Page 1

Diretor Responsável: J.C. Gutierrez - rededejornaisleste@terra.com.br - Telefax: (11) 2748-0418 - Distribuição gratuita - Julho de 2017. Ano 4 - Nº 46

Divulgação

Alckmin reduz imposto da carne

F

Luiz Carlos de Carvalho, Wilson Cuencas, Rodrigo Borges Pinheiro, Élcio Tokishi, Pedro Cunha, Jorge Camisa Nova e Carla Regina Araujo, com o governador Geraldo Alckmim no Palácio dos Bandeirantes no ato da assinatura do decreto 62.647/2017

oi assinado pelo governador Alckmin o Decreto 62.647-27-06-17 - reduzindo a alíquota de 11 para 4% o ICMS da carne e seus derivados. Página 5

SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CARNES FRESCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

Praça da República, 180 - 6º andar - Centro - São Paulo - SP - Fone: 3231-3113


Fone: 2748-0418 facebook.com/JornalOPaulistano

2

Julho de 2017

EDITORIAL

Todos no limite

Está certo que as opiniões diversas e, principalmente as divergentes, fazem parte de uma democracia saudável. Não é de hoje que os mais extremistas se estranham, também não é novidade que os ânimos mais aguçados resultam em confrontos mais ásperos. Contudo, qual o cabimento das trocas de insultos e acusações em “baixo calão” entre políticos, famosos atores e pessoas comuns nas ruas? Bem, uma das coisas boas das escolas dos anos de 1980 era uma disciplina chamada Educação Moral e Cívica. Nela, os educadores falavam categoricamente sobre os dez direitos e deveres do cidadão brasileiro. Era sabido, desde cedo, por um aluno do Fundamental II, mais precisamente antiga 6ª série, atual 5º ano, que os direitos só

seriam acompanhados do cumprimento dos deveres. Por exemplo: tem-se o direito de usar as praças públicas para o passeio no final de semana, desde que o cidadão cumprisse o dever de mantê-la limpa e em ordem, respeitando os demais cidadãos que por ali poderiam frequentar a qualquer momento do dia. Seguindo esta lógica, as crianças eram ensinadas a se comportarem de acordo com o limite do outro, seja de espaço, tempo e por que não, opinião. É exatamente este ponto que se perdeu na sociedade atual, acostumada a vivenciar virtualmente 95% do tempo com os demais, encorajando-se da agressividade e desrespeito, mas com uma notável covardia de se expressar de forma ríspida quando o assunto é olhos nos olhos, nessas horas faltam palavras e sobram palavrões!

SALVE 20 DE AGOSTO DIA DO MAÇOM Av. Maria Luiza Americano, nº 947 - Jd.Nª Srª do Carmo Cep: 08275-001 -São Paulo - SP - Fone: (11) 2748-0418/2749-0663 E-mail: rededejornaisleste@terra.com.br

Rede de Jornais Leste Ltda. - Fone: (11) 2748-0418. Whatsapp: (11) 97703-0615 •Diretor Responsável: J.C.Gutierrez •Diretora Administrativa: Mª J.de Lima Gutierrez •Diagramação: Daniela Lima •Colaborador: Moacyr Victor Minerbo •Deptº Jurídico: Antonio Luiz Lima do Amaral Furlam •Impressão: Gráfica Pana Os artigos e matérias publicadas e assinadas não refletem necessariamente o pensamento da direção deste jornal, sendo de inteira responsabilidade de quem os subscrevem - Filiado à AJORB - Associação de Jornais de Bairro de São Paulo e à Rede de Jornais Leste Ltda.

ARTIGO

O pensamento do Clube Militar Aleluia Aleluia significa Louvem Deus Javé ou Adorem Deus Javé. É um termo de origem hebraica – “Halleluyah” – que do judaísmo passou para a liturgia cristã e ficou ligado especialmente ao tempo da Páscoa. Trata-se de expressão ou cântico de louvor ou de ação de graças ao Senhor. A condenação de Lula em um dos vários processos a que responde perante a Justiça, em consequência de seu envolvimento em diversas manobras de fraude, corrupção, lavagem de dinheiro e gatunagem em geral, lava a alma dos brasileiros honestos e, até então, desiludidos. Não adiantou o Sr. Janot, a serviço do PT & Cia, tentar desviar os holofotes da imprensa para as acusações que atingem o presidente Temer. Teve êxito fugaz, logo ofuscado pela esplêndida notícia de que Lula, finalmente, começa a ser condenado por seus crimes. É claro que falta muito para chegarmos ao fim do processo, há dezenas de cambalhotas jurídicas e legais que o dinheiro pode comprar, e

dinheiro é o que não falta ao chefe da quadrilha que assaltou e arruinou o Brasil em treze malfadados anos. É possível, mesmo, que o condenado seja candidato a Presidente da República em 2018. O TRF/4 já declarou que o julgamento dos recursos à segunda instância deverá ocorrer em agosto do próximo ano, já com a campanha eleitoral em pleno andamento. Até lá, porém, muita coisa pode acontecer, inclusive novas condenações em outros processos em que o mafioso ex-presidente está envolvido. De qualquer maneira, só poderá espernear e dizer, como sempre fez, que é vítima de um complô das elites que não suportam ver um operário no poder. É verdade que há pedras no caminho. Embora tenha confirmado dezenas de condenações proferidas pela primeira instância, o tribunal de Porto Alegre começa a apresentar preocupantes sinais de mudança de entendimento, inclusive anulando a sentença que condenava notório extesoureiro do PT a uma pesada pena em um

dos processos em que está envolvido. A alegação é que não pode haver condenação baseada apenas em denúncias de delatores, mesmo que esses delatores sejam dezenas e, em sua delação, também se incriminem. A parte das denúncias que prejudicam os delatores é válida, mas a que incrimina os delatados não vale? Espera-se recibo assinado de operações de corrupção? Muita água vai rolar sob a ponte, haverá avanços e recuos, novos processos serão concluídos com novos recursos, mas, no momento, a inédita condenação de um ex-presidente criminoso, nunca antes ocorrida neste país, nos enche de satisfação e orgulho. Quem sabe até nos volte a esperança no futuro brasileiro. Por enquanto, alegremo-nos e digamos: Aleluia, Deus seja louvado! Gen Clovis Purper Bandeira Editor de Opinião do Clube Militar Colaborou Ney Sucupira


Fone: 2748-0418 facebook.com/JornalOPaulistano

3

Julho de 2017

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS DELEGADOS DE POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal precisa ser protegida Artigo do Presidente da ADPF, Carlos Eduardo Sobral, publicado na Folha de S. Paulo (30/05) Não é de hoje que a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) chama a atenção para as tentativas de interferência política em nosso trabalho e, por consequência, nas operações que na última década vêm mudando a cara do Brasil, como a Lava Jato e a Zelotes. O assunto ganhou novo fôlego após a revelação de declarações do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), gravadas pelo empresário e delator Joesley Batista, nas quais o parlamentar deixa explícita a intenção de promover articulação política a fim de intervir na Polícia Federal. No diálogo, o agora afastado presidente do PSDB critica o ex-ministro da Justiça, Osmar Serraglio, e a falta de ingerência na distribuição dos inquéritos da Lava Jato. “Porque aí mexia na PF”, afirmou Aécio, demonstrando preocupação com os rumos e o alcance da maior operação do país contra a corrupção e o crime organizado. Assim como o senador mineiro, outros protagonistas do mundo político já foram flagrados em conversas similares, discutindo nomeações ou arquitetando formas de afetar as forças

policiais. No início do ano passado, por exemplo, José Eduardo Cardozo deixou o cargo de ministro da Justiça alegando ter sofrido pressão política para frear a Lava Jato. Cardozo permaneceu no cargo pouco mais de cinco anos. Foi o ministro mais longevo da pasta durante o período democrático. Hoje pesa contra ele a suspeita de que teria repassado informações confidenciais sobre operações da PF. Em 2016, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), então ministro do Planejamento, sugeriu, em outro diálogo gravado tornado público, a construção de um pacto nacional para “estancar a sangria” representada pela Lava Jato. Deixou o posto uma semana e meia após ser nomeado. Combatidas com veemência pelos delegados federais, essas e outras iniciativas, ao ganharem a luz do dia, acabaram interrompidas pela enorme pressão da opinião pública. No entanto, elas expõem um cenário extremamente preocupante de fragilidade institucional da Polícia Federal, diante da força de personagens vinculados ao crime organizado e ligados ao alto escalão do governo.

Tais fatos apenas reafirmam a urgência na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 412/2009, que consolida a autonomia funcional, administrativa e orçamentária da PF. Adormecido na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, o projeto altera o artigo 144 da Constituição Federal com o objetivo de garantir maior independência, melhorar a gestão interna e reverter o processo de desmonte imposto à instituição nos últimos anos. Não é admissível que a Polícia Federal -um órgão de Estado, sem alinhamento a governos ou governantes- ainda hoje possa estar sujeita a eventuais desmandos de um ministro da Justiça nomeado conforme interesses políticos da ocasião. O projeto também visa garantir o mandato de três anos para o diretor-geral da instituição, com possibili-

dade de uma recondução, a fim de evitar sua demissão do posto caso a atuação da polícia desagrade aos governantes. Apesar da escassez de recursos materiais, da falta de pessoal e dos sucessivos cortes orçamentários, os delegados federais continuarão a luta para salvaguar-

dar a independência de suas investigações. De toda maneira, é fundamental que a sociedade brasileira e os parlamentares se engajem nesse objetivo. A PF é uma polícia de Estado, e não de governo. É um patrimônio do povo brasileiro que deve ser protegido por todos.


Fone: 2748-0418 facebook.com/JornalOPaulistano

4

Julho de 2017

SINDICATO

Fundado oficialmente em plena ditadura do governo Vargas, tendo como pano de fundo a II Guerra Mundial, o dia 15 de maio de 1941 foi um marco para consolidar uma luta que desde 1939 vinha sendo travada por alguns proprietários de açougues atravessando uma crise provocada pela escassez dos produtos cárneos o Sindicato do Comércio Varejista de Carnes Frescas de São Paulo, cujo primeiro presidente foi Caetano Fraia. Naquela época, se fazia até três assembleias por dia para mostrar ao governo o poder de mobilização da classe, levando aos cárceres da Penitenciária do Estado dezenas de companheiros. Eram os “magarefes” que se insurgiam contra o sistema de quotas para o abastecimento da cidade, determinado pelo Governo Federal durante a Segunda Guerra, reagindo ao sistema que permitiria a exportação de carne com a venda do produto no “câmbio negro”. Até 1948, o comércio de carnes caracterizava-se por uma estrutura arcaica, praticada há mais de cem anos onde o cepo, o machado, o serrote e a carne vendida com osso formavam um quarteto inseparável, quando por iniciativa do Dr. Paulo Ribeiro da Luz, da Secretaria de Higiene

Divulgação

Uma história de lutas

Presidente do Sindicato Manuel Henrique Faria Ramos

da Cidade de São Paulo, o comércio de carnes passou por uma modernização criando novos estabelecimentos e costumes, as Casas de Carne, bonitas e luxuosas vendendo carnes e produtos de mercearia e, mesmo continuando no regime de quotas, foi um período de fartura e de progresso. Muitos tabelamentos determinados pelo governo se seguiram, estipulando preços do atacado da carne sem o correspondente aumento no varejo, provocando greves e “ retalhamento de carcaças” em praças pública como protesto, quanto no final dos anos 50 o sistema de quotas teve o seu final, permitindo que a categoria comprasse a carne do fornecedor de sua preferência, e não mais no Tendal da Lapa onde obrigatoriamente passava toda a carne que chegava em São Paulo. Atualmente funciona, após restauração em suas instalações a Regional da Lapa. No início dos anos

80, Manuel Henrique Farias Ramos viria a assumir a presidência da entidade expandindo-a para grande parte do estado de São Paulo, cerca de 200 cidades e, no dia 09 de Novembro de 1982, viria a adotar a denominação de Sindicato do Comércio Varejista de Carnes Frescas do Estado de São Paulo. Nessa época, em plena Ditadura Militar, o Ministro da Economia Delfin Neto, acostumado a tabelamentos no varejo e deixando livre os preços no atacado, foi novamente motivo para as mobilizações e as lutas da categoria foram até o ano de 1986, quando no Plano Cruzado assumiu o Ministério da Fazenda um homem democrático, que apesar da escassez da carne e dos tabelamentos , criou critérios justos de distribuição, sem a perda para um só setor. No período de Dilson Funaro, a quantidade era insuficiente, porém, os critérios eram justos. Já em 1987, com o

Plano Verão, novamente o governo ignora os comerciantes. Preços livres no atacado e tabelados no varejo. Foi a vez dos açougueiros pararem a Av. Paulista, criticarem o governo em assembleia. As manifestações terminaram com a prisão do presidente do Sindicato pelo então secretário da segurança Antonio Fleury. A luta em local público só acabaria com a vinda dos brucutus da tropa de choque. A partir da década dos anos 90, a luta se transferiu para o quadro econômico com a

presença das grandes redes varejistas no mercado e a nova realidade da comercialização de carnes: grande oferta na produção. O Sindicato se transformou num palco de proteção da micro e pequena empresa, com importantes conquistas na área fiscal e política e se tornou num dos maiores críticos de um sistema que permite a implantação indiscriminada de grandes redes de comércio varejista.

Brasil... Salve-se

quem puder Esta obra conta a verdadeira história de um período conturbado pelo qual passou o povo brasileiro, desde os tempos da ditadura militar até o presente, onde uma sucessão de fatos moldaram um cenário acobertado por mentiras que davam mostra de que tudo “estava bem”, representação utópica de uma das classes mais hipócritas na conformação societária, quando por debaixo do pano a realidade era totalmente o extremo! O autor, José Carlos Gutierrez, em sua quinta obra nos mostra o quanto é difícil viver em um mundo pervertido pelos políticos do poder.

Shopping Aricanduva

Av. Aricanduva, 5.555 - Fone: 3143-0950


Fone: 2748-0418 facebook.com/JornalOPaulistano

5

Julho de 2017

SINDICATO

Governador assina decreto abaixando alíquota do ICMS

Dia 27 de junho, o governador Geraldo Alckmin em reunião no Palácio do Governo com o Sindicato do Comércio Varejista de Carnes Frescas do Estado de São Paulo, assinou decreto beneficiando a população, pois, reduziu de 11% para 4% a alíquota do ICMS que incide sobre os produtos comercializados pelas casas de carnes em todo o Estado de São Paulo. A isenção de ICMS nas operações com carne no Estado de São Paulo vigorou por quase sete anos, entre setembro de 2009 a 31 de março de 2017. Porém, com as perdas tributárias dos últimos anos - em decorrência da crise econômica, a Secretaria da Fazenda fez uma ampla revisão dos benefícios concedidos a diversos setores de atividades. Essa análise, conduzida de forma criteriosa com a finalidade de causar o menor impacto possível no setor produtivo, culminou com o encerramento do benefício para as saídas de carne ocorridas em território paulista. Desta forma, o segmento voltará a pagar a alíquota nominal de 11% do imposto, mas que na prática, com a redução na base de cálculo da mercadoria comprada, crédito de

Divulgação

Preço da carne fresca será mais baixo graças a reivindicação da comissão formada pelos empresários do segmento representando o Sindicato

Luiz Carlos de Carvalho, Wilson Cuencas, Rodrigo Borges Pinheiro, Élcio Tokishi, Pedro Cunha, Jorge Camisa Nova e Carla Regina Araujo, com o governador Geraldo Alckmim no Palácio dos Bandeirantes no ato da assinatura do decreto 62.647/2017

7%, resulta em uma alíquota de 4%. Já os açougues, que aderirem ao regime especial de tributação, a cobrança será de 4% sobre a receita bruta auferida no período. Vale lembrar que o contribuinte que optar pela adesão, será vetado o aproveitamento de quaisquer outros créditos do imposto e a utilização dos demais benefícios fiscais previstos por lei, conforme Decreto nº 62.647/2017. A cobrança vale para produtos comestíveis frescos resultantes do abate de gado, leporídeo, bufalino, caprino, ave, ovinos ou suínos, mantendo o benefício fiscal com a cobrança reduzida da tributação, entre as menores praticados no país, comparado com alíquotas de estados

com grandes rebanhos bovinos e com grande consumo de carne, como Paraná, Goiás,

Mato Grosso e Rio Grande do Sul, que possuem alíquotas que variam de 7% a 18%. As

redes de supermercados não terão a redução da alíquota.


Fone: 2748-0418

6

facebook.com/JornalOPaulistano

Julho de 2017

HORÓSCOPO Áries - 21/03 a 20/04 Boas conversas serão sempre alentadoras e promoverão entusiasmo para as pessoas envolvidas. É importante essas acontecerem, e mais importante ainda é que as coisas não fiquem apenas nas conversas, mas que se realizem. Touro - 21/04 a 20/05 O muito que você almeja conquistar terá de ser processado através do pouco que há de ser feito todos os dias para chegar lá. Evite confiar em grandes tacadas ou em manobras espetaculares, agora essas seriam inúteis. Gêmeos - 21/05 a 20/06 Promova atitudes baseadas na generosidade e na vontade de ajudar e proteger as pessoas que você quer bem. Este é um momento em que valerá a pena você pensar menos em seu benefício e mais no que de bom fizer para outrem. Câncer - 21/06 a 21/07 Os bons sentimentos emergem do coração de forma independente, sem apoio nas circunstâncias que, pelo contrário, alimentariam o desprezo e não a compaixão. Esses bons sentimentos precisam ser valorizados e protegidos. Leão - 22/07 a 22/08 Comunique-se abertamente e com sinceridade, nada tente maquiar, este é um momento em que pode haver concórdia apesar das diferenças. Momentos como este são raros e vale a pena aproveitá-los antes de desaparecerem. Virgem - 23/08 a 22/09 É propício sonhar e avançar com entusiasmo na direção desses sonhos. É propício permitir-se que tudo seja feito com alegria e boa disposição. Porém, mais propício ainda é despertar e agir para realizar os sonhos. Libra - 23/09 a 22/10 O esclarecimento há de ser manifesto através de gestos práticos, para que as pessoas com que você se relaciona percebam que suas opiniões mudaram. Não há nisso sinal de dar o braço a torcer, apenas o saudável esclarecimento. Escorpião - 23/10 a 21/11 A imaginação é importante, é o ponto de partida para você processar um caminho de progresso. Cuide, no entanto, para não dar o imaginado por feito, entre uma coisa e a outra há um longo trecho de esforço. Sagitário - 22/11 a 21/12 O bom trânsito pelos relacionamentos sociais há de ter alguma utilidade além de você se sentir melhor, por receber elogios. Aproveite para tocar em frente os projetos que ficaram na gaveta por falta de boa receptividade. Capricórnio - 22/12 a 20/01 Agora é possível você chegar mais longe com menos esforço, com a ajuda dessa dimensão misteriosa que nossa humanidade chama de sorte. As circunstâncias são mais fáceis e favorecem que você se atreva mais. Aquário - 21/01 a 19/02 A generosidade brota espontânea do coração e, talvez, seja dirigida a quem não a mereça. Porém, não valerá a pena você frear esse fluxo divino que brota do coração, isso é algo que precisa ser vivido assim mesmo. Peixes - 20/02 a 20/03 Viu? Está tudo melhor do que ontem parecia! O estado de ânimo pode ser enganoso e você precisa ter sempre isso em mente, para evitar tomar atitudes, sobre humores temporários, que provoquem resultados duradouros.

TEATRO

“Coriolano” de William Shakespeare pela Cia. Ocamorana A cada ano notamos mudanças no nosso dia a dia, surgem diferenças comportamentais que são absorvidas rapidamente, vivemos com diferenças significativas em relação há dez anos. Neste quadro a peça ‘Coriolano’ de William Shakespeare nos salta aos olhos, a história que se passa no período tão antigo que não se tem comprovações históricas de ter ocorrido, mas a história narrada parece ser nossa contemporânea. O conceito de República (do latim res publica, “coisa pública”) era recente, a história se passa no Informações pelo telefone século V antes de Cristo, mas 11 – 2605-8007. Horários: o jogo de poder e as intrigas Sextas e sábados às 20h30 políticas são as mesmas. Nas domingos às 19h. origens da política republiPreços: cana vemos muitos dos seus R$ 20 vícios. R$ 10 (meia-entrada). O projeto é contemplado pela 28ª edição para o fomento na cidade de São Paulo a Companhia Ocamorana de Teatro monta ‘Coriolano’, um dos textos menos montados de Shakespeare, mas um dos mais experimentais e intrigantes. Depois de quase dois anos entre pesquisa e montagem o traremos ao palco dia 30/06, com 15 pessoas no elenco em uma montagem vibrante e atual, para que possamos mostrar ao público contemporâneo que o jogo continua. SERVIÇO Temporada: até 30 de julho de 2017. Local: Teatro Municipal Arthur de Azevedo (Avenida Paes de Barros, 955).

Classificação Etária: 12 anos. Serviço de venda de Ingressos: Bilheteria do teatro (1h antes do início do espetáculo). Aceita dinheiro. Acesso para deficientes / Ar Condicionado.


Fone: 2748-0418 facebook.com/JornalOPaulistano

7

Julho de 2017

SAÚDE

A carne bovina Bos taurus, classificada como carne vermelha, termo utilizado para a carne dos mamíferos, que concentra mais quantidade de ferro do que a galinha ou peixe. Normalmente a carne vermelha é comida​​assada, em costela, bife e também encontrada na forma de carne moída, normalmente utilizada em hambúrgueres. Existem alguns subprodutos transformados como a carne seca, carnes processadas e salsichas. A carne magra fresca é rica em vitamina e mineral, especialmente em ferro e zinco, portanto, é recomendado como parte de uma dieta saudável.

Proteína da Carne Bovina A carne (carne de vaca) é composta principalmente de proteína. O teor de proteína magra, da carne cozida, varia entorno de 30%. A proteína animal é geralmente de alta qualidade, contendo todos os 8 aminoácidos essenciais necessários para o crescimento e manutenção do nosso corpo. Os aminoácidos são os blocos edificantes das proteínas e muito importantes do ponto de vista da saúde. A sua composição nas proteínas varia amplamente, dependendo da fonte alimentar. A carne é uma das fontes dietéticas mais completas de proteína, com o perfil de aminoácidos sendo quase idêntico ao dos nossos próprios músculos. Por esta razão, comer carne, ou outras fontes de proteína animal, pode ser particularmente benéfico após a cirurgia e para os atletas em recuperação, ou durante outras condições em que o tecido muscular está sendo construído.

Divulgação

Benefícios da Carne Fresca Bovina à Saúde

Gordura da Carne Bovina A carne bovina Bos taurus, classificada como carne vermelha, termo utilizado para a carne dos mamíferos, que concentra mais quantidade de ferro do que a galinha ou peixe. Normalmente a carne vermelha é comida​​assada, em costela, bife e também encontrada na forma de carne moída, normalmente utilizada em hambúrgueres. Existem alguns subprodutos transformados como a carne seca, carnes processadas e salsichas. A carne magra fresca é rica em vitamina e mineral, especialmente em ferro e zinco, portanto, é recomendado como parte de uma dieta saudável. Ruminantes Gorduras Trans Produtos alimentares de animais ruminantes, como vacas e ovelhas, contêm gorduras trans conhecidas como gorduras trans ruminantes. Ao contrário de suas contrapartes produzidas industrialmente, as gorduras trans, de ocorrência natural nos ruminantes, não são consideradas insalubres. A mais comum delas é o ácido linoleico conjugado (CLA), que é encontrado em produtos de carne bovina, de cordeiro e laticínios. O ácido linoléico conjugado tem sido associado com vários benefícos, espe-

cialmente no que diz respeito à perda de peso e melhora da saúde. Mas em grandes doses de suplementos, o ácido pode levar a consequências metabólicas prejudiciais. Vitaminas e Minerais As seguintes vitaminas e minerais são as mais presentes na carne: Vitamina B12: alimentos derivados de animais, tais como a carne, são as únicas fontes alimentares de vitamina B12, um nutriente essencial que é importante para a formação do sangue, da função do cérebro e do sistema nervoso. Zinco: A carne vermelha é muito rica em zinco, mineral importante para o crescimento e manutenção do corpo. Selênio: A carne é geralmente uma rica fonte de selênio, um elemento vestigial essencial que tem uma variedade de funções no corpo. Ferro: Encontrado em altas quantidades na carne bovina, a carne é a principal forma de ferro heme, que é absorvido de maneira bastante eficiente. Niacina: Uma das vitaminas do complexo B, também chamada de vitamina B3, a niacina tem várias funções importantes no corpo. A baixa ingestão de niacina tem sido associada a

um risco aumentado de doença cardíaca. Vitamina B6: Uma família de vitaminas do complexo B, importantes para a formação do sangue. Fósforo: Amplamente encontrados em alimentos, ingestão de fósforo é geralmente elevada na dieta ocidental. É essencial para o crescimento e manutenção do organismo. A carne contém muitas outras vitaminas e minerais em quantidades inferiores. Produtos de carne processados tais como salsichas, podem conter quantidades elevadas de sódio (sal). Zoonutrientes Como as plantas, os animais contêm um número de substâncias não essenciais e antioxidantes bioativos, os chamados zoonutrientes, que afetam a saúde quando consumidos em quantidades adequadas. Creatina: abundante em carnes, a creatina serve como fonte de energia para os músculos. Suplementos de creatina são consumidos por fisiculturistas e pode ser benéfico para o crescimento e manutenção muscular. Taurina: Encontrado em peixe e carne, a taurina é um aminoácido antioxidante, que é um ingrediente comum nas bebidas energéticas. É produzido por nosso próprio corpo, é importante para o coração e para a função do músculo. Glutationa: Um antioxidante encontrado na maioria dos alimentos integrais, a glutationa é particularmente abundante na carne. É encontrado em grande quantidade no sector da carne, cultivada com alimentos naturais como o capim, ao invés de grãos processados. Ácido Linoléico Conjugado (CLA): A gordura trans de ruminantes que pode ter vários

benefícios de saúde quando consumidos como parte de uma dieta saudável. Colesterol: um esterol encontrado na gordura animal, que também é produzido pelo corpo humano, onde possui muitas funções. O colesterol da dieta tem pouco efeito sobre o colesterol no sangue e, portanto, não é considerado um problema de saúde. Benefícios Saudáveis da Carne Bovina A carne bovina é uma fonte rica de proteína de alta qualidade com várias vitaminas e minerais, excelentes componentes para uma dieta saudável. Manutenção da Massa Muscular Como todos os tipos de carne, a carne é uma excelente fonte de proteína de alta qualidade. Ele contém todos os aminoácidos essenciais e é referido como uma fonte de proteína “completa”. Muitas pessoas, especialmente os idosos, não consomem o suficiente de proteína de alta qualidade. A ingestão de proteína inadequada pode acelerar e agravar a perda muscular relacionada com a idade, aumentando o risco de uma condição adversa conhecida como sarcopenia , que é um grave problema de saúde entre os idosos, mas pode ser prevenida ou melhorada com exercícios de força e aumento da ingestão de proteínas. As melhores fontes alimentares de proteína são alimentos de origem animal, como carne, peixe e produtos lácteos, num contexto de estilo de vida saudável. O consumo regular de carne bovina, ou outras fontes de proteína de alta qualidade, pode ajudar a preservar a massa muscular, reduzindo o risco de sarcopenia.


Fone: 2748-0418

8

facebook.com/JornalOPaulistano

Julho de 2017

ESPORTE

5 mil pessoas participaram do “Eu de Bike Aricanduva”

Com 68 anos o Padre Rosalvino mostrou a disposição de acompanhar os ciclistas em parte do percurso

Divulgação

Divulgação

Avenida Aricanduva, houve sorteio de 10 bikes e 01 TV, distribuídos pelo Centro Comercial e Instituto Dom Bosco. Muitos participantes saíram felizes por ganharem novas bicicletas e tv. A realização do Eu de Bike Aricanduva é uma parceria do Centro Comercial Aricanduva com a Obra Social Dom Bosco, Polícia Militar, CET, Bike Ita e Hospital Santa Marcelina. Os participantes doaram, no ato da inscrição, um quilo de alimento não perecível que serão entregues às Obra Social Dom Bosco e Hospital Santa Marcelina. Foram arrecadados, pouco mais de 3 toneladas de alimentos, que serão muito bem-vindas às entidades.

Divulgação

Os grupos Pedala Itaquera e Biker’s Vila Guarani junto ao Padre Rosalvino, Fabrício do Bike Ita e Chicão do Sta. Marcelina Divulgação

Cerca de 5 mil pessoas acordaram mais cedo no domingo, 16 de julho, e aproveitaram o dia de sol para participar da edição do “Eu de Bike Aricanduva”, realizado pelo Centro Comercial Aricanduva. A atividade incentiva um estilo de vida saudável e o respeito ao meio ambiente. O passeio - aberto ao público - reuniu ciclistas de todas as idades e vários bairros de São Paulo. A concentração começou às 7h, no estacionamento do Shopping, e às 7h30 os participantes seguiram atrás do carro de som, incentivados pelo padre Rosalvino Morán. Para garantir a segurança o evento contou com monitores preparados e ambulâncias durante todo o percurso. Ao final do trajeto de oito quilômetros na

O grupo Pedala Itaquera compareceu em peso e fez parte da organização. A galera do Biker’s Vila Guarani veio da Zona Sul prestigiar o evento

Anuncie 2748-0418/2749-0663 2748-0418/2749-0663 Anuncie

Equipe de marketing do Shopping Aricanduva e o padre Rosalvino

Jornal Itaquera em Notícias  

Edição 46 OP

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you