Issuu on Google+

Curitiba, segunda-feirA, 05 de maio de 2014 | Ano XXXViI | Edição nº 9104 | R$ 1,50

Indústria& Comércio DIÁRIO

LÍDER EM INFORMAÇÕES DE NEGÓCIOS E MERCADOS NO PARANÁ. DESDE 1976.

OPINIÃO

Joaquim Severino

Coronel Costa

DISCURSO NA ABERTURA DA COPA

cuidados ao vender o seu veículo

Na fazendona o acontecimento que mais juntava gente eram os torneios de futebol. Em segundo lugar e a depender do defunto eram os velórios, especialmente quando o morto só seria enterrado no dia seguinte e aí sim, depois de umas horas em diante corriam soltos os “causos” de assombração. Tinha também a festa da santa, com quermesse e tudo mais, mas que só ocorria uma vez por ano, e assim mesmo, o ponto alto do festejo era sempre um jogo de futebol com um time que vinha da cidade até a fazendona.

Muitas pessoas quando vão trocar o seu veículo, geralmente procuram lojas de revenda de veículos usados se estão procurando outro veículo seminovo, ou vão até as concessionárias pra comprar um seminovo ou novo. Mas o importante nesse momento independente de onde for realizar a sua transação, é tomar alguns cuidados: Em primeiro lugar verifique se o veículo que lhe interessou adquirir passou por uma inspeção veicular.

Página A2

Página B5

PEOPLE S/A Na coluna People SA de hoje, os jornalistas Maximilian Santos e Emelin Leszczynski destacam o sucesso da 30ª da Feira de Malhas de Imbituva, o crescimento da rede Rennê Joias, o lançamento da revista Where Auto, uma pu-

blicação única no segmento de automóveis na capital paranaense, a expansão da marca de moda infantil TIP TOP, e as principais novidades da área de negócios por meio de seus executivos.

Confiança da indústria é a mais baixa desde 2009 Pelo 14º mês seguido, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas, ficou abaixo da média histórica

A pesquisa aponta ligeira elevação no nível de satisfação com os resultados de seus negócios no momento presente com o Índice da Situação Atual (ISA) em 97,3 pontos, avaliação que é 0,7% maior do que a anterior Economia A3

Seminário Internacional acontece na FESP durante os dias 22, 23 e 24 de maio Felipe Rosa

Página A4

O Diário Indústria & Comércio e a Sociedade do Corpo Consular do Paraná, realizaram mais um Café das Nações, homenageando a Síria e a Holanda pelos seus dias nacionais. O cônsul da Síria, Abdo Dib Abage, aproveitou para apelando a todos pelo seu país, que sofre uma “invasão”. Já o vereador Chico do Uberaba lamentou a falta de apoio do Governo Federal à Ucrânia, na questão da invasão da Rússia.

Ataques terroristas na Colômbia caem 7% em 2013, apontam Estados unidos Os ataques terroristas ocorridos na Colômbia no ano passado tiveram redução de 7% com relação aos casos registrados em 2012. De acordo com o Relatório sobre o Terrorismo em 2013, divulgado pelo Departamento de Estado americano, foram reportados 830 ataques no ano passado, e 894 no ano anterior. Os Estados

Unidos apontam as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), como principais responsáveis pelos incidentes. No relatório, para o governo americano, a diminuição dos ataques terroristas no país está relacionada às negociações de paz e ao “sucesso” da ofensiva militar colombiana contra a guerrilha.

Páginas B2 e B3

Conferência nacional de defesa civil recebe propostas de pesquisadores A Rede de Pesquisa de Redução de Riscos de Desastres aprovou 40 propostas a serem enviadas para a 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil (2ª CNPDC) que o Ministério da Integração Nacional promoverá em Brasília. Dentre os princípios

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

aprovados destaca-se a garantia de divulgação contínua do conhecimento ligado à redução dos riscos de desastres, revelou o diretor do Departamento de Minimização de Desastres, da Secretaria Nacional de Defesa Civil do ministério, Armin Braun.

Editais na página a7

Apelo pela Síria e lamento pela falta de apoio à Ucrânia marcou o Café das Nações

A quinta edição do INTERBUSINESS acontecerá na Faculdade de Educação Superior do Paraná - FESP nos dias 22, 23 e 24 de maio. Na foto, o Dr. Anthony Portigliatti durante o IV Interbusiness Curitiba Página A5

Deputados vão investigar casos de racismo no futebol brasileiro A Comissão Externa de Combate ao Racismo da Câmara dos Deputados aprovou na última semana a realização de diligências nos estados do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, de São Paulo e do Rio Grande do Sul para investigar a prática de racismo no futebol. O requerimento dos depu-

tados Eurico Júnior (PV-RJ) e Beneditas da Silva (PT-RJ) pede a investigação de denúncias envolvendo três episódios de discriminação, nos quais os jogadores Tinga, do Cruzeiro, e Arouca, do Santos, e o juiz Márcio Chagas foram chamados de macaco durante as partidas. A agressão a Tinga ocorreu

Governo vai divulgar o leilão 4G para grandes investidores

em fevereiro, durante partida válida pela Copa Libertadores da América, na cidade de Huancayo, no Peru, quando torcedores do Real Garcilaso praticaram atos de racismo. Sempre que Tinga tocava na bola, a torcida peruana fazia sons imitando macaco.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que o governo fará um road show a fim de atrair investidores para o leilão da faixa de frequência de 700 mega-hertz (MHz), que deve ocorrer em agosto. As visitas de apresentação da frequência destinada à tecnologia 4G devem começar em junho, inicialmente nos Estados Unidos e Europa, podendo ser estendidas à Ásia.

Brasil A2

Brasil A2

Central de Atendimento: 41 3333.9800 / e-mail: pauta@induscom.com.br


Acho que todo mundo fez a sua parte: o São Paulo, que viu o jogador com dificuldade de renovar o contrato, foi lá e fez uma oferta, e pode se fazer isso no futebol.” Marcos, ex-goleiro, sobre negociação de Alan Kardec

Sou considerada apaixonada por moda, né? ... Mas ando tendo uma relação muito interessante com ela. Um ano atrás, me desfiz de dois terços do meu guarda-roupa.” Carolina Ferraz, atriz

a2 | BRASIL

Ele me ligou. Ele não estava bem. Sua cabeça não estava bem. Rubens Barrichello, seu amigo, estava no hospital. Ele estava muito chateado com a morte de Roland Ratzenberger.” Adriane Galisteu, apresentadora, sobre Ayrton Senna

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

EDITORIAL coluna@induscom.com.br

Um desastre chamado Pasadena É incrível como no Brasil são criados problemas escandalosos e extremamente prejudiciais. Muitos deles vêm da política. Outros vêm da sociedade em geral. O jeitinho brasileiro de levar vantagem contamina todas as áreas, os grupos, as religiões e as classes sociais. Recentemente, uma polêmica envolvendo uma grande empresa estatal está sendo estampada na maioria dos jornais – a estranha compra, realizada pela Petrobras, da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. E o pior é que a denúncia surgiu justamente em ano eleitoral, deixando ainda mais quente o clima de concorrência política que normalmente se instala no país nas épocas de pleito. A compra de Pasadena, no final das contas, mostrou-se um verdadeiro desastre, e não apenas para a Petrobras, mas para toda a nação. Saiu perdendo a petroleira brasileira, os funcionários que nela trabalham, os acionistas que nela investem – já que a imagem da empresa fica maculada –, o governo da presidente Dilma Rousseff, o eleitor que fica confuso com tantos debates acirrados dos partidos políticos, enfim, um desastre nacional. Agora, é bom que a situação seja revertida com as investigações e que eleitor tire algum proveito.

Previsão do tempo Fonte: www.simepar.br..

14° Máx.: 22°

Mín.:

Nebulosidade variável nesta segunda-feira no Estado, com momento de sol, mas a atmosfera fica mais instável e há condição de chuvas em algumas regiões do Paraná. Na faixa leste, céu parcialmente encoberto, com temperaturas ainda amenas.

Arte: Roque Sponholz..

Brasil vai ampliar concessão de vistos para haitianos O Brasil vai ampliar a concessão de vistos para haitianos para coibir a entrada ilegal dos imigrantes no país e facilitar o acesso a serviços públicos de educação, saúde e emprego. Atualmente, cerca de mil vistos de entrada no Brasil são concedidos a cidadãos haitianos por mês, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores.

Donos de cadeiras cativas no Maracanã serão indenizados

Os donos de cadeiras cativas no Maracanã podem solicitar indenização por não poderem assistir aos jogos da Copa do Mundo, de 12 de junho a 13 de julho. O valor pode chegar a quase R$ 4,5 mil, referentes aos sete jogos que ocorrerão no Rio. São 4.968 pessoas com direito a lugares cativos, por terem comprado assento vitalício na época da construção do Maracanã, entre 1948 e 1950.

Ampla concorrência

Governo vai divulgar o leilão 4G para grandes investidores As visitas de apresentação da frequência destinada à tecnologia 4G devem começar em junho

O

ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que o governo fará um road show a fim de atrair investidores para o leilão da faixa de frequência de 700 mega-hertz (MHz), que deve ocorrer em agosto. As visitas de apresentação da frequência destinada à tecnologia 4G devem começar em junho, inicialmente nos Estados Unidos e Europa, podendo ser estendidas à Ásia. “Pretendemos fazer uma divulgação para os grandes investidores sobre as regras do edital e as condições de funcionamento do mercado brasileiro, do potencial e da demanda, que deve aumentar mais ainda para o serviço de internet móvel”, disse Bernardo. Ele entende ser importante preservar e ampliar a concorrência. “É de interesse do consumidor. Com maior concorrência, as empresas buscam oferecer serviço e preço melhores, e isso acontece no mercado com as quatro grandes operadoras [que atuam no Brasil]”, explicou o ministro. O ministro e o presidente

De acordo com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, com maior concorrência, as empresas buscam oferecer serviço e preço melhores da Agência Nacional de Telecomunicações, João Rezende, participaram de audiência pública na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados

e falaram sobre os serviços de telefonia móvel no Brasil. Para o presidente da agência, os problemas do setor passam por três questões: qualidade, preço

Preconceito

Deputados vão investigar casos de racismo no futebol A Comissão Externa de Combate ao Racismo da Câmara dos Deputados aprovou na última semana a realização de diligências nos estados do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, de São Paulo e do Rio Grande do Sul para investigar a prática de racismo no futebol. O requerimento dos deputados Eurico Júnior (PV-RJ) e Beneditas da Silva (PT-RJ) pede a investigação de denúncias envolvendo três episódios de discriminação, nos quais os jogadores Tinga, do Cru-

zeiro, e Arouca, do Santos, e o juiz Márcio Chagas foram chamados de macaco durante as partidas. A agressão a Tinga ocorreu em fevereiro, durante partida válida pela Copa Libertadores da América, na cidade de Huancayo, no Peru, quando torcedores do Real Garcilaso praticaram atos de racismo. Sempre que Tinga tocava na bola, a torcida peruana fazia sons imitando macaco. Após o episódio, a Confederação SulAmericana de Futebol (Conme-

bol) abriu investigação preliminar e anunciou multa de US$ 12 mil (cerca de R$ 27,8 mil) no time peruano. Em março, o volante Arouca, do Santos, foi chamado de macaco por torcedores do Mogi Mirim. O atleta classificou como “lamentável e inaceitável” os xingamentos. O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJDSP) julgou o time por ofensas e aplicou multa de R$ 50 mil. A presidenta Dilma Rousseff lamentou o ocorrido e

Fundado em 2 de setembro de 1976

Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

recebeu os jogadores e representantes do movimento negro. No caso do árbitro Márcio Chagas, ele trabalhou na partida entre Esportivo e Veranópolis pelo Campeonato Gaúcho, no dia 6, e depois encontrou bananas em seu carro, que também foi danificado por torcedores do Esportivo. O caso foi parar na Justiça Desportiva e o pleno do TJD do estado decidiu tirar nove pontos do clube, que acabou rebaixado para a divisão de acesso com a decisão do tribunal.

Ponto de Vista

EXPEDIENTE

Diário Indústria&Comércio

e falta de acesso ao serviço em algumas regiões do país. Ele explica que o leilão da faixa de 700 MHz pretende resolver a última questão.

DISCURSO NA ABERTURA DA COPA Na fazendona o acontecimento que mais juntava gente eram os torneios de futebol. Em segundo lugar e a depender do defunto eram os velórios, especialmente quando o morto só seria enterrado no dia seguinte e aí sim, depois de umas horas em diante corriam soltos os “causos” de assombração. Tinha também a festa da santa, com quermesse e tudo mais, mas que só ocorria uma vez por ano, e assim mesmo, o ponto alto do festejo era sempre um jogo de futebol com um time que vinha da cidade até a fazendona. No período que Seu Inácio administrava de corpo presente a fazendona, e não apenas como sombra, o time nunca ganhou um torneio grande desses que só acontecem a cada quatro anos e que junta times de longe, até mesmo aqueles do outro lado do rio grandão. Fanático por bola, Seu Inácio sempre achava um jeitinho de enfiar citações futebolísticas

em seus discursos de gramática tão certeira quanto a cobrança do pênalti do Roberto Baggio na final da copa do mundo de 1994 nos Estados Unidos. Pois bem, a realidade era de que iria se realizar na fazendona um torneio de futebol maior ainda do que outro que aconteceu em lá pelos idos de 1950. Seu Inácio tinha acertado tudo, se comprometera com tudo e todos, inclusive com uma tal de FICA que ficaria encarregada de organizar e operar cada detalhe do grande torneio. Afinal não seria um torneio qualquer, e essa tal FICA que tinha fama de autoritária iria ter que se acertar com a Vilma, não menos autoritária. Já se sabia, mas não de maneira tão escancarada, que a sigla FICA é para deixar claro sobre quem é que “fica” com o dinheiro. Vai daqui, vai dali e o torneio foi sendo preparado aos trancos e barrancos e a FICA exigindo cada vez mais dinheiro. A Vilma foi ficando cada vez mais

contrariada, mas se deu conta de que a ponte foi dinamitada, não tinha mais como retroceder e mesmo se fosse possível, seu Inácio iria se aborrecer a ponto de fazer a administração dela ser mais curta que voo de galinha. Enquanto isso as coisas na fazendona foram ficando igual o cantar de perua (pió, pió, pió). A peãozada foi sentindo no bolso e no prato que a coberta estava ficando cada vez mais curta. Teve até o ensaio do grande torneio tão esperado, que a Dona Vilma e o homem da FICA quiseram fazer uma saudação e a peãozada não deixou. A vaia foi muito grande. A partir daí incorporou-se à gama de desafios até que o grande torneio aconteça, o desafio do discurso. Dizem que até Seu Inácio pretendia dizer umas palavrinhas na abertura do grande torneio, muito embora não seja mais o administrador da fazendona, mas seria apresentado como o pai do evento.

Joaquim Severino – Diretor Presidente da empresa Agrária Engenharia e Consultoria S/A e Professor de Política Agrícola da Universidade Federal do Paraná (1973/2010), escreve nesta coluna desde 1992.


Diário Indústria&Comércio

a3 | economia

Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

RECORDE

Confiança da indústria é o mais baixo desde 2009 Pelo décimo quarto mês seguido, o ICI da Fundação Getulio Vargas, ficou abaixo da média histórica, que é de 105,4 pontos

Ayrton Baptista IMPOSTO REVERTIDO O governo estadual repassou R$ 1,81 bilhão aos municípios paranaenses nos primeiros três meses do ano. O valor representa aumento de 13,74% em relação ao mesmo período de 2013. Os recursos são referentes à arrecadação do Imposto sobre a Propriedade de Veículos (IPVA) e do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

AVICULTURA EM ALTA O Paraná segue como destaque no setor de avicultura durante o último trimestre. Segundo o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas, o Estado atingiu o acumulado de 380 milhões de cabeças abatidas. Além de um faturamento de US$ 497 milhões em exportações.

IML NO LITORAL Paranaguá, no litoral, conta agora com uma nova sede do Instituto Médico Legal (IML), que também atenderá aos municípios de Pontal do Paraná, Guaratuba, Morretes, Antonina, Matinhos e Guaraqueçaba. O Instituto recebeu o investimento de R$ 1,2 milhão para a construção do prédio e mais R$ 350 mil para a aquisição de equipamentos.

PARQUE AMBIENTAL A pesquisa aponta ligeira elevação no nível de satisfação com os resultados de seus negócios no momento presente com o Índice da Situação Atual (ISA) em 97,3 pontos, avaliação que é 0,7% maior do que a anterior

P

elo décimo quarto mês seguido, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas, ficou abaixo da média histórica, que é de 105,4 pontos, ao atingir em abril 95,6 pontos ante 96,2, em março. Esse nível é o mais baixo já registrado desde junho de 2009 (90,7 pontos). Esses dados são referentes à Sondagem da Indústria de Transformação, apurada pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação

Getulio Vargas. A pesquisa aponta ligeira elevação no nível de satisfação com os resultados de seus negócios no momento presente com o Índice da Situação Atual (ISA) em 97,3 pontos, avaliação que é 0,7% maior do que a anterior. Já em relação ao Índice de Expectativas (IE), houve queda de 2% com o nível atingindo 93,9 pontos. “Os resultados de abril sinali-

zam continuidade do período de desaceleração do ritmo de atividade industrial, sem perspectivas, por ora, de reversão de tendência”, destaca a nota técnica da FGV. Segundo ainda o comunicado, o que influenciou a pequena melhora no ISA foi a redução dos estoques. A parcela dos entrevistados que indicaram estoques excessivos diminuiu de 9,4% para 8,4%. Ao mesmo tempo, aumentou de 1% para 2,9% o total

que apontaram a existência de estoques insuficientes. Em relação às previsões futuras no curto prazo, caiu de 30,9% para 27,1% a proporção de empresas que acreditam em aumento da produção. Para 12%, as atividades vão diminuir ante 11,4% que tinham tal avaliação no mês anterior. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) apresentou leve recuo ao passar de 84,4% em março para 84,1% em abril.

FALTA DE TRABALHO

Desemprego aumenta nas seis regiões pesquisadas pelo Dieese e pela Seade A taxa de desemprego aumentou no conjunto das seis regiões pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). O índice passou de

10,3%, em fevereiro, para 11%, em março. Foram eliminados 137 mil postos de trabalho, o que elevou o total de desempregados para 2.294.000. De acordo com a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) divulgada na capital paulista, o

nível de ocupação caiu 1,5% em Porto Alegre, 1,3% em Fortaleza, 1,2% no Recife, 0,9% em Belo Horizonte, 0,5% em São Paulo, e 0,2% em Salvador. A indústria de transformação cortou 88 mil vagas, com queda de 3,1%; a construção

civil eliminou 26 mil postos, queda de 1,7%; o comércio e a reparação de veículos automotores e motocicletas reduziu as vagas em 24 mil, um recuo de 0,7%; e o segmento de serviços manteve-se estável, segundo a PED.

Leilão para compra de energia existente contrata 2.046 megawatts médios O leilão para compra de energia elétrica existente feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) contratou 2.046 megawatts médios, com preço médio pago pelas 20 usinas que venceram o certame de R$ 268,33. O total dos valores negociados soma R$ 27,28 bilhões, de acordo com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O objetivo do leilão foi atender à necessidade imediata de contratação de energia pelas distribuidoras. O preço-teto definido pelo edital foi R$ 262,00 megawatt-hora (MWh) para o contrato por disponibilidade e R$ 271,00 MWh no contrato por quantidade. O leilão serviu para as distribuidoras comprar energia que já está sendo gerada por hidrelétricas e termelétricas – por isso é chamado de leilão de energia existente.

Segundo a Aneel, o leilão trará um reajuste de tarifa menor do que se as distribuidoras continuassem a comprar energia no mercado O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse que o leilão foi um sucesso e ficou acima das expectativas. Segundo ele, o total contratado atende a 85,25% da necessidade das dis-

tribuidoras para o período até o final do ano. A energia contratada representa 64% do nível de exposição, ou seja, a energia em falta para as distribuidoras e que vem sendo comprada no mercado livre. “Esta

contratação de 2.046 megawatts médios significa que o nível de exposição está caindo para 350 megawatts médios. Esse resultado permitirá uma tendência de normalização rápida no setor elétrico”, explicou Zimmermann.

Clevelândia, sudoeste paranaense, prevê a criação do Parque Ambiental Mozart Rocha Loures. O projeto propõe a instalação do parque em uma área de 1.900.00 metros qua-

drados com investimento de R$ 3,5 milhões através do ICMS Ecológico.

NOVAS OBRAS Laranjeiras do Sul, centro-sul, será beneficiada com R$ 8, 3 milhões. O valor será aplicado na reforma do Centro Bucal, a construção da Unidade Básica de Saúde no bairro Monte Castelo, e por fim, na pavimentação asfáltica da Avenida Santos Dumont.

INVESTIMENTO Será repassado ao município de Pinhão, centro-sul do Paraná, R$ 645 mil pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM). O investimento será destinado a renovação da frota municipal com a compra de um caminhão caçamba, um caminhão coletor de lixo e uma retroescavadeira.

FESTA DA POLENTA Cerca de três toneladas de polenta estão sendo preparadas para a ‘2ª Festa da Polenta’ em Guarapuava, na região central.


PEOPLE S/A BALANÇO Wagner Rosa, diretor do Grupo NOWA e Olivier Chemin, diretor administrativo do Jacques Janine, acabam de anunciar um acordo entre as empresas sobre o lançamento da nova linha de produtos capilares que levará o nome “Jacques Janine Professionnel”. A linha começa com 22 produtos e teve um investimento de R$ 5 milhões. A expectativa é de aumentar o faturamento do grupo em 30%, após o primeiro ano de comercialização. Com a proposta de atingir profissionais do setor e consumidores das classes A e B, a linha será utilizada e comercializada, a partir de maio, em toda a rede do salão.

Hudson Gonçalves Andrade, diretor executivo de desenvolvimento da MRV, anunciou o investimento do mês de março em mais de R$ 9 milhões em obras e ações de melhorias em todas as regionais em que está presente. Só primeiro trimestre do ano os investimentos passaram de R$ 25 milhões. Os

valores apontados são destinados a obras de infraestrutura, como construção de praças e parques, escolas, entre outras. De acordo com o executivo esses números são resultado do trabalho da MRV que vai além de possibilitar a compra da casa própria e reflete a forte parceria com os municípios.

O advogado Marcelo M. Bertoldi é o novo coordenador-geral do Capítulo Paraná do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC-PR). Depois de um ano sabático, o sócio do escritório Marins Bertoldi Advogados Associados recebe o cargo de Carlos Alexandre Peres, sócio da PricewaterhouseCoopers. É a terceira vez que Bertoldi assume a posição. Driano Marsili e Birgit Marsili, franqueados das unidades Ecoville e Angeloni Batel da lavanderia premium Lavasecco, comemoram o recebimento do Selo de Excelência em Franchising 2014, prêmio concedido pela ABF (Associação Brasileira de Franchising) com o objetivo de contemplar os franqueadores que se destacam em sua

atuação, valorizando as melhores práticas. Dentre mais de 2 700 franquias, apenas 197 foram chanceladas nessa edição. A chancela é concedida após uma minuciosa análise da satisfação dos franqueados em relação à franqueadora, em etapas que avaliam a satisfação, a marca, a rentabilidade e a performance operacional.

CROSS SELLING

Maximilian Santos e Emelin Leszczynski peoplesa@induscom.com.br

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014 | a4

FEIRA DE MALHAS Verli Moleta, presidente da Imbitumalhas, associação responsável pela organização da Femai - Feira de Malhas de Imbituva, comemora o sucesso da 30ª edição, que começou no último dia 21 de abril. Segundo o empresário, a expectativa é que aproximadamente 50 mil pessoas de várias partes do Paraná e outros estados visitem a feira. Somente no lançamento da Femai 2014, o movimento foi 40% maior em comparação ao ano anterior. O evento, que movimenta toda a região, gerando receita em várias áreas do comércio local, além de centenas de empregos diretos e indiretos, espera que sejam vendidas mais de 300 mil peças da coleção outono/inverno.

JOIAS CURITIBANAS

Helene Fortes, diretora da Rennê Joias, rede curitibana de lojas especializada em joias, recebeu a coluna para falar sobre o crescimento e expansão da marca. Com mais de 50 anos de tradição, a empresa conta com oito lojas, presentes nos principais shoppings da capital paranaense. Segundo a executiva, esses pontos de vendas são responsáveis por um crescimento de 10% ao

COUNTRY MANAGER Fellipe Canale acaba de assumir a posição de country manager para o Brasil da RSA, divisão de segurança da EMC. Nesta nova missão, o executivo passa a liderar todo time de vendas no País. Desde março do ano passado, Canale atuava como gerente de canais da RSA para Brasil e Sola (South Latin America). Ele possui mais de 16 anos de experiência no mercado de segurança da informação. A RSA, a divisão de segurança da EMC, é o principal fornecedor de soluções de segurança para a aceleração dos negócios, ajudando as empresas mais importantes do mundo a solucionar com êxito seus desafios de segurança mais complexos e confidenciais.

Ricardo Marcondes, gerente de expansão da marca de moda infantil TIP TOP, em entrevista para a coluna, destacou o crescimento de 34% do faturamento da companhia no último ano. No total, a rede faturou R$ 71 milhões, dentro de suas 87 unidades distribuídas em 22 estados brasileiros. Segundo o executivo, com a credibilidade e força que a marca possui no mercado, o objetivo é se tornar um player nacional. O último passo importante foi a abertura de uma Mega Store e a formatação do modelo de franquias. No Paraná, a marca conta com duas lojas, uma recém inaugurada no Shopping Pátio Batel e outra no Park Shopping Center em Maringá. Para este ano a expectativa do executivo é de crescer 32% atingindo um faturamento de R$ 94 milhões.

colaborando para o aumento da fidelização dos clientes e no aumento das vendas cruzadas da companhia. O Cross Selling é uma prática comercial desenvolvida pela Globalweb Corp, com o objetivo de ampliar os negócios por meio da venda cruzada de soluções entre todas as empresas da holding.

Marina Cotovicz, diretora da MCC Comunicação, lançou para o mercado editorial de Curitiba, a revista Where Auto, uma publicação única no segmento de automóveis na capital paranaense. Segundo a empresária, o projeto aborda vários assuntos ligados ao automobilismo, como Fórmula 1, Arrancada, Motociclismo, Clubes, Colecionadores, Kart, Lançamentos, Competições, Produtos, Turismo e cultura dirigida ao mundo sobre rodas. Além da conhecida revista Where Curitiba, a jornalista também é responsável por projetos como a Where Imóveis, edição anual de construção, arquitetura e decoração, e lançou o Where Curitiba Express – um mapa bilíngüe distribuído em hotéis e táxis que fazem o trajeto do aeroporto.

ano no faturamento. Quando questionada sobre expansão, Helene anunciou a assinatura do contrato com o esperado Jockey Plaza Shopping, além de um possível projeto que contempla as principais cidades do interior do Paraná e de Santa Catarina. Um dos pontos fortes da empresa está na linha de peças kids, que representa aproximadamente 30% do faturamento total.

MERCADO INFANTIL

Carlos Alberto Herédia Pereira é o novo diretor de Cross Selling da Globalweb Corp, um dos maiores conglomerados brasileiros de tecnologia da Informação. Com 26 anos de experiência nos segmentos de Tecnologia e Serviços, o executivo terá a missão de consolidar a cultura de Cross Selling no grupo,

WHERE AUTO

MERCADO DE MOTOS Rafael Dannemann, gerente nacional de vendas da X Motos do Brasil, anunciou o fechamento do primeiro trimestre de 2014 com crescimento de 50% acumulado nas vendas em comparação ao mesmo período de 2013. Segundo o executivo, pontualmente, março deste ano, registrou 8% de crescimento em relação ao mesmo mês no ano passado. O cenário nacional

também apresentou números positivos. De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), as vendas do setor no varejo foram 3,7% superior ao volume obtido no mesmo período do ano passado, enquanto a produção apresentou aumento de 6,6%.


geral | a5

DiĂĄrio IndĂşstria&ComĂŠrcio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

V INTERBUSINESS

CIDADANIA

FESP realiza SeminĂĄrio Internacional em maio

Procon oferta curso virtual, para o jovem consumidor

O seminĂĄrio internacional terĂĄ como tema os CĂłdigos de ExcelĂŞncia: Produtividade, Confiança, Felicidade, Hospitalidade e Inovação Consolidado como referĂŞncia dentro do programa das Cidades-IrmĂŁs da ONU celebrado entre Curitiba e Orlando (EUA), a quinta edição do INTERBUSINESS acontecerĂĄ na Faculdade de Educação Superior do ParanĂĄ - FESP nos dias 22, 23 e 24 de maio. Realizado em parceria com a norte-americana Florida Christian University, o seminĂĄrio internacional terĂĄ como tema os CĂłdigos de ExcelĂŞncia: Produtividade, Confiança, Felicidade, Hospitalidade e Inovação. Com o objetivo de promover o intercâmbio do conhecimento, a programação do V INTERBUSINESS reĂşne importantes nomes do mundo dos negĂłcios, compreendendo cada um dos CĂłdigos de ExcelĂŞncia como subtemas que resumem o teor de cada palestra. Destaque para a presença de Jim Cunninghan, que atuou por 17 anos foi coordenador da Disney University e Disney Institute em Orlando – FlĂłrida. A palestra de Cunninghan terĂĄ como tema “ExcelĂŞncia e Qualidade no Atendimento ao

Clienteâ€?, oferecendo aos presentes toda o know-how conquistado a frente de empreendimentos como a implementação da Disney em Paris. Para o Presidente da FESP, Carlos Eduardo de Athayde GuimarĂŁes, a oportunidade ĂŠ significativa: “Participar do INTERBUSINESS ĂŠ um passo importante rumo a internacionalização com mudança de mentalidade. AlĂŠm da certificação internacional proporcionada pela participação no seminĂĄrio, a oportunidade de estar frente a frente com palestrantes de renome como Jim

Cunninghan ĂŠ imperdĂ­vel.â€? É justamente pela busca de uma consciĂŞncia transformadora que o psicĂłlogo clĂ­nico e master coach, Dr. Benny Rodriguez, orientarĂĄ a sua palestra. Propondo uma reflexĂŁo sobre a felicidade nos âmbitos corporativo e de negĂłcios, Benny abordarĂĄ a importância da mesma no fator produtividade: “A minha tese ĂŠ que pessoas felizes produzem empresas felizes. Uma empresa ĂŠ a manifestação da somatĂłria de grandezas humanas individuais. Nossa proposta aqui ĂŠ “porque vocĂŞ ĂŠ feliz primeiro,

você merece ter�. Produtividade Ê o resultado de pessoas felizes, não a causa da felicidade.� AlÊm de Jim Cunninghan e Benny Rodriguez, o V INTERBUSINESS conta com uma programação com o que hå de mais atual em business, coaching e gestão. O V INTERBUSINESS tem o patrocínio da Compagås, Associação Comercia do Paranå, CONCEXRI, RCE Construtora e Fomento Paranå. Mais informaçþes sobre o evento, programação, inscriçþes e investimento, estão disponíveis no site: http://fespinternacional. com.br/

Jucepar

Empresas devem atualizar dados atÊ 30 de julho para preservar direito ao nome Os empresårios que ficam sem atualizar os dados do registro de sua empresa na Junta Comercial durante mais de 10 anos correm o risco de serem considerados inativos e perderem o nome empresarial. Para evitar transtornos aos empreendedores e contabilistas, a Junta Comercial do Paranå (Jucepar) lançou uma campanha de atualização do registro em-

PLQVDXGH

presarial. Segundo o presidente da Jucepar, Ardisson Akel, a lei 8.934/94 determina que os empresårios que no prazo de 10 anos não registrar alteraçþes contratuais serão presumidos como inativos. Caso essas informaçþes tenham permanecido as mesmas nos últimos 10 anos, a empresa deve protocolar na Junta Comercial uma Declaração de Ati-

vidade. Se esta Declaração nĂŁo for apresentada atĂŠ o dia 30 de julho, a empresa serĂĄ automaticamente considerada inativa. “Manter uma empresa ativa pode proporcionar inĂşmeros benefĂ­cios ao empresĂĄrio, como a proteção do nome empresarial, que deixa de existir no caso de empresas inativas. Essa movimentação dos dados faz com que

o registro continue ativo na entidade, impedindo que um novo negócio seja aberto com o mesmo nome. As informaçþes a serem atualizadas são as mesmas informadas por ocasião da abertura da empresa�, observa. O intuito da campanha da Jucepar Ê alertar os profissionais sobre a importância da atualização do registro empresarial.

PLQVDXGH

O PROGRAMA MAIS MÉDICOS TROUXE MAIS SAÚDE PARA O PARANà . 6yDTXLQRHVWDGRMiVmR

PpGLFRV OHYDQGRDWHQGLPHQWR GHTXDOLGDGHD

PXQLFtSLRVH GLVWULWRLQGtJHQD $EULOGH

0DLV0pGLFRVQR%UDVLO

'REURX o investimento

em atenção båsica

Atendeu mais de

Cerca de

da demanda dos municĂ­pios

GHSHVVRDVEHQH´FLDGDV

%

 PLOK}HV

O Programa Mais MÊdicos do Governo Federal superou uma grande meta: em apenas oito meses, atendeu a mais de 100% dos municípios cadastrados no Programa. O Paranå faz parte desta conquista com mais de 191 milhþes de reais investidos, alÊm da ampliação e melhoria do atendimento mÊdico oferecido à população, principalmente a que vive nas localidades mais distantes e nos bairros mais pobres. &RQ´UDVHDVXDFLGDGHHVWiSDUWLFLSDQGRGR3URJUDPD$FHVVHRVLWHPDLVPHGLFRVVDXGHJRYEURXOLJXH136.

O Procon do ParanĂĄ abriu as inscriçþes para o Curso de Direitos do Consumidor destinado a jovens . Os interessados tĂŞm atĂŠ 8 de maio para se inscreverem para as 100 vagas ofertadas. A inscrição deve ser feita no link “Curso para Jovem Consumidorâ€?, no portal do Procon-PR - www. procon.pr.gov.br. O curso - que integra o projeto “O Consumidor Educação: Curso Virtual para o Jovem Consumidorâ€?, do MinistĂŠrio da Justiça - ĂŠ gratuito e serĂĄ ministrado pela Escola Nacional de Defesa do Consumidor, via internet. O acesso ao conteĂşdo ministrado serĂĄ por meio de login e senha que serĂŁo encaminhados ao e-mail informado pelo aluno apĂłs a confirmação da inscrição. Para maiores informaçþes: cursoprocon@procon. pr.gov.br

CONTEĂšDO “O curso ĂŠ virtual e tem como objetivo promover o acesso aos processos de aprendizagem, independente de limitaçþes geogrĂĄficas, uma inovação e ampliação dos instrumentos de capacitação da Escola Nacional de Defesa do Consumidorâ€?, disse a coordenadora do Procon-PR, Claudia Silvano. Este ĂŠ o dĂŠcimo segundo curso promovido pela Escola Nacional de Defesa do Consumidor, com linguagem adaptada ao pĂşblico jovem. Os mĂłdulos apresentam temas variados, como saĂşde e higiene, ensino particular, internet e redes sociais, educação financeira e consumo sustentĂĄvel, entre outros. A finalidade ĂŠ capacitar os jovens para que possam tomar decisĂľes mais conscientes nas situaçþes diĂĄrias de consumo.

PROTAGONISMO JUVENIL

Audiência pública reúne mais de 200 jovens Mais de 200 jovens participaram da reunião promovida pela Assessoria Especial de Juventude do Governo do Estado (AEJ) em Araucåria, na Região Metropolitana de Curitiba, para a quinta Audiência Pública Estadual da Juventude. O encontro aconteceu no Teatro da Praça. Na abertura do evento, o assessor especial de Juventude, Edson Lau Filho, falou sobre o importante canal que o Governo do Estado estå dando aos jovens, para sugestþes e revindicaçþes, incentivando o protagonismo juvenil. Os jovens fizeram muitas perguntas, principalmente na årea de educação, saúde e segurança, que foram respondidas e debatidas durante a audiência.

Para uma plateia de secundaristas e representantes de movimentos jovens, o coordenador de Relaçþes Institucionais da AEJ, Jeulliano Pedroso, fez a apresentação do Estatuto da Juventude, polĂ­ticas pĂşblicas para juventude e a função da AEJ para articulação dos programas voltados para os jovens no ParanĂĄ. A Assessoria Especial da Juventude atua junto a jovens paranaenses de 15 a 29 anos, com o objetivo de elaborar e propor a PolĂ­tica Estadual da Juventude, articulada com outras secretarias e ĂłrgĂŁos do Estado. “Trabalhamos para levar aos jovens a proposta do governador Beto Richa de atender todos os municĂ­pios do ParanĂĄâ€?, afirma Edson Lau Filho.


a6 | piblicidade legal

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

DEMONSTRATIVO DE SOBRAS E PERDAS ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013

UNIODONTO DE CURITIBA - COOPERATIVA ODONTOLOGICA CNPJ/MF: 78.738.101/0001-51

2013 Contraprestações Líquidos R$ 53.961.479,38 R$ Eventos Indenizáveis Líquidos R$ (23.496.899,80) R$ RESULTADO OPERACIONAL BÁSICO R$ 30.464.579,58 R$ Despesas de Comercialização R$ (6.802.233,08) R$ Outros Ingressos/receitas Operacionais R$ 1.353.000,35 R$ Outros Dispêndios/Despesas Operacionais R$ (1.117.726,49) R$ RESULTADO OPERACIONAL R$ 23.897.620,36 R$ Despesas Administrativas R$ (22.715.498,01) R$ Resultado Financeiro Líquido R$ (1.241.115,16) R$ SOBRAS OU PERDAS LÍQUIDAS OPERACIONAIS R$ (58.992,81) R$ Provisão p/ IRPJ - Atos não Cooperativos R$ (3.224,21) R$ Provisão p/ CSLL - Atos não Cooperativos R$ (1.774,79) R$ Destinações Legais e Estatutárias R$ R$ SOBRAS E PERDAS LÍQUIDAS DO EXERCÍCIO R$ (63.991,81) R$ AS NOTAS EXPLICATIVAS DA DIRETORIA, FAZEM PARTE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2013 ATIVO ATIVO CIRCULANTE Disponivel REALIZÁVEL Aplicações Financeiras Crédito de Operação c/ Plano Assit Saúde Outro Valores e Bens ( - ) Provisão p/ Perdas Sobre Credito Estoque Despesas Antecipadas ATIVO NÃO CIRCULANTE Investimentos Imobilizado Intangível TOTAL DO ATIVO

2013 R$ 21.090.068,74 R$ 293.133,93 R$ 20.796.934,81 R$ 5.062.059,35 R$ 14.875.409,42 R$ 2.053.878,59 R$ (1.638.543,88) R$ 328.404,38 R$ 115.726,95 R$ 11.386.051,76 R$ 6.609,44 R$ 11.176.485,97 R$ 202.956,35 R$ 32.476.120,50

2012 R$ 19.303.050,19 R$ 176.420,37 R$ 19.126.629,82 R$ 10.068.991,64 R$ 10.217.929,77 R$ 1.984.689,66 R$ (3.831.918,05) R$ 639.094,75 R$ 47.842,05 R$ 5.389.387,61 R$ 6.609,44 R$ 5.180.576,91 R$ 202.201,26 R$ 24.692.437,80

PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE Eventos a Liquidar Provisões Técnicas Obrigações Sociais e Tributárias Débitos Diversos PASSIVO NÃO CIRCULANTE EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Obrigações Tributárias Provisão para Contingências Emprestimos e Financiamentos PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Integralizado Reservas Sobras / Perdas à Disposição da AGO TOTAL DO PASSIVO

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

2013 15.595.729,45 1.742.671,13 6.259.344,18 2.766.725,09 4.826.989,05 7.586.586,68 7.586.586,68 6.220.571,83 1.366.014,85 9.293.804,37 4.579.341,43 4.778.454,75 (63.991,81) 32.476.120,50

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

2012 9.344.836,00 1.735.123,12 3.450.453,13 2.206.237,74 1.953.022,01 5.393.431,28 5.393.431,28 107.525,91 5.267.736,28 18.169,09 9.954.170,52 4.027.592,23 4.616.447,69 1.310.130,60 24.692.437,80

AS NOTAS EXPLICATIVAS DA DIRETORIA, FAZEM PARTE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

2012 44.666.568,31 (20.330.796,40) 24.335.771,91 (7.099.507,69) 1.016.711,03 (488.562,85) 17.764.412,40 (16.652.091,60) 688.959,78 1.801.280,58 (4.244,63) (2.336,49) 484.568,86 1.310.130,61

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - 2013

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA - 2013 ATIVIDADES OPERACIONAIS 2013 Recebimentos de Plano Saúde R$ 55.672.967,55 Outros Recebimentos Operacionais R$ 2.737.528,87 Pagamentos a Fornecedores/Prestadores de Serviço de Saúde R$ (11.969.652,07) Pagamentos de Comissões R$ (9.523.419,48) Pagamentos de Pessoal R$ (8.584.079,79) Pagamentos de Pró-Labore R$ (539.467,58) Pagamentos de Serviços Terceiros R$ (2.814.072,06) Pagamentos de Tributos R$ (7.261.314,90) Pagamentos de Contingências (Cíveis/Trabalhistas/Tributárias) R$ (28.083,30) Pagamentos de Aluguel R$ (256.164,30) Pagamentos de Promoção/Publicidade R$ (751.091,21) Outros Pagamentos Operacionais R$ (15.606.493,35) Total: R$ 1.076.658,38 ATIVIDADES DE INVESTIMENTO 2013 Pagamentos de Aquisição de Ativo Imobilizado - Hospitalar R$ Pagamentos de Aquisição de Ativo Imobilizado - Outros R$ (4.512.687,36) Total: R$ (4.512.687,36) ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO 2013 Recebimento Empréstimos/Financiamentos R$ 14.512.326,43 Recebimentos de Juros de Aplicações Financeiras R$ 334.426,69 Pagamentos de Juros e Encargos sobre Empréstimos/Financiamentos/Leasing R$ (637.473,33) Outros Recebimentos das Atividades Financeiras R$ 92.736,30 Pagamentos de Amortização de Empréstimos/Financiamentos/Leasing R$ (10.749.273,55) Total: R$ 3.552.742,54 ( = ) Variação Líquida do Caixa R$ 176.420,37 ( + ) Equivalentes de Caixa Iniciais R$ 116.713,56 ( = ) Equivalentes de Caixa Finais R$ 293.133,93 AS NOTAS EXPLICATIVAS DA DIRETORIA, FAZEM PARTE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

Ingressos/Receitas Insumos adquiridos de terceiros VALOR ADICIONADO BRUTO Retenções VALOR ADICIONADO LIQUIDO PRODUZIDO PELA COMPANHIA Valor adicionado recebido em transferência VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO Pessoal Renumeração Direta Benefícios FGTS Impostos, taxas e contribuições Renumeração de capitais de Terceiros Despesas Financeiras Aluguéis Sobras ou Perdas do Período Destinações Legais Sobras / Perdas a Disposição da AGO

2012 48.405.150,82 2.720.939,74 (2.744.140,98) (7.099.507,69) (7.181.788,85) (536.206,36) (3.094.012,38) (7.951.938,28) (21.615,17) (202.603,39) (953.927,01) (18.987.687,34) 2.352.663,11 2012 (18.644,89) (755.386,54) (774.031,43) 2012 501.920,00 862.186,74 (712.277,56) (2.180.275,86) (1.528.446,68) 126.235,37 50.185,00 176.420,37

R$ R$ R$ R$

2013 57.307.512,49 (40.532.769,46) 16.774.743,03 (535.928,75)

R$ R$ R$ R$

2012 45.128.093,43 (31.832.127,11) 13.295.966,32 (420.252,58)

R$

16.238.814,28

R$

12.875.713,74

R$

2.105.513,21

R$

3.065.141,56

R$

18.344.327,49

R$

15.940.855,30

R$ R$ R$ R$ R$ R$

(18.344.327,49) (7.397.908,13) (5.768.041,50) (1.097.163,93) (532.702,70) (8.848.333,40)

R$ R$ R$ R$ R$ R$

(15.940.855,30) (5.276.719,38) (4.039.126,79) (833.302,54) (404.290,05) (7.364.561,58)

R$ R$ R$ R$ R$

(2.162.077,77) (1.993.628,02) (168.449,75) 63.991,81 -

R$ R$ R$ R$ R$

(1.504.874,88) (1.359.470,75) (145.404,13) (1.794.699,46) (484.568,86)

R$

63.991,81

R$

(1.310.130,60)

AS NOTAS EXPLICATIVAS DA DIRETORIA, FAZEM PARTE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO ENCERRADO EM 31/12/2013 Capital Social Saldo em 31.12.2011 Aumento Capital / RAC Sobras Exercício 2009 Reserva Legal F.A.T.E.S. Reserva de Reavaliação Reserva Legal - Ad Referendum Fundo de Desenvolvimento FEECO Capital Social AD Referendun Ajustes Exerc. Anteriores Transferências Sobras/Perdas a Dispos. A.G.O

R$ R$

1.358.629,52 390.000,00

Saldo em 31.12.2012

R$

1.748.629,52

Aumento Capital / RAC Sobras Exercício 2012 Reserva Legal F.A.T.E.S. Reserva de Reavaliação Reserva Legal - Ad Referendum Fundo de Desenvolvimento FEECO Capital Social AD Referendun Ajustes Exerc. Anteriores Fundo Aquisição Imóveis Sobras/Perdas a Dispos. A.G.O

R$

435.000,00

Saldo em 31.12.2013

R$

Reserva Legal

F.A.T.E.S.

Fundo Aquis. Imóveis

R$

1.005.213,05

R$

778.718,46

R$

R$

179.469,95

R$

241.433,34

R$

1.184.683,00

R$

R$

199.201,91

R.A.C. R$ 1.713.286,57 R$ 565.676,14

R$

1.184.683,00

R$

Reserva Reavaliação R$

35.893,99

R$

359.393,13

R$

978.771,56

R$

235.095,90

R$ 2.278.962,71

FEECO

597.630,95

R$

459.211,17

Ajustes Exerc. Anteriores R$

-

Sobra Perda R$

1.437.572,50

R$ (1.437.572,50) R$

R$

R$ R$

2.183.629,52

1.020.151,80

619.378,43

Fundo Desenvol.

R$

(10.925,35)

586.705,60

R$

151.828,66

R$

611.039,83

R$

-

116.749,20

R$

1.310.130,60

R$

1.310.130,60

1.004.898,81

R$

978.771,56

R$

235.095,90

R$ 2.395.711,91

R$

586.705,60

R$

788.299,88

R$

-

R$

9.954.170,52

R$

(63.991,81)

R$

(63.991,81)

R$

R$ (1.310.130,60)

177.260,05

R$ 8.168.842,56 R$ 955.676,14 R$ (1.437.572,50) R$ 179.469,95 R$ 241.433,34 R$ (10.925,35) R$ R$ 35.893,99 R$ 151.828,66 R$ R$ R$ 359.393,13 R$ 1.310.130,60 R$ 551.749,20 R$ (1.310.130,60) R$ R$ (15.252,99) R$ R$ R$ R$ 177.260,05 R$ R$ R$ R$ (63.991,81)

(15.252,99)

R$

Total

9.293.804,37

NOTAS EXPLICATIVAS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 NOTA 01. CONTEXTO OPERACIONAL A UNIODONTO DE CURITIBA – COOPERATIVA ODONTOLÓGICA é uma sociedade de pessoas, de natureza civil. A entidade é regida pela Lei n°. 5.764 de 16 de dezembro de 1971, que regulamenta o sistema cooperativista do país e como operadora do sistema de saúde, é regida pela Lei n°. 9.656 de 03 de junho de 1998, Lei n°. 9.961 de 28 de janeiro de 2000 e Instruções Normativas regulamentadoras da ANS. A principal atividade da sociedade é o tratamento odontológico. NOTA 02 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As demonstrações contábeis foram elaboradas de acordo com as normas contábeis de uso comum no país, e em conformidade com a legislação comercial, fiscal e demais legislações vigentes que regem o sistema cooperativo odontológico. a) Balanço Patrimonial Apresentado e elaborado de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e Normas Brasileiras de Contabilidade, aplicáveis às sociedades cooperativas. Os ativos e passivos vencíveis até 31/12/2013 foram classificados como circulante e,os vencíveis após esta data, como não circulante. b) Demonstração de Sobras ou Perdas Estruturada em conformidade com as disposições contidas na Lei n° 5.764/71 e Normas Brasileiras de Contabilidade aplicáveis as Sociedades Cooperativas, que determinam a apuração por produtos, serviços e atividades, segregando o ato cooperativo e não cooperativo. c) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido Estruturada em conformidade com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicáveis às Sociedades Cooperativas. NOTA 03 - PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS a) Regime de Competência Foi adotado o regime de competência para o registro das mutações patrimoniais ocorridas no exercício. A aplicação desse regime implica no reconhecimento das receitas, custos e despesas quando ganhas ou incorridas, independentemente de seu efetivo recebimento ou pagamento, sendo diferidas aquelas que pertencem ao próximo exercício. b) Aplicações Financeiras As aplicações financeiras são contabilizadas pelos valores originais de aplicação, acrescidos dos rendimentos auferidos até a data do balanço, ajustados pelo valor de mercado, com os ganhos e perdas não realizadas e reconhecidas no resultado do período. c) Créditos de Operações c/Planos de Assistência à Saúde São registrados e mantidos no balanço pelo valor nominal dos títulos representativos desses créditos. d) Provisão Perdas Sobre Créditos Nos planos individuais com preço pré-estabelecido foi constituída provisão para perdas para os contratos vencidos há mais de 60 (sessenta) dias. Para os demais contratos e créditos de beneficiários pessoas físicas e jurídicas foi constituída provisão para perdas referentes aos contratos vencidos há mais de 90 (noventa) dias. e) Estoque e.1.Os estoques de produtos para comercialização da Dental foram avaliados pelo custo médio ponderado móvel. e.2.O almoxarifado foi avaliado pelo preço de aquisição. f) Imobilizado/Intangível Demonstrado ao custo de aquisição, deduzido das respectivas depreciações e amortizações acumuladas. g) Depreciação e Amortização Registrado pelo custo de aquisição, formação ou construção. A depreciação é calculada pelo método linear com base na vida útil estimada dos bens de acordo com as taxas permitidas pela legislação fiscal. h)Demais Ativos Circulantes São representados ao valor de custo, incluindo, quando aplicáveis, os rendimentos auferidos e as provisões para perdas. i)Provisões Técnicas As obrigações classificadas no grupo do Passivo Circulante – Provisões Técnicas estão lastreadas por ativo garantidor registrado no grupo do Ativo Circulante – Aplicações Vinculadas às Provisões Técnicas. As provisões técnicas foram apuradas conforme metodologia estabelecida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, de acordo com as determinações da Resolução Normativa - RN nº 209, de 22 de dezembro de 2009, com nova redação dada pela Resolução Normativa - RN nº 274, de 20 de outubro de 2011. No exercício de 2013 a operadora provisionou o montante da vinculação necessária destacando o comprometimento com as regulamentações do setor e desempenho de seus resultados econômicos. j) Eventos a Liquidar Os custos dos serviços prestados são registrados com base nas notificações dos cooperados quando da ocorrência dos eventos cobertos pelos planos, em contrapartida às contas de resultado de eventos indenizáveis líquidos. A conta produção realizada a pagar representa a efetiva concretização dos eventos cobertos solicitados pelos usuários da operadora. k) Provisão de Férias e Encargos As provisões constituem-se de provisão de férias com a aplicação dos respectivos encargos sociais R$ 383.292,69 em 2013 (R$ 380.162,08 em 2012). l) Demais Passivos Circulantes São demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicáveis, das correspondentes variações monetárias e dos encargos incorridos. NOTA 04 – COMPOSIÇÃO DE SALDOS DO BALANÇO PATRIMONIAL 1. Ativo Circulante a) Disponível Descrição 2013 Caixa 6.379,10 Bancos Conta Depósitos 286.754,83 Total 293.133,93 b) Aplicações Vinculadas e Não Vinculadas Descrição 2013 Aplicações Vinculadas a Provisões Técnicas 4.128.729,10 Depósitos Bancários a Prazo - CDB/RDB 4.128.729,10 Aplicações Não Vinculadas 933.330,25 Depósitos Bancários a Prazo - CDB/RDB 933.330,25 Total 5.062.059,35 c) Créditos de Operações com Planos de Assistência à Saúde Descrição 2013 Cobertura Assistencial com Preço Preestabelecido 11.968.833,42 Contraprestação Pecuniária/Prêmios a Receber 13.079.995,16 (-) Provisão para Perdas Sobre Créditos -1.111.161,74 Cobertura Assistencial com Preço Pós-estabelecido 1.302.329,86 Contraprestação Pecuniária/Prêmios a Receber 1.690.133,76 (-) Provisão para Perdas Sobre Créditos -387.803,90 Outros Créditos de Operações de Assistência Odontológica 0,00 Total 13.271.163,28 d) Créditos de Op. Assist. à Saúde Não Rel. c/Pl. de Saúde da Operadora Descrição Contas a Receber de Prestação de Serviço Contas a Receber (-) Provisão para Perdas Sobre Crédito Intercâmbio a Receber - Atendimento Eventual Total e) Créditos Tributários e Previdenciários Descrição Imposto de Renda Créditos de PIS e COFINS Outros Créditos Tributários e Previdenciários Total f) Outros Valores e Bens Descrição Estoque Títulos a Receber Administradora de Benefícios Outros Créditos Operacionais Total g) Outros Bens e Títulos a Receber Descrição Adiantamentos a Funcionários Adiantamentos Diversos Outros Créditos ou Bens a Receber Total

2012 5.504,42 170.915,95 176.420,37 2012 3.803.852,15 3.803.852,15 6.265.139,49 6.265.139,49 10.068.991,64 2012 6.793.502,98 10.098.038,89 -3.304.535,91 974.064,89 1.361.868,79 -387.803,90 18.548,94 7.786.116,81

2013 155.767,20 119.758,79 -69.272,09 105.280,50 155.767,20

2012 99.067,65 91.432,70 -69.272,09 76.907,04 99.067,65

2013 535.314,84 875.018,22 5,29 1.410.338,35

2012 505.811,13 563.554,40 5,29 1.069.370,82

2013 328.404,38 112.069,24

2012 639.094,75 319.721,83

240.035,47 680.509,09

170.397,98 1.129.214,56

2013 59.637,05 4.715,48 0,00 64.352,53

2012 55.476,94 137.508,26 33.333,30 226.318,50

h) Despesas Antecipadas Descrição 2013 2012 Despesas Administrativas 115.726,95 47.842,05 Total 115.726,95 47.842,05 i) Conta-Corrente com Cooperados Descrição 2013 2012 Créditos a Receber de Cooperados 37.018,06 37.141,68 Total 37.018,06 37.141,68 2. Investimentos Participações Societárias Outras Entidades Descrição Custo Adições 2013 2012 6.609,44 0,00 6.609,44 6.609,44 Participações Societ. Outras Entidades Cotas Partes na Central Nacional 5.429,14 0,00 5.429,14 5.429,14 Cotas Partes na Federação Paraná 580,30 0,00 580,30 580,30 Cotas Partes Unicred 600,00 0,00 600,00 600,00 Total 6.609,44 0,00 6.609,44 6.609,44 3. Imobilizado Descrição Custo Adições Baixas Depr.Acum. 2013 2012 Imóveis - Hosp./ Odontológicos 632.353,68 140.000,00 70.000,00 -120.848,78 581.504,90 525.318,65 Edificações 632.353,68 140.000,00 70.000,00 -120.848,78 581.504,90 525.318,65 Imóveis - Não Hosp./ 3.035.179,60 4.858.192,55 559.812,50 -250.903,61 7.082.656,042.894.165,09 Não Odont. Terrenos 190.720,00 0,00 0,00 0,00 190.720,00 190.720,00 Edificações 2.210.087,69 4.858.192,55 559.812,50 -250.903,61 6.257.564,132.069.073,18 Reavaliação 634.371,91 0,00 0,00 0,00 634.371,91 634.371,91 Instações - Hosp./ 117.846,65 0,00 0,00 -45.680,36 72.166,29 77.956,17 Odontológicas Instações 115.797,45 0,00 0,00 -45.680,36 70.117,09 75.906,97 Reavaliação 2.049,20 0,00 0,00 0,00 2.049,20 2.049,20 Instações - Não Hosp./ Não Odont. 95.593,57 552.968,78 51.750,00 -85.069,86 511.742,49 38.474,65 Instações 82.284,42 552.968,78 51.750,00 -85.069,86 498.433,34 25.165,50 Reavaliação 13.309,15 0,00 0,00 0,00 13.309,15 13.309,15 Máqu. Equip. - Hosp./ Odontológico 261.910,79 24.287,00 0,00 -107.541,05 178.656,74 167.718,07 Máquinas e Equipamentos 241.011,97 24.287,00 0,00 -107.541,05 157.757,92 146.819,25 Reavaliação 20.898,82 0,00 0,00 0,00 20.898,82 20.898,82 Máqu. Equip. - Não Hosp./ 44.211,10 18.310,73 470,26 -8.998,75 53.052,82 38.166,51 Não Odont. Máquinas e Equipamentos 42.028,31 18.310,73 470,26 -8.998,75 50.870,03 35.983,72 Reavaliação 2.182,79 0,00 0,00 0,00 2.182,79 2.182,79 Informática - Hosp./ Odontológico 40.712,50 1.260,00 0,00 -26.722,09 15.250,41 17.889,87 Informática 40.712,50 1.260,00 0,00 -26.722,09 15.250,41 17.889,87 Informática - Não Hosp. 692.278,08 553.467,56 201.412,37 -427.306,54 617.026,73 358.202,24 /Não Odont. Informática 692.278,08 553.467,56 201.412,37 -427.306,54 617.026,73 358.202,24 Móveis Utensílios - Hosp./ 95.776,01 4.160,00 0,00 -43.296,03 56.639,98 57.020,96 Odontol. Móveis em Utensílios 86.659,52 4.160,00 0,00 -43.296,03 47.523,49 47.904,47 Reavaliação 9.116,49 0,00 0,00 0,00 9.116,49 9.116,49 Móveis Utensílios - Não Hosp./Não Odont. 601.454,79 1.724.074,38 630.323,59 -247.907,37 1.447.298,21 424.520,28 Móveis em Utensílios 557.046,43 1.724.074,38 630.323,59 -247.907,37 1.402.889,85 380.111,92 Reavaliação 44.408,36 0,00 0,00 0,00 44.408,36 44.408,36 Veículos - Hospital./ 403.593,54 0,00 0,00 -329.655,45 73.938,09 113.777,19 Odontológicos Veículos 398.390,76 0,00 0,00 -329.655,45 68.735,31 108.574,41 Reavaliação 5.202,78 0,00 0,00 0,00 5.202,78 5.202,78 Veículos - Não Hospital. /Não Odont. 607.191,41 15.380,00 0,00 -312.107,83 310.463,58 372.147,31 Veículos 607.191,41 15.380,00 0,00 -312.107,83 310.463,58 372.147,31 Outras Imob. - Hosp./ 10.081,09 310,00 0,00 -1.738,43 8.652,66 8.734,36 Odontológicas Telefone 9.400,96 310,00 0,00 -1.738,43 7.972,53 8.054,23 Reavaliação 680,13 0,00 0,00 0,00 680,13 680,13 Outras Imob. - Não Hosp./Não Odont. 115.212,71 91.081,11 0,00 -38.856,79 167.437,03 86.485,56 Benfeitorias em Imóveis de Terceiros 6.135,00 0,00 0,00 0,00 6.135,00 6.135,00 Telefone 104.284,65 91.081,11 0,00 -38.856,79 156.508,97 75.557,50 Reavaliação 4.793,06 0,00 0,00 0,00 4.793,06 4.793,06 Total 6.753.395,52 7.983.492,11 1.513.768,72 -2.046.632,9411.176.485,975.180.576,91 4. Ativo Intangível Descrição Custo Adições Amort. Acumul. 2013 2012 Ativo IntangívelNão Hosp./Não Odont. Sistema de Computação 792.694,17 62.869,51 652.607,33 202.956,35 202.201,26 Outros Ativos Intangíveis 273.625,44 0,00 273.625,44 0,00 0,00 Total 1.066.319,61 62.869,51 926.232,77 202.956,35 202.201,26 5. Passivo Circulante a) Provisões Técnicas de Operações de Assistência à Saúde Descrição 2013 2012 Provisão de Prêmio/Contraprestação Não Ganha 2.199.537,89 1.337.433,89 Provisão de Eventos/Sinistro a Liquidar 1.742.671,13 1.735.123,12 Provisão para Eventos/Sinistros Ocorridos e Não Avisados 4.059.806,29 3.450.453,13 Total 8.002.015,31 6.523.010,14 b) Débitos de Operações de Assistência à Saúde Descrição 2013 2012 Comissões a Pagar - Seguros 22.968,71 477,04 Total 22.968,71 477,04 c) Tributos e Encargos Sociais a Recolher Descrição 2013 2012 Imposto de Renda Pessoa Jurídica a Pagar 3.224,21 5.367,72 Contribuição Social Sobre o Lucro Líquidoa Pagar 1.774,79 2.336,49 Imposto Sobre Serviços – ISS 18.682,12 17.308,92 Contribuições Previdenciárias 490.281,24 288.478,09 FGTS a Recolher 43.243,62 32.107,65 COFINS e PIS / PASEP 1.533.778,40 1.324.289,74 Outros Impostos e Contribuições a Recolher 38.657,18 13.210,84 Imposto de Renda Retido na Fonte deFuncionários 51.315,93 26.477,05 Imposto de Renda Retido na Fontede Terceiros 356.035,89 266.641,91 Outros 14.987,84 11.382,11 Parcelamento de Tributos e Contribuições 1.698,87 1.698,87 Total 2.553.680,09 1.989.299,39 d) Empréstimos e Financiamentos a Pagar Descrição 2013 2012 Financiamentos para Aquisição de Ativos 6.411,58 1.170,08 Outros Financiamentos 2.891.739,76 69,38 Total 2.898.151,34 1.239,46 e) Débitos Diversos Descrição 2013 2012 Salários a Pagar 193.672,00 197.178,35 Outras Obrigações com Pessoal 402.665,69 589.881,95 Fornecedores de Bens 1.230.595,21 1.032.428,06 Aluguéis a Pagar 18.958,12 12.246,79 Outros Débitos a Pagar 144.948,16 241.642,74 Total 1.990.839,18 2.073.377,89 f) Conta-Corrente de Cooperados Descrição 2013 2012 Débitos a Pagar a Cooperados 128.074,82 94.865,97 Total 128.074,82 94.865,97 6. Passivo Não Circulante a) Provisões Descrição Provisão para Ações Tributárias Total

2013 6.220.571,83 6.220.571,83

2012 5.375.262,19 5.375.262,19

b) Empréstimos e Financiamentos a Pagar Descrição 2013 2012 Empréstimos Bancários 1.366.014,85 0,00 Financiamentos para Aquisição de Ativos 0,00 18.169,09 Total 1.366.014,85 18.169,09 NOTA 5 – PIS E COFINS A cooperativa efetuou a provisão do PIS e COFINS, cujo mérito da cobrança está sendo discutidos judicialmente. Estes valores, se devidos, sofrerão acréscimos legais, já contabilizados em conformidade com o CPC 12 – Ajuste a Valor Presente. Tramita Ação Judicial com mandado de segurança pleiteando a inconstitucionalidade da Lei nº 9.718/98 e Medida Provisória nº 2.158/2001-35 (com posteriores alterações), que regulamentaram essas contribuições às sociedades cooperativas. A provisão para o PIS/ COFINS é de R$ 1.533.778,40 no curto prazo e R$ 6.215.704,33 no longo prazo, totalizando R$ 7.749.482,73 em 31/12/2013, reduzindo quantitativamente o resultado do exercício e patrimônio líquido. A Receita Federal do Brasil (RFB) vêm apurando o PIS/COFINS com base no total das receitas da pessoa jurídica sem considerar as exclusões previstas na Lei, razão pela qual a administração, por meio de sua assessoria jurídica, impetrou recurso questionando o critério adotado no cálculo, cujo procedimento utilizado, ao seu entender, conflita com o artigo 5° da Constituição Federal (Princípio da Isonomia). NOTA 6 – EVENTOS ODONTOLÓGICOS a) Eventos Odontológicos Preestabelecidos A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112101, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.701,45 1.701,45 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.701,45 1.701,45 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112102, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.268.488,56 2.268.488,56 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.268.488,56 2.268.488,56 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112104, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.020,85 3.020,85 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.020,85 3.020,85 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112105, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 258.145,42 258.145,42 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 258.145,42 258.145,42 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112106, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 14.937.980,98 14.937.980,98 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 14.937.980,98 14.937.980,98 b) Eventos Odontológicos Pós-estabelecidos A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112201, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 16.935,60 16.935,60 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 16.935,60 16.935,60 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112202, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.810.624,06 1.810.624,06 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.810.624,06 1.810.624,06 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112204, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 47.479,50 47.479,50 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 47.479,50 47.479,50 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112205, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 98.938,43 98.938,43 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 98.938,43 98.938,43 A operadora possui eventos odontológicos, cujo valor é equivalente ao total da conta 41112206, assim representados (Ofício Circular nº. 01/2013/DIOPE/ANS): Eventos Consulta Outros Demais Médica Exames Terapias Internações Atendimentos Despesas TOTAL Rede Própria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.444.231,79 3.444.231,79 Rede Contratada 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Reembolso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Intercâmbio Ev. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.444.231,79 3.444.231,79 Referido documento faz parte integrante das Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis auditadas. NOTA 7 – ADEQUAÇÃO ÀS NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE Tendo em vista a complexidade de procedimentos a serem observados em relação ao processo de Convergência às Normas Internacionais de Contabilidade, no que é aplicável às sociedades, conforme Leis n°. 11.638/07 e n°. 11.941/09, e pronunciamentostécnicos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e demais regulamentações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a operadora vem se adequando as referidas normas. NOTA 8 - CAPITAL SOCIAL O Capital Social integralizado no montante de R$ 4.579.341,43, em 31 de dezembro de 2013 (4.027.592,23, em 31 de dezembro de 2012) está representado pela participação de (1300) cooperados em 2013 de (1084) cooperados em 2012, respectivamente. Curitiba (PR), 31 de dezembro de 2013. Dr. Luiz Humberto de Souza Daniel Dr. Paulo Henrique Cariani Presidente Vice Presidente Pedro Pereira Contador – CRC-PR 054.144/O-2 CPF 319.694.889-72


publicidade legal | a7

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

PARECER DO CONSELHO FISCAL Nós, abaixo assinados, na qualidade de membros do Conselho Fiscal da UNIODONTO DE CURITIBA - COOPERATIVA ODONTOLOGICA, no uso das atribuições estatutárias, tendo examinado o Balanço Patrimonial bem como a Demonstração das Contas de Resultado do Exercício encerrado em 31/12/2013, acompanhando das Mutações do Patrimônio Líquido e das Notas Explicativas e com o devido assessoramento da Auditoria Independente da C&C AUDITORES INDEPENDENTE S/S, procedendo a analise sistemática das operações através das verificação de documentos, inspeções físicas, com visitas as unidades de atendimento aos usuários e demais operacionais e administrativas da Cooperativa. Baseados nas avaliações mensais realizadas através de reuniões com a área contábil da cooperativa, bem com as informações recebidas da Diretoria Executiva no decorrer do exercício social, tivemos condições de acompanhar, dentro da extensão e profundidade que entendemos necessárias as operações realizadas. Em função do exposto e procedendo ao exame das demonstrações Contábeis de 31/12/2013, também dentro dos mesmos critérios e informações gerenciais e assessoramento inclusive com o parecer dos Auditores Independentes, julgamos que os mesmos encontran-se em ordem, por isso somo pelo parecer favorável de recomendar a aprovação pelos senhores Cooperados na Assembléia Geral Ordinária a realizarse 31 de março de 2014. Curitiba, 31 de Março de 2014. CONSELHEIROS FISCAIS

Relatório dos Auditores Independentes Sobre as Demonstrações Contábeis Ilmos. Srs. Membros da Diretoria e Conselho Fiscal da UNIODONTO DE CURITIBA - COOPERATIVA ODONTOLÓGICA Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis da UNIODONTO DE CURITIBA - COOPERATIVA ODONTOLÓGICA, que compreendem o balanço patrimonial levantado em 31 de dezembro de 2013, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis A administração da operadora é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às entidades supervisionadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro.

Opinião com ressalva sobre as demonstrações contábeis Em nossa opinião, exceto pelo contido na base para opinião com ressalva, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da UNIODONTO DE CURITIBA - COOPERATIVA ODONTOLÓGICA, em 31 de dezembro de 2013, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às entidades supervisionadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS.

Responsabilidade dos auditores independentes

Parágrafo de ênfase

Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante.

Chamamos à atenção para a nota explicativas 06 às demonstrações contábeis que trata da adequação às Normas Internacionais de Contabilidade. A cooperativa vem se adequando às referidas as Normas Internacionais de Contabilidade, no que é aplicável às sociedades em cumprimento das Leis n°. 11.638/07 e n°. 11.941/09, e pronunciamentos técnicos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e demais regulamentações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Nossa opinião não contém ressalva relacionada a esse assunto.

Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para a obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessas avaliações de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da entidade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião com ressalva.

Dr. Antonio Krast Filho

às sociedades cooperativas. A provisão para o PIS/COFINS é de R$ 1.533.778,40 no curto prazo e R$ 6.215.704,33 no longo prazo totalizando R$ 7.749.482,73 em 31/12/2013, reduzindo quantitativamente o resultado do exercício e patrimônio líquido. O critério de apuração utilizado pela Receita Federal do Brasil (RFB) calcula o PIS/COFINS com base no total das receitas da pessoa jurídica sem considerar as exclusões previstas na Lei, razão pela qual a administração, por meio de sua assessoria jurídica, impetrou recurso questionando o critério adotado no cálculo, cujo procedimento, ao seu entender, conflita com o artigo 5° da Constituição Federal (Princípio da Isonomia). A menção do fato se faz relevante em decorrência do possível efeito futuro desse assunto sobre as demonstrações contábeis do período corrente.

Outros assuntos As demonstrações contábeis do exercício anterior, findo em 31 de dezembro de 2012, apresentadas para fins de comparabilidade, foram por nós examinadas de acordo com as normas de auditoria vigentes, ocasião em que emitimos relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis, na data de 18 de março de 2013, que conteve a mesma ressalva mencionada na base para opinião com ressalva sobre as demonstrações contábeis deste exercício. Essas informações devem ser consideradas na leitura do conjunto das demonstrações contábeis.

Base para opinião com ressalva sobre as demonstrações contábeis

Dr. Sigesmundo Oliva

Curitiba, 12 de março de 2014. C & C Auditores Independentes S/S CRC-PR N°. 6.141/O-9 Paulo Roberto Carvalho Contador CRC-PR N°. 20.597/O-9

Conforme descrito na nota explicativa 05, a cooperativa vem efetuando a provisão do PIS e COFINS, cujo mérito das cobranças está sendo discutido judicialmente. Estes valores, se devidos, sofrerão acréscimos legais, já contabilizados em conformidade com o CPC 12 - Ajuste a Valor Presente. Tramita Ação Judicial com mandado de segurança pleiteando a inconstitucionalidade da Lei nº 9.718/98 e da Medida Provisória nº 2.158/2001-35 (com posteriores alterações), que regulamentaram essas contribuições

Dr.Luiz Alberto Perrone Bastos

SÚMULA DO PEDIDO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO CONELA INDUSTRIA E COMERCIO DE REFRIGERACAO LTDA torna público que requereu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba - SMMA a Renovação da Licença de Operação, para Fabricação de máquinas e aparelhos de refrigeração e ventilação para uso industrial e comercial, peças e acessórios situada à R. Ilnah Pacheco Secundino de Oliveira, 295, CIC - Curitiba.

SÚMULA DE CONCESSÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO CONELA INDUSTRIA E COMERCIO DE REFRIGERACAO LTDA torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba - SMMA a Concessão da Licença de Operação, válida até 27/07/2014 para Fabricação de máquinas e aparelhos de refrigeração e ventilação para uso industrial e comercial, peças e acessórios situada à R. Ilnah Pacheco Secundino de Oliveira, 295, CIC - Curitiba.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO Dinatec Indústria e Comércio Ltda torna público que irá requerer ao IAP, a Renovação da Licença de Operação para Indústria Metalúrgica instalada à R. ValdemiroValaski, 2006, Rio Pequeno, São José dos Pinhais – PR.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO Dinatec Indústria e Comércio Ltda torna público que recebeu do IAP, a Renovação da Licença de Operação para Indústria Metalúrgica instalada à R. ValdemiroValaski, 2006, Rio Pequeno, São José dos Pinhais – PR.

SÚMULA DO PEDIDO DA LICENÇA DE INSTALAÇÃO METALÚRGICA STORI LTDA, torna público que requereu àSecretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba - SMMA a Licença de Instalação, para Produção de artefatos estampados de metal e Serviços de tratamento e revestimento em metais, situada à Rua Manoel Manfredini, nº 159, Bairro Cidade Industrial, Município de Curitiba, Paraná.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO EUROLAF SUL VEÍCULOS ESPECIAIS LTDA, torna público que irá requerer ao IAP, a Licença de Operação para a atividade de blindagem, transformação e manutenção de veículos automotores, instalada São José dos Pinhais- Pr. Não foi determinado Estudo de Impacto.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO Blockbuilding Indústria e Comércio de Artefatos de Cimento Ltda – EPP, CNPJ nº 11.354.298/0001-54, torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação para indústria, comércio, importação e exportação de blocos e pisos de artefatos de cimento, instalada à Rua João Goulart nº 226, CEP 83.320-320 - Pinhais – PR.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO Refrex Brasil Ind. e Com. Ltda., CNPJ 48.345.706/0002-00 torna público que irá requerer ao IAP, a Renovação da Licença de Operação para Fabricação de Produtos de Metal não Especificados Anteriormente instalada Rua Antônio Bianchetti, 500, São José dos Pinhais, Paraná.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA PRÉVIA TRANSBELLO TERRAPLANAGEM LTDA EPP, CNPJ nº 12.295.139/000199, torna público que recebeu do IAP, a Licença Prévia para Coleta e transporte de resíduo não perigoso; Obras de terraplanagem; e Demolição de edifícios e outras estruturas a ser implantada Rua Presidente Castelo Branco, nº 2.002, bairro Thomaz Coelho, Araucária – PR. SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO TRANSBELLO TERRAPLANAGEM LTDA EPP, CNPJ nº 12.295.139/000199, torna público que irá requerer ao IAP, a Licença de Operação para Coleta e transporte de resíduo não perigoso; Obras de terraplanagem; e Demolição de edifícios e outras estruturas instalada na Rua Presidente Castelo Branco, nº 2.002, bairro Thomaz Coelho, Araucária – PR. SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO Hobi & Cia Ltda, CNPJ nº 81.639.791/0027-35 torna público que irá requerer ao IAP, a Licença de Operação para Preparação de Massa para Concreto e Argamassa para Construção instalada à Rua Madre Maria Avosani, 299 - Colombo – PR. SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA PRÉVIA EUROLAF SUL VEÍCULOS ESPECIAIS LTDA, torna público que recebeu do IAP, a Licença Prévia para a atividade de blindagem , transformação e manutenção de veículos automotores, a ser implantada em São José dos Pinhais - Pr. Não foi determinado Estudo de Impacto. https://eproc.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_docum...

EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 5030703-06.2012.404.7000/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF EXECUTADO : WALDEMIR BUENO LIMA : WALDEMIR BUENO LIMA PIZZARIA ME

EDITAL N.º 8236637 CITAÇÃO PRAZO: 30 (TRINTA) DIAS O DR. MARCOS ROBERTO ARAÚJO DOS SANTOS, JUIZ FEDERAL DA 4ª VARA FEDERAL, SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC.... F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Execução de Título Extrajudicial acima referido, cujo objeto é a citação de WALDEMIR BUENO LIMA, em nome próprio e como representante legal de WALDEMIR BUENO LIMA PIZZARIA, para o pagamento à exeqüente a quantia de R$ 29.411,49 (vinte e nove mil, quatrocentos e onze reais e quarenta e nove centavos), valor válido para junho de 2012, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento. Fica, por este meio, C I T A D O WALDEMIR BUENO LIMA, CPF nº 750.357.079-20, RG n° 2.774.756-5 SSP/PR, brasileiro, casado, em nome próprio e como representante legal de WALDEMIR BUENO LIMA PIZZARIA, por estar em lugar incerto e não sabido, para que pague, no prazo de 03 (três) dias, contados após decorrido o prazo do presente edital, R$ 29.411,49 (vinte e nove mil, quatrocentos e onze reais e quarenta e nove centavos, valor válido para junho de 2012, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento, sob pena de penhora ou arresto, em tantos bens quantos bastem para garantia da dívida, e para que, querendo, apresente embargos no prazo de 15 (quinze) dias, independentemente de segurança do juízo, tudo em conformidade com os termos do processo de execução (art. 652 e ss, do CPC), e despachos. EXPEDIDO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos vinte e dois dias do mês de abril de dois mil e catorze (22.14.14). Eu, ____________, Léa Maria Otani, Diretora de Secretaria da 4ª Vara Federal, o fiz digitar, conferi e assino, por ordem do MM. Juiz Federal.

MARCOS ROBERTO ARAUJO DOS SANTOS Juiz Federal

Transporte

Documento eletrônico assinado por MARCOS ROBERTO ARAUJO DOS SANTOS, Juiz Federal,

Mais 101 propostas de taxistas serão abertas hoje 1 de 2

N

a segunda-feira (05), a comissão de licitação para licenciamento de novos táxis abrirá envelopes de documentação de mais 101 participantes da concorrência, completando – caso todos sejam habilitados

– 750 vagas abertas. abertura dos envelopes será feita em sessão pública a partir de 9 horas no Salão de Atos do Barigui. Caso haja concorrentes inabilitados nesta etapa a comissão realizará novas

A

30/04/2014 16:09

sessões para abertura de novos envelopes até completar os 750 aprovados. A comissão publicou na terça-feira (29) a ata do julgamento de recursos, em que habilita mais nove taxistas. Com isso, passa a

649 o número de licitantes autorizados a fazer o cadastro de taxista na Urbs. A licitação do táxi – a primeira da história da cidade – foi aberta em dezembro com 2.147 participantes.

INOVAÇÃO

Incubadora Tecnológica de Curitiba comemora 25 anos A Incubadora Tecnológica de Curitiba (Intec), vinculada ao Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), trouxe um convidado especial para as comemorações de seus 25 anos. O cacique Almir Narayamoga Suruí, chefe da aldeia PaiterSuruí, em Rondônia, que vende créditos de carbono e mapeia o desmatamento da floresta com smartphones, participou na última semana, em Curitiba, do workshop e-TupiMondé. A palestra de Almir Suruí, promovida pela Intec, faz parte de um programa de workshops realizados pela incubadora para atender a demanda dos empresários. Com os objetivos de sensibilizar, capacitar e divulgar os empreendimentos inovadores, a Intec realiza em média quatro eventos por ano. “Comemoramos esses 25 anos lançando o selo de aniversário e trabalhando com algumas atividades até o final de outubro, quando encerram as comemorações”, explica Rosi Mouro, gerente da Incubadora Tecnológica de Curitiba. Para o diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix, o ano de 2014 é importante para o instituto, principalmente em função dos 25 anos da Incubadora. “Estamos aqui para discutirmos temas relevantes e necessários para o País. Quanto mais sucesso as empresas que apoiamos apresentam, mais nós ganhamos com os resultados”. A coordenadora de Ciência e Tecnologia, Sueli Rufini – que no evento representou o secretário de Ciência e Tecnologia e Ensino

Superior, João Carlos Gomes no evento – disse que o Tecpar e a Intec são grandes exemplos de inovação. “A inovação é uma prioridade para o Governo do Paraná. Com a fase final de regulamentação da Lei de Inovação estamos vencendo um grande desafio que é tornar o nosso Estado ainda mais competitivo na área científica e tecnológica. Queremos gerar valor e encontrar novas formas de atender as necessidades dos paranaenses com um processo estratégico de inovação que vai além do desenvolvimento de novas tecnologias, produtos e serviços”, explicou. O cacique Almir Suruí, da aldeia Paiter-Suruí (Povo Verdadeiro), localizada a cerca de 500 quilômetros de Porto Velho, abordou a necessidade da criação de um modelo de desenvolvimento sustentável na Amazônia. Suruí é considerado uma das maiores autoridades mundiais quando se fala em sustentabilidade. Um dos motivos para esta notoriedade é a parceria firmada entre a sua tribo com a empresa americana Google para usar documentação digital e mapeamento por satélite como ferramentas de conservação. Os suruís também foram pioneiros na venda de créditos de carbono, com uso do mecanismo de recompensa financeira pelo não desflorestamento. “Como seres humanos somos iguais, cada um com suas responsabilidades para viver com dignidade. Entendemos que todos devem compartilhar ideias, lutas e traçar um caminho para o futuro”, disse o cacique.

CRESCIMENTO ORDENADO

Profissionais dos municípios participam de reunião sobre Plano Diretor ambiente e social participaram na última semana, em Curitiba, da segunda Reunião Técnica sobre o Plano de Ação e Investimentos (PAI), do Plano Diretor Municipal (PDM), promovida pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Paranacidade. Participaram os municípios de Guaratuba, Pontal do Paraná, Agudos do Sul, Contenda, Lapa, Quitandinha, Rio Negro, Cruz Machado, General Carneiro, Paula Freitas e Porto Vitória. As palestras foram ministradas pelo geógrafo Carlos Storer e o economista Jerônimo Meira, do Paranacidade. “Até o fim deste ano, o Paraná será o primeiro Estado em que todos os municípios terão planos diretores. Até o momento, já são 377 planos concluídos e atualizados”, afirma o secretário de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega. O principal objetivo da reunião foi mostrar a importância do Plano de Ação e Investimentos e do Plano Diretor Municipal para a melhor execução de projetos prioritários ao município; para a adoção da dimensão

territorial no planejamento e gestão permanente nos municípios; e as possibilidades de acesso a recursos do Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios do Estado do Paraná (SFM). “São questões que ajudam a desenvolver e a progredir cada município de maneira planejada, inteligente e a longo prazo, junto com a sociedade. É uma nova cultura de gestão pública”, destacou Carlos Storer. O engenheiro civil, Julio Cesar Paluch, de Quitandinha, disse que seu município tem o Plano Diretor desde 2007 e com os conhecimentos adquiridos na Reunião Técnica será possível melhorar o documento e elaborar o Plano de Ação e Investimentos (PAI). “Pudemos esclarecer dúvidas sobre como e por que fazer o Plano de Ação e Investimentos. Além disso, facilita o controle e a revisão anual do Plano Diretor”, disse Paluch. De Porto Vitória, participaram a secretária de Administração, Margarete Brandt, o engenheiro civil, Rubens Gaebler, e a secretária executiva, Luciane Holowka.


turismo

Diário Indústria&Comércio

Júlio Zaruch

Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014 | a8

juliozaruch@gmail.com

Liverpool em tempo de arte e cultura

Teatro Everyman: mural com 105 retratos A cidade de Liverpool, Inglaterra, reserva muitas atrações interessantes para quem lá estiver nos próximos meses. Elas vão desde a recente reinauguração de um de seus principais teatros até exposições de artistas como Mondrian e Andy Warhol. Isso sem falar em um dos maiores festivais de arte contemporânea do Reino Unido. Entre os principais eventos, estão: Liverpool Biennial - Prepare-se para admirar arte internacional distribuída em vários espaços, locais e galerias de Liverpool entre 5 de julho e 26 de outubro. A Bienal de Liverpool será realizada em vários locais da cidade, incluindo espaços públicos e galerias como Bluecoat, Fact e Tate Liverpool. Dentre as parcerias de exposições estão Bloomberg New Contemporaries, John Moores Painting Prize, Open Eye Gallery e Exhibition Research Centre. O evento também proporcionará ao público a oportunidade de ver obras de artistas em exposições individuais ou

em grupo, da Royal Standard à galeria de arte Walker. (biennial.com). Tate Liverpool - O destaque do verão na galeria é a importante exposição Mondrian and Colour, de 6 de junho a 5 de outubro. O abstrato será o tema das mostras selecionadas para esta época do ano na Tate Liverpool e ao lado de Mondrian estará a apresentação da obra do artista indiano Nasreen Mohamedi. Trata-se da maior exposição individual da obra de Mohamedi no Reino Unido até hoje. Já Transmitting Andy Warhol vai explorar o papel de Warhol em estabelecer novas plataformas para disseminar a arte. A exposição poderá ser vista de 7 de novembro deste ano a 8 de fevereiro de 2015. Programada em paralelo e dando continuidade ao tema do uso da comunicação de massa pelos artistas, ocorrerá a mostra Total Recall 1987 de Gretchin Bender. A instalação da tela com projeção em 24 monitores explora o fluxo de imagem acelerado da televisão. (tate.

org.uk/liverpool). Teatros Everyman e Playhouse – Aberto em março, o novo Everyman, projetado por Haworth Tompkins (Royal Court, Young Vic, National Theatre), é uma bela evolução desse teatro democrático. Suas características inconfundíveis – o auditório tipo arena com 400 cadeiras e um bistrô no subsolo – foram complementadas por instalações que não existiam anteriormente. A inclusão de equipamento moderno, sala de ensaio, ateliê para os figurinos e estúdio de som aprimora tanto as produções quanto as oportunidades de cursos. A fachada do Everyman – um inovador mural composto de 105 retratos de pessoas de Liverpool – anuncia a intenção do teatro de pertencer a todos, e as novas instalações ampliam imensamente as oportunidades de participação. O Playhouse, que pertence ao mesmo grupo e fica próximo ao Everyman, terá uma temporada de verão movimentada –

Um dia especial no estádio do Barcelona

Camp Nou lotado em dia de clássico Organizar uma “pelada” entre amigos ou com o pessoal da empresa em pleno Camp Nou, estádio do FC Barcelona. Essa é a novidade que a 4BTS, empresa do Grupo Águia e agente autorizado FC Barcelona no Brasil, traz ao país. A partida não é uma “pelada” qualquer. Além de poder jogar no campo oficial do Barcelona, os participantes recebem camisas oficiais do time com seu nome, utilizam os vestiários oficiais do clube, recebem orientações de técnicos (que podem ser inclusive ex-jogadores do time catalão). O jogo conta com trio de arbitragem, equipe médica e um coquetel nas dependências do estádio após a partida. Além disso, existe a possibilidade de o jogo ser gravado e entregue em DVD, com direito

Fact Liverpool: tecnologia e narcisismo no cotidiano só em maio haverá seis peças, entre elas Under Milk Wood, de Dylan Thomas (19 a 24/5). Os dois teatros produzirão em parceria a turnê inglesa do musical Betty Blue Eyes, em julho. (everymanplayhouse.com). Fact (Foundation for Art and Creative Technology) – Science Fiction: Myths of the Present Future (até 22 de junho) mostra como a tecnologia de massa e o narcisismo foram incorporados na vida cotidiana e a ficção científica não pertence mais ao futuro e sim ao presente. O projeto foi concebido de forma inovadora como um filme no qual os curadores assumem o papel de diretores, os artistas de atores e a galeria se torna o cenário. A produção tem roteiro do aclamado autor China Mieville. No fim do ano, Time Motion trará um arquivo de filmes com roteiros va-

riados, propagandas, vídeos musicais e obras de arte. A exposição vai compilar e apresentar conteúdo de 20 países, de 1895 até os dias de hoje. (fact.co.uk). The Bluecoat – A exposição The Negligent Eye pode ser vista no Bluecoat (considerado o núcleo criativo de Liverpool) até 15 de junho. A curadoria é de Jo Stockham, com desenvolvimento do projeto em parceria com o Royal College of Art de Londres e School of Art & Design da Universidade John Moores de Liverpool. The Negligent Eye reflete a crescente experiência de artistas com computadores, escaneamento e multiplicação digital. Apesar de a era digital ter facilitado as impressões de trabalhos, recentemente houve um aumento do interesse por parte da geração mais jovem de artistas em questionar a tecnologia. Informações em thebluecoat. org.uk. (Visit Britain).

Hotel tem pacote para jogo da Copa em Curitiba

Parque Tanguá, um dos ícones do turismo curitibano a narrador e comentarista. No caso de empresas que levam seus colaboradores e clientes para essa experiência ainda podem customizar as placas de publicidade do estádio com suas logomarcas e mensagens. A participação de jogadores e ex-jogadores do FC Barcelona nesse evento são opcionais e dependem da disponibilidade de cada um. Além disso, a 4BTS se encarrega de todos os detalhes da viagem, como passagens, hospedagem e tour pela cidade de Barcelona. A 4BTS, empresa do Grupo Águia, trabalha em duas frentes: mercado corporativo, oferecendo serviço de agência conta corrente, e como operadora de turismo especializada em esportes. (Art Presse).

O hotel CWB Express, de Curitiba, tem pacotes para as pessoas que prestigiarão a partida entre as seleções do Irã e Nigéria, no dia 16 de junho, na Arena da Baixada. São quatro noites (de 14 a 18 de junho) com café da manhã e almoços típicos. O itinerário programado pelo hotel começa dia 14 de junho com a recepção no Aeroporto Internacional Afonso Pena e traslado para o CWB Express, que fica na avenida Visconde de Guarapuava, no centro da capital paranaense. No dia seguinte, os turistas serão levados para um passeio de trem a Morretes, cidade histórica do litoral paranaense, para saborear o tradicional barreado e frutos do

mar. Farão um city tour por Morretes e Antonina com guia especializado. O retorno a Curitiba será em ônibus pela Estrada da Graciosa. No dia do jogo entre Irã e Nigéria (16 de junho), os torcedores serão levados à Arena da Baixada. No dia 17, após o café da manhã, um city tour por Curitiba. No roteiro estão Museu Oscar Niemeyer, conhecido como Museu do Olho, Bosque do Alemão, Jardim Botânico, Ópera do Arame, Pedreira Paulo Leminski, Parque Tanguá e Santa Felicidade, onde os visitantes degustarão pratos da cozinha italiana. Na quarta-feira, traslado ao Aeroporto Internacional Afonso Pena. Informações em btghoteis.com.br.


negócios&mercado

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014| Pág. b1

equipamentos agrícolas

ViaGastronômica

Júlio Zaruch juliozaruch@gmail.com

Aromas e sabores da Eslovênia

Vinhedos Puklavec, colheita manual e duas mil horas de sol Espumantes e brancos são os carros-chefes da vinícola eslovena

O toque final ficou por conta de um licoroso Furmint Trockenbeerenauslese, de cor âmbar, produzido com uvas selecionadas (casta Furmint) colhidas bastante maduras, que exala notas de frutos secos (figos, ameixas, passas) e amêndoas e, na boca, deixa um sabor doce-ácido. Um vinho para arrematar jantares finos e para nunca ser esquecido. Seu teor alcoólico é de 7,87% e pode durar mais de 30 anos na garrafa. O Furmint Trockenbeerenauslese encerrou, em grande estilo, a degustação de vinhos eslovenos, realizada na sexta-feira 25/4, em Curitiba, na Trattoria do Victor, pela vinícola Puklavec & Friends, numa iniciativa da revista especializada Vinícola, de Percy Glaser e de Elis Cabanilha Glaser. O evento contou com a presença dos diretores da P&F Tatjana Puklavec e

Mitja Herga e da gerente de vendas da empresa, Marluci Martins. Na ocasião, importadores, donos de restaurantes, chefs, empresários em geral, jornalistas e outros profissionais tiveram a oportunidade de conhecer espumantes e vinhos brancos – os carros-chefes da vinícola – produzidos na pouco conhecida Eslovênia, país na Europa Central que um dia integrou a antiga Iugoslávia e que faz fronteira com Áustria, Croácia, Hungria e é banhado pelo mar Adriático. Embora ainda não seja reconhecida como país produtor, a Eslovênia faz vinhos há mais de 2.400 anos. Os produtos da vinícola ainda não estão à venda no Brasil e a presença da P&F, primeiro na ExpoVinis, de 22 a 24/4, em São Paulo, e depois em Curitiba, foi para interessar possíveis importadores, o que

BRASIL SABOR - Durante todo o mês de maio, 26 restaurantes de Curitiba, Castro, Morretes, Palmeira e Foz do Iguaçu (PR) oferecem, em dias específicos da semana, pratos especiais com 30% de desconto. São os integrantes do 9º Festival Brasil Sabor, promoção da Abrasel-PR (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), que se repete em todo o país, este ano com o tema “O Brasil inteiro pedindo mais um”. A abertura foi na quarta-feira 30/3, no Museu Oscar Niemeyer. Participam do Brasil Sabor 2014 no Paraná: de Curitiba, Avenida Paulista, Babilônia Gastronomia Batel, Babilônia Gastronomia Cabral, Babilônia Gastronomia Portão, Cantina do Délio, Farnel, Forneria Babilônia, Itália Chiq, Limoeiro, Mediterraneo, Outback, Pantucci, Picanha Brava, Salumeria, Taj Bar, Tatibana e Zapata; de Foz do Iguaçu, Churrascaria do Gaúcho Centro, Churrascaria do Gaúcho Vila Portes e Restaurante Boulevard; de Morretes, Madalozo, Serra Verde Express e Restaurante Casarão; de Castro, Sete Gatos; e de Palmeira, Girassol e Balaios. CWBURGER FEST – Começa nesta segunda 5 e vai até 18 a nova edição da CWBurger Fest, que reunirá hamburguerias, lanchonetes e bistrôs de Curitiba, cada um em seu próprio endereço oferecendo uma opção de cardápio ao preço de R$ 24,90.

FESTIVAL DO FONDUE - Já começou e vai até 31 de agosto o Festival do Fondue, há 15 anos atração do Panorama & Acquamania Resort de Foz do Iguaçu. A novidade é o Fondue Chinoise, que não utiliza óleo na cocção da carne, que é cortada em fatias finas e cozida em um caldo com funghi seco. Trata-se de uma das receitas do chef Rodrigues do restaurante Matterhorn, de Campos do Jordão (SP), famoso por seus fundues e raclates. Os pratos são harmonizados com um espumante e dois vinhos. O preço por pessoa é de 59; com o Fondue Chinoise, R$ 67.

de fato aconteceu, em função da qualidade dos rótulos apresentados. Na degustação de Curitiba foram servidos um espumante extra-brut Sauvignon Blanc e sete rótulos brancos das linhas Premium e Gomila produzidos com uvas Sauvignon Blanc/Furmint, Sauvignon Blanc/Pinot Grígio, Furmint, Pinot Grigio, Riesling e Chardonay, afora o Furmint de sobremesa. A família Puklavec atua no ramo da vinicultura desde 1934 e é proprietária de 1.100 hectares de vinhedos na região de Podravje, a maioria cultivados em encostas íngremes, que recebem mais de duas mil horas de sol por ano. As uvas são colhidas manualmente, com rendimento médio de dois quilos por vinha. O lema da P&F é: as coisas boas da vida devem ser compartilhadas.

JACOBINA – O tradicional bar da r. Almirante Tamandaré, 1365 inaugura novo cardápio para o almoço de segunda a sexta, pelo qual o cliente monta seu prato, escolhendo uma carne, que será acompanhada de salada, legumes da estação, arroz (branco ou integral) e feijão carioca. Também há uma seleção de massas, que completam o menu clássico da casa. Outra novidade é o “Baratinho do Dia”, prato especial (proteína, arroz, salada e guarnição) com preço fixo de R$ 16 e que muda diariamente. SABORES DO LITORAL - Trinta e quatro restaurantes de Antonina, Guaratuba, Ilha do Mel, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná participarão, durante 30 dias, a partir de 6 de junho, do 4º Festival de Sabores do Litoral paranaense. Cada um deles selecionou um prato do menu, com 20% de desconto ao cliente. O cardápio é variado e inclui barreado, peixes e frutos mar, paella valenciana e itens da culinária japonesa. O evento é fruto da parceria entre a Ecovia e a Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná. FERRERO – O grupo italiano Ferrero, considerado a quarta maior empresa de doces e chocolates do mundo, comemora, em 2014, 20 anos de Brasil. Começou em 1994, com o lançamento do Kinder Ovo, seguiu com outros produtos Kinder, Tic Tac, Nutella, Raffaello e Ferreiro Rocher. Desde 1997, tem fábrica na cidade mineira de Poços de Caldas. DON GUERINO – O espumante Brut Rosé da Don Guerino foi eleito, com 90 pontos, entre 54 concorrentes, o campeão nas categorias Brut, Extra Brut e Nature Rosés pelo recém-lançado Anuário dos Vinhos do Brasil 2014. Elaborado pelo método Charmat a partir da uva Malbec, o Brut Rosé tem cor cereja, aromas de frutas vermelhas, rosas e goiaba. AURORA – Com história de 26 anos na empresa, Hermínio Ficagna é o novo diretor geral da Cooperativa Vinícola Aurora, substituindo a Alem Guerra, que ali atuou por mais de quatro décadas. Ficagna, de 54 anos, é formado em Economia e Direito e tem pós-gradução em Direito Processual Civil e em Direito Contemporânea.

Kuhn apresenta novidades na Agrishow 2014

Empresa é atração com a maior Semeadora do Brasil e Pulverizador com o maior vão livre da categoria

A

francesa Kuhn, líder mundial na fabricação e venda de equipamentos agrícolas, com planta industrial no Brasil em Passo Fundo e São José dos Pinhais (PR), apresentou novidades e tendências em produtos para o agronegócio na 21ª edição da Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação: a Agrishow 2014. A empresa mostrou toda a sua linha de produtos e as soluções mais completas para melhor atender as necessidades do produtor rural, do plantio à colheita. Retornando ao evento a empresa mostra os seus mais novos sucessos entre eles a semeadora pneumática rebocada para plantio direto: Quadra Venta, a maior semeadora do país: a plantadora Marathon e lança Plantadora PDM PG 1500 FLEX: desenvolvida para lavouras que necessitam de curvas de nível com grande elevação. A maior necessidade de alimentos para a população mundial exige que tecnologia de produção agrícola evolua, com equipamentos que possam auxiliar o agricultor a alavancar a produtividade no

campo. Foi pensando neste cenário que os equipamentos foram desenvolvidos, com o objetivo principal de diminuir os custos de produção e mão de obra aumentando o rendimento e a eficiência dos equipamentos usados no plantio. A ampla gama de inovações tecnológicas faz da Quadra Venta a melhor escolha para o plantio de culturas de inverno. A semeadora pode ser configurada a partir de 52 até 80 linhas de plantio, com largura de trabalho de 9 ou 10 m e com espaçamento entre linhas de 12,5 cm, 15 cm ou 17 cm. Essas configurações fazem-na a opção número um para grandes produtores ou prestadores de serviço que necessitam de alto rendimento e precisão no plantio de cultura como arroz, trigo, aveia, cevada, entre outras. A Marathon tem como suas características principais a distribuição pneumática de sementes, taxa de distribuição variável, transmissão eletro hidráulica guiado com GPS, alta velocidade de trabalho, grandes reservatórios, entre outros benefícios. Para o

usuário as vantagens são um plantio preciso e uniforme, economia de insumos e plantio adequado, precisão no plantio, alta performance e ótimo rendimento, agilidade e segurança na mudança de um talhão para outro e menos paradas para abastecimento durante o dia. O grande destaque da empresa no evento é o pulverizador autopropelido: Parruda Stronger. O produto tem o maior vão livre da categoria (1,80 metro), molas pneumáticas que absorvem mais impactos e painel de controle multifuncional. Além disso, tem a maior capacidade de rampa do mercado, menor consumo de combustível da categoria, menor peso e maior rendimento operacional. O Parruda Stronger conta ainda com o sistema de aquecimento rápido do óleo hidráulico que evita danos em vedações durante as partidas nos dias frios. No outro extremo o resfriador de alta capacidade suporta situações extremas de calor combinadas com o uso de 100% da potência do motor, evitando danos por falta de lubrificação.

AUTOMÓVEIS

HOTEL

Volkswagen CC ganha nova versão com motor 2.0L TSI

Ibis Foz do Iguaçu é finalizado

O Volkswagen CC agora conta com uma nova opção no mercado brasileiro. O “cupê com quatro portas” passa a oferecer o motor 2.0L TSI de quatro cilindros, turbo e com injeção direta, da família EA888, com potência máxima de 211 cv. A novidade, que começa a chegar às concessionárias da marca a partir da

próxima semana, tem preço sugerido de R$ 146.990. Permanece em oferta no País a versão topo de linha equipada com o motor V6 de 3,6 litros FSI e potência máxima de 300 cv, que tem preço sugerido de R$ 186.850. O CC é produzido na fábrica da Volkswagen em Emden, no norte da Alemanha.

BRASIL

MRV Engenharia investiu mais de R$25 milhões em urbanização no 1º trimestre Em março de 2014, a MRV Engenharia investiu R$ 9.066.756,32 em obras e ações de melhorias em todas as regionais em que está presente. O valor, acrescentado aos investimentos de janeiro e fevereiro, é de R$ 25.349.118,16 só no primeiro trimestre do ano e reflete a continuidade do trabalho da construtora em prol dos municípios. Entre as regionais que mais receberam investimentos, Campinas foi destaque pela segunda vez consecutiva no ano, com R$ 2,4 milhões

investidos e 27% dos investimentos realizados em todo ano pela construtora. Ribeirão Preto ficou em segundo com R$2,034 milhões em investimentos, seguido pela Regional São Paulo com R$ 1,6 milhão. “Esses números são resultado do trabalho da MRV que vai além de possibilitar a compra da casa própria e reflete que nossas parcerias com os municípios estão sendo cada dia mais proveitosas”, comentou o diretor executivo de Desenvolvimento Imobiliário da MRV, Hudson Gonçalves Andrade.

A cidade de Foz do Iguaçu, no interior do Paraná, conta com uma nova opção de hospedagem: o Hotel Ibis, pertencente à rede de hotéis francesa, Accor. A fabricação e montagem das estruturas metálicas foram confiadas à Brafer Construções Metálicas neste empreendimento que vem com um conceito de economia e praticidade - diferente da maioria dos hotéis da cidade que contam com parques, resorts, ou spas, fazendo do Ibis uma boa opção para quem passa pela cidade a trabalho. O prédio é mais uma construção da Brafer no setor de edifícios de múltiplos andares em aço. Tratam-se de nove pavimentos, feitos em estrutura metálica com lajes em steel deck, que funcionam como fôrma para o concreto. Além disso, algumas vigas também foram dimensionadas como vigas-mistas. A utilização desta técnica mais avançada apresenta maior nível de industrialização, redução do volume de desperdícios e prazos mais curtos de entrega, sem abrir mão da qualidade e durabilidade dos materiais empregados.


B2 | CAFÉ DAS NAÇÕES

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

Um apelo em favor da paz na Síria dominou o Café das Nações Evento promovido pelo I&C homenageou a Síria e a Holanda pelos seus dias nacionais Odailson Elmar Spada

O

Diário Indústria & Comércio e a Sociedade do Corpo Consular do Paraná, realizaram mais um Café das Nações, nesta terçafeira (29/04), homenageando a Síria e a Holanda pelos seus dias nacionais. O evento ocorreu na Câmara de Comércio e Indústria Brasil/Japão do Paraná, tendo como anfitrião o presidente da instituição Yoshiaki Oshiro. Abdo Dib Abage, cônsul da Síria, representou seu país, apelando a todos pelo seu país. Para ele, há uma grande distorção na opinião pública como consequência do que a mídia internacional vem divulgando, depois de filtrar o que realmente está acontecendo. Quase em tom de lamento, mostrou fotos turísticas do berço da civilização ocidental, afirmando que são

“fotos antes dos ataques rebeldes. Agora não sei o que sobrou”. Robert Willen de Ruijter, cônsul dos Países Baixos (Holanda), foi quem falou por seu país. Discorreu sobre a Holanda como o “país das flores”, mas lembrou que ele surgiu do represamento no mar e que três quartos do país está abaixo do nível do mar (daí o nome de Reino dos Países Baixos). Seu tamanho é um quarto do Estado do Paraná. É um país superpopuloso, pois nesse pequeno território vivem 17 milhões de pessoas, com uma mentalidade aberta, cooperativa e pragmática. Mas é a 16ª economia do mundo. Com tudo isso, oferece aos brasileiros cooperação tecnológica e de negócios com a Europa. Ucrânia Um fato extraordinário foi a

declaração do vereador de Curitiba, Chico do Uberaba, que registrou o lamentável fato de que, em recente viagem junto com o cônsul da Ucrânia e líderes das comunidades ucranianas no Paraná, não foi bem recebido pelo governo federal. O registro foi confirmado pelo cônsul honorário da Ucrânia e presidente da Sociedade do Corpo Consular do Paraná, Mariano Czaikowski. Na Câmara Federal a comitiva, que levava uma jornalista da Ucrânia, teve uma audiência na Comissão de Direitos Humanos cancelada. O vereador lembrou também que nenhum político paranaense defendeu a Ucrânia, apesar do estado abrigar a maior colônia do Brasil. Lamentou também que o Brasil foi o único pais ocidental a apoiar a Rússia, na sua invasão à Ucrânia.

Yoshiaki Oshiro, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Japão do Paraná e anfitrião do evento; Mariano Czaikowski, cônsul honorário da Ucrânia e presidente da Sociedade do Corpo Consular do Paraná; Robert Willen de Ruijter, cônsul dos Países Baixos (Holanda); e Abdo Dib Abage, cônsul da Síria.

Entrevista com o cônsul da Síria, Abdo Dib Abage

Entrevista com o cônsul da Holanda, Robert Willen de Ruijter

Abdo Dib Abage, cônsul da Síria. Apelou a todos pelo seu país, que foi invadido.

Robert Willen de Ruijter, cônsul dos Países Baixos (Holanda). Discorreu a Holanda como o “país das flores”, graças ao esforço de seu povo laborioso.

Odailson Elmar Spada

A missão principal do cônsul da Síria no Paraná, Abdo Dib Abage, no Café das Nações, realizado no dia 29 de abril, foi a que esclarecer o que realmente está acontecendo em seu país. Assolado por três anos de luta interna, em que já morreram milhares de pessoas, ele declarou que o governo de Bashar Hafez alAssad continua forte e com apoio de mais de 70% da população. A verdade, afirma ele, é que as potência ocidentais tentam quebrar a aliança histórica que a Síria em com a Rússia, que mantém uma base naval no porto de Tartuz, no Mediterrâneo. Abage, que é descendente direto de Sírios, comerciante de sucesso em Curitiba, possui parte da família ainda vivendo na Síria. Com o jornalista Odailson Elmar Spada, ele deu as seguintes declarações: O que o senhor poderia nos dizer sobre a realidade da Síria, hoje? Pretendo fazer alguns relatos sobre como as coisas estão caminhando no dia de hoje, embora

não recebamos muitas notícias fidedignas pela mídia internacional. Vou falar do que obtenho pelos sites da Síria que acesso no consulado. Pelos meus parentes que ainda moram na Síria – 20% da família mora na síria. Faço, então um mix do que recebo de lá e do que sai na imprensa internacional. Dentro dessas informações que consegue receber – algumas privilegiadas – poderia dizer qual o nível de realidade? Como está a aceitação do governo perante o povo sírio? Temos conhecimento de que existe uma pesquisa da própria CIA Americana mostrando de que Bashar Hafez al-Assad, se candidato for, obteria 70% dos votos do povo. E a tendência é ele sair candidato à reeleição. A mídia internacional dá a entender que ele tem apoio só da elite. É uma informação real, ou o povo está com ele? Tenho recebido muitos refugiados no consulado, que estão vindo da Síria, e dá para perceber que pelo menos 95% aprovam o

governo do presidente Bashar. A oposição (que promove a revolução) tem origem, luta pelo quê? A oposição tem origem em potências estrangeiras, que desejam tirar a Rússia do Mar Mediterrâneo, pois ela possui uma base naval e comercial no porto de Tartuz, na Síria. Os americanos tem interesse que tirar essa base de lá, pois é a última coisa que impede os americanos dominarem completamente o Mediterrâneo. Razão pela qual o presidente Putin (da Rússia) alertou o presidente Obama (dos Estados Unidos), quando da ameaça de invasão americana à Síria, que isso levara a uma guerra direta entre os dois países. A homenagem à Síria, hoje, no Café das Nações, deve-se à sua data nacional... No dia 17 de abril de 1946 foi o dia em que o último soldado francês deixou o território da Síria, depois de lutas inglórias, uma situação difícil para o povo sírio. Foi o dia da redenção e libertação do domínio colonial estrangeiro.

Joseph Galiano, fundador e presidente da Apolar Imóveis. Ele lembrou a amizade com a colônia síria de Curitiba.

Odailson Elmar Spada

Um país muito pequeno, com mais de um quarto de seu território ganho do mar, através da construção e diques e moinhos/ bombas, tem a maior parte de seu território abaixo do nível do mar. Por isso, oficialmente adotou o nome Reino dos Países Baixos. Mas esse pequeno país tem muito a oferecer. Não só imigrantes (e o Paraná se destaca em regiões colonizadas pelos holandeses), mas em tecnologia e como porta de entrada para negócios com a Europa inteira. O cônsul honorário da Holanda (Países Baixos) no Paraná, Roberto Willen de Ruijter, explicou ao jornalista Odailson Elmar Spada, do Diário Indústria & Comércio, como esse país tão pequeno pode ter tão grande importância nas relações Brasil(Paraná)/ Holanda. O Paraná tem uma relação intensa com a Holanda, devido à presença em nosso território de um bom número de imigrantes. O governo holandês mantém essa relação como prioridade? O Brasil sempre é uma prioridade. É um país importantíssimo para a Holanda, um grande parceiro de negócios para ambos os lados. Sem foi, desde os tempos de Maurício de Nassau (que governou a região de Recife, na invasão holandesa, séc. XVI). Ainda hoje tem influência desse tempo

no Nordeste. Tempos também um grande número de imigrantes no interior do Paraná. A Holanda é o terceiro maior destino de produtos do Paraná. Só perde da China e da Argentina. Assim, nosso país é importantíssimo para a economia local e para o Brasil inteiro. Por exemplo, no caso da soja, a maior parte vai para a China, mas a segunda maior porta de entrada é o porto de Rotterdam, de onde vai para toda a Europa. Na realidade, quem quer estabelecer bases na Europa, deve sempre considerar que a Holanda é a porta da Europa. A homenagem do Café das Nações tem como base a data nacional. Pode nos explicar sobre a data holandesa? A data nacional é a data da casa real dos Países Baixos, é a data do nascimento do nosso rei Guilherme Alexandre (WillenAlexander). Seu aniversário ocorre em 27 de abril. Esse dia foi comemorado em todo o mundo, inclusive nas colônias holandesas do Paraná. Para nós brasileiros: Holanda. Na maioria dos outros países e línguas: Países Baixos. Por quê? Evoca a situação geográfica: Abaixo do nível do mar. Dois terços do países foram conquistados do mar. Tudo foi fechado com diques e os moinhos (os famosos moinhos são bombas para con-

trolar a água e levar a níveis mais altos bombear de volta ao mar) e o território holandês ficou conhecido como Países Baixos. No passado eram vários países que se estendiam até a Bélgica, no sul, e a França, no norte. Existem ali locais onde ainda se fala holandês. A Holanda, propriamente dita, eram duas províncias. Para abranger a totalidade, escolheram o termo Países Baixos. Hoje o nome oficial é Reino dos Países Baixos. O que podemos esperar da Holanda, na relação econômica e comercial com o Brasil? O que a Holanda tem a oferecer, vamos já anunciar que está sendo preparada uma missão empresarial para nos visitar. O foco principal está nos agronegócios, bioenergia e inovação. A Holanda pode oferecer alto valor agregado em produtos agrícolas. É o segundo maior exportador de produtos agrícolas em valor. Em tonelada não conseguiriam tal desempenho, pois seu território é pequeno demais para isso. Mas em valor agregado, por exemplo, sementes de qualidade, se destaca. Também as famosas estufas que desenvolvem produtos em menos tempo e com melhor qualidade. Assim, um país com um quarto do tamanho do Estado do Paraná tem tecnologia de valores agregados que pode ser partilhada.


Diário Indústria&Comércio

CAFÉ DAS NAÇÕES | B3

Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

Robert Willen de Ruijter, cônsul dos Países Baixos (Holanda); Mariano Czaikowski, cônsul honorário da Ucrânia e presidente da Sociedade do Corpo Consular do Paraná; e Abdo Dib Abage, cônsul da Síria.

Abdo Dib Abage, cônsul da Síria; Odone Fortes Martins, presidente do Diário Indústria e Comércio; e Ozeil Moura dos Santos, cônsul do Senegal

Abdo Dib Abage, cônsul da Síria; Ozeil Moura dos Santos, cônsul do Senegal; Joseph Galiano, fundador e presidente da Apolar Imóveis; e Jean Daniel Ary Galiano, diretor da Apolar Real Estate.

Ardisson Naim Akel, presidente da Junta Comercial do Paraná e cônsul do Marrocos. Lembrou que sua família é descendente de sírios e parabenizou o país por sua data nacional.

Yoshiaki Oshiro, presidente da Câmara de Comércio e Indústria BrasilJapão do Paraná, anfitrião do evento. Mostrou-se orgulhoso de abrigar as reuniões do Café das Nações na sede se sua entidade e parabenizou a Síria e Holanda, por sua datas nacionais.

Mariano Czaikowski, cônsul honorário da Ucrânia e presidente da Sociedade do Corpo Consular. Deu as boas vidas aos participantes, deu destaque especial aso cônsules da Síria e Holanda e confirmou e apoiou o lamento do vereador Chico do Uberaba, sobre a acolhida da comitiva em Brasília.

Ozeil Moura dos Santos, cônsul do Senegal. Parabenizou os cônsules da Síria e Holanda por suas datas nacionais e lamentou a situação da Síria.

Joaquim Pirez, cônsul do Uruguai no Paraná. Homenageou as datas nacionais da Síria e Holanda.

Ricardo Brugada Loizaga, cônsul do Paraguai. Homenageou as datas nacionais da Síria e Holanda.

Jorge Costa Filho, coronel da reserva da Polícia Militar, consultor de segurança. Colocou-se à disposição na área de segurança.

Jean Daniel Ary Galiano, diretor da Apolar Real Estate. Ao se apresentar comunicou que a Apolar hoje também atua em Miami, EUA.

Chico do Uberaba, vereador. Registrou o lamentável contato dos ucranianos do Paraná em busca de apoio contra a invasão russa ao seu país.

Eliane Lee Swain Kfouri, Diretora de Desenvolvimento da ADIPE - Associação Apoio Desenvolvimento Integral Pessoa. Falou de sua entidade e o serviço social realizado e agradeceu o convite para participar do Café das Nações.

Rosane Ferrante Neumann, assessora parlamentar do gabinete do deputado federal Fernando Francischini. Apresentou-se como representante do deputado, afirmando que ele prestigia as reuniões do Café das Nações.

Georgia Lopes Medeiros, assessora do consulado da Holanda. Se colocou à disposição do corpo consular do Paraná, representando o seu consulado.


Justiça&DIREITO

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014 | Pág. b5

DIREITO DO CONSUMIDOR

Novos direitos do consumidor de serviços de telefonia

coronelcosta181@gmail.com

Segurança em Debate Cel. R.R Jorge Costa Filho

Hoje falarei sobre cuidados ao vender o seu veículo

Novas regras nas operadoras de telefonia móvel devem vigorar a partir de julho

O

ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, destacou uma série de novos direitos do usuário de telecomunicações, que terão validade a partir de 8 de julho. Ele participou, juntamente com o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, de audiência pública da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados sobre a qualidade e os valores dos serviços de telefonia móvel no Brasil. Segundo o ministro, esses novos direitos estão contidos no regulamento geral de direitos do consumidor de serviços de telecomunicações, aprovado pela Anatel em março. Pelas novas normas, as empresas terão, por exemplo, que permitir o cancelamento automático dos serviços pelos usuários. Paulo Bernardo afirmou que “agora as pessoas vão ter que poder cancelar diretamente no menu, tanto pelo celular quanto pela internet. As operadoras terão prazo de dois dias para ligar para o cliente e negociar”. Porém, para deputados que participaram da audiência, esses direitos ainda são insuficientes. O deputado Márcio Marinho (PRBBA) reclamou que o regulamento não acaba com os contratos de fidelização do consumidor feitos pelas operadoras de telefonia. Para ele, o consumidor deve ter liberdade para desfazer o contrato na hora em que bem entende. O presidente da Anatel, João Rezen-

de, respondeu que o consumidor pode cancelar o contrato, mas, se tiver ganhado aparelho com o contrato de fidelização, terá que pagar por ele. Para o deputado Edinho Bez (PMDB-SC), o novo prazo de 30 dias para o usuário utilizar os créditos do celular pré-pago ainda é pequeno. O prazo também está previsto no regulamento aprovado pela Anatel. “Estamos brigando por 60 dias”, afirmou. O parlamentar acredita ainda que o número de antenas de celular instaladas no Brasil é muito pequeno, prejudicando a qualidade do serviço. O ministro e o presidente da Anatel pediram

que a Câmara aprove a proposta de Lei Geral das Antenas pela Câmara (Projeto de Lei5013/13) para facilitar a instalação. Preços O ministro Paulo Bernardo afirmou que o preço médio do minuto no celular vem diminuindo. De acordo com dados apresentados, em 2005, esse valor era de 41 centavos por minuto e, hoje, é de 15 centavos por minuto. “Do total da fatura, 1/3 é de impostos”, acrescentou. Ele reclamou especialmente do alto valor do ICMS sobre o setor. Porém, segundo diversos deputados, as tarifas são muito

CASO SANTIAGO

Justiça realiza nova audiência hoje sobre morte de cinegrafista

Caso judicial sobre Santiago Andrade deve prosseguir

O juízo da 3ª Vara Criminal da Capital retoma hoje, dia 05 de maio, às 13h, a audiência de instrução e julgamento (AIJ) dos réus Fábio Raposo Barbosa e Caio Silva de Souza, acusados de terem provocado a morte do cinegrafista Santiago Andrade, atingido por um artefato explo-

sivo durante uma manifestação, no Centro do Rio, no dia 6 de fevereiro. A AIJ será no plenário do 3º Tribunal do Júri da Capital, no 9º andar da Lâmina Central do TJRJ, na Avenida Erasmo Braga, 115. Na primeira audiência, realizada no dia 26, quatro testemu-

nhas prestaram depoimento. Ao todo, 17 testemunhas foram arroladas para depor. Os réus respondem pelos crimes de explosão e homicídio doloso triplamente qualificado, ou seja, quando há motivo torpe, impossibilidade de defesa da vítima e uso de explosivo.

superiores às de vários países do mundo. “Mesmo tirando os impostos, a tarifa ainda é mais elevada do que nos Estados Unidos e muitos outros países”, salientou o deputado Reguffe (PDT-DF). “No México, é 40 vezes mais barato do que aqui”, acrescentou o deputado Roberto Teixeira (PP-PE). Ele reclamou especialmente das tarifas do celular pré-pago. Conforme o ministro Paulo Bernardo, a política anunciada pelo governo de baixar, a partir do ano que vem, as tarifas de interconexão entre as diferentes operadoras deverá baixar o preços das ligações geradas de celulares pré-pago.

Debatedores defendem isenção para bicicletas Membros da Associação Brasileira da Indústria e Comércio de Bicicletas (Abradibi), da entidade Aliança Bike e da ONG Rodas da Paz do Distrito Federal pediram a desoneração de impostos sobre as bicicletas em audiência pública na Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados. Para eles, dentre outros fatores, a elevada carga tributária reduz o acesso da população ao equipamento. Nos últimos anos, políticas setoriais trouxeram incentivos fiscais à comercialização de automóveis, o que não aconteceu em relação a outros meios de transporte, como a bicicleta. O assessor técnico da Adradibi, Roberto Antunes, defendeu a importância de reduzir os impostos na comercialização desse modal. “Hoje, só com o PIS, Cofins e aumento de Imposto de Importação para alguns itens, em média, a carga tributária do componente de bicicleta subiu já em 50%. É um crescimento grande que, em nossa opinião, anda na contramão de todo esse trabalho que a gente quer fazer, podendo proporcionar, não só a questão de estrutura física, mas de acessibilidade a esse modal”, afirmou. Fernando Ferro é autor de um projeto (PL6724/13), que cria o chamado “vale-bicicleta”, que concede vale-transporte para quem vai ao trabalho com o veículo. Também tramitam na Câmara outros dois projetos de estímulo ao ciclismo urbano.

Muitas pessoas quando vão trocar o seu veículo, geralmente procuram lojas de revenda de veículos usados se estão procurando outro veículo seminovo, ou vão até as concessionárias pra comprar um seminovo ou novo. Mas o importante nesse momento independente de onde for realizar a sua transação, é tomar alguns cuidados: Em primeiro lugar verifique se o veículo que lhe interessou adquirir passou por uma inspeção veicular. O preço é em média de R$120,00 à R$150,00, mas é um investimento que vale a pena, pois essa vistoria que é realizado por empresas independentes irão lhe mostrar um verdadeiro histórico sobre o carro, tais como se já foi batido, roubado, se está com problemas na documentação, se o chassi está correto e se não há nenhuma alteração ou adulteração no mesmo; se os vidros estão com o número do chassi correspondente ao do carro. E por mais incrível qie pareça, tal providência é interessante até mesmo para um veículo novo que está se comprando na concessionária, pois há registros de veículos zero quilômetros que haviam recebidos reparos em decorrência de acidentes ou no transporte ou até mesmo na concessionária ou na própria fábrica. Afinal adquirir um veículo geralmente implica num investimento razoável e nada mais justo do que se tomar todas as precauções necessárias para se evitar um dissabor futuro.

ESTAMOS SEGUROS Recentemente presenciamos um crime que chocou a todos, que foi o assassinato a sangue frio de uma jovem por um Policial Civil. Mais chocante ainda por ter sido o crime filmado e as cenas terem sido vistas por todos, pois na grande maioria dos casos se ouve falar dos crimes que ocorrem em nossa cidade ou em qualquer lugar de nosso país ou até mesmo no mundo, mas ouvir falar não nos afeta tanto como presenciarmos, mesmo que através de vídeo um ato de violência tão covarde, pois o mesmo atirou contra uma jovem indefesa e que se encontrava algemada. E ao se constatar que o autor de um crime tão bárbaro era um policial civil, o choque e a repulsa foi ainda maior. Toda a população tem na imagem do policial, seja ele civil, militar ou federal como um defensor da sociedade e que o mesmo ao entrar para a sua corporação se comprometeu em auxiliar as pessoas e fazer tudo que estiver ao seu alcance para defendê-las e protegê-las. Assim, não podemos admitir tal comportamento e com certeza a Policia Civil do Paraná irá fazer com que o autor dessa barbárie, caso venha a sobreviver, já que após matar a namorada o mesmo deu um tiro na própria cabeça, seja devidamente responsabilizado e expulso da corporação, além de responder na justiça pelo crime. Por isso é fundamental que os governos invistam não só no aumento do efetivo e na aquisição de viaturas, equipamentos e armamentos modernos, mas sim, invista no Ser Humano que ao entrar para a carreira policial também recebe uma arma e dela fará uso para defender a sociedade. Hoje em quase sua totalidade os policiais só são avaliados quando estão prestando o concurso para as suas instituições, mas depois de formados, a grande maioria só vem a ter acesso a algum tipo de acompanhamento psicológico, após entraram em confronto armado ou os que estão com problemas psicológicos muito sérios. E essa falta de acompanhamento não é um fato recente, mas muito antigo, porém, quem sabe, um crime tão violento como esse não seja o ponto de partida para uma reavaliação dos investimentos, pois tenho certeza que os policiais que hoje estão nas ruas defendendo nossa sociedade, são todos merecedores de nosso respeito e não devemos julgá-los ou compará-los com o autor desse crime tão repulsivo, mas sim cobrarmos do governo um melhor tratamento e acompanhamento, pois quanto melhores preparados estiverem, com certeza o maior beneficiado será a sociedade como um todo


B6 | publicidade legal

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014

3

milhões de Page Views*

no portal www.icnews.com.br

É um número marcante!

K‚gd]algj]k]eZmk[Y\]af^gjeY„’]kkgZj]ÇfYf„Yk$ f]_Ž[agk$e]j[Y\g$][gfgeaY$hgd‰la[Y]Y_jgZmkaf]kk& Meh“Zda[gemdlahda[Y\gj$YdlYe]fl]imYdaÇ[Y\g$ [ge^gjl]hg\]j\]\][ak‚g& G<a~jagAf\“kljaY;ge…j[ag$[gfÇjeYYkkae$Yda\]jYf„Y ]eaf^gjeY„’]k\]f]_Ž[agk]e]j[Y\gk\gHYjYf~&

Diário Indústria&Comércio Ótimo para ler. Excelente para anunciar. Impresso ou na plataforma digital.

HYjYYfmf[aYjda_m]2

,)++++%10(('++**%)()* \a_alYd8af\mk[ge&[ge&Zj * Total mensal de páginas visualizadas no site ICNews, no período de julho, agosto e setembro de 2013. Conforme dados do Google Analytics.


negócios&mercado

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014| Pág. b7

LONDRINA

TECNOLOGIA

10ª EletroMetalCon acontece de 6 a 9 de maio

Cyrela atualiza e amplia uso do Microsoft Dynamics CRM para aprimorar atendimento A Cyrela, empresa brasileira de incorporação e construção que há mais de 50 anos se dedica a fazer imóveis e atua em 16 estados do Brasil, em 2007 implementou a versão 4.0 do Microsoft Dynamics CRM. O sistema foi configurado para atender toda a força de vendas da Cyrela. “Escolhemos a Microsoft como parceiro, pois nos oferecia a melhor solução, integrada a plataforma Microsoft, o que facilitava a adesão e utilização por nossos usuários e somada à credibilidade incontestável”, explica Roberto Nakamoto, CIO da Cyrela. Após cinco anos, o cenário de atuação da empresa mudou bastante, assim como as tecnologias oferecidas pela Microsoft. Com isso, a solução precisava ser aprimorada para atender às novas necessidades que surgiram. Era preciso aprimorar a solução de CRM e, junto a isso, fazer com que essa solução robusta incorporasse também o sistema legado já bastante defasado. Além disso, a Cyrela utilizava um sistema legado para atendimento a clientes e assistência técnica, cuja plataforma era antiga, afetando o desempenho das atividades que precisavam ser realizadas. Como consequência, ocorriam impactos negativos no atendimento aos clientes da empresa. O projeto para fazer essa mudança foi liderado pela área de Relacionamento com Cliente da Cyrela com apoio técnico da área de TI. “Nosso objetivo era ampliar o escopo do CRM para todas as áreas que atendem clientes e, com isso, ganhar agilidade, simplicidade e confiabilidade nos processos internos, além de maior

Inovação, ofertas de produtos e serviços, negócios e palestras estão na agenda da Feira Eletromecânica e Construção Civil

Estandes em edição anterior da EletroMetalCon: feira apresenta novidades para a indústria

E

ntre os dias 6 e 9 de maio, o Senai em Londrina recebe a 10ª edição da EletroMetalCon – Feira Eletromecânica e Construção Civil. Promovida em uma parceria do Senai com o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Londrina (Sindimetal) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Norte do Paraná (Sinduscon), a feira apresenta novidades em produtos e serviços para os dois setores. Também será realizada uma programação técnicas, com palestras de especialistas e rodadas de negócios. Para este ano, a expectativa dos organizadores é que a EletroMetalCon gere um total de

R$ 27,5 milhões em negócios, montante 5% maior do que o registrado na edição de 2013. A abertura da feira está marcada para 19 horas de terça-feira (6), com a presença do presidente do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, organizadores, autoridades, expositores e convidados. Após a abertura, será realizada a palestra magna do evento, com o gerente executivo de Inovação e Tecnologia do Departamento Nacional do Senai, Jefferson de Oliveira Gomes. O tema da palestra será “As perspectivas de crescimento para a indústria nos próximos 10 anos e suas influ-

ências para o desenvolvimento sustentável na América Latina”. A visitação à feira é aberta ao público – com idade acima de 14 anos – e pode ser feita até o dia 9, das 16h às 22 horas. Além das novidades que serão apresentadas pelos expositores que vão ocupar os 70 estandes instalados no Senai em Londrina, a EletroMetalCon também terá uma programação técnica. Serão palestras e minicursos com profissionais e especialistas dos dois setores, além de rodadas de negócios envolvendo empresários. As inscrições para a programação técnica são gratuitas e podem ser feitas no site da feira. Durante a 10ª EletroMetal-

Con, a Caixa Econômica Federal, patrocinadora da feira ao lado do Sebrae, disponibilizará um total de R$ 30 milhões para financiamentos em diferentes linhas de crédito. Segundo o gerente regional do banco, Rogério Molina Wilens, esse valor pode aumentar havendo demanda. A Caixa oferecerá linhas de capital de giro, de antecipação de recebíveis e de investimentos, com taxas de 4,5 % ao ano da FINAME, parcelado em até 60 meses com seis meses de carência. Para o pequeno empreendedor, MEI ou profissional autônomo, a Caixa apresentará recursos do microcrédito, com taxas de juros de 0,4% ao mês.

CURITIBA

qualidade no atendimento ao cliente”, diz o CIO. A Cyrela, satisfeita com a solução Microsoft, decidiu atualizar o CRM Dynamics 4.0 e adotar a versão 2011 como plataforma de dados dos clientes. “Quando iniciamos o processo de atualização do sistema, no final de 2012, após análises complexas de soluções existentes no mercado, optamos por seguir com a Microsoft, pois vimos vantagens reais e uma considerável melhoria no sistema”, diz Nakamoto. A atualização do Dynamics foi conduzida pela própria área de TI da empresa. “Essa etapa foi um pré-requisito para que, no final de 2013, fosse possível ampliar as funções da solução”, diz o CIO. Como complemento, a empresa contou com oSuporte Premier dos Serviços Microsoft, que também foram importantes para o sucesso do projeto. Em seguida, a solução foi implantada nas áreas de Relacionamento com o Cliente e Assistência Técnica. Ou seja, foi feita a migração das funcionalidades e informações do sistema legado de atendimento para o Microsoft Dynamics CRM 2011. “O sistema utilizado anteriormente tinha sido desenvolvido internamente e sobre plataforma cliente-servidor, exigindo computadores mais robustos para executar o sistema”, explica Nakamoto. Segundo ele, o principal desafio durante a implementação foi manter a filosofia de simplificação do processo. Uma vez que as áreas de negócios enxergavam o potencial e a flexibilidade da ferramenta, novas ideias surgiam e muitas delas implicavam em tornar o sistema mais complexo.

RESULTADO

Romi atinge receita líquida de R$ 150,7 milhões

Oportunidades de negócio para a área design durante a Copa do Mundo, como o projeto “Brasil Criativo”, do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), foram tema de debate em evento promovido pelo Senai na última terça-feira (28). Segundo Fernando Suzana, consultor do Instituto IBGM, o objetivo do projeto é promover a criação, fabricação, distribuição e venda de souvenires que incorporem os valores de sustentabilidade (econômico, social, ambiental e cultural). “Nosso foco é atender as oportunidades geradas pela realização de grandes eventos, como a Copa do Mundo, este ano, e em 2016, as Olímpiadas, como também aos mercados turísticos de exportação”, diz. O evento, realizado em parceria com a Objeto Brasil, aconteceu no Campus da Indústria, em Curitiba. O “Brasil Criativo” é uma das cinco ações que compõem o Projeto para Estímulo à Inovação, Competitividade e Desenvolvimento Integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias. O consultor conta que foram recebidos mais de 700 projetos que, após submetidos à curadoria, resultaram em 100 diferentes souvenires. “Conseguimos chegar a produtos que representam regionalmente a cultura brasileira para os turistas e para nós mesmos”, explica. Outra oportunidade do setor

A Indústrias Romi S.A., empresa líder brasileira na fabricação de máquinas-ferramenta, máquinas para plásticos e fundidos e usinados, registrou no primeiro trimestre de 2014 receita operacional líquida R$ 150,7 milhões, aumento de 7,4% em relação ao mesmo período de 2013. O lucro líquido foi de R$ 3 milhões, crescimento significativo em relação ao prejuízo de R$ 5,5 milhões obtido no mesmo período do ano passado. A Companhia alcançou avanço na margem bruta, que foi de 29%, de 3,2 pontos percentuais em relação ao obtido no primeiro trimestre de 2013. Já a geração operacional de caixa das Operações Continuadas medida pelo EBITDA foi de R$ 12,6 milhões, representando uma margem EBITDA de 8,4% no 1T14. Em Máquinas-Ferramenta, a receita operacional líquida atingiu R$ 101,3 milhões nos três primeiros meses de 2014, dos quais R$ 20,3 milhões referem-se à consolidação da receita operacional líquida da B+W. Este montante consolidado representou um acréscimo de 2,5%, se comparado com o mesmo período do ano anterior. A entrada de pedidos dessa unidade teve uma performance 41,5% superior à observada no 1T13. O crescimento da entrada de pedidos da B+W neste período

Gelson Bampi

Seminário apresenta oportunidades para o design na Copa do Mundo

Márcia Carvalho apresentou as modalidades de financiamento oferecidas pela Finep e o passo a passo de como realizar a solicitação apresentada foi o “Projeto Souvenir Curitiba”, criado pelo Sebrae Paraná. Artesãos, artistas plásticos, designers e estilistas fizeram o curso de capacitação com o objetivo de criar peças inovadoras com a cara da capital paranaense. Segundo Gina Paladino, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, “são suvenires como bolsas, marcadores de livros e imãs de geladeira com desenhos estilizados de pontos turísticos de Curitiba, que poderão gerar lucro inclusive depois do Mundial”. Os participantes também puderam conhecer as formas de acesso

aos recursos oferecidos pela Finep para a inovação. A economista Márcia Carvalho, gerente do Departamento de Relações com Clientes, apresentou as modalidades de financiamento e o passo a passo de como realizar a solicitação. Copa em Curitiba – Paulo Rink (PPS), presidente da Comissão Especial para Acompanhamento dos Assuntos Relacionados à Copa do Mundo de 2014 e Olimpíada de 2016 da Câmara Municipal de Curitiba traçou um panorama sobre a dimensão do evento. Segundo Rink, Curitiba foi o município que melhor uti-

lizou os recursos disponibilizados pelo Governo Federal para as obras. “Utilizamos 92% dos recursos disponíveis, mais que qualquer outra cidade. Curitiba também é a terceira sede mais procurada do país no site da Fifa. Temos grandes expectativas para o evento”, comentou. Ao final, Joice Joppert Leal, diretora Executiva da Associação Objeto Brasil, mediou um debate entre os participantes e o superintendente do Pátio Batel, Luiz Lacombe; Hecliton Santini, do IBGM, e a consultora de Design do Senai, Annelise Vaine.

foi muito significativo, ainda assim, as máquinas Romi tiveram um aumento de demanda de 21,1%. No primeiro trimestre do ano, o faturamento líquido da unidade de Máquinas para Plásticos totalizou R$ 27,8 milhões, aumento de 59,5%, em relação ao mesmo trimestre de 2013 e 22,6% acima do obtido no quarto trimestre do mesmo ano. Nesse período, foram vendidas 53 máquinas novas, quantidade 20,5% superior à obtida no mesmo período de 2013 (44 máquinas). Destaque para as vendas no mercado de embalagens, automobilístico, móveis, utilidades domésticas e prestação de serviços. A unidade de negócio Fundidos e Usinados teve receita operacional líquida de R$ 21,6 milhões no primeiro trimestre de 2014. Foram vendidas no período 3.731 toneladas de produtos fundidos e usinados, volume 3,7% superior ao obtido nos primeiros três meses de 2013 (3.598 toneladas). “A recuperação gradual dos preços dos produtos Romi, as medidas de eficiência operacional e as constantes iniciativas voltadas à contenção de custos e despesas têm sido os principais responsáveis pelos resultados consistentes da Companhia”, afirma Livaldo Aguiar dos Santos, diretor presidente da Romi.


DIVERSÃO&ARTE

Diário Indústria&Comércio

Adélia Maria Lopes

Curitiba, segunda-feira, 05 de maio de 2014 | b8

adeliamarialopes@yahoo.com.br

BBC, show de ídolos e fãs

B

anco do Brasil Covers chega a Curitiba, de 9 a 11, trazendo Maria Gadú, Zeca Baleiro, Dado Villa-Lobos, João Barone, Leoni, Toni Platão e Liminha. Cada noite um repertório devotado a um homenageado. Pela ordem: Cazuza ( 1958-1990), Zé Ra-

malho e The Beatles (1960–1970), show este que contará ainda com a participação de André Frateschi, Marjorie Estiano, Paulo Miklos e Sandra de Sá. A direção dos três shows é de Monique Gardenberg.

O projeto tem três vertentes: tributos de músicos a seus ídolos, preços acessíveis e itinerância pelo país. Curitiba é a penúltima capital do roteiro iniciado no ano passado e que prossegue em Salvador (Teatro Castro Alves, de 23 a 25 de maio).

Zeca/Zé O espetáculo de abertura, na sexta dia 9, tem dois nordestinos: o repertório de Zé Ramalho, o Bob Dylan da caatinga, na voz de Zeca Baleiro. José Ramalho Neto nascido em 3 de outubro de 1949, em Brejo da Cruz, Paraíba, gravou 25 discos em 35 anos de carreira.Admirador de Gonzagão é admirado por Zeca Baleiro, nascido maranhense (José de Ribamar Coelho Santos) em em 11 de abril de 1966. Compositor de primeira hopra, sagaz intérprete de obras alheias, de Zé Ramalho canta Ave de prata em atmosfera dark, teatral. São parceiros em O rei do rock, de 2007, e em Repente Cruel (inédita em disco). Tudo termina em Avohai. Alguma dúvida? Ah, o show é enriquecido comprojeção de vídeo filmado por Baleiro sob a direção de Monique Gardenberg.

Gadú/Cazuza O segundo dos três shows tem repertório de Agenor de Miranda Araújo Neto, ou seja, Cazuza, que saiu de cena, aos 32 anos, quando Maria Gadú ainda tinha quatro anos incompletos. Em oito anos de carreira, Cazuza deixou 234 músicas, incluindo inéditas. É sobre essa vasta obra que Maria Gadú, grande revelação de 2009, se debruçou para selecionar o repertório de vinte músicas: Todo amor que houver nessa vida (Roberto Frejat e Cazuza, 1982), O Nosso Amor a Gente Inventa (João Rebouças, Rogério Meanda e Cazuza, 1987), Mais Feliz (Dé Palmeira, Cazuza e Bebel Gilberto, 1986), Faz parte do meu show (Renato Ladeira e Cazuza, 1988), Blues da Piedade (Roberto Frejat e Cazuza, 1988) e Ideologia (Roberto Frejat e Cazuza, 1988).

Turma/Beatles Dado Villa-Lobos, João Barone, Leoni e Toni Platão, nomes emblemáticos da geração que nos anos 80, vão cantar e tocar, encerrando a série BB Covers em Curitiba com show sob a direção musical do produtor Liminha, que também estará no palco, tocando baixo. A turma ainda se dá ao luxo de dividir as honras com a funkeira carioca Sandra de Sá, Paulo Miklos, vocalista dos Titãs, e dois atores/ cantores, André Frateschi e Marjorie Estiano. O roteiro de26 canções traz músicas de todas as fases do quarteto de Liverpool. Imperdível: no Guairão, às 21h. Dia 9, Maria Gadú. Dia 10, Zeca Baleiro. Dia 11, tributo aos Beatles. Ingressos de 86 a 26 reais. Desconto de 50% para clientes Ourocard. Menores de 16 anos só com responsáveis. Patrocínio Banco do Brasil. Realização Dueto.

Nem te Conto! Aves do Pampa

Aline Calixto canta Clara Nunes O teatro da Caixa Cultural recebe nesta terça dia 6, às 20h o show de Aline Calixto, convidada do projeto Samba de Bamba, idealizado pelo produtor Rodrigo Browne. Fã declarada da mineira que deixou sentidas saudades, Aline apresenta canções marcantes como “Morena de Angola”, “As Forças da Natureza” e “O Mar Serenou”. E didive o palco com Thiago Delegado (violão) e Robson Batata (percussão), Disco do Ano da Associação Paulista dos Críticos de Arte, em 2009, por seu primeiro CD, Conto de Areia, Aline Calixto conquistou muitos fãs no mundo do samba, entre eles, Martinho da Vila, Sérgio Lorozza e Flavio Renegado. São nomes que lhe confiaram composições para seu segundo álbum, Flor Morena, lançado pela Warner Music. (Ingressos a 10 e 5 reais).

Guia de festas O fotógrafo Renato Rizzaro lança o pôster com 77 aves do Pampa gaúcho. Com apoio da SPVS, ele e a esposa, Gabriela Giovanka, idealizaram o projeto em 2010. Estão registrados em pôsteres mais de 200 pássaros da Mata Atlântica (2009), Pantanal (2010) e Amazônia (2013).Além das imagens, o cartaz traz a descrição da ave e sua família, o nome popular em português, inglês e espanhol, e o científico. A revisão científica é de Vítor Piacentini, ornitólogo responsável pelo Museu de Zoologia da USP. Os cartazes (50 x 70 cm) são impressos em papel couchê e a laminação fosca garante maior durabilidade. O Aves do Pampa custa 30 reais, mais as despesas com o correio. Os quatro já produzidos têm valor promocional de 20 reais cada. Pedidos: riodasfurnas@gmail.com ou (48) 9968-0190.

Nesta quinta dia 8, no La Table, da chef Daniela Prosdócimo Caldeira, convidados do produtor Douglas Ranzolin e da Editora DR conhecerão em primeira mão o Royal Guide Festas, revista com rol de fornecedores de cerimônias, bodas, aniversários e outras festas de Curitiba. “As festas têm uma importância ímpar na vida das pessoas,

por isso devem ter a ajuda de profissionais peritos e comprometidos. Nossa ideia foi reunir as melhores e mais idôneas empresas que atuam no ramo de festas e cerimoniais em um só lugar, para que as pessoas encontrem o que precisam de uma forma fácil”, diz Douglas Ranzolin. A festa de lançamento Royal Guide pretende ser uma sú-

mula do que um evento de qualidade precisa para fazer sucesso com os convidados: bufê estrelado de chef Dani Caldeira e bebidas da vinícola Chandon. (Produzido em capa dura e formato agenda, o Royal Guide 2014 tem distribuição gratuita e dirigida. Fone (41) 3156-3440 e www.royalguide.com.br).


Diário Indústria&Comércio