Issuu on Google+

A forรงa

artilha

q

da p ue vem


tos

Tipos de Proje

• Educação para a solidariedade e formação da consciência. • Geração de renda, associativismo e economia solidária. • Promoção da saúde alternativa, preventiva e comunitária. • Resgate da cidadania e dignidade humana. • Apoio a população em situação de risco. • Meio ambiente e reciclagem.

aprovação Critérios para

de projetos

• Envolver no mínimo três famílias, com organização coletiva/associativa. • Possuir um parecer da paróquia, pastoral ou movimento que acompanha o grupo. • Ter uma contrapartida que pode ser em dinheiro, prestação de serviço, materiais disponíveis no grupo. • Propor uma devolução solidária (porcentagem financeira, produto produzido, gesto concreto na comunidade...). • Assumir o compromisso com a prestação de contas. • Ser um sinal de transformação social, participativo, articulado, e na medida do possível, inovador.


ndo de O que é o Fu

Solidariedade

- FDS

O FDS é mantido pela Igreja da Arquidiocese de Passo Fundo, através da colaboração e participação do povo. Organizado no ano 2000 para promover a solidariedade e a cidadania, é formado pela Coleta da Solidariedade feita nas comunidades no Domingo de Ramos, durante a Campanha da Fraternidade, e já ajudou milhares de pessoas.

tituído

Como é cons

Formado por 50% dos recursos arrecadados na Coleta da Solidariedade em todas as paróquias da Arquidiocese, o FDS soma-se também ao Fundo Estadual de Solidariedade, que recebe 10% dos recursos arrecadados e ao Fundo Nacional de Solidariedade, formado por 40% da Coleta, realizada em todo o Brasil.

er acessado

Como pode s

Os recursos são destinados para grupos e instituições na Arquidiocese de Passo Fundo, mediante apresentação de projetos, com roteiro próprio (ver neste folder), avaliados tecnicamente e aprovados por um conselho. São incentivados prioritariamente gestos concretos a partir das temáticas da Campanha da Fraternidade. O valor repassado aos projetos apoiados gira em torno de cinco salários mínimos.


ásico oteiro b

R

p

para a

tos

e proje

ção d resenta

1. Título do projeto. 2. Identificação: a. Endereço e telefone. b. Pessoas responsáveis ou de referência. c. Número de famílias e de pessoas beneficiadas. 3. Pastoral, movimento ou paróquia responsável (acompanha parecer). 4. Histórico do grupo - quando surgiu, qual a sua proposta, onde se encontra, o que já faz. 5. Objetivo do projeto - o que vão fazer, o que querem alcançar com este trabalho, vender ou repassar os frutos do projeto. 6. Organização - como vão se organizar, como vão fazer, quem faz o quê, quanto tempo leva para executar o projeto. 7. O que o grupo precisa e qual o valor (listar gasto por gasto com o valor de cada item). 8. Contrapartida do grupo - qual é a participação financeira, prestação de serviço ou material que o grupo vai dispor para executar o projeto. 9. Como serão partilhados os resultados (sobras) gerados pelos projetos. 10. Como se dará a continuidade do projeto, como se sustentará. 11. Valor solicitado. 12. Proposta de devolução solidária (porcentagem e forma/período). 13. Local e data. 14. Assinatura das pessoas responsáveis.


lho Conse

do FDS

O Fundo de Solidariedade da Arquidiocese possui um conselho formado por cinco pessoas. Fazem parte dele o Arcebispo, o coordenador de pastoral, um representante das pastorais sociais, um membro da Cáritas e um representante dos projetos apoiados. O grupo se reúne a cada dois meses para socializar informações e avaliar os projetos, aprovando os mesmos ou devolvendo-os para os grupos com as devidas considerações. Dentro de suas atribuições, o Conselho tem a função de administrar o fundo, motivar a Coleta da Solidariedade e organizar as prestações de contas, como forma de divulgar o trabalho e demonstrar transparência em suas ações. Além disso, prepara o lançamento da Campanha da Fraternidade e acompanha a aplicação dos recursos nos projetos, de maneira direta ou através de pastorais sociais, paróquias ou entidades parceiras.


Como ajudar A principal fonte de recursos que forma o FDS é a Coleta da Solidariedade, realizada em todo o país, sempre no Domingo de Ramos. Além dos recursos da coleta, o fundo recebe também doações através da conta:

Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo Caixa Econômica Federal Agência: 1593 Conta: 1788-7

se ra informaçõe Endereços pa s nto de projeto encaminhame Centro Arquidiocesano de Pastoral

Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo

Cel. Chicuta, 436 - Centro Passo Fundo - RS

Paissandu, 1868 - Centro Passo Fundo - RS

54 3045 9204

54 3045 1262

arquidiocese@arquidiocesedepassofundo.com.br

caritas@caritaspf.com.br

www.arquidiocesedepassofundo.com.br

www.caritaspf.com.br


Folder institucional FDS