Page 1

Fechamento Fecham hament ham ento ent o da da edição: e 19h

Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019 | Ano 16 - Nº 2296 | Avulso: R$ 3,50

E Entre linhas e afetos Dedicada a inspirar amor, artesĂŁ borda mensagens de afeto e motivação. “SĂŁo as minhas obras de arteâ€?.

Rafael Fontana, diretor da Lume fala sobre negócios e sua atuação como voluntårio em entidades

ANIMAIS DOMÉSTICOS

Governo aumenta puniçþes RODRIGO MARTINI

4\ ;PYTPS^ 4gTRdcXe^ ¤]P[XiP projeto para enrijecer multas por Påginas 12 e 13 maus-tratos.

OPINIĂƒO ADAIR WEISS

Começo de um ciclo PENSE abre um movimento plural a favor da educação regional.

EDITORIAL Livros na sala fechada É difícil imaginar uma escola com a biblioteca fechada.

CICLISMO

Por um 2019 mais ttranquilo

Atletas superam desafios

2[ĝbbXR^S^S^\X]V^ pod deixar mais leve o pode amb ambiente do vencedor. ?Pa ?PacXSPbTaĝèb (W

Duzentos ciclistas percorrem de 50 a 100km no 5º Desa¤^EP[T2XR[Xb\^

RETROCESSO NO ENSINO

ENTREVISTA

â€œĂ‰ o exemplo que torna o ambiente propĂ­cio para a excelĂŞnciaâ€?

GRE-NAL 418

Escolas estaduais fecham bibliotecas FILIPE FALEIRO

Governo estadual determina que professores das bibliotecas sejam remanejados às salas de aula As portas fechadas surpreendem os alunos. Sem autorização para contratos emergenciais de docentes, escolas da região limitam os períodos de atendimento. Outras encerram o acesso às salas de leitura. BTRaTcPaXPTbcPSdP[P¤a\P que momento Ê de remanejo no sistema público. Påginas 4 a 6 Na Fernandes Vieira, em Lajeado, espaço foi fechado nessa quinta-feira


PĂĄgina 2

2

A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

ABRE ASPAS

EDITORIAL

“A caminhada mudou a minha visĂŁo de mundoâ€? ARQUIVO PESSOAL

Moradora de Lajeado, Carolina Feldens Queiroz, 49, realiza caminhadas pelas margens da praia do Cassino, por meio do projeto Caminho dos FarĂłis. Em 2016, caminhou 235 quilĂ´metros em sete dias. AlĂŠm de fĂ­sicos, os resultados da experiĂŞncia foram mentais e espirituais bibiana@jornalahora.inf.br

• O que te levou a fazer a caminhada?

3TbR^QaX P CaPeTbbXP 3P <PX^a ?aPXP 3^ <d]S^]PbaTSTbb^RXPXb4[PĴUTXcP]P_aPXP S^2PbbX]^2aTbRXT\AX^6aP]STTbT\_aT UdXP_PXg^]PSP_^aTbcP_aPXP6^bc^\dXc^ STeTa^b^[]PbRTaTbT_^a4d\TXST]cX¤`dTXR^\PXSTXP\PbTaP\!"$`dX[Ī\Tca^b T\ d\P bT\P]P T Td ]Ì^ cX]WP _aT_Pa^ 4]cÌ^R^]eTabTXR^\d\PbT]W^aP`dTYĝTbcPePX]S^_T[PbTVd]SP^dcTaRTXaPeTiTT[P \T X]RT]cXe^d 3TRXSX T\ \Paä^ T UdX T\ ^dcdQa^ST! %4dTbcdSTXQPbcP]cTb^QaT ^`dT[TePa`dP[\^RWX[PdbPa\Pb]Ì^_T]bTX\dXc^b^QaTPcaPeTbbXP4d]Ì^bPQXP^ _^a`dâSTTbcPaX]S^ BPİ\^b SP _aPXP S^ 2PbbX]^ PcĴ ^ 2Wdİ C^S^^caPYTc^_T[P_aPXP3Td\P[PS^Sd]Pb*TST^dca^^\PaBT\bX]P[STRT[d[Pa ^dX]cTa]Tc5X`dTXPbT\P]PSTbR^]TRcPSP STbcT\d]S^_PaP\TR^]TRcPaPTbcPTg_TaXâ]RXP4\d\S^bSXPbbdQX\^bPcĴP;PV^PSP<P]VdTXaPTRWTVP\^bT\d\[dVPa

]Pb3d]PbS^0[QPaSĂŚ^R^\¤VdTXaPb`dT _PaTRXP\\ÄťVXRPb5^X^Ĩ]XR^SXP`dTcXeT\^bb^\QaP=P_aX\TXaPeTi¤i^RP\X]W^ R^\P\^RWX[P]PbR^bcPbTXbb^\TT]bX]^d PTbR^[WTaPÂ&#x203A;QPVPVT\Â&#x153;`dT`dTa^[TePa=P bTVd]SP^caPYTc^U^X\PXbRdac^ST (Z\

â&#x20AC;˘ O que esta caminhada te trouxe?

0 RP\X]WPSP \dS^d P \X]WP eXbÌ^ ST \d]S^ E^Râ TbcPa [ĝ bT\ ]T]Wd\P ^QaXVPäÌ^^dX]cTaUTaâ]RXP8]R^]bRXT]cT\T]cT _TaRTQX `dT cX]WP UTXc^ P _aX\TXaP RP\X]WPSP_PaP\TaTT]R^]caPa5dX\ÌT\dXc^ RTS^ P^b ' P]^b @dP]S^ STRXSX UPiTa P caPeTbbXP \X]WP cTaRTXaP T Ĩ[cX\P ¤[WP TbcPeP bPX]S^ ST RPbP T Td eX `dT TbbT _P_T[ ST\ÌTbTc^a]PaXPSXUTaT]cT5^X^\^\T]c^STbTaTd\Tb\P0RP\X]WPSPcP\QĴ\ \T_aT_Pa^d_PaPP_TaSPSP\X]WP\ÌTT S^ \Td _PX ]^b S^Xb Ĩ[cX\^b P]^b =P bT-

Vd]SPeTi[TeTX_PacTSPbRX]iPbSP\X]WP \ÌTPcĴP¤VdTXaP`dTcX]WP]^RP\X]W^4 ]^P]^bTVdX]cT[TeTXPbRX]iPbS^\Td_PX 3daP]cTTbcT_Taİ^S^Td\TSTb_XSTcdS^^ `dTTdTaPP`dX;ĝTd]Ì^TaP\ÌTTb_^bP ^dPa`dXcTcP4dTaPTdTXbb^UTiR^\`dTTd \TR^]TRcPbbTR^\PbeTaSPSTbb^QaT\X\ <dXcPb eTiTb Td `dXb RP\X]WPa b^iX]WP T \TSXcPeP]^caPYTc^>dcaPbeTiTbTdbT]cPeP]^¤\S^SXPTUPiXPP\TSXcPäÌ^0_aT]SX R^\\Td\PaXS^P_aT_PaPacP\QĴ\P\X]WP\T]cT_PaPTbcTSTbVPbcTUİbXR^

â&#x20AC;˘ Se tu pudesse explicar esta experiĂŞncia em uma palavra, qual seria?

ATR^]TgĂŚ^ATR^]TRcPaR^\XV^R^\cdS^ R^\ ^ P\QXT]cT R^\ Pb ^dcaPb _Tbb^Pb T R^\ ^ `dT Ä´ eTaSPSTXa^ 4d UdX STb_XSP ST aÄŹcd[^b3T_^XbSXbb^\Tc^a]TX\PXb_TaRT_cÄ°eT[P^bbT]cX\T]c^bTT]TaVXPbS^b^dca^b

INDICADORES ECONĂ&#x201D;MICOS MOEDA

Diretor-geral 0SPXa6FTXbb

Diretor de ConteĂşdo 5Ta]P]S^0FTXbb

Diretor comercial BP]Sa^;dRPb

5d]SPS^T\ Â&#x2C6;STYd[W^ST!! EP[TS^CP`dPaX;PYTPS^AB REDAĂ&#x2021;Ă&#x192;O Editor-chefe)5X[X_T5P[TXa^<PRWPS^ 0e1T]YP\X]2^]bcP]c "#! 5^]T)51 3710-4200 24?($(;PYTPS^AB fffY^a]P[PW^aPR^\Qa TSXc^a/Y^a]P[PW^aPX]UQa

COMERCIAL e ASSINATURAS 0e1T]YP\X]2^]bcP]c "#! 24?($(;PYTPS^AB R^\TaRXP[/Y^a]P[PW^aPX]UQa PbbX]PcdaPb/Y^a]P[PW^aPX]UQa T]caTVP/Y^a]P[PW^aPX]UQa

>bPacXV^bTR^[d]Pb_dQ[XRPS^b]Ì^caPSdiT\ ]TRTbbPaXP\T]cTP^_X]XÌ^S^Y^a]P[TbÌ^ST X]cTXaPaTb_^]bPQX[XSPSTSTbTdbPdc^aTb 8\_aTbbÌ^ITa^7^aP6aĝ¤RP

SX¤Rd[SPST T]UaT]cPSP _^a SXeTabPb TbR^[Pb SP aTVXĂŚ^ _PaP \P]cTa Pb QXQ[X^cTRPb PQTacPb P^bP[d]^bÄ´\PXbd\T_XbÄŹSX^ STbP[T]cPS^a ]^ T]bX]^ TbcPSdP[ ?^a \PXb`dT^bSXbRdab^bbTYP\STeP[^aXiPäÌ^SPS^Râ]RXPTSTQdbRPa^Pd\T]c^ ]^ _PcP\Pa ST `dP[XSPST SP 4SdRPäÌ^ ]P_aÄťcXRPWÄťd\R^]bcP]cTbdRPcTP\T]c^]^bTaeXä^_ĨQ[XR^ 3TeXS^èUP[cPST_a^UTbb^aTb^bR^[Ä´VX^b U^aP\ ^aXT]cPS^b P aTcXaPa P`dT[Tb `dTPcdPeP\P[Vd\PbW^aPb]PbT\P]P R^\^QXQ[X^cTRÄťaX^b_PaPe^[cPaT\èbP[P STPd[P=^bR^aaTS^aTbPX]SP`dT]ĂŚ^ WPYP d\P _^bXäÌ^ ^¤RXP[ SP BTRaTcPaXP 4bcPSdP[ ST 4SdRPäÌ^ BTSdR ^ _P]^ STUd]S^Ä´PaTSdäÌ^STRdbc^b]^`dTbT aTUTaTPR^]caPc^bT\TaVT]RXPXb =PT`dPäÌ^T]caT^PRTac^¤]P]RTXa^T P4SdRPäÌ^P_aX^aXSPST]TbcT\^\T]c^S^?XaPcX]XÄ´^PYdbcTSTR^]cPbÄžd\P TbR^[WP 0_ÄŹb P]^b ST VTbcĂ&#x153;Tb _ĨQ[XRPb ST¤RXT]cTb\PXbd\PeTi`dT\_PVPP R^]cPÄ´Pb^RXTSPST 4]caT ^b SXaTXc^b S^b bTaeXS^aTb X]PcXe^bTP]TRTbbXSPSTS^bPcXe^b]ĂŚ^WÄťRPXgP_PaPVPaP]cXa^\T[W^aPcT]SX\T]c^èb RaXP]äPbY^eT]bTPSd[c^b`dT]TRTbbXcP\ SPU^a\PäÌ^^UTaTRXSP_T[^4bcPS^

A

BIBIANA FALEIRO

â&#x20AC;˘ Como foi essa experiĂŞncia?

Livros na sala fechada

Filiado Ă

TAXAS E CERTIFICADOS

COMPRA

VENDA

DĂłlar Comercial

3,848

3,849

TJLP ANO

DĂłlar Turismo

3,690

4,000

SELIC META

Euro

4,348

4,349

Libra

5,101

5,103

Peso Argentino

0,094

0,095

Fonte: Infomoney (dia anterior atĂŠ Ă s 19h).

MĂ&#x160;S

% MĂ&#x160;S

% ACUMULADO ANO

ICV (Dieese)

09/2018

0,55

3,15

IGP - DI (FGV)

08/2018

0,68

6,64

IGP - M (FGV)

09/2018

1,52

8,30

INPC (IBGE)

09/2018

0,30

3,14

Ă?NDICE

% MĂ&#x160;S

TR

10/2018

0,00

0,00

CDI MENSAL

09/2018

0,47

4,81

OURO E PETRĂ&#x201C;LEO

6.98 6.4

FECHAMENTO

DATA

HORĂ RIO

OURO (Onça Troy) US$ 1.325,90

25/2/2019

00:00

PETRĂ&#x201C;LEO

14/3/2019

20:00

BOLSAS MUNDIAIS

US$ 58,26

PONTOS

%

IBOVESPA

80352.94

+0.60

DOW JONES (EUA)

25316.67

-0.53

INCC

09/2018

0,17

3,22

S&P 500 (EUA)

2818.82

-0.66

IPC-A (IBGE)

09/2018

0,48

3,34

NASDAQ (EUA)

7630.489

-1.38

SALĂ RIO MĂ?NIMO ANO: 2019 - R$ 1.006,00

% ACUMULADO ANO

MĂ&#x160;S

DAX 30 (ALE)

12798.2S

-0.48

NIKKEI (JAP)

22712.75

-0.74

DATA

cotação do dia 30/07 atÊ 17h46min

Fechar uma biblioteca depĂľe contra um princĂ­pio central do que se espera de uma sociedade evoluĂ­da.â&#x20AC;? ?^a\PXbaPRX^]P[`dTbTcT]WPSTbTa ]TbcT \^\T]c^ Ä´ SXUÄ°RX[ X\PVX]Pa d\ R^[Ä´VX^ bT\ d\P QXQ[X^cTRP 2^\^ bT RaXPd\[TXc^a.?TaVd]cPaTcÄŹaXRP_^Xb^ Pbbd]c^ TbcÄť bd_TaPS^ BÄŹ _T[^ WÄťQXc^ 2aXPa TbbP aT[PäÌ^ ST_T]ST S^ PRTbb^ T S^ TgT\_[^ =PSP \T[W^a S^ `dT P X]Uç]RXP_PaPRaXPaTbbP[XVPäÌ^`dTbTVdXaÄť_^ac^SPPeXSP 0 [TXcdaP caPi QT]TUÄ°RX^b VXVP]cTbR^b _PaP^STbT]e^[eX\T]c^X]cT[TRcdP[R^V]XcXe^TRaXPcXe^@dT\[âTbcÄťT\eP]cPVT\2^]bTVdTbTTg_aTbbPa\T[W^aTbRaTeTa\T[W^acTa\PXbR[PaTiPSTXSTXPb TSTaPRX^RÄ°]X^8bb^bT\UP[Pa]PRP_PRXSPSTSTR^]RT]caPäÌ^8\_PRcPX]R[dbXeT ]PbPĨST_bÄ°`dXRP4bcdS^bSĂŚ^R^]cPST `dT bT caPcP ST d\ TgTaRÄ°RX^ R^\_[Tc^ _PaP P \T]cT ?^ST X]R[dbXeT aTSdiXa P RWP]RTSTS^T]äPbR^\^^0[iWTX\TaT ^?PaZX]b^] 5TRWPad\PQXQ[X^cTRPST_Ă&#x153;TR^]caP d\ _aX]RÄ°_X^ RT]caP[ S^ `dT bT Tb_TaP ST d\P b^RXTSPST Te^[dÄ°SP C^S^b ^b RP\X]W^b _PaP d\ Udcda^ \T[W^a P_^]cP\ _PaP P 4SdRPäÌ^ R^\^ UTaaP\T]cP caP]bU^a\PS^aP > _a^RTbb^ STeTaXPbTa^R^]caÄťaX^8\_^bbÄ°eT[`dT ]ĂŚ^WPYPd\PP[cTa]PcXeP\PXbbX\_[Tb TQPaPcPBTaÄť`dT]ĂŚ^Ä´_^bbÄ°eT[R^]caPcPa TbcPVXÄťaX^b _PaP PcT]STaT\ ^b P[d]^b]PbQXQ[X^cTRPb.


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

OpiniĂŁo

3

Escolas em crise

Luz prĂłpria

Fqtonrcdqdcdrrnbh`hrĂ&#x161;b`q`lkns`c`rdrs`rdl`m`bnl dohrÂ&#x2022;chnrrnaqd`atrnrdltlbnkÂ&#x152;fhnsq`chbhnm`kcdK`id`cn-N@Gnq`oqdo`q`qdonqs`fdlbnlokds`rnaqddrsdsdl` d`utkmdq`ahkhc`cdch`msdcnrbnlonqs`ldmsnrcdruhqst`cnr-@btko`mÂ&#x2030;nÂ&#x152;c`drbnk`+lthsnldmnrcnroqnedrrnqdr- Â cnro`hr+c`rnbhdc`cd+ptdoqdbhr`lrddmf`i`qd`rrtlhq rdto`odk-N`rrtmsnqdmcddrdl`m`ptdudl+n@Gnq` `oqnetmc`nsdl`o`q`bnloqddmcdqlnrdrsdedmÂ&#x2014;ldmn ptdrdqdodsddluÂ&#x2026;qh`rdrbnk`r+l`rÂ&#x152;`a`e`cn-

O`q`ptdlodmr`u`ptd``st`koqdrhcdmsd+ Mdb`C`klnqn'OCS(+rdquhqh``nrhmsdqdrrdrcd fqtonronkÂ?shbnr+rddmf`mnt-Rdftmc`ltkgdq `bnl`mc`qno`qk`ldmsncdK`id`cn+Mdb`cÂ&#x2026; rhm`hrcd`tsnmnlh`dbnmsqnkd-Mdlldrln` sdms`shu`nqptdrsq`c`onq`kftmrudqd`cnqdrm` oqhldhq`rdrrÂ&#x2030;n+o`q`cdrdrsqtstqÂ&#x2026;,k`+uhmfnt- @nrontbnr+Mdb`f`mg`nqdrodhsnm`b`r`odk` onrstq`ehqldd`tsÂ&#x17D;mshb`-

PENSE: olhar diferente ĂŠ se envolver de verdade

O

que cada um de nĂłs cidadĂŁos faz pela educaäÌ^.4bcPÄ´d\PaTÂĽTgĂŚ^ necessĂĄria e urgente que todos devemos fazer, ainda mais quando assistimos tantas tragĂŠdias envolvendo crianças e adolescentes, como a do massacre numa escola na Grande SĂŁo Paulo, nesta semana. Apenas assistir e se impressionar nĂŁo muda nada. A mudança exige mais. No mesmo dia em que os grandes jornais e telejornais noticiavam a tragĂŠdia paulista, aqui em Lajeado, no Teatro Univates, acontecia um feito inĂŠdito: professores, alunos e escolas TaP\aTR^]WTRXS^b_^a\TX^STd\ projeto que reĂşne poder pĂşblico e iniciativa privada: o PENSE â&#x20AC;&#x201C; Programa de Ensino e Educação. >6ad_^07^aPcT\PW^]aPST

O PENSE ĂŠ algo inĂŠdito no paĂ­s. Tem a chance de mudar uma geração, começando aqui pelo Vale do Taquariâ&#x20AC;? WERNER SCHĂ&#x153;NEMANN ATOR E EXď&#x161;şPROFESSOR

liderar movimento desta envergadura. Foram quase R$ 150 mil T\_aâ\X^b_PaPaTR^]WTRTa^b \T[W^aTb_a^YTc^bSTTSdRPS^aTb estudantes e escolas, coroados R^\_P[TbcaP]cTbQaX[WP]cTbb^QaT os novos modelos mentais e capacidades cognitivas para ensinar, educar e aprender. ?Tbb^P[\T]cT¤`dTX\dXc^UT[Xi com as palavras do presidente da Amvat, prefeito de TeutĂ´nia, Jonatan BrĂśnstrup. Disse que a Pbb^RXPäÌ^aTR^]WTRTPX\_^atância e seguirĂĄ neste projeto pela grandiosidade que representa. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo tem como nĂŁo apoiarâ&#x20AC;?. Ainda que nem todos os prefeitos ligados Ă Amvat tiveram o mesmo entendimento, muitos foram sensĂ­veis e compreenderam o espĂ­rito do movimento genuĂ­no em favor da educação regional. *Ao lado segue a lista de municĂ­pios que apoiaram

o projeto. A estes gestores e seus secretĂĄrios de educação, vai o nosso PVaPSTRX\T]c^TaTR^]WTRX\T]c^ _T[PbT]bXQX[XSPST0^bST\PXb¤RP ^RWP\P\T]c^TPaTÂĽTgĂŚ^_PaP^ _aTbT]cTP]^0¤]P[4SdRPäÌ^Ä´ algo que devemos fazer juntos. NĂŁo fosse assim, CRON, Dalle Carnegie, Univates e Sicoob â&#x20AC;&#x201C; todas instituiçþes privadas â&#x20AC;&#x201C; nĂŁo estariam no projeto. Açþes e visĂľes coletivas como as destes lĂ­deres sĂŁo capazes de transformar a educação, de verdade. Como disse, pela segunda vez, o Pc^aT_PSaX]W^S^_a^YTc^FTa]Ta BRWÄĽ]T\P]]Â&#x203A;^?4=B4Ä´P[V^X]Ä´SXc^]^_PÄ°bCT\PRWP]RTST\dSPa uma geração, começando aqui pelo Vale do Taquariâ&#x20AC;?. Repito. De nada adianta nos alarmarmos e impressionarmos com tragĂŠdias e violĂŞncias que batem Ă nossa porta, se continuarmos de braços cruzados. Cada um precisa

assumir sua parcela de responsabilidade para com a educação. E isso começa com açþes verdadeiras e nĂŁo â&#x20AC;&#x153;fazer de contaâ&#x20AC;?. Começa em casa, adentra na escola, nas empresas e, _^a¤\]Pb^RXTSPSTT\VTaP[ Aqui no A Hora conseguimos incorporar o Pense. NĂŁo por ser idealizador do programa, mas pela convicção de que nĂŁo basta aplaudir, mas sim, ĂŠ preciso se engajar. 2^\_PacX[WP\^b^bdRTbb^T a ousadia do projeto com todos os nossos assinantes e parceiros diretos, pois ĂŠ por meio destes e do Fundo Assinante SolidĂĄrio que ĂŠ possĂ­vel garantir sua viabilidade e sustentabilidade. ParabĂŠns aos premiados! Esperamos que o mĂŠrito possa inspirar outros professores e alunos a subirem ao palco no ano que vem. Em breve, por meio dos jornais impressos e do seu Portal, o A Hora anunciarĂĄ o ciclo de caravanas de 2019 e o concurso de premiação da prĂłxima edição.

(*) Lajeado, Teutônia, Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Bom Retiro do Sul, Santa Clara do Sul, Colinas, Doutor Ricardo, Coqueiro Baixo, Fazenda Vilanova, Marques de Souza, Travesseiro, Muçum, Pouso Novo, Vespasiano Correa e Westfålia.

Para não perder Nelson Spritzer farå treinamento de PNL no Weiand Turis Hotel, em Lajeado, entre 23 de março e 14 de abril, aos såbados e domingos. Esta, possivelmente, serå a última vez que farå o treinamento em Lajeado, pois estå de malas prontas para morar ]^b4D0^]STaTbXSTP¤[WPT^]ST pretende seguir com a PNL. Sempre dizem que podemos reR^\T]SPa^`dTR^]WTRT\^bĞ_^a isso que recomendo a PNL, pois foi com ela que desenvolvi inúmeras mudanças e modelos mentais mais _aĝcXR^bTT¤RXT]cTb A PNL mexe com a estrutura do ]^bb^ _T]bP\T]c^ bX\_[X¤RP STRXsþes difíceis e amplia a compreensão das coisas. Crenças limitantes perdem importância e nos libertam para novos mapas e modelos de sucesso que podem ser percebidos na própria linguagem corporal, assim como na dos outros. A Programação Neurolinguística då ao praticante um elevado domínio e controle das suas capacidades inconscientes na ação e nos resultados. Ğ aTP[\T]cT d\P U^a\P ST ^QcTa modelos de sucesso, adaptå-los e incorporå-los ao próprio repertório. Ela estuda a estrutura da experiência interna e como isso afeta nossos comportamentos, de modo que possamos alterar as crenças limitantes e criar novos modelos mentais. Estuda mente (neuro) e linguagem (linguística), e como ambos interagem e afetam o nosso ser. Os interessados em beber desta fonte ainda podem se inscrever com os organizadores. O A Hora apoia este treinamento, por que entende que trata-se de uma ferramenta pertinente ao empreendedorismo e permite uma compreensão maior das coisas.


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

4

PORTA

FECHADA para a leitura Falta de professores obriga escolas estaduais a transferir servidores que atuavam como bibliotecårios às salas de aula. Espaços dedicados à leitura, pesquisa e lazer precisaram ser fechados após determinação da Secretaria Estadual de Educação FILIPE FALEIRO

No caso das bibliotecas que eventualmente nĂŁo tenham um responsĂĄvel, as vagas serĂŁo preenchidas com a devida necessidade e urgĂŞnciaâ&#x20AC;?, diz o comunicado.

filipe@jornalahora.inf.br

COLABORAĂ&#x2021;Ă&#x192;O Gesiele Lordes

VALE DO TAQUARI

â&#x20AC;&#x153;Agora fechou e acabouâ&#x20AC;?

A

s paredes pintadas, livros novos guardados em caixas, ainda nĂŁo catalogados para o acervo, um data show instalado. Mas falta o principal. A porta da biblioteca estĂĄ fechada para os alunos. â&#x20AC;&#x153;Preparamos tudo para a volta Ă s aulas. E agora nĂŁo temos como mantĂŞ-la abertaâ&#x20AC;?, lamenta a vice-diretora da Escola Estadual Fernandes Vieira, de Lajeado, Ana Maria Gomes. O colĂŠgio atende mais de 330 alunos atĂŠ o 8Âş ano. â&#x20AC;&#x153;FazĂ­amos uma sĂŠrie de atividades. Nossa biblioteca era viva, toda semana tĂ­nhamos hora do conto, as professoras se fantasiavam de personagens. As crianças adoravamâ&#x20AC;?, relata a professora de LĂ­nguas, LetĂ­cia Dell Osbel. Assim como a Fernandes Vieira, outras escolas tambĂŠm precisaram fechar a biblioteca. Em Lajeado, sĂŁo pelo menos quatro colĂŠgios sem funcionĂĄrios responsĂĄveis pelos espaços. O motivo para isso foi a determinação da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Como hĂĄ falta de professores em algumas turmas, as horas dedicadas para atender as bibliotecas foram deslocadas Ă s salas de aula. Por meio de nota, a Seduc informa que faz uma readequação de todo o sistema de educação do Estado. â&#x20AC;&#x153;Em situaçþes em que as turmas de alunos necessitavam de atendimento, devido a afastamentos de professores, os docentes que atuavam nas bibliotecas foram deslocados para assumir as atividades de regĂŞncia de classe.

NĂŁo me lembro de nos Ăşltimos dez anos termos de manter a porta trancada.â&#x20AC;?

ANA MARIA GOMES VICEď&#x161;şDIRETORA DA FERNANDES VIEIRA

Desenhos de personagens de Monteiro Lobato e de outras fĂĄbulas infantis sĂŁo um convite para uma aluna de 7 anos entrar. Mas a porta estĂĄ fechada. Vinda do Haiti ĂŠ o primeiro ano dela na escola Fernandes Vieira. â&#x20AC;&#x153;Ainda nĂŁo conheço a histĂłria do SĂ­tio do Pica Pau Amarelo.â&#x20AC;? Com a vice-diretora Ana ao lado, a frase singela foi impactante Ă educadora: â&#x20AC;&#x153;Que tristeza. Ainda nĂŁo falamos para todos os alunos.â&#x20AC;? A biblioteca foi fechada nessa quinta-feira. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo me lembro de nos Ăşltimos dez anos termos de manter a porta trancada. Agora fechou e acabou. Tentamos junto com a coordenadoria regional adaptar alguns turnos para manter o espaço disponĂ­vel, mas a Seduc nĂŁo autorizouâ&#x20AC;?, conta. Na segunda-feira, a situação serĂĄ apresentada para os pais. A coordenadora pedagĂłgica, Anita Orlandi, lamenta a situação e teme que haja prejuĂ­zo aos alunos. â&#x20AC;&#x153;Desenvolvemos projetos dentro da biblioteca. Para criar o hĂĄbito da leitura, ĂŠ preciso criar momentos exclusivos para o contato com os livros.â&#x20AC;? A alternativa de permitir a entrada dos alunos durante as aulas de LĂ­nguas chegou a ser estudada. No entanto, sem ter um responsĂĄvel pela organização das retiradas, devoluçþes e consultas, tanto coordenadora e a vice-diretora reforçam que o acervo seria prejudicado. â&#x20AC;&#x153;Quando precisĂĄssemos bus-

car algum livro, correrĂ­amos o risco dele ter sido extraviado ou estar guardado em um [dVPaTaaPS^Â&#x153;P¤a\P0]XcP

Surpresa na hora de trocar de livro A estudante do Ensino MĂŠdio da escola Ă&#x2030;rico VerĂ­ssimo, em Lajeado, Genifer Gomes, 19, viu a biblioteca aberta na tarde dessa sexta-feira e entrou. No momento, foi informada pela diretora Denise Sandri Labres. â&#x20AC;&#x153;Querida, estĂĄ fechada. Talvez na segunda-feira consiga trocar.â&#x20AC;? A aluna do 1Âş ano queria pegar outra obra _PaP [Ta ]^ ¤\ ST bT\P]P 3XUTaT]cT ST muitos colegas, gosta mais de se dedicar Ă s obras de literatura do que ao tempo na internet. â&#x20AC;&#x153;Foi uma surpresa. Eu nĂŁo sabia que a QXQ[X^cTRP¤RPaXPUTRWPSPÂ&#x153; Enquanto a direção tenta adaptar alguns horĂĄrios durante os dias para funcionamento do espaço, os livros didĂĄticos do ano repousam sobre as mesas. â&#x20AC;&#x153;Deveriam terem sido entregue aos alunos. Mas nĂŁo tivemos como organizar o acervo e catalogĂĄ-losâ&#x20AC;?, lamenta Denise.

Antes aberta três turnos. Agora apenas um A diretora explica que no ano passado eram três professores para o serviço de biQ[X^cTRĝaX^ 0 bP[P ¤RPeP PQTacP \P]WÌ tarde e noite. Dois destes educadores foram remanejados pela Seduc. Um deles, com 27


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

5 FOTOS FILIPE FALEIRO

Biblioteca da Fernandes Vieira foi fechada nessa quinta-feira. Situação serå apresentada aos pais no início da semana

Porta trancada desde novembro Na escola MoisĂŠs Cândido Veloso, tambĂŠm em Lajeado, a bibliotecĂĄria se aposentou no ano passado. Para o reinĂ­cio do ano letivo, a direção sugeriu Ă Seduc uma divisĂŁo da carga horĂĄria para pelo menos ter a biblioteca aberta alguns dias na semana. Novamente a resposta foi negativa. â&#x20AC;&#x153;Mantemos algumas atividades na biblioteca durante as aulas. O professor leva a turma. Mas nĂŁo ĂŠ indicado, pois ĂŠ feito de uma forma precĂĄria e desorganizadaâ&#x20AC;?, avalia a vice-diretora, Elsa Maria Rodrigues Pires. 0[Ä´\ STbbP SX¤Rd[SPST P TbR^[P cP\bĂŠm estĂĄ sem professor de 4Âş ano desde o reinĂ­cio das aulas. â&#x20AC;&#x153;Infelizmente esse nĂŁo ĂŠ um privilĂŠgio da nossa escola. A Educação foi relegada no paĂ­s como um todoâ&#x20AC;?, resigna-se. 0_TbPaSPbSX¤Rd[SPSTb4[bPT]P[cTRT a boa vontade das servidoras da 3ÂŞ Coordenadoria Regional de Educação (CRE). â&#x20AC;&#x153;Buscamos de vĂĄrias formas adaptar a abertura da biblioteca. NĂŁo foi possĂ­vel. Agora veremos como serĂĄ.â&#x20AC;?

Clima de despedida

Livros didĂĄticos ainda nĂŁo foram entregues aos alunos pois nĂŁo hĂĄ quem possa catalogĂĄ-los

anos de magistĂŠrio na rede estadual, nĂŁo aceitou a exigĂŞncia e pediu exoneração. Outra professora estĂĄ perto de se aposentar. Com duas matrĂ­culas no Estado, se aposentou em 20h. Antes disso, dividia o turno de 40 horas por semana. Um na biblioteca e outro no bTc^a¤]P]RTXa^S^R^[Ä´VX^ A Ăşnica servidora disponĂ­vel para o atendimento pode atuar por 20 horas semanais. â&#x20AC;&#x153;Teremos a biblioteca aberta apenas um turno por diaâ&#x20AC;?, conta Denise. A Ă&#x2030;rico VerĂ­ssimo ĂŠ uma das maiores escolas pĂşblicas da regiĂŁo. Atende 850 alunos, do 9Âş ano do Ensino Fundamental, Ensino MĂŠdio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). â&#x20AC;&#x153;So-

mos uma referĂŞncia na metodologia do aluno _a^cPV^]XbcP CaPQP[WP\^b TbbPb `dTbcĂ&#x153;Tb _PaP `dT T[Tb bTYP\ PcdP]cTb ]P b^RXTSPST Nosso sentimento ĂŠ de muita tristeza _^a eTa `dT ]ĂŚ^ cT\^b bTaeXS^aTb bd¤RXT]cT _PaP VPaP]cXa ^ \T[W^a atendimentoâ&#x20AC;?, relata a diretora. O remanejo ĂŠ importante, diz Denise, no entanto, critica o fato de a Educação ser relegada. â&#x20AC;&#x153;Neste momento, se trata de d\ STbRPb^ R^\ ^ `dT TbcÄť acontecendo com as escolas. Temos falta de merendeira. Em trĂŞs noites, ^bP[d]^b¤RP\bT\^[P]RWT4bbTÄ´d\S^b problemas, temos outros, servidores assu\X]S^Ud]äĂ&#x153;TbSPb`dPXb]ĂŚ^[WTbRPQTÂ&#x153;

O interesse pela leitura poderia ser maior se tivĂŠssemos um espaço fĂ­sico maior, um acervo mais completo e alguĂŠm para atender.â&#x20AC;?

Na Escola Carlos Fett Filho, no bairro Moinhos, em Lajeado, os professores jĂĄ pensam em um plano B Ă provĂĄvel aubâ]RXPSTd\_a^¤bbX^]P[`dTPcT]SP]P biblioteca. Segundo a diretora, Eloisa Franz, a _a^UTbb^aP`dTTbcÄťR^\^QXQ[X^cTRÄťaXPbT aposenta no dia 27 desse mĂŞs. â&#x20AC;&#x153;Provavel\T]cT¤RPaT\^bbT\]X]VdÄ´\[Äť_^XbP VT]cTbPQT`dTP"Â&#x2021;2A4]ĂŚ^TbcÄť\P]dando pessoal para suprir essa falta.â&#x20AC;? A alternativa, acordada em reuniĂŁo incTa]PÄ´`dT^b_a^UTbb^aTbST?^acdVdâb e das sĂŠries iniciais selecionem alguns exemplares e levem para a sala de aula _PaP `dT ^b P[d]^b _^bbP\ UPiTa ^ T\prĂŠstimo. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um pouco mais trabalhoso, \PbcTaT\^b`dT]^bSTbS^QaPa_PaP]ĂŚ^ _TaSTa TbbT \^\T]c^ `dT Yd[VP\^b X\_^acP]cTÂ&#x153;P¤a\P AtĂŠ entĂŁo, a biblioteca ĂŠ usada apenas para retirada de livros, pois estĂĄ situada em dependĂŞncias do CTG RaĂ­zes do Sul, em um espaço considerado limitado pela diretora. â&#x20AC;&#x153;O interesse pela leitura poderia ser maior se tivĂŠssemos um espaço fĂ­sico maior, um acervo mais completo e alguĂŠm para atender.â&#x20AC;? A Carlos Fett Filho tem 170 alunos, do 1Âş ao 9Âş ano.

ELOISA FRANZ DIRETORA DA CARLOS FETT FILHO

CONTINUA >>


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

6

Casa da ĂĄrvore e ĂĄrea multimĂ­dia No Instituto Estadual de Educação Monsenhor Scalabrini, em Encantado, a biblioteca tem d\ bXV]X¤RPS^ TgcaP STbST ! & quando foi reformada. Com recursos prĂłprios, a instituição modernizou o espaço, com ĂĄrea multimĂ­dia, e deu um toque lĂşdico ao ambiente, com direito a casa na ĂĄrvore, onde crianças atĂŠ o 5Âş ano participam da hora do conto. O acervo, na ĂŠpoca, tambĂŠm foi ampliado com ajuda da comunidade, por meio de doaçþes. Segundo a vice-diretora, Miriam Bertelli, a melhoria do espaço estreitou a relação dos alunos com a leitura. â&#x20AC;&#x153;A gente tinha muitos problemas de alunos que nĂŁo devolviam os livros. O respeito com isso mudou bastante.â&#x20AC;?. Diz ainda que nesse ano houve troca de pro-

fessores, contudo a escola estĂĄ com o quadro docente completo. >X]bcXcdc^PX]SP]ĂŚ^U^X]^cX¤cado sobre qualquer alteração que X]cTa¤aP ]P QXQ[X^cTRP `dT PcdP[mente atende nos trĂŞs turnos, concT\_[P]S^ ^b RTaRP ST ( Tbcddantes da escola. PorĂŠm, Miriam teme que essa realidade mude. â&#x20AC;&#x153;Ainda nĂŁo nos falaram nada, mas temos expectativa de que teremos que mexerâ&#x20AC;?, comenta. Por enquanto, a escola segue com açþes de incentivo Ă leitura. A mais expressiva ĂŠ a tradicional Feira Regional do Livro (Ferel), que ocorre bienalmente. A ação serĂĄ realizada durante quatro dias â&#x20AC;&#x201C; a bTaT\ST¤]XS^bÂ&#x2122;S^\âbST^dcdbro, na Praça da Bandeira. â&#x20AC;&#x153;Todas as açþes de leitura desse ano estĂŁo voltadas para a Ferelâ&#x20AC;?, diz. ARQUIVO A HORA

Biblioteca da Monsenhor Scalabrini foi reformada. Ambiente conta com espaço lúdico e multimídia. Escola não foi informada sobre nenhuma mudança no quadro funcional

â&#x20AC;&#x153;NĂŁo estamos fechando bibliotecasâ&#x20AC;? Conforme a responsĂĄvel administrativa pela 3ÂŞ CRE, CĂĄssia Cristina Benini, o remanejo de professores tem provocado uma necessidade de ajuste. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo estamos fechando bibliotecas. Este setor deve ser atendido por professores com redução de carga horĂĄria, previsto em decreto, professores ou servidores que tem algum problema de saĂşde que impossibilite de cumprir as funçþes.â&#x20AC;? De acordo com ela, os vice-diretores tambĂŠm podem atender em determinados horĂĄrios nas

bibliotecas. Ainda sugere a possibilidade dos professores levar os alunos para o local e desenvolver as atividades. Com relação ao preenchimento de vagas em aberto para educadores por meio de contratos emergenciais, a responsåvel pela CRE P¤a\P `dT Pb ]TRTbbXSPSTb TbcÌ^ sendo atendidas. Cåssia diz que algumas admissþes aguardam aprovação da Seduc. As necessidades são em diversas disciplinas. No início do ano letivo, a necessidade era ST!%_a^¤bbX^]PXb

ALDO LOPES

â&#x20AC;&#x153;Se os livros sĂŁo janelas para o mundo, de que adianta mantĂŞ-las fechadas?â&#x20AC;? Professora e coordenadora do curso de Letras da Univates, KĂĄri LĂşcia Forneck, avalia a importância da leitura para o desenvolvimento de habilidades, do vocabulĂĄrio e da criatividade. A Hora â&#x20AC;&#x201C; Qual a importância da leitura para o desenvolvimento intelectual e cognitivo dos alunos? KĂĄri Forneck â&#x20AC;&#x201C; Aprender a ler \^SX¤RPTbcadcdaPbRTaTQaPXb das pessoas. Quem sabe ler com competĂŞncia desenvolve habilidades de pensamento complexo. Um bom vocabulĂĄrio, proporcionado por experiĂŞncias de leitura, resulta, tambĂŠm, no aprimoramento de habilidades aTÂĽTgXePb`dT transbordam para outras ĂĄreas do conhecimento. Quer dizer: quem lĂŞ bem pensa melhor em qualquer ĂĄrea do conhecimento. Mas ĂŠ importante dizer que ler envolve habilidades complexas, T]caTT[PbSTR^SX¤RPaR^\preender e interpretar. A experiĂŞncia nas escolas nos mostra que a leitura se torna um hĂĄbito quando hĂĄ incentivo, seja dentro de casa ou no colĂŠgio. A partir disso, qual a importância de atividades nas bibliotecas para despertar o interesse dos estudantes? KĂĄri â&#x20AC;&#x201C; NĂŁo ĂŠ apenas uma questĂŁo de incentivo. Ă&#x2030; mais uma questĂŁo de exemplo. SĂł dizer que ĂŠ importante ler nĂŁo Ä´bd¤RXT]cTD\PRaXP]äPT]tende que ler ĂŠ importante, se enxergar os adultos a seu redor lendo. Uma cultura de leitura sĂł passa a existir quando houver o reconhecimento dos prĂłprios adultos que experiĂŞncias de leitura devem fazer parte de seu prĂłprio cotidiano. Por isso, projetos de leitura devem alcançar crianças e adul-

tos tambĂŠm. Agora, ĂŠ evidente que, como em casa boa parte das crianças nĂŁo tem contato com livros, a escola ĂŠ o melhor cenĂĄrio para que isso aconteça. AĂ­ ĂŠ preciso criar projetos de leitura, de valorização da literatura, de incentivo ao contato com a imaginação, com a sensibilidade estĂŠtica, com o lĂşdico da linguagem. E a biblioteca escolar ĂŠ local para projetos dessa natureza possam ser implementados, juntamente com os professores. Diante dos Ă­ndices educacionais, o Brasil tem avaliaçþes ruins na interpretação de textos. Reverter essa condição depende muito do incentivo Ă leitura. Neste contexto, como a leitura interfere na futura vida proĂ&#x161;rrhnm`kcnrdrstc`msdr> KĂĄri â&#x20AC;&#x201C; Sim, o Brasil tem apresentado baixo desempenho em compreensĂŁo (porque essas provas avaliam mais a compreensĂŁo que a interpretação). O processo para reverter esse cenĂĄrio passa, sim, por uma mudança de cultura: crianças aprendem a ler e a gostar de ler vendo os adultos ao seu redor fazendo o mesmo. HĂĄ vĂĄrias pesquisas que indicam que as capacidades de compreender e de interpretar tĂŞm impacto direto, inclusive, no desempenho em outras atividades _a^¤bbX^]PXb`dT]ĂŚ^]TRTbsariamente requerem atividades de leitura. Isso porque compreender e interpretar, como jĂĄ disse, contribuem para o desenvolvimento de outras habilidades complexas. Bons _a^¤bbX^]PXbT\SXUTaT]cTb

ĂĄreas, sĂŁo geralmente aqueles que sabem se comunicar com competĂŞncia, articulam ideias, enxergam possĂ­veis soluçþes para os problemas de outros ângulos, sĂŁo criativos, tĂŞm raciocĂ­nio ĂĄgil. Essas habilidades a leitura desenvolve. Algumas escolas desenvolvem projetos dentro das bibliotecas. Como hora do conto, teatro, atividades lĂşdicas. O que esses momentos criam em termos de memĂłria e relação afetiva dos estudantes com o ambiente? KĂĄri â&#x20AC;&#x201C; Esse tipo de atividade ĂŠ essencial para o desenvolvimento de habilidades de natureza cognitiva, obviamente, mas tambĂŠm de outras habilidades tĂŁo importantes quanto: conviver com a literatura em ambientes propĂ­cios para essa atividade apura o senso estĂŠtico, desenvolve a sensibilidade, a capacidade de perceber o outro e de entender o seu ponto de vista sobre o mundo. E a biblioteca ĂŠ local genuĂ­no para que essas atividades aconteçam. Como seria uma biblioteca ideal para os alunos? KĂĄri â&#x20AC;&#x201C;NĂŁo hĂĄ uma biblioteca ideal. Mas uma boa biblioteca ĂŠ aquela que tem bons livros, de diferentes autores, que ampliem os horizontes de percepção e de conhecimento das pessoas. Uma boa biblioteca ĂŠ espaço de contato com o diverso, com o diferente, com a imaginação. Mas eu penso que uma excelente biblioteca deve ser o local de trânsito de _Tbb^Pb0¤]P[bT^b[Xea^bbĂŚ^ janelas para o mundo, de que adianta mantĂŞ-las fechadas? Bibliotecas fechadas e livros nĂŁo lidos sĂŁo horizontes que deixam de se expandir.

Esforço conjunto em prol da Educação De um lado, o ente responsåvel pela gestão das escolas públicas enUaT]cP SX¤Rd[SPSTb _PaP \P]cTa ^ quadro de servidores e a qualidade no serviço. Por outro, uma iniciativa reúne diversos organismos da sociedade para difundir os projetos inovadores trabalhados nas escolas. O Programa de Ensino e Educa-

Padrinho do PENSE palestrou nessa semana na Univates. Para ele, a leitura precisa fazer parte do cotidiano tanto de crianças quanto dos adultos

ção (PENSE) surgiu para valorizar os professores e trazer a sociedade para priorizar esse setor. Nessa quarta-feira foram conhecidos os nove eT]RTS^aTbS^ Â&#x2C6;RXR[^S^_a^VaP\P No seminĂĄrio, os palestrantes da tarde reforçaram a importância da leitura no processo de aprendizagem. Tanto o mĂŠdico especialista em neurolinguĂ­stica Nelson Spritzer, quanto o ator e padrinho do projeto, Werner SchĂźnemann, enalteceram a necessidade de dedicar tempo para a leitura de livros. â&#x20AC;&#x153;Apenas falar nĂŁo adianta. O exemplo ĂŠ que faz a diferença.

Äž _aTRXb^ UPiTa _PaP R^QaPa ^b ¤lhosâ&#x20AC;?, alertou Spritzer. Para o ator SchĂźnemann, o contato com as histĂłrias nos livros, em especial de Literatura, enriquece o indivĂ­duo. â&#x20AC;&#x153;Aguça nossa criatividade e transforma nossas vidas. Ler ĂŠ fundamental para a formação das pessoasâ&#x20AC;?, acredita. O PENSE ĂŠ idealizado pelo Grupo A Hora e conta como o apoio do Centro Regional de Oncologia (CRON), Instituto Dale Carnegie, Univates, 3ÂŞ Coordenadoria Regional de Educação e Associação dos MunicĂ­pios do Vale do Taquari (Amvat).


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

7

Apresentado por FOTOS ALDO CESAR

Problemas no setor resultam em perda de produtividade THIAGO MAURIQUE thiagomaurique@jornalahora.inf.br

compreender que a TI deixou de ser apenas

funcionando de forma a propiciar uma boa

uma despesa para se tornar parte estraté-

experiência de utilização.

gica dos negócios.

A

A proposta da Olicenter, destaca, permite

“A TI interliga todos os processos e se-

que o cliente foque no seu negócio, onde

Tecnologia da Informação

tores dentro de uma empresa”, aponta.

ele é o especialista, e deixe que a gente cui-

se

fundamental

Conforme Siqueira, é comum encontrar

da do seu TI. Trabalhamos com proposito

para o funcionamento das

gestores que não compreenderam essa

de gestão de risco e dos ativos de tecnolo-

empresas. Para além das

necessidade e acabam enfrentando proble-

gia, adotando políticas de segurança digital,

mas constantes na área.

como backups e planos de restauração em

tornou

atividades realizadas diretamente no computador, todos os negócios pre-

Segundo ele, ao enxergar a TI como par-

caso de problema. “Ao otimizar os proces-

cisam garantir a operação de funções

te estratégica do negócio se percebe as

sos, conseguimos reduzir custos e traba-

que vão desde a emissão de nota fis-

vantagens de manter os recursos sempre

lhar com prevenção.”

cal eletrônica até o uso de aplicativos para o relacionamento com clientes e fornecedores. As falhas nos processos informatizados resultam em perda de produtividade e geram gastos desnecessários. Coordenador Técnico da Olicenter, Daian Feldens Siqueira afirma que é difícil mensurar o quanto custa a hora de um funcionário que não conseguiu executar uma tarefa ou perdeu algum trabalho por motivo de recurso de tecnologia. “Cada negócio tem as suas características, você consegue imaginar hoje uma empresa sem e-mails, internet, whatsapp, sistema de gestão? É muito complexo mensurar o prejuízo nestes casos” . Para ele, os empresários precisam

(MEKRɸWXMGS TVIGMWS Daian lembra que o serviço prestado pela Olicenter ao cliente te também inclui assessoria nos investimentos em TI. Lembra que é comum a compra de equipamentos por impulso, objetivando resolver problemas, mas que, se não for bem planejado, acabam frustrando o cliente. “As vezes o empresário age pelo impulso de ter um equipamento novo ou uma internet mais potente, quando os gargalos do setor podem estar relacionados ao outros elementos ”, alerta. Segundo ele, a Olicenter orienta os clientes para uma tomada de decisão mais assertiva, incluindo também informações sobre durabilidade, obsolescência, preservação do investimento. . “A Olicenter sempre se propõe a oferecer a solução completa, equipamento mais conhecimento”. Seja para cliente empresarial SYYWYɨVMSƤREPEIQTVIWEFYWGE ofertar as melhores opções de tecnologia para as necessidades HIGEHETIVƤP

Proposta da Olicenter permite que o cliente foque no seu negócio e reduza custos

Produzido por


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

8

Altmann entra no MDB e deve concorrer em 2020 ARQUIVO A HORA

Ex-prefeito estĂĄ sem partido desde 2016, quando saiu do PP ALEXANDRE MIORIM alexandre@jornalahora.inf.br

TEUTĂ&#x201D;NIA

C

otado como um dos nomes a disputar o Executivo em 2020, o ex-prefeito Renato Altmann passa a integrar o Movimento DemocrĂĄtico Brasileiro (MDB). Na prĂłxima bTgcPUTXaP !! T[T ^¤RXP[XiPaÄť ^ X]VaTbb^]^_PacXS^T\Pc^ST¤liação no restaurante Paladar. Sem sigla desde 2016, Altmann P¤a\P `dT ^ \^cXe^ _aX]RX_P[ Ä´ P P¤]XSPST R^\ Pb _Tbb^Pb `dT compĂľem a legenda em TeutĂ´nia. â&#x20AC;&#x153;Quando fui prefeito durante oito anos, o MDB sempre compĂ´s a base de governo e sempre foi um

Prefeito de 2009 a 2016, Altmann admite possĂ­vel candidatura em 2020

partido leal a mimâ&#x20AC;?, ressalta. Para ele, trata-se de um grupo com â&#x20AC;&#x153;muita credibilidadeâ&#x20AC;?, que sempre colaborou nos seus mandatos e nos interesses da comunidade. Questionado se colocarĂĄ o nome

Ă disposição do partido para concorrer ao cargo de prefeito, o ex-prefeito diz que ainda ĂŠ â&#x20AC;&#x153;muito RTS^Â&#x153; _PaP cTa TbbP ST¤]XäÌ^ Â&#x203A;@dTa^ _aX\TXa^ \T ¤[XPa _PacXcipar da vida do MDB no municĂ­-

Amvat pede ajuda ao Estado para pressionar RGE JĂ&#x2030;SSICA MALLMANN

Prefeitos querem auxílio na fiscalização e no cumprimento do plano de ação apresentado pela RGE

pio. Ă&#x2030; claro que hĂĄ a possibilidade, mas isso vamos decidir sĂł no ano que vemâ&#x20AC;?, comenta Altmann. Acerca das especulaçþes em torno de sua possĂ­vel candidatura, ele P¤a\P R^]bXSTaPa d\ Â&#x203A;_a^RTbb^ naturalâ&#x20AC;?, pelo fato de ter governado o municĂ­pio por dois mandatos. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um reconhecimento do trabalho que a gente fezâ&#x20AC;?, avalia. ConcdS^`dT\ePXST¤]Xa^]^\TbĂŚ^ os integrantes da nova legenda, de forma coletiva, inclusive em respeito aos lĂ­deres que jĂĄ integram a sigla, pondera. Sobre a saĂ­da do Progressistas (PP), ainda durante o seu segundo mandato como chefe do Executivo, Altmann descarta a remanescĂŞncia de desavenças com a sigla ou com ex-correligionĂĄrios. â&#x20AC;&#x153;SĂŁo situaçþes que jĂĄ passaram. Tenho um carinho muito grande pelo PP, alĂŠm de muitos amigos. De negativo, nĂŁo hĂĄ nenhuma desavença. Bem pelo contrĂĄrio, gosto muito

das pessoas e acredito muito nesse partido tambĂŠmâ&#x20AC;?, acrescenta. Altmann foi prefeito de TeutĂ´nia de 2009 a 2016. No segundo mandato (2013-2016), teve o emedebista Evandro Biondo como vice. Em ambas as gestĂľes, a legenda que passarĂĄ a integrar fez parte da base aliada do governo.

â&#x20AC;&#x153;Para somarâ&#x20AC;? O presidente do MDB de TeutĂ´nia, Fabiano Eckel â&#x20AC;&#x201C; que foi secretĂĄrio de Planejamento na gestĂŁo Altmann â&#x20AC;&#x201C;, destaca a importância SP ¤[XPäÌ^ S^ Tg_aTUTXc^ Â&#x203A;> _Patido recebe ele com muita alegria, _^a`dT bT\_aT cXeT\^b P¤]XSPST JĂĄ temos Ăłtimos nomes dentro da legenda, e ele vem para trazer ainda mais força a esse grupoâ&#x20AC;?, comenta. De acordo com o dirigente, os primeiros convites ocorreram logo que Altmann saiu do PP, que num primeiro momento preferiu esperar. Com as conversas retomadas no ano passado, as tratativas avançaram. Segundo Eckel, o partido trabalha para a construção de uma candidatura prĂłpria ao governo municipal em 2020. â&#x20AC;&#x153;A gente sabe que ele teve uma boa aceitação como gestor. Ă&#x2030; claro que o partido gostaria de tĂŞ-lo como candidato no futuro, mas tudo vai depender do andamento das coisas. O primeiro passo ĂŠ ¤[XÄť[^Â&#x153;

Principais pedidos da Amvat entregues ao governo estadual Infraestrutura â&#x20AC;˘ Pavimentação da VRS 811 (Vila Forqueta, em Arroio do Meio, a Travesseiro), ERS 482 (Arroio do Meio a CapitĂŁo), ERS 425, de Coqueiro Baixo a Nova BrĂŠscia e conclusĂŁo da ERS-421, de BoqueirĂŁo do LeĂŁo a SĂŠrio; â&#x20AC;˘ Pavimentação da ERS 130 (Cruzeiro do Sul a Mariante); â&#x20AC;˘ Pavimentação da ERS 129 (Estrela e Bom Retiro do Sul); â&#x20AC;˘ Duplicação da ERS 130, inicialmente no trecho entre Lajeado e Arroio do Meio e implantação de terceira faixa entre Venâncio Aires a Encantado; â&#x20AC;˘ Pavimentação da ERS 130, de Colinas a Roca Sales;

Educação â&#x20AC;˘ Melhorias na infraestrutura das escolas; â&#x20AC;˘ Qualificação e aperfeiçoamento por meio da realização de cursos tĂŠcnicos; â&#x20AC;˘ RevisĂŁo dos valores e repasses referentes ao transporte escolar;

Energia elĂŠtrica â&#x20AC;˘ Solicitação Ă Agergs no sentido de que sejam cobrados investimentos e melhorias nas redes de energia elĂŠtrica pela RGE Sul;

SaĂşde Turismo â&#x20AC;˘ Apoio Ă implantação de trem turĂ­stico regional;

â&#x20AC;˘ Regularização dos repasses e definição e cumprimento de um calendĂĄrio de pagamentos aos municĂ­pios e hospitais;

Segurança PĂşblica â&#x20AC;˘ Reposição do efetivo da Brigada Militar e PolĂ­cia Civil â&#x20AC;˘ Apoio tĂŠcnico e financeiro para a manutenção de sistemas de videomonitoramento e cercamento eletrĂ´nico nos municĂ­pios

FERNANDO WEISS fernandoweiss@jornalahora.inf.br

VALE DO TAQUARI

Os problemas de abastecimento de energia elÊtrica nas 28 cidades atendidas pela RGE foram tema de debate em reunião entre prefeitos, realizada nessa sexta-feira. Chefes de Executivos pediram intervenção do secretårio estadual de Articulação e Apoio aos Municípios, Rodrigo Lorenzoni, que participou do encontro. O vice-presidente da Amvat, prefeito de Imigrante, Celso Kaplan,

Jonatan BrĂśnstrup entregou lista de demandas ao secretĂĄrio Lorenzoni

relatou parte dos prejuĂ­zos recentes provocados pela interrupção na energia. Falou sobre o plano de ação apresentado pela RGE e alerta: â&#x20AC;&#x153;o papel aceita tudo. Precisamos de força polĂ­tica para exigir que as obras estabelecidas no plano sejam de fato cumpridasâ&#x20AC;?. Outras demandas regionais,

relacionadas ao ambiente, estradas, educação e, principalmente, saúde foram repassadas a Lorenzoni. O secretårio fez breve relato b^QaTPbXcdPäÌ^¤]P]RTXaPS^4bcPS^ T STbcPR^d P SX¤Rd[SPST T\ conseguir aumentar repasses ou ¤]P]RXPa_a^YTc^bP^b\d]XRİ_X^b Por outro lado, o representante do

Piratini prometeu açþes que auxiliem as administraçþes a acessar, com mais intensidade, recursos de programas federais. Anunciou a criação de trĂŞs frentes de trabalho dentro da secretaria, cuja prioridade ĂŠ servir de suporte para que os municĂ­pios consigam elaborar mais e melhores projetos. Â&#x203A;>4bcPS^SX¤RX[\T]cTcTaÄťSX]WTXro. Mas queremos ser um braço para que os municĂ­pios acessem dinheiro em BrasĂ­lia, a partir de projetos bem estruturadosâ&#x20AC;?. Filho do atual ministro-chefe da

Casa Civil, Onyx Lorenzoni, Rodrigo promete trabalhar a favor de um protagonismo maior nas cidades. â&#x20AC;&#x153;Cada regiĂŁo tem suas individualidades. Vamos trabalhar com a representação regional e levar mais a sĂŠrio as demandas que chegam atĂŠ o governoâ&#x20AC;?. Depois da reuniĂŁo com os prefeitos, o secretĂĄrio e a comitiva do Estado, foram atĂŠ o Porto. ApĂłs almoço polĂ­tico de confraternização, Lorenzoni tambĂŠm foi conhecer o aerĂłdromo regional, instalado em Estrela.


9

A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

SECRETARIA DA INDĂ&#x161;STRIA E COMĂ&#x2030;RCIO

Ex-prefeito de Arroio do Meio vai para TeutĂ´nia LARISSA SANTOS/DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

LĂ­der do MDB regional assume cargo em governo do PSDB ALEXANDRE MIORIM alexandre@jornalahora.inf.br

VALE DO TAQUARI

O

governo de Teutônia anunciou na manhã dessa sexta-feira, 15, a nomeação de Sidnei Eckert como secretårio de Indústria, ComÊrcio e Turismo. Personalidade histórica do MDB regional, o ex-prefeito de Arroio do Meio passa a integrar o alto escalão do tucano Jonatan BrÜnstrup a partir desta quarta-feira, 18. A pasta estava sem titular desde a metade do segundo semestre de 2018, quando o então secretårio, Pablo Chrestani, saiu por motivos pessoais. Desde então, o subsecretårio Mateus Mßhl respondia pelo setor. Conforme o Executivo, o

Nesta semana, Eckert conheceu a equipe da secretaria que irĂĄ assumir

nome de Eckert passou a ser cogitado desde a metade de fevereiro. Sidnei Eckert Ê empresårio no ramo de farmåcias e governou Arroio do Meio por dois mandatos, entre 2007 e 2014. Ele tambÊm foi vereador em três mandatos, alÊm de superintendente do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) do Rio Grande do Sul entre os anos de 2017 e 2018. BrÜnstrup exalta a relevância do mais novo nome dentro do gover-

no. â&#x20AC;&#x153;A experiĂŞncia pĂşblica que o ex-prefeito de Arroio do Meio foi importante para decidirmos em convidĂĄ-lo a assumir a Secretaria de IndĂşstria, ComĂŠrcio e Turismo. O seu conhecimento e sua articulação empresarial e polĂ­tica contribuirĂŁo com o desenvolvimento de TeutĂ´niaâ&#x20AC;?, enaltece.

â&#x20AC;&#x153;Surpresa totalâ&#x20AC;? Contatado pela reportagem, o coordenador regional do MDB,

â&#x20AC;&#x153;Vou exercer uma atividade tĂŠcnicaâ&#x20AC;? A Hora - Como foi o convite e qual ĂŠ a expectativa para este trabalho? Sidnei Eckert - Fiquei muito feliz com o convite do prefeito de TeutĂ´nia para assumir uma função pĂşblica. Sou formado em administração de empresas. Fizemos um bom trabalho em Arroio do Meio nessa ĂĄrea de indĂşstria, comĂŠrcio e turismo. E TeutĂ´nia ĂŠ um municĂ­pio importante no Vale e no RS, qualquer pessoa se sentiria orgulhosa e feliz em poder aceitar TbbTSTbP¤^>R^]eXcT^R^aaTd neste mĂŞs. E nessa quarta-feira, eu e o prefeito nos reunimos e ST¤]X\^b^X]Ä°RX^S^caPQP[W^]P prĂłxima quarta. UnbÂ&#x17D;Â&#x152;tl`Ă&#x161;ftq`ghrsÂ&#x2022;qhb` cnLCA+kdfdmc`ptdÂ&#x152; nonrhÂ&#x2039;Â&#x2030;n`nfnudqmncdSdttĂ´nia. Podemos deduzir esse movimento como aceno a uma troca de partido? Eckert - NĂŁo. O convite foi para assumir tecnicamente a secretaria. Estou indo lĂĄ para exercer uma atividade tĂŠcnica. Isso nĂŁo tem nada a ver com a questĂŁo partidĂĄria. O MDB hoje estĂĄ fora do governo estadual e fora do governo federal. Se estivesse,

2T[b^2TaeTbP¤a\P`dT]ĂŚ^cX]WP conhecimento sobre o movimento de Eckert. â&#x20AC;&#x153;Para mim ĂŠ uma surpresa total, principalmente por ser em TeutĂ´nia, onde o MDB ĂŠ adversĂĄrio do governoâ&#x20AC;?, revela. De acordo com Cerves, seria uma â&#x20AC;&#x153;grande perdaâ&#x20AC;? para a legenda em Arroio do Meio e na

tenho certeza que o partido iria me convidar para exercer alguma função pública dentro do Estado ou União. Como cidadão e como ¤[XPS^Tbc^d[XeaTT\aT[PäÌ^ a emprego público. Entendo R^\^d\STbP¤^_PaPPVaTVPa tecnicamente, sem me envolver nas questþes político-partidårias do município. Drrdlnuhldmsnsdl`kftl` relação com as eleiçþes de 2020? Eckert - Não. Nenhuma relação. Isso não abala a relação com o MDB? Eckert - Eu nunca vivi da política partidåria. Nunca fui sustentado pela política nem por partido. Sou um trabalhador desde os 11 anos. Hoje tenho 53 anos de idade e tenho praticamente 40 anos de carteira assinada. Mas gosto sim desta atividade. E me sinto capacitado em poder exercer essa função. Tenho uma relação muito boa com a CIC de Teutônia, com a diretoria da Languiru, da Sicredi, da Certel. E essas pessoas não têm nenhuma ligação partidåria, e são entidades e empresas vinculadas a essa secretaria.

regiĂŁo, caso ele se afastasse do partido. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um dos grandes nomes do MDB no Vale do Taquari. Se ele for lĂĄ simplesmente pela competĂŞncia e experiĂŞncia administrativa que tem, ĂŠ uma coisa. Agora se, amanhĂŁ ou depois, ele deixa o partido, seria um grande prejuĂ­zoâ&#x20AC;?, avalia.

SIl`msÂ&#x152;lrtrodhÂ&#x2039;Â&#x2030;nc`itÂ?y`mnb`rnRbgltsyhfdGÂ&#x2C6;mcd ALEXANDRE MIORIM alexandre@jornalahora.inf.br

TEUTĂ&#x201D;NIA

Expira nesta segunda-feira, 18, o prazo para o MinistĂŠrio PĂşbli-

co recorrer em terceira instância (STF ou STJ) da decisão do Tribunal de Justiça acerca da suspeição da juíza Patricia Stelmar Netto na condução do processo da Operação Schmutzige Hände. Em 27 de fevereiro, os desem-

bargadores indeferiram por unanimidade o pedido do MP, por meio de embargos declaratĂłrios, contra a decisĂŁo anterior do TJ de afastar a magistrada da presidĂŞncia do julgamento. O afastamento havia sido solicitado pela defesa

dos rĂŠus, que alegou â&#x20AC;&#x153;parcialidadeâ&#x20AC;? por parte da juĂ­za no andamento do processo. Com a decisĂŁo do TJ, o julgamento tende a passar para a responsabilidade da outra juĂ­za da comarca de TeutĂ´nia, Ă&#x201A;nge-

la Lucian. O processo decorre da operação S^ <? ST¼PVaPSP T\ !' ST \Paço de 2018, que teve como alvo pessoas ligadas ao Executivo de Teutônia, suspeitos de corrupção e outros crimes.


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

10

MunicĂ­pio anuncia obras em nove vias. VĂĄrias estĂŁo ruins FOTOS MATHEUS CHAPARINI

Governo buscou financiamento do Badesul. Total do investimento serĂĄ de R$ 6,2 milhĂľes

Trechos contemplados Rua

Valor estimado

Avenida Alberto Pasqualini Entre o viaduto da BR-386 e a rua Washington Luiz

Avenida Beira Rio Entre a rua Bernardino Pinto e a Rua da Divisa

Avenida Castelo Branco Entre a rua LupicĂ­nio Rodrigues e a estaca 0+652

Rua 17 de dezembro

Rua Carlos Spohr Filho Entre as ruas Padre Theodoro Amstad e JoĂŁo Abbot

Rua Leopoldo Sulzbach Entre a rua ExpedicionĂĄrios do Brasil e a rua Lateral Ă BR-386

Liberato Salzano Vieira da Cunha Entre a rua ExpedicionĂĄrios do Brasil e a rua Lateral Ă BR-386

Rua Olavo Bilac Entre as avenidas Benjamin Constant e Alberto Pasqualini

LAJEADO

A

administração municipal prepara uma licitação para asfaltamento de nove vias do municĂ­pio. Entre as obras previstas, estĂŁo o asfaltamento de ruas de paralelepĂ­pedo e o recapeamento de pontos em que o asfalto estĂĄ em mĂĄs condiçþes. O projeto inclui PX]SP P ¤]P[XiPäÌ^ SP ]^eP adP que vai ligar a Oswaldo Aranha Ă

Principal obra ĂŠ o asfaltamento entre a Oswaldo Aranha e a Bento Rosa

Bento Rosa. O investimento previsto ĂŠ de R$ 6,2 milhĂľes, dos quais R$ 5 \X[WĂ&#x153;Tb eXaĂŚ^ _^a \TX^ ST ¤]P]-

ciamento do Badesul, a ser pago em 20 anos. O restante serĂĄ investido pelo municĂ­pio como contrapartida.

O contrato com o banco deve ser assinado na próxima semana. O edital estå praticamente pronto e serå lançado após a assinatura do compromisso com a instituiäÌ^ ¤]P]RTXaP BTaĝ TbR^[WXSP P empresa que apresentar o menor preço em cada trecho. As obras devem durar cerca de seis meses, P_ďbPR^]¤a\PäÌ^SPbT\_aTbPb vencedoras da licitação.

Desafogar vias principais O diretor de Captação de Recursos e Projetos Especiais, Isidoro Fornari, explica que foram prioaXiPSPbeXPbSTVaP]STRXaRd[PäÌ^ Â&#x203A;BĂŚ^ adPb `dT câ\ ÂĽdg^ bXV]X¤cativo, alĂŠm de entradas e saĂ­das da cidade. Com esta melhora do pavimento, acreditamos que vai desafogar algumas vias, como a 0[QTac^?Pb`dP[X]XÂ&#x153;P¤a\P Äž^RPb^SPbadPb;XQTaPc^BP[iP]^EXTXaPSP2d]WPT;T^_^[S^ Bd[iQPRW `dT aTRTQTaĂŚ^ PbUP[c^ da rua ExpedicionĂĄrios do Brasil e Ă rua lateral da BR-386. Cria-se assim, alternativas de acesso Ă  rodovia. A avenida Alberto Pasqualini receberĂĄ o recapeamento no trecho entre o viaduto sob a BR"'%TPFPbWX]Vc^];dXi

R$ 696,3 mil

R$ 1,2 milhĂŁo

Entre as ruas Bento Rosa e Oswaldo Aranha

matheus@jornalahora.inf.br

R$ 813,2 mil

R$ 761,1 mil

Entre as ruas Bento Rosa e a JosĂŠ Kreling

â&#x20AC;&#x153;ExtensĂŁo da Leopoldo Heineckâ&#x20AC;?

MATHEUS CHAPARINI

R$ 938,7 mil

R$ 703,1 mil

R$ 243,1 mil

R$ 417,9 mil

R$ 456,5 mil

Nova rua estå quase pronta A obra mais complexa e que receberå mais recursos Ê a pavimentação asfåltica da nova rua que ligarå a Bento Rosa e a Osvaldo Aranha. Em processo de construção, a via precisa de toda a infraestrutura. O valor previsto Ê de R$ 1,2 milhão para a pavimentação de um trecho de 500m. O trecho estava previsto para ter liberação em fevereiro. De acordo com Fornari, o tråfego deve ser permitido na próxima semana. No trecho, estå prevista ainda a construção de calçada de um dos lados da via. A obra foi projetada como uma extensão da rua Leopoldo Heineck, mas foi alterada. A ideia Ê que a via tenha ligação com a DÊcio Martins Costa, que deve ter um pequeno desvio de trajeto, no local onde hoje hå um campo de futebol. Uma rótula tambÊm serå construída no local. >_a^YTc^_aTeâPX]SPd\]^e^ acesso à BR-386. No trecho que estå sendo construído, haverå uma rótula, ligando uma via de 800m, a ser construída, que chegarå atÊ a rodovia.

Com muitos buracos, avenida Castelo Branco receberĂĄ recapeamento


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de marรงo de 2019

11


12

A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

ANIMAIS SEM DONO Multa por abandono alerta autoridades e tutores Caso registrado em Venâncio Aires serve de modelo para o Vale do Taquari. Na cidade do Vale do Rio Pardo, o tutor de um cachorro abandonado dentro de uma sacola plástica, às margens da RSC-453, foi multado em R$ 6,4 mil. Em Lajeado, foram registradas apenas duas multas por maustratos em 2018 e governo estuda formas de aumentar as penalidades para este tipo de caso RODRIGO MARTINI rodrigomartini@jornalahora.inf.br

REGIÃO DOS VALES

O

abandono de animais domésticos é crime. Mas são poucas as denúncias e penalidades aplicadas na região. O fato registrado em Venâncio Aires chama a atenção para a necessidade de enrijecer a legislação. A multa de R$ 6,4 mil para o dono de um cachorro deixado às margens da

rodovia estadual foi a primeira após a entrada em vigor de nova lei no município. O tutor foi denunciado pela Polícia Civil (PC) e Ministério Público (MP), após investigação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A ocorrência é de dezembro de 2018, mas a multa foi aplicada só neste ano. CTbcT\d]WPb¥PVaPaP\^cdc^aaTcXaP]S^ uma sacola de dentro do veículo e depositando junto ao acostamento. Dentro do recipiente, um cachorro de porte pequeno, com lesões na área da cabeça. Levado a uma clínica veterinária, o animal não

O abandono do animal pode ser enquadrado na contravenção como também no delito ambiental. Em ambas as situações, significa que o dono coloca o animal à míngua.” MÁRCIA SCHERER DELEGADA DA PC

resistiu aos ferimentos e morreu. Os fatos chegaram até a prefeitura e a PC. Depoimentos de testemunhas e placa do veículo colaboraram para que se chegasse até a identidade do tutor. A partir disto, foi emitido o auto de infração por parte do setor de meio ambiente do Executivo, baseada na legislação aprovada dias antes, em cinco de dezembro de 2018, que endureceu as penas e multas por maus-tratos e abandono de animais naquele município. Em Lajeado, principal e mais populosa cidade do Vale do Taquari, já existe leis para punir tutores de animais domésticos. No ano passado, por exemplo, foram pelo menos duas infrações aplicadas pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema). Uma no valor de R$ 2,9 mil e outra de R$ 1,2 mil. “A maioria das denúncias é referente às más condições dos cachorros. Ou estão amarrados em cordas curtas, ou passam muito tempo no sol, entre outros fatos”, sustenta o secretário da Sema, Luís Benoitt. “Geralmente realizamos visitas ao local, orientamos o tutor para que ele melhore as condições do animal. Se não rea-


13

A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019 FOTOS RODRIGO MARTINI

caT TbbPb P \P]dcT]äÌ^ S^b P]X\PXb T\ _TaUTXcPb R^]SXäĂ&#x153;Tb ST P[^YP\T]c^ P[X\T]cPäÌ^bPĨSTTQT\TbcPaQT\R^\^ Pb _a^eXSâ]RXPb _TacX]T]cTb è aT\^äÌ^ S^b STYTc^b STXgPS^b T\ eXPb _ĨQ[XRPb T T\ [^RPXb _PacXRd[PaTb `dT _^bbP\ VTaPa X]RÄŞ\^S^ P^b eXiX]W^b ¤RP]S^ ^ S^]^ bdYTXc^ P _T]P[XSPSTb 0acXV^ Ĩ]XR^ RXcP `dT Â&#x203A;Ä´ _a^XQXS^ PQP]S^]Pa P]X\PXb T\ `dP[`dTaeXP_ĨQ[XRPÂ&#x153; C^S^^cdc^aPX]SPÄ´^QaXVPS^P\P]câ[^ _Ta\P]T]cT\T]cT X\d]XiPS^ R^]caP P aPXeP T c^SPb Pb S^T]äPb _TacX]T]cTb QT\R^\^_a^_^aRX^]PaPcT]SX\T]c^eTcTaX]ÄťaX^ bT\_aT `dT bT ¤iTa ]TRTbbÄťaX^ CP\QÄ´\ Ä´ ST aTb_^]bPQX[XSPST ST[T _Ta\XcXa ^ PRTbb^ SP ¤bRP[XiPäÌ^ èb ST_T]Sâ]RXPb S^ P[^YP\T]c^ S^ P]X\P[ Â&#x2122; `dT _^STaÄť ^d ]ĂŚ^ TbcPa PR^\_P]WPSP ST \T\Qa^b ST 0bb^RXPäÌ^ ST ?a^cTäÌ^ P^b 0]X\PXb Â&#x2122; bT\_aT `dT ]TRTbbÄťaX^ QT\ R^\^PRPcPaPbSTcTa\X]PäĂ&#x153;Tb

â&#x20AC;&#x153;NĂŁo resulta em prisĂŁoâ&#x20AC;?

Ă&#x2030; de responsabilidade dos tutores manter os animais em perfeitas condiçþes de alojamento, alimentação, saĂşde e bem-estar, alĂŠm da remoção dos dejetos em vias pĂşblicas ou terrenos privados

[XiPa]^bb^_TSXS^Ä´]^cX¤RPS^Â&#x153;aTU^aäP As multas em Lajeado por maus-tratos sĂŁo divididas em trĂŞs nĂ­veis: leve (R$ 440), mĂŠdia (R$ !\X[TVaPeTPcÄ´A!(\X[ Â&#x203A;4bcP\^b aTU^a\d[P]S^ P [TX Pretendemos terminar atĂŠ a prĂłgX\PbT\P]P>beP[^aTbSPb_d]XäĂ&#x153;TbbTaĂŚ^QT\\PX^aTbÂ&#x153;PeXbP 1T]^XccÂ&#x203A;EP\^bS^QaPa^eP[^a SPX]UaPäÌ^R^]bXSTaPSPVaPeT TcP\QÄ´\SP\Ä´SXPÂ&#x153;VPaP]cT 7^YT Tg_[XRP ^ bTRaTcÄťaX^ c^SPb Pb \d[cPb bĂŚ^ T]RP\X]WPSPb P^ <? [^RP[ Dependendo da gravidade, pode gerar ou ]ĂŚ^ d\ X]`dÄ´aXc^ RXeX[ Â&#x203A;Äž bT\_aT SXUÄ°RX[ bPQTa `dT\ PQP]S^]^d 3XUÄ°RX[ P[VdÄ´\ _PbbPa P _[PRP ^d d\P ¤[\PVT\ 4\ ! ' _^a TgT\_[^ U^aP\ P_T]Pb TbbPb SdPb\d[cPbÂ&#x153;[P\T]cP

Lei jĂĄ protege os animais

D\P[TXbP]RX^]PSPT\! #SXb_Ă&#x153;Tb^QaTPbaTb_^]bPQX[XSPSTbS^bcdc^aTb4]-

0ST[TVPSPSP?2<ÄťaRXPBRWTaTaRXcP _T[^ \T]^b bTXb 1^[TcX]b ST >R^aaâ]RXP 1>T\! 'aT[PRX^]PS^bP\PdbcaPc^b ST P]X\PXb S^\Ä´bcXR^b Â&#x203A;<Pb bPQT\^b `dT Pb ^R^aaâ]RXPb bĂŚ^ T\ \PX^a ]Ĩ\Ta^Â&#x153;STbcPRPÂ&#x203A;<dXc^bT]caP\R^\^dcaPb RP_Xcd[PäĂ&#x153;Tb ST_T]ST]S^ SP ^aXT]cPäÌ^ S^ 3T[TVPS^ ?[P]c^]XbcP =^a\P[\T]cTR^\^RaX\TP\QXT]cP[4\! (_^a TgT\_[^ cT\^b S^Xb aTVXbca^b R^\ TbcT cÄ°cd[^STRaX\TÂ&#x153;PRaTbRT]cP 0X]SPSTPR^aS^R^\T[PPb^R^aaâ]RXPb R^\ P _aTbT]äP ST P]X\PXb R^\d\T]cT T]e^[eT\ bXcdPäĂ&#x153;Tb a^cX]TXaPb Â&#x203A;D\ eXiX]W^R^\bdb_TXcPST`dT^^dca^cT]WP _a^e^RPS^P\^acTS^bTdP]X\P[S^\Ä´bcXR^ P _TacdaQPäÌ^ S^ STbRP]b^ R^\ ^b [PcXS^b S^ RPRW^aa^b S^ eXiX]W^ T R[Pa^ P]TV[XVâ]RXPTPQP]S^]^S^bP]X\PXb_T[^b_aÄŹ_aX^bS^]^bÂ&#x153; <ÄťaRXP P[TacP `dT ^ RaX\T ST \PdbcaPc^b bT aTUTaT P P]X\PXb S^\Ä´bcXR^b T bX[eTbcaTb0Qdb^bUTaX\T]c^b^d\dcX[PäĂ&#x153;Tb bĂŚ^ ^b \PXb R^\d]b Â&#x203A;> PQP]S^]^ S^ P]X\P[ _^ST bTa T]`dPSaPS^ ]P R^]caPeT]äÌ^ R^\^ cP\QÄ´\ ]^ ST[Xc^ P\QXT]cP[ 4\ P\QPb Pb bXcdPäĂ&#x153;Tb bXV]X¤RP `dT^S^]^R^[^RP^P]X\P[è\Ä°]VdP_^ST]S^\^aaTaSTU^\TT^dca^b_TaRP[ä^b STR^aaT]cTbS^PQP]S^]^Â&#x153; CP]c^PR^]UXVdaPäÌ^P\QXT]cP[`dP]c^ P R^]caPeT]äÌ^ Tg_[XRP P ST[TVPSP bĂŚ^ST[Xc^bR^]bXSTaPS^b\T]^bVaPeTb T\ aPiĂŚ^ SP _T]P X\_^bcP Â&#x203A;=ĂŚ^aTbd[cPT\_aXbĂŚ^S^Pdc^a ATb^[eTbTR^\_T]PbP[cTa]PcXePbR^]U^a\T^Yd[VPS^a0[Vd]b ÄŹaVĂŚ^b cP\QÄ´\ cT\ ^ ST _^STa P_[XRPaSTX\TSXPc^\d[cPbPS\X]XbcaPcXePb BÄŹ WPeTaÄť _aXbĂŚ^ bT TbbTb UPc^b eXTaT\ PR^\_P]WPS^b ST ^dcaPb bXcdPäĂ&#x153;Tb \PXbVaPeTbR^\^P_aTbT]äP STPa\PbSTU^V^^dSTU^a\PäÌ^STPbb^RXPäÌ^RaX\X]^bPÂ&#x153;

Controle desde 1897 > aTVXbca^ ST P]X\PXb S^\Ä´bcXR^baTP[XiPS^W^YT_^a\TX^STd\ _T`dT]^RWX_R^[^RPS^]P]dRPS^b P]X\PXb YÄť ^R^aaT STbST ^ bÄ´Rd[^ aTcaPbPS^ T\ ;PYTPS^ 3Xb_^]Ä°eT[ ]^0a`dXe^7XbcÄŹaXR^S^\d]XRÄ°_X^ d\ S^Rd\T]c^ ST '(& X]cXcd[PS^ Â&#x203A;<PcaÄ°Rd[PS^b2ĂŚTb]PEX[[PST;PVTPS^Â&#x153; TaP ^ \TRP]Xb\^ dcX[XiPS^

A chipagem de animais 0 b^[däÌ^ T]R^]caPSP T\ ;PYTPS^ _PaP TeXcPa ^ PQP]S^]^ ST P]X\PXb S^\ĴbcXR^b ĴS^cP\P]W^STd\VaÌ^STPaa^i0BT\P X]XRX^d T\ !  d\ _a^YTc^ _PaP R^[^RPa RWX_b ST XST]cX¤RPäÌ^ T\ c^S^b ^b RÌTb T VPc^bS^\d]XRİ_X^0TbcX\PcXePTaPST`dT $\X[P]X\PXbaTRTQTaXP\PXST]cX¤RPäÌ^

Hoje, em Lajeado, sĂŁo pelo menos dois mil animais chipados. PrevisĂŁo, em 2011, era registrar mais de 15 mil

_T[P \d]XRX_P[XSPST _PaP R^]ca^[Pa TeT]cdPXb_a^Q[T\Pb 4bRaXc^è\ĂŚ^PU^[WPSTRPSTa]^ P_aTbT]cPePd\PcPQT[PSXeXSXSPT\ caâb R^[d]Pb) cdc^a* R^a S^ _T[^ S^ P]X\P[* T ^ ]^\T S^ RPRW^aa^ >b ]^\Tb\PXbR^\d]bS^bÄ´Rd[^aTcaPbPS^ TaP\ Â&#x203A;5XT[Â&#x153; Â&#x203A;CXVaTÂ&#x153; Â&#x203A;C^cÄŹÂ&#x153; Â&#x203A;1PXc^Â&#x153;Â&#x203A;?T[^Â&#x153;TÂ&#x203A;<^[T`dTÂ&#x153;

0X\_[P]cPäÌ^T\c^S^PRXSPSTSTeTaXP[TePa`dPca^\TbTb?PbbPS^b^Xc^P]^b^aTbd[cPS^TbcÄť[^]VTSTbTaP[RP]äPS^ 7^YT _^dR^ \PXb ST S^Xb \X[ P]X\PXb S^\Ä´bcXR^b TbcĂŚ^ aTVXbcaPS^b Yd]c^ P^ Centro de Controle de Zoonoses do muniRÄ°_X^^]ST¤RP^RP]X[\d]XRX_P[Â&#x203A;4]^bsa estimativa ĂŠ de que existam mais de 30 \X[RPRW^aa^bTVPc^b]PRXSPSTÂ&#x153;^_X]PP eTcTaX]ÄťaXP S^ [^RP[ 9d[XP]P IP]TccX `dT PcdPSTbST! $]^bTc^aÂ&#x203A;<PbÄ´d\PTbcX\PcXeP_^Xb]ĂŚ^WÄťd\2T]b^_PaPcP[ 4bcP\^b¤]P[XiP]S^d\_a^YTc^_PaPaTP[XiPaTbbPR^]cPVT\Â&#x153;PRaTbRT]cP 0 _a^RdaP _^a RWX_b bTVdT QPXgP [P\T]cPT[PÂ&#x203A;4bcÄťSXb_^]Ä°eT[_PaPc^S^b^b R^]caXQdX]cTbbT\Rdbc^ÄžbÄŹcaPiTaPcÄ´^ RP]X[<PbTbcTP]^T]^P]^_PbbPS^_^a TgT\_[^]ĂŚ^eTX^]X]VdÄ´\STU^a\PTb_^]cç]TP CP\QÄ´\ U^aP\ ^UTaTRXS^b T\ UTXaPb 0 _a^RdaP R^bcd\P bTa \PX^a _^a _PacTST`dT\eXPYPSTPeXĂŚ^R^\^bP]X\PXb_^Xb\dXc^bbTaeXä^bPÄ´aT^bR^QaP\ PRWX_PVT\Â&#x153;X]U^a\P D[cX\P\T]cT^bTaeXä^bÄŹÄ´aTP[XiPS^T\ P]X\PXb aTR^[WXS^b PcÄ´ ^ RP]X[ ^d [TePS^b _^a>=6bP_ÄŹbPQP]S^]^^d\PdbcaPc^b Â&#x203A;C^S^b bĂŚ^ RWX_PS^b T \P]cT\^b ^ R^]ca^[T P_ÄŹb P PS^äÌ^ BT e^[cPa _PaP P adP cT\^b R^\^ RWTVPa PcÄ´ ^ cdc^a 9Äť W^deT RPb^cP\QÄ´\STd\RĂŚ^`dTbT_TaSTdT T]caP\^bT\R^]cPc^R^\^S^]^Â&#x153;SXiÂ&#x203A;> R^aaTc^Ä´aTP[XiPaT\c^S^b^bP]X\PXb=ĂŚ^ bÄŹ]^RP]X[3TeTaXPcTaT\R[Ä°]XRPb[^RPXb <PbP`dXÄ´^Ĩ]XR^[^RP[TUP[cPSXed[VPäÌ^ 4\dXc^bPRWP\`dT^RWX_X]R^\^SP4ST U^a\PP[Vd\PXbb^^R^aaTÂ&#x153;


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

14

Fim de semana de atraçþes culturais nas praças de Lajeado ARQUIVO A HORA

Neste såbado, a programação Ê na Praça da Matriz; e no domingo, na Praça do Papai Noel BIBIANA FALEIRO bibiana@jornalahora.inf.br

LAJEADO

A

arte ĂŠ compartilhada em ¤]bSTbT\P]PX]cTaRP[Pdos no municĂ­pio, quando grupos organizam exposiçþes de artesanato, mĂşsica ^dSP]äP>bTVd]S^¤\STbT\Pna de cada mĂŞs ĂŠ reservado para o Arte na Praça do Papai Noel, e o terceiro, na Praça da Matriz. Em STR^aaâ]RXP SP RWdeP ]^ ¤\ ST semana passado, no entanto, este sĂĄbado e domingo serĂŁo de feiras em Lajeado. A Praça da Matriz recebe a Associação de ArtesĂŁs de Lajeado e outros grupos de artistas neste sĂĄbado, das 10h Ă s 18h, na 31ÂŞ edição organizada pela Associação. A presidente, Leila Kauffmann, lembra que a ideia foi criada hĂĄ trĂŞs anos, quando as artesĂŁs tiveram que encontrar um local alternativo para os encontros do ¤\STbT\P]P â&#x20AC;&#x153;NĂŁo podĂ­amos pagar o aluguel de algum ginĂĄsio, entĂŁo de-

Devido às chuvas no fim de semana passado, evento na Praça do Papai Noel foi transferido para este domingo

cidimos costurar, tricotar ou pintar na praça mesmoâ&#x20AC;?, conta Leila. Mas com o tempo, a ideia foi compartilhada com outros artistas e a tarde passou a ser tambĂŠm de eT]SPT^¤RX]Pb Em todas as ediçþes, a comunidade ĂŠ convidada para conhecer ou praticar o artesanato. TambĂŠm sĂŁo esclarecidas dĂşvidas e compartilhadas dicas para a aquisição da carteirinha de artesĂŁo. Para este sĂĄbado, entre guirlan-

das, panos de pratos ou mosaicos, cP\QĴ\ WPeTaĝ ^¤RX]P ST _X]cdra de ovos de Påscoa, para entrar no espírito da data. A criança que [TePa ^b ^eX]W^b aTRTQT P ^¤RX]P gratuitamente. Para quem não levar, serå cobrado R$2,50 por ovo. O såbado tambÊm terå testes gratuitos de acuidade visual, realizado pela Maria dos Olhos. AlÊm de recolhimento de lixo eletroeletrônico e de informåtica pela M&M Coletas. Com som

ambiente, serå oferecido erva mate e ågua quente para o chimarrão. O evento costumava ser realizado aos domingos, mas a praça não recebia tanto movimento. Por conta disto, em reunião no início do ano, a organização decidiu realizar aos såbados, acompanhando o horårio do comÊrcio ao redor.

Praça do Papai Noel Com a chuva do Ăşltimo domingo, a programação do mĂŞs da mulheres prevista para o Arte da Praça, na Praça JoĂŁo Zart Sobrinho foi cancelada e deu lugar Ă uma edição inusitada neste domingo, das 10h Ă s 18h. Geralmente as ediçþes nĂŁo transferidas, respeitando as programaçþes de outros grupos de artesanato pelo Vale do Taquari. Desta vez, no entanto, os expositores sugeriram fazer o evento STbcT \âb ]^ cTaRTXa^ ¤\ ST bTmana. Com a reprogramação da dada, alguns artistas nĂŁo puderam comparecer e outros foram convidados para espalhar a mĂşsica pela praça. Neste domingo, Carol e Guilherme Gregory se apresentam Ă s 15h e Paulo Bottezini, Ă s 16h. Depois segue o palco aberto para quem quiser ocupar. Segundo uma das organizadoras do Arte na Rua, MĂ´nica Kirchhein, o grupo jĂĄ estĂĄ se organizando para a comemoração dos cinco anos de evento no mĂŞs de abril. â&#x20AC;&#x153;Todo o grupo surgiu hĂĄ cinco anos quando conversĂĄvamos sobre muitos artistas que nĂŁo tinham como expor seus trabalhosâ&#x20AC;?, explica MĂ´nica. Assim, criaram a primeira edição que foi ganhando força por meio de incentivos do Sesc, da Univates, de parceiros e do municĂ­pio.

Banda alemĂŁ visita o Vale e celebra tradiçþes DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

LAJEADO

Depois de TeutĂ´nia e Estrela, ĂŠ a vez de Lajeado receber o grupo de mĂşsicos vindos da Alemanha. A banda Musikverein Mittelbuch percorre a ĂĄrea central e nos principais parques da cidade, neste sĂĄbado, 16. A partir das 10h, a banda parte do Largo da Prefeitura e sobe a rua JĂşlio de Castilhos atĂŠ a esquina com a avenida Senador Alberto Pasqualini, levando alegria e diversĂŁo com suas mĂşsicas tradicionais. Segundo o presidente do Centro de Cultura AlemĂŁ de Lajeado, Ademar Breitenbach, essa ĂŠ a segunda vez que o grupo com 25 mĂşsicos visita o maior municĂ­pio do Vale. A primeira passagem ocorreu hĂĄ cerca de trĂŞs anos. â&#x20AC;&#x153;Eles gostaram daqui, fizeram contato com a prefeitura e decidiram voltar. Na quarta esti-

Grupo Musikverein Mittelbuch tambĂŠm se apresenta no domingo, durante a missa matinal da Igreja Matriz

veram em Estrela e ontem (quinta), em TeutĂ´niaâ&#x20AC;?, diz. Quem nĂŁo puder apreciar o espetĂĄculo no sĂĄbado, ainda tem oportunidade de assistir Ă Ăşltima apresentação da banda em La-

jeado no dia seguinte. O grupo Ê atração durante a missa matinal da Igreja Matriz, às 8h30. Provavelmente, no domingo eles sigam viagem para outro país latino. Em parceria com o Câmara de

Dirigentes Lojistas de Lajeado (CDL), após a apresentação, o Centro de Cultura Alemã de Lajeado oferecerå aos alemães um tour guiado pelo município com o Cedelinho para apresentar os pontos

turĂ­sticos, como o Parque Professor Theobaldo Dick (Parque dos Dick) e o Parque HistĂłrico. SerĂĄ oferecido um almoço para recepcionĂĄ-los, na sede do Centro de Cultura AlemĂŁ, no SalĂŁo Trol[Ta BTVd]S^  1aTXcT]QPRW P ¤\ de proporcionar um experiĂŞncia gastronĂ´mica local, serĂĄ servido churrasco. â&#x20AC;&#x153;Comida tĂ­pica alemĂŁ eles comem lĂĄ (risos)â&#x20AC;?, comenta Breitenbach. O presidente do Centro Cultural destaca a importância do intercâmbio cultural, e lembra que em setembro, alguns integrantes viajam para a Alemanha, durante a Oktoberfest. O secretĂĄrio de Esporte, Cultura e Lazer, Carlos Reckziegel, celebra a vinda do grupo. â&#x20AC;&#x153;SerĂĄ um prazer recebĂŞ-los na nossa cidade. Convidamos a todos para prestigiarem a passagem da banda, que promete interagir com o pĂşblico. â&#x20AC;?


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

15

Município festeja o carnaval neste såbado Escola Renascer do Samba e Moleque Atrevido, de Encantado, desfilam do calçadão

DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

Embalados pelo tema â&#x20AC;&#x153;A histĂłria da escadaria e as estĂĄtuas de Eva e AdĂŁoâ&#x20AC;?, o samba enredo da Renascer do Samba conta a histĂłria da tradicional escadaria de Estrela, Ă s margens do Rio Taquari. O secretĂĄrio de Cultura, Marcelo Braun, conta que as primeiras negociaçþes comerciais do municĂ­pio eram feitas por navios. Assim, as mercadorias embarcavam e desembarcavam passando pela escadaria. >[^RP[S^STb¤[TbTaÄťT]UTXcPS^T iluminado para receber as escolas e o pĂşblico que estĂĄ convidado tambĂŠm para trazer cadeiras e participar da festa feita Ă s famĂ­lias. â&#x20AC;&#x153;O Carnaval ĂŠ uma cultura forte do municĂ­pio, que vem de geraçþes, e prezamos muito pela conservação desta histĂłriaâ&#x20AC;?, ressalta Braun.

BIBIANA FALEIRO bibiana@jornalahora.in.br

ESTRELA

O

calçadão da rua Fernando Abott, no Centro de 4bcaT[PaTRTQTaĝSTb¤[Tb de carnaval neste såbado, a partir das 20h. Com samba no pÊ e sorriso no rosto, depois de nove anos apresentando o grupo Renascer do Samba como um bloco, desta vez eles vão às ruas com alegorias dignas de escola de samba. Com duração mÊdia de uma hora para cada apresentação, a Escola de Samba Moleque Atrevido, de Encantado, abrirå a festividade, com cerca de 120 integrantes.

Renascer virou escola Carnavais no município costumam atrair centenas de famílias ao calçadão

Desde que a Renascer do Samba foi criada hĂĄ cerca de 10 anos, os

carnavais eram festejados em blocos com camisetas e folia pelas ruas de Estrela. As cores verde e branca sempre foram marcas do grupo que nasceu da amizade no bairro Imigrante, em Estrela. Rose dos Santos Ê a primeira secretåria da escola, e participa do grupo hå três anos. Ela conta que faz três meses que a Renascer do Samba conseguiu o CNPJ que veio com o título de escola de samba e grandes responsabilidades. ?PaP ^ STb¤[T STbcT bĝQPS^ ^b cerca de 120 integrantes enchem as ruas com alegria. A confecção das fantasias e alegorias iniciaram no ¤\ S^ P]^ _PbbPS^ T ]P cPaST ST sexta-feira, ainda movimentaram os integrantes da escola. Os carros alegóricos remetem à escadaria de Estrela e ao Sol, que ilumina o município. A expectativa Ê grande para o primeiro carnaval da Renascer do Samba como escola, no município.

Resgate cultural AtÊ o dia 22, o Centro de Cultura de Estrela recebe a exposição de antigos carnavais do município. Segundo a historiadora Letícia Oliveira de >[XeTXaPbÌ^TgXQXSPbU^c^VaP¤PbS^ início dos anos 70, dos anos 80 e das últimas festividades do município, desde 2011. Ela conta que os carnavais no município eram marcados por encherem o calçadão de Estrela com fantasias e músicas de samba.


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

16

Um homicĂ­dio e duas tentativas deixam polĂ­cia em alerta PolĂ­cia investiga onda de homicĂ­dios desde o começo de 2019. No bairro Conservas, homem foi morto dentro de casa DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

conseguiram. Na sequĂŞncia passaram a atirar. A vĂ­tima entregou 27 cĂĄpsulas ResidĂŞncia na rua Etelvino Teobaldo Tomas, bairro Planalto ĂŠ atingida por quase 30 tiros. O morador registrou ocorrĂŞncia., tentaram arrombar a porta. NĂŁo conseguindo, atiraram. VĂ­tima entregou Ă polĂ­cia 27 estojos de pistola calibre .40.

LAJEADO

A

o longo da semana, o municĂ­pio registrou um homicĂ­dio e duas tentativas. A sequĂŞncia de crimes pĂľe a PolĂ­cia Civil em alerta. De acordo com o titular da Delegacia de PolĂ­cia de Lajeado, MĂĄrcio Moreno, a quantidade de homicĂ­dios e tentativas em 2019 chama atenção das autoridades policiais. â&#x20AC;&#x153;Houve um aumento bastante significativo no nĂşmero de homicĂ­diosâ&#x20AC;?, afirma. PorĂŠm, o delegado considera que ainda ĂŠ cedo para determinar as motivaçþes e as relaçþes entre os crimes. â&#x20AC;&#x153;Essa cadeia de homicĂ­dios gera uma complexidade, temos que ter prazo de maturação da investigaçãoâ&#x20AC;?, conclui. Na noite da terça-feira, 12, um homem foi assassinado dentro de casa, no bairro Conservas. O crime ocorreu por voltas das 23h30. De acordo com a Brigada Militar, dois homens invadiram a residĂŞncia, localizada na rua Alcides Pacheco dos Santos, e alvejaram Cristiano Feloir, 31 anos. A vĂ­tima foi encaminhada ao Hospital Bruno Born, mas nĂŁo resistiu e morreu na mesma noite. No momento do crime, a esposa e P ¤[WP SP eÄ°cX\P TbcPeP\ ST]ca^ da residĂŞncia.

Homem preso no Centro CRISTIANO FELOIR VĂ­tima de homicidio em Lajeado

Quase 30 tiros no Planalto Na mesma noite, poucas horas antes, uma tentativa de homicídio foi registrada no bairro Planalto. Uma residência na rua Etelvino Teobaldo Tomas foi alvejada com quase trinta tiros de pistola. O morador relatou à polícia que estava em casa quando três W^\T]b RWTVPaP\ P¤a\P]S^ bTrem da polícia. Os criminosos tentaram arrombar a porta com chutes, mas não

Na tarde da quarta-feira, um W^\T\ U^X _aTb^ T\ ¼PVaP]cT por uma tentativa de homicídio. A prisão ocorreu na rua Borges de Medeiros, no Centro, por volta das 17h. A Brigada Militar foi chamada ao local por uma denúncia de que haveria um tiroteio. Com a chegada da guarnição, dois homens correra, um para dentro de uma casa, outro para os fundos. Após pular a janela, um deles U^X STcXS^ > bdb_TXc^ U^X XST]cX¤cado como Maikel Renato Back, tambÊm conhecido como �ndio. Com ele, foram encontrados sete muniçþes intactas de pistola calibre 9mm. De acordo com a BM, o homem confessou que portava uma pistola e se desfez da mesma na chegada dos policiais. A arma não foi localizada.

Mulher ateia fogo em corpo do companheiro CRUZEIRO DO SUL

Um homem de 19 anos teve cerca de 18% do corpo queimado na noite dessa quinta-feira, 14. Ele vĂ­tima de uma tentativa de

OBITUĂ RIOS JOSĂ&#x2030; VILIBALDO GERHARDT faleceu ontem. O sepultamento ocorreu no CemitĂŠrio CatĂłlico de Canudos do Vale. Para informar falecimentos, contate o A Hora WhatsApp: (51) 92487689 â&#x20AC;˘ Fone: 3710 4200 â&#x20AC;˘ E-mail: editor@jornalahora.inf.br

homicĂ­dio por volta das 20h30. De acordo com o registro policial, ele se envolveu em uma discussĂŁo com a sua companheira. A vĂ­tima relatou que durante a briga, ela jogou ĂĄlcool na vĂ­tima

e acendeu um isqueiro. O crime ocorreu na rua da Divisa. A acusada acompanhou a vĂ­tima atĂŠ o Hospital Bruno Born, mas depois nĂŁo foi mais vista.

InudlÂ&#x152;oqdrnonqsqÂ&#x2026;Ă&#x161;bn no bairro Imigrantes ESTRELA

Um jovem de 19 anos foi preso por volta das 17h35, desta quinta-feira, 14, na Rua Gabriel Aloísio Mallmann. A prisão foi realizada em operação em conjunto entre a Brigada Militar e a Polícia Civil de Estrela.

Os policiais cumpriam mandado de busca e apreensão em um ponc^STcaĝ¤R^STSa^VPb`dP]S^¼Pgraram o jovem vendendo drogas. No local, foram localizados aproximadamente 40 gramas de maconha, 20 gramas de cocaína, 4 gramas de crack, material para embalagens e balança de precisão.


SEMA FIM DE

N A , 1 6 E 17 D

E MARĂ&#x2021;O DE 2019

Slime com

bolinhas

B

rincar de slime sempre ĂŠ muito divertido! Como vocĂŞ jĂĄ sabe, essa massinha de brincar tem muitas formas de ser feita, que tal experimentar mais uma?

Materiais - 2 garrafas de cola escola branca escolar - Amido lĂ­quido - Pompons

Despeje as duas garrafas de cola em um copo ou tigela. Adicionar um pouco de amido líquido de cada vez e mexa bem entre cada adição de amido líquido. 0SXRX^]TP\XS^PcĴ`dTP\PbbP]Ì^¤`dT\PXb grudenta e desgrude das laterais da tigela. Uma vez que o lodo Ê formado e você amassou para tornålo uniforme, adicione seus pompons e amasse-os. Prontinho. Mantenha o seu slime em um recipiente ou saco selado. Vai manter por vårias semanas de jogo!

HISTĂ&#x201C;RIAS DA TIA CHICA A

vovĂ´ moisĂŠs Hoje, 1992, se entrĂĄssemos numa mĂĄquina de tempo e a programĂĄssemos para retornar a Lajeado de 33 anos atrĂĄs o que verĂ­amos? Uma cidade bem pequena começando a progredir, ruas sem calçamento, o Rio Taquari sem poluição, o Parque Municipal junto ao Clube Tiro e Caça com seu lago e sua pequena cascata de ĂĄgua fresquinha. Ă&#x2030; histĂłria desta ĂŠpoca que quero lhes contar. Ă&#x2030; nesta cidade, que um grupo de crianças viveu muito feliz, foi Ă escola, andou de carrinho de lomba, e tambĂŠm foi Ă  matinĂŞ num cinema que se chamava Avenida. Mas, essa turma gostava muito de brincar pelas ruas e foi numa dessas aventuras que aconteceu um fato que a tornou muito especial. SenĂŁo vejamos: um dia cansados das brincadeiras de rotina, resolveram fugir dos olhares atentos das mĂŁes e explorar um pouco mais a cidade de que tanto gostavam. SaĂ­ram fugidos, acompanhados de um cĂŁo pastor alemĂŁo chamado Rin-Tin-Tin, apĂłs andarem pelo Parque Municipal e explorarem o velho moinho com sua roda dâ&#x20AC;&#x2122;ĂĄgua e seus pequenos martelinhos musicais, um deles disse: â&#x20AC;&#x153;Vamos subir por esta rua para ver onde vai dar?â&#x20AC;? Uns queriam ir, outros tinham medo, apĂłs discutirem o assunto por alguns minutos, todos acabaram concordando e lĂĄ foram eles, como um pequeno bando de exploradores, subiram a rua, tropeçavam, olhares espantados, tudo era diferente para eles. CaminhaeP\^b\PX^aTb[TeP]S^^b\T]^aTb_T[P\ĂŚ^Y^VPeP\_TSaX]WPbTR^[WXP\ÂĽ^aiX]WPb nos terrenos baldios, onde hoje existem belas casas, a rua que era entĂŁo diferente chama-se hoje Lothar Felipe Christ. E, eis que de repente, aconteceu o inesperado, ao passarem diante de d\PRPbP`dPbT]^¤\SPadPbTbda_aTT]STaP\R^\^`dTeXaP\d\ senhor de pele bem escura, cabelos jĂĄ branquinhos que naquele momento estavam cobertos por um chapĂŠu, estava ali a tomar sol daquela linda manhĂŁ. O grupo se assustou um pouco a princĂ­pio, mas, ele lhes

Ana CecĂ­lia Togni chica@itrs.com.br

sorriu mansamente e eles responderam ao cumprimento e foram indo embora ruidosos como sempre. ApĂłs algum tempo, retornaram para casa e contaram para as mĂŁes a sua aventura, descobriram entĂŁo que aquele senhor chamava-se MoisĂŠs Cândido Veloso, mas para eles, a partir daquele dia, passou a ser apenas o VovĂ´ MoisĂŠs, que eles muitas vezes voltaram a visitar nas suas exploraçþes e aventuras. Se a mĂĄquina do tempo do inĂ­cio de nossa histĂłria voltasse agora para 1992, encontrarĂ­amos aquelas mesmas crianças, hoje adultos, alguns em Lajeado, os outros em diversas cidades do Brasil e se perguntĂĄssemos a cada um deles como vocĂŞ lembra do VovĂ´ MoisĂŠs? Eu tenho certeza de que todos lembrariam dele com muito carinho, pois naquela ĂŠpoca nenhum deles sabia da sua cultura, da vontade de ensinar aos outros, nem que era um grande mĂşsico, nem que com uma determinação constante fundou um jornal, e que tambĂŠm tinha como ofĂ­cio acender lampiĂľes de gĂĄs que iluminavam as ruas, nada disso sabiam, viam apenas que era um avĂ´ muito querido que eles aprenderam a conhecer e respeitar, pela sua simplicidade e seu jeito de falar. Lajeado hoje ĂŠ bem diferente, uma cidade que cresce, as ruas tĂŞm calçamento e atĂŠ asfalto, as crianças quase nĂŁo brincam e correm por elas. A antiga casa do VovĂ´ MoisĂŠs, tambĂŠm nĂŁo existe mais, mas, agora hĂĄ outra casa maior, que nĂŁo ĂŠ a dele, onde um pequeno grupo STRaXP]äPb¤RPeP]^_ÄťcX^_PaP^deX[^\Pb`dT[TePbTd]^\TT^]ST\dXcPb crianças adquirem conhecimentos que ele tanto queria que todos tivessem. Esta ĂŠ a histĂłria que eu queria lhes contar, a histĂłria de um homem bom, culto, e que ao doar seu terreno para a construção de uma escola, deu oportunidade para as crianças daquele tempo e para todas as outras que vieram a seguir e que ainda virĂŁo, transformarem-se nos adultos de hoje e de amanhĂŁ que continuarĂŁo preservando e honrando o nome deste homem tĂŁo importante para Lajeado, mas que serĂĄ sempre para mim e minha turma de infância o â&#x20AC;&#x153;VovĂ´ MoisĂŠsâ&#x20AC;?.

Produção: Victória Lieberknecht - Arte: Gustavo Tomazi


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

18

Espelho da Vida

Técnico do Manchester City em 2018 (fut.) Prática do ocupante de cargo executivo

Formato do sofá de canto Enxerga

Competição como o Dakar (autom.)

em sua casa. Marcos Paulo pede que Mattoso troque o esconderijo das fórmulas verdadeiras. Os guardiães procuram por Feliciano no casarão. Olavo repreende Lourdes Maria por falar dele para Valentina.

Atitude da pessoa provocadora

O peso Marjorie buscado Estiano, por quem atriz e faz dieta cantora Macaco (Zool.) Tudo, em inglês

Chuck Norris, ator dos EUA

Condição do inscrito no Bolsa Família

Campo de ação (fig.) Tempero da culinária baiana Extemporânea

Medida do potencial elétrico (Fís.) (?) Vista, capital de RR, integrou o AM Nanômetro (símbolo) Apologias (fig.) País natal de Kimi Raikkonen (F1)

Mamífero africano de pescoço longo

Museu Oscar Niemeyer (sigla) (?) Babá, herói de conto árabe Liga nacional de basquete (sigla)

Cervídeo que pode ter 2 m de altura

"Programa", em PNBL (Inform.) Ação imprópria na cerimônia formal "Uma vez (?) a primeira" (dito)

BANCO

Forma aproximada do oceano Atlântico

Nevoeiro típico da paisagem londrina

"Master", em MBA (Econ.)

34

Solução

M E C O R N E R

L A B Ç A N A DO C N I O N DE T E E M P I R E O G Ç O

Jerônimo é seguido por um carro sas do Duque de Kiev. Jerônimo é seguido por um carro. Quinzão entrega dinheiro para Gisela, escondido de Mercedes, e revela a saudade que sente da filha e da neta. Jerônimo recebe uma ligação marcando um encontro na pensão de Odélia, e se surpreende ao ver Galdino. No jantar oferecido por Mercedes, o Duque de Kiev apresenta a todos sua esposa, a duquesa Vanessa.

(?)-2: o chamado "avião invisível"

Graciliano Ramos, escritor alagoano

Surpreendido Amerício (símbolo)

Ponto de parada na viagem ferroviária

Verão 90

Otoniel aconselha João a ir para casa, com receio de que o sobrinho faça algo que prejudique sua liberdade condicional.Diego leva Larissa para casa. Manu diz a Jerônimo que não gostou de ter sido beijada por ele e afirma que os dois são apenas amigos. Jerônimo afirma a Manu que a ama. Gisela incentiva Herculano a participar da seleção para diretor em uma produtora. Mercedes recebe ro-

Motiva a Escanteio demissão por justa (fut.) causa

Analgésico irritante ao estômago, é contraindicado na dengue (sigla)

Sabor de gelatinas

Postura impensável ao tímido

Júnior é hostil com Luz Júnior conta para Sóstenes que Murilo se mudou para a casa de Valentina. Laura conta para Gabriel por que tentou seduzi-lo. Júnior é hostil com Luz. Sóstenes procura Murilo, que pede para conversar com o pai

A arte do Tipo de Bolshoi e amuleto do Kirov A terceira (Rússia) consoante

G I R A F A

O Sétimo Guardião

A mãe de todas as doenças (dito)

F R D I G R N A A L A G I A S I A D L E L T A A L R N D I B I B A R

Tamanhos fora do padrão ou homenagens aos aniversariantes têm 50% de desconto para assinantes. Não assinantes pagam valor de tabela.

Transação financeira realizada com o computador ou com o celular (Inform.)

I B G U A N L O V E R E A F N U R C A I B M A B V O M E O A S N L A C S E M

Clube Social é reservado para os assinantes do A Hora. O leitor tem direito a uma publicação anual grátis. Os conteúdos são restritos para casamentos, nascimentos, formaturas, bodas e aniversários de 15 anos. O assinante deve encaminhar uma foto e texto de no máximo 500 caracteres, ao e-mail recepcao@jornalahora.inf.br.

Priscila sente a presença de Felipe no carro. Gilson interroga Sheila, que acaba revelando que dopou Cris a mando de Isabel. Isabel convence Alain a retomar o namoro dos dois. Gilson intima Isabel a depor. Na delegacia, Sheila revela todas as armações de Isabel. Alain liga para Grace e pede que ela proteja Priscila. Cris/Julia conta a Padre Luiz que Henrique é filho biológico de Eugênio. Hildegard aceita ajudar Otávio e Augusto, mas exige que os dois afastem Danilo de Cris/Julia. Gilson determina prisão de Isabel.

www.coquetel.com.br / © Revistas © COQUETEL www.coquetel.com.br Revistas COQUETEL

E P P A G G A M P E N O T B O O N L F I N D E

Como anunciar neste espaço

Gilson determina a prisão de isabel

3/all — fog — nbb. 4/rali. 6/acinte. 9/finlândia.

ARQUIVO PESSOAL

No dia 16 de março de 2019 forma-se em Administração Milena Rambo Schmitz, na Univates em Lajeado. Por acreditar que este dia chegaria você se esforçou e buscou a cada dia o seu sonho. Por seus próprios méritos venceu, e hoje os aplausos são todos para você. Com carinho dos pais Ernani e Marilene, das irmãs Fernanda e Samantha e do namorado Alexandro.

Cruzadas

Loterias DUPLA SENA Concurso nº 1913 - 14/3/19 Concurso nº 2133 - 13/3/19

Concurso nº 4924 - 14/3/18

19-20-26-51-52-57

19-31-33-42-63

ACUMULOU!

ACUMULOU!

01-16-17-37-43-46 25-27-35-40-47-50 ACUMULOU!

Horóscopo ÁRIES: Evite reagir desmesuradamente à bagunça que se apresenta agora, porque isso só agregaria problemas a um cenário que não comporta mais. Deixe o tempo correr, deposite fé em tudo que foi feito até aqui. Em frente.

CÂNCER: Os riscos não são desejáveis, mas são inevitáveis. Por isso, melhor você os assumir e administrar o mais rapidamente possível, para que não se tornem maiores com o tempo. Você verá que não são bichos de sete cabeças.

LIBRA: Tudo continua andando da melhor forma possível, não há, por isso, motivo de queixas ou lamúrias, a não ser que você prefira se enredar em lamentos e perder a oportunidade de virar a mesa ao seu favor. Continue em frente.

CAPRICÓRNIO: Tome as iniciativas pertinentes para que ninguém fique com dúvida alguma sobre o alcance do território que você domina. Que as pessoas saibam que transitam por esse território apenas porque você o permite.

TOURO: Está tudo a postos para você iniciar ações eficientes que contrariem o foco que pesou sobre você nos últimos tempos. É justamente porque o mundo acha que você está fora da jogada que você pode demonstrar o contrário.

LEÃO: Ainda que de forma bastante atrapalhada, assim mesmo as pessoas avançam e fazem o que deveriam fazer, ainda que fora do tempo certo, que é o que provoca o cenário atrapalhado. Tudo de pernas para o ar, mas em marcha.

ESCORPIÃO: A única a real maneira de obter harmonia nos principais relacionamentos é aproveitar os conflitos e os administrar com realismo. Nada é como deveria ser, as coisas são como são. Parta desse princípio e continue.

AQUÁRIO: Abster-se de tomar iniciativas e agir seria a pior pedida para hoje, pois, ainda que de forma atrapalhada, qualquer ação que você iniciar outorgará a você, pelo menos, a oportunidade de aprimorar todo o processo.

GÊMEOS: Notícias novas se agregam ao que você já sabia e, como resultado, o panorama fica bastante bagunçado. Lide com isso da melhor maneira possível, sem se precipitar para fazer uma arrumação que só seria temporária.

VIRGEM: O cenário não é aquela ordem magnífica que você esperava, mas, pelo contrário, um estado alterado e bagunçado que causa perplexidade. Mesmo assim, parta do princípio de que está tudo bem, em marcha e favorável.

SAGITÁRIO: Aproveite o cenário bagunçado que se descortina à sua frente para tomar a iniciativa de ser quem o domina. Isso, talvez, pareça perda de tempo à primeira vista, mas investindo aí você terá mais controle de tudo.

PEIXES: Acontece muita mais coisa da que sua alma é capaz de assimilar de imediato. Por isso, bate certo desespero, mas não deposite fé nesse sentimento, que é enganoso por não abrir a visão do verdadeiro panorama. É assim.


AH

Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

DESAFIO VALECICLISMO

Aventuras sobre duas rodas Evento inicia Ă s 8h deste domingo. Participantes percorrem 50 ou 100 km EZEQUIEL NEITZKE ezequiel@jornalahora.inf.br

L

ajeado vem se tornando referência no ciclismo no Estado. Na quinta edição, o Desafio ValeCiclismo terå 200 atletas de diversas cidades do RS. A largada ocorre no Parque Professor Theobaldo Dick, a partir das 8h. A retirada dos kits ocorre a partir das 6h. > 3TbP¤^ Ĵ SXeXSXS^ T\ S^Xb trajetos todos em asfalto. No per-

curso curto, de 50km, os atletas sairĂŁo de Lajeado, vĂŁo Ă Forquetinha e retornam. JĂĄ os ciclistas que participam do percurso longo, de 100km, saem de Lajeado, seguem _^a 5^a`dTcX]WP PcÄ´ 2P]dS^b S^ Vale e retornam. Todos que completaram o desafio ganham medalha e os primeiros em cada trajeto nos naipes masculino e feminino, reRTQT\ca^UÄ´d Conforme um dos organizado-

res, FabrĂ­cio Meneghini, a grande procura se deve ao fortalecimento do ciclismo na regiĂŁo e ao sucesb^ S^b STbP¤^b YÄť aTP[XiPS^b Â&#x203A;BÄŹ ]TbcT¤\STbT\P]PcTaT\^bRX]R^TeT]c^bSTQXZT_T[^ABXbb^Ä´ muito bom para o esporte.â&#x20AC;? Ele enfatiza que a procura das pessoas pelo ciclismo vem crescenS^Â&#x203A;2PSP_TSP[SdaP]cTPbT\P]P aTĨ]TT\\Ä´SXP"$_Tbb^PbÂ&#x153; Os representantes do ValeCiclismo pedem prudĂŞncia aos moc^aXbcPb Â&#x203A;EP\^b TbcPa T\ VaP]ST nĂşmero de pessoas e passar por estradas movimentadas.â&#x20AC;? Entre T[PbTbcĂŚ^P4AB "TP1A"'%

Participantes se testam Daniel Arnhold pratica exercĂ­cios fĂ­sicos diariamente. Se nĂŁo

estĂĄ pedalando, vai para a academia ou corre. Neste domingo dis_dcPaÄť^STbP¤^S^b Z\Â&#x203A;<X]WPTg_TRcPcXePÄ´UPiTad\P_a^eP boa, superar a distância e acima de tudo me divertir com o pessoal.â&#x20AC;? Visando a participação, ele inicia a preparação um dia antes, preparando a bicicleta, nĂŁo pratiRP]S^TgTaRÄ°RX^b_TbPS^bÂ&#x203A;=^SXP do evento acordo cedo, me alongo, c^\^d\RPUÄ´SP\P]WĂŚaTU^aäPS^ e vou para o evento.â&#x20AC;? Carlos Lagemann usarĂĄ o evento como preparação para o Circuito dos Vales, que inicia na _aÄŹgX\P bT\P]P Â&#x203A;4bc^d \dXc^ QT\ ¤bXRP\T]cT e^d _TaR^aaTa os 50km para nĂŁo ter um desgascT\PX^a_^Xb\X]WP_aX^aXSPSTÄ´ o Cicuito.â&#x20AC;? 0[Ä´\ S^ STbP¤^ ST _TaR^aaTa 50km, Lagemann terĂĄ que supe-

O trajeto

Serviço O que: 5º Desafio Vale Ciclismo Quando: Domingo Onde: Parque Professor Theobaldo Dick, Lajeado Horårio: 6h (entrega dos kits), 7h45min (informaçþes sobre os trajetos) e 8h (largada).

rar outro. A pouco dias da prova, o pneu da bike furou e terĂĄ que usar uma outra de modelo infeaX^aÂ&#x203A;=ĂŚ^R^]bTVdXT]R^]caPad\ pneu a tempo da prova, entĂŁo vai bTad\STbP¤^P\PXb

Os participantes saem de Lajeado, passam por diversos bairros da ciSPSTR^\^9PaSX\S^2TSa^BĂŚ^2aXbcÄŹeĂŚ^2P\_TbcaTT2^]eT]c^b>b Pc[TcPbbTVdT\PcÄ´5^a`dTcX]WP$Z\T2P]dS^bS^EP[T Z\

DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

Trajeto inicia e termina no Parque dos Dick, em Lajeado. Evento passarĂĄ por Forquetinha (foto) e Canudos do Vale


A HORA ESPORTE | Fim de semana , 16 e 17 de março de 2018

20

DIVISĂ&#x192;O DE ACESSO

Para retomar a liderança FOTOS EZEQUIEL NEITZKE

Lajeadense vai a Venâncio Aires enfrentar o Guarani, às 16h, deste domingo EZEQUIEL NEITZKE ezequiel@jornalahora.inf.br

D

epois de perder a invencibilidade na quinta-feira, o Lajeadense volta a encontrar o Guarani. Neste domingo, a partir das 16h, no EstĂĄdio Edmundo Feix, em Venâncio Aires. Vice-lĂ­der e um ponto atrĂĄs do adversĂĄrio deste domingo, o Lajeadense busca a vitĂłria para seguir nas primeiras colocaçþes. Para conseguir o resultado positivo, o time aposta no retrospecto longe de casa. AtĂŠ o momento o Lajeadense tem a melhor campanha como visitante. SĂŁo trĂŞs vitĂłrias â&#x20AC;&#x201C; BagĂŠ, SĂŁo Gabriel e Inter-SM, e um empate, contra o SĂŁo Paulo, na estreia. Para o confronto, o tĂŠcnico Serginho Almeida nĂŁo poderĂĄ contar com o meia Cristiano, suspenso. Derick e BindĂŠ sĂŁo dĂşvidas. Derick nĂŁo atuou contra o Guarani em virtude de uma lesĂŁo, jĂĄ BindĂŠ foi substituĂ­do ainda na primeira etapa. â&#x20AC;&#x153;Vou definir o time apenas no treino deste sĂĄbadoâ&#x20AC;?, destaca Almeida. AlĂŠm dos desfalques, o Lajeadense nĂŁo terĂĄ seu treinador na beira do gramado. Serginho foi expulso na derrota de quinta-feira. Douglas Bertoldi, tĂŠcnico dos juniores e auxiliar tĂŠcnico do time principal serĂĄ o responsĂĄvel por escalar a equipe. O provĂĄvel time que inicia o jogo tem: Kevin, BindĂŠ (Guilherme), Vitor, Eduardo, Guilherme Dalpian, Cambraia, Rafael Ă?ndio, Marquinhos Guevedi, Kikinho (Marquinhos), Max e Ariel. O treinador acredita que a partida de domingo serĂĄ diferente. â&#x20AC;&#x153;Acredito que o Guarani terĂĄ outra

Lajeadense perdeu a invencibilidade para o Guarani na quinta-feira. Time busca os pontos perdidos em Venâncio Aires, neste domingo

postura, jĂĄ a gente vai seguir igual, _aTbbX^]P]S^S^X]Ä°RX^P^¤\Â&#x153;

Primeiro turno

Com trĂŞs vitĂłrias e um empate fora de casa, o Lajeadense teve uma das melhores campanhas como visitante. Sobre os resultados, Almeida destaca: â&#x20AC;&#x153;Nossa meta era fazer 12 pontos, poderĂ­amos ter feito mais, agora ĂŠ trabalhar para fazer de 10 a 12 pontos TR^]bTVdXaPR[PbbX¤RPäÌ^P_aÄŹxima fase.â&#x20AC;?

O adversĂĄrio

Com 13 pontos, o Guarani venceu quatro partidas, empatou uma e perdeu outras duas. Para a partida deste domingo, o tĂŠcnico Leocir Dall'astra terĂĄ o retorno do atacante Oscar, que cumpriu suspensĂŁo

Douglas Bertoldi serĂĄ o responsĂĄvel por comandar o Lajeadense em campo

na partida dessa quinta-feira.

FICHA TĂ&#x2030;CNICA

Ingressos

Para lotar o estådio Edmundo Feix, a direção do Guarani iniciou nessa sexta-feira a vendas de ingressos. Eles podem ser adquiridos de forma antecipada, com desconto, ou na hora do jogo, nas bilheterias do estådio. Para quem comprar antecipadamente os pontos de vendas são: Rådio Terra FM e Bar do Ernane. Antecipados, os preços são de R$ 15 para acesso às arquibancadas descobertas, R$ 20 para arquibancadas coberta e R$ 25 para cadeiras. Nas bilheterias do Edmundo Feix, no dia do jogo, os ingressos custarão R$ 20, R$ 25 e R$ 35.

8ÂŞ rodada

Edmundo Feix, Venâncio Aires Domingo, às 16h Guarani

Bingo

O Lajeadense promove no próximo dia 21 de março mais uma ação para arrecadar fundos para a disputa da Divisão de Acesso. A partir das 19h30min, ocorre o 1X]V^1T]T¤RT]cT]PbTSTSPBTa São Cristóvão, no bairro São Cristóvão, em Lajeado. Os cartþes estão à venda por R$ 200, com os conselheiros, diretoria e no próprio clube. O valor då direito ao jantar (servido entre 19h30min e 20h30min) com bebida liberada atÊ às 0h para duas pessoas. AlÊm disso, quem participar concorre a um prêmio de R$ 5 mil, três premiaçþes de R$ 500, mais brindes surpresas.

Lajeadense

Villa Sampson LeozĂŁo Saulo Augusto Bruno BĂŞra Cristiano Yuri Souza Juninho Romulo (Marcos Vinicius) Oscar (TchelĂŠ) TĂŠcnico: Leocir Dallastra

Kevin BindĂŠ (Guilherme) Eduardo Vitor Gui Dalpian Cambraia Rafael Indio Marquinhos Guevedi Max Marquinhos (Kikinho) Ariel TĂŠcnico: Douglas Bertoldi

CLASSIFICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O Chave A

Chave B

EQUIPE

PG J V E D GP GC SG

EQUIPE

Guarani

13 4 1 2 10 7

3

1

Esportivo

PG J V E D GP GC SG 16 5 1 1 9 4

5

Lajeadense

12 3 3 1 6 3

3

0

GlĂłria

12 3 3 1 10 5

5

0

SĂŁo Paulo

12 3 3 0 4 1

3

0

Tupi

10 3 1 3 7 6

1

0

1

BagĂŠ

10 3 1 3 10 11 -1 0

Passo Fundo

10 3 1 3 5 6 -1 0

Cruzeiro

9 2 3 1 6 3

0

Igrejinha

9 2 3 2 7 6

SĂŁo Gabriel

7 1 4 2 3 5 -2 0

Ypiranga

8 2 2 3 10 11 -1 0

Internacional

5 1 2 4 6 11 -5 0

U. Frederiquense 4 1 1 4 3 7 -4 0

Farroupilha

3 0 3 4 4 8 -4 -1

SĂŁo Borja

3

Guarani x Lajeadense SĂŁo Gabriel x Cruzeiro Farroupilha x BagĂŠ Inter-SM x SĂŁo Paulo

0

4 0 4 2 4 10 -6 -1

8Âş RODADA Chave A

1

Chave B SĂŁo Borja x Ypiranga Igrejinha x Esportivo Passo Fundo x GlĂłria U. Frederiquense x Tupi


A HORA ESPORTE | Fim de semana , 16 e 17 de março de 2018

21

GRE-NAL 418

ClĂĄssico dos opostos Enquanto o GrĂŞmio vem de dois resultados ruins pela Libertadores. Inter En te emplacar a oitava vitĂłria consecutiva. Partida pela 10ÂŞ rodada do tenta GauchĂŁo serĂĄ disputada na Arena, a partir das 19h deste domingo.

ClĂĄssico pelo GauchĂŁo 161 54 47 60 171 165 HistĂłrico na Arena jogos

vitĂłrias do Internacional

MistÊrio na Arena Após dois tropeços na Libertadores, o Grêmio quer a vitória no clåssico para espantar a crise. Para reencontrar o caminho das vitórias, o tÊcnico Renato Portaluppi promoveu um treino com portþes fechados e não deu pistas sobre o time que inicia a partida no domingo. A única certeza Ê que LÊo Moura e Galhardo seguem se recuperando de lesão e estão fora da partida. Bastante contestado na partida da Libertadores, Maicon e Luan podem dar espaços para Matheus Henrique e Jean Pyerre. Outro que pode iniciar a partida Ê o atacante Diego Tardelli. O elenco tricolor ainda treinarå na manhã deste såbado no CT Luiz Carvalho, na última atividade antes do clåssico.

ProvĂĄvel time titular Paulo Victor LĂŠo Gomes Geromel Kanemann Cortez Michel Maicon (Matheus Henrique Henrique) que)) que Marinho Luan (Jean Pyerre) Everton Vizeu (Diego Tardelli) lli)

CLASSIFICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O CAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

PG V

empates

gols do GrĂŞmio

gols do Internacional

Desde a inauguração da Arena, em 2012, ocorreram 11 clåssicos no Estådio do Grêmio. O retrospecto Ê totalmente favoråvel aos donos da casa. AtÊ o momento foram três vitórias do tricolor, sete empatess e apenas uma vitória do colorado.. O único êxito do Inter foi em 2014, quando Rafael Moura marcou os doi gols no 2 x 1. dois

Daronco serĂĄ o ĂĄrbitro

taluppi TĂŠc: Renato Portaluppi

EQUIPES

vitĂłrias do GrĂŞmio

E

D

GP

GC SG

GrĂŞmio

23

7

2

0

26

1

25

Internacional

19

6

1

2

11

7

4

Caxias

16

5

1

3

13

8

5

SĂŁo Luiz

14

4

2

3

12

11

1

Novo Hamburgo

14 4

2

3

10

12

-2

SĂŁo JosĂŠ

12 4

0

5

9

12

-3

Pelotas

12 3

3

3

7

6

1

AimorĂŠ

12 3

3

3

10

11

-1

Juventude

10 3

1

5

8

14

-6

Brasil

7

1

4

4

8

15

-7

Avenida

6

1

3

5

5

16

-11

VeranĂłpolis

4

0

4

5

5

11

-6

O Gre-Nal 418 jå tem årbitro. Anderson Daronco serå o responsåvel por comandar o clåssico. Ele serå auxiliado Rafael Alves e Lúcio Flor. Jean Pierre serå o quarto årbitro. Daronco levou a melhor no sorteio que contou com Leandro Vuaden. Os dois são considerados os melhores årbitros do estado e os únicos que são capazes de controlar a partida sem maiores problemas. EP[T[T\QaPa`dT^R[ĝbbXR^S^¤\ de semana terå o årbitro de vídeo e o paranaense Rafael Traci serå o responsåvel por analisar as imagens. Este serå o quinto clåssico de Anderson Daronco. O último aconteceu ]Pb`dPacPbST¤]P[S^6PdRWÌ^ 2018, quando o Grêmio venceu por 3 a 0. No total, o retrospecto Ê uma vitória para cada lado e dois empates.

Para manter a boa fase Após um começo de ano irregular, o Internacional chega ao Gre-Nal no melhor momento na temporada. São sete jogos sem derrota. Uma vitória no clåssico iguala a sÊrie de vitórias de 2014. Foi a última vez que o Colorado acumulou oito triunfos consecutivos. Para o confronto, o tÊcnico Odair Hellmann pode ter dois desfalques. O volante Patrick foi substituído ainda no primeiro tempo contra o Alianza Lima e se não estiver recuperado a tempo do jogo deve dar espaço a Nonato. Jå Nico López foi punido pelo TJD com mais dois jogos, devido a expulsão no jogo contra o Juventude. Se o efeito suspensivo não for aceito pelo TJD, o jogador deve ser substituído por D'Alessandro ou Neílton.

ProvĂĄvel time titular Marcelo Lomba Zeca Victor Cuesta Rodrigo Moledo Iago Rodrigo Dourado Edenilson Patrick (Nonato) Nico LĂłpez ((D'Alessandro ou NeĂ­lton) Willian Pottker SĂłbis (Pedro Lucas) TĂŠc: Odair Hellmann

10ÂŞ RODADA SĂĄbado 17h

Novo Hamburgo

x

Juventude

Domingo 16h

Brasil

x

Pelotas

17h

Avenida

x

SĂŁo JosĂŠ

17h

SĂŁo Luiz

x

VeranĂłpolis

17h

Caxias

x

AimorĂŠ

19h

GrĂŞmio

x

Internacional


A HORA ESPORTE | Fim de semana , 16 e 17 de março de 2018

22

TRIATHLON

Estrelenses em OsĂłrio MARIANA WERMANN/DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

Alkine Rissi e Alexandre BĂśhmer disputam a primeira etapa do Campeonato Estadual da modalidade

CalendĂĄrio

N

adar. Pedalar. Correr. Os trĂŞs esportes fazem parte da rotina dos estrelenses Alkine Rissi e Alexandre BĂśhmer, o â&#x20AC;&#x153;XandĂŁoâ&#x20AC;? UPiP[Vd\cT\_^=TbcT¤\STbTmana, a rotina de treino dos dois serĂĄ colocado a prova. Quando ocorre a primeira etapa do Campeonato Estadual de Triathlon, na categoria sprint, em OsĂłrio. A prova consiste em 750 metros de natação, 24 quilĂ´metros de ciclismo e 5 quilĂ´metros de corrida. Ambos conciliam os treinos com Pb_a^¤bbĂ&#x153;Tb0[ZX]TÄ´R^\XbbÄťaXP STe^^T1ÄŠW\TaÄ´Q^\QTXa^4[P caTX]P]PbPRPST\XPbTW^cÄ´XbS^b lugares onde passa. Quando estĂĄ T\4bcaT[PR^aaT_T[PRXSPSTTPcÄ´ ^¤\S^\âb]PSP]PB^VTbÂ&#x203A;8]Xciei os treinos para o ciclo de 2019 jĂĄ em janeiro, ansiedade acho que ST¤]T \Td bT]cX\T]c^ _PaP TbbT novo ano. Costumo dizer que disciplina sempre vai ser a chave para

conseguimos manter.â&#x20AC;? Alkine comenta que apesar de ser uma modalidade cara, existem alguns equipamentos mais baratos e de qualidade. â&#x20AC;&#x153;Hoje eu conto R^\ ^ P_^X^ SP 6^ 1XZT B_^acb de Lajeado, que me auxilia com a QXRXR[TcPT\TSÄťbd_^acTcÄ´R]XR^ Ambos acreditam no crescimento da modalidade, mas XandĂŁo comenta que o custo do esporte faz com que poucos se arrisquem. â&#x20AC;&#x153;Estamos tentando trazer uma etapa do Estadual para Estrela. Ă&#x2030; uma forma de divulgar o esporte.â&#x20AC;?

Alkine e XandĂŁo iniciam neste fim de semana a disputa pelo tĂ­tulo do Estadual de Triathlon

o sucesso, em qualquer ĂĄrea ou bTV\T]c^Â&#x153;0 _[P]X[WP ST caTX]^ Ä´ acompanhada pelo treinador Marcelo Diniz, de Porto Alegre. 9Äť GP]SĂŚ^ R^\^ Ä´ R^]WTRXS^ recebe a planilha de treino pelo RT[d[PaTÄ´PR^\_P]WPS^_T[^caTXnador Jader, da assessoria Triathlon da Praia, quando necessĂĄrio, Yd]c^bUPiT\PSP_cPäĂ&#x153;Tb_PaPSPa continuidade ao programa.

Ă&#x2030; preciso investir Apesar da estrutura teoricamente simples para treinar, o caXPcW[^] ]ĂŚ^ Ä´ d\ Tb_^acT QPaPto. Os atletas precisam investir, P[Ä´\ S^b [^RPXb ST caTX]P\T]c^ em bicicleta, capacete, tĂŞnis e vestuĂĄrio adequado, sem contar Pb X]bRaXäĂ&#x153;Tb T STb[^RP\T]c^b para as provas. â&#x20AC;&#x153;Equipamen-

tos de alta performance nĂŁo sĂŁo baratos, mas para competir em alto nĂ­vel sĂŁo necessĂĄrios. Estou começando no esporte e colhendo bons resultadosâ&#x20AC;?, comemora XandĂŁo. Por enquanto ele nĂŁo cT\ ]T]Wd\ P_^X^ \Pb P¤a\P `dT P XSTXP Ä´ QdbRPa PdgÄ°[X^b Â&#x203A;=ĂŚ^Ä´UÄťRX[=ĂŚ^_^bb^R^\_a^meter minha casa com a ideia do esporte. Vou seguindo conforme

0cÄ´^¤]P[S^P]^PSd_[PTbcaTlense deve participar de todas as etapas do estadual. Os dois triatletas sĂŁo federados e somam pontos ]^aP]ZX]VVPĨRW^Â&#x203A;0XSTXPÄ´Te^luir na modalidade. Pretendo parcXRX_PacP\QÄ´\STc^SPbPbTcP_Pb estaduais de duathlon e aquathlon. BT bdaVXa \PXb P[Vd\P _a^eP e^d conversar com o treinador. Uma que tenho muita vontade de partiRX_PaTdbPaXPR^\^caTX]P\T]c^Ä´P AĨbcXRPST4bcaT[P`dTÄ´d\P_a^va tradicional.â&#x20AC;? JĂĄ Alkine tem um objetivo que atravessa as fronteiras S^TbcPS^Â&#x203A;<TdU^R^TbcÄť]^8a^] Man MaceiĂł, que ocorre em agosc^BTaĂŚ^ (Z\ST]PcPäÌ^(Z\ de bike e 21km de corrida.â&#x20AC;?

Preconceito no esporte A comissĂĄria de voo e triatleta comenta que hĂĄ um pouco de preconceito por ser mulher. â&#x20AC;&#x153;Principalmente quando estou no mesmo nĂ­vel dos homens. Parece que por ser mulher eu nĂŁo tenho que competir com eles. Na ĂĄgua levo socos o tempo todoâ&#x20AC;?, lamenta.

FUTEBOL AMERICANO

Bulldogs estreia no Campeonato Estadual em Mato Leitão D\P PcaPäÌ^ X]ĴSXcP ]P 2XSPST das Orquídeas. A comunidade local terå a oportunidade de assistir pela primeira vez na história, neste såbado, uma partida de futebol americano com a equipe Bulldogs F.A., de Venâncio Aires. O confronto contra

^9deT]cdSTST2PgXPbS^Bd[ĴPTbtreia no Campeonato Gaúcho 2019. A partida estå marcada para às 14h30min, no Estådio da Montanha. Por se tratar de uma novidade em termos de modalidade esportiva, a direção do Bulldogs acredita

em um grande pĂşblico. â&#x20AC;&#x153;Na portaria, o pĂşblico receberĂĄ um fo[WTc^R^\Tg_[XRPäĂ&#x153;TbQÄťbXRPbSPb aTVaPb S^ UdcTQ^[ P\TaXRP]^ 8bb^ facilitarĂĄ o acompanhamento da partidaâ&#x20AC;?, disse o diretor executivo 4SdPaS^B_TaQ

Para saber A equipe Bulldogs, que conta R^\ # Pc[TcPb T `dPca^ cÄ´R]XR^b R^\XbbĂŚ^ cÄ´R]XRP aTP[Xi^d ]^ sĂĄbado passado, dia 9, um treino de reconhecimento do campo e

apronto para a estreia no campeonato. O time venâncio-airense estå na Chave A com Juventude, Porto Alegre Gorillas e Carlos Barbosa Ximangos. Em 2017, o Bulldogs R^]`dXbc^d^cİcd[^]P2^_PABST Futebol Americano.


A HORA ESPORTE | Fim de semana , 16 e 17 de março de 2018

23

AMADORES

INFORME AMADORES

Domingo de muito futebol

Jogos do fim de semana Sábado Boqueirão do Leão – 5ª rodada São Roque

São Roque x

Taça Integração – 3ª rodada

5 de Junho

Classificação Aspirante: São José (5 pontos) e 5 de Junho (3), Esportivo e Internacional (1), e, São Roque (sem pontuar). Titular: São José (4 pontos), São Roque (3), Internacional, 5 de Junho e Esportivo (1).

Sério/14h

Nacional x Estudiantes

Sério/16h

XV de x Brasil Novembro

Linha Pinheiros/ Nova Bréscia

Canarinho x Travesseirense

Domingo Taça da Amizade – Última rodada

Teutônia – 5ª rodada

FELIPE NEITZKE Linha Franck Boa Vista

Linha Germano Alesgut

Juventude x

Ribeirense

Boa Vista x

Esperança

Flamengo x

União Atlético Gaúcho

Ouro Verde x

Classificação Aspirante Chave A: Juventude e Ribeirense (10), Esperança (3) e Boa Vista (sem pontuar); Chave B: Atlético Gaúcho (9), Ouro Verde (7), União (6) e Flamengo (1); Titular Chave A: Juventude (10 pontos), Esperança (6), Ribeirense (4) e Boa Vista (1); Chave B: Ouro Verde (10 pontos), Atlético Gaúcho (6), União (4) e Flamengo (3);Roca Sales

Roca Sales – Última rodada

Boa Vista/Poço das 11 Amigos x Antas Centro/Poço das EC Poço das x Antas Antas Centro/Boa Vista Boavistense x do Sul Linha Schmidt/ Fluminense x Westfália Daltro Filho Riogranx Imigrante dense

Esperança Palmeiras JuventudeWestfália Ecas JuventudeBrochier

Classificação Aspirante Chave A: Ecas (9 pontos), Juventude-Brochier (7), Juventude-Westfália (6), Palmeiras (4) e Esperança (2). Chave B: 11 Amigos (9 pontos), Boavistense e Fluminense (7), Poço das Antas (4) e Riograndense (1). Titular Chave A: Juventude-Brochier (9 pontos), Ecas e Esperança (7), Juventude-Westfália (6), e, Palmeiras (3). Chave B: Boavistense (8), Riograndense (6), 11 Amigos (5), Fluminense (4) e Poço das Antas (sem pontuar).

Veterano

62 jogos movimentam 28 sedes esportivas em 17 cidades do Vale do Taquari. Partidas ocorrem sábado e domingo

Roca Sales, Progresso e a Taça da Amizade definem neste domingo os classificados para o mata-mata EZEQUIEL NEITZKE ezequiel@jornalahora.inf.br

E

nquanto Encantado projeta para abril a abertura do campeonato municipal, Roca Sales, Progresso e a Taça da Amizade conhecem ]TbcT S^\X]V^ ^b R[PbbX¤RPS^b para a fase eliminatória. 5P[cP]S^d\Pa^SPSP_PaP^¤\ da primeira fase, sete times já es-

tão garantidos no mata-mata. Na chave A, a última vaga será disputada entre Concórdia e Independente. As equipes se enfrentam no campo do Independente, às 16h.

da Serra, está de folga e não tem \PXb RWP]RT ST R[PbbX¤RPäæ^ P próxima fase.

Taça da Amizade

Faltando duas rodadas, a com_TcXäæ^_^STR^]WTRTac^S^b^b¤nalistas neste domingo. No Bairro Rui Barbosa, Rui Barbosa e Sete de Setembro fazer o principal jogo S^ ¤\ ST bT\P]P @dT\ _TaSTa dará adeus a competição. Um empate elimina as duas equipes.

A competição conhece neste S^\X]V^ c^S^b ^b R[PbbX¤RPS^b P próxima fase. 11 Amigos, Fluminense, Poço das Antas e Palmeiras disputam as últimas vagas na categoria titular. Já no aspirante Palmeiras, Esperança, Poço das Antas e Riograndense brigam pelas duas vagas que restam.

Progresso Cruzeiro de Tiririca e Sempre Unidos disputam última vaga no grupo A, a partir das 16h. Já pelo grupo B, o São João, de Alta PicaEZEQUIEL NEITZKE

Linha Júlio de Castilhos Titular Linha Júlio de Castilhos Linha Júlio de Castilhos Linha Encruzilhada Linha Encruzilhada

Teutônia A cidade pode conhecer também ]TbcT S^\X]V^ c^S^b ^b R[PbbX¤cados. Pela chave A, o Boa Vista precisa vencer o Esperança, qualquer outro resultado eliminará o time. Já no grupo B, o União pode eliminar o rival Flamengo, dentro da casa dele. Com quatro pontos, ^ D]Xæ^ bT R[PbbX¤RP R^\ eXcĬaXP Um empate deixa tudo para a última rodada.

Taquari O municipal abre o segundo turno neste domingo, mas os torcedores estão ansiosos para a próxima rodada. Maior artilheiro dos gauchões, Sandro Sottilli estreará na competição no dia 24. O jogador defenderá as cores do Taquariense.

Sete de x Juventude Setembro A Independente x Concórdia Esperança A x Copalto Sete de Setembro B

Real Lions x

Classificação Chave A: Botafogo (7 pontos), Sete de Setembro A (4 pontos), Juventude (3), Concórdia e Independente (1). Chave B: Esperança B (15 pontos), Rio Branco (10), Copalto e Esperança A (6), Real Lions e Sete de Setembro B (sem pontuar).Taça da Amizade

Arroio do Meio

Arroio do Meio – 5ª rodada Bairro Rui Barbosa Bairro Rui Barbosa Picada Arroio do Meio

Sete de Setembro

Rui Barbosa x Esperança x

Forquetense

Amigos x

Cruzeiro

Centro/14h

Cruzeiro A.H x

Centro/16h

Sempre Unidos x

Internacional Cruzeiro Tiririca

Classificação Chave A: Gaúcho (7 pontos), Flamengo B (6), Achados e Perdidos (5), Cruzeiro Tiririca (3) e Sempre Unidos (1). Chave B: Flamengo A (9 pontos), Cruzeiro Alto Honorato e Internacional (6), Bar 100 Lona (3) e São João (sem pontuar).

Taça Integração – 3ª rodada Alto Conventos/14h Alto Conventos/16h Linha Pinheiros/ Nova Bréscia

Minuano x Brasil de Alto x Conventos Canarinho x

Bragantino Cruzeiro Travesseirense

Classificação Cruzeiro e Minuano (6 pontos), Bragantino, Brasil, Brasil Alto Conventos e Nacional (3), Estudiantes e XV de Novembro (sem pontuar);

Classificação Aspirante: Esperança (7 pontos), Cruzeiro (5), Rui Barbosa, Amigos e Sete de Setembro (4), Forquetense (sem pontuar). Titular: Forquetense (7), Esperança e Cruzeiro (5), Amigos (4), Sete de Setembro (2) e Rui Barbosa (sem pontuar).

Taquari – 4ª rodada Centro

Colorado x

Centro

São José x

Linha Pinheiros/ Nova Bréscia

Capitão – 2ª rodada Brasinha x

Internacional

Linha Argola

Guarani x

7 de Setembro

Cruzeiro x

Parque do Meio Travesseirense

Aspirante: São José e Parque do Meio (4), Colorado (2) e Taquariense (sem pontuar). Titular: Taquariense (6), Colorado (4), Parque do Meio (1) e São José (sem pontuar).

Cruzeiro do Sul – 3ª rodada Centro

Canarinho x

Taquariense

Classificação

Linha Argola

25 de Julho

Primavera

Primavera x

Canarinho

Bom Fim

Bom Fim x

São Rafael

Classificação Veterano: Canarinho (6), Independente (4), Primavera (2), 25 de Julho, São Rafael e Cruzeiro (1), e, Bom Fim (sem pontuar); Aspirante: Independente (6 pontos), 25 de Julho (4), Primavera (3), Canarinho (2), Bom Fim (1), São Rafael e Cruzeiro (sem pontuar); Titular: Independente (6 pontos), 25 de Julho e Primavera (4), Bom Fim e Canarinho (1), Cruzeiro e São Rafael (sem pontuar);

Copa Integração – 2ª rodada Linha Pinheiros/ Nova Bréscia Linha Pinheiros/ Nova Bréscia Linha Pinheiros/ Nova Bréscia Linha Germano

São José x

Juventus

Guarani x

Relvado

Canarinho x União x

Travesseirense Ouro Verde

Bom Retiro do Sul – 4ª rodada Veterano Bragantino x Grêmio Titular/aspirante

Boqueirão do Leão – 5ª rodada Matão

São José x

Esportivo

Classificação

25 de Julho, do técnico Monga, busca a liderança do municipal de Cruzeiro do Sul, neste domingo

Progresso – última rodada

Independente x Juventude

Aspirante: São José (5 pontos), 5 de Junho (4), Esportivo (2) e Internacional (1), e, São Roque (sem pontuar). Titular: São José e 5 de Junho (4 pontos), São Roque (3), Internacional e Esportivo (1).

Bairro Goiabeira Bairro Goiabeira

Bragantino x Floriano Rudibar x Largados

Classificação Aspirante: Largados (9 pontos), Grêmio (6), Rudibar e Floriano (1), e, Bragantino (sem pontuar); Titular: Largados (7 pontos), Rudibar (4), Bragantino (3), Grêmio e Floriano (1);


A HORA ESPORTE | Fim de semana , 16 e 17 de março de 2018

24

Informe

SETE LAJEADO www.setelajeado.com.br

Primeiros campeões de 2019 FOTOS LUIS WORN/DIVULGAÇÃO

EZEQUIEL NEITZKE ezequiel@jornalahora.inf.br

A

uma semana da abertura da Copa Sete/CBM/ Sicredi de Minifutebol, o Clube Sete de Setembro conheceu os campeões do Torneio de Verão 2019. Tocafogo, pela Série Ouro, e Real Madruga, pela Série Prata, deram a primeira volta olímpica de 2019. Pela Série Prata, o Real MadruVP R^]¤a\^d ^ UPe^aXcXb\^ P^ vencer o Cataluña por 6 x 0 – Ricardo Maria e Alex Goergen, cada um em duas oportunidades, Dilsinho e Artur Secco marcaram os gols na goleada.Já na Série Ouro, o Tocafogo venceu o Polêmicos por 2 x 0. Gols de Gui Eckert e Ismael Douglas da Silva.

Alex Goergen, do Real Madruga foi o artilheiro da Série Prata

PREMIADOS Com gols de Gui e Ismael Tocafogo ficou com o título da Série Ouro da competição de forma invicta

Série Ouro Campeão: Tocafogo Vice-campeão: Polêmicos Disciplina: Futebolzinho Goleador: Guilherme Eckert (Tocafogo) – 5 gols Defesa menos vazada: Marcos Flach e Diego Santos (Tocafogo) – 1 gol

Série Prata

Guilherme Eckert foi o artilheiro da competição na Série Ouro

Real Madruga confirmou o favoritismo ao golear o Cataluña por 6 x 0

Polêmicos ficou com a segunda colocação da Série Ouro

Mateus Marques foi o goleiro menos vazado da Série Prata

Marcos Flach e Diego Santos foram os goleiros menos vazados na Série Ouro

Campeão: Real Madruga Vice-campeão: Cataluna Disciplina: Mundo Real Goleador: Alex Goergen (Real Madruga) – 6 gols Defesa menos vazada: Mateus Marques (Real Madruga) – 6 gols

Cataluña terminou a Série Prata na segunda colocação


25

A HORA ESPORTE | Fim de semana , 16 e 17 de março de 2018

EC AMERICANO/COROAS

Informe

CinquentĂľes Iniciamos nossas atividades desportivas deste ano, no sĂĄbado passado, com um grande jogo, mostrando que 2019 promete grandes disputas. Em campo o time Azul, comandado pelo treinador Schossler, venceu o Vermelho, treinado por OsĂłrio, por 4 x 2. Os gols do Azul foi marcados por Everaldo, duas vezes, Secco e InĂĄcio. JĂĄ o Vermelho teve os dois convertidos por FlĂĄvio. O time Azul atuaou com Ito, Jorge, Ari, Henrique, Ilson, Euclides, InĂĄcio, Secco, Eve-

raldo, Ezequiel, FĂŠlix, JoĂŁo Cebola, Schossler, Belmonte, Otto, MĂĄrio e Galo. JĂĄ o Vermelho atuou com Valmir, Pingo, DĂĄrio Celso, Gerevini, Baldo, Volnei, Fernando, FlĂĄvio, Batata, OsĂłrio, Reni Rui, Raul, AndrĂŠ, RĂŠgis e Valmor. Destacaram-se pelo Azul os atletas Everaldo e Galo, jĂĄ pelo Vermelho FlĂĄvio e Raul. A arbitragem este a cargo do experiente juiz Altevir, auxiliado pelos bandeiras Euclides e JoĂŁo. O primeiro gol do ano foi marcado pelo Secco aos quatro minutos de jogo.

COPA CTC/CONSTRUTORA DIAMOND www.ctclajeado.com.br

Competição inicia dia 23 EZEQUIEL NEITZKE

Por sĂĄbado, 30 clubes devem entrar em campo. No total, cada quadra receberĂĄ cinco partidas EZEQUIEL NEITZKE ezequiel@jornalahora.inf.br

FlĂĄvio e Raul foram os destaques do time Vermelho

Everaldo e Galo foram os responsĂĄveis pela vitĂłria do Azul

Veterano

Jogando no Bairro Campestre, o Veterano empatou em 3 x 3 com a Lavanderia Campestre. Os gols foram marcados por Quaresma, EmĂ­lio e Alex. Nosso time iniciou a partida com AndrĂŠ, Quaresma, Fucks, Cado, Luique, Chita, Nado, FabrĂ­cio, EmĂ­lio, Alex e Chile. No banco estiveram Daniel, Lulu, Laudenor e Robinho.

Fim de semana

Neste sĂĄbado teremos trĂŞs jogos em nosso campo. O veterano vai receber a AABB, de Mato LeitĂŁo, e o master receberĂĄ a equipe do Serrano.

Master

O Master Coroas foi ao Campestre enfrentar o time da Lavanderia Campestre em mais um clåssico. O time adversårio saiu na frente e logo empatamos o jogo com um gol do Jackson. No segundo tempo conseguimos impor nosso ritmo. Xixi marcou o segunS^V^[T1TccX^¤]P[Xi^dR^\\PXbS^Xb0T`dX_TS^;PeP]STaXP SX\X]dXd\Pb]Ì^U^X^bd¤RXT]cT<PbcTa2^a^Pb#g!;PeP]STria Campestre.

Bom fim de semana. Se beber, nĂŁo dirija!

Esporte Clube Americano/Coroas Esta histĂłria nĂŁo pode parar!

C

om 41 clubes divididos em quatro divisþes, o 2[dQTCXa^T2PäPST¤]Xd nessa quarta-feira a Copa CTC/Diamond Construtora de Minifutebol. A competição inicia no dia 23 com a disputa de 15 jogos. 0 ]^eXSPST _PaP TbcT P]^ ¤RP _^a conta do retorno da quarta divisão. Na primeira divisão serão dez equipes. Mesmo número na terceira e quarta divisþes. A segunda divisão Ê a que terå mais equipes: 11. As equipes jogam em turno e returno. Os cinco primeiros vão para a SÊrie Ouro e os demais disputarão a SÊrie Prata.

Torneio de Simples Os sĂłcios tĂŞm atĂŠ o dia 18 de março para inscreverem-se no Torneio de Simples TĂŞnis CTC/ Engemori/Ă gua da Pedra. O campeonato ocorre nos dias 21, 22, 23 e 24/03, com jogos nas 1ÂŞ, 2ÂŞ, 3ÂŞ, 4ÂŞ e 5ÂŞ Classe (atĂŠ 34/ acima de 34 anos), Iniciantes Masculina e Classe Feminina. O torneio serĂĄ QT]T¤RT]cT T Pb _PacXRX_PäĂ&#x153;Tb bTaĂŚ^R^]¤a\PSPb\TSXP]cTS^PäÌ^

No ano passado, muitos gols foram marcados nas partidas aos sĂĄbados

EQUIPES 1ÂŞ divisĂŁo: Lesionados, Borussia, Coroas Mirim/Lyall, QsnÂ&#x2039;pĂ&#x161;smq*Pc`mpbmqc*?jg_lÂ&#x160;_*Ampm_qKgpgk-?pamEÂ&#x201E;q* @grrcpĂ&#x161;cv*QcpD_ja_rps_cEfmqrEP, 2ÂŞ divisĂŁo:Ampm_qKgpgkB*/..NpcqqÂ&#x2C6;m*Dmsp*@_gjcbc Kmlgosc*QcpQmb_`c`*A_lfÂ&#x2C6;mDA*Ampm_qKgpgk-Nmqrmbm?pam* Jgkgr_bmq*N_kncpm*?klÂ&#x2039;qg_cE_jcp_, 3ÂŞ DivisĂŁo:K_p_e_rmq*Qkspdq*A_ngrÂ&#x2C6;m?kÂ&#x2039;pga_*Cvvrp_aj_qqc* @mpsqqg_*Imlbcl_bmq*Is_qcl_b_*Bmlmqb_@mj_*CNRE*Efmqr, 4ÂŞ DivisĂŁo: Cvcasrgtmq*Ncj_bcgpmq*?jg_lÂ&#x160;_23_lmq*Rma_âes_* BÂ?l_km*Bcqamlrpmjc*Jcqgml_bmq@*N_kncpmDA*@_j`m_DA* Pcqclf_DA, de roupas ou cobertores durante o evento. Os interessados devem fazer a inscrição na Secretaria

do Clube, pelo e-mail esporte2@ ctclajeado.com.br ou pelo WhatsApp 98153-1222. Participe!


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

26

IDEIAS

Este Ê um espaço fixo de colunistas convidados pelo A Hora. Cada um escreve um artigo por mês, em espaços previamente estabelecidos e reservados.

ANA LĂ&#x161;CIA F. MARTINI PsicĂłloga

E

ssa geração que hoje chegou aos 60 anos ou mais talvez não tenha projetado na juventude que essa nova fase pudesse trazer tantos STbP¤^b0eT[WXRTTaPeXbcPR^\^^STbRP]b^^¤]P[STeĝaXPbUPbTbPPR^\^SPção e, fatalmente, a espera da morte. Com o aumento da expectativa de vida, uma nova realidade se abriu, e novas possibilidades, desejos, sonhos, realizaçþes passaram a estar presentes na vida de nossos idosos.

A adolescência dos idosos Hoje podemos diferenciar pessoas velhas de pessoas idosas. Velho Ê a pessoa que perdeu a habilidade de exercer a sua própria vida. Idoso se refere a mais idade, mas com condiçþes de se gerenciar, ser independente, ter autonomia. CP[eTi^_aX\TXa^STbP¤^S^bXS^b^b seja a construção da nova identidade. Entender as perdas que ocorrem com a idade: a identidade familiar, com as mudanças na constelação e no seu papel na família; a XST]cXSPST_a^¤bbX^]P[`dP]S^^R^aaTP aposentadoria; a identidade pessoal, com a perda do corpo jovem, da vitalidade, mudanças na sexualidade; a identidade social, seu papel na comunidade. As perdas são inevitåveis, mas o encontro com novas identidades, o orgulho

Combate aos privilĂŠgios

Deputados para dois hospitais: R$ 16 mil para a UTI neonatal do Hospital Municipal de Novo Hamburgo e outros R$ 8,5 mil para o Hospital SĂŁo JosĂŠ de Taquari. E por falar em auxĂ­lio mudança, em parceria com o deputado Daniel Trzeciak protocolei projeto de lei que impĂľe novas regras Ă ajuda de custo para despesas de mudança e transporte de parlamentares. Queremos impedir o pagamento do benefĂ­cio em caso de reeleição ou eleição consecutiva, pois entendo que o deputado que foi reeleito nĂŁo faz mudança alguma. Ă&#x2030; preciso R^acPa]P_aÄŹ_aXPRPa]T>¤\S^U^a^ privilegiado, como o prĂłprio nome jĂĄ diz, ĂŠ outra dessas benesses que deve ser eliminada. Ser honesto nĂŁo ĂŠ favor,

0]P;ĨRXPTbRaTeTbT\_aT]^cTaRTXa^¤\STbT\P]P do mês. Fale com ele: ana.martini@hotmail.com

Pres. do SindicomerciĂĄrios, licenciado em HistĂłria e graduando em Direito

Deputado Federal PSDB/RS

A

atravĂŠs de açþes compensatĂłrias, ajustando as situaçþes negativas em outras que se aproximem dos seus objetivos. Num segundo momento, quando as compensaçþes jĂĄ nĂŁo satisfazem, uma postura acomodada, alternando para objetivos e padrĂľes de menor exigĂŞncia, permitindo manter o sentido de controle sobre a vida. Vou roubar a expressĂŁo criada por um amigo: hoje temos um novo perĂ­odo em nossa vida, a â&#x20AC;&#x153;IdosescĂŞnciaâ&#x20AC;?, os idosos adolescentes. Viver o quanto iremos viver, com resiliĂŞncia para fazer das perdas e mudanças um novo sentido para nossa existĂŞncia.

MARCO D. ROCKEMBACH

LUCAS REDECKER

renovação em cerca de 50% da Câmara dos Deputados, nas últimas eleiçþes, sinaliza que grande parte da sociedade quer algo completamente diferente daquilo que os políticos vinham fazendo atÊ então. Esse novo momento político que estamos vivendo exige uma ^dcaP_^bcdaPT]Ì^Ĵ\T]^bSTbP¤PS^a que o anterior, pois os problemas são velhos e permanecem à espera de uma solução. Acredito que este Ê o grande STbP¤^`dTTbcP\^beXeT]S^STcaP]bformar a política e fazer com que ela esteja mais próxima das pessoas. Inicio o meu primeiro mandato procurando dar o exemplo. Hå poucos dias, doei o auxílio mudança de R$ 24,5 mil recebido da Câmara dos

pelas realizaçþes passadas, a compreensão das frustraçþes, a aceitação das mudanças favorecem que procurem novos objetivos, agora com a habilidade de lidar melhor com o fator tempo. O que favorece um envelhecimento de qualidade Ê a associação de três fatores: saúde física, um bom funcionamento da mente e compromisso com a vida. Podemos pensar que a ausência de doenças favorece o funcionamento físico e mental e este pode facilitar um envolvimento ativo com a vida. E Ê esse envolvimento que hoje vemos relacionado à qualidade de vida. Perdas não resultam necessariamente em um impacto negativo na qualidade percebida. Existe um _a^RTbb^STPYdbcP\T]c^èbSX¤Rd[SPSTb`dT pode funcionar de duas maneiras. Primeiro,

Ê uma obrigação. Por isso, político que då resultados à sociedade não necessita de proteção especial da lei. O foco deve estar nas reformas que o país precisa e não nos próprios interesses. Estamos próximos de um desses momentos decisivos para o país. Devemos ter a responsabilidade de aprovar a reforma da Previdência que o Brasil precisa, e não aquela que alguns querem. Da mesma forma, o Pacote Anticrimes tambÊm aguarda para ser votado e serå um avanço importante no combate à criminalidade. Ainda este semestre temos expectativa de votar o projeto da Lei Kandir, o que deverå dar um alívio às contas do RS. A dívida do RS Ê outro desses assuntos urgentes que precisam de uma solução. Todos sentimos diariamente as consequências da falta de capacidade de investimentos do Estado. Por isso, precisamos tambÊm rever urgentemente o Pacto Federativo. Esta semana instalamos uma Frente Parlamentar para tratar sobre este tema, pois não Ê justo que 70% de tudo que arrecada\^b¤`dT_PaPPD]XÌ^T]`dP]c^P vida das pessoas acontece nos muniRİ_X^b>dbTYP^bSTbP¤^bbÌ^\dXc^b e aguardam o empenho de quem foi eleito para enfrentå-los. O Rio Grande do Sul e o Brasil dependem muito do trabalho da Câmara dos Deputados, pois de lå partirão as mudanças estruturais que devolverão ao estado brasileiro as condiçþes de investir naquilo que Ê necessårio e prioritårio para a população.

;dRPb TbRaTeT bT\_aT ]^ cTaRTXa^ ¤\ ST semana do mês. Fale com ele: dep.lucasredecker@camara.leg.br

Reforma da previdĂŞncia

O

Brasil enfrenta mais uma vez problemas de ordem econĂ´mica e social, tendo como consequĂŞncia medidas recessivas, em que as açþes acabam sempre negligenciando as polĂ­ticas pĂşblicas e afetando o trabalhador, como ĂŠ o caso da proposta da Reforma da PrevidĂŞncia, apresentada pelo presidente Jair M. Bolsonaro, em que a idade mĂ­nima passa a ser o critĂŠrio de aposentadoria e nĂŁo mais o tempo de contribuição. Se a proposta for aprovada provocarĂĄ um grande prejuĂ­zo na vida da classe trabalhadora, especialmente para os trabalhadores rurais, os professores, os trabalhadores em serviços braçais e os trabalhadores em locais periculosos. Como se isso nĂŁo bastasse incluĂ­ram na proposta da Reforma o tema â&#x20AC;&#x153;Direito do Trabalhoâ&#x20AC;?, em que as em-

_aTbPb¤RP\XbT]cPbST_PVPaP\d[cPST# sobre os depĂłsitos efetuados no FGTS na conta do trabalhador que se aposentar e que permanecerĂĄ atuando nela. As empresas tambĂŠm nĂŁo precisarĂŁo recolher o FGTS dos empregados aposentados, que hoje ĂŠ 8% por mĂŞs. O sistema previdenciĂĄrio precisa de adequação, contudo discordo quanto aos argumentos apresentados. Os governos, apoiados pelos grandes meios de comunicação, vendem a necessidade urgente da reforma previdenciĂĄria para conseguir sanar o atual SĴ¤RXcST ($QX[WĂ&#x153;TbTaT_PaPaPbX]YdbcXäPbS^ mesmo sistema. Ora, injustiça ĂŠ manter o pagamento de aposentadorias milionĂĄrias e de pensĂľes vitalĂ­cias que perpassam geraçþes. Injustiça ĂŠ manter a aposentadoria dos militares, que

gerou um rombo previdenciårio militar de 40,5 bilhþes somente em 2018. Pelo exposto, cabem alguns questionamentos: Que correçþes são estas? Por que os segmentos que mais tem privilÊgios estão fora da proposta da Reforma da Previdência? Por que a proposta de captação de recursos não inicia pela cobrança dos devedores da Previdência, estimada em mais de 470 bilhþes, ou R^\^¤\SP3TbeX]Rd[PäÌ^SPbATRTXcPbSP União (DRU), em que o governo pega 30% do arrecadado pela Previdência, estimado em 117 bilhþes? Onde estå a igualdade social? Vale lembrar que a Previdência Ê composta de três pilares: a própria Previdência, a Saúde TP0bbXbcâ]RXPB^RXP[8bb^bXV]X¤RP que a captação de recursos que abastece este sistema vai alÊm da contribuição dos empregados e empregadores. Fazem parte da captação de recursos o faturamento das empresas, o lucro, a receita de concursos de prognósticos, os concursos de sorteios de números, as loterias e as apostas. Ou seja, com todas estas fontes de receita o sistema previdenciårio não Ê ST¤RXcĝaX^ Nesse contexto e de acordo com o professor Paulo Feldmann, da Universidade de São Paulo (USP), uma simples mudança na alíquota efetiva dos muito ricos, passando dos PcdPXb%_PaP(Ĵbd¤RXT]cT_PaPPaaTRPSPa cerca de R$ 186 bilhþes a mais por ano. Diante disso, Ê imprescindível a participação da sociedade no debate, assim como a modernização do país, mas com planejamento e _a^¤bbX^]PXbR^\_TcT]cTbXSĪ]T^bĴcXR^bT comprometidos com os problemas nacionais. A emergência e a oportunidade de iniciarmos uma nova pråtica estão postas, façamos a nossa parte, para que não haja continuidade de açþes irresponsåveis. <PaR^TbRaTeTbT\_aT]^cTaRTXa^¤\STbT\P]PS^ mês. Fale com ele: sec.lajeado@seclajeado.com.br


A HORA | Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

27 EZEQUIEL NEITZKE

artigo ardemio@bewnet.com.br

ARDÊMIO HEINECK

Tu és daqui? A Corrida e Caminhada Só Elas, realizada em Estrela, no domingo passado, reuniu 750 mulheres. Dentre as participantes drs`u`lC`h`mdA`tdqd`Úkg`RnÚ`- Mande sua foto para o A Hora. WhatsApp: (51) 9 92487689.

FRASES DA SEMANA “Se eu for obsoleto na minha função, eu estou fora da equação. Temos que oferecer o que a máquina não consegue. Neste ponto está a inteligência emocional.” Nelson Spritzer, médico e especialista em neurolinguística, durante palestra no Seminário Pense, nessa quarta-feira

“ Vemos pessoas apontar os problemas da educação, mas poucos conhecem o que está sendo feito. Por isso o Pense é tão relevante.”

“O turismo de Encantado e da região vai ganhar um reforço muito grande com esta atração”. Adroaldo Conzatti, prefeito de Encantado, ao falar sobre a construção de um Cristo com 41 metros no Morro das Antenas

Letícia Dell Osbel, professora de Línguas, durante Seminário Pense nessa quarta-feira

EXCLUSIVO PARA OS ASSINANTES DO A HORA

5% DESC. À VISTA

CBM oferece descontos de 5% em materiais da loja (desconto não cumulativo para promoções).

N

o Portal da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari – CIC Vale do Taquari, descobri dados interessantes sobre nossa região. É formada por 36 municípios e localiza-se na Região Central do Estado, a uma média de 150 quilômetros de Porto Alegre. A cidade polo é Lajeado, mas, diferente de outras regiões, onde apenas um município se destaca, em nosso meio temos diversos municípios de expressão que lideram microrregiões. Isto é bom, pois auxilia na obtenção de um salutar equilíbrio socioeconômico regional. A área é de 4.826,7 km² (1,79% da do RS) com 350 mil habitantes (3,11% do RS) com origem em várias etnias: alemã, italiana, negra, portuguesa e portuguesa/açoriana, dentre outras. Pela atratividade do Vale, recebemos dois mil migrantes/ano de fora. Somados aos que aqui residem, ajudam a formar a “raça Vale do Taquari”, trabalhadora, inovadora, alegre, culta, politizada, digna e cumpridora dos seus deveres. Importante que quem aqui chega, incorpore estes valores. E nesta tarefa devem ombrear-se o poder púbico e a iniciativa privada. É uma obrigação nossa para assegurarmos uma região “do bem” e próspera para as gerações que nos sucederem. Logisticamente nossa localização é estratégica, com acesso a outros pontos do estado, país e exterior por rodovias pavimentadas e um entroncamento intermodal hidro-ferro-rodoviário (“Porto de Estrela”). Nos conectamos bem ao aeroporto internacional de Porto Alegre, ao porto de Rio Grande e aos terminais marítimos de Santa Catarina, o que é relevante para despacharmos o que aqui produzimos e recebermos mercadorias e insumos. Economicamente, no meio rural destacam-se as pequenas e médias propriedades familiares, onde dezenas de milhares de produtores dedicam-se à agricultura e

pecuária, levando nossa região a ocupar a segunda colocação em produtividade rural no estado (R$/Km²). Nos demais setores sobressaem-se atividades ligadas à indústria, serviços e comércio, denotando uma saudável diversificação. Praticamente 80% da atividade produtiva gira em torno do agronegócio. Temos como forte característica a produção de alimentos, podendo autodenominar-nos, com justiça, “Vale dos Alimentos”. Destacam-se os derivados lácteos, de frango e de suínos, doces, chocolates, bebidas, etc. Seguem-se mais polos relevantes que temos: moveleiro, calçadista, ervateiro, perfumes, floricultura, chás, vitivinícola, dentre outros. Nos pequenos municípios destaca-se a agropecuária, enquanto nos maiores sobressaem-se atividades ligadas à indústria e ao setor de serviços e comércio. Enfim, com tudo isso, em meio a vales e montanhas, poderíamos dizer que quem aqui está chegou à Canaã, a bíblica Terra Prometida. Se tu és daqui, sabes do que estou falando. Porém, nada disto é de graça e perene se não nos mexermos. Nós usufruímos de condições construídas, palmo a palmo, gota a gota de suor, por todos, desde os que aqui aportaram em meados do século 19, sob condições inóspitas, com poucos recursos, tomados por uma saudade intensa de terras e familiares que deixaram ao longe, premidos pela necessidade. Escolas, hospitais, comunidades religiosas, sociedades de canto, clubes recreativos, tudo, enfim, foi surgindo mercê do espírito associativo privado. Não esperavam pela “teta” do Estado. Do nada surgiu tudo isto, não gratuitamente, mas graças ao espírito da “população Vale do Taquari”, moldada a “sangue, suor e lágrimas” por gerações, por centenas de anos, até os dias de hoje. Contudo, são os “dias de hoje” que preocupam. Nem conseguimos manter o que nos foi legado, que dirá acrescentar o necessário à perenização do bem-estar atual. Mas isto é um bom tema para meu próximo artigo, neste espaço.


Fim de semana, 16 e 17 de março de 2019

MÍN: 19º MÁX: 31º

Sol com nebulosidade e possibilidade de chuva

MATHEUS CHAPARINI

RUAS DE LAJEADO

Governo busca empréstimo para nove obras viárias Avenida Castelo Branco está entre as contemplados pelo financiamento

Buracos e desníveis em sete ruas e avenidas devem ser solucionados nas próximas semanas. Assim como, abertura de uma nova via

e a pavimentação de uma aberta recenetemente completam o pacote de obras previstas a serem feitas Página 10 R^\¤]P]RXP\T]c^

Opiniões

ARDÊMIO HEINECK

Tu és daqui? Página 27

MARCO ROCKENBACH

Reforma da previdência Página 26

LUCAS REDECKER

Combate aos privilégios Página 26

ANA LÚCIA FERREIRA

A adolescência dos idosos Página 26

VICTORIA LIEBERKNECHT

O que ninguém fala Caderno Você

LEILA FRANZ

Coluna Social Caderno Você

Profile for Jornal A Hora

A Hora - 16 e 17 de março de 2019  

A Hora - 16 e 17 de março de 2019