Issuu on Google+

25 de janeiro de 2013

nacionais e internacionais siga @irineudojornal

Redução da energia será 18% em Goiás e 19,29% em Mato Grosso

blog

RODRIGUES

irineu

O terço dos infernos

Boa a notícia sobre a redução das tarifas de energia elétrica. Precisamos, agora, reduzir ao máximo possível os impostos sobre serviços essenciais como energia, água e telefone. É chato ficar falando a mesma coisa. Eu já escrevi sobre isso, mas tenho de repetir: a energia elétrica não é cara, muito caro é o ICMS cobrado pelos governadores de Estado sobre o que consumimos. São 30% do valor da conta! Se o imposto que pagávamos a Portugal era o Quinto dos Infernos, esse um terço a mais na conta de energia pode ter o mesmo nome, ou seja, o terço dos infernos. Imagine só: sua conta de R$ 100, de energia, água ou telefone seria apenas R$ 70,00. E a água tem um agravante de que aonde tem rede de esgoto, como é o caso de Aragarças que passará a ter em vários setores, cobra-se até 80% a mais. É o valor gasto com a água, mais o terços dos infernos (30% de ICMS), mais 80% de esgoto. Vale ressaltar que em algumas cidades a taxa de esgoto é de 50%. De acordo com levantamento feito em maio de 2008 pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) no geral pagamos os seguintes impostos sobre produtos de consumo essencial: Gás de cozinha 34%, telefone fixo 46,2%, energia elétrica 48,3% (fizemos a Inconfidência Mineira por causa de 1/5 e aqui já está no meio a meio!), conta de água 29,8%, caderno 35%, mensalidade de faculdade 26,3%. Veja no quadro abaixo o que se paga lá fora:

Conforme os índices divulgados pela ANEEL nesta quinta-feira, 24, os consumidores de Goiás terão uma redução de 18% nas contas de energia elétrica e os de Mato Grosso 19,29%. O menor índice de redução é 18%, e o maior 25,94% a que terão direito os consumidores da Uhenpal (Nova Palma Energia), no Rio Grande do Sul. As novas tarifas valem a partir de hoje, mas, os consumidores só vão perceber o desconto integral após um ciclo completo de cobrança, já que parte do consumo será cobrada com a tarifa antiga. A redução para o consumidor produtivo chegará a 32%. Outros fatores que fazem variar a conta de energia, segundo a agência, são as características da contratação do fornecimento. As variações também ocorrem de acordo com o nível de tensão em que os consumidores são atendidos, que é a tensão disponibilizada no sistema elétrico da concessionária e que varia entre valores inferiores a 2,3 kV (como as tensões de 110 e 220 volts) e valores superiores a 2,3 kV. No anúncio,a Presidenta Dilma prometeu também que a produção de energia deve aumentar mais de 7% com a entrada de novas usinas e linhas de transmissão no sistema elétrico. Para os próximos 15 anos, a presidente projetou que a capacidade instalada, hoje de 121 mil megawatts, deverá dobrar e será suficiente para garantir o crescimento nesse horizonte. Num tom enérgico combateu a previsão de racionamento em função do nível dos reservatórios das hidrelétricas ter chegado ao mais baixo dos últimos dez anos, ou de aumento no custo da energia para o ano que vem. A presidente também garantiu que o desconto se estenderá a todos os consumidores, inclusive os de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Goiás, cujas concessionárias não aderiram às condições do governo para a redução de tarifas.

Confira a redução de tarifa para cada distribuidora:

Fonte: http://www.veronezzi.com.br CONTRADIÇÕES A imprensa nacional divulgou que as concessionárias que atuam nos Estados governados por tucanos - Cesp (São Paulo), Cemig (Minas Gerais), Copel (Paraná) e Celg (Goiás) - recusaram as condições impostas pelo governo para antecipação dos contratos. Curiosamente, temos comunicado da Celg dizendo o contrário. Mesmo que a concessionária não tenha aceito as condições do Governo, a redução nas tarifas vai ser efetivada. BRIGA NO SENADO Esta vem do humorista Paulinho Mixaria. Numa visita ao Senado, ele fazia algumas perguntas ao guarda sobre as maravilhas que via, e de repente ouviu vários gritos: Mão grande...dedos leves...ladrão...safado...Sem vergonha... E o humorista perguntou ao guarda: - Eita, é briga lá dentro?” - Não – respondeu o guarda – é o Sarney fazendo a chamada” BEM PERTO! Faltou pouca coisa para o Goiás ganhar a Copinha. Na minha opinião, só faltou o Liniker saber bater pênalte. Se ele consegue converter a penalidade que o Goiás teve a seu favor quando estava 2 x 1 Santos ninguém seguraria mais os goianinhos. Mas valeu pela boa participação na competição. Nós temos de aprender a valorizar os vice-campeonatos. O 2º lugar de uma competição é tão difícil quanto o primeiro.

AES Sul - 23,62% Amazonas - 18,22% Ampla - 18% Bandeirante - 18,08% Boa Vista - 18,14% Caiua - 18,08% CEA - 18,04% Ceal - 18% CEB - 18,11% CEEE - 18,13% Celesc - 18,48% Celg - 18% Celpa - 18,83% Celpe - 18,04% Celtins - 18,20% Cemar - 18% Cemat - 19,29% Cemig - 18,14% Cepisa - 18% Ceron - 18% CERR - 18,04% CFLM - 20,92% CFLO - 18% Chesp - 18,01% CJE - 18,34% CLFSC - 19,66% CNEE - 19,69% Cocel - 18,41% Coelba - 18,96% Coelce - 18,05% Cooperaliança - 18,01% Copel - 18,12%

Cosern - 18% CPEE - 23,38% CPFL Paulista - 18,07% CPFL Piratininga - 18,39% CSPE - 18,01% Demei - 18,36% Dmed - 18,08% EBO - 18% EDEVP - 18,16% EEB - 18,65% Eflul - 18,17% Elektro - 18,47% Eletroacre - 18,01% Eletrocar - 18,07% Eletropaulo - 18,25% ELFJC - 18,04% ELFSM - 18,97% EMG - 18,14% Enersul - 18,24% ENF - 18,07% EPB - 18,01% Escelsa - 18,01% ESE - 18% Forcel - 18,01% Hidropan - 18,50% Iguacu - 18,11% Light - 18,10% MUXFELDT - 18,55% RGE - 22% Sulgipe - 18,33% Uhenpal - 25,94%

Reforma de ponte interdita MT 100

A secretaria de Obras irá fazer uma reforma na ponte sobre o córrego Lajinha na MT-100, que está colocando em risco quem trafega na rodovia, os reparos são para evitar a queda com a troca de parte do madeiramento. A previsão é de que a reforma demore algumas horas e por isso, a rodovia estadual no trecho entre Barra do Garças e Araguaiana estará interditada na próxima segunda-feira (28) a partir das 7 horas da manhã, inicialmente os trabalhos seriam realizados no domingo, mas os chacareiros pediram para adiar para a segunda devido a entrega de mantimentos na cidade por causa da feira. Segundo o responsável pela obra José Ribeiro “Passo longo” a expectativa é de que a troca das madeiras que dão base à ponte sejam iniciada e concluída no mesmo dia, mas não descarta manter a interdição até terça-feira, principalmente se o tempo continuar chuvoso, pois acaba atrapalhando o andamento dos trabalhos. Localizada a poucos quilômetros de Barra do Garças, a ponte do córrego Lajinha está bastante danificada, apesar de ter sido reformada a menos de 2 anos, colocando em risco quem trafega pela MT-100. Em caso de emergência duas rotas alternativas podem ser usadas para ligar os municípios de Araguaiana e Barra do Garças, através de uma estrada vicinal que sai das proximidades do córrego Ouro fino, passando pela fazenda Paulistinha e BR-158 ou utilizando a balsa até Registro do Araguaia tendo acesso pela BR 0-70, vindo pelo estado de Goiás. Nos dois trajetos a distância aumenta em mais de 50 quilômetros.


2

25 de janeiro de 2013

No deserto, no vale, na montanha

“Ainda que eu ande pelo Vale da sombra e da morte, não temerei mal algum, pois tu, Senhor, estás comigo”. (Salmos de Davi 23.4).

Melchíades Motta

Em várias instituições fraternais e religiosas, existem as hierarquias dos graus de crescimento intelectual e espiritual. A mais conhecida, a Maçonaria, no mais usado rito escocês existem os 33 graus - simbolizando a escada de Jacó, aquela que subia para céu - desde aprendiz, mestre, inspetor e até grande comendador. Nas igrejas cristãs, existem os católicos graus de diácono, sacerdote, bispo, arcebispo, cardeal e papa. Na maioria das igrejas evangélicas existem os auxiliares, diáconos, presbíteros, evangelistas, missionários, anciãos, pastores, bispos e apóstolos, seguindo o modelo bíblico. A caminhada espiritual do cristão tem ainda os verdadeiros graus espirituais de experiências, provações e conquistas inefáveis, nos cenários chamados de deserto, vale e montanha (não necessariamente nessa ordem). Conforme os graus ou níveis do desenvolvimento espiritual, o começo ou final dessa caminhada podem estar em qualquer dessas fases. Existem etapas na vida em que o cristão está acomodado ou tranqüilo, parece até que o céu é aqui na terra, na paz, no trabalho e no lar muitas bênçãos, elogios e exaltações. Na igreja é requisitado para importantes tarefas, de coordenar departamentos, organizar eventos, ministrar em seminários e dirigir cultos de pregação e de libertação. Isto pode simbolizar “estar por cima”, no alto da montanha. Mas tudo exterior, aparente... Mas no mar da vida tudo se transforma da água para o vinho num piscar de olhos. Você dorme feliz e acorda triste, dorme saudável e acorda doente. Pois assim como existe o dia da prosperidade, também existe o dia da adversidade. Pode ser o início de um deserto ou de um vale, ambos penosos. Todos nós sabemos o que é um deserto; é um lugar árido, seco, com perigos iminentes, sem água, sem sustento, solitário, que tem temperaturas extremas de dia e um frio terrível à noite. Saiba que o deserto é a escola do Eterno. Um dia haveremos de passar pelo deserto, lugar onde há angústia e medo, solidão, necessidade de algo, onde as expectativas são frustradas, sonhos não realizados, onde teremos vontade de desistir de tudo. É no deserto que nos descobrimos, que encontramos o nosso “eu”, nossas falhas, nossos erros. O deserto simboliza as nossas provas, nossos temores, nossa total dependência do Eterno. Antes de começar sua obra salvadora, Jesus Cristo também passou pelo deserto. O inimigo usou a própria Escritura para tentar a Jesus, aquele que pode tentar nos enganar usando a própria Bíblia, mas em um sentido diferente do que ela diz. Fiquemos vigilantes, pois têm muitos desses tentadores por aí, que fazem essas inversões de valores da Verdade. Usam nossa fragilidade, nossa fidelidade e crise espiritual, familiar ou financeira, para seduzir, explorar e desvirtuar. O deserto é um lugar provisório, um lugar de passagem. Não se pode viver no deserto. Os israelitas viveram 40 anos no deserto, mas receberam de Deus o maná do céu, a água da rocha, a nuvem de dia, e a coluna de fogo a noite. Lembremos que não passaremos pelo deserto sozinhos. Se confiarmos e esperarmos o Eterno passará conosco. Um vale normalmente é um espaço compreendido entre dois montes, ou mesmo um lugar aberto cercado pelas montanhas, e nem sempre é um lugar onde se queira estar. Às vezes há alagamentos, em outras, escuridão. Em alguns, o caminho é estreito e quase não se pode passar, mas é no vale que o Altíssimo também quer se revelar aos seus filhos. Muitas vezes só queremos subir, estar no alto dos montes, mas o Eterno também nos quer levar pelo vale, pelo caminho da solidão para nos mostrar quem Ele é para nós. Se o Altíssimo está nos conduzindo pelo vale, é porque Ele estará conosco... Se você ainda não passou pelo vale, um dia haverá de passar. O vale é um lugar de abandono, onde as pessoas se esquecem de você. No vale você não tem amigos, não tem parentes e não tem conselheiros. No vale você aprende estar a sós com o Altíssimo. Ali você ora, chora, geme, clama, busca, passa pelo caminho estreito do Eterno. Ali você aprende a ser obediente, assim como foi o patriarca Jacó teve que passar pelo vale do Ribeiro de Jaboque. Os cristãos passam por vales assim como qualquer outra pessoa. Ficam decepcionados, ficam doentes, sofrem tragédias, perdem pessoas queridas, têm dificuldades financeiras. O povo de Deus passa por vales assim como as demais pessoas. Mas existe a grande diferença, da presença de Deus em nossas vidas... No deserto o Altíssimo nos prova, no vale Ele se revela a nós, mas é na Montanha que conseguimos enxergar a grandeza do Eterno. Depois de ter passado pelo deserto, depois de termos enfrentado o Vale, chegaremos então à Montanha. Um dia, vitoriosos nos confrontos, nós estaremos no monte, onde tudo é lindo, maravilhoso. No monte conseguiremos ver por onde nós passamos, por onde a nossa fidelidade venceu os desafios. Então iremos glorificar ao Eterno por ter nos amparado e nos ajudado. No monte a visão é diferente, ampla, eterna... “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará... Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.” (Salmos de Davi 23.1,6).

Estaduais prosseguem com jogos no sábado e domingo O União Rondonópolis derrotou o Mato Grosso na noite de quinta-feira, 24, por 2 x 1. Com o resultado ficou assim a classificação: 1º lugar - Luverdense 4 ptos; 2º lugar - Rondonópolis, 3; União Rondonópolis, 3; Mato Grosso, 3; 5º lugar, Cuiabá, 2; 6º lugar - Vila Aurora, 2; Mixto, 1. Neste sábado, 26, às 18h, o Rondonópolis volta a campo para enfrentar o Cacerense. A terceira rodada será complementada no domingo com os seguintes jogos: Luverdense x Vila Aurora; Mato Grosso x Mixto; União x Sinop. Todos os jogos serão as 18h. Goiás Pelo campeonato goiano, o Goianésia, dividindo a liderança com o Goiás, com 6 pontos, enfrenta o Vila Nova, no campo do Vila neste sábado, às 17h. A rodada prossegue no domingo com os seguintes jogos: Aparecidense x Crac; Atlético x Goiás; Grêmio x Anápollis; Itumbiara x Rioverdense. A classificação é a seguinte;1 lugar, Goiás, 6 ptos; Goianésia, 6;. 3º lugar – Rio Verde e Aparecidense, 4; 5º lugar – Anapolis, Vila Nova, Crac, 3. As equipes do Grêmio de Anápolis, Itumbiara e Atlético ainda não pontuaram.


jornal On Line 25 de janeiro de 2013