Page 1


página 2

Ano 7 número 61 Prezados irmãos de fé e caros leitores, valorizar a vida deve ser entendido ial como r inafastável compromisso to di e agradecimento diário.

E

Valorizemos a vida!

Oportunidade de cumprir missões interrompidas em vidas passadas, oportunidade de evoluir material e espiritualmente, forma de agradecer ao nosso Deus Supremo a dádiva de muitos podermos amar e de sermos amados por outros tantos, maneira de retribuir o bem pessoal mais precioso que temos no plano material, a nossa própria vida terrena. Valorizemos a vida! Oportunidade magnífica a nós concedida para colaborarmos efetivamente, de acordo com a nossa capacidade de criação, superação, assimilação dos princípios do bem e assunção de responsabilidades, para a construção de um mundo melhor. Valorizemos a vida!

Oportunidade magistral demonstrar a nossa imensa gratidão por mais esta existência sobre a superfície do planeta, com a aptidão de praticarmos o bem nas mais diversas formas e escalas, de acordo com os nossos dons e possibilidades, tendo sempre em mente que a caridade está ao alcance de todos.

Valorizemos a vida celebrando os oceanos que são fonte de vida e compõem a maior parte da estrutura e beleza do nosso magnífico planeta!

Valorizemos a vida sendo um real bom exemplo aos nossos filhos para que estes cresçam transmitindo o amor e a solidariedade por onde passarem, contribuindo notoriamente para a evolução das futuras gerações, e por consequência, tendo fundamental papel na composição de uma sociedade mais justa, mais honesta, mais comprometida com o coletivo, de análises serenas diante de posições contrárias, desprovida de ódio, com menos distorções, corrupção, desigualdades, e que saiba reconhecer os méritos de cada um.

Valorizemos a vida demonstrando em nossos atos, de maneira constante, o nosso Muito Obrigado a Deus pela oportunidade de existirmos!

Valorizemos a vida cuidando de nossa cidade, zelando pela natureza, agradecendo a chuva que traz vida aos campos e plantações, que revigora nossas matas e dissipa a poluição das metrópoles, valorizemos a vida reverenciando os raios solares essenciais à vida e que nos aquecem e produzem energia.

Valorizemos a vida amando os nossos sagrados pais, nossas adoradas famílias e nossos queridos amigos!

Que Oxalá ilumine o caminho de todos nós! Salve a Umbanda, que é amor e caridade, Salve Zambi! Alexandros Barros Xenoktistakis

EXPEDIENTE istakis els B. Xenokt Diretor: Eng e: Daniel Coradini Art Direção de ktistakis gels B. Xeno amargo / En Redator: C o res: Adrian Colaborado ares e Ronaldo Lin noktistakis s Xe s ro d n ndros Barro Alexa rídica: Alexa .106 Ju a ri o ss e 2 ss A 18 m.br s – OAB/SP Xenoktistaki l@aldeiadecaboclos.co a contato: jorn

PREVISÃO BARALHO CIGANO Cartas: Lírios - chave - ramalhete

Amor

Momento de renovação na parte afetiva com muita paz e cumplicidade. Procure se abrir mais no sentido de expor seus sentimentos evitando apenas atitudes egocêntricas. Seja presente dentro do seu relacionamento.

Profissional e Financeiro

Momento de caminhos abertos e novas possibilidades. Busque novos caminhos e até mesmo se você pensa em abrir o próprio negócio é o momento ideal para iniciar esse projeto. Oportunidades e pessoas se aproximarão para te ajudar nessa fase.

Saúde

Momento ideal para autoconhecimento e rever suas atitudes e pensamentos. Palavras positivas e serenar a mente nessa fase de ansiedade é realmente essencial. Acredite em você.

Carol Amorim- Taróloga e Dirigente do Templo de Umbanda Estrela do Oriente. Rua Bengali 29- Parque Novo Oratório Santo André. Atendimento online ou presencial. Informações: 11-23694241 ou via whatsapp 11 947393262


página 4

Ano 7 número 61

a d n

l a g

Le

ba

Um

NÃO DEIXE PARA DEPOIS! Em contrapartida, muitos voltam pra agradecer, e isto significa que já começaram a entender alguma coisa, já respeitam a umbanda e o terreiro, e logo começam a incorporar em si mesmos os valores passados pelas entidades. A pergunta que não quer calar é: porque a maioria dos seres humanos só aprende através da dor? Porquê escolhem o caminho mais difícil? - Simples, porque estão dormindo! As pessoas nascem, e já são induzidas a chorar. Crescem, estudam, trabalham, fazem dívidas, pagam dívidas, fazem mais dívidas e o ciclo continua. Se casam, têm filhos, netos, criam expectativas nos outros, sonham os sonhos dos outros, depositam a própria felicidade nas mãos dos outros...e a vida passa, e passa rápido. Pelo fato de estarem dormindo não percebem que de nada adianta carregar o fardo do outro, pois a responsabilidade sobre o que cada um carrega, seja espiritual, energético ou emocional, é pessoal e intransferível, e cada qual vai responder individual-

mente por cada pensamento, palavra ou ação. Por valorizarem mais a matéria do que o espírito, se esquecem que corpos bonitos, mansões, carros, tablets, celulares e todo o conforto que se possa ter não passam pelos portais reservados a cada um de nós, bons ou maus. Talvez um dos piores sentimentos que uma pessoa possa ter é o remorso. Remorso por não ter feito o que gostava, não ter tido coragem de dizer não quando se sentiu usado ou explorado, não ter conseguido se livrar de crenças limitantes ou do medo do julgamento alheio. E o que resta é um exército de doentes do espírito. Como androides que são programados para uma vida mecânica e programada, acham que tomam as decisões, acham que estão no comando, mas ao invés de viver, na verdade assistiram a própria vida passar. Foram meros espectadores da própria história, escrita por uns, dirigidas por outros, e o que resta é a solidão, depressão, tristeza. Não era pra ser assim. Não foram esses os planos de

Deus pra nós. A oportunidade de estar aqui, encarnado, é uma ferramenta de evolução e crescimento. A boa notícia é que temos a eternidade pela frente, e cedo ou tarde cada um de nós vai alcançar o entendimento e sair da ilusão condicionada na qual permanecemos estacionados há muito tempo. Mas pra quem não quer esperar existem infinitas maneiras e caminhos disponíveis, e acreditem, nossa amada Umbanda é um dos mais completos. Estude, procure, pergunte, descubra e cresça, cresça, cresça! Isso é possível aqui e agora, não deixe pra depois, Axé! Por Mãe Valéria Siqueira

Terreiro de Umbanda Pai Oxóssi, Caboclo 7 Flechas e Mestre Zé Pilintra

Críticas e sugestões: t.u.paioxossi@hotmail.com Fone: (011) 96375-7587


Ano 7 número 61

página 5


página 6

Ano 7 número 61

o g i t r A

MACUMBAS NA MÍDIA Macumba sempre foi um prato cheio para a imprensa sensacionalista. Os jornais paulistanos e cariocas eram especialistas no assunto, principalmente porque isso significava uma maior venda de exemplares dos jornais. Apresentamos a seguir duas matérias publicadas no Diário Popular. Até no futebol a macumba era motivo de manchetes. Pai Nilson no Corinthians e Pai Santana no Vasco da Gama foram manchetes diversas vezes. MACUMBA DE RICO CUSTOU TREZENTOS MIL Diário Popular, 20 de dezembro de 1990 Um despacho de 30 metros de extensão movimentou a esquina da Avenida João Paulo I com a Rua Padre Domingos Gava, na Freguesia do Ó, e fez a alegria dos pobres que passaram por ali na manhã de ontem. Montadas por um grupo de pessoas durante a madrugada, as oferendas tinham, além dos tradicionais pertences como charutos, frangos e velas, quilos de cerejas e uvas e muito camarão, a um custo aproximado de Cr$ 300 mil. Em tempo de vacas magras o jeito é apelar para todos os santos. Se só as rezas não resolvem, a solução pode ser um despacho no cruzamento de uma avenida movimentada. Esta foi, provavelmente, a intenção dos autores de um despacho de aproximadamente 30 metros de extensão, que poderia se candidatar a uma menção no Guiness Book, o livro dos recordes, colocado em frente ao número 1510 da Rua Padre Domingos Grava, esquina com a Avenida João Paulo I, na Freguesia do Ó, Zona Norte da Capital Paulista. Entre os tradicionais charutos, velas, frangos e pratos de farofa, canjica e acarajé, quilos de frutas da época como mamão, cereja e uva, e muito camarão, havia vários bilhetes agradecendo o bom ano e pedindo saúde e paz para 1991. Dois bilhetes traziam pedidos curiosos. Em um deles o autor,

Fred José da Silva, pede para conseguir vender dois carros e ter condições de montar uma loja. Outro, de autoria não identificada, pedia dinheiro para pagar o INPS atrasado. Segundo os moradores, é comum aparecer trabalhos naquele local. “Mas grande assim é o primeiro”, afirmou o funileiro Eugênio Moreira Sobrinho, que contou 20 frangos e dezenas de garrafas de champanhe, vinho e uísque. Mas logo no inicio da manhã muitas pessoas passaram apanhando as frutas e be-

bidas. “Levaram caixas cheias”, disse Eugênio. Para Eugênio Sobrinho, que se diz médium, o trabalho foi feito por adeptos do Candomblé e seriam, no total, 13 e não apenas um despacho. “Isso não ficou por menos de Cr$ 300 mil”, acrescentou. Apenas o comerciante aposentado João Rodrigues, de 71 anos, disse ter visto os autores do trabalho. Segundo o aposentado, era por volta de 0h 30 de ontem quando quatro carros pararam em frente à sua casa, que fica na Avenida João Paulo I, número


página 8

Ano 7 número 61 1478. Ele ouviu o barulho dos caros estacionando e desceu para verificar o que se passava. “Eu sai para a porta com um porrete, então eles passaram para outra esquina. Em seguida, passou uma viatura da PM e ouvi-os dizerem: nós já vamos. Quando a policia apareceu, eu entrei e fiquei observando de dentro. Os policiais foram embora e em menos de 20 minutos estava tudo arrumado”, afirmou. João Rodrigues disse não saber quantas pessoas fizeram o trabalho “porque eles andavam muito rápido para arrumar tudo”, mas confirma que eram quatro carros e não havia pessoas conhecidas. O funcionário da administração Regional da Freguesia do Ó, Severino Cândido, que esteve no local recolhendo o material, calculado em aproximadamente 300 quilos o total do despacho. MACUMBA NO CORINTHIANS Diário Popular, 04/12/1991

uma série de oferendas e logo em seguida, ao jogar os búzios, afirmou que os Orixás aceitaram tudo o que foi oferecido, e vão estar ao lado do Timão na decisão. O conjunto de oferendas é chamado de ebó. O pai de santo distribuiu o trabalho em frente à estátua de São Jorge. Havia 197 velas coloridas, 197 rosas, duas vasilhas de pipoca, uma de canjica e um pote de água. “As rosas representam força, raça e vida; a canjica significa prosperidade e força coletiva; a pipoca representa os segredos da vida e a água é o símbolo da vida e força positiva”, explicou Nilson.

São Paulo, com vinte gols marcados. “Se macumba ganhasse jogo, o Campeonato Baiano acabaria empatado”. João Saldanha (Jornalista e técnico da Seleção Brasileira de futebol). PAI SANTANA

As velas foram acesas pontualmente às 18 horas, uma hora sagrada segundo Pai Nilson. “É uma hora de reflexão e muita energia e o momento em que os Orixás têm mais força para falar com Oxalá”, afirmou. O trabalho de Pai Nilson ainda não está completo. Falta o sacrifício de um animal, que será feito em seu barracão. “Não faço em publico porque tem

Massagista, Pai de Santo e ex-lutador de boxe, Pai Santana chegou ao Vasco da Gama em 1953. Com passagens por Botafogo, Fluminense Bahia e Seleção Brasileira, teve sua imagem fortemente ligada ao Vasco, principalmente pelos trabalhos espirituais com os quais com os quais alegava ter beneficiado o time e prejudicado seus adversários em jogos importantes nas décadas de 1970, 1980 e 1990. Se macumba ajuda a ganhar jogo o Corinthians tem tudo para ser o campeão paulista. Pai Nilson, fanático torcedor corintiano, fez uma oferenda aos Orixás, com 197 velas, 197 rosas, duas vasilhas de pipoca, uma de canjica e um pote de água, e garante que o título ficará no Parque São Jorge. No Morumbi, o ambiente foi dos mais tranquilos. O técnico Telê Santana tirou o dia para contar piadas e o lateral Nelsinho ironizou o futebol moleque de Cilinho, afirmando que o verdadeiro esquema ofensivo é desenvolvido pelo São Paulo. Ronaldo, goleiro corintiano, também deu suas alfinetadas e declarou que a equipe tricolor só sabe dar pontapés. O Corinthians vai disputar a final do Campeonato Paulista contra o São Paulo em desvantagem no regulamento, mas reforçado pelos Orixás. É o que garante Miranilson de Carvalho, presidente da torcida Trapalhões da Fiel e que é mais conhecido por Pai Nilson. Ontem à tarde, no Parque São Jorge, ele fez

gente que não gosta de ver. Vou sacrificar um carneiro pela paz do estádio, para que não aconteçam brigas e nem acidentes como o do rapaz que pisou em bomba no domingo”, afirma. Pai Nilson disse que no começo do ano previu que o São Paulo seria campeão brasileiro e teria chances também de ganhar o Paulistão, mas a presença do Corinthians na final complica a vida do Tricolor. ‘Decidir com o Timão não é fácil, porque a torcida tem representantes de todas as religiões e isso dá muita força ao time”, afirmou. SÃO PAULO CAMPEÃO O Campeonato Paulista de Futebol de 1991 teve como campeão o São Paulo, que conquistou o título ao vencer o Corinthians na final, com vitória por 3 a 0 no primeiro jogo e empate sem gols na segunda partida. O artilheiro da competição foi Raí, do próprio

Na noite em que o Vasco quebrou o tabu, de 12 anos sem ganhar um título no futebol profissional carioca, o massagista Pai Santana fez a sua festa particular. Vestido de branco, acendeu 22 velas no gramado do Maracanã. Disse que era para agradecer à ajuda do caboclo Pena Banca. Levou ainda sal grosso, marafo e defumador. E fez um despacho no vestiário. Logo após, trancou a porta, escondeu a chave e disse aos atletas que não poderiam poderia entrar em campo antes do horário marcado. Se alguém não obedecesse a suas ordens, cortaria a sua corrente de energia positiva para a vitória. Terminado o jogo, o folclórico Pai Santana garantiu que Vasco 2 x 1 Botafogo foi por causa da sua reza brava.

Editor: Diamantino Fernandes Trindade


Ano 7 número 61

página 9


Ano 7 número 61

o nd

a

d an

b

m eU

página 10

d

la Fa

Pai Ronaldo Linares em Porto Alegre na Palestra: Aliança do Bem “Estou recebendo mais do que mereço!” Assim Pai Ronaldo iniciou sua palestra em Porto Alegre. Convidado pelo Centro Vida – Centro de Umbanda Caboclo Arranca Toco e Centro Espiritual dr. Adolph Fritz – dirigente: Pai Mauro de Oxossi para contar sua trajetória religiosa. Tudo começou com um telefonema do Profº da PUC-RS Fabian Chelkanoff fazendo oficialmente o convite ao Pai Ronaldo como convidado de honra num encontro inter-religioso. Convite aceito, o profº Fabian reuniu um grupo de alunos e interes-

sados e organizaram o evento visando promover a conciliação da Umbanda e Kardecismo focando a caridade e para que “a gente possa multiplicar isso {ensinamentos de Pai Ronaldo} para fazer um país melhor”, como afirmou sr. Claudiney Guimarães – presidente do Centro Espiritual Adolph Fritz – instituição de assessoria espiritual para enfermos.

numa prazerosa conversa, quando todos puderam se conhecer mais informalmente. Foi uma tarde realmente agradável, com pessoas encantadoras e que queriam saber cada detalhe da vida de Pai Ronaldo e de como é a rotina do Santuário Nacional da Umbanda.

Foram carinhosamente recebidos pelo profº Fabian e sua atenciosa esposa para um autêntico churrasco gaúcho, onde Pai Ronaldo foi recebido com muito respeito, carinho e grande consideração por todos que ali se encontravam. Em seguida ficaram em torno da mesa durante algumas horas

Após um breve descanso e na hora marcada, Jorge Hernandez estava no saguão do hotel para levá-los ao local e em alguns minutos, Pai Ronaldo já estava novamente entre todas aquelas pessoas carinhosas e prontas para ouvir o seu relato. O médium Mauro Gil Vieira, filho de Oxossi que recebe o espírito do médium alemão dr. Aldoph Fritz desde 2015 {com a finalidade de trabalhar com a saúde, promove atendimentos coletivos pelo Rio Grande do Sul, sempre trazendo alento e esperança às pessoas e congregando muita gente}, fez a abertura do evento confessando a todos sua admiração e reconhecimento pelo trabalho do convidado de honra Babalaô Ronaldo Antonio Linares. Foi quando, sensibilizado ao receber todo o carinho do público (incluindo pessoas que viajaram quase 300km para estar ali naquela noite), Pai Ronaldo


Ano 7 número 61

página 11


Ano 7 número 61

página 12

iniciou sua palestra com a frase: “Estou recebendo mais do que mereço!” afirmando ser “apenas um agente da causa {tornar conhecido o trabalho de Pai Zélio de Moraes}”, destacando a importância do papel que desempenhou Pai Zélio.

Começou seu discurso discorrendo sobre o tema da palestra “Aliança do Bem” e sua importância vital para o futuro da humanidade e para a paz mundial. Explicou a todos que a Federação Umbandista do Grande “ABC” está totalmente comprometida com essa causa e elencou rapidamente os Fóruns Inter-religiosos do qual fez parte, como por exemplo: 1º Maio 2010 latino-americano; Fundação Lama Gangchen para a Cultura de Paz - “A Paz Interior é a base mais sólida para a Paz Mundial”; Catedral da Sé – Ato Inter-religioso no dia Internacional dos Direitos Humanos; Mulheres Religiosas; Ato Inter-religioso – “Economia a Serviço da Vida”- Hospital Santa Catarina; Marcha Contra Intolerância e Discriminação; Missa Afro na casa de Pai Benedito de Aruanda – Templo-sede da Federação Umbandista do Grande “ABC”, celebrada pelo Padre Paulo Roberto Rodrigues – Assessor

da Comissão Arquidiocesana de Pastoral Afro-brasileira e Pároco da Paróquia Bom Pastor de Campinas. Além destes eventos externos, o Santuário Nacional da Umbanda acolhe Seminaristas e Freiras trazidas pelo Padre Bizon para conhecer a religião e suas práticas. Em seguida, dando continuidade a palestra, prosseguiu falando sobre como começou sua vida religiosa e sua iniciação no Candomblé, depois como chegou até Pai Zélio (fundador da Umbanda) no Rio de Janeiro e finalizou com o caminho que o levou a desenvolver o Santuário Nacional da Umbanda.

Pai Ronaldo Linares participa de muitos eventos, já visitou muitas cidades e estados para disseminar os ensinamentos de Zélio Fernandino de Moraes. Como ele mesmo diz: “invariavelmente os temas abordados são: Pai Zélio; a fundação da Umbanda; minha trajetória religiosa; como fundamos o primeiro Curso de Formação Sacerdotal; como nasceu a Federação Umbandista do Grande “ABC”; como cheguei até Pai Zélio e finalmente, como idealizei e fizemos nascer o Santuário Nacional da Umbanda. Porém, a cada evento que participo, aqui no Santuário ou pelo Brasil afora, no dia seguinte estou um pouco diferente, sou um pouco menos que eu era e um pouco mais que serei a partir de então porque de cada filho de fé que recebo um abraço, um aperto de mão ou um carinho, trago um pouco deles dentro de mim e isso é realmente transformador!”.

No decorrer do evento ocorreram algumas apresentações musicais que alegraram o público. Antes e depois da palestra recebeu carinhosamente cada um dos que ali estavam para saudá-lo, abraçá-lo e tirar fotos. A cada um algumas palavras carregadas de emoção e agradecimentos. Demonstrando um enorme cuidado e carinho Jorge ainda acompanhou Pai Ronaldo para um pequeno lanche antes de deixa-lo no hotel para descansar.

Para quem quiser conhecer um pouco mais trabalho do “Centro Vida – Centro de Umbanda Caboclo Arranca Toco e Centro Espiritual dr. Adolph Fritz”, acesse: https://www.facebook.com/centroespiritualdrfritz Maria Aparecida Linares Comunicação SANU – FUG “ABC” Santuário: 4338-0261 / 4338-3484 Escritório SANU: 4232-4085 Escritório FUG “ABC”: 4238-5042 www.santuariosaumbanda.com.br federacaoabc@terra.com.br


Ano 7 número 61

página 13


página 14

Ano 7 número 61

Foto: Divulgação

a n s ia a v lde r E A

Posso Colher Ervas na Rua? Salve sagrados irmãozinhos e irmãzinhas nas ervas!

fico devendo ao Exu, então eu não devo fazer isso...

Desde o ano 2000 falamos sobre o uso ritualístico das ervas, de forma original, simples e objetiva.

Bom, de forma bem sintética, vamos tentar dirimir colocando algumas outras questões em magia natural:

Fato que minha base familiar, religiosa, e de formação é a Umbanda, naturalmente começamos a falar sobre o uso dentro dos rituais umbandistas e desde o chão do terreiro. Abrimos esse conhecimento a outras casas que de forma muito gentil e inovadora, permitiram que o conhecimento entrasse em seus universos, a maioria já muito bem definidos, mas que de alguma forma, careciam de explicação mais detalhada, no entanto simples.

- Se Exu é divindade, deidade mitológica das diversas culturas africanas, e se banhos e defumações podem ser feitas por praticantes de diversos meios, será que eu preciso realmente me voltar ao culto a essa divindade para eu poder usar um elemento da natureza, sendo eu praticante de outro meio?

Nesses anos de trabalho fomos delineando o roteiro desse conhecimento e alcançamos outras esferas além da Umbanda. Muitos irmãos dos cultos da Jurema, mesmo dos Candomblés, os quais temos muito respeito pelas tradições; o Xamanismo, Santo Daime, entre outros, hoje se beneficiam desse conhecimento, fundamentado de forma básica no livro Rituais com Ervas, lançado em 2012. Hoje falamos desse conhecimento das ervas usando o termo Magia Natural, pois da Natureza Divina provem os elementos que usamos nos processos ritualísticos. - Ervas das mais variadas e suas partes - folhas, cascas, sementes, flores, frutos, raízes, etc., ... Muitas duvidas ainda pairam nesse nosso universo mitológico e ritualístico. Uma delas, que me veio recentemente através de uma questão nas redes sociais, é de podermos colher ervas na rua. Isso mesmo, se há uma árvore na rua, um arbusto, enfim, posso me servir de algumas folhas para preparar um banho? A resposta imediata, de acordo com nosso trabalho, seria sim, pode colher as ervas na rua e preparar seu banho! Mas outro questionamento veio à tona: a rua pertence a Exu, portanto se eu colher uma erva na rua

- Se essa firmação é válida, que Exu é o dono da rua, então até para eu parar meu carro na rua eu precisaria pedir licença para Exu?

que a aroeira, sozinha ou associada com outras ervas, pode me proporcionar. Em diversas outras matérias já falamos sobre ativação de um banho ou defumação. Proponho uma reza evocatória simples: Pai Criador, Mãe Natureza, Vosso Poder Divino e Vossas Forças Naturais, peço vossa bênção, amparo, força e proteção. Licença para usar esses elementos para meu benéfico e de meu semelhante. Ampara para que eu seja instrumento de Vossa Divina Vontade para que se realize o melhor. E assim por diante. Coloque suas próprias palavras e a partir daqui faça sua reza.

Pode acontecer, e é o que normalmente acontece, de uma casa, e seu dirigente, colocarem para seus seguidores, filhos, adeptos, a coisa dessa maneira: você não pode fazer dessa forma!

Respeite Exu dentro do seu contexto, na Umbanda ou nos cultos de nação, mas não esqueça de que você é livre. As Divindades, os Orixás, Guias e Mentores não estão aí para nos colocar medo, estão para nos guiar e conduzir para o bem, a evolução, a fé, a esperança, caridade e todas as virtudes divinas, e criar mais complicações para que nossos preparos ritualísticos não aconteçam não é característica sagrada, e sim humana.

Mas isso não quer dizer que o mundo, fora dessa casa, não possa!

A Umbanda é religião da liberdade com bom senso, e nos ensina a viver bem, no aqui e agora.

Não quer dizer que magia natural não preze pela liberdade com bom senso.

Sinta-se bem, não traga mais dificuldades desnecessárias alimentando procedimentos sem explicação lógica, simples e objetiva. Faça seus preparos e seja feliz!

Bom, exageros a parte, procurei de forma (exagerada) figurada colocar que, primeiro, desde que eu não me culpe de apanhar ervas num local inadequado, a manutenção do ritual está garantida.

É isso, liberdade com bom senso. Tenho um jardim onde planto algumas ervas, no entanto não tenho um pé de aroeira, e na minha rua tem sim uma árvore dessas, então vou até ela, e em nome de Pai Criador e Mãe Natureza, peço licença às suas forças naturais para dali colher alguns galhos, folhas, etc., para meu preparo benéfico para mim, e para minha família, terreiro... Se for usar num banho, lavo essas folhas para retirar a fuligem, poluição que poderia causar uma reação física, alérgica, irritante, e uso-as naturalmente no meu preparo, ativando-as e me servindo daquilo

Muito mais informação no nosso livro Rituais com Ervas - banhos, defumações e benzimentos. Muito obrigado, muitas ervas para todos nós! Gratidão imensa! Saúde, sucesso e muita magia realizadora a todos. Adriano Camargo / Erveiro da Jurema www.erveiro.com.br email:adriano@ervasdajurema.com.br 4177-1178


Ano 7 número 61

página 15


página 16

Ano 7 número 61

Ditado por Pai Benedito de Aruanda - 03/05/17 Autor do Poema Adriano Feliciano (Médium). Orientado pelo preto velho Pai Benedito de Aruanda. Poema: "Eu vim de lá" Então Da porta da senzala Eu vi Eu vi nascer um Lindo e belo dia Eu vi os negros se preparando Para a Lida Uns comendo outros bebendo O que era do outro dia Da porta da senzala Eu vi Eu vi as crianças brincando Comendo o que não podia Fazendo o que não devia Brincando com brinquedo Que não existia Da porta da senzala eu vi Eu vi as belas negras Batendo roupas no rio Com suas cantorias Carregando água na cabeça Como magia Da porta da senzala Eu vi

Eu vi o chicote estralar Nas costas do negro Que ainda assim Sorria Sorria por uma noite de amor Com a sinhazinha Amor que não podia Mas existia Da porta da senzala Eu vi Eu vi chegar o entardecer Eu vi o primeiro brilho da Lua Vi todos os negros voltando Da Labuta Da porta da senzala Eu vi Eu vi os irmãos se banhando no rio Para tirar o suor E repor energia Ia começar a melhor hora Do nosso dia Da porta da senzala Eu vi Eu vi todos os negros

Arrumados para nossa festa As negras nos belos vestidos Rodados, refeitos com muita esmera Da porta da senzala Eu vi Eu vi todos em volta de imensa fogueira Ao longe se ouvia o estalar das madeiras Assim com o som dos nossos atabaques Das nossas cantigas e nossos ataques Ataques de risos e de alegria Que naquele momento, nos fazer esquecia Da escravidão, da humilhação Das chibatadas de todos os dias Da porta da senzala Eu vi Eu vi passar mais um dia Sentado no meu toco Com meu cachimbo e minha guia Agradecendo a Deus e a Virgem Maria Por ter aberto meus olhos E ver passar mais um dia Da porta da senzala Eu vi.


Ano 7 número 61

Caderno Especial

página 17

13° procissÃo de xangÔ


Ano 7 número 61

ESTE FENOMENAL EVENTO DESTACOU A FORÇA DA NOSSA AMADA UMBANDA E DEMOSNTROU DE FORMA ESPLÊNDIDA O QUANTO CRESCE, SE UNE E SE HARMONIZA ESSA LINDA NAÇÃO

página 18


Ano 7 número 61

página 19

O tradicional e tão aguardado evento reverenciando o nosso Grande Orixá XANGÔ ocorreu com grande êxito, no dia 25/06/2017, no Ginásio do Clube Escola Mooca na cidade de São Paulo-SP, brindado por fluídos de luz e de fé e por uma maciça vibração ultrapositiva. Esta agregadora festividade teve como seus organizadores a Escola de Curimba e Arte Umbandista Aldeia de Caboclos e o Templo Amor e Caridade Caboclo Pena Verde, sendo seu idealizador nosso estimado, guerreiro e atuante irmão umbandista Engels B. Xenoktistakis (Engels de Xangô). O evento contou com uma valiosa e emocionante mostra de cultura afro-brasileira, e tratou-se, igualmente, de uma antológica procissão que alcançou a tocante e engrandecedora marca de cerca 4.500 (quatro mil e quinhentas) pessoas, segundo estimativa do Corpo de Bombeiros ali presente. Todos irmanados em uma corrente de amor e paz tiveram o prazer de juntos louvarem de maneira emocionante e inesquecível o Grande Orixá Xangô – Rei da Justiça! O radiante público presente se confraternizou e se encantou com as apresentações de Curimba realizadas ao longo do evento, platéia esta que reproduziu com muita emoção os cânticos aos Orixás durante todo evento, realmente, uma mostra de integração, alegria e troca de fortalecedores fluídos no energizante ambiente. A Escola de Curimba Aldeia de Caboclos e Arte Umbandista mais uma vez contagiou a todos com empolgantes apresentações, belíssimas coreografias, encantadores figurinos e decorações, através de envolventes pontos que foram cantados por todo ginásio. A Aldeia de Caboclos agradece imensamente a todos os familiares, queridos amigos e alunos, aos dirigentes espirituais, as autoridades religiosas e civis, ao fantástico público presente, aos fundamentais colaboradores e a Espiritualidade como um todo por conjuntamente terem coroado de êxito mais esta edição deste sólido e iluminado evento!!! OS ALIMENTOS ARRECADADOS FORAM DOADOS PARA A ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA ALFA E ÔMEGA, NOBRE ENTIDADE QUE REALIZA PERMANENTES RELEVANTES TRABALHOS SOCIAIS NA CIDADE DE SÃO PAULO. A Escola de Curimba de Arte Umbandista Aldeia de Caboclos e o Templo Amor e Caridade Caboclo Pena Verde agradecem imensamente a presença de todos! Um fraternal abraço e até o próximo ano! Sarava Xangô, Kaô Cabecilê!!!


Ano 7 número 61

página 20


Ano 7 número 61

página 21


página 22

Ano 7 número 61

“ Este ano, o marco foi a lei de autoria do Vereador Quito Formiga Lei 16.653/2017 que inseriu o evento no calendário oficial da cidade de São Paulo. A cada ano temos um desafio, mil obstáculos surgem, mas superamos. Somos organizadores, os realizadores é todo corpo que contribui com a impor-

tante participação seja com a presença. Estou feliz, foi uma vitória e certamente fortalece a todos nós”. Conclui Pai Engels de Xangô, presidente da Escola de Curimba Aldeia de Caboclos, que em todos momentos fala da importante participação de sua fiel esposa, Fernanda Xenoktistakis que foi incansável ao lado de todos.

O vereador Quito Formiga e a dep. Federal Renata Abreu acompanharam a procissão e o evento. Em torno de 200 certificados foram distribuídos, a templos instituições e personalidades em agradecimento pela presença no evento que foi coroado mais um ano.


Ano 7 número 61

página 23


Ano 7 número 61

página 24


Ano 7 número 61

página 25


Ano 7 número 61

página 26

os t n

e Ev

MOSTRA CULTURAL AFRO-BRASILEIRA - “UM GRITO DE LIBERDADE” No dia 04 de junho de 2017, no Clube dos Operários, aconteceu uma belíssima MOSTRA CULTURAL AFRO-BRASILEIRA, onde a música de terreiro e o samba, em grande harmonia como sempre, reafirmaram serem grandes expoentes da cultura Afro-Brasileira. A Importante e vibrante Mostra Cultural contou com apresentações da Aldeia de Caboclos, Afoxé Filhos do Cacique, Samba de Jorge, Batuq do Glicério e com o consagrado Dudu Nobre.


Ano 7 número 61

página 27

os t n

e Ev

5º FESTIVAL DE CURIMBA E DANÇA DA BATUQUEIROS DA LUZ A Web Rádio Batuqueiros Da Luz realizou o seu 5º Festival de Curimba e Dança da Batuqueiros da Luz, no dia 09/07/2017, na quadra da Escola Nenê de Vila Matilde. O belo e empolgante evento conto com a presença das principais Curimbas de São Paulo, tivemos a presença do nosso ícone da umbanda pai Élcio de oxalá tivemos e contamos com o público total de mais de mil pessoas. O Evento teve 11 concorrentes que fizeram maravilhosas apresentações, sendo que houve empate em todos os quesitos que estavam em disputa, e os critérios de desempates foram muito utilizados para definir quem levaria além do troféu ganharia a vaga e o ônibus para o atabaque de ouro do ano que vem. Todos da Batuqueiros da Luz e o seu idealizador William de Xangô Ayrá agradecem a todos os apoiadores e patrocinadores por terem ajudado no sucesso do evento, bem como parabenizam o grupo Luz de Odara por ser o campeão do evento é o primeiro Bicampeão do Festival Batuqueiros da Luz! Equipe Web Rádio Batuqueiros da Luz


página 29

Ano 7 número 61

io r á

Ca

d n le

29 de julho II Premio Nilton Fernandes Organização: Filhos do Cac ique Data: 29-07-2017 Horário: 19:00 Local: Clube Atlético Juvent us Endereço: Rua Comendado r Roberto Ugolini, 20 -Mooca Contato: (11) 2721-3015

08 de outubro 8º Festival de Curimba Aldeia de Caboclos 08/10/2017 as 13:00 hrs Clube Juventus Endereço: Rua Juventus Nº 690, Mooca - SP Entrada: 25,00 Ingresso Individual

30 de julho

6º Procissão em Homenagem a Divina Mãe Nana;

Organização: Pai Élcio de Oxalá Data: 30-07-2017 Local: Clube Atlético São Paulo Endereço: Rua Rego Barros Nº 1838, Vila Antonieta - São Paulo Contato:2231-0270

15 de novembro 9º Semana de Umbanda na Cidade de São Paulo 15/11/2017 Local: Parque da Mooca Entrada: Rua Taquari Nº 63 5

12 de agosto

Feijoada Beneficente com pagode da Ass. Espirita Alfa e Ômega

Local: Aceni Cursi Nº 621 Endereço: Avenida Maria SP - São Matheus a vontade) Entrada: 35,00 (Coma


página 30

Ano 7 número 61

o

im x ó r oP

a r o

Am

UMBANDA É AMOR E TAMBÉM SOLIDARIEDADE A União dos Ogans Guerreiros em parceria com o T.U. Ogum Guerreiro e Caboclo Sete Lua inicialmente agradece o apoio da Aldeia de Caboclos na divulgação do projeto social desenvolvido em prol de crianças e adolescentes Casa Vida 2 e Casa Maria Maymard.

Realizamos no mês de maio, com grande êxito, a campanha de arrecadação de leite.

Esse projeto específico iniciou-se em dezembro de 2016 com a iniciativa da União dos Ogans formada pelos Ogans do T.U. Ogum Guerreiro e Caboclo Sete Lua que abraçou a causa e permitiu que pudéssemos realizar a divulgação e arrecadação das doações no terreiro.

Acreditamos que se cada um fizer um pouco teremos algo melhor para oferecer àqueles que precisam.

No mês de dezembro de 2016 realizamos a primeira campanha de natal nas instituições que abrigam crianças e adolescentes de 0 a 17 anos de idade, as quais em sua maioria foram retiradas do convívio com os pais e/ou familiares em decorrência de maus tratos e violência e em conseqüência disso muitas delas possuem deficiência mental ou física. Nessa primeira campanha conseguimos arrecadar doações de roupas, brinquedos e realizamos uma festa com hot dog, refrigerante, e muita recreação, na data da entrega das doações recebidas para essas crianças e adolescentes. Vivemos essa grande experiência e verificamos que as instituições precisavam de muito mais doações ao longo dos meses e não somente no mês de Natal. Desde então já lançamos diversas campanhas com o intuito de auxiliar a manutenção dessas casas e ajudar essas crianças e adolescentes a terem um pouco mais de conforto e alegria. Através das campanhas realizadas arrecadamos no mês de março sabonetes, no mês de abril fraldas e agora no mês de maio lançamos a campanha para arrecadação de leite em pó e liquido (longa vida).

Que Deus abençoe o lar de cada irmão! O que vale é a intenção do doador e não o tamanho da doação.

Para mais informações sobre nossas campanhas e locais de recebimento de doações, ligue 11-94783-6018 (Tiago) ou acesse a página do Facebook (inserir o link da página da União) [https://www.facebook.com/222887101397849/photos/ pcb.437215583298332/437212159965341/?type=3] Axé e luz para todos!


Ano 7 número 61

página 31


9 9877-2354 umbanda@tendadeumbanda.org www.tendadeumbanda.org

Fundado em: 18-01-1975

Trabalhos Espirituais aos Sรกbados as 19:00 hrs Avenida Vila Ema, 3248- Vila Ema Sรฃo Paulo/SP Tel.: 11 2604-5524 / 98564-1207

Nextel=78250655 id122*72459

Email-silvio.humberto@hotmail.com

Anuncie conosco! de Caboclos jornal@aldeiadecaboclos.com.br

Endereรงo: Rua Viela Espinard nยบ 17 Picanรงo- Guarulhos cabocloseteflexaebaianoseveria@gmail.com Contato:94726-7609

Jornal Aldeia de Caboclos edição 61  

Edição 61 - julho de 2017

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you