__MAIN_TEXT__

Page 1

70 Ano 16 Maio/Junho

2018

Informativo do Grupo IOV

Equipe do IOV apresenta cases e participa de debates no maior evento Lean do Brasil LEAN SUMMIT 2018 CONTOU COM MAIS DE MIL PARTICIPANTES

O

diretor executivo do Instituto de Oncologia do Vale, Dr. Carlos Frederico Pinto, e a Gerente Lean da instituição, Stela Maris Antunes Coelho, participaram do Lean Summit 2018 como palestrantes. Neste ano, o evento que é o maior encontro Lean do Brasil, foi realizado em junho, teve como tema central “Transformar o mundo resolvendo problemas” e contou com mais 1.250 participantes, 305 empresas e dezenas de sessões paralelas. Na ocasião, Stela realizou uma apresentação com o tema “Torne as pessoas aptas em todos os níveis da operação”, na qual compartilhou a experiência da jornada Lean com foco no desenvolvimento das pessoas para aplicar a mentalidade enxuta

em todos os níveis da instituição. Os principais conceitos abordados foram sistema de gestão, hábitos e comportamentos de um líder lean e os desafios para ensinar as equipes em como resolver problemas de modo que cada profissional esteja apto para ser protagonista e aplicar a filosofia Lean nas suas atividades gerando valor. Já o Dr. Carlos Frederico Pinto abordou em sua palestra o tema “O papel da alta administração na gestão da estratégia”, e participou de uma atividade destaque, o Lean Talks, na qual recebeu o público para discussão dos cases de sucesso contados no seu livro “Em busca do cuidado perfeito – Aplicando Lean na saúde” e finalizou a sua participação com uma noite de autógrafos.


2

EDITORIAL

LEAN

Aprender, aplicar e compartilhar boas práticas

A

o longo do ano, a equipe do Instituto de Oncologia do Vale participa de muitos eventos nacionais e internacionais. São encontros sobre Lean na saúde, congressos sobre oncologia e enfermagem oncológica, entre outros. Tudo isso é feito com o objetivo de nos manter atualizados sobre o que há de mais moderno para que possamos sempre oferecer o melhor e mais seguro tratamento aos nossos pacientes, gerando valor. Como a missão do IOV é reduzir o impacto do câncer na vida das pessoas, além de buscar esse conhecimento em congressos e eventos, aplicar as melhores práticas mundiais nas nossas unidades, também nos dedicamos a compartilhar o que aprendemos, aplicamos e desenvolvemos. Exemplo disso são ações como o curso “Tudo o que você precisa saber sobre emergências oncológicas” que nossos profissionais estão realizando no Hospital Municipal de São José dos Campos, as visitas que recebemos de pessoas interessadas em aprender sobre Lean e até mesmo o livro “Em busca do cuidado perfeito – aplicando Lean na saúde”, escrito pelo Oncologista e CEO do Grupo IOV, Dr. Carlos Frederico Pinto. Nosso desejo é que possamos continuar em constante evolução, compartilhando conhecimento e também atuando na prevenção ao câncer e na melhoria do bem-estar social dos nossos pacientes, de modo que cada vez mais o enfrentamento do câncer possa trazer melhores resultados para a sociedade como um todo.

IOV recebe participantes do Lean Summit e visitantes internacionais

D

urante o Lean Summit, o Instituto de Oncologia do Vale recebeu a visita de Alex Akio Andrade, da Advocate Healthcare, maior sistema de saúde de Ilinois – EUA; Matt Savas, do Lean Enterprise Institute; Robson Gouveia e Flavio Battaglia, do Lean Institute Brasil. “Receber as visitas do Alex Akio e Matt Savas, que já têm muitos anos de experiência em lean, foi uma excelente oportunidade para agregar valor à nossa jornada. Eles nos garantiram que estamos no caminho correto, embora sempre haja trabalho a ser feito”, afirma a Gerente Lean do IOV, Stela Maris. Ainda como parte da programação do Lean Summit 2018, o Instituto de Oncologia do Vale também recebeu a visita de um grupo de participantes de diversas empresas e países que vieram conhecer na prática o real impacto que as técnicas e conceitos podem gerar em uma organização da área da saúde. Os Site Managers e Value Stream Manager (VSM) apresentaram a unidade modelo Lean aos visitantes, que realizaram diversas perguntas sobre a aplicação da metodologia e também deram feedbacks da jornada do IOV.

Leonídia Altoé Site Manager e Gerente de Relacionamento

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Comunikação Consultoria - Tel.: (12) 98156-6744 - www.comunikacao.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga - MTb 38.005 – Redação: Areta Braga e Natália Mitie Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Adriano Augusto – Revisão: Flávia Gavioli – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 600 exemplares.


3

LEAN

CEO do IOV faz sessão de autógrafo durante Lean Summit

A

lém de participar como palestrante do maior encontro da comunidade Lean no Brasil, o Lean Summit Brasil 2018, o diretor executivo do Instituto de Oncologia do Vale, Dr. Carlos Frederico Pinto, aproveitou o evento para compartilhar ideias e autografar o livro “Em busca do cuidado perfeito – aplicando Lean na saúde”. Escrito pelo médico para compartilhar toda a experiência desenvolvida pelo IOV na aplicação da filosofia Lean na saúde, a publicação tem duplo ineditismo. Foi o primeiro livro genuinamente brasileiro sobre a aplicação do Sistema

Lean na gestão da saúde, todas as obras anteriormente lançadas no Brasil sobre o tema foram traduzidas de outros países. Além disso, é a primeira produção editorial 100% nacional feita pelo Lean Institute Brasil, de São Paulo, entidade sem fins lucrativos que há 15 anos dissemina o Lean pelas empresas brasileiras e que, nessa trajetória, já lançou diversos livros e manuais – todos, até então, de autores estrangeiros. Pioneiro do Lean no país, Dr. Frederico vem, há mais de sete anos, pesquisando o sistema e ampliando a aplicação nas unidades do IOV.

INTERNACIONAL

Equipe do IOV participa de Congresso da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO)

O

s oncologistas Dr. Henrique Zanoni Fernandes, Dra. Karla Souza e Dr. Luiz Alexandre Albuquerque Freixo Campos, participaram do encontro anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO). Realizado em Chicago, nos Estados Unidos, o evento é considerado o maior congresso de Oncologia Clínica do mundo, com cerca de 40.000 participantes. Segundo o Dr. Alexandre, durante o congresso são divulgadas as principais atualizações do ano, que

potencialmente mudam as diretrizes mundiais de tratamento. “É importante estar no evento para receber informações em primeira mão e discutir conceitos com os principais especialistas do mundo para atualizar as práticas, gerando benefício para os pacientes atendidos, que são a razão da existência do IOV”, contou. A ASCO 2018 teve como tema principal expandir o alcance da medicina personalizada, individualizando cada paciente e indicando o tratamento mais adequado. “Entre as principais

atualizações, destaco o maior uso da imunoterapia como tratamento inicial do câncer de pulmão metastático, com medicações já disponíveis no Brasil e que foram incorporados na nossa prática diária”, explica o Dr. Alexandre. Além de participar das discussões do congresso, a equipe do IOV também esteve presente em algumas reuniões relativas ao QOPI, acreditação fornecida pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) que o Instituto de Oncologia do Vale está buscando.


4

RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

Segurança do Paciente no Grupo IOV Segurança do Paciente no Grupo IOV

ALERTAS DE SEGURANÇA

ALERTAS DE SEGURANÇA

O Sistema de Gestão do IOV o Alerta de de Segurança com os potenciais riscos no O Sistema de Gestão do desenvolveu IOV desenvolveu o Alerta Segurança comooobjetivo objetivode de identificar identificar os processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo e torna-lo mais seguro. As equipes potenciais riscos no processo, quanto mais alertas forem abertos, maior possibilidade de analisar o fluxo torná-lo mais seguro. As equipes responsáveis identificarno asquadro falhas, que são discutidas no quadro sãoeresponsáveis em identificar as são falhas, que sãoem discutidas gerador de ideias, se algum problema é gerador de ideias, se algum problema é identificado, analisa o risco, melhora o processo, cria barreiras e identificado, analisa o risco, melhora o processo, cria barreiras e padroniza para que o evento não ocorra novamente. padroniza para que o evento não ocorra novamente.

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES DE RADIOTERAPIA 2017 / 2018

Alertas de Segurança - Unidades de Raditerapia 2017 / 2018

160 140

136 111

120 100 80 60

99

63 42

40 20

23

21

40

81 57

43

66 39

57

59

50 30

44

0

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA 2017 / 2018

Alertas de Segurança - Unidades de Quimioterapia 2017/ 2018

400 300 250 200 150 100

340

316

350

164

180 135

92

118

222

340 244

196 103

122

216

196

211 150

194

50 0

Os gráficos das unidades de São José e Taubaté ilustram que mantêm o número de alertas Legenda: Os gráficos das unidades dedos SãoCampos José dos Campos e Taubaté ilustram que mantém o número de alertas de de segurança abertos no Grupo IOV. segurança abertos no Grupo IOV.


5

A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou EVENTO SENTINELA serviços prestados ao paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. A classificação de SENTINELA causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a EVENTO SENTINELA POR RADIOTERAPIA 2017associado / que, 2018deaos Organização Mundial Saúdede (OMS), é um erro incidente inesperado e indesejável cuidados A classificação deda causas umAPLICAÇÕES possível éEM denominada Evento Sentinela acordo com ou a Organização serviços prestados ao paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao 0,0009 0,00081

paciente. O incidente ocorre durante o processo0,00076 de recebimento de serviços de saúde. 0,0008

0,0007 SENTINELA POR APLICAÇÕES EM RADIOTERAPIA 2017/2018 SENTINELA POR APLICAÇÕES EM RADIOTERAPIA 2017 0,00055 / 20180,00057 0,0006 0,0009 0,00081 0,0005 0,00044 0,00076 0,0008 0,0004 0,0007 0,0003 0,00032 0,00021 0,00019 0,00055 0,00057 0,0006 0,00019 0,0002 0,00020 0,000230,00044 0,0005 0,0001 0,00016 0,00017 0 0 0 0,0004 0 0 0,0003 0,00032 0,00021 0,00019 0,00019 0,0002 0,00020 0,00023 0,0001 0,00016 0,00017 0 0 0 0 0

0

0

SENTINELA POR PROCEDIMENTOSEM EMQUIMIOTERAPIA QUIMIOTERAPIA 2017 / 2018 SENTINELA POR PROCEDIMENTOS 2017/2018 0,01600

0,01397

0,01400

SENTINELA POR PROCEDIMENTOS EM QUIMIOTERAPIA 2017 / 2018

0,01200

0,01000 0,00862 0,01600 0,00800 0,01400 0,00600 0,01200 0,00400 0,01000 0,00862 0,00200 TRIGGERS 0,00800 0,00000 0,00000 TRIGGERS 0,00600

0,00893 0,00600

0,00581 0,00385

0,008250,01397

0,00633

0,00322 0,00000

0 0,00103 0,00581

0

0,00541 0,003550,00893

0

0,00600

0,00187 0,00633

0,00825

0,00385 0,00541 O Triggers é uma ferramenta para medir e investigar0,00322 possíveis danos ocorridos em função de tratamentos

O 0,00400 Triggers é uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos 0,00000 oferecidos paciente. Inicialmente, ela criada foi criada pelo IHI 0,00355 - Institute for Healthcare 0,00200 aoaopaciente. 0,00187Improvement oferecidos Inicialmente, ela foi pelo IHI Healthcare para o para o 0 0 - Institute Observamos nos gráficos que o 0,00103 índice de0aEventos Sentinelas estáfor próximo de 0.Improvement 0,00000 ambiente hospitalar, mas a equipe do IOV adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta 0,00000 hospitalar, mas a equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nos permite permiteidentificar identificar possíveis danos de auditorias multidisciplinares, bemdiscutir como ediscutir e nos possíveis danos por por meiomeio de auditorias multidisciplinares, bem como TRIGGERS desenvolver planos para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção desenvolver planos para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”,de risco”, LEGENDA: Observamos nos gráficos que o medir índice de Eventos Sen�nelas está próximo de 0. em função de tratamentos oferecidos O Triggers é umaDr. ferramenta para e investigar possíveis danos ocorridos explica oncologista Dr. Henrique Zanoni Fernandes. explica oooncologista Henrique Zanoni Fernandes. ao paciente. Inicialmente, ela foi criada pelo IHI - Institute for Healthcare Improvement para o ambiente hospitalar, mas a equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. “Esta ferramenta nos permite identificar possíveis danos por meio Observamos de auditorias bem como discutir e desenvolver LEGENDA: nosmultidisciplinares, gráficos que o índice de Eventos Sen�nelas está próximoplanos de 0. para melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”, explica o oncologista Dr. Henrique Fernandes. GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia São José dosZanoni Campos

GLOBAL TRIGGER TOOL - Unidade de Quimioterapia São José dos Campos

2017 / QUIMIOTERAPIA 2018 GLOBAL TRIGGER TOOL - UNIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2017 / 2018 2017 / 2018

8

8

6

6,01

4

3,78

6 1,92

4

2

1,92 1,25

2,55 2,362,55

2,83 3,78

1,91

2,36

5,98

5,70 4,85

6,01 2,83 1,91 0

1,82

2,15 1,31 1,82

5,98

4,35 5,70 4,85 2,26 1,65

4,35 1,87 1,53

1,87 0 0 0 0 1,53 1,25 1,34 jul/17 ago/17 set/17 out/17 0 jan/17 0 fev/17 0mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 0 0 0 nov/17 dez/17 jan/180 fev/18 mar/18 abr/18 jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17 jan/18 fev/18 mar/18 abr/18 2

0

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

1,34

2,15 01,31

2,26 1,65

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

GLOBAL TRIGGERS - UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA TAUBATÉ 2017/ /2018 2018 GLOBALTOOL TRIGGERS TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2017

GLOBAL TRIGGERS TOOL - Unidade de Quimioterapia Taubaté 2017 / 2018

20,00

13,38

20,00 15,00

9,57

15,00 10,00 5,00 10,00 0,00 5,00

0,00

9,57 0,00

13,38

6,23

5,85

3,26

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

6,23

0,00

3,26

0,00

0,00

2,70

5,85 2,70

jan/17 mai/17 jun/170,00 jul/17 0,00 ago/17 0,00 set/17 out/17 nov/17 dez/17 0,00 jan/18 fev/18 0,00mar/18 0,00abr/18 0,00 fev/17 mar/17 0,00abr/17 0,00 0,00

Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17 jan/18 fev/18 mar/18 abr/18

Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os números de Measure #1: estão Danos/1000 atendimentos Measure pelo #2: Danos/1000 procedimentos eventos/danos identificados, dentro dos padrões estabelecidos benchmarking do IHI, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Institute of Medicine. Os triggers evidenciados foram LEGENDA: Nos tratados gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os analisados, e desenvolvido contramedidas.

números de eventos/danos iden�ficados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do IHI, que analisa a performance de qualidade tendo como referência o IOM – Ins�tute of Medicine. Os triggers evidenciados LEGENDA: Nos gráficos das unidades de quimioterapia de São José dos Campos e Taubaté, observamos que os foram analisados, tratados e desenvolvido contramedidas.

números de eventos/danos iden�ficados, estão dentro dos padrões estabelecidos pelo benchmarking do IHI, que


6

QUALIDADE DE VIDA

Oficina de Qualidade de Vida realiza Festa Junina em São José e Taubaté EVENTO REUNIU PACIENTES, FAMILIARES, MÉDICOS E COLABORADORES POR MEIO DE MUITA CULTURA E COMIDAS TRADICIONAIS participação de voluntários muito especiais. A voluntária da Casa Recomeço, Marcia Cristina da Costa Silva, já esteve do outro lado na luta contra o câncer, venceu, e hoje vem ao Grupo IOV para ajudar na Festa Junina. “Só temos que lutar e tentar mudar um pouco a vida das pessoas e a nossa também. Voluntariado é isso”, finaliza. “Eu já estive de um lado e de outro, então sei o quanto um sorriso e a alegria são importantes para o tratamento, por isso, enquanto eu puder eu virei para ajudar”, contou o enfermeiro e paciente do IOV Vagner Pires, que se caracterizou e veio voluntariamente para ajudar a narrar o bingo e a distribuir os Correios do Amor, que substituíram os tradicionais Correios Elegantes na Unidade de Taubaté.

T

radicionalmente o mês de junho é marcado pelas Festas Juninas que enfeitam, colorem e levam cultura com suas bandeirinhas e roupas típicas. E no Grupo IOV não poderia ser diferente. O Grupo IOV realiza a tradicional Festa Junina para pacientes, acompanhantes, médicos e colaboradores com as atividades e comidas típicas tais como, pescaria, correio elegante, bingo, cuscuz, arroz doce, doce de abóbora e, é claro, muito bolinho caipira. “É a primeira vez que participo e superou minhas expectativas, falaram que era boa, mas não imaginava que fosse tanto assim. Achei uma iniciativa maravilhosa, desperta o que há de melhor nas pessoas. É uma troca positiva”, conta Rita Paranaguá, paciente do IOV. Os eventos realizados nas clínicas de Taubaté e São José dos Campos fazem parte da programação das Oficinas de Qualidade de Vida, visam auxiliar os pacientes durante o tratamento da doença promovendo momentos de lazer e integração. “A Festa Junina é um momento de confraternização que promove o

bem-estar social dos pacientes e seus familiares e, consequentemente, melhora a resposta ao tratamento”, afirma a médica Oncologista do IOV de Taubaté, Dra. Évelin Araújo dos Santos Marotta. “Esse evento e as demais ações são muito importantes para a interação dos colaboradores com os pacientes. Nossa intenção é deixá-los mais alegres e tentar fazê-los esquecer um pouco da doença”, explica Elaine de Almeida Samoel, colaboradora do CENON, unidade de Radioterapia do Grupo IOV. O acolhimento e a interação entre a equipe de atendimento, familiares e pacientes são os principais benefícios que o evento proporciona, na opinião de Juliana Ribeiro Maciel, assistente social da Casa Recomeço (casa de apoio a pacientes com câncer), que todo ano traz voluntários para atuar na festa junina. “Os pacientes se sentem muito acolhidos e isso faz toda diferença para a recuperação deles. Todo ser humano precisa disso, de cuidado, de carinho, e se temos isso, conseguimos enfrentar qualquer obstáculo que tivermos na vida”, afirma. A festa também contou com a

É a primeira vez que participo e superou minhas expectativas, falaram que era boa, mas não imaginava que fosse tanto assim.


7

QUALIDADE DE VIDA

IOV de São José dos Campos promove apresentação de coral no Dia das Mães

A

o som das músicas “Trevo”, “Amor, I love you” e “Um Anjo do Céu”, o coral do IOV de São José dos Campos proporcionou um momento especial às mães que estão em tratamento e acompanhantes. “É muito emocionante e especial. A gente consegue ver no olhar de cada um que a música toca e transmite uma mensagem”, conta Melissa Shizue Taciro de Freitas, coordenadora do

Centro de Estudos do IOV. Além de homenagear as mães, o evento promoveu o bem-estar social e um momento de lazer e integração dos pacientes e acompanhantes com toda a equipe do IOV. “Há uma troca com os pacientes. É muito gratificante ver que estamos fazendo o bem para alguém. Nos emocionamos a cada ensaio e no final de cada apresentação. A gente tem o sentimento de dever cumprido e

gratidão por fazer parte disso, por cada carinho que recebemos e pela nossa união”, destaca Melissa. Criado há dois anos, o coral conta com a participação de 14 colaboradores de diversos setores. “A ideia é levar o bem-estar através da música, uma forma de carinho e atenção que a nossa equipe transmite para os pacientes e familiares”, explica a Dra. Cristiane Dias Bittencourt, Médica Oncologista do IOV e criadora do Coral. Assista à apresentação do coral especial de Dia das Mães do IOV de São José dos Campos

Dia das Mães é celebrado com pianista e pintura ao vivo no IOV de Taubaté

P

ara celebrar o Dia das Mães, o IOV (Instituto de Oncologia do Vale) de Taubaté promoveu o evento Música na Recepção, que faz parte da programação da “Oficina de Qualidade de Vida”. “Foi uma manhã muito agradável, proporcionamos para as mães e acompanhantes uma experiência diferente, alguns pacientes vieram só para prestigiar e outras estavam aqui para a consulta, mas depois permaneceram até o final do evento”, conta Fabiene Freitas, farmacêutica e colaboradora da equipe multiprofissional do IOV. O evento do Dia das Mães foi realizado em parceria com a escola de música Kaito e a artista plástica Georgia Freitas, que pintou um quadro durante a apresentação do pianista Fábio Costa. “Foi emocionante, uma junção da música com a pintura e ambos levaram emoção, e bem-estar, um clima gostoso”, conta Cintia Kaito, pedagoga e diretora

da escola de música Kaito. Ao final do evento, foi realizado um sorteio e um paciente foi presenteado com o quadro pintado durante o evento.


8

EDUCAÇÃO CONTINUADA

IOV promove curso de emergências oncológicas para médicos do Hospital Municipal

O

Instituto de Oncologia do Vale está promovendo o curso “Tudo o que você precisa saber sobre emergências oncológicas” para os médicos e residentes do Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence, de São José dos Campos. A programação é composta por sete aulas mensais, que abordarão as principais emergências que podem levar os pacientes em tratamento de câncer ao Pronto Atendimento. A primeira aula aconteceu, em junho, e foi realizada pela médica oncologista do IOV, Dra. Karla Souza, com o tema

“Oncologia no Pronto Socorro”. Segundo a médica e coordenadora da equipe multidisciplinar no IOV, Dra. Cristiane Dias Bittencourt, o curso vem ao encontro da missão do Instituto de minimizar o impacto do câncer na sociedade. “Estamos oferendo estas aulas para ajudar a disseminar conhecimento e promover a educação continuada de médicos e residentes que eventualmente venham a atender pacientes oncológicos na rede pública, de modo que eles possam oferecer um atendimento mais especializado”, afirma.

AÇÕES EDUCATIVAS

Dia Mundial de Higienização das Mãos é celebrado com conscientização

A

s unidades do Grupo IOV celebraram o Dia Mundial de Higienização das Mãos, comemorado no dia 5 de maio, com ações de conscientização tanto para os profissionais quanto colaboradores. Além de treinamentos realizados pela equipe na plataforma de educação online do Instituto de Oncologia do Vale, foram distribuídos folderes para os pacientes e familiares orientando sobre a higiene das mãos. Segundo a VSM do Fluxo de Assistência do IOV, Elisangela Romano, a ação tem uma importância especial para os pacientes oncológicos. “O paciente em tratamento quimioterápico tem o sistema imunológico mais fragilizado em alguns períodos do tratamento, tornando-o mais suscetível às infecções, por isso, a higienização das mãos é uma ação muito importante para prevenção de algumas doenças e ou infecções”, conclui.

IOV REALIZA AÇÃO DO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE As unidades de Quimioterapia e Radioterapia do Grupo IOV se uniram no Dia Mundial do Meio Ambiente e promoveram a campanha “Recicle suas Atitudes”. Foram distribuídos bottons adesivos com o tema e centenas de folhetos explicativos sobre a classificação de resíduos e conscientização ambiental, para pacientes e acompanhantes. As equipes da frente de trabalho vestiram as camisetas da ação, que simbolizaram as cores da coleta seletiva.

Profile for IOV - Instituto de Oncologia do Vale

IOV&VOCÊ Edição 70  

Informativo do Grupo IOV

IOV&VOCÊ Edição 70  

Informativo do Grupo IOV

Advertisement