Issuu on Google+

DESIGN BY CAOCA

SOLUÇÕES CRIATIVAS

Ÿ Promoção de intercâmbios com experiências Ÿ

Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

similares no Brasil; Reforçar o papel da Sociedade Civil local para a promoção de uma sociedade mais inclusiva e igualitária; Formação de animadores sociais em gestão e coordenação cooperativista; Capacitação das associações Quilombolas para uma gestão dos recursos naturais mais eficiente; Melhorar as condições de salubridade das comunidades Quilombolas; Criação do Fundo Social no seio da Cooperativa; Instalação de Kits Sanitários; Sessões de educação para a saúde; Acompanhamento e Avaliação.

Financiadora:

Projeto

Execução:

Kó - Amubá Promoção de Tecnologias de Economia Solidária em ááreas de QUILOMBOS

a c o n e r u q @ b o l . c o m . b r cooperquilombolas@outlook.com www.quilomboscomtemporaneos.org

Maranhao Brasil

*Kó - amubá em iorubá = constuir oportunidades *Kó - amubá em iorubá = constuir oportunidades


Em defesa dos territorios de Quilombo no Maranhao

Objetivos:

*Kó - amubá em iorubá = constuir oportunidades

A

Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão (ACONERUQ – MA) é o foro de representação das comunidades Negras Rurais Quilombolas do Estado. Entre seus objetivos específicos estão o de lutar pela regularização das terras de comunidades quilombolas; assegurar a mobilização dos quilombos do Maranhão buscando a implementação do artigo 229 da Constituição Estadual, assim como, articular com outros quilombos brasileiros a implementação do artigo 68 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal e do Decreto 4887/2003 que lhes assegurem o direito definitivo à posse de suas terras. Entidade jurídica de direito privado, de caráter civil e de utilidade pública, sem fins lucrativos, a ACONERUQ nasceu durante a realização do V Encontro de Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão, em novembro de 1997, para incentivar a participação e divulgar as informações relativas ao movimento das comunidades quilombolas de forma a garantir-lhe uma atuação mais representativa ante as agências oficiais? A ACONERUQ tem a missão de articular e fortalecer a organização das comunidades quilombolas do Maranhão, possibilitando a troca de experiências sobre a história de luta pela terra, os problemas enfrentados e perspectivas de ação conjunta tanto na proposição de políticas públicas quanto na mobilização para atuação unificada das comunidades quilombolas.

Descrição: A ACONERUQ - Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão e o IMVF - Instituto Marquês de Valle Flôr reforçaram a sua parceria na implementação de um novo projeto financiado pela União Europeia. Numa aposta clara de reduzir vulnerabilidades ainda existentes, limitadoras de um progresso sustentável, o novo Projeto “Promoção de Tecnologias de Economia Solidária em áreas de Quilombos, no Maranhão” vem dar resposta a um apelo direto das comunidades de Quilombolas do Maranhão. Localização: Brasil, Estado do Maranhão. Regiões: Maranhense dos Cocais (Município de Codó, Lima Campos e São Luís Gonzaga), Baixo Parnaíba (Município de Brejo e Buriti de Inácia Vez), Lençóis e Munin (Município de Icatu e Presidente Juscelino e Santa Rita) e Vale do Itapecuru (Município de Itapecuru-Mirim) Duração: 36 Meses Beneficiários: Diretos:300 Quilombolas (agricultores, criadores de pequenos animais e extractivistas) das regiões do Estado do Maranhão acima referidas; 20 Quilombolas beneficiários do eixo de capacitação de técnicos agrários e sociais; Indiretos Todas as comunidades quilombolas filiadas à ACONERUQ. Finais: 1500 famílias e respetivas comunidades, cerca de 5390 pessoas.

Objetivo Geral: contribuir para a redução da pobreza e promoção do desenvolvimento socioeconómico das comunidades Quilombolas do Estado do Maranhão, contribuindo para o alcance das metas estabelecidas pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, designadamente o 1,3,4,5 e 7. Objetivo Específico: promover o aumento da geração de renda familiar e a melhoria das condições de salubridade das Comunidades rurais Quilombolas do Maranhão, apostando no reforço das atividades produtivas locais com base em princípios de Economia Solidária e inclusão social.

Atividades: Ÿ Reforçar a capacidade de produção, transformação e

Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

comercialização de produtos locais:Elaboração de um Diagnóstico socioeconómico; Apoio à criação de uma Cooperativa Agroextractivista Quilombola; Apoio à criação e equipamento de unidades de produção descentralizadas; Capacitação de técnicos agrários locais; Introdução de novas técnicas de produção adaptadas à transformação; Aumentar a capacidade de escoamento de produtos locais Quilombolas; Capacitação dos agricultores em técnicas de transformação, gestão e comercialização; Incorporação de um selo Quilombola; Apoio à melhoria do acondicionamento dos produtos paracomercialização; Criação de sinergias comerciais com entidades locais;


Ká-Amubá - Promoção de Tecnologias de Economia Solidária em áreas de Quilombos, no Maranhão