Page 1

16 DE ABRIL DE 2018 Produzido pela Comunicação Social


CAPAS DE JORNAIS: 16/04/2018 Produzido pela Comunicação Social


http://www5.trf5.jus.br/murais/3142-Mural16-04-18.pdf


CLIPAGEM DA JUSTIÇA FEDERAL NA PARAÍBA - Portal G1 Paraíba https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/justica-federal-na-paraiba-abreinscricoes-em-selecao-de-conciliadores-para-vara-de-sousa.ghtml Justiça Federal na Paraíba abre inscrições em seleção de conciliadores para Vara de Sousa Inscrições são até 26 de abril; função de conciliador é exercida gratuitamente. Começa nesta segunda-feira (16) o prazo de inscrição na seleção pública da Justiça Federal na Paraíba para novos conciliadores no Juizado Especial da 15ª Vara, localizada em Sousa, no Sertão do estado. São oferecidas 10 vagas, além de cadastro de reserva até o 30º classificado. Confira o edital para conciliadores da Justiça Federal em Sousa As inscrições devem ser feitas até o dia 26 de abril, no prédio da Subseção Judiciária de Sousa. Poderão participar da seleção brasileiros, natos ou naturalizados, bacharéis em Direito, inscritos ou não na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e acadêmicos do curso, a partir do 5º período, com idade mínima de 18 anos, em pleno gozo dos direitos políticos e capazes de exercer a função. Os novos conciliadores serão selecionados por meio de análise de currículos, seguida de entrevista, a ser realizada nas datas prováveis de 3 e 4 de maio, em horário que será divulgado previamente no site da Justiça Federal e publicado no quadro de avisos da Subseção Judiciária de Sousa. A função de conciliador é exercida gratuitamente e, se praticada por período contínuo superior a um ano, poderá constituir título para concursos públicos promovidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com a pontuação que lhe for atribuída pelo edital da seleção. Quando exercida por bacharel em Direito, a função é considerada atividade jurídica para fins do artigo nº 93, inciso I, da Constituição Federal (requisito para inscrição definitiva em concurso público da magistratura), nos termos da Resolução nº 75, de 12 de maio de 2009, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). - Portal G1 Paraíba https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/concursos-e-selecoes-tem-mais-de120-vagas-de-emprego-na-paraiba.ghtml Seleção para conciliadores da Justiça Federal na Paraíba


A Justiça Federal na Paraíba lançou um edital de seleção pública de novos conciliadores para o Juizado Especial da 15ª Vara, localizada em Sousa, no Sertão do estado. São oferecidas 10 vagas, além de cadastro de reserva até o 30º classificado. As inscrições podem ser feitas a partir desta segunda-feira e vão até 26 de abril, no prédio da Subseção Judiciária de Sousa. Poderão participar da seleção brasileiros, natos ou naturalizados, bacharéis em Direito, inscritos ou não na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e acadêmicos do curso, a partir do 5º período, com idade mínima de 18 anos, em pleno gozo dos direitos políticos e capazes de exercer a função. A função de conciliador é exercida gratuitamente e, se praticada por período contínuo superior a um ano, poderá constituir título para concursos públicos promovidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com a pontuação que lhe for atribuída pelo edital da seleção.

- Sítio Jornal da Paraíba http://aloconcurseiro.jornaldaparaiba.com.br/2018/04/16/justica-federal-naparaiba-inicia-prazo-de-inscricao-para-selecao-de-conciliadores-em-sousa/ Justiça Federal na Paraíba inicia prazo de inscrição para seleção de conciliadores em Sousa Começa nesta segunda-feira (16) o prazo de inscrição para a seleção pública para conciliadores do Juizado Especial da 15ª Vara da Justiça Federal na Paraíba, localizada na cidade de Sousa, no Sertão paraibano. Ao todo, são oferecidas 10 vagas, além de formação de cadastro reserva até o 30º classificado. > Confira o edital. Podem participar da seleção brasileiros, natos ou naturalizados, bacharéis em direito, inscritos ou não na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e acadêmicos do curso, a partir do 5º período, com idade mínima de 18 anos. Os interessados devem realizar a inscrição no prédio da subseção Judiciária de Sousa, até o dia 26 de abril. Mais informações podem ser obtidas no número (83) 3521-333.


NOTÍCIAS DE PORTAIS DA JUSTIÇA FEDERAL Conselho da Justiça Federal - CJF Magistrados e servidores constelações familiares

relatam

experiências

na

aplicação

de

Um retrato sobre as experiências com a utilização do método de constelações familiares para melhorar o dia a dia no Judiciário em todo o país. Assim foi encerrado o Workshop Inovações na Justiça: O Direito Sistêmico como meio de Solução Pacífica de Conflitos, promovido na última quinta-feira (12) pelo Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal (CEJ/CJF), em Brasília. Após palestras sobre o tema central do evento, dezenas de magistrados e servidores da Justiça Federal e dos Tribunais de Justiça dos estados apresentaram as experiências concretas com a técnica e os benefícios já percebidos. Os relatos foram expostos nos painéis Boas Práticas na Justiça Estadual e Boas Práticas: Justiça Federal e do Trabalho e Ministério Público, ambos presididos pelo desembargador federal Paulo Fontes, que é coordenador do Gabinete de Conciliação da 3ª Região. “Há uma visão errada sobre a suposta tranquilidade do exercício da magistratura, mas a profissão do juiz, muitas vezes, é insalubre do ponto de vista psicossocial. Há muita pressão e ilusão de poder, o que acaba gerando estresse e frustrações profundas”, disse o desembargador, ao defender a busca constante de melhorias pessoais dos atores da Justiça, para o reflexo positivo na atividade jurisdicional. Entre os participantes dos painéis, que relataram as experiências práticas, estiveram os juízes Yulli Roter (Alagoas), Carlos Fernando Ramos (Amapá), Sami Storch (Bahia), Maria das Graças Almeida de Quental (Ceará), Magáli Dellape (DF), Doraci Lamar Andrade (Goiás), Jaqueline Cherulli (Mato Grosso), Mylene Vassal (Rio de Janeiro), Karina Muller de Souza (Santa Catarina), Lizandra dos Passos (Rio Grande do Sul), Augusto Carlos Correa Cunha (Pará), e Wilka Pinto Vilela (Pernambuco). Também participaram a juíza do trabalho Wanda Lúcia Ramos da Silva, o promotor do trabalho Elkio Uehara, os servidores Adhara Campos Vieira do (TJDFT), Juliana Lopes (TJRJ), Magda Fiegenbaum Univale (SC), Fabiano Oldoni (SC), Márcia Sarubbi Lippman (SC), Mônica Casagrande Trichez e Marcos Antonio Ferreira de Castro, ambos da Justiça Federal, e a especialista Rosângla Montefusco (PUC/GO). Ao agradecer a participação de todos, a juíza de Direito auxiliar na CorregedoriaGeral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Sandra Silvestre, que coordenou a parte científica do workshop, afirmou que os relatos revelaram diversas descobertas. “Uma delas é de que Direito Sistêmico é feito por fortes”, avaliou. Também integrante da coordenação científica do evento, a assessora na VicePresidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Aline Mendes Mota, destacou a importância da aplicação do método das constelações em todo o país. “Sabemos que a desestrutura familiar é geradora de muitos conflitos judiciais e as


constelações vêm para restabelecer essas estruturas. O Judiciário então vem olhando a raiz dos problemas, que são os conflitos internos das pessoas, que muitas vezes não cessam apenas com uma sentença”, destacou. O Workshop Inovações na Justiça: O Direito Sistêmico como meio de Solução Pacífica de Conflitos teve coordenação-geral do ministro Raul Araújo, corregedor-geral da Justiça Federal e diretor do CEJ, coordenação científica de Sandra Silvestre e Aline Mota. O evento contou com o apoio do STJ e da Escola Nacional da Magistratura (ENM).

Tribunal Regional da 5ª Região – TRF5 Comenda O presidente do TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt (esquerda), e o diretor do Foro da Seção Judiciária de Pernambuco, juiz federal Frederico Azevedo (centro), foram homenageados, quinta-feira (12), com o Colar do Mérito Correicional, concedido pela Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco (SDS/PE). A comenda é uma forma de reconhecer o trabalho de personalidades que se destacaram na área de segurança pública.

Conciliadores A Justiça Federal na Paraíba (JFPB) lançou edital de seleção pública de novos conciliadores para o Juizado Especial da 15ª Vara, localizada em Sousa. Estão sendo oferecidas 10 vagas, além de cadastro de reserva do 11º ao 30º classificado. As inscrições poderão ser feitas entre os dias 16 e 26 deste mês, no prédio da Subseção Judiciária daquele município. O edital foi publicado no Diário Oficial Eletrônico da Justiça Federal da 5ª Região da última terça-feira (10). Os detalhes da seleção podem ser conferidos no site da JFPB (www.jfpb.jus.br).Com informações da JFPB.

NOTÍCIAS DE OUTROS PORTAIS DA ÁREA JURÍDICA Supremo Tribunal Federal - STF Plenário do STF discutirá constitucionalidade de dispositivo que criminaliza a prática de ato obsceno em local público


Ministro anula parte de súmula do TST sobre base de cálculo do adicional de insalubridade

Superior Tribunal de Justiça - STJ Prazo recursal para credores habilitados em processo de falência deve ser contado em dobro Ação civil pública por dano ambiental interrompe prescrição de ação individual sobre mesmo dano

Conselho Nacional de Justiça - CNJ Cadastro de grávidas e lactantes do CNJ mostra 514 presas Elogios à lei que pune com prisão descumprimento de medida protetiva

Consultor Jurídico - CONJUR Para STJ, prova de dano moral é dispensável quando obra é copiada Lei de inclusão não prevê prova diferente para aluno com deficiência

Migalhas STJ decidirá se advogados têm direito a atendimento especial nas agências do INSS Funcionária que fez curso durante licença médica tem justa causa confirmada Falta de regulamentação pode desestimular investimento em criptomoedas, afirma especialista


Clipagem 16 de abril de 2018  
Clipagem 16 de abril de 2018  
Advertisement