Issuu on Google+

ANOS GUIA DE IDENTIDADE VISUAL


APRESENTAÇÃO Por décadas e mais décadas, A Escola Estadual João Silveira Guimarães vem sendo a mais respeitável instituição de ensino médio da cidade, sendo inúmeras vezes campeã de aprovações em Vestibulares e Processos Seletivos na cidade de São Bento. Entretanto, lamentável é o despreparo e o desleixo de seguidos corpos gestores, que acabaram por não dar a devida atenção à imagem da Escola. Escola esta que parece prezar cada vez menos pela imagem (cite-se ‘‘Camisas do Simpósio’’) Este Manual de Identidade Visual foi criado de forma totalmente voluntária e com o interesse único e exclusivo em dar aos futuros corpos gestores bases para tornar a Escola visualmente bem representada, deixando pouco a dever aos grandes colégios do estado.


USO DO MANUAL Este manual foi desenvolvido para ser utilizado por todos que, de alguma forma, necessitem dos parâmetros do uso da Identidade Visual da Escola. Todos os exemplos utilizados nas páginas são referências, não devendo ser utilizados para reprodução. Para isso, há junto a este manual um CD com os arquivos. O Manual procura solucionar as dúvidas das aplicações básicas da Identidade Visual, contudo, sua consolidação se dará no decorrer do tempo. As situações inusitadas ou não previstas, devem ser pensadas cautelosamente, antes de alguma alteração.


ELEMENTOS GRテ:ICOS

1


SÍMBOLO A proposição inicial deste Guia é a Alteração do Símbolo, ou seja, uma mudança completa na imagem da escola, que hoje não é muito diferente de todas as outras escolas da cidade. Com a Nova Identidade Visual, Adota-se o Antigo Símbolo da Escola, datado do início dos anos 90: Em Primeiro Plano, um Livro Amarelo, com duas faixas em azul. Atrás dele, uma pena azul dentro de um tinteiro. Sob estes, uma faixa branca com os Dizeres: E.E. de 1º E 2º GRAUS JSG (Figura 1).

Usando técnicas de edição e refinamento de imagens inexistentes à época, e fazendo as alterações necessárias para adequar-se ao atual nome completo da Escola, apresentamos a nova versão (Figura 2).

Figura 1: Símbolo

OÃ E .E.E.F.M. J

O SILVEIRA GUIMA

Figura 2: Novo Símbolo

RÃ E

S


ASSINATURA COMPLETA E LOGOTIPO A Assinatura Completa é a representação do nome da escola seguindo o padrão visual, preferencialmente para usos institucionais, a representada de duas formas: Com o nome completo da Escola, e com sua abreviação mais comum, usando a cor amarela (do símbolo), como cor auxiliar (Figuras 3 e 4). O Logotipo é a parte escrita da Marca, usada preferencialmente em conjunto com esta, mas de uso mais abrangente, não ficando presa aos usos institucionais. O Logotipo da escola compõe-se da Sigla JSG, usando a cor amarela (do símbolo), como cor auxiliar. Neste caso, apresentado nas versões Vertical e Horizontal (Figuras 5 e 6).

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

JOÃO SILVEIRA GUIMARÃES Figura 3: Assinatura Completa, Versão Integral

E . E . E . F. M .

JOÃO SILVEIRA GUIMARÃES Figura 4: Assinatura Completa, Versão Reduzida

JSG Figura 5: Logotipo, Verrtical

JSG Figura 6: Logotipo, Horizontal


MARCA A Marca (Figura 7) é a fusão do Símbolo com o Logotipo, evidenciando e validando ambos como elementos construtivos de vital importância para a identidade visual.

OÃ E .E.E.F.M. J

O SILVEIRA GUIMA

RÃ E

S

JSG Figura 7: Marca


MALHA CONSTRUTIVA E AREJAMENTO A malha construtiva (Figura 8) é a organização espacial dos elementos gráficos e tem como objetivo orientar a reprodução da identidade visual da marca e a manutenção de suas proporções em ampliações ou reduções. Considera-se, na malha construtiva, cada módulo “a” como uma unidade fundamental da construção, conforme representado abaixo. O uso da marca deve prever um campo de proteção de, no mínimo, um módulo de largura da malha construtiva (arejamento de “1a”), visando garantir sua visibilidade e evitar a interferência de outros elementos gráficos em suas diferentes versões de uso, agrupadas ou separadas.

E .E.E.F.M. J

a

OÃO SILVEIRA GUIMAR

ÃES

JSG

Figura 8: Malha Construtiva com Arejamento


TIPOLOGIA A fonte utilizada para o símbolo, bem como para representar a assinatura completa e o logotipo da Escola é a DIN 1451 Mittelschrift Alternate (normal). Para maior aproveitamento e familiarização, ela é a fonte de destaque neste manual, presente em todos os títulos.

ABCDEFGHIJKLM NOPQRSTUVXYZ abcdefghijklm nopqrstuvxyz 0123456789


MONOCROMIA Em situações que não permitam a reprodução em cores, para o símbolo, sugere-se que sejam usadas suas versões em traço (positivo ou negativo) conforme representado abaixo (Figuras 9 e 10).

Figura 9: Símbolo Monocromático Positivo

Figura 10: Símbolo Monocromático Negativo


APLICAÇÃO SOBRE FUNDOS Na aplicação da marca da Escola sobre imagens ou fundos de cores variadas deve-se utilizar sombra (Figura 11). O objetivo é proporcionar uma melhor visibilidade da marca.

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

E .E.E.F.M. J

ÃES

OÃO SILVEIRA GUIMAR

ÃES

JSG JSG Figura 11: Uso de Sombra


CARTELA DE CORES O Símbolo, o Logotipo e consequentemente a marca possuem uma cartela de cores sem muitos exageros, tendo o azul (cor base que sugere calma, equilíbrio e conforto óptico) como cor principal, e o amarelo-queimado ou alaranjado (sendo uma cor vibrante,o amarelo evoca energia e ação). Também há detalhes em vermelho, em menor número e intensidade, quebrando os dois tons.

RGB: 43/64/182

CMYK: 96/87/0/0

PANTONE: 2728 C

RGB: 228/139/44

CMYK: 9/55/100/0

PANTONE: 7413 C

RGB: 237/50/55

CMYK: 0/100/100/0

PANTONE: Red 032 C


REDUÇÕES O uso da logomarca e do logotipo institucional deve respeitar as reduções máximas para não perder sua legibilidade e sua força visual. Nesse sentido, deve ser respeitado, para a logomarca, um limite máximo de redução de 15 milímetros de altura. (Figura 12)

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

E .E.E.F.M. J

JSG

ÃES

OÃO SILVEIRA GUIMAR

JSG

ÃES

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

JSG

ÃES

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

JSG

ÃES

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

ÃES

JSG

Figura 12: Reduções Máximas


USOS NÃO PERMITIDOS Estes exemplos ilustram usos inaceitáveis da marca (Figura 13).

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

ÃES

E .E.E.F.M . J

Redução Excessiva

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

ÃES

JSG

JSG

JSG

OÃO SILVEIRA GUIMAR ÃES

Inclinação

OÃO SILVEIRA GUIMA R E .E.E.F.M. J ÃES

Distorção

Invasão das margens de proteção

E .E.E.F.M. J

OÃO SILVEIRA GUIMAR

ÃES

JSG

JSG

Alteração de cor

JSG

Retirada de partes

Figura 13: Usos não permitidos


UNIFORMES

2


O IMBRÓGLIO DOS UNIFORMES VERDES Não custa nada lembrar que para adotar uma nova identidade visual, a escola deve descartar a antiga. Os atuais uniformes, brancos com três faixas horizontais verdes devem ser abolidos. Se há algum contrato com a empresa que produz os uniformes, esse deve ser revisto e alterado. Há seis anos o verde deixou de ser a cor oficial do Governo do Estado, e continua, indiscriminadamente, a substituir o azul, que é de facto a cor da escola. A ideia de alinhar os uniformes do João Silveira às cores do estado não saiu pela culatra. Saiu pelo cano de gestores ineptos que não se incomodam em encher os bolsos dos fabricantes de um uniforme feio e malfeito. Atingiu a moral e o orgulho do João Silveira, que viu sua história sucumbir diante da mesquinhez de um grupo ‘‘lambe-botas de político A’’ mudar sua imagem, e outra série de grupos de gestores não fazerem nada para voltar ao normal, não creio que por preguiça, mas mais por comodismo e falta de vontade. É claro que também não podemos eximir sua parcela de responsabilidade do fabricante. Afinal, sempre há novas camisas prontas antes mesmo de começar o ano letivo. Assim, entramos num círculo vicioso, seguindo ano após ano com esses uniformes feios. Todas as outras escolas já trocaram de uniforme nos últimos oito anos. Repito: Todas. Cemo de Azul e Dourado para Azul Marinho. Maria Dulce de Vermelho pra Vinho. Dr. Jarques de Vermelho para preto e depois para azul e vermelho. Decisão de Azul Claro para Azul Marinho... sem contar as escolas infantis, como Phablo Dantas, N.S. Fátima e Nova Visão. PORQUE MANTEMOS ESTE UNIFORME FEIO, SEM GRAÇA E LIGADO A POLÍTICA? PORQUE NÃO COLARMOS ADESIVOS EM NOSSAS CABEÇAS E FAZERMOS CAMPANHA DE UMA VEZ? A Diretoria tem poder pra isso. Tem poder para pegar essas imagens e mandar fazer, onde quiser. A diretoria tem direito a mandar suspender as camisas verdes horríveis. A diretoria pode avisar que prefere ser fiel ao passado e as tradições da Escola. Ou a diretoria pode ser tão inepta quanto as outras e continuar varrendo a história para debaixo do tapete.


UNIFORME | CAMISETA Ao contrário do que muitos pensam, as listras horizontais são anteriores à horrenda camisa verde. E elas são a única coisa que impede o uniforme do João Silveira de Cair no Marasmo. Resolvi mantê-las no uniforme. Afinal, voltando-as para sua cor original, a camisa volta a um patamar anterior. E para simplificar o que temos hoje, golas e mangas inteiramente azuis. Aquela gola listrada já está repetitiva. Opções: Gola V (Figura 14) e Gola Redonda (Figura 15).

Figura 14: Uniforme Gola V

Figura 15: Uniforme Gola Redonda


UNIFORME | PÓLO Aqui está. Este é o motivo primordial de todo o Guia. Essa Pólo é inteiramente baseada no Uniforme mais antigo do João Silveira que ainda não foi totalmente destruído. Terceiro Ano, 1995. É uma camisa inteiramente branca, apenas com o Símbolo da Escola e a Sigla JSG bordada atrás, abaixo da gola. Um visual Clássico e Conservador, para colocar fim a anos de uniformes aterradores (Figura 16).

Figura 16: Uniforme Gola Pólo


USO DA MARCA

3


APRESENTAÇÃO Ah, a papelaria. Um dos mais interessantes trabalhos gráficos. O uso da marca de uma Escola Estadual é evidentemente menor do que o uso da marca em uma Escola Particular, devido a muitas vezes, como em diplomas, relatórios externos e material impresso, ser usada a identidade visual da Secretaria de Educação ou do Governo do Estado. Por isso, não há nesta seção um trabalho muito abrangente. Muita coisa sem serventia foi evidentemente suprimida. Manteve-se apenas o essencial para representar a escola e seus funcionários de maneira condizente.


TIPOLOGIA Com o fim de complementar a fonte institucional são definidas as famílias das fontes Calibri e Verdana, para a utilização nas diversas aplicações de texto. As fontes adotadas neste manual são residentes nos softwares e aplicativos gráficos adquiridos e oficialmente instalados nos equipamentos da Escola.

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYZ abcdefghijklmnopqrstuvxyz 0123456789 (Calibri, Regular) ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYZ abcdefghijklmnopqrstuvxyz 0123456789 (Calibri, Itálico) ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYZ a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x y z 0123456789 (Verdana, Regular) ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYZ a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x y z 0123456789 (Verdana, Itálico)


CABEÇALHO Tendo em vista que todo o material afixado nos quadros e murais da escola segue um padrão, basicamente independente da identidade visual do Estado, foi elaborado um cabeçalho para esses documentos, seguindo o padrão da nova Identidade Visual (Figura 17).

Figura 17: Novo cabeçalho na tela do Editor


PROVAS, TRABALHOS E ATIVIDADES Que é uma escola sem as provas, as atividades, os resumos e os trabalhos? Como aluno eu creio que seria uma maravilha, mas como é necessário, foi feita também a alteração para os cabeçalhos das provas (Figura 18).

Figura 18: Novo cabeçalho para as provas


facebook.com/joaosilveiraguimaraes Estamos na era da internet e das redes sociais e o João Silveira ainda não tem uma página oficial no facebook. Porém, dia desses, quando eu fui definir minha instituição de ensino, acabei sem querer criando uma página, e ela já tem 103 curtidas. Mas como eu acabo nem usando ela, creio que a escola fará melhor uso. o link é http://facebook.com/joaosilveiraguimaraes.


JOテグ SILVEIRA GUIMARテウS - 50 ANOS

4


- É para os 50 anos, né? Eu tive um estalo. ‘‘50 anos? Eita, é mesmo! 2013 é o ano do 50º Aniversário do João Silveira!’’. E eu já estava com o trabalho quase pronto, mas resolvi adicionar mais uma coisa. Afinal, 50 anos só é uma vez.

ANOS

ANOS

Um uso muito comum, é o de selos comemorativos (Figuras 19 e 20), para marcar determinadas datas. Como todo este projeto visa a adoção de uma identidade visual clássica, então um uniforme se faz desnecessário. Os Selos comemorativos podem ser aplicados em documentos, certificados, e qualquer outra coisa que necessite ou mereça a chancela da escola.

Figura 19: Selo Comemorativo, Versão Horizontal

Figura 20: Selo Comemorativo, Versão Vertical


AGRADECIMENTOS Acima de tudo, a Deus, que é quem me dá forças pra continuar todo dia. Aos meus pais, por acreditarem tanto no meu potencial. Ao meu tio, Ricardo Lúcio (JSG, Turma de 1995), por me dar o apoio moral que eu precisava para começar. Ao meu professor Cleilson Cavalcante, que mesmo sem entender direito o que eu estava fazendo em alguns momentos, nunca deixou de dar a opinião que eu precisava. A todos os professores e à diretoria que foram muito gentis em me atender. Às minhas amigas Daniela Zamberlan e Tatiana Sousa, que sequer sabem que eu estou trabalhando nisso há meses, mas sempre que eu ficava estressado, me entretiam. Aos meus amigos da Federação dos Mockups, que me deram todo o apoio na execução o quanto puderam.


Identidade Visual - João Silveira Guimarães