__MAIN_TEXT__

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 592

| 14 DE JUNHO DE 2019 |

R$ 3,00

Ana Barbieri e Mateus Zucco, do IFRS, estão produzindo documentário “Capital do Moscatel,” e foi na Casa Perini, com a enóloga Silvia Tiburski, que entenderam todo o processo de elaboração da bebida farroupilhense Matéria Especial, páginas 2 e 3, e Editorial

CIDADE

CRÔNICAS DA REDAÇÃO

ESPORTE

2ª edição da iniciativa organizada pelo Gabinete da Primeira Dama acontece a partir das 15h, na Praça da Matriz Página 9

Grande imprensa se calou diante da barbárie por ela expor a insanidade que notabiliza a odiosa ideologia de gênero Inside, página 4

Rubro-verde arrancou empate com o Novo Horizonte e agora decide quartas de final da Terceirona nas Castanheiras Página 15

Varal Solidário é nesta sexta

Precisamos falar sobre Rhuan Brasil na briga pela semifinal

Yasmin Signori Andrade

Luz, câmera, ação e... moscatel


2

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Documentário

Farroupilha do Moscatel pelo Está em andamento a produção sobre a Capital Nacional da bebida, produzida pelos estudantes do 1º ano de Técnico em Informática do Campus local do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

C

om o documentário “Cidade do Moscatel”, alunos 1º ano do Técnico em Informática integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Farroupilha, decidiram contar a história do lugar onde moram. “O projeto surgiu da proposta de participar da Olimpíada Nacional de Língua Portuguesa com o tema geral: O Lugar Onde Vivo. Então, pensamos em falar sobre algo recente e significante para nossa cidade”, relata a aluna Ana Laura Barbieri Jum. Toda a turma também está produzindo documentários sobre as diferentes interpretações do tema, mas foi Ana, juntamente com Lucas Zanella e Mateus Zucco, que se engajou em mostrar a produção do moscatel no município. O título de Capital Nacional do Moscatel foi concedido a Farroupilha no início do ano em lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. A distinção contribui para a promoção da atividade econômica exercida em destaque pelo município. As belas paisagens

das vinícolas e a produção da bebida serão a base do material audiovisual totalmente produzido pelos discentes. O documentário, que está em fase de produção e tem

finalização prevista para início de julho, será apresentado primeiramente em sala de aula. Os alunos são orientados pelas professoras Minéia Frezza, de Língua Portuguesa e Ingle-

sa, e Cinara Fontana Triches, de Língua Portuguesa e Espanhola, que se inscreveram para participar da Olimpíada. Ao fazer a inscrição, as docentes recebem instruções

Aprendizado e conhecimento Ana Barbieri e Mateus Zucco puderam entender como funciona o processo de elaboração das bebidas com a enóloga Silvia Tiburski, na Casa Perini


3

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

olhar dos alunos do IFRS Fotos: Yasmin Signori Andrade

para realizar oficinas sobre o gênero documentário. São realizadas algumas atividades ao longo do trimestre além de alguns encontros extraclasse para ajudar os alunos no processo.

“Antes de solicitarmos que produzissem seus vídeos, exibimos alguns documentários e instigamos a discussão, inclusive interdisciplinar, sobre o processo de criação e produção de senti-

do a partir da interação entre texto, imagem e som”, aponta a professora Minéia. Para compor o documentário o grupo conversou e registrou depoimentos por vídeo de Wagner Zucco, produtor de uva

O trio idealizador Lucas, Ana e Mateus estão se empenhando em desenvolver o conteúdo para contar sobre suas raízes por meio da bebida típica

moscato; Fabiano André Piccoli, vereador e ex-secretário de Turismo e Cultura, um dos ideólogos do processo que resultou na obtenção do título de Capital Nacional do Moscatel; Francis Casali, atual secretário de Turismo e Cultura; e do prefeito Claiton Gonçalves, além de Rosane Cappelletti, presidente da Associação Farroupilhense dos Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin). A última visita realizada pelo grupo foi na Casa Perini, na quarta à tarde, onde puderam acompanhar e entender todo o processo de fabricação dos produtos à base da uva moscato, com a enóloga Silvia Tiburski. O Moscatel Casa Perini, em 2017, recebeu o título de 5º melhor vinho do mundo, contribuindo ainda mais para a divulgação do município como produtor de excelência da bebida. “O trabalho com o gênero documentário desperta habilidades multimodais de construção e interpretação de sentidos, que são cruciais para o desenvolvimento da Língua Portuguesa. Nunca mais os alunos assistirão a filmes sem pensar sobre todo o trabalho de criação que ocorre por trás das câmeras”, salienta Minéia. Na volta das férias, com data ainda a definir, será realizada uma exibição, aberta ao público, de todos os documentários produzidos pelos alunos da disciplina.


4

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Afinal, Neymar cometeu “crime digital”? Renato Falchet Guaracho *

O

principal assunto dos últimos dias é o Caso Neymar. Ainda é dúvida se Neymar cometeu ou não estupro, todavia, parece ser consenso entre os formadores de opinião que Neymar cometeu o tal “crime digital” ao divulgar suas conversas com fotos íntimas da pessoa. No entanto, a máxima defendida por esta tese parece não se sobressair ao analisar o texto da lei penal aplicada a crimes digitais. Isto porque, no ato praticado, Neymar, em momento algum, divulgou fotos nuas da pessoa sem censura, ao contrário, houve o cuidado, ainda que mínimo, é verdade, de incluir borrões nas partes mais íntimas da mulher que o acusa. Assim, o que se discute é se Neymar poderá ser enquadrado pelo crime previsto no artigo 215-A do Código Penal, pelo crime de Importunação Sexual, sancionado em 2018, que tem pena de reclusão de 1 a 5 anos. Entendo, todavia, que aqueles que defendem que Neymar cometeu tal crime se equivocam na interpretação do texto legal, que narra: “Art. 215-A. Praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. Da mera leitura da lei já se pode questionar se o ato cometido por Neymar foi libidinoso, ou seja, contra a dignidade sexual da pessoa, na medida em que houve o cuidado, mesmo que pequeno, de censurar

as partes íntimas da pessoa. Ocorre que, ainda que se admita a existência do ato libidinoso, a lei narra na parte final que ele deverá ser “com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. Aí é o ponto onde não se poderia aplicar esta norma ao caso, pois em momento nenhum Neymar teve o objetivo de satisfazer sua luxúria ou a de terceiro, mas sim se defender das acusações que lhe eram impostas. Ora, evidente que o tipo penal deixa expresso um objetivo para o crime, não podendo ser aplicado de forma diversa e, já que o objetivo é evidentemente outro, não há como imputar tal crime a ele, sob pena de causar grande injustiça, em razão exclusivamente de se tratar de agente famoso e que, bem ou mal, impõe amor e ódio às pessoas. Há, por fim, aqueles que defendem a aplicação do artigo 218-C, do Código Penal, que narra a divulgação de vídeos de estupro, sexo, nudez, entre outros, sem o consentimento da vítima, todavia, não há cenas de nudez ou sexo, as imagens mais íntimas foram censuradas, não existindo nudez explícita, além de que não houve dolo específico de divulgar as imagens, uma vez que o que ele pretendia era se defender das acusações. Dessa forma, será investigado o crime de estupro, todavia, narrar a existência de “crime digital”, em especial quando não se entende do tema, é algo temerário e que, no “Caso Neymar”, é evidente que não existiu tal crime. * Advogado, especialista em Direito Digital


6

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Nova grife que enaltece o berço A Olimpíada Brasileira da Língua Portuguesa traz uma temática que reforça e valoriza as raízes: “O Lugar Onde Vivo” foi a escolha da edição 2019 do concurso e, convenhamos, uma opção excelente justamente por enaltecer as múltiplas realidades de um País de proporções continentais como o Brasil. Uma forma de propagar essa diversidade cultural com um olhar voltado ao próprio berço. Foi daí que partiu a ideia do trio de estudantes do IFRS Campus Farroupilha. Ana Laura Barbieri Jum, Lucas Zanella e Mateus Zucco estão produzindo o documentário “Cidade do

Moscatel”, tendo em vista a recente obtenção do título farroupilhense, de Capital Nacional do Moscatel, a mais recente grife que caracteriza o município, que mostra que o trabalho iniciado em 2013, no primeiro ano da atual administração, acaba por gerar frutos nos mais variados segmentos, ampliando a capacidade de alcance de uma marca que simboliza a cidade. Nesta semana acompanhamos os alunos no processo final de coleta de informações e entrevistas para o material audiovisual que será concluído no início do próximo mês (veja mais na Matéria Especial, páginas 2 e 3). Além de instigar

os estudantes a pesquisarem e, de certa forma, se inserirem ainda mais dentro da realidade de cada município, a Olimpíada tem a vantagem de conferir visibilidade às identidades locais, isso sem falar no próprio processo de elaboração do conteúdo, que por si só já representa um ganho considerável de conhecimento em uma área que é facilitada pelos avanços tecnológicos. Uma das célebres frases do escritor russo Leon Tolstói diz o seguinte: “Se queres ser universal, cante a tua aldeia”. A Olimpíada traz essa proposta e rica é uma cidade como Farroupilha, que pode ser cantada de diferentes formas.

Não é de agora que a administração municipal tem colocado o turismo como um dos seus carros-chefes. A prioridade já rendeu uma série de vantagens ao município e a mais recente, a conquista do selo Prodetur+Turismo, obtida junto ao Ministério do Turismo, abre uma perspectiva ótima para que financiamentos na área sejam possíveis de maneira mais célere. Com a medida, o município passa a contar com prioridade, junto à pasta federal, na análise dos projetos encaminhados e voltados ao setor turístico e, se aprovados, eles passam a ter um canal aberto para seu financiamento junto a bancos de fomento, como o Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul (Badesul) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com juros subsidiados e amortização das parcelas em médio e longo prazo. Dentro deste contexto, da mesma forma é

fundamental a nova dinâmica em que se processa Brasília, com Ministérios compostos, em sua grande maioria, por técnicos capacitados e não por um bando de incompetentes e apadrinhados políticos, que não tinham outra preocupação a não ser alardear ações e projetos na imprensa (a grande maioria cooptada), sem que estes nunca saíssem do papel, algo que funcionava como uma cortina de fumaça para a livre pilhagem dos cofres públicos, a especialidade da quadrilha. Um dos focos do município está voltado ao asfaltamento de parte do trecho que vai de Nossa Senhora das Graças até a Busa, utilizado por romeiros que se deslocam da vizinha Caxias do Sul até o Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, e que atinge, em boa medida, o recém-inaugurado Caminhos de Caravaggio, um dos muitos projetos que foram idealizados pela atual gestão e que tem total condição de ser um sucesso se for, de fato,

acompanhado por ações casadas entre a esfera pública e a iniciativa privada. Nesta semana, na Assembleia Legislativa do Estado, um projeto de lei reforça e reveste de uma importância ainda maior a nova atração turística (veja tanto a obtenção do selo como a iniciativa dos deputados no Parlamento estadual na Editoria de Política, na página 11), que faz uma bem-acabada junção das belas paisagens do interior da Serra Gaúcha com a religiosidade. Evidente que as iniciativas não acontecerão por encanto ou obra do acaso. Há necessidade, obviamente, da apresentação de bons projetos que passem pelo crivo do Ministério do Turismo e de que a pasta federal siga com o dinamismo e a pró-atividade demonstrada neste início de nova gestão. Ocorrendo essa sinergia, Farroupilha tem muito a ganhar e efetivamente se inserir como um destino turístico que vai muito além do comercial ou religioso.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br

Um selo, múltiplos benefícios

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editoriais .................................................Página 6 Opinião...................................................... Página 7 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Páginas 9 e 10 Política ..................................................... Página 11 Educação .................................................. Página 12 Esporte ..................................................... Páginas 13 a 15

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Página 2 Teatro ........................................................ Página 3 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Música ....................................................... Página 5 Paulo Roque Gasparetto ..................... Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ..................................... Página 8 Arte ............................................................ Página 8 Diversão ................................................... Página 9 Dolores Maggioni .................................. Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Uma breve reflexão sobre as instituições democráticas Celso Tracco * Muito se fala, atualmente, sobre as instituições públicas brasileiras. Que elas estão em pleno funcionamento, que asseguram o Estado Democrático de Direito, que estão sólidas e consolidadas. Em primeiro lugar, devemos deixar claro que as instituições públicas (Congresso, Judiciário, Presidência da República, entre outras) são regidas pela Constituição Federal de 1988 e, portanto, cabe a todos nós obedecer nossa lei maior. Assim se faz em uma democracia! Aquilo que os nossos nobres deputados e senadores ganham de salários e outros privilégios está dentro da lei. É bem verdade que eles mesmos votaram essas leis em seu favor, mas agiram de acordo com a Constituição, portanto, dentro das regras do jogo democrático. Quanto tempo demora a tramitação de uma emenda constitucional? Ninguém sabe, e depende de muitos fatores: o que o presidente da Câmara pensa a respeito;

qual é quantidade de votos que a situação (favorável a essa proposta) tem; a fidelidade partidária dos deputados; a velocidade da tramitação nas diversas Comissões legislativas; etc. Caso uma emenda constitucional, ou um projeto de lei, seja de iniciativa do Executivo, a situação ficará ainda mais nebulosa. Por quê? Porque o Chefe do Executivo, o nosso presidente da República, tem o poder de um monarca, conferido pela Constituição. Ele pode nomear milhares de assessores, ministros, diretores de estatais, etc. Ele tem um poder constitucional imenso, mas não tem todo esse poder político, pois a eleição majoritária do Executivo nada tem a ver com a eleição proporcional dos parlamentares. O que acontece? O que vemos todos os dias desde a eleição direta de 1990: as chamadas crises institucionais, independentemente de quem seja o governante. A necessária negociação do Executivo com o Congresso traz em seu bojo incontáveis interesses pessoais e partidários que podem levar a um aumento de gasto público, a favores aos partidos, a setores da sociedade, a leis específicas para beneficiar este ou aquele e, finalmente,

favorecem a corrupção. E onde fica o interesse do povo, da sociedade, do bem comum, do crescimento da economia, dos empregos, da melhor qualidade de vida para todos? Creio que os índices de IDH, do PISA, de Segurança Pública, respondem essa pergunta. O que devemos fazer? Fechar o Congresso Nacional? Obviamente não! Regimes autoritários sempre fracassaram no médio ou no longo prazo. Todos os países que deram certo, que alcançaram uma menor desigualdade social, um maior crescimento e distribuição de renda, uma estabilidade política, foram aqueles que empregaram e empregam uma liberdade econômica alicerçada em um regime democrático. O que devemos fazer é nos manifestar através do voto! É elegermos parlamentares que efetivamente se identifiquem com a mudança do sistema político brasileiro! É um caminho árduo, difícil, custoso? Sem dúvida! Mas, se chegarmos a esse objetivo, estaremos assegurando uma nação estável, próspera, ordeira e solidária para as futuras gerações. * Escritor, palestrante e consultor

Política, crise e a indagação: como cortar custos e inovar no segundo semestre? Alexandre Gera * A instabilidade política e macroeconômica que atingiu o Brasil nos últimos anos com juros, crise fiscal, inflação, desemprego e turbulências no comércio exterior volta a afetar o mercado que estava eufórico com a eleição do novo presidente. Depois deste primeiro trimestre, vemos um mercado apurando resultados com uma esperança cautelosa. A crise permanece, principalmente por causa das promessas econômicas de campanha que ainda não foram cumpridas, como a Reforma da Previdência. Há também os problemas com a articulação política nacional e internacional, como percebe-se no episódio do escritório comercial aberto em Jerusalém, que criou um clima nada favorável com os países que seguem preceitos muçulmanos. Isso porque estes são os principais mercados compradores das carnes exportadas pelo Brasil dentro do processo de abate Halal, que movimenta R$ trilhões no mundo. Grandes empresas, como a BRF, que é o grupo que detém as marcas Perdigão e Sadia, já comunicou aos funcionários da planta de Carambeí, no Paraná, que pretende suspender a produção por 60 dias a partir de junho e que essa medida pode durar até cinco meses, período que os trabalhadores teriam que viver com o

seguro-desemprego. Se as exportações brasileiras para os Países Árabes não voltarem ao normal, cerca de 1,5 mil pessoas podem perder o emprego ainda em 2019. O que antes era considerado por especialistas de mercado como falta de previsibilidade da crise, agora é tratado com projetos urgentes para reduzir custos e aumentar receitas. Como consequência deste cenário, percebemos que cada vez mais a parcela de empresas que historicamente apostavam alto em inovação para manterem a liderança nos seus segmentos, agora também passam a olhar com mais carinho para os projetos que conseguem diagnosticar a redução de custos rapidamente. Partindo deste ponto sobre inovar e sobreviver, vemos quatro situações ocorrendo no mercado: há empresas que já têm a casa arrumada e por isso estão focadas em inovar, há outras querendo inovar, mas não estão com a operação preparada, assim como existem companhias que querem se organizar para inovar e ao mesmo tempo pretendem iniciar algum projeto de inovação para não perder tempo e, por fim, temos as empresas que estão desesperadamente tentando se estabelecer para não fecharem. Para todos esses cenários, ainda há uma luz no fim do túnel. Entre inovar e reduzir custos, é possível fazer os dois. Mas para isso, é preci-

so buscar o apoio consultivo de empresas que executam projetos com resultados mais exatos, rápidos e baratos. Isso sem esquecer que este trabalho deve atender às necessidades de mapeamento sobre onde estão as maiores oportunidades para a implementação de técnicas e de soluções inovadoras que reduzem custos e aumentam receitas. Esse caminho é uma saída ideal para o momento atual, pois diante desta situação, que deve perdurar ainda no segundo semestre, temos uma única certeza: as empresas que não se adaptarem e não tomarem nenhuma ação inovadora correm o risco de não sobreviverem quando a retomada acontecer. E, para se preparar dessa maneira dentro de casa, o processo é lento e caro. O fato é que enquanto não houver uma estabilidade política e, consequentemente econômica, muitas empresas deixarão de experimentar novos projetos, tornando o momento ainda mais tenso em busca de assertividade para conter riscos e reduzir custos. Por isso, é importante ressaltar: o olhar sobre o que deve ser feito precisa se voltar ao problema de hoje, mas quem não espiar o futuro próximo pode morrer no amanhã. * Sócio-gestor da Geravalor, consultoria especializada em Inovação, Estratégias e Business Assessment


8

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Setor AutomobilíStico

Nova Toyota RAV4 chega à TerraSol Concessionária recebeu nesta quinta o modelo da montadora japonesa, focado em estilo e design mais aventureiro O modelo traz nova arquitetura global Toyota (TNGA), motorização híbrida auto recarregável, novo sistema de tração inteligente nas quatro rodas (AWD) e sistema de segurança ativa “Toyota Safety Sense” (TSS). Ele recebeu nota máxima em segurança pelo Latin NCAP. São duas versões disponíveis no Brasil: S Hybrid e SX Hybrid, sendo a segunda mais completa. Os preços do novo modelo são a partir de R$ 165.990,00 até R$ 179.990,00. A unidade da TerraSol de Caxias do Sul (Rubem Bento Alves, 680), atende de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 16h. Em Bento Gonçalves (RST 470, quilômetro 215, bairro Maria Goretti), o atendimento é de segunda a sexta das 8h às 11h45min e das 13h30min às 17h45min, e aos sábados, das 8h às 11h45min.

Divulgação

O

novo RAV4 Hybrid, da japonesa Toyota, foi lançado nesta quinta no Brasil. O veículo já está disponível na concessionaria TerraSol. A 5ª geração do SUV mais vendido do mundo chega com motorização exclusivamente híbrida e total segurança. O novo modelo procura se diferenciar da proposta atual, que é urbana, se posicionando como um SUV aventureiro. O RAV4 é comercializado em todo o mundo desde 1994 e seu lançamento foi um marco no segmento. Em 2018, foi o SUV mais vendido no mundo. A nova geração introduz mudanças que implicam em uma melhoria nos seus principais atributos: design, equipamento, conforto, desempenho e segurança e um espaço interno maior.

Arrojado A 5ª geração do Toyota RAV4 mudou radicalmente de design: modelo está disponível na concessionária TerraSol desde seu lançamento, nesta quinta


9

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Alguém quer me adotar? Divulgação

Solidariedade

Ação por aqueles que precisam Varal Solidário ocorre nesta sexta, na Praça da Matriz, às 15h, e doações podem ser feitas até na hora

Bóris é um idoso cheio de amor para dar. Ele é de porte pequeno e se dá bem com outros animais. Foi resgatado depois de semanas dormindo nas ruas, e aguarda adoção há mais de dois anos. Interessados em adotar podem manter contato pelo fone 999.371.647.

Arquivo Jornal Informante

A

Praça da Matriz recebe nesta sexta mais uma edição de empatia e bondade no Varal Solidário. Com o frio intenso se aproximando as famílias mais carentes necessitam de ajuda para se manterem aquecidas, e a solidariedade faz toda diferença nessa hora. A ação, que é organizada pelo Gabinete da Primeira Dama, Fran Somensi, e pela Coordenadoria da Mulher, acontece a partir das 15h. Marcando o início da fria estação a campanha arrecada e doa cobertores. Quem puder doar, a campanha estará recebendo no próprio dia, durante o evento, basta ir até a Praça e deixar sua contribuição. Quem está necessitando de doações, bastar escolher as peças no varal.

Vale lembram que as pessoas que também precisam de roupas e outros itens, podem se dirigir até o Banco Social mantido pela prefeitura, localizado atrás do CTG Ronda Charrua, ao lado do Centro de Convivência São José. Assim como, quem tiver itens para doção, pode

fazer a entrega no Ceac (14 de Julho, 713). O Varal Solidário faz parte da Campanha do Agasalho do município e no ano passado foram mais de 150 edredons e cobertores entregues a famílias necessitadas, além de serem destinados agasalhos a adultos e crianças.

empatia No ano passado centenas de moradores foram beneficiados com cobertores e edredons

Programe-se O que: 2º Varal Solidário Quando: nesta sexta, às 15h Onde: Praça da Matriz


10

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

JÁ GARANTIU SEU LUGAR?

Tradição em boa mesa e, sobretudo, em solidariedade Programe-se

Ainda há ingressos para a XIX Feijoada do Rotary Club Farroupilha Nova Vicenza, que acontece no dia 23

L

ongeva atração gastronômica que promete lotar as dependências do Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi, a Feijoada do Rotary Club Farroupilha Nova Vicenza chega à sua 19ª edição. No universo de aroma e sabor, o principal tempero é da solidariedade. Os recursos obtidos serão revertidos para a Campanha da Visão do clube de serviço que, em 2019, completa 20 anos. Voltada para crianças carentes de 1ª à 4ª série das Escolas Municipais, o teste de acuidade visual é realizado nas instituições de ensino farroupi-

lhenses e, caso seja verificada alguma dificuldade, os estudantes são encaminhados para uma consulta com um oftalmologista parceiro do projeto e, posteriormente, para uma ótica que também apoia a campanha. Os valores, da consulta ao óculos, são todos custeados pelo Rotary Nova Vicenza. Ao longo de sua trajetória, a entidade estima que mais de mil crianças foram beneficiadas pelo projeto. Ou seja, a causa é nobre e um apelo a mais a participar do evento que acontece no próximo dia 23. Para quem tiver interesse, ainda restam ingressos para o almoço, que conta com a grife do buffet de Dirceu Dalla Riva.

O que: XIX Feijoada do Rotary Nova Vicenza Quando: próximo dia 23, com recepção a partir das 11h Onde: Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi (junto ao Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário) Quanto: R$ 75,00 Cardápio principal: feijoada completa e light, lombinho de porco assado com bacon, calabresa fatiada, batata frita, batata doce, moranga caramelizada, arroz branco, ovo ralado, couve refogada, farofa, salsa picada e laranja Saladas: mix de folhas, repolho, couve-flor, brócolis e tomate Sobremesas: pudim de leite, doce de abóbora, sagu, creme e ambrosia

Obituário 7 de junho * Clementina Irene Rogoski de Sailva, 62 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal Nova Vicenza; 9 de junho * Rosene Gorete Mainardi Muller, 58 anos. Sepultamento no Memorial Crematório São José, de Caxias do Sul; * Abrelino Feliz Peroni, 94 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nova Milano, 4º Distrito.


11

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

ASFALTO À VISTA

Prodetur+Turismo cria boas perspectivas para o município Conquista do selo coloca Farroupilha em condição prioritária para obtenção de financiamentos

A

viagem a Brasília do prefeito Claiton Gonçalves, da primeira dama e deputada estadual Fran Somensi e do líder do governo na Câmara de Vereadores, Fabiano André Piccoli, ocorrida na última semana, teve como grande vantagem para o município a obtenção do selo Prodetur+Turismo, que deve viabilizar de forma facilitada a conquista de financiamentos para projetos no setor turístico, uma das frentes de atuação mais efetivas da atual gestão municipal. Piccoli destacou que uma das metas, já previamente debatida com o Badesul, um dos bancos de fomento habilitados, é a busca de recursos para o asfaltamento de um trecho que vai de Nossa Senhora das Graças, na divisa do município com Caxias do Sul, até a Busa, uma bandeira defendida pelo vereador desde o último ano. Conforme salientou o se-

Vantagem Obtenção do selo dá prioridade ao município na busca por recursos para projetos na área

cretário de Turismo, Francis Casali, o trajeto é de cerca de 4 quilômetros e parte dele integra o recém-lançado Caminhos de Caravaggio. No entanto, a busca do financiamento, estimado em R$ 2,5 milhões, deve ser autorizada após a conclusão da obra de asfaltamento até o Salto Ventoso, em andamento e que tem previsão de conclusão até março do ano que vem. Paralelo a isso, Piccoli ressaltou que conversas estão sendo mantidas com as comunidades que integram o trecho a

ser asfaltado. Tão logo elas estejam concluídas, um projeto de lei será encaminhado à Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton. De acordo com Francis, o Ministério do Turismo dispõe de R$ 5 bilhões para ações na área dentro desta modalidade. Na concessão dada a Farroupilha, a pasta federal destaca que “a referida proposta é considerada prioritária no desenvolvimento e estruturação do turismo nacional, e tem prioridade na análise para obtenção de recursos”.

Boca de Urna Caminhos de Caravaggio

Foi protocolado, na tarde de terça, na Assembleia Legislativa, o projeto de lei que institui o “Roteiro Turístico Caminhos de Caravaggio”. A proposição foi feita pelo deputado Carlos Burigo, tendo como signatários Fran Somensi e Elton Webber. A deputada Fran fez parte do trajeto nas caminhadas técnicas que ocorreram ano passado. “Os municípios envolvidos no Roteiro já instituíram um Consórcio Intermunicipal com o intuito de promover a organização inicial das atividades. Então a lei abrirá uma série de possibilidades, principalmente para a captação de recursos para qualificação do percurso”, destacou a parlamentar.

Estudante Destaque 2018

A sessão solene de outorga do Título Certificado Estudante Destaque 2018 será realizada no dia 24, às 18h30min, na Câmara de Vereadores. Serão agraciados alunos das Escolas Municipais Nossa Senhora de Caravaggio, João Grendene, Santa Cruz, Zelinda Pessin e Presidente Dutra, além da Escola Estadual Vivian Maggioni e, na rede particular, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes.


12

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

PROPOSTA DE ENSINO

Simulação de Júri na Faculdade CNEC Acadêmicos do curso de Direito têm oportunidade de vivenciar na prática os conhecimentos de sala de aula No júri, a acusação e defesa ouvirão a vítima, testemunhas e réu. Após serão realizados debates, culminando com a votação dos jurados. Alunos de outros cursos farão parte do júri e, ao final, brindes serão sorteados. O evento tem a participação direta de cerca de 40 acadêmicos. Serão nove representando funções institucionais de julgamento, acusação e defesa, outros seis alunos atuarão como personagens do caso: réu, vítima e testemunha. A comunidade também pode participar do Júri, as inscrições são limitadas e podem ser feitas em QR Code disponível no perfil do Facebook Júri Simulado – Faculdade CNEC Farroupilha, enquanto houver vaga. A participação no evento é gratuita e quem puder vale contribuir com um quilo de alimento não perecível.

Divulgação

A

Faculdade CNEC Farroupilha realiza no próximo dia 21 o 2º Júri Simulado do Projeto Integrador, direcionado aos alunos do curso de Bacharel em Direito. O objetivo é permitir, de forma transversal, que sejam articulados conteúdos de interesse prático à comunidade acadêmica e sociedade. Será às 19h, no Salão de Atos da Faculdade. “Especificamente neste semestre estamos trabalhando argumentação jurídica, a atuação crítica o mais próximo do real para que os alunos tenham a vivência de uma situação da prática profissional”, considera Maurício Sant’Anna dos Reis, professor de Direito Penal e Processo Penal da instituição. Neste ano será julgado uma tentativa de homicídio.

Programe-se O que: 2º Júri Simulado do Direito da Faculdade CNEC Quando: próximo dia 21, às 19h. Inscrições disponíveis até quando houver vaga Onde: Salão de Atos da Faculdade CNEC Farroupilha Quanto: entrada franca, mas recomenda-se a doação de alimentos não perecíveis

Aprendendo na prática Simulação de júri garante aos alunos uma vivência da profissão


13

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

HabiliDaDe

Esporte, mas pode chamar de Arte Festival de Ginástica Artística acontece neste sábado e reúne cerca de 250 atletas de diferentes cidades da região quatro aparelhos de Ginástica Artística Feminina: solo, salto, trave e barras assimétricas. As apresentações são divididas por instituição e turmas, que variam em idade e grau de dificuldade dos elementos. Vão participar atletas da modalidade Feminina de Ginástica Artística do CDAC e instituições de Bento Gonçalves, Caxias do Sul e Garibaldi, totalizando cerca de 250 atletas com idades entre 6 e 15 anos. “Nosso objetivo é o de fomentar e difundir o esporte na cidade, além de estreitar as relações das atletas, familiares e centro desportivo”, assegura a professora Catirene Maria Flores, que junto com Marcus Flávio Camozza-

Adroir Fotógrafo

A

presentando toda a beleza do esporte, acontece neste sábado o Festival de Ginástica Artística, unindo força, agilidade, flexibilidade, coordenação e equilíbrio. O evento acontece das 8h e segue até às 17h, na quadra 1 do Centro Desportivo de Atividade Complementar (CDAC), no Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário. Aberto ao público, a entrada é franca para acompanhar a modalidade que une prática e arte. No evento, que acontece anualmente desde 2013, serão realizadas apresentações envolvendo elementos nos

Difundindo a prática Atividade realizada desde 2013 busca promover o esporte e a interação entre atletas e comunidade farroupilhense

to de Brito e professora Aline Bittencourt, trabalham a modalidade em Farroupilha. O evento é promovido pela

Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. A ideia do Festival é apresentar o trabalho realizado no CDAC aos pais,

amigos e comunidade farroupilhense em geral, além de ocorrer a integração dos atletas e amantas da ginástica.


14

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

De volta à disputa

Com um 3º e um 2º lugar em Londrina, o piloto farroupilhense Márcio Campos saltou do 13º lugar, com 32 pontos, para o 4º, com 74 pontos, após as provas disputadas no Autódromo Ayrton Senna, na 3ª etapa da temporada da Stock Light. “O fim de semana foi muito bom. Conseguimos um acerto do carro, mas estamos perdendo um pouco de potência em relação aos rivais. Vamos tentar solucionar para as próximas etapas”, frisou o farroupilhense. A 4ª acontece somente nos dias 24 e 25 de agosto, em Interlagos.

Vanderley Soares/MS2

União de Clubes segue no sábado

A competição chega à 13ª rodada com cinco jogos, disputados em Linha Sertorina e nos bairros São José e Industrial. Confira os resultados da última rodada e as partidas que movimentam o sábado. Resultados da 12ª rodada Atlético Nova Vicenza 2x1 Industrial Trans 2001 1x0 Azulão Titanium 6x2 Pôr do Sol Baile de Monique 1x0 Sapucaia Lyon 4x1 Los Thicos

Brasil no Estadual Júnior

Com um gol de Darlan, o rubro-verde empatou na segunda, com o São José, no Passo D’Areia, Retomada em Porto Alegre, no duelo de ida das quartas do Campos foi quem mais pontuou na etapa londrinense da Stock Gauchão Júnior. A volta foi na quinta à noite, após Light: margem para melhora o fechamento desta Edição, nas Castanheiras.

Duelos da 13ª rodada (sábado) Trans 2001 x Sapucaia Bairro Industrial, às 13h30min Pôr do Sol x Paysandu Linha Sertorina, às 13h30min Gaúcho x Lyon Linha Sertorina, às 15h30min Titanium x Industrial Bairro São José, às 13h30min Atlético Nova Vicenza x Los Thicos Bairro São José, às 15h30min

Brasil no Estadual Juvenil

O time venceu o Nova Prata fora, por 4 a 2 (gols de Xandy, Victor, Adelir e Jéferson) e está na zona de classificação. No sábado, às 15h, encara o Apafut no campo do Vasco ou Mundo Novo (sem definição até o fechamento desta Edição).

A disputa regional terá uma final de visitantes. O Santa Catarina, atual campeão, tenta o bicampeonato da Copinha de Futsal Feminino depois de despachar, na semifinal, o Nefel, ao vencer por 5 a 1. Quem também goleou foi o Comando São Paulo, que derrotou o farroupilhense 1º de Maio por 3 a 0 e também se garantiu na briga pelo caneco da temporada 2019. Neste sábado será conhecido o campeão. Os jogos começam às 19h, no Ginásio de Lourdes, com um Gre-Nal na preliminar e, na sequência, 1º de Maio e Nefel disputando o 3º lugar e Santa e Comando definindo quem fica com a taça. O ingresso custa R$ 5,00.

Fotos: Ramon Cardoso

Final caxiense na Copa Farroupilha

Final da Copinha Santa Catarina e Comando São Paulo foram soberanas nas semifinais do regional e chegam à decisão confiantes


15

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

NAS CASTANHEIRAS

Escrita mantida, vaga mais próxima Ainda invicto na Terceirona Gaúcha, Brasil sequer necessita de vitória para avançar à semifinal da competição estadual

Terceirona Gaúcha (duelos de volta das quartas de final)

N

Brasil

a quarta à tarde, o Brasil foi até a Arena Cruzeiro, em Cachoeirinha, para o duelo de ida das quartas de final da Terceirona Gaúcha, contra o Novo Horizonte, de Esteio. O início do confronto foi um filme de terror para o rubro-verde. Com 6 minutos, o placar já apontava 2 a 0 para a equipe rival. Não somente a invencibilidade estava em risco como a própria sobrevivência no estadual. Aos poucos, o Novo Horizonte recuou, na estratégia de chamar o Brasil e explorar os contra-ataques, mas a tática não funcionou. O time farroupilhense tomou conta do duelo e começou um processo contínuo de desperdício de oportunidades. O gol de desconto veio com o meia atacante Wellington Santos e não foi qualquer gol. Ele acertou um belo chute, na entrada da área, no ângulo, aos 43 minutos. A bola bateu no travessão e quicou além da linha. O rubro-verde partia para o intervalo com outro ânimo. O 2º tempo seguiu no mesmo ritmo, com o Brasil soberano, mas cansando de perder chances claras para o empate. Ele veio aos 28 minutos, depois que o centroavante Almeida converteu cobrança de pênalti, marcando seu 8º gol na competição estadual e decretando o 2 a 2. A partir daí, a equipe farroupilhense tratou de se resguardar já que o

X Sexta, às 15h Módulo Esportivo (Tramandaí) Confronto de ida: 1 a 1

Domingo, às 15h Castanheiras (Farroupilha) Confronto de ida: 2 a 2

X

desgaste foi grande em busca de igualar o placar que era adverso. “Tivemos seis minutos de apagão, depois equilibramos o jogo, chegamos ao empate, mas criamos chances até mesmo para obter a virada. Um duelo típico de Terceirona”, salientou o técnico Alê Menezes. Ele conta com todos os atletas à disposição para a partida de domingo, às 15h, nas Castanheiras. Pelo critério do gol qualificado, ao Brasil é suficiente até mesmo um 0 a 0 ou 1 a 1 para avançar à semifinal. “Vai ser um duelo muito difícil. Temos a vantagem obtida pelo gol qualificado, mas não podemos relaxar, até mesmo porque a postura deles vai ser de nos atacar já que o resultado inicial nos favorece”, observou o comandante rubro-verde. Quem passar do confronto encara na semifinal o vencedor do duelo entre Real e Santo Ângelo, valendo uma vaga de retorno à Segundona.

Sorteio de ingressos

X

Domingo, às 11h BSBios Arena (Passo Fundo) Confronto de ida: 0 a 0

O Jornal Informante sorteia dois ingressos para o confronto dominical. Para participar basta compartilhar no modo público nossa postagem no Facebook, nesta sexta. O resultado será divulgado no sábado à tarde.

Promoção de ingressos

Domingo, às 15h Estrela D’Alva (Bagé) Duelo de ida: 1 a 0 Guarany

X

A direção do Brasil realiza uma promoção para o duelo deste domingo. Ingressos antecipados estarão sendo comercializados até o final da tarde de sábado, na Hermelu Esportes, a R$ 10,00 o masculino e R$ 5,00 o feminino, idosos e estudantes. Nas bilheterias das Castanheiras, no domingo, o valor é de R$ 15,00 o masculino e R$ 8,00 nas demais categorias. Sócios rubro-verdes e categorias de base fardada têm entrada franca.


MÚSICA

Clássico de Lewis Carroll revisto De Édith Piaf a Aretha Franklin Divulgação

Adriana Marchiori

TEATRO

Promovido pelo Sesc, “Alice Além da Toca do Coelho” é a atração dominical para a criançada, no Auditório Professor Raul Bampi do CFar Inside, página 3

CIDADE

EDUCAÇÃO

Garanta seu lugar na Feijoada Direito promove Júri Simulado Rotary Nova Vicenza promove evento Página 10

Faculdade CNEC realiza a 2ª edição Página 12

Acompanhada do Jazz Piano Trio, Carol Gobbato apresenta o espetáculo “Divas” nesta sexta, na Casa de Cultura, quando interpretará grandes nomes da música Inside, página 5


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

atenção aos sintomas

Problemas de circulação podem ter diferentes causas e tratamentos Origem pode estar relacionada a questões venosas e arteriais, que determinam procedimentos específicos para cada caso

Q

uando o fluxo sanguíneo não está devidamente adequado, geralmente surge uma série de problemas, que vão de dores ao caminhar ao inchaço nas pernas e podem até mesmo levar ao aparecimento de feridas na pele. Mas é importante ressaltar que os problemas de má circulação não são todos iguais e podem estar relacionados a questões venosas e arteriais. Justamente por isso, a consulta a um especialista é fundamental para descobrir qual o tipo de problema e qual o tratamento mais adequado para cada caso. Por exemplo, nas doenças venosas, que ocorre quando o sangue não consegue voltar para o coração e a insuficiência é refletida nas veias, os sinais são perceptíveis. Entre os mais comuns estão: varizes, inchaço nas pernas, queimação e sintomas como dor e peso nos membros inferiores. De acordo com cirurgião vascular do Hospital Edmundo Vasconcelos, Walter Campos, o tratamento pode se dar tanto por meio de medicamentos e de meias de compressão, quanto

Imagem: Reprodução

Receita tradicional É chover no molhado, mas cuidados com a alimentação e prática de atividades físicas são importantes para reduzir ou até mesmo evitar a ocorrência de problemas circulatórios

por cirurgia, em casos mais graves. Apesar do problema de circulação, via de regra, ser associado à má alimentação, no caso da doença venosa isso não causa uma piora. “O que intensifica o quadro é a obesidade, o número de gestações, uso de anticoncepcional, sedentarismo e ficar muitas horas em pé”, explica o profissional. O fator qualidade da alimentação pode interferir, no entanto, quando a complicação está ligada a uma doença arterial. “Colesterol, diabetes e pressão alta podem acelerar a evolução do quadro, fechando as artérias e favorecendo o desenvolvendo de coágulos”, alerta o cirurgião vascular. O que não muda em relação à alteração venosa são os sintomas, que são aparentes: dores para caminhar e até mesmo em repouso e aparecimento de feridas. Neste caso, o tratamento consiste no controle dos fatores de risco: colesterol, diabetes e pressão alta. Ou seja, vão de cuidados com a alimentação até mesmo à prática de atividades físicas. Em casos extremos da doença, a intervenção cirúrgica é a alternativa mais indicada.

xxxxxx xxxxxxxx


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Inchaço ou edem Equipe Espaço da Beleza *

O

consumo e a absorção de toxinas do nosso organismo acontece através da alimentação, medicação e da exposição de nosso corpo à poluição. Esse comportamento afeta o nosso corpo, provocando algumas reações como o inchaço, má circulação sanguínea, dificuldade de emagrecer, entre outros. O edema popularmente conhecido como inchaço, pode acontecer, entre vários outros motivos, após uma noite de exageros. O álcool estimula a retenção de líquidos e toxinas nos membros, causando o inchaço. A sessão detox estimula a remoção dessas toxinas, diminuindo ou eliminando o edema. Previne a celulite A tão temida celulite também pode se manifestar por acúmulo de toxinas nas células. Eliminando as toxinas do corpo, diminuímos a chance da celulite se manifestar. Redução de medidas e gordura localizada As toxinas ocupam um espaço em nosso organismo, como por exemplo, nas células adiposas. Assim, aumenta o volume daquela região. Quando as toxinas são eliminadas do organismo, o espaço que elas estavam ocupando não existe mais. Por isso que, após a sessão, o cliente já pode notar uma redução nas medidas. O tratamento costuma diminuir medidas imediatas, porém deve ficar claro que os resultados não dependem apenas da profissional. O cliente deve fazer a parte dele, praticando exercícios físicos, tomar em média 2 litros de água por dia, adotar uma dieta e hábitos saudáveis. Para resultados mais eficazes, a avaliação é fundamental para definir o tipo de tratamento e ativos utilizados conforme o grau de retenção. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

ma te preocupa?

Divulgação


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

ARTIGO

O círculo vicioso da busca por aprovação Marian Martins *

E

xistem pessoas que entram em um círculo vicioso e buscam constantemente a aprovação dos outros. Embora nem sempre pareça que as ações são pensadas, todos os seres humanos “pensam” antes de agir, pois essa é uma das funções do cérebro. Querer “agradar” não é algo ruim, muito pelo contrário, mas sempre correr atrás da aprovação dos outros é bem diferente. Pessoas “influenciáveis” pedem a aprovação de outras pessoas na hora de escolher a própria roupa e demonstram uma enorme insegurança em situações que demandam uma tomada de decisão, seja nos relacionamentos ou na carreira. Inevitavelmente, comparamos nossas referências e nossa realidade com os parâmetros dos outros. No entanto, existe um momento desse processo sobre o qual temos todo o domínio: o uso que faremos do nosso julgamento. Infelizmente, muitas pessoas acreditam que para serem aceitas, o melhor a fazer é sempre concordar

com o que os outros dizem e pensam. Na vida pessoal, os influenciáveis sofrem, pois sentem uma enorme dificuldade em demonstrar sua verdadeira opinião. Por isso, evitam

discussões e, na maioria das vezes, demonstram indecisão, baixa confiança e, até mesmo, submissão, o que traz grande tristeza. Para justificar comportamentos,

posturas ou resultados que não foram considerados satisfatórios, o ser humano tende a colocar a culpa em outras pessoas ou fatores externos. Isso chega a ser uma tragédia! Podemos, por exemplo, considerar a prática do outro errada e simplesmente não usar na nossa vida, pois temos total liberdade perante nossos atos. Todo ser humano tem o direito de ter seus próprios pensamentos, objetivos, sonhos e vontades. Pare de ligar para a opinião dos outros. Essa é a parte mais importante da independência. Se depender dos outros para descobrir qual música é legal, ou qual roupa é apropriada, será impossível ser feliz. Essas decisões são suas e de mais ninguém. É necessário deixar claro que: pensar antes de agir não é garantia de sucesso, mas certamente ajuda a reduzir certos riscos. Para isso, é essencial conhecer a si mesmo, seus pontos fortes, habilidades e ser positivo. Ser mais independente será útil na descoberta de algumas soluções originais para seus problemas. * Psicóloga (CRP/RS 07 10386 | CRP/PR 08 IS 335)


Arte

Mente aberta: Luís Burlani vence concurso da UFRGS e desenho estampa material da Feira de Oportunidades Página 8

Inside

Diversão

Festa Junina do Colégio Nossa Senhora de Lourdes agita o Ginásio de Esportes neste sábado à tarde Página 9

PRIMEIRO CLICK

Registrando o milagre da vida Daiana Ricci fotografa partos e foi no Hospital São Carlos que registrou um dos momentos mais emocionantes de sua carreira Divulgação Fotos: Dai Ricci Fotografia

A

justar a câmera, encontrar o melhor ângulo e fazer o click, parece uma tarefa fácil, mas o olhar e a habilidade do fotógrafo são essenciais. Os registros de Dai Ricci, durante os partos, provam isso. Natural de Santa Terezinha do Itaipu, interior do Paraná, Daiana descobriu a fotografia após o nascimento do seu filho, João Victor. Casada com Douglas Ricci e formada em Direito, hoje possui diversos cursos, congressos, workshops e especializações, dominando a arte de fotografar o milagre da vida e é fascinada por pessoas e as histórias que elas carregam consigo. “Me empenho para registrar, eternizar e entregar registros às gerações futuras”, descreve Daiana. Foi em 20 de janeiro de 2018 pela manhã que a fotógrafa registrou o primeiro parto, da pequena Ester, e na mesma data, à noite, o segundo parto, de Valentina. A partir de então, os nascimentos já faziam parte da rotina da profissional. Dai Ricci é credenciada no Hospital Beneficente São Carlos e no Hospital São Pedro, de Garibaldi, para registrar os nascimentos. E foi no São Carlos, com o obstetra Thiago Brunet, que a fotógrafa registrou o momento mais surpreendente de sua carreira. Manuela veio ao mundo de uma forma muito rara: o parto empelicado, que ocorre quando a bolsa não rompe durante o nascimento. Isso não faz mal nem a mãe e nem ao bebê, mas é incomum. “Sempre desejei e sonhei fotografar um parto assim, foi muito incrível. Digo que de todos os ciclos da vida, certamente o nascimento é o mais emocionante, principalmente para aqueles que o testemunham. Tenho muita gratidão por poder vivenciar e registrar”, considera a profissional. Além das fotos de parto, Daiana é especialista em ensaios smash the cake, fotógrafa de gestantes, nascimentos, newborn, acompanhamento de bebês, família e eventos. Para acompanhar seu trabalho ou contratá-la, ela está acessível no Facebook e no Instagram DaiRicciFotografia.

Daiana Ricci fotografa o milagre da vida em hospitais da região

Nascimento de Luísa, filha de Fernanda Sebben e Anderson Nonnenmacher

O casal Tamires Santos da Silva Pegoraro e Douglas Pegoraro aguardando a chegada da filha Laura

Parto do Matteo, filho de Patricia Hoffmann e Alberto Junior Nieskonski

Manuela, que teve parto empelicado, filha de Daiane Cristina Piccoli Ganzer e Jakson Ganzer


Inside

2

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Fora de Série - às 13h20min e 22h (legendado), 17h45min (dublado) GNC 1: Obsessão - às 15h30min (dublado), 20h (legendado) GNC 2: Patrulha Canina: Super Filhotes (dublado) - às 13h10min e 15h10min GNC 2: MIB: Homens de Preto Internacional - às 17h20min e 22h10min (dublado), 19h45min (legendado) GNC 3: Aladdin (dublado) - às 14h e 16h45min GNC 3: Juntos Para Sempre - às 19h25min (dublado), 21h40min (legendado) GNC 4: X-Men: Fênix Negra - às 13h30min e 19h (dublado e em 3d), 16h e 21h30min (legendado e em 3d) GNC 5: MIB: Homens de Preto Internacional - às 13h45min e 18h45min (dublado e em 3d), 16h e 21h (legendado e em 3d) GNC 6: X-Men: Fênix Negra (dublado) - às 15h30min e 21h10min GNC 6: Aladdin (dublado) - às 18h30min Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Godzilla 2: O Rei dos Monstros (dublado) - às 15h Rocketman - às 22h10min MIB: Homens de Preto Internacional - às 13h30min, 14h30min, 17h, 18h45min, 19h30min e 22h (dublado e em 3d), 16h e 21h15min (legendado e em 3d) A Lenda de Golem - às 12h45min e 17h50min (dublado), 20h (legendado) Aladdin - às 12h30min, 15h15min e 20h45min (dublado), 18h (legendado) Juntos Para Sempre - às 18h30min (dublado) e 21h (legendado) Patrulha Canina: Super Filhotes (dublado) - às 12h15min, 14h15min e 16h30min X-Men: Fênix Negra - às 13h45min e 19h (dublado e em 3d), 16h15min e 21h30min (legendado e em 3d) Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Festival Varilux de Cinema Francês Filhas do Sol - sexta, às 19h30min Cyrano Mon Amour - sábado, às 19h30min Um Homem Fiel - domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Entrando em cartaz Irlandês Neil Jordan dirige o suspense “Obsessão”, com a veterana francesa Isabelle Huppert e a jovem americana Chloë Grace Moretz. Já o nova-iorquino Felix Gary Gray comanda “MIB: Homens de Preto Internacional”, o quinto filme da franquia de ação e ficção científica


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Inside

3

Teatro

Adriana Marchiori

Alice de um jeito diferente Espetáculo infantil promovido pelo Sesc acontece neste domingo, na UCS Farroupilha

P

ças hoje em dia”, explica Suelen Gotardo, diretora do espetáculo. Danuta Zaghetto, Fabiana Santos, Luiz Manoel e Thiago Silva integram o elenco que irá conduzir Alice por sua jornada. Outras informações sobre a apresentação em Farroupilha podem ser obtidas pelo fone 3261-6526, no site sesc.rs.com.br/farroupilha, ou na página do Sesc Farroupilha. O Jornal Informante irá sortear dois ingressos para assistir o teatro. Confira a promoção em nossa página do Facebook que ainda é possível participar. O resultado será divulgado nesta sexta à tarde.

Várias Alices O espetáculo é uma releitura do clássico onde quatro atores interpretam a personagem principal

Programe-se O que: Espetáculo Alice Além da Toca do Coelho Quando: domingo, às 16h Onde: Auditório Professor Raul Bampi da UCS Farroupilha (Rodovia dos Romeiros, 567) Quanto: categoria comércio, serviço e empresários com cartão Sesc, R$ 10,00; público em geral, R$ 25,00; estudantes e idosos, R$ 12,00.

Divulgação

romovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), o espetáculo voltado ao público infantil “Alice Além da Toca do Coelho”, vai acontecer neste domingo, às 16h. Os ingressos podem ser adquiridos na unidade do Sesc farroupilhense e os valores podem ser conferidos ao lado. Baseado no clássico de Lewis Carroll, o teatro traz para o auditório da UCS Farroupilha temas como amizade, curiosidade, empatia, poder, egoísmo e os laços que nos unem apesar de nossas diferenças. Todos conhecem a história da pequena Alice, que um dia resolve perseguir um coelho e acaba caindo em sua toca, descobrindo um mundo de fantasias. Mas o espetáculo que virá para Farroupilha vai além, ele busca ressignificar o pensar filosófico na infância, questionando temas e comportamentos humanos atuais, fazendo a criança refletir de forma lúdica. “Uma das características do espetáculo é que abordamos a diferença, por isso são duas atrizes e dois atores em que se revezam para interpretar a Alice. Isso retrata um pouco do que a gente é, temos várias personas dentro da gente, Além disso é importante falar das diferen-


Inside

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Precisamos falar sobre Rhuan

Essa não foi mais uma entre as tantas atrocidades que estamos acostumados a ver no noticiário. Foi uma barbárie que pode, de certa forma, redefinir o conceito de maldade do ser humano. A trágica história do menino Rhuan insiste em perturbar pensamentos e o pior, acabou por gerar uma brutalidade em cadeia, uma condescendência e um silêncio na grande imprensa que mostram, de maneira explícita, como vivemos em uma sociedade cruel, doente, perversa e, miserável e desgraçadamente preocupada em manter e defender uma criminosa narrativa. Para quem não acompanhou o caso, que foi pouco noticiado mesmo, Rhuan Maycon da Silva Alves, 9 anos, foi esfaqueado e degolado vivo pela mãe Rosana da Silva Cândido (é uma afronta chamar a assassina de mãe, convenhamos) e sua companheira Kacyla Priscyla Santiago, no último dia 31, em Samambaia Norte, no Distrito Federal. O corpo do garoto foi esquartejado na tentativa de ocultar o homicídio. Mas não para por aí. Um ano antes do crime, ele teve o pênis decepado em um procedimento caseiro porque as cruéis homicidas queriam que ele fosse menina. A partir daí, Rhuan foi proibido de sair de casa, mantido em cativeiro, já que a dupla tinha medo que a atrocidade acabasse descoberta. Diferente do que disseram as frias criminosas, Rhuan não desejava ser menina. Rhuan tão somente desejava ser feliz. Ou até menos que isso. Desejava apenas não ser vítima de maus-tratos constantes e de uma violência brutal, insana e gratuita. O sofrimento a que ele foi submetido sequer pode ser mensurado, seja ele físico ou emocional. Rhuan não deve ter conhecido nada além da dor em sua curta passagem. Essa dor não cessou com sua morte, pelo contrário. Não foram poucos os jornais que noticiaram que o menino foi morto por uma “contenção de gastos”. Se neste contexto a morte fosse de um animal de estimação, já seria algo atroz. Foi um ser humano. Quem tem peito para escrever isso certamente não tem coração. Quando penso no martírio de Rhuan, lembro de outras inocentes vítimas da crueldade humana. Lembro de Isabella Nardoni, 8 anos, arremessada da janela do 6º andar do apartamento em que vivia com o pai e a madrasta, em São Paulo. Lembro de Bernardo Boldrini, 11 anos, assassinado pelo pai e pela madrasta em Três Passos. Lembro de Naiara Soares Gomes, 7 anos, estuprada e morta em Caxias do Sul. A diferença dos três crimes citados para o mais recente é uma só: eles dificilmente serão lembrados, o de Rhuan será deliberadamente esquecido. Para um bando considerável de lesados, é conveniente que assim seja. Nenhuma entidade de direitos humanos se manifestou sobre o caso. Na escala de valores desses perturbados, vítima da sociedade é o Champinha. A morte de Rhuan sequer mereceu destaque na imprensa por um motivo simples: ela escancara a insanidade que atende pelo nome de ideologia de gênero, essa perversidade patrocinada pela criminosa esquerda, mais uma entre tantas ferramentas que buscam estraçalhar com os valores em que se sustenta a sociedade ocidental, de onde a esquerda aproveita somente o que lhe convém. Colunista da Folha de Londrina, Paulo Briguet escreveu que “em breve, relembrar a morte de Rhuan será considerado um crime contra a ideologia de gênero”. É surreal, não? Mas é bem provável que isso aconteça.

Agenda

SEXTA

Rominho Braga em Vida Enfadonha Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h Noite dos Solteiros Muinho Café (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 20h

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

DOMINGO Gio Lisboa e Cris Pereira Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 20h Divulgação

4

SÁBADO Sertanejinho Bem Bacana com Grupo Peghada Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Sabadão Sertanejo com Paulinho Belusso Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h Marcos Castro Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h

Café Filosófico: Que Papo é Esse? Com Educação Popular Muinho Café (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 17h


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Inside

Música

Divulgação

Carol Gobbato entona clássicos de cantoras inesquecíveis no espetáculo Divas

Tributo às mulheres Caroline Gobbato, acompanhada do Jazz Piano Trio, vai interpretar canções de grandes ícones da música

A

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Homenagem às inspirações

presentando canções consagradas das maiores cantoras de todos os tempos, Caroline Gobbato, acompanhada pelo Jazz Piano Trio, realiza o espetáculo Divas. O show já foi apresentado na Casa de Cultura (República, 172) em 2017 e agora volta ao palco do local nesta sexta, às 20h, com entrada franca. Com Luis Henrique New, no piano; Rodrigo Ziliotto, no contrabaixo; e Marcelo Freitas, na bateria, Carol vai interpretar com toda feminilidade e romantismo clássicos de Edith Piaf, Aretha Franklin, Ella Fitzgerald e outras renomadas vozes. Entre o repertório estão as canções “La

5

Vie en Rose”, “Natural Woman” e “Every Time We Say Goodbye”. “A ideia do espetáculo surgiu de interpretar canções que eu gosto, das cantoras que me inspiram”, declara a jovem, que começou a carreira musical aos 9 anos e hoje é professora de Música e acadêmica do curso de Licenciatura em Música pela Universidade de Caxias do Sul (UCS).

Programe-se O que: espetáculo Divas Quando: nesta sexta, às 20h Onde: Casa de Cultura (República, 172) Quanto: entrada franca

Um mês para amar e ser amado Na vida, algumas coisas são mais importantes que outras. Umas delas é amar e ser amado. Mas antes de amar precisamos respeitar. Cada pessoa merece respeito. Cada criatura merece respeito. Assim, cada pessoa é um ser com sua individualidade, valores e sonhos que devem ser acolhidos e respeitados. Em nossa sociedade, marcada pelo materialismo, muitas vezes se esquece do respeito. Quando se é marcado pelos valores materiais somente, tudo se torna coisa, que é usada e jogada fora. No Evangelho de João, capítulo 15, Jesus nos convida a experimentar esse amor e respeito quando diz: “Como o Pai me amou, também eu vos amei; permanecei no meu amor”. Jesus nos diz que amar e ser um amigo envolve uma vida dedicada as outras pessoas. Ele não nos chama de “qualquer coisa”, mas nos chama de amigos. Vivemos numa sociedade onde todos querem tirar proveitos dos outros. Pessoas “sobem na vida”, nem que para isso precisem pisar nos outros. Onde existe o verdadeiro amor, haverá interesse de ajudar o outro a crescer, dar-se bem. Isso pode acontecer dentro de casa, no local de trabalho, em nossas comunidades ou na sociedade. Nessa direção os santos populares que celebramos nesse mês são um exemplo de quem colocou a prioridade deste amor em suas vidas. Apenas para lembrar alguns: Sto. Antônio que, embora nascido em Lisboa, o conhecemos como de Pádua, o santo casamenteiro, dos milagres impossíveis. Neste sentido, é invocado como protetor de coisas perdidas. Um outro santo muito festejado neste mês de junho é São João Batista, o precursor de Jesus, lembrado pela fogueira, pelos festejos populares e o batismo de tantos meninos com o nome do santo. Já São Pedro, o pescador que se tornou apóstolo e primeiro Papa, também tem um largo espaço entre nós, especialmente entre os pescadores. Com São Pedro, a Igreja lembra o querido Papa Francisco, o 268º sucessor de Pedro. Para as comunidades, eles são exemplos de fé e virtude, modelos de inspiração para viver de acordo com o Evangelho. Não podemos esquecer no mês de junho a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Um Jesus misericordioso que tem o coração aberto para nos acolher e amar. E por isso rezamos dizendo: Jesus manso e humilde de Coração, fazei o nosso coração, semelhante ao vosso. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Fábio Silvestri

A

Novidade

Malharia Anselmi inaugura oficialmente sua primeira loja em São Paulo na próxima terça. Maria de Lourdes Anselmi e os filhos Sandra, Patrícia e Eduardo Anselmi serão os anfitriões do encontro que marca o abre portas da filial, localizada no Shopping JK Iguatemi. Influencer internacional e parceira da marca, Consuelo Blocker virá ao Brasil especialmente para o coquetel de apresentação e marcará presença no evento.

Vida Saudável

Michele Rech e Cleiton Barbosa em noite de Pep

A rede de franquias Tudo em Grãos, organiza para a próxima terça uma palestra com o mentor brasileiro da alimentação saudável, Flávio Passos. A ação acontece no teatro do Colégio Murialdo, a partir das 19h30min e tem como tema “Saúde e Alimentação: uma visão mais completa”. O evento integra as comemorações de cinco anos da marca e os ingressos estarão disponíveis na hora.

Teatro

Fernanda Picolotto marcou presença no Boteco do Chá, no sábado

Daniela De Rocco

Na programação do Sesc Farroupilha, o destaque é o teatro “Alice Além da Toca do Coelho”, que acontece neste domingo, no Auditório da UCS Farroupilha. O espetáculo é uma ótima opção para a família e inicia a partir das 16h. Os ingressos estão à venda na unidade farroupilhense. Veja mais na página 3.

As amigas Marianna Rocha e Marjorie Mo Freedom, que ocupou a pista da Casa M

Winter

Fique por Dentro

Neste sábado rola a 2ª edição da festa Siberia em C Cristo. Os idealizadores da balada Felipe Guelfi, Airton nando Lazzaretti prometem repetir o sucesso da edição de 1.200 pessoas.

Solteiros

Os pais Jucemar e Marli Peccin, felizes da vida no aniversário de seu filho Thiago, que celebrou 5 anos no sábado, na Ticabum

O Muinho Café prepara para esta sexta “A Noite dos foi o Dia dos Namorados. Para animar o público haverá dápio repaginado com cervejas e lanches.


Cristiano de Oliveira

psi Club no final de semana

Júnior Machado

Juliana Biasibetti, Janaína Aguiar e Daiane Zucchi no pagode do grupo Sem Razão, que aconteceu no Muinho, no domingo

Ícaro de Campos Arquivo Pessoal

oroni Perez na festa Milano no sábado

Caxias do Sul, no Mirante do Martins, William Bond e Feranterior e esperam em torno

s Solteiros”, já que na quarta á DJ tocando no local e o car-

Vanessa Slaviero e Renata Prestes Martins aproveitaram uma pausa da viagem de trabalho para conhecer um pouco de Vitória da Conquista, na Bahia


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Ampulheta

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Arte

Mais uma conquista Luís Burlani é novamente reconhecido pelos seus desenhos, desta vez pela UFRGS

Reconhecido pela UFRGS A obra de Luís vai estampar ecobags e blocos de notas da 9ª Feira de Oportunidades Divulgação

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Yasmin Signori Andrade

Ao meu ver, temos uma forte tendência a adiar muitas coisas sob o pretexto de que temos muito tempo livre. A visão de que poderíamos fazer basicamente tudo em outro momento. Na maioria das vezes tem algo de preguiça, assim como desinteresse. Quando estamos dentro de uma área confortável, isso é potencializado. Como no caso de saber que, no próximo ano você tem a certeza de que irá no mesmo lugar todos os dias, então não há pressa alguma em fazer nada. Afinal, você tem um ano. Tendo isso em mente, o mesmo pensamento pode se repetir nos próximos 364 dias, e aí se foi o tempo. A contagem regressiva se esgotou, e nada, ou muito pouco foi feito. Muito vago? Talvez não me expliquei bem, é uma possibilidade. O ponto central da coluna é como reagimos com pouco ou muito tempo livre. Tendo um prazo, certamente temos uma postura distinta em comparação com algo que é incerto, ou parece propenso a sempre estar disponível, certo? Tenho um trabalho urgente para entregar amanhã é diferente de ter algo que você quer fazer, mas sei lá, acho que na semana que vem sai. Quando visitamos alguma outra cidade por um período curto, procuramos fazer tudo de interessante e conhecer os melhores lugares nesse tempo. Sabemos que talvez não iremos passar por lá novamente, ou que talvez possa tardar um retorno, assim como simplesmente extrair o melhor possível desses dias. Lógica que poderia ser aplicada diariamente, sem ter um prazo de horas e minutos correndo. Isso poderia ser feito em 6 meses, mas se eu tenho vontade de fazer agora, por que adiar? Talvez ali adiante não seja possível. Talvez, e mesmo que seja, poderia ser feito outra vez. E assim segue. Mesmo tendo morado por muitos anos em Farroupilha, não duvido que alguém que tenha passado uma semana lá visitando tenha conhecido alguns lugares que eu nunca fui na cidade. Não entro no mérito de ser certo ou errado, são preferencias e decisões pessoais, mas há um relaxamento natural, uma certa letargia que nos acomoda em muitas situações. Ter o dia inteiro livre e pagar a conta no banco no último minuto. Ter um mês para estudar para uma prova e deixar para fazer isso apenas 24 horas antes. Talvez seja um desejo pela adrenalina, pelo perigo, mas também se valoriza realmente quando algo está no fim. Ter uma garantia de que aquilo seguirá ali faz com que pareça menos importante, perde interesse, não há urgência. Uma ampulheta com a areia se esvaindo mais rápido causa um despertar. Nos motiva a levantar da cadeira, a sair da inércia. Não raramente aproveitamos mais experiências breves, mas mais intensas. Melhor um mês bem aproveitado ou seis meses arrastados e sem novidades ou coisas boas a recordar? Talvez deveríamos ser mais urgentes às vezes e considerar a presença de um cronometro ou ampulheta invisíveis. Não parece má ideia.

A

mante dos desenhos desde pequeno, Luís Gustavo Burlani, de 14 anos, se destacou mais uma vez por suas habilidades. Desta vez seu desenho foi escolhido para estampar ecobags e blocos de anotações da 9ª Feira de Oportunidades da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que acontece nos dias 28 e 29 de agosto. O concurso foi realizado pelas redes sociais. Eram quatros obras e a que conquistasse mais curtidas, venceria. O garoto ficou sabendo da oportunidade por meio de um conhecido e agora possui mais uma vitória para contar.

“Foram vários esboços até eu chegar no desenho final. Queria essa ideia de uma mente aberta”, aponta Luís sobre sua obra. A Feira de Oportunidade busca aproximar estudantes do mercado de trabalho, e para os expositores é uma oportunidade de conhecer novos talentos. A ideia de mente aberta conquistou o público que segue a Feira nas redes sociais. Luís teve suas obras reconhecidas diversas vezes. Seus trabalhos já foram expostos na Escola Municipal Antonio Minella, onde estuda, na Casa de Cultura, e também é dele o desenho da mascote de proteção animal de Farroupilha. Para acompanhar o trabalho do desenhista, é possível acessar o Instagram @luisgustavoburlani_.


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Inside

9

Dolores Maggioni

Diversão

doloresmaggioni@terra.com.br

CNSL entrando no clima de Festa Junina Arraiá acontece neste sábado, a partir das 14h, e comunidade está convidada Divulgação

A postos Hora de preparar as vestimentas típicas para curtir o evento em Lourdes

E

m clima de São João, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes (CNSL) convida crianças e adultos para participarem da sua Festa Junina. Será neste sábado, das 14h às 17h, no Ginásio de Esportes. A abertura do arraiá será com apresentação do Ensino Médio, seguido por alunos da Educação Infantil ao 5º ano. Quem finaliza as apresentações é a Fêmina Escola de Dança. Além das brincadeiras típicas para a criançada, como pesca, chute a gol e corrida de cavalinhos, esse ano tem novidade: o Cantinho Premiado. São brincadeiras dirigidas aos adultos, para ninguém ficar parado. No local haverá a comercialização de comidas

típicas de São João como pipoca, pinhão, amendoim, quentão e paçoca. O dinheiro arrecadado será utilizado para melhorias na escola. Todo o evento é preparado pelos alunos, professores, funcionários, Grêmio Estudantil além da ajuda da Associação de Pais e Mestres. No ano passado cerca de mil pessoas passaram pela tradicional festa.

Programe-se O que: Festa Junina do CNSL Quando: neste sábado, das 14h às 17h Onde: Ginásio de Esportes do CNSL (Thomas Edison, 200) Quanto: entrada franca

Um dia travestido em noite Os longilíneos e delgados postes de concreto abriram seus chispantes olhos amarelos e, em fila indiana, parecem tatuar a inoportuna penumbra com suas instantâneas presenças. Obesas nuvens, rendadas em babados grafites, apaziguaram seus passos e, com espectral beleza, pairaram senhoriais sobre a rua salpicada de gentes distraídas. Há uma tétrica poesia nos bastidores deste cenário escurecido, sem qualquer cordialidade. Um raio, retorcido em brasa, risca o negrume da obesa nuvem. Duas gaivotas abrem as asas, tão leves como um vento sonolento ou o acenar de uma saudade enferma. Que estranha a sensação de não poder trazer de volta o sol! Que estranho o enjoo de saber que somos apenas trens que passam, deixando trilhos enfumaçados e vazios. Há, neste dia travestido em noite, a derradeira sensação de alguém cansado, onde o amor pousou seu desassossego. Travestido dia! Com trombetas troando desde um céu pesado, ausente de ternura, engravidado de um vento maduro que começa a colher a safra de folhas retorcidas e indefesas. Úmido vento! Vindo de um céu revolto, sem uma única palavra de consolo; mais soluço que canção, desespera a espera, escondendo para si a dor que guarda em seu peito de extremos e suas mãos de cinzas peroladas. Confuso este dia! Misto de raiva e ânsia, com seu pulmão salgado e ofegante, mesclando seu mistério ao interminável apelo da poesia. Tristonho dia! Com o longilíneo rumorejar de um canto-chão, atritando as franjas da chuva, conspirando fantasias e ausências em seu avarento trono de secular paixão. As nuvens, sem veludo, gritam ecos de tristeza, como salões sem valsas ou diademas sem flores em despenteadas cabeleiras. Não dorme a alma neste dia travestido em noite, e sua saudade amarga. Insaciável esta solidão precoce, ressuscitando a noite em plena manhã, onde até mesmo os teimosos latidos dos cães emudeceram e parecem adormecidos, embalados pela sementeira florida de um roseiral cheiroso. Desolado dia! O sol, igual a um touro enclausurado, já não semeia o chão de delícias. Indecifrável o galope dos ventos! E o coração, este barco tão frágil, galopando o requebrar das vagas do fastio, somando cansaços, desafiando distâncias, enfrentando as rudes esporas de um tempo de natureza morta. E este perfume de terra molhada! Cheio de segredos, com seus sinos internos badalando a tecitura de carícias sempre resguardadas. E estas aves! Agonizando estertores nos pontiagudos bicos sem voos. E esta chuva! Indiferente, onde vaga vago o sonho que parece não ter fim. Por sobre a rua, a vida, de pés descalços, passa; pousa sua mão sobre meus cabelos e com seu sorriso aberto, vai lavrando a ata clara do seu irreversível império. E é noite em pleno dia. O escuro e as nuvens tropeçam lentos no tempo e na alma, na dor não confessada, nos sonhos se perdendo, nos passos repisados, nas ausências reiteradas, no arruinado dos delírios e nas tensas galerias dos esquecimentos. O que me quer dizer, este dia travestido em noite, com sua espada de lembranças rasgando as veias de desmedidas saudades? Uma lágrima acaricia o olhar que teimoso espelha pretéritos serenos e busca içar a bandeira de pacíficas esperanças, de dolentes ladainhas, de estrelas cadentes com suas caudas de diamantes, e de Ave Marias vindas deste ar capaz de cantar em mim, aleluias, pássaros e poemas. A mão conduz a pena. E as palavras estraçalham o silêncio, confessando signos sem limites, neste dia travestido em noite. E constroem. * Poetisa


Inside

10

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

Sétima Arte

Vale a lei do mais esperto Em “No Limite”, cineasta colombiano Antonio Negret bebe fonte de franquia de sucesso, mas trama não foge do convencional

Q

uando foi lançado, em 2001, “Velozes e Furiosos” fez um sucesso retumbante, que rendeu ao longa uma das mais bem-sucedidas franquias de ação de todos os tempos. Era natural que, na esteira do êxito, novas tramas com a mesma temática surgissem. Os produtores do filme apostaram em obras do gênero, mas é evidente que a régua estava mais alta e as comparações seriam inevitáveis. O jovem cineasta colombiano Antonio Negret foi um dos que apostou na área. Em “No Limite”, ele aborda o tema a partir dos meio irmãos Foster, Andrew (Scott Eastwood) e Garrett (Freddie Thorp). A dupla de ladrões de carros percorre o mundo em busca de preciosidades e ganha a vida a partir de furtos e roubos de veículos por encomenda. O problema ocorre quando realizam uma ação contra um poderoso colecionador de Marselha, Jacomo Morier (Simon Abkarian). Um Bugatti Type 57SC Atlantic 1937, um dos dois exemplares no mundo, é arrematado em leilão por uma pequena fortuna por Morier, o que desperta o interesse da dupla. A encomenda do veículo é feita, mas os termos não ficam muito claros e há o desconhecimento dos

Foster quanto ao investidor. Não demora muito para o colecionador chegar até a dupla e fazer uma proposta: roubar uma Ferrari 250 GTO 1962, a obra-prima da coleção italiana do megaempresário alemão Max Klemp (Clemens Schick). A trajetória dos colecionadores parte de pontos diversos. Enquanto Morier viveu sua infância na extrema miséria e precisou construir sua fortuna por meio de negócios escusos, Klemp nasceu em berço de ouro, mas também prosperou na ilicitude. Viver em Marselha era algo estratégico, já que a cidade mais antiga da França movimentava fortunas por meio de seu porto, o que facilitava as operações escusas e o contrabando do francês e do alemão. O dinheiro sujo era investido em relíquias automotivas. Um mercado de luxo que era disputado por Morier e Klemp nos diversos leilões que ocorriam ao redor do planeta. Mas é claro que o francês não deixará os irmãos Foster agirem por conta. Ele coloca seu primo Laurent Morier (Abraham Belaga) para acompanhar os passos da dupla. Na verdade, de um quarteto, que terá um prazo pequeno para conseguir efetuar o roubo da Ferrari de Klemp. Em seus golpes, Andrew conta com o auxílio da deslumbrante namorada Stephanie (Ana de Armas),

que requisita, em solo francês, a ajuda da mão leve Devin (Gaia Weiss), uma ladra já conhecida para conseguir colocar em prática o audacioso plano. Um problema extra é

que todos estão sendo monitorados por dois agentes da Interpol, os oficiais Closson (Pierre-Marie Moscovi) e Depaul (Frédéric Anscombre), que acaba por deixar o cenário ain-


Inside

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

11

Sétima Arte Divulgação

Imagem: Reprodução

Título original Overdrive Título traduzido No Limite

da mais confuso e nebuloso. O filme apresenta algumas boas reviravoltas no roteiro, mas bate muito na mesma tecla, com suas passagens que beiram o surrealis-

mo. Vale por deixar no ar o suspense em relação ao desfecho, pela beleza fora dos padrões da atriz cubana Ana de Armas e pelos belos cenários da exuberante Marselha.

Ménage à trois do crime Os meio irmãos Foster, Andrew (Scott Eastwood) e Garrett (Freddie Thorp), e Stephanie (Ana de Armas): unidos por uma trajetória de contravenções

Direção Antonio Negret Roteiro Michael Brandt Derek Haas Gênero Ação Duração 93 minutos País Estados Unidos França Ano de produção 2016 Estúdio Kinology TFI Films Production Trinity Media Financing Distribuição Califórnia Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

É importante analisar a administração financeira e os investimentos. O céu aponta inovações necessárias para o seu desenvolvimento profissional, mas deve avaliar muito bem os passos. Heranças, pensões, aposentadoria e qualquer movimento material podem ser tocados.

Touro - 21/04 a 20/05

O céu aponta inovações no casamento ou em sociedades. Mas é necessário entender que podem ocorrer possíveis afastamentos com a pessoa, seja por necessidades empresariais ou por motivos pessoais. As mudanças afetam as relações.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Semana de imprevistos no trabalho ou na rotina. Você está com acúmulo de atividades para resolver, e isso pode acentuar situações que fogem do seu controle. Esteja aberto e flexível a mudanças que são necessárias para inovar as tarefas diárias.

Câncer - 21/06 a 20/07

O lazer, o namoro e experiências que envolvem os filhos mexem muito com você. O céu aponta possíveis afastamentos e imprevistos envolvendo amizades, filhos e namoro. É importante expressar o que pensa com qualidade.

Leão - 21/07 a 22/08

Os assuntos familiares são evidenciados. Você está passando por mudanças fortes que tocam inovações na família, mas também afastamentos de algumas pessoas e situações. É necessário lidar com flexibilidade e entendimento das mudanças por que vem passando.

Vírgem - 23/08 a 22/09

São ativadas relações com pessoas de sua convivência e parentes. A comunicação e os estudos também são destaque. Você pode ser levado a se afastar de algumas pessoas e também a mudar o seu campo de visão para vivenciar novas fontes de conhecimento.

Libra - 23/09 a 22/10

O setor financeiro é tocado e exige de você mudanças e inovações. É levado a lidar com empreendimentos, mas deve entender o mercado ou a situação atual para não perder dinheiro. Atenção também com os imprevistos financeiros, e esteja aberto para encontrar novas soluções.

Escorpião - 23/10 a 21/11

É importante analisar com atenção as mudanças pelas quais vem passando com o cônjuge, sócios e parceiros. O céu aponta imprevistos e mudanças que devem ser encarados para inovar a relação; do contrário, pode haver afastamentos.

Sagitário - 22/11 a 21/12

São ativados sentimentos e sensações que acentuam os medos ou possíveis bloqueios emocionais. Deve dar atenção à ansiedade e à pressa para fazer mudanças em sua rotina e trabalho. A saúde também pode ser tocada. Vá com calma e entendimento do momento atual.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

São ativados amizades, namoro e filhos. Semana importante para analisar as relações de amizades e o quanto os filhos passam por uma nova fase, e isso pode gerar afastamentos entre vocês. Para o amor, é importante entender as mudanças e uma nova forma de se relacionar.

Aquário - 21/01 a 19/02

São ativados assuntos do futuro e da sua carreira. As metas passam por inovações, e isso afeta as relações familiares ou com pessoas muito próximas de sua convivência. O céu aponta inovações e a busca de novas experiências. Esteja aberto às mudanças.

Peixes - 20/02 a 20/03

São ativados relações com pessoas próximas de sua convivência, o conhecimento e um olhar mais amplo sobre a vida. Existe a necessidade de se afastar de algumas pessoas e também abrir a mente para novas situações. Examine as suas necessidades e inove o seu campo de visão.

Inside

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019

SOMENTE DUAS QUADRAS DO MAR! Vende-se casa, localização central em Arroio do Sal. F. 9 9118.1642. VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone: 9 9118.1642. VENDE-SE uma CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, a mesma já está alugada através de imobiliária por R$ 1.500,00. Tratar: (54) 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2019


Profile for Informantef Informantef

Edição 592  

Edição 592  

Advertisement