Page 1

EXEMPLAR

HAUER BOQUEIRÃO ALTO BOQUEIRÃO XAXIM UBERABA GUABIROTUBA

GRÁTIS

2ª quinzena de setembro de 2017

CIRCULAÇÃO

Ano 10 – Edição Nº 189

EDIÇÃO QUINZENAL

Foto: Levy Ferreira/SMCS

www.jornaldocomerciohauer.com.br

Foto: Jaelson Lucas / ANPr

Saúde fortalecida

Estado repassa R$ 522 milhões para Curitiba

Pág.

09

Foto: Gilson Abreu/FIEP

Desemprego em queda

Número de trabalhadores desocupados no Paraná teve queda de 13,6% no segundo trimestre.

BOQUEIRÃO Fashion Day

Pág.

15

Curitiba entra para o mapa da moda e impulsiona indústria têxtil.

Pág.

16


2

Geral

Edição quinzenal

ACP e Prefeitura de Curitiba despicham Praça 19 de Dezembro Foto: Isabela Mahyer/SMCS

A Praça 19 de Dezembro é marco do centenário de emancipação do Paraná e abriga um conjunto de monumentos formado por obras de importantes artistas paranaenses, mas infelizmente o local tem sido alvo de pichações. Atentos à conservação da riqueza cultural da cidade e dos espaços públicos, a Associação Comercial do Paraná (ACP), em parceria com a Prefeitura de Curitiba, fez ação de remoção de tinta nas obras expostas na praça, como do painel de granito por Erbo

Estátuas e painel de azulejos da Praça 19 de Dezembro estão livres da pichação.

Stenzel e Humberto Cozzo, que representa os ciclos econômicos do estado, o painel com desenhos de Poty Lazzarotto em azulejos coloridos; o obelisco de concreto armado com 30m de altura com o símbolo do Estado; a estátua do Homem Nu, que homenageia o trabalhador paranaense, e a Estátua da Justiça (a Mulher Nua), realizadas também por Stenzel e Cozzo. A ação durou 15 dias e contou com a ajuda dos produtos de limpeza e impermeabilização cedidas pela empresa Vonder.

Departamento financeiro: Thays de Freitas Dias Reportagem: Ana Carolina Girardi | Diagramação: Rodrigo A. Romani (DRT-PR 7756) Assessoria jurídica: Ricardo Vinhas Villanueva Sinopse Editora Ltda – CNPJ: 09.599.880/0001-39 – Av. Mal. Floriano Peixoto, 5261 – sl. 2 – Hauer – CEP 80.010-130 – Curitiba / PR Fone: 41 3039.2986 | pauta@jornaldocomerciohauer.com.br | www.jornaldocomerciohauer.com.br

10 ANOS

As matérias assinadas não expressam, necessariamente, a opinião deste jornal. Proibida a reprodução total ou parcial de textos ou imagens, produzidas por esta editora, sem autorização prévia e citação completa da fonte, sob pena de sanções legais.


Edição quinzenal

Geral

3

Após anos, viaduto da Marechal Floriano é consertado A mureta estava danificada desde 2015 colocando em risco a segurança dos pedestres e motoristas

O guarda-corpo do viaduto da Avenida Marechal Floriano sobre a Linha Verde estava se deteriorando e no passado, após um acidente no local, a Prefeitura havia feito uma proteção provisória, mas que já estava quase definitiva. Somente agora, com a nova administração municipal, o problema foi solucionado pela equipe de manutenção da Secretaria de Obras Públicas. Fotos: Divulgação

Antes e depois, viaduto foi recuperado e não oferece mais perigo à população.


4

Política

Edição quinzenal

Projeto de Ducci qualifica como improbidade administrativa o atraso dos recursos para Fies e Pronatec A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei do deputado federal Luciano Ducci (PSB), que qualifica como ato de improbidade administrativa da União o atraso no repasse de recursos financeiros para custeio do Fies e Pronatec. De acordo com o projeto, o repasse às instituições de ensino cadastradas no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) não poderá passar de 30 dias. Ducci justifica que, desde 2015, é noticiado na imprensa recorrente atraso por parte do Governo Federal no repasse das verbas necessárias para os dois programas. “Esse atraso prejudica milhares de estu-

Fotos: Divulgação

dantes já matriculados, bem como impede que outros estudantes sejam beneficiados

com vagas adicionais”, diz. Ainda, segundo o parlamentar, o desenvolvimento de

uma nação passa pela democratização do ensino de qualidade a seus cidadãos. “Não podemos permitir tamanho descaso com programas fundamentais para a evolução e a qualidade da educação nacional”, acrescenta. A proposta classifica como improbidade os casos de atraso de repasse de contratos já celebrados ou em andamento. Ducci explica que o objetivo primordial do PL não é penalizar, mas sim dissuadir novas omissões no repasse destes recursos. “Vamos manter o Fies e Pronatec com o regular andamento de suas atividades”, finaliza. O projeto segue agora para Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e, em seguida, para o Plenário.


Cidade

Edição quinzenal

5

260 dias de gestão: os desafios de administrar Curitiba Em entrevista ao Jornal do Comércio Hauer, Prefeito Rafael Greca conta as dificuldades e as novidades para a cidade nestes nove meses de mandato, em especial a Regional Boqueirão Foto: Daniel Castellano / SMCS

Quando a população vai às urnas escolher seus representantes, o desejo é que estes tornem a cidade um lugar melhor e com isso sua vida seja também melhorada. Na capital paranaense não é diferente. Passado 260 dias do início do mandato do Prefeito Rafael Greca, as pessoas querem saber como caminha o planejamento versus a realidade. Um dos pedidos mais frequentes dos moradores da Regional Boqueirão está ligado a recuperação das ruas da região. Qual o cenário levantado pela Secretária de Obras e quais são as projeções para resolução deste problema? Greca: Nestes nove meses, após fazer o ajuste fiscal da Prefeitura e pagar as dívidas deixadas pela gestão passada, formei caixa e reativei no segundo semestre as equipes de manutenção e conservação. Além disto, em comum acordo com o presidente da Câmara Municipal será feito o repasse de R$ 35 milhões de reais para a manutenção da cidade. A previsão é agora recuperar 360 km de ruas por mês, acabando com buracos. Este trabalho de recuperação é de tapa-buraco. Mas também já investi R$ 121 milhões para recuperar 21 quilômetros de ruas, trocando o pavimento danificado por asfalto novo. Vou investir mais R$ 61 milhões para recuperar mais 34 ruas. Dentro deste investimento está a compra de insumos para a Usina Municipal de asfalto, para produzir asfalto 30% mais barato.

câmeras apagadas, desde 2015. Uma licitação está sendo feita para contratar uma empresa que recupere as câmeras. Também estamos fazendo ações de combate ao tráfico prendendo traficantes em diversos locais da cidade, como o São Francisco, Batel e no Boqueirão. As equipes de inteligência da Guarda estão investigando outros locais para fazer a abordagem. Em breve, vamos começar uma operação nas praças da cidade. A primeira será a Tiradentes, para retirar traficantes, punguistas e também atuar em parceria com a Fundação de Ação Social (FAS) para recolher os moradores de rua. Foi reativada a Patrulha do Transporte, que vai ganhar um novo modelo de operação, para combater os arrastões. Mais será feito, aos poucos vamos fazendo muito.

A segurança também é um assunto que frequentemente é levantado por moradores e comerciantes. De que forma a Prefeitura está trabalhando para ajudar o Estado nesta tarefa? Greca: Foi ampliada a parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública. Temos feito ações com a Polícia Militar e também com a Polícia Civil. Começamos a reestruturar o Centro de Monitoramento, que foi abandonado e tinha metade das 500

As condições e o valor do transporte público coletivo somada aos constantes assaltos nas linhas têm sido alvo frequente de reclamações. Qual a estratégia da Prefeitura para resgatar o transporte público de qualidade e aumentar o número de usuários? Greca: Estamos a ponto de derrubar uma liminar que impedia as empresas de transportes de renovar a frota. Em breve, teremos novidades com a retirada dos ônibus velhos. Estamos progra-

Prefeito Rafael Greca afirma que 2018 será um ano melhor para a cidade de Curitiba.

mando mais blitzes nos ônibus e ações específicas para acabar com os arrastões. Pedi um estudo para novas linhas, em trechos mais curtos, e também a implantação do bilhete temporal. As dificuldades para administrar uma cidade como Curitiba são as mais variadas. Além da falta de recursos, quais foram os principais desafios destes nove meses? Greca: Precisei de sete meses para colocar a casa em dia, paguei milhões na área da saúde, para termos remédios nas unidades de saúde, quitei o passivo dos hospitais – o que impedia novas internações -, reorganizei o atendimento e implantei o aplicativo de marcação de consulta, que permite ao cidadão sair da fila do relento e garantir o atendimento na Unidade de Saúde, com apenas um clique no celular. Para ter dinheiro, diminui o número de secretarias, devolvi aluguéis desnecessários, o que permitiu uma economia mensal de R$ 650 mil. Além de economizar também mais de R$ 400 mil por mês, ao quitar a dívida com os fornecedores de remédios e acabar com a compra com os distribuidores, que vendem medicamentos até 40% mais caros. Foi feito o ajuste fiscal, que nos deu um fôlego para recompor a

cidade e melhorar a questão da previdências. Vou fazer a quantidade de ajustes necessários, para cortar as gorduras do custeio e poder investir em melhorias para o cidadão. Como a população pode contribuir para a melhoria da cidade? Greca: Ampliei os canais com a população. Fiz audiências públicas nos 75 bairros para coletar os pedidos da população sobre as prioridades no orçamento de 2018. Os cinco principais temas foram aprovados. Também estou fazendo semanalmente a Prefeitura nos bairros, onde recebo os moradores, lideranças comunitárias e empresariais para ouvir o que é preciso melhorar por bairros. Outra ação é a o trabalho de atendimento dos pedidos encalhados no 156. Quando assumi tinha mais de 70 mil pedidos sem respostas. Está quase zerada a demanda represada e também aquelas que foram pedidas neste ano. Consegui, em função de ouvir a demanda da população, diminuir o tempo de espera para que o serviço do 156 seja atendido. Uma lâmpada que demorava até 72 dias para ser substituída, hoje é feita a troca em 2 dias. Vou melhorar ainda mais. E só posso melhorar ouvindo a população e pedindo que critiquem e me informe o que não está funcionando. Assim posso cobrar para que melhore. Avise-me pelo meu Facebook. Algum projeto e/ou novidade que a população da Regional Boqueirão pode esperar? Greca: A curto prazo será reforçado o trabalho de manutenção de ruas, parques e praças. Estou em cima da Secretária de Saúde para que não ocorra mais desabastecimentos. Ampliei recentemente o número de leitos, em mais 163, para desafogar as UPAS, permitindo melhor atendimento. Estou buscando mais recursos para melhorar a Educação de um modo geral. O ano de 2018 será muito melhor que o de 2017, com uma prefeitura renovada.


6 Saúde

Edição quinzenal

Caputo Neto anuncia construção de nova unidade de saúde na Ceasa O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou na quarta-feira, em Curitiba, a construção de uma nova unidade de saúde para atender a população que trabalha ou mora nos arredores da Ceasa, no bairro Tatuquara. O investimento será de quase R$ 2 milhões em recursos do Governo do Estado. Também foi garantido o repasse de R$ 115 mil para compra de mobiliário e equipamentos. O anúncio foi feito durante as atividades da campanha “Agosto Azul”, que levou uma série de serviços gratuitos de saúde às instalações da Ceasa, na capital. “Atendendo a uma reivindicação que recebemos da comunidade, vamos investir recursos próprios para que esta obra saia do papel. O objetivo é construir uma estrutura que esteja à altura da demanda da região”, declarou o secretário. Para Caputo Neto, a área de abrangência da Ceasa deve ser tratada como se fosse uma verdadeira cidade. “Temos que dar uma atenção especial a este lu-

Foto: Divulgação

Segundo Caputo Neto, a área de abrangência da Ceasa deve ser tratada como se fosse uma verdadeira cidade.

gar. Mais de 15 mil pessoas circulam por aqui todos os dias, um volume superior à população de diversos municípios paranaenses”, ressaltou. A comunidade da Ceasa já conta com uma unidade de saúde à disposição. Contudo, o prédio é modesto e não tem espaço adequado para suportar a demanda local. Além disso, também não é viável ampliar a atual estrutura devido a dificuldades no projeto.

Segundo a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Cecília Huçulak, a nova unidade ficará dentro da Ceasa, em um terreno cedido pela administração à prefeitura. “Esta parceria com o Governo do Estado tem sido essencial para resgatarmos o sistema de saúde da capital. A liberação desta obra é mais uma prova disso”, relatou. Desde 2011, o Estado já destinou mais de R$ 525 milhões para

fortalecer a retaguarda de atendimento de saúde em Curitiba. Destaque para obras em unidades de saúde, melhorias em hospitais estratégicos, repasse de incentivos de custeio para serviços de referência, compra de ambulâncias, entre outros investimentos. EXAMES – Dentro das ações do Agosto Azul na Ceasa, foram realizados 1199 procedimentos, entre testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C, teste de glicemia, aferição de pressão arterial, vacinação, avaliação de saúde bucal e orientações de saúde. No total, 264 pessoas participaram dos vários serviços gratuitos de saúde realizados na sede do Sindicato dos Permissionários da Ceasa Curitiba – Sindaruc. A ação foi coordenada pelas equipes de saúde do Distrito Sanitário do Tatuquara, da secretaria municipal de saúde de Curitiba, com profissionais da secretaria estadual,, tendo ainda apoio da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, da Ceasa Paraná, e do Sindaruc.


Edição quinzenal

7


8

Edição quinzenal

Baixe agora o aplicativo Saúde Já Curitiba. Saia da fila do Posto de Saúde. Agende seu atendimento pelo aplicativo. saudeja.curitiba.pr.gov.br


Investimentos

Edição quinzenal

9

Estado repassou mais de R$ 522 milhões para fortalecer sistema de saúde da capital Foto: Jaelson Lucas / ANPr

Obras em unidades de saúde (US), melhorias em hospitais estratégicos, incentivos de custeio para ações e serviços de referência, ambulâncias, equipamentos, medicamentos para a rede básica e recursos para mutirões de consultas, exames e cirurgias especializadas. Tudo isso faz parte de um amplo conjunto de investimentos do Governo do Estado para resgatar o sistema de saúde de Curitiba. Desde 2011, o volume de recursos repassados já ultrapassa a marca de R$ 522 milhões, segundo o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto. “Trata-se de um grande esforço que temos feito para reestruturar a rede pública de saúde da nossa capital. Queremos transformar Curitiba novamente em uma cidade modelo na área da saúde, oferecendo o que há de melhor à população”, comenta o secretário. ATENÇÃO PRIMÁRIA Somente para obras na rede básica foram destinados cerca de R$ 8,2 milhões. Quatro unidades de saúde, previstas para serem construídas no início da gestão do governador Beto Richa, já estão prontas e beneficiam moradores de Campo Alegre (CIC), Vila Sabará (CIC), Coqueiros (Sítio Cercado) e Xaxim (Sítio Cercado). Há ainda a construção da US do Jardim Aliança (Santa Cândida), que está em fase final de conclusão. De acordo com Caputo Neto, também estão garantidos recursos para a reforma de outras 13 unidades de saúde.

Governo do Estado faz grande investimento na área da saúde de Curitiba

Nesta primeira etapa serão contempladas: US Vista Alegre, US Tingüi, US Fernando de Noronha, US Nossa Senhora da Luz, US Moradias da Ordem, US Abaeté, US Caximba, US Palmeiras, US Caiuá, US Parque Industrial, US Ipiranga, US Pompéia e US Dom Bosco. O investimento será de até R$ 150 mil em cada obra. “A saúde começa pela base e é nesta lógica que estamos trabalhando. Ao fortalecer a retaguarda de atendimento nos bairros, levamos assistência de qualidade para mais perto das pessoas”, detalha o secretário. A expectativa é que todas as obras sejam finalizadas até o ano que vem.

MEDICAMENTOS No início deste ano, o Governo do Estado teve que repassar, em regime de urgência, R$ 4 milhões à prefeitura para a compra de medicamentos. O motivo foi o desabastecimento de unidades de saúde, unidades de pronto atendimento (UPA) e hospitais, que necessitavam desde analgésicos e antitérmicos até antibióticos. Com esta ação, foi possível normalizar os estoques das farmácias municipais. O Governo mantém ainda, no centro de Curitiba, uma das maiores farmácias públicas do país. O local atende 28.700 pessoas, sendo mais de 20 mil

usuários da capital e o restante dos 28 municípios da região metropolitana. São fornecidos gratuitamente 232 tipos de medicamentos para o tratamento de pelo menos 80 doenças. Nesta semana, a unidade curitibana do Programa Farmácia do Paraná alcançou a marca de 200 mil atendimentos em 2017. “Um volume expressivo que demonstra a importância desta estrutura para toda a comunidade. Aqui, atendemos pessoas que dependem destes medicamentos para sobreviver e ter melhor qualidade de vida”, explicou o diretor da 2ª Regional de Saúde Metropolitana, Guilherme Graziani.


MATRÍCUL AS

ABERTAS PARA

AL UN OS

S o v o N DE OUTUBRO Ensinando para transformar

www.erasto.com.br (41) 3376 4566 | Rua Pastor David Koop, 189 - Boqueirão - Curitiba/PR


Edição quinzenal

Educação 11

Você sabe quais as profissões do futuro? Foto: Melvin Quaresma

Se você está se perguntando quais são as profissões do futuro mergulhe neste post, pois, pesquisamos as carreiras mais promissoras e os cursos universitários que desenvolverão as competências necessárias para um futuro profissional próspero em 2025. O mundo está em transformação, e quem não se preparar ficará desinformado e ultrapassado muito em breve. Algumas profissões irão sim desaparecer, porém, muitas outras apenas mudarão a forma como o trabalho é executado. Confira as 5 profissões do futuro em 2025 e saiba como ter uma carreira promissora: 1 - Especialista em Tecnologia da Informação O mundo da tecnologia, programação, computadores, smartphones, aplicativos de celulares e internet exigirá de muito conhecimento para que possamos cada vez mais suprir as necessidades do ser humano, que está bastante exigente. A tecnologia trará ainda novidades que não temos nem ideia que possa existir e precisaremos e muito desses especialistas para entender os processos e oferecer segurança de informação. 2 - Especialista em Comunicação e Marketing Os profissionais desta área já iniciaram o processo do futuro em comunicação e marketing e em 2025 serão bastante exigidos. O marketing diferencia empresas no mercado e é isso o que os futuros consumidores buscarão no mundo do consumo. Diferenciação, personalização, criatividade, boa comunicação. O especialista em comunicação e marketing será o responsável por essa mudança de conceitos entre consumidor e empresa.

3 - Analista de desenvolvimento da organização A palavra de 2025 já está definida: planejamento! E o responsável por esse planejamento da organização será este profissional. Ele criará planos de crescimento, estudos de clima e cultura do mercado onde o negócio está inserido. Para está profissão o curso universitário pode ser bem diversificado, dependendo da área de negócio de cada empresa. O importante é o profissional ter perfil analítico e entender muito bem sobre técnicas de planejamento e gestão de projetos. 4 - Cientista de dados Até 2025 estaremos gerando diariamente o dobro de dados que geramos hoje. E apenas coletar dados não é o suficiente; é preciso saber combiná-los para que eles de fato tragam informações inteligentes para as empresas. Há muitas graduações e especializações disponíveis para os pro-

fissionais que querem ser cientista de dados, mas é preciso ter paixão por tecnologia e facilidade com números para seguir nessa área. 5 - Geriatria Os seres humanos estão vivendo cada vez mais. Por isso, o mercado geriátrico tem muito a ganhar no curto prazo com uma população idosa maior e mais exigente. Os cuidadores de idosos terão emprego garantido, bem como negócios voltados à terceira idade. Para essa área é importante estar sempre atento às necessidades deste público, que requer bastante atenção. Os cursos de medicina ou enfermagem, por exemplo, podem ser boas opções de faculdade. Além dessas 5 profissões citadas muitas outras existirão no futuro, grande parte delas que ainda nem conhecemos. Um exemplo disso é a área de gerenciamento de redes sociais, que hoje é indispensável em várias empresas, mas que praticamente não existia há 5 anos atrás.


Edição quinzenal

Educação 13

ESIC promove workshops sobre Google Analytics e Empreendedorismo Digital No dia 14 de setembro, a ESIC Business & Marketing School promove o workshop Google Analytics - como extrair os melhores insights, com Brian Barns, no auditório da instituição. Há 10 anos no mercado de marketing digital, Barnes atua na performance de projetos digitais, com análises de campanhas e ambientes online para a geração de insumos ao negócio do cliente e recomendações de otimizações e aprendizados em busca do sucesso. Empreendedorismo digital será o tema do segundo workshop, que acontece no dia 19 de setembro, na instituição, com Caio Beck. A ideia é mostrar as últimas tendências em empreendedorismo digital, MVP e cases de pequenos negócios que deram muito certo. Caio Beck é Idealizador de projetos web (página pessoal, camaroteweb, DublinBR, TicketStudy e Xispê) e criador do site Andragogia Brasil, voltado para o ensino de adultos. As inscrições podem ser feitas pelo site www.esic.br ou pelo telefone 0800 41 3742. Será arrecadado

atualizadas e especializadas em Gestão de Negócios e Marketing). Para garantir respaldo internacional aos certificados de seus alunos, a ESIC está entre o seleto grupo que segue os padrões do Executive MBA Council (Conselho Internacional de MBAs), é membro da EFMD (European Foundation for Management Development), AACSB (Associationto Advance Collegiate Schools of Business of USA), AMBA (International Association of MBAs) e CLADEA (ConsejoLatinoamericano de Escuelas de Administración). uma lata de leite em pó ou um quilo de alimento não perecível dos participantes. Vagas limitadas. SOBRE A ESIC: A ESIC é uma Business School Internacional especializada em Gestão de Negócios e Marketing. Com mais de 50 anos de experiência, possui matriz em Madrid e Barcelona, 10 campus na Europa, campus brasileiro em Curitiba, acordos e convênios

nos 5 continentes, especialmente E.U.A., Índia e China. A instituição atua em sete áreas: Graduação, Pós-Graduação (Master e MBA), Executive Education (cursos sob medida e formação in company), Módulos e Missões Empresariais Internacionais, ESIC Idiomas (Escola de idiomas Internacional), Simuladores/ Competições Empresariais Globais e ESIC Editora (com tradição em publicações renomadas,

MAIS INFORMAÇÕES Realização: ESIC Business & Marketing School Data: 14 e 19 de setembro – às 19h30 Local: Auditório da ESIC Business & Marketing School Endereço: R. Padre Dehon, 814 Hauer, Curitiba - PR. Inscr.: www.esic.br ou 0800 41 3742 Investimento: uma lata de leite em pó ou um quilo de alimento não perecível


14 Educação

Edição quinzenal

Design Educacional: movimento de liberdade Por Tatiana Weiler

A proposta para uma boa educação é aquela onde o professor estimula o aluno a pensar e promover seu próprio crescimento. A pirâmide de aprendizagem de William Glasser, é uma das muitas teorias existentes sobre educação, mas é de longe a mais interessante, pois justamente demonstra que ensinar é aprender. Acompanhe: aprendemos 10% quando lemos, 20% quando ouvimos, 30% quando observamos, 50% quando vemos e ouvimos, 70% quando discutimos com outros, 80% quando fazemos e 95% quando ensinamos aos outros. O percentual apresentado de 95% é altamente relevante para aquele que pensa na educação do século XXI, pois o professor deve ter a capacidade de se adaptar a situações desconhecidas e processos educacionais futuros, bem como, a instruir os alunos a fazerem escolhas norteadoras que os ajude a compreender a dinâmica da realidade e a agir no dia a dia, seja em sala de aula ou no mercado de trabalho. Falamos então em Design Educacional, um movimento atual e muito promissor, que permite

nos dias de hoje elevar a possibilidade de desenvolver as habilidades e competências dos alunos a um nível de crescimento altíssimo para tal. A tendência é que problemas conhecidos de baixo aproveitamento escolar, desinteresse, indisciplina, baixos índices de qualidade diminuam com formas mais dinâmicas e interativas de aprendizagem. O processo de design educacional visa ações de planejamento, controle, implementação e avaliação de projetos educacionais, sejam on-line, presenciais ou híbridos. O perfil multi e interdisciplinar do professor influencia diretamente nas ações, que devem buscar diálogo com o aluno através das tecnologias digitais, parceria com outros professores, exploração de outros conteúdos, conhecimento de metodologias e processos nos campos da Educação, Tecnologia, Gestão. A nova ordem educacional exige que frequentemente perguntemo-nos: É necessário algum ajuste na ação educacional? Houve a aprendizagem? Nosso público alvo realmente aprendeu? Quais são os resultados? As respostas podem ser complexas, provocarem questionamentos, mas continuaremos a entender

CURSOS RÁPIDOS

SENAI

CONFIRA OS CURSOS DISPONÍVEIS NA SUA REGIÃO, PARA VOCÊ CONQUISTAR OU SE DESTACAR NUMA PROFISSÃO. Semipresenciais • Almoxarife • Assistente de Contabilidade • Assistente de Recursos Humanos • Colorista Automotivo • Eletricista de Automóveis • Mecânico de Manutenção de Motores Ciclo Otto • Mecânico de Manutenção em Freios, Suspensão e Direção Automotiva • Polidor Automotivo • E muito mais!

Unidade Senai no Boqueirão Rua Dr. Heleno da Silveira, 343 – Boqueirão Informações: ligue 3271-8900 ou acesse senaipr.com.br/cursosrapidos

educação quando demonstrarmos a importância de um ensino online bem elaborado e didático para os seus usuários, e como gera um real aprendizado assim como o formato tradicional.

Tatiane Weiler Facilitadora de Tecnologia Educacional Influenciadora Digital de Educação Coach IKIGAI (41) 99289-7847 | tatianekr@gmail.com


Edição quinzenal

Empregos 15

Paraná teve maior redução de desempregados do Sul e Sudeste O número de trabalhadores desocupados teve queda de 13,6% no segundo trimestre, segundo o IBGE. Em todo o Brasil, a redução foi de 4,9%. No Estado, a redução abrangeu tanto homens quanto mulheres, todas as faixas etárias e graus de instrução Foto: Gilson Abreu/FIEP

O número de trabalhadores desempregados no Paraná teve queda de 13,6% no segundo trimestre de 2017. Passou de 617 mil para 533 mil pessoas. Foi a maior queda entre os Estados do Sul e do Sudeste e a terceira maior do País. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgada pelo IBGE. A queda no número de trabalhadores desocupados ajudou na redução da taxa de desemprego no segundo trimestre. O percentual de desocupados sobre a população economicamente ativa caiu de 10,3% para 8,9% entre o primeiro e o segundo trimestre do ano. Além da queda no número de desocupados, a população ocupada também cresceu no período no Paraná. A taxa de desemprego é calculada com base no número da população economicamente ativa e nos índices de ocupação e desocupação. Em todo o Brasil, o número de desempregados caiu menos - 4,9%, de 14,136 milhões para 13,486 milhões. Do Sudeste e do Sul, o Paraná ficou à frente, por exemplo, de Minas Gerais, com queda de 10,2% no número de desocupados (1,506 milhão para 1,353 milhão) e do Rio Grande do Sul, com diminuição de 8,6% (560 mil para 512 mil). No País, a queda do só não foi maior do que a do Mato Grosso (17,4%) e Pará (16,4%). Homens e mulheres “No Paraná, o que se observa é que a queda no número de desocupados foi generalizada no Estado, abrangendo tanto homens quanto mulheres, todas as faixas etárias e graus de instrução”, diz Júlio Suzuki Júnior,

Paraná é destaque na geração de empregos.

diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes). “Embora o contingente ainda seja elevado, 84 mil pessoas deixaram de ser desempregadas de um trimestre para outro”, ressalta. A população masculina desocupada teve queda de 15,9% de 302 mil para 254 mil. Já a parcela de mulheres desempregadas no segundo trimestre era de 279 mil - 11,4% menos do que no primeiro trimestre. Faixa etária A maior queda no número de desempregados se deu na faixa etária de 14 a 17 anos, com redução de 19,8% na comparação entre os dois trimestres – de 81 mil para 65 mil. O volume de desempregados entre 25 e 39 anos caiu 15,1%, de 186 mil para 158 mil. Já o número de pessoas sem trabalho entre 18 e 24 anos teve

redução de 10,3% de 195 mil para 175 mil. Entre 40 e 59 anos, a população desocupada diminuiu 13%, passando de 138 mil para 120 mil. Entre os trabalhadores com 60 anos ou mais, a população desocupada passou de 17 mil para 15 mil, retração de 11,8%. As maiores quedas na desocupação se deram entre os trabalhadores sem ou com menos de um ano de instrução, com queda de 48,5% - de 33 mil para 17 mil. Em segundo lugar ficou a população com ensino médio completo ou equivalente, que passou de 197 mil para 153 mil, redução de 22,3%. O número de desempregados com ensino fundamental completo ou equivalente teve a terceira maior queda – 15,9%, de 82 mil para 69 mil pessoas. População ocupada Na outra ponta, o número de pessoas ocupadas no Para-

ná cresceu 1,6%, de 5,358 milhões para 5,445 milhões. O resultado se deu principalmente pela população masculina, cujo número de trabalhadores ocupados cresceu 2,8%, de 3,022 milhões para 3,108 milhões. A população feminina no mercado de trabalho ficou estável em 2,337 milhões. Economia Para Suzuki Júnior, a queda na taxa de desemprego, fruto da redução de desocupados e aumento de ocupados, deve beneficiar a economia do Estado nos próximos meses. “Esse cenário pode gerar uma melhora na renda e no consumo, com reflexo no crescimento da economia. Isso é importante porque o no segundo semestre não contaremos mais com o impacto positivo da agropecuária sobre o PIB (Produto Interno Bruto) com o fim da safra”, diz.


16 Capa

Edição quinzenal

Rua da Cidadania do Boqu

O Boqueirão Fashion Day reuniu estilistas, modelos e empresários p A Rua da Cidadania do Boqueirão, simbólica por ser a pioneira de outras nove Ruas, mais uma vez foi protagonista e se transformou em passarela para receber a primeira edição do Boqueirão Fashion Day, que voltou os olhos de toda Curitiba para o bairro que tem o maior polo têxtil da cidade e vem fortalecendo o segmento para se firmar como destaque nacional. Mais de 800 pessoas estiveram presentes para prestigiar o evento e ficar por dentro das tendências da próxima estação. Para os estilistas a chance de usar a criatividade e mostrar o talento local, para os empresários a possibilidade de potencializar a unidade dos comércios de tecido da região e para a população a oportunidade de se aproximar da moda. Além dos desfiles, durante todo o dia, foram realizados workshops gratuitos de vitrinismo visual da loja; confecção e o novo negócio da moda. Ao todo, quatro estilistas criaram looks com toda matéria prima cedida por empresas da Rua Dr. Bley Zorning e arredores, que resultaram em 42 modelos. “Essa foi a primeira de outras ações que iremos realizar na região. O Boqueirão Fashion Day irá se firmar com um grande evento da nossa Regional e deve acontecer semestralmente para lançar as tendências do mercado da moda”, contou Ricardo Dias, administrador da Regional Boqueirão.

Boqueirão Fashion Day mobilizou empresários do polo têxtil. Iniciativa contou com o apoio direto de cerca de 30 empresários do polo têxtil local, Rua Bley Zorning e seus arredores.

PARCERIA O evento, idealizado pelo Prefeito Rafael Greca durante uma visita aos empresários da região, tem o objetivo ajudar consolidar a Rua Dr. Bley Zorning como o novo polo têxtil de Curitiba. “A ideia é multiplicar as oportunidades de emprego e renda. Se a moda existe dentro das lojas ela tem que ir para a passarela. Por isso, o Boqueirão Fashion Day é só o começo de uma série de ações que vamos fazer para estimular a venda dos produtos aqui fabricados. Quando a gente chama o público para ver o que está sendo colocado nas prateleiras a gente vende, e se a gente vende a cidade arrecada e Curitiba melhora”, explicou Prefeito.

Lançada a ideia, os empresários se uniram para tirar a ideia do papel. “A iniciativa só se concretizou por conta desta união. Um desfile como este teria um custo aproximado de R$ 50 mil, mas teve custo zero para a Prefeitura, já que os empreendedores locais abraçaram o projeto”, completa o administrador da Regional. Para Ricardo este é um exemplo de como o setor privado e público podem se unir para fortalecer os comércios locais e deve replicado em outras frentes.


Edição quinzenal

Capa 17

ueirão vira palco da moda

para dar destaque à Rua Dr. Bley Zorning, o pólo têxtil curitibano. Fotos: Levy Ferreira/SMCS

: Foto

ava

açap

lla C

hae Rap

Foto: Levy Ferreira/SMCS

Dr. Bley Zorning A região reúne lojas e distribuidoras de tecido e roupas prontas, aviamento e maquinário, malharias e tecelagens, estamparias. Os empresários fazem parte de um universo econômico dos mais relevantes da cidade – o Boqueirão é o bairro com o terceiro maior número de empresas da capital; são 11.112 nos setores da indústria, comércio e serviços, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).


18 Geral

Falando em construção...

Edição quinzenal

:: Por Dorothea Heinrichs V

Valorização do imóvel - usado

Imagens meramente ilustrativas

Caso esteja pensando em comercializar seu imóvel, seja ele comercial ou residencial, por um bom valor se faz necessário compreender que ninguém gosta de comprar nada “caindo aos pedaços”. Problemas básicos de vazamentos, pintura e ferragens, por exemplo, fazem muita diferença para o comprador, pois significa que o imóvel teve cuidados durante sua existência e uso e que, portanto, não existem problemas que estejam ocultos na hora da compra. Da mesma forma, você que está pensando em comprar um imóvel precisa estar atento a estes detalhes que podem fazer toda a diferença quando você for habitar o imóvel após sua compra. Verifique se portas e janelas abrem e fecham corretamente, se o portão está abrindo corretamente, se não existem torneiras pingando apesar de fechadas, etc. Vamos imaginar que você fosse comprar uma casa de madeira. Qual destas duas você compraria, qual destas duas casas (imagens abaixo) você teria interesse em entrar?

Verifique, não é difícil dizer qual é mais conservada e bem cuidada certo? Da mesma forma uma construção comercial. Um bom ponto pode valer mais se bem conservado, mas se não houver cuidado com o funcionamento da construção poderá ser muito depreciada pelo comprador. Com uma boa manutenção técnica, a construção comercial bem executada, não terá problema na locação do imóvel. Existem vários casos que podem ser vistos no nosso bairro mesmo, alguns imóveis malcuidados têm dificuldades de locação e outros bem cuidados não permanecem vazios. Deseja saber mais sobre isto, me procure, e podemos conversar mais sobre o assunto.

Serviço: Dorothea Heinrichs V (Arquiteta e Urbanista) Grupo DH - Arquitetura e Engenharia Av. Mal. Floriano Peixoto, 6679, sala 2 – Hauer – Curitiba – PR Tel.: (41) 3027-7004 | 99131-1002

falandodeconstrucao@grupodh.com.br

Anúncios: (41) 3039-2986


Obras 19

Edição quinzenal

Rua Hipólito da Costa, no Boqueirão, tem asfalto recuperado Outras seis ruas da cidade foram revitalizadas com massa da Usina de Asfalto reativada em março pela Prefeitura Com a reativação da Usina de Asfalto Norte o custo com pavimentação para município foi reduzido em 30% e, por isso a Prefeitura vem conseguindo atender uma das principais reivindicações da população: a pavimentação. Uma das primeiras a ser atendida, a Rua Hipólito da Costa - importante ligação dos bairros Boqueirão e Xaxim - teve 2,2 quilômetros de pavimento recuperados. A obra foi feita inteiramente com os recursos municipais. Os serviços de implantação da nova capa asfáltica foram vistoriados pelo prefeito Rafael Greca e pelo secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, Eduardo Pimentel. “Queremos pavimento bom e serviços públicos de qualidade. Quanto mais pu-

Fotos: Pedro Ribas/SMCS

bará à BR-116. Uma demonstração do nosso compromisso em melhorar a qualidade das ruas da cidade”, afirmou Eduardo Pimentel. Ele explicou que as duas ruas são as primeiras de um conjunto de vias de Curitiba que serão recapadas e pavimentadas pela Prefeitura. Após 20 anos

Prefeitura de Curitiba recuperou 2,2 quilômetros do pavimento da Rua Hipólito da Costa, no Boqueirão.

dermos, mais faremos”, afirmou Greca. O trecho recuperado está entre a Rua Arnaldo Gabardo e Avenida Marechal Floriano Peixoto. A obra é feita através

de reciclagem e foi concluída em 15 dias. “É a segunda rua que recuperamos em uma semana. Já concluímos as obras na Rua Ângelo Burbello, importante acesso do bairro Um-

Moradora há 26 anos da Rua Hipólito da Costa, a dona de casa Maria Odete Chinski agradeceu a obra e disse que há mais de 20 anos não era feita revitalização completa da via. “A rua estava horrível cheia de remendos. Sempre que chovia, os buracos voltavam. Estamos muito felizes com a obra”, afirmou ela.


20

Edição quinzenal


Saúde 21

Edição quinzenal

MITO OU VERDADE?

PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO HADASH Perca peso e medidas com nossa equipe multidisciplinar.

Atendimento médico com prática ortomolecular e emagrecimento

» Fitoterápicos » Nutrição » Psicologia » Estética » Auriculoterapia

Agende uma avaliação gratuita e venha conhecer nosso método.

41 3377 1417 | contato@hadash.com.br Rua Cristiano Strobel, 1643 - Boqueirão - Curitiba

Apresente este jornal no dia da avaliação e receba 5% de desconto no tratamento.

Coluna quinzenal para esclarecer dúvidas frequentes dos leitores sobre o universo da academia.

Vanderson Carmo Treinador físico CREF 017421-G/PR (41) 9232-7127

Corrida detona gordura corporal? VERDADE! A corrida é um importante instrumento para o processo de emagrecimento, tem grande influência sobre o metabolismo e proporciona vários benefícios à saúde. Ela é uma das primeiras atividades físicas da história, e vem ganhando vários adeptos por todo o mundo, por ser um esporte democrático e barato. Correr traz vários benefícios a nossa saúde, como prevenir doenças cardiovasculares e pulmonares, fortalecimento ósseo, redução do estresse, ansiedade e depressão, aumenta a autoestima, baixa os níveis de colesterol e triglicérides, auxilia na perda da gordura corporal e melhora a aparência física. Quem pode correr? Todos podemos correr! Devemos apenas ter a orientação de um profissional de educação física. Todo treino de corrida a ser desenvolvido deve respeitar a individualidade biológica do praticante para que possa obter melhores resultados. O que é necessário para começar a correr? Um tênis e um pouco de vontade. Mas a verdade é que a corrida tem ótimos resultados para a saúde, e o mais importante é não ter pressa na evolução dos treinos ou metragem. Boas corridas!


22 Esporte

Edição quinzenal

Escola Municipal Jornalista Arnaldo Alves da Cruz recebe semana do skate Para estimular a prática do skate, dez escolas municipais receberam atividades como palestras e oficinas promovidas pela Prefeitura de Curitiba, dentre elas a Escola Municipal Jornalista Arnaldo Alves da Cruz, na Vila Pantanal. A ação foi destinada a alunos do 5º ano. “Curitiba tem uma história rica no skate, é berço de atletas reconhecidos mundialmente. Com a Semana do Skate, queremos estimular a prática deste esporte como uma ferramenta social e cultural que contribua para a formação cidadã dos jovens”, destacou o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa. As atividades aconteceram em duas escolas por dia, uma em cada período, com palestras que tratam da história do skate, vida profissional, manutenção dos equipamentos e que ressaltam valores como disciplina, responsabilidade e respeito. Na sequência foram realizadas oficinas de manobras e torneio com os alunos, composto de dez baterias com quatro competidores.


Bairro 23

Edição quinzenal

Boqueirão mais próximo das atividades da Prefeitura Ação promovida pela Secretária Municipal de Esporte, Lazer e Juventude descentraliza gabinete, leva estrutura para o bairro e aproxima população da administração Ideias para desenvolver a juventude local? Formas para aproveitar um espaço em prol do lazer? Maneiras de engajar a população por meio do esporte? Muitas pessoas querem contribuir com propostas para tornar a região onde moram um lugar mais inclusivo para todos, mas nem sempre conseguem abertura para debate-las com os departamentos da Prefeitura. Para resolver esse conflito a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (SMELJ) passou a levar toda sua estrutura para funcionar nas Regionais do município. “Inspirados pelo exemplo do prefeito Rafael Greca, que faz um trabalho de aproximação com os moradores, resolvemos ouvir e ver as pessoas nos seus bairros, que é onde tudo acontece”, complementa Marcello Richa, secretário da pasta. A primeira experiência como esta aconteceu na Regional Portão e rendeu bons frutos. “Pudemos acompanhar os anseios e necessidades daquela região. As pessoas querem participar e nós, agentes públicos, precisamos criar mecanismos para essa participação e entender que cada local tem uma necessidade diferente”, explica Marcello. Após a bem-sucedida ação no Portão foi a vez da Regional Boqueirão receber o gabinete da SMELJ. As visitas dos líderes comunitários e da população em geral é agendada pelo gerente de núcleo. Pela manhã o próprio secretário faz questão de receber e ouvir as demandas dessas pessoas. “Em alguns casos, por trazermos toda a estrutura do gabinete para a Regional, conseguimos despachar daqui e resolver alguns problemas na hora. Já em outras situações a equipe se mobiliza para viabilizar as pro-

Fotos: Divulgação SMELJ

Secretário recebe lideranças comunitárias para debater soluções para a região.

postas”, explica. A tarde é hora de sair a campo e ver de perto o que pode ser feito. “Aproveitamos também para visitar os empresários locais e estabelecer parcerias”, completa. Intersecção A ação realizada pela SMELJ atinge não somente suas frentes de trabalho (Esporte, Lazer e Juventude). Ouvindo de perto a população a Secretaria consegue identificar outros trabalhos que precisam ser realizados e desta forma envolver várias áreas da Prefeitura. “Por vezes o problema nos trazido é de responsabilidade de outra secretaria ou precisamos trabalhar de forma conjunta. Nestes casos já direcionamos o cidadão para o local certo”, relata. Legado Para o secretário Marcello Richa é preciso estar sintonizado aos anseios, desejos e necessidades da população, transformando isso em ações duradouras. Por isso ele destaca o projeto “Escola + esporte = 10” (EE10) que tem como objetivo oportunizar o acesso de crianças e jovens de seis a 17 anos a atividades de iniciação esportiva no contra turno

escolar. “Não estamos só aproximando os jovens do esporte. Estamos quebrando barreiras para trabalhar todo o contexto social que ele está inserido. O esporte tem essa capacidade de ser o atrativo para tirar o tempo ocioso e, por meio dele somada outras políticas públicas, promover mudanças profundas nesse jovem”, conta. Marcello também faz questão de destacar outro legado que a SMELJ quer deixar nesse mandato: a eficiência na gestão. Por isso a busca por parcerias público-privadas tem sido fundamental. “É preciso zelo com o dinheiro público. É necessário economizar, mas continuar realizando. Por isso é tão fundamental saber gerir. Nesse sentido estamos promovendo parcerias que deixarão nos cofres da Prefeitura R$ 2 milhões e vão trazer outros R$ 5 milhões em benefícios”, destaca. O secretário se refere a parcerias como a realizada com o Banco Santander que está instalando Estações de Ginástica e Alongamento em Curitiba, ao todo 35 unidades já foram entregues para a cidade. “Diminuir a burocracia, facilitar o acesso das pessoas e solucionar as lacunas são os esforços desta gestão”, finaliza.

Pela tarde, os servidores da SMELJ visitam locais para conhecer as necessidades e firmar parcerias.

Regional Boqueirão e a SMELJ Durante estes oito meses de gestão a Regional Boqueirão já recebeu diversas intervenções da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude como: - 2ª Edição do Talento Jovem onde alunos da rede pública de educação e artistas convidados fizeram apresentações de dança e música para disseminar a cultura da paz e não violência; - 25 modalidades esportivas ofertadas de forma gratuita na Regional do Boqueirão. Para mais informações (41) 3313-5523; - Três Estações de Ginástica e Alongamento em Curitiba, localizadas no Parque Nossa Senhora do Carmo - Rua Josepha Deren Destefani, Praça Menonitas - Rua Paulo Setúbal e Praça Recanto dos Eucaliptos - Rua Lázaro Borssatto; - Duas escolas atendidas pelo projeto EE10. Vale reforçar que qualquer pessoa com idade de seis a 17 anos pode participar deste projeto gratuitamente. Para mais informações entre em contato com as escolas. Escola Municipal Sophia Gaertner Roslindo (41) 3378-2425 | Escola Municipal Professor Guilherme Butler (41) 3277-1381.


24

Edição quinzenal


Economia 25

Edição quinzenal

Transporte por ferrovia pode gerar uma economia de R$ 400 milhões por ano para o Paraná Atualmente, apenas 20% de toda a carga que o Paraná movimenta pelo Porto de Paranaguá seguem por ferrovias. Todo o restante vai pelo modal rodoviário. O frete rodoviário caro, com o elevado custo do pedágio e do combustível, é computado no custo do produto, comprometendo a sua competitividade. Investir no transporte ferroviário é uma das alternativas mais indicadas para o barateamento deste custo logístico já que transportar por ferrovia custa de 20% a 30% menos que o transporte rodoviário. “Para viabilizar o aumento do transporte de cargas de Maringá com destino a Paranaguá pelo modal ferroviário é necessária a melhoria na ferrovia, especificamente na altura da Serra do Mar, na chamada curva São João, que deve ter seu raio de curvatura suavizado, para permitir o tráfego de locomotivas modernas e composições ferroviárias maiores”, explica João Arthur Mohr, especialista em logística da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). Mohr firma ainda que os governos não têm recursos para investir. “Seus orçamentos estão comprometidos com educação, saúde, segurança e previdência. Por isso, cerca de 80% dos investimentos nas obras do PELT devem vir da iniciativa privada. Estamos agora buscando estes recursos. Se tivermos projetos e segurança jurídica o setor privado vai investir, inclusive investidores internacionais”, pontua. O diretor presidente da Alcopar, Miguel Tranin, afirma que melhorar a infraestrutura na região de Maringá é essen-

Foto: Divulgação

rizada, deve ser assumida pela iniciativa privada, por meio da empresa responsável pela operação do trecho. Modal rodoviário

Para viabilizar o aumento do transporte de cargas de Maringá com destino a Paranaguá pelo modal ferroviário é necessária a melhoria na ferrovia, especificamente na altura da Serra do Mar.

cial para garantir o desenvolvimento local. “‘O PELT antecipa a necessidade de infraestrutura com base na perspectiva de aumento da produção. Até 2030 a produção de açúcar deve chegar a 10 milhões de toneladas por ano e 85% desse volume deve ir por ferrovia a Paranaguá para ser exportado. Por isso, é tão importante este investimento na melhoria da ferrovia que liga nossa região a Paranaguá”. O trecho citado por Mohr é uma das obras apontadas como prioritárias no PELT – Plano Estadual de Logística de Transporte – estudo desenvolvido pela Fiep e demais entidades que integram o Fórum Permanente de Desenvolvimento Futuro 10 Paraná. “Hoje, cerca de 9 milhões de toneladas do que o Norte e o Noroeste do Paraná produzem seguem por ferrovia para o Porto de Paranaguá”, explica o especialista da Fiep. Segundo ele, a ferrovia nas condições atuais tem capacidade limitada a 10 milhões de toneladas por ano, sendo 9 milhões

transportadas da região Norte / Noroeste e 1 milhão do Oeste. Mohr explica que, com a melhoria na curva São João, investimentos em locomotivas e vagões modernos e a substituição de trilhos e dormentes deteriorados, em dois ou três anos, a capacidade da ferrovia seria ampliada para perto de 30 milhões de toneladas por ano. “Ou seja, cerca de 50% de tudo o que estará chegando no Porto de Paranaguá virá por via ferroviária, gerando uma economia de R$ 400 milhões por ano para o Estado”, afirma o especialista da Fiep. A obra na ferrovia, uma das prioridades apontadas pelo PELT, depende de autorização do Conselho do Patrimônio, órgão ligado à Secretaria de Estado da Cultura, que tem que autorizar a pequena mudança no traçado da estrada de ferro na Serra do Mar com o deslocamento lateral dos trilhos entre 0 e 5 metros em uma extensão total de apenas 100 metros de ferrovia. A obra, quando auto-

No modal rodoviário, o PELT aponta para Maringá a duplicação e a ampliação da capacidade de cinco eixos que ligam a cidade a Curitiba/Londrina, Paranavaí, Campo Mourão, Cianorte/Umuarama e Presidente Prudente (esta última cidade do interior de São Paulo). Além disso, indica também a construção do contorno Sul de Maringá para facilitar o acesso das cargas do Oeste do Paraná com direção ao Norte do Estado e ao Estado de São Paulo. Outra prioridade é a revisão dos atuais modelos de concessão para a redução do custo do pedágio para a metade, o que deve se viabilizar, com uma nova licitação em até quatro anos, quando vencem os atuais contratos de concessão. Modal aeroportuário A ampliação da pista do aeroporto para viabilizar o pouso de aeronaves maiores, incluindo voos de carga, é outra obra apontada no estudo como prioritária para Maringá. Além disso, o PELT indica também a instalação de equipamentos de aproximação para viabilizar pousos em condições meteorológicas adversas. O PELT é um documento que traça um raio-x das obras prioritárias para o desenvolvimento do Paraná e para contribuir para um Estado mais moderno e competitivo.


26

Edição quinzenal

A SERZEGRAF desde 1995, oferece o que há de melhor no mundo gráfico, focando na tecnologia, qualidade e atendimento ao cliente - Livros - Revistas - Folders - Cartazes - Adesivos - Cartonagem - Impressão UV em PVC e Laminado - Hot Stamping Metálico / Holográfico - Relevos - Engenharia de Embalagens -

Rua Bartolomeu Lourenço de Gusmão, 339 - Fone: 41 3026 9460 - Curitiba - PR www.serzegraf.com.br


Planejamento 27

Edição quinzenal

As cinco prioridades da Regional Boqueirão Foto: Divulgação

Prefeitura ouve população durante consulta pública para compor a Lei Orçamentária Anual de 2018

César, o chefe de gabinete da secretaria, Almir Bornancin, chefes de núcleos regionais e lideranças comunitárias. As cinco prioridades da Regional Boqueirão:

O Fala Curitiba teve consultas públicas para a definição de cinco prioridades que irão compor a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018. No Boqueirão, a consulta foi conduzida pelo gestor público Michel Akel e o administrador regional Ricardo Dias. Ricardo ressaltou o trabalho que foi feito na regional ouvindo a população no Fala Curitiba. “Este novo formato de consulta pública idealizado pelo prefeito Rafael Greca foi elogiado devido à praticidade e à forma democrática em que foi concebido”, comenta. No encontro, o morador Laelson da Paixão Nicolau contou que já perdeu diversos móveis em três enchentes nos últimos anos. “Vim pedir para que votem na questão da galeria de

1. Obra de galeria de águas pluviais na Rua Tenente Tito Teixeira de Castro entre Rua das Carmelitas e Rio Belém.

Boqueirão elege prioridades para o orçamento de 2018

água da Rua das Carmelitas, já passamos por vários alagamentos e não podemos mais ficar assim, não é um pedido só meu, é de toda a região”, defendeu Laelson. A demanda foi uma das mais votadas e vai compor a LOA 2018. Já o morador Isaias Pereira da Silva defendeu mais cultura para a região. “Estou aqui porque acredito que serei ouvido, não é a primeira reunião que participo e não será a última.

ODONTOLOGIA Dr. Douglas Collete Rodrigues Cirurgião Dentista - CRo/pR 26-140

Limpeza / CLíniCo GeraL prótese / apareLho ortodôntiCo restaurações / CLareamento impLantes / tratamento de CanaL atendimento de emerGênCia

(41) 3030-6185 / 99283-5248 R. PRof. João SoaReS BaRceloS, 1336 Sala 14 - HaueR

Peço que votem na ampliação dos cursos de música para a comunidade. Cultura é cidadania”. A demanda não esteve entre as cinco mais votadas, mas seguirá para análise da Fundação Cultural de Curitiba. Participaram do evento da Regional Boqueirão o deputado estadual Mauro Moraes, os vereadores Mauro Ignácio e Beto Moraes, o secretário Municipal do Urbanismo e Assuntos Metropolitanos, Marcelo Ferraz

2. Incremento do efetivo e viaturas; aumento do policiamento e rondas no bairro e integração com órgãos de segurança pública. 3. Melhoria da iluminação no Bosque Reinhard Maack, próximo ao grupo de escoteiro Pindorama. 4. Troca gradativa de lâmpadas com maior eficiência de iluminação. 5. Estudo e replanejamento das vias próximo ao viaduto de São José dos Pinhais.


28

liveira O e d s o Sale d n a a m irotub R. Ar Guab

Edição quinzenal

FATOS MARCANTES NA HISTÓRIA HISTÓRIA DA MINHA RUA Engenheiro civil, nasceu em São Paulo em 1887. Nomeado por Getúlio Vargas, em 1983, para o cargo de interventor do estado. Durante sua gestão foi criada a Universidade de São Paulo (USP). Faleceu em São Paulo, em 1945.

01 SET

Os destroços do Titanic

Em 1° de setembro de 1985, mais de 70 anos depois da tragédia do Titanic, foram encontrados os restos do barco mais luxuoso da época. Seus construtores teriam dito que nem Deus seria capaz de submergi-lo. O Titanic afundou na primeira viagem, dia depois de deixar o sul da Inglaterra, em abril de 1912.

02 SET

Fotos: Divulgação

Fim da Segunda Guerra

Em 2 de setembro de 1945, é assinada a ata de rendição incondicional do Japão, que decretou o fim da Segunda Guerra. A luta, sem paralelos em extensão e intensidade, tinha envolvido dezenas de países. Desde o dia 15 de agosto, os japoneses haviam se rendido e a luta em todas as frentes cessado.

04 SET

Sequestro do Embaixador

Em 4 de setembro de 1969, o embaixador americano Charles Elbrick é sequestrado no Rio, em plena ditadura militar. Organizado por grupos que pediam como resgate a libertação de 15 presos políticos, o sequestro marcou a luta armada contra o regime. O filme O que é isso, companheiro? (foto) retrata a história.

09 SET

Surge a Coréia do Norte

No dia 9 de setembro de 1948, é proclamada a independência da República Democrática Popular da Coréia, com Kim Il-Sung (foto) na presidência. Assim, cria-se a Coréia do Norte, separando a península em dois países distintos, o norte com apoio da URSS, e o sul defendido pelos EUA.


Edição quinzenal

29


30 Entretenimento

Edição quinzenal

Estreias nacionais ganham as telas do cinema Neste mês o cinema nacional ganha duas grandes produções. Em “Policia Federal - A lei é para todos”, o público vai conhecer os bastidores da Operação Lava Jato. O filme policial traz grande elenco como Marcelo Serrado, Antonio Calloni e Flavia Alessandra. Já em o “Divórcio” a risada está garantida. A comédia conta de forma divertida a história de um casal, Murilo Benício e Camila Morgado, que começa a se desentender no casamento. Para ficar por dentro desses e outros filmes acesse www.cinesystem.com.br e confira as programações. Cinesystem em Curitiba nos Shoppings Cidade, Curitiba e Total.

Divórcio Gênero: comédia romântica Duração: 110 minutos Classificação: a definir

Polícia Federal: a lei é para todos Gênero: drama Duração: 107 minutos Classificação: 12 anos


PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL

Maior rodovia do Brasil, A moeda hoje dedo Japão sativada

Matéria (?) de de jornal lado: desprezar Paralisado

Duas modalidades de luta

Edição quinzenal

Bota-(?): festa de despedida Peça redonda que guia o carro

Entretenimento 31

Petisco servido com cerveja Que vem depois

HORÓSCOPO QUINZENAL

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

De + os

Suaviza a claridade no am- Áries: biente

A merece ser empregada em atividades que tragam um retorno produtivo. Evite se desgastar com situações que nada acrescentarão.

Petisco servido com cerveja

MescladoTouro:

Ruídos Busca; procura

Puro;

Colocar a

De + os Larga; folgada

Gêmeos: Ainda que as informações Apertar que vêm dos outros despertemcom suanó curiosidade, procure se dedicar aMulher pernova o encanta. Letra do Monar- ceber o que, no seu mundo, (?) Balei-

quia (?) está: eis aqui Câncer:

Busca; procura Mesclado Anulam

Puro; inocente (?) Salvador, país

Colocar a criança para dormir

14-(?): fez Combio primeiro estamos no nado (o Leão: Quando voo da encontro)realizando nossa missão, História

lugar certo, a vida nos O exercí-ajuda a vencer desafios e a triunfar nos cio para nossos objetivos. "tirar"

Segunda nota musical Apertar com nó Mulher nova Letra do genérico Código (abrev.)

Monarquia (?) está: eis aqui

(?) Baleiro, compositor da MPB (?) Regina, cantora da MPB

3x3 Organiza o Enem (sigla)

Aquário: Conversar com quem pensa como você pode ser prazeroso, mas é importante lembrar que a discordância pode ajudar no nosso crescimento.

da MPB

BANCO

Peixes: Uma argumentação madura ajuda a evidenciar as opiniões de 501, em forma clara. Do contrário, acabamos algarismos a mensagem certa e não passando romanos deixamos dúvidas no ar.

37

Solução F I V O I O R L A D A O N S S T O E L R T E C A E O V E N A L D I D A S

O exercício para "tirar" barriga Tecnologia (abrev.)

Capricórnio: A espontaneidade ajuda a dar vazão às emoções, fazendo com que sejam vividas de (?) forma Regina, Ligado, autêntica e saudável. cantora em inglês

As pala- Virgem: Para promover a organização vras em interna, é preciso se expressar Tecnologia livremennegrito, (abrev.) no texto te, evitando armazenar sentimentos.

3x3 Organiza o Enem (sigla)

14-(?): fez o primeiro voo da História

ro, compositor da MPB

barriga

Principal matériaprima da cerveja

Ligado, em inglês Combinado (o encontro)

genérico

Código Para que você possa realizar (abrev.) suas funções com eficácia, é preciso estar emocionalmente vinculado a elas. Senão, pode se sentir desmotivado.

Ruídos

Segunda

nota Sagitário: O senso de justiça semmusical pre conduzirá suas ideias e ações. Principal Porém, é importante lembrar que o matériaque é justo para prima você, da não necessacerveja riamente é para o outro.

2/on. 3/bis — mec. 4/iene. 5/casto. 10/destacadas.

Suaviza a claridade no ambiente

Caderno de compromissos Esse

folgada Libra: Ter múltiplos interesses nos permite enxergar alternativas quando desejamos encontrar um novo caminho para seguir.

Escorpião: Cultivar uma postura mais maleável favorecerá seu desempenho diante de situações complexas.

inocente Quando resistimos a desapegar criança para (?) Salvaque já não tem função, acabamos dormir dor, país limitando nossas próprias experiências e oportunidades.

Naquele lugar

501, em algarismos romanos

2/on. 3/bis — mec. 4/iene. 5/casto. 10/destacadas.

37

Solução C A P C O E M I R C A R E C M A R A T D E

A P E R I O S T E R T I N A G E S T O I C N C EL A I T N O A A G R C A D O R B D O M I T E S T A C

T R A N S A M A Z O N I C A

I V I O L D A O N S T E R E C E O V N A D D A

E L I S S O L T A F O R A

BANCO

Larga;

Anulam do

Que vem depois

As palavras em negrito, no texto

Caderno de comsuapromissos vitalidade Esse

T R A N S A M A Z O N I C A

Bota-(?): festa de despedida Peça redonda que guia o carro

A P E R I O S T E R T I N A G E S T O I C N C EL A I T N O A A G R C A D O R B D O M I T E S T A C

Duas modalidades de luta

© Revistas COQUETEL

Maior rodovia do Brasil, A moeda hoje dedo Japão sativada

Matéria (?) de de jornal lado: desprezar Paralisado

C A P C O E M I R C A R E C M A R A T D E

www.coquetel.com.br

Naquele lugar


Jornal do Comércio Hauer - Edição nº 189  
Jornal do Comércio Hauer - Edição nº 189  
Advertisement