Page 1

1


2


Relat贸rio de Atividades

2012 3


4


Expediente

Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo Rua Paissandu, 1868, Centro, Passo Fundo-RS CEP 99010-102

Fones: 54 3045 1262 / 9173 5352 Email: caritas@caritaspf.com.br Site: www.caritaspf.com.br Tiragem: 400 exemplares Organização: Secretariado Arquidiocesano da Cáritas Fotos: Arquivo Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo Diagramação: Agência Broto

5


Apresentação Passo Fundo viu a Cáritas iniciar suas atividades, em meio ao seu próprio desenvolvimento, em 1962. Já nesta época, a entidade incentivava e apoiava atividades de complementação de renda através de cursos profissionalizantes e Projetos Alternativos Comunitários. Horta Comunitária no Bairro São Em seus 50 anos de históLuiz Gonzaga, em 1984 ria a entidade se expandiu e ampliou suas atividades, abrangendo e beneficiando milhares de pessoas de 47 municípios da região norte do estado. Em Passo Fundo e na Arquidiocese, a Cáritas desenvolveu-se através da organização de Equipes Paroquiais, coleta e partilha de alimentos e formação de agentes, o que possibilitou a atuação com os mais diversos públicos, de crianças a idosos, moradores rurais a urbanos, trabalhadores a desempregados. A capa deste livro quer fazer memória dessa história através do símbolo dos 50 anos de atuação da Cáritas Arquidiocesana. O vermelho, pano de fundo deste relatório, traz presente a doação e o amor empenhados por cada um durante este tempo, bases para todo o trabalho realizado até então. Na contracapa, apresentamos os logotipos destas cinco décadas, sinais de desenvolvimento de um trabalho qualificado e transformador de realidades. Durante o decorrer destes anos a metodologia de trabalho mudou significativamente, mas a busca da valorização humana e da garantia de uma vida melhor sempre foi e certamente Encontro de formação para projetos será nosso eterno horizonte. de padarias - 1997 6


Dados de Identificação Sede Social Matriz: Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo Rua Paissandu, 1868 Telefones: (54) 3045-1262 / (54) 9611-1788 E-mail: caritas@caritaspf.com.br Site: www.caritaspf.com.br CEP: 99010-102 - Passo Fundo-RS Registros: • CNPJ: 87.604.518/0001-12 • Personalidade Jurídica: em 17 de março de 1972 • Conselho Nacional de Assistência Social - CNAS: N.º 250.570/1972 • Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social: N.º 216.001/1973 • Inscrição no CMAS - Conselho Mun. de Assistência Social: N.º 008/2012 • Utilidade Pública Federal: N.º 2.160/94-95 de 08/08/94 • Utilidade Pública Estadual: N.º 21.845 de 11/07/1972 • Utilidade Pública Municipal: N.º 86/94 de 09/05/1994 • Registro na Sec. de Justiça e Desenvolvimento Social do RS: N.º 100896/1993. Sede Filial:

Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo Cáritas Paroquial Nossa Senhora de Fátima

Av. Flores da Cunha, 4825 Telefone: (54) 3329-3002 E-mail: caritasfatima@wavetec.com.br CEP: 99500-000 - Carazinho-RS Registros: • CNPJ: 87.604.518/0002-01 • Utilidade Pública Municipal: N.º 3.721 de 19/04/1988 • Inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social de Carazinho N.º 10

7


Objetivos I - Promover e articular ações de atendimento, assessoramento, defesa e garantia de direitos aos usuários da política de Assistência Social; II - atuar na prevenção, no atendimento e na reabilitação de grupos e comunidades em situações de emergência; III - organizar, assessorar e capacitar trabalhadores rurais e urbanos; IV - prestar serviços, e executar programas voltados para a defesa, efetivação e ampliação de direitos, exercício da cidadania e construção de políticas públicas; V - realizar ações solidárias e de cooperação na geração de trabalho, renda e meio ambiente; VI - fomentar a produção e consumo ecológico no campo e na cidade; VII - defender e promover os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana; VIII - articular grupos e Equipes Paroquiais de Cáritas, promovendo ações conjuntas, de acordo com a Doutrina Social da Igreja, para que vigorem a justiça social, a fraternidade humana e a caridade cristã; IX - celebrar parcerias, contratos e convênios com o setor público e privado; X - promover o voluntariado na forma da lei.

Trabalho com crianças e adolescentes na Victor Issler, em conjunto com a Leão XIII - Anos 70

8


Breve Histórico Cáritas. Palavra de origem latina que significa “caridade/amor”. Inspirada na afirmação de São Paulo: “Caritas Christus urget nos!”, em português: “O amor de Cristo nos impulsiona”. A Cáritas, fundada em 1951, foi oficializada pela Igreja, em nível internacional, pelo Cardeal João Batista Montini (Papa Paulo VI). Hoje se encontra presente em aproMensageiro da Caridade, ximadamente 200 países e territóanos 70 e 80 rios, através de 162 organizações. Busca atuar na defesa dos direitos humanos e do desenvolvimento solidário e sustentável, na perspectiva de políticas públicas, com uma mística ecumênica. Seus agentes trabalham junto aos excluídos e excluídas, muitas vezes em parceria com outras instituições e movimentos sociais. Fundada no Brasil por Dom Hélder Câmara em 1956, a Cáritas atua em 12 regionais, através de 176 entidades-membro (Cáritas Diocesanas/Arquidiocesanas). Na Arquidiocese de Passo Fundo, a Cáritas iniciou suas atividades em fevereiro de 1962, embora tenha sido oficializada apenas 10 anos depois, em 21 de fevereiro de 1972, por Dom Cláudio Colling. Dessa forma, em 2012, a entidade comemorou 50 anos de atuação e, junto com isso, teve seu registro alterado para Cáritas Arquidiocesana. Tal mudança ocorreu em virtude da elevação da Diocese de Passo Fundo para Arquidiocese, o que deu o título também a todos os organismos ligados à Igreja Católica, como a Cáritas. Foi marcante ainda a mudança estatutária realizada com ampla discussão em todas as instâncias e aprovada em Assembleia extraordinária. O ano foi marcado ainda pela posse de nosso novo Presidente, o ArcebisComemoração dos 50 anos de atuação da Cáritas Arquidiocesana em 2012 po Dom Antonio Carlos Altieri. 9


Missão, Diretriz, Princípios e Prioridades Estratégicas Missão Testemunhar e anunciar o Evangelho de Jesus Cristo, defendendo e promovendo a vida e participando da construção solidária de uma sociedade justa, igualitária e plural, junto com as pessoas em situação de exclusão social.

Diretriz Geral de ação

A Cáritas se compromete com a construção do Desenvolvimento Solidário Sustentável e Territorial, na perspectiva de um projeto popular de sociedade democrática. Princípios 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Defesa e promoção da vida humana; defesa e promoção da sociobiodiversidade; mística e espiritualidade libertadora; ecumenismo, diálogo inter-religioso e intercultural; cultura da solidariedade; relações igualitárias de gênero, raça, etnia e geração; protagonismo dos excluídos e excluídas; projeto de sociedade solidária e sustentável; democracia participativa.

Prioridades Estratégicas

1. Promoção e fortalecimento de iniciativas locais e territoriais de desenvolvimento solidário e sustentável; 2. Defesa e promoção de direitos, mobilizações e controle social das políticas públicas; 3. Organização e fortalecimento da rede Cáritas.

10


PRIORIDADE 1 Promoção e fortalecimento de iniciativas locais e territoriais de desenvolvimento solidário e sustentável A primeira prioridade de ação da Cáritas organiza o trabalho através de quatro programas, direcionados para o desenvolvimento de iniciativas de Economia Popular Solidária; defesa do meio ambiente e reciclagem; promoção da saúde, agroecologia e segurança alimentar; e atuação e prevenção às situações de emergências.

Desenvolvimento de iniciativas de Economia Popular Solidária Em seu primeiro programa de ação, várias iniciativas foram desenvolvidas no ano de 2012 pela Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo. Um dos grandes destaques do ano - e que permitiu o sucesso de muitas outras atividades - foi o acompanhamento efetivo à grande parte dos grupos de Economia Popular Solidária, através de visitas. Em alguns deles foi, inclusive, desencadeado um processo de acompanhamento semanal onde se obteve bons e significativos resultados. Buscando valorizar as comunidades tradicionais e propiciar a inclusão social e a geração de renda, a Cáritas realizou, em parceria com outras entidades, um curso de qualificação para 31 merendeiras de Sertão e moradoras da comunidade quilombola Mormaça. O projeto foi idealizado pelas mulheres no intuito de organizar uma padaria na comunidade, incentivando a produção de bolachas, cucas, pães, bolos e massas.

Curso de produção de panificados na Mormaça, em Sertão

11


Outro processo importante desenvolvido dentro deste programa é a articulação dos grupos de padarias. Durante o ano trabalhouse a questão de planejamento estratégico junto aos grupos através de encontros de formação sobre autogestão, qualidade dos produtos e importância do trabalho coletivo. Além disso, o acompanhamento de uma acadêmica de nutrição Assessoria nos grupos de padarias foi qualificada em 2012 possibilitou o aperfeiçoamento de cardápios e a inclusão de ingredientes mais saudáveis no preparo das receitas. Tal qualificação possibilitou uma melhora na administração dos empreendimentos e na apresentação dos produtos, permitindo que o grupo assumisse a alimentação de grandes eventos, como a “Fresol” e o “Bote Fé”. No intuito de capacitar lideranças e fortalecer parcerias, a Cáritas de Passo Fundo participou do II Encontro Latino Americano e Caribe das Mulheres da Economia Social e Solidária, em Porto Alegre, onde mais de 600 mulheres empreendedoras solidárias estiveram reunidas, compartilhando experiências e apresentando propostas. Uma das lutas da Cáritas e do Fórum de Economia Solidária junto ao poder público, foi em favor da consolidação de um espaço permanente de comercialização dos produtos de economia solidária. Foram muitas reuniões e diversos momentos criados para discutir a necessidade deste local e, ainda que muito tenha se avançado, o desafio de sua implantação permanece. Concretizando espaços de comercialização, a entidade é parceira na realização anual da FRESOL - Feira Regional de Economia Solidária, que em 2012 aconteceu nos dias 09, 10 e 11 de novembro, no Igaí Eventos. A feira mobilizou 120 empreendimentos de Passo Fundo e Fórum de Economia Popular Solidária

12


região, além de grupos do Brasil e da América Latina. Como destaque desta 12ª edição da Fresol, ressaltou-se especialmente a qualidade dos produtos apresentados, a mostra da cultura indígena, as apresentações culturais e a programação paralela, que propiciou capacitação através de dois seminários: “I Encontro Regional de COOPERVITA, de Tapejara Catadores de Materiais Recicláveis discutindo a Cadeia Binacional do PET” e “Economia Solidária e Museus”. O trabalho desenvolvido pela Cáritas de Passo Fundo na área de Economia Solidária é compreendido de extrema importância, especialmente porque a entidade vê nos grupos comunitários a oportunidade de conquista de vida digna dos sujeitos, através da geração de renda, valorização pessoal e inclusão social. Participantes Beneficiados / Usuários Homens

Mulheres

Crianças

Total

496

858

128

1.482

12ª Fresol contou com exposição de um grupo de Tocantins, que trouxe produtos de capim dourado

Entre os produtos expostos na 12ª Fresol estavam os artesanatos

13


Defesa do meio ambiente e reciclagem Durante o ano, a Cáritas desenvolveu muitas atividades relacionadas a este programa. Essas ações somaram forças para a efetivação dos trabalhos e viabilizaram a continuidade e o crescimento do Projeto TransformAção, propiciando que as iniciativas desenvolvidas em parceria se estruturassem e consolidassem. Oficina de educação sócio-ambiental O Projeto busca aliar a conscientização da sociedade para a preservação do meio ambiente e gerar renda para recicladores de três associações e uma cooperativa - AAMA: Associação Amigos do Meio Ambiente, AREVI: Associação de Recicladores Esperança da Vitória, RECIBELA: Associação de Recicladores Parque Bela Vista e COOTRAEMPO - Cooperativa Mista de Produção e Trabalho dos Empreendedores Populares da Santa Marta Ltda. Estes grupos receberam durante o ano acompanhamento de monitores que realizaram 280 visitas com o objetivo de auxiliar na consolidação da autogestão e oferecer suporte administrativo e organizacional. A fim de promover a conscientização ambiental, foram distribuídos materiais formativos e informativos em 25 oficinas de educação sócio-ambiental, realizadas em escolas, universidades, empresas, condomínios, grupos de multiplicadores, entre outros. As oficinas buscaram, além de orientar a comunidade para a diminuição da produção de resíduos, informar sobre o destino correto daquilo que é produzido. Algumas destas oficinas foram realizadas em parceria com o Projeto “Corsan nos Bairros”, que a cada dois meses mobiliza alunos de uma escola para receber a formação e desenvolver atividades no ambiente acadêmico e em suas residências. Para isso foi utilizada a cartilha “TransformAção, que comece comigo”, que neste ano

Encontro de integração e qualificação dos recicladores

14


teve cerca de 2.500 exemplares distribuídos. O trabalho neste programa se deu também através da formação dos recicladores que atuam na diretoria dos grupos. Eles participaram de três encontros promovidos pela Cáritas, em parceria com o TransformAção, com o intuito de formar lideranças e qualificar os processos Intercambio em Dois Irmãos administrativos dos grupos, proporcionando melhorias nas condições de trabalho e incentivando a implementação de políticas sociais públicas. Além disso, foram realizados dois encontros para a integração das associações e cooperativa, totalizando cerca de 50 participantes. Nestes momentos foram abordados diferentes assuntos, com destaque para a importância do trabalho de reciclagem na preservação ambiental, a necessidade da autogestão e a consolidação do processo de intercâmbio. Para colocar em prática o processo de intercâmbio de experiências, foram realizadas quatro visitas a outros grupos de recicladores, sendo elas: à Copercicla, em Santa Cecília do Sul, Gentil Plásticos, em Gentil, Coolabore, de Novo Hamburgo e à Cooperativa de Recicladores de Dois Irmãos. Outra ação promovida neste programa foi o debate com os candidatos a prefeitura do município. Na ocasião, os candidatos apresentaram seus projetos e propostas para a questão ambiental, especialmente para fortalecer a parceria com as associações. A programação do encontro, discutida e elaborada em conjunto com os recicladores, foi organizada em blocos, buscando abranger temáticas como: coleta seletiva, apoio aos recicladores, aterro sanitário municipal, educação sócio ambiental, reciclagem e plano de gestão de resíduos. Debate com candidatos à Prefeitura Municipal 15


Por fim, proporcionando melhores condições de trabalho nas associações e agregando a geração de renda, buscou-se aperfeiçoar a estrutura das associações, tanto nos processos produtivos, quanto na infraestrutura para realização do trabalho. Deste modo, foram adquiridos através de projetos, vários equipamentos como uma prensa hidráulica, carrinho de Trabalho realizado na AAMA de coleta do óleo de cozinha transporte de fardos, empilhadeira, picotador de papel, mesas e gaiolas de armazenagem de resíduos, pneus para caminhões e EPI’s - equipamentos de proteção individual. Isso foi possível porque houve a busca e administração de recursos para aquisição de equipamentos, capacitação e monitoria às associações, de forma constante e permanente. Outro aspecto de importante destaque em 2013 foi o apoio e incentivo na estruturação da coleta seletiva realizada pelas associações, que possibilitou a constituição de pontos de coleta fixos, permitindo que fosse elaborado um roteiro, para facilitar a busca de materiais em mais de 700 locais.

Entrega de equipamentos para COOTRAEMPO

Participantes Beneficiados / Usuários

16

Homens

Mulheres

Crianças

Total

280

423

215

918


Promoção da saúde, agroecologia e segurança alimentar Para a Cáritas, o trabalho neste programa perpassa três aspectos essenciais de uma visão plena de garantia da saúde: a segurança alimentar, a difusão e prática de hábitos saudáveis e a promoção da agroecologia. Para tal, em 2012 a entidade atuou efetivamente na propagação de boas práticas alimentares, reeducação alimentar, saúde do corpo, mudança de hábitos em prol de uma melhor quaFeira Ecológica lidade de vida, garantia de alimentos de qualidade e acompanhamento da Feira Ecológica. Através do Programa Aquisição de Alimentos - PAA, da Conab, foi possível beneficiar em Passo Fundo 181 famílias com entregas quinzenais de 11 kg de alimentos; em Tapejara, 120 famílias com sacolas de 20 kg em média; e em Carazinho 250 famílias, com um total de 95.000 kg em 10 meses. Sete grupos beneficiados pelo PAA em Passo Fundo receberam ainda acompanhamento efetivo através de oficinas que atingiram 119 pessoas e trataram das seguintes temáticas: 10 passos para uma alimentação saudável, importância de micronutrientes encontrados em alimentos naturais, influência dos maus hábitos alimentares, cuidados na conservação e embalagens dos alimentos, como começar mudanças saudáveis de estilos de vida e receitas práticas de preparação a aproveitamento de alimentos. Além disso, foi promovido mensalmente em muitas paróquias da Arquidiocese, o “Dia da Partilha”, que provoca a comunidade a exercer sua solidariedade através da doação de alimentos e possibilita a segurança alimentar às famílias acompanhadas pela Equipe Paroquial de Cáritas.

Atividades de conscientização na Feira Ecológica, em parceria com a COONALTER

17


Oficina de alimentação saudável para multiplicadoras na sede da Cáritas

A parceria com a Universidade de Passo Fundo, por meio de um projeto da reitoria de extensão (PAIDEX), possibilitou em 2012 a atuação de uma bolsista de nutrição e de uma acadêmica do curso de fisioterapia neste programa. Esse fator permitiu que muitas ações fossem desenvolvidas e outras aperfeiçoadas. No que tange à área de abrangência do curso de nutrição, foram também realizadas seis oficinas de multiplicadores na sede da Cáritas Arquidiocesana e uma na Equipe Paroquial São Judas Tadeu, trabalhando diversos assuntos: aproveitamento integral dos alimentos, cores de uma alimentação saudável, sopas e caldos, lanches, doces e pratos natalinos. Estas iniciativas possibilitaram a apresentação de alternativas alimentares saudáveis, nutritivas e de baixo custo, incentivando a inserção de pratos que antes não faziam parte do cardápio familiar que, após os encontros, multiplicaram o aprendizado para o grupo ao qual pertencem. Já na perspectiva da fisioterapia, promoveu-se 63 oficinas em oito grupos comunitários, atingindo 69 pessoas com orientações sobre postura, exercícios acessíveis para todas as idades, prevenção de leOficina de alimentação saudável na paróquia sões e atuação em caso de algum São Judas Tadeu, em Passo Fundo

18


Oficinas de alimentação reuniram representantes dos grupos acompanhados

Oficina de fisioterapia no grupo reviver, na Cohab I

desconforto no corpo. O trabalho foi realizado também em encontros com animadores e coordenadores paroquiais, como reunião mensal de animadores e retiro anual de agentes. O retiro, que este ano teve como tema “Saúde e Espiritualidade”, quis discutir a temática da Campanha da Fraternidade (Fraternidade e Saúde Pública) como ponto de partida para a conquista de uma saúde de qualidade através do equilíbrio entre corpo e mente saudáveis. Acreditando na produção e consumo de alimentos agroecológicos como um dos principais meios de uma saúde de qualidade, a Cáritas também deu continuidade ao processo de acompanhamento à Feira Ecológica, em Passo Fundo, que atualmente integra 70 famílias e conta com mais de 600 consumidores por semana. Neste sentido, a entidade realizou em parceria com a COONALTER, atividades de conscientização sobre práticas alimentares saudáveis, ofertando degustação de pratos alternativos e suas respectivas receitas.

Participantes Beneficiados / Usuários Homens

Mulheres

Crianças

Total

915

1.249

1.464

3.628

19


Atuação e prevenção às situações de emergências Muitas ações foram desenvolvidas pela Cáritas em 2012, viabilizadas através de uma grande rede de solidariedade onde agentes paroquiais, colaboradores e secretariado executivo viabilizaram a ação social. Através de uma campanha contínua, realizada em 18 paróquias durante todo o ano, foram arrecadaCáritas recebeu doações da EENAV das mais de 83 toneladas de alimentos e em torno de 67 mil peças de roupas, além de centenas de móveis e utensílios. Para tornar possível beneficiar mais de 32 mil pessoas, 15.554 pessoas doaram e participaram deste mutirão. A Cáritas recebeu o apoio de duas campanhas de arrecadação de alimentos. Uma realizada pela Escola Estadual Nicolau de Araújo Vergueiro - EENAV, que coletou 410 kg de alimentos e mais de 3 mil peças de roupas; e da já tradicional coleta “Natal Vermelho”, promovida pela Associação dos Colorados de Passo Fundo. A Campanha realizada no fim do ano coletou 12.600 kg de alimentos, organizados em 556 sacolas que foram distribuídos para 23 organizações que atendem mais de 50 bairros da cidade, entre Cáritas Paroquiais, Associações de Recicladores, Grupos de Crianças e Adolescentes, Lares de Idosos e Escola de Educação Infantil. Além disso, foi realizado mensalmente nas paróquias o “Dia da Partilha”, que coletou alimentos distribuídos através das Cáritas Paroquiais. A Cáritas Arquidiocesana atuou também como propagadora da Campanha de Solidariedade ao Povo Gaúcho, responsável por destinar recursos para ajudar as famílias da região missioneira que sofreram perdas com os desastres naturais ocorridos nos meses de setembro e outubro de 2012. Montagem das Sacolas da Campanha Natal Vermelho 20


Em situações mais específicas e pontuais, a entidade auxiliou com o encaminhamento de doações de móveis e utensílios, além de prestar auxílio às situações mais emergenciais, como o temporal que atingiu a residência de uma família no bairro São José. Além disso, foram realizadas mensalmente visitas as famílias acompanhadas e beneficiadas por doações, atingindo 782 pessoas e envolvendo 150 agentes das Equipes Paroquiais de Cáritas. Nestas mesmas equipes atendeu-se 2.483 pessoas diretamente na paróquia. Superando a prática superficial do assistencialismo, a Cáritas busca sempre garanCampanha de Solidariedade ao tir o envolvimento das pessoas beneficiadas povo gaúcho de alguma forma no trabalho desenvolvido. Nas ações para efetivar o direito ao alimento e ao agasalho, as pessoas e famílias são convidadas a participarem nos grupos e na comunidade. Muitas destas famílias conquistaram uma série de benefícios a partir da participação em grupos produtivos e de aprendizado coletivo, como geração de trabalho e renda, autonomia, valorização, aumento da autoestima e aprendizado. Entidade realiza acompanhamento permanente à famílias em situação de vulnerabilidade

Participantes Beneficiados / Usuários Homens

Mulheres

Crianças

Total

8.751

16.530

10.284

35.565

21


Outros

Pessoas Beneficiadas

Móveis

Famílias Beneficiadas

Utensílios

1283

5320

6025

950

220

38

28

2640

6466

N. Srª do Rosário Serafina Corrêa

50

60

600

100

16

19

1

40

159

Santo Antônio Passo Fundo

329

2573

280

128

0

7

0

153

432

N. Srª da Conceição Passo Fundo

1017

3540

340

120

35

0

16

100

285

Sag. Coração de Jesus Passo Fundo

2706

34492

14780

890

101

65

240

1740

5093

N. Srª de Fátima Passo Fundo

117

550

1500

10

32

2

0

86

279

Catedral Passo Fundo

2305

8810

1806

300

108

0

235

790

2095

São Cristóvão Passo Fundo

1510

6100

8000

1000

30

3

0

713

3515

São Francisco de Assis Passo Fundo

130

209

1500

30

0

0

0

117

443

São Vicente de Paulo Passo Fundo

260

1404

774

30

0

0

0

85

359

São José Operário Passo Fundo

368

1666

3500

500

0

5

0

320

1136

São José Sertão

329

520

1400

300

65

15

31

520

1602

São Judas Tadeu Passo Fundo

2578

4243

4229

1362

96

60

0

884

4420

N. Srª da Saúde Tapejara

820

10150

13800

1420

250

250

50

520

2230

São José Passo Fundo

361

332

2000

200

0

0

0

163

605

Santa Terezinha Passo Fundo

17

306

0

0

0

0

0

17

55

Santuário Passo Fundo

1016

2348

2600

100

0

0

0

355

1387

N. Srª da Glória Carazinho

358

500

3500

210

6

5

0

455

1949

15.554

83.123

66.634

7.650

959

469

601

9.698

32.510

Total:

22

Roupas (peças)

N. Srª de Fátima Carazinho

Doadores

Calçados

Equipe Paroquial de Cáritas

Alimentos (Kg)

A seguir, visualizamos as doações recebidas e encaminhadas por cada Equipe Paroquial de Cáritas:


PRIORIDADE 2 Defesa e promoção de direitos, mobilizações e controle social das políticas públicas Esta prioridade dá destaque para dois programas de essencial importância no trabalho da Cáritas em Passo Fundo: Participação nos Conselhos e Fóruns, controle social - que busca a inclusão de agentes nos espaços de construção e garantia de políticas públicas - e Promoção e mobilização em defesa da vida - que enfatiza especialmente o trabalho com mulheres, crianças, adolescentes e comunidades tradicionais, como indígenas e quilombolas.

Participação nos Conselhos e Fóruns, controle social Os Conselhos Municipais são instâncias privilegiadas para a participação da sociedade civil na formulação e implementação de políticas públicas. Neste sentido, a Cáritas Arquidiocesana prioriza essa inserção porque acredita que com o envolvimento popular são construídas Políticas Públicas de qualidade na perspectiva de transformação social. Desse modo, a entidade garantiu a participação de representantes no Conselho Municipal de Assistência Social, Saúde, Segurança Alimentar e Nutricional, Direitos das Pessoas com Deficiência, Criança e Adolescente e Direitos da Mulher.

Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

23


Além disso, procurou-se destacar a inclusão da entidade nos diversos Fóruns da Sociedade Civil e nas Conferências Municipais, contribuindo efetivamente na construção da Conferência Municipal das Pessoas com Deficiência e sendo eleita como representante na Conferência Estadual, realizada em PorParticipação no Conselho Municipal de Saúde to Alegre. A Cáritas auxiliou ainda, através de representante no Conselho dos Direitos da Mulher, na organização de uma pauta de reivindicações que foram executadas nos 16 dias de ativismo, em Passo Fundo. Uma das atividades realizadas foi a articulação de uma caminhada no centro da cidade, reunindo cerca de 300 mulheres de diversos movimentos e entidades como: Movimento dos Sem Terra, Movimento das Mulheres Camponesas, Projeto Mulheres da Paz e Conselho Municipal da Mulher. Neste ano a entidade dispôs também de uma representante no Conselho Municipal da Saúde, que foi eleita para coordenar as plenárias do Conselho, pautando as demandas da comunidade. O programa, por fim, visou concretizar o envolvimento da Cáritas nos conselhos muConferência Estadual das Pessoas nicipais, incentivando e priorizando sempre a com Deficiência inclusão de lideranças de base para que contribuam na construção de propostas de políticas públicas concretas, que visem beneficiar os usuários e compreendê-los como sujeito de direitos. Participantes Beneficiados / Usuários

24

Homens

Mulheres

Crianças

Total

18

30

0

48


Promoção e mobilização em defesa da vida A Cáritas prioriza neste programa o desenvolvimento de ações destinadas basicamente a cinco públicos específicos: mulheres, crianças, adolescentes, quilombolas e indígenas. Tais atividades buscam sempre a garantia de efetivação de direitos, a valorização pessoal, cultural e familiar e o incentivo ao tornar-se sujeito protagonista nos diversos espaços em que estão inseridos. Uma das principais linhas de trabalho compreende o acompanhamento a grupos de mulheres, na perspectiva de motivar e fortalecer tais espaços, que propiciam convivência, autoestima e transformação pessoal e comunitária. Neste sentido, em 2012 a Cáritas realizou 133 visitas a 35 grupos de mulheres. Grupo de Mulheres Nossa Senhora Aparecida Na busca de garantir qualificação às participantes dos grupos, foram promovidas pelas Cáritas Paroquiais 128 oficinas de artesanato em 39 grupos e uma série de seis oficinas de macramê para multiplicadoras na sede da entidade. Um dos destaques nesta perspectiva foi a utilização de garrafas PET para a confecção de flores decorativas em uma oficina para as coordenaCurso de confecção de flores de PET em Carazinho doras de grupos, em Carazinho. Através da parceria com a Universidade de Passo Fundo, por meio de um programa da reitoria de extensão (PAIDEX), a Cáritas contou com o apoio de uma bolsista do curso de artes visuais, que realizou 73 oficinas de pinturas em seis grupos de Passo Fundo.

25


Curso de qualificação para o trabalho doméstico

Com a mesma instituição, a entidade articulou também a continuidade do projeto Projur Mulher Cidadã, que visitou cerca de 30 mulheres para informar sobre o acesso à diversos direitos, como previdenciário, familiar, trabalhista, do consumidor e sobre a violência contra a mulher. Junto com a UPFTV e com a Ong Caixa - Moradia e Cidadania, foi realizada a sexta edição do curso “Qualificação para o Trabalho Doméstico: orientação e direitos”, atingindo 15 participantes. Oficinas de artes visuais nos grupos de mulheres Atuando na luta de garantia de direitos e na valorização da mulher, a Cáritas participou da organização da Semana Municipal da Mulher, em março; da Campanha dos 16 dias de ativismo, que contou com exposições, blitz, oficinas, caminhadas, amostra fotográfica, palestras, manifestações e vigílias; e da Caminhada Lilás, com o objetivo de dar visibilidade à luta das mulheres para a sociedade. Além Caminhada Lilás

26


disso, buscou-se de forma efetiva o fortalecimento do Conselho e da Coordenadoria da Mulher e se realizou a entrega ao poder público do relatório final da II Conferência Municipal de Política para as Mulheres. No que tange ao acompanhamento e atendimento de crianças e adolescentes, a Cáritas de Passo Fundo desenvolveu suas ações em quatro grupos: os Centros de Juventude São Sebastião e Santa Terezinha, em Carazinho, e os Centro de Juventude São Sebastião, em Carazinho projetos TransformAção em Arte e Sementes do Jardim, em Passo Fundo. Os Centros de Juventude acompanhados pela Cáritas Paroquial Nossa Senhora de Fátima atenderam em 2012 um total de 162 crianças e adolescentes entre 06 e 18 anos, com apoio sócio educativo em meio aberto, em turno inverso às atividades escolares. Tais espaços buscam proporcionar formação qualificada e plena para as crianças e adolescentes, através de oficinas lúdicas e educativas. Os projetos desenvolvidos em Passo Fundo nesta área beneficiaram no último ano um total de 77 crianças e adolescentes. O “TransformAção em Arte”, desenvolvido na Vila Popular, teve a participação de 56 pessoas, incentivando a arte e promovendo o desenvolvimento humano e a formação de

Projeto TransformAção em Arte

27


valores através de oficinas de capoeira, dança, percussão e inclusão digital. Já o “Sementes do Jardim”, que acontece na Vila Jardim, integrou 21 jovens em oficinas de português, reciclagem, literatura, artes, pinturas, informática e esportes.

Visita na Terra Indígena Kairu, em Carazinho

O acompanhamento às comunidades tradicionais indígenas e quilombolas se deu especialmente através de visitas e apoio financeiro por meio dos fundos solidários. Na comunidade de remanescentes de quilombolas Mormaça, em Sertão, foi realizado um curso de qualificação para a produção de panificados em parceria com a EMBRAPA, qualificando 31 mulheres. Em Ronda Alta, na Terra Indígena Serrinha, a Cáritas manteve acompanhamento efetivo e apoiou financeiramente um projeto de combate ao consumo de álcool e drogas. A Terra Indígena Kairu foi visitada diversas vezes pela entidade, mantendo o assessoramento constante às 17 famílias do local.

Participantes Beneficiados / Usuários

28

Homens

Mulheres

Crianças

Total

65

1.270

319

1.654


PRIORIDADE 3 Organização e fortalecimento da Rede Cáritas A última das três prioridades de ação se volta para a estruturação e fortalecimento da Rede Cáritas, compreendida por todas as instâncias onde a Cáritas acontece. Nesta prioridade é ressaltado o trabalho realizado através dos agentes e com entidades e instituições parcerias, além do Fundo de Solidariedade da Arquidiocese. Para tal, são quatro programas de ação: Organização e incentivo ao voluntariado; Articulações e parcerias; Animação da Campanha da Fraternidade e fortalecimento do Fundo de Solidariedade; e Sustentabilidade da Rede Cáritas.

Organização e Incentivo ao Voluntariado A atuação de voluntários na Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo faz parte da filosofia da entidade desde sua fundação, há 50 anos. Estes agentes permitem colocar em prática não só grande parte dos projetos propostos como concretizam a realização de um trabalho específico, coerente com a realidade vivenciada em cada local. No trabalho junto às Equipes Paroquiais a ação dos voluntários se torna fundamental, já que permite multiplicar o número de pessoas beneficiadas e envolvidas pelo trabalho. Neste sentido, a fim de qualificar a ação destes colaboradores, a Cáritas realizou durante 2012, seis encontros de animadores com uma média de 25 pessoas participantes. Nestes momentos, ocorreram formações sobre diversas temáticas: prevenção à emergências com caixas de leite, exercícios laborais e dicas de fisioterapia, Rio + 20, 5ª Semana Social Brasileira e 50 anos da Cáritas Arquidiocesana. Nos meses que não foram realizados os encontros na sede da entidade, os agentes foram convidados a se integrarem em outras atividades, como a Jornada Teológica, Assembleia Ordinária e a Celebração dos 50 anos de atuação Encontro de animadores

29


da Cáritas na Arquidiocese. Para animar e fortalecer ainda mais a ação dos voluntários nas Equipes Paroquiais de Cáritas, foi realizado no mês de maio um retiro para agentes Cáritas, com o tema “Saúde e Espiritualidade”. O momento reuniu 33 pessoas e ficou marcado pelos momentos de Retiro com animadores e coordenadores paroquiais formação, integração e reflexão da mística e espiritualidade do trabalho desenvolvido. A formação de voluntários jovens, iniciada ainda em 2011, foi também uma das linhas deste programa. No início do ano foi realizado um retiro com 18 pessoas para promover a integração e animação destes agentes, além de propiciar Retiro de jovens formação sobre o papel da família e dos amigos para a formação da personalidade do jovem e refletir a importância da preservação ambiental. Durante o ano, eles se envolveram em diversas atividades realizadas pela Cáritas, como de conscientização na Feira Ecológica, Assembleia Ordinária, Seminário da Campanha da Fraternidade 2013 e participação no Setor Juventude Arquidiocesano. Em 2012 iniciou-se também o recadastramento dos voluntários e voluntários da Cáritas que atuam nas Equipes Paroquiais da Arquidiocese, atualizando-se cerca de 100 fichas. Esta revisão permite reconhecer os agentes que permanecem atuando na entidade e cadastrar aqueles que ingressaram desde 2006, ano em que foram realizados os últimos levantamentos. Participantes Beneficiados / Usuários

30

Homens

Mulheres

Crianças

Total

34

171

3

208


Articulações e Parcerias (Pastorais, Igreja, Entidades, Movimentos) A Cáritas busca de forma muito concreta priorizar o diálogo, a participação e a construção de processos de trabalhos coletivos junto à grupos, comunidades, entidades e poder público. Dessa forma, valoriza as parcerias que construiu no decorrer de sua caminhada, acreditando que juntos se tem a possibilidade de avançar com maior estímulo, qualidade e efetividade. Uma das principais atividades realizadas em parceria no ano de 2012 foi a Jornada Teológica, ocorrida em agosto com a temática da 5ª Semana Social Brasileira: “Participação no processo de democratização do Estado Brasileiro”. A Cáritas atuou na organização do evento e na viabilização financeira, por meio do Fundo Rotativo de Solidariedade da Cáritas Regional. Além disso, a entidade também motivou a participação de seus agentes nos dois dias de encontro. Por ocasião da proximidade das eleições municipais, ocorreu na mesma oportunidade um debate com os candidatos à prefeitura de Passo Fundo. Viabilizada pelo projeto “Igreja-Irmã” da Arquidiocese de Passo Fundo, a Cáritas recebeu a visita de duas missionárias de Balsas, no Maranhão. Ocorrida no mês de outubro, a visita permitiu às mulheres acompanhar a realidade da entidade nos municípios de Tapejara, Carazinho e Passo Fundo, conhecendo o trabalho realizado nas associações de reciclagem, equipes paroquiais, feira ecológica, terra indígenas e grupos de geração de trabalho e renda.

Visita da Igreja Irmã de Balsas, do Maranhão

31


Encontro Estadual de CEBs

Refletindo o tema “Justiça e profecia a serviço da vida”, aconteceu em Santa Maria o 13º Encontro Estadual de CEBs (Comunidades Eclesiais de Base). A Cáritas de Passo Fundo, através de duas representantes, participou do momento que reuniu mais de 1600 pessoas para refletir em oito mini plenárias os seguintes assuntos: justiça na Bíblia e no mundo, a vida missionária das CEBs, CEBs e a vida no planeta, profetas e profetisas de ontem e de hoje, CEBs: mística e espiritualidade nas romarias, CEBs e juventude: desafios e perspectiva, as CEBs e os movimentos sociais e macro ecumenismo e a vida das CEBs.

Jornada Teológica

32


Em 2012 a Arquidiocese de Passo Fundo, bem como todo o Brasil, vivenciou a preparação da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, através da recepção dos símbolos da JMJ, momento em que foi realizado o Bote Fé Arquidiocesano. Nesta atividade a Cáritas atuou como entidade parceira, integrando o Setor Juventude, auxiliando com um projeto do Fundo de Solidariedade e articulando a participação dos grupos de padarias na alimentação do encontro. Durante o ano a entidade atuou também de forma muito efetiva na articulação das Pastorais Sociais na Arquidiocese, participando de reuniões mensais e estabelecendo parcerias especialmente com as Pastorais Indigenista, da Saúde e da Criança. Para tal, buscou-se fortalecer as ações da Pastoral Indigenista nos grupos acompanhados pela Cáritas e trabalhou-se em conjunto com a Pastoral da Criança e da Saúde, através de apoio financeiro e incentivo à participação na Fresol.

Bote Fé em Passo Fundo

Participantes Beneficiados / Usuários Homens

Mulheres

Crianças

Total

48

76

0

124

33


Animação da CF, organização e fortalecimento do FDS A solidariedade, quando vista na prática, nos permite acreditar ainda mais que o amor existe e se manifesta nos pequenos gestos de caridade e doação. Neste sentido, a Cáritas em 2012 administrou o Fundo de Solidariedade da Arquidiocese, que beneficiou 16 projetos e mais de 2.600 pessoas. Este ano deu-se continuidade no formato de divulgação do folder de prestação de contas do FDS, permitindo uma maior visibilidade e transparência através de 25 mil exemplares distribuídos nas 54 paróquias da Arquidiocese.

Conselho do FDS

A Campanha da Fraternidade deste ano, “Fraternidade e Saúde Pública”, incentivou ainda mais o acesso ao Fundo de Solidariedade, buscando saúde de qualidade para todos, especialmente a pública. Confira a seguir os projetos apoiados em 2012: Vida e Vida em Abundância: o projeto, gesto concreto do ano de 2012, é desenvolvido pela Pastoral da Criança das paróquias Nossa Srª da Glória e Nossa Srª de Fátima, em Carazinho. A iniciativa prevê a continuidade e o aprimoramento do trabalho de acompanhamento às famílias, além de pesagem das crianças e orientações, atingindo mais de 200 crianças. 34

Projeto Vida e Vida em Abundância


Panificação Solidária: desenvolvido no Bairro Leão XIII, beneficia 12 famílias através da aquisição de equipamentos para melhorar a estrutura das atividades de confecção de panificados (pães, cucas e bolachas), possibilitando a geração de trabalho e agregando renda às participantes através da comercialização na comunidade local.

Gestão e Solidariedade

Projeto Panificação Solidária

Gestão e Solidariedade: beneficia cerca de 100 famílias através de oficinas para adolescentes acompanhados pelo Patronato Santo Antônio, em Carazinho. Tem como objetivo a realização de aulas de aprendizagem de produção de pães, cucas, salgados e doces, embalagem, estocagem e reaproveitamento de alimentos, além de acompanhamento individual aos participantes.

Tudo por Amor: acontece no Bairro Alvorada, em Passo Fundo, e beneficia cinco famílias pela aquisição de equipamentos e materiais para a melhor estruturação do grupo, que já produz diversos tipos de artesanato, comercializados e doados na comunidade local.

Tudo por Amor

35


Auxílio ao Hospital São Roque

Auxílio ao Hospital São Roque: inspirada na Campanha da Fraternidade com o tema Fraternidade e Saúde Pública a Paróquia de São Valentim do Sul propôs este projeto. Por meio dele foram adquiridos colchões novos para o Hospital de Dois Lageados, que é mantido com ajuda da comunidade, proporcionando melhor atendimento e qualidade de vida para a comunidade local e regional.

Articulação e Fortalecimento do Setor Juventude

Articulação e Fortalecimento do Setor Juventude: desenvolvido para fortalecer o Setor Juventude da Arquidiocese de Passo Fundo, buscando garantir a continuidade do grupo, através da articulação de ações relacionadas à Jornada Mundial da Juventude, especialmente através da formação de jovens que atuam como multiplicadores em seus grupos e da realização do Bote Fé Arquidiocesano.

Projeto Emaús

36

Emaús: visa a integração infanto-juvenil através do aprendizado e da formação de cidadãos com espírito solidário e fraterno, capazes de enfrentar possíveis dificuldades relacionadas à vida social. Isso se dá através de oficinas de artesanato, espanhol, canto, aulas de instrumento musical, edição de áudio, vídeos e fotos, para cerca de 40 crianças entre 9 e 13 de Casca.


Saber viver a vida com qualidade

Saber viver a vida com qualidade: Visa gerar e agregar renda para 11 pessoas do bairro Bom Recreio, em Passo Fundo, através da apicultura e da comercialização do mel na comunidade local. Os recursos foram investidos na compra de insumos e equipamentos necessários para o procedimento de cultivo.

Mulheres Especiais: Desenvolvido pelo SOSA – Serviço de Orientação e Solidariedade à AIDS, de Passo Fundo, o projeto abrange 63 mulheres que frequentam a instituição e que lidam com a orfandade, preconceito, discriminação e violência, através da realização de oficinas sobre diversos assuntos relacionados ao tema.

Somando Ideias

Mulheres Especiais

Somando Ideias: Busca melhorar a estrutura de um grupo de mulheres que iniciou suas atividades há 20 anos no Bairro São Cristóvão, em Passo Fundo, por meio da aquisição de máquinas e utensílios para a produção de artesanatos diversos, comercializados na comunidade, possibilitando a geração de renda para quatro famílias.

Artesanato Gepeto: Tem o objetivo de gerar renda para cinco pessoas que trabalham de forma autogestionária, no Bairro Industrial, em Passo Fundo. O grupo produz artesanatos em madeira e recebeu o apoio para a aquisição de máquinas e equipamentos que possibilitam o desenvolvimento e qualificação do trabalho.

Artesanato Gepeto

37


Aldeia Sem Drogas

Aldeia sem drogas: Na Terra Indígena da Serrinha, Ronda Alta, um grupo de lideranças indígenas, preocupado com o alto índice de consumo de bebidas de álcool e drogas entre os adolescentes e jovens, realiza um trabalho de prevenção através de encontros, palestras e vídeos. Inicialmente são 40 participantes, mas a intenção é ampliar para mais jovens. Costuras e reaproveitamento: Em Tapejara, junto a Cáritas Paroquial, um grupo de voluntários desenvolve trabalhos com costura, a fim de viabilizar o apoio e acompanhamento às comunidades de baixa renda, através de auxílio médico, habitacional, alimentício e com agasalhos. Para qualificar o trabalho e garantir a continuidade, foram adquiridos uma máquina galoneira e materiais.

Renovação de enxoval hospitalar

38

Costuras e Reaproveitamento

Renovação de enxoval hospitalar: O Hospital Beneficente Santa Lúcia, em Casca, é mantido pela Mitra Arquidiocesana e pela comunidade local. Especialmente por estar dentro da temática da Campanha da Fraternidade, o apoio do fundo ao projeto se deu através da aquisição de novas roupas de cama para o local.


Arte de reciclar conquistando a cidadania com papel reciclado

Arte de reciclar conquistando a cidadania com papel reciclado: O Centro de Juventude São Sebastião, em Carazinho, atende atualmente um grupo de 162 crianças e adolescentes, por meio do desenvolvimento de várias atividades e oficinas educativas. Uma delas é a confecção de papel reciclado, a qual o Fundo apoiou através da aquisição de equipamentos e matéria prima.

O esporte na promoção de crianças e adolescentes: Busca a aquisição de equipamentos e materiais esportivos e a estruturação e complementação de uma quadra de futebol de areia no Bairro Lucas Araújo, em Passo Fundo. A iniciativa tem como objetivo o atendimento de adolescentes e jovens do local como alternativa à violência e drogadição.

O esporte na promoção de crianças e adolecentes

Além das atividades do Fundo de Solidariedade da Arquidiocese, a Cáritas assessorou também o CEAP – Centro de Assessoramento e Educação Popular e um grupo de recicladores de Carazinho no acesso à projetos do Fundo Nacional de Solidariedade.

Participantes Beneficiados / Usuários Homens

Mulheres

Crianças

Total

508

895

1.265

2.668

39


Sustentabilidade da Rede Cáritas O último programa de ação da Cáritas perpassa, de certa forma, todos os outros. Aqui, encontra-se a organização da Cáritas enquanto rede - Cáritas Brasileira, Regional, da Província Eclesiástica, Arquidiocesana e Paroquial - e a busca da sustentabilidade da entidade na Arquidiocese, através da captação de recursos, realização de reuniões, Assembleias e da comunicação. Este ano, especialmente, se encontram também neste programa as Bazar Solidário com mercadorias comemorações dos 50 anos de atuação da doadas pela Receita Federal Cáritas na Arquidiocese de Passo Fundo. Os trabalhos deste programa contemplam a organização administrativa e contábil mantida em 2012, onde se buscou e geriu recursos próprios e de entidades e organizações parceiras, além de convênios com o poder público e empresas privadas. Estes recursos proporcionaram o desenvolvimento de novas ações e garantiram a continuidade e o fortalecimento dos trabalhos já realizados. Um dos destaques neste sentido foi o acesso a doações da Receita Federal, que possibilitaram a promoção de um Bazar Solidário na sede da entidade a fim de garantir de forma ainda mais concreta a continuidade das propostas da entidade para o ano. Neste ano a Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo atuou de forma concreta na Rede Cáritas, contando com representantes no Grupo de Trabalho da Cáritas Brasileira (GT) sobre Sustentabilidade e no GT da Juventude. Estes representantes auxiliaram também da construção de propostas de atuação da Cáritas Regional do Rio Grande do Sul. Além disso, membros da equipe da Cáritas Arquidiocesana participaram de muitos encontros da Rede, como: Encontro da Província Eclesiástica de Passo Fundo, Fórum da Cáritas Regional, Encontro do Interregional Sul de Cáritas, Fórum e Conselho da Cáritas Brasileira, entre outros. Para buscar maior efetividade nas ações planejadas na Arquidiocese, a Cáritas conta com Equipes Paroquiais que permitem que ainda mais pessoas sejam beneficiadas pelos projetos desenvolvidos. Também espe40


ra-se com os grupos paroquiais que o acompanhamento às comunidades se dê de forma mais constante, qualificada e específica. Nestas equipes foram realizadas 28 visitas, sendo elas nas cidades de Passo Fundo, Sertão, Carazinho, Guaporé, Serafina Corrêa e Tapejara, possibilitando conhecer melhor a organização e a realidade de cada equipe e incentivar o cresciColetivo Nacional da Juventude mento dos grupos. No mês de junho foi realizada uma Assembleia Extraordinária da Cáritas Arquidiocesana onde, depois de uma revisão estatutária e de análise de todos os itens da nova proposta, foi aprovado o novo estatuto da entidade. Na mesma ocasião, foi prorrogado o mandado da diretoria em exercício. Já no mês de setembro, a Assembleia Ordinária da entidade celebrou os 50 anos de atuação da Cáritas em Passo Fundo e aprovou planos, balanços e relatórios. O encontro também teve o intuito de acolher o novo Arcebispo de Passo Fundo e referendar o regimento interno da entidade, bem como de eleger a diretoria que assumiu a gestão 2013 – 2015. Ainda em 2012, para fortalecer cada vez mais as ações da Cáritas, foram feitas cinco reuniões com a diretoria, reuniões semanais de coordenação e quinInterregional Sul de Cáritas zenais do secretariado executivo, onde foram realizados monitoramentos das atividades da Cáritas. Também foi instituído, com o objetivo de propiciar ainda mais a participação dos beneficiários na construção de propostas de trabalho, o Conselho de Representantes, que é composto por dois membros do secretariado executivo, o coordenador da entidade, diretora pedagógica e por representantes dos programas de ação da Cáritas – Equipes ParoEquipe Paroquial de Cáritas de Tapejara 41


Eleição da Diretoria e Conselho Fiscal na Assembleia Ordinária

quiais, Mulheres, Economia Solidária, Articulações e Parcerias, Agroecologia e Crianças e Adolescentes. A entidade priorizou de forma muito concreta em 2012 a comunicação interna e externa, buscando garantir a transparência das suas ações. Neste aspecto, foi realizada a manutenção e alimentação do site e do blog de notícias, além da criação de uma página da Cáritas na rede social facebook. Durante o ano foram divulgados ainda, 77 textos, acompanhados com fotos e informações relacionadas a cada assunto. Os textos foram publicados amplamente nas mídias locais, tanto impressas, radiofônicas, onlines e audiovisuais. Além disso, a Cáritas manteve uma página no Jornal “Presença Diocesana” – jornal mensal da Arquidiocese de Passo Fundo – e outra página na Revista “Somando”, divulgando os assuntos mais importantes de cada mês. Para comemorar os 50 anos de atuação da Cáritas na Arquidiocese de Passo Fundo, mais de 350 pessoas participaram, em novembro, da festa realizada na paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Passo Fundo. A celebração e a confraternização retrataram com excelência a história Almoço de confraternização nos 50 anos 42


Celebração dos 50 anos da Cáritas

que comemoravam, já que no local se viu os diversos atores responsáveis pela construção do caminho percorrido pela Cáritas na Arquidiocese: arcebispos, bispos, padres, representantes do executivo e legislativo de Passo Fundo, Equipes Paroquiais de Cáritas, grupos comunitários, voluntários, entidades e empresas parceiras, colaboradores, representantes da Cáritas Brasileira Regional do Rio Grande do Sul e de outras Cáritas do estado, funcionários, ex-funcionários, familiares e amigos. Participantes Beneficiados / Usuários Homens

Mulheres

Crianças

Total

104

324

0

428

43


PARTICIPANTES/BENEFICIÁRIOS NO ANO DE 2012 PRIORIDADES E PROGRAMAS DE AÇÃO

Beneficiários/ participantes HOMENS

Beneficiárias/ participantes MULHERES

Beneficiárias/ participantes CRIANÇAS

Beneficiários/ participantes TOTAIS

1. Promoção e fortalecimento de iniciativas locais e territoriais de desenvolvimento solidário e sustentável

10.442

19.060

12.091

41.593

1.1 Desenvolvimento de iniciativas de Economia Popular Solidária

496

858

128

1.482

1.2 Defesa do Meio Ambiente e Reciclagem

280

423

215

918

1.3 Promoção da saúde, agroecologia e segurança alimentar

915

1.249

1.464

3.628

8.751

16.530

10.284

35.565

2. Defesa e promoção de direitos, mobilizações e controle social das políticas públicas

83

1.300

319

1.702

2.1 Participação nos Conselhos e Fóruns, controle social

18

30

0

48

2.2 Promoção e Mobilização em Defesa da Vida

65

1.270

319

1.654

694

1.466

1.268

3.428

3.1 Organização e Incentivo ao Voluntariado

34

171

3

208

3.2 Articulações e Parcerias

48

76

0

124

3.3 Animação da CF, organização e fortalecimento do FDS

508

895

1.265

2.668

3.4 Sustentabilidade da Rede Cáritas

104

324

0

428

11.219

21.826

13.678

46.723

1.4 Atuação e prevenção às emergências

3. Organização e Fortalecimento da Rede Cáritas

TOTAIS BENEFICIÁRIOS/ PARTICIPANTES

44


Conclusão Vi, então, um novo céu e uma nova terra. O primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também descer do céu, de junto de Deus, a Cidade Santa, uma Jerusalém nova, pronta como esposa que se enfeitou para o seu marido. (Ap 21, 1-2)

Há 50 anos a Cáritas se constrói por aqueles que sonham com a nova Jerusalém. Pessoas que lutam e, acima de tudo, acreditam que o novo céu e a nova terra já existem no meio de nós, concretizados nas palmas de cada mão que se abre para acolher e consolidar a proposta da civilização do amor. Mais que na estrutura física, a entidade é vista nas expressões de fraternidade e cuidado, característicos daqueles que resistem na busca de transformação pessoal, comunitária e social. É no amor gratuito que se encontra a tradução do maior desejo do próprio Cristo, a construção de um Novo Reino. Foram voluntários, funcionários, sócios, doadores, entidades e empresas parceiras que, com muito empenho e dedicação, materializaram dezenas de gestos de solidariedade e possibilitaram vida nova para milhares de pessoas. Eduardo Galeano, escritor e jornalista Uruguaio apresenta uma nova perspectiva para aquela que se tornou companheira dos agentes Cáritas: “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar”. É assim que nos despedimos de 2012, com a alegria do dever cumprido e com a certeza de que 2013 nos trará ainda mais utopias. Somos Solidariedade, Somos Cáritas. 45


Oração da Solidariedade Senhor, Que eu possa a quem está com frio dar o cobertor. Mas se o frio for da alma, que eu tenha condições de dar afetivo calor. Se alguém chorar, que eu possa suas lágrimas enxugar. Mas se eu também estiver em dor, que pelo menos possa companhia fazer. Porque é chocante, Senhor, chorar sem ter alguém para nos consolar; sofrer sem ter com quem dividir; precisar desabafar e não ter quem ouve; enfermar sem ter com quem contar. Assim, Senhor, e por tudo isso, eu te suplico: preciso ao próximo servir, tendo tolerância para com a ignorância: o desprendimento frente à pobreza; a solicitude moral diante dos reclames das crianças; atenção e amparo para com a velhice; o perdão sem condição; a brandura na exaltação; a verdade sem interesse e o amor sem cobranças. Mas, se nada disso eu puder ter ou fazer, que a vida me torne humilde para reconhecer que preciso espiritualmente crescer. Amém!

46


47


48

Relatório Cáritas 2012  

Versão 001