__MAIN_TEXT__

Page 1

4XHPOrVDEHRTXHGL]

'HVGH_ Ano 37

ZZZDQRWLFLDUHJLRQDOFRPEU

30 de outubro a 5 de novembro de 2020

)XQGDGRU0iUFLR3DVVRV

Edição 2606 5

Simone usa Acimon na campanha e entidade rebate

CANDIDATA Ă€ REELEIĂ‡ĂƒO FOGE DE DEBATE DA ASSOCIAĂ‡ĂƒO COMERCIAL E DE ENTREVISTA DO A NOTĂ?CIA

Fotos: Julieta Bittencourt

OS CANDIDATOS DELCI COUTO, LAÉRCIO RIBEIRO, LUIZ CARLOS E RAILTON FRANKLIN CONCEDERAM ENTREVISTAS AO A NOTĂ?CIA QUE SERĂƒO EXIBIDAS NA PRĂ“XIMA SEMANA A prefeita Simone Carvalho Moreira (PTB), candidata Ă reeleição, usou imagens de visita Ă  Associação Comercial, Industrial e Prestação de Serviços de JoĂŁo Monlevade (Acimon) para fazer campanha. Na publicação em suas redes sociais, dava a entender

que a entidade a estava apoiando, o que causou mal estar na associação. Na sede da Acimon, Simone posou para foto ao lado do presidente da entidade, Cåssio Barros, e da candidata a vice, Conceição Winter (Cidadania). Em outra foto, ela estava ao lado do marido Carlos Moreira. Na

imagem ainda aparecia o jornal de campanha da prefeita que estĂĄ sendo distribuĂ­do na cidade. ApĂłs a postagem da prefeita, a Acimon reagiu e distribuiu nota de esclarecimento. No texto, a entidade se declara absolutamente apartidĂĄria, e que em hipĂłtese alguma, apoiarĂĄ de-

Advogado denuncia Moreira ao MP O advogado Gleidson Caetano denunciou o ex-prefeito Carlos Moreira Ă Justiça Eleitoral. Ele alega que, por estar com os direitos polĂ­ticos cassados, o marido da prefeita nĂŁo poderia participar do processo eleitoral. O advogado se baseia no artigo 337, da Lei 4.737, que fala que: “Participar, o estrangeiro ou brasileiro que nĂŁo estiver no gĂ´zo dos seus direitos polĂ­ticos, de atividades partidĂĄrias inclusive comĂ­cios

e atos de propaganda em recintos fechados ou abertos: Pena - detenção atÊ seis meses e pagamento de 90 a 120 dias-multa�. Caetano alega ainda, que Moreira ultrapassa o papel de cidadão no processo eleitoral, agindo como principal cabo eleitoral da prefeita, inclusive, com papel de destaque em material de campanha, programa de rådio e lives da candidata à reeleição.

Dia de Finados com restriçþes em Monlevade O coronavírus, que jå matou 1,17 milhão de pessoas em todo o mundo atÊ esta quinta-feira (29), mudou atÊ as celebraçþes do Dia de Finados. A Prefeitura de João Monlevade divulgou uma sÊrie de normas que regem a visitação pública aos cemitÊrios. Na próxima segunda-feira, 2 de novembro, os cemitÊrios do Baú, do Laranjeiras e de Carneirinhos estarão abertos das 7 às 17 horas, mas os idosos devem dar preferência ao horårio entre 7h e 10h. O uso de måscaras serå obrigatório, e os banheiros e bebedouros estarão lacrados. Os visitantes devem evitar aglomerar-se no interior dos cemitÊrios e tambÊm se recomenda não tocar nos túmulos. A Vigilância em Saúde recomenda que, em 2020, não sejam oficiadas ce-

lebraçþes, mas a decisão final cabe às paróquias. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição planeja realizar Missa às 8h no CemitÊrio de Carneirinhos.

CEMITÉRIO HISTÓRICO Um dos pontos turísticos de João Monlevade, o CemitÊrio Histórico da Vila Tanque, tambÊm conhecido como CemitÊrio dos Escravos, estarå aberto na próxima segunda-feira das 8 às 16 horas. Não Ê necessårio agendamento, mas haverå controle de pessoas no local, e o uso de måscara Ê obrigatório. Ali, estão guardados os restos mortais de Jean Antoine FÊlix Dissandes de Monlevade, fundador da

usina e do município; do engenheiro Louis Jacques Ensch, fundador da Companhia Siderúrgica Belgo-Mineira em João Monlevade; do engenheiro alemão Ervin Kruger; de Orozimbo Benvindo Brasileiro e JosÊ Alvim, mortos durante a Segunda Grande Guerra; alÊm de numerosos escravos. O espaço Ê mantido e conservado pela ArcelorMittal.

terminado postulante a qualquer cargo eletivo em qualquer esfera. A Acimon não cita a postagem da prefeita, que foi apagada ainda ontem (29). A Associação afirma que estå se reunindo com cada um dos candidatos para ouvir e apresentar propostas para o desen-

volvimento da cidade. Ainda na nota, a Acimon tambĂŠm informa que a candidata Simone recusou-se a participar de um debate que estĂĄ sendo planejado pela entidade em parceria com a rede Doctum, ao contrĂĄrio dos demais candidatos que aceitaram. Nesta semana, Si-

mone Moreira sequer respondeu ao convite do A Notícia para uma entrevista produzida e gravada em vídeo pelo jornal, enquanto todos os outros pretendentes aceitaram. Os vídeos serão exibidos na próxima semana, de terça a sexta-feira, no canal do jornal no Youtube.

GRUPO DA PREFEITA PEDE PAZ E SINVAL PARTE PARA O ATAQUE PĂ GINA 3 $Y*HW~OLR9DUJDV FĹˆĹ?ĹˆÔ‡Ô‡7Ĺ‘Ĺ—Ĺ•ĹˆĹŠĹ„





ĂˆOFRRO*HO SRU

5

1HEXOL]DGRU ,QDODGRU SRU

5

Lorena Silvestre

2606.indd 1

29/10/2020 19:52:08


30 de outubro a 5 de novembro de 2020

2 Opinião

EDITORIAL

Debate é bom para a democracia

O debate político é fundamental para a construção da democracia. Quanto mais se debatem ideias, mais a população tem clareza sobre quem deve governar a cidade. João Monlevade é um município politizado e é uma das maiores economias do Médio Piracicaba. Dessa forma, ocupa posição central no debate político. E é importantíssimo que a população saiba quais são os planos dos pleiteantes ao cargo público mais importante da cidade. O que pensam sobre temas cruciais? O que a população pode esperar acerca disso? A verdade é que o município não pode perder. E é muito importante que o povo saiba o que se passa no pensamento dos candidatos a prefeito (a). Para levar mais informação ao eleitor, A Notícia não se furta do seu papel social de levar o máximo de informações aos

CHARGE

eleitores, como faz há mais de três décadas e meia. Por isso, a partir da próxima semana, no canal do Youtube do jornal, serão exibidas entrevistas gravadas com os candidatos a prefeito. Aceitaram o convite e participaram, apresentando seus pontos de vista sobre temas diveras, os candidatos Delci Couto, Laércio Ribeiro, Luiz Carlos e Railton Franklin. A candidata Simone Moreira sequer respondeu ao convite do jornal para participar da entrevista. Do mesmo modo, ela já negou participar de debate promovido pela Associação Comercial, Industrial e de Prestação de Serviços de João Monlevade (Acimon). É lamentável que a prefeita da cidade e candidata a reeleição fuja de debater ideias e de responder questões tão caras à cidadania.

Rede de Cidades Criativas (*) EDUARDO JOSÉ QUARESMA Amanhã, 31 de outubro, celebra-se o Dia Mundial das Cidades. Ano passado, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) escolheu duas novas cidades para fazer parte da Rede de Cidades Criativas. Belo Horizonte foi escolhida pela Gastronomia, e Fortaleza, pelo Design. A importância, como já comentado nos artigos anteriores, da Rede de Cidades Criativas da Unesco, é promover a cooperação internacional entre municípios de diferentes locais, que investem na cultura e na criatividade como aceleradoras do desenvolvimento sustentável. Este ano em julho, o Brasil iria sediar o Encontro da Rede Mundial de Cidades Criativas, em Santos (SP), mas devido a pandemia foi adiado. Belo Horizonte entrou para o seleto grupo das Cidades Criativas da Unesco. A riqueza de ingredientes e regionalidade, e o tempero já consagrados nas nossas mesas se tornaram referência internacional. Um dossiê elaborado pela Belotur, com colaboração de empresários, chefs e associações ligadas à comida do estado permitiu que BH fosse agraciada pela Unesco como uma das capitais mundiais da gastronomia criativa. Já Fortaleza, por sua influência na área do design, também se tornou uma cidade criativa. E teve também como candidata a cidade mineira de Cataguases com população em torno de 75.000 habitantes que concorreu a uma vaga por sua produção cinematográfica, mas não entrou para o grupo. Pode ser exemplo para nossa JM. Importante para BH se tornar realidade foi o trabalho coletivo, com a participação do poder público e associações, com apoio do setor privado, a partir de empresários e chefs. A valorização da

gastronomia mineira impulsiona a economia de Belo Horizonte e é um motor do desenvolvimento econômico. Segundo técnicos da Prefeitura, as políticas públicas desenvolvidas como as feiras comunitárias e o restaurante popular, e o fato de a cidade ter a síntese da gastronomia mineira, contribuíram para este feito. E segundo eles, o título passa a ser motivo de mais trabalho, pois uma série de compromissos a serem cumpridos, não só na troca de experiências a partir da rede criativa, mas também desenvolver programas que envolvam toda cadeia da gastronomia. Para conquistar o título, BH mostrou a diversidade de 70 festivais que são realizados na cidade anualmente, os botecos e a importância da geração de emprego e renda, cadeia produtiva que gera mais de 54 mil postos de trabalho, e que movimenta um valor em torno de R$4,5 bilhões por ano. No caso de BH, a contribuição da gastronomia mineira é importante para o turismo e para a economia e a participação de pequenos empresários no Mercado Central, com o famoso fígado com jiló, até os restaurantes sofisticados foi fundamental para a cidade ser escolhida. Além disto, os queijos fazem um sucesso entre os turistas. E a nossa João Monlevade, bem que já poderia ser chamada de JM (igual BH). Ela precisa “conversar” com outros municípios em busca das mehores soluções. É preciso trocar ideias por meio de seminários e cursos, para definir o caminho a ser trilhado nesta proposta. Mas é importante iniciar esta conversa o quanto antes, para definir qual é a vocação da cidade. Já existem alguns estudos em andamento e sugestões e críticas construtivas são muito bem-vindas.

(*) EDUARDO JOSÉ QUARESMA é engenheiro civil e professor

A influência negativa dos mitos eleitorais (*) RENATA MARTINS DE SOUZA O sufrágio universal, que é a possibilidade de escolher representantes e pleitear cargos eletivos, constitui uma das grandes prerrogativas asseguradas pela Constituição de 1988. A despeito da relevância de tal instrumento, em todo pleito eleitoral, informações desencontradas são difundidas no meio social, notadamente no ambiente virtual, confundindo o eleitor e criando entraves para a consolidação da democracia. O mito mais antigo diz que o voto em branco vai para o primeiro colocado. Outra lenda afirma que, se metade dos votos for nulo, o pleito é cancelado, devendo ser realizada outra eleição. É de se notar que o voto em branco implica mera abstenção do direito de escolha dos representantes. O voto nulo, por sua vez, que acontece quando o eleitor digita um número que não corresponde a nenhum candidato ou partido, caracteriza mera insatisfação por parte do eleitor com os candidatos que são apresentados. Apesar da distinção apontada, ao contrário do que se prega, ambos são considerados apenas para fins de estatística, ou seja, não são computados como votos válidos e também não favorecem nenhum candidato ou partido político. Com efeito, segundo prevê a legislação brasileira, votos brancos e nulos são excluídos dos cálculos, não interferindo no resultado do processo eleitoral. A questão, contudo, demanda reflexão, posto que tende a repercutir diretamente na participação política dos cidadãos. Como sabido, apesar de formalmente figurar como titular do poder soberano, o povo jamais adquiriu consciência de sua própria cidadania ativa, fator que certamente contribui para o incremento da indiferença eleitoral. Isso, entretanto, não significa que fica impossibilitada a construção de uma efetiva esfera pública democrática.

Em meio a tal contexto, marcado sobretudo pelo fato de que são poucos os que se dispõem a participar de processos de deliberação pública, dada a ojeriza que, geralmente, têm pela política, mesmo sem a pretensão de esgotar o tema, dada as inúmeras complexidades que o circundam, apresenta-se como proposta, a retomada do espírito democrático por parte da comunidade, fazendo reascender em cada cidadão, por meio da educação política (desenvolvida, por exemplo, a partir da realização de palestras em comunidades e escolas), informação e entendimento esclarecido, a esperança de que a sua participação ampla e consciente no processo de tomada de decisões, que afeta a coletividade, é pressuposto fundamental do arranjo político democrático, lhe proporcionando condições de modificar o mundo em que se encontra. A ideia, pois, é conscientizar o eleitor dos efeitos potenciais de sua escolha e afastar a prática da abstenção somada aos votos em brancos e nulos; fomentando, em todos, a crença de que o voto é o primeiro passo para a retomada do espaço político como um local aberto ao debate e ampliação das possibilidades participativas, demonstrando, ainda, os reflexos negativos do ato de votar sem o devido conhecimento da organização política de nosso País. Nessa linha de reflexão, torna-se imperioso reconhecer que a propagação do voto ou nulo ou voto em branco é um desserviço à democracia, já que estes em nada contribuem para fazer minimizar as desigualdades sociais que, há muito, se protraem no tempo. Por derradeiro, defende-se a importância do voto consciente, instrumento do direito de sufrágio, que materializa o processo de escolha de nossos representantes, bem como a relevância da propagação de práticas de cobrança e fiscalização constante dos gestores públicos como forma de possibilitar transformações sociais significativas.

(*) RENATA MARTINS DE SOUZA é doutora em Direito Público e mestre em Teoria do Direito pela PUC Minas, professora da Rede Doctum, Defensora Pública do Estado/MG.

Vamos eleger mulheres para o Legislativo (*) MARISA ADRIANA FONSECA ALVES A falta de representação feminina na Câmara Municipal gera consequências que se refletem, principalmente, mas não unicamente, na idealização, construção e execução de políticas públicas voltadas para a mulher no município. A presença de mulheres no Legislativo proporcionará um debate mais adequado e mais abrangente em torno de questões que estejam relacionadas às pautas femininas, principalmente em questões fundamentais, como saúde e segurança pública. A Associação Mulheres em Ação de João Monlevade (AMA) nasceu em 2012, em virtude da ausência de mulheres na Câmara de Monlevade, com o objetivo de ser a voz das mulheres junto aos poderes Executivo e Legislativo. Desde 2013, mesmo com as exigências das cotas, mulheres não ocupam cadeiras na Câmara Municipal de João Monlevade. A última foi Dulcinéia Lírio Caldeira, eleita vereadora pelo PT para o mandato 2009-2012. O curioso é que segundo dados do TSE as eleitoras do sexo feminino em João Monlevade representam 53,6% do eleitorado Monlevade. Isso acontece devido à exclusão histórica das mulheres na política e que reflete hoje no cenário de baixa representatividade feminina em todas as esferas, em virtude do machismo estrutural, com a internalização, pelas próprias mulheres, de que o mundo político não seria o lugar delas. Além disso, acreditamos que, infelizmente, ainda existe a re-

sistência de alguns partidos em apoiar a candidatura de mulheres. As que se dispõem a encararem esta realidade encontram o impacto da divisão do trabalho, com dupla ou tripla jornada somada a limitações a recursos financeiros. Resumindo, elas têm menos tempo, menos dinheiro e nem todas tem postos de visibilidade para ter mais chances eleitorais. O que torna esta balança um tanto desigual. Pensando nisto, a Associação de Mulheres em Ação (AMA), de João Monlevade está realizando uma campanha visando incentivar a representatividade feminina na Câmara de vereadores de João Monlevade. O objetivo é ter mulheres decidindo sobre pautas femininas e sendo verdadeiramente ouvidas pelos órgãos e poderes públicos. E, com intuito de dar voz e visibilidade para as candidatas deste pleito de 2020, a entidade convidou todas as candidatas para apresentarem suas propostas de políticas públicas voltadas para a mulher no município, sendo que todas que aceitaram o convite serão ouvidas ao vivo em debates transmitidos pelo Facebook: Ama João Monlevade. Os debates serão feitos em grupos de quatro a cinco candidatas a vereadora que abraçaram o projeto, com a mediação de uma das voluntárias da AMA nos dias 29/10, 3/11, 4/11, 5/11, 9/11 e 11/11, sempre às 19:00 horas. Participe conosco e eleja mulheres ao Legislativo. Essa é a nossa bandeira.

COXIA Paz?

Pastor Carlinhos

Na semana em que o grupo da prefeita pede paz na campanha eleitoral, o líder do governo, Sinval Dias (PSDB), partiu para o ataque. Mais uma vez, ele protagonizou outro episódio de baixaria na Câmara.

O vereador Pastor Carlinhos (PL), candidato a vice na chapa de Railton (PDT), tem falado menos na tribuna da Câmara. Ele, que sempre protagonizou debates e apontou dedos para a administração, tem tido uma atuação mais contida nas reuniões da Câmara.

Descontrole Sinval partiu para cima de Belmar (PT), o mesmo que recebeu dele uma livrada no rosto no ano passado, porque o petista disse que a prefeita foi recebida com “carinho” no bairro Industrial. Belmar não regiu e ouviu calado os gritos de Sinval Dias. No domingo, Simone e Carlos Moreira foram hostilizados naquele bairro quando pediam votos. Uma lata de cerveja foi arremessada contra o carro onde estavam, quando deixavam o bairro.

Conceição Conceição Winter (Cidadania), a dona Conceição, voltou aos braços do grupo de Carlos Moreira. O mesmo que virou as costas para ela em 2008, quando ela era vice-prefeita e sonhava com a chance de ser a candidata da época. Pelo visto, está tudo na base da paz e do amor.

Danilo

Pela culatra Belmar disse que agiu com ironia, mas Sinval não entendeu assim e jogou por terra o discurso pacifista do grupo da prefeita que ele tanto defende. Até o ex-prefeito Carlos Moreira, conhecido por seu temperamento, tem pedido paz nas redes sociais. Neste caso, sem qualquer trocadilho, o tiro saiu pela culatra.

Vítimas A agressão, claro, merece condenação veemente por parte de qualquer pessoa civilizada. No entanto, os governistas exageraram o episódio e se valeram dele para se colocar como vítimas de violência política. Alguns apontaram até que a grosseria teria acontecido somente porque Simone é uma mulher. Menos, pessoal.

Papéis Quem apostava em uma campanha eletrônica, sem impressos, enganou-se. A distribuição de santinhos e colinhas continua a todo vapor. Nas ruas, é fácil encontrar agitadores de bandeiras e agentes entregando os materiais gráficos, que entopem as caixas de correio. Também é fácil encontrar os impressos pelo chão, sujando ainda mais as nossas malcuidadas vias públicas. E claro, também é fácil encontrar cidadãos insatisfeitos e prontos para jogar toda aquela papelada no cesto de lixo.

Fabrício Fabrício Lopes (Avante), atual vice-prefeito, diz que fi cou sem espaço no governo e que agora terá vez e voz junto a Laércio, em caso de vitória nas eleições deste ano. Ele é candidato a vice novamente e pode ser o primeiro vice da história reeleito com grupos distintos.

Danilo do Fraga (Patriotas) vem como vice depois de ter sido cotado como pré-candidato a prefeito, desde as últimas eleições. À época, no PDT, ele alegou que teve o tapete puxado pelo partido, que decidiu apoiar Railton. Será que agora emplaca?

Andrea Andrea Brito é a vice de Delci Couto (PSB) e entra pela primeira vez na política. Ela vem com discurso de ser atuante no governo, em caso de vitória. O fato de não ser conhecida no meio político será que ajuda ou atrapalha? O que as urnas irão dizer?

Comissionados Monlevade é campeã de servidores comissionados em relação a outras cidades bem maiores. Segundo estudo do Observatório Social do Brasil (em Itabira), entidade sem fins lucrativos que avalia os governos municipais, a cidade, com 81 mil habitantes, tem 297,84 cargos de livre nomeação (na proporção de 100 mil habitantes). Para se ter ideia, Curitiba, capital do Paraná, com 1,752 milhão de cidadãos, tem apenas 12,63 comissionados, na mesma proporção.

Erramos Na última edição, a coluna Coxia cometeu um erro ao dizer que Carlos Moreira bancou festa de formatura do sobrinho, que hoje é candidato a vereador. Moreira está inelegível por pagar festa de formatura de um sobrinho, mas esse não é candidato às eleições deste ano. Pedimos desculpas pela informação errada.

4XHPOrVDEHRTXHGL] Diretora Geral: Maria Cecília A. Passos Registro profissional: MG07860JP

Editor: Erivelton Braz Assistente: João Vítor Simão Diagramação e Arte: Julieta Bittencourt Gráfica Nina: Guilherme Bessa e Sanzio Miranda Impressão: Editora Gráfica Nina Publicado desde 1984 - Propriedade da empresa A Notícia Regional Ltda. Circulação: João Monlevade e região Av. Rodrigues Alves, nº 78, República, João Monlevade/MG

(*) MARISA ADRIANA FONSECA ALVES é advogada e presidente da AMA 2606.indd 2

29/10/2020 19:52:16


Geral 3

30 de outubro a 5 de novembro de 2020

Sinval parte para o ataque e, mais uma vez, protagoniza baixaria na Câmara DESCONTROLE OCORREU NA SEMANA EM QUE O GRUPO DA PREFEITA PEDE PAZ NA CAMPANHA A reunião desta quarta-feira (28) da Câmara Municipal de João Monlevade foi marcada por uma mais uma cena de descontrole do vereador Sinval Dias (PSDB). O líder do governo na Câmara atacou o parlamentar Belmar Diniz (PT) e quase o agrediu. Sinval se irritou após o petista comentar as críticas do radialista e ex-prefeito Carlos Moreira, marido da atual prefeita e candidata à reeleição Simone Moreira (PTB), sobre a rejeição do projeto da isenção da taxa mínima de água. O parlamentar da oposição usou de ironia e chamou de “carinho” o episódio de hostilidade do último domingo (25), em que o casal e apoiadores foram expulsos de um bar no bairro Industrial. (veja matéria a seguir). Na ocasião, o Fiat Mille em que estavam foi atingido por uma lata de cerveja aberta quando estavam de saída. Belmar apontou que esta era uma manifestação de reprovação da comunidade ao atual governo. O líder do governo, Sinval Dias, repeliu a ironia de Diniz. Ele considerou que o oposicio-

João Vitor Simão

SINVAL atacou Belmar verbalmente e também discutiu com o aposentado Carlos Coelho que estava na platéia

nista estava incentivando o ódio e a violência política. Em sua fala, ele negou que Carlos Moreira seja “coronel” e exigiu respeito do colega ao casal Moreira. Belmar pediu direito de resposta, negando que estivesse promovendo agressões, mas o procurador jurídico da Câmara, Alexandro Pastorini, negou o tempo de réplica ao petista. A seguir, falaria Revetrie Teixeira (MDB), que cedeu o

tempo a Belmar Diniz. O oposicionista negou qualquer apologia à violência, e relembrou o episódio do “livro na cara” de abril de 2019, quando teve um caderno de inscrições esfregado no rosto por Sinval Dias. “Violência foi o que o senhor fez comigo”, disse. Foi o suficiente para o líder do governo enfurecer-se, dizendo que já havia pago pelo episódio, e exigindo em voz alta que Belmar não se

REPERCUSSÕES O grupo da prefeita, ao longo da semana, em respos-

João Vitor Simão

TONINHO fez denúncias graves na tribuna

Reprodução

CARLOS Moreira, Simone e apoiadores foram hostilizados em bar no Industrial

ta ao ocorrido afirmou que o episódio foi uma agressão. A influencer digital Brenda Mendes Gonçalves gravou um vídeo em que acusa “um macho escroto” de agredir mulheres (a prefeita estava acompanhada da servidora de confiança Naira Ananias). Ela ainda repreende o episódio, cita o feminismo e convoca todas as mulheres a apoiarem Simone Moreira. O vídeo foi amplamente divulgado por apoiadores que

também fizeram inúmeras postagens pedindo paz e criticando o episódio. Até o marido da prefeita, Carlos Moreira, gravou vídeos pedindo paz na campanha eleitoral e pedindo Deus para iluminar os concorrentes. Por outro lado, nas redes sociais, muitos textos mostraram o mesmo ponto de vista de Belmar de que o ato foi uma resposta contra o governo e não um ato de violência contra a prefeita.

Monlevadense fatura terceiro lugar em concurso de fotos A fotógrafa monlevadense Lorena Silvestre (foto) ficou em terceiro lugar no Concurso Fotográfico: “a PM Mostra Seu Sorriso”. A iniciativa da corporação valoriza a fotografia do sorriso em situações cotidianas da PMMG no aspecto profissional, pessoal e/ou familiar. Lorena tem 23 anos, é moradora do bairro Cruzeiro Celeste e colaboradora do A Notícia. Ela clicou o Sargento César, um dos responsáveis pela manutenção das viaturas, na sede da 17ª Cia Independente da Polícia Militar em João Monlevade. 2606.indd 3

“babaca”, e imediatamente foi tirar satisfações. Os dois ficaram separados apenas pela fita zebrada que isola o plenário e mais alguns centímetros. Funcionários tiveram que afastar Sinval e Carlos Coelho que, por pouco, não se agrediram fisicamente. O tucano então se direcionou a Belmar Diniz, e novamente exigiu que ele não se referisse ao episódio de 2019, já que ele havia pedi-

“Quando a energia é boa, o sorriso não falha e a vida não para", foi a legenda da imagem. Na primeira fase, ela recebeu menção honrosa. O vencedor foi quem obteve mais curtidas no Instagram do Centro Odontológico da PM. A foto de Lorena recebeu 2930 votos. Como prêmio Lorena faturou um kit aventura, composto de camiseta e bermuda – Citerol, coleção de livros “Guia Fotografia Fácil” da Editora Europanet e cinco dias de hospedagem em uma das colônias do Clube Social dos Cabos e Soldados PMBM/MG.

do desculpas públicas e doado cestas básicas ao Asilo Lar São José. A sessão foi interrompida por dez minutos, e na volta, vários parlamentares criticaram as agressões sofridas pelo casal Moreira e pediram por mais serenidade na campanha eleitoral. O presidente Leles Pontes pediu calma ao vereador Belmar. Os trabalhos foram retomados após a pausa sem mais confusões.

Toninho acusa ex-vereador de furar fila para exames

Carlos Moreira e Simone são hostilizados na rua O ex-prefeito Carlos Moreira e a esposa, a prefeita Simone Carvalho (PTB), candidata a reeleição, foram expulsos de um bar no bairro Industrial. O caso ocorreu na manhã de domingo (25). Em vídeo que viralizou na rede social, o casal Carlos e Simone, além de apoiadores, foram hostilizados por frequentadores do estabelecimento. No vídeo, são questionados por que não terminaram as obras do Posto Médico do bairro e recebem diversas críticas da gestão. A prefeita fechou o posto para reformas em 2019, mas não terminou e promete entregá-lo se for reeleita. No vídeo, é possível ver moradores revoltados com a prefeita e o marido. Ao fim, até uma lata de cerveja é arremessada contra o carro deles, quando já deixam o local. Essa é a primeira vez na história que um chefe do Executivo sofre esse tipo de retaliação em Monlevade. Em live dois dias antes, prefeita disse que está sendo bem recebida nos bairros.

referisse a ele. O petista pediu a palavra, mas Sinval continuava a bradar, enquanto o presidente da Casa, Leles Pontes (Republicanos), pedia para que ele se acalmasse e para que o seu microfone fosse cortado. No meio da discussão, o aposentado Carlos Coelho, que estava no plenário assistindo a reunião, dizia que a exaltação de Sinval era “desespero”. O líder do governo ouviu-o chamá-lo de

O vereador Antônio de Paula Magalhães, o Toninho Eletricista (PTB), usou nesta quarta-feira (28) a tribuna da Câmara para fazer uma denúncia contra um ex-vereador de João Monlevade. Segundo ele, o antigo parlamentar estaria “furando a fila” na marcação de consultas para pessoas de seu interesse.

De acordo com Toninho, o ex-legislador seria “um dos que mais pega exames, e está escalado para às terças-feiras pegar exames dentro do Pronto Atendimento (PA)”. Segundo o petebista, o colega ainda teria pedido pessoas para difamá-lo em redes sociais. Na tribuna, Toninho não revelou o nome

do antigo vereador, mas pediu que o caso fosse investigado: “Alguém tem que denunciar esse cidadão”. Eletricista ainda subiu o tom com o colega: “Se ele quer guerra, ele vai ter guerra. Eu não denigro ele [sic], não mexo com essa porcaria desse cara, e ele mexe muito comigo”. A denúncia de Toninho, que é do grupo político e mesmo partido da prefeita Simone, é grave e envolve o Governo Municipal, já que ter pedidos passados na frente de outros significa o uso da máquina pública para favorecer um candidato a vereador. A prática de “facilitar” pedidos e procedimentos no setor público para obter benefícios políticos é considerada crime eleitoral. Os vereadores Djalma Bastos (PSD) e Guilherme Nasser (MDB) pediram que o caso fosse investigado.

Lelê vai à polícia por boatos e critica Carlos Moreira O vereador Lelê do Fraga (DEM) protocolou um boletim de ocorrência denunciando publicações contra ele em redes sociais. O motivo das postagens seria a sua ausência no dia da votação que derrotou a isenção da taxa mínima de água, em 6 de maio. Naquele dia, o parlamentar estava doente, e a isenção obteve apenas nove dos dez votos que precisava para continuar tramitando. Segundo Lelê, o boletim de ocorrência e a relação das

publicações já foram remetidos para o Cartório e a Justiça Eleitoral para que sejam tomadas as providências cabíveis. Antes um aliado do atual governo, Antônio Carvalho Fraga confirmou o afastamento da gestão Simone Carvalho (PTB), que já demonstra desde o fim do ano passado. Sem mencioná-lo nominalmente, o vereador criticou o ex-prefeito e radialista Carlos Moreira: “Levar para a rádio para falar mentiras e tentar de-

negrir a imagem deste vereador? Isso é uma vergonha! Falar uma mentira na rádio, e dizer que eu não votei porque não quis? Isso é palhaçada”. Na época da rejeição da isenção, Moreira usou seu programa na rádio Global FM para criticar a negativa dos parlamentares, questionando Lelê se ele não poderia votar por telefone. Nesta quarta-feira, o vereador disse que não deu seu voto à distância por não ter sido avisado da votação.

Nota de Esclarecimento

Divulgação

O DataMG Centro de Informação e Pesquisas, com sede em Itabira, vem a público comunicar que não fez pesquisas em João Monlevade na semana entre os dias 26 e 30 de outubro. O motivo do esclarecimento é pelo fato que pessoas conhecidas afirmaram terem respondido pesquisas, nesta semana em questão, realizadas por “supostos entrevistadores” portando “crachás com logomarca do DataMG” se passando por colaboradores da empresa itabirana. O DataMG, há 18 anos no mercado, comunica que tomará medidas cabíveis e pede para os eleitores que observem bem a identificação dos entrevistadores. Os entrevistadores da empresa, atualmente, fazem pesquisas vestidos um colete azul com o nome DataMG escrito na frente e atrás. Caso algum eleitor se sinta enganado ou tiver dúvidas quanto a veracidade da empresa de pesquisa entre em contato conosco pelos telefones 31 3835 1530 ou pelo WhtasApp 9737 0264. Atenciosamente Adilson Simeão Diretor 29/10/2020 19:52:17


30 de outubro a 5 de novembro de 2020

4 Geral

João Monlevade e Itabira são campeãs de cargos comissionados hoje 265.409 moradores e 61,12 servidores em cargo de confiança a cada 100 mil habitantes. Os melhores exemplos, segundo o estudo do Observatório Social do Brasil, vêm do Paraná: 33,98 trabalhadores por 100 mil habitantes em Maringá, com 430.157 habitantes; 32,23 em Curitiba, capital do estado com 1,752 milhão de cidadãos e apenas 12,63 em Londrina, que tem população de 575.377, sendo a segunda cidade mais populosa do estado e a quarta da região Sul. Isto significa que, à proporção de suas populações, Monlevade possui 23 vezes mais funcionários comissionados que Londrina, a maior cidade do Norte do Paraná.

COMPARATIVO DO NÚMERO DE CARGOS COMISSIONADOS DA PREFEITURA DE ITABIRA COM OUTROS MUNICÍPIOS

Quantidade de cargos comissionados/ por 100 mil habitantes 72 Comissionados/569.733 Habitantes

População estimada (2019) IBGE 623 Comissionados/1.933.105 Habitantes 144 Comissionados/423.666 Habitantes 161 Comissionados/263.410 Habitantes 407 Comissionados/219.134 Habitantes 296 Comissionados/120.060 Habitantes 238 Comissionados/79.910 Habitantes

GRATIFICAÇÕES

LONDRINA

Em Monlevade, dezenas dos comissionados recebem gratificações que variam de

IPATINGA

STA LUZIA

ITABIRA

JOÃO MOLEVADE

Reprodução/osbrasil.org.br

GRÁFICO do Observatório Social do Brasil mostra comparativo de comissionados

Lorena Silvestre

SERVIDORES só retornam ao trabalho na terça-feira (3)

tiva e dos museus estaduais. Os dispensados de suas obrigações hoje, tanto servidores do Estado quanto da Prefeitura, retornam às funções apenas na terça-feira (3)

MARINGÁ

REFERÊNCIA AGOSTO 2020

Repartições municipais com ponto facultativo em Monlevade Os funcionários municipais terão folga nesta sexta-feira (30). O motivo é o Dia do Servidor Público, celebrado na última quarta-feira (28). A Prefeitura mantém a tradição de conceder um dia de ponto facultativo aos seus trabalhadores. A exceção são os funcionários dos serviços considerados essenciais à população, e que não podem parar; para estes, deve ser organizado um esquema de revezamento dos servidores. Para os servidores públicos do Estado de Minas Gerais, o ponto será facultativo nas repartições do governo, exceto para funcionários da Saúde, da Segurança, das Unidades de Atendimento Integrado (UAI), da Fundação TV Minas Cultural e Educa-

CURITIBA

após o feriado prolongado que começa com o Dia do Servidor Público e se estende no sábado, no domingo e também na segunda-feira (2), data em que cai o Dia de Finados.

10% e podem chegar a 80% a mais nos salários. A justificativa geralmente é a realização de alguma outra função na administração pública. E maio deste ano, A Notícia publicou reportagem especial, a partir de pesquisa junto a documentos solicitados pelo vereador Guilherme Nasser (MDB) e que foi repassada à imprensa. O material divulgado trazia nomeações de 184 pessoas para os cargos comissionados, mas o vereador garantiu que o número poderia chegar a 229. Os documentos mostram 72 premiados com até 80% de gratificação sobre o salário. À época, foi divulgado que o custo mensal dos cargos de confiança chega a R$768 mil e as gratificações custariam R$87 mil/mês, totalizando despesa de mais de R$10 milhões ao ano.

Prefeitura libera festas e eventos, mas com 50% do público Os eventos públicos estão parcialmente permitidos em João Monlevade. Foi publicado na última terça-feira (27) no site da Prefeitura o decreto que dá luz verde a festas, congressos, feiras, bufês, casas de espetáculos, peças de teatro, parques de diversões, circos, boates, casas de sinuca e bares com música ao vivo. A filmagem e fotografia desses eventos também está autorizada. No entanto, é permitido o preenchimento de até 50% da capacidade de público do espaço. O “distanciamento social”, a higienização dos ambientes e o uso de álcool em gel e máscaras é obrigatório. Os estabelecimentos que descumprirem as determinações podem ter o alvará de funcionamento cassado e serem obrigados a fechar as portas. Caso João Monlevade regrida para ondas anteriores do programa Minas Conscien-

Arquivo JAN

SALÕES de festas voltam a funcionar em Monlevade

te, do governo estadual, a reabertura pode ser revogada. O decreto tem data da quin-

ta-feira da semana passada (22), com vigência a partir do sábado seguinte (24).

Investir na saúde da sua equipe, é cuidar do que é mais valioso na sua empresa. Garanta motivação, produtividade e confiança ao seu negócio com os planos Unimed.

a partir de

Planos de saúde R$

ANS - nº 3523-14

Um estudo do Observatório Social do Brasil, unidade de Itabira, aponta que João Monlevade e a cidade vizinha têm as mais altas taxas de cargos comissionados por habitante. A entidade sem fins lucrativos mostra que, a cada 100 mil habitantes, Itabira, com 120 mil habitantes, possui 246,54 cargos de confiança, e João Monlevade, com cerca 81 mil moradores, contrata, na proporção, 297,84 trabalhadores sem concurso público, por livre nomeação do prefeito. Alguns efetivos também exercem função de comissionados. Para fins de comparação, o município de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, possui atualmente 185,73 funcionários em comissão a cada 100 mil moradores. A cidade tem 218.147 habitantes. Grande centro industrial e comercial do Vale do Aço, a cidade de Ipatinga tem

72,75

*

João Monlevade

Vamos cuidar da sua empresa?

(31) 3852-3131 www.unimedjm.coop.br

Rua Florianópolis, 27 Carneirinhos João Monlevade - MG

*Consulte Condições. Valor sujeito a alterações a partir de 31/12/2020 2606.indd 4

29/10/2020 19:52:18


Geral 5

30 de outubro a 5 de novembro de 2020

(OHLo}HV

Mitos e verdades sobre as eleições

VOTO NULO ANULA ELEIÇÃO? VOTO EM BRANCO VAI PARA O VENCEDOR? POSSO FOTOGRAFAR O VOTO? Ao longo dos anos, os processos eleitorais acumulam mitos e dúvidas. Muitas pessoas questionam se, de fato, os seus votos serão computados para os candidatos de sua preferência. Muitas vezes, as redes sociais aumentam a confusão, e causam falsas impressões que podem interferir no resultado da escolha.

E@SNR NT

E@JDR

" "

"

VOTO EM BRANCO Um dos mitos mais recorrentes nas eleições é de que os votos em branco são direcionados aos vencedores do pleito. Essa ideia não procede, mas, até 1988, os votos em branco eram creditados ao candidato que estivesse em primeiro lugar. No entanto, com a nova Constituição, os votos brancos e nulos são equiparados e considerados como não-válidos. A chefe do Cartório Eleitoral de João Monlevade, Hortência Trindade, explica que “os votos em branco não são computados para ninguém. São desprezados no cálculo dos eleitos, porque não são considerados votos válidos”. No entanto, o eleitor pode votar em um candidato para um cargo (prefeito, por exemplo) e anular ou votar em branco para outro (vereador), sem prejuízo para o seu voto válido.

VOTO NULO Uma lenda frequentemente difundida em redes sociais e aplicativos de mensagens é a de que, “se metade dos eleitores mais um anular o voto, a eleição é cancelada, e um novo pleito deve ser convocado”. A chefe do Cartório explica que os vencedores são escolhidos dentre os votos válidos, enquanto que os brancos, nulos e as abstenções são desprezados e não entram para o cômputo.

Candidatos a prefeito já gastaram mais de R$600 mil COLIGAÇÕES APRESENTAM BALANÇO PARCIAL DE CONTAS

CPF RASTREADO Um assunto que também circula é que é possível rastrear CPFs para saber em quem a pessoa votou. Essa artimanha sórdida é usada, principalmente, contra pessoas sem instrução. Eles alegam que caso o eleitor não escolha o candidato “indicado”, ele perderia benefícios sociais ou sofreria alguma forma de represália. Hortência Trindade repele essa possibilidade: “A urna eletrônica é segura. Os dados são criptografados. Não é possível descobrir quem votou em quem. Até hoje não há registros de fraude quanto à segurança da urna. Se a urna não fosse segura já se teria descoberto algo de errado nesses 20 anos em que a eleição em nosso país é totalmente eletrônica”.

VOTO OBRIGATÓRIO O voto é obrigatório para todos os eleitores alfabetizados entre os 18 e os 70 anos, e facultativo para aqueles que tenham 16, 17 ou mais de 70 anos no dia do escrutínio. No entanto, algumas classes não são habilitadas a ir às urnas: os menores de 16 anos, os condenados em sentença transitada em julgado, os estrangeiros não-naturalizados, os rapazes cumprindo o serviço militar obrigatório e aqueles que tiveram o título eleitoral cancelado. Esta última situação acontece quando o eleitor não vota nem justifica a ausência por três pleitos consecutivos.

BOCA DE URNA No dia da votação, o eleitor deve observar alguns comportamentos para evitar transtornos e até a prisão. A “boca-de-urna”, como é chamada a propaganda feita no dia do pleito, é completamente vetada; o eleitor pode apenas manifestar sua opção silenciosamente, com um broche, bandeira ou camiseta feita por si próprio. Tampouco é permitido fotografar ou filmar o voto; em eleições passadas, eleitores foram presos por cometerem tal ato.

Lorena Silvestre

PRESTAÇÕES foram apresentadas à Justiça Eleitoral

2606.indd 5

lugar, está Delci Couto, com R$140.660,18, seguido por Dr. Railton, com despesas de R$139.789,71. Apesar de ser a segunda com a maior arrecadação, Simone Moreira foi a segunda a menos abrir o bolso, com despesas de R$95.145,08, enquanto que os menores gastos foram de Luiz Carlos, somando R$20.931,60. Assim, os candidatos já desembolsaram R$619.054,45. O cruzamento entre os valores arrecadados e as despesas pagas, significam que três dos cinco candidatos operam no vermelho, com mais despesas que receitas. A coligação “Juntos por Monlevade – Para Cuidar das Pessoas” trabalha com déficit de 39% em suas finanças. A coligação “Fara Fazer Diferente” tem um buraco de 40%. Mas o maior rombo é o da coligação “Muda Monlevade”, de 82%. A chefe do Cartório Eleitoral de João Monlevade, Hortência Trindade, explica que essa situação é possível, pois “há gastos eleitorais que podem ser pagos em uma única vez, mas os gastos tem que constar na prestação na data de

sua efetivação e não do seu pagamento”. A prestação de contas final deve ser feita até o dia 15 de dezembro.

FUNDO ESPECIAL Três dos cinco candidatos usaram do chamado “fundo especial” para financiar suas campanhas. Delci Couto teve 27,4% de seus recursos oriundos do fundo, somando R$21.259,66. 60% dos recursos da campanha de Dr. Railton, ou R$62.549,04, vieram do fundo especial. Mas quem mais se utilizou dessa fonte, tanto em termos absolutos quanto proporcionais, foi Dr. Laércio: 62,04%, ou R$136.482,13. Por outro lado, Simone Moreira e Luiz Carlos não acessaram os recursos especiais. A chefe do Cartório Eleitoral, Hortência Trindade, explica que o fundo especial para o financiamento de campanha é o equivalente ao antigo “direito de antena”: “uma inovação da lei que transferiu para os partidos o dinheiro que era destinado à propaganda partidária obrigatória que era veiculado no rádio e televisão”.

Candidata: 38.856.940/0001-50 Jornal 01.674.410/0001-80 Valor R$400,00

Os cinco candidatos à Prefeitura de João Monlevade enviaram no último domingo (25) à Justiça Eleitoral uma prestação de contas parcial sobre suas campanhas. De acordo com os dados lançados até a tarde desta quarta-feira (28), quem mais arrecadou recursos foi o candidato Dr. Laércio (PT), da coligação “Juntos por Monlevade – Para Cuidar das Pessoas”, que conseguiu R$159.407,57. A seguir, aparecem Simone Moreira (PTB), da coligação “A Força que Vem do Povo”, que recebeu R$102.338,17. Na sequência, está Dr. Railton (PDT), da coligação "Para Fazer Diferente", com R$99.248,40 arrecadados; seguido por Delci Couto (PSB), da coligação “Muda Monlevade”, com R$77,190,00. Quem menos obteve recursos foi Luiz Carlos, do Patriota: R$23.100,00. A soma das arrecadações de todos os candidatos chega a R$461.284,14. Além da arrecadação, eles também lançaram as despesas pagas até o momento. O que mais ganhou, Dr. Laércio, também foi quem mais gastou: R$222.527,88. Em segundo

29/10/2020 19:52:27


30 de outubro a 5 de novembro de 2020

6 Classificados

1 IMÓVEIS Aluguel APTO na av. Castelo Branco, 531, térreo, c/3 qtos (1c/ suíte), dependência. Tr. 98771-2900 _________________ APTO na av. Getúlio Vargas, em cima do Magazine Luiza, c/3 qtos (1 c/suíte), dependência. Bom p/ comércio. Tr. 98771-2900 _________________ APTO na rua Guanabara, nº 209, bairro República, c/2 qtos, 2 banheiros, área de tanque e garagem. Tr. 99781-4345 _________________

APTO na rua Guanabara, 253, apt.106, bairro República. C/2 qtos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Tr. 3852-2048 _________________ APTO na rua Nossa Senhora Aparecida, c/2 qtos (sendo 1 suíte), sala, cozinha, banheiro social, área de serviço e garagem. Tr. 38515121 PJ3637 _________________ APTO na rua Santa Maria de Itabira, bairro José Eloi, c/2 qtos, sala c/sacada, cozinha conj. c/copa, banheiro social, área de serviço, garagem.Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ APTO no bairro Alvorada, c/3 qtos (suíte), sala p/2 ambientes, banheiro social, cozinha, área de serviço e garagem. Tr. 3851-5121 PJ3637 _________________ APTO no bairro Vale do Sol, rua Dona Clara, bloco

19, apt. 102, c/2 qtos, sala, cozinha e banheiro. Tr. Genivaldo 99589-0930 _________________ BARRACÃO na rua Richard, nº 40, fundo com av. Getúlio Vargas 4.375, c/100m² livre, s/divisória, 2 banheiros. Tr. 98771-2900 _________________ CASA comercial na rua Kennedy, bairro Nossa Senhora da Conceição, c/5 qtos, 4 banheiros (sendo 2 adaptados), 2 salas, 1 banheiro somente c/banheira, cozinha, 2 vagas de garagem, qto de despejo, área privativa. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ CASA na rua Vanádio, bairro Cruzeiro Celeste, 1º pav. c/garagem coberta p/2 carros, sala de estar ampla, sala de jantar, varanda, cozinha planejada c/cooktop, área de lavanderia, lavabo/banheiro. 2º pav. c/3 qtos (sendo 1 suíte c/closet), sala de visitas,

escritório, banheiro social. Água quente na cozinha e banheiros, jardim e quintal. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ COBERTURA na rua Lucinda Soares da Fonseca, bairro JK, 1º pav. c/3 qtos (sendo 1 suíte c/armários e sacada), sala p/2 ambientes, banheiro social, cozinha planejada, área de serviço c/banheiro. 2º pav. c/1 suíte c/armários, sala de TV, lavabo, área externa, 2 vagas de garagem. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ LOJA na av. Alberto Lima, 1977. Tr. 99918-5050 _________________ LOJA na av. Castelo Branco, bairro República, c/aprox. 200m² c/2 banheiros. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ LOJA na rua Geraldo Miranda, 34, c/100m², ao lado do Magazine Luiza. Tr. 987712900

_________________ LOJA no bairro Santa Bárbara, c/aprox. 60m², banheiro. Tr. 3851-5121 PJ3637 _________________ QUITINETE atrás do EPA. Tr. 99781-4345/99602-6759 _________________ QUITINETE mobiliada na rua Mato Grosso, bairro Satélite, c/1 qto, sala, copa, cozinha, banheiro, área de serviço, garagem. Tr. 38513596 PJ857 _________________ QUITINETE na av. Getúlio Vargas, c/1 qto, sala, cozinha e banheiro social. Tr. 38515121 PJ3637 _________________ QUITINETE na rua Guanabara, 209, República. Tr. 99781-4345/99602-6759 _________________ QUITINETE na rua Mumbica, bairro José Elói. Tr. Luzia 3852-4190/98010-4190 _________________ QUITINETE na rua Olinda Dias Fernandes, bairro Santa Bárbara. Tr. Luzia 38524190/98010-4190 _________________ QUITINETE no bairro Carneirinhos, c/1 qto e banheiro. Tr. 3851-5121 PJ3637 _________________ QUITINETES (novas) na av. Getúlio Vargas, nº 4.375, bairro Carneirinhos. Tr. 98771-2900 _________________ QUITINETES (2) novas na rua do Andrade, bairro José Elói, c/garagem. Tr. 38524190/98010-4190 _________________ SALA na rua Andrade, c/ aprox. 36m². Tr. 3851-5121 PJ3637

2

3851-5121 PJ3637 _________________ CASA na rua Ayres Quaresma, bairro Carneirinhos (2 andares), lote de 360m² c/área construída de 235,92m². Tr. 3851-5121 PJ3637 _________________ CASA na rua Palmeiras, 178, bairro Alvorada, c/510m², 8 qts, 3 salas, 6 banheiros, sendo 3 suítes. Garagem p/2 carros. Área livre no lote de 150m². Aceita-se troca por apartamento em Monlevade ou Belo Horizonte, ou lote. Tr. 987652269 _________________ CASA no bairro Castelo, parte de baixo c/2 qtos (sendo 1 suíte e closet), sala de visita, sala de jantar, banheiro social, cozinha c/ armário, área de serviço. Na parte de cima, escritório, sala, cozinha, área de serviço, garagem p/6 carros. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ CASA no bairro Lourdes, c/2 qtos (sendo 1 c/closet), sala conj. c/copa, cozinha, banheiro social, área de serviço, jardim de inverno, planejado em todos os cômodos, acabamento de primeira qualidade, garagem p/3 carros. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ CASA no bairro Paineiras, c/área de 307m² e lote 388m², sendo frente de 14m e fundos área verde c/42m². Tr. 3851-5121 PJ3637 _________________ CASA no bairro República, c/4 qtos (sendo 1 c/suíte e 2 c/armários planejados), cozinha grande, varanda, área de lavanderia no terraço, piscina e sauna. Dependência p/empregada c/ banheiro, garagem p/3 carros. Tr. 98674-4388 _________________

CASA/GALPÃO no bairro Nossa Senhora da Conceição, área construída c/ aprox. 327m², 2 lotes c/ área total de 600m². Tr. 3851-5121 PJ3637 _________________ CHÁCARA no bairro Boa Vista, c/casa, 1200m². Tr. 98704-0531 _________________ CHÁCARAS (4) de 5 mil metros cada em São Gonçalo do Rio Abaixo, perto da Porteira Amarela. Valor a combinar. Aceita-se carro. Tr. 3851-0102/989620102 _________________ LOJA, sobreloja e quintal na av. Alberto Lima, 1977. Área total de 714m². Tr. 99918-5050 _________________ LOTE na rua Castanheiras, bairro Sion, c/360m². Tr. 98758-0195 _________________ LOTE no bairro Cidade Nova, urbanizado, c/360m². Tr. 98758-0195 _________________ LOTE no bairro Cidade Nova, c/390m², na rua 38, quadra 19. R$100 mil. Tr. 98912-9665 _________________ LOTE no bairro Metalúrgico. Tr. c/Edna ou Daniel 3851-0102 _________________ LOTE no loteamento Parques do Vale, ao lado da Lagoa Silvana, em Ipatinga, c/área total de 376m², em área residencial. C/ escritura. R$120.000,00. Somente interessados. Tr. José Luiz (31) 99963-0778 _________________ LOTE plano c/365m², localizado atrás da Vemon. Tr. Valmir 98602-5812 _________________ LOTES no bairro Metalúrgico, c/preços promocionais no valor de R$40 mil cada. Lotes a partir

de 360m². Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ LOTES no bairro Sion, c/ área de 360m². Tr. 38515121 PJ3637 _________________ PONTO COMERCIAL na av. Alberto Lima, nº1977, loja, sub loja e quintal. Área 714m² . Tr. 99918-5050 _________________ PRÉDIO de 3 andares na av. Cândido Dias, bairro Loanda, nº1513 (possui 3 aluguéis). Tr. Edmilson 97501-8265 _________________ QUITINETE toda mobiliada no bairro Rosário, rua Angelina Ponce Martins, c/ quarto, sala, cozinha, banheiro, c/52m². R$160 mil. Tr. 98721-8650 _________________ TERRENO c/7 hectares, casa colonial, ou chácaras. Na região de Abre Campo. Aceita-se troca no negócio. Tr. c/Edna ou Daniel 38510102 _________________ TERRENO em São Gonçalo do Rio Abaixo, c/2,5 hectares c/muita água de nascente. Tr. 975102426/99607-9699 _________________ TERRENO no bairro José Elói, c/190m². R$45 mil. Aceita-se moto ou carro de menor valor como parte do pagamento. Tr. 98721-8650

IMÓVEIS “ArcelorMittal BioFlorestas – Regional Rio Doce, por determinação do Conselho Estadual de Política Ambiental - COPAM, torna público que solicitou, por meio do Processo Administrativo nº 2927/2005/004/2018, revalidação da Licença de Operação, para de silvicultura e Produção de carvão vegetal oriunda de floresta plantada, no município de Dionísio/MG. O requerente informa que foram apresentados os Estudos de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), e que o RIMA encontra-se à disposição dos interessados no link: https://brasil.arcelormittal.com.br/sala-imprensa/publicacoes-relatorios O requerente comunica que os interessados na realização da Audiência Pública deverão formalizar a sua solicitação, conforme o previsto na Deliberação Normativa COPAM nº 225, de 24 de agosto de 2018, conforme será publicado no Diário Oficial de Minas Gerais.”

Compra e Venda

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DE MINAS GERAIS Registro Civil das Pessoas Naturais Oficial Titular: Rosa Maria Bedetti Frade Tavares - Rua Brasília, n. 91, Lucília 35930-010 - João Monlevade - MG Edital de Fora - JOSÉ DAS GRAÇAS MACIEL, maior, Pedreiro/aposentado, residência Rua Marquês de Caravelas, nº 16, Novo Cruzeiro, João Monlevade-MG, filho(a) de JOSÉ FERNANDES MACIEL e CELITA FERNANDES MACIEL; e VILMA FERREIRA DA MOTA, maior, Cozinheira, residência Rua Amoras, nº 20, Vargem Linda, São Domingos do Prata-MG, fi lho(a) de FRANCISCO FERREIRA DA MOTA e JUVENIL JUVENTINA DA MOTA; Edital de Fora - FERNANDO TADEU ROCHA, maior, Auxiliar de produção, residência Rua Rio de Janeiro, nº 217, Patrimônio, São Gonçalo do Rio Abaixo-MG, filho(a) de JOSÉ CARLOS PEREIRA ROCHA e ANTÔNIA PIEDADE ROCHA; e DRIELY TORRES CARVALHO OTONI, maior, Frentista, residência Rua Primavera, nº 15, Santa Cecília, João Monlevade-MG, filho(a) de AMAURI ROCHA OTONI e FERNANDA TORRES CARVALHO OTONI; Edital de Fora - WELLINGTON MARTINS PEDRO, maior, Vendedor, residência Rua Amazonas, nº 1040, Santa Cruz, João Monlevade-MG, filho(a) de JOSÉ PEDRO e NAIR MARTINS; e MARILDA LOPES COSTA, maior, Manicure, residência Rua Gil Bueno, nº 100, Bandeirantes, Bela Vista de Minas-MG, filho(a) de WELLINGTON ANTONIO COSTA e HIDEILDA LOPES DA COSTA; 020028 - GUSTAVO DE FREITAS LIMA, maior, Empresário, residência Rua Emídio Taveira, nº 148, Industrial, João Monlevade-MG, filho(a) de EDEVALDO REIS LIMA e ELIOMAR NUNES DE FREITAS LIMA; e RUTH ELAINE CANDEIA LUZ, maior, Empresária, residência Rua Emídio Taveira, nº 148, Industrial, João Monlevade-MG, filho(a) de SEBASTIÃO CANDEIA DA LUZ e MARIA DAS GRAÇAS CANDEIA LUZ; 020029 - ALESSANDRO LUIZ GONZAGA, maior, Eletricista, residência Rua Floralia, nº 48, Loanda, João Monlevade-MG, filho(a) de JOSÉ LUIZ GONZAGA e APARECIDA DA CONCEIÇÃO OLIVEIRA GONZAGA; e BIANCA VITÓRIA HENRIQUES TAVEIRA, maior, Autônoma, residência Rua Floralia, nº 48, Loanda, João Monlevade-MG, filho(a) de ANTÔNIO PEDRO TAVEIRA FILHO e FERNANDA MARA HENRIQUES; 020030 - CLEBER LUIZ REIS, maior, Mecânico de manutenção, residência Av. Vereador João Braga, nº 156, Jacuí, João Monlevade-MG, filho(a) de OTACILIO REIS e ILMA DE OLIVEIRA REIS; e MARIA DAS DORES FERREIRA, maior, Comerciante/Aposentada, residência Rua Pirapora, nº 244, Loanda, João Monlevade-MG, filho(a) de GERALDO JÚLIO FERREIRA e SEBASTIANA LEITE FERREIRA; 020031 - THIAGO DINIZ MORAIS, maior, Vendedor, residência Rua Atenas, nº 700, Nova Aclimação, João Monlevade-MG, filho(a) de PERGENTINO MACIEL MORAIS e ENI DINIZ GARRIDO MORAIS; e LAUANA AURIENE MENDES, maior, Autônoma, residência Rua Quarenta, nº 771, Loanda, João Monlevade-MG, filho(a) de GERALDO MAGELA MENDES e MARIA LÚCIA DE MIRANDA; 020032 - MÁRCIO GERALDO DE ARAÚJO SILVA, maior, Mecânico de manutenção/Aposentado, residência Rua Cariris, nº 382, Carijos, Conselheiro Lafaiete-MG, filho(a) de VALDIVINO MARQUES DA SILVA e MARIA DE ARAÚJO SILVA; e SANDRA MARA DE SOUZA FREITAS, maior, Securitária, residência Rua Itambacuri, nº 11, Apto 101, Cruzeiro Celeste, João Monlevade-MG, filho(a) de ANTÔNIO FARIA DE FREITAS e MARIA AUXILIADORA SOUZA FREITAS; 020033 - WAMBERSON CRISTIANO QUARESMA, maior, Autônomo, residência Rua Hidelbrando Santana, nº 380, Rosário, João Monlevade-MG, filho(a) de ANTONIO MARGARIDA QUARESMA e LUSMAR FONSECA QUARESMA; e LUIZE DIAS PEREIRA, maior, Autônoma, residência Rua Hidelbrando Santana, nº 380, Rosário, João Monlevade-MG, filho(a) de LUIZ GONZAGA PEREIRA e MARIA EDMAR DIAS PEREIRA; 020034 - MILTON DE FREITAS DOMINGUES, maior, Motorista, residência Rua Bem te vi, nº 280, Cidade Nova, João Monlevade-MG, filho(a) de RAIMUNDO BASILIO DOMINGUES e ANA MARIA DA LUZ; e EDIVÂNIA CRISTINA CHAVES, maior, Do lar, residência Rua Bem te vi, nº 280, Cidade Nova, João Monlevade-MG, filho(a) de JOSÉ FRANCISCO CHAVES e CALMOZINA GOMES CHAVES; 020035 - JÚLIO CÉSAR SOUZA SANTOS, maior, Mototaxista, residência Rua Dico Firmino, nº 121, Residencial Planato, João Monlevade-MG, filho(a) de MURILIO BICALHO DOS SANTOS e MARIA APARECIDA DE SOUZA DOS SANTOS; e TAINARA MARTINS LISBOA, maior, Confeiteira, residência Rua Dico Firmino, nº 121, Residencial Planalto, João Monlevade-MG, filho(a) de ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA e CLEONICE EVARISTA MARTINS;

Os contraentes apresentaram os documentos exigidos pelo art.1525 do Código Civil Brasileiro. Se alguém souber de algum impedimento, que os impeçam de se casar, que o faça na forma da Lei: João Monlevade 29/10/2020 ROSA MARIA BEDETTI FRADE TAVARES Oficial do Registro Civil Cartosoft - Automação de Cartórios do Registro Civil | www.cartosoft.com.br

2606.indd 6

Edital de Convocação Assembleia Geral Extraordinária

A Diretoria da Associação São Vicente de Paulo de João Monlevade/MG, convoca todos os seus Associados, para Assembleia Geral Extraordinária a realizar-se no dia 02 de Dezembro de 2020 (Quarta-Feira) às 18:30 horas em primeira convocação, e às 19:00 horas em segunda convocação, no Auditório do Hospital Margarida, sediado à Rua Dr. Geraldo Soares de Sá, s/ n°, Vila Tanque, com a seguinte pauta:

WWW.ANOTICIAREGIONAL.COM.BR

Faz saber que pretendem se casar:

APTO na rua Etelvino Rocha, bairro Vale do Sol, c/3 qtos (sendo 2 c/móveis planejados), banheiro, cozinha planejada, uma vaga na garagem. Tr. Mauro 999469636 _________________ APTO na rua Gomes Batista, 639, apt. 202, bairro Lourdes, c/2 qtos (c/armários), sala, cozinha, banheiro, área de serviço, 1 vaga de garagem. Tr. 985101759/98201-0840 _________________ APTO na rua Guanabara, nº 209, bairro República, c/2 qtos, 2 banheiros, área de tanque e garagem. Tr. 99781-4345 _________________ APTO na rua José Bicalho Costa, c/aprox. 85m² de área construída. Tr. 38515121 PJ3637 _________________ APTO no bairro JK, c/4 qtos (sendo 1 suíte), sala p/2 ambientes c/varanda gourmet, banheiro social, cozinha, área de serviço, 2 vagas de garagem. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ APTO no bairro José de Alencar, c/3 qtos, banheiro social, sala, cozinha, área de serviço. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ APTO no bairro Lucília, ótima oportunidade. Mobiliado, c/2 qtos (sendo 1 suíte), sala de TV, banheiro social, sala de jantar conj. c/sala de visita, cozinha planejada, área de serviço, 1 vaga de garagem. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ APTO no bairro Vale do Sol, 2º andar, todo reformado, c/2 qtos (guarda-roupa planejado), cozinha planejada, sala p/2 ambientes planejados, 2 vagas de garagem. Tr. 98701-2735 _________________ ÁREA no bairro Campos Elísios, c/aprox. 9.384m² (área construída aprox. de 2.442,60m²), imóvel composto por portaria, 6 blocos divididos, sendo 1º bloco c/ prédio de 1 pav., c/varanda, diversas salas, 2 banheiros e copa. 2º bloco c/prédio de 2 pav., diversas salas, 2 banheiros e vestiário. 3º bloco c/prédio de 1 pav., 1 sala e 2 salões (utilizados como almoxarifado). 4º bloco c/ prédio de 3 pav, diversas salas e banheiros. 5º bloco c/prédio de 2 pav, diversas salas. 6º bloco c/prédio de 2 pav., 1 sala no piso térreo e vestiário no subsolo. Galpão em estrutura metálica. Tr. 3851-3596 PJ857 _________________ CASA na av. Aeroporto, c/3 qtos (sendo 1 suíte), sala p/2 ambientes, banheiro social, cozinha planejada, área de serviço, área gourmet, garagem p/3 carros. Tr.

-

Apresentação das atividades da atual Diretoria Apresentação dos novos Membros do Conselho Alteração de endereço da Associação São Vicente De Paulo no Estatuto Adequação do Estatuto ao Marco Regulatório de Assistencial Social.

João Monlevade, 30 de outubro de 2020.

José Alberto Grijó Presidente Associação São Vicente de Paulo de João Monlevade - MG

Rua Dr. Geraldo Soares de Sá, s/n - Vila Tanque - João Monlevade - MG. Fone: (31)3859-3144 Fax: (31)3859-3175 - email:administracao@hospitalmargarida.com.br

29/10/2020 19:52:31


30 de outubro a 5 de novembro de 2020

Duas operações contra fraudes passam em Monlevade Em dois dias, João Monlevade foi palco de duas operações contra fraudes em licitações. Na quinta-feira da semana passada (22), foi a Polícia Civil que visitou João Monlevade, Itabira e São Gonçalo do Rio Abaixo. A ação, lançada pelo Departamento Estadual de Investigação de Fraudes (Deif), cumpriu nove mandados de busca e apreensão em Monlevade, um em Itabira e outro em São Gonçalo, visando empresas e residências de investigados. O objetivo é apurar pretensos crimes em compras superfaturadas de equipamentos usados no combate à Covid-19, que eram entregues abaixo da quantidade acertada, fora das especificações previstas em edital, ou quando simplesmente não

chegavam ao setor de compras. A investigação começou em junho, depois que uma empresa de autopeças começou a participar dos certames. A suspeita é de que o dono desta firma tivesse várias outras, registradas em nome de laranjas, para fechar contratos com o poder público, e esse proprietário atuasse como representante comercial dessas empresas durante as concorrências. Os envolvidos podem responder pelo crime de organização criminosa, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e fraude a licitação. Em mensagem publicada em suas contas pessoais nas redes sociais, o assessor de Comunicação da Prefeitura de João Monlevade, Thiago Bretas

Moreira Gonçalves, negou que o Executivo monlevadense tenha tido algum prejuízo em licitações para compra de materiais de combate ao coronavírus. Segundo ele, a empresa vencedora de um dos certames não entregou os equipamentos demandados no edital e foi excluída do processo, sendo chamada a firma que ficou em segundo lugar. Na tarde de terça-feira (27), a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo também divulgou nota pública negando conhecimento de qualquer irregularidade e dizendo não ter sido chamada para prestar qualquer esclarecimento. Na tarde desta quinta-feira (29), o delegado regional de João Monlevade, Paulo Tavares

Homem é encontrado morto em casa de Bela Vista O corpo de um homem foi encontrado na quarta-feira (28) em uma casa na cidade de Bela Vista de Minas. Militares da radiopatrulha do 2º GP do 4º Pelotão foram avisados de que populares haviam encontrado o corpo de um homem numa residência no bairro Córrego Fundo. O homem, identificado como Ed-

milson Silva, 46, estava deitado com as costas para o chão, e em avançado estágio de putrefação. Num primeiro momento, não havia sinais de violência. A Perícia Técnica da Polícia Civil esteve no local para recolher pistas que possam esclarecer o caso.

Neto, divulgou nota afirmando que as prefeituras de João Monlevade, São Gonçalo do Rio Abaixo e Itabira não eram alvo das investigações. O esquema é suspeito de ter causado prejuízos de R$250 mil aos cofres públicos. As delegacias regionais de João Monlevade e Itabira deram apoio logístico às ações.

EMPENHO Já na manhã de sexta-feira (23), foi a vez do Ministério Público visitar Monlevade. Equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio das polícias Civil e Militar, estiveram na cidade. Um empresário está sendo investigado por supostas fraudes em vendas de combustíveis. A polícia cumpriu mandatos de busca e apreensão na casa dele nesta manhã. Nem o nome, nem o estabelecimento

dele foram divulgados. Monlevade, a ação também ocorreu em Governador Valadares, Virginópolis, Divinolândia de Minas e Gonzaga, no Vale do Rio Doce, e em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. No total, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão. Lançada pelo Gaeco e pela Promotoria de Justiça de Virginópolis (MG), a Operação Empenho foi criada para “encontrar mais elementos de informação relacionados ao superfaturamento e/ou inserção de dados fictícios em notas de empenho emitidas em benefício de pessoas jurídicas, havendo, em tese, desvio de dinheiro público, enriquecimento ilícito, falsificação documental, fraude em licitações e organização criminosa”. As casas de ex-prefeitos de Divinolândia de Minas e Gonzaga foram alvos da ação,

Polícia 7

assim como a Prefeitura deste último município. De acordo com o Ministério Público, “apurações iniciais apontam que determinadas empresas celebram junto à municipalidade contratos relacionados à manutenção de veículos automotores; após, despesas exorbitantes são empenhadas, liquidadas e pagas em favor destas empresas, sem efetiva prestação de serviços ou fornecimento de produtos. Em um dos casos analisados, constatou-se que a municipalidade gastou mais de seis vezes o valor de mercado, em um veículo, para sua manutenção em três anos consecutivos”. O Delegado Regional de Polícia Civil, Paulo Tavares, confi rmou a operação em Monlevade, mas disse que a investigação não é da delegacia do município.

Policia Civil prende suspeito de assassinato em setembro

Operação de PM e PC prende foragido em Nova Era Um foragido da Justiça foi preso na manhã de ontem (29) em Nova Era. As polícias Civil e Militar se uniram na operação “Divisas Integradas III”, que prendeu novamente um homem de 31 anos, em uma casa no bairro Capoeirana. Ele é suspeito de vários crimes, como furtar o portão so-

cial de uma escola no bairro, no último domingo (25). No imóvel, estava ainda outro homem, também preso por tráfico de drogas, e uma garrafa plástica com material semelhante a crack. Os dois foram conduzidos à Delegacia de Polícia.

Caminhoneiro é sequestrado e roubado no Prata Um caminhoneiro passou por momentos de angústia na madrugada de ontem (29) na BR-262, em São Domingos do Prata. Um companheiro de trabalho do motorista relatou que os dois e mais um colega seguiam de Belo Horizonte para Ibatiba (ES), quando o condutor decidiu encostar próximo ao posto de combustíveis da Vargem Linda para verificar se o baú estava bem trancado. Neste momento, os companheiros ouviram um grito de socorro. O ajudante

assumiu o controle do veículo e estacionou-o em um local movimentado. Ao se voltarem para trás, não viram mais o caminhoneiro, e decidiram acionar a polícia. Os militares logo começaram as buscas para descobrir o paradeiro do motorista e elucidar o desaparecimento. A vítima foi encontrada às margens da BR-262, pedindo socorro. O condutor contou que, quando foi verificar o caminhão, foi abordado por dois marginais armados,

que anunciaram o assalto e mandaram que ele entregasse as chaves do seu veículo; foi aí que o ajudante tirou o veículo. Então, os ladrões o mandaram entrar em um Fiat Pálio, onde havia um terceiro criminoso; todos usavam coletes reflexivos. O sequestro durou cerca de vinte minutos, e ao fim, os bandidos levaram o telefone celular da vítima e R$700,00. A polícia segue a busca pelos marginais e pelos produtos roubados.

Divulgação/PCMG

CHAVES, drogas e armas estavam em casa no Mangabeiras

Foi preso na segunda-feira (26) um dos suspeitos de matar Marcial Macilay de Assis, 36, em João Monlevade. Os investigadores da Polícia Civil foram até o lava-jato onde o homem estava, e encontraram consigo várias chaves. Ele não portava documentos, informou aos policiais apenas o apelido de

“Carrapato” e caiu em contradição ao explicar onde ficariam as portas abertas pelas chaves. No entanto, as apurações já apontavam que as fechaduras ficavam em um imóvel no bairro Mangabeiras. As suspeitas apenas se confirmaram na verificação. No local, havia armas, drogas e munição, além

de roupas que seriam de outro suspeito de participação no homicídio. Marcial Macilay de Assis foi assassinado a tiros em 16 de setembro na rua Eduardo Dias, entre os bairros Belmonte e Loanda, enquanto estava dentro de um Volkswagen Gol.

Assédio a mulher e agressão na praça Domingos Silvério

Ladrão bate em idosa dentro de igreja em Monlevade Uma idosa de 62 anos foi agredida e roubada dentro da matriz Nossa Senhora da Conceição, em João Monlevade. Por volta das 11h40 desta segunda-feira (26), ela estava no interior do templo, no coração de Carneirinhos, quando um homem desconhecido a golpeou na cabeça, derrubando-a ao chão. Neste momento, o marginal roubou seu celular e fugiu. Com um

2606.indd 7

corte na cabeça, ela foi levada por terceiros para o hospital, onde foi atendida. A polícia segue a busca pelo ladrão. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição divulgou uma nota, informando que a vítima do ataque era uma funcionária que higienizava a igreja, e que não havia nenhum fiel quando o crime ocorreu. Outros funcionários e sacerdotes acudiram à se-

nhora quando ela clamou por socorro, e chamaram a PM para providenciar o boletim de ocorrência. Em seguida, uma outra funcionária a levou ao hospital, onde ficou em observação e aguardando o resultado de exames. A paróquia pediu orações e clamou pela misericórdia de Deus para que situações deste tipo não se repitam.

Arquivo JAN

PRAÇA Domingos Silvério foi palco da violência

Uma mulher de 30 anos foi assediada nesta segunda-feira (26) na praça Domingos Silvério, região central de João Monlevade. Por volta das 15h15, ela saía de um sacolão, quando foi agarrada pelas costas por um homem, de 35 anos, que a apalpou os seios. A vítima tentou

debater-se para se livrar do assédio, quando o agressor a agarrou pelos cabelos e deu-lhe vários socos na cabeça. Pessoas que estavam na praça ajudaram-na a desvencilhar-se do homem. Ela não quis atendimento médico. Um vídeo, que circula nas redes sociais, mostra cinco homem

batendo no suposto autor do assédio. Ele é golpeado com socos e chutes, e fica no chão. Segundo a polícia, não foi possível identificar os cinco num primeiro momento. O assediador foi encaminhado para o hospital e depois para a Delegacia de Polícia Civil.

29/10/2020 19:52:36


30 de outubro a 5 de novembro de 2020

8 Geral

INFORME

O REI DAS LIVES

A moda das lives e o badalado “Lobotiandoâ€? As lives viraram moda em tempos de pandemia. Tornou-se comum, desde o mĂŞs de março, entrar nas redes sociais, seja Facebook, Instagram ou YouTube e ser bombardeado de transmissĂľes ao vivo, principalmente de artistas famosos e grandes marcas. Mas a moda pegou nĂŁo apenas nos grandes centros,

mas em vĂĄrios locais do Brasil e do mundo. E Monlevade nĂŁo poderia ficar de fora dessa nova “ondaâ€?. A falta de previsĂŁo de quando tudo vai voltar ao normal faz da rede social o principal refĂşgio. Shows musicais, projetos sociais, eventos empresariais e atĂŠ campanhas polĂ­ticas utilizam a live como

ferramenta de divulgação. Em Monlevade, o digital influencer e marqueteiro político Fabiano Lobot, que tem umas das redes sociais mais badaladas da cidade, adotou as lives como forma de divulgação e tem movimentado a Internet. Constantemente, Fabiano Lobot tem feito lives em sua pågina no Facebook que têm

atraĂ­do muitos internautas. Com o nome “Lobotiandoâ€?, as transmissĂľes atingem entre 1.200 atĂŠ 4 mil pessoas. Bastante conhecido no meio social, Fabiano Lobot, o “rei das livesâ€?, assina coluna em periĂłdico da cidade e jĂĄ possuĂ­a patrocinadores em suas redes sociais mesmo antes da pandemia, e agora, a movimentação cresceu ainda mais. AlĂŠm de divulgaçþes comerciais, Lobot ainda aborda assuntos polĂ­ticos durante suas transmissĂľes. FuncionĂĄrio pĂşblico, ele atua no meio polĂ­tico des-

Reproddução

FABIANO Lobot tem uma das redes sociais mais comentadas da cidade

de 2001, jĂĄ tendo trabalhado e apoiado vĂĄrias campanhas de prefeito, deputado e vereadores

da cidade. Com o jargĂŁo “pra cima de moĂĄ, pra cima de Lobotâ€?, ele agita por onde passa.

7PDÂŚOÂ&#x;PWBJEFJYBSRVFBDIVWB BDBCFDPNTFVTPOIP OÂ&#x;PÂĽ $BTBNFOUPTFN$BNQPT Â?SFBTWFSEFT  FTUÂ&#x;PDBEBEJBNBJTFNBMUB %FDPSBÂŁÂąFTSÂśTUJDBT  MFWFTFCFNBDPODIFHBOUFT

4FOIPSFT1BJTF3FTQPOT�WFJT $PNVOJDBNPTRVFBT NBUSŠDVMBTQBSB K�TFFODPOUSBNBCFSUBT

0SÂŁBNFOUPQSFTFODJBMFBUFOEJNFOUPPOMJOF

 XXXGFTUBTQSBUJDBTDPNCS "WFOJEB$BTUFMP#SBODP  3FQÂśCMJDB+.

Acesse o formulĂĄrio de matrĂ­cula

2606.indd 8

29/10/2020 19:52:37

Profile for jan regional

Edição 2606  

Edição 2606  

Advertisement