Page 1

Espaço ÿ do Povo 1114 Paraisópolis - São Paulo - Julho de 2011 - Ano V

Prefeitura entrega mais 123 moradias em Paraisópolis “A entrega desta unidades consolida a nossa principal bandeira defendida na eleição da União dos Moradores que é Urbanização com Garantia de Moradia. Até 2014 serão mais de 3 mil unidades entregues” Disse Gilson Rodrigues presidente da União dando inicio à cerimônia de entrega das Unidades Habitacionais do Condominio D no dia 19 de Junho. Além disso o prefeito reafirmou seu compromisso em apoiar a construção da Linha 17 Ouro do Metrô em entrevista realizada na Rádio Nova Paraisópolis no último dia 7 de Junho. Pág. 3 e 4

Grêmio Campeão da Copa da Paz Foto: Aline Barbosa

Público recorde acompanha Final da Copa da Paz 2011 no Campo do Palmeirinha no último dia 16 de Junho. Onde o Grêmio sagrou-se campeão e o jogador Barata revelação do campeonato e artilheiro da competição, fato inédito em todas as edições da Copa. Uma festa que promete crescer ainda mais em participação no ano que vem na 5a. Edição. Pág. 9

Metrô consegue derrubar liminar e já pode começar obra da Linha 17 Ouro A Câmara Reservada ao Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou o recurso proposto pelo Metrô de São Paulo e autorizou a continuidade da licitação para construção da Linha 17 – Ouro, monotrilho que deverá ligar o Aeroporto de Congonhas à região do Morumbi, passando pela comunidade de Paraisópolis. Pág. 12


Espaço do Povo

Espaço do Povo - Julho 2011 - 2

Rádio Nova Paraisópolis vai aos poucos conquistando a comunidade Mayara Penina “Depois de muita burocracia e de um processo bastante turbulento, conseguimos a concessão da Rádio Nova Paraisópolis”, comemora Joildo Santos, articulador, operador de som, editor e “faz tudo” da rádio. A Nova Paraisópolis FM (frequência 87, 5) foi inaugurada no dia 6 de agosto de 2010, mas o movimento para a legalização de uma rádio no bairro acontece há pelo menos 11 anos. Antes existiu uma emissora não legalizada, que era muito conhecida e ouvida na comunidade, mas foi fechada pela Polícia Federal. Os estúdios da rádio ficam no segundo andar da sede da União dos Moradores de Paraisópolis. Todos os aparelhos são fruto de doações de moradores e empresas privadas. O raio de alcance da antena ultrapassa um quilômetro, o suficiente para abranger toda a extensão da comunidade e arredores do Morumbi. Para marcar sua estreia, o prefeito Gilberto Kassab foi sabatinado ao vivo por líderes comunitários, que o questionaram sobre problemas como a falta de creches e de opções de lazer para a juventude. De lá para cá, outras autoridades foram entrevistadas, entre elas, o ex- presidente Lula. Confira a entrevista concedida http://bit.ly/pLsmor . A atual presidente Dilma Roussef também já visitou a rádio. Paraisópolis tem mais de 100 mil habitantes. Dentro do próprio bairro há muitas realidades e preocupações diferentes. Em uma região, o problema é o trânsito, em outra é o barulho e assim por diante. “Só uma rádio voltada para a comunidade para conseguir tratar de temas tão locais e fazer com que os moradores se

sintam retratados”, explica Santos, enquanto atende vários telefonemas de ouvintes pedindo músicas. Uma das locutoras, a cantora Lindalva Silva, dedica diariamente quatro horas para comandar um programa de música sertaneja. “Se eu não estivesse aqui, eu estaria em casa, então eu venho para cá fazer o que sei e o que gosto de fazer. Ninguém pode ter dúvidas que isso é feito com muito carinho, já que eu não recebo salário para estar aqui”, explica. Joildo conta que, como articulador, trabalha para que as pessoas do bairro se unam e um dia, a rádio funcione sozinha, sem ele. “As coisas já estão caminhando para que isso aconteça. Nosso início foi um processo muito rico, muitos começaram a fazer programas e pararam. Mas aos poucos fomos aprendendo”, diz. Além da rádio, há outros veículos de comunicação locais como o Jornal Espaço do Povo e a Revista Nova Paraisópolis e o Jornal Paraisópolis News, que trabalham para a reivindicação dos direitos dos moradores como a construção do metrô. Hoje, a rádio Nova Paraisópolis conseguiu se estabilizar e mantém entre 8 e 14 horas de programação diária, alternando entre programas musicais e de serviços, todos comandados por moradores. O mestre de obras Gilson da Silva gosta mesmo é de ouvir a música de artistas locais e saber dos serviços e eventos que estão acontecendo no bairro. “É legal também ouvir pessoas que moram aqui”, afirma. Para quem não está em Paraisópolis e quer ouvir a rádio pela internet acesse http://paraisopolis.org/radio

Nova ParaisóPolis 87,5 FM Rua Ernest Renan, 1366 - Tel.: (11) 3501-3039 contato@novaparaisopolisfm.com.br / http://novaparaisopolisfm.com.br

Programação Segunda a Sexta 08:00 10:00 14:00 16:00 18:00 19:00 20:00

21:00

Programa Manhã News Mistura da Nova Paraisópolis Mistura Musical Forró e Brega Papo e Som 1ª parte Voz do Brasil Papo e Som 2ª parte

Locutor Sidnei Paz Lindalva Silva Lindalva Silva Luiz Felipe e Rafael Carvalho Luiz Felipe e Rafael Carvalho

as

22:00

Programa Boas Novas da Salvação

12:00

Programa Ritmos da 87,5

22:00

HipHopolis

11:00 15:00 17:00 18:00 20:00

Programa Boas Novas da Salvação Samba Comunidade Mistura Musical Techno Melody PZS

10:00 11:00 12:00 15:00 17:00

Programa Boas Novas da Salvação Boas Novas da Salvação Boas Novas da Salvação Samba Comunidade Mistura Musical

Quinta 10:00

as

Locutor Elaine Souza

Sexta Programa

Expediente

as

Locutor Jefferson e Tiago

Sábado

DA EM 16/0 DA 9/1 9 UN

83

F

Espaço do Povo é uma publicação da Comunicação Paraisópolis e produzido pela Interativa Brasil. Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores.

Anúncios, assinatura e sugestões jornal@paraisopolis.org O Espaço do Povo possui uma tiragem de 20.000 exemplares.

10:00 14:00 16:00 18:00 19:00 20:00 21:00

Terça/Quarta/Quinta

20:30

Diretor: Joildo Santos - joildo@paraisopolis.org Produção: Interativa Brasil - espacodopovo@ibtv.com.br Designer: Mauricio Barreira

as as as as as as as

UNIÃO E MUITA LUTA

10:00 13:00 15:00 17:00 18:00

as as as as as

Locutor Andrezinho Paraisópolis Lindalva Silva Carlos Eduardo Guga Brown

UNIÃO DE MORADORES E DO COMÉRCIO DE

Domingo 09:00 10:00 11:00 13:00 15:00

as as as as as

Locutor Igreja Adventista do Setimo Dia Igreja Universal dos Dons de Deus Andrezinho Paraisópolis Lindalva Silva


2

Urbanização

Espaço do Povo - Julho 2011 - 3

Urbanização com garantia de moradia Da Redação

A Prefeitura de São Paulo entregou no último dia 19 de Junho, 123 Unidades Habitacionais do Condomínio Paraisópolis D, do Programa de Urbanização de Paraisópolis. As obras realizadas na comunidade consagram esta intervenção como o maior projeto de urbanização sendo executado no Mundo. A cerimônia contou com a pre-

sença do prefeito Gilberto Kassab, do secretário de Habitação do município, Ricardo Pereira Leite, do presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, Gilson Rodrigues, e demais autoridades. Ao final do programa estão previstas 2.940 novas unidades habitacionais na região, sendo que 1.117 já foram exe-

cutadas. Os recursos são provenientes dos governos Municipal, Estadual e Federal. O prefeito Kassab descerrou a placa inaugural do condomínio e fez a entrega simbólica das chaves a moradores. “Este é um dos projetos mais importantes da cidade de São Paulo, que engloba uma série de ações, não só de habitação, mas também de educa-

ção, saúde, de meio ambiente. A transformação deste espaço é visível e traz mais dignidade aos moradores. Ainda temos mais centenas de moradias para entregar aqui”, disse. Os imóveis entregues são destinados ao atendimento das famílias removidas de áreas de risco. Os apartamentos são divididos em dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O novo empreendimento recebeu projeto paisagístico, área de lazer condominial (playground, jardins e área coberta de lazer), vias pavimentadas, além das redes adequadas de água, esgoto, drenagem, energia elétrica e gás natural, com medidores individualizados. O secretário Ricardo Pereira Leite fez questão de ressaltar que as novas habitações são resultado de um trabalho coletivo. “Tivemos o apoio da comunidade, das lideranças do bairro, além de uma ação integrada entre os governos. O esforço concentrado permite que hoje a região faça jus ao nome que leva, Paraisópolis, dada a beleza da área renovada. Temos feito pesquisas e constatado que os moradores de Paraisópolis têm se adequado perfeitamente nas moradias em formato de condomínios, um conceito novo aqui na região”, acrescentou.

Prefeitura inaugura CEI Cedrinho V em Paraisópolis O prefeito de São Paulo inaugurou oficialmente no dia 31 de maio, o Centro de Educação Infantil Indireto Cedrinho V, no Complexo Paraisópolis. A construção do CEI Cedrinho V foi executada pela Secretaria Municipal de Habitação. O prédio possui 14 salas, sendo duas de Berçário I, quatro de Berçário II, seis de Mini Grupo I e duas salas de Mini Grupo II, além de refeitório, copa-cozinha, lavanderia, secretaria, lactário, solário, elevador, salas administrativas e sanitários. A obra custou R$ 1,7 milhão. A administração do CEI é fruto do convênio firmado entre a Secretaria Municipal de Educação

e a Associação Cedro do Líbano de Proteção a Infância – entidade responsável pela direção da unidade. “Esse é um momento muito feliz. Com a inauguração de mais uma CEI, atingimos essa expressiva marca de 194 mil crianças matriculadas em unidades de educação infantil na cidade de São Paulo. E ainda temos o imenso desafio de construir mais vagas para as futuras gerações”, disse o prefeito após inaugurar a nova CEI, que atende atualmente 158 crianças.


Cidade Paraisópolis

Espaço do Povo - Julho 2011 - 4

Comunidade em crescimento Em entrevista a rádio Nova Paraisópolis, prefeito Gilberto Kassab enaltece o momento de transformação que Paraisópolis vive Felipe C. Santos

Hospital Kassab esclareceu que é preciso aguardar todas as instalações de atendimento

No dia 8 de junho foi aprovada a licença prévia ambiental para a construção da linha.

Foto: Isaac Bezerra

O prefeito Gilberto Kassab visitou a comunidade dia 7 de junho e concedeu entrevista exclusiva à rádio comunitária Nova Paraisópolis 87,5 FM. Também participaram da entrevista os secretários municipais Alexandre Schneider (Educação) e Ricardo Pereira Leite (Habitação). A superintendente de Habitação Popular, Bete França, e a coordenadora do Programa de Urbanização de Paraisópolis, Maria Tereza Diniz, também estavam presentes no encontro. Gilson Rodrigues, presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, conversou com o prefeito sobre educação, habitação, o programa de urbanização, e sobre a principal reivindicação da comunidade, um hospital para atender a demanda de Paraisópolis. Leia a seguir os principais trechos da entrevista com o prefeito e secretários.

Subprefeito Alexandre Conti, Gilson Rodrigues - União dos Moradores, Prefeito Gilberto Kassab durante vistoria das obras do Programa de Urbanização

em saúde ficarem prontas, para então, haver um posicionamento claro sobre as necessidades da comunidade na área de saúde pública. Atualmente existem em Paraisópolis duas UBSs (unidade básica de saúde) e serão inauguradas em breve mais uma UBS e uma AMA.

Metrô O prefeito declarou total apoio ao projeto da linha 17-Ouro, que irá ligar a rede metro-ferroviária ao aeroporto de Congonhas, passando por Paraisópolis. De acordo com o Metrô a linha terá 17,9 km de extensão com 18 estações.

Foto: Renato Negrão Gilson Rodrigues - Presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, Alexandre Schneider - Secretário Municipal de Educação, Prefeito Gilberto Kassab, estavam presentes Ricardo Pereira Leite - Secretário de Habitação, Bete França - Superintendente de Habitação Popular, Maria Tereza Diniz - Coord. do Programa de Urbanização de Paraisópolis, Juliana Gonçalves - Presidente da Associação das Mulheres de Paraisópolis entre outras autoridades e lideranças

Educação O secretário de Educação, Alexandre Schneider, fez um balanço da área educacional na comunidade. Ressaltou o aumento significativo de escolas e creches, que saltou de 4 para 14 unidades (incluindo o CEU). Segundo Schneider, no início da gestão do atual governo haviam 1.900 alunos matriculados, hoje são 5.700. Ainda de acordo com o secretário, a prefeitura vai construir mais duas Emefs (Escola Municipal de Ensino Fundamental), uma na perimetral e outra próxima ao casarão, e o próprio casarão vai se transformar em uma creche. No caso das Emeis (Escola Municipal de Ensino Infantil) serão construídas mais duas unidades, na perimetral e no mesmo terreno próximo ao casarão, junto com a Emef. Com essas obras concluídas serão abertas mais 1.300 vagas em escolas municipais para as crianças de Paraisópolis. O secretário prometeu ainda mais vagas para a comunidade durante seu mandato. Urbanização Ricardo Pereira Leite, secretário municipal de Habitação, prometeu a conclusão das obras de saneamento básico em abril de 2012, com toda a comunidade atendida, com água e esgoto tratados. As obras viárias estarão prontas até a primeira metade do ano que vem, assim como a canalização do córrego do Antonico. Leite destacou a verticalização implantada em Paraisópolis, por meio do projeto de urbanização, gerando moradias de qualidade e resolvendo um problema físico de falta de terrenos e áreas de risco.


4

Cidade Paraisópolis

Espaço do Povo - Julho 2011 - 5

Associação das Mulheres de Paraisópolis rumo a

formalização da cooperativa de doces e salgados

Juliana Gonçalves comemora mais uma formatura e trata dos próximos passos da AMP

Apresentação do Coral do Grupo Harmonia

Formandas, professoras e convidados


Olhares de Paraisópolis

Espaço do Povo - Julho 2011 - 6

Olhares de Paraisópolis revelam essência e simplicidade da comunidade Prevista para Setembro exposição do curso de fotografia Olhares de Paraisópolis mostrará material captado pelos alunos do curso ofereci-

do na comunidade pela União dos Moradores. Os alunos tiveram oportunidade de realizar visitas fora da comunidade para ter contato com di-

ferentes aspectos da fotografia, mas o material mais precioso foi aquele produzido na comunidade, revelando um outro olhar sobre a nossa re-

alidade e o talento destes fotógrafos em formação. Veja uma mostra do material produzido


6

Espa莽o do Povo - Julho 2011 - 7

Olhares de Parais贸polis


Cultura

Espaço do Povo - Julho 2011 - 8

Projeto da orquestra cresce e desenvolve paixões Da Redação Em meio ao som de funk, rap e forró, há um grupo que vem crescendo na comunidade de Paraisópolis, apaixonados pela, até então pouco acessível, música clássica. O Projeto de um ano de vida, “Orquestra Filarmônica de Paraisópolis” tem dado a oportunidade da juventude da região, que se interessa por música, realizar o sonho de ser um grande músico. As crianças e jovens que participam do programa têm acesso, gratuito, ao estudo de qualquer instrumento de orquestra, mais aulas de Coral, História da Música, Teoria Musical e Prática. Para participar não precisa sequer conhecer os instrumentos, pois durante uma semana o aluno ou aluna nova irá conhecer todos e decidir sobre qual quer aprender. É necessário comparecer duas vezes por semana e os instrumentos de estudo estão à disposição de todos, e para praticar basta apenas agendar o horário em que vai estudar. Para dirigir este trabalho, a União de Moradores e Comércio de Parai-

sópolis, criadora do projeto, conta com a experiência e dedicação do maestro Paulo Rydlewski. Este acredita que um grande músico não se faz apenas com talento, mas principalmente com muita dedicação. “As orquestras não são compostas apenas por grandes talentos, têm muita gente que batalhou muito até chegar lá e assim se tornou um bom profissional”, explica o maestro. Paulo, que se mostra um apaixonado pela música, conta como está feliz na direção deste trabalho,“Eu fui completamente surpreendido! Temos verdadeiros talentos, verdadeiros potenciais dentro do projeto. Desde os pequeninos de 7 anos até os mais velhos de 17, eu encontrei em muitos deles, talvez em todos, o gosto pela música”. Hoje, os alunos já estão tão focados e acostumados ao estudo da música que mesmo quando não têm aula, vários deles, se encontram para praticar e aperfeiçoar seu desenvolvimento.

“Essa troca de energia com todos alunos dá a mim e aos professores um grande estímulo para prosseguirmos com toda a dedicação e carinho por eles. Não tenha dúvida, em pouco tempo vamos conhecer

bons músicos em Paraisópolis”, diz o maestro. Para quem se interessar e quiser visitar ou iniciar seus estudos no projeto, as aulas acontecem todos os dias entre 14h30 e 17h30, no CEU Paraisópolis.

porque gosta”. Fala Vanda Falcone, a idealizadora do projeto. Até agora foram apresentados alguns saraus, e com a aproximação do próximo neste fim de julho, a maior satisfação de Vanda é olhar o que foi sendo transformado ao longo das apresentações.

“Para ter o depois é importante observar o antes”, afirma ela. O sarau é o desfecho do que é produzido. E esse antes é mostrado de modo concreto, contado nas próprias paredes coloridas, nas cadeiras e mesas. Tudo é preparado, pensado e transmite arte. No final desse mês, o Sarau de Paraisópolis abordará a poesia latina americana, tema esse que já está na mente e coração dos jovens. A absorção pela comunidade, aos poucos é percebida, na platéia, a família dos jovens é presença marcada e essa é uma prova de que o resultado está cada vez mais visível. A cultura é um despertar, precisa que muitos cooperadores auxiliem em sua divulgação, e o Sarau precisa sair de dentro da comunidade e ganhar espaço em outras mídias, ele deve ser transmi-

tido para além dos muros. A produção cultural já é uma certeza, mas o incentivo a ela precisa ser maior. O boca -a - boca é essencial, e os convidados é fruto do trabalho dos jovens que contam para seus amigos, de cartazes colocados, e de anúncios feitos na radio Nova Paraisópolis. Mas a divulgação ainda é pequena, comparada ao significado cultural que o sarau representa para quem o faz e o poder de transformação que ele pode ter, uma vez que alcançar um número maior de pessoas Os meninos e meninas que o faz já haviam experimentado o gostinho da cultura em outros locais que faz trabalhos paralelos com o que hoje é feito pelo Programa Einstein. E isso contribuiu para que eles desenvolvessem desde cedo o amor pela arte. Essa é uma prova de que quanto maior for o número de defensores e apoiadores de projetos como esse, maior será o resultado nas vidas de moradores de comunidades que lidam constantemente com desafios, dentro desses, a violência é o maior.

Aluna da Orquestra Filarmôminica de Paraisópolis

Sarau de paraisópolis, a arte que ganhou vida Flaviane Fernandes Uma porta aqui, um degrau ali e aos poucos o espaço onde é produzido o Sarau de Paraisópolis é revelado. Mais do que algo físico, o que se vê por todas as partes é a arte ganhando forma, tom e ritmo. As salas de oficinas são testemunhas do esforço e empenho de alunos e educadores em busca de um único objetivo, o Sarau que acontece como sempre no último sábado de cada mês. Os jovens que são os protagonistas do espetáculo, assim como a produtora Vanda Mafra Falcone e a diretora Miriam de Castilho, sabem da responsabilidade de não fazer feio e por isso tudo deve ser feito com zelo e preparo. Ao passar pelas portas é possível enxergar o trabalho ganhando forma, vida. Não há repetições, sempre há algo novo para ser mostrado e par isso não acontecer, o talento aliado ao empenho é arma essencial. “Quem está aqui está porque quer,


8

Esportes

Espaço do Povo - Julho 2011 - 9

Grêmio de Paraisópolis é campeão da Copa da Paz 2011 Aline Barbosa No último dia 16 de Junho, foi realizada no campo do Palmeirinha, em Paraisópolis, a final da Copa da Paz 2011. Os clubes Grêmio de Paraisópolis e o Unidos da Ponte, da Vila Santa Catarina, da região do Jabaquara, disputaram a final do campeonato. O time da casa foi o grande campeão. O Grêmio de Paraisópolis começou desacreditado, mas surpreendeu a todos, vencendo por 2x1 a disputa. Bastante tensa, a partida contou até com invasão de torcedor no campo. O primeiro tempo começou agitado, tendo muita disputa, deixando para o segundo tempo a definição do placar. O Unidos da Ponte abriu o placar no início da segunda etapa com gol do zagueiro Everton. O time de Paraisópolis aproveitou todas as chances de contra-ataque, mas não conseguia engrenar nas finalizações, mas, ao 15 minutos do segundo tempo, aproveitando as falhas da zaga, O Grêmio marcou seu primeiro gol, na bola parada Tota marcou. No segundo tempo, a partida foi marcada por inúmeras faltas. Ao todo foram seis cartões-amarelos na partida; três para cada lado. Faltando 15 minutos para o encerramento do jogo, até então empatado, a decisão parecia rumar aos pênaltis. Sob um clima tenso, enquanto

o Unidos reclamava da atuação da arbitragem, o Grêmio aproveitou a chance e, num lance de escanteio, virou o placar, numa triangulação e golaço do atacante Fernando. Embora o clima de tenso e de discussão na partida, o jogador Ruan do Unidos da Ponte garante a importância e o significado do campeonato. “As reclamações são apenas no momento de raiva, na hora em que o time está perdendo. Mas o campeonato é da paz, o nome já diz tudo”, diz.

Sob gases e fogos na cor azul, quem levou a melhor foi o time de Paraisópolis. Mas o adversário garante a revanche para a próxima edição do campeonato. “Infelizmente, nosso time não foi campeão. Nem sempre é do jeito que a gente quer, mas ano que vem estaremos aqui. Vamos lutar para que nosso time seja campeão”, desabafa Ruan. O terceiro lugar ficou para o Tutu FC, em disputa com o E.C Alegria. Para a 5ª edição do campeonato,

O morador de Paraisópolis, conhecido como Barata, foi um dos principais destaques da Copa da Paz. O camisa 11 confessa sua paixão pelo futebol. Autor de 6 gols no campeonato, o jogador estava presente em todos os lances importantes da disputa. Era ele que todos queriam abraçar. “Enfrentamos muita dificuldade. O pessoal da diretoria doa vinte reais aqui, dez reais ali. Um pega carona com um amigo. A gente faz o

que pode pra poder trazer o pessoal pra jogar”, explica. Para Barata, a confiança no time é o resultado da vitória. “Muita molecada joga bem na comunidade. Nós nos juntamos e fomos atrás daqueles que aceitassem jogar com a gente”, conta. A trajetória não foi fácil. O jogador disputou três finais da Copa da Paz, como integrante de outros times. O propósito era que o ano de 2011 fosse diferente. Consagrado como destaque da

Copa, revela a importância e o sentimento pela vitória do time. “Estou feliz pelo reconhecimento dos nossos esforços. Não tenho mais o que dizer... É uma grande felicidade que toma conta da gente. Não consigo expressar como é grande o sentimento que eu sinto nesse momento”, revela emocionado a revelação e artilheiro da Copa da Paz 2011.

Grêmio Paraisópolis o campeão da Copa da Paz 2011

Barata o destaque da Copa da Paz

patrocinadores e organizadores do evento garantem mudanças. Segundo informações, haverá melhorias, como grama sintética no campo, acomodações dos vestiários e da arquibancada. O time do Grêmio é tri-campeão da Copa Paraisópolis e Campeão da Liga Santo Amaro, em 1999. Neste ano, levou se primeiro título no campeonato da Copa da Paz.


Cultura

Espaço do Povo - Julho 2011 - 10

Gilson Rodrigues recebe medalha de Mérito Histórico e Cultural Da Redação A Academia Brasileira de Arte, Cultura e História - ABACH, que completou 101 anos em abril desse ano, homenageou o presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, Gilson Rodrigues, em evento no Pólo Cultural Casa da Fazenda do Morumbi, no último dia 20 de junho. A cerimônia contou apresentações da Orquestra Filarmônica de Paraisópolis e do Balé Paraisópolis, além de contar com a presença de parceiros, entidades sociais e empresas parceiras de Paraisópolis. Durante a solenidade houve a arrecadação de fundos para a Associação das Mulheres de Paraisópolis – AMP. A AMP vai utilizar esse recurso para a aquisição de uma sede própria, pois hoje ela é localizada dentro da sede da União.

Gilson Rodrigues recebendo a Homenagem, Joel Alves e Roberto Oropallo - Associação Brasileira de Arte Cultura e História

Diretores da União dos Moradores, Associação das Mulheres de Paraisópolis e Parceiros Gilson Rodrigues vem trabalhando em prol da comunidade de Paraisópolis desde 2001, quando foi eleito presidente do grêmio estudantil na escola onde estudava. Desde então nunca parou de lutar pela comunidade, que atualmente busca a construção de um hospital e metrô para atender a demanda da região. Gilson também é membro do Conselho Nacional da Juventude e conselhos Nacional e Estadual de Saúde.

Paulo Uehara e Sandra Uehara, Vivendo com Arte

Milton Roberto Persoli - Chefe de Gabinete, representando a Secretária e Vice-prefeita Alda Marco Antonio, Alexandre Conti - Subprefeito do Campo Limpo, representando o prefeito Gilberto Kassab


0

Curtas

Espaço do Povo - Julho 2011 - 11 Paraisópolis nas redes sociais

AMA e UBS

Site | paraisopolis.org Twitter | twitter.com/paraisopolis_sp Facebook | http://migre.me/5jKpc

Associações de Moradores Unidas Em Outubro Paraisópolis vai ser palco de congresso da Federação Paulista de Associações de Moradores, contando com a presença de mais de 1000 delegados de todo o Estado de SP.

Morador de Paraisópolis na seleção Paulista de Rugby sub-17 Parabens ao atleta John Leno Rodrigues, dos Leões de Paraisópolis, pela convocação para a Seleção Paulista para Menores de 17 anos.

Atenção comunidade a AMA e UBS estão praticamente prontas e serão inauguradas nos próximos dias.

Chuveiro econômico Já foram instalados mais de 6.500 chuveiros econômicos no Complexo Paraisópolis, atendendo Jd. Colombo, Pinheiral, Porto Seguro e Paraisópolis, sendo este último responsável por mais de 4.500 instalações.

União dos Moradores doa bicicleta e prendas para Festa Junina do CEU Paraisópolis Dia 18 de junho aconteceu a Festa do CEU Paraisópolis, com muita música, dança, comidas típicas e brincadeiras para a Criançada, a festa foi um grande sucesso durante todo o dia. A União dos Moradores não poderia ficar de fora e doou para o CEU Paraisópolis uma bicicleta Caloi e as prendas para a pescaria.

Grupo Harmonia Troca do bem

Grupo Harmonia lança Coral na EMEF Paulo Freire, o grupo é coordenado pela agente de saúde Neusa Vicente

O Instituto Escola do povo está firmando parceria com a Nokia para realizar o projeto troca do bem, que consiste reciclar celulares velhos e obter descontos na compra de aparelhos novos.


Transporte

Espaço do Povo - Julho 2011 - 12

Justiça de SP autoriza construção da Linha 17 do Metrô A Câmara Reservada ao Meio Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou o recurso proposto pelo Metrô de São Paulo e autorizou a continuidade da licitação para construção da Linha 17 – Ouro, monotrilho que deverá ligar o Aeroporto de Congonhas à região do Morumbi, passando pela comunidade de Paraisópolis. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) havia dito que, derrubada a liminar, o contrato seria imediatamente assinado, porque a concorrência já foi feita. A construção da Linha 17 estava parada por causa de uma liminar concedida em dezembro, que impedia a assinatura do contrato com a empresa vencedora da licitação. A Sociedade dos Amigos de Vila Inah entrou com ação contra o projeto, alegando que ele não tem estudos de impacto ambiental e na vizinhan-

ça, nem seu traçado detalhado. O Metrô recorreu, mas em março a Justiça manteve a proibição. No último dia 30 de Junho, o relator do recurso, desembargador Torres de Carvalho, afirmou em seu voto que não há fundamento suficiente para invalidar a opção feita pelo Metrô, que escolheu implementar o monotrilho na região, e não por um corredor de ônibus ou metrô subterrâneo, como queria a associação de moradores. “A Companhia do Metrô tem uma tradição de apuro técnico em seus projetos e na execução deles, como se vê nas linhas implantadas; só cabe esperar que o mesmo apuro técnico tenha presidido a opção ora feita. Os argumentos expendidos, até onde se pode ir neste momento, não justificam a suspensão da licitação e da contratação”, afirma Carvalho. Também participaram do julgamento do recurso os desembargadores Renato

Nalini e Eduardo Braga. Todos votaram a favor da derrubada da liminar, com isso o processo da construção da

Linha 17 Ouro continua e aguarda a obtenção de licenças ambientais para o inicio da obra.


Jornal Espaço do Povo 14  

Jornal Espaço do Povo 14

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you