__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

81

&

Mar/Abr 2020 Ano 17

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV ADOTA TELEMEDICINA PARA AUMENTAR A SEGURANÇA DOS PACIENTES DURANTE PANDEMIA DA COVID-19

Durante a pandemia do coronavírus é importante que os pacientes oncológicos não interrompam seus tratamentos, mas adotem medidas para se prevenir. “Eles devem sair de casa somente em casos extremamente necessários, como para comparecimento em consultas, sessões de radioterapia e quimioterapia, porém jamais parar o tratamento”, explica o Dr. Henrique Zanoni Fernandes, diretor clínico do Instituto de Oncologia do Vale. Pensando nesta necessidade e na segurança de seus pacientes, o IOV passou a realizar as consultas de seguimento por teleconferência. “Com isso, também reduzimos o número de pessoas em nossas unidades, oferecendo assim mais segurança aos pacientes que precisam

fazer quimioterapia e radioterapia e que não devem se expor a aglomerações”, explica o diretor executivo do Instituto de Oncologia do Vale, Dr. Carlos Frederico Pinto. Além desta medida, as unidades do IOV adotaram ainda uma série de outras para minimizar ao máximo o risco de contágio do Covid-19. Foram

delimitados espaços específicos para pacientes dentro dos consultórios e recepção, de modo que haja uma distância segura entre todos, a rotina de higienização que já era rigorosa também foi ampliada para que todas as superfícies que possam estar em contato com os pacientes sejam higienizadas assim que cada um sair do local.


EDITORIA

LEAN THINKING UMA VALIOSA FERRAMENTA NO COMBATE À COVID-19 Neste momento tão sensível da pandemia mundial da Covid-19, mais do que nunca, a mentalidade enxuta e a jornada lean do Instituto de Oncologia do Vale mostraram sua importância e valor para a manutenção do atendimento aos nossos pacientes com segurança e tranquilidade. Com o apoio de ferramentas e práticas lean empregadas diariamente pelas nossas equipes, bem como com toda a experiência que adquirimos ao longo dos diversos processos de certificação de qualidade que já passamos, conseguimos fazer todas as mudanças emergenciais que o cenário

exigia para prevenir a transmissão do coronavírus em nossas unidades sem ficar nem um dia sem prestar atendimento aos nossos pacientes. Estamos cientes da nossa responsabilidade e altamente comprometidos com o combate à pandemia e, em vista disto, temos compartilhado nossas experiências neste momento tanto nacional quanto internacionalmente. Também vamos continuar investindo em aprimorar cada vez mais nossas práticas, mantendonos na vanguarda das melhores práticas mundiais de combate e prevenção ao câncer e, agora também, à Covid-19.

Dr. Carlos Frederico Pinto Diretor executivo do IOV

COMUNICAÇÃO

CANAL EXCLUSIVO PARA PACIENTES TIRAREM DÚVIDAS SOBRE A COVID-19 Sabemos que a pandemia do coronavírus está causando muitas incertezas, por isso, o Instituto de Oncologia do Vale criou um canal de comunicação exclusivo para tirar dúvidas dos pacientes de quimioterapia e radioterapia no IOV sobre a Covid-19. Basta enviar uma mensagem para

o WhatsApp (12) 99156-9234, que uma enfermeira especialista do IOV responderá aos questionamentos. Mas atenção, este canal é exclusivo para assuntos relacionados ao coronovírus e não receberá fotos e vídeos. Outros temas devem continuar sendo tratados pelos canais habituais.

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Comunikação Consultoria - Tel.: (12) 98156-6744 - www.comunikacao.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga - MTb 38.005 – Redação: Areta Braga e Natália Mitie Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Adriano Augusto – Revisão: Flávia Gavioli – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 600 exemplares.

2


ATENDIMENTO

PACIENTES DO IOV NÃO DEVEM INTERROMPER TRATAMENTO

EM FUNÇÃO DO CORONAVÍRUS Durante a pandemia do novo coronavírus é importante que os pacientes oncológicos não interrompam seus tratamentos, mas adotem medidas de segurança. Para promover ações de prevenção para pacientes e colaboradores, o Instituto de Oncologia do Vale adotou uma série de práticas nas unidades de atendimento. Foram delimitados espaços específicos para pacientes dentro dos consultórios e recepção, de modo que haja uma distância segura entre todos. A rotina de higienização das

unidades, que já era rigorosa, também foi ampliada para que todas as superfícies que possam estar em contato com os pacientes sejam constantemente higienizadas. Os pacientes contam com o apoio e orientação das equipes do Cuidado Coordenado IOV e Recepção, que na véspera ou no dia dos atendimentos agendados, entram em contato para verificar o estado geral de saúde. Caso o paciente apresente tosse, coriza, espirros, febre ou falta de ar, ele tem o atendimento reagendado

e é orientado a, em caso de falta de ar ou fadiga, buscar ajuda no pronto atendimento. Além disso, os horários de consultas foram espaçados para evitar a concentração de muitas pessoas na clínica, alguns atendimentos estão sendo feitos por teleconferência evitando assim que os pacientes precisem sair de casa. Em caso de dúvidas, os pacientes podem contar com o suporte do Cuidado Coordenado IOV ou tirar suas dúvidas pelo WhatsApp IOV Covid-19 no número (12) 99156-9234.

CUIDADO COORDENADO GANHA AINDA MAIS IMPORTÂNCIA DURANTE A PANDEMIA

Presente em todas as etapas do tratamento do paciente do IOV, o Cuidado Coordenado é ainda mais importante neste momento de prevenção ao coronavírus no apoio aos pacientes e resolução de dúvidas, pois as pessoas em tratamento oncológico devem evitar ao máximo ir aos hospitais e pronto-socorros para reduzir risco de se expor à Covid-19, mas não podem deixar de realizar o seu tratamento. Além de acompanhar o paciente oferecendo orientação e suporte, antecipando as necessidades, principalmente, no que diz respeito ao controle da dor e dos efeitos colaterais, a equipe do Cuidado Coordenado ainda auxilia os pacientes do IOV no agendamento de exames de imagem, de consultas médicas com especialistas das mais diversas áreas e de implantação de Port-a-cath, quando

há necessidade de fazer quimioterapia visicante, ou de infusão contínua, garantindo o atendimento no tempo adequado para o tratamento. “Todas essas ações que já eram realizadas pela equipe do Cuidado Coordenado agora são ainda mais importantes para apoiar nossos pacientes e garantir assistência neste momento tão sensível em que muitos serviços de saúde estão fechados ou com atendimentos reduzidos devido à pandemia”, afirma a gerente de Lean Office do IOV, Stela Maris Antunes Coelho. Durante esse período, a equipe do Cuidado Coordenado também está atuando em um canal de comunicação exclusivo sobre a Covid-19. Por meio do WhatsApp (12) 99156-9234, enfermeiras tiram dúvidas dos pacientes de quimioterapia e radioterapia no IOV sobre a prevenção à doença.

3


RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

SEGURANÇA DO PACIENTE NO GRUPO IOV

Segurança do Paciente no Grupo IOV Segurança do Paciente no Grupo IOV

ALERTAS DE SEGURANÇA SEGURANÇA ALERTAS DE ALERTAS DE SEGURANÇA O Sistema de Gestão do IOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no

mais alertas abertos, maior possibilidade de analisar e torná-lo mais seguro. equipes são Oprocesso, Sistemaquanto de Gestão do IOVforem desenvolveu o Alerta de Segurança como ofluxo objetivo de identificar osAspotenciais riscos no responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador de ideias, se algum problema é identificado, processo, mais forem abertos, maiordepossibilidade de analisar o fluxo e torna-lo os mais seguro. As equipes O Sistema quanto de Gestão doalertas IOV desenvolveu o Alerta Segurança com o objetivo de identificar potenciais riscos no analisa-se o risco, melhora o processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra novamente. são responsáveis em alertas identificar as abertos, falhas, que são discutidas no quadro ogerador de ideias, seseguro. algum As problema processo, quanto mais forem maior possibilidade de analisar fluxo e torna-lo mais equipes é identificado, analisasse o risco, asmelhora o processo, cria barreiras e padroniza queseo algum eventoproblema não ocorra são responsáveis em identificar falhas, que são discutidas no quadro gerador depara ideias, é identificado, novamente. analisasse o risco, melhora o processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra novamente.

ALERTAS DE SEGURANÇAALERTAS RADIOTERAPIA 2019/2020 DE SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2019/2020 80

73

80 70

73

70 60 60 50 50 40

ALERTAS DE SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2019/2020

45 45

53

42 42

40 30 30 20 20 10 100 0

59

55

53

55

33 33

59

41 41

39 39

26 26

41 41

35 35

21 21

13 13

mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20

ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2019/2020 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2019/2020 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2019/2020 250 250 200 200 150 150

193 193

211 211

205 205

219 219

193 193 152 152

151 151

150 150

169 169

171 171

161 161 87 87

100 100

153 153 89 89

50 50 0 0

mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 fev/20 mar/20 abr/20

Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de Legenda: gráficos unidades segurançaOsabertos nodas Grupo IOV. de São José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de segurança no Grupo Os gráficosabertos das unidades de SãoIOV. José dos Campos e Taubaté ilustram uma queda no número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV.

4


EVENTO SENTINELA A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou A classificação de aocausas de que um possível é denominada Sentinela de acordo comdea serviços prestados paciente atingiu o erro cliente ou paciente. Evento O incidente ocorreque, durante o processo Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou recebimento de serviços de saúde. serviços prestados ao paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de EVENTO SENTINELA A classificação causasde desaúde. um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização recebimento de de serviços

Mundial da Saúde (OMS), é um incidente e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao SENTINELA PORinesperado APLICAÇÕES DE RADIOTERAPIA 2019/2020 paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. 1,00000

POR APLICAÇÕES DE RADIOTERAPIA 2019/2020 SENTINELA PORSENTINELA APLICAÇÕES DE RADIOTERAPIA 2019/2020 0,90000 1,00000 0,80000 0,90000 0,70000 0,80000 0,60000 0,70000 0,50000 0,60000 0,40000 0,50000 0,30000 0,40000 0,20000 0,30000 0,10000 0,20000 0,00000 0,10000 0,00000

0

0,00013 0,00011

0

0,00018

0,00046 0,00013

0

0

0,00014

0

0

0,00015

0

0,00046 0,00018 0,00013 0,00014 0 0 0 0 mar/19 abr/19 0,00011 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 0,00013 out/19 nov/19 dez/19 jan/20 0

0,00015 0 0 fev/20 mar/20 abr/20

mar/19 abr/19 mai/19 jun/19

fev/20 mar/20 abr/20

jul/19

ago/19 set/19

out/19 nov/19 dez/19 jan/20

POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2019/2020 SENTINELASENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2019/2020 1,00000

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2019/2020

0,90000 1,00000 0,80000 0,90000 0,70000 0,80000 0,60000 0,70000 0,50000 0,60000 0,40000 0,50000 0,30000 0,40000 0,20000 0,30000 0,10000 0,00259 0,00524 0,00258 0,00274 0,00949 TRIGGER 0,00254 0,00240 0,00274 0,00295 0,00251 0,00220 0,00265 0,00437 0 0,20000 0,00000 0,10000 0,00949 0,00295 0,00274 0,00274 0,00258 0,00265 0,00254 0,00251 0,00240 0,00220 0 mar/19 abr/19 mai/19para jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 em jan/20 fev/20 mar/20 0,00437 abr/20 OTRIGGER Trigger0,00259 é uma0,00524 ferramenta medir e investigar possíveis danos ocorridos função de tratamentos 0,00000 oferecidos ao paciente. Inicialmente, ela foi criada pelo IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o Observamos nos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está próximo de 0. mar/19 jun/19 jul/19 ago/19 para set/19 out/19 nov/19 dez/19 eem jan/20 fev/20 mar/20 abr/20 O Triggerhospitalar, é umaabr/19 ferramenta para investigar possíveis danos ocorridos função de tratamentos ambiente masmai/19 a equipe domedir IOV ae adaptou o ambiente ambulatorial clínico. “Esta ferramenta

LEGENDA: Observamos gráficos queela o índice de Eventos Sentinelas está de 0.Improvement) para o oferecidos paciente.nos Inicialmente, foi criada peloauditorias IHI (Institute forpróximo Healthcare nos permiteaoidentificar possíveis danos por meio de multidisciplinares, bem como discutir e TRIGGER ambiente hospitalar, mas melhoria a equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta desenvolver planos para da assistência por meio da criação de barreiras de de risco”, LEGENDA: nos gráficos que oeíndice de Eventos Sentinelas está próximo de 0.prevenção O Trigger Observamos é uma ferramenta para medir investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos oferecidos ao nos permite identificar possíveis danos por meio de auditorias multidisciplinares, bem como discutir e explica o oncologista Dr. Fernandes. paciente. Inicialmente, elaHenrique foi criadaZanoni pelo IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o ambiente hospitalar, mas a desenvolver planos para para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras prevenção de risco”, equipe do IOV a adaptou o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nosde permite identificar possíveis danos explica o oncologista Henrique Zanoni Fernandes. por meio de auditoriasDr. multidisciplinares, bem como discutir e desenvolver planos para melhoria da assistência por meio

GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia São José dos Campos 2018 -2019 30,00 GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia São José dos 14,12 GLOBAL TRIGGER TOOL - UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Campos 2018 -2019 30,00 da criação de barreiras de prevenção de risco”, explica o oncologista Dr. Henrique Zanoni Fernandes.

10,26

20,00

20,00 10,00

4,39

4,25

4,83

2018 -2019

14,12

10,26

5,19

4,89

5,17

5,48

7,39

10,24 7,39 2,68 6,962,20 5,48 5,11 5,17 5,19 4,83 4,89 0,00 0 0 4,25 3,16 3,18 3,67 10,24 10,00 2,024,392,53 1,87 3,16 3,29 1,74 3,12 2,681,73 0 2,20 1,92 0,00 0,00 0 6,962,20 jul/18 ago/18 set/18 out/183,16 nov/183,29 dez/18 jan/19 fev/193,12 mar/19 mai/193,18 jun/193,67 jul/19 ago/195,11 set/19 out/19 0,00 abr/193,16 0 nov/19 0 2,53 2,02 1,87 1,74 1,73 0,00 0,00Measure #2: Danos/1000 procedimentos 0 0 Measure #1: Danos/1000 atendimentos jul/18 ago/18 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 1,92

2,20

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

TRIGGER - UnidadeDE de Quimioterapia Taubaté 2018 - 2019 GLOBALGLOBAL TRIGGER TOOLTOOL - UNIDADE QUIMIOTERAPIA TAUBATÉ 2018 - 2019 8,40 GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2018 - 2019

20,00

15,00 20,00 10,00 15,00

6,13

6,12

5,39

6,02

8,40

5,33

6,13 3,52 5,57 3,523,260,00 3,153,19

6,12 3,28 2,56 6,02 8,50 5,33 5,39 6,43 5,71 5,51 3,283,31 5,04 2,563,79 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 8,50 6,43 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5,57 5,51 0,00 0,00 5,00 5,04 5,71 0,00 3,79 0,00 nov/18 dez/183,31 0,00 abr/19 mai/19 0,00 jun/19 0,00 jul/19 0,00 ago/19 set/19 0,00 out/19 0,00 nov/19 jul/18 3,19 ago/18 set/183,26 out/18 jan/19 fev/19 mar/19 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Measure #1:nov/18 Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos jul/18 ago/18 set/18 out/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19

5,00 10,00

3,15

Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os números de eventos/danos Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for Healthcare Improvement, que analisa LEGENDA: Nos gráficos das unidades de quimioterapia São– Institute José dos of Campos e Taubaté, observamos que os a performance de qualidade tendo como referência ode IOM Medicine. Os triggers evidenciados foram analisados, números de eventos/danos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for tratados e desenvolvido contramedidas. LEGENDA:Improvement, Nos gráficos que dasanalisa unidades de quimioterapia de Sãotendo José como dos Campos e Taubaté, observamos que os Helthcare a performance de qualidade referência o IOM – Institute of Medicine. números de eventos/danos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for Os triggers evidenciados foram analisados, tratados e desenvolvido contramedidas. 5 Helthcare Improvement, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine.


LEAN

DIRETOR EXECUTIVO DO IOV PUBLICA ARTIGO SOBRE

O pensamento lean pode levar a ótimos resultados muito rapidamente, o que é exatamente do que as organizações da área da saúde ao redor do mundo precisam agora”

PRÁTICAS LEAN NO COMBATE À COVID-19 Visando disseminar as experiências e boas práticas que estão sendo implementadas em diversas partes do mundo com significativos impactos no combate à Covid-19, o diretor executivo do IOV, Dr. Carlos Frederico Pinto, em conjunto com uma equipe da Lean Global Network (Rede Global Lean) que conta com profissionais da Itália, Austrália, Estados Unidos e Argentina, publicou um artigo com um conjunto de dicas sobre como as práticas do lean têm auxiliado na batalha contra a Covid-19 em diversas instituições de saúde. “O pensamento lean pode levar a

ótimos resultados muito rapidamente, o que é exatamente do que as organizações da área da saúde ao redor do mundo precisam agora. Embora as transformações que compartilhamos no artigo foram realizadas ao longo de anos, elas são conquistadas tomando ação imediata, dia após dia, conforme as circunstâncias ao nosso redor mudam”, afirma Dr. Frederico. O artigo que já foi traduzido para sete diferentes idiomas está disponível no site do Lean Institute Brasil. www.lean.org.br/ artigos/664/enfrentando-a-covid-19com-o-lean-na-area-da-saude.aspx

WEBINÁRIO INTERNACIONAL TAMBÉM ABORDOU APLICAÇÃO DE LEAN NO COMBATE À COVID-19 O Lean Institute Argentina promoveu um webinar com gestores médicos e especialistas lean da Argentina, Brasil e Chile, que contou com a participação do diretor executivo do Instituto de Oncologia do Vale, Dr. Carlos Frederico Pinto, para abordar a aplicação da mentalidade lean no combate à Covid-19. Segundo Dr. Frederico, o objetivo do encontro foi apresentar aos participantes como a mentalidade lean está contribuindo para transformar a realidade do sistema de saúde, facilitando o rápido aprendizado

para gerir as profundas mudanças vivenciadas neste momento de pandemia. “Compartilhei informações sobre como o desenho do fluxo do paciente, o trabalho padrão, rounds diários e outras ferramentas leam têm nos ajudado neste momento que precisamos fazer mudanças rápidas para proteger nossos pacientes e colaboradores”, conclui. Assista a gravação do webinário no link:www.youtube.com/ watch?v=sm3nGT2uCF8&feature =youtu.be

6


COVID-19

FAMILIARES E CUIDADORES Quem mora com paciente em tratamento de câncer ou é cuidador deve ficar atento às recomendações de prevenção à Covid-19 e seguir as orientações do Ministério da Saúde para protegê-lo, pois pessoas que estão em tratamento de quimioterapia, radioterapia, tenham feito cirurgia há menos de um mês ou façam uso de medicamentos imunossupressores, são parte do grupo que possui um risco maior de ter complicações graves se forem contaminadas pelo novo coronavírus. Os familiares de pacientes oncológicos também devem adotar o isolamento social e, se realmente precisarem sair, deverão usar máscaras durante todo o tempo que estiver na rua ou quando estiver em contato com o paciente. Ao retornar, devem retirar os sapatos antes de entrar em casa e deixá-los do lado de fora, trocar a roupa colocando-a para lavar imediatamente, lavar as mãos com água e sabão, tomar banho e lavar os cabelos antes de ter contato com o paciente. Também é muito importante cuidar da higiene da casa e, quando não for possível fazer a limpeza completa, desinfetar as superfícies que são tocadas com maior frequência como mesas e bancadas, celulares, controle remoto, maçanetas, entre outros. O chão próximo à entrada também deve ser limpo com frequência. Além disso, embalagens de alimentos, medicamentos e outras compras devem ser higienizados antes de serem guardados. Se alguém que convive na mesma casa que um paciente oncológico apresentar algum sintoma de gripe, a pessoa deverá se organizar junto aos familiares e amigos, buscar um outro local para ficar em quarentena ou para acolher o paciente. Caso isso não seja possível, a pessoa com sintomas gripais deverá ficar isolada em um cômodo da casa, evitando manter contato com os demais moradores.

DE PACIENTES ONCOLÓGICOS DEVEM ADOTAR MEDIDAS PARA PROTEGÊ-LO DA COVID-19

Como manter o isolamento na mesma casa O ideal é que o cômodo destinado ao isolamento seja um quarto, que tenha um banheiro exclusivo para a pessoa a ser isolada. O cômodo deve ficar todo o tempo com a porta fechada. Mas é necessário manter a janela aberta para que haja uma fonte de ventilação e entrada de luz solar. A pessoa com suspeita de infecção ou infectada precisa trocar a própria roupa de cama. Se houver secreções na roupa de cama, ela deve embalar em um saco plástico, para que outra pessoa possa levar à máquina de lavar ou ao tanque. Também é importante manter uma lixeira ao lado da cama, com saco plástico, para jogar o lixo. Quando o recipiente estiver cheio, a própria pessoa deverá fechar a sacola e só depois

despejar em lixeiras comuns, seja da casa, da rua ou do prédio. Quando estão dividindo o mesmo cômodo, pessoas infectadas e não infectadas deverão estar o tempo todo de máscara, mas o ideal é não passar o dia inteiro no mesmo cômodo. Quando o banheiro é compartilhado, o paciente em isolamento precisa desinfetar todas as superfícies usadas por ele: vaso sanitário, interruptores, maçaneta, descarga, box e regulador de temperatura do chuveiro, por exemplo. Objetos que antes eram compartilhados, como pasta de dente, sabonete de pia e toalha de rosto, devem passar a ser individuais. Também é necessário separar o recipiente das escovas de dentes.

7


QUALIDADE DE VIDA

MULHERESÉ TEMA DO DIA INTERNACIONAL NOTÁVEIS DA MULHER NO IOV dos pacientes. “Nosso objetivo é promover a troca de experiências entre mulheres sobre a maneira como cada uma enfrenta os desafios da vida”, explica Ana Eliza Sakakibara, psicóloga do IOV. Fabiana da Silva Pereira encerrou seu tratamento com radioterapia em dezembro de 2018, mas fez questão de retornar ao IOV para a roda de conversa. “No período do tratamento oncológico precisamos de muita força, de muito pensamento positivo, por isso, senti a necessidade de estar aqui na roda de conversa para dar apoio para outras pacientes e mostrar que tudo isso passa”, conclui.

Somos notáveis só por sermos mulheres. Passamos por muitos estigmas, não só pelo câncer, mas por sermos mulheres, mães, casadas, solteiras, por coisas que fazemos e por coisas que não fazemos

IOV MANTÉM PÁGINA COM

NOTÍCIAS E INFORMAÇÕES

DE PREVENÇÃO AO CÂNCER Sempre preocupado com a prevenção e combate ao câncer, bem como com a melhora da qualidade dos serviços de saúde, o Instituto de Oncologia do Vale aposta na divulgação sistemática de informações confiáveis. Além de contar com o jornal

IOV&Você, perfis no Instagram, Facebook, LinkedIn e Twitter, o IOV também tem uma página de notícias sobre o combate ao câncer, COVID-19 e eventos de prevenção. Acesse o link e tenha informações confiáveis e de fonte segura: www. iov.com.br/grupo-iov/noticias/

8

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, o Instituto de Oncologia do Vale promoveu nas unidades de São José dos Campos e Taubaté a roda de conversa “Mulheres Notáveis: o que temos em comum?”. “Somos notáveis só por sermos mulheres. Passamos por muitos estigmas, não só pelo câncer, mas por sermos mulheres, mães, casadas, solteiras, por coisas que fazemos e por coisas que não fazemos”, destaca Marjorie Vannucci, paciente do IOV. A ação faz parte da programação da “Oficina de Qualidade de Vida”, que visa promoção do bem-estar

Profile for IOV - Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 81  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 81  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded