Page 1

63 Ano 15 Março/Abril

2017

Informativo do Grupo IOV

Equipe do IOV participa de treinamento internacional

A

pós a conquista da certificação internacional Quality Oncology Practice Initiative (QOPI), a equipe do IOV foi convidada para participar de um treinamento patrocinado pela Associação Americana de Oncologia Clínica (ASCO), em Dalas, nos Estados Unidos. A primeira etapa do treinamento, que visa preparar os profissionais para formar um time de melhoria altamente funcional, identificar alvos operacionais e clínicos para melhoria, planejar e implementar mudanças estratégias e compreender e utilizar dados para melhoria, aconteceu nos dias 20 e 21 de abril e as duas próximas acontecerão em julho e outubro. “O programa da ASCO é desenvolvido por oncologistas e especialistas em cuidado oncológico e prepara times para desenhar, implementar e liderar com sucesso atividades para melhoria da qualidade nas suas práticas clínicas”, afirma o médico oncologista e diretor clínico do IOV, Dr.

O programa da ASCO é desenvolvido por oncologistas que prepara times para liderar com sucesso Henrique Zanoni Fernandes. Além de participar de reuniões e sessões de coaching, os participantes formam times que precisam

dedicar tempo e recursos para realizar seu projeto, que envolve entre outras coisas o mapeamento de um fluxo contínuo, o que ajuda a capacitar os times para a resolução de problemas dentro do modelo clínico. Estão participando da formação o diretor executivo Dr. Carlos Frederico Pinto, o diretor clínico Dr. Henrique Zanoni Fernandes, a médica oncologista Dra. Fernanda Navarro Loiola, e a gerente Lean Office Stela Maris, todos do IOV. CERTIFICAÇÕES CONQUISTADAS RECENTEMENTE PELO IOV O Instituto de Oncologia do Vale é a primeira clínica da América Latina e a segunda fora dos Estados Unidos a receber a certificação Quality

Oncology Practice Initiative (QOPI). Concedida pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), essa certificação reconhece as melhores práticas oncológicas realizadas tanto em âmbito nacional quanto internacional. O selo foi conquistado em 2016 durante a ASCO, congresso da Sociedade Americana de Oncologia Clínica e passou a valer este ano. Para receber a certificação, o IOV passou primeiramente por um programa de qualidade voltado para o cuidado e a segurança dos pacientes. Além da certificação inédita QOPI, o IOV também passou pelas auditorias de manutenção da certificação canadense Qmentum International e da Organização Nacional de Acreditação.


2

EQUIPE

EDITORIAL

D

evido ao envolvimento e dedicação de toda a equipe do IOV na busca contínua por boas práticas que gerem valor para nossos pacientes e garantam a melhor assistência multiprofissional, o IOV é constantemente reconhecido por seus pacientes, familiares e também por importantes instituições nacionais e internacionais da área de saúde e Lean Thinking. Esses reconhecimentos todos nos enchem de felicidade; e, mais do que isso, eles nos estimulam a continuar investindo em aprendizado e melhoria contínua para oferecer sempre a melhor e mais segura assistência, gerando assim um ciclo virtuoso. É pensando sempre em ir um pouco além e fazer mais que enviamos quatro profissionais de nosso time para participar de um treinamento da Associação Americana de Oncologia Clínica (ASCO), nos Estados Unidos. Além de nos equipar com importantes técnicas e ferramentas de melhoria contínua, este treinamento nos permite estar em contato com algumas das melhores instituições mundiais de tratamento oncológico, garantindo assim que nossos pacientes recebam sempre um atendimento alinhado com as melhores práticas mundiais. Com esta e outras iniciativas esperamos sempre continuar focados na nossa missão de reduzir o impacto do câncer na sociedade.

Técnico em radioterapia: conheça o trabalho desse profissional

R

esponsável pela operação dos equipamentos de radioterapia e dos aceleradores lineares, o trabalho do Técnico em Radioterapia é minucioso, exige total atenção e conhecimento técnico, pois ele atua diretamente com pacientes oncológicos que precisam de tratamento radioterápico. Atualmente, o Grupo IOV conta com uma equipe formada por treze técnicos em radioterapia nas duas unidades do CENON. Esses profissionais são muito importantes para o tratamento oncológico, pois complementam o trabalho dos médicos e têm como objetivo lutar pela cura do câncer e pela qualidade de vida de cada paciente. “Os técnicos possuem formação e treinamento para posicionar os pacientes da mesma maneira, utilizando os mesmos acessórios todos os dias, para que o alvo seja atingido diariamente, garantindo o sucesso do tratamento. Tudo seguindo fluxo padronizado de entrada e saída do aparelho, para que não ocorram atrasos e espera de pacientes”, explica a supervisora de radioterapia, Deila de Oliveira Bernardo. No Grupo IOV, os técnicos em radioterapia não realizam exames, mas sim o tratamento radioterápico dos pacientes. Exames como de radiografia, tomografia, ressonância magnética, cintilografia e biópsia, são realizados em clínicas radiológicas e não radioterápicas. Com esses exames em mãos, o médico radioterapeuta pode determinar a localização anatômica que o paciente irá tratar, ou seja, o local exato que precisa receber a radiação. Assim, o paciente é encaminhado ao simulador, juntamente com o técnico, físico médico e médico radioterapeuta para o planejamento do tratamento. “O contato do Técnico em Radioterapia com o paciente é harmonioso, amigável, gentil e transmite segurança, pois ele ficará aproximadamente de 10 a 30 dias em tratamento. Esses profissionais realizam todos os procedimentos técnicos de forma padronizada. Além disso, toda a equipe participa de um treinamento mensal, que envolve a equipe médica e física médica”, conclui a supervisora de radioterapia.

Dr. Henrique Zanoni Fernandes Diretor clínico do IOV

EXPEDIENTE Responsável Técnico: Dr. Carlos Flávio Turci – CRM 27.301 / Diretoria: Dr. Adriano Diniz B. Mendes, Dr. Carlos Flávio Turci, Dr. Carlos Frederico Pinto e Dr. Marcelo Taborda | Comunicação e MKT IOV: Fabiano Gaspar Vieira | IOV & Você circula junto aos pacientes, familiares, área médica e profissionais da saúde. Correspondências devem ser enviadas sob o título “Jornal IOV & Você” para: Rua Major Antônio Domingues, 472 – SJC – 12.245-750. Tel.: (12) 3924-9055. E-mail:iov@iov.med.br. *Registrado no cartório de registro de notas e documentos sob o número 171517 | Produção: Agência de Imprensa - Tel.: (12) 3913-3858 www.agenciadeimprensa.com.br – Coordenação de Jornalismo e Edição: Areta Braga – Jornalista Responsável: Areta Braga MTb 38.005 – Redação: Liane Mota e Rafaela Garcia - Fotos: Arquivo/ Divulgação – Diagramação: Luiz Carlos Coltro – Revisão: Maurícia Maciel – Gráfica: Copcentro – Tiragem: 800 exemplares.


3

EQUIPE

Novo formato do round para o Centro de Serviço Compartilhado

D

esde o final de abril os setores do Centro de Serviço Compartilhado do IOV passaram por uma importante mudança nos rounds administrativos. O novo formato trouxe mais controle das rotinas, identificando melhor as tarefas pendentes e melhorando todo o processo. O setor de Recursos Humanos tem realizado o round com auxílio de uma ferramenta digital,

que permite a organização das atividades semanais e o compartilhamento com a equipe do setor e a diretoria. “O round anterior tinha o foco mais voltado para a área assistencial, mas nossas necessidades são mais administrativas”, comenta a coordenadora de RH, Patrícia Claro. Anteriormente, o round era realizado através de um roteiro de perguntas referentes às rotinas assistenciais. “Percebemos que essas perguntas não

agregavam valor nos processos do dia a dia no setor financeiro. Com o apoio do Escritório Lean, estamos hoje realizando o round visual semanal. Colocamos num calendário, todos os eventos e entregas importantes. Isso é realizado toda segunda-feira. Nesse dia nós revisamos as entregas da semana anterior, se todas foram

realizadas e as entregas da semana atual”, afirma a coordenadora financeira, Edvane Coura.

EDUCAÇÃO CONTINUADA

Lean Institute Brasil realiza treinamento de introdução ao pensamento Lean

C

om o objetivo de apresentar os princípios da mentalidade enxuta aplicados na área da saúde, o Lean Institute Brasil realizou no dia 27 de abril, no IOV São José dos Campos, o treinamento “Introdução ao Lean Thinking na Saúde”. “O IOV é uma referência internacional na aplicação do conceito e abriu suas portas para mostrar ao público externo suas melhores práticas. O

curso combinou conceitos apresentados em sala com observação in loco de diferentes área e processos do IOV”, afirma Flávio Battaglia, diretor do Lean Institute Brasil, responsável pelo curso. Entre os assuntos abordados, o treinamento apresentou os fundamentos do pensamento Lean, os principais conceitos do pensamento enxuto aplicados à saúde e o método PDCA e sua utilização na solução de

problemas. “Acreditamos que é fundamental ver com os próprios olhos o que significa uma organização Lean. Não basta conhecer os conceitos, é preciso vivenciar experiências reais, conversar com os profissionais envolvidos na transformação, sentir na pele como essas ideias podem mudar radicalmente a maneira como as pessoas realizam e pensam sobre o trabalho”, afirma Flávio. O Lean Healthcare conhecimento Lean aplicado em hospitais e clínicas médicas, tem se mostrado um forte aliado dos profissionais e instituições de diversos países, oferecendo melhorias significativas no desempenho dessas organizações, como diminuição de riscos, de acidentes e de custos. Além disso, a aplicação do

Lean Healthcare aumenta a qualidade do atendimento, da segurança e do bemestar dos pacientes. “Tratase de um conceito ainda bastante novo para o setor, portanto ter a chance de interagir com profissionais do IOV, observando como organizam o trabalho e como gerenciam, permite aos participantes voltarem para suas realidades com uma percepção expandida a respeito do que é possível alcançar através da correta aplicação do conhecimento Lean”, comenta Battaglia.


4

RELATÓRIOS DE SEGURANÇA

Segurança do Paciente no Grupo IOV O sistema de gestão do IOV é centrado no paciente com foco na segurança. As equipes de Atendimento, Farmácia, Enfermagem e Administrativo utilizam o Round de Segurança e o Quadro Gerador de Ideias com o objetivo de ajudar no planejamento e na integração das equipes. Alertas de Segurança foram desenvolvidos para identificar e eliminar riscos. Quanto mais o processo é analisado e são abertos alertas, mais seguros os processos ficam e a possibilidade de um Evento Sentinela ocorrer se torna mínima. Caso ocorra algum Evento, são utilizadas ferramentas para detecção, análise e 60 criação de barreiras para que estes não ocorram novamente.51

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES DE RADIOTERAPIA - 2016 / 2017

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES 37 35 40ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES- DE RADIOTERAPIA - 2016/2017 33 DE 31 RADIOTERAPIA 2016 / 2017 30 50

30 60

51

20 50 10 40 0 30

37

33

31

30

out/16

nov/16

dez/16

jan/17

35 fev/17

mar/17

20

Observamos no gráfico o crescimento dos Alertas de Segurança, resultando em mais segurança na assistência.

10 0

out/16

nov/16

dez/16

jan/17

fev/17

mar/17

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES ALERTASDE DE SEGURANÇA - UNIDADES -DE QUIMIOTERAPIA QUIMIOTERAPIA 2016 / 2017 - 2016/2017 180 160 140 120 100 180 80 160 60 140 40 120 20 100 0 80 60 40 20 0

151

149

164

158

ALERTAS DE SEGURANÇA - UNIDADES 123 DE QUIMIOTERAPIA - 2016 / 2017 89 151

149

164

158

123 89 out/16

nov/16

dez/16

jan/17

fev/17

mar/17

Observamos uma leve queda nos números de alertas de segurança. Ação: Discutir em fechamento do quadro de ideias / alertas com o objetivo de retornarmos ao indicador acima de 100/mês.


5

A classificação de causas de um possível erro é denominada Evento Sentinela que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é um incidente inesperado e indesejável SENTINELA POR APLICAÇÃO - associado aos cuidados ou serviços prestados ao paciente que atingiu o cliente ou paciente. O incidente ocorre durante o processo de recebimento de serviços de saúde. UNIDADES DE RADIOTERAPIA - 2016 / 2017 0,10

SENTINELA POR APLICAÇÃO UNIDADES DE RADIOTERAPIA - 2016 / 2017

EVENTO SENTINELA POR APLICAÇÃO - UNIDADES DE RADIOTERAPIA - 2016/2017

0,08 0,10 0,06

SENTINELA POR APLICAÇÃO UNIDADES DE RADIOTERAPIA - 2016 / 2017

0,08 0,04 0,06 0,10 0,02 0,04 0,08 0,00

0

0,10 0,02 0,06 0,08 0,00 0,04

SENTINELA POR APLICAÇÃO UNIDADES DE RADIOTERAPIA - 2016 / 2017 0,000220 0 0 0 out/16

nov/16

out/16

nov/16

0

0,06 0,02

dez/16

jan/17

fev/17

0

0 jan/17

fev/17

0

dez/16

0,000220

0 SENTINELA 0POR PROCEDIMENTO -0,000220 UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA - 2016 / 2017

0,04 0 0,00

0

0,000056 mar/17 0,000056 mar/17

0,000056

EVENTO POR dez/16 PROCEDIMENTO - UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA - 2016/2017 out/16 SENTINELA nov/16 jan/17 fev/17 mar/17

0,02 0,10 0,00

0 out/16

0,08 0,10 0,06

0,06 0,10 0,02

0,10 0,02 0,06

DE

0 POR PROCEDIMENTO - 0,000220 0 dez/16 jan/17 QUIMIOTERAPIA - 2016 /fev/17 2017

0,000056 mar/17

SENTINELA POR PROCEDIMENTO UNIDADES DE QUIMIOTERAPIA - 2016 / 2017

0,08 0,04

0,04 0,08 0,00

0SENTINELA

nov/16 UNIDADES

SENTINELA POR PROCEDIMENTO 0,011440 0,001095 DE QUIMIOTERAPIA UNIDADES - 2016 / 02017 0

0 out/16

nov/16

dez/16

jan/17

fev/17

0,011440 0,001095 0 0 0 0,08 0,00 0,04 Observamos nos gráficos que o índice de Eventos Sentinelas está abaixo de 0. out/16 nov/16 dez/16 jan/17 fev/17 0,06 0,02 GLOBAL TRIGGERS TOOL - IOV SJC 0,011440 10,00 0,04 0 0,001095 0 0 0,00

0,000750 mar/17 0,000750 mar/17

0,000750 O Triggers é uma ferramenta para medir e investigar possíveis danos ocorridos em função de tratamentos oferecidos out/16 nov/16 dez/16 jan/17 fev/17 mar/17 ao paciente. Inicialmente ela foi criada pelo IHI (Institute for Helthcare Improvement) para o ambiente hospitalar, mas a 8,00 0,02 GLOBAL TRIGGERS TOOL - IOV SJC 0,011440 equipe do IOV a adaptou para o ambiente ambulatorial e clínico. 10,00 0 ferramenta nos 0,001095 0 possíveis danos por meio 0de auditorias 0,000750 6,00 Measure #1: multidisciplinares, Danos/1000 0,00“Esta permite identificar bem como discutir atendimentos out/16planos para nov/16 dez/16 jan/17 fev/17 mar/17 e desenvolver melhoria da assistência por meio da criação de barreiras de prevenção de risco”, explica o 8,00 4,00 oncologista Dr. Henrique Zanoni Fernandes. GLOBAL TRIGGERS TOOL - IOV SJC Measure #2: Danos/1000

6,00 10,00 2,00

1,92 1,25

4,00GLOBAL TRIGGERS TOOL - IOV SJC 8,00 GLOBAL0,00TRIGGERS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOOL out 16 nov 16 dez 16 jan 17 fev 17 mar 17 10,00 2,00 1,92 6,00 1,25 8,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 4,00 6,00 2,00 4,00 0,00 2,00 0,00

out 16

nov 16

dez 16

jan 17

fev 17

mar 17

1,92 1,25 0,00 out 16

0,00 nov 16

0,00 out 16

0,00 dez 16

0,00 nov 16

0,00 jan 17

0,00 dez 16

0,00 fev 17 mar 17

0,00 jan 17

procedimentos Measure #1: Danos/1000 atendimentos

Measure #2: Danos/1000 IOV SJC procedimentos Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos Measure #1: Danos/1000 atendimentos Measure #2: Danos/1000 procedimentos

1,92 1,25

0,00 fev 17 mar 17

Observamos no gráfico que nosso índice de Triggers é abaixo da referência do IHI, que é de 5% para 1.000 atendimentos/ procedimentos. (Atualização Trimestral)


6

EVENTO

Páscoa é celebrada com apresentação especial do Coral do IOV

A

Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes de todo o mundo e este ano ela foi celebrada de uma maneira diferente no IOV. Assim como no Natal, os colaboradores se reuniram e formaram um coral especial, que alegrou e emocionou tanto quem participou, como quem assistiu à apresentação. As cantorias aconteceram na recepção e na quimioterapia do IOV São José dos Campos e na recepção do CENON Major. Participaram dessas apresentações 14 colaboradores de diversos setores do IOV e um maestro profissional que se voluntariou para reger o coral. “Tivemos quatro ensaios e todos aprenderam muito rápido. É ótimo poder participar desse tipo de iniciativa, é uma imensa alegria. Eu só tenho que agradecer a essa

oportunidade de poder ajudar. Trabalho voluntário é muito gratificante”, afirma o maestro, Márcio Faria. Antes de cada apresentação a assistente social do IOV, Graça Marques, leu uma mensagem especial de Páscoa falando sobre essa data e o que ela representa. O coral cantou três músicas - “Luz divina” (Roberto Carlos), “Semente do amanhã (Gonzaguinha), “Felicidade” (Marcelo Jeneci). Muitas pessoas que estavam assistindo registraram esse momento através de vídeos e fotos, e cantaram junto com o coral. “Para mim é muito emocionante e gratificante poder participar. Os olhinhos nos assistindo ficaram cheios de lágrimas, fiquei muito emocionada. É uma troca! Nós passamos esse momento de alegria para os pacientes, mas o que recebemos deles é muito maior. Eles estão

passando por momentos difíceis e mesmo assim nos acolhem, sorriem pra gente”, comenta a participante do coral e secretária executiva do IOV, Melissa Freitas. O coral já havia se apresentado no Natal, mas a cada apresentação é uma nova emoção e um sentimento diferente. “Foi muito gratificante ver os pacientes interagindo, foi tudo muito intenso. Para mim foi até mais intenso do que a apresentação do Natal. A

emoção fez até a gente se perder um pouquinho na música”, afirma o porteiro, Cláudio Alexandre da Silva. Mesmo envolvidos com tamanha emoção, a mensagem da Páscoa pôde ser transmitida através das canções, levando todos a refletirem. “Conseguimos transmitir uma mensagem de força, de coragem, de motivação, de fé e esperança de que os momentos difíceis irão passar”, comenta Melissa Freitas.

OFICINAS

Oficina de Qualidade de Vida homenageia as mulheres

E

m comemoração ao “Dia Internacional da Mulher” o IOV promoveu em março, nas unidades de São José dos Campos e Taubaté, uma edição especial da Oficina de Qualidade de Vida com uma programação especial para as mulheres. O evento é uma maneira de proporcionar a elas momentos agradáveis, em meio ao caminho difícil que precisam percorrer, pois além de sentirem os sintomas físicos, as pacientes também são abaladas emocionalmente.


7

QUALIDADE DE VIDA

“O objetivo da Oficina é mostrar às pacientes que é possível ter ou mesmo melhorar a qualidade de vida durante o tratamento oncológico, mostrando recursos que elas podem usar para se sentirem bem e para aumentarem a autoestima durante o tratamento. Esta oficina, que comemora o Dia Internacional da Mulher, foi elaborada para promover um momento de descontração e alegria em meio à rotina de nossas pacientes”, afirma a médica oncologista e coordenadora da Equipe Multiprofissional do IOV São José dos Campos, Dra. Cristiane Bittencourt. Em São José dos Campos, as pacientes participaram de workshop de maquiagem e manicure. Já em Taubaté, a programação contou com uma roda de conversa sobre a sexualidade e câncer e um workshop de maquiagem. “Entendemos que a sexualidade é de extrema importância para a vida cotidiana e os sentimentos afetam nosso dia a dia, a nossa autoestima e o relacionamento com outras pessoas. Nesse encontro discutimos como o câncer e o tratamento afetam a vida sexual das pacientes e como podemos lidar com as mudanças, se elas ocorrerem”, afirma a médica oncologista e coordenadora da Equipe Multiprofissional do IOV Taubaté, Glaucia Ribeiro. Durante todo o ano, o IOV realiza as Oficinas com o objetivo de promover o bem-estar dos seus pacientes através de diversas atividades. A Oficina é destinada aos pacientes do IOV e não precisa de inscrição prévia, basta comparecer ao local na data agendada. Fique atento às próximas datas e participe!

Dia Mundial da Saúde é celebrado com atividades no Parque Vicentina Aranha

Q

uem visitou o Parque Vicentina Aranha no dia 01 de abril, participou da Manhã Saudável - um evento que promoveu a qualidade de vida aliada ao bem-estar, saúde, alimentação e práticas de relaxamento. O evento abriu as comemorações dos 93 anos do Parque Vicentina Aranha e levou qualidade de vida ao público que participou das atividades. A manhã começou com uma prática de Artes Corporais da Medicina Tradicional Chinesa, seguida de uma Aula Aberta de Yoga. Além disso, foi realizado um Piquenique Comunitário Saudável e o show Canto de Todos os Cantos, com o músico Adriano Grineberg. O IOV realizou uma ação com foco no Dia Mundial da Saúde, que é celebrado no dia 07 de abril, distribuindo cangas para as práticas que aconteceram no evento, mas o objetivo também foi de comemorar o Dia Mundial de Combate ao Câncer, que é celebrado no dia 08 de abril. “Apoiar esse tipo de evento é importante, porque proporciona à população o contato com práticas que promovem a qualidade de vida, hábitos de vida saudáveis e, consequentemente, a prevenção de várias doenças, inclusive o câncer”, afirma a médica oncologista e coordenadora da Equipe Multiprofissional do IOV, Dra. Cristiane Bittencourt. O QUE É O DIA MUNDIAL DA SAÚDE? O Dia Mundial da Saúde é celebrado anualmente no dia 7 de abril, com o

objetivo de conscientizar a população sobre a importância do cuidado com a saúde, para que todos tenham mais qualidade de vida. Todos os anos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) destina um tema específico para ser abordado internacionalmente nessa data. Em 2017, o tema do Dia Mundial da Saúde foi a depressão, o lema da campanha foi “Depressão: vamos conversar”. Segundo a OMS, a depressão é a principal causa de incapacidade em todo o mundo, contribuindo para o surgimento ou agravamento de outras doenças.


8

EVENTO

Dia do Cuidador - IOV São José dos Campos

O

cuidador é a pessoa que auxilia o paciente durante o seu tratamento, pode ser o companheiro, filho, familiar ou outra pessoa que esteja próxima ao paciente, como um amigo ou vizinho que possa ajudar. É uma pessoa fundamental no tratamento e está ligada aos processos de recuperação do paciente. Por sua importância, o cuidador tem um momento especial no IOV que é o Dia do Cuidador, um evento no qual a Equipe Multiprofissional leva informações e dicas importantes para que os participantes tenham mais confiança, tranquilidade e segurança durante o processo do cuidado. Na edição de março, a Equipe Multiprofissional ministrou palestras de diversas áreas como serviço social, psicologia, nutrição, fisioterapia, enfermagem e farmácia. Cada profissional apresentou a sua área e os principais assuntos referentes ao cuidado específico. Quando orientados corretamente, os cuidadores se tornam auxiliares no tratamento do paciente. “Cada paciente é único, pois o mesmo tipo de doença requer orientações e cuidados diferentes. Durante as consultas o cuidador, muitas

vezes, nos dá informações que o próprio paciente omite ou esquece. Ele é uma ‘ponte’ importante durante o tratamento e por vezes acaba deixando a própria dor de lado para cuidar do outro. Durante esse processo, acontecem mudanças familiares importantes, às vezes o filho acaba se tornando o pai devido às responsabilidades. Por isso é importante esse acompanhamento e instruções”, afirma a médica oncologista e coordenadora da Equipe Multiprofissional do IOV, Dra. Cristiane Dias Bittencourt.

A psicóloga Patrícia Castro abordou a importância do cuidar de si mesmo, de ter momentos de lazer e descanso, assim como respeitar os próprios limites, físicos e emocionais. “Não é possível cuidar do outro se você não se cuidar primeiro, as necessidades do cuidador são iguais às da pessoa de quem ele cuida, precisa se alimentar, descansar e relaxar. Fazer atividades de que gosta”, afirma. Já a nutricionista Sandra Ribeiro alertou sobre os cuidados nutricionais, deu algumas dicas de como manter a alimentação balanceada e apresentou os grupos de alimentos. “É importante, durante o tratamento, manter o estado nutricional do paciente, garantir competência

imunológica, diminuir chances de interrupção do tratamento, evitar ou amenizar os efeitos colaterais. Alimentação adequada beneficia muito o paciente” afirma a nutricionista. Nos intervalos das palestras os cuidadores participaram de um café da tarde especial e uma atividade de relaxamento. O evento é gratuito e oferecido exclusivamente para os cuidadores e acompanhantes dos pacientes em atendimento no Grupo IOV. Próximas edições: IOV São José dos Campos em 22 de junho e IOV Taubaté em 26 de junho. As inscrições podem ser feitas na recepção de cada unidade ou pelos telefones (12) 39249055 (IOV SJC) e (12) 34269055 (IOV Taubaté).

O CUIDADOR • Auxilia o paciente durante o tratamento; • Pode ser voluntário ou contratado; • Também precisa de cuidados; • Precisa respeitar seus limites físicos e emocionais; • Pode contar com a Equipe Multiprofissional do IOV.

IOV&VOCÊ Edição 63  

Informativo do Grupo IOV

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you