__MAIN_TEXT__

Page 1

72 Ano 16 Setembro/Outubro

2018

Informativo do Grupo IOV

Diretor-executivo do IOV palestra em três eventos internacionais sobre Lean

E

nquanto participante da Lean Healthcare Initiative, uma ação da Global Lean Network para cooperar e desenvolver a mentalidade enxuta na área da saúde envolvendo EUA, Brasil, Espanha, Austrália e Rússia, o diretor-executivo do Instituto de Oncologia do Vale, Dr. Carlos Frederico Pinto, foi convidado para compartilhar

conhecimento em três eventos internacionais de como a jornada Lean, iniciada pelo IOV em 2008, transformou a forma de trabalhar da instituição. Ele participou do Lean Healthcare Academic Conference, evento realizado anualmente na Universidade de Stanford nos Estados Unidos, onde realizou a palestra “Melhorando

Nossa participação no Lean Healthcare Initiative, bem como nestes eventos internacionais, nos permite trocar experiências e informações sobre as melhores iniciativas os Cuidados de Saúde com o Pensamento e Prática Lean”. Em Barcelona, na Espanha, o diretor do IOV participou da Jornada Lean na Saúde, promovida pelo Instituto Lean Management, e compartilhou como a jornada Lean ajudou a equipe do Instituto a desenvolver a mentalidade de melhoria contínua, a liderança pelo exemplo e o transformou em uma referência mundial em mentalidade enxuta. Já na Argentina, o médico abordou o papel do Lean Institute Brasil na mudança do segmento de saúde brasileiro e compartilhou sobre a jornada Lean do Instituto de Oncologia do Vale, ressaltando a importância do nivelamento, do trabalho padrão e administração diária na organização, no 1º Lean Summit Salud, evento realizado em parceria com o Ohio State University e a Lean Global Network, no qual foram apresentados cases de instituições americanas, chilenas e argentinas, bem como do IOV. “Nossa participação no Lean Healthcare Initiative, bem como nestes eventos internacionais, nos permite trocar experiências e informações sobre as melhores iniciativas de mentalidade enxuta na área da saúde em todo o mundo, de modo que conseguimos nos manter em evolução e ajudar outras instituições a avançarem em sua jornada”, conclui Dr. Carlos Frederico.


2

EDITORIAL

E

m setembro, o Instituto de Oncologia do Vale completou 23 anos de história com muitos marcos e motivos para celebrar. Estamos cada dia mais conectados com a nossa missão de reduzir o impacto do câncer na vida das pessoas, seja por meio das campanhas de prevenção, que já atingiram milhares de pessoas, ou por meio do nosso modelo de cuidado coordenado que promoveu uma melhora nos resultados dos tratamentos e reduziu a ida dos pacientes ao pronto socorro. Estamos ajudando as pessoas a minimizarem o impacto da doença, a se prevenirem e terem mais qualidade de vida. Nos tornamos uma referência em filosofia Lean na saúde e temos compartilhado com outras instituições no Brasil e no exterior aprendizados que tivemos durante essa jornada que transformou nossa forma de assistência. Temos ajudado hospitais públicos a também ingressarem nesta jornada, contribuindo assim para a melhora da saúde pública. Nossas equipes estão em constante movimento e a melhoria contínua está em nosso DNA, fazendo com que, apesar de já termos 23 anos, continuemos sendo uma instituição moderna e vanguardista, que está pronta para os muitos anos que virão pela frente.

ATENDIMENTO

Modernização da recepção traz mais conforto para pacientes

S

empre pensando em oferecer o melhor aos pacientes e acompanhantes, o Instituto de Oncologia do Vale realizou uma modernização da recepção e também a reforma dos banheiros. “As mudanças buscaram, principalmente, oferecer mais conforto visual e algumas comodidades”, afirma a VSM do Fluxo de Assistência do IOV, Elisangela Romano. Foram instaladas letras caixas na recepção e uma TV para a divulgação dos informativos de interesse dos pacientes, que até então eram impressos reduzindo assim a produção de resíduos. A TV com função de entretenimento foi substituída por uma com tela maior, bem como foram instaladas tomadas USB para recarga de celulares e disponibilizada uma máquina de café expresso e outras bebidas. Além das mudanças da recepção e reforma dos banheiros, também foi firmado um convênio com um estacionamento que fica na mesma calçada do IOV e que conta com elevador acessível, para que os pacientes utilizem as vagas mais próximas ao IOV sem nenhum custo.

Henrique Zanoni Fernandes Diretor Clínico do IOV

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Comunikação Consultoria - Tel.: (12) 98156-6744 - www.comunikacao.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga - MTb 38.005 – Redação: Areta Braga e Natália Mitie Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Adriano Augusto – Revisão: Flávia Gavioli – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 600 exemplares.


3

LEAN

Lean Day, uma viagem rumo à experiência do Cuidado Perfeito

E

m setembro, foi realizada uma mostra da experiência em Busca do Cuidado Perfeito nas unidades de São José dos Campos e Taubaté. Nomeado de Lean Day, o evento contou com a exposição de projetos de diversos setores, aplicaram o conceito A3 e compartilharam suas melhorias com colaboradores e visitantes. Segundo a gerente de Lean do IOV Stela Maris Antunes Coelho, o objetivo do evento é dar visibilidade aos projetos que estão sendo desenvolvidos pelos times para solução dos problemas encontrados

no dia a dia, confraternizar e permitir que o diretor-executivo e os site managers possam fazer o Gemba, ou seja, irem até o local onde as coisas estão acontecendo, ouvir as equipes e ver as soluções aplicadas por elas. “Podemos dizer que o Lean Day é fruto do modelo de gestão do IOV, no qual os líderes são preparados para ensinarem seus times a aplicar o conceito A3 para a solução dos problemas, de modo que todos na instituição estejam prontos para participar da gestão e da melhoria contínua dos processos”, afirma Stela.

Podemos dizer que o Lean Day é fruto do modelo de gestão do IOV, no qual os líderes são preparados para ensinarem seus times

Revista Planet Lean publica artigo sobre o IOV

M

ais uma vez, o trabalho da equipe do IOV foi destaque na Planet Lean, uma revista on-line oficial da Lean Global Network, que divulga mundialmente a prática Lean. A publicação trouxe um artigo sobre como o Instituto de Oncologia do Vale vem trabalhando em parceria com outras instituições e compartilhando conhecimento desde o início de sua jornada lean, há 10 anos.

Use o QR code para acessar a matéria da Planet Lean


4

RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

Segurança do Paciente no Grupo IOV Segurança do Paciente no Grupo IOV Segurança do Paciente no Grupo IOV

ALERTAS DE SEGURANÇA ALERTAS DE SEGURANÇA O Sistema de Gestão do SEGURANÇA IOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no ALERTAS O Sistema de GestãoDE do IOV desenvolveu o Alerta de Segurança com o objetivo de identificar os potenciais riscos no processo, quanto alertas forem abertos, omaior analisar o fluxo torna-lo mais seguro. As equipes O Sistema demais Gestão do IOV desenvolveu Alertapossibilidade de Segurançade o objetivo de eidentificar os processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade decom analisar o fluxo e torna-lo mais seguro. As equipes sãopotenciais responsáveis identificar as falhas, que são discutidas quadro geradordede ideias,o fluxo se algum problema é riscos em no processo, quanto mais alertas forem abertos, no maior possibilidade analisar sãoeresponsáveis em identificar as são falhas, que sãoem discutidas noas quadro gerador de ideias, se algum problema é torná-lo mais seguro. As equipes responsáveis identificar falhas, que são discutidas no quadro identificado, analisasse o risco, melhora o processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra identificado, analisasse o risco, melhora o processo, cria barreiras e processo, padroniza para que eo evento não ocorra gerador de ideias, se algum problema é identificado, analisa-se, melhora o cria barreiras novamente. padroniza para que o evento não ocorra novamente. novamente.

Alertas de Segurança - Unidades de Raditerapia 2017 / 2018

ALERTAS DEAlertas SEGURANÇA - UNIDADES DE RADIOTERAPIA 2017 2017 / 2018/ 2018 de Segurança - Unidades de Raditerapia

160 160 140 140 120 120 100 100 80 80 60 60 40 40 20 20 0 0

136 136 111 111 63 63 21 21

42 42

23 23

40 40

99 99

81 81

43 43

57 57

66 66 39 39

57 57

59 59

50 50

30 30

44 44

41 41

49 49

46 46

35 35

Alertas de Segurança - Unidades de Quimioterapia ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA 2017/2017/ 2018 2018 400 400 350 350 300 300 250 250 200 200 150 150 100 100 50 50 0 0

Alertas de Segurança - Unidades de Quimioterapia 2017/ 2018 340 340 340 340

316 316

164 164 135 135

180 180 118 92 118 92

244 244 216 211 216 196 211 196

222 222 196 196 122 103 122 103

150 150

215 207 201 205 194 215 207 205 201 194

Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram o número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV.

Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram que mantém o número de alertas de Legenda: Os gráficos das unidades de São José dos Campos e Taubaté ilustram que mantém o número de alertas de segurança abertos no Grupo IOV. segurança abertos no Grupo IOV.


5

EVENTO SENTINELA EVENTO SENTINELA A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a EVENTO SENTINELA Organização Mundial da Saúde é um erro incidente inesperadoEvento e indesejável associado aosacordo cuidados A classificação de causas de (OMS), um possível é denominada Sentinela que, de comoua A classificação depaciente causas de umatingiu possível erro é ou denominada Evento Sentinela que, de acordo com de a Organização serviços prestados ao que o cliente paciente. O incidente ocorre durante o processo Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao recebimento de serviços de saúde. serviços prestados ao paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. recebimento de serviços de saúde.

SENTINELA POR APLICAÇÕES EM RADIOTERAPIA 2017 / 2018 SENTINELA POR APLICAÇÃO RADIOTERAPIAS - 2017 / 2018 SENTINELA POR APLICAÇÃO RADIOTERAPIAS - 2017 / 2018 0,001 0,00081 0,00076

0,0008 0,001 0,0006 0,0008 0,0004 0,0006 0,0002 0,0004 0 0,0002 0

0,00081

0,00057 0,00055

0,00076

0,00044

0,00057 0,00055 0,00032 0,000230,00044 0,00019 0,00017 0,00020 0,000210393 0,00032 0,00023 0 0,00019 0 0,000190 0,00017 0,000200 0,000210393 0,00016 0 0 0 0 0,00019 0,00016

0 0

0

0 0

0 0

0 0

0

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS EM QUIMIOTERAPIA 2017 / 2018 SENTINELA POR PROCEDIMENTO QUIMIOTERAPIAS 2017 / 2018 SENTINELA POR PROCEDIMENTO QUIMIOTERAPIAS 2017 / 2018 0,01600 0,01403 0,01397

0,01400 0,01600 0,01200 0,01400 0,00862 0,01000 0,01200 0,00800 0,00581 0,01000 0,00862 0,00600 0,00385 0,00800 0,00581 0,00400 0,00600 0,00385 0,00103 0,00200 0,00000 0,00000 0 0,00400 TRIGGERS 0,00103 0,00000 TRIGGERS 0,00200 0,00000 0,00000 0 0,00000

0,01403

0,01397 0,00893 0,00825 0,006000,00893 0,00825 0,003550,00600 0,00322 0

0,00355 0,00322

0 0

0

0,00633 0,00541 0,00633 0,00541 0,00187 0 0,00187

0,00582 0,00582 0,00222 0,00222 0

O Triggers é uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos

O Triggers é uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos oferecidosaoaopaciente. paciente. Inicialmente, foi criada IHI (Institute for Healthcare Improvement) oferecidos Inicialmente, ela ela foi criada pelo pelo IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o para o Observamos nos gráficos que o índice deaEventos Sentinelas está próximo de 0. e clínico. “Esta ferramenta ambiente hospitalar, mas a equipe do IOV adaptou para o ambiente ambulatorial ambiente hospitalar, mas a equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nos permite permiteidentificar identificar possíveis danos de auditorias multidisciplinares, bemdiscutir como ediscutir e nos possíveis danos por por meiomeio de auditorias multidisciplinares, bem como desenvolver planospara para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção TRIGGERS desenvolver planos melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”,de risco”, LEGENDA: Observamos nos gráficos que o medir índice de Eventos Sentinelas está próximo de 0. em função de tratamentos oferecidos explica oncologista Dr. Henrique Zanoni Fernandes. explica oooncologista Henrique Zanoni Fernandes. O Triggers é umaDr. ferramenta para e investigar possíveis danos ocorridos LEGENDA: Observamos nos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está próximo de 0. ao paciente. Inicialmente, ela foi criada pelo IHI (Institute for Healthcare Improvement) para o ambiente hospitalar, mas a equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nos permite identificar possíveis danos por meio de auditorias multidisciplinares, bem como discutir e desenvolver planos para melhoria da assistência com a criação de barreiras de prevenção risco”, explica o de oncologista Dr. Henrique Zanoni GLOBAL TRIGGERSdeTOOL - Unidade Quimioterapia São José dosFernandes.

GLOBAL TRIGGERS TOOL - Unidade de Quimioterapia São José dos Campos 20172017 / 2018 Campos / 2018 GLOBAL TRIGGERS TOOL - UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2017 / 2018

8

8

6

6,01

4

3,78

6 4

2

1,92 1,25

2,55 2,36

2,83 3,78

1,91

2,55 2,36

5,98

5,70 4,85

6,01 2,83 1,91 0

1,82 1,34

2,26 1,65

2,15 1,31

5,98

5,70 4,35 4,85

4,35

1,87 1,53

2,26 2,15 1,92 1,82 1,65 0 0 0 0 01,31 1,34 1,25 jul/17 ago/17 set/17 out/17 0 jan/17 0 fev/17 0mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 0 0 0 nov/17 dez/17 jan/180 fev/18 mar/18 abr/18 2

0

jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17

1,87 1,53

jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17 jan/18 fev/18 mar/18 abr/18

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

GLOBAL TRIGGERS - UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA TAUBATÉ 2017/ /2018 2018 GLOBALTOOL TRIGGERS TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2017

GLOBAL TRIGGERS TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2017 / 2018

20,00

13,38

20,00 15,00

9,57

15,00 10,00 5,00 10,00 0,00 5,00

0,00

0,00

13,38

6,23

9,57

5,85

3,26

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

6,23

0,00

3,26

0,00

0,00

2,70

5,85 2,70

jan/17 mai/17 jun/170,00 jul/17 0,00 ago/17 0,00 set/17 out/17 nov/17 dez/17 0,00 fev/17 mar/17 0,00abr/17 0,00 0,00 0,00 jan/18 fev/18 0,00mar/18 0,00abr/18

Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17 jan/18 fev/18 mar/18 abr/18

Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os números de Measure #1:estão Danos/1000 Measurepelo #2: Danos/1000 procedimentos eventos/danos identificados dentroatendimentos dos padrões estabelecidos benchmarking do Institute for Helthcare Improvement, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine. Os triggers LEGENDA: Nos gráficos unidades tratados de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os evidenciados foramdas analisados, e desenvolvido contramedidas. números de eventos/danos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for Helthcare Improvement, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine. LEGENDA: Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os Os triggers evidenciados foram analisados, tratados e desenvolvido contramedidas.

números de eventos/danos identificados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do Institute for


6

CAMPANHAS

IOV realiza 1ª Campanha “Doe um lenço” CAMPANHA ARRECADOU 500 LENÇOS, QUE FORAM DOADOS PARA A CASA RECOMEÇO – CASA DE APOIO AO PORTADOR DE CÂNCER

O

Instituto de Oncologia do Vale (IOV) realizou a primeira Campanha “Doe um lenço e distribua carinho” com o propósito de arrecadar lenços para a Casa Recomeço – Casa de Apoio ao Portador de Câncer. Foram arrecadados 500 lenços, que foram repassados para pacientes. “Ações como essa amenizam o tratamento e trazem conforto”, afirma Graça Marques, assistente social do IOV e presidente voluntária da Casa Recomeço. A assistente social compartilhou também sobre a importância do lenço para a autoestima da mulher no período de tratamento. “Enfrentar o diagnóstico de câncer de mama não é uma tarefa fácil. O câncer desestrutura o paciente e familiares, fisicamente e emocionalmente, interferindo na qualidade de vida de todos. Sentir-se bem consigo faz toda a diferença quando você enfrenta um grande desafio. Além disso, o apoio da família, amigos e de toda equipe multiprofissional é essencial”, ressalta a profissional.

Outubro Rosa teve Oficina de Qualidade de Vida Especial em Taubaté

E

m outubro, a equipe multidisciplinar do Instituto de Oncologia do Vale de Taubaté preparou uma Oficina de Qualidade de Vida Especial. Desta vez, para atingir um público ainda maior e disseminar importantes informações sobre o Outubro Rosa, ela não aconteceu na unidade do IOV, mas sim no Parque das Nações. A programação especial foi aberta para o público em geral e contou com um bate-papo sobre prevenção do câncer de mama com o médico mastologista, Dr. André Girardi.


7

EVENTOS

IOV promove bem-estar para a comunidade em parceria com festival de música

O

IOV sabe da importância do bem-estar social na prevenção e combate ao câncer e, por isso, está sempre desenvolvendo projetos e parcerias que beneficiem a saúde do paciente e promovam qualidade de vida. Pensando nisso, o Instituto de Oncologia do Vale marcou presença no Festival Kaito, que abriu o evento para a comunidade com o propósito de levar alegria. “O apoio do IOV foi de um valor inestimável e trouxe uma força ainda maior para darmos esse passo e abrirmos o evento para a comunidade”, explica Cíntia Kaito, pedagoga e diretora da escola de música Kaito. O objetivo do festival é trazer aos espectadores a energia e alegria que a música carrega, e promover aos alunos a experiência

de tocar ao vivo, com direito a toda emoção e adrenalina. “É a oportunidade que os alunos têm de colocar em prática tudo o que aprenderam e estudaram ao longo do ano”, diz. Cíntia não só sabe da importância da música para o bem-estar das pessoas, como já vivenciou isso dentro de casa. “Tive a experiência de acompanhar o dia a dia de um familiar em tratamento, e foi algo emocionante que me trouxe grandes aprendizados. Nos dias difíceis, ela ouvia seus cantores preferidos, assistia apresentações musicais de amigos, e esses momentos a faziam esquecer dos problemas, dos medos e simplesmente viver aquele instante como sempre viveu. Fazer aquilo que gostava e que trazia prazer foi fundamental durante seu tratamento”, finaliza.

IOV patrocina II Simpósio de Medicina Integrativa do Vale do Paraíba

O

Instituto de Oncologia do Vale foi um dos patrocinadores do II Simpósio de Saúde Integrativa do Vale do Paraíba. O evento contou com palestrantes de renomadas instituições que abordaram como as práticas integrativas e complementares contribuem para uma melhor qualidade de vida em diferentes locais como hospitais, sistema único de saúde, empresas e universidades. “As práticas integrativas colocam o paciente em contato consigo, ajudando-o a perceber quais demandas tem e a verbalizá-las, o que é muito difícil porque muitas vezes a pessoa está com o foco voltado para fora, preocupada com o impacto que vai causar na família, com os custos e um monte de outras coisas”, explicou

Fábio Romano, coordenador do grupo de Medicina Integrativa do Hospital Israelita Albert Einstein e um dos palestrantes do simpósio. Participaram do evento profissionais de saúde, empresas, estudantes e pessoas que desejam ter uma vida mais saudável.

As práticas integrativas colocam o paciente em contato consigo, ajudando-o a perceber quais demandas tem e a verbalizá-las


8

EQUIPE

Sesc ministra palestra sobre atividades físicas no IOV

AÇÃO CONTOU COM CREDENCIAMENTO DE COLABORADORES PELO SESC E FAZ PARTE DO PROJETO DE QUALIDADE DE VIDA ORGANIZADO PELA CIPA

O

Instituto de Oncologia do Vale preza pela qualidade de vida dos pacientes e colaboradores e está sempre em busca de novas ações visando o bem-estar de todos. Com esse objetivo, a Cipa organizou uma atividade em parceria com equipe do Sesc (Serviço Social do Comércio), que visitou o IOV de São José dos Campos para fazer o credenciamento dos colaboradores, realizou algumas dinâmicas e uma palestra sobre a importância da atividade física para o

conforto da equipe. Além deste evento com o Sesc, a Cipa do IOV está com um projeto de qualidade de vida para os colaboradores com atividades planejadas para o próximo ano. “A intenção para 2019 é fazer alguns eventos de qualidade de vida, atividades aos finais de semana e parcerias para desconto com academias”, explica Edvane Aparecida Lima Coura, presidente da CIPA e coordenadora financeira do IOV.

EDUCAÇÃO CONTINUADA

Médicos do Hospital Municipal de São José dos Campos participam de aula sobre metástase cerebral

F

oi realizada no Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence, mais uma aula especial sobre emergências oncológicas com o tema: Metástase Cerebral/ Compressão Medular. A aula é parte integrante do curso “Tudo o que você precisa saber sobre emergências oncológicas”, que o Instituto de Oncologia do Vale

está promovendo para os médicos e residentes da instituição. O objetivo do curso, que conta com aulas mensais, é ajudar a disseminar conhecimento e promover a educação continuada de médicos e residentes que podem atender pacientes oncológicos na rede pública, oferecendo assim um cuidado mais especializado.

COMUNICAÇÃO

IOV completa 23 anos

O

Instituto de Oncologia do Vale está comemorando 23 anos. Durante todo este tempo trabalhamos com a missão de reduzir o impacto do câncer na vida das pessoas, desenvolvendo programas para prevenção e conquistando importantes certificações de qualidade e segurança, tanto nacionais como também internacionais.

Profile for IOV - Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 72  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 72  

Informativo do Instituto de Oncologia do Vale

Advertisement