Page 1

INSTITUIÇÃO ASSISTENCIAL E EDUCACIONAL AMÉLIA RODRIGUES

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES

2017

1


Sumário 1. Identificação 2. Projetos Educacionais 2.1 Educação Infantil 2.3 Tema/Projetos trabalhados durante o ano 2.4 Datas Comemorativas 2.5 Atividades Externas 2.6 Formação Profissional Continuada

03 e 04 05 05 09 à 10 10 e 11 11 11,12

3. Programas Socioassistenciais 13 3.1 Justificativa 13 3.2 Atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos 14,15,16 e 17 3.3 Programa de Atendimento as Famílias 17 3.3.1 Plano Qualidade de Vida 18 3.3.2 Doações de Natal 18 4. Programas com a Comunidade 18 4.1 Gestante 18, 19 4.2 Programas Voluntários de Saúde 20 4.2.1 Saúde Integral 20 4.2.2 Saúde Bucal 21 5. Instalações Físicas

21

6. Recursos Humanos

22

7. Departamento de Promoção e Captação de Recursos 7.1 Parceria de Apoio Técnico – Financeiro 7.2 Parcerias de Apoio Técnico 7.3 Projeto próprio para manutenção 7.4 Doações 8. Indicadores Sociais 8.1 Internos 8.2 Externos

23 23 23 23 24 24 24 24

2


1. IDENTIFICAÇÃO Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues Rua Tamarutaca, nº. 190 - Vila Guiomar - Santo André – SP. CEP 09071-130 Telefone / Fax (0XX11) 3186-9788 CNPJ 67.178.178 / 0001-06 1.2 Perfil da Entidade - Registros Estatuto Registro nº. 85503 Data: 27/05/92 Cartório: 1º. Registro Civil – Santo André Alteração Registro nº. 36.670 Cartório: 1º. Registro Civil – Santo André ·Data: 21/03/2012 Conselhos / Certificados Conselho Nacional de Nº.28.010.005317/92-42 Validade: indeterminado

Assistência

Social

(CNAS)

Conselho Estadual de Assistência Social (CONSEAS) Nº. 3299/93 Validade: indeterminado Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) Nº05/11 SERVIÇO Validade: 30 de abril de 2015 Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) Nº. 002/94 Registro 002/96-2 Validade: 30 de abril de 2015 Certificado de Fins Filantrópicos n.º. 28.996.014.642/93/77 renovado através da portaria n.º. 502 de 17/11/2010 - processo

3


71000.051469/2009-00. Pedido de renovação em 20/08/2012 através do processo nº23000012601201211, aguardando análise.

Utilidade Pública Federal nº. 14.806/92-05 Data 19/03/93 Estadual nº. Lei 9.231 Data 08/12/95 Municipal nº. Lei 7006 Data 02/12/92

DO 22/03/93 DO 09/12/95

1.3 Representante Legal Miguel de Jesus Sardano, brasileiro, advogado, casado, RG 6.800.874, CPF 069.418.508-68, residente à Rua do Bosque, 55- apto n.31 – Vila Bastos – Santo André – SP, fone (011) 4436-9335, CEP - 09040-280; eleito e empossado na Presidência em 01/01/2016 com mandato de 03 anos, tendo seu término em 31/12/2018.

1.4 Técnicos Responsáveis

Adriana Padilha Protti, brasileira, casada, residente a Rua Orange, nº 166 - Vila Luzita - Santo André – SP, telefone (0xx11)4451 0291, Supervisora Técnica – CRP 06/50677-0.

Andréa dos Santos, brasileira, solteira, residente a Rua Mariano Procópio, 160 - Jardim Aclimação – Santo André – SP, telefone (0xx11)44555406, Coordenadora Pedagógica.

4


2. PROJETOS EDUCACIONAIS 2.1 Educação Infantil A Creche e a Pré-Escola atenderam a 154 (cem e cinquenta e quatro) crianças na faixa etária entre 03 meses e 05 anos e 6 meses, em período integral, de segunda à sexta-feira das 7h30min às 17:00. Observamos que o número de vagas ofertado pela Instituição para a Creche é inferior à quantidade de sua demanda, havendo atualmente lista de espera de 54 crianças. Todos os atendidos são caracterizados por famílias em situação de vulnerabilidade social, que necessitam do atendimento da Instituição e, em sua grande maioria, são moradores dos Núcleos Tamarutaca, Sacadura Cabral e Palmares.

Ações Educativas - Educação Infantil

ATENDIMENTOS PROJETADOS Identificação BERÇARIO I BERÇARIO II

Qtde 14 18

MATERNAL I

18

MATERNAL II A

19

MATERNAL II B

19

FASE I

24

PRÉ – FASE II - A

21

PRÉ – FASE II - B

21

TOTAL

154

Faixa etária 03 meses a 11 meses 01 ano e 01 ano a 07 meses 01 ano e 02 ano a 07 meses 02 anos e 08 meses a 07 meses 02 anos e 08 meses a 07 meses 03 anos e o8 meses a 07 meses 04 anos e 08 meses a 05 anos e 7 meses 04 anos e 08 meses a 05 anos e 7 meses Em Período Integral

ATENDIMENTOS REALIZADOS Qtde Crianças 14 18

Qtde Salas 01 01

20

01

19

01

19

01

23

01

21

01

20

01

154

08 salas

5


LISTA DE ESPERA TURMAS CICLOS QTDE TOTAL DE CRIANÇAS BI 08 B II 23 Maternal I 19 Maternal II 02 Pré – Fase I 00 Pré – Fase II 00 TOTAL 52

Metas Propostas / Resultados Alcançados – Convênio 255/2013 Exercício 2015:

CONVÊNIO 255/2013 ATENDIMENTOS TOTAL

ATENDIMENTOS PROJETADOS

ATENDIMENTOS REALIZADOS

A.H%

154

154

1

154

6


A Instituição estabeleceu aspectos correlacionados ao seu desenvolvimento entre o Cuidar e o Educar. Destacamos que as duas vertentes fazem parte do processo integral do desenvolvimento da criança. O objetivo do nosso trabalho visou favorecer um ambiente lúdico para que a criança construísse, por meio de trocas entre o educador e ela, experiências trazidas de seu meio. O educador proporcionou lhes um espaço fraterno, agradável e acolhedor garantindo-lhe o processo de desenvolvimento integral. Dentro do processo de aprendizagem foi necessário envolver a família para que ela fosse parte integrante do todo. O objetivo maior que permeia tanto a elaboração quanto o desenvolvimento desse trabalho foi transformar a Creche em um espaço em que o prazer, a liberdade e a individualidade da criança fossem considerados e mais do que isso, respeitados. Neste ano foram trabalhados: 1 Valorização da relação adulto/criança considerando-a como importante fator de desenvolvimento da criança; 2 Respeito à forma como as crianças se desenvolvem e pensam para que nas interações com o adulto elas ampliem seu processo de construção de conhecimento; 3 Respeito à individualidade das crianças observando suas diferenças e características; 4 Momentos de interação coletiva, em que as crianças estejam próximas, percebendo a presença uma da outra; 5 Conhecimento pela criança de seu próprio corpo e do contato físico com as pessoas que compõem o seu ambiente; 6 Exploração de objetos diferentes, por meio dos sentidos; 7 Construção do desenvolvimento afetivo para que a criança se sinta segura e confiante. O programa pedagógico desenvolvido com as crianças de 03meses a 05 anos e 6 meses, teve como objetivo desenvolver uma postura democrática, tanto em nível da criança quanto em nível dos educadores e familiares, em todas as ações e experiências. Trabalhamos para: 1 Assegurar que as experiências e vivências promovam solidariedade, responsabilidade individual e coletiva; 2 Proporcionar ambiente rico em estímulos, em que a criança poderá 7


3 4 5 6 7 8 9 10 11

conviver e desenvolver suas próprias capacidades; Favorecer a participação de brincadeiras de acordo com seu desenvolvimento e interesse; Desenvolver na criança a sua potencialidade e a ampliação de seus conhecimentos; Trabalhar a linguagem oral e escrita (letramento); Trabalhar a linguagem matemática; Desenvolver a orientação espacial e temporal, a coordenação motora fina e ampla, a lateralidade e a psicomotricidade. Estimular o raciocínio lógico, a criatividade e a imaginação; Orientar a criança quanto ao respeito ao meio ambiente; Orientar a respeito da importância da boa alimentação e da higiene; Trabalhar o conceito de arte nas suas diferentes manifestações: literatura, pintura, teatro, cinema e escultura. Rotina 07h30min 08h00min

09h00min 10h30min

entrega das crianças às educadoras; café da manhã; Mamadeira, suco com frutas ou leite com frutas (03 meses a 01 ano);

11h00min

almoço; Cardápio - balanceado de acordo com as necessidades de cada idade e especial quando solicitado pelo Pediatra; repouso;

13:30h00min

mamadeira (03 meses a 01 ano);

14h00min

lanche: suco com frutas/leite com frutas

15:30min

jantar;

16h15min às 17h entrega das crianças aos responsáveis. Obs: 09h00min às 10h30min - horário destinado a atividades dirigidas nas salas ambiente. 14h30min às 16h00min - atividades livres. 8


Frequencia Mínima Máxima Média anual

56% 97% 76,5%

Critérios para Admissão 1 2 3 4 5 6 7

Faixa etária compreendida entre 03 meses e 05 anos e 6 meses; Preferência para crianças de 03 meses; Sexo masculino e feminino; Renda familiar (sempre a analisar); Os pais trabalharem (sempre a analisar); Morar nas imediações da Instituição; Crianças em situação de risco pessoal e social pertencentes a famílias em situação de risco 8 Ordem de chegada. 2.2 Temas/Projetos trabalhados durante o ano: 1. Adaptação/Acolhimento 2. Projeto Anual: “ O Encantamento dos Contos de Fadas “ 3. Projeto Eu cuido, você cuida e a natureza agradece! 4. Projeto Alimentação 5. Projeto Alimentação Colorida e Lúdica 6. Projeto Desfralde 7. Projeto Identidade e Autonomia 8. Projeto Autonomia para crescer. 9. Projeto Eu, você e os outros. 10. Projeto Eu me Alimento Bem 11. Sustenta ABC 12. Projeto Higiene 13. Momento História 14. Dança 15. Higiene bucal 16. Preservação do Meio Ambiente/Ecologia/Reciclagem e Arte Educativa 17. Jogos/Brincadeiras Lúdicas 18. Educação Emocional – Programa Amigos do Zippy/Orientação 9


Emocional 19. Festa de Encerramento 20.Natal

2.3 Datas Comemorativas:  Carnaval  Dia Internacional da Mulher  Dia dos Animais  Início do Outono  Dia Mundial da Água  Dia do Circo  Páscoa  Dia de Santo André  Dia do Descobrimento do Brasil  Dia Nacional do Livro Infantil e Monteiro Lobato  Páscoa  Dia do Índio  Dia do Trabalho  Dia das Mães  Dia Mundial do Meio Ambiente e Ecologia  Festa Junina  Início do Inverno  Dia dos pais  Folclore  Independência do Brasil  Dia da Arvore  Início da Primavera  Dia das Crianças  Dia do Professor  Dia do Médico  Dia de Finados  Dia da Bandeira  Dia da Consciência Negra  Natal

2.4 PASSEIOS/ATIVIDADES EXTERNAS 10


           

SESC: Mostra 20 anos da Cia Polichinelo de Bonecos. SESC – Cia Farnel. SESC – Histórias de Alexandre. SESC – Caminhos do Brincar. SESC – Caminhos do Brincar. SESC – A Princesa e a Costureira. Visita ao Batalhão da Polícia Militar Passeio ao Zoológico Buffet Kid Beeruta. Passeio Cidade do Livro Atividade Externa – Parque Celso Daniel. Parque Aquático

2.5 FORMAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA TÉCNICA, EDUCADORES, EDUCADORES DE VOLUNTÁRIOS)

- (EQUIPE APOIO E

2.5.1 Desenvolvimento de Recursos Humanos Os educadores, educadores de apoio e demais funcionários da Instituição participaram da 21º Congresso de Formação Profissional – CONFORP. - “Capital Humano: Valor que não se mede. ” (FEASA) As oficinas trabalhadas estão relacionadas abaixo:  A Arte Clown  Vivências Recreativas  O Sensível e o Motor na Educação Infantil.  Creche Enriquecendo a Rotina  Psicomotricidade  Educação Sensorial  Ateliê das Emoções  Dança: Dando Ritmo.  De Arteiro a Artista  A Arte como Instrumento  A Arte de Contar histórias

11


2.6.2 Reuniões de Coordenação Pedagógica Reuniões de Planejamento. Participaram nessas ocasiões todos os profissionais envolvidos diretamente e indiretamente com crianças. Utilizamos dinâmicas de grupo diversas, estudos, textos e livros, e para expor os assuntos de interesse do grupo convidamos profissionais especializados, e por meio de troca de experiências e vivências pudemos avaliar em conjunto os resultados obtidos. Nas ações de formação profissional do educador, da equipe técnica e dos voluntários foram trabalhados os seguintes temas:  Desenvolvimento Individual da criança;  Controle dos esfíncteres;  Massagem em bebê;  Higiene pessoal;  Alimentação e escovação;  Orientações a respeito da rotina da sala;  Orientações a respeito de trabalhos lúdicos;  Exposição e atividades folclóricas;  A importância do jogo e da brincadeira na educação infantil;  Planejamento de Atividades;  Avaliação e Auto Avaliação;  Organização dos Espaços Pedagógicos;  Festa de Final de Ano. Os Educadores, durante a semana, reuniram-se com a Coordenadora Pedagógica para avaliar o plano pedagógico. Participamos ainda, no decorrer do ano, de diversos Fóruns, Reuniões, Seminários, Cursos, Congressos, Conselhos e Eventos do Município e na Capital, ligados à atuação e ao cotidiano Educacional e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, dentre eles:     

Reuniões de Formação na Fundação ABRINQ - Rede Nossas Crianças; Reuniões de Formações do Programa Amigos do Zippy Reuniões de Formação na FEASA – Políticas Públicas Reuniões de Formação (FEASA) – Educação Complementar; Reuniões no Centro de Formação de Professores em parceria 12


 

com a Prefeitura Municipal de Santo André; Reuniões no CMDCA; Participação em CMAS

3. PROGRAMAS SOCIOASSISTENCIAIS - SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS 3.1. JUSTIFICATIVA A I.A.E.A.R., desde sua fundação, demonstra a preocupação com a ampliação dos seus horizontes institucionais, visando a inclusão social vem desenvolvendo várias ações através dos seus projetos socioassistenciais. Hoje de acordo com a Política de Assistencial Social, onde a Proteção Social Básica visa proteger a criança e o adolescente de situações de risco e da prática do trabalho infantil, desenvolve várias atividades que permitam melhorar a qualidade de vida da nossa comunidade, suas crianças e adolescentes especificamente os moradores dos Núcleos Tamarutaca, Sacadura Cabral e Palmares, no município de Santo André. O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos ofertado pela I.A.E.A.R. vem de acordo com a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, que viabiliza ações capazes de fortalecer o vínculo familiar e comunitário. Tais ações promovem o desenvolvimento de potencialidades e incentiva a participação social e o convívio, bem como o sentimento de pertença e de identidade. As intervenções são pautadas dentro de experiências lúdicas que contribuem para o desenvolvimento de sociabilidades e seu principal objetivo é prevenir a ocorrência de situações de risco através de identificação das demandas e das potencialidades no núcleo familiar, rompendo assim com o atendimento segmentado.

13


Serviço Convivência

ATENDIMENTOS PROJETADOS

ATENDIMENTOS REALIZADOS

Manhã

30

26

Tarde

30

15

Total

60

41

3.2 - Atividades do Serviço de Convivência Fortalecimento de Vínculos A proposta visou desenvolver atividades específicas em relação à ética, valores, promovendo a sociabilidade, a capacidade criativa e cognitiva. Seguimos os temas de trabalho de acordo com a realidade das crianças e adolescentes sempre complementados, esse trabalho, com pesquisas, objetivando formar indivíduos críticos e participativos, cidadãos transformadores da comunidade em que vivem, e consequentemente da sociedade como um todo. Quanto às oficinas e passeios, nosso propósito foi estimular a percepção para outras formas de conhecimento, aprimorando as inteligências múltiplas, por meio das atividades físicas e artísticas, integrando assim o grupo e usando o corpo como forma de educar. As atividades propostas despertaram nos adolescentes, responsabilidades pelo trabalho desenvolvido em nossa Instituição, favorecendo o crescimento e a valorização de cada um. A proposta de trabalho do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos foi desenvolvida através das seguintes oficinas: 1. Oficina Dança: Esse projeto consiste no incentivo à autonomia e à busca constante de melhoria da qualidade de vida. 2. Oficina Poliesportivo: Esse projeto consiste na valorização do esporte como veículo de formação de indivíduos integrantes e transformadores da sociedade.

14


3. Oficina de Ecologia: Consiste em desenvolver nas crianças conceitos relacionados à preservação do meio ambiente, bem como uma educação sócio ambiental. 4. Oficina de Música: Consiste num projeto para estimular e desenvolver ritmos e musicalização infantil. 5. Oficina Amigos do Zippy: Consiste em um programa de orientação emocional e intuitiva que tem como propósito a melhoria das habilidades das crianças em lidar com dificuldades. Desenvolve as habilidades sociais e a atitude positiva diante das mesmas. Educação Complementar: Que consiste em acompanhar a criança na escola, bem como zelar pelo seu desenvolvimento integral. As ações complementares à escola procuraram desenvolver um espaço e uma parceria em que as dúvidas da aprendizagem pudessem ser resolvidas com atividades tais como: Pesquisa: Possibilitar que as crianças e adolescentes pesquisem no espaço da biblioteca, em livros, revistas e no computador. Favorecendo a busca de novos conhecimentos. Neste momento as crianças também realizam pesquisas escolares. Leitura: Estimular o hábito de leitura como fundamentação de novas ideias, aquisição de novo vocabulário e poder de persuasão. Por meio de atividades dirigidas as crianças vivenciam situações de leituras, sendo compartilhada ou individual. Interpretação de textos: Temos como proposta apresentar diferentes situações, em que as crianças possam realizar a interpretação de diversas maneiras, por meio de figuras, textos, anúncios entre outros, possibilitando a tomada de uma nova consciência a respeito do mundo, das coisas, e principalmente do indivíduo, como ser social que precisa e busca ser transformado. Roda de Conversa: Por meio desta atividade podemos discutir e ampliar seus conhecimentos, de maneira que cada educando possa dialogar e expor suas dúvidas e dificuldades.

15


Rotina 7h30min 08h00min 08h30 às 11h30 11h00min

11h45min tarde 13h00min

13h30 às 16h00 16h00mim 16h15min às 17h00min

entrega das crianças aos educadores; café da manhã; atividades dirigidas (Desenvolvimento dos Projetos/Oficinas) almoço - cardápio balanceado de acordo com as necessidades de cada idade (cardápio especial quando solicitado pelo Pediatra); saída para a escola. almoço - cardápio balanceado de acordo com as necessidades de cada idade (cardápio especial quando solicitado pelo Pediatra); atividades dirigidas (Desenvolvimento dos Projetos/Oficinas) café da tarde; entrega das crianças aos responsáveis.

Frequência Manhã - variação mensal Mínima 69% Máxima 97% Média anual 83% Tarde - variação mensal Mínima 67% Máxima 94% Média anual 80,5%

Critérios para Admissão 

Continuidade ao atendimento das crianças que completaram 06 anos na Educação Infantil, priorizando a continuidade do trabalho que 16


      

desenvolvíamos; Faixa etária atendida: de 06 a 10 anos; Renda familiar (sempre a analisar); Os pais trabalharem (sempre a analisar); Morar nas imediações da Instituição; Crianças em situação de risco pessoal e social pertencentes a famílias em situação de risco; Estar matriculado e frequentando a Escola Regular. Ordem de Chegada.

Indicadores de Qualidade dos Serviços Ofertados Considerando a importância de adequação da Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais e as ações desenvolvidas pela Instituição, observamos seu desenvolvimento singelo e efetivo a partir dos seguintes indicadores:  Participação ativa  Autoestima  Fortalecimento de vínculos familiares  Socialização  Retorno positivo dos membros familiares quanto ao relacionamento intrafamiliar  Assiduidade no ambiente escolar  Reconhecimento de novas habilidades  Protagonismo  Autonomia  Hábitos alimentares  Participação ativa das famílias e comunidade

3.3. PROGRAMA DE ATENDIMENTO AS FAMÍLIAS Efetivamos trabalhos de esclarecimentos relacionados ao Termo de Compromisso da Instituição. Houve também a orientação e encaminhamento das famílias ao acesso de bens e serviços destinados à comunidade. Grupo composto por voluntários que trabalharam sob princípios estabelecidos pela Instituição, realizando estudo socioeconômico e visitas domiciliares. A equipe de Serviço Social realizou atendimentos emergenciais diários 17


com os responsáveis pelas crianças, agendados ou não, para compreender os problemas existentes em família a fim de orientar o processo de desenvolvimento dos seus filhos. Neste serviço realizamos encontros entre crianças, seus familiares com o intuito de iniciarmos um processo de construção e fortalecimento de vínculos. 3.3.1 Plano Qualidade de Vida É um instrumento de trabalho dinâmico que proporciona situações de aprendizagem e consequentemente de mudança nos hábitos familiares. Nosso trabalho tem por objetivo oferecer momentos de reflexão da problemática da família, que no momento está comprometida material ou psicologicamente, favorecendo conhecimentos para possíveis soluções e consequentemente uma melhora na qualidade de vida.

3.3.2 Doações de Natal Cada família da creche até o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos recebeu uma cesta de alimentos:  Todas as crianças que frequentam a Instituição, todos os dias, receberam leite para as férias;  Crianças receberam um calçado, uma roupa (traje completo), um brinquedo, um xampu, dois sabonetes, uma escova de dente e uma toalha de banho;

4. PROGRAMAS COM A COMUNIDADE 4.1 Programa Gestante No Projeto Gestante atendemos gestantes que frequentam a Instituição e a comunidade em geral. 18


O curso aborda os principais cuidados com a gestante e o bebê. Tivemos a participação de vários profissionais, nesse trabalho de orientação, tais como: agente de saúde (Planejamento Familiar), dentista, fisioterapeuta e outros profissionais afins. Foram atendidas 25 gestantes no primeiro semestre e 25 gestantes no segundo semestre. Ações Socioeducativas Embora pareça instintivo, mas o cuidado com o bebê necessita de orientação já no início da gestação. O período de gestação é um momento especial para a maioria das mulheres, entretanto, quando não é planejada exige uma reflexão mais profunda em relação à vida e aos sentimentos. Teoricamente, pensa–se que o feto é o mais frágil, pois depende, em todos os sentidos, da mãe para nascer, sobreviver e se desenvolver. Apesar disso, durante a gestação, muitas vezes a mãe se encontra tão fragilizada e vulnerável quanto o bebê. O objetivo desse atendimento é dar à gestante orientação nas questões que se referem ao relacionamento familiar, à aceitação do filho, bem como nas questões relacionadas às alterações físicas e emocionais da gestante. De acordo com essa proposta, trabalhamos para: 1 Promover o equilíbrio da gestante e de seus familiares, por meio de palestras e dinâmicas de grupo. 2 Ministrar aulas a respeito de gestação e cuidados básicos com o recémnascido. 3 Favorecer aulas práticas com exercícios que facilitam o desenvolvimento da gestação, tanto no aspecto relacionado à higiene, bem como naquele relacionado à alimentação e ao fator psicológico. 4 Informar da importância da orientação educacional por meio da participação em todas as atividades do cotidiano do filho. O trabalho é desenvolvido por profissionais das áreas de Saúde, nas áreas de Psicologia, Nutrição, Pedagogia, entre outras. Rotina Quinta-feira 13h30 – 14h50h 14h50 – 15h15h

Aula de crochê /tricô Lanche 19


15h15 – 16h00h

Palestra com profissional específico

Frequência Total

25 alunas - 1º semestre 25 alunas - 2º semestre

Critérios para Admissão   

Destinado às gestantes da comunidade e das famílias atendidas, até o 4º mês de gestação; Residir próximo à Instituição; Renda familiar (sempre a analisar).

4.2. PROGRAMAS VOLUNTÁRIOS DE SAÚDE (Cessão de espaço para voluntários de serviços médicos, odontológico e fonoaudiológico. Oferecidos as crianças, adolescentes, funcionários, famílias e comunidade)

4.2.1 Saúde Integral Tem por princípio o atendimento a comunidade através de consultas, colaborando constantemente com o controle da higiene nos aspectos de apresentação pessoal e controle da saúde física e mental. Aviamento de receitas e realização de exames periódicos, além de rotinas da avaliação da saúde. Contamos com dois Médicos Pediatras Homeopatas e uma Fonoaudióloga todos profissionais voluntários. Foram realizados 2.129 atendimentos.

4.2.2 Saúde Bucal

20


Atendimento a comunidade nos casos de emergência e através de tratamento, com hora marcada, de acordo com a agenda previamente divulgada (pelos dentistas voluntários).

5. INSTALAÇÕES FÍSICAS 08 – salas de atividade / oficinas 16 – banheiros para crianças 11 – banheiros para adultos. 01 – refeitório para crianças. 01 – refeitório para adultos. 01 – pátio coberto. 01 – solário . 01 – lactário . 01 – parquinho . 01 – salão de reunião. 01 - sala de coordenação (Coordenadora Pedagógica, Supervisora (Técnica, Assistente Pedagógica) . 01 – sala Biblioteca/ Brinquedoteca. 01 – sala comunicação oral 01 – sala de material pedagógico. 01 – sala de atividades alternativas. 01 – almoxarifado . 02 – cozinhas. 01 – consultório odontológico. 01 – consultório médico. 01 – laboratório de informática. 01 – sala de reunião. 01 – sala de administração. 01 – Ginásio de Esporte.

6. RECURSOS HUMANOS CORPO FUNCIONAL 21


01 AGENTE DE APOIO EDUCACIONAL 01 SUPERVISOR CONTÁBIL 01 ASSIS.SUP.TEC.INFORMÁTICA 01 ASSISTENTE PEDAGÓGICA 01 ASSISTENTE CONTÁBIL GENERALISTA 01 AUX.DE ESCRITÓRIO 01 ASSISTENTE FINANCEIRO 10 AUX.DE EDUCADOR I 01 ENCARREGADO DE MANUTENÇÃO 01 AUX.DE MANUTENÇÃO I 01 AUX.DE MANUTENÇÃO 05 AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS 01 LÍDER DE COSTURA 01 COZINHEIRA I 01 COZINHEIRA II 10 EDUCADORAS 01 INSTRUTOR DE DANÇA 01 LACTARISTA 01 COORDENADORA PEDAGÓGICA 01 SUPERVISORA ADMINISTRATIVA 01 SUPERVISORA TÉCNICA 01 ZELADOR 01 RECEPCIONISTAS 01 ENCARREGADA DE SERVIÇOS GERAIS 06 AUX.DE LIMPEZA 01 ASSESSOR CAPT.RECURSOS 01 ASSESSORA TÉCNICA 02AUX.CAP.DE RECURSOS

CORPO DE VOLUNTÁRIOS 01 Fonoaudióloga 22


01 Instrutor de Computação 02 Pediatra 01 Clínico Geral 03 Fisioterapeuta 05 Dentistas 10 Costureiras 15 Diretoria 04 Educação 02 Escritório 01 Gestante 7. DEPARTAMENTO DE PROMOÇÃO E CAPTAÇÃO DE RECURSOS 7.1. Parceria de Apoio Técnico – Financeiro    

1 2 3 4

Secretaria de Educação - Prefeitura Municipal de Santo André Projeto Educação Infantil Projeto Alimentos – Salvador Arena Doação pelo FUMCAD – Projeto Passeio

7.2. Parcerias de Apoio Técnico FEASA Fundação Abrinq ASEC – Associação de saúde emocional da criança. Núcleo Especializado em Aprendizagem – Faculdade de Medicina do ABC 7.3. Projeto próprio para manutenção

1 Investidor Social 2 Associados Colaboradores Mensais 3 Eventos (bazares, almoços, jantares etc)

7.4 Doações 

Em espécie 23


Em produtos – Banco de Alimentos Mesa Brasil - SESC

8. INDICADORES SOCIAIS 8.1 INTERNOS: benefício aos funcionários  Auxílio creche  Contratação de pessoal da comunidade  Auxílio leite  Auxílio alimentação  Refeições diárias gratuitas  Plano de saúde 8.2  

EXTERNOS: benefício à comunidade Cessão de espaço para voluntários de serviços médicos, odontológico e fonoaudiólogo voluntários. Fornecimento de enxoval de recém-nascido às participantes do Projeto Gestante.

Santo André , 21 de fevereiro de 2017. 24


___________________________ Terezinha Santa de Jesus Sardano Presidente

__________________________ Adriana Padilha Protti Supervisora Técnica CRP 06/50677-0

__________________________ Andréa dos Santos Coordenadora Pedagógica RG. 26.865.632-0

25

Relatório Anual 2017  

Relatório de atividades de 2017

Relatório Anual 2017  

Relatório de atividades de 2017

Advertisement