Page 1

dist ribuição g ratu ita

A n o 03 | n º 04 | j ul ho/A gos to d e 2016


“... até os confins da terra”

Os Semeadores Presidente: Pr. Ary Ferreira Coelho Diretor: Pr. João Batista de Freitas Vice-Diretor: Pr. José Izidro Filho 1º Secretário: Pr. Antônio Vindilino Filho 2º Secretário: Pr. Oziel Moreira da Silva Secretário executivo: Pr. Isaias Inocêncio de Oliveira

Revista Os Semeadores Direção Criativa: Claudinei Almeida e Joás Inacio Vieira Planejamento Editorial: Claudinei Almeida Revisão: Joás Inacio Vieira Lucilene Mota de Sousa Projeto Gráfico e Diagramação: Jessica Fonseca Vieira Impressão e acabamento: Walprint CONTATO: Rua Princesa Isabel, 52, Centro – Caratinga/MG - CEP: 35300-074

No livro de Atos dos Apóstolos, no capítulo primeiro e no versículo oito, o Senhor Jesus, em sua última ordem, constituiu a tarefa evangelizadora a sua igreja. E em cumprimento a este ide, abraçamos um projeto desafiador: Europa – nosso novo desafio. Hoje, falar de Europa é, praticamente, trazer a palavra “crise” como sua descrição mais evidente. De início, podemos pensar que é apenas uma crise financeira, com desabamento no desemprego ou aumento da inflação. Mas, ao olharmos com mais atenção, veremos que a crise financeira é apenas uma das consequências de outro desajuste que envolve há anos todo continente europeu. Os mulçumanos ocupam vários países. Temos uma família europeia, cada vez menor. O suicídio é a primeira causa de morte na Espanha. Quanto a depressão, sabe-se que, de cada 10 pessoas, uma será vítima da doença do século. Agora é o momento de chegarmos novamente à Europa. Na busca por encontrar uma resposta, os europeus estão aderindo a satanismo, magia negra, ateísmos, além de se tornarem adeptos do islamismo. Precisamos olhar para Europa, que tem pessoas como nós e que, como nós, precisam de quem caminhe juntos a elas. Ali, especialmente ali, há muita gente distante de um amor que sustente a vida, o amor de Deus, principalmente nos países ricos. O povo daquele continente, está buscando o sentido da vida, a verdade dos valores e questionando o próprio relativismo. Nós temos a responsabilidade, por amor, de compartilhar o que um dia conhecemos: a vida com Deus. Nossos missionários estão e estarão trabalhando de forma incansável, usando a criatividade para levar esta palavra de esperança e salvação aos europeus. Pr. João Batista De Freitas Diretor do Departamento de Missões Os Semeadores Vice-Presidente das Assembleias de Deus em Caratinga/MG

Tel: (33) 3321.3951 www.projetosemeadores.org /SemeadoresOficial

Ary Ferreira Coelho Pastor Presidente

/ProjetoSemeadores /somossemeadores / SemeadoresOficial

João Batista de Freitas Pastor diretor


Por onde começar?

04 >

Europa – nosso desafio

07 >

Pela igreja sofredora

10 >

Giro de noticias

11 >

Aceite o desafio, faça parte!


os semeadores

NOSSO DESAFIO tes e até casa noturna (como acontece na Irlanda). Com a ausência de pregadores da Palavra de Deus e de plantadores de igrejas com visão bíblica e contextualizada, a Igreja, em alguns países da Europa, começou a envelhecer, perdendo o vigor e a capacidade de produzir resultados para a eternidade. Em todos os países há bolsões de pessoas que não têm acesso ao Evangelho. O desespero dessas pessoas é visto nos principais noticiários mundiais. Violência nas ruas de Londres, a pobreza e a discriminação em comunidades ciganas, alcoolismo desenfreado no leste europeu e reportagens da extinção do cristianismo em oito países europeus são apenas alguns sinais do estado de afastamento de Deus que permeia o continente. Segundo a IMB*, há ainda 772 povos não alcançados na Europa com uma população combinada de 659 milhões de pessoas. Mais de 20 anos após a queda da Cortina de Ferro, muitos países ex-comunistas ainda têm milhares de pessoas que desconfiam do Evangelho.

Europa Formada por 49 países e marcada pela diversidade cultural, durante séculos a Europa foi o berço do cristianismo, de conceituadas universidades cristãs, dos avivamentos e dos grandes reformadores. É também uma região reconhecida pela influência cultural e artística na história da humanidade, famosa também por seus

castelos, museus, monumentos e belezas naturais. Algumas igrejas e denominações europeias tornaram-se dependentes economicamente do Estado, com dificuldade em manter suas grandes catedrais e propriedades. Em razão disso, templos foram transformados em museus, salas de concertos musicais, ginásios de espor-

Em uma pesquisa recente, mais de 75% dos entrevistados em países como Estônia, Suécia, Dinamarca, Noruega, República Tcheca e Reino Unido, disseram que a religião não é importante para suas vidas. Na França, 47% das pessoas se dizem agnósticas A população cristã europeia está envelhecendo e grande parte das famílias não têm filhos, o que de certa forma,

Como posso me tornar um parceiro desta obra? Venha você também, cumprir o ide de Jesus, faça parte desta grande colheita. SEJA UM MISSIONÁRIO, SEJA UM INTERCESSOR, SEJA UM SEMEADOR ADOTIVO: ORANDO, SEMEANDO E COLHENDO! NUNCA ESQUEÇA: todo nosso trabalho é possível, porque contamos com contribuintes voluntários como VOCÊ, apaixonados por MISSÕES! Bradesco Agencia 1566 Conta corrente 28028-3

4

Banco do Brasil Agencia 177-5 Conta corrente 6.207-3

www.projetosemeadores.org

julho/agosto| |EDIÇÃO EDIÇÃO#04 #04 julho/agosto


OS SEMEADORES inviabiliza o avanço e a manutenção da igreja evangélica no médio e longo prazo. O Velho Mundo tornou-se um grande ímã para milhões de pessoas vindas da África e da Ásia. Esse alto fluxo de imigrantes, a maioria muçulmanos, que diferentemente do europeu típico, tem família numerosa, representa uma mudança drástica no perfil da família e do cidadão europeu. Há relatos de que no sul da França existem mais mesquitas do que igrejas. Estudiosos acreditam que o continente se tornará em breve mais religioso, tornando-se predominantemente muçulmano ou passará por um grande avivamento do cristianismo.

* International Mission Board, agência missionária da Convenção Batista do Sul dos Estados Unidos.

As muitas religiões confundem Inglaterra, Espanha, Holanda... Toda a Europa Ocidental está sendo varrida pelos enganos do século 21. Seitas, filosofias orientais, feitiçaria atraem milhões. Ali são realizadas anualmente movimentos esotéricos. O ocultismo e o satanismo, com suas promessas, também não param de atrair adeptos. Um exemplo é o que está acontecendo na Espanha, onde as seitas proliferam. São mais de 200 grupos destrutivos e 35 seitas satânicas. A Nova Era, com sua fachada moderna, está nas ruas, no comércio, nas pessoas. Dos grupos que hoje estão ocupando a Europa, os muçulmanos são o de maior crescimento, atingindo 3,3% da população. Depois vêm os hindus, os budistas, os seguidores das religiões tribais e os ateus (European Baptist Press Service- EBPS). Muito investimento está sendo feito. Em Madri, na Espanha, os muçulmanos julho/agosto | EDIÇÃO #04

construíram um centro islâmico, um dos mais importantes e prestigiados da Europa. Ali já há 50 mil muçulmanos. Também em Madri os mórmons abriram um centro religioso, o mais importante da Europa. A Albânia é um país onde a maioria da população é muçulmana, mas há

outros com mais de um milhão de muçulmanos, como Bulgária, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Sérvia. Na Espanha, eles já formam o maior grupo religioso. Em sete países europeus, já representam mais de 10% da população. É a religião majoritária em seis países.

5


os sem ea d o r es Um dos grandes desafios evangelísticos para a Igreja de Cristo hoje é a evangelização dos milhões de imigrantes que chegam e dos próprios europeus. Muitas são as experiências de transformação hoje vividas por grupos que regularmente se reúnem nos lares para oração. A solução passa pela dependência do Senhor e intercessão em favor dos povos. Passa pelo coração dos crentes que se compadecem pela miséria do mundo.

Por um reavivamento do cristianismo europeu

6

Nossos missionários têm levado a mensagem de boas novas às nações da Europa graças às orações e ao sustento enviados pelos crentes brasileiros, o que permite os Semeadores manter uma base de missionários naquela região do mundo que tanto carece de Cristo. No mês de abril deste ano, foi enviado a Portugal o missionário Renato Franco, que estabelecerá uma base de missões onde estará atendendo aquele continente e futuramente, continentes vizinhos, como Oriente Médio, Ásia e África. Hoje, trabalhamos para que, a partir da Europa, influência global, missionários compartilhem do Evangelho a imigrantes vindos de todos os lugares do mundo; a fim de que estes retornem ao seu povo para contar-lhe as Boas Novas.

A Europa clama por salvação. Esse clamor dos que não foram alcançados pelo amor de Cristo é que nos move a realizar a obra missionária em cumprimento à Grande Comissão. Missionário Renato Franco, é casado com a missionária Jackeline Franco e pais de Florence e Arthur. Converteu-se ao evangelho com 17 anos e veio ter seu contato com missões muito cedo. Formado no IBAD, o missionário Renato, teve suas experiências iniciais em áreas que carecem do evangelho em Minas Gerais. Alguns anos mais tarde, o missionário teve sua experiência no exterior e agora está de volta a Europa.

Fonte: matéria europa/revista jmm – campanha 2013 – testemunhe as nações julho/agosto | EDIÇÃO #04


o s s e m e ad or e s

Mãos dadas Semeadores torna parceiro da mais

– missão em apoio à igreja sofredora.

E

m janeiro de 2010, um forte terremoto abalou o Haiti e fez mais de 250 mil mortos e um milhão de desabrigados. Em meio a esse cenário de total desespero, surgiu a MAIS (Missão em Apoio à Igreja Sofredora), movida pelo ardente desejo e claro chamado de Deus para responder à tragédia e ajudar a igreja haitiana. Além do socorro aos nossos irmãos vítimas de catástrofes naturais, a atuação da MAIS se desenvolveu de forma a buscar ações que fortaleçam também a igreja em lugares onde exista situação de guerra ou perseguição religiosa. No Haiti, as ações começaram com a distribuição de água potável e alimentos e se desenvolveram em um auxílio pós-trauma. A partir de então, a organização, por meio de sua liderança e equipe em campo, percebeu a necessidade de se envolver além de um auxílio financeiro ou com alimento e água, mas a partir do treinamento da igreja local, de forma que essa se tornasse o agente transformador de sua sociedade. Foi neste momento que o desenvolvimento comunitário passou uma das principais ferramentas da MAIS, tendo na Escola de Desenvolvimento Comunitário e Programa de Microcrédito seus principais instrumentos.

julho/agosto | EDIÇÃO #04

Em 2013, nos vimos diante de um novo desafio. A procura por refúgio no Brasil aumentou por conta dos cristãos perseguidos na Síria. Os irmãos que procurávamos fortalecer em seu país precisaram de uma nova casa e, apesar do tamanho do desafio inédito, a MAIS montou uma estrutura básica para receber estas famílias. Desde então, mais de 40 famílias já passaram por nossa organização a caminho de um novo começo no país. Após recebê-las, o processo de auxílio passa pela equipe do Programa de Refugiados, que busca igrejas parceiras que possam acolher e acompanhar os refugiados em diferentes estados e denominações no país.

7


os semeadores Foi nessa época que compreendemos a necessidade de preparar jovens vocacionados a serem uma resposta a esse mundo, utilizando-se da ferramenta do desenvolvimento comunitário somado ao poder e mover do Espírito Santo de Deus. Nesse primeiro semestre de 2016 tem início a 5ª turma do Centro de Treinamento da MAIS (CTMAIS), por onde já passaram pouco mais de 100 obreiros, alguns levando as boas novas do Reino a diferentes partes do mundo e outros fazendo a diferença em suas próprias comunidades. De uma base no Haiti e um pequeno escritório no Brasil, passamos a realizar projetos no Sudão, Burundi e Turcomenistão. Tivemos ações emergenciais no Japão e na Palestina e atualmente já estamos com bases operacionais na Colômbia, Guiné-Bissau, Uganda, Itália, Oriente Médio, Ásia Central, Nepal e Sudeste Asiático, além da sede nacional em Colombo, no Paraná, e um trabalho compartilhado com outra organização cristã no sertão do Piauí.

Centenas de sorriso

A

organização já conta com mais de 70 obreiros brasileiros e nativos, além dos filhos desses missionários. Antes de implantar uma nova base no campo, nossos missionários realizam incursões e buscam aproximação com igrejas e líderes locais a fim de conhecer as necessidades e potencialidades da região. Este trabalho de diagnóstico comunitário continua sendo aperfeiçoado com a instalação da base e passa a nortear as ações na região.

à imagem e semelhança do Pai. Por isso, toda a equipe, seja fora ou dentro do Brasil, se empenha nesse chamado de lutar pela fé evangélica (Filipenses 1:27), que sofre pressões e dificuldades nas quais, na maioria das vezes, sequer conseguimos imaginar em nosso contexto. É com esse chamado em mente que demos nosso próximo passo como organização.

Enquanto trabalham pela implementação dos projetos ou dão suporte a iniciativas locais, nossos missionários caminham lado a lado de obreiros nativos, a fim de prepará-los para dar continuidade à transformação de sua própria realidade. A Tailândia, por exemplo, é um país onde mais de 90% da população é budista. Lá, temos dois obreiros nativos em treinamento. Enquanto aprendem a difícil língua nativa, nossos missionários discipulam jovens cristãos e oferecem aulas de inglês a crianças e adolescentes de um orfanato cristão.

A Tailândia, por

A visão de desenvolvimento comunitário se utiliza de pequenos ou grandes projetos que visam restaurar a dignidade de homens, mulheres e crianças -- criados

população é budista.

8

exemplo, é um país onde mais de 90% da

julho/agosto | EDIÇÃO #04


OS SEMEADORES lhor estrutura a famílias refugiadas que sofrem por causa de guerras ou perseguições e termos todas essas estruturas e escritório em um único local. Nos últimos três anos, em parceria com igrejas de todo o Brasil, acolhemos aproximadamente 200 refugiados. Acreditamos que essa é uma nova fase, um novo tempo, e tempo de sonhar. Sonhar mais alto e sonhos maiores, à medida que Deus nos concede respostas e revela caminhos. O Deus que gera o sonho nos corações é o mesmo que envia a provisão. A construção da Cidade de Refúgio não sairia do papel sem o compromisso e comprometimento de nossos parceiros na causa da igreja sofredora. Com recursos enviado, a busca de oportunidades de mobilização, um treinamento voltado para missões ou mesmo o poderoso ato de fechar os olhos e interceder permite que, passo a passo, o sonho ganhe forma e contornos. Afinal, a obra do Pai é realizada por seus filhos, que também atuam como seus servos. É com esse espírito que somos gratos pelos irmãos e parceiros de caminhada, por tudo o que representam iver as promessas de Deus demanda esforço e dedicação. Foi assim na vida da MAIS. A parceria com o Procom o povo de Israel, que teve que lutar e trabalhar para desfrutar jeto Semeadores é uma que toca nosso da terra prometida. Também tem sido assim conosco: começamos coração, justamente por ousar ser a reso ano de 2016 vendo um sonho se transformar em realidade, ao posta a uma igreja que sofre, todos os mudarmos o endereço de nosso escritório nacional de Vila Velha, dias. Com alegria louvamos a Deus pela no Espírito Santo, para Colombo, região da Grande Curitiba, no Paraná. A benção existência desse projeto. Somos privileveio em forma de um terreno de 250 mil m2. Em dezembro, foi enviada a mu- giados em caminharmos juntos. dança com eletrodomésticos, mobília, caixas e malas com material de escritório e Alguns desafios se tornaram vitórias itens pessoais de nossa equipe. Assim, vamos poder abrigar nossa sede mundial e que hoje podemos contar para a glória as outras atividades que acontecem em nossa base. A primeira etapa consiste nas de Deus. Outros, novos, estão sendo reformas necessárias para podermos realizar as aulas do Centro de Treinamento e encarados de frente com muita oração. a ampliação de nosso projeto com refugiados. Ao todo, 13 voluntários já passaram Sabemos também que muitos desafios pela nova sede da MAIS, colaborando diretamente na obra e construções. Vieram que nem imaginamos ainda virão. Mas da Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo e estamos certos que, juntos, podemos superá-los, com o cuidado e direcionadeixaram sua marca e suor nesta história que começou a ser escrita. mento de Deus.

Milhares e milhares de quilômetros

V

Dentro desse terreno, 150 mil m2 serão destinados à construção da Cidade de Refúgio, que receberá refugiados de diferentes partes do mundo, podendo realizar um trabalho mais específico e terapêutico com essas pessoas. Estamos construindo chalés para as famílias, creche, um centro comunitário para aprendizado de língua e cultura, além de áreas para desenvolvimento de piscicultura e estufas para floricultura onde os refugiados poderão se envolver nos trabalhos dessas atividades. Esse era um motivo de oração frequente entre nós, a possibilidade de oferecer mejulho/agosto | EDIÇÃO #04

9


os semeadores

Giro de notícias PRÉ CONGRESSO DE MISSÕES OS SEMEADORES EM IPABA-MG

A

c onteceu entre os dias 07 e 10 de abril o grande Pré Congresso de Missões Os Semeadores em Ipaba-MG. Foram quatro dias de muita festa, sentimos o mover sobrenatural do criador que nos visitou de forma extraordinária. Com muita alegria recebemos a missionaria Helena Raquel e os pastores Adalton Toledo e Wanderley Carceliano que ministraram uma palavra ímpar aos nossos corações. O momento de louvor ficou a cargo dos cantores Lauriete, Shirley Carvalhaes, Alugiana, Gislaine Buenos, Josué Dias, entre outros. Durante a realização do evento, apresentamos aos congressista participante as famílias dos missionários que estarão atuando na Europa a fim de ampliarmos o anuncio do Reino de Cristo naquele pais veja na página 04), confira o as fotos do evento.

PROJETO MANÁ CHILDREN´S AWAJUN – DIRETO DO CAMPO

P

ela graça do nosso Senhor, continuamos o trabalho na igreja aqui em Imacita, Porto do Rio Marañon, na Selva amazônica peruana, este mês trabalhamos bastante com a ajuda dos pequeninos, aproveitando as férias escolares, mas alguns não estiveram todo o tempo com a gente, devido a que neste período eles vão as tribos onde moram os seus familiares, e algumas ficam a horas de distância deste lugar. Com tudo isto, nos alegramos, pois este trabalho tem seguido avante, pela misericordia do Senhor e não negligenciamos a grande obra que Deus tem colocado em nossas mãos. Este mês estivemos ajudando aos nossos pequenos também com o material escolar para a volta às aulas, eles, que em sua maioria, vivem em condições de pobreza extrema nesta região peruana. Pedimos aos amados que orem muito pelos nossos pequenos, pois as tribos awajun (0,8% de cristãos – dados de “Joshua Proyect”), segundo relatado pelo Ministério de Saúde do Peru, corre o Risco de desaparecer devido a AIDS, e algumas das crianças que temos no Projeto são HIV positivo.

Pedidos de oração: 1. 2. 3.

10

Ore pelas crianças das Tribos Indigenas Awajun. Ore pelos missionários que realizam este trabalho. Ore por minha vida, família e a igreja em Imacita. julho/agosto | EDIÇÃO #04


OS SEMEADORES

O CICLO DE VIDA DE UMA SEMENTE Marcos 4: 3-8

Q

uando leio esta passagem, visualizo um senhor camponês, tendo um chapéu sobre sua cabeça e uma bolsa cheia de sementes. Para que uma semente inicie o ciclo de vida, é necessário que seja levada do celeiro, e estar nas mãos do semeador. Em um segundo momento, é necessário que o semeador deposite a semente na terra. Jesus disse que o semeador saiu a semear, e parte da semente caiu às margens do caminho, não tendo tempo para iniciar o ciclo de vida, pois, vieram as aves e comeram aquelas sementes. Outra parte da semente caiu em solo cheio de pedras, com pouca terra, mesmo assim, iniciou o ciclo de vida da semente, porém, não houve condições de prosseguir, morreu, devido ao forte calor do Sol que queimou suas raízes.

Outra parte caiu entre os espinheiros que foram mais fortes que a semente, matando-a por asfixia. Outra parte caiu em boa terra nasceu, cresceu, floresceu e produziu muitos frutos. Conclusão: Não basta semear, é preciso avaliar, zelar, cuidar, pois uma semente só inicia e termina o clico de vida, produzindo muitos frutos, quando o semeador sabe o valor de uma semente, e conhece o proprietário da Seara.

Onde estamos semeando a boa semente que jesus nos ordenou?  

Pr. Isaias Inocêncio de Oliveira Secretário Executivo de Os Semeadores

julho/agosto | EDIÇÃO #04

11


os sem ea d o r es

12

julho/agosto | EDIÇÃO #04

Semeadores em ação 03 - 04  

Revista Semeadores em Ação Ano 03 nº 04

Semeadores em ação 03 - 04  

Revista Semeadores em Ação Ano 03 nº 04

Advertisement