Page 1

RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Propriedade: Parque Ecológico Rio Formoso

Código: 03/2011

Número de mudas plantadas: 150 (Cento e cinquenta) Data do plantio: 22/03/ 2011 Data da vistoria 01: 15/05/ 2011 Patrocinadores: Agência Ar - Hotel Pousada Águas de Bonito - Agência Águas de Bonito Wetiga Hotel Relator(a): Marilizi Duarte de Oliveira Data: 20/05/2011 No dia 22 de março de 2011, foram plantadas 150 mudas de espécies arbóreas nativas do Bioma Cerrado. As mudas foram patrocinadas por empresas privadas com compromisso ambiental, possibilitando assim, a recuperação de áreas degradadas, principalmente de matas ciliares dos rios da região; Além da neutralização do carbono gerado por suas atividades durante o ano de 2010 e comemoração simbólica ao Dia Mundial da Água, comemorado na data do plantio. Por este último motivo, o plantio contou com a colaboração de professores e acadêmicos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Campus de Bonito (Foto 01). A ação realizada em parceria com os acadêmicos e professores da UFMS, possibilitou a prática de educação ambiental de forma extensiva, pois estes são formadores de opiniões (Foto 02).

Foto 01. Professores, acadêmicos e técnicas do IASB realizaram o plantio de 150 mudas patrocinadas por empresas privadas de Bonito/MS, no dia 22 de março de 2011, Dia Mundial da Água.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Foto 02. Acadêmicos da UFMS realizando plantio em área de recomposição florestal.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Espécies de árvores como Caroba, Tarumã, Jaracatiá, Piúva, Cedro, Ipê amarelo, Embaúba, Aroeira, Maria-preta, Ingá e Pororoca, entre outras, foram plantadas em área em processo de recomposição florestal no Parque Ecológico Rio Formoso com coordenada, 21º10’24.75”S 56º26’52,05”O, distante 7 km do centro comercial do Município de Bonito/MS.

Foto 03. Área delimitada em branco, próxima a Lagoa, recebeu mudas para recomposição florestal por se tratar de uma área de proteção permanente (APP). Fonte: Google Earth, 2011.

Através do Programa Plante Bonito, o parque recebe mudas arbóreas desde 2009, totalizando até a data do relatório 1.313 mudas. A área em questão fica próxima a estrada asfaltada, além de ser uma APP (Área de Preservação Permanente), pois está dentro dos 50 metros de mata ciliar do Rio Formoso, importante rio do município de Bonito/MS, por sua água cristalina e atividade turística desenvolvida em sua extensão. Na foto 04, observa-se as estacas remanescentes de outros plantios realizados, reiteramos que a área apresenta elevada concentração de calcário, que diminui a disponibilidade de micronutrientes para a muda, além do solo ser extremamente compactado por atividades anteriores, tornando o crescimento das plantas mais lento. Desta forma, a área se torna sensível, assim é necessário adensar


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA com plantas pioneiras e secundárias, para criar um micro clima e desta forma ocorrer à recomposição florestal da mesma.

Foto 04. Área de APP que recebe mudas do Programa Plante Bonito, para Recomposição Florestal.

Ressaltando que antes do plantio é realizada vistoria da área, buscando identificar as espécies adequadas. Previamente ao plantio, ocorreu o coroamento de aproximadamente 1 metro de diâmetro e abertura de covas com 30 cm de profundidade deixando a terra exposta. As mudas foram retiradas dos saquinhos com cuidado para não danificar o torrão (terra onde as raízes da muda de desenvolveu) e inseridas nas covas As mudas foram distribuídas de forma heterogenia que consiste no plantio conjunto de diferentes espécies de forma aleatória. Tal metodologia ajuda a recriar condições mais próximas das florestas naturais e ter maior sucesso no desenvolvimento das mudas, que foram produzidas no viveiro Municipal de Bonito, em saquinhos de plástico próprios para o crescimento das mesmas. As espécies escolhidas para recuperação da área possuem bom desenvolvimento em áreas ribeirinhas. No entorno da área possui uma lagoa utilizada para banho, além de pequenos fragmentos de floresta estacional semidecidual e algumas espécies introduzidas como Leucenia (Leucaena sp.) e Mamona (Ricinus communis). O período escolhido para a plantação foi propicio, pois no verão ocorrem chuvas sazonais, que auxiliam no crescimento e na fixação das raízes das plantas. Posteriormente, em nova data, as mudas serão medidas para obter a média da altura e avaliar quais espécies se adaptaram melhor ao local.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Foto 05. Observe a palhada proveniente da retirada da branquearia sp. e área de transição, onde é possível observar estadas provenientes de plantios anteriores.

Foto 06. Abertura de covas manualmente para minimizar os danos as mudas já plantadas e evitar a compactação do solo com a entrada de tratores.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Foto 07. Biólogas e Técnicas do IASB conferem as mudas transplantadas e realizam últimos tratos culturais na área.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

No dia 15 de maio de 2011, foi realizada vistoria na área em questão. Observou-se bom crescimento foliar das mudas, porém, 30% apresentou perda foliar, outras apresentaram folhas amareladas, tal característica ocorre por falta de água ou nutriente, vale ressaltar que área apresenta compactação do solo e apresenta pouca retenção de umidade. Além de possuir grande concentração de calcário, todas essas características demonstram como é delicada a recomposição florestal da área, além de ser necessário realizar análise do solo para quantificar nutrientes e verificar os motivos que estão retardando o desenvolvimento das mudas.

Foto 08. Mudas com folhas amareladas. As mudas apresentam bom desenvolvimento foliar.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

A área apresentou grande quantidade de mamoneiras em brotação, sendo observado posteriormente ao plantio que em vegetação próxima ao local possuía várias mamoneiras adultas e que as mesmas estavam em período de maturação, liberando sementes. Como o solo da área estava revolvido e a terra fofa, propiciou bom desenvolvimento das mamoneiras.

Foto 09. Área de plantio infestada por mamoneiras. Observa-se a mamoneira adulta apontada pela seta.

Na foto 10, é possível observar que a área remanescente dos plantios (a partir da placa de identificação), não apresentou infestação por mamonas. Nota-se que a área de plantio do dia 22 de março de 2011, apresentou grande infestação de mamonas. Foi necessário remover as mamoneiras manualmente, pois as mesmas poderiam abafar as mudas, pois apresentam desenvolvimento rápido, além ser de tratar de uma espécie exótica, não indicada para área de APP.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Foto 10. Área que recebe mudas do Programa Plante Bonito infestada por mamona, observa-se que área remanescente não apresenta o mesmo cenário. Seta vermelha indica área remanescente.

Foto 11. Técnicas do IASB retiram as mamoneiras manualmente buscando não agredir as mudas de espécies nativas e manter as características do solo.


RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

Observou-se que a palhada de cobertura colocada no solo ao redor das mudas auxiliou na manutenção da umidade do solo e protegeu, em alguns casos, da concentração de mamoneiras ao redor da muda, conforme foto 12.

Foto 12. Mudas protegidas pela palhada e muda no meio das mamoneiras, em ambos os casos apresentaram bom desenvolvimento.

2011_Mar_Parque Ecologico Rio Formoso  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you