Issuu on Google+

Capacitação

Custos

GERAL | A2

Capital qualifica trabalhadores para receber Copa do Mundo

Livros

ECONOMIA | B1

Autor brasileiro mais lido da década faz palestra em Curitiba

Para consumidor, queda do etanol não passa de 4%

NEGÓCIOS | B4

CURITIBA, SEXTA-FEIRA A DOMINGO, 13 A 15 DE MAIO DE 2011 Ano XXXIV | Edição nº 8375 | R$ 1,50 | WWW.ICNEWS.COM.BR

Indústria &Comércio DIÁRIO. MAIS QUE NOTÍCIAS. INTELIGÊNCIA. CONHECIMENTO.

Fábio Campana Samba do petista doido O deputado Tadeu Veneri está mesmo numa má fase. Ao tentar justificar a barbeiragem que foi um pedido de informações ao Lactec se complicou ainda mais.

Porto de Paranaguá lidera exportação de granéis no País Terminal paranaense é seguido pelo Porto do Rio Grande e de Santos Fabio Scremin/APPA

ashingtt o n Pedro W ashing Memória fraca A coluna tem insistido no tema: a dificuldade enfrentada por deputados federais para aprovar o Código Florestal deve-se a tratar desiguais como iguais. Explicando melhor: o grande problema é implantar no país um código que trate uma realidade amazônica com a vivida no Rio Grande do Sul, por exemplo.

Aroldo Murá NO CASO CELSO, NÃO PODE TER HAVIDO ARMADILHA A coluna diz não acreditar que tenha havido armadilha de administradores públicos contra o colunista político da Gazeta do Povo, Celso Nascimento, que teve dinheiro depositado em sua conta há muito tempo sem movimento. Teria sido puro desleixo administrativo? Mas o Governo pagou por serviço não prestado... A história e as indagações desse capítulo do relacionamento do Governo com o acatado jornalista estão na página A3.

O Porto de Paranaguá é responsável pela exportação de 34% de todos os granéis sólidos exportados pelo Brasil

Brasil dificulta importação de veículos e autopeças

André Molina Alep promove sessão legislativa em Ponta Grossa Ao abrir a sessão itinerante em Ponta Grossa, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni (PSDB), anunciou que os R$ 10 milhões economizados pela Assembleia Legislativa, desde a posse da nova Mesa Executiva, serão devolvidos ao Poder Executivo para a compra de 120 ambulâncias. PÁGINA B1

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, disse nesta quinta-feira (12/05) que as medidas adotadas pelo governo brasileiro em contrapartida às barreiras criadas pela Argentina aos produtos brasileiros não podem ser interpretadas como retaliação. Técnicos do MDIC confirmaram que o Brasil, a partir de agora, incluiu os automóveis, “partes e peças” nas licenças de importação não automáticas. Na prática, o processo que analisa a entrada de produtos argentinos no Brasil pode demorar até 60 dias para ser aprovado. Segundo os técnicos, a medida inclui tambémpaíses como México e Coreia.

EDITORIAL Somos relativamente pobres; temos larga faixa de miséria absoluta; somos país de medíocre renda per capita; continuamos com baixíssima taxa de poupança-investimento, qualquer coisa em torno de 15% ao ano! Taxa de poupança-investimento que limita o crescimento do produto interno bruto a 3, 4% ao ano, muito insuficiente para absorver a massa de jovens brasileiros que acorrem anualmente ao mercado de trabalho; a taxa de crescimento demográfico subiu: pelo menos três milhões de brasileiros são gerados anualmente! No entanto, em Brasília, em todos os escaninhos político-burocráticos é crescente os embaraços ao investimento externo na nossa agricultura! Que virou questão de segurança nacional com outro nome. E assim deixamos de receber pelo menos US$ 3 bilhões! Que serão dirigidos ao leste europeu, África. Graças à lei que constrange a compra de terras por estrangeiros!

Manhã dourada e prata para a moda 3ª MARGEM | A4

NACIONAL | A5

COMÉRCIO EXTERIOR

ACP recebe comitiva francesa

Felipe Rosa

O presidente da ACP, Edson Ramon; o vice-presidente e coordenador do Conselho de Comércio Exterior e Relações Internacionais (Concex-RI), Odone Fortes Martins; o vice-presidente Jean Michel Galiano, recebem a delegação francesa, composta pelos deputados Alain Néri, Jean-Luc Reitzer e Marie-Louise Fort, do administrador parlamentar francês, Alain Delmas, e do chefe de Chancelaria do Consulado Geral da França em São Paulo, Patrick Laurain. Também fez parte da reunião o secretário de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba, Eduardo Guimarães

Plenário Municipal

NACIONALISMO

Bíblia em braile nas bibliotecas O vereador João do Suco (PSDB), líder do prefeito na Câmara Municipal de Curitiba, e a vereadora Noemia Rocha (PMDB) querem possibilitar o acesso a bíblias em braile nas bibliotecas municipais. Tramita na Casa projeto que acrescenta o livro no programa Informação e Cultura ao Alcance de Todos.

iPhone Curitiba oferece cursos para clientes Apple A loja oferece diversos cursos, venda de iPad e iPhone, Acessórios para produtos Apple em geral e atendimento qualificado.

PÁGINA B3

NEGÓCIOS B4

Indicadores CÂMBIO MAIORES ALTAS AZEVEDO TECTOY TECTOY BRASKEM TEX RENAUX

HRT PETROLEO TECTOY TRAN PAULIST KLABIN S/A MINERVA

CENTRAL DE ATENDIMENTO: 41 3333.9800 CMYK

O

Porto de Paranaguá é responsável pela exportação de 34% de todos os granéis sólidos exportados pelo Brasil. O terminal paranaense ocupa a liderança nacional nas exportações deste tipo de produto, seguido pelo Porto do Rio Grande, responsável por 23% das exportações de granéis sólidos, e pelo Porto de Santos, que exporta 20%. Os números compõem uma tabela organizada pelos operadores portuários para mapear as exportações de granéis nos dez portos brasileiros que fazem este tipo de operação. No período de 5 a 20 de maio, Paranaguá aparece com 34% de toda a exportação de granéis.

COTAÇÃO 4,30 0,05 0,05 14,95 0,65

0,06 0,04 0,30 6,07 1,46

MAIORES ALTAS ROSSI RESID BROOKFIELD MRV LLX LOG BRASKEM

HYPERMARCAS ECODIESEL OGX PETROLEO FIBRIA DURATEX

COTAÇÃO 14,83 8,90 14,67 4,54 22,76

16,30 0,76 13,95 24,24 13,05

E-MAIL: PAUTA@INDUSCOM.COM.BR

Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 1,5700

1,7400

Dólar comercial 1,6210

1,6230

Dólar paralelo 1,5900

1,7300

Euro

2,3088

2,3068

Ouro (Grama/R$): 191,24


“A guerra é um massacre de homens que não se conhecem em benefício de outros que se conhecem mas não se massacram." Paul Valéry

Previsão do tempo

AB Notícias

fonte: www.simepar.br

abnoticias@abcom.com.br

Mín.: 13° Máx.: 25°

Uma frente fria percorre o Oceano, na altura da costa do Sul do País, e proporciona um ambiente instável no Estado. No entanto, este sistema frontal, de fraca atividade, não atua diretamente nas áreas paranaenses, deixando o cenário com condição de chuvas fracas e isoladas à tarde. Ainda assim, a nebulosidade atua de forma variável e o sol aparece em todas as regiões.

INCLUSÃO DIGITAL A Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense une as cidades para disponibilizar sinal de internet wireless para a população. A microrregião pode ser a primeira do Brasil e adotar essa ação em conjunto dentro do Projeto Cidade Digital. O Projeto Pró-Amusep Inova prevê investimentos do governo federal da ordem de 30 milhões de reais para instalação da rede de internet sem fio, beneficiando 740 mil pessoas.

UNIÃO NO OESTE Municípios lindeiros ao lago de Itaipu, no Oeste, debatem a gestão das praias artificiais. Prefeitos de cidades como Missal, Mercedes, São Miguel do Iguaçu e outras buscam a troca de experiências e a adoção de ações em conjunto a fim de reduzir os custos para as cidades. Os municípios buscam apoio para fazer pesquisas sobre a importância das praias para cada um e levantamento de recursos junto ao governo estadual para cobrir as despesas com manutenção das praias.

COMÉRCIO EXTERIOR

ACP: Franceses vêm à Curitiba tratar de negócios Comissão composta por parlamentares, foi recebida nesta quinta Felipe Rosa

Silvio Oricolli

N

o início da noite de on tem, uma comitiva de parlamentares franceses esteve na Associação Comercial do Paraná (ACP), com o objetivo de tratar de parcerias e intercâmbio de interesse comum entre a França e o Paraná nos setores empresarial, educacional e cultural. Para o presidente da ACP, Edson José Ramon, a visita revestiu-se de importância, porque sinaliza a possibilidade de novos negócios entre Curitiba, o Paraná e França, além de contribuir para o fortalecimento dos laços que unem os dois povos. E acrescentou que o encontro entre os empresários e os representantes do Parlamento da França simboliza “a união e a amizade entre os brasileiros e franceses”. O deputado Alain Néri, presidente da delegação de parlamentares franceses, disse que o roteiro cumprido na América Latina incluiu principalmente o Brasil, onde se encontram desde segunda-feira (9) por ser um país com enorme potencial de desenvolvimento e, sobretudo, para reforçar os laços culturais e incrementar o desenvolvimento das relações comerciais entre os dois países. “E a cooperação dentro de um espírito moderno mostra que a relação econômica não deve se embasar em princípios apenas financeiros, mas também nas relações de confiança, serenidade e igualdade”, disse, ao citar a Renault como grande investimento francês em Curitiba, ressaltando, porém, que há médias e pequenas empresas francesas com potencial para participar desse processo. Néri, em nome do Parlamento francês, presenteou Ramon com a Medalha da Assembleia Nacional da França. A Cônsul Honorária da França em Curitiba, Emilie Dely, enfatizou que a visita da delegação francesa ao Paraná e, principalmente, a Curi-

COMPRAR MAIS Apucarana, Norte do Estado, apresenta um potencial de consumo de 1,7 bilhão de reais para este ano. A informação é da pesquisa do Índice de Potencial de Consumo, realizada em todo o país. O índice per capta também aumentou, saltando de cerca de 13 mil reais em 2010 para quase 15 mil em 2011, na área urbana. No campo, o gasto por morador será de aproximadamente cinco mil reais. O consumo urbano total deve representar mais de 1,5 bilhão este ano.

FEIRA DE FLORES A sétima Exposição Nacional de Orquídeas acontece até domingo, 15, em Paranavaí, no Noroeste. O evento é promovido pela Associação de Orquidófilos e vai reunir interessados no cultivo de flores de todo o Brasil. Colecionadores de diversas regiões mostram belas plantas raras, além dos consumidores poderem adquirir alguns exemplares. A entrada é gratuita.

MUITOS EMPREGOS O Paraná gerou quase 50 mil empregos formais em 2010, sendo o terceiro melhor saldo desde que o índice começou a ser verificado, em 1992. Houve crescimento de 5,5% no número de trabalhadores com carteira assinada, somando mais de 2,78 milhões. Segundo o Dieese, esse aumento se refere a recuperação após a crise econômica de 2008. Os setores que mais contrataram são o da construção civil e o de serviços.

CULTURA NO NORTE O município de Rolândia, Norte do Estado, realiza neste domingo, 15, o projeto ‘Cultura nos Bairros’. O objetivo é descentralizar as atividades culturais, facilitando o acesso da população às artes. Nesta data, acontecem apresentações de grupos de teatro e dança, além de shows em alguns bairros da cidade, e a entrada é franca.

ORGANIZAR A CIDADE A delegação francesa foi recebida por Odone Fortes Martins, coordenador do Conselho de Comércio Exterior e Relações Internacionais (Concex-RI), pelo presidente da ACP, Edson Ramon, secretário de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba, Eduardo Guimarães além de outros vice-presidnetes da ACP e empresários do Paraná

tiba é muito importante para divulgar o potencial da cidade e da região naquele país. “É um ponto de partida para negócios futuros, pois muitos não conhecem adequadamente o potencial da região e do estado. E cada vez que uma comissão nos visita, ganhamos muito com isso, pois são mais informações que chegarão à França, favorecendo os intercâmbios econômicos, culturais e educacionais entre os dois países. Por exemplo, queremos intensificar as relações entre as universidades e os estudantes franceses e brasileiros. E essas visitas são muito importantes para a consolidação desses propósitos”, acrescentou. O vice-presidente e coordenador do Conselho de Comércio Exterior e Relações Internacionais (Concex-RI), Odone Fortes Martins, afirmou que a França faz parte da parte da história do Brasil, por ter influenciado várias gerações de brasileiros. E também enalteceu a importância da Renault no Paraná, especialmente por ter muda-

do o perfil econômico do estado. “Com a Renault despontou uma nova realidade no Paraná, que passou a exportar carros para outros estados e para fora do Brasil e, com isso, beneficiou cada cidadão paranaense. Antes da montadora francesa comprávamos esses bens de outros estados”, pontuou. A delegação francesa, além de Alain Néri, contou com a participação dos deputados

Jean-Luc Reitzer e MarieLouise Fort, do administrador parlamentar francês, Alain Delmas, e do chefe de Chancelaria do Consulado Geral da França em São Paulo, Patrick Laurain. Os visitantes ainda foram recepcionados na ACP pelo vice-presidente da entidade, Jean Michel Galiano, e pelo secretário de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba, Eduardo Guimarães, entre outros. Felipe Rosa

CONCURSO DE DESENHO Colombo, na região de Curitiba, realiza um concurso para escolher o mascote representante do meio ambiente na cidade. Os trabalhos serão feitos por alunos das escolas municipais e devem ser enviados à Secretaria de Educação até o dia 20 de maio. O mascote será utilizado na realização de campanhas de conscientização no município. O tema dos desenhos é ‘Meio ambiente de Colombo nas suas diferentes formas’.

PROBLEMAS NO TRÂNSITO O Paraná tem cinco milhões de veículos em circulação e 30% deles estão irregulares por falta de pagamento de tributos. A irregularidade atinge cerca de 1,26 milhão de carros, superando a quantidade de veículos circulando em Curitiba. Segundo a Associação Nacional dos Detrans, essa é a média nacional. O problema também esbarra na infraestrutura. Se o Paraná fosse apreender todos os carros irregulares, seria necessária a construção de outros 75 pátios.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976

O deputado Alain Néri, presidente da delegação de parlamentares franceses, disse que o roteiro cumprido na América Latina incluiu principalmente o Brasil, por ser um país com enorme potencial de desenvolvimento

Informe da Câmara Municipal de Curitiba Travessia elevada garante segurança ao pedestre O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) é claro quando estabelece as medidas a que todos têm direito e o dever dos órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito. Um deles é a passagem e segurança para o pedestre, que poderia ser garantida com a implantação de travessias elevadas em vias de trânsito rápido, como é o caso da rua Mateus Leme, em diversos pontos críticos, especialmente nas proximidades da rua José Saboia Cortes, no Bom Retiro, sugere o terceiro-secretário da Câmara de Curitiba, vereador Jairo Marcelino (PDT). É também a situação da avenida Anita Garibaldi, no sentido centro-bairro, em dois locais: antes da rua Guilherme

A Câmara de Vereadores de Pato Branco, no Sudoeste, aprova a Lei de Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo. Há ainda uma etapa para sanção. O objetivo é aproveitar melhor o espaço urbano e organizá-lo, especialmente nas áreas centrais. O projeto trata sobre construção civil, localização de terrenos, coleta de esgoto e outros serviços. Um dos pontos aprovados é a permissão para construção de prédios de até 15 andares no centro da cidade.

Butler e na esquina da rua Flávio Dalegrave, na altura do bairro Boa Vista, e na rua Maximino Zanon, no Bacacheri. A estrada do Ganchinho enfrenta idêntica necessidade entre as ruas Nicola Pelanda e Herminio Nichele, no Sítio Cercado. O parlamentar frisa que, nestes casos, "a lei de trânsito determina que o pedestre tem o direito de passagem ao atravessar e que os veículos devem parar quando um pedestre atravessa a via na faixa própria, tanto para disciplinar o trânsito, quanto para evitar atropelamentos. O quanto isto é respeitado varia muito", comenta o vereador, justificando o pedido, encaminhado pela Câmara Municipal em nome de moradores, comerciantes e pedestres que necessitam passar nestes locais.

Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Administração Irene Morva Martins (diretoria@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.


GeralEstadual Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | A3 | Indústria&Comércio prpress@terra.com.br

aroldo@cienciaefe.org.br

Aroldo Murá G.Haygert FALTA DE “CONSULTA ÀS BASES”, EM 1971/2, GARANTIU MUDANÇAS Ainda das anotações que fiz sobre o grande encontro que reuniu comunicadores sociais “testemunhas da cidade, no Instituto Jaime Lerner, no sábado, 7 de maio, impossível não registrar a opinião de Gilberto Ricardo dos Santos. Para esse que foi um dos mais próximos colaboradores de Lerner, “a grande intervenção urbana em Curitiba, iniciada em 1971/72, só foi possível porque não houve consulta às bases e nem intervenções do Ministério Público”. Isto não quer dizer que a Gil falte espírito democrático. Homem de formação liberal, criado em redação de jornal, depois publicitário da OpusMúltipla, Gilberto apenas traduz uma opinião mais ou menos geral: com muito “democratismo”, ações essenciais, como o fechamento da Rua das Flores para automóveis – tornando-a rua de pedestre, da noite para o dia-, teriam se inviabilizado”.

O ofendido, o caixa, estupefato, perguntou ao ofensor: “O quê que isso quer dizer?”. Quem explicou foi um terceiro. O vocábulo, dicionarizado, foi da gíria paranaense típica, fortemente usado dos anos 1950 a 1980, mais ou menos. Chegou até a existir um Campeonato de Futebol da Várzea, em Curitiba, patrocinado por jornal. Varzeano poderia significar “suburbano”. Ou até ser tomado como xingamento, dependendo do momento e da circunstância...

JULIATTO PREPARA LIVRO SOBRE CIÊNCIA E FÉ

CONSULTA – 2 Gilberto recordou que depois, mais tarde, inúmeras ações promovidas por proprietários e posseiros da área em que se implantou o Parque Barigui, por exemplo, fizeram com que as obras fossem retardadas. O sistema trinário – uma via rápida do sistema viário em direção norte, outra em direção sul, entremeadas ambas de vias com canaletas para ônibus expresso – também não teriam sido implantadas sob a égide da Constituição de 1988, com as inúmeras prerrogativas de intervenção garantidas ao Ministério Público. Do encontro no Instituto Jaime Lerner com estudantes de pós-graduação em Urbanismo da PUCPR, participaram os jornalistas Luiz Julio Zaruch, Aroldo Murá G.Haygert, Gilberto, Jaime Lechinski, Maí Nascimento, Dante Mendonça e o publicitário Paulo Vítola. Ricardo dos Santos acha que, até em função dessas limitações, as ações de políticas urbanas, hoje, limitam-se a obras pontuais. Voltarei ao assunto.

CASA DE GARIBALDI

Zélia Sell: casa de Giuseppe

A jornalista Zélia Sell, do programa Nossa História, da Rádio Educativa AM, “achou” a casa de Garibaldi (para onde ele se mudou com Anita, após receber as cabeças de gado de Bento Gonçalves, pela participação na Revolução Farroupilha). Fica na Capital uruguaia, na “calle” 25 de Maio, Ciudad Vieja. A casa encontra=-se fechada para restauro e reforma.

DISCOVERY FILMANDO A administração de Luciano Ducci fez um ponto definitivo com o maior ônibus do mundo, o expresso azulão. Na semana, equipe da Discovery andou em Curitiba, fotografando e filmando o ônibus revolucionário em tamanho e capacidade de passageiros (250 lugares sentados) O pessoal filmou outros pontos de referência da cidade também.

“VARZEANO” FORA DE USO Dias atrás, um conhecido testemunhou, surpreso, um cidadão chamando o outro de “varzeano”, numa dicussão em caixa de bar, sobre questões de troco.

Clemente Ivo Juliatto: nova obra

Um dos mais atentos participantes da conferência que Evaristo Miranda fez na noite de quartafeira, no CRMPR, para o Instituto Ciência e Fé e PUCPR, estava o reitor

professor Ivo Juliatto. Recuperado plenamente de problema neurológico que o abateu no final do ano, Juliatto convidou o cientista Evaristo – diretor do Instituto Ciência e Fé – para escrever a apresentação desse livro que lançará este ano.

NO CASO CELSO, SÓ POSSO ACREDITAR NUMA “CADEIA DE EQUÍVOCOS”

Celso Nascimento: murmúrios e indagações

O jornal Gazeta do Povo detalhou em sua edição de ontem o estranhíssimo caso provocado pelo Governo do Estado, em seu relacionamento com o funcionário público Celso Nascimento, afastado do serviço (à espera de decisão sobre pedido de licença). Ao historiar os fatos ( e que aqui sintetizo ), a GP apontou depósitos de vencimentos em conta não movimentada pelo funcionário público – e colunista político do jornal -, relativos a janeiro a abril deste ano. O dinheiro ficou lá parado, e só foi descoberto quando alguém do Governo telefonou-lhe pedindo-lhe que se apresentasse ao serviço, “para não sofrer inquérito administrativo”. Ninguém avisara Celso de que seu pedido de licença não havia sido aceito. Mas, estranhamente, todos esses meses de “ausência” funcional foram depositados, “pagos”, em conta não ativa do Banco do Brasil. De quem teria partido a ordem para pagar vencimentos sem a correspondente retribuição laboral? Estranha-se o acontecido, pois essa não deve ser a orientação do Governo; e com tais depósitos a administração expôs-se a questionamentos sobre sua legalidade, que poderão vir, criando-lhe , quiçá, inúmeros embaraços.

SUGERE TRATAR-SE DE EPIFENÔMENO DA ADMINISTRAÇÃO... Tudo sugere tratar-se de epifenômeno de administração pública, especialmente num Governo que tem um secretário de Administração que é, sabidamente, uma das pedras angulares da atual administração estadual. Recuso-me a apodar de “armadilha”

o infeliz comportamento de alguma autoridade (ou seriam mais de uma?). Minha inteligência não me permite, no entanto, engolir essa situação como obra do acaso. Até porque num governo sério, como deve ser o de Beto Richa, não deve haver lugar para malabarismos do acaso... A história ampla, com minúcia, está no site da Gazeta do Povo. Eu, de minha parte,jornalista de décadas, e tendo visto vários governos e seus áulicos passarem ao longo de tantos anos ( “e eu passarinho”, como diz o poeta), confesso nunca ter observado nada igual. Nem dos períodos ditatoriais tive notícia de uma decisão com forte cheiro de armadilha como a citada. Estamos diante, então, de um novo padrão de surpresas da máquina pública?. Sou, assim, levado a indagar sobre se tudo não passaria de puro equívoco, uma “cadeia de equívocos”, como me define tal embroglio um assessor palaciano?

Panorama Político Pedro Washington

Memória fraca A coluna tem insistido no tema: a dificuldade enfrentada por deputados federais para aprovar o Código Florestal deve-se a tratar desiguais como iguais. Explicando melhor: o grande problema é implantar no país um código que trate uma realidade amazônica com a vivida no Rio Grande do Sul, por exemplo. Quando se tenta evitar o plantio de uva, café, em encostas, culturas seculares no estado gaúcho e até no Paraná ou São Paulo, levando-se em conta situação como as vividas em Petrópolis, com catástrofes urbanas, é claro que as confusões serão estabelecidas. Esses fatos nada têm a ver com situações amazônicas. Ouvindo os “argumentos” apresentados nos depoimentos dos parlamentares que não perdem a oportunidade para manifestações, principalmente pelo fato de contarem com “platéias” instaladas nas galerias da Câmara, aplaudindo ou vaiando os pronunciamentos, as mais de 12 horas de “debates” antes da decisão de se transferir mais uma vez a votação do momentoso tema, ensejaram momentos que beiraram o ridículo. Se, nesse e noutros assuntos a decisão coubesse aos estados, certamente já teríamos definições consistentes, compatíveis com as realidades regionais. Curioso é nenhum parlamentar ter apresentado ainda uma PEC que modifique o estado de coisas definido na Constituição Cidadã de 1988, uma colcha de retalhos de dimensão nacional, movida a interesses defendidos pelo “Centrão”, precursor do “mensalão” pois, como este, movido a patrocínios milionários de interesses estranhos. Curioso nisso é como a memória dos políticos é fraca. Grande parte dos que hoje discutem estavam lá. Do povo nada a esperar por ser ele indiferente a tudo que não mexa no seu bolso.

É UM DOS RARÍSSIMOS PROFISSIONAIS PELOS QUAIS PODE-SE APOSTAR TUDO... Celso Nascimento é um dos raríssimos profissionais pelos quais pode-se apostar tudo em sua defesa. É resumo de padrão ético e moral exemplar, e cada vez mais requisitado da profissão de jornalista. Espero que o modelo Celso não se torne raridade na nossa e nas outras atividades que trabalham, de alguma forma, com a formação da opinião pública e na sua ação vicarial (em lugar de) da sociedade. O Governo do Estado, comandado por Beto Richa, digo até em sua defesa, não deve ter escolhido apequenarse diante da História, na ânsia – é o que se suporia – de pegar na contramão um dos mais consistentes e lógicos indagadores da sociedade, o Celso Nascimento. Sei que Celso – demitido num processo político por José Richa, em 1984, e reintegrado ao serviço público graças a lei de 2009 -, é ser humano com falhas. Mas absolutamente à prova de corrupções de toda sorte. O que o faz raridade, que não foi poupado, por exemplo, por Roberto Requião e tantos outros poderosos que quiseram agir à margem do controle da sociedade.

BETO RICHA, CERCADO DE TRIO INFLUENTE DE JORNALISTAS... O “SILÊNCIO OBSEQUIOSO...”

Lembrete A imaginação dos políticos é fértil. Renato Adur, um dos mais ativos (e respeitados) peemedebistas de até dias atrás, lembra a possibilidade de trazer Gustavo Fruet e Maurício Requião de volta ao partido e com eles constituir uma chapa forte para a disputa de 2012 em Curitiba. Esquecido porém que foram Maurício e Doático os responsáveis pela saída de Fruet do PMDB, quando evitaram sua candidatura própria em benefício de um apoio ao derrotado Ângelo Vanhoni, do PT.

Golpes Os empréstimos consignados (com desconto em folha) já produziram efeitos negativos em Curitiba e no Paraná, levando à prisão de dirigentes de uma certa VC Consultoria, que representava um banco mineiro no estado. As denúncias partiram da vereadora curitibana Renata Bueno (filha do presidente do PPS regional, Rubens Bueno). O banco anuncia assumir os prejuízos causados.

Vergonha A grande adversária do serviço público, a burocracia excessiva, é mais uma vez responsável por uma denúncia que seria risível se não fosse trágica. Com escassez de veículos a serviço da Polícia Militar, 82 viaturas adquiridas no governo de Roberto Requião estão estacionadas no pátio da Academia Militar do Guatupê, Região Metropolitana de Curitiba. Por falta de documentação. A bandidagem agradece!

Menos... Se nada mudar, isto é, se o governo federal não fechar questão, um texto relatado pelo senador Aécio Neves mudará as regras de apresentação das famigeradas MPs, forma encontrada por governos (desde há muito) para subtrair aos congressistas o direito de legislar.

...mal Medidas Provisórias não poderão tratar de assuntos diferentes num mesmo texto. Caso da MP que tratava da remuneração dos médicos residentes e em seu bojo incluía a flexibilização das regras para licitação de obras para a Copa do Mundo e Olimpíadas. Caminho certo da corrupção desenfreada.

Em choque José Richa: punição política

Por último, mas não menos importante: será difícil imaginar que o filho de José Richa, cercado de, pelos menos, três jornalistas em seu secretariado, trio muito influente e próximo do governador, possa ter escolhido alguma forma de “silêncio obsequioso” com que contemplar Celso Nascimento e, por extensão, aos que pensam e agem como o colunista de política da Gazeta do Povo. Até porque, como prova do espírito público que o identifica, o jornalista, já disse, optará sempre por sua função de agente da sociedade. Pois o que queria – o ressarcimento moral – Celso já conseguiu, com o reconhecimento, por parte do Estado, de que fora injustiçado em 1984. Assim, vendetas eventuais – sugere o jornalista – serão sempre por ele encaminhadas à Justiça. Assim como garante que continuará, por dever irrecusável da profissão, vigilante contra eventuais pegadinhas, armadilhas ou vendetas camufladas que tentem lhe pregar.

Nas andanças que farão pelo oeste do Paraná neste final de semana, autoridades estaduais inclusive da área de segurança, vão conhecer detalhes da ação dos contrabandistas que atuam às margens do lago de Itaipu, comprometendo seriamente comunidades inteiras dos municípios lindeiros. A situação é estarrecedora!

DER prepara encontro sobre infraestrutura A Secretaria de Infraestrutura e Logística e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) vão reunir seus técnicos e engenheiros no próximo dia 24. Durante todo o dia, técnicos e especialistas em transporte das Superintendências do DER e convidados vão discutir temas voltados à infraestrutura e logística e apresentar as últimas novidades do setor. O 14º Encontro Técnico DER/PR é organizado pela Coordenadoria de Pesquisa e Desenvolvimento e Superintendência Regional Leste e também pela Coordenadoria de Recursos Humanos, Gerência de Treinamento, Assessoria de Planejamento e Geoprocessamento em parceria com a Associação dos Engenheiros do DER. O encontro técnico será aberto pelo secretário de

Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e pelo diretor-geral do DER, Amauri Medeiros Cavalcanti, e contará com a participação de vários órgãos, empresas e instituições do Governo do Estado. Além do DER, estão agendadas apresentações de especialistas do Porto de Paranaguá, da Ferroeste e do Tecpar, ale, de empresas e entidades do setor privado.

Novo Conceito O estado da logística brasileira e paranaense e sua relação com a atual infraestrutura viária disponível no país são um dos assuntos que devem ser debatidos. O encontro também vai discutir a relação do segmento com o novo conceito de multimodalidade que está sendo implantado no Paraná pela Secretaria de Infraestrutura e Logística.


3

margem

Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | A4

a

arte&atitude,

Nem te Conto Paulo Gambus Neste domingo 15, às 11h, o Solar do Rosário inaugura a exposição “O Paraná que me impressiona II”, com pinturas de Paulo Gambus. Em suas idílicas paisagens pontuam os pinheiros. “Gosto de pintar o que traz paz, harmonia, calma e serenidade. Quando "capturo" uma cena destas na tela, penso que possibilito a quem não tem acesso a estes lugares, a abrir uma janela em sua parede com meu quadro, e desfrutar um pouco desta beleza e liberdade, que procuro retratar”, diz ele.

moda &cia

Adélia Maria Lopes | adelia@novacombrasil.com.br

MANHÃ DOURADA E PRATA PARA A MODA Fotosite

C

éu azul com raios de sol penetrando pelas raras palmeiras e coqueiros, o arco-íris da instalação de Hélio Oiticica – lilás, branca, laranja e azul – servindo de boca de palco e o cenário, assim, se fez perfeito para o desfile de Gig, Patrícia Motta e Vivaz na manhã de quintafeira. Foi no centro de artes Inhotim, a 60 km de Belo Horizonte, integrando o Minas Trend Preview. Antes dos desfiles, o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Olavo Machado Jr, foi muito simpático ao saudar os convidados informando que é fabricante de componentes de transformador, mas se os negócios da moda forem positivos, com certeza “mais trans-

formadores serão vendidos para atender as confecções”. E mostrou confiante na possibilidade da edição de inverno 2012 ser realizada no Expominas, espaço muito concorrido para eventos que no momento abriga o evento. E parabenizou as três grifes pela iniciativa de realizar seu desfile no exuberante espaço de arte e natureza. A idéia de integrar a cultura e o turismo de Belo Horizonte também foi bem apreciada pela Fiemg, realizadora da semana de moda de grande importância nacional. O colorido de Oiticica coincidiu com a tendência predominante para primaveraverão 2012, pois a década de 70 está predominando no espírito retro da moda mundial. E a influência da década e também dos anos 60 transparece logo no primeiro desfile, o da estreante Gig de Gina Guerra. Aqui, o tricô predo-

O curso de Design de Interiores do Centro Europeu promove a primeira edição da Semana do Design, visando orientar os participantes sobre a especificação correta dos produtos utilizados no segmento de design de interiores e apresentar os principais lançamentos e tendências do mercado. Serás nos próximos dias 16, 17, 18 e 19. As inscrições são gratuitas mediante a confirmação de presença pelo telefone (41) 3233-6669.

Cliente ao piano A partir deste mês, o Palladium oferece o programa Piano Boulevard – Música à La carte, em que disponibiliza um piano de cauda, no Piso L3, para que os clientes, artistas e músicos possam usar. Para participar basta fazer a inscrição pelo site shoppingpalladium.com.br. As apresentações também poderão ser veiculadas na página do facebook, do shopping.

Dad’s jeans

mina em trançados com fios dourados (lurex da maior sofisticação), estampas florais e padronagens de folhagens. Gig é anos 70 também nos coletes, que surgem com franjas tecidas na própria base. O tricô sai de cena e entra o couro, principalmente o da cobra píton, que entrou definitivamente na moda. Na passarela de Inhotim está agora a coleção de outra mineira, a estilista Patrícia Motta. Shorts, jaquetas e tops chegam de couro, azul ou em tons laranjas, trabalhados em tié-dye. Com o tema Jardim, ela colhe flores tanto nos 70 quanto nos 50. E, além da cobra, trabalha muito bem com o chamois num mix com seda e tule. Pantalonas e vestidos surgem habilmente retalhados, enquanto as cores exploram tulipas, azaléias, hortênsias...

De barras dobradas, cós mais alto, justas e um pouco mais curtas, as jeans do papai tomam o lugar da boyfriend. Elas vem bem lavadinhas, com aspecto de manchas de óleo e de tinta, bigodes 3D, marmorizadas, detonadas e cerzidas. A base pode ser da Vicunha, pois seus índigos Native Tesla, Native ODG, Morgan e Goa tem um tingimento especial e uma construção diferenciada, ideais para a aplicação de efeitos de lavagem.

Truco universitário As inscrições para o 3º Campeonato Universitário Kaiser de Truco, em Curitiba e região metropolitana, terminam dia 30 deste mês. No site www.kaisertruco.com.br está a ficha de inscrição. As eliminatórias acontecem nos dias 4 e 5 de junho e a final no dia 11 de junho. As duplas vencedoras vão ganhar viagens para assistir a final da Copa América 2011 na Argentina (1º lugar), iPads 32Gb (2º lugar) e smartfones Nokia N97 (3º lugar).

Aulas de cooking 1- Na loja Spicy do ParkShoppingBarigüi, neste sábado, José Maria Meira vai ensinar a preparar quiche de tomates frescos com manjericão, croque monsieur legítimo, torta de emmenthal, aspargos com ovos pochê, peixe no papelote, frango assado com limão e mel, salmão marinado no uísque e torradas de emmenthal e omelete de ervas finas. E dará dicas de como arrumar as mesas, como servir à americana e à francesa e o que não deve faltar em um brunch. (Curso grátis, às 13 e 17h. Fone 3317-6886). 2- Celso Freire Nesta, nesta sexta13, apresentará mais uma edição da oficina Club Gourmet no Centro Europeu de Curitiba, para pessoas interessadas. Os participantes terão a oportunidade de aprender o processo de produção de inúmeros preparos, entre eles a salada de batata Cressonnière, batata recheada com ovo e creme de trufas, suflê de batata etc. Informações pelo 3324-6669 ou centroeuropeu.com.br.

Big Time A banda curitibana Big Time realiza nesta sexta mais uma apresentação no Bourbon Street Music Club, em São Paulo. No repertório, clássicos do primeiro CD, Branco e Preto, e canções que fazem parte do segundo álbum Big Time Live in Usa, previsto para ser lançado em julho.

Para brilhar

Quando o couro sai de cena, a seda toma conta da passarela. Vivaz chega com brilho, pérolas , tules e rendas para fazer a festa. Elisabeth e Camila Faria, estilistas da marca mineira, encantam a platéia que circunda canteiros e obras de arte. Vestidos longos e curtos, finamente bordados, surgem com o objetivo explícito de seduzir. E a manhã dourada se completa com prata e cores da natureza, como hortelã, baunilha, pétala de rosas e ervas. À tarde tem palestras no Expominas e mais desfiles à noite. Pouco tempo, portanto, resta para visitar as 38 galerias e instalações de Inhotim. Dá tempo para conhecer os delírios mais recentes, as galerias do fotógrafo Miguel Rio Branco e a de Oiticia e Neville de Almeida (Cosmococa, onde os anos 70 e 50, por sinal, se fazem presente, norteando os caminhos da moda).

cmyk

Semana do Design

Destaque entre os produtos da NYX Cosméticos, marca de Los Angeles é localizada no Shopping Palladium, o GlitterCreamPalette é maquiagem com brilho. O lançamento é composto por um estojo com glitter em gel em cinco cores, acompanhado por um aplicador. É multiuso: pode ser utilizado nos olhos, boca, face e corpo. E está disponível nas cores pink, amarela, laranja, vermelha, azul, nos tons púrpura, rosa e branco.


Nacional Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | A5 | Indústria&Comércio

Fábio Campana

Contexto Político Samba do petista doido O deputado Tadeu Veneri está mesmo numa má fase. Ao tentar justificar a barbeiragem que foi um pedido de informações ao Lactec – entidade privada, fora do alcance dos pedidos de informação dos deputados – se complicou ainda mais. O deputado sustenta que o pedido de informações seria cabível, porque o Lactec está certificado pelo Ministério da Justiça como uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), e que deveria ser dado ao Instituto uma qualificação extensiva à expressão “órgãos diretamente subordinados ao Governo do Estado”. Veneri confunde as bolas. O fato de uma organização ser de interesse público não quer dizer que ela seja de direito público. Aliás, só podem ser qualificadas como OSCIPs as pessoas jurídicas de direito privado, conforme dispõe a Lei 9.970/1999. Para completar esse samba do

editor@fabiocampana.com.br

petista doido, o requerimento do deputado para cobrar informações ao Lactec se baseia no artigo 18, inciso IV do Regimento Interno. Esse dispositivo não tem nada a ver com pedidos de informações. Ele dispõe que “compete à Mesa Executiva apresentar à Assembleia resenha dos trabalhos realizados durante o ano”.

Pré-candidata

nador Beto Richa. De acordo com seus assessores, Fruet quer ter uma “conversa definitiva”, já que mantém a data de final de maio para tomar uma decisão sobre seu futuro partidário. Fruet tem o apoio da cúpula tucana, que esteve no último fim de semana em Curitiba para o casamento do filho de Beto, mas quer ouvir do próprio governador sobre sua posição às eleições de 2012.

A direção nacional do PPS definiu que o partido terá candidato próprio em todas as capitais do país para as eleições de 2012. Aqui em Curitiba, o nome que desponta é o da vereadora Renata Bueno, filha do presidente estadual do partido, deputado federal Rubens Bueno. Renata não admite a indicação de seu nome, mas se diz preparado caso aconteça. “Agradeço a lembrança do meu nome e me coloco à disposição do partido. Ainda nem discutimos isto, mas estou preparada”, disse a vereadora.

A exportação de soja pelo porto de Paranaguá atingiu a marca de um milhão de toneladas no mês de abril. Desde 2004 o porto não registrava este volume de embarques do produto em um único mês. No comparativo com abril do ano passado, houve um aumento de 12% nas movimentações do produto. Considerando o volume total de mercadorias, o Porto fechou o quadrimestre com aumento de 10% na movimentação geral.

Definitiva

Apoio

O ex-deputado Gustavo Fruet quer nova audiência com o gover-

O governador Beto Richa recebeu dirigentes da APP-Sindicato e

Recorde

reafirmou nesta quarta-feira (11) seu apoio às causas da educação e a prioridade dada à área por seu governo. Os sindicalistas entregaram uma carta com reivindicações dos professores, marcando a passagem do Dia de Mobilização Nacional – A Educação Quer Mais e Richa manifestou solidariedade à luta dos professores e disse que o governo não vai medir esforços para garantir um ensino de excelência em todo o Paraná.

Lista negra O presidente da Assembleia, deputado estadual Valdir Rossoni (PSDB), vai apresentar a lista de aposentados e népotes que ganham mais de R$ 25 mil mensais. O Ministério Público deverá investigar quem foi o autor (ou autores) dos pareceres favoráveis dados na ParanaPrevidência e no TCE.

Reajuste A mensagem que trata do anteprojeto de Lei que concede o reajuste de 6,5% a servidores públicos do Estado, foi entregue nesta

quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa pelo secretáriochefe da Casa Civil, Durval Amaral. O Estado tem 151 mil servidores ativos, 72 mil aposentados e 25 mil pensionistas e o impacto financeiro mensal do aumento na folha de pagamento será de R$ 47 milhões, valor que já consta na previsão orçamentária do Estado. O percentual de reajuste corresponde ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrado nos últimos 12 meses, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Código Florestal A votação do novo Código Florestal vai afetar 92% dos produtores rurais do Paraná, que têm propriedade de até 72 hectares. Segundo um decreto federal de 2009, os agricultores são obrigados a preservar uma área que varia de 30% até 45% da propriedade, por questões ambientais. O novo código acaba com essa determinação.

ENERGIA

Copel tem lucro de R$ 384 milhões no primeiro trimestre Superávit foi impulsionado pelo crescimento do mercado consumidor de energia

A

Copel registrou um lu cro líquido de R$ 384,8 milhões no primeiro trimestre de 2011, resultado 20,5% maior que os R$ 319,3 milhões verificados nos três meses iniciais do ano passado. Mais uma vez, o superávit foi impulsionado pelo crescimento do mercado consumidor de energia elétrica, que no período teve expansão de 4% no chamado “mercado fio”, que considera o mercado cativo formado pelas quase 3,8 milhões de ligações atendidas diretamente pela Copel, os consumidores livres estabelecidos na sua área geográfica de concessão e o suprimento a outras distribuidoras e permissionárias para revenda. Esse crescimento respondeu em grande parte pelo aumento de 11,3% na receita operacional da companhia, que passou de R$ 1 bilhão 641 milhões, no primeiro trimestre de 2010, para R$ 1 bilhão 826 milhões em 2011. De outro lado, os custos e as despesas operacionais tiveram um aumento bem menor, de 5,7%, variando de R$ 1 bilhão 299 milhões para R$ 1 bilhão 373 milhões.

primento à orientação do governador Beto Richa, que quer ver a empresa voltar a ocupar posições relevantes e de destaque dentro do cenário energético nacional”, ressalta Lindolfo Zimmer.

Geração de Caixa

O crescimento respondeu em grande parte pelo aumento de 11,3% na receita operacional da companhia, que passou de R$ 1 bilhão 641 milhões, no primeiro trimestre de 2010, para R$ 1 bilhão 826 milhões em 2011.

“Promissor” O desempenho econômico e financeiro da companhia foi considerado “satisfatório e bastante promissor” pela diretoria executiva – encabeçada pelo presidente Lindolfo Zimmer – que assumiu o comando da empresa no início do

ano. “Esse resultado que a Copel está anunciando já reflete o início de um trabalho voltado à racionalização dos recursos internos disponíveis, com foco na redução de custos operacionais, melhoria e aprimoramento dos processos internos e modernização tecnoló-

gica”, avalia o presidente. “Acredito que a continuidade desse esforço para aumentar o poder de competição da Copel dentro do setor elétrico brasileiro ainda vai gerar mais bons frutos, alargando as nossas perspectivas de crescimento e dando cum-

Porto lidera exportação de granéis no Brasil O Porto de Paranaguá é responsável pela exportação de 34% de todos os granéis sólidos exportados pelo Brasil. O terminal paranaense ocupa a liderança nacional nas exportações deste tipo de produto, seguido pelo Porto do Rio Grande, responsável por 23% das exportações de granéis sólidos, e pelo Porto de Santos, que exporta 20%. Os números compõem uma tabela organizada pelos operadores portuários para mapear as exportações de granéis nos dez portos brasileiros que fazem este tipo de operação: Paranaguá, São Francisco, Vitória, Ponta da Madeira, Cotegipe, Ilhéus, Itacoatiara, Santarém, Santos e Rio Grande. A planilha, atualizada três vezes por semana, compila todos os embarques programados de granéis nos portos mapeados e leva em conta os navios atracados, os esperados (que já se

O Porto de Paranaguá é responsável pela exportação de 34% de todos os granéis sólidos exportados pelo Brasil.

encontram nos portos) e os nomeados (que estão programados para chegar). Na programação do período de 5 a 20 de maio, Paranaguá aparece com 34% de toda a exportação de granéis. No entanto, a liderança vem se mantendo constante desde o

início do ano, sempre com média de 30% das exportações totais. Para o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, os números demonstram a retomada da confiança dos exportadores em Paranaguá e a recuperação de

cargas pelo Porto. Ele disse que os projetos de melhorias já anunciados e em andamento, assim como a realização da dragagem dos berços, têm contribuído para a retomada da posição de destaque do Porto de Paranaguá no cenário nacional das exportações de granéis. “Estamos tendo um ano bastante positivo na exportação deste tipo de produto e temos trabalhado para vencer as dificuldades e driblar as deficiências”, afirmou. Considerando os produtos de exportação separadamente, o Porto de Paranaguá vai exportar, entre os dias 5 e 20 de maio, 29% de toda a soja brasileira, enquanto Rio Grande vai escoar 24% do produto, e Santos, 22%. Em relação ao farelo se soja, o Porto de Paranaguá figura como líder absoluto, sendo responsável por 67% das exportações, contra 8% de Santos e 1% de Rio Grande.

O primeiro balanço da nova administração da Copel revela outros indicadores positivos, como a capacidade de geração de caixa da empresa – que é medida pelo Lajida (iniciais de lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) –, que avançou de R$ 481,9 milhões para 587,2 milhões (21,8% mais em relação ao apurado no primeiro trimestre de 2010). Os investimentos feitos de 1o de janeiro até 31 de março passado totalizaram R$ 277 milhões, com especial destaque para as obras de expansão, melhoria, reforço e modernização na área de distribuição de energia elétrica – a de maior visibilidade para os consumidores, pois é a que responde diretamente pelo seu atendimento. A esse segmento, a Copel destinou recursos de R$ 141,4 milhões.

Ponta Grossa receberá R$ 14 milhões em obras O governador Beto Richa liberou na quarta-feira (11) R$ 13.949.572,76 para a cidade de Ponta Grossa. Os recursos serão transferidos ao município pela secretaria de Desenvolvimento Urbano, por meio do Programa Paraná Urbano, para a execução de obras de infraestrutura e compra de equipamentos. “Esta liberação é um exemplo de que o governo está empenhado em levar melhor qualidade de vida para os paranaenses”, disse Richa. Richa ressaltou que apesar das dificuldades financeiras, a equipe de governo está fazendo todo o esforço para que o Paraná retome o caminho do desenvolvimento socioeconômico. O governador disse que várias melhorias nas áreas de saúde, segurança pública e educação vão acontecer em Ponta Grossa. Ele também informou que está participando diretamente de negociações com seis grupos empresariais que manifestaram interesse em se instalar na região dos Campos Gerais. Ao lado do prefeito Pedro Wosgrau e do secretário Cezar Silvestri, do Desenvolvimento Urbano, o governador também participou da sessão de interiorização da Assembleia Legislativa do Paraná realizada na Câmara Municipal de Ponta Grossa. A sessão contou com a participação de diversos integrantes do primeiro escalão do governo.

ParanaPrevidência aprova política de investimentos O Conselho de Administração da ParanaPrevidência aprovou a nova política de investimentos da instituição, a ser aplicada neste ano. As novas diretrizes visam a adequação à Resolução 3922/ 2010, do Conselho Monetário Nacional, publicada em 25 de novembro do ano passado, e que altera o direcionamento dos investimentos para os regimes próprios de previdência. As principais mudanças são a abertura para bancos privados e a aplicação de recursos em fundos de investimentos em renda variável. Isso significa que a ParanaPrevidência pode comprar cotas de fundos de investimentos em renda fixa e renda variável, administradas por bancos privados, e não apenas por bancos ad-

ministrados pelo poder público como acontecia até hoje. “Para trabalhar conosco os bancos privados participarão de processo de credenciamento e comprovação de sua capacidade e competência na administração dos fundos dos quais nós iremos participar como cotistas”, disse o diretor de finanças e patrimônio da ParanaPrevidência, Luiz Tadeu Garbi da Silva. A resolução do Conselho Monetário Nacional permite que os regimes próprios de previdência façam investimentos de até 30% dos seus recursos em aplicações em fundos de renda variável. O Conselho de Administração da ParanaPrevidência decidiu que as aplicações da instituição nestes fundos ficarão restritas a 15% dos recursos.


Agronegócio Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | A6

PARANÁ NO AGRONEGÓCIO Odailson Spada

spada@induscom.com.br

Adiado mais uma vez Para surpresa de todo o plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (11/05), às 23h, o líder do governo na Casa, deputado Cândido Vaccarezza (SP), anunciou que o governo gostaria de adiar a votação do texto do novo Código Florestal. Assim, dirigiu-se aos líderes da base e solicitou que os mesmos votassem pela aprovação do requerimento que retirava de pauta o PL 1.876/1999 e seus apensos, com o objetivo de ganhar mais tempo de discussão sobre o tema. “Eu não quero uma votação para derrotar aqueles que alguns chamam de ruralistas; eu não quero, muito menos, uma votação para derrotar o governo. Eu quero construir um texto que a presidenta Dilma Rousseff se sinta confortável em sancionar e que signifique um grande avanço para agricultura brasileira”, disse o líder.

Frustração Na avaliação do superintendente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, que esteve nesta terça e quarta-feira (10 e 11/04), em Brasília, acompanhando o processo em torno da votação do novo Código Florestal, juntamente com cooperativistas paranaenses e de outras regiões do País, o adiamento da votação causou grande frustração. “Notamos um grande conflito de interesses entre os ambientalistas e os produtores rurais. Esses diferentes posicionamentos entre os dois grupos se reflete na Câmara. Houve um avanço nas discussões ao longo do dia e a expectativa sobre um consenso em torno da matéria era grande até o início da noite, mas foi frustrada com o adiamento da votação algumas horas depois, após a declaração do líder do governo, que causou um grande mal estar. Agora, a decisão está nas mãos do governo, que deverá buscar uma alternativa para que ocorra um entendimento sobre o projeto. Nós precisamos continuar mobilizados”, afirmou Ricken.

Contaminação mata peixes A mortandade de peixes na Baía de Paranaguá, registrada nos últimos dias de 2010, provocou análise de produtos, de peixes e até uma investigação feita pela Polícia Federal. Na ocasião, houve um vazamento de produto desconhecido e por isso a Prefeitura de Paranaguá decidiu subsidiar análises químicas da água onde apareceu uma mancha amarela próximo ao cais do porto. Analisando os resultados ficou clara a presença de algumas substâncias como enxofre, óleo degomado de soja, fósforo, nitrogênio amoniacal, sulfeto, nitrogênio, nitrito, nitrato e potássio. De acordo com a Fundação Aninpa, responsável pelo encaminhamento das análises, estas substâncias também estão presentes na maioria dos fertilizantes.

Encontro Florestal em Lages Será lançado, no dia 27 de maio, o Encontro Latinoamericano de Base Florestal e Biomassa, em Lages (SC), cidade cede do evento que será realizado de 17 a 19 de novembro de 2011. Com foco na primeira transformação da madeira e no aproveitamento de seus resíduos, o Florestal & Biomassa pretende difundir o conhecimento e tecnologia relevantes para a cadeia produtiva da madeira. O lançamento será realizado em um jantar no Restaurante Cansian Zamban.

Top Etanol para CBN Maringá Uma reportagem do jornalista Murilo Battisti sobre a usina de cogeração de energia da Cocamar, veiculada no início deste ano pela Rádio CBN Maringá, foi a vencedora do 2º Prêmio Top Etanol do Projeto Agora, uma iniciativa da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Única), sediada em São Paulo. Segundo a assessoria da Única, durante cerca de 30 dias, profissionais de Imprensa, especialistas na área de Inovação Tecnológica e ainda reconhecidos doutores do meio acadêmico, tiveram a difícil tarefa de avaliar os trabalhos.

Colheita mecanizada de café Depois de algumas dificuldades iniciais em razão de a maturação do café não estar ainda no ponto ideal, a colheita mecanizada, enfim, começa a deslanchar na região da Cocamar. A novidade é uma máquina que foi trazida de Minas Gerais especialmente para realizar o serviço nas propriedades dos cooperados. É a primeira vez que acontece uma colheita com máquina na região. A iniciativa da Cocamar visa estimular a modernização das lavouras e, ao mesmo tempo, suprir a falta de mão de obra, fator que tem sido limitante nos últimos anos.

http://paranaagronegocio.blogspot.com

Cotações Futuro Índice Boi Gordo Café Etanol Hid. Milho Soja

Venc. Out Set Jul Set Jun

Valor 103,34 342,00 994,00 28,41 29,09

% -0,87 -3,39 -0,60 -1,01 -0,48

Praça SP SP RS MS SP SP PR Camp. PR

Valor 61,83 223,53 19,05 798,24 101,00 520,99 . 28,16 46,75

% +0,78 -2,07 -0,26 +0,43 +0,11 -1,48 . -0,42 -0,53

Físico Índice Açúcar Algodão Arroz Bezerro Boi Gordo Café Etanol Milho Soja

Fontes: Página Rural, BM&F e CEPEA (Cotações de 11/05/2011)

AGRISHOW 2011

Bancos contabilizam negócios de R$ 1,755 bi Movimento mostra crescimento de 52,6% em relação a 2010

A

s três instituições financeiras abertas que operaram durante a Agrishow 2011 – Bancos Bradesco, do Brasil e Santander – apresentaram seu balanço final relativo aos pedidos de financiamento realizados pelos produtores que visitaram a feira. Somados, os três bancos contabilizaram negócios de R$ 1,755 bilhão durante os cinco dias da mostra, realizada em Ribeirão Preto(SP), entre 2 e 6 de maio. Comparativamente, as operações financeiras deste ano são 52,6 % maiores em relação a 2010. Segundo levantamento do portal Fator Brasil, esse volume de negócios é seguramente superior, pois os bancos das montadoras de máquinas, equipamentos e veículos normalmente não divulgam seus valores por questões estratégicas, mas alguns deles revelaram que seu movimento foi de 20 a 25 por cento superior à edição anterior do maior evento do agronegócio da América Latina. A direção da Agrishow também divulgou o número final do público presente: foram 146.832 compradores e visitantes institucionais vindos dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul, Nordeste e também procedentes de 50 países de todos os continentes. O evento foi prestigiado por diversas autoridades, como o governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin e seu secretariado, os ministros Wagner Rossi (Agricultura), Afonso Florence (Desenvolvimento Agrário), Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional) e cinco ministros da Agricultura do Cone Sul – Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. Destaque também para o representante da FAO no Brasil Helder Mutéia, inúmeros deputados, senadores, dirigentes de instituições do agronegócio e de entidades de classe, prefeitos e vereadores de várias regiões, recepcionados pela prefeita de Ribeirão Preto Dárcy Vera. Mais de 600 representantes da mídia brasileira e internacional cobriram jornalisticamente o evento. Cerca de 20 mil profissionais foram empregados nas mais diversas atividades dos 765 expositores brasileiros e internacionais e para a manutenção da infraestrutura da feira. Veja o depoimento de alguns expositores:

Os estandes ficaram cheios de compradores durante toda a semana, pois os visitantes desta feira eram sempre produtores e empresários em busca de maquinários e soluções tecnológicas.

Casale De acordo com o gerente comercial da Casale, José Henrique Karsburg, o volume de negócios foi superior ao ano passado, com 10% a mais em vendas e 60 máquinas comercializadas. O faturamento foi de R$ 5 milhões. Segundo o gerente, o crescimento foi importante, mas abaixo das expectativas. “Considerando o momento favorável do agronegócio, de maneira geral as expectativas eram melhores. Talvez uma quebra de safra ou a chuva possa ter influenciado esse resultado”, avalia. De toda forma o cenário é otimista. “Para alcançar as vendas realizadas na Agrishow teríamos de trabalhar dois meses”.

Baldan Segundo Renato Forti Duarte, gerente comercial da Baldan, o volume de vendas aumentou em 15% em relação ao ano passado, atingindo um faturamento de R$ 10 milhões. “O número é maior que o do ano passado e permaneceu dentre da nossa expectativa”. Duarte enfatizou a importância do que ele chama de “pós Agrishow”. “A feira é importante para realizar contatos e o perfil dos compradores está diferente, alguns preferem cotar e depois fechar negócio”. Ainda segundo Duarte, a organização da feira melhorou e está no caminho certo.

TatuMarchesan De acordo com o João Marchesan, diretor da TatuMarchesan, o volume de vendas esse ano superou as expectativas e foi de 30% superior a última edição da Agrishow. “ O ano é importante, as vendas, os preços dos grãos e as commodities estão altos, e isso favorece o agronegócio de maneira geral”, afirmou.

Embraer A Embraer terminou a sua participação na Agrishow 2011

com excelentes resultados. Somente durante os cinco dias de feira a Empresa fechou negócios na ordem de R$ 3 milhões com a concretização da venda de 4 aeronaves agrícolas movidas a Etanol. Com mais de 1.150 unidades vendidas, o avião Ipanema, movido a etanol, é líder no mercado de aviação agrícola no Brasil, com cerca de 75% de participação.

esse momento o valor de vendas registrado era de R$ 1, 2 milhão, 15% superior aos valores do ano passado. “A visibilidade em geral está ótima e isso impulsionou o volume de vendas. O pneu é uma venda técnica e a maior parte dos clientes são agricultores e usinas.

Grupo Agrimec

Os negócios fechados até o dia 05 de maio foram 30% superiores na comparação com a última edição da Agrishow. Na sexta-feira, último dia do evento, a direção da empresa espera ainda elevar esse volume.

A meta de vendas de 850 mil reais foi superada pelo Grupo Agrimec na Agrishow. A empresa faturou R$ 1,2 milhão. Foram 66 implementos vendidos, com destaque para a plaina niveladora, o rolo destorroador, o rolo de faca e a valetadeira.

Case Construcion 160 máquinas. Esse resultado já é 20% superior a ultima edição da Agrishow. De cada máquina que está sendo vendida, R$ 500 reais são doados para o Hospital de Cancer de Barretos, por meio do Programa Case Multiação, programa de ações sustentáveis da Case. As máquinas custam em média R$ 250 mil reais.

Maggion O foco não é venda, mas os negócios pós-feira. Os contatos cresceram 20% em relação ao ano passadol. A setorização foi a melhor coisa que a organização da feira poderia fazer. Sebastião Ferrari, gerente de marketing.

Pirelli Foram atendidas 400 consultas até a manhã do dia 06, último dia de Agrishow. Até

Maksolo Implementos e peças e agrícolas

Santal Equiptos Comercio e Indústria A Santal Equipamentos superou em 15% as vendas realizadas na Agrishow 2010, e deve finalizar o balanço com um volume de vendas de aproximadamente R$ 28 milhões.

Montana Agriculture De acordo com Carlos Magno do Amaral Benfeita, diretor comercial da companhia, as vendas ficaram 20% acima do registrado na última Agrishow, o que já era esperado. No período da manhã do último dia de feira, foram registrados R$ 45 milhões em vendas. “A Agrishow teve um público mais qualificado, com pessoas interessadas em fazer negócios mesmo. Entre as feiras do setor, a data da Agrishow é a mais adequada porque ocorre no pós-colheita, período ideal para compra”, comenta o diretor.

Criada a Bolsa de Suínos do Paraná A Bolsa deve organizar a comercialização de suínos dos criadores independentes, ou seja, daqueles suinocultores que não estão integrados as indústrias. A iniciativa pretende definir, até início de junho, o volume de animais que será ofertado pela Bolsa, além de iniciar a negociação de preço com as indústrias. Um sistema semelhante já vem sendo colocado em prática em Minas Gerais. Os mineiros negociam cerca de 30 mil animais por semana neste sistema. Os preços ajustados e praticados são divulgados imediatamente a todos os produtores do estado. No Paraná a iniciativa de criação da Bolsa do Suíno partiu da Associação dos Suinocultores da região Centro Sul (Suinosul), Associação Paranaense de Suinocultores (APS), Ins-

tituto Emater, cooperativas Agraria, Batavo, Capal e Castrolanda, produtores independentes e corretores das regiões Norte, Oeste e Sudoeste do Paraná. Na última quinta-feira, dia 5, foi realizada uma reunião

com representantes dessas instituições para aprovar o regulamento da Bolsa. Em trinta dias devem ser confirmados os nomes dos representantes indicados por cada um dos segmentos da ca-

deia da suinocultura. O passo seguinte será definir a metodologia de pesquisa de mercado para acompanhar os preços do suíno vivo, no frigorífico e no varejo. Essas informações serão usadas para formular um preço e negociar com as indústrias semanalmente. Também será realizado um treinamento para os negociadores, indicados pelos associados, da Bolsa. As reuniões serão realizadas via vídeo-conferência (internet), podendo ser acompanhadas por todos os associados. Podem se associar à Bolsa todos os produtores ou grupos de produtores com produção superior a 200 suínos por semana. Os Interessados devem procurar a Emater ou a APS de seu município. O prazo para inscrição vai até o dia 05 de junho.


PublicidadeLegal Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | A7 | Indústria&Comércio A empresa abaixo, torna público que solicitou junto ao IAP a Licença Prévia para o empreendimento a seguir especificado com validade; EMPRESA: NGC do Brasil: ATIVIDADE: Fabricação de Máquinas, Peças e Acessórios; ENDEREÇO: Rua Attilio Talamini, 313 - Costeira; MUNICÍPIO: São José dos Pinhais - PR

SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A DEXTER LATINA IND. E COM. DE PRODUTOS QUÍMICOS LTDA torna público que requereu ao IAP, Licença de Operação para a atividade de Indústria e Comércio de Produtos Químicos, localizada na Rua Venturi, Lote 0708, Loteamento Industrial Audi, município de São José dos Pinhais, Estado do Paraná.

TRANSPORTES AFF LTDA torna público que requereu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a renovação da Licença Ambiental de Operação para Coleta, Transporte, Gerenciamento e Disposição Final de Resíduos e Produtos Perigosos, Químicos e Industriais, situada à Rua Bom Jesus de Iguape, 1125/1141 Vila Hauer em Curitiba-PR.

SÚMULA DE EMISSÃO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO A empresa abaixo torna público que recebeu do IAP, Licença de Instalação para o empreendimento a seguir especificado:Empresa: DEXTER LATINA IND. E COM. DE PRODUTOS QUÍMICOS LTDA.;Atividade: Ind. e Com. de Produtos Químicos; Município: São José dos Pinhais; Validade: 17/05/12.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa abaixo torna público que recebeu do IAP, Licença de Operação para o empreendimento a seguir especificado: Empresa: PRAXAIR SURFACE TECNOLOGIES DO BRASIL LTDA;Atividade: Fabricação e Restauração de Cilindros e Equipamentos para Indústria de Embalagens;Município: Pinhais; Validade: 08/04/13. SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A PANIFICADORA LUSEL LTDA ME torna público que requereu ao IAP, Licença de Operação de regularização de CNPJ e Razão Social para a atividade de Fabricação e Comércio de Batata Palha e Aperitivos de Batata, Produtos de Padaria e Pastelaria, localizada na ROD BR 277 S/N KM 124, Município de BALSA NOVA, Estado do Paraná. EDITAL DE PROCLAMAS C ARTÓRIO D ISTRITAL DA BARREIRINHA JOAQUIM VIEIRA MACIEL - TITULAR Av. Anita Garibaldi ,1250 – Ahú – Fone (41) 3352-3002 / 3254-8424/ 3252-3605 Faço saber que pretendem casar-se e apresentarem documentos exigidos pelo artigo 1525, incisos I, III e IV; I, III,IV e V do Código Civil Brasileiro em vigência, os contraentes: 01 - FÁBIO LUCIO DOS SANTOS JUNIOR E JESSICA DOS SANTOS; 02 - ANDERSON LUIS BREDA E VANESSA EVANGELISTA DE LIMA; 03 - LOURIVAL SILVERIO DE OLIVEIRA E ALINE DO ROCIO MATOZO; 04 - LUIS WAGNER FESTA E ANA CRISTINA DOS SANTOS LUZ. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIBA, 12 DE MAIO DE 2011

AÇÃO MONITÓRIA Nº 5015775-21.2010.404.7000/ AUTOR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF RÉU : JOSIMARA PERPETUA GOSLAR : JOSIMARA PERPETUA GOSLAR ME EDITAL N.º 5166913 CITAÇÃO PRAZO: 30 (TRINTA) DIAS O DR. MARCOS ROBERTO ARAUJO DOS SANTOS JUIZ FEDERAL DA 4ª VARA FEDERAL, SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC.... F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Ação Monitória acima referido, cujo objeto é a citação de JOSIMARA PERPETUA GOSLAR ME E JOSIMARA PERPETUA GOSLAR, para o pagamento à exequente da dívida decorrente de inadimplemento em Contrato/Cédula de Crédito Bancário - Cheque Empresa Caixa (Cheque Azul Empresarial). Ficam, por este meio, C I T A D A S JOSIMARA PERPETUA GOSLAR ME, CNPJ 02.167.358/0001-39, e JOSIMARA PERPETUA GOSLAR, CPF 025.639.239-05, brasileira, solteira, empresária, por estarem em lugar incerto e não sabido, para que paguem, no prazo de 15 (quinze) dias, contados após decorrido o prazo do presente edital, R$ 15.612,34 (quinze mil, seiscentos e doze reais e trinta e quatro centavos), valor válido para julho de 2010, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento, ficando as executadas nesse caso, isentas de custas e honorários de sucumbência (art. 1102, “c”, § 1º do CPC) - ou ofereçam embargos, independentemente de segurança do juízo, a serem processados nos presentes autos (art. 1.102, “c”, § 2º do CPC), conforme petição e despachos. Não havendo o pagamento, nem a interposição de embargos, constituir-se-á de pleno direito o título executivo, prosseguindo-se a execução nos termos dos artigos 475-J e seguintes do Código de Processo Civil. Ficam, ainda, as executadas CIENTIFICADAS de que todas as peças processuais se encontram disponíveis para consulta no endereço eletrônico www.jfpr.jus.br, SISTEMA E-PROC, CONSULTA PÚBLICA, RITO ORDINÁRIO, nº PROCESSO 5015775-21.2010.404.7000. Marcos Roberto Araujo dos Santos Juiz Federal

NO(S) PROCESSO(S) ABAIXO FOI EXPEDIDO O EDITAL A SEGUIR TRANSCRITO: “ DE CITAÇÃO PRAZO: 30 (TRINTA) DIAS O DR. MARCOS ROBERTO ARAÚJO DOS SANTOS, JUIZ FEDERAL DA 4ª VARA FEDERAL, SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC.... F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Ação Monitória acima referido, cujo objeto é a citação de ULTRA COMÉRCIO DE FERRO E AÇO LTDA., E STEFANO NEBES para o pagamento à exequente da dívida decorrente de inadimplemento em Contrato de Abertura de Limite de Crédito para Operações de Desconto n° 14.1971.041.00000380-2. Ficam, por este meio, C I T A D OS ULTRA COMÉRCIO DE FERRO E AÇO LTDA., CNPJ 07.699.760/0001-88, na pessoa de seu representante legal STEFANO NEBES, CPF nº 036.299.619-91, brasileiro, nascido em 26/07/1944, empresário, e deste em nome próprio, para que paguem, no prazo de 15 (quinze) dias, contados após decorrido o prazo do presente edital, R$ 45.184,60 (quarenta e cinco mil, cento e oitenta e quatro reais e sessenta centavos), valor válido para setembro de 2008, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento, ficando o executado nesse caso, isento de custas e honorários de sucumbência (art. 1102, “c”, § 1º do CPC) - ou ofereça embargos, independentemente de segurança do juízo, a serem processados nos presentes autos (art. 1.102, “c”, § 2º do CPC), conforme petição e despachos. Não havendo o pagamento, nem a interposição de embargos, constituir-se-á de pleno direito o título executivo, prosseguindo-se a execução nos termos dos artigos 475-J e seguintes do Código de Processo Civil. EXPEDIDO nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos três dias do mês de maio de dois mil e onze (03.05.11). Eu, (a) , Léa Maria Otani, Diretora de Secretaria da 4ª Vara Federal, fiz digitar, conferi e assino, por ordem do MM. Juiz Federal.” AUTOR : CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF ADVOGADO : NEY DE OLIVEIRA RODRIGUES RÉU : ULTRA COMÉRCIO DE FERRO E AÇO LTDA : STEFANO NEBES

PERKONS S/A CNPJ 82.646.332/0001-02 – NIRE 41300020728 ATA DA NONA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA Data, hora e local: Aos 29 dias do mês de abril do ano de 2011, às 16:00 horas, na sede da sociedade, na Rua Humberto de Alencar Castello Branco, no 388, no bairro Jardim Amelia, na cidade de Pinhais, Estado do Paraná. Presença: Acionistas representando a totalidade do capital social, conforme assinaturas no Livro de Presenças de Acionistas. Composição da mesa: Samuel Dzintar Schause – Presidente, e Walter Alberto Mitt Schause - Secretário. Convocação: Cartas-convites aos acionistas, expedidas com a antecedência legal. Ordem do dia:. Deliberar sobre: a) aprovação das contas dos administradores, o balanço patrimonial; b) distribuição de dividendos; e c) reeleição diretoria. Deliberações: a) A seguir, de acordo com o determinado pelo presidente da assembléia, passei à leitura do relatório da administração, do balanço patrimonial e demais demonstrações financeiras criadas pela Lei nº 6.404/76, relativo aos atos e contas da administração correspondentes ao exercício social, encerrado em 31 do mês de dezembro do ano de 2010, documentos esses todos publicados no Jornal Indústria e Comércio, no dia 29/04/2011, pag. B8 e no Diário Oficial Paraná, no dia 29/04/2011, págs 80 e 81, os quais estiveram à disposição dos senhores acionistas, com a antecedência legal. A seguir, o presidente desta assembléia submeteu estes documentos à discussão e, como ninguém quisesse fazer uso da palavra, postos em votação, verificou-se terem sido os mesmos aprovados por unanimidade. b) Em seguida o presidente submeteu à discussão e, após a votação, a proposta da Diretoria para destinação do resultado positivo verificado no exercício e constante da Demonstração de Lucros Acumulados. Foi aprovada por unanimidade a distribuição de parte dos lucros aos acionistas mediante o pagamento de dividendos, e a destinação de parte dos lucros para conta de lucros acumulados, nos termos da proposta da Diretoria. c) Foram reeleitos para a Diretoria, para um mandato de 3 (três) anos, que se inicia no dia 01/05/2011 e termina no dia 30/04/2014, as seguintes pessoas: Diretor: (i) SAMUEL DZINTAR SCHAUSE, brasileiro, casado, engenheiro mecânico, residente e domiciliado em Curitiba, Pr, portador da cédula de identidade civil nº 453.204-0-Pr, inscrito no CPF/MF sob nº 085.236.229-34; e (ii) Diretor: WALTER ALBERTO MITT SCHAUSE, brasileiro, casado, industrial, residente e domiciliado em Curitiba, Pr, portador da cédula de identidade civil nº 3.892.163-0-Pr, inscrito no CPF/MF sob nº 610.417.859-68. Foi fixada a remuneração global anual da Diretoria em até R$ 5.000,00 (cinco mil reais), a qual será distribuída entre os diretores em reunião própria. Encerramento: Nada mais havendo a tratar, foi suspensa a sessão pelo tempo necessário para a lavratura desta ata no livro próprio e que, depois de lida em sessão aberta, foi aprovada por unanimidade pelos acionistas Naudin Participações S/A (Walter Arvido Schause), Dargos Participações S/A (Samuel Dzintar Schause) e Laime Participações S/A (Donald Elmar Schause). Eu, Walter Alberto Mitt Schause, secretário, lavrei a presente ata que vai por mim assinada e pelo presidente da assembléia. Certifico que a presente ata é cópia fiel do original lavrado no livro de Atas das Assembléias Gerais. Pinhais, 29 de abril de 2011 “Certifico que a presente Ata foi arquivada na JUCEPAR sob o nº 20110988272, em sessão de 05/05/2011”

Feira do supermecadista visa sustentabilidade A

APAS, maior feira super mercadista do Brasil, que segue até o dia 12 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo, é palco das maiores novidades do setor. Durante o evento, cerca de R$ 5 bilhões vão ser negociados e mais de 75 mil pessoas de 11 países devem visitar os 550 estandes. A Eletrofrio e a Fast Gôndolas marcam presença mostrando as últimas tendências em equipamentos sustentáveis e eficientes. Para comemorar 65 anos no

mercado de refrigeração comercial, a Eletrofrio monta na APAS um estade de 490m² para apresentar aos supermercadistas as inovações aplicadas em equipamentos refrigerados para otimizar o setor e preservar os recursos naturais, como é o caso da linha Ecoline, que são expositores customizados para atender necessidades específicas, que aliam no mesmo equipamento economia, sustentabilidade e eficiência. Outro destaque da Eletrofrio

é o Rack CO² com Dióxido de Carbono -744, um fluído refrigerante 100% natural, usado para desenvolver equipamentos frigoríficos ecologicamente corretos.Ainda pensando no meio ambiente, a empresa desenvolveu ilhas com cobertura de vidro e expositores verticais com dupla cortina de ar, que garantem alta qualidade e reduzem significativamente o consumo de energia. A Fast Gôndolas, outra empresa do grupo, vai apresentar

um novo modelo de check-out e o rack interligado a gôndola, ideal para otimizar espaço e proporcionar uma melhor exposição dos produtos. A Apas integra toda a cadeia supermercadista em um único encontro. É uma grande oportunidade de se manter atualizado e competitivo no mercado. O setor supermercadista gera 900 mil empregos diretos e mais de 3 milhões indiretos, em 2010 fechou o ano com um faturamento de R$ 185 bilhões

Targetware renova parceria com Google Earth Pro A revendedora de softwares para o mundo corporativo Targetware anuncia a renovação anual da já bem sucedida parceria de dois anos com a Google para a comercialização no Brasil e América Latina do Google Earth Pro, o mais completo e eficiente programa para pesquisa, visualização e apresentação de locais. Ideal para empresas e organizações, o Google Earth Pro possui um desempenho muito superior à versão free, permitindo não apenas o acesso a mapas, plantas e fotos de satélite da Terra, mas também a poderosas ferramentas de análise de dados, medição geográfica e avançados recursos de visualização e compartilhamento de informações, integração de dados GIS e GPS e cria-

ção de filmes e tours interativos, além de importação e exportação de arquivos e dados de planilhas para utilização em documentos, apresentações ou na web, e impressão (com opção de salvamento) de imagens em alta resolução. O Google Earth Pro é a solução perfeita para governos e empresas de vários segmentos porque permite desde a localização de imóveis, plantas de terrenos, listas de propriedades e endereços de clientes até a mais urgente e enérgica tomada de decisões no caso de catástrofes de segurança nacional – e isso tudo sem sair do local onde o usuário está. Graças a recursos simples e amigáveis, o usuário tem uma perspectiva detalhada, exclusiva e extrema-

mente realista de qualquer ponto geográfico do planeta. Com apenas alguns cliques, é possível acessar o globo completo do Google, com visualizações e dados de ruas, imagens panorâmicas, históricas e turísticas, e ainda compartilhar toda essa informação e visualização com um cliente ou colega. A busca e apresentação de informações geográficas com efeitos especiais foram desenvolvidas especialmente para as necessidades do mundo corporativo. Por isso mesmo, a vasta gama de aplicações do Google Earth Pro abrange os mais variados setores de mercado, ONGs e governos, como Arquitetura e Engenharia (levantamento topográfico para apresentações de sobrevôo), Imo-

biliárias (marketing de imóveis para localização de casas para locação ou investimento), Seguros (contratação de gestão de sinistros), Mídia (contexto de localização de eventos mundiais para fins de pesquisa e apuração de fatos em tempo real), Estados/Municípios (planejamento urbano para fins de manutenção da infra-estrutura), Federal/ONGs (monitoramento do meio ambiente para a gestão de recursos), Segurança Nacional (planejamento de incidentes para fins de reação a emergências), Defesa/Inteligência (avaliação da situação para fins de coleta e análise de informações de inteligência) – tudo de forma muito rápida e objetiva, com imagens, dados e recursos impressionantes.

Kepler Weber registra receita líquida de R$ 60,7 milhões no primeiro trimestre A Kepler Weber (Bovespa: KEPL3) registrou, no primeiro trimestre do ano, uma receita líquida de R$ 60,7 milhões, uma redução de 17,1% em relação ao mesmo período de 2010, quando chegou a R$ 73,2 milhões. Com a diminuição de receita, o lucro bruto da companhia também diminuiu 26,8%, chegando a R$ 10 milhões nos primeiros três meses de 2011. Desta forma, o prejuízo líquido foi de R$ 3,2 milhões, contra os R$ 2,2 milhões registrados no primeiro trimestre de 2010. Apesar da queda nos resultados, a Kepler Weber registrou vendas superiores ao primeiro trimestre de 2010, assim como ampliou a sua liderança no mercado brasileiro de armazenagem de grãos. Com base nos negócios conhecidos do segmento, a participação saltou de 54% no primeiro trimestre de 2010 para 72% nos primeiros três meses de 2011. O resultado Ebitda da Kepler Weber foi de R$ 1,2 milhão, com margem de 1,9%, ante o resultado de R$ 7,3 milhões no primeiro trimestre de 2010, quando a margem chegou a 9,9%. Segundo Anastácio Fernandes Filho, presidente da Kepler Weber, a redução no volume de pedidos embarcados impactou no desempenho dos números do primeiro trimestre. “Esta redução ocorreu em virtude da

postergação das entregas dos pedidos em carteira, em razão da falta de condições de recebimento dos produtos por parte dos clientes, e do atraso nas definições das novas regras e condições válidas para as linhas de financiamento do Governo, através do Programa de Sustentabilidade dos Investimentos”, resumiu Fernandes Filho. Ele acredita, no entanto, que haverá uma recuperação no desempenho da companhia nos próximos períodos, impulsionada pelas condições favoráveis do agronegócio no Brasil. Um dos motivos do otimismo é a previsão de uma safra de 159 milhões de toneladas em 2011, número 7,9% superior à safra 2009/2010. Para o diretor financeiro da Kepler Weber, Nolci Santos a geração de caixa em 2010 fortaleceu a estrutura financeira da companhia, o que sustentará o seu plano de crescimento de negócios ao longo do ano. “Isto permite projetar que a Kepler Weber terá condições de atender o aumento da demanda por sistemas de armazenagem de grãos, compatível com o aumento da safra anunciada para o período, retomando o caminho da lucratividade”, completa Nolci Santos. A teleconferência de divulgação dos resultados da Kepler Weber encontra-se à disposição no site www.kepler.com.br/ri.

Facas de cerâmica são 60 vezes mais resistentes do que as de metal Para conseguir cortes precisos - com facilidade e qualidade - muitos chefs de cozinha e também donas de casa precisam contar com facas eficientes. Muitos não sabem, mas, as facas de cerâmica, além de serem muito mais resistentes do que as tradicionais, são comprovadamente mais saudáveis e eficientes. Elas não possuem níquel, chumbo, nem outros metais pesados em sua composição, o que evita possíveis reações alérgicas aos consumidores. A Ceraflame – empresa catarinense especializada na fabricação e comercialização de produtos cerâmicos – está no mercado há mais de 50 anos e um dos grandes destaques do seu portfólio é a faca de cerâmica com cabo ergonômico. Segundo o gerente de ma-

rketing da empresa, Kilian Schroeder, testes comprovaram a resistência e durabilidade do material. “As facas são produtos 60 vezes mais resistentes do que aquelas feitas de metal. Além disso, têm design inovador e fazem toda a diferença no resultado final de um corte. Elas são extremamente funcionais e indicadas para serem utilizadas em cortes retos”, afirma Kilian. Outros detalhes interessantes do produto é que ele é extremamente saudável e não oxida. “Muitos médicos indicam a utilização a faca, pois, a matéria prima utilizada na fabricação do produto é atóxica, não apresentando nenhum risco à saúde do consumidor”, finaliza o gerente de marketing da Ceraflame.

Cielo volta à mídia com a campanha “Explosão de Vendas” A Cielo, empresa líder em soluções de meios de pagamentos eletrônicos no Brasil, volta à mídia para fortalecer atributos com liderança, abrangência e disponibilidade, com o objetivo de destacar o fato de ser a credenciadora que oferece as melhores condições para que o estabelecimento comercial aumente suas vendas. No próximo dia 8 de maio, a credenciadora lança a campanha publicitária “Explosão de Vendas”, com filme estrelado pelo cantor e ator Fiuk, programado para veiculação nacional em TVs abertas e fechadas. Embora todo estabelecimento comercial deseje ter sucesso em suas iniciativas é impossível prever quando terá seu primeiro pico de vendas. Essa probabilidade, porém, torna-se mais factível e próxima a partir do momento em que o lojista conta com os serviços de captura de transações da Cielo em seu estabelecimento. A companhia, presente em 98% do território nacional, é a única que oferece ao cliente a gama de bandeiras de crédito mais representativa do País, formada entre outras pelas internacionais Visa, MasterCard® e

American Express®, além da mais nova e principal bandeira nacional Elo. “Quando o estabelecimento opta pela Cielo, passa a ampliar o universo de potenciais consumidores finais que podem entrar em sua loja e fazer uma compra, porque essas bandeiras são as que apresentam o maior número de portadores de cartão emitido pelos nossos emissores parceiros e aceito no varejo. Tudo isso aumenta a chance de o lojista passar por uma experiência de pico de vendas. Quando isso acontece, é muito importante estar preparado para atender à demanda, com agilidade e eficiência nas transações comerciais. Esse é o mote da campanha criada pela Y&R para reforçar que a Cielo está sempre ao lado dos clientes”, diz Eduardo Chedid Simões, VP de Soluções em Negócios. Hoje, a companhia concentra uma base de 1.140.000 estabelecimentos comerciais ativos, principalmente para o desejado aumento de vendas inesperado. O filme, protagonizado pelo ídolo teen Fiuk, mostra de forma exagerada o que acontece quando um produto vira objeto de desejo, da noite para o dia.


AÇÃO POR PECULATO

STJ mantém bloqueio de bens de empresa Está mantido o bloqueio de bens e a quebra do sigilo bancário da Toy & Games Comércio e Serviços Ltda. O sócio majoritário da empresa é investigado em Ação Penal sobre peculato. A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça seguiu integralmente o voto do relator da matéria, o desembargador convocado Adilson Vieira Macabu, e manteve a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O TJ fluminense manteve o bloqueio de contas e a quebra do sigilo bancário e fiscal da empresa com base no Decreto-Lei 3.240/ 1941. Considerou haver vários indícios de ocultação ilícita de patrimônio na empresa. No recurso ao STJ, a Toy e Games apresentou-se como terceira interessada e alheia à Ação Penal por peculato contra o sócio majoritário. Afirmou que o julgado violaria o direito ao uso dos seus bens e propriedades. Também haveria desrespeito às garantias constitucionais do sigilo de dados, da ampla defesa e o devido processo legal. A defesa da empresa afirmou que a empresa não tinha nenhuma ligação com o peculato e não participou do processo penal. Também observou que a em-

presa não existia na época dos supostos atos delituosos. Pediu que fossem cassados o bloqueio bancário e a quebra de sigilo bancário e destruídos os dados sigilosos possivelmente obtidos. No seu voto, o desembargador Macabu apontou que o recurso em Mandado de Segurança não pode ser usado como substituto para outro recurso com efeito suspensivo contra decisão judicial. Esse é o teor da Súmula 267 do Supremo Tribunal Federal, da atual Lei do Mandado de Segurança e do artigo 5º da Lei 12.016/2009. O desembargador Macabu observou que o Mandado de Segurança serve para proteger direitos líquidos e certos não amparados por Habeas Corpus ou Habeas Data. O desembargador destacou que a jurisprudência do STJ flexibiliza essa regra no caso de erros judiciais flagrantes. Mas, no caso, não há flagrante ilegalidade ou erro. Para ele, não existe direito líquido e certo, já que o TJ-RJ encontrou fortes indícios de ocultação de patrimônio. Tratar a questão implicaria em reanálise de prova, o que não é possível na via do Mandado de Segurança. Com essa fundamentação, a Turma negou o recurso.

TJ julga inconstitucional requisitos à propaganda O Tribunal Regional Eleitoral do Acre julgou parcialmente inconstitucional o artigo 57 da Lei 9.096/95 (Lei dos Partidos Políticos) que apresenta requisitos às propagandas eleitorais gratuitas. A decisão foi dada em um processo no qual o Partido Socialista Brasileiro pedia inserções de propagandas para o primeiro semestre de 2011, mas não preenchia os requisitos. A lei diz que o partido tem que comprovar funcionamento parlamentar para ter direito a inserções, ou seja, ter elegido para a Câmara dos Deputados o mínimo de cinco deputados em cinco estados diferentes, tendo ainda, alcançado pelo menos 1% dos votos. Além disso, o partido precisa ter representantes em assembleias legislativas e câmaras de vereadores, com o mesmo 1% dos votos. O relator do processo, corregedor regional eleitoral e juiz Marcelo Bassetto, votou pela inconstituciona-

lidade parcial da lei, defendendo a aplicabilidade do princípio de igualdade de chances entre partidos políticos. Para ele, o direito à propaganda partidária deve ser de todos, evitando que os partidos fortes se fortaleçam, e que os fracos se tornem ainda mais fracos. A corte acompanhou o voto do relator e julgou inconstitucionais as expressões “a que se refere o inciso I”, constante do artigo 57, inciso III, e “onde hajam atendido ao disposto no inciso I, b”, constante da alínea b do mesmo artigo e inciso. Em âmbito estadual, esta é a primeira vez que se chega a tal entendimento. Ao julgar o processo eleitoral 21.334, o Tribunal Superior Eleitoral entendeu que a agremiação partidária, independentemente de representação legislativa, tem direito à propaganda gratuita. A decisão não tem efeito erga omnes, só inter partes, ou seja, só vale para o PSB.

Justiça&Direito

Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | A8

PAGAMENTO

Cheque deve ser devolvido ao credor e não ao devedor 4ª Turma do STJ manteve a condenação por unanimidade

O

Banco do Brasil deve indenizar por danos morais, no valor de R$ 10 mil, a Associação Comunitária de Laginha, no estado da Paraíba, por sustação de dois cheques. A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça manteve a condenação por unanimidade. No caso, a Associação celebrou um convênio com o estado da Paraíba, no “Projeto Cooperar”, para a construção de rede de eletrificação rural. Ela sustentou que o Projeto depositou dois cheques na sua conta corrente, aberta no Banco do Brasil, no valor total de R$ 22.271,57, recursos esses que serviriam para pagar a empresa contratada

por ela. Os cheques foram sustados pela Administração Pública, sendo o mencionado valor estornado da conta corrente da Associação. Porém, em vez de a instituição financeira ter devolvido os títulos para o credor (Associação), entregou-os ao devedor (Projeto Cooperar), conduta essa que impediu a Associação de exercer seus direitos creditórios e pagar suas obrigações junto a fornecedores. Declarada a revelia do Banco do Brasil, devido à intempestividade da contestação, a Comarca de Sumé (PB) afastou a indenização por dano material e julgou parcialmente o pedido, condenando o Banco do Brasil ao pagamen-

to de indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil. A sentença foi mantida em grau de apelação. “A sustação de cheques que são devolvidos ao devedor, ao invés do credor, contrariando os procedimentos bancários, gera transtornos e constrangimentos ensejadores de reparação por dano moral, ainda mais, quando o réu é revel, o que desonera o autor da produção de fatos por ele alegados”, decidiu o Tribunal de Justiça da Paraíba. O Banco do Brasil alegou que a devolução dos cheques ao devedor decorreu de cumprimento de “orientação do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, ema-

nada por Decreto publicado no Diário do Estado da Paraíba de 2.1.2003 e pelo Ofício n. 5 CG, datado de 8.1.2003”, razão por que não haveria ato ilícito ensejador de dano moral. Sustentou, ainda, ter agido como mandatária da Administração Pública. De resto, argumentou ter havido desproporção entre o valor da condenação e o eventual dano experimentado pela Associação. Em seu voto, o relator do caso, ministro Luis Felipe Salomão, destacou que o governo do Estado não tem atribuição para emitir normas relativas a procedimentos bancários, notadamente as concernentes a cheques.

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Dispensa de publicação de pauta é permitida O Plenário do Supremo Tribunal Federal negou Mandado de Segurança de uma servidora do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região contra a falta de intimação dela, e de demais servidores em um processo de prestação de contas que tramita na 1ª Câmara do Tribunal de Contas da União. Ela alegava violação do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa. Quanto ao alegado vício, de o julgamento ter ocorrido sem intimação dos servidores, o ministro relator do caso, Joaquim Barbosa considerou que, conforme o Regimento Interno do TCU, a publicação da data da sessão de julgamento apenas é exigida no caso de processos

incluídos em pauta. Assim, os processos julgados em lista, como no caso concreto, “dispensam a referida publicação, pois são de menor complexidade e, geralmente, seguem os pareceres uniformes emitidos pela unidade técnica”. “Entendo que a circunstância de alguns julgamentos referentes a certos tipos de recursos não demandarem prévia inclusão em pauta e, portanto, dispensarem prévia publicação de pauta não viola o devido processo legal, o contraditório e a ampla defesa”, ressaltou o ministro. De acordo com ele, a dispensa é válida para recursos nos quais não haja permissão da parte para realização de sustentação oral, como acontece nos

agravos e embargos de declaração no âmbito do Supremo Tribunal Federal. Ele também afirmou que não é obrigatória a exigência de prévia intimação da parte quanto à liberação do recurso para julgamento em casos urgentes, hipóteses que “também independem de inclusão em pauta para julgamento”. Para ele, “não basta, portanto, a mera alegação do potencial prejuízo como alegado”. Por fim, Barbosa salientou que, se a parte se manifestar “oportuna e inequivocamente sobre o interesse em realizar sustentação oral em julgamento que a comporte, deve o Tribunal observar o direito da parte, amparado pelo devido processo legal, contraditório e

pela ampla defesa”. Contudo, ele observou que nos autos não há indicação de que a servidores tenha se manifestado no momento adequado e de forma expressa e inequívoca.

O caso Ao analisar recurso quanto à prestação de contas do TRT da 3ª Região, referente ao ano de 1999, o TCU apontou algumas supostas irregularidades, determinando correções, entre elas, o pagamento das Gratificações Judiciária e Extraordinária. Além disso determinou o desconto das importâncias indevidamente pagas a esse título, após 23 de junho de 2000, data da publicação da decisão pelo Tribunal de Contas.

Gestante que foi contratada sem concurso não tem estabilidade Professora de música deve receber apenas o pagamento pelas horas trabalhadas e o valor referente aos depósitos do FGTS. A contratação emergencial estendida por quase quatro anos com a Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre foi considerada nula pela Justiça do Trabalho. Para a 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho, que reformou o acórdão regional, ela não tem direito à indenização referente a período de estabilidade garantido à gestante, nem a aviso-prévio, férias proporcionais acrescidas de um terço, gratificação natalina proporcional e multa de 40% sobre FGTS. Desde a Constituição Federal de 1988, para ser contratado pela Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre é necessário ser aprovado em concurso público. A professora, porém, foi admitida em agosto de 2000 com contrato emergencial de 12 meses, admitido, em

certas condições, pelo inciso IX do artigo 37 da Constituição Federal, que se refere à “necessidade temporária de excepcional interesse público”. No entanto, o contrato foi reiteradamente prorrogado, até ela ser dispensada em 28/5/04. Em ação na Justiça do Trabalho, requereu a declaração de vínculo de emprego. Alegou que houve uma sucessão ilegal de contratos por prazo determinado, sem interrupção. Pleiteou, então, o reconhecimento da existência de contrato de trabalho por prazo indeterminado. Para tanto, argumentou que, ainda que ausente o requisito do concurso público, sua contratação foi válida e gerou efeitos, devendo ser indenizada por todos os direitos trabalhistas. Além disso, a trabalhadora pretendia a reintegração ao emprego decorrente da estabilidade da gestante, pois foi dispensada no ter-

ceiro mês de gravidez. Ao contestar a reclamação, a Fospa requereu que fosse reconhecida a regularidade da contratação emergencial. A 11ª Vara do Trabalho de Porto Alegre julgou não haver necessidade de contratação emergencial da professora, e, por não ter sido atendido o requisito do concurso público, considerou nulo o contrato de trabalho, com base na Súmula 363 do TST. Segundo essa súmula, a contratação de servidor público sem prévia aprovação em concurso público é impedida após a Constituição de 1988. Nesses casos, o trabalhador tem direito somente ao pagamento de salários e dos valores referentes aos depósitos do FGTS. Assim, a autora conseguiu a concessão, pela Vara do Trabalho, somente dessas parcelas. No entanto, após Recurso Ordinário ao Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), ela obteve decisão mais favorável.


Economia Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | B1 | Indústria&Comércio politica@induscom.com.br

RENDA

Rotatividade reduz salário na construção civil em 7,5% Em 2010, cerca de 2,4 milhões de pessoas foram contratadas Vinicius Konchinski e Bruno Bocchini

A

rotatividade da mão de obra na construção civil reduziu em 7,5% o salário dos empregados do setor em 2010. No ano passado, o salário médio do trabalhador demitido pelas construtoras era R$ 968,33. Já o salário dos admitidos ficou em R$ 894,78. Os dados constam de estudo sobre o setor da construção, divulgado nesta quinta-feira (12/05), pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Segundo o estudo do Dieese, uma das causas da rotatividade no setor é o próprio processo produtivo da construção civil. A duração do tempo de trabalho no setor se dá por contrato temporário ou empreitada, ou seja, o contrato de trabalho en-

Vendas no varejo aumentam 1,2% em março Thais Leitão

As vendas do comércio varejista nacional aumentaram 1,2% em março, na comparação com o mês anterior, quando houve leve alta, após revisão do dado, de 0,3%. A receita nominal do setor apresentou elevação de 1,4% na mesma comparação. As informações são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quintafeira (12/05) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com março de 2010, o volume de vendas do comércio varejista cresceu 4,1%, contra variação de 8,5% nessa mesma base de comparação no mês anterior. No ano, o setor acumula alta de 6,9% e, nos últimos 12 meses, de 9,5%. Em relação a março do ano passado, a pesquisa do IBGE mostra que todas as atividades investigadas apresentaram resultado positivo. O destaque ficou com o setor de móveis e eletrodomésticos, que registrou alta de 11,1%, mas apresentou redução no ritmo de crescimento em relação aos meses anteriores. “Esse resultado, ainda que reflita as condições favoráveis da economia, teve crescimento inferior às taxas dos últimos meses, o que pode indicar efeitos da política macroprudencial do governo”, diz o comunicado do instituto. De fevereiro para março, oito das dez atividades pesquisadas tiveram expansão. Os setores com os principais desempenhos positivos foram de equipamento de material para escritório, informática e comunicação (3,5%) e material de construção (2,7%).

cerra-se assim que determinada fase da obra termina. No entanto, a entidade destaca que a principal motivação da rotatividade no setor é a diminuição dos gastos da empreiteira. “Outro motivo (para a rotatividade), e o principal, é a redução dos custos para a construtora, pois a rotatividade rebaixa o salário dos trabalhadores do setor”, informa o estudo do Dieese. Em 2010, cerca de 2,4 milhões de pessoas foram contratadas pelo setor. Entretanto, no mesmo período, 2,2 milhões foram demitidas. Apesar da alta rotatividade e da consequente redução nos salários, o levantamento mostra que cerca de um quarto das negociações salariais no setor resultaram em aumentos reais, acima de 4%, em 2010. Em 2008, apenas 4% dos acordos coletivos alcan-

çaram esse resultado e, em 2009, nenhuma negociação atingiu esse patamar. O valor médio dos pisos salariais acordados em 2010 foi R$ 634. O maior piso salarial, de R$ 886, foi registrado em uma negociação no estado de São Paulo, e o menor, de R$ 510, em Sergipe. O estudo mostra ainda que, apesar dos grandes investimentos no setor, persistem as precárias relações de trabalho na construção civil. De acordo com o Dieese, a principal reivindicação dos mais de 160 mil operários da construção que fizeram greve em 2010 foi o fim das condições degradantes de trabalho. “As condições de saúde e segurança também não têm apresentado grandes avanços, com alta ocorrência de acidentes de trabalho. Além disso, os trabalhadores são submetidos, muitas vezes, a

condições precárias, o que motivou as últimas greves da categoria”, diz o estudo. As reclamações vão desde as excessivas jornadas de trabalho até a falta de condições de higiene dos canteiros de obra. De acordo com o estudo, a mortalidade no setor chama a atenção: enquanto para o conjunto dos trabalhadores do Brasil ocorre uma morte para cada 37,9 mil empregados, na construção ocorre uma morte para cada 17,3 mil. “O bom desempenho obtido nos últimos anos se refletiu pouco na melhora das condições de trabalho e no rendimento dos trabalhadores. Mesmo com o movimento de formalização ocorrido em 2010, e as conquistas nas negociações coletivas, o setor ainda apresenta altos índices de informalidade e rotatividade”, destaca o texto.

Etanol já ficou 40% mais barato nas usinas, mas para consumidor, queda não passa de 4% Arquivo/ABr

Daniel Mello

Segundo balanço da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), divulgado nesta quinta-feira (12/05), o início da safra da cana-de-açúcar já acarreta queda significativa nos preços do etanol, mas apenas uma pequena parte dessa redução foi repassada ao consumidor. O diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, afirmou que, nas usinas, os preços chegaram a cair 40%, mas, nas bombas, o etanol ficou apenas 4% mais barato para o consumidor. Segundo dados da entidade que representa os usineiros, foram processadas até o final de abril 23,69 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. Desse total, 64,62% foram destinados à produção de etanol. Percentualmente, mais do que os 59,18% destinados à produção do biocombustí-

vel no mesmo período da safra anterior. A fabricação de etanol atingiu 894,84 milhões de litros, sendo 329, 37 milhões de litros de álcool anidro (sem adição de água, usado na mistura com a gasolina) e 565,48 de álcool hidratado (combustível vendido nas bombas). De acordo com Padua Rodrigues, as usinas estão se esforçando para normalizar o fornecimento do combustível. As vendas de etanol chegaram a 1,12 bilhão de litros em abril, sendo 592,79 milhões de litros de anidro e 528,04 milhões de litros de hidratado. Desse volume, 1,1 bilhão de litros foram destinados ao mercado interno e 16,5 milhões exportados. As importações do combustível totalizaram 113 milhões de litros. Em maio, a Unica estima que devam chegar do exterior mais 22 milhões de litros. A comercialização de etanol

hidratado no mercado interno teve queda de 37,32% em abril em relação a março e de 61,49% na comparação com o mesmo mês de 2010. Já as vendas de etanol anidro cresceram 40,05% em relação ao mesmo período do ano passado, por causa do mercado cativo da gasolina que, por lei, deve ser misturada ao biocombustível. Em relação a produção de açúcar, a queda é de 68,89% em relação ao mesmo período da safra anterior. Saíram das usinas 794,96 toneladas do produto.

CRESCIMENTO

Pela 1ª vez, agronegócio exporta mais de US$ 80 bi em 12 meses Arquivo/ABr

Danilo Macedo

O agronegócio brasileiro superou, pela primeira vez, a marca de US$ 80 bilhões em exportações no acumulado dos 12 meses, de maio de 2010 a abril de 2011. Com um aumento de 20,4% em relação a um ano atrás, o valor atingiu US$ 81,3 bilhões, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (12/05) pelo Ministério da Agricultura. As importações no período somaram US$ 14,7 bilhões, o que resultou num saldo de US$ 66,6 bilhões. Apenas em abril, as exportações chegaram a US$ 7,9 bilhões, com crescimento de 24,4% em relação ao mesmo mês do ano passado e superávit de US$ 5,3 na balança comercial do agronegócio. O Ministério da Agricultura informou que o resultado de abril foi possível graças ao bom desempenho de algumas culturas, com destaque para o complexo soja (grão, farelo e óleo), carnes, complexo sucroalcooleiro (etanol e açúcar), produtos florestais (ma-

Com um aumento de 20,4% em relação a um ano atrás, o valor atingiu US$ 81,3 bilhões, segundo dados do Ministério da Agricultura

deira, celulose, papel, borracha) e café. Apenas o complexo soja foi responsável por 38,4% de todas as exportações do agronegócio em abril, com US$ 3 bilhões, crescimento de 35,7% em relação ao mesmo mês de 2010. As carnes tiveram aumento de 19,2%, chegando a US$ 1,3 bilhão. Em terceiro lugar aparece o complexo sucroalcooleiro, com aumento de 23,9% na

A c ont e cce e onte na Política André Molina

Alep promove sessão legislativa em Ponta Grossa Ao abrir a sessão itinerante em Ponta Grossa, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni (PSDB), acompanhado do 1º secretário, deputado Plauto Miró (DEM), anunciou que os R$ 10 milhões economizados pela Assembleia Legislativa, desde a posse da nova Mesa Executiva, em 1º de fevereiro, serão devolvidos ao Poder Executivo para a compra de 120 ambulâncias. Rossoni marcou uma audiência entre todos os deputados e o governador Beto Richa para formalizar o ato na próxima segunda-feira (16), às 11h. Rossoni destacou ainda que as interiorizações têm sido importantes para levantar e mapear as demandas regionais para elaboração do orçamento do Estado para o próximo ano.

A última cartada O ex-deputado federal Gustavo Fruet deverá marcar uma nova audiência com o governador Beto Richa para definir qual será seu destino político dentro do PSDB. O tucano tem até maio para decidir se permanecerá no partido ou se mudará de legenda para disputar candidatura à prefeitura de Curitiba. A conversa será complicada já que o governador tem o compromisso de apoiar o socialista Luciano Ducci à reeleição na capital paranaense.

Fortalecimento da oposição municipal Liberar Gustavo Fruet do PSDB não será nada bom para os tucanos. O ex-deputado federal, que acumulou um bom capital político, pode fortalecer a oposição municipal. Se o PSDB apoiar Ducci, Fruet pode se unir a uma possível coligação de oposição com PV, PSC, PCdoB, PMDB, PT e PDT. A oposição que estava quase morta pode conseguir sobrevida.

Fórum da Copa vai avaliar condições de Curitiba Curitiba vai sediar na próxima segunda-feira, o II Fórum Legislativo das Cidades-Sede da Copa do Mundo de Futebol de 2014. O evento, proposto pelo líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno (PR), acontecerá a partir das 9 horas na Assembleia Legislativa e vai reunir representantes dos ministérios do Esporte e do Turismo, do Governo do Paraná, da Prefeitura de Curitiba; e membros das comissões de Turismo e Desporto e de Desenvolvimento da Câmara dos Deputados. Estão previstas também vistorias nas obras da Arena da Baixada e do Aeroporto Internacional Afonso Pena. O seminário tem o objetivo de debater os desafios, metas e elaborar estratégias para a realização dos jogos da Copa.

Mauro Moraes pede delegacias em funcionamento nos finais de semana O presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado Mauro Moraes (PSDB), voltou a pedir ao governo a abertura de um número maior de delegacias nos finais de semana e feriados. Segundo o parlamentar, a maioria dos crimes cometidos contra a vida ocorre nesse período. “Em apenas um final de semana é possível registrar 30 assassinatos em Curitiba e Região Metropolitana. No entanto, a maioria das ocorrências só é registrada na segunda-feira”, comenta Moraes. De acordo com o parlamentar, capitais que mantém um número maior de delegacias funcionando nos finais de semana e feriados, como é o caso de São Paulo, tiveram uma redução considerável de crimes cometidos.

Eleição no TC O presidente da Alep, deputado estadual Valdir Rossoni (PSDB), poderá marcar a eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas já na semana que vem. Com a saída de Maurício Requião, irmão do ex-governador Roberto Requião, sobrou uma vaga. Dezesseis lideranças políticas demonstraram intenção de ocupar a cadeira, entre elas Ivan Bonilha, Nelson Garcia e Augustinho Zucchi.

Projeto da LDO chega hoje na CMC O projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) será entregue nesta sexta-feira (13), às 9h30, ao presidente da Câmara de Curitiba, vereador João Cláudio Derosso (PSDB). A previsão orçamentária do município para o ano que vem é de R$ 5,03 bilhões, 8% maior que o atual (R$ 4,66 bilhões). A prioridade nos investimentos será nas áreas da saúde (R$ 897,9 milhões), educação (821,5 milhões) e obras (R$ 426 milhões). A despesa bruta será de R$ 4,94 bilhões e reserva de contingência de R$ 84 milhões. Após o recebimento do projeto, o documento será encaminhado à Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização da Câmara de Curitiba, que emitirá o parecer de admissibilidade, observando os critérios de legalidade e constitucionalidade. Depois desta fase, o presidente da comissão, Paulo Frote (PSDB), vai agendar audiência e consultas públicas e preparar o calendário para recebimento de emendas dos vereadores.

comparação com abril do ano passado, passando de US$ 677 milhões para US$ 811 milhões. Os três setores foram responsáveis por 65,7% do valor total exportado. Os principais destinos dos produtos do agronegócio brasileiro foram a Ásia, com US$ 2,7 bilhões em compras, e União Europeia, com US$ 2 bilhões. As duas regiões importaram 59,5% dos embarques da agropecuária do país. CMYK


Plenário Estadual

politica@induscom.com.br

Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 maio de 2011 | Indústria&Comércio | B3

Momento histórico na política paranaense

Medicamentos vencidos

PONTA GROSSA

Divulgação

Investimento e economia no Legislativo

Nani Gois

“Estamos vivendo um momento histórico em Ponta Grossa”, afirmou o ex-deputado e ex-prefeito Jocelito Canto, ao participar da sessão de interiorização da Assembléia Legislativa que aconteceu quarta-feira (11), em Ponta Grossa. Jocelito, que exerceu três mandatos no Parlamento paranaense, confessou sentir saudades da tribuna, especialmente porque este é um momento de transformações importantes para a sociedade. “Vemos neste momento, reunidos na Câmara de Vereadores de nosso município, o governador Beto Richa; o presidente Valdir Rossoni; dezenas de deputados; os vereadores da cidade e inúmeras lideranças. É uma oportunidade única para discutir as grandes causas de nossa região”, sublinhou Jocelito. O ex-deputado Djalma de Almeida César, que durante doze anos atuou na Assembleia e na quarta-feira ocupou a tribuna de honra da Câmara Municipal, declarou estar muito feliz por participar do encontro: “É uma grande demonstração de cidadania da Assembleia que vem até aqui para ouvir nossa sociedade, receber as reivindicações de nosso povo”. Ele lembrou que o encontro ganhava maior importância com a presença do governador Beto Richa. “É a demonstração de que o Executivo e o Legislativo estão somando forças para fazer o melhor pelo Paraná”, acrescentou.

Reajuste salarial Assim que for protocolada a proposta de reajuste salarial de 6,5% dos servidores públicos estaduais na Assembléia Legislativa, a matéria teve ser lida em plenário na sessão da próxima 2ª feira (16), seguindo para a autuação na Diretoria Legislativa e distribuição às Comissões de Constituição e Justiça e de Finanças.

Locais para descarte de medicamentos O deputado André Bueno (PDT) e o deputado Plauto Miró (DEM), 1º secretário da Assembléia Legislativa, apresentaram projeto no Legislativo estadual que altera a Lei nº 16.322/2009, obrigando a rede farmacêutica no Paraná a disponibilizar à população, sempre em locais visíveis, recipientes para descarte de medicamentos vencidos, estragados ou fora das condições de uso. De acordo com os parlamentares responsáveis pela iniciativa, o objetivo é facilitar ao máximo a localização dos pontos de descarte e proteger o meio ambiente, evitando-se que os cidadãos depositem os medicamentos em locais inadequados. Lido em Plenário na terça-feira (10), o projeto de lei segue agora para apreciação nas comissões técnicas da Casa.

Conselheiro do TC Sessão Plenária em Ponta Grossa

Ao abrir a sessão itinerante em Ponta Grossa, o presidente Valdir Rossoni (PSDB), acompanhado do 1º secretário, deputado Plauto Miró (DEM), anunciou que os R$ 10 milhões economizados pela Assembléia Legislativa, serão devolvidos ao Poder Executivo para a compra de 120 ambulâncias. Rossoni marcou uma audiência entre todos os deputados e o governador Beto Richa para formalizar o ato na próxima segunda-feira (16), às 11h. “Quero marcar com o governador Beto Richa para devolvermos este dinheiro aos cofres do Estado. Foram economias dos últimos três meses. Nós temos andado pelo Paraná e sabemos dos problemas na área de saúde. Por isso, quero sugerir que sejam compradas ambulâncias para atender os municípios do Estado”, disse Valdir Rossoni. Segundo o presidente da Casa, a economia poderá ajudar os municípios. Rossoni destacou ainda que as interiorizações tm sido importantes para levantar e mapear as demandas regio-

politica@induscom.com.br

Bíblia em braile nas bibliotecas

Noemia Rocha visita abrigo da FAS

nais para elaboração do orçamento do Estado para o próximo ano. “Esta atitude vai colocar a Assembleia Legislativa na história, será um marco no Paraná e representa o sacrifício que todos os deputados fizeram nestes três meses”. O governador Beto Richa também assinou ordens de serviço para investimentos em torno de R$ 14 milhões para Ponta Grossa, convênios com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedu)/ParanáCidade, por meio do programa Paraná Urbano, e já anunciou investimentos no novo Instituo Médico Legal (IML) de Ponta Grossa, com médicos e carros, o Instituto de Criminalística, melhorias na subdivisão de Polícia, além do grupamento de Bombeiros. O chefe da Casa Civil, Durval Amaral, além do secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, e o secretário do Desenvolvimento Urbano, Cezar Silvestre, acompanhavam o governador e a assinatura das ordens de serviços para investimentos em Ponta Grossa.

O número total de candidatos ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná formalizou 16 pessoas no protocolo da Assembléia Legislativa em interesse em ocupar a sétima vaga do órgão. Entre os candidatos erstão os deputados Augustinho Zucchi, Acir João Cardoso, Andrey Marzanatti Bornia, Ângela Cássia Costaldello, Antônio Rudolfo Hanauer, Carlos Henrique de Paula Santos, Cláudio Augusto Canha, Edson Navarro Tasso, Fioravanti Chierighini Neto, Gabriel Guy Léger, Ivan, Lelis Bonilha, Jorge Antônio de Souza, Luiz Antônio Leprevost, Nelson Garcia, Tarso Cabral Violin, e Vorni Rogério Ferreira.

Gás canalizado O deputado Marcelo Rangel (PPS) apresentou na Assembléia Legislativa projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade da inspeção anual de segurança nas unidades residenciais e comerciais atendidas pelas concessionárias de distribuição de gás canalizado no Paraná. O projeto, que foi lido em Plenário esta semana e começa a tramitar nas comissões técnicas do Legislativo, visa minimizar as chances de ocorrência de acidentes com gás canalizado. De acordo com a proposição, a vistoria deverá abranger todos os equipamentos e instalações integrantes dos sistemas de fornecimento e utilização do produto, em especial, fogões e aquecedores.

Plenário Municipal Divulgação

Vereadora com Leslie Canestrado, Helena de Campos Zeem, Maria da Graça Surkamp, Nair Araújo Brito de Macedo,

Entre os homenageados, estão o empresário do Grupo Barigui, Felix Archanjo Bordin; o presidente da Brafer Construções Metálicas, Marino Garofani; o presidente do Hotel Bourbon, Alceu Antino Vezzoso; a médica especialista em pneumologia pediátrica Mariana Malucelli; o presidente do grupo GME, Erminio Ceresa; o engenheiro Francesco Pallaro, ex-diretor Comercial da Fiat – Case New Holland; o presidente da Federação do Comércio do Paraná, Darci Piana; o proprietário do Grupo Risotolândia, Carlos Antonio Gusso, e o vice-presidente executivo da Rede Independência de Comunicação, Leonardo Petrelli Neto

Pedro Paulo destaca Fórum do Lixo

Simpósio Em registro no plenário, a vereadora Noemia Rocha (PMDB) informou que participará do 41º Simpósio Brasileiro de Prefeitos, Vereadores, Secretários e Assessores Municipais, que acontece nesta sexta-feira (13), em Florianópolis (SC).

Duathlon O vereador Caíque Ferrante informou, durante sessão plenária desta segunda-feira (9), sobre o Campeonato Brasileito de Duathlon, realizado domingo em São José dos Pinhais, a única a seletiva brasileira para o campeonato mundial, na Espanha.

Pesar Divulgação

A morte do radialista Peter Josef Becker foi registrada pelo vereador Algaci Tulio (PMDB) durante sessão plenária.

Vitória

João do Suco: reinserir princípios e valores O vereador João do Suco (PSDB), líder do prefeito na Câmara Municipal de Curitiba, e a vereadora Noemia Rocha (PMDB) querem possibilitar o acesso a bíblias em braile nas bibliotecas municipais. Tramita na Casa projeto que acrescenta o livro no programa Informação e Cultura ao Alcance de Todos. “Trata-se do livro mais lido no mundo e as igrejas defendem que esta leitura deve estar ao alcance de todos. O texto bíblico pode interferir não apenas no processo de ensino e aprendizagem, mas também na construção de identidades. A bíblia nas escolas, além do caráter religioso, tem como objetivo reinserir princípios e valores que estão sendo esquecidos nos últimos tempos”, justifica João do Suco. Caso a lei seja aprovada, acrescentará o livro em uma lei já existente (número 11.487/ 2005), que institui o programa Informação e Cultura ao Alcance de Todos, de autoria do presidente da Casa, João Cláudio Derosso.

CMYK

Preocupada com a situação das mulheres vítimas de violência doméstica, a vereadora Noemia Rocha (PMDB) visitou a Pousada de Maria, unidade abrigo mantida pela Fundação de Ação Social (FAS). A parlamentar apresentou projetos e ofereceu apoio aos trabalhos desenvolvidos pela casa. “Minha intenção foi conhecer o que está sendo feito pelas mulheres. Queremos fazer uma parceria, intensificando o combate à violência, além da denúncia do agressor”, afirmou. Segundo Nair Araújo Brito de Macedo, chefe de unidade da pousada, esse primeiro encontro poderá resultar em um grande trabalho em favor da mulher. “É importante que a vereadora tenha este olhar. Ficamos satisfeitos com esse primeiro encontro e esperamos fortificar nossos laços.” Também participaram do encontro Leslie Canestrado, coordenadora de alta complexidade; Helena de Campos Zeem, gerente de coordenação de alta complexidade, e Maria da Graça Surkamp, gerente de proteção social especial do Portão.

150 anos de unificação da Itália Para celebrar o sesquicentenário da Itália, a Câmara Municipal de Curitiba, por iniciativa da vereadora Renata Bueno (PPS), realizou sessão solene na quinta-feira (12), no plenário da Casa. Empresários que têm sua trajetória marcada pela valorização e preservação do legado cultural italiano, cuja influência é marcante na cultura curitibana e paranaense, foram homenageados.

A oficialização da união estável do presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, com o companheiro, David Harrad, foi destacada pela vereadora Professora Josete (PT), na Câmara de Curitiba.

Recadastramento

Pedro Paulo participou do encontro comemorativo, nesta sexta-feira. O vereador Pedro Paulo (PT) participou do encontro comemorativo dos dez anos do Fórum Estadual do Lixo e Cidadania, na sede da Fiep. O evento, que reúne cidadãos e entidades sociais de catadores de material reciclável, tem também a participação importante da Procuradoria Regional do Trabalho e do Ministério Público do Paraná. “Este Fórum é importante porque faz avançar a organização dos catadores de material reciclável, trabalhadores que devem ser respeitados nos seus direitos e dignidade. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reconheceu isso quando recebeu estes trabalhadores no Palácio do Planalto e anunciou a política nacional de resíduos sólidos. Além do poder público, toda sociedade deve valorizar trabalho dos catadores, que têm relação direta com o desenvolvimento sustentável”, comentou o vereador Pedro Paulo.

Noemia Rocha (PMDB) registrou em plenário que esteve com o desembargador Irajá Prestes Mattar, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), no último sábado (7), juntamente com pastores da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Curitiba. Conversaram sobre o recadastramento biométrico eleitoral.

Conselhos O vereador Serginho do Posto (PSDB) defendeu a participação de vereadores nos conselhos municipais. Na sua opinião, o Legislativo atua de maneira preventiva nos conselhos, que têm papel preponderante no acompanhamento de questões importantes para o desenvolvimento da cidade.

Guarda Grupo de aprovados em concurso da Guarda Municipal esteve, mais uma vez, em plenário, reafirmando suas reivindicações de ingresso na corporação.

Presença O vereador Paulo Salamuni (PV) registrou presença do colega de partido da cidade de Colombo, Região Metropolitana de Curitiba, Eurico Dino. O parlamentar é presidente da legenda naquele município.


Negócios Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 13 a 15 de maio de 2011 | B4

INOVAÇÃO

Empresas&Produtos

Hitachi lança antena U-PA para TV digital Antena pode ser utilizada ou interna ou externamente sem eletricidade

P

eletricidade para ser usado, o que impede qualquer tipo de eventual problema de queda de energia. A antena ainda possui um painel metálico duplo e é composta por chapas com elementos de reflexão e radiação gerando um ganho passivo de 5dB mesmo sem amplificador interno, o que aumenta a recepção de seu sinal. A U-PA ainda possui uma capa emborrachada resistente à água para proteção da conexão do cabo e vem acompanhada de uma abraçadeira, o que possibilita sua instalação também nas áreas externas das residências. Para o uso interno, a antena foi projetada com um design que não agride a decoração do ambi-

ara atender aos mais de 83 milhões de brasilei ros que já estão prontos para desfrutar todos os benefícios da TV em alta definição, como imagens full hd, a Hitachi, fabricante japonesa de produtos eletrônicos, lança a U-PA - segundo modelo da sua linha de antenas residenciais UHF para a captação do sinal digital de TV. Desenvolvida com base no conhecimento da Yagi Antenna, pioneira mundial na fabricação de antenas UHF e VHF residenciais e comerciais, a U-PA se diferencia dos modelos convencionais que recebem transmissões terrestres. Com design simples, elegante e funcional, não necessita de

Renner investe em novas tecnologias A Renner Protective Coatings consolidou-se nas últimas décadas como referência em pesquisa e tecnologia para a produção de tintas e revestimentos destinados aos mais variados setores de mercado, como energia, manutenção industrial, naval , óleo e gás, dentre outros. Além de ter know how equiparado ao das empresas globais do segmento, a Renner possui em seu portfolio produtos para atender as necessidades específicas de cada obra. "Uma vantagem compe-

titiva muito interessante e que fazemos questão de cultivar é o estreito relacionamento técnico que mantemos com nossos clientes. Assim, podemos propor soluções e, inclusive, desenvolver siste-

mas de pintura sob medida", diz Luiz André Ortiz, diretor da Renner Protective Coatings. O parque fabril, localizado em Curitiba - PR, possui um completo laboratório de pesquisa e desenvolvimento, o que agrega agilidade na geração de novas tecnologias em produtos anticorrosivos de alto desempenho. Desta planta, a produção é escoada para todo o país através de uma rede de escritórios, representantes e distribuidores, capazes de dar suporte técnico ao cliente in loco.

Retrak Empilhadeiras completa 18 anos A Retrak Empilhadeiras, empresa especializada na locação e venda de empilhadeiras e transpaleteiras, completa 18 anos de atuação no mercado brasileiro neste mês de maio com uma história marcada por desafios e conquistas no segmento de logística. Como parte das comemorações, a empresa anuncia que sua frota de locação já contabiliza 2.000 equipamentos, entre elétricos e a combustão. Com a missão de identificar, avaliar e propor soluções para o planejamento logístico da movimentação

de materiais, a empresa tem uma história pontuada por desafios que levaram a conquistas e à solidez de sua maioridade: cresceu de forma sustentável e foi adquirindo sedes próprias até chegar à atual, de 23 mil m2 localizada em Guarulhos; investiu constantemente em equipamentos novos para modernizar e ampliar a frota e preparou mãode-obra qualificada para atendimento em pós-venda. Em 2010, fez um aporte de 11,7 milhões de reais na aquisição de 171 equipamentos e respectivos acessórios (baterias e carregadores), mostrando

sua confiança na pujança do mercado de movimentação de materiais. Da frota com 2.000 equipamentos, 85% é de máquinas elétricas e 15% de empilhadeiras a combustão, Pedrão explica que a frota com maior número de equipamentos elétricos deve-se ao fato do mercado estar em busca de equipamentos menos poluentes e com maior maior aproveitamento de espaço para ampliar a eficiência de suas operações. "A sustentabilidade e a produtividade estão na mira das empresas".

Autor brasileiro mais lido da década faz palestra em Curitiba O premiado autor brasileiro Augusto Cury, considerado pelo jornal Folha de São Paulo um dos escritores mais lidos da década, realizará palestra em Curitiba no próximo dia 19 de maio. O evento será realizado no Centro de Convenções de Curitiba, às 20h, e terá como tema principal o livro O Código da Inteligência - A formação de mentes brilhantes e a busca pela excelência emocional e profissional. Na obra, o autor descreve de maneira instigante os códigos de inteligência, capazes de estimular tantos jovens como adultos a li-

berar a criatividade, expandir a arte de pensar, desenvolver saúde mental e a excelência profissional. O livro fala ainda das armadilhas da mente em que facilmente caímos e que podem bloquear a inteligência. Para aqueles que definem o livro simplesmente como autoajuda, o autor rebate que a obra aborda a educação como "ciência aplicada". Autor de sucessos de venda como Nunca desista de seus sonhos, Pais brilhantes, professores fascinantes e O futuro da Humanidade, Cury é autor de 28 livros e já vendeu cerca de 16,5 milhões de cópias

Cini firma parceria com energéticos Effect A Cini Bebidas, acaba de firmar uma parceria para ampliar o leque de produtos oferecidos. A partir de maio, a empresa passa a representar as marcas de energéticos Effect e Ecco. Os energéticos Effect são disponibilizados em embalagem plástica de 1 litro e

CMYK

Ecco em latas de alumínio de 269 ml. Produzido na Alemanha, o Effect é o segundo energético mais vendido da Europa. "O alto padrão de qualidade foi o fator determinante para a Cini apostar neste produto. Somos uma empresa tradicional, que

conseguiu se manter no mercado por mais de cem anos pela qualidade e, quando decidimos ampliar o nosso portifólio com energéticos, buscamos o que há de melhor para trazer ao Paraná", diz o gerente comercial e marketing da Cini, Mauro Rasmussen.

ente, podendo ser usada frontalmente ou lateralmente às TVs de tela plana. "Este novo modelo possui uma alta amplitude de potência em seu plano vertical, o que facilita o recebimento das ondas um pouco além do plano horizontal. Ou seja, sua captação de sinal é privilegiada. Conseguimos unir alta qualidade, tecnologia de ponta e valor agregado. Além destas vantagens, ainda oferecemos garantia de dois anos", explica o gerente de vendas e marketing da Hitachi, Luiz Fernando Ramirez. A antena U-PA estará disponível a partir da segunda quinzena de maio com um preço sugerido de R$129,90.

Social Commerce modifica compras pela internet "O S-Commerce mudará a forma como compramos online". É o que afirma Lucas Nunes, VP de Operações da WebTraffic, agência full digital especializada em social media marketing. O chamado Social Commerce aproveita a audiência e segmentação das redes sociais, mas vai além. As comunidades deixam de ser apenas mídia para se tornarem plataformas de vendas. Nunes explica que a publicidade nas redes sociais já é uma tendência estabelecida, mas a novidade é poder comprar sem sair do ambiente das comunidades virtuais. Links em vídeos do Youtube diretamente para o carrinho de compras são um exemplo. Poder visualizar produtos, solicitar opinião de amigos e comprar através da Fan Page do Facebook, além de receber, pelo Twitter, links para carrinhos com ofertas exclusivas e "inacreditáveis", também estão entre as novas estratégias. A inovação faz parte do perfil dos varejistas, segundo Nunes. "No mercado publicitário, os anunciantes varejistas são sempre os mais inovadores, os que mais testam formatos e canais. Não poderia ser diferente com as redes sociais", avalia. Nunes lembra que o pilar do S-Commerce é a influência que as pessoas geram umas nas outras. "Se esta influência não for positiva, você precisará estar preparado para lidar com este cenário. Porém, quando bem sucedida, a estratégia leva os usuários a indicarem os produtos, serviços, marcas e lojas. Um a cada três internautas troca informações sobre experiências de compra nas redes sociais", informa.

Restaurante Manu tem novo cardápio O Restaurante Manu, comandado pela premiada Chef Manu Buffara, um dos grandes nomes da nova geração da gastronomia brasileira, acaba de lançar o seu novo cardápio de menu degustação. Inaugurado no último mês de janeiro, o restaurante foi inspirado em alguns dos estabelecimentos gastronômicos mais premiados do planeta, entre eles o dinamarquês Noma e o francês Le Chateubriand, e difunde técnicas de preparos contemporâneos na gastronomia do Estado do Paraná. Mesclando conceitos modernos da culinária mundial com sabores tipicamente brasileiros, o cardápio apresenta opções com opções de quatro (Brillant Savarin), seis (Sem Limites) e oito (Simplesmente Original) preparos e tem como destaque os pratos Bacalhau com feijão fradinho e couve; Fraldinha com ovo de codorna, batata e açafrão; Vieira com mandioquinha, neve e maçã; Salmão com maracujá e jambu; Paleta de porco com sete cereais e batata fibra ótica; Catato com banana da terra e pil pil de pimentão; e Carneiro com pinhão, chocolate e berinjela.

Magistral participa da Feira de Negócios em Inovação Tecnológica A Magistral marca presença também junto as principais instituições de pesquisa e ensino superior na 6ª Feira de Negócios em Inovação Tecnológica - Inovatec Paraná 2011. Na última semana, durante a feira que aconteceu na Federação das Indústrias do Paraná (FIEP), o gerente de qualidade, Josué Borges apresentou as políticas de inovação da Magistral em termos de braile. Desde 1997, a empresa, para atender uma solicitação do cliente, saiu na frente e passou a aplicar o braile nas embalagens dos produtos dos laboratórios Aché. Hoje, a Magistral possui um sistema que permite aplicação em braile nas embalagens e já atende a demanda de produção dos setores farmacêutico e cosmético. A partir do próximo mês, todos os laboratórios terão de se adequar para atender as exigências anunciada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2009, a nova regulamentação que obriga a identificação em braile nas embalagens de medicamentos.

Salton recebe clientes e apresenta toda a sua linha na APAS A Vinícola Salton marca presença na maior feira do setor atacadista e supermercadista da América Latina, a APAS, que tem início nesta segunda, dia 9, e se estende até o próximo dia 12 de maio no Expo Center Norte, em São Paulo. Contando com a visita de um grande público, a Salton aproveita para apresentar toda a sua linha de produtos para compradores de todo o País e exterior, e comemora o grande número de negócios fechados. "Estamos recebendo clientes de todo o Brasil e grandes nomes do exterior e isso é extremamente importante para nossa empresa", conta Luciana Salton, gerente de marketing da Vinícola.O Congresso de Gestão e Feira Internacional de Negócios em Supermercados daAPAS está em sua 27ª edição e apresenta as principais novidades do segmento,devendo atrair cerca de 75 mil empresários, diretores e executivos do Brasil e do exterior durante toda a feira. Este ano, o tema escolhido é "Inovação -Simplificando a Vida do Consumidor".

Intelig vence pregão da Telebrás A Intelig, empresa controlada pela TIM desde 2009, acaba de ser declarada como a vencedora do pregão eletrônico nº 08/2011-TB, promovido pela Telebrás. A empresa será a principal responsável pelo provimento de enlaces de comunicação e trânsito para acesso à rede Internet - nacional e internacional. O contrato tem vigência de dois anos após a assinatura e seu valor é de R$ 33.6 Milhões. O pregão faz parte do desenvolvimento do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).O serviço de trânsito entre os POPs da Intelig e da Telebrás compreende as seguintes localidades: São Paulo, Brasília, Fortaleza e Rio de Janeiro com largura de banda de 250Mbps a 10 Gbps.Pelo contrato, a Intelig proverá, ainda, o tráfego de pacotes IP (IPv4 e IPv6) do sistema autônomo da Telebrás e de seus usuários como origem ou destino para todos os endereços da rede mundial de computadores.

iPhone Curitiba oferece cursos para clientes Apple A loja oferece diversos cursos, venda de iPad e iPhone, Acessórios para produtos Apple em geral e atendimento qualificado.A novidade do momento são os cursos que a iPhone Curitiba oferece aos clientes Apple. Os cursos são definidos de acordo com a necessidade de cada cliente. O cliente entra em contato com a iPhone Curitiba e diz qual é a sua necessidade de aprendizado ou especialização e quais são os seus horários para que a loja crie um planejamento especifico de acordo com o desejado. A iPhone Curitiba cobra R$100 a hora/aula. Os cursos devem ser agendados com antecedência. Os cursos são voltados a clientes que acabaram de adquirir aparelhos novos de iPhone ou iPad. Dependendo da necessidade, a iPhone também oferece cursos voltados para o sistema do MAC.

Move1 e Point of View anunciam parceria A Move1 acaba de fechar um acordo de distribuição com a Point of View "O mercado brasileiro está em constante crescimento e a nossa meta é aproveitar as oportunidades para ampliar a nossa atuação. Estávamos à procura de um distribuidor para aumentar a cobertura da marca no país e encontramos na Move1 os requisitos que procurávamos", revela Fabio Lo, gerente geral da Point of View no Brasil.


12-05-11 Jornal Industria&Comercio