seu man-

dato da cidade aos confins de todo o município. Atualmente ele luta para implantar em Baliza uma rádio comunitária “sem nenhuma vaidade pessoal, mas com o interesse de servir a população que se ressente de um veículo ágil de comunicação”, diz. Sobre as carências do município Ubirajara cita a necessidade de boas estradas para servir a comunidade que trabalha no interior, reforma do hospital e assistência integral à educação fundamental em Baliza. Ao se referir à comunidade do interior Ubirajara cita com certa dose de orgulho o Assentamento Bandeirantes onde vivem cerca de 500 famílias distribuídas em lotes de até 12 hectares. Em tempo, aquele assentamento é o maior do Estado de Goiás e o terceiro do país.


Geral

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

11

ARAGARÇAS

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Os frequentadores da Feira da Lua em Aragarças, que se realiza aos sábados à noite, já começaram a sentir as mudanças estruturais que estão sendo feitas pela administração do prefeito Aurélio Mendes. Conforme disse o coordenador de Feira e Comércio da Secretária Municipal de Indústria e Comércio, Hudson da Silva, (Manteiguinha), serão instalados lavatórios e banheiros químicos já nos próximos dias, demarcação e pontos comerciais, a iluminação será restaurada e os serviços de coleta de lixo regularizados. “Além desses benefícios Aurélio Mendes determinou a instalação do sistema de som para serviços de utilidade pública e para shows regionais que serão realizados no palco a ser instalado na Avenida Luiz Rodrigues Magalhães. São melhorias que serão recebidas pelos feirantes e pelo público e feirantes”, ressalta o coordenador Manteiguinha. A Feira da Lua em Aragarças reúne semanalmente cerca de150 feirantes de vários municípios que se deslocam para a cidade para expor à venda seus produtos. O propósito da administração é transformar a Feira da Lua em um local de comércio, alimentação, lazer e entretenimento à população.

ASSESSORIA

Feira da Lua em Aragarças será transformada

PREFEITO AURÉLIO MENDES (PSDB) E SECRETÁRIA DE AÇÃO SOCIAL, IDANÚSIA MENDES EM ATO PÚBLICO NA CIDADE DE ARAGARÇAS NESTE INÍCIO DE GESTÃO TUCANA

SAÚDE PÚBLICA

RENDA CIDADÃ

Lixo e entulhos são recolhidos do trevo das rodovias 070 e 158 Programa atenderá mais 37 famaílias SEMANA7.COM

ANTES

SEMANA7.COM

DEPOIS

tos de materiais de construção, galhos de árvores, animais mortos e entulhos que foram jogados aleatoriamente população porque o poder público não vinha cumprindo o seu papel com a coleta diário nas vias públicas. “Infelizmente, encontramos uma cidade abandonada. O lixo já não vinha sendo mais recolhido e sem alternativa, o trevo acabou sendo transformado em depósito de toda espécie de lixo. Até mesmo as pistas das rodovias estavam sendo usadas para o despejo de entulhos”, disse o coorde-

ASSESSORIA FRANCIS AMORIM

Toneladas de lixo e entulhos foram recolhidas em janeiro no trevo das rodovias 070 e 158, na saída de Aragarças. A limpeza foi determinada pelo prefeito Aurélio Mendes depois de constatar que o local vinha sendo transformado em lixão pela ineficiência da coleta de lixo que existia na cidade. Equipes das Secretarias de Obras e Meio Ambiente foram mobilizadas para o recolhimento de lixo doméstico, res-

nador Ambiente, José Antônio, que pediu aos moradores que evitem jogar qualquer tipo de objeto no local. Desde a posse do prefeito Aurélio Mendes, a coleta de lixo vem sendo feita regularmente, inclusive, obedecendo ao cronograma elaborado pela Secretaria de Obras, que beneficia todos os bairros da cidade. A coleta é realizada diariamente, de segunda a sábado em todos os bairros: segunda, quarta e sexta-feira, nos bairros Setor Ceará, centro (diariamente), setor Nova Esperança,

ASSESSORIA FRANCIS AMORIM

Bela Vista (parte alta) e bairros próximos, e terça-feira, quinta e sábado, nos bairros Setor Bela Vista (parte baixa), Santa Luzia, Cohabinha, Buritis, Palmeiras, Novo Mundo, Vila União, Alto Horizonte, Base Velha, Vila Militar e quartel, centro e setor Bela Vista (parte alta). “A população colabora com a limpeza pública acondicionando o lixo doméstico em sacos plásticos para a coleta feita regularmente”, diz o coordenador de Ambiente, alertando que placas de advertência serão afixadas no trevo “proibido lixo neste local”.

ARAGUAIA

SEMANA7.COM Redação com Leandro Lima

A equipe do prefeito José Antônio Almeida - Baú (PPS) já faz os arremates finais para o carnaval 2013 em São Félix do Araguaia “para honrar o empenho da nossa administração, o de tornar nossa cidade mais alegre. Não será uma festa de pompas, de gastos, mas uma folia simples, já que não houve tempo hábil para captarmos recursos juntos à Secretaria de Estado da Cultura”, disse Baú. A simplicidade a que se refere o prefeito Baú nada tem a ver com “a coisa mal feita, mas algo dentro de nossas possibilidades, sem exageros de gastos ou qualquer gesto de irresponsabilidade”, disse ele ao portal Agência da Notícia. Logo após o carnaval a administração do prefeito Baú vai indicar uma equipe para organizar o Festival de Praia em junho e que foi criado em sua primeira gestão e que com o passar do tempo se tornou uma expressão forte do turismo naquela região do Araguaia. Para este festival, segundo Baú, “nós teremos tempo para organizar todos os detalhes, desenvolver uma campanha de marketing para atrair vi-

ARQUIVO

Prefeito de São Félix promete resgatar festivais

Em menos de 30 dias de governo o prefeito Aurélio Mendes e a secretária de Ação social Idanúsia Mendes, fizeram a alegria de mais 37 famílias que a partir de agora serão beneficiadas pelo Programa Renda Cidadã, do Governo de Goiás. Os cartões foram entregues em solenidade realizada na segunda-feira (14), na sede da Secretaria de Ação Social. Os benefícios, segundo a primeira-dama, faz parte do compromisso de valorização das famílias carentes firmado pelo prefeito Aurélio Mendes durante a campanha eleitoral. “Para mim é um prazer entregar os cartões para quem realmente precisa. Agora são 425 beneficiários do Programa Renda Cidadã em Aragarças. Em breve outras famílias serão beneficiadas”, destacou Idanúsia, lembrando que há mais de 25 anos trabalha na Ação Social e que não vai faltar força de vontade para dar continuidade às ações em favor das famílias Aragarcenses.

CLASSE ORGANIZADA

Colônia de Pescadores de Araguaiana vai discutir estatuto em assembleia SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

VISTA PARCIAL DO CAIS DO PORTO DA CIDADE TURÍSTICA DE SÃO FÉLIX DO ARAGUAIA

sitantes a nossa cidade de um povo simples e, sobretudo hospitaleiro”. Baú ressaltou ainda que pretende trazer de volta o Festival da Canção, cujos so-

los de guitarra atraíam músicos e espectadores de várias regiões do país, “mas que hoje está esquecido. É preciso somar esforços para trazermos grandes artistas, aqueles de

renome nacional sem, contudo, deixar de valorizar nossas raízes, os cantores da terra, os artistas da região. Nosso projeto de cultura é resgatar tudo isso”, disse ele.

Na ocasião Idanúsia Mendes fez questão de lembrar a parceria com o deputado estadual licenciado e secretário de Cidadania e Trabalho de Goiás, Henrique Arantes, responsável pela emissão dos cartões. “O secretário tem sido um parceiro neste início de governo em Aragarças. Com certeza outras famílias serão amparadas brevemente”, ressaltou. O prefeito Aurélio Mendes reafirmou seu compromisso com a Ação Social. Segundo ele, as famílias de Aragarças terão também o Programa Renda Cidadã Municipal por si tratar de uma ação social de qualidade destinada a quem realmente precisa. A secretária do Programa Renda Cidadã e do Programa Bolsa Família em Aragarças, Luciana Ferreira de Castro, informou que com a entrega dos 37 cartões subiu para 425 o número de benefícios no Renda Cidadã e 1.387 beneficiários do Bolsa Família. Poderão ser beneficiadas famílias com rendimento de até 697 reais e quatro dependentes, que receberão 80 mensais.

Os 150 associados da Colônia de Pescadores Z-18, de Araguaiana, vão realizar em 22 de fevereiro uma assembleia para discutirem entre outros temas, a do estatuto da instituição que prevê a redução e mandato da diretoria de quatro para três anos, conforme disse em entrevista a este portal o presidente Vicente Pereira do Rosário. Fundada em 13 de fevereiro de 2008, a Colônia Z-18 possui uma área de atuação para seus pescadores de cerca de 200 quilômetros de extensão no rio Araguaia (do Ouro Fino ao Itacaiu, divisa com Cocalinho) que no período de safra, que vai de março a novembro pescam algo em torno de 30 toneladas, uma média 200 quilos por cada associado. A venda para a produção da Colônia Z-18, segundo disse Vicente, são os supermercados de Barra do Garças e turistas que aportam em Araguaiana. Na cotação da preferência do consumidor estão o cachara e o filhote (ou fiote). O quilo de

cada um deles custa em média 17 reais. O pescador cadastrado na Colônia pesca oito meses no ano. De novembro a março, no período denominado de piracema, eles recebem seguro desemprego de um salário mínimo, (R$ 678,00), a exceção de Vicente que é vereador na cidade, já no quinto mandato, e que renunciou o benefício. Metade dos associados da Z-18 em Araguaiana são mulheres. Todos os membros colaboram com 26 reais mensais e mais 5 de uma cota beneficiária “para ajudar os companheiros em momentos de dificuldades, problemas de doenças, entre outros”, diz Vicente, conhecido em toda Araguaiana como Vicente Pescador para fazer justiça aos seus 45 anos de pesca. A sede da Colônia funciona em um galpão cedido por Vicente. Ele adiantou à reportagem que a prefeitura do município doou em sistema de comodato por vinte anos, 5 hectares para instalar um projeto de piscicultura . Para o primeiro tanque o deputado Baiano Filho, segundo disse, vai ceder os maquinários.


12

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

Economia

ANEL VIÁRIO

Caminhões e carretas estão proibidos de trafegar nas principais vias de Cuiabá

BARRA DO GARÇAS Sem querer comparar a cidade de Barra do Garças, com seus 56 mil habitantes À capital Cuiabá, é passado da hora, na versão de qualquer de seus moradores, de se dar um basta no

PALIATIVO

AV. MINISTRO JOÃO ALBERTO COMO CORREDOR DE ESCOAMENTO DE SAFRA PARA TORMENTO DOS MORADORES DE BARRA DO GARÇAS

fluxo de carretas na travessia para Goiás que transformou o trânsito da cidade em verdadeiro caos. Nos horários de pique, no início da manhã e final da tarde, é preciso atenção e malabarismo para se tra-

ANEL VIÁRIO

SEMANA7.COM

ANEL VIÁRIO: QUE NÃO SEJA POR FALTA DE UM MARCO SINALIZADOR

O Ministério dos Transportes já autorizou verba da ordem de 20 milhões de reais para a construção de duas pontes e 14 quilômetros de asfalto do anel viário da cidade para desafogar o trânsito de Barra do Garças, Pontal do Araguaia e Aragarças, em Goiás. A construção desse Anel Viário faz parte de uma luta que já passou por várias administrações, a começar pelas duas primeiras gestões de Wanderlei Farias, por Zózimo Chaparral, retornou a Wanderlei e, por último, à atual gestão de Roberto Farias, sem, contar o engajamento de parlamentares da bancada mato-grossense no Congresso Nacional, entre outros. A liberação dos recursos foi publicada no Diário Oficial e amplamente comemorado pela classe política dos três municí-

cer loas sobre o rodo anel que já está pronto (no papel e na esperança daqueles que por natureza são otimistas). Nesta fase sazonal, recém-saída das eleições municipais, seria difícil encontrar um desses políticos, até mes-

mo os mais fluentes, para dissertar sobre o anel viário que mais parece uma palavra oculta, enquanto o que resta a população é a espera indefinida. Em Cuiabá, segundo noticiou o portal cuiabano Mídia

PATRULHAS RODOVIÁRIAS

Governo do Estado libera verbas para construção de pontes

SEMANA7.COM Da Redação

fegar pelas ruas centrais da cidade. O caos no trânsito tem sido mote de campanhas políticas de longa data. Neste período não faltam candidatos ou apoiadores que aportam em Barra do Garças para te-

Uma solução palativa para amenizar o sofrimento da população das três cidades Barra do Garças, Pontal do Araguaia e Aragarças, que sofrem com o trânsito pesado, foi uma solicitação ao governador Silval Barbosa, liderada pelo então deputado Adalto de Freitas Daltinho, que trouxe consigo outros segmentos organizados de Barra do Garças, como a subsesão da OAB, na pessoa do advogado Sandro Saggin que protocolou na Sefaz cerca de 5 mil assinaturas, cobrando a mudança do Posto Fiscal para Barra do Garças, um instalado na BR-158 (próximo ao Posto da PRF e outro próximo ao Parque de Exposições na BR-070), mas que até o momento se encontram em obras, sem data de conclusão.

pios que lutam há duas décadas pela realização dessa obra que insiste não sair do papel. O secretário de Obras de Barra do Garças, César Magrini, confirmou a boa notícia ao município. Ele adiantou que o trajeto definido pelo Ministério dos Transportes não passa pela praia da Arara, em Pontal do Araguaia. Já que no projeto original indica a construção de uma ponte um pouco acima daquele local, na região denominada de Volta Grande, no rio Garças. Como houve reação de ambientalistas, o projeto foi alterado e novo traçado do anel viário começa no entroncamento das BRs 070 e 158 próximo a UFMT-BG e seguirá pela Avenida Duque de Caxias e depois entrará à esquerda próximo ao bairros Nova Esperança e Nova Jerusalém.[Com dados do portal Olhar Direto].

Em meio as chuvas, Governo ameaça retirar máquinas

Naiara Martins Assessoria

A Assembleia Legislativa foi surpreendida na manha desta quarta-feira, 06.02, com a possibilidade do Governo do Estado retirar das rodovias as patrulhas responsáveis pela manutenção das estradas não pavimentadas. A ‘simples’ cogitação da retirada gerou a maior chiadeira entre os deputados estaduais, que rapidamente utilizaram a tribuna na manha desta quarta-feira, 06.02, em defesa dos municípios. Com grande conhecimento da realidade no interior do estado, o deputado Estadual Baiano Filho (PMDB) se apressou em cobrar do Governo do Estado a abertura de dialogo com os municípios, a fim de evitar que a decisão gere um colapso sem precedentes. ”Os maquinários estão envelhecidos, sucateados, apresentam sérios problemas de manutenção, tudo bem, mas a decisão sobre a retirada das máquinas em pleno período de chuvas e no meio do escoamento da produção de grãos deixa de ser uma decisão apenas de governo, mas é preciso sentar e olhar nos olhos dos prefeitos; se os recursos estão escassos, se hoje estão sendo executadas obras que foram consideradas prioridade em detrimento de outras realmente prioritárias, ora, a população não tem culpa”, defendeu Baiano. As patrulhas rodoviárias foram adquiridas pelo então governador Blairo Maggi e repassadas aos municípios no segundo semestre de 2003. Os municípios mantiveram a gerencia sobre os equipamentos até dezembro de 2010. Em 2011, sob a alegação de otimizar os resultados, o Governo do Estado reassumiu a gerencia dos equipamentos, terceirizando à iniciativa privada sua manutenção. Hoje, diante de um quadro de sucateamento e falta de recursos, o Governo do

ASSESSORIA

Começou nesta quarta-feira (23) a fiscalização da lei que disciplina o tráfego de veículos pesados em Cuiabá. No entanto, as alterações no trânsito já tiveram início na última sexta-feira (18), na Avenida Fernando Corrêa da Costa, no sentido Centro-Coxipó para os motoristas de caminhões e carretas que seguem pela via em direção à Rodovia dos Imigrantes (MT-407). A partir de agora, agentes de trânsito irão fiscalizar e autuar os motoristas que descumprirem a lei nº 5.469/2011, que disciplina o tráfego de veículos com peso superior a 10 toneladas em horário livre na área urbana da Capital. Os veículos pesados deverão se manter em circulação apenas nos horários e zonas permitidas. A SMTU promete reforçar a sinalização nos locais proibidos, a fim de não pegar nenhum motorista “de surpresa”. Até a última semana, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, os motoristas de caminhões e carretas eram obrigados a passar por dentro do bairro Jardim Nossa Senhora Aparecida, devido às obras da Copa do Mundo.

News, 70% do congestionamento da Avenida Fernando Corrêa da Costa, que praticamente corta Cuiabá, se devem à presença de caminhões. Medidas as proporções, a principal avenida de Barra do Garças, a Ministro João Alberto, passa por este mesmo transtorno. Nos acirrados debates eleitorais de outubro passado falou-se em tudo, incluindo uma passarela que foi, naqueles dias, rechaçada pelo atual prefeito Roberto Farias que terá pela frente um embate, o de transformar para melhor o trânsito de Barra do Garças, talvez o pior do Vale do Araguaia.

SEMANA7.COM

MIDIANEWS Lislaine dos Anjos

DEPUTADO ESTADUAL BAIANO FILHO (PMDB), EM DEFESA DE PREFEITURAS DAS REGIÃO DO ARAGUAIA

Estado inicia um movimento para devolver aos municípios a gerencia das patrulhas, sem a definição clara das responsabilidades e compensações que serão assumidas. Segundo o deputado, um diagnóstico realizado pelo Governo do Estado apontou que o uso dos maquinários perdeu sua finalidade, uma vez que em desvio de função, passaram em muitos casos a atender interesses pessoais. “O governo está certo em defender a máquina pública, mas desta forma sem clareza, sem definir com as prefeituras as regras do jogo não dá, as

prefeituras estão sucateadas, é preciso bom senso, e se repassarem a responsabilidade para as prefeituras sem um acordo justo será uma brincadeira com a classe produtora, a mesma classe que garante o titulo a Mato Grosso de maior produtor nacional”, criticou o deputado. Baiano Filho fez questão de relembrar que há mais de um ano vem alertando o governador Silval Barbosa sobre deficiências básicas como a falta de pneus para os maquinários. “Questiono o governador, ele por sua vez diz que é falta de gerencia do secretário e a situ-

ação se arrasta, falta o básico, é uma vergonha e os absurdos continuam, hoje o estado não tem um único litro de óleo diesel para recuperar as estradas em pleno período de chuvas, resultado da falta de competência e gestão”, disparou Baiano. Mato Grosso possui 19 patrulhas móveis e seis fixas, onde cada patrulha é composta de cinco caminhões basculante, duas motoniveladoras, uma escavadeira, um comboio lubrificante e um caminhão de apoio para a recuperação das estradas de chão.


Economia

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

13

‘CONTO DO VIGÁRIO’

ESTRADA

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

Um balde de água fria nos prefeitos e prefeitas do Araguaia. Este seria o termo para a suspensão da licitação dos lotes de pavimentação da rodovia MT-100 na região do Araguaia pelo governador Silval Barbosa e que estava prevista para serem abertos nesse início de fevereiro, conforme publicação no Diário Oficial do Estado, em 30 de janeiro, quando se alegou a necessidade de revisão dos projetos e planilha de custos. Início do ano passado quando recebeu um abaixo-assinado de vereadores e prefeitos do Araguaia Silval Barbosa assumiu o antigo compromisso feito em campanha na região, o de ligar todos os municípios por via asfáltica a capital Cuiabá, incluindo neste pacote a pavimentação da MT-100, uma promessa que já ultrapassou três décadas e uma infinidade de governos. As mais recentes investidas datam do ano de 2001 na cidade de Alto Taquari onde prefeitos, vereadores, deputados, em pronúncia afiada em uma só língua clamaram pela pavimentação dessa rodovia. Baiano Filho, um dos presentes à reunião articulada pelo vereador Arlan Catulé, alertou para a natural desconfiança que o tem inspirado aos moradores do Araguaia. Semana passada a Prefeitura de Araguainha postou um vídeo onde uma ambulância é rebocada por um caminhão perdido em um mar de lama que também atende pelo nome de MT-100. Um repórter de uma emissora de TV, naquela mesma data, mostrava a profundidade das canaletas nas duas margens da estrada, e um caminhão tanque atolado até aos eixos. Na lataria podia-se ler o sugestivo nome “Solo Rico”. A MT-100 corta mais da metade dos municípios do Araguaia mato-grossense. Em Santa Terezinha, uma cidade isolada por falta de boas estradas e que dista 1300 quilômetros de Cuiabá, sua população, muitas vezes recorrem a Palmas, no Tocantins, para

resolver assuntos emergenciais de saúde e negócios. Enquanto isso a suspensão da licitação, segundo dizem, fizeram o vereador Arlan Catulé chorar diante da página do Diário Oficial, tamanha foi sua expectativa que é a mesma do prefeito de sua cidade, Aparecido Marques Moreira, de seu vizinho de Torixoréu Odone Mesquita, Luiz Henrique, de Cocalinho, Divina Oda de Pontal do Araguaia, Cristiano Cunha, de Santa Terezinha, apenas para citar alguns desapontados diante da medida assinada por Silval Barbosa que saiu vencedor em todas as urnas do Araguaia.

SEMANA7.COM/MAYKE TOSCANO

Silval Barbosa suspende licitação da MT-100

PRÉVIAS Já quase ao frigir dos ovos, na proximidade de se bater o martelo, uma comissão formada por dez prefeitos e vereadores se reuniu ano passado com o presidente da Assembleia Legislativa, em Cuiabá, quando seu presidente José Riva enalteceu o Comitê Pró-MT-100 “que sairá em defesa da região”, conforme ele disse na oportunidade. Os prefeitos pediram uma posição ao governador Silval Barbosa sobre a rodovia, cujos projetos ainda hoje estão no papel. O deputado Adalto de Freitas - Daltinho (PMDB) disse que sua região tem tudo para se projetar no cenário estadual a partir dessa rodovia. Seu colega de partido, Baiano Filho, cita o inevitável avanço econômico “que traria esta estrada para o Araguaia”. Na realidade o que dependia dos prefeitos, de vereadores, de lideranças políticas do Araguaia já foi feito. Resta agora esperar o retorno desses papeis, a demarcação dos lotes e as empreiteiras em ação, em cuja data nenhum ser lúcido seria capaz de opinar. Enquanto isso o Araguaia com seus 316.148 mil eleitores poderiam eleger pelo menos um senador nas próximas eleições, dois deputados federais e no mínimo cinco deputados estaduais, mas ele prefere viver sua própria perplexidade motivada pela inanição política.

GOVERNADOR SILVAL BARBOSA, CUJA MEDIDA DE SUSPENDER OS LOTES DA MT-100 CHOCOU MAIORIA DOS PREFEITOS DA REGIÃO

Veja na integra as publicações da suspensão da licitação da MT 100

Cidades quase isoladas no Note-Araguaia

AVISO DE SUSPENSÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA - EDITAL Nº 024/2012 A Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana, através da Assessoria Técnica de Licitação, torna público para conhecimento dos interessados que, a Licitação na Modalidade de Concorrência Pública - Edital nº 024/2012, para execução dos serviços de pavimentação de rodovia, na Rodovia MT-100, Trecho: BR-364 (B) / MT-299 - Entº BR-070 (Barra do Garças) - Entº MT-336 (Araguaiana), Segmentos: Alto Araguaia - Ponte Branca - Ribeirãozinho, Lote Const. 01.2 (Ponte Branca - Ribeirãozinho), com extensão de 45,538 Km, nos Municípios de Alto Araguaia, Ponte Branca e Ribeirãozinho - MT, terá a sua realização SUSPENSA, temporariamente, para revisão do projeto e planilha orçamentária através do Setor Técnico.

AGÊNCIA DA NOTICIA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTE E PAVIMENTAÇÃO URBANA SECRETARIA EXECUTIVA DO NÚCLEO, TRÂNSITO, TRANSPORTE E CIDADES

Cuiabá, 30 de janeiro de 2013 Eduardo Tomio Iwashita Assessor Técnico de Licitações VISTO: Cinésio Nunes de Oliveira Secretário de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTE E PAVIMENTAÇÃO URBANA SECRETARIA EXECUTIVA DO NÚCLEO, TRÂNSITO, TRANSPORTE E CIDADES AVISO DE SUSPENSÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA - EDITAL Nº 023/2012 A Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana, através da Assessoria Técnica de Licitação, torna público para conhecimento dos interessados que, a Licitação na Modalidade de Concorrência Pública - Edital nº 023/2012, para execução dos serviços de pavimentação de rodovia, na Rodovia MT-100, Trecho: BR-364(B)/ MT-299 - Entº BR-070 (Barra do Garças) - Entº MT-336 (Araguainha), Segmentos: Alto Araguaia - Ponte Branca - Ribeirãozinho, Lote Const. 01.01 (Alto Araguaia - Ponte Branca), com extensão de 93,667 Km, nos Municípios de Alto Araguaia, Ponte Branca e Ribeirãozinho - MT, terá a sua realização SUSPENSA, temporariamente, para revisão do projeto e planilha orçamentária através do Setor Técnico. Cuiabá, 30 de janeiro de 2013 Eduardo Tomio Iwashita Assessor Técnico de Licitações VISTO: Cinésio Nunes de Oliveira Secretário de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana

SEMANA7.COM Da Redação

As cidades de Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia, Canabrava do Norte, Confresa, Luciara, Porto Alegre do Norte, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, São José do Xingu, Nova Nazaré e Vila Rica são as mais prejudicadas no neste período de intensas chuvas, noticiou o portal Agência da Notícia, no Note-Araguaia.

Muitos trechos de rodovias estaduais e a BR-158 encontram-se em estado lastimável. Essa história se repete todos os anos sem que autoridades tomem uma posição definitiva de asfaltar essas estradas que ligam cidades hoje, como nos anos anteriores, encontram-se quase isoladas. Muitos municípios estão ilhados e várias pontes estão debaixo d’água, enquanto atoleiros inviabilizam o abastecimento de gêneros de primeira

necessidade. Rodovias como as MT-420 e MT-170 estão parcialmente interditadas. Filas de caminhões são comuns nessas estradas de responsabilidade do Estado. Ônibus que cobrem linhas para a região fazem o possível para cumprir metas, muitos andam trechos a reboque. O município de Nova Nazaré, a 60 quilômetros de Água Boa, está com uma das entradas isoladas devido a ponte do córrego Água Suja. Os

prefeitos já temem pela falta de comida ou até mesmo combustível em algumas cidades. Remessa postal, encomendas, boa parte está encalhada na beira das estradas. A régua métrica no Araguaia, em Aragarças (GO) atingiu a escala 8 que para o Corpo de Bombeiro é sinal de alerta, já que a cota máxima é de 9 dígitos. Na enchente de 2004 essa régua ficou submersa. [Com dados da Agência da Notícia e Olhar Direto].


14

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

Geral

ATIVIDADE CRISTÃ

SEMANA7.COM Wanderley Wasconcelos/Ronan de Sá

A maior comunidade cristã evangélica de Barra do Garças realizou neste carnaval a campanha “Trânsito Consciente, uma Ideia Inteligente” que envolveu também as cidades de Aragarças (GO) e Pontal do Araguaia, com apoio de prefeituras Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Detran, Ordem dos Advogados (OAB) local, entre outros que se agregaram à campanha como o Grupo Edição que edita este jornal. De acordo com o vice-presidente da igreja, pastor Amarildo José de Oliveira, “nossas atividades não se resumem apenas aos cultos e reuniões, o nosso Campo que incluiu 87 municípios, possui um desdobramento de ações voltadas para a assistência social que muitos ignoram, até porque não fazemos autopromoção, o nosso interesse se resume em ajudar as pessoas que de fato carecem de atenção, de cuidados”, disse ele. Em Barra do Garças sua igreja possui, com apoio da ONG Amazônia Legal, a Casa Terapêutica Maria Madalena, com 22 internas dependentes químicas, mas em fase de recuperação, segundo Amarildo. Em Bom Jardim de Goiás está a Missão Ebenezer que atende 24 rapazes, também em fase de recuperação, uma vez que contam com apoio

ARQUIVO

Ação social faz parte da igreja Assembleia de Deus

EQUIPE DE AÇÃO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS EM BARRA DO GARÇAS E, À DIREITA O PASTOR JOSÉ FERNANDES EM AÇÃO NUM ATO EVANGÉLICO NA ARENA DO PORTO DO BAÉ

espiritual, médico, odontológico, psiquiátrico e psicólogo. Só a Casa Maria Madalena consome em média, conforme

ASSEMBLEIA FORMOU MIL PAIS PELO PROGRAMA DO PROED DA PM

o cálculo do pastor, R$ 12 mil. As duas casas juntas chegam a R$ 25. “O trabalho custa caro, mas contamos com parcerias” e cita entre elas, apenas para exemplificar, o ex-vereador Sávio Carvalho que faz doações regulares de carne bovina, uma vez que ele é dono de um frigorífico no município de Nova Xavantina. O envolvimento de jovens com droga lícitas ou ilícitas na cidade é uma realidade que as autoridades precisam encarar de frente. Todas as noites uma equipe, liderada pelo pastor Pedro percorre a periferia da cidade, centro comercial, casas abandonadas, bocas de fumo, entre outros locais onde faz contatos com

jovens drogados ou na iminência de risco social que são convidados a conhecer as casas terapêuticas onde 45% dos que passam pela fase de tratamento gratuito se recuperam. “O maior índice de recuperação é feminino”, diz o pastor Amarildo. Maioria das internações dura um ano. O primeiro mês é o mais difícil por ser o de abstinência, mas logo depois começam o contato familiar daqueles cujos parentes lutam também pela recuperação do interno. Nos dois internatos existem cursos profissionalizantes e se dá ênfase ao artesanato. Presidida pelo pastor José Fernandes a Assembleia

ARAGUAIA

Deputado Nininho defende interesse de prefeitos em audiência com Silval

de Deus em Barra do Garças está entre os 101 municípios onde a denominação protestante marca presença em Mato Grosso. Na entrevista com o vice Amarildo Oliveira ele disse que existem ações de seu Campo (área de atuação) até no exterior, na Bolívia onde o pastor Francisco Mariano, que já morou em Barra, cuida de 74 órfãos. Em 2011 voluntários da igreja formaram mil pais em um final de se pelo Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) “que ajudou a diminuir o índice de jovens ao abominável mundo da dependência química”, disse o pastor Amarildo,

acrescentando que em 2010 foi desenvolvido na reserva indígena da etnia xavante o programa “Asas de Socorro” com a presença de médicos, psicólogos, dentistas, entre outros profissionais voluntários àquela causa. Pelos cálculos mais otimistas de Amarildo Oliveira cerca de 18% da população local são evangélicos de várias denominações. Indagado sobre a ortodoxia (que adota a parcialidade, a intransigência) presente em sua crença o pastor disse que prefere o termo “tradicionalista”. “A cada dia superamos dificuldades, a de abrir nossa visão e a mente para o mundo, mas sem infringir o que é sagrado”.

MUNICÍPIOS

Gestão de Valtenir contribui para aquisição de maquinários do MDA SEMANA7.COM

ASSESSORIA

Assessoria Brasília - DF

GOVERNADOR SILVAL BARBOSA (O QUARTO DA ESQUERDA PARA DIREITA) EM RECENTE REUNIÃO COM PREFEITOS DO VALE DO ARAGUAIA ASSESSORIA Gabinete

O deputado estadual, Ondanir Bortolini –o Nininho (PR/MT) defendeu junto ao governador Silval Barbosa o interesse de prefeitos da Região Sul e do Araguaia Mato-grossense em busca da consolidação de um convênio entre Estado e Prefeituras visando a realização de obras para melhoria da malha viária urbana, além de ação do Governo para pavimentação de rodovias estaduais. Durante a audiência promovida na presença de cinco prefeitos, Nininho pediu investimento na área de serviços (Ganha Tempo) e de segurança. O parlamentar e os prefeitos de: Guiratinga, Hélio Goulart; de Itiquira, Humberto Bortolini; de Gaúcha do Norte, Nilson Aléssio; de Água Boa, Mauro Rosa; e, a prefeita de Pontal do Araguaia, Divina Oda participaram da reunião e ficaram otimistas com o resultado do pleito.

“Iniciamos 2013 reafirmando nosso compromisso com os municípios mato-grossenses, sempre oferecendo apoio a todas as Prefeituras e articulando para que o Governo atenda àqueles prefeitos que solicitam nossa ajuda para somar força em defesa do interesse de suas comunidades”, ressalta Nininho. Segundo ele, foi reivindicação comum de todos os prefeitos e da prefeita firmar parceria com o Governo para doação de óleo diesel para realização de obras de manutenção do asfalto urbano. “Achamos justa a proposta porque haverá a contrapartida das duas esferas do Poder Executivo, não onerando o Governo. Isso facilita para que mais cidades sejam atendidas”, avalia o republicano. Localizada na Região Sul, para a cidade de Guiratinga (a 323 km da capital e com 13.934 habitantes) foi reivindicada a pavimentação da MT 110, ligando a BR 364 partindo do município de Alto Garças,

passando por Guiratinga e Tesouro até a BR 070. “Devido ao período chuvoso e início da colheita das lavouras, as rodovias estaduais sem pavimentação tornam-se um obstáculo para escoamento da produção”, contextualiza o deputado avalizado pelo prefeito, Hélio Goulart. O quesito segurança também foi pauta, já que Goulart pleiteia a Conclusão da Cadeia Pública da cidade. Em Itiquira (a 350 km da capital e 11.478 habitantes), ainda ao Sul do Estado, o prefeito e irmão de Nininho, Humberto Bortolini cobra a pavimentação de 14 quilômetros da MT 299 para ligar Itiquira ao terminal da América Latina Logística (ALL), bem como a pavimentação da pista de pouso do aeródromo municipal. “A malha viária urbana de Itiquira está comprometida com a chuva e precisa de manutenção, por isso, defendemos para todas as cidades a doação de óleo diesel para as Prefeituras”, lembrou

Nininho. Na Região do Araguaia, Gaúcha do Norte (564 km da capital e 6.293 habitantes) requer atenção do Estado para a assinatura de um convênio de doação de óleo diesel para drenagem e pavimentação no perímetro urbano. O prefeito Nilson quer ainda a pavimentação de Gaúcha do Norte à Paranatinga, onde estão instaladas grandes concessionárias de maquinário agrícola e outros estabelecimentos. Além de obras de infraestrutura, o prefeito de Água Boa (730 km da capital e 20.856 habitantes), Mauro solicita o apoio de Nininho e Silval para instalação de uma unidade do Poupa Tempo. Para Pontal do Araguaia (510 km da capital e 5.395 habitantes), o parlamentar e a prefeita Divina pontuaram a necessidade de construção de novas pontes de madeiras; o início das obras de pavimentação da MT 100 que liga Torixoréu e Alto Araguaia até o terminal da ALL.

O Ministério do Desenvolvimento Agrário publicou as portarias MDA nº 10 e 11 no Diário Oficial da União de 05/02/2013 com a lista de municípios que receberão retroescavadeiras e motoniveladoras conquistadas por meio da Ação de Aquisição de Máquinas e Equipamentos de Recuperação de Estradas Vicinais/MDA/PAC2. Em Mato Grosso, 29 dos município contemplados receberam apoio da equipe técnica que compõe o gabinete do deputado federal Valtenir Pereira (PSB-MT) para o cadastramento das propostas. O deputado Valtenir possui uma equipe técnica altamente qualificada para auxiliar os 141 municípios de Mato Grosso a ingressar nos diversos programas que o Governo Federal disponibiliza para os municípios. A equipe formada pelas assessoras Rúbia Moraes, Meire Ramalho, Marlla Tshoppe e Jocenei Pereira, tem o papel

de acompanhar a abertura de programas, comunicar os gestores municipais para que se inscrevam nos programas, contribuir com a elaboração de bons projetos, auxiliar no cadastramento das propostas e acompanhar os resultados. O parlamentar fica com a árdua função de fazer a gestão política juntos aos Ministérios. Segundo o deputado Valtenir, esse trabalho tem rendido ótimos frutos. “Cada vez mais os municípios tem se inscrito nos programas do Governo Federal. Dinheiro tem, mas é preciso ficar atento às oportunidades e o mais importante, apresentar bons projetos”, destacou Valtenir. Ao todo, 69 município de Mato Grosso receberão uma retroescavadeira e 76 receberão uma motoniveladora. Os municípios contemplados receberão os equipamentos até outubro desde ano. Confira abaixo a relação dos 29 municípios beneficiados que foram apoiados pela equipe técnica do gabinete do deputado Valtenir Pereira:

16 municípios foram contemplados com uma motoniveladora: Novo São Joaquim, Dom Aquino, Porto Alegre do Norte, Bom Jesus do Araguaia, São Félix do Araguaia, Confresa, Cocalinho, Ato Garças, Nova Maringá, Jangada, Vila Rica, Santa Terezinha, Guiratinga, São José do Xingu, Canarana e Nova Xavantina 13 municípios foram contemplados com uma retroescavadeira: Torixoréu, São Pedro da Cipa, Ponte Branca, Cocalinho, Nova Marilândia, Alta Garças, Glória D´Oeste, Nova Maringá, Nova Nazaré, Vale de São Domingos, Guiratinga, Canarana e Nova Xavantina.


Esporte

Ano IV - nº 88 - 21 de janeiro a 10 de fevereiro de 2013 - BARRA DO GARÇAS - Municípios do Araguaia - Capital Matogrossense - Brasília

15

MOUNTAIN BIKE

ATLETISMO

Barra do Garças participa de Cross Country na Argentina

VICTOR VINICIUS ALVES DA SILVA, UM DOS RESIDENTES DA CASA DOS ATLETAS E COTADO PARA EVENTOS DE ATLETISMO MUNDIAL SEMANA7.COM Da Redação

A Confederação Brasileira de Atletismo convocou neste início de mês o técnico da Seleção Brasileira de Atletismo, Sivirino de Souza para participar do Campeonato Sul-Americano de Cross Country previsto para 24 de fevereiro na cidade de Concórdia, na Argentina. O professor Sivirino disse à reportagem que já confirmou sua participação juntamente com vários atletas de Barra do Garças, como tem feito nesses últimos anos em que elevou o atletismo do município para figurar aos lado dos melhores do mundo.

Os atletas de Mato Grosso que irão compor a delegação são: Victor Vinicius Alves da Silva, Nathalia de Assis Ramalho e Ana Karolyne de Campos Silva. Os uniformes da delegação e Barra do Garças serão entregues antes do embarque para Concórdia. Todas as despesas correm por conta da Confederação Brasileira de Atletismo, segundo comunicado do gerente técnico Harley Maciel da Silva. Em dezembro passado o professor Sivirino viajou com a Delegação Barra-garcense de Atletismo para a Austrália onde participaram do Festival Internacional de Atletismo (sub-17).

SEMANA7.COM

A cidade de Canarana, com o apoio da Prefeitura Municipal e organização da Associação de Ciclistas de Barra do Garças e do Vale do Araguaia, receberá nos dias 16 e 17 de fevereiro a abertura do Intermunicipal de Bicicross e Mountain Bike 2013. Os ciclistas estão treinando a pleno vapor e com ânimo para representarem suas cidades. O evento será de grande alcance, pois, além da parte competitiva abrirá as portas para todos os amantes da bicicleta através de um mega passeio que será realizado no dia 16 de fevereiro, com partida prevista para às 8 horas da manhã, em frente à praça do avião, no Centro de Canarana. Logo após a competição de Bicicross prevista para as 15 horas os ciclistas se preparam para o encerramento dessa primeira etapa do Campeonato dia 17 (domingo) às 9 horas da manhã com uma grande competição de ciclismo no asfalto. A utilização da bicicleta está em ascensão seja entre aqueles que a usam como meio de locomoção, como lazer nas mais variadas horas do dia. Entre àqueles que voam nas pistas de Bicicross, estão outros variados estilos de treinamento. Este histórico meio de locomoção não possui discriminação, acolhe todas as idades, raça, cor ou sexo. Assim, convidamos a todos para participarem deste grande evento.

ARQUIVO

SEMANA7.COM Da Redação

ASSESSORIA

Canarana vai sediar Intermunicipal de Ciclismo

PROFESSOR SIVIRINO, UMA VIDA DEDICADA AO ESPORTE


QUERÊNCIA

Foto: Homero Sérgio

Um clic para o casal Gilmar Wentz e Janice. Ele prefeito de Querência, ela atuante primeira-dama. Aqui o casal aparece na solenidade de posse do vereador Cezinha na Câmara de Querência. (Ao fundo a vereadora Rose Zang, da base de sustentação de Wentz). A VIDA É BELA

O presidente da Câmara de Querência, João Cézar da Silva Rodrigues (Cezinha) ao lado de sua esposa, Regina, vocalista da banda Sensação do Forró, depois de assumir o cargo na Câmara Municipal. Foto: Homero Sérgio

CHEGOU ARTHUR! A simpática Raísa Wanderley Wasconcelos com seu primogênito Arthur Gabriel Santos Wasconcelos em um clic para nossa coluna que sempre reservou espaço para gente inteligente e de bem com a vida.

DOM CASALDÁLIGA O bispo emérito de São Félix do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga, foi homenageado pela ONG Repórter Brasil por sua luta contra o Trabalho escravo no Brasil, durante um seminário em sua cidade, ocasião em que também se comemorou o vigésimo aniversário da existência do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT). Dom Casaldáliga foi uma das únicas vozes a se levantar nos estertores da ditadura militar, nos anos 70, contra a exploração do trabalho escravo na região. A sua carta pastoral “Uma Igreja na Amazônia em conflito com os latifundiários” denunciou ao mundo a vilania dos opressores contra os oprimidos. FOLIA GOIANA

O casal Aurélio Mendes e a primeira dama Idanúsia em plena folia na cidade de Aragarças. Populares, esbanjaram simpatia por onde passaram durante o Carnaval aragarcense.

SECRETA BIKE Vanderli, (Secreta Bike), de Barra do Garças, ao lado do prefeito de Canarana Evaldo Diehl. Em tempo nosso Secreta Bike coordena o Campeonato Intermunicipal de Ciclismo por ocasião do aniversário daquele município, 15 de fevereiro.

NOVA XAVANTINA O prefeito Gercino Rosa, ao lado de seu vice João Batista Vaz - Cebola. Gercino terá pela um super vice com livre trânsito em Cuiabá e junto bancada mato-grossense no Congresso Nacional. POLIVALÊNCIA O secretário de Cultura de General Carneiro é polivalente, atua em todas as frentes. No início da gestão Magali Vilela encontramos Valdeli Forte à frente de uma brigada de limpeza do Centro Comunitário da cidade. É assim que se faz. (Aqui ele aparece na tradicional Cavalgada no distrito de Paredão Grande).

COMUNICAÇÃO O que não falta à secretária de Comunicação do município de Torixoréu, Sílvia Sousa, é competência. Informações sobre a gestão inovadora do prefeito Odone Mesquita é se dirigir a Sílvia.

VICE Em primeiro plano o vice-prefeito de Querência Luzimar Pereira Luz e, ao fundo, o prefeito Gilmar Wentz. Em tempo Luzimar é de reconhecida liderança política naquele município. Foto: Homero Sérgio


A semana 88