__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Boletim Informativo J u l h o

2 0 2 0

|

N ú m e r o

4 0

EDIÇÃO DA JUNTA DE FREGUESIA DE RELVA


2 | Boletim Informativo

índice 3| Dia da Freguesia 3| Horário dos serviços da Autarquia 4| Atividades de Natal 4| Festa de Natal 5| Medidas COVID-19 6| Principais medidas para a recuperação económica e revitalização social 6| Dia Mundial da Criança 6| Séniores da freguesia participam em atividades da autarquia 7| Intervenções de beneficiação 7| Cursos, formação, aulas... 8| Valorização da Rota da Rocha da Relva 8| Freguesia limpa! 8| ECO Freguesia 8| Limpeza da orla costeira da Rocha da Relva 9| Obras já adjudicadas para a nossa freguesia 9| Casa Mortuária 9| Reparação de bancos de betão 10| Escoteiros 193 Relva 11| Trail dos Morcegos - 4.ª Edição 11| Clubes de futsal 11| Gold Diamonds 12| CKSR Arrecada 11 medalhas 12| Filarmónica Nossa Senhora das Neves 13| Clube de Actividades Gímnicas de Ponta Delgada 13| Ginásio Corpore 14| O Grande Festival de Folclore da Relva 14| Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva 15| Escola de Violas da Relva 15| Casa do Povo de Relva 16| Lar Residencial da Associação Seara do Trigo 16| Rancho de Romeiros 16| Loja Solidária 17| Centro Social e Paroquial Nossa Senhora das Neves 18| Divino Espírito Santo na freguesia 19| Catequese paroquial - Nossa Senhora das Neves - Relva 20| A bela imagem de Nossa Senhora das Neves 21| Paróquia de Nossa Senhora das Neves 22| Festas de Nossa Senhora das Neves 23| Passatempos

Boletim Informativo Número 40 . Julho 2020 Distribuição gratuita

Propriedade e edição: Junta de Freguesia de Relva Redacção: Junta de Freguesia de Relva | Tel: 296 672 143 | E-mail: info@jfrelva.com Colaborações deste número: Pedro Melo | Pe Bruno Espínola | CSPNSN | Seara do Trigo | Casa do Povo da Relva | Corpore | GAP | Grupo Escoteiros 193-Relva | Clube Karate Shotokan da Relva | Escola de Violas da Relva | Filarmónica Nossa Senhora das Neves | Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva | João de Medeiros | Floriana Fidalgo | Clubes de Futsal | Romeiros da Relva | Gold Dancers | Morcegos Trail Clube Concepção gráfica e paginação: Pedro Melo Impressão e acabamentos: Nova Gráfica, Lda. - Ponta Delgada Fotografias: João Medeiros, Pedro Melo e outros. Tiragem: 1.100 exemplares Periodicidade: Anual Edição Online: www.jfrelva.com


Boletim Informativo | 3

Dia da Freguesia Instituído há 19 anos, o Dia da Freguesia da Relva, 5 de agosto, este ano será assinalado de uma forma diferente, em virtude da pandemia COVID-19. Apesar de esta estar aparentemente controlada na nossa Região Autónoma, a situação requer prudência e prevenção.

À mesma hora, será também lançado, nas redes sociais e no site oficial da Junta de Freguesia, um vídeo instituicional da nossa freguesia, um cartão de visita da nossa terra e certamente um motivo de orgulho para todos os Relvenses.

Assim sendo, a edição deste ano será assinalada com o hastear das bandeiras, no Centro Cívico e Cultural da Relva e no Jardim 5 de Agosto, com a colaboração dos Escoteiros 193 Relva, pelas 9h00.

Na expetativa de que ultrapassemos todos esta situação da melhor forma possível, reiteramos a nossa disponibilidade, de, na medida do possível, ajudarmos a colmatar qualquer eventual necessidade. PM

Horário dos serviços da Autarquia Com o intuito de manter todos os cidadãos desta freguesia devidamente informados sobre os serviços da sua Junta de Freguesia, passamos a indicar os respectivos horários: HORÁRIO DA SECRETARIA De segunda a sexta-feira: das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00 ATENDIMENTO PELO EXECUTIVO Às segundas e quintas-feiras, das 19h30 as 21h00. Para assuntos de carácter considerado urgente, poderão contactar os elementos do executivo.

HORÁRIO DO CEMITÉRIO O Cemitério da freguesia encontra-se aberto no seguinte horário: De segunda a sexta-feira: das 8h30 às 16h00 Domingos e feriados: das 9h30 às 16h00 PM


4 | Boletim Informativo

Atividades de Natal Durante o mês de dezembro, realizámos diversas atividades de época, das quais registamos: a entrega de um pequeno mimo de Natal às crianças da EB1/JI da Relva; a entrega de cabazes; e a entrega de algumas pequenas lembranças de natal aos séniores, lembrando a todos a quadra festiva. Também no último Natal, pela primeira vez, promovemos um Presépio na Freguesia aberto ao público. Este presépio foi elaborado por Edmundo Moreira, André Moreira, Alexandre Câmara, António Amaral, Sofia Amaral, Alfredo Medeiros, Pedro Oliveira, Luísa Moreira, Belmira Pimentel, Elisabete Melo, Sofia Leite e funcionários da Junta de Freguesia, a quem endereçamos o nosso agradecimento pelo empenho demonstrado na elaboração do mesmo e parabenizamos pelo resultado obtido. Sem eles não teria sido possível. Bem hajam. Caso a evolução da pandemia o permita, será decerto um evento a repetir. PM

Festa de Natal No dia 14 de dezembro de 2019, a Junta de Freguesia de Relva realizou a sua Festa de Natal, em conjunto com a Casa do Povo de Relva, que também comemorou o seu 78.º Aniversário.

os sócios da Casa do Povo, funcionários da Junta de Freguesia, séniores e representantes de instituições da freguesia, colaboradores, entre outros convidados, onde os presentes tiveram a oportunidade de ver atuar Foi, uma uma vez mais, uma agradá- o Paulo Câmara e o RUIZIM & SUAS vel tarde, passada em convívio com Bailarinas. PM


Boletim Informativo | 5

Medidas COVID-19 Com a chegada, sem aviso, da Pandemia COVID-19 ao nosso meio, a Junta de Freguesia tomou desde logo um conjunto de medidas para a sua prevenção e mitigação dos seus efeitos, em sintonia com as recomendações dadas pelas autoridades de saúde e a nossa reallidade, medidas estas ajustadas sempre que necessário à situação do momento. Das ações tomadas, destacam-se: - a disponibilização de 5 computadores à EBI de Arrifes, para empréstimo a alunos da freguesia; - a possibilidade de impressão de fichas escolares aos alunos, gratuitamente; - a entrega de 500 géneros alimentares e 60 kg de fruta ao Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora das Neves, para a instituição reforçar o seu apoio neste periodo; - a colocação de mais de 200 bens alimentares na Caixa Solidária criada pelos Escoteiros 193 da Relva; - a disponibilização de bens alimentares a agregados em dificuldades; - a disponibilização de dispensadores de álcool gel em diversos locais públicos, bem como a oferta de um dispensador e álcool gel, à nossa paróquia;

VAMOS TODOS FICAR BEM

- o reforço da limpeza dos locais mais sensíveis; - o reagendamento e/ou cancelamento de todas as atividades que comprometessem a saúde pública; - a distribuição de máscaras sociais à população, disponibilizadas pelo Governo Regional; - apoio aos mais idosos para deslocações à Unidade de Saúde, entrega de refeições ou outras. Perante um previsível agravamento das situações sociais, foi também aprovado um reforço do valor disponível para o Fundo de Emergência Social da Freguesia de Relva. Recentemente regulamentado e criado para minimizar carências específicas, com medidas complementares às existentes nesta área. Dar-se-á preferência à cooperação com instituições de solidariedade social e/ou com as entidades competentes da Administração Local e Regional, mas desta forma passamos a facilitar o acesso a recursos, bens e serviços, a cidadãos em situação de vulnerabilidade social e económica, de forma a que alcancem uma desejável melhoria da sua qualidade de vida e plena inclusão.

agradecemos a colaboração de todos na identificação de qualquer situação que seja do seu conhecimento.

Apelamos a todos que sigam sempre as recomendações das autoridades de saúde e que em caso de sintomas, não se desloque ao Hospital ou Unidade de Saúde, devendo, sim, ligar para a Linha de Saúde Açores – 808 24 60 24. Para dúvidas não médicas deve ligar para a LiA Junta de Freguesia continuará atenta nha Açores não Médica – 800 29 29 29 ao evoluir da situação e, neste sentido, ou para a Linha RIAC 800 500 501. PM


6 | Boletim Informativo

Principais medidas para a recuperação económica e revitalização social da Câmara Municipal

Dia Mundial da Criança

APOIOS SOCIAIS - reforço extraordinário do apoio à habitação degradada; - apoio ao arrendamento urbano habitacional e à prestação de serviços de habitação temporária; - reforço das transferências para as 24 juntas de freguesia destinado a apoios sociais; - apoios especiais para filarmónicas e outras associações culturais.

Contudo, não quisemos deixar passar este dia em branco. Por isso esta Junta de Fregueisa entregou, com todo o gosto, no passado dia 1 de junho de 2020, uma lembrança aos alunos da EB1/JI da Relva e da EBI de Arrifes, residentes na nossa freguesia, com a esperança de que no próximo ano nos seja possível proporcionar novamente um dia repleto de atividades e divertimento a todas as nossas crianças. PM

APOIOS ECONÓMICOS (Fundo Municipal de Emergência Empresarial) - distribuição de 10.000 vales para comparticipação, em 25%, de refeições em restaurantes; - distribuição de 1.470 vales para comparticipação de até 50% na aquisição de livros; - comparticipação de 250€ para contratação de artistas de animação de restauração e hotelaria; - contratação de guias e empresas de turismo para atividades destinadas aos munícipes; - campanha de promoção dos produtos e serviços das 24 freguesias do concelho; - apoio de até 1.000€ para reestruturação e inovação da atividade de pequenas empresas; - apoio à aquisição de serviços de consultoria para candidaturas das empresas; - criação do Gabinete de Apoio ao Empreendedorismo. ISENÇÕES MUNICIPAIS - isenção parcial das taxas para obras particulares, até dezembro; - isenção das taxas de esplanadas, quiosques, publicidade, mercado municipal e concessões municipais, até setembro; - isenção da componente fixa da tarifa da água, saneamento e resíduos para as empresas que operam no concelho, até setembro; - isenção do pagamento da derrama, por três anos, para novas empresas que se fixem no concelho até dezembro. Mais informações em: www.cm-pontadelgada.pt geral@mpdelgada.pt Telf. 296 304 400

Este ano não foi possível proporcionar a todas as crianças um dia diferente, devido à pandemia Covid-19.

Séniores da freguesia participam em atividades da autarquia Como já é habitual, os séniores da nossa freguesia têm participado em diversos eventos destinados a este grupo etário, promovidos pela Câmara Municipal de Ponta Delgada. Com a colaboração desta Junta de Freguesia e do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora das Neves, há a registar a participação na Festa de São Martinho, realizada na freguesia do Livramento, a visita a diversos presépios da nossa ilha, com almoço na freguesia das Sete Cidades, a presença no Baile de Carnaval Sénior e na Festa Branca Sénior, ambos realizados no Coliseu Micaelense. PM


Boletim Informativo | 7

Intervenções de beneficiação Como vem sendo hábito, a Junta de Freguesia tem promovido continuamente diversas intervenções de beneficiação dos espaços públicos e instalações das instituições da nossa freguesia. Desde a última edição, damos nota de algumas: a colocação de forro na sede dos Escoteiros 193 da Relva; a pintura da Ermida Nossa Senhora da Aflição, do cemitério, do armazém sito ao Parque das Alminhas, do polidesportivo e do interior da Casa do Espírito Santo; a aquisição de um novo sistema de som para a Ermida e a instalação de novos pontos de iluminação; a colocação de um espelho para os ensaios do grupo de dança, na Casa do Espírito Santo; a reparação de estruturas no Skate Park, entre outras. PM

Cursos, formação, aulas... A Junta de Freguesia pretende continuar a promover aulas de ginástica de manutenção, de zumba, de step, bem como de diversos cursos, prevendo-se a reabertura de inscrições em setembro próximo, situação sempre dependente da evolução da Pandemia COVID-19. PM


8 | Boletim Informativo

Valorização da Rota da Rocha da Relva No passado dia 29 de fevereiro, o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada de então, José Manuel Bolieiro, inaugurou o projeto de valorização da Rota da Rocha da Relva e o projeto do Orçamento Participativo de melhoramento de infraestruturas naquela fajã. Foi construída uma infraestrutura de apoio aos visitantes da Rocha da Relva, com instalações sanitárias e um espaço próprio para merendas. Ficou assim valorizado os ativos naturais da Rocha da Relva, através da interpretação ao longo da rota, com uma extensão de cerca de 5.5 km, da colocação de postes de sinalização numerados ao longo do trilho, de 3 painéis com informação bilingue relevante e a edição de um booklet. PM

Freguesia limpa Informa-se que a recolha dos “monstros” (resíduos de grandes dimensões) é realizada semanalmente, às quartas-feiras, bastando para tal fazer antes um telefonema, gratuito (800 223 660), informando o local da recolha. Colabore e utilize os serviços convenientemente, pois só com a colaboração ativa de todos é possível termos a freguesia sempre limpa. PM

“Muralha”, de espesso filão basáltico na orla costeira “Great Wall”, by a massive basaltic dyke along the shoreline

A Rocha da Relva corresponde a uma fajã detrítica, isto é, a uma zona aplanada implantada na base de uma falésia costeira, constituída por depósitos resultantes de múltiplos movimentos de vertente (como quebradas, desabamentos e deslizamentos) que afetaram a falésia ao longo de séculos. Atualmente, a Rocha da Relva tem cerca de 1.300 m de extensão, segundo NO-SE, e ocupa uma área de cerca de 16 hectares, desenvolvendo-se desde a linha de costa até cotas aproximadas de 40 m. A alta e declivosa falésia costeira que a delimita a nordeste atinge alturas de cerca de 245 m e é atravessada por várias linhas de água – localmente designadas por grotas, dado o seu regime efémero e torrencial. Esta arriba exibe uma notável sequência de formações geológicas, constituídas sobretudo por pedra pomes de queda, escoadas piroclásticas e escoadas lávicas traquíticas, que retratam a história eruptiva associada a fases antigas do Vulcão das Sete Cidades. De coloração predominantemente clara e aspeto estratificado nítido – facilmente observado ao longo do trilho – estes materiais pomíticos contrastam fortemente com as escoadas lávicas e depósitos de escórias basálticas de cor escura, que constituem sobretudo a parte mais superior da arriba e que pertencem ao

designado Complexo Vulcânico dos Picos, o sistema vulcânico mas recente da ilha. A Rocha da Relva apresenta uma frente costeira linearizada (por ação das ondas e marés), típica de fajãs detríticas e que é bordejada por uma praia de calhau rolado. Na zona submersa adjacente denominada de Baixa do Espelho, com cerca de 30 m de profundidade, há um extenso areal e outras morfologias submarinas, designadamente um arco lávico.

Vista geral da fajã e da sua praia de calhau rolado Overall view of the Rocha da Relva “fajã” and its pebble beach

Escoada traquítica: quando a viscosidade impõe regras! Trachyte lava flow: when viscosity matters!

Cagarro Cory’s shearwater

Due to the waves and tides action, Rocha da Relva “fajã” shoreline is linear and composed by a rolled pebbles beach, a typical feature of such detritical areas. . In “Baixa do Es¬pelho”, the nearby underwater zone of about 30 m in depth, exists a wide sandy area and other subma¬rine morphologies, namely a lava arches.

“Preto & Branco” / escórias & pedra pomes “Black & White”/scoria & pumice

Depósitos pomíticos: páginas do livro de história do Vulcão das Sete Cidades! Layered pumice deposits: pages of the Sete Cidades Volcano history book!

Mostly light in color and clear layered – easily observed along the trail – those pumice deposits are noticeably different from the dark colored basaltic scoria and lava flows that outcrop mostly in the upper parts of the sea cliff. Those basaltic rocks belong to “Picos Volcanic Complex”, the youngest volcanic system of São Miguel Island.

Although the natural biodiversity has changed over the centuries it is possible to find in Rocha da Relva several elements of the floristic and faunal communities characteristic of the Azorean coastal ecosystems, such as the Azorean spurge (Euphorbia azorica), Azorean Heather (Erica azorica), Coast Fescue (Festuca petraea), Azorean Wild Carrot (Daucus azorica) and the Firetree (Morella faya). The cliffs are important habitats for seabirds nesting, namely for the Cory’s shearwater (Calonectris borealis) that uses the existing holes or dig their own nests in the cliff’s rocks. From March to October, during evening, it is possible to hear the peculiar and shrill singing of the Cory’s shearwater returning to their colonies.

Apesar de alterada ao longo dos séculos no que diz respeito à biodiversidade natural, a Rocha da Relva apresenta elementos das comunidades florísticas e faunísticas características dos ecossistemas costeiros dos Açores. É o caso de espécies da flora natural como a Erva-leiteira (Euphorbia azorica), a Urze (Erica azorica), o Bracel-darocha (Festuca petraea), a Cenoura-brava (Daucus azorica) e a Faia (Morella faya).

As suas falésias constituem importantes habitats para a nidificação de aves marinhas, especialmente os Cagarros (Calonectris borealis) que aproveitam buracos existentes ou escavam o seu próprio ninho na falésia. Entre os meses de março a outubro, ao final da tarde, é possível ouvir o canto peculiar e estridente dos Cagarros de regresso às colónias. A zona “Pedras do Garajau” localiza-se junto à “Rocha da Araucária” e é assim conhecida por ali nidificar uma pequena colónia de Garajaus-comuns (Sterna-hirundo). Para além das aves marinhas é possível

Rocha da Relva area is a detritical slope deposit, meaning a flatten zone at the base of a sea cliff and formed by the multiple and successive gravitational mass movements (as slumps, rock falls and landslides) that occurred for centuries on the nearby sea cliff. Such flatten areas in the Azores Islands are named as detritical “fajãs”. Nowadays Rocha da Relva’s “fajã” has about 1.300 m length along a NW-SE trend and occupies an area of about 16 hectares. It extends inland from the coast line until altitudes of approximately 40 m. The high and steeply sea cliff that borders Rocha da Relva at the northeast is about 245 m high and is cut by several small streams locally called “grotas” due to its ephemeral drainage and torrential regime. This sea cliff exposes a remarkable sequence of geological formations, mostly of trachytic nature pumice fall deposits, pyroclastic flows and lava flows, which reveals the Sete Cidades Volcano early phases eruptive history.

... a palavra “fajã” é utilizada pela população dos arquipélagos dos Açores, Madeira e Cabo Verde para zonas aplanadas na base de altas falésias costeiras? ... the word “fajã” is used by the population of the Azores, Madeira and Cape Vert archipelagos and applies to flatten areas at the base of high and steeply cliffs?

Among the exotic species introduced by the man in Rocha da Relva stands out the Giant Reed (Arundo donax), used to build hedges and to “lift the grapes” and the New Zealand Flax (Phormium tenax), whose fibers were used to tie the vine. At the sea and along the shoreline, the biodiversity includes algae of various colors, crustaceans, mollusks and several fishes, such as the Parrotfish (Sparisoma cretense), the White Seabream (Diplodus sargus) and the Ornate wrasse (Thalassoma pavo).

Erva-leiteira Azorean spurge observar o Pombo-da-rocha (Columba livia), o Milhafre (Buteo buteo rothschildi) e a conhecida “nuvem de Estorninhos” (Sturnus vulgaris granti), junto ao local do Buraco, no extremo noroeste da fajã. De entre as espécies exóticas introduzidas pelo Homem na Rocha da Relva para as suas atividades, destaca-se a Cana (Arundo donax), usada na construção de sebes e para “levantar as uvas” e a Tabúa (Phormium tenax), cujas fibras eram utilizadas para “amarrar a vinha”. No litoral submerso, a biodiversidade presente inclui algas de variadas cores, crustáceos, moluscos e peixes, como as Vejas (Sparisoma cretense), os Sargos (Diplodus sargus) e os Peixe-rainha (Thalassoma pavo).

Bracel-da-rocha Coast Fescue

Cana Giant Reed

Common-tern Garajau-comum

“Pedras do Garajau” zone (meaning the “Common-tern Stones” zone), located near “Rocha da Araucária” area, is named after the bird because it is a zone where a small colony of Common-tern (Sterna-hirundo) birds nest. Besides the seabirds, at Rocha da Relva it is possible to observe the Rock Pigeon (Columba livia), the Common buzzard (Buteo buteo rothschildi) and the so-called “Starling Cloud”, a Sturnus vulgaris granti birds cloud, at the northwestern part of the fajã (near the Buraco site).

... as finas folhas do Bracel-da-Rocha (Festuca petraea) eram utilizadas no passado para a produção de pincéis para caiar? ... the thin Festuca petraea plant leaves were used in old times to make brushes to whiten the houses walls? ... 75% da população mundial de Cagarros nidifica nos Açores? ... 75% of the world population of the Calonectris borealis bird nests in the Azores?

ECO Freguesia Fomos distinguidos com o galardão EcoFreguesia 2019, sendo assim a nossa freguesia uma das vencedoras do concurso: FREGUESIA LIMPA 2019. Este galardão é fruto do trabalho realizado neste âmbito em 2019, estando já a ser programadas diversas ações de limpeza e de sensibilização, para a renovação do mesmo em 2020. PM

Limpeza da orla costeira da Rocha da Relva Como vem sendo hábito, e pelo sexto ano consecutivo, promoveu-se a limpeza da orla costeira da Rocha da Relva, com a colaboração do Grupo de Escoteiros 193 - Relva, tendo sido recolhidos alguns detritos, que posteriormente foram transportados para local adequado, tais como: um bidão de ferro, pneus, plásticos, esferovite, ferro, cordas, etc... Este ano a ação decorreu no passado dia 10 de junho. PM


Boletim Informativo | 9

Obras já adjudicadas para a nossa freguesia Repavimentação da rua dos Lameiros e da rua de São José A Câmara Municipal de Ponta Delgada, no passado dia 15 de julho de 2020, assinou contrato para a realização da obra de repavimentação integral das ruas dos Lameiros e de São José. A intervenção tem como prazo de execução cerca de 5 meses e um valor global de 233.896 euros, e inclui, para além da substituição integral do piso da faixa de rodagem e estacionamento, assim

Saneamento básico / rede viária

como dos passeios, a repavimentação das passagens pedonais que derivam das ruas referidas, a inclusão de infraestruturas de drenagem pluvial e a remodelação das infraestruturas elétricas.

No passado dia 25 de junho de 2020, a CMPD/SMAS assinou contrato com a firma A. R. Casanova para a realização de infraestruturas de saneamento básico na Estrada Regional n.º 1-1 entre o Caminho Novo e a Rua Nossa Senhora da Vitória, bem como em parte Com esta obra, pretende-se contribuir desta última, sendo possível que estes para melhorar a qualidade da vida dos trabalho, tenham início ainda em agosmoradores e dos utilizadores destas to deste ano. PM duas vias e da localidade em geral. PM

Casa Mortuária Como já tivemos a oportunidade de informar, com a aquisição do terreno para a construção do parque de estacionamento junto ao nosso cemitério, foi possível salvaguardar uma zona para um futuro aumento do cemitério, assim que seja necessário, e outra para uma futura Casa Mortuária, isso porque, desde cedo tomamos a consciência de que a nossa freguesia merecia ter melhores condições a este nível. Para que este anseio seja uma realidade, informamos que está em fase de apreciação o projeto que aqui damos nota. Será certamente uma mais valia para a nossa freguesia, pela qual estamos a trabalhar. PM

B 132.04

C 132.07

Capela Mortuária a= 134.50 m2

132.15

A

D Sala a= 25.50 m2

132.15

Alçado Principal

Capela Mortuária Existente

Reparação de bancos de betão A pedido da Junta de Freguesia, a Câmara Municipal de Ponta Delgada reparou os bancos de betão do Jardim 5 de Agosto e da zona envolvente do mesmo. Era notório o estado de degradação e a falta de segurança que estes bancos apresentavam, ficando assim repostas as condições desejáveis a este local. PM

132.07

131.72

Alçado Lateral Esquerdo

requerente

Junta de Freguesia da Relva

morada.

projecto

Capela Mortuária

morada.

fase

Projecto de Arquitectuta

Alçados - Principal e lateral esquerdo

fase

Avenida 5 de Agosto - n.º 3 - Relva - Ponta Delgada Estrada Nacional 1 - 1A - Relva

1

100

data.

03

2020

Arq.

Arquiteto

Des.

Bernardete

Top.

F.Melo

Eng.

J.Moniz

D.C.T.D - DIVISÃO DE APOIO A COESÃO TERRITO

Junta de Freguesia da Relva

CÂMARA MUNICÍPAL DE PONTAprojecto DELGADA Capela Mortuária D.C.T.D - DIVISÃO DE APOIO A COESÃO TERRITORIAL E AO DESENVOLVIMENTO requerente

CÂMARA MUNICÍPAL DE P

Projecto de Arquitectuta

Planta da Capela

07

morada. morada.

Avenida 5 de Agost Estrada Nacional 1

1

100

data.

2


10 | Boletim Informativo

Escoteiros 193 Relva tástica jangada. Descobriram também a existência de outras religiões e culturas existentes em Ponta Delgada. Como escoteiros, estão sempre prontos a ajudar o próximo, por isso foram ao Mercado da Graça, onde puderam ajudar os nossos seniores, a levar os sacos das compras e a ajudar no que fosse necessário.

Escotismo Digital Este foi um ano atípico a todos os níveis, devido à Pandemia do COVID 19, o que nos impediu de realizar inúmeras atividades calendarizadas, aquando do nosso Plano Anual de Grupo (PAG). De salientar, que mesmo com as reuniões e atividades presenciais suspensas, através das novas tecnologias, pudemos realizar e desenvolver algumas delas, ainda que condicionadas a esta realidade. Um agradecimento especial a todos os Elementos e Dirigentes do 193, um B.R.A.V.O, sem esquecer os Encarregados de Educação, que souberam e mantiveram os elementos motivados e interessados no Escotismo, a Eles/ as um Bem Haja.

Clã Tribo de Escoteiros A nossa Tribo de Escoteiros realizou a sua Aventura, “Em busca da Vara”. A Vara do Escoteiro é muito útil e versátil, pois permite apoio nas caminhadas, improvisar uma canadiana ou maca, servir de base para abrigo, servir de cana de pesca, e um sem número de utilidades.

O nosso Clã realizou o seu empreendimento, por montes, vales e grutas. Todos puderam encontrar o seu caminho, e debelar algumas dificuldades que tinham. Foi um empreendimento focado na orientação e nas necessidades de superação de cada caminheiro. No final juntos e felizes, todos regressaram são e salvos de uma grande aventura, e, como sempre, com um grande sorriso na cara e um sentimento de realização.

“Vai ficar tudo bem” Para finalizar, queríamos deixar uma mensagem de esperança e coragem a todos os Relvenses. Continuem a seguir todas as medidas e precauções necessárias, porque mais uma vez juntos iremos sair diferentes e mais fortes de toda esta situação.

Alcateia A nossa Alcateia vivenciou uma atividade com outros grupos da Região, como forma de celebrar o aniversário do fundador do Escotismo, Badden Powell. Puderam, acima de tudo, fazer novas amizades e “aprender, brincando” em contato com a Natureza. Esta atividade, foi realizada na belíssima freguesia de Furnas.

Tribo de Exploradores A nossa Tribo de Exploradores, realizou a sua ‘Expedição”, e tiveram a oportunidade, de construir uma fan-

”Sorriem perante as dificuldades” e encarem cada desafio nas vossas vidas como um processo de aprendizagem e de nos melhorarmos como pessoas e seres humanos. ESC


Boletim Informativo | 11

Trail dos Morcegos – 4ª Edição Decorreu no passado dia 22 de setembro de 2019 a 4.ª Edição do “Trail dos Morcegos”, evento de trail running, que visa promover a modalidade e a atividade física em geral, divulgar alguns dos espaços naturais mais emblemáticos do Concelho de Ponta Delgada e ampliar todo o potencial turístico dos seus percursos pedestres.

A significativa adesão que a modalidade assinala na Ilha de São Miguel, bem como a vontade empregue pela direção de prova em fazer crescer o evento, fizeram com que esta 4.ª Edição do Trail dos Morcegos triplicasse o número de inscritos do ano anterior, contando com o registo final de 160 participantes e de 20 equipas locais.

Pela primeira vez, o evento integrou duas distâncias competitivas: um trail longo, com distância aproximada de 30 Km (TdM30 “Picos”), e um trail curto/caminhada (TdM15 “Rochas”), que se estendeu por cerca de 12,5 km. As provas, com meta instalada no Centro Social Paroquial Nossa Senhora das Neves, na Freguesia de Relva, incluíram passagens em locais de beleza ímpar, como o trilho que percorre a “Serra Devassa”, através dos seus “picos” e lagoas circundantes, ou o que desce à fajã da “Rocha da Relva”, rota que integra o Projeto Eco-Tur no Concelho de Ponta Delgada.

No TdM30, a geral masculina foi ganha pelo atleta Davide Pinto (02h58m30s), do Morcegos Trail, enquanto a prova feminina foi, pelo quarto ano consecutivo, liderada pela atleta Mónica Cardoso (03h34m35s), do HL Runners Club. Já a classificação geral no TdM15 foi, respetivamente, vencida pelo atleta Luís Melo (01h02m36s), do Clube Desportivo Operário de Lagoa, e pela atleta Carolina Gomes (01h20m53s), da Associação Desportiva, Cultural e Recreativa da Polícia Judiciária. Em equipas, ambas as provas foram ganhas pelos Morcegos Trail.

Clubes de futsal

A organização, que este ano integrou 35 elementos/voluntários, esteve a cargo do Morcegos Trail Clube, e contou com o apoio da Câmara Municipal de Ponta Delgada, da Junta de Freguesia da Relva, da Junta de Freguesia das Feteiras e da Associação de Atletismo de São Miguel. RM

Gold Diamonds

CD RELVENSE

AMIGOS DO BAIRRO

“Gold Diamonds é um grupo de dança, criado em 2016 na freguesia da Relva, com o intuito de promover a arte de DANÇAR, assim como dar oportunidade às pessoas que têm essa paixão e transmitir o trabalho realizado ao longo dos anos. Atualmente é constituído por 15 elementos, com idades compreendidas entre os 8 e os 24 anos. As responsáveis pelo grupo são Vanessa Soares, Catarina Soares, Joana Carmo e Sara Machado. Os diferentes estilos de dança vão desde o hip-hop até ao contemporâneo. O grupo já participou em diversos eventos realizados por toda a ilha, tendo inclusive organizado dois eventos integrados nas festas da própria freguesia.” GD


12 | Boletim Informativo

CKSR Arrecada 11 medalhas O CKSR esteve representado com 18 Parabéns a todos os atletas mesmo os atletas, que conseguiram alcançar um que não conseguiram subir ao pódio. total de 11 medalhas. Destaque para a Oss ! NR prestação da atleta Leonor Alemão, que fez a dobradinha ao sagrar-se campeã regional nas duas disciplinas, de Kata e Kumite. A atleta é, consecutivamente, tricampeã na prova de Kata e, bi-campeã na prova de Kumite. Também Decorreu no passado fim de semana, o atleta Francisco Sousa tornou-se pelo nos dias 29 de fevereiro e 1 de março, terceiro ano consecutivo, campeão reno pavilhão da Escola Básica Integra- gional de Kata. da Roberto Ivens, em Ponta Delgada, o Campeonato Regional de Karaté, A comitiva foi composta pelos seguindestinado aos escalões da formação, tes atletas: Laura Anacleto, Carlota infantis, iniciados e juvenis. O mesmo Vale, Carlota Lopes, Carolina Meireles, foi organizado pela Associação Aço- Alexandre Castro, Salvador Farinha, reana de Karaté-Do e Disciplinas As- Francisco Sousa, Simão Rego, Matilde sociadas, sob a orientação da FNK-P, Teves, Leonor Alemão, Afonso Oliveira, e serviu de apuramento para a fase Tomás Correia, Francisco Apolinário, nacional que se realizaria no dia 23 de Artur Coutinho, Jessica Medeiros, Marmaio, em Ermesinde, no concelho de tim Barros, Tomás Ferreira e Rafael Bettencourt. Valongo. 5 Campeões regionais, 3 vice-campeões regionais e 3 medalhas de bronze foram os títulos conquistados pelo CKSR no Campeonato Regional de Karaté – Açores, nos escalões de infantis, iniciados e juvenis, da Federação Nacional de Karaté – Portugal (FNK-P).

Filarmónica Nossa Senhora das Neves A FiIarmónica Nossa Senhora das Neves com a sua nova direção, composta por: Direção: Presidente - Paulo Vieira Vice-presidente - Fernando Cunha Secretária - Noémia Vieira Tesoureira - Hélia Castelo Vogal - Ana Soares Diretor Artístico - Hélio Soares Assembleia Geral: Presidente - Sónia Nicolau 1ª Secretária - Carla Cordeiro 2ª Secretária - Carla Costa Conselho Fiscal: Presidente - José Manuel Carvalho Vogal - Eduardo da Silva Relator - José Jacinto Silvestre Em dezembro de 2019, promoveu uma Masterclass de Oboé, que decorreu no Conservatório Regional de Ponta Delgada, com o prestigiado oboísta Luis Perez, onde compareceram vários oboístas regionais e do Continente Português. Também, em conjunto com a Associação Portuguesa de Bandas, realizamos um concerto de final de curso,

na Black Box Arquipélago- Centro de Ar- Em fevereiro, fizemos um jantar de tes Contemporâneas na Ribeira Grande. carnaval e a 3ª edição de Música do Cinema. Levamos ao palco do Coliseu Micaelense um concerto intitulado “Sons da Neste momento e após o confinaRelva” com o cantautor Aníbal Rapo- mento por causa do vírus Covid-19, so e seus convidados Pilar Silvestre e recomeçamos as aulas de música Philip Pontes. com toda a segurança. Desde já fica o convite para quem estiver interesEm janeiro de 2020, para comemorar- sado a aprender, fazer a inscrição, na mos mais um aniversário, promove- sede da banda, ou através do telefomos um concerto de Música Sacra, na ne 917 168 253. Igreja Nossa Senhora das Neves, com a cantora Alexandra, com a colabora- Agradecemos à junta de freguesia o ção dos novos maestros Luís Ferrão e apoio concedido. FNSN Miguel Almeida.


Boletim Informativo | 13

Clube de Actividades Gímnicas de Ponta Delgada A 30 de Novembro, mais de uma centena de jovens ginastas juntaram-se para assinalar a época natalícia, num Sarau de Natal e Torneio Local de Ginástica, promovidos pelo CAGPD / AGiA. Foram realizadas várias demonstrações de coreografias dos escalões de formação, todas elas sob o tema natalício, bem como várias coreografias de Ginástica Aeróbica, Artística, Acrobática e de Trampolins. Em Janeiro de 2020, o Clube de Actividades Gímnicas conquistou 14 pódios, no Open Internacional da Maia. Esta prova constituiu um momento de seleção para o Campeonato do Mundo em Bakú, no Azerbaijão - e, com efeito, 14 Ginastas do Clube foram apurados para representar o País em Maio de 2020. Fruto da Pandemia COVID-19, no entanto, a prova acabaria por ser adiada para Maio de 2021.

ção coletiva em 2006, e vencedores pelo GINÁSIO CORPORE entre 2007 e 2009. Desta forma, após a filiação do CAGPD, o clube é o vencedor consecutivo da Taça de Portugal no escalão absoluto desde 2010 a 2020, totalizando assim 14 vitórias consecutivas da Taça de Portugal para os Açorianos. O CAGPD agradece o apoio da Direcção Regional do Desporto, Grupo Bensaúde, Câmara Municipal de Ponta Delgada, Finançor, Autatlantis, Crédito Agrícola, Luís Almeida Arquitectos e Junta de Freguesia da Relva. AB

Ainda na presente época, o Clube conquistou a 10ª Taça de Portugal Consecutiva, alcançando o ouro em todas as provas, escalões e categorias em que participou, terminando com um total de 153,33 pontos. De recordar que os açorianos foram finalistas desta competi-

HELDER CRUZ

CARLA ALEXANDRE

Ginásio Corpore

O Ginásio Corpore completou 27 anos em Novembro de 2019, tendo realizado um jantar a assinalar a data. Presentes estiveram Professores/Treinadores e perto de 100 Utentes/Ginastas da casa. Desde sempre promotor e defensor da boa condição física como vector indelével de bem estar em todas as fases da vida, o mesmo foi remodelado nos últimos anos. Sempre com foco em inovar na sua oferta de sessões, oferece aulas de variadas tipologias, como sejam Pilates, Zumba® Fitness, Jump, Pump, Treino Funcional, Circuito HIIT, BOSU – entre outras, sempre com acompanhamento individualizado e especializado. Para bébes, crianças e jovens, oferece diversos tipos de Ginástica Formativa/Artística Masculina/Artística Feminina, Aeróbica e Trampolins.

Não ficando indiferente à situação provocada pela Pandemia COVID-19 – em pouco mais do que dois dias o mesmo teve a capacidade de se reinventar, tendo nascido o projecto online “CORPORE ACTIVE”, a 14 de Março. Através do mesmo, com tele-treinos via vídeo ou através da plataforma “Zoom”, o Ginásio deu continuidade à sua actividade, podendo desta forma continuar a promover saúde e bem-estar junto da população, mesmo durante uma fase crítica e dotada de muita incerteza e medo. Situado na Rua Monsenhor José Gomes, 4 (Aldeamento da Nordela), no presente momento já se encontra de portas abertas, novamente. Está pronto a receber todos os interessados: com confiança, segurança e com todas as medidas de higiene e segurança necessárias face aos novos desafios impostos. Saiba mais em https://ginasio-corpore.pt/ ou através do 296 683 004 (recepção atende Dias Úteis das 14h00 às 20h00 e sábados das 09h00 às 13h00). AB


14 | Boletim Informativo

Devido, à Pandemia COVID-19, a todas as recomendações das autoridades de saúde, e, acima de tudo, para salvaguardar a saúde quer dos participantes, quer dos espectadores, a organização

da 28.ª edição do Grande Festival de Folclore da Relva, Junta de Freguesia e Grupo de Folclore de Cantares e Balhados da Relva, adiou para 2021 a realização da edição deste ano.

Na expetativa de um regresso em 2021, contando para já com os grupos que viriam este ano, fazemos votos que todos fiquem bem. PM

Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva O Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva comemorou no passado dia 29 de Junho 44 anos de existência, repletos de intensa actividade. Tem levado o bom nome desta freguesia, do concelho, da região e do país a longínquas paragens, tais como: a todas as ilhas do Grupo Central dos Açores, à ilha de Santa Maria, à Região Autónoma da Madeira, por dez vezes no Continente português, cinco deslocações à Espanha, uma à França e Alemanha, uma à Bélgica, no Parlamento em Bruxelas, duas ao Canadá e uma ao Brasil. Na ilha de S. Miguel, ao longo destes anos de vida, actuou em quase todas as festas de freguesia, em muitas do Espírito Santo, em restaurantes e hotéis para turismo, entre outros, e já esteve sete vezes na RTP.

O Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva é filiado no INATEL, Membro Efetivo da Federação do Folclore Português e do CIOFF ( Council of Organizations of Folklore Festivals and Folk Arts), um organismo da UNESCO, que organiza Festivais Internacionais de Folclore a nível mundial.

Tendo também efectuado uma pesquisa e recolha pormenorizada dos trajes tradicionais da ilha de S. Miguel, e recuperado o tradicional Cantar às Estrelas na freguesia da Relva.

Para além destas, o Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva estaria a organizar, com a Junta de Freguesia, como é habitual, o XXVIII Grande Festival

de Folclore da Relva – Mostra Folclórica do Atlântico, o maior do género realizado em S. Miguel e um dos maiores dos Açores, que devido à pandemia que nos assola, o foi adiado para 2021, com os mesmos grupos. Muito em breve o grupo irá retomar a atividade, que se encontra suspensa, também pela situação sanitária que estamos a viver, respeitando todos os parâmetros de segurança determinados pelas autoridades de saúde. JM


Boletim Informativo | 15

Escola de Violas da Relva

Participação no “celebrou a Viola da Homenagem à Escola de Violas da Relva da Participação no Cantar às Estrelas, a Ass. de Juventude Viola da Terra, no Encontro 1/2/2020, na Câmara Municipal de Ponta Terra”, no Nordeste, a 1/10/2019 de Escolas de Violas da Terra, a 24/11/2019 Delgada

Casa do Povo de Relva

Num ano em que fomos obrigados a cancelar diversas atividades, em virtude das recomencação das autoridades de saúde sobre a pandemia, olhamos para o futuro ainda incerto com algum optimismo e esperança que, mesmo com algumas limitações, seja ainda possível realizar algumas das atividades habituais, como o Passeio Intergeracional, Passeio Pedestre e outras. Apesar disto, desde a última edição deste Boletim Informativo, ainda nos foi possível realizar algumas atividades, como a realização do Passeio Intergeracional, do Passeio Pedestre, do Festival de Sopas, da Festa de Natal e a entrega de malassadas e folares. Uma vez mais e especialmente numa altura em que saudosamente recordamos os convívios passados em conjunto, aproveitamos para agradecer a todos os que connosco têm colaborado na realização dos nossos objetivos. Até breve e obrigado por tudo. PM

OH CORONA DUM CORISCO, CHEGASTE COMO UM PAPÃO. VAI-TE EMBORA, SEU ARISCO, SENÃO LAVO-TE COM SABÃO.


16 | Boletim Informativo

Lar Residencial da Associação Seara do Trigo

Nestes últimos meses, no Lar Residencial da Associação Seara do Trigo, os laços de amizade, fraternidade, compreensão, amor pelo outro ficaram ainda mais fortalecidos.

ram-nos com a sua capacidade de desenhar e pintar e outros relembraram-se como fazer macramé e decorar o nosso Lar Residencial com os seus suportes de plantas.

nologias, através da videoconferência, o que não impediu os residentes de receberem “ofertas”, como lanches confecionados pelos familiares, jogos e atividades para se divertirem e ainda umas Tv’s novas!!

Foram descobertos novos talentos e Os contactos com os familiares foram relembraram-se outros. Uns presentea- realizados com recurso às novas tec- A todos o nosso muito obrigada! MV

Rancho de Romeiros No seguimento das ordens decretadas pela Autoridade Regional de Saúde, em consequência da pandemia pelo novo corona vírus (COVID-19), o rancho Nossa Senhora das Neves não saiu em romaria no ano 2020. Abraço fraterno. PL

Loja Solidária Continua a funcionar, na Casa do Espírito Santo, sita à rua de Cima, a Loja Solidária, com o objectivo de dar e receber, ajudando assim todos aqueles que necessitam. AM


Boletim Informativo | 17

Centro Social e Paroquial Nossa Senhora das Neves Uma sociedade que, em todos os níveis, quer intencionalmente estar ao serviço do ser humano é a que se propõe como meta prioritária o bem comum, enquanto bem de todos os homens e do homem todo. A pessoa não pode encontrar plena realização somente em si mesma, prescindindo do seu ser «com» e «pelos» outros. (DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA,165) As exigências do bem comum derivam das condições sociais de cada época e estão estreitamente conexas com o respeito e com a promoção integral da pessoa e dos seus direitos fundamentais. (DSI,166) O bem comum empenha todos os membros da sociedade: ninguém está escusado de colaborar, de acordo com as próprias possibilidades, na sua busca e no seu desenvolvimento. (DSI,167)

Ao fazer uma leitura destes números do Compêndio da Doutrina Social da Igreja, apercebi-me do quão urgente será o seu emprego, bem como o quão atuais eles são. Dadas as circunstâncias que hoje estamos a viver, a Igreja percebida no seu todo, com a consciência de que “eu” sou igreja, “tu” és igreja, “nós” somos a igreja de Cristo, não podemos ficar alheios, com olhar indiferente às situações de carência social daquele que é o meu próximo. Quem será ou quem é esse meu próximo? Poderá estar bem perto e eu bem longe… O nosso Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora das Neves completou, a 19 de Novembro de 2019, vinte e cinco anos de existência. Na nossa freguesia e comunidade trata-se da nossa casa comum. Nos centros socias a igreja encarna o Evangelho naquilo que é a sua missão social: o amor ao próximo, concedendo-lhe a sua merecida dignidade como filho de Deus. O trabalho é árduo e muitas vezes pouco reconhecido. A maior parte de quem lá serve é voluntário, nomeadamente toda a sua direcção, sendo esta um braço extensível gratuito do ISSA (Instituto da Segurança Social dos Açores) bem como do Município de Ponta Delgada.

quentam o nosso centro. Felizmente o CATL já se encontra em funcionamento cumprindo as recomendações para fazer face ao surto do SARS COV 2. Neste momento estamos a ponderar a reabertura do Centro de Convívio dos nossos idosos. Dado que daqui a nada começamos um novo ano escolar, e para em segurança podermos acautelar os nossos utentes, estão abertas as inscrições para crianças que queiram frequentar o CATL, bem como para os idosos que desejam frequentar o Centro de Convívio.

ça da unidade, da harmonia. O único que pode nos dar a harmonia é o Espírito Santo, porque ele também é harmonia entre o Pai e o Filho, é o dom que faz a harmonia. O segundo sinal é o bem comum, isto é: ‘Não havia entre eles necessitado algum, ninguém considerava seu o que possuía’, estava a serviço da comunidade. Sim, alguns eram ricos, mas a serviço. Estes são os dois sinais de uma comunidade que vive no Espírito”. (PAPA FRANCISCO)

Aproveitando o ensejo, e na possibilidade de podermos chegar a todas as famíEsta nova situação epidémica originou e lias por este meio, disponibilizamos os por outro lado agravou várias situações nossos serviços a todos os que desejade carência social. Tem sido um tempo rem e sobretudo aos que necessitarem. em que, apesar do distanciamento social recomendado, situações há em que Desejando a saúde e paz, invoco a bêné mesmo indispensável estender a mão, ção de Deus e a proteção da Senhora numa relação recíproca de amor de das Neves, nossa padroeira. quem estendende a mão para dar como O presidente do CSPNSN, Pe. Bruno Espínola de quem a estende para receber. De há uns meses a esta parte muitas foram as instituições que se associaram ao nosso centro social para, no intuito da subsidiariedade e primando pelo bem comum, servir o próximo e numa fase mais urgente assistir em bens de primeira necessidade. A estreita e sã relação de colaboração com a nossa Junta de Freguesia de Relva, o Banco Alimentar de São Miguel, a Cáritas Diocesana, a Irmandade do Senhor Santo Cristo dos Milagres, o Rotary Club de Ponta Delgada, o Monsenhor Weber Machado, a Unidade de Apoio da Zona Militar dos Açores e algumas pessoas anónimas, tem permitido desenvolver este trabalho de proximidade e ajuda às famílias da nossa comunidade. Aproveito a ocasião para agradecer tanta generosidade e sentido de serviço. Muito mais pode ser feito e melhor, mas também há trabalho que não precisa ser noticiado.

A direção do CSPNSN, seus funcionários e colaboradores, apesar das limitações que às vezes nos são impostas peAinda este ano foi-nos possível con- las diversas circunstâncias e por outras cluir o parque infantil, que enriqueceu que nos são inerentes, há-de “primeirar” o CATL (Centro de Actividades dos por aquilo que é a sua missão: SERVIR. Tempos Livres), contribuindo, deste modo, nas suas diversas áreas, para o “A comunidade renascida ou daqueles desenvolvimento das crianças que fre- que renascem no Espírito tem esta gra-


18 | Boletim Informativo

Divino Espírito Santo na freguesia BANDEIRA DA ASCENSÃO

IMPÉRIO DA FESTA

IMPÉRIO DA TRINDADE

IMPÉRIO DO CORPO DE DEUS

IMPÉRIO DE SÃO JOÃO

IMPÉRIO DE SÃO PEDRO


Boletim Informativo | 19

Catequese paroquial - N.ª Sr.ª das Neves - Relva Para além de agradecer à Junta de Freguesia por nos dar a oportunidade, através deste Boletim Informativo, de fazermos chegar à nossa comunidade cristã mensagens sobre a nossa catequese, gostaria de começar por refletir, mais uma vez, a grande dificuldade que, desde alguns anos, nos impede de fazermos uma melhor catequese, que é a falta de catequistas.

7 – No início da Quaresma, tivemos o nosso sagrado Lausperene, em que toda a catequese refletiu a Palavra do Senhor, estiveram junto dele, rezaram juntas (só Deus sabe a beleza que cada um sentiu na sua presença). Além desse fim de semana também foi bem vivida e participada a Via Sacra à Senhora da Paz.

Demos Graças a Deus e continuemos a rezar com as nossas crianças e adolesPor isso, quero realçar o pedido a todo o centes para que voltemos às catequecristão que sinta o apelo do Senhor em ses normais. ajudar na catequese, não hesite. Avance com confiança no Senhor, que nos Já é com muita saudade que desejo irá orientar pelo melhor possível para a encontrar-me com eles. É muito bom nossa caminhada de fé e assim ajudar- para mim própria, porque através da -nos de mãos dadas a sermos testemu- catequese, nós catequistas, também nhas de Cristo com as nossas crianças, caminhamos na nossa fé. adolescentes e comunidade em geral. Não foi em vão que Cristo disse: “Onde Sobre este ano catequético, interrom- dois ou três estiverem reunidos eu espido numa altura em que a catequese tarei no meio deles.” Espero e peço ao tem objetivos especiais, e que nos aju- Senhor que faça a Graça de se descobrir da na nossa caminhada de fé, ainda as- a causa verdadeira desse vírus e que os sim vivemos em conjunto alguns mo- cientistas descubram o tratamento para mentos importantes, tais como: todo o mundo, porque não foi Deus que criou este vírus, porque o que Ele nos 1 – Abertura do ano da catequese na mostra pela natureza é maravilhoso, que Eucaristia, que foi bem frequentada e nos faz até viver o Paraíso na Terra. FF animada pelo grupo Unidos com Cristo. 2 – A celebração da Festa da Imaculada Conceição, em que acolhemos as crianças do primeiro ano e manifestamos a nossa homenagem à Mãe do Céu. 3 – A visita dos Seminaristas à nossa paróquia foi muito positiva para se esclarecerem algumas dúvidas e terem uma melhor realidade do que era o Seminário. 4 – As crianças do quarto ano receberam a bíblia, na qual começaram a saber mais sobre ele e saber como usá-la. 5 – O advento foi muito participativo nas eucaristias pelas crianças e em especial na Eucaristia da Benção dos Meninos, e no Natal houve adolescentes e crianças que participaram no Acto de Natal. 6 – As crianças do terceiro ano fizeram a Festa da Luz, que decorreu bem participada pelos pais.

NOTAS - A catequese deverá começar em outubro, com datas e horários ainda a definir; - As crianças que vão pela primeira vez para a catequese e ainda não fizeram a sua inscrição devem contactar a catequista Floriana o mais breve possível.


20 | Boletim Informativo

A bela imagem de Nossa Senhora das Neves Imagem de Nossa Senhora das Neves, do Brasil, que terão adquirido de algum convento extinto, e oferecem-na à nossa Paróquia, em pagamento da promessa da doença do filho e do reaparecimento do barco. As pessoas mais antigas da Relva ainda hoje se recordam da filha deste casal, a Senhora Dona Rita Prudenciana Ferreira da Silva, que morava na casa que herdara dos pais, na Rua de Cima, onde hoje A Veneranda Imagem de Nossa Se- é o Minimercado Lucas. nhora das Neves, de beleza singular, é uma escultura de grandes dimen- Esta imagem veio substituir uma sões e está sobre uma nuvem com mais antiga, do início do séc. três anjos. Terá sido executada no XVII, que não ia na procissão início do séc. XVIII, no Estado de Per- por não ter costas, sendo nambuco, no Brasil. que a primitiva, de finais do séc. XV, ou início do Na primeira metade do séc. XIX, séc. XVI, seria de pedra e um jovem abastado da Freguesia estará enterrada alugres da Relva, emigra para a cidade de na igreja. Recife, Estado de Pernambuco, no Brasil, tendo aí feito fortuna na área Embora esteja na nossa do comércio e transporte marítimo, Igreja desde 1879, é possuindo mesmo vários barcos de uma imagem estílo Bartransporte de mercadorias. roco, do início do séc. XVIII, executada em Por volta dos anos de 1874, 1875, madeira de pau um dos seus barcos, carregado de santo. JM valiosa mercadoria, desaparece em viagem, provocando um avultada perda, levando-o a vender alguns bens entre eles uma casa senhorial na Relva, para fazer face ao prejuízo. Pela mesma altura, o filho varão, de nome João da Silva Oliveira, adoeceu gravemente, mas, por graça divina, curou-se. Dois anos depois, em 1877, o barco apareceu e a mercadoria, ou a maior parte dela, levando-o a pagar uma promessa que terá feito, caso a embarcação fosse recuperada e o filho se curasse. Já regressados defenitivamente à Relva, em 1879 Manuel José da Silva Oliveira e sua mulher, Antónia Ricarda da Silva Oliveira, mandam vir a


Boletim Informativo | 21

Paróquia de Nossa Senhora das Neves “Muitas das marcas explícitas e públicas do cristianismo apagam-se ou são tendenciosamente sufocadas no dia-a-dia. Muito da face pública da vida cristã é sistematicamente desfigurada, desde a ausência de factos religiosos e cristãos na comunicação social, ou do relevo dado à sua contestação,…” Fernando J. Micael Pereira In Agência Ecclesia

“Descrição Heráldica: Escudo português, encartelado de prata, esquartelado de ouro e azul, entrecambado, com uma flor-de-lis, acompanhada em chefe de duas estrelas de oito pontas. Listéis de ouro, com letras de negro, sendo o primeiro acima do escudo, com a legenda “Paróquia de N. Sra. das Neves - Relva” e a segunda por baixo do escudo, com o lema “Lilium ante Dominum florens” Explicação simbólica: A humanidade em todo o tempo e lugar sempre necessitou de símbolos. Nós cristãos, naquilo que concerne aos símbolos e à sua significação, estes marcam e sugerem a nossa própria identidade. Por causa da cruz, somos de Cristo pelo batismo.

Os símbolos expressos heraldicamente são um espelhamento de alusões marianas, desde a flor-de-lis (estilização heráldica do puro lírio, simultaneamente signo de Maria, da pureza dos consagrados e da virgindade da Mãe de Jesus) às estrelas (como referência quer à “Estrela da Manhã” da Ladaínha Lauretana, quer à “Estrela do Mar”, como a descreveu São Jerónimo e São Bernardo), sendo o brasão uma total alegoria à virtude e devoção marianas.

Neste sentido, e crendo que a nossa paróquia ficaria mais enriquecida com um sinal que a identificasse, encomendou-se um brasão de armas. O mesmo foi estudado, projetado e desenhado pelo senhor David Fernandes da Silva. A frase do lema é retirada do “Sermão de São Malaquias”, de São Bernardo Partilho a sua explicação. PeBE de Claraval, grande arauto mariano, que compara Nossa Senhora ao Lírio: “ O odoriferum lilium, in aeternum ante Dominum germinas et florens…” [Ó perfumado lírio, eternamente diante de Deus, germinando e florindo…], numa continuidade textual da significação heráldica, apresentando Maria como sinal florescente e paradísico, desde sempre e para sempre na presença de Deus, servindo de mediadora, advogada e guia.” (David Fernandes da Silva, 04.12.2019)

Enquanto pároco desta comunidade da Senhora das Neves, aproveito a ocasião para manifestar todo o meu apreço, estima e elevado respeito a todos aqueles que, direta ou indiretamente, nestes poucos meses da minha estada por cá, têm colaborado, quer na disponibilidade, quer no serviço prestado. Também uma palavra de agradecimento àqueles que pelas ruas me vou cruzando, vão-me ajudando a ser um de vós e um convosco… Obrigado! Os tempos não têm sido os melhores para a maioria de nós, sabemos muito bem porquê… no entanto, somos gente de esperança. São João Paulo II tantas vezes nos disse: “Não tenhais medo!” Creio que estes últimos meses fizeram-nos tomar consciência de muitas coisas… amor, família, paz, estar junto, saudade, saúde, enfim e tanto mais, sentimentos e desejos que mais do que nunca têm estado à flor da pele. Voltemos ao essencial, àquilo que de facto nos faz felizes. Sejamos responsáveis, cuidemos uns dos outros. Alguns, urgentemente, precisarão mais. Um abraço que vai para além de qualquer distanciamento, contem com o vosso pároco, Pe. Bruno Espínola


Boletim Informativo | 23

Passatempos Sopa de letras Sabia que a nossa freguesia conta com mais de 60 ruas? Encontre no quadro abaixo 12 destas ruas e habilite-se a ganhar um prémio. (sem a designação Avenida, Rua ou outra, incluíndo na diagonal) As 12 primeiras pessoas que se deslocarem à Junta de Freguesia, às segundas ou quintas, das 19h30, às 21h30, com este puzzle resolvido, terá como oferta um conjunto de lembranças alusivas à freguesia e ao seu dia, 5 de Agosto. PM

Sodoku 8

3

7

5

2 8

4

7 3

7

3

8 2

8

6

3 4 7

9 5

8

2

6

4

6

7

5

5

6

2

1

7 3 2

4

6

3

4

8 9

4

2

5

3

9 2

4

2

7 7

3

1

2 1

1

7

7 2

8

5

2 9

3

5

Avenida 5 de Agosto Avenida da Igreja Avenida da Nordela Bêco do Sabão Estrada Regional da Relva Rua 26 de Novembro Rua António de Medeiros e Almeida Rua Capitão Sérgio Vieira Rua Cristiano Frazão Pacheco Rua da Corujeira Rua da Guiné Rua da Madressilva Rua da Magnólia Rua da Nordela Rua das Almas Rua das Azáleas Rua das Camélias Rua das Hortências Rua das Palmeiras Rua de Baixo Rua de Cima Rua do Alecrim Rua do Barbeiro Rua do Lírio Rua do Manjericão Rua do Monte Velho Rua do Mulato Rua do Sabão Rua do Vale das Canas Rua Domingos Dias Machado Rua dos Lameiros Rua dos Valados Rua Doutor Agnelo Casimiro Rua Doutor António Jácome Correia Rua Doutor Carlos Bettencourt Rua Doutor Jeremias da Costa Rua Doutor Luís Sequeira de Medeiros Rua Doutor Sousa de Oliveira Rua Doutor Vitor de Faria e Maia Rua Eduardo Soares de Albergaria Rua Engenheiro Alberto Rodrigues Rua Engenheiro Costa Matos Rua Engenheiro Dinis Pimentel da Silva Rua Eng.º Eugénio Ataíde da Câmara Rua Engenheiro Gonçalo Estrela Rego Rua Engenheiro Luís Vaz do Rego Rua João de Lemos Rua Joaquim Maria Cabral Rua José Amaro Rua José Nunes Varela Rua José Vasconcelos Franco Rua José Vieira Rua Manuel Cabral de Melo Rua Martim Vaz de Bulhão Rua Monsenhor José Gomes Rua Nossa Senhora da Vitória Rua Nossa Senhora Neves Rua Nova Rua Padre Aníbal Rego Duarte Rua Santos Figueira Rua São José Rua Teófilo Frazão Rua Viçoso May Rua Victor Cruz Travessa do Bêco


Profile for jfrelva

Boletim Informativo n.º 40 - Freguesia da Relva  

Boletim Informativo n.º 40 Junta de Freguesia de Relva Relva - Ponta Delgada - São Miguel - Açores

Boletim Informativo n.º 40 - Freguesia da Relva  

Boletim Informativo n.º 40 Junta de Freguesia de Relva Relva - Ponta Delgada - São Miguel - Açores

Profile for jfrelva
Advertisement