Page 1

ANO 6 - Nº 1403 „ SEXTA-FEIRA, 25 DE ABRIL DE 2014 „ DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Mano Menezes nega ter começado a fazer as contas no Brasileirão, mas time já encara vitória sobre o Flmanengo, no clássico do final de semana, como uma obrigação.

PÁGINA 14

JORNAL

BRASÍLIA

Timão começa a contabilidade

www.alo.com.br

ALO

TRANSPORTE É ALVO DAS RECLAMAÇÕES Balanço geral das ouvidorias do Distrito Federal revela que o setor é o que recebe o maior número de queixas. O DFTrans foi o órgão campeão em registros no primeiro trimestre de 2014. Foram 7.945 demandas, o que representa 22% do total de manifestações recebidas. Dados da pesquisa também mostram alto índice de resolução Roberval Eduão

PÁGINA 5

Roberval Eduão

LADRÕES LEVAM R$ 50 MIL DE AGÊNCIA Pelo menos quatro homens armados e encapuzados assaltaram o BRB que fica no Shopping Popular, ao lado da Rodoferroviária / Página 3

PCDF FAZ APREENSÃO RECORDE DE HAXIXE O recolhimento do entorpecente ocorreu durante operação deflagrada para desarticular uma quadrilha de tráfico interestadual / Página 4

LOJISTAS MANIFESTAM PELA FALTA DE CLIENTES Comerciantes do Shopping Popular de Brasília reivindicam pela finalização do posto do Detran, instalado no local no fim do ano passado.

PÁGINA 3


J S E X T A - F E I R A ,

25

2014

DE ABRIL DE

ILEGAL

www.alo.com.br BRASĂ?LIA

JORNAL

ALO

DĂŞnio SimĂľes/GDF

2

O COMITÊ DE COMBATE AO USO IRREGULAR DO SOLO ESTEVE NOS NO ASSENTAMENTO 26 DE SETEMBRO, EM TAGUATINGA, E NO NÚCLEO RURAL CAFÉ SEM TROCO, NO PARANOà . QUATRO OBRAS RECENTES E DESAUTORIZADAS FORAM REMOVIDAS NOS LOCAIS, ONTEM.

Pontodevista

conceito conceito

tuitando

NENA MEDEIROS*

A Condenação de Judas @STF_oďŹ cial AP contra o senador Fernando Collor ĂŠ julgada improcedente,vencidos os ministros Teori, Rosa e presidente quanto Ă prescrição de 2 dos 3 crimes. SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL PerďŹ l OďŹ cial

@Delcidio Vamos levar ĂĄgua a pelo menos trĂŞs mil famĂ­lias em assentamentos de diferentes regiĂľes do MS. DELCĂ?DIO AMARAL Senador

@lapena No Facebook e no Twitter opiniĂľes idiotas sĂŁo elevadas Ă categoria de “polĂŞmicasâ€?. HELIO DE LA PEĂ‘A Humorista

@jeanwyllys_real Em geral, amigos e familiares de vĂ­timas da violĂŞncia nĂŁo tĂŞm qualquer suporte ou polĂ­tica pĂşblica que seja direcionada para eles. JEAN WYLLYS Deputado Federal

VALTER LUIS

Ed i t o r i a l

Lei ainda ĂŠ uma desconhecida

A

presidente Dilma Rousseff disse que a regulamentação do Marco Civil da Internet serå discutida com a sociedade. De acordo com ela, a nova legislação vai proteger direitos dos usuårios à privacidade e à liberdade de expressão. A Lei 12.965, que institui o Marco Civil da Internet, foi publicada na edição desta quinta-feira do 'LiULR2¿FLDOGD8QLmR Levantamentos de especialistas na årea apontam confusão entre os usuårios da rede. Enquanto os mais velhos acreditam que a lei Ê positiva, pois aumenta a segurança, os internautas mais novos receiam pela limitação liberdade e privacidade na web. Pesquisa divulgada ontem pela Conversion, consultoria especializada em SEO, mostra que hå uma grande divisão na opinião dos internautas quanto ao Marco Civil da Internet, sancionado esta semana. Embora a maioria se mostre a favor (36%), pessoas que se dizem contra ou que não entenderam a nova lei representam 32% cada uma, somando

64% dos entrevistados. A pesquisa fez o levantamento com o pĂşblico interessado em tecnologia e internautas em geral, contando com cerca de 400 entrevistados, na sua maioria jovens entre 19 e 25 anos (37%) e 26 a 35 anos (32%). A apuração mostra que 9% tinham menos de 18 anos, 8% mais que 51 anos e 14% disseram ter entre 36 e 50 anos. O estudo nĂŁo apontou grande diferença de opiniĂŁo entre as idades de cada pĂşblico. A faixa mais favorĂĄvel foi a de pessoas com mais de 51 anos (39%), enquanto 38% das pessoas com menos de 18 anos eram contra e 34% das pessoas entre 19 e 25 disseram nĂŁo entender a mudança. A presidente negou que a nova legislação brasileira tenha o objetivo de estabelecer qualquer tipo de censura a conteĂşdos da rede e disse que crĂ­ticas nesse sentido tĂŞm a ver com “o conservadorismo das pessoasâ€?. AtĂŠ o momento, o Ăşnico fato consumado ĂŠ que, a maioria dos brasileiros desconhecem as mudanças que a nova lei causarĂĄ nos serviços de internet no paĂ­s. Divulgação

IMAGEM DO DIA TRĂ‚NSITO SemĂĄforo desligado causou tumulto no Eixo Monumental, sentido Buriti.

JORNAL

ALO

BRASĂ?LIA

*NENA MEDEIROS, empregada pĂşblica, protetora de animais e escritora

REDAĂ‡ĂƒO (61) 3335-9200 e-mail - redacao@alo.com.br

Alô Brasília Comunicação Ltda. CNPJ: 09612937/0001-92

PRESIDENTE HĂŠlio Queiroz

Era o ano 33 DC, domingo de Påscoa. Judas despertou de um sono estranho, com dores por todo o corpo. Tateando no escuro, percebeu as escarpas à sua volta e sentiu a corda ainda lhe apertando a garganta. Livrou-se dela, enquanto as lembranças vinham surgindo, angustiantes, cada pequeno detalhe dos últimos dias a atormentå-lo. 8PDOX]VXUJLXHGHODXPKRPHPTXHRVDXGRX efusivo: $K(Q¿PDFRUGRX Ele, meio confuso: - Acordei? Mas... - Ah! Sim, sim! - adivinhando - Estå mortinho da Silva. Sou Advocael. Seu anjo de defesa. - Anjo? Então estou no cÊu? - E você acha que só tem anjo no cÊu? Esqueceu quem Ê Lúcifer? - Então, onde estamos? - No purgatório. - Mas, eu devia estar no inferno! Depois de trair meu senhor... - Ah! Isso foi a sua salvação. Sem você, as escrituras não se realizariam e a imagem da Cruz jamais se tornaria o símbolo do sacrifício Cristão. - Então, eu vou para o cÊu? - Infelizmente, não. Você cometeu a tolice de se matar. Para este pecado não hå perdão. - Então, estou mesmo condenado? - Ainda não. Minha missão Ê salvar sua alma. - Como? - Vejamos a coisa desta forma: num ato de desespero diante de tamanha culpa, você lançou fora o dinheiro e se matou, certo? - Oh, Pai! Sim! - Se, ao contrårio, tivesse superado a culpa... - Teria aproveitado o dinheiro, sido feliz... E, depois de morto, seguiria direto para o paraíso. - Neste caso, seu pecado não receberia nenhuma punição. Que tipo de exemplo a humanidade levaria disso? - Que o crime compensa? - Entendeu a importância do seu gesto? Por seu exemplo, ninguÊm serå mais capaz de trair, matar... - Sim! - Mas, precisamos ter certeza de que a estratÊgia funcionou. Vamos esperar dois mil anos. - Dois mil anos?? - Pouco tempo, eu sei. Mas precisamos ter fÊ na KXPDQLGDGH6HQHVVHLQWHUYDORRVHXH[HPSOR¿]HU mesmo diferença, se a humanidade evoluir no caminho do bem, você pode ir para o andar de cima. Caso contrårio... Påscoa de 2014. O prazo estå acabando. E o inferno estå em festa, à espera do hóspede ilustre.

EDITORA-CHEFE Lilian MagalhĂŁes lilian.magalhaes@alo.com.br DRT-DF 10266

REVISOR Luis Xavier de França

SUBEDITOR Rodrigo Ramthum rodrigo.ramthum@alo.com.br

EDITOR DE ESPORTES Ă damo AraĂşjo aaraujo@alo.com.br

COMERCIAL

DIRETORA COMERCIAL

CIRCULAĂ‡ĂƒO (61) 3335-9200

GERENTE DE CIRCULAĂ‡ĂƒO: Paulo SĂŠrgio / paulo.costa@alo.com.br

Ivanilda Queiroz

comercial@alo.com.br

O Alô circula diariamente em todo o Distrito Federal. Todas as ediçþes estão disponiveis no portal: www.alo.com.br

PUBLICIDADE / (61) 3335 - 9200 e-mail: comercial@alo.com.br

IMPRESSĂƒO

Matriz / SAUS Qd. 05 Bloco K, NÂş 17, Ed. Ok OfďŹ ce Tower, 13Âş Andar Asa Sul, BrasĂ­lia – DF - CEP: 70.070-050 Fone: 3335-9200

GRĂ FICA ALĂ” BRASĂ?LIA Quadra 10 Lote 25 / 26, SĂŁo SebastiĂŁo - DF Fone (61) 3224-6049 / 3335-3600


3

J S E X T A - F E I R A ,

BRASĂ?LIA

ALO

DE ABRIL DE

2014

DEFESA NA COPA

&

www.alo.com.br JORNAL

25

BrasĂ­lia

BRB Divulgação

CRIMINOSO foi agrado pelas câmeras de segurança

Assalto a banco em plena luz do dia JUSSARA RESENDE Pelo menos quatro homens armados e encapu]DGRVDVVDOWDUDPDDJrQFLDQR6KRSSLQJ3RSXODU do Banco de BrasĂ­lia (BRB), ao lado da RodoferroviĂĄria, na manhĂŁ dessa quarta-feira (24). Segundo a assessoria do banco, os assaltantes invadiram a agĂŞncia no momento em que o gerente entrava, acompanhado do vigilante. Informaçþes preliminares davam conta de que a ação havia durado cerca de 30 minuto e que os assaltantes levaram todo o dinheiro disponĂ­vel no cofre e nos terminais de autoatendimento, cerca de R$ 50 mil. No entanto, um delegado da Delegacia de RepreensĂŁo a Furtos (DRF), que nĂŁo quis ser LGHQWLÂżFDGRFRQÂżUPRXTXHRFDVRHVWiVHQGRLQ YHVWLJDGRSHODGLYLVmRPDVQmRTXLVFRQÂżUPDURV detalhes da ação dos bandidos. -iR%5%QmRFRQÂżUPDRYDORULQLFLDOPHQWHGL vulgado e, em nota, disse que ainda estĂĄ aguardando a apuração da PCDF e que nĂŁo irĂĄ divulgar a quantia exata subtraĂ­da da agĂŞncia por “questĂľes de segurançaâ€?. Em função do ocorrido, a agĂŞncia permaneceu fechada durante todo o dia de ontem. AtĂŠ o fechamento desta edição, ninguĂŠm havia sido preso.

Sandro AraĂşjo

cidades

A DEFESA CIVIL ATUARĂ COM EFETIVO TOTAL PARA A PREVENĂ‡ĂƒO A POSSĂ?VEIS DESASTRES DURANTE A COPA DO MUNDO DE 2014. A MEDIDA FOI PUBLICADA ONTEM NO DIĂ RIO OFICIAL DO DF EM PORTARIA QUE DETERMINA A SUSPENSĂƒO DAS FÉRIAS DOS SERVIDORES ATÉ 14 DE JULHO.

SHOPPING POPULAR J GDF aďŹ rma que uma das razĂľes ĂŠ a falta de atrativos

Espaço continua sem receber clientes Roberval Eduão

FLĂ VIO MORAES

O

Shopping Popular de BrasĂ­lia, inaugurado em 2008 com o intuito de reunir os comerciantes espalhados pela ĂĄrea central da cidade, vem sofrendo com a crĂ´nica e progressiva falta de clientes. eRTXHDÂżUPDPRVOR jistas que atuam no local, TXH Âż]HUDP XPD PDQLIHV tação, na quarta-feira (23), UHLYLQGLFDQGRDÂżQDOL]DomR do posto do Detran, instaODGRQRÂżPGRDQRSDVVDGR e que, atĂŠ o momento, atende somente a licenciamento de veĂ­culos, e a instalação de um posto do Na Hora. ProprietĂĄria de dois ER[HV,YRQHWH6RX]D3DV sos reclama do abandono. “O estacionamento principal estĂĄ sendo usado pelo Detran, e nossos poucos clientes nĂŁo tĂŞm acesso. No [estacionamento] subterrâneo nĂŁo hĂĄ seguranoD´DÂżUPD O GDF informa que as obras de ampliação do Detran estĂŁo sendo viabili]DGDV H D LPSODQWDomR GR posto do Na Hora ainda ĂŠ objeto de estudo. No local, existem cerca de 1.700 boxes, porĂŠm

A FEIRANTE Ivonete reclama da falta de estacionamento; ao fundo, vĂĄrios boxes fechados

a maioria estå fechado. Os proprietårios pagam uma taxa de R$ 45 para a Associação dos Comerciantes do Shopping Popular, onde estão inclusos as contas GHiJXDHOX]2shopping jå chegou a ter o fornecimento de ågua cortado por falta de pagamento. O vice-presidente da associação, FrancisFR 0RUHLUD GH 6RX]D GL] que Ê grande o número de

inadimplentes e a entidade herdou dĂ­vidas de outras JHVW}HVSRULVVRDGLÂżFXO dade no pagamento que, segundo ele, jĂĄ foi sanada. De acordo com o coordenador-chefe da Coordenadoria das Cidades, Francisco Machado, o problema principal ĂŠ que os feirantes nĂŁo conseguiram criar atrativos coPHUFLDLVSDUDUHYLWDOL]DUR local. “JĂĄ colocamos para-

das de ônibus, eventos culturais, banco, mas, se não existirem bons produtos, não terå público�, completa Machado. O órgão informa que irå licitar 200 espaços iniciais e, para ser contemplado, o comerciante deverå preencher determinados requisitos como comprovação de capital de giro, ofertas de mercadorias e experiência no comÊrcio.

METRĂ”-DF

GDF irå apurar situaçþes ilegais durante greve

CACIQUE NA CADEIA PolĂ­cia Federal informou que Rosivaldo Ferreira da Silva, conhecido como cacique Babau, da aldeia indĂ­gena Serra do Padeiro (BA), apresentouse espontaneamente ontem (24), no EdifĂ­cio Sede do ĂłrgĂŁo. O Ă­ndio ĂŠ acusado de participação no assassinato de um pequeno agricultor, Juraci dos Santos Santana, no dia 10 de fevereiro. De acordo com a PF, ele permanecerĂĄ em cela separada e deverĂĄ ser encaminhado a uma unidade prisional ainda a ser deďŹ nida. O cacique nega as acusaçþes.

A

O Metrô do Distrito Federal abriu, ontem (24), sindicância para apurar uma gravação da última terça-feira (22), que mostra duas representantes do Sindicato do Metroviårios ao lado de um oficial de justiça pedindo que o trem seja recolhido e obedeça a circulação estabelecida pela justiça. O Metrô estå de greve hå 22 dias e afeta cer-

ca de 140 mil pessoas diariamente. Na gravação, as sindicalistas conversam com os pilotos do trem que passa pela estação da rodoviĂĄria do Plano Piloto, que logo passa para a central de controle. “O sindicato estĂĄ pedindo para recolher este trem. Tem 12 trens na linha, e pediu para recolher este trem.â€? Depois a

diretora do sindicato Renata Viana pega o telefone e fala: “Solicito que recolha este trem, pois jĂĄ tem o nĂşmero estabelecido pela Justiça.â€? O GDF promete que irĂĄ investigar as gravaçþes com os abusos cometidos pelo sindicato da categoria. Se for constatada alguma irregularidade, os envolvidos podem

ser demitidos. O resultado sai em 30 dias, mas o governo adianta que jĂĄ LGHQWLÂżFRXVLWXDo}HVTXH consideram ilegais. A representante do sindicato, Tânia Viana, nega que a categoria esteja agindo de maneira ilegal. “Essa ĂŠ a prĂĄtica do goverQRGHWHQWDUFULPLQDOL]DU o que ĂŠ feito por quem estĂĄ HPJUHYH´DÂżUPD


&

BrasĂ­lia

cidades

ALĂ” BRASĂ?LIA

„

4

„ S E X T A - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

OPERAĂ‡ĂƒO J Droga, avaliada em R$ 150 mil, foi encontrada com acusados de trĂĄďŹ co interestadual

PolĂ­cia Civil faz apreensĂŁo recorde de haxixe no DF A

PolĂ­cia Civil do Distrito Federal realizou uma apreensĂŁo de 10kg de haxixe, volume considerado recorde pela corporação. O recolhimento do entorpecente ocorreu duUDQWHRSHUDomRGHĂ€DJUDGD para desarticular uma quaGULOKDGHWUiÂżFRLQWHUHVWD dual de drogas que agia em trĂŞs unidades da Federação, ocasiĂŁo em que quatro pessoas foram presas. “A investigação transcorreu por aproximadamente seis meses, quando observamos que algumas pessoas estavam fazendo o WUiÂżFRGHVGH0DWR*URVVR GR6XOSDVVDQGRSRU*RLiV e chegando ao DF. AtĂŠ onde temos conhecimento, o raSD]GH*RLiVHUDTXHPOLGH rava o esquema. Inclusive ele jĂĄ havia sido preso por WUiÂżFR´H[SOLFRXRFKHIHGD Coordenação de RepressĂŁo Ă s Drogas (Cord), da PolĂ­cia Civil, Rodrigo Bonach. A operação, que resultou na desarticulação do grupo aconteceu em duas etapas, segundo o delegado. A primeira ocorreu no dia 11 de abril, quando a PCDF, com a ajuda da PolĂ­cia RodoviĂĄria Federal

Pedro Ventura/GDF

Manutenção em oito cidades „TÊcnicos da Companhia EnergÊtica de Brasília (CEB) executarão diversos serviços no Riacho Fundo, Santa Maria, Ceilândia, Lago Norte, Lago Sul, São Sebastião, à guas Claras e Brazlândia. Para garantir a segurança dos trabalhadores e dos moradores, o fornecimento de energia serå suspenso em algumas regiþes dessas cidades.

„ Internacional

Artesãos do DF visitam evento „Artesãos de todo o Distrito Federal participam, atÊ o próximo domingo (27), no Centro de Convençþes Ulysses Guimarães, da 8ª edição da Feira Internacional de Artesanato. O evento, que reúne expositores de vårias partes do mundo, conta com o apoio do GDF, que estå levando os pequenos artesãos brasilienses para conhecerem a mostra.

PARTE DA DROGA apreendida foi apresentada pela Civil

(PRF), conseguiu prender um dos acusados em um Ă´nibus interestadual, durante deslocamento enWUH&DPSR*UDQGH 06 H BrasĂ­lia. Em seguida, a PCDF conseguiu chegar aos outros trĂŞs participantes da quadrilha, o que culminou na segunda etapa da opera-

ção. Eles foram detidos em 6DQWD0DULDRQGHDSROtFLD encontrou a droga, que estå avaliada em R$ 150 mil, e alguns objetos como celulares e uma motocicleta. Com a prisão dos quatro acusados, a corporação tambÊm conseguiu recuperar um jet ski furtado de XPDFDVDHP*RLkQLDGHQ

tro do mesmo condomínio onde o líder do grupo criminoso residia. A moto aquåtica estå avaliada em R$ 60 mil e os proprietårios jå compareceram à delegacia para reconhecimento e recuperação do bem. Os integrantes da quadrilha deverão responder SHORVFULPHVGHWUi¿FRGH

CONSELHOS DE JUVENTUDE

drogas e associação para o WUi¿FRFRPSHQDVTXHYD riam de oito a 25 anos para cada integrante. Um dos acusados estava em liberdade condicional e tambÊm foi responsåvel pela receptação do jet ski e adulteração da placa do veículo que transportava essa moto aquåtica.

Fernando Fidelis/Divulgação

16 cidades elegerão representantes A partir de amanhã (26), os jovens de 16 cidades poderão se eleger para os Conselhos de Juventude nas Cidades. Cada região administrativa ajudarå a compor o Conselho de Juventude do Distrito Federal (Conjuve-DF), a fim de dar mais voz às necessidades dessa faixa da população. Os candidatos concorrerão a 12 cadeiras temåticas e duas livres, para um mandato de dois anos. Cada um deles vai contemplar uma temåtica, como

„ CEB

juventude negra e direitos das pessoas com deficiĂŞncia. Para Carlos Odas, coordenador de Juventude da Secretaria de *RYHUQRHVVHQRYRHV paço de participação social fortalecerĂĄ os debates no Conjuve-DF. “A ideia ĂŠ eleger agora uma rede de conselheiros, parceiros da polĂ­tica de juventude nas cidades do DF. Eles vĂŁo formar uma rede de apoio, de controle social das polĂ­ticas pĂşblicas com o Conselho de Juventude distri-

WDO´H[SOLFRX INSCRIÇÕES - Para se candidatar, Ê necessårio ter entre 15 e 29 anos, residir no DF e preencher o formulårio de inscrição, escolhendo apenas uma das cadeiras temåticas. Os eleitores poderão se inscrever no mesmo dia e local da votação. Para mais informaçþes, Ê só entrar em contato com a Coordenadoria de Juventude pelo e-mail: conjuvedf@gmail.com ou pelo telefone: 3961-4475.

„ Caso Galdino

Polícia barra condenado „A Polícia Civil informou ontem (24) que o candidato G.N.A.J., condenado em 2001 pela participação no assassinato do índio Galdino Jesus dos Santos, foi reprovado na etapa de sindicância de vida pregressa e investigação social. O candidato pode recorrer à Justiça. O anúncio foi feito após a divulgação de que o candidato havia sido aprovado em todas as outras etapas do concurso.

„ Infraestrutura

GDF ďŹ naliza edital para Vicente Pires

VIA-SACRA com a voz do coração que os atores da Via-Sacra dos Surdos encenam hå seis anos o sofrido trajeto de Jesus atÊ o Calvårio. Com o auxílio de 30 intÊrpretes de Libras, todas as etapas da Paixão de Cristo são traduzidas simultaneamente ao público, que este ano deve chegar ao dobro do ano passado, um marco de 8 mil pessoas. O espetåculo estå marcado para este såbado (26), às 16h, no Aeroclube de Brasília.

É

„Serå publicado no mês de maio o edital de licitação que selecionarå as empresas que executarão o asfaltamento, calçamento e drenagem de åguas pluviais em Vicente Pires. Pela previsão do GDF, serão investidos cerca de R$ 418 milhþes, e todas as intervençþes deverão ser concluídas em 24 meses após o fechamento do contrato.


&

BrasĂ­lia

cidades

ALĂ” BRASĂ?LIA

„

5

„ S E X T A - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

OUVIDORIA DO DF J Balanço mostra que, de 2011 atÊ hoje, foram feitas mais de 158 mil registros dos usuårios

Reclamaçþes cresceram Roberval Eduão

BRUNO CASSIANO

O

balanço geral das ouvidorias do Distrito Federal mostra que o número de reclamaçþes aumentaram 54,81%. Entre 2011 a 2014, foram 158.062 registros contra 99.530 ocorrências em 2008 a 2010. Os números de solicitaçþes, denúncias e elogios tambÊm aumentaram, segundo o documento apresentado, ontem (24), pela Ouvidoria-Geral do DF. Os dados apontaram ainda que o índice de resolução de problemas das ouvidorias chegaram a 76% dos casos. O objetivo do balanço Ê examinar o que foi de

96 OUVIDORIAS ESTĂƒO EM FUNCIONAMENTO NO DF,

ESPALHADAS PELAS SECRETARIAS, AUTARQUIAS E ADMINISTRAÇÕES REGIONAIS, ALÉM DA OUVIDORIA-GERAL

CIDADĂƒOS podem se manifestar pelo telefone e pelo site

bom e corrigir os problePDVLGHQWLÂżFDGRVQDVRX vidorias. O secretĂĄrio da

TransparĂŞncia e Controle, 0DXUR1ROHWRFODVVLÂżFDR trabalho da ouvidoria co-

mo importante. â€œĂ‰ silencioso para que o governo trabalhe em cima da mani-

festação da população, ou seja, para que crie uma solução para o problema.� Atualmente, no DF, existem 96 ouvidorias espalhadas pelas secretarias, autarquias e administraçþes regionais, alÊm da ouvidoria-geral.

Todas sĂŁo integradas com o Ăşnico sistema. De acordo com a Lei 4.896/12, os ĂłrgĂŁos tĂŞm atĂŠ dez dias para registrar os procedimentos adotados no recebimento da manifestação. ApĂłs isso, o ĂłrgĂŁo tem outros 20 dias para responder Ă manifestação, podendo ser prorrogĂĄveis por mais 20 dias. Para a ouvidora geral do DF, Vera LĂşcia Coelho, o balanço de 2011 a 2014 mostra para a sociedade que o governo tem uma ouvidoria para atender a população. â€œĂ‰ como se fosse: ‘venha que queremos te ouvir’. Com a manifestação da população, criamos soluçþes para as reclamaçþes apresentadas.â€?

Transporte é a principal reclamação da população Entre janeiro a março deste ano, a rede de ouvidorias do DF recebeu 36.035 manifestações, 20% a mais que no mesmo período do ano anterior, segundo balanço divulgado pela ouvidoria-geral. As reclamações são a maioria nas ouvidorias. Elas foram responsáveis por 49,82% das demandas, resultando em um aumento de 47%, se comparado com o mesmo período de 2013. Das 36.035 manifestações, 17.951 foram queixas. Em segundo lugar, com    ¿FDUDP as solicitações de serviços, seguida pelas denúncias,

com 2.088 (5,79%) ocorrências. AlÊm disso, foram registrados 934 (2,59%) elogios ao governo por meio da ouvidoria. O DFTrans foi o órgão campeão em registros no primeiro trimestre de 2014. Foram 7.945 demandas, o que representa 22,05% do total de manifestaçþes recebidas no Distrito Federal. Se comparado com o mesmo período do ano anterior, houve um aumento de 107% no número de manifestaçþes. Entre as manifestaçþes, as reclamaçþes referentes ao órgão aumentaram 115% em comparação com

Roberval EduĂŁo

o mesmo período de 2013. As queixas são sobre o descumprimento de horårio na parada de ônibus (1.561 casos), a falta de ônibus (1.470) e falta de pontualidade do transporte aparece em terceiro (1.404). CANAIS – Do total de registros em todas as ouvidorias, cerca de 61% foram feitos por telefone, segundo dados da Secretaria de Transparência e Controle do DF. Outras 7,4 mil pessoas utilizaram a internet e PDLVGHTXDWURPLO¿]HUDP alguma manifestação pessoalmente na sede da Ouvidoria Geral.(B.C.)

SERVIÇO

RECLAMAÇÕES sobre o DFTrans aumentaram 115% no primeiro trimestre

OUVIDORIA DO DF Telefone gratuito 162 para ďŹ xo Funcionamento das 7h Ă s 19h – segunda Ă  sĂĄbado www.ouvidoria.df.gov.br


6

J S E X T A - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

MASCOTE ROSADO

www.alo.com.br BRASĂ?LIA

JORNAL

ALO

UMA OVELHA TEVE PARTE DA LĂƒ DA CABEÇA TINGIDA DE ROSA COMO FORMA DE COMEMORAĂ‡ĂƒO AO INĂ?CIO DA COMPETIĂ‡ĂƒO DE CICLISMO “GIRO D’ITALIAâ€?, NA REGIĂƒO DE BALINTOY, NA IRLANDA DO NORTE. A COR ESCOLHIDA PARA PINTAR O

Bizarro.com

ANIMAL FOI DEVIDO AO FATO DE QUE LĂ?DER DE CADA ETAPA USA UMA CAMISETA ROSA.

TALENTOSO ZEN J Nic Bello gravou sessĂŁo de ioga ao lado do chihuahua

PIADA DE PORTUGUÊS Reprodução - YouTube - Pedro Lima

Reprodução - YouTube - Nic Bello

MARINHA portuguesa passou vexame na televisĂŁo

Teste com drone portuguĂŞs fracassa e vĂ­deo vira piada na web ‘PANCHO’ virou sensação ao ser ďŹ lmado fazendo ioga ao lado do dono na ItĂĄlia

CĂŁo repete movimentos ioga ao lado do dono A

o lado de seu dono, o italiano Nic Bello, o chihuahua “Pancho� deu um show de disciplina e sincronia, e mostrou elasticidade e muita desenvoltura ao fazer movimentos de io-

ga “coreografadosâ€? com o homem. Assista ao vĂ­deo no link www.tinyurl.com/lvabdko. &RPRVHHQWHQGHVVHFD da palavra dita pelo diretor, Pancho repete os movimentos, estica a coluna e atĂŠ abre

ABUSADO PELADĂƒO

a boca na hora certa, relaxando bastante e aproveitando a pausa em seu “dia difĂ­cilâ€? para realizar os exercĂ­cios no tapete de casa. Pancho atĂŠ obedece quando chega a hora de

abrir a boca ou mexer a cabeça para a direita ou esquerda, em uma sintonia impressionante com o dono. O vídeo foi assistido mais de 68 mil vezes no canal de Nic Bello no YouTube.

COMEU E DANÇOU Reprodução - YouTube - T Bliss

A apresentação do primeiro drone de fabricação portuguesa, realizada na Base Naval de Lisboa, virou piada na internet depois que a aeronave nĂŁo tripulada teve problemas ao decolar, e acabou despencando em direção Ă ĂĄgua. Assista ao vĂ­deo no link www.tinyurl.com/le35mzf. Assim que o militar corre e tenta jogar o aparato, o drone faz um movimento brusco e cai de bico nas ĂĄguas do rio Tejo. O incidente aconteceu durante a visita do ministro da defesa de Portugal, JosĂŠ Pedro AguiarBranco, que marcaria a primeira demonstração pĂşblica da aeronave, chamada “AR4 Light Rayâ€?, que poderĂĄ ser utilizada em missĂľes de salvamento, buscas e fiscalização das ĂĄguas. De acordo com o jornal “PĂşblicoâ€?, o erro teria sido causado por um fuzileiro que deixou que o elevador de decolagem do drone batesse em seu corpo, fazendo com que a aeronave se desequilibrasse e caĂ­sse na ĂĄgua. Um dos vĂ­deos que registra o “micoâ€? do drone portuguĂŞs foi visto mais de 1 milhĂŁo de vezes.

AMIZADE Reprodução - Imgur - Corpsman223

VĂ­deo mostra cavalo fazendo carinho em gato

JOVEM deu a mĂŁo e acabou levando uma mordida no dedo

TĂ?TULO de pescador foi comemorado por pouco tempo

Homem fica nu e cria confusĂŁo em rodovia

Americano perde recorde apĂłs devorar tubarĂŁo

8PKRPHPSURYRFRXFRQIXVmRQDURGRYLD3DFL¿F&R DVWQDUHJLmRGH/RV$QJHOHV (8$ DSyV¿FDUQXQRWHWR solar de seu veículo. O incidente durou cerca de 15 minutos e ocorreu na terça-feira. Assista ao vídeo no link www. tinyurl.com/keysc3k. $SyV¿FDUSHODGRHMRJDUDURXSDSDUDRDOWRRKRPHP xingou os bombeiros que foram chamados para atender a ocorrência. O vídeo mostra os bombeiros tentando convencer o homem a voltar para o interior do veículo.

2SHVFDGRUDPHULFDQR-RH\3RONGHDQRVTXHÂżVJRX um tubarĂŁo-anequim de 365 kg e 3,3 m de comprimento na regiĂŁo de Panhandle, FlĂłrida, teve seu recorde mundial negado apĂłs devorar o peixe na companhia de amigos. “Desde 1° de janeiro de 2012, a Associação de Pesca de TubarĂľes em Terra (ILSFA, na sigla em inglĂŞs) nĂŁo promove ou aceita registros de recordes para tubarĂľes que nĂŁo tenham sido devolvidos ao marâ€?, diz a associação em seu site.

Em um vĂ­deo de pouco mais de um minuto, um JDWRHXPFDYDORIRUDPĂ€DJUDGRVWURFDQGRGLYHU sos carinhos, em um clima de bastante intimidade e “romanceâ€?. Tomando bastante cuidado, o cavalo parece “beijarâ€? o felino, e passa o focinho diversas vezes pelo corpo do bichano. Num determinado momento do vĂ­deo, o gato deita e o cavalo usa a boca para acariciar e fazer cafunĂŠs no animal, que curte bastante a sessĂŁo de carinho do colega. Reprodução - YouTube - Marina DR

CAVALO ‘amoroso’ nĂŁo economizou carinhos em gato


7

JORNAL

www.alo.com.br BRASĂ?LIA

JORNAL

ALO

J S E X T A - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

&

Vida Lazer

ALTERADO O LOCAL DO SHOW REVELAĂ‡ĂƒO 360Âş A FESTA REVELAĂ‡ĂƒO 360Âş ACONTECE EM NOVO LOCAL. O EVENTO OCORRE NESTE SĂ BADO (26), Ă€S 22H, NO PAVILHĂƒO DA EXPOBRASĂ?LIA DO PARQUE DA CIDADE. INGRESSOS: DE R$ 30 A R$ 600 (MEIA). INFORMAÇÕES: 3264-4669. CLASSIFICAĂ‡ĂƒO INDICATIVA: 16 ANOS.

CEILÂNDIA J Casa do Cantador reabre o espaço com festival de Repente, que começa hoje (25) Divulgação

Encontro dos repentistas no DF

A

Casa do Cantador do Brasil, em Ceilândia, UHFHEHQHVWH¿ nal de semana, o terceiro Encontro dos Campeþes do Repente em Brasília. O evento que começa hoje (25), celebra a reabertura do espaço, que passou pela primeira grande reforma desde a inauguração em 1986. Na ocasião, cantadores do Distrito Federal e Entorno, alÊm de nomes consagrados, se desafiam em uma competição de improvisos. Três noites dedicadas ao repente com o propósito de manter vi-

va a arte tipicamente nordestina, em uma brincadeira com jogo de palavras, espontaneidade e rapidez de raciocínio. Entoando frases rimadas para expressar sentimentos e costumes. Os desafios entre os repentistas acontecem em duplas. No primeiro dia, dez selecionados de Brasília disputam e concorrem à seis vagas para a grande competição com os campeþes e consagrados artistas, que são: Jairo Silva e Jeferson Silva, João Lourenço e João Paraibano, Edmilson e Lisboa, Irmãos Pereira, RogÊrio Menezes e Ismael Pereira.

“Cada apresentação vai proporcionar ao pĂşblico momentos de descontração, alĂŠm de mexer com os sentimentos da plateia, com temas interessantes HGLYHUVLÂżFDGRV´SURPH te Chico, coordenador geral do projeto. A programação traz, tambĂŠm, convidados especiais como Paulo MatricĂł e banda, Karen e Pâmela Viola e PĂŠ-de-Cerrado.

Såbado (26) 19h30 – Geraldo Pereira e Paulo Pereira 20h30 – Jairo Silva e Jeferson Silva 21h30 – Apresentação de dupla de repentistas classificada no dia 25. 22h30 – João Lourenço e João Paraibano 23h30 – Apresentação do Grupo PÊ de Cerrado

Domingo (27) 19h – Apresentação de dupla de repentistas classificada no dia 25. 20h – Ismael Pereira e RogÊrio Meneses 21h – Apresentação de dupla de repentistas classificada no dia 25. 22h – Antônio Lisboa e Edmilson Ferreira 23h – Encerramento com Paulo Matricó

Serviço: III Encontro dos CampeĂľes do Repente em BrasĂ­lia acontece atĂŠ 27 de abril, a partir das 19h, na Casa do Cantador do Brasil – Ceilândia Sul. Entrada franca. ClassiďŹ cação indicativa: livre.

PROGRAMAĂ‡ĂƒO COMPLETA Sexta-feira (25) 19h – Abertura 19h30 Ă s 23h30 – EliminatĂłria com as duplas de repentistas de BrasĂ­lia: Chico Ivo e JoĂŁo Neto Geraldo Queroga e JosĂŠ Moacir Nelson Martins e Chico Brazlândia Messias de Oliveira e Ramalho de Oliveira JoĂŁo Santana e Valdenor de Almeida


&

Vida Lazer

ALÔ BRASÍLIA

„

8

„ S E X TA - F E I R A ,

CINEMA „Capitão América 2 - O Soldado Invernal – Dois anos após os acontecimentos em Nova York (Os Vingadores - The Avengers), Steve Rogers continua o dedicado trabalho com a agência S.H.I.E.L.D. Em parceria com Natasha Romanoff, também conhecida como Viúva Negra, ele é obrigado a enfrentar um poderoso e misterioso inimigo chamado Soldado Invernal, que visita Washington e abala o dia a dia da S.H.I.E.L.D., ainda liderada por Nick Fury. Aventura. Classificação indicativa: 12 anos . Direção: Anthony Russo, Joe Russo Onde está passando: Cinemark Iguatemi Brasília – Sala 3 3D – 13h30 - 16h30 - 19h30 - 22h30 Cinemark Pier 21 – Sala 3 3D - 13h - 16h - 19h - 22h „Copa de Elite – O policial Jorge Capitão é um competente capitão do BOP e um ídolo brasileiro. Só que depois dele salvar de um sequestro o maior craque argentino, às vésperas da Copa, acaba virando o inimigo público número 1 da nação. Expulso da corporação e desacreditado pelo povo, Capitão precisa reaprender

Bugiganga Cultural celebra Dia do Trabalhador no Gama A Feira do Gama recebe a primeira edição do projeto Bugiganga Cultural para celebrar o Dia do Trabalhador, em 1º de maio. O evento, apoiado pelo Fundo de Cultura do Distrito Federal/SeCult, traz para o público as bandas Talo de Mamona e Ciclone na Muringa, espetáculos circenses com a Palhaça Carona (Luciana Meireles Cardoso) e outras atrações. A comemoração acontece na próxima quinta (1º), a partir das 10h, com concentração no Estádio Bezerrão – Gama. Entrada franca. Classificação indicativa: livre. Informações: 8589-2681. Divulgação

25

DE ABRIL DE

2014

a trabalhar em equipe para evitar um atentado contra o Papa na final do torneio. É quando entra em cena a empresária de sex shop Bia Alpinistinha, um médium e sua mãe muito louca. Comédia. Classificação: 14 anos. Direção: Vitor Brandt Onde está passando: Cinemark Pier 21 – Sala 8 - 13h10 - 15h40 - 18h20 20h40 „Noé – De acordo com a Bíblia, Deus estava descontente com a perversidade dos humanos e pretendia destrui-los, poupando apenas os animais e Noé, que ele considerava o único homem justo na Terra. Assim, ele deu ordens a Noé para construir uma arca e abrigar um casal de cada espécie de animal existente na natureza, afim de protegê-los do dilúvio. Drama. Classificação: 14 anos. Direção: Darren Aronofsky Onde está passando: Cinemark Iguatemi Brasília – Sala 6 3D – 13h - 16h - 19h - 22h Cinemark Pier 21 – Sala 1 3D - 15h10 - 18h10 - 21h10 „Rio 2 – Blu vive feliz no Rio de Janeiro ao lado da companheira Jade e seus três filhotes, Carla, Bia e Tiago. Seus donos, Linda e Túlio, estão

agora na floresta amazônica, fazendo novas pesquisas. Por acaso eles encontram a pena de uma ararinha azul, o que pode significar que Blu e sua família não sejam os últimos da espécie. Assim, toda a família parte em uma viagem pelo interior do Brasil rumo à floresta amazônica sem imaginar que, logo ao chegar, encontrarão um velho inimigo: Nigel. Animação. Classificação: livre. Direção: Carlos Saldanha Onde está passando: Cinemark Iguatemi Brasília – Sala 1 3D - 13h15 - 15h40 18h30 „Divergente – Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ficção Científica. Classificação: 14 anos. Direção: Neil Burger Onde está passando: Cinemark Iguatemi Brasília – Sala 2 - 14h - 17h05 - 20h Cinemark Pier 21 – Sala 2 13h20 - 17h40 - 20h50


&

Vida Lazer

Marlene Galeazzi

ALÔ BRASÍLIA

„

9

„ S E X TA - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

BODAS

CONFRARIA

Priscila, filha de Maria Souza Lima e Sebastião Goulart, e Fernando, filho de Ana Maria Loureiro Alves de Souza e Zenon Alves de Souza (em memória) vão se casar amanhã, sábado, às 16h30min, durante cerimônia religiosa na Capela da Igreja São Pedro de Alcântara, no Lago Sul. Logo após, a mãe do noivo, a querida Ana Loureiro, receberá os parentes e pequeno grupo de amigos para uma festa em sua mansão. A cantora Rosemary, amiga da família, estará presente.

Mais um almoço mensal vai reunir os participantes da Confraria da Cachaça do Brasil. Será nesta sexta-feira, a partir das 12 horas, no Salão Pérgola, na AABB. Desta vez, será degustada a cachaça Bagageira, produzida por Antônio Henrique Almeida, na fazenda Recanto do Lago, no município de Niquelândia. - GO.

Mostra A designer Yeda Garcia será um dos destaques da A Artefacto Brasília 2014 que promete surpreender. Ela assina o espaço em homenagem ao senador Romero Jucá. A mostra deste ano, composta por 23 ambientes, que poderá ser visitada a partir de 28 deste mês, com entrada franca, na QI 21. Homenageia personalidades brasilienses de diferentes áreas, da gastronomia à política nacional. Imperdível. marlenegaleazzi@gmail.com

Níver Amanhã, sábado, Mariza Junqueira ganha homenagem das amigas pelo seu aniversário. O encontro será uma feijoada no restaurante The Falls.

Agradecimento A titular da coluna agradece as manifestações de carinho recebidas ontem, por ocasião de seu aniversário. Amigo, realmente, é coisa para se guardar no lado esquerdo do peito, bem perto do coração. E, para todos eles, um lembrete: no dia 22 de maio vamos nos reunir no salão de eventos do Hotel Naoum para, durante jantar, comemorarmos o meu níver e meu primeiro ano como titular da coluna Flash deste jornal.

NIVER

Suzy Pena comemorou seu aniversário do jeito que gosta. Muita alegria e felicidades, cercada pelo carinho de familiares e amigos, no Restaurante Le Jardin Du Golfe. Fotos de: Paulo Lima

Lilian e Lutfallah Farah

Luciano Faria Júnior, Luciano Faria, Suzy Pena e Leonardo Faria

Zélia e Gilson Pena

Esteves Colnago, Gláucia Benevides, Janine Brito e José Eduardo Frota

Hélio Fausto e Hedwiges Siqueira


&

Vida Lazer

ALÔ BRASÍLIA

„

10

„ S E X TA - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

minutos Cruzadas Diretas APOSENTADORIA

BALÉ Reprodução

Fátima Bernardes foi reprovada no Fantástico Fátima Bernardes contou durante o programa ‘Encontro’ de ontem (24) que, antes de entrar para a Rede Globo, em 1987, foi reprovada em teste para ser bailarina da abertura do ‘Fantástico’. Anos depois, dando a volta por cima, a jornalista entrou para a equipe de apresentadores do programa de domingo. “Éramos eu, a Sandra Annenberg e Celso Freitas [apresentador do ‘Jornal da Record’]”, lembrou. Divulgação/TV Globo

Guitarrista do AC/DC deixa banda Após cerca de 40 anos com o AC/DC, o guitarrista e fundador da banda de rock, Malcolm Young, vai deixar a carreira. Há uma semana o grupo anunciou a saída do músico e explicou que ele vai se aposentar para cuidar da saúde. Aos 61 anos, Malcolm assume que a rotina de turnês desde 1974 podem ter debilitado a saúde.

MÚSICA Reprodução/Rodrigo Bueno

Marjorie Estiano canta The Beatles em São Paulo A cantora Marjorie Estiano se apresentou nessa quarta (23), no Espaço das Américas – Zona Oeste de São Paulo, cantando clássicos da banda The Beatles acompanhada de outros nomes da música brasileira como Leoni, Dado Villa-Lobos e Sandra de Sá. O tributo à banda inglesa fez parte do Projeto Banco do Brasil Covers.


&

Brasil Mundo

ALÔ BRASÍLIA

Dezenas de pessoas que foram retiradas da ocupação do prédio da Oi, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, incluindo crianças, permanecem há uma semana em tendas e barracas improvisadas no terreno da Catedral do Rio de Janeiro. Segundo os próprios moradores, eles têm recebido ajuda da igreja e de cidadãos cariocas, que passam pelo local para deixar comida e outros mantimentos. A Secretaria de Desenvolvimento Social diz que já cadastrou 1.486 famílias que participaram da ocupação do prédio da Oi. Os técnicos da secretaria farão uma análise da lista para saber quem se enquadra em programas como o Minha Casa, Minha Vida (habitacional) ou o Bolsa Família (de complementação de renda). O trabalho deve ser concluído até o início da próxima semana. A secretaria informa que as famílias que estão ocupando a catedral ainda não foram cadastradas. Técnicos da secretaria foram até o local na última sexta-feira (18) e se comprometeram a cadastrar as 60 pessoas que ocupavam o local, desde que elas aceitassem ir para o abrigo municipal Maria Teresa Vieira, em Jacarepaguá, na zona oeste. Segundo a secretaria, elas não aceitaram a proposta. A Arquidiocese do Rio de Janeiro divulgou nota anteontem (23) informando que não deu prazo para que os sem-teto deixem seu terreno.

11

„ S E X T A - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

INSTITUIÇÃO ADVENTISTA CENTRAL BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL

SEM TETOS

Ivasores se mudam para a Catedral

„

CNPJ 60.833.910/0001-87 Sede: Rod. DF 001 Km 26 Lago Sul - Brasília - DF Declarada de Utilidade Pública pelo Decreto Federal 53.376 de 31/12/1963

BALANÇO PATRIMONIAL Sede, Regiões Administrativas: Brasil Central, Planalto Central, Matogrossense, Sul Matogrossense, Tocantins, Instituto Adventista Brasil Central, Hospital Adv. do Pênfigo DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO (Em R$1) EM 31 DE DEZEMBRO (Em R$1) NE 2013 2012 Ativo NE 2013 2012 Passivo NE 2013 2012 3G 12.819.527 11.443.748 Ativo Circulante 46.466.391 42.552.859 Passivo Circulante 3A 153.405.681 139.501.215 6.775.097 6.808.679 Receitas Operacionais Bruta Disponível 3B 2.113.300 1.625.140 Contas a Pagar 3A 113.962.719 98.900.022 3I 1.971.813 1.396.140 De Serviços/Vdas./Contrib. Aplicações Financeiras 3B 13.611.670 17.396.105 Provisões 78.731.981 71.210.969 205.532 111.294 Serviços Educacionais Contas a Receber 4 27.976.299 21.491.469 Fundos em Confiança 35.230.738 27.689.053 3H 3.867.085 3.127.635 Serviços de Saúde Estoques 3D 1.098.236 616.371 Receitas Antecipadas Atividades Subsidiárias 3G 34.266 479.955 Despesas Antecipadas 1.666.886 1.423.774 Passivo Não Circulante 3A 20.885.683 19.824.008 7 34.266 479.955 De Doações/Subv./Outras Ativo Não Circulante 3F 113.730.332 103.076.625 Obrigações e Empréstimos 10 649.376 847.921 8 147.342.930 133.705.781 Doações Particulares Realizavel a Longo Prazo 3F 1.703.769 9.399.889 Patrimônio Líquido Patrimoniais e Financeiras 2.344.178 1.476.012 130.083.111 116.219.371 Imobilizado 6 141.116.512 118.551.883 Patrimônio Social 1.614.495 727.568 3A 13.637.149 13.755.192 Subv. Organizações Adventista (Custeio) (-) Depreciação/Amort. Acum. 6 (29.112.754) (24.882.106) Superávit do Exercício 3.622.670 3.731.218 Subvenções Poderes Públicos (Sem Vínculo) Intangilvel 6 256.175 238.787 Verbas Disponíveis/Reserva Outras Receitas 16.277.634 16.772.507 Total do Passivo + (-) Depreciação/Amort. Acum. 6 (233.370) (231.828) 3A 18.557.279 20.777.185 Patrimônio Líquido 160.196.723 145.629.484 De Receita Não Realizada Total do Ativo 160.196.723 145.629.484 Concessão de Gratuidades 18.557.279 20.777.185 DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM 31 DEZEMBRO (Em R$1) (-) Deduções da Receita Bruta 3A (15.021.757) (16.400.376) Patrimônio Superávit/Défit Verbas Receita Operacional Líquida 138.383.924 123.100.839 Discriminação Social do Exercício Disponíveis/Reservas Total Resultado Operacional Bruto 138.383.924 123.100.839 Saldos em 31 de dezembro de 2011 83.227.752 34.223.151 2.394.686 119.845.589 (-) Despesas Operacionais 3A (124.746.775) (109.345.647) Doação Recebida Para o Imobilizado 105.000 105.000 Despesas com Pessoal (58.640.253) (43.844.126) Incorporação Superávit Exercício Anterior 34.223.151 (34.223.151) - Encargos Sociais e Previd. (5.063.864) (4.150.964) Superávit do Exercício 13.755.192 13.755.192 Administrativas e Gerais (37.729.846) (32.632.948) Verbas Disponíveis/Reservas (1.941.793) 1.941.793 - Engargos Tributários (207.292) (110.234) Verbas Disponíveis/Reversão 605.261 (605.261) - Assistência e Orientação Social (2.211.223) (2.156.085) Saldos em 31 de dezembro de 2012 116.219.371 13.755.192 3.731.218 133.705.781 Outorg. Organização Adventista (2.334.695) (1.843.874) Doação Recebida Para o Imobilizado - Gratuidades Concedidas 3J (18.559.602) (24.607.417) Incorporação Superávit Exercício Anterior 13.755.192 (13.755.192) - Cota patronal 11 (12.656.510) (10.600.959) Superávit do Exercício 13.637.149 13.637.149 (-) Isenção da Cota Patronal 11 12.656.510 10.600.959 Verbas Disponíveis/Reservas 108.548 (108.548) - Superávit (Déficit) do Exercício 3A 13.637.149 13.755.192 Verbas Disponíveis/Reversão DEMONSTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA Saldos em 31 de dezembro de 2013 130.083.111 13.637.149 3.622.670 147.342.930 EM 31 DE DEZEMBRO - MÉTODO INDIRETO (Em R$1) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Em reais) Atividades Operacionais 2013 2012 18.271.881 17.868.907 1. Contexto Operacional - A Instituição, como entidade não lucrativa, antecipadas: As receitas antecipadas estão demonstradas basicamente por Superávit Líquido Ajustado 13.637.149 13.755.192 beneficiente, de fins educacionais, culturais e filantrópicos, tem por objetivos: valores de matrículas recebidas referentes ao exercício seguinte e são Superávit do Exercício 4.634.732 4.113.715 promover o ensino integrado, em todos os seus graus, e médico-hospitalar em apropriadas ao resultado durante sua vigência. i) Provisões: Foram constituídas Depreciação e amortização consonância com a filosofia cristã adotada pela Igreja Adventista do Sétimo provisões de férias com base nos salários, ajustados aos respectivos períodos (Aumento) Redução do Ativo 486.313 (15.466.491) Dia; difundir e propagar principios morais, cívicos, éticos, cristãos e de saúde; aquisitivos, acrescida de 9,5 % (nove e meio por cento) relativo aos encargos Contas a Receber (6.484.830) (5.938.175) prestar serviços ambulatoriais e médico-hospitalares às pessoas necessitadas, de FGTS e PIS. j) Prestação de serviços gratuitos: A gratuidade registrada no Estoques (481.865) (26.416) em seu âmbito de ação; participar da manutenção das atividades educacionais grupo de despesas operacionais como gratuidades concedidas, no valor de Despesas do Exercício Seguinte (243.112) (251.901) e filantrópicas mantidas por Instituições Adventistas congêneres no Brasil; R$18.559.602, equivalente a 20,03% em 2013 (R$24.607.417, equivalente a Realizavel a Longo Prazo 7.696.120 (9.249.999) promover acões e programas de desenvolvimento comunitário e social; prestar 28,75% em 2012), da receita base para cálculo da gratuidade da Instituição, Aumento (Redução) do Passivo 1.375.779 (3.525.349) amparo ao idoso, à gestante, ao adolescente e ao menor carente; cooperar originou-se de gastos com bolsas de estudos, concedidas aos alunos, Contas a Pagar (33.582) (3.756.007) com os órgãos públicos nas ações e programas de promoção assistencial, assistência social, dentro do percentual estabelecido. A receita base utilizada Provisões 575.673 21.678 educacional e de erradicação da miséria; promover eventos culturais e nos cálculos abaixo segue o Decreto 7.237/2010 e a Lei 12.101/2009. Receitas Antecipadas 739.450 240.198 desportivos, feiras, exposições e congressos, com apoio da comunidade, Descrição 2013 2012 Fundo de Confiança 94.238 (31.218) dentro de suas possibilidades técnicas e financeiras; combater, através de Receita Operacional Bruta 153.405.681 139.501.215 ações e programas de esclarecimento, de prevenção e de recuperação, os (-) Deduções da Receita Bruta (60.738.007) (53.917.933) Outras Obrigações 20.133.973 (1.122.933) males causados pelo alcoolismo, pelo tabagismo e pelas demais drogas e Receita Base Filantropia 92.667.674 85.583.282 Caixa Líq. Cons. nas Ativ. Oper. tóxicos nocivos à saúde; dar atenção especial aos jovens e aos juvenis com fim Gratuidades Concedidas 18.559.602 24.607.417 Atividades de Investimento de promover entre eles o cultivo das boas ações, dos atos nobres, da honra à Acréscimo do Imobilizado (22.955.333) (3.103.407) 20,03% 28,75% Pátria, do respeito e amor aos pais e do temor a Deus, visando a formação do Descrição Acrescimo do intangível (29.226) 2013 2012 caráter, e desenvolver aptidões de civismo e altruísmo; 2. Apresentação das Nº Alunos Total Caixa Líq. Cons. nas Ativ. Invest (22.984.559) (3.103.407) 18.077 18.261 Demonstrações Contábeis - As demonstrações contábeis do exercício findo Nº Alunos Pagantes 15.870 15871 Atividades de Financiamento em 31 de dezembro de 2013 foram elaboradas de acordo com as novas Qtde. Bolsas Exigida100% Recebimento/Liquidação de Empréstimos (445.689) (445.744) 1.763 1.763 práticas contábeis adotadas no Brasil, com atendimento integral da Lei nº Qtde. Bolsas 100% 1.817 1.787 Variação no Patrimonio Social 6.404/76 e alterações introduzidas pela Lei nº 11.638/07 e Lei nº 11941/09, e Qtde. Bolsas 50% 2.079 2.184 Caixa Líq. Ger. nas Ativ. de Financ. (445.689) (445.744) pronunciamentos emitidos pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis K) Distribuição de resultados: A Instituição não distribui resultados, (3.296.275) (4.672.084) e aprovados pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade e demais dividendos, bonificações, participações ou parcelas do seu patrimônio sob Variação Líq. nas Disponibilidades 19.021.245 23.693.329 disposições complementares aplicáveis a entidades sem fins lucrativos. 3. nenhuma forma ou pretexto, bem como, seus dirigentes, conselheiros, e Saldo Inic. de Caixas e Equiv. de Caixa 15.724.970 19.021.245 Resumo das Principais Práticas Contábeis - a) Apuração do superávit ou demais beneméritos, não perceberam vantagens ou benefícios, por qualquer Saldo Final de Caixas e Equiv. de Caixa déficit: O resultado é apurado pelo regime de competência dos exercícios e forma ou título em razão das competências, funções ou atividades que lhes DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES DO PATRIMÔMIO reflete valores nominais. A receita refere-se a serviços, vendas e contribuições, fossem atribuídas pelos respectivos atos constitutivos, nos exercícios de 2013 CIRCULANTE LÍQUIDO EM 31 DEZEMBRO (Em R$1) deduzidos os custos sobre as atividades subsidiárias, sendo que nelas estão e de 2012. L) Assistência Gratuita Hospitalar - No exercício de 2013 foi Ativo Circulante 2013 2012 incluídos, além dos valores referidos, outros provenientes de doações, registrada a importância total de R$1.685.906. de aplicação em assistência No Início do Exercício 42.552.859 41.008.451 subvenções de entidades congêneres e de poderes públicos, num montante, gratuita. Este valor é composto de duas rubricas: 1. Custo com assistência No Final do Exercício 46.466.391 42.552.859 de R$153.405.681 em 2013 (R$139.501.215 em 2012), sendo 3.913.532 1.544.408 R$113.962.719 em 2013, e (R$98.900.022 em 2012), caracterizadas como hospitalar gratuita: conta retificadora das receitas com pacientes, Variação operacionais e R$20.885.683 em 2013, (R$19.824.008 em 2012), como correspondente aos valores de atendimentos prestados na área ambulatorial e Passivo Circulante de internações de pacientes, realização de exames de diagnóstico, eventos e No Início do Exercício 11.433.748 14.969.097 operacionais não vinculadas às atividades sociais e assistenciais; R$18.557.279 12.819.527 11.443.748 em 2013 (R$20.777.185 em 2012), como receita não realizada referente campanhas de saúde preventiva e demais serviços e atendimentos gratuitos. No Final do Exercício 1.385.779 (3.525.349) concessão de gratuidade; R$15.021.757 em 2013 (R$16.400.376 em 2012) Registrou em 2013 a cifra de R$1.683.584. 2. Custo com assistência Variação como dedução da receita bruta. A conseqüente aplicação dos recursos na hospitalar gratuita: conta do grupo das despesas, correspondente ao Aumento do CCL 2.527.753 5.069.757 manutenção e desenvolvimento de seus objetivos institucionais representou pagamento de deslocamento e acomodação de profissionais para um montante de R$124.746.775 em 2013 (R$109.345.647 em 2012), atendimento de pacientes de assistência gratuita, doações e contribuições 7. Obrigações e emprestimos L. prazo: O valor de R$34.266 refere-se a produzindo um resultado do exercício de R$13.637.149 em 2013 efetuadas. Em 2013 este grupo de contas resgistrou um montante de financiamento e outas obrigações. 8. Patrimônio Líquido - Compreende, (R$13.755.192 em 2012). b) Disponível e Aplicações Financeiras: São R$2.323. No exercicio de 2013 realizou-se a aplicação de 10,06% sobre a além do resultado anual de suas atividades, os bens móveis e imóveis classificados como disponivel e Aplicações Financeiras, numerário em espécie receita efetivamente recebida da prestação de serviços de saúde, conforme integralizados, bem como os recebidos através de doações da sociedade em e depósitos bancários disponíveis. A instituição faz a reserva de recursos como novas disposições da Lei 12.101/09, Lei 12.453/11 e da portaria MS 1.970/11. geral. 9. Cobertura de Seguros - Visando precaver-se de eventuais sinistros a reserva para enfrentar possíveis dificuldades financeiras e para novos O quadro abaixo demonstra a aplicação realizada no ano de 2013, que atingiu Instituição mantém permanentemente uma política de seguros de seus empreendimentos assistenciais. c) Provisão para devedores duvidosos: o percentual de 10,06% em relação a receita hospitalar. principais bens. 10. Doações Diversas - O montante recebido no exercício Demonstrativo de Aplicação em Gratuidades - Hospitalar Constituída com base em percentual da inadimplência, julgada satisfatória findo em 31 de dezembro de 2013, a titulo de doações foi de R$649.376 ANO 2013 (R$847.921 em 2012), sendo R$617.428 de pessoa física em 2013 frente ao saldo das contas a receber no montante de R$9.335.626 em 2013 16.764.885 (R$770.891 em 2012) e R$31.948 de pessoas jurídicas em 2013 (R$77.030 (R$6.157.084 2012). d) Estoques: Os estoques são demonstrados ao custo Receita Efetivamente Recebida em 2013 16.764.885 médio de aquisição, inferiores aos respectivos custos de reposição. e) Total das Receitas 1.685.906 em 2012).11. Benefícios da Filantropia - INSS cota patronal: O INSS Contribuições, Subvenções e Doações: As contribuições, subvenções e Assistência Hospitalar Gratuita % S/ Receitas Aplic. Em Gratuidades 10,06% referente a cota patronal não recolhido monta o valor de R$12.656.510, no doações são registradas quando recebidas no superávit ou déficit do exercício. exercício de 2013 (R$10.600.959 em 2012). As subvenções e contribuições patrimoniais utilizadas para a aquisição de bens 4. Contas a Receber: Contribuições Sociais Isenções Descrição 2013 2012 estão sendo registradas no patrimônio social, conforme resoluções CFC 2013 2012 65.180 108.355 877/00 e 922/01, as quais aprovaram a NBCT 10 do Conselho Federal de Clientes Educacional 8.696.650 7.335.809 Mensalidades a receber 8.957.880 6.111.349 Contabilidade. f) Ativo não Circulante: Demonstrado ao custo de aquisição, Assistencial 793.085 776.987 10.415.840 6.001.731 reduzido ao seu valor recuperável quando aplicável. O realizável a longo prazo Convênio saúde a receber 3.166.775 2.488.162 5.268.620 3.529.795 Hospitalar refere-se ao valor da venda do imobilizado. O imobilizado é submetido ao Entidades congêneres a receber 12.656.510 10.600.959 883 12.213 Total teste de recuperabilidade quando há indícios internos ou externos de que Impostos a Recuperar 12. Contingências A Entidade discute o recurso administrativo da Secretaria 12.603.522 11.885.111 pode estar desvalorizado. A depreciação do imobilizado é calculada pelo Outro contas a receber (9.335.626) (6.157.084) da Receita Federal do Brasil da Renovação do CEBAS em montante método linear, às taxas que levam em consideração a vida útil econômica dos (-)Provisão Crédito Liq. Duvidosa aproximado de R$3.750.266 em 2007, na opinião de seus assessores jurídicos 27.976.299 21.491.469 bens, registrada diretamente no resultado do exercício. g) Passivo circulante e Total da Martins & Alves, fundamentados na ADIn 2.028/99 do Supremo Tribunal não Circulante:O passivo circulante está demonstrado por valores conhecidos 5. Estoques 2013 2012 Federal – STF, julga que a possibilidade de êxito nesta causa é boa, assim ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e Descrição variações monetárias incorridas, em base “pró-rata dia”. h) Receitas Mercadorias de Uso/Consumo 1.098.236 616.371 nenhuma provisão foi constituída. A Instituição discute judicialmente outras ações nas áreas cíveis, trabalhistas, fiscais e tributárias em montante 6. Imobilizado/Intangivel aproximado de R$627.340. Entretanto a Instituição amparada na opinião de Descrição Taxa de Depreciação Custo corrigido Depreciação Acumulada Líquido 2013 Líquido 2012 seus assessores jurídicos da Martins & Alves julga que a possibilidade de êxito Bens em Formação 0% 30.944.345 30.944.345 24.078.152 nestas causas também são boas, assim nenhuma provisão foi constituída, no Terrenos 0% 14.467.475 14.467.475 12.058.445 exercício findo em 31 de dezembro de 2013. A entidade discute judicialmente Edifícios e Benfeitorias 4% 72.566.293 (16.448.553) 56.117.740 48.507.725 Proc. Nº 2005.34.00.008947-6 com a Secretaria da Receita Federal a cobrança Instalações 20% 268.027 (173.863) 94.164 102.210 do PIS sobre a folha de pagamento, desde outubro de 2005 a entidade 3.837.844 2.932.715 deposita judicialmente junto a CEF. Em 31 de dezembro de 2013 o montante Móveis e Utensílios 10% 6.866.548 (3.028.704) Máquinas e Equipamentos 10% e 25% 14.923.580 (8.686.045) 6.237.535 5.506.879 Automotores 20% 908.750 (685.206) 223.544 390.142 depositado é de R$2.361.741. A entidade continua registrando o valor do PIS Imobilizações Téc. Imateriais 0% e 33% 256.175 (233.369) 22.806 6.959 em sua despesa, assim nenhuma provisão foi constituída.13. Instrumentos Semoventes 20% 340 Financeiros - Nos exercícios findos em 31 de dezembro de 2013 e 2012, a Biblioteca e Videoteca 10% 171.495 (90.384) 81.111 93.170 Instituição Central Brasileira de Educação e Assistência Social não efetuou Total 141.372.687 (29.346.124) 112.026.563 93.676.735 operações com derivativos. PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

1. Examinamos as demonstrações financeiras da INSTITUIÇÃO ADVENTISTA CENTRAL BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL, que compreendem o Balanço Patrimonial em 31 de dezembro de 2013 e as respectivas demonstrações do superávit ou déficit, das Mutações do Patrimônio Social e dos Fluxos de Caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. 2. A administração da INSTITUIÇÃO ADVENTISTA CENTRAL BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL é responsável pela elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações financeiras livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou por erro. 3. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. 4. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos DIRETORIA:

HELDER ROGER CAVALCANTI Presidente - CPF: 105.653.454-00

selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e das divulgações apresentados nas demonstrações financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras da Entidade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Entidade. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das políticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. 5. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. 6. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras anteriormente referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da INSTITUIÇÃO ADVENTISTA CENTRAL BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL em 31 de dezembro de 2013, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa JAIRO CEZAR SILVA DOS ANJOS Tesoureiro - CRA/SC RS-9249

para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. 7. Auditoria dos valores correspondentes ao exercício anterior - Os valores correspondentes ao exercício findo em 31 de dezembro 2012, apresentados para fins de comparação, foram auditados por nós, conforme relatório datado de 18 de abril de 2013, o qual não conteve qualquer modificação. Brasilia 25 de Abril de 2014 TSA AUDITORES ASSOCIADOS S.S. CRC/RS “S” “DF” 4.240 NILTON ANTONIO TIELLET BORGES Contador CRC/RS “S” “DF” 015.233/O-8 CPF: 005.449.140-15 Registro CVM Ato Declaratorio nº 5417, DOU 14.5.99 GILNEI ROBERTO SCHMITT SOARES Contador CRC RS “S” “DF” 075.924/O-9 CONTADOR:

PEDRO HENRIQUE REIS SCHMITZ Contador - CRC (DF) - 022.229/O-5


12

J S E X T A - F E I R A ,

BRASÍLIA

ALO

DE ABRIL DE

2014

ASILO POLÍTICO

&

www.alo.com.br JORNAL

25

O GOVERNO FEDERAL VAI DECIDIR SE OFERECE, OU NÃO, ASILO POLÍTICO A EDWARD SNOWDEN, O EX-CONSULTOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA (NSA) DOS ESTADOS UNIDOS, QUE DENUNCIOU O SISTEMA DE ESPIONAGEM MANTIDO PELO ÓRGÃO.

Poder Poder

PETROBRAS J Intenção dos governistas é “investigar tudo e todos”, segundo Senador Humberto

PT não vai recorrer de CPI

O

líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), anunciou ontem (24) que seu partido não vai recorrer da decisão liminar da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber, que determinou a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) restrita a fatos envolvendo a Petrobras. A manifestação da ministra foi anunciada ontem à noite e respondeu às liminares solicitadas tanto pelos governistas quanto pela oposição. “Quero anunciar aqui o nosso respeito ao entendi-

Antonio Cruz/ABr

ANÚNCIO veio de reunião que incluiu até senadores ausentes

mento da ministra Rosa Weber e a decisão da bancada do PT, tomada após uma reunião que fizemos agora há pouco, para a qual também

consultamos alguns senadores que estavam ausentes, de não recorrer da liminar ao plenário do STF, tendo em vista o mandado de seguran-

ça apresentado pela senadora Ana Rita [PT-ES]”, anunciou o líder petista. O mandado de segurança apresentado pela senadora Ana Rita questionava no Supremo o pedido de CPI apresentado pela oposição para investigar contratos suspeitos de irregularidades na Petrobras. A senadora alegava que, embora tratassem de uma mesma empresa, os fatos não eram relacionados entre si, o que tornaria a CPI inconstitucional e antirregimental. Mas, com a decisão da ministra determinando que a CPI da oposição poderá ser

instalada, a tese de Ana Rita foi vencida. O líder Humberto Costa disse que a decisão de não recorrer da decisão liminar ao plenário do Supremo tem como objetivo “fazer andar mais rápido o processo de instalação da CPI” e garantiu que a intenção do grupo governista não é evitar a investigação sobre a companhia petroleira que tem a União como maior acionista. “Queremos investigar tudo e todos. Não haverá rigorosamente nada nem ninguém que deixaremos de fora no que diz respeito a essas denúncias que envolvem a Petrobras”, disse.

Balanço AGENCIA ADVENTISTA DE DESENVOLVIMENTO E RECURSOS ASSISTENCIAIS DO CENTRO OESTE CNPJ nº 15.439.317/0001-04 Sede: Rod. DF 001 Km 26 Lago Sul - Brasília - DF Declarada como OSCIP conforme: Processo MJ nº 08071.012354/2012-17

BALANÇO PATRIMONIAL Sede, Regiões Administrativas: Góias, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins DEMONSTRAÇÕES DO RESULTADO NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO (Em R$1) DO EXERCÍCIO EM 31 DE DEZEMBRO (Em R$1) 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Em reais) Ativo 2013 2012 2013 2012 1. Contexto Operacional - A ADRA CENTRO OESTE, como entidade não Ativo Circulante 3.757 929 lucrativa, beneficiente, de fins assistenciais e culturais, tem por finalidades: De Doações/Subv./Outras 52.633 1.000 Disponível 3.589 929 10.404 - promoção da assistência social; promoção da cultura, defesa e conservação do Contas a Receber 168 - Doações Pessoas Físicas patrimônio histórico e artístico; promoção da segurança alimentar e 22.966 Ativo Não Circulante 28.852 - Patrimoniais e Financeiras 19.263 - nutricional; defesa, preservação e conservação do meio ambiente e promoção Imobilizado 29.466 - Outras Receitas do desenvolvimento sustestentável; promoção do voluntariado; promoção do 1.000 (-) Depreciação/Acumulada (614) - Subv. Organizações Adventista(custeio) 52.633 1.000 desenvolvimento econômico e social e combate à pobreza; experimentação, Total do Ativo 32.609 929 Receita Operacional Líquida (-) Despesas Operacionais (20.953) 71 não lucrativa, de novos modelos sócio-produtivos e de sistemas alternativos de Passivo 2013 2012 Despesas Com Pessoal (14.034) - produção, comércio, emprego e crédito; promoção de direitos estabelecidos, Passivo Circulante Encargos Sociais e Previd. (4.846) - construção de novos direitos e assessoria jurídica gratuíta de interesse Patrimônio Líquido 32.609 929 Administrativas e Gerais 823 71 suplementar; promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, Patrimonio Social 929 - Encargos Tributários 1.250 - da democracia e de outros valores universais; estudos e pesquisas, Superávit do Exercicio 31.680 929 Superávit (Déficit) Do Exercicio 31.680 929 desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de Total do Passivo + Patr. Líq. 32.609 929 informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito às DEMONSTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA atividades mencinadas neste artigo; prestar amparo ao idoso, à gestante, ao DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM 31 DE DEZEMBRO - MÉTODO INDIRETO (Em R$1) adolescente e ao menor Carrente; cooperar com os orgãos públicos nas ações EM 31 DEZEMBRO (Em R$1) Atividades Operacionais 2013 2012 e programas de promoção assistencial, educacional e de erradicação da Patri- Superávit/ Superávit Liquido Ajustado 32.294 929 miséria; promover eventos culturais e estimular tradições, notadamente mônio Défit do Superávit do Exercício 31.680 929 através da arte e da música; promover feiras, exposições e congressos, dentro Discriminação Social Exercício Total Depreciação e Amortização 614 - de suas possibilidades técnicas e financeiras; preparar, qualificar e habilitar Saldos em 31 de dezembro de 2012 929 929 (aumento) Redução do Ativo (168) - para o trabalho; contribuir para o desenvolvimento do espírito de Incorporação Superávit Exercicio Anterior 929 (929) Contas a Receber (168) - solidariedade comunitária, através do aperfeiçoamento do ser Humano, e do Superávit do Exercício 31.680 31.680 Caixa Liq. Cons. Ativ. Oper. 32.126 929 desenvolvimento de suas potencialidades; combater, através de ações e Saldos em 31 de dezembro de 2013 929 31.680 32.609 programas de esclarecimento, de prevenção e de recuperação, os males Atividades de Investimentos PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Acréscimo do Imobilizado (29.466) - causados pelo alcoolismo, pelo tabagismo e pelas demais drogas e tóxicos nocivos a saúde; dar atenção especial aos jovens e aos juvenis com o fim de (29.466) 1. Examinamos as demonstrações financeiras da AGÊNCIA ADVENTISTA Caixa Liq. Cons. Nas Ativ. Invest. (2.660) - promover entre eles o cultivo das boas ações, dos atos nobres, da honra à DE DESENVOLVIMENTO E RECURSOS ASSISTENCIAIS DO CENTRO Variação Liq. nas Disponibilidades Pátria, do respeito e amor ao pais, visando à formação do caráter, e 929 OESTE, que compreendem o Balanço Patrimonial em 31 de dezembro de Saldo Inic. de Caixas e Equiv. de Caixa desenvolver aptidões de civismo e altruísmo; promover atendimento médico e 3.589 929 2013 e as respectivas demonstrações do superávit ou déficit, das Mutações Saldo Final de Caixas e Equiv. de Caixa odontológico com atenção à saúde preventiva e curativa; promover do Patrimônio Social e dos Fluxos de Caixa para o exercício findo naquela das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação programas e ações, na área da agricultura familiar com ênfase na data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. agroecologia; capacitar e promover o desenvolvimento integrado e explicativas. 2. A administração da AGÊNCIA ADVENTISTA DE 5. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada sustentável das comunidades, realizando programas de capacitação técnica DESENVOLVIMENTO E RECURSOS ASSISTENCIAIS DO CENTRO OESTE para fundamentar nossa opinião. 6. Em nossa opinião, as demonstrações em agricultura, pecuária, horticultura, piscicultura, apicultura, entre outras atividades de geração de renda; produzir e veicular ações e programas de é responsável pela elaboração e adequada apresentação das financeiras anteriormente referidas apresentam adequadamente, em todos educação e promoção humana através dos meios de comunicação social; demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da AGÊNCIA promover eventos culturais e desportivos, feiras, exposições e congêneres, no Brasil, e pelos controles internos que ela determinou como necessários ADVENTISTA DE DESENVOLVIMENTO E RECURSOS ASSISTENCIAIS com apoio da comunidade, dentro de suas possibilidades técnicas e para permitir a elaboração de demonstrações financeiras livres de distorção DO CENTRO OESTE em 31 de dezembro de 2013, o desempenho de suas financeiras; promoção gratuita da educação, observando-se a forma relevante, independentemente se causada por fraude ou por erro. 3. Nossa operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de complementar de participação das organizações de que trata a Lei nº 9.790/99 responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. 7. Auditoria dos em seu artigo 3º, inciso III; promoção gratuita da saúde, observando-se a forma complementar de participação das organizações de que trata a Lei nº financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as valores correspondentes ao exercício anterior - Os valores correspondentes 9.790/99 em seu artigo 3º, inciso IV; 2. Apresentação das Demostrações normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o ao exercício findo em 31 de dezembro de 2012, apresentados para fins de Contabeis - As demonstrações contábeis do exercício findo em 31 de cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja comparação, foram auditados por nós, conforme relatório datado de 18 de dezembro de 2013 foram elaboradas de acordo com as novas práticas planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que contábeis adotadas no Brasil, com atendimento integral da Lei nº 6.404/76 e abril de 2013, o qual não conteve qualquer modificação. alterações introduzidas pela Lei nº 11.638/07 e Lei nº 11941/09, e as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. 4. Uma pronunciamentos emitidos pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para 25 de Abril de 2014 Brasilia e aprovados pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade e demais obtenção de evidência a respeito dos valores e das divulgações disposições complementares aplicáveis a entidades sem fins lucrativos. 3. apresentados nas demonstrações financeiras. Os procedimentos Resumo das Principais Práticas Contábeis - a) Apuração do superávit ou selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação déficit: O resultado é apurado pelo regime de competência dos exercícios e TSA AUDITORES ASSOCIADOS S.S. dos riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, reflete valores nominais. A receita refere-se a contribuições, deduzidos os CRC/RS “S” “DF” 4.240 independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de custos sobre as atividades subsidiárias, sendo que nelas estão incluídos, além

riscos o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras da Entidade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Entidade. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das políticas contábeis utilizadas e a razoabilidade DIRETORIA:

HELDER ROGER CAVALCANTI Presidente - CPF: 105.653.454-00

NILTON ANTONIO TIELLET BORGES Contador CRC/RS “S” “DF” 015.233/O-8 CPF: 005.449.140-15 Registro CVM Ato Declaratorio nº 5417, DOU 14.5.99 GILNEI ROBERTO SCHMITT SOARES Contador CRC RS “S” “DF” 075.924/O-9 JAIRO CEZAR SILVA DOS ANJOS Tesoureiro - CRA/SC RS-9249

dos valores referidos, outros provenientes de doações, subvenções de entidades congêneres, num montante, de R$52.633. em 2013 (1.000 em 2012), como operacionais não vinculadas às atividades sociais e assistenciais. A consequente aplicação dos recursos na manutenção e desenvolvimento de seus objetivos institucionais representou um montante de R$20.953 em 2013 (R$71 em 2012). produzindo um resultado do exercício de R$31.680. em 2013 (R$929 em 2012). CONTADOR:

PEDRO HENRIQUE REIS SCHMITZ Contador - CRC (DF) - 022.229/O-5

MUNDIAL

Mané não é o mais caro da Copa Em relação à matéria veiculada sobre o Estádio Nacional de Brasília ter o custo avaliado em R$ 1,4 bilhão, sendo o mais caro dos 12 estádios do mundial, a Coordenadoria de Comunicação para a Copa (ComCopa) do Governo do Distrito )HGHUDO *') D¿U ma que o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha não é o mais caro da Copa do Mundo. “Diferentemente da maioria das arenas que sediarão jogos do Mundial, como o Maracanã, que passou por uma reforma, o estádio da capital federal foi totalmente reconstruído”, diz a nota. Sobre a variação dos custos, o secretário extraordinário da Copa, Cláudio Monteiro disse que há um contrassenso. “Eu não posso ter as instalações, inclusive as cadeiras mais baratas do país, o cabeamento mais barato do país, o metro cúbico de concreto mais barato do país, o metro quadrado da lona da cobertura mais barata do país e ser o mais caro”, D¿UPRX0RQWHLUR “Não se pode comparar arenas diferenciadas, que possuem características próprias. Muito menos se comparar gastos com reformas com investimento em uma arena totalmente nova, com capacidade para 72 mil pessoas”, informa a nota. Nessa quartafeira (23), a Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados visitou o estádio, na primeira de uma série de visitas pelas arenas da Copa do Mundo.


13 www.alo.com.br

25

DE ABRIL DE

2014

A polĂ­tica no seu dia a dia BRASĂ?LIA

JORNAL

J S E X T A - F E I R A ,

ALO

ONS&OFFS

Tiago Monteiro Tavares / Cientista PolĂ­tico E-Mail: tm.tavares@alo.com.br

CLDF

Pedido de improbidade

O

clima esquentou durante a reunião da Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle da Câmara Legislativa, na tarde de ontem (24), quando o colegiado aprovou uma representação ao MinistÊrio Público contra o ex-diretor-geral do DFTrans, Marco Antônio Campanella, por improbidade administrativa. A representação foi sugerida pela deputada Eliana Pedrosa (PPS), relatora de investigação da comissão sobre açþes executadas no DFTrans. Para Eliana, Campanella negou-se sucessivamente a prestar esclarecimentos à Câmara e ao Tribunal de Contas, sobre denúncias e pedidos de informaçþes quanto a irregularidades no órgão. O MinistÊrio Público vai decidir se o caso deve ou não ser apresentado à Justiça. A aprovação da representação foi unânime entre os três integrantes da comissão que participaram da reunião: Joe Valle (PDT), Eliana Pedrosa e Chico Leite (PT). O presidente, Joe Valle, ressaltou que após muitas denúncias a comissão aprovou um requerimento de investigação e a relatora sorteada foi a deputada Eliana, que fez um levantamento e constatou que diversas informaçþes teriam sido sonegadas pelo ex-diretor-geral.

“A comissĂŁo cumpriu seu papel claro e deďŹ nido. Isso inaugura um novo ciclo de investigaçþes concluĂ­das e que apresentam resultadosâ€? JOE VALLE (PDT) Deputado distrital, sobre a aprovação da representação por improbidade administrativa do ex-diretor geral do DFTrans, Marco AntĂ´nio Campanella.

JOE VALLE observa Campanella quando o ex-diretor esteve na comissĂŁo

“ParcĂŁoâ€?

MUITO TÉCNICA E POUCO PRODUTIVA

ConsequĂŞncias perigosas

Com a alta repercussĂŁo negativa da aprovação de projeto de lei, pela Câmara Legislativa, que proĂ­be a circulação de cĂŁes em ĂĄreas comuns de parques pĂşblicos no Distrito Federal – de autoria da ex-deputada Luzia de Paula (PEN) – um protesto promete movimentar o Parque da Cidade amanhĂŁ (26). A chamada “CĂŁominhadaâ€? começou a ser organizada pelas redes sociais, objetivando sensibilizar o governador Agnelo a vetar a lei, fato que jĂĄ ocorreu. Mesmo assim, a “CĂŁominhadaâ€? deve reunir grande pĂşblico. Pensando no problema, o Diretor do Parque da Cidade, Paulo Dubois, quer aproveitar a mobilização para apresentar aos organizadores do protesto o projeto “ParcĂŁoâ€? - que cria uma ĂĄrea especĂ­ďŹ ca para a circulação e permanĂŞncia dos cĂŁezinhos - em uma reuniĂŁo que serĂĄ realizada hoje, Ă s 11hs, na administração do Parque.

A esperada reuniĂŁo entre tĂŠcnicos de diversos ĂłrgĂŁos e entidades com os deputados distritais para tentar esclarecer os pontos divergentes e corrigir falhas do projeto da Lei de Ocupação e Uso do Solo (Luos) foi “muito tĂŠcnica e pouco produtivaâ€?, na avaliação de alguns parlamentares ouvidos pela Coluna. Eles criticaram a

A divergĂŞncia gerada pelo projeto que cria a carreira socioeducativa na estrutura da Secretaria da Criança e a equiparação com a carreira de assistĂŞncia social, da Secretaria de Desenvolvimento Social, tomaram proporçþes realmente delicadas na Câmara Legislativa. ApĂłs o lĂ­der do bloco PT/PRB, deputado Chico Vigilante, esbravejar da Tribuna da Casa nomeando os parlamentares e dizendo “eu falo pelo deputado fulano, beltrano...â€? orientando que a bancada do PT nĂŁo votaria o projeto do governo, por ele ser desagregador, gerou muita irritação entre os parlamentares. Com a postura do lĂ­der, uma reuniĂŁo de emergĂŞncia da bancada aconteceu na manhĂŁ de ontem (24).

falta de diålogo da Secretaria de Habitação (Sedhab) em analisar e, principalmente, aprovar as diversas sugestþes dos parlamentares, colhidas em mais de 17 audiências públicas realizadas nas Regiþes $GPLQLVWUDWLYDV1R¿PDFRUGDUDP em realizar duas reuniþes semanais, as terças e quintas, para tentar chegar a um acordo. CEDOC

Ă€ PORTAS FECHADAS Ă€ portas fechadas, os seis integrantes da bacada do PT chegaram ao entendimento de que nĂŁo votarĂŁo o projeto como quer o GDF. Eles redigiram uma carta encaminhada ao governador Agnelo e subscrita pelos parlamentares. Nela, pontuam o pedido feito pelo lĂ­der da bancada, Chico Vigilante, ao governador para que nĂŁo assinasse o projeto de lei como foi encaminhado Ă Câmara. TambĂŠm questionam que a mensagem do governador encaminhando o projeto foi protocolada â€œĂ  reveliaâ€? e de forma “impositivaâ€? pelo secretĂĄrio de administração, Wilmar Lacerda, sem o conhecimento e a articulação junto a coordenadoria de assuntos parlamentares do governo. A bancada pede que o governador retire o projeto de lei de tramitação.

DISTRITAIS reclamam da falta de acolhimento da Sedhab as propostas apresentadas

Ainda restam arestas divergência quanto a decisão judicial que anulou as decisþes tomadas pelo Conselho de Planejamento Territorial (Conplan). O governo defende que a matÊria jå passou pelo Conplan e que esse as divergências e falhas estão sanadas. Os parlamentares rebatem dizendo que o texto a ser votado Ê totalmente diferente do que o aprovado pelo Conselho, o que poderia levar a uma nova ação de anulação da lei por parte do MinistÊrio Público.

Roberval EduĂŁo

Para os deputados, se a Sedhab nĂŁo for mais receptiva com as demandas encaminhadas pelos deputados o projeto nĂŁo serĂĄ votado. AlĂŠm desta, outras arestas ainda precisam ser “aparadasâ€? para que se possa votar a Luos antes do recesso parlamentar de julho. Alguns arriscam dizer que serĂĄ assunto para render a jĂĄ tradicional ‘maratona’ do Ăşltimo dia de votaçþes antes do recesso. O ponto principal que deve acabar por ‘segurar’ o projeto ĂŠ a

ViĂŠs eleitoral Em off, deputados chegaram a dizer que o projeto tem “cunho eleitoralâ€?, para beneďŹ ciar a colega de partido, ex-secretĂĄria da Criança, Rejane Pitanga (PT), prĂŠcandidata a deputada distrital. AlĂŠm de todo esse desgaste polĂ­tico entre a bancada do PT e o governo, os parlamentares ainda estĂŁo se sentindo pressionados pela ocupação da galeria da Câmara Legislativa pelos servidores da carreira socioeducativa. Os atendentes de integração social em centros de internação de adolescentes em conito com a lei ocuparam a galeria e as ĂĄreas que dĂŁo acesso ao PlenĂĄrio da Casa e prometem ďŹ car acampados atĂŠ que o projeto seja votado. Uma verdadeira bomba relĂłgio!


14

J S E X T A - F E I R A ,

25

DE ABRIL DE

2014

JOGADOR PODE FICAR CEGO

www.alo.com.br BRASĂ?LIA

JORNAL

ALO

APĂ“S SOFRER UMA PANCADA NO OLHO ESQUERDO NO JOGO CONTRA O CERRO PORTEĂ‘O, NO MINEIRĂƒO, PELA COPA LIBERTADORES, ELBER FOI RAPIDAMENTE LEVADO PARA O HOSPITAL. O JOGADOR SEGUE INTERNADO SE RECUPERANDO, MAS SEGUNDO O MÉDICO, HĂ A HIPĂ“TESE DE PERDER A VISĂƒO.

Esportes

MULTIDÕES J Corinthians trata vitória como obrigação

PAI CORUJA Reprodução

RĂ PIDO

É vencer ou vencer

Reprodução

Reprodução

M BELA Carol disse que iria ďŹ car sem roupa na TV

Renato GaĂşcho se enfurece com ďŹ lha Convidada especial do programa The Noite, do SBT, &DUROLQD3RUWDOXSSLÂżOKDGRWpFQLFR5HQDWR*D~FKRFDLX na brincadeira do apresentador Danilo Gentili e enfureceu seu pai durante a atração que foi ao ar na madrugada GHTXLQWDIHLUD%UDYRSRURXYLUXPÂżFWtFLRFRQYLWHjPH nina para participar de um programa de nudez no canal, o ex-jogador perdeu a calma e esbravejou. “Carol, nem brinca com um negĂłcio desses que eu vou FXPSULUDSURPHVVDTXHÂż]KiWUrVDQRVGHTXHEUDUVHXV GHQWHV1HPEULQFDFRPLVVR5DODGDt´GLVVH5HQDWR*D~ cho, por telefone, durante participação de Carolina na entrevista com Gentili.

DE GRAÇA

Kakå pode deixar o Milan sem custos A vontade do presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar de repatriar Kakå soa como impossível, mas certamente seria mais barata do que, por exemplo, as contrataçþes de Alexandre Pato pelo Corinthians e de Leandro Damião pelo Santos. Tudo porque o Tricolor só teria de arcar com os salårios do meia. Hå uma clåusula no contrato de Kakå que lhe permite deixar o Milan de graça em julho, por não ter alcançado vaga na próxima edição da Liga dos Campeþes.

Oferta de Emprego O Jornal AlĂ´ BrasĂ­lia contrata:

Entregador de Jornal Maior de 18 anos para trabalhar das 07:30hs Ă s 11:30hs Fone: (61) 3335-9200 End: SAUS Qd. 05 Bloco K, Ed. OK Office Tower, 13Âş Andar Enviar currĂ­culo para o e-mail: paulo.costa@alo.com.br

ano Menezes pode atĂŠ dizer que nĂŁo faz contas neste inĂ­cio de Campeonato Brasileiro, mas o tĂŠcnico sabe que o Corinthians precisa começar a vencer na competição para chegar ao pelotĂŁo de frente no da competição. O empate sem gols com o AtlĂŠtico-MG, na estreia das equipes, foi comemorado pela postura que o time paulista teve atuando fora de casa, mas diante do Flamengo, domingo, no Pacaembu, a vitĂłria jĂĄ ĂŠ tratada como obrigação. RecĂŠm-chegado ao clube, o meia Petros destacou a necessidade da equipe pontuar nas primeiras nove rodadas antes da paralisação para a Copa do Mundo. AlĂŠm do Flamengo, o TimĂŁo ainda terĂĄ pela frente Chapecoense, SĂŁo Paulo, Figueirense, AtlĂŠtico-PR, Sport, Cruzeiro e Botafogo. “O Corinthians tem obrigação de vencer todos os jogos. Temos de vencer nĂŁo pela pressĂŁo, mas para dar uma largada. Depois da Copa, os times vĂŁo se reforçarâ€?, comentou.

“O SĂŁo Paulo jogou relativamente apĂĄtico (o tempo todo), muito abaixo do que foi no domingo. NĂŁo merecemos resultado tĂŁo melhor do que esseâ€? ROGÉRIO CENI Goleiro Tricolor

„ ClassiďŹ cados

Milan pode ser vendido

MANO jĂĄ faz as contas do BrasileirĂŁo

Ainda com Tite no comando da equipe, o TimĂŁo terminou o BrasileirĂŁo do ano passado com um jejum de quatro partidas (veja abaixo). DĂŠcimo colocado, com apenas 50 pontos, e dono do segundo pior ataque da com-

petição (com 27 gols, só atrås do Nåutico, que fez  R$OYLQHJUR¿FRXGH YHQGR $ ~OWLPD YLWyULD na competição ocorreu contra o Coritiba, por 1 x 0, em 13 de novembro. Guilherme foi o autor do gol salvador.

„O Milan recebeu uma oferta de compra de 500 milhþes de euros. Peter Lim, magnata de Cingapura, deseja ser o principal acionista da equipe rossonera. A informação Ê do jornal Gazzetta dello Sport. A ideia de Lim Ê repetir a mesma estratÊgia que realizou o seu amigo Erik Thorir, que adquiriu 70% da arquirrival Inter de Milão.

BRASILIENSE

REABILITAĂ‡ĂƒO

„ Copa

Candangão Ê obrigação

Muricy acredita em reabilitação

Viajantes devem se vacinar

A eliminação do Brasiliense na Copa do Brasil deixou o time sem calendĂĄrio nacional atĂŠ o segundo semestre. A possibilidade de uma partida contra R6DQWRVQRSUy[LPRPrV caiu por terra apĂłs a eliminação diante do Princesa, mesmo com o 4 x 2. Isso faz com que o Brasiliense foque totalmente no CandangĂŁo. O atacante Luquinhas admitiu que nĂŁo hĂĄ outra maneira de apagar as quedas. “Nossa obrigação ĂŠ ganhar o CandangĂŁo. NĂŁo podemos deixar esse campeonato passarâ€?, agregou.

O SĂŁo Paulo jĂĄ esperava, diante do CRB, encontrar PDLVGLÂżFXOGDGHVHP0DFHLyGRTXHDVLPSRVWDVSH lo CSA, na fase anterior da Copa do Brasil. SĂł nĂŁo imaginava ser derrotado por 2 X 1, ainda mais de virada. Apesar do tropeço no jogo de ida, porĂŠm, Muricy RaPDOKRDFUHGLWDQDFODVVLÂżFDomR “Acho que dĂĄ para reverter em casaâ€?, disse o treinador, na primeira resposta de sua entrevista coletiva, aparentemente ainda surpreso. 6XDFRQÂżDQoDIRLDXPHQWDQGRQRGHFRUUHUGDHQ trevista concedida no Rei PelĂŠ. “A gente pode reverter em casaâ€?, disse, na segunda resposta. “A gente tem chance de reverter em casaâ€?, reforçou, pouco depois. 3RUÂżPDRVHUTXHVWLRQDGRVHHVWDYDSUHRFXSDGRIRL mais veemente: “A gente tem grande chance de reverter em casaâ€?. Para contornar a situação desfavorĂĄvel, o SĂŁo Paulo terĂĄ que vencer por 1 X 0 (jĂĄ que fez um gol como visitante) ou por dois gols de diferença, se tambĂŠm for vazado.

„Os torcedores que viajarem para a Copa do Mundo no Brasil deverĂŁo comprovar que estĂŁo em dia com suas vacinas para evitar o contĂĄgio de doenças altamente infecciosas como a rubĂŠola e o sarampo, advertiu a Organização Mundial da SaĂşde (OMS). A organização aproveitarĂĄ a Semana Anual da Vacinação nas AmĂŠricas - que começa hoje e vai atĂŠ o dia 30 de abril -, para divulgar esta advertĂŞncia. O lema regional da campanha ĂŠ uma referĂŞncia ao futebol: “Vacinação sua melhor jogada!â€?.


7`dYZde3]c^@`de3bY`[deC0I G]V,"eT<WXTFWARF0XXXTQ<X

*  M7  N KM - NB  3 MQ KLRQQ6K4NQPORLPORPECKN F 9=?# GM N QN PORL PORP

   



GM  Q Q PORL PORP

G NH M  Gd`4dece3;U`SdYc]\cae_ceGd`4d :ZVba\baede^c[UVc^d^ 'caVcadaed]\c[`Vd_da %Kbe[`^[UYd]\c :]Sca\`Zc]\ba :ZbJ`Y`.d_b I-IG :]\d]@2ScY

F

T==W9P= FR= Q T=AWTLL

TTAWL9R Q Q TTAWL9R

PL=W9P= FR= T9PW=XX FFTWALL

TAAWL9R Q Q TAAWL9R

<

F9WFLR =XWXXX Q Q Q Q TXAWTAL Q L RTFW<RR Q Q Q 9 TWXFAWPLF Q TWXFAWPLF Q TWFTTWPLX =XWXXX TWT<=WFLX Q = Q

 RJIOOJDPI R::JI/L RJIOOJDPI R::JI/L SSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS 9@@?# C 9= ? ?   "?;  GM N QN GM  Q Q   

 PORL PORP PORL PORP G NH M  -b^]c[c_b^cae_`Sc^aba = T9W9LX Q T9W9LX Q (J^`@dO6cae\^`JU\d^`da A TWRLF Q TWRLF Q TAWTPF Q TAWTPF Q +d\^`Z]`beY2;U`_b GdV`\dYeab[`dY TX PXXWL=L PXXWXXX PXXWL=L PXXWXXX +^c,U2.baeI[UZUYd_ba ?TL<W<T9B ?TWXTRB ?TL<W<T9B ?TWXTRB R<WTLA TA=WA=9 R<WTLA TA=WA=9 I-IGeQeI_`d]\We-U\WeIUZWeGdV`\dY TXWP TW<FLWTRR L=L TW<FLWTRR L=L b\dYe_be+eceI-IG TW<=TWRXP TAAWL9R TW<=TWRXP TAAWL9R = Q Q N K+M B1H Q RJIOOJDPI R::JI/L RJIOOJDPI R::JI/L Iae]b\daec4VY`[d\`Sdae_ded_Z`]`a\^dOKbeaKbeVd^\ce`]\c@^d]\ce_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aW ;KM N 70 Q N H Q  NB  3 MQ KLRQQ6K4NQPORLPORPECKN F GM N QN GM  Q Q  PORL PORP PORL PORP   

 7c[c`\deY2;U`_de_ceSc]_da Q Q Q Q ?QBeGUa\b ?BeU[^beJ^U\b

Q Q

Q

Q Q

Q

? 0QBe'caVcadae0e^c[c`\daebVc^d[`b]d`a c^d`aeced_Z`]`a\^d\`Sda TT ?TPRWTX=B 'caVcadae\^`JU\H^`da TP ?9WTL<B 7caUY\d_be[bZec;U`SdYc][`deVd\^`Zb]`dY ?RPW<RLB (U\^dae^c[c`\dae?_caVcadaBebVc^d[`b]d`a ?FPLB ?Be7caUY\d_bed]\cae_be^caUY\d_be-`]d][c`^b ?TLRWPR<B

?9TRB ?RXXB Q Q ?TWXTRB

?TPRWTX=B ?RAW9XTB Q ?FPLB ?TLRWPR<B

?9TRB ?RXXB Q Q ?TWXTRB

Q

RTR

Q

7caUY\d_be-`]d][c`^be2;U`_b

RTR

?QBe:ZVba\be_ce7c]_d ?A=AB Q ?A=AB Q ?QBeGb]\^`JU`OKbeCb[`dY ?<ARB Q ?<ARB Q EFE N)HB6FQ NB  ERIDJ<ODF ERJORLF ERIDJ<ODF ERJORLF Iae]b\daec4VY`[d\`Sdae_ded_Z`]`a\^dOKbeaKbeVd^\ce`]\c@^d]\ce_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aW ;KM N 70 Q N H Q  4N M.M    NB  3 MQ KLRQQ6K4NQPORLPORPECKN F PORL PORP +^c,U2.be_bec4c^[2[`b ?TLFW<XFB ?TWXTRB (U\^bae^caUY\d_baedJ^d]@c]\ca" = QN H Q  4N M.M  Q NB !B1H Q Q K  ERIDJ<ODF ERJORLF Iae]b\daec4VY`[d\`Sdae_ded_Z`]`a\^dOKbeaKbeVd^\ce`]\c@^d]\ce_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aW ;KM N 7(Q KH 70 Q N K+M B1H Q Q M KM  N 3H HN HKM Q 

 N   3 MQ KLRQQ6K4NQPORLPORPKN CdY_baecZeRT0TP0PXTT +^c,U2.beY2;U`_be_beVc^2b_b I_`d]\dZc]\beVd^deEU\U^bedUZc]\be_ce[dV`\dY CdY_becZeRT0TP0PXTP IUZc]\be_ceGdV`\dY +^c,U2.beY2;U`_be_beVc^2b_b I_`d]\dZc]\beVd^deEU\U^bedUZc]\be_ce[dV`\dY @ QKLR2RP2PORL

GdV`\dYeab[`dYe `]\c@^dY`.d_b

PXXWXXX Q Q PXXWXXX L=L Q Q POOJI'I

+^c,U2.ba b\dYe_beI_`d]\We-U\WeIUZW b\dYe_be+d\^`ZW I[UZUYd_ba +d\^`ZWe2;U`_b GdV`\dY 2;U`_beceI-IG

Q ?TWXTRB Q ?TWXTRB Q ?TLFW<XFB Q ERI<J<R/F

PXXWXXX ?TWXTRB Q TA=WA=9 L=L ?TLFW<XFB Q L<JRI:

Q Q L=L L=L Q Q TW<F<WFF9 RJ<DIJRLL

PXXWXXX ?TWXTRB L=L TAAWL9R L=L ?TLFW<XFB TW<F<WFF9 RJ<'RJLOP

Iae]b\daec4VY`[d\`Sdae_ded_Z`]`a\^dOKbeaKbeVd^\ce`]\c@^d]\ce_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aW

;KM N 70 Q 3H  Q  NB  3 MQ KLRQQ6K4NQPORLPORP GM N QN GM  Q Q PORL PORP PORL PORP ERIDJ<ODF ERJORLF ERIDJ<ODF ERJORLF

7`dYZde38Y`[deCc^`_8e::eCWIW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:::eCWIW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:&eCWIW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&eCWIW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&:eCWIW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&::eCWIW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&:::eCWIW PWIV^cac]\dOKbe_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeceV^`][`Vd`aeV^H\`[dae[b]\HJc`a PWTWIV^cac]\dOKbe_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`a IaeV^cac]\cae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeEb^dZedV^bSd_daeVcYde'`^c\b^`de_deGbZVd]/`decZeP=e_ceZd^Obe_cePXTFW Iae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`aece[b]abY`_d_daeEb^dZecYdJb^d_daececa\KbedV^cac]\d_dae_ced[b^_be[bZ daeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`YDe;Uce[bZV^cc]_cZedae]b^Zdae[b]\`_dae]dec`e]eLWFXF09LeQec`e_da Cb[`c_d_caeVb^eIO6caDedaedY\c^dO6caeV^bZbS`_daeVcYdaec`ae]aeTTWLR=0X9eceTTWAFT0XADedJ^d]@c]_bebaeV^b]U]Q [`dZc]\baDe`]\c^V^c\dO6caeceb^`c]\dO6caecZ`\`_baeVcYbeGbZ`\$e_ce+^b]U][`dZc]\baeGb]\HJc`ae?G+GBDedVY`[d_da [b]a`a\c]\cZc]\ceVd^debaeVc^2b_baedV^cac]\d_baW PWPW+^`][`Vd`aeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_da IaeV^`][`Vd`aeV^H\`[dae[b]\HJc`ae;UceEb^dZed_b\d_dae]decYdJb^dOKbe_dae^cEc^`_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeca\Kb _ca[^`\daedeac@U`^" PWPWTWGd`4decec;U`SdYc]\cae_ce[d`4d Gd`4decec;U`SdYc]\cae_ce[d`4de`][YUcZe_`]/c`^becZe[d`4dDe_cV8a`\baeJd][H^`baeceY`Z`\caeU\`Y`.d_bae_ce[b]\de@dQ ^d]\`_dWe(eadY_beU\`Y`.d_be_ce[b]\dae@d^d]\`_dae`][YU`QacecZecZV^)a\`Zbae]beVdaa`Sbe[`^[UYd]\ce_beJdYd]ObDec [bZV6cebeadY_be_ce[d`4decec;U`SdYc]\cae_ce[d`4deVd^deE`]ae_ce_cZb]a\^dOKbe_baeEYU4bae_ce[d`4dW PWPWPWe:]a\^UZc]\baeE`]d][c`^ba dBeGYdaa`E`[dOKbeceZc]aU^dOKb IeGbZVd]/`de[Ydaa`E`[deacUaed\`SbaeE`]d][c`^baeabJedaeac@U`]\cae[d\c@b^`da"eZc]aU^d_baedbeSdYb^e,Ua\bed\^dS)a _be^caUY\d_bDecZV^)a\`Zbaece^c[cJ2Sc`aDeZd]\`_baed\)ebeSc][`Zc]\bece_`aVb]2Sc`aeVd^deSc]_dWeIe[Ydaa`E`[dOKb _cVc]_ce_deE`]dY`_d_ceVd^dede;UdYebaed\`SbaeE`]d][c`^baeEb^dZed_;U`^`_baWeIed_Z`]`a\^dOKbe_c\c^Z`]dede[Ydaa`E`Q [dOKbe_ceacUaed\`SbaeE`]d][c`^bae]be^c[b]/c[`Zc]\be`]`[`dYW PWPWRW:]Sca\`Zc]\baecZe[b]\^bYd_daece[bY`@d_da dBeGUa\bece0ebUeSdYb^eVd\^`Zb]`dY (ae`]Sca\`Zc]\baecZeab[`c_d_cae[b]\^bYd_dece[bY`@d_daeaKbe^c@`a\^d_baecedSdY`d_baeVcYbeZ)\b_be_cec;U`SdY$][`d Vd\^`Zb]`dYDe^c[b]/c[`_de]be^caUY\d_be_bec4c^[2[`be[bZbe^c[c`\de?bUe_caVcadBebVc^d[`b]dYWe+d^decEc`\be_be[HY[UYb _dec;U`SdY$][`deVd\^`Zb]`dYDe@d]/baebUe\^d]adO6caede^cdY`.d^ec]\^cedeGbZVd]/`deceaUdae[bY`@d_daecec;U`Vd^d_da aKbecY`Z`]d_bae]deZc_`_de_deVd^\`[`VdOKbe_deGbZVd]/`deVc^_dae]Kbe^cdY`.d_dae\dZJ)ZeaKbecY`Z`]d_daDed Zc]bae;Ucede\^d]adOKbeEb^]cOdecS`_$][`dae_ceVc^_deVc^Zd]c]\ce?`ZVd`^Zc]\ Be_bed\`Sbe\^d]aEc^`_bW Ud]_be]c[caaH^`bDedaeV^H\`[dae[b]\HJc`ae_dae[b]\^bYd_daece[bY`@d_daeaKbedY\c^d_daeVd^de@d^d]\`^e[b]a`a\$][`d [bZedaeV^H\`[daed_b\d_daeVcYdeGbZVd]/`dW PWPWFWe%bSdae]b^ZdaDecEc\`SdaedeVd^\`^e_ceTe_ce,d]c`^be_cePXTR" Iaeac@U`]\cae]bSdae]b^ZdaDedY\c^dO6caece`]\c^V^c\dO6cae_ce]b^ZdaeEb^dZecZ`\`_daeVcYbe:IC!eceG+Ge[bZeS`Q @$][`dedeVd^\`^e_ceTe_ce,d]c`^be_cePXTRecedVY`[HSc`aeeGbZVd]/`d" :ICeTe0eG+GePLe?7TBeQeIV^cac]\dOKbe_dae'cZb]a\^dO6cae-`]d][c`^da :-7Ce9e0eG+GeFXe?7TBeQe:]a\^UZc]\bae-`]d][c`^ba"e3S`_c][`dOKb :-7CeTRe0eG+GeFLeQec]aU^dOKbe_be&dYb^eUa\b PWPW<We8V`[bae[U,dae]b^Zdaece`]\c^V^c\dO6caeaKbeSHY`_daedeVd^\`^e_ceTe_ce,d]c`^be_cePXTFW IY@UZdae]b^ZdaDecZc]_daece`]\c^V^c\dO6cae_be:-7CecZ`\`_daeVcYbe:]\c^]d\`b]dYeI[[bU]\`]@eC\d]_d^_ae!bd^_ ?:IC!Bed`]_de]Kbec]\^d^dZecZeS`@b^eVd^debec4c^[2[`bec][c^^d_becZeRTe_ce_c.cZJ^be_cePXTRDece;UceVb_c^`dZ dEc\d^edeGbZVd]/`dDeaKbecYda" :ICeRLee7c_UOKbedbeSdYb^e^c[UVc^HScYe_ced\`Sba"e'`SUY@dOKbe_ceSdYb^caede^c[UVc^d^e_ced\`Sbae]KbeE`]d][c`^ba" &`@$][`deXTe_ce,d]c`^be_cePXTF 3Zc]_de_de:ICeRPee:]a\^UZc]\bae-`]d][c`^ba"eIV^cac]\dOKb"eIV^cac]\d^e^c;Uc^`Zc]\baeVd^de[bZVc]adOKb _ced\`SbaeE`]d][c`^baeceVdaa`SbaeE`]d][c`^baWe&`@$][`d"eXTe_ce,d]c`^be_cePXTF (eG+Ged`]_de]KbecZ`\`UeV^b]U][`dZc]\baebUe^cS`a6caec;U`SdYc]\caeae:-7C0:ICed[`Zde[`\d_daWeIeGbZVd]/`d ]Kbeca\`ZbUedec4\c]aKbe_be`ZVd[\be_ca\dae]bSdae]b^Zdae]dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aW PWPWLW'cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`a %dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`aDedae[b]\^bYd_daeaKbe[b]\dJ`Y`.d_daeVcYbeZ)\b_be_cec;U`SdY$][`deVd\^`Q Zb]`dYWe(aeZcaZbaed,Ua\caeaKbeEc`\bae\d]\be]dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`ae;Ud]\be]dae_cZb]a\^dO6ca [b]\HJc`ae[b]abY`_d_daeVd^de[/c@d^edbeZcaZbe^caUY\d_beceVd\^`Z]`beY2;U`_bed\^`JU2ScYedbaed[`b]`a\dae_de[b]Q \^bYd_b^dWe%be[dabe_de7`dYZde3]c^@`de38Y`[deC0IWDedaeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`YedVY`[d_dae]dae_cQ Zb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`ae_`Ec^cZe_be:-7CedVY`[HScYeae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeacVd^d_daDedVc]da VcYdedSdY`dOKbe_bae`]Sca\`Zc]\baecZe[b]\^bYd_daece[bY`@d_daeVcYbeZ)\b_be_cec;U`SdY$][`deVd\^`Zb]`dYDec];Ud]\b [b]Eb^Zce:-7Ceac^`deVcYbe[Ua\bebUeSdYb^e,Ua\bW PWPW9We!dace_ce[b]abY`_dOKbe_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`a Iae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae[b]abY`_d_daeEb^dZeV^cVd^d_dae[b]a`_c^d]_bebe[Ua\be/`a\8^`[be[bZbeJdace_ceSdYb^ ce`][YUcZedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae_deGbZVd]/`dece_ceaUdae[b]\^bYd_daDec][c^^d_dae]deZcaZde_d\deJdac ce[b]a`a\c]\cae[bZedaeV^H\`[dae[b]\HJc`ae_ca[^`\daed[`ZdW (e[b]\^bYce)ebJ\`_be;Ud]_bedeGbZVd]/`de\cZebeVb_c^e_ce[b]\^bYd^edaeVbY2\`[daeE`]d][c`^daecebVc^d[`b]d`ae_c UZdec]\`_d_ceVd^dedUEc^`^eJc]cE2[`bae_ceaUdaed\`S`_d_caWe%bae[dabaedVY`[HSc`aDedec4`a\$][`decebecEc`\be_ceVb\c]Q [`d`ae_`^c`\bae_ceSb\bDe;UceaKbed\UdYZc]\cec4c^[2Sc`aebUe[b]Sc^a2Sc`aDeaKbeYcSd_baecZe[b]a`_c^dOKbedbedSdY`d^ acedeGbZVd]/`de[b]\^bYdebUe]KbebU\^dec]\`_d_cWeIae[b]\^bYd_daeaKbe`]\c@^dYZc]\ce[b]abY`_d_daedeVd^\`^e_de_d\d cZe;Ucebe[b]\^bYce)e\^d]aEc^`_beVd^dedeGbZVd]/`dece_c`4dZe_ceac^e[b]abY`_d_daDe]bae[dabaedVY`[HSc`aDedeVd^\`^ _de_d\decZe;Ucebe[b]\^bYce[caadW Iae[b]\^bYd_daeEb^dZe[b]abY`_d_dae`]\c@^dYZc]\cDe[bZebe^caVc[\`Sbe[HY[UYbe_deVd^\`[`VdOKbe_baed[`b]`a\dae]Kb [b]\^bYd_b^caDe`][YU`]_bedae[b]\dae_ced\`SbDeVdaa`SbDe^c[c`\daece_caVcadaeac@U]_bede]d\U^c.de_ce[d_de[b]\dD [bZVYcZc]\d_de[bZedaecY`Z`]dO6cae_c"e?dBeadY_bae_ce`]Sca\`Zc]\baece_beVd\^`Z]`beY2;U`_be?JBeadY_bae_ce[b]\da [b^^c]\caecebU\^baeadY_bae`]\c@^d]\cae_bed\`Sbec0ebUeVdaa`SbeZd]\`_baec]\^cedaeGbZVd]/`dae[b]abY`_d_daece[B ^c[c`\daece_caVcadaDeJcZe[bZbeYU[^bae]Kbe^cdY`.d_baDe;Ud]_bedVY`[HScYDe_c[b^^c]\cae_ce]c@8[`baec]\^cedaeGbZQ Vd]/`dae[b]abY`_d_daW :]Sca\`_da RT0TP0TR RT0TP0TP 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e::eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:::eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:&eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&:eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&::eCWIW TXX* TXX* 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&:::eCWIW TXX* TXX*

RPW<RL ?TRTWAL=B

Q ?TWXTRB

Q ?TLFW<XFB

Q ?TWXTRB

IUZc]\bece_`Z`]U`OKbe_dae[b]\dae_ced\`SbeceVdaa`Sb ?IUZc]\bBee0e'`Z`]U`OKbe]bae`ZVba\baede^c[UVc^d^ ?FR=B ?IUZc]\bBe0e'`Z`]U`OKbe_dae_caVcadaed]\c[`Vd_da Q IUZc]\be0e?'`Z`]U`OKbBecZeEb^]c[c_b^ca T9W9LX IUZc]\be0e?'`Z`]U`OKbBecZebJ^`@dO6cae\^`JU\H^`da TWRLF Gd`4deY2;U`_be_daed\`S`_d_caebVc^d[`b]d`a ?TTRWP=PB

Q Q Q Q ?TWXTRB

?FR=B ?T9PW=XXB T9W9LX TWRLF ?RT=WLT=B

Q Q Q Q ?TWXTRB

RWe3a\`Zd\`SdaeceV^cZ`aada dB&`_dae\c`ae_baed\`Sbae`ZbJ`Y`.d_be (aed\`Sbae`ZbJ`Y`.d_baeaKbedZb^\`.d_baebUe_cV^c[`d_bae_U^d]\ceaUdeS`_de\`YWeIeS`_de\`Ye)eJdacd_de]daeca\`Zd\`Sda _c\c^Z`]d_daeVcYdeI%33eVb^eZc`be_de7cabYUOKbe%b^Zd\`SdeF9F0PXTPWeIY\c^dO6cae]daeca\`Zd\`SdaeVb_c^Kbe^cQ aUY\d^ecZeSd^`dO6caea`@]`E`[d\`Sdae]beSdYb^e[b]\HJ`YecebaeSdYb^caeaKbedV^bV^`d_bae[bZbe_caVcade]de_cZb]a\^dOKb _bae^caUY\d_baDecZeVc^2b_baecaVc[2E`[baWe JB +c^_deVb^eSdYb^e^c[UVc^dScYe_ced\`Sba ZdeVc^_deVb^e^c_UOKbedbeSdYb^e^c[UVc^HScYec4`a\ce;Ud]_bebeSdYb^e[b]\HJ`Ye_ceUZed\`SbebUeU]`_d_ce@c^d_b^de_c [d`4dec4[c_cebeacUeSdYb^e^c[UVc^HScYDebe;UdYe)ebeZd`b^ec]\^cebeSdYb^e,Ua\beZc]bae[Ua\bae_ceSc]_decebeSdYb^ecZ UabWe(e[HY[UYbe_beSdYb^e,Ua\beZc]bae[Ua\bae_ceSc]_dae)eJdacd_becZe`]Eb^ZdO6cae_`aVb]2Sc`ae_ce\^d]adO6cae_c Sc]_de_ced\`Sbaea`Z`Yd^caebUeV^cObae_ceZc^[d_beZc]bae[Ua\baed_`[`b]d`aeVd^de_ca[d^\d^ebed\`SbW FW'caVcadaed]\c[`Vd_da GM N QN GM  Q Q PORL PORP PORL PORP Cc@U^bae?dB Q Q T9PW=XX Q Q Q T9PW=XX Q dBCc@U^be d^d]\`de_ceE`cYe[UZV^`Zc]\be_dae_c\c^Z`]dO6cae_debU\b^@de_cedU\b^`.dOKbe_de7`dYZde38Y`[de,U]\dQ Zc]\ce[bZedeI%33W <W:]Sca\`Zc]\ba -b^dZe[b]a\`\U2_daecZePXTPedaeaUJa`_`H^`dae`]\c@^d`aed[`Zde^cYd[`b]d_daDeVd^de`]a\dYdOKbe_dae\b^^cae_ce@c^dOKb _cec]c^@`dec8Y`[de]be3a\d_be_be7`be ^d]_ce_be%b^\cW

N)HB6B1H Q

:\c]ae;Uce]KbedEc\dZebe[d`4debVc^d[`b]dY 7caUY\d_be[bZec;U`SdY$][`deVd\^`Zb]`dY

-YU4be_ce[d`4de_daed\`S`_d_cae_ce`]Sca\`Zc]\ba I;U`a`OKbe_ce`ZbJ`Y`.d_b I;U`a`OKbe_ce`]Sca\`Zc]\ba I;U`a`OKbe_ce`]\d]@2ScY Gd`4deY2;U`_be_daed\`S`_d_cae_ce`]Sca\`Zc]\ba

Q ?RTFW<RRB ?TWXFAWPLRB ?TWRLRW9ALB

Q ?=XWXXXB Q ?=XWXXXB

?TXAWTALB Q ?TWXFAWPLFB ?TWT<=WFLXB

Q Q Q Q

-YU4be_ce[d`4de_daed\`S`_d_cae_ceE`]d][`dZc]\ba :]\c@^dY`.dOKbe_ceGdV`\dYeCb[`dY I_`d]\dZc]\beVd^deEU\U^bedUZc]\be_ce[dV`\dY Gd`4deY2;U`_be_daed\`S`_d_cae_ceE`]d][`dZc]\ba

Q TW<FLWTRR TW<FLWTRR

Q L=L L=L

Q TW<FLWTRR TW<FLWTRR

PXXWXXX L=L PXXWL=L

LAWX<<

?=XWRP9B

LAWX<<

TAAWL9R

IUZc]\be?7c_UOKbBeY2;U`_be_ce[d`4d

970   HBQ    GK M% NQ MN

N

  7( N K+M  Q GK M%  

  

 B1H Q  M    9)H Q & ?M .N -  6 Q&

LR2RP2PORL @ Q C1H  -?M

KM  LR2RP2PORP M

7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RXWFXFB ?PXWFXFB TXWXXX 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e::eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RXFB AWLAL TXWXXX AWLAL TXWXXX 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:::eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RXFB 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:&eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RXFB AWLA< TXWXXX 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RX<B AWLA< TXWXXX 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&:eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RX<B AWLA< TXWXXX 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&::eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RX<B AWLA< TXWXXX    

 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e&:::eCWIW TXWXXX TXX* TXX* TXWXXX ?RX<B AWLA< TXWXXX TWeGb]\c4\bebVc^d[`b]dY =XWXXX =XWXXX ?RPW<RLB F9WFLR =XWXXX 7`dYZde3]c^@`de38Y`[deC0Ie)eUZdeGbZVd]/`ded]]`Zde_ce[dV`\dYeEc[/d_bDeaUJa`_`H^`de`]\c@^dYe_de7GeI_Z`]`aQ 3ZeRTe_ce_c.cZJ^be_cePXTR \^dOKbece+d^\`[`VdO6caeC0IDe;UceEb`e[b]a\`\U2_decZeXRe_ce]bScZJ^be_cePXTTWeIeGbZVd]/`de\cZeVb^ebJ,c\`SbecaQ Vc[2E`[bDe@c^dOKbe_cec]c^@`decY)\^`[dedeVd^\`^e_ce@c^d_b^caec8Y`[baDe`][YU`]_bebe_cac]SbYS`Zc]\be_ceca\U_bae_c LWI_`d]\dZc]\beVd^deEU\U^bedUZc]\be_ce[dV`\dYeQeI-IG GM N QN GM  Q Q S`dJ`Y`_d_caDed^^c]_dZc]\bece[bZV^de_ce\c^^c]baDe`ZVYd]\dOKbDe[b]a\^UOKbeVcad_dDeZb]\d@cZeced_Z`]`a\^dOKb PORL PORP PORL PORP _ceV^b,c\bae_cec]c^@`dec8Y`[dDe[bZc^[`dY`.dOKbe_cec]c^@`decY)\^`[deced;U`a`OKbece@c^$][`de_ceVd^\`[`VdOKbe_c RTFW<RR Q Q Q [dV`\dYe_cebU\^dae[bZVd]/`daeJ^da`Yc`^daDe[`S`aebUecZV^caH^`daDe[bZbea8[`dDed[`b]`a\debUe;Ub\`a\dWeU`\becZJb^d I_`d]\WeV0EU\U^bedUZWe[dV`\dY RTFW<RR Q Q Q deGbZVd]/`dec][b]\^cQacecZeEdaceV^)QbVc^d[`b]dYDe`]Zc^bae[b]\^d\bae_ceVd^[c^`de[bZc^[`dYeca\Kbeac]_beE`^Q Zd_baeVd^de`]a\dYdOKbe_cePXedeP<e\b^^cae_ceZc_`OKbe]bae3a\d_bae_ce7`be ^d]_ce_be%b^\cDeGcd^HDe+`dU2Ded^dQ 'U^d]\cebec4c^[2[`be_cePXTReEb^dZe^cdY`.d_baed_`d]\dZc]\baeVd^deEU\U^bedUZc]\be_ce[dV`\dYDecZeaUdaeaUJa`_`H^`da ]/Kbece+c^]dZJU[bDebae;Ud`aed[bJc^\d^KbeUZdeH^cde[bZeVb\c][`dYe_ceTW<XXeWeIeGbZVd]/`deVb_c^He\dZJ)Z `]\c@^d`aW c4c[U\d^ece[bZc^[`dY`.d^eV^b,c\baebUeZcaZbe\^dJdY/d^ecZeVd^[c^`de[bZebaeZcaZbaWe+d^dYcYdZc]\ceac^He_cac]Q 9W:]\d]@2ScY Gb]\^bYd_b^d Gb]abY`_d_b SbYS`_beV^b,c\beV^8V^`beVd^deca\^U\U^de_ceIc^be c^d_b^cae?\b^^cae_ce[b][^c\bDeZc\HY`[debUeZ`a\daBeS`ad]_beZcQ PXTR PXTP PXTR PXTP Y/b^cae^c]_`Zc]\baece[Ua\baW TWXFAWPLF Q TWXFAWPLF Q +d^de`]a\dYdOKbe_dae\b^^cae_ceZc_`O6caeceEU\U^baeIc^be c^d_b^caDeEb^dZe[^`d_daeFeE`Y`d`aDe]bae3a\d_bae_ceGcd^HD '`^c`\be_cec4VYb^dOKbedB TWXFAWPLF Q TWXFAWPLF Q +`dU2Ded^d]/Kbece7`be ^d]_ce_be%b^\cW +d^de`]a\dYdOKbe_baeIc^be c^d_b^cae]be3a\d_be_be7`be ^d]_ce_be%b^\cDeEb^dZe[b]a\`\U2_daecZePXTPedaeaUJa`Q dB7cEc^cQacede_`^c`\be_cec4VYb^dOKbe_ceVb\c][`dYec8Y`[bDe_cS`_dZc]\ceVd@becZeXAe_ce,UY/be_cePXTReVb^eZc`be_c _`H^`dae`]\c@^d`aeC+3 aedJd`4be^cYd[`b]d_da" [b]\^d\beE`^Zd_becZeXRe_ce,U]/be_cePXTRW 7`dYZde38Y`[deCc^`_8e:eCWIW

Gd`4de]be`]2[`be_beVc^2b_b TTAWL9R PXXWXXX TAAWL9R Q Gd`4de]beE`]dYe_beVc^2b_b T==W9P= TTAWL9R PL=W9P= TAAWL9R IUZc]\be?7c_UOKbBeY2;U`_be_ce[d`4d LAWX<< ?=XWRP9B LAWX<< TAAWL9R Iae]b\daec4VY`[d\`Sdae_ded_Z`]`a\^dOKbeaKbeVd^\ce`]\c@^d]\ce_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aW

=W-b^]c[c_b^ca -b^]c[c_b^ca

PXTR T9W9LX T9W9LX

Gb]\^bYd_b^d PXTP Q Q

PXTR T9W9LX T9W9LX

Gb]abY`_d_b PXTP Q Q

PXTR

Gb]\^bYd_b^d PXTP

PXTR

Gb]abY`_d_b PXTP

FTX RLT <AR TWRLF

Q Q Q Q

Q FTX RLT <AR TWRLF

Q Q Q Q

AWe(J^`@dO6cae\^`JU\H^`da

:GCede^c[bY/c^ :(-ede^c[bY/c^ GCede^c[bY/c^

TXW+d\^`Z]`beY2;U`_b TXWTWGdV`\dYeaUJa[^`\b (e[dV`\dYeab[`dYe)e_ce7 ePXXWL=LeVc^\c][c]\caeded[`b]`a\dae_bZ`[`Y`d_bae]be+d2aW TXWPW I_`d]\dZc]\beVd^de-U\U^beIUZc]\be_ceGdV`\dY 7cEc^cQacedeI_`d]\dZc]\be^cdY`.d_beVcYde7GeI_Z`]`a\^dOKbece+d^\`[`VdO6caeC0IeVd^deEU\U^bedUZc]\be_beGdV`\dY Cb[`dYW

I_`d]\WeV0EU\U^bedUZWe[dV`\dY

PXTR TW<FLWTRR TW<FLWTRR

Gb]\^bYd_b^d PXTP L=L L=L

PXTR TW<FLWTRR TW<FLWTRR

Gb]abY`_d_b PXTP L=L L=L

RT0TP0PXTR Q LAWA=L RAWL9A <WFPT FWXPP FWXXX TPRWTX=

Gb]\^bYd_b^d RT0TP0PXTP 9TR Q Q Q Q Q 9TR

RT0TP0PXTR Q LAWA=L RAWL9A <WFPT FWXPP FWXXX TPRWTX=

Gb]abY`_d_b RT0TP0PXTP 9TR Q Q Q Q Q 9TR

RT0TP0PXTR 9WTL< 9WTL<

Gb]\^bYd_b^d RT0TP0PXTP RXX RXX

RT0TP0PXTR RAW9XT RAW9XT

Gb]abY`_d_b RT0TP0PXTP RXX RXX

TTWe'caVcadaed_Z`]`a\^d\`Sda 'ca[^`OKb 'caVcadae_ceGb]a\`\U`OKb Cc^S`ObaeV^ca\d_baeQe+ GbZJUa\2Sc`aeceYUJ^`E`[d]\ca d\c^`d`ae_ceUab baVc_d@c]a0eS`d@c]a (U\^dae_caVcadaed_Z`]`a\^d\`Sda TPWe'caVcadae\^`JU\H^`da 'ca[^`OKb :ZVba\baece\d4da

TRWe:]a\^UZc]\baeE`]d][c`^bae?G+GeTFB TRWTWGd`4decec;U`SdYc]\cae_ce[d`4de (aeSdYb^cae[b]\dJ`Y`.d_baedV^b4`ZdZQace_bae_ce^cdY`.dOKbWe(ae^caVc[\`SbaeSdYb^caeca\Kbe_`aVb]2Sc`aeVd^deU\`Y`Q .dOKbe]baeV^b,c\bae,He`]`[`d_bae]deH^cde_ce@c^dOKbe_cec]c^@`dec8Y`[dW TFWeCc@U^ba IeGbZVd]/`deEc[/bUe[b]\^d\be_ceCc@U^be d^d]\`de,U]\bedeI%33We3a\ceac@U^be@d^d]\cebeE`cYe[UZV^`Zc]\be_da bJ^`@dO6caedaaUZ`_daeVcYde7`dYZde38Y`[de]debU\b^@de_cedU\b^`.dOKbe[b][c_`_deVcYdeI%33W Ie[bJc^\U^de_ca\ceCc@U^be d^d]\`deac^He_ceUZed]bDe[b]\d_bedeVd^\`^e_ceX9e_ce,UY/be_cePXTRDe[b]abd]\cedaedV8Q Y`[cae_ceac@U^ba" K ?KN M  .HN Q Cc@U^bQ d^d]\`d LWXXXWXXX C`Zb]ceG^`a\`]de&`d]]de!dYd@Uc^ Gb]\d_b^d G7GQC+ePPPALL0(Q9eQ'-e C Q ( >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> C 9= ? ; @9";?= C@? ;C C ;C =C@@ * C9@;C @= 9C@G =*C?@ IbaeI_Z`]`a\^d_b^caeceI[`b]`a\dae_d 7`dYZde3]c^@`de38Y`[deC0I !^da2Y`deQe'34dZ`]dZbaedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`aece[b]abY`_d_dae_de7`dYZde3]c^@`de38Y`[deC0Ie? GbZVdQ ]/`d BDe`_c]\`E`[d_dae[bZbe[b]\^bYd_b^dece[b]abY`_d_bDe^caVc[\`SdZc]\cDe;Uce[bZV^cc]_cZebeJdYd]ObeVd\^`Zb]`dY cZeRTe_ce_c.cZJ^be_cePXTRecedae^caVc[\`Sdae_cZb]a\^dO6cae_be^caUY\d_bDe_bae^caUY\d_baedJ^d]@c]\caDe_da ZU\dO6cae_beVd\^`Z]`beY2;U`_bece_baeEYU4bae_ce[d`4dDeVd^debec4c^[2[`beE`]_be]d;UcYde_d\dDedaa`Ze[bZbebe^caUZb _daeV^`][`Vd`aeV^H\`[dae[b]\HJc`aece_cZd`ae]b\daec4VY`[d\`SdaW 7caVb]adJ`Y`_d_ce_ded_Z`]`a\^dOKbeabJ^cedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`a IeI_Z`]`a\^dOKbe_deGbZVd]/`de)e^caVb]aHScYeVcYdecYdJb^dOKbeced_c;Ud_dedV^cac]\dOKbe_caadae_cZb]a\^dO6ca [b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`aece[b]abY`_d_dae_ced[b^_be[bZedaeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`Yece_dae_cZb]a\^dQ O6cae[b]\HJc`ae[b]abY`_d_dae_ced[b^_be[bZedae]b^Zdae`]\c^]d[`b]d`ae_ce^cYd\8^`beE`]d][c`^be?:-7CBece_ced[b^_b [bZedaeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`YDedaa`Ze[bZbeVcYbae[b]\^bYcae`]\c^]bae;UcecYde_c\c^Z`]bUe[bZb ]c[caaH^`baeVd^deVc^Z`\`^edecYdJb^dOKbe_ce_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeY`S^cae_ce_`a\b^OKbe^cYcSd]\cDe`]_cVc]_c]Q \cZc]\cDeace[dUad_deVb^eE^dU_cebUec^^bW 7caVb]adJ`Y`_d_ce_baedU_`\b^cae`]_cVc]_c]\ca %baade^caVb]adJ`Y`_d_ce)ede_cec4V^caad^eUZdebV`]`KbeabJ^cecaadae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae[bZeJdacecZ ]baadedU_`\b^`dDe[b]_U.`_de_ced[b^_be[bZedae]b^ZdaeJ^da`Yc`^daece`]\c^]d[`b]d`ae_cedU_`\b^`dWe3aadae]b^Zdae^cQ ;Uc^cZebe[UZV^`Zc]\be_cec4`@$][`dae)\`[daeVcYbaedU_`\b^caece;UcededU_`\b^`deac,deVYd]c,d_decec4c[U\d_de[bZ bebJ,c\`Sbe_cebJ\c^eac@U^d]Ode^d.bHScYe_ce;Ucedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeca\KbeY`S^cae_ce_`a\b^OKbe^cYcSd]\cW ZdedU_`\b^`dec]SbYScedec4c[UOKbe_ceV^b[c_`Zc]\baeacYc[`b]d_baeVd^debJ\c]OKbe_cecS`_$][`dede^caVc`\be_ba SdYb^caece_`SUY@dO6caedV^cac]\d_bae]dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aWe(aeV^b[c_`Zc]\baeacYc[`b]d_bae_cVc]_cZ _be,UY@dZc]\be_bedU_`\b^De`][YU`]_bededSdY`dOKbe_bae^`a[bae_ce_`a\b^OKbe^cYcSd]\ce]dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aD `]_cVc]_c]\cZc]\cDeace[dUad_deVb^eE^dU_cebUec^^bWe%caadedSdY`dOKbe_ce^`a[baDebedU_`\b^e[b]a`_c^debae[b]\^bYca `]\c^]bae^cYcSd]\caeVd^dedecYdJb^dOKbeced_c;Ud_dedV^cac]\dOKbe_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae_deGbZVd]/`d Vd^deVYd]c,d^ebaeV^b[c_`Zc]\bae_cedU_`\b^`de;UceaKbedV^bV^`d_bae]dae[`^[U]a\][`daDeZdae]KbeVd^deE`]ae_cec4Q V^caad^eUZdebV`]`KbeabJ^cedecE`[H[`de_caacae[b]\^bYcae`]\c^]bae_deGbZVd]/`dWeZdedU_`\b^`de`][YU`De\dZJ)ZDed dSdY`dOKbe_ded_c;UdOKbe_daeV^H\`[dae[b]\HJc`aeU\`Y`.d_daecede^d.bdJ`Y`_d_ce_daeca\`Zd\`Sdae[b]\HJc`aeEc`\daeVcYd d_Z`]`a\^dOKbDeJcZe[bZbededSdY`dOKbe_dedV^cac]\dOKbe_dae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae\bZd_daecZe[b],U]\bW I[^c_`\dZbae;UcedecS`_$][`de_cedU_`\b^`debJ\`_de)eaUE`[`c]\cecedV^bV^`d_deVd^deEU]_dZc]\d^e]baadebV`]`KbW (V`]`KbeabJ^cedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`a 3Ze]baadebV`]`Kbedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`aed[`Zde^cEc^`_daedV^cac]\dZed_c;Ud_dZc]\cDecZ \b_baebaedaVc[\bae^cYcSd]\caDedeVba`OKbeVd\^`Zb]`dYeceE`]d][c`^de_de7`dYZde3]c^@`de38Y`[deC0IecZeRTe_ce_c.cZJ^b _cePXTRDebe_cacZVc]/be_ceaUdaebVc^dO6caecebaeacUaeEYU4bae_ce[d`4deVd^debec4c^[2[`beE`]_be]d;UcYde_d\dDe_c d[b^_be[bZedaeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`YW (V`]`KbeabJ^cedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae[b]abY`_d_da 3Ze]baadebV`]`Kbedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae[b]abY`_d_daed[`Zde^cEc^`_daedV^cac]\dZed_c;Ud_dZc]\cDecZ \b_baebaedaVc[\bae^cYcSd]\caDedeVba`OKbeVd\^`Zb]`dYeceE`]d][c`^de_de7`dYZde3]c^@`de38Y`[deC0IecZeRTe_ce_c.cZJ^b _cePXTRDebe_cacZVc]/be_ceaUdaebVc^dO6caecebaeacUaeEYU4bae_ce[d`4deVd^debec4c^[2[`beE`]_be]d;UcYde_d\dDe_c d[b^_be[bZedaeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`YW ]Edac Gb]Eb^ZcedV^cac]\d_be]de]b\dec4VY`[d\`Sde]eTDedeGbZVd]/`dec][b]\^dQacecZeEdaceV^)QbVc^d[`b]dYecede[b]\`]U`Q _d_ce_ceacUae`]Sca\`Zc]\bae^cdY`.d_bae_cVc]_ce_beaU[caabece^c]\dJ`Y`_d_cecaVc^d_dae;Ud]_beGbZVd]/`d c]\^d^ecZebVc^dO6caWe%baadebV`]`Kbe]Kbe[b]\)ZeZb_`E`[dOKbe^cYd[`b]d_dedeca\cedaaU]\bW Gb]Eb^Zce_ca[^`\be]de]b\dec4VY`[d\`SdePDedae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae`]_`S`_Ud`aeEb^dZecYdJb^d_dae_ced[b^_b [bZedaeV^H\`[dae[b]\HJc`aed_b\d_dae]be!^da`YWe%be[dabe_deGbZVd]/`decaadaeV^H\`[dae_`Ec^cZe_be:-7CDedVY`[HScY ae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`aeacVd^d_daDeabZc]\ce]be;Uceace^cEc^ceedSdY`dOKbe_bae`]Sca\`Zc]\baecZe[b]\^bYd_daD [bY`@d_daece[b]\^bYd_daecZe[b],U]\beVcYbeZ)\b_be_cec;U`SdY$][`deVd\^`Zb]`dYDec];Ud]\be;UceVd^deE`]ae_ce:-7C ac^`de[Ua\bebUeSdYb^e,Ua\bWe%baadebV`]`Kbe]Kbe[b]\)Ze^caadYSde^cYd[`b]d_dedecaacedaaU]\bW (U\^baeIaaU]\ba Iae_cZb]a\^dO6cae[b]\HJc`ae_de7`dYZde3]c^@`de38Y`[deCWIe^cEc^c]\caedbec4c^[2[`beE`]_becZeRTe_ce_c.cZJ^be_c PXTPDedV^cac]\d_daeVd^deE`]ae_ce[bZVd^dOKbDeEb^dZec4dZ`]d_daeVb^e]8aDececZ`\`Zbae^cYd\8^`becZeTe_ceEcSc^c`^b _cePXTRe[bZedeZcaZde^caadYSdece$]EdacaDeZc][`b]d_daed[`ZdW b`]`dDeP=e_ceZd^Obe_cePXTF !'(e7GCeIU_`\b^cae:]_cVc]_c]\caeCCe G7GePeC+eXTR=FL0(QTeeCee'IYE^c_be-c^^c`^ded^;Ucae-`Y/b Gb]\d_b^eG7GTeC+eT<FA<F0(QReeCeQe'-

-c^]d]_be3_Ud^_be7dZbae_baeCd]\baeeeee Gb]\d_b^eG7GeTeXTF<<R0(QXeQe'-e


Nicolas Behr. Poeta, nascido em Mato Grosso, mas brasiliense há 40 anos.

“EU PAGO O IPTU PORQUE QUERO VER UMA BRASÍLIA CADA VEZ MELHOR.”

/Wdh

É COM O DINHEIRO DE IMPOSTOS, COMO O IPTU, QUE O GDF GARANTE A QUALIDADE DE VIDA DOS BRASILIENSES. Para emitir a 2ª via do boleto, acesse www.fazenda.df.gov.br

^ĞĐƌĞƚĂƌŝĂĚĞ &ĂnjĞŶĚĂ

Sex, 25/04/2014  

Edição de Sexta-feira, 25/04/2014 do Jornal Alô Brasília.