{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

79 Ano 17 Novembro/Dezembro

2019

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV Taubaté conquista certificação internacional de qualidade QOPI

A

unidade de Taubaté do Instituto de Oncologia do Vale acaba de conquistar a certificação Quality Oncology Practice Initiative (QOPI). Concedida pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) esse reconhecimento valida as melhores práticas oncológicas realizadas tanto em âmbito nacional quanto internacional. A unidade de São José dos Campos, que foi a primeira clínica da América Latina e a segunda fora dos Estados Unidos a receber a certificação, também foi recertificada pela QOPI. “Este é um momento muito importante, pois houve uma ampliação do treinamento e transferência de responsabilidade que gerou um crescimento profissional para todos que assumiram papéis-chave para fazer o processo de certificação de Taubaté e recertificação de São José dar certo”, afirma o diretor clínico do IOV, Dr. Henrique Zanoni Fernandes. Para receber a certificação, ambas as unidades passaram primeiramente por um programa de qualidade voltado para o cuidado e a segurança dos pacientes. Na avaliação, foram medidos mais de 100 critérios de qualidade, com base em recomendações publicadas e opiniões de especialistas. Elas passaram ainda por auditorias presenciais, através de uma análise rigorosa dos profissionais oncológicos, incluindo médicos e enfermeiros. O processo de inspeção se repete a cada três anos. Segundo a médica Oncologista do IOV de Taubaté, Dra. Évelin Araújo dos Santos Marotta, a dedicação da equipe e a forma com que todos os colaboradores estão envolvidos e comprometidos com a busca da

qualidade sem dúvida foram os elementos essenciais dessa conquista. “Tendo em vista que essa é uma certificação específica da área de oncologia e referência para as melhores práticas, ela representa para toda a equipe uma cultura de auto excelência e reforça o nosso compromisso de buscar sempre o melhor em termos de qualidade do tratamento oferecido aos pacientes.”, afirma. Para o Dr. Henrique, a coesão do time foi o grande diferencial que levou à conquista. “Para entregar os processos, todos os setores têm que demonstrar eficiência e segurança, desde a admissão até a saída do paciente. O pioneirismo do IOV em se preocupar com a segurança e a qualidade levou o time a se tornar coeso e ser eficaz em todo o processo”, concluiu.

O processo de certificação é rigoroso, levantando questões relacionadas à excelência em qualidade, segurança e otimização contínua dos processos e se inicia meses antes, com várias reuniões e com o envio de toda a documentação referente aos nossos padrões para ser submetida a uma avaliação


2

EDITORIAL

Muito para celebrar e ainda mais para desejar

E

ncerramos o ano de 2019 com muitos motivos para celebrar. Tivemos um período de muitas conquistas que se refletem na melhora dos nossos serviços e da qualidade de vida da população da nossa região, que hoje não precisa se deslocar para SP ou para outros grandes centros em busca de tratamento quimioterápico e radioterápico de qualidade. Investimos fortemente na aquisição de novas tecnologias, educação continuada das equipes e em campanhas de prevenção e estímulo ao bem-estar e qualidade de vida. Sempre baseados na Mentalidade Lean, continuamos focados na melhora dos nossos processos, investimos na manutenção e conquista de certificações internacionais de qualidade e vimos nossas boas práticas se tornarem referência para outras unidades de saúde nacionais e internacionais e até mesmo para empresas de outros segmentos. Tudo isso gerou benefícios diretos para nossos pacientes e para a população local, o que muito nos alegra e motiva. Para 2020, esperamos continuar evoluindo e transformando nossos esforços em resultados em prol da prevenção e do tratamento do câncer. Feliz 2020!

Leonídia Altoé Site Manager | Gerente de Relacionamento

RADIOTERAPIA

Pacientes do Vale que necessitam de radioterapia têm à disposição o que há de mais moderno

V

isando sempre oferecer o que há de mais moderno aos pacientes, garantindo a excelência no cuidado, o IOV investiu fortemente nas unidades de radioterapia. “Além da aquisição de equipamentos de ponta, houve um investimento muito grande no treinamento da equipe tanto na parte comportamental quanto técnica, bem como na aplicação da filosofia lean. O resultado é uma equipe arrojada, harmônica e focada na qualidade de vida do paciente”, explica a site manager do IOV, Leonídia Altoé. Atualmente, as unidades de radioterapia contam com quatro aceleradores lineares, que têm um

sistema de planejamento que auxilia a equipe médica e física médica no delineamento dos órgãos e em cálculos de tratamento, bem como com a tecnologia para a radioterapia de intensidade modulada (IMRT). Indicada principalmente para o tratamento de tumores de próstata, cabeça e pescoço, ginecológicos, gastrointestinais e do sistema nervoso central, a IMRT é altamente precisa e permite uma melhor delimitação da área a ser tratada, reduzindo o impacto aos tecidos saudáveis do corpo e aumentando a eficácia do tratamento. Também foi instalado um equipamento de aquisição de imagens

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Comunikação Consultoria - Tel.: (12) 98156-6744 - www.comunikacao.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga - MTb 38.005 – Redação: Areta Braga e Natália Mitie Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Adriano Augusto – Revisão: Flávia Gavioli – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 600 exemplares.


3

digital, que proporcionou ganhos como mais rapidez, melhora da clareza e definição de contraste em comparação aos filmes de raio-x, eliminação da manutenção da reveladora e dos gastos com químicos radiológicos. “A CR (Radiologia Computadorizada) Fuji nos permite uma excelente análise das imagens, tornando os planejamentos e portais de controle de qualidade muito mais eficientes para localização anatômica do tratamento dos pacientes”, afirma a supervisora dos técnicos em radioterapia, Deila Oliveira Bernardo. No que diz respeito à capacitação, antes de cada equipamento entrar em operação a equipe passou por treinamentos técnicos para trabalhar com a tecnologia. Os profissionais de radioterapia, por exemplo, realizaram uma especialização de seis meses no Instituto Cimas de São Paulo e EaD pela INACI/FINACI, antes mesmo do acelerador linear com sistema IMRT entrar em funcionamento. No curso, eles aprofundaram seus conhecimentos no planejamento e tratamento em 3D, radiocirurgia e técnicas com feixes modulados (VMAT e IMRT). Alguns físicos médicos e médicos radio-oncologistas também fizeram pós-graduação em Tecnologia de Radioterapia no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Com 18 meses de duração, o curso teórico e prático visa o conhecimento da alta tecnologia disponível na área. “Este curso nos permitiu estar atualizados com as mais modernas tecnologias. Isso somado aos investimentos em equipamentos do IOV, nos ajuda a oferecer um tratamento mais seguro, preciso e com menos efeitos colaterais e toxidade”, afirma o médico radio-oncologista Carlos Oliveira Lopes. “O estágio que fez parte desta pós também trouxe uma experiência muito positiva de conhecer a rotina de um serviço de ponta e agregou muito em termos de atualização”, conclui o físico médico Anderson Mariano.

HUMANIZAÇÃO E ATENDIMENTO MULTIDISCIPLINAR

QUALIDADE CERTIFICADA Para consolidar todos esses avanços e a qualidade do serviço, a equipe da Radioterapia está em busca da certificação canadense Qmentum International, que orienta e monitora os padrões de alta performance em qualidade e segurança, utilizando critérios internacionais com validação mundial, e é aplicada em mais de 30 países assegurando o atendimento das organizações em relação a requisitos de governança e boas práticas assistenciais. A primeira visita dos avaliadores já foi realizada.

Com o foco na humanização e no cuidado multidisciplinar, também foram promovidos treinamentos em comunicação e atendimento ao cliente para as equipes da radioterapia. Além disso, o modelo de Cuidado Coordenado, que vem sendo aplicado com sucesso nas unidades de quimioterapia há três anos foi estendido para os pacientes da radioterapia. O Cuidado Coordenado da radioterapia dispõe de uma equipe exclusiva com duas enfermeiras, que acolhem e acompanham o paciente durante todo o tratamento. Elas têm um papel muito importante de orientação e suporte, atuam, principalmente, no controle da dor e dos efeitos colaterais, proporcionando apoio e antecipando as necessidades do paciente.

Este curso nos permitiu estar atualizados com as mais modernas tecnologias. Isso somado aos investimentos em equipamentos do IOV, nos ajuda a oferecer um tratamento mais seguro, preciso e com menos efeitos colaterais e toxidade


4

TREINAMENTOS

IOV promove treinamentos para capacitação da equipe

O

Instituto de Oncologia do Vale promove durante o ano inteiro, treinamentos e palestras para capacitação e desenvolvimento dos colaboradores de todas as unidades. No segundo semestre, os colaboradores tiveram quatro encontros que trouxeram temas importantes para o desenvolvimento pessoal de cada um: relacionamento interpessoal e trabalho em equipe, comunicação assertiva, excelência no atendimento ao cliente, e etiqueta corporativa e postura profissional. Segundo José Carlos Carturan Filho, facilitador e diretor de desenvolvimento da Elleven Treinamentos, a preparação serve como base para a evolução dos colaboradores e para que haja alinhamento entre os componentes do time, independentemente das áreas. No primeiro encontro, o tema “relacionamento interpessoal e trabalho em equipe” abordou a importância da integração entre pessoas e equipes,

fazendo com que as competências sirvam como pontos complementares e favoráveis à empresa. “Também abordamos a relevância da relação entre os departamentos para que a empresa funcione de modo mais homogêneo”, complementa o facilitador. A comunicação pode exercer impacto positivo ou negativo e, por isso, é essencial buscar sempre ter uma comunicação mais assertiva, tema abordado no segundo encontro, em que foram trabalhadas ferramentas mais práticas e técnicas para melhoria da comunicação. No treinamento de “excelência no atendimento ao cliente”, foi traçado um panorama sobre as mudanças no perfil do cliente atual. “Pensamos em como podemos oferecer uma experiência satisfatória, principalmente, no ambiente da saúde, onde lidamos com medos, dores e inseguranças”, explica. O último treinamento focou na “etiqueta corporativa e postura profissional”. “Trouxemos boas práticas

de convívio no ambiente profissional, no que diz respeito à postura dentro do ambiente de trabalho, mas também em redes sociais e atendimentos remotos (telefone e e-mail)”, conta. “Os treinamentos são de grande importância para a equipe do IOV, e é também mais um momento que eles têm para receber informação, avaliar e aplicar no dia a dia”, destaca Patrícia Fernanda Claro, coordenadora do RH do IOV.

Os treinamentos são de grande importância para a equipe do IOV, e é também mais um momento que eles têm para receber informação, avaliar e aplicar no dia a dia


5

QUALIDADE DE VIDA

Oficina de Qualidade de Vida do IOV realiza artesanato solidário de Natal

E

m clima natalino, a equipe multiprofissional do IOV promoveu o Artesanato Solidário de Natal, que desde o ano passado faz parte da programação da Oficina de Qualidade de Vida. As oficinas e atividades manuais têm esse poder terapêutico para os pacientes em tratamento do câncer, pois proporcionam um momento de descontração e relaxamento. “Ocupa a cabeça, o tempo e ainda sentimos que estamos ajudando os outros também. Amo aprender artesanato e receber atividades para a minha saúde mental no mesmo local em que faço tratamento de quimioterapia”, conta Carlota Abreu de Souza Valle, paciente do IOV. O Artesanato Solidário de Natal foi realizado com o apoio das artesãs voluntárias da Casa Recomeço, que ensinaram os participantes a confeccionar bolas e guirlandas natalinas para serem utilizadas na decoração natalina. Balbina Hernandez, que é paciente do IOV e voluntária da Casa Recomeço, se dispôs a ajudar com a oficina. “É uma maneira de acolher as pessoas e interagir, a gente acaba trocando experiências”, destaca. Além do lado terapêutico, esta

Oficina de Qualidade de Vida também teve um significado solidário, “com a arrecadação de alimentos não perecíveis que foram doados para a Casa Recomeço, instituição de apoio ao paciente oncológico que tem a missão de promover uma rotina saudável para a pessoa em tratamento e proporcionar qualidade de vida. “Essas atividades fazem toda diferença na vida do paciente, vemos o quanto ele é capaz de produzir algo que traz satisfação, que aumenta a autoestima, e que ainda contribui de forma solidária com a Casa Recomeço”, destaca Graça Marques, assistente social do IOV e presidente da Casa Recomeço.

Ocupa a cabeça, o tempo e ainda sentimos que estamos ajudando os outros também. Amo aprender artesanato e receber atividades para a minha saúde mental no mesmo local em que faço tratamento de quimioterapia


6

QUALIDADE DE VIDA

IOV promove show de talentos

O

Instituto de Oncologia do Vale sabe da importância dos momentos de descontração durante o tratamento oncológico, por isso, promoveu um Show de Talentos com pacientes, familiares e colaboradores da unidade de São José dos Campos. “A proposta do evento é proporcionar o bem-estar

emocional de pacientes, familiares e colaboradores”, explica Ana Eliza Sakakibara, psicóloga do IOV. Teve moda de viola, música e recitação. Ao todo foram 14 apresentações de pacientes, familiares e colaboradores do IOV. “Todos estavam bem motivados e dispostos a dar o seu melhor, sei que cada um foi tocado por um sentimento único”, destaca Ana Eliza.

A proposta do evento é proporcionar o bemestar emocional de pacientes, familiares e colaboradores


7

QUALIDADE DE VIDA

Semana da Saúde incentiva a adoção de hábitos mais saudáveis também entre os colaboradores

O

Instituto de Oncologia do Vale de São José dos Campos realizou a Semana da Saúde IOV, um evento para relembrar os colaboradores sobre a importância de uma alimentação saudável e da prática de atividade física para viver com qualidade de vida. “Pensando na cultura de cuidado do IOV com os pacientes, reunimos uma equipe para também oferecer esse cuidado aos nossos colaboradores”, destaca Mauricio Gomes dos Santos, técnico em Segurança do Trabalho do IOV. A programação contou com as palestras da nutricionista, Mônica Kinoshita, que falou sobre “Como emagrecer de forma saudável e equilibrada” e do personal trainer, Sérgio Godoy, com o tema “Vivendo a vida com a vida”. Além disso, ao longo da semana os colaboradores receberam informativos sobre qualidade de vida, atividades físicas, entre outros assuntos relacionados ao bem-estar. Durante o evento, o IOV também divulgou a parceria do Programa de Qualidade de Vida do Instituto, que está sempre em busca de novas ações para a equipe, com a academia Saúde em Evidência. “Abrimos também uma

semana “open” para os colaboradores realizarem atividades e conhecerem o espaço da academia como forma de integração e início da nova parceria”, complementa Mauricio. O programa Saúde in Company, da Saúde em Evidência tem como proposta estimular a busca pela qualidade de vida utilizando a nutrição e a atividade física regular. “O programa é de extrema importância para os colaboradores do IOV para que tenham uma vida mais saudável, contagiando todos em sua volta com bons hábitos diários”, ressalta Sérgio Godoy.

Pensando na cultura de cuidado do IOV com os pacientes, reunimos uma equipe para também oferecer esse cuidado aos nossos colaboradores


8

RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

Segurança do Paciente no Grupo IOV Segurança do Paciente no Grupo IOV

ALERTAS DE SEGURANÇA

O Sistema de Gestão do IOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo ALERTAS e torná-lo DE maisSEGURANÇA seguro. As equipes são responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador de ideias. Se algum problema é identificado, analisa-se o risco, melhora o processo, cria barreiras e padroniza para que evento não ocorra novamente. O Sistema de Gestão do oIOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no

Segurança do Paciente no Grupo IOV

processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo e torná-lo mais seguro. As equipes são responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador de ideias. Se algum problema é ALERTAS DE SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2018/2019 identificado, analisa-se o risco, melhora o processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra novamente. ALERTAS DE SEGURANÇA

ALERTAS DESegurança SEGURANÇA RADIOTERAPIA O Sistema de Gestão do IOV desenvolveu o Alerta de com o objetivo de identificar2018/2019 os potenciais riscos no processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo e torná-lo mais seguro. As equipes 73 80 62 59 são responsáveis em identificar as falhas, que são discutidas no quadro gerador 55 de ideias. Se algum problema é 53 46 60 45 42 e padroniza para41que o evento identificado, analisa-se o risco, melhora o processo, cria barreiras 39 39 não ocorra 35 33 28 26 40 novamente. 20 20

0

ALERTAS DE SEGURANÇA RADIOTERAPIA 2018/2019

set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 73 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 80 62 59 55 53 46 60 45 42 41 39 39 35 33 28 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2018/2019 26 40 20 20 300 247 223 212 211 205 2500 201 193 193 183 178 169 161 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2018/2019 200 152 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 151 150 150 87 100 50 ALERTAS DE SEGURANÇA QUIMIOTERAPIA 2018/2019 0 300 247 set/18 out/18 nov/18 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 223 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 212 211 205 250 201 193 193 183 178 169 161 200 152 151 150 Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram que mantém o número de alertas de 150 87 segurança abertos no Grupo IOV. 100 50 0 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19

Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram que mantém o número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV. Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram que mantêm o número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV.


9

EVENTO SENTINELA EVENTO SENTINELA A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a A classificação de causas de um possível é denominada Sentinela que, deaos acordo comoua Organização Mundial da Saúde (OMS), é umerro incidente inesperadoEvento e indesejável associado cuidados Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou EVENTO SENTINELA serviços prestados ao paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de A classificação deaocausas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, dedurante acordo com a Organização serviços prestados paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre o processo de recebimento de serviços deé um saúde. Mundial da Saúde (OMS),de incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao recebimento de serviços saúde.

paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde.

SENTINELA APLICAÇÕES DE RADIOTERAPIA 2018/2019 SENTINELA POR APLICAÇÕES DEPOR RADIOTERAPIA 2018/2019 SENTINELA POR APLICAÇÕES DE RADIOTERAPIA 2018/2019

1,00000 1,00000 0,80000 0,80000 0,60000 0,60000 0,40000 0,40000 0,20000 0,20000 0,00000 0,00000

0 0 0,00022 0 0,00019 0 0,000130,00011 0 0,00018 0 0,000460,00013 0 0,00014 0 0 0 0,00022 0 0,00019 0 0,000130,00011 0 0,00018 0 0,000460,00013 0 0,00014 0 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2018/2019 SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2018/2019

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS DE QUIMIOTERAPIA 2018/2019

1,00000 1,00000 0,80000 0,80000 0,60000 0,60000 0,40000 0,40000 0,20000 0,005820,00222 0 0,005840,002200,008180,002590,005240,002580,002740,00949 0 0,002540,002400,002740,00295 0,20000 0,005820,00222 0 0,005840,002200,008180,002590,005240,002580,002740,00949 0 0,002540,002400,002740,00295 0,00000 0,00000 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19 TRIGGERS set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 dez/19

TRIGGERS gráficos que o índice de Eventos Sentinelaspossíveis está próximo de ocorridos 0. OObservamos Triggers énos uma ferramenta para medir e investigar danos em função de tratamentos LEGENDA: Observamos nos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está próximo de 0. oferecidos ao paciente. ela foi IHI (Institute fordeHealthcare Improvement) para o LEGENDA: Observamos nosInicialmente, gráficos que o índice decriada Eventospelo Sentinelas está próximo 0. O Triggers é uma ferramenta paradomedir investigar possíveis danosambulatorial ocorridos em função de tratamentos ambiente hospitalar, mas a equipe IOV ae adaptou para o ambiente e clínico. “Esta ferramenta oferecidos paciente. possíveis Inicialmente, ela foi IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o e TRIGGERS nos permite ao identificar danos porcriada meio pelo de auditorias multidisciplinares, bem como discutir O Triggershospitalar, éplanos uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de prevenção tratamentos oferecidos ambiente masmelhoria a equipe do a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta desenvolver para daIOV assistência por meio da criação de barreiras de de risco”, ao paciente. Inicialmente, elapossíveis foi criada danos pelo IHIpor (Institute para o bem ambiente hospitalar, nos permite identificar meio for de Healthcare auditorias Improvement) multidisciplinares, como discutir mas e a explica o oncologista Dr. Henrique Zanoni Fernandes. equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nos permite identificar possíveis desenvolver planos para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”,danos por meio de auditorias multidisciplinares, bem como discutir e desenvolver planos para melhoria da assistência com a explica o oncologista Dr. Henrique Zanoni Fernandes.

TOOLo -oncologista UnidadeDr. deHenrique Quimioterapia São José criação de barreiras deGLOBAL prevençãoTRIGGER de risco”, explica Zanoni Fernandes.

dos

2018 GLOBAL TRIGGER TOOL -TRIGGER UNIDADE DECampos QUIMIOTERAPIA SÃO JOSÉ DOS GLOBAL TOOL - Unidade de -2019 Quimioterapia SãoCAMPOS José dos 2018 -2019

30,00

30,00 20,00 20,00 10,00

10,26 4,39

4,25

4,83

14,12

Campos 2018 -2019

10,26

5,19

4,89

5,17

14,12

5,48

7,39

7,39 10,24 2,68 5,17 5,48 5,11 10,24 10,00 0,00 0 0 3,67 3,18 3,16 3,12 2,68 1,73 6,962,20 1,74 0,00 0,00 0 0 5,11 0,00 0 0 3,67 3,18jun/19 3,16mai/19 3,12 jul/18 2,02 ago/18 2,53 set/18 1,87 out/183,16 nov/183,29 dez/18 jan/191,74 fev/19 mar/19 abr/19 jul/19 ago/19 set/19 1,73 out/19 nov/19 0,00 0,00 0 0 Measure #1:nov/18 Danos/1000 Measure #2:jun/19 Danos/1000 jul/18 ago/18 set/18 out/18 dez/18atendimentos jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jul/19procedimentos ago/19 set/19 out/19 nov/19

1,92

2,20

4,25 4,83 4,39 1,92 2,02 2,53 2,201,87 3,16 3,29

6,962,20

5,19

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

4,89

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

GLOBALGLOBAL TRIGGERTRIGGER TOOL - UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA TAUBATÉ 2018 -2018 2019- 2019 TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 20,00

GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2018 - 2019 8,40

20,00 8,40 6,12 15,00 6,02 6,13 5,33 5,39 6,12 15,00 6,02 6,13 5,33 10,00 3,52 3,28 5,39 2,56 3,15 8,50 10,00 3,52 3,28 6,43 2,56 3,15 5,57 5,51 8,50 5,00 5,04 5,71 3,79 6,43 3,31 0,00 0,00 0,00 0,00 3,19 5,57 3,260,00 5,51 0,00 0,00 5,00 5,04 5,71 3,79 3,31 3,26 0,000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3,19 0,00 0,00 jul/18 ago/18 set/18 out/180,00 0,00 0,00jun/19 0,00 jul/19 0,00ago/19 set/19 0,00 out/19 0,00 nov/19 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jul/18 ago/18 set/18 out/18 nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 nov/19 Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos

Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os números de eventos/danos identificados estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for Healthcare LEGENDA: Nos que gráficos das unidades dede quimioterapia de São José dos Campos Taubaté,ofobservamos os Improvement, analisa a performance qualidade tendo como referência o IOMe e–Taubaté, Institute Medicine.que Osque triggers LEGENDA: Nos gráficos das unidades deestão quimioterapia depadrões São José dos Campos observamos osfor números de eventos/danos identificados, dentro dos estabelecidos pelo benchmarking do Institute evidenciados foram analisados, tratados e desenvolvido contramedidas.

números de eventos/danos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for Helthcare Improvement, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine. Helthcare Improvement, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine. Os triggers evidenciados foram analisados, tratados e desenvolvido contramedidas. Os triggers evidenciados foram analisados, tratados e desenvolvido contramedidas.


10

LEAN

Livro sobre experiência do IOV com Lean é lançado na Colômbia

O

s presidentes do Lean Institute do Chile, Rodrigo Calderon, e da Colômbia, Juan Ruiz, realizaram no Lean Summit Colômbia, que ocorreu de 6 a 7 de novembro, em Bogotá, o lançamento do livro “En Busqueda del Cuidado Perfecto”. A publicação é uma versão traduzida para o espanhol da obra escrita pelo diretor executivo do Instituto de Oncologia do Vale, Dr. Carlos

Frederico Pinto, para compartilhar toda a experiência do IOV na aplicação da mentalidade Lean na saúde. O livro foi o primeiro genuinamente brasileiro sobre a aplicação do Sistema Lean na gestão da saúde. Todas as edições anteriores foram traduzidas de outros países. A publicação também foi a primeira produção editorial 100% nacional feita pelo Lean Institute Brasil (www.lean.org.br), de São Paulo,

Diretor executivo do IOV será palestrante do Lean Summit nos Estados Unidos em 2020

entidade sem fins lucrativos que há 15 anos dissemina o Sistema Lean pelas empresas brasileiras e que, nessa trajetória, já lançou diversos livros e manuais traduzidos de vários idiomas. Para adquirir o livro em sua versão original em português, acesse: www.leanshop.com.br

O diretor executivo do Instituto de Oncologia do Vale Dr. Carlos Frederico Pinto, foi anunciado como um dos palestrantes principais do Lean Summit 2020, que acontece em abril de 2020, na Califórnia, Estados Unidos. Organizado pelo Lean Enterprise Institute, este é um dos maiores evento sobre Lean de todo o mundo. Ele tem o objetivo de reunir profissionais para compartilharem experiências e resultados da aplicação da mentalidade enxuta nas mais diversas organizações, bem como auxiliar na formação de parcerias para a implantação de iniciativas Lean.


11

SEGURANÇA

Treinamento reforça práticas do Plano de Contingências

O

Instituto de Oncologia do Vale promoveu um treinamento de reciclagem do Plano de Contingências em todas as unidades de quimioterapia e radioterapia. Segundo o técnico em Segurança do Trabalho do IOV, Mauricio Gomes dos Santos, o treinamento vai ao encontro da cultura de segurança do IOV e a mentalidade lean. “O Plano de Contingência se enquadrada perfeitamente nesse perfil, pois visa dar segurança aos nossos processos com relação a riscos de incêndios e emergências médicas. Para nós que fazemos a gestão da segurança é muito importante que todos os colaboradores saibam que cada um tem um papel fundamental em nosso plano e esse é o conceito que procuramos passar para eles”, afirma. No treinamento foram realizadas dinâmicas de reconhecimento e interação

entre colaboradores e brigadistas, apresentação dos equipamentos e itens de emergência que cada unidade dispõe, simulação do procedimento padrão de segurança nas emergências com gerador de energia e elevadores, demonstração de alarme sonoro e visual nos setores com a necessidade de evacuação com direcionamento ao ponto de encontro, bem como foi destacada a

responsabilidade de cada colaborador de acordo com o Plano de Contingência estabelecido para cada unidade. “É muito importante que todos tenham o conhecimento e saibam exatamente o que fazer a partir do alarme de emergência, pois assim uma eventual situação adversa será contornada de forma mais segura e eficaz”, conclui Maurício.

SOLIDARIEDADE

Bazar Solidário de Natal da Casa Recomeço reúne artesãos no IOV

O

Bazar Solidário de Natal da Casa Recomeço reuniu artesãos parceiros que venderam produtos de todos os tipos com uma única missão: doar. A Casa Recomeço é uma instituição de apoio ao paciente oncológico que promove uma rotina saudável para a pessoa em tratamento e proporciona qualidade de vida. “A ação é muito importante para divulgar o trabalho desenvolvido pela

entidade, que apoia os pacientes diagnosticados com câncer, além de ser um exercício de cidadania, pois quem recebe ajuda é beneficiado e quem estende a mão também tem muito a receber”, destaca Graça Marques, assistente social do IOV e presidente da Casa Recomeço. “Participo de todos os bazares e acho uma causa muito digna. Adoro poder ajudar a Casa Recomeço, o clima

e a vibração deste lugar é demais”, ressalta Johanna Bakhuizen, artesã da Picotes Ecobijoux. O Bazar Solidário contou com a venda de produtos naturais, bijuterias, cosméticos, decorações natalinas, roupas, terrários, doces e chocolates. Além disso, a Casa Recomeço também estava com uma mesa vendendo produtos feitos pelos próprios pacientes e por voluntários. “Faz um bem para todo mundo, acho que se todos doarem um pouco, nunca vai faltar. Precisamos lembrar disso não só no final do ano, mas o ano inteiro, todos os dias, a qualquer hora”, destaca Lucinha Arantes, artesã parceira. “O Bazar Solidário de Natal mostra o lado solidário e o comprometimento, e Natal é isso: se doar”, complementa Graça.


12

CAMPANHAS

Vicentina Aranha recebeu campanha do Dia Nacional de Combate ao Câncer PROMOVIDA PELO INSTITUTO DE ONCOLOGIA DO VALE, A AÇÃO “PROTEJA-SE NO VICENTINA” CONTOU COM ESTÍMULO A ATIVIDADES FÍSICAS, ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E CULTURA

P

ara apoiar na prevenção, redução do impacto social do câncer e celebrar o “Dia Nacional de Combate ao Câncer”, comemorado em 27 de novembro, o Instituto de Oncologia do Vale, em parceria com o Parque Vicentina Aranha, realizou pelo quarto ano consecutivo o evento “Proteja-se no Vicentina”. A ação, aberta ao público, aconteceu no domingo dia 24 e contou com a participação dos frequentadores do Parque, que podiam passar no quiosque São João, retirar o Mapa da Prevenção com a equipe do IOV, visitar as três estações de prevenção (atividades físicas, alimentação saudável e bem-estar emocional) que estavam distribuídas em pontos estratégicos e colar os adesivos de cada uma delas no mapa. Os primeiros 500 participantes que completaram o circuito e colaram todos adesivos no mapa, ganharam uma

camiseta esportiva exclusiva da ação “Proteja-se no Vicentina” e ajudaram a propagar a mensagem da campanha. Quem é fã da rede social Instagram ainda pode dar um plus na participação e ajudar a ampliar o alcance da ação fazendo uma foto e publicando com a hashtag #iovcombateaocancer. As fotos publicadas durante o período da Proteja-se no Vicentina foram impressas gratuitamente e ficaram disponíveis em um varal de fotografias, no Quiosque São João para que os autores pudessem levá-las para casa.

Novembro Azul: IOV conduz palestras de prevenção ao câncer de próstata em empresas da região

E

m comemoração ao Novembro Azul, o IOV realizou diversas ações dentro e fora do Instituto para levar mais informação e conscientização sobre o câncer de próstata. A equipe da unidade de Taubaté realizou palestras no Hospital Universitário; na empresa Grupo Petrópolis; na Fábrica Gerdau e no Shopping Pátio Pinda, e conseguiu atingir cerca de 480 pessoas. Em São José dos Campos, as palestras foram realizadas na Compsis; no Hospital Regional; na Visiona – Tecnologia Espacial; no Poupatempo; no Sam’s Club; e no hotel Golden Tulip, alcançando 133 pessoas. “O IOV tem um trabalho maravilhoso voltado para palestras de Prevenção do Câncer, e a missão é levar conhecimento e esclarecimentos de dúvidas relacionados à doença. Especialmente em novembro, destacamos a importância

em desmistificar o preconceito que ainda existe quando o assunto é câncer de próstata. Por isso, as palestras informativas são de grande importância, os participantes além de se conscientizarem, entendem o quão importante é a prevenção”, destaca Priscilla Arcas, VSM da Assistência do IOV Taubaté. Além disso, os colaboradores também participaram do “Blue Day”. Neste dia, todos foram vestidos com uma peça de roupa da cor azul. “A missão do IOV é reduzir o impacto do câncer na vida das pessoas, pensando nisso, realizamos ações para toda comunidade, levando informação sobre a prevenção do câncer. Entendemos que uma pessoa que assiste à nossa palestra, leva para sua família tudo aquilo que aprendeu, com essa educação tentamos entrar na

casa de cada um e plantar a sementinha da prevenção”, ressalta Melissa Shizue Taciro de Freitas, coordenadora do Centro de Estudos do IOV.

Profile for IOV - Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 79  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 79  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

Advertisement