__MAIN_TEXT__

Page 1

DE PAI PARA FILHO PAIXÃO QUE ULTRAPASSA GERAÇÕES.

PÁG. 20

Formando campeões:

ATLETAS MARIANENSES SE DESTACAM NO PÓDIO PÁG. 42

IRON RUNNER SUCESSO EM SUA QUARTA EDIÇÃO PÁG. 66


somos OS melhores

PORQUE voCE nos escolheu. VEZES

2

NO BRASIL ELEITA A MELHOR CERVEJARIA DO BRASIL CONCURSO BRASILEIRO DE CERVEJAS - BLUMENAU.

E NA AMÉRICA ELEITA A MELHOR CERVEJARIA DA AMÉRICA COPA CERVEZAS DE AMÉRICA - CHILE.


AMANHÃ TEM TREINO


O SICOOB TEM SOLUÇÕES FINANCEIRAS PARA SUA EMPRESA.


EDITO


ORIAL EXPEDIENTE Direção Editorial Lucas Fonda Gilberto Canaan Marco Antonio Canaan Edição Lucas Fonda Jornalismo Kíria Ribeiro Direção de Arte Humberto Bicalho Fotografia Cristiano Quintino Diney Felix Eduardo Profeta Fernanda Balster Gleialison Dos Santos Magnus Torquato Pedro Ferreira Reinaldo Santos Rodrigo Barreto Samuel Consentino Vinicius Cabral CAPA Foto: Magnus Torquato

A emoção tomou conta, mais uma vez, de Mariana com a 27ª edição do Iron Biker Brasil. Aproximadamente dois mil atletas estiveram em nossa cidade para desbravar montanhas, se aventurar em percursos desafiadores e se encantar com as belezas únicas que cercam Mariana. Era possível ver no rosto de cada competidor a vontade de testar os seus próprios limites, de ir além e conquistar o lugar mais alto no pódio. A energia deles contagiava quem estava ali, torcendo por eles de uma maneira inexplicável. O marianense, principalmente, vibrava, seja na Praça ou da janela de casa. Não tinha um que não incentivava o atleta a seguir em frente, com raça e confiança. Também, não poderia esperar outra coisa dos marianenses, pessoas receptivas, calorosas, que abraçam quem é de fora como se fosse de casa e os de casa com se fossem da família. Que clima contagiante durante os dias dessa prova, prova que, inclusive, se enraizou em nossa cultura. O Iron Biker cresceu muito e se consolida cada vez mais no cenário esportivo mundial.

Sempre me perguntam o porquê de incentivar essa prova? A resposta é óbvia para quem acompanha de perto. São inúmeros os benefícios dessa competição, principalmente em Mariana. A economia, por exemplo, cresce absurdamente. Hotéis e pousadas lotados, restaurantes movimentados e a oportunidade de emprego surge, visto que há a contratação de pessoas para trabalhar na montagem da estrutura da prova. Além disso, Mariana recebe milhares de turistas que aproveitam a estadia na cidade para conhecer as belezas culturais e naturais que temos. Quem conhece, sabe que temos uma variedade de atrativos e isso os motiva a voltar outras vezes e trazer mais pessoas. Ou seja, Mariana passa a ser divulgada por essas pessoas como a cidade que ela é, linda, atrativa e calorosa, e não como a cidade que foi atingida por lama de rejeitos. Existe, também, outro motivo para apoiar o Iron Biker. Porque incentivamos o esporte, independente da modalidade. Porque temos noção do quanto essa prova representa para os atletas que participam e porque queremos fazer com que Mariana seja referência no cenário esportivo. Afinal, uma cidade que afirma que aqui o esporte é campeão tem que evidenciar isso.

Duarte Junior

Prefeito de Mariana - MG


 

.* ŵ W   ) Ñ + (     °$

+ / - $ ( Ê ) $ *




+- . -1ªÑ**

 * 0  / . * )  . $ )1 . / $  *

 . *  $ Å / . $ # . * (*)0( )/

)2723('52)(55(,5$

  ¿

 6 9 ƺ  Nj Ǜ


20

REVISTA IRON BIKER 2019

fotos: SAMUEL CONSENTINO

De pai para filho: paixão pelo ciclismo vai

DE GERAçÃO a geração no Iron Biker Brasil

Conheça algumas HISTÓRIAS DE VIDA que demonstram como o AMOR PELO ESPORTE pode servir de exemplo no dia a dia de uma família. Uma das maiores satisfações do Iron Biker Brasil sempre foi, além do seu destaque como o maior evento de mountain bike da América Latina, também, ser um evento que valoriza os laços familiares. A emoção e ansiedade das pessoas em minutos antes da largada, a energia do início ao fim, a torcida e o abraço de missão cumprida na linha de chegada mostram como a competição vai além de um evento esportivo. Sabemos que no Iron Biker Brasil todo mundo é apaixonado por ciclismo. Mas não são só os competidores mais assíduos do evento que tentam enfrentar o forte percurso nas trilhas desafiadoras de Minas Gerais. Tem uma galera bem competente que também fica alucinada para encarar o desafio e concluir os dois dias de maratona. Em meio a todo esse cenário, é possível presenciar histórias de vida, como, por exemplo, a do pai Marcelo Reis que realizou a prova ao lado do seu filho, João Marcelo, de 13 anos, nessa 27ª edição. Marcelo afirma que desde pequeno já se interessava por bicicletas, e

quando possível, participava das competições. Com o decorrer dos anos, a paixão foi aumentando e a vida no mountain bike se tornou cada vez mais intensa. Sempre com muita dedicação ao esporte, os seus filhos acompanharam o interesse do pai em não perder o contato com a bicicleta. “Eles sempre vivenciaram muito isso, como sair cedo de casa para pedalar e voltar tarde (...) lembro que, quando saía eles ficavam na porta pra se despedirem de mim. Então, a bike sempre foi presente”, relatou Marcelo. Assim, o incentivo ao esporte veio de berço e o João Marcelo decidiu percorrer algumas trilhas ao lado do pai. Ao ter em vista um grande exemplo a ser seguido, João Marcelo, o filho, decidiu levar o mountain bike mais a sério e foi aos poucos colocando os treinos como uma de suas prioridades. Assim, além do grande apoio do pai, João Marcelo recebeu também apoio do instrutor da equipe em que participa. Marcelo ressaltou sua satisfação em ver o filho tão ativo no esporte e dos dois participarem juntos de competições.


REVISTA IRON BIKER 2019

“A gente treina todos os finais de semana e é ele que me pede para fazer inscrições em provas da modalidade, me cobra de ir e vai treinando no meio da semana além de estudar e assistir algumas competições na internet”, declarou o pai sobre o empenho de João. Marcelo já participou de algumas edições do Iron Biker Brasil, e com um ano de antecedência, ele já garante a sua inscrição para o próximo ano. E então, quando estava pronto para efetuar a inscrição dessa edição, ele foi surpreendido com um pedido do filho para fazer a prova do Iron juntamente com ele. “Aí foi a melhor coisa do mundo, né?! Era tudo o que eu queria escutar”, relembrou o pai com muita alegria. Sem poder negar o grande pedido, Marcelo e João correram atrás das inscrições, entraram para a lista de excedentes e, juntos, começaram a torcer pela vaga, treinar e a se preparar para a prova que é bem mais intensa do que outras competições das quais participam. Por saber da responsabilidade que é competir no Iron Biker, João não se dedicou somente aos treinos e, por iniciativa própria, decidiu dar uma atenção especial, também, à sua alimentação com acompanhamento de nutricionista em busca de bons hábitos alimentares para não sair prejudicado na competição. Mesmo não alcançando alguns objetivos esperados na prova, João preza pela amizade e a troca de experiências construída com os outros competidores. Além disso, afirma ser um grande presente ter realizado o Iron Biker ao lado do seu pai. “É muito bom sempre ter a companhia dele porque ele vai me falando a hora certa de comer algumas coisas e me dá diversas dicas durante a prova. Foi demais!”, afirmou João sobre a parceria com o seu pai no mountain bike.

AVÔ, PAI E FILHO A família Ponce também é exemplo no que diz respeito ao amor pelo ciclismo. O atleta Victor Ponce, de 47 anos, participou do Iron Biker, em Mariana, juntamente com o seu pai, Eduardo Ponce, de 68, que correu na categoria Veteranos, e com o seu filho, Eduardo Mendes Ponce, de 12, que pedalou pela Pré-Juvenil. Além do laço sanguíneo que os une, os três têm em comum a grande paixão pelo esporte e pelo mountain bike. Victor conta que foi uma transformação na família, pois o ciclismo acabou unindo ainda mais os familiares. “É um amor inexplicável. Começamos a nos envolver ainda

21

mais com a modalidade quando iniciamos um trabalho com os atletas iniciantes da nossa cidade. Aí, foi um pulo para as viagens atrás dos passeios amadores. E, com isso, foi crescendo em nós a vontade de irmos cada vez mais longe por amor ao esporte”, disse. Segundo Victor, o seu filho Eduardo vem trilhando um caminho sólido dentro do ciclismo, por conta de incentivos vindos da própria família. “Hoje, o meu filho está treinando para os jogos estudantis no Rio de Janeiro. Se tudo der certo, iremos também para os jogos escolares da juventude com o Eduardo representando o estado do Rio. Ele é um menino muito focado e muito consciente do que quer”, contou Victor.


fotos: CRISTIANO QUINTINO EDUARDO PROFETA GLEIALISON DOS SANTOS REINALDO SANTOS

Primeiro

dia de desafios

pelas trilhas da Primaz de Minas Mais de 2 MIL ATLETAS partem em busca das primeiras colocações no pódio

PaRTE 1


24

REVISTA IRON BIKER 2019

O primeiro dia de prova do Iron Biker Brasil 2019 começou a todo vapor. Já era possível observar a ansiedade nos olhares dos mais de dois mil competidores, que estavam ali em busca de um mesmo objetivo: tentar alcançar as primeiras colocações no pódio. No início da manhã, beirando o horário da largada, o tempo estava nublado, com nuvens bem acinzentadas pairando pela Praça Minas Gerais. O tempo ideal para muitos. Com a contagem regressiva se entoando, o coração já pulsava mais forte. Os 10 segundos que não tinham fim para os atletas. E, então, eis que a buzina ecoou forte: foi dada a largada para a maior competição de mountain bike da América Latina! Daquele ponto, os ciclistas se direcionavam para diversos distritos do município de Mariana, enfrentando trilhas desafiadoras, subidas íngremes e altimetrias que davam medo! Superando um percurso de 90km no primeiro dia, os competidores foram retornando e cruzando a linha de chegada da competição. O primeiro a apontar pela elite masculina foi o atleta Lukas Kauffmann. Depois de 2 horas e 59 minutos de prova, no sábado, o suíço apontou como o primeiro ciclista a cruzar a linha de chegada. E com diferença de dois minutos, o brasileiro Halysson Ferreira assegurou a segunda colocação. “Um bom início de prova para mim. O percurso foi mais exigido, com trilhas bem acentuadas, mas consegui finalizar em um tempo bom. Fica agora a minha expectativa para o segundo dia. Estou confiante para conseguir alcançar o primeiro lugar novamente”, disse o atleta Lukas Kauffmann. Por maior que seja a paixão pelo ciclismo, não é qualquer um que que possui condições físicas para participar do Iron Biker Brasil, uma das mais duras e tradicionais provas de mountain bike da América Latina. E esse foi um dos pontos citados pela ciclista Letícia Cândido, campeã brasileira, que finalizou a prova de sábado em primeiro lugar. “Me senti bem, apesar do calor e da dificuldade do percurso em si. Foi um dia que rendeu muito, e pretendo seguir da mesma forma na disputa da segunda etapa. Quero muito vencer essa prova, porque me dediquei, de forma assídua, nos treinamentos durante o ano”, afirmou a mineira, que não esperava o que a aguardava no dia seguinte de prova.


REVISTA IRON BIKER 2019

25


Segundo

dia de desafios

pelas trilhas da Primaz de Minas

Atletas na expectativa de completarem a ETAPA FINAL da maior competição de mountain bike da América Latina

PaRTE 2


30

REVISTA IRON BIKER 2019

Na segunda etapa da competição, a cidade sede, Mariana, ficou ainda mais colorida com tantos ciclistas, vindos de diversas partes do país: Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina, São Paulo, Pará, Mato Grosso, Brasília, Goiás, Paraná, Espírito Santo e vários outros cantinhos do nosso imenso Brasil. “Eu adorei conhecer Mariana. Nunca tinha ido, e esse ano tive o privilégio de ir para acompanhar o meu marido, que foi competir. Aproveitamos e fomos em alguns dos principais pontos turísticos e históricos da cidade. Foi maravilhoso! Ano que vem irei novamente”, contou a nutricionista Marília Rabelo. Nesse embalo de saber mais sobre a cidade sede da competição, os atletas exploravam diversos pontos em meio a natureza. No Iron Biker Brasil, o ciclista tem oportunidade de conhecer distritos encantadores e de fazer um percurso de encher os olhos. Num segundo dia marcado pela adrenalina e pela competividade, era visível o equilíbrio nas disputas de todas as categorias.

Pela elite, os atletas Lukas Kaufmann e Letícia Cândido confirmaram o primeiro lugar e se tornaram os campeões de 2019. Suaram a camisa, enfrentaram muito calor e poeira no desafio deste ano. Depois de liderarem a etapa de sábado, também fizeram bonito no domingo, repetindo a boa vitória do dia anterior. Os dois ciclistas agora carregam o título de tricampeões da prova. Assim como em 2013 e 2014, o suíço, naturalizado brasileiro, Lukas Kaufmann, que mora em Belo Horizonte há sete anos, garantiu o lugar mais alto do pódio e sagrou-se tricampeão do Iron Biker. Kaufmann comentou a prova e elogiou os adversários. “Por ser um percurso mais curto no domingo, o ritmo também foi mais forte. O nível técnico da competição foi o grande desafio deste ano novamente. Enfim, consegui um bom desempenho, apesar do calor. Foi um prazer disputar novamente o Iron. É uma honra poder ganhar”, disse.

POR SER UM PERCURSO MAIS CURTO NO DOMINGO, O RITMO TAMBÉM FOI MAIS FORTE. O NÍVEL TÉCNICO DA COMPETIÇÃO FOI O GRANDE DESAFIO DESTE ANO NOVAMENTE. ENFIM, CONSEGUI UM BOM DESEMPENHO, APESAR DO CALOR. FOI UM PRAZER DISPUTAR NOVAMENTE O IRON. É UMA HONRA PODER GANHAR LUKAS KAUFMAN - Campeão Elite Masculino


REVISTA IRON BIKER 2019

Pelo lado feminino, Letícia Cândido chegou ao Iron Biker com o desafio de se tornar tricampeã da prova. E a mineira de Ouro Branco conseguiu. Ela liderou os dois dias de maratona e cravou o ótimo resultado na competição. “Estou feliz demais, era meu objetivo do ano, depois da lesão que sofri. Treinei muito forte e gostaria de repetir o resultado no ano que vem. Sei que será ainda mais difícil, virão competidores mais fortes. Ser tricampeã me deixa contentíssima”, afirmou. Além disso, a atleta destacou a maior participação feminina no Iron Biker e no mountain bike brasileiro. “Ver essa participação crescendo é muito importante e benéfico para o esporte como um todo. E pude ver isso no Iron Biker. Diversas mulheres, de diversos cantos do Brasil”.

ESTOU FELIZ DEMAIS, ERA MEU OBJETIVO DO ANO, DEPOIS DA LESÃO QUE SOFRI. TREINEI MUITO FORTE E GOSTARIA DE REPETIR O RESULTADO NO ANO QUE VEM. SEI QUE SERÁ AINDA MAIS DIFÍCIL, VIRÃO COMPETIDORES MAIS FORTES. SER TRICAMPEÃ ME DEIXA CONTENTÍSSIMA LETÍCIA CÂNDIDO - Campeã Elite Feminina

31


34

REVISTA IRON BIKER 2019

CLASSI

FICAçÃO

E LI TE M ASCU LI NA : 1º Lukas Kaufmann (Belo Horizonte - MG) - 5h07min 2º Halysson Ferreira (Patrocínio - MG) - 5h10min 3º Nicolas Machado (Patrocínio – MG) - 5h20min 4º Daniel Zoia (Viçosa - MG) - 5h22min 5º Diogo Castro (Manhuaçu - MG) - 5h24min

E LITE F E MININA: 1º Letícia Cândido (Ouro Branco - MG) - 6h21min 2º Paula Gallan (Ituaçú - BA) - 6h33min 3º Ana Luísa Panini (Indaial - SC) - 7h05min 4º Sheila Gomes (Curitiba - PR) - 7h23min 5º Maria Tavares (Lauro de Freitas - BA) - 7h29min

VEJA OS RESULTADOS COMPLETOS NO SITE: WWW.IRONBIKER.COM.BR


Compre a sua casa35 nos Estados Unidos REVISTA IRON BIKER 2019

Baixe nosso aplicativo Agent Plus Realty

Venda & Aluguel

Atendimento diferenciado, com toda a assessoria nos processos de abertura de conta bancรกria e financiamento do imรณvel com juros baixos.

Para maiores detalhes - CARMEM SANTOS - www.carmemsantos.com WhatsApp: +1 (954) 696 9405

E-mail: csantosrealtor@gmail.com


36

REVISTA IRON BIKER 2019

Raio x dos GRANDES campeões de 2019

Confira a entrevista exclusiva com LUKAS KAUFMANN e LETÍCIA CÂNDIDO, os vencedores da categoria elite da 27ª edição do Iron Biker Brasil foto: EDUARDO PROFETA


REVISTA IRON BIKER 2019

37

Qualquer tipo de adjetivo que procurarmos para esses dois ainda pode ser pouco. Lukas Kaufmann e Letícia Cândido simplesmente são monstros no que fazem. São brutos! Venceram, com propriedade, a 27ª edição do Iron Biker Brasil. Enfrentaram todos os desafios possíveis nos mais de 160km de maratona que percorreram nos dois dias de disputa. Além de todas essas características em comum, eles também compartilham mais uma semelhança: já venceram três vezes a maior prova de mountain bike da América Latina! Com a palavra, os grandes campeões!

por montar e estudar os meus treinos no dia a dia. A Powercycle fica com a parte dos treinos complementares e regenerativa. Para a prevenção de lesões, conto com a Dinâmica (Fisioterapia). Mas, basicamente treino de manhã 6 vezes por semana e de tarde fico por conta de empreendimentos pessoais.

Como foi conquistar o tri campeonato no Iron Biker Brasil?

E sua alimentação? É muito regrada?

Lukas: Foi, sem dúvidas, a maior conquista para mim em 2019. Fiquei bem satisfeito nem só pelo resultado, mas sim por ter controlado toda a prova com fortes adversários. Foi mais especial com a FKS, como patrocinador oficial do evento. Então, não podia ser melhor! Foi um sucesso! Letícia: Foi uma sensação incrível, ter meu nome em um troféu que dura gerações é poder fazer história. Motivar e inspirar pessoas é algo que me incentiva a continuar fazendo o que faço, com muito orgulho. Como começou no ciclismo? O que te levou a praticar a modalidade? Lukas: Meu pai já pedalava e competia, e me incentivou desde sempre. Comecei a pedalar com sete anos, então, foi tudo natural, como se não existisse outro esporte. Sempre me dediquei muito, até uns 23 anos de idade só competia na modalidade Cross Country Olímpico. Com minha mudança para o Brasil, comecei a conhecer e disputar em maratonas e ultramaratonas, além do que já vinha fazendo. Hoje, me considero um atleta completo. Letícia: Conheci o mountain bike aos 14 anos, porém, só com 18 iniciei a prática contínua. O ciclismo me desafia, me motiva a ser melhor. Sempre gostei dessa adrenalina e dessa sensação de liberdade que pedalar me proporciona! Como organiza os seus treinamentos? Como é o seu dia a dia? Lukas: A minha assessoria é a OCE. E é a responsável

Letícia: Meus treinos na bike são diários e geralmente na parte da manhã. Gosto de chegar do treino preparar o meu almoço, descansar um pouco para, em seguida, encarar o terceiro turno na faculdade.

Lukas: Bom, eu sou vegano há 3 anos. Então, para mim, foi uma evolução pessoal em várias questões. E me auxiliou demais em minha vida profissional também. Letícia: Hoje em dia não. Dou preferência para alimentar bem, mas gosto de treinar muito para poder comer de tudo um pouco! O que mais atrai no Iron Biker? Por que essa competição é tão diferente das demais? Lukas: O Iron é a prova mais tradicional do país. Consegue unir atletas de todos os estados do Brasil. Com toda certeza, isso a torna uma competição diferenciada. Letícia: A energia das pessoas que curtem um bom desafio é bacana demais. É muito bom largar no Iron Biker Brasil, porque os trajetos são duros, mas as paisagens compensam. Mariana é uma cidade belíssima! Quais as suas expectativas, dentro do esporte, para 2020? Lukas: Pretendo continuar um trabalho que iniciei este ano que me fez evoluir muito como pessoa e como atleta. Além disso, quero fortalecer as minhas parcerias e, claro, tentar continuar nesse caminho de conquistas. Brigar pelo pódio nas principais provas do calendário que eu for disputar. Letícia: Pretendo continuar com minha progressão dentro deste esporte de forma contínua e divertida, acima de tudo. O ciclismo é a minha vida!


38

REVISTA IRON BIKER 2019

fotos: SAMUEL CONSENTINO

Uma relação que vai além das trilhas

Iron Biker Brasil e a cidade de Mariana (MG) se complementam quando o assunto é a VALORIZAÇÃO DOS MORADORES LOCAIS e do mountain bike brasileiro

Em qualquer tipo de relação saudável da vida é comum encontrarmos sentimentos como o carinho, o respeito e a admiração, não é verdade? A relação entre o Iron Biker Brasil e a cidade de Mariana não é diferente, e tem ganhado força a cada ano. Os moradores abraçam o evento, oferecendo tudo que a Primaz de Minas tem de melhor. Por essa e outras razões a competição foi realizada pela sexta vez seguida nesse município que tem se tornado o principal polo do ciclismo brasileiro. Segundo um dos organizadores da prova, Lucas Fonda, Mariana é uma cidade única e de uma singularidade excepcional, que vai desde o acolhimento das pessoas até as características do seu relevo. “Digo que criamos uma relação de amor e carinho pelo município e pelos cidadãos. Como é incrível para nós da organização ver a cidade cheia, ver um marianense lucrando em seu comércio, ver um ciclista “arrebentando” nas trilhas, ver os hotéis e pousadas completamente lotados e o mais importante: ver o sorriso no rosto dessas pessoas. Para nós, é uma honra estar e fazer parte dessa cidade de alguma forma”, afirmou. Além de contar com características coloniais singulares, Mariana também tem como riqueza a hospitalidade da sua gente. A forma como o marianense recepciona quem


REVISTA IRON BIKER 2019

chega é um dos pontos fortes da personalidade cultural formada pelos habitantes da histórica cidade mineira, que tem incentivado o turismo esportivo não só no mês de setembro, mas durante o ano inteiro. Para a moradora Ana Lúcia da Silva, de 52 anos, falar da hospitalidade da população significa falar de lugares vividos e convividos dentro de um mesmo círculo social. “É gratificante ter esse reconhecimento de ‘povo acolhedor’. Nós, marianenses, ficamos felizes em saber que o nosso jeito de ser é falado e elogiado por diversas pessoas do Brasil. Queremos receber de forma carinhosa qualquer cidadão do bem que chega em nossa cidade. O nosso município está e sempre esteve de braços abertos para recepcioná-los”, afirmou a dona de casa.

RELAÇÃO DE CUMPLICIDADE Hotéis e pousadas com ocupações máximas, restaurantes cheios e atividades de lazer batendo recorde de visitações. Tudo isso pôde ser conferido durante a realização do Iron Biker Brasil na cidade de Mariana, que teve cerca de dois mil atletas que chegaram acompanhados de familiares, movimentando a economia municipal. “Essa relação do Iron Biker com os moradores tem crescido de forma natural e singela. A prova já se confunde com a vida da nossa cidade. É extremamente importante pontuarmos isso, porque é um evento que movimenta a nossa economia, gera oportunidades de

39

emprego, e traz alegria para cada marianense em ver a maior prova de ciclismo sul-americana acontecendo aqui em nossa “casa”, destacou o prefeito Duarte Júnior. Além disso, o Iron Biker Brasil contou, esse ano, com o envolvimento de alguns comerciantes marianenses no evento, com objetivo de incentivar ainda mais a aquecimento da economia e fazer com que várias pessoas tivessem o conhecimento do que é produzido por essas terras mineiras. Durante todo o final de semana do evento, um grupo de artesãos do distrito de Claudio Manoel, localizado a 45km de Mariana, montaram suas barracas e mostraram aos ciclistas um pouco dos trabalhos que elaboram. A artesã, Telma Maria, reafirmou a felicidade de poder apresentar as suas artes. “A competição em Mariana é um grande sucesso, pois a nossa cidade é vista pelo Brasil inteiro. Nós, que somos de um distrito, ficamos extremamente alegres por ter conseguido a oportunidade de mostrar o nosso talento e a nossa arte para um público tão diverso”, afirmou a artesã. Para Carla Lamarca, comerciante marianense, o Iron Biker é especial por conta da geração de lucros com a realização da prova na cidade. “As minhas vendas aumentam, significativamente, no mês de setembro com a competição. Hoje, posso dizer que é a melhor época do ano para mim”, disse a lojista.


40

REVISTA IRON BIKER 2019

Rolê histórico noturno dá início ao iron BIKER brasil de 2019 Passeio pelo Centro Histórico de Mariana (MG) AQUECE OS CORAÇÕES DOS AMANTES DO ESPORTE para a grande maratona


REVISTA IRON BIKER 2019 O Iron Biker Brasil começou com tudo a edição de 2019. Isso porque na sexta-feira, dia 13 de setembro, foi realizado o Rolê Histórico Noturno pelas ruas da cidade de Mariana (MG). O passeio, que foi um evento experimental, teve como intuito apresentar os principais pontos turísticos do município, além de aquecer os corações dos amantes do esporte para o final de semana de maratona. “Achei a ideia da ação sensacional. Pude ver alguns pontos da cidade de forma diferente. Eu, que pretendo seguir na modalidade, quero que Mariana, a cada ano que passe, seja mais vista no âmbito esportivo. Desenvolvendo ações deste porte, a interação entre os atletas e os próprios moradores locais fica bem mais sólida. Foi sensacional. Ano que vem queremos mais”, disse o ciclista marianense Edmar Silva. A Prefeitura Municipal e a Associação de Ciclismo de Mariana (ACM) foram grandes parceiras na realização do rolê histórico. Segundo o secretário de Cultura, Patrimônio Histórico, Turismo, Esportes e Lazer, Efraim Rocha, a cidade fica mais alegre e cheia de vida quando recebe turistas do Brasil inteiro em torno de um único objetivo que é a difusão do esporte. “Foi um momento de grande importância em relação à integração da comunidade com o evento. Mostrou que o

41

Iron Biker é da criança, é do jovem, é do adulto, é de todos. É da cidade. Além disso, destacou os nossos principais pontos históricos. Ano que vem tenho certeza que será ainda maior e cheio de surpresas”, afirmou o secretário. Também ressaltando a relevância em se fazer ações em parceria com o município sede, a jovem Ana Elisa Fonseca, estudante, destacou o lado social do evento. “Acho uma das épocas mais legais do ano justamente por esse papel socializador que o esporte tem. O ciclismo tem se tornado referência em Mariana. Hoje, um menino de 5 anos já está interessado em acompanhar e já quer andar junto com a mãe ou pai. Então, para o município como um todo, ações que venham para somar e para elevar a autoestima dos marianenses, que já sofreram tanto com a tragédia ambiental acometida em 2015, são essenciais. Costumo dizer que é caminhando que fazemos novos caminhos, e o Iron Biker está hoje, em Mariana, para comprovar tal afirmação”, destacou Ana Elisa. Para 2020, graças ao sucesso do evento, a organização está prevendo a realização de mais um Rolê Histórico Noturno, abrindo os trabalhos para a grande maratona. Será destinado aos atletas inscritos e para todos os ciclistas da cidade e da região que quiserem participar. Então, se prepare para pedalar junto com os feras e conhecer, por outros ângulos, as belezas da primeira capital de Minas Gerais!


42

REVISTA IRON BIKER 2019

A PRIMAZ das

fotos: EDUARDO PROFETA

GERAIS pelo lugaR

mais alto do pódio

ATLETAS DE MARIANA DÃO SHOW na 27ª edição do Iron Biker Brasil e reafirmam a valorização do esporte no município


REVISTA IRON BIKER 2019

Ano após ano, os atletas de Mariana se destacam durante os dois dias de maratona do Iron Biker Brasil. Por ser uma terra de talentos afiados nas duas rodas, o desempenho dos marianenses tem se consolidado nos últimos eventos. Reflexo desse bom desempenho é o trabalho realizado em conjunto pelos ciclistas da Associação de Ciclismo de Mariana (ACM), tendo como parceira a Prefeitura Municipal. É possível ver o crescimento do esporte em Mariana, quando comparamos quantitativo de participação na prova. Em 2015, por exemplo, tivemos cerca de 20 atletas inscritos. Hoje, em 2019, Mariana foi representada por nada mais, nada menos que 70 ciclistas. “Eu, que estou na modalidade há mais de dez anos, consigo ver como o mountain bike foi ganhando adeptos em nossa cidade. O Iron Biker, por ser uma competição bem dura, com trilhas desafiadoras e com adversários muito bem preparados, incentiva ainda mais a nossa participação. É justamente isso que molda um grande atleta”, afirmou o marianense Adenilson Silva, primeiro lugar na categoria “Top 5 Mariana”, e atual campeão brasileiro e bicampeão mineiro de MTB-XCO.

CONFIRA O TOP 5 NA CATEGORIA MASCULINO:

1º Adenilson Silva 2º César Augusto Filha 3º Henrique Tavares 4º Jefferson Batista 5º Rafael Cardoso FEMININO: 1º Letícia Coura 2º Bárbara Dornellas 3º Victória Carvalho 4º Viviane Lage 5º Solange Reis

Além de Adenilson, os atletas César Augusto Filho, Henrique Tavares, Jefferson Batista e Rafael Cardoso, pelo masculino, completaram o pódio dos melhores da cidade, e foram os nomes mais aclamados pela torcida local. “Fazemos um trabalho de inserção social por meio do esporte em Mariana, que é de extrema importância. Seja por meio do bolsa atleta, ou por meio do incentivo à prática esportiva em diversas modalidades. Temos consciência de que hoje a nossa cidade virou um polo de mountain bike do Brasil. Vamos continuar trabalhando firme para nos consolidar cada vez mais na área”, afirmou o prefeito de Mariana, Duarte Júnior. Quem também se destacou durante a competição foi a categoria feminina de Mariana. As ciclistas Letícia Coura, Bárbara Macedo, Victoria Carvalho, Viviane Lage e Solange Reis fecharam o Top 5 da cidade sede. “O Iron Biker para mim é indiscutivelmente a melhor prova de todas que participo. Sempre é muito bom correr dentro de casa, né? Sou natural de Mariana e tenho muito orgulho em participar do evento. Tem uma energia muito boa que reina nas trilhas mineiras. Mas entre todos os anos, esse foi especial! Minha primeira vez no percurso completo e consegui ficar com a 7ª colocação na elite e ser a 1ª na Especial Mariana, que é uma premiação muito legal onde a prova valoriza os atletas locais. Ano que vem participarei novamente! Não perco por nada”, afirmou a jovem Letícia Coura.

O IRON BIKER PARA MIM É INDISCUTIVELMENTE A MELHOR PROVA DE TODAS QUE PARTICIPO. SEMPRE É MUITO BOM CORRER DENTRO DE CASA, NÉ? SOU NATURAL DE MARIANA E TENHO MUITO ORGULHO EM PARTICIPAR DO EVENTO. TEM UMA ENERGIA MUITO BOA QUE REINA NAS TRILHAS MINEIRAS. ANO QUE VEM PARTICIPAREI NOVAMENTE! NÃO PERCO POR NADA LETÍCIA COURA - Campeã Categoria Especial Mariana

43


44

REVISTA IRON BIKER 2019

Quando a superação evidencia a luta foto: SAMUEL CONSENTINO

Paulo Marinho e Cássia de Oliveira se deram bem e se sagraram o Rei e a Rainha da Montanha Ingá 2019 Para você: aguentaria subir um trecho muito íngreme durante um determinado trecho da prova? E mais, como conseguiria realizá-lo em pouco tempo? São perguntas bem objetivas, mas que clareiam um pouco a mente quando falamos dos obstáculos enfrentados no desafio do Rei e da Rainha da Montanha Ingá. O mineiro Paulo Marinho e goiana Cássia de Oliveira sabem bem o se precisa para conquistar o título desta prova que é realizada dentro do Iron Biker. “É bacana demais poder ver um desafio como este, ainda mais dentro da maior competição de mountain bike da América Latina. Sou de Mariana e sempre fico ansiosa

para ver quem conseguiu vencer. Parabenizo os campeões e espero que em 2020 eu também possa disputar o desafio. Estou treinando forte para retornar às trilhas com força total”, contou a marianense Catarina Barbosa. SUPERAÇÃO PARA A VITÓRIA – O Rei e Rainha da Montanha Ingá 2019 é uma prova que já está inserida no Iron Biker em que se define um trecho de subida no percurso de sábado e que passa a ser monitorado por um GPS, onde qualquer atleta pode participar. Os que sobem mais rápido são coroados os grandes vencedores do desafio!


46

REVISTA IRON BIKER 2019

Estradas poR onde passamos...

foto: WANDERLEY VIEIRA

Percurso da grande maratona é recheado de surpresas e de uma gama de maravilhas que encantam os olhos Horas de percurso desbravando as trilhas marianenses: um contato direto com a mãe natureza. Afinal, o trajeto do Iron Biker Brasil permite que o competidor conheça cada cantinho dos locais que fazem parte da maratona. São maravilhas atrás de maravilhas que encantam os olhos de quem vê. Sejam nos distritos de Bandeirantes, Monsenhor Horta ou Águas Claras. Não importa! Em todos eles é possível descobrir histórias de vidas, avistar lugarejos inesquecíveis e conhecer um pouco da primeira capital de Minas Gerais. Bandeirantes, também conhecido como Ribeirão do Carmo, foi fundado pelo sertanista Sebastião Fagundes Varela e sua paróquia é uma das mais antigas de Minas Gerais. Em setembro de 1923 mudou a denominação do distrito para Bandeirantes, berço do presidente da República, Pedro Aleixo. O distrito, que é rota de passagem dos dois mil ciclistas, possui patrimônios singulares, como a Igreja de São Sebastião, datada no século XVIII e a Capela de Santa Teresa de Ávila, da mesma época. Além disso, contempla um atrativo natural riquíssimo que é a Cachoeira dos Rolas, com uma queda d’água de 15 metros. “Eu moro em Bandeirantes há mais de 20 anos. Construí tudo que tenho por aqui mesmo. Falo que é um lugar abençoado até por tudo que representa para a minha vida. Fiz família, e relações comunitárias neste lugar. É um tesouro raro essa tal de Bandeirantes. Um tesouro de Minas Gerais pela sua gente”, afirmou o comerciante Alvito Santos, de 62 anos. Lugar tranquilo, aconchegante e palco de uma das maiores riquezas culturais de Minas Gerais, a Sociedade Musical São Caetano, o distrito de Monsenhor Horta coleciona encantos. No antigo povoado de São Caetano do Rio do Carmo, a banda São Caetano embala a tradicional Festa do Vinho no mês de julho, quando o frio é um atrativo a parte. A estação ferroviária e a antiga Capela de Nosso Senhor dos Passos, junto a Igreja

Matriz de São Caetano e seus grandes casarões formam, junto às belas paisagens, um dos mais importantes arraiais da Rota do ouro que margeia o Ribeirão do Carmo. Para a moradora de Monsenhor Horta, Amanda Fernandes, de 23 anos, o Iron Biker desempenha um papel importante para as comunidades rurais de Mariana. “Gostamos de acompanhar a prova da porta de nossas casas, sempre desejando boa sorte aos atletas. É uma troca de gentileza e uma forma de agradecê-los por escolherem, entre tantas outras, a nossa cidade. O clima esportivo predomina por aqui e, para nós, é um prazer o distrito estar sendo reconhecido e fazendo parte da competição de alguma forma. Ter nossas ruas tomadas de ciclistas de todo Brasil e até de outros países é muito gratificante”, disse. Em Águas Claras, outra comunidade que faz parte do percurso da maratona, podemos nos deliciar com as belezas naturais como suas trilhas ecológicas e seu famoso artesanato em taquara. A cerca de 40 km de Mariana, o distrito possui a conhecida Cachoeira do “Ó”, uma queda d’água com aproximadamente 6 metros de altura que cai em um lago de 5 metros de profundidade. O cenário é bem parecido como de uma praia, com cerca de 50 metros de comprimento e 20 metros de largura. “O nosso distrito é um local feliz. É um local muito simples, mas rico em alegria. O nosso povo é festivo e muito receptivo, ao mesmo tempo. Gostamos de saber que estamos na rota dos atletas. Isso alegra ainda mais a nossa comunidade. Por aqui, costumo dizer que temos uma característica importante: gostamos de perpetuar a nossa identidade enquanto moradores de Águas Claras. Seja por meio da produção de artesanato, ou por meio do nosso jeito de ser ou mesmo pelas características históricas que compõem o nosso cantinho”, contou a moradora Maria José Souza, de 54 anos.


Antes de se tornarem parte de uma equipe de Mountain Bike, este um grupo de amigos que lutam, incansavelmente, pelo crescimento do MTB em todo o território nacional. Assim nasceu a equipe NO LIMITE MTB Racing Team, que se formou para disputar o Campeonato Mineiro de Equipes da FMC 2019 na qual teve enorme sucesso, alcançando o tão sonhado título de melhores do ano com mais de 5000 pontos acumulados durante toda a temporada! E diante de todas as dificuldades impostas pelo esporte, incluindo principalmente a falta de apoio, a equipe conta com atletas que sempre buscaram, além do alto rendimento na modalidade, seu próprio desenvolvimento pessoal.

ENTRE ESTES GRANDES ATLETAS ESTÃO: YGOR DO NASCIMENTO CASTRO Campeão Brasileiro MTB XCM e XCO 2019 SUB-30 Campeão Iron Biker 2018 e 2019 BRUNO BARBOSA GONÇALVES Master A2 DIOGO DO NASCIMENTO CASTRO SUB-23 EDIMAR JOSÉ SOARES Campeão Brasileiro MTB XCM 2019 Master A1 Campeão Iron Biker 2019

FREDERICO CARVALHO DE BARROS Tricampeão do Ranking Mineiro MTB XCM Master A2 GABRIEL COELHO CAMPOS SANTOS Vice-Campeão Brasileiro MTB XCM 2018 SUB-30 GABRIEL GROPPO COELHO Campeão Mineiro de Ciclismo de Estrada 2017 SANDRIA DIAS DA SILVA Campeã Brasileira MTB XCM 2019 Master B Feminina Campeã Iron Biker 2019

WILLIAM ANTONIO DA SILVA Pentacampeão Brasileiro MTB XCM Tri Campeão Iron Biker YGOR DO NASCIMENTO CASTRO Campeão Brasileiro MTB XCM e XCO 2019 SUB-30 Campeão Iron Biker 2018 e 2019


48

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

49

SICOOb NOssacoop fotos: VALÉRIO FREITAS

A melhor solução financeira para você e sua empresa

O Sicoob Nossacoop participa, pelo terceiro ano consecutivo, do Iron Biker Brasil, este grandioso evento que promove a saúde do corpo e da mente de milhares de atletas que viajam do Brasil inteiro para Mariana. E, mais uma vez, nossos cooperados participaram da prova, mostrando que a cooperação e o treinamento direcionado faz toda a diferença.

O Sicoob Nossacoop oferece uma linha completa de serviços e produtos financeiros, tanto para Pessoa Física quanto jurídica, tais como: conta corrente, empréstimo, financiamento, investimento, cartões de crédito e débito, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outros.

“O Iron Biker é um dos eventos de mais prestígio no meio do esporte e fazemos questão de andarmos lado a lado com quem faz a diferença nas cidades onde estamos inseridos. O evento movimenta a economia local, valoriza os moradores e contribui para a geração de empregos. Todos estes princípios vão ao encontro dos princípios cooperativistas, além de proporcionar desafios e saúde para os atletas”, afirma o Bruno Mota Ferreira, Diretor de Negócios, que, inclusive, foi um dos competidores.

O Sicoob Nossacoop é uma cooperativa financeira, onde os clientes são os donos. E como dono e usuário de uma Instituição Financeira Cooperativa, o cooperado além de participar dos resultados e das decisões, ainda contribui para a construção de um mundo melhor, mais sustentável, com equilíbrio entre os aspectos econômicos, ambientais e sociais.

Desde 1996, o Sicoob Nossacoop – Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Belo Horizonte e Cidades Polo do Estado de Minas Gerais Ltda. - viabiliza ao seu quadro social a conquista de uma melhor qualidade de vida, tanto econômica quanto social. Ao longo desses 23 anos, o Sicoob Nossacoop vem crescendo e conquistando novos espaços em Belo Horizonte e em cidades do interior de Minas Gerais, atuando fortemente em 16 cidades, incluindo Mariana, cidade sede do Iron Biker Brasil.

A Cooperativa já conta com cerca de 16.000 associados, dentre estes, 1.700 Pessoas Jurídicas, e vem conquistando cada vez mais espaço com as instituições que apoiam e valorizam o seu dinheiro. O crescimento financeiro da Cooperativa é evidenciado em seus Balanços Patrimoniais e Demonstrativos de Resultados, disponíveis em seu site (www.sicoobnossacoop.com.br). Para abrir uma conta no Sicoob Nossacoop entre no site www.sicoobnossacoop.com.br e encontre a agência mais próxima de você.


50

REVISTA IRON BIKER 2019

foto: ACERVO PESSOAL

SUPERAçÃO

E MUITO AMOR

Ganhador do TROFÉU ABELHA DE 2019, José Manger (Tekinha), é sinônimo de perseverança e de paixão pelo mountain bike José Alberto Manger, mais conhecido como Tekinha, tem 73 anos. Coleciona memórias especiais no esporte e medalhas em diversas maratonas, inclusive no Iron Biker Brasil, nos anos de 2011 e 2012. Manger é mais um grande exemplo de superação e de como a família é importante no processo de incentivo ao esporte e a vida. Começou a praticar a modalidade graças a seu genro Márcio Gripp, que sempre o chamava para competir. Até que um dia Márcio fez a inscrição de José Manger para o Iron Biker Brasil, sem ele saber. A partir daí, começou uma grande história de amor com o ciclismo de competição. Tanto que, em sua primeira prova, no ano de 2007, Tekinha conseguiu finalizar a disputa em terceiro lugar em sua categoria. Hoje em dia, por conta de um acidente, José Manger não compete mais. “Começamos uma batalha pela vida. Meu pai fraturou a coluna cervical e tudo ficou difícil depois disso. Foi muito complicado para toda família”, contou a filha Mônica Gripp. Foi aí que seu outro filho, Marcelo Nanger, teve uma ideia fantástica de envolver novamente Tekinha nos esportes. “Fiz uma proposta para o meu pai. Perguntei se ele competiria comigo se eu conseguisse uma cadeira de corrida especial. E ele topou! Começamos a desenvolver, juntamente com alunos da Faculdade Friburgo, uma cadeira completamente adaptada para corridas”, disse Marcelo.

Com o passar dos meses, Tekinha foi se adaptando ao uso, e aos poucos, a vontade de voltar a competir ficou mais viva. A sua filha, Mônica, conta que José e Marcelo criaram uma amizade ainda mais sólida depois de todo o ocorrido. Os dois se inscreviam em todas as competições de mountain bike possíveis. “Meu pai ganhou a vida voltando a passar nos pórticos e subir aos pódios. Ciclismo é tudo para ele! Acho bonitinho quando fala que vai treinar, todo empolgado. É uma felicidade para nós, filhos”, contou. Por todo a sua história de vida no esporte, José Manger (Tequinha) foi o grande homenageado com o Troféu Abelha de 2019, pela organização do Iron Biker Brasil. Uma história de superação constante! Uma história de exemplo de amor pela vida e pelo esporte! “Quando entregamos o troféu para ele, fizemos questão de reunir os amigos e familiares. Colocamos em frente da tv e passamos a filmagem que fizemos no dia em que recebemos o troféu em seu nome. Foi emocionante ver a sua carinha de felicidade. Ficou muito alegre em receber esse troféu. Até porque no ano em que o Abelha faleceu ele presenciou tudo. Enfim, ficamos radiantes”, afirmou Mônica.


52

REVISTA IRON BIKER 2019

Mariana,

fotos: PEDRO FERREIRA

A CASA DO iron biker, discute plano de mobilidade urbana OBJETIVO É PLANEJAR AÇÕES que ajudarão a melhorar deslocamentos no município por Renato Torres A combinação perfeita entre ruas cheias de história, trilhas que fazem subir o nível de adrenalina e paisagens deslumbrantes tem feito com que Mariana seja, cada vez mais, um dos destinos preferidos para atletas de todo País que gostam de uma boa dose de aventura sobre bikes. Prova disso é que a cidade já é considerada a casa do Iron Biker, o maior evento de Mountain Bike da América Latina. E, se por um lado Mariana e os seus distritos mostram uma vocação para o uso esportivo da bicicleta, por outro criar mecanismos para que ela se torne um meio de transporte no dia a dia dos cidadãos também é muito importante.

Pensando nisso, desde junho deste ano o município mineiro iniciou as discussões para a elaboração do seu Plano de Mobilidade. O projeto visa planejar ações que devem ser desenvolvidas em pequeno, médio e longo prazos com o objetivo de melhorar o trânsito e o transporte coletivo e, principalmente, beneficiar os ciclistas, pedestres e pessoas com deficiência. “O Plano de Mobilidade chega para facilitar a vida do marianense. Faremos intervenções pontuais, mas, é claro, sempre respeitando as particularidades de nossa cidade histórica. Esse é um grande avanço que


REVISTA IRON BIKER 2019

demonstra o futuro que queremos para Mariana”, enfatiza o prefeito Duarte Júnior. “Podemos afirmar que esse [Plano de Mobilidade] será um grande legado e marcará o início da cidade que todos querem. Estamos empenhados em fazer de Mariana uma cidade mais acessível”, destaca o vice-prefeito Newton Godoy. “É preciso que a população se engaje no uso da bicicleta nos seus deslocamentos diários. Mas para isso é preciso pensar na melhoria da infraestrutura, da sinalização e da iluminação, por exemplo. Essa é uma das propostas do plano, que vai pensar ações para melhorar a mobilidade no município”, revela Patrícia Moreira, que coordena o projeto.

ATIVIDADES Desde junho diversas atividades já foram realizadas pelos técnicos do Plano. Em agosto, além de visitas à sede e aos distritos, foram feitas três pesquisas nas quais os condutores de automóveis e os usuários dos coletivos responderam a perguntas simples que vão ajudar a definir estratégias para dar maior fluidez ao trânsito e qualidade ao transporte público. Além disso, em outubro, foram realizadas as Oficinas de Leitura Comunitária: uma oportunidade a mais para os marianenses opinarem sobre essas questões e outros temas. O Plano de Mobilidade de Mariana acontece de forma paralela ao processo de revisão do Plano Diretor do município. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura Municipal, com execução da ERG Engenharia e apoio da Fundação Renova.

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ACESSE OS CANAIS:

facebook.com/planodiretordemariana

@planodiretordemariana

www.planodiretordemariana.com.br

Espaço Plano Diretor – Centro de Convenções de Mariana – rua Getúlio Vargas, s/n- Centro – 2º piso – sala 6

53


54

REVISTA IRON BIKER 2019

foto: ARQUIVO PESSOAL

MUITO ALÉM

DA REALIDADE

Iron Biker Brasil 2019 inova com a PRIMEIRA MEDALHA EM REALIDADE AUMENTADA DO MUNDO. por Lucas Fonda


REVISTA IRON BIKER 2019

Ao longo de seus 27 anos, as medalhas do Iron Biker sempre carregaram um grande simbolismo e valor inestimável de superação, orgulho e conquistas. Em 2019 não poderia ser diferente! De toda forma, além de seu valor sentimental e memorável, a medalha deste ano teve um peso especial. Afinal, ela foi a primeira medalha em realidade aumentada do mundo! Um projeto inovador e único que envolveu uma grande equipe de desenvolvedores. “Após um ano de idealização, desenvolvimento e testes chegamos em um formato muito interessante, onde através de um

55

aplicativo o atleta pode ter uma experiência que ia além da realidade física da medalha”, afirma Franklin Brito diretor da Meatballs - Digital Brunch empresa responsável pelo desenvolvimento do projeto. Apontando o smartphone, uma imagem em realidade aumentada surgia em formato de um coração de ferro, formado por engrenagens que se movimentavam ao girar um pedal virtual. Tudo isso ao som da tradicional e emocionante trilha sonora de largada do Iron Biker. Uma novidade que ficará guardada na memória do atleta e do seu celular!


FINISHER’s

fotos: DIOGO ANDRADE e WANDERLEY VIEIRA


66

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

ADRENALINA E

MUITA EMOçÃO

marcam a quarta

edição do

IRON RUNNER BRASIL Com a participação de cerca de MIL ATLETAS, a prova contou com circuitos surpreendentes dentro do Instituto Inhotim (MG), aliando esporte, arte e gastronomia

67


68

REVISTA IRON BIKER 2019

Cerca de mil atletas participaram da quarta edição do Iron Runner Brasil, realizada no dia 6 de julho, no Instituto Inhotim, em Brumadinho (MG). Com a competitividade aflorada em busca das primeiras posições no pódio, os esportistas se superaram e mostraram que vencer desafios é ainda mais importante quando se fala em provas de Trail Run. Os percursos de 7k, 14k e 21k contaram com paisagens de tirar o fôlego, além de conter trechos bastante desafiadores, como a famosa “subida da penitência”, com mais de 2,5km de intensa inclinação, no final do roteiro da categoria 21k. Mais uma vez, atletas de diversos cantos do país marcaram presença na prova. É o caso da Marina Oliveira, de Blumenau, Santa Catarina (SC), que participou pela primeira vez. Com 28 anos, a jovem desbravou o percurso de 7km com força total. “Eu e minha família viemos de longe para desfrutar de tudo que esse momento nos ofereceu. Digo de infraestrutura, organização, apoio e o Inhotim, que é simplesmente fantástico”, disse.

CAMPEÕES Não demorou muito para surgirem os primeiros colocados de 2019. Quem se destacou na prova foi Ernani de Souza, de Conselheiro Lafaiete (MG), que percorreu 21km com o tempo de 1h32min e se consagrou tricampeão do Iron Runner Brasil. Já na 14km, o jovem atleta bicampeão da prova, Pedro Esteves, de Belo Horizonte (MG), frisou a sua energia nos primeiros minutos do percurso. “É uma competição que gosto bastante de disputar. O início da prova foi muito pesado, com a forte subida, mas ocorreu tudo como planejei. Ser bicampeão aqui dentro de Inhotim foi relevante demais, eu que sou de família de corredores. Foi tudo mágico”, contou o atleta. Pelo geral feminino, quem também superou os limites foi a atleta Maria Aparecida da Cunha, de Contagem (MG). Com o tempo de 1h46min, a esportista foi a grande campeã do percurso de 21km do Iron Runner. De acordo com ela, a disputa esse ano foi intensa, mas engrandecedora no que diz respeito ao crescimento pessoal e profissional


REVISTA IRON BIKER 2019

do atleta. Os vencedores das demais categorias podem ser conferidos através do site: ironrunner.com.br.

FOMENTO À ECONOMIA A corrida, esse ano, foi ainda mais especial por conta do rompimento da barragem na Mina de Córrego do Feijão, em janeiro de 2019. Amante do esporte e presente na prova, o prefeito de Brumadinho, Avimar de Melo, ressaltou a importância da realização de competições como o Iron Runner para aquecer a economia local. “É uma maneira de dizer que Brumadinho está viva e precisa do fomento do turismo. Queremos que todos aqueles que apreciam a cultura, o lazer e o esporte continuem visitando Brumadinho”, afirmou o chefe do Executivo. O evento também ajudou na divulgação da hashtag #abracebrumadinho, movimento criado pela Associação de Turismo de Brumadinho (ATBR) para alavancar novamente a visitação na cidade. A Associação foi uma das parceiras do Iron Runner Brasil neste ano de 2019, para que as pessoas voltem a frequentar um dos destinos turísticos mais reconhecidos do Brasil e do mundo.

69

HOMENAGEM Tornando a quarta edição ainda mais especial, esse ano a novidade ficou por conta da participação, entre os atletas, de 118 bombeiros que atuaram nas operações de busca e resgate em Córrego do Feijão. Além disso, após a prova, os profissionais que tanto ajudaram e salvaram vidas na tragédia acometida em janeiro deste ano, receberam uma homenagem por parte da organização da prova, emocionando todos os presentes. “Foi uma satisfação ter participado de uma fase crítica das buscas e agora estar com esta ação social em prol de Brumadinho”, relatou Marcos Vinícius de Lima, dos Bombeiros. A próxima edição do Iron Runner Brasil já tem data marcada! Se liga! Será dia 4 de julho de 2020. As inscrições já estão abertas. Saiba mais pelo site: www.ironrunner.com.br. Não fique de fora!


70

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

fotos: DINEY FELIX EDUARDO PROFETA SAMUEL CONSENTINO STAFF IRON BIKER

IRON moments O IRON BIKER BRASIL 2019 foi um sucesso dentro e fora das trilhas. O clima na arena do evento foi marcado pelo sentimento de superação, amizade e o alto astral.

71


72

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

73


74

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

75


76

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

77


78

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

79


80

REVISTA IRON BIKER 2019


REVISTA IRON BIKER 2019

81


82

REVISTA IRON BIKER 2019

IRON MOMENTS


Profile for Iron Biker Brasil

Revista Iron Biker Brasil 2019  

Revista Oficial Iron Biker Brasil 2019 - Mariana / MG

Revista Iron Biker Brasil 2019  

Revista Oficial Iron Biker Brasil 2019 - Mariana / MG

Profile for ironbiker
Advertisement