Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| E D I Ç Ã O 5 47

| 20 DE JULHO DE 2018 |

R$ 3,00

ECONOMIA

INSIDE

Encontro sobre inovação rural Star Beetles na Blauth Bier

Sicredi Agro Farroupilha promove evento Banda cover fará show e exposição de voltado aos agricultores neste sábado figurinos e discos no domingo, às 14h Página 8 Capa

Escola Municipal Nossa Senhora de Caravaggio mobiliza alunos para pesquisa e edição de obra que celebra os 71 anos de vida e os 30 anos no atual endereço Educação, página 16

Juliana Inês Casa Barbieri

Para contar sua história


2

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

LOGÍSTICA REVERSA

Solidare: atitude que dá bom exemplo Em três anos, encaminhou 1,7 mil quilos de medicamentos para descarte e ajudou quase 9 mil com tratamentos de saúde juliana@jornalinformante.com.br

M

aria Geni Sikorski Marin, 70 anos, estava agradecida pela ajuda que recebia com a doação de medicamentos na manhã de terça. Se fosse comprar, teria que despender cerca de R$ 400,00, um valor nem sempre disponível para quem é aposentado, como é o caso de Dona Maria. Beneficiada pela Farmácia Solidare, já tinha buscado remédios em outros momentos e agora, iniciando novo tratamento de saúde, voltou a receber auxílio e garante que é fundamental para que possa seguir as orientações médicas. “Acho isso uma maravilha. Não preciso gastar com esses remédios caros, o que me ajuda muito. Sou agradecida”,

considera a moradora do bairro Planalto. Funcionando junto ao Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac), o projeto, que celebra três anos de fundação neste sábado, foi idealizado pela Primeira Dama, Francis Somensi, como uma solução para a destinação de medicamentos, tanto os fora de validade, que seguem para descarte especializado, quanto os que estão esquecidos em gavetas e acabam ajudando quem precisa. “A Solidare foi além das minhas expectativas, temos números expressivos, fizemos a diferença na vida de muitas pessoas e tem ainda a questão ambiental. Conseguimos deixar de colocar no lixo normal quase duas toneladas de medicamentos em um município de 70 mil habitantes. Imagina isso em questão de Estado e Brasil”, considera a idealizadora.

Juliana Inês Casa Barbieri

Juliana Inês Casa Barbieri

Profissionalismo e voluntariado Flávia Ceccatto, Cleusa Tosin, Schaiane Ferri e Gabriela Gambato compõem equipe da Solidare que atende pacientes como Dona Maria

Atendimento ao público na Solidare

Terças, das 8h às 12h, no Ceac (14 de Julho, 710, Centro)

Para ser beneficiado

Apresentar receituário médico atualizado emitido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou receita particular com comprovante de renda pessoal de até um salário mínimo e meio Comprovante de residência em Farroupilha


3

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

RECONHECIMENTO

R$ 1,3 milhão em medicamentos doados tindo para outros municípios que visitam as instalações da farmácia a fim de replicar o projeto em suas cidades. É o caso de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Cotiporã, Quaraí, Canguçu, Carlos Barbosa, até municípios de outros Estados como São Paulo, Goiás, Minas Gerais e do exterior, como Artigas, no Uruguai. Esse reconhecimento vem também pelos índices atingidos pelo projeto, como o repasse de medicamentos que soma R$ 1.340.546,43 que deixaram de sair de verbas públicas e se tornaram doação por meio da colaboração da comuindade. O trabalho na unidade é desenvolvido por quatro integrantes, contando inclusive com voluntários. Para ampliar essa atuação, há tratativas com a Universidade de Caxias do Sul (UCS) para que os acadêmicos de Farmácia façam estágio na Solidare, seguindo com o projeto de logística reversa social e de resíduos.

Juliana Inês Casa Barbieri

É

desse jeito, onde cada um doa os medicamentos que não necessita mais, onde os vencidos são descartados corretamente e quem tem receita médica recebe ajuda, que o projeto tem atingido repercussão pelo País. Em 2016, a Solidare foi reconhecida com o 1º lugar no Prêmio Boas Práticas da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS). No mesmo ano recebeu ainda o Prêmio Gestor Público entregue pelos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Rio Grande do Sul. Já pautou até matéria para o Jornal Nacional e é estudo para tese de mestrado da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), que inclusive já apresentou os resultados desse trabalho na Colômbia, com relação à logística reversa de medicamentos. O bom exemplo vem repercu-

Bons resultados Solidare já doou 703.277 unidades de medicamentos à população de baixa renda

Números da Solidare nesses 3 anos

703.277 unidades de comprimidos, pomadas e xaropes distribuídos R$ 1.340.546,43 de economia para os cofres públicos 8.989 pessoas beneficiadas 1.712 quilos de medicamentos descartados corretamente

Onde doar medicações

Quem tem remédios sobrando em casa pode entregar diretamente nos Postos de Saúde, Centro de Atendimento Integral em Saúde Mental (Caisme), prefeitura, Ceac, Câmara de Vereadores, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Banco Sicredi, Malharia Anselmi e Bigfer


4

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Reforma da CLT: na aprovação da Daniela Vasconcellos Gomes *

É

evidente que houve grande pressão por parte do empresariado na aprovação do projeto de lei que impôs a reforma da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sob o argumento que a legislação trabalhista era arcaica, por ser da década de 40. Assim, foi vendida a ideia para a população brasileira que se tratava de uma reforma urgente, tão urgente que o governo pressionou o Senado Federal a aprovar um texto de lei sem qualquer alteração, sob a promessa que diversos dispositivos seriam alterados posteriormente por meio de decreto ou de medida provisória. Nesse sentido, a reforma da CLT acabou causando grande insegurança jurídica, já que, posteriormente a aprovação da lei, houve a edição da Medida Provisória 808/2017, que vigorou apenas de novembro de 2017 a abril de 2018, e atualmente os dispositivos que seriam alterados voltaram a ter a redação original prevista no Projeto de Lei 6787/2016, algo insustentável em um sistema jurídico, sobretudo na área trabalhista, que necessita de maior proteção do Estado. Essa urgência na reforma traz certo estranhamento para quem acompanha as alterações legislativas do País, já que temos leis vigentes que datam o ano de 1850, como o Código Comercial, que ainda faz referência em alguns pontos a “súdi-

tos do Império”, por exemplo, e não se vê grande movimentação para sua atualização. Ou, a tão esperada reforma tributária, que é aguardada há décadas, mas não é discutida com a seriedade necessária. Além disso, as grandes reformas legislativas brasileiras geralmente demoram anos para ocorrer, como foi a reforma do Código Civil, por exemplo. O Código Civil anterior era de 1916 e desde a década de 70 se falava da necessidade de atualização, o que ocorreu somente em 2002, quando foi aprovado o projeto que tramitava desde 1975. Ou o Código de Processo Civil, que o anterior era de 1973, e sofreu grandes modificações em 1994 e em 2005, mas o Código atual somente foi aprovado em 2015, após 5 anos de tramitação, já que o projeto de lei tramitava desde 2010. Ou seja, todas as grandes reformas legislativas tramitam por anos, quando não décadas, até que todas as discussões sejam realizadas, e a reforma da CLT de 2017 ocorreu em cerca de 6 meses, sem qualquer discussão, e mesmo se sabendo que diversos pontos teriam que ser ajustados com brevidade, já que o Projeto de Lei 6787/2016 foi apresentado em dezembro de 2016 e em julho de 2017 já estava publicado no Diário Oficial da União, sem qualquer alteração. Mas fica o questionamento: será que a CLT estava tão desatualizada? Não se defende aqui que fosse uma legislação perfeita, até porque poucas leis em nosso País são exemplo (talvez o Código de Defesa do Consumidor


5

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

por que a pressa Lei 13.467/2017? Imagem: Reprodução

possa ser assim considerado, já que inspirou a legislação de diversos Países da América Latina), mas não era tão desatualizada como se afirmou, até porque muitos dos direitos que os empregadores consideravam excessivos ou que geravam dúvidas foram criados pela jurisprudência, e não fruto da interpretação literal da CLT. De forma que a CLT efetivamente tem sua redação original na década de 40, mas muitos direitos, hoje essenciais aos trabalhadores, foram reconhecidos no decorrer do século XX, já que o FGTS é de 1967, as férias de 1977, o vale-transporte de 1985, sem esquecer do texto constitucional, que incluiu no artigo 7º os direitos fundamentais dos trabalhadores com sua promulgação no ano de 1988. Então, fica a pergunta: a CLT re-

almente estava tão desatualizada ou houve apenas a preocupação em desconstruir a jurisprudência criada pelos Tribunais Regionais do Trabalho e pelo Tribunal Superior do Trabalho, em busca de afastar direitos já reconhecidos pelo Direito do Trabalho? E uma triste notícia para aqueles que buscavam maior segurança jurídica com a reforma da CLT: a reforma legislativa realizada pela Lei 13.467/2017 não trará maior segurança jurídica, pois muitos pontos não ficaram claros, dando margem a interpretações diversas, diante da legislação imposta e das características do Direito do Trabalho, que tem por objetivo proteger a parte mais vulnerável da relação de trabalho: o trabalhador. * Advogada (OAB/RS 58.090)


6

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Ideia simples, retorno gigante Capitaneado pelo Gabinete da Primeira Dama Francis Somensi, a Farmácia Solidare nasceu há três com um objetivo principal: o de dispor gratuitamente, à população de baixa renda, medicamentos que não estavam mais sendo utilizados pelos farroupilhenses. A partir da doação, eles eram catalogados, selecionados e encaminhados a quem deles necessitava. Não bastasse isso, um outro benefício foi o de oferecer o descarte adequado para o medicamento vencido.

Em resumo, uma iniciativa simples, mas com um grande benefício, que vai da esfera social à ambiental (veja na Matéria Especial, páginas 2 e 3). Passados três anos, a Solidare é um case de sucesso que acabou replicado por diversos municípios, ganhou destaque em todo o País em reportagem do Jornal Nacional e até virou tema de uma tese de mestrado. É uma iniciativa que foi abraçada pelos farroupilhenses e que merece elogios. Em um País que passa por tantas

dificuldades como o Brasil, onde os medicamentos custam uma fortuna graças a uma criminosa tributação, políticas alicerçadas na solidariedade da própria sociedade mostram que com boa vontade e criatividade é possível chegar a expressivos resultados. E se essa fosse uma política de Estado? Quantas pessoas seriam beneficiadas? Que revolução o Brasil não poderia fazer melhorando a condição de vida de sua população, tanto no que se refere ao tratamento, quanto

no valor economizado em remédios, que poderia ser revertido para outras demandas? Que redução seria possível no número de internações e filas em hospitais, gerando economia aos combalidos cofres públicos? Evidente, levando-se em conta uma aplicação séria da proposta, o que seria um obstáculo e tanto. Mas o modelo está aí. Ele é exitoso. Um exemplo que merecia ser olhado com carinho por todos que se preocupam com o bem-estar da sociedade.

OPINIÃO

A Copa do Mundo e as eleições Celso Tracco * Mais uma vez, a Seleção Brasileira foi eliminada em uma Copa do Mundo. Caímos nas quartas de final. Nesses tempos de uso intensivo das redes sociais, muito se vê e ouve que o resultado do torneio pode ou irá influenciar o resultado das eleições. Mas a história não diz isso. Desde 1994, quando começou a coincidência de eleições diretas para presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais, com a realização da Copa do Mundo, os resultados não justificam que o brasileiro carrega para as urnas a emoção da vitória ou da derrota da Seleção. Em 1994, o Brasil conquistou sua quarta Copa, vencendo a Itália nos pênaltis, após agoniantes 0 a 0 nos 120

minutos de jogo. A situação: FHC, obteve 54% dos votos contra 27% dados a Lula. A eleição foi resolvida no 1º turno. Influência do sucesso do plano Real e não do futebol. Em 1998, perdemos da França, na final, por incontestáveis 3 a 0. Vergonha nacional. FHC, que havia proposto a emenda da reeleição, venceu no 1º turno novamente contra Lula: 53% a 31%. Após a reeleição, houve uma maxidesvalorização do Real. Em 2002, Brasil campeão, venceu a Alemanha na final por 2 a 0. A oposição, Lula, venceu o candidato da situação, José Serra, no 2º turno, obtendo 61% dos votos contra 39%. Em 2006, Brasil eliminado pela França nas quartas de final, outra vergonha nacional. Lula é reeleito no 2º turno com 61% dos votos contra 39%

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião.................................. Página 6 Economia ..................................................... Páginas 8 e 10 Cidade .......................................................... Página 12 Política ....................................................... Páginas 14 e 15 Educação..................................................... Página 16 Esporte........................................................ Páginas 18 e 19

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Página 2, 8 e 9 Gastronomia .............................................. Página 3 Gustavo Pimentel ..................................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Música .......................................................... Página 5 Guilherme Macalossi .............................. Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Egui Baldasso............................................ Página 8 Lauro Edson Da Cás ................................. Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Agricultor & Motorista ...................... 8 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

dados a Geraldo Alckmin. Em 2010, Brasil eliminado pela Holanda nas quartas de final. A situação, PT, elege o sucessor de Lula, Dilma Rousseff, com 56% dos votos contra 44% de José Serra, no 2º turno. Em 2014, o Brasil passa pela maior vergonha futebolística da história: é eliminado por acachapantes 7 a 1 para a Alemanha em pleno Mineirão. Dilma é reeleita, no 2º turno, com 51,6% contra 48,4% dados a Aécio Neves. Após as eleições, o Brasil mergulhou na maior crise econômica de sua história. Não há correlação entre o resultado da Copa e da eleição. Se aprofundarmos a pesquisa veremos que os estelionatos eleitorais e as falcatruas, praticados por ambos partidos entre 1994 e 2014, influenciaram muito

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br Rafaella Anhaia Alvarenga comercial3@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

mais as eleições do que o futebol. Resumindo: há muito tempo não somos o País do futebol, já nem há mais comoção quando o Brasil perde, a não ser o falso choro de atletas que devem R$ milhões para a Receita Federal. Também não somos o país do futuro. Mas somos o campeão mundial da corrupção, dos altos impostos, da desigualdade social, dos privilégios da máquina pública. Somente pelo voto consciente de toda população poderemos expulsar esses políticos lesa-pátria de campo. E nem vai precisar do árbitro de vídeo. Renovar é preciso e necessário. * Economista e autor do livro “Às Margens do Ipiranga: A Esperança em Sobreviver numa Sociedade Desigual”

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

TECNOLOGIA

Tempos de inovação rural Agência Sicredi Agro promove evento difundindo conhecimento sobre agronegócios e agricultura familiar neste sábado

C

om a proposta de debater inovação no campo, a agência Sicredi Agro de Farroupilha sedia, neste sábado, evento focado na experiência do agricultor. A intenção é uma troca de informações, de olho também em tecnologia. Será das 9h às 17h, com o propósito de contribuir com o desenvolvimento dos seus associados e das comunidades onde atua. O 1º Inovação Rural – Experiência e Tecnologia é voltado ao público do agronegócio e da agricultura familiar, com imersão na cadeia produtiva por meio da exposição de máquinas, insumos agrícolas, consultoria para negócios, linha de crédito, palestras e troca de experiências. “Desenvolver o agronegócio no município, levando informação aos associados e comunidades sob ótica da inovação e conhecimento, tendo como norteador o nosso propósito, que é o de contribuir com o desenvolvimento da comunidade na qual estamos inseridos”, considera Clair Pedro Bertuzzo, gerente da Agência Sicredi Farroupilha Agronegócios. A programação do evento terá dois momentos: máquinas, equipamentos e insumos agrícolas com olhar de novas tecnologias, tendo a presença de expositores da indústria nacional e marcas reconhe-

cidas. Palestras com temas de interesse dos agricultores, na linha da saúde familiar, manuseio de agrotóxicos e cuidados pessoais, boas práticas de proteção e qualidade de vida. O evento é gratuito, para participar não é necessário ser associado do Sicredi e nem se inscrever com antecedência, basta chegar no dia do evento e acompanhar a programação. Ainda de acordo com Bertuzzo, a intenção é ter uma edição anual, com outros temas, mantendo assuntos sobre agronegócios e de empresas voltadas à cadeia produtiva agrícola. O 1º Inovação Rural é uma realização da Sicredi Serrana, tem apoio da Emater/Ascar, Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha, Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho), CICS Farroupilha e prefeitura.

Programe-se O que: 1º Inovação Rural Experiência e Tecnologia Quando: neste sábado, das 9h às 17h Onde: Agência Sicredi Agro (Thomas Edison, 332) Quanto: evento gratuito

Programação

9h: Abertura 9h10min: Chamada pública Sustentabilidade Lote 46: resultados e projeções. Técnica social Márcia Berti Georg (Emater/RS Ascar) 10h: Boas práticas agrícolas e armazenamento de agrotóxicos – Engenheiro agrônomo Valfredo Reali (Emater/RS Ascar) 11h: Descarte de embalagem de agrotóxicos e licenciamento ambiental – Técnico Pablo Uez – Secretaria do Meio Ambiente de Farroupilha 13h30min: Exposição ocupacional e risco à saúde dos agricultores: estudo realizado em Farroupilha – Professor Cleber Cremonese 14h30min: Controle e prevenção do mosquito borrachudo – Juelci de Souza e Márcio Ambroz do Amaral – Secretaria da Saúde 15h45min: Novas tecnologias aplicadas nos cultivos de kiwi e uva – com jovens agricultores após viagem de estudos à Itália 17h: Encerramento


Informe ComerCIal

Moradores celebram revitalização da Praça Livodino Antônio Fanton Tarde de sábado foi marcada por confraternização promovida pela Associação de Moradores do Vicentina

L

ocalizada no bairro Vicentina, a Praça Lidovino Antônio Fanton teve suas melhorias, como pintura e recuperação do parquinho, limpeza e poda de árvores, entregue à comunidade no último sábado à tarde. Os serviços foram efetuados pela prefeitura e contaram também com o envolvimento dos moradores, que adquiriram R$ 800,00 em tinta para a pintura dos brinquedos. “Víamos a Praça abandonada e tínhamos que fazer algo para melhor aproveitar o espaço, que virou

um ponto de drogadição e prostituição. A ideia principal é fazer com que a comunidade ocupe o espaço e se sinta bem em estar no local”, destacou Nelci Benjamin Bet, presidente do Vicentina. As simples melhorias têm o poder de inibir a presença de quem pretende ocupar o espaço para arruaças e badernas, já que a perturbação do sossego público é outro grande problema do local. Na tarde de sábado (confira nas fotos), moradores tomaram a Praça e fizeram uma grande festa julina para marcar a revitalização do espaço, que deve ser aproveitado por toda comunidade a partir de agora.

Fotos: Ramon Cardoso


10

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

DESTAQUE

Bigfer premiada na ForMóbile Empresa abocanhou quatro premiações do Top Móbile como marca mais lembrada do setor moveleiro nacional produtos: Corrediças, Dobradiças, Puxadores e Aramados, ficando com a primeira posição em três delas. Esta foi a 13ª edição do prêmio, destacando as marcas mais lembradas pela cadeia do mobiliário. Foram ouvidas 400 indústrias moveleiras em todas as regiões do País para definir os reconhecidos no segmento de fornecedores da indústria. “Recebemos esses troféus com muita alegria, pois isso nos mostra que estamos no caminho certo e que todos os nossos colegas trabalham todos os dias para atender melhor nossos clientes, para estar próximos a eles e solucionar seus problemas diários”, considera Letícia Kercher, do setor de Marketing de Produto do Grupo Bigfer. A marca farroupilhense já havia sido premiada em outros momentos, em 2011, 2015, 2016 e 2017 com Dobradiças, além de Corrediças e Rodízios em 2016. Desde 2010 a empresa se mantém entre as três principais marcas no setor de fornecedores da indústria moveleira. A feira é bienal.

Divulgação

U

ma das mais renomadas do segmento moveleiro, a Feira Internacional da Indústria de Móveis e Madeira (ForMóbile), reconheceu a farroupilhense Bigfer com quatro premiações no Top Móbile como a marca mais lembrada do setor. A 8ª ForMóbile aconteceu em São Paulo na última semana, com a representação de 13 Países, 59 mil visitantes e mais de 500 marcas de acessórios, componentes, máquinas, equipamentos, ferragens, matéria-prima e insumos. O grupo farroupilhense, que tem filial no Paraná e em São Paulo, participou apresentando os lançamentos para 2018 e 2019 da Bigfer Acessórios, Hettich do Brasil, Lema Embalagens, Contatto Puxadores e Contatto Acessórios para Móveis. A premiação Top Móbile é um dos principais prêmios da indústria moveleira nacional e a Bigfer foi destaque em quatro categorias de

Premiações da Bigfer no Top Móbile 2018 1º Lugar – Corrediças 1º Lugar – Dobradiças 1º Lugar – Puxadores 2º Lugar – Aramados

Prestígio nacional Geraldo Alexandrini, diretor do Grupo Bigfer, recebeu as premiações em São Paulo, durante a ForMóbile


12

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

LITERATURA

Alguém quer me adotar? ONG dos Peludos

Para os bons de escrita Estão abertas as inscrições para o Concurso Regional de Contos, Crônicas e Poesias Oscar Bertholdo Divulgação

De porte pequeno a médio, esse fofo foi abandonado numa noite fria e recolhido, mas agora precisa de um lar definitivo. Informações para adoção pelo fone 999.515.440 ou pelo 981.663.349 (WhatsApp). Importante: a ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

Obituário 13 de julho Mário Somacal, 78 anos. Sepultamento no cemitério de Nova Milano (4º Distrito). 14 de julho Fátima Dallaboina Cavalli, 63 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Linha Paese (3º Distrito); Lourdes Maria Rafaelli Sachet, 75 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Linha São João (3º Distrito). 15 de julho Ortenila Canei Zilles, 80 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza.

16 de julho Valdemar Vieceli, 76 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; Lacordaes Miranda, 62 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza. 17 de julho Enelsir Bernart, 65 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Ida Fagherazzi Lazzari, 80 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Sereno Neis, 79 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza.

Preparação Inscrições para concurso literário seguem até 21 de setembro

Q

uem se interessa pela escrita, aprecia bons textos e produz Literatura, já pode se inscrever na 16ª edição do Concurso Regional de Contos, Crônicas e Poesias Oscar Bertholdo. O prazo segue até 21 de setembro.

Podem participar moradores da região Nordeste do Rio Grande do Sul com um trabalho em cada modalidade, tendo tema livre e com obras inéditas. São quatro categorias, divididas de acordo com a idade. Os textos poderão ser entregues ou enviadas à Biblioteca Pública Municipal Olavo

Bilac (13 de Maio, 10, Farroupilha, CEP 95170-428), acompanhados da ficha de inscrição que pode ser obtida, assim como o regulamento completo, em farroupilha.rs.gov.br. O concurso é promovido pela prefeitura, com intermédio da Secretaria Municipal de Educação e Biblioteca Pública.


14

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

TECNOLOGIA EXCLUDENTE?

OSF questiona exigência de aplicativo em licitação, Prefeitura defende pedido Na segunda à noite, Observatório Social de Farroupilha esteve na Câmara de Vereadores falando sobre a questão

O

nício da semana foi marcado por um espaço solicitado pelo Observatório Social de Farroupilha (OSF) na sessão de segunda na Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton. Coordenador do OSF, Bruno Varisco expôs aos vereadores a situação encontrada na licitação de concorrência 06/2018, cujo objetivo é a manutenção e conservação de estradas e vias, e cujo valor estimado ultrapassa os R$ 7 milhões.

O ponto levantado pelo OSF diz respeito a exigência de um aplicativo para que os cidadãos pudessem acompanhar o andamento das obras o que, segundo a entidade, reduziu o número de concorrentes no processo. O quesito foi alvo de impugnação do Observatório e de empresas que tinham interesse em participar do certame. O órgão apontou, ainda, que o aplicativo “Fala, Cidadão”, criado pelo Executivo, poderia suprir essa necessidade. Os vereadores de oposição concordaram com a

exposição do Observatório, vendo a exigência como algo que afastou a participação de empresas, e foram até mesmo acompanhados por Fabiano André Piccoli (PT). O vereador tratou de uma questão chave, que é o alto investimento que a empresa teria que demandar para conseguir participar do processo licitatório. “Eu me coloco na condição do empresário. Certamente não investiria em um aplicativo, que custa caro, para participar da licitação, e ainda correndo o risco de

não vencer a disputa”, apontou. Raul Herpich (PDT), por sua vez, defendeu a posição do Executivo, ressaltando que não há nenhum empecilho administrativo ou jurídico no pedido, e que cabe a prefeitura estabelecer as regras do processo. Pelo mesmo caminho foi Vandré Fardin, secretário de Gestão e Desenvolvimento Humano. “Essa é a posição do Observatório. No governo temos outra visão e queremos um serviço público mais eficiente. O aplicativo dará celeridade às demandas. É uma

ferramenta inovadora que estamos implementando. Estamos defendendo o interesse público”, destacou Vandré. O secretário não negou uma eventual participação na Câmara para esclarecer pontos, mas fez ressalvas. “Se for feito o pedido, viremos até o Legislativo para prestar os esclarecimentos, mas não acho que isso seja fundamental. O processo licitatório é uma prerrogativa do governo. Observados os requisitos legais, ele pode solicitar aquilo que achar mais conveniente”, finalizou Vandré.


15

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Emendas para a saúde

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

Com recursos provenientes de emendar parlamentar do senador Paulo Paim (PT/RS), a prefeitura adquiriu mais três veículos (dois Fiat Uno e uma Pick Up) e ainda irá adquirir diversos equipamentos de saúde, como três cilindros de oxigênio, 16 poltronas hospitalares e três mochos odontológicos, entre outros, para o atendimento da população. Foram R$ 250 mil. Após a licitação, os equipamentos serão distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégias de Saúde da Família (ESF) dos bairros 1º de Maio, América, Belvedere, Central, Cinquentenário, Cruzeiro, Medianeira, Monte Pasqual e São José.

Meio campo do Legislativo

Após a sessão de terça, a Câmara de Vereadores realizou uma reunião onde procurou intermediar e restabelecer uma relação entre a ONG dos Peludos e o Canil Municipal. O encontro foi capitaneado pela Frente Parlamentar de Apoio ao Bem Estar à Vida Animal. Denúncias relatadas pela Organização Não Governamental apontaram mortes de animais por negligência e a impossibilidade de alguém conseguir administrar o local diante das exigências expostas em processo licitatório.

Meio campo do Legislativo II

Coordenador do Canil, Juelci de Souza apresentou aos vereadores a situação que se encontro o local hoje e que iniciativas seguem sendo aperfeiçoadas para o bem estar dos animais. Ele aponta que o local não dispunha de informações suficientes sobre cada cão recolhido no início do ano, que fez com que os tratamentos tivessem que ser reiniciados pelo poder público. Destacou ainda que somente por processo licitatório é possível conceber a administração do local.

Meio campo do Legislativo III

Os vereadores presentes à reunião orientaram a ONG dos Peludos a manter a vigilância e denunciar eventuais problemas ao Ministério Público e Polícia Civil. No que diz respeito ao processo licitatório, a Frente Parlamentar buscará, junto ao prefeito Claiton Gonçalves, uma solução para manter os serviços oferecidos no local, sem que ocorram novas situações de prejuízo aos animais.

Saúde reforçada Veículos foram adquiridos com emenda parlamentar do senador petista Paulo Paim

Pronto para ser analisado

O projeto de lei 06/2018, de autoria do vereador Tiago Ilha (PRB), que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos no período da noite (horário compreendido entre 22h e 6h), e que objetiva combater a perturbação do sossego público, teve parecer favorável do Jurídico da Casa, fato que o torna apto a análise das Comissões de Constituição e Justiça e Segurança Pública.

Pronto para ser analisado II

O projeto foi encaminhado às Comissões no início deste mês e, ao longo dele, o autor, bem como colegas que integram a Comissão de Segurança Pública, estiveram reunidos com presidentes do Sindilojas, Sindigêneros, CICS e comando da Brigada Militar. Presidente da Comissão, Aldir Toffanin (PDT) destacou que os representantes das entidades de classe mostraram-se favoráveis ao projeto, ressalvando, contudo, a necessidade de uma fiscalização efetiva.

Inscrições são prorrogadas

A Comissão Especial do Concurso Público da prefeitura prorrogou o prazo de inscrição dos candidatos para vagas dispostas pelos editais do Concurso Público e Processo Seletivo. Agora o prazo vai até o dia 29 deste mês. Os interessados deverão proceder ao cadastro apenas pela internet, por meio do site www.idib. org.br. As taxas variam de R$ 70,00 a R$ 130,00 e as provas serão realizadas no dia 26 de agosto em local a ser definido. São 98 vagas diretas disponíveis para 26 cargos nos níveis Fundamental, Médio e Superior, além de dois cargos para o Processo Seletivo. Os salários variam de R$ 1.209,73 a R$ 15.318,23.


16

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

PESQUISA

História que vai virar livro Escola Nossa Senhora de Caravaggio comemora 71 anos de fundação e três décadas de atividades no atual prédio ção para futuras consultas. “É tão importante relembrar esse desejo dos pais de ter os filhos estudando, foi isso que fez a escola”, destaca Jussára Biscoli de Pizzol, diretora. Os relatos serão resgatados desde 1947, quando era Escola Catulo da Paixão Cearense, localizada em Linha Amadeo (2º Distrito). Em 1982 foi transferida para Caravaggio, em sala da Mitra Diocesana de Caxias do Sul. Seis anos depois abriu as portas no atual endereço, em terreno doado pela Mitra e prédio construído pela prefeitura.

Juliana Inês Casa Barbieri

É

tempo de festividade na Escola Municipal Nossa Senhora de Caravaggio, no 1º Distrito, já que a instituição completou três décadas de funcionamento no atual endereço, porém, sua história já soma 71 anos. Para contar essa trajetória teve início a coleta de depoimentos, documentos e fotografias que darão forma a um livro. A intenção é lançar a obra no final do ano e também montar um arquivo na institui-

Ajuda na coleta de dados

Quem possui documentação, informações ou fotos da Escola Municipal Nossa Senhora de Caravaggio pode colaborar com o livro e manter contato direto com a instituição para enriquecer ainda mais o resgate histórico. O fone é 3260-5039 ou pelo e-mail escolacaravaggio@farroupilha.rs.gov.br.

Profes envolvidas no resgate histórico Adriane Batista da Silva Rombaldi, Jussára, Débora Fadanelli e Fernanda Silvestri De Souza integram equipe pesquisadora


18

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Brasil Feminino exibe uniformes do Gauchão

Lyon FC na final

No Torneio Início da Copa Caxias Série A, o farroupilhense Lyon passou do primeiro final de semana e está habilitado a final da disputa, que ocorre neste domingo. Nos duelos classificatórios, empates em 0 a 0 com Bom Pastor e Tim Maia e vitórias por 1 a 0, com gols de Haron Castro, sobre Atlético Serrano e Ouro Verde. Além da equipe farroupilhense, Centenário, Monte Carmelo e Tim Maia estão no quadrangular decisivo de domingo, que acontece no campo do Santa Bárbara, em Caxias do Sul.

Única equipe da Serra a disputar o Gauchão Feminino, a SERC Brasil apresentou, na noite do último domingo, na Favorita Beer Store, os uniformes que serão utilizados na competição estadual. A disputa, inicialmente projetada para começar neste domingo, foi adiada para o dia 29 em virtude da desistência de duas equipes. O time feminino do Brasil conta com o apoio da Cervejaria Favorita e Favorita Beer Store, Rede de Academias Spartan Gym, Atômica Comunicação Visual, DM Trabalhos em Pedras, Instituto Bordin (Odontologia, Nutrição e Coaching), Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude, e Boessio.

Fardamento apresentado Presidente do Brasil, Elenir Bonetto, o técnico Éder Vanzin e o empresário Flávio Boakoski, da Cerveja Favorita e Favorita Beer Store, com as atletas Débora (goleira) e Tati (lateral)

Muth vence Torneio Zeno Pessin de Bochas 48

O último sábado foi de festa para o Bar do Muth, de Linha Paese, que venceu o Torneio Zeno Pessin (patrono) de Bochas 48 em final muito equilibrada com o Vetera’s Bar, do bairro Alvorada. A final foi decidida somente no terceiro confronto, disputado em cancha neutra, no Nik’s Bar. O Muth fez 2.488 pontos contra 2.128 do Vetera’s. Na disputa do 3º lugar, o Bar do André venceu os dois jogos contra o Bar Belvedere e fechou o pódio da disputa. A entrega da premiação será em agosto, na Linha Paese, casa do campeão.

Campeão Muth levou a melhor na terceira e decisiva partida

Vice Vetera’s fez final equilibrada e que acabou decidida nos detalhes


19

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

PALPITES CERTEIROS

Os campeões do Bolão da Copa Pelo terceiro Mundial consecutivo, parceria do Jornal Informante e Hermelu Esportes premia os melhores da disputa e melhor goleiro, e mais um coletivo: equipe mais disciplinada. A dupla acertou a França como campeã, Césio pontuou em Thibaut Courtois como goleiro e Volney na Espanha como disciplina. “A França estava com um time muito forte e poderia levar mesmo. Apostei no Courtois porque é um grande goleiro e a Seleção Belga também tinha um bom time, com chances de ir longe no Mundial”, destacou Césio, que levou uma camiseta da Seleção Brasileira como prêmio. Aposta parecida fez Volney. “Desde o começo achei que a França era a Seleção mais qualificada, com mais chances de vencer. Coloquei a Espanha para Fair Play porque é uma equipe técnica, que tem muito toque de bola. Achei que tinha boas chances de vencer como mais disciplinada como de fato venceu”, salientou a apostador, que também levou uma camiseta do Brasil. No Bolão dos Palpites, os 11 primeiros serão premiados (veja pontuação acima). Além de duas assinaturas semestrais do Informante, outros prêmios serão distribuídos. Eles foram obtidos junto aos parceiros do Caderno Especial “Todos os Corações do Mundo”: Pizzarias Di Nápoli e Romeu e Julieta, El Viajero, Adega Chesini, Cerveja Favorita, Freüden Bier, Lojas Calci e Ferragem Debiasi.

Classificação final

Fotos: Ramon Cardoso

B

rincadeira comum em época de Mundial, o Bolão da Copa Jornal Informante e Hermelu Esportes, realizado desde a Copa da África do Sul, em 2010, premiou os campeões nesta semana. Vanessa Borsoi foi a vencedora do Bolão dos Palpites, já Césio Verona Júnior e Volney Dani venceram o Bolão dos Campeões. “O Bolão foi feito mais para brincar mesmo, junto com o meu afilhado (Arthur Rafaelli Borsoi, 8 anos), que estava envolvido com o álbum de figurinhas da Copa. Eu e o Samuel (Maikel Polli, namorado) decidimos participar e pegamos até uns palpites com o Arthur”, lembrou Vanessa. Mas engana-se quem pensa que foi pura sorte. A colorada Vanessa, moradora da Linha Müller, sempre gostou muito de futebol e inclusive integrou uma equipe feminina de futsal que jogava em Linha Ely. Com 210 pontos na fase classificatória da Copa, fez mais 50 na fase eliminatória e venceu a disputa com 260 pontos. No Bolão dos Campeões, porém, tivemos dois vencedores. Césio Verona Júnior e Volney Dani somaram 200 pontos na brincadeira que levava em conta os quatro primeiros, além de três prêmios individuais: melhor jogador, artilheiro

1) Vanessa Borsoi: 260 pontos 2) Joel Bortolini: 240 pontos 3) Samuel Maikel Polli: 230 pontos Volney Dani: 230 pontos 5) Adriana Andrade: 220 pontos João Paulo Verona: 220 pontos 7) Maicon Michel Brustulin: 215 pontos Jean Bortolini: 215 pontos 9) Zolmir A. Stortti Júnior: 210 pontos 10) Alexandre Machado: 205 pontos Gislaine Bortolini: 205 pontos Premiada Vanessa faturou um vale compras de R$ 250,00 da Hermelu Esportes, do empresário André Bisol, ao conquistar o Bolão dos Palpites do Mundial

Aposta correta Césio Verona Júnior e Volney Dani dividiram a premiação no Bolão dos Campeões e levaram uma camiseta da Seleção Brasileira entregue por Bisol


Ação social e ambiental movem Solidare Juliana Inês Casa Barbieri

SÉTIMA ARTE

O rico legado

kubrickiano

Na próxima quinta completam-se 90 anos de nascimento do genial cineasta americano, que redefiniu conceitos e inspirou gerações de diretores. Jornalista Giovani Antonio Capra revisita, nesta e na próxima semana, dois clássicos que marcaram a trajetória do ícone Inside, páginas 10 e 11

CAdERno ESpECIAl Imagem: Reprodução

Divulgação

Farmácia chega aos três anos de funcionamento combatendo o desperdício e ajudando a população, como no atendimento da farmacêutica Gabriela Gambato a Maria Sikorski Marin Matéria Especial, páginas 2 e 3, e Editorial


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

IMUNIZAÇÕES

Vacina para prevenir o sarampo Com início no próximo dia 6, a meta é imunizar a população fazendo frente aos surtos que vêm sendo registrados no País

T

endo em vista os dois surtos de sarampo que o Brasil enfrenta nos Estados do Amazonas e Roraima, o Ministério da Saúde reforça a importância da imunização. De 6 a 31 de agosto acontece a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e Poliomielite nos Postos de Saúde, para crianças de 1 ano a 5 anos incompletos. O Ministério da Saúde já confirmou 677 casos de sarampo no País, sendo que há alguns isolados em outros Estados, tendo oito confirmados no Rio Grande do Sul e outros dois em investigação. A recomendação é de quem apresentar febre e manchas no corpo acompanhado por tosse, coriza ou conjuntivite deve procurar os serviços de saúde para diagnóstico. Casos suspeitos devem ser informados imediatamente à Secretaria Municipal de Saúde. Os surtos são relacionados à importação, sendo o mesmo vírus que circula na Venezuela. O sarampo pode matar e a forma mais efetiva de prevenção é a vacinação. A rede pública de saúde disponibiliza gratuitamente a dose Tríplice Viral (contra sarampo, caxumba e rubéola), sendo duas doses para os indivíduos entre 12 meses e 29 anos e dose única entre os de 30 e 49 anos.

Im

ag

em

:R

ep

ro

du

çã

o

Prevenção é o melhor remédio A vacina é o meio mais eficaz para evitar contágios, proteger a população de surtos e garantir maior qualidade de vida

A comprovação deve ser feita por meio da carteirinha de vacinação. Gestantes, casos suspeitos de sarampo, crianças menores de seis meses e pessoas imunocomprometidas (com doenças que abalam fortemente o sistema imune) não devem ser vacinadas. Quem já teve a doença tam-

bém está protegido, mas a recomendação é de mesmo assim se imunizar. A baixa procura por vacinas é que torna real o risco do retorno de doenças já erradicadas no Brasil, como já é o caso do sarampo e o receio pela poliomielite. O Ministério da Saúde reforça que todos os pais e respon-

sáveis têm obrigação de atualizar as cadernetas de seus filhos, em especial das crianças menores de 5 anos. As vacinas ofertadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estão disponíveis durante todo o ano, exceto a da gripe, que faz parte de campanha específica, realizado antes do Inverno.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Lábios mais volumo Ivanise Stein *

O

sonho de muitas mulheres é ter uma boca com lábios volumosos e bem desenhados como Angelina Jolie. Para conseguir este efeito, hoje uma das técnicas mais usadas é a micropigmentação labial, por ser um procedimento duradouro. A micropigmentação labial promete dar cor e volume aos lábios e desenhar o contorno da boca. Tudo isso sem que a boca fique artificial, já que o procedimento é pouco invasivo e quase indolor, porque é aplicada uma pomada anestésica antes. Caso a mulher queira, também é possível usar tonalidades mais fortes para que o efeito seja semelhante ao do batom. Como funciona a micropigmentação? O pigmento é aplicado para dar mais cor e, consequentemente, um aspecto mais jovial, já que é comum os lábios irem perdendo a cor rosada com o passar dos anos. Porém, o intuito não é ter aspecto de batom. Caso a cliente queira, também é possível fazer variações graduais de cor para dar um aspecto de mais volume. Para dar volume são usados pigmentos mais claros em algumas regiões. Após um mês é feita uma revisão do procedimento para observar se é preciso algum retoque ou até mesmo se a cliente quer um preenchimento mais forte.

Para quem é indicado? O contorno dos lábios é indicado para corrigir erros de simetria e imperfeições causadas pelo envelhecimento da pele ou, simplesmente, para deixar os lábios em mais evidência, mais revitalizados, com aspecto saudável. Quanto tempo dura? O pigmento vai saindo a cada a renovação celular, clareando gradativamente, mas a duração é de até dois anos. Quais os cuidados após o procedimento? Os cuidados necessários após a aplicação são evitar atrito na região, álcool, alimentos ácidos e pimenta nos primeiros dias após a aplicação. Limpeza e hidratação Também é importante manter a região limpa e hidratada, usar pomada cicatrizante nos lábios e não entrar no mar, em piscina ou sauna por uma semana. É normal criar uma casquinha durante a cicatrização e ela não deve ser arrancada. Saiba mais Para quem tem dúvidas, é possível fazer uma avaliação com uma simulação de formato, possíveis correções e cores a serem usadas. Agende sua avaliação e tire suas dúvidas pelo fone (54) 3035-3577 ou pelo WhatsApp (54) 996.270.880. * Micropigmentadora


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

osos e com mais cor Divulgação


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Beleza

Inverno também é época de ousar no penteado Docente do Senac Farroupilha apresenta dicas de como manter o cabelo bonito e saudável nos dias mais frios

N

a estação mais fria do ano, os cabelos também seguem tendências. A docente de cabeleireiro do Senac Farroupilha, Mariglê Prestes Poletto, traz algumas que permanecerão no inverno. Confira os penteados que estarão em alta. Escondido Cabelo meio por dentro, meio por fora de golas de jaquetas, casacos e blusas com gola alta. Coque despojado Sabe aquele coque arrumadinho? Esqueça dele. Para dar um ar mais jovem e moderno, faça um coque retorcido e com as pontas soltas, bem despretensioso. Ondas naturais Faça ondas largas e naturais no cabelo, como

se eles estivessem secos naturalmente, nada de babyliss.

Divulgação

Equipe Senac *

Rabos baixos Uma das maiores tendências vistas nos desfiles de fora são rabos baixos e com elásticos estilizados. Cabelos bem repartidos Faça uma linha bem repartida no meio ou na lateral do cabelo. Ele pode ser bem liso ou com um leve movimento, mas a raiz deve ficar bem justinha na cabeça. Franjas As franjas da estação vieram mais cheias e volumosas. Estilo Boho As tranças despojadas também prometem ficar nessa temporada, aproveite e crie penteados incríveis.

Tranças Penteado clássico é um dos estilos que estará em alta: com ar despojado, mas elegante para usar em qualquer ocasião

* Senac Farroupilha Docente de Cabeleireiro Mariglê Prestes Poletto Rua da República, 617, Centro Fone (54) 3268-3500


Social

Quem foi notícia ao longo da semana e as boas pedidas para o final dela na Coluna de Valéria Vettorazzi Páginas 6 e 7

Inside

Cinema

Férias de inverno conta com Animações consagradas e exibidas gratuitamente no UCS Cinema, em Caxias do Sul Páginas 8 e 9

Música

Mês do Rock com Star Beetles Banda Argentina fará apresentação e exposição na Cervejaria Blauth Bier neste domingo e ingressos já estão a venda

E

m comemoração ao Mês do Rock a Cervejaria Blauth Bier, junto com a Rádio Jovem Pan, vai trazer um show da banda cover dos Beatles formada em Bueno Aires, a Star Beetles. Os ingressos, que custam R$ 25,00, estão à venda na cervejaria e na Jovem Pan e dão direito a um copo de chope. O evento terá início às 14h e, além no show, a Biergarten vai receber uma exposição com coleção de discos e diversos figurinos que vão desde o início da carreira da banda original, passando pela fase da Beatlemania, a Psicodélica, o final da banda e até a carreira solo de cada beatle. Os figurinos foram feitos no mesmo padrão dos que foram utilizados pelos garotos de Liverpool e são acompanhados de instrumentos, réplicas e originais da época. Considerados um dos melhores covers, o grupo teve início em setembro de 2009 e atualmente é formado pelos argentinos Javier Godoy, representando John Lennon, e Lean Zambra (Paul McCartney), e pelos brasileiros Jorge Gabriel (George Harrison) e Élieser Lemes (Ringo Starr). Esta é a primeira vez que a banda é composta com representantes do País. A banda já esteve outras vezes em Farroupilha e já realizou mais de mil shows de norte a sul do Brasil. Além disso, formaram o primeiro Museu dos Beatles da região, que fica localizado em Canela. Ano passado o grupo teve a honra de ir para Inglaterra fazer shows em Liverpool, terra natal dos ícones do rock.

Di

vu

lg

ão

Programe-se O que: show Star Beetles Quando: domingo, às 14h Onde: Blauth Bier Cervejaria Artesanal (Rodovia Jacob Versteg, quilômetro 9) Quanto: R$ 25,00

Reconhecimento A banda cover já viajou o mundo com sua arte e, no ano passado, tocou em Liverpool, cidade dos Beatles


Inside

2

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Uma Quase Dupla - às 14h20min, 16h45min, 18h50min e 21h GNC 2: Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas - às 14h, 16h e 18h (dublado), 20h (legendado) GNC 2: Homem-Formiga e a Vespa - às 22h GNC 3: Jurassic World: Reino Ameaçado (dublado) - às 13h30min GNC 3: Arranha-Céu: Coragem sem Limite - às 16h15min e 21h40min (dublado), 19h20min (legendado) GNC 4: Os Incríveis (dublado e em 3d) - às 13h10min, 15h50min e 18h40min GNC 4: Homem-Formiga e a Vespa (em 3d) - às 21h20min GNC 5: Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (dublado e em 3d) - às 13h20min, 15h30min e 17h40min GNC 5: Homem-Formiga e a Vespa (em 3d) - às 19h45min GNC 5: Arranha-Céu: Coragem sem Limite (dublado e em 3d) - às 22h10min GNC 6: Os Incríveis (dublado) - às 13h45min, 16h30min e 19h10min (com legenda descritiva) GNC 6: Jurassic World: Reino Ameaçado - às 21h50min Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Arranha-Céu: Coragem sem Limite - às 14h30min (dublado) e 19h45min (legendado) Homem-Formiga e a Vespa (dublado e em 3d) - às 13h40min, 16h40min, 19h20min e 22h Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (dublado) - às 14h10min, 16h20min, 18h40min e 21h20min Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (dublado e em 3d) - às 13h, 15h30min, 17h40min, 20h e 22h20min Jurassic World: Reino Ameaçado - às 17h (dublado) e 22h10min (legendado) Os Incríveis 2 (dublado) - às 13h20min, 16h, 19h e 21h40min Os Incríveis 2 (dublado e em 3d) - às 12h20min, 15h10min, 18h e 21h Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Centenário de Ingmar Bergman A Hora do Lobo - sexta, às 19h30min Sonata de Outono - sábado, às 18h Fanny e Alexander - sábado, às 20h Na Presença de um Palhaço - domingo, às 18h Face a Face - domingo, às 20h Sessões com entrada franca

Em cartaz O thriller “Arranha-Céu: Coragem sem Limites” entra em sua segunda semana de exibição e o sueco Ingmar Bergman é homenageado pelo centenário de nascimento com clássicos como “Sonata de Outono”, vencedor do Globo de Ouro de Filme em Língua Estrangeira


FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Inside

3

Gastronomia

Café Colonial em prol do Recanto das Borboletas A Casa de Repouso fará o evento beneficente neste sábado e o valor arrecadado será destinado para reforma no local Sammy Roos

A

instituição fundada há 10 anos já promoveu diversos almoços beneficentes e, no ano passado, realizou um bingo. Este é o 1º Café Colonial e será realizado no CTG Chilenas de Prata. Todo o valor arrecadado será destinado à construção da rampa de acesso para o segundo andar da casa. A obra terá início na semana que vem. O evento terá a participação do tenor Dirceu Pastori junto com o pianista Paulo Johann e Robson Gervasoni e banda, que farão uma apresentação especial. O ingresso custa R$ 35,00 e pode ser obtido pelos fones (54) 3268-9776 ou (54) 996.089.314.

Cardápio

Sobremesas: tortas, pudim, frutas em calda, torta de bolacha, sagu e creme de leite Doces: alfajor, biscoitos, cuca recheada, bolo recheado, sonhos e mil folhas Salgados: torta fria de frango, mini hambúrgueres, cachorrinhos, rosca de polvilho, risóles de carne, pastel de forno de frango, pizza caseira, bolinha de queijo, pão com picadinho de frios, pastel caseiro, esfirras com calabresa e pão com entrevero Bebidas: chá e café

Presença especial Tenor Dirceu Pastori e pianista Paulo Johann farão parte do evento com apresentação para animar aqueles que estiverem participando do Café

Programe-se O que: Café Colonial Recanto das Borboletas Quando: sábado, às 15h Onde: CTG Chilenas de Prata (Adelina Faé Guerra, 330, bairro Santa Catarina) Quanto: R$ 35,00 (não haverá ingressos na hora)


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

Se existiu um grande responsável pela classificação do Brasil à Copa do Mundo de 2018, esse alguém foi Adenor Bachi, o Tite. Sob o comando de Dunga, o Brasil estava em sexto lugar nas Eliminatórias e amargava o vexame de ter sido eliminado pelo Peru ainda na primeira fase da Copa América. Com Tite, tudo mudou! A Seleção passou a ter um excelente desempenho e emendou uma série invicta de 12 jogos nas Eliminatórias, classificando-se para a Copa do Mundo com quatro rodadas de antecedência. O principal acerto de Tite nas Eliminatórias foi ter encontrado um sistema de jogo equilibrado, que vinha funcionando muito bem. Os três volantes (Casemiro, Paulinho e Renato Augusto), além de darem mais segurança à defesa, tinham liberdade para chegar à frente, aproximando-se de Neymar, Coutinho e Gabriel Jesus, fazendo do Brasil um time forte tanto na defesa, quanto no ataque. Porém, se foi o grande responsável pela nossa classificação, Tite também foi o principal culpado pela eliminação da Seleção Brasileira. No período pré-Copa, o treinador caxiense abriu mão de um sistema tático pragmático, mas eficiente, com três volantes, para encaixar William no time, como ponta, juntamente com Philippe Coutinho, cedendo, com isso, todo o meio de campo para os adversários. Foi exatamente por ali que a fraca Suíça impôs sérias dificuldades à Seleção Canarinho. E foi nesse mesmo meio campo, despovoado, que a Bélgica jogou como quis na partida que resultou na nossa eliminação. Além do fracasso tático, o estudioso treinador também pecou na parte técnica. Mesmo com o baixo desempenho apresentado pela Seleção e por jogadores como Neymar, William, Paulinho e Gabriel Jesus, Tite não fez mudanças no time. As três alterações que fez no time titular ocorrem por lesões ou suspensão, mas não por opção técnica. Isso demonstra, acima de tudo, que o treinador ficou refém de suas convicções e teimosias. Ao convocar uma Seleção recheada de homens de sua confiança, mas sem qualidade, Tite repetiu os mesmos erros de Dunga, na Copa de 2010. Ficaram fora da lista vários atletas que vinham em grande fase, como Arthur, Luan e Jonas, ou jogadores que se destacaram no último Campeonato Brasileiro, como Jô e Hernane, ou, ainda, as promessas Lucas Paquetá e Vinicius Júnior que, mesmo que não fossem usados, ganhariam experiência para os próximos Mundiais, como aconteceu com Ronaldo em 1994 e Kaká em 2002. Contudo, em vez do título, o treinador preferiu ficar com suas convicções e com seus homens de confiança. Infelizmente, deixamos escapar uma das Copas mais fáceis da história. Resta-nos agora organizar a casa, tirar lições dos erros do passado e do presente e, acima de tudo, abrir mão de uma vez por todas de jogadores sem qualidade, que são convocados apenas pela relação de amizade que mantêm com o treinador. * Advogado

Agenda

Divulgação

As lições que a Copa deixou para a Seleção Brasileira

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

SEXTA Porto do Som Boteco do Chá, às 23h30min

SÁBADO Banda Elixir Inc, Tributo Guns N’Roses República Beer, às 23h Especial Dia do Rock com Long John Muinho Club, às 23h

Café com Memórias, Moinhos de Bento Gonçalves Fundação Casa das Artes, às 9h30min


FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Inside

Música

Associação Cultural Moinho Covolan vai promover Grupos de Percussão para aprendizado e troca de experiências nas quintas à noite Divulgação

Manifestação cultural Proporcionar contato com diferentes linguagens musicais é o intuito do grupo que tem os instrumentos de percussão como protagonistas

A

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Descobrindo novos ritmos

s inscrições estão abertas para participar do Grupo de Percussão que se dará no Muinho Cultural (Marechal Floriano Peixoto, 190), com o professor Diego Lunelli. As aulas iniciam no dia 16 de agosto e os encontros serão sempre às quintas, das 19h30min às 21h30min, e terão o custo de R$ 40,00 mensais. A inscrição pode ser feita pelo e-mail acmoinhocovolan@gmail.com. A oficina irá possibilitar aos participantes o contato com diferentes contextos e linguagens musicais, oportunizando o desenvolvimento de habilidades através de práticas com instrumentos percussivos. O prédio que antes abrigava o moinho da Cidade se transformou em um espaço de cultura, troca de experiências e manifestações artísticas em suas mais variadas formas. Esta é a intenção do Grupo,

5

promover e proporcionar vivências e contato com ritmos, cantos e danças que tiverem origem em diferentes regiões do Brasil. Contextualizando a origem dos ritmos que ainda resistem na atualidade por meio de documentários e vídeos. O objetivo é transpor barreira geográficas, ideológicas e religiosas, possibilitando atividades de canto e dança e tendo contato com ritmos como Ciranda, Samba Reggae, Coco, Samba Clássico, Maracatu e Afoxé, por meio de instrumentos tradicionais.

Programe-se O que: Grupo de Percussão Quando: todas as quintas, às 19h30min Onde: Muinho Cultural (Marechal Floriano Peixoto, 190, Centro) Quanto: R$ 40,00 mensais

O Cirinho paz e amor é um factoide desmentido pelos fatos O PDT anda preocupado com o temperamento de Ciro Gomes. Para tentar amaciar a imagem de seu pré-candidato, o partido lançou uma campanha publicitária na qual o descreve como um “indignado”. É o Cirinho paz e amor. Trata-se um factoide que se desmente pelos fatos. Ciro não para de propiciar provas em contrário, evidenciando que não tem o preparo emocional adequado para comandar o país. Nesta semana, em sabatina feita pela Abimaq (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos), o pedetista ofendeu um promotor de São Paulo que aceitou abrir contra ele um inquérito por injúria racial. Com aquela eloquência típica de um troglodita diplomado, disparou. “Um promotor aqui de São Paulo resolve me processar por injúria racial. E pronto, um filho da puta desse faz isso. Ele que cuide de gastar o restinho das atribuições dele, porque se eu for presidente essa mamata vai acabar”. A injúria racial pela qual Ciro será indiciado se refere a outro episódio recente protagonizado por ele. Em entrevista para a rádio Jovem Pan, chamou o vereador Fernando Holiday, do DEM de São Paulo, de “capitãozinho do mato”. Uma injúria racial seguida de uma ofensa pessoal. Seria o suficiente para impedir qualquer um que pretenda ocupar o mais alto cargo político do país. Mas não é o caso de Ciro. Em abril, ele também deu um tapa no Youtuber Arthur do Val, editor do canal “Mamãe, Falei”, depois de este questioná-lo a respeito de declarações polêmicas que deu sobre Lula e a Lava Jato. Também foi embora de um encontro com prefeitos promovido pela Associação Mineira de Municípios depois de se irritar com o formato do evento. Não é de hoje que Ciro Gomes se comporta de forma destemperada. Em eleições passadas, se meteu em situações semelhantes, ofendendo eleitores e dando declarações de baixo nível sobre sua ex-mulher. Um festival de boçalidades que o fez perder a possibilidade chegar à Presidência já em 2002, quando disputou com Lula e José Serra. O que se vê agora é apenas um repeteco de sua conduta anterior. A indignação é uma característica de quem não se conforma com algo. Ela pode ser exercida, entretanto, com bom senso, ponderação, equilíbrio e temperança. Em suma: indignação não é sinônimo de porra-louquice, como o PDT quer que acreditemos. * Redator e radialista


Daniela Xu

O

Tardinha

jardim da Cervejaria Leopoldina, de Garibaldi, recebe o evento Leopoldina Bier Garden neste sábado, a partir das 14h. A programação propõe uma tarde diferente com música ao vivo, foodtrucks e muita cerveja. A entrada é free!

Clássicos

O Boteco do Chá abre as portas para a banda Porto do Som nesta sexta. Com seus clássicos ritmos, os músicos sobem ao palco prometendo agitar o público. O DJ Jonatan Fransa é responsável pela discotecagem da noite e, a partir das 23h, a casa está aberta para elas, com Aquece Especial.

Agenda

Eduarda Elisa Cardoso celebrou, ao lado da mãe, Rosecler da Rosa, demais familiares e amigos, seus 15 anos no último sábado, no Espaço Nobre Eventos, em Caxias do Sul

Keller Borges

Fique por Dentro

Multifotos Studio

O Sesc anunciou na quinta o show solo de Vitor Ramil para o dia 26 de agosto. O músico, compositor intérprete e escritor é autor de 11 discos e já ganhou diversos prêmios em reconhecimento ao seu trabalho. Na data, a apresentação acontece no Auditório da UCS Farroupilha a partir dar 19h. Os ingressos já estão à venda na entidade.

Rodrigo Ferrari do Pepsi Club

Party

A Festa Siberia, que ocorre n sábado, na Vinícola Casa Perin está com seus ingressos pratica te esgotados. Na data se apresen os DJ’s DjessiB, Fernando Lazza Pic Schmitz e BG Dj Crew, além do do projeto Bloco das Gaúchas.

Wine

Katiusa Varela em momento de descontração no Boteco Antonielle, no domingo

O pequeno Arthur completou 4 anos no final de semana e ganhou o carinho de seus pais Rafael Campeol e Sabrina Trevisan Campeol, em festinha na Ticabum

A Vinícola Casa Perini promov dia 28, a Academia do Vinho. A conta com uma programação que reunir conhecimento e prática s todo o universo de vinhos. As rese podem ser realizadas pelo e-mai sos@casaperini.com.br.


Arquivo Pessoal

Cristiano de Oliveira

Zeni curtiu baladinha b, no último sábado

Matheus Paim e Gabriela Anghinoni em recente trip pela Europa, visitando a London Bridge

Daniela De Rocco

neste ni, já amenntam aretti, o trio

ve, no ação e visa sobre ervas l curA pequena Ana Luiza Leseux, ladeada pelos pais Carolina Bruning e Marcos Rangel Leseux, comemorou seus 3 aninhos na Ticabum Festas com coleguinhas e familiares, na tarde de quarta


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

Troque o conselho pelo ombro Caramba! Alguém ali fora sabe realmente quem somos? Se saímos felizes de casa ou se voltamos pra ela satisfeitos com o dia. Quem ajudamos e quem tentamos não prejudicar, fazem ideia? Nós mesmos enfrentamos uma dificuldade tremenda para entender nossas atitudes e escolhas. Procuramos dentro do cérebro, vasculhamos o peito, e nada. Nem sinal de certeza, apenas um mar infindável de dúvidas. Mas eles entendem, julgam e ainda aconselham. Parecem carregar um caderninho de receitas para a vida alheia. Não resolvem os próprios problemas e, curiosamente, vivem cheios de fórmulas. Para os outros, óbvio. Apontam o dedo, apresentam soluções e, acima de tudo, berram o que não devemos fazer. O não é palavra de estimação na boca de muita gente. Não fazem ideia de como chegar lá, de como botar o sonho na prática. E como jamais chegarão, afogam de medo quem imaginam poderem fazê-lo. “Se eu não ganhei, amigo, quietinho ali que você também não vai”. Eu gosto de pensar que nem sempre é por mal. É algo mais forte. Do inconsciente. Ou ainda uma certa proteção. Como dos pais que te orientam para o que acreditam ser o mais indicado, pouco importando o que faz explodir seu coração. Prefiro imaginar que a preocupação seja maior do que a inveja, quando vem de fora de casa. E me deixem com minha ingenuidade, que ela nunca fez mal a ninguém. E olha que eu nem falei dos rótulos. Fulano é assim, fulano é aquilo. Egui é isso, Egui é assado. Confesso aqui que já me preocupei muito com o que os outros falavam de mim. Não me conheciam, poxa, por que raios julgar? O boicote era inevitável. Parava de sonhar o que sonhava. Deixava de agir como agia. Por receio que eles estivessem certos. Por não querer ser um problema. Por utopia idiota de agradar todo mundo. Mas eles não foram vencendo. Não foram me mostrando caminhos melhores. Eles foram ficando, e eu caminhando. Quando me dei conta, eu ainda me incomodava com julgamentos errados, maldosos ou não, mas não mais os colocava na minha lista de prioridades. Um dia alguém me ensinou um roteiro simples para o sucesso: saia de casa todos os dias querendo fazer o bem, até nas mais simples situações. Ajude as pessoas, nunca prejudique ninguém de forma intencional e, caso aconteça, tente consertar e peça desculpas. Errar faz parte do plano. Olhe pra frente. No meio de tantas derrotas, um dia você vence. E, se não vencer, ao menos não prejudicou uma pessoa que não tinha nada a ver com as suas lutas. Desse dia em diante, eu não me importo com rótulos, com o que pensam errado de mim. Com o roteiro este debaixo do braço, cumpro todos seus passos. Vivo escutando quem sei que quer o bem do mundo, inclusive o meu. Colho boas energias, escuto boas pessoas, e pondero muito um dedo apontado ou um estereótipo precipitado. E acrescentei uma fase ao plano: quando alguém estiver derrotado, guarde o conselho e ofereça um abraço. * Jornalista e escritor

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Cinema

Cinema para a criançada UCS promove programação especial para férias de inverno ao longo na próxima semana, com entrada franca

D

e segunda a sábado da próxima semana serão exibidos diversos filmes infantis no período da tarde com entrada franca no Cinema da Universidade de Caxias do Sul (Getúlio Vargas, 1130, bairro Petrópolis, em Caxias do Sul). A capacidade do local é de 180 lugares. Com o período de férias escolares de inverno, esta é uma opção para divertir as crianças. Confira nesta e na página ao lado os filmes de Animação que serão exibidos.

Segunda, às 15h

Terça, às 15h

Quarta, às 15h


Inside

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

9

Lauro Edson Da Cás

Cinema

ldacas@hotmail.com Imagens: Reprodução

Quinta, às 15h Voltando a sonhar como criança O filme ganhador do Oscar de Animação e Canção é ambientado no México e conta a história do menino Miguel, que deseja se tornar um músico famoso

Próxima sexta, às 15h

Dia 28, às 14h

Dia 28, às 16h

Ah, por vezes, a vida fica distorcida... Quem iria imagina que a Seleção Brasileira de futebol acabaria sua participação na Copa já bem antes das semifinais? Quem imaginaria que o sonho que você sonhava se tornou distante? Às vezes, a realidade pode parecer distorcida, simplesmente pelo fato de que ela não nos agrada ou também não corresponde àquilo que se quer! E o que fazer quando não se aceita a realidade? Com naturalidade, temos e encontramos inúmeros exemplos de inúmeras situações existentes que estão a desafiar nossas expectativas. Por vezes, para sermos radicais, aceitamos tais situações contrárias. Outras vezes, muitos se tornam experts em escapismo, ou seja, tantos buscam fugir da rotina e/ ou da realidade, desviando, quem sabe, seus pensamentos e ações. Nada simples, por sinal. Que é difícil aceitar a realidade, de fato, não é algo que, por exemplo, alguém solitário e/ou alheio a tudo, pensa. Certamente você, que acompanha esta leitura, já teve, também, algum momento que se abraçou neste pensamento, não é!? Talvez, a explicação se dê na maneira de que as expectativas projetadas para o mundo tão sonhado não são realizadas. Não acontecem. E mais, talvez se esquece (ou esquecemos) que a expectativas são, apenas, meras suposições mas, mesmo assim, chegamos a assumi-las como real, como fatos. Aí sim, desapontamentos brotam em cada instante... Destaca-se atualmente que muitos vivenciam expectativas irrealistas, ou seja, vivem alimentando expectativas que estão muito além daquilo que se espera acontecer e o que está acontecendo. E se agrava, quanto mais, da maneira que vão acumulando expectativas irreais por mera imaginação. O mundo que projetam em choque (desconexo) com o mundo real. Frustração. As pessoas com tamanha confusão desconectada entre expectativas e realidade buscam, sim, tirar da realidade algumas peças de tudo aquilo que existe, pois as mesmas podem suprir e/ou se ajustam em seus planos. Para tais circunstâncias, na prática, é aquilo que muitos entendem e replicam, são “pessoas que só veem o que querem ver e interpretam o que acontece de uma maneira que se adapte à sua visão de mundo”. É o cuidado que se deve ter (ou devemos ter), pois viver um mundo imaginário é contraindicado. Há, também, pessoas que procuram (ou preferem) fechar os olhos para o tal contexto real. Além disso, buscam na culpa ao outro, a sua fuga. Saem isentas de toda e qualquer responsabilidade (inclusive dos seus próprios atos). Pessoas assim, como defesa, procuram fugir da realidade porque não gostam e ainda preferem viver seu mundo encantado. Será que, em algum momento, estas pessoas não terão que enfrentar a realidade como ela é apresentada? Vale sublinhar que, nos estudos da Psicologia, esta temática se desdobra em referências do Bovarismo ou, para melhor entendimento, da Síndrome de Madame Bovary, até porque, qualquer um pode ser uma vítima do Bovarismo, principalmente, quando as coisas dão errado, quando se culpa todos os outros, quando se constroem castelos em nuvens... * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

Sétima Arte

Entre os menos conhecidos, “Barry Lyndon” venceu o Oscar em quatro categorias, na maior concessão da Academia a uma obra de Stanley Kubrick Giovani Antonio Capra Especial para o Jornal Informante

P

aradoxos fazem parte da vida. A arte, expressão maior da experiência humana, é cheia deles. Quando se trata de recompensação, o contrassenso atinge pontos muito altos – tanto na arte quanto na vida, a propósito. Especificamente, se o que está em pauta é o reconhecimento da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood a gênios que transitam em seu meio, a incoerência não raramente alcança a estratosfera. Assim foi com Stanley Kubrick (1928-1999 que, se estivesse vivo, completaria 90 anos na próxima quinta-feira, dia 26), o maior diretor da história da Sétima Arte no conceito de outro grande, de nossos tempos, o cineasta Christopher Nolan (e também no meu entendimento, ora!). O único Oscar nominal a Kubrick concedido foi em 1969, por “2001: Uma Odisseia no Espaço”, de 1968, vencedor na categoria de Efeitos Especiais. Em outra dessas contradições do mundo, foi justamente um dos menos conhecidos pelo grande público (“Barry Lyndon”, de 1975) o filme dele que obteve o maior número de láureas da Academia: quatro, no Oscar de 1976, além de três indicações para o diretor, superado em todas por “Um Estranho no Ninho”, de Milos Forman. A bem da verdade, aqui se fala de uma película exclusivamen-

te do cineasta, posto que “Spartacus” (1960), cuja direção ele assumiu como ‘tampão’, também levou quatro estatuetas e outras duas indicações, em 1961. Barry Lyndon, então, apesar de não gozar da popularidade de trabalhos como “Laranja Mecânica” (1971), “O Iluminado” (1980), “De Olhos Bem Fechados” (1999) ou “2001” mesmo – em suma, desse tanto de produções que fazem de Stanley Kubrick o mais pop & cult dos diretores –, é outra obra-prima do mestre. Baseado em livro de William Makapeace Thackeray (1811-1863), o filme, a respeito da trajetória de glória e miséria de um ‘arrivista’ irlandês na segunda metade do século XVIII, não desconcerta, suscita reações mais viscerais ou instiga lascívia, mas conserva elementos essenciais da genial linguagem de Kubrick. Assim, está presente a fotografia indefectível (tanto nos planos externos, belíssimos, com locações na Inglaterra, Irlanda e Alemanha, como nos quadros internos, nos interiores suntuosos, cuja predomínio de meia-luz remete a pinturas da época). Ora melíflua, ora grandiloquente, ora tensa, dramática, a trilha sonora, que se vale de imortais como Bach, Händel, Mozart, Schubert e Vivaldi, é deleite puro: como é de praxe na trilha kubrickiana, envolve, toma conta, conduz o espectador a uma interação mais profunda com o que se passa na tela. Assinale-se também a escolha do elenco principal: passadas as pouco mais de

três horas da película, fica-se com a certeza de que Barry Lyndon não podia ser outro que não o ator Ryan O’Neal, da mesma forma que sua consorte, a Condessa de Lyndon, inequivocamente teria de ser interpretada por Marisa Berenson. Já o enredo não é, meramente, sobre a vida de um homem que faz de tudo para ascender socialmente, inclusive trocar de nome: nascido Redmond Barry, o protagonista passa, homem feito e calejado por andanças, guerras e trapaças, a ser Barry Lyndon, no momento em que toma por esposa a viúva e o sobrenome de um velho, doente e aleijado nobre. A trama é também a respeito de alguém (esse mesmo Barry) que, por um amor juvenil, de-

safia à pistola de fogo um homem em tese melhor preparado para o duelo e que acaba o ludibriando. De igual modo, é sobre um soldado bravo que salva a vida do superior que o mantém, afinal, como refém – ao qual devota lealdade, até comover-se diante de um compatriota que deveria espionar, mas que passa a ser seu aliado. É ainda, ao fim e ao cabo, sobre um homem amargurado que, preferindo não ferir alguém com quem tinha laços – o qual não age com reciprocidade –, acaba selando seu destino... O personagem central é, sim (ou foi, a dado momento da trama), violento, ambicioso, infiel e dissipador de dinheiro, mas também é (ou foi, a dado momento da trama) corajo-


Inside

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

11

Sétima Arte

Divulgação

Imagem: Reprodução

mas o mais laureado Curiosidade

Parte do material de Barry Lyndon foi aproveitada de um projeto abortado por Stanley Kubrick: um épico sobre Napoleão Bonaparte, que já tinha roteiro e figurinos prontos. Para os produtores, um fator para a desistência da obra a respeito do estadista francês foi o malogro financeiro da megaprodução “Waterloo” (1970), de Sergei Bondarchuk.

O homem não era fraco, não

Stanley Kubrick foi chamado para ser o diretor a finalizar a mais cara produção hollywoodiana até o ano de 1960: Spartacus (estrelada por Kirk Douglas, o escravo gladiador que, líder de uma rebelião de pares seus, dá nome ao filme). A Universal investiu US$ 12 milhões na obra, baseada em um levante contra o domínio romano que durou pouco menos de dois anos (73-71 A.C.). Kubrick substituiu na direção Anthony Mann, que brigou com Douglas, um dos produtores do filme, além de seu protagonista – e com o qual o primeiro trabalhara no bem-conceituado “Glória Feita de Sangue” (1957). Apesar do êxito junto à Academia, o próprio diretor ‘interino’ considerava Spartacus “decepcionante”, com um roteiro repleto de “moralização fácil”. Dali em diante, por conta da experiência, o perfeccionista cineasta nunca mais abriria mão do controle do maior número de aspectos de seus projetos.

Seguindo com a “Odisseia”

Clássico Barry (Ryan O’Neal) aproveitando a condição de ‘bon vivant’ ao lado da Condessa de Lyndon (Marisa Berenson)

so, leal e dedicado a quem amava. Barry Lyndon, drama que passeia com maestria do leviano ao trágico, em um envolvente ritmo da narrativa, é, em suma, sobre a complexa, amiúde contraditória, incoerente, constrassensual e paradoxal, condição humana. Porque nada, em Stanley Kubrick, como, de resto, na vida e na arte, é simplesmente em preto e branco.

Na próxima semana, confira a resenha de “2001: Uma Odisseia no Espaço”, no período que marca os 90 anos de nascimento de Stanley Kubrick e os 50 anos de uma de suas obras de maior impacto.

Oscar 1976

Venceu * Direção de Arte (Ken Adam e Roy Walker; Cenografia: Vernon Dixon) * Fotografia (John Alcott) * Figurino (Ulla-Britt Söderlund e Milena Canonero) * Trilha Sonora Adaptada (Leonard Rosenman) Concorreu * Filme (produtor: Stanley Kubrick) * Diretor (Stanley Kubrick) * Roteiro Adaptado (Stanley Kubrick)

Barry Lyndon Direção e roteiro Stanley Kubrick Gênero Drama Duração 184 minutos País Inglaterra Estados Unidos Ano de produção 1975 Estúdio Peregrine Hawk Films Distribuição Warner Bros Pictures


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Ainda é muito difícil para você lidar com a pessoa com quem está se relacionando. A pessoa passa por uma fase complicada de mudanças e não há identidade pessoal nenhuma. É necessário virar a página e entender todo esse processo com sabedoria.

Touro - 21/04 a 20/05

As experiências com pessoas do seu convívio ou parentes afetam totalmente a sua rotina e o seu trabalho. É importante ir com calma e desprendimento, para não errar e prejudicar a sua estrutura de trabalho já montada.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

As relações com filhos ou com romances vêm prejudicando muito a sua atuação financeira. Avalie como pode seguir com um controle mais saudável dos seus recursos materiais. É muito desafiador encontrar um ponto de realização material nesta fase.

Câncer - 21/06 a 20/07

A semana segue com desafios para entender como é possível alinhar as suas necessidades com as da família. Virar a página e buscar um controle mais saudável é o primeiro passo. Depois é necessário entender que você está mudando, e isso afeta suas decisões.

Leão - 21/07 a 22/08

Entre aquilo que você sente e o que você diz há uma ponte muito grande e cheia de espinhos. Antes de se expressar, aquiete seu coração e avalie melhor a experiência, porque ela afeta diretamente a forma como você se relaciona com as pessoas do seu convívio.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Há dificuldades para estabelecer relações saudáveis em projetos ou atividades que envolvam o seu crescimento financeiro. Analise as condições e busque seguir com equilíbrio, apesar com conflitos existentes. As relações interferem em seus ganhos.

Libra - 23/09 a 22/10

Sente-se muito vulnerável e com vontade de “chutar o pau da barraca”. É importante avaliar a experiência com equilíbrio e, principalmente, com justiça. Não dê um passo maior que a perna, mas também não adianta ficar parado. Antes de mais nada, vire a página e recomece.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Você tem passado por crises emocionais que afetam ou são causadas por pessoas do seu convívio. Não se sente acolhido o suficiente para abrir mão de algumas posturas, porém é necessário fazer isso com entendimento e clareza.

Sagitário - 22/11 a 21/12

As pessoas que participam do mesmo projeto que você estão sendo desafiadas a transformar ou buscar outros caminhos. Atenção com as posturas que são necessárias e que implicam em transformações profundas em suas amizades.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

O cônjuge, sócios ou uma pessoa importante para a experiência passa por desafios profundos e não se sente totalmente realizado. Não cutuque a onça com a vara curta; ou seja, abra mão daquilo que não estiver ao seu alcance, essa é uma postura de sabedoria. Encontra-se numa posição difícil para finalizar uma experiência.

Aquário - 21/01 a 19/02

Encontra desafios para alinhar ideias, normas ou mesmo estudos importantes no trabalho. Se você mantiver esta postura, pode colocar em risco o seu trabalho. Compreenda as diferenças naturais que todos estamos sujeitos a enfrentar. Há um cenário desafiador na sua forma de produzir.

Peixes - 20/02 a 20/03

É importante dar atenção especial à forma como você vem encarando experiências com filhos ou romances. Há possibilidades de desafetos profundos, que devem ser alinhados com sabedoria. Os filhos podem passar por uma semana desafiadora e que exige mudanças. Para os romances, atenção com o controle.

Inside

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018


FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

VENDE-SE TERRENO DE COOPERATIVA em frente a Bigfer, indo a Bento, com 10 anos pagos e licença ambiental liberada. Interessados tratar: (54) 9 9650.1353. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar. F. 9 9118.1642. ALUGO PAVILHÃO de 600m² no loteamento América, entrada para a Linha São Miguel, perto da Multi Nova. Altura interna de 8 metros, sem colunas. Amplo espaço para estacionamento. Tratar: (54) 3268-0522. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018


FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018

3

Melhor negócio! 2 TERRENOS PELO PREÇO DE 1! 613m² em rua toda asfaltada no Monte Verde. Apenas R$ 140.000,00! Confira! (54) 9 9925-2068. CHÁCARA em ALTO FELIZ. 2,5 hectares, com casa, água, luz e demais benfeitorias. 21km de asfalto e 1000 metros de acesso com estrada de chão. Somente R$ 135.000,00. Ligue agora! (54) 9 9925-2068. ALUGUEL: direto com a proprietária de uma SALA COMERCIAL, na Independência, com 168m² no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.500,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.


4

FARROUPILHA, 20 DE JULHO DE 2018


P a r t e i n t e g r a n t e d a E d i ç ã o 5 4 7. N ã o p o d e s e r v e n d i d o s e p a r a d a m e n t e

20 de julho de 2018


2

Farroupilha, 20 de julho de 2018

União dos agricultores para garantir melhorias Categoria se mantém com forte atuação, apesar da baixa no número de propriedades rurais na cidade Juliana Inês Casa Barbieri

O censo aponta que das 1,5 mil propriedades rurais anteriormente registradas em Farroupilha, agora são cerca de 1,2 mil em atividade. Apesar do enxugamento, Márcio Ferrari, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha (Sintrafar), aponta que 12% do PIB farroupilhense vem da agricultura. Nessas propriedades, a média é de 4,8 mil trabalhadores envolvidos diretamente na atividade, tendo como maior cultura a uva, seguida pelo pêssego, leite e hortifrúti, sistema de integração na criação de frangos e porcos, além do gado de corte e do milho, que é utilizado na silagem ou como grão para alimentação de animais. A questão da sucessão das propriedades rurais também é apontada pelo presidente como um desafio. Entre as principais demandas do setor, considera a necessidade de valorização da produção dos agricultores, melhoria da infraestrutura viária e a manutenção de escolas no interior, já que crianças são inseridas nos centros urbanos em busca de estudos, numa quebra com a cultura do campo. A falta de políticas públicas também prejudica o setor.

Ferrari comanda o Sintrafar que luta por maior qualidade de vida e melhores condições de trabalho aos agricultores


Farroupilha, 20 de julho de 2018

3

A força do cooperativismo no campo A rotina é pesada: acordar cedo, arar a terra, trabalhar embaixo de sol e chuva, plantar, colher, vender e distribuir. A rotina de quem vive exclusivamente da agricultura não é fácil e depende de muito esforço e dedicação de todos para vencer a concorrência com grandes produtores rurais. Para facilitar o trabalho, muitas famílias costumam se unir através de cooperativas, que auxiliam no trabalho de produção e, principalmente, distribuição e venda dos produtos agrícolas.

Uma cooperativa é uma associação autônoma de pessoas que se unem, voluntariamente, para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, sociais e culturais comuns, por meio de uma empresa de propriedade coletiva e democraticamente gerida. No Brasil, o cooperativismo agrícola vem impulsionando o desenvolvimento rural, pois permite o acesso dos pequenos e médios agricultores aos grandes negócios. As cooperativas agrícolas estão focadas na prática de uma agricultura sustentável, com o correto uso dos defensivos agrícolas e o descar te apropriado das embalagens vazias, o plantio direto e a proteção das matas ciliares.

Imagem meramente ilustrativa

Cooperativismo agrícola


4

Farroupilha, 20 de julho de 2018

Saúde do campo para a sua mesa Que é preciso cuidar da saúde, com uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos diários, todos sabem, não é mesmo?! Mas, você sabia que é possível cuidar ainda mais de sua saúde ao optar por consumir produtos orgânicos? Apesar de serem mais saudáveis e naturais, os alimentos orgânicos ainda estão longe de chegar ao topo da lista de alimentos mais consumidos pelos brasileiros. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário, a produção de orgânicos aumenta de 15% a 20% por ano no Brasil e a expectativa é de que o consumo aumente na mesma proporção. Para isso é preciso que a população conheça os benefícios e vantagens que só os produtos orgânicos podem oferecer. Os alimentos orgânicos ou agroecológicos são produzidos sem o uso de adubos químicos e defensivos agrícolas. Também não é permitido o uso de transgênicos, hormônios e antibióticos, já que se produz tanto alimentos orgânicos de origem vegetal quanto de origem animal. São alimentos mais saudáveis que os convencionais e com valor nutritivo melhor.

Você sabia? De acordo com o MAPA, o Brasil conta hoje com 15 mil agricultores orgânicos cadastrados. O Sistema Orgânico de Produção Agropecuária, popularmente conhecido como orgânicos, foi oficialmente definida pela lei N° 10.831, de 23 de dezembro de 2003.


Farroupilha, 20 de julho de 2018

Motivos para consumir produtos orgânicos Mais nutrição

Solos mais ricos e balanceados com adubos naturais produzem alimentos com maiores concentrações de nutrientes e fitoquímicos antioxidantes, como polifenóis e carotenoides, que os alimentos produzidos convencionalmente.

Proteção para a sua saúde

Os resíduos dos aditivos químicos, utilizados no cultivo dos alimentos convencionais, podem provocar, a longo prazo, distúrbios hormonais, problemas respiratórios e neurológicos, e reações alérgicas, além de desenvolver determinados tipos de câncer e ainda diminuir a fertilidade.

Protege a água

Os agrotóxicos utilizados nas plantações atravessam o solo, alcançam os lençóis d’água e poluem rios e lagos.

Evita contaminação

A intensa utilização de produtos químicos na produção de alimentos afeta o ar, o solo, a água, os animais e as pessoas. A Agricultura Orgânica exclui o uso de fertilizantes sintéticos, agrotóxicos ou qualquer produto químico, e tem como base de seu trabalho a preservação dos recursos naturais.

Mais sabor na sua mesa

A ausência de agrotóxicos ou produtos químicos contribui para o sabor e o aroma naturais. Além disso, frutas e vegetais orgânicos crescem mais lentamente e tendem a ser menores.

Evita a erosão do solo

Através de técnicas agronômicas, o solo se mantém fértil e permanece produtivo ano após ano. A erosão também pode ocorrer no sistema orgânico, mas a auditoria da certificadora exigirá que seja evitada.

Restaura a biodiversidade

A Agricultura Orgânica respeita o equilíbrio da natureza, criando ecossistemas saudáveis. A vida silvestre, parte essencial do estabelecimento agrícola, é preservada e áreas naturais são conservadas.

Para tirar agrotóxicos dos alimentos

Ajuda os pequenos agricultores

Em sua maioria, a produção orgânica provém de pequenos núcleos familiares, que têm, na terra, a sua única forma de sustento.

Na impossibilidade de adquirir um alimento orgânico, devido aos altos preços ou falta de acesso ao produto, a dica é lavar as frutas, legumes e verduras em uma mistura simples, que pode ser feita em casa. Basta misturar tintura de iodo a 2%, que você encontra nas farmácias, com água. A medida é de 5ml de tintura para cada litro de água. Os vegetais devem ficar de molho nesta mistura por uma hora e após este período estarão livres de agrotóxicos. Todo agrotóxico sai na água.

5


6

Farroupilha, 20 de julho de 2018

Equipamentos vieram para ajudar

Antonio Alvarenga, presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), acredita que, de uma forma geral, nos últimos 50 anos o trabalho no campo ficou mais fácil em todas as áreas. “Mais tecnologia significa maior produtividade e maior remuneração para o produtor. A tecnologia também permite a rastreabilidade da produção, uma exigência cada vez maior dos consumidores, que estão preocupados com a sanidade e segurança dos alimentos”, destaca o presidente. Para ele, o trabalhador também tem vantagens com a modernização, pois a adoção de tecnologia permite a realização de funções mais qualificadas, com maior valorização e remuneração mais elevada. Como os grandes produtores são os que têm mais

acesso às tecnologias, são eles que acabam adquirindo maior conhecimento técnico e melhores condições financeiras para realizar os investimentos em instalações, e na aquisição de máquinas e equipamentos. Porém, segundo Alvarenga, o governo tem procurado incentivar os médios e pequenos produtores na adoção de melhores práticas, com maior utilização da tecnologia. Entre as desvantagens da modernização do campo, Alvarenga aponta o desemprego temporário e também possíveis problemas na fase de transição. “Eventualmente, poderá haver equívocos na adoção de determinada tecnologia que venha a se mostrar inadequada. É preciso ter muito cuidado, pois nem toda tecnologia inovadora traz os resultados esperados, sobretudo nos casos das ainda pouco testadas”, alerta.

O que é a Sociedade Nacional de Agricultura? Fundada em janeiro de 1897, a Sociedade Nacional de Agricultura tem como principal finalidade congregar interessados na prática da agricultura, encorajando-os em suas atividades, fomentando estudos e difundindo conhecimentos fundamentais de política, técnicas e divulgação. Saiba mais sobre a SNA através do site: www.sna.agr.br


Farroupilha, 20 de julho de 2018

Incentivos para permanecer no campo Acordar cedo, tratar os animais, arar o campo, plantar, cultivar, colher, vender. A rotina de quem vive da Agricultura não é nada fácil, mas pode ser recompensadora quando a família trabalha unida, coordenando o próprio negócio e fazendo algo importante para a sociedade, que é a produção de alimentos. Apesar das dificuldades, e da concorrência com os grandes produtores, a agricultura familiar ainda resiste no Brasil. Dados do Censo Agropecuário revelam que há, no País, 4.366.267 pro-

priedades rurais familiares, que envolvem mais de 12 milhões de pessoas no trabalho. Este total representa 84% das propriedades rurais do Brasil, mas alcança apenas 33% da produção. Para incentivar as famílias, principalmente os jovens, a permanecerem no campo, o governo criou um conjunto de políticas públicas que dão acesso ao crédito para aquisição de equipamentos e maquinário, e oferece capacitações para aperfeiçoar e sistematizar o trabalho. Existe uma concorrência des-

Incentivos para as famílias rurais Entre os incentivos do governo para o Agricultor Familiar, destacamos alguns abaixo. * Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf ): financia projetos individuais ou coletivos, que gerem renda aos agricultores familiares e assentados da reforma agrária. O programa possui as mais baixas taxas de juros dos financiamentos rurais, além das menores taxas de inadimplência entre os sistemas de crédito do País. * Sistema Único de Sanidade Agropecuária (Suasa): sistema de inspeção sanitária que per-

mite a legalização e implementação de novas agroindústrias, o que facilita a comercialização dos produtos industrializados localmente no mercado formal em todo o território brasileiro. Com isso, o Suasa impulsiona a geração de postos de trabalhos e de renda entre as famílias envolvidas no processo produtivo. • Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE): que compra produtos das famílias rurais para utilizar na merenda escolar e distribuir nas camadas mais pobres da sociedade. Neste programa o agricultor vende para o próprio governo.

leal com as grandes indústrias, mas também a possibilidade de união dos produtores rurais através de associações ou cooperativas, uma boa forma de fortalecer a estrutura familiar no campo. Hoje em dia é possível fazer com que o jovem permaneça no campo, dando sequência ao legado familiar, e com possibilidade de pleno desenvolvimento, como a criação de uma agroindústria familiar. Ocorrendo investimento e profissionaliza-

ção bem coordenados, a renda do produtor rural pode ser maior do que a obtida na cidade, além do benefício de contar com uma qualidade de vida muito superior à do meio urbano.

7


8

Farroupilha, 20 de julho de 2018

Auxílio aos autônomos Cooperfar representa os caminhoneiros da cidade e oferece suporte aos trabalhadores do setor Yasmin Signori Andrade

A Cooperativa de Transportadores Autônomos de Farroupilha (Cooperfar), foi fundada em 18 de dezembro de 2004 e representa todos os caminhoneiros transportadores de cargas. São 144 associados a instituição. Entre as dificuldades que enfrentam, o presidente Rafael Vedovelli aponta as estradas precárias e alto custo de combustível como as principais, fato que motivou a greve deste ano. “A Cooperativa auxilia estes trabalhadores em diversos aspectos e também disponibiliza alguns insumos e benefícios como o plano de saúde”, acrescenta o presidente. Ele ressalta que os caminhoneiros são uma parte muito importante no processo de logística e desenvolvimento do País, portanto, instituições como a Cooperfar são fundamentais nesse processo. A Cooperativa está localizada na rua Treviso, nº 178, no bairro Medianeira.

Kellen Perin, Rafael Vedovelli e Ana Paula Balzan são parte do grupo que faz a Cooperativa acontecer

Profile for Informantef Informantef

Edição 547  

Edição 547  

Advertisement