Page 1

ÁGUA

“UMA ANDORINHA SÓ NÃO FAZ VERÃO” TECENDO PARCERIAS

O

Gambike é uma prova de montounbike há 10 anos realizada em Entre Rios de Minas. Idealizado e organizado pelo jovem entrerriano SILVANDIR VIEIRA, mais uma vez, foi sucesso em 2013. Como ano comemora vo do tricentenário do município, a 10ª edição contou com o apoio ins tucional da ECOPPAZ que, a par r de então, passa a ser parceira integral do evento. Uma parceria por reconhecer a importância desse para a consolidação de boas prá cas espor vas, de modo que a juventude do m u n i c í p i o e r e g i ã o v i s l u m b r e o u t ra s possibilidades de lazer e diversão mais saudáveis. Contato: gambike@hotmail.com

O cão ainda é o melhor amigo do homem O Movimento “DESPERTAR”, de apoio e cuidado aos animais abandonados ou ví mas de maus tratos, é uma inicia va de entrerrianos, cidadãos de bem. Preocupados com o descaso dispensado aos animais no município, resolveram arregaçar as mangas e proteger estes indefesos seres. Para que essa inicia va se mantenha, é preciso que cada um mude sua a tude e colabore para que os agentes do DESPERTAR possam, de fato, realizar esse trabalho. A ECOPPAZ tornou-se parceira do movimento, colaborando com suas inicia vas.

ALERTA “É chegado o tempo em que o homem traz, sem peixe, a sua rede. Bons tempos, se lembrados! Pois, haverá outros, crede, tendo os lábios ressecados, o homem ouvirá do próprio rio: "a quê buscais? Eu também estou com sede!»

Rádio Comunitária: a voz da comunidade Com o apoio do Padre Wanderli Augusto dos Reis e, depois, de um longo processo junto ao Ministério das Comunicações, a Rádio Comunitária 98,7 - Entre Rios FM, entrou no ar, há aproximadamente 5 anos. Administrada pela Associação Comunitária Cultural de Comunicação de Entre Rios de Minas, a atual diretoria desta, foi eleita em 29/06/13. Além de ampliar o acesso à informação, uma rádio comunitária, bem estruturada, promove a integração da comunidade e contribui para que os grupos organizados divulguem seus projetos, ideias e valores. É importante salientar que uma rádio comunitária só cumprirá, de fato, seus obje vos, se houver a par cipação da comunidade, apresentando sugestões para a grade de programação, propondo ações, que visem, à melhoria do serviço de radiodifusão e, contribuindo financeiramente através de apoio cultural e doações. Se você também acredita nesse projeto, seja um (a) parceiro (a) da 98,7 – Entre Rios FM! Contatos: entreriosfm987@yahoo.com.br entreriosfmradiocomunitaria@hotmail.com

(Poema de Antônio Morais Neto)

N

Viver “entre rios”

ão é por acaso que o nosso município tem o nome de “Entre Rios de Minas”, o que lhe consagra guardião das águas do Brumado e Camapuã. Olhos d'água, nascentes, córregos, riachos, ribeirões, cons tuem uma extensa bacia hidrográfica, porém já bastante degradada pela ação do homem. Preocupados com essa sombria perspec va, chamamos a todos cidadãos entrerrianos, conscientes de seus deveres, a abraçar conosco a causa em defesa e proteção de nossas águas. Os córregos urbanos da Praia, Barreira e Cachoeira, importantes artérias abastecedoras dos rios, estão a nos pedir socorro. Joga-se dentro ou às suas margens, todo po de objetos, dejetos humanos ou animais, que contribuem para a morte lenta desses e para o apodrecimento de suas águas. Urge tomarmos alguma a tude, embora já tardia, para assegurarmos a sobrevida dos rios Brumado e Camapuã, senão as consequências serão irreversíveis. Em pleno século XXI, é inadmissível que os municípios con nuem fazendo dos cursos d'água seus esgotos sanitários, permi ndo a extração de areia de forma irregular e predatória e, ainda, negligenciando a ocupação indevida em suas margens. Qual o ser, animal ou vegetal, consegue viver sem água? Desconhecemos, pois esse precioso líquido é essencial! Lançamos aqui o desafio: organizarmos em Comitês de proteção das águas, a exemplo de

alguns municípios. Cada um adotar uma nascente, um curso d'água urbano ou rural, limpar o seu leito, proteger e reflorestar as suas margens; educar seus pares para que não façam os cursos d'água de lixeira, nem esgoto; buscar no poder público local soluções a curto, médio e longo prazo que eliminem ou, pelo menos, reduzam os impactos nega vos sobre a qualidade de nossas águas. Podem apostar que em pouco tempo o resultado será expressivo e animador. Converse em família, com seus vizinhos e amigos e organize o “seu” comitê. Comunique-se conosco para que registremos a sua inicia va e apoiemos no que for possível. O planeta agradecerá e a humanidade consciente da necessidade de cuidar dos bens naturais que infelizmente não são infinitos, exigirá de nós, responsabilidade no seu uso.

22 de março: dia mundial da água

GUARDE ESTE, OU DESCARTE NO LIXO RECICLÁVEL

Esporte é saúde

TERRA-FOGO-AR INFORMATIVO Nº 2 - MARÇO DE 2014 - ENTRE RIOS DE MINAS-MG


EDITORIAL

“Pensar global, agir local“

O que somos?

ÁGUA DE TODOS! Estes quatro elementos: Água, Terra, Fogo e Ar necessitam ser regidos harmonicamente e nós, pobres mortais, parte integrante de um todo, pouco fazemos para mantê-los em equilíbrio. Aquecimento global, poluição, escassez de água, queimadas criminosas e tudo mais a provocar o desequilíbrio do Planeta. Onde ficamos? Com certeza você já sen u sede e viu muitos animais, plantas e pessoas também sen rem. Consegue imaginar o que seria do nosso planeta sem esse precioso líquido chamado água? Pois bem, pensando nas consequências de nossas a tudes, muitas vezes irresponsáveis para com os recursos naturais, é que chamamos a sua atenção para olhar com mais clareza sobre o que está acontecendo e, juntos, refle rmos e buscarmos alterna vas que possam minimizar as perdas e recuperar a capacidade hídrica de nossas nascentes, córregos, riachos e dos rios que dão nome ao nosso município tricentenário. Se vermos a generosidade de devolver, pelo menos parte do que lhes re ramos indevidamente, quem sabe daqui a alguns anos, as atuais e futuras gerações, poderão usufruir de suas águas sem prejudicá-las? Então, vamos contribuir para recuperar cada micro bacia, de modo que aos poucos possamos salvar os nossos rios. Somando esforços poderemos mudar essa realidade. EXPEDIENTE Publicação: ECOPPAZ - Ecologia pela Paz Organização Não Governamental Fundada em 01/07/2007- CNPJ: 11.123.855/0001-26 Sede: Rua Maestro Benedito Lisboa, Nº 44- B- Centro Entre Rios de Minas- MG- CEP: 35.490-000 ecoppazong@yahoo.com.br Arte final: digitacaoearte@yahoo.com.br

D

entre tantos elementos químicos existentes, s o m e nte u m n ú m e ro re l a va m e nte pequeno é essencial à nossa saúde. Iniciamos com o hidrogênio, encontrado nos ácidos, na água e na maioria dos compostos orgânicos do corpo. Seguimos pelo oxigênio, essencial para a respiração e necessário para obter energia, a par r dos alimentos que comemos. Depois o carbono, provavelmente o mais fundamental, porque toda a vida está baseada nele. Na sequência, o nitrogênio, encontrado nas proteínas material de construção do corpo. A seguir, o fósforo, componente chave dos genes, do cérebro e do tecido nervoso e, por fim, o enxofre, necessário para a estrutura e função de muitas proteínas. Seis elementos fundamentais presentes em todos os seres vivos. Mas não podemos deixar de falar dos “macro minerais”, que ingerimos em nossa dieta, necessários para a saúde e crescimento do corpo, como o cálcio e o fósforo. Por outro lado, há minerais necessários em quan dades bem menores, os “microelementos”, como o ferro, o zinco e o flúor. Somos em essência a mesma matéria de tudo que nos envolve, em um equilíbrio perfeito. Mas há muito, o homem tem negligenciado a matemá ca dessa composição e quando as proporções não são obedecidas, resultados desagradáveis são gerados. Um elemento que falta ou excede interfere no Universo do nosso corpo; portando, se perdemos com a falta dos elementos, também perdemos com o excesso. Veja que curioso! Desde 1919, um den sta americano, ao tratar seus pacientes com manchas nos dentes, começou a inves gar o que levaria à formação dessas manchas. Foi a par r de pesquisas realizadas nos Estados Unidos, que ficou estabelecida a associação posi va entre os dentes permanentes manchados e a presença de “flúor” (íon fluoreto) em altas concentrações na água de abastecimento, a chamada “fluorose dentária”. Vários países já aboliram a fluoretação da água para consumo humano, mas no Brasil e alguns outros países, ainda não. Por que será? Embora cons tuídos da mesma matéria, o que nos diferencia são as escolhas que fazemos para manter o equilíbrio genuíno de nossa existência.

Escolas de Entre Rios de Minas se conectam à rede de cooperação pela ÁGUA

C

onforme declaração da ONU, 2013 foi o Ano Internacional das Nações Unidas de Cooperação pela ÁGUA. Em sintonia com essa, na reunião no dia 08 de março, a ECOPPAZ propôs às escolas do município a realização de um amplo trabalho de conscien zação e mobilização pelo tema, tanto no âmbito escolar como na comunidade. Nesta foi apresentado e discu do o projeto “ÁGUA”, delineados os obje vos e traçadas as ações. Cada escola, então, elaborou a sua programação de acordo com o material didá co fornecido pela ECOPPAZ. Veja a seguir um breve relato do que ocorreu nas escolas que abraçaram a proposta. Escola Municipal «Dr. Roberto Resende» - São José das Mercês: Convidados pela Coordenação da Escola, os alunos das Comunidades dos Coelhos e Mon jo, integrantes do projeto “Tocando em frente”, executaram nos violões e nas vozes todo o repertório com o tema das águas. Em seguida, houve palestra proferida pelos associados da ECOPPAZ, sobre a importância do cuidado com os nossos recursos hídricos, principalmente no tocante ao uso pela agricultura. O evento terminou com a apresentação poé ca dos alunos locais, reverenciando a água como elemento principal e, em seguida, o plan o de uma árvore fru fera no quintal da Escola. Escola Estadual «Dom Rodolfo»: Desenvolveu o projeto “Planeta Água” com vídeos, teatro, de modo a despertar nos alunos e na comunidade escolar, a tudes conscientes para a preservação das águas. Escola Estadual «Expedicionário Geraldo Baêta» - Castro: Realizou a II Caminhada Ecológica e Cultural “Redescobrindo o Rio Brumado”, com uma visita à Usina de Triagem e Compostagem que fica próxima ao rio. Um projeto interdisciplinar que contou com a colaboração de 02 biólogos da ECOPPAZ.

Escola Estadual «Pedro Domingues»: Os alunos do ensino médio, desenvolveram o projeto “Gota d'Água“, sob a orientação dos professores e de forma lúdica, e compar lharam os seus conhecimentos com os colegas do ensino fundamental, estabelecendo uma relação fraterna e dida camente eficiente. Escola Estadual «Ribeiro de Oliveira»: Os professores realizaram com turmas do 6ª a 9ª ano e com os alunos dos primeiros anos do ensino médio, várias ações interdisciplinares: palestras, visitação a um trecho do Rio Brumado, análise da água, medição do gasto de água na escovação bucal, além de a vidades musicais, teatrais e de vídeos, de acordo com o tema. Para 2014, vamos propor ações para serem trabalhadas com as escolas, a fim de darmos con nuidade ao tema «ÁGUA» e abrirmos ao novo tema do ano. “Educação e Cooperação pela Água para a Conservação da Biodiversidade”: Esse foi o tema do III Congresso Nacional de Educação Ambiental & V Encontro Nordes no de Biogeografia, realizado em João Pessoa, na UFPB, de 11 a 15 de outubro de 2013, do qual também par ciparam três professoras, membros da ECOPPAZ. Os eventos foram de natureza acadêmico-cien fica, proporcionando amplo debate sobre as mudanças do meio ambiente, em nível global e local, com par cipação dos diversos setores representa vos da sociedade. O problema da escassez de água já é uma realidade em algumas regiões do Brasil, tendendo-se a agravar muito antes de 2030, como previam os cien stas. Se o homem m a n v e r a p o s t u ra d e d o m i n a d o r n ã o s e conscien zando de que, para con nuar dividindo o mesmo espaço com outros seres vivos, deverá também considerá-los “donos da casa”, certamente estará fadado à ex nção, muito antes do que se possa imaginar.

Informativo nº 02 março 2014  

Caro Entrerriano e Cidadão Vizinho, Leia, divulgue, compartilhe e junto conosco, sugira e/ou faça alguma coisa pelas nossas águas.