Page 1

igreja católica

seguem-se candidatos depois da renúncia do papa bento XVI Agência Comercial Pico • 28721006

pub

centrais

pub

Mop$10

Director carlos morais josé • quinta-feira 14 de fevereiro de 2013 • ANO XII • Nº 2791

muito nublado min 15 max 19 humidade 75-95% • euro 10.7 baht 0.2 yuan 1.2

Ter para ler Venham mais cinco (séculos)

Jason Chao considera “suspeito” as 26 ligações de Ho Wai Tim

Associações para que vos quero O inventário foi feito pelo presidente da Associação Novo Macau. Ao todo, são 26 as associações do território que o dirigente da Associação de Ecologia de Macau tem conexões, quanto mais não seja por ter disponibilizado a morada de sua casa para servir de sede às entidades. Para Jason Chao, “é tudo muito suspeito”. O pró-democrata quer ainda saber quem é que está, de facto, por detrás das associações e se estas são subsidiadas por quaisquer fundos públicos. Mais intrigante é o facto de duas das 26 associações serem pessoas colectivas que, de acordo com as listas aprovados pelo Governo no passado dia 4, serão candidatas às eleições legislativas deste ano, pela via indirecta. página 5

diplomacia portuguesa

Passos Coelho fala da importância dos portugueses em Macau página 3

lago nam van

IACM vai idealizar espaço de diversão Página 5

panchões durante o ano novo chinês

preocupações ambientalistas vão desde Pequim até Macau Página 13

hotelaria

Governo pondera criação de mais de 20 mil quartos página 6

pub


2

política

quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

António Falcão

Governo quer partilhar frutos do desenvolvimento, diz Chui Sai On

Ano novo, mesmos desejos

A

no novo em Macau, mas as convicções do Chefe do Executivo para o território mantêm-se iguais: o líder do Governo assegura estar determinado a impulsionar a construção de Macau como Centro Mundial de Turismo e de Lazer, um desejo que se mantém desde 2010. Na mensagem de ano novo, contudo, Chui Sai On deu especial atenção à necessidade de a

Executivo começa ano com saldo positivo de mais de dez milhões de patacas

milhões de patacas, mais 23,3% do que em 2012 e a traduzirem 10,8% do total de 2013. Ente as receitas correntes, os impostos directos valiam 10.632,9 milhões de patacas mais 19,3% do que em 2012 e com um peso de 10,7% dos impostos previstos para 2013. Ainda neste capítulo, os impostos directos sobre o sector do Jogo - no valor de 35% sobre as receitas brutas dos casinos proporcionaram uma receita de 10.235,2 milhões de patacas, mais 19% do que em Janeiro de 2012 e a traduzir já 10,8% do previsto para 2013. A despesa do Governo em Janeiro totalizou 1.697,9 milhões de patacas, uma subida de 56,1% face a 2012, mas a valer apenas 2,3% da despesa orçamentada em 2013. Entre receitas e despesas, Macau arrecadou um saldo positivo de 10.432,4 milhões de patacas quando tem previsto para 2013 terminar a execução orçamental com um total de 41.080,7 milhões de patacas, previsões que, normalmente, são sempre ultrapassadas. - Lusa

A governação científica e o cumprimento da lei continuam como tópicos no discurso do Chefe do Executivo, que deixou ainda no ar a mensagem de que, no ano passado, a economia de Macau manteve um crescimento estável e dinâmico. “Empenhámo-nos no aperfeiçoamento contínuo dos projectos visando a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e impulsionámos o desenvolvimento do sistema político”, disse Chui Sai On.

À procura de poder na China

O

ex-presidente da Viva Macau, Ngan In Leng, e o empresário Ma Iao Lai estão na corrida ao Comité Permanente da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC). Segundo a Rádio Macau, nas eleições que se realizam no próximo mês, estas duas personalidades estão interessadas em integrar o órgão, ao lado dos que já lá estão: Susana Chou, ex-presidente da Assembleia Legislativa, Lio Chak Van, membro do Conselho Executivo,

Tiago alcântara

execução orçamental de Macau do mês de Janeiro encerrou com um saldo positivo de 10.432,4 milhões de patacas, mais 25,4% do que no mesmo mês de 2012, indicam dados oficiais provisórios disponíveis na página electrónica dos Serviços de Finanças. Os mesmos dados indicam que no primeiro mês do ano, a Administração recebeu 12.130,3 milhões de patacas de receitas totais, mais 23,7% do que em 2012 e correspondentes a 10,5% do previsto para este ano. Já as receitas correntes estavam calculadas em 12.089

e melhorar as condições da vida da população, através do crescimento económico e pela partilha dos frutos provenientes do desenvolvimento da cidade.” Chui Sai On comprometeu-se a “estabelecer mecanismos eficazes de longo prazo, a aprofundar a promoção de valores humanistas, a materializar a partilha dos frutos do desenvolvimento com os cidadãos e o desenvolvimento equilibrado entre a sociedade e a economia”.

Ex-presidente da Viva Macau na corrida ao Comité Permanente

Mais dinheiro para Macau

A

população ser solidária com os idosos e cidadãos mais vulneráveis, salientando que é preciso “dar carinho às pessoas e famílias que mais necessitam”. O Chefe do Executivo referiu ainda que é desejo do Governo partilhar os frutos do desenvolvimento local com a população e deixa uma certeza: “Vamos estabelecer mecanismos eficazes, a longo prazo, que possam criar um desenvolvimento sustentável da sociedade

e o empresário Eric Yeung. Ngan In Leng é tido como o ex-líder de uma comunidade de Fujian em Macau, sendo que outros dizem que ainda o é, refere a Rádio. A escolha do antigo presidente da Viva Macau pode ser encarada como fruto de uma relação de proximidade com Xi Jinping, o futuro Presidente da China, que passou pela província. Se Ngan In Leng for nomeado para um cargo de relevância na China, tal pode também significar

que, em termos locais e nacionais, tem mais poder político do que Chan Meng Kam, o empresário de Fujian que, em 2005, se estreou como deputado à Assembleia Legislativa e é membro do Conselho Executivo desde o último mandato de Edmund Ho, disse ainda a TDM. Também o deputado Sio Chio Wai se mantém como representante de Tianjin na CCPPC. O também empresário vai entrar num quarto mandato, mais um do que os três que, por norma, os delegados cumprem.

Governo promete renovar mercados este ano

O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) vai efectuar mudanças nas zonas envolventes dos mercados de São Lourenço e de São Domingos, algo que vai afectar cerca de 38 lojas. Raymond Tam, presidente do IACM, garantiu, em declarações à TDM, que as características originais não vão ser alteradas. “A zona de São Lourenço tem as suas próprias características. Reparámos que alguns comerciantes mudaram-se para o complexo do mercado municipal de São Lourenço

para o negócio, por isso há mais espaços vazios. Se pudermos juntar todos os comerciantes, podemos trabalhar num design. Seria mais conveniente para os moradores fazerem compras.” O Governo está neste momento em negociações com os comerciantes, sendo que cada zona vai ter o seu próprio design. Por estar numa área com características patrimoniais, o IACM teve de contactar o Instituto Cultural para proceder ao projecto da zona de São Domingos.


quinta-feira 14.2.2013

política

www.hojemacau.com.mo

Pedro Passos Coelho enviou felicitações durante o Ano Novo Chinês

Comunidade portuguesa é “activo estratégico” em Macau O primeiro-ministro português publicou no website oficial do Governo uma mensagem especial para a época do Ano Novo Lunar. No texto, Pedro Passos Coelho destacou as relações económicas com o continente, lembra o aniversário do Fórum Macau e não esqueceu o papel das comunidades no território Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

C

hina e Portugal uniram as mãos no mundo dos negócios, e foi a pensar nessa união que o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, resolveu publicar no website oficial do Governo uma mensagem por ocasião do Ano da Serpente que agora se inicia. Nela, a importância do papel de Macau e das suas comunidades é frisada, com base na comemoração, este ano, dos 500 anos da chegada de Jorge Álvares à China. “Deste contacto, criámos uma relação que perdura há meio milénio. A prova viva da continuidade deste relacionamento através dos tempos é a existência da Comunidade Macaense que sempre funcionou como um importante elo entre Portugal e a China, que contribui para o desenvolvimento próspero da RAEM e que constitui um valioso elemento de ligação á Lusofonia Global.” Quanto à comunidade portuguesa aqui residente, Passos Coe-

lho considera que é “e será sempre um activo estratégico de Portugal no Oriente”, sendo que “também a comunidade chinesa em Portugal tem desempenhado um papel fundamental na articulação entre as duas sociedades”. “Desejamos que ambas as Comunidades mantenham e desenvolvam esse seu papel, assim como desejamos que as relações entre os nossos países sejam cada vez mais próximas e benéficas para todos”, disse ainda o primeiro-ministro. Quanto ao 10.º aniversário da criação do Fórum Macau, que se realiza este ano, é também lembrado por Passos Coelho, que fala de Macau como tendo o “estratégico papel de plataforma”.

“Os benefícios mútuos” da ligação à China

O líder do Governo faz ainda “votos que o Ano da Serpente traga prosperidade, saúde e bem-aventurança para o povo chinês, para a comunidade portuguesa em Macau e para a comunidade chinesa em Portugal”. “O ano da serpente simboliza a reflexão, o planeamen-

to e a preparação do futuro. Não podia ser mais auspicioso num mundo em rápida transformação que aconselha à reflexão sobre os problemas presentes e à preparação do futuro: não apenas o de cada

nação individual mas, também, o futuro comum que pertence a todos os homens e mulheres que vivem neste planeta”. Nesse sentido, Passos Coelho afirma que “é de olhos postos nes-

3

As palavras da deputada Mónica Ferro Continuar uma cooperação que já é secular é o que deseja a deputada Mónica Ferro na sua mensagem do Ano Novo Lunar. A deputada do PSD, coordenadora do Grupo de Amigos de Macau da Assembleia da República (AR) e do Grupo Parlamentar do PSD na comissão de negócios estrangeiros e das comunidades portuguesas. “O ano da serpente é também o ano no qual se celebram os 500 anos do encontro entre Portugal e a China. São 500 anos de uma relação profunda e frutífera de amizade que convém alimentar e preparar para os próximos 500 anos. Daqui da AR desejo que este ano seja muito positivo e que o saibamos aproveitar para reforçar esta nossa amizade secular. Macau manter-se-á o ponto de afecto, a portugalidade cosmopolita de Macau é um valor em si mesmo, para experimentar e aumentar. A cooperação, cultura, economia são áreas nas quais a cooperação tem sido muito positiva e construtiva e é exactamente esse o caminho que queremos continuar a percorrer”, afirma no vídeo.

se futuro que se torna ainda mais desejável aprofundar as nossas excelentes relações diplomáticas, culturais, científicas e económicas, antigas de cinco séculos mas, simultaneamente, modernas e vibrantes”. Não são esquecidos os “progressos importantíssimos” na “intensificação das relações”, ao nível da Declaração Conjunta Luso-Chinesa sobre a Questão de Macau e do Acordo da Parceria Estratégica Global. “Acresce que o notável crescimento da China tem potenciado diversas oportunidades que temos sabido aproveitar com benefícios mútuos e, estou seguro, que continuaremos a explorar novas e diversificadas vias de colaboração.”

Ex-assessor jurídico de Macau demite-se do cargo de Chefe de Gabinete de ministra portuguesa

O adeus de João Miguel Barros O

chefe de gabinete da ministra da Justiça, João Miguel Barros, apresentou na segunda-feira a demissão do cargo, disse o próprio à Agência Lusa, mas negou divergências com a política de Paula Teixeira da Cruz. “Esgotei-me nas funções de Chefe de Gabinete, mas mantenho total solidariedade nas reformas e na política da

ministra da Justiça”, afirmou João Miguel Barros, sem adiantar mais pormenores sobre a sua saída do ministério, que terá efeitos a partir da próxima segunda-feira. João Miguel Barros participou activamente em várias reuniões com autarcas e com a Associação Nacional de Municípios sobre o futuro mapa judiciário.

Licenciado em Direito em 1982, João Miguel Barros, cujas principais áreas de actuação são o Direito Civil e Direito Comercial, foi assessor jurídico do Governador de Macau (198889) e assessor do Presidente da assembleia Legislativa de Macau (1989-92). Vogal do Conselho Geral da Ordem dos Advogados Portugueses (2001-

2004), foi chefe de gabinete do ministro da Justiça do XVI Governo Constitucional (2004-2005), designadamente de Aguiar Branco. Foi ainda Coordenador do Plano de acção para a Justiça na Sociedade da Informação (2004-2005) e era Chefe de Gabinete da ministra Paula Teixeira da Cruz desde a posse do actual Governo.


4

publicidade

www.hojemacau.com.mo

quinta-feira 14.2.2013


quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

Há 26 associações ligadas a Ho Wai Tim, segundo Jason Chao

sociedade

As associações com cunho de Ho Wai Tim

“É tudo muito suspeito”

20 associações registadas na sua morada

Jason Chao, presidente da Associação Novo Macau, realizou um inventário do número de associações cujos endereços se associam de alguma forma a Ho Wai Tim. O presidente da Associação de Ecologia de Macau diz não exercer funções activamente em mais nenhuma associação, ainda que duas das 26 onde alegadamente assume funções sejam pessoas colectivas na corrida pela via indirecta às eleições legislativas de 2013

• Associação de Turismo da Ecologia de Macau Jovem

Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.mo

O

rasto foi deixado por Ho Wai Tim, ex-dirigente da Associação de Ciência Política e Direito de Macau (ACPDM), que afirmou não estar envolvido na publicação do anúncio no jornal Ou Mun de há duas semanas, que se opunha à sobrevivência de instalações militares com forte poder colonial. Na verdade, o dirigente disponibiliza a sua morada para diversas associações do território, algo que aguçou o apetite do presidente da Associação Novo Macau, Jason Chao, que decidiu investigar quais as associações que estão ligadas ao dirigente da Associação de Ecologia de Macau (AEM) e chegou à conclusão de que Ho Wai Tim está de alguma forma relacionado a 26 associações [ver caixa], 20 das quais porque cedeu o seu domicílio para sede destas, segundo documento que Chao tornou público. “Eu preparei uma lista de associações que alegadamente estão associadas a ele [Ho Wai Tim]. De facto, ele usa a sua morada [ou outras relacio-

“U

m ‘Espaço de Diversão’ do lago Nam Van” é o “nome provisório” do projecto que está previsto ser criado para o passeio pedestre na Avenida da Praia Grande, segundo avançou o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) ao Hoje Macau. Depois de expropriados pela Direcção dos Serviços Finanças (DSF) os bares que ali se encontravam, e concluída a sua retomada em Setembro, nada mais foi feito na zona. No entanto, em resposta enviada ao Hoje Macau, o IACM diz que existe já um projecto em mãos e deverá ser desenvol-

Ho Wai Tim

nadas] como sede de registo destas associações”, indica Jason Chao ao Hoje Macau. “A maioria delas está relacionada com o ambiente. E algumas estão relacionadas com direito e outras até com jogos electrónicos.”Arecolha dos registos, explica, teve como base o Boletim Oficial (BO) e as moradas sob as quais estas associações estão e foram registadas. Por outro lado, há seis que não estão directamente relacionadas consigo, no entanto, segundo o trabalho de casa feito por Jason Chao, estão sediadas em moradas que foram também elas sede das associações que agora estão registadas no endereço de Ho Wai Tim. Por exemplo, o Edifício de Nam Van, na Avenida da Praia Grande, já serviu de sede à Associação de Conservação de Pandas de Macau (que está sediada no domicílio de Ho Wai Tim), hoje é sede da Fundação da Natureza Mundial de Macau.

Outras duas moradas estão da mesma forma relacionadas: o Edifício Fok Sin e o Kam Loi. “Parece-me que ele controla estas associações e de maneiras semelhantes elas partilham as mesmas características. E foram alteradas [as moradas] de uma forma que as liga”, explica o jovem democrata. “Há duas coisas que ainda estou a tentar descobrir sobre estas associações: uma é quem representa as associações e em que funções ou sob que nome [Ho Wai Tim] representava as associações; a segunda é sobre fundos, ou seja, se se candidataram a subsídios públicos.”

Associações elegíveis

O presidente daAEM foi contactado pelo Hoje Macau para comentar estas acusações mas não esteve disponível durante todo o dia de ontem. Ao Ponto Final, na semana passada, confirmou estar como representante da Associação dos Alunos de Ciência Política e Direito da China (AACPDC), que concorre às próximas legislativas pela via do sufrágio indirecto, no entanto, frisou não estar “a trabalhar para as eleições”. Também na sua morada

está registado o Centro de InspecçãoAmbiental, que consta na lista de 2013 das pessoas colectivas eleitorais e que tem como representante Joe Chan. Ao Ponto Final, Chan disse só ter tido conhecimento do facto quando foi tornada pública a lista aprovada e publicada pelo Governo a 4 de Fevereiro e pediu a Ho Wai Tim para que seja retirado o seu nome, dando conta ao mesmo jornal de que, pelo facto, pediu a sua demissão da vice-presidência da AEM. O Hoje Macau procurou confirmar se o seu nome já tinha sido retirado mas tal não foi possível porque também Joe Chan esteve incontactável no dia de ontem. “Segundo o que Joe Chan contou [à Associação Novo Macau], apenas agora deu conta que será suspeito aquilo que Ho Wai Tim fez e quer que as coisas fiquem mais claras sobre o que se passa entre ele e Ho”, indica Jason Chao. “É tudo muito suspeito”, qualifica. “Disse-nos que tinha total desconhecimento que as associações estavam registadas [nas moradas de] Ho Wai Tim mas acho suspeito que ele não saiba. Para mim, as histórias dos dois lados não são credíveis.”

5

• Associação de Terrenos Húmidos de Macau • Associação de Conservação dos Animais e Plantas Selvagens de Macau • Associação de Conservação de Pandas de Macau • “Associação de Promoção Verde de Macau” • Associação de Silvicultura de Macau • Sociedade de Oceanografia de Macau • Associação para a Conservação de Espécies em Vias de Extinção de Macau • Centro de Inspecção Ambiental de Macau • “Sociedade de Investigação da Lei de Direitos de Autor de Macau” • Associação de Ciência Política e Direito de Macau • Associação dos Alunos de Macau da Universidade da Ciência Política e Direito da China • “Sociedade de Observação de Aves de Macau” • “Sociedade de Recursos Hídricos de Macau” • Associação do Desporto dos E-Jogos de Macau • Associação da Medicina Desportiva de Macau • Associação de Educação do Ambiente de Macau • “Associação de Investigação de Desenvolvimento Tecnológico” • “União Doutoral de Macau” • Associação de Investigação de Tecnologia sobre Energia Sustentável

Seis associações com moradas relacionadas (ou fundadas por si) • Associação de Ecologia de Macau • “Sociedade de Ciências Ambientais de Macau” • União Geral das Associações de Ecologia e Ambiente Protecção de Macau • Sociedade de Investigação da Diversidade Biológica de Macau • “Colégio de Educação Ambiental de Macau” • Fundação da Natureza Mundial de Macau Nota: Os nomes que estão entre aspas são traduções assumidas pelo Hoje Macau, uma vez que em Boletim Oficial as associações não têm designação em português

IACM pretende criar um “Espaço de Diversão” no lago Nam Van

Bares transformados em zona cultural vido “o mais rápido possível” embora não dê conta se será entretanto lançado um concurso público. “Em perspectiva, há a intenção de criar um ‘centro de arte, cultura e lazer’, ou melhor, criar um “espaço de partilha e intercâmbio”, em que a arte e a cultura sejam as notas dominantes, estando-lhe subjacente a ideia de firmar uma coesão multi-

disciplinar, como meio de reforçar as características e culturais do território”, informa o IACM. “A remodelação destaca-se pela criação dum espaço plurifuncional, capaz de servir de palco a representações de mini-teatro, zona de partilha de livros, sala de exposição e apresentação, zona de leitura de revistas, centro de informação sobre exposições e espectáculos

correntes, zona de restauração típica, etc.” O espaço, segundo dá conta o organismo, é feito a pensar nos residentes e também nos turistas, para que possam “interagir e colher experiências artísticas na vida”. No entanto, o IACM não adianta ainda pormenores sobre datas de execução da empreitada e se, para tal, será criado um concurso público para concessão da

obra. “O IACM desenvolverá este projecto o mais rápido possível, dando um acompanhamento atento ao andamento das respectivas obras”. A Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) indicou também ao Hoje Macau que “não recebeu ainda qualquer pedido de obra de modificação para o local em causa”.

Recorde-se que o contrato de concessão dos bares, anteriormente localizados na zona, cessaram oficialmente a 31 de Maio do ano passado, tendo sido reavidas as instalações pela DSF em Setembro do ano passado e, desde então, como fez saber também este organismo a este jornal, é ao IACM que compete “o planeamento e desenvolvimento futuro” do local. - R.M.R.


sociedade

quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

M

ACAU vai ter mais 25.200 quartos de hotel, a juntar aos mais de oito mil mil já existentes no território. Neste momento, segundo dados estatísticos da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), estão em construção 11 hotéis e outros 25 projectos em apreciação. Os dados - referentes até ao quarto trimestre do ano passado - indicam que, no total, os 36 projectos vão proporcionar mais de 20 mil quartos e mais de 17 mil lugares de estacionamento. A necessidade de ter mais quartos de hotel no território já tinha sido manifestada anteriormente pelo então director dos Serviços de Turismo, na Assembleia Legislativa (AL), em Dezembro passado. Costa Antunes admitiu que iriam ser precisos mais quartos no futuro, dizendo que há falta de hotéis não só económicos, mas no geral. “Uma cidade que recebe 28 milhões de turistas, onde apenas 50% pernoitam e onde a taxa de ocupação dos hotéis é superior a 80%, eu diria

Previstos mais de 20 mil novos quartos de hotel no futuro

Cotai em força que há falta de hotéis”, explicou, na altura. “Mesmo os hotéis de cinco estrelas estão ocupados.” Costa Antunes referiu que a prioridade na construção seria

dada à construção de alojamento económico, contudo, os dados da DSSOPT não referem se os projectos em construção, ou a construir, são de baixo preço.

Director da Sociedade de Jogos de Macau destaca 26% de quota de mercado em Janeiro

Destacados na frente

O

director da Sociedade de Jogos de Macau (SJM) Ambrose So disse ontem à agência Lusa que Janeiro foi um “bom começo” para a empresa, ao conquistar 26% de quota de mercado, e prometeu trabalhar para manter a confiança dos jogadores. “Foi um bom começo, sem dúvida”, disse Ambrose So, comentando os dados do sector do jogo no primeiro mês de 2013, quando os casinos locais fecharam com receitas líquidas de 26.864 milhões de patacas, correspondentes a uma subida de 7,3% face ao mesmo mês de 2012. Ambrose So escusou-se a comentar a concorrência - a mais directa em Janeiro veio da Sands China do magnata norte-americano Sheldon Adelson e que obteve

uma quota de quase 20% - e prometeu apenas que a SJM, empresa fundada por Stanley Ho, “irá fazer sempre o melhor para manter a quota de mercado e para apresentar serviços inovadores”. O mesmo responsável considerou “importante” que a SJM consiga manter uma quota superior a um quarto das receitas do sector do

jogo em casino quase nove anos depois da abertura do primeiro casino - o Sands, em Maio de 2004 - fora do universo de salas de jogo até então controladas em exclusivo por Stanley Ho. Já quanto a 2013, Ambrose So, apesar de prometer trabalho, prefere não fazer previsões. “Não posso ter uma bola de cristal”, disse. O sector do jogo

em Macau encerrou 2012 com receitas brutas de 305.235 milhões de patacas, a maioria das quais - 304.139 milhões de patacas - geradas nos casinos dos seis operadores locais. No final de 2012, Macau tinha 35 casinos, 20 dos quais geridos pela SJM - um dos seis operadores do mercado -, e que disponibilizavam 5.485 mesas de jogo e 16.585 “slot machines”. O jogo é a principal fonte de receita da Administração de Macau, que cobra impostos directos de 35% sobre as receitas brutas arrecadadas pelos operadores, além de outros 4% em impostos indirectos e um conjunto de taxas por cada mesa ou “slot machines” em actividade. - Lusa

É na zona do Cotai que vão nascer mais quartos. Depois do Sands Cotai Central ter disponibilizado 5800 quartos de hotel com a abertura do Sheraton, Holiday Inn e Conrad, a previsão das Obras Públicas é que surjam mais 20.635 camas só no Cotai. Dos actuais hotéis em construção, três ficarão instalados nesta área entre a Taipa e Coloane – perfazendo um total de 6635 quartos -, enquanto os restantes oito disponibilizam apenas 7200 quartos na península de Macau. Já nos projectos em apreciação, contabilizam-se cinco hotéis para o Cotai, com a estimativa de que venham a oferecer 14 mil quartos. Outros 17 projectos - que futuramente proporcionarão cerca de 17.900 quartos – podem nascer na península de Macau. O surgimento de mais camas na zona do Cotai deve-se sobretudo ao facto de nascerem cada vez mais construções das operadoras de jogo no local. Só a Wynn já avançou que irá disponibilizar cerca de dois mil quartos no novo resort que pretende construir no Cotai e o qual foi já autorizado. A MGM também já frisou que o novo hotel na área vai oferecer 1600 quartos.

Número de visitantes aumenta nos feriados do Ano Novo Lunar

O número de visitantes chegados a Macau desde domingo, o primeiro dia do Ano Novo Lunar da Serpente, cresceu 21,8% para 478.000, revelaram os Serviços de Turismo locais. De acordo com os dados estatísticos disponibilizados na página do turismo de Macau, só do continente chinês chegaram a Macau desde domingo 300.219 pessoas, um crescimento superior a 30% face ao período festivo de 2012. Só na terça-feira, entraram em Macau 167.000 visitantes (mais 28,4%), dos quais 114.363 (mais 35,75%) eram oriundos da China. O Ano Novo Lunar, a maior e mais importante festividade das famílias chinesas, é também, em muitos casos, o único período de férias a que os trabalhadores têm direito e muitos visitantes chegam a Macau para testar a sorte nos casinos locais já que no continente chinês o jogo é proibido. tiago alcântara

6

Lucros de banco português sobem 165% em 2012

Millennium-BCP a facturar em Macau

O

Banco Comercial Português em Macau registou lucros líquidos de 177,5 milhões de patacas em 2012, num ano com aumentos de 450% e 300% no crédito e nos depósitos na instituição. De acordo com os resultados disponíveis no balancete do banco, publicados ontem no Boletim Oficial de Macau, os lucros líquidos subiram em 2012 165%, depois de no ano anterior terem registado 63,5 milhões de patacas. No mesmo balancete percebe-se que o crédito concedido pelo banco aumentou 450%, para um total de 11.000 milhões de patacas, e os depósitos cresceram 300%, para 12.000 milhões de patacas.

Em declarações à agência Lusa, José Pãosinho, director-geral do banco em Macau, explicou que os resultados de 2012 se ficam a dever ao “modelo de gestão que teve resultados excepcionais, à plataforma Macau/China/África e a operações locais”. “Desde 2007 que somos um banco comercial, depois de termos testado a operação apenas no regime ‘offshore’ e estamos muito dedicados à banca comercial especialmente direccionada para empresas”, disse. Antes, José Pãozinho tinha dito à Rádio Macau que espera que em 2013 os lucros do BCP em Macau possam variar entre os 130 milhões de patacas e 150 milhões de patacas. - Lusa

Wynn Macau anunciou aumentos salariais de 5%

A operadora de jogo Wynn Macau anunciou aumentos salariais de 5% para os funcionários que não ocupam cargos de chefia e representam 98% da sua força laboral, com efeito a partir de 1 de Março. Em comunicado, a empresa informou ainda que pagou um bónus a todos os seus 7.500 funcionários, na semana passada, o equivalente a um mês de salário, para assinalar a chegada do Ano Novo Lunar. O presidente e CEO da Wynn Resorts, Stephen Wynn, disse, citado na mesma nota, que a operadora tem como prioridade o “bem-estar dos seus funcionários, oferecendo salários competitivos e benefícios incluindo bónus anuais e aumentos salariais”. “Vemos esta situação como parte da nossa responsabilidade e dedicação aos nossos trabalhadores e à comunidade de Macau”, acrescentou.


quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

publicidade

ANÚNCIO

O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais deseja à população de Macau um próspero Novo Ano Lunar da Serpente

A Região Administrativa Especial de Macau, através da Comissão do Grande Prémio de Macau, faz público que, de acordo com o Despacho de 28 de Janeiro de 2013, do Exmo. Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, se encontra aberto concurso público para a adjudicação dos “Serviços de Consultadoria para as Obras de Infraestruturas do 60.° Grande Prémio de Macau”. 1.

Entidade que põe a prestação de serviços a concurso: Comissão do Grande Prémio de Macau.

2.

Modalidade do concurso: Concurso público.

3.

Local de execução dos serviços: Todas as áreas objecto de execução de obras de infra-estruturas para o 60.° Grande Prémio de Macau, nomeadamente no Circuito da Guia, no Edifício do Grande Prémio e zonas envolventes, no Passeio do Reservatório, nos armazéns da Comissão e zona do Jardim das Artes, junto à curva do hotel Lisboa.

4.

Objecto dos serviços: O âmbito dos serviços compreende a consultadoria para a gestão técnica, administrativa e financeira, nas áreas da engenharia civil, electricidade e comunicações, dos projectos e obras necessárias à realização do 60.o Grande Prémio de Macau, bem como, o controlo de qualidade e inspecção das obras.

5.

Prazo de execução: Obedecer às datas limite constantes no Caderno de Encargos.

6.

Prazo de validade das propostas: O prazo de validade das propostas é de noventa dias, a contar da data do encerramento do acto público do concurso.

7.

Caução provisória: MOP150.000,00 (cento e cinquenta mil patacas), podendo ser prestada por depósito em numerário ou através de cheque visado a entregar na Divisão Financeira da Direcção dos Serviços de Turismo ou por garantia bancária, à ordem da Comissão do Grande Prémio de Macau devendo ser especificado o fim a que se destina.

8.

Caução definitiva: 5% do preço total de adjudicação.

9.

Preço base: Não há.

10. Condições de admissão: Podem concorrer as entidades inscritas na Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) na modalidade de prestação de serviços de elaboração de projectos há, pelo menos, 5 anos devendo o coordenador da equipa (engenheiro civil licenciado) deter, pelo menos, 10 anos de inscrição na DSSOPT e os engenheiros de todas as especialidades e/ou arquitectos deter, pelo menos, 5 anos de inscrição na DSSOPT, para a elaboração de projectos e direcção de obras. Serão também aceites entidades prestadoras de serviços de controlo de qualidade para obras públicas, laboratórios oficiais reconhecidos pela RAEM, devendo os elementos constituintes das equipas propostas deter, pelo menos, 10 anos de experiência profissional para o coordenador e, pelo menos, 5 anos para os restantes elementos. 11. Local, dia e hora limite para entrega das propostas: Comissão do Grande Prémio de Macau, sita em Macau, na Avenida da Amizade n.º 207, Edifício do Grande Prémio, 1.° Andar, até às 17:45 horas do dia 7 de Março de 2013. 12. Sessão de esclarecimento: Os interessados podem assistir à sessão de esclarecimento deste concurso público que terá lugar às 10:30 horas, do dia 20 de Fevereiro de 2013, na Comissão do Grande Prémio de Macau, sita em Macau, na Avenida da Amizade n.º 207, Edifício do Grande Prémio, 1.° Andar, sala 104. 13. Local, dia e hora do acto público do concurso: Local: Comissão do Grande Prémio de Macau, sita em Macau, na Avenida da Amizade n.º 207, Edifício do Grande Prémio, 1.° Andar; Dia e hora: 8 de Março de 2013, pelas 15:00 horas. Os concorrentes ou os seus representantes deverão estar presentes no acto público de abertura das propostas para os efeitos previstos no artigo 27.° do Decreto-Lei n.° 63/85/M, de 6 de Julho, e para esclarecimento de eventuais dúvidas dos documentos apresentados a concurso. Os representantes legais dos concorrentes poderão fazer-se representar por procurador devendo, neste caso, o procurador apresentar procuração notarial conferindo-lhe poderes para o acto público do concurso. 14. Critérios de apreciação das propostas e respectivos factores de ponderação: a) Preço: 60%; b) Meios humanos a afectar à prestação de serviços, 15%: i. Quantidade de meios humanos a disponibilizar para as prestações dos serviços I e II, 5%; ii. Qualidade dos Currículos Vitae dos meios humanos propostos para afectação às prestações dos serviços I e II, 10%; c) Plano de realização da prestação dos serviços, com proposta de calendarização e afectação de meios para os serviços I e II, com base nas cláusulas técnicas do caderno de encargos, 5%: i. Nível de detalhe, descrição, encadeamento e caminho crítico das fases de prestação de serviços (planeamento, projecto, preparação de concursos por obra, direcção e fiscalização de obras, acompanhamento de emergência e piquete), 3%; ii. Adequabilidade e coerência com os recursos propostos, 2%; d) Experiência em prestações de serviços semelhantes, 20%: i. Prestações de serviços de igual tipo (projecto, direcção e fiscalização de obras), de igual ou superior dimensão e responsabilidade, com comprovativo de aceitação pelos Donos de Obras Públicas, 10%; ii. Currículo de prestações de serviços desta natureza, com comprovativo de aceitação pelos Donos de Obras 10%. Os modos de cálculo estão descritos no artigo 10.° do Programa de Concurso. 15. Local, dias, horário e preço para a obtenção da cópia e exame do processo do concurso: Local: Comissão do Grande Prémio de Macau, sita na Av. da Amizade n.º 207, Edifício do Grande Prémio, 1.° Andar; Dias e horário: Dias úteis, desde a data da publicação do respectivo anúncio até ao dia e hora do Acto Público do Concurso e durante o horário normal de expediente; Preço: MOP500,00 (quinhentas patacas). A Comissão do Grande Prémio de Macau, aos 4 de Fevereiro de 2013 O Coordenador,

João Manuel Costa Antunes

7


8

nacional

quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

China ultrapassa EUA como potência comercial em 2012

Feito notável

A

China ultrapassou os Estados Unidos, passando a ser a maior potência comercial, em 2012, considerando o total das exportações e das importações de bens, noticiou domingo a agência financeira Bloomberg. As exportações e importações de bens dos Estados Unidos ascenderam a cerca de 24 biliões de patacas no ano passado, anunciou o Departamento do Comércio. Do lado chinês, dados oficiais reportados em Janeiro indicam que o comércio total de bens atingiu cerca de 24.5 biliões de patacas em 2012. A China ultrapassa, assim, o domínio comercial

Terramoto atinge província no noroeste da China

Um terramoto de 5,1 graus sacudiu a parte oeste da Província de Qinghai, no noroeste da China, na manhã desta terça-feira, anunciou o Centro Chinês de Redes Sismológicas. O epicentro, com uma profundidade de 10 quilómetros, foi detectado a 38,5 graus de latitude norte e 92,4 graus de longitude leste, na Sub-Região Autónoma Tibetana e Mongol de Haixi, disse o centro. Li Yuejin, vice-director do Departamento Provincial de Sismologia de Qinghai, disse à Xinhua que o terramoto ocorreu numa região pouco povoada, a 85 quilómetros do distrito mais próximo. Um outro terramoto menor de 4,2 graus também atingiu Qinghai na manhã do mesmo dia. O epicentro, com uma profundidade de 10 quilómetros, foi detectado a 32,9 graus de latitude norte e 94,8 graus de longitude leste, na sub-região autónoma tibetana de Yushu, sul da Província de Qinghai, por volta das 10h55, de acordo com o centro. Ainda não há nenhuma informação sobre mortes e feridos na região.

EUA aplica novas sanções a diversas empresas chinesas

Os Estados Unidos anunciaram esta segundafeira novas sanções a empresários e companhias chinesas por venderem ao Irão itens proibidos segundo as leis norte-americanas. O comunicado publicado no site de registos federais dos EUA marca pelo menos a terceira vez desde 2006 que Li Fangwei, também conhecido como Karl Lee, enfrenta punições nos EUA por fornecer materiais e apoiar o desenvolvimento de mísseis iranianos. O comunicado informa que Li e uma empresa chamada Dalian Sunny Industries “trataram de actividades de proliferação para a tecnologia de mísseis que requer a imposição de sanções” segundo a lei de controlo de armas e de administração de exportações dos Estados Unidos.

dos Estados Unidos, que emergiu após a II Guerra Mundial, tornando-se o parceiro comercial mais importante de vários países, incluindo a Alemanha, que, no final da década, deverá estar a exportar duas vezes mais para a China do que para França, antecipou um responsável do Goldman Sachs Group. “Para muitos países em todo o mundo, a China está a tornar-se rapidamente o parceiro comercial bilateral mais importante”, disse Jim O’Neill, director para a divisão de activos do Goldman Sachs Group, em declarações telefónicas à Bloomberg. “A este ritmo, no final da década, muitos países europeus vão estar a fazer

mais comércio individual com a China do que com os parceiros bilaterais na Europa”, acrescentou. No entanto, a economia norte-americana tem o dobro do tamanho da chinesa, de acordo com o Banco Mundial e, em 2011, o Produto Interno Bruto (PIB) de Washington ascendia a cerca de 117 biliões de patacas, ao passo que o de Pequim era de cerca de 55 biliões. “É notável que uma economia que tem apenas uma fracção do tamanho da economia dos Estados Unidos tenha um maior volume comercial”, afirmou Nicholas Lardy, do Peterson Institute for International Economics, em Washington. O facto de a China ter ultrapassado os Estados Unidos “não é por causa de [ter] uma moeda substancialmente subavaliada, que levou a um aumento das exportações”, acrescentou Lardy, destacando que as importações chinesas cresceram mais rapidamente do que as exportações desde 2007.

China noticia resignação de Papa Bento XVI sem comentários

Pequim e Santa Sé sem relações diplomáticas

A

agência noticiosa oficial da China, país que não tem relações diplomáticas com a Santa Sé, anunciou segunda-feira sem comentários a resignação do papa, salientando que a decisão está relacionada com a “deterioração” da saúde de Bento XVI.

A notícia foi difundida em Pequim cerca das 22.00, num momento em que a China continuava a celebrar a passagem do ano lunar, a maior festa das famílias chinesas, idêntica ao Natal nos países cristãos. Oficialmente, o número de católicos na China rondará

os quatro milhões - menos de 0,5% da população - e a única igreja católica autorizada pelo governo, designada por “patriótica”, não reconhece a autoridade do Papa. Os católicos que permanecem fiéis a Roma, e que serão igualmente cerca de quatro

milhões, pertencem à chamada Igreja clandestina. A Santa Sé é o único Estado europeu que mantém relações diplomáticas com Taiwan, a ilha onde se refugiou o antigo governo chinês depois do Partido Comunista ter tomado o poder no continente, em 1949, e que Pequim considera uma província da China e não uma entidade política soberana. João Paulo II, o “papa peregrino” e o antecessor de Bento XVI, chegou a manifestar publicamente o desejo de visitar a China, mas a viagem nunca se concretizou. O papa Bento XVI, 85 anos, anunciou segunda-feira no Vaticano a sua resignação a partir dia 28 de Fevereiro devido “à idade avançada”. Um novo papa será escolhido até à Páscoa, a 31 de Março, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, anunciando que um conclave deve ser organizado entre 15 e 20 dias após a resignação do pontífice. O último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).


quinta-feira 14.2.2013

região

www.hojemacau.com.mo

9

Taiwan quer reforçar laços com o México e com a Turquia

Vias de exportação para EUA e UE

T

aiwan quer reforçar os seus laços com o México e com a Turquia como vias de exportação dos seus produtos para os Estados Unidos e União Europeia, refere uma nota do Conselho do Desenvolvimento do Comércio Externo da ilha.

A estratégia comercial taiwanesa procura reduzir o impacto negativo para a ilha dos acordos de comércio livre entre a Coreia do Sul com os Estados Unidos e com a União Europeia. O Conselho irá estabelecer centros comerciais na Cidade do México e em Istambul, organizará seminários e enviará delegações ao México e à Turquia para estimular os seus objectivos. Taiwan quer exportar componentes para o México e para a Turquia, efectuar a montagem dos produtos nesses países e reexportar produtos acabados para os Estados Unidos e para a União Europeia, beneficiando de tarifas aduaneiras ‘zero’. O pacto comercial entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos entrou em vigor em Março de 2012 e um acordo semelhante com a União Europeia em Julho de 2011. Taiwan compete com a Coreia do Sul em muitos produtos de alta tecnologia, maquinaria, plásticos e têxteis e apenas no sector têxtil poderá perder o equivalente a cerca de 450 milhões de patacas devido ao acordo entre Seul e Washington.

Agência Mundial acusa Pequim de ser principal fonte de matérias-primas de doping

Crime disse ele

P

raticamente todas as matérias-primas utilizadas por grupos criminosos em todo o mundo para produzir substâncias ilegais para o doping no desporto vêm da China, disse o director-geral da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), David Howman, esta terça-feira. “Noventa e nove por cento das matérias-primas que são usadas através da Internet para fazer substâncias na cozinha ou num laboratório de quintal são provenientes da China”, disse Howman, numa entrevista durante um simpósio da Wada com a imprensa num hotel de Londres. Há dois anos atrás, Howman causou polé-

mica numa conferência sobre doping, também em Londres, ao afirmar que o submundo do crime controlava uma grande parte do desporto mundial. Esta terça-feira, disse acreditar que pelo menos 25 por cento do desporto internacional é actualmente controlado

“de uma forma ou de outra” pelo submundo. “Eu estou a fazer esta declaração com base em informações que recebi, não é uma suposição”, disse Howman. “Isto representa uma grande preocupação, porque atinge o coração e a integridade do desporto”, acrescentou.

Coreia do Norte confirma terceiro teste nuclear

Metade da potência de bomba de Hiroshima A

Coreia do Norte confirmou na terça-feira ter realizado “com sucesso” o seu terceiro teste nuclear subterrâneo, o que levou à imediata condenação generalizada da comunidade internacional, com a Coreia do Sul, EUA, Japão e Nações Unidas na linha da frente da contestação. “Um terceiro teste nuclear foi realizado com sucesso”, revelou a Korean Central News, a agência noticiosa oficial da Coreia do Norte. “O teste nuclear foi realizado como parte das medidas de protecção da nossa segurança nacional e soberania contra a hostilidade imprudente dos Estados Unidos que violaram o nosso direito de lançar satélites de utilização pacífica”, acrescenta a agência. A Coreia do Norte ameaçou ainda realizar novos ensaios nucleares, de maior intensidade, caso os Estados Unidos mantenham a política de “hostilidade” contra o regime de Pyongyang, divulgou a agência oficial norte-coreana KCNA. O país poderá ser obrigado a realizar “uma segunda e uma terceira resposta de maior intensidade” sempre que Washington “complique a situação”. O Ministério da Defesa sul-coreano estimou que o terramoto na Coreia do Norte terá sido provocado por uma detonação com uma

potência entre 6 e 7 quilotoneladas, metade da potência da bomba de Hiroshima. O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, convocou, entretanto, uma reunião de emergência sobre segurança e o Conselho de Segurança da ONU reuniu em Nova Iorque logo pela manhã de terça-feira. A Coreia do Sul disse que iria acelerar o desenvolvimento de mísseis balísticos de longo alcance que poderiam cobrir todo o território da Coreia do Norte. “Vamos acelerar o desenvolvimento de mísseis balísticos com um alcance de 800 quilómetros”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa, Kim Min-Seok, aos jornalistas. Em Outubro passado, a Coreia do Sul chegou a acordo com os Estados Unidos para quase triplicar o alcance do seu sistema de mísseis, com Seul a argumentar que precisava de aumentar o seu raio de alcance para conter os mísseis e programa nuclear da Coreia do Norte. Kim Min-Seok disse que a Coreia do Sul iria também acelerar o desenvolvimento de um sistema capaz de detectar e destruir mísseis norte-coreanos. “O exército está a vigiar de perto a Coreia do Norte em caso de mais actos provocatórios”, afirmou. Já a presidente eleita da Coreia do Sul, Park Geun-hye, nomeou ontem, ante-

cipadamente, os candidatos às pastas dos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Defesa, numa medida de consolidação do novo executivo depois do teste nuclear de Pyongyang. Park Geun-hye, que no próximo dia 25 se converterá oficialmente na primeira mulher presidente da Coreia do Sul, considerou a acção do regime de Kim Jong-un uma “grave ameaça para a segurança” e destacou que “sob nenhuma circunstância” tolerará uma Coreia do Norte com armas nucleares. Por outro lado, Japão disse que ia enviar aviões militares para recolherem amostras de ar para detectar radiação após o teste nuclear efectuado pela Coreia do Norte, revelou o Ministério da Defesa. O ministro da Defesa Itsunori Onodera convocou uma reunião com as altas patentes militares e deu instruções para se prepararem para recolher amostras de ar no sentido de identificar partículas radioactivas, revelou um porta-voz governamental. “Estamos prontos para fazer descolar os nossos aviões e recolher amostras de ar assim que recebermos ordem do gabinete do chefe do Governo”, disse um porta-voz da Força Aérea. O regime norte-coreano já tinha realizado outros dois ensaios nucleares, em 2006 e 2009.


catolicismo

10

quinta-feira

www.hojemacau.com.mo

Reacções d e católicos

“Constituiu exemplo de fé e d • Aníbal Cavaco Silva

“Respeito pela obra feita pelo

incansável à defesa dos valor

a importância dada aos direito

• Durão Barroso, presidente d

“Fica como um dos maiores p nosso tempo”

• Ângela Merkel, chanceler da

“Este papa teve uma grande o

décadas de abusos na Igreja C

coisas, mas acabou por não fa

• John Kelly, do grupo Survivo

(Sobreviventes de Abuso Infan

“Durante o seu tempo no carg

conservadores que dificilment

encontrada uma única pessoa

saída da sua multifacetada cr • Hans Kung, teólogo

“Irá fazer falta como líder esp

• David Cameron, primeiro-m

Andreia Sofia Silva* andreia.silva@hojemacau.com.mo

Q

ueridíssimos Irmãos. Convoquei-vos para este Consistório não apenas por causa das três canonizações, mas também para vos comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja.” Foi em latim, idioma incompreensível para a maioria, que o papa Bento XVI acabava de renunciar ao cargo que assumiu em 2005, em substituição de João Paulo II. Os motivos, esses, prendem-se com a idade e problemas de saúde, dado que Bento XVI já tinha sido submetido a uma operação ao coração. A partir do dia 28, passará a ser apenas Cardeal Ratzinger, sendo depois convocado o Conclave para a eleição do novo pontífice da Igreja Católica. Até lá, o papa vai manter a sua agenda, onde constam encontros oficiais com os presidentes da Roménia e Guatemala. “Depois de examinar reiteradamente a minha consciência perante Deus, cheguei à certeza de que, pela idade avançada, já

Novo líder da Igreja Católica deverá estar escolhido na Páscoa

“A idade oprimiu” Bento XVI Uma declaração feita em Latim deixou muitos sem compreender a grande novidade que acabava de ser dada ao mundo: Joseph Ratzinger, ou o Papa Bento XVI, ia deixar o cargo. A sua saída está marcada para o próximo dia 28, e o porta-voz do Vaticano já disse que até 31 de Março haverá um novo nome para o substituir. Avizinham-se, contudo, tempos de mudança para a Igreja Católica: o cardeal do Gana Peter Turkson, poderá ser o primeiro Papa negro da história não tenho forças para exercer adequadamente o ministério de Pedro. No mundo actual, sujeito a rápidas transformações e sacudido por questões de grande relevância para a vida da Fé, para governar a barca de S. Pedro e anunciar o Evangelho é necessário também vigor, tanto do corpo como do espírito. Vigor que, nos últimos meses, diminuiu em mim de forma que tenho de reconhecer a minha capacidade para exercer de boa forma o ministério que me foi encomendado”, disse ainda. Georg Ratzinger, irmão

de Bento XVI, confirmou que a saída do irmão se prende por motivos de saúde e disse mesmo que a “idade oprime”, tendo frisado aos jornalistas que o médico do Papa já o tinha aconselhado a não realizar mais viagens transatlânticas.

Já há apostas online para o sucessor

O fumo branco que determina a escolha do novo Papa só deverá ser visto no Vaticano até ao dia 31 de Março. “Nós vamos ter um novo Papa pela Páscoa”, disse o porta-voz do Vaticano, Frederico Lombar-

di, que declarou ainda que o conclave deve ser organizado entre 15 a 20 dias depois da resignação do pontífice. Bento XVI, de 85 anos, não fará parte do conclave, devendo retirar-se para um mosteiro de clausura dentro do Vaticano, depois de, num primeiro momento, ficar em Castel Gandolfo, uma das residências papais, em Roma. Enquanto o conclave não se reúne, os fiéis já começam a apostar no nome que querem ver à frente dos destinos da Igreja Católica. O cardeal nigeriano Fran-

cis Arinze é o favorito dos apostadores nas principais casas de apostas online, apesar de já ter 80 anos. Arinze, prefeito Emérito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, lidera, no entanto, as apostas segundo uma compilação das probabilidades de vários sítios de apostas, realizado na página online da empresa Oddschecker.com. Segundo a média das probabilidades, Arinze liderava com 7/2, à frente de outro africano, o cardeal Petro Kodwo Appiah Turkson, ganês

de 63 anos e actualmente o presidente do Conselho Pontifício para a Justiça e Paz (4 contra 1). Seguia-se o franco canadiano Marc Ouellet, que lidera desde 2010 a Congregação dos Bispos, e que tem ‘odds’ de 5 contra 1. Turkson é um dos preferidos dentro da Igreja para suceder a Bento XVI, e caso seja eleito, será o primeiro Papa negro da história. Ao jornal britânico Daily Telegraph, o cardeal do Gana frisou que os maiores desafios face à possibilidade de uma eleição são manter a doutrina católica ortodoxa face às constantes mudanças do mundo. “Precisamos de encontrar maneiras de lidar com as mudanças que estão a surgir da sociedade e da cultura”, disse ainda Peter Turkson, que defende que a Igreja tem de “evangelizar” ou mesmo converter quem tem “estilos de vida alternativos, tendências ou questões ou género”, diferentes. “Não podemos falhar na nossa responsabilidade de providenciar orientações”, acrescentou. Para já, cinco cardeais brasileiros e dois portugueses são os únicos lusófonos na linha de sucessão de Bento XVI.- *com Lusa


a 14.2.2013

de políticos s

res ecuménicos, como a paz e

os humanos”

da Comissão Europeia

pensadores religiosos do

a Alemanha

oportunidade para enfrentar

Católica. Prometeu muitas

azer nada”

ors of Child Abuse

ntil).

go, ordenou tantos cardeais

te entre eles poderá ser

a que possa liderar a Igreja na

rise”

piritual a milhões de pessoas”

ministro do Reino Unido

pub

11

Como vai ser escolhido o novo Papa

de esperança”

o papa Bento XVI e o seu apoio

catolicismo

www.hojemacau.com.mo

O

processo de eleição do sucessor de Bento XVI, que culmina com o tradicional fumo branco na chaminé da Capela Sistina e a frase “Habemus Papam”, é dominado pelo Conclave de Cardeais. Eleito há menos de oito anos, a 19 de Abril de 2005, Bento XVI não participará no conclave de eleição do seu sucessor mas acabará por ter influência indirecta na escolha, tanto pelo facto de ter contribuído para a escolha dos 120 cardeais ‘eleitores’ como por ter alterado as regras de eleição. O número 1024 do Código da Lei Canónica determina que qualquer homem baptizado é elegível para o cargo mas desde 1378 o papa tem sido sempre eleito entre os membros do Colégio de Cardeais. Normalmente cabe ao cardeal camerlengo – que assume o cargo de chefe temporário da Igreja Católica – com o apoio de três cardeais, organizar o processo eleitoral para a sucessão de Bento XVI, que anunciou hoje, durante um consistório no

Vaticano, a resignação devido “à idade avançada”. Normalmente o processo começa na manhã do primeiro dia do conclave, com os cardeais a participarem na eucaristia “pro elegendo Papa” antes de se deslocarem para a Capela Sistina onde decorrerão as votações que escolherão o novo papa. À entrada no conclave os cardeais devem fazer um juramento de sigilo, sendo a excomunhão automática a penalidade por quebrar esse juramento. A votação é por voto secreto, os cardeais não podem votar em si próprios e estão previstas um máximo de quatro votações por dia - duas de manhã e duas à noite – até que haja suficiente apoio para um sucessor. Num processo demorado e carregado de ritual, os cardeais aproximam-se, um por um, da urna para depositar o seu voto – processo que demora uma hora. Outra hora é gasta na contagem em si, já que cada um dos boletins é levantado e o nome nele indicado é lido para todos os presentes.

Nos últimos Conclaves, os primeiros escrutínios raramente têm sucesso, com um leque alargado de candidatos e nenhum com a maioria necessária para a primeira fase da eleição. Progressivamente, a lista de candidatos vai-se reduzindo até que haja dois ou três com mais apoio e, finalmente, a consolidação em torno do futuro pontífice. Dada a natureza do escrutínio, os candidatos que merecem muito apoio em votações iniciais podem acabar por ser afastados da corrida, na tentativa de encontrar um cardeal ‘alternativo’ que satisfaça os grupos mais divididos.

No conclave de eleição de Bento XVI e para evitar confusão na análise da cor do fumo em conclaves anteriores – incluindo no de João Paulo II – foi reforçada a forma como os boletins são queimados, usando agentes de coloração e botijas da força aérea italiana. O forno onde são queimados os boletins de voto foi usado pela primeira vez em 1939 e a chaminé, de cerca de meio metro de diâmetro, passa por um teto falso construído na 2.ª Guerra Mundial para proteger os frescos que dominam a Capela Sistina. Em caso de sucesso, o fumo branco aparecerá imediatamente

após o escrutínio, no caso de insucesso o fumo preto sairá ao fim de cada duas votações, esperando-se normalmente às 12h e às 19h locais. Cada dia do Conclave começa, normalmente, com uma missa na capela de Santa Marta, cerca das 7h30 locais, devendo os cardeais entrar na Capela Sistina às 9h. O grupo interrompe as deliberações para almoço, depois do primeiro sinal de fumo do dia, regressando às 16h para mais duas rondas de escrutínio, antes do segundo e último sinal de fumo do dia. Uma vez eleito um cardeal, ser-lhe-á perguntado aceita ser papa e por que nome deseja ser conhecido, tornando-se de imediato Pontifex Maximus, ou Pontífice Romano. O decano do Colégio dos Cardeais desloca-se, em seguida, para a varanda principal do Vaticano e declara ao mundo: “Habemus Papam!” (Temos Papa, em latim). O novo papa aparecer depois na varanda onde oferece a sua primeira bênção apostólica.


12

publicidade

quinta-feira 14.2.2013


quinta-feira 14.2.2013

Debate sobre os foguetes e a qualidade do ar

Menos barulho, menos poluição Maria João Belchior Em Pequim

U

M ano novo com menos explosões mas também com menos poluição. Depois de no mês de Janeiro, Pequim ter registado os piores níveis de poluição atmosférica de sempre, a polémica sobre os efeitos do lançamento de fogo de artificio ou do queimar de panchões, está a marcar as comemorações do ano da Serpente que agora começa.

O jornal “People’s Daily” lançou um debate na sua página da Internet a perguntar aos leitores se o fogo de artifício deve ser permitido ou não. Uma consciência ecológica que agora desperta e que, na opinião de alguns, leva a culpa errada aos fogos de artificio. Em Pequim a tradicional forma de comemorar o Ano Novo está este ano a ser muito mais silenciosa que em anos anteriores. No total foram montados mais de mil quiosques de venda de fogo-de-artifício, foguetes

e panchões. Mas apesar do número de explosivos à venda continuar igual a outros anos, o barulho do que se ouve a queimar diminuiu consideravelmente. Numa mensagem publicada num microblogue de um canal da CCTV lia-se uma espécie de apelo ao não lançamento de foguetes e fogo-de-artifício em nome da saúde dos mais frágeis. “Vamos ter um papel ao dar àqueles de quem gostamos um ar mais puro para respirar” dizia o final da mensagem. Na noite de dia 6 de Fevereiro, a mesma mensagem já tinha sido publicada por mais de 30 mil utilizadores nas suas próprias contas. Com o céu ainda envolto num misto de neblina tóxica, embora com valores bastante mais abaixo do que em Dezembro, a cidade de Pequim continua mesmo em tempo de férias nacionais a estar longe do céu limpo que se anuncia nas previsões meteorológicas. De onde vem o fumo que também cobre outras cidades no noroeste do país, não se sabe ao certo. As medições das partículas 2.5, as mais nocivas para a saúde, continuam a preocupar os habitantes de muitas cidades. Depois da venda de purificadores de ar e de máscaras de protecção da poluição ter aumentado em Janeiro, a justificação para diminuir o lançamento de foguetes parece quase lógica. Em 2011 e 2010 o constante barulho de rebentamentos levou muitos na cidade a considerar que era altura de criar novamente regras para evitar a poluição sonora que era constante de manhã à noite. Com um início de ano mais calmo desta vez, a Serpente está a chegar mais sorrateiramente do que a pompa do Dragão no ano passado. Mas a razão não é mística. O sentido prático sobrepõe-se ao tradicional e a população chinesa parece estar cada vez mais preocupada com a qualidade do ar que respira.

Ambientalista sugere alternativas para celebrar ano novo sem panchões

Em nome da qualidade do ar A

MBIENTALISTAS de Macau manifestaram-se, esta semana, contra a tradição do lançamento de foguetes e panchões no ano lunar. Joe Chan, ex-vice presidente da Associação de Ecologia de Macau, sugeriu ontem à TDM outras formas de festejar a chegada de um novo ano, devido ao impacto que o fumo dos panchões e dos foguetes tem no ambiente. “Os foguetes

vida

www.hojemacau.com.mo

contêm muitos químicos diferentes, em especial metais pesados, prata e muitas outras partículas. Quando há um concurso de fogo de artifício em larga escala ou uma celebração, a qualidade do ar deteriora-se imediatamente”, frisou Joe Chan aos microfones da TDM. Já os residentes entrevistados descartam preocupação com o lançamento deste tipo de materiais,

escudando-se na tradição e no facto de estes festejos acontecerem apenas uma vez por ano. “Não penso que seja perigoso, é uma vez por ano e são só 15 minutos.” Joe Chan sugere outras formas de celebração, como o fogo de artifício electrónico ou lasers, por exemplo. “Algumas cidades já implementaram o fogo de artifício electrónico”, reiterou.

13

hoje no prato Paula Bicho

Naturopata e Fitoterapeuta • obichodabotica@gmail.com

Estragão Nome botânico: Artemisia dracunculus L. Família: Asteraceae (Compositae) Outros nomes: Estragão-francês Com folhas estreitas e discretas flores amareladas em pequenos cachos, o Estragão é uma planta aromática que pode atingir o metro de altura. Originário da Ásia Central (Sibéria, Rússia meridional, Mongólia), foi introduzido na Península Ibérica pelos Árabes, cerca do século IX-X, de onde se expandiu para toda a Europa. Atualmente é cultivado em todo o mundo, sobretudo nas suas variedades francesa e russa. Além dos seus usos condimentares, o Estragão tem usos medicinais, alguns já conhecidos desde a Idade Média. A sua utilização como aperitivo, diurético, estimulante da menstruação, antissético contra as picadas de animais venenosos e como preventivo da peste encontram-se documentadas. Na cozinha usam-se as folhas, em fitoterapia também as flores e o óleo essencial obtido das folhas.

espasmos e promove a eliminação de gases, é antissético sobre o tubo digestivo e ajuda a expulsar os parasitas intestinais. É útil nas digestões difíceis, fermentações e flatulência, espasmos e cólicas, náuseas, soluços, falta de apetite e ainda em caso de parasitoses. Em uso tópico acalma a dor de dentes. Com atividade estrogénica, esta aromática regulariza a menstruação, especialmente quando atrasada, e alivia as dores sentidas por algumas mulheres. É igualmente diurética, sedativa, induz o sono e auxilia a controlar as febres baixas. Estudos recentes referem as suas propriedades antioxidantes, prevenindo a formação de placas de gordura no sangue (ateromas), e reguladoras das taxas de açúcar, contribuindo desta forma para a prevenção das doenças cardiovasculares.

Composição Óleo essencial (estragol), cumarinas, flavonoides (quercetina, rutina), taninos, constituintes amargos, fitosterois, ácido gama-aminobutírico (GABA), ácido salicílico; hidratos de carbono, gorduras, aminoácidos, fibras, vitaminas (B1, B2, B3, C e betacaroteno), sais minerais (cálcio, fósforo, magnésio, potássio, sódio) e oligoelementos (cobre, ferro, manganésio e zinco). A variedade francesa ou alemã apresenta um sabor aromático mais delicado, lembrando o do Anis, e simultaneamente picante; a variedade russa é um pouco mais amarga.

Como consumir Como condimento, o estragão pode ser utilizado fresco ou seco. É uma erva versátil. Sugestões: • Em sopas • Pratos de aves (particularmente frango), ovos e peixe, e também de caça, carne, legumes, em recheios ou molhos • Para temperar saladas ou dar um toque especial à manteiga à base de ervas ou ao queijo fresco • Para aromatizar azeite, vinagre, vinho e conservas (pepinos) • Muito utilizado como substituto do sal em dietas restritivas • É um dos ingredientes imprescindíveis das Fines Herbes, uma mistura de ervas frescas finamente picadas, muito utilizadas na cozinha francesa, especialmente em omeletes • Infusão: 1 colher de café das folhas por chávena de água fervente, 3 chávenas por dia.

Ação terapêutica O Estragão estimula o apetite, melhora a atividade do estômago e favorece a digestão, combate

Precauções O Estragão não deve ser usado durante a gravidez devido à sua atividade estimulante do útero.


14

cultura

Exportação de produtos culturais chineses sobe 16,3% em 2012 A exportação de produtos culturais subiu 16,3% em 2012 em comparação com o ano anterior, registando um valor de cerca de 164 mil milhões de patacas, segundo dados alfandegários. A maioria das exportações foi de arte visual, que foi responsável por 65,4%, ou cerca de 110 mil milhões de patacas, um aumento anual de 52,5%, segundo a Administração Geral das Alfândegas. A exportação de obras publicadas chegou a cerca de 16 mil milhões de patacas em 2012, um aumento de 7,1%, enquanto as exportações de instrumentos musicais subiram 6,6%, facturando cerca de 11 mil milhões. Em termos de crescimento de mercado, as exportações para a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN em inglês) e África registam um aumento anual de 120%, chegando a cerca de 11 mil milhões e 10 mil milhões de patacas respectivamente. As exportações para a América Latina também subiram fortemente, registando um crescimento de 72,2%.

China entra na “era do museu”, diz especialista britânico A China está a entrar na “era do museu”, disse um especialista do sector cultural durante o fórum “China in Focus” realizado na Universidade de Warwick. Phillip Dodd, director do Instituto de Artes Contemporâneas (IAC) antes de criar a empresa de consultoria Made in China, assinalou que a China está mais do que nunca a construir ou a abrir museus públicos e privados. “A era do museu” é o efeito de uma esfera mais ampla de eventos culturais e criativos a ocorrer na China. “Como os chineses se tornaram mais ricos, a sua procura cultural está a aumentar”, disse Dodd, que actualmente se concentra em desenvolver projectos culturais, educacionais e comerciais entre o Reino Unido e a China. Dodd assinalou que a China tem actualmente mais de 400 escolas de design e que o número de cinemas no país registou um aumento de 30% nos últimos três anos para chegar a cerca de 11 mil.

quinta-feira 14.2.2013

Parada de celebração do Ano Lunar da Serpente saiu às ruas de Macau pela primeira vez

Duas horas de grande animação multicultural

M

ILHARES de pessoas assistiram esta terça-feira em Macau à primeira parada de celebração do Ano Novo Lunar, sob o signo da serpente, uma iniciativa que ficou marcada pela multiculturalidade que caracteriza o território. Membros dos Serviços de Turismo, Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais e Instituto Cultural, os organizadores da iniciativa, acompanhados por representantes das operadoras de jogo e de outras empresas presentes no evento, deram arranque oficial à iniciativa. Um dragão esperava ansioso por desfilar na Avenida Panorâmica do Lago Nam Van, em frente ao Palácio do Governo, para distribuir votos de prosperidade pelos muitos residentes e turistas que assistiam à parada, e abriu

depois caminho aos dez carros alegóricos e cerca de 1.000 artistas de 28 associações locais que animaram a multidão até à Torre de Macau. Podia ser um desfile de carnaval, já que hoje o ocidente celebra esta festa, mas a parada que saiu às ruas de Macau pretendia antes assinalar a entrada no Ano Novo Lunar, a principal festa das famílias chinesas, tendo, por isso, contado com a presença dos tradicionais dragão e leões e dos 12 signos do zodíaco chinês liderados pela serpente. Como o carnaval, o desfile que teve lugar na capital mundial do jogo no terceiro dia do Ano Novo lunar e no último de três feriados, contou com carros alegóricos, mas a publicidade substituiu a sátira. Os carros dos Serviços de Turismo e do Instituto

para os Assuntos Cívicos e Municipais apostaram na promoção de algumas atracções da cidade, enquanto as operadoras de jogo e outras empresas aproveitaram a oportunidade para divulgar os seus empreendimentos e até fazer publicidade a marcas de bens de consumo de luxo, como relógios. Entre o desfile dos carros alegóricos, artistas de várias associações locais faziam demonstrações culturais em frente à bancada onde se encontravam os organizadores da iniciativa e respectivos convidados, seguindo depois até à Torre de Macau acenando à população. Danças de vários estilos, acrobacias, teatro, magia, cuspidores de fogo e demonstrações culturais das diferentes comunidades presentes em Macau, entre as quais algumas lusófonas,

garantiram a animação ao longo das cerca de duas horas que durou a parada. Um grupo de crianças da Casa de Portugal apresentou uma recriação da lenda local de Na Tcha, um deus com poderes que afastam os demónios, enquanto o Grupo de Danças e Cantares Portugueses “Macau no Coração” animou a festa com folclore, pauliteiros e cabeçudos. Já a Escola de Samba e a Associação Dança Brasil apostaram nos ritmos quentes brasileiros. Marcaram ainda presença no desfile associações representantes das comunidades filipina, indiana e de algumas províncias do interior da China, entre outras. A parada nocturna, que contou com transmissão televisiva em directo e envolveu mais de 340 trabalhadores e 230 voluntários, terminou na Torre de Macau com um espectáculo de fogo de artifício e vai repetir-se no sábado noutro ponto da cidade. O Ano Novo Chinês, também conhecido como Festival da Primavera, é uma tradição com mais de 2.000 anos na China e a principal festa de reunião das famílias chinesas, que leva milhões de pessoas a percorrerem centenas e até milhares de quilómetros até à terra natal naquela que é a maior migração humana anual do mundo.


quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

pub

15

Chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, acorda o dragão da Escola Lo Leong, de Macau, para a dança de ano novo na Tap Seac

Fogo de boas-vindas ao ano da serpente durou mais de 15 minutos

Escola de Artes Marciais Chinesas She-Si, do Porto, festeja o Ano Novo Chinês na cidade

cultura

Dança do Leão pela Escola Lo Leong para festejar ano novo, na Tap Seac (foto de Tiago Alcântara)

Das Ruínas de São Paulo ao Largo do Senado, o dragão de 80 metros dançou para celebrar o ano novo


16

desporto

Dragões continuam na Taça da Liga

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) julgou esta quarta-feira improcedente a acusação formulada contra o FC Porto, tendo por base as utilizações de Fabiano, Seba e Abdoulaye frente ao V. Setúbal, para a Taça da Liga, menos de 72 horas depois dos três jogadores terem sido utilizados pela equipa B dos dragões frente à Naval. Desta forma, o FC Porto, que foi absolvido, vai defrontar o Rio Ave numa das meias-finais da competição. No outro encontro das meias-finais o SC Braga vai receber o Benfica.

Mourinho quer mais Champions

Os dois títulos de campeão europeu que conta no currículo, conquistados ao serviço do FC Porto e do Inter de Milão, não deixam José Mourinho satisfeito. Acrescentar pelo menos mais uma Champions ao palmarés é um dos desígnios do treinador português. “Não será um fracasso se não vencermos a Liga dos Campeões esta época. Há grandes clubes e grandes treinadores que nunca o conseguiram fazer”, começa por ressaltar Mourinho, sublinhando que o Real Madrid e ele próprio “são uns privilegiados” por terem conquistado a mais importante prova europeia de clubes em nove e duas ocasiões, respectivamente. “O Real Madrid quer a décima, eu quero a terceira e vou continuar a lutar até que ela chegue. Quando, não sei. Tenho confiança no meu trabalho. Não penso terminar a carreira só com duas Champions”, frisa.

quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

Milan Melindo junta-se a Brian Vilória na Arena do Cotai

Contigente filipino engrossado Marco Carvalho info@hojemacau.com.mo

D

epois de Brian Vilória, Milan Melindo. O contingente de atletas filipinos que vão competir no primeira grande série de combates de boxe a ter o território como palco foi reforçado no início da semana, com os responsáveis pela Top Rank a confirmarem que Milan Melindo vai medir forças a 6 de Abril com o indonésio Tommy Seran na Arena do Cotai. Tido como um dos mais promissores pugilistas das Filipinas, Melindo vai combater no território com os olhos postos no título mundial de pesos mosca da Organização Mundial de Boxe (WBO). A distinção está actualmente nas mãos do compatriota Brian Vilória, pugilista que vai assinar com Juan Francisco Estrada o combate de maior nomeada da série de confrontos que pautam a estreia da RAEM na alta-roda do boxe internacional. Milan Melindo vai combater em Macau num desafio de segunda água que é tido pelos responsáveis pela gestão da carreira do lutador como um passo essencial para mais altos voos. Michael Aldeguer, da promotora ALA Promotions, espera um grande combate a 6 de Abril, até porque Melindo tem que mostrar o que vale para poder sonhar com a presença num duelo de

maior nomeada: “A Top Rank queria que o Milan enfrentasse um lutador asiático, até porque o Brian Vilória já vai lutar com um pugilista sul-americano, o mexi-

cano Juan Francisco Estrada. O contrato ainda não está assinado, mas já chegamos a um acordo de princípio. Ambos concordámos que Tommy Seran é um bom

adversário para Melindo e estou certo que os dois lutadores vão proporcionar um bom espectáculo”, defende o empresário do pugilista filipino em declarações ao jornal Sun Star. Aos 24 anos, Milan Melindo é um dos mais promissores lutadores da actualidade. O atleta, nascido na região de Cagayan de Oro, soma vinte oito vitórias em outros tantos combates disputados, primeiro na categoria de pesos super-mosca e agora na categoria de pesos mosca. O palmarés de Melindo é tanto mais impressionante quanto o facto de onze dos triunfos obtidos pelo jovem pugilista terem resultado na imobilização do adversário por KO. Milan Melindo é o actual titular do estatuto de campeão do mundo na divisão internacional da Organização Mundial de Boxe e no currículo conta com vários triunfos de nomeada. Entre as vítimas do filipino estão pugilistas como Carlos Tamara, Jesus Geles, John Piero Perez ou Muhammad Rachman. Com um palmarés menos vistoso, Tommy Seran é o actual detentor do título de pesos super-mosca da divisão Ásia-Pacífico nas contas da WBO. Com vinte e quatro combates no currículo, o lutador indonésio contabiliza uma derrota e triunfos sobre vários adversários filipinos, numa lista que inclui Jason Rotoni, Fernando Ocon e Marzon Cabilla.

Morreu chinês Zhuang Zedong

O pai da diplomacia do ping-pong Valdés deixa Barcelona no final da época

Vinculado ao Barcelona até 2014, Victor Valdés deverá antecipar o fim da ligação ao clube catalão para o próximo Verão. De acordo com o diário Mundo Deportivo, o guarda-redes espanhol já comunicou a decisão a alguns dos seus companheiros de equipa e de Selecção, ainda que não tenha informado oficialmente o clube da intenção de sair no final da presente temporada. Valdés, recorde-se, decidiu não prolongar o vínculo que o liga ao Barcelona até Junho de 2014, apesar das várias tentativas dos dirigentes culés para convencer o guardião a permanecer em Camp Nou. Rui Patrício, do Sporting, e Artur, do Benfica, foram já apontados pela Imprensa catalã como candidatos à sucessão de Valdés.

O

antigo jogador de ténis de mesa Zhuang Zedong, conhecido por ter promovido na década de 1970 à “diplomacia do ping-pong” entre China e Estados Unidos, morreu ontem, aos 73 anos, noticiou a agência oficial Xinhua. Zhuang, cujo local ou causa da morte não foram divulgados pela Xinhua, foi o impulsionador do que ficou conhecido pela “diplomacia do ping-pong”, numa alusão às viagens de jogadores de ténis de mesa norte-americanos à China, então dominada por Mao

Zedong, e que reatou os laços entre os dois países. A história remonta a 1971, durante o Mundial de ténis de mesa em Nagoya, no Japão, onde o jogador norte-americano Glenn Cowan entrou no autocarro da equipa chinesa [alguns dizem que por curiosidade e outros defendem que por engano], onde encontrou Zhuang. Na conversa tida entre Cowan e Zhuang, o chinês convidou o norte-americano a viajar até à China, apesar de o país asiático estar então a construir refúgios nucleares como

forma de se proteger dos ataques de Washington. Sem grandes hipóteses de o convite ser bem acolhido, Mao Zedong decidiu aproveitar a histó-

ria, muitas vezes contada sobre a forma de piada, e convidar para o país uma delegação de jogadores norte-americanos. Assim, nove joga-

dores e jogadoras norte-americanas, acompanhados pelos seus cônjuges, e quatro dirigentes da modalidade, chegaram à China poucos dias depois do encontro no autocarro, em Nagoya. A “diplomacia do ping-pong” abriu as portas à visita secreta à China, três meses depois, do secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger e, no ano seguinte, à do presidente dos Estados Unidos Richard Nixon, depois de 20 anos de ruptura nas relações bilaterais entre as actuais primeira e segunda economias mundiais.


quinta-feira 14.2.2013

[ ] Cinema Sala 1

I LOVE HONG KONG 2013 [B]

(Falado em cantonês, legendado em chinês e inglês) Um filme de: Chung Shu-kai Com: Eric Tsang, Bosco Wong, Michael Tse, Kate Tsui 14.15, 18.00, 21.45, 23.45

journey to the west: conquering the demons [c]

(Falado em cantonês, legendado em chinês e inglês) Um filme de: Stephen Chow, Derek Kwok Com: Shu Qi, Wen Zhang, Huang Bo, Show Lo 16.05, 19.50 Sala 2

journey to the west: conquering the demons [3d] [c] (Falado em cantonês legendado em chinês e inglês) Um filme de: Stephen Chow, Derek Kwok Com: Shu Qi, Wen Zhang, Huang Bo, Show Lo 14.15, 21.45, 23.45

futilidades

www.hojemacau.com.mo

Cineteatro | PUB Hotel transylvania [3d] [A] (Falado em cantonês) Um filme de: Genndy Tartakovsky 16.15, 18.00

one piece film z [b]

(Falado em japonês, legendado em chinês) Um filme de: Tatsuya Nagamine 19.45 Sala 3

a good day to die hard [c] Um filme de: John Moore Com: Bruce Willis, Jai Courtney 21.30, 23.30

Aqui há gato

one piece film z [b]

(Falado em japonês, legendado em chinês) Um filme de: Tatsuya Nagamine 16.00, 18.00

VERTICAIS: 1-Fortaleza de altos muros (pl.). Long-Play (abrev.). 2-Dar a forma de corno. Deus, divindade (Pref.). 3-Da asa. Mocidade (fig.). 4-Peixe da família dos Tunídeos.2 (Rom). 5-O que sofre de monofobia. Prata. (s.q.). 6-Ninho. Aperte com fita. Adicione. 7-49 (Rom.). Preservam. 8-Outorga. Bácoro, porco (Prov.). 9-Gordo. Génios, grandes lalentos (fig.). 10-Presentear . Gratificaria. 11-Agente (Suf.). Comida, refeição (Pop.).

Soluções do problema

Sudoku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Para este lugar. Omniforme. 2-Mau cheiro, fedor (bras.). Antiga forma de oui. Lugar onde se tomam bebidas. 3-Género de plantas a que pertencem a erva-moura, a batateira, o tabaco. Outorgar. 4-Procedimento, tratamento. As partes mais largas dos remos. 5-Encrespar. Capa sem mangas. 6-Acolá. Força que imprime movimento a uma máquina. Apeadeiro (abrev.). 7-Portanto. Beco sem saída. 8-Vida (pref.). Ressoar. 9-Três (Pref.).Predição de sucesso futuro. 10-Legislação. Acrescenta. Textualmente. 11-Que vive no estado de poligamia. Em partes iguais (Fram).

[Tele]visão TDM 13:00 13:30 14:45 19:00 19:30 20:30 21:00 21:30 22:10 23:00 23:30 23:45 01:20 02:00 04:00

TDM News - Repetição Telejornal + 360º (Diferido) RTPi DIRECTO Montra do Lilau (Repetição) Vingança Telejornal TDM Talk Show Perdidos Sr.6 Escrito nas Estrelas TDM News Resumo Liga dos Campeões Liga dos Campeões: Real Madrid - Manchester Telejornal (Repetição) Liga Europa: Bayer Leverkusen – Benfica (Directo) RTPi Directo INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Código de Bairro 15:00 Poplusa 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 Decisão Final 17:45 Vingança 18:30 Grandes Quadros Portugueses 19:00 Maternidade 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:15 Portugal no Coração 30 - FOX Sports 13:00 Chang World of Football 2012/13 13:30 World of Gymnastics 2013 14:00 500 Great Goals 14:30 Abl Championship Series 2013 Perth Heat vs. Canberra Cavalry 17:30 Asean Basketball League 2013 San Miguel Beerman vs. Indonesia Warriors 19:30 (LIVE) FOX SPORTS Central 20:00 ABL Crossover 2013 20:30 Total Rugby 21:00 The Football Review 2012-2013

21:30 FSC Investigates: Match Fixing 22:00 FOX SPORTS Central 22:30 Thursday Fight Night with UFC 31 - STAR Sports 12:30 HSBC Sevens World Series 2012/13 15:00 F1 Classics - 1988 Portugese Grand Prix 16:00 F1 Classics - 1988 Japanese Grand Prix 17:00 Smash 2013 17:30 AFC Champions League 2012 Bunyodkor vs. Adelaide United FC 20:00 MotoGP World Championship 2010 - Highlights Grand Prix of Japan 21:00 HSBC Sevens World Series 2012/13-Highlights 21:30 (LIVE) Score Tonight 2013 22:00 AFC Champions League 2012 Al Ahli vs. Al lttihad 40 - FOX Movies 12:25 Click 14:15 The House Bunny 15:55 Kung Fu Hustle 17:35 Up 19:15 Killers 21:00 The Twilight Saga 23:00 Wall-E 00:40 Love & Other Drugs 41 - HBO 12:30 Ghost 14:45 While You Were Sleeping 16:30 50 First Dates 18:15 Two Weeks Notice 20:00 Just Go With It 22:00 Crazy, Stupid, Love 00:00 Gladiator 42 - Cinemax 12:30 Red 14:30 Not Another Teen Movie 16:00 She 17:45 The Last Airbender 19:25 Inception 22:00 Sanctum 23:45 Sliver

HORIZONTAIS: 1-CA. OMNIMODO. 2-ACA. OIL. BAR. 3-SOLANO. DER. 4-TRATO. PAS. P. 5-ENRUFAR. OPA. 6-OLA. MOTOR. AP. 7-ORA. BETESGA. 8-S. BIO. ECOAR. 9-TRI. AGOIRO. 10-LEI. ADE. SIC. 11-POLIGAMO. AA. VERTICAIS: 1-CASTELOS. LP. 2-ACORNAR. TEO. 3-ALAR. ABRIL. 4-O. ATUM. II. I. 5-MONOFOBO. AG. 6-NIO. ATE. ADA. 7-IL. PROTEGEM. 8-M. DA. RECO. O. 9-OBESO. SOIS. 10-DAR. PAGARIA. 11-OR. PAPAROCA.

À venda na Livraria Portuguesa O Segredo do Rio • Miguel Sousa Tavares

Uma referência obrigatória na literatura infantil em Portugal. À inquietação de um dos filhos em saber por que é que as estrelas não caem do céu, Miguel Sousa Tavares escreveu O Segredo do Rio, um conto que é já uma referência obrigatória na literatura infantil em Portugal. Mas que segredos pode esconder um rio? À primeira vista, esta é a história de amizade entre um rapaz que vive sozinho no campo e um peixe (uma carpa) que vive no ribeiro para onde o rapaz ia brincar. No final, percebemos que o grande segredo do rio está consagrado na gratidão que os une. Esta é uma obra de aprendizagem da vida e dos seus mistérios, das relações humanas e da descoberta de sentimentos.

A Incrível e Triste História da Cândida Eréndira e da Sua Avó Desalmada • Gabriel García Márquez

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição solução do problema do dia anterior

17

Bem ao estilo de Gabriel García Márquez, este livro reúne sete histórias mágicas que reflectem a cultura sul-americana. As primeiras, um conjunto de seis contos fantásticos onde se misturam acontecimentos surreais e detalhes do quotidiano, contam-nos as alterações sofridas por pequenas e pobres povoações após estranhos acontecimentos que mudam a vida de todos os habitantes. A última, a novela curta que dá título ao livro, conta a história de Eréndira, uma adolescente obrigada a prostituir-se pela própria avó para a recompensar das perdas decorrentes de um incêndio acidental – um bizarro mas poderoso exemplo do realismo mágico de García Márquez. Rua de S. Domingos 16-18 • Tel: +853 28566442 | 28515915 • Fax: +853 28378014 • mail@livrariaportuguesa.net

O Ano da Serpente chegou a Portugal Pedro Passos Coelho, primeiroministro português, resolveu dar umas palmadinhas nas costas aos seus novos amigos chineses e publicou uma mensagem de Ano Novo Chinês no website oficial do Governo. No seu texto, desejou “prosperidade, saúde e bem-aventurança” para o povo que vive deste lado do mundo. Pelo contrário, Passos Coelho disse aos portugueses que a crise ainda não estava terminada. É, assim, curiosos observar como dois discursos podem ser tão antagónicos, tal como são as economias dos dois países. Esta mensagem deixada no website não passa de uma boa estratégia de marketing politico. Depois de tantos investimentos chineses em empresas portuguesas, Portugal quer mais e mais projectos do sitio onde há dinheiro a sério. Então adopta esta atitude de amizade profunda, entendimento, de “somos muito amigos e podemos ficar ainda mais”. Houve ainda umas palavras para a comunidade portuguesa aqui residente e para a tão falada plataforma que é Macau. Nas redes sociais, muitos encararam esta mensagem como uma atitude de subjugação aos interesses da China, e ouviram-se críticas. Portugal está mal e está a procurar desesperadamente investimento externo. Consigo-o na China. Portanto, esta mensagem é politica pura e dura, quer se goste, quer não. O problema de Portugal é que acordou tarde para resolver as suas necessidades de investimento, diversificar mercados, encontrar parceiros e, sobretudo, exportar aquilo que de melhor sabe fazer, e manter essas empresas, esses postos de trabalho. Agora, enfiado no desespero, está a olhar para a Ásia e para Macau com outros olhos bem mais atentos. Vamos ver então os resultados práticos, e esperar para ver se o governo português vai continuar a adoptar esta atitude perante o novo amigo chinês.

Pu Yi


18

opinião

quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

Carlos M. Cordeiro

da estrela

Um país, dois carnavais

É

costume dizer-se que no Carnaval ninguém leva a mal. Uma ova. Se a folia do ambiente carnavalesco que se viveu em Portugal esta semana provocou o mais díspar conjunto de festejos, já a grande maioria do povo viveu um outro tipo de Carnaval. Há que distinguir duas situações completamente diferentes. Existem aqueles que festejaram o Carnaval por tradição, porque a vida ainda lhes corre bem, porque a crise ainda não os atingiu e porque as tristezas não pagam dívidas. Enquanto que, por outro lado, a tal maioria que reside em Loulé, Mealhada, Torres Vedras e Caldas da Rainha – alguns locais de culto carnavalesco – não se mascarou, não saiu à rua, não entrou no samba, não se embriagou. O país não está para brincadeiras. Os professores, estivadores, pescadores, maquinistas, pedreiros, engenheiros e arquitectos são alguns dos profissionais que estão a sentir na pele um outro tipo de Carnaval: são os mascarados pela governação. As máscaras traduzem um visual muito sério. Impostos, despedimentos, cortes na despesa da saúde, da educação e da segurança social, encerramento de fábricas, lojas e restaurantes. Estes, são os foliões que se sentem obrigados a encavalitarem-se nos veículos de um corso mascarado de FMI, Banco Central Europeu e Comissão Europeia. A troika é o Carnaval virado para os que já não podem mais. Especialmente, para os que estão desempregados sem qualquer tipo de subsídio de sobrevivência e que apertaram o cinto de tal forma que o último buraco é o umbigo. Numa altura destas de festejos carnavalescos vale a pena recordar as suas possíveis origens e como é líquido que alguma coisa tem sido deturpada ao longo dos tempos de maneira a mostrar-nos que a brincadeira

A máscara que se retira de uma festa anual dá lugar à máscara da vida e, esta, decorre cada vez mais árdua e dolorosa. A dicotomia na realidade portuguesa é flagrante. Há aqueles que brincam ao Carnaval e há os outros que fingindo que governam a plenitude de uma administração política - ao fim e ao cabo o nosso destino - tudo equacionam e encaminham para que o próximo Carnaval da maioria seja um vale de lágrimas carnavalesca pode ser um pouco de tudo, incluindo a destruição de um Estado social mascarada de benemerências e empreendimentos políticos. As opiniões históricas sobre as raízes do

Carnaval divergem. Para muitos, o Entrudo pertence ao calendário cristão, referindo-se os dias de folia que antecedem a Quaresma. Sublinha-se, inclusivamente, quando se diz “adeus à carne” (do latim ‘carne vale’), ou

seja, não só como uma forma de jejuar tal como também fazer abstinência sexual. Para outros, as origens da época festiva antecedem o cristianismo, filiando-se nas Saturnálias romanas, que terão mais tarde sido absorvidas pelo carnaval italiano, indicado como o mais antigo de todos. Há registos de que já os romanos observavam um jejum de quarenta dias, antecedido por um breve tempo de festejos marcando o final do Inverno e a iminência da Primavera. As Saturnálias, por seu turno, podem ter-se baseado nas celebrações dionisíacas dos gregos e em manifestações orientais semelhantes. Mas o que conta é que agora tudo pertence ao desconhecido histórico e, dominados pela dimensão profana, festeja-se o Carnaval de um modo que mais parece querer simbolizar o esquecimento – durante uns três a quatro dias – da verdadeira situação que globalmente se vive no país. Os foliões, cabeçudos e matrafonas misturaram-se com bailarinas brasileiras despidas e cheias de frio pelas ruas das cidades que organizaram cortejos repletos de música e sátira política. Os disfarces foram às centenas, os desfiles animaram o pessoal que compareceu, mas no final, todos acabaram por cair na realidade. O jejum da história carnavalesca traduz-se na fome sentida por milhares que procuram cada vez mais as cantinas sociais. A máscara que se retira de uma festa anual dá lugar à máscara da vida e, esta, decorre cada vez mais árdua e dolorosa. A dicotomia na realidade portuguesa é flagrante. Há aqueles que brincam ao Carnaval e há os outros que fingindo que governam a plenitude de uma administração política - ao fim e ao cabo o nosso destino - tudo equacionam e encaminham para que o próximo Carnaval da maioria seja um vale de lágrimas.

pub

AVISO - CONCURSO PÚBLICO N.º 3/P/2013

Falecimento de FRANCISCO MARIA DIAS Maria Marlene Martins Dias, cumpre o doloroso dever de participar o falecimento do seu amado marido, Francisco Maria Dias, ocorrido no passado dia 10, em Macau. Esta noite, pelas 20 horas, na Casa Mortuária Diocesana, será rezada missa de corpo presente, realizando-se o funeral, amanhã, dia 15, pelas 11 horas. A Família agradece antecipadamente a presença de quantos participarem nas cerimónias fúnebres, bem como na missa de sétimo dia, que será celebrada na Sé Catedral, sábado, dia 16, às 18h.

Faz-se público que, por despacho do Ex.mo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 28 de Janeiro de 2013, se encontra aberto o Concurso Público para “Fornecimento de Equipamentos Laboratoriais Cedidos Como Contrapartida do Fornecimento de Reagentes ao Laboratório de Saúde Pública dos Serviços de Saúde”, cujo Programa do Concurso e o Caderno de Encargos se encontram à disposição dos interessados desde o dia 14 de Fevereiro de 2013, todos os dias úteis, das 9,00 às 13,00 horas e das 14,30 às 17,30 horas, na Divisão de Aprovisionamento e Economato destes Serviços, sita na Rua Nova à Guia, n.º 335, Edifício da Administração dos Serviços de Saúde, 1.º andar, onde serão prestados esclarecimentos relativos ao concurso, estando os interessados sujeitos ao pagamento de $32,00 (trinta e duas patacas), a título de custo das respectivas fotocópias ou ainda mediante a transferência gratuita de ficheiros pela internet no website do S.S. (www.ssm.gov.mo). As propostas serão entregues na Secção de Expediente Geral destes Serviços, situada no r/c do Centro Hospitalar Conde de São Januário e o respectivo prazo de entrega termina às 17,30 horas do dia 15 de Março de 2013. O acto público deste concurso terá lugar no dia 18 de Março de 2013, pelas 10,00 horas, na sala do “Museu” situada junto ao C.H.C.S.J. A admissão a concurso depende da prestação de uma caução provisória no valor de $ 362.000,00 (trezentas e sessenta e duas mil patacas) a favor dos Serviços de Saúde, mediante depósito, em numerário ou em cheque, na Secção de Tesouraria destes Serviços ou através da Garantia Bancária/Seguro-Caução de valor equivalente. Serviços de Saúde, aos 4 de Fevereiro de 2013. O Director dos Serviços, Lei Chin Ion


quinta-feira 14.2.2013

opinião

www.hojemacau.com.mo

Leocardo

19

bairro do oriente

Porque és assim, Valentim?

F

ESTEJAMOS hoje, dia 14 de Fevereiro, o Dia de S. Valentim, vulgo Dia dos Namorados. Mas esperem, “festejamos”? A sério? Não existe um dia mais cruel ou batoteiro que este alegadamente dedicado ao “amor”. Amor é o que menos tem a ver com esta data parva, que preocupa muitos, deprime outros e enche os bolsos a alguns. É deplorável, sempre pensei assim, e nunca vou mudar de opinião, por muito politicamente incorrecto que seja o meu ponto de vista. Foi idealizado por algum sádico que sentia gozo em ver sofrer o resto da humanidade. Se existisse alguma forma inofensiva de induzir o coma, eu queria adormecer no dia 13 e acordar apenas no dia 15. Uma semana entre 8 e 15 seria melhor ainda. Mas porquê, se é um dia em que tanta gente se sente ou se deve sentir feliz e apaixonada? Meus amigos, isto é como o comunismo: perfeito na teoria mas desastroso na prática. Primeiro devo confessar que nunca fui um rapaz muito endinheirado durante a minha adolescência, e o Dia dos Namorados só poderia significar duas coisas: solidão ou despesa. Preocupava-me quando chegava o mês de Fevereiro e estivesse a namorar. Era preciso desencantar uns trocos para não passar por pobrezinho ou forreta, ou na melhor das hipóteses suspendia o namoro por uns dias para “reflexão”, e de preferência antes do dia 14, para reatá-lo por volta do dia 19 ou 20, para que não se desconfiasse muito das verdadeiras intenções. Sair com a namorada no Dia dos Namorados implicava uma ida ao cinema, possivelmente um jantar fora mas com toda a certeza uma prenda. Este empreendimento ficava um pouco acima dos meus gastos normais, e nem sozinho ia eu tratar-me tão bem, quanto mais duplicando a despesa. Aliás, já que cerimonializaram tanto este dia, devia ser também feriado público, e ficava tudo mais fácil. O facto de ser “teso” nem é sequer o principal motivo. É tudo tão mais caro nesse dia que ainda não encontrei escrita em lei nenhuma algo que diga que toda o comércio tem o direito de aumentar os preços à revelia das regras e do bom senso. Desde quando é que um ramo de rosas custa 20 patacas nos dias normais, e uma única rosa enfeitada com uma fita de plástico custa 100 patacas no Dia dos Namorados? O mais irritante é que deixam de se vender flores “normais” logo a partir do final de Janeiro, seja para aniversários, graduações ou outra coisa qualquer: todos pagam pela tabela de S. Valentim. É uma espécie de cerco. Semanas antes deste

dia as floristas aumentam paulatinamente os preços, atingindo o clímax da roubalheira na véspera e no próprio dia 14. Quanto ao jantar em algum local de bom gosto, poderá ser necessário uma reserva antecipada. O ónus da prenda recai sobretudo sobre o homem, e caso a namorada seja um daqueles anjinhos que gosta de tudo o que é “fofinho”, o que não falta são lojas que vendam essas mariquices. O pior nem é comprar a prenda, mas encontrar uma coisa de jeito. Um investimento do tipo relógio, pulseira ou jóia seria arrebatador, mas dispendioso. Tudo depende da expectativa da namorada, ou da forma como encaramos a relação, mas nestas coisas as melhores são muito sensíveis (para não dizer complicadas). Se a fatídica data cai num dia se semana, pode-se sempre alegar a falta de vagar para encontrar uma lembrança mais especial. Mas se cai num fim-de-semana, então aí não há desculpa.

caprichos nem prejuízos, e fazer a garota contente pelo menos até à próxima data festiva. Os namoros que começaram neste dia e ainda perduram fazem mesmo uma espécie de “renovação de contrato” por mais um ano. O significado e despesa são a redobrar. Enquanto os namorados se vão entreter com um sorriso mais amarelo da parte dele, quem lucra são os habituais “exploradores” do Dia dos Namorados, em muitos casos gente que só sente amor quando se trata de dinheiro. É normal, pois existe sempre um antídoto para um veneno, luz depois das trevas, um ying e um yang quaisquer, etc. Não existe mesmo bela sem senão. Não censuro os casais que consideram o Dia dos Namorados especial, ou que o cele-

bram e com isso ficam felizes, independente das posses. Não tomem a minha opinião pessoal como uma verdade, ou se quiserem nem me levem a sério. Simplesmente não tenho estômago para este tipo de imposição do amor romântico, das florzinhas, dos cupidos e dos ursinhos cor-de-rosa, de toda essa foleirice inerente. Todos os dias deviam ser Dia dos Namorados, sem os ditames de convenções baseadas em crendices e factos históricos duvidosos. Para isso já nos basta o Natal. Agora que o fel já está todo caro fora, resta-me desejar a todos um feliz Dia de S. Valentim. Que o dia corra bem e termine de preferência já de noitinha, e com um final feliz. Só assim vale a pena o sacrifício.

SED LEX DURA LEX por antónio conceição júnior

Muitos namorados festejam o dia compulsivamente, ignorantes do seu verdadeiro significado ou origem, e chega a ser pecaminoso menosprezar a tradição. A ordem é portanto puxar da carteira, não olhar a caprichos nem prejuízos, e fazer a garota contente pelo menos até à próxima data festiva Não tenho os números aqui presentes, mas desconfio que este deve ser um período em que os suicídios disparam. Não sei quem foi o génio que resolveu assinalar deste dia, mas não pensou que para alguns seria feliz, claro, mas para outros um sinónimo de solidão, isolamento e desprezo. Quem se sente só e ignorado não se deve sentir melhor num dia dedicado a parzinhos amorosos partilhando beijinhos e festinhas, exibindo pela rua os bouquets da moça, qual deles o mais composto e caro. Tudo isto em nome um santo romano do século V, numa celebração inaugurada pelos anglo-saxónicos medievais, de orientação presbítera, portanto protestante. A única explicação para a aceitação deste ritual entre católicos, chineses e até ateus é o seu apelo comercial. Muitos namorados festejam o dia compulsivamente, ignorantes do seu verdadeiro significado ou origem, e chega a ser pecaminoso menosprezar a tradição. A ordem é portanto puxar da carteira, não olhar a

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editor Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Fernando Eloy; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; David Chan; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Isabel Castro; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Leocardo; Maria Alberta Meireles; Mica Costa-grande; Paul Chan Wai Chi; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


quinta-feira 14.2.2013

www.hojemacau.com.mo

c a r t oon resignação de por Steff

Papa Bento XVI

Fidel Castro queixa-se da idade

O antigo presidente de Cuba, Fidel Castro, queixou-se da idade numa entrevista concedida a vários meios de comunicação social. O carismático ex-líder, de 86 anos, explicou que vê mal e tem problemas num dos joelhos. O jornal britânico The Guardian noticiou que a entrevista ocorreu a 3 de Fevereiro e que foi marcada pelo tom informal. Segundo o jornal Granma, do Partido Comunista Cubano, Fidel Castro deixou elogios à liderança do sucessor, o seu irmão Raúl Castro, nomeadamente a nível económico. Castro abordou ainda saúde de Hugo Chávez: “Quando ele estava no auge da sua força e do seu combate, negligenciou a saúde, dedicou-se inteiramente à luta.”

Portuguesas são única fonte de rendimento

Um inquérito europeu concluiu que existem cada vez mais portuguesas que são a única fonte de rendimento da família. Segundo a análise do último inquérito social europeu sobre a divisão do trabalho pago, da autoria das investigadoras Karin Wall e Sofia Aboim, as portuguesas fazem menos trabalho doméstico do que há dez anos, tendo aumentado o número de mulheres no mercado de trabalho. O estudo mostra que 16,5 por cento das mulheres em Portugal são o único “ganha-pão” em casa e que tem aumentado o número de horas que os homens canalizam para o trabalho doméstico, embora este número ainda fique muito abaixo do representado pelas mulheres. De acordo com a análise das investigadoras do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, a tendência aponta para o “aumento rápido” do modelo em que apenas as mulheres trabalham fora de casa. Enquanto em 2002 havia 2 por cento de casos destes em casais entre os 18 e os 65 anos, agora a percentagem é de 16,5 por cento.

Fraude de carne de cavalo

A polémica alusiva à carne de cavalo encontrada em embalagens cujos rótulos garantiam carne totalmente de vaca levou ao encerramento de uma fábrica e de um matadouro, no Reino Unido. Em Todmorden, no norte de Inglaterra, a polícia britânica e a Agência para as Normas Alimentares (FSA) do Reino Unido realizaram uma operação de fiscalização no matadouro Peter Body, que foi encerrado por suspeitas de envolvimento na fraude da carne de cavalo. Uma operação semelhante determinou o fecho de uma fábrica de processamento e preservação de carnes perto de Aberystwyth, no País de Gales, pelo mesmo motivo. A actividade foi interrompida naqueles locais e vário material foi apreendido pelas autoridades, como carne e listas de clientes.

EUA discutem o Estado da União no Congresso

Luta feroz contra Al-Qaeda

N

o discurso sobre o Estado da União perante o Congresso norte-americano, Barack Obama falou sobre política externa, nomeadamente a retirada militar do Afeganistão, as relações com a Rússia e o combate à Al-Qaeda. Obama anunciou que 34 mil militares retornarão do Afeganistão no próximo ano, e que guerra norte-americana no país asiático terminará, como está previsto, no final de 2014. O líder norte-americano prometeu mais transparência nos esforços antiterroristas, mas também sustentou que “quando for necessário” vai tomar “acções directas” contra aqueles que forem uma ameaça para seus compatriotas, avisando assim o Irão e a Coreia do Norte. O presidente prometeu que haverá “medidas firmes” em resposta às ameaças nucleares da Coreia do Norte, assim como o compromisso de fazer “o necessário” para impedir que o Irão obtenha uma arma atómica.

Al-Qaeda é uma sombra

A “ameaça representada pelos grupos extremistas e filiados à Al-Qaeda da Península Arábica até a África está a evoluir”, advertiu Obama, acrescentando que “é preciso ajudar países como o Iémen, a Líbia e a Somália para que possam tomar conta da sua própria segurança e ajudar os aliados que lutam contra os terroristas, como aconteceu no Mali”. “Quando for necessário e usando uma ampla categoria de capacidades, continuaremos a tomar acções directas contra

os terroristas que representam a ameaça mais séria contra os americanos”, apontou Obama. No entanto, deixou uma certeza: “Hoje, a organização que nos atacou a 11 de Setembro de 2001 é uma sombra do que era.” Obama também confirmou que os EUA negociarão com a Rússia para reduzir os respectivos arsenais nucleares e disse ainda que promulgará “imediatamente” uma reforma migratória integral se o Congresso a aprovar nos próximos meses.

Novo acordo com a UE

Barack Obama dedicou grande parte do discurso do Estado da União à economia e um plano para a fazer crescer, como o aumento gradual do salário mínimo ou a aproximação comercial à União Europeia. Fez também a defesa da classe média, mas falou ainda do fim da guerra no Afeganistão e do controlo de armas, um dos momentos mais emocionados. O presidente dos Estados Unidos lembrou ao Congresso que é preciso mais acção para impulsionar o crescimento económico. Falou, então, no aumento do salário mínimo em

mais de 20 por cento, de 7,5 dólares para 9, até 2015. “Na nação mais rica à face da terra, nenhum trabalhador a tempo inteiro deveria viver na pobreza”, declarou. “A redução do défice só por si não é um plano económico”, acrescentou Obama. “Uma economia em crescimento que crie bons empregos para a classe média: essa medida deve guiar os nossos esforços”, disse, expressando o desejo de que “a próxima revolução industrial seja nos EUA”. Obama adiantou o lançamento de negociações com a União Europeia para uma zona de livre comércio transatlântica, embora não tenha dado mais detalhes. A redução do défice público, em que democratas e republicanos estão há meses em conflito, “não é por si só um plano económico”, advertiu Obama, ao reiterar a necessidade de uma reforma do sistema fiscal e de alguns programas sociais. O presidente também pressionou os congressistas “a deixar os interesses partidários de lado” e “trabalhar por um orçamento que substitua os cortes insensatos com economias inteligentes”.

Franceses condenados em caso de falsos órfãos

Seis elementos de uma organização não-governamental (ONG) chamada Arca de Zoé foram condenados pelo Tribunal de Paris a penas de prisão. O fundador da entidade, Éric Breteau, foi sentenciado, tal como a sua companheira, Émilie Lelouch, a dois anos de prisão, ao pagamento de uma multa no valor de 50 mil euros e à interdição de voltar a trabalhar com crianças. A ONG foi dissolvida e obrigada a pagar cerca de 100 mil euros em indemnizações. Outros quatro suspeitos foram condenados a penas suspensas de prisão entre seis meses e um ano. Os criminosos tentaram sujeitar a adopção em França 103 crianças do Chade, que tinham família, com o pretexto de serem órfãs e originárias do Darfur. O caso foi descoberto em 2007, quando os membros da Arca de Zoé tentaram abandonar o Chade com as crianças, sem sucesso.

Maniche vê Figo como presidente do Sporting

Maniche está convicto de que Luís Figo é a pessoa certa para assumir a presidência do Sporting. José Couceiro, acredita, é solução igualmente válida. “Conheço bem o Luís, tive o privilégio de jogar com ele e continuo a ser um grande amigo dele. É uma pessoa que tem as ideias bem vincadas, sabe o que quer, sabe por onde pisa e, se aceitar candidatar-se a presidente do Sporting, terá o meu apoio”, anuncia o antigo internacional português, em declarações prestadas à TSF. Se a candidatura de Luís Figo não for uma realidade, Maniche confiaria o seu voto a José Couceiro, “uma pessoa credível”. “Vejo-os como os dois grandes candidatos”, aponta.

Hoje Macau 14 FEV 2013 #2791  

Edição do jornal Hoje Macau N.º 2791 de 14 de Fevereiro de 2013

Advertisement