Page 1

canalABERTO

Nº 506| Ano 10 | 02 de dezembro de 2016

Ilhabela | Distribuição Gratuita | Circulação Semanal | www.jornalcanalaberto.com.br Foto: Ronald Kraag

Aberta a discussão sobre o prédio que abrigará a Câmara Municipal de Ilhabela, em audiência pública, feita a explanação sobre as condições em que a “Casa da Princesa” (?) estava, afloraram as divergências. Oposição ao prefeito Colucci fez acusações e insinuações e, “no frigir dos ovos”, pode-se ver que nem tudo que reluz é ouro Foto: Divulgação

Planejada, Ilhabela poderá surpreender Sem desprezar qualquer setor da atividade do Poder Executivo lembramos que, para um município com mais de 80% de território preservado há que se intensificar a fiscalização. Chama-nos a atenção mais do que nunca a entrada de pessoas, todos os dias e durante o tempo todo, provenientes de várias regiões do país, para se inserir na comunidade de Ilhabela, por evidência, sem ter onde morar. Ora abrigam-se em casas de parentes, ora aceitando propostas de trabalhos como caseira a mulher e ele como ajudante geral que trabalha fixo ou faz bico, porque não pagará aluguel, haja vista a possibilidade de residir no próprio emprego. A regra geral é essa. O setor esportivo precisa ser mantido no que houve de bom - e não foi pouco -, mas há que se inovar, reinventar a prática que envolverá mais atletas, oportunizando um maior número de adeptos Editorial

História Acreana e a Revolução Pág. 2

Feira Literária, mais sucesso Pág. 4

Juliana Maciel é praça na ilha Pág. 5

Visitou o Lions Clube Ilhabela, sendo recebido com um jantar de confraternização, no Restaurante Max Paladar, o Governador do Distrito LC-5 “PIP Augustin Soliva”, CL Edson Neves, acompanhado da esposa, PDG Margareth Lúcia. Associados de Lions Clubes do Litoral Norte prestigiaram o evento. Cordialidade e cumprimento de missão

Idoso tem Centro Social no Sul Pág. 8


02

Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

FORMADORES DE OPINIÃO

EDITORIAL

Planejando o que há de vir, poderá A história além da surpreender o desenvolvimento de Ilhabela

margem: Revolução Acreana

O prefeito Márcio Tenório terá pela frente quatro anos de efetivo exercício no comando das rédeas do Poder Executivo de Ilhabela. Mesmo com uma receita totalmente favorável no orçamento para 2017, ultrapassando a casa dos R$ 500.000,000,00 (quinhentos milhões de reais), precisará direcionar valores expressivos já catalogados nas despesas. Os investimentos igualmente serão elevados, mas o alto valor constante da rubrica “folha de pagamento” é algo desafiador. Os investimentos nas áreas de Saúde e Educação atenderão a uma demanda que marca e acentua o progresso do município, principalmente quando se registra os números constantes de alunos, de membros do corpo docente, de auxiliares do setor educacional, assim como de toda a vasta teia que envolve os profissionais na área de Saúde, além da manutenção das Unidades Básicas e do Hospital Mário Covas, um dos melhores e mais completos existentes em cidades de porte médio, pela qualidade dos serviços prestados e humanização ofertada. Não se resume nessas duas principais rubricas do orçamento, pois ele é envolvente e abriga todas as Secretarias Municipais, além do duodécimo depositado mensalmente em nome do Poder Legislativo. O enorme quadro de servidores absorve grande fatia da receita, mas há que se ter em mente (e na ponta do lápis) as despesas nas áreas de Turismo, a principal indústria do município, o setor de Obras, a Administração, o Desenvolvimento Social, a Cultura, o Meio Ambiente, o Esporte, os serviços urbanos e a segurança. Não há dúvida de que a receita terá muitas surpresas, com números elevados em virtude dos royalties, mas poderá em breve sofrer alterações, minimizando a entrada no caixa da prefeitura, por conta de uma redistribuição que o governo pretende fazer, clamada por todos os municípios brasileiros. Enquanto isso não acontece, sobrará dinheiro em caixa, todos os meses e será preciso planejamento, diferente e melhor do que se desenvolveu nos últimos anos, preparando novos investimentos devidamente projetados para que o município continue na senda vertiginosa do progresso. Uma coisa é certa, havendo planejamento e projeção, poderá haver mais desenvolvimento. Um setor que preocupa a administração

Fernando Alves A Revolução Acreana é um assunto pouco abordado por pesquisadores e historiadores porque um movimento popular que teve a informação de trabalhadores da região do Acre e parece não ter tanta proeminência na historiografia. Quando se fala em Revolução Acreana passa-se de modo superficial pelo tema. Apenas são depositados alguns acontecimentos que apresentaram uma acuidade política, geralmente exasperando o desempenho de diplomatas como por exemplo a atuação do Barão de Rio Branco nas relações internacionais sobre a demarcação da fronteira brasileira. O que hoje se organiza como o Estado do Acre foi, até 1962, um condado da Federação do Brasil, sem supervisão ou governo próprio. O Estado do Acre é o Estado mais ocidental do Brasil, localizado no coração da floresta amazônica e seu território do Acre se estende por 152 581km². Do ponto do panorama da Bolívia, as terras que hoje obedecem ao Acre eram repetidamente aludidas nos mapas dos séculos XIX como “tierras no descobertas”. O que chama a prevenção neste fato é que essas “tierras” só transpuseram a ter uma saliên-

Fernando Antonio Braga de Siqueira - ME CNPJ: 16.930.164/0001-58 Registrado no Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas de São Sebastião sob nº 5.909

ESCRITÓRIO CENTRAL, REDAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO Avenida Princesa Isabel, 2.320 - conj. 02 Barra Velha - Ilhabela - SP CEP 11630-000

Fone: (12) 3896 3895

por todo o tempo é o da invasão indiscriminada de áreas inclusive algumas de preservação ambiental, onde grileiros invadem e tomam conta, derrubam árvores, abrem trilhas que se transformam em ruas e que, sem muito esforço, mas com apoio inestimável de alguns maus políticos acabam cadastrando no mapa geral do município, como contribuintes. Os endereços das áreas invadidas e a mercê de invasões o prefeito eleito sabe e bem conhece, precisando adotar medidas essenciais para evitar que esse mal cresça e apareça. O meio ambiente carece de uma análise mais profunda, também com esquema de médio e longo prazo a ser adotado, com a fiscalização podendo exercer as suas funções sem ser molestada por pessoas alheias ao dia a dia de Ilhabela. Sem desprezar qualquer setor da atividade do Poder Executivo lembramos que, para um município com mais de 80% de território preservado há que se intensificar a fiscalização. Chama-nos a atenção mais do que nunca a entrada de pessoas, todos os dias e durante o tempo todo, provenientes de várias regiões do país, para se inserir na comunidade de Ilhabela, por evidência, sem ter onde morar. Ora abrigam-se em casas de parentes, ora aceitando propostas de trabalhos como caseira a mulher e ele como ajudante geral que trabalha fixo ou faz bico, porque não pagará aluguel, haja vista a possibilidade de residir no próprio emprego. A regra geral é essa. O setor esportivo precisa ser mantido no que houve de bom - e não foi pouco -, mas há que se inovar, reinventar a prática que envolverá mais atletas, oportunizando um maior número de adeptos, a prática esportiva em modalidades novas, dando condições a que o berço de atletas não seja desestimulado e eles continuem chegando para as competições. Aliás, tudo o que se gasta com o esporte deve ser tratado como investimento, haja vista o entendimento de que, com a prática esportiva os adolescentes e mesmo os jovens e veteranos, muitos terão sempre melhores opções para preencher o tempo e não estarão mergulhados na ociosidade. Afinal, cada setor precisa ser privilegiado e, com uma equipe de assessores diretos e voluntários dos Conselhos Municipais, haverá progresso organizado.

DIREÇÃO GERAL Fernando Siqueira - MTB 10.428 redacao@jornalcanalaberto.com.br COMERCIAL comercial@jornalcanalaberto.com.br DESENVOLVIMENTO Guilherme Siqueira | Projeto Gráfico Jaqueline dos Anjos | Diagramadora arte@jornalcanalaberto.com.br

IMPRESSÃO Atlântica Gráfica e Editora Ltda.

TIRAGEM 2.000 exemplares PERIODICIDADE Semanal

www.jornalcanalaberto.com.br Todos os direitos reservados ao Jornal Canal Aberto. É vedada a reprodução total ou parcial do conteúdo sem a permissão do jornal ou sem citar a fonte. Os artigos assinados não têm a responsabilidade do Jornal Canal Aberto.

cia estratégica para o governo boliviano quando os negócios dos Estados Unidos se aliaram a este governo. O Tratado de Petrópolis pôs fim à demanda acriana na forma legal, no domínio das relações internacionais entre Brasil e Bolívia, mas a circunstância do povo do Acre ainda era bastante afetuosa. Plácido de Castro, o comandante chefe de uma verdadeira milícia importava um perigo para os originais rumos que a situação apontava. Talvez isto calhe porque por mais que a história venha se reconstruindo constantemente como uma ciência, ainda se nutre alguns velhos resquícios de como a história era contada em tempos passados. Por isso, quando se fala da Revolução Acreana, se fala muito mais no Barão do Rio Branco, que teve um papel fundamental, no sentido de conservar os interesses do Brasil na região ao congregar o território independente do Acre, do que no nome de Plácido de Castro, pois este apontava os males de segundas intenções na região; além de ter comandado um exército de seringueiros, muitos desses paupérrimos, vivendo com poucos recursos. Fernando Alves – Me. Ciência PolíticaFFLCH


Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

03

NA PONTA

DO LÁPIS

Pressão (1)

É realmente o que sente um prefeito eleito, para formar o quadro de assessores, principalmente do primeiro escalão. Poucos gostariam de estar na pele do jovem prefeito eleito de Ilhabela, Márcio Tenório.

Pressão (2)

As pressões acontecem diretamente a ele, no entorno dele e, ainda, para aqueles que fazem parte de um conselho que o acompanha desde o princípio. Aliás, gente desse próprio conselho o pressiona.

Pressão (3)

Além de mandar recado, tem uns e outros, línguas soltas, que não se contêm e há noticias de que em algumas repartições públicas municipais têm quem está intimidando servidores, até de carreira. Se um desses, por exemplo, assumir algum cargo, será certamente um indomável, porque o poder já lhe subiu à cabeça antes mesmo da posse.

Ilhabela inchada (1)

Embora a Constituição Federal diga que o direito de ir e vir é permitido e sagrado ao povo brasileiro, há alguns lugares que não comportam tanta gente; Ilhabela, sem medo de errar se pode dizer, é um deles.

Ilhabela (2)

A população cresceu muito e o inchaço já se faz sentir, em muitos bairros, provocando inclusive uma ocupação desordenada. A cada dia, embora não haja controle, ao menos dezenas de árvores são derrubadas para que invasores de terras façam loteamentos clandestinos e ofereçam a “novos proprietários”.

Ilhabela (3)

Depois, bem depois é outra história. Aí alguns ilhabelenses aparecem para proteger os novos proprietários e começam a exigir nomes de ruas, rede elétrica, água da Sabesp, sem

contar as ligações também clandestinas que puxam a água das cachoeiras.

Ilhabela (4)

Quando houver ordem, o progresso será ordenado ou contido, porque os mananciais não suportarão tamanha demanda. Aliás, a Sabesp já previu isso há muitos anos. Pode ser que a nova administração estude uma saída para essa ocupação desordenada.

Luto (1)

O mundo futebolístico está de luto, com o infausto acontecimento registrado nas imediações de Medelín, na Colômbia, com a equipe da Associação Chapecoense de Futebol, importante cidade de Santa Catarina.

Luto (2)

Depois de jogar com o Palmeiras, na tarde de domingo, em São Paulo, a equipe da Chapecoense embarcou na tarde da segunda feira para aquela cidade da Colômbia para um jogo internacional diante do Nacional de Medelín. Alguns quilômetros da pista do aeroporto a aeronave sofreu grave acidente, possivelmente por pane seca ou mesmo mecânica.

Luto (3)

Mecânica é a pane registrada por problema mecânico e a seca é quando o combustível do aparelho se esgota. Dos 81 passageiros à bordo, 9 eram tripulantes e setenta e dois, jogadores, dirigentes e cronistas esportivos. Apenas 5 são os sobreviventes. O presidente Michel Temer disponibilizou aviões da FAB para irem a Medelín levar familiares dos mortos e fazer o traslado dos corpos para a cidade de Chapecó.

Luto (4)

O acontecimento é considerado o maior já registrado com equipes esportivas, em todo o mundo, com alguns registros desde 1953, com a morte de

23 jogadores do Manchester United, da Inglaterra; 31 mortos no acidente de 1949 com a equipe do Torino da Itália; com 46 pessoas mortas, em 1963, integrantes da seleção de futebol da Zâmbia; a seleção uruguaia de rugby, em 1972, com 28 mortos; todo o time do Aliança de Lima, em 1953, que caiu no Oceano Pacífico; e a seleção russa de hóquei, em 96.

Luto (5)

Chapecó enternecida chora a morte de seus jogadores e dirigentes, a imprensa perdeu alguns de seus integrantes e a tripulação da aeronave boliviana perdeu a vida no maior acidente aéreo com delegações de futebol, em todos os tempos. Condolências.

Fim de semana agitado, muita gente na cidade e o enfrentamento às filas das balsas, para a travessia sentido Ilhabela ou o continente, um autêntico martírio.

Será mesmo?

Dando de ombros, o Dersa que anunciava 7 balsas para o fim de novembro, já está blefando, pois três das balsas que passaram por manutenção, “bateram pinos” e foram retiradas de circulação. Com efeito, não houve quem deixasse de reclamar. Parece que tem caveira de burro enterrada, tanto do lado de lá, em São Sebastião, quanto do lado de cá, em Ilhabela.

Promessas vãs

A empresária Alda Maria Lima Areudo, tomou posse ontem com todos os demais membros da diretoria da APAE – Associação de Pais e Amigos de Excepcionais. Estarão ao seu lado, nos próximos três anos, os diretores que atuarão para levar avante o bom trabalho Apaeano de Ilhabela.

Não se sabe ao certo se vãs ou vis, as promessas feitas pelo Dersa, ao prefeito Colucci e também ao prefeito eleito, Márcio Tenório, assim como a líderes empresariais e vereadores de Ilhabela. Sabe-se apenas que parece brincadeira de péssimo gosto. E todos sofrem, mas quem mais sofre e sente o grande peso, na hora de atravessar por uma necessidade emergencial é o povo local que não tem o que fazer. Uma vergonha!

Posse (2)

Comprometimento

Posse na APAE (1)

Kleber Alves (vice-presidente); Mônica Kurachina (secretária); Adriana Pinto (segunda); Marlene Clementino (diretora financeira); Cristina Bernardo (segunda); Sirleide Rocha (diretora social); Fernando Siqueira (diretor de patrimônio).

Posse (3)

O Conselho Fiscal é composto por Luiz Antonio Alves Teixeira, Eliete Selma Alves de Pinho e Deise Nogueira Ferreira, sendo suplentes Josefa Rodrigues Jardim, Carla Alves Pizarro e José Marcos da Silva. Parabéns aos novos dirigentes da APAE e gratidão aos que deixaram a diretoria da entidade.

O que tem é isto

Parece brincadeira, mas o Dersa está brincando com coisa séria.

É o que falta ao governo que está em sua metade, esse de Geraldo Alckmin. Teremos que amargar mais dois anos, até 2018 – com ele próprio ou com o vice, Márcio França, quando surgirá a disputa presidencial. Dersa, pré falido, como dizem analistas econômicos, tem gerado um punhado de incômodos. O povo não merece isso tudo.

Governo novo (1)

Será diferente? Será melhor? Terá mais diálogo? São perguntas que se repetem. E a recorrência é o ponto de partida para uma expectativa crescente. Terá Márcio Tenório, condições de trabalhar apenas com a equipe ou permitirá que haja sugestões externas?

Governo (2)

De forma organizada parece que está caminhando a transição e nas próximas horas Ilhabela deverá ter a composição do primeiro escalão do novo governo. Aí sim, as especulações ficarão para trás e a certeza de que os nomes serão mesmo aqueles anunciados. Aí, é só esperar e torcer para que haja entrosamento e produção, em busca de resultados.

Palpite infeliz (1)

Com a linha de ação centralizada em seu primeiro time o novo prefeito não poderá permitir palpites que sempre chegam, não apenas da comunidade, mas de setores externos que não querem apenas sugerir, mas meter o bedelho e defender ações pessoais, em benefício próprio.

Palpite (2)

Isto acontece em todo e qualquer governo, mas uma barreira precisa ser colocada, podendo (e devendo) ouvir, mas não se curvar a propósitos que não sejam em defesa ou benefício da maioria da população. Márcio certamente deverá saber a dosagem certa e jamais a permissividade.


04

Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

CULTURA

Aberta a Feira Literária com a Encerrado mais um presença da Orquestra Jovem de Ilhabela

“Festival de Música na Escola”

Foto: Camila Migliorino/PMI

Foto: Silas Azocar/PMI

Festival de Música na Escola encerrado com a mesma alegria de outros anos

Mais uma Feira Literária e a mesma euforia de sempre. Jovens e adultos vibram com a Cultura local, bem mais participativa

Na manhã da quarta-feira (30/11) foi aberta a programação da Feira Literária de Ilhabela com a apresentação da Orquestra Jovem, contação de histórias com a Kiara Terra, além da venda de livros. “Hoje, vamos inaugurar o novo Centro Cultural de Ilhabela com museu, biblioteca, e em breve o Cinebela. São oito anos de governo trabalhando para Educação e Cultura, pois, investir nelas é investir para melhorar a sociedade” declarou o prefeito Toninho Colucci, na abertura do evento. A Feira Literária de Ilhabela foi visitada pelos alunos e professores da E.M. Professora Ophelia Reale Montanhesi, do bairro do Itaquanduba, e pelos moradores de diversos bairros, muitos deles acompanhando e incentivando a leitura para as crianças. “A literatura tem uma grande importância para a nossa cidade. Quando iniciamos o governo havia apenas uma Biblioteca Municipal, hoje são cinco e além delas temos a FLAI (Feira Literária de Aventuras de Ilhabela) e a Feira Literária, tudo isso contribui para a formação das crianças sendo realmente um bem cultural e essencial para o nosso município” comentou o Secretário de Cultura, Benedito Augusto. A abertura contou com a música da Orquestra Jovem de Ilhabela, da Fundaci, sob a regência do maestro Victor Hugo de Souza. Em seguida a atriz Kiara Terra contou “Histórias para viver o tempo como um presente”. Estiveram presentes na cerimônia o prefeito Toninho Colucci e os Secretários Dra. Lúcia Reale (Saúde), Benedito Augusto (Cultura), Lídia Sarmento (Educação) e Daniel Marçal (Meio Ambiente). Até domingo (4/12), além da venda de livros a preços populares, teremos diversas atrações como contação de histórias, exibição de filmes, oficina de origamis. A Feira Literária é uma realização da Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Cultura, e com a organização da Biblioteca Pública Municipal da Vila, e da Fundaci (Funda-

ção Arte e Cultura de Ilhabela). O evento tem o apoio do projeto Pontos MIS e ficará até domingo (4/12)no novo Centro Cultural da Vila (antigo prédio da escola Dr. Gabriel Ribeiro, sempre das 9h às 20h.

Confira a programação Hoje (2/12)

9h30 - Contação de Histórias com Giba Pedroza “Contos para brincar e cantar”; 14h - Contação de Histórias “Em terra de Saci...” com os contadores de histórias Pés no Chão; 16h30 - Filme Corda Bamba – Classificação Livre (Pontos MIS); 18h30 - Filme A Ilha do Terrível Rapaterra – Classificação Livre (Pontos MIS).

Amanhã (3/12)

11h - Oficina de Origami com a equipe da Biblioteca; 13h30 - Filme Corda Bamba – Classificação Livre (Pontos MIS); 15h - Oficina de Origami com a equipe da Biblioteca; 17h - Contação de Histórias “Em terra de Saci...” com os contadores de histórias Pés no Chão; 18h30 - Filme Palavra (En)Cantada – Classificação Livre ( Pontos MIS).

Domingo (4/12)

11h - Filme A Ilha do Terrível Rapaterra – Classificação Livre (Pontos MIS); 11h30 - Oficina de Origami com a equipe da Biblioteca; 13h30 - Filme Corda Bamba – Classificação Livre (Pontos MIS); 15h - Oficina de Origami com a equipe da Biblioteca; 17h30 - Filme Palavra (En) Cantada – Classificação Livre (Pontos MIS).

Monica C.A.Cuono Psicóloga

(12) 3896-1710 Santa Casa de

Misericórdia de Ilhabela

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Educação, realizou no último sábado (26/11), no Centro Educacional e Cultural, na Praia Grande, a terceira edição do “Festival de Música na Escola”. Os alunos das 14 escolas municipais do Ensino Fundamental fizeram suas apresentações, sendo julgados nos quesitos: desenvoltura de palco, intérprete, voz, ritmo, arranjo, melodia, letra, originalidade, produção, grupo, instrumentalista, aclamação popular, melhor tema e “ilhabelismo”. No final foi realizada a Cerimônia de Premiação. Desde que foi instituída a Lei Federal que regulariza o ensino da música nas escolas, a Secretaria de Educação e a Associação de Músicos de Ilhabela uniram-se para que a música fosse uma realidade em sala de aula para os alunos da rede municipal do arquipélago. Desde 2010, a partir do 1º ano do Ensino Fundamental I na disciplina de Artes, a música faz parte do currículo escolar. O “Festival de Músi-

ca na Escola” é a etapa final da disciplina, onde os alunos mostram tudo o que aprenderam, evoluíram e aprimoraram durante o ano letivo.O evento conta com a participação de todas as escolas do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino, de modo a incentivar o processo criativo, artístico e cultural dos alunos de 6 a 14 anos.

Classificação Final

Desenvoltura de Palco: E.M. Castelhanos; Intérprete: E.M. José Benedito de Moraes; Voz: E.M. Eurípedes da Silva Ferreira; Ritmo: E.M. Mércia do Nascimento Dias; Arranjo: E.M. Paulo Renato Costa Souza; Melodia: E.M. Eva Esperança Silva; Letra: E.M.Maria Thereza de Freitas Vidal; Originalidade: E.M. Anna Leite Julião Torres; Produção: E.M.Leonardo Reale; Grupo: E.M. José Antônio Verzegnassi; Instrumentalista: E.M.Ruth Correia Leite Cardoso; Aclamação Popular: E.M. Ophélia Reale Montanhesi; Melhor tema: E.M. Waldemar Belisário e “Ilhabelismo”: E.M. Dercy de Andrade de Castro.

Conto de Fadas vira tragédia e o mundo chora Um time de futebol de cidade média brasileira, mais precisamente Chapecó, a oeste de Santa Catarina, alçou vôo nos campos modestos do interior e, planejando, rompeu barreiras. Deu passos firmes, desde o começo de sua trajetória, organizado, com mãos firmes e honestas em sua administração, e mereceu a confiança da comunidade barriga verde apaixonada (assim são chamados os “catarinos”), aqueles que têm a felicidade de nascer e viver num estado cujo padrão de cultura, vida e respeito à nação é exemplo para o mundo. Alegria, euforia e contentamento se tornaram obscuros, na madrugada de terça feira, quando a irresponsabilidade de um misto de piloto e empresário estava ao manche de uma aeronave, conduzindo não apenas o esquadrão a caminho da consagração, mais diretores, empresários e jornalistas para a cobertura de

importante jogo decisivo contra o Atlético Nacional de Medelín, na Colômbia. A poucos quilômetros da pista, panes seca (falta de combustível) e mecânica provocaram a maior tragédia com um elenco esportivo, no mundo. De 82 à bordo, apenas 5 se salvaram com vida, mas terão seqüelas para sempre. Ficam a saudade (a presença da ausência) e a certeza de que a incompetência não deve permitir jamais o estabelecimento. Choram familiares, amigos, Chapecó, o Brasil e o mundo, a par da certeza de que, no momento de muita dor há que se registrar a presença do amor, capaz de reconstruir. Pesar imenso e só a fé em Deus dará forças para o recomeço. A história está escrita. Inesquecível. F.S.


Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

LINHA DE FRENTE

05

Fotos: Silas Azocar/PMI

Entusiasmo na disputa A prefeitura inaugurou a Praça masculina de vôlei da ilha

Foto: Divulgação/PMI

Convidativo e muito confortável, o “Oscarzão” serve para treinos e bons jogos

O Ginásio de Esportes “Oscar Schmidt”, na Barra Velha, recebeu no último sábado (26/11), as partidas iniciais do Quadrangular Ilhabela de Vôlei, promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação. Participaram da competição as equipes Juventude, Tomarrocos, Lava Jato e a visitante, São Sebastião. A competição foi pela categoria masculina. Amanhã, também no Ginásio de Esportes “Oscar Schmidt”, a disputa será com as equipes femininas, a partir das 16h, com quatro equipes locais. A Prefeitura de Ilhabe-

la, por meio da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação, tem fomentado a modalidade na cidade, desde a base. Como resultados, a equipe ilhabelense vem alcançando bons resultados. A equipe já competiu em duas finais estaduais e foi campeã da Taça Prata 2015 na categoria Adulto Masculino, entre outras importantes conquistas, inserindo a cidade no mapa do vôlei da região e do Estado.

Classificação

1º lugar - Equipe Juventude; 2º lugar - Equipe Tomarrocos; 3º lugar - Equipe Lava Jato e 4º lugar - Equipe São Sebastião.

Juliana Maciel, Parque Infantil e Academia Em cerimônia marcada pela emoção, a Prefeitura de Ilhabela inaugurou no final da tarde de segunda-feira (28/11), a Praça “Juliana Maciel”, no bairro Água Branca. O espaço de convívio entregue à comunidade conta com Parque Infantil e Academia ao Ar Livre. A praça está localizada na esquina da Avenida Ernesto de Oliveira com a rua Benedito Mazagão. A cerimônia contou com a presença do prefeito Toninho Colucci, acompanhado da presidente do Fundo Social e Secretária de Saúde, Dra. Lúcia Reale Colucci, e da família da homenageada, a mãe Cleuza Maciel, os irmãos Gustavo e Ana Paula Maciel, a sobrinha Antonella e a filha Ana Beatriz. “A Ju tá lá no céu dizendo alguém aqui tem o nome numa praça? Eu tenho”, disse Cleuza Maciel, lembrando a irreverência e bom humor da filha. “Quero agradecer o prefeito Toninho Colucci, um grande companheiro, por esta homenagem”, completou. Cleuza Maciel é radialista e Secretária de Turismo de Ilhabela. O prefeito Toninho Colucci também destacou a alegria da homenageada. “Só quem conheceu a Juliana sabe, ela viveu intensamente os 39 anos. Esta é uma singela homenagem que prestamos hoje a ela e a sua família”. Filha mais velha da radialista Cleuza Maciel, Juliana sempre esteve ao lado da mãe e deixou muitos amigos no arquipélago de Ilhabela. Com problemas cardíacos, Juliana estava em tratamento e faleceu no dia 11 de setembro deste ano após um infarto.

Emocionante a homenagem à Juliana Maciel. Lágrimas

Antes de encerrar a cerimônia, amigos e familiares soltaram balões amarelos para lembrar a alegria e amizade da homenageada. “Tenho certeza que a Ju deve estar dizendo que este espaço será para receber os idosos na academia ao ar livre, as crianças no parquinho e os namorados com muito beijo na boca”, concluiu emocionada Cleuza Maciel. A solenidade contou ainda com a presença do presidente da Câmara, Adilton Ribeiro, os vereadores eleitos Anísio e Salete; o presidente da Associação Comercial, Wilson Santos; os secretários municipais Luiz Alberto de Faria – Luizinho (Governo), Luís Henrique Homem Alves (Assuntos Jurídicos), Odair Barbosa (Administração), Tony Moraes (Serviços Municipais), Daniel Marçal (Meio Ambiente), Benedito Augusto (Cultura) e Marcelo Santos (Assistência Social); além de médicos, enfermeiros e funcionários do Hospital Mário Covas.

Mais uma homenagem a ilhéu. Inaugurada, no Reino, Praça “Manoel Messias” A Prefeitura de Ilhabela inaugurou, no final da tarde da última terça-feira (29/11), a Praça “Manoel Messias do Nascimento”, no bairro do Reino. Trata-se de mais um espaço de convívio para a comunidade, que conta com bancos, jardim e parque infantil. O nome é uma homenagem ao morador que chegou em Ilhabela no ano de 1974 e se destacou com trabalho voluntário no bairro do Reino. Pai de 11 filhos, o cearense Manoel Messias foi presidente da sociedade amigos de bairro de 1996 a 2003. De várias ações e conquistas, destaque para a sede da Sociedade Amigos de Bairro. Faleceu aos 74 anos deixando 11 filhos. Estiveram presentes na inauguração o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci; a presidente do Fundo Social e Secretária de Saúde, Dra. Lúcia Reale Colucci e parte dos 11 filhos do homenageado. "É com muita satisfação que inauguramos este espaço que leva o nome de uma das principais lideranças que o bairro do Reino já teve. Sempre ativo, suas cobranças eram sem-

Prefeito fez questão de lembrar o “seo” Messias. Gratidão

pre em prol da comunidade. Parabéns à toda a família presente que veio prestigiar esta singela homenagem", declarou o prefeito. A solenidade contou ainda com a presença dos vereadores eleitos Anísio Oliveira, Cleison Guarubela, Marcos Guti, Nanci Zanato e Salete; os secretários municipais Luiz Alberto de Faria – Luizinho (Governo), Odair Barbosa (Administração), Tony Moraes (Serviços Municipais), Daniel Marçal (Meio Ambiente), Benedito Augusto (Cultura) e Marcelo Santos (Assistência Social); além de moradores do bairro do Reino.

R

IBUIDO

DISTR R IBUIDO

DISTR

9

SABE ONDE? LOGO ALI, NA RUA DO SANTANDER AO LADO DA PREFEITURA


06

Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

SOCIAL | DESTAQUES

Fotos: Ronald Kraag

CULTURA

Prefeitura de Ilhabela

01.

inaugura novo Centro Cultural

Foto: Ronald Kraag

02. 03.

A antiga Escola Gabriel deu lugar ao um novíssimo Espaço Cultural. Veja!

05.

1 - A Família Ribeiro do Vale, do bom e saudoso Badito, não conteve a emoção na inauguração do Centro de Apoio Social ao Idoso, inaugurado semana passada, no Sul de Ilhabela. Respeito e reconhecimento | 2 - Na inauguração da Praça Juliana Maciel, a herdeira Ana Beatriz não se conteve, ao lado do tio Gustavo (irmão da homenageada) e filha Antonella | 3 - A Família Messias se fez presente na inauguração da Praça que homenageou o patriarca Manoel. Alegria e comoção | 4 - A Biblioteca Waldemar Belizário, na Vila, em prédio novo, moderno e funcional tem realmente ares de um grande empreendimento cultural. Investimento para anos inteiros pela frente | 5 e 6 - O Médico Urologista, Dr. Guilherme Alberto da Costa Fartes fez importante palestra, promovida pelo Lions Clube de Ilhabela, na Biblioteca Nilce Signorini foi bastante objetivo ao abordar Prevenção ao Câncer de Próstata. Público presente fez muito questionamento e saiu satisfeito com as respostas, expressivas e cautelosas | 7 - Crianças e Adolescentes prestigiaram a Feira Literária de Ilhabela, aplaudindo a contadora de histórias Kiara Terra, com quem interagiram, durante todo o tempo. Parabéns à Cultura, pelo evento |

04.

06.

07.

Ilhabela (12) 3896 5820 S. Sebastião (12) 3893 0401 Caraguá (12) 3882 6778

A Prefeitura de Ilhabela inaugura hoje (2/12), às19h,o “Centro Cultural da Vila”, no prédio revitalizado da antiga escola estadual Gabriel Ribeiro dos Santos. Localizado em área nobre do centro histórico de Ilhabela - a charmosa Vila - o espaço foi totalmente reformado e abrigará além de salas para oficinas culturais, o Museu “Waldemar Belisário”, as novas instalações da Biblioteca Pública Municipal “Dr. Renato Lopes Corrêa” e em breve o “Cinebela” (cinema). “O Estado pretendia ampliar a escola na Vila, localizada numa área nobre do nosso centro histórico. Fizemos uma parceria, construímos a nova escola Dr. Gabriel Ribeiro, no Perequê, e em contrapartida recebemos o antigo prédio. Com a reforma, muros estão sendo retirados e o prédio integrado à Vila, transformado em um belo Centro Cultural. É uma conquista da comunidade e será também um ótimo atrativo aos turistas, especialmente, para os dias de chuva”, destacou o prefeito Toninho Colucci. A biblioteca já está

montada com diversas estantes cheias de livros, mesas, cadeiras e computadores.O museu “Waldemar Belisário” irá receber o acervo que hoje se encontra na sede da Secretaria da Cultura do município. Além do acervo próprio, o museu vai contar com duas salas de exposições itinerantes. Também será reservado um espaço para exposição das peças arqueológicas da cidade.

Obra

Para abrigar o Novo Centro Cultural da Vila, a antiga escola passou por algumas alterações para melhor aproveitamento do espaço, como a troca do piso e do forro do teto. Algumas divisórias foram retiradas para ampliar o espaço destinado às salas das oficinas culturais e do museu.O antigo pátio ganhou uma praça e um jardim, ambos com projeto de paisagismo, proporcionando aos usuários momentos de tranquilidade e lazer. Com a reforma, o prédio será 100% acessível, inclusive banheiros.


Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

RESENHA ESPÍRITA

A porta estreita Sérgio Carneiro “Entrai, pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que guia para a perdição e muitos são os que entram por ela. Quão pequena é a porta da vida! Quão apertado é o seu caminho! E como são poucos os que a encontram!” (Mateus, VII; 13 – 14). E perguntou-lhe um: Senhor, serão poucos os que se salvam? E ele lhes disse:__Porfiai a entrar pela porta estreita, porque vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão. E quando o pai de família tiver entrado e fechado a porta e vós, do lado de fora começardes a bater, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos, ele vos responderá dizendo: nós somos aqueles que em sua presença comemos e bebemos e a quem tu ensinaste nas nossas praças. E ele vos responderá: não sei donde vós sois: apartai-vos de mim todos os que praticais a iniqüidade. Então será o choro, o ranger

07

AQUI | MULHER de dentes, quando virdes que Abraão e Isaac e Jacob e todos os profetas estão no reino de Deus e vós ficais fora dele, excluídos. E virão do oriente, do ocidente, do setentrião e do meio dia, muitos que se sentarão à mesa do reino de Deus. E então os que são os últimos serão os primeiros e os que são os primeiros serão os últimos. (Lucas, XIII, 23 – 30). Larga é a porta da perdição, porque as más paixões são numerosas e o caminho do mal é freqüentado por maior número. A da salvação é estreita porque o homem que a quer transpor deve fazer grandes esforços para vencer suas más inclinações e poucos a isto se resignam. Este é o complemento da máxima: “Muitos serão chamados e poucos escolhidos”. Evangelho segundo o Espiritismo – por Allan Kardec, traduzido por Júlio Abreu Filho. Sérgio Carneiro – rsergio39@ yahoo.com.br

Músicas de todos os tempos para bom gosto. Logo alí na esquina Fernando Siqueira Ao passar por aquela rua, todos os dias, ouve-se uma música popular brasileira conhecida – cada dia uma música. E é sempre uma música da década de 80 ou 90. Isso leva qualquer pessoa a imaginar que ali resida uma senhorinha, talvez jovem há mais tempo. Um dia, prestando bem atenção pode-se identificar Altemar Dutra cantando “Sentimental Demais”. Num outro dia, Elis Regina e “O Bêbado e o Equilibrista”. Toquinho, no dia seguinte mandava ver “Aquarela”. E assim foi, dias seguidos. Ouvia-se a música e não se sabia quem é que fazia aquela seleção de músicas inesquecíveis; sabem aquelas que o tempo não apaga? Eram assim as músicas, sucedendo-se “Aquele Abraço, Domingo no Parque”, entre outras, de Gilberto Gil, “London, London”, com Caetano Veloso, do tempo em que ele estava exilado, em Londres. O tempo foi passando e nada de poder ver a cara da pessoa que botava as músicas para abrilhantar o seu dia a dia. Não apenas eu, mas muita gente que passava pelo portão daquela casa do nosso bairro, ficava intrigada. Não é para menos. Até que outro dia, aboletado numa mesinha do Blu Bar alguém tocou no assunto, falando de músicas antigas que ecoavam de um determinado endereço, nas imediações de uma das escolas do Perequê. Fiquei atento e percebi que se falava da-

quele bom gosto de alguém que ao menos deve ter acima de 40 ou 50 anos de idade. De repente apareceu quem perguntasse o endereço e lhe disseram onde ficava a casa, próxima a um terreno vago, logo ali atrás do Bradesco. Ah, era a mesma casa de onde ecoava aquele som gostoso de ouvir, a qualquer hora, sempre uma música de enlevo e que fazia divagar, dando asas à imaginação. Não entrei na conversa; fiquei apenas ouvindo e, atentamente senti que aquela conversa não terminaria naquele bate papo informal. Sai de fininho, e, com os meus botões imaginei: ainda vou saber, pois esse pessoal voltará ao assunto. Dito e feito, pois ao passar uma semana, três dos quatro que estavam naquele dia se encontraram e, na mesa ao lado ouvi tocarem no caso da música gostosa de ouvir, daquela casa, daquela rua, perto da esquina. Tocaram no assunto rapidinho, para dizer que era a mocinha estudante de música e que adorava a MPB. Matei a charada, fiquei boquiaberto, porque a maioria da juventude de hoje sequer conhece músicas como aquelas; a preferência é outra. Um misto de alegria e felicidade jorrou, pois ainda tem gente que pensa como eu pensava na juventude; realmente, músicas como aquelas o tempo não apaga e enchem de prazer o coração e a alma. Não sei quem é, só sei de onde ecoam sons maviosos de músicas maravilhosas.

MOMENTO LIONS Na segunda feira, 28/11, o Lions Clube Ilhabela promoveu uma palestra sobre “Câncer de Próstata”, na Biblioteca da Barra Velha, com o Médico Urologista, Dr. Guilherme Alberto da Costa Fartes, mas no decorrer da semana viveu Ilhabela momentos de muita alegria, com a visita oficial do casal Governador CL Edson Neves e PDG Margareth Neves, na data de ontem. Como estava previsto, a caravana do Governador Edson cumpriu uma programação oficial e pode conhecer o que o Lions Clube Ilhabela faz na cidade, convivendo com a comunidade e prestando serviços, “amando o próximo”. Os CCLL estiveram juntos, prestigiando o evento que culminou com um jantar de confraternização, no Restaurante Max Paladar, como sempre apresentando um cardápio preparado especialmente. Despediu-se o casal Governador deixando a marca de sua presença na cidade, com uma placa do centenário de Lions Internacional para ser inserida na programação comemorativa ao grande acontecimento do século. Amanhã, na peregrinação que consta da programação do Ano Leonístico 2016 – 2017, o Governador CL Edson Neves estará na cidade de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, para receber os CCLL para a festiva de Natal e para a Reunião do Comitê do Gabinete a se realizar no domingo. Haverá, à tarde, o deslocamento de todos os presentes à Basílica de Aparecida, para participar da Santa Missa, a ser celebrada pelo Cardeal Raimundo Damasceno. Ilhabela estará presente uma vez mais, prestigiando a gestão que tem empolgado os associados, pela presteza e realizações, atingindo metas que eram apenas sonhos do Governador. Os destaques da gestão são quatro: a visão, a juventude, o meio ambiente e a fome, mas muito mais tem sido realizado, porque “Nós Servimos”. E, no dia 9, sexta feira da próxima semana o Lions Clube estará participando de num almoço no Lar do Ancião Feliz de Ilhabela, para os “jovens há mais tempo” que fazem parte daquela entidade e do projeto Quero Vida, da Prefeitura. É a maneira do Lions Clube participar da vida da comunidade, exercendo a prestação de serviços.


08

Canal Aberto 506 | 02 de dezembro de 2016 | www.jornalcanalaberto.com.br

AÇÃO SOCIAL

Foto: Camila Migliorini/PMI

Centro de Apoio Social ao Idoso inaugurado no Sul da Ilha. Grande Badito!

Familiares de Badito se emocionaram no grande acontecimento. Justo e merecido o reconhecimento ao empreendedor

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, inaugurou no domingo (27/11) o Centro de Apoio Social ao Idoso “Benedito Jorge do Vale Júnior – Sr. Badito”, na Praia do Curral. “Esta nova unidade do Centro de Apoio ao Idoso no sul da nossa cidade é para atender aquelas famílias que não podem dedicar-se em tempo integral aos seus idosos ou deixá-los em casa sozinhos o dia todo sem assistência”, declarou o prefeito Toninho Colucci. Também participaram da solenidade o deputado estadual Edmir Chedid; o presidente da Câmara, Adilton Ribeiro; os vereadores Valdir Veríssimo e Luizinho Paladino; os secretários municipais Marcelo Santos (Assistência Social), Lúcia Reale Colucci (Saúde), Benedito Augusto (Cultura), Sérgio do Vale (Esportes), Daniel Marçal (Meio Ambiente), Luiz Alberto de Faria (Governo) e Maurício Calil (Finanças); e a dirigente regional de Ensino, Edna Paula Roma. O novo espaço será destinado ao atendimento dos idosos da região sul do município nos mesmos moldes da unidade existente na Barra Velha. O objetivo é promover a reintegração social, com atendimento coletivo de proteção e acolhimento, em período diurno, com atividade física, recreativas e oficinas de artes. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social, o ambiente proporcionará acolhimento, proteção e convivência para pessoas com mais de 60 anos, semidependentes, de baixa renda e cujas famílias não têm condições de prover cuidados durante o dia ou parte dele. O atendimento será de forma integral, com alimentação, higiene pessoal, cultura e recreação, em um espaço que respeitará as normas de acessibilidade e segurança. Nutricionistas, professores de Educação Física, assistentes sociais integram a equipe. Os idosos ainda contam com o transporte. O

Centro de Apoio Social ao Idoso “Benedito Jorge do Vale Júnior – Badito” fica na Avenida José Pacheco do Nascimento, 7.570, na Praia do Curral (antigo postinho de saúde).

Homenagem

O Centro de Apoio Social ao Idoso recebe o nome de “Benedito Jorge do Vale Júnior“ Seu Badito”,em homenagem a esse caiçara natural de Ilhabela, nascido no bairro do Curral. Filho de Benedito Jorge do Vale e Maria Luiza do Vale foi o segundo filho homem de 11 irmãos. Viveu sua infância e adolescência onde hoje é o Hotel DPNY, que era o engenho de pinga do seu pai, onde brincava e trabalhava. Além do engenho de pinga, seu pai tinha o armazém de secos e molhados, cerco de pesca e gado. Na adolescência, levava em canoas de voga para a região sul de São Sebastião, Bertioga e Santos a pinga produzida no alambique e bananas da sua produção, trazendo de lá sal, açúcar, carne seca, café e feijão para o armazém de seu pai. Como perdeu seu pai muito cedo acabou assumindo os negócios da família. Casou-se com D. Maria Joana dos Santos Vale, também nascida na Praia do Curral, com quem teve quatro filhos: Sérgio Roberto Jorge do Vale, Benedito Jorge do Vale Neto, Augusto Sérgio do Vale e Adriano Jorge do Vale. No final dos anos 50 conheceu a costa brasileira numa grande embarcação de pesca de camarão. Em meados dos anos 60 fundou, nessa praia, o Camping do Badito, sendo o pioneiro em Ilhabela, que funcionou até o ano de 2000. Até os últimos anos de sua vida manteve uma rede de pesca, que utilizava para pescar e manter a tradição caiçara.Faleceu em 2014, aos 86 anos.

ETERNO APRENDIZ

Erros corrigidos conduzem a bons acertos Com os erros se aprende muito mais do que lendo bons livros, dizia um professor do antigo curso primário, que passou a ser básico e hoje é o dito fundamental, acrescentando que é preciso parar diante dos erros e corrigi-los, um a um. Havia quem não discordasse, mas prestando bem a atenção, chega-se à conclusão de que é uma realidade. Os erros, por piores que sejam nos levam a procurar o melhor caminho, corrigindo-os todos, mesmo que haja demora. Aquela lição de vida, ainda na infância, nos acompanha por todo o sempre. Há uma verdade que não deixa nenhum de nós fugir, tampouco desdizer; aquilo que se aprende na infância, antes da atribulada vida da adolescência não esqueceremos jamais. Com o passar do tempo, a idade avançando, muitas vezes à noite já não lembramos o que foi o nosso almoço. Pelo sim pelo não,

quando entendermos que, conhecendo os nossos erros, mais fácil será aplicar uma corretiva, poderemos chegar a novos caminhos, desvendá-los, romper barreiras e caminhar na constante busca de melhores dias e eles serão encontrados, com toda a certeza. O que quase sempre nos falta é a humildade para reconhecer os erros, por menores que sejam. Há ocasiões em que nos sentimos constrangidos para aceitar que erramos, e isso pode ser egoísmo ou orgulho que não levam a lugar algum e fazem a involução do ser humano. Prestemos mais atenção no dia a dia, nos acontecimentos do lar, com a família, no trabalho, na vida social e saibamos corrigir para evoluir e cada passo que seja dado a caminho das correções, melhores serão os momentos vividos e a vida fluirá entre a verdade e o bem viver. Podem crer.

Jca 506