Page 1

Publicidade

UM JORNAL COMPLETO

Creche e Jardim Infantil Publicidade

Quinta do Pinhô, Lote A, Gumirães - Viseu Tlf.:232 483 669 www.pinhobrinca.net

pág. 02 pág. 06 pág. 10 pág. 12 pág. 16 pág. 17 pág. 18 pág. 19 pág. 23 pág. 26 pág. 27 pág. 30 pág. 33

DIRECTORA

Emília Amaral

> PRAÇA PÚBLICA > ABERTURA > À CONVERSA > VISEU > REGIÃO > ELEIÇÕES > NEGÓCIOS > DESPORTO > CULTURAS > EM FOCO > TV > SAÚDE > EMPREGO

Semanário 15 de Maio de 2009 Sexta-feira Ano 8 N.º 374

0,75 Euro (IVA 5% incluído)

SEMANÁRIO DA

REGIÃO DE VISEU

|232437461Telefone · 232431225Fax · BairroS.JoãodaCarreira,RuaDonaMariaGracinda TorresVasconcelos,Lt10,r/c.3500-187Viseu · redaccao@jornaldocentro.pt · www.jornaldocentro.pt|

Utentes de fisioterapia obrigados a deslocarem-se fora do distrito

| página 31

∑ Lista de espera elevada no Hospital de Viseu e falta de resposta do Ministério da Saúde impedem tratamentos

Nuno Ferreira

19 | página 12

Colocação ilegal Ex-director adjunto da DREC condenado por crime de falsificação de documentos página 14

Eliminar Burocracia Reuniões camarárias de Moimenta da Beira sem recurso a papeis

Vouzela Autarquia promove campanha de recolha de equipamentos de saúde usados

página 16

anos

de cadeia por mandar matar o marido

Dia da Família A história de uma família numerosa que trocou Sintra por Viseu

página 16

páginas 6 e 7

Grátis NESTA EDIÇÃO números

26 é o número de Centros de Saúde existentes no distrito de Viseu

1.551,629€ foi quanto custou o Centro de Saúde de Resende, abriu a 24 de Setembro de 2008 e foi inaugurado pela Ministra da Saúde cinco dias depois. Serve 13.115 utentes (repartidos pelas extensões de São Cipriano e S. Martinho de Mouros), todos têm médico de família

3.573.246,13€ foi o custo da obra do Centro de Saúde de Cinfães, abriu no dia 24 de Fevereiro de 2006 e serve actualmente 22.898 utentes

06

de Outubro de 2007, o Centro de Saúde de Vila Nova de Paiva alargou o horário de funcionamento aos sábados (das 09H às 13h)

1.405.791

Publicidade

Nuno Ferreira

“Já estão alugados autocarros em número igual a 8 de Março de 2008”

Francisco Almeida, Coordenador distrital do Sindicato dos Professores da Região Centro, à conversa nesta edição | páginas 10 e 11

foi o total de consultas realizadas nos Centros de Saúde em 2008

suplemento Este suplemento é parte integrante da edição nº 374 de 15 de Maio de 2009 do semanário Jornal do Centro e não pode ser vendido separadamente.

ú SAUDE 2009

Suplemento Saúde


Jornal do Centro

2

15 | Maio | 2009

praçapública palavras

deles

r O Tribunal achou r Nesta formação r A solução do lay- r Finquem os

que não devia aplicar penas efectivas por entender que este caso [colocação ilegal de professora] não irá repetir-se”

dos agrupamentos [de saúde] do distrito de Viseu estão a notar-se claramente os problemas do poder absoluto”

Juiza do Tribunal Judicial de Viseu (Leitura da setença do caso da colocação ilegal de professora, 12 de Maio)

Eurodeputado do Bloco de Esquerda e candidato às eleições europeias (Rádio Noar, 12 de Maio)

Miguel Portas

Registos

pés na actividade profissional, para [na política] poderem dizer que não”

off que está a ser aplicada [na Citroën de Mangualde] não se enquadra na legalidade”

Pedro Guerreiro

Marcelo Rebelo de Sousa

Eurodeputado da CDU e candidato às eleições europeias (Visita ao distrito de Viseu, 12 de Maio)

Ex-lider do PSD (Ciclo de Conferências da Escola Profissional de Tondela, 11 de Maio)

Cartas

Vissaium: a cidade de Viseu romana Fernando José Ribas de Sousa Juiz de Direito – Jubilado

A nuncia-se a constr ução de um aparcamento automóvel, subterrâneo, no Largo Mouzinho de Albuquerque. Não se nos afigura uma ideia feliz: para além da perturbação do tráfego, que as obras ocasionarão, outra solução alternativa e, talvez, mais barata e de mais rápida execução, nos parece merecedora de ponderação. Se o terreno, junto ao Café Império, na Avenida Capitão Silva Pereira (onde em tempos se pensou construir um edifício para a Direcção de Finanças) é, agora, propriedade da Câmara Municipal, nele se deveria edificar um silo automóvel, em altura, tal como se vêem outras cidades movimentadas e em grandes metrópoles. Com quatro andares acima do solo e dois subterrâneos, em betão armado e sem pinturas, com elevadores, janelas abertas, com parapeitos salientes em vasos rectangulares, embelezados com plantas, comportaria centenas de veículos, ocupando o espaço do actual estacionamento selvagem, a cerca de 100 metros do Largo Mouzinho de Albuquerque, evitando a remoção temporária e escusada do monumento ao Soldado Desconhecido, sem impedir a fluidez normal do tráfego.

Arcas da memória

Alberto Correia Antropólogo

No último número da revista National Geographic foi publicada uma notícia dando conta da descoberta no Centro Histórico de Viseu, no início deste ano, de uma ara romana onde aparecia epigrafado o nome romano dos habitantes da cidade de Viseu. Segundo o estudo epigráfico entretanto realizado, pode-se ter como certo que a cidade de Viseu no início da nossa Era se chamava Vissaium, topónimo que não era muito diferente do nome que a nossa cidade tem. Aliás, já no século VI/VIII, aquando dos reinos suevo e visigótico, Viseu aparece documentada como Veseo ou Beseo. Esta descoberta arqueológica tem, portanto, um valor extraordinário, desde logo porque veio colmatar uma lacuna que existia no nosso conhecimento e que desde há muitas décadas era motivo de interrogação e polémica por parte dos investigadores locais e não só. Deixo aqui as minhas sinceras felicitações aos arqueólogos da empresa ArqueoHoje que deram mais um valioso contributo para o conhecimento da história de Viseu e da sua região, depois de terem colocado a descoberto parte da muralha romana (musealizada na rua Formosa) e de terem comprovado que antes da cidade romana tinha existido no morro da Sé um povoado castrejo. As descobertas arqueológicas mais recentes vêm cada vez mais reforçar a importância de se constituir a curto prazo um museu municipal, onde os viseenses de hoje possam ver os objectos dos “viseenses” de antanho, nomeadamente daqueles que construíram os inúmeros dólmenes existentes no concelho, daqueles que viviam em castros como o de Santa Luzia (Campo/Abraveses), do Castelo dos Mouros (Vila Chã de Sá) ou o de Viseu, mas também dos que viveram em Vissaium… a nossa cidade. Jorge Adolfo

O Jornal do Centro errou Por lapso, na edição passada, o Jornal do Centro escreveu erradamente que o presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão se chama António José de Sousa Pais Lourenço, quando o seu nome é João António de Sousa Pais Lourenço. Ao visado e aos leitores as nossas desculpas.

O lugar do capitão “O Lugar do Capitão!...” À primeira vista parece que se fala de um sítio efabulado. Lembra-se a gente de um desses velhos capitães - soldados que, sentados à lareira, no seu canto, ou moendo as horas à mesa de um velho café, espantam quem os escuta, com as incríveis histórias passadas nas trincheiras ou, lobos - do - mar, com a viva descrição das medonhas tempestades tropicais, das arriscadas correrias de piratas ou baleias ou das vis traições

de revolta marinhagem. Mas não é. O “Lugar do Capitão” fica em Viseu. Tem placa a assinalar, adequada, a dizer que se fala de Restaurante e de Café. Simplesmente. Fica em rua antiga marcada nos roteiros, a Rua do Gonçalinho, carregada de memórias e dos passos de quem subia dos históricos lugares de S. Miguel e da Regueira para a Sé. Perto dali morou Grão Vasco. E Aquilino Ribeiro, mais tarde, era estudante, tam-

bém ali morou. E o nome, “O Lugar do Capitão”, do restaurante, só lhe vem porque ao lado, onde faz cruz, corre a rua, agora nomeada, do capitão Silva Pereira. Só por isso!... Mas é entrar, que vale a pena! Estão lá o Nelson e a Ana, um ou outro está à porta que vos há-de receber. Lá dentro há quentura. Sente-se na cor velha da madeira o intimismo do lugar recoberto de memórias. Um piano a sugerir que este não é um lugar

qualquer! O tempo sem tempo de um copo para beber! A mesa posta - lembra-se a gente da família -, para gostosa refeição. E há mais. Esse mais que mais distingue “O Lugar do Capitão” – uma sala que se adopta para tertúlia; um filme que passa, já memória; a exposição aberta de um pintor; fotografia; teatro; perfomance. O tempo que voa, noite fora. E o Nelson, quer queira quer não queira, capitão da animação!...


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 3

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

Foto da semana

Joaquim Alexandre Rodrigues

Estrada Nacional (EN) 2, Serra das Meadas, Lamego.

Importa-se de responder?

Gostaria de ter uma família numerosa? Por problemas de saúde não posso ter mais filhos. Tenho só uma filha, mas gostava de ter mais. A nível económico também tem alguns gastos manter um filho. Acredito que muita gente não os tem por razões económicas.

Sim, se tivesse oportunidade e capacidade económica gostaria de ter quatro ou cinco. No entanto, nós temos os filhos para dar a criar aos outros… Não imaginam a ginástica que fazemos para os criar.

Ana Fernandes

João Bento

Funcionária pública

Mecânico de bombas de gasolina

Não gostaria de ter mais filhos, já tenho dois. Algumas famílias também não têm mais filhos porque não querem, mas há também quem não os tenha porque não pode.

Elisabete Marinho

Maria Macedo

Indústria Hoteleira

Doméstica

F editorial

Repensar a família

Tenho só dois filhos, mas considero que tenho uma família numerosa. Tenho quatro irmãos e muitos outros familiares. Os meus amigos também são uma família para mim. Adoro o movimento e a alegria de quando nos juntamos todos.

Portugal é um país de gente deprimida. Este tem sido o resultado de alguns estudos efectuados na Europa. Comparados com outros povos mais pobres, os portugueses são dos mais pessimistas quanto à sua situação económica e quanto à sua qualidade de vida em geral. E quantos mais estudos são feitos, mais os resultados confirmam essa tendência. Ou seja, a maioria dos portugueses não se sente realizada. Esta semana – nem de propósito estamos a comemorar o Dia Internacional da Família - ficou a saber-se que um estudo levado a cabo pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, concluiu que, grande parte das mulheres portuguesas, deseja ter mais filhos do que

aqueles que na realidade tem. Não se pode dizer contudo que essas mulheres não são felizes, mas seguramente não se sentem realizadas na vida. E porquê? Perguntou o estudo a muitas mulheres. Porque “os filhos são muito caros”. A resposta era óbvia, Portugal não dá condições económico-financeiras aos casais para terem muitos filhos e assim travar o envelhecimento assustador da população. Será que as mulheres e os casais têm razão quando dão essa resposta? Terão certamente. Todos sabemos quanto custa fazer crescer e educar um filho, quando a escolaridade dita obrigatória obriga aos pais a pagarem livros, material escolar e mais alguma coisa para as fotocópias da escola. Todos sabemos

que a pré-escola ainda não está adaptada aos horários da maioria dos pais. Todos sabemos quanto custa do nosso bolso levar um filho ao dentistas. Apesar da tendência, ainda existem as chamadas famílias numerosas com quatro, cinco, seis e mais filhos. O Jornal do Centro, para assinalar o Dia Internacional da Família foi à procura destas famílias, para conhecer a receita. Poupar, partilhar, abdicar e compreender são as palavras-chave. Em tempo de crise, que é também de reflexão e de encontrar novas oportunidades, todos podemos pensar que, com estas quatro atitudes, as famílias mais ou menos numerosas podem ter uma outra prestação na sociedade.


Jornal do Centro

4 PRAÇA PÚBLICA | OPINIÃO

“Noites Brancas” arrancam com novo formato

SOJORMEDIA JORNAL DO CENTRO

emilia.amaral@jornaldocentro.pt

Redacção (redaccao@jornaldocentro.pt) Ana Filipa Rodrigues, C.P. n.º 8673 ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

Gil Peres, C.P. n.º 7571 gil.peres@jornaldocentro.pt

Sara Pereira (estagiária) João Silva (estagiário)

Departamento Gráfico Marcos Rebelo marcos.rebelo@jornaldocentro.pt

Publicidade

há um ano

uma grande adesão por parte do comércio tradicional. “A iniciativa vai voltar a repetir-se em 2009, mas noutros moldes. Estamos a repensar todo o formato”. Consciente de que a restauração tem tido um bom retorno com a iniciativa, Gualter Mirandez, afirma que continuará a haver noites temáticas nas quais todos os restaurantes do centro histórico participam. “Quanto ao comércio tradicional vamos organizar actividades durante o dia, nas ruas, para não obrigar os comerciantes a abrir as lojas à noite”, explica. As “Noites Brancas” terão início durante o mês de Julho.

pág. 02 pág. 06 pág. 11 pág. 12 pág. 14 pág. 17 pág. 18 pág. 21 pág. 23 pág. 25 pág. 27 pág. 28 pág. 31

DIRECTORA

Emília Amaral

> PRAÇA PÚBLICA > ABERTURA > VISEU > ESPECIAL FREGUESIA > REGIÃO > NEGÓCIOS > DESPORTO > CULTURAS > RESTAURANTES > SAÚDE > EMPREGO > CLASSIFICADOS > NECROLOGIA

Semanário 16 de Maio de 2008 Sexta-feira Ano 7 N.º 322

0,75 Euro (IVA 5% incluído)

SEMANÁRIO DA

REGIÃO DE VISEU

|232437461Telefone · 232431225Fax · BairroS.JoãodaCarreira,RuaDonaMariaGracinda TorresVasconcelos,Lt10,r/c.3500-187Viseu · redaccao@jornaldocentro.pt · www.jornaldocentro.pt|

Linhas Dão e Vouga Refer avança com acção de despejo contra famílias a ocupar antigas estações página 11

S. Pedro do Sul ASAE fecha cantina da Escola Básica 2,3 e deixa mais de 300 crianças sem refeição página 14

Suplemento

7 ta A1 está pron já

SEMANÁRIO DE 2008 DO 15 DE MAIO SEPARADAMENTE Nº 2777 DE SER VENDID0 NÃO PODE LEIRIA, EDIÇÃO REGIÃO DE DA BAIRRADA. SEMANÁRIO 2008 DO JORNAL DE DE 2008 DO 16 DE MAIO 1948 DE 14 DE MAIO Nº Nº3713 DE DA EDIÇÃO CENTRO E EDIÇÃO O É PARTE INTEGRANTE DO JORNAL 16 DE MAIO ESTE SUPLEMENTO Nº 322 DE O ECO, EDIÇÃO

Emília Amaral C.P. n.º 3955

UM JORNAL COMPLETO

Há um ano, o Jornal do Centro noticiava a segunda edição da iniciativa “Noites Brancas”. O projecto, promovido pela Associação de Comerciantes do Distrito de Viseu, tem como objectivo revitalizar o comércio do centro histórico de Viseu, atraindo um maior número de clientes. No ano passado, a iniciativa previa o alargamento dos horários dos estabelecimentos e a realização de um conjunto de actividades de entretenimento. De acordo com o presidente da Associação de Comerciantes do Distrito de Viseu, Gualter Mirandez, a iniciativa teve uma boa receptividade por parte da restauração, mas que não contou com

Fotos de

Sérgio Claro

publicidade

Oferta de bilhetes O Jornal do Centro oferece 15 bilhetes para o jogo Viseu Futsal - Sporting, domingo no Pavilhão do INATEL. Para ganhar basta ligar 232 437 461

Publicidade

Directora

15 | Maio | 2009

Projecto Gráfico defrank - Comunicação Editorial defrank@netcabo.pt

Conversas da treta e algumas notas soltas: CXXXIV

Opinião

Departamento Comercial comercial@jornaldocentro.pt

Catarina Fonte (Directora) catarina.fonte@jornaldocentro.pt,

Ana Paula Duarte ana.duarte@jornaldocentro.pt

Serviços Administrativos Sabina Figueiredo sabina.figueiredo@jornaldocentro.pt

Propriedade O Centro–Produção e Edição de Conteúdos, Lda. Contribuinte Nº 505 994 666 Capital Social 114.500 Euros Detentores de mais de 10% do Capital: Sojormedia SGPS, SA Gerência: Francisco Santos Depósito Legal Nº 44 731 - 91 Título registado no ICS sob o nº 100 512

Sede e Redacção Bairro de S. João da Carreira Rua Dona Maria Gracinda Torres Vasconcelos, Lote 10 r/c 3500-187 Viseu e-mail: redaccao@jornaldocentro.pt Telefone 232 437 461 Fax 232 431 225

E-mail redaccao@jornaldocentro.pt

Internet www.jornaldocentro.pt Os artigos de opinião publicados no Jornal do Centro são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. • O Jornal reserva-se o direito de seleccionar e, eventualmente, reduzir os textos enviados para a secção “Cartas ao Director”.

Impressão Impréjornal, S.A. Rua Rodrigues Faria 103, 1300-501 Lisboa

Distribuição Vasp

Semanário Sai às sextas-feiras Membro de:

Associação i ã Portuguesa P t para o Controlo de Tiragem

Associação Portuguesa de Imprensa

União Portuguesa da Imprensa Regional

Tiragem deste número 4.000 exemplares Mês de Abril: 20.000 exemplares (média 4.000 exemplares)

Rabugices de um perguntador

Bairro da Bela Vista

Os leitores que me descu lpem , mas hoje vão ter de aturar as minhas «rabugices» sobre a forma de perguntas. A ver se alguém me resAntónio Vilarigues ponde… anm_vilarigues@hotmail.com O Centro de Produção de Mangualde da PSA/Peugeot-Citroen recebeu do governo português, para além de benefícios fiscais em sede de IRC, 8,6 milhões de euros para criar mais 80 postos de trabalho acima dos 1.226 que tinha e manter a laboração até 2013 (Resolução do Conselho de Ministros nº 34/2007). Onde está esse dinheiro? Como foi gasto? O governo de José Sócrates (e os deputados do PS, PSD e CDS/PP de Viseu) anda a dormir? Mais de 10 mil trabalhadores portugueses já se encontram em situação de lay-off, a maioria dos quais é manifestamente ilegal. A quase totalidade está proposto para vigorar até Outubro/Novembro de 2009. É impressão minha ou a «coincidência» com as datas das eleições legislativas é por demais óbvia? Será que alguns patrões estão a «financiar» e a contribuir indirectamente para a campanha do PS? E depois de Outubro, realizadas as eleições e terminados os layoff? Será que vamos assistir a novas vagas de despedimentos? Algumas cabeças pensantes desdobram-se em análises e declarações a defender a teoria do congelamento dos salários dos trabalhadores enquanto durar a crise. Mas, alto lá, não é para todos. É que no nosso país um gestor executivo de uma empresa do índice da Bolsa de Lisboa, PSI 20, ganha, em média, mais de 50 mil euros brutos mensais (1666 euros por dia…). Em 2008, as empresas do PSI 20 gastaram 82,3 milhões de euros a remunerar os seus 216 administradores, executivos e não executivos. Ou será que estes 216 senhores e senhoras vão

A última semana foi marcada pela turbulência no Bairro da Bela Vista. Depósitos do lixo e alguns carros incendiados, tiros, confrontos, muita polícia, várias detenções, intranquilidade e agitação entre os moradores, são algumas das imagens que pudemos acompanhar através das José Junqueiro Vice-Presidente televisões. do Grupo O fenómeno é relativamente novo entre Parlamentar do PS nós, pouco frequente, mas, mesmo assim, josejunqueiro@ps.parlamento.pt preocupante. O que vemos um pouco por todo o mundo, nos vários continentes, as imagens recentes de uma França com milhares de carros a arder, impõe uma reflexão séria entre nós. Os habitantes deste tipo de aglomerado urbano não podem ser rotulados de delinquentes, porque na sua maioria procuram ter uma vida normal e fazem uma vida normal. É, no entanto, uma micro sociedade onde há maior risco por ser relativamente fácil algumas minorias criarem ambientes de tensão. E foi o que aconteceu. A precariedade social, o desemprego, a falta de ocupação, os parcos rendimentos, as baixas taxas de escolaridade, as dificuldades no acesso a cuidados de saúde serão, entre outros, elementos que podem explicar a facilidade com que se podem constituir pequenos grupos para quem a violência faz parte do seu dia-a-dia. A intervenção policial revelou-se necessária, mas não é a solução. Não funciona como antibiótico, mas tão só como analgésico. Por isso, reclamar o uso da força para dominar e resolver um problema desta dimensão é desajustado. Justifica-se, como se viu, uma actuação pontual para um episódio concreto. O que se pede aos Estados e aos Governos, lá como cá, é uma actuação preventiva. E isso implica uma maior preocupação social, mais equipamentos educativos, mais espaço para o diálogo intercultural, ocupação para as camadas jovens, oportunidades de trabalho para os residentes, acesso aos direitos comuns a todos os cidadãos e mais intervenção de profissionais, especialistas, nestas matérias. Por outro lado, “arrumar” as pessoas em bairros com anátemas sociais de geração espontânea é fomentar problemas, concentrá-los em “guetos” que mais não são do que vulcões vivos. Em Viseu, à nossa escala, temos um exemplo de décadas, ainda hoje sem solução. As sociedades tendem a ser, cada vez mais, multi-raciais, multi-culturais e multi-religiosas, como resultado de uma globalização que nos vai fazendo evoluir nos nossos valores, que implica maior respeito pela individualidade de cada um e pela sua circunstância. Portanto, se quisermos evitar a repetição destes problemas é fundamental prevenir e, para isso, todos não somos demais, mas será sobretudo do Governo e do Poder Local que se esperam as respostas ajustadas, concretas e inadiáveis.

reduzir em 25 ou 30 por cento os seus salários, como sucede aos trabalhadores em lay-off? Deve ser mais uma das minhas «rabugices», mas algo me diz que bem posso esperar sentado… Um dos defensores da teoria do congelamento de salários é o «reputado» economista Vítor Bento. Todos o temos lido, visto e ouvido nos jornais televisões e rádios. O homem não pára. Só que, como diz o nosso povo, «bem prega Frei Tomás: faz o que ele diz, não faças o que ele faz». Então não é que se lhe descobriu a careca. Vítor Bento é um quadro do Banco de Portugal (BP) e actual presidente da SIBS, a sociedade que gere o Multibanco. Está de licença sem vencimento há nove anos, quando os próprios regulamentos do BP estipulam o máximo de três anos. Pois foi promovido por mérito em Maio de 2008, com efeitos retroactivos a Janeiro do mesmo ano. O que se traduzirá em mais 720 euros mensais quando o economista voltar ao banco, com reflexos também no valor da sua futura reforma. Vítor Bento não quer dar o exemplo e começar por reduzir os seus vencimentos (não é gralha, é mesmo no plural)? Mas este é apenas um exemplo elucidativo. A realidade, infelizmente, é bem mais profunda. Em 1973 (último ano do fascismo) a parte que as remunerações, sem incluir as contribuições sociais, representavam do PIB era de 47%. Com a revolução do 25 de Abril passou para 59% do PIB em 1975. Depois assistiu-se a uma diminuição sistemática, alcançando com o governo de Sócrates, em 2008, apenas 34% do PIB. E a previsão é que sofra uma nova redução em 2009. Será isto a tal «preocupação social» de que falam os defensores do governo PS? Será isto estar ao lado dos trabalhadores e desfavorecidos? Ou será que com estes dados (oficiais) percebemos todos perfeitamente de onde vêm os lucros fabulosos de muitas empresas e para quem têm governado PS e PSD (com ou sem CDS/PP)?


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 5

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

números

estrelas

138

O Centro Regional das Beiras (CRB) da Universidade Católica entregou os diplomas a 138 licenciados e mestrados no ano lectivo de 2008/2009. Na cerimónia, presidida pelo Bispo da Diocese, D. Ilídio Leandro, o presidente do CRB, Aires do Couto anunciou novas pós-graduações e mestrados, sobretudo na área da saúde.

António Vicente Ex-director adjunto da Direcção Regional de Educação do Centro

Foi condenado por abuso de poder, por um crime de falsificação de documentos, num processo motivado pela colocação ilegal de uma professora na Escola EB2, 3 Azeredo Perdigão de Viseu. Um processo onde não esteve bem ao “arrastar”, assumiu a juiza, um grupo onde só é absolvido um elemento.

Correia de Campos Deputado do PS na Assembleia Municipal de Viseu

Fernando Ruas Presidente da Câmara Municipal de Viseu

A Comissão Política Concelhia do PS Viseu aprovou a sua candidatura a cabeça de lista à Assembleia Municipal de Viseu. A escolha do antigo ministro da Saúde e candidato ao Parlamento Europeu não acolheu, no entanto, unanimidade. A escolheu mereceu três votos contra e dois brancos.

Sendo um processo que se arrasta há anos, a entrega do Viriato de Ouro a título póstumo, a Manuel Engrácia Carrilho, ex-presidente da Câmara de Viseu vai finalmente acontecer e é hora de reconhecer a gesto ao actual executivo pelo reconhecimento de uma figura que ajuda a contar a história do concelho.

A Primorosa das Beiras

“Temos candidato?” Te m o s c a n didato? Oficialmente temos para já um, o candidato do PS: Miguel Ginesta l. É um mau Fernando Figueiredo candidato, mas, para já, é o único que oficialmente se apresentou! Miguel Ginestal quer-me parecer que é um homem probo (foi a impressão que me deixaram os que dele falaram aquando do lançamento da sua candidatura e sobre isso escrevi na última «Primorosa»): é sério, é amigo do seu amigo, é fiel, simpático, bom pai de família, trabalhador… Contudo não lhe conheço pensamento de substância sobre a cidade. Tem é certo alguma ideias (também pudera, não é?!), mas são vagas, avulsas e pobres. Como já disse, é um mau candidato, não é que o seja para mim! isso era o menos! É uma mau candidato para Viseu e isso sim, é demais. Vejamos agora o PSD. Temos candidato? Sim temos. É como todos sabem Fernando Ruas. Ainda não apresentou formalmente a sua candidatura, mas é candidato. E agora o leitor pergunta-me, é um mau candidato? Não. É um bom candidato! (tem obra feita 20 anos! - tem um pensamento de cidade - 20 anos! - e Viseu teve-o e ele teve Viseu durante 20 anos!). É, seguramente, um bom candidato para liderar uma credível e diligente oposição. Viseu já merecia ter uma oposição com um bom vereador! E ele é um bom candidato! E quanto aos outros partidos: temos candidatos? Para já não, mas não faltará muito para nos serem apresentados. E ideias sobre quem serão tenho? Tenho! Como não tenho espaço para falar de todos, vou partilhar consigo a minha intuição sobre quem, se

não me engano, será o candidato do CDS. E mais, se não me engano estamos, ou melhor estaremos, na presença de um muito bom candidato. Falo de Francisco Mendes da Silva! Talvez o nome não lhe diga muito, porventura não lhe dirá mesmo nada. Francisco Mendes da Silva é um dos deputados pelo CDS na Assembleia Municipal e lá tenho-o ouvido em intervenções inteligentes, reflectidas e alicerçadas numa visão de cidade que muito me agrada. Gosto! E gostei em particular da sua intervenção na sessão da AMV do 25 de Abril. Uma intervenção reflectida e inteligente, alicerçada num sustentado diagnóstico sobre a cidade que queremos e julgamos ser possível no futuro. E colocada por si a questão: «Será o modelo de desenvolvimento que nos conduziu a estes primeiros momentos do séc. XXI o mais adequado?» responde com um inteligível NÃO! E mais à frente reflecte: «Viseu tem gente tão trabalhadora e empreendedora quanto as outras cidades. Viseu tem um tecido económico meritório e indispensável. Mas não o tem, ainda, nem na dimensão, nem na diversidade essencial à criação de uma massa crítica – industrial, intelectual – típica de uma capital regional desta relevância, das cidades charneira com que nos queremos comparar e que, em primeira e última análise, será sempre também um potenciador do crescimento da economia e das empresas que já existem.» E é evidente, basta ler o seu discurso, que Francisco Mendes da Silva tem uma Ideia, ou melhor (digo eu), um Programa para construir essa verdadeira Cidade. Temos candidato? A bem de Viseu, espero sinceramente que sim! (continua… mas não necessariamente na próxima «Primorosa»).

Clareza no Pensamento (http://clarezanopensamento.blogspot.com)

A consolidação de créditos Ilídio Silva Docente na Escola Superior de Tecnologia de Viseu isilva@estv.ipv.pt

No âmbito da actual crise económico-financeira, a figura da consolidação de créditos tende a ser utilizada como um meio privilegiado para fazer baixar os encargos mensais do agregado familiar com créditos bancários. Contudo, atenção! Esta medida apresenta alguns efeitos “perversos”, apenas sendo aconselhada em situações de grande “aperto” financeiro.

O que é a consolidação de créditos? A consolidação de créditos traduz um procedimento que permite juntar num só crédito os montantes em dívida de diversos créditos. Normalmente, o crédito à habitação constitui o crédito com prazo mais longo e, como tal, aquele que apresenta a taxa de juro mais baixa. Deste modo, o procedimento mais frequente é associar os restantes créditos (crédito automóvel, crédito pessoal, crédito para mobiliário, crédito para férias, etc.) no crédito à habitação, ficando o imóvel como garantia do crédito consolidado. Os prós e contras da consolidação de créditos. A grande vantagem da consolidação de créditos é a redução da prestação mensal da totalidade dos créditos. Desde logo a redução da prestação mensal se explica pelo facto de que, após a consolidação de créditos, todos os créditos estão a pagar juros à taxa mais baixa – a do crédito à habitação (eventualmente acrescida de algumas décimas de percentagem). Contudo, a principal razão da redução da prestação (que, curiosamente, acaba por explicar também

o principal inconveniente da consolidação de créditos) é a transformação de créditos de curto/médio prazo num crédito de longo prazo. Naturalmente que se aumentamos o prazo de um crédito, a respectiva prestação mensal tende a baixar. O “reverso da medalha” da transformação de créditos de curto/médio prazo em créditos de longo prazo é o aumento significativo dos juros totais associados. Os custos com a consolidação de créditos. Um outro aspecto a ter em conta são os custos que a consolidação de créditos pode acarretar, nomeadamente: penalização por liquidação antecipada dos empréstimos em curso, os custos envolvidos no processo do novo empréstimo, a eventual avaliação do imóvel para hipoteca (no caso desta ter ocorrido há vários anos), a escritura da nova hipoteca, etc.. Conclusão. A consolidação de créditos constitui um procedimento benéfico no curto prazo, na medida em que permite um ganho de liquidez, resultante da diminuição do encargo mensal com a totalidade dos créditos. Contudo, devido ao aumento significativo dos juros totais e aos custos que acarreta, a consolidação de créditos traduz uma solução apenas aconselhável em situações de grande “aperto” financeiro. Nota final: poderá consultar uma versão alargada deste artigo (elucidada com um exemplo prático) no blog http://clarezanopensamento. blogspot.com, a partir do dia 15 de Maio.


Jornal do Centro

6

15 | Maio | 2009

abertura

texto e fotos ∑ Ana Filipa Rodrigues

Ter ou não ter uma família numerosa? Filhos ∑ No Dia Internacional da Família, que se assinala hoje, dia 15, o Jornal do Centro dá a conhecer um projecto de vida feito a seis Ela sempre sonhou em ter “uma casa cheia de gente”. Ele, com cinco irmãos, estava habituado “a casa cheia”. Conheceram-se há 27 anos, numa festa de amigos que tinham em comum. Namoraram, casaram e, para além de feli es para sempre como num conto de fadas, dede serem felizes

cidiram prolongar a história. Acrescentaram à narrativa quatro filhos e são uma família numerosa. Ela é Alexandra Dias e ele Henrique Dias. Os protagonistas de uma família numerosa que escolheu Viseu para viver, cid cidade onde são representantes da Associaç ção Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN). “Inicialmente, pensámos em ter dois filhos, depois falamos e decidimos ter mais um filho. O quarto não estávamos a contar, mas impôs-se e veio. Muito bem.”, afirma Alexandra. A cumplicidade entre o casal flui, enquanto procuram os pormenores do enredo. “Enquanto namorávamos, falávamos em ter filhos, mas não no número”, esclarece a progenitora. O Bruno é o mais velho, com 21 anos, nasceu quando os pais ainda moravam em Lisboa e cedo começou a ajudar os pais a cuidar de André. O segundo filho nasceu no Canadá, tem menos três anos que Bruno. Já Raquel tem 13 anos. A caçula da família chama-se Sílvia e tem seis anos. Serpenteia entre os afazeres diários e o colo da mãe. “Lembro-me da reacção dos irmãos quando contei que estava grávida da Sílvia. A notícia foi dada num almoço de Ano Novo. O mais velho encarou com muita naturalidade. Ficou contente. O André disse ‘yes’. E a Raquel foi ‘ohh, não foi nada’”, recorda alegremente Alexandra. Há quem os ache um pouco “malucos”, outros há que os chamam “corajosos” pelo facto de terem quatro filhos. “Alexandra e Henrique deixam bem claro que se trata de uma opção, de um projecto de vida. Foi d devido a esse “projecto” que o casal aban-

donou a cidade de Sintra e se mudou há cerca de 13 anos para Viseu. “Na altura a Raquel tinha acabado de nascer. Ela ia para o Berçário, o André ia para o infantário e o Bruno ia para o ATL. Quando nos mudámos para Viseu passámos a pagar literalmente metade do que pagávamos em Lisboa”, salienta Henrique Dias. A mulher é peremptória. “Aqui temos qualidade de vida, mais paciência, mais tempo para estar com as crianças”. A história da família Dias vive de aventuras, desenhadas a um ritmo alucinante onde cada tarefa diária é pensada ao pormenor. “Num projecto de famílias numerosas é fundamental contar com o cônjugue” explica Alexandra, “Estamos organizados entre os dois e distribuímos as tarefas”. A título de exemplo, Alexandra salienta que as manhãs têm início com ela a “acordar os miúdos”, enquanto Henrique “prepara os pequenos-almoços”. A divisão de tarefas assemelha-se ao trabalho de uma equipa, na qual todos os “jogadores” percebem que o papel que desempenham é um contributo valioso para que a história da família Dias tenha, em cada dia, um final feliz. E esse contributo passa por repensar nos gastos do dia a dia, no que se pode poupar nos gestos quotidianos e nos “luxos” que se podem evitar. “Vamos gerindo as coisas conforme as necessidades. Mas faz parte de uma família numerosa aprender que nem tudo o que se quer tem que se ter na altura”, sublinha o casal. Apesar das dificuldades com que se debatem as famílias numerosas (ver texto seguinte e página 8), Alexandra de 45 anos e Henrique de 48 anos não se arrependem do rumo que deram à sua história de vida. Para além dos filhos biológicos, o casal está a participar num projecto de adopção à distância, através do qual apoiam à distância o crescimento de uma jovem angolana e partilham muitos dos seus fins-de-semana e férias com uma menina que vive num numa instituição de solidariedade em Viseu. E Henrique deixa o futuro em aberto “Não vamos fazer de propósito para ter mais filhos, mas se vierem serão bem-vindos”.

Mulheres portuguesas desejam ter mais filhos Alexandra Dias tem aquilo que a maioria das mulheres portuguesas ambiciona, mas não consegue alcançar. De acordo com um estudo levado a cabo pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN), mais de 60 por cento das mulheres portuguesas com idade entre os 18 e os 24 anos desejam ter três ou mais filhos. O estudo permite chegar à conclusão que apenas 17 por cento das mulheres planeia atingir o seu sonho. Para além de não acreditarem que seja possível concretizar esse

objectivo de vida, mais de 80 por cento tenciona apenas ter dois ou menos filhos. Qual o motivo porque é que as mulheres não vão têm efectivamente mais filhos? A resposta é clara. “Os filhos são caros!”. “Logo quando em bebés são uma fonte de despesas”, refere Alexandra Dias. Para os casais o principal obstáculo à procriação prende-se com as dificuldades económicofinanceiras. Suportar a alimentação, o vestuário e as despesas familiares é uma das grandes preo-

cupações das mulheres. Contudo, ao elevado custo de vida junta-se as despesas escolares. “Dizem que o ensino é gratuito, mas quando chega Setembro percebemos que não é. É despesas com os livros, refeições, autocarros, fotocópias”, salienta Henrique Dias. O consumismo não faz parte do vocabulário da família Dias. “Se querem ter uma ténis de marca X. Nós explicamos que com aquele dinheiro podemos comprar três pares de sapatilhas.” Ta mbém nos gestos diários a palavra pou-

pança é a palavra de ordem. “Tentamos ter cuidado em desligar as luzes de casa quando não estão a ser utilizadas, a não ter as torneiras tanto tempo abertas, para poupar a água”, explicam. A fa m í l ia aprendeu também a partilhar, oferecendo objectos e roupas a outros casais, bem como a receber também materiais usados de outras famílias. “Uma mão dá e a outra recebe. Percebemos que temos de dar sempre. Porque hoje damos e amanhã podemos ser nós a receber”, afirma Henrique Dias.

As questões relacionadas com a habitação e o trabalho também não passam despercebidas às mulheres portuguesas, que afirmam no estudo que é difícil interligar a carreira profissional e a vida familiar. Os dados revelam ainda que, em termos de conjugalidade, as pessoas que estão em união de facto parecem desejar ter menos filhos do que as casadas. Outra das tendências é que as mulheres que dão mais importância à carreira profissional aspiram a ter menos filhos.

No topo das medidas reclamadas está o apoio f inanceiro do Estado, nomeadamente a dedução das despesas essenciais dos filhos e dedução nos impostos à habitação. A lex a nd r a defende que devem ser criadas pelo Governo e pelas autarquias medidas que “possibilitem” a natalidde. “Eu acho que mais do que se incentivar a natalidade, é preciso criar condições para que seja permitida a natalidade aos casais que querem ter mais do que dois filhos”.


PUBLICIDADE 7

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

A a D O DM

www.palaciodogelo.pt

Desfile Colecções das lojas do Palácio do Gelo Shopping

ão

entaç

Apres

Novas criações nacionais

Colecção Acrobactic rina Catartado Manequins Fu Agência Best Models Espectáculo de hip-hop

Momentum Crew ação

ip Partic

de

a adrug M a i r Nú quim e Joa

Com a participação:

Produção Manuel Serrão


Jornal do Centro

8 ABERTURA | DIA INTERNACIONAL DAS FAMÍLIAS

Que benefícios têm as famílias numerosas? Em Portugal, há várias municípios que, pela ajuda que disponibilizam às famílias numerosas, foram apelidados pel Associação Nacional de Famílias Numerosas (ANFP), de Autarquias Familiarmente Responsáveis. Para Henrique Dias, o município ainda tem um longo caminho para andar. “Há poucos benefícios”. É com tristeza que o pai das quatro crianças o afirma, revelando que gostaria de ter benefícios no que toca a serviços municipais, como as piscinas e os transportes públicos. As famílias numerosas de Viseu têm lutado nos últimos anos pela descida das tarifas das águas para “grande agregados”. “Dizem que em média uma pessoa gasta por dia 120 litros de água por dia. Nós, como família grande que somos, gastamos imensa água”, refere Henrique Publicidade

Dias. Apesar da autarquia ter baixado os preços da água, o casal afirma que se trata de “um presente envenenado”. De acordo com Henrique Dias, a autarquia criou três escalões de desconto. No primeiro escalão, o de menos consumo, a Câmara prevê um desconto e 50 por cento, no segundo 20 por cento e no escalão de consumo máximo dez por cento de desconto. “Continuamos a ser prejudicados porque gastamos mais que os resto das famílias”. A família Dias reforça que grande parte dos benefícios são concedidos por particulares, como lojas e supermercados, que aderiram ao projecto da ANFP. A criação de um cartão de família por parte da autarquia, de um cartão único para as famílias acederem a Museus e espaços culturais são algumas das medidas propostas pelo casal.

15 | Maio | 2009

Apoios às famílias numerosas Concelhos

Apoio

Armamar

Nas actividades Escolares

Subsídio anual a cada aluno do 1.º CEB

Apoio à Habitação

Atribuição de apoios à recuperação de habitações

Nas actividades Escolares

Auxílios económicos nos transportes escolares e material escolar

Carregal do Sal

O que abrange

Apoio a Trabalhadores Autárquicos Castro Daire

Descontos para famílias

Entradas nas psicinas municipais e nos tratamentos das termas do Carvalhal

Nas actividades Escolares

Kit manuais e material escolar

Apoio a alunos universitários

Concessão de Bolsas de Estudo

Apoio à habitação

Programa de apoio à melhoria habitacional

Apoio a Trabalhadores Autárquicos

Pacotes promocionais nas Termas do Carvalhal

Lamego

Tarifário sociais

Apoio ao nível do pagamento de água para famílias carenciadas com mais de 5 ele-

Mangualde

Apoio a Trabalhadores Autárquicos

Os funcionários que tenham filhos podem ter flexibilidade de horário

Tarifários de Desconto

Redução de 20 por cento no tarifário base. Aplica-se a famílias com 3 ou mais filhos

Moimenta da Beira

Nas actividades Escolares

Auxílios económicos

Nelas

Descontos em actividades culturais

Actividades culurais promovidas pela autarquia

Nas actividades Económicas

Manuais, material escolar, transportes, apoio nas refeições

Apoio à Habitação

Programa de apoio à Habitação Social

mentos

Apoio a Trabalhadores Autárquicos Penedono

Resende

Bilhete de Família

Visita a Museus

Nas actividades Escolares

Descontos nas visitas escolares, transportes públicos, isenção de pagamento das

Apoio à Habitação

refeições

Nas actividades Escolares

Passes de Transporte e livros escolares

Apoio à Habitação

Venda de lotes para habitação social para qualquer cidadão que não possua habitação própria Apoio em materiais até 1500 euros

S. João da Pesqueira

Nas actividades Escolares

Descontos nas refeições e prolongamento do horário

Apoio a Trabalhadores Autárquicos

Piscina descoberta gratuita nos meses de Verão

S. Pedro do Sul

Nas actividades Escolares

Descontos nos transportes e Alimentação

Vouzela

Nas actividades escolares

Acção social escolar, transporte gratuito Fonte: Associação Portuguesa das Famílias Numerosas


Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

PUBLICIDADE 9


10 entrevista ∑ António Figueiredo Edição ∑ Emília Amaral fotografia ∑ Nuno Ferreira

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

r Nunca dissemos aos

à conversa

professores que era uma luta fácil”

A luta dos professores influenciou a O sindicato de professores, este ano, tem sofrido derrota atrás de derrota. Assume-as como tal?

Não é bem assim. Deixe-me dar-lhe a outra forma de ver. Avaliação de desempenho: este é o Governo que apareceu como campeão deste problema e até hoje ainda não avaliou um professor, a não ser os contratados no ano passado.

nha ainda a ver com as propostas sindicais. Mas o Governo ainda não conseguiu aplicar plenamente nenhumas destas medidas, a não ser a questão da divisão da carreira em categorias, mas começa a dar alguns sinais e a pressão dos professores vai levar a que o Governo altere. A luta é difícil?

Mas, contrariando as indicações do sindicato, a maioria dos professores, entregou os objectivos da avaliação simplex.

Sessenta mil professores no país, não entregaram. E quantos entregaram?

Entregaram os outros 80 mil. Mas não entregar os objectivos individuais com a pressão que estava a ser feita pelos conselhos executivos e pelo Governo, não é a mesma coisa que ir a uma manifestação, que fazer uma greve… exige mais coragem. Qual é o problema da avaliação de desempenho?

O Governo tem no seu decreto regulamentar sobre a avaliação de desempenho um modelo que implica: os resultados escolares dos alunos pesam na avaliação de desempenho, o abandono escolar – coisa que ninguém compreende – pesa na avaliação de desempenho, há aulas assistidas… nada disto foi aplicado até hoje. Este ano, o modelo será aplicado de forma simplificada.

Nunca dissemos aos professores que era uma luta fácil. Se os professores estiverem à espera que a solução destes problemas aconteça automaticamente depois das eleições legislativas, então desenganem-se. Os resultados podem ter uma influência decisiva na solução de muitos destes problemas, mas a luta persistente das pessoas é que vai ser determinante no curso destes acontecimentos. A luta dos professores vai acontecer mesmo depois das legislativas, ninguém tenha dúvidas.

Francisco Almeida, 50 anos. Professor do Ensino Básico, com especialização em Administração Escolar, é o rosto mais visível, em Viseu, do Sindicato dos Professores da Região Centro. Militante do PCP, sempre que há uma manifestação aparece acompanhado de uma aparelhagem sonora de onde debita palavras de ordem e música apropriada a cada ocasião. É coordenador nacional da FENPROF para o 1º Ciclo do Ensino Básico, bem como na área da gestão das escolas e da rede escolar. A próxima manifestação de professores, marcada para 30 de Maio, deu o mote à conversa, onde se falou da carreira dentro e fora do sindicato, do encerramento das escolas e de um ano que fica para a história da Educação em Portugal.

Na manifestação de 30 de Maio espera 120 mil professores, como no ano passado?

Não sei se são 120 mil. E se ficar abaixo?

Não vamos fazer manifestações só quando houver 120 mil professores para irem para a rua. Mas há esse dado comparativo?

O CDS-PP reunida nas Jornadas parlamentar em Aveiro (11 de Maio) anunciou que vai apresentar um novo Estatuto do Professor com carreira única.

Apoiamos. É um exemplo de que os extremos se tocam?

O que temos é que a luta dos professores influenciou as opções de muitas forças políticas, é pena que não tenha influenciado as opções do Governo. Há mais partidos que são contra a divisão da carreira em categorias.

A FENPROF estava contra e perdeu.

Não é bem assim. Na divisão da carreira em categorias, a verdade é que já começam a haver alguns sinais do Governo a querer mexer na estrutura da carreira, nada que te-

Sente os professores menos mobilizados?

Da semana de consulta aos professores resultou claro que, por unanimidade, os mais de 40 mil professores que participaram em mais de 300 reuniões em todo o país, afirmaram a importância da marcação de uma manifestação nacional de professores.

Perante isso, os professores também devem fazer as suas escolhas nas eleições legislativas?

Exactamente.

Se tivermos 70 mil professores é uma grande manifestação de professores, mas o mais certo é que venhamos a ter mais. Já estão alugados autocarros [distrito de Viseu] em número igual a 8 de Março de 2008 e já há inscrições para metade deles [a 20 dias da data da manifestação]. Os professores dizem que o sindicato acordou tarde para a questão do fim do vínculo.

Perante essa afirmação, se estivéssemos numa reunião sindical, eu puxaria de um documento que tenho com uma lista de acções, que prova que esta é uma guerra que travamos desde 2006, houve foi professores que estiveram distraídos. Agora, houve muitos professores que tiveram dificuldade em acreditar que o Governo fosse capaz de fazer isto.

“Eu não tenho nenhuma simpatia pela limitação Já ultrapassou o incómodo que lhe causou o líder do PS de Viseu, José Junqueiro ao dizer que o podia ser considerado uma figura típica da região, conhecida como “a banda do Chico”?

Não foi propriamente um incómodo. Registei o disparate do dr. José Junqueiro. E registei que, este tipo de linguagem, normalmente, está associado a um certo desespero, de quem convive mal com o protesto e de quem está a ver que vai ter consequências eleitorais. Espero que tenha mesmo. A linguagem utilizada por vós, aquando da passagem dos membros do Governo, a musica dos Xutos & Pon-

tapés… não é de baixo nível?

Eu faço questão de usar os meus direitos de cidadão, de estar envolvido nos protestos dos cidadãos do meu distrito. É um agitador profissional?

Não. Sou dirigente do Sindicato de Professores da Região Centro (SPRC) e da FENPROF, intervenho na acção sindical com todas as minhas forças, com o melhor que consigo, sei e posso. Não abdico de intervir em torno de outras causas e também não abdico de intervir partidariamente, assumindo publicamente a minha militância no Partido Comunista Português, desde 1983.

É justo os professores perguntarem se o pagamento de cotas serve para o Francisco Almeida utilizar os meios do SPRC em acções ligadas ao PCP?

Os meios e os recursos do Sindicato de Professores da Região Centro estão ao serviço da actividade sindical dos professores e estão ao serviço da central sindical a que nós pertencemos. Somos solidários com os trabalhadores portugueses de outros sectores de actividade. No sindicato de professores da Região Centro, até no distrito de Viseu, há professores que pertencem à direcção distrital do sindicato, que são eleitos locais do partido socialista.

“Há concelhos onde não pode haver só uma escola” Durante muitos anos defendeu o encerramento de escolas com poucos alunos.

E continuo a defender. Mas agora está contra os centros educativos.

Não. Fechar uma escola de três, quatro, cinco alunos é uma coisa, mas se decidirmos, como o Governo decidiu, fechar as escolas que têm menos de 10 alunos e, depois, mais tarde, as que têm menos de 20 alunos, significa fechar as escolas todas da Serra do Caramulo, da Serra da Nave, da Serra da Gralheira. Temos hoje crianças que são deslocadas, na Serra de Montemuro, 45 minutos para cada lado.

Qual é a solução?

O planeamento da rede escolar devia levar a concluir, por exemplo, que as crianças daquela região do Montemuro merecem ter uma escola na zona da serra, não tinham que ir todas para a vila. Podemos ter centros escolares de menor dimensão do que aqueles que estão a ser construídos. Podemos estar de acordo com o encerramento das escolas, o que nunca podemos é aceitar que se comece pelo telhado, ou seja, que primeiro se fechem as escolas, a seguir se vá à procura da solução para o problema e o resultado é meninos a ter aulas em contentores.

O problema está no planeamento e não na regra?

Nós defendemos que não deve haver uma regra administrativa – tem menos de 10 alunos, fecha – achamos que isso vale a pena observar, discutir com as pessoas e encontrar soluções caso a caso. A outra questão é do ponto de vista do planeamento da rede, há concelhos onde não pode haver só uma escola. O Ministério da Educação discutiu isso com os autarcas.

Pergunte aos autarcas de Castro Daire, Vouzela e outros qual foi a discussão. Foi chegar lá e dar a solução. Foi chegar a Castro Daire e até mal tratar um vereador.


11

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

r Nós professores

Semanalmente, “À Conversa” resulta de um trabalho conjunto do Jornal do Centro e da Rádio Noar. Esta conversa pode ser ouvida na Rádio Noar, esta sexta-feira, às 11hoo e às 19h00, e domingo, às 11h00. A entrevista na íntegra em www.jornaldocentro.pt

estamos claramente em perda”

as opções de muitas forças políticas” O que está em causa?

As pessoas, há muitos anos, assinaram com o Estado um contrato que os vincula ao Estado e, unilateralmente, violando o princípio da segurança jurídica, o Estado vem dizer: o que assinámos há tempos, agora não vamos cumprir. Quais são os efeitos?

O Estado pode prescindir de professores, ou de outro qualquer trabalhador da administração pública, usando as regras que estão no código de trabalho.

compõem o conselho pedagógico da escola, onde pulsa a vida da escola e deixa de ser o espaço de representação dos saberes, do conhecimento, das várias áreas dos professores, dos pais e dos alunos (secundário], para ser a caixa de ressonância da opinião do director. Para além de passar de um órgão colegial para um órgão unipessoal, é o transportar para dentro da escola das pequenas guerras de política de paróquia e de concelho. Há câmaras a afirmarem: àquele presidente do conselho executivo que não gostamos, vamos-lhe “fazer a folha” se se candidatar a director. E fizeram em alguns casos. Porque não faz essa denúncia pública?

Qual é a perspectiva da acção de luta que está aí?

Espero que a iniciativa dos deputados dê resultado. Eu creio que o Governo vai ter que engolir isto, se o Tribunal Constitucional vier a declarar inconstitucional a norma, e pode correr outro risco, que é, os professores ao contestarem podem ganhar em tribunal. Outra batalha perdida foi a entrega da gestão das escolas à figura dos directores. Continua a dizer que “os directores das escolas podem ser os braços políticos dos autarcas nas escolas”?

Nós, professores estamos claramente em perda. O Governo impôs o seu modelo e o que temos hoje é um modelo autocrático de gestão, em que o director nomeia todas as estruturas intermédias de gestão. Qual é o problema?

Estas pessoas das estruturas intermédias são as que Publicidade

de mandatos” Há quantos anos não dá aulas?

Há vinte e poucos anos. Tem saudades da escola?

Não tenho saudades do tempo em que trabalhei em Lisboa, tenho saudades da Escola de Póvoa de Touro e da Cerdeira, em Vila Nova de Paiva. Ainda conseguia dar aulas?

Há coisas que não se desaprendem. Porque é que não há renovação sindical?

Há. Nas últimas eleições para o sindicaPublicidade

to, 47 por cento da direcção distrital mudou e até as pessoas que estão a tempo inteiro não são as mesmas. Eu estou, quem sabe, há tempo a mais, mas essa é uma decisão que me vai caber a mim, à direcção do sindicato e aos professores sócios do sindicato, quando houver eleições. A limitação de mandados é só para os políticos?

Eu não tenho nenhuma simpatia pela limitação de mandatos. A limitação de mandatos é feita por processos democráticos eleitorais.

A seu tempo a faremos. Concorda que muitos professores que estão a concorrer possam alegadamente ficar na mão do poder discricionário dos directores, quando acabarem os concursos nacionais?

É mesmo assim. É mais uma derrota?

É mais uma coisa que ainda não ultrapassámos plenamente, mas é preciso que se diga que essa questão faz parte da espinha dorsal da ideia que o Ministério da Educação tem para a profissão docente e para a escola. É a construção de uma outra profissão, de uma outra escola que não é a escola pública e democrática que conhecemos e que vai dar maus resultados. Nós, o que reconhecemos é a necessidade de prosseguir o combate contra isto e vamos consegui-lo. Se não acreditasse que era possível fazer recuar o Governo já não estava aqui.


Jornal do Centro

12

15 | Maio | 2009

D Declaração do Milénio em conferência

viseu

Os deputados Almeida Henriques (PSD), Hélder Amaral (CDS-PP) e Miguel Ginestal (PS), são os convidados de um grupo de alunos do 12º ano da Escola Secundária Alves Martins, para falarem da Declaração do Milénio, durante uma conferência, segunda-feira, dia 18, ás 15h00.

Mulher de Tondelinha condenada a 19 anos O Tribunal de Viseu condenou a 19 anos de prisão, pelo crime de co-autoria de homicídio qualificado, uma mulher que mandou matar o marido a tiro, em Fevereiro de 2008, numa quinta, em Tondelinha, Viseu. O autor dos disparos, empregado da mulher, foi condenado a 17 anos de prisão, igualmente pelo crime de homicídio qualificado. A arma do crime, uma caçadeira, assim como os c a r t uc hos , fora m disponibilizados por outro funcionário a quem o tribunal decidiu aplicar uma pena de 6 anos de prisão por ser cúmplice do crime. A vítima, de 60 anos de idade, foi morta a tiro no Publicidade

dia quatro de Fevereiro do ano passado. Ao regressar à quinta, tinha à sua espera um trabalhador e a mulher com quem estava em processo de divórcio. Segundo a convicção do Tribunal a mulher planeou o crime para não ter de partilhar os bens, isto porque ouviu dizer que a companheira do marido estava grávida. O Tribunal considerou que se tratou de um crime “planeado e reflectido”. Durante o julgamento a arguida usou o direito ao silêncio, enquanto que o autor dos disparos e o homem que disponibilizou a arma confessaram ter obdecido à mulher, ainda que tenham mostrado arrependimento.

Decisão do Tribunal ∑ Crime “planeado e reflectido”

Por provar ficou se os dois homens receberam qualquer recompensa por parte da mandante. O advogado da condenada considerou a pena “pesadíssima”, e adiantou que irá recorrer da decisão por considerar que a cliente deveria ter sido julgada por ser “cúmplice” do autor dos disparos e nunca por um crime de co-autoria de homicídio qualificado. Este foi o primeiro julgamento no Tribunal de Viseu que contou com um colectivo de jurados, requerido pelo advogado da arguida, Rui Costa Neves. O colectivo de jurados pode ser requerido sempre que a moldura penal

Nuno Ferreira

Crime ∑ Mandou matar o marido em Fevereiro de 2008

A Autor dos disparos condenado a 17 anos e cumplice a seis por disponibilizar arma do crime for superior a cinco anos e neste caso era “essencial para fazer uma justiça melhor”, justificou o requerente. No entender de Rui Costa Neves, um juíz de

carreira está “mergulhado” em muitas sentenças e “não tem a distância” ou a mesma visão dos factos de um colectivo de jurados que têm uma “visão leiga” explicou.

Apesar de considerar que a justiça não foi feita, o advogado entende que não foram os jurados que qualificaram o crime. Sandra Ferreira

Publicidade

Cursos de Nível II Equivalência ao 9º ano

Acesso

5ºa ano, 7º ano ou 8º ano

Apoios

Subsídio de Alojamento ou Transporte Alimentação Bolsa de Estudo

2 Anos de Frequência

. ELECTROMECÂNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL – Nível II Tipo 2

. COZINHA – Nível II Tipo 2 . MECÂNICO DE MOTOCICLOS – Nível II Tipo 2 1 Ano de Frequência

. MECÂNICO DE MOTOCICLOS – Nível II Tipo 3 Cursos de Nível III

Equivalência ao 12º Ano 3 Anos de Frequência

Apoios

Subsídio de Alojamento ou Transporte Alimentação Bolsa de Estudo

. TÉCNICO DE RESTAURAÇÃO

Cozinha . Pastelaria Restaurante . Bar

. TÉCNICO DE MECATRÓNICA . TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL/ELECTROMECÂNICA

Cursos EFA

(dupla certicação) B2+3

Habilitações

Confere equivalência ao 5º e 9º ano

Apoios

Subsídio de Transporte Subsídio Alimentação

. COZINHEIRO/A . SERRALHEIRO/A MECÂNICO/A . ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES


PUBLICIDADE 13

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

VISEU

Dia 15/05 Dia do Mobiliรกrio de Jardim e Plantas

Dia 16/05 Dia do Marisco e Cervejas

Palรกcio do Gelo Quinta da Alagoa - Ranhados 3500-606 Viseu

Tel.: 232 483 800 Fax: 232 429 088

Dias de Encerramento Fixos: 01 de Janeiro | 01 de Maio | 25 de Dezembro


Jornal do Centro

14 VISEU

15 | Maio | 2009

Ex-director adjunto da DREC condenado por falsificação de documento e abuso de poder

RUAS DISTINGUIDO EM PARIS

Ilegalidade ∑ Em causa a colocação de uma professora O Tribunal de Viseu condenou o ex-director adjunto da Direcção Regional da Educação do Centro (DREC), António Vicente, a pagar 4400 euros de multa por um crime de abuso de poder e a dois anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, por um crime de falsificação de documento. Este processo, motivado pela colocação ilegal de uma professora na escola EB 2, 3 Azeredo Perdigão de Viseu, envolveu mais quatro arguidos, três deles condenados por crime de falsificação em co-autoria, igualmente com penas suspensas. A professora (cunhada do ex-deputado do PSD Pedro Alves) foi condenada a um ano e oito meses de prisão. Pelo mesmo crime (falsificação de documento) foi também condenado Fernando Figueiral, presidente do conselho executivo da EB 2, 3 Azeredo Perdigão (um ano e três meses de prisão) e o

Publicidade

ex-coordenador da Área Educativa da Guarda, José Diogo Pinto (um ano e quatro meses de prisão). O Tribunal deu como provado que, em 2003, António Vicente colocou de forma ilegal o nome da professora na lista de mobilidade para os projectos de gestão flexível, permitindo que esta fosse transferida para a EB 2,3 Azeredo Perdigão, sem que o estabelecimento tivesse pedido qualquer docente. O tribunal deu como provado que António Vicente “violou os deveres de isenção” e adulterou as regras da colocação de professores com o objectivo de “beneficiar” Susana Boloto que estava “insatisfeita” por ter sido colocada em Vila Nova de Foz Côa (Guarda). O crime de falsificação de documento dá-se depois do caso ter sido denunciado na comunicação social pelo Sindicato dos Professores da Região Centro e dos superiores

A António Vicente, também é deputado do PSD na Assembleia Municipal de Viseu hierárquicos de António Vicente terem pedido explicações. De acordo com a presidente do colectivo de juízes, o ex-director da DREC convocou a professora e o presidente do conselho executivo da escola para uma reunião nas instalações do Centro da Área Educativa a

decidiu absolver o exdirigente do Centro da Área Educativa de Viseu, Adelino Azevedo Pinto, na convicção de que desconhecia o teor da reunião, limitando-se a ceder as instalações, a pedido do ex-director adjunto da DREC. Sandra Ferreira

80% dos enfermeiros em greve No distrito de Viseu a adesão à greve dos enfermeiros rondou os 80 por cento, segundo informação prestada pelo dirigente sindical da Beira Alta, Alfredo Gomes. “No Hospital São Teotónio, de manhã fizeram greve 74 por cento dos enfermeiros e à tarde o número subiu para 82 por cento”, afirma. A decisão de partir para a greve surgiu após a Comissão Negociadora dos Sindicatos

Publicidade

21 de Novembro e onde foi preenchido o documento com data de 15 de Abril. O objectivo era “encobrir o que estava ilegal”, sublinhou. O ex-coordenador da Área Educativa da Guarda também assinou a autorização de transferência da docente. O colectivo de juízes

dos Enfermeiros ter considerado “um desastre” a reunião negocial do dia 7 de Maio com o Ministério da Saúde. Em causa está o actual processo de negociação da carreira dos enfermeiros que tem gerado desacordos entre as duas entidades. Os enfermeiros queixamse de terem um ordenado mínimo inferior comparando com outras profissões, como os inspectores que

recebem 1400 e os professores 1500. Alfredo Gomes refere que “muitos enfermeiros nem o ordenado mínimo proposto, que equivale a 1200 euros, recebem”. Conforme informou o dirigente sindical da Beira Alta, no Hospital de Lamego a greve “afectou o funcionamento do bloco operatório que esteve parado durante todo o dia e em Tondela a adesão foi de 100 por cento”.

O autarca de Viseu, presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Fernando Ruas, recebeu em Paris, a Medalha de Ouro da Société Académique des Arts, Sciences et Lettres (França). O troféu distingue figuras que se evidenciem em diversos campos de actividades. “Não estava à espera, porque este é um prémio que já foi entregue a várias figuras, de diferentes campos, entre as quais consta Marie Curie, que para mim é uma figura mítica”, revelou. Fundada em 1915, e com alto patrocínio do Presidente da Republica Francesa, a academia distingue personalidades de todas as nacionalidades. Fernando Ruas foi o primeiro português a ser galardoado com a medalha de ouro da Académia.

FIGURAS DE VISEU SUBSCREVEM CARTA D. Ilídio Leandro, Bisp o de V i s e u , D a l i l a Rodrigues, historiadora, Francisco Keil do Amaral, arquitecto e Luís Calheiros, pintor, figuras conhecidas de Viseu, estão entre os signatários da Carta Aberta sobre Políticas de Emigração. A missiva é promovida por 21 associações de imigrantes e de defesa dos direitos humanos, entre as quais a Associação Olho Vivo, de Viseu.


PUBLIREPORTAGEM 15

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

Planivis, parceiros de sucesso há 17 anos A Planivis está de parabéns! É uma empresa de consultoria que há 17 anos presta serviços nas áreas de: Gestão de empreendimentos; Gestão de projectos; Coordenação e fiscalização da construção; e Coordenação da segurança e saúde. A Planivis resultou da oportunidade de desenvolver um serviço inovador e de elevado conteúdo técnico. “É nossa convicção que a viabilidade dos empreendimentos depende da intervenção de uma empresa com consultores experientes capazes de fornecer valor adicional aos Promotores Imobiliários. Pela nossa experiência consideramos benéfica a independência que a empresa mantém com projectistas e construtores. O resultado é normalmente uma diminuição significativa dos custos da obra” afirmam Luiz Faria e Firmino Faria, directores da empresa. A experiência técnica acumulada no sector coloca a Planivis a um nível competitivo elevado, sendo-lhe colocados, actualmente grandes desafios para o desenvolvimento sustentado num mercado cada vez mais competitivo. A Planivis tem desenvolvido parcerias com organizações

que são suas clientes, permitindo-lhes a possibilidade de optimizarem a relação Custo/ Qualidade/Prazo dos seus empreendimentos. “A Planivis cria a relação com os seus clientes com base em valores essenciais, os seus quatro C’s: Competência, Credibilidade, Confiança e Capacidade de Resposta” afirma Luiz Faria. Com um curriculum vasto, a Planivis tem uma carteira de clientes onde figuram entidades de renome e dimensão. Contamse os MINISTÉRIOS DA JUSTIÇA, EDUCAÇÃO e AGRICULTURA; INSTITUTOS POLITÉCNICOS DE BEJA e VISEU; HOSPITAIS DISTRITAIS DE LEIRIA e VISEU; UNIVERSIDADE DE AVEIRO; IEFP’s de todo o país; LABESFAL; BODUM; A.SANTO, S.A.; HOTÉIS DO PARQUE e MONTEMURO; entre muitos outros. Em 1996 a Planivis diversifica a sua área de actividade através do desenvolvimento de projectos imobiliários próprios e/ou em parceria com outras organizações. A Planivis foi a primeira entidade na Região a desenvolver edifícios multifamiliares equipados com domótica - Casa Inteligente. “A nossa grande preocu-

pação é a satisfação dos nossos clientes e que sintam no seu investimento valor acrescentado no presente e no futuro. Por isso, privilegiamos a localização e a qualidade dos nossos empreendimentos. Tentamos responder a todas as necessidades dos nossos clientes através de empreendimentos com características diferenciadoras. A Porta do Soar Residence no centro histórico diferencia-se pela modernidade e funcionalidade; o Atrium D. João no centro de Viseu é a Casa Inteligente/Domótica onde a tecnologia assegura bem-estar, segurança, controlo e poupança energética; as Moradias na Quinta do Viso Norte caracterizam-se pelas áreas interiores (desde 422m2) numa zona nobre da cidade com vista para a Serra da Estrela”, afirma Luiz Faria. A criação da PLANIVIS IMOBILIÁRIA no centro histórico surge com o objectivo de ter uma aproximação maior e mais efectiva aos seus clientes oferecendo produtos com grande diferenciação no mercado local. Futuramente, a Planivis pretende continuar num posicionamento Premium nos seus ser-

A Eng.º Firmino Faria e Eng.º Luiz Faria, directores da Planivis

A Instituto Politécnico de Viseu viços de Consultoria. “Temos um curriculum vasto pelo que o nosso serviço poderá ser uma mais-valia para mercados em forte expansão” realça Luiz Faria. “A internacionalização é já uma rea-

lidade. As empresas precisam de encarar o mercado de uma forma global para crescerem de uma forma sustentada” conclui Firmino Faria. Relativamente a novos projectos imobiliários

“Temos em projecto e estamos a concluir um conjunto de empreendimentos em Viseu e Lisboa, que vêm realçar a nossa diferenciação no mercado imobiliário” finaliza Luiz Faria.


Jornal do Centro

16

15 | Maio | 2009

região

7dias DEZENAS DE ASSALTOS EM MANGUALDE Mais de uma dezena de lojas foram assaltadas na cidade de Mangualde, durante a madrugada do dia 11. Os comerciantes foram surpreeendidos na manhã do dia 11 quando chegaram aos seus estabelecimentos e descobriram que tinham sido assaltados. Os ladrões assaltaram restaurantes, cabeleireiros, sapatarias e supermercados. De acordo com as autoridades os criminosos preferiram assaltar estabelecimentos mais antigos com pouca segurança. Em cada estabelecimento os indivíduos furtaram pequenas quantias de dinheiro, que se encontravam nas caixas registadoras. A GNR está a investigar os vários casos.

EXPLOSÃO EM CINFÃES Uma explosão em Paúves, concelho de Cinfães, provocou um ferido e danificou sete habitações. O acidente ocorreu quando um camião transportava 15 a 20 quilogramas de dinamite e uma máquina de furos artesianos na EN 222. Apesar dos profundos estragos, apenas o condutor do camião necessitou de auxílio médico. A impacto violento da explosão projectou peças da máquina de furos artesianos para os jardins junto à estrada.

D Educação e emprego em Debate

O pavilhão multiusos de Nelas acolhe, dia 16 de Maio, pelas 15h30, o Forum/Debate “Temos Futuro?”. No evento serão debatidos temas sobre o emprego, actividades económicas e educação. A entrada é livre.

Reuniões de Moimenta sem recurso a papel

A Graciano Loureiro

Ex-director da secção de Natação do ex-Clube Académico de Futebol

Objectivo ∑ Autarquia pretende “agilizar o processo burocrático” A autarquia de Moimenta da Beira “aboliu” o papel das reuniões de Executivo Municipal. A iniciativa prevê que as reuniões se realizem exclusivamente com recurso a suporte informático. O projecto foi aprovado em Setembro de 2008 e desde Janeiro de 2009 que se encontra em funcionamento. A autarquia defende que o projecto permite “agilizar todo o processo burocrático” facilitando “o acesso e transmissão de documentos De acordo com o departamento de informática da câ ma ra , a iniciativa assenta em dois instrumentos essenciais: computadores por t átei s e rede sem fios. “A autarquia adquiriu computadores portáteis, através dos quais todos os vereadores têm acesso aos documentos necessários para a reunião”, refere o técnico de informática, Lucas Silva. Desde Janeiro que os

das, andarilhos e camas articuladas para posteriormente serem distribuídos pela população mais carenciada. Segundo a vereadora da acção social, Eugénia Liz, “têm surgido, na Câmara, muitas solicitações de ajuda deste género. Não é possível dar resposta a todas, então foi necessário recorrer a outros meios”, explica. Após a

Abandonou o associativismo desportivo há quatro anos, o que é feito de si?

Continuo ligado à nataç ção. Tenho uma filha a nad dar e todos os dias vejo os ttreinos dela. Continua ligado por uma questão familiar ou é a paixão pela natação?

Entrei na natação porque ttenho três filhos [nadadorres], mas a natação seduzm me O que o seduz?

d o c u m e n to s de submetidos a decisão são convertidos em f icheiros digitais e enviados para os veradores. “Este sistema permite aos vereadores terem acesso aos documentos na sua caixa de correio electrónica”, explica Lucas Silva. A autarquia adquiriu sete computadores e instalou uma rede de internet sem f ios no Salão Nobre do edifício municipal, através do qual os vereadores têm acesso também ao servidor da própria Câmara. A iniciativa custou cinco mil euros aos cofres do município.

O s responsáveis pela iniciativa acreditam reuni que o projecto reuniões sem papel irá obter “benefícios na redução de custos financeiros operacionais e ambientais, associados à impressão de documentos em papel. Por ano, o município realiza cerca de 30 reuniões de Executivo Municipal. Segundo a autarquia, esta medida realiza-se no âmbito do “Simplex Autárquico” com vista “à substituição gradativa do uso de papel pelo meio electrónico. Ana Filipa Rodrigues ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

Vouzela recolhe equipamentos para doar aos mais carenciados Com o objectivo de apoiar pessoas carenciadas portadoras de deficiência a Câmara Municipal de Vouzela tem em curso a campanha solidária “Ajudas para incluir mais”. Esta actividade está incluída no projecto Banco de Ajudas Técnicas e destina-se à recolha de equipamentos como canadianas, cadeiras de ro-

O que é feito de si?

recolha, “os equipamentos são emprestados às famílias durante o tempo que precisarem, depois voltam para o Banco de Ajudas Técnicas”. O projecto procura envolver os munícipes, as instituições de solidariedade, a comunidade em geral e as empresas do sector privado não só ao nível do concelho, mas também a nível

nacional. Devido ao número de pedidos já existente, todos os equipamentos que estão no banco encontram-se reservados, como explicou ao jornal a vereadora. A campanha começou no mês de Abril, mas, segundo Eugénia Liz, vai permanecer em funcionamento ao longo dos próximos tempos.

É toda uma envolvência d difícil de descrever. Eu c consigo sentir um atleta a n nadar. Acabou a vida de dirigente associativo?

Está em banho-maria. O que recorda dos nove anos de dirigente?

“Muitas vezes tinha que pensar pela cabeça dos autarcas” depois surgiu o Académico de Viseu Futebol Clube, não concordei e afasteime. Tomava a mesma decisão?

Sem dúvida. A natação deve depender só dela própria, não deve estar integrada em clube nenhum ou, pelo menos, deve ser uma secção completamente independente. Podiam faltar os meios financeiros?

Aí também havia um plano. Defendia que deveria haver uma carta de desenvolvimento desportiv0 para o concelho, em que os clubes teriam apoio consoante o seu resultado. E a minha aposta na altura era formar um clube com resultados a nível nacional. Porque não seguiu no arrastão da transformação do CAF no novo Académico?

Bons momentos. Recordo essencialmente os miúdos. Um grupo como o CAF era realmente muito importante. Pegar naqueles miúdos pequenos e vêlos crescer, evoluir, o espírito de grupo que havia… foi realmente um marco muito importante na minha vida.

Houve aí muita história. O treinador que neste momento está no Académico e que foi treinador do Académico quando eu lá estive, não era a minha escolha na altura.

O que levava aqueles jovens, tão jovens, a levantar-se, muitas vezes, de madrugada, para irem nadar antes de começar as aulas?

É muito difícil ser dirigente associativo, porque os apoios são cada vez menos. E o aspecto financeiro condiciona tudo.

Quando se busca algo, só há uma forma de o atingir na natação: é com trabalho.

A dependência das associações, condiciona a actividade?

Qual é o papel do dirigente?

Incentivá-los. A saída do Académico não foi pacífica. Como analisa hoje a situação?

Sem rancor. Achava que a natação do Académico já tinha valor para continuar sozinha. Criou-se o Clube de Natação de Viseu, mas

Que análise faz hoje ao estado do Associativismo?

Mu ito . Eu lem bro me, quando estava no Académico, que não podia pensar pela minha cabeça, muitas vezes, tinha que pensar pela cabeça dos autarcas. Quando assim é, os resultados não são tão bons. António Figueiredo/Emília Amaral (Para ouvir na Rádio Noar domingo, às 10h00)


17

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

eleições O cabeça de lista do Bloco de Esquerda (BE) às eleições europeias, Miguel Portas, lamentou, em Vouzela, que as “nomeações aos agrupamentos de saúde se façam com base em critérios político-partidários”. Em visita ao Centro de Saúde do Concelho, Miguel Portas afirmou que Viseu é um dos distritos onde se “notam claramente os problemas do poder absoluto, sendo os coordenadores dos três agrupamentos candidatos e dirigentes do PS”. “O que está mal não é o processo de reforma e de motivação dos médicos, mas sim, não se tratarem das carreiras dos enfermeiros decentemente e fazerem-se nomeações de natureza políticopartidária”, defende o candidato. Em Vouzela, Miguel Portas salientou a importância das Unidades de Saúde Familiar para a melhoria dos cuidados de saúde da população. O deputado acredita que em Vouzela “há mais equilíbrio entre a oferta e a procura do serviço” A aposta na investigação na área da saúde será uma das principais preocupações do candidato no Parlamento Europeu. “A nível da Europa temos uma preocupação muito grande que é a de conseguir ter uma política de investigação na saúde que resolva uma enorme contradição. Noventa por cento da investigação, hoje virada para a saúde, dedica-se apenas as 10 por cento das doenças”, afirma. Miguel Portas afirma que “a investigação deve servir as necessidades humanas e não os lucros das multinacionais”. SP

Ginestal propõe criar conberturas nas principais ruas de Viseu Iniciativa ∑ O candidato do PS avança com ciclo de conferências “Ideias Novas para Fazer Melhor” O candidato do PS à Câmara de Viseu, Miguel Ginestal quer criar um modelo de centro comercial a céu aberto com coberturas nas principais ruas da cidade. Com este projecto, o socialista está convencido que pode criar um “movimento cultural, comercial e turístico” durante todo o ano. “Temos que ser arrojados para encontrar soluções novas. Falta ritmo permanente ao centro urbano”, reforçou o candidato, sem adiantar mais pormenores do

projecto, referenciando que o objectivo é lançar um concurso de ideias para “encontrar uma solução que se enquadre na especificidade da cidade”. A ideia foi lançada durante a apresentação de o ciclo de conferências “Ideias Novas para Fazer Melhor”. Ginestal diz que o objectivo “é procurar chamar a sociedade civil para, em conjunto, se construir um projecto para a Câmara de Viseu. As conferências vão decorrer todas as segundas

feiras, às 21h00, em diversos locais da cidade. A primeira sessão decorre esta segunda-feira, dia 18, no Salão Nobre da Associação Comercial, com o tema “Centro Histórico – Reabilitar para Habitar”. Miguel Ginestal convidou o socialista António Magalhães, presidente da Câmara de Guimarães, para orador da sessão. “O centro histórico de Viseu está abandonado, perdeu a vitalidade e a atractividade dos outros tempos. O comércio agoniza e, sem ele, as pesso-

Publicidade

PS Vouzela prepara programa eleitoral O Partido Socialista de Vouzela vai realizar um conjunto de reuniões preparativas das eleições autarquicas, nas freguesias do concelho, para “ouvir” a população. Esta sexta-feira, dia 15, a comissão política concelhia do PS promove uma reunião de trabalho na junta de Freguesia de Ventosa, às 21h30. Domingo, dia 17, às 17h30, Publicidade

em Alcofra é apresentado o candidato socialista à junta de freguesia. A concelhia do PS adianta que o objectivo dos encontros é captar “sugestões e necesidades prioritárias” lançadas pela população. “Só com esse sentir e com essa informação se poderá apresentar um programa eleitoral para cumprir”, conclui em comunicado.

Nuno Ferreira

BLOCO DE ESQUERDA LAMENTA CRITÉRIOS DE NOMEAÇÃO DOS AGRUPAMENTOS DE SAÚDE

europeias | autarquicas

A O centro histórico é o primeiro tema em debate as vão-se embora. É uma responsabilidade política que não deve ilibar a câmara municipal, argu-

mentou o candidato. Emília Amaral emilia.amaral@jornaldocentro.pt


Jornal do Centro

18

15 | Maio | 2009

D Zantia promove seminários

negócios

A empresa de climatização Zantia está, a esta semana, promover uma jornada de seminários junto dos profissionais da área de climatização da zona Centro. A iniciativa termina esta sexta-feira com um seminário destinado a profissionais dos distritos da Guarda e Castelo Branco.

Lay-off na Citroën de Mangualde A fábrica da Peugeot Citroën em Mangualde cumpriu na segundafeira, dia 11, primeiro de vários dias de layoff, que a administração pretende marcar até Outubro. O lay-off foi imposto pela administração da fábrica, apesar do pa recer negativo da Comissão de Trabalhadores (CT) da empresa . Jorge Abreu , representante da CT afirmou em entrevista ao Jornal do Centro e à Rádio Noar que “a insistência da empresa em avançar para o sistema de lay-off irá aumentar o problema em g ra nde e s c a l a e criar situações muito complicadas em famílias que ali trabalham”. Jorge Abre reconheceu

Publicidade

que a implementação do lay-off é dos piores momentos que a empresa viveu até hoje: “ Nós con sidera mos uma machadada quase final, porque afecta em gra nde esca la a sustentabilidade do trabalhador e da sua família, quando existiam outras possibilidades de se controlar o problema”. A comissão de traba l h adore s , que n a segunda-feira esteve à porta da fábrica no início do turno da manhã, estranhou a entrada de centenas de pessoas no dia de paragem da linha de produção. Jorge Abreu, reafirmou que “os cortes nos salários por causa do lay-off são só para alguns e não para os

que hoje [dia 11] entraram na fábrica”. O eurodeputado da CDU, Pedro Guerreiro considerou ilegal e abusivo o lay-off aplicado na fábrica da Citroën. Pedro Guerreiro, após um encontro com a CT, durante uma visita ao distrito de Viseu, reclamou a intervenção do Governo na fábrica de Mangualde. “É para isso que os governos são eleitos, para fazer respeitar e repor a legalidade quando ela n ão ex iste . E , neste caso, o Governo deve intervir para repor a legalidade, nomeadamente, no quadro da defesa dos direitos dos trabalhadores”, af irmou. Emília Amaral com Rádio Noar

Clemente Pais da Silva

Protesto ∑ Comissão de Trabalhadores diz que os “cortes são só para alguns”

A Eurodeputado da CDU, Pedro Guerreiro considera o lay-off ilegal e alerta o Governo

Cabriz Four C é o melhor dos engarrafados do Dão O vinho Cabriz Four C tinto 2006 foi eleito com o prémio “Prestígio” pelo júri do II concurso “Os Melhores Vinhos Engarrafados do Dão”, promovido pela Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão. O concurso, realiza-do em cada triénio, tem como principais objectivos “promover a qualidade, dinamizar a produção e estimular o consumo dos vinhos DOC Dão”, adianta a CVR Dão em comunicado. A CVR do Dão elabora uma carta com os vinhos premiados em cada concurso para depois enviar a agentes económicos do sector da restauração. Além do Four C (o vinho “Medalha de Ouro”

com pontuação mais elevada), o concurso premiou com ouro o vinho Vineaticu tinto 2007 (Quinta da Nespereira), Cabriz Reserva tinto 2005 (Global Wines/Dão Sul), Quinta do Corujão Grande Escolha tinto 2004 (António Batista), Primavera tinto 2005 Caves Primavera), Quinta do Serrado Reserva 2005 (Sociedade Agrícola Castro Pena Alba), Quinta do Serrado Touriga Nacional tinto 2005 (Sociedade Agrícola Castro Pena Alba), Casa de Santar Touriga Nacional tinto 2006, Martinho Alves branco 2007 (Caves Vinícolas Martinho Alves) e Cabriz Encruzado branco 2007 (Dão Sul/ GlobalWines).


19

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

desporto

D BTT em Viseu

O Centro de Recrutamento de Viseu vai realizar no próximo domingo, dia 17 de Maio, o seu primeiro passeio de BTT. A inscrição é gratuita, para um percurso de baixa dificuldade com uma extensão de cerca de 40Km. A partida é no Fontelo, às 09H00.

Tondela muito perto da subida Decisivo∑ Académico obrigado a vencer Tondela no Fontelo

A João Paulo, central do Tondela, está a ser cobiçado por clubes estrangeiros Publicidade

Gil Peres gil.peres@jornaldocentro.pt

Publicidade

Z

III DIVISÃO NACIONAL SÉRIE C

5ª jornada (Subida) Anadia Fiães Tondela

3 1 3

0 1 2

Tocha Ac. Viseu Cinfães

(Manutenção)

Águeda Milheiroense

1 2 0 0

F. Algodres Sátão

4 4 2 1 0 1

2 0 1 1 2 2 2 3 2 4 3 2

7.Milheiroense 8.F. Algodres 9.Águeda 10.Sátão

6 6 6 6

2 3 1 4 1 1 3 0 3 0 2 4

GOLOS

6 6 6 6 6 6

9-1 14-9 6-8 10-13 6-11 3-6

PONTOS

1.Anadia 2.Tondela 3.Ac. Viseu 4.Cinfães 5.Fiães 6.Tocha

DERROTAS

EMPATES

Classificação JOGOS

ao Tondela. A formação de António Jesus demonstra que os jogos só terminam quando o árbitro apita. É dessa forma que tem conseguido vitórias, e pontos, que poderão ser decisivos nas contas finais do campeonato. Mais longe da subida ficou o Académico de Viseu, embora um ponto em Fiães seja sempre um resultado positivo. Mas, a cinco do duo da frente, -Tondela e Anadia - o Académico está proibido de perder mais pontos. Tem a vantagem de ainda ir receber os dois primeiros da classificação. A primeira “final” é já este domingo, às 17h00, no Fontelo com o Tondela. Vencer é obrigatório para encurtar distâncias, ou a subida, caso o Anadia vença em Cinfães, voltará a ser um sonho adiado.

VITÓRIAS

Passo de gigante do Tondela na subida à II Divisão Nacional de Futebol. Uma vitória preciosa, frente ao Cinfães, que jogava no Estádio João Cardoso muitas das suas aspirações de subida de divisão. E até entrou melhor a equipa forasteira que esteve na frente do marcador, com o Tondela depois a dar a volta ao resultado. Mas a história do jogo tinha muito reservado para os 10 minutos finais. Três penalidades assinaladas, com duas delas perfeitamente inventadas pelo árbitro da partida. A primeira deu mesmo o empate ao Cinfães. Minutos depois desperdiçou o Tondela a possibilidade de voltar a ficar na frente do marcador. Mas o golpe de teatro estava reservado para o último lance do jogo. Nova penalidade, desta vez indiscutível, deu uma vitória justa

35 35 30 28 28 27

Manutenção 6-4 28 7-2 26 10-9 26 1-9 14

6ª jornada - (17/05/09) Cinfães Ac. Viseu Tocha

-

Anadia Tondela Fiães


Jornal do Centro

20 DESPORTO | FUTEBOL

15 | Maio | 2009

II Divisão Nacional - Série C

Penalva acompanha Nelas na descida

A Vitória amarga frente ao Praiense Associação de Futebol de Viseu

Z II DIVISÃO NACIONAL - SÉRIE C 10ª jornada (Subida) União Serra Monsanto Pampilhosa

0 5 1 1 0 1

Fátima Tourizense Operário

(Manutenção)

Oliv. Bairro Penalva Folgou: Nelas

1 2

1 1

Eléctrico Praiense

PONTOS

EMPATES

Classificação

10 10 10 10 10 10

7.Eléctrico 8.Oliv. Bairro 9.Praiense 10.Penalva 11.Nelas

8 8 8 8 8

8 2 0 26-9 47 4 3 3 13-14 33 3 2 5 7-14 31 2 4 4 10-15 29 4 1 5 15-15 28 2 2 6 11-18 23 Manutenção 3 4 1 5-3 24 2 3 3 8-9 24 4 2 2 11-9 19 3 2 3 7-5 19 0 5 3 3-8 10

GOLOS

1.Fátima 2.Tourizense 3.União Serra 4.Pampilhosa 5.Operário 6.Monsanto

DERROTAS

JOGOS

estão na corrida pela promoção – Tondela, Académico de Viseu e Cinfães. Confirmadas as descidas destes dois clubes, a questão que agora se coloca é de futuro. Sabe-se que os cofres das duas colectividades não estão abonados. Pior, apesar de tudo, a situação do Sport Lisboa e Nelas, pelos milhares de passivo que acumulou nos últimos anos. Dúvidas, também sobre o futuro de equipas técnicas. No Nelas sabe-se que António Borges não deverá ficar, até porque é um treinador com “mercado”, assim como a grande maioria do plantel. Tarefa difícil, tem a comissão administrativa do Nelas para por ordem na casa nos próximos meses. Em Penalva, a descida poderá também marcar o fim de uma relação de alguns anos entre Carlos Agostinho e o seu adjunto. A possibilidade de João Paulo Correia prosseguir uma carreira como treinador principal, é uma hipótese que o jovem técnico pondera. GP

VITÓRIAS

Mor rer n a pra i a . O Penalva do Castelo não conseguiu manter-se na II Divisão Nacional de Futebol. Precisava de vencer o Praiense por dois golos de diferença, mas não foi além de um 2 a 1. Completa desilusão, e consternação, em Penalva. Depois da uma época anterior brilhante, nada fazia prever este desfecho. Uma temporada marcada por lesões e castigos, com algumas queixas da arbitragem à mistura, acabaram por ditar este desfecho. Está assim confirmado o pior cenário para as equipas de Viseu na II Divisão Nacional de Futebol. Com as descidas de Nelas e Penalva, a Associação de Futebol de Viseu corre o risco de perder representantes neste que é o campeonato principal nas provas organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol. Fica agora tudo dependente de uma eventual subida, ou subidas, das equipas de Viseu que competem na III Nacional e que

PLAYOFF SUBIDA Fátima DESCEM À III DIVISÃO Penalva do Castelo Sport Lisboa e Nelas

Divisão de Honra

Mangualde só pensa na “dobradinha” João Bento no

Publicidade

Oliveira de Frades

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL VISEU - DIVISÃO DE HONRA

30ª e última jornada C. Senhorim Molelos Moimenta Beira Paivense Sp. Santar GD Parada Oliv. Frades GD Resende

-

Resende C. Senhorim Molelos M. Beira Paivense Sp. Santar GD Parada Oliv. Frades

(17/05/09)

Lamelas Campia Sp. Lamego Sampedrense GD Pesqueira Santacombandense Mangualde Tarouquense

1.Mangualde 2.Sampedrense 3.M. Beira 4.Santacomba 5.C. Senhorim 6.Oliv. Frades 7.Campia 8.GD Parada 9.Lamelas 10.Tarouquense 11.Molelos 12.Sp. Lamego 13.Paivense 14.Sp. Santar 15.GD Resende 16.GD Pesqueira

29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29

17 17 13 14 13 13 10 10 9 11 11 9 8 8 6 2

8 4 10 6 8 7 10 10 11 5 4 9 10 7 8 5

4 8 6 9 8 9 9 9 9 13 14 11 11 14 15 22

GOLOS

0 0 2 0 2 4 0 4

57-21 58-32 50-34 39-27 52-23 42-33 37-33 26-23 42-41 38-39 40-56 22-37 31-33 36-49 27-61 30-85

PONTOS

0 0 1 2 3 3 0 4

EMPATES

Lamelas Campia Sp. Lamego Sampedrense GD Pesqueira Santacomba Mangualde Tarouquense

DERROTAS

Classificação

29ª jornada

JOGOS

menta. A uma jornada do final do campeonato, e com tudo decidido na frente, ficam agora reservadas as emoções para a cauda da tabela. Pesqueira e Resende já têm o destino traçado, mas, com a descida aos distritais da Desportiva de Sátão, e porque há três equipas da I Distrital já promovidas - Mortágua, Carvalhais e Lusitano de Vildemoinhos -, estão ainda duas vagas por preencher na descida. Santar e Paivense estão em “maus lençóis” . GP

VITÓRIAS

Uma festa sem golos. O Mangualde festejou com os adeptos o título distrital, conseguido na passada jornada, e a subida à III Divisão Nacional. Frente ao Parada, o resultado final acaba por ser o espelho de uma equipa em descompressão e já a pensar nas meias-finais da Taça Sócios de Mérito da Associação de Futebol de Viseu, e no apuramento para a final de uma competição que o clube quer voltar a ganhar. É o sonho da “dobradinha” que o clube agora ali-

59 55 49 48 47 46 40 40 40 38 38 37 36 34 26 11

João Bento é o novo treinador do Grupo Desportivo de Oliveira de Frades (GDOF). Está assim encontrado o sucessor para Rui Manuel, técnico que havia já anunciado a sua intenção de não continuar no clube. João Bento chegou a acordo com os novos dirigentes do clube, recém-eleitos, sendo uma aposta pessoal do novo presidente do GDOF, Miguel Paraíso. Esta época orientou a Desportiva de Sátão, depois da

saída de Carlos Marques. O técnico viseense há muito que havia anunciado que não iria continuar no Sátão, até porque o seu compromisso com os dirigentes do clube era de apenas tentar evitar a descida de divisão, o que não viria a conseguir já que “pegou” na equipa numa situação muito complicada em termos de classificação. João Bento será o responsável por toda a planificação da nova época no Oliveira de Frades. GP


números

26 é o número de Centros de Saúde existentes no distrito de Viseu

1.551,629€ foi quanto custou o Centro de Saúde de Resende, abriu a 24 de Setembro de 2008 e foi inaugurado pela Ministra da Saúde cinco dias depois. Serve 13.115 utentes (repartidos pelas extensões de São Cipriano e S. Martinho de Mouros), todos têm médico de família

3.573.246,13€ foi o custo da obra do Centro de Saúde de Cinfães, abriu no dia 24 de Fevereiro de 2006 e serve actualmente 22.898 utentes

06

de Outubro de 2007, o Centro de Saúde de Vila Nova de Paiva alargou o horário de funcionamento aos sábados (das 09H às 13h)

1.405.791 foi o total de consultas realizadas nos Centros de Saúde em 2008

suplemento ú

SAUDE Este suplemento é parte integrante da edição nº 374 de 15 de Maio de 2009 do semanário Jornal do Centro e não pode ser vendido separadamente.

2009


2

Jornal do Centro

SUPLEMENTO SAÚDE 2009

15 | Maio | 2009

DEPOIMENTO I ANA JORGE Ministra da Saúde

Os 30 anos do serviço nacional de saúde O Serviço Nacional de Saúde com completa este ano o seu trigésimo aniversário. Enquanto Ministra da Saúde, mas sem esquecer o meu percurso como profissional de saúde, quero relembrar o que foi a Saúde em Por tugal antes do SNS e as mudanças que este trouxe para o país. Na década de 70, o acesso a cuidados de saúde não era um direito de todos, nem uma preocupação do Estado. Os Centros de Saúde não tinham a configuração de hoje e a maioria d o s hospitais era propriedade das dos Misericórdias. Felizmente, é hoje, para muitos, difícil imaginar uma situação destas. De facto, a criação dos Centros de Saúde em 1971 e do Serviço Nacional de Saúde em 1979 teve um papel fundamental na mudança que se veio a registar. Os cuidados e a protecção da saúde passaram, assim, a ser vistos como universais, gerais e tendencialmente gratuitos, de forma a abranger todos os cidadãos, independentemente da condição social ou económica. Desde os anos 80, os serviços e a prestação de cuidados de saúde sofreram melhorias significativas. Conseguimos, ao longo dos anos, alcançar dos melhores indicadores de saúde mundiais e solidificar um Ser viço Nacional de Saúde do qual nos podemos orgulhar.

Publicidade

Três décadas depois, encontramo-nos num novo período de mudança. Em trinta anos, foram muitas as alterações sentidas, quer ao nível demográfico, social, económico ou cultural. O Ser viço Nacional de Saúde tem de acompanhar a sociedade, adaptando-se a ela. Hoje, temos uma população com estilos de vida diferentes e mais envelhecida, quer pelo aumento da esperança média de vida quer pelos próprios avanços da me-

Em trinta anos, foram muitas as alterações sentidas, quer ao nível demográfico, social, económico ou cultural. O Serviço Nacional de Saúde tem de acompanhar a sociedade, adaptando-se a ela. A necessidade de encontrar soluções para o envelhecimento da população e para o aumento do número de doenças crónicas é mais uma das nossas grandes apostas.

dicina, o que se reflecte no surgimento de novas necessidades em saúde. Mas, temos também uma população mais informada e, consequentemente, mais exigente. Razões suficientes para repensar um SNS que se quer, tal como no início, o garante da universalidade e da equidade do acesso dos portugueses à Saúde. O resultado desta análise levou-nos a encetar um conjunto de reformas e de novas apostas capazes de responder aos desafios que se avizinham. No que diz respeito aos Cuidados de Saúde Primários, há que potenciar mais e melhor o acesso dos cidadãos. O objectivo da reforma em curso, com as Unidades de Saúde Familiar e a criação dos Agrupamentos de Centros de Saúde, é reposic io n a r e s te s c u i d a d os , r e fo rçando-os para que assumam, efectivamente, o seu papel na saúde das pessoas e para que passem, de facto, a ser a porta de entrada do Serviço Nacional de Saúde. Também as urgências hospitalares têm vindo a ser requalificadas, com base numa rede de serviços de urgência com níveis de diferenciação diferente. Estamos na fase de implementação progressiva e resta também consolidar a rede de referenciação entre os diferentes níveis e reforçar a ar ticulação com a emergência pré-hospitalar. Há ainda um trabalho a fazer no que se refere à transferência do doente crítico entre os diferentes ser viços de urgência, para além da monitorização contínua deste processo de requalificação iniciado. Outro dos grandes desafios tem sido a boa articulação entre os diferentes tipos de cuidados, nomeadamente entre os primários e os hospitalares. Embora com trabalho ainda por realizar, sabemos que esta articulação é possível e traz bons resultados. Exemplo recente foi a respos-

ta dada ao sur to de gripe registado no final de 2008. Em comunicação e colaboração permanentes, os profissionais dos Centros de Saúde e dos Hospitais envolvidos conseguiram, juntos, mostrar a força do SNS com uma resposta atempada e efica z à maior procura de cuidados. A necessidade de encontrar soluções para o envelhecimento da população e para o aumento do número de doenças crónicas é mais uma das nossas grandes apostas. Há cada vez mais pessoas a necessitarem de cuidados de saúde de convalescença ou de apoio especializado por períodos de tempo mais, ou menos, longos. Os hospitais não são o local mais adequado para responder a estas situações. Por isso, foi criada a rede de Cuidados Continuados Integrados. Trata-se de espaços com boas infra-estruturas e com equipas multidisciplinares de profissionais capazes de dar resposta às diferentes necessidades dos utentes, quer se trate de cuidados de saúde ou de apoio social. Conscientes de que, sempre que possível, o cidadão deve manter-se em casa, no seu ambiente familiar, no conforto do seu espaço, foi dado um novo impulso a esta rede, com a inclusão de equipas de apoio domiciliário integrado. Esta nova postura na prestação de cuidados, em que o profissional de saúde vai ao encontro do utente, traz grandes benefícios, sobretudo para a recuperação dos doentes. Foi a pensar num SNS forte, equitativo, universal, tendencialmente gratuito e suficientemente apelativo para fixar os profissionais de saúde que encetámos as reformas e desenvolvemos novas apostas. Queremos manter os princípios que estiveram na origem do SNS. Acreditamos que o futuro dos cuidados de saúde no sector público passa pela acessibilidade, humanização, modernidade, sustentabilidade e proximidade aos cidadãos.


Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

Publicidade

SUPLEMENTO SAĂšDE 2009

3


4

Jornal do Centro

SUPLEMENTO SAÚDE 2009

Unidades de Saúde Familiar no distrito de Viseu USF Grão Vasco (CS Viseu 3): 11.500 utentes USF Infante D. Henrique (CS Viseu 1): 11.500 utentes USF Douro Vita (CS Lamego): 14.600 utentes USF S. Pedro (CS S. Pedro do Sul): 7.772 utentes USF Lafões (CS Oliveira de Frades): 11.000 utentes USF Viriato (CS Viseu 3): 14 mil utentes

Doenças cardiovasculares responsáveis por 40 por cento dos óbitos em Portugal

Os centros da saúde da região de Viseu avançaram no início do mês do Maio com uma campanha de sensibilização para o risco das doenças cardiovasculares, direccionadas essencialmente para a Hipertensão Arterial. Esta campanha insere-se na iniciativa Maio Mês do Coração. Ao longo do mês serão feitas acções de distribuição de panfletos nos centros de saúde e de fixação de cartazes com conselhos para o combate às doenças cardiovasculares. A hipertensão é uma das principais causas das doenças cardiovasculares, são consideradas responsáveis por cerca de 40 por cento dos óbitos em Portugal. À hipertenção juntam-se outros factores de risco como a história familiar ou a idade. É essencialmente nos riscos individuais como o tabagismo, o sedentarismo, a obesidade, a diabetes os maus hábitos alimentares, o colesterol alto e o stress excessivo, que reside o maior perigo das doenças cardiovasculares. As doenças cardiovasculares mais comuns são a Aterosclerose, que é a causa dos Acidentes Vasculares Cerebrais e da Doença das Artérias Coronárias, a Cardiopatia Isquémica, responsável pelo Enfarte de Miocárdio e a Doença Arterial Coronária, que provoca uma redução do fluxo sanguíneo no músculo cardíaco. O risco destas doenças pode ser reduzido se mantiver uma alimentação saudável baseada na dieta mediterrânica, rica em frutas e legumes cereais integrais, se não fumar, se controlar regularmente a pressão arterial, se fizer exercício físico e se fizer exames médicos regulares que permitam uma actuação prévia de despiste das doenças cardiovasculares. Existem sites da internet onde se pode ter acesso a toda a informação sobre doenças cardiovasculares: www.batebatecoracao.com, www.fpcardiologia.pt. “Previna-se contra as doenças cardiovasculares, mexa-se… pela sua saúde”, tem sido o slogan mais usado em campanhas televisivas e a mensagem mais usada pelos profissionais de saúde, no sentido de porevenir as doenças e diminuir os numeros “negros” em Portugal.

15 | Maio | 2009

Textos: João Silva

Dádivas de sangue no hospital de Viseu insuficientes Neste momento, as dádivas de sangue no Hospital S. Teotónio, de Viseu são insuficientes para as necessidades da unidade. Embora exista um grande número de dadores inscritos no Ser viço de Sangue de Viseu, esse número não corresponbde ao número de dádivas, uma vez que, parte desses inscritos não doam sangue regularmente, segundo a a directora do Serviços de Imuno-Hemoteratia, Marina

Costa. Em média são feitas 6000 doações de sangue anuais, porcerca de 4000 doadores, sendo que alguns destes voluntários dão sangue duas vezes por ano. Marina Costa adianta que hospital vê-se, por vezes, “obrigado a comprar unidades de sangue a outras instituições”, que custam cerca de 186 euros por unidade.

Onde pode dar sangue… Para dar sangue, em Viseu pode recorrer-se ao serviço de Imuno-Hemoterapia do Hospital S. Teotónio, no segundo piso, de segunda-feira a sábado, das 8h 8h30 às 12h30 ou pode convocar uma equipa de recolha que se deslocará até ao local da or-

ganização da recolha. No próximo domingo, dia 17, no Mercado 2 de Maio a partir das 8h30, decorre uma acção de recolha de sangue, organizada pelo Centro de Acolhimento S. João de Brito, de Barbeita.

Quem pode dar sangue… Q As pessoas saudáveis entre A os 18 e os 65 anos, estão em con condições de dar sangue. Se for hom homem pode dar de três em três me meses se for mulher de quatro

em quatro meses. Os dadores devem ter peso superior a 50kg. Um voluntário que tenha recebido uma transfusão não pode ser dador durante um ano.

D Desde a recolha até ao uso do sangue… a O processo da dávida de sangue começa com uma consulgu ta, e um questionário que atesta as condições do dador. De segu guida o dador segue para a sala de recolha de sangue. No final od dador é encaminhado para a sal sala de refeições, onde repõe as energias dispendidas na dádiv diva. A As amostras são analisadas par para verificar a qualidade do sangue gue. Só o sangue em boas condiç dições é doado aos utentes. O serviço tem ao seu dispor

um rigoroso sistema informático que impede que existam erros na distribuição do sangue. A validade do sangue é de 42 dias, mas o risco de existir sangue inutilizado por falta de utilização é nulo pois “infelizmente todo o sangue que entra é gasto rapidamente”, segundo a responsável do serviço de sangue, Marina Costa. “ Este era um problema que não nos importávamos de ter, pois era sinal que havia uma grande quantidade de sangue disponível”, sublinha.


Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

Textos: Tiago Virgilio Pereira

SUPLEMENTO SAÚDE 2009

5

Agrupamento de centros de saúde do Dão - Lafões 1 A área geográfica abrange o concelho de Viseu e integra os centros de saúde de Viseu 1, Viseu 2 e Viseu 3, a sede é em Viseu. Assim, no centro de saúde de Viseu 1 o número de utentes inscritos é o mais elevado, conta 47.155, no centro de saúde de Viseu 2 o número de utentes inscritos é de 25.682, já no centro de saúde de Viseu 3 o número de pessoas inscritas ascende aos 34.247.

No que aos recursos humanos afectos a este Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) diz respeito, conta-se um director executivo, Dr. José Carlos Almeida, antigo coordenador da sub-região de saúde de Viseu, 73 médicos, 66 enfermeiros, 18 técnicos de diagnóstico e terapêutica, 11 técnicos superiores, 58 assistentes técnicos, 43 assistentes operacionais e 3 informáticos, num total de 273 pessoas.

Agrupamento de centros de saúde do Dão - Lafões 2 Este agrupamento integra os concelhos de Aguiar da Beira, de Castro Daire, de Oliveira de Frades, de São Pedro do Sul, de Sátão, de Vila Nova de Paiva e de Vouzela, este último é a sede do agrupamento. Cada concelho tem um centro de saúde incluído, assim o número de utentes inscritos em cada um, e seguindo a ordem inicial, é de 7.301, 18.335, 10.750, 19.617, 14.078, 6.375 e 12.108. A directora executiva é a Dra. Mercedes Margarida de Figueiredo, contam-se ainda 66

O

S NOVOS AGRUPAMENTOS DE CENTROS DE SAÚDE VISAM SUBSTITUIR AS SUB-REGIÕES DE SAÚDE, CONTUDO A GESTÃO É AUTÓNOMA COM UM DIRECTOR QUE GERE TODOS OS CENTROS DE SAÚDE SOB A SUA ALÇADA. A TOMADA DE POSSE DOS DIRECTORES EXECUTIVOS DOS ACES DA REGIÃO CENTRO TEVE LUGAR A 2 DE ABRIL, EM COIMBRA, COM A PRESENÇA DO SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE, MANUEL PIZARRO.

Publicidade

médicos, 69 enfermeiros, 10 técnicos de diagnóstico e terapêutica, 8 técnicos superiores, 77 assistentes técnicos, 68 assistentes operacionais e 1 informático, o que perfaz um sub-total de 300 pessoas. Se a este número acrescentarmos 6 enfermeiros e 4 técnicos de diagnóstico e terapêutica que per tencem ao ser viço de urgência básica de São Pedro do Sul, atinge-se um total de 310 profissionais envolvidos neste agrupamento.

Agrupamento de centros de saúde do Dão - Lafões 3 Com sede em Mangualde, o director executivo é o Dr. José Alber to Craveiro, há 78 médicos a laborar neste agrupamento, 80 enfermeiros, 12 técnicos de diagnóstico e terapêutica, 9 técnicos superiores, 74 assistentes técnicos, 65 assistentes operacionais, 1 capelão e 1 informático, num total de 321 profissionais. A área geográfica abrange os

concelhos de Carregal do Sal, de Mangualde, de Nelas, de Penalva do Castelo, de Santa Comba Dão e de Tondela. O número de utentes inscritos em cada centro de saúde é de 12.606 em Carregal do Sal, 23.113 em Mangualde, 15.499 em Nelas, 9.019 em Penalva do Castelo, 13.233 em Santa Comba Dão e 32.390 em Tondela.


6

Jornal do Centro

SUPLEMENTO SAÚDE 2009

15 | Maio | 2009

freguesias Freguesias pertencentes à área de influência do centro de saúde Viseu 1 Abraveses, Bodiosa, Calde, Campo, Couto de Cima, Lordosa, Orgens, Ribafeita, Rio de Loba, Santa Maria, São Cipriano, São Salvador e Vil de Souto.

Freguesias pertencentes à área de influência do centro de saúde Viseu 2 Barreiros, Cavernães, Cepões, Cota, Fragosela, Mundão, Povolide, Santos Evos, São José, São Pedro de France.

Freguesias pertencentes à área de influência do centro de saúde Viseu 3 Coração de Jesus, Fail, Ranhados, São João de Lourosa, Vila Chã de Sá, Repeses. Publicidade

Implicações das doenças da boca e dentes na preparação desportiva A boa forma física de um desportista sustentase primordialmente em quatro pilares elementares, que são: o treino, a alimentação, o descanso e a motivação (moral elevada). Assim, facilmente se depreende, as doenças da boca e dos dentes podem actuar directa ou indirectamente sobre os quatro pilares, alterando a resposta adequada do desportista. Uma dor dentes (odontalgia) influie sobre o descanso, uma má oclusão dentária com perda de dentes pode impedir uma alimentação de acordo com o esforço a realizar, uma paradontopatia (doença que envolve tecidos moles e duros da boca) atrasa a recuperação muscular após um treino com uma certa dureza, uma estética fora dos padrões normais da beleza actual pode diminuir a auto-estima do desportista. Estes são alguns dos exemplos que podemos citar, os quais nos indicam a importância do aparelho estomatognático, na saúde integral do praticante de desporto. E como se manifestam as doenças da cavidade oral? Em dois planos diferentes, embora, por vezes, sobrepondo-se: - a doença aguda, caracterizada por um quadro de sintomas que a pessoa tem plena consciência, e uma patologia crónica, muitas vezes idiopática (sem etiologia aparente), manifestando-se por uma sintomatologia “adormecida” e aceite no tempo, a qual não desperta mecanismos de alerta. Ou seja, consoante o quadro agudo ou crónico, podemos dizer que as consultas de um desportista ao médico dentista ocorrem devido a dor (difícil de suportar, o que coloca em causa a forma fí-

José Costa Professor coordenador do Instituto Politécnico de Viseu/ Escola Superior de Saúde Médico Dentista

sica do atleta), a traumatismos (lesões maxilares ou dentárias com envolvimento ou não de tecidos moles da boca), a inflamação (afectando as estruturas músculo-articulares e gerando uma patologia crónica e indolor e proprioceptivamente inconsciente) e à astenia (devido à acção de mediadores inflamatórios produzidas por bactérias, como são as prostaglandinas e as interleucinas, capazes de se alojar nas articulações e músculos e induzirem a diminuição da contracção e do tónus muscular, dando a sensação de fadiga e inflamação articular, com episódios pseudoartríticos). Como evidenciado anteriormente, o conhecimento científico estabelece uma relação causal entre a doença da cavidade oral e a preparação física do desportista. Com efeito, é importante que os clubes desportivos e as respectivas associações/federações promovam sessões de educação para a saúde, com a participação de médicos dentistas do despor to, de forma a diagnosticar e tratar, precocemente, as situações patológicas nos atletas. Só assim é possível motivá-los para a preservação da saúde oral e sistémica, através de uma higiene adequada e o reconhecimento da importância de uma observação bucal mais exaustiva ao longo da época desportiva. Os dados fala m por si, as odontalgias são dificilmente suportadas e representam 90 a 96 % das causas de uma forma física deficitária no atleta. O melhor será evidentemente prevenir. Abra-se a boca ao desporto!


Jornal do Centro

SUPLEMENTO SAÚDE 2009

15 | Maio | 2009

7

O idoso e a família O mais co comum é vermos o idoso tornar-se um e empecilho, um problema sério para os filhos em particular e para a família em geral. Não adianta ter tido muitos filhos, filho quando se chega a este período avançado ava da vida, a tarefa de acompanha acompanhar ao médico, seja ele da especialidade que for, para os demais cuidados necessários, nece fica, tradicionalmente, a cargo daquele filho que não casou ou daquele que tem mais boa vontade e/ou tem tempo, acabando por mais dia meno menos dia optar-se pelo intername mento num lar. Os filhos acham que têm muitos problemas nas suas vvidas e tentam redimir as suas responsabilidades, contribuind buindo algumas (poucas) vezes co com uma parcela de dinheiro p para as despesas, achando que desta forma, resolvem o seu problema de filhos. Contu tudo, compete a todos cuidar dos seus pais na velhice, ampará-los emocional e financeiramente. Os pais, apesar de velhos e cansados, não são sã um fardo pesado. Eles são os pais lutadores luta de ontem, de hoje e de sempre. Apesar do corpo trémulo ou da mente e esquecida, numa cadeira de rodas, ou acamados, ac são tesouros vivos e um prese presente de Deus para os filhos. Publicidade

“Não vai adiantar nada as lágrimas deslizarem frias nos rostos daqueles que se esqueceram de ser filhos, depois de os pais partirem para a eternidade. Seria melhor manter o semblante sereno e o coração tranquilo batendo sem remorsos”. Afinal, quem resolveu todos os problemas da família durante anos? Sacrificando-se para dar melhores condições nos estudos, uma alimentação farta e sadia merece sem favor algum, pelo menos a atenção dos filhos, noras e netos até o último suspiro. O mínimo que os pais precisam em vida, é de um gesto de puro reconhecimento dos filhos. Eles foram o seu sustentáculo durante longo tempo e, às vezes, continuam na idade adulta. Não há dúvida que as melhores soluções sociais são aquelas que contemplam o ponto de vista dos envolvidos. Não são os filhos que devem autoritariamente apresentar soluções para a vida de seus pais idosos, mas são estes que devem falar em primeiro lugar e serem ouvidos. Isto implica pensar nos idosos como sujeitos não apenas de direitos, mas também de desejos. Alguém me dizia num lar “ninguém está aqui porque quer. Por mais sofrível que seja para ele, é mais vantajoso ficar com a família”. Com base neste princípio surge em Viseu a Home Instead Senior Care. A Home Instead Senior Care é líder nacio-

nal e mundial em apoio domiciliário não-clínico a pessoas idosas e dependentes. A sua actividade baseia-se em sólidos princípios de humanismo, qualidade, profissionalismo e confiança. Quem cuida de um idoso, como a HOME INSTEAD SENIOR CARE, que oferece apoio personalizado no conforto da sua casa, onde as (os) CAREGivers – cuidadores, podem ajudá-lo a manter o seu estilo de vida de forma independente. Proporcionamos apoio a mais de 1 milhão de clientes, muitos dos quais afirmam que a (o) CAREGiver fez a diferença entre contar os anos e vivê-los! Os nossos serviços são prestados desde 3h diárias até 24h/dia, sete dias por semana, incluindo feriados e fins-de-semana, um dia isolado, um fim-de-semana ocasional ou 365dias por ano. Desempenhamos serviços de acompanhamento, apoio doméstico, apoio a dependentes e a doentes do foro neurológico, apoio nocturno, casais, apoio no hospital e na adaptação de habitações. Podemos ajudá-lo a manter a sua qualidade de vida e dos seus familiares. Permitindo que não sejam obrigados a afastarem-se do conforto e segurança do seu lar, das suas memórias, nem das pessoas e locais que conhecem desde sempre. Joaquim Lacerda Home Instead Senior Care Viseu


8

Jornal do Centro

SUPLEMENTO SAÚDE 2009

15 | Maio | 2009

Mitos e Realidades A ortodontia é uma das especialidades mais conhecidas da medicina dentária, devido à grande melhoria de qualidade de vida que traz ao paciente com dentes “tortos, fora de sítio ou encavalitados”. Contudo, o tratamento ortodôntico é ainda envolvido por algumas crenças que levam a pessoa a atrasar a recorrência a este tipo de tratamento. Mito nº 1: Os “dentes tortos” só se podem corrigir quando já erupcionaram todos os dentes definitivos. Falso! Por volta dos 6 anos de idade, a erupção dentária da criança deve começar a ser vigiada para que se possa intervir se necessário, no momento adequado, que muitas vezes é na fase da troca dos dentes, que antecede a fase da dentição definitiva. Por exemplo, a erupção dos primeiros dentes permanentes ocorre por volta dos 6 anos. A maior parte dos pais apercebe-se da erupção dos dentes da frente, dos Incisivos, mas não se apercebe da erupção dos 1º Molares, atrás do último dente de leite. Estes últimos são de grande importância, uma vez que servem de guia para a colocação correcta dos restantes dentes permanentes. Assim, se estes estiverem a erupcionar de modo errado, por exemplo, mais para a frente do que deviam, ocupando o espaço do futuro Publicidade

pré-molar que só erupciona por volta dos 10-11 anos, esta situação pode ser imediatamente corrigida, evitando futuros problemas na dentição definitiva. Além disso, através da erupção dos Incisivos podem começar-se já a detectar possíveis faltas de espaço para a erupção correcta dos dentes definitivos e começar logo a corrigir essa discrepância. Por fim, os “dentes tortos” ou encavalitados corrigem-se mais facilmente antes do fim da puberdade. O importante é actuar o mais precocemente possível! Mito 2: A correcção da posição dos dentes e/ou maxilares pode alterar o aspecto facial. Sim. A correcção da posição de dentes e/ou maxilares pode alterar o aspecto facial conferindo-lhe contornos e proporções mais harmoniosas e agradáveis, melhorando o aspecto e a imagem do paciente, transformando por

Antes

exemplo rostos “bicudos” e afilados, em rostos mais proporcionais e agradáveis. Mito 3: O paciente adulto não pode submeter-se a um tratamento ortodôntico. Falso, claro que pode! Não existe uma idade máxima para a realização deste tratamento. Nunca é tarde para modificar o seu sorriso e se tornar mais feliz consigo próprio. É possível alterar o sorriso de uma criança ou de um adolescente tal como o de um adulto! Apenas o tratamento ortodôntico será diferenciado de acordo com a faixa etária do paciente e poderá quanto muito ser, em alguns casos, mais lento e limitado, devido a certas condições como por exemplo a falta de crescimento e problemas periodontais (que podem chegar a contra-indicar o tratamento). Mito 4: O tratamento ortodônti-

co é muito demorado. É difícil prever o tempo de um tratamento ortodôntico, pois este depende de vários factores como por exemplo do tipo de resposta biológica individual, do tipo de maloclusão, do aparelho utilizado e colaboração do paciente. Um tempo médio é de vinte e quatro a trinta meses de tratamento activo, havendo no entanto casos em que a duração do tratamento é bastante menor. Mito 5: O tratamento ortodôntico é muito doloroso. Falso! No início, nos 1ºs dias, poderá haver algum desconforto enquanto o paciente não se acomoda ao aparelho. Além disso, poderá apenas provocar uma certa sensibilidade e desconforto durante 24 a 48 horas, após os ajustes efectuados durante as consultas. Ana Granja da Fonseca Odontopediatra Médica Dentista de Crianças

Depois


MODALIDADES | DESPORTO 21

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

Voleibol

Euro Cup 2009 - Special Olympics

Juventude de Anreade campeão da III Divisão

Rui Pedro ajudou a trazer o Ouro para Portugal A selecção de Portugal venceu o Grupo C da Euro Cup 2009, ao bater (1-0) a Suécia, no prolongamento e na conversão de uma grande penalidade. Jorge, Ricardo, Bruno, Paulo, Mauro, António, Pedro, Sérgio Almeida, Serginho e o tondelense Rui Pedro, constituiram a equipa de Portugal

Publicidade

versidade da Madeira, Instituto Superior Técnico e Fonte Bastardo. No dia 8 de Maio, o Juventude de Anreade defrontou a equipa Fonte Bastardo, tendo vencido por 3-0. No dia seguinte, mediu forças com a Universidade da Madeira. Ganhou por 3-0 Para fechar só com vitórias, o Juventude de Anreade terminou com um triunfo sobre o Instituto Superior Técni-

A Rui Pedro

Andebol

A A formação que conquistou o título Nacional A Taça ficou em casa. O Juventude de Anreade, formação do concelho de Resende, sagrou-se campeão nacional de voleibol da III Divisão. A fase final do Campeonato de Seniores Masculinos realizou-se precisamente no Pavilhão Municipal de Anreade Esta fase decisiva da competição contou, para além da equipa da “casa”, com as formações da Uni-

que trouxe o Ouro com três vitórias, uma derrota, sete golos marcados e apenas dois sofridos. O presidente do Special Olympics, Dias Ferreira, visivelmente satisfeito com o feito dos jogadores portugueses, deixou a promesa que tudo fará para que, no futuro, Portugal possa festejar novos triunfos. GP

co por 3-1 António Borges, autarca da Resende não escondeu a satisfação, adiantando que “a câmara tem realizado um esforço para promover o desporto no concelho e a vitóriada nossa equipa do Juventude de Anreade é a prova de que vale a pena continuar a investir na promoção da prática desportiva num concelho como o de Resende”. GP

Portugal - Luxemburgo em Moimenta da Beira Portugal vai jogar em Moimenta da Beira, no dia 17 de Junho, pelas 17h00, mais um encontro da fase de apuramento para o Campeonato da Europa de Andebol, que se disputa na Áustria em 2010. Um jogo muito importante para Portugal que continua na corrida ao Europeu, depois de três vitórias e um

derrota no jogos que já fez. Depois da estreia nesta fase de apuramento no jogo disputado em Viseu, frente à Letónia (33 – 31), e de ter repetido o triunfo uma semana depois em casa do seu adversário (25 – 31), os comandados de Mats Olsson perderam na Póvoa de Varzim com a poderosa selecção da França (24 – 31)

tendo depois ganho no Luxemburgo (26 – 31). O jogo no Pavilhão de Moimenta da Beira com os luxemburgueses poderá ser de vital importância, até porque, três dias antes, Portugal recebe a República Checa. Segue-se a deslocação a França, três dias depois, antes de receber os checos. GP


22 PUBLICIDADE

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009


Jornal do Centro

D

15 | Maio | 2009

culturas expos VISEU ∑ FNAC Viseu Até dia 8 de Julho Exposição “Numa Janela do Edifício Prestes Mais 911”, da autoria de Júlio Bittencourt

∑ Teatro Viriato Até dia 16 de Julho Exposição “Memórias” da autoria de José Alfredo ∑ Seminário Maior da Fé Até dia 6 de Junho Exposição “São Paulo, as formas de Fé” ∑ Foyer da Aula Magna do IPV Até dia 16 de Maio Exposição de Pintura da autoria de Miguel Rebelo LAMEGO ∑ Museu Diocesano Até dia 30 de Junho Exposição “Fragments”, da autoria do pintor Fernando Direito TONDELA ∑ Galeria Novo Ciclo Acert Até dia 21 de Maio

Exposição “Alma Química del Amanecer”, da autoria de Darío Basso VILA NOVA DE PAIVA ∑ Auditório Municipal Até dia 31 de Maio Exposição “Caricaturas e Cartoons” da autoria de Henrique Monteiro

∑ Auditório Municipal Até dia 31 de Maio Exposição “Pintura Surrealista”, da autoria de Luís Duro ∑ Auditório Municipal Até dia 31 de Maio Exposição Miminhos da Sílvia”, da autoria de Sílvia Ferreira RESENDE ∑ Museu Municipal de Resende Até dia 24 de Maio Exposição “Marcos da Demarcação” SÁTÃO ∑ Biblioteca Municipal Até dia 30 de Junho Exposição “Pintura e Bordados”, da autoria de Isabel Oliveira

“ESPERANÇA EM MOVIMENTO” ∑ O presidente do Movimento Esperança Portugal, Rui Marques, apresentou o seu livro “Esperança em Movimento” na FNAC Viseu, no dia 13 de Maio. O livro é dedicado aos que “abdicam de si para construir a esperança dos outros” e revela as viagens e experiências do homem que liderou o Lusitânia Expresso, fundou a revista CAIS e Fórum Estudante e foi Alto Comissário para a Imigração e Minorias Étnicas.

A Técnicas da biblioteca de Moimenta da Beira narram contos nos centros de dia e lares

Contar histórias aos mais velhos em Moimenta da Beira Projecto ∑ “Um livro, Um idoso” procura estreitar a relação entre os idosos e a leitura Ouvir ler é para os idosos de Moimenta da Beira uma actividade que já faz parte das suas rotinas. Todos os meses duas técnicas da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro e uma voluntária levam, até aos Centros de Dia e Lares, histórias que fazem parte do património tradicional e que se encontram guardadas nos livros. No Centro Comunitário de Alvite é com ansiedade que os idosos aguardam por mais uma visita vinda da Biblioteca. A directora técnica do Centro, Palmira Lourenço, salienta a importância deste projecto, afirmando que desta forma “os idosos revivem a memória e são incentivados, os que sabem ler, a retomar ao gosto pela leitura”. E as vantagens

roteiro cinemas Sessões diárias às 14h00, 16h50, 21h00, 23h50 Anjos e Demónios Sessões diárias às 11h10 (Dom), 14h20, 16h40,

O concurso de fotografia organizado pela Associação de Estudantes da Escola Secundária Alves Martins vai estar patente na Casa das Artes do Fórum Viseu até ao dia 18 de Maio. Das 115 fotografias tiradas pela comunidade escolar foram escolhidas 70 para integrarem a exposição que revela imagens do edifício da Escola que em breve será remodelado.

Destaque

livros

Forum Viseu Lusomundo Sessões diárias às 14h40, 17h25, 20h45, 23h30 Star Trek

23 “Uma Escola em Transformação” no Fórum Viseu

tornam-se visíveis quando Palmira Lourenço refere que “alguns até já gostam de ler os jornais que chegam ao Centro”. Mas as técnicas não partem apenas com o objectivo de ler algumas linhas dos livros que escolheram para mais uma visita, elas procuram também serem ouvintes das histórias guardadas na memória dos idosos. A técnica da Biblioteca, Ângela Machado, considera que, desta forma, “a leitura é promovida”, no entanto, “sempre com base em pequenos excertos evitando os textos muito longos”. Habituados a ver, diariamente, as mesmas caras, Ângela Machado salienta a importância do contacto diferente que acabam por estabelecer quando são visitados

19h00, 21h30, 00h10 X-Men Origens: Wolverine

Sessões diárias às 20h30, 22h30, 00h30 Os Estranhos

15h25, 17h30, 19h35, 22h15, 00h15 Ruínas

Sessões diárias às 15h45, 18h20, 21h15, 00h00 Marley & Eu

Sessões diárias às 11h20 (Dom.), 13h10, 15h00, 16h50, 18h40 Max e Companhia

Sessões diárias às 11h10 (Dom.), 14h30, 17h20, 21h30, 00h20 Anjos e Demónios

Sessões diárias às 13h45, 16h25, 19h05, 21h45, 00h20 Sinais do Futuro

Palácio do Gelo Lusomundo Sessões diárias às 13h20,

Sessões diárias às 11h10 (Dom.), 14h00, 16h25,

pelas técnicas. “É uma companhia nova que recebem”, afirma. Para além do momento de leitura, este projecto inclui outras actividades temáticas, mais direccionadas para os trabalhos manuais. “Em Maio, mês de Maria, vão ser projectadas imagens sobre a Nossa Senhora e vão ser feitos terços para distribuir pelos idosos”, adianta Ângela Machado. Segundo a técnica, o que os idosos “gostam mais é de ouvir música”. “No Carnaval adoraram o baile de máscaras e em Abril o ateliê que ensinava a fazer cravos de papel”, conclui. Junho será o mês de encerramento do projecto que retoma em Setembro com novas actividades feitas a pensar nos mais velhos.

18h50, 21h15, 23h40 Velozes e Furiosos Sessões diárias às11h30 (Dom.), 13h40 Monstros Vs Aliens Sessões diárias às 221h00, 00h05 Dupla Sedução Sessões diárias às 14h15,

Sara Pereira

16h50, 19h25, 22h00, 00h30 The International – A Organização Sessões diárias às 15h50, 18h35, 21h20, 00h05 Star Trek Sessões diárias às 13h15, 16h00, 18h30, 21h10, 23h50 O Wrestler


Jornal do Centro

24

D II Ciclo de Cafés-Conversa

No próximo dia 17, Integrado nas comemorações do Dia Internacional dos Museus, vai decorrer no Auditório do Museu Grão Vasco o II Ciclo de Cafés-Conversa. A actividade está marcada para as 15h00. O tema do evento é “Ciência e Poética de um Museu Rural”.

Variedades

“Vertigem” em estreia na ACERT Idealiza o espectáculo, constrói-o e sobe ao palco para interpretar os seus próprios projectos. É assim que o artista João Paulo Santos tem habituado o público que segue o seu trabalho. O mesmo volta a acontecer na sua nova produção “Vertigem”. Depois de dois anos e meio em digressão com a peça “Contigo”, João Paulo Santos encontra-se em residência artística na ACERT, em Tondela, até dia 23 de Maio a preprarar “Vertigem”. No novo trabalho, o artista procura “novos horizontes e formas de explorar quer o movimento, quer a relação física com os objectos. “Vertigem” decorre entre dois mastros chineses, face a face, que representam universos distintos. O espectáculo é apresentado dia 23 na ACERT.

Dia Internacional do Museus em Lamego A próxima edição on-line do suplemento “Apontamentos” do Museu Lamego vai ser editado com fotos de turistas. O objectivo é assinalar o Dia Internacional dos Museus, este ano dedicado aos “Museus e Turistas”. As melhores 10 fotografias enviadas por turistas serão seleccionadas.

D Exposição em Oliveira de Frades D “As Raízes do Povo” “Uma Carta Coreográfica” é o nome da exposição que está patente no Átrio da Biblioteca Municipal de Oliveira de Frades. A mostra é alusiva à comemoração do Dia Mundial da Dança, que decorreu no dia 29 de Abril.

No próximo sábado, dia 16 de Maio a Associação de Solidariedade Social, Cultural e Recreativa de Gumirães (ASSCR) vai apresentar o livro “As Raízes do Povo”. A cerimónia está marcada para as 15h30, e terá a participação do Etnólogo Alberto Correia.

A IMPRENSA EM VIZEU U

Destaque

“De Homem para Homem” em cena no Teatro Viriato Peça∑ Monólogo é interpretado por Beatriz Batarda “De homem para homem”, que será apresentada amanhã no Teatro Viriato surge através de uma história verídica que um dia o encenador alemão ouviu. Rezava a história que uma jovem mulher, no tempo da crise económica mundial de 1929, tinha tentado manter o emprego do marido falecido, assumindo a sua identidade, tendo sido desmascarada por um jornal após 12 anos de disfarce. Inspirado na história verídica, o encenador criou o monólogo para uma actriz em forma de conto que atravessa cinquenta anos da História da Alemanha, entre os anos 30 e os anos 80. Em “De Homem para Homem”, a jovem mulher é Ella, de origem humilde que não consegue arranjar

15 | Maio | 2009

A Em palco Beatriz Batarda é Ella e Max emprego e casa com um homem mais velho para ter tecto e comida. Quando o marido morre, Ella assume a sua identidade. É no conto que da “Branca de Neve”, na imagem infantil da felicidade inatingível, que Ella se refugia. Contudo, ao longo de 26 quadros, Ella apresenta-se com uma vida trágica, na qual teve de mentir,

traficar, matar, prostituir-se e roubar para sobreviver, diluindo a sua personalidade. A peça conta com a interpretação da actriz Beatriz Batarda, que se transfigura em cada uma das cenas, que percorrem a recessão, a chegada de Hitler e a divisão do território alemão. Ana Filipa Rodrigues ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

A Folha e a Agricultura III Ainda as Caixas Rurais Neste terceiro artigo dedicado à Agricultura – tema a que deu grande importância o primeiro jornal diocesano de Viseu, A Folha (19011911) – apresentamos a opinião do italiano Cerutti, acerca das Caixas Rurais. Este refere que «(...) o escopo de uma Caixa Rural é o melhoramento dos seus socios sob o triplice aspecto moral, intellectual e economico». De certa forma, este discurso fazia lembrar os Centros Católicos de Operários e vinha, igualmente, questionar a união nacionalista em redor dessa matéria. Consideramos que a operação de marketing das Caixas Rurais foi mal direccionada desde o início, uma vez que a propaganda à sua volta centrou-se num meio muito pequeno, fixando-se apenas em jornais

Paulo Bruno Alves paulobruno@iol.pt

e outros periódicos nacionalistas. Dessa forma, aquela obra «(...) não atingiu sequer a minima parte do desenvolvimento para que parecia destinada». A culpa era, no entanto, auto-assumida. «Importa, por conseguinte, renovar a propaganda e redobrar d’ esforços para debellar a nossa natural inercia». Todavia, esta apatia dos agricultores e dos portugueses, em geral, era conhecida pel’ A Folha que, entre muitas críticas a tal comportamento, instigava «(...) à agricultura para se fazer ouvir...». Esta inércia foi referida mais tarde pelo jornal quando analisou a ‘questão vinícola’, onde acusava não apenas o Governo (como era normal), mas também o homem do campo, declarando-o «(...) culpado no seu malestar».

Literatura

Tondela promove Festa do Livro e da Leitura A autarquia de Tondela promove até dia 17 de Maio a Festa do Livro e da Leitura. A iniciativa, que decorre na Biblioteca Municipal Tomás Ribeiro, prevê a realização de encontros com escritores e ilustradores, teatro, ateliês, exposições e montras de livros.

Hoje, dia 15, realiza-se uma oficina de escrita: “jogar com as palavras à descoberta de novos sentidos”. Durante o fim-de-semana, a programação também prevê a participação dos pais. No sábado, dia 16, o evento contempla o workshop “A

magia dos Livros - Ler em Família”, destinado aos pais de crianças que frequentam o jardim-deinfância e o 1.ºciclo. A Festa do Livro e da Leitura é fruto da colaboração do Município de Tondela com a R e de de B ibl iote c a s Concelhia.

roteiro bares&discotecas Viseu Bar da Academia Música ambiente Bar Puro Espaço tranquilo para uma boa conversa entre amigos. Jazz clássico e contemporâneo. Marzovelos - Viseu Eça de Queirós Bar Música ambiente, promoções, festas, petiscos.

Factor C Bar dançante, aberto das 23h00 às 04h00. Música Pop-Rock e música alternativa na noite de Viseu Hangar, Club Quartas, Noites Académicas. Sextas, Ladies Night. Vésperas de feriado, Glamour Maionese Música ambiente Fast-food - Snooker

NB Club Discoteca

Reitoria

Aberto 3ªs, 5ªs, 6ªs e Sába-

Café-bar, música ambien-

dos das 21h00 às 06h00

te, jogos. 2ª a 6ª das 12h00

Obviamente Bar

às 03h00 e Sábados e

Sexta, 1 de Maio, Emis-

Domingos das 20h00 às

sao:25, By: Joel Campos

03h00

Palha D’aço

Ritual Celta Bar

Aberto todos os dias até às

Música ambiente

04h00.

• Variedade de Cervejas

Winebar Música ambiente, aberto até às 02h00, ecrã gigante e jogos. Francesinhas e outros pratos. Largo da Prebenda, Junto à antiga GNR - Viseu 19x Bar esplanada, música ambiente. Aberto 6ªs e Sábados e vésp. de feriado. 21h00 às 04h00.

Para aderir ligue para o Jornal do Centro: 232 437 461


25

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

viseu antigo OPINIÃO

D. Beatriz Pinheiro de Lemos (II) Humberto Liz

NOTAS BIOGRÁFICAS D. BEATRIZ PINHEIRO D. Beatriz Pinheiro foi uma primorosa executante de harpa e uma actriz amadora de grande merecimento, tendo actuado várias vezes nas récitas promovidas pelos sócios do “Gremio de Vizeu” - que ficaram famosas pelo brilhantismo atingido pelos seus intérpretes. Eram normalmente realizadas aos domingos, depois do almoço. O seu “debute” como actriz teatral aconteceu na peça “Quem desdenha...”, levada à cena no teatro do “Gremio de Vizeu”, no dia 26 de Julho de 1906. O redactor de “O Commercio de Vizeu”, no número 2:088, de 29 do referido mês, comentava assim a sua actuação: “Quem nós não conheciamos como amadora dramatica era a srª. Beatriz Pinheiro, que na verdade foi uma lisongeira revelação para nós todos, tão brilhante desemprenhou o seu papel, que interpretou com muitissimo cuidado e muitissima habilidade, mostrando-se senhora de um belo talento artistico. Muitissimo bem.” Também emprestou a sua colaboração nas récitas realizadas no “Teatro Viriato”, cujas receitas líquidas serviram para ajudar a custear as despesas com a construção do monumento ao Bispo Alves Martins. Inicio a transcrição de umas preciosas notas publicadas no semanário “Notícias de Viseu”, dirigido pelo dr. José Júlio César: Esta ilustre senhora nasceu em Viseu e

no Liceu desta cidade fez com muito brilho o curso complementar de sciencias e letras, obtendo distinção em quasi todas as disciplinas. Num dos seus ultimos anos de Liceu é que deu a público as suas primicias literarias, colaborando na revista academica A Mocidade, que em Viseu fundára Carlos de Lemos, então tambem estudante ainda, que, decorridos meia dusia de anos, a desposou, quando nomeado por concurso professor do Liceu de Aveiro. Transferido dois anos depois para o Liceu de Viseu, aqui fundaram os dois a revista d´arte e critica Ave Azul, que durante dois anos publicou na sua Sala de visitas versos dos nossos melhores poetas de hoje (1). Foi nessa revista, e principalmente desde 1900, durante os dez ultimos anos do extinto regimen, que D. Beatriz Pinheiro mais activamente se preocupou na emancipação da mulher pela instrução e pelo trabalho, em artigos e crónicas que não só em Portugal mas ainda no estrangeiro suscitaram bastante interesse. Em Portugal provocaram mesmo larga polémica, em virtude do artigo de mal disfarçada contestação publicado na Tribuna, de Lisboa, pelo falecido Padre Sena Freitas. Não se limitou, porém, D. Beatriz Pinheiro à propaganda pela imprensa. Por ocasião do Caso Calmon, coadjuvada por um grupo de senhoras que a escolheram para presidente da “União de Senhoras Liberais de Viseu”, fundou, como protesto contra a perniciosa educação congreganis-

ta, a Escola Liberal João de Deus para raparigas pobres, escola que pelos seus esforços e das suas cooperadoras se manteve com grande frequência até à proclamação da Republica, ano em que, por D. Beatriz Pinheiro se retirar de Viseu com seu marido, deixou de funcionar. A inaug uração dessa Escola, em novembro de 1901, foi uma festa brilhantissima a que concorreu o que havia de mais ilustrado e distinto em Viseu. D. Beatriz Pinheiro, que nessa sessão primeiro usou da palavra, bem procurou prevenir os reparos que não deixariam de fazer os elementos reaccionários da cidade, que os tinha numerosos e temiveis pelo faciosismo e violencia (2). (1) Colaboraram nela os poetas: Fausto Guedes Teixeira, Eugenio de Castro, Manuel Gaio, Carlos de Mesquita, Afonso Lopes Vieira, Camilo Pessanha, SanPublicidade

e Adolfo Portela. Tambem nela colaboraram algumas das poucas senhoras que no nosso país cultivavam as letras então: D. Ana de Castro Osorio, D. Florencia de Morais, D. Maria Velêda e a doutora D. Sofia da Silva. Mesmo do estrangeiro teve colaboradores: D. Rafael Altamira, Philéas Lebesgue, Ary René d´Ivermont, Marc Leg rand , T homa zzo Cannizzaro, Antonino Mari e Gaston Fafet.

A Maria Veleda ches da Gama, Tomás de Noronha, José Agostinho d´Oliveira, João Lúcio, Paulino d´Oliveira, Manuel Quintela, Quintino Lino Machado, António Correia d`Oliveira e outros; e os prosadores: Henrique de Va sconcelos, Xavier de Carvalho, Lopes d´Oliveira

(2) E´ dessa sua Alocução a seguinte passagem: “A alguns de vós, que menos me conheçam, bem receio eu que lhes possa parecer terem-me trazido a este lugar impulsos de singularidade ou propositos de emancipação: aqueles, não os tenho; estes… seriam demais aqu i . Trou xera m-me aqui simplesmente exigencias de situação e circunstancias de momento que todos, se o quizerem, devidamente sabem avaliar. E aos

que (se os ha) comsigo mesmos recordassem o preceito do Apostolo, que recomenda às mu l here s o si lencio, poderia eu responderlhes que onde S. Paulo manda que as mulheres estejam caladas é nas igrejas: e nas igrejas tambem eu entendo que as mulheres, assim como os homens, não devem falar. Nas igrejas tambem eu serei a primeira a calar-me, como o Apostolo preceitua. E demais, se um bispo excomungou Hipátia, um papa canonisou Santa Catarina. Ambas pregoèiras da civilisação, ambas vitimas do fanatismo dos maus; ambas martires da sua fé: mas, em suma , a mbas mulheres que se não limitaram a governar a sua casa e a fiar lã; ambas estudando, ambas doutrinando, e ambas, apesar de assim serem, ou antes, por isso mesmo que assim foram, gloriosas através dos seculos”. (continua)


Jornal do Centro

26

15 | Maio | 2009

em foco

D Noite dos museus no Caramulo

O Museu do Caramulo promove dia 16 a “Noite dos Museus”, com várias actividades entre as 20h00 e as 00h00. O evento começa com animação de rua, depois da chegada dos participantes dos passeios de clássicos e termina com uma ceia nos claustros dos Museu.

A Agência e o Centro de Empresas do Banco BIC Português em Viseu foi inaugurado na quinta-feira, dia 7. Entre muitas figuras públicas nacionais e locais estiveram presentes o presidente da Câmara e Comércio e Indústria Portugal Angola, Carlos Byan Ferreira, o presidente do Conselho de Administração do BIC Português, Fernando Teles e o presidente do Conselho Executivo do banco, Luís Mira Amaral. “São precisos novos investidores em sectores que substituam as importações, nomeadamente indústrias, agricultura e pecuária”, afirmou Fernando Teles justificando que o BIC Português “está a apostar em Viseu por ser uma região de empresários com forte presença em Angola”. Pedro Lourenço é o responsável pela agência do BIC Viseu. Miguel Gonçalves e Daniel Resende são os gestores de clientes do centro de empresas. O BIC de Viseu fica na Avenida António José de Almeida.

O Palácio do Gelo, em Viseu, prepara-se para mais uma mega iniciativa, desta vez, liga à moda. Este sábado, dia 16, às 21h30, realiza-se um desfile de moda protagonizado pelos modelos da Best Models, com a apresentação de Catarina Furtado. Núria Madruga, Vera Deus e Joaquim, são alguns dos modelos que irão desfilar no palco do piso “0”. A iniciativa conta com a participação de todas as lojas de moda do centro comercial, e integrará um momento de hip-hop. Ainda no âmbito dos dias da moda no Palácio do Gelo, este espaço apresentará nos dias 22 e 23 um Workshop de Imagem e Moda, que consistirá em sessões de consultoria de imagem e styling, numa palestra destinada ao público em geral.

Publicidade

COMERVISAUTO - Estrada Nacional Nº2 - Abraveses - Viseu • Tel.: 232 457 000 - Fax: 232 457 009 www.comervisauto.com • comervisauto.auto@mail.telepac.pt

Nuno Ferreira

BANCO BIC INAUGURADO EM VISEU MODA DESFILE NO PALÁCIO DO GELO


CONFISSÕES

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

vida & tv

27 “Santos Silva [ministro dos Assuntos Parlamentares] é um incompetente e um saloio... Não sabe nada de jornalismo”. Emídio Rangel comentador, in revista “TV Guia”

horóscopo carneiro 21/3 a 20/4

Estão mais favorecidos os novos relacionamentos do que os antigos. Alguns encontros ou novas emoções poderão confundi-lo. Tenha pequenas atenções com a pessoa de quem gosta. Conseguirá atingir os objectivos traçados com facilidade, embora não seja para breve.

Pode ser que se torne alvo de sentimentos que balança 24/9 a 23/10 muito lhe agradarão. Mas não dê nada como ga-

A análise de sentimentos e o diálogo sobre a evolução das relações estão muito favorecidos. Algumas incompatibilidades físicas podem surgir, ou, pelo menos, uma menor apetência sexual. Alguma perturbação no ambiente de trabalho; enfrente-a com serenidade.

escorpião 24/10 a 22/11

Evite cair em comportamentos género “tudo ou nada”. O orgulho será um forte obstáculo ao progresso pessoal e à criação de melhores condições de vida. Posições muito rígidas não jogarão a seu favor embora possam trazer vantagens pontuais. Finanças em boa fase.

sagitário 23/11 a 20/12

Muita sensibilidade e um forte jogo de emoções pautam a semana. Não receie viver momentos de romantismo mas não perca a noção de realidade. Não adie tomadas de posições nem deixe de revelar as suas ideias, mesmo que lhe chamem utópico. Corre riscos de alguns erros.

capricórnio 21/12 a 20/1

leão 23/7 a 23/8

Tendencialmente conseguirá fazer triunfar as suas ideias e propósitos, mas deve encontrar uma forma convincente para isso. Atitudes públicas extravagantes podem prejudicá-lo. Semana de intensa actividade para a qual parece preparado. Precisa de se isolar um pouco.

aquário 21/1 a 19/2

Os assuntos do coração tendem a evoluir a seu favor; por isso é bom momento para renovar relações e encetar aproximações. Neste aspecto, a sua vida pode ter um importante impulso. Para conseguir progressos substanciais é necessário espírito aventureiro e arrojado.

virgem 24/8 a 23/9

A semana exige um comportamento calmo e suave. Deixe que os sentimentos ou conhecimentos amadureçam antes de se expor ou envolver demasiado. Coloque-se na retaguarda, não se torne o centro dos acontecimentos e, sobretudo, não assuma os comandos directos.

peixes 20/2 a 20/3

As relações tendem a evoluir da melhor forma para si, embora a paixão nem sempre o deixe perceber isso à primeira. Tenha cuidado com as companhias, algumas podem trazer-lhe complicações. As condições de trabalho e a evolução negocial parecem ser excelentes.

touro 21/4 a 21/5

gémeos 22/5 a 21/6

caranguejo 22/6 a 22/7

rantido, nem se iluda por aparências. Cabe-lhe uma onda de energia e euforia que deve aproveitar. Algumas boas oportunidades podem surgir para quem está agora na mó de baixo.

palavras cruzadas Marcos Cruz - Rede Expresso

De um certo isolamento podem resultar futuros problemas. Da frieza ao lidar com sentimentos também. Acredite no afecto que lhe manifestam. A sua presença, esta semana, tende a ser dispensável em termos profissionais. Podem surgir situações incomuns no trabalho. Podem surgir contratempos, mas não ocasionais, no campo amoroso. As relações tendem a evoluir de forma favorável, deixando para trás momentos de desânimo. A maioria dos resultados da semana depende de si e do seu empenhamento. Questões burocráticas ultrapassadas. A conjuntura promete-lhe bons momentos no amor, aliás podem surgir novos interesses nesta área. Procure sair e divertir-se, mas privilegie companhias da sua faixa etária. Terá uma forte capacidade para enfrentar situações. Não se deixe influenciar por subjectividade.

1

2

Sábado, Dia 16

Arte

euro

milhões

18:30 18:45 21:55 23:40 23:50

Arte Culture Arte Info Vienne, Le Prater Le Dessous Des Cartes Le Murmure Des Vagues

Domingo, Dia 17

4 | 23 |24 | 29 | 31 | 8 | 9

16:35 18:00 18:45 22:40 23:05

Cuisines Des Terroirs Joseph Haydn - `Harmoniemesse’ Arte Info Le Pouvoir Des Critiques Don Raoul

Canal História Sábado, Dia 16 22:00 Sexo Na Antiguidade 23:00 Os Irmãos Bielski

toto

Domingo, Dia 17

bola 1. Sporting - Setúbal 2. Benfica - Trofense 3. Leixões - Académica 4. P. Ferreira - Marítimo 5. Naval - E. Amadora 6. Olhanense - Santa Clara 7. Varzim - Estoril 8. Oliveirense - U. Leiria 9. Vizela - Sp. Covilhã 10. Beira-Mar - Portimonense 11. Arsenal - Chelsea 12. Barcelona - Villarreal 13. AC Milan - Juventus

16:00 17:00 18:00 22:00 23:00

1 X 2 1 X 1 2 1 1 X 2 X X

Super 14. Porto - Nacional 1 : 0

9

4

5

6

3

7

8

Desafio Abaixo De Zero Relatório Final Hermann Göring Bloguistas E Militares Objectos Perdidos

Hollywood Sábado, Dia 16 15:00 17:30 21:30 23:20 01:30

Homens De Honra O Voo Das Águias Cinco Dias Um Verão Dia De Treino Adeus Emamanuelle

Domingo, Dia 17 14:30 16:30 22:00 23:30

Separados De Fresco Lawrence Da Arábia Zoolander Arma Mortífera 2 Sport Tv1 - Transmissões Directas

Sexta-Feira, Dia 15 18:00 Informação - Fórum Sport TV 00:30 Basquetebol - NBA (NBA - Playoffs)

Sábado, Dia 16 12:40 Futebol - Premier League (M. United X Arsenal)

Domingo, Dia 17 11:10 Futebol - Liga Vitalis (Jogo) 13:30 Futebol - P. League (West Bromwich X Liverpool)

Segunda-Feira, Dia 18 Terça-Feira, Dia 19 02:00 Basquetebol - NBA (NBA - Playoffs)

4

loto1 toto

1

6

5

2

3 8 7 9 4 9

18:00 Informação - Fórum Sport TV 01:00 Basquetebol - NBA (NBA - Playoffs)

5

4 7

VERTICAIS: 1 - Ramos de conhecimento estudados numa instituição escolar. 2 - Poema épico de Virgílio. Monte de areia. 3 - Termo de um dilema shakespeariano. Bem proporcionado. 4 - Adão e Eva viveram lá. São os conjuntos de ramos e folhas de uma planta (inv.). 5 - Reino da natureza. Ilha grega do Dodecaneso (inv.). 6 - Astrónomo grego que acreditava que a Terra era o centro do universo. Apanha lixo. 7 - Letra grega. Comeu uma maçã que lhe ficou atravessada na garganta. Implica acompanhamento. 8 - Dispensado. Dilatada por barões assinalados. 9 - Tónico não recomendado pelos médicos. Ver inglês. Branqueia. 10 - Modernas de Antero de Quental. Foi o melhor futebolista de 2001. 11 - Continente. Segundo Einstein, Deus não os joga.

Concurso nº 19/2009

Quarta-Feira, Dia 20

8

HORIZONTAIS: 1 - Resultado de despedimentos. 2 - Nunca visto. Com volta é mais barato. 3 - Calmo e tranquilo. Amada por Pedro. 4 - Romanos. Concelho de Viseu. A última da escala. 5 - Manda ir. O seu colosso era Maravilha do Mundo. 6 - Galões entretecidos com fios de ouro. 7 - Filhote de grande cetáceo. 8 - Substitui as aspas. Nota. 9 Reduzidas a zero. Herói espanhol. 10 - Come carne humana. 11 - Total. Andam no deserto.

cabo

18:00 Informação - Fórum Sport TV

sudoku

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

sorte

7 8

1

1

4

5

9

3

6

6

9

25 | 27 | 29 | 33 |44| 45 | 28

joker

5

5

7

9. 420.907

9 1 7 5

9

2

9

9 3

13:00 Ténis - ATP (Torneio De Madrid - 1/4 Final) 19:00 Ténis - ATP (Torneio De Madrid - 1/4 Final)

Sábado, Dia 16 11:10 Automobilismo - Camp. Fia Gt (Adria - Qualificação) 12:30 Futebol - Liga Escocesa (Rangers X Aberdeen) 17:00 Futebol - Liga Italiana (As Roma X Catania) 10:00 Motociclismo - Camp. Do Mundo (Moto GP França) 14:00 Futebol - Liga Italiana (Juventus X Atalanta) 19:30 Futebol - Liga Italiana (Inter Milão X Siena)

Segunda-Feira, Dia 18 11:50 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup) 16:00 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup)

Terça-Feira, Dia 19 11:50 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup) 16:00 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup)

Quarta-Feira, Dia 20

4

Quinta-Feira, Dia 21

loto2 toto

4 8

8

Sexta-Feira, Dia 15

11:50 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup) 16:00 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup)

8

3

13:00 Autom. - Camp. Mundo F1 (G.P. Mónaco) 23:30 Futebol - Taça Lib. América (Boca Juniors X Defensor) 02:00 Basquetebol - NBA (NBA - Playoffs) Sport Tv2 - Transmissões Directas

Domingo, Dia 17

1

6

Quinta-Feira, Dia 21

6

2 7

Só há uma regra: completar a grelha, de modo a que cada linha, cada coluna e cada bloco de 3x3 incluam os números de 1 a 9, sem repetições!

5 | 12 | 22 | 24 | 36| 38 | 23

11:00 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup) 15:00 Ténis - ATP Tennis (ATP World Team Cup) Sport Tv3 - Transmissões Directas

Sexta-Feira, Dia 15 11:40 Motociclismo - Camp. Do Mundo (Moto Gp França)

Sábado, Dia 16 08:00 Motociclismo - Camp. Do Mundo (Moto Gp França) 12:00 Motociclismo - Camp. Do Mundo (Moto Gp Qualif.) 15:40 Automobilismo - Camp. Fia Gt (Gt3 Adria) 17:00 Autom. - C. Inter. Gt Open (Portimão - 1º Corrida) 18:50 Automobilismo - Camp. Fia Gt (Adria - Corrida)

Domingo, Dia 17 Estes resultados não dispensam a consulta da lista oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

08:40 12:10 19:00 20:10

Motociclismo - Camp. Do Mundo (Moto Gp França) Autom. - Camp. Inter. Gt Open (Portimão - 2ª Corrida) Voleibol De Praia (Itália - 3º E 4º Lugar) Voleibol De Praia - Circuito Mundial (Itália - Final)

VERTICAIS: 1 - disciplinas. 2 - Eneida; duna. 3 - ser; esbelto. 4 - Éden; samar. 5 - mineral; soC. 6 - Ptolomeu; pá. 7 - ró; Adão; com. 8 - isento; fé. 9 - gin; see; cal. 10 - Odes; Figo. 11 - Ásia: dados. HORIZONTAIS: 1 - desemprego. 2 - inédito; ida. 3 - sereno; Inês. 4 - CI; Nelas; si. 5 - ide; Rodes. 6 - passamanes. 7 - baleote. 8 - idem; fá. 9 - nulas; Cid. 10 - antropófagos. 11 - são; camelos. Soluções


28

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

“Estava a fazer a unha a uma senhora, quando me ligaram da SIC”.

“Deixei os meus pais de rastos”. Hugo Sequeira

Luciana Abreu

actor, a propósito da vida que teve até aos 30 anos, in revista “TV Guia”

actriz, in revista “TV Guia”

Sexta

Supercop - A Fúria do Relâmpago Sábado, 01h45.

Jackie Chan protagoniza mais um filme cheio de acção e aventura. Kevin Chan é um polícia que se infiltra num bando de narcotraficantes a fim de deter o seu chefe, Chaibat. Para isso conta com a colaboração da directora do seu departamento, Yang, que se faz passar por sua irmã...

06:30 Bom Dia Portugal Com Língua Gestual 10:00 Praça Da Alegria 13:00 Jornal Da Tarde Inclui: O Tempo 14:15 Chamas Da Vida 15:00 Sangue Do Meu Sangue Ep ºs. (44) E (45) 16:00 Portugal No Coração 18:00 Portugal Em Directo 19:05 O Preço Certo 20:00 Telejornal Inclui: O Tempo 21:00 Antes Pelo Contrário 21:15 Pai À Força 22:00 Duelo Final 23:00 No Dia Em Que... ... Publicámos O Futuro 00:15 54.º Festival Eurovisão Da Canção 2009 2.ª Semi-Final (Diferido) 02:15 Dança Feroz (Filme) 04:00 Prova De Amor Ep ºs. (164) E (165) 06:00 Televendas

Sexta 07:20 14:00 15:30 16:00 17:00

Deus Sabe Quanto Amei Sábado, 22h40.

Dave Hirsh, escritor e veterano, regressa em 1948 a Parkman, Indiana, a sua terra natal. O seu próspero irmão apresenta-o a Gwen French, a professora da cidade. Mas a exuberante Ginny segue-o até lá. Dave tem então que decidir o seu futuro sem esquecer as suas raízes. Um filme do grande realizador Vincent Minnelli, com Frank Sinatra, Dean Martin, Shirley MacLaine e Arthur Kennedy. Um clássico de 1958.

18:30 19:00 19:45 20:45 21:15 22:00 22:30 23:30 00:30 01:00 01:45 03:15 05:00

Zig Zag Sociedade Civil Ab Ciência National Geographic (R/) A Extinção Dos Mamutes Zig Zag Miffy - Colours, Numbers And Shapes Os Peludos Emília A Contadora De Histórias No País Dos Ozie Boo! Bruno E Bill Telmo & Tula Marta Fala Rubi Assombrosa A Fé Dos Homens A Alma E A Gente (R/) Zig Zag Todos Contra O Chris Grandes Livros Jornal 2 - Inclui: Cartaz 2 Irmãos E Irmãs Diga Lá Excelência Bastidores Noites Da 2 7 Palmos De Testa Palcos Lendas Do Jazz Ep ºs. (5) E (6) Euronews Sociedade Civil (R/)

Sexta 06:00 09:00 10:00 13:00 14:15 15:30 17:15 18:00 19:00 20:00

Camilo - O Presidente Sexta-feira, dia 15, 21h20.

Com o talento ímpar de Camilo de Oliveira a dar vida a um azarado Presidente de Junta e um conjunto de situações insólitas, ridículas, inesperadas e sempre cómicas, a série propõe-se, não só a contar as venturas e desventuras de Fanecas de Cima, mas também a troçar alguns aspectos das jogadas políticas muito habituais nos pequenos e grandes círculos do nosso país.

21:30 22:00 23:00 23:45 00:45 01:45 02:30 04:30 06:00

SIC Notícias Ligou, Ganhou! Fátima Primeiro Jornal O Cravo E A Rosa Contacto Rebelde Way Três Irmãs Nós Por Cá Jornal Da Noite Camilo, O Presidente Tá A Gravar Caminho Das Índias Podia Acabar O Mundo Mentes Criminosas CSI Nova Iorque Quando O Telefone Toca A Vedeta Etnias

Sexta

A Miúda do Lado Sábado, 00h15.

Matthew Kidmam, um aluno que no liceu só tirava vintes, tenciona formar-se com distinção e evitar todos os problemas da adolescência. Infelizmente, os problemas mudam-se para a porta do lado e Matthew não consegue resistir à tentação. Mas quando ele descobre que a sua desejável vizinha, Danielle tem um passado obscuro do qual se arrasta um namorado violento, o seu futuro fica ameaçado.

07:00 Diário Da Manhã 10:15 Você Na TV! 13:00 Jornal Da Uma 14:00 As Tardes Da Júlia 17:00 Quem Quer Ganha 18:15 Morangos Com Açúcar 19:15 Morangos Com Açúcar 20:00 Jornal Nacional 21:45 Euromilhões 22:00 Flor Do Mar 23:00 Deixa Que Te Leve 00:00 Olhos Nos Olhos 00:30 Blade Trinity: A Perseguição Final - Filme 03:00 Sempre A Somar 04:30 Unidade Especial 05:30 Televendas

Sábado

Domingo

Segunda-Feira

Terça-Feira

06:30 Espaço Infantil Os Peludos Alex No Pomar Mágico No País Dos Ozie Boo! Harry E O Balde De Dinossauros Onda E Concha Mãe Mirabelle Little People 07:10 Brinca Comigo O Mundo De TodD O Gato Frankenstein Bob, O Construtor O Super Apresentador 08:00 Bom Dia Portugal Fim-De-Semana 11:00 Portugal Sem Fronteiras 13:00 Jornal Da Tarde / O Tempo 14:15 Top + 15:30 Programa A Designar 19:00 Telejornal Inclui: O Tempo 19:45 A Voz Do Cidadão 20:00 54.º Festival Eurovisão Da Canção 2009 - Final 23:15 Programa A Designar 00:15 Perto De Casa Ep ºs. (9) E (10) 01:45 Supercop - A Fúria Do Relâmpago (Filme) 03:30 Televendas

06:30 Espaço Infantil Os Peludos Alex No Pomar Mágico No País Dos Ozie Boo! Harry E O Balde De Dinossauros Onda E Concha Mãe Mirabelle / Little People 07:11 Brinca Comigo 08:00 Bom Dia Portugal Fim-De-Semana 10:00 Programa A Designar 11:30 Mudar De Vida 12:00 T2 Para 3 “Remodelado” 12:30 Contra Informação 13:00 Jornal Da Tarde / O Tempo 14:15 Só Visto! 15:00 Programa A Designar 18:00 Programa A Designar 19:15 Futebol: Liga Sagres 21:15 Telejornal / O Tempo 21:45 As Escolhas De Marcelo Rebelo De Sousa 22:15 Febre Da Dança 23:15 Os Contemporâneos 23:45 Domingo Desportivo Inclui: Futebol: Liga Sagres (Resumos) 01:45 Eu, Peter Sellers (Filme) 03:45 Televendas 06:05 Nós

06:30 Bom Dia Portugal Com Língua Gestual 10:00 Praça Da Alegria 13:00 Jornal Da Tarde Inclui: O Tempo 14:15 Chamas Da Vida 15:00 Sangue Do Meu Sangue 16:10 Portugal No Coração 18:00 Portugal Em Directo 19:05 O Preço Certo 20:00 Telejornal Inclui: O Tempo 21:00 Notas Soltas 21:15 Cuidado Com A Língua! (Último) V Série 21:35 Duelo Final 22:30 Prós E Contras 01:00 Paramédicos 01:50 Prova De Amor Ep ºs. (166) E (167) 03:30 Televendas 06:05 Nós

06:30 Bom Dia Portugal Com Língua Gestual 10:00 Praça Da Alegria 13:00 Jornal Da Tarde Inclui: O Tempo 14:15 Chamas Da Vida 15:00 Sangue Do Meu Sangue 16:10 Portugal No Coração 18:00 Portugal Em Directo 19:05 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:00 30 Minutos 21:30 Telerural 22:00 Duelo Final 23:00 Serviço De Saúde 00:00 Liga Dos Últimos 00:45 Perdidos Ep ºs. (8) E (9) 02:15 Prova De Amor Ep ºs. (168) E (169) 03:45 Televendas 06:05 Nós

Sábado

Domingo

Segunda-Feira

Terça-Feira

07:00 Euronews 08:00 África 7 Dias 08:30 Notícias De Portugal 09:00 Universidade Aberta 10:00 Zig Zag Mil Gigas Princesas Do Mar Pet Alien, Amigos Do Outro Mundo O Futuro É Fantástico Os Cinco Em Acção IdEias Falsas O Pato Mortífero 12:30 Filme A Designar 14:00 Parlamento 15:00 Desporto 2 19:00 Programa A Designar 20:45 Queria Ser (Estreia) 21:45 A Hora Da Sorte 22:00 Jornal 2 Inclui: Cartaz 2 22:40 Deus Sabe Quanto Amei (Filme) 00:30 Os Sete Ladrões Da Cidade (Filme) 02:30 Desporto 2 06:15 Euronews

07:00 07:30 08:00 09:00 09:30 10:00 10:45 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00

07:20 14:00 15:30 16:00 17:00

07:20 14:00 15:30 16:00

14:00 14:45 15:00 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30 23:50 00:50 01:50 05:30

Euronews Áfric@Global Músicas De África Caminhos 70x7 Nós Geração Cientista Da Terra Ao Mar Consigo Vida Por Vida Olhar O Mundo Versailles, The Dream Of A King Cenas Da Vida Real: Sobre 4 Rodas A Voz Do Cidadão Desporto 2 Arte & Emoção A Alma E A Gente Pancho Guedes Planeta Selvagem Todi – A Segunda Morte De Luisa Aguiar (Estreia) Jornal 2 - Inclui: Cartaz 2 Câmara Clara Britcom Gavin And Stacey Na Tua Ausência Onda-Curta Desporto 2 (R/) Euronews

18:30 19:00 19:45 20:45 21:15 21:45 22:00 22:40 00:30 01:15 01:45 02:30 03:00 05:00

Zig Zag Sociedade Civil AB Ciência Grandes Livros (R/) Zig Zag Miffy - Colours, Numbers And Shapes Os Peludos Emília A Contadora De Histórias / No País Dos Ozie Boo! / Bruno E Bill / Telmo & Tula / Marta Fala / Rubi Assombrosa A Fé Dos Homens Eurodeputados Zig Zag Todos Contra O Chris National Geographic Presas E Caçadores A Hora Da Sorte Jornal 2 - Inclui: Cartaz 2 Serviço De Urgência Ep ºs. (9) E (10) Noites Da 2: Um Mundo Catita Universidades Caleidoscópio - Universidade Lusófona Diga Lá Excelência (R/) Eurodeputados (R/) Euronews Sociedade Civil (R/)

17:00

18:30 19:00 19:50 20:45 21:15 22:00 22:30 23:30 00:30 01:15 01:45 02:55 05:00

Zig Zag Sociedade Civil Ab Ciência National Geographic (R/) Presas E Caçadores Zig Zag: Miffy - Colours, Numbers And Shapes / Os Peludos / Emília A Contadora De Histórias / No País Dos Ozie Boo! / Bruno E Bill / Telmo & Tula / Marta Fala / Rubi Assombrosa A Fé Dos Homens Arquitectarte Zig Zag Ilha Das Cores / Woofy / Vamos Dormir (Os Patinhos) Todos Contra O Chris National Geographic Chitas Contra Tudo E Contra Todos Jornal 2 - Inclui: Cartaz 2 O Mentalista BaiRro Alto Noites Da 2: Um Mundo Catita Universidades 3810 UA - Universidade De Aveiro Câmara Clara (R/) Euronews Sociedade Civil (R/)

Sábado

Domingo

Segunda-Feira

Terça-Feira

06:45 08:30 10:00 10:30

06:30 08:45 10:15 10:45 12:00

06:00 09:00 10:00 13:00

06:00 09:00 10:00 13:00

12:00 13:00 14:00 14:45 16:30 18:15 20:00 21:30 23:15 00:00 02:30

SIC Kids Disney Kids Star Wars - Clone Wars Programa Da Lucy Nosso Mundo Primeiro Jornal Episódio Especial Futsal - Play-Off: Freixieiro X Sporting Cinema: Filme A Definir Cinema: Filme A Definir Jornal Da Noite Perdidos E Achados Tá A Gravar Guiness, O Mundo Dos Recordes Cinema: Filme A Definir Quando O Telefone Toca

13:00 14:00 14:45 16:30 18:15 20:00 21:00 01:15

SIC Kids Disney Kids Power Rangers Tween Box BBC Vida Selvagem Primeiro Jornal Fama Show Super Cinema Disney: Filme A Definir Cinema: Filme A Definir Cinema: Filme A Definir Jornal Da Noite Globos De Ouro Quando O Telefone Toca

14:15 15:30 17:15 18:00 19:00 20:00 21:00 21:30 22:15 23:00 23:45 00:45 01:45 02:30 04:30

SIC Notícias Ligou, Ganhou Fátima Primeiro Jornal O Cravo E A Rosa Contacto Rebelde Way Três Irmãs Nós Por Cá Jornal Da Noite Mário Crespo Entrevista Os Malucos Do Riso Não Há Crise Caminho Das Índias Podia Acabar O Mundo Mentes Criminosas CSI Nova Iorque Quando O Telefone Toca Ciranda De Pedra

14:15 15:30 17:15 18:00 19:00 20:00 21:30 22:15 23:00 23:45 00:45 01:45 02:30 04:30

SIC Notícias Ligou, Ganhou Fátima Primeiro Jornal O Cravo E A Rosa Contacto Rebelde Way Três Irmãs Nós Por Cá Jornal Da Noite Primeiro Plano Os Malucos Do Riso Não Há Crise Caminho Das Índias Podia Acabar O Mundo Mentes Criminosas CSI Nova Iorque Quando O Telefone Toca A Vedeta

Sábado

Domingo

Segunda-Feira

Terça-Feira

07:00 Animações: New Woody Curious George Winx Transformers Spectacular Spiderman 09:30 Smackdown Wrestling 10:30 Campeões E Detectives 11:30 Deluxe 12:15 Antevisão 13:00 Jornal Da Uma 14:00 A Designar - Filme 16:00 A Designar - Filme 18:00 A Designar - Filme 20:00 Jornal Nacional 21:30 Flor Do Mar 22:15 Deixa Que Te Leve 23:15 Olhos Nos Olhos 00:15 A Miúda Do Lado - Filme 02:30 Sempre A Somar 04:00 O Escritório 04:30 Unidade Especial 05:30 Televendas

07:00 Animações: New Woody / Curious George / Winx / Transformers / Spectacular Spiderman 09:30 O Bando Dos 4 10:30 Hannah Montana 11:30 Missa Gueifães, Maia 12:30 Oitavo Dia 13:00 Jornal Da Uma 14:00 A Designar - Filme 16:00 A Designar - Filme 18:00 A Designar - Filme 20:00 Jornal Nacional 21:00 Equador 22:00 Uma Canção Para Ti 01:00 Sempre A Somar 02:15 Olhos Selvagens - Filme 04:00 Unidade Especial 05:00 Televendas 06:30 Todos Iguais

07:00 Diário Da Manhã 10:15 Você Na TV! 13:00 Jornal Da Uma 14:00 As Tardes Da Júlia 17:00 Quem Quer Ganha 18:15 Morangos Com Açúcar 19:15 Morangos Com Açúcar 20:00 Jornal Nacional 21:30 Flor do Mar 22:30 Deixa Que Te Leve 23:30 Olhos Nos Olhos 00:15 Dr. House 01:15 Os Olhos De Angela 02:30 Sempre A Somar 04:30 Unidade Especial 05:30 Televendas

07:00 Diário Da Manhã 10:15 Você Na TV! 13:00 Jornal Da Uma 14:00 As Tardes Da Júlia 17:00 Quem Quer Ganha 18:15 Morangos Com Açúcar 19:15 Morangos Com Açúcar 20:00 Jornal Nacional 21:30 Flor do Mar 22:30 Deixa Que Te Leve 23:30 Olhos Nos Olhos 00:15 Os Suspeitos Do Costume - Filme 02:30 Sempre A Somar 04:30 Unidade Especial 05:30 Televendas

Quarta-Feira 06:30 Bom Dia Portugal Com Língua Gestual 10:00 Praça Da Alegria 13:00 Jornal Da Tarde Inclui: O Tempo 14:15 Chamas Da Vida 15:00 Sangue Do Meu Sangue 16:00 Portugal No Coração 18:05 O Preço Certo 19:00 Telejornal - 1.ª Edição 19:45 Futebol: Taça UEFA Shakhtar Donetsk Vs Werder Bremen Jogo Da Final, A Disputar No Estádio Þükrü Saracoðlu, Em Istambul 21:30 Telejornal 2.ª Edição Inclui: O Tempo 22:00 Duelo Final 23:00 Conversas De Mário Soares Santiago Carrilho 00:00 Caminho Para Perdição (Filme) 02:00 Prova De Amor Ep ºs. (170) E (171) 04:00 Televendas 06:05 Nós

Quarta-Feira 07:20 14:00 15:30 16:00 17:00

18:30 19:00 19:50 20:45 21:05 22:00 22:30 23:30 00:30 01:15 01:30 02:15 03:15 05:00

Zig Zag Sociedade Civil AB Ciência National Geographic (R/) Chitas Contra Tudo E Contra Todos Zig Zag Miffy - Colours, Numbers And Shapes / Os Peludos / Emília A Contadora De Histórias / No País Dos Ozie Boo! / Bruno E Bill / Telmo & Tula / Marta Fala / Rubi Assombrosa A Fé Dos Homens Biosfera Zig Zag Ilha Das Cores / Leonardo / Vamos Dormir (Os Patinhos) Todos Contra O Chris National Geographic Segredos Da História: Howard Hughes Revelado Jornal 2 - Inclui: Cartaz 2 24 Clube De Jornalistas Noites Da 2: Um Mundo Catita Universidades: ESEC-TV Biosfera (R/) Bastidores (R/) Euronews Sociedade Civil (R/)

Quarta-Feira 06:00 09:00 10:00 13:00 14:15 15:30 17:15 18:00 19:00 20:00 21:30 22:15 23:00 23:45 00:45 01:45 02:30 04:30

SIC Notícias Ligou, Ganhou Fátima Primeiro Jornal O Cravo E A Rosa Contacto Rebelde Way Três Irmãs Nós Por Cá Jornal Da Noite Reportagem Especial Os Malucos Do Riso Não Há Crise Caminho Das Índias Podia Acabar O Mundo Mentes Criminosas CSI Nova Iorque Quando O Telefone Toca A Vedeta

Quarta-Feira 07:00 Diário Da Manhã 10:15 Você Na TV! 13:00 Jornal Da Uma 14:00 As Tardes Da Júlia 17:00 Quem Quer Ganha 18:15 Morangos Com Açúcar 19:15 Morangos Com Açúcar 20:00 Jornal Nacional 21:30 Flor do Mar 22:30 Deixa Que Te Leve 23:30 Olhos Nos Olhos 00:15 K-19 - Filme 02:45 Sempre A Somar 04:30 Unidade Especial 05:30 Televendas

Quinta 06:30 Bom Dia Portugal Com Língua Gestual 10:00 Praça Da Alegria 13:00 Jornal Da Tarde Inclui: O Tempo 14:15 Chamas Da Vida 15:00 Sangue Do Meu Sangue 16:00 Portugal No Coração 18:00 Portugal Em Directo 19:05 O Preço Certo 20:00 Telejornal Inclui: O Tempo 21:00 Grande Entrevista 21:45 A Minha Família 22:15 Duelo Final 23:15 Corredor Do Poder 00:15 Quarto Crescente 01:15 Journeyman 02:00 Prova De Amor Ep ºs. (172) E (173) 04:00 Televendas 06:05 Nós

Quinta 07:20 14:00 15:30 16:00 17:00

18:30 19:00 19:45 20:45 21:15 22:00 22:40 23:30 00:30 01:15 01:45 02:15 05:00

Zig Zag Sociedade Civil AB Ciência National Geographic (R/) Segredos Da História: Howard Hughes Revelado Zig Zag / Miffy - Colours, Numbers And Shapes / Os Peludos / Emília A Contadora De Histórias / No País Dos Ozie Boo! / Bruno E Bill / Telmo & Tula / Marta Fala / Rubi Assombrosa A Fé Dos Homens Iniciativa Zig Zag Todos Contra O Chris National Geographic É Mesmo Verdade? - Atlântida Jornal 2 - Inclui: Cartaz 2 Fringe Kz ( O Campo De Concentração De Mauthausen) Noites Da 2 Um Mundo Catita Universidades E:2 - Escola Superior De Comunicação Social Iniciativa (R/) Euronews Sociedade Civil (R/)

Quinta 06:00 09:00 10:00 13:00 14:15 15:30 17:15 18:00 19:00 20:00 21:15 22:00 23:00 23:45 00:45 01:45 02:30 04:30

SIC Notícias Ligou, Ganhou Fátima Primeiro Jornal O Cravo E A Rosa Contacto Rebelde Way Três Irmãs Nós Por Cá Jornal Da Noite Aqui E Agora Não Há Crise Caminho Das Índias Podia Acabar O Mundo Mentes Criminosas Cartaz Cultural Quando O Telefone Toca A Vedeta

Quinta 07:00 Diário Da Manhã 10:15 Você Na TV! 13:00 Jornal Da Uma 14:00 As Tardes Da Júlia 17:00 Quem Quer Ganha 18:15 Morangos Com Açúcar 19:15 Morangos Com Açúcar 20:00 Jornal Nacional 21:30 Flor do Mar 22:30 Deixa Que Te Leve 23:30 Olhos Nos Olhos 00:15 Sexo, Dinheiro E... Poder 01:30 O Escritório 02:00 Cartaz Das Artes 02:30 Sempre A Somar 04:00 O Escritório 04:30 Unidade Especial 05:30 Televendas


29

Jornal do Centro

guia de restaurantes 08 | Maio | 2009

Mais em www.jornaldocentro.pt

A página semanal “Guia de Restaurantes” é uma montra útil da variedade dos restaurantes da região, convidando os leitores a descobrirem sabores e iguarias em ambientes variados. Para a inclusão de novos restaurantes neste guia, pode contactar através do número de telefone 232 437 461.

TONDELA

VISEU

RESTAURANTE BAR O PASSADIÇO

RESTAURANTE O MARTELO Especialidades Cabrito na Grelha, Bacalhau, Bife e Costeleta de Vitela. Folga Não tem. Morada Rua da Liberdade, nº 35, Falorca, 3500-534 Silgueiros. Telefone 232 958 884. Observações Vinhos Curral da Burra.

Especialidades Cozinha Tradicional e Regional Portuguesa. Folga Domingo depois do almoço e Segunda-feira. Morada Largo Dr. Cândido de Figueiredo, nº 1, Lobão da Beira, 3460-201 Tondela. Telefone 232 823 089. Fax 232 823 090 Observações Noite de Fados todas as primeiras Sextas de cada mês.

RESTAURANTE BEIRÃO Especialidades Bife à Padeiro, Posta de Vitela à Beirão, Bacalhau à Casa, Bacalhau à Beirão, Açorda de Marisco. Folga Segundafeira (excepto Verão). Preço médio refeição 12,50 euros. Morada Alto do Caçador, EN 16, 3500 Viseu. Telefone 232 478 481 Observações Aberto desde 1970.

RESTAURANTE PONTO DE ENCONTRO Especialidades Grelhada Mista do Oceanos, Grelhada à Ponto de Encontro, Bacalhau c/ Natas, Bife à Ponto de Encontro. Folga Sábado. Morada Avenida do Salgueiral, nº 3, Fojo, Molelos, 3460211 Tondela. Telefone 232 812 867. Observações Casamentos, Baptizados e outros eventos; Refeições económicas (Almoço – 2ª a 6ª feira) – 5 e 6 euros

RESTAURANTE TIA IVA Especialidades Bacalhau à Tia Iva, Bacalhau à Dom Afonso, Polvo à Lagareiro, Picanha. Folga Domingo. Preço médio refeição 13 euros. Morada Rua Silva Gaio, nº 16, 3500-203 Viseu Telefone 232 428 761. Observações Refeições económicas ao almoço (2ª a 6ª feira) – 6 euros.

RESTAURANTE SANTA MARIA

RESTAURANTE O PERDIGUEIRO

Especialidades Cozido à Portuguesa, Picanha, Borrego Estufado, Bacalhau Santa Maria. Folga Quarta-Feira. Preço médio por refeição Desde 6,50 euros. Morada Avenida da Igreja, nº 989, Canas de Santa Maria, 3460-012 Tondela. Telefone 232 842 135. Observações Refeições económicas c/ tudo incluído – 6,50 euros; Refeições p/ fora – 5,50 euros.

Especialidades Peixes Grelhados e ao Sal, Filetes de Polvo c/ Migas, Cabrito Assado à Padeiro. Folga Sábado. Morada Quinta do Galo, Lote B R/C Direito, 3500 Viseu. Telefone 232 461 805.Observações Aceita Multibanco.

RESTAURANTE PICANHA REAL Especialidades Rodízio de Picanha. Folga Domingo. Morada Bairro S. João da Carreira, Lote 1 R/C, Travassós de Cima, 3500-187 Viseu Telefone 232 186 386/7 - 917 038 215. Observações Refeições económicas ao almoço (2ª a 6ª feira).

RESTAURANTE O VISO Especialidades Cozinha Caseira, Peixes Frescos, Grelhados no Carvão. Folga Sábado. Morada Alto do Viso, Lote 1 R/C Posterior, 3500-004 Viseu. Telefone 232 424 687. Observações Aceitamse reservas para grupos.

RESTAURANTE MILHO REI Especialidades Cabrito Grelhado, Naco da Casa, Mimos à Milho Rei, Arroz de Polvo,Filetes de Polvo com migas e arroz de tomate. Folga Domingo ao jantar e segunda-feira todo o dia. Morada Quinta das Lameiras,EstradadaRamalhosa,Gumirães - 3500-022 Viseu Telefone 232 448 487 – 926 711 211. Observações Sala com lareira. Jantares de grupo e especialidade snack-bar francesinha.

RESTAURANTE MAJOAL Especialidades Arroz de Pato, Bacalhau c/ Natas, Grelhados, Frango de Churrasco. Folga Segunda-feira. Morada Avenida Capitão Silva Pereira, 3500-208 Viseu. Telefone: 232 431 891 - 964 043 709.

RESTAURANTE O PINHEIRÃO Especialidades Rodízio à Brasileira, Carnes e Peixes Grelhados. Folga Terça-feira. Preço médio refeição 15 euros. Morada Rua Derribanças, nº 2, Vila Chã de Sá, 3510-928 Viseu. Telefone 232 183 870 – 919 403 304. Observações Executam-se serviços de Casamentos, Baptizados, Grupos.

CORTIÇO Especialidades Bacalhau Podre, Polvo Frito Tenrinho como Manteiga, Arroz de Carqueja, Cabrito Assado à Pastor, Rojões c/ Morcela como fazem nas Aldeias, Feijocas à maneira da criada do Sr. Abade. Folga Não tem. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Rua Augusto Hilário, nº 45, 3500-089 Viseu. Telefone 232 423 853 – 919 883 877. Observações Aceitam-se reservas; Take-way.

RESTAURANTE O CAMBALRO Especialidades Camarão, Francesinhas, Feijoada de Marisco. Folga Não tem. Morada Estrada da Ramalhosa, nº 14, Rio de Loba, 3500-825 Viseu. Telefone 232 448 173. Observações Prato do dia - 5 euros.

RESTAURANTE O LARGO DA PREBENDA Especialidades Pratos Tradicionais. Folga Segunda-feira. Morada Largo da Prebenda, 37/45, 3500-172 Viseu. Telefone 232 435 366 - 964 233 844. Observações Aos domingos pratos tradicionais (Bacalhau Podre, Cabritinho Assado no Forno, etc...).

DELJONATA RESTAURANTE Especialidades Terra Mar, Sinfonia Quente ou Fria, Mariscos, Sapateira, Lagosta, Grelhados, Combinado do Mar. Folga Terça-feira. Morada Edifício D. João I, Lote 364 R/C, Loja 7, Letra E, 3510-076 Viseu Telefone 232 411 500. Observações Comida para fora.

PIZZERIA VENEZA Especialidades Pizzas, Lasanha, Hambúrgueres, Francesinhas, Esparguete à Bolonhesa, Carnes e Peixes variados. Folga Não tem. Morada EN 2, nº 205, Abraveses, 3510-197 Viseu. Telefone 232 459 943 – 938 741 189. Observações Comida para fora, Fácil estacionamento.

TORRE DI PIZZA Especialidades Pizzas, Massas, Carnes. Folga Segunda-feira. Morada Avenida Cidade de Aveiro, Lote 16, 3510720 Viseu. Telefone 232 429 181 – 965 446 688. Observações Menu económico ao almoço – 4,90 euros.

SÃO PEDRO DO SUL RESTAURANTE CLUBE CAÇADORES Especialidades Polvo à Lagareiro, Bacalhau à Lagareiro, Cabrito Churrasco, Javali na Brasa c/ Arroz de Feijão, Arroz de Perdiz c/ Míscaros, Tarte de Perdiz, Bifes de Veado na Brasa. Folga Quarta-feira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Muna, Lordosa, 3515-775 Viseu. Telefone 232 450 401. Observações Reservas para grupos e outros eventos.

SOLAR DO VERDE GAIO Especialidades Rodízio à Brasileira, Mariscos, Peixe Fresco. Folga Terça-feira. Morada Mundão, 3500-564 Viseu. www. solardoverdegaio.pt Telefone 232 440 145 Fax 232 451 402. E-mail geral@solardoverdegaio.pt Observações Salão de Dança – Clube do Solar – Sextas, Sábados até às 03.00 horas. Aceita Multibanco.

RESTAURANTE QUINTA DE CATAVEJO Especialidades Feijoada à Trasmontana (terça-feira), Mão de Vaca à Casa (quarta-feira). Folga Domingo. Morada Quinta do Catavejo, Lote 1 R/C, Mundão, 3505-572 Viseu. Telefone 917 640 194. Observações Refeições económicas ao almoço (2ª feira a Sábado) – 5 euros. Aceitam-se reservas para eventos (Casamentos, Baptizados...).

RESTAURANTE SANTA LUZIA Especialidades Filetes Polvo c/ Migas, Filetes de Espada com Arroz de Espigos, Cabrito à Padeiro, Arroz de Galo de Cabidela, Perdiz c/ Castanhas. Folga Segundafeira. Morada EN 2, Campo, 3510-515 Viseu. Telefone 232 459 325. Observações Quinzena da Lampreia e do Sável, de 17 de Fevereiro a 5 de Março. “Abertos há mais de 30 Anos”.

O SOEIRINHO Especialidades Bacalhau c/ Marisco, Picanha c/ Alecrim, Lulas à Baiana, Enguias, Cozido à Portuguesa. Folga Sábado. Preço médio refeição 10 euros. Morada Estrada Principal de Vilela, Lote 3, S. João de Lourosa. Telefone 232 429 054. Observações Sábados reservados a grupos pré-marcados. www.osoeirinho.com

RESTAURANTE A BUDÊGA Especialidades Picanha à Posta, Cabrito na Brasa, Polvo à Lagareiro. Acompanhamentos: Batata na Brasa, Arroz de Feijão, Batata a Murro. Folga Domingo. Preço médio por refeição 12,50 euros. Morada Rua Direita, nº 3, Santiago, 3500-057 Viseu. Telefone 232 449 600. Observações Vinhos da Região e outros; Aberto até às 02.00 horas.

PIAZZA DI ROMA Especialidades Cozinha Italiana (Pizzas, Massas, Carnes e Vinhos). Folga Domingo e segunda-feira ao almoço. Morada Rua da Prebenda, nº 37, 3500-173 Viseu Telefone 232 488 005. Observações Menu económico ao almoço.

COMPANHIA DA CERVEJA Especialidades Bifes c/ Molhos Variados, Francesinhas, Saladas Variadas, Petiscos. Folga Terça-feira. Preço médio refeição 8,50 euros. Morada Quinta da Ramalhosa, Rio de Loba (Junto à SubEstação Eléctrica do Viso Norte), 3505570 Viseu Telefone 232 184 637 - 962 723 772. Observações Cervejaria c/ amplo espaço (120 lugares), fácil estacionamento, acesso gratuito à internet.

RESTAURANTE D. INÊS Especialidades Pratos económicos de Carne e Peixe. Folga Domingo. Preço médio refeição 5 euros. Morada Rua Serpa Pinto, nº 54, 3500 Viseu Telefone 232 428 837 – 232 184 900.

QUINTA DO GALO CERVEJARIAS

QUINTA DA MAGARENHA

Especialidades Grelhados de Peixe e Carne. Folga Domingo. Morada Quinta do Galo, Lt3 | Bairro Stª Eugénia, Lt21, Viseu. Telefone 232 461 790 Observações Aberto até às 2h00.

Especialidades Lombinho Pescada c/ Molho de Marisco, Cabrito à Padeiro, Nacos no Churrasco. Folga Domingo ao jantar e Segunda-feira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Nó 20 A25, Fragosela, 3505-577 Viseu. Telefone 232 479 106 – 232 471 109. Fax 232 479 422. Observações Parque; Serviço de Casamentos.

TELHEIRO DO MILÉNIO QUINTA FONTINHA DA PEDRA Especialidades Grelhados c/ Churrasqueira na Sala, (Ao Domingo) Cabrito e Aba Assada em Forno de Lenha. Folga Sábados (excepto para casamentos, baptizados e outros eventos) e Domingos à noite. Morada Rua Principal, nº 49, Moure de Madalena, 3515-016 Viseu. Telefone 232 452 955 – 965 148 341.

A PÚCARA – RESTAURANTE Especialidades Lombinhos de Tamboril c/ Presunto, Bacalhau Gratinado c/ queijo na Púcara, Lombinhos de Porco Preto c/ Cogumelos Silvestres. Folga Domingo ao jantar e Segunda-feira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Quinta do Catavejo, Lote 44, Mundão, 3505-582 Viseu. Telefone 232 429 174. Observações Ementas executiva ao almoço p/ 12,50€ / pessoa. Ementas especiais p/ grupos.

O CANTINHO DO TITO Especialidades Cozinha Tradicional, Petiscos. Folga Domingo. Morada Rua Mário Pais da Costa, nº 10, Lote 10 R/C Dto., Abraveses, 3515-174 Viseu. Telefone 232 187 231 – 962 850 771.

RESTAURANTE IBÉRICO Especialidades Grelhados, Francesinhas, Bacalhau à Ibérico, Grelhada Mista, Vários Petiscos. Folga Não tem. Morada Quinta de Dentro, Lote 79, R/C Dto., 3505-496 Rio de Loba, Viseu. Telefone 232 449 743 – 919 908 984. Observações Refeições económicas; Comida para fora.

RODÍZIO REAL Especialidades Rodízio à Brasileira. Folga Não tem. Preço médio por refeição 19 euros. Morada Repeses, 3500693 Viseu. Telefone 232 422 232. Observações Casamentos, Baptizados, Banquetes; Restaurante Certificado.

RESTAURANTE A COCHEIRA Especialidades Bacalhau Roto, Medalões c/ Arroz de Carqueija. Folga Domingo à noite. Morada Rua do Gonçalinho, 84, 3500-001 Viseu. Telefone 232 437 571. Observações Refeições económicas ao almoço durante a semana.

RESTAURANTE BELOS COMERES (ROYAL)

RESTAURANTE SOLAR DE PASCOAL

Especialidades Restaurantes Marisqueiras. Folga Não tem. Morada Cabanões; Rua da Paz, nº 1, 3500 Viseu; Santiago. Telefone 232 460 712 – 232 468 448 – 967 223 234. Observações Casamentos, baptizados, convívios, grupos.

Especialidades Rodízio à Brasileira, Espetada de Picanha, Polvo à Lagareiro, Bacalhau à Lagareiro. Folga QuartaFeira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Estrada Nacional 16, Recta de Pascoal, 3515-828 Viseu. Telefone 232 459 511 – 969 651 322. Observações Salão para banquetes; Almoço comercial (2ª a sábado) – 7,50 euros.

EÇA DE QUEIRÓS Especialidades Francesinhas, Bifes, Pitas, Petiscos. Folga Não tem. Preço médio refeição 5,00 euros. Morada Rua Eça de Queirós, 10 Lt 12 - Viseu (Junto à Loja do Cidadão). Telefone 232 185 851. Observações Take-away.

GREENS RESTAURANTE Especialidades Toda a variedade de prato. Folga Não tem. Preço médio refeição Desde 2,50 euros. Morada Fórum Viseu, 3500 Viseu. Observações www.greensrestaurante.com

MAIONESE Especialidades Hamburguers, Saladas, Francesinhas, Tostas, Sandes Variadas. Folga Não tem. Preço médio refeição 4,50 euros. Morada Rua de Santo António, 59-B, 3500-693 Viseu (Junto à Estrada Nacional 2). Telefone 232 185 959.

RESTAURANTE ROSSIO PARQUE Especialidades Medalhão de Vitela p/ duas pessoas 800g Pura Alcatra, Bacalhau à Casa, Massa c/ Bacalhau c/ Ovos Escalfados, Corvina Grelhada; Acompanhamentos: Migas, Feijão Verde, Batata a Murro. Folga Sábado à Noite e Domingo. Morada Rua Soar de Cima, nº 55 (Junto ao Jardim das Mães – Rossio), 3500-211 Viseu. Telefone 232 422 085. Observações Refeições económicas (2ª a 6ª feira) – sopa, bebida, prato e sobremesa ou café – 6 euros.

RESTAURANTE PORTAS DO SOL Especialidades Arroz de Pato com Pinhões, Catalana de Peixe e Carne, Carnes de Porco Preto, Carnes Grelhadas com Migas. Folga Domingo à noite e Segunda-feira. Morada Urbanização Vilabeira - Repeses - Viseu. Telefone 232 431 792. Observações Refeições para grupos com marcação prévia.

MANGUALDE

RESTAURANTE MODERNO Especialidades Cabrito Assado à Serrana, Rojões à Mangualde. Folga Sábado e Domingo à noite. Preço médio refeição 15 euros. Morada Largo Dr. Couto, nº 85, 3530 Mangualde. Telefone 232 622 941 – 963 460 290. Observações Mais de uma dúzia de Quintas na Região onde se podem fazer festas.

OS GALITOS Especialidades Bacalhau à Galitos, Feijoada de Marisco, Picanha à Brasileira, Arroz de Tamboril c/ Gambas. Folga Não tem. Morada Rua 25 de Abril, nº 91 (Junto às Escolas Primárias), 3530-140 Mangualde. Telefone 232 612 950. Observações Serviços de Casamentos, Baptizados, Aniversários, Grupos.

FORNO DA MIMI

PENALVA DO CASTELO

Especialidades Assados em Forno de Lenha, Grelhados e Recheados (Cabrito, Leitão, Bacalhau). Folga Não tem. Preço médio por refeição 14 euros. Morada Estrada Nacional 2, Vermum Campo, 3510-512 Viseu. Telefone 232 452 555. Observações Casamentos, Baptizados, Banquetes; Restaurante Certificado.

Especialidades Feijão de Espeto, Cabidela de Galinha, Arroz de Míscaros, Costelas em Vinha de Alhos. Folga Não tem. Preço médio por refeição 10 euros. Morada Sangemil, Penalva do Castelo. Observações Sopa da Pedra ao fim-de-semana.

O TELHEIRO

RESTAURANTE QUINTA DO MARQUÊS

Especialidades Bacalhau c/ Natas, Rojões à Beirão, Vitela à Lafões, Tiramisú. Folga Domingo (Dezembro a Junho). Preço médio por refeição 10 euros. Morada Galerias Quinta do Marquês, 2º Piso, Fracção Z (junto ao Pav. Desportivo Municipal e Piscinas), 3660 S. Pedro do Sul. Telefone 232 723 815. Observações Refeições económicas (2ª a 6ª feira).

SANTA COMBA DÃO RESTAURANTE TÍPICO O PEDRO

Especialidades Mariscos, Grelhados e Pratos Regionais. Paelha, Camarão À Pedro, Arroz de Marisco, Bacalhau Zé Pipo, Carne Porco Alentejana, Naco, Cabrito, Cabidela de Galo. Folga Não tem. Morada Rua Principal, nº 11 A, 3440-465 São João de Areias. Telefone 232 891 577 – 964 262 750. Observações Casamentos, Baptizados, Grupos; Espaço Verde.

OLIVEIRA DE FRADES OS LAFONENSES – CHURRASQUEIRA

Especialidades Vitela à Lafões, Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Casa, Bife de Vaca à Casa. Folga Sábado (excepto Verão). Preço médio por refeição 10 euros. Morada Rua D. Maria II, nº 2, 3680-132 Oliveira de Frades. Telefone 232 762 259 – 965 118 803. Observações Leitão por encomenda.

NELAS

RESTAURANTE QUINTA DO CASTELO Especialidades Bacalhau c/ Broa, Bacalhau à Lagareiro, Cabrito à Padeiro, Entrecosto Vinha de Alhos c/ Arroz de Feijão. Folga Sábado (excepto p/ grupos c/ reserva prévia). Preço médio refeição 15 euros. Morada Quinta do Castelo, Zona Industrial de Nelas, 3520095 Nelas. Telefone 232 944 642 – 963 055 906. Observações Prova de Vinhos “Quinta do Castelo”.

VOUZELA

RESTAURANTE O REGALINHO Especialidades Grelhada Mista, Naco de Vitela na Brasa c/ Arroz de Feijão, Vitela e Cabrito no Forno, Migas de Bacalhau, Polvo e Bacalhau à Lagareiro. Folga Domingo. Preço médio refeição 10 euros. Morada Rua Teles Loureiro, nº 18 Vouzela. Telefone 232 771 220. Observações Sugestões do dia 7 euros.

TABERNA DO LAVRADOR Especialidades Vitela à Lafões Feita no Forno de Lenha, Entrecosto com Migas, Cabrito Acompanhado c/ Arroz de Cabriteiro, Polvo Grelhado c/ batata a Murro. Folga 2ª Feira ao jantar e 3ª todo o dia. Preço médio refeição 12 euros. Morada Lugar da Igreja - Cambra Vouzela. Telefone 232 778 111 - 917 463 656. Observações Jantares de Grupo.

RESTAURANTE EIRA DA BICA Especialidades Vitela e Cabrito Assado no Forno e Grelhado. Folga 2ª Feira. Preço médio refeição 15 euros. Morada Casa da Bica - Touça - Paços de Vilharigues - Vouzela. Telefone 232 771 343. Observações Casamentos e Baptizado. www.eiradabica.com


Jornal do Centro

30

15 | Maio | 2009

saúde FARMÁCIAS

FRANCISCO CORTEZ VAZ MÉDICO ESPECIALISTA GINECOLOGIA-OBSTETRÍCIA MESTRADO EM PATOLOGIA MAMÁRIA (Faculdade de Medicina da Universidade de Barcelona)

Rua António Alves Martins, 40-4ºE Tel/Fax: 232 441 127 3500-078 - Viseu

(Distribuidor Independente)

x Nº1 em controlo de peso e nutrição; x 70 Países/ 30 anos; x Nutrição Interna/Externa; x Nutrição desportiva.

Avaliação Nutricional/ Check-up Corporal Hidratação Facial

GRÁTIS Marque Já: 96 4918214 / 96 2954221

Veja todas as farmácias de serviço do distrito de Viseu em www.jornaldocentro.pt

Dia 15/ Maio – 6ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Pelourinho 232 671 210; Carregal do Sal Farmácia Abreu 232 968 230; Castro Daire Faarmácia Gastão Fonseca 232 382 222; Lamego Farmácia Santos Monteiro 254 609 900; Mangualde Farmácia Espinho Petrucci 232 622 240; Moimenta da Beira Farmácia Ferreira 254 584 143; Mortágua Farmácia Gonçalves 231 922 223; Nelas Farmácia A. Pais 231 944 214; Oliveira de Frades Farmácia Oliveirense 231 761 128; Penalva do Castelo Farmácia Silveira 232 641 362; Resende Farmácia da Avenida 254 877 253; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia Elvira Coelho 232 728 003; Sátão Farmácia Carvalho 232 985 295; Tondela Farmácia Moura 232 822 237; Viseu Farmácia Vaz 232 436 273, Rua Formosa, 115 Dia 16/Maio – Sábado Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Abreu 232 968 230; Castro Daire Farmácia Gastão Fonseca 232 382 222; Lamego Farmácia Senhora dos Remédios 254 612 968; Mangualde Farmácia Espinho Petrucci 232 622 240; Moimenta da Beira Farmácia Ferreira 254 584 143; Mortágua Farmácia Gonçalves 231 922 223; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Oliveirense 231 761 128; Penalva do Castelo Farmácia Silveira 232 641 362; Resende Farmácia da Avenida 254 877 253; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia Elvira Coelho 232 728 003; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Moura 232 822 237; Viseu Farmácia Mouro 232 425 276, Quinta do Galo Dia 17/Maio – Domingo Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Abreu 232 968 230; Castro Daire Farmácia Gastão Fonseca 232 382 222; Lamego Farmácia Parente 254 612 764; Mangualde Farmácia Espinho Petrucci 232 622 240; Moimenta da Beira Farmácia Ferreira 254 584 143; Mortágua Farmácia Gonçalves 231 922 223; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Oliveirense 231 761 128; Penalva do Castelo Farmácia Silveira 232 641 362; Resende Farmácia da Avenida 254 877 253; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia Elvira Coelho 232 728 003; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Moura 232 822 237; Viseu Farmácia Costa 232 414 075, Vildemoinhos Dia 18/Maio – 2ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Cardoso 254 646 261; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Vasco da Gama 232 890 402; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Horta 232 822 304; Viseu Farmácia da Misericórdia 232 430 310, Av. 10 de Junho, 1 Dia 19/Maio – 3ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Avenida 254 609 030; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Vasco da Gama 232 890 402; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Horta 232 822 304; Viseu F armácia Viso 232 471 678, Viso Sul Dia 20/Maio – 4ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Santos Monteiro 254 609 900; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Vasco da Gama 232 890 402; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Horta 232 822 304; Viseu Farmácia Nery 232 459 822, Abraveses Dia 21/Maio – 5ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Senhora dos Remédios 254 612 968; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Vasco da Gama 232 890 402; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Horta 232 822 304; Viseu Farmácia Portugal 232 423 317, Av. Alberto Sampaio, 76

GRUPO PROSAUDE ®

Serviços de medicina no trabalho, higiene e segurança, HACPP, formação Análises microbiológicas e físico-químicas dos alimentos, água, vinho. Azeite, manipuladores e superfícies (CREDENCIAÇÃO IRAR) SOMOS HOMOLOGADOS

R. Direita, 29 – 5100 – 138 LAMEGO – Tel./Fax: 254 613801 Site: www.forsaude.pt – e-mail: lamego@forsaude.pt


SAÚDE 31

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

Campanha de recolha de Sangue para encontrar dador

Doentes ∑ Têm de se deslocar para fora do distrito João Assis, residente em Viseu padece de Paraparésia Espástica, uma doença degenerativa do sistema nervoso central. Uma doença rara que afecta outros membros da sua família, que está a ser estudada há mais de 12 anos. Embora a luta contra a doença seja já antiga, a verdadeira luta de João Assis começou há cerca de meio ano, quando o utente deixou de ter direito a tratamentos de fisioterapia no Hospital de Viseu e foi reencaminhado para uma unidade de tratamento no Luso a dezenas de quilómetros da sua residência. “Eu andei três meses no hospital de Viseu e passados esses três meses disseram-me que já não havia possibilidade de eu continuar. Fui remetido para a lista de espera da instituição”, esclarece o utente. A Paraparésia Espástica é uma doença “altamente

progressiva e incapacitante a nível motor”. Os doentes necessitam de medicação e e fisioterapia para retardar os efeitos da doença. “Eu há um ano não andava de bengala e agora tenho de a usar”, refere. O utente tentou através da Segurança Social obter tratamento adequado que fosse comparticipado pela Segurança Social. “Disseram-me que de facto tinha direito de ir a uma clínica ao Luso de ambulância paga pelo Serviço Nacional de Saúde. Eu pensei que estavam a brincar comigo. Porque naquela altura eu não sabia como o sistema funciona”, explica. João Assis afirma que só depois da conversa com o coordenador da antiga Sub-Região de Saúde de Viseu, é que acordou para o problema. “Eu tenho de andar 70 a 80 quilómetros, atravessar a serra do Buçaco para ter acesso a tra-

DR

Utentes reclamam difícil acesso a fisioterapia no distrito A João Assis é um dos queixosos tamento de fisioterapia. Eu não aceito isto. Faço um percurso que demora hora, hora e meia para fazer meia hora de tratamentos”. Em Viseu existem diversas clínicas de fisioterapia registada na Entidade Reguladora da Saúde e licenciadas pela Direcção Regional de Saúde que mantêm acordos com a ADSE, sindicatos e companhias de seguro, mas não com o sub-sistema de João Assis. “O meu irmão padece da mesma doença e como é funcionário público tem acesso comparticipado a clínicas em Viseu”. De acordo com os relatórios médicos, o utente necessita de três sessões semanais de fisioterapia,que neste momento não está a realizar. “Eu tentei saber os preços do transporte de ambulâncias e disseram-me que fica em 90 euros. Não ficaria mais

barato à Segurança Social estabelecer um protocolo com clínicas privadas de Viseu?”, questiona João Assis. João Assis enviou cartas para o Ministério da Saúde, para todos os partidos políticos com assento parlamentar e para o provedor da Justiça. Refere que a luta não é dele mas de “todos os utentes que necessitam de fisoterapia e não têm acesso facilitado aos tratamentos”. “Não vou desistir. Há pessoas acamadas à espera de tratamento, mas que se encontram na lista de espera do Hospital de Viseu, porque ninguém quer saber delas”. O Jornal do Centro contactou a Admistração Regional de Saúde do Centro, mas até ao fecho não foi possível obter qualquer resposta. Ana Filipa Rodrigues ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

Magalhãe pode causar miopia A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) alertou, durante esta semana, para o facto da utilização do computador Magalhães poder fazer

disparar os casos de miopia entre as crianças devido ao tamanho do portátil e das letras muito pequenas. O formato do computador obriga as crianças a

efectuar uma leitura muito próxima do monitor. O organismo defende que o Governo deve informar e sensibilizar a população para a importância da er-

gonomia visual.A SPO afirma que a entrega do portátil deveria ser acompanha de informação sobre como usar o computador.

O quartel dos Bombeiros Municipais de Viseu acolhe, dia 17, uma campanha de recolha de sangue. O objectivo da campanha é encontrar dador compatível para uma criança do concelho que devido a um problema de saúde necessita de efectuar um transplante de medula óssea. O apelo para que as pessoas participem tem circulado via internet através de um comunicado que um grupo de amigos e familiares têm feito chegar a diversas caixas

de correio electrónicas. “Pedimos a todos os nossos amigos, conhecidos e demais pessoas, com idades compreendidas entre os 18 e os 45 anos, para que colaborem nesta iniciativa”, refere o comunicado, num apelo directo de alguém que lida com o problema de perto. A recolha de sangue será efectuada pelo Centro de Histocompatibilidade de Coimbra. A campanha decorre entre as 9h00 e as 12h30 e entre as 1 4 h00 e as 17h30.

Crise aumenta risco de suidídio A crise económica é responsável pelo aumento dos quadros depressivos que começam a ser evidentes na população portuguesa. O alerta chega do fundador da Sociedade Portuguesa de Suicidologia, Mário Jorge Santos, que refere que o risco é maior em famílias em que os dois cônjugues perderam o emprego. De acordo com o especialista, os comporta-

mentos autodestrutivos, de que o suicídio é a forma mais grave, surgem num contexto de uma extraordinária desesperança e de uma descrença em que se consigam resolver os problemas. Descrença essa que é motivada pelo desemprego. Mário Jorge salienta que o desemprego não só impede a pessoa de trabalhar como destrói as famílias e a auto-estima dos casais.


Jornal do Centro

32

15 | Maio | 2009

emprego & formação Publicidade

Formação Co Financiada

Plano de Formação VISEU

Filmes da Escola Mariana Seixas a concurso

Noções Básicas de Informática 50 horas (início em Junho);

Formação Pedagógica Inicial de Formadores (120 horas)

Organização Pessoal e Gestão de Tempo 25 horas; Noções de Fiscalidade 25 horas;

Formação Pedagógica Continua de formadores (60 horas)

Língua Inglesa - Técnicas de Escrita 25 horas;

Qualificação de Mediadores de Seguros ramo Vida e Ramos Não Vida (47 Horas)

Saúde e Socorrismo 25h (início em Maio);

Qualificação de Agentes, Correctores e Mediadores de Resseguros Ramo Vida e Não Vida (132 horas)

Cuidados Básicos de Saúde 25h (início em Junho) Técnicas de Decoração Floral 50 horas;

Gestão e Avaliação dos Projectos Pedagógicos e dos PDI´s (9 horas) Implementação do Sistema de Gestão da Qualidade (14 horas) Avaliação do Desempenho dos Profissionais nas IPSS (14 horas) Perturbações do comportamento Infantil (9 horas) Psicopatologia da pessoa Idosa com doença mental I (9 horas)

Prestação de Serviço Técnico-Administrativo ao Cliente 50 horas; Higiene e Segurança Alimentar/ Implementação do Sistema HACCP (50 horas) Cuidados Básicos de Saúde (25 Horas) INSCRIÇÕES Pólo de VISEU: Av. Infante D. Henrique, 78 1º | 3510-070 Viseu Tel. 232 431 112 - Telm. 934 014 842 Susana Alves / Isabel Souto

Psicopatologia da pessoa Idosa com doença mental II (9 horas) Publicidade

OPORTUNIDADE! EMPRESÁRIO NO RAMO : “DESPORTO/ BOA-FORMA” PROCURA: - LÍDER PARA PROJECTO DE NEGÓCIO NACIONAL/INTERNACIONAL. - 6 PESSOAS PARA RENTABILIZAR TEMPOS LIVRES( 4/6h SEMANA) P/ ENTREVISTA : 914160114 actualizações do seus amigos num só local.

Quatro projectos de a lunos do 3 .º a no do Curso Profissional de Multimédia da Escola Prof issional Mariana Seixas foram seleccionados para o Concurso Mundial da Microsoft “Imagine Cup 2009”, na modalidade de Short Digital Film. No concurso, os estudantes são convidados a realizar trabalhos sobre os objectivos de Desenvolvimento do Milénio da ON U. Os alunos são assim convidados a abordar temas como a erradicação da pobreza, educação primária universal,

igualdade de géneros, redução da mortalidade infantil, melhoria da saúde , combate à Sida e sustentabilidade ambiental. O projecto vencedor vai representar Portugal no Cairo, em Julho deste ano. A sétima edição do concurso conta com o patrocínio da primeirad a m a M a r i a Cavaco Silva. No conjunto dos trabalhos apresentados em Portugal, apenas foram seleccionados cinco, ou seja, quatro da EScola Prof issional Mariana Seixas e um dos alunos do Ensino Superior.

CURSO DE NADADOR SALVADOR EM SÃO PEDRO DO SUL Até 29 de Maio estão abertas as inscrições para o Curso de Formação de Nadadores Salvadores, que irá decorrer em São Pedro do Sul. A formação é promovida pela autarquia e pelo Instituto de Socorros a Naúfragos (ISN). Os candidatos devem ter a idade mínima de 18 anos, escolaridade obrigatória, robustez física e mental para o exercício da função. A selecção dos candidatos será feita através de um exame de admissão que consiste em nadar 100 metros livres, efectuar natação subaquática, nadar 25 metros costas e apanhar dois objectos a uma profundidade de dois metros. Os interessados podem requisitar mais informação através dos telefones 232 724 375 ou 917 848 798.

CURSO DE ESTUDO DE ANFÍBIOS E RÉPTEIS NA SERRA DA ESTRELA Nos dias 23 e 24 de Maio terá lugar a terceira edição do curso de iniciação ao Estudo de Anfíbios e Répteis, no Centro de Interpretação da Serra da Estrela(CISE). O primeiro dia está destinado à aprendizagem dos conteúdos teóricos.O segundo dia permitirá aos participantes observar as espécies que habitam a Serra da Estrela.

Publicidade

Venha ter connosco, baixamos-lhe as suas prestações mensais até 60% juntando todos os seus créditos num só

A Sua Rede de Confiança Apoio Jurídico Direito Executivo (Crédito Mal Parado)

Consultoria Financeira

Direito Comercial

Soluções de financiamento

Constituição De Empresas

Soluções de crédito para empresas e particulares Crédito automóvel Credito habitação Crédito consolidado

Contabilidade e Gestão Planeamento e Preparação de Impostos

Produtos estruturados de aforro e poupança Leasing

IRS A PARTICULARES Candidaturas ao QREN, IEFP “Centro de emprego”

Tel: 232083884 Fax: 232085132 Tlm: 918060901 Correio electrónico: hiperfinance@gmail.com

Rua Comandante António Góis Guerreio Lote 185, Loja 2, Marzovelos 3510-223 Viseu

Fun Languages recebe especialista sobre formação em línguas O co-fundador da Associação Portuguesa de Professores de Inglês e co-autor da Gramática Bilingue de Língua Inglesa, Desmond Rome visitou a escola de linguas Fun Language de Viseu. A visita enquadra-se numa acção de Teacher Tra i n ig / Cambridge ESOL Examinations, que a escola vai realizar em Viseu, durante o mês de Junho, destinada a mais de uma centena de alunos a partir dos oito anos. Para a directora da Fun

Languages Viseu, Sofia Leitão, a visita e a colaboração de Desmond Rome reveste-se de grande importância para a vida da instituição, por se tratar “de uma personalidade internacional de considerável importância em Portugal ao nível da formação em línguas estrangeiras”. Desmond Rome realçou a importância da certificação dos conhecimentos de inglês e a importância da formação contínua dos professores.

A

Directora Fun Languages Viseu, Sofia Leitão com Desmond Rome


EMPREGO & FORMAÇÃO 33

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

CONCURSO JOVENS CRIADORES 2009 Estão abertas as inscrições para o Concurso Jovens Criadores ‘09. A iniciativa é organizada pelo Instituto Português da Juventude e pelo Clube Português de Artes e Ideias. O objectivo é dar a conhecer jovens artistas, com idade até aos 30 anos, em início de carreira. As inscrições decorrem até 30 de Junho. As áreas a concurso são: Artes Digitais, Artes PLásticas, Banda Desenhada, Dança, Design de equipamentos, Design Gráfico, Fotografia, Ilustração, Joalharia, Literatura, Moda, Música e Vídeo. Os projectos seleccionados serão apresentados na Mostra Jovens Criadores’09. Do corpo de artistas seleccionados será escolhida uma delegação que representará Portugal nas próximas edições da Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo e a Mostra de Jovens Criadores da CPLP. Publicidade

Precisa-se manobrador para tamrock e pedreiro com experiência em pedreiras. Zona de Penalva do Castelo. T. 919 519 553

EMPREGO OFERTA Procuro Consultoras de Beleza com ou sem experiência para integrar uma empresa conceituada. T. 967 762 766 Procuro Consultoras de Estética T. 963 702 816 Procuram-se consultores comerciais. Oferecemos comissões e prémios p/ objectivos. T. 938 798 043 Part-time/Full-time. Transforme os seus tempos livres num negócio de sucesso. Marque entrevista T. 961 050 604 / 916 437 393 Precisa-se Auxiliar de Geriatria cm.apoiofamilia@gmail.com T. 933 110 425 Aulas de Italiano com professora nativa. Língua, cultura, conversação. Email: cinquenomi@yahoo.it T. 910 827 005 Precisa-se canalizador para aquecimento central / Orçamentista. Urgente. T. 918 793 593 / 232 954 911 Procuram-se pessoas dinâmicas para gerir negócio na área das telecomunicações. T. 937160866 Projectos Criação do Próprio Emprego do IEFP T. 919 350 133 Procuro pessoas p/ venda de cosméticos p/ catálogo. T. 966 230 254

Procuram-se comissionistas para telecomunicações. T. 969 056 337 Precisa-se ajudante de cozinha e empregada de mesas p/ restaurante, junto ao pavilhão Multiusos, Viseu. T. 914 621 320 Precisa-se cozinheiro de 1ª para Restaurante no Palácio do Gelo em Viseu. T. 961 207 889

Preciso de comerciais dinâmicos. Mude a sua vida. T. 938 996 534 Professores para dar explicações T. 966 088 494 Procuro esteticista profissional – Viseu. T. 232 416 301 Procura um rendimento extra? Rentabilize os tempos livres em um negócio de sucesso. T. 914 160 114

Precisa-se funcionária(o) p/ loja no centro da cidade. Entrada imediata. T. 937 711 999 Guitarrista e vocalista masculino precisa-se para banda (música de baile) - Viseu. T. 966 438 445 Procuro pessoa c/ prática em aplicação de Unhas de Gel. T. 964 233 787 Relações públicas (promoção e vendas) com carta de condução, precisa-se para empresa de espectáculos. T. 966 438 445 Precisa-se de Professor de Inglês, no âmbito do programa de Enriquecimento Curricular, no concelho de S. Pedro do Sul. T. 232 723 003 Precisa-se de pessoas para limpezas. T. 232 468 357 / 968 623 862

Procuro trabalho como motorista nacional ou internacional. T. 919 648 979 Jovem de 29 anos procura trabalho como doméstica ou ajudante de cozinha, na zona de Viseu, T. 967 269 099 Procuro trabalho como motorista de pesados, nacional e internacional. T. 962 643 868 Oferece-se senhora para fazer limpeza a particulares. T. 967 896 592 Professora dá explicações do 1º ao 9º ano. T. 963 355 362

EMPREGO PROCURA Faço qualquer tipo de trabalho doméstico (horas) – Zona de Viseu. T. 918 179 972 Procuro trabalho área administrativa/educativa. Urgente. T. 967 167 957 Licenciada em Educação Social, procura emprego na sua área. T. 934 388 310 Part-time para casa particular, cuidar de crianças, ajudante de cozinha em regime diurno, lavandaria/passar a ferro. T. 963 861 485

Precisa-se Professor de Matemática – Explicações. T. 965 136 935

Tomo conta de crianças e idosos ao domicílio, tenho formação profissional na área. T. 962412767

Precisa-se cozinheiro(a) c/ experiência p/ restaurante típico. T. 232 414 024 / 913 824 656

Procuro trabalho Administrativo (contabilidade, serviço de bancos, cobranças, etc…). T. 914 569 620

Senhora c/ carta de condução e referências, ½ idade, procura trabalho de manhã, interior casas ou outro. T. 232 188 179 Procuro trabalho na área administrativa (Parttime ou Full-time). T. 966 756 847 Jovem licen. em C. Social procura trabalho nas áreas de Rádio; Publicidade; Marketing; Relações Públicas; Informática e Área Comercial. T. 961 136 971 Procuro trabalho p/ secretariado e recepção / área comercial (lojas). T. 966 852 198

Faço limpezas, região de Viseu, brasileira c/ referências (2ª a sábado – Manhãs). T. 232 108 031

Ofereço-me para fazer limpezas, cuidar de crianças, passar a ferro. Zona de Marzovelos. T. 912 040 905

Procuro trabalho como empregada interna p/ tratar de senhora doente, ou para limpezas. T. 936 388 122

Procuro trabalho como motorista / distribuidor de Quinta a Domingo. Carta C+E. Furgão próprio T. 966 163 163

Grupo

Prosaúde

RECRUTA (Em regime de avença mensal ou outro a combinar) MEDICO (A) Especialista em Medicina do trabalho

Zona de Lamego, Viseu e Vila Real CONTACTOS Rua Pádua correia nº29 5100 Lamego telefone: 254613801 www.grupoprosaude.com directorgeral@grupoprosaude.com TELEMÓVEL 914824302/39


Jornal do Centro

34

15 | Maio | 2009

imobiliário IMOBILIÁRIO V ENDE- SE T3 + 2 centro Viseu. Aceita parte pagamento, viatura ou autocaravana. T. 912 219 647 T3 remodelado, c/ aq. central e AC. Entre 3 superf. comerciais e a 7 min. do centro Net Wirless, no condomínio. 110.000 € T. 918 639 302 2 Lotes juntos para construção. Preço acessível. T. 962 645 933 Moradia de luxo, Repeses, com possibilidade de permuta por apartamento. T. 962 645 933

Moradia Pascoal nova c/ 300m2, aquec. e aspiração central, roupeiros, varandas, logradouro. 190.000,00€ T. 967 914 455 T3 Urb. Vilabeira, próximo Politécnico – Repeses, 5º andar, c/ pintura interior nova, área bruta 210 m2, garagem fechada p/ 2 carros e arrumos c/ janela. Trata o próprio. T. 917 515 180 Moradia isolada próxima do Palácio do Gelo - Viseu (Nova) T. 938 445 815 Moradia isolada junto ao Sátão T. 938 445 815 Casa antiga, totalmente remodelada, c/ aq. central, a 10 minutos de Viseu. T. 965 563 130

Terreno para construção, Póvoa de Sobrinhos com 3.400 m2. T. 962 645 933

Moradia T5, arquitectura minimalista, áreas verdes, Nelas. O próprio. T. 918 739 748

Moradia Banda T4, Coz. mobilada equipada, Escritório mobilado, Lav. c/ máq., Garagem p/ 2 carros, Aquec. Central, Churrasqueira. T. 968 046 925

T1 centro da cidade – Viseu. T. 965 319 494

Moradia T5, arquitectura moderna, excelente localização, áreas verdes. T. 918 739 748 Lote industrial e armazéns, área 25 mil m2. Acessos TIR IC12 e A25. T. 918 739 748 T3 c/ lareira, aquecimento central, garagem fechada p/ 2 carros, no centro da cidade, Aveiro. Preço negociável. T.: 967 043 240 Junto ao rio Paiva com Bengalow em madeira do Brasil tipo T1 equipado e uma cave preparada para T0 c/ dois furos artesinos e bomba-electricidademurada com muros em pedra e rede. Folgosa Castro Daire T. 917 518 984 T2 Centro Viseu. Bom estado – 69.000€. T. 968 381 978 Publicidade

Terreno, zona de Mundão, 16.000 m2 construtivos. T. 962 645 933 T1 novo, Gala – Figueira da Foz. Preço acessível. Perto da praia. T. 962 645 933 Moradia em tosco. Zona de Cavernães – Viseu. Bom preço. T. 962 645 933 Terreno c/ 6.000 m2 p/ construção de moradias ou prédios até 3 pisos. Área de construção 2.700 m2 - Coimbra. T. 917 460 551

Terreno em Repeses com projecto aprovado para geminada. T. 962 645 933 Lote insdustrial e armazéns c/ área de 25.000 m2, acessos TIR. IC12/A25 - Z.I. Nelas. Particular. T. 918 739 748 Moradia próximo de Viseu c/ possibilidade de permuta p/ apartamento. T. 964 344 612 Moradia isolada c/ jardim, jacuzzi, AC, aq. Central. Junto ao Sátão – 150.000€. T. 964 178 362 Casa, centro de Nelas. T. 969 527 373 Casa Antiga p/ restaurar c/ 40.000 m2 de terreno. Junto à barragem da Aguieira. T. 917 460 551 Terreno p/ construção, c/ grande área e poços.A 15 minutos de Viseu. Bom preço. T. 917 251 378 Terreno em Viseu para construção. Óptimo local. T. 962 645 933 Terreno p/ construção c/ 6.000 m2. Podem 2.700 m2 de construção ser em moradias ou prédios de 3 pisos (Coimbra). T. 917 460 551 Casa para reconstrução no centro histórico – Viseu. T. 916 195 468

T2 Qtª. Galo c/90m2 área, 2 frentes, marquise, sótão, varandas, arrumos, 2 garagens fechadas.85.000,00€ T. 969 090 018 T2 Centro Cidade c/100m2, ar condicionado, cozinha equipada, terraço, garagem fechada.137.500,00€ T. 917 921 823 T3 a 2 min. Cidade c/100m2 área, pré – inst. aquec., cozinha mob. e equipada, sótão, varandas.81.500,00€ T. 969 09 0018 T3 Abraveses c/125m2 área, lareira, roupeiros, cozinha mob. e equipada, despensa, varanda.85.000,00€ T. 917 921 823 T3 Rio de Loba c/100m2 área, aquec. central, roupeiro, sótão, varandas, garagem fechada. 87.000,00€ T. 969 090 018 T3 Stº. Estêvão c/130m2 área, lareira, roupeiros, despensa, sótão, varandas, arrumos, garagem. 85.000,00€ T. 917 921 823 T3 Ranhados c/125m2 área, 2 hall’s, roupeiro, cozinha e equipada, sótão, varandas, arrumos. 95.000,00€ T. 969 090 018 T3 Jtº. Cidade como novo c/114m2, lareira, lavandaria, sótão, varandas, garagem fechada. 95.000,00€ T. 917 921 823

Moradia T5, arquitectura minimalista, excelente localização, áreas verdes. O próprio... T. 918 739 748

Lote industrial e armazéns c/ área de 25.000 m2. Acessos TIR (IC12/ A25). T. 918 739 748

T3 Jugueiros como novo c/130m2 área, aquec. central, lareira, roupeiros, lavandaria, garagem fechada. T. 969 090 018

T2 Duplex c/ aquecimento central. Quinta de Dentro, Rio de Loba – 117.500€. T. 232 187 105 / 916 220 977

T1 Centro Cidade como novo c/75m2, ar condicionado, roupeiro, varandas, garagem fechada.97.500,00€ T. 917 921 823

T3 Jtº. Cidade c/150m2, aquec. central, lareira c/recup., cozinha mob. e equipada, garagem fechada. T. 917 921 823

Publicidade

Moradia S. Salvador nova c/315m2, aquec. central, lareira, roupeiros, varandas, churrasqueira.195.000,00€ T. 917 921 823 Moradia a 2min. Cidade c/408m2, aquec. central, cozinha mob. e equipada, churrasqueira.177.500,00€ T. 969 090 018 Moradia Abraveses c/360m2, aquec. central, cozinha mob. e equipada, sótão, logradouro.155.000,00€ T. 917 921 823 Moradia Rio de Loba c/160m2, hall, varandas, garagem fechada, 2.600m2 área descoberta. 120.000,00€ T. 969 090 018

Consultório dentário completamente equipado. T. 966 070 287 232 422 424 T3 mobilado completo, 350€, T. 968 093 742 Bonita moradia na praia da Foz do Arelho – a cinco minutos a pé do mar. Tem 2 andares e cave (2 quartos e uma suite) com boa cozinha, sala, garagem, totalmente apetrechada para férias ou para viver em permanência. T. 919 378 633 - Álvaro Cardoso T2 mobilado c/ lugar de garagem – Viseu. T. 239 098 146 T2 c/ lugar de garagem - Viso. T. 919 537 477

Moradia Campo c/370m2, aquec. central, lareira, roupeiros, lavandaria, terraço, churrasqueira.175.000,00€ T. 917 921 823

T2 + 1 c/ lugar de garagem – Viso Norte. T. 917 460 551

Moradia Jtº. Cidade c/240m2 área, 2 lareiras, despensa, sótão, varandas, arrumos, logradouro.185.000,00€ T. 969 090 018

Gabinete p/ esteticista. T. 232 416 301

T2 c/ lugar de garagem em Rio de Loba – Viseu. T. 917 460 551

Armazéns industriais c/ área de 200 a 2.500 m2. Acessos TIR. T. 914 212 770 T2 Centro Cidade c/100m2 área, cozinha mob. e equipada, despensa, óptima localização. 275,00€ T. 969 090 018

IMOBILIÁRIO A R R E N DA- S E T1 na Gala, Figueira da Foz. Perto da Praia. T. 962 645 933 Armazém em Abraveses c/ 120 m2. 350,00€. T.962 995 636 Quartos ao lado do Hospital de Viseu. T. 960 050 949 T3 Stº Estêvão. 325€. T.960 050 949 T2 mobilado, junto à escola sec. Alves Martins T. 918 443 707

T2 Viso mobilado c/95m2, lareira, roupeiros, cozinha mob. e equipada, garagem fechada. 350,00€ T. 917921823 T2 Centro Cidade mobilado c/95m2 área, hall, roupeiros, cozinha mob. e equipada, marquise.325,00€ T. 969 09 0018 T2 Centro Cidade c/100m2 área, hall, 2 frentes, cozinha mob. e equipada, marquise. 350,00€ T. 917921823 T2 Stº. Estêvão remodelado c/95m2 área, hall, varanda, arrumos, garagem fechada. 325,00€ T. 969 090 018

T2 Centro Cidade mobilado c/100m2, roupeiro, kichnette mob. e equipada, varandas, arrumos.375,00€ T. 917 921 823

Loja Cavernães c/160m2, pé direito c/4mts, escritório, 2 wc’s serviço, saída de fumos, montras. 800,00€ T. 917 921 823

T2 Jtº. Cidade c/110m2 área, lareira, cozinha mob. e equipada, lavandaria, varandas, garagem. 375,00€ T. 917 921 823

Loja Abraveses c/100m2, pé direito c/3 mts, wc serviço, saída de fumos, viabilidade p/ vários ramos.450,00€ T. 969 090 018

T2 Centro Cidade c/85m2 área, hall, roupeiros, cozinha mob. e equipada, varandas. 350,00€ T. 969 090 018

T2 na Quinta do Bosque. T. 914505380 Loja Centro Cidade c/120m2 área, pé direito c/3,20mts, wc serviço, várias montras. 750,00€ T. 917 921 823

T3 Centro Cidade c/100m2 área, roupeiros, kichnette mob. e equipada, lavandaria, bom estado.300,00€ T. 917 921 823 T3 Travassós c/130m2 área, lareira, hall, despensa, varandas, arrumos, garagem fechada. 350,00€ T. 969 090 018 T3 Rio de Loba c/ 90m2 área, 2 frentes, lareira, hall, varanda, óptima exposição solar. 250,00€ T. 917 921 823

T3 Jtº. Cidade c/ 120m2 área, hall, roupeiros, despensa, marquise, sótão, varandas, garagem. 300,00€ T. 917 921 823 T3 Rio de Loba c/95m2 área, hall, lareira, cozinha mob. e equipada, terraço, varandas.260,00€ T. 969 090 018 T3+1 Centro Cidade c/104m2 área, lareira, roupeiros, lavandaria, marquise, óptimo estado. 380,00€ T. 969 090 018 Andar Moradia 2 min. Cidade c/165m2, lareira, varandas, garagem fechada, boa exposição solar.350,00€ T. 969 090 018

IMOBILIÁRIO TRESPASSA-SE Trespassa-se loja de modelismo, com recheio. Bem localizada. T. 968 086 598 Gabinete de Estética Centro de Viseu T. 968 036 895 Loja design gráfico e impressões digitais em Viseu, com funcionamento á mais de 5 anos. T. 962 323 433 Restaurante c/ 300m2 todo equipado e espaço verde com jardim para casamentos. Santa Comba Dão. 5min. do IP3 T. 964 262 750 Clínica Dentária no centro de Viseu. T. 939 447 327 Creche e ATL – Viseu. T. 914 574 690 Café / Restaurante em Viseu. Totalmente equipado. T. 966 230 254 Restaurante / Café todo equipado de novo. Pronto a abrir. No centro de Carregal do Sal. T. 964 262 750

Publicidade

- Fotocópias laser a cores e preto e branco - Encadernações - Estampagens em T-shirts - Revistas - Jornais Rua São Carneiro, 15 - Tel. 232 772 691 3670-234 Vouzela


CLASSIFICADOS 35

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

advogados VISEU ANTÓNIO PEREIRA DO AIDO Rua Formosa, nº 7 – 1º, 3500-135 Viseu T. 232 432 588 Fax 232 432 560 CARLA DE ALBUQUERQUE MENDES Rua da Vitória, nº 7 – 1º, 3500-222 Viseu T. 232 458 029 Fax 232 458 029 Telm. 966 860 580 MARIA DE FÁTIMA ALMEIDA Rua Miguel Bombarda, nº 37 – 1º Esq. Sala G, 3510-089 Viseu T. 232 425 142 Fax 232 425 648 CATARINA DE AZEVEDO Largo General Humberto Delgado, nº 1 – 3º Dto. Sala D, 3500-139 Viseu T. 232 435 465 Fax 232 435 465 Telm. 917 914 134 E-mail: catarina-azevedo-5275c@ adv.oa.pt

CARLA MARIA BERNARDES Rua Conselheiro Afonso de Melo, nº 39 – 2º Dto., 3510-024 Viseu T. 232 431 005 JOÃO PAULO SOUSA Lg. General Humberto Delgado, 14 – 2º, 3500-139 Viseu T. 232 422 666 JOÃO MARTINS Rua D. António Alves Martins, nº 40 – 1º A, 3500-078 Viseu T. 232 432 497 Fax 232 432 498 ANA PAULA MADEIRA Rua D. Francisco Alexandre Lobo, 59 – 1º DF, 3500-071 Viseu T. 232 426 664 Fax 232 426 664 Telm. 965 054 566 E-mail: anapaula.madeira@sapo.pt MANUEL PACHECO Rua Alves Martins, nº 10 – 1º, 3500078 Viseu T. 232 426 917

PAULO DE ALMEIDA LOPES Travessa da Balsa, nº 21 3510-051 Viseu T. 232 432 209 Fax 232 432 208 E-mail: palopes-4765c@adv.oa.pt

FILIPE FIGUEIREDO Rua Conselheiro Afonso de Melo, nº 31 – 5º, sala 502, 3510-024 Viseu T. 232 441 235 Telm. 964 868 473 E-mail filipe.figueiredo-5153c@adv. oa.pt

ANTÓNIO M. MENDES Rua Chão de Mestre, nº 48, 1º Dto., 3500-113 Viseu T. 232 100 626 E-mail: antonio.m.mendes-3715c@ adv.oa.pt

FABS – SOCIEDADE DE ADVOGADOS – RENATO FERNANDES, JOÃO LUÍS ANTUNES, PAULO BENFEITO Av. Infante D. Henrique, nº 18 – 2º, 3510-070 Viseu T. 232 424 100 Fax 232 423 495 E-mail: fabs.advogados@netvisao.pt

ARNALDO FIGUEIREDO E FIRMINO MENESES FERNANDES Av. Alberto Sampaio, nº 135 – 1º, 3510-031 Viseu T. 232 431 522 Fax 232 431 522 E-mail: a-figueiredo@iol.pt e firminof@iol.pt MARQUES GARCIA Av. Dr. António José de Almeida, nº 218 – C.C.S. Mateus, 4º, sala 15, 3514-504 Viseu T. 232 426 830 Fax 232 426 830 E-mail: marques.garcia-3403c@advogados.oa.pt

automóveis Peugeot 106 1.5d, 1997, comercial – 1.900€. T. 960 045 604

Opel Corsa 1500, gasóleo, isuzu, 5 lugares, 1992. Em bom estado. T. 962 361 184

Polo G40 preto 143000km, GPL, supensão+volante sport, JLL14. Bom estado, 2250€, T. 962 615 858

Vendo Opel Corsa A 1.5 Diesel Comercial. Em muito bom estado. T. 966 544 800

Opel Vivaro 1.9 100 CV, 2002, 69.000 Kms com A.C. T. 964034940

Opel Corsa 1.3 CDI Comercial. Óptimo estado - Janeiro/2005 T. 937 322 520

Vw Golf 1.9 TDI 5P c/T abrir, Ar Cond,1999, 9900€, em bom estado T. 917 610 594

Volkswagen Golf, 1.9, 40.000 Kms, a gasóleo, de um particular, em excelente estado. T. 964 344 612

Ford Mondeo, 2.0, TDCi, 115cv, 2002, c/ livro de revisões T. 917 610 594

Renault Megane Break 12-05. AC, FC, VE, BA, FN, excelente estado T. 965 837 928

Nissan Almera 1.5 Sport 3P Ar Cond., bom estado geral 6500€ T. 917 610 594

Fiat Palio 1.7 TD, 190.000 km, ano 2000. T. 969 654 598

Renault Clio 1.2, 1999. Apenas 56.000Km, 5 portas - 3.750 € T. 963 435 401

Citroen Saxo 1.5d, 2000, 2 lug, novo modelo. 2.500€ - Viseu. T. 969 007 499

Alfa Romeo 145, 1.4 TS 16v junior, AC /103cv, 3.900€ T. 968 125 245

Nissan Patrol 2.8 Turbo – 5.500€. T. 960 045 604

Viaturas Clássicas,vários T. 917 610 594

AUTOMÓVEIS V ENDE- SE

diversos

Tratam-se Pensões Nacionais e Estrangeiras. T. 965 525 207

VÁRIOS Criação e Alojamento de Sites. Coloque a sua empresa na internet ao melhor preço. T. 962 649 437 Explicações. Estudo Acompanhado. Viseu (C.C. 2000, Lj. 60). Nelas (Ed. Titanic) T. 962 820 381

Cavalheiro. Casa própria, pretende senhora dos 48 anos aos 60 anos para compromisso sério. Tlm.: 912 069 683 / 966 793 261 Terapias corporais, relaxamento, hatha-yoga e outros recursos antistress (massagem), hidroginástica, yogiatsu, yogilates, etc.Atende-se também ao domicílio T. 969 734 494 Serviço de Enfermagem ao Domicílio. Enfermeira Carmen Lúcia Monteiro T. 934 720 782

Para a inclusão do seu nome na secção “Advogados”, deve contactar através dos números 232 437 461 ou 962 108 777.

Renault Mégane 1.5 dci 3p 105 cv, 18.950€, 41.000 Km, 2006-08, Preto, Ar condicionado, ABS, JLL, Sensor de chuva e Luz T. 918 717 919 Toyota Hiace 2.5 D 9 Lugares,Ano 2000,em bom estado geral, T. 917 610 594 Mazda 2 1.3 Gasolina, 10.250€, 24.000 KM, 2007-02, Cinza, Ar condicionado, JLL T. 918 717 919

JOÃO NETO SANTOS Rua Formosa, nº 20 – 2º, 3500-134 Viseu T. 232 426 753 CONCEIÇÃO NEVES E MICAELA FERREIRA – ADVOGADAS Av. Dr. António José de Almeida, 264 – Forum Viseu [NOVAS INSTALAÇÕES], 3510-043 Viseu T. 232 421 225 Fax 232 426 454 ELISABETE MENDONÇA Rua Nunes de carvalho, nº 39 – 1º, sala 3, 3500-163 Viseu T. 232 471 284 Fax 232 471 284 E-mail elisabetemendonca-5907c@ adv.oa.pt

Mazda 3 1.4 Gasolina, 13.250€, 26.000 KM, 2006-03, cinza, Ar condicionado automático, ABS, Rádio de CDS. JLL T. 918 717 919 Alfa Romeo 147 1.9Mjet 140cv, 105000Km, 2003, 5P, estado novo T. 962615858 BMW 320 D,Nacional,1999,em excelente estado geral e bom preço T. 967 266 608 Mazda 3 HB MZ-CD 1.6 110cv Exclusive, 17.950 €, 29.000 Km, 2007-04, Cinza Rato, Ar condicionado Automático, JLL, ABS, Faróis nevoeiro T. 918 717 919 Mini, cinzento, 2004, 1400 D, 100 Cv, AC, Jante 17, Bom Preço T. 917 349 903

Mitsubushi Carisma 1.9TD,5P,excelente estado, c/livro de revisões,8950€ T.967 266 608

Renault Mégane break 1.5 dci Dyn 80cv, 18.750€, 68.000 Km, 2006-01, Cinza Rato, Ar condicionado, JLL, ABS, Sensor de chuva Chuva e Luz T. 918 717 919

Quer controlar o seu peso melhorando o seu aspecto e o seu bem-estar? Marque a sua avaliação. T. 916 437 393

Mini-escavadoras e Plataformas elevatórias www.visogrua.com T. 917 212 358

Procuramos Lideres. Projecto poupança telecomunicações. T. 938 996 534

Vendo mobiliário e equipamentos de escritórios (em estado novo). Contactar H.F. T. 962 629 219

Tratamento Coluna Vertebral Massagem. T. 966 789 368 Explicações de Português - Básico / Secundário T. 918 846 034 Projecto inovador, rendimento máximo. T. 919 176 261

Tratamento natural má circulação, circulação dificiente T. 962 600 648 Recolha gratuíta (ao Domicílio) de electrodomésticos metálicos. Todo o tipo de sucata. Abate de automóveis. T. 966 544 800

BRUNO DE SOUSA Esc. 1 - Rua D. António Alves Martins Nº 40 2ºE 3500-078 VISEU T. 232 104 513 | Fax 232 441 333 Esc. 2 - Edifício Guilherme Pereira Roldão, Rua Vieira de Leiria Nº14 2430-300 Marinha Grande T. 244 110 323 | Fax 244 697 164 Tlm. 917 714 886 Áreas preferenciais: Crime | Fiscal | Empresas

MANGUALDE JOSÉ MIGUEL MARQUES Rua 1º de Maio, nº 12 – 1º Dto., 3530-139 Mangualde T. 232 611 251 Fax 232 105 107 Telm. 966 762 816 E-mail: jmiguelmarques-4881c@adv. oa.pt JOSÉ ALMEIDA GONÇALVES Rua Dr. Sebastião Alcântara, nº 7 – 1º B/2, 3530-206 Mangualde T. 232 613 415 Fax 232 613 415 Telm. 938 512 418 E-mail: jose.almeida.goncalves14291l@adv.oa.pt

Seat Ibiza 1.0 5P,Ano 2000,c/ Dir.Assistida,bom estado,4250€ T. 917 610 594 Renault Clio 1.5 DCI Comercial,2001,Bom preço,TEL T. 917 610 594

NELAS JOSÉ BORGES DA SILVA, ISABEL CRISTINA GONÇALVES E ELIANA LOPES Rua da Botica, nº 1, 1º Esq., 3520-041 Nelas T. 232 949 994 Fax 232 944 456 E-mail: j.Borges.silva@mail.telepac.pt JOSÉ BORGES DA SILVA, ISABEL CRISTINA GONÇALVES E ELIANA LOPES Rua da Botica, nº 1, 1º Esq., 3520-041 Nelas T. 232 949 994 Fax 232 944 456 E-mail: j.Borges.silva@mail.telepac.pt

LAMEGO

ÂNGELO MENDES MOURA Av. Visconde Guedes Teixeira, 29 – 1º, 5100-073 Lamego T. 254 612 402 FERNANDO AMARAL Rua dos Bancos, 5100-115 Lamego T. 254 612 274/ 254 600 223 Fax 254 600 229

MOTOS V ENDE- SE Yamaha TZR 125, 1995. Urgente. T. 968 553 269

Opel Corsa 1.2 Sportive,2000,C/ extras,poucos Kms,4250€ T. 967 266 608

KTM 520 SX, 2003 + Kit super motar. Urgente.

Ford Fiesta 1.25 Studio 5P,poucos Kms,1999,bom preço T. 917 610 594

Yamaha Dragstar 650, c/ 3200 Km, Oferta 2 Capacetes Piaggio e Casaco Bering! Preço: 6.500,00€ T. 965 822 960

Rover 414, 1500 cc, fins 96, bom estado, particular, vermelho metalizado, a/c, j.e., tecto abrir, alarme, fechos eléctricos. T. 933 697 870

T. 968 553 269

Ford Escort XR3, 87, Bom estado - 3.000€. T. 969 466 817

Herbalife! Fitness, Nutrição Desportiva, Controle o seu peso – www.nutriloja.com/xl T. 962 954 221 Projectos de Arquitectura e Engenharia, Direcções de Obra, preços competitivos. T. 967 118 875 Procuro rapariga ou senhora para compartilhar casa comigo na zona de Viseu, ofereço quarto e muito boas condições de que falarei pessoalmente. Pode ser estudante, trabalhadora ou estar desempregada – luarpaulino@gmail.com

Consulta MEDA, terapia Quântica para Stress, ansiedade, medo, e outros sintomas de doença. Terapias biofísicas.Faça a marcação de um check-up gratuito! T. 963 163 472 Descubra as propriedades dos produtos de Cosmética Com essência de Rosa vindos do sul de França. blog:amfmbeaute.blogspot.com

Sr. Viúvo pretende conhecer senhora para relacionamento sério. Contacto: 969 655 969


Jornal do Centro

36 INSTITUCIONAIS

15 | Maio | 2009

Mª do Céu Mourão Agente de Execução ANÚNCIO 2ª Publicação

Tribunal Judicial da Comarca de Tabuaço Execução Comum nº 167/05.1 TBTBC – Secção Única Exequente: Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Vale do Távora, C.R.L. Executados: Repebeiras – Distribuição de Derivados Petrolíferos, Lda., Manuel Silva Rebelo e Célia Maria Silva Rebelo Faz-se saber que nos autos acima identificados, encontra-se designado o dia 25 de Junho de 2009, pelas 10.00 horas, no Tribunal Judicial da Comarca de Tabuaço, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na secretaria do Tribunal, pelos interessados na compra dos seguintes bens: PRÉDIO URBANO, composto por casa com 2 andares, dependência e quinta, sito na Amoreira, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área coberta de 70m2 e a área descoberta de 20m2, inscrito na matriz predial urbana sob o artigo 297 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 829/19980326, com o valor base de 3.500,00 Euros. PRÉDIO RÚSTICO, composto por terra de cultura e mato, sito na freguesia de Vila da Ponte, concelho de Sernancelhe, com a área total de 25.000m2, inscrito na matriz predial sob o artigo 1149 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 162/19930510, com o valor base de 138.000,00 Euros. FRACÇÃO AUTÓNOMA, identificada pela letra F, correspondente ao segundo andar esquerdo destinado a habitação, com sete divisões, garagem e arrumos, sita na freguesia de Ranhados, concelho de Viseu, com a área total de 155,90m2, inscrita na matriz predial urbana sob o artigo 1802 “F” e descrita na Conservatória do Registo Predial de Viseu sob o n.º 392/19931220 – F, com o valor base de 97.000,00 Euros. 1/6 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de sequeiro, sito em Forca, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 400m2, a confrontar de norte com Abel Cardoso Portinha, de sul com João dos Santos, de nascente com João de Almeida e de poente com caminho público, inscrito na matriz predial sob o artigo 237 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 816/19980326, com o valor base de 50,00 Euros. 1/6 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de sequeiro, sito em Cancela, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 4200m2, a confrontar de norte com herdeiros de João Paulo, de sul, de nascente e de poente com caminho, inscrito na matriz predial sob o artigo 302 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 817/19980326, com o valor base de 175,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de mato, sito em Carvalheirinho, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 4300m2, a confrontar de norte, de sul, de nascente e de poente com baldio, inscrito na matriz predial sob o artigo 488 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 819/19980326, com o valor base de107,50 Euros. 1/3 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de sequeiro, sito em Sabogueiro, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 750m2, a confrontar de norte com Horácio Correia Pereira, de sul e nascente com Armindo Gomes de Campos e de poente com Horácio Correia Pereira, inscrito na matriz predial sob o artigo 527 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 830/19980326, com o valor base de 250,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de regadio com videiras, sito em Souto, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 60m2, a confrontar de norte com Maria Augusta Gomes, de sul com Patrocínio dos Remédios Campos, de nascente com António Re-

belo Loureiro e de poente com rego, inscrito na matriz predial sob o artigo 592 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 820/19980326, com o valor base de 10,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de regadio, sito em Souto, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 70m2, a confrontar de norte com rego, de sul com caminho, de nascente com João dos Santos e de poente com Luís de Jesus, inscrito na matriz predial sob o artigo 604 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 821/19980326, com o valor base de 10,00 Euros. 1/3 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de lameiro, sito em Souto, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 2400m2, a confrontar de norte com Salvador Loureiro Rebelo, de sul com Manuel de Campos Azevedo, de nascente com rego e de poente com Arnaldo Lapa, inscrito na matriz predial sob o artigo 646 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 831/19980326, com o valor base de 640,00 Euros. 1/6 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de lameiro e mato, sito em Dias Ferreira, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 1300m2, a confrontar de norte com caminho, de sul com baldio, de nascente com José Albino e de poente com João dos Santos, inscrito na matriz predial sob o artigo 999 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 822/19980326, com o valor base de 175,00 Euros. 1/3 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de sequeiro, sito em Dias Ferreira, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 800m2, a confrontar de norte com Manuel de Campos, de sul com Lurdes Campos, de nascente com António Caria e de poente com Adriano Portinha Rebelo, inscrito na matriz predial sob o artigo 1045 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 832/19980326, com o valor base de 215,00 Euros. 1/3 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de pinhal e mato, sito em Roxo, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 9600m2, a confrontar de norte e sul com Alcides Portinha, de nascente com baldio e de poente com Joaquim Tavares, inscrito na matriz predial sob o artigo 1060 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 833/19980326, com o valor base de 640,00 Euros. 1/6 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de mato, sito em Rouxinho, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 1500m2, a confrontar de norte com Maria da Encarnação Rebelo, de sul com herdeiros de António Albino, de nascente com baldio e de poente com Alcides Portinha, inscrito na matriz predial sob o artigo 1160 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 836/19980326, com o valor base de 50,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de pinhal, sito em Piares, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 1800m2, a confrontar de norte com Ângelo dos Santos, de sul com Manuel dos Santos Júlio, de nascente com Adriano Portinha Rebelo e de poente com Salvador Lopes, inscrito na matriz predial sob o artigo 1338 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 823/19980326, com o valor base de 30,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de pinhal, sito em Bogalheira, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 8300m2, a confrontar de norte com Manuel Campos Azevedo, de sul com Inácio Pereira,

Tribunal Judicial de Viseu 1.º Juízo Criminal Avenida da Europa - 3514-506 Viseu Telef: 232 427 000 Fax: 232 427 090 Mail: viseu.tc@tribunais.org.pt ANÚNCIO 1.ª Publicação Processo: 477/04.5PBVIS

Processo Comum (Tribunal Singular)

N/Referência: 4381132

O Mmº Juiz de Direito Dr. José Nascimento, do 1º Juízo Criminal – Tribunal Judicial de Viseu: Faz saber que no Processo Comum (Tribunal Singular), n.º 477/04.5PBVIS, pendente neste Tribunal contra o arguido César Miguel Ferreira Oliveira filho de José César de Oliveira e de Deolinda da Conceição Pereira Ferreira Oliveira natural de: Portugal - Tabuaço - Távora [Tabuaço]; nacional de Portugal nascido em 11-08-1981 estado civil: Solteiro, profissão: Servente da Construção Civil NIF - 219834792, BI - 12828661 domicílio; Rua Casal do Telo, N.º 13, Távora, 5120-000 Tabuaço, por se encontrar acusado da prática do(s) crime(s}: 1 crime de Abuso de confiança, p.p. pelo art.º 205º do C. Penal, praticado em 23-03-2004; foi o mesmo declarado contumaz, em 27-04-2009, nos termos do art.º 335º do C. P. Penal. A declaração de contumácia, que caducará com a apresentação do arguido em juízo ou com a sua detenção, tem os seguintes efeitos: a) Suspensão dos termos ulteriores do processo até à apresentação ou detenção do arguido, sem prejuízo da realização de actos urgentes nos termos do art.º 320.º do C. P. Penal; b) Anulabilidade dos negócios jurídicos de natureza patrimonial celebrados pelo(a) arguido(a), após esta declaração; c) Proibição de obter quaisquer documentos, certidões ou registos junto de autoridades públicas. Viseu, 11-05-2009. OIA Juiz de Direito, Dr. José Nascimento O/A Escrivão Adjunto, Isabel Coelho

de nascente com Dimas de Campos e de poente com corgo, inscrito na matriz predial sob o artigo 1404 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 824/19980326, com o valor base de 140,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de vinha, sito em Levada, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 200m2, a confrontar de norte com António Almeida, de sul e poente com Maria de Lurdes e de nascente com Fernando Gomes, inscrito na matriz predial sob o artigo 1771 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 827/19980326, com o valor base de 10,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de vinha, sito em Levada, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 600m2, a confrontar de norte com Josefa Santiago Loureiro, de sul e nascente com Fernando Gomes, de nascente com Adriano Portinha Rebelo e de poente com Salvador Lopes, inscrito na matriz predial sob o artigo 1780 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 828/19980326, com o valor base de 25,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de terra de cultura de regadio, sito em Várzea, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 380m2, a confrontar de norte com João dos Santos, de sul com José Maria Portinha, de nascente com ribeiro e de poente com Abel Cardoso Portinha, inscrito na matriz predial sob o artigo 1818 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 825/19980326, com o valor base de 15,00 Euros. 1/12 DO PRÉDIO RÚSTICO, composto de pinhal, sito em Encertada, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe, com a área total de 1200m2, a confrontar de norte com Joaquim Tavares, de sul com Manuel dos Santos, de nascente com Maria de Lurdes Azevedo e de poente com Fernando Anastácio Correia, inscrito na matriz predial sob o artigo 2694 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Sernancelhe sob o n.º 826/19980326, com o valor base de 30,00 Euros. Os bens pertencem aos executados Manuel Silva Rebelo, solteiro, maior, residente em Aldeia de Santo Estêvão, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe e Célia Maria Silva Rebelo, solteira, maior, residente em Aldeia de Santo Estêvão, freguesia de Carregal, concelho de Sernancelhe. Valor mínimo das propostas: 70% do valor base de cada verba. Será aceite a proposta de melhor preço. São fiéis depositários os executados, que os devem mostrar a pedido. Todas as propostas deverão conter, sob cominação de não serem consideradas, fotocópia do Bilhete de Identidade e número de contribuinte do proponente e/ou seu legal representante, bem como telefone de contacto. Os proponentes deverão juntar à proposta, como caução, um cheque visado, à ordem da solicitadora de execução no montante correspondente a 20% do valor base dos bens, ou garantia bancária no mesmo valor. Sendo a proponente uma pessoa colectiva, deverá a referida proposta ser acompanhada por documento onde se possa aferir, sem margem para dúvidas, que quem a representa tem poderes para o acto. A Agente de execução (Maria do Céu Mourão)

(Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009)

Tribunal Judicial de Viseu 3º Juízo Cível Avenida da Europa - 3514-506 Viseu Telef: 232427000 Fax: 232427090 Mail: viseu.tc@tribunais.org.pt

2ª Publicação Processo: 307-A/2002 Incumprimento do Poder Paternal Requerente: Mariana da Cunha Leite Requerido: Fernando Silva Santos Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, notificando o Requerido: Fernando Silva Santos, filho de Delfim dos Santos e de Rosalina de Jesus da Silva Santos, nascido em 24-12-191, domicílio: Oliveira de Baixo - ¬Bodiosa - Viseu com última residência conhecida na morada indicada para no prazo de 5 dias, decorrido que seja o dos éditos, alegar, querendo, o que tiver por conveniente, sobre a prestação alimentícia mensal no montante de 159,62 € devida ao seu filho Paulo Jorge Santos Leite nos termos e para os efeitos do artº 181º nº2 da OTM, tudo como melhor consta na petição inicial. O duplicado da petição inicial encontra-se nesta Secretaria, à disposição do citando. Fica advertido(a} de que não é obrigatória a constituição de mandatário judicial, salvo na fase de recurso. Viseu, 04-05-2009 N/Referência: 4366693 O Juiz de Direito, Dr(a). Maria de Fátima Marques Silva O Oficial de Justiça, Isabel Ventura

(Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009) (Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009)


37

Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

necrologia Ana de Jesus, 77 anos, solteira. Natural e residente em Moreira, Nelas. O funeral realizou-se no dia 12 de Maio, pelas 16.00 horas, para o cemitério de Moreira.

Celeste Rodrigues Nunes, 89 anos, solteira. Natural de Góis, Porto e residente em Viseu. O funeral realizou-se no dia 14 de Maio para o cemitério de Viseu.

Agência Funerária Nisa, Lda. Nelas Tel. 232 949 009

Agência Funerária D. Duarte Viseu Tel. 232 421 952

Manuel de Sousa Martins, 89 anos, casado. Natural e residente em Parada de Ester, Castro Daire. O funeral realizou-se no dia 14 de Maio, pelas 10.30 horas, para o cemitério de Parada.

Olímpio de Jesus Gomes, 84 anos, viúvo. Natural de Arneiros, Ventosa, Torres Novas e residente em Vila Nova da Ventosa, Vouzela. O funeral realizou-se no dia 7 de Maio, pelas 18.30 horas, para o cemitério de Ventosa, Torres Novas.

João Rocha dos Santos, 76 anos, casado. Natural de S. Pedro do Sul e residente no Bairro S. João da Carreira, Viseu. O funeral realizou-se no dia 12 de Maio, pelas 16.00 horas, para o cemitério novo de Viseu.

Agência Morgado Castro Daire Tel. 232 107 358

Agência Funerária Fernandes Correia & Filhos, Lda Oliveira de Frades Tel. 232 761 610

Inocêncio Martins, 83 anos, viúvo. Natural de Queirã, Vouzela e residente em Bigas, Lordosa. O funeral realizou-se no dia 12 de Maio, pelas 18.00 horas, para o cemitério de Queirã.

José Marques da Costa, 78 anos, casado. Natural e residente em Água Levada. O funeral realizou-se no dia 7 de Maio, pelas 18.30 horas, para o cemitério de Espinho.

Maria Cidália de Sousa Oliveira, 74 anos, viúva. Natural de Angola e residente em Alhos Vedros, Moita. O funeral realizou-se no dia 8 de Maio, pelas 14.15 horas, para o cemitério da Moita.

Manuel Marques Pires da Ribeira, 79 anos, casado. Natural de Penamacor, Castelo Branco e residente em Mangualde. O funeral realizou-se no dia 11 de Maio, pelas 9.00 horas, para o cemitério de Mangualde.

Fernanda de Jesus Lopes, 90 anos, viúva. Natural e residente em Moçamedes, S. Miguel do Mato. O funeral realizou-se no dia 10 de Maio, pelas 16.00 horas, para o cemitério de Moçamedes.

Maria Ludovina Ferreira de Pinho Gomes, 72 anos, casada. Natural e residente em Tulha Velha, Cabril, Castro Daire. O funeral realizou-se no dia 13 de Maio, pelas 14.00 horas, para o cemitério de Cabril. Agência Funerária Amadeu Andrade & Filhos, Lda. Castro Daire Tel. 232 382 238

Maria Santos, 97 anos, viúva. Natural e residente em Fornos de Maceira Dão. O funeral realizou-se no dia 13 de Maio, pelas 17.00 horas, para o cemitério local. América da Conceição Martins Rodrigues, 78 anos, casada. Natural de Santa Isabel, Lisboa e residente em Mangualde. O funeral realizou-se no dia 13 de Maio, pelas 18.30 horas, para o cemitério de Mangualde.

Maria dos Prazeres Valadares Paiva Teixeira, 58 anos, viúva. Natural de Baiões e residente na Quinta do Areeiro, Santa Cruz da Trapa. O funeral realizou-se no dia 10 de Maio, pelas 17.30 horas, para o cemitério de Santa Cruz da Trapa. Agência Funerária Loureiro de Lafões, Lda S. Pedro do Sul Tel. 232 711 927

Armando Francisco Lopes Pereira, 68 anos, casado. Natural de Fragosela e residente em Prime. O funeral realizou-se no dia 12 de Maio, pelas 17.30 horas, para o cemitério de Prime.

Agência Funerária Ferraz & Alfredo Mangualde Tel. 232 613 652

Agência Funerária de Figueiró Viseu Tel. 232 415 578

Maria do Céu da Costa, 75 anos, casada. Natural de Fragosela e residente em Fornos de Maceira Dão. O funeral realizou-se no dia 12 de Maio, pelas 17.00 horas, para o cemitério de Fornos de Maceira Dão. Domingos Correia da Silva, 86 anos, casado. Natural de S. Salvador e residente em Viseu. O funeral realizou-se no dia 13 de Maio, pelas 16.00 horas, para o cemitério de Viseu. José Lopes Calçada, 70 anos, viúvo. Natural de Tondela e residente em S. Salvador. O funeral realizou-se no dia 13 de Maio, pelas 18.00 horas, para o cemitério de S. Salvador. Alcina Correia Chaves, 71 anos, casada. Natural do Campo e residente em Moselos. O funeral realizou-se no dia 14 de Maio, pelas 18.30 horas, para o cemitério do Campo. Agência Funerária Decorativa Viseense, Lda. Viseu Tel. 232 423 131

Tribunal Judicial de Oliveira de Frades Secção Única Rua António José de Almeida - 3680-112 Oliveira de Frades Telef: 232 760 100 Fax: 232 761 851 Mail: ofrades.tc@tribunais.org.pt

Tribunal Judicial de Viseu 4º Juízo Cível Avenida da Europa - 3514-506 Viseu Telef: 232 427 000 Fax: 232 427 090 Mail: viseu.tc@tribunais.org.pt

ANÚNCIO 1.ª Publicação

ANÚNCIO 1.ª Publicação

Processo: 49/08.5TBOFR

Acção de Processo Sumário

N/Referência: 419200 Data: 05-05-2009

Autor: António Rodrigues Pereira e outro(s)… Réu: Maria Celeste Sequeira Pereira e outro(s)…

Processo: 1509/09.6TBVIS

Interdição /Inabilitação

N/Referência: 4385434 Data: 12-05-2009

Requerente: Ministério Público Requerido: Julio Marques Ferreira

Nos autos acima, identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o(a) Interveniente(s), MARIA PALMIRA PEREIRA LOUREIRO TAVARES, residente em Fonte, S. Vicente de Lafões, Oliveira de Frades, tendo como última residência conhecida a indicada, de que foi requerida e admitida a sua intervenção como parte principal, podendo, querendo, no prazo de 20 dias, findo os éditos, oferecer o seu articulado ou fazer a declaração de que faz seus os articulados da parte a que se associa, tudo conforme consta dos duplicados dos articulados já oferecidos e que se encontram à disposição do citando nesta Secretaria. Terminando o prazo em dia que os tribunais estiverem encerrados, transfere-se o seu termo para o primeiro dia útil seguinte. Fica advertido de que é obrigatória a constituição de mandatário judicial.

Faz-se saber que foi distribuída neste tribunal, a acção de Interdição em que é requerido Julio Marques Ferreira, com residência em domicílio: Quinta do Corgo, 81, Repeses, 3500-704 Viseu, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica. O Juiz de Direito; Dr(a). André Alves O Oficial de Justiça, Carlos Alexandre Samorinha

(Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009)

O Juiz de Direito, Dr.(a) Alexandra Sousa O Oficial de Justiça, Carlos Jacinto

(Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009)

ANÚNCIO 1.ª Publicação

Tribunal Judicial de Oliveira de Frades Secção Única Rua António José de Almeida - 3680-112 Oliveira de Frades Telef: 232 760 100 Fax: 232 761 851 Mail: ofrades.tc@tribunais.org.pt

Processo: 993/07.7PBVIS

ANÚNCIO 1.ª Publicação Processo: 49/08.5TBOFR

Acção de Processo Sumário

Tribunal Judicial de Viseu 1.º Juízo Criminal Avenida da Europa - 3514-506 Viseu Telef: 232 427 000 Fax: 232 427 090 Mail: viseu.tc@tribunais.org.pt

N/Referência: 419199 Data: 05-05-2009

Autor: António Rodrigues Pereira e outro(s)… Réu: Maria Celeste Sequeira Pereira e outro(s)… Nos autos acima, identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o(a) Interveniente(s), JOSÉ TAVARES DA SILVA, residente em Fonte, S. Vicente de Lafões, Oliveira de Frades, tendo como última residência conhecida a indicada, de que foi requerida e admitida a sua intervenção como parte principal, podendo, querendo, no prazo de 20 dias, findo os éditos, oferecer o seu articulado ou fazer a declaração de que faz seus os articulados da parte a que se associa, tudo conforme consta dos duplicados dos articulados já oferecidos e que se encontram à disposição do citando nesta Secretaria. Terminando o prazo em dia que os tribunais estiverem encerrados, transfere-se o seu termo para o primeiro dia útil seguinte. Fica advertido de que é obrigatória a constituição de mandatário judicial. O Juiz de Direito, Dr.(a) Alexandra Sousa O Oficial de Justiça, Carlos Jacinto

(Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009)

Processo Comum (Tribunal Singular)

N/Referência: 4381208

O Mmº Juiz de Direito Dr. José Nascimento, do 1 º Juízo Criminal - Tribunal Judicial de Viseu: Faz saber que no Processo Comum (Tribunal Singular), n.º 993/07.7PBVIS, pendente neste Tribunal contra o(a) arguido(a} Hélder Coimbra Henriques Viegas Alves filho(a) de António Manuel Viegas Alves e de Aldina Maria Coimbra Henriques Viegas Alves natural de: Portugal - Tondela - Barreiro de Besteiros [Tondela]; nacional de Portugal nascido em 20-09-1981 estado civil: Solteiro, profissão: Prospector de Vendas NIF - 218026617, BI - 11975871 domicílio: Rua da Capela Nº.54 - Andar I E. Bairro de Stª Eulália - Repeses. 3500-000 Viseu, por se encontrar acusado da prática do(s) crime(s): 1 crime(s) de Furto simples. p.p. pelo art.º 203º do C. Penal, praticado em 29-08-2007; foi o mesmo declarado contumaz, em 05-05-2009, nos termos do art.º 335º do C. P. Penal. A declaração de contumácia, que caducará com a apresentação do arguido em juízo ou com a sua detenção, tem os seguintes efeitos: a) Suspensão dos termos ulteriores do processo até à apresentação ou detenção do arguido, sem prejuízo da realização de actos urgentes nos termos do art.º 320.º do C. P. Penal; b) Anulabilidade dos negócios jurídicos de natureza patrimonial celebrados pelo(a) arguido(a), após esta declaração; c) Proibição de obter quaisquer documentos, certidões ou registos junto de autoridades públicas. Viseu, 11-05-2009. O Juiz de Direito, Dr. José Nascimento O/A Escrivão Adjunto, Isabel Coelho

(Jornal do Centro - N.º 374 de 15.05.2009)


tempo: nublado

JORNAL DO CENTRO 15 | MAIO | 2009

Hoje, dia 15 de Maio, parcialmente nublado. Temperatura máxima de 14ºC e mínima de 7ºC. Amanhã, dia 16 de Maio, chuva. Temperatura máxima de 15ºC e mínima de 7ºC. Domingo, dia 17 de Maio, parcialmente nublado. Temperatura máxima de 16ºC e mínima de 7ºC. Segunda, dia 18 de Maio, pouco nublado. Temperatura máxima de 17ºC e mínima de 7ºC.

Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

agenda

Sexta, 15 Viseu

∑ Início da 1ª prova do Campeonato Nacional de Stunt Riding, que decorrer até domingo, no circuito norte, junto à Radial de Santiago. A prova é organizada pelo Moto Clube de Viseu.

Sábado, 16 Viseu ∑ Seminário “Combate a Incêndios Florestais”, às 9h30, no Auditório Engenheiro Engrácia Carrilho (Universidade Católica). ∑ Desfile de Moda no Palácio do Gelo, às 21h30, apresentado por Catarina Furtado.

Olho de Gato

Simpósio ibérico marcado para Viseu Tema∑ “Comércio e cidade - novas dinâmicas” “Q ueremos essen cialmente que este simpósio sirva para pôr na ordem do dia o papel do comércio tradicional”. O presidente da Associação Comercial do Distrito de Viseu (ACDV), Gualter Mirandez afirma que esta é a razão número um para a associação ter organizado um simpósio ibérico sobre “comércio e cidade - novas dinâmicas”, marcado para este sábado, dia 16, a partir das 10h00, na Escola Superior de Tecnologia de Viseu. Com este encon-

Publicidade

Domingo, 17 Viseu ∑ Encontro de Dança e Música Popular comemorativo do 46º aniversário do Rancho Folclórico de Torredeita, às 16h00, no Solar Morgado da Torre. ∑ Recomeçam as “Manhãs Desportivas”, às 10h00, na Cava de Viriato e “Conhecer Viseu em Bicicleta”, às 9h00, no Rossio.

Segunda, 18 Viseu ∑ Entrega do “Viriato de Ouro”, a título póstumo, a Manuel Engrácia Carrilho, antigo presidente da Câmara de Viseu pelo CDS, às 18h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Trata-se de uma cerimónia conjunta da autarquia e da Assembleia Municipal.

tro entre portugueses de Viseu e espanhóis, Gualter Mirandez acredita que será possível cruzar experiências e realidades “bem diferentes”, nomeadamente a apresentação de projectos de centros comerciais a céu aberto, um velho anseio da ACDV para a Rua Direita de Viseu. “Vão trazer essa realidade e dar uma perspectiva do que se pode vir a fazer”, reforça. Programa. O simpósio começa com o tema “A Gestão e a Rede de Centros Históricos”. O

painel seguinte analisa “O território e as Cidades” A tarde está reservada para a análise do tema “Centro de Cidade e Comércio” e para a discussão das “Perspectivas em Viseu”. G u a lte r M i r a nde z a f irma que enviou convite aos 1800 só cios da ACDV para esta rem presentes, reconhecendo que “será importante a sua presença, mas lança o repto a autarcas e políticos para não faltarem à chamada. Emília Amaral emilia.amaral@jornaldocentro.pt

Joaquim Alexandre Rodrigues joaquim.alexandre.rodrigues@netvisao.pt

Eleições 2009 (II) 1. Este ano vai haver alguma renovação do pessoal político com a eleição de mais mulheres e, em 2013, graças à lei da limitação de mandatos, saem os dinossauros autárquicos. Este ava nço demo crático deve-se, em exclusivo, ao PS. Depois de Ferro Rodrigues ter imposto a limitação de mandatos dentro do partido, José Sócrates avançou com a mesma medida para o país e avançou também com a lei da paridade. Só que agora, em matéria de mora lização política, o PS perdeu a iniciativa. Sócrates deixou-se ultrapassar por Manuela Ferreira Leite que proibiu as candidaturas simultâneas no PSD. O PS está enredado nas candidaturas de Ana Gomes e Elisa Ferreira ao parlamento europeu e a câmaras municipais. Elisa Ferreira já sentiu isso na pele. Iniciou a sua pré-campanha nos bairros do Porto e isso implicou logo prejuízos para a candidatura às europeias.

Publicidade

2. Vai ser pior no Outono. As legislativas e as autárquicas vão ser quase simultâneas, o que tornará as bicandidaturas ainda mais esquizofrénicas. Com que cara é que um candidato a uma câmara vai pedir o voto das pessoas se antes – não vá o diabo tecê-las! – tratou de assegurar o lugarzito no aconchego duma lista de deputados? Esse candidato - delargo-espectro como é que faz campanha? De manhã, na feira semanal, passeia a sua gravata autárquica e, à tarde, nas ruas da cidade, mostra um fato com deputado dentro? Está-se mesmo a ver esse político-vai-a-todas a dizer ao povo: «Vota em mim para presideputado!» «Vota em mim para depupresidente!» A asneira cometida com as multi-candidaturas de Ana Gomes e Elisa Ferreira já não tem remédio. Que sirva de lição para as eleições do Outono. Ao PS e aos outros partidos.


Jornal do Centro 15 | Maio | 2009

PUBLICIDADE 39


Publicidade

A a D O DM

www.palaciodogelo.pt

Desfile Colecções das lojas do Palácio do Gelo Shopping

o

ntaçã

e Apres

Novas criações nacionais

Colecção Acrobactic rina Catartado Manequins Fu Agência Best Models Espectáculo de hip-hop

Momentum Crew ação

ip Partic

de

uga Madr a i r ú N quim e Joa

Com a participação:

Produção Manuel Serrão

Jornal do Centro Ed374  

15 de Maio 2009

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you