Issuu on Google+

A sua realização é a nossa satisfação! EDIÇÃO Nº 478 ❚ Ano 10 ❚ De 17 a 23 de fevereiro de 2013 ❚ Edição Nacional e Ilhas ❚ Jornal de distribuição gratuita ❚ 56.000 exemplares

Siga-nos no facebook!

bem-estar... pág. 14

Fique feliz comendo Diretor: João Filipe

■ Descubra os alimentos que são aliados da nossa química cerebral, diminuem o risco de depressão, irritabilidade, ansiedade e que até podem tornar o nosso dia a dia melhor humorado D.R.

f o l h a d e p o r t u g a l . p t TEMA CAPA... págs. 06/07

portugal... pág. 09

O regresso ao interior

Produtos lusos em qualquer parte do Mundo ■ “Portugal ao domicílio” permite aos portugueses espalhados pelo Mundo ter acesso aos mais variados produtos do seu país em casa

■ O desemprego que existe nas grandes cidades,

a fuga ao stress e a paixão pela vida rural podem ser alguns dos motivos que estão a fazer com que cada vez mais pessoas deixem o litoral para trás e regressem à terra natal

reportagem... pág. 12

Direitos humanos

D.R.

■ De acordo com a Amnistia Internacional, 180 mil meninas estão em risco de serem submetidas à mutilação genital feminina

portugal... pág. 08

Idosos continuam a ser burlados

D.R.

D.R.

■ O crime de burla aos idosos continua a ser um dos mais registados pela GNR. As vítimas são, sobretudo, mulheres entre os 70 e os 80 anos


02

em foco ///

NOVA ESPÉCIE DE ARANHA É HOMENAGEM A BONO DOS U2

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

MICKE FRANSSON / EPA

Tenha uma boa leitura!

Condução “SEGURA”: Jari-Matti Latvala da Finlândia conduziu, pelo meio da neve, o seu Volkswagen Polo R WRC, durante a 12ª etapa do Rally da Suécia

“Eu e o Chris valorizamo-nos um ao outro. Sabemos exatamente o que agora temos e não queremos perder isso”

“Fazer televisão é um bocadinho esquizofrénico” Sílvia Alberto, Correio da Manhã

Rihanna, Rolling Stone

D.R.

“O meu grande projeto para 2013 sou eu” Sónia Brazão, Diário Digital

“Não excluo a hipótese de ficar a viver na Nazaré seis mesespor ano”

D.R.

urante muitos anos registou-se um grande fluxo migratório do interior para o litoral. Podendo-se, então, dizer que o interior está deserto, pois as oportunidades de emprego escasseiam, uma vez que cada vez menos empresários investem nessas regiões do país. Houve um abandono da agricultura promovido pelas políticas de subsídios comunitários para não produzir, motivados pela adesão de Portugal à então CEE e que permitiram o desenvolvimento de infraestruturas rodoviárias. Mas tal apoio tinha uma contrapartida muito nociva, ou seja, teríamos de deixar de produzir e comprar o que consumimos aos nossos “amigos” que nos davam e emprestavam dinheiro. Passados quase 27 anos da adesão portuguesa à “família” europeia, podemos observar que, realmente, o nosso país se desenvolveu, mas, ao mesmo tempo, perdeu quase todo o setor produtivo, tornando-se num país de serviços. A falta de oportunidades de emprego que a crise trouxe a Portugal tem levado muitos cidadãos citadinos que não querem emigrar a pensarem noutras alternativas. Algumas pessoas têm visto no interior a oportunidade de mudarem de vida, dedicando-se à produção agrícola e ao turismo rural. Ora estas são duas situações que muito têm contribuído para tentar ajudar a dinamizar o interior. Só que para proceder a esta mudança é preciso acima de tudo ter coragem, uma vez que uma parte destas pessoas tinha o seu emprego e uma vida estabilizada, mas, por razões de realização pessoal, decidiram mudar de vida. Hoje, estas consideram que fizeram a melhor escolha, pois para além de estarem a alcançar o sucesso profissional, também elegem a qualidade de vida como a maior conquista. O mais importante em momentos de crise é tentar aproveitar as pequenas oportunidades que possam surgir, por isso, permita-me dar-lhe uma dica: tire o S da palavra CRISE e assim obterá a palavra CRIE, a qual pode ser a saída para a vida difícil por que esteja a passar.

D.R.

D

Garrett McNamara, Correio da Manhã

“Não queremos diminuir a qualidade do serviço público, queremos é que custe menos e tenha mais qualidade” Miguel Relvas, tvi24

“Já não consigo ver as notícias. Tudo me faz chorar. Porque toda a gente é o filho de alguém e todas as mulheres parecem-me a mãe de alguém” Megan Fox, Marie Claire

D.R.

Mudar de vida

D.R.

João Filipe Diretor

D.R.

editorial

semflash...

E

PUB

FOLHA DE PORTUGAL ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES, Nº 35 (ANTIGO CINEMA IMPÉRIO) 1000-123 LISBOA TEL: 210 300 971 FAX: 210 300 999

Diretor: João Filipe jf.d@folhadeportugal.pt Secretariado: Cláudia Pereira Editor: IURD Redação: Carla Vaz e Isabel Barbosa Assistente de Redação: Joana Oliveira Copydesk: Carla Vaz Paginação: Eliane Rosa, Bárbara Domingos e Paulo Cabral Correio do Leitor / Publicidade geral@folhadeportugal.pt

FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº 3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A e1B, Longo da Vila - Mafra Tiragem: 56.000 exemplares Depósito Legal: 322699/11 Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS


s

03

ete dias /// 1 EM CADA 3 TRABALHADORES ESTÁ DESEMPREGADO

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

Dia Mundial da Justiça Social Em novembro de 2007, os 192 Estados-membros das Nações Unidas aprovaram por unanimidade a comemoração desta data CARLA VAZ ■ cv.r@folhadeportugal.pt

R

econhecendo a necessidade de promover esforços para enfrentar questões como a pobreza, a exclusão e o desemprego, a Assembleia-Geral das Nações Unidas decidiu observar todos os anos, a 20 de fevereiro – a partir de 2009 – o Dia Mundial da Justiça Social. Numa resolução adotada por unanimidade, a Assembleia convidou os Estados-membros a dedicarem este dia para a promoção de atividades a

nível nacional para apoiar os objetivos e as metas definidos na Cimeira Mundial sobre o Desenvolvimento Social, realizada em Copenhaga, em

Existem 75 milhões de jovens sem trabalho e com muito poucas possibilidades de encontrar ocupação 1995. Os governos reunidos nessa cimeira comprometeram-se a fazer da erradicação da pobreza, do objetivo

EDUCAÇÃO ❚ Em plena corrida para se alcançarem as metas definidas na Cimeira do Milénio, em 2000, assume-se que um dos principais barómetros de Justiça Mundial é a igualdade de oportunidades no acesso à educação. No entanto, o último relatório da UNESCO

D.R.

sobre este tema revelou que 60 dos 72 milhões de crianças em idade escolar que não frequentam a escola são do sexo feminino, demonstrando não só que a

-

do pleno emprego e da promoção da integração social metas gerais de desenvolvimento. Ao designar este dia mundial, a Assembleia “reconhece a necessidade de consolidar os esforços da comunidade internacional no domínio da erradicação da pobreza e no que se refere a promover o pleno emprego e o trabalho digno, a igualdade de género e o acesso ao bem-estar social e à justiça para todos”. FONTE: ONU

Convenção sobre os Direitos das Crianças está a ser desrespeitada, como também que existe ainda um longo caminho a percorrer para alcançar os ODM2 (que contempla o acesso a uma educação básica de qualidade) e ODM3 (que visa promover a igualdade entre homens e mulheres e conferir poder às mulheres através da igualdade de acesso à educação).

Mais da metade da população mundial carece de qualquer tipo de proteção de segurança social

D.R.

TRABALHO ❚ De acordo com o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho, o atual momento histórico requer “uma nova maneira de pensar e soluções criativas para gerar um progresso económico acompanhado de justiça social”, acrescentando ainda que o mundo do trabalho deve participar na formulação das respostas. Juan Somavia enfatizou, então, a necessidade de D.R. que sejam implementadas políticas focadas no emprego para fazer frente ao desafio de criar 600 milhões de postos de trabalho nos próximos dez anos. Neste sentido, apelou para uma redução das desigualdades existentes e para uma reavaliação da dignidade no trabalho.

D.R.

DIA

Internacional da

LÍNGUA MATERNA

Celebrado a 21 de fevereiro, este dia foi proclamado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) a 17 de novembro de 1999

000 mais de 6. etade das final do século m e as qu , ESCO cer no dos da UN do pode desapare Segundo da s no Mun da la fa as língu

■ A data, reconhecida formalmente pela Assembleia-Geral das Nações Unidas, tem vindo a ser comemorada desde fevereiro de 2000 com o objetivo de promover a diversidade linguística e cultural e o plurilinguismo. Tendo esta comemoração impulsionado os esforços desta organização internacional para proteger as quase seis mil diferentes línguas existentes no Mundo e, simultaneamente, preservar a diversidade cultural. O Conselho-Geral, órgão supremo da UNESCO, reconheceu o papel que tem a língua materna não só no desenvolvimento da criatividade, da capacidade de

comunicação e na elaboração de conceitos, como também no facto de que as línguas maternas constituem o

O uso da língua materna na escola é um remédio contra a iliteracia (UNESCO) primeiro vetor da identidade cultural. Numa mensagem divulgada anteriormente, a UNESCO considerou que, como verdadeiros mananciais de conhecimento, as línguas também

são o ponto de partida básico na busca por maior sustentabilidade no desenvolvimento e para criar relações mais harmónicas com o meio ambiente e com as mudanças. “As línguas maternas têm um papel fundamental nas nossas vidas, pois são o meio pelo qual verbalizamos o Mundo pela primeira vez, sendo as lentes pelas quais começamos a entendê-lo. O Dia Internacional da Língua Materna é o momento de reconhecer a importância destas e de nos mobilizarmos pelo plurilinguismo e pela diversidade linguística”. C.V. FONTE: SOL


04

sete dias ///

EUCALIPTO É A ESPÉCIE DOMINANTE NA FLORESTA NACIONAL

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

marcas

aconteceu

do

125 mil portugueses multados por mês De acordo com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), mais de 125 mil condutores foram multados por mês em 2012, totalizando 1.527.409 contraordenações ao Código da Estrada

temp

17/02/1673 Morre Molière, dramaturgo francês, considerado um dos mestres da comédia satírica.

18/02/1979 Neva, pela primeira vez, no Deserto do Saara.

19/02/1887

D.R.

Criação do Fonógrafo.

20/02/1944 As histórias de“Batman e Robin” estreiam nos jornais dos EUA.

D.R.

21/02/1976

LUÍS FORRA / LUSA

■ O relatório anual das

-

As contraordenações muito graves aumentam para 73,618

contraordenações revelou que no ano passado foram registadas menos 9.443 infrações do que em 2011, altura em que as autoridades passaram 1.536.852 contraordenações. Segundo a ANSR, a GNR passou 530.563 contraordenações, a PSP 551.146 e as entidades municipais 445.700, o que totalizou 1.527.409 e uma média mensal de 127.284 coimas. A maioria das multas registadas pelas autoridades são leves (1.129.130), seguindo-se as graves (324.661) e as muito graves (73.618). Tendo as contraordenações muito graves sido as únicas que sofreram um aumento

em 2012, registando-se uma subida de seis por cento, passando das 69.528 para as 73.618. Em contrapartida, o total de multas prescritas aumentou cerca de 40 por cento no ano passado

A ANSR cobrou 1.147.972 multas em 2012, mais cinco por cento do que no ano anterior relativamente a 2011, tendo a ANSR deixado prescrever 105.648 autos de contraordenação em 2012, num total acumulado de 371.412. *Com Lusa

Portugal reconhece oficialmente a República Popular deAngola.

D.R.

22/02/1912 Assinatura do contrato com a Marconi para a introdução da telegrafia sem fios em Portugal.

23/02/1954 O imunologista norte-americano, Jonas E. Salk, apresenta a vacina para a Poliomielite.

a descoberta

Memória pode ser prejudicada pelo tabaco D.R.

■ Uma investigação realizada

no King´s College de Londres, na Grã-Bretanha, revelou que o tabaco influencia negativamente a formação de memória, a aprendizagem e o raciocínio lógico. 8,8 mil pessoas, com mais de 50 anos, participaram nos testes de memorização de novas

palavras e de evocação, onde tinham de dizer o maior número de nomes de animais num minuto. Tendo o teste sido repetido quatro e oito anos depois. Os investigadores chegaram à conclusão de que as pessoas que fumavam apresentavam piores resultados nos testes. Para além disso,

outros fatores de risco identificados com a queda da capacidade cognitiva foram a pressão arterial elevada e o excesso de peso. Quem tinha mais risco de enfartes e derrames cerebrais também apresentou uma performance mais baixa nos testes cognitivos.

-

Fumar pode ter uma influência negativa na memória, aprendizagem e raciocínio

números

13,5%

❚ A criminalidade referente à corrupção subiu 13,5 por cento em 2012 no Distrito Judicial de Lisboa em relação ao ano anterior, de acordo com um documento da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa. Tendo sido registados 493 inquéritos na área da corrupção e crimes afins, mais 59 do que em 2011, revelou a Lusa.

4kg

D.R.

❚ Os portugueses consomem quatro quilos de leguminosas anualmente, preferindo o feijão, comentou a presidente do Observatório dos Mercados Agrícolas à Lusa, acrescentando que este valor está abaixo do recomendado e que existem condições favoráveis ao aumento destes cultivos.

4 milhões

❚ De acordo com os dados divulgados pela SPGM – Sociedade de Investimento, o valor de incumprimento dos créditos bancários com garantia mútua para financiar os estudos ascende aos quatro milhões de euros. Valor que diz respeito aos cinco últimos anos letivos, revelou o site economico.sapo.pt.

110 milhões

❚ Na época 2011/12, o Benfica faturou um valor superior a 110 milhões de euros em receitas de bilheteira, sendo o único clube português a figurar no estudo da Deloite, “Football Money League”. Ocupando o clube encarnado a 22ª posição, com 111,1 milhões de euros, segundo o site desporto.sapo.pt.


05

sete dias

A post-it

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

JULGAMENTO

Reformados

❚ Mais de 77 por cento dos processos que o Ministério Público de Lisboa levou a julgamento resultaram na condenação dos arguidos em 2012, segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa. Segundo a mesma, foram iniciados no ano passado 221.876 inquéritos.

❚ A Confederação Nacional de Reformados (MURPI) concentrou-se para contestar os cortes nas reformas. O MURPI tem recebido várias queixas, relacionadas sobretudo com a “sobrevivência alimentar”.

D.R.

500 anos

Viseu vai assinalar os 500 anos da outorga do Foral de D. Manuel I à cidade com a realização de várias iniciativas ao longo ano. A temática estará presente em exposições, concertos e peças de teatro.

Pousadas de Juventude ❚ O novo modelo de gestão das Pousadas de Juventude poderá reduzir as unidades próprias da rede nacional de 45 para cerca de 20, sendo as restantes exploradas por “entidades terceiras pú*COM LUSA blicas e/ou privadas”.

a sua carreira

A nova relação entre líder e subordinado

D.R.

O funcionário chato e o patrão autoritário: dois tipos de pessoas que perduram com o passar dos anos nas empresas. Mas será que eles ainda existem? ■ A conceção da relação entre o chefe e empregado tem-se vindo a alterar no contexto de trabalho e profissionais e empresas devem-se ajustar a essa nova realidade, formada pela colaboração entre as partes, comunicação clara e trabalho em equipa. É completamente possível interagir com o chefe sem ser visto como “lambe-botas”, a partir do momento em que se coloca a marca pessoal nos trabalhos realizados, conquistando resultados concretos e significativos. “É importante um diálogo aberto, levando em conta as opiniões transmitidas por todas as partes. Profissionais com uma boa relação com os seus chefes geram resultados positivos, propiciam desenvolvimento, reconhecimento, diretrizes claras e expetativas alinhadas”, defende Fátima

Sanchez, gerente de desenvolvimento de pessoal da Personal Service, uma empresa especializada em Gestão de Recursos Humanos.

A importância da comunicação Uma comunicação transparente é uma ferramenta essencial para essa relação. Para muitos, a maior

Para uma boa relação entre o líder e o funcionário é fundamental que exista boa comunicação entre todas as partes dificuldade é superar a barreira que, supostamente, existe com o empregador.

D.R.

Um diálogo regado de bom senso e postura profissional podem gerar excelentes resultados, melhorando o relacionamento e a confiança. Para além disso, um dos principais

pelo mundo BRASIL

“ADN” de cocaína ❚ O Brasil está a desenvolver um projeto que permita conhecer o “ADN” da cocaína, de modo a ficar a saber de onde é originário o produto analisado. O responsável da Polícia Federal brasileira afirmou, à agência espanhola EFE, que o projeto pretende detetar a origem da droga e pode chegar a revelar a fonte da matéria-prima e o local do processo de refinamento.

RÚSSIA

STOP aos EUA

❚ A Rússia proibiu as importações de carne proveniente dos Estados Unidos por motivos de segurança alimentar, anunciou o Serviço Federal de Controlo Veterinário e Fitossanitário do país. A presença de ratopamina, fármaco que estimula o crescimento muscular e que está proibido na Rússia e na UE, detetada em alguns lotes de carne, foi o principal motivo da proibição.

NORUEGA

McDonald’s em Oslo ❚ Uma investigação da televisão norueguesa concluiu que comer à mesa de um McDonald’s em Oslo é menos asseado do que comê-lo nas casas de banho do restaurante, onde, depois de se medirem as concentrações de micro-organismos, se concluiu que há menos bactérias. Depois das revelações da TV2, a McDonald’s anunciou que iria aplicar um novo programa de limpeza.

MOÇAMBIQUE

Dinheiro no banco ❚ Apenas 20 por cento dos adultos moçambicanos têm conta bancária, o triplo do valor registado em 2005, mas ainda muito abaixo da média de 38,9 por cento verificada na Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral. O facto da rede bancária cobrir apenas 63 dos 128 distritos do país afasta muitos moçambicanos do acesso aos serviços bancários. *COM LUSA

motivadores de um bom desempenho dos colaboradores de uma empresa é a qualidade de relacionamento com o

seu líder imediato. O objetivo é que o líder possa propiciar um ambiente de facilitação para o diálogo, de forma que seus colaboradores se sintam à vontade para interagir, perguntar, dividir e confiar. O que era conhecido como relação chefe-empregado deve ser visto hoje como uma convivência líder-colaborador. Mais do que uma mudança conceitual, o subordinado, que antes apenas tinha que obedecer ao líder, atualmente deve sentir-se à vontade para expor as suas ideias e opiniões, estipular limites e dizer “não” ao seu superior. FONTE: PORTAL CARREIRA & SUCESSO PUB


06

TEMA CAPA ///

ESTAREMOS PERANTE UM ÊXODO URBANO?

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

a fuga para o interior sociedade

Mudar de vida: O desemprego que existe nas grandes cidades, a fuga ao stress e a paixão pela vida rural estão a provocar uma já visível transformação no interior de Portugal e a fuga de famílias da cidade para o campo é cada vez mais uma realidade

. D.R

REDAÇÃO

O

despovoamento do interior do País, e sobretudo dos seus espaços rurais, tem já várias décadas e é fruto de todo um conjunto de causas de um determinado contexto sócio, cultural e económico. No topo dos motivos para migrar para as grandes cidades estava o cansaço da vida do campo, a procura de empregos economicamente mais valorizados, a fuga ao conservadorismo e a procura de oportunidades culturais e educativas. Estes movimentos migratórios deixaram o interior mais fragilizado e envelhecido, levando ainda mais ao seu despovoamento. Tudo isto fez com que se agravassem os acentuados desequilíbrios de um país que já era desigual na organização e na ocupação do espaço. O interior precisa de pessoas ativas, que tenham capacidade e vontade de trabalhar e que consigam fazer a ligação do interior ao resto do país e, porque não, do Mundo. É necessária gente, dinâmica e projetos que criem emprego e que permitam aos novos habitantes fixarem-se naqueles locais. O emprego está, aliás, no topo da lista para o regresso ao interior, uma vez que é com emprego que os jovens casais se fixam, e com a garantia da existência deste que as pessoas regressam à terra e lá se estabelecem.

D.R.

As dificuldades obrigam a que haja uma mudança de estratégias e mentalidades, o que poderá levar ao regresso à terra Atualmente, vivemos um período de ajustamento económico entre a oferta e a procura, que nos obriga a uma reeducação dos nossos comportamentos de consumo. Se desta crise nascerá algo positivo será, de facto, a inevitável mudança de estratégias que poderá levar ao regresso às origens, ou seja, à ruralidade que sempre caraterizou Portugal e que, no passado, foi a nossa fonte de riqueza.

Alargar os horizontes Habituámo-nos à existência de maior oferta de trabalho no litoral do país e encontrar emprego no interior não era tarefa fácil. No entanto, agora os papéis parecem estar a pouco e pouco a inverter-se e há mesmo vilas no centro e no interior com oferta de emprego, ao contrário do que

acontece nas grandes cidades. Zonas industriais e pequenos centros turísticos que vão conseguindo absorver alguma mão de obra, já para não falar no trabalho agrícola. Alargar a procura a todas as zonas é o primeiro passo para encontrar um maior número de oportunidades. Não é de esperar que a dinamização da economia do interior aconteça do dia para a noite, muito menos numa situação de crise como a que atravessamos. No entanto, num questionário levado a cabo pelo jornal i a várias pessoas desempregadas, podemos concluir que muitas trocavam a cidade por um trabalho no campo. Esta poderia ser uma forma de combater o desemprego e minimizar a desertificação do interior. A pergunta do i era simples: “trocava a vida na cidade pelo trabalho no campo?”. Ao que a maioria dos desempregados respondeu que sim. Rita Valentim é um dos exemplos. Com 29 anos, está desempregada há três meses, depois de trabalhar durante

A dinamização do interior não será instantânea, mas poderá ocorrer a médio prazo

quatro anos na banca. Afirma que perante as dificuldades que tem sentido, já põe todas as hipóteses na mesa, mesmo a de deixar o local onde sempre viveu e rumar ao interior. Não esquecendo a sua falta de experiência e de conhecimentos na área agrícola, acredita que poderia aprender se fosse apoiada.

O regresso às origens Ao analisarmos os dados disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística, verificamos que 80 por cento do volume de trabalho agrícola tem natureza familiar e que as empresas agrícolas representam apenas dois por cento do total de explorações do país. O produtor típico tem 63 anos, o primeiro ciclo do ensino básico e nunca teve nenhuma formação agrícola, apenas a prática. Para se tornar a agricultura numa atividade lucrativa, muito teria que se fazer, sobretudo de forma diferente. A formação das pessoas é fundamental, assim como o gosto pela inovação e a luta pela rentabilidade.


07

tema capa

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

Vantagens ou desvantagens?

■ Mudar-se da cidade para o campo

A menor pressão populacional e económica permitiu que, hoje em dia, o interior tenha uma qualidade de vida superior, enquanto que o litoral se depara com as consequências do excesso de população e de um modelo socioeconómico insustentável

A menor oferta faz com os habitantes dos meios pequenos adiram mais às iniciativas culturais

D.R.

Valorizar o interior

Sempre a tempo de mudar

A melhoria das acessibilidades, a criação de espaços culturais e a abertura de universidades e politécnicos vieram colmatar algumas das desvantagens que o interior tinha em relação ao litoral

■ Habituados ao stress da ci-

D.R.

■ Recentemente, o ministro da

Economia, Álvaro Santos Pereira, defendeu que é importante que exista uma “política de desenvolvimento regional que vise uma forte competitividade fiscal para as regiões, quer a nível empresarial, quer a nível do rendimento individual”. Santos Pereira recordou que, durante várias décadas, o interior foi negligenciado pelos governantes, que faziam promessas que não eram cumpridas. “Para conseguirmos voltar a crescer e para conseguirmos que o interior não só fixe como atraia população, é importante atrairmos empresas para estes territórios. Isto só é possível com uma política de reindustrialização, de aproveitamento dos nossos recursos naturais”, defendeu o governante.

256 milhões de euros Neste contexto insere-se o programa “Valorizar”, que tem como objetivo

aumenta à noite nas grandes cidades, pelo pode parecer um verdadeiro disparate que muitas pessoas acabam mesmo por para uns e uma ideia revigorante para não ter como aceder à cultura. outros. Na cidade, as rendas de casa Inversamente, no interior do país, a podem custar três ou quatro vezes mais cultura é mais barata e também mais do que no interior. Os hospitais e centros escassa, o que faz com que as populações de saúde são mais nas cidades, mas o adiram mais a exposições, à exibição de número de pessoas também, o que faz filmes, a concertos e a outros eventos com que se esteja, na maior parte dos culturais. E, apesar de já se verificarem casos, vários meses à espera de uma melhorias, a cultura pode ainda continuar consulta. As escolas estão a abarrotar a melhorar nestas zonas do país, se houver de alunos e de professores cansados e um esforço tanto da parte das autarquias, desmotivados, com turmas enormes, não como da população em “puxar” conseguindo dar o devido produtos culturais para as apoio aos estudantes. O êxodo rural suas terras. A rede de transportes de décadas públicos, não só existe Maior entreajuda levou a que como ainda rouba à O facto de todas as as grandes maioria dos citadinos pessoas se conhecerem cidades umas boas horas dos seus estejam hoje não dá apenas origem dias, tempo que poderia sobrelotadas à “cusquice” das vidas ser dedicado à família, alheias, mas faz nascer aos amigos ou a atividades extra, caso também uma verdadeira vida em vivessem no interior. comunidade. A entreajuda vai resolvendo Quanto à oferta cultural das grandes quase tudo e não se veem nas ruas pessoas metrópoles, é certo que existem cartazes a pedir migalhas sob o olhar de desprezo culturais preenchidos, mas, a verdade, é dos que por eles passam. Entre umas que nem todos, senão mesmo a grande batatas, uns ovos da vizinha, um raminho maioria, podem usufruir deles. A cultura de salsa ou um alho que faz falta à última é cara e muitas pessoas não têm um da hora quando se faz o jantar, as pessoas orçamento que chegue para ela. Para lá vão tomando conta umas das outras. É, além disso, a rede de transportes noturna de facto, importante realçar as diferenças é fraca e o sentimento de insegurança entre o litoral e o interior. rd

Apoios Apesar de haver muito a ponderar e múltiplos obstáculos a ultrapassar, uma mudança de vida é sempre possível e os interessados e corajosos podem mesmo conseguir alguns apoios e financiamento, a saber: ● FEADER: Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural ● PRODER: Programa de Desenvolvimento Rural ● QREN: Quadro de Referência Estratégico Nacional ● CAP: Agricultores de Portugal ● PRRN: Programa da Rede Rural Nacional

combater o despovoamento do interior do país, através de incentivos ao investimento e à atividade produtiva, no valor de 256 milhoes de euros. Destas verbas, 38,5 milhões de euros serão aplicados num sistema de incentivos de apoio local a microempresas e 200 milhoes numa linha de financiamento para apoio à realização de projetos de base produtiva.

De acordo com o Governo, este programa consiste num “conjunto de políticas de estímulo à atividade económica produtiva de base regional e local, que favoreça o crescimento económico sustentável, a competitividade e o emprego, numa lógica de coesão territorial”. As candidaturas começaram a ser aceites a 15 de fevereiro. rd

dade e até a uma maior exposição mediática do que a maioria das pessoas, por estarem ligados à televisão, António Pedro Vasconcelos e Mariana Roxo são um casal que de diferente têm o facto de se terem apaixonado por um cantinho do Alentejo. Descobriram o local D.R. há cerca de três anos e uma visita de apenas algumas horas foi o suficiente para decidirem passar lá o resto da vida. Uma recomendação de um agente imobiliário despertou-lhes a curiosidade e, três meses depois da primeira visita a esta herdade de 13 hectares, já lá viviam. A quinta, agora rebatizada de Imani (que significa “acreditar” em suaíli), data do início do século XX e estava praticamente em ruínas, pelo que ficaram nos primeiros tempos instalados numa autocaravana, que permanece D.R. estacionada nas traseiras da casa da família, como que a lembrá-los do princípio da aventura. Os primeiros tempos esses foram de descoberta de cantos e recantos, de bancos de jardim em pedra e de peças antigas e a primeira preocupação do casal quando pensaram em recuperar a quinta foi a de olhar para o seu passado. Recorreram aos empréstimos do arquiteto Andrew Shore, que tal como eles se tinha apaixonado pelo Alentejo, e meteram mãos à obra, literalmente. Agora, em pleno Alentejo, a 10 minutos de Évora, a unidade hoteleira Imani Country House veio reforçar a oferta das mais de mil unidades de turismo em espaço rural existentes no país, um produto turístico que tem registado um crescimento superior a 10 por cento na procura. “É um produto de excelência, português, feito com muito amor, muito trabalho e dedicação e é a prova de que o turismo em Portugal é o futuro”, sublinhou José Pedro Vasconcelos. “Aqui encontrei coisas que não sabia que me faltavam e tem sido muito bom. Aquilo que queremos agora é partilhar essa possibilidade de mudar radicalmente de vida, nem que seja só por um fim de semana”, acrescentou Marina Roxo à Rotas e Destinos.


08

portugal ///

BURLAS A IDOSOS CHEGAM AOS MILHARES DE EUROS

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

Idosos são o alvo preferido dos burlões D.R.

Nova nota de 5 euros A GNR lançou uma campanha de burla aos idosos é um dos informação junto dos idosos de todo o crimes com maior incidência país para os alertar para eventuais burlas registados pela Guarda com a entrada em circulação da nova Nacional Republicana (GNR). Ainda nota de cinco euros, a 02 de maio. Os assim, muitos casos ficam por denunciar militares da GNR aproveitam a operação porque as vítimas não gostam de ser Censos Sénior 2013, que está no terreno conotadas como “aquele que se deixou até ao final de fevereiro, para avisar os enganar”. A GNR estima que, em 2011, mais idosos que as atuais notas de cinco os prejuízos causados pelas burlas a euros não vão sair de circulação com a idosos rondem um milhão de euros. introdução da nova nota. “Pretende-se O Programa Apoio 65 – Idosos alertar os mais idosos sobre as medidas em Segurança é uma iniciativa do de segurança a adotar com a entrada em ministério da Administração Interna, circulação da nova nota, clarificando-os que visa garantir as de que as notas de cinco condições de segurança Os idosos que euros existentes não e a tranquilidade das vivem sozinhos vão sair de circulação”, pessoas idosas. O objetivo e em zonas referiu o comandoé chegar mais perto de um isoladas são um -geral da GNR, em segmento da população alvo fácil para comunicado. A mais vulnerável. os burlões entrada em circulação Os idosos “quase da nova nota poderá sempre colaboram e até agradecem pelo ser usada como pretexto para burlar os facto de, após as sessões, o sentimento mais idosos com o argumento de que de segurança aumentar”, disse o major as notas atualmente em circulação vão Rogério Cupeto, ao Diário de Notícias. desaparecer, o que não vai acontecer. Os idosos ficam com os contactos das A operação Censos Sénior, que equipas que os visitam para onde podem decorre até 28 de fevereiro, tem como ligar sempre que sentirem suspeita de objetivos atualizar o registo dos idosos que estão a ser alvo de um crime. A que vivem sozinhos e isolados e grande maioria das vítimas, cerca de 45 identificar novas situações, informando por cento, tem entre 70 e 80 anos, são, as entidades competentes das situações sobretudo, mulheres (56 por cento) e, na de potencial perigo. quase totalidade dos casos, são abordadas quando estão sozinhas (96 por cento). Já os burlões são, principalmente, homens bem vestidos, simpáticos e convincentes. Desde trocar dinheiro porque as notas vão sair de circulação a substituir o cartão multibanco velho por um novo, tudo serve para se conseguir enganar pessoas mais vulneráveis.

As vítimas têm, normalmente, entre 70 e 80 anos e são, sobretudo, mulheres que se encontram sozinhas

REDAÇÃO

A

D.R.

D.R.

Entre os europeus com mais de 65 anos, os portugueses são os que mais trabalham, de acordo com o Eurostat

Portugal tem a mais alta taxa de emprego na terceira idade ■ Em 2011, 14,4 por cento das

pessoas com mais de 65 anos em Portugal ainda trabalhava, contra uma média de 4,8 por cento nos restantes 27 Estados-membros da União Europeia. Apesar de, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o sistema nacional de pensões não fomentar a participação no mercado de trabalho, fornecendo incentivos contrários a essa tendência, são os portugueses que trabalham até cada vez mais tarde. Também, entre a população entre os 50 e os 64 anos, a percentagem da população

ativa é ligeiramente superior à média europeia, situando-se nos 47,9 por cento contra 47,4. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) também fez um estudo aos sistemas

67 e as mulheres aos 63,6 anos. No nosso país, a necessidade de trabalhar até mais tarde é não só explicada pelo desejo de as pessoas se quererem manter ativas, apesar do aumento da idade, mas também, e talvez sobretudo,

Portugal é dos países da União Europeia onde se trabalha até mais tarde de pensões, divulgado em 2011, cujos resultados provam que Portugal é um dos países onde as pessoas se reformam mais tarde: os homens aos

com as baixas reformas. Em 2010, 1,5 milhões de pensionistas tinham reformas inferiores a 485 euros. rd

*Com Diário Digital


Folha

Centro de Ajuda Págs. 2i/3i

Pág. 4i

CONCENTRAÇÃO DE FÉ E MILAGRES

REFLEXÃO

Quem está em primeiro lugar na sua vida?

Quem é vencedor? iur d.pt

Suplemento jornal FOLHA DE PORTUGAL ■ Nº 478 ■ DOMINGO, 17 a 23 de fevereiro de 2013

CEDIDAS

P O R T O

Consagração da Terceira Idade Pessoas que já fizeram muito pelas suas famílias e comunidades e que em grande número de casos continuam responsáveis pelo sustento de filhos e netos merecem a nossa admiração, respeito e apoio sempre

ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

A

conteceu recentemente, de Norte a Sul de Portugal e Ilhas, a consagração dos idosos. Uma homenagem a esta parte tão importante do corpo de membros da Igreja Universal, já que carregam a força da experiência e em muitos casos são os responsáveis pela conversão dos seus familiares e pela credibilidade que a palavra de um idoso produz. A Palavra de Deus afirma: “Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam

SANT ARÉM

CEDIDAS

no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam”. As palavras do texto de Isaías 40.29-31 foram transmitidas aos idosos presentes durante a “Concentração de Fé e Milagres” que aconteceu domingo, pelas 9h30, e, após isso, realizaram-se orações pela saúde e concretização dos

“Os mais novos que são sábios, esses dão atenção às vozes dos mais velhos” M BISPO

ACEDO

projetos dos idosos, visto que, na maioria dos casos, os seus pedidos são em relação

CEDIDA

PONTA DELGADA

ao bem-estar e às conquistas para os seus filhos e netos. “O Espírito Santo quer usá-los. Talvez pense que aos olhos dos mais jovens já está cansado e aposentado, mas não para Deus, pois para Ele a palavra de um idoso tem mais peso e valor do que a de um jovem. Quem é sábio, quem já sofreu já vivenciou momentos difíceis na vida sabe o que sofreu e como ensinar os mais novos a não sofrerem. Então, os mais novos que são sábios, esses dão atenção às vozes dos mais velhos. Quanto mais rugas temos, mais experiências passámos”, afirmou o bispo Macedo. C

AL DA RDAS AINH A

CEDIDA


2i

folha centro de ajuda

/ nacional

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

visite-nos em iurd.pt

Quem está em primeiro lugar NA SUA VIDA?

MARIDO, FILHOS, CARREIRA, FAMA... OU DEUS?!? AQUILO QUE VOCÊ É E TEM É UM SINAL DAS SUAS PRIORIDADES

reunião /// CONCENTRAÇÃO DE FÉ E MILAGRES

caso verídico

ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

E

xistem muitas pessoas que creem em Deus, oram e vão à Igreja, mas ainda não alcançaram aquilo que Deus tem prometido na Sua Palavra – a plenitude de vida. Ou seja, um casamento realizado, uma vida próspera, paz e saúde! “O que é que esta pessoa tem feito de errado para não conseguir a atenção d’Ele?”, perguntou o bispo Edir Macedo aos presentes, dando início à palestra, do passado domingo, às 9h30, na Sede Internacional da Europa do Centro de Ajuda. Na realidade, muitas pessoas fazem esta pergunta, quando não veem resultados na sua vida. Essa é a

CASAMENTO RESTAURADO ■ “Quando cheguei à Igreja, vinha com a vida completamente destruída. Não tinha paz e era extremamente nervosa. Quando entrei decorria a Campanha de Israel e, mesmo sem saber o que era esse propósito, lancei-me com “Não tinha paz e era todas as minhas forças. extremamente nervosa” Nessa altura, basicamente não tinha família. Ou seja, a minha família e o meu casamento estavam destruídos. E eu não aceitei mais isso! Após participar na Campanha de Israel, no prazo de dois meses, mais ou menos, Deus abençoou-me. Hoje, a minha família está toda na Igreja, já somos cinco. E, em casa, tenho família e um casamento restaurado!”. ADELAIDE E ALEXANDRE SILVA

DIOGO MOURINHA

pergunta que ninguém quer calar e que está dentro da pessoa, mas ela tem até medo de falar, por que não quer pecar e contrariar a Deus. Contudo, Deus sabe o que se passa dentro de si e conhece o seu coração. Na verdade, esse pensamento é despropositado, de acordo, com o orador, até porque “o erro não é o que você não tem feito, mas, sim, o seu comportamento para com Deus”.

Qual é o seu comportamento? Marido, filhos, amigos, colegas de trabalho... o nosso comportamento varia de acordo com a pessoa a quem nos dirigimos. Assim, surge uma

nova pergunta: qual tem sido o seu comportamento perante Jesus? “Aí está a raiz do problema, o motivo pelo qual, a leitura que faz das promessas de Deus, não se aplica à sua vida”, referiu o orador. “O seu comportamento, a sua maneira de proceder, de ser em relação

“Existe uma grande diferença entre o que se pensa e o que se faz” BISPO MACEDO

a Ele, não é igual à que Ele tem consigo”. Noutras palavras, significa dizer que Deus considera-o muito mais do que você a Ele. “Deus considera-o o dízimo,


3i

nacional

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

se algo está mal...

CdA - Aveiro

...mantenha-se bem! BISPO Júlio Freitas

Não perca tempo com Deus S

CEDIDA

as primícias d’Ele. E você?”, salientou o bispo. A importância que o ser humano dá a Deus, o lugar que Este ocupa dentro de si irá determinar o estado em que a sua vida e os seus planos estão. Se eles irão ou não tornar-se realidade.

Jesus ou os outros? A Bíblia diz que Jesus é o Alfa e o Ómega, o Princípio e o Fim, a Fonte da Vida, o grande Eu Sou, n’Ele tudo subsiste. “É esse Poder que deve habitar dentro de si... Mas, para isso, você precisa entregar-se por completo e colocá-Lo em primeiro lugar, em tudo! Você considera-O assim? Talvez o seu erro seja esse mesmo. Existe uma grande

diferença entre o que se pensa e o que se faz. E essa diferença é o que determina a pessoa que você é! De nada adianta dizer que O adora, que Ele é tudo para si, se, na vida real, você tem dado prioridade ao seu trabalho, aos seus planos pessoais e aos seus gostos!”, afirmou o bispo Macedo. O mundo inteiro está cheio de pessoas que abrem a boca para dizer palavras vãs! “Amo-te”; “és tudo para mim”... são palavras que cada vez se dizem mais e que cada vez se sentem menos. “Na sua relação com Deus, seja sincero/a, mostre-lhe o que sente, o que é e coloque-O como uma prioridade na sua vida e no seu coração. E Ele fará o mesmo consigo!”, concluiu o orador.

egundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos, décadas... é assim que o tempo se vai dividindo para nós, seres humanos, que estipulamos para cada realização ou objetivo um tempo determinado. Mas e para Deus? Qual é o “tempo” d’Ele? Deus deixa claro, na Sua Palavra, que uma coisa, por ação da Fidelidade, Desafio pela prática de uma Fé-inteligente, o Sacrifício para Ele, que deveria ou “normalmente” levaria uma semana para acontecer, acontece, por exemplo, no espaço de minutos; o que levaria semanas, acontece em dias; o que levaria meses, acontece em semanas; o que levaria anos para acontecer, acontece em meses; o que levaria décadas para acontecer, acontece num ano. Mas isto só Deus pode fazer! Como??? Ele deixa isso registado na Sua Palavra, sobre “apressar o milagre” ou “acelerar o processo de resultado, vitória e superação”, para que Ele fique em evidência: “Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que o que lavra segue logo ao que ceifa...” (Amós 9.13). Esta passagem fala que logo a seguir à sementeira

Existem momentos ou situações que exigem uma intervenção Divina imediata As centenas de pessoas, presentes na reunião, participaram do pão e do cálice, que representam o corpo e o sangue de Cristo

Bispos, pastores e as suas respetivas esposas intercederam a Deus em favor da família de todos os presentes

vem, de imediato, a colheita, mas, humanamente, será isto possível? Não! Porque trata-se de um processo: primeiro, semeia-se; depois, vêm as chuvas, e, então, por fim, a colheita. Isto é o “normal”, semeia-se e, depois, espera-se. Porém, existem momentos ou situações que exigem uma intervenção Divina imediata. Deus sabe que tem que acontecer hoje e já, o que, normalmente, só aconteceria dentro de dias, uma semana, de um, três ou seis meses. Deus sabe que tem de acontecer num mês o que normalmente levaria 12 para acontecer. “... e o que pisa as uvas, ao que lança a semente; os montes destilarão mosto, e todos os outeiros se derreterão” (Am 9.13). Deus aqui está a dizer que para os que pisam as uvas, os montes já estão a destilar vinho, ou seja, a dar o fruto do seu trabalho. Ele aqui refere-se à vida material, pois Deus quer que a sua “sorte” seja mudada, isso

significa dizer que se você tem sofrido consequências da crise, da recessão, de um mau início de ano, da falta de experiência, de falta de credibilidade ou de tantas outras coisas, com Ele, a sua “sorte” vai ser diferente! Você tem que ser próspero, obter sucesso e o seu sucesso não pode ser como o dos outros. O que os infiéis levam 10 anos para conquistar, você tem que conquistar num ano. E por que não? Deus não anda consigo? Você não anda com Deus? “Mudarei a sorte do meu povo de Israel; reedificarão as cidades assoladas...” (Am 9.14). O que foi destruído tem que ser reedificado! E o que é que foi destruído na sua vida? A sua empresa? A sua reputação? O seu nome? Tudo isso tem que ser reedificado, como foi o caso de Jó, que perdeu sim, mas também reconquistou e em dobro! Por isso, onde você foi derrotado, Deus quer que você volte e seja honrado, respeitado e vencedor; onde você foi pisado, que venha a ser ‘cabeça’, mas não para pisar nos outros e sim para mostrar que o Deus que você serve é Grande! Onde você foi humilhado será exaltado e onde lhe negaram ajuda, você terá condições de oferecer ajuda, ou seja, você terá o suficiente para si, para os outros e para a Obra de Deus. “... e nelas habitarão, plantarão vinhas e beberão o seu vinho, farão pomares e lhes comerão o fruto” (Am 9.14). Você tem que trabalhar sim, mas também que ver os frutos e ser beneficiado pelo trabalho que executou. E esta Promessa é linda! O que Deus está a dizer é que se você negociou, estudou, se esforçou, então, que agora conquiste e desfrute da casa, do salário, da promoção, da roupa, da alimentação, enfim, de tudo! E este “tudo” refere-se ao físico, mas que está dependente da condição espiritual, ou seja, do que está dentro de si! “Plantá-los-ei na sua terra, e, dessa terra que lhes dei, já não serão arrancados, diz o SENHOR, teu Deus” (Am 9.15). A condição para que tudo o que foi dito anteriormente aconteça é de que o Senhor seja o seu Deus, porque, se Ele for o seu Deus, então, tudo isso tem de acontecer. Ou seja, o que levaria um mês para acontecer levará um dia; o que levaria um ano, levará um mês; o que levaria 10 anos terá de acontecer neste ano de 2013. Os outros (os incrédulos), que levem décadas, anos, meses, mas o Povo do Reino de Deus, que é d’Ele, veja cumprir-se o Prometido já!

Por seu servo em Cristo, bispo Júlio Freitas / bispojulio.com


folha centro de ajuda

4i

/ reflexão

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

visite-nos em iurd.pt

mensagem

O CENTRO DE AJUDA NÃO COBRA PARA D

bispo

❚ realizar casamentos ❚ realizar batizados (adultos) ❚ dar aconselhamento

matrimonial

❚ aconselhar e acompanhar

indivíduos toxicodependentes ❚ aconselhamento pastoral ❚ participar na Santa Ceia ❚ a realização da unção com óleo ❚ visitas ao domicílio ❚ visitas a doentes no hospital ❚ visitas a presidiários ❚ distribuição de cestas básicas às famílias carenciadas ❚ distribuição de bens (roupas, mobílias, eletrodomésticos, etc.) a pessoas carenciadas ❚ acolher o Instituto Português do Sangue nas suas instalações para a doação de sangue ❚ ajudar a manter o Lar de Idosos Universal ❚ a apresentação de crianças (não batiza crianças, somente adultos) ❚ participar no grupo de jovens "Força Jovem" ❚ a realização de orações ❚ a entrada nas igrejas e participação nos cultos ❚ a participação em concentrações, em locais como: Coliseu dos Recreios, Pavilhão Rosa Mota, estádios, Pavilhão Atlântico, etc. ❚ ajudar a manter a Sociedade “Pestallozi” (presta assistência aos portadores da síndrome de Down) ❚ manter a Fazenda Nova Canaã

Edir Macedo

Quem é vencedor?

❚ a realização de cursos

informáticos

❚ aconselhar e apoiar na

escolha de uma carreira profissional ❚ atendimento telefónico 24 horas ❚ apoio a mulheres vítimas de abusos ❚ apoio e aconselhamento a indivíduos dependentes alcoólicos ❚ visitas a lares de terceira idade ❚ dar alimento aos sem-abrigo ❚ apoio em catástrofes ❚ a realização de atividades lúdicas e desportivas com os jovens ❚ aconselhamento e campanhas na prevenção do HIV ❚ transporte de pessoas com dificuldades de locomoção ❚ estacionamento no parque da Igreja ❚ estudos Bíblicos realizados ❚ entrada e participação no maior Congresso Financeiro do País ❚ realização de funerais ❚ distribuição do Óleo Santo de Israel ❚ cursos de Teologia (IBURD) ❚ milagres que acontecem em todos os Centros de Ajuda espalhados pelo Mundo.

T

enho, todavia, contra ti algumas coisas, pois que tens aí os que sustentam a doutrina de Balaão, o qual ensinava a Balaque a armar ciladas diante dos filhos de Israel para comerem coisas sacrificadas aos ídolos e praticarem a prostituição” (Apocalipse 2.14). Balaão foi convocado por Balaque para profetizar contra os filhos de Israel, mas você lembra-se de quando Deus falou através de uma mula (Números 22.28)? Então, Balaão não pôde profetizar contra Israel, mas deu um jeito para instruir Balaque sobre como destruir os filhos de Israel, que era atingindo a fé deles. É a forma que o diabo usa para destruir a vida das pessoas. Na guerra contra o diabo, vale tudo; por isso, você tem de se

armar e fortalecer. Você precisa exercitar a fé continuamente, pois o diabo não consegue vencer uma pessoa que está convicta da sua fé. Quando você está na certeza, o seu corpo ilumina-se, ninguém vê, mas o diabo vislumbra isso e sabe que não pode tocar em si. Nós não podemos ter o mesmo comportamento dos incrédulos. Tem de haver uma distinção entre os que são de Deus e os que não são. O vencedor é aquele que se mantém na fé, porque a salvação ocorre dessa forma: eu fui salvo no dia em que tive o meu encontro com Jesus e mantenho a minha salvação até agora. Mas só serei salvo se permanecer fiel até a morte.

Na guerra contra o diabo, vale tudo

Que Deus abençoe a todos abundantemente.

PUB

Só ensina às pessoas a VERDADE. O dízimo, como também as ofertas, são mandamentos bíblicos.

Acessos oficiais do

bispomacedo.com.br/blog

bispo Macedo

Sacrificando diariamente pelo seu ideal!

youtube.com/obispomacedo

PELA RÁDIO DIARIAMENTE: 95.0 FM 23H ¢

twitter.com/BispoMacedo facebook.com/BispoMacedo

Record FM 107.7 23h30 ¢ Liz FM 101.3 23H ¢ Gaia FM 95.5 23H ¢ IURDTV, diariamente, pelas 13h30 (hora de Lisboa)

CENTROS deAJUDA em Portugal Continental e Ilhas GRANDE LISBOA

Póvoa Stº. Adrião

Rua General Alves Roçadas, nº 4

Benfica

Sede Internacional da Europa Rua Dr. José Espírito Santo, nº 36 - Chelas (próximo da estação de metro)

S. João do Estoril

Baixa da Banheira

Rio de Mouro

Montijo

Rua General Norton de Matos, nº 201

Setúbal

Av. Mouzinho de Albuquerque, nº 46 Av. Comendador Abílio Seabra, entrada 7

Rua Sacadura Cabral, nº 102C Calçada da Rinchoa, lt. B1

Torres Vedras

Rua da Indústria Corticeira, lt. 16E

Av. Gomes Pereira, nº 39A Pontinha Estrada Militar, s/n

Largo Comendador, nº 01

Avenida do Alentejo, nº 30, Quatro Caminhos

Amadora

Alhandra

Évora

Centro de Ajuda no Império

Caldas da Rainha

Rua Heróis da Aviação, nº 2C

Alameda D. Afonso Henriques, nº 35

Edifício Choupal, bloco D, r/c

Estrada Nacional 11, nº 243

Santarém

Rua dos Combatentes, nº 10B

Rua Raul Proença, nº 25/27

Almada

Cacém

Av. 23 de Julho, nº 14/ 16/18, Cova da Piedade

Mercês

Rua da Cordoaria, Qt. das Cordas, nº 42, Vale dos Gatos

Praceta da Fraternidade Universal, nº 28 A

Cruz de Pau

Rua Fernanda Seno, nº 20, Bairro Horta das Figueiras NORTE

Matosinhos

Av. Villagarcia de Arosa, 1038

Braga

Av. Imaculada Conceição, 567

Vila Nova de Gaia Rua da Rasa, nº 230

S. J. da Madeira

Póvoa de Varzim Paredes

Rio Tinto

Rua Fernão Magalhães, nº 306

Rua Egas Moniz, nº 485

Av. D. Lourenço Peixinho, 181

Viseu

Rua Vila Lusitana, nº 15 SUL

Portimão

Largo Gil Eanes, lt. A

Faro

Largo de São Sebastião, nº 10 ILHAS

Madeira / Funchal

CENTRO

Rua Dr. Brito Câmara, nº 33

Coimbra Rua do Sota, nº 20

Açores / Ponta Delgada

Leiria

Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque, nº 105

Rua Dr. João de Barros, nº 14

Centro de Ajuda no Porto

Aveiro

Info: Aqui estão apenas apresentadas as nossas sedes regionais, mas existem mais de 110 Centros de Ajuda espalhados um pouco por todo o país. Para saber qual é o mais próximo de si vá a iurd.pt ou, então, ligue para a nossa linha amigo 24H.

Rua da Boa Nova, nº 5


portugal ///

NUM MÊS O SITE REGISTOU 11 ENCOMENDAS

09 DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

negócio

“Portugal ao domicílio” leva produtos lusos a qualquer

parte do Mundo

Imagine um site onde tem ao seu dispor os mais variados produtos portugueses, que pode encomendar com o esforço de dois ou três cliques e que chegarão comodamente à sua casa, ainda que a milhares de quilómetros de Portugal tinha surgido. A saudade fez nascer o portugalaodomicilio.com, um site que á é possível através do site permite a qualquer português a viver “Portugal ao domicílio” levar a no estrangeiro ter acesso a uma seleção todos os que vivem fora do nosso dos mais variados produtos made in país produtos nacionais, dos quais temos Portugal. “Ouvia amigos e familiares tantas saudades quando estamos no que viviam no estrangeiro queixarem-se estrangeiro. Para muitos portugueses das dificuldades que tinham para a viver lá fora, a única forma de terem encontrar alguns produtos portugueses acesso a muitos produtos do seu país, nos países onde estavam. Mas o que me de consumo diário a um preço mais levou a concretizar a ideia foi a minha experiência pessoal como emigrante. A portugalaodomicilio. dificuldade de, a viver com permite a qualquer no centro de Paris, português ter acesso a encontrar algum sítio produtos nacionais em próximo onde comprar qualquer parte do Mundo produtos portugueses, acessível, era voltar com malas de viagem sobretudo comida”, explicou Luís à Lusa. carregadas. O pior é que quando estamos longe é comum sentirmos vontade de Loja online comer aquele docinho de abóbora, beber Desde dezembro de 2012 que é possível aquele vinho do Alentejo ou comer um comprar no “Portugal ao domicílio” queijinho da Serra... vinhos, licores, aguardentes, cervejas, Luís Fonseca (40 anos) perdeu o sumos, presuntos, enchidos, conservas, emprego em Portugal e há um ano azeites, bolachas, compotas, revistas, e meio emigrou para França. Já há livros e brinquedos, entre outros. A algum tempo que a ideia de criar lista já vai sendo extensa e bastante uma loja na Internet onde se pudesse abrangente e o empresário garante que encomendar produtos continuará a crescer. O site tem ainda nacionais em qualquer um serviço de compras personalizadas, parte do Mundo que inclui “a procura, a aquisição e o REDAÇÃO

J

D.R.

envio de qualquer produto a partir de Portugal”. Luís Fonseca explicou que esta opção inclui “praticamente tudo”, o que se pode querer de Portugal, desde alimentos (com exceção dos que necessitem de embalamento especial em frio), a cosméticos, calçado ou vestuário, até mesmo a eletrodomésticos. As compras fazem-se rápida e facilmente e os custos de envio variam consoante o país de destino da encomenda, podendo ainda ser feitas em grupo, “permitindo que a despesa com o transporte das mercadorias se reduza em 50 por cento”.

Sucesso à vista “Este projeto é também uma resposta ao tradicional mercado da saudade, que está muito parado no tempo. Nós apostámos na inovação. Temos

Desde dezembro de 2012 que é possível comprar no “Portugal ao domicílio”

D.R.

D.R.

D.R.

produtos tradicionais, produtos gourmet e também serviços de comodidade ao dispor dos nossos clientes”, acrescentou Luís Fonseca. Na decisão de avançar com o projeto, influenciou também o cada vez maior “número de novos emigrantes e de estudantes portugueses espalhados pelo Mundo”.

A Europa é, por enquanto, o principal mercado do projeto e o balanço dos primeiros meses de funcionamento é já bastante positivo. O empresário contou que “mesmo sem ter chegado ainda à fase de promoção”, a empresa recebeu, em pouco mais de um mês, onze encomendas, vindas de Espanha, França, Inglaterra, Holanda, Bulgária, Peru e até da China.

PUB


10

portugal ///

O MEDO REPRESENTA 54% DAS REAÇÕES PERANTE A VIOLÊNCIA

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

violência e pornografia

Crianças portuguesas mais alerta

D.R.

Os portais de partilha de vídeos, como o YouTube, são a maior fonte de incómodo na Internet para os jovens europeus, dos 9 aos 16 anos, que os associam ao risco de encontrar online imagens violentas ou pornográficas terço das respostas portuguesas se assemelhavam mais a “uma recomendação do que realmente àquilo que as crianças acham que pode incomodar uma criança da idade delas”. “A resposta ao questionário parecia reproduzir uma frase que eles ouvem muito: ‘não falar com estranhos’”, precisou.

ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

O

s jovens portugueses, entre os 9 e os 16 anos, têm uma perceção maior do que os seus pares europeus quanto aos riscos associados a conteúdos violentos e pornográficos na Internet, revelou o estudo. “Quando analisámos as respostas das crianças portuguesas, o que notámos foi que Portugal apresentava valores acima da média europeia no que se refere aos conteúdos pornográficos e aos conteúdos violentos”, disse à agência Lusa Cristina Ponte, coordenadora em Portugal do projeto europeu “EU Kids Online”, responsável pelo estudo. De acordo com a coordenadora portuguesa, os jovens portugueses mostram preocupações com os riscos associados a conteúdos violentos e pornográficos numa percentagem de 27 por cento, contra um valor médio europeu ligeiramente acima dos 20 por cento. Os portais de partilha de vídeos, como o YouTube, são a maior fonte de incómodo na Internet para os jovens europeus dos 9 aos 16 anos, que os associam ao risco de encontrar online imagens violentas ou pornográficas.

D.R.

Cerca de 22 por cento dos inquiridos escolheu o sexo como um dos maiores riscos da Internet, enquanto 18 apontou as cenas de violência como os conteúdos que mais chocam na rede. 55 por cento dos jovens, entre os 9 e os 16 anos,

Os pais devem ter uma atenção permanente aos sinais dados pelos filhos e manter um diálogo constante

fontes de incómodos e riscos para os mais novos. Ainda sobre os resultados relativos aos 430 jovens e crianças portugueses Realidade portuguesa Conduzido em 25 países europeus, inquiridos, num universo de 9.904 incluindo Portugal, e divulgado respostas em toda a Europa, Cristina na data em que se assinalou o Dia Ponte referiu que as respostas Europeu da Internet Mais Segura, este portuguesas têm que ser enquadradas estudo apontou os portais de partilha “com a paisagem europeia”. “A e alojamento de vídeos, as páginas na preocupação com os conteúdos Internet na sua generalidade, as redes pornográficos e violentos aparece mais sociais e os jogos como as principais nos países do sul da Europa, com uma certa cultura católica e em que o uso da Internet não é tão intenso, como no norte da dos jovens considera que Europa”, explicou. A coordenadora adiantou existem conteúdos online também que cerca de um que são perturbadores considera que existem conteúdos online que são perturbadores.

55%

D.R.

Necessidade de envolver os pais Cristina Ponte destacou a diversidade das respostas a este inquérito, que levou crianças a manifestar preocupações aparentemente tão elementares como entrar na conta da rede social Facebook e perceber que se tem um amigo a menos, a aspetos mais vastos e elaborados como a perceção de uma quase total ausência de privacidade pelo uso da rede. “São problemas que mostram que as crianças e os jovens estão a viver uma experiência que os seus pais não viveram e que é uma experiência nova em termos de relações sociais”, sublinhou a coordenadora portuguesa. Para Cristina Ponte, os resultados indicam uma necessidade de envolver pais, professores, governos e entidades com poderes regulatórios num processo que previna o acesso a imagens violentas. Quanto ao envolvimento dos pais, Cristina Ponte pede uma atenção permanente aos sinais dados pelos filhos, um diálogo constante e uma mudança de atitude, já que entre os pais portugueses se denota uma tendência para negar comportamentos reconhecidos até pelas próprias crianças, como o envio ou a receção de imagens sexuais.


economia ///

55% DOS DESEMPREGADOS NÃO RECEBE SUBSÍDIO

11 DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

O

s dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) têm mostrado que a taxa de desemprego tem vindo a aumentar de mês para mês, desde 2008, ou seja, desde o início da crise financeira e económica. Contudo, o cenário do subsídio de desemprego foi alterado, querendo isto dizer que os desempregados perderam bastante, pois as regras diminuíram os benefícios sociais. O tempo que uma pessoa pode ficar a usufruir desta prestação social foi reduzido substancialmente, assim como com o valor máximo que pode ser pago. Para além disso, ainda mudou a forma

como é regulado o sistema de perda desta prestação social. No terceiro trimestre de 2012 registou-se um aumento de pessoas que

de 2011, o desemprego atingiu mais de 81 mil pessoas. A região do país que mais contribuiu para este total foi a do Norte, com mais de 136 mil. Só no distrito do Porto existem mais de 85 A austeridade agravou mil pessoas; em Lisboa e profundamente os índices de Vale do Tejo mais de 124 desemprego em Portugal mil, com mais de 74 mil pessoas no distrito de perderam o direito a receber subsídio de Lisboa e mais de 33 mil no de Setúbal; desemprego, uma vez que apenas 45 por na região Centro recebem esta prestação cento das inscritas estariam a recebê-lo. social mais de 73 mil, onde o distrito que mais se destaca é o de Aveiro. No Algarve Novos desempregados foram mais de 21 mil, no Alentejo mais de Em novembro de 2012 aconteceu um 14 mil e nas regiões autónomas da Madeira aumento de desempregados de mais de e dos Açores mais de 11 mil e mais de sete 15 mil, e, em relação ao mês homólogo mil, respetivamente.

No ano passado houve um aumento de mais de 15 mil desempregados

Emprego em queda ■ Em Portugal, a taxa de emprego

D.R.

JOÃO FILIPE ■ jf.d@folhadeportugal.pt

D.R.

Por si só esta realidade já representa um flagelo enorme na vida de quem tem de o enfrentar, mas existe uma situação que está a agudizar ainda mais este problema que é a falta de atribuição do subsídio de desemprego

D.R.

Menos pessoas a receber subsídio de desemprego

tem vindo a cair e, segundo a OCDE, é mesmo o segundo país que mais “destruiu” postos de trabalho, tendo recuado 2,5 por cento para um total de emprego na ordem dos 61,9. Pior do que o nosso país só mesmo a Grécia, onde no mesmo período a taxa de emprego caiu 4,6 para 50,4 por cento. Já a Espanha foi o terceiro país que mais destruiu empregos, registando

um recuo de 2,5 por cento na taxa de emprego, passando para 55. Na zona euro, a taxa de emprego manteve-se estável no período analisado pela OCDE, registando uma taxa de emprego de 63,8 por cento e em relação ao período homólogo de 2011 subiu mesmo 0,4 pontos percentuais. Nos países que fazem parte da OCDE existem mais de 529 milhões de pessoas com emprego, destas mais

de 138 milhões são residentes na zona euro. Os Estados Unidos têm uma taxa de emprego de 67,1 por cento e o Japão de 70,7. A taxa de emprego entre homens e mulheres também mostrou significativas diferenças: os homens têm mais emprego, sendo a sua taxa de empregabilidade de 73,1 por cento, enquanto que a das mulheres se situa nos 57,1. j.f.


12

reportagem ///

MGF ACONTECE EM 30 PAÍSES AFRICANOS

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

direitos humanos

mulheres e crianças continuam a ser discriminadas Igualdade de géneros:

Os tempos evoluem, mas nem sempre as sociedades acompanham essa evolução. Os maus-tratos e os abusos a mulheres e crianças são práticas recorrentes em países onde a cultura não assume a igualdade entre os géneros REDAÇÃO

D

As mulheres continuam a ser tratadas com inferioridade em vários países

D.R. D.R.

D.R.

abusos sexuais e que têm coragem de denunciar as situações são, muitas vezes, humilhadas pela polícia e maltratadas pelos médicos. Num relatório divulgado na sequência da violação coletiva de que

entre os 15 e os 19. Também nos países com elevados índices de prevalência, as atitudes em relação à prática da MGF estão a mudar. No Egito, onde essa taxa ronda os 90 por cento, “a percentagem de mulheres casadas entre os 15 e os 49 anos que pensam que a mutilação genital feminina devia acabar passou de 13 para 28 por cento entre 1995 e 2008”.

Crianças maltratadas e humilhadas A Human Rights Watch (HRW) garante que na Índia as crianças vítimas de

Os maus-tratos e abusos a mulheres e crianças continuam a ser frequentes em países como a Índia

exame continua a ser feito, apesar de especialistas forenses garantirem que o mesmo não tem qualquer validade científica. O número de casos de violações na Índia reportados poderá apenas representar uma pequena fração da realidade, uma vez que as vítimas têm, na maior parte dos casos, medo de denunciar o caso com receio de D.R.

uma jovem indiana foi vítima, e que chocou o Mundo, a organização defende que as autoridades têm de se tornar mais sensíveis em relação às vítimas. O documento faculta pormenores sobre a forma como as crianças são, por vezes, forçadas a submeter-se ao chamado “teste do dedo”, que pretende determinar o seu histórico sexual. Este

D.R.

MGF a diminuir Mas nem todas as notícias são más e, de acordo com os dados mais recentes, o número de meninas sujeitas a uma mutilação genital está a diminuir, sendo que a geração mais nova é menos vulnerável à prática. Nos países de África e do Médio Oriente, onde a MGF ocorre frequentemente, 36 por cento das jovens entre os 15 e os 19 anos foram mutiladas. No Quénia, por exemplo, as mulheres, entre os 45 e os 49 anos, têm uma probabilidade três vezes maior de serem mutiladas do que as jovens

-

D.R.

e acordo com a Amnistia Internacional, anualmente, 180 mil meninas estão em risco de serem submetidas à mutilação genital feminina (MGF) na Europa, onde se estima que vivam 500 mil mulheres afetadas por esta prática. A MGF é uma prática corrente em cerca de 30 países africanos, entre os quais a lusófona Guiné-Bissau, e afeta sobretudo meninas entre os cinco e os dez anos de idade. Com as migrações, as populações desses países acabam por trazer para a Europa esses mesmos rituais. O Instituto Europeu para a Igualdade de Género (EIGE) elaborou um estudo, a ser apresentado ainda no primeiro trimestre deste ano, que pretende traçar o retrato da prática de MGF nos 27 Estados-membros da União Europeia (UE) e também na Croácia, que irá aderir à UE ainda este ano. O EIGE garante que a mutilação genital feminina “é uma prioridade na agenda da igualdade de género dos decisores políticos da UE” e reconhece que a prática é “uma das formas de violência contra mulheres e meninas mais brutais e mais difíceis de combater”. A Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa vai mais longe e frisa que “que um mundo justo e seguro não pode ter mutilação genital feminina”.

represálias. “Já é duro o suficiente para uma criança vítima de abusos sexuais ou para os seus pais avançarem para procurar ajuda e, em vez de tratarem os casos com sensibilidade, as autoridades indianas voltam a traumatizá-las”, disse o diretor regional da HRW, Meenakashi Ganguly. Num país onde as crianças vítimas de abusos sexuais são frequentemente desprezadas ou ignoradas pela polícia, pelos médicos ou por outras autoridades, é fácil perceber que o respeito pelas mulheres e pelas crianças está longe de alcançar os quatro cantos do Mundo.


d

esporto /// 228.957 PESSOAS A MENOS NO PÚBLICO

13 DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

folhadeportugal.pt

D.R.

JOÃO FILIPE ■ jf.d@folhadeportugal.pt

O

futebol em Portugal é visto como o desporto-rei, pois arrasta multidões por todo o país, sendo gastas bastantes horas nas rádios e televisões, assim como muitas páginas nos jornais. Dividindo-se o grupo de apoio por três clubes: Benfica, Porto e Sporting. Num outro plano aparecem clubes com uma base de apoio considerável, tais como o Guimarães, o Braga e o Setúbal. Mas um dos grandes problemas apontados ao panorama futebolístico nacional é justamente este, o facto de a maioria dos clubes portugueses não terem uma base de apoio substancial. Se observarmos o número de espetadores que assistem aos jogos de todos os clubes dos campeonatos chamados profissionais, ou seja, dos clubes da Liga ZON/Sagres e da segunda Liga, podemos observar que existem equipas que não conseguem sobreviver se estiverem totalmente dependentes das receitas de bilheteira.

Menos espetadores no futebol português A crise chegou ao futebol português ou, pelo menos, às pessoas que assistem aos jogos ao vivo. Já no que diz respeito aos ordenados pagos a jogadores e treinadores estes continuam a ser milionários Guimarães B consegue ocupar o 10º no total de espetadores, bem acima de clubes da primeira liga como o Olhanense, o Moreirense, o Estoril e o Rio Ave.

PUB

Menos esta época A primeira volta do campeonato da primeira liga contou com menos 228.957 espetadores. Em todas as jornadas registaram-se menos espetadores e em comparação com as jornadas da primeira volta da época passada, apenas duas jornadas da época atual superaram as Só os cinco clubes jornadas da época passada. Na primeira com mais assistência desta época assistiram mais 8.035 e na perderam mais de 168 14ª mais 61 espetadores. Apesar de, nesta época, o campeonato mil adeptos estar a ser bastante disputado entre o Benfica e o Porto, nem estes dois clubes Mais e menos adeptos registaram mais adeptos, muito pelo Até à presente data no campeonato contrário. O Benfica perdeu mesmo nacional, o Benfica já teve a assistir no seu mais de 63 mil adeptos e o Porto mais estádio mais de 318 mil pessoas; já o Porto de 31 mil; por seu lado, o Sporting ficou ocupa o segundo lugar, com mais de 300 sem 42 mil, o Braga sem 966 adeptos e o mil; o Sporting aparece em terceiro, com Guimarães sem 29 mil. mais de 273 mil; o Braga com mais de 116 mil e o Vitória de Guimarães com mais de 99 mil. Na parte inferior da tabela encontram-se o Paços de Ferreira, o 14º clube com 14.820 espetadores; o Nacional da Madeira no 15º lugar, com 14.726; o Beira Mar no 16º, com 13.832. Mas ao analisarmos o número de espetadores das duas ligas profissionais podemos observar alguns situações curiosas: o Vitória de D.R.


bem-estar ///

UMA DIETA RICA EM ÓMEGA 3 PODE PREVENIR A DEPRESSÃO folhadeportugal.pt

DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

Quer melhorar o seu humor? Conheça os alimentos abundantes em nutrientes que são aliados da nossa química cerebral, reduzem o risco de depressão, irritabilidade, ansiedade e que até nos podem tornar mais felizes CARLA VAZ ■ cv.r@folhadeportugal.pt

D

iariamente existem muitas situações e pessoas que nos podem acabar com a paciência e exterminar o nosso sentido de humor. Mas anime-se porque no seu prato pode residir a chave para acabar com o mau humor e torna-lo/a mais alegre. ➜ Laranja,

brócolos, espinafres e vegetais de folha verde: estão repletos de ácido fólico, uma das substâncias mais importantes para o funcionamento cognitivo correto e que ajuda na regulação do humor. ➜Banana, abacate, grão-de-bico e tâmaras: os hidratos de carbono oferecem ao nosso cérebro a energia necessária para funcionar bem e gerir as nossas emoções. Banana, tâmaras, grão e abacate são ricos em fibras e hidratos de carbono complexos, mais saudáveis, mas também em triptofano, um aminoácido essencial na produção de serotonina, um neurotransmissor gerado no cérebro que regula funções como a fome, o sono e as emoções. ➜Perú, frango, ovos, queijo magro e peixe: as proteínas que integram as carnes, os peixes e os laticínios magros decompõem-se em aminoácidos durante o processo digestivo, sendo um dos mais importantes a tirosina. Esta age ao nível da síntese de dois químicos cerebrais vitais para a boa disposição, a norepinefrina e a dopamina, que nos deixam mais alerta, energéticos e alegres. ➜ Chocolate: o

seu açúcar aumenta os níveis de energia e a produção de serotonina, sendo ainda rico em feniletilamina, uma substância que também é segregada pelo cérebro quando estamos apaixonadas. O chocolate é ainda uma fonte de cafeína, que nos deixa mais alerta. Contudo, opte por variedades negras, com maior teor de cacau, que por serem ricas em flavonoides protegem a saúde do seu coração. ➜Aveia integral: é rica em vitamina B1, cuja falta no organismo surge associada à depressão, ansiedade, irritabilidade e dificuldades de concentração. Para além disso, esta possui

originar depressão, irritabilidade e ansiedade. Acredita-se que o selénio intervém na síntese de

D.R.

D.R.

D.R.

A alimentação poderá ajudar a combater as nuvens negras do humor neurotransmissores responsáveis pelo bem-estar e pela felicidade, para além de ser um excelente antioxidante que combate o envelhecimento e o cancro. ➜Salmão, atum, truta, sardinha e bacalhau: os ácidos gordos Ómega 3 têm um efeito protetor cardiovascular, sendo também essenciais para o bom funcionamento cerebral, especialmente da função cognitiva e da memória. FONTE: ACTIVA.SAPO.PT D.R.

ainda bons níveis de vitamina B6, necessária para fabricarmos neurotransmissores de bem-estar, tais como a serotonina e a norepinefrina. ➜Nozes, caju, amêndoas e castanhas-do-Pará: abundantes em selénio, um mineral que, quando está em falta no organismo pode

D.R. D.R.

Consuma no máximo dois quadradinhos de chocolate negro a cada dois dias

Ingredientes: (4 pessoas):

D.R.

CULINÁRIA

PUB

F

14

TAGLIATELLE COM COGUMELOS

 400g de cogumelos  300g de mistura de vegetais congelados  2 dentes de alho esmagados  1 colher de sobremesa de molho de soja  300g de massa tagliatelle  Sal, pimenta e azeite

-

Três castanhas-do-Pará suprem as necessidades diárias femininas de selénio (60mg)

D.R.

O ideal é incluir estes peixes no menu duas ou três vezes por semana

Preparação: Aqueça o azeite num wok ou numa frigideira antiaderente e junte os cogumelos, salteando-os. Tempere com sal e pimenta. Reserve. No mesmo recipiente, salteie o alho e os vegetais, deixando-os cozinhar em lume brando. Entretanto, coza a massa com sal. Escorra-a e junte-a aos vegetais. Por fim, adicione os cogumelos, previamente salteados, e, sem deixar de mexer, regue a mistura com molho de soja. Sirva de imediato. FONTE: REVISTA PREVENIR


o

lhar feminino /// A ROUPA PODE SER UM ALIADO OU UM INIMIGO

folhadeportugal.pt

D.R.

Como perder cinco quilos

15 DOMINGO ■ 17 de fevereiro de 2013

sem fazer dieta? A resposta é simples: tudo depende da forma como se veste. Não acredita? Então, leia as dicas que se seguem! terrível efeito visual: aumentam a perceção dos outros do nosso volume. Por isso, e somos o que comemos também estão riscadas do seu guarda-roupa. Opte somos o que vestimos. Mudar a por usar peças com riscas verticais, que nossa silhueta através da roupa “esticam” a sua silhueta. permite dar a aparência de uns bons 6.Emcasodebraçosvolumosos, nada de quilinhos a menos, como se tivéssemos mangas curtas a pressionar o antebraço ou feito dieta. que terminem mesmo junto aos ombros. 1. Nunca, mas mesmo nunca, compre O melhor é escolher mangas de três alguma coisa porque está em todas as quartos, ligeiramente evasé. revistas ou porque viu a sua amiga assim 7. Um rabo mais volumoso implica vestida e até acha que lhe fica bem! Cada acabar com as calças de cintura subida. corpo é um corpo e isso é uma regra básica Em vez disso, escolha modelos com cintura sobre as ancas, de preferência que tem de respeitar. 2. Onde é que se acumula aquele peso boot-cut, que tornam a silhueta mais alta extra? Pois é, na famigerada zona das e magra. 8. A escolha das saias ancas! Por isso mesmo, a atenção deve ser Não compre obedece a uma regra desviada para a zona roupa porque simples e elementar: superior do corpo. nunca deve escolher viu nas revistas. um modelo que Aposte em camisolas, Tenha a certeza t-shirts e tops de cores que lhe fica bem termine na parte mais larga da sua perna, mais quentes e fortes. Se tiver uns seios grandes, nada de usar que é geralmente a coxa ou a barriga da decotes estilo império ou camisolas com perna. Dê preferência a modelos um padrões que aumentam o volume. pouco acima do joelho, de corte reto e 3. Esconder a barriguinha: aí está uma um pouco afuniladas. As pregas estão questão muito importante. Opte por definitivamente fora do baralho. casacos e camisas ligeiramente cintados, 9. Evite calças e casacos com muitos que salientam a cintura, mas não a parte bolsos e nada de enchê-los com da frente. telemóveis, carteiras e outros objetos que 4. Escolha sempre o seu número certo. a fazem parecer mais “redonda”. 10. Caminhe de ombros para trás e Optar por roupas largas só lhe dará um aspeto desleixado, não mais magro! com o abdómen contraído. Uma boa 5.Asriscas...umaquestãomuitosensível! postura é meio caminho andado para É que as riscas horizontais exercem um parecer mais magra. Fonte: activa.sapo REDAÇÃO

D.R.

D.R.

D.R.

D.R.

A escolha da roupa adequada ao nosso corpo pode fazer a diferença entre parecer mais elegante e ter uns quilinhos a mais

D.R.

S

visite: vivifreitas.me crónica

Vivi Freitas

Segurança “O segredo da paz está em dar ouvidos a Deus”

Como habitar segura, mediante a quantidade de situações a resolver?

A

tualmente, o stress do dia a dia faz-nos sentir inseguras. As situações pendentes, ameaçam a nossa tranquilidade. Os imprevistos surgem antecipadamente e tiram-nos a tranquilidade. Sendo assim, mediante os problemas que ainda não foram superados, como é que ficamos? Ansiosos, abatidos, preocupados e tristes.

A dúvida, o medo e a insegurança deixam-nos cada vez mais atormentados. E como é que podemos vencer todas estas pressões? Ao ler o blogue “Fonte a Jorrar” despertou-me a atenção algo com que me identifiquei muito e que responde às questões acima referidas: “Mas o que me der ouvidos habitará seguro, tranquilo e

sem temor do mal” (Provérbios 1.33). O segredo da paz, da tranquilidade e da ausência do temor do mal está justamente em dar ouvidos a Deus. É tão gratificante ouvi-Lo, pois sai todo o peso, pressão, medo, insegurança e todo o tipo de sentimentos aterrorizantes. Mas como ouvir? Ouvir é atender à Sua voz. É perceber,

mesmo no meio da ocupação do dia a dia, a Sua atitude. Comparando assim com o espelho da Palavra de Deus o que ficou dentro de si. Mas de que forma é que a Palavra de Deus pode ficar dentro de mim? Quando leio a Bíblia e considero cada palavra como um tesouro para a vida.


odestaque folhadeportugal.pt

Semana de 17 a 24 de fevereiro

Agenda

Siga-nos no facebook

Semanal

EDIÇÃO Nº 478 ■ DOMINGO, 17 a 23 de fevereiro de 2013

Estamos abertos 7 dias por semana, em 110 localidades espalhadas por todo o país e ilhas 

O tamanho do sucesso está dentro de cada pessoa e cada um constrói a sua história grande e repleta de êxitos ou pequena e frustrante

(moradas na pág. 4i)

7 dias para mudar a sua vida!

Nunca é tarde para começar

D

CONCENTRAÇÃO DE FÉ E MILAGRES 7H30 / 9H30

Sessão do Desbloqueio - 15H Mulheres e Homens Sábios - 18H

2ª Conquistas Financeiras

Sucesso e desenvolvimento da sua empresa, casos na Justiça, pagamento de dívidas, desemprego, imigração...

3ª Saúde Restaurada

Doenças, dores, problemas de saúde persistentes...

4ª Cura Interior

Desenvolva a sua vida espiritual e força interior, através da leitura da Palavra de Deus...

e 5ª Família Casamento

Orientação para a resolução de conflitos familiares...

Luz Caminho de

6ª Limpeza Espiritual

Não sabe como ultrapassar os obstáculos que têm bloqueado a sua vida?

Tem os seus caminhos fechados?

Venha passar pelo Caminho de Luz, todas as sextas-feiras, às 7h, 10h, 12h, 15h ou 20h, no CdA mais perto de si! Para mais informações contacte a Linha Amigo24h: 707 301 221 iurd.pt

D.R.

■ Toda a fase, etapa ou objetivo

tem um começo. E quem não quer começar bem o ano? Todos! Mas, para isso, é necessário trabalhar o espírito, pois, um espírito forte é fundamental para começar, dar seguimento

e finalizar. Cada médico, advogado, engenheiro, profissional, autónomo ou empresário bem-sucedido teve que começar por algum lado para chegar a ser uma referência. Nesta palestra irá trabalhar

Comece com grandeza, garra, objetividade, planeamento e persistência

temas que estão ligados diretamente ao seu interior e ao seu estado de espírito, por isso, este ano de 2013 vai ser surpreendente para aqueles que vão começar da forma certa, com grandeza, garra, objetividade, planeamento e persistência. PUB

O ano já começou e você não pode perder mais tempo! PA LES TRA MOT IVACION AL

Se a falta de objetividade tem feito com que o tempo passe e as coisas não aconteçam na sua vida, chegou o momento de dar o primeiro passo rumo à mudança...

Má sorte, maldições, energia negativa, insónia, pesadelos, inveja, bruxaria...

S Terapia do Amor

19H

Problemas sentimentais, falta de diálogo no relacionamento, discussões...

Casos perdidos - 8H

Problemas que aos olhos humanos já não têm solução...

Força Jovem - 15H

Um encontro direcionado para os mais jovens...

REUNIÕES DE SEGUNDA A SEXTA 7H, 10H, 12H, 15H E 20H

(em todas temos disponível aconselhamento espiritual) SEDE INTERNACIONAL DA EUROPA - LISBOA Rua Dr. José Espírito Santo, nº 36 - Chelas (próximo da estação de metro) CENTRO DE AJUDA - PORTO Rua Egas Moniz, nº 485 - Porto Ou no centro de ajuda mais perto de si:

Venha participar na palestra motivacional

"COMECE"! Segundas-feiras, às 20H, em todos os Centros de Ajuda!

S erviço 24 horas


22 DE FEVEREIRO

12H 22H

IURD.PT


D.R.

Considera-se azarado/a? O Salmo 109 diz que a maldição se veste na pessoa como uma roupa e vai até ao mais profundo dos ossos como água, enraíza-se e permanece durante gerações ¢ Na

última sexta-feira de cada mês, em simultâneo de Norte a Sul do país e também nas Ilhas, os pastores reúnem-se em cada região com os fiéis, para fazer várias orações em favor do povo. Secretismo, misticismo, conspiração... a noite sempre teve um papel de reprodução do mal. Afinal, é à noite que são realizados os trabalhos mais maléficos, e se o dia é associado ao Bem e a Deus, a noite é claramente associada ao mal e a

tudo o que é obscuro. Por este motivo, é também que motivo for. ao virar do dia, que se realizam os encontros com A inveja, o rancor, o ódio ou até a mando as pessoas determinadas a pôr fim às maldições de alguém, levam muitas pessoas a cometer as que surgem nas nossas vidas. O objetivo é maiores crueldades contra os outros. Desejam combater as o mal e todo o sofrimento maldições A sua sorte será deles em dobro... É assim que que são surgem as maldições, como transformada, pois a lançadas seja se fossem uma corrente maldição que estava na contínua do mal na vida por quem sua vida será quebrada, de alguém que é impossível for ou por de uma vez por todas

de quebrar! Como rasgos de luz no meio da escuridão, todas as últimas sextas-feiras de cada mês, às 12 e às 22 horas, respetivamente, terá lugar esta reunião, para que se livre das maldições que atravessam a sua vida. Compareça e mude a sua sorte, de uma vez por todas, quebrando toda e qualquer maldição que possa existir na sua vida! Em todas as reuniões será facultado aconselhamento gratuito!


“Estava a sentir dores no ombro e um peso muito grande. Contudo, depois da oração, o peso saiu e já não tenho dores”. SUSANA

“Estava com um peso e um aperto muito grandes. Mas agora, depois da oração, estou muito leve e bem”. TIAGO

“Estava a sentir um peso muito grande nas costas há uma semana. Mas, depois da oração, o peso saiu”. CARLA

“Cheguei com dores nas costas, mas, quando recebi a oração, fiquei bem e sem dores”. VERA

“É a primeira vez que estou aqui e nunca tinha visto o que vi hoje! Cheguei cheia de dores e a verdade é que, depois da oração, fiquei curada”. CELESTE

“Estive de cama esta semana com muitas dores, nem conseguia mexer as pernas. Depois da oração, estou sem dores”. MARIA

“Cheguei com muitas e fortes dores nos pés. Porém, após a oração, as dores saíram todas”. BENVINDA

“Cheguei com uma opressão no corpo, ansiedade e arrepios. Contudo, depois da oração, fiquei livre e muito leve”. CARLA FOTOS CEDIDAS

Você sofre com algum destes sintomas? ■ DÍVIDAS ■ FALÊNCIA ■ DESEMPREGO ■ INSUCESSO NOS ESTUDOS ■ INSATISFAÇÃO PROFISSIONAL ■ PROBLEMAS NO TRIBUNAL ■ SALÁRIO INCOMPATÍVEL ■ DESPEDIMENTOS SEM RAZÃO APARENTE ■ ESTAGNAÇÃO NA CARREIRA ■ INSOLVÊNCIA POR CAUSA DO SOBREENDIVIDAMENTO

■ PATOLOGIA IDIOPÁTICA ■ DORES CRÓNICAS

■ DOENÇAS HEREDITÁRIAS ■ PATOLOGIAS RESISTENTES À TERAPÊUTICA ■ MÚLTIPLAS DOENÇAS (QUANDO É CURADA DE UMA, SURGE LOGO OUTRA) ■ DESMAIOS SEM MOTIVO APARENTE ■ DEPENDÊNCIA DE COMPRIMIDOS ■ ABORTOS REPENTINOS E CONSECUTIVOS ■ ESGOTAMENTO FÍSICO E MENTAL ■ DEMÊNCIA ■ DISCUSSÕES CONSTANTES ■ PROMISCUIDADE ■ ABUSO SEXUAL ■ FILHOS REBELDES

■ SEPARAÇÃO ■ DIVÓRCIO ■ DESUNIÃO ■ CONTENDAS ENTRE FAMILIARES ■ MORTES SEM CAUSA APARENTE ■ ACIDENTES SUCESSIVOS ■ PERCEÇÃO EXTRASSENSORIAL ■ TENTAR RESOLVER PROBLEMAS NO OCULTISMO ■ DESEJO DE SUICÍDIO ■ MEDO ■ COBIÇA ALHEIA ■ INSÓNIA ■ COMPLEXOS

■ BAIXA AUTOESTIMA ■ EXPLOSÕES DE RAIVA E NERVOSISMO ■ SÍNDROME DO PÂNICO ■ MENTIRAS ■ ACÚMULO DE RELAÇÕES FALHADAS ■ NÃO CONSEGUE SUPERAR TRAUMAS DO PASSADO

■ NÃO ENCONTRA A PESSOA CERTA ■ AMOR NÃO CORRESPONDIDO ■ SEPARAÇÕES REPENTINAS ■ TRAIÇÕES SUCESSIVAS ■ CIÚMES EXAGERADOS ■ VIOLÊNCIA DOMÉSTICA OU NO NAMORO


D.R.

22 DE FEVEREIRO 12H 22H

PARTICIPE!

Saiba em que Centros de Ajuda se vai realizar através da linha: ou vá a IURD.PT


Folha de Portugal - Edição nº 478