__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

82

&

Maio/Jun 2020 Ano 17

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV MANTÉM ATENDIMENTOS DURANTE PANDEMIA DA COVID-19 A pandemia do coronavírus trouxe muitas incertezas. Diversos serviços, inclusive de saúde, tiveram suas atividades suspensas ou reduzidas. Mas o IOV, consciente de seu compromisso com os pacientes que não podem deixar de fazer o tratamento oncológico, adotou medidas de segurança para proteger a todos e manteve seus atendimentos normalmente. “Nosso conhecimento de Lean Thinking ajudou a gerir os fluxos de atendimento e a adotar medidas

emergenciais rapidamente, garantindo que as unidades fiquem seguras e possamos continuar prestando assistência humanizada”, disse a gerente de Lean Office do IOV, Stela Maris Antunes Coelho. Entre as mudanças adotadas estão uma reunião diária com a diretoria, comitê médico, gerentes e coordenadores para discutir as contramedidas da COVID-19 e o monitoramento diário de todos os colaboradores com equipe de junta

médica. Com relação aos pacientes, o trabalho de prevenção começa na porta das unidades, onde ele é recepcionado por uma enfermeira paramentada que checa a temperatura, questiona sobre possíveis sintomas e promove a higienização das mãos com álcool gel. Para adentrar na clínica, é obrigatório o uso de máscara de proteção. Além disso, durante o período da pandemia está proibida a presença de acompanhantes, exceto para pacientes com mobilidade reduzida.


Quase 4 meses depois do início da pandemia do coronavírus, seus impactos continuam sendo sentidos. Ainda não podemos relaxar na prevenção à COVID-19 e muito menos deixar de cuidar dos pacientes oncológicos que fazem parte do grupo de risco, mas não podem abandonar os tratamentos. Diante deste cenário, estamos nos mantendo ativos e aplicando o nosso conhecimento adquirido na jornada lean para adotar todos os protocolos de segurança e mudanças rápidas exigidos pelo momento, com sucesso, sem impactar aqueles que precisam de tratamento.

EDITORIA

FOCO NA PREVENÇÃO E BEM-ESTAR DO PACIENTE

Firmes em nosso propósito de combater o impacto do câncer na vida das pessoas, promover a prevenção da doença e a melhora do sistema de saúde, mantivemos nossas atividades de compartilhamento de conhecimento participando de eventos nacionais e internacionais para relatar experiências, bem como continuamos com campanhas de orientação para a população. Sabemos que o momento é desafiador, mas temos convicção de que agora é a fase mais importante para aplicar todo o conhecimento em prol do bem-estar e qualidade de vida de nossos pacientes.

Márcia Ambrósio Diretora de operações do IOV

CAPA

SAIBA MAIS SOBRE A ROTINA DE ATENDIMENTOS

DURANTE A PANDEMIA A equipe de cuidado coordenado e de recepção está entrando em contato com todos os pacientes que têm atendimentos ou tratamentos agendados antes do horário que devem vir para as unidades para saber sobre o quadro geral de saúde deles. Caso sejam identificados sintomas respiratórios, febre ou quaisquer outros que possam sugerir a COVID-19, o atendimento é reagendado e eles são orientados sobre cuidados de isolamento social e para, em caso de febre ou dificuldade respiratória severa, procurar o pronto atendimento. Além disso, o cuidado coordenado manteve-se ativo para tirar dúvidas por telefone e WhatsApp e para auxiliar no agendamento de exames, consultas, autorizações de guias e outras necessidades que não podem esperar. No interior das unidades, todo o fluxo do paciente foi redesenhado de modo

a garantir o distanciamento social. A agenda de atendimentos e tratamentos foi reorganizada para proporcionar o espaçamento no horário de consultas e, em alguns casos, está sendo utilizada a telemedicina. “Separamos os tratamentos em estruturas diferentes, sendo: fluxo de quimioterapia, procedimentos rápidos e medicações orais. Os agendamentos dos pacientes em tratamento de quimioterapia estão sendo feitos com intervalos maiores, assim como o atendimento para orientação de pacientes em tratamento com medicações orais”, explica Stela Na recepção, corredores e consultórios, marcações foram feitas no chão e nas cadeiras para garantir o distanciamento e a utilização de máscaras por todos na clínica. Também foram reforçados os comunicados de orientação sobre cuidados e prevenção

nos televisores das recepções da unidade, no site, redes sociais e demais meios de comunicação com pacientes e comunidade. “Todas essas ações puderam ser tomadas muito rapidamente, devido ao conhecimento e experiências que acumulamos em pensamento lean ao longo dos anos. Elas nos ensinaram que ações imediatas devem ser adotadas conforme as circunstâncias mudam ao nosso redor e foi isso que nos permitiu não deixar de atender nem um dia durante a pandemia”, conclui.

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Comunikação Consultoria - Tel.: (12) 98156-6744 - www.comunikacao.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga - MTb 38.005 – Redação: Areta Braga e Natália Mitie Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Adriano Augusto – Revisão: Flávia Gavioli – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 600 exemplares.

2


RADIOTERAPIA

IOV ADQUIRE ACESSÓRIOS PARA O Instituto de Oncologia do Vale adquiriu novos acessórios para o tratamento de radioterapia de intensidade modulada (IMRT) que permitirão ainda mais precisão no tratamento dos pacientes. As máscaras termoplásticas curtas e longas, placas e apoios de cabeça para uso adulto e infantil, da marca Orfit, são utilizados para o posicionamento e imobilização para o tratamento com IMRT de tumores localizados no crânio, face e pescoço, que incluem majoritariamente cânceres do sistema nervoso central, cabeça e pescoço, pele, linfomas e tumores metastáticos. Segundo a médica radio-oncologista Dra. Sarah Leal Vilela dos Reis, as aquisições ajudarão a atingir o objetivo do IMRT que é oferecer um tratamento de precisão que possibilite a melhor cobertura de dose da região a ser tratada com uma menor toxidade. “Esses acessórios imobilizam o paciente efetivamente, possibilitando um tratamento preciso, reprodutível e confortável, o que é essencial para

a realização de uma radioterapia segura e de qualidade, pois garantem que o paciente esteja posicionado exatamente da mesma forma no equipamento de radioterapia a cada sessão”, explica. Antes de iniciar a utilização dos acessórios Orfit, a equipe de médicos, físicos, enfermeiros, técnicos e tecnólogos de radioterapia do IOV recebeu um treinamento teórico sobre os imobilizadores e acessórios de posicionamento, bem como participou de simulações práticas de manejo. Além disso, antes da aquisição, a equipe realizou uma visita técnica ao Hospital A.C Camargo, em SP, que já utilizava essa tecnologia. “Tive a oportunidade de conhecer o trabalho da Orfit no último Congresso Europeu de Radioterapia (ESTRO), realizado em Milão, na Itália, e presenciei toda a confiança e segurança atribuídos pela comunidade radio-oncológica mundial aos seus equipamentos e acessórios”, conclui Dra. Sarah.

Esses acessórios imobilizam o paciente efetivamente, possibilitando um tratamento preciso, reprodutível e confortável, o que é essencial para a realização de uma radioterapia segura e de qualidade, pois garantem que o paciente esteja posicionado exatamente da mesma forma no equipamento de radioterapia a cada sessão.

3

IMRT QUE AUMENTAM AINDA MAIS PRECISÃO DA RADIOTERAPIA


RADIOTERAPIA

RADIOTERAPIA DO IOV CONTA COM QUATRO ACELERADORES LINEARES DE ÚLTIMA GERAÇÃO

gastrointestinais e do sistema nervoso central, a IMRT é altamente precisa e permite uma melhor delimitação da área a ser tratada, reduzindo o impacto aos tecidos saudáveis do corpo e aumentando a eficácia do tratamento.

“Toda essa tecnologia vai ao encontro da filosofia do IOV de oferecer o melhor cuidado, minimizando o desconforto e aumentando a eficácia do tratamento”, destaca a site manager do Grupo IOV, Leonídia Altoé.

Toda essa tecnologia vai ao encontro da filosofia do IOV de oferecer o melhor cuidado, minimizando o desconforto e aumentando a eficácia do tratamento.

Para garantir excelência no cuidado, a radioterapia do Instituto de Oncologia do Vale vem fazendo uma série de investimentos tanto na capacitação da equipe quanto em tecnologia de ponta. Atualmente, estão à disposição dos pacientes, quatro aceleradores lineares. Estes equipamentos têm um sistema de planejamento que auxilia a equipe médica e física médica no delineamento dos órgãos e em cálculos de tratamento, bem como com um sistema de gerenciamento de dados do paciente, que armazena todas as informações do tratamento, gerando maior segurança e produtividade no atendimento. Além disso, os aceleradores do IOV contam com a tecnologia para a radioterapia de intensidade modulada (IMRT). Indicada, principalmente, para o tratamento de tumores de próstata, cabeça e pescoço, ginecológicos,

4


LEAN

DIRETOR DO IOV PARTICIPA DE EVENTO SOBRE ENFRENTAMENTO DA COVID-19 E

A área da saúde está passando por profundas transformações e as instituições precisam, mais do que nunca, redefinir processos, agilizar atendimentos, absorver demandas não planejadas e gerenciar expectativas inéditas de pacientes, familiares e colaboradores. Muitas têm alcançado êxito nestes desafios com a aplicação

RETOMADA DO SETOR DE SAÚDE da mentalidade lean, entre elas o Instituto de Oncologia do Vale que compartilhou seus aprendizados no webinar “Gestão em Saúde – estratégias de enfrentamento COVID e a retomada do setor”. Promovido pelo Lean Institute Brasil, o evento online contou com a participação do CEO do IOV, Dr. Carlos Frederico Pinto, da diretora

de Operações e de Enfermagem do Hospital Israelita Albert Einstein, Claudia Laselva, do médico endocrinologista e CEO/cofundador da ConectaExp, Marcelo Alvarenga, e do diretor do Lean Institute Brasil, Flávio Battaglia. A mediação do evento foi realizada pela head Lean Saúde no Lean Institute Brasil, especialista em lean na gestão da saúde, Paloma Rubinato.

IOV PARTICIPA DE ELABORAÇÃO

DE WHITE PAPER INTERNACIONAL SOBRE A TRANSFORMAÇÃO LEAN DOS SERVIÇOS DE SAÚDE e foi desenvolvido após cinco anos de pesquisa realizada em oito hospitais de cinco países. “Foram mapeadas as transformações enxutas usando a estrutura de transformação leam e criado um conjunto de princípios orientadores que podem ajudar as organizações de saúde em todo o mundo a reduzir o tempo necessário para se transformar com sucesso”, explica Dr. Frederico. A gravação do webinar está disponível no link https://planet-lean. com/five-principles-lean-healthcare/. O diretor-executivo do IOV, Dr. Carlos Frederico Pinto, participou da criação do White Paper, “5 Princípios Orientadores para Transformar os Cuidados de Saúde”, desenvolvido pelo Global Lean Healthcare Initiative (um grupo de profissionais lean e treinadores da Rede Global Lean). O documento oferece conselhos práticos

e exemplos da vida real que inspirarão as organizações de saúde a avançar em suas transformações enxutas. O material, que foi lançado em um webinário online, visa ajudar instituições de todo o mundo a reduzir o tempo necessário para desenvolver os recursos para transformar uma organização de saúde por meio da mentalidade enxuta

5


RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

SEGURANÇA DO PACIENTE NO GRUPO IOV

Segurança do Paciente no Grupo IOV

ALERTAS do DEPaciente SEGURANÇA Segurança no Grupo IOV O Sistema de Gestão do IOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no ALERTAS DE SEGURANÇA processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo e torná-lo mais seguro. As equipes são responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador de ideias, se algum problema é identificado, risco, melhora processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra novamente. Oanalisa-se Sistemaode Gestão do oIOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no ALERTAS DE SEGURANÇA processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo e torna-lo mais seguro. As equipes são responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador de ideias, se algum problema é O Sistema de Gestão do IOV desenvolveu de Segurança com o objetivo de identificar riscos no identificado, analisasse o risco, melhorao oAlerta processo, cria barreiras e padroniza para queosopotenciais evento não ocorra processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo e torna-lo mais seguro. As equipes novamente. são responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador de ideias, se algum problema é identificado, analisasse o risco, ALERTAS melhora o DE processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra ALERTAS DE SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2019/2020 SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2019/2020 novamente. Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de

80

73

segurança abertos no Grupo IOV.

55 ALERTAS

60

DE59SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2019/2020

42 das unidades de São Legenda:73Os gráficos uma queda no número de alertas de 41 José dos Campos 41 39 e Taubaté ilustram 80 35 33 40 segurança abertos no Grupo IOV. 27 26 59 40 0 20 0

21

55

60 20

42

41

33

mai/19

jun/19

jul/19

mai/19

jun/19

jul/19

41

39 26

ago/19

set/19

out/19

nov/19

dez/19

jan/20

14

13

35

fev/20

27

21 mar/20 abr/20 13

14 mai/20

set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20 mai/20 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2019/2020

ago/19

250 200

152

205

200 100

151

50 0

150

193 152

151

150 50 100 0

jun/20

219

205 DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2019/2020 ALERTAS 193 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2019/2020 250 150

jun/20

150

169

171

161

219 169

161

87

171

jun/19

jul/19

mai/19

jun/19

jul/19

ago/19

ago/19

set/19

set/19

out/19 nov/19 dez/19

out/19 nov/19 dez/19

153

170 136

89

170 136

89

87

mai/19

153

jan/20

jan/20

fev/20 mar/20 abr/20

fev/20 mar/20 abr/20

mai/20

mai/20

jun/20

jun/20

Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV. Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV. Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV.

6


Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou EVENTO SENTINELA serviços prestados ao paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao pacienteSENTINELA que atingiu oPOR cliente ou paciente. DE O incidente ocorre durante o processo de EVENTO SENTINELA APLICAÇÕES RADIOTERAPIA 2019/2020 recebimento de de serviços A classificação causasde de saúde. um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização

1,00000 da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao Mundial 0,90000 que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. paciente

LEGENDA: Observamos nos gráficos que o índicePOR de Eventos SentinelasDE estáRADIOTERAPIA próximo de 0. SENTINELA APLICAÇÕES 0,80000

SENTINELA POR APLICAÇÕES DE RADIOTERAPIA 2019/2020 0,70000

2019/2020

1,00000 0,60000 0,90000

LEGENDA: 0,50000 Observamos nos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está próximo de 0. 0,80000 0,40000 0,70000 0,30000 0,60000 0,20000 0,50000 0,10000 0,40000 0,00000 0,30000 0,20000 0,10000 0,00000

0,00011

0,00018

0

mai/19 jun/19 0,00011

jul/19 0,00018

0

mai/19 jun/19

jul/19

0

0,00046 0,00013

0

0,00014

0

ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 0

0,00046 0,00013

0

0,00014

0

0

0,00018

0

fev/20 mar/20 abr/20 mai/20 jun/20

0

ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20

0,00015

0

0,00015

0

0,00018

0

fev/20 mar/20 abr/20 mai/20 jun/20

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2019/2020

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2019/2020 1,00000 0,90000

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2019/2020

0,80000 0,70000 1,00000 0,60000 0,90000 0,50000 0,80000 0,40000 0,70000 0,30000 0,60000 0,20000 0,50000

TRIGGER 0,10000 0,40000 0,00000 0,30000

0,00258 0,00274 0,00949

0

0,00254

0

0,00274 0,00295 0,00251 0,00220 0,00265 0,00437

0

0,00193

OTRIGGER Trigger é uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20 mai/20 jun/20 oferecidos ao paciente. Inicialmente, ela foi criada pelo IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o 0,20000 Observamos nos gráficos o índice de aEventos Sentinelas está próximo de 0. e clínico. “Esta ferramenta ambiente hospitalar, mas0,00949 a que equipe domedir IOV para o ambiente ambulatorial O Trigger é uma ferramenta para e adaptou investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos 0,10000 0,00258 0,00437 0,00295 0,00274 0,00274 0,00251 0,00254 0 0,00220 0,00265 0,00193 0 0 Legenda: Observamos nospossíveis gráficos que oela índice de Eventos Sentinelas estáfor próximo de 0. bem nos permite identificar danos por meio de auditorias multidisciplinares, como discutir oferecidos ao paciente. Inicialmente, foi criada pelo IHI (Institute Healthcare Improvement) para eo 0,00000 TRIGGER desenvolver planos para melhoria da IOV assistência porpara meio da criação de barreiras de prevenção de risco”, ambiente hospitalar, masjul/19 a equipe do a adaptou o ambiente ambulatorial e clínico. “Estamai/20 ferramenta mai/19 jun/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20 jun/20 O Trigger é uma ferramenta para medir e investigar danos multidisciplinares, ocorridos em função de tratamentos oferecidos ao explica o oncologista Dr. possíveis Henrique Zanoni Fernandes. nos permite identificar danos por meiopossíveis de auditorias bem como discutir e paciente. Inicialmente, ela foi criada pelo IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o ambiente hospitalar, mas a desenvolver planos para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”, equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nos0.permite identificar possíveis danos Legenda: nos que o índice de Eventos Sentinelas está próximo de explica oObservamos oncologista Dr. gráficos Henrique Zanoni Fernandes. GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia São José dos por meio de auditorias multidisciplinares, bem como discutir e desenvolver planos para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”,Campos explica o oncologista 2018 -2019Dr. Henrique Zanoni Fernandes.

GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia 14,12São José dos

30,00

GLOBAL TRIGGER TOOL - UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2018 -2019 Campos 2018 -2019 10,26

30,00 20,00 20,00 10,00

4,39

4,25

4,83

10,26

14,12

5,19

4,89

5,17

5,48

7,39

10,24 2,20 1,92 7,39 2,68 6,962,20 5,11 5,483,67 0,00 0 0 5,17 5,19 3,29 3,18 3,16 3,16 3,12 4,83 4,89 2,53 4,25 2,024,39 1,87 1,74 1,73 10,24 10,00 0,00 0,00 0 0 2,68 2,20 1,92 6,962,20 jul/18 ago/18 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/195,11 set/19 out/19 nov/19 0,00 0 0 3,67 3,16 3,29 3,16 3,18 2,02 2,53 Measure 1,87 #1: 1,74 3,12 1,73 Danos/1000 atendimentos 0,00 0,00Measure #2: Danos/1000 procedimentos 0 0 jul/18 ago/18 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos

TRIGGER - UnidadeDE de Quimioterapia Taubaté 2018 - 2019 GLOBALGLOBAL TRIGGER TOOLTOOL - UNIDADE QUIMIOTERAPIA TAUBATÉ 2018 - 2019 20,00

8,40

GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2018 - 2019

6,12 15,00 6,02 6,13 5,33 5,39 20,00 8,40 10,00 3,52 2,56 3,15 6,12 3,28 8,50 15,00 6,02 6,13 5,33 5,39 6,43 5,57 5,51 5,00 5,04 5,71 3,79 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10,00 3,523,260,00 3,283,31 2,56 3,153,19 8,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 6,43 5,71 5,51 5,00 jul/18 ago/185,57 set/183,26 out/18 jan/195,04 fev/19 mar/19 3,79 0,00 nov/18 dez/183,31 0,00 abr/19 mai/19 0,00 jun/19 0,00 jul/19 0,00 ago/19 set/19 0,00 out/19 0,00 nov/19 3,19 0,00

0,00 0,00 0,00 procedimentos 0,00 0,00 0,00 Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: 0,00 Danos/1000 jul/18 ago/18 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19

Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os números de eventos/danos Measure Danos/1000 atendimentos pelo benchmarking Measure #2: Danos/1000 procedimentos identificados estão dentro dos#1: padrões estabelecidos do Institute for Healthcare Improvement, que analisa LEGENDA: Nos gráficos das unidades de quimioterapia São– Institute José dos of Campos e Taubaté, observamos que os a performance de qualidade tendo como referência ode IOM Medicine. Os triggers evidenciados foram analisados, números de eventos/danos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for tratados e desenvolvido contramedidas. LEGENDA:Improvement, Nos gráficos que dasanalisa unidades de quimioterapia de Sãotendo José como dos Campos e Taubaté, observamos que os Helthcare a performance de qualidade referência o IOM – Institute of Medicine. números eventos/danos identificados, dentro dos padrõescontramedidas. estabelecidos pelo benchmarking do Institute for Os triggersde evidenciados foram analisados,estão tratados e desenvolvido 7 Helthcare Improvement, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine.


TECNOLOGIA

EQUIPAMENTO FACILITA A PUNÇÃO VENOSA E GARANTE MAIS CONFORTO AO PACIENTE

contraste e isso deixa a veia mais sensível. A tecnologia nos ajuda a sermos mais assertivos ao puncionar a veia, entregando a cada dia um melhor tratamento”, destaca a enfermeira Elisângela Romano, VSM do Fluxo de Assistência do IOV.

Sabemos que durante o tratamento em veia periférica, o paciente necessita realizar outros procedimentos como coleta de sangue, exames com contraste e isso deixa a veia mais sensível.

No Instituto de Oncologia do Vale, os pacientes têm à disposição uma equipe multiprofissional que garante atendimento humanizado, além do aspecto tecnológico que proporciona mais segurança e conforto nos atendimentos. O VeinViewer é um bom exemplo disso. Este aparelho permite a visualização mais precisa dos vasos sanguíneos periféricos, auxiliando o profissional na escolha do melhor acesso. “Sabemos que durante o tratamento em veia periférica, o paciente necessita realizar outros procedimentos como coleta de sangue, exames com

BETATERAPIA:

A RADIAÇÃO QUE COMBATE QUELOIDES pacientes que passam por cirurgias e, posteriormente, à Betaterapia precoce têm até 85% de chance de controle da formação de queloides. “O tratamento é rápido, dura em torno de 5 a 10 dias, e tem baixo risco de efeitos colaterais, pois a radiação emitida penetra somente alguns milímetros na pele e não atinge os órgãos internos”, afirma.

COMO O TRATAMENTO É FEITO? Pacientes que enfrentam o desconforto de conviver com queloides provocados por cirurgias, cortes, queimaduras entre outros problemas, podem contar com a Betaterapia. O tratamento utiliza a aplicação de

radiação ionizante para combater o problema de cicatrização e está disponível na radioterapia do Instituto de Oncologia do Vale. Segundo a médica radio-oncologista Dra. Sarah Leal Vilela dos Reis,

A Betaterapia é realizada por meio do posicionamento de uma placa de Estrôncio 90 (um tipo de material radioativo) sobre toda a cicatriz, pelo tempo calculado pelo físico para a deposição da dose de radiação prescrita pelo médico. O tratamento é indolor.

8


SOLIDARIEDADE

SOLIDARIEDADE É GRANDE ALIADA CONTRA A COVID-19

Em tempos de COVID-19, a solidariedade se multiplica. O Instituto de Oncologia do Vale recebeu doações de álcool gel antisséptico da empresa 100% brasileira Vizzela Cosméticos, de máscaras acrílicas de proteção para a equipe assistencial do grupo Máscaras Solidárias Vale e de máscaras de tecido e TNT confeccionados pelos voluntários do Lions Club Augustin Silva, da Casa Recomeço e de moradores de São José dos Campos, que foram distribuídas aos pacientes e colaboradores do IOV. “Nós do IOV ficamos muito felizes com o cuidado e preocupação da população de São José dos Campos. Distribuímos todos os itens doados aos nossos pacientes e colaboradores”, ressalta Stela Maris, gerente Lean Office do IOV

Nós do IOV ficamos muito felizes com o cuidado e preocupação da população de São José dos Campos. Distribuímos todos os itens doados aos nossos pacientes e colaboradores

EQUIPE

PROTEGIDA

Os colaboradores de todas as unidades do IOV estão se prevenindo contra a COVID-19. Para apoiá-los no autocuidado, o Instituto doou para todos kits contendo 2 máscaras, que foram confeccionadas e doadas pelos voluntários da Casa Recomeço, e um frasco de álcool em gel. Para os profissionais que atuam na área assistencial também foi entregue uma máscara N95.

9


CAMPANHAS

MENSAGEM DO DIA MUNDIAL DE HIGIENE DAS MÃOS GANHA DESTAQUE EM TEMPOS DE COVID-19

Tomamos essa medida de abolir os impressos porque eles podem ser um meio de disseminar o coronavírus, mas não deixamos de reforçar junto aos nossos pacientes e equipe a mensagem sobre a importância da higienização correta das mãos.

10

O Dia Mundial de Higiene das Mãos, celebrado em 05 de maio, ganhou uma importância ainda maior devido ao combate ao coronavírus. Para os pacientes oncológicos, cuidadores e familiares, a higienização correta das mãos é muito importante, por isso, anualmente, o IOV, realiza campanhas de orientação. Neste ano, devido à pandemia da COVID-19, a ação do Dia Mundial de Higiene das Mãos não contou com folhetos. Foram realizadas apenas com ações digitais nas redes sociais e nos televisores instalados na recepção das unidades. “Tomamos essa medida de abolir os impressos porque eles podem ser um meio de disseminar o coronavírus, mas não deixamos de reforçar junto aos nossos pacientes e equipe a mensagem sobre a importância da higienização correta das mãos. Elas são a via mais importante de transmissão de bactérias, vírus, fungos e protozoários, logo a higienização correta é a principal medida para reduzir os riscos de infecções”, afirma o Dr. Henrique Zanoni Fernandes, diretor clínico do Instituto de Oncologia do Vale.


CAMPANHAS

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

É CELEBRADO COM CAMPANHA DE ESTÍMULO AO DESCARTE CORRETO E REAPROVEITAMENTO

Anualmente, no Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, o Instituto de Oncologia do Vale promove ações de conscientização. Neste ano, além de abordar o descarte correto de resíduos, inclusive de medicamentos, o IOV propôs uma reflexão sobre a reutilização, pois, diariamente, muitas coisas que poderiam ser utilizadas para outros fins ou doadas são descartadas. “O IOV sempre teve grande preocupação com todo esse fluxo desde a produção consciente até o destino de todos os tipos de resíduos, inclusive os medicamentos não utilizados, frascos de medicamentos vazios e bolsas contaminadas. Seguimos todas as especificações e fazemos parcerias com empresas que atendem as legislações vigentes, proporcionando o transporte e destino final correto”, destaca Camila Moraes,

coordenadora de Farmácia do IOV. Os medicamentos possuem características químicas que se descartados incorretamente apresentam riscos à saúde pública e ao meio ambiente, contaminando o solo e a água. “Nosso papel como instituição de saúde é informar e conscientizar a todos sobre esses riscos. Também orientamos nossos pacientes a adquirir apenas a quantidade suficiente para uso, pois dessa forma evitamos que os produtos vençam e tenham que ser descartados”, ressalta Camila. Ações de estímulo ao reaproveitamento também acontecem nas Oficinas de Qualidade de Vida, promovidas pelo IOV para os pacientes e familiares. Sempre que o tema envolve artesanato, são utilizados potes, garrafas pets e outros materiais que seriam descartados.

11


12

Profile for IOV - Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 82  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 82  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded