Page 1

67 Ano 15 Novembro/Dezembro

2017

Informativo do Grupo IOV

Colaboradores do IOV e do Cenon homenageiam pacientes com Coral de Natal

O

s pacientes do IOV de São José dos Campos e do Cenon da Major Antônio Domingues receberam com muita alegria a homenagem feita pelos colaboradores do IOV, por meio da apresentação do Coral Especial de Natal, promovida pela Oficina de Qualidade de Vida. “Se quando precisamos ir ao hospital encontrássemos mais apresentações como estas que o IOV faz tudo seria muito melhor. A equipe está de parabéns pela iniciativa. Dá até vontade de chorar de emoção ouvindo estas músicas”, afirmou o paciente Benedito Santos Makika que assistiu ao coral na recepção do Cenon. Segundo a oncologista e coordenadora da equipe multidisciplinar do IOV, Dra Cristiane Bittencourt, esta ação traz muitos benefícios para os pacientes em termos de qualidade de vida. “As músicas de Natal despertam esperança e alegria, bem como trazem uma mensagem de carinho e acolhimento que é o que os colaboradores desejam passar”, disse. Além da dedicação dos colaboradores do IOV que fizeram parte do coral, a apresentação também contou com o apoio voluntário do maestro Márcio Faria, que

regeu os cantores e fez a escolha das músicas, e da musicista Raquel Aranha que tocou bandolim nas apresentações. “Optamos por canções que não são tão tradicionais, mas falam do sentido do Natal de uma forma mais animada para trazer muita alegria para o ambiente”, contou Márcio. Para Raquel, que já costuma doar seu trabalho para apresentações em hospitais e clínicas, a apresentação do coral dos colaboradores está totalmente alinhada com o sentido da música que é trazer alegria, conforto e bem-estar.

A equipe está de parabéns pela iniciativa. Dá até vontade de chorar de emoção ouvindo estas músicas.


2

EDITORIAL

DESTAQUE

Ações inovadoras para impactar pessoas e aumentar a prevenção

C

ombater o câncer, estimulando a prevenção e a qualidade de vida, está no DNA do Instituto de Oncologia do Vale. A cada ano, ação ou medida que adotamos, nós buscamos novas formas de fazer isso. As ações que realizamos em datas como o Dia Nacional de Combate ao Fumo e o Dia Nacional do Combate ao Câncer são um exemplo de como tentamos inovar, estar próximo das pessoas e estimular a qualidade de vida como forma de prevenção. A cada data, uma nova iniciativa atinge um grande número de pessoas. No último Dia Nacional de Combate ao Câncer, fizemos uma ação que além de estimular os hábitos saudáveis, coloriu o Parque Vicentina Aranha de azul, cor escolhida para a camiseta da nossa campanha, como você pode conferir na matéria que tem mais adiante no informativo. Ao investirmos na produção destas camisetas, mais do que apenas fazer uma ação de um dia, quisemos que as pessoas levassem consigo algo que as lembrassem da importância de cuidarem de seu bem-estar e praticar atividades físicas como uma das formas de prevenir o câncer. Continuaremos sempre focados na prevenção como forma de reduzir os impactos do câncer e investiremos nossos melhores esforços para combater o impacto da doença na vida de nossos pacientes e seus familiares por meio de ações que visem sempre a segurança e o bem-estar geral, porque isso é o que nos move.

Entrevista da Site Manager do IOV é publicada em revista on-line da Lean Global Network

A

Planet Lean, uma revista on-line oficial da Lean Global Network, publicou uma entrevista em vídeo com a Site Manager do Instituto de Oncologia do Vale, Leonidia Maria Altoé. A publicação aborda a experiência que ela e a equipe tiveram com a mudança de gestão da estrutura vertical, baseada em silos e funções para o modelo de fluxo de valores e sobre os benefícios trazidos por essa mudança. Lançada em fevereiro de 2014 como uma plataforma para compartilhar o conhecimento e a experiência da Lean Global Network com o pensamento e a prática Lean em todo o mundo, a publicação digital já recebeu mais de 400 mil visitas.

CONFIRA AQUI A ENTREVISTA:

Cristiane Dias Bittencourt Médica Oncologista

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Comunikação Consultoria - Tel.: (12) 98156-6744 - www.comunikacao.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga - MTb 38.005 – Redação: Areta Braga Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Adriano Augusto – Revisão: Flávia Gavioli – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 600 exemplares.


3

QUALIDADE DE VIDA

Novembro Azul é celebrado com Música na Recepção

P

ara comemorar o Novembro Azul, a equipe multiprofissional do IOV promoveu como parte da programação cultural da Oficina de Qualidade de Vida, o Música na Recepção. No IOV Taubaté, a programação ficou por conta do músico Thiago Acoustic, que encantou a todos com a apresentação de violão realizada na recepção e na sala de quimioterapia. “Nossos pacientes e os acompanhantes receberam muito positivamente essa iniciativa. Eles disseram que o dia ficou mais leve e feliz. Estas sensações foram percebidas por toda equipe. Um paciente até nos presenteou com um trechinho de uma música da sua terra natal”, afirma a coordenadora da Farmácia e da equipe multiprofissional de Taubaté, Camila Moraes dos Santos. Em São José dos Campos, o repertório contou com MPB e clássicos internacionais interpretados em voz e violão pelo músico Luiz Júnior, que se apresentou na recepção do IOV. Segundo a coordenadora do Centro de Estudos do IOV, Melissa Shizue Taciro

Thiago Acoustic com a equipe de Taubaté.

de Freitas, foi muito bom ver o efeito positivo da música sobre os pacientes. “Durante a apresentação você percebe que eles começam a ser embalados pelo som, a calma e a harmonia começam a fazer parte do ambiente e parece que tudo flui melhor. Com isso, esperamos que a música possa entrar dentro deles de alguma forma e que eles terminem o seu dia mais felizes, mais calmos e tranquilos”, conclui.

Dia do cuidador contou com a prática integrativa de Reiki Trazer um momento de relaxamento para fortalecer quem está envolvido com o cuidado dos pacientes foi o objetivo do Dia do Cuidador, realizado pela unidade de Taubaté do Instituto de Oncologia do Vale. Na edição de novembro, o evento trouxe o Reiki, uma prática integrativa que visa a canalização da frequência energética por meio do toque ou aproximação das mãos de um terapeuta habilitado no método sobre o corpo do receptor. “Ao invés de trazer mais palestras e informações, que muitas vezes já

são repassadas aos cuidadores pela equipe de enfermagem nas orientações pré-tratamento, optamos por fazer um evento onde pudessem ter um tempo para eles, onde foi possível recobrar as energias. O resultado foi muito positivo. Alguns disseram que queriam um evento como este toda semana”, afirmou a VSM de Assistência e Coordenadora de Enfermagem do IOV de Taubaté, Priscilla Arcas de Moura. Ao todo, 11 cuidadores receberam o atendimento de Reiki com as profissionais Rafaela Lima, Denise Maciel e Daniele Antunes.

Luiz Júnior se apresentando em São José.

Nossos pacientes e os acompanhantes receberam muito positivamente essa iniciativa. Eles disseram que o dia ficou mais leve e feliz.


4

RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

Segurança do Paciente no Grupo IOV Segurança do do Paciente Paciente no no Grupo Grupo IOV IOV Segurança

ALERTAS DE DE SEGURANÇA SEGURANÇA ALERTAS

ALERTAS DEdoSEGURANÇA O sistema sistema de gestão gestão IOV éé centrado centrado no no paciente paciente com com foco foco na na segurança. segurança. As As equipes equipes de de Atendimento, Atendimento, O de do IOV Farmácia, Enfermagem Administrativo utilizam o Round Round de Segurança SegurançaAseeequipes Quadro Gerador de Ideias com Farmácia, Enfermagem ee Administrativo utilizam oo Quadro O sistema de gestão do IOV é centrado no pacienteocom foco de na segurança. de Gerador de Ideias com o objetivo de ajudar no planejamento e na integração das equipes. Alertas de Segurança foramdesenvolvidos desenvolvidos o objetivo de ajudar no planejamento na integração das equipes. de Segurança foram Atendimento, Farmácia, Enfermagem e e Administrativo utilizam o Round Alertas de Segurança e o Quadro para identificar eliminar riscos.de ajudar no planejamento e na integração das equipes. Alertas de Gerador de Ideias com o objetivo para identificar ee eliminar riscos. Segurança foram desenvolvidos para identificar e eliminar riscos.

Quanto o processo é analisado ee são são abertos segurança, maismais seguros ficam e a Quanto maismais processo analisado abertosalertas alertasdede de segurança, seguros ficam possibilidade Quanto mais oo processo éé analisado e são abertos alertas segurança, mais seguros ficam ee aa possibilidade possibilidade de um Evento Sentinela ocorrer se torna mínima. Caso ocorra, são utilizadas ferramentas de um um Evento Evento Sentinela Sentinela ocorrer ocorrer se se torna torna mínima. mínima. Caso Caso ocorra, ocorra, algum algum Evento, Evento, são sãoutilizadas utilizadasferramentas ferramentaspara para de para detecção, análise e criação de barreiras para que estes não aconteçam novamente. detecção, análise e criação de barreiras para que estes não ocorram novamente. detecção, análise e criação de barreiras para que estes não ocorram novamente.

Alertas de de SegurançaDE Unidades de Quimioterapia Quimioterapia ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES RADIOTERAPIA 2017 Alertas Segurança -- Unidades de 2017 2017

400 400 350 350 300 300 250 250

340 340 227 227

238 238

200 200

196 196

150 150

103 103

100 100

122 122

50 50 00

jul/17 jul/17

ago/17 ago/17

set/17 set/17

out/17 out/17

nov/17 nov/17

dez/17 dez/17

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA 2017 Alertas de de Segurança Unidades de Radioterapia Radioterapia Alertas Segurança -- Unidades de

2017 2017

160 160 140 140 120 120 100 100

136 136 111 111

99 99

80 80 60 60

81 81 57 57

40 40 20 20 00

jul/17 jul/17

ago/17 ago/17

set/17 set/17

out/17 out/17

nov/17 nov/17

39 39

dez/17 dez/17

Observamos uma leve queda nos queda números de números Alertas dede Segurança das unidades de Radioterapia. LEGENDA: Observamos uma leve leve quedanos nos números de Alertasde deSegurança Segurança das unidadesde deRadioterapia. Radioterapia. LEGENDA: Observamos uma Alertas das unidades Ação: Discutir em fechamento do Quadro de Ideias / Alertas de Segurança com objetivo de retornarmos ao indicador de 100/mês.

Ação: Discutir Discutir em em fechamento fechamento do do Quadro Quadro de de Ideias Ideias//Alertas Alertasde deSegurança Segurançacom comobjetivo objetivode deretornarmos retornarmosao aoindicador indicador Ação: de 100/mês. 100/mês. de


5

A classificação de causas UNIDADES de um possível é denominada Evento DE erro QUIMIOTERAPIA 2017 Sentinela que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável associado aos cuidados ou 0,10 serviços prestados ao paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. 0,08

EVENTO SENTINELA

0,06 A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização SENTINELA PROCEDIMENTO Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperadoPOR e indesejável associado aos cuidados ou serviços prestados ao paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. 0,04 UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA 2017

SENTINELA POR 0,10 0,02 0 0,08 0,00 jul/17 0,06

APLICAÇÃO - UNIDADES DE RADIOTERAPIA 2017 0

0,00020

0

0,00355

0,00460

ago/17

set/17

out/17

nov/17

dez/17

0,04 0,02 0,00

0,00355

0,00020 0 SENTINELA POR APLICAÇÃO UNIDADES DE RADIOTERAPIA 2017nov/17 ago/17 set/17 out/17

0

0

jul/17

0,00460 dez/17

0,10

SENTINELA POR PROCEDIMENTO - UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA 2017

0,08 0,06

SENTINELA POR APLICAÇÃO UNIDADES DE RADIOTERAPIA 2017

0,04 0,10 0,02

0,00400

0,00780

0

0,08 0,00

0

0

0,00021

jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17 0,06TRIGGERS Observamos TRIGGERSnos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está abaixo de 0. 0,04O Triggers é uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos O oferecidos Triggers ao é uma ferramenta para ela medir e investigar danos ocorridos em função deo tratamentos paciente. Inicialmente, foi criada pelo IHIpossíveis (Institute for Healthcare Improvement) para TRIGGERS ambiente hospitalar, mas aInicialmente, equipe do IOVela a adaptou para opelo ambiente ambulatorial e clínico. “Esta Improvement) ferramenta oferecidos ao paciente. foi criada IHI (Institute for Healthcare para o 0,02 0,00780 Oambiente Triggers é0,00400 uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos bem ocorridos em“Esta função de tratamentos oferecidos nos permite identificar danos por ameio de auditorias multidisciplinares, discutir e ferramenta hospitalar, maspossíveis a nos equipe do0IOV adaptou para o de ambiente ambulatorial ecomo clínico. LEGENDA: Observamos gráficos que o índice Eventos Sentinelas está abaixo de 0. 0,00021 0 0 desenvolver planos para melhoria assistência meio da de barreiras de prevenção debem risco. como ao paciente. Inicialmente, ela foidacriada (Institute for Healthcare Improvement) paradiscutir o ambiente hospitalar, mas a nos permite identificar possíveis danospelo porporIHI meio de criação auditorias multidisciplinares, e 0,00 equipe do IOV planos a adaptou para o ambiente ambulatorial clínico.de“Esta ferramenta nos permite desenvolver para melhoria da assistência por meio daecriação barreiras de prevenção de risco. identificar possíveis danos jul/17 ago/17 set/17- IOV J.K. out/17 nov/17 dez/17 GLOBALbem TRIGGERS por meio de auditorias multidisciplinares, comoTOOL discutir e desenvolver planos para melhoria da assistência por meio 10 de barreiras de prevenção de risco. da criação GLOBAL TRIGGERS TOOL - IOV J.K. 10 8 GLOBAL TRIGGERS TOOL - IOV J.K. 86

Measure #1: Danos/1000 atendimentos LEGENDA: Observamos nos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está abaixo de 0.

6 4

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

4

Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #1: Danos/1000 atendimentos

2 0

2 0

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

jul/17

ago/17

set/17

out/17

nov/17

dez/17

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

jul/17

ago/17

set/17

out/17

nov/17

dez/17

10,00 GLOBAL

GLOBAL TRIGGERS TOOL -Unidade de Quimioterapia São José dos Campos TOOL-UNIDADE DE QUIMIOTERAPIA SÃO TRIGGERS

8,00

10,00 6,00 4,00 8,00 2,00

6,01

4,00

JOSÉ DOS CAMPOS

GLOBAL TRIGGERS TOOL -Unidade de Quimioterapia São José dos Campos

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

3,78

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

2,83

6,01

1,91

1,82 1,34

6,00

0,00

Measure #2: Danos/1000 procedimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos

3,78

jul/17

2,15 1,31

0,00 ago/17

2,83

set/17

0,00 out/17

nov/17

Measure #1: Danos/1000 atendimentos

dez/17

Measure #2: Danos/1000 procedimentos

No gráfico da unidade 1,91 de quimioterapia São José dos2,15 Campos, identificamos 7 eventos/danos nos últimos 1,82 1,34 1,31 2,00 tratamos. Mantemos o índice previsto de ≤ 5 eventos/danos para 1000 atendimentos/procedimentos. LEGENDA: No gráfico da unidade de quimioterapia São José dos Campos, identificamos 7 eventos/danos nos últimos 0,00previsto de ≤ 5 eventos/danos para 1000 0,00 6 meses e já tratamos. Mantemos o índice atendimentos/procedimentos. 0,00

jul/17

ago/17

set/17

out/17

nov/17

dez/17

6 meses e já


6

EVENTO

Dia Nacional de Combate ao Câncer foi celebrado com campanha de prevenção no Parque Vicentina Aranha

P

ara mobilizar a população de São José dos Campos e região sobre aos aspectos educativos e sociais no controle do câncer e celebrar o “Dia Nacional de Combate ao Câncer”, o Instituto de Oncologia do Vale, em parceria com o Parque Vicentina Aranha, realizou no dia 26 de novembro, uma ação de prevenção que estimulou a prática de atividades físicas, coloriu o parque com o azul das camisetas da ação e ainda movimentou a mídia e as redes sociais com a hashtag #protejasenovicentina. Durante toda a manhã, os visitantes do Vicentina Aranha foram convidados a retirar gratuitamente um mapa da prevenção próximo à entrada, praticar uma corrida ou caminhada e visitar as três estações de orientação que estavam distribuídas pelo local. Em cada uma delas, o visitante recebia dicas sobre bem-estar cultural, boa alimentação

e atividade física e recebia um selo. Ao completar o circuito, eles eram presenteados com a camiseta da ação. “Ficamos muito satisfeitos com o resultado obtido, pois tivemos uma boa adesão por parte da

comunidade e conseguimos levar nossa mensagem de prevenção e estímulo à qualidade de vida”, afirma a médica oncologista e coordenadora da equipe multiprofissional do IOV, Dra. Cristiane Dias Bittencourt.


7

Ficamos muito satisfeitos com o resultado da ação, pois tivemos uma boa adesão por parte da comunidade.

DESTAQUE

Luvas e meias hipotérmicas podem reduzir efeitos colaterais da quimioterapia

O

s efeitos colaterais que os tratamentos oncológicos trazem aos pacientes é sempre uma preocupação, pois podem atrapalhar um planejamento terapêutico. Entre os efeitos adversos que mais podem prejudicar o tratamento está a neuropatia que leva ao formigamento das mãos e pés, alterações da sensibilidade e até perda de equilíbrio. Visando minimizar este efeito colateral, o Instituto de Oncologia do Vale está indicando o uso de luvas e sapatilhas hipotérmicas durante a quimioterapia com drogas que podem gerar este tipo de desconforto. A medida segue recomendações pioneiras evidenciadas em estudos clínicos recentes que apontaram que o benefício (chance de não ter alterações na sensibilidade) pode atingir até 80% das pessoas.

Como funciona

O processo de utilização das luvas e sapatilhas hipotérmicas é realizado com acompanhamento médico e de enfermagem especializados. Cerca de 15 minutos antes de começar a quimioterapia, as luvas e sapatilhas são retiradas de um freezer especial e colocadas no paciente para iniciar o processo de resfriamento das mãos e dos pés. Elas são substituídas por outras, a cada 45 minutos, para manter a temperatura gelada. Quando se coloca as luvas e sapatilhas hipotérmicas, os vasos sanguíneos superficiais das mãos e dos pés se contraem, diminuindo o fluxo de sangue na região, e dessa forma, a quantidade de medicamento que chega até os nervos sensoriais é menor.


Quality Cancer Care: Recognizing Excellence

IOV&VOCÊ Edição 67  

Informativo do Grupo IOV

IOV&VOCÊ Edição 67  

Informativo do Grupo IOV

Advertisement