Page 1

NADA A PERDER

FOTOS DIOGO MOURINHA E CARLOS PAREDES

O LANÇAMENTO DO SEGUNDO LIVRO QUE CONTINUA A SER UM

SUCESSO DE VENDAS


A expetativa e a alegria eram contagiantes entre quem esperava para receber o seu exemplar

FOTOS DIOGO MOURINHA E CARLOS PAREDES

“NADA A PERDER 2” na Cidade Invicta

Houve quem percorresse mais de 300 quilómetros para adquirir e autografar o segundo volume da obra autobiográfica do bispo Edir Macedo. O Norte do país juntou-se em força para receber o “Nada a Perder 2”

F

oi na manhã fria e cinzenta do passado dia 22 de março (sábado) que milhares de pessoas não se deixaram intimidar pela chuva que ameaçava cair a qualquer momento e decidiram marcar presença no lançamento daquele que é já considerado o livro mais aguardado do ano. Houve quem tivesse de acordar e sair de casa por volta das cinco horas da madrugada e percorrer centenas de quilómetros com um só objetivo, receber o segundo volume de “Nada a Perder”. Rio Tinto, S. João da Madeira, Espinho, Póvoa de Varzim, Porto e Vila Nova de Gaia foram algumas das localidades de onde vieram as milhares de pessoas que fizeram uma extensa fila nas imediações do Centro de Congressos da Alfândega do Porto. De autocarros facultados pelos diferentes Centros de Ajuda da região Norte, a transportes públicos ou viatura própria, qualquer meio de transporte serviu o propósito de quem

queria poder continuar a ler mais sobre a vida e a obra de Edir Macedo.

Quem espera, sempre alcança! Era este o mote dos milhares que se deslocaram, praticamente de madrugada, das suas casas para participarem no lançamento do segundo volume da biografia do bispo Macedo. Invicta recebe o Aguardaram, segundo volume primeiro, ao frio de “Nada a Perder” e, depois, já no interior do edifício da antiga Alfândega do Porto durante horas para que os seus exemplares fossem assinados pelo bispo Júlio Freitas ou pelo pastor Filipe Santos. A alegria e a curiosidade eram contagiantes entre aqueles que aguardavam ansiosamente para poderem dar início à leitura daquele que já é considerado o “livro do ano”.

JOÃO FILIPE

depoimentos... ❚ “Li o primeiro livro várias vezes. Da primeira vez lê-se rápido, já da segunda e da terceira vez vai-se meditando em cada passagem que o bispo Edir Macedo lá tem. E foi maravilhoso porque, de todas as vezes que se lê, aprende-se sempre algo novo. Retirei bastantes ensinamentos para a minha vida, pois certas provações que passamos, pensamos

*COM NILZA VAZ

"NADA A PERDER 2" que só a nós é que acontecem, mas não! Ao lermos aquele livro, vemos que o bispo Macedo passou por muito mais do que qualquer um de nós há-de alguma vez passar na vida e superou tudo. As expetativas para o segundo livro são grandiosas, pois espero que seja muito melhor do que o primeiro, como é óbvio! Espero tirar muito proveito da leitura para me ajudar nas lutas do dia a dia”. CELESTE, MAIA

JOÃO FILIPE

CARLA VAZ ■ cv.r@folhadeportugal.pt

❚“O primeiro livro é uma literatura muito fáci ótimo! Todas as pessoas podem ler e perceb lá está escrito. São ensinamentos de vida e n dia. São dificuldades e obstáculos que nós ta para atingir os nossos objetivos. São ensina rança, de que não devemos desistir e de que As expetativas para o segundo livro são gran


Centro de Ajuda, acreditamos em si como ninguém! EDIÇÃO Nº 536 ❚ Ano 11 ❚ De 30 de março a 05 de abril de 2014 ❚ Edição Nacional e Ilhas ❚ Jornal de distribuição gratuita ❚ 63.000 exemplares

Siga-nos no facebook!

bem-estar... PÁG. 14

É um "gordo emagrecido" ? ■ Muitas vezes, o corpo

Diretor: João Filipe

emagrece e a cabeça permanece “gorda”. Mudar a cabeça, já que ela pode boicotar as suas tentativas de emagrecimento e obter um corpo magro, é o ideal

f o l h a d e p o r t u g a l . p t TEMA CAPA... PÁGS. 06/07

Portugueses aderem à moda da marmita ■ Em tempo de crise, “marmitar” é uma expressão que faz parte do vocabulário de cada vez mais portugueses. Seja para a faculdade ou para o trabalho, há quem opte por levar comida de casa PUB

reportagem... PÁG. 12

portugal... PÁG. 08

Piores condições para as mulheres

transplantes ■ Entre janeiro e novembro de 2013

houve 684 transplantes de órgãos em Portugal, mais 50 do que no mesmo período do ano anterior

■ As mulheres da UE consideram portugal... PÁG. 09

Crise, álcool e consumos mais perigosos ■ A crise está a potenciar o

alcoolismo e a tornar o consumo mais perigoso, sobretudo nas bebidas destiladas e na cerveja

que a crise piorou as suas condições de vida, sobretudo no que respeita à desigualdade salarial


02

e

m foco /// O PRIMEIRO RELÓGIO ANDROID WEAR É DA MOTOROLA

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

C

omeçam as grandes movimentações para as eleições europeias, ato eleitoral a que muitas pessoas não dão valor, mas que é mais importante do que aquilo que se possa pensar. Afinal, muitas das leis que regem a vida das pessoas dos Estados da União Europeia (UE) advém do facto do Parlamento Europeu (PE) aprovar uma diretiva, a qual passa a ter efeito na vida da população europeia. E depois existem pessoas a reclamar por algumas leis serem injustas, as quais foram aprovadas com votos a favor ou com abstenções dos deputados portugueses no PE. Por tudo isto torna-se muito importante saber quem estamos a eleger para nos representar nas instâncias europeias. Desde que foi assinado o tratado de Lisboa que as leis e as diretivas europeias têm uma importância muito maior na vida das pessoas que fazem parte da UE. Cada partido político ou coligação apresenta o seu cabeça de lista e o conjunto de pessoas que fazem parte das suas listas. O PSD/CDS apresentou Paulo Rangel, indicado pelo PSD, e Nuno Melo, como número dois, indicado pelo CDS; o PS indicou Francisco Assis; a CDU apresentou como cabeça de lista João Ferreira; o Partido da Terra apresentou um nome com peso mediático, o ex-Bastonário dos Advogados, Marinho e Pinto. Mas o mais importante é saber que estas eleições deveriam ter a maior participação possível, a fim de que se possa mostrar aos senhores políticos a força que existe no “poder” do voto. Afinal, este foi um direito muito difícil de conseguir, pois antes da Revolução dos Cravos não existia de forma livre e hoje muitas pessoas desprezam-no. Por este facto quando ocorrerem as eleições europeias há que pensar que estas têm uma importância muito elevada, porque simbolizam muito mais do que o governo ou o partido A, B ou C ser mais ou menos popular. Seria, então, muito importante que cada cabeça de lista dos partidos trouxesse à discussão que tipo de políticas vai defender no Parlamento Europeu, pois, como já destaquei antes, é aqui que são tomadas decisões importantíssimas. É deveras importante perceber que os partidos que apoiam o Governo vão querer “empurrar” o debate para a política europeia, já os partidos da oposição quererão discutir a política interna, para assim tirarem benefícios eleitorais. Mas o fundamental é que vote nas próximas eleições porque o seu voto é importante! Tenha uma boa leitura!

JAMAL NASRALLAH/EPA

Dever de votar

CAMPO DE REFUGIADOS NA JORDÂNIA: Estima-se que 8 milhões de sírios fugiram das suas casas desde o início da guerra civil, em março de 2011, refugiando-se nos países vizinhos ou dentro da própria Síria. Enquanto isso, 100.000 declararam asilo na Europa

“Eu e o meu marido partilhamos os mesmos valores sobre as questões humanitárias, ambientais e educação dos filhos. Somos apaixonados pela vida, pelo Mundo e pelas pessoas”

“Estou ansioso por avançar para o quadrante seguinte a caminho do brilhantismo”

CHARLENE DO MÓNACO, VIDAS CM

RICARDO ARAÚJO PEREIRA, JORNAL I

JOH NAZCA/REUTERS

“Sinto que a idade é um privilégio. Penso que é algo de que me sinto muito honrada”

“Parece-me óbvio que a classificação está de acordo com o que tem sido o rendimento das equipas”

CAMERON DIAZ, ACTIVA.SAPO.PT

JESUALDO FERREIRA, LUSA

“Acima de tudo, procuro ler aquilo que está nas entrelinhas” DANIEL OLIVEIRA, CARAS

PÚBLICO

João Filipe Diretor

WOOK.PT

editorial

semflash...

E

“Mais importante do que alargar prazos de prescrição é prepararmo-nos para uma decisão célere” JOANA MARQUES VIDAL, REVISTA VISÃO PUB

FOLHA DE PORTUGAL ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES, Nº 35 (ANTIGO CINEMA IMPÉRIO) 1000-123 LISBOA TEL: 210 300 971 FAX: 210 300 999

Diretor: João Filipe jf.d@folhadeportugal.pt Editor: IURD Redação: Carla Vaz, Isabel Barbosa e Joana Oliveira Copydesk: Carla Vaz Assistente de Redação: Cláudia Pereira Paginação: Eliane Rosa, Bárbara Domingos e Paulo Cabral Correio do Leitor / Publicidade geral@folhadeportugal.pt Todas as fotografias e imagens que não estão devidamente identificadas, reservam-se os direitos de autor

FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº 3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A e1B, Longo da Vila - Mafra Tiragem: 63.000 exemplares Depósito Legal: 322699/11 Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas

A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS


s

ete dias /// 67 MILHÕES DE PESSOAS SÃO AUTISTAS

03 DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

Consciencializar para o Autismo O Dia da Consciencialização e Sensibilização para o Autismo assinala-se a 02 de abril e pretende trazer uma nova luz sobre o Autismo

O

-

Cientistas portugueses criam jogo para ajudar crianças autistas, o qual visa ensiná-las a reconhecer as emoções transmitidas pelas expressões faciais

Autismo é um complexo distúrbio neurobiológico que se estende durante toda a vida de uma pessoa. É uma perturbação específica do desenvolvimento social com marcada diversidade de manifestação, variável de indivíduo para indivíduo, podendo modificar-se ao longo da vida, com a idade e a aquisição ou perda de competências. Estima-se que cerca de 67 milhões de pessoas são afetadas pelo Autismo, fazendo com que em determinados países seja mais comum do que o cancro, a diabetes e o HIV juntos. Este dia ajuda a desenvolver e aumentar o conhecimento sobre a doença, fornecendo mais informação sobre a importância do diagnóstico e da intervenção precoce. Os tratamentos para o Transtorno do Espetro Autista geralmente são programas intensos e abrangentes que envolvem a criança, a família e os profissionais, sendo indicado começarem o mais cedo possível.

Sinais de alerta Alguns sinais podem indicar que a sua criança está em risco e devia ser

supervisionada para garantir que está com o desenvolvimento padrão ideal. Se o seu bebé mostrar alguns dos seguintes sinais, peça ao seu pediatra ou médico de família uma avaliação imediata. • Não ri ou tem outra qualquer expressão de felicidade dos seis meses em diante; • Não imita sons, sorrisos ou qualquer outra expressão facial a partir dos 9 meses; • Não palra aos 12 meses; • Não aponta, agarra, mostra ou acena aos 12 meses;

Não ter qualquer expressão de felicidade dos seis meses em diante pode ser um alerta • Não diz qualquer palavra aos 16 meses; • Não diz frases de duas palavras com sentido (sem imitar ou repetir) até aos 24 meses; • Não responde ao seu nome quando chamada, por volta dos 10 meses; • Perde qualquer tipo de linguagem ou aptidões sociais em qualquer idade.

Minas terrestres ainda existem em mais de 80 países A desminagem de terrenos é uma tarefa árdua e perigosa, mas responsável por salvar milhares de vidas e evitar mutilações de inúmeras pessoas ■ A 04 de abril assinala-se o Dia Internacional de Alerta às Minas Terrestres e Assistência à Desminagem. Mesmo depois de terminadas, as guerras continuam a matar pessoas e, apesar de todos os esforços, ainda há várias a morrer devido a explosão de minas terrestres, sendo que uma em cada três vítimas de explosões

O governo da Colômbia tem registadas, de 1990 até agosto de 2013, 10.445 vítimas de minas terrestres enterradas pelas guerrilhas e por grupos criminosos. Os artefactos são usados como arma de guerra, para proteger acampamentos e também para impedir o acesso às áreas de cultivo de cocaína e cannabis. Este é considerado o segundo país com maior número de minas terrestres do Mundo, Desde 1992 foram numa lista encabeçada investidos cerca de 217 pelo Afeganistão. milhões de euros no De acordo com o ministério trabalho de desminagem alemão do Exterior, desde 1992 de minas terrestres é uma criança. foram investidos cerca de 217 milhões Apenas num ano foram retiradas de euros no trabalho de desminagem do solo da província de Siem Reap, em todo o Mundo. Em 2011 foram 18 no Camboja, cerca de 4 mil minas milhões para 41 projetos em 24 países. terrestres e mais de 20 mil explosivos Mas em todo o planeta ainda há mais não detonados. de 80 países com regiões minadas.


04

s

ete dias /// BOEING 777 DESPENHOU-SE NO ÍNDICO

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

aconteceu

marcas

IMPD pede aos seguidores

30/03/1867

do

para fingir curas ■ A Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD) conta contra si com uma alegada carta escrita pela direção da Igreja, encontrada num dos locais de culto, em que convida os seus seguidores a fingirem estar com problemas para poderem simular curas e resolução de problemas de diversa ordem, suportando a IMPD os custos das deslocações. A alegada carta faz o seguinte pedido: “estaremos a pagar as ajudas de custo. Procuramos pessoas para se passarem por enfermos curados, ex-drogados e aleijados. Esperamos contar com a sua colaboração e descrição”. Através deste apontamento pode-se observar até que ponto chega o apelo à emoção das pessoas mais incautas. A IMPD tem enfrentado muitas polémicas e muitos processos em tribunal, por falta de pagamento de

nome, Valdemiro tem enfrentado muitas controvérsias. Para além disso faz, muitas vezes, apelo aos seus seguidores para comprarem um sem número de símbolos utilizados nas suas sessões.

tempŠ

EUA chegam a acordo com a Rússia para a compra do Alaska.

31/03/1889 A Torre Eiffel é inaugurada em Paris.

01/04/2010 O primeiro medicamento de raiz e patente portuguesas, um antiepilético da Bial, chega às farmácias.

02/04/1991 Liberalização da televisão em Portugal. Abertura do concurso para a concessão de duas licenças. Candidatam-se a SIC, a TV1 e a TVI.

03/04/1963 rendas dos locais que utiliza para as suas celebrações. Não são poucas as vezes que o seu líder Valdemiro Santiago faz apelos sentimentais, chegando até mesmo a chorar, para conseguir convencer os seus seguidores a fazerem doações. Desde ter sido desmentido pelos documentos do cartório onde mostrava que algumas fazendas estavam no seu

Um incêndio destrói a fragata D. Fernando e Glória, o último navio português da carreira das Índias.

04/04/1968 Assassínio do pastor protestante Martin Luther King, líder da defesa dos direitos cívicos dos negros norte-americanos.

05/04/1994 Suicida-se Kurt Cobain, líder dos Nirvana, banda de Seattle.

a descoberta

Uso de telemóvel ao caminhar altera postura e afeta equilíbrio O uso de telemóvel durante o caminhar, sobretudo a escrita e a leitura de mensagens de texto, altera a postura e o equilíbrio ■ A troca de mensagens de texto (SMS) tornou-se numa das formas mais populares de comunicação, mas são poucos os estudos sobre o seu impacto na vida das pessoas. Através de um estudo levado a cabo pela universidade de Queensland, na Austrália, os cientistas observaram os movimentos corporais de 26 pessoas saudáveis enquanto caminhavam e usavam o telemóvel. Cada uma caminhou a um ritmo confortável em linha reta uma distância de cerca de oito metros e meio enquanto fazia uma de três

ações: caminhar sem usar o telemóvel, caminhar a ler um texto no telemóvel ou a escrever uma mensagem de texto. Os investigadores avaliaram depois os movimentos corporais usando um sistema de análise tridimensional. A escrita de mensagens de texto e, em menor medida, a leitura de texto alteraram os movimentos do corpo ao andar. Comparativamente com uma caminhada normal, quando os participantes estavam a escrever textos caminhavam mais lentamente,

desviavam-se mais da linha reta e mexiam o pescoço menos do que quando liam um texto. A maioria das pessoas coloca a cabeça para a frente e para baixo enquanto escreve ou lê no telemóvel. Manter a cabeça nesta posição aumenta o peso sobre as vértebras superiores, o que poderá resultar no desalinhamento da coluna. Os investigadores alertam ainda que a escrita e a leitura de textos no telemóvel pode aumentar o perigo para os peões quando caminham ou atravessam uma rua. *COM LUSA

9.000

6.500

13,6%

números

9

❚ A Linha SOS-Criança recebeu, em média, nove apelos telefónicos por dia em 2013, a maioria feita por adultos a denunciar situações de crianças em risco, de negligência, desaparecimento ou apenas para falar com alguém.

300 M

❚ O ministro do Ambiente garante que há 300 milhões de euros de verbas disponíveis para as obras de recuperação dos estragos causados pelo mau tempo. São cerca de 300 intervenções, que devem ficar prontas antes da próxima época balnear.

❚ A câmara municipal de Abrantes anunciou ter recebido autorização da Administração Regional de Saúde (ARS), para avançar com incentivos financeiros de 9.000 euros, por ano, aos médicos de família que queiram instalar-se no concelho.

❚ Mais de 6.500 serviços públicos encerraram desde 2000, sobretudo no norte e interior de Portugal Continental, e mais de 150 devem encerrar em breve. Entre outros, fecharam 4.492 escolas, 249 extensões de saúde e 411 estações de correios.

❚ As remessas dos portugueses a trabalhar nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa subiram 13,6%, para 316 milhões de euros, bastante acima do aumento de 8,8%, para 45,5 milhões, das verbas *COM LUSA enviadas de Portugal.


05

sete dias

A post-it

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

ENSINO ❚ As universidades portuguesas fecharam, só neste ano letivo, mais de 80 cursos superiores. Mas ainda faltam acreditar pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior cerca de 1.600 cursos até 2015, noticiou a Renascença.

SEM ACESSO

❚ Apenas um em cada dez doentes terminais tem acesso a cuidados paliativos, alertou a Associação Portuguesa desta área, lamentando que a lei de bases esteja ainda por regulamentar, perpetuando erros na referenciação de doentes.

a sua carreira

Valorize a sua PROFISSÃO

500

❚ Portugal recebeu cerca de 500 pedidos de asilo em 2013, tendo aceite apenas 135 (20 com estatuto de refugiado e 115 com proteção subsidiária) e sendo a esmagadora maioria oriunda de cidadãos da Síria, Guiné-Bissau e Nigéria.

IVA com atraso ❚ Entre 40 a 60% das infeções do local cirúrgico, que representaram 18% do total das infeções hospitalares no último estudo nacional de prevalência de infeção em 2012, podem ser evitadas com medidas *COM LUSA de prevenção simples.

Conheça as cinco áreas em que deve investir ■ Segundo a Academia Americana sugira reuniões regulares, exponha as de Psicologia, o bem-estar no trabalho suas ideias. surge de uma série de condições ●Equilíbrio: no local de trabalho, consideradas essenciais. Eis as áreas em foque-se no que tem a fazer e avalie com que deve apostar: as chefias a possibilidade Melhore o ●Envolvimento: de ter um horário mais se participar em flexível, desde que seu ambiente tomadas de decisão laboral e crie o garanta o cumprimento e tiver alguma de prazos e objetivos. seu bem-estar autonomia sentirá ● Cre s c i mento : maior satisfação, trabalhará melhor e proponha formações internas. A partilha faltará menos. Se tem vontade de ser de conhecimento entre colegas e chefias mais interventivo/a, fale com o seu chefe, não custa dinheiro e enriquece pessoas e empresas. ●Saúde: se a sua empresa incentiva práticas de vida saudável é bom sinal. Se não, tome a iniciativa. Veja qual a possibilidade de criar parcerias com empresas com programas que ajudem a criar dias mais saudáveis, tais como programas de perda de peso. ●Reconhecimento: pode ser financeiro ou não, mas é essencial para a sua autoestima e envolvimento. Na impossibilidade de receber um aumento, sugira, por exemplo, a criação de um prémio de reconhecimento ou de avaliações regulares e públicas. FONTE: MULHER.SAPO.PT

PUB


06

TEMA CAPA ///

Carregar uma marmita já é uma tendência, seja para a faculdade ou para o trabalho, com mais ou menos glamour, são cada vez mais aqueles que optam por levar comida feita em casa CARLA VAZ ■ cv.r@folhadeportugal.pt

M “

armitar”éumaexpressãoque faz parte do vocabulário de cada vez mais portugueses. Numa conjuntura de crise como a atual, em que os orçamentos familiares estão cada vez mais reduzidos e o preço das refeições tende a subir para fazer face ao aumento dos impostos na restauração, almoçar fora durante a semana passou

a ser um luxo esporádico para muitos trabalhadores. Surge, então, a alternativa de preparar as refeições em casa e de as levar para o local de trabalho. Esta nova tendência já conquistou tanta popularidade que o hábito da marmita se transformou numa moda. Nas superfícies comerciais de todo o país ou até mesmo na Internet, pode-se encontrar uma imensa diversidade de recipientes específicos para conservar os

A POUPANÇA PODE RONDAR OS 150€ MÊS

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

Se levar o lanche de casa poupará cerca de 3 euros diários e 60 mensais

A moda da marmita ve para ficar alimentos e garantir o seu transporte até ao local de trabalho com muito estilo e glamour.

Reduzir custos Durante 2013, 40 por cento dos portugueses optou por levar comida preparada em casa para o emprego, uma percentagem que em 2009 era de 27 por cento, de acordo com dados da empresa de consultoria Kantar Worldpanel. O aumento do tempo passado em casa para evitar gastos, a diminuição dos ordenados e a subida dos preços são os principais fatores que explicam esta tendência, explicou à agência Efe Paulo Calveira, diretor de marketing desta

empresa de consultoria. Ainda segundo a mesma empresa, a moda da marmita explicaria o aumento do gasto médio anual por português no supermercado, que passou de

sido indiferentes à moda da marmita e em blogues como “A marmita lisboeta”, para além de partilharem receitas variadas e adequadas para essa opção, os “marmiteiros” trocam experiências e recomendam os melhores e Os cortes nos salários e os mais estilosos recipientes. “Porque o hábito de levar aumentos dos impostos o almoço para o trabalho tornaram popular a estará definitivamente marmita no local de na moda e não há uma trabalho marmita igual à outra, cada 1.700 euros, em 2010, para 1.835 euros, uma com um estilo”, é referido nesse em 2013. mesmo blogue, o qual pretende mostrar as vantagens desta opção . Internet Também os sites portugueses não têm FONTE: ECONOMIA.TERRA.COM.BR E ECONOMICO.SAPO.PT


07

tema capa

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

Ao poupar 6/7 euros diários numa refeição num restaurante estará a economizar à volta de 150 por mês

da veio r

AS VANTAGENS DA MARMITA Redução de custos e consequente poupança económica Comida mais saudável Possibilidade de controlar melhor a dieta Menor desperdício de tempo Rentabilização dos restos Estimulação de criatividade nas receitas Com o bom tempo, tirar partido do ar livre Sobra-lhe tempo à hora de almoço para poder fazer outras coisas FONTE: P3.PUBLICO.PT

Marmitas e micro-ondas nas escolas ❚O Jornal de Notícias descobriu que a crise tem vindo a motivar um novo fenómeno nos refeitórios dos estabelecimentos de ensino. Como existem cada vez mais professores a levarem o almoço de casa, algumas escolas já se viram obrigadas a ter de instalar micro-ondas. “Este é um fenómeno crescente, apesar de, para os docentes, cada refeição ficar sensivelmente a quatro euros, ainda assim, no final do mês totaliza 80 euros, o que leva muitos a pouparem essa verba”, disse Manuel Pereira, presidente da Associação Nacional de Diretores Escolares, ao mesmo jornal. Também Mário Nogueira, da Fenprof, confirmou ao JN que “hoje, nas salas de professores, há muita gente a aquecer o almoço no micro-ondas”. Para o dirigente sindical, esta é uma consequência da precariedade em que vive a maioria dos docentes.

Marmita ajuda a criar negócio de sucesso ❚ Segundo o site sabores.sapo.pt, “A Marmita” surgiu em abril de 2012, quando três sócios se juntaram e tem vindo a crescer. Comida saudável, a tempo e horas, entregue no local de trabalho, evitando o inconveniente de carregar a marmita e a maçada noturna de confecionar os alimentos. Este serviço funciona entre as 11H e as 13H e o preço do prato é de 3,99 euros/dia, aos quais acresce um euro por cada componente extra. O pagamento é feito por transferência bancária no final do mês. Para fazer a primeira encomenda há que efetuar um registo online, sendo depois atribuído um número de cliente. Depois é só encomendar por email. (www.amarmita.com).


08

portugal ///

O PRIMEIRO TRANSPLANTE EM PORTUGAL ACONTECEU HÁ 40 ANOS

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

doação de órgãos

Número de transplantes aumenta Em 2013 houve 684 transplantes de órgãos em Portugal, mais 50 do que no mesmo período do ano anterior, com os transplantes cardíacos e hepáticos a aumentarem para níveis superiores a 2011 Hepática (...) e o Centro Nacional poderão, dentro em breve, iniciar o processo de internacionalização, abrindo as portas à transplantação de crianças do resto do Mundo”, assinalou a nota de imprensa do CHUC. Nesta primeira fase, explicou o documento, “propõe-se tratar crianças através de transplante de dador vivo, retomando esta modalidade técnica que já foi aqui executada entre 2001 e 2009”.

ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

A

té final de novembro de 2013 registaram-se mais dadores, mais órgãos colhidos e mais transplantes do que em igual período de 2012. Comparando os onzes meses de cada um dos anos, registou-se em 2013 um aumento de 24 dadores e um crescimento de 52 órgãos colhidos, num total de 763. De acordo com o último relatório do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, a que a Lusa teve acesso, o aumento do número de transplantes cardíacos e hepáticos permitiu superar os níveis de 2011. Ao nível cardíaco foram feitos 47 transplantes até ao fim de novembro de 2013, bem acima dos 28 registados no mesmo período de 2012. Já no que se refere aos transplantes hepáticos, estes alcançaram os 209, quando em 2012 se tinham ficado pelos 174. Os transplantes do pâncreas e do pulmão recuperaram para níveis semelhantes aos de 2011, enquanto os transplantes renais continuam a diminuir.

Em análise Em dezembro de 2012, o secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde tinha criado um grupo de trabalho para avaliar as possíveis causas para a diminuição de transplantes de órgãos em Portugal e propor medidas que alterassem a situação. A falta de transparência e as desigualdades na atribuição de incentivos financeiros à colheita de órgãos e transplantação foi um dos motivos apontados, com o grupo de trabalho a concluir que Portugal estava “globalmente

Espera inexistente O tempo de espera para transplante hepático, de acordo com o CHUC, é praticamente inexistente em pediatria e de menos de três meses, em casos mais graves de adultos. Até 18 de dezembro de 2013, ainda de acordo com o centro hospitalar,

O aumento do número de transplantes cardíacos e hepáticos realizados em 2013 permitiu superar os níveis de 2011

aquém da capacidade de utilização de possíveis dadores, existindo assimetrias regionais significativas”. Em 2009, Portugal tinha atingido valores máximos ao nível dos transplantes, com um total de 928 realizados. Foi a partir de 2010 que se assistiu a um decréscimo do número de dadores e, sobretudo, de transplantes efetuados.

Transplantação hepática infantil reforçada Já o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou a 100ª colheita de órgãos e o 70º transplante hepático, transformando 2013 no melhor ano de sempre neste setor para

os hospitais da cidade. A Unidade de Transplantação Hepática de Adultos e Crianças do CHUC, dirigida por Emanuel Furtado, funciona também como Centro Nacional para os Transplantes Hepáticos Pediátricos e é para lá que são referenciadas todas as crianças em Portugal que necessitem de transplante. Desde março de 2012, momento em que a atividade de transplantação hepática pediátrica foi reiniciada, foram realizados 23 transplantes, disse à agência Lusa fonte oficial do CHUC. Até àquela data, as crianças portuguesas eram transplantadas em Madrid, no hospital de La Paz. “O Programa de Transplantação

F

Os números

■ Durante 2013: Colheitas de órgãos – 100 Transplantes cardíacos – 28 Transplantes hepáticos – 70 (pediátricos + adultos) Transplantes de córnea – 116 Transplantes renais – 138 Total de transplantes hepáti cos desde o início do prograFONTE: CHUC ma – 1.053

Entre janeiro e novembro de 2013 houve 684 transplantes de órgãos em Portugal foram feitas 100 colheitas de órgãos, 28 transplantes cardíacos, 70 transplantes hepáticos (pediátricos + adultos), 116 transplantes de córnea e 138 transplantes renais. Desde o início do programa, assinalou o CHUC, foram realizados 1.053 transplantes. “Esta unidade demonstrou, ao longo de 2013, uma excelente capacidade de crescimento, com os recursos existentes, estando disponível em 2014 para receber doentes de todo o país. Este é o resultado do trabalho de um conjunto de profissionais de diversas áreas, de elevado nível de competência e sentido de responsabilidade”, explicou Emanuel Furtado, citado na nota do hospitalar.


Folha

Centro de Ajuda Págs. 2i/3i

Pág. 4i

EUROPA

REFLEXÃO

"Venha e Veja"!

O Espírito Santo é TUDO! iur d.pt

Suplemento jornal FOLHA DE PORTUGAL ■ Nº 536 ■ DOMINGO, 30 de março a 05 de abril de 2014

Encontro Empresarial do Sul O Centro de Ajuda de Faro acolheu o 7º Encontro Empresarial do Sul, com o objetivo de orientar os empresários a delinear o caminho do sucesso consistentes, por isso seja perseverante nesta área”, aconselhou o orador Diego Gomes. No final houve ainda tempo para um Coffe Break para que os convidados pudessem trocar ideias entre si e conhecerem-se melhor.

CEDIDAS

JOANA OLIVEIRA ■ jo.r@folhadeportugal.pt

F

oi no passado dia 15 de março, pelas 19 horas, que dezenas de empresários se reuniram para ouvir os conselhos práticos do orador Diego Gomes sobre planeamento económico. Este foi, aliás, o tema abordado no sétimo Encontro Empresarial do Sul, que pretendeu transmitir formas de como os empresários poderão fazer o seu planeamento económico. “Para um empresário trilhar o caminho do sucesso, tem que ser um planeador de si próprio. Ser organizado, no fundo, é ter tudo pronto para obter o resultado pretendido”, explicou o orador.

Muitos empresários falham na vida e acabam com pesadas derrotas económicas, precisamente por não planearem o caminho a seguir. “É como traçar o caminho num mapa, para que ao caminhar não tenha que parar para verificar se está na rota certa. Por esse motivo, traçar o itinerário, em primeiro lugar, é vital para não desperdiçar energia depois de iniciar a jornada”, acrescentou. Ao nível das finanças foi acrescentado ainda que os empresários têm que investir com segurança. Para tal, ter conhecimento de causa é fundamental. “Nunca se esqueça que os seus investimentos têm que ser sempre projetados a longo prazo. Não existem resultados rápidos e, ao mesmo tempo,

pretende que sejam alcançadas, sendo que quanto maiores forem essas metas, maiores serão também as suas ações e as probabilidades de alcançar o sucesso. Para o/a ajudar a enriquecer a sua mente de modo a que lhe seja possível

traçar metas ousadas para a sua vida, o Centro de Ajuda tem uma palestra semanal que o/a vai ajudar a abrir a sua mente e a pensar mais além, para prosperar e usufruir da sua vida em pleno.

Mais ambição, maiores conquistas Saber o que se deseja alcançar é essencial para se sair do zero e é o que nos faz agir em prol de alcançarmos o nosso objetivo. Umapessoasemmetastransforma-se numa pessoa passiva, descomprometida

Saber o que se deseja alcançar é essencial para se sair do zero com a vida e isso é o que mais se vê nos dias que correm: pessoas que apenas procuram sobreviver, que trabalham só para ter o necessário e que vivem de uma forma muito diferente daquela que lhes foi prometida. Ter grandes ambições não é sinónimo de se ser orgulhoso ou presunçoso como é comum pensar-se, mas sim de traçar grandes metas que

No final do Encontro, houve tempo para um Coffe Break, uma forma de promover o convívio entre os convidados

PUB


2i

folha centro de ajuda ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

/ europa

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

visite-nos em iurd.pt

SEDE DA EUROPA

O

que é que os seus olhos têm visto? A crise? A pobreza? A miséria? As discussões constantes na família? A sua vida tem sido motivo de riso ou de choro? Para quem queria parar de chorar, o evento “Venha e Veja” foi a oportunidade de mudança. Um evento voltado para todos os que desejam conhecer Jesus Cristo! Em Portugal e na Europa não foram poucos os que quiseram ver o que a vida ainda lhes poderia reservar e se dirigiram ao Centro de Ajuda mais próximo! Logonoiníciodoencontrofoiefetuada uma oração forte dando abertura a que o Poder de Deus se manifestasse de forma grandiosa, transformando e libertando as vidas ali presentes, que foram para ver o que nunca antes tinham visto. Já que não devemos esperar que Deus venha até

As promessas de Deus não têm prazo de validade nós, mas sim nós que teremos de ir até Ele, através do uso da nossa Fé.

Realização Jesus veio a este Mundo para mostrar que a causa pela qual Deus criou o corpo foi para que servisse um propósito, ou seja, que fosse saudável, para o que o espírito tivesse sabedoria, que o trabalho tivesse fruto, ou seja, o sucesso profissional, e

que a nossa Fé nos levasse à Salvação. Mas qual é a causa do Sacrifício? A realização pessoal! As promessas de Deus não foram feitas ontem e muito menos hoje, mas são reiteradas todos os dias. Elas não têm prazo de validade! E a oportunidade que se abre quando se opta por se dar ouvidos à Voz de Deus, conhecendo o caminho do Sacrifício, seguido pelo próprio Cristo, abre um infindável leque de possibilidades de realização para o indivíduo. “Vinde e vede as obras de Deus: tremendos feitos para com os filhos dos homens!” (Salmos 66.5).

“Venha e Veja”! DIOGO MOURINHA

FOTOS CEDIDAS

Em Portugal e na Europa foi realizado este evento onde todos os que compareceram puderam ver o poder de Deus, através das curas, libertações e bênçãos alcançadas ALMADA

AMADORA

BENFICA

CACÉM

CALDAS DA RAINHA

CASTELO BRANCO

CRUZ DE PAU

ÉVORA

FARO

FUNDÃO

LEIRIA

FUNCHAL

MERCÊS

MONTIJO

PORTIMÃO


3i

europa

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

se algo está mal... PÓVOA DE STO. ADRIÃO

...mantenha-se bem!

RIO TINTO

BISPO Júlio Freitas

Não desconfie das pessoas S. JOÃO DO ESTORIL

SETÚBAL

VISEU

PONTA DELGADA

além fronteiras

CABO VERDE

INGLATERRA

U

m espírito desconfiado é um espírito incrédulo. A desconfiança num casamento, numa sociedade, nos estudos... destrói porque a pessoa fica indefinida. A desconfiança tem um poder de destruição assim como a confiança tem um poder de construção. Um espírito desconfiado é um espírito incrédulo. Essa pessoa não crê! E não estou apenas a referir-me a Deus, mas ao casamento, à saúde, à vida profissional e também ao relacionamento com Deus. Muitas pessoas afirmam que esta é uma forma de se defenderem do mundo em que vivem. Para elas é melhor desconfiar, contudo, Deus não nos ensina a desconfiar das pessoas, das nossas capacidades. Ele ensina-nos a confiar, mas você não pode depositar a sua confiança no seu braço forte que é o que diz a Palavra de Deus ou ficar dependendo das suas condições, da sua família, do Governo, dos seus conhecimentos. Se desconfiássemos das pessoas, não viveríamos! Existem pessoas que usam a desconfiança como uma desculpa, uma proteção para não serem dececionadas. Mas serão dececionadas, porque desconfiam. A desconfiança gera destruição! De facto, a Bíblia diz: “...Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR!” (Jeremias 17.5). A pessoa que confia no homem, nas suas capacidades e aparta o seu coração de Deus, noutras palavras, não precisa de Deus, da Sua bênção, inspiração, proteção... essa pessoa, realmente, é maldita. Mas, por outro lado, a Bíblia também afirma: “Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR” (Jr 17.7). Quando coloco a minha confiança no Senhor, já não desconfio dos outros. Quando coloco a minha confiança em Deus, então, a minha esperança

de ser abençoado/a, realizado/a, protegido/a vem de Deus e isso não me deixa desconfiar dos outros. Já que para tocarem em mim, vão ter que tocar primeiro em Deus, porque confio n’Ele. Não tenho nada a perder! Quem tem a perder é quem tem segundas intenções e, segundo Jesus, esses vão perder até o pouco que têm. Mas se tenho pouco, confio no Senhor e não desconfio dos outros, o meu pouco vai ser multiplicado por 30, 60 ou 100. Então, só tenho a ganhar! Quem desconfia das outras pessoas é porque não confia em Deus! Quando você confia em Deus, olha para o lado bom das pessoas e se essas têm más intenções, elas é que sofrerão as consequências. Porque Deus o/a guardará e abençoará! Ou seja, não alimente a desconfiança no seu espírito, mas deposite 100 por cento da sua confiança apenas e unicamente em Deus e os seus projetos serão bem-sucedidos. Estamos a finalizar o terceiro mês do ano e quantas pessoas já estão desconfiadas dos seus objetivos, dos seus projetos. E porquê? Porque foram dececionadas! Mas não é por você foi dececionado/a pelos outros que vai desconfiar do seu espírito, da sua Fé, de Deus, dos seus propósitos. Deposite 100 por cento da sua confiança em Deus e será mais do que realizado/a! Altere a sua forma de pensar, pois este é o primeiro passo para a realização dos seus objetivos. E como é que você pensa? Negativa ou positivamente? Inferioriza-se, exclui-se? Ou nos seus pensamentos afirma: “agora é minha vez, eu creio”? Deus não vê idade, nacionalidade, nível cultural, social... Ele dá objetivos a todos, mas cada um tem que crer neles. Então, mude a sua forma de pensar, removendo a desconfiança e substituindo os seus pensamentos negativos por positivos. Pensamentos definidos, de confiança e de esperança em Deus.

Deus é contigo e eu também!bispo Júlio Freitas / bispojulio.com

LETÓNIA

MOLDÁVIA

PUB

Uma rádio online, que vai avivar os seus dias.

RÚSSIA FOTOS CEDIDAS


4i

folha centro de ajuda

/ reflexão

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

visite-nos em iurd.pt

mensagem

O CENTRO DE AJUDA NÃO COBRA PARA D

BISPO

❚ realizar casamentos ❚ realizar batizados (adultos) ❚ dar aconselhamento

matrimonial

❚ aconselhar e acompanhar

indivíduos toxicodependentes

❚ aconselhamento pastoral ❚ participar na Santa Ceia ❚ a realização da unção

com óleo visitas ao domicílio visitas a doentes no hospital visitas a presidiários distribuição de cestas básicas às famílias carenciadas ❚ distribuição de bens (roupas, mobílias, eletrodomésticos, etc.) a pessoas carenciadas ❚ acolher o Instituto Português do Sangue nas suas instalações para a doação de sangue ❚ ajudar a manter o Lar de Idosos Universal ❚ a apresentação de crianças (não batiza crianças, somente adultos) ❚ participar no grupo de jovens "Força Jovem" ❚ a realização de orações ❚ a entrada nas igrejas e participação nos cultos ❚ a participação em concentrações, em locais como: Coliseu dos Recreios, Pavilhão Rosa Mota, estádios, Pavilhão Atlântico, etc. ❚ ajudar a manter a Sociedade “Pestallozi” (presta assistência aos portadores da síndrome de Down) ❚ manter a Fazenda Nova Canaã ❚ ❚ ❚ ❚

Edir Macedo

O Espírito Santo é TUDO!

❚ a realização de cursos

informáticos

❚ aconselhar e apoiar na

Q

escolha de uma carreira profissional ❚ atendimento telefónico 24 horas ❚ apoio a mulheres vítimas de abusos ❚ apoio e aconselhamento a indivíduos dependentes alcoólicos ❚ visitas a lares de terceira idade ❚ dar alimento aos sem-abrigo ❚ apoio em catástrofes ❚ a realização de atividades lúdicas e desportivas com os jovens ❚ aconselhamento e campanhas na prevenção do HIV ❚ transporte de pessoas com dificuldades de locomoção ❚ estacionamento no parque da Igreja ❚ estudos Bíblicos realizados ❚ entrada e participação no maior Congresso Financeiro do País ❚ realização de funerais ❚ distribuição do Óleo Santo de Israel ❚ cursos de Teologia (IBURD) ❚ milagres que acontecem em todos os Centros de Ajuda espalhados pelo Mundo.

e abatidos. uem tem o Espírito de Deus tem tudo; não Somos fortes porque Ele é a nossa Força; por esta Força tem limites, tudo pode; e não é por estar escrito vencemos o inferno, o mundo e a nós mesmos (I João 5.4)! “tudo posso naquele que me fortalece” Estamos seguros, porque as Suas asas nos encobrem; não (Filipenses 4.13), mas porque a sua condição há medo que nos assuste porque Ele é o nosso Refúgio. Quem é como a do sol, tem Luz própria, não é como poderá deter-nos se Ele é connosco? a Terra ou como a lua que dependem da luz do sol. “Não sabes, não ouviste que o Antes, tem o Espírito e é espírito eterno Deus, o SENHOR, o Criador (João 3.6), possui a Fonte da VIDA dentro dos fins da terra, nem se cansa, nem de si, também é fonte de Luz para se fatiga? Não se pode esquadrinhar os entrevados. Somos fortes porque o seu entendimento. Faz forte ao O Espírito Santo é Parceiro em todos os Ele é a nossa Força cansado e multiplica as forças ao momentos; Ele é Confidente; é Amigo; é o que não tem nenhum vigor. Os Deus-Pai connosco; é Salvador; é o Senhor jovens se cansam e se fatigam, e os Jesus Cristo connosco; é Consolador; por moços de exaustos caem, mas os que isso, não ficamos reféns do coração; é esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem Companheiro fiel a qualquer prova; por isso, nunca com asas como águias, correm e não se cansam, estamos sós; caminham e não se fatigam” (Isaías 40.28-31). Ele faz forte o fraco; dá vida ao morto; saúde ao enfermo; Sejam todos abençoados liberta os cativos; faz justiça aos injustiçados; remove da prisão no Nome do Senhor Jesus Cristo. os encarcerados; dá vista aos cegos; dá alegria aos tristes

Acessos oficiais do

bispomacedo.com.br/blog

bispo Macedo

youtube.com/obispomacedo

Palavra Amiga Bp. Macedo diariamente

23H

Só ensina às pessoas a VERDADE. O dízimo, como também as ofertas, são mandamentos bíblicos.

às

e também na

Acreditamos em si como ninguém!

IURDTV.eu,

pelas 16H (hora de Lisboa)

twitter.com/BispoMacedo facebook.com/BispoMacedo

LISBOA

107.7 FM

PORTO

95.5 FM

COIMBRA

92.6 FM

COIMBRA

98.7 FM e 107.8 FM

AÇORES

91.1, 91.0 e 94.0 FM

ÉVORA

90.4 e 95.5 FM

FUNCHAL

100.0 FM

LEIRIA

101.3 FM

PORTIMÃO

91.8 - 92.4 - 93.7 FM

CENTROS deAJUDA em Portugal Continental e Ilhas GRANDE LISBOA

Póvoa Stº. Adrião

Rua Dr. José Espírito Santo, nº 36 - Chelas (próximo da estação de metro)

Rio de Mouro

Benfica

Torres Vedras

Pontinha

Santarém

Edifício Choupal, bloco D, r/c

Estrada Nacional 11, nº 243

Montijo

Rua da Indústria Corticeira, lt. 16E

Setúbal

Estrada Militar, s/n

Largo Comendador, nº 01

Amadora

Alverca

Évora

Rua Heróis da Aviação, nº 2C

Centro de Ajuda do Império Cacém

Praceta da Fraternidade Universal, nº 28 A

Mercês

Rua Dr. João de Barros, nº 14

Rua Egas Moniz, nº 485

Calçada da Rinchoa, lt. B1

Baixa da Banheira

Avenida do Alentejo, nº 30, Quatro Caminhos

Alameda D. Afonso Henriques, nº 35

Centro de Ajuda do Porto

Rua Sacadura Cabral, nº 102C

Rua General Alves Roçadas, nº 4 Av. Gomes Pereira, nº 39A

Sede Internacional da Europa

S. João do Estoril

Rua César Augusto Gonçalves Ferreira, nº 7

Caldas da Rainha

Rua Raul Proença, nº 25/27

Almada

Av. 23 de Julho, nº 14/ 16/18, Cova da Piedade

Cruz de Pau

Rua da Cordoaria, Qt. das Cordas, nº 42, Vale dos Gatos

Av. São Sebastião, s/nº NORTE

Porto

Rua Egas Moniz, nº485

Matosinhos

nº3000

Paredes

Av. Comendador Abílio Seabra, entrada 7

Vila Nova de Gaia

Rua do Agueiro, nº 151

S. J. da Madeira

Rua General Norton de Matos, nº 201

Rio Tinto

Rua Fernão Magalhães, nº 306 CENTRO

Castelo Branco

Rua Frei Roque Espírito Santo, nº 3, r/c

Aveiro

Av. D. Lourenço Peixinho, 181

Viseu

Rua Vila Lusitana, nº 15 SUL

Portimão

Largo Gil Eanes, lt. A

Faro

Largo de São Sebastião, nº 10 ILHAS

Av. Villagarcia de Arosa, 1038

Rua do Sota, nº 20

Coimbra

Madeira / Funchal

Braga

Leiria

Açores / Ponta Delgada

Av. Imaculada Conceição, 567

Famalicão

Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque, nº 105

Rua Atriz Amélia Rey Colaço,

Info: Aqui estão apenas apresentadas as nossas sedes regionais, mas existem mais de 122 Centros de Ajuda espalhados um pouco por todo o país. Para saber qual é o mais próximo de si vá a iurd.pt ou, então, ligue para a nossa linha amigo 24H.

Rua Dr. Brito Câmara, nº 32 Rua da Boa Nova, nº 5


portugal ///

DIAGNÓSTICO DE NOVOS CASOS DEMORA UM ANO

09 DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

alcoolismo

Crise VS consumos mais perigosos

A crise está a potenciar o número de casos de alcoolismo. O desemprego e a mudança de condição social estão a tornar o consumo mais perigoso, sobretudo nas bebidas destiladas e na cerveja ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

A

situação económica que Portugal vive tem provocado um aumento do consumo de bebidas alcoólicas. Em declarações à Lusa, o médico Augusto Pinto, presidente da Sociedade Portuguesa de Alcoologia, explicou que “aquilo que verificámos em estudos e padrões de consumo é que tem havido um aumento progressivo do consumo de bebidas destiladas. Mesmo no caso dos jovens, são as bebidas mais consumidas”. De acordo com o presidente da Sociedade, a crise que se vive atualmente no país “pode efetivamente agravar os consumos” e, ao mesmo tempo, levar “a consumos mais perigosos”, acrescentando que a capacidade de desenvolver doenças

pessoa tem (...) mais perto está de ser meu doente”, explicou. Augusto Pinto desmistificou ainda o mito de que os doentes alcoólicos andam sempre embriagados, alertando que é precisamente o contrário, graças à tolerância que ganham através do tempo. “Quando começam a reduzir essa capacidade [de enorme tolerância] é sempre um mau prognóstico. Significa que em termos cerebrais e hepáticos as coisas estão piores ou agravadas”, revelou.

-

A capacidade de desenvolver doenças é mais grave nas bebidas destiladas

“é mais grave nas bebidas destiladas”, comparando com a ingestão de vinho. “Sendo ambas portadoras de álcool, a quantidade é maior nas destiladas, o que faz prever uma redução do tempo necessário para chegar à doença”, alertou Augusto Pinto, salientando que são necessários dez anos de consumo “elevado, habitual, regular e excessivo” para chegar à dependência, mas, caso as bebidas destiladas sejam consumidas regularmente, a dependência surge mais cedo. “Eu diria que a crise pode efetivamente agravar os consumos e pode levar

a consumos mais perigosos. As consequências orgânicas e a capacidade de desenvolver doenças é mais grave nas bebidas destiladas do que em alguém que consume vinho ou aguardente. Sendo ambas portadoras de álcool a quantidade é maior nas destiladas”, frisou o especialista.

Normalidade aceite Para o médico, a pessoa, normalmente, não se reconhece como doente pelo facto de “beber, algumas vezes, de forma excessiva e ficar embriagada”, situação que “entra dentro de uma normalidade aceite na sociedade”, explicou.

De acordo com Augusto Pinto, o facto de alguém beber com regularidade cria uma situação designada no meio médico

Crise está a aumentar número de casos de alcoolismo como tolerância, ou seja, a pessoa vai-se aguentando cada vez mais tempo sem ficar embriagada. “Fica com a ideia de que aguenta cada vez mais a bebida e que isso é um aspeto positivo e não negativo. Ora quanto maior capacidade de consumo a

Mudança de consciência De acordo com o especialista, há muito a fazer na área da prevenção e intervenção precoce, embora reconhecendo que a existência de um dia nacional possa chamar a atenção do problema, revelou que não tem o mesmo impacto ao nível de doentes com outro tipo de patologias, porque se tratam de doentes com dificuldade em aparecer, sendo, na sua maioria, anónimos. Augusto Pinto lembrou ainda a acessibilidade ao álcool existente no nosso país, com uma “cultura muito enraizada em relação à substância”, o que dificulta o trabalho de prevenção. “Toda a população considera normal o consumo de bebidas alcoólicas e não perspetivamos nenhuma atividade festiva sem álcool. Em todas as festas há álcool na mesa”, lembrou. Para Augusto Pinto, parte da solução do problema passa pela “mudança de consciência” e aceitação do doente tratado na sociedade e o aumento das respostas, nomeadamente na capacidade de intervenção de técnicos e médicos especializados no problema.

Faltam técnicos para tratar o alcoolismo As mudanças nos últimos anos levaram a que não estejam a ser preparados técnicos, médicos, assistentes sociais e psicólogos

■ O presidente da Sociedade Portuguesa de Alcoologia mostrou-se

preocupado com a resposta dada aos doentes alcoólicos, alertando que falta intervir na área da prevenção e na preparação de técnicos para trabalhar nesta área. Augusto Pinto explicou à Lusa que inicialmente os doentes alcoólicos eram tratados em centros regionais de alcoologia, locais onde também eram formados técnicos de saúde e educação, “com um papel importante não só no diagnóstico cada vez mais precoce, mas também no apoio e suporte destes doentes ao longo da vida, já que se trata de uma doença crónica”. No entanto, segundo Augusto

Pinto, quando estes centros passaram a integrar o Instituto da Droga, os serviços passaram a ser “basicamente tratamentos de recuperação, perdendo-se a capacidade de intervenção fora dos serviços”. Augusto Pinto alertou que as mudanças nos últimos anos levaram a que não estejam a ser preparados técnicos, médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos vocacionados para esta área “muito específica”. Segundo o mesmo, é necessário igualmente “capacidade de intervenção na área preventiva” para que possa haver redução do consumo de álcool no país, admitindo que é difícil combater a

indústria produtora de bebidas alcoólicas, não só portuguesa como europeia, para além de outras instituições e empresas,

“que têm muito poder e dificultam algumas atividades importantes na área da prevenção”. I.B.

-

Falta intervir na área da prevenção e na preparação de técnicos


p

10

ortugal /// HÁ 100 MIL CASOS DE ESQUIZOFRENIA EM PORTUGAL

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

saúde

Transtornos ligados à depressão e à ansiedade são os mais frequentes Portugal apresentava em 2013 a prevalência mais elevada de perturbações mentais (22,9 por cento) entre oito países europeus ■ Das dez doenças que mais contribuem para a incapacidade de trabalhar, cinco são do foro psiquiátrico, destacando-se a depressão, os problemas ligados ao álcool, as perturbações esquizofrénicas, as doenças bipolares e as demências, mencionou o relatório “Saúde mental em números – 2013”, divulgado no último trimestre do ano passado. Em Portugal, o consumo de antidepressivos é mais elevado do que a média da União Europeia (UE), quer

Plano Nacional de Saúde Mental revela-se ineficaz Um estudo da universidade de Coimbra (UC) concluiu que a execução prática do Plano Nacional de Saúde Mental tem sido insuficiente JOANA OLIVEIRA ■ jo.r@folhadeportugal.pt

O

estudo, desenvolvido na faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da UC e financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, analisou os serviços de reabilitação psiquiátrica em Portugal e as barreiras ao seu desenvolvimento. A investigação, cujos dados foram divulgados pela agência Lusa, focou-se na “avaliação dos programas de reabilitação existentes para a doença mental severa, nomeadamente para as perturbações do espetro da esquizofrenia”, e concluiu que,

O modelo utilizado em Portugal é obsoleto particularmente, nestes casos o Plano Nacional de Saúde Mental não tem sido suficiente. Ao longo de quatro anos, a pesquisa abrangeu “70 instituições de todo o país a trabalhar na área e doentes integrados em programas de reabilitação em dois hospitais psiquiátricos e duas IPSS (Instituições Privadas de

Solidariedade Social), bem como um grupo de controlo”, sem “qualquer acompanhamento psicossocial. No que se refere à qualidade de vida e ao funcionamento ocupacional e social, “não foram encontradas diferenças significativas entre pessoas com doença mental incluídas em programas de reabilitação e pessoas com doença mentalsemqualqueracompanhamento psicossocial”, destacou a investigadora Carina Teixeira, cujos resultados do estudo constam na sua tese de doutoramento. Esta situação ocorre porque “os serviços de reabilitação portugueses caracterizam-se, salvo poucas exceções, por contextos educacionais, ocupacionais e habitacionais segregados”, modelos que, segundo o estudo, estão obsoletos e “longe do que é atualmente praticado” em países como os Estados Unidos e o Reino Unido.

Esquizofrenia com elevada taxa de prevalência Outra das conclusões da pesquisa, que “propõe medidas para uma efetiva reabilitação psiquiátrica”, é “o estigma

em relação à esquizofrenia, cuja taxa de prevalência em Portugal se situa na ordem dos 100 mil”, segundo dados da Organização Mundial de Saúde. A luta contra o estigma “deve começar nos próprios profissionais, que subestimam as capacidades das pessoas com doença mental, acabando por lhes transmitir mensagens de desesperança que afetam a sua luta pela recuperação e pelo alcance dos objetivos pessoais”, assegurou a investigadora da UC. O sistema “tem de perceber que a esquizofrenia não é uma fatalidade” e que “a reabilitação psicossocial é possível”, sustentou Carina Teixeira. “É urgente implementar programas de educação apoiada, modelos de colocação no emprego competitivo que tenham em conta as especificidades desta população e programas residenciais que promovam a obtenção de habitação independente, da escolha da pessoa em reabilitação e com apoio flexível, na comunidade”, sublinhou ainda. “A ideia, amplamente difundida, de que a recuperação na esquizofrenia não é possível é um mito”, defendeu a investigadora.

para tratar a depressão (55 por cento em Portugal contra 51 na UE), quer as perturbações de ansiedade (47 por cento e 41, respetivamente). A evolução dos números de suicídios revelou um aumento entre 2007 e 2010 e uma ligeira diminuição em 2011. Os dados sobre internamento apontam as psicoses, com particular destaque para a esquizofrenia, como as principais causas que levam à hospitalização dos portadores de problemas mentais. J.O.

PROTEJA O SEU

CÉREBRO ❚ Manter a saúde mental é mais fácil do que muitas pessoas imaginam. As pesquisas dos últimos 10 anos apontam ser possível, sim, estimular a formação de novos neurónios, o que até 1998 a Ciência considerava impossível, afastando assim os riscos de doenças como Parkinson e Alzheimer. O que fazer, então, para manter o corpo em forma e poupar as articulações, as artérias, o fígado, os pulmões, o coração e tantos outros órgãos vitais? Atividade física regular, alimentação leve e equilibrada, abandono de vícios, como o tabaco e o álcool, e exames preventivos anuais.. Para além disso, um novo estudo vem também comprovar os benefícios de uma boa noite de sono. A investigação demonstrou que basta ficar uma noite sem dormir para que aumentem os níveis de determinadas moléculas prejudiciais ao cérebro e que estão associados a doenças neurodegenerativas.

-

A alimentação e o exercício físico são duas boas formas de prevenir doenças do foro psicológico


PUB

V I AG EM

sociedade

B

R

E

V

E

M

E

N

T

E

ao Templo de Sa lom ão J U L H O

2 0 1 4

TEMOS 100 LU APENAS GARES ,

RESER JÁ O S VE EU! VOCÊ TERÁ OPORTUNIDADE DE VISITAR O NOVO TEMPLO EM SÃO PAULO, NO DIA DA INAUGURAÇÃO, MARCADA PARA O PRÓXIMO MÊS DE JULHO! MAIS INFORMAÇÕES EM BREVE. 2 IURDNEWS

otemplodesalomao.com


12

r

eportagem /// CRISE AGRAVOU A DISCRIMINAÇÃO ENTRE GÉNEROS

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

desigualdade

Discriminação contra as mulheres prevalece na UE As mulheres da União Europeia (UE) consideram que a crise piorou a sua condição, sobretudo no que respeita à conciliação entre a vida pessoal e a profissional e à desigualdade salarial JOANA OLIVEIRA ■ jo.r@folhadeportugal.pt

A

discriminação contra as mulheres continua a ser imagem de marca da União Europeia. No estudo “Mulheres e desigualdades de género no contexto da crise”, cujos resultados foram apresentados recentemente no Parlamento Europeu, as cidadãs da União Europeia consideram que o facto de receberem um salário inferior ao dos homens para desempenhar o mesmo trabalho é a mais importante desigualdade de que são alvo, seguindo-se a falta de condições para conciliar a vida pessoal, a familiar e a profissional. A crise agravou as desigualdades de género e os patrões continuam a praticar a discriminação absoluta nos critérios de recrutamento entre homens e mulheres. Os dados foram divulgados no âmbito de um seminário para jornalistas de toda a UE, sobre igualdade de género e representação política feminina, tendo como pano de fundo as próximas eleições europeias. Oseuropeuscontinuamaconsiderar a discriminação salarial como a maior evidência da desigualdade de género e a maioria não tem dúvidas: a criação de emprego e o combate ao desemprego devem ser as prioridades das instituições de Bruxelas e dos governos. Sobre as consequências da crise, os cidadãos da Europa consideram, segundo o Eurobarómetro, que esta tornou ainda mais tardia a entrada de jovens

licenciados no mercado de trabalho e agravou a insegurança laboral. Alguns consideram também que a crise piorou a correspondência entre as qualificações e os trabalhos exercidos.

Portugal contra a violência Na lista das desigualdades de género, a violência surge em terceiro lugar. Em Portugal o cenário é diferente, sendo o

Faltam condições para conciliar a vida pessoal, familiar e profissional país da UE onde é maior a preocupação com a violência contra as mulheres. No nosso país, 52 por cento das inquiridas considera que esta é a principal desigualdade de género, o valor mais alto de todos os 28 Estados-membros, com a média europeia a situar-se nos 34 por cento.

A maioria das mulheres sente que é alvo de discriminação no seu local de trabalho

A ausência de mulheres em cargos de chefia nas empresas, tráfico de mulheres e prostituição, desigualdade na divisão de tarefas domésticas e familiares, poucas mulheres em cargos de responsabilidade política e

persistência de estereótipos de género são as outras desigualdades de género mencionadas pelas inquiridas no estudo realizado pela Unidade de Monitorização da Opinião Pública da UE.

Representação de mulheres no parlamento Moçambique é o país lusófono com a maior representação de mulheres no parlamento, segundo o relatório anual da União Interparlamentar, divulgado em Genebra. Seguem-se depois Timor-Leste, Angola, Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Brasil. A nível mundial, Moçambique ocupa o 14º lugar, com 39,2 por cento de mulheres no parlamento, ou seja, dos 250 deputados, 98 são mulheres. Portugal ocupa a 32ª posição, com 31,2 por cento de mulheres eleitas na Assembleia da República. O relatório referencia a nível mundial o número de mulheres nos parlamentos até dia 01 de janeiro de 2014. Comparativamente a 2012, a percentagem de mulheres representadas em parlamentos subiu de 20,3 para 21,8 por cento.


o

13

lhar feminino /// NÃO TRANSFORME LIMITES EM LIMITAÇÕES

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

CRÓNICA

Vivi Freitas

Certeza Você que tem manifestado com um mal todas as semanas e esta situação vem-se arrastando por anos...

M

Será que você tem ultrapassado os seus próprios limites? Uma das grandes causas de sofrimento e frustração das pessoas deve-se ao facto de transformarem os seus limites em limitações JOANA OLIVEIRA ■ jo.r@folhadeportugal.pt

Q

uantos é que realmente conseguem alcançar os seus sonhos? Para muitos, os sonhos são apenas isso mesmo e estão muito longe de se concretizarem, o que acontece porque os seus limites falam mais alto. Muitos usam os limites como desculpa para uma vida de fracasso. Outros preferem encarar os limites como um desafio de superação, ultrapassando barreiras e surpreendendo-se a si mesmos e aos outros. A vida é mesmo assim, como uma montanha alta à espera de ser escalada. No decorrer da subida, encontraremos sempre um lugarzinho mais confortável, que nos permite descansar. Mas também há pedras que se soltam e subidas que nos cansam, a ponto de termos vontade de desistir. Quaisquer que sejam as nossas metas na vida, teremos que nos superar a nós mesmas para conseguir realizá-las. O maior obstáculo está sempre dentro de nós, assim como as possibilidades de o vencer.

Superar-se a si mesma Para se autossuperar, cada uma de nós precisa, primeiro, de se conhecer a fundo, de saber como funciona a todos os níveis e, principalmente, no de mais difícil acesso, o foro psicológico. Por não ser possível superar aquilo que desconhecemos, precisamos ter bem definido o que é um limite para, então, poder vencê-lo.

uma das caraterísticas fundamentais que é preciso entender quando pensamos sobre limites: os nossos limites aumentam em função dos esforços que realizamos para superá-los. Todavia, apenas a dedicação constante tem o poder de expandir os nossos limites e uma vez conquistada uma ampliação dos mesmos, temos que continuar a trabalhar para mantê-los ou até superá-los.

O maior obstáculo está sempre dentro de nós, assim como a possibilidade de o vencer Mas o limite não é algo estanque. Se melhorar as condições atuais, mudará os seus limites, isto é, se tiver condições inferiores, os seus limites diminuirão; mas se conseguir condições superiores, os seus limites irão expandir-se. Esta é

Maiores dificuldades Os nossos maiores obstáculos estão nos limites psicológicos que associamos aos limites físicos, sociais, profissionais... Existem dificuldades psicológicas que, muitas vezes, nos impedem de avançar no conhecimento de determinados temas e temos preconceitos, crenças e valores que influenciam o nosso juízo

de valor. Temos que aprender a conviver com os nossos limites e limitações, pois ambos fazem parte da natureza humana. Mas não podemos deixar que um limite se transforme em limitação, sem que tentemos superá-lo. Na vida não são as pessoas perfeitas que vencem, mas sim aquelas que superam as suas maiores dificuldades. O Mundo pertence aos que têm coragem de enfrentar as suas dificuldades e de superar os seus limites e as suas barreiras psicológicas, vencendo-se a si mesmo.

uitas vezes, não sabe mais o que fazer, porque, mais do que ninguém, quer ver o resultado do que crê, que é a libertação. Vou deixar algo bem claro para si. Veja o que dizem estes versículos: “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem. Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem” (Hebreus 11.1-3). Você tem ouvido a Palavra de Deus e tem participado nas reuniões de sexta-feira para a sua libertação. Então, porque é que esta não acontece? Porque tem entrado a dúvida, o medo, o receio ou um desejo que você não tem conseguido controlar. Mas quando há uma crença, uma Fé naquilo que é puro, então, existirá também uma força, que será independente das circunstâncias. Quando a sua certeza é baseada na Palavra de Deus e não no seu medo, então, você lança-se porque passa a existir uma força sobrenatural dentro si. Mesmo que venham as suas vontades, passa a resistir, usando a sua inteligência, questionando-se a si mesma. Para que o invisível apareça na sua vida, que é a paz, a alegria, a certeza, a convicção, isso só terá lugar, a partir do momento em que fizer a escolha certa, tomando as atitudes certas. Coloque esse objetivo dentro de si e a libertação será visível na sua vida. Um grande abraço. Na próxima semana estaremos de volta.

visite: vivifreitas.me PUB

Quer saber como pode ultrapassar os seus próprios limites? Assista no próximo dia 03 de abril, pelas 22H, ao programa “Coisas de Mulher”, na iurdtv.eu!


14

bem-estar ///

O EXCESSO DE PESO PODE MEXER COM AS EMOÇÕES

DOMINGO ■ 30 de março de 2014

folhadeportugal.pt

Tem “cabeça de gordo”? Esta expressão refere-se a, pelo menos, um dos inúmeros fatores responsáveis pela obesidade: as emoções. A sua cabeça pode boicotar as suas tentativas de emagrecimento

Sentimentos e obesidade Uma das maiores provas da ligação entre os sentimentos e a obesidade é quando o obeso passa por uma redução drástica de A frustração, a ansiedade peso. Em muitos casos, a mente não acompanha e a baixa autoestima as mudanças do corpo. podem ser descontadas “Quem sempre foi gordo na comida tem dificuldade em ser deixado de lado”, garantiu esquecer as formas antigas. Por isso, é comum, mesmo depois de uma a especialista. Ninguém ficará mais gordo cirurgia de redução de estômago, simplesmente por alguma carência uma pessoa ter a impressão de que emocional. Porém, é impossível não vai passar por uma determinada PUB

CLINICA DE MEDICINA DENTÁRIA

A SUA FELICIDADE PODE MUDAR COM UM SORRISO CONTACTE-NOS Tel.: 218 051 520 Tlm.: 912 057 878 Site: confidente.eu E-mail: contacto@confidente.eu Estamos na: Av. João II, lote 1.12.02, loja L, Edifício Adamastor - Parque das Nações

porta ou que não há espaço suficiente num assento”, explicou o médico. Trata-se do paciente que o gastrenterologista classifica como “gordo emagrecido”. “A cabeça continua gorda, porque a pessoa mantém os mesmos hábitos – inclusive os alimentares – anteriores à perda de peso”, definiu.

Pensamentos versus balança O que a psicóloga Silvana Martani chama de “comprometimento emocional com a comida” pode ser detetado por algumas atitudes:

Não dá prioridade à qualidade dos alimentos; Não come verduras, legumes e frutas; Come em segredo, fora dos horários das refeições; O hábito alimentar inadequado, muitas vezes, foi herdado da família ou desencadeado por problemas pessoais e profissionais, que resultam em perda da autoestima e, em casos avançados, podem levar à depressão; Acha que sem os quilos extra a sua vida mudaria totalmente. O correto era pensar que se mudasse de vida, aí conseguiria perder esses quilos; Quer ser “emagrecido/a”, sem

Segundo os psicólogos, muitas vezes, a mente não acompanha o corpo, havendo dificuldade em esquecer as formas antigas

Só sente prazer extremo, um êxtase, quando come e não consegue nomear outras atividades que provoquem satisfação elevada;

CULINÁRIA

P

ara a psicóloga Silvana Martani, especialista em obesidade, não há nada de errado em sentir-se bem depois de devorar um doce. O problema começa quando essa reação passa a ser a única fonte de prazer. Nesse caso, um prato de comida é colocado como prioridade máxima e a pessoa passa-se a desencantar por outros prazeres, noutras áreas da sua vida. “Até mesmo o sexo pode

negar que o excesso de peso pode mexer com as emoções. “Os obesos têm mais tendência a comportamentos depressivos, pois há uma discriminação social”, afirmou José Carlos Pareja, gastrenterologista. Para o médico, sentimentos, como a frustração, a ansiedade e a baixa autoestima podem ser descontados na comida e, se não houver um acompanhamento psicológico, serão maiores as hipóteses do retorno do peso perdido.

F

ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

Ingredientes: 150g de arroz  1 litro de leite gordo  300g de açúcar  2 gemas de ovo  300g de frutos silvestres  1 pau de canela  Casca de 2 limões

esforço, e ainda responsabiliza somente os alimentos e os médicos pelo fracasso na dieta, não assumindo a culpa. FONTE: SAUDE.TERRA.COM.BR

ARROZ DOCE COM FRUTOS SILVESTRES Preparação:Coza o arroz separadamente. Junte, ao arroz já cozido, o leite, o açúcar, a casca de dois limões, a canela e, por último, as gemas delicadamente. Coza até obter um ponto cremoso e deixe arrefecer. Numa frigideira antiaderente salteie os frutos com três colheres de açúcar. Deixe arrefecer. Disponha em cada taça: uma porção de frutos no fundo, seguida de arroz doce e termine com uma colher de frutos silvestres no topo. Decore a gosto.


DE 13 DE ABRIL A 8 DE JUNHO

SEMANA SANTA Há acontecimentos na vida que são capazes de mudar tudo à nossa volta, na verdade, as consequências desses eventos únicos têm tamanho impacto que dividem a História da Humanidade entre o ANTES e DEPOIS! A Morte e Ressurreição de Jesus Cristo superou todos estes eventos. Por isso, apresentamos-lhe a PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA, no âmbito da 40TENA DA RESSURREIÇÃO, para que não falte a nenhum destes dias especiais e viva a Páscoa pelo que ela simboliza: a possibilidade de transformar totalmente a sua vida!

NO ÂMBITO DA 40TENA DA RESSURREIÇÃO


odestaque folhadeportugal.pt

SEMANA DE 30 DE MARÇO A 06 DE ABRIL

Agenda

Siga-nos no facebook

EDIÇÃO Nº 536 ■ DOMINGO, 30 de março a 05 de abril de 2014

Semanal Estamos abertos 7 dias por semana, em 122 localidades espalhadas por todo o país e ilhas

(moradas na pág. 4i)

7 dias para mudar a sua vida!

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA

D

OMINGO

7H30 O PRIMEIRO AMOR 9H30 A HORA DO MILAGRE

Sessão do Desbloqueio - 15H Mulheres e Homens Sábios - 18H

DOMINGO DE RAMOS

2ª Conquistas Financeiras

DIA 13 DE ABRIL, ÀS 7H30, 9H E 15H A Entrada Triunfal de Jesus ocorre por volta de uma semana antes da Sua Ressurreição. Jesus chegou, montado num jumento em Jerusalém, e o povo, festivo, lançou os mantos à Sua frente, assim como pequenos ramos de árvores. Neste evento, o Senhor é celebrado como o “Príncipe da Paz”, merecedor de grandes honras.

VENHA HONRÁ-LO, NO DOMINGO DE RAMOS, DATA QUE ANTECEDE O DOMINGO DA RESSURREIÇÃO. NA OCASIÃO, ESTAREMOS A ABENÇOAR OS RAMOS E TODAS AS FAMÍLIAS.

Sucesso e desenvolvimento da sua empresa, casos na Justiça, pagamento de dívidas, desemprego, imigração...

3ª Saúde Restaurada

Doenças, dores, problemas de saúde persistentes...

4ª Cura Interior

Desenvolva a sua vida espiritual e força interior, através da leitura da Palavra de Deus...

SEXTA-FEIRA SANTA

e 5ª Família Casamento

DIA 18 DE ABRIL, ÀS 10H OU ÀS 15H A Sexta-feira Santa é uma lembrança de que não temos que nos conformar com os problemas, que a situação a que nos habituámos não é a “nossa cruz”, por isso, não temos de a carregar! Tal como uma divisão clara foi feita há mais de 2.000 anos atrás, quando Jesus deu a Sua Vida por nós, a Sexta-feira Santa pode marcar o início da sua nova vida. É este o verdadeiro significado deste dia – a aceitação do resgate que foi realizado e a reivindicação dos nossos direitos através da Fé!

E, NESTA SEXTA-FEIRA SANTA EM ESPECIAL, ESTAREMOS JUNTOS, AO PÉ DA CRUZ DA VITÓRIA!

Orientação para a resolução de conflitos familiares...

6ª Limpeza Espiritual

Má sorte, maldições, energia negativa, insónia, pesadelos, inveja, bruxaria...

S Terapia do Amor

19H

Problemas sentimentais, falta de diálogo no relacionamento, discussões... MARQUE COM UM X OS DIAS EM QUE IRÁ PARTICIPAR DOMINGO DE RAMOS

DIA 13 DE ABRIL, ÀS 7H30, 9H E 15H

Casos perdidos - 8H

Problemas que aos olhos humanos já não têm solução...

Força Jovem - 15H

Um encontro direcionado para os mais jovens...

SEXTA-FEIRA SANTA

DIA 18 DE ABRIL, ÀS 10H OU ÀS 15H

SÁBADO DE ALELUIA

DIA 19 DE ABRIL, ÀS 16H (APENAS NAS SEDES ESTADUAIS)

REUNIÕES DE SEGUNDA A SEXTA 7H, 10H, 12H, 15H E 20H

(em todas temos disponível aconselhamento espiritual)

DIA 20 DE ABRIL, ÀS 7H30, 9H E 15H

SEDE INTERNACIONAL DA EUROPA - LISBOA Rua Dr. José Espírito Santo, nº 36 - Chelas (próximo da estação de metro)

ASCENSÃO DE JESUS

CENTRO DE AJUDA - PORTO Rua Egas Moniz, nº 485

DOMINGO DE PÁSCOA

1 DE JUNHO, ÀS 7H30, 9H E 15H Ou no Centro de Ajuda mais perto de si:

DIA DE PENTECOSTES DIA 8 DE JUNHO, ÀS 7H30, 9H E 15H

PARA QUE NÃO FALTE A NENHUM DESTES DIAS ESPECIAIS E VIVA A PÁSCOA PELO QUE ELA SIMBOLIZA: A POSSIBILIDADE DE TRANSFORMAR TOTALMENTE A SUA VIDA! S ERVIÇO 24 HORAS


JOÃO FILIPE

CÁTIA FONSECA, V. N. GAIA

❚“As expetativas para o segundo livro são muito grandes! Estou muito ansioso não só para o começar a ler, mas também para o colocar ao alcance daqueles que não são da Igreja, a fim de desmistificar tudo aquilo que foi dito durante todos estes anos sobre a IURD e que não é verdade. Enfim, para que todos vejam que realmente a Igreja é uma bênção!”

PEDRO FONSECA, V. N. GAIA

❚“A leitura do primeiro livro foi algo que me edificou bastante. Ver o sofrimento do bispo, a maneira como a Igreja nasceu, o nascimento da dona Viviane, enfim, se fosse outra pessoa qualquer tinha-se revoltado contra Deus e até desistido de tudo. Mas o bispo usou tudo aquilo como uma força para hoje estarmos aqui. Agora vejo-o como um homem de Deus aqui na Terra, como o Abrão do presente. Foi muito edificante e gratificante para a minha vida ver a Fé que ele teve, a coragem de enfrentar a cadeia e passar por tudo o que passou. Tudo aquilo foi uma chama para o incendiar ainda mais e para continuar a lutar! A leitura ajudou-me a ter a coragem que dantes não tinha para enfrentar os problema do dia a dia. Pois, a partir do momento em que trouxe tudo aquilo para a minha vida comecei a enfrentar as lutas de outra maneira, a ver as dificuldades de outra forma. As expetativas para o segundo livro são muito maiores!”

SANDRA VILELA, S. J. DA MADEIRA

❚“Li o primeiro ‘Nada a Perder’ e gostei muito! Vi a força e a coragem que o bispo Macedo teve diante das situações difíceis que enfrentou ao longo da sua vida, como o problema com que a filha nasceu. Isso tudo veio mostrar-me que não é só pelo facto de estar com Deus que não nos pode acontecer algo do género. Para mim, este livro é uma lição de vida porque abriu o meu raciocínio em relação à obra de Deus, à minha vida pessoal, enfim, sobre tudo. A expetativa para o segundo livro, para mim, é a nível espiritual. Quero ver como o bispo lidou com certas situações, saber o que sentiu e aquilo por que passou, tudo isso é uma aprendizagem para nós!”

JOÃO FILIPE

❚ “Os ensinamentos que retirei da leitura do primeiro livro foram muito bons, sobretudo porque tem o testemunho de uma pessoa cheia de Fé e perseverança que luta pelos seus objetivos. Estamos sempre a passar por lutas e dificuldades, mas temos que ter aquela força para podermos atingir os nossos objetivos, sempre com Fé, é claro!”

"NADA A PERDER 2"

JOÃO FILIPE

depoimentos...

MARIA TERESA, AREOSA

Ainda dentro da Alfândega do Porto houve quem não conseguisse esperar para dar início à leitura

ratura muito fácil e acessível, o que é dem ler e perceber claramente o que entos de vida e não ficção, é o dia a culos que nós também enfrentamos vos. São ensinamentos de persevedesistir e de que tudo é possível. do livro são grandes! Primeiro, por-

Todas as faixas etárias marcaram presença nesta manhã tão especial

que o bispo está a descrever situações sobre as quais nunca falou em público e sempre muito ao pormenor. As coisas quando as alcançamos, é fácil dizer: ‘eu não tinha e agora tenho’. Mas até chegar lá, existe um percurso e muitas dificuldades. Na maioria das vezes, nós como não sabíamos achámos que era mais fácil do que aquilo realmente foi. E, portanto, presumo que este segundo livro ainda nos vai esclarecer muito mais sobre as dificuldades que o bispo teve de enfrentar”. CARLA PINTO, AREOSA

Bispo Júlio Freitas (C) com Maria Ginestal Machado e Delfim Figueiredo, em representação da APEL - Arquitetura, Planeamento e Engenharia


NADA A PERDER

PRÓXIMOS LANÇAMENTOS

05 DE ABRIL | MADEIRA 05 DE ABRIL | PORTIMÃO

Folha de Portugal - Edição nº 536  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you