Page 1


página 2

Ano 6 número 57 Prezados irmãos de fé e caros leitores, que nesse começo de ano possamos sobre o que realmente ir aél derefletir suma importância em nossas ti ovidas, que possamos avaliar quais Edsão verdadeiramente nossas prioridades, que possamos entender a importância da gratidão e retribuir os gestos e atos de amor, carinho e solidariedade que foram destinados a nós e aos nossos familiares, que saibamos reconhecer a importância de cada pessoa dentro de nossas vidas, e, por consequência, possamos dizer um Muito Obrigado diretamente a elas por compartilharem dos mais distintos momentos de nossa existência. Que nesse começo de ano não nos esqueçamos de agradecer a Deus/Zambi e a Jesus/Oxalá a oportunidade de estar no planeta terra cumprindo a nossa missão, resgatando e quitando dívidas de vidas passadas, bem como evoluindo a cada dia e colaborando por um mundo melhor. Que nesse começo de ano não nos esqueçamos de agradecer a Deus/Zambi e a Jesus/Oxalá pela nossa saúde e a de nossos entes queridos, que possamos agradecer pelos familiares e amigos que nos estenderam a mão e nos forneceram o aconchego de seus ombros nos momentos de aflição, tristeza, necessidade e desespero. Que nesse final começo de ano não nos esqueçamos de agradecer aos Guias de Luz e Orixás pelo sólido suporte e amplo amparo nas horas de dor, angústia,

temor e de grande dificuldade. Que nesse começo de ano não nos esqueçamos de agradecer aos Guias de Luz e Orixás por iluminar os nossos caminhos nos ajudando a transpor barreiras e a superar obstáculos de dimensões extremas, nos impulsionando a gloriosos feitos e a incomensuráveis conquistas. Que nesse começo de ano não nos esqueçamos de agradecer aos Guias de Luz e Orixás por nos ajudar a enxergar a relevância de um novo ano que se avizinha, e a buscar e a desejar a todos máxima prosperidade, união, harmonia, amor, crescimento e alegria! E nunca nos esqueçamos de dizer enfaticamente a todos aqueles que tanto amamos e que tanto nos amam, o quanto nós os amamos. Pois, se é da natureza humana terrena não possuir a certeza sobre o segundo seguinte de nossas vidas, não há motivo em deixar para depois o que podemos fazer agora! O Tempo é muito mais do que precioso e necessitamos dar o devido e sábio valor a este. Por fim, saibamos respeitar, valorizar, homenagear, recordar e fazer valer da melhor maneira e com máximo amor, a história, os ensinamentos, os bons momentos, o conteúdo, a essência e a imagem daqueles entes tão queridos e tão amados que deixaram o plano material e passaram ao plano espiritual. Consignamos aqui ao espírito da nossa queridíssima irmã do coração, Maria Regina de Oliveira Afonso, o nosso Muito Obrigado por toda devoção ao Templo Amor e Caridade Caboclo Pena Verdade, os nossos profundos agradecimentos por todo amor, carinho, empenho e dedicação com que sempre tratou este Lar de Caridade e seus irmãos de trabalhos cotidia-

nos, bem como rogamos às Sete Linhas da Umbanda que amparem seus familiares, principalmente, filha e esposo, dando a estes a força, o sustento e o conforto material e espiritual para seguirem as suas jornadas aqui na Terra. Vá com Deus nossa Irmã, e que o nosso Pai Oxalá e os Espíritos de Luz lhe recebam de braços abertos iluminando a sua transição da matéria para o espírito! Estarás sempre em nossas preces e pensamentos! Um Feliz Natal a todos, regado a muita Paz, Amor e Harmonia em Família, e um Esplêndido Ano Novo, recheado de Luz, Respeito, Paz Mundial, Mais Igualdade e Solidariedade, Maior Compreensão entre os Povos, Imensa Prosperidade, Muita Saúde e Felicidade!!! Que Oxalá ilumine o caminho de todos nós! Salve a Umbanda, que é amor e caridade, Salve Zambi! Que Oxalá ilumine o caminho de todos nós! Salve a Umbanda, que é amor e caridade, Salve Zambi! Alexandros Barros Xenoktistakis EXPEDIENTE istakis els B. Xenokt oradini g En r: to e ir D lC Arte: Danie istakis Direção de kt o n e X B. ls e g Redator: En s: Adriano Camargo / re Colaborado ares e n Li o ld Rona s Xenoktistaki ndros Barros s Alexandro xa le A : a ic ríd Assessoria Ju OAB/SP 182.106 – s ki ta os.com.br is kt o n Xe eiadecabocl ld a l@ a rn jo contato:

PREVISÃO BARALHO CIGANO Cartas: cruz- árvore- âncora

Amor

Você está num periódo onde todo o caminho percorrido das perdas, das lutas vai te ajudar a construir uma base firme e sólida para o seu emocional e afetivo. Momento de um novo horizonte e até mesmo de dar valor as pequenas coisas do relacionamento.

Profissional e Financeiro

Momento de segurança , estabilidade solidez e conquista de objetivos onde poderá te levar a programar novos projetos. A vida está em constante movimento exigindo sempre que vc se atualize usando seu potencial para se aprimorar e até mesmo para se destacar. Pense nisso!

Saúde

Momento de colheita do que plantamos. Se você realmente veio se deixando em segundo plano em seu emocional ou até mesmo nos seus cuidados fisicos poderá sem duvida colher o fruto de tudo isso. Cuide-se, mexa-se e priorize-se! Carol Amorim- Taróloga e Dirigente do Templo de Umbanda Estrela do Oriente. Rua Bengali 29- Parque Novo Oratório Santo André. Atendimento online ou presencial. Informações: 11-23694241 ou via whatsapp 11 947393262


página 4

Ano 6 número 57

b

n

do

la Fa

m U e

a

d an

d

#FORÇACHAPE Com que outra frase poderíamos iniciar essa nossa conversa mensal se não fosse com a hashtag mais usada desde terça-feira 29 de novembro? Todo brasileiro, em qualquer parte do país, entristeceu-se e acompanhou atônito o desfecho de uma viagem que começou com tanta alegria e terminou com tanta dor. Famílias enlutadas, filhos órfãos, pais inconsoláveis e companheiros desolados foram abraçados por duas nações, por dois povos distintos unidos pela dor e solidariedade. Instantaneamente todos sentiram-se parte da mesma tragédia, parte da mesma desventura. Cada um orando de acordo com sua crença para que os desencarnados encontrassem a luz e a paz eterna. Cada um orando para que suas almas encontrem o equilíbrio necessário para seu repouso tranquilo e iluminado. Há alguns meses falávamos sobre o atentado em Nice/Paris quando todos nós, sensibilizados, sofremos junto com a França. Jamais poderíamos imaginar que passaríamos por uma tragédia sem precedentes no Brasil, que deixaria todo o mundo chocado por um motivo tão medíocre. O brasileiro, quando acompanha uma notícia trágica sobre terrorismo, massacres coletivos em escolas, etc... sente-se um pouco aliviado porque o Brasil está - de certa forma (ao menos até agora), ‘protegido’, apesar de estarmos vivendo uma terrível crise social envolvendo drogas e assassinatos diariamente. Quando acordamos na terça-feira com a notícia daquela catástrofe, fomos igualmente surpreendidos

com a solidariedade, respeito, assistência e apoio do Governo Colombiano que não mediu esforços para que tudo pudesse terminar da melhor forma possível. Todas as providências foram tomadas com impressionante agilidade. Os valorosos garotos do Corpo de Bombeiros de La Unión não mediram esforços, ainda que muito jovens (entre 17 e 22 anos de idade), para que pudessem resgatar o maior número de sobreviventes. O responsável pela operação, Andrés Congote, tem apenas 21 anos e estava muito preocupado em não deixar transparecer seu nervosismo para que sua equipe pudesse confiar em seu trabalho. Jovens heróis que ficaram um pouco mais maduros a partir de agora. O time de futebol que brigaria pelo título – tão importante – de imediato o cedeu para seu adversário e foi além, em sua rede social convocou toda a população para que os homenageassem no horário do jogo: E a população respondeu. 45.000 pessoas lotaram o estádio e mais 45.000 ficaram na parte de fora numa cerimônia linda e emocionante. Torcidas rivais gritando juntos “Vamos, vamos Chape!” Na despedida honras militares e uma bênção antes de partirem para o reencontro de seus entes. O Prefeito de Chapecó Luciano Buligon nos deu uma lição de humildade, entrega e zelo pelas vítimas, ignorando suas necessidades físicas e empenhando-se até o último instante da homenagem brasileira, desde que saiu do Brasil no dia 30 de novembro, até seu retorno dia 03 de dezembro. Todas as vezes que dava entrevista seus olhos vermelhos e cheio de lá-

grimas não escondiam o sofrimento e o carinho que o movia a cada instante. Em São Paulo as torcidas organizadas dos principais times de futebol - rivais e violentas – uniram-se numa trégua para homenagear o clube-irmão. Falaram em fim da violência. Esperamos que seja verdade. Dia 05 de dezembro de 2016 foi o primeiro dia do resto de nossas vidas depois de uma fatalidade que bateu na porta de cada um de nós. Fez que com nos colocássemos no lugar das mães, dos pais, dos filhos, dos irmãos, dos maridos, das esposas ou dos amigos. O Brasil se mostrou sensível e condolente. Esperamos que algo tenha mudado (ainda que só um pouquinho) dentro de cada um de nós para que sejamos mais pacientes, mais amorosos, mais unidos e menos egoístas.


Ano 6 número 57

página 5


Ano 6 número 57 #ForçaChape – Tu és sempre um vencedor!!! Ó glorioso verde que se expande Entre os estados, tu és sempre um esplendor Nas alegrias e nas horas mais difíceis Meu furacão, tu és sempre um vencedor São tantos títulos outrora conquistados Com bravura, muita raça e fervor Leva consigo o coração de uma cidade Meu furacão, tu és sempre um vencedor Sempre honrando nosso escudo com sua raça És alegria nos estádios nunca só Na imensidão e vastidão de nosso estado Chapecoense, tu és sempre Chapecó A força imensa de sua fiel torcida Que nos estádios tudo é lindo e nos fascina A nossa massa, meu verdão mexe contigo Tu és querido em toda Santa Catarina Pai Ronaldo Antônio Linares, presidente da Federação Umbandista do Grande ABC é responsável pelo Santuário Nacional da Umbanda. www.santuariodaumbanda.com.br federacaoabc@terra.com.br www.facebook.com/ santuariodaumbanda.fugabc

página 6


página 8

Ano 6 número 57

a n s ia a v lde r E A

Ervas para crianças

Salve sagrado amigo leitor. Vamos a mais um trecho do livro Rituais com Ervas – banhos defumações e benzimentos. Nesse tópico encontramos algo interessante, assim como citei no capítulo anterior sobre mediunidade, a idade básica para as percepções tem se alterado para baixo, ou seja, cada vez mais cedo vemos as crianças ligadas aos fatores espirituais naturais da vida.

banho ou outro ritual mais direcionado aos descarregos energéticos. Essa é a regra geral, casos isolados devem ser tratados também de forma isolada, avaliados e se possível, ter mais de uma opinião sobre o assunto, antes da aplicação do ritual.

trazer alivio para alguns males, compreensão para situações naturais, alivio para os momentos de falta de saúde, tranquilidade, raciocínio e foco para que se promovam os ajustes naturais para todos nós, inclusive e em especial, as crianças.

Fala-se de crianças índigo, cristais, especiais, enfim, nosso objetivo aqui não é dissertar sobre esse tema em exclusivo, mas apontar algumas ervas interessantes para as crianças de modo geral, para que se beneficiem do elemento da natureza sem perdas energéticas ou impactos ao seu campo vibratório.

Só a titulo de comentário, como observei anteriormente, as crianças tem cada vez mais vindo ao planeta trazendo capacidade mediúnica, perceptiva, crítica, avaliadora e um conjunto de conhecimento latente que dificulta aos pais um caminho mais adequado. Para quem está num meio natural (magia, rituais) o entendimento para esses pequenos seres que vem nos abençoando com suas presenças é um pouco, apenas um pouco, mais fácil. Isso é normal e faz parte de todo esse momento transformador que nosso planeta vive.

Para as crianças entre os sete e os doze anos de idade, os banhos com ervas equilibradoras são suficientes para uma boa relação limpeza x equilíbrio energético. Essa idade escolar desperta nos pais a preocupação com o foco, o raciocínio e a capacidade de aprendizado.

Nos capítulos iniciais eu contei um pouco sobre as minhas experiências de infância com os benzimentos, e posso afirmar que tomei muitos banhos de ervas. Banhos de descarrego inclusive. E cá estou, vivo e ativo. Nada me prejudicou ou me fez mal. Isso não quer dizer que não precisamos de algum conhecimento e cuidado para aplicar as ervas em crianças. Crianças recém nascidas, e até alcançar a capacidade de andar e falar, não tem necessidade de tomar banhos de ervas diretamente. A mãe, ou pessoa habilitada, pode ao preparar um banho para si, desde que tenha pelo menos uma erva equilibradora (morna), molhar as mãos no preparo e passar na cabeça da criança, ou mesmo molhar a ponta dos dedos ou do polegar e fazer uma cruz no alto da cabeça, na testa, na nuca, no pescoço, no peito, no ombro direito e no esquerdo, fechando assim os quatro cantos energéticos, criando um campo de proteção para o bebê. Quando falo que a mãe deve fazer, eu não excluo o pai. É que a mãe é quem normalmente está mais ligada aos cuidados à criança. Nada impede que o pai, os avós, a madrinha, ou alguém que tenha a permissão dos pais, possa fazer isso. No entanto é fato que o poder da mãe é indiscutível. Crianças até os sete anos de idade, em media, tem ainda os centros de força (chacras) em formação, portanto tem proteção natural dos mecanismos da Lei da Vida. Dificilmente terão necessidade de um

Assim como as ervas não crescem apenas no quintal dos religiosos, essas crianças não nascem apenas em lares amparados pelas religiões naturais. Nenhum pai irá querer ver o seu filho agredido por religiosos e seus livros sagrados, dizendo que estão possuídos pelo diabo, pelos infernos e seus seres, o que na verdade será demonstração de falta de conhecimento e capacidade de lidar com algo que é natural para o ser humano, o sentido divino das coisas – o espírito.

A partir do doze anos de idade, se bem que essa idade está mudando para baixo, os banhos normais, assim como feitos para os adultos, podem ser administrados livremente. Os amacis, no caso de serem aplicados no ambiente religioso, requerem o bom senso do sacerdote aplicador. Há algumas ervas que eu gosto muito de direcionar para o trato com os pequenos, entre elas cito o Capim Rosário, a Alfazema (lavandas), a Camomila, a Erva Doce e a Macela. Muito obrigado, sucesso, saúde e muita alegria!

Devemos nos preparar para acolher nos meios religiosos naturais esses que virão, sem conhecimento nenhum, mas movidos pelo desejo de entender os porquês de Deus ter colocado uma criança mediúnica em suas vidas. Devemos aprender para poder ensinar que isso não é doença ou algum mal que pegou no pequeno, mas que faz parte da própria evolução de todos nós. Crianças hiperativas normalmente são saudáveis e exigem dos pais uma compreensão extra. Crianças muito quietas podem sim ser normais, podem apenas serem quietas. O importante é os pais não quererem idealizar um filho e acreditar que as ervas podem criar essas condições. As ervas sim podem

Adriano Camargo - Erveiro da Jurema – É Sacerdote de Umbanda, autor do livro Rituais com Ervas, banhos defumações e benzimentos. adriano@ervasdajurema.com.br

www.oerveiro.com.br


Ano 6 número 57

página 9


página 10

Ano 6 número 57

o g i t r A

A HISTÓRIA DA HISTÓRIA DA UMBANDA Em 1990 recebi do Astral a tarefa de resgatar a memória da nossa religião.

tos e documentos que eu não imaginava que pode-

No ano seguinte publiquei o livro Umbanda e Sua História e, em seguida, Umbanda – Um Ensaio de Ecletismo, as primeiras obras da saga histórica da Umbanda (esgotadas). Quando do centenário da Umbanda (2008), munido de mais documentos,

de Souza, de 1925. Este não é o primeiro livro de Umbanda, mas é o primeiro que fala de Umbanda em alguns capítulos, onde o autor conta, por exemplo, como ele conheceu a Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade. Encaminhei e fiz a apresentação da obra para a EDITORA DO CONHECIMENTO que a publicou, em 2012, após quase noventa anos decorridos desde a primeira edição. Anteriormente já tinha feito o mesmo processo para o outro livro de Leal de Souza: O Espiritismo,

riam chegar às minhas mãos, acabaram chegando. Por algum motivo, que só o Astral sabe, a História da Umbanda está hoje concentrada nas publicações da EDITORA DO CONHECIMENTO. Depois de uma procura, por mais de vinte anos, consegui um exemplar do livro No Mundo dos Espíritos, de Leal trouxe a publico Umbanda Brasileira – Um Século de História e algum tempo depois Memórias da Umbanda. Estes dois livros podem ser considerados como introdutórios para quem pretende conhecer a nossa história. Passei a aprofundar minhas pesquisas, fazendo várias incursões a Biblioteca Nacional, sebos e terreiros. Por interferência do Astral muitos amigos e irmãos foram contribuindo para a concretização de algo mais substancial. Livros, revistas, jornais, fo-

a Magia e as Sete Linhas de Umbanda. Este sim, o primeiro livro da Umbanda e o primeiro resgate histórico da religião. Em 2009 foi lançado o meu primeiro livro por esta editora: Antônio Eliezer Leal de Souza – O Primeiro Escritor da Umbanda fruto de várias pesquisas e fundamentado em diversos livros raros e


documentos originais. Pouco se sabia, até o lançamento desta obra, sobre Leal de Souza, poeta par-

Umbanda nos Jornais do Rio de Janeiro. Este livro apresenta diversos textos perdidos no tempo, de autores consagrados, em periódicos já extintos do Rio de Janeiro, onde a Umbanda foi revelada. Quando pensei que a tarefa havia chegado ao final, pois não tinha mais material disponível, fui orientado pelo Astral que ainda havia muitos tex-

nasiano, jornalista, critico literário, dramaturgo e tabelião. Veio em seguida, 2010, a obra A Construção Histórica da Literatura Umbandista, que mostra as principais obras e autores que fazem parte do universo literário umbandista. Mais quatro anos de pesquisas me levaram a escrever o livro História da Umbanda no Brasil, obra de folego, com quase seiscentas páginas, e publicada em 2014. É um livro para quem quer conhecer em profundidade a memória umbandista. Como a História da Umbanda é uma grande pesquisa em construção, fiz novas incursões na Biblioteca Nacional e, contando a valiosa ajuda de irmãos e amigos pesquisadores, chegamos ao segundo volume da obra que tem como subtítulo: A

tos e documentos que precisavam ser resgatados. Assim, em pouco tempo, foram chegando mais e mais documentos, textos e imagens que deram origem ao terceiro volume: Memórias da Umbanda; quarto volume: Registros Históricos e o quinto e último volume: Documentos Históricos. Tive também nesta empreitada a colaboração de diversos irmãos autores que escreveram alguns capítulos para abrilhantar a obra. Este é um projeto ambicioso e de fôlego iniciado em 2013 e que se concretiza agora: a coleção His-

tória da Umbanda no Brasil. O quarto volume será lançado em dezembro deste ano. O quinto e último volume da saga acabou de ser escrito. Cabe ainda registrar que a EDITORA DO CONHECIMENTO lançou, em 2015, a obra Reflexões sobre a escola do Caboclo Mirim, de Sérgio Navarro Teixeira. Outra obra interessante é História da Umbanda: uma religião brasileira, do nosso irmão Alexandre Cumino, publicada pela Madras Editora.

A UMBANDA TEM HISTÓRIA E ESTA DEVIDAMENTE REGISTRADA!

Matéria de: Diamantino Fernandes Trindade


Ano 6 número 57

página 12


Ano 6 número 57

página 13


página 14

Ano 6 número 57

tos, pois tudo o que dizemos ou fazemos começa no campo da mente, e quando se exterioriza sempre tem um poder de melhorar ou piorar tudo o que criamos à nossa volta.

al

a d n

g Le

Lembrem-se de Jesus, “o Verbo que se fez carne”, que veio à Terra cumprir sua missão através do poder do verbo, pois até mesmo quando realizava curas perguntava antes: “você crê?”

ba

Um

Lembrem-se que foram os pensamentos escritos ou verbalizados que trouxeram a humanidade onde está hoje. E continuam sendo eles que nos levarão onde estaremos amanhã. A ignorância sobre isso pode ser aceita em relação aos leigos, mas não pelos que vivem sob o Axé dos Orixás. Nossos guias espirituais vêm em terra para ensinar; não importa se estão dançando, brincando ou dando broncas, nada, absolutamente nada que sai de suas bocas é aleatório ou leviano. E o peso do que falamos em nome deles quando estamos incorporados se potencializa muito, pois quem está ouvindo vai tomar aquelas palavras como verdade; sendo assim, que saibamos usar muito bem esse recurso, pois um dia seremos cobrados por isso.

O Poder do Verbo Segundo os mais antigos livros religiosos, o universo foi criado a partir de comandos verbais da Força Suprema que conhecemos como Deus – Pai Olorum para nós umbandistas. Verbo é ação! Intencionar, pensar, conceber, imaginar e realizar, são relacionados ao nosso poder de concretizar o que ontem era “apenas” um simples pensamento. Somos cocriadores e a sentença “orai e vigiai” tem a ver com esse aspecto que herdamos do Pai Criador. A maioria de nós acha que o que não sai do campo do pensamento nada cria...ledo engano. Tudo, absolutamente tudo o que pensamos, seja dito ou não, tem energia e é emitido o tempo todo em forma de diversos tipos de vibrações. E quando falamos, falamos e falamos não nos damos conta do poder que essas palavras têm de interferir na realidade em que vivemos. A humanidade está perdida em meio aos próprios pensamentos, intenções e ações... A boa notícia é que a imutável lei das afinidades se encarrega de conectar cada um de nós a seus afins, e isso põe por terra a tese de que nada adianta uma parca minoria vigiar os próprios pensamentos se os outros não o fazem. Hoje já não falamos apenas de evolução, mas de

ascensão. Ascensionados são aqueles que já suplantaram todos os sentidos que regem a existência humana, e já não precisam mais reencarnar. Eles aprenderam as lições e nos mostram a sutileza de um mundo onde apenas a Luz existe. São irmãos que nos conhecem como ninguém, pois já encarnaram, e voltam como Mestres, para nos ensinar o valor do que não é material, mas que realmente sustenta nossa vida terrena e espiritual. As dificuldades da vida não justificam pensamentos ou sentimentos de revolta, tais como “Deus se esqueceu de mim”, “Porquê eu”, “Porquê Comigo” ou coisas do tipo, pois é exatamente nessas ocasiões que a verdadeira essência de cada um se mostra de maneira cristalina. Muitos procuram a umbanda na ilusão de que “fazendo tudo certinho” não terão mais dívidas, problemas ou preocupações...na verdade terão sim, mas alcançando o entendimento de que tudo, absolutamente tudo o que acontece obedece às leis imutáveis do Divino Criador, que nós infringimos ou ativamos (a nosso favor ou contra nós), nossas atitudes se reciclam e renovam, e quem muda somos nós. Isto implica em saber o valor do silêncio quando o que temos pra dizer não é edificante, proveitoso ou salutar; em vigiar nossos pensamen-

Se queremos que as coisas mudem, temos que mudar primeiro. Um ótimo primeiro passo é começar a prestar atenção aos nossos pensamentos/vibrações. São eles que refletem nossa energia pessoal, e não adianta querer julgar os outros se os sentimentos que nutrimos em nosso íntimo estão impregnados por energias ruins. Não adianta tomar banhos de defesa ou descarrego, se nossas emoções não são sadias, se nossas vibrações não são saudáveis. Não adianta fazer preceitos nem ser assíduo no terreiro, se você não é capaz de relevar as falhas que vê nos seus irmãos. Como se diz, as pessoas podem mentir, mas a energia delas não...e é assim que somos reconhecidos enquanto espíritos, pela Luz de nossos corações, pela cor da nossa aura que nada mais é do que aquilo que realmente somos. Que sejamos nós, os devotos dos Orixás a dar o exemplo, pois de falsos profetas e ovelhas cegas o mundo já está cheio...Axé! Por Mãe Valéria Siqueira

Terreiro de Umbanda Pai Oxóssi, Caboclo 7 Flechas e Mestre Zé Pilintra

Críticas e sugestões: t.u.paioxossi@hotmail.com


Ano 6 número 57

página 15


página 16

Ano 6 número 57

7º SEMANA DA UMBANDA E DO UMBANDISTA NA CIDADE DE SÃO PAULO A Cidade de São Paulo através de ações coordenadas pela Escola de Curimba e Arte Umbandista Aldeia de Caboclos, na pessoa de seu incansável Presidente Engels Barros Xenoktistakis, o nosso querido Engels D’ Xangô, com forte apoio e enorme adesão das distintas e atuantes Instituições, Federações, Associações, Templos e de nossos irmãos de fé, comemorou no mês de novembro mais uma edição do Dia Municipal da Umbanda e do Umbandista, Lei instituída pelo nobre Vereador Quito Formiga (Lei 15.323/2010), com a realização da 7ª SEMANA DA UMBANDA E DO UMBANDISTA NA CIDADE DE SÃO PAULO. Fazendo valer dos direitos outorgados pela nossa Constituição de 1988, destacamos “A Liberdade da Organização Religiosa”, igualmente, frisamos que é assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, proteção aos locais de culto e as suas liturgias. A Umbanda em 108 anos de luta não comemorou no mês de novembro somente o Dia Municipal, e, também, o Nacional da Umbanda, mas sim seu direito de expressão e sua luta por respeito mútuo entre todas as religiões. Passados 108 anos, Decanos e Baluartes da Umbanda, lutaram e foram perseguidos inclusive no período da Ditadura Militar, para que pudéssemos hoje ter nossos direitos preservados. Assim as conquistas Municipais, Estaduais e Federais se deram mediante grandes batalhas até conquistarmos o Direito de Comemorar e fazer valer a nossa liberdade de expressão religiosa, frise-se, Direito Constitucionalmente Garantido. Altamente importante e válido relembrar e destacar as sábias e marcantes palavras de um dos grandes ícones da nossa Amada Umbanda, o saudoso Pai Rubens Saraceni, palavras estas veiculadas em 17/11/2011 no Sítio da Câmara Municipal de São Paulo: “Segundo o escritor e presidente do Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda, Rubens Saraceni, é importante trazer para dentro do espaço público as lideranças religiosas do País. “Somos uma religião que vem se elaborando, se transmutando e se adaptando. Se hoje estamos aqui, temos que agradecer ao vereador Quito Formiga, que

viabilizou através de um projeto de lei a semana em homenagem à umbanda”, disse Saraceni, autor de 57 livros que tratam dos diversos aspectos da religião. ” Na referida ocasião foram homenageados mais de 40 (quarenta) Templos de Umbanda da Cidade de São Paulo, bem como as Web Rádios ligadas diretamente a Umbanda e pessoas que se destacaram pela sólida divulgação da cultura umbandista. A sessão solene foi regada a belíssimas apresentações de Curimba que encantaram e levantaram o maciço público presente coroando de alegria e êxito mais este grande evento! Por final, ressalta-se que a mesa que coordenou os trabalhos da magistral solenidade ocorrida em 16 de novembro de 2016, na Câmara Municipal da Cidade de São Paulo, contou com a seguinte composição: O Presidente e proponente da Sessão Solene, Vereador e presidente do PSDB Mario Covas Neto Vereador Rubens Calvo Pai Ronaldo Linares - Presidente da federação Umbandista do Grande ABC e do Santuário Nacional da Umbanda Pai Engels de Xangô- Presidente da Escola de Curimba e Arte Umbandista Aldeia de Caboclos - Organizador da 7ª Semana da Umbanda na cidade de São Paulo Pai Jamil Rachid-Presidente da União de Tendas de Umbanda e Candomblé do Brasil Sandra Santos-Presidente da A.U.E.E.S.P Reynado Tupinambá –Presidente da Soucesp Filhos do Tupinambá Pai Edson dos anjos –Presidente Associação Paulista de Umbanda Ogan Juvenal – coordenador da União de Tendas de Umbanda e Candomblé do Brasil Maria Aparecida Nalessio – Presidente do Primado do Brasil

Pai Roberto Salum- Presidente da Fucesp - Federação de Umbanda e Candomblé do estado de São Paulo. Pai Milton Aguirre – Presidente de Honra do Superior Órgão de Umbanda da Estado de São Paulo Pai Claudio Franco- Presidente da União Regional Umbandista da Zona Oeste da Grande São Paulo Pai Gilmar-Coordenador da FUGSP - Federação Umbandista da Grande São Paulo Ogã Franklin- Presidente da Federação Umbandista Carapicuibana


Ano 6 número 57

página 17


Ano 6 número 57

página 18


Ano 6 número 57

página 19


Ano 6 número 57

página 20


Ano 6 número 57

página 21

As Comemorações da 7ª Semana da Umbanda e do Umbandista na cidade de São Paulo se encerraram em grande estilo, com extrema fé e alegria com a tradicional Engira de Caboclos abençoando mais esta edição, no dia 20/11/2016, no Clube Escola Mooca. Reverencia-se de forma especial as energias ultrapositivas e acentuadamente contagiantes presentes nas apresentações de Curimba ao longo do vibrante evento. A Festividade em destaque contou com um incrível desfecho ao som dos atabaques do Afoxé Filhos do Cacique. Lembrando sempre que é a nossa Umbanda que cresce e se fortalece com a união e representatividade de seus filhos! O nosso muito obrigado a todos e avante a mais uma grande, harmônica e empolgante edição no ano de 2017! Equipe Aldeia de Caboclos


Ano 6 número 57

Este belíssimo evento ocorreu no Ginásio do Baetão que fica localizado na Avenida Armando Ítalo Setti, 901, na cidade de São Bernardo do Campo – SP, no dia 15 de novembro de 2016, em Homenagem ao dia Nacional da Umbanda. Vários Templos de São Bernardo e de outros lugares fizeram-se presentes, como templos de Limeira, Pinhalzinho, Praia Grande, São-Vicente, Campinas e outros... Parabéns a A.U.E.E.S.P e a todos os Envolvidos na organização deste evento e a todos que fizeram parte dele seja auxiliando a Curimba ou prestigiando de forma geral. Eventos como esse que engrandecem ainda mais nossa querida e amada Umbanda!

página 22


Ano 6 número 57

página 23


Ano 6 número 57

página 24

os t n

e Ev

27ª Festa à Iemanjá – Federação Umbandista do Grande “ABC” Assim que a FUG “ABC” chega sua preocupação é preparar o local para o recebimento dos participantes.

Quando os responsáveis vão chegando nas areias de Agenor de Campos/Mongaguá, suas barracas já estão prontas para uso.

Enquanto isso, os auxiliares se esmeram na montagem do pedestal que receberá a imagem de nossa querida e adorada Mamãe Iemanjá.

Os participantes da grande festividade também se mobilizam na arrumação de seus espaços para que tudo fique perfeito e maravilhoso para a linda e alegre noite que se aproxima.

Enquanto isso, os responsáveis pela logística vão distribuindo ao longo da areia os sanitários químicos providenciados pela FUGABC para conforto dos participantes, bem como, colocando nas áreas os sanitários exclusivos locados pelos interessados.

É sempre tempo de uma paradinha nos trabalhos para uma foto com Pai Ronaldo e Babá Dirce um grande orgulho, uma doce lembrança.


Os Templo foi ficando prontos para a alegria e orgulhos de seus dirigentes.

Há também os que fazem questão de serem identificados, demonstrando todo o amor pela religião.

Uma imagem belíssima: Templos trabalhando e pessoas ocupando toda a orla da praia em Mongaguá – a “Princesinha das Praias”.

Anoitece e é o dia da Rainha do Mar: ODOYÁ IEMANJÁ, ODOYÁ!


Ano 6 número 57

página 26

os t n

e Ev

‘’HOMENAGEM A MÃE IEMANJA DA PRAIA DE PRAIA GRANDE

Federações : Associação Paulista de Umbanda, União de Tendas ,Soucesp e Aueesp’’


página 27

Ano 6 número 57

os t n

e Ev

8º FESTIVAL DE CORIMBA E DANÇA UDU -MELHOR SHOW (SOMA DE TODAS AS NOTAS) 1º FILHOS DO OURO 2º PILÃO DE PRATA 3º TEMPLO SAGRADO DE UMBANDA PAI JOSÉ 4º TEMPLO PENA DOURADA E MATA VIRGEM 5º TAMBORES FILHOS DA MATA

– MELHOR LETRA 1º PILÃO DE PRATA 2º TEMPLO PENA DOURADA E MATA VIRGEM 3º FILHOS DO OURO 4º TEMPLO SAGRADO DE UMBANDA PAI JOSÉ 5º TAMBORES FILHOS DA MATA

-MELHOR CORIMBA

– MELHOR INTÉRPRETE

1º PILÃO DE PRATA

1º FILHOS DO OURO

2º TEMPLO SAGRADO DE UMBANDA PAI JOSÉ 3º FILHOS DO OURO 4º TEMPLO PENA DOURADA E MATA VIRGEM 5º TAMBORES FILHOS DA MATA

– MELHOR COREOGRAFIA 1º FILHOS DO OURO 2º PILÃO DE PRATA 3º TEMPLO SAGRADO DE UMBANDA PAI JOSÉ 4º TEMPLO PENA DOURADA E MATA VIRGEM 5º TAMBORES FILHOS DA MATA – MELHOR COREOGRAFIA 1º FILHOS DO OURO

2º PILÃO DE PRATA

2º TEMPLO SAGRADO DE UMBANDA PAI JOSÉ

3º TEMPLO PENA DOURADA E MATA VIRGEM

3º PILÃO DE PRATA

4º TAMBORES FILHOS DA MATA

4º TAMBORES FILHOS DA MATA

5º TEMPLO SAGRADO DE UMBANDA PAI JOSÉ

5º TEMPLO PENA DOURADA E MATA VIRGEM


página 28

Ano 6 número 57

os t n

e Ev

FESTA DOS OGÃS 2016 O empolgante evento foi realizado no dia 06 de novembro de 2016, no Clube CASSASP, localizado na Rua Tenente Rocha, 387, Santana, São Paulo – SP, evento este organizado pela Loja de Artigos Religiosos Sol de Aruanda. Destaca-se que estiveram presentes várias Curimbas da nossa Umbanda. O evento foi uma grande mostra de energia, alegria e muita união das Curimbas presentes, pois todas cantaram e vibraram umas com as outras durante a íntegra das apresentações!


Ano 6 número 57

página 29


Ano 6 número 57

os t n

e Ev

XII ENCONTRO DE MÉDIUNS E CURIMBAS DA FENUG O vibrante evento foi realizado no dia 02 de novembro de 2016, no Teatro Adamastor, na cidade de Guarulhos - SP, tendo sido organizado pela FENUG (Federação Espírita Núcleo Umbandista De Guarulhos) sob o comando do Ogã Oscar. Esse tradicional evento a cada ano que passa vem criando mais força, vem se tornando cada vez mais belo e engrandecendo a nossa querida e amada Umbanda!

página 30


Ano 6 número 57

página 31


página 32

Ano 6 número 57

os t n

e v E

FORMATURA - ESCOLA DE CURIMBA E CANTO ESPAÇO DO OGÃ A Escola de Curimba e Canto Espaço do Ogã, através de seus representantes Hamilton Soares de Oliveira, Patrícia Doutor e seus alunos, tem o enorme prazer de agradecer a presença e a participação de todos, que diretamente e indiretamente contribuíram para a realização e o sucesso da 1ª Formatura dos Alunos da Escola de Curimba e Canto Espaço do Ogã. Evento em comemoração à conclusão do Curso de Curimbeiro, realizado no dia 20 de novembro de 2016, na sede da Escola. Parabéns aos formandos, Danilo Moreno de Souza, Elisabete Soares Ribeiro, Fabyana Crystyna dos

Santos, Gustavo Stoch Osti, Orlando Torioni, Samuel Marquezi Casado, Susana Moreno da Silva Magalhães e Wesley Elias Fidelis dos Santos. Mais uma etapa vencida. Agora mudam-se as metas e as expectativas para novas conquistas. No mesmo dia lembramos e homenageamos irmãos de caminhada que com dedicação e competência se mostraram “Amigos da Escola de Curimba e Canto Espaço do Ogã”. Presidente do Instituto Cultural Tambor de Orixá e Núcleo de Curimba Tambor de Orixá, mestre, pro-

fessor, Ogã Severino Sena de Oxóssi e Cida Martins Sena. Presidente e Sacerdote da Irmandade de Umbanda Amor e Caridade e o CEIE (Centro de Estudos Iniciáticos Evolução), Mãe Conceição Florindo. Presidente e Sacerdote do Templo de Umbanda Caminhos de Aruanda, Pai Junior Pereira. Presidentes da Umbandarte Escola de Curimba e Arte Umbandista, Ogã Dany Arte e Mãe Juliana Bernardi. Presidente e Sacerdote do Colégio de Umbanda


página 33

Ano 6 número 57 Baiano Jeremias Pai Alan Hakanaaa.

Guia Espiritual: Caboclo Pena Dourada

Dirigente: Elaine Aparecida Marquezi Casado

Dr. André Pedroso, Lacrima Maciel

**********

Guia Espiritual: Cabocla Jurema

Compondo a nossa curimba, nossos agradecimentos aos irmãos, Ogã Marcio Moriyama, Ogã Kleber Moreira e Vitor Moreira.

Formando: Fabiana Cristina dos Santos

**********

Terreiro: CUBJ – Colégio de Umbanda Sagrada Baiano Jeremias

Formando: Susana Moreno da Silva Magalhães

Também aqui, aproveitando o espaço, prestamos os nossos agradecimentos aos colaboradores do evento: Empresa M7 Decorações de Festas e Eventos, a senhora Viviane Aparecida Coelho, Thamires Coelho, Guilherme Augusto Coelho e Diego Coelho. Equipe de Filmagem: Ana Lucia Magalhaes e Maria Clara Tuon Mantovani. Equipe de Fotografia: Moisés Laino e Ale Steady. Formando: Danilo Moreno de Souza Terreiro: Tenda de Umbanda Ogum Beira-Mar e Pai João de Cambinda

Dirigente: Alan Hakanaa Guia Espiritual: Baiano Jeremias ********** Formando: Gustavo Stoch Osti Terreiro: Tenda de Umbanda Caboclo 3 Flechas e Ogum Marinho Dirigente: Alessandra Stati do Egito Guia Espiritual: Ogum Narue ********** Formando: Orlando Torioni Filho

Dirigente: Stanley Dominiqui

Terreiro: CEU Ibeji Paulinho

Guia Espiritual: Zé Aparecido

Dirigente: Osnir Jose de Paula

**********

Guia Espiritual: Paulinho

Formando: Elisabete Soares Ribeiro

**********

Terreiro: Tenda de Umbanda Mensageiros dos Orixás

Formando: Samuel Marquezi Casado

Dirigente: Babá Eliza Ronco

Terreiro: Templo Espiritualista de Umbanda Vó Maria Conga e Cabocla Jurema

Terreiro: Dirigente: Luciano Renato Costa Guia Espiritual: Cabocla Sete Flechas ********** Formando: Wesley Elias Fidelis dos Santos Terreiro: Dirigente: Sara Cristina Pires Guia Espiritual: Cabocla Jurema ********** “Agradecer é admitir que houve um momento em que se precisou de alguém; é reconhecer que o homem jamais poderá lograr para si o dom de ser autossuficiente. Ninguém se faz sozinho: sempre é preciso um olhar de apoio, uma palavra de incentivo, um gesto de compreensão, uma atitude de amor. A todos vocês, que compartilharam dos nossos ideais, dedicamos a nossa vitória com a mais profunda gratidão e respeito” Hamilton Soares de Oliveira Instrutor de toque e canto.


Ano 6 número 57

o

im x ó r oP

a r o

Am

Projeto Natal Solidário Encerramos esse ano com uma linda festa de Natal para 1038 crianças carentes da região da zona leste. Agradecemos a todos que participaram, padrinhos, madrinhas, colaboradores, associados da nossa casa, médiuns. Enfim, agradecemos a todos. Mais uma vez, superamos nossas expectativas e concluímos que realmente a união faz a força. Cada um fazendo sua parte, ajudando um pouco, conseguimos levar alegria, amor e acalanto para essas famílias. Desejamos um FELIZ NATAL a todos. Que o Espirito Natalino encha o coração de cada um com a ESPERANÇA de um mundo melhor. Que 2017 seja um ano repleto de alegria, amor, prosperidade e saúde. Lembrem-se sempre: Seja para o outro aquilo que você deseja para você. Com certeza, a vida será mais leve e os problemas um pouco menores!!! Família Alfa & Ômega

página 34


Ano 6 número 57

página 35


9 9877-2354 umbanda@tendadeumbanda.org www.tendadeumbanda.org

Fundado em: 18-01-1975

Trabalhos Espirituais aos Sรกbados as 19:00 hrs Avenida Vila Ema, 3248- Vila Ema Sรฃo Paulo/SP Tel.: 11 2604-5524 / 98564-1207

Nextel=78250655 id122*72459

Email-silvio.humberto@hotmail.com

Anuncie conosco! de Caboclos jornal@aldeiadecaboclos.com.br

Endereรงo: Rua Viela Espinard nยบ 17 Picanรงo- Guarulhos cabocloseteflexaebaianoseveria@gmail.com Contato:94726-7609

Aldeia janeiro 2017 36 páginas  

Edição 57 do Jornal Aldeia de Caboclos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you