Issuu on Google+


página 2

Ano 6 número 56

Prezados irmãos de fé e caros leitores, diante da ial notoriedade do fato de ser inr cessante e vultuoso o número de ito pessoas d que creem ser os únicos e exE clusivos responsáveis pelos seus grandes êxitos, bem como frente à cristalinidade da enorme gama de seres humanos que se esquecem de que quanto maior o dom que lhe foi dado e quanto maior a sua capacidade de compreensão e realização, muito mais lhe será requerido e cobrado, necessário refletirmos constantemente sobre o iluminado ensinamento contido na leitura que tem como título “Missão do Homem Inteligente na Terra”, oriunda do Evangelho Segundo o Espiritismo. Ensinamento este que, como regra, deve fazer parte da essência de todo homem de bem. Pois, nos destaca de forma clara, serena e firme, a altíssima relevância da lição de que se tivemos a oportunidade de vir ao mundo terreno em um local onde foi possível desenvolver a nossa Inteligência, é certo que tal dom, igualmente, nos foi dado por Deus em forma de grande missão, qual seja, contribuir de maneira ampla para um mundo melhor, tendo dentro de si a lucidez de afastar a prepotência e a arrogância de nossos corações, ações e discursos.

De modo que todos nós estando bem interiormente, saliente-se, podemos e devemos utilizar os nossos dons, a nossa criatividade e a nossa capacidade de criação, igualmente, para colaborar na formação de um ambiente de convívio mais harmônico e sadio, assim como para uma sociedade regada por mais humanidade. É inegável que a inteligência e a capacidade do homem são ilimitadas, então, façamos com que seu uso seja sempre com o objetivo de transformar positiva e ultra positivamente a vida das pessoas. Pois, assombrosamente a história da humanidade é marcada de forma drástica por inúmeros homens que se valeram de sua inteligência para proporcionar o mal em vasta escala. Portanto, não devemos nos esquecer da gravidade destas ações obscuras buscando sempre as repelir e obstá-las, repugnando o uso da inteligência para fins perversos e exaltando o seu uso para o bem comum. Válido, também, o alerta contido na leitura a qual se baseia a nossa mensagem, assim vejamos: “O homem abusa de sua inteligência, como de todas as suas faculdades, mas não lhe faltam lições, advertindo-o de que uma poderosa mão pode retirar-lhe o que ela mesma lhe deu”.

Saibamos agradecer a Deus pelos dons que recebemos, saibamos compreender que há uma força maior que nos rege e que nos ilumina, tenhamos a nobre atitude de disseminar os nossos conhecimentos, e aprendamos a fazer o melhor uso possível da inteligência e dos dons que nos foram proporcionados, pois a real gratidão além de gerar bons frutos é sinônimo de valorização, reconhecimento e amor! Que Oxalá ilumine o caminho de todos nós! Salve a Umbanda, que é amor e caridade, Salve Zambi! Que Oxalá ilumine o caminho de todos nós! Salve a Umbanda, que é amor e caridade, Salve Zambi! Alexandros Barros Xenoktistakis

EXPEDIENTE istakis els B. Xenokt Diretor: Eng e: Daniel Coradini Art Direção de ktistakis gels B. Xeno amargo / En r: Redato C o n res: Adria Colaborado ares e Ronaldo Lin noktistakis s Xe s ro d n ndros Barro Alexa rídica: Alexa .106 Ju a 2 8 Assessori 1 m.br s – OAB/SP Xenoktistaki l@aldeiadecaboclos.co a rn contato: jo

PREVISÃO BARALHO CIGANO Cartas: Mulher- Casa- Livros

Amor

Excelente momento para sair, viajar, conhecer novas pessoas . Se você já está em um bom tempo de relacionamento, aqui me abre que é momento de renovar, cuidar de si e com certeza cuidar da pessoa amada. Está no momento de se reconhecer todos os esforços da pessoa amada e viver com mais gratidão.

Profissional e Financeiro

Excelente mês para pensar em algo novo, para começar um novo projeto. Procure colocar tudo por escrito com relação ás suas metas e sonhos. Se você tem algo na justiça ou de documentação poderá começar a caminhar com mais intensidade para a resolução nesse mês.

Saúde

Uma atenção maior ás mulheres para cuidados femininos. Seja com o corpo, com a mente, ou até mesmo cuidados com as sua parte hormonal. Momento ideal para cuidados com sua parte espiritual . Procure fazer uma boa meditação para colocar em ordem seus pensamentos.

Carol Amorim- Taróloga e Dirigente do Templo de Umbanda Estrela do Oriente. Rua Bengali 29- Parque Novo Oratório Santo André. Atendimento online ou presencial. Informações: 11-23694241 ou via whatsapp 11 947393262


página 4

Ano 6 número 56

b

n

do

la Fa

m U e

a

d an

d

27ª FESTA À IEMANJÁ MONGAGUÁ 2016 10 e 11 de dezembro grande felicidade, a Festa à Iemanjá da FUG “ABC” é referência de organização e beleza transformando a festividade num belíssimo passeio turístico pela orla. A quantidade de pessoas que vão até a praia apenas para admirar a festividade é cada vez maior. Invariavelmente acabam pedindo permissão aos Templos e entram nos espaços para falar cm a entidades e tomar alguns passes e receber bênçãos. Coisa que muito nos agrada, uma vez que ainda somos vítimas de muitos preconceitos por parte daqueles que não compreendem nossa ritualística. Mais uma vez chegamos ao final do ano e, por consequência, chegou também a alegria de poder consagrar nossa querida Mamãe Iemanjá. Nas praias paulistas a festa começou a ser realizada em 1.950 e a FEDERAÇÃO UMBANDISTA DO GRANDE “ABC” tem orgulho em estar durante 27 anos à frente da organização da festividade que congrega o maior número de umbandista numa única faixa de areia. Apesar das dificuldades aumentarem a cada ano em razão da crise pela qual o país tem passado, ainda temos muito o que agradecer. Talvez ainda mais a agradecer do que a pedir. Sabemos que nossos Guias e Orixás nunca nos abandonarão e a maioria dos reveses pelos quais passamos nos

ajuda a crescer e a amadurecer. Como todos os anos a FUG“ABC” realiza sua festividades nas areias da linda Mongaguá ( A Princesa das Praias ) – em Agenor de Campos. Ao longo dos anos a experiência nos fez melhorar permanentemente afim de que nossos filiados tivessem a melhor estrutura para renderem suas homenagens e, após cada festa, sempre observando o que poderia ser melhorado, chegamos ao formato que temos atualmente. Assim como a FEDERAÇÃO os Templos também foram, ao longo dos anos, se especializando e aprimorando os enfeites nas suas áreas e, para nossa

Não são apenas nossos filiados que ficam no espaço a nós destinado, uma vez que a estrutura de apoio e


Ano 6 número 56

página 5


Ano 6 número 56 a organização tem atraído muitos Templos de outras Federações. Hoje a FUG“ABC” oferece, num espaço de 2.200m de praia, áreas demarcadas e com espaço de circulação entre elas, além de sanitário químicos distribuídos ao longo da orla. Para os Templos que desejarem maior conforto ou privacidade, a FUG“ABC” oferece a oportunidade de locação de sanitário exclusivos, colocados dentro da área, e barracas que já estarão montadas quando o grupo chegar para os trabalhos (caso optarem pelo sanitário, ele também já esta-

Informações importantes: Prazo para pagamento da autorização: até 15 de novembro de 2016. Data da reunião: 26 de novembro de 2016. Contato: Escritório da FUG“ABC”: 11 4238-5042

rá colocado na área). As barracas podem medir 5mx5m ou 10mx10m, de acordo com a necessidade de cada Templo. A única exigência para participar da festa é o comparecimento na reunião de entrega das autorizações, quando os Templos fazem a escolha do local da sua área. Essa escolha é feita pela ordem dos pagamentos das autorizações. Essa reunião é realizada na Casa de Pai Benedito de Aruanda, o Templo-sede da FUG“ABC” . Se você estiver interessado em participar dessa linda festividade com a família da FEDERAÇÃO UM-

página 6 BANDISTA DO GRANDE “ABC”, entre em contato para saber valores, formas de pagamento, datas e endereço da Casa de Pai Benedito. Pai Ronaldo Antônio Linares, presidente da Federação Umbandista do Grande ABC é responsável pelo Santuário Nacional da Umbanda. www.santuariodaumbanda.com.br federacaoabc@terra.com.br www.facebook.com/ santuariodaumbanda.fugabc


página 8

Ano 6 número 56

a n s ia a v lde r E A

AS ERVAS TÊM ALMA O mundo mudou. Tem mudado a cada minuto, o que ontem era regra, hoje já não é mais. Estamos de cabeça para baixo, e as coisas vão mudando de lado e direção o tempo todo. A velocidade da informação tem ditado as regras. Impérios ditatoriais caindo, pessoas se reunindo em busca de um ideal político. Vimos nos últimos dias a queda do governo egípcio, entre outras transformações políticas, terremotos e tsunamis que mudam a geografia física e espiritual do mundo. A internet, email, redes sociais, tornam tudo muito mais rápido e próximo. O Google é o oráculo dessa era digital. Antes, os oráculos eram consultados para dar uma direção, um prisma do que fazer, e todos confiavam nos seus mentores oraculares. Hoje se você precisar de uma informação imediata, o pai Google estará á disposição no ponto de acesso mais próximo. Dia desses estava preparando uma aula e repassando o assunto oferendas e relembrando alguns pontos importantes desse assunto. Desde criança aprendi que oferenda-se o que podemos ter de melhor: a melhor bebida, o melhor charuto, etc. Lembro de uma pessoa com quem trabalhei num terreiro, que todos os anos fazia uma oferenda à esquerda que era “invejável”. Isso mesmo, eu olhava a forma dela preparar aquilo e me achava um incompetente com as minhas, pequenas e humildes ofertas. Ela preparava as toalhas da entrega bordando e costurando-as à mão, charutos e cigarros das melhores marcas, bebidas importadas e taça e copos da melhor qualidade, todos dispostos de forma rigorosamente milimétrica, com a devida descrição do destinatário. Só faltava uma cartinha para cada Exu ou Pombagira, agradecendo formalmente pelo ano decorrido. Eu via aquilo e imaginava... ano que vem faço assim... e no ano que vinha, lá estava eu correndo (pra variar) para fazer as oferendas, simples como sempre. Vale lembrar que simplicidade não é simplismo, ou relaxo mesmo, falando claro. Nunca fiz minhas entregas de “qualquer jeito”, mas confesso, nunca fui um “designer de oferendas”.

Cada vez temos menos tempo e menos locais adequados na natureza para oferendarmos nossos Orixás. Ainda bem que ainda há locais, como o Santuário Nacional de Umbanda, em Santo André SP, onde ainda podemos ter boa infra-estrutura e locais adequados para as práticas litúrgicas, assim como o Vale dos Orixás em Juquitiba, entre outros. Dependendo do que se oferenda hoje, isso se torna o lixo de amanhã. Garrafas, pratos e copos, tecido, enfim, vão virando um amontoado de material inorgânico de difícil decomposição. Esse conceito de que trabalho bem feito, em termos religiosos, são as poderosas e ricas oferendas, em tamanho e capricho, vão dando lugar às bênçãos da simplicidade e vemos que cada vez mais a espiritualidade tem colocado condições em nossa vida para sermos práticos, objetivos e assertivos. Dei esse exemplo das oferendas para falar da simplicidade que precisamos ao lidar com as ervas. Desde o conhecimento do simples até a forma de colhê-las ou adquiri-las e prepará-las. Num passado não muito distante, tínhamos tantos terrenos desocupados apinhados de ervas boas para a prática ritualística que nem nos preocupávamos quando um guia espiritual recomendava um banho, pois sabíamos que estava lá à disposição e que sempre tinha alguém que conhecia a erva solicitada. Pois bem, o mundo mudou e hoje recorremos a maioria das vezes à produtos adquiridos nas casas de artigos religiosos, muitas vezes confiando apenas nos péssimos descritivos das embalagens artesanais, que acusam a erva pelos seus nomes populares e ritualísticos. Vale lembrar que para fazer um bom banho, defumação ou outros preparos não é preciso ser um expert no assunto. Se a exclusividade do uso das ervas fosse do pai de santo, elas cresceriam só no quintal dele, não é mesmo? Nossa amada Mãe Natureza permite a nós essa fantástica ferramenta, mas é preciso alguns cuidados. Mesmo que você adquira suas ervas num comércio de sua confiança, é impossível saber quem plantou,

colheu e em que condições emocionais isso foi feito, quais cuidados seu manipulador teve, enfim, é improvável que essa erva venha “pronta” para seu uso. Antes do preparo de um banho, procure olhar a erva para ver se não está mofada, com sujeiras, pedriscos, e se está com uma aparência agradável. Rejeite embalagens amassadas e empoeiradas, sem etiqueta de validade e identificação do produtor. Mesmo que seja para defumação, use apenas ervas de boa qualidade e procedência. Lembro uma vez conversando com um lojista do ramo religioso, onde ele falava que não se importava com a qualidade do que estava vendendo, pois era pra banho mesmo... Assim como você não vai comer um alimento estragado, não jogue no seu corpo algo inadequado. Concentre-se nas ervas, espalme suas mãos sobre elas e faça uma oração para purificação do seu preparo. Chame como quiser. Reza, prece, oração, evocação, determinação mágica, enfim, o importante é a ativação da força vegetal contida na erva. Vamos lembrar do poder da palavra. Isso me remete a uma máxima oriental que diz que Deus, só diz uma palavra: SIM. Deus diz sim para todas as nossas afirmações, positivas ou não. Desde que nos dirigimos a Ele com Amor e Bom Senso, as realizações também se multiplicam. A palavra tem tanta força que criou o mundo, de acordo com a gênese católica. Nossa mente é extremamente poderosa e nossa palavra também. Quando determinamos o rumo que a energia deve tomar, damos direcionamento a ela. Isso é respeito. Ao respeitar a energia, ela devolve como uma reação física: Para toda ação existe uma reação de igual ou maior intensidade. (Newton) Quando rezamos, colocamos ali nossa Fé, e damos direcionamento para a energia. As ervas têm alma, personalidade e sentimentos tão envolventes como qualquer ser vivente na natureza, inclusive o homem. É essa a energia, a força que evocamos. O espírito vegetal.


página 9

Ano 6 número 56 Há muitas rezas e evocações maravilhosas, mas para o que pretendemos aqui, há uma evocação básica.

tes na ativação da erva. Clame aos Santos de sua conveniência, e estará tudo certo.

ninguém nunca viu Deus, mas lobisomem, muita gente já viu”.

Eu evoco Deus, nosso amado Pai Criador, evoco a Mãe Terra, vossas forças vegetais, o sagrado espírito vegetal e peço que abençoe esse banho, defumação, chá, etc, para o meu beneficio e beneficio de meus semelhantes, assim seja, e assim será.

Deus responde à sua criação da melhor forma que sua criação possa entender.

E nós dizemos: “Qual o alcance que você quer em sua magia? Esse deve ser o tamanho da sua Fé!”

Para o negro africano, Deus será também negro. Para o oriental, terá feições orientais e assim por diante.

Pra não perder o costume, vamos dar algumas receitinhas de banhos, defumações e amacis na vibração dos nossos amados Orixás:

Essa reza, bastante simples requer apenas mais duas coisas: Amor e Bom Senso. Cada religião costuma envolver seus ritos em roupagens folclóricas e verbalizações incontestáveis, chamando-as de ciência oculta, sabedoria milenar do oriente ou de outro lugar místico, e tentam mostrar que as outras religiões, suas concorrentes, são falsas porque não têm o segredo dos mistérios. Seus místicos se consideram uma minoria privilegiada pelo esclarecimento divino, superiores em compreensão e inteligência e rejeitam invariavelmente a crítica de supersticiosas. Mas qual a diferença entre suas criaturas místicas e as da cultura popular? Então, a reza tem efeito sim! Perdoem-me os místicos de plantão, mas VIVA A SIMPLICIDADE! Deus está e se manifesta nas coisas simples. Você não é obrigado a fazer a evocação dessa forma que está aqui. Mas use o bom senso. Desenvolva seu critério de oração. São nos Sagrados Anjos que você ancora sua fé? Então reze a eles. São aos Orixás que você clama em suas preces, ótimo! Eles com certeza estarão presen-

Suas divindades, representação viva de Deus, se apresentam da mesma forma, com variações culturais e regionais, mas sempre a mesma essência. Não há magia sem ativação. É necessário desencadear o processo de ação da erva. Ao colher a erva, devemos mentalmente pedir licença ao espírito vegetal que a anima, dizer-lhe que esta sendo colhida e será útil a um ser vivente, parte da criação divina. Esse espírito irá responder com toda sua força, e concentrará na parte a ser colhida as essências necessárias para a cura. Desde que ele entenda que você se dirige com Amor e Bom Senso, as ervas se doam pela causa da criação. Crendice popular? Duvido. Contra os fatos não há argumentos. Fato é que a ação da erva comprovadamente aumenta se for ativada com uma oração. Oração misturada, sem critério, é que nem raizeiro que não conhece raiz... Pode matar pela falta de conhecimento, ou tornar a raiz inerte, sem efeito. O escritor Hugo Prata comenta que é mais fácil acreditar em lobisomem do que em Deus, “porque

Ervas do Orixá Oxalá: boldo, folha da fortuna, folhas de oliveira, algodoeiro, anis estrelado, alfazema, jasmim. Ervas do Orixá Ogum: aroeira, quebra demanda, guiné, folhas de café, capim cidreira, cavalinha, peregun verde (dracena). E isso turminha! Na próxima edição tem mais! Sucesso, saúde e alegria a todos!

Adriano Camargo - Erveiro da Jurema – É Sacerdote de Umbanda, autor do livro Rituais com Ervas, banhos defumações e benzimentos. adriano@ervasdajurema.com.br

www.oerveiro.com.br


página 10

Ano 6 número 56

o g i t r A

Prezados leitores! Neste número damos sequencia ao resgate da memória da Umbanda com a reportagem de Pedro Lívio sobre os bastidores do Segundo Congresso Brasileiro de Umbanda realizado em 1961 (vinte anos depois do primeiro) com encerramento glorioso no Maracanãzinho.

A NOVA LEI DE UMBANDA – O Faraó Akhenaton, que reinou no ano 3.000 a. C., foi o primeiro umbandista; Moisés e Jesus também o eram... Uma salva de palmas ecoou no Maracanãzinho, saudando as palavras finais do orador oficial do II Congresso Brasileiro de Umbanda. Cerca de sete mil umbandistas, espectadores e representantes de dez Estados do Brasil, estiveram reunidos no Rio para proclamar, entre outras coisas, que a Umbanda vai revolucionar o país e que se houver perfeita união entre seus adeptos até poderá eleger diversos governadores estaduais.

O Primeiro Congresso Nacional dessa seita religiosa realizou-se em 1941 sem obter, entretanto, resultados palpáveis ou satisfatórios. Mas hoje a mentalidade dos umbandistas mudou muito. O Deputado Moab Caldas, da Assembleia gaúcha, representante do seu Estado na reunião do Maracanãzinho, disse em alto e bom som: – A Umbanda é a religião natural do Brasil. Não precisamos abaixar a cabeça perante ninguém. No Rio Grande do Sul temos mais de doze mil tendas registradas, além de hospitais, programas de rádio e inúmeras publicações. Elegemos 20 vereadores e eu, com apenas um mês de propaganda, fui o terceiro deputado estadual mais votado. E contei somente com os votos dos umbandistas! A Umbanda vai revolucionar o Brasil! Saravá Umbanda! Embora ainda não exista um recenseamento, os umbandistas presentes ao conclave do Rio alardeiam já contar com dez milhões de seguidores em todo Brasil. Sua força eleitoral, aos poucos, torna-se uma realidade não só no interior como nos grandes centros. O Deputado Attila Nunes, da Assembleia Legislativa da Guanabara, declara-se oficialmente eleito pela Umbanda e afirma manter ligações com mais de vinte mil terreiros. Ele possui, inclusive, um programa de rádio que irradia todas as noites o seu “ponto cantado”: “Suarê-êe, Suarê, Suarê!” Segundo o mesmo deputado, mais de três mil famílias, até em Copacabana, fazem sessão de Umbanda dentro de suas casas, acompanhando os “pontos” do programa radiofônico. Ele diz mais ainda:

Defumação dos médiuns durante a gira de encerramento do congresso. Foto de Darcy Trigo

– Alguns dos meus colegas da Câmara dos Deputados frequentaram os terreiros de Umbanda durante a campanha eleitoral. Hoje, porem, eles

preferem não tocar no assunto. Mas que misteriosa força terá esta Umbanda, capaz de levar ao Maracanãzinho, no dia do encerramento do seu segundo congresso, até mesmo um bispo da Igreja Católica Brasileira? Que estranho fascínio exercem seus “pontos” sobre frios cientistas? Um conhecido psiquiatra afirma ter salvado a vida de uma das pessoas mais importantes do país graças a um aviso que recebeu do Caboclo Guarani... a própria religião previne os curiosos sobre seus mistérios em um de seus “pontos” mais conhecidos: “Umbanda tem mironga/Umbanda tem dendê/Quem quiser conhecer Umbanda/Tem muito que aprender”. O aprendizado é realmente longo e envolve centenas de nomes de divindades pagãs. Enquanto o Espiritismo conta com uma codificação básica, é difícil encontrar obras de umbandismo com unidade de pontos de vista. Mesmo porque, em Umbanda, “cada qual é rei na sua banda”. Há, a evocação dos espíritos e dos elementos de natureza extraterrestre, as magias por estes praticadas e a ritualística tanto da evocação como da magia. Estes elementos foram, na sua feição primitiva, trazidos para o Brasil pelos negros africanos iorubas (ou nagôs) e geges (sudaneses), e pelos povos bantos, da Angola, Congo e Moçambique. Os nagôs acreditavam em um deus supremo, Olorum, “que por ser bom não incomodava ninguém”. Olorum não podia comunicar-se diretamente com os homens e, portanto, usava os Orixás, entidades celestiais que presidiam os fenômenos da natureza. Os deuses da Umbanda nasceram do casamento de Oxalá – o rei da brancura, simbolizado pelo Céu


página 12

Ano 6 número 56 – com Odudua, a Terra. Estes tiveram dois filhos: Aganju e Iemanjá, que também casaram, nascendo-lhes Orungã, o Édipo africano. Um dia, estando o pai ausente, o filho, em uma paixão desenfreada, persegue a mãe para violenta-la. Iemanjá morre durante a perseguição e de seus seios nascem duas correntes de água que vão formar um grande lago. O seu ventre se rompe e dele nascem todos os orixás: Xangô, deus do trovão, Oxóssi, deus dos caçadores, Oxum, deusa do rio Oxum e Oiá, deusa do rio Niger, chamada de Iansã no Brasil. Por ser a mãe de todos os orixás, Iemanjá é chamada pelos umbandistas de Mãe Divina. Diz outra lenda que Xangô foi rei de Oió. Incapacitado de liquidar seus adversários desapareceu misteriosamente, levando as suas mulheres favoritas Oxum e Oiá. Nesse momento aconteceram fortes relâmpagos e trovoadas, o que levou o povo aturdido a exclamar: “Xangô é Orixá!” De acordo com as lendas, Exu é um empregado dos Orixás. Ele leva e traz “demandas”. Volúvel e interesseiro pode agir tanto para o bem como para o mal. O sacerdote nagô denomina-se babalaô, que significa pai de santo. Em Cuba, recebeu o nome de Babalu, popularizado por uma conhecida canção. Os adeptos do sacerdote chamam-se filhos de santo e

os ajudantes do oficiante do rito, cambonos e sambas. A eles compete a execução das danças tribais e daí a origem da palavra samba e do seu ritmo. No culto de Umbanda há uma distinção entre os negros nagôs. Os primeiros invocam as divindades por intermédio do transe do babalaô; os segundos recebem os espíritos familiares, ou seja, os pretos velhos. Os nagôs influenciaram os bantos Passando-lhes o culto dos Orixás. Depois, já no Brasil, as duas correntes receberam influências dos índios. Mas a grande transformação nos ritos religiosos aconteceu com a chegada dos missionários católicos. Os negros, para poderem continuar seus cultos, colocavam em cima do altar (peji) a estátua de São Jerônimo e em baixo, escondido, a imagem de pedra (otá) correspondente ao Orixá Xangô. Desta maneira, Jesus Cristo passou a Oxalá, a Virgem Maria a Iemanjá, São Jorge a Ogum, deus do fero, Santa Bárbara à Iansã e assim por diante. Cada Orixá assumiu a personalidade de um santo católico. A Umbanda é, pois, o resultado de um sincretismo religioso sudanês-banto-índio-católico-espírita. Atualmente, na Bahia, as formas de cultos nagôs e bantos conservam maior fidelidade: é o Candomblé. A razão desta originalidade é simples: ali a in-

'

fluência do Espiritismo foi bem menor do que nas outras partes do país. Já a Macumba, sinônimo de terreiro, passou a identificar as sessões de natureza mais primitiva. No Rio de Janeiro, foi Zélio de Moraes, com o seu Caboclo das Sete Encruzilhadas que, em São Gonçalo, Niterói, iniciou as primeiras práticas de Umbanda. Conta o Senhor José Pessoa, seu companheiro, que passaram noites na cadeia, sofrendo pressão política e religiosa. Por isto, o mesmo Senhor José Pessoa, presidente da Tenda São Jerônimo, dizia no congresso do Maracanãzinho, interpretando as afirmações políticas proferidas: – De uma forma ou de outra, a Umbanda, oferecendo a oportunidade de falar com os Caboclos e Pretos Velhos do além e resolvendo pela magia os mais intrincados problemas, vai ganhando adeptos a cada dia que passa.

Matéria de: Diamantino Fernandes Trindade

Os sacerdotes Manoel Floriano da Fonseca, Tata Tancredo e Jerônimo Vanzelotti durante o congresso. Foto de Darcy Trigo

Na mesa de honra: o Bispo Dom José Aires da Cruz, da Igreja Católica Brasileira e o Deputado Attila Nunes. Foto de Darcy Trigo

Médiuns presentes no Maracanãzinho Foto de Darcy Trigo


página 13

Ano 6 número 56

io r á

d n le

Ca

15 de Novembro 4º Dia Nacional da Umbanda –SBC

Horário: 13h Ginásio do Baetão Setti,901 Endereço: Av.Armando Italo -Baeta Neves

o r b m e v o 19 de n ter n I o i r á n i 1º Sem até b u a T o s o i Relig

a e Arte de Curimb la o c s E o ssol Organizaçã aboclo Gira hs C ta is d n a Umb 14:00 /2016 às Dia: 19/11 lores cara das F á h C l: a c o L nicipal strada Mu E : o ç re e d En ,nº 210 -5000 Itapecerica 2 999118 1 : s e õ ç a Inform

15 de novembro 16 de novembro 1º Seminário Inter Religioso-Taubaté

Doação de Sangue de Taubaté Organização Escola de Curimba e arte Umbandista Caboclo Girassol Dia: 15/11/2016 08:00 hs Local: Praça Dr.Barbosa de Oliveira (Rodoviária Velha) Endereço: Estrada Municipal Itapecerica,nº 210 Informações: 12 999118-5000

7ª SEMANA DA UMBANDA NA CIDADE DE SÃO PAULO 19:30 h - Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo-8º Andar Viaduto Jacarei,100-Bela Vista Sessão Solene em comemoração a lei 15.323|2010 de autoria do Vereador Quito Formiga, Dia da Umbanda e do Umbandista na cidade de São Paulo

o r o b r m b e m v e o v N o e N d e 20 26 d NDA A B M U A D A N A M 7ª SE AULO P O Ã S E D E D A D I NA C ola Mooca 13h - Clube Esc 5-Mooca rais , Rua taquari,63 sentações Cultu re ap , ão aç iz n sos Confrater nçãos dos nos bê as m co ão engira e oraç ados Caboclos. queridos e am

rimba e u C e d l a iv t s e F ‘’8º nagem e m o H .U .D U a ç Dan Oxalá a Pai Renato de ita spir .D.U Revista E Organização: U arques Rebelo) de Umbanda (M as Horário 13 hor atilde nenê de vila M Local quadra da enha Júlio Rinaldo-P Endereço: rua 416-3157 Informações 3


Ano 6 número 56

página 14


página 16

Ano 6 número 56

soas com corpos considerados perfeitos, mas vazias no coração.

al

a d n

g Le

Esse é também o principal motivo pelo qual tantas pessoas estão sozinhas...procuram fora quando na verdade o que precisam está dentro, na alma e no coração.

ba

Um

E só se dão conta disso quando se deparam com a doença ou com a morte, infelizmente. Pra quem compreende as leis divinas que regem toda a Criação, a mediunidade é ouro...e é um dom que está intimamente ligado ao amor. Por amor decidimos vestir o branco, e de pés descalços nos oferecer como instrumentos da Espiritualidade Maior para orientar, amparar, socorrer e ajudar nossos irmãos encarnados e desencarnados. Por amor, Mestres Ascensos continuam nos amparando, mesmo tendo suplantado a vida na carne, e nos enviam irradiações, de amor, fé, caridade, força, compaixão, etc. Por amor, Pai Olorum, através dos Sagrados Orixás, atua sobre nós todo o tempo, ora incentivando nossas ações, ora paralisando-as, conforme o necessário para nossa evolução.

OXUM, A MÃE DO AMOR Ao longo do tempo, cristalizou-se o entendimento que Mãe Oxum é a senhora do ouro, a moça faceira que se banha nas águas da cachoeira, admirando própria beleza em seu espelho. Isso tudo é verdade, mas Oxum, assim como todos os outros Orixás, traz em si inúmeros fatores, imprescindíveis à Criação como um todo, e a cada pessoa em particular. Como mãe da concepção, está presente sempre que “concebemos” um conceito, um projeto, uma ideia; além de estar presente na concepção da vida (fecundação). É Mãe Oxum que, através de suas irradiações minerais, incentiva os seres a procurarem seus pares afins para que, unidos pelo amor, venham a conceber e perpetuar a vida. É ela que nos inspira a conceber coisas boas pra nossa própria vida, pras pessoas do nosso convívio, pra tornar o mundo melhor. Sua representação como moça faceira diz respeito à idade reprodutiva, pois é exatamente nessa época que ela mais atua. Também é Mãe, como todas as Yabás, mas atua protegendo a gravidez em si até que a criança seja trazida à luz. É ligada à prosperidade material, mas, na espi-

ritualidade, o verdadeiro ouro é o amor. Nós aprendemos a focalizar o amor de forma romântica, ou pelos laços sanguíneos. E muitos esqueceram que o Amor é divino, e que Deus é amor. Oramos por quem está perto, esquecemos de quem está longe...nos preocupamos com o que é “nosso” em particular e nos esquecemos que cada um de nós é uma pequena parte de Deus. Enquanto amarmos pouco, e julgarmos, condenarmos e odiarmos muito, a lugar nenhum chegaremos... Respeito, tolerância, paciência, união, fraternidade, são formas de amar... Oxum representa a beleza, é uma das mais belas Orixás, mas para ela o que importa realmente é a aparência da nossa alma, esse sim é nosso verdadeiro tesouro. Hoje, muitas pessoas cultuam o físico, fazem dietas da moda, realizam cirurgias plásticas desnecessárias, por dois motivos: porque têm uma visão distorcida de si mesmas ou porque querem seguir uma ditadura que determina quem é feio e quem é bonito, segundo critérios no mínimo duvidosos... E a beleza da alma fica no segundo plano...pes-

Por amor, seres divinos se dispõem a encarnar como humanos, e trazem, muito além das mensagens, exemplos de amor, fé, resignação, coragem e uma capacidade de amar que ultrapassa nosso entendimento. Por amor nasceu a Umbanda, pois com ela todos os espíritos que amam tiveram a oportunidade de trabalho que dignifica, que transmuta, que evolui, a si mesmo e aos seus semelhantes. Por amor nossos amados e muitas vezes incompreendidos guardiões Exus, Pomba-giras, Exus-Mirins e Pomba-giras Mirins aceitam ocultar a própria Luz pra poder atuar junto aos seres negativados e “caídos”. Por amor nosso Pai construiu pra nós um planeta cheio de maravilhas. Devemos cultivar o amor, e vê-lo em cada obra do Divino Criador. Olhe em volta. Observe quanta beleza nos cerca. Feche os olhos e pense na pessoa que você mais ama...esse sentimento é Oxum. Não se renda aos apelos do mundo, não se perca pelos apelos da carne...procure por aquilo que faz sua alma feliz. Não ame sua aparência física...ame seu corpo de Luz! Ame a vida, ame amar, ame os que amam, ame o amor! Ora Iê Iê Ô Por Mãe Valéria Siqueira

Terreiro de Umbanda Pai Oxóssi, Caboclo 7 Flechas e Mestre Zé Pilintra

Críticas e sugestões: t.u.paioxossi@hotmail.com


Ano 6 número 56

página 17


página 18

Ano 6 número 56

° 7Curimba Festival

de

Apresentação Aldeia de Caboclos

UM GRITO DE LIBERDADE A Aldeia de Caboclos vem através do seu presidente Pai Engels de Xangó, agradecer a participação neste evento maravilhoso e cheio de bênçãos, realizado no último dia 18 de setembro, o 7º Festival de Curimba - "Um Grito de Liberdade”. Foram mais de 3800 pessoas presentes no Salão nobre do Clube Atlético Juventus, localizado na Rua Juventus nº 690, Mooca, São Paulo - SP, cantando e vibrando em cada momento mágico que as apresentações das Curimbas proporcionaram. Foi lindo ver a união de todos presentes! Agradecemos a todos os Curimbeiros, Intérpretes, Coreógrafos, Figurinistas, auxiliares, familiares, amigos, torcida e a todos que colaboraram de alguma maneira para abrilhantar o nosso empolgante e vibrante Festival. Sem esquecer da nossa Espiritualidade Maior e nossos Guardiões que nos proporcionaram a oportunidade de cantar, rir e se divertir, confraternizar e acima de tudo louvar nossos Orixás; divulgar a palavra do nosso Pai Maior e hastear a bandeira da nossa querida e amada UMBANDA SAGRADA.

Jurados

Que todos entendam que o importante nos Festivais de Umbanda não é vencer ou se destacar em relação ao irmão de Fé, e sim entender que este é o momento de trocarmos experiências, crescemos juntos, fazermos novas amizades, exteriorizarmos a beleza de nossa cultura, levando sempre adiante a mensagem Umbandista de Paz, União, Alegria, Respeito e Amor! Um grande e fraterno abraço no Coração de todos, e juntos com muita união e energias ultrapositivas rumo a mais um grande Festival de Curimba da Aldeia de Caboclos no ano de 2017! Classificação Geral 1º Lugar Instituto Cultural Luz Odara 2º Lugar Grupo Emoriô 3º Lugar Associação Espírita Alfa & Ômega 4º Lugar Templo de Umbanda Ogum Guerreiro e Caboclo 7 Luas 5ª Lugar Templo de Umbanda Caboclo Treme Terra

Família Aldeia de Caboclos


página 19

Ano 6 número 56

Público

Apresentação Geração de Luz

Pai Engels e Mãe Fernanda-Aldeia de Caboclos

Mãe Ivone-Aldeia de Caboclos

Apresentação Curimba Toque de Ouro

Apresentação Irmãos na Fé


página 22

Ano 6 número 56

Bolo de aniversário do Pai Engels

Mestre Severino Sena- Tambor de Orixá

Apresentação Ogum Guerreiro e Caboclo 7 Lua

Apresentação Geração de Luz

Apresentação Cabocla Jurema das Matas


Ano 6 número 56

página 23

Apresentação Luz Odara

Pai Sandro Luiz

Apresentação Tupã Oca do Cacique Aymoré

Apresentação Ogum Guerreiro e Caboclo 7 Lua

Apresentação Tenda de Umbanda Caboclo Treme Terra

Apresentação Grupo Emoriô

Apresentação Curimba Toque de Ouro

Pai Oxalá e Caboclo Pena Preta


página 24

Ano 6 número 56

Apresentação Caboclo Vira Mundo

Apresentação Caboclo Girassol

Apresentação Luz Odara

Curimba Pai José

Apresentação Iansã Guerreira e Baiano Zé Pilintra

Apresentação Grupo Samba de Jorge

Apresentação Curimba Alfa & Ômega


Ano 6 número 56

página 26

os t n

e Ev

ENCONTRO INTER-RELIGIOSO PROMOVIDO PARA ALUNOS DO ENSINO MÉDIO NO COLÉGIO SÃO JUDAS TADEU O que ficou do encontro: o Amor. Representantes das diferentes religiões: Umbanda, Doutrina Espírita, Islã, Católica, Evangélica, reuniram-se com os alunos do ensino médio para falarem sobre as ações violentas que sofrem pela intolerância religiosa, tema abordado nas aulas de Sociologia. Conhecemos sobre a essência das religiões, mas a lição maior que todos aprenderam é o reconhecimento e respeito as diversidades culturais e suas crenças. Foi um encontro de paz, compreensão e muito, muito amor a um único ser: o ser humano. Destaque: foi aberto o microfone para perguntas dos alunos sobre o encontro Inter-Religioso, frise-se, e uma das alunas disse que era umbandista e que estava emocionada por ver um representante da Umbanda, o Pai Engels de Xangô, em sua escola! Salve a nossa querida e amada Umbanda, e que a paz, a compreensão e o respeito mútuo prevaleça em nosso mundo em todos os segmentos, sejam eles religiosos ou não! Texto: Professora Mônica Broti


página 27

Ano 6 número 56

os t n

e Ev

FORMATURA DA 1ª TURMA DE FORMAÇÃO SACERDOTAL DE UMBANDA SAGRADA EM OSASCO - TURMA LUZ DE PRISMA O belo evento ocorreu no dia 09 de outubro de 2016, em Osasco, no Ilê Ogum Acauã e Iansã,dos Dirigentes Espirituais Pai Reno e Mãe Roseane Nascimento, local onde foram ministradas as aulas durante 2 anos e 8 meses, a formatura dos 14 Sacerdotes e sacerdotisas de Umbanda Sagrada. As sacerdotisas de Umbanda Sagrada Ana A. S Paula, e mãe Roseli S. Paula, instrutoras do grupo e dirigentes do NUSA - Núcleo de Umbanda Soldados de Aruanda, assim como todos envolvidos, alegraram-se em receber nesse dia as seguintes autoridades: • Babalorixá Pai Claudio Franco - Presidente da U.R.U.Z.O.G.S.P • União Regional Umbandista da Zona Oeste da Grande São Paulo. - Sandra Santos - Sacerdotisa de Umbanda Sagrada e Presidente da AUEESP – Associação Umbandista e Espiritualista do Estado de São Paulo. • Pai Sérgio Perini Sacerdote de Umbanda Sagrada e integrante da AUEESP.

• Mãe Rita Gatti Yalorixá da Casa de Caridade Caboclo Tupinambá e Mamãe Oxum • Mãe Rosangela Bologna Sacerdotisa de Umbanda Sagrada e Dirigente do Templo de Umbanda Caboclo Pena Verde e Mamãe Oxum.

E para consagrar esse dia a contamos com as seguintes presenças: • Paraninfos: Pai Reno Nascimento e Sacerdotisa de Umbanda Sagrada Denise Araújo  • Patronos: Ogã Severino Sena e Sacerdotisa de Umbanda Sagrada Cida Sena. • Os padrinhos espirituais S.r. Tranca Ruas (médium Reno) e Vó Rita do Cruzeiro (médium Roseli). Expressamos aqui, nossa gratidão as autoridades responsáveis pelos pontos de força em especial a existência do Santuário Nacional de Umbanda onde foram realizadas a maioria dasconsagrações e imantações.

E gratidão também a todos que estiveram presentes nesse dia, amigos, parentes, familiares, irmãos de fé, pessoas queridas e extremamente importantes em nossas vidas. Sejam abençoados os formados Sacerdotes: • • • • • • • • • • • • • •

Andreia Rodrigues Pascoa Cicero Francisco Alves Isabel Ferreira da Luz Felipe Fernandes dos Reis Lucas Santos de Lima Maria Thereza Nagib Ramos Odília Francisca Dourado Alves Orlando Silva Nina (Raimunda da Conceição Oliveira) Mãe Roseane Nascimento Rosemeire da Silva Paula Silvia Aparecida Oliveira Lima Sonia Aparecida Alves Waldemir Moreira


Ano 6 número 56

página 28

os t n

e Ev

Coroação Sacerdotal no Templo de Umbanda Filhos da Luz do Cacique Pena Branca No dia 25 de setembro de 2016 realizou-se no Templo de Umbanda Filhos da Luz do Cacique Pena Branca, pelo dirigente espiritual Pai Dinho D´ogum, a Coroação Sacerdotal de seis novos Sacerdotes da nossa querida e sagrada Umbanda. Os coroados Mãe Beatriz D´Iemanjá, Pai Kadu D´Ogum, Mãe Carolina D´Oxum, Mãe Ivonete D´Iansã, Mãe Marcia D´Xangô e Mãe Julianita D´Iemanjá, aprovados e confirmados pelo conselho de culto formado por Sacerdotes Presidentes de Federações e do SOUESP Superior Órgão de Umbanda do Estado de São Paulo. O evento contou com a presença de ilustres convidados tais como, a Deputada estadual Clélia Gomes, o Vereador Quito Formiga, Pai Varela (Presidente do SOUESP), Doté Pai Reginaldo D´Xangô, Pai Engels da Aldeia de Caboclo dentre outros importantes Sacerdotes das Religiões de Matrizes Africanas. O evento foi celebrado com muito respeito, amor e fé no Divino onde todos tiveram a oportunidade de receber as bênçãos dos orixás e guias que estiveram em terra para confirmar a coroação. Pai Dinho D´Ogum Presidente do Templo de Umbanda Filhos da Luz do Cacique Pena Branca. Vice-Presidente da Federação Reino dos Orixás. Tel.(11)2501-7202


Ano 6 número 56

página 30

os t n

e Ev

REINAUGURAÇÃO DO TEMPLO DE UMBANDA SAGRADA FASES DA LUA No último dia 29 de agosto, foi realizada a reinauguração do Templo de Umbanda Sagrada Fases da Lua. O Fases da Lua, que completou 2 anos em 22 de setembro, realizou uma Gira com a presença de muitos Amados Irmãos. A Missão do Fases da Lua é de Fortalecer a Religião de Umbanda através da Regularização

Jurídica de nossas Organizações Religiosas e de potencializar o uso de nossos Templos para a Cultura. Nossos Valores são a transparência ética e a retidão para com todos os Irmãos Umbandistas, e como Visão de Futuro acreditamos que educando as crianças teremos adultos mais responsáveis!


página 32

Ano 6 número 56

os t n

e Ev

FESTA DE COSME E DAMIÃO NA CIDADE DE OSASCO, HISTÓRICO E EDIÇÃO ATUAL No ano de 2003 ainda não tínhamos sede própria e praticávamos nossos trabalhos espirituais em um local alugado de mais ou menos 30 metros quadrados na Avenida São Jose 331, visando a segurança e conforto de nossas crianças nosso presidente espiritual Jose Cícero de Oliveira levantou a ideia de realizar a Festa em Homenagem a São Cosme e Damião em um espaço público com maior espaço já que nos anos anteriores tínhamos abrigado de forma milagrosa cerca de cem a duzentas crianças nesse pequeno espaço. Através de nossa diretoria foi enviado um oficio ao até então prefeito Celso Giglio para a disponibilização do Ginásio de esportes da Vila Ayrosa, o qual foi concedido sem maiores dificuldades. Daí começamos com enorme esforço, o trabalho de divulgação para os simpatizantes de nossa religião e a comunidade com a colaboração de todos umbandistas, filhos de fé que frequentam nosso templo realizamos o evento no templo dia 27 de setembro exatamente no dia oficial em que se comemora Cosme e Damião no mundo inteiro com a presença de cerca de 450 pessoas e 280 crianças a festa foi um sucesso, a qual foi reverenciada por várias autoridades da nossa religião. E como um passe de mágica ou milagre concedido divinamente, no dia 10 de outubro de 2003 conseguimos comprar nossa sede própria com maior espaço, cerca de 150 m² onde estamos até hoje. Como nossa fé e entusiasmo superam tudo, acreditamos que fomos abençoados por Cosme e Damião e decidimos que continuaríamos fazendo essa festa no Ginásio da Vila Ayrosa também no próximo ano. Encaminhamos novamente oficio a prefeitura para disponibilização do Ginásio a qual, nos concedeu o espaço sem problema algum e realizamos

no ano de 2004 novamente a Festa de Cosme Damião agora no dia 18 de setembro com o titulo de 2°Festa de Cosme e Damião na cidade de Osasco. Na oportunidade já com mais experiência o Templo de Umbanda Ogum Beira Mar com colaboração de todos os seus médiuns fez uma festa muito melhor, com a presença agora de outros Templos de Umbanda de Osasco e Grande São Paulo, agraciou mais de 700 crianças com doces e brinquedos, sendo esses doces e brinquedos concedidos por esses médiuns do T.U.O.B.M. verdadeiros guerreiros em pró das crianças e de nossa religião. E assim a festa foi sendo realizada todos os anos subsequentes, sempre no terceiro domingo do mês de setembro. No Ano de 2009, Leandro (coordenador do evento) e sua esposa Valeria, recebeu o que acreditam ser um presente de Cosme e Damião, o seu filho Miguel, nascido no dia 16 de setembro de 2009 prematuro com apenas seis meses de gestação, veio ao mundo na terça feira que antecedia a festa de Cosme e Damião, praticamente desenganado pelos médicos que dava como remota a sobrevivência de Miguel, Leandro com a fé que tem em Cosme e Damião novamente se apegou a Cosme e Damião e foi no dia 20 de setembro de 2009, na Sétima festa de Cosme e Damião em Osasco, que Leandro Ferreira de Oliveira, coordenador do evento, também vice-presidente do Templo de Umbanda Ogum Beira, Relações Públicas da União de Tendas de Umbanda e Candomblé do Brasil, que profissionalmente atua como instrutor na instituição de ensino SENAI de Jandira prometeu à todo público presente que iria realizar essa festividade por no mínimo mais 23 anos, ou seja, que o evento no mínimo teria trinta anos de existência, sendo essa, uma forma de reconhecimento a graça alcançada da sobrevivência de seu filho e também para

provar para a sociedade a verdadeira missão de uma religião de respeito, que é a UMBANDA. Hoje (2016) Miguel já tem sete anos é uma criança sadia e alegre, graças a Deus e a Cosme e Damião. A ideia é oficializar a festa, diminuindo assim a dificuldade que encontramos todos os anos para divulgar este evento, e esperamos com a oficialização ter um apoio maior para realizar este evento. Queremos oficializar a Festa de Cosme e Damião em Osasco todo terceiro domingo do mês de setembro, o projeto de Lei tramita na câmara dos vereadores de Osasco e provavelmente será votada ainda neste ano. Neste ano, realizamos a festa no ginásio de esportes do clube dos subtenentes e sargentos do exército no dia 18 de setembro e tivemos a presença de mais de três mil pessoas, contando com a presença de 25 templos de umbanda e candomblé visitantes de autoridades políticas da cidade de Osasco, assim como também algumas autoridades da nossa religião, por exemplo: Vereador Dinei Simão Vereadora Maze Secretario de esportes Tinha Di Ferreira Pai Jamil Rachid Pai Varela Pai Guimarães Pai Claudio Agradecemos a todos os colaboradores deste evento, em especial aos filhos do Templo de Umbanda ogum Beira Mar que não medem esforços para a realização deste evento. Cosme e Damião traga sempre muita alegria para a vida de todos.... Ogã Leandro


Ano 6 número 56

página 33


página 34

Ano 6 número 56

os t n

e Ev

1º CONGRESSO DE UMBANDA SAGRADA Agradeço a oportunidade de fazer parte desse momento de união e somatória de esforços para edificação e consolidação da nossa amada Umbanda. O caminho se encontra diante dos nossos olhos, basta que caminhemos com sabedoria e humildade. O congraçamento da irmandade foi realmente bonito de se ver. Caminhemos juntos, assim se vai ao longe. Na cultura japonesa honrar sua ancestralidade é mais do que exaltá-la em palavras, é fazê-lo em ações. A prática cotidiana nos torna pessoas honradas. Assim é o que eu espero seja o resultado desse primeiro encontro, que se honre Pai Rubens mais em atos do que em palavras. São belos e funcionais os fundamentos da Umbanda Sagrada mas, para mim, em minha memória, mais que os ensinamentos teóricos de Rubens Saraceni, ficará sempre a imagem do homem que se apresentou como: "só Rubens". Ficará o ensinamento do sacerdote que instituiu o culto coletivo e cujo guardião usou sou aparelho fonador para dizer que as nossas casas/templos não são nossas, são da Umbanda. Rubens era Rubens porque não lhe faltou humildade para ouvir e generosidade para compartilhar. Nos lembremos desse legado de união, humildade e generosidade, assim perpetuaremos a sua obra. Saravá! Texto de Juliana Ogawa


Ano 6 número 56

página 35

os t n

e Ev

8º FESTIVAL DE CURIMBA DO INSTITUTO BRASILEIRO CULTURAL DE VALORIZAÇÃO E CULTURA No dia 16 de outubro, na quadra da Escola de Samba Unidos do Peruche, aconteceu o 8º Festival de Curimba do Instituto Brasileiro Cultural de Valorização e Cultura, organizado por Genildo Oxossi Ferreira Lima! Classificação geral 1º Lugar Curimba Tambores do Vento 2º Lugar Escola de Curimba Caboclo Vira Mundo 3º Lugar Grupo Cultural Mata Virgem


página 36

Ano 6 número 56

RIO DE JANEIRO É O CAMPEÃO DOS CAMPEÕES, os NO 12° PRÊMIO ATABAQUE DE t en OURO, QUE REUNIU SETE ESTADOS v E

No maior encontro de Curimbas do Brasil, o Rio de Janeiro ficou com o título de campeão dos campeões no 12º Prêmio Atabaque de Ouro. O evento criado no ano de 2005, para homenagear os destaques dos festivais de curimba, este ano teve uma versão mais grandiosa segundo o diretor do evento, Marcelo Fritz, Coordenador Executivo do ICAPRA-Instituto Cultural de Pesquisa às Tradições Afro, entidade organizadora do evento. Foram meses de trabalho, mais de trinta parceiros que apoiaram o evento, que não tem patrocínio, mas com cara e coragem foi realizado com sucesso. A festa teve abertura dos portões por volta das 12:50 e início do espetáculo por volta das 14h, o público foi chegando e lotando a quadra do G.R.E.S. Acadêmicos do Grande Rio, que já é parceira do projeto pelo segundo ano consecutivo.

Caravanas chegavam de diversos pontos do Brasil, Grupos dos estados de Amapá (Macapá), Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Rio de Janeiro coroaram esta edição considerada a maior de todas pelo organizador: “Nunca reunimos tantos estados numa edição só, foram meses de negociação, briga com secretarias, e setores que pudessem apoiar a vinda de grupos, que receberam pequenos incentivos. O esforço maior foram dos próprios grupos, que no “peito e na raça” chegaram para representar seus estados”. “Nosso país não valoriza nossas raízes, nossa cultura popular, mas o povo tem força! E foi com está força que vieram... mas é sacrificante demais”... Declara Fritz. O evento foi dividido em três blocos com apresentações culturais nos intervalos, o Makala do Grupo Cultural Afro Reggae abriu, seguido de Edvander de Oliveira, que cantou o hino da Umbanda e a cantiga que lhe deu a faixa de campeão do ano passado. Os apresentadores oficiais do evento Mãe Miriam de Oyá e Pai Renato de Obaluayê deram início chamando os jurados, que foram nove este ano. Mestre Pedro de São Paulo, Escola de Curimba Aldeia de Caboclos, O grupo Zé e Maria, José Carlos de Oxóssi e nosso mestre Tião Casemiro, abrilhantaram o show, que foi coroado com a apresentação do padrinho, o músico Moacyr Luz. O diretor do evento já diz que está pensando no próximo, e que o trabalho inicia no dia 12 de setembro, pois o desafio de superar esta edição será difícil, mas trabalhará para isso. Rio e São Paulo na frente nas premiações Embora Rio Grande do Sul (Tambores de Oxum), levasse o prêmio de melhor figurino e Mato Grosso, o de Revelação, com Marcelo Passos, os primeiros colocados foram do Rio de Janeiro e São Paulo, ficando com o atabaque de ouro, prata e bronze, São Paulo esbarrando na trave na luta pelo bronze por meio ponto.

Intérprete: Tambores do Paraná Campeão de Títulos: Márcio Barra Vento / RJ (Dicas de Atabaques) Melhor Torcida: Tenda Espírita Caboclo Flecheiro / RJ Melhor Letra: Rosa e Mistérios / RJ – Intérprete: Julie Sales Melhor Curimbeiro: Ogãn Genário de Xangô / RJ (Grupo Cultural Zoatabaque) Padrinho 12° Prêmio; Moacyr Luz

Um Campeão dos Campeões de Pés no chão

2° Protetora e Amiga Sete / RJ (285) – Intérprete: Luiz Miguel (Curimba JPA), levou o atabaque de prata.

Dirigente espiritual da IULA - Irmandade Umbandista Luz de Aruanda - Seara do Caboclo Sete Flechas, Pai Duda Cigano como é conhecido, desbancou com diferença de três pontos e meio (3,5) o título de campeão dos campeões, embora o grupo não fosse estreante no prêmio atabaque de ouro, mas nunca havia ganhado nenhuma premiação, mas já levantando rumores pelas suas belas apresentações e letras. Dias depois, ainda ao conversarmos com pai Duda Cigano ele nos contou que a ficha ainda não havia caído, “Sabia que a letra era forte, mas não imaginava, a ficha não caiu, estamos muitos felizes”, declarou o diretor do grupo, que nesta edição já assina a coluna na gira dos festivais deste jornal.

3º Perdão a Xangô / RJ (284,5) – Intérprete Bia Nascimento, levou o atabaque de bronze.

Por Miriam Magdalena Fotos: Michele Nery

Vão as premiações e pontuações: 1° Maria Farrapo – Trapo de lei / RJ (288,5) – Intérprete: Pai Duda Cigano (Irmandade Umbandista Luz de Aruanda – Seara do Caboclo Sete Flechas). Campeão dos campeões.

4° A Lua Brilhou / SP (284) – Intérprete: Clauber Dias 5º Mãe D’Água seu tesouro é o mar / RJ (282,5) – Interprete: Victor de Xangô e Wagner Luiz (Centro Espírita Xangô das Almas). Seguem mais premiações... Voz Veterana: Mestre Pedro / São Paulo Melhor Festival: Aldeia de Caboclos / São Paulo Figurino : Mandacaru a Flor do Cangaço (Tambores de Oxum/RS) Coreografia: Mãe D’Água seu tesouro é o mar / RJ – (Centro Espírita Xangô das Almas). Revelação: Marcelo Passos / SP


Ano 6 número 56

página 37


página 38

Ano 6 número 56

os t n

e Ev

2º FESTIVAL DE CURIMBA DE CUIABÁ 2º Festival de Curimba em Cuiabá e o único e importante evento do calendário de realizações da cidade de Cuiabá, voltado aos festivais, também um fator importante para crescimento e valorização da Umbanda e da música Umbandista na cidade, evento pelo qual há interação com outros estados e culturas do meio “Umbandístico”. O evento ocorreu mais um mais no Tradicional Anfiteatro da Escola Medici em Cuiabá – Mato Grosso do Sul, onde cerca de 1000 pessoas prestigiaram o 2º Festival de Curimba de Cuiabá organizado por Marcelo Passos, responsável por elevar o nome da

Umbanda no estado. Quem levou o Prêmio e garantiu a vaga para o Atabaque de Ouro para 2017, foi a Curimba Núcleo, estreante no festival e levaram o prêmio de revelação e melhor coreografia. Classificação: 1. Curimba Núcleo 2. Curimba filhos de Jorge 3. Curimba Pérolas de Oxum

4. Curimba Tambores de Ayon 5. Curimba filhos de Santa Rita 6. Dilzemar Izaias 7. Rejane Souza 8. Tambores da jurema 9. Ariadna Cardoso 10. Ykaro moura 11. Rhayza Araújo 12. Aécio Montezuma 13. Sonia Aparecida


página 39

Ano 6 número 56

o

que existirá um futuro melhor, que você plantou uma semente, que você mudou a história de alguém.

Dia 12 de outubro fizemos o cadastro de crianças carentes, em torno de 1000 (mil) crianças que são desde recém-nascidas até 12 anos de idade, elas devem estar estudando em escola pública e estar com a vacinação em dia.

Diante disso, é fácil dar o primeiro passo, "apadrinhe" uma de nossas crianças nesse Natal e vá a uma loja comprar a roupa, calcado e se quiser complementar, um brinquedo. Compre algo que você gostaria de ganhar. Imagine-se no lugar de alguém que não tem expectativas e de repente sua vida num dia será transformada.

Você quer fazer a diferença nesse Natal na vida de alguém, nós podemos te ajudar com isso. Nossa associação realiza há alguns anos o projeto de fim de ano "Apadrinhe uma criança nesse Natal".

im x ó r oP

a r o

Am

Após realizado o cadastro vamos em busca de "padrinhos" para essas crianças, os quais devem se comprometer a entregar na associação seu presente até dia 10 de dezembro, visto que a festa de Natal para essas crianças realizamos sempre no último sábado de dezembro antes do Natal. Fazemos uma festa durante o dia inteiro para todas as crianças, eles comem, se divertem e recebem seus presentes! É uma verdadeira festa Natalina recheada de alegria, emoção, presentes, amor, dedicação. Num único dia conseguimos vivenciar aquilo que Nosso Pai nos ensinou: amar ao outro como a si mesmo. Faça o bem sem olhar a quem, sem julgamento. Pratique a caridade. Não com aquilo que te sobra, mas dividindo o que você possui. A gratidão estampada na alegria dessas crianças é tão intensa que quem participa desse dia, tem a certeza que deveria ter feito mais por aqueles que necessitam. Agradar e ajudar uma criança te faz perceber

Se desejamos mudança no país, devemos começar a mudar nossas atitudes em relação as crianças de hoje, chega de pensar que tudo está perdido, tente ser você a mudança que espera do mundo.

Essa é a magia Natalina que nos impulsiona nessa longa jornada de praticar a caridade. Juntos somos mais fortes para mudar um pouco da realidade dura dessas crianças. Eles não esquecem o que vivenciaram nesse dia e nossa sensação de ter feito nossa parte também não sai de nossa memória, aquele sorriso cheio de gratidão e esperança é nossa motivação para fazer cada dia mais pelo próximo, principalmente quando o próximo é uma criança. Se você estiver disposto a nos ajudar e apadrinhar uma ou mais crianças desse projeto, abaixo relacionamos todos os meios de comunicação com nossa associação. Caso você não possa colaborar de jeito nenhum apadrinhando, somos gratos também se você divulgar para seus parentes, amigos, colegas de trabalho, vizinhos. Desde já agradecemos toda forma de ajuda em nosso projeto. Associação Espírita Alfa & Omega


9 9877-2354 umbanda@tendadeumbanda.org www.tendadeumbanda.org

Fundado em: 18-01-1975

Trabalhos Espirituais aos Sรกbados as 19:00 hrs Avenida Vila Ema, 3248- Vila Ema Sรฃo Paulo/SP Tel.: 11 2604-5524 / 98564-1207

Nextel=78250655 id122*72459

Email-silvio.humberto@hotmail.com

Anuncie conosco! de Caboclos jornal@aldeiadecaboclos.com.br

Endereรงo: Rua Viela Espinard nยบ 17 Picanรงo- Guarulhos cabocloseteflexaebaianoseveria@gmail.com Contato:94726-7609


Jornal Aldeia de Caboclos - edição 56